ÍNDICE. Análise da Administração e Discussão sobre a Situação Financeira

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ÍNDICE. Análise da Administração e Discussão sobre a Situação Financeira"

Transcrição

1 ISIN BRRENTACNOR4 Prospecto Definitivo de Oferta Pública de Distribuição Primária e Secundária de Ações Ordinárias Ações Ordinárias Preço da Oferta: R$ 41,00 por Ação Ordinária A LOCALIZA RENT A CAR S.A. Companhia Aberta - CVM nº , CNPJ nº / NIRE nº , Avenida Bernardo Monteiro, nº 1563, Belo Horizonte, MG ( Companhia ), José Salim Mattar Júnior, Antônio Cláudio Brandão Resende, Eugênio Pacelli Mattar e Flávio Brandão Resende ( Acionistas Vendedores ) estão ofertando em conjunto ações ordinárias nominativas escriturais e sem valor nominal e de emissão da Companhia, livres e desembaraçadas de quaisquer ônus ou gravames ( Ações ), sendo Ações, a serem emitidas pela Companhia e Ações de titularidade dos Acionistas Vendedores, por meio de uma oferta pública de distribuição primária e secundária, a ser realizada no Brasil, em mercado de balcão não-organizado, nos termos da Instrução da Comissão de Valores Mobiliários ( CVM ) nº 400, de 29 de dezembro de 2003 ( Instrução CVM 400 e Oferta Pública, respectivamente). Serão também realizados esforços de colocação das Ações no exterior, sendo nos Estados Unidos da América para investidores institucionais qualificados residentes e domiciliados no exterior, conforme definidos na Rule 144A, em operações isentas de registro segundo o Securities Act, e, nos demais países, exceto nos Estados Unidos da América e no Brasil, com base no Regulation S do Securities Act.A Oferta Pública será coordenada pelo Banco Pactual S.A., que será o coordenador líder ( Coordenador Líder ) para os fins da Instrução CVM 400, e pelo Banco de Investimentos Credit Suisse (Brasil) S.A. ( Credit Suisse e em conjunto com o Coordenador Líder, os Coordenadores ), e terá o HSBC Bank Brasil S.A. - Banco Múltiplo, o Banco Santander Brasil S.A. e o Unibanco - União de Bancos Brasileiros S.A. como instituições subcontratadas ( Instituições Subcontratadas ). A quantidade total das Ações inicialmente ofertadas poderá ser acrescida de um lote suplementar de até Ações, representando 15% das Ações inicialmente ofertadas ( Ações do Lote Suplementar ), compreendendo novas Ações a serem emitidas pela Companhia, conforme opção outorgada pela Companhia ao Credit Suisse, a ser exercida no prazo de até 30 dias contados da data de publicação do Anúncio de Início, para atender a um eventual excesso de demanda que venha a ser constatado, conjuntamente pelos Coordenadores, no decorrer da Oferta Pública nas mesmas condições e preço das Ações inicialmente ofertadas ( Opção de Lote Suplementar ). O Preço de Distribuição por Ação foi fixado após a conclusão do Procedimento de Coleta de Intenções de Investimento realizado pelos Coordenadores. Preço (R$) Comissões (R$) Recursos Líquidos (R$) (1) Por Ação Ordinária 41,00 1,54 39,46 Oferta Primária (2) , , ,91 Oferta Secundária (2) , , ,73 Total , , ,64 (1) Sem dedução das despesas da Oferta Pública. (2) Os valores acima indicados não incluem as Ações do Lote Suplementar. AOferta Primária foi aprovada com base em deliberação do Conselho de Administração da Companhia realizada em 27 de março, e publicada nos jornais Gazeta Mercantil, edição nacional, Hoje em Dia de Belo Horizonte e no Diário Oficial do Estado de Minas Gerais em 6 de abril de Registro da Oferta Pública na CVM: Oferta Primária: CVM/SRE/REM/2006/013, em 20 de abril de 2006 e Oferta Secundária: CVM/SRE/SEC/2006/014, em 20 de abril de O Preço de Distribuição foi aprovado em Reunião do Conselho de Administração da Companhia realizada em 19 de abril de As ações da Companhia são listadas no Novo Mercado da Bovespa e negociadas sob o código RENT3. Este Prospecto não deve ser considerado uma recomendação de compra das Ações. Ao adquirir as Ações, potenciais investidores deverão realizar sua própria análise e avaliação sobre a Companhia, seus negócios e atividades. Os investidores devem ler a seção VI. Fatores de Risco nas páginas 44 a 49 deste Prospecto para discussão de certos fatores de risco que devem ser considerados com relação à aquisição das Ações. O registro da presente Oferta Pública não implica, por parte da CVM, garantia da veracidade das informações prestadas ou julgamento sobre a qualidade da Companhia emissora, bem como sobre as ações a serem distribuídas. Apresente oferta pública foi elaborada de acordo com as disposições do Código de Auto-Regulação da ANBID para as Ofertas Públicas de Distribuição e Aquisição de Valores Mobiliários, aprovado em Assembléia Geral da ANBID, e parte integrante da ata registrada no 4º Ofício de Registro de Pessoas Jurídicas da Cidade de São Paulo, Estado de São Paulo, sob o nº , atendendo, assim, a presente oferta pública, aos padrões mínimos de informação contidos no código, não cabendo à ANBID qualquer responsabilidade pelas referidas informações, pela qualidade da emissora e/ou ofertantes, das instituições participantes e dos valores mobiliários objeto da oferta pública. Coordenadores da Oferta Pública O Banco Pactual S.A. é o Coordenador Líder da Oferta Pública Instituições Subcontratadas A data deste Prospecto Definitivo é 19 de abril de 2006

2 ÍNDICE I. Glossário, Abreviaturas e Termos Definidos... 3 II. Sumário III. Informações Sobre a Oferta Pública IV. Identificação dos Administradores, Consultores e Auditores V. Informações Cadastrais da Companhia VI. Fatores de Risco VII. Declarações e Informações Prospectivas VIII. Apresentação das Informações Financeiras e Outras Informações IX. Destinação dos Recursos X. Capitalização XI. Diluição XII. Informações Sobre o Mercado XIII-A. Informações Financeiras (de Acordo com as Práticas Contábeis Adotadas no Brasil) e Outras Informações Operacionais e Financeiras, Selecionadas XIII-B. Informações Financeiras (de Acordo com os U.S. GAAP) e Outras Informações Operacionais e Financeiras, Selecionadas XIV-A. Análise da Administração e Discussão sobre a Situação Financeira XIV-B. e os Resultados Operacionais, de Acordo com as Práticas Contábeis Adotadas no Brasil Análise da Administração e Discussão sobre a Situação Financeira e os Resultados Operacionais, de Acordo com os U.S. GAAP XV. A Indústria de Aluguel de Carros e Gerenciamento de Frotas XVI. Atividades da Companhia XVII. Administração XVIII. Principais Acionistas e Acionistas Vendedores XIX. Operações com Partes Relacionadas XX. Descrição do Capital Social XXI. Dividendos XXII. Práticas de Governança Corporativa XXIII. Responsabilidade Social, Patrocínio e Incentivo Cultural ANEXOS A Estatuto Social B C D E Atas das Reuniões do Conselho de Administração realizadas em 27 de março de 2006 e 19 de abril de 2006, que aprovam a Oferta Primária e o Preço de Distribuição por Ação, respectivamente Declarações da Companhia, dos Acionistas Vendedores e do Coordenador Líder, de que trata o artigo 56 da Instrução CVM Demonstrações Financeiras Individuais (Controladora) e Consolidadas (de acordo com as Práticas Contábeis Adotadas no Brasil) em 31 de dezembro de 2005 e de 2004 e Parecer dos Auditores Independentes Demonstrações Financeiras Especiais Individuais (Controladora) e Consolidadas (de acordo com as Práticas Contábeis Adotadas no Brasil) em 31 de dezembro de 2004 e de 2003 e Parecer dos Auditores Independentes F Demonstrações Financeiras Consolidadas em 31 de dezembro de 2005 e de 2004 (de acordo com os U.S. GAAP), e Parecer dos Auditores Independentes G Demonstrações Financeiras Consolidadas em 31 de dezembro de 2004 e de 2003 (de acordo com os U.S. GAAP), e Parecer dos Auditores Independentes H Informações Anuais - IAN (apenas informações não destacadas neste Prospecto)

3 (Esta página foi intencionalmente deixada em branco) 2

4 I. GLOSSÁRIO, ABREVIATURAS E TERMOS DEFINIDOS Para fins deste Prospecto, os termos indicados abaixo terão o significado a eles atribuído, salvo no caso de referência diversa neste Prospecto. ABLA Termo ou expressão Acionistas Vendedores ou Fundadores Ações Ações do Lote Suplementar Acordo de Não Disposição de Ações Administração Administradores Agentes de Colocação Internacional Art. Arts. Significado Associação Brasileira das Locadoras de Automóveis. José Salim Mattar Júnior, Antônio Cláudio Brandão Resende, Eugênio Pacelli Mattar e Flávio Brandão Resende. As ações ordinárias, nominativas, escriturais e sem valor nominal de emissão da Companhia, objeto da Oferta Pública, incluindo, salvo se disposto de maneira diversa, as Ações do Lote Suplementar. Até Ações, equivalentes a 15% das Ações inicialmente ofertadas, compreendendo novas Ações a serem emitidas pela Companhia, no âmbito da Oferta Pública, destinadas a atender um eventual excesso de demanda na Oferta Pública, conforme opção outorgada pela Companhia ao Credit Suisse, sendo que, salvo se disposto de maneira diversa, as referências às Ações serão também referência às Ações do Lote Suplementar. Acordo celebrado pela Companhia e pelos Acionistas Vendedores, por meio do qual estes se obrigaram a não alienar as ações de emissão da Companhia de sua titularidade e derivativos lastreados em tais ações por período de 180 dias contados da publicação do Anúncio de Início da Oferta Pública. A administração da Companhia. Membros do Conselho de Administração e Diretoria da Companhia. Credit Suisse LLC e Pactual Corporation. Artigo (de leis, instruções, etc.). Artigos (de leis, instruções, etc.). Aviso ao Mercado Aviso ao Mercado a ser publicado na forma da Instrução CVM 400. Bacen ou Banco Central Banco Credit Suisse ou Credit Suisse Bovespa Brasil CAGR Banco Central do Brasil. Banco de Investimentos Credit Suisse (Brasil) S.A. Bolsa de Valores de São Paulo. República Federativa do Brasil. Compounded Annual Growth Rate ou Crescimento Anual Composto 3

5 Termo ou expressão Car Rental CBLC CDI CETIP Cláusula Compromissória CMN COFINS Companhia Significado Localiza Car Rental S.A., controlada da Companhia. Companhia Brasileira de Liquidação e Custódia. Certificado de Depósito Interfinanceiro. Câmara de Custódia e Liquidação. Cláusula de arbitragem mediante a qual a Companhia, seus acionistas, administradores e membros do Conselho Fiscal obrigam-se a resolver, por meio de arbitragem, toda e qualquer disputa ou controvérsia que possa surgir entre eles, relacionada ou oriunda, em especial, da aplicação, validade, eficácia, interpretação, violação e seus efeitos, das disposições contidas na Lei 6.404/76, no Estatuto Social da Companhia, nas normas editadas pelo CMN, pelo Bacen e pela CVM, bem como nas demais normas aplicáveis ao funcionamento do mercado de capitais em geral, além daquelas constantes do Regulamento de Listagem do Novo Mercado, do Regulamento da Câmara de Arbitragem do Mercado e do Contrato de Participação no Novo Mercado. Conselho Monetário Nacional. Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social. Localiza Rent a Car S.A. Conselheiro(s) Independente(s) Conforme o Regulamento de Listagem do Novo Mercado, Conselheiro(s) Independente(s) caracteriza(m)-se por: (i) não ter qualquer vínculo com a Companhia, exceto participação de capital; (ii) não ser Acionista Controlador, cônjuge ou parente até segundo grau daquele, ou não ser ou não ter sido, nos últimos 3 anos, vinculado a sociedade ou entidade relacionada ao Acionista Controlador; (iii) não ter sido, nos últimos 3 anos, empregado ou diretor da Companhia, do Acionista Controlador ou de sociedade controlada pela Companhia; (iv) não ser fornecedor ou comprador de serviços e/ou produtos da Companhia em magnitude que implique perda de independência; (v) não ser cônjuge ou parente até segundo grau de algum administrador da Companhia; e (vi) não receber outra remuneração da Companhia além da de conselheiro (proventos em dinheiro oriundos de participação de capital estão excluídos desta restrição). Serão ainda considerados Conselheiros Independentes aqueles eleitos mediante as faculdades previstas no art. 141, parágrafos 4º e 5º da Lei 6.404/76. Conselho de Administração Contrato de Distribuição O conselho de administração da Companhia. Instrumento Particular de Contrato de Colocação de Ações de Emissão da Localiza Rent a Car S.A., celebrado entre a Companhia, os Acionistas Vendedores, os Coordenadores e a CBLC. 4

6 Termo ou expressão Contrato de Estabilização Controladas Controladores Coordenador Líder Coordenadores COPOM Corretora Corretora Consorciada CPMF Credit Suisse Credit Suisse (Bahamas) Credit Suisse LLC CSLL CVM Data da Liquidação Data de Liquidação das Ações do Lote Suplementar Debêntures Significado Instrumento Particular de Contrato de Prestação de Serviços de Estabilização de Preços das Ações Ordinárias de Emissão da Localiza Rent a Car S.A., celebrado entre a Companhia, os Acionistas Vendedores, o Credit Suisse e a Corretora. Total Fleet, Franchising, Franchising Brasil, Prime, LFI, Car Rental e Rental International, sociedades controladas da Companhia. Os acionistas controladores da Companhia, conforme a definição de acionista controlador prevista na Lei 6.404/76. Pactual Pactual e Credit Suisse. Comitê de Política Monetária. Credit Suisse (Brasil) Corretora de Títulos e Valores Mobiliários S.A. Denominação atribuída às sociedades corretoras membros da Bovespa, subcontratadas pelos Coordenadores, para fazer parte exclusivamente do esforço de colocação de Ações da Oferta perante investidores nãoinstitucionais. Contribuição Provisória sobre Movimentação ou Transmissão de Valores e de Créditos e Direitos de Natureza Financeira. Banco de Investimentos Credit Suisse (Brasil) S.A., anteriormente denominado Banco de Investimentos Credit Suisse First Boston S.A. Credit Suisse (Bahamas) Limited, anteriormente denominado Credit Suisse First Boston (Bahamas) Limited. Credit Suisse Securities (USA) LLC, anteriormente denominado Credit Suisse First Boston LLC. Contribuição Social sobre o Lucro Líquido. Comissão de Valores Mobiliários. O terceiro dia útil contado da publicação do Anúncio de Início. O terceiro dia útil após o exercício da Opção do Lote Suplementar. Debêntures simples (não conversíveis em ações) da 1ª Emissão Pública da Companhia, todas nominativas e escriturais, em série única, da espécie com garantia flutuante, com valor nominal de R$ ,00 cada uma. 5

7 Termo ou expressão Significado Diretoria Dólar, Dólares ou US$ EBITDA A diretoria da Companhia. A moeda corrente nos Estados Unidos da América. O EBITDA é o lucro líquido antes dos impostos, antes das despesas financeiras líquidas, despesas de depreciação e amortização, de outras receitas (despesas) não operacionais, líquidas e da participação minoritária. Tendo como base as demonstrações financeiras em U.S. GAAP, o EBITDA é o lucro líquido antes das despesas do programa de opções de compra de ações, adicionalmente aos demais itens já citados. O EBITDA não é reconhecido pelos U.S. GAAP ou pelas Práticas Contábeis Adotadas no Brasil, não representa um fluxo de caixa para o período apresentado, não deve ser considerado como um lucro líquido alternativo, bem como não é um indicador de performance. O EBITDA não possui um significado padrão e a definição da Companhia de EBITDA não pode ser comparada com o EBITDA apresentado por outras companhias. O EBITDA apresentado é utilizado pela Companhia para medir a própria performance. Adicionalmente, a Companhia entende que alguns investidores e analistas financeiros usam o EBITDA com um indicador da performance operacional e do fluxo de caixa da empresa. Emissão de Debêntures Estatuto Social EUA ou Estados Unidos Franchising Franchising Brasil Franqueado máster Free Float Fundadores ou Acionistas Vendedores IBGC IBGE ICMS IDEC Oferta Pública de debêntures simples (não conversíveis em ações) da 1ª emissão pública de debêntures da Companhia, todas nominativas e escriturais, em série única, da espécie com garantia flutuante, com valor nominal de R$10.000,00 cada uma, no valor total de R$ ,00, de 20 de maio de O estatuto social da Companhia. Estados Unidos da América Localiza Franchising S.A., controlada da Companhia. Localiza Franchising Brasil S.A., controlada da Companhia. Franqueador que poderá atuar como sub-franqueador no território estabelecido pela Companhia. Ações em circulação no mercado. José Salim Mattar Júnior, Antônio Cláudio Brandão Resende, Eugênio Pacelli Mattar e Flávio Brandão Resende. Instituto Brasileiro de Governança Corporativa Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços. Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor. 6

8 Termo ou expressão Significado IFRS IGPM INFRAERO INPI Instituições Participantes da Oferta Instituições Subcontratadas International Financial Reporting Standards, ou padrões internacionais de contabilidade. Índice Geral de Preços - Mercado, calculado e divulgado pela Fundação Getúlio Vargas. INFRAERO - Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária, autoridade aeroportuária federal. Instituto Nacional da Propriedade Industrial. Coordenadores da Oferta, Instituições Subcontratadas e Corretoras Consorciadas. HSBC Bank Brasil S.A. - Banco Múltiplo, Banco Santander Brasil S.A. e Unibanco União de Bancos Brasileiros S.A. Instrução CVM 325 Instrução nº 325 da CVM, de 27 de janeiro de Instrução CVM 400 Instrução nº 400 da CVM, de 29 de dezembro de Investidores Institucionais Pessoas físicas e jurídicas, cujas ordens específicas de investimento representem valores que excedam o limite máximo estabelecido para Investidores Não-Institucionais, fundos de investimento, clubes de investimento registrados na Bovespa, carteiras administradas, fundos de pensão, entidades administradoras de recursos de terceiros registradas na CVM, entidades autorizadas a funcionar pelo Banco Central, condomínios destinados à aplicação em carteira de títulos e valores mobiliários registrados na CVM e/ou na Bovespa, seguradoras, entidades de previdência complementar e de capitalização, pessoas jurídicas não financeiras com patrimônio líquido superior a R$ ,00 (cinco milhões de reais) e os investidores residentes no exterior que participem da Oferta Pública segundo as normas da Resolução CMN 2.689/00 e da Instrução CVM 325. Investidores Não-Institucionais Pessoas físicas e jurídicas, residentes e domiciliadas no Brasil, que não sejam consideradas investidores institucionais, e clubes de investimento registrados na Bovespa que decidirem participar da Oferta de Varejo. Investimento Líquido em Carros IPCA IRPJ ISS Dispêndios de capital na aquisição de carros e acessórios, líquidos da receita de vendas de carros usados. Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo, divulgado pelo IBGE. Imposto de renda pessoa jurídica. Imposto sobre serviços. Lei /00 Lei nº , de 10 de dezembro de

9 Termo ou expressão Significado Lei 4.131/62 Lei nº 4.131, de 3 de setembro de Lei 6.385/76 Lei 6.404/76 LFI Localiza Mini-lease n.a. Novo Mercado Oferta de Varejo Oferta Institucional Oferta Pública ou Oferta Oferta Secundária Opção de Lote Suplementar Pactual Pactual Corporation Pedido de Reserva Lei nº 6.385, de 7 de dezembro de 1976, e suas alterações. Lei nº 6.404, de 15 de dezembro de 1976, e suas alterações. Localiza Master Franchisee Argentina S.A. controlada da Companhia com sede na Argentina, atualmente denominada Localiza Franchising International SRL. Localiza Rent a Car S.A. Termo utilizado para designar aluguel de carros, em bases mensais, a pessoas jurídicas, por meio de contratos por tempo determinado, geralmente por prazos entre um e 12 meses. Não se aplica. Segmento especial de negociação de valores mobiliários da Bovespa (todas as referências ao Novo Mercado já consideram as alterações ao Regulamento do Novo Mercado que entraram em vigor em 06 de fevereiro de 2006). Oferta realizada aos Investidores Não-Institucionais. Oferta realizada aos Investidores Institucionais. A oferta pública de distribuição das Ações. Oferta Pública de Ações de emissão da Companhia detidas pelos Acionistas Vendedores. Opção outorgada pela Companhia ao Credit Suisse para a distribuição de um lote suplementar de até Ações, equivalente a até 15% das Ações inicialmente ofertadas, compreendendo novas Ações a serem emitidas pela Companhia no âmbito da Oferta Pública, as quais serão destinadas exclusivamente a atender a um eventual excesso de demanda que vier a ser constatado conjuntamente pelos Coordenadores no decorrer da Oferta Pública, a ser exercida pelo Credit Suisse, no prazo de até 30 dias, a contar da data de publicação do Anúncio de Início. Banco Pactual S.A. Pactual Capital Corporation. Os pedidos de reserva das Ações, excluídas as Ações do Lote Suplementar, realizados pelos Investidores Não-Institucionais nos termos do Contrato de Distribuição e que deverão ser preenchidos durante o Período de Reserva. 8

10 Termo ou expressão Período de Colocação Período de Reserva PIB PIS Placement Facilitation Agreement Práticas Contábeis Adotadas no Brasil ou BR GAAP Prazo da Oferta Pública Prazo de Exercício da Opção de Lote Suplementar Preço de Distribuição Prime Procedimento de Coleta de Intenções de Investimento Prospecto ou Prospecto Definitivo Regra 144A Regulamento do Novo Mercado Regulamento da Câmara de Arbitragem do Mercado Significado Período que se inicia na data de publicação do Anúncio de Início e se encerra na Data de Liquidação. O período de 6 de abril de 2006 a 18 de abril de 2006, inclusive, para os Investidores Não-Institucionais efetuarem seus Pedidos de Reserva. Produto Interno Bruto. Programa de Integração Social. Contrato celebrado entre a Companhia, os Acionistas Vendedores e os Agentes de Colocação Internacional referente aos esforços de colocação das Ações no exterior. As práticas adotadas no Brasil, emanadas da Lei 6.404/76, e das normas e regulamentos da CVM e das normas de contabilidade adotadas pelo Instituto de Auditores Independentes do Brasil. Prazo entre a data da publicação do anúncio de início da Oferta Pública, e a publicação do anúncio de encerramento da Oferta Pública. Prazo de até 30 dias contado da data de publicação do anúncio de início da Oferta Pública para o Credit Suisse exercer a Opção do Lote Suplementar. O preço de cada Ação ou Ação do Lote Suplementar de R$41,00. Prime Prestadora de Serviços S.A., controlada da Companhia. Procedimento de precificação das Ações por meio de coleta de intenções de investimento. Este Prospecto Definitivo de Oferta Primária e Oferta Secundária de Ações de emissão da Companhia. Rule 144A do Securities Act of 1933, conforme alterado, dos Estados Unidos da América. Regulamento que disciplina os requisitos para negociação de valores mobiliários de companhias abertas no Novo Mercado, estabelecendo regras de listagem diferenciadas para essas companhias, seus administradores e seu acionista controlador (todas as referências ao Regulamento do Novo Mercado já consideram as alterações ao regulamento que entraram em vigor em 6 de fevereiro de 2006). Regulamento da Câmara de Arbitragem do Mercado, incluindo suas posteriores modificações, que disciplina o procedimento de arbitragem ao qual serão submetidos todos os conflitos estabelecidos na Cláusula Compromissória inserida no Estatuto Social da Companhia e que consta dos termos de anuência dos administradores e dos controladores. 9

11 Termo ou expressão Regulamento S Rental International Replacement Resolução CMN 2.689/00 SEC Securities Act SELIC seminovos Senior Notes STF System Significado Regulation S do Securities Act of 1933, conforme alterado, dos Estados Unidos da América. Rental International LLC, uma subsidiária integral da Companhia constituída sob a forma de uma limited liability company em Delaware, Estados Unidos da América. Termo utilizado no negócio de aluguel de carros para designar o segmento de carro reserva. Resolução nº 2.689, de 26 de janeiro de 2000 do Conselho Monetário Nacional, conforme alterada. Securities and Exchange Commission, órgão regulador do mercado de valores mobiliários dos Estados Unidos da América. U.S. Securities Act of 1933 dos Estados Unidos da América, conforme alterado. Sistema Especial de Liquidação e Custódia. Termo utilizado pela Companhia para designar carros com 3 anos de uso. Senior Notes Series B, com principal agregado de US$100.0 milhões e juros de 10,25% a.a., tendo vencido em 1 de outubro de Supremo Tribunal Federal. Localiza System Ltda., controlada da Companhia, sucedida pela Franchising. Taxa DI Taxa média diária de depósitos interfinanceiros over extragrupo, base 252 dias, expressa na forma percentual ao ano, calculada e divulgada pela CETIP e expressa em taxa efetiva anual, base 252 dias úteis. Total Fleet U.S. GAAP yield management Total Fleet S.A., controlada da Companhia. United States Generally Accepted Accounting Principles, ou princípios contábeis geralmente aceitos nos Estados Unidos da América. Sistema de precificação de aluguel de veículos que possibilita a maximização da rentabilidade. 10

12 II. SUMÁRIO Este sumário apresenta uma visão geral da Companhia e das Ações da Oferta Pública, e não pretende ser completo e não substitui o restante deste Prospecto. Este sumário não contém todas as informações que o investidor deve levar em conta antes de investir nas Ações e deve ser lido juntamente com as informações contidas nas Seções Fatores de Risco, Análise da Administração e Discussão sobre a Situação Financeira e os Resultados Operacionais, de acordo com as Práticas Contábeis Adotadas no Brasil e Análise da Administração e Discussão sobre a Situação Financeira e os Resultados Operacionais, de acordo com os U.S. GAAP, e nas demonstrações financeiras consolidadas e respectivas notas explicativas incluídas neste Prospecto. Visão Geral da Companhia A Companhia é a maior rede de aluguel de carros do Brasil em número de agências. Em 31 de dezembro de 2005, a rede de atendimento da Companhia incluía 310 agências de aluguel de carros, sendo 117 próprias, e 137 de franqueados no Brasil, em 181 cidades no País, e 56 de franqueados no exterior em 36 cidades de outros 8 países da América Latina. A Companhia opera nos negócios de aluguel de carros, aluguel e gerenciamento de frotas e concessão de franquias, que são complementares e sinérgicos: Aluguel de carros. A Companhia aluga carros para executivos e indivíduos em viagens de negócios ou lazer por meio de contratos individuais com pessoas físicas e jurídicas. Aluga também carros para pessoas jurídicas através de contratos de mini-lease. Como parte de seu negócio de aluguel de carros, a Companhia também atua no segmento de replacement, que consiste no aluguel de carros para companhias seguradoras ou montadoras de automóveis, que oferecem carros reserva a seus clientes em caso de sinistros ou avarias mecânicas durante o período da apólice ou de garantia, conforme o caso. Adicionalmente, a venda de carros usados complementa o negócio de aluguel de carros, na medida em que os veículos após seu uso são vendidos com intermediação da sua controlada Prime. Aluguel e gerenciamento de frotas. A controlada da Companhia denominada Total Fleet oferece aluguel de longo prazo de frotas e gerenciamento de frotas a clientes corporativos, normalmente sociedades de médio e grande portes. Tal como no negócio de aluguel de carros, a controlada da Companhia denominada Prime intermedia a venda dos veículos anteriormente alugados pela Total Fleet. Franchising. As controladas Franchising Brasil e LFI são franqueadoras da marca Localiza no Brasil e em outros 8 países na América Latina (Argentina, Bolívia, Equador, Chile, México, Paraguai, Peru e Uruguai), respectivamente, com 137 agências de franqueados que atendem a mercados menores no Brasil e 56 agências de franqueados no exterior. A LFI concede franquias na Argentina e outros países da América Latina, exceto no Equador, onde há um franqueado máster. A tabela abaixo indica as receitas líquidas por atividades desenvolvidas pela Companhia durante os períodos indicados: BR GAAP Exercício findo em 31 de dezembro Receitas Líquidas (em milhares de reais) Aluguel de carros Aluguel e gerenciamento de frotas Franchising Venda de carros usados Receitas líquidas totais

13 Como conseqüência dos negócios de aluguel de carros e aluguel e gerenciamento de frotas e, considerando a constante renovação de sua frota, a Companhia vende quantidade substancial de carros usados. A controlada da Companhia denominada Prime intermedia a venda dos carros da Companhia ao término do período de utilização nos negócios de aluguel de carros e aluguel e gerenciamento de frotas da Companhia. A Companhia acredita que suas operações de venda de carros usados permitem a eliminação da atuação dos revendedores na venda. A Companhia aufere receitas de venda de carros usados nos segmentos de aluguel de carros e aluguel e gerenciamento de frotas, sendo que historicamente as receitas de venda de carros são relevantes para a Companhia, tendo em 2005 sido superiores ao somatório das receitas geradas com o aluguel de carros, objeto social da Companhia. A Companhia e sua subsidiária Total Fleet não possuem benefícios fiscais seja na compra, seja na venda de seus carros. Vantagens Competitivas A Companhia acredita que seus diferenciais competitivos possibilitarão a manutenção de sua competitividade e avanço em direção aos seus objetivos estratégicos: Plataforma de negócios que proporciona sinergias. Uma plataforma de negócios que inclui aluguel de carros, franchising de aluguel de carros e aluguel e gerenciamento de frotas, além de uma rede de pontos de vendas de carros usados para consumidores, o que representa um grande diferencial competitivo para a Companhia uma vez que os negócios são complementares e sinérgicos. Além disso, a Companhia acredita que esse modelo diferenciado de negócios sinérgicos proporciona à Companhia margens competitivas e uma sólida performance financeira. Liderança, marca forte e reconhecida. A Companhia acredita que a força da sua marca é uma grande propulsora dos seus negócios. Associada à alta qualidade, transparência e segurança, a marca Localiza fortalece a competitividade da empresa e conseqüentemente, seus esforços de marketing. A Companhia é líder no segmento de aluguel de carros no Brasil, em número de agências. O foco no core business e uma estrutura organizacional segmentada e especializada são os principais responsáveis pela manutenção de sua liderança, conquistada em A Companhia mantém uma equipe qualificada para dar um atendimento ágil, simpático e eficiente. Desde a Central de Reservas, passando pelas agências até a Assistência a Clientes, a Companhia busca a excelência no atendimento, com profissionais preparados para oferecer um atendimento de qualidade e soluções adequadas em aluguel de carros para seus clientes. O call center da Companhia opera 24 horas, 7 dias por semana, 365 dias por ano. A Companhia possui um Programa de Fidelidade que oferece locações gratuitas de carros como recompensa aos seus clientes, diferente de suas principais concorrentes que, em geral, oferecem milhas em companhias aéreas. Este programa, que conta com aproximadamente 850 mil participantes, na data deste Prospecto, é um canal de comunicação constante com os clientes e contribui para a ampliação da base de clientes e para sua fidelização resultando em um aumento de vendas. Em 2005, cerca de 43% das receitas de aluguel de carros vieram de membros do Programa Fidelidade. Rede de agências com ampla cobertura geográfica e estrategicamente localizadas. Com ampla distribuição no Brasil e mais 8 países da América Latina, a Companhia possui a maior rede de aluguel de carros, com 310 agências. Em 31 de dezembro de 2005, a Companhia estava presente em 181 cidades no Brasil com 254 agências e em 36 cidades nos demais países com 56 agências. A Companhia possui 73 agências localizadas em aeroportos no Brasil. Tais pontos de vendas são maiores que a soma da participação do 2º e 3º competidores. Já em número de agências nos centros das cidades brasileiras em que atua, a Companhia e suas franqueadas possuem um total de 181agências, comparado ao total de 144 agências dos 2º, 3º e 4º competidores somados. Tal presença capilar proporciona ao cliente a conveniência de alugar um carro na maioria dos principais destinos turísticos e de negócios do Brasil. As agências da Companhia são geralmente localizadas em pontos estratégicos de fácil reconhecimento e acesso. A atividade de franchising, criada em 1983, permitiu o crescimento da Companhia na América Latina, sendo a principal responsável pela expansão geográfica da empresa, inclusive no exterior. 12

14 Escala de negócios. A Companhia é a maior rede de aluguel de carros do Brasil, em número de agências, e sua escala lhe permite reduzir o impacto dos custos fixos sobre a receita. Em 31 de dezembro de 2005, a Companhia oferecia aos seus clientes uma frota de aproximadamente carros, composta principalmente de carros praticamente novos, com idade média aproximada de 6,1 meses para o negócio de aluguel de carros e 13,6 meses para o negócio de aluguel de frotas. A Companhia procura manter um mix variado de carros em sua frota, visando a atender às necessidades dos clientes. Rigorosa com a qualidade da frota, a Companhia tem um cuidado especial com os carros após a devolução. Os veículos passam por um detalhado processo de revisão e manutenção para proporcionar conforto e segurança a seus clientes. A Companhia renova sua frota periodicamente e, por isso, oferece um atendimento com carros considerados em geral, novos. Além disso, a significativa receita oriunda das agências em aeroportos possibilita à Companhia manter contratos de aluguel de boxes em aeroportos com pagamento, de percentual sobre a receita ao contrário de uma quantia fixa (valor mínimo garantido). A Companhia é uma das principais compradoras de automóveis das maiores montadoras de automóveis no Brasil, e acredita que o volume das operações realizadas com as montadoras permite à Companhia adquirir os automóveis em termos e condições mais favoráveis que aqueles oferecidos no mercado. Em 2005, a Companhia e seus franqueados no Brasil compraram carros que representam cerca de 2% da venda de veículos novos no mercado interno ( carros nacionais e importados), sendo que as compras junto à montadora Fiat representaram 3,3% das vendas internas daquela montadora; no caso da GM tal percentual foi de 3,9%. Ao preço médio de compra de R$26,1 mil em 2005, o volume de carros comprados nos últimos 5 anos superaria US$1 bilhão. Tecnologia e sistemas. A Companhia faz substanciais investimentos em tecnologia da informação para suportar sua estratégia de crescimento. A rede de telecomunicações da Companhia permite o tráfego de voz e dados com alta tecnologia, proporcionando um gerenciamento de informações de qualidade. Isto representa mais facilidade e agilidade para tomada de decisões. São mais de workstations, aproximadamente 60 servidores, call center próprio com moderna tecnologia e sistemas totalmente integrados, que proporcionam acesso on-line em todos os pontos de atendimento. Além disso, a Companhia oferece acesso via web, onde o cliente pode fazer reservas e pode consultar todo o histórico de relacionamento com a Companhia. Os sites da Companhia, atualmente, recebem quase 300 mil visitas por mês e parte substancial de suas reservas são via web reduzindo custos de transação. A Companhia adota há muitos anos, um sistema de gerenciamento de receitas e precificação conhecido como yield management para aumento de competitividade e melhoria de rentabilidade. Esta ferramenta de gestão de preços é utilizada em todos os segmentos de negócios. A prática do yield management requer sistemas integrados, informação on-line em todas as agências, um expertise baseado em experiências passadas e pessoas qualificadas para gerenciar a sua complexidade. Esse sistema permite o gerenciamento das tarifas cobradas pela Companhia em função do dia da semana, mês do ano, cidade, evento, volume por cliente, monitoramento da concorrência, e proporciona à Companhia aumento de competitividade e ao mesmo tempo, melhoria de rentabilidade. Pessoas e sistemas de remuneração. A Companhia trabalha na gestão de pessoas, focando na valorização da iniciativa do indivíduo e na construção de processos decisórios participativos. Detentora de um quadro de administradores dotado de ampla experiência nos segmentos em que atua, a Companhia acredita ter uma equipe altamente motivada como resultado da adoção de boas práticas na administração de sua política de recursos humanos, tais como: sistema de remuneração fixa e variável, participação nos resultados e plano de opção de compra de ações para os seus principais executivos. Geração de caixa e solidez financeira. A consistente geração de caixa operacional, aliada a uma política conservadora de administração de caixa e transparência nas demonstrações financeiras, proporciona à Companhia solidez financeira que resulta em uma avaliação de risco BrA, com perspectiva positiva, na Escala Nacional, atribuída pela Standard and Poor s, para receber maior oferta de variadas linhas de crédito a taxas e prazos competitivos, o que lhe permite facilidade de captação de recursos com menores spreads do que a média praticada no mercado. 13

15 Estratégia Expandir organicamente aproveitando o potencial de mercado. A Companhia buscará aumentar sua receita em cada mercado onde atua, aproveitando o esperado crescimento da economia e, por conseqüência, o aumento de renda e da demanda por aluguel de carros, expandindo a sua base de clientes locais. Os esforços de venda da Companhia estarão focados nos setores que estão fazendo maiores investimentos ou estão em maior crescimento. O parcelamento do pagamento do valor das locações pode alavancar as vendas de aluguel de carros. Nesse sentido, a Companhia pretende manter uma variedade de tarifas promocionais para atender às diversas necessidades dos consumidores, bem como parcelamento através de cartões de crédito em até 10 vezes sem juros, o qual acreditamos permite à Companhia atrair novos clientes. A Companhia continuará fazendo publicidade e utilizando jornais e revistas de grande circulação nacional, revistas de bordo e de segmentos específicos para atingir o seu público-alvo. Em mídia local, anuncia em rádio, televisão, outdoors, jornais e revistas, além de patrocinar eventos, peças teatrais e shows. Mantendo esta estratégia de comunicação, a Companhia espera estimular o consumo de aluguel de carros no Brasil. Por meio do Programa de Fidelidade Localiza, a Companhia espera estimular clientes a alugar carros mais vezes e mantê-los fiéis à marca. A Companhia acredita que o Programa de Fidelidade Localiza com recompensa em locações de carros é ferramenta fundamental para a ampliação da base de clientes, fidelização e aumento de vendas, sendo que a Companhia proporciona ao cliente a conveniência de alugar um carro na maioria dos principais destinos turísticos e de negócios do Brasil. Acreditamos que há uma tendência crescente de terceirização de frotas pelas empresas devido à necessidade de maior foco no core business e à redução da base de ativos por parte das empresas, o que representa uma oportunidade para a expansão da divisão de aluguel de frotas e do produto mini-lease. Além disso, considerando um aumento do fluxo de passageiros em viagens a negócios e lazer e o aumento da indústria de feiras e eventos, haverá um aumento do volume de negócios nas agências da Companhia localizadas em aeroportos. Expandir geograficamente ampliando a rede de agências. A Companhia contratou uma pesquisa que comprovou já possuir a maior rede de agências de aluguel de carros no Brasil em número de agências, e pretende expandir a sua rede de agências próprias e franqueadas se beneficiando de seu know-how e da forte imagem da sua marca. Devido ao esperado crescimento do agronegócio, ao estabelecimento de muitas novas indústrias no interior do País e ao aumento do número de cidades incluídas na malha aeroviária, a Companhia pretende operar em novas cidades, fortalecendo a sua presença nacional. No exterior, a Companhia pretende aumentar os pontos de vendas que serão operados através de franchising. A Companhia desenvolveu projetos de agências adaptáveis e flexíveis com construção simplificada, a custo baixo e extrema funcionalidade, o que facilita sua expansão. As agências da Companhia são geralmente localizadas em pontos estratégicos e de fácil reconhecimento, pois seguem sempre um mesmo padrão e acesso. O esperado crescimento econômico do Brasil, bem como a riqueza no interior do País, avalizam a estratégia de expansão geográfica. Cross selling entre as empresas que compõem a plataforma da Companhia. A plataforma da Companhia é composta de negócios sinérgicos. A Companhia pretende aproveitar as oportunidades entre as empresas que compõem a sua plataforma de negócios. Através de cross selling, a Companhia pretende aumentar as vendas utilizando mutuamente as diferentes equipes de vendas. Nossa experiência indica a eficácia no cross selling aproveitando o relacionamento de cada divisão com os clientes. Além disso, a Companhia pretende utilizar a base de informações de cada divisão, principalmente o banco de dados de clientes, para alavancar vendas com baixo custo. Os negócios de aluguel de carros e aluguel e administração de frota e o produto mini-lease têm sido alavancados por meio de cross selling. 14

16 Manter sólida estrutura de capital e administração de caixa conservadora. A Companhia pretende dar continuidade às suas políticas de manutenção de disponibilidades financeiras adequadas às necessidades operacionais, bem como, de manutenção de linhas de créditos com instituições financeiras para suportar suas necessidades de crescimento. As estratégias de tesouraria da Companhia, seja em termos de aplicação financeira ou de captação de recursos, vão continuar casadas com a operação da empresa, seja em termos de prazo, de moeda e de taxa de juros. A Companhia pretende também manter os investimentos em ativos não-monetários, constituídos basicamente de carros para aluguel, que além de serem geradores de caixa são dotados de fácil valoração e realização. Estrutura Societária O organograma abaixo apresenta a estrutura acionária da Companhia e suas controladas 1 na data deste Prospecto. Os percentuais representam a participação no capital votante e total das sociedades indicadas nos quadros. José Salim Mattar Júnior 18,68% Antônio Cláudio Brandão Eugênio Pacelli Mattar Flávio Brandão 18,68% 12,45% 12,45% Free Float 37,74% Localiza 92,5% 92,5% 100% 100% 100% Franchising Franchising Brasil Prime Total Fleet Car Rental 95,0% 100% Rental International LFI 1 Exclui a participação do Sr. Aristides Luciano de Azevedo Newton no capital da Franchising (7,5%), da Franchising Brasil (7,5%) e da LFI (5,0%). 15

17 A OFERTA PÚBLICA Companhia... Acionistas Vendedores... Coordenadores... Coordenador Líder... Instituições Subcontratadas... Agentes de Colocação Internacional... Oferta Pública... Opção de Lote Suplementar... Preço de Distribuição por Ação... Localiza Rent a Car S.A. José Salim Mattar Júnior, Antônio Cláudio Brandão Resende, Eugênio Pacelli Mattar e Flávio Brandão Resende. Pactual e Credit Suisse. Pactual. HSBC Bank Brasil S.A. - Banco Múltiplo, Banco Santander Brasil S.A. e Unibanco União de Bancos Brasileiros S.A. Credit Suisse LLC e Pactual Corporation Ações pela Companhia e Ações de titularidade dos Acionistas Vendedores, a ser realizada no Brasil, em mercado de balcão não-organizado, nos termos da Instrução CVM 400. Adicionalmente, os Agentes de Colocação Internacional realizarão esforços de colocação das Ações no exterior, sendo nos Estados Unidos da América para investidores institucionais qualificados residentes e domiciliados no exterior, conforme definidos na Regra 144A, em operações isentas de registro segundo o Securities Act, e, nos demais países, exceto nos Estados Unidos da América, com base no Regulamento S. A quantidade total das Ações inicialmente ofertada poderá ser acrescida de até das Ações do Lote Suplementar, representando até 15% das Ações ofertadas, compreendendo novas Ações a serem emitidas pela Companhia, conforme Opção de Lote Suplementar outorgada pela Companhia ao Credit Suisse. A Opção de Lote Suplementar poderá ser exercida pelo Credit Suisse, no prazo de até 30 dias contados da data de publicação do Anúncio de Início, na hipótese de ser constatada conjuntamente pelos Coordenadores da Oferta Pública a existência de excesso de demanda pelas Ações no âmbito da Oferta Pública. O preço por Ação foi fixado após (i) a efetivação dos Pedidos de Reserva (conforme definição abaixo) e (ii) a apuração do resultado do Procedimento de Coleta de Intenções de Investimento, em consonância com o disposto no art. 170, 1º, III da Lei 6.404/76 e nos termos do art. 44 da Instrução CVM 400. Valor Total da Oferta Pública... R$ ,00 Direitos, Vantagens e Restrições das Ações... As Ações garantirão aos seus titulares os mesmos direitos conferidos às demais ações da Companhia, nos termos de seu Estatuto Social, legislação aplicável e Regulamento do Novo Mercado, tendo direito a voto e fazendo jus ao recebimento integral de dividendos e demais proventos de qualquer natureza que vierem a ser declarados pela Companhia a partir da Data de Liquidação (ver XX. Descrição do Capital Social ). 16

18 Direito de Venda Conjunta (Tag-Along)... Determinadas Restrições à Venda das Ações pela Companhia e Acionistas Vendedores... Em caso de alienação do controle da Companhia, os titulares das Ações têm o direito de serem incluídos em oferta pública de aquisição de ações, que deverá ser realizada pelo adquirente do controle, devendo o preço mínimo da referida oferta, por Ação não representativa do bloco de controle, ser equivalente a 100% do preço pago por ação representativa do bloco de controle. Nos termos dos Acordos de Não Disposição, a Companhia e os Acionistas Vendedores não poderão vender ou ofertar à venda as Ações de emissão da Companhia de sua titularidade, ou derivativos lastreados em tais Ações, por período de seis meses contados da publicação do Anúncio de Início. Adicionalmente, as Ações da Companhia passaram a ser negociadas no Novo Mercado em 23 de maio de De acordo com as regras do Novo Mercado, subseqüentes à primeira distribuição pública de Ações da Companhia, após a assinatura do Contrato de Participação no Novo Mercado, os Acionistas Vendedores e os Administradores não podem, por seis meses adicionais, vender ou ofertar à venda mais do que 40% de ações, ou derivativos lastreados em tais ações de sua titularidade quando do início da negociação das Ações no Novo Mercado. Público-Alvo... Inadequação da Oferta Pública a Certos Investidores... Plano de Distribuição... A Oferta Pública será direcionada a (i) Investidores Não- Institucionais no montante de pelo menos 10% das Ações, excluindo as Ações do Lote Suplementar, (ii) Investidores Institucionais e (iii) investidores institucionais qualificados, conforme definição da Rule 144A do Securities Act, e, nos demais países, exceto nos Estados Unidos da América e no Brasil, a non U.S. persons, conforme definição da Regulation S do Securities Act. Não há inadequação específica da Oferta Pública a certo grupo ou categoria de investidor, mas esta Oferta Pública não é adequada a investidores avessos ao risco inerente a investimentos em ações. Como todo e qualquer investimento em ações, a subscrição ou aquisição das Ações apresenta certos riscos e possibilidades de perdas patrimoniais que devem ser cuidadosamente considerados antes da tomada de decisão de investimento. Os investidores devem ler a seção VI. Fatores de Risco deste Prospecto. O plano de distribuição das Ações, organizado pelos Coordenadores, com a expressa anuência da Companhia e dos Acionistas Vendedores, leva em consideração as relações com clientes e outras considerações de natureza comercial ou estratégica dos Coordenadores, dos Acionistas Vendedores e da Companhia, observado, entretanto, que os Coordenadores deverão assegurar a adequação do investimento ao perfil de risco de seus clientes, bem como o tratamento justo e eqüitativo aos investidores, nos termos do parágrafo 3º do art. 33 da Instrução CVM

19 Pedidos de Reserva... Foi concedido aos Investidores Não-Institucionais o prazo de 8 dias úteis, iniciado em 6 de abril de 2006 e encerrado em 18 de abril de 2006, inclusive, o qual poderá ser estendido a critério dos Coordenadores, para a realização dos respectivos Pedidos de Reserva. Pedidos de Reserva para Pessoas Vinculadas. Investidores Não-Institucionais que sejam (a) administradores ou controladores da Companhia, (b) administradores ou controladores das instituições participantes da Oferta Pública, e (c) outras pessoas vinculadas à Oferta Pública, bem como seus respectivos cônjuges ou companheiros, seus ascendentes, descendentes e colaterais até o segundo grau de cada uma das pessoas referidas nos itens (a), (b) e (c), realizaram seus Pedidos de Reserva entre o dia 6 de abril de 2006 e o dia 7 de abril de abril de 2006, ou seja, pelo menos 7 dias úteis antes da conclusão do Procedimento de Coleta de Intenções de Investimento. Data de Liquidação... A liquidação física e financeira ocorrerá 3 dias úteis após a data da publicação do Anúncio de Início, com entrega das Ações aos respectivos investidores. Regime de Colocação Garantia Firme... As Ações serão colocadas no Brasil pelos Coordenadores e pelas Instituições Subcontratadas e Corretoras Consorciadas, coordenadas pelos Coordenadores, em regime de garantia firme de liquidação. A garantia firme de liquidação consiste na obrigação dos Coordenadores de adquirir, no último dia do Período de Colocação, pelo Preço de Distribuição por Ação, a totalidade do saldo resultante da diferença entre (a) o número de Ações objeto da garantia firme de liquidação prestada pelos Coordenadores; e (b) o número de Ações efetivamente colocado no mercado, observado o limite e a proporção da garantia firme de liquidação prestada por cada Coordenador. Tal garantia é vinculante a partir do momento em que for concluído o Procedimento de Coleta de Intenções de Investimento e celebrado o Contrato de Distribuição. Mercados de Negociação... Fatores de Risco... Destinação dos Recursos... Informações Adicionais... Atualmente as Ações são negociadas no segmento do Novo Mercado da Bovespa sob o código RENT3. Para explicação acerca dos fatores de risco que devem ser considerados cuidadosamente, antes da decisão de investimento nas Ações, ver Seção VI. Fatores de Risco. Os recursos líquidos obtidos na Oferta Primária serão utilizados no curso normal das atividades da Companhia e para quitação de dívidas, conforme detalhado na seção IX. Destinação dos Recursos. O pedido de registro da Oferta Pública foi apresentado à CVM em 10 de fevereiro de 2006 e concedido em 20 de abril de 2006, sob os nºs CVM/SRE/REM/2006/013 para a Oferta Primária e sob o nº CVM/SRE/SEC/2006/014 para a Oferta Secundária. Maiores informações sobre a Oferta Pública e sobre o procedimento de reserva, incluindo cópias do Contrato de Distribuição, do Contrato de Estabilização e dos demais documentos e contratos relativos à Oferta Pública poderão ser obtidos com os Coordenadores e com as Instituições Subcontratadas. Ver III. Informações sobre a Oferta Pública - Informações Adicionais. 18

20 CRONOGRAMA ESTIMADO DAS ETAPAS DA OFERTA Data de Realização/ Data Evento Prevista (1) Nº 1 Publicação do Aviso ao Mercado 30 de março de 2006 Disponibilização do Prospecto Preliminar 30 de março de Início do Road Show 31 de março de Início do Procedimento de Coleta de Intenções de Investimento Início do Período de Reserva, inclusive para Pessoas Vinculadas 06 de abril de de abril de Encerramento do Período de Reserva para Pessoas Vinculadas 07 de abril de Encerramento do Período de Reserva 18 de abril de 2006 Encerramento do Road Show 18 de abril de Encerramento do Procedimento de Coleta de Intenções de Investimento 19 de abril de 2006 Fixação do Preço de Distribuição por Ação 19 de abril de 2006 Assinatura do Contrato de Distribuição das Ações e do Contrato de Facilitação de Colocação 19 de abril de Publicação do Anúncio de Início da Distribuição Pública 20 de abril de 2006 Início do Prazo para Exercício da Opção de Lote Suplementar 20 de abril de Início da Negociação das Ações na Bovespa 24 de abril de Data de Liquidação da Oferta Pública 26 de abril de Final do Prazo para Exercício da Opção de Lote Suplementar 19 de maio de Publicação do Anúncio de Encerramento 25 de maio de 2006 (1) As datas previstas para os eventos futuros são meramente indicativas, e estão sujeitas a alterações e atrasos. A Companhia e os Acionistas Vendedores, em conjunto, podem requerer que a CVM autorize a Companhia modificar ou cancelar a Oferta Pública, caso ocorram alterações posteriores, materiais e inesperadas nas circunstâncias inerentes à Oferta Pública, existentes na data do pedido de registro de distribuição, que resultem em um aumento relevante nos riscos assumidos pela Companhia e/ou pelos Acionistas Vendedores. Adicionalmente, a Companhia e os Acionistas Vendedores podem modificar, a qualquer tempo, a Oferta Pública, a fim de melhorar seus termos e condições para os investidores, conforme disposto no parágrafo 3º, do art. 25 da Instrução CVM 400. Caso o requerimento de modificação das condições da Oferta Pública seja aceito pela CVM, o prazo para distribuição da Oferta Pública poderá ser adiado em até 90 dias, contados da aprovação do pedido de registro. Se a Oferta Pública for cancelada, os atos de aceitação anteriores e posteriores ao cancelamento serão considerados ineficazes. Quaisquer comunicados ao mercado serão informados por meio de publicação de Aviso ao Mercado nos jornais Gazeta Mercantil, edição nacional, Valor Econômico, edição nacional, e por meio de aviso na página da Companhia na Internet, que é 19

CONTRATO DE COMPRA E VENDA DE AÇÕES À VISTA PARA INVESTIDORES INSTITUCIONAIS

CONTRATO DE COMPRA E VENDA DE AÇÕES À VISTA PARA INVESTIDORES INSTITUCIONAIS CONTRATO DE COMPRA E VENDA DE AÇÕES À VISTA PARA INVESTIDORES INSTITUCIONAIS Redecard S.A. Companhia Aberta de Capital Autorizado CNPJ/MF n.º 01.425.787/0001-04 Av. Andrômeda, 2.000, Bloco 10, Níveis 4

Leia mais

Prospecto da 1ª Emissão Pública de Debêntures Simples (Não Conversíveis em Ações), em Série Única, da Espécie com Garantia Flutuante

Prospecto da 1ª Emissão Pública de Debêntures Simples (Não Conversíveis em Ações), em Série Única, da Espécie com Garantia Flutuante Prospecto da 1ª Emissão Pública de Debêntures Simples (Não Conversíveis em Ações), em Série Única, da Espécie com Garantia Flutuante R$ 350.000.000,00 Standard & Poor s: bra Oferta pública de distribuição

Leia mais

SOLICITAÇÃO PARA OFERTA DE COMPRA DE TÍTULOS OU VALORES MOBILIÁRIOS NO BRASIL, NOS ESTADOS UNIDOS DA

SOLICITAÇÃO PARA OFERTA DE COMPRA DE TÍTULOS OU VALORES MOBILIÁRIOS NO BRASIL, NOS ESTADOS UNIDOS DA Minuta As informações contidas neste Prospecto preliminar estão sob análise da CVM, a qual ainda não se manifestou a seu respeito. O presente Prospecto preliminar está sujeito a complementação e correção.

Leia mais

LOCALIZA RENT A CAR S.A.

LOCALIZA RENT A CAR S.A. LOCALIZA RENT A CAR S.A. 2ª Emissão Pública de Debêntures Junho 2007 1 Agenda A Localiza Rent a Car Oportunidades de crescimento e Vantagens competitivas Informações Financeiras e Operacionais A Emissão

Leia mais

Telefônica Brasil S.A.

Telefônica Brasil S.A. Este anúncio é de caráter exclusivamente informativo, não se tratando de oferta de venda de valores mobiliários. ANÚNCIO DE ENCERRAMENTO DE OFERTA PÚBLICA DE DISTRIBUIÇÃO PRIMÁRIA DE AÇÕES ORDINÁRIAS E

Leia mais

RENOVA ENERGIA S.A. Companhia Aberta. CNPJ nº 08.534.605/0001-74 NIRE 35.300358.295

RENOVA ENERGIA S.A. Companhia Aberta. CNPJ nº 08.534.605/0001-74 NIRE 35.300358.295 RENOVA ENERGIA S.A. Companhia Aberta CNPJ nº 08.534.605/0001-74 NIRE 35.300358.295 ATA DA REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO REALIZADA EM 25 DE FEVEREIRO DE 2010 1. DATA, HORA E LOCAL: Aos 25 dias do

Leia mais

Prospecto Preliminar de Distribuição Pública Primária de Ações Ordinárias de Emissão da

Prospecto Preliminar de Distribuição Pública Primária de Ações Ordinárias de Emissão da As informações contidas neste Prospecto Preliminar estão sob análise da Comissão de Valores Mobiliários. O presente Prospecto Preliminar está sujeito a complementação e correção. O Prospecto Definitivo

Leia mais

Prospecto Definitivo de Oferta Pública de Distribuição Secundária de Ações Ordinárias de Emissão de PORTO SEGURO S.A.

Prospecto Definitivo de Oferta Pública de Distribuição Secundária de Ações Ordinárias de Emissão de PORTO SEGURO S.A. Prospecto Definitivo de Oferta Pública de Distribuição Secundária de Ações Ordinárias de Emissão de PORTO SEGURO S.A. Companhia Aberta - CVM nº 01665-9, CNPJ nº 02.149.205/0001-69 - NIRE nº 35.300.151.666

Leia mais

[MINUTA 07.03.2007 - VERSÃO PARA PROTOCOLO NA CVM] [] Ações Ordinárias Código ISIN BRCREMACNOR2

[MINUTA 07.03.2007 - VERSÃO PARA PROTOCOLO NA CVM] [] Ações Ordinárias Código ISIN BRCREMACNOR2 [MINUTA 07.03.2007 - VERSÃO PARA PROTOCOLO NA CVM] As informações contidas neste Prospecto Preliminar estão sob análise da Comissão de Valores Mobiliários, a qual ainda não se manifestou a esse respeito.

Leia mais

Prospecto Preliminar da Oferta Pública de Distribuição Primária de Ações Ordinárias de Emissão da

Prospecto Preliminar da Oferta Pública de Distribuição Primária de Ações Ordinárias de Emissão da As informações contidas neste Prospecto Preliminar estão sob análise da Comissão de Valores Mobiliários, a qual ainda não se manifestou a seu respeito. O presente Prospecto Preliminar está sujeito à complementação

Leia mais

PROSPECTO PRELIMINAR DE OFERTA PÚBLICA DE DISTRIBUIÇÃO PRIMÁRIA DE AÇÕES ORDINÁRIAS DE EMISSÃO DA

PROSPECTO PRELIMINAR DE OFERTA PÚBLICA DE DISTRIBUIÇÃO PRIMÁRIA DE AÇÕES ORDINÁRIAS DE EMISSÃO DA As informações contidas neste Prospecto Preliminar estão sob análise da Comissão de Valores Mobiliários, a qual ainda não se manifestou a seu respeito. O presente Prospecto Preliminar está sujeito a complementação

Leia mais

Prospecto Definitivo de Oferta Pública de Distribuição Primária e Secundária de Ações Preferenciais de Emissão do

Prospecto Definitivo de Oferta Pública de Distribuição Primária e Secundária de Ações Preferenciais de Emissão do Prospecto Definitivo de Oferta Pública de Distribuição Primária e Secundária de Ações Preferenciais de Emissão do BANCO CRUZEIRO DO SUL S.A. Companhia de Capital Autorizado CNPJ/MF nº 62.136.254/0001-99

Leia mais

ÍNDICE. Definições... 5 Resumo das Características da Oferta... 7 2. INFORMAÇÕES SOBRE OS ADMINISTRADORES, CONSULTORES E AUDITORES

ÍNDICE. Definições... 5 Resumo das Características da Oferta... 7 2. INFORMAÇÕES SOBRE OS ADMINISTRADORES, CONSULTORES E AUDITORES ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO Definições... 5 Resumo das Características da Oferta... 7 2. INFORMAÇÕES SOBRE OS ADMINISTRADORES, CONSULTORES E AUDITORES Administradores da Emissora... 13 Coordenador Líder... 13

Leia mais

Prospecto de Oferta Pública de Distribuição Primária e Secundária de Ações Ordinárias de Emissão da

Prospecto de Oferta Pública de Distribuição Primária e Secundária de Ações Ordinárias de Emissão da Prospecto de Oferta Pública de Distribuição Primária e Secundária de Ações Ordinárias de Emissão da Porto Seguro S.A. Companhia Aberta - CVM n.º 01665-9 CNPJ n.º 02.149.205/0001-69 - NIRE n.º 35.300.151.666

Leia mais

Prospecto Preliminar de Oferta Pública de Distribuição Primária e Secundária de Ações Ordinárias de Emissão da

Prospecto Preliminar de Oferta Pública de Distribuição Primária e Secundária de Ações Ordinárias de Emissão da Prospecto Preliminar de Oferta Pública de Distribuição Primária e Secundária de Ações Ordinárias de Emissão da "As informações contidas neste prospecto preliminar estão sob análise da Comissão de Valores

Leia mais

Código ISIN nº BRCMGDDBS017. Rating: Fitch A+ (bra)

Código ISIN nº BRCMGDDBS017. Rating: Fitch A+ (bra) AVISO AO MERCADO Companhia Aberta CNPJ/MF n 06.981.180/0001-16 Avenida Barbacena, 1200 17º andar, Ala A1 Belo Horizonte MG 30190-131 Código ISIN nº BRCMGDDBS017 Rating: Fitch A+ (bra) O BB Banco de Investimento

Leia mais

Prospecto Preliminar de Oferta Pública de Distribuição Primária de Ações Ordinárias de Emissão da

Prospecto Preliminar de Oferta Pública de Distribuição Primária de Ações Ordinárias de Emissão da ww As informações contidas neste Prospecto Preliminar estão sob análise da Comissão de Valores Mobiliários, a qual ainda não se manifestou a seu respeito. O presente Prospecto Preliminar está sujeito à

Leia mais

(Esta página foi intencionalmente deixada em branco)

(Esta página foi intencionalmente deixada em branco) (Esta página foi intencionalmente deixada em branco) ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO Definições... 2 Resumo da Oferta...... 8 Informações sobre a Oferta... 12 Identificação de Administradores, Consultores e Auditores...

Leia mais

INSTRUMENTO PARTICULAR DE EMPRÉSTIMO DE AÇÕES

INSTRUMENTO PARTICULAR DE EMPRÉSTIMO DE AÇÕES INSTRUMENTO PARTICULAR DE EMPRÉSTIMO DE AÇÕES Pelo presente instrumento particular, as Partes : (a) BANCO CITIBANK S.A., instituição financeira com sede na Avenida Paulista, n.º 1.111, 2º andar parte,

Leia mais

Prospecto Definitivo da Oferta Pública de Distribuição Primária de Ações Ordinárias de Emissão da

Prospecto Definitivo da Oferta Pública de Distribuição Primária de Ações Ordinárias de Emissão da Prospecto Definitivo da Oferta Pública de Distribuição Primária de Ações Ordinárias de Emissão da Direcional Engenharia S.A. Companhia Aberta de Capital Autorizado CNPJ/MF 16.614.075/0001-00 - NIRE 3130002583-7

Leia mais

PROSPECTO DEFINITIVO DE OFERTA PÚBLICA DE DISTRIBUIÇÃO PRIMÁRIA E SECUNDÁRIA DE AÇÕES ORDINÁRIAS DE EMISSÃO DA

PROSPECTO DEFINITIVO DE OFERTA PÚBLICA DE DISTRIBUIÇÃO PRIMÁRIA E SECUNDÁRIA DE AÇÕES ORDINÁRIAS DE EMISSÃO DA PROSPECTO DEFINITIVO DE OFERTA PÚBLICA DE DISTRIBUIÇÃO PRIMÁRIA E SECUNDÁRIA DE AÇÕES ORDINÁRIAS DE EMISSÃO DA DATASUL S.A. Companhia Aberta de Capital Autorizado - CNPJ n 03.114.361/0001-57 Avenida Santos

Leia mais

. $ - >(.'>.' >1,3,?@A?BA

. $ - >(.'>.' >1,3,?@A?BA A(O) presente oferta pública (programa) foi elaborada(o) de acordo com as normas de Regulação e Melhores Práticas da ANBID para as Ofertas Públicas de Distribuição e Aquisição de Valores Mobiliários, atendendo,

Leia mais

Prospecto Definitivo de Distribuição Pública Primária e Secundária de Ações Ordinárias de Emissão da

Prospecto Definitivo de Distribuição Pública Primária e Secundária de Ações Ordinárias de Emissão da Prospecto Definitivo de Distribuição Pública Primária e Secundária de Ações Ordinárias de Emissão da Cyrela Brazil Realty S.A. Empreendimentos e Participações Companhia Aberta e de Capital Autorizado CNPJ

Leia mais

PROSPECTO DEFINITIVO DA OFERTA PÚBLICA DE DISTRIBUIÇÃO PRIMÁRIA E SECUNDÁRIA DE AÇÕES ORDINÁRIAS DE EMISSÃO DA

PROSPECTO DEFINITIVO DA OFERTA PÚBLICA DE DISTRIBUIÇÃO PRIMÁRIA E SECUNDÁRIA DE AÇÕES ORDINÁRIAS DE EMISSÃO DA PROSPECTO DEFINITIVO DA OFERTA PÚBLICA DE DISTRIBUIÇÃO PRIMÁRIA E SECUNDÁRIA DE AÇÕES ORDINÁRIAS DE EMISSÃO DA BEEF3 MINERVA S.A. Companhia Aberta de Capital Autorizado Código CVM: 02093-1 CNPJ/MF nº 67.620.377/0001-14

Leia mais

REGULAMENTO DE REGISTRO DE EMISSORES E DE VALORES MOBILIÁRIOS CAPÍTULO I REGISTRO PARA NEGOCIAÇÃO EM BOLSA SEÇÃO I REGISTRO DE COMPANHIAS ABERTAS

REGULAMENTO DE REGISTRO DE EMISSORES E DE VALORES MOBILIÁRIOS CAPÍTULO I REGISTRO PARA NEGOCIAÇÃO EM BOLSA SEÇÃO I REGISTRO DE COMPANHIAS ABERTAS REGULAMENTO DE REGISTRO DE EMISSORES E DE VALORES MOBILIÁRIOS CAPÍTULO I REGISTRO PARA NEGOCIAÇÃO EM BOLSA SEÇÃO I REGISTRO DE COMPANHIAS ABERTAS Artigo 1º O Diretor Presidente poderá conceder o registro

Leia mais

Prospecto Preliminar de Distribuição Pública Secundária de Ações Ordinárias de Emissão da

Prospecto Preliminar de Distribuição Pública Secundária de Ações Ordinárias de Emissão da Prospecto Preliminar de Distribuição Pública Secundária de Ações Ordinárias de Emissão da As informações contidas neste Prospecto Preliminar estão sob análise da Comissão de Valores Mobiliários, a qual

Leia mais

29.020.348 Ações Ordinárias Valor da Distribuição: R$ 507.856.090,00 Código ISIN BRCREMACNOR2 Código de Negociação no Segmento do Novo Mercado: CREM3

29.020.348 Ações Ordinárias Valor da Distribuição: R$ 507.856.090,00 Código ISIN BRCREMACNOR2 Código de Negociação no Segmento do Novo Mercado: CREM3 Prospecto Definitivo de Oferta Pública de Distribuição Primária e Secundária de Ações Ordinárias de Emissão da Cremer S.A. Companhia Aberta CVM nº 02014-1 CNPJ nº 82.641.325/0001-18 - NIRE nº 42300016438

Leia mais

APIMEC 1T10. 27 de maio 2010

APIMEC 1T10. 27 de maio 2010 APIMEC 1T10 27 de maio 2010 Aviso Importante O material que segue é uma apresentação de informações gerais de Multiplus S.A. ( Multiplus" ou "Companhia") na data desta apresentação. Este material foi preparado

Leia mais

P R I M E I R O R E L A T Ó R I O

P R I M E I R O R E L A T Ó R I O C P F L G E R A Ç Ã O D E E N E R G I A S. A. CNPJ/MF nº. 03.953.509/0001-47 NIRE. 353.001.861-33 P R I M E I R O R E L A T Ó R I O DO A G E N T E F I D U C I Á R I O D O S D E B E N T U R I S T A S DA

Leia mais

Descrição do Fundo "LEIA O PROSPECTO ANTES DE ACEITAR A OFERTA

Descrição do Fundo LEIA O PROSPECTO ANTES DE ACEITAR A OFERTA Descrição do Fundo O Fundo é o resultado da parceria entre a Rio Bravo e a Fernandez Mera e tem como objetivo atender a uma crescente demanda por investimentos imobiliários através de instrumentos do mercado

Leia mais

sujeito à complementação e correção. O Prospecto Definitivo será entregue aos investidores durante o período de distribuição.

sujeito à complementação e correção. O Prospecto Definitivo será entregue aos investidores durante o período de distribuição. As informações contidas neste Prospecto Preliminar estão sob análise da Comissão de Valores Mobiliários, a qual ainda não se manifestou a seu respeito. Este Prospecto Preliminar está sujeito à complementação

Leia mais

A data deste Prospecto Preliminar é 7 de janeiro de 2011.

A data deste Prospecto Preliminar é 7 de janeiro de 2011. As informações contidas neste Prospecto Preliminar estão sob análise da ANBIMA Associação Brasileiradas Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais e da Comissão de Valores Mobiliários, as quais ainda

Leia mais

Prospecto Definitivo de Distribuição Pública Primária de Ações Ordinárias de Emissão da

Prospecto Definitivo de Distribuição Pública Primária de Ações Ordinárias de Emissão da Prospecto Definitivo de Distribuição Pública Primária de Ações Ordinárias de Emissão da RSID3 Rossi Residencial S.A. Companhia Aberta. Registro CVM n.º 01630-6 CNPJ n.º 61.065.751/0001-80 NIRE n.º 35300108078

Leia mais

MATERIAL PUBLICITÁRIO

MATERIAL PUBLICITÁRIO MATERIAL PUBLICITÁRIO DA OFERTA PÚBLICA DE DISTRIBUIÇÃO DE DEBÊNTURES SIMPLES, NÃO CONVERSÍVEIS EM AÇÕES, DA ESPÉCIE QUIROGRAFÁRIA, EM ATÉ 3 (TRÊS) SÉRIES, DA 5ª (QUINTA) EMISSÃO DA PETRÓLEO BRASILEIRO

Leia mais

MBK Securitizadora S.A. Relatório sobre as demonstrações financeiras Período de 13 de abril de 2012 (Data de constituição da Companhia) a 31 de

MBK Securitizadora S.A. Relatório sobre as demonstrações financeiras Período de 13 de abril de 2012 (Data de constituição da Companhia) a 31 de MBK Securitizadora S.A. Relatório sobre as demonstrações financeiras Período de 13 de abril de 2012 (Data de constituição da Companhia) a 31 de dezembro de 2012 MBK Securitizadora S.A. Demonstrações Financeiras

Leia mais

Preço por Ação R$[ ]

Preço por Ação R$[ ] As informações contidas neste Prospecto Preliminar estão sob análise da ANBIMA - Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais e da Comissão de Valores Mobiliários que ainda

Leia mais

Formulário de Referência - 2011 - DURATEX S.A. Versão : 6. 3.3 - Eventos subsequentes às últimas demonstrações financeiras 1

Formulário de Referência - 2011 - DURATEX S.A. Versão : 6. 3.3 - Eventos subsequentes às últimas demonstrações financeiras 1 Índice 3. Informações financ. selecionadas 3.3 - Eventos subsequentes às últimas demonstrações financeiras 1 18. Valores mobiliários 18.5 - Descrição dos outros valores mobiliários emitidos 2 19. Planos

Leia mais

LOCALIZA RENT A CAR S.A. 4ª Emissão de Debêntures Simples

LOCALIZA RENT A CAR S.A. 4ª Emissão de Debêntures Simples LOCALIZA RENT A CAR S.A. 4ª Emissão de Debêntures Simples ÍNDICE CARACTERÍSTICAS DAS DEBÊNTURES... 3 CARACTERIZAÇÃO DA EMISSORA... 3 DESTINAÇÃO DE RECURSOS... 6 ASSEMBLÉIAS DE DEBENTURISTAS... 6 POSIÇÃO

Leia mais

PROSPECTO DEFINITIVO DE OFERTA PÚBLICA DE DISTRIBUIÇÃO PRIMÁRIA E SECUNDÁRIA DE AÇÕES ORDINÁRIAS DE EMISSÃO DA

PROSPECTO DEFINITIVO DE OFERTA PÚBLICA DE DISTRIBUIÇÃO PRIMÁRIA E SECUNDÁRIA DE AÇÕES ORDINÁRIAS DE EMISSÃO DA PROSPECTO DEFINITIVO DE OFERTA PÚBLICA DE DISTRIBUIÇÃO PRIMÁRIA E SECUNDÁRIA DE AÇÕES ORDINÁRIAS DE EMISSÃO DA Brascan Residential Properties S.A. Companhia de Capital Autorizado - CNPJ n 07.700.557/0001-84

Leia mais

Anúncio de Início da Distribuição Pública de Cotas da Primeira Emissão do

Anúncio de Início da Distribuição Pública de Cotas da Primeira Emissão do Anúncio de Início da Distribuição Pública de Cotas da Primeira Emissão do COGITU FUNDO DE INVESTIMENTO EM PARTICIPAÇÕES CNPJ/MF n.º 18.653.262/0001-10 Código ISIN das Cotas: BRCGTUCTF009 ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

Concurso 2011. Prof. Cid Roberto. As bolsas de valores são instituições administradoras de mercados. prof.bancario@gmail.com

Concurso 2011. Prof. Cid Roberto. As bolsas de valores são instituições administradoras de mercados. prof.bancario@gmail.com Concurso 2011 Prof. Cid Roberto prof.bancario@gmail.com Bolsa de Valores As bolsas de valores são instituições administradoras de mercados. Comunidade Conhecimentos Bancários (orkut) 8ª aula Início da

Leia mais

EMPRESAS BRADESCO SEGUROS, PREVIDÊNCIA E CAPITALIZAÇÃO

EMPRESAS BRADESCO SEGUROS, PREVIDÊNCIA E CAPITALIZAÇÃO L2 0 0 6 R E L AT Ó R I O A N U A EMPRESAS BRADESCO SEGUROS, PREVIDÊNCIA E CAPITALIZAÇÃO Prêmio de Seguros Participação no Mercado (em %) Mercado 74,2% Fonte: Susep e ANS Base: Nov/2006 Bradesco 25,8%

Leia mais

ANEXO II MODELO DE CONTRATO DE COMPRA E VENDA

ANEXO II MODELO DE CONTRATO DE COMPRA E VENDA ANEXO II MODELO DE CONTRATO DE COMPRA E VENDA BR Malls Participações S.A. Companhia Aberta de Capital Autorizado CVM n.º 19.909 Av. Afrânio de Melo Franco 290, salas 102, 103 e 104, CEP 22430-060, Rio

Leia mais

30.769.231 Ações Ordinárias Valor de Distribuição R$ 723.076.928,50 Preço por Ação Ordinária R$23,50

30.769.231 Ações Ordinárias Valor de Distribuição R$ 723.076.928,50 Preço por Ação Ordinária R$23,50 Prospecto Definitivo de Distribuição Pública Primária de Ações Ordinárias de Emissão da Companhia de Saneamento de Minas Gerais COPASA MG Companhia Aberta CNPJ n 17.281.106/0001-03 Rua Mar de Espanha,

Leia mais

REGULAMENTO DE LISTAGEM DO

REGULAMENTO DE LISTAGEM DO REGULAMENTO DE LISTAGEM DO NívEL 2 ÍNDICE REGULAMENTO DE LISTAGEM DO NÍVEL 2 DE GOVERNANÇA CORPORATIVA... 5 OBJETO...5 DEFINIÇÕES...5 AUTORIZAÇÃO PARA NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS NO NÍVEL 2 DE GOVERNANÇA

Leia mais

Credit Suisse Bradesco BBI BTG Pactual Itaú BBA BofA Merrill Lynch

Credit Suisse Bradesco BBI BTG Pactual Itaú BBA BofA Merrill Lynch As informações contidas neste Prospecto Preliminar estão sob análise da ANBIMA Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais e da Comissão de Valores Mobiliários, as quais ainda

Leia mais

Prospecto Preliminar de Distribuição Pública Primária e Secundária de Ações Ordinárias de Emissão da PDG Realty S.A. Empreendimentos e Participações

Prospecto Preliminar de Distribuição Pública Primária e Secundária de Ações Ordinárias de Emissão da PDG Realty S.A. Empreendimentos e Participações 1 ESTE DOCUMENTO É UMA MINUTA INICIAL SUJEITA A ALTERAÇÕES E COMPLEMENTAÇÕES, TENDO SIDO ARQUIVADA NA ANBID PARA FINS EXCLUSIVOS DE ANÁLISE E EXIGÊNCIAS POR PARTE DESSA INSTITUIÇÃO E DA CVM. ESTE DOCUMENTO,

Leia mais

Bovespa Supervisão de Mercados - BSM

Bovespa Supervisão de Mercados - BSM 1. C ontexto operacional A Bovespa Supervisão de Mercados BSM (BSM) criada em 16 de agosto de 2007 como uma associação civil sem finalidade lucrativa, em cumprimento ao disposto na regulamentação pertinente

Leia mais

PONTÍFICIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS CURSO DE DIREITO

PONTÍFICIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS CURSO DE DIREITO PONTÍFICIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS CURSO DE DIREITO Disciplina: Direito Empresarial II JUR 1022 Turma: C02 Prof.: Luiz Fernando Capítulo VI SOCIEDADES ANÔNIMAS 1. Evolução Legal: a) Decreto n. 575/49;

Leia mais

A T I V O S LOCALIZA RENT A CAR S.A. BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2014 E DE 2013 (Em milhares de reais R$)

A T I V O S LOCALIZA RENT A CAR S.A. BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2014 E DE 2013 (Em milhares de reais R$) LOCALIZA RENT A CAR S.A. BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2014 E DE 2013 (Em milhares de reais R$) Ativos circulantes A T I V O S Nota 31/12/14 31/12/13 31/12/14 31/12/13 Caixa e equivalentes

Leia mais

Prospecto Definitivo de Distribuição Pública Primária e Secundária de Ações Ordinárias de Emissão da

Prospecto Definitivo de Distribuição Pública Primária e Secundária de Ações Ordinárias de Emissão da Prospecto Definitivo de Distribuição Pública Primária e Secundária de Ações Ordinárias de Emissão da Lojas Renner S.A. Companhia Aberta de Capital Autorizado CNPJ/MF nº 92.754.738/0001-62 Avenida Assis

Leia mais

Relatório de Resultados 2T 2015

Relatório de Resultados 2T 2015 MMX - Resultados Referentes ao 2º trimestre de 2015 Rio de Janeiro, 14 de agosto de 2015 A MMX Mineração e Metálicos S.A. ( Companhia ou MMX ) (Bovespa: MMXM3) anuncia seus resultados referentes ao 2º

Leia mais

Prospecto Definitivo de Distribuição Pública Primária e Secundária de Units da. 19.200.000 Units. Preço da Oferta: R$ 24,50 por Unit

Prospecto Definitivo de Distribuição Pública Primária e Secundária de Units da. 19.200.000 Units. Preço da Oferta: R$ 24,50 por Unit Prospecto Definitivo de Distribuição Pública Primária e Secundária de Units da CNPJ/MF n.º 01.402.946 / 0001-47 Avenida José Meneghel, nº 65, sala 7; Americana SP CEP: 13478-820 Código ISIN: BRVVAX CDAM

Leia mais

Administrado por BOLETIM DE SUBSCRIÇÃO DE COTAS DA 2ª EMISSÃO

Administrado por BOLETIM DE SUBSCRIÇÃO DE COTAS DA 2ª EMISSÃO FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO THE ONE Administrado por RIO BRAVO INVESTIMENTOS DISTRIBUIDORA DE TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS LTDA. CNPJ n.º 72.600.026/0001-81 Avenida Chedid Jafet, n.º 222, bloco

Leia mais

PROSPECTO DEFINITIVO DE OFERTA PÚBLICA DE DISTRIBUIÇÃO PRIMÁRIA DE AÇÕES ORDINÁRIAS DE EMISSÃO DA

PROSPECTO DEFINITIVO DE OFERTA PÚBLICA DE DISTRIBUIÇÃO PRIMÁRIA DE AÇÕES ORDINÁRIAS DE EMISSÃO DA PROSPECTO DEFINITIVO DE OFERTA PÚBLICA DE DISTRIBUIÇÃO PRIMÁRIA DE AÇÕES ORDINÁRIAS DE EMISSÃO DA MULT3 Multiplan Empreendimentos Imobiliários S.A. Companhia Aberta de Capital Autorizado CVM nº 2098-2

Leia mais

Prospecto Preliminar de Distribuição Pública Primária e Secundária de Ações Ordinárias de Emissão da

Prospecto Preliminar de Distribuição Pública Primária e Secundária de Ações Ordinárias de Emissão da As informações contidas neste Prospecto Preliminar estão sob análise da Comissão de Valores Mobiliários, a qual ainda não se manifestou a seu respeito. O presente Prospecto Preliminar está sujeito à complementação

Leia mais

FPC PAR CORRETORA DE SEGUROS S.A.

FPC PAR CORRETORA DE SEGUROS S.A. NOVA DIVULGAÇÃO DO AVISO AO MERCADO, INICIALMENTE DIVULGADO EM 13 DE MAIO DE 2015, COM O OBJETIVO DE APRESENTAR A RELAÇÃO COMPLETA DAS INSTITUIÇÕES CONSORCIADAS PARTICIPANTES DA OFERTA AVISO AO MERCADO

Leia mais

Divulgação de Resultados 3T05

Divulgação de Resultados 3T05 Localiza Anuncia EBITDA de R$70,8 milhões no 3T05 Receita Líquida cresce 49,1% e EBITDA cresce 31,1% Belo Horizonte, 8 de novembro de 2005 - A Localiza Rent A Car S.A. (Bovespa: RENT3), a maior rede de

Leia mais

Prospecto Definitivo de Distribuição Pública Primária de Ações Ordinárias de Emissão da

Prospecto Definitivo de Distribuição Pública Primária de Ações Ordinárias de Emissão da Prospecto Definitivo de Distribuição Pública Primária de Ações Ordinárias de Emissão da Cosan S.A. Indústria e Comércio Companhia Aberta de Capital Autorizado CNPJ/MF nº 5.746.577/1-15 Prédio Administrativo

Leia mais

PEDIDO DE RESERVA DE AÇÕES ORDINÁRIAS DE EMISSÃO DA

PEDIDO DE RESERVA DE AÇÕES ORDINÁRIAS DE EMISSÃO DA PEDIDO DE RESERVA DE AÇÕES ORDINÁRIAS DE EMISSÃO DA SONAE SIERRA BRASIL S.A. Companhia de Capital Autorizado CNPJ/MF n.º 05.878.397/0001-32 NIRE: 35.220.984.319 Rua Dr. Cardoso de Melo, n.º 1.184, 13º

Leia mais

Oferta Secundária [ ] [ ] [ ] Total [ ] [ ] [ ]

Oferta Secundária [ ] [ ] [ ] Total [ ] [ ] [ ] As informações contidas neste Prospecto Preliminar estão sob análise da Comissão de Valores Mobiliários, a qual ainda não se manifestou a seu respeito. O presente Prospecto Preliminar está sujeito a complementação

Leia mais

(Esta página foi intencionalmente deixada em branco)

(Esta página foi intencionalmente deixada em branco) (Esta página foi intencionalmente deixada em branco) ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO Definições... 2 Informações sobre a Oferta... 7 Identificação de Administradores, Consultores e Auditores... 22 Informações Cadastrais

Leia mais

1. Os termos e expressões relacionados abaixo, quando utilizados nesta Política, terão o seguinte significado:

1. Os termos e expressões relacionados abaixo, quando utilizados nesta Política, terão o seguinte significado: POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS 1. Os termos e expressões relacionados abaixo, quando utilizados nesta Política, terão o seguinte significado: 1.1. Companhia : Braskem S.A. 1.2. Controladora

Leia mais

ANÚNCIO DE INÍCIO DA DISTRIBUIÇÃO PÚBLICA DAS COTAS DO GIF I - FUNDO DE INVESTIMENTO EM PARTICIPAÇÕES CNPJ/MF: 08.872.941/0001-27

ANÚNCIO DE INÍCIO DA DISTRIBUIÇÃO PÚBLICA DAS COTAS DO GIF I - FUNDO DE INVESTIMENTO EM PARTICIPAÇÕES CNPJ/MF: 08.872.941/0001-27 ANÚNCIO DE INÍCIO DA DISTRIBUIÇÃO PÚBLICA DAS COTAS DO GIF I - FUNDO DE INVESTIMENTO EM PARTICIPAÇÕES CNPJ/MF: 08.872.941/0001-27 BEM DISTRIBUIDORA DE TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS LTDA. comunica o início

Leia mais

Safra Fundo Mútuo de Privatização - FGTS Vale do Rio Doce (C.N.P.J. nº 04.890.401/0001-15) (Administrado pelo Banco J. Safra S.A.

Safra Fundo Mútuo de Privatização - FGTS Vale do Rio Doce (C.N.P.J. nº 04.890.401/0001-15) (Administrado pelo Banco J. Safra S.A. Safra Fundo Mútuo de Privatização - FGTS Vale do Rio Doce (Administrado pelo Banco J. Safra S.A.) Demonstrações Financeiras em 30 de setembro de 2015 e relatório dos auditores independentes Relatório dos

Leia mais

Prospecto de Distribuição Pública Primária de Ações Ordinárias e Preferenciais de Emissão da. Marcopolo S.A. Avenida Marcopolo, 280 Caxias do Sul - RS

Prospecto de Distribuição Pública Primária de Ações Ordinárias e Preferenciais de Emissão da. Marcopolo S.A. Avenida Marcopolo, 280 Caxias do Sul - RS Prospecto de Distribuição Pública Primária de Ações Ordinárias e Preferenciais de Emissão da Marcopolo S.A. Avenida Marcopolo, 280 Caxias do Sul - RS Preço de Emissão: R$ 3,15 por Ação Preferencial R$

Leia mais

Acordo de Acionistas. Corporativa da CPFL Energia S.A. Atual Denominação Social da Draft II Participações S.A.

Acordo de Acionistas. Corporativa da CPFL Energia S.A. Atual Denominação Social da Draft II Participações S.A. Acordo de Acionistas Diretrizes da CPFL de Energia Governança S.A. Corporativa da CPFL Energia S.A. Atual Denominação Social da Draft II Participações S.A. 1 Sumário I Introdução 3 II Estrutura Corporativa

Leia mais

PEDIDO DE RESERVA PARA INVESTIDORES NÃO INSTITUCIONAIS

PEDIDO DE RESERVA PARA INVESTIDORES NÃO INSTITUCIONAIS PEDIDO DE RESERVA PARA INVESTIDORES NÃO INSTITUCIONAIS GERDAU S.A. Companhia Aberta de Capital Autorizado CNPJ/MF nº 33.611.500/0001-19 Avenida João XXIII, 6.777 Distrito Industrial de Santa Cruz Rio de

Leia mais

Este anúncio é de caráter exclusivamente informativo, não se tratando de oferta de venda de valores mobiliários

Este anúncio é de caráter exclusivamente informativo, não se tratando de oferta de venda de valores mobiliários Este anúncio é de caráter exclusivamente informativo, não se tratando de oferta de venda de valores mobiliários ANÚNCIO DE ENCERRAMENTO DE OFERTA PÚBLICA DE DISTRIBUIÇÃO PRIMÁRIA E SECUNDÁRIA DE AÇÕES

Leia mais

MAESTRO LOCADORA DE VEÍCULOS S.A. NIRE 35.300.414.284 CNPJ/MF nº 08.795.211/0001-70

MAESTRO LOCADORA DE VEÍCULOS S.A. NIRE 35.300.414.284 CNPJ/MF nº 08.795.211/0001-70 MAESTRO LOCADORA DE VEÍCULOS S.A. NIRE 35.300.414.284 CNPJ/MF nº 08.795.211/0001-70 POLÍTICA DE DIVULGAÇÃO DE ATO E FATO RELEVANTE DA MAESTRO LOCADORA DE VEÍCULOS S.A. A presente Política de Divulgação

Leia mais

Relatório da Administração Dommo 2014

Relatório da Administração Dommo 2014 Relatório da Administração Dommo 2014 A Administração da Dommo Empreendimentos Imobiliários S.A. apresenta o Relatório da Administração e as correspondentes Demonstrações Financeiras referentes aos exercícios

Leia mais

Coordenadores da Oferta

Coordenadores da Oferta As informações contidas neste Prospecto Preliminar estão sob análise da Comissão de Valores Mobiliários, a qual ainda não se manifestou a seu respeito. O presente Prospecto Preliminar está sujeito a complementação

Leia mais

Prospecto Definitivo da Oferta Pública de Distribuição Primária e Secundária de Ações Ordinárias de Emissão da

Prospecto Definitivo da Oferta Pública de Distribuição Primária e Secundária de Ações Ordinárias de Emissão da Prospecto Definitivo da Oferta Pública de Distribuição Primária e Secundária de Ações Ordinárias de Emissão da MRV ENGENHARIA E PARTICIPAÇÕES S.A. Companhia Aberta de Capital Autorizado CNPJ/MF nº 08.343.492/0001-20

Leia mais

ANEXO I à Ata da Assembléia Geral Extraordinária da RENOVA ENERGIA S.A., de 18 de janeiro de 2010

ANEXO I à Ata da Assembléia Geral Extraordinária da RENOVA ENERGIA S.A., de 18 de janeiro de 2010 ANEXO I à Ata da Assembléia Geral Extraordinária da RENOVA ENERGIA S.A., de 18 de janeiro de 2010 PLANO DE OPÇÃO DE COMPRA DE AÇÕES DA RENOVA ENERGIA S.A. 1. Objetivo da Outorga de Opções 1.1. Este Plano

Leia mais

Diretrizes de Governança Corporativa

Diretrizes de Governança Corporativa Diretrizes de Governança Corporativa DIRETRIZES DE GOVERNANÇA CORPORATIVA DA BM&FBOVESPA Objetivo do documento: Apresentar, em linguagem simples e de forma concisa, o modelo de governança corporativa da

Leia mais

CVC BRASIL OPERADORA E AGÊNCIA DE VIAGENS S.A.

CVC BRASIL OPERADORA E AGÊNCIA DE VIAGENS S.A. CVC Brasil Operadora e Agência de Viagens S.A. Companhia de Capital Autorizado Rua das Figueiras, 501, 8º andar, Bairro Jardim, Santo André/SP, CEP 09080-370 CNPJ/MF nº 10.760.260/0001-19 Código ISIN [

Leia mais

A companhia permanece com o objetivo de investir seus recursos na participação do capital de outras sociedades.

A companhia permanece com o objetivo de investir seus recursos na participação do capital de outras sociedades. RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO Senhores Acionistas, Apresentamos as Demonstrações Financeiras da Mehir Holdings S.A. referente ao exercício social encerrado em 31 de dezembro de 2004 e as respectivas Notas

Leia mais

Registro da presente distribuição pública secundária na CVM: CVM/SRE/SEC/[ ], em [ ].

Registro da presente distribuição pública secundária na CVM: CVM/SRE/SEC/[ ], em [ ]. Prospecto Preliminar de Distribuição Pública Secundária de Ações Preferenciais de Emissão da As informações contidas neste Prospecto Preliminar estão sob análise da Comissão de Valores Mobiliários, a qual

Leia mais

Fundo de Investimento Imobiliário Península (Administrado pelo Banco Ourinvest S.A.) Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2009 e de 2008 e

Fundo de Investimento Imobiliário Península (Administrado pelo Banco Ourinvest S.A.) Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2009 e de 2008 e Fundo de Investimento Imobiliário Península Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2009 e de 2008 e parecer dos auditores independentes 2 3 Balanços patrimoniais em 31 de dezembro Ativo 2009 2008

Leia mais

FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO DAYCOVAL RENDA ITAPLAN CNPJ/MF N.º 10.456.810/0001-00

FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO DAYCOVAL RENDA ITAPLAN CNPJ/MF N.º 10.456.810/0001-00 FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO DAYCOVAL RENDA ITAPLAN CNPJ/MF N.º 10.456.810/0001-00 ATA DE ASSEMBLEIA GERAL DE COTISTAS REALIZADA EM 04 DE MAIO DE 2012 I. Data, Hora e Local da Reunião: Aos 03 de maio,

Leia mais

Código ISIN da Primeira Série: BRCMGTDBS021 Código ISIN da Segunda Série: BRCMGTDBS039 AVISO AO MERCADO R$ 2.700.000.000,00

Código ISIN da Primeira Série: BRCMGTDBS021 Código ISIN da Segunda Série: BRCMGTDBS039 AVISO AO MERCADO R$ 2.700.000.000,00 CEMIG GERAÇÃO E TRANSMISSÃO S.A. Companhia Aberta CVM nº 02032-0 CNPJ nº 06.981.176/0001-58 NIRE 0623221310098 Avenida Barbacena, nº 1.200, 12º andar, ala B1, Bairro Santo Agostinho 30190-131, Belo Horizonte

Leia mais

Logo do Ticker (Novo Mercado)

Logo do Ticker (Novo Mercado) ESTE DOCUMENTO É UMA MINUTA INICIAL SUJEITA A ALTERAÇÕES E COMPLEMENTAÇÕES, TENDO SIDO ARQUIVADO NA CVM PARA FINS EXCLUSIVOS DE ANÁLISE E EXIGÊNCIAS POR PARTE DESSA AUTARQUIA. ESTE DOCUMENTO, PORTANTO,

Leia mais

Prospecto Preliminar da Oferta Pública de Distribuição Primária e Secundária de Ações Ordinárias de Emissão da

Prospecto Preliminar da Oferta Pública de Distribuição Primária e Secundária de Ações Ordinárias de Emissão da As informações contidas neste Prospecto Preliminar estão sob análise da Comissão de Valores Mobiliários, a qual ainda não se manifestou a seu respeito. Este Prospecto Preliminar está sujeito à complementação

Leia mais

A Importância do RI na Abertura de Capital. Etapas do Processo de IPO. José Luiz Homem de Mello 03 de outubro de 2007

A Importância do RI na Abertura de Capital. Etapas do Processo de IPO. José Luiz Homem de Mello 03 de outubro de 2007 A Importância do RI na Abertura de Capital Etapas do Processo de IPO José Luiz Homem de Mello 03 de outubro de 2007 Agenda Registro Inicial de Companhia Aberta Registro de Oferta Pública de Distribuição

Leia mais

a) mercados de derivativos, tais como, exemplificativamente, índices de ações, índices de preços, câmbio (moedas), juros;

a) mercados de derivativos, tais como, exemplificativamente, índices de ações, índices de preços, câmbio (moedas), juros; CREDIT SUISSE HEDGINGGRIFFO 1. Públicoalvo LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS dezembro/2013 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre o CSHG EQUITY HEDGE LEVANTE FUNDO DE INVESTIMENTO

Leia mais