Palavras-Chave Educação Patrimonial, Museu/Universidade/Escola, Arqueologia, Índios Guarani, Índios Kaingang

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Palavras-Chave Educação Patrimonial, Museu/Universidade/Escola, Arqueologia, Índios Guarani, Índios Kaingang"

Transcrição

1 EDUCAÇÃO PATRIMONIAL SE FAZ NO MUSEU, NA ESCOLA E JUNTO Á COMUNIDADE. Faccio, Neide Barrocá; Carrê, Gabriela Machado; Souza, Hellen Cristiane. Faculdade de Ciências e Tecnologia. Departamento de Planejamento, Urbanismo e Ambiente. Resumo O Projeto A Pré-História dos Homens contada por meio dos Objetos atua na área de curadoria, montando exposições e dando atendimento monitorado no Museu de Arqueologia de Iepê, SP. Além das atividades no museu, o projeto tem se preocupado em trabalhar com professores e alunos dos ensinos fundamental e médio e com a comunidade, principalmente, a terceira idade, oferecendo cursos e oficinas. No ano de 2007, o projeto Museu/Universidade fez parceria com o MAE/USP (Museu de Arqueologia e Etnologia da Universidade de São Paulo) para trocar experiências nas áreas dos projetos de extensão. É objetivo do projeto contribuir para a formação da noção de cidadania e identidade de alunos da rede pública e comunidade em geral, a partir do conhecimento do patrimônio e das formas de preservação dele e da memória cultural. Palavras-Chave Educação Patrimonial, Museu/Universidade/Escola, Arqueologia, Índios Guarani, Índios Kaingang Histórico do projeto O Projeto A Pré-História dos Homens contada por meio dos Objetos, em 2007, completou sete anos de atividades ininterruptas, durante os quais se verificou um aperfeiçoamento paulatino. As atividades de extensão são nas áreas de Arqueologia, Etnologia e História do Estado de São Paulo, mais especificamente do Oeste Paulista. O projeto conta com o apoio do PROEX e do Programa Ciência na UNESP. A origem do projeto está ligada ao estudo de 15 sítios arqueológicos localizados no Município de Iepê, SP. Os sítios apresentam urnas inteiras de grupo indígena guarani, o que é raríssimo no Estado de São Paulo atualmente, e pedras lascadas, entre elas pontas de flecha de grupos caçadores-coletores da tradição Umbu. Com os estudos realizados nas áreas dos sítios e com a análise dos materiais, a comunidade reivindicou da prefeitura e da UNESP, que os vestígios arqueológicos permanecessem no município, por meio da abertura de um museu para expor o 1

2 acervo e oferecer educação patrimonial específica para a população do município e região. A população de Iepê conheceu o patrimônio arqueológico presente no município, valorizou o acervo, em constante resgate, e cuidou para que ele continuasse no município. O Município de Iepê, hoje, com o apoio da Universidade, têm um dos quatro museus de arqueologia mais importante do Estado de São Paulo. Nesse museu, o projeto em epígrafe atua. A equipe tem desenvolvido as ações do projeto utilizando-se como referencial metodológico a pesquisa-ação (THIOLLENT, 1998) e outras abordagens participativas. Temos, portanto, no projeto, um estimulador de ações e de conscientização patrimonial, cujos resultados estão sendo aferidos. O Projeto A Pré-História dos Homens contada por meio dos Objetos é desenvolvido por uma equipe interdisciplinar de professores e alunos. São quatro professores (dois coordenadores e dois voluntários) e oito alunos (dois bolsistas e seis voluntários) que participam da realização das atividades do projeto. Contudo, devemos destacar que, além desses participantes que compõem o quadro da Universidade, existem também membros da comunidade local. Na cidade de Iepê, SP, contamos com o apoio de professores da rede estadual de Ensino, dos comerciantes e da população rural. Esse apoio não se resume na aceitação das ações do projeto, mas também no auxílio para que essas ações sejam amplas na área do município e região. Para citar um exemplo, quando realizamos cursos e oficinas na cidade, ganhamos da população alimentação, hospedagem e lanche no período da tarde. Das igrejas católica e presbiteriana temos, sempre que precisamos, o salão de festas, disponível para a realização de cursos. Da prefeitura, muitas vezes, ganhamos combustível e o custeio de exposições. Nas ocasiões em que ocorrem os cursos de atualização para professores do ensino fundamental e médio, a prefeitura municipal de Iepê disponibiliza alimentação e transporte para todos os participantes. Atendemos, nos cursos de atualização, de 70 a 120 professores por ano. Desenvolvimento Desde sua implantação, o projeto tem atendido a um grande número de pessoas. Entre as ações desenvolvidas pelo projeto destacamos: 1. Elaboração de textos didáticos sobre a pré-história do Oeste Paulista para professores e alunos do ensino fundamental e médio; 2. Realização de palestras e cursos para professores e alunos do ensino fundamental e médio sobre o período pré-histórico do Oeste Paulista (Fotos 1, 2 e 3); 2

3 Fotos 1, 2 e 3: Oficina de argila (fotos 1 e 2) e curso para professores (foto 3). Fotos: Faccio, Apresentação de vídeos para professores, alunos do ensino fundamental/médio e grupos da terceira idade e realização de oficinas de argila, utilizando as técnicas das oleiras guarani (Fotos 4, 5, 6, 7 e 8); Fotos 4, 5 e 6: Oficinas de argila para alunos do ensino fundamental e médio da rede pública. Fotos: Faccio, Fotos 7 e 8: Oficina de argila para a terceira idade. Fotos: Faccio, Elaboração de revistas em quadrinhos sobre os índios que habitaram o Oeste Paulista, com ISSN ; 6. Elaboração de painéis para o Museu de Arqueologia de Iepê (MAI), abrangendo o período dos grupos caçadores-coletores até o da arqueologia histórica, buscando a recomposição dos cenários de ocupação humana; 7. Montagem do Museu de Arqueologia de Iepê, com curadoria das peças arqueológicas; 8. Realização do projeto de educação patrimonial, no Município de Iepê, com a distribuição de 500 panfletos educativos; 3

4 9. Realização de projeto de resgate da identidade indígena na Reserva Indígena Vanuíre, com a promoção de duas palestras sobre identidade indígena; 10. Elaboração de quatro unidades didáticas para o ensino fundamental das escolas municipais de Iepê, sobre O índio do Oeste paulista (em elaboração); 11. Monitoria de visitas ao Museu de Arqueologia de Iepê; 12. Criação de um grupo de estudos, que se reúne semanalmente para discutir textos e ações do projeto; 13. Assessoria a professores do ensino fundamental e médio, no que diz respeito a uma nova forma de abordar em aula a questão indígena e do patrimônio cultural; 14. Perícias nos sítios arqueológicos evidenciados pelo público alvo e cadastro desses sítios junto ao IPHAN Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional. Destaque para algumas das atividades em desenvolvimento A curadoria do acervo de peças pré-históricas do Museu de Arqueologia da cidade de Iepê, criado a partir de achados de docente da Faculdade de Ciências Tecnológicas, faz parte de algumas das atividades dos alunos do Projeto Museu Universidade: Educação Patrimonial. Com o avanço das pesquisas desenvolvidas na área rural do município de Iepê, foi possível resgatar e expor várias peças dos índios que habitaram o local no período pré-colonial em um museu próprio como era desejo da população de Iepê, SP. Trata-se de um espaço que cumpre um papel de mantenedor da memória, contada por meio de objetos e de interlocutores do conhecimento produzido na universidade (Foto 9). Foto 9: Museu de Arqueologia de Iepê, SP. Foto: Santilli,

5 Desde 1999, quando começaram as pesquisas arqueológicas no município, o grupo de pesquisa da UNESP, cadastrado no CNPq com o título Arqueologia Guarani no Vale do Rio Paranapanema, já descobriu cerca de 30 mil peças, como urnas funerárias de grande porte, vasilhas com diversas decorações, lâminas de machado, boleadeiras, virotes (pontas de lanças), pontas de flecha e tembetás - pingentes labiais usados em ritos de passagem da infância à adolescência por índios. A exposição dos objetos e os painéis da exposição foram elaborados pelo grupo que atua no projeto, que é composto por arqueólogo, arquiteto, sociólogo, desenhista e alunos dos cursos de geografia, engenharia ambiental e arquitetura. A interdisciplinaridade possibilitou a essa equipe montar a exposição de forma inovadora, tendo em vista a ciência e o lúdico. Aulas de campo em sítios arqueológicos são dadas para professores do ensino fundamental e médio. Essas aulas buscam instrumentalizar o professor para aulas práticas na própria escola, como por exemplo, a montagem de sítio arqueológico na escola, onde o aluno pode aprender, além da pré história, noções de escala e de análise do espaço (Foto 10). Foto 10: Aula de campo no curso para professores do ensino fundamental e médio. Foto: Faccio, Entre as ações do projeto em epígrafe, também destacamos o de restauração de vasilhas cerâmicas arqueológicas. Vasilhas cerâmicas fragmentadas, antes guardadas nas prateleiras de reservas técnicas do museu, agora podem ser expostas depois de restauradas. Os participantes do projeto restauram as peças com uma técnica criada pelo grupo de pesquisa Arqueologia Guarani do Vale do Rio Paranapanema. Pela qualidade do trabalho, o grupo do Núcleo de Ensino foi convidado pelo IPHAN para restaurar vasilhas em São Mateus, cidade histórica do Espírito Santo e ensinar meninos carentes daquela região a dar continuidade ao 5

6 trabalho. Iniciamos esse trabalho em setembro de 2006 e daremos continuidade a esse trabalho em dezembro de 2007 (Foto 11). Foto 11: Tralbalho de restauro de vasilhas indígenas pré-históricas. Foto: Faccio, 2007 Para 2007, estão previstas aulas na Reserva Vanuíre, ministradas pelos próprios bolsistas da UNESP, sobre a técnica indígena kaingang de confecção da cerâmica a um grupo de jovens índios. A meta é, também, ampliar as atividades já desenvolvidas, principalmente as do Projeto Preserve a História e Entre na História, que estimula as pessoas que encontram vestígios arqueológicos a avisarem o Museu ou a UNESP, sem tirar a peça do local de origem. Cada participante é fotografado com a peça e recebe um certificado, cuja cópia fica exposta na galeria do Museu. Conclusão Tendo em vista que o patrimônio cultural vem sendo dilapidado, é importante que a Universidade mostre para a população a importância da preservação do mesmo. Para os bolsistas, o projeto tem se mostrado como mais uma alternativa para que os conhecimentos adquiridos no curso de graduação em Geografia sejam transmitidos à comunidade de forma atraente e lúdica. Os alunos aprendem a preparar o conteúdo e a expor esse conteúdo com linguagem adequada ao tipo de público. Lêem mais, escrevem mais e por isso se tornam mais seguros. Os alunos que têm a oportunidade de participar do projeto, aprendem a lidar com as dificuldades do mercado de trabalho e por isso saem melhor preparados da Universidade para uma vida profissional plena. 6

7 Referências Bibliográficas ALENCAR, Vera Maria Abreu de. Museu- Educação: se faz ao andar. Dissertação de Mestrado. Pontifícia Universidade Católica, Rio de Janeiro, ALMEIDA, Adriana M. Desafios da relação Museu-Escola. Comunicação e Educação, São Paulo: Moderna: USP, n 0 10, p , set./dez., HORTA, Maria de Lourdes P.; GRUNBERG, Evelina: MONTEIRO, Adriane Queiroz. Guia Básico de Educação Patrimonial. Brasília: IPHAN, Museu Imperial, THIOLLENT, Michel (Coordenador). Extensão Universitária e Metodologia Participativa. II Seminário de Metodologia de Projetos de Extensão. COPPE/UFRJ, VALENTE, Maria ESTHER. Educação em Museus. O público de hoje no museu de ontem. Dissertação de Mestrado. Departamento de Educação, Pontifícia Universidade Católica, Rio de Janeiro,

Atividades complementares Festival ou mostra de: Atividades complementares visita a:

Atividades complementares Festival ou mostra de: Atividades complementares visita a: A1 Atividades complementares visita a: ( ) ACERVO OU RESERVA TÉCNICA DE MUSEU ( ) GALERIA DE ARTE ( ) ESPAÇO CULTURAL : A2 Atividades complementares Festival ou mostra de: ( ) VÍDEO ( ) CINEMA ( ) PERFORMANCE

Leia mais

SOBRE EDUCAÇÃO PATRIMONIAL, TURISMO E PRESERVAÇÃO DOS BENS CULTURAIS. Entrevista

SOBRE EDUCAÇÃO PATRIMONIAL, TURISMO E PRESERVAÇÃO DOS BENS CULTURAIS. Entrevista SOBRE EDUCAÇÃO PATRIMONIAL, TURISMO E PRESERVAÇÃO DOS BENS CULTURAIS Entrevista Evelina Grunberg Arquiteta e Educadora E-mail: evelinagrunberg@gmail.com Silvana Pirillo Ramos Doutora em Ciências Sociais

Leia mais

A Cerâmica como Inclusão Social e Produtiva direcionada as crianças, adolescentes e adultos.

A Cerâmica como Inclusão Social e Produtiva direcionada as crianças, adolescentes e adultos. A Cerâmica como Inclusão Social e Produtiva direcionada as crianças, adolescentes e adultos. Silvia Helena Machado Cavalcanti Uma experiência no Centro de Referência da Assistência Social Hércules Mandetta

Leia mais

29º Seminário de Extensão Universitária da Região Sul Título: CONHECENDO O PATRIMÔNIO HISTÓRICO DE PARANAGUÁ

29º Seminário de Extensão Universitária da Região Sul Título: CONHECENDO O PATRIMÔNIO HISTÓRICO DE PARANAGUÁ 29º Seminário de Extensão Universitária da Região Sul Título: CONHECENDO O PATRIMÔNIO HISTÓRICO DE PARANAGUÁ Área Temática: Cultura Coordenadora da Ação de Extensão: Yara Aparecida Garcia Tavares Autores:

Leia mais

PATRIMÔNIOS MILITARES DO RECIFE COMO FERRAMENTA DE ENSINO

PATRIMÔNIOS MILITARES DO RECIFE COMO FERRAMENTA DE ENSINO PATRIMÔNIOS MILITARES DO RECIFE COMO FERRAMENTA DE ENSINO Carla Martins do Nascimento 1 ; Profa. Dra. Maria do Carmo C. D. Costa 2 1 Bolsista FACEPE Museu de Arqueologia da UNICAP carlasahori@hotmail.com

Leia mais

Autora: Janaina da Silva Lima. Co-autora: Drª. Ruth Künzli

Autora: Janaina da Silva Lima. Co-autora: Drª. Ruth Künzli Autora: Janaina da Silva Lima Co-autora: Drª. Ruth Künzli E-mail: Janaina_limah@hotmail.com CEMAARQ - Centro de Museologia Antropologia e Arqueologia FCT- UNESP Presidente Prudente MUSEU E EDUCAÇÃO INTRODUÇÃO

Leia mais

índice -----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

índice ----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- 1 índice A Caixa Cultural Sítio Arqueológico O Programa Educativo Gente Arteira Atividades - Oficinas - Visitas às exposições Contação de Histórias Datas Comemorativas - Mês das Crianças - Dia da Consciência

Leia mais

Conversando sobre Museu. >> Saiba mais e faça sua inscrição

Conversando sobre Museu. >> Saiba mais e faça sua inscrição Conversando sobre Museu Edição Nº 4 Florianópolis, 02 de maio de 2012 O ciclo de discussão Conversando sobre Museu, uma iniciativa do Sistema Estadual de Museus (SEM/SC), da Fundação Catarinense de Cultura

Leia mais

O Museu vai a escola: exposição itinerante do Museu de História Natural da UEPB

O Museu vai a escola: exposição itinerante do Museu de História Natural da UEPB O Museu vai a escola: exposição itinerante do Museu de História Natural da UEPB Thiago Melo DUARTE 1 Juvandi de Souza SANTOS 2 1 Aluno do curso de História da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), bolsista

Leia mais

Juventude com Arte, Saúde e Cidadania Autores: Ellen da Silva Mourão; Giovanna Grasiane de Sousa; Preceptora de Serviço: Maria Regina de Paula Fagundes Netto; Preceptora Acadêmica: Lêda Maria Leal de Oliveira.

Leia mais

Vamos ao M useu? Vamos ao Museu? Vamos ao Museu? Vamos ao Museu? useu? Vamos ao Museu? Vamos ao Museu?

Vamos ao M useu? Vamos ao Museu? Vamos ao Museu? Vamos ao Museu? useu? Vamos ao Museu? Vamos ao Museu? Vamos ao Museu? Vamos ao Museu? é programa que visa ampliar as experiências culturais de estudantes, professores e comunidades por meio de ações educativas que envolvem visitas a espaços de preservação

Leia mais

PROJETO DE HISTÓRIA: CAMINHOS DA HISTÓRIA

PROJETO DE HISTÓRIA: CAMINHOS DA HISTÓRIA PROJETO DE HISTÓRIA: CAMINHOS DA HISTÓRIA VIAGEM PARA A SERRA CAPIVARA PI ALUNOS DO ENSINO FUNDAMENTAL II 7º AO 9º ANO. COLÉGIO DÍNAMO 2011 PROFESSORES: * MARCOS MURILO DE OLIVEIRA SILVA * SEMIRAMES ARAÚJO

Leia mais

O ACERVO ARQUEOLÓGICO DO SÍTIO ALTO SUCURIÚ 12:

O ACERVO ARQUEOLÓGICO DO SÍTIO ALTO SUCURIÚ 12: HISTÓRIA CULTURAL: ESCRITAS, CIRCULAÇÃO, LEITURAS E RECEPÇÕES Universidade de São Paulo USP São Paulo SP 10 e 14 de Novembro de 2014 O ACERVO ARQUEOLÓGICO DO SÍTIO ALTO SUCURIÚ 12: PROCESSAMENTO LABORATORIAL

Leia mais

RESUMOS EXPANDIDOS...24

RESUMOS EXPANDIDOS...24 23 RESUMOS EXPANDIDOS...24 24 RESUMOS EXPANDIDOS FIGUEIRA, J. I. J..... 25 GONÇALVES; PEDRO, W. G. B.... 25 PEDRO, W. G. B... 25 25 UMA VISÃO PARA A DISCIPLINA DE BOTÂNICA EM UM CURSINHO POPULAR PRÉ-VESTIBULAR

Leia mais

Secretaria de Estado da Cultura

Secretaria de Estado da Cultura Secretaria de Estado da Cultura UPPM Unidade de Preservação do Patrimônio Museológico GTC SISEM-SP Grupo Técnico de Coordenação do Sistema Estadual de Museus de São Paulo MUSEUS E PATRIMÔNIO Os museus

Leia mais

Um lugar de muitas Histórias

Um lugar de muitas Histórias Texto publicado no site Arqueologia e Pré-História: http://arqueologiaeprehistoria.com/2015/02/06/um-lugar-de-muitas-historias-o-museuarqueologico-do-rio-grande-do-sul/ Luísa d Avila 1 (Fevereiro de 2015)

Leia mais

OS SÍTIOS ARQUEOLÓGICOS NO MUNICIPIO DE IVATUBA-PR

OS SÍTIOS ARQUEOLÓGICOS NO MUNICIPIO DE IVATUBA-PR DOI: 10.4025/4cih.pphuem.444 OS SÍTIOS ARQUEOLÓGICOS NO MUNICIPIO DE IVATUBA-PR João Paulo Pacheco Rodrigues Professor História e Pesquisador do Programa Interdisciplinar de Estudos de Populações- Laboratório

Leia mais

SALAS INTERATIVAS E AÇÕES COMUNITÁRIAS: EDUCAÇÃO AMBIENTAL EM TERRÁ INDÍGENA

SALAS INTERATIVAS E AÇÕES COMUNITÁRIAS: EDUCAÇÃO AMBIENTAL EM TERRÁ INDÍGENA SALAS INTERATIVAS E AÇÕES COMUNITÁRIAS: EDUCAÇÃO AMBIENTAL EM TERRÁ INDÍGENA Leilane Oliveira Chaves Graduanda em Geografia Universidade Federal do Ceará - UFC, Brasil E-mail: leilane_chaves@hotmail.com

Leia mais

CÉLIA MARIA CRISTINA DEMARTINI MUSEU DE ARQUEOLOGIA ETNOLOGIA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO - BRASIL

CÉLIA MARIA CRISTINA DEMARTINI MUSEU DE ARQUEOLOGIA ETNOLOGIA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO - BRASIL CÉLIA MARIA CRISTINA DEMARTINI MUSEU DE ARQUEOLOGIA ETNOLOGIA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO - BRASIL O objetivo desta apresentação é fazer uma reflexão sobre o tema arqueologia e educação e avaliar o que vem

Leia mais

INSTITUIÇÃO: ÁREA TEMÁTICA:

INSTITUIÇÃO: ÁREA TEMÁTICA: TÍTULO: POTENCIALIDADES TURÍSTICAS E ESTRATÉGIAS DE PRESERVAÇÃO AMBIENTAL DOS SÍTIOS ARQUEOLÓGICOS DE DOZE MUNICÍPIOS DO OESTE E ALTO-OESTE POTIGUAR. AUTORES: Valdeci dos Santos Júnior (valdecisantosjr@ig.com.br);

Leia mais

O PROGRAMA EDUCACIONAL DO MUSEU DA BARONESA

O PROGRAMA EDUCACIONAL DO MUSEU DA BARONESA A ESCOLA VAI AO MUSEU O MUSEU VAI À ESCOLA, O PROGRAMA EDUCACIONAL DO MUSEU DA BARONESA Carla Gastaud UFRGS - PPGEdu Resumo: Este é o relato de uma experiência de educação patrimonial realizada com alunos

Leia mais

DADOS DO INEP Instituto Nacional de estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Ministério da Educação UDESC/ 2005

DADOS DO INEP Instituto Nacional de estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Ministério da Educação UDESC/ 2005 DADOS DO INEP Instituto Nacional de estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Ministério da Educação UDESC/ 2005 Número total de Programas 1 e seus respectivos projetos vinculados, público atendido

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA. Departamento de Arqueologia. Disciplina Museologia Arqueológica. Professora: Ms. Marcelle Pereira Museóloga EMENTA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA. Departamento de Arqueologia. Disciplina Museologia Arqueológica. Professora: Ms. Marcelle Pereira Museóloga EMENTA UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA Departamento de Arqueologia Disciplina Museologia Arqueológica Professora: Ms. Marcelle Pereira Museóloga EMENTA Esta disciplina pretende apresentar, discutir e problematizar

Leia mais

Política Nacional de Museus Bases para a Política Nacional de Museus

Política Nacional de Museus Bases para a Política Nacional de Museus Política Nacional de Museus Bases para a Política Nacional de Museus APRESENTAÇÃO Ao se propor a sistematização de uma política pública voltada para os museus brasileiros, a preocupação inicial do Ministério

Leia mais

PRIMEIRO ANO DE TRABALHOS DE CONSERVAÇÃO E RESTAURO DOS ACERVOS DOS NÚCLEOS MUSEOLÓGICOS DO MUNICÍPIO DE ABRANTES

PRIMEIRO ANO DE TRABALHOS DE CONSERVAÇÃO E RESTAURO DOS ACERVOS DOS NÚCLEOS MUSEOLÓGICOS DO MUNICÍPIO DE ABRANTES PRIMEIRO ANO DE TRABALHOS DE CONSERVAÇÃO E RESTAURO DOS ACERVOS DOS NÚCLEOS MUSEOLÓGICOS DO MUNICÍPIO DE ABRANTES Técnicos Superiores de Conservação e Restauro: Isabel dos Santos Filipe Pereira (2013/2014)

Leia mais

CASTRIOTA, L.B. Patrimônio Cultural. Conceitos, políticas, instrumentos. São Paulo: Annablume; Belo Horizonte: IEDS, 2009.

CASTRIOTA, L.B. Patrimônio Cultural. Conceitos, políticas, instrumentos. São Paulo: Annablume; Belo Horizonte: IEDS, 2009. INVENTÁRIO DE BENS CULTURAIS DE RIBEIRÃO PRETO SP Henrique Telles Vichnewski 1 Lílian Rodrigues de O. Rosa 2 Nainôra Maria B. de Freitas 3 O Inventário de Bens Culturais de Ribeirão Preto faz parte do

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA CAMPUS JAGUARÃO CURSO DE PEDAGOGIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA CAMPUS JAGUARÃO CURSO DE PEDAGOGIA PLANO DE ENSINO 2011-1 DISCIPLINA: Ensinar e aprender História - JP0038 PROFESSORA: Dra. Hilda Jaqueline de Fraga I DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Carga Horária 75h II EMENTA Concepções e temas recorrentes no

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO BELAS ARTES DE SÃO PAULO CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO

CENTRO UNIVERSITÁRIO BELAS ARTES DE SÃO PAULO CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO CENTRO UNIVERSITÁRIO BELAS ARTES DE SÃO PAULO CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO CACCAU Centro de Atividades Complementares do Curso de Arquitetura e Urbanismo REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES Nas

Leia mais

Consulte sempre o site www.museudaimigracao.org.br e acompanhe o desenvolvimento dos trabalhos.

Consulte sempre o site www.museudaimigracao.org.br e acompanhe o desenvolvimento dos trabalhos. O Boletim do Museu da Imigração chega à sua décima oitava edição. Junto com a proposta de manter as comunidades e o público geral informados sobre o processo de restauro das edificações e reformulação

Leia mais

Projeto Educativo Exposição - 12000 Anos de História: Arqueologia e Pré-História do Rio Grande do Sul

Projeto Educativo Exposição - 12000 Anos de História: Arqueologia e Pré-História do Rio Grande do Sul Projeto Educativo Exposição - 12000 Anos de História: Arqueologia e Pré-História do Rio Grande do Sul O Museu da UFRGS convida os professores da rede pública e privada de ensino a participarem do curso

Leia mais

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE MIRASSOL D OESTE Secretaria de Administração, Planejamento e Coordenação Geral Coordenadoria Administrativa

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE MIRASSOL D OESTE Secretaria de Administração, Planejamento e Coordenação Geral Coordenadoria Administrativa LEI Nº 950 DE 10 DE FEVEREIRO DE 2010 AUTORIZA O PODER EXECUTIVO MUNICIPAL A CONTRATAR PESSOAL PARA ATENDIMENTO AOS PROGRAMAS PETI, API, PROJOVEM E BOLSA FAMILIA E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. A CÂMARA MUNICIPAL

Leia mais

Outubro/2014. Período. 1 a 31 de outubro de 2014

Outubro/2014. Período. 1 a 31 de outubro de 2014 Outubro/2014 Período 1 a 31 de outubro de 2014 Museu da Energia de São Paulo promove curso gratuito sobre Educação Patrimonial Essencial para o desenvolvimento cultural, tema será apresentado em um evento

Leia mais

Uso Sustentável dos Recursos Naturais e Culturais

Uso Sustentável dos Recursos Naturais e Culturais SECRETARIAS ENVOLVIDAS OBJETIVO RECURSOS SETRAS, SCT, SEDUR Assegurar a proteção, preservação e revitalização do patrimônio cultural, histórico, artístico, paisagístico e arqueológico, ampliando os níveis

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO ESTADO DE SÃO PAULO CAMPUS BARRETOS

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO ESTADO DE SÃO PAULO CAMPUS BARRETOS INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO ESTADO DE SÃO PAULO CAMPUS BARRETOS Licenciatura em Ciências Biológicas Instruções para desenvolvimento e registro das Atividades Acadêmico-Científico-

Leia mais

Aula 18 EDUCANDO PARA O PATRIMÔNIO. Verônica Maria Meneses Nunes Luís Eduardo Pina Lima

Aula 18 EDUCANDO PARA O PATRIMÔNIO. Verônica Maria Meneses Nunes Luís Eduardo Pina Lima Aula 18 EDUCANDO PARA O PATRIMÔNIO META Apresentar a Educação Patrimonial como possibilidade para o uso educativo do patrimônio. OBJETIVOS Ao final desta aula, o aluno deverá: compreender a educação patrimonial

Leia mais

Projeto Expondo Cultura em Pernambuco: novo espaço para um museu

Projeto Expondo Cultura em Pernambuco: novo espaço para um museu Projeto Expondo Cultura em Pernambuco: novo espaço para um museu Larissa Carla Oliveira da Silva 1 Ana Lúcia do Nascimento Oliveira 2 RESUMO Fugindo da ótica de que o abrigo para um museu são necessariamente

Leia mais

Cultura Material em Exposição: Museu do Couro e do Zé Didor, Campo Maior, Piauí

Cultura Material em Exposição: Museu do Couro e do Zé Didor, Campo Maior, Piauí 1 Cultura Material em Exposição: Museu do Couro e do Zé Didor, Campo Maior, Piauí Felipe de Sousa Soares* Felipe Rocha Carvalho Lima** Petherson Farias de Oliveira*** 1. Introdução O texto visa apresentar

Leia mais

Cultura Oficina Litoral Sustentável

Cultura Oficina Litoral Sustentável Cultura Oficina Litoral Sustentável 1 ESTRUTURA DA AGENDA REGIONAL E MUNICIPAIS 1. Princípios 2. Eixos 3. Diretrizes 4. Ações 4.1 Natureza das ações (planos, projetos, avaliação) 4.2 Mapeamento de Atores

Leia mais

MEMÓRIA URBANA DE PALMAS-TO: LEVANTAMENTO DE INFORMAÇÕES E MATERIAL SOBRE O PLANO DE PALMAS E SEUS ANTECEDENTES

MEMÓRIA URBANA DE PALMAS-TO: LEVANTAMENTO DE INFORMAÇÕES E MATERIAL SOBRE O PLANO DE PALMAS E SEUS ANTECEDENTES MEMÓRIA URBANA DE PALMAS-TO: LEVANTAMENTO DE INFORMAÇÕES E MATERIAL SOBRE O PLANO DE PALMAS E SEUS ANTECEDENTES Nome dos autores: Gislaine Biddio Rangel¹; Ana Beatriz Araujo Velasques². 1 Aluna do Curso

Leia mais

TEMPO AO TEMPO, NO MUSEU HERING "TIME TO TIME" IN HERING'S MUSEUM. Em Blumenau, a história e as tradições são preservadas de muitas formas e

TEMPO AO TEMPO, NO MUSEU HERING TIME TO TIME IN HERING'S MUSEUM. Em Blumenau, a história e as tradições são preservadas de muitas formas e TEMPO AO TEMPO, NO MUSEU HERING "TIME TO TIME" IN HERING'S MUSEUM Marli Rudnik Em Blumenau, a história e as tradições são preservadas de muitas formas e uma delas é através do acervo e das exposições dos

Leia mais

CONFECÇÃO DE GUIA EDUCACIONAL COMO MATERIAL DIDÁTICO PARA O ENSINO DE GEOGRAFIA E CIÊNCIAS

CONFECÇÃO DE GUIA EDUCACIONAL COMO MATERIAL DIDÁTICO PARA O ENSINO DE GEOGRAFIA E CIÊNCIAS CONFECÇÃO DE GUIA EDUCACIONAL COMO MATERIAL DIDÁTICO PARA O ENSINO DE GEOGRAFIA E CIÊNCIAS ROCHA, Isabel Rodrigues da¹; CABRAL, João Batista Pereira²; SILVA, Hellen Fabiane Franco³; DE PAULA, Makele Rosa

Leia mais

Arqueologia em construção

Arqueologia em construção Carta produzida pelo Grupo de Trabalho Arqueologia de Contrato Coletivo de estudantes do PPGARQ- MAE-USP Arqueologia em construção A Semana de Arqueologia tem como objetivos o debate, a troca de informações

Leia mais

Curso Superior de Tecnologia em Design de Interiores e Decoração. Centro Universitário Metodista Izabela Hendrix Belo Horizonte MG - Brasil

Curso Superior de Tecnologia em Design de Interiores e Decoração. Centro Universitário Metodista Izabela Hendrix Belo Horizonte MG - Brasil Curso Superior de Tecnologia em Design de Interiores e Decoração Centro Universitário Metodista Izabela Hendrix Belo Horizonte MG - Brasil Área de Interesse: Meio de divulgação via Internet Site na Web

Leia mais

o pensar e fazer educação em saúde 12

o pensar e fazer educação em saúde 12 SUMÁRIO l' Carta às educadoras e aos educadores.................5 Que história é essa de saúde na escola................ 6 Uma outra realidade é possível....... 7 Uma escola comprometida com a realidade...

Leia mais

ANÁLISE DO CONHECIMENTO DOS MORADORES DE SÃO VICENTE SOBRE A CASA MARTIM AFONSO EDRIA ESTEVES FREIRE 1

ANÁLISE DO CONHECIMENTO DOS MORADORES DE SÃO VICENTE SOBRE A CASA MARTIM AFONSO EDRIA ESTEVES FREIRE 1 Revista Ceciliana. Maio de 2012. Número Especial: Patrimônio Cultural Memória e Preservação. - Universidade Santa Cecília Disponível online em http://www.unisanta.br/revistaceciliana ANÁLISE DO CONHECIMENTO

Leia mais

Regulamento Interno de Extensão Licenciatura e Bacharelado

Regulamento Interno de Extensão Licenciatura e Bacharelado Universidade Federal do Amapá Coordenação do Curso de História - Licenciatura e Bacharelado Regulamento Interno de Extensão Licenciatura e Bacharelado Macapá 2014 UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ PRÓ-REITORIA

Leia mais

Notas sobre II Encontro Nacional de Educação Patrimonial Iphan Ouro Preto-MG, 17 a 21 de julho de 2011 (1)

Notas sobre II Encontro Nacional de Educação Patrimonial Iphan Ouro Preto-MG, 17 a 21 de julho de 2011 (1) Notas sobre II Encontro Nacional de Educação Patrimonial Iphan Ouro Preto-MG, 17 a 21 de julho de 2011 (1) José Hermes Martins Pereira * Há tempos que as discussões sobre Educação Patrimonial deixaram

Leia mais

Elaboração de Projetos Sociais e Capitação de Recursos

Elaboração de Projetos Sociais e Capitação de Recursos Elaboração de Projetos Sociais e Capitação de Recursos MARINA MONTEIRO DE QUEIROZ RAVAZZI Coordenadora de Políticas para as Mulheres de Marília/SP Elaboração de Projetos Sociais INSTITUIÇÃO PROPONENTE:

Leia mais

metas e escolhas traçadas por cada um, pelo amor ao que construiu durante a vida e

metas e escolhas traçadas por cada um, pelo amor ao que construiu durante a vida e Apresentação Justificativa Objetivo Metas e Resultados Previstos Fases Iniciais Atividades Extras Retorno de Interesse Público Oficinas Avaliação dos Resultados Contatos Público Alvo é um termo designado

Leia mais

42ª Semana do Índio de Tupã De 22 a 26/4/2014

42ª Semana do Índio de Tupã De 22 a 26/4/2014 42ª Semana do Índio de Tupã De 22 a 26/4/2014 Trata-se de um evento para aproximar as culturas indígenas das não indígenas, demonstrando que tanto o Brasil, quanto a região oeste de São Paulo e a cidade

Leia mais

Instituto de Arqueologia constrói castelo islâmico em Anchieta, no Rio de Janeiro (RJ), e atrai interessados

Instituto de Arqueologia constrói castelo islâmico em Anchieta, no Rio de Janeiro (RJ), e atrai interessados Instituto de Arqueologia constrói castelo islâmico em Anchieta, no Rio de Janeiro (RJ), e atrai interessados Instituto mantém o Museu da Humanidade com itens que mostram a evolução do homem. Crianças fazem

Leia mais

TERMO DE COMPROMISSO

TERMO DE COMPROMISSO TERMO DE COMPROMISSO Ao primeiro de outubro de 2010, no salão da Escola Municipal de Aprendizagem Industrial, EMAI, situa na Av. Rio Branco, Santa Maria, as seguintes Instituições: ASSOCIAÇÃO NACIONAL

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO MUSEU DE ARQUEOLOGIA E ETNOLOGIA PROFESSOR OSWALDO RODRIGUES CABRAL/ UFSC (PROPOSTA APROVADA NO CONSELHO DO CFH)

REGIMENTO INTERNO DO MUSEU DE ARQUEOLOGIA E ETNOLOGIA PROFESSOR OSWALDO RODRIGUES CABRAL/ UFSC (PROPOSTA APROVADA NO CONSELHO DO CFH) 1 REGIMENTO INTERNO DO MUSEU DE ARQUEOLOGIA E ETNOLOGIA PROFESSOR OSWALDO RODRIGUES CABRAL/ UFSC (PROPOSTA APROVADA NO CONSELHO DO CFH) I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º - Este Regimento dispõe sobre

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE LICENCIATURA EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE LICENCIATURA EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE LICENCIATURA EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS Muzambinho, 2010 REITOR DO IFSULDEMINAS Sérgio Pedini DIRETOR DO CAMPUS MUZAMBINHO - IFSULDEMINAS Luiz Carlos Machado

Leia mais

CÓDIGO: APL008 Concepções e manifestações artísticas da pré-história ao início da idade moderna. (renascimento europeu).

CÓDIGO: APL008 Concepções e manifestações artísticas da pré-história ao início da idade moderna. (renascimento europeu). 43 RELAÇÃO DE EMENTAS CURSO: ARTES VISUAIS DISCIPLINAS OBRIGATÓRIAS DISCIPLINA: Artes Visuais I CÓDIGO: APL008 Concepções e manifestações artísticas da pré-história ao início da idade moderna. (renascimento

Leia mais

Referencial para Preenchimento PLATAFORMA LATTES. Augusto Takerissa Nishimura - USP Emerson Antonio Maccari - UNINOVE

Referencial para Preenchimento PLATAFORMA LATTES. Augusto Takerissa Nishimura - USP Emerson Antonio Maccari - UNINOVE Referencial para Preenchimento PLATAFORMA LATTES Augusto Takerissa Nishimura - USP Emerson Antonio Maccari - UNINOVE São Paulo, Setembro de 2009 ÍNDICE 1. DADOS GERAIS... 4 1.1. Identificação... 5 1.2.

Leia mais

ALGUMAS REFLEXÕES SOBRE CRIANÇA E INFÂNCIA NA PESQUISA E NA EXTENSÃO DO NUREGS/UEPG 1

ALGUMAS REFLEXÕES SOBRE CRIANÇA E INFÂNCIA NA PESQUISA E NA EXTENSÃO DO NUREGS/UEPG 1 12. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ÁREA TEMÁTICA: ( ) COMUNICAÇÃO ( X) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( ) SAÚDE ( ) TRABALHO ( ) TECNOLOGIA ALGUMAS REFLEXÕES

Leia mais

Obra civil de recuperação/restauração de patrimônio edificado, com tombamento federal ou estadual.

Obra civil de recuperação/restauração de patrimônio edificado, com tombamento federal ou estadual. Artistas, historiadores, arquitetos, designers, arqueólogos, paleontólogos, produtores culturais, educadores, pesquisadores e demais interessados podem apresentar propostas de projetos de patrimônio dentro

Leia mais

PROJETOS COMUNITÁRIOS DA ULBRA

PROJETOS COMUNITÁRIOS DA ULBRA PROJETOS COMUNITÁRIOS DA ULBRA PROJETOS COMUNITÁRIOS DA ULBRA 01 Projetos Comunitários da ULBRA Sob a égide do Programa Violência e Direitos Humanos, projetos comunitários, ações extensionistas e estágios

Leia mais

Art. 1. As ATIVIDADES COMPLEMENTARES do Curso de Direito da FFB serão regidas por este Regulamento.

Art. 1. As ATIVIDADES COMPLEMENTARES do Curso de Direito da FFB serão regidas por este Regulamento. REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURRÍCULO NOVO DO CURSO DE DIREITO DA FACULDADE FARIAS BRITO Dispõe acerca do regime das Atividades Complementares do Currículo Novo (Grade 03) do Curso de

Leia mais

MUSEU UNIVERSITÁRIO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO

MUSEU UNIVERSITÁRIO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO 1 MUSEU UNIVERSITÁRIO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO 13 de julho de 2010 1 2 1. APRESENTAÇÃO Este documento contém o resultado do trabalho efetuado durante o encontro Museu Universitário, realizado no dia 5

Leia mais

PROGRAMA IAB UM PATRIMÔNIO DE TODOS FICHA DE CADASTRO DE AMIGO DO IAB 1. DADOS PESSOAIS / EMPRESA 2. CATEGORIAS DE AMIGO C)PARCEIRO DE SERVIÇOS ( )

PROGRAMA IAB UM PATRIMÔNIO DE TODOS FICHA DE CADASTRO DE AMIGO DO IAB 1. DADOS PESSOAIS / EMPRESA 2. CATEGORIAS DE AMIGO C)PARCEIRO DE SERVIÇOS ( ) INSTITUTO DE ARQUEOLOGIA BRASILEIRA Estrada da Cruz Vermelha 45, Vila Santa Tereza, Belford Roxo, RJ. CEP: 26193-415. Tel/Fax: (21) 31358117 www.arqueologia-iab.com.br iab@arqueologia-iab.com.br NOME PROGRAMA

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE ARTES VISUAIS BACHARELADO

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE ARTES VISUAIS BACHARELADO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO DO SUL CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE ARTES VISUAIS BACHARELADO Art. 1º. O presente

Leia mais

MERCADO MUNICIPAL PATRIMÔNIO HISTÓRICO DE UBERLÂNDIA

MERCADO MUNICIPAL PATRIMÔNIO HISTÓRICO DE UBERLÂNDIA MERCADO MUNICIPAL PATRIMÔNIO HISTÓRICO DE UBERLÂNDIA Soraia Cristina Cardoso Lelis soraia@aromata.com.br Escola de Educação Básica da UFU Relato de Experiência Palavras-chave: Patrimônio Histórico, Artes

Leia mais

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA CAMPUS DE JI-PARANÁ DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO INTERCULTURAL DEINTER PROEXT 2014

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA CAMPUS DE JI-PARANÁ DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO INTERCULTURAL DEINTER PROEXT 2014 FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA CAMPUS DE JI-PARANÁ DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO INTERCULTURAL DEINTER PROEXT 2014 EDITAL 02/2014 SELEÇÃO DE BOLSISTAS PARA PROGRAMA DE EXTENSÃO O Departamento de

Leia mais

ATIVIDADES COMPLEMENTARES

ATIVIDADES COMPLEMENTARES ATIVIDADES COMPLEMENTARES 2011 ATIVIDADES COMPLEMENTARES 1. APRESENTAÇÃO Este documento apresenta um conjunto geral de normas e orientações sobre as Atividades Complementares dos Cursos da FAECE (Faculdade

Leia mais

Aprovado na Reunião do CONASU em 21/01/2015.

Aprovado na Reunião do CONASU em 21/01/2015. PROGRAMA DE PRODUÇÃO CIENTÍFICA, CULTURAL, ARTÍSTICA E TECNOLÓGICA Aprovado na Reunião do CONASU em 21/01/2015. O Programa de Produção Científica, Cultural, Artística e Tecnológica visa fortalecer a relação

Leia mais

SÍTIOS ARQUEOLÓGICOS DE SANTO ANTÔNIO DE ARACANGUÁ, SP: MEIO AMBIENTE E EXPLORAÇÃO DOS RECURSOS PARA PRODUÇÃO DE ARTEFATOS

SÍTIOS ARQUEOLÓGICOS DE SANTO ANTÔNIO DE ARACANGUÁ, SP: MEIO AMBIENTE E EXPLORAÇÃO DOS RECURSOS PARA PRODUÇÃO DE ARTEFATOS SÍTIOS ARQUEOLÓGICOS DE SANTO ANTÔNIO DE ARACANGUÁ, SP: MEIO AMBIENTE E EXPLORAÇÃO DOS RECURSOS PARA PRODUÇÃO DE ARTEFATOS Neide Barrocá Faccio Prof.ª Livre Docente do Departamento de Planejamento, Urbanismo

Leia mais

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DIREITO

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DIREITO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DIREITO Relatório Anual de Atividades e Produção Discente NOME: CURSO: ( ) Mestrado ( ) Doutorado BOLSISTA: ( ) Capes ( ) Fapesp ( ) CNPq ( ) Outra: PRODUÇÃO INTELECTUAL Caso

Leia mais

O ESTUDO DA CERÂMICA DO SÍTIO ARQUEOLÓGICO ROSÁRIO G2 (RG2), GUAÍRA, SP

O ESTUDO DA CERÂMICA DO SÍTIO ARQUEOLÓGICO ROSÁRIO G2 (RG2), GUAÍRA, SP Encontro de Ensino, Pesquisa e Extensão, Presidente Prudente, 22 a 25 de outubro, 2012 456 O ESTUDO DA CERÂMICA DO SÍTIO ARQUEOLÓGICO ROSÁRIO G2 (RG2), GUAÍRA, SP Fernando Henrique Ferreira de Oliveira,

Leia mais

ARQUEOLÓGICO PRÉ-HISTÓRICO DO PIAUÍ. Solte a imaginação. Recue há 50 mil anos. Tente perceber como é a paisagem. Faz

ARQUEOLÓGICO PRÉ-HISTÓRICO DO PIAUÍ. Solte a imaginação. Recue há 50 mil anos. Tente perceber como é a paisagem. Faz PROJETO DE EDUCAÇÃO PARA A PROTEÇÃO DO PATRIMÔNIO ARQUEOLÓGICO PRÉ-HISTÓRICO DO PIAUÍ Síria Emerenciana Nepomuceno BORGES PPG-UFPI Solte a imaginação. Recue há 50 mil anos. Tente perceber como é a paisagem.

Leia mais

Onde: Museu da Cerâmica Udo Knoff, Rua Frei Vicente, nº 03, Pelourinho

Onde: Museu da Cerâmica Udo Knoff, Rua Frei Vicente, nº 03, Pelourinho EXPOSIÇÕES TEMPORÁRIAS FEIRA DE CORES E SABORES A mostra, contemplada pelo Fundo de Cultura da Bahia através do IPAC, tem a intenção de valorizar os patrimônios materiais e imateriais da Feira de São Joaquim

Leia mais

MUSEU DE ARQUEOLOGIA DE ITAIPU: AÇÕES PESSOAIS NA INSTITUCIONALIZAÇÃO DO PATRIMÔNIO NACIONAL

MUSEU DE ARQUEOLOGIA DE ITAIPU: AÇÕES PESSOAIS NA INSTITUCIONALIZAÇÃO DO PATRIMÔNIO NACIONAL MUSEU DE ARQUEOLOGIA DE ITAIPU: AÇÕES PESSOAIS NA INSTITUCIONALIZAÇÃO DO PATRIMÔNIO NACIONAL Alejandra Saladino UNIRIO Introdução Em minha dissertação de mestrado em Memória Social (UNIRIO), que versou

Leia mais

FONTES ECLESIÁSTICAS: AS POSSIBILIDADES DA PRESERVAÇÃO DE BENS CULTURAIS ATRAVÉS DE UM PROJETO EXTENSIOMNISTA

FONTES ECLESIÁSTICAS: AS POSSIBILIDADES DA PRESERVAÇÃO DE BENS CULTURAIS ATRAVÉS DE UM PROJETO EXTENSIOMNISTA 12. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ÁREA TEMÁTICA: (marque uma das opções) ( ) COMUNICAÇÃO ( X ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( ) SAÚDE ( ) TRABALHO

Leia mais

Willian Nicolas Varella Graduado em Geografia, Universidade do Sagrado Coração, Bauru/SP E-mail:wnvarella@hotmail.com.

Willian Nicolas Varella Graduado em Geografia, Universidade do Sagrado Coração, Bauru/SP E-mail:wnvarella@hotmail.com. Valorização e resgate cultural, uma experiência no projeto Rondon: a importância das pessoas responsáveis pela perpetuação da cultura local da cidade de Palmeirina-PE Willian Nicolas Varella Graduado em

Leia mais

V Semana do Patrimônio Cultural de Pernambuco

V Semana do Patrimônio Cultural de Pernambuco EXPERIMENTAR O PATRIMÔNIO INTERPRETAR O PATRIMÔNIO PENSAR O PATRIMÔNIO BRINCAR COM O PATRIMÔNIO V Semana do Patrimônio Cultural de Pernambuco 13 DE AGOSTO 17h - Solenidade de abertura e lançamento da programação

Leia mais

FACULDADE DE DIREITO DE VARGINHA COORDENAÇÃO DO NÚCLEO DE EXTENSÃO REGULAMENTO DO NÚCLEO DE EXTENSÃO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

FACULDADE DE DIREITO DE VARGINHA COORDENAÇÃO DO NÚCLEO DE EXTENSÃO REGULAMENTO DO NÚCLEO DE EXTENSÃO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES FACULDADE DE DIREITO DE VARGINHA COORDENAÇÃO DO NÚCLEO DE EXTENSÃO REGULAMENTO DO NÚCLEO DE EXTENSÃO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º O presente Regulamento tem por finalidade normatizar o planejamento,

Leia mais

Edital de Projetos Comunitários 2016

Edital de Projetos Comunitários 2016 Edital de Projetos Comunitários 2016 Com o intuito de promover uma política institucional de extensão e ações comunitárias a partir do compromisso social de promoção dos valores democráticos, de igualdade

Leia mais

PROCESSO SELETIVO PARA PROFESSORES CONVIDADOS NO EDU/2012/2

PROCESSO SELETIVO PARA PROFESSORES CONVIDADOS NO EDU/2012/2 PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS PRÓ REITORIA DE GRADUAÇÃO UNIDADE ACADÊMICO ADMINISTRATIVA DE EDUCAÇÃO CURSO DE PEDAGOGIA PROCESSO SELETIVO PARA PROFESSORES CONVIDADOS NO EDU/2012/2 GOIÂNIA,

Leia mais

ANAIS da XV SEMANA DE HISTÓRIA: HISTORIA REGIONAL COMO RECORTE DE ENSINO E PESQUISA - 2011 ISSN - 21773157 INVENTÁRIO DE REFERÊNCIAS CULTURAIS

ANAIS da XV SEMANA DE HISTÓRIA: HISTORIA REGIONAL COMO RECORTE DE ENSINO E PESQUISA - 2011 ISSN - 21773157 INVENTÁRIO DE REFERÊNCIAS CULTURAIS ANAIS da XV SEMANA DE HISTÓRIA: HISTORIA REGIONAL COMO RECORTE DE ENSINO E PESQUISA - 2011 ISSN - 21773157 INVENTÁRIO DE REFERÊNCIAS CULTURAIS Ribeirão Preto, SP Adriana SILVA * Lilian Rodrigues de Oliveira

Leia mais

ANAIS DA 66ª REUNIÃO ANUAL DA SBPC - RIO BRANCO, AC - JULHO/2014

ANAIS DA 66ª REUNIÃO ANUAL DA SBPC - RIO BRANCO, AC - JULHO/2014 1 ANAIS DA 66ª REUNIÃO ANUAL DA SBPC - RIO BRANCO, AC - JULHO/2014 O Pibid: ações de formação de professores que impactam a escola e a universidade Maurivan Güntzel Ramos mgramos@pucrs.br O presente texto

Leia mais

GRUPO DE GESTANTES E CASAIS GRÁVIDOS: PARCERIA DO DEPARTAMENTO DE ENFERMAGEM E HOSPITAL UNIVERSITÁRIO/ UFSC

GRUPO DE GESTANTES E CASAIS GRÁVIDOS: PARCERIA DO DEPARTAMENTO DE ENFERMAGEM E HOSPITAL UNIVERSITÁRIO/ UFSC GRUPO DE GESTANTES E CASAIS GRÁVIDOS: PARCERIA DO DEPARTAMENTO DE ENFERMAGEM E HOSPITAL UNIVERSITÁRIO/ UFSC Área Temática: Saúde. Atenção Integral à saúde da mulher Maria de Fátima Mota Zampieri - coordenador

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Comissão Especial de Regimes de Trabalho INDICADORES PARA AVALIAÇÃO DOCENTE 27/06/2008 REITORIA DA USP CERT INDICADORES GERAIS PARA AVALIAÇÃO DOCENTE ENSINO Participação em intercâmbio como pesquisador/professor

Leia mais

CEFAPAM - Centro de Extensão da Faculdade de Pará de Minas. Regulamento

CEFAPAM - Centro de Extensão da Faculdade de Pará de Minas. Regulamento CONFRARIA NOSSA SENHORA DA PIEDADE DA PARÓQUIA NOSSA SENHORA DA PIEDADE Faculdade de Pará de Minas - FAPAM Reconhecida pelo Decreto 79090, de 04/01/77 Rua Ricardo Marinho, 110 - São Geraldo - Pará de Minas/MG

Leia mais

Abrasa - Ponto de Cultura, Internacional Brasileiros na Áustria.

Abrasa - Ponto de Cultura, Internacional Brasileiros na Áustria. 1 Abrasa - Ponto de Cultura, Internacional Brasileiros na Áustria. Quem somos: A Abrasa Associação Brasileiro-Afro-Brasileira para o Desenvolvimento da Dança, Cultura Educação e Arte, é uma Instituição

Leia mais

Formação acadêmica Bacharelado em Arquitetura / Universidade Federal de Pernambuco 1981

Formação acadêmica Bacharelado em Arquitetura / Universidade Federal de Pernambuco 1981 Maria de Betânia Corrêa de Araújo Recife, Pernambuco 1957 Formação acadêmica Bacharelado em Arquitetura / Universidade Federal de Pernambuco 1981 Pós graduação de Economia da Cultura Universidade Federal

Leia mais

Seleção. Conheça a Comissão:

Seleção. Conheça a Comissão: O Edital de Patrimônio Cultural, Arquitetura e Urbanismo apoia propostas culturais nas áreas de Patrimônio Cultural (material e imaterial), Sítios Arqueológicos e Arquitetura e Urbanismo que tenham como

Leia mais

PROJETO DAS FACULDADES MAGSUL 2014

PROJETO DAS FACULDADES MAGSUL 2014 PROJETO DAS FACULDADES MAGSUL 2014 ( ) ENSINO ( ) PESQUISA ( X ) EXTENSÃO 1. Título: Memórias do Pantanal Rupestre Área temática: Patrimônio Histórico, Artístico e Cultural 2. Responsável pelo Projeto:

Leia mais

RELATÓRIO DE VISITA TÉCNICA À ALDEIA TEKOHA NHEMBOETE (AQUILO QUE SE FAZ VERDADEIRO)

RELATÓRIO DE VISITA TÉCNICA À ALDEIA TEKOHA NHEMBOETE (AQUILO QUE SE FAZ VERDADEIRO) PRM-GUA-PR-0000 /2013 MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL RELATÓRIO DE VISITA TÉCNICA À ALDEIA TEKOHA NHEMBOETE (AQUILO QUE SE FAZ VERDADEIRO) Aos sete dias do mês de Junho de dois mil e treze foi realizada visita

Leia mais

CURSO DE EDUCAÇÃO FISICA ATIVIDADES EXTRA CURRICULARES

CURSO DE EDUCAÇÃO FISICA ATIVIDADES EXTRA CURRICULARES CURSO DE EDUCAÇÃO FISICA ATIVIDADES EXTRA CURRICULARES Com a crescente produção de conhecimento e ampliação das possibilidades de atuação profissional, o curso proporciona atividades extra curriculares

Leia mais

CAMPUS DE UNIÃO DA VITÓRIA Divisão de Extensão e Cultura. EDITAL Nº. 001/2014 Processo Seletivo de Bolsistas de Extensão Universitária PIBEX/FA

CAMPUS DE UNIÃO DA VITÓRIA Divisão de Extensão e Cultura. EDITAL Nº. 001/2014 Processo Seletivo de Bolsistas de Extensão Universitária PIBEX/FA CAMPUS DE UNIÃO DA VITÓRIA Divisão de Extensão e Cultura EDITAL Nº. 001/2014 Processo Seletivo de Bolsistas de Extensão Universitária PIBEX/FA A Divisão de Extensão e Cultura, em conformidade com a Chamada

Leia mais

PROJETO DE CIDADANIA

PROJETO DE CIDADANIA PROJETO DE CIDADANIA PROJETO DE CIDADANIA A Anamatra A Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho Anamatra congrega cerca de 3.500 magistrados do trabalho de todo o país em torno de interesses

Leia mais

Curadoria e montagem de exposições de arte: um campo de diversas profissões

Curadoria e montagem de exposições de arte: um campo de diversas profissões Curadoria e montagem de exposições de arte: um campo de diversas profissões As oportunidades de trabalho e as novas profissões ligadas à arte contemporânea têm crescido muito nos últimos anos, impulsionadas

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE VOLTA REDONDA SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO DEPARTAMENTO DE ORÇAMENTO E CONTROLE SECRETARIA MUNICIPAL DE CULTURA

PREFEITURA MUNICIPAL DE VOLTA REDONDA SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO DEPARTAMENTO DE ORÇAMENTO E CONTROLE SECRETARIA MUNICIPAL DE CULTURA PROGRAMA Nº- 042 PALCO SOBRE RODAS Projeto inspirado no clássico modelo de teatro itinerante, através da montagem de um palco móvel que percorre os bairros da cidade, levando cultura. Levar o Palco sobre

Leia mais

Direitos indígenas no museu Novos procedimentos para uma nova política: a gestão de acervos em discussão

Direitos indígenas no museu Novos procedimentos para uma nova política: a gestão de acervos em discussão Direitos indígenas no museu Novos procedimentos para uma nova política: a gestão de acervos em discussão De 30 de junho a 2 de julho de 2015 Apresentação e objetivos Para os museus, a ausência de legislação

Leia mais

Roteiro. 1.O Projeto. 2.Plano de trabalho previsto. 3.Atividades realizadas e evidências. 4.Atividades extras. 5.Resultados

Roteiro. 1.O Projeto. 2.Plano de trabalho previsto. 3.Atividades realizadas e evidências. 4.Atividades extras. 5.Resultados oteiro 1.O Projeto 2.Plano de trabalho previsto 3.Atividades realizadas e evidências 4.Atividades extras 5.esultados O Projeto: FILMA NOIS EDUCOMINICANDO FUTEBOL E DESENVOLVIMENTO O Projeto A expressão

Leia mais

Os primeiros habitantes da Amazônia foram divididos em 5 grandes grupos:

Os primeiros habitantes da Amazônia foram divididos em 5 grandes grupos: Os primeiros habitantes da Amazônia foram divididos em 5 grandes grupos: 01. Caçadores-coletores Pré-cêramicos. (10.000-1.000 a.c.) Viviam da caça de animais de pequeno e médio portes e da coleta de frutos

Leia mais

XV SEMANA ACADÊMICA FACEQ 20 a 24 de maio de 2013 PROGRAMAÇÃO

XV SEMANA ACADÊMICA FACEQ 20 a 24 de maio de 2013 PROGRAMAÇÃO XV SEMANA ACADÊMICA FACEQ 20 a 24 de maio de 2013 PROGRAMAÇÃO 20 de maio 1- Movimento de Arte Contemporânea de Moçambique MUVART:2004 a 2010. Palestrante: Prof.Ms. Isa Bandeira - Mestre em História e Historiografia

Leia mais

Programa de Desenvolvimento Local PRODEL. Programa de Extensão Institucional

Programa de Desenvolvimento Local PRODEL. Programa de Extensão Institucional Programa de Desenvolvimento Local PRODEL Programa de Extensão Institucional Programa de Extensão Institucional Um programa de extensão universitária é o conjunto de projetos de extensão desenvolvido por

Leia mais

ATIVIDADES COMPLEMENTARES - Bacharelado em Tradução

ATIVIDADES COMPLEMENTARES - Bacharelado em Tradução ATIVIDADES COMPLEMENTARES - Bacharelado em Tradução O elenco das Atividades Complementares previstas no Projeto Pedagógico do Curso de Tradução da UFU está dividido em quatro grupos: (1) Atividades de

Leia mais