REGULAMENTO 1º CONCURSO INOVAÇÃO NO TCE-PE

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "REGULAMENTO 1º CONCURSO INOVAÇÃO NO TCE-PE"

Transcrição

1 1 REGULAMENTO 1º CONCURSO INOVAÇÃO NO TCE-PE A Escola de Contas Públicas Professor Barreto Guimarães (ECPBG) torna público o regulamento do 1º Concurso Inovação no TCE-PE, que será regido de acordo com as disposições seguintes: 1. O 1º Concurso Inovação no TCE-PE é uma iniciativa da Escola de Contas Públicas Professor Barreto Guimarães/ECPBG. 2. Para efeito deste concurso entende-se como inovação a introdução de mudanças em práticas anteriores ou de idéias, processos, produtos ou procedimentos novos, relevante de adoção e que produzam resultados positivos para o Tribunal de Contas e para a sociedade. 3. A inovação não se restringe a experiências inéditas: pode abranger todas as práticas que representam respostas adequadas à necessidade que as motivou, ainda que sejam adaptações de arranjos adotados em outros espaços institucionais. 4. O concurso tem como objetivos: Estimular a implantação de iniciativas inovadoras que produzam resultados positivos para a melhoria dos serviços prestados pelo Tribunal de Contas e para a sociedade; Otimizar os recursos disponíveis, por meio de formas inovadoras de gestão e organização. Valorizar servidores que atuem de forma criativa e proativa em suas atividades, comprometidos com o alcance de melhores resultados e com o interesse público. 5. Poderão ser inscritas iniciativas desenvolvidas por servidor ou equipe de servidores (efetivos, à disposição e comissionados), atuando em unidades administrativas, técnicas ou de coordenação do TCE-PE. 6. A iniciativa inscrita deverá estar em vigência, apresentar resultados já mensuráveis e contar com, no mínimo seis meses e no máximo 30 meses de implantação, até a data de término do período de inscrição do concurso. 7. A inscrição deverá ser feita mediante preenchimento completo da ficha de inscrição eletrônica e do relato da iniciativa, conforme descrito no manual de orientação. A ficha de inscrição e o manual de orientação estarão disponíveis no site da ECPBG (www.tce.pe.gov.br/escola) durante todo o período de inscrição. 8. Ao efetuar a inscrição o responsável deverá enquadrar a iniciativa em uma das linhas de pesquisa aprovadas pelo Conselho do TCE-PE para o exercício de 2011, abaixo relacionadas e detalhadas no Anexo A deste Edital. 1. Mecanismos de controle da gestão pública 2. Controle de políticas públicas e participação social 3. Regimes próprios de previdência social 4. Comunicação e visibilidade institucional 5. Gestão de pessoas, do conhecimento e transformação do trabalho. 6. Gestão estratégica da inovação

2 2 9. O Concurso divulgará e premiará até 3 iniciativas que serão julgadas com base nos indicadores qualitativos e quantitativos apontados no relato da iniciativa, de acordo com os seguintes critérios e pesos: CRITÉRIOS DE SELEÇÃO 1. Introdução de inovação em relação a práticas anteriores 5 2. Resultados positivos comprovados quanto à contribuição para a resolução 4 da situação-problema e ou atendimento a demanda do público-alvo e/ou aos direitos do cidadão 3. Possibilidade de disseminação no âmbito do TCE Relação entre os resultados obtidos e os recursos utilizados na 2 implantação da iniciativa (humanos, financeiros, tecnológicos, etc.). 5. Integração com outras iniciativas internas ou existência de parceria 1 PESO 10. Os instrumentos de avaliação aceitos constituem, exclusivamente, a ficha de inscrição, o relato da iniciativa candidata e o relatório elaborado pelo Comitê Julgador, com base nas informações coletadas durante a visita técnica realizada. 11. O Comitê Julgador será formado por servidores do Tribunal de Contas e especialistas que serão mobilizados pela Escola de Contas para este fim. 12. O processo de seleção será feito em quatro etapas. 1ª etapa: Triagem interna As iniciativas recebidas passarão por uma verificação interna na qual serão observados o atendimento aos requisitos básicos para inscrição estabelecidos neste regulamento nos itens 4, 5, 6, 7 e 8. As iniciativas que atenderem aos requisitos básicos estabelecidos, seguirão para a 2ª etapa de seleção. 2ª etapa: Avaliação inicial (Comitê Julgador) Nesta etapa, todos os relatos serão avaliados por cada um dos membros do comitê julgador, com base nos critérios de seleção e respectivos pesos definidos no item 9. Cada membro procederá a pontuação dos relatos, que será obtida pela média ponderada, considerando as notas atribuídas a cada critério (na escala de 1 a 5) e seus respectivos pesos. A nota final de cada relato será o resultado da média aritmética das notas atribuídas a cada um deles, por cada membro do comitê julgador. A etapa é concluída com a realização de reunião com os membros do comitê julgador que indicarão, a partir das pontuações obtidas por cada relato e por consenso, até 6 iniciativas que receberão as visitas técnicas para averiguar as informações apresentadas na inscrição e relato.

3 3 3ª etapa: Visitas técnicas (Comitê Julgador) Na terceira etapa, os responsáveis pelas iniciativas selecionadas receberão a visita in loco do Comitê Julgador, destinada ao aprofundamento e à averiguação das informações enviadas no relato. Esta etapa envolve entrevista e coleta de dados que comprovem as informações contidas no relato, em conformidade com os critérios de avaliação, os indicadores e resultados apontados, bem como eventuais questões ressaltadas pelo comitê julgador, na segunda etapa de seleção. Ao final desta etapa, cada membro procederá a nova pontuação dos relatos, que será obtida pela média ponderada de acordo com o item 9 deste regulamento. A nota final de cada relato será o resultado da média aritmética das notas atribuídas a cada um deles, por cada membro do comitê julgador. 4ª Etapa: Avaliação final pelo Comitê Julgador Nesta última etapa, os membros do Comitê Julgador realizarão reunião para avaliação final das iniciativas, onde serão observadas as pontuações obtidas pelos relatos (Etapa 3). Por meio de consenso, serão selecionados até três relatos de iniciativas inovadoras para receberem a premiação. 13. Durante todo o período, que vai do início do terceiro trimestre até a data da divulgação do resultado do julgamento, o comitê julgador reserva-se o direito de averiguar as informações apresentadas, podendo solicitar dados complementares e documentação comprobatória ao servidor ou equipe responsável pela iniciativa. Em caso de não atendimento desta solicitação, a inscrição poderá ser cancelada em qualquer etapa do concurso. 14. A relação dos relatos vencedores será divulgada no site da ECPBG (http://www.tce.pe.gov.br/escola). 15. Caberá interposição de recurso à Diretoria Geral da ECPBG no prazo de até 2 (dois) dias úteis após a data de divulgação dos resultados. 16. Premiação do 1º Concurso Inovação no TCE-PE A ECPBG será a responsável pela premiação de até três iniciativas inovadoras selecionadas, conforme descrita a seguir: Prêmio em dinheiro no valor de R$ 5.000,00 (cinco mil reais), independente do número de pessoas participantes em cada equipe e conforme informado na ficha de inscrição. Divulgação no Banco de Soluções, disponível no site da Escola de Contas (www.tce.pe.gov.br/escola). Certificado de premiação emitido pela ECPBG. Recomendação ao TCE-PE para registro de elogio em ficha funcional. 17. Os responsáveis pelas iniciativas inovadoras vencedoras do concurso deverão apresentar à ECPBG a proporcionalidade de distribuição do prêmio pelos integrantes da equipe, no prazo máximo de 2 dias úteis contados da divulgação do resultado no site da ECPBG, contendo o nome e informação bancária de cada um deles. 18. Os servidores participantes do concurso, cujas iniciativas não foram selecionadas, receberão certificado de participação no Concurso emitido pela ECPBG. 19. Os interessados deverão preencher a ficha de inscrição eletrônica que estará disponível no endereço no período de 14 de março a 28 de junho de Todos os campos da ficha deverão ser preenchidos de acordo com as instruções nela contidas e no

4 4 manual de orientação, disponível no mesmo endereço e de leitura obrigatória antes do preenchimento da respectiva ficha de inscrição. 20. Não será permitida a inclusão, substituição ou exclusão dos nomes dos integrantes da equipe e do responsável pela iniciativa, constante da ficha de inscrição, para fins de recebimento da premiação. 21. Calendário previsto para o 1º Concurso de Inovação no TCE-PE FASES DATA Publicação do regulamento, da ficha de inscrição e manual de 14/03/2011 orientação no site da ECPBG Inscrição e envio dos relatos das iniciativas inovadoras 14/03 a 28/06/2011 Divulgação das seis iniciativas selecionadas que receberão a visita técnica, previstas nos itens 9 e 10 deste regulamento 04/07/2011 Realização das visitas técnicas 05/07 a 20/09/2011 Divulgação no site da ECPBG das iniciativas premiadas Premiação das iniciativas vencedoras Dezembro/2011 Dezembro/ A coordenação operacional do processo ficará a cargo da ECPBG, que será a responsável por supervisionar os trabalhos de seleção das iniciativas inovadoras. 23. Os casos e fatos omissos e as dúvidas suscitadas na aplicação deste regulamento serão dirimidos pela Gerência de Pesquisas e Cooperação Técnica e pela Coordenação Geral da ECPBG. Recife, 14 de março de 2011 Conselheiro CARLOS PORTO Diretor da Escola de Contas Professor Barreto Guimarães

5 5 ANEXO A - LINHAS DE PESQUISA E TÓPICOS ESPECÍFICOS DO TCE-PE/2011 a) Mecanismos de controle da gestão pública Estudo para o aprimoramento dos processos, instrumentos, técnicas e métodos de trabalho utilizados no controle e fiscalização da gestão pública. Aumentar a efetividade das ações de controle externo Aumentar a eficiência e eficácia dos processos internos. Sociedade - Controle preventivo e concomitante - Mecanismos de fomento à celeridade das análises de contas - Gestão da qualidade dos trabalhos de auditoria - Integração de instituições de controle rede (TCU; TCEs; Controle Interno; Poder Legislativo; Polícia Federal; Procuradorias; Ministério Público, Receita Federal, etc.) - Estatística aplicada à auditoria - Gestão de aquisições e de execução contratual - Tecnologia da informação aplicada ao controle externo - Contabilidade aplicada ao Setor Público (avaliação de custos, valor econômico do patrimônio público, plano de contas único, etc.) - Processos de auditoria baseada em risco - Controle sobre novas formas de gestão da Administração Pública (parcerias público-privadas, consórcios públicos, organizações da sociedade civil de interesse público, etc.) - Mecanismos para avaliação dos controles internos - Controle sobre a qualidade dos serviços públicos

6 6 b) Controle de políticas públicas e participação social Estudo de mecanismos de formulação, execução, avaliação e transparência das ações em políticas públicas desenvolvidas pelas entidades fiscalizadas pelo TCE-PE, com vistas a instrumentalizar o controle exercido pelo órgão e encorajar o exercício da participação popular. Mobilizar a sociedade para o controle social Estimular a transparência da gestão pública Aumentar a efetividade das ações de controle externo Sociedade Clientes Sociedade - Avaliação de políticas públicas - Mecanismos para estimular a transparência da gestão pública e o controle social c) Regimes próprios de previdência social Estudo dos mecanismos de gerenciamento e de controle das entidades responsáveis pela gestão dos regimes próprios de previdência social. Aumentar a efetividade das ações de controle externo Orientar os jurisdicionados para melhoria da gestão pública Aumentar a qualidade e celeridade dos processos finalísticos Sociedade Clientes - Cálculo atuarial - Gestão de recursos previdenciários - Auditoria de inativos

7 7 d)comunicação e visibilidade institucional Investigação teórica e metodológica da comunicação institucional, tomando por base as relações estabelecidas entre a visibilidade e a legitimidade do TCE-PE e a comunicação midiática. Aperfeiçoar o processo de comunicação interna e externa Melhorar a integração com clientes Clientes - Comunicação interna, redes e seus impactos organizacionais - Comunicação institucional e participação social - Marketing institucional - Comunicação e Tecnologia da Informação e) Gestão de pessoas, do conhecimento e transformação do trabalho. Investigação das estratégias de aprimoramento organizacional do TCE-PE sob o pressuposto de que o conhecimento e os ativos humanos constituem o principal capital das instituições. Inclui os estudos para formular e implantar ações que permitam uma administração de recursos humanos, tecnológicos e valores organizacionais bem-sucedidos e socialmente responsáveis. Aumentar a eficiência e eficácia dos processos internos Estruturar a gestão do conhecimento Aprimorar e promover gestão de pessoas Aprendizagem e crescimento Aprendizagem e crescimento - Gestão por competência - Gestão de desempenho

8 8 - Qualidade de vida - Educação corporativa - Ferramentas de interação (redes sociais) f) Gestão estratégica da inovação Estudo do processo de inovação (nas dimensões tecnológicas, organizacionais e culturais) com ênfase no setor público. Estruturar a gestão do conhecimento Aprimorar a gestão dos dados e das informações Aumentar a eficiência e eficácia dos processos internos. Aprendizagem e crescimento - Redes e sistemas de inovação e difusão tecnológica - Gestão eletrônica de documentos - Governança de Tecnologia de Informação e alinhamento estratégico - Segurança da informação - Gerenciamento de Projetos - Gestão por processos

Regulamento do 20º Concurso Inovação na Gestão Pública Federal

Regulamento do 20º Concurso Inovação na Gestão Pública Federal Regulamento do 20º Concurso Inovação na Gestão Pública Federal A Fundação Escola Nacional de Administração Pública (Enap) torna público o regulamento do 20º Concurso Inovação na Gestão Pública Federal.

Leia mais

Ideias Criativas em Práticas Inovadoras

Ideias Criativas em Práticas Inovadoras Ideias Criativas em Práticas Inovadoras O Concurso Inovação na Gestão Pública Federal é promovido anualmente, desde 1996, pela Escola Nacional de Administração Pública (Enap), em parceria com o Ministério

Leia mais

REGULAMENTO DO CONCURSO DE AÇÕES INOVADORAS

REGULAMENTO DO CONCURSO DE AÇÕES INOVADORAS REGULAMENTO DO CONCURSO DE AÇÕES INOVADORAS A Secretaria de Estado do Planejamento, Gestão e Patrimônio do Governo de Alagoas torna público o VI CONCURSO DE AÇÕES INOVADORAS NA GESTÃO DO PODER EXECUTIVO

Leia mais

PRÊMIO TALENTO EM SUSTENTABILIDADE REGULAMENTO 2015

PRÊMIO TALENTO EM SUSTENTABILIDADE REGULAMENTO 2015 PRÊMIO TALENTO EM SUSTENTABILIDADE REGULAMENTO 2015 1. O PRÊMIO O Prêmio Talento em Sustentabilidade foi criado para reconhecer o trabalho de empregados, estagiários e terceiros do Grupo Votorantim que

Leia mais

Presidente Gleisson Cardoso Rubin. Diretora de Comunicação e Pesquisa Marizaura Reis de Souza Camões

Presidente Gleisson Cardoso Rubin. Diretora de Comunicação e Pesquisa Marizaura Reis de Souza Camões Presidente Gleisson Cardoso Rubin Diretora de Comunicação e Pesquisa Marizaura Reis de Souza Camões Diretora de Formação Profissional Maria Stela Reis Diretor de Desenvolvimento Gerencial Paulo Marques

Leia mais

R E G U L A M E N T O

R E G U L A M E N T O Premiação para associações comunitárias, empreendedores sociais, institutos de pesquisa, micro e pequenas empresas, ONGs e universidades sobre Iniciativas Inovadoras em Sustentabilidade R E G U L A M E

Leia mais

Edital SEMA/PMT nº 1/2014. Regulamenta o 1º Concurso SERVIDOR INOVADOR.

Edital SEMA/PMT nº 1/2014. Regulamenta o 1º Concurso SERVIDOR INOVADOR. Edital SEMA/PMT nº 1/2014. Regulamenta o 1º Concurso SERVIDOR INOVADOR. A Prefeitura Municipal de Teresina, por meio da Secretaria Municipal de Administração e Recursos Humanos (SEMA), torna público o

Leia mais

DESAFIO PORTO DIGITAL PARA SUSTENTABILIDADE DAS CIDADES

DESAFIO PORTO DIGITAL PARA SUSTENTABILIDADE DAS CIDADES DESAFIO PORTO DIGITAL PARA SUSTENTABILIDADE DAS CIDADES Porto Digital Recife, Maio de 2011 1. OBJETIVOS O DESAFIO PORTO DIGITAL PARA SUSTENTABILIDADE DAS CIDADES, promovido pelo Porto Digital, visa reconhecer

Leia mais

EDITAL AUDITAR PROCESSO SELETVO Nº 2/2010

EDITAL AUDITAR PROCESSO SELETVO Nº 2/2010 EDITAL AUDITAR PROCESSO SELETVO Nº 2/2010 Processo Seletivo para Participação no II Seminário Internacional de Contabilidade Pública e 3º Fórum Nacional de Gestão e Contabilidade Públicas 1. Considerações

Leia mais

Regulamento Prêmio Telecentros Brasil 2015

Regulamento Prêmio Telecentros Brasil 2015 Regulamento Prêmio Telecentros Brasil 2015 Seção I - Introdução Art. 1º O Prêmio Telecentros Brasil, criado pela Associação Telecentro de Informação e Negócios (ATN) em parceria com o SEBRAE, TICKET, Ministério

Leia mais

Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES

Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES EDITAL Nº 056/2013 Prêmio Emerald/Capes 2013 de Pesquisa nas áreas de Ciência da Informação e Administração e Gestão A Fundação Coordenação

Leia mais

REGULAMENTO SINDUSCON PREMIUM ETAPA LITORAL NORTE 2013. 1ª edição

REGULAMENTO SINDUSCON PREMIUM ETAPA LITORAL NORTE 2013. 1ª edição REGULAMENTO SINDUSCON PREMIUM ETAPA LITORAL NORTE 2013 1ª edição 1 DA INSTITUIÇÃO DA PREMIAÇÃO 1.1 O Sinduscon Premium Etapa Litoral Norte 1ª edição instituído pelo SINDUSCON RS, Sindicato das Indústrias

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DA GESTÃO PÚBLICA SUPERINTENDÊNCIA DA ESCOLA DE GOVERNO REGULAMENTO DO CONCURSO

SECRETARIA DE ESTADO DA GESTÃO PÚBLICA SUPERINTENDÊNCIA DA ESCOLA DE GOVERNO REGULAMENTO DO CONCURSO REGULAMENTO DO CONCURSO A Secretaria de Estado da Gestão Pública do Governo de Alagoas torna público o 4º CONCURSO DE AÇÕES INOVADORAS NA GESTÃO DO PODER EXECUTIVO DE ALAGOAS que será regido de acordo

Leia mais

SINEPE-ES em Ação REGULAMENTO

SINEPE-ES em Ação REGULAMENTO SINEPE-ES em Ação REGULAMENTO 1. Objetivos da Diplomação e Premiação A diplomação SINEPE-ES em Ação é uma iniciativa do Sindicato das Empresas Particulares de Ensino do Estado do Espírito Santo SINEPE/ES,

Leia mais

Prêmio Fundação Banco do Brasil de Tecnologia Social - 2013 Regulamento

Prêmio Fundação Banco do Brasil de Tecnologia Social - 2013 Regulamento 1. Do Conceito de Tecnologia Social 1.1 Tecnologia Social compreende produtos, técnicas ou metodologias reaplicáveis, desenvolvidas na interação com a comunidade e que representem efetivas soluções de

Leia mais

A Federação das Unimeds do Estado de São Paulo (Fesp), no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo Estatuto Social, resolve:

A Federação das Unimeds do Estado de São Paulo (Fesp), no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo Estatuto Social, resolve: 32º PRÊMIO CASOS DE SUCESSO - REGULAMENTO 1) CONSIDERAÇÕES GERAIS A Federação das Unimeds do Estado de São Paulo (Fesp), no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo Estatuto Social, resolve: 1.1

Leia mais

1. PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA FAEC

1. PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA FAEC 1. PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA FAEC 1.1 Definição de Iniciação Científica A iniciação cientifica é uma atividade acadêmica que permite introduzir os discentes de graduação na pesquisa cientifica.

Leia mais

Art. 1º - A Federação Apícola do Rio Grande do Sul e o XVIII Seminário Estadual de Apicultura e

Art. 1º - A Federação Apícola do Rio Grande do Sul e o XVIII Seminário Estadual de Apicultura e Regulamento Prêmio de Inovação Tecnológica para Apicultura e/ou Meliponicultura Art. 1º - A Federação Apícola do Rio Grande do Sul e o XVIII Seminário Estadual de Apicultura e XI Encontro Estadual de Meliponicultores

Leia mais

REGULAMENTO DO PRÊMIO NACIONAL DE EDUCAÇÃO FISCAL - 1ª EDIÇÃO 2012

REGULAMENTO DO PRÊMIO NACIONAL DE EDUCAÇÃO FISCAL - 1ª EDIÇÃO 2012 REGULAMENTO DO PRÊMIO NACIONAL DE EDUCAÇÃO FISCAL - 1ª EDIÇÃO 2012 1.0 DOS OBJETIVOS A 1ª. Edição do Prêmio Nacional de Educação Fiscal será realizada pela FEBRAFITE com o apoio das associações filiadas

Leia mais

PRÊMIO FINEP DE INOVAÇÃO

PRÊMIO FINEP DE INOVAÇÃO PRÊMIO FINEP DE INOVAÇÃO Objetivo: O Prêmio FINEP de Inovação foi criado para reconhecer e divulgar esforços inovadores realizados por empresas, Instituições Científicas e Tecnológicas - ICTs e inventores

Leia mais

PROGRAMA BRASIL ARTE CONTEMPORÂNEA Primeira edição do Prêmio "Publicações em língua estrangeira de Arte Contemporânea"

PROGRAMA BRASIL ARTE CONTEMPORÂNEA Primeira edição do Prêmio Publicações em língua estrangeira de Arte Contemporânea PROGRAMA BRASIL ARTE CONTEMPORÂNEA Primeira edição do Prêmio "Publicações em língua estrangeira de Arte Contemporânea" EDITAL DE SELEÇÃO PÚBLICA PREÂMBULO A Fundação Bienal de São Paulo convoca interessados

Leia mais

CRITÉRIOS DE SELEÇÃO DE PROJETOS PARA O CONCURSO VALORIZANDO AS MELHORES PRÁTICAS EM GESTÃO DO TRABALHO E EDUCAÇÃO EM SAÚDE, EDIÇÃO 2012.

CRITÉRIOS DE SELEÇÃO DE PROJETOS PARA O CONCURSO VALORIZANDO AS MELHORES PRÁTICAS EM GESTÃO DO TRABALHO E EDUCAÇÃO EM SAÚDE, EDIÇÃO 2012. CRITÉRIOS DE SELEÇÃO DE PROJETOS PARA O CONCURSO VALORIZANDO AS MELHORES PRÁTICAS EM GESTÃO DO TRABALHO E EDUCAÇÃO EM SAÚDE, EDIÇÃO 2012. A Coordenadoria Setorial de Gestão de Desenvolvimento de Pessoas

Leia mais

ANEXO I A Estratégia de TIC do Poder Judiciário

ANEXO I A Estratégia de TIC do Poder Judiciário RESOLUÇÃO Nº 99, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2009 Dispõe sobre o Planejamento Estratégico de TIC no âmbito do Poder Judiciário e dá outras providências. ANEXO I A Estratégia de TIC do Poder Judiciário Planejamento

Leia mais

COMPANHIA DE SANEAMENTO DE SERGIPE DESO PRESIDÊNCIA ASSESSORIA DE MARKETING GESTÃO DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL

COMPANHIA DE SANEAMENTO DE SERGIPE DESO PRESIDÊNCIA ASSESSORIA DE MARKETING GESTÃO DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL COMPANHIA DE SANEAMENTO DE SERGIPE DESO PRESIDÊNCIA ASSESSORIA DE MARKETING GESTÃO DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL Primeiro Concurso de Desenho, Poesia e Redação da DESO: Por uma cultura de Saneamento Ambiental

Leia mais

Programa Olho Vivo no Dinheiro Público 5º Concurso de Desenho e Redação da Controladoria-Geral da União CGU para o ensino fundamental e médio

Programa Olho Vivo no Dinheiro Público 5º Concurso de Desenho e Redação da Controladoria-Geral da União CGU para o ensino fundamental e médio Programa Olho Vivo no Dinheiro Público 5º Concurso de Desenho e Redação da Controladoria-Geral da União CGU para o ensino fundamental e médio TEMA: A sociedade no acompanhamento da gestão pública: Todos

Leia mais

Planejamento Estratégico de TIC. da Justiça Militar do Estado. do Rio Grande do Sul

Planejamento Estratégico de TIC. da Justiça Militar do Estado. do Rio Grande do Sul Planejamento Estratégico de TIC da Justiça Militar do Estado do Rio Grande do Sul MAPA ESTRATÉGICO DE TIC DA JUSTIÇA MILITAR DO ESTADO (RS) MISSÃO: Gerar, manter e atualizar soluções tecnológicas eficazes,

Leia mais

PRÊMIO FINEP DE INOVAÇÃO 15ª EDIÇÃO REGULAMENTO

PRÊMIO FINEP DE INOVAÇÃO 15ª EDIÇÃO REGULAMENTO PRÊMIO FINEP DE INOVAÇÃO 15ª EDIÇÃO REGULAMENTO 1. Objetivo O Prêmio FINEP de Inovação foi criado para reconhecer e divulgar esforços inovadores realizados por empresas, instituições sem fins lucrativos

Leia mais

VALIDAÇÃO DO PRÊMIO CEARÁ DE CIDADANIA ELETRÔNICA 2013

VALIDAÇÃO DO PRÊMIO CEARÁ DE CIDADANIA ELETRÔNICA 2013 VALIDAÇÃO DO PRÊMIO CEARÁ DE CIDADANIA ELETRÔNICA 2013 ABRIL/2013 PROGRAMAÇÃO 1. OBJETIVO, OBJETO E PÚBLICO ALVO 2. CARACTERÍSTICAS 3. CATEGORIAS E COMISSÕES 4. CRITÉRIOS 5. FASES 6. FORMULÁRIO 7. VENCEDORES

Leia mais

Perguntas Frequentes do Prêmio Catarinense de Excelência

Perguntas Frequentes do Prêmio Catarinense de Excelência Perguntas Frequentes do Prêmio Catarinense de Excelência O que é o Modelo de Excelência da Gestão (MEG) e quais são seus objetivos? O Modelo de Excelência da Gestão reflete a experiência, o conhecimento

Leia mais

I Concurso de Fotografia do Poder Judiciário de Mato Grosso

I Concurso de Fotografia do Poder Judiciário de Mato Grosso I Concurso de Fotografia do Poder Judiciário de Mato Grosso A Coordenadoria do Programa Bem Viver do Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso realiza o I Concurso de Fotografia com o tema: " Um olhar

Leia mais

EDITAL Nº 2, DE 01 DE AGOSTO DE 2012

EDITAL Nº 2, DE 01 DE AGOSTO DE 2012 EDITAL Nº 2, DE 01 DE AGOSTO DE 2012 A SECRETARIA DE ESTADO DE INCLUSÃO, ASSISTÊNCIA E DO, por meio da Comissão Intersetorial Estadual do Cadastro Único e do Programa Bolsa Família, criada pela Portaria

Leia mais

EDITAL DE CHAMAMENTO PARA 1ª MOSTRA DE PROJETOS DO EMPRENDE LITORAL

EDITAL DE CHAMAMENTO PARA 1ª MOSTRA DE PROJETOS DO EMPRENDE LITORAL EDITAL DE CHAMAMENTO PARA 1ª MOSTRA DE PROJETOS DO EMPRENDE LITORAL A DINÂMICA CONSULTORIA, com a oportunidade do 2º EMPREENDE LITORAL, convida todos os interessados, a participarem da 1ª MOSTRA DE PROJETOS

Leia mais

19 Concurso Inovação na Gestão Pública Federal

19 Concurso Inovação na Gestão Pública Federal ENAP 19 Concurso Inovação na Gestão Pública Federal A sua pequena mudança pode ser uma grande inovaçao inovacao 19 Concurso Inovação na Gestão Pública Federal O Concurso Inovação na Gestão Pública Federal

Leia mais

Edital do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Tecnológica e Inovação BIT/UFRGS - 2015/2016

Edital do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Tecnológica e Inovação BIT/UFRGS - 2015/2016 Edital do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Tecnológica e Inovação BIT/UFRGS - 2015/2016 A Universidade Federal do Rio Grande do Sul, por intermédio da Secretaria de Desenvolvimento Tecnológico

Leia mais

BOLSA DE ESTUDOS FGC REGULAMENTO

BOLSA DE ESTUDOS FGC REGULAMENTO BOLSA DE ESTUDOS FGC REGULAMENTO Art. 1º - O Fundo Garantidor de Créditos FGC concederá, nos termos deste Regulamento, auxílio bolsa de estudos para os melhores projetos de monografia de conclusão de curso,

Leia mais

Edital N 02/2014 - DRI

Edital N 02/2014 - DRI Edital N 02/2014 - DRI Dispõe sobre o programa de Mobilidade Internacional para alunos de graduação da Universidade Federal Fluminense Bolsas Luso-Brasileiras Santander Universidades 2014/2015 A Diretoria

Leia mais

12º PRÊMIO SER HUMANO ABRH-ES EDIÇÃO 2015

12º PRÊMIO SER HUMANO ABRH-ES EDIÇÃO 2015 12º PRÊMIO SER HUMANO ABRH-ES EDIÇÃO 2015 REGULAMENTO A ABRH-ES (Associação Brasileira de Recursos Humanos Seccional Espírito Santo) é integrante do Sistema Nacional ABRH e configura-se como instituição

Leia mais

3.2. Os projetos de pesquisa e de extensão deverão, necessariamente, referir-se ao Poder Legislativo e ser vinculados às seguintes linhas temáticas:

3.2. Os projetos de pesquisa e de extensão deverão, necessariamente, referir-se ao Poder Legislativo e ser vinculados às seguintes linhas temáticas: CÂMARA DOS DEPUTADOS DIRETORIA-GERAL DIRETORIA DE RECURSOS HUMANOS CENTRO DE FORMAÇÃO, TREINAMENTO E APERFEIÇOAMENTO FORMAÇÃO DOS GRUPOS DE PESQUISA E EXTENSÃO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EDITAL Nº 14,

Leia mais

Está vedada a participação das empresas e instituições que tenham sido vencedoras regionais e nacionais no Prêmio FINEP de Inovação 2009.

Está vedada a participação das empresas e instituições que tenham sido vencedoras regionais e nacionais no Prêmio FINEP de Inovação 2009. Regulamento O Prêmio FINEP de Inovação foi criado para reconhecer e divulgar esforços inovadores realizados por empresas, Instituições Científicas e Tecnológicas - ICTs e inventores brasileiros, desenvolvidos

Leia mais

Prêmio Socioambiental CHICO MENDES. PROCERT Programa de Certificação do Compromisso da Responsabilidade Socioambiental. Edição 2013 SELO VERDE

Prêmio Socioambiental CHICO MENDES. PROCERT Programa de Certificação do Compromisso da Responsabilidade Socioambiental. Edição 2013 SELO VERDE Prêmio Socioambiental CHICO MENDES PROCERT Programa de Certificação do Compromisso da Responsabilidade Socioambiental. Edição 2013 SELO VERDE REGULAMENTO 1 DO PROMOTOR E OBJETIVOS 1.1 - A realização da

Leia mais

CAMPANHA DE SUSTENTABILIDADE (mudança no título antes chamada de Campanha Indústria Farmacêutica & Iniciativas de Responsabilidade Corporativa)

CAMPANHA DE SUSTENTABILIDADE (mudança no título antes chamada de Campanha Indústria Farmacêutica & Iniciativas de Responsabilidade Corporativa) CAMPANHA DE SUSTENTABILIDADE (mudança no título antes chamada de Campanha Indústria Farmacêutica & Iniciativas de Responsabilidade Corporativa) A categoria SUSTENTABILIDADE é a antiga categoria Indústria

Leia mais

Hackaton: A Cidade e a Participação do Cidadão. Regulamento. Data: 24-25 de setembro

Hackaton: A Cidade e a Participação do Cidadão. Regulamento. Data: 24-25 de setembro Hackaton: A Cidade e a Participação do Cidadão Data: 24-25 de setembro Período de inscrições: 08 até 22/09 Divulgação dos projetos selecionados: 23/09 Regulamento 1. Das Disposições Gerais 1.1. A Hackaton

Leia mais

EDITAL Nº 003/2014 SETUR/RS

EDITAL Nº 003/2014 SETUR/RS EDITAL Nº 003/2014 SETUR/RS A SECRETARIA DE ESTADO DO TURISMO DO RIO GRANDE DO SUL SETUR/RS, torna público o presente EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA, visando à seleção de projetos com práticas inovadoras e

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA SIMPLIFICADA nº 050/2015. Convênio PMSP/TERMO DE CONVÊNIO nº 025/2014/SDTE

CHAMADA PÚBLICA SIMPLIFICADA nº 050/2015. Convênio PMSP/TERMO DE CONVÊNIO nº 025/2014/SDTE CHAMADA PÚBLICA SIMPLIFICADA nº 050/2015 Convênio PMSP/TERMO DE CONVÊNIO nº 025/2014/SDTE A Central de Cooperativas e Empreendimentos Solidários do Brasil UNISOL, entidade sem fins econômicos, com sede

Leia mais

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE APOIO À EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA EDITAL 2015 CAMPUS NATAL

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE APOIO À EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA EDITAL 2015 CAMPUS NATAL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA EDITAL DE EXTENSÃO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE APOIO À EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA EDITAL 2015 CAMPUS NATAL 1. EDITAL A Universidade Potiguar UnP, através da Pró-Reitoria Acadêmica, torna

Leia mais

Programa Institucional de Bolsas de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação PIBITI/CNPq/IFSP EDITAL N 075/2010

Programa Institucional de Bolsas de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação PIBITI/CNPq/IFSP EDITAL N 075/2010 Programa Institucional de Bolsas de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação PIBITI/CNPq/IFSP EDITAL N 075/2010 A Pró-reitoria de Pesquisa e Inovação do Instituto Federal de Educação, Ciência

Leia mais

REGULAMENTO DO PRÊMIO MULHERES QUE FAZEM A DIFERENÇA

REGULAMENTO DO PRÊMIO MULHERES QUE FAZEM A DIFERENÇA REGULAMENTO DO PRÊMIO MULHERES QUE FAZEM A DIFERENÇA O Prêmio Mulheres que Fazem a Diferença é uma realização do Núcleo Multissetorial da Mulher Empresária da Associação Comercial e Industrial de Florianópolis

Leia mais

REGULAMENTO. Conteúdo. Cláusula Segunda - Da Participação Dos Departamentos / Comitês Científicos No Prêmio... 2

REGULAMENTO. Conteúdo. Cláusula Segunda - Da Participação Dos Departamentos / Comitês Científicos No Prêmio... 2 Conteúdo Cláusula Primeira - Do Objetivo... 2 Cláusula Segunda - Da Participação Dos Departamentos / Comitês Científicos No Prêmio... 2 Cláusula Terceira Das Inscrições De Trabalhos Para Primeira Fase...

Leia mais

Programa Olho Vivo no Dinheiro Público 3º Concurso de Desenho e Redação da Controladoria-Geral da União (CGU) para o ensino fundamental e médio

Programa Olho Vivo no Dinheiro Público 3º Concurso de Desenho e Redação da Controladoria-Geral da União (CGU) para o ensino fundamental e médio Programa Olho Vivo no Dinheiro Público 3º Concurso de Desenho e Redação da Controladoria-Geral da União (CGU) para o ensino fundamental e médio TEMA Todos pela ética e cidadania: como posso contribuir

Leia mais

FACULDADE CASTANHAL-FCAT COORDENAÇÃO DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA REGULAMENTO DAS ATIVIDADES DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA FCAT

FACULDADE CASTANHAL-FCAT COORDENAÇÃO DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA REGULAMENTO DAS ATIVIDADES DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA FCAT 1 FACULDADE CASTANHAL-FCAT COORDENAÇÃO DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA REGULAMENTO DAS ATIVIDADES DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA FCAT Dispõe sobre a estruturação e operacionalização do Programa de Iniciação Científica

Leia mais

DIRETORIA DE PESQUISA E INOVAÇÃO DO IFRN CNAT PROGRAMA DE MULTINCUBAÇÃO TECNOLÓGICA MIT/IFRN INCUBADORA TECNOLÓGICA NATAL CENTRAL ITNC

DIRETORIA DE PESQUISA E INOVAÇÃO DO IFRN CNAT PROGRAMA DE MULTINCUBAÇÃO TECNOLÓGICA MIT/IFRN INCUBADORA TECNOLÓGICA NATAL CENTRAL ITNC DIRETORIA DE PESQUISA E INOVAÇÃO DO IFRN CNAT PROGRAMA DE MULTINCUBAÇÃO TECNOLÓGICA MIT/IFRN INCUBADORA TECNOLÓGICA NATAL CENTRAL ITNC EDITAL Nº 03/2014 - SELEÇÃO DE IDEIAS EMPREENDEDORAS PARA PRÉ-INCUBAÇÃO

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS FACULDADE DE EDUCAÇÃO - TERRITÓRIOS, EDUCAÇÃO INTEGRAL E CIDADANIA (TEIA) EDITAL 001/2014

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS FACULDADE DE EDUCAÇÃO - TERRITÓRIOS, EDUCAÇÃO INTEGRAL E CIDADANIA (TEIA) EDITAL 001/2014 UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS FACULDADE DE EDUCAÇÃO - TERRITÓRIOS, EDUCAÇÃO INTEGRAL E CIDADANIA (TEIA) EDITAL 001/2014 PROCESSO DE SELEÇÃO DE TUTORES PRESENCIAIS O Grupo Territórios, Educação Integral

Leia mais

Regulamento do Prêmio Petrobras SMES - IV Edição

Regulamento do Prêmio Petrobras SMES - IV Edição Regulamento do Prêmio Petrobras SMES - IV Edição A atitude sustentável faz a diferença! 1. Apresentação Ser sustentável é agir a favor da vida, da dignidade humana, da sobrevivência de todos os seres vivos,

Leia mais

EDITAL PIBIC / CNPq/ UFF 2014/2015

EDITAL PIBIC / CNPq/ UFF 2014/2015 EDITAL PIBIC / CNPq/ UFF 2014/2015 PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA A Pró-Reitoria de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação PROPPI torna públicas as normas para apresentação de propostas

Leia mais

MEIO AMBIENTE E CIDADANIA

MEIO AMBIENTE E CIDADANIA REGULAMENTO A Universidade Comunitária da Região de Chapecó, em conjunto com a Caixa Econômica Federal, abre inscrições para 6º Prêmio Unochapecó/Caixa de Jornalismo Ambiental 2014 e dá outras providências.

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUL DE MINAS GERAIS

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUL DE MINAS GERAIS MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUL DE MINAS GERAIS EDITAL N o 40/2015 SELEÇÃO DE TUTORES PARA CURSO DE EDUCAÇÃO

Leia mais

Edital N 06/2015 - SRI

Edital N 06/2015 - SRI Edital N 06/2015 - Dispõe sobre o programa de Mobilidade Internacional de alunos de graduação da Universidade Federal Fluminense Bolsas Luso-Brasileiras Santander Universidades 2015.2 e 2016.1 A Superintendência

Leia mais

EDITAL DE INSCRIÇÃO E SELEÇÃO PARA O CURSO ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DE INSTITUIÇÕES FEDERAIS DE EDUCAÇÃO SUPERIOR

EDITAL DE INSCRIÇÃO E SELEÇÃO PARA O CURSO ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DE INSTITUIÇÕES FEDERAIS DE EDUCAÇÃO SUPERIOR EDITAL DE INSCRIÇÃO E SELEÇÃO PARA O CURSO ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DE INSTITUIÇÕES FEDERAIS DE EDUCAÇÃO SUPERIOR A PRÓ-REITORIA DE RECURSOS HUMANOS DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS em parceria

Leia mais

PROGRAMA DE INICIAÇÃO EM DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO E INOVAÇÃO PIC/PIBITI/UniCEUB EDITAL DE 2015

PROGRAMA DE INICIAÇÃO EM DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO E INOVAÇÃO PIC/PIBITI/UniCEUB EDITAL DE 2015 PROGRAMA DE INICIAÇÃO EM DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO E INOVAÇÃO PIC/PIBITI/UniCEUB EDITAL DE 2015 O reitor do Centro Universitário de Brasília UniCEUB, no uso de suas atribuições legais e estatutárias,

Leia mais

PROCESSO SELETIVO DE SERVIDORES PÚBLICOS FEDERAIS PARA ATUAÇÃO COMO INSTRUTORES NOS CURSOS GESTÃO DA ESTRATÉGIA COM O USO DO

PROCESSO SELETIVO DE SERVIDORES PÚBLICOS FEDERAIS PARA ATUAÇÃO COMO INSTRUTORES NOS CURSOS GESTÃO DA ESTRATÉGIA COM O USO DO PROCESSO SELETIVO DE SERVIDORES PÚBLICOS FEDERAIS PARA ATUAÇÃO COMO INSTRUTORES NOS CURSOS GESTÃO DA ESTRATÉGIA COM O USO DO BSC E MÓDULO 2 PLANEJAMENTO E GESTÃO ORGANIZACIONAL (PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO

Leia mais

EDITAL PRÊMIO MELHOR CAMPANHA DE VOZ 2015

EDITAL PRÊMIO MELHOR CAMPANHA DE VOZ 2015 EDITAL PRÊMIO MELHOR CAMPANHA DE VOZ 2015 DAS CATEGORIAS: 1. O Departamento de Voz da Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia - SBFa em 2015 premiará três categorias de Campanhas de Voz realizadas em comemoração

Leia mais

EDITAL N. 4/2013 CES-TJMT II CONCURSO DE TALENTOS MUSICAIS DO PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DE MATO GROSSO

EDITAL N. 4/2013 CES-TJMT II CONCURSO DE TALENTOS MUSICAIS DO PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DE MATO GROSSO EDITAL N. 4/2013 CES-TJMT II CONCURSO DE TALENTOS MUSICAIS DO DO ESTADO DE MATO GROSSO O Tribunal de Justiça/MT realiza o II CONCURSO DE TALENTOS MUSICAIS DOS MAGISTRADOS E SERVIDORES DO /MT, mediante

Leia mais

12ª EDIÇÃO DO SELO AMBIENTAL DE GUARULHOS

12ª EDIÇÃO DO SELO AMBIENTAL DE GUARULHOS 12ª EDIÇÃO DO SELO AMBIENTAL DE GUARULHOS 1. APRESENTAÇÃO O Selo Ambiental de Guarulhos é uma premiação anual criada em 2002 pela Câmara Municipal de Guarulhos através do Decreto Legislativo 003/2002.

Leia mais

Edital de Seleção de Candidatos ao Programa de Mestrado em Gestão de Negócios Faculdade FIA

Edital de Seleção de Candidatos ao Programa de Mestrado em Gestão de Negócios Faculdade FIA Edital de Seleção de Candidatos ao Programa de Mestrado em Gestão de Negócios Faculdade FIA Ano Letivo de 2015 O Programa de Mestrado em Gestão de Negócios comunica a abertura de inscrições para a seleção

Leia mais

EDITAL 016/2015 PROGRAMA DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA 2015

EDITAL 016/2015 PROGRAMA DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA 2015 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL INSTITUTO FEDERAL DE SÃO PAULO CÂMPUS CAPIVARI EDITAL 016/2015 PROGRAMA DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA 2015 O Diretor do câmpus Capivari do Instituto Federal de Educação, Ciência

Leia mais

EDITAL DE INSCRIÇÃO DE TRABALHO CIENTÍFICO

EDITAL DE INSCRIÇÃO DE TRABALHO CIENTÍFICO EDITAL DE INSCRIÇÃO DE TRABALHO CIENTÍFICO REGULAMENTO PARA ENVIO DE TRABALHOS CIENTÍFICOS Poderão ser inscritos trabalhos científicos de todo o território brasileiro que se enquadrem na área temática

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online MBA EM GESTÃO EMPRESARIAL EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online Regulamentação de Pós-Graduação Lato Sensu e Ato de Credenciamento Institucional para Oferta de Curso de Pós-Graduação

Leia mais

EDITAL 2015 4 o PRÊMIO PADRE FRANCISCO XAVIER ROSER S.J. DE EMPREENDEDORISMO DE INOVAÇÃO

EDITAL 2015 4 o PRÊMIO PADRE FRANCISCO XAVIER ROSER S.J. DE EMPREENDEDORISMO DE INOVAÇÃO EDITAL 2015 4 o PRÊMIO PADRE FRANCISCO XAVIER ROSER S.J. DE EMPREENDEDORISMO DE INOVAÇÃO Objetivando fomentar a relação entre pesquisa, inovação e empreendedorismo no cenário regional, nacional e internacional,

Leia mais

Para inscrever o projeto ambiental de sua organização no 23º Prêmio Expressão de Ecologia, basta seguir as orientações deste regulamento.

Para inscrever o projeto ambiental de sua organização no 23º Prêmio Expressão de Ecologia, basta seguir as orientações deste regulamento. REGULAMENTO Apresentação Reconhecido pelo Ministério do Meio Ambiente, o Prêmio Expressão de Ecologia é realizado anualmente pela Editora Expressão desde 1993, um ano após a Rio 92, a conferência da ONU

Leia mais

PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO EDITAL Nº: 002/2015

PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO EDITAL Nº: 002/2015 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO EDITAL Nº: 002/2015 CONVÊNIO Nº: 812779/2014 - SDH/PR PROCESSO LICITATÓRIO Nº: 005/2015 OBJETO: Contratação de 01(um) Advogado, 01(um) Assistente Social e 01(um) Psicólogo

Leia mais

Governança de TI: O desafio atual da Administração Pública. André Luiz Furtado Pacheco, CISA SECOP 2011 Porto de Galinhas, setembro de 2011

Governança de TI: O desafio atual da Administração Pública. André Luiz Furtado Pacheco, CISA SECOP 2011 Porto de Galinhas, setembro de 2011 Governança de TI: O desafio atual da Administração Pública André Luiz Furtado Pacheco, CISA SECOP 2011 Porto de Galinhas, setembro de 2011 André Luiz Furtado Pacheco, CISA Graduado em Processamento de

Leia mais

FUNDAÇÃO DE ENSINO E PESQUISA EM CIÊNCIAS DA SAÚDE ESCOLA SUPERIOR DE CIÊNCIAS DA SAÚDE EDITAL Nº 03, DE, DE FEVEREIRO DE 2007.

FUNDAÇÃO DE ENSINO E PESQUISA EM CIÊNCIAS DA SAÚDE ESCOLA SUPERIOR DE CIÊNCIAS DA SAÚDE EDITAL Nº 03, DE, DE FEVEREIRO DE 2007. FUNDAÇÃO DE ENSINO E PESQUISA EM CIÊNCIAS DA SAÚDE ESCOLA SUPERIOR DE CIÊNCIAS DA SAÚDE EDITAL Nº 03, DE, DE FEVEREIRO DE 2007. O DIRETOR GERAL DA ESCOLA SUPERIOR DE CIÊNCIAS DA SAÚDE - ESCS, no uso das

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online MBA EM GESTÃO ESTRATÉGICA DE PESSOAS Regulamentação de Pós-Graduação Lato Sensu e Ato de Credenciamento Institucional para Oferta de Curso de

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online MBA EM GESTÃO ESTRATÉGICA DE PESSOAS Regulamentação de Pós-Graduação Lato Sensu e Ato de Credenciamento Institucional para Oferta de Curso de

Leia mais

Atuação da Auditoria Interna na Avaliação da Gestão de Tecnologia da Informação

Atuação da Auditoria Interna na Avaliação da Gestão de Tecnologia da Informação Atuação da Auditoria Interna na Avaliação da Gestão de Tecnologia da Informação Emerson de Melo Brasília Novembro/2011 Principais Modelos de Referência para Auditoria de TI Como focar no negócio da Instituição

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ - UFC MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO - MEC PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO INSTITUTO UNIVERSIDADE VIRTUAL EDITAL Nº 02/2014

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ - UFC MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO - MEC PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO INSTITUTO UNIVERSIDADE VIRTUAL EDITAL Nº 02/2014 UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ - UFC MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO - MEC PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO INSTITUTO UNIVERSIDADE VIRTUAL EDITAL Nº 02/2014 SELEÇÃO PARA CURSO DE APERFEIÇOAMENTO EM PREVENÇÃO DO USO DE DROGAS

Leia mais

REGULAMENTO CIDADANIA ABRH-RS EDIÇÃO 2012 CATEGORIA ESTUDANTE

REGULAMENTO CIDADANIA ABRH-RS EDIÇÃO 2012 CATEGORIA ESTUDANTE REGULAMENTO CIDADANIA ABRH-RS EDIÇÃO 2012 CATEGORIA ESTUDANTE ARTIGO I DEFINIÇÃO E NATUREZA O Prêmio Cidadania, categoria Estudante, premia trabalhos de caráter técnico ou científico, referente a implementação

Leia mais

EDITAL DE ABERTURA DE INSCRIÇÕES AO PROCESSO SELETIVO - PPG-EE - 002/2015 PROGRAMA DE ENGENHARIA ELÉTRICA MESTRADO, DOUTORADO E DOUTORADO DIRETO

EDITAL DE ABERTURA DE INSCRIÇÕES AO PROCESSO SELETIVO - PPG-EE - 002/2015 PROGRAMA DE ENGENHARIA ELÉTRICA MESTRADO, DOUTORADO E DOUTORADO DIRETO EESC-USP EDITAL DE ABERTURA DE INSCRIÇÕES AO PROCESSO SELETIVO - PPG-EE - 002/2015 PROGRAMA DE ENGENHARIA ELÉTRICA MESTRADO, DOUTORADO E DOUTORADO DIRETO A Comissão Coordenadora do Programa de Pós-Graduação

Leia mais

2- NÚMERO DE PROPOSTAS O número de propostas é ilimitado.

2- NÚMERO DE PROPOSTAS O número de propostas é ilimitado. A Rede Sustentabilidade divulga que estão abertas as inscrições do Concurso Público para a reformulação de seu logotipo, conforme as disposições contidas neste edital. APRESENTAÇÃO O atual logotipo da

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA (TR) GAUD 4.6.8 01 VAGA

TERMO DE REFERÊNCIA (TR) GAUD 4.6.8 01 VAGA INSTITUTO INTERAMERICANO DE COOPERAÇÃO PARA A AGRICULTURA TERMO DE REFERÊNCIA (TR) GAUD 4.6.8 01 VAGA 1 IDENTIFICAÇÃO DA CONSULTORIA Contratação de consultoria pessoa física para serviços de preparação

Leia mais

CURSO GESTÃO ORÇAMENTÁRIA, FINANCEIRA E CONTRATAÇÕES PÚBLICAS PARA MUNICÍPIOS. EDITAL 2011

CURSO GESTÃO ORÇAMENTÁRIA, FINANCEIRA E CONTRATAÇÕES PÚBLICAS PARA MUNICÍPIOS. EDITAL 2011 1. Apresentação CURSO GESTÃO ORÇAMENTÁRIA, FINANCEIRA E CONTRATAÇÕES PÚBLICAS PARA MUNICÍPIOS. EDITAL 2011 A Escola de Administração Fazendária Esaf em parceria com a coordenação do Programa Nacional de

Leia mais

PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO EDITAL N 01/2012 PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE EXTENSÃO PROBEXT-SERVIDOR

PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO EDITAL N 01/2012 PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE EXTENSÃO PROBEXT-SERVIDOR PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO EDITAL N 01/2012 PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE EXTENSÃO PROBEXT-SERVIDOR 1- PREÂMBULO O PROBEXT SERVIDOR é um instrumento que abrange Programas e Projetos de Extensão, com

Leia mais

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE RECURSOS HUMANOS SECCIONAL DO DISTRITO FEDERAL ABRH-DF PRÊMIO SER HUMANO BRASÍLIA EDIÇÃO 2015 REGULAMENTO

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE RECURSOS HUMANOS SECCIONAL DO DISTRITO FEDERAL ABRH-DF PRÊMIO SER HUMANO BRASÍLIA EDIÇÃO 2015 REGULAMENTO ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE RECURSOS HUMANOS SECCIONAL DO DISTRITO FEDERAL ABRH-DF PRÊMIO SER HUMANO BRASÍLIA EDIÇÃO 2015 REGULAMENTO 1. DO OBJETIVO: Reconhecer, disseminar e premiar boas práticas e bons

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA SIMPLIFICADA nº 088/2015. Convênio PMSP/TERMO DE CONVÊNIO nº 025/2014/SDTE

CHAMADA PÚBLICA SIMPLIFICADA nº 088/2015. Convênio PMSP/TERMO DE CONVÊNIO nº 025/2014/SDTE CHAMADA PÚBLICA SIMPLIFICADA nº 088/2015 Convênio PMSP/TERMO DE CONVÊNIO nº 025/2014/SDTE A Central de Cooperativas e Empreendimentos Solidários do Brasil UNISOL, entidade sem fins econômicos, com sede

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online MBA EM CONTROLADORIA E FINANÇAS Regulamentação de Pós-Graduação Lato Sensu e Ato de Credenciamento Institucional para Oferta de Curso de Pós-Graduação

Leia mais

Regulamento 1º Prêmio A Nova Cara do Sertão

Regulamento 1º Prêmio A Nova Cara do Sertão Regulamento 1º Prêmio A Nova Cara do Sertão REGULAMENTO DO 1º PRÊMIO A NOVA CARA DO SERTÃO 01. Da Apresentação: 1.1. O Prêmio A Nova Cara do Sertão tem por objetivo incentivar, valorizar e reconhecer jovens

Leia mais

REGULAMENTO DO CONCURSO ECO DESAFIO PROJETOS SUSTENTÁVEIS DE CAPTAÇÃO, ARMAZENAMENTO, TRATAMENTO E UTILIZAÇÃO DA ÁGUA DA CHUVA.

REGULAMENTO DO CONCURSO ECO DESAFIO PROJETOS SUSTENTÁVEIS DE CAPTAÇÃO, ARMAZENAMENTO, TRATAMENTO E UTILIZAÇÃO DA ÁGUA DA CHUVA. REGULAMENTO DO CONCURSO ECO DESAFIO PROJETOS SUSTENTÁVEIS DE CAPTAÇÃO, ARMAZENAMENTO, TRATAMENTO E UTILIZAÇÃO DA ÁGUA DA CHUVA. APRESENTAÇÃO A Divisão de Gestão Ambiental DGA, unidade responsável pelo

Leia mais

SELO SOCIAL VIRAVIDA. Você acaba de chegar ao SELO SOCIAL VIRAVIDA SELO SOCIAL VIRAVIDA REGULAMENTO

SELO SOCIAL VIRAVIDA. Você acaba de chegar ao SELO SOCIAL VIRAVIDA SELO SOCIAL VIRAVIDA REGULAMENTO SELO SOCIAL VIRAVIDA BOAS VINDAS! Você acaba de chegar ao SELO SOCIAL VIRAVIDA SELO SOCIAL VIRAVIDA REGULAMENTO 1. DO SELO 1. O Selo Social ViraVida é uma iniciativa do Serviço Social da Indústria - SESI,

Leia mais

RESOLUÇÃO - TCU Nº 247, de 7 de dezembro de 2011

RESOLUÇÃO - TCU Nº 247, de 7 de dezembro de 2011 RESOLUÇÃO - TCU Nº 247, de 7 de dezembro de 2011 Dispõe sobre a Política de Governança de Tecnologia da Informação do Tribunal de Contas da União (PGTI/TCU). O TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO, no uso de suas

Leia mais

INTRODUÇÃO. Apresentação

INTRODUÇÃO. Apresentação ANEXO ÚNICO DA RESOLUÇÃO ATRICON 09/2014 DIRETRIZES DE CONTROLE EXTERNO ATRICON 3207/2014: OS TRIBUNAIS DE CONTAS E O DESENVOLVIMENTO LOCAL: CONTROLE DO TRATAMENTO DIFERENCIADO E FAVORECIDO ÀS MICROEMPRESAS

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO MARANHÃO DEPARTAMENTO ESTADUAL DE TRÂNSITO COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO PARA O TRÂNSITO

GOVERNO DO ESTADO DO MARANHÃO DEPARTAMENTO ESTADUAL DE TRÂNSITO COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO PARA O TRÂNSITO GOVERNO DO ESTADO DO MARANHÃO DEPARTAMENTO ESTADUAL DE TRÂNSITO COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO PARA O TRÂNSITO EDITAL DE CONCURSO PREFEITO DEFENSOR DA VIDA NO TRÂNSITO A Diretoria Geral do Departamento Estadual

Leia mais

EDITAL BOLSA FUNARTE DE INCENTIVO À PESQUISA DA ARTE CIRCENSE

EDITAL BOLSA FUNARTE DE INCENTIVO À PESQUISA DA ARTE CIRCENSE EDITAL BOLSA FUNARTE DE INCENTIVO À PESQUISA DA ARTE CIRCENSE O Presidente da Fundação Nacional de Artes - Funarte, no uso das atribuições que lhe confere o inciso V artigo 14 do Estatuto aprovado pelo

Leia mais

PRÊMIO SER HUMANO LUIZ HAMILTON BERTON 2015 MODALIDADE: DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL

PRÊMIO SER HUMANO LUIZ HAMILTON BERTON 2015 MODALIDADE: DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL PRÊMIO SER HUMANO LUIZ HAMILTON BERTON 2015 MODALIDADE: DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL CATEGORIAS: 1) EMPRESAS PRIVADAS E ÓRGÃOS PÚBLICOS E 2) TERCEIRO SETOR MODALIDADE 2: Desenvolvimento Sustentável CATEGORIA

Leia mais

Regulamento Prêmio ICE - 2015

Regulamento Prêmio ICE - 2015 Regulamento Prêmio ICE - 2015 Realização COMISSÃO ORGANIZADORA ICE Instituto de Cidadania Empresarial O ICE é uma organização da sociedade civil que atua na articulação de líderes e no fomento de iniciativas

Leia mais

REGULAMENTO DA CERTIFICAÇÃO POR EXPERIÊNCIA

REGULAMENTO DA CERTIFICAÇÃO POR EXPERIÊNCIA REGULAMENTO DA CERTIFICAÇÃO POR EXPERIÊNCIA 2010 1 1. Este Regulamento traz as regras adotadas pelo ICSS para a Certificação por Experiência de Profissionais, através do reconhecimento da sua capacitação

Leia mais

2.1 Fazer um justo reconhecimento a todos os alunos e professores que contribuem no empenho em ações que resultem em um mundo melhor;

2.1 Fazer um justo reconhecimento a todos os alunos e professores que contribuem no empenho em ações que resultem em um mundo melhor; REGULAMENTO 3º Prêmio UniBH de Sustentabilidade 1 CARACTERIZAÇÃO 1.1 O Prêmio UniBH de Sustentabilidade tem o propósito de identificar, reconhecer, valorizar e premiar os esforços dos alunos e dos professores

Leia mais

SESI. Empreendedorismo Social. Você acredita que sua idéia pode gerar grandes transformações?

SESI. Empreendedorismo Social. Você acredita que sua idéia pode gerar grandes transformações? SESI Empreendedorismo Social Você acredita que sua idéia pode gerar grandes transformações? REGULAMENTO SESI Empreendedorismo Social A inovação social é o ponto de partida para um novo modelo que atende

Leia mais

II Edição do Prêmio IPEN de Inovação Tecnológica REGULAMENTO GERAL

II Edição do Prêmio IPEN de Inovação Tecnológica REGULAMENTO GERAL II Edição do Prêmio IPEN de Inovação Tecnológica REGULAMENTO GERAL 1. Objetivos 2. Participantes 3. Temas 4. Inscrição 5. Julgamento 6. Critérios de Avaliação 7. Premiação e Divulgação 8. Direitos e Obrigações

Leia mais

Uma iniciativa que pretende RECONHECER AS BOAS PRÁTICAS em projetos que promovam o desenvolvimento sustentável.

Uma iniciativa que pretende RECONHECER AS BOAS PRÁTICAS em projetos que promovam o desenvolvimento sustentável. GREEN PROJECT AWARDS BRASIL Uma iniciativa que pretende RECONHECER AS BOAS PRÁTICAS em projetos que promovam o desenvolvimento sustentável. CANDIDATURAS 201 INSCRIÇÕES NO PRIMEIRO ANO INSCRIÇÕES FEITAS

Leia mais

EDITAL Nº 02 de 21 de novembro de 2012

EDITAL Nº 02 de 21 de novembro de 2012 INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA GOIANO- CAMPUS RIO VERDE DIRETORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA (PIBIC/CNPq/IFGOIANO) PROGRAMA INSTITUCIONAL

Leia mais