Centro Universitário Nove de Julho UNINOVE INTERNET SUAS APLICAÇÕES, RECURSOS, VANTAGENS E LIMITAÇÕES.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Centro Universitário Nove de Julho UNINOVE INTERNET SUAS APLICAÇÕES, RECURSOS, VANTAGENS E LIMITAÇÕES."

Transcrição

1 Centro Universitário Nove de Julho UNINOVE INTERNET SUAS APLICAÇÕES, RECURSOS, VANTAGENS E LIMITAÇÕES. Oswaldo Aparecido Drudi São Paulo 2004 Centro Universitário Nove de Julho i

2 UNINOVE INTERNET SUAS APLICAÇÕES, RECURSOS, VANTAGENS E LIMITAÇÕES. Oswaldo Aparecido Drudi Orientador:César Basta Dissertação apresentada como parte das exigências para obtenção do título de Mestre Profissional em Administração. São Paulo 2004 ii

3 Drudi, Oswaldo Aparecido Internet: suas aplicações, recursos, vantagens e limitações / Oswaldo Aparecido Drudi. São Paulo: UNINOVE, xiii, 82p. Dissertação (mestrado) Centro Universitário Nove de Julho, Orientador: César Basta 1. Administração 2. Internet 3. Tecnologia da Informação 1. Titulo CDU 658:004 iii

4 Banca Examinadora Prof. Dr. César Basta Prof. Dr. Aury de Sá Leita Prof. Dr. Alessandro Marcos Rossini iv

5 ÍNDICE DE GRÁFICOS... VIII ÍNDICE DE TABELAS... IX LISTA DE ABREVIATURAS E SIGLAS...X RESUMO XII ABSTRACT... XIII INTRODUÇÃO INTERNET APLICAÇÕES World Wide Web Correio eletrônico Chat Listas de discussão Usenet Protocolo de Transferência de Arquivo (FTP) SERVIÇOS MAIS USADOS NA INTERNET A INTERNET NO BRASIL ESTATÍSTICAS RECURSOS FUNCIONALIDADES DA 3.2 BIBLIOTECA LIBWWW Negociação de Conteúdo HTML BROWSERS SERVIÇOS MULTIMÍDIA EM TEMPO-REAL VANTAGENS...26 v

6 4.1 UM NOVO MERCADO E-BUSINESS E-COMMERCE B2B CDs e livros, preferência nacional M-Commerce TENDÊNCIAS Setor de Telecomunicações Curso Técnico de Telecomunicações do Senai Tecnologia da Informação SEGURANÇA PREVENÇÃO DO SETOR FINANCEIRO RG DO INTERNAUTA EDUCAÇÃO, ENSINO E APRENDIZAGEM À DISTÂNCIA A evolução do ensino à distância A evolução das tecnologias aplicadas no ensino à distância Ensino à distância Mediado por Computador (EDMC) Tecnologias de suporte ao ensino presencial e à distância Tecnologias baseadas em computador Vantagens Limitações Aplicações baseadas em computador Aplicações síncronas utilizando a Internet Audioconferência Cursos on-line Correio eletrônico Listas de discussão Sistema cooperativo - groupware Sistema baseado na Web Realidade Virtual Conclusão DESVANTAGENS...65 vi

7 5.1 VÍRUS COSTUMES E GOVERNO TECNOFOBIA CONCLUSÃO BIBLIOGRAFIA...70 ANEXOS 73 MODELO ATUAL DOS SERVIÇOS MULTIMÍDIA NA EXEMPLO...82 vii

8 Gráfico 1 - Verba para Internet (Brasil x América Latina)...13 Gráfico 2 Investimentos destinados à mídia on-line...13 Gráfico 3 Perfil do Usuário...14 Gráfico 4 Uso da Internet (por classe social)...14 Gráfico 5 Uso da Internet (por idade)...15 Gráfico 6 Interesse por assuntos...15 Gráfico 7 Grau de Satisfação/Insatisfação...33 Gráfico 8 Motivos da Insatisfação...33 Gráfico 9 Crescimento do Faturamento (E-Commerce)...34 Gráfico 10 Principais Produtos Comprados (E-Commerce)...36 viii

9 Tabela 1 - Browser para diversas plataformas...25 Tabela 2 Crescimento da população conectada a Internet...30 Tabela 3 Principais obstáculos ao M-Commerce...39 Tabela 5 Evolução dos meios de comunicação...49 ix

10 Applet...Programa escrito para rodar dentro de outro programa API...Application Programming Interface)Um conjunto de funções e sub-rotinas usadas para ativar um determinado dispositivo no programa. ARPANET...Rede de longa distância criada em 1969 pela Advanced Research Projects Agency ARPA), atualmente Defense Advanced Projects Research Agency, ou DARPA) ASCII...American Standard Code for Information Interchange - Padrão internacional para representação de caracteres. B2B...Mercado corporativo de compras por atacado. Backbone...Infra-estrutura de alta velocidade que interliga várias redes. BITNET...(Because It s Time NETwork). Nasceu a partir da ligação da Universidade de Nova Iorque e da Universidade de Yale, com vista de proporcionar um meio rápido e barato de comunicação entre o meio acadêmico. Broadcast...Transmissão de Dados Browser...Programas para visualizar páginas da Internet (Netscape, Iexplorer). CERN... (European Laboratory for Particle Physics) Entidade européia de pesquisa de física nuclear ...Correio eletrônico Fapesp...(Fundação de Apoio a Pesquisa do Estado de São Paulo) Responável pelos registro de domínios no Brasil (.br) FTP...(File Transfer Protocol) Protocolo de Transferência de arquivos Hipertexto...Palavras em destaque, em um documento, que faz ligações com outros documentos. Host...Computador central da rede HTML...(Hypertext Markup Languagem) Linguagem de marcação utilizada para criar páginas para a Web Http...(Hyper Text Transfer Protocol) Protocolo de transferência de hipertexto Hub...Dispositivo que conecta dois ou mais equipamentos de rede. IETF...(Internet Engeneering Task Force) Comitê aberto de desenvolvedores de recursos para a Internet. IDC...(International Data Corporation) Centro internacional de Informações estatísticas para Internet IRC-(Chat)...(Internet Relay Chat) É um sistema que permite a interação de vários usuários ao mesmo tempo, divididos por grupos de discussão. Java...Linguagem de programação LAN...(Local Área Network) Rede de Área Local x

11 LNCC...(Laboratório Nacional de Computação Cientifica). Órgão Federal ligado ao Ministério de Ciência e Tecnologia OLE...(Object Linking and Embedding) Objeto lincado e embutido Plug in...software que é acoplado ao browser para ampliar suas funções POP...(Post Office Protocol) Protocolo usado por clientes de correio eletrônico para manipulação de arquivos de mensagens em servidores de correio eletrônico Provedor...Empresas que permitem acesso a Internet, ou que armazenam as páginas da Internet. Protocolo...Conjuntos de regras que padroniza o formato na comunicação de dados Proxies...Programa que permite a comunicação entre duas redes RFC Request for Comments Requisição de protocolo IP versão 6 SGML...(Standard General Markup Language) Uma linguagem de descrição de páginas em hipertexto mais geral que o HTML. Speed...Transmissão de dados am alta velocidade (Banda Larga) State less...sem propriedade, livre para uso. TCP/IP...(Transmission Control Protocol/ Internet Protocol) Protocolo de comunicação usual da Internet URI...(Uniform Resource Identifier) Define a localização de um determinado recurso da Internet URFJ...Universidade do Rio de Janeiro URL...(Uniform Resource Locator) Refere-se a um endereços de Internet WAN...(Wide Area Network) Rede de longo alcance WEB SITES...Coleção de páginas, apresentáveis na Internet, que tratam de assuntos de mesma natureza. Wide Web) (Vasta rede mundial)rede mundial de computadores) xi

12 Esta dissertação fornece um histórico sobre a Internet nos últimos 20 anos, envolvendo recursos atualmente oferecidos como E- MAIL, CHAT e FTP, informações, estatísticas sobre a implantação, uso e investimento no Brasil. Apresenta, ainda, a forma de funcionamento de protocolos, da troca de informações, de endereçamentos, linguagens e bibliotecas utilizadas pelos servidores e provedore. Mostra um panorama de mercado que se abre em função do uso desta nova tecnologia, da criação de novos cursos direcionados para treinamento e da formação de jovens na busca de novas profissões, das novas formas de aprendizado como os cursos on-line e à distância e, por último, aborda os problemas gerados a partir do uso da Internet. xii

13 This thesis provides an historical about the Internet in the last 20 years, covering presently offered resources such as , Chat and FTP, information, statistics of implementation, use and investments in Brazil. Besides that, presents the protocol operation, the changing of information, the addressing, languages and libraries used by servers and providers. Shows an open market overview due to the implementation of this new technology, creation of courses driven to training and young people job orientation, new methods of learning such as on line trainings and distance learning, and last, the problems caused by Internet use. xiii

14 O advento do computador e da Internet trouxe inúmeras vantagens e facilidades operacionais desencadeando mudanças de comportamento, deste modo, um novo processo de comunicação e aprendizado deve ser levado em conta para se viabilizar a busca de informações. Este processo possui três características básicas: a alta velocidade do fluxo de informações; o encurtamento das distâncias; a alta capacidade de armazenamento de dados. As duas primeiras, conseqüência direta de Internet, se disseminaram com tanta rapidez que, em menos de cinco anos chegavam aos primeiros cinqüenta milhões de usuários, permitindo hoje, uma variada série de aplicações, sendo as mais requisitadas: o correio eletrônico, que permite a troca de mensagens e World Wide Web (WWW), onde se localizam os Websites (páginas com imagens, textos e sons) que podem ser consultadas de qualquer parte do mundo. A terceira, é conseqüência do desenvolvimento tecnológico permitindo a redução de peso e tamanho e aprimoramento da mídias de gravação. Objetivos Apesar da proliferação do uso cada vez mais comum dos micro computadores, vários procedimentos neles utilizados diariamente, são desconhecidos, especialmente os que se referem à Internet. Neste trabalho pretendemos mostrar a evolução da internet nos últimos vinte anos, abordando os recursos oferecidos como , CHAT e FTP (File Transfer Protocol) e outros, mostrando algumas 1

15 informações e estatísticas sobre as suas implantações, uso e investimentos. Vai-se também apresentar as formas de funcionamento de protocolos, troca de informações, endereçamentos, linguagens e bibliotecas utilizadas pelos servidores e provedores da Internet. Ainda neste trabalho será mostrado um panorama geral do mercado de trabalho proveniente desta nova tecnologia, enfocando a sua influência na educação, com a criação de novos cursos direcionados ao treinamento e à formação de jovens ou de profissionais nesta área. Discutem-se, também, novas formas de aprendizado por meio de cursos on-line e à distância na formação básica dos estudantes. Finalmente serão apontados alguns dos problemas produzidos pela Internet, considerando o seu lado político, social e privado. Justificativa O crescimento, bem como a importância que a Internet veio adquirindo a partir da década de 90, modificou o cotidiano das pessoas e empresas, tornando-se necessário saber o que é um , como acessá-lo e como envia-lo. No princípio, parecia ser mania ou modismo, inventado pelo homem, para quebrar a monotonia de seu dia a dia, mas, o seu desenvolvimento foi tão grande que não é possível voltar atrás. A educação (entre diretores, professores e alunos), as fábricas (entre patrões e empregados), o mercado de trabalho (entre vendedores e compradores), etc, desenvolveram novas formas de relacionamento que justificam os objetivos propostos. Sendo a Internet o foro principal deste trabalho, discutiremos os aspectos formais e informais que envolvem pessoas e instituições, usando como campo de estudo a própria Internet e dividindo o trabalho em 5 partes: 1. Conceituar os novos termos e aplicações que surgem com a Internet; 2

16 2. Mostrar o mecanismo de funcionamento e tecnologia que envolve a Internet; 3. Mostrar as tendências de comércio, negócios e segurança, visando o mercado de trabalho envolvido nesse novo mundo digital; 4. Mostrar a evolução das tecnologias aplicadas ao ensino presencial e à distância; 5. Apresentar os aspectos considerados negativos da Internet. Metodologia Para alcançarmos os objetivos propostos utilizaremos pesquisas e leituras relativas aos conceitos e tendências mais atuais. Separadas em três metodologias distintas: Pesquisas bibliográficas e via Internet de conceitos e tendências; Pesquisas de dados de terceiros com emissão de análise pessoal; Leitura, em jornais e revistas de artigos e entrevistas com pessoas intimamente ligadas a Negócios, Educação e Segurança relativa a Internet.. 3

17 1 INTERNET A Internet surgiu nos Estados Unidos em 1969, interligando inicialmente laboratórios de pesquisa com a designação de ARPANET, formando a rede do Departamento de Defesa norte-americano. Sendo o auge da Guerra Fria, os cientistas queriam uma rede que continuasse a funcionar em caso de um ataque atômico. Este fato propiciou o surgimento do conceito central da Internet que é uma rede onde todos os pontos se equivalem e, portanto, não necessita de um comando central. Assim, se um determinado ponto deixa de funcionar, os outros pontos continuam a se comunicar. O termo Internet surgiu bem mais tarde, quando a tecnologia da ARPANET passou a ser usada para conectar universidades e laboratórios, nos EUA e, posteriormente, em outros países. Como a Internet não tem um único centro que a "governa", as redes possuem apenas um protocolo em comum, o TCP/IP, que realiza a comunicação. Esse protocolo é a linguagem comum dos computadores que integram a Internet. Em 1987 foi liberado seu uso comercial nos EUA, porém somente em 1992 a rede virou moda com o aparecimento nos EUA, de várias empresas provedoras de acesso à Internet fornecendo, assim, a centenas de milhares de pessoas acesso para disponibilizar informações tornando-a, assim, uma mania mundial. O Brasil começou a conectar-se através de redes de computadores em Na época, instituições acadêmicas de São Paulo e do Rio de Janeiro (Fapesp, LNCC e UFRJ) utilizavam conexões com os EUA através da rede BITNET, dedicada exclusivamente à pesquisa. Posteriormente, outras instituições de pesquisa passaram a se conectar ao LNCC ou a Fapesp, formando aos poucos uma rede de comunicação de dados. 4

18 A partir de 1990 o governo brasileiro, utilizando-se do Ministério da Ciência e Tecnologia, passou a organizar uma rede unificada, a Rede Nacional de Pesquisa (RNP), usando o protocolo TCP/IP. Esta rede foi conectada com o exterior, para servir de ponte de ligação entre as redes regionais (acadêmicas ou comerciais) e a Internet. Por volta de setembro de 1995, após algum atraso, o serviço Internet Brasil foi aberto ao usuário não-acadêmico. Através de pontos de presença POPs, operados por instituições do governo, empresas passaram a se conectar a espinha dorsal da rede, ou backbone. Estas empresas, os chamados provedores de acesso, foram liberadas para oferecer acesso à rede aos usuários finais estando os mesmos conectados aos POPs através de uma linha telefônica exclusiva, com uma velocidade mínima de 64 kbps ( bits por segundo). Segundo dados de novembro de 1997, o comitê gestor FAPESP avaliou o número de usuários no país em um milhão e rezentas mil pessoas. 5

19 2 APLICAÇÕES World Wide Web Simplesmente dominada Web, foi elaborada por Tim Berners- Lee em 1991 no laboratório CERN sediada na Suíça, servia para interligar computadores deste laboratório a outras instituições de pesquisa para exibir documentos científicos de forma simples e fácil de acessar, na forma de texto puro, sem imagens sons ou animação. A Web, após a criação do programa chamado Mosaic teve uma aceitação rápida, pois ela permitia o acesso à Web, num ambiente gráfico, tipo Windows e, em 1993, já era comumente usado em universidades, para os estudantes construírem "páginas" com informações pessoais. A chave do sucesso da Web é o hipertexto, que corresponde a textos e imagens interligadas através de palavras-chave, tornando a navegação simples e agradável, ao contrário da "antiga" Internet, que exigia do usuário disposição para aprender complexos comandos em Unix (sistema operacional de computador usado na Internet) e enfrentar um ambiente pouco amigável, unicamente em forma de texto. A Web fez pela Internet o que o Windows fez pelo computador pessoal, tornando o ambiente de navegação mais amigável, pois hoje, usa-se o teclado apenas para digitar um endereço de página na Internet e o restante faz-se apenas utilizando o mouse. O formato comum utilizado para um endereço é: do País, onde: http : define o protocolo de comunicação usado pela Internet (não obrigatório) www: (World Wide Web) convenção indicando que o endereço pertence a Web. provedor: nome da empresa ou instituição que mantém o serviço 6

20 tipo: indica os tipos de instituição com comercial, mil militar; org - organização nãolucrativa; edu educação, por exemplo, universidades, escolas, etc; net rede; gov governamental. País: indica qual o País que está sendo referenciado, por exemplo, Brasil(.br), Portugal(.pt), França(.fr) Obs: Nos Estados Unidos não é usada a sigla que identifica o país, logo, se um endereço não tem sigla de país, sabe-se que é dos EUA. Podemos consultar a lista completa das siglas dos países acessando o endereço: Correio eletrônico O recurso mais utilizado da Internet é o correio eletrônico, mais conhecido por , que permite qualquer pessoa mandar uma mensagem para outra, desde que esta tenha um endereço , não importa à distância ou a localidade. Este fato foi mostrado na pesquisa mundial realizada em 1995 pelo INSTITUTO NORTE-AMERICANO JÚPITER, onde 91% dos entrevistados afirmaram que o principal uso que fazem da Internet corresponde ao uso do correio eletrônico. O tem várias vantagens sobre outros meios de comunicação como: alcançar o destinatário em qualquer lugar em que estiver; ser rápido, não depender de linhas telefônicas que podem estar ocupadas; ser mais barato que o telefone; permitir o envio de textos, programas, arquivos e imagens, etc. Um endereço de correio eletrônico obedece a seguinte estrutura: do país, onde: 7

21 2.1.3 Chat O IRC foi elaborado em 1988 na Finlândia e rapidamente se criou recurso para seu uso na Internet. O IRC não estava adaptado a usuários comuns, visto que, necessitava de muitos recursos operacionais por parte do operador. Um caso que ficou famoso ocorreu durante o golpe de Boris Ieltsin na Rússia, em 1993 onde, durante várias horas, a única fonte de informação disponível era um canal de IRC. Hoje existe uma variedade de programas que possibilitam a conversa através da Internet, são os chamados chat (conversa) que, com o desenvolvimento das interfaces gráficas o entendimento e a operacionalidade tornaram-no acessíveis, mesmo para pessoas não muito familiarizadas com o computador. Em 1995 tornou-se popular na Internet o chat de voz, que é uma espécie de telefone por computador onde com o acréscimo de uma placa de som, um microfone e uma conexão à Internet, pode-se comunicar com qualquer lugar do mundo pelo preço de uma ligação local Listas de discussão As listas de discussão são aplicações do correio eletrônico usada para troca de informações, entre pequenos grupos. Consiste de um programa que aceita "assinaturas, isto é, lista de inscrições de participantes interessados em determinado tema que, ao ser formulada uma questão por qualquer membro do grupo, esta será enviada para todos os membros, que poderá reponde-la. Aresposta se torna visível a todo grupo. 8

22 2.1.5 Usenet A Usenet é uma outra forma de comunicação por grupo de pessoas, semelhante às listas de distribuição de mensagens, porém mais poderosa. Na verdade, ela é também uma rede, como a Internet, que está tão associada a ponto de muitos acharem ser uma coisa só. Nesta, as mensagens de um novo grupo ( newsgroup ) não são distribuídas como no correio-eletrônico, mas ficam situadas em um mesmo local (uma máquina que armazena determinado número de newsgroups). A mensagem jamais chegará pela caixa postal. É preciso conectar-se ao computador por onde os newsgroup circula, e ler, arquivar, responder, criar uma nova mensagem ou reenviá-la para alguém. Dessa forma, as mensagens de um newsgroup não circulam por todos os elementos do grupo, ao contrário, são acessadas somente pelos que tem interesse. Hoje encontra-se um enorme conjunto de grupos de discussão em todo o mundo, cada um, voltado a um determinado tópico de interesse. Os servidores de News da Unicamp possuem informações agrupadas em 1700 newsgroups. As mensagens são copiadas do servidor de News do Instituto de Computação- Unicamp e permanecem nele por um prazo de 5 dias. O acesso é permitido a toda comunidade da Unicamp, ao público de outras universidades e centros de pesquisa sem fins lucrativos e não é permitido o acesso para instituições comerciais (com domínios, com e com. br) Protocolo de Transferência de Arquivo (FTP) O FTP é o serviço básico de transferência de arquivos na Internet. Usando FTP ( File Transfer Protocol ), um usuário da rede pode carregar ( upload ) arquivos de seu computador para um outro ou descarregar ( download ) arquivos de um computador para o seu. Para tanto, o usuário deve ter permissão de acesso ao computador remoto. 9

23 Muitos locais oferecem o acesso do tipo "FTP anônimo", que significa que quem o acessa tem total liberdade para copiar os arquivos que desejar, não exigindo, para isso, uma senha especial de acesso. O FTP é geralmente usado para transferência de arquivos contendo programas ( software ) e documentos, não havendo qualquer limitação quanto ao tipo de informação que pode ser transferida. Vale ressaltar ainda que esse serviço pressupõe que o usuário conheça a localização eletrônica do documento desejado, ou seja, o endereço do computador remoto e os nomes do diretório e do arquivo que contém o documento. Transferido o arquivo, cabe ao usuário achar a maneira apropriada de acessar seu conteúdo. Muitos estão comprimidos e necessitam do software apropriado para descompressão. Imagens, textos e sons são armazenados de diversas formas, requerendo muitas vezes o uso de programas específicos. 2.2 SERVIÇOS MAIS USADOS NA INTERNET Segundo uma pesquisa feita por Georgia Institute of Technology s Graphics, Visualization and Usability Center, as cinco atividades mais comuns na Internet são: Recolher informação (86%) Navegar (61%) Educação (52%) Comunicação (47%) Quanto ao tipo de informação que os utilizadores da Internet mais procuram, segundo a Research Spectrum, uma empresa de estudos de mercado sediada em São Francisco, é na maioria: 10

24 Entretenimento (51%) Notícias (41%) Produtos para o computador (41%) Viagens e Turismo (30%) Informações financeiras (26%) 2.3 A INTERNET NO BRASIL Um projeto do Ministério da Educação criou, em julho de 1990, a Rede Nacional de Pesquisa ( RNP ) com o objetivo de gerenciar a rede acadêmica brasileira. Porém, somente em 1992 implementou-se a estrutura central da Internet no Brasil, capaz de manipular grandes volumes de informação, que permitia às principais universidades, aos centros de pesquisa e a algumas organizações não-governamentais se interligarem através da Internet. Com a liberação, em 1995, do uso comercial da Internet os Ministérios das Comunicações, da Ciência e Tecnologia criaram um Comitê Gestor da Internet, composto por nove representantes, com a finalidade de acompanhar a expansão da rede em nosso país. Com o crescente número de internautas e a expansão da Internet, cresce também a verba investida em publicidade, destinada a atingir e influenciar novos consumidores.os investimentos destinados à mídia on-line no Brasil em 1999 e 2000 e sua projeção para o período de 2001 a 2004, comparadas à América Latina, são mostrada, a seguir, no Gráfico 1. 11

25 Gráfico 1 (Verba para Internet -Brasil x América Latina) No Brasil, e em toda a América Latina, o número de anunciantes que acompanham esta tendência e incluem em seus planos investimentos na Internet, aumenta significativamente. O investimento na Internet cresce em importância também quando comparada a outros meios de comunicação (Gráfico 2), o que justifica os investimentos acima citados, considerando que, o anúncio na Internet, tem influenciado o comportamento dos consumidores impulsionando à compra imediata. Fonte CSFB-Forrest Novembro 1999 Gráfico 2 (Investimentos destinados à mídia on-line) 12

26 2.4 ESTATÍSTICAS Abaixo segue alguns gráficos estatísticos que mostra o perfil, por sexo, por idade, por classe social e por interesse do usuário brasileiro Podemos observar no Gráfico 3, o perfil do usuário da Internet no Brasil, por sexo. Há quase um empate entre homens e mulheres com uma pequena vantagem para os homens. Gráfico 3 (Perfil do Usuário) Por classe social (Gráfico 4) observamos que a grande maioria está concentrada nas classes A e B, pois como é obvio são os que podem adquirir um computador e pagar um acesso a Internet (conta telefônica e provedor de acesso), as classes, D e E têm, possibilidade acesso, normalmente nas escolas públicas, associações de bairro, onde estão matriculados. Gráfico 4 (Uso da Internet por classe social) E, finalmente, por idade encontramos na faixa de 10 a 29 anos um montante de 60% de usuários da Internet, que procuram principalmente a rede para entretenimento e pesquisas escolares, por 13

27 outro lado, já os mais adultos, aqueles com 30 até 49 anos (34%) buscam por noticias, negócios e informações financeiras (Gráfico5 e 6). Gráfico 5 (Uso da Internet por idade) Gráfico 6 (Interesse por assuntos) Segundo Fonte: Pesquisa Internet POP - maio IBOPE 14

28 3 RECURSOS Apresentaremos a seguir basicamente como funciona a Internet, não em termos de usuário ( cliente ), mas sim de servidores, ou de como os conteúdos (textos, figuras, bate-pato etc) são transmitidos pela rede. Mostraremos como a troca de informação é feita entre servidor (aquele que mantém as informações armazenadas) e cliente (aquele que busca informações). Assim serão desenvolvido os itens: Funcionalidades WWW (wide word web) Biblioteca WWW Negociação de Conteúdo HTML (hypertext markup language) 3.1 FUNCIONALIDADES DA WWW A Web permite o acesso a informações do tipo texto e objetos multimídia, em servidores localizados em instituições de ensino e de pesquisa, empresas comerciais, provedores de acesso etc., geograficamente dispersos, através da conexão de links hipermídia. A Web está relacionada ao conceito de globalização, pois se baseia na idealização de um mundo de informações sem fronteiras, em que todos os elementos possuem uma referência através da qual eles podem ser acessados. Quando um programa cliente é executado no computador do usuário, ele mostra um objeto Web, que pode ser um documento com texto, imagens ou outros dados multimídia, onde alguns elementos ou áreas são destacados. A seleção de uma área destacada, denominada âncora, faz com que o programa cliente busque outro objeto Web (relacionado à âncora), possivelmente localizado em uma outra máquina, que é um servidor Web. O objeto assim obtido é normalmente um outro hipertexto, podendo o processo de navegação 15

29 prosseguir até que a execução do programa cliente seja encerrada.( SOUSA, 1999) Os computadores clientes Web têm acesso a servidores de todos os tipos, e não necessitam ter conhecimento dos protocolos utilizados na transferência de informações. Esta uniformidade foi possível devido ao código comum libwww de domínio público criado pelo CERN ( Entidade européia de pesquisa de Física nuclear ). Essa biblioteca permite a compatibilidade com protocolos mais antigos e a transição para novos protocolos.(albuquerque, 2001). A funcionalidade da Web se baseia em três tecnologias principais: Sistema de endereçamento URI - Uniform Resource Identifier: URI é o termo genérico utilizado para um endereço que define a localização de um recurso. Protocolo de rede HTTP - Hypertext Transfer Protocol: que permite o desempenho e facilidades necessárias entre as comunicações de documentos hipertexto, bem como objetos multimídia. Linguagem de formatação HTML - Hypertext Markup Language: Esta tecnologia básica já existia antes da implementação da Web, entretanto, a grande conquista foi à integração de diversas tecnologias numa nova tecnologia, que trouxe novos recursos no modo de utilizar as redes de computadores, sendo compreendida por todos os computadores clientes web, utilizada para transmitir informações como textos, gráficos, etc. A Web é um procedimento capaz de integrar diversos mecanismos de acesso e captura de arquivos digitais como: textos, figuras, banco de dados, etc, estando relacionado abaixo algumas aplicações Abaixo estão listados alguns exemplos destas aplicações: 16

30 ftp - file transfer protocol, (sistema de transferência de arquivos), é um procedimento que permite a transferência de arquivos usando protocolos TCP/IP; gopher - permite o acesso a documentos distribuídos, em uma estrutura hierárquica de documentos tendo como modelo de arquitetura cliente-servidor, isto é, utiliza menus que permitem mecanismos de busca em texto, visto que todos os documentos hipertexto são exclusivamente na forma de menus; telnet log in (acesso) remoto, que permite a interação com bancos de dados; WAIS - Wide Area Information Server (Servidor de Informações de Rede Remota), tem como objetivo automatizar a busca e acesso a informações eletrônicas de vários tipos nas redes remotas (WAN Rede Remota). Consiste num sistema em que usuários em diversas plataformas podem acessar informações do tipo texto, figuras, voz ou documentos, armazenados em várias outras plataformas. Inicia-se a busca às informações, utilizando-se perguntas com linguagem natural, e não com linguagens sofisticadas para que o servidor possa procurar documentos com base nas palavras da pergunta e, organizá-las através de métodos heurísticos (conjuntos de regras e métodos). A arquitetura da Web consiste de um modelo baseado na arquitetura cliente/servidor onde clientes e servidores são entidades lógicas distintas, que trabalham em conjunto para realizar um serviço. As principais características que distinguem os sistemas cliente/servidor de outras formas de sistemas distribuídos, segundo pesquisa na Internet (Cats, 2001) são as seguintes: Serviço: A arquitetura cliente/servidor fundamenta-se na relação entre processos, que são executados em máquinas diferentes. O processo servidor é um provedor de serviços ao 17

Pequena história da Internet

Pequena história da Internet Pequena história da Internet A Internet nasceu em 1969, nos Estados Unidos. Interligava originalmente laboratórios de pesquisa e se chamava ARPAnet (ARPA: Advanced Research Projects Agency). Era uma rede

Leia mais

Desenvolvimento de Aplicações Web

Desenvolvimento de Aplicações Web Desenvolvimento de Aplicações Web André Tavares da Silva andre.silva@udesc.br Método de Avaliação Serão realizadas duas provas teóricas e dois trabalhos práticos. MF = 0,1*E + 0,2*P 1 + 0,2*T 1 + 0,2*P

Leia mais

INTERNET -- NAVEGAÇÃO

INTERNET -- NAVEGAÇÃO Página 1 INTRODUÇÃO Parte 1 O que é a Internet? A Internet é uma rede mundial de computadores, englobando redes menores distribuídas por vários países, estados e cidades. Ao contrário do que muitos pensam,

Leia mais

Introdução à Informática

Introdução à Informática Introdução à Informática Aula 23 http://www.ic.uff.br/~bianca/introinfo/ Aula 23-07/12/2007 1 Histórico da Internet Início dos anos 60 Um professor do MIT (J.C.R. Licklider) propõe a idéia de uma Rede

Leia mais

Internet. A Grande Rede Mundial. Givanaldo Rocha givanaldo.rocha@ifrn.edu.br http://docente.ifrn.edu.br/givanaldorocha

Internet. A Grande Rede Mundial. Givanaldo Rocha givanaldo.rocha@ifrn.edu.br http://docente.ifrn.edu.br/givanaldorocha Internet A Grande Rede Mundial Givanaldo Rocha givanaldo.rocha@ifrn.edu.br http://docente.ifrn.edu.br/givanaldorocha O que é a Internet? InterNet International Network A Internet é uma rede mundial de

Leia mais

TECNOLOGIA WEB Aula 1 Evolução da Internet Profa. Rosemary Melo

TECNOLOGIA WEB Aula 1 Evolução da Internet Profa. Rosemary Melo TECNOLOGIA WEB Aula 1 Evolução da Internet Profa. Rosemary Melo Tópicos abordados Surgimento da internet Expansão x Popularização da internet A World Wide Web e a Internet Funcionamento e personagens da

Leia mais

APOSTILA BÁSICA SOBRE INTERNET

APOSTILA BÁSICA SOBRE INTERNET APOSTILA BÁSICA SOBRE INTERNET DEFINIÇÕES BÁSICAS A Internet é um conjunto de redes de computadores interligados pelo mundo inteiro, ue têm em comum um conjunto de protocolos e serviços. O ue permite a

Leia mais

Autoria Web Apresentação e Visão Geral sobre a Web

Autoria Web Apresentação e Visão Geral sobre a Web Apresentação e Visão Geral sobre a Web Apresentação Thiago Miranda Email: mirandathiago@gmail.com Site: www.thiagomiranda.net Objetivos da Disciplina Conhecer os limites de atuação profissional em Web

Leia mais

CAPÍTULO 2. Entendendo a Internet

CAPÍTULO 2. Entendendo a Internet CAPÍTULO 2 Entendendo a Internet 2.1 O que é a Internet Internet é a rede mundial pública de computadores interligados, por meio da qual se transmite informações e dados para outros computadores conectados

Leia mais

INTERNET. Professor: Leandro Crescencio E-mail: leandromc@inf.ufsm.br. http://www.inf.ufsm.br/~leandromc. Colégio Politécnico 1

INTERNET. Professor: Leandro Crescencio E-mail: leandromc@inf.ufsm.br. http://www.inf.ufsm.br/~leandromc. Colégio Politécnico 1 INTERNET Professor: Leandro Crescencio E-mail: leandromc@inf.ufsm.br http://www.inf.ufsm.br/~leandromc Colégio Politécnico 1 Internet Origem: Guerra Fria DARPA (Departamento de Defesa de Pesquisas Avançadas)

Leia mais

Redes de Computadores II

Redes de Computadores II Redes de Computadores II INTERNET Protocolos de Aplicação Intranet Prof: Ricardo Luís R. Peres As aplicações na arquitetura Internet, são implementadas de forma independente, ou seja, não existe um padrão

Leia mais

Informática Aplicada. Aula 3 Internet, Browser e E-mail. Professora: Cintia Caetano

Informática Aplicada. Aula 3 Internet, Browser e E-mail. Professora: Cintia Caetano Informática Aplicada Aula 3 Internet, Browser e E-mail Professora: Cintia Caetano SURGIMENTO DA INTERNET A rede mundial de computadores, ou Internet, surgiu em plena Guerra Fria, no final da década de

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS. Aula 09

SISTEMAS DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS. Aula 09 FACULDADE CAMÕES PORTARIA 4.059 PROGRAMA DE ADAPTAÇÃO DE DISCIPLINAS AO AMBIENTE ON-LINE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GERENCIAL DOCENTE: ANTONIO SIEMSEN MUNHOZ, MSC. ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: FEVEREIRO DE 2007. Internet,

Leia mais

GLOSSÁRIO. ActiveX Controls. É essencialmente uma interface usada para entrada e saída de dados para uma aplicação.

GLOSSÁRIO. ActiveX Controls. É essencialmente uma interface usada para entrada e saída de dados para uma aplicação. GLOSSÁRIO Este glossário contém termos e siglas utilizados para Internet. Este material foi compilado de trabalhos publicados por Plewe (1998), Enzer (2000) e outros manuais e referências localizadas na

Leia mais

Introdução. Ciência da Computação DESENVOLVIMENTO DE APLICAÇÕES PARA WEB. Claudinei Dias email: prof.claudinei.dias@gmail.com

Introdução. Ciência da Computação DESENVOLVIMENTO DE APLICAÇÕES PARA WEB. Claudinei Dias email: prof.claudinei.dias@gmail.com Ciência da Computação DESENVOLVIMENTO DE APLICAÇÕES PARA WEB Introdução Prof. Claudinei Dias email: prof.claudinei.dias@gmail.com INTERNET Criada a ARPANET em 1970 com a finalidade de conectar departamentos

Leia mais

Implementar servidores de Web/FTP e DFS. Disciplina: Serviços de Redes Microsoft Professor: Fernando Santorsula fernando.santorsula@esamc.

Implementar servidores de Web/FTP e DFS. Disciplina: Serviços de Redes Microsoft Professor: Fernando Santorsula fernando.santorsula@esamc. Implementar servidores de Web/FTP e DFS Disciplina: Serviços de Redes Microsoft Professor: Fernando Santorsula fernando.santorsula@esamc.br Conteúdo programático Introdução ao protocolo HTTP Serviço web

Leia mais

// Questões para estudo

// Questões para estudo // Questões para estudo 2 // Ferramentas Básicas de Internet e Web 2.0 1. Sobre a internet, marque a opção correta: A) A internet poder ser definida como uma rede mundial, composta por mihões e milhões

Leia mais

INFORMÁTICA FUNDAMENTOS DE INTERNET. Prof. Marcondes Ribeiro Lima

INFORMÁTICA FUNDAMENTOS DE INTERNET. Prof. Marcondes Ribeiro Lima INFORMÁTICA FUNDAMENTOS DE INTERNET Prof. Marcondes Ribeiro Lima Fundamentos de Internet O que é internet? Nome dado a rede mundial de computadores, na verdade a reunião de milhares de redes conectadas

Leia mais

Guia de Consulta Rápida HTTP. Décio Jr. Novatec Editora. www.novateceditora.com.br

Guia de Consulta Rápida HTTP. Décio Jr. Novatec Editora. www.novateceditora.com.br Guia de Consulta Rápida HTTP Décio Jr. Novatec Editora www.novateceditora.com.br Guia de Consulta Rápida HTTP de Décio Jr. Copyright 2001 da Novatec Editora Ltda. Todos os direitos reservados. É proibida

Leia mais

Rede de Computadores. Arquitetura Cliente-Servidor

Rede de Computadores. Arquitetura Cliente-Servidor Rede de Computadores Arquitetura ClienteServidor Coleção de dispositivos de computação interconectados que permitem a um grupo de pessoas compartilhar informações e recursos É a conexão de dois ou mais

Leia mais

SISTEMAS OPERACIONAIS LIVRES SERVICOS DE REDE LOCAL. Professor Carlos Muniz

SISTEMAS OPERACIONAIS LIVRES SERVICOS DE REDE LOCAL. Professor Carlos Muniz SISTEMAS OPERACIONAIS LIVRES SERVICOS DE REDE LOCAL Na internet, cada computador conectado à rede tem um endereço IP. Todos os endereços IPv4 possuem 32 bits. Os endereços IP são atribuídos à interface

Leia mais

Internet. O que é a Internet?

Internet. O que é a Internet? O que é a Internet? É uma rede de redes de computadores, em escala mundial, que permite aos seus utilizadores partilharem e trocarem informação. A Internet surgiu em 1969 como uma rede de computadores

Leia mais

*Conceitos básicos *Formas de conexão *Correio Eletrônico *WWW *Principais navegadores para Internet

*Conceitos básicos *Formas de conexão *Correio Eletrônico *WWW *Principais navegadores para Internet Conceitos básicos Formas de conexão Correio Eletrônico WWW Principais navegadores para Internet Para compreender a Internet faz-se necessário o conhecimento de conceitos simples e que muitas vezes causam

Leia mais

WWW - World Wide Web

WWW - World Wide Web WWW World Wide Web WWW Cap. 9.1 WWW - World Wide Web Idéia básica do WWW: Estratégia de acesso a uma teia (WEB) de documentos referenciados (linked) em computadores na Internet (ou Rede TCP/IP privada)

Leia mais

Tecnologia da Informação. Prof Odilon Zappe Jr

Tecnologia da Informação. Prof Odilon Zappe Jr Tecnologia da Informação Prof Odilon Zappe Jr Internet Internet Internet é o conglomerado de redes, em escala mundial de milhões de computadores interligados, que permite o acesso a informações e todo

Leia mais

CAPÍTULO 2. Este capítulo tratará :

CAPÍTULO 2. Este capítulo tratará : 1ª PARTE CAPÍTULO 2 Este capítulo tratará : 1. O que é necessário para se criar páginas para a Web. 2. A diferença entre páginas Web, Home Page e apresentação Web 3. Navegadores 4. O que é site, Host,

Leia mais

Introdução ao Desenvolvimento e Design de Websites

Introdução ao Desenvolvimento e Design de Websites Introdução ao Desenvolvimento e Design de Websites Prof.: Salustiano Rodrigues de Oliveira Email: saluorodrigues@gmail.com Site: www.profsalu.wordpress.com Introdução ao Desenvolvimento e Design de Websites

Leia mais

efagundes com Como funciona a Internet

efagundes com Como funciona a Internet Como funciona a Internet Eduardo Mayer Fagundes 1 Introdução à Internet A Internet é uma rede de computadores mundial que adota um padrão aberto de comunicação, com acesso ilimitado de pessoas, empresas

Leia mais

DWEB. Design para Web. Fundamentos Web I. Curso Superior de Tecnologia em Design Gráfico

DWEB. Design para Web. Fundamentos Web I. Curso Superior de Tecnologia em Design Gráfico DWEB Design para Web Curso Superior de Tecnologia em Design Gráfico Fundamentos Web I E não vos conformeis com este século, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual

Leia mais

CONCEITOS BÁSICOS DE INTERNET. Disciplina: INFORMÁTICA 1º Semestre Prof. AFONSO MADEIRA

CONCEITOS BÁSICOS DE INTERNET. Disciplina: INFORMÁTICA 1º Semestre Prof. AFONSO MADEIRA CONCEITOS BÁSICOS DE INTERNET Disciplina: INFORMÁTICA 1º Semestre Prof. AFONSO MADEIRA conceito inicial Amplo sistema de comunicação Conecta muitas redes de computadores Apresenta-se de várias formas Provê

Leia mais

Projeto de sistemas O novo projeto do Mercado Internet

Projeto de sistemas O novo projeto do Mercado Internet Projeto de sistemas O novo projeto do Mercado Internet Mercados em potencial de serviços Serviços da Web ftp,http,email,news,icq! Mercados em potencial de serviços FTP IRC Telnet E-mail WWW Videoconferência

Leia mais

A Internet WILLIAM A ZACARIOTTO

A Internet WILLIAM A ZACARIOTTO A Internet WILLIAM A ZACARIOTTO INTERNET História O que é a Internet? Para que serve? Quem controla? Como funciona WWW Serviços Como conectar-se? Domínios e Endereços O QUE É A INTERNET Rede mundial de

Leia mais

Valor Comercial das Telecomunicações. Telecomunicações nas Empresas. Superar barreiras geográficas. Superar barreiras do tempo

Valor Comercial das Telecomunicações. Telecomunicações nas Empresas. Superar barreiras geográficas. Superar barreiras do tempo Valor Comercial das Telecomunicações Superar barreiras geográficas Atendimento ao cliente/preenchimento de pedidos Superar barreiras do tempo Consultas de crédito (POS) Superar barreiras de custo Videoconferência

Leia mais

Informática Aplicada

Informática Aplicada Informática Aplicada Internet Aula 4 Prof. Walteno Martins Parreira Jr www.waltenomartins.com.br waltenomartins@yahoo.com 2014 APRESENTAÇÃO A Internet é um grande conjunto de redes de computadores interligadas

Leia mais

Módulo 11 A Web e seus aplicativos

Módulo 11 A Web e seus aplicativos Módulo 11 A Web e seus aplicativos Até a década de 90, a internet era utilizada por acadêmicos, pesquisadores e estudantes universitários para a transferência de arquivos e o envio de correios eletrônicos.

Leia mais

INFORMÁTICA IINTERNET / INTRANET

INFORMÁTICA IINTERNET / INTRANET INFORMÁTICA IINTERNET / INTRANET Objectivos História da Internet Definição de Internet Definição dos protocolos de comunicação Entender o que é o ISP (Internet Service Providers) Enumerar os equipamentos

Leia mais

Microsoft Internet Explorer. Browser/navegador/paginador

Microsoft Internet Explorer. Browser/navegador/paginador Microsoft Internet Explorer Browser/navegador/paginador Browser (Navegador) É um programa que habilita seus usuários a interagir com documentos HTML hospedados em um servidor web. São programas para navegar.

Leia mais

INTERNET -- NAVEGAÇÃO

INTERNET -- NAVEGAÇÃO Página 1 Acessando endereços simultaneamente Parte 2 Um recurso interessante e extremamente útil é o de abrir várias janelas ao mesmo tempo. Em cada janela você poderá acessar um endereço diferente na

Leia mais

PRnet/2013. Linguagem de Programação Web

PRnet/2013. Linguagem de Programação Web Linguagem de Programação Web Linguagem de Programação Web Prnet/2013 Linguagem de Programação Web» Programas navegadores» Tipos de URL» Protocolos: HTTP, TCP/IP» Hipertextos (páginas WEB)» HTML, XHTML»

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS. Mede a capacidade de comunicação de computadores e dispositivos. Operam em diferentes plataformas de hardware

LISTA DE EXERCÍCIOS. Mede a capacidade de comunicação de computadores e dispositivos. Operam em diferentes plataformas de hardware 1. A nova infra-estrutura de tecnologia de informação Conectividade Mede a capacidade de comunicação de computadores e dispositivos Sistemas abertos Sistemas de software Operam em diferentes plataformas

Leia mais

Tópicos de Ambiente Web Conceitos Fundamentais Redes de Dados

Tópicos de Ambiente Web Conceitos Fundamentais Redes de Dados Tópicos de Ambiente Web Conceitos Fundamentais Redes de Dados Professora: Sheila Cáceres Computador Dispositivo eletrônico usado para processar guardar e tornar acessível informação. Tópicos de Ambiente

Leia mais

Sistemas Distribuídos. Professora: Ana Paula Couto DCC 064

Sistemas Distribuídos. Professora: Ana Paula Couto DCC 064 Sistemas Distribuídos Professora: Ana Paula Couto DCC 064 Sistemas Distribuídos Basedos na Web Capítulo 12 Agenda Arquitetura Processos Comunicação Nomeação Sincronização Consistência e Replicação Introdução

Leia mais

Internet. História da Internet

Internet. História da Internet Internet A rede mundial de computadores é um grande fenômeno e está ampliando os horizontes de profissionais e empresas. O acesso é feito a qualquer hora e de qualquer lugar: do escritório, em casa, na

Leia mais

É uma rede mundial de computadores ligados entre si. INTERNET

É uma rede mundial de computadores ligados entre si. INTERNET INTERNET O QUE É A INTERNET? O QUE É NECESSÁRIO PARA ACEDER À INTERNET? QUAL A DIFERENÇA ENTRE WEB E INTERNET? HISTÓRIA DA INTERNET SERVIÇOS BÁSICOS DA INTERNET 2 1 INTERCONNECTED NETWORK INTERNET A Internet

Leia mais

Desenvolvimento em Ambiente Web. Prof. André Y. Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com

Desenvolvimento em Ambiente Web. Prof. André Y. Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com Desenvolvimento em Ambiente Web Prof. André Y. Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com Internet A Internet é um conjunto de redes de computadores de domínio público interligadas pelo mundo inteiro, que tem

Leia mais

Era da Informação exige troca de informações entre pessoas para aperfeiçoar conhecimentos dos mais variados

Era da Informação exige troca de informações entre pessoas para aperfeiçoar conhecimentos dos mais variados O Uso da Internet e seus Recursos Ana Paula Terra Bacelo anapaula@cglobal.pucrs.br Faculdade de Informática /PUCRS Sumário Introdução Internet: conceitos básicos Serviços da Internet Trabalhos Cooperativos

Leia mais

sensitives). Os endereços Internet (E-mail) são comumente escritos em 1 - INTERNET:

sensitives). Os endereços Internet (E-mail) são comumente escritos em 1 - INTERNET: 1 - INTERNET: 1.1 - Conceitos: 1.1.1 - A Internet Uma definição mais formal sobre o que é a Internet pode ser resumida como uma rede de computadores, de abrangência mundial e pública, através da qual estão

Leia mais

INTERNET. Surgimento da Internet. Cenário antes do Projeto Arpanet. Aula 04 Prof. André Cardia andre@andrecardia.pro.br. Surgimento da ARPANET

INTERNET. Surgimento da Internet. Cenário antes do Projeto Arpanet. Aula 04 Prof. André Cardia andre@andrecardia.pro.br. Surgimento da ARPANET INTERNET Aula 04 Prof. André Cardia andre@andrecardia.pro.br Surgimento da Internet Projeto militar dos Estados Unidos, em 1969 o departamento de defesa norte americano (DoD), por meio da ARPA (Advanced

Leia mais

Informática Internet Internet

Informática Internet Internet Informática Internet Internet A Internet é uma rede mundial de computadores de acesso de público ilimitado. Na prática, pode-se dizer que ela é composta por um conjunto de muitas redes interconectadas.

Leia mais

Tópicos de Ambiente Web Internet: negócios eletrônicos, novas tendencias e tecnologias

Tópicos de Ambiente Web Internet: negócios eletrônicos, novas tendencias e tecnologias Tópicos de Ambiente Web Internet: negócios eletrônicos, novas tendencias e tecnologias Professora: Sheila Cáceres Uma mensagem enviada em internet é dividida em pacotes de tamanho uniforme. Cada pacote

Leia mais

INTERNET, INTRANET E EXTRANET INTERNET

INTERNET, INTRANET E EXTRANET INTERNET INTERNET, INTRANET E EXTRANET 1 INTERNET Rede de computadores que interliga milhões de usuários em todo o mundo. Não é uma rede única, mas um grupo de redes hierarquizadas. Pessoas e computadores trocando

Leia mais

Princípios de Internet e Termos mais Utilizados. Internet

Princípios de Internet e Termos mais Utilizados. Internet Princípios de Internet e Termos mais Utilizados Internet A Comunicação é a melhor palavra para descrever a Internet. São serviços e facilidades que, para algumas pessoas, é o lugar onde elas encontram

Leia mais

A INTERNET E A NOVA INFRA-ESTRUTURA DA TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO

A INTERNET E A NOVA INFRA-ESTRUTURA DA TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO A INTERNET E A NOVA INFRA-ESTRUTURA DA TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO 1 OBJETIVOS 1. O que é a nova infra-estrutura informação (TI) para empresas? Por que a conectividade é tão importante nessa infra-estrutura

Leia mais

A INTERNET E A NOVA INFRA-ESTRUTURA DA TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO

A INTERNET E A NOVA INFRA-ESTRUTURA DA TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO Capítulo 9 A INTERNET E A NOVA INFRA-ESTRUTURA DA TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO 9.1 2003 by Prentice Hall OBJETIVOS O que é a nova infra-estrutura de tecnologia de informação (IT) para empresas? Por que a conectividade

Leia mais

Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do RN. A Internet e suas aplicações

Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do RN. A Internet e suas aplicações Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do RN A Internet e suas aplicações Histórico da rede Iniciativa dos militares norte-americanos Sobrevivência de redes de comunicação e segurança em caso

Leia mais

Internet - A rede Mundial

Internet - A rede Mundial Internet - A rede Mundial Fernando Albuquerque 061-2733589 fernando@cic.unb.br O que é? Qual a sua história? Como funciona? Como está organizada? Quais os serviços? Como acessar? Quais os cuidados? Qual

Leia mais

Introdução à Internet. Sumário. Internet: Um Pequeno Histórico. O que é Internet? Objetivos. A Comunicação. Márcia V.

Introdução à Internet. Sumário. Internet: Um Pequeno Histórico. O que é Internet? Objetivos. A Comunicação. Márcia V. Objetivos Introdução à Internet Márcia V. Costa Miranda Passar uma visão geral da rede Internet. Resumo do histórico sobre Internet. Explicar a utilização de um browser de navegação navegador. Exibir os

Leia mais

CONCEITOS INICIAIS. Agenda A diferença entre páginas Web, Home Page e apresentação Web;

CONCEITOS INICIAIS. Agenda A diferença entre páginas Web, Home Page e apresentação Web; CONCEITOS INICIAIS Agenda A diferença entre páginas Web, Home Page e apresentação Web; O que é necessário para se criar páginas para a Web; Navegadores; O que é site, Host, Provedor e Servidor Web; Protocolos.

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO - SI

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO - SI SISTEMAS DE INFORMAÇÃO - SI Elaborado e adaptado por: Prof.Mestra Rosimeire Ayres Sistemas Colaborativos Empresariais (ECS) Os sistemas colaborativos nas empresas nos oferecem ferramentas para nos ajudar

Leia mais

T ecnologias de I informação de C omunicação

T ecnologias de I informação de C omunicação T ecnologias de I informação de C omunicação 9º ANO Prof. Sandrina Correia TIC Prof. Sandrina Correia 1 Objectivos Aferir sobre a finalidade da Internet Identificar os componentes necessários para aceder

Leia mais

TECNOLOGIA WEB INTERNET PROTOCOLOS

TECNOLOGIA WEB INTERNET PROTOCOLOS INTERNET PROTOCOLOS 1 INTERNET Rede mundial de computadores. Também conhecida por Nuvem ou Teia. Uma rede que permite a comunicação de redes distintas entre os computadores conectados. Rede WAN Sistema

Leia mais

XIV SEMINÁRIO NACIONAL DE DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA INFORMATIZAÇÃO DAS NORMAS E PROCEDIMENTOS DE MEDIÇÃO VIA INTRANET E INTERNET

XIV SEMINÁRIO NACIONAL DE DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA INFORMATIZAÇÃO DAS NORMAS E PROCEDIMENTOS DE MEDIÇÃO VIA INTRANET E INTERNET XIV SEMINÁRIO NACIONAL DE DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA INFORMATIZAÇÃO DAS NORMAS E PROCEDIMENTOS DE MEDIÇÃO VIA INTRANET E INTERNET Autores: OROMAR CÓRDOVA GILBERTO ALVES LOBATO COPEL Companhia Paranaense

Leia mais

CLC5 Formador: Vítor Dourado

CLC5 Formador: Vítor Dourado 1 A designação da Internet advém de Interconnected Network, ou seja, rede interligada. A Internet é uma gigantesca teia mundial de redes de computadores, em constante crescimento e evolução, oferecendo

Leia mais

Noções de redes de computadores e Internet

Noções de redes de computadores e Internet Noções de redes de computadores e Internet Evolução Redes de Comunicações de Dados Sistemas Centralizados Características: Grandes Centros de Processamentos de Dados (CPD); Tarefas Científicas; Grandes

Leia mais

1. AULA 1 - INTRODUÇÃO À REDES DE COMPUTADORES

1. AULA 1 - INTRODUÇÃO À REDES DE COMPUTADORES 1. AULA 1 - INTRODUÇÃO À REDES DE COMPUTADORES Objetivos da Aula Aprender os conceitos básicos para compreensão das próximas aulas. Na maioria dos casos, os conceitos apresentados serão revistos com maior

Leia mais

1969 ARPANet - Advanced Research Projects Agency Network

1969 ARPANet - Advanced Research Projects Agency Network FUNDAMENTOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Rafael D. Ribeiro, M.Sc,PMP. rafaeldiasribeiro@gmail.com http://www.rafaeldiasribeiro.com.br @ribeirord 1969 ARPANet - Advanced Research Projects Agency Network O

Leia mais

Internet ou Net. É uma rede mundial de computadores ligados entre si através s de linhas telefónicas comuns.

Internet ou Net. É uma rede mundial de computadores ligados entre si através s de linhas telefónicas comuns. Internet Internet ou Net É uma rede mundial de computadores ligados entre si através s de linhas telefónicas comuns. Como Comunicam os computadores Os computadores comunicam entre si utilizando uma linguagem

Leia mais

Internet. EB 2/3 de Arrifana. Victor Henriques 2006/2007

Internet. EB 2/3 de Arrifana. Victor Henriques 2006/2007 Internet Sumário A Internet. Questões de segurança. 2 A Internet A Internet, ou apenas Net, é uma rede mundial de computadores ligados entre si através de linhas telefónicas comuns, linhas de comunicação

Leia mais

Sistemas de Informação Gerencial

Sistemas de Informação Gerencial Sistemas de Informação Gerencial Aula 06 Prof.ª Bruna Patrícia da Silva Braga Infraestrutura de TI: Redes de Computadores Redes de Computadores Conjunto de computadores e periféricos ligados entre si através

Leia mais

Internet. Definição. Arquitectura cliente servidor

Internet. Definição. Arquitectura cliente servidor Internet Definição A definição mais simples de Internet é que é a maior rede mundial de computadores. Do ponto de vista técnico, a Internet consiste numa rede composta por outras redes de computadores

Leia mais

Ferramentas para Desenvolvimento Web

Ferramentas para Desenvolvimento Web Ferramentas para Desenvolvimento Web Profa. Dra. Joyce Martins Mendes Battaglia Mini Currículo Bel. em Ciência da Computação - Unib Mestre e doutora em Eng. Elétrica USP Professora /Coordenadora Pesquisadora

Leia mais

Internet. Edy Hayashida E-mail: edy.hayashida@uol.com.br

Internet. Edy Hayashida E-mail: edy.hayashida@uol.com.br Internet Edy Hayashida E-mail: edy.hayashida@uol.com.br Internet A Internet não é de modo algum uma rede, mas sim um vasto conjunto de redes diferentes que utilizam certos protocolos comuns e fornecem

Leia mais

André Aziz (andreaziz.ufrpe@gmail.com) Francielle Santos (francielle.ufrpe@gmail.com) Noções de Internet

André Aziz (andreaziz.ufrpe@gmail.com) Francielle Santos (francielle.ufrpe@gmail.com) Noções de Internet André Aziz (andreaziz.ufrpe@gmail.com) Francielle Santos (francielle.ufrpe@gmail.com) Noções de Internet Noções de Internet: O que é Internet; História da Internet; Recursos da Internet; Serviços não-web.

Leia mais

Redes - Internet. Sumário 26-09-2008. Aula 3,4 e 5 9º C 2008 09 24. } Estrutura baseada em camadas. } Endereços IP. } DNS -Domain Name System

Redes - Internet. Sumário 26-09-2008. Aula 3,4 e 5 9º C 2008 09 24. } Estrutura baseada em camadas. } Endereços IP. } DNS -Domain Name System Redes - Internet 9º C 2008 09 24 Sumário } Estrutura baseada em camadas } Endereços IP } DNS -Domain Name System } Serviços, os Servidores e os Clientes } Informação Distribuída } Principais Serviços da

Leia mais

INTERNET, INTRANET E EXTRANET

INTERNET, INTRANET E EXTRANET INTERNET, INTRANET E EXTRANET 1 Internet Rede de computadores que interliga milhões de usuários em todo o mundo. Não é uma rede única, mas um grupo de redes hierarquizadas. Pessoas e computadores trocando

Leia mais

Web Design Aula 01: Conceitos Básicos

Web Design Aula 01: Conceitos Básicos Web Design Aula 01: Conceitos Básicos Professora: Priscilla Suene priscilla.silverio@ifrn.edu.br Motivação Motivação Motivação Motivação Roteiro Introdução Papéis e Responsabilidades Construindo um site

Leia mais

História e Evolução da Web. Aécio Costa

História e Evolução da Web. Aécio Costa Aécio Costa A História da Web O que estamos estudando? Período em anos que a tecnologia demorou para atingir 50 milhões de usuários 3 As dez tecnologias mais promissoras 4 A evolução da Web Web 1.0- Passado

Leia mais

Laudon & Laudon Essentials of MIS, 5th Edition. Pg. 9.1

Laudon & Laudon Essentials of MIS, 5th Edition. Pg. 9.1 Laudon & Laudon Essentials of MIS, 5th Edition. Pg. 9.1 9 OBJETIVOS OBJETIVOS A INTERNET E A NOVA INFRA-ESTRUTURA DA TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO O que é a nova infra-estrutura de tecnologia de informação

Leia mais

Programação e Designer para WEB

Programação e Designer para WEB Programação e Designer para WEB Introdução Prof. Rodrigo Rocha prof.rodrigorocha@yahoo.com Apresentação Prof. Rodrigo Rocha prof.rodrigorocha@yahoo.com Ementa Introdução a hipertexto. A linguagem HTML.

Leia mais

CONSTRUÇÃO DE PÁGINAS WEB I. Prof. Antonio Miguel Faustini Zarth antonio.zarth@ifms.edu.br

CONSTRUÇÃO DE PÁGINAS WEB I. Prof. Antonio Miguel Faustini Zarth antonio.zarth@ifms.edu.br CONSTRUÇÃO DE PÁGINAS WEB I Prof. Antonio Miguel Faustini Zarth antonio.zarth@ifms.edu.br INTERNET Tópicos desta aula Internet sob a perspectiva do desenvolvedor web Funcionamento geral Protocolos e portas

Leia mais

Documento de Requisitos de Rede (DRP)

Documento de Requisitos de Rede (DRP) Documento de Requisitos de Rede (DRP) Versão 1.2 SysTrack - Grupo 1 1 Histórico de revisões do modelo Versão Data Autor Descrição 1.0 30/04/2011 João Ricardo Versão inicial 1.1 1/05/2011 André Ricardo

Leia mais

Navegação na Web utilizando um browser. Utilização de uma aplicação para Correio Electrónico

Navegação na Web utilizando um browser. Utilização de uma aplicação para Correio Electrónico Navegação na Web utilizando um browser Utilização de uma aplicação para Correio Electrónico A, ou apenas Net, é uma rede mundial de computadores ligados entre si através de linhas telefónicas comuns, linhas

Leia mais

Arquitetura de Sistemas Distribuídos. Introdução a Sistemas Distribuídos

Arquitetura de Sistemas Distribuídos. Introdução a Sistemas Distribuídos Introdução a Sistemas Distribuídos Definição: "Um sistema distribuído é uma coleção de computadores autônomos conectados por uma rede e equipados com um sistema de software distribuído." "Um sistema distribuído

Leia mais

Introdução à Internet

Introdução à Internet Tecnologias de Informação e Comunicação Introdução Internet? Introdução 11-03-2007 TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO 2 Internet Introdução É uma rede global de computadores interligados que comunicam

Leia mais

Thin Clients : aumentando o potencial dos sistemas SCADA

Thin Clients : aumentando o potencial dos sistemas SCADA Artigos Técnicos Thin Clients : aumentando o potencial dos sistemas SCADA Tarcísio Romero de Oliveira, Engenheiro de Vendas e Aplicações da Intellution/Aquarius Automação Industrial Ltda. Um diagnóstico

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES E TELECOMUNICAÇÕES MÓDULO 16

REDES DE COMPUTADORES E TELECOMUNICAÇÕES MÓDULO 16 REDES DE COMPUTADORES E TELECOMUNICAÇÕES MÓDULO 16 Índice 1. SISTEMA OPERACIONAL DE REDE...3 1.1 O protocolo FTP... 3 1.2 Telnet... 4 1.3 SMTP... 4 1.4 SNMP... 5 2 1. SISTEMA OPERACIONAL DE REDE O sistema

Leia mais

10. Defina Sistemas Distribuídos: Um conjunto de computadores independentes que se apresenta a seus usuários como um sistema único e coerente

10. Defina Sistemas Distribuídos: Um conjunto de computadores independentes que se apresenta a seus usuários como um sistema único e coerente 1. Quais os componentes de um sistema cliente-servidor? Clientes e servidores 2. Na visão do hardware, defina o que é cliente e o que é servidor: Clientes. Qualquer computador conectado ao sistema via

Leia mais

Comércio Eletrônico. Aula 01. Os direitos desta obra foram cedidos à Universidade Nove de Julho

Comércio Eletrônico. Aula 01. Os direitos desta obra foram cedidos à Universidade Nove de Julho Comércio Eletrônico Aula 01 Os direitos desta obra foram cedidos à Universidade Nove de Julho Este material é parte integrante da disciplina oferecida pela UNINOVE. O acesso às atividades, conteúdos multimídia

Leia mais

Capítulo 8 - Aplicações em Redes

Capítulo 8 - Aplicações em Redes Capítulo 8 - Aplicações em Redes Prof. Othon Marcelo Nunes Batista Mestre em Informática 1 de 31 Roteiro Sistemas Operacionais em Rede Modelo Cliente-Servidor Modelo P2P (Peer-To-Peer) Aplicações e Protocolos

Leia mais

Informática Básica. Internet Intranet Extranet

Informática Básica. Internet Intranet Extranet Informática Básica Internet Intranet Extranet Para começar... O que é Internet? Como a Internet nasceu? Como funciona a Internet? Serviços da Internet Considerações finais O que é Internet? Ah, essa eu

Leia mais

6 PLANEJAMENTO DE SI 6.1 Planejamento de Segurança da Informação O planejamento em S.I é algo crucial para que haja o bom funcionamento de uma

6 PLANEJAMENTO DE SI 6.1 Planejamento de Segurança da Informação O planejamento em S.I é algo crucial para que haja o bom funcionamento de uma 6 PLANEJAMENTO DE SI 6.1 Planejamento de Segurança da Informação O planejamento em S.I é algo crucial para que haja o bom funcionamento de uma empresa. Diferente do senso comum o planejamento não se limita

Leia mais

INTERNET CONCEITOS. Internet é a "grande rede mundial de computadores"

INTERNET CONCEITOS. Internet é a grande rede mundial de computadores INTERNET CONCEITOS O que é Internet Estamos acostumados a ouvir que Internet é a "grande rede mundial de computadores" Entretanto, essa definição não é muito simplista. Na realidade, Ela é uma coleção

Leia mais

Processo Judicial Eletrônico

Processo Judicial Eletrônico Processo Judicial Eletrônico Internet: origem, desenvolvimento e funcionamento Conceitos básicos das novas tecnologias Documento eletrônico Criptografia e métodos de assinatura digital Processo eletrônico

Leia mais

Núcleo de Pós Graduação Pitágoras

Núcleo de Pós Graduação Pitágoras Núcleo de Pós Graduação Pitágoras Professor: Fernando Zaidan Disciplina: Arquitetura da Informática e Automação MBA Gestão em Tecnologia 1 da Informaçao 2 Figura: Tela do IBM Mainframe Fonte: Arquivo próprio

Leia mais

Informática. Aula 9. A Internet e seu Uso nas Organizações

Informática. Aula 9. A Internet e seu Uso nas Organizações Informática Aula 9 A Internet e seu Uso nas Organizações Curso de Comunicação Empresarial 2º Ano O Que é a Internet? A Internet permite a comunicação entre milhões de computadores ligados através do mundo

Leia mais

Principais protocolos da Internet. Alexandre Gonçalves Xavier

Principais protocolos da Internet. Alexandre Gonçalves Xavier Principais protocolos da Internet Servidor x Serviço O que é um serviço em uma rede? Servidores Cliente x Servidor Rede Serviços Visualização de Páginas É um serviço baseado em hipertextos que permite

Leia mais

Tecnologias da Informação e Comunicação: Internet

Tecnologias da Informação e Comunicação: Internet Tecnologias da Informação e Comunicação UNIDADE 3 Tecnologias da Informação e Comunicação: Internet Aula nº 2º Período Escola EB 2,3 de Taíde Ano lectivo 2009/2010 SUMÁRIO Introdução à Internet: história

Leia mais

Internet. Professor: Francisco Silva

Internet. Professor: Francisco Silva Internet e Serviços Internet A Internet, ou apenas Net, é uma rede mundial de computadores ligados entre si através de linhas telefónicas comuns, linhas de comunicação privadas, satélites e outros serviços

Leia mais