O PREFEITO DO MUNICIPIO DE SUMARÉ

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "O PREFEITO DO MUNICIPIO DE SUMARÉ"

Transcrição

1 PROJETO DE LEI Nº, de 03 de Agosto de 2010 "Dispõe sobre a implementação de medidas de conscientização, prevenção e combate ao bullying escolar no projeto pedagógico elaborado pelas escolas públicas de educação básica do Município de Sumaré/SP, e dá outras providências. O PREFEITO DO MUNICIPIO DE SUMARÉ a seguinte lei: Faço saber que a Câmara Municipal aprovou e eu sanciono e promulgo Art. 1º - As escolas públicas da educação básica, do Município de Sumaré/SP, deverão incluir ou implimentar em seu projeto pedagógico medidas de conscientização, prevenção e combate ao bullying escolar. Parágrafo único - A Educação Básica é composta pela Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio. Art. 2º - Entende-se por bullying a prática de atos de violência física ou psicológica, de modo intencional e repetitivo, exercida por indivíduo ou grupos de indivíduos, contra uma ou mais pessoas, com o objetivo de intimidar, agredir, causar dor, angústia ou humilhação à vítima. 1

2 Parágrafo único - São exemplos de bullying acarretar a exclusão social; subtrair coisa alheia para humilhar; perseguir; discriminar; amedrontar; destroçar pertences; instigar atos violentos, inclusive utilizando-se de meios tecnológicos (Cyberbullying). Art. 3º - Constituem objetivos a serem atingidos: I - prevenir e combater a prática do bullying nas escolas; II - capacitar docentes e equipe pedagógica para a implementação das ações de discussão, prevenção, orientação, mediação e intervenção no problema; III - Incluir no projeto político pedagógico da escola um programa de identificação, orientação e intervenção contínuo aos casos que se caracterizem como bullying ; IV - orientar as vítimas de bullying visando à recuperação de sua autoestima para que não sofram prejuízos em seu desenvolvimento escolar; V - Orientar os agressores em ações que favoreçam a compreensão das consequências dos atos de agressão para a vida dos demais; VI conscientizar os observadores a se indignarem quanto aos atos de agressão, denunciarem e não admitirem que qualquer pessoa seja humilhada e exposta publicamente; VII - envolver a família no processo de percepção, acompanhamento e crescimento da solução conjunta; 2

3 Art. 4º - O Poder Executivo regulamentará a presente Lei e estabelecerá ações a serem desenvolvidas, como: curso de formação contínua, palestras, debates, distribuição de cartilhas de orientação aos pais, alunos e professores, entre outras iniciativas, seminários para debate e socialização de experiências entre as escolas. Art. 5º - As despesas decorrentes da execução desta lei correrão por conta das dotações orçamentárias próprias, suplementadas se necessário. disposições em contrário. Art. 6º - Esta lei entra em vigor na data da sua publicação, revogadas as Sala das Sessões 03 de Agosto de Josué Cardozo Vereador PT 3

4 JUSTIFICATIVA Tenho a honra e grata satisfação de submeter à elevada apreciação dessa colenda casa legislativa o incluso Projeto de Lei que Dispõe sobre a implementação de medidas de conscientização, prevenção e combate ao bullying escolar no projeto pedagógico elaborado pelas escolas públicas de educação básica do Município de Sumaré/SP, e dá outras providências. A razão que me levou a apresentar o Projeto em tela é simples, muitas vezes pensamos que a violência escolar está visível aos nossos olhos, como: agressão física ao patrimônio público, aos professores e entre os alunos, mas brincadeiras de mal gosto como chamar o colega de baleia, feio, dentuço, ou seja, brincadeiras que de alguma forma tendem a ofender seus receptores, estão presentes no cotidiano das salas de aula e a partir do momento em que seus receptores passam a sofrer as conseqüências oriundas dessas brincadeiras, seja elas no âmbito afetivo ou na aprendizagem, esta criança se torna mais uma vítima do bullying. O bullying é considerado toda forma de agressão, seja ela física ou verbal, sem um motivo aparente, causando em suas vítimas conseqüências que vão desde o âmbito emocional até conseqüências na aprendizagem (FANTE, 2005) 1. No Brasil, o bullying passou a ser conhecido e estudado pela ABRAPIA (Associação Brasileira Multiprofissional de Proteção à Infância e à Adolescência) onde se desenvolveu um projeto em onze escolas na cidade do Rio de Janeiro. O objetivo do projeto era conscientizar e prevenir a ocorrência de bullying nas escolas. Professores e alunos participaram do projeto que obteve resultados positivos. 1 FANTE, Cléo. Fenômeno Bullying: como prevenir a violência nas escolas e educar para a paz. São Paulo: Verus, A maior especialista do Brasil sobre bullying, a brasileira Cléo Fante é educadora, pesquisadora, conferencista, escritora, graduada em História e Pedagogia, pós-graduada em Didática do Ensino Superior e doutoranda em Ciências da Educação pela Universidade de Ilhas Baleares, Espanha. 4

5 O bullying é um problema mundial que vem se disseminando largamente nos últimos anos e que só recentemente vem sendo estudado no Brasil. Define-se como um conjunto de atitudes agressivas, intencionais e repetidas, que ocorrem sem um motivo evidente, adotado por um ou mais alunos contra outros, causando sentimentos negativos como raiva, angustia, sofrimento e em alguns casos queda do rendimento escolar (FANTE,2005). Cyberbullying é uma prática que envolve o uso de tecnologias de informação e comunicação para dar apoio a comportamentos deliberados, repetidos e hostis praticados por um indivíduo ou grupo com a intenção de prejudicar outrem. - Bill Belsey Segundo Fante (2005) o bullying escolar se resume em insultos, intimidações, apelidos constrangedores, gozações que magoam profundamente, acusações injustas, atuações em grupo que hostilizam e ridicularizam a vida de outros alunos, levando-os à exclusão, além de danos físicos, psíquicos, danos na aprendizagem. Muitos psicólogos o chamam de violência moral, permitindo diferenciá-lo de brincadeiras entre iguais, propicio do desenvolvimento de cada um. As conseqüências referentes ao bullying são variadas. Ao contrário do que muitos pensam, não é somente as vítimas do bullying que sofrem as conseqüências. Os agressores e as testemunhas também podem sofrer as conseqüências tanto no âmbito emocional quanto na aprendizagem. Segundo Fante (2005, p.44): As conseqüências para as vítimas desse fenômeno são graves e abrangentes, promovendo no âmbito escolar o desinteresse pela escola, o déficit de concentração e aprendizagem, a queda do rendimento, o absentismo e a evasão escolar. 5

6 Segundo Fante (2005) O Bullying estimula a delinqüência e induz outras formas de violência explícita, produzindo cidadãos estressados, deprimidos, com baixa auto-estima e incapacidade de auto-aceitação. Assim, combater este fenômeno se faz necessário para a diminuição da violência entre escolares principalmente por suas implicações e conseqüências trágicas. Ao preparar os profissionais da educação para lidarem com as manifestações do bullying, poderíamos contribuir para que o ambiente escolar se transforme em um local menos violento, possibilitando ao alunos o equilíbrio e a superação de lidar com suas emoções, seja em estado de repressão ou agressividade, valorizando a tolerância e a solidariedade entre os alunos. Essas são as razões pelas quais contamos com o apoio dos Ilustres Pares para a aprovação do presente projeto de lei Sala das Sessões 03 de Agosto de Josué Cardozo Vereador PT 6

PROJETO DE LEI Nº. 098/2011 A ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO DECRETA:

PROJETO DE LEI Nº. 098/2011 A ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO DECRETA: PROJETO DE LEI Nº. 098/2011 Dispõe sobre a inclusão de medidas de conscientização, prevenção e combate ao bullying escolar no projeto pedagógico elaborado pelas escolas públicas estaduais e dá outras providências.

Leia mais

LEI Nº 2.619, DE 19 DE MARÇO DE 2010.

LEI Nº 2.619, DE 19 DE MARÇO DE 2010. LEI Nº 2.619, DE 19 DE MARÇO DE 2010. CERTIDÃO Certifico e dou fé que esta Lei foi publicada no placard do Município no dia- / / Dispõe sobre o programa de combate ao bullyng nas escolas públicas e privadas

Leia mais

Art. 3º - Para fins de coletas, fica definido por região as seguintes. I Região do Picerno, primeira semana do mês de Outubro;

Art. 3º - Para fins de coletas, fica definido por região as seguintes. I Região do Picerno, primeira semana do mês de Outubro; PROJETO DE LEI DE 03 DE MAIO DE 2011. DISPÕE SOBRE A INSTITUIÇÃO DA SEMANA DO CATA TRECO NO MUNICIPIO DE SUMARÉ E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. O PREFEITO DO MUNICÍPIO DE SUMARÉ, promulgo a seguinte Lei: Faço

Leia mais

BULLYING NA ESCOLA: INTERVENÇÃO E PREVENÇÃO

BULLYING NA ESCOLA: INTERVENÇÃO E PREVENÇÃO BULLYING NA ESCOLA: INTERVENÇÃO E PREVENÇÃO Alex Sandro Lucas dos Santos (G CLCA- UENP/CJ) Luiz Antonio Xavier Dias (Orientador CLCA-UENP/CJ) As brincadeiras de mau gosto figuraram entre alunos nas mais

Leia mais

PROJETO DE LEI N.º 7.457, DE 2010

PROJETO DE LEI N.º 7.457, DE 2010 CÂMARA DOS DEPUTADOS PROJETO DE LEI N.º 7.457, DE 2010 (Da Sra. Sueli Vidigal) Dispõe sobre o desenvolvimento de política "antibullying" por instituições de ensino e de educação infantil, públicas ou privadas,

Leia mais

COMISSÃO DE EDUCAÇÃO

COMISSÃO DE EDUCAÇÃO COMISSÃO DE EDUCAÇÃO PROJETO DE LEI N o 6.504, DE 2013 Institui e estabelece a criação da campanha anti-bullying nas escolas públicas e privadas de todo país, com validade em todo Território Nacional.

Leia mais

Curso de Capacitação em Bullying

Curso de Capacitação em Bullying Curso de Capacitação em Bullying Segundo pesquisa do Instituto Cidadania e da Fundação Perseu Abramo, a violência é o tema que mais preocupa os brasileiros entre 15 e 24 anos (55% do total), à frente de

Leia mais

Ficha técnica. COEDUCAR Cooperativa dos Trabalhadores de Educação Recanto do Fazer de Nova Iguaçu

Ficha técnica. COEDUCAR Cooperativa dos Trabalhadores de Educação Recanto do Fazer de Nova Iguaçu Ficha técnica COEDUCAR Cooperativa dos Trabalhadores de Educação Recanto do Fazer de Nova Iguaçu ORIENTAÇÃO PEDAGÓGICA: Luiz Câmara Maria de Fátima B. Barbosa REALIZAÇÃO E ORGANIZAÇÃO: Professores: Maria

Leia mais

PROJETO BULLYING NAS ESCOLAS ESTADUAIS DE LORENA

PROJETO BULLYING NAS ESCOLAS ESTADUAIS DE LORENA PROJETO BULLYING NAS ESCOLAS ESTADUAIS DE LORENA Resumo BREZOLIN. Ligia Maria Teixeira de Faria PUCSP 1 ligia@lo.unisal.br MATTA. Claudia Eliane - UNISAL 2 claudia@lo.unisal.br Área Temática: Violências

Leia mais

BULLYING É COISA SÉRIA! Margarete Barreto Floriano Pesaro

BULLYING É COISA SÉRIA! Margarete Barreto Floriano Pesaro BULLYING É COISA SÉRIA! Margarete Barreto Floriano Pesaro O QUE É BULLYING Bullying é um termo da língua inglesa (bully = valentão ) que se refere a todas as formas de atitudes agressivas, verbais ou físicas,

Leia mais

O PREFEITO DO MUNICIPIO DE SUMARÉ

O PREFEITO DO MUNICIPIO DE SUMARÉ PROJETO DE LEI Nº, de 30 de Novembro de 2010 Obriga a sinalização de fiscalização eletrônica de velocidade fixa efetuada por meio de radar nas vias urbanas do Município de Sumaré e proíbe sua instalação

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº, DE 2003

PROJETO DE LEI Nº, DE 2003 PROJETO DE LEI Nº, DE 2003 (Do Sr. MAURO PASSOS) Dispõe sobre o assédio moral nas relações de trabalho. O Congresso Nacional decreta: Art. 1º É proibido o assédio moral nas relações de trabalho. Art. 2º

Leia mais

BULLYING O QUE É E QUAIS AS SUAS CONSEQUÊNCIAS?

BULLYING O QUE É E QUAIS AS SUAS CONSEQUÊNCIAS? BULLYING O QUE É E QUAIS AS SUAS CONSEQUÊNCIAS? Pesquisador: Leonan Carvalho da Silva Universidade Nove de Julho Departamento de Pós-graduação Lato Sensu em Psicopedagogia Eixo Temático: Teologia Prática:

Leia mais

PROJETO APE E PROGRAMA ESCOLA DA FAMILIA

PROJETO APE E PROGRAMA ESCOLA DA FAMILIA PROJETO APE E PROGRAMA ESCOLA DA FAMILIA O enfrentamento do BULLYING, além de ser uma medida disciplinar, também é um gesto cidadão tremendamente educativo, pois prepara os alunos para a aceitação, o respeito

Leia mais

VIII envio de mensagens, fotos ou vídeos por meio de computador, celular ou assemelhado, bem como sua postagem em blogs ou sites, cujo conteúdo

VIII envio de mensagens, fotos ou vídeos por meio de computador, celular ou assemelhado, bem como sua postagem em blogs ou sites, cujo conteúdo PROJETO DE LEI Nº Dispõe sobre o desenvolvimento de política antibullying por instituições de ensino e de educação infantil, públicas ou privadas, com ou sem fins lucrativos. Art. 1º. As instituições de

Leia mais

Atenção: Revista em desenvolvimento

Atenção: Revista em desenvolvimento Editorial Atenção: Revista em desenvolvimento Estamos iniciando nossa primeira edição, de um produto até agora novo, não na tecnologia empregada que já é sucesso na Europa, e sim em seu conteúdo. As revistas

Leia mais

Fenômeno Bullying: a prevenção começa pelo conhecimento. Cleo Fante. Educadora

Fenômeno Bullying: a prevenção começa pelo conhecimento. Cleo Fante. Educadora Fenômeno Bullying: a prevenção começa pelo conhecimento Cleo Fante Educadora 1 A Escola Escola é... o lugar onde se faz amigos não se trata só de prédios, salas, quadros, programas, horários, conceitos...

Leia mais

OMISSÃO E PRÁTICA DE BULLYING NO CONTEXTO ESCOLAR

OMISSÃO E PRÁTICA DE BULLYING NO CONTEXTO ESCOLAR OMISSÃO E PRÁTICA DE BULLYING NO CONTEXTO ESCOLAR Peterson da Paz RESUMO Este trabalho propõe estudar a relação dos professores com o fenômeno chamado bullying que está cada vez mais presente nos meios

Leia mais

Aula 28.2 Conteúdos: A estrutura de construção de um texto argumentativo Características do gênero Artigo de opinião LÍNGUA PORTUGUESA

Aula 28.2 Conteúdos: A estrutura de construção de um texto argumentativo Características do gênero Artigo de opinião LÍNGUA PORTUGUESA 2 Aula 28.2 Conteúdos: A estrutura de construção de um texto argumentativo Características do gênero Artigo de opinião 3 Habilidades: Apreender a estruturação de um Artigo de opinião 4 Artigo de opinião

Leia mais

O Caracol Curioso. Escola a Tempo Inteiro - 1ºciclo. Projeto PedagógicoCAF/CATL - Bullying

O Caracol Curioso. Escola a Tempo Inteiro - 1ºciclo. Projeto PedagógicoCAF/CATL - Bullying O Caracol Curioso Escola a Tempo Inteiro - 1ºciclo Projeto PedagógicoCAF/CATL - Bullying 1. Enquadramento O projeto pedagógico definido para este ano letivo pretende abordar um tema actual, que tem tanto

Leia mais

O PAPEL DO PEDAGOGO EM RELAÇÃO AO BULLYING NO INTERIOR DA ESCOLA RESUMO

O PAPEL DO PEDAGOGO EM RELAÇÃO AO BULLYING NO INTERIOR DA ESCOLA RESUMO O PAPEL DO PEDAGOGO EM RELAÇÃO AO BULLYING NO INTERIOR DA ESCOLA IVANOSKI, Nicolle. KASTELIC, Eloá Soares Dutra. TONTINI, Lidiane. 1 RESUMO Este artigo pretende expressar uma preocupação que esta posta

Leia mais

Campanha Anti-bullying. JMJ na luta de uma escola respeitosa e humanizada

Campanha Anti-bullying. JMJ na luta de uma escola respeitosa e humanizada Campanha Anti-bullying JMJ na luta de uma escola respeitosa e humanizada Se o mal é contagioso o bem também é. Deixemos-no contagiar pelo bem. Papa Francisco Caro jovem, família e educadores, Este material

Leia mais

PROJETO DE LEI N.º 030/2013.

PROJETO DE LEI N.º 030/2013. PROJETO DE LEI N.º 030/2013. Institui o Programa Menor Aprendiz no âmbito do Município de Bela Vista de Minas e dá outras providências. O Prefeito Municipal de Bela Vista de Minas, Estado de Minas Gerais,

Leia mais

Art. 2º - São diretrizes da Política Municipal de Educação Alimentar e Combate à Obesidade:

Art. 2º - São diretrizes da Política Municipal de Educação Alimentar e Combate à Obesidade: PROJETO DE LEI N. 426/2013 ESTADO DO AMAZONAS ESTABELECE diretrizes para a Política Municipal de Educação Alimentar Escolar e Combate à Obesidade, e dá outras providências. Art.1º - O Poder Público Municipal,

Leia mais

11º GV - Vereador Floriano Pesaro

11º GV - Vereador Floriano Pesaro PROJETO DE LEI Nº 95/2011 Dispõe sobre a Política Municipal de Atendimento de Educação Especial, por meio do Programa INCLUI, instituído pelo Decreto nº 51.778, de 14 de setembro de 2010, e dá outras providências.

Leia mais

SOE Serviço de Orientação Educacional

SOE Serviço de Orientação Educacional SOE Serviço de Orientação Educacional Projeto: Aprendendo a Ser para Aprender a Conviver Tema: Bullying não é brincadeira Turma: 2º AT Marise Miranda Gomes - Orientadora Educacional - Psicopedagoga Clínica

Leia mais

EDUCAÇÃO EM VALORES HUMANOS: CONSTRUINDO CAMINHOS PARA PREVENÇÃO DO BULLYING ESCOLAR

EDUCAÇÃO EM VALORES HUMANOS: CONSTRUINDO CAMINHOS PARA PREVENÇÃO DO BULLYING ESCOLAR EDUCAÇÃO EM VALORES HUMANOS: CONSTRUINDO CAMINHOS PARA PREVENÇÃO DO BULLYING ESCOLAR ESTANISLAU, Andrezza Mangueira 1 FONSÊCA, Patrícia Nunes da SANTOS, Jérssia Laís Fonseca dos ROBERTO, Jaciara de Lira

Leia mais

Pequeno Histórico do Bullying

Pequeno Histórico do Bullying Pequeno Histórico do Bullying A definição universal de bullying é compreendida como um subconjunto de comportamentos agressivos, intencionais e repetitivos que ocorrem sem motivação evidente, adotado por

Leia mais

Apoio. Patrocínio Institucional

Apoio. Patrocínio Institucional Patrocínio Institucional Apoio O Grupo AfroReggae é uma organização que luta pela transformação social e, através da cultura e da arte, desperta potencialidades artísticas que elevam a autoestima de jovens

Leia mais

BULLYING ESCOLAR: aproximações de uma realidade de alunos de 5º e 6º anos RESUMO

BULLYING ESCOLAR: aproximações de uma realidade de alunos de 5º e 6º anos RESUMO Revista Eventos Pedagógicos v.4, n.1, p. 72-79, mar. jul. 2013 BULLYING ESCOLAR: aproximações de uma realidade de alunos de 5º e 6º anos Edilaine Aparecida da Silva Isabela Augusta Andrade Souza RESUMO

Leia mais

Marcones Libório de Sá Prefeito

Marcones Libório de Sá Prefeito Mensagem n. 010 /2015 Salgueiro, 14 de Setembro de 2015. Senhor Presidente, Senhores (as) Vereadores (as), Considerando os princípios de descentralização e transparência, que tem levado esta administração

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR N.º 63, DE 27 DE DEZEMBRO DE 2005.

LEI COMPLEMENTAR N.º 63, DE 27 DE DEZEMBRO DE 2005. LEI COMPLEMENTAR N.º 63, DE 27 DE DEZEMBRO DE 2005. ALTERA DISPOSITIVOS DA LEI COMPLEMENTAR N.º 45, DE 26 DE FEVEREIRO DE 2004 E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. O PREFEITO MUNICIPAL DE BARRETOS, ESTADO DE SÃO

Leia mais

Bullying e Violência: O que temos e o que queremos 13 DE FEVEREIRO DE 2015

Bullying e Violência: O que temos e o que queremos 13 DE FEVEREIRO DE 2015 Bullying e Violência: O que temos e o que queremos 13 DE FEVEREIRO DE 2015 Bullying = Violência?? 2 Violência versus Bullying 3 São duas realidades que costumam andar lado a lado mas que não são sinónimos,

Leia mais

BULLYING - DO MAU COMPORTAMENTO AO CRIME

BULLYING - DO MAU COMPORTAMENTO AO CRIME BULLYING - DO MAU COMPORTAMENTO AO CRIME Gracy Guilherme Amarante ** Professora Ms.Vânia Maria Benfica Guimarães Pinto Coelho*** Resumo: Este artigo se pauta na realização de estudos exploratórios através

Leia mais

Zoação e violência não são brincadeiras.

Zoação e violência não são brincadeiras. Zoação e violência não são brincadeiras. Ministério Público do Estado de Minas Gerais Expediente Ministério Público do Estado de Minas Gerais Procurador-Geral de Justiça Corregedor-Geral do Ministério

Leia mais

O PAPEL DO PROFESSOR DIANTE DO BULLYING NA SALA DE AULA

O PAPEL DO PROFESSOR DIANTE DO BULLYING NA SALA DE AULA UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA Júlio de Mesquita Filho Faculdade de Ciências Campus de Bauru Licenciatura em Pedagogia Projeto de Pesquisa LUCIANA PAVAN RIBEIRO DOS SANTOS O PAPEL DO PROFESSOR DIANTE DO

Leia mais

PROJETO DE LEI 01-0378/2009 dos Vereadores Claudio Fonseca (PPS) e Jose Police Neto (PSD) Consolida a legislação municipal sobre alimentação escolar,

PROJETO DE LEI 01-0378/2009 dos Vereadores Claudio Fonseca (PPS) e Jose Police Neto (PSD) Consolida a legislação municipal sobre alimentação escolar, PROJETO DE LEI 01-0378/2009 dos Vereadores Claudio Fonseca (PPS) e Jose Police Neto (PSD) Consolida a legislação municipal sobre alimentação escolar, no Município de São Paulo, como um direito constitucional

Leia mais

Bullying não é brincadeira!

Bullying não é brincadeira! Bullying não é brincadeira! Nunca se discutiu tanto, nos meios de comunicação, nas escolas e universidades, a violência física e verbal que ocorre nas escolas. O bullying, popular inclusive entre os alunos,

Leia mais

BULLYNG NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA: A HOMOSSEXUALIDADE EM FOCO

BULLYNG NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA: A HOMOSSEXUALIDADE EM FOCO BULLYNG NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA: A HOMOSSEXUALIDADE EM FOCO Ana Patrícia da Silva 1 José Guilherme de Oliveira Freitas 2 Michele Pereira de Souza da Fonseca 3 Que espécie de valores sociais interiorizará

Leia mais

IDENTIFICAR A INCIDÊNCIA E TIPOS DE BULLYING MAIS FRENQUENTE NA ESCOLA

IDENTIFICAR A INCIDÊNCIA E TIPOS DE BULLYING MAIS FRENQUENTE NA ESCOLA IDENTIFICAR A INCIDÊNCIA E TIPOS DE BULLYING MAIS FRENQUENTE NA ESCOLA Resumo Daiane Voltoline 1 - PUCPR Paulo Cesar de Barros 2 - PUCPR Grupo de Trabalho Violência nas Escolas Agência Financiadora: não

Leia mais

LEI N 588, DE 27 DE SETEMBRO DE 2011.

LEI N 588, DE 27 DE SETEMBRO DE 2011. Pág. 1 de 6 LEI N 588, DE 27 DE SETEMBRO DE 2011. ALTERA A LEI N 302, DE 28/12/2001, QUE DISCIPLINA SOBRE A ORGANIZAÇÃO DO SISTEMA MUNICIPAL DE ENSINO DO MUNICÍPIO DE CRUZEIRO DO SUL/AC E DÁ OUTRAS PROVIDENCIAS.

Leia mais

FACULDADE DE CALDAS NOVAS UNICALDAS CURSO DE PEDAGOGIA BRUNA DE JESUS CASTRO LUANA MARIA DE CASTRO PROBLEMAS CAUSADOS PELO BULLYNG NO ÂMBITO ESCOLAR

FACULDADE DE CALDAS NOVAS UNICALDAS CURSO DE PEDAGOGIA BRUNA DE JESUS CASTRO LUANA MARIA DE CASTRO PROBLEMAS CAUSADOS PELO BULLYNG NO ÂMBITO ESCOLAR FACULDADE DE CALDAS NOVAS UNICALDAS CURSO DE PEDAGOGIA BRUNA DE JESUS CASTRO LUANA MARIA DE CASTRO PROBLEMAS CAUSADOS PELO BULLYNG NO ÂMBITO ESCOLAR CALDAS NOVAS 2014 BRUNA DE JESUS CASTRO LUANA MARIA

Leia mais

O FENÔMENO BULLYING NA PERCEPÇÃO DOS PROFESSORES

O FENÔMENO BULLYING NA PERCEPÇÃO DOS PROFESSORES O FENÔMENO BULLYING NA PERCEPÇÃO DOS PROFESSORES Cristian Ericksson Colovini 1 Mara Regina Nieckel da Costa 2 RESUMO O presente trabalho apresenta um estudo sobre a relação entre o Fenômeno Bullying e

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO AMAZONAS PREFEITURA MUNICIPAL DE TABATINGA SECRETARIA MUNICIPAL DEGABINETE

GOVERNO DO ESTADO DO AMAZONAS PREFEITURA MUNICIPAL DE TABATINGA SECRETARIA MUNICIPAL DEGABINETE «HEFEIIUIIA DE TflBfITinOII SlecautmÁM^ ntusa àdadt. LEI N" 72L DE 23 DE JUNHO DE 2015. Dispõe sobre criação de academias ao Ar Livre no Município de Tabatinga e dá outras providencias. u o PREFEITO DO

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº., DE DE DE 2012.

PROJETO DE LEI Nº., DE DE DE 2012. PROJETO DE LEI Nº., DE DE DE 2012. Cria a Central de Atendimento Telefônico ao Idoso e Portador de Necessidades Especiais, no âmbito do Estado de Goiás. A Assembléia Legislativa do Estado de Goiás, nos

Leia mais

Projeto de Lei n.º 026/2015

Projeto de Lei n.º 026/2015 [ Página n.º 1 ] DECLARA A ÁREA QUE MENCIONA DO PATRIMÔNIO MUNICIPAL DE ZONA ESPECIAL DE INTERESSE SOCIAL, PARA FINS DE LOTEAMENTO OU DESMEMBRAMENTO E ALIENAÇÃO DE LOTES PARA FAMÍLIAS CARENTES RADICADAS

Leia mais

Bullying é crime? Uma reflexão da psicologia moral sobre a temática. Drª Vanessa Fagionatto Vicentin GEPEM 2015

Bullying é crime? Uma reflexão da psicologia moral sobre a temática. Drª Vanessa Fagionatto Vicentin GEPEM 2015 Bullying é crime? Uma reflexão da psicologia moral sobre a temática Drª Vanessa Fagionatto Vicentin GEPEM 2015 Caso Marcela* e Juliana* De acordo com Tognetta e Vinha (2008) deve existir uma vítima indefesa

Leia mais

Câmara Municipal de Uberaba A Comunidade em Ação LEI Nº 7.904

Câmara Municipal de Uberaba A Comunidade em Ação LEI Nº 7.904 A Comunidade em Ação LEI Nº 7.904 Disciplina a Política Municipal de Enfrentamento à Violência Sexual e dá outras providências. O Povo do Município de Uberaba, Estado de Minas Gerais, por seus representantes

Leia mais

LEI Nº 740, DE 03 DE NOVEMBRO DE 2009.

LEI Nº 740, DE 03 DE NOVEMBRO DE 2009. LEI Nº 740, DE 03 DE NOVEMBRO DE 2009. Consolida a Legislação Municipal sobre Alimentação Escolar, no Município de Chapadão do Sul-MS, como um direito Constitucional dos Escolares e Dever do Estado, e

Leia mais

BULLYING NA ESCOLA: A IMPORTÂNCIA DO PROFISSIONAL DE SERVIÇO SOCIAL NO ENFRENTAMENTO DESSA PROBLEMÁTICA

BULLYING NA ESCOLA: A IMPORTÂNCIA DO PROFISSIONAL DE SERVIÇO SOCIAL NO ENFRENTAMENTO DESSA PROBLEMÁTICA BULLYING NA ESCOLA: A IMPORTÂNCIA DO PROFISSIONAL DE SERVIÇO SOCIAL NO ENFRENTAMENTO DESSA PROBLEMÁTICA Área Temática: Inclusão, Direitos Humanos e Interculturalidade INTRODUÇÃO LUCAS ROMÁRIO DA SILVA

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº de de 2015.

PROJETO DE LEI Nº de de 2015. PROJETO DE LEI Nº de de 2015. INSTITUI A POLÍTICA ESTADUAL PARA O SISTEMA INTEGRADO DE INFORMAÇÕES DE VIOLÊNCIA CONTRA O IDOSO NO ESTADO DE GOIÁS, DENOMINADO OBSERVATÓRIO ESTADUAL DA VIOLÊNCIA CONTRA O

Leia mais

Artigo 1º - Fica autorizado o Poder Executivo a criar o Programa de Acessibilidade e Segurança da População LGBTT no Estado de São Paulo.

Artigo 1º - Fica autorizado o Poder Executivo a criar o Programa de Acessibilidade e Segurança da População LGBTT no Estado de São Paulo. PROJETO DE LEI Nº 173, DE 2015 Autoriza a criação do Programa Estadual de Acessibilidade e Segurança da População LGBTT no Estado de São Paulo e dá outras providências. A ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO

Leia mais

DISCRIMINAÇÃO E PRECONCEITO:

DISCRIMINAÇÃO E PRECONCEITO: DISCRIMINAÇÃO E PRECONCEITO: Uma contribuição para o debate Eliete Godoy 2011 "Devemos lutar pela igualdade sempre que a diferença nos inferioriza, mas devemos lutar pela diferença sempre que a igualdade

Leia mais

Os desengajamentos morais: as pesquisas que podem contribuir para a compreensão da convivência ética. Luciene Regina Paulino Tognetta

Os desengajamentos morais: as pesquisas que podem contribuir para a compreensão da convivência ética. Luciene Regina Paulino Tognetta Os desengajamentos morais: as pesquisas que podem contribuir para a compreensão da convivência ética Luciene Regina Paulino Tognetta O que diríamos de uma situação como essa? Thereza é uma garota alta

Leia mais

BULLYING, ISTO NÃO É BRINCADEIRA`

BULLYING, ISTO NÃO É BRINCADEIRA` BULLYING, ISTO NÃO É BRINCADEIRA` NOVAES, Valcemia Gonçalves de Sousa 1 ; SANTOS, Michael Douglas 2 ; OLIVEIRA, Wesley Batista 3 ; RIBEIRO, Larisse Pereira 4 ; SOUZA, Marcela Maria 5 ; SARAIVA, Anna Karolliny

Leia mais

Mostra de Projetos 2011. Bullyng - Brincadeira que não tem graça.

Mostra de Projetos 2011. Bullyng - Brincadeira que não tem graça. Mostra de Projetos 2011 Bullyng - Brincadeira que não tem graça. Mostra Local de: Arapongas. Categoria do projeto: Projetos em implantação, com resultados parciais. Nome da Instituição/Empresa: Colégio

Leia mais

Prefeitura Municipal de Bom Jesus da Lapa publica:

Prefeitura Municipal de Bom Jesus da Lapa publica: 1 Segunda-feira Ano VII Nº 1081 Prefeitura Municipal de Bom Jesus da Lapa publica: Lei Nº 472 de 19 de junho de 2015 - Aprova o Plano Municipal de Educação PME do Município de Bom Jesus da Lapa BA em consonância

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE LORENA

PREFEITURA MUNICIPAL DE LORENA PREFEITURA MUNICIPAL DE LORENA SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROJETO JUDÔ NA ESCOLA: A SALA DE AULA E O TATAME Projeto: Domingos Sávio Aquino Fortes Professor da Rede Municipal de Lorena Semeie um pensamento,

Leia mais

PROJETO DE LEI N.º 6.504-A, DE 2013 (Do Sr. Dimas Fabiano)

PROJETO DE LEI N.º 6.504-A, DE 2013 (Do Sr. Dimas Fabiano) *C0049758A* C0049758A CÂMARA DOS DEPUTADOS PROJETO DE LEI N.º 6.504-A, DE 2013 (Do Sr. Dimas Fabiano) Institui e estabelece a criação da campanha anti- bullying nas escolas públicas e privadas de todo

Leia mais

MODELO DE MENSAGEM QUE ENVIA O PROJETO DE LEI (altera denominação e autoriza o desdobramento de fonte de recursos.

MODELO DE MENSAGEM QUE ENVIA O PROJETO DE LEI (altera denominação e autoriza o desdobramento de fonte de recursos. MODELO 1 MODELO DE MENSAGEM QUE ENVIA O PROJETO DE LEI (altera denominação e autoriza o desdobramento de fonte de recursos., de março de 2007. Mensagem nº /2007. Senhor Presidente: Tenho a honra de encaminhar,

Leia mais

LEI N.º 4.013 de 17 de dezembro de 2010.

LEI N.º 4.013 de 17 de dezembro de 2010. LEI N.º 4.013 de 17 de dezembro de 2010. O PREFEITO MUNICIPAL DE URUGUAIANA: Cria Cargos de Professor para os Níveis da Educação Infantil e do Ensino Fundamental, de provimento efetivo, no Quadro de Pessoal

Leia mais

VIOLÊNCIA CONTRA A CRIANÇA ou ADOLESCENTE

VIOLÊNCIA CONTRA A CRIANÇA ou ADOLESCENTE VIOLÊNCIA CONTRA A CRIANÇA ou ADOLESCENTE Equipe LENAD: Ronaldo Laranjeira Clarice Sandi Madruga IlanaPinsky Maria Carmen Viana Divulgação: Maio de 2014. 1. Porque esse estudo é relevante? Segundo a Subsecretaria

Leia mais

LEI N 1.892/2008 Dá nova redação a Lei nº 1.580/2004

LEI N 1.892/2008 Dá nova redação a Lei nº 1.580/2004 LEI N 1.892/2008 Dá nova redação a Lei nº 1.580/2004 Povo do Município de Viçosa, por seus representantes legais, aprovou e eu, em seu nome, sanciono e promulgo a seguinte Lei: Das disposições Gerais Art.

Leia mais

INTRODUÇÃO. Olweus Bullying Prevention Program http://olweus.org/ public/bullying.page 2

INTRODUÇÃO. Olweus Bullying Prevention Program http://olweus.org/ public/bullying.page 2 IntroduÇÃO INTRODUÇÃO O bullying acontece quando uma criança ou adolescente intencionalmente diz ou faz algo para prejudicar um(a) colega que, por sua vez, tem dificuldade para se defender. É um padrão

Leia mais

BULLYING: UMA AGRESSIVIDADE PRECONCEITUOSA. PALAVRAS CHAVE: Ambiente Escolar; Apelidação; Bullying Escolar.

BULLYING: UMA AGRESSIVIDADE PRECONCEITUOSA. PALAVRAS CHAVE: Ambiente Escolar; Apelidação; Bullying Escolar. BULLYING: UMA AGRESSIVIDADE PRECONCEITUOSA Fernando Martins da Silva 1 RESUMO Esta pesquisa tem por objetivo investigar as consequências para o desempenho escolar dos alunos que podem ser vitimas de bullying,

Leia mais

Violência escolar: construindo diálogo na escola

Violência escolar: construindo diálogo na escola Violência escolar: construindo diálogo na escola O que é violência escolar? Influência é influenciada Escola inserida num contexto social permeado de violências Violência Violência ação intencional* que

Leia mais

Núcleo de Pesquisa e Extensão do Curso de Direito NUPEDIR VII MOSTRA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA (MIC) 25 de novembro de 2014

Núcleo de Pesquisa e Extensão do Curso de Direito NUPEDIR VII MOSTRA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA (MIC) 25 de novembro de 2014 DESMISTIFICANDO O BULLYING: RELEVÂNCIA E IMPACTO SOCIAL Tainá Cauita Henkes Albernaz 1 Cláudia Taís Siqueira Cagliari 2 SUMÁRIO: 1 INTRODUÇÃO. 2 BREVE HISTÓRICO. 3 CAUSADORES E CONSEQUÊNCIAS. 4 DA LEGISLAÇÃO

Leia mais

PIBID: EXPERIÊNCIAS DE ATIVIDADES RELACIONADAS AO BULLYING

PIBID: EXPERIÊNCIAS DE ATIVIDADES RELACIONADAS AO BULLYING PIBID: EXPERIÊNCIAS DE ATIVIDADES RELACIONADAS AO BULLYING Felipe do Nascimento Melo Bolsista do PIBID/Pedagogia e Graduando em Pedagogia URCA Maria Gizane Gonçalves de Sousa Bolsista do PIBID/Pedagogia

Leia mais

Escola secundária de S. Pedro da Cova BULLYING. Trabalho realizado por: Joana Aurora e Sara Sousa

Escola secundária de S. Pedro da Cova BULLYING. Trabalho realizado por: Joana Aurora e Sara Sousa Escola secundária de S. Pedro da Cova BULLYING Trabalho realizado por: 1 Joana Aurora e Sara Sousa INTRODUÇÃO Este trabalho foi realizado na disciplina de área de projecto. Este trabalho tem como objectivo

Leia mais

PROJETO DE LEI N.º 3.394, DE 2012 (Do Sr. Manoel Junior)

PROJETO DE LEI N.º 3.394, DE 2012 (Do Sr. Manoel Junior) CÂMARA DOS DEPUTADOS PROJETO DE LEI N.º 3.394, DE 2012 (Do Sr. Manoel Junior) Dispõe sobre o diagnóstico e o tratamento da dislexia na educação básica. DESPACHO: ÀS COMISSÕES DE: SEGURIDADE SOCIAL E FAMÍLIA;

Leia mais

BULLY L IN I G G N A E SCOLA O O Q U Q E É?

BULLY L IN I G G N A E SCOLA O O Q U Q E É? BULLYING NA ESCOLA O QUE É? HISTÓRICO Os primeiros trabalhos sobre o Bullying nas escolas vieram de países nórdicos, a partir dos anos 60 - Noruega e Suécia. CONCEITO É uma forma de agressão caracterizada

Leia mais

Brasília, outubro de 2011

Brasília, outubro de 2011 Brasília, outubro o de 2011 1 Sumário Apresentação... 3 O que é assédio moral... 4 Como identificar o assédio moral... 4 Quem é o agressor?... 4 Danos ao agredido... 5 Exemplos de assédio moral... 5 Como

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº 633

LEI COMPLEMENTAR Nº 633 Altera os anexos I, III e IV da Lei Complementar nº 268, de 28.12.99, que dispõe sobre o Quadro de Pessoal da Prefeitura, cria cargos, institui o Plano de Cargos e Carreiras, e dá outras providências.

Leia mais

O PROBLEMA DO BULLYING ESCOLAR

O PROBLEMA DO BULLYING ESCOLAR O PROBLEMA DO BULLYING ESCOLAR BRANDÃO, Érika Januzzi: Aluno 3º ano diurno, FADIVA RESUMO: O termo bullying (do inglês bully, tirano ou valentão), numa acepção genérica, descreve atos de violência física

Leia mais

25/03/2009. Violência Dirigida aos Enfermeiros no Local de Trabalho

25/03/2009. Violência Dirigida aos Enfermeiros no Local de Trabalho 25/03/2009 Violência Dirigida aos Enfermeiros no Local de Trabalho Violência Dirigida aos Enfermeiros no Local de Trabalho: O Caso de um Hospital Sandrina Nunes Violência no Sector da Saúde Ilustração

Leia mais

Carta Aberta aos candidatos e candidatas às prefeituras e Câmaras Municipais

Carta Aberta aos candidatos e candidatas às prefeituras e Câmaras Municipais Carta Aberta aos candidatos e candidatas às prefeituras e Câmaras Municipais Estatuto da Criança e do Adolescente: 18 anos, 18 Compromissos A criança e o adolescente no centro da gestão municipal O Estatuto

Leia mais

11º GV - Vereador Floriano Pesaro PROJETO DE LEI Nº 371/2011

11º GV - Vereador Floriano Pesaro PROJETO DE LEI Nº 371/2011 PROJETO DE LEI Nº 371/2011 Acrescenta parágrafos ao art. 2º da Lei nº 13.944, de 30 de dezembro de 2004, e dá outras providências. A Câmara Municipal de São Paulo DECRETA: Art. 1º Acrescenta parágrafos

Leia mais

Lei Municipal Nº. 122/2009 De 16 de Dezembro de 2009.

Lei Municipal Nº. 122/2009 De 16 de Dezembro de 2009. Lei Municipal Nº. 122/2009 De 16 de Dezembro de 2009. Institui o Programa Municipal de APRENDER BRINCANDO e dá outras providências. A PREFEITA DE SÃO FRANCISCO DO CONDE, ESTADO DA BAHIA, no uso de suas

Leia mais

LEI N 3.077/2010. A Prefeita do Município de Ibiraçu, Estado do Espírito Santo, no uso de suas atribuições legais e regimentais.

LEI N 3.077/2010. A Prefeita do Município de Ibiraçu, Estado do Espírito Santo, no uso de suas atribuições legais e regimentais. DISPÕE SOBRE A FIXAÇÃO DE PERCENTUAL PARA REVISÃO GERAL ANUAL DOS VENCIMENTOS, REMUNERAÇÕES E SUBSÍDIOS DOS SERVIDORES PÚBLICOS E AGENTES POLÍTICOS DO MUNICÍPIO DE IBIRAÇU, REFERENTES AO EXERCÍCIO DE 2009,

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 16/2015

RESOLUÇÃO Nº 16/2015 RESOLUÇÃO Nº 16/2015 Dispõe sobre o acesso público de informações da Câmara Municipal de Sapiranga, regulamentando o art. 9º da Lei nº 12.527, de 18 de novembro de 2011, no âmbito do Poder Legislativo

Leia mais

NOTIFICAÇÕES COMPULSÓRIAS DOS CASOS SUSPEITOS OU CONFIRMADOS DE VIOLÊNCIAS PRATICADAS CONTRA CRIANÇA E ADOLESCENTE

NOTIFICAÇÕES COMPULSÓRIAS DOS CASOS SUSPEITOS OU CONFIRMADOS DE VIOLÊNCIAS PRATICADAS CONTRA CRIANÇA E ADOLESCENTE NOTIFICAÇÕES COMPULSÓRIAS DOS CASOS SUSPEITOS OU CONFIRMADOS DE VIOLÊNCIAS PRATICADAS CONTRA CRIANÇA E ADOLESCENTE Márcia Regina Ribeiro Teixeira Promotora de Justiça de Salvador Agosto de 2014 VIOLÊNCIA:

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO SEBASTIÃO

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO SEBASTIÃO Revoga a Lei n.º 2002/2009, de 11/12/2009 e institui a Guarda Mirim do Município de São Sebastião e dá outras providências. ERNANE BILOTTE PRIMAZZI, Prefeito Municipal de São Sebastião, no uso de suas

Leia mais

REGIMENTO INTERNO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU DA ESCOLA DO PARLAMENTO DA CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO PAULO

REGIMENTO INTERNO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU DA ESCOLA DO PARLAMENTO DA CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO PAULO REGIMENTO INTERNO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU DA ESCOLA DO PARLAMENTO DA CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO PAULO Sumário TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES... 3 CAPÍTULO I Da Caracterização do Curso... 3 CAPÍTULO

Leia mais

BULLYING NO AMBIENTE ESCOLAR

BULLYING NO AMBIENTE ESCOLAR BULLYING NO AMBIENTE ESCOLAR Cléo Fante O bullying é hoje, sem dúvida, um dos temas mais discutidos em todo o mundo, o que desperta crescente interesse nas diversas ciências e esferas sociais. Em meio

Leia mais

RESUMO DO DIÁRIO PUBLICAMOS NESTA EDIÇÃO OS SEGUINTES DOCUMENTOS:

RESUMO DO DIÁRIO PUBLICAMOS NESTA EDIÇÃO OS SEGUINTES DOCUMENTOS: Diário Oficial do Município de Sebastião Laranjeiras - Bahia Poder Executivo Ano Nº IX Nº 637 26 de Agosto de 2015 RESUMO DO DIÁRIO PUBLICAMOS NESTA EDIÇÃO OS SEGUINTES DOCUMENTOS: LEIS LEI Nº 347 DE 12

Leia mais

11º GV - Vereador Floriano Pesaro PROJETO DE LEI Nº 128/2012

11º GV - Vereador Floriano Pesaro PROJETO DE LEI Nº 128/2012 PROJETO DE LEI Nº 128/2012 Altera a Lei nº 14.485, de 19 de julho de 2007, com a finalidade de incluir no Calendário Oficial de Eventos da Cidade de São Paulo o Dia Municipal de Combate a Homofobia, a

Leia mais

LEI Nº 358/2011. Súmula: Institui o Fundo Municipal de Saúde e dá outras providências. Capitulo I. Objetivos

LEI Nº 358/2011. Súmula: Institui o Fundo Municipal de Saúde e dá outras providências. Capitulo I. Objetivos LEI Nº 358/2011 Faço saber a todos os habitantes que a Câmara Municipal de Cafeara, Estado do Paraná aprovou e eu sanciono a presente Lei, que revoga a Lei nº. 084/92 de 17/09/1992. Súmula: Institui o

Leia mais

VIOLENCIA NA ESCOLA: UMA REFLEXAO SOBRE BULLYING E PEDOFILIA A IMPORTANCIA DA CONSCIENTIZAÇAO DA FAMILIA E SUA PARCERIA COM A ESCOLA

VIOLENCIA NA ESCOLA: UMA REFLEXAO SOBRE BULLYING E PEDOFILIA A IMPORTANCIA DA CONSCIENTIZAÇAO DA FAMILIA E SUA PARCERIA COM A ESCOLA VIOLENCIA NA ESCOLA: UMA REFLEXAO SOBRE BULLYING E PEDOFILIA A IMPORTANCIA DA CONSCIENTIZAÇAO DA FAMILIA E SUA PARCERIA COM A ESCOLA INTRODUÇÃO Hiloki Maruyama 1 Hoje vivemos uma crescente manifestação

Leia mais

PROJETO DE LEI N2 J. A Câmara Municipal de Belo Horizonte decreta: CAPÍTULO 1 Disposições Gerais

PROJETO DE LEI N2 J. A Câmara Municipal de Belo Horizonte decreta: CAPÍTULO 1 Disposições Gerais CÂMARA MUNICIPAL DE BELO HORIZONTE PROJETO DE LEI N2 J 25Ô//-I Dispõe sobre a ação do Município no combate às práticas discriminatórias por orientação sexual e dá outras providências. 2 A Câmara Municipal

Leia mais

LEI N. 1397/2013, de 03 de dezembro de 2013.

LEI N. 1397/2013, de 03 de dezembro de 2013. LEI N. 1397/2013, de 03 de dezembro de 2013. REESTRUTURA O SISTEMA MUNICIPAL DE ENSINO, O CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE FAZENDA VILANOVA E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. PEDRO ANTONIO DORNELLES, PREFEITO

Leia mais

A CONCEPÇÃO DE BULLYING: EXPRESSÕES DE VIOLÊNCIA NO AMBIENTE ESCOLAR

A CONCEPÇÃO DE BULLYING: EXPRESSÕES DE VIOLÊNCIA NO AMBIENTE ESCOLAR A CONCEPÇÃO DE BULLYING: EXPRESSÕES DE VIOLÊNCIA NO AMBIENTE ESCOLAR DAMKE, Anderléia Sotoriva FACIAP/UNIPAN sotodamke@yahoo.com.br GONÇALVES, Josiane Peres PUCRS josianeperes@unipan.br Resumo Esta pesquisa

Leia mais

ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE: DIREITOS, DEVERES, OBRIGAÇÕES E RESPONSABILIDADES

ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE: DIREITOS, DEVERES, OBRIGAÇÕES E RESPONSABILIDADES PALESTRA NO COLÉGIO NOSSA SENHORA DO ROSÁRIO PÚBLICO-ALVO: ALUNOS DO ENSINO MÉDIO 3º ANO DO SEGUNDO GRAU PROJETO DESVÍNCULO ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE: DIREITOS, DEVERES, OBRIGAÇÕES E RESPONSABILIDADES

Leia mais

DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 242/2014

DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 242/2014 DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 242/2014 Altera a Deliberação CONSEP Nº 107/2012, que Dispõe sobre o Currículo Pleno do Curso de Pedagogia - Licenciatura, regime seriado semestral. O CONSELHO DE ENSINO E PESQUISA,

Leia mais

BULLYING NÃO É BRINCADEIRA.

BULLYING NÃO É BRINCADEIRA. BULLYING NÃO É BRINCADEIRA. BULLYING NÃO É BRINCADEIRA. PESQUISA E REDAÇÃO FINAL Soraya Soares da Nóbrega Escorel Promotora de Justiça da Infância e Juventude João Pessoa/PB Alley Borges Escorel Promotor

Leia mais

DECRETO Nº 6.044, DE 12 DE FEVEREIRO DE 2007.

DECRETO Nº 6.044, DE 12 DE FEVEREIRO DE 2007. DECRETO Nº 6.044, DE 12 DE FEVEREIRO DE 2007. Aprova a Política Nacional de Proteção aos Defensores dos Direitos Humanos - PNPDDH, define prazo para a elaboração do Plano Nacional de Proteção aos Defensores

Leia mais

Academia Brasileira de Ciências

Academia Brasileira de Ciências Academia Brasileira de Ciências VII Seminário ABC na Educação Científica DISCUTINDO O CURRÍCULO E QUALIDADE DO ENSINO: PERSPECTIVA MULTICULTURAL E INCLUSÃO SOCIAL Cléa Monteiro 2011 Niterói considera

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE BROTAS CNPJ 46.362.927/0001-72

PREFEITURA MUNICIPAL DE BROTAS CNPJ 46.362.927/0001-72 PROJETO DE LEI DO EXECUTIVO Nº 066/2012 De 17 de outubro de 2012 AUTORIZA O MUNICÍPIO DE BROTAS,, A ADERIR AO SISTEMA INTEGRADO DE MONITORAMENTO, EXECUÇÃO E CONTROLE DO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SIMEC, E

Leia mais

MACEIO CASA DE MÁRIO GUIMARÃES E DE TODOS OS MACEIOENSES

MACEIO CASA DE MÁRIO GUIMARÃES E DE TODOS OS MACEIOENSES PROJETO DE LEI N 6.400 Autor: Ver. Fátima Santiago CÂMARA MUNICIPAL DE, E DE TODOS OS ENSES Maceió, 24 de outubro de 2014 "Cria procedimento de Notificação de Violência contra a Mulher" O PRESIDENTE DA

Leia mais