TERMO DE REFERÊNCIA Nº 007/2012/01 Contrato por Produto Nacional. Número e Título do Projeto: BRA/03/034 Programa de Revitalização da Conab

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "TERMO DE REFERÊNCIA Nº 007/2012/01 Contrato por Produto Nacional. Número e Título do Projeto: BRA/03/034 Programa de Revitalização da Conab"

Transcrição

1 TERMO DE REFERÊNCIA Nº 007/2012/01 Contrato por Produto Nacional Número e Título do Projeto: BRA/03/034 Programa de Revitalização da Conab 1. Função no Projeto: Consultor por Produto 2. Nosso Número: 3. Antecedentes: O Projeto de Revitalização da Companhia Nacional de Abastecimento, Projeto BRA/03/034, tem como objetivo geral capacitar a CONAB para os novos desafios encontrados, no sentido de atender às demandas do Governo Federal e, consequentemente, contribuir para a diminuição das desigualdades sociais, de forma a promover o bem estar social e o desenvolvimento do país, fortalecendo cada vez mais sua posição dentro do contexto nacional. A modernização da Tecnologia da Informação (TI) da CONAB visa dar agilidade, segurança e transparência à sua gestão. Esta modernização busca convergir os esforços da área de TI para o atendimento das necessidades da CONAB, agregando valor ao seu negócio. Concomitantemente, o conjunto de ações previstas a partir das diretrizes do Plano Diretor de Tecnologia da Informação, vem apontando os caminhos tecnológicos que deverão ser adotados pautados em plataforma livre. Em conformidade com as diretrizes do Governo Federal que estabelecem preferencialmente o uso de soluções livres em substituição às soluções proprietárias, a Conab alcançou níveis extraordinários, estando na vanguarda quanto à adoção de soluções livres, de código aberto, em redes de alcance nacional. Foram obtidos avanços significativos na área de infraestrutura tecnológica, tais como: prospecções de novas tecnologias, homologação de softwares livres, migração de serviços de rede para plataforma de software livre, instalação de ferramentas livres de automação de escritório (BrOffice), Firefox e Thunderbird nas estações de trabalho, homologação de sistema operacional livre para estações de trabalho, implantação de sistema de atendimento aos usuários (Helpdesk), sistema de inventário Cacic e implantação de softwares livres para banco de dados, gerenciamento de projetos, correio eletrônico, publicação e controle de aplicações, autenticação e serviço de diretórios, certificação e rede virtual privada, ftp, firewall, IDS, análise de conteúdo e cache de páginas Web, virtualização entre muitos outros. Todas estas ações têm possibilitado à Conab avanços tecnológicos importantes, mas para a consecução desses avanços a companhia depende de serviços técnicos especializados que não podem ser desempenhados, em sua plenitude, pela equipe própria de TI, seja pelo pequeno contingente de pessoal próprio ou pela especificidade necessária.

2 A infraestrutura tecnológica constitui-se no sustentáculo da tecnologia da informação, sem a qual não é possível a utilização dos sistemas de informação e por conseguinte todo o arcabouço negocial fica comprometido. Uma entidade de porte médio não sobrevive sem se apoiar em tecnologia da informação, comunicando-se internamente por meio de redes locais interligadas em Wan e trocando informação com o meio externo por meio da Internet e serviços subjacentes. À medida que se provê a empresa com ferramentas capazes de dar agilidade, flexibilidade, confiabilidade, disponibilidade de informações, automatizando procedimentos e processos, a complexidade cresce de modo diretamente proporcional. Segurança da informação e disponibilidade estão intimamente ligados e não se pode prescindir da primeira em detrimento da segunda ou vice-versa, sob pena de expor a instituição à solução de continuidade. Diante do exposto, a estruturação do serviços de suporte técnico é essencial para a sobrevivência da organização, sem os quais todos as atividades que se sustentam na tecnologia da informação ficam comprometidas. 4. Nº do resultado no PRODOC/PNUD: 2.1 Estruturação dos serviços de suporte técnico. 5. Objetivos da consultoria: Atualização, consolidação, implantação, configuração, administração e documentação de servidores e serviços de infraestrutura tecnológica. Prospecção de soluções e elaboração de termos de referência. 6. Descrição das Atividades: As atividades que serão executadas pelo consultor são as seguintes: prospecção, atualização, desenvolvimento, adaptação, customização, configuração, instalação e documentação de softwares e utilitários livres e de código aberto. Desenvolvimento e implantação de soluções de rede e segurança da informação. Fine-Tuning de aplicações e serviços. Testes de soluções e softwares. Repasse tecnológico. Atualizações, implementações, instalações, configurações e consolidações de servidores e serviços. Termos de referência. Relatórios Técnicos.

3 7. Produtos esperados Serão entregues 09 (nove) produtos durante o projeto. Os produtos descritos a seguir serão realizados e entregues pelos consultores em conformidade com as atividades descritas no item 6: Produto 1 Limpeza da base de autenticação e s institucionais, a partir da análise do organograma da empresa e, baseado nessas informações, executar a remoção na base ldap, aliases de e outros serviços contas institucionais e de usuários que não mais existam devido as modificações na estrutura da empresa, demissões, aposentadorias e outras situações que justifiquem a exclusão definitiva da caixa postal. Apresentar a documentação em relatório, postando-o estruturadamente no MediaWiki. Produto 2 Implantação de Domain Name System Security - DNS-SEC para o serviço de DNS externo da Conab. Apresentar a documentação em relatório, postando-o estruturadamente no MediaWiki. Produto 3 Implantação de projeto-piloto no uso de ipv6, verificando compatibilidade de equipamentos de rede, roteadores de terceiros, aplicações e sistemas operacionais utilizados na companhia, produzindo um relatório com sugestões de possíveis mudanças necessárias, postando-o estruturadamente no MediaWiki. Produto 4 Análise e implantação de monitoramento dos ativos de rede da Conab (switches e roteadores), sob o Cacti e Nagios já instalados, a partir da base já em monitoramento, acrescentando eventuais ativos não monitorados e revisando todo o monitoramento já implantado. Aplicação de patches de correção/firmwares, bloqueio de portas, configuração de serviços e aplicação de políticas, sempre que necessários. Apresentar documentação em relatório, contendo os problemas encontrados, soluções adotadas e recomendações, postando-a estruturadamente no MediaWiki. Produto 5 Análise e monitoramento dos servidores físicos e virtuais e respectivos serviços hospedados no DataCenter da Conab, sob o Cacti e Nagios já instalados, a partir da base já em monitoramento, acrescentando eventuais servidores e/ou serviços não monitorados e revisando todo o monitoramento já implantado, contemplando minimamente io, cpu, memória, interface de rede, temperatura, espaço em disco, inclusive a disponibilidade dos serviços instalados. Apresentar

4 documentação em relatório, descrevendo todas as implementações realizadas, postando-o estruturadamente no MediaWiki. Produto 6 Prospecção de solução para gerenciamento eletrônico de documentos e workflow, com ênfase em softwares livres e de código aberto, que implemente categorização de documentos, tabelas de temporalidade, ações de disposição, controle níveis de segurança e validação de conteúdo baseado em assinatura digital por certificação compatível com ICP-Brasil. Relatório contendo dados gerais de cada solução, comparação entre elas (vantagens e desvantagens), análise da adequação com normativos legais, da solidez dos projetos e de suas comunidades de desenvolvimento, estabilidade da solução e plataformas operacionais. Apresentar documentação em relatório, postando-a estruturadamente no MediaWiki. Produto 7 Elaboração de Termo de Referência para aquisição de equipamentos, com vistas à implantação de salas de videoconferência na matriz e Suregs. Deverá ser precedido de análise do ambiente da Conab e prospecção de soluções disponíveis no mercado, de hardware e software, inclusive soluções livres e de código aberto e conter: especificações dos equipamentos, descrição das instalações e funcionamento, assistência técnica em todas as unidades, acordos de níveis de serviços, garantia máxima considerando custo x benefício, bem como a especificação de eventuais serviços necessários para a implantação completa, acompanhado de, no mínimo, 3 pesquisas de preços e, se possível, referências de ARP. Apresentar documentação em relatório, contendo termo de referência e comparação das soluções de software disponíveis, postando-o estruturadamente no MediaWiki. Produto 8 Elaboração de Termo de Referência para Aquisição de Equipamentos VoIP para integração aos PABx da Matriz, Suregs (PABx físicos ou virtuais ou tronco E1) e UAs (linhas diretas ou PABx). Deverá ser precedido de análise e prospecção do ambiente da Conab e soluções disponíveis no mercado, hardware e software, inclusive soluções livres e de código aberto e conter: especificações dos equipamentos, descrição da forma de integração com os equipamentos envolvidos em cada unidade orgânica da Companhia, assistência técnica em todas as unidades, acordos de níveis de serviços, garantia máxima considerando custo x benefício, bem como a especificação de eventuais serviços necessários para a implantação completa, acompanhado de, no mínimo, 3 pesquisas de preços e, se possível, referências de ARP. Apresentar documentação em relatório, contendo termo de referência e comparação das soluções de software disponíveis, postando-o estruturadamente no MediaWiki. Produto 9 Elaboração de Termo de Referência com vistas à contratação de empresa especializada para a realização de serviços de consultoria em Política de Segurança da Informação em conformidade

5 com as normas brasileiras da família ISO/IEC 27001, contemplando Elaboração de Procedimentos, Treinamento, Análise de Risco, Gestão de Continuidade de Negócio em conformidade com a norma ABNT NBR :2007 e Elaboração de Especificação Técnica e Requerimentos para desenvolvimento/adaptação de softwares de gestão de riscos em conformidade com AlienVolt e itop, especificando de modo que o termo de referência preveja a customização e integração a fim de que a Conab possa avançar gradualmente nos níveis de maturidade. Deverão ser definidas as funcionalidades e conectores necessários para o funcionamento dos 2 softwares integrados e de forma proativa. Deverá ser precedido de análise do ambiente da Conab, descrição dos principais principais processos de TI a serem implantados em alinhamento com padrão ITIL e Framework CobIT, dimensionamento do projeto, acordos de níveis de serviços, bem como a especificação de eventuais serviços necessários para a implantação completa, acompanhado de, no mínimo, 3 pesquisas de preços e, se possível, referências de ARP. Para a elaboração do produto deverão ser realizadas reuniões periódicas para delineamento do escopo do projeto, de modo que ao final a Conab seja contemplada com a especificação de serviços e soluções de software aderentes às normas que regem a matéria, possibilitando uma gestão ampla de risco, resposta incidentes, relatórios, testes de segurança, permitindo ações proativas e reativas, e funcionamento da área em conformidade com ITIL/Cobit. Apresentar documentação em relatório, contendo termo de referência e comparação das soluções de software disponíveis, postando-o estruturadamente no MediaWiki. 8. Qualificações profissionais: a) Nível superior completo, b) Mínimo de 5 anos de experiência em informática, c) 3 anos de experiência na plataforma Linux, d) 1 ano de experiência em segurança da informação, e) Desejável experiência em gerenciamento projetos, f) Desejável conhecimentos conhecimentos de plataformas de VoIP, g) Desejável conhecimentos em softwares de videoconferência, h) Desejável conhecimentos relativos ao Internet Protocol Version 6 - IPv6, i) Desejável conhecimentos sobre DNS seguro, j) Desejável conhecimentos em Itil j) Desejável conhecimentos em Inglês (leitura), k) Desejável conhecimentos em Nagios e Catcti. 09. Nome do Supervisor: Frederico Cabral de Menezes Cargo do Supervisor: Gerente de Administração de Rede e Segurança da Informação 10. Localidade do Trabalho:

6 Brasília 11. Data Prevista de Início: Junho/ Data Prevista de Término: Junho// Número de parcelas Linha Orçamentária: Pessoal Técnico Nacional Os pagamentos serão feitos após apresentação e aprovação dos Produtos atestados pela direção do projeto. O(A) consultor(a) deve ter disponibilidade para executar atividades, preferencialmente, na Conab, em horário comercial, para que tenha acesso à plataforma tecnológica de maneira segura, bem como interagir com os demais técnicos da agência executora (beneficiário) para obter os insumos necessários à elaboração dos produtos propostos e repassar tecnologia. A execução dos trabalhos previstos neste TOR Termo de Referência não implica em qualquer relação de emprego ou vínculo trabalhista, sendo, portanto, regido sem subordinação jurídica, conforme prevê o parágrafo 9º do Art. 4º do Decreto nº 5.151/2004. Os direitos autorais ou quaisquer outros direitos, de qualquer natureza, sobre materiais produzidos no âmbito desse trabalho pertencerão exclusivamente à Agência Executora (beneficiário), e sua utilização e/ou reprodução total ou parcial requererá autorização prévia da Conab. Os produtos constantes neste Termo poderão sofrer alterações a depender da necessidade da Agência Executora, sem que isso represente alteração nos objetivos da consultoria, descrição das atividades e valores monetários, cujo realinhamento será formalizado por meio de Nota Técnica da agência executora (beneficiário) assinada entre esta e o consultor(a).

7 TERMO DE REFERÊNCIA Nº 007/2012/01 Contrato por Produto Nacional (Banco de Reserva) Número e Título do Projeto: BRA/03/034 Programa de Revitalização da Conab 1. Função no Projeto: Consultor por Produto 2. Nosso Número: 3. Antecedentes: O Projeto de Revitalização da Companhia Nacional de Abastecimento, Projeto BRA/03/034, tem como objetivo geral capacitar a CONAB para os novos desafios encontrados, no sentido de atender às demandas do Governo Federal e, consequentemente, contribuir para a diminuição das desigualdades sociais, de forma a promover o bem estar social e o desenvolvimento do país, fortalecendo cada vez mais sua posição dentro do contexto nacional. A modernização da Tecnologia da Informação (TI) da CONAB visa dar agilidade, segurança e transparência à sua gestão. Esta modernização busca convergir os esforços da área de TI para o atendimento das necessidades da CONAB, agregando valor ao seu negócio. Concomitantemente, o conjunto de ações previstas a partir das diretrizes do Plano Diretor de Tecnologia da Informação, vem apontando os caminhos tecnológicos que deverão ser adotados pautados em plataforma livre. Em conformidade com as diretrizes do Governo Federal que estabelecem preferencialmente o uso de soluções livres em substituição às soluções proprietárias, a Conab alcançou níveis extraordinários, estando na vanguarda quanto à adoção de soluções livres, de código aberto, em redes de alcance nacional. Foram obtidos avanços significativos na área de infraestrutura tecnológica, tais como: prospecções de novas tecnologias, homologação de softwares livres, migração de serviços de rede para plataforma de software livre, instalação de ferramentas livres de automação de escritório (BrOffice), Firefox e Thunderbird nas estações de trabalho, homologação de sistema operacional livre para estações de trabalho, implantação de sistema de atendimento aos usuários (Helpdesk), sistema de inventário Cacic e implantação de softwares livres para banco de dados, gerenciamento de projetos, correio eletrônico, publicação e controle de aplicações, autenticação e serviço de diretórios, certificação e rede virtual privada, ftp, firewall, IDS, análise de conteúdo e cache de páginas Web, virtualização entre muitos outros. Todas estas ações têm possibilitado à Conab avanços tecnológicos importantes, mas para a consecução desses avanços a companhia depende de serviços técnicos especializados que não

8 podem ser desempenhados, em sua plenitude, pela equipe própria de TI, seja pelo pequeno contingente de pessoal próprio ou pela especificidade necessária. A infraestrutura tecnológica constitui-se no sustentáculo da tecnologia da informação, sem a qual não é possível a utilização dos sistemas de informação e por conseguinte todo o arcabouço negocial fica comprometido. Uma entidade de porte médio não sobrevive sem se apoiar em tecnologia da informação, comunicando-se internamente por meio de redes locais interligadas em Wan e trocando informação com o meio externo por meio da Internet e serviços subjacentes. À medida que se provê a empresa com ferramentas capazes de dar agilidade, flexibilidade, confiabilidade, disponibilidade de informações, automatizando procedimentos e processos, a complexidade cresce de modo diretamente proporcional. Segurança da informação e disponibilidade estão intimamente ligados e não se pode prescindir da primeira em detrimento da segunda ou vice-versa, sob pena de expor a instituição à solução de continuidade. Diante do exposto, a estruturação do serviços de suporte técnico é essencial para a sobrevivência da organização, sem os quais todos as atividades que se sustentam na tecnologia da informação ficam comprometidas. 4. Nº do resultado no PRODOC/PNUD: 2.1 Estruturação dos serviços de suporte técnico. 5. Objetivos da consultoria: Atualização, consolidação, implantação, configuração, administração e documentação de servidores e serviços de infraestrutura tecnológica. Prospecção de soluções e elaboração de termos de referência. 6. Descrição das Atividades: As atividades que serão executadas pelo consultor são as seguintes: prospecção, atualização, desenvolvimento, adaptação, customização, configuração, instalação e documentação de softwares e utilitários livres e de código aberto. Desenvolvimento e implantação de soluções de rede e segurança da informação. Fine-Tuning de aplicações e serviços. Testes de soluções e softwares. Repasse tecnológico. Atualizações, implementações, instalações, configurações e consolidações de servidores e serviços. Termos de referência. Relatórios Técnicos.

9 7. Produtos esperados Serão entregues 10 (dez) produtos durante o projeto. Os produtos descritos a seguir serão realizados e entregues pelos consultores em conformidade com as atividades descritas no item 6: Produto 1 Análise das regras existentes nos firewalls da CONAB, reestruturando as listas de ips com privilégios de acesso e bloqueados na estrutura da rede corporativa. Apresentar documentação em relatório, postando-a estruturadamente no MediaWiki. Produto 2 Análise dos hosts virtuais presentes nos servidores que proveêm acesso a serviços externos e atualização dos sistemas operacionais e serviços vulneráveis encontrados. Apresentar documentação em relatório, postando-a estruturadamente no MediaWiki. Produto 3 Prospecção de solução para atender a função Service Desk do Itil, preferencialmente livre, que atenda os requisitos básicos do Itil, que sirva como um ponto centralizador, uma referência (ponto central de contato) para o atendimento aos usuários e clientes (internos e externos), promovendo a interface entre usuários e a área de TI. Apresentar documentação em relatório, contendo as vantagens e desvantagens das principais soluções livres e comparando-as soluções proprietárias aderentes ao Itil e as soluções disponíveis na Conab, postando-o estruturadamente no MediaWiki. Produto 4 Estudar as possibilidades de organização do MediaWiki, com vistas à implementação de política de acesso, estabelecendo hierarquização dentro das possibilidades oferecidas pelo software. Apresentar relatório contendo a análise e os passos da implementação, postando-o estruturadamente no próprio MediaWiki. Produto 5 Prospectar, descrever e documentar ferramentas técnicas e procedimentos que permitam prover boas práticas da governança corporativa aplicado ao criminal compliance com foco nos recursos de ti oferecidos pela companhia. Apresentar documentação em relatório, postando-a estruturadamente no MediaWiki.

10 Produto 6 Elaboração de campanha para conscientização dos usuários da rede Conab quanto ao bom uso dos recursos computacionais, alertando para as consequências do descumprimento da Norma de Recursos Computacionais e a legislação vigente. Apresentar documentação em relatório, contendo os textos propostos para a campanha, cronograma de divulgação, meios indicados à divulgação, postando-o estruturadamente no MediaWiki. Realização de 4 palestras de 1 hora para cada uma das diretorias da Matriz. Produto 7 Elaboração de documento contendo Norma de Perícia Forense Computacional e Auditoria aplicada ao ambiente corporativo da Conab, contemplando os procedimentos que devem ser seguidos para garantir a legalidade de uma perícia, estabelecendo parâmetros que definam quais os passos que devem ser seguidos quando de um incidente computacional que se quer investigar, garantindo a rastreabilidade dos fatos, bem como definindo a quem cabe solicitar a perícia, auditoria ou uma simples consulta dos logs e como, quais e por quanto tempo, os logs devem ser mantidos guardados. A norma deverá ser submetida à discussão entre as áreas, cujo conhecimento pode contribuir para sua construção, tais como a área jurídica e a responsável pelos normativos da companhia. Apresentar a Norma em seu formato final, de acordo com os padrões vigentes na Conab. Elaborar textos para divulgação. Postar estruturadamente no MediaWiki. Produto 8 Análise de reflexos e dificuldades para a migração do SGBD PostGre 8.1 de produção para a versão estável mais recente. O escopo do produto compreende análise da documentação dos desenvolvedores do PostGre, comparando a versão em produção com as subsequentes até a mais recente estável, criação de servidores réplica (do SGBD Postgre e dos servidores de aplicação) de modo a permitir que as equipes de desenvolvimento e teste possam testar os impactos sobre os códigos-fonte, quanto às dependências e requisitos que as aplicações estarão sujeitas para funcionarem no novo ambiente. Apresentar documentação em relatório, postando-a estruturadamente no MediaWiki. Produto 9 Análise da plataforma OSSIM Unified Security Management com vistas à verificação da conformidade de suas funcionalidades com as metodologias Cobit e Itil, relacionando suas funcionalidades e nível de aderência com as disciplinas das referidas metodologias. Apresentar documentação em relatório, contendo a descrição das funcionalidades e o nível de maturidade que a plataforma contempla, postando-o estruturadamente no MediaWiki.

11 Produto 10 Análise de requisitos necessários à governança de TI, dentro do escopo do projeto de segurança da Conab, de modo a propor o desenvolvimento de novas facilidades integradas à plataforma OSSIM Unified Security Management. Apresentar documentação em relatório, contendo a descrição das funcionalidades e as exigências de integração de modo completar a plataforma para uso da Conab, postando-o estruturadamente no MediaWiki. 8. Qualificações profissionais: a) Nível superior completo, b) Mínimo de 5 anos de experiência em informática, c) 3 anos de experiência na plataforma Linux, d) 1 ano de experiência em segurança da informação, e) Desejável experiência em gerenciamento projetos, f) Desejável conhecimentos conhecimentos de plataformas de VoIP, g) Desejável conhecimentos em softwares de videoconferência, h) Desejável conhecimentos relativos ao Internet Protocol Version 6 - IPv6, i) Desejável conhecimentos sobre DNS seguro, j) Desejável conhecimentos em Itil j) Desejável conhecimentos em Inglês (leitura), k) Desejável conhecimentos em Nagios e Catcti. 09. Nome do Supervisor: Frederico Cabral de Menezes Cargo do Supervisor: Gerente de Administração de Rede e Segurança da Informação 10. Localidade do Trabalho: Brasília 11. Data Prevista de Início: Junho/ Data Prevista de Término: Junho//2013

12 13. Número de parcelas Linha Orçamentária: Pessoal Técnico Nacional Os pagamentos serão feitos após apresentação e aprovação dos Produtos atestados pela direção do projeto. O(A) consultor(a) deve ter disponibilidade para executar atividades, preferencialmente, na Conab, em horário comercial, para que tenha acesso à plataforma tecnológica de maneira segura, bem como interagir com os demais técnicos da agência executora (beneficiário) para obter os insumos necessários à elaboração dos produtos propostos e repassar tecnologia. A execução dos trabalhos previstos neste TOR Termo de Referência não implica em qualquer relação de emprego ou vínculo trabalhista, sendo, portanto, regido sem subordinação jurídica, conforme prevê o parágrafo 9º do Art. 4º do Decreto nº 5.151/2004. Os direitos autorais ou quaisquer outros direitos, de qualquer natureza, sobre materiais produzidos no âmbito desse trabalho pertencerão exclusivamente à Agência Executora (beneficiário), e sua utilização e/ou reprodução total ou parcial requererá autorização prévia da Conab. Os produtos constantes neste Termo poderão sofrer alterações a depender da necessidade da Agência Executora, sem que isso represente alteração nos objetivos da consultoria, descrição das atividades e valores monetários, cujo realinhamento será formalizado por meio de Nota Técnica da agência executora (beneficiário) assinada entre esta e o consultor(a).

TERMO DE REFERÊNCIA Nº 016/2012/01 Contrato por Produto Nacional. Número e Título do Projeto: BRA/03/034 Programa de Revitalização da Conab

TERMO DE REFERÊNCIA Nº 016/2012/01 Contrato por Produto Nacional. Número e Título do Projeto: BRA/03/034 Programa de Revitalização da Conab TERMO DE REFERÊNCIA Nº 016/2012/01 Contrato por Produto Nacional Número e Título do Projeto: BRA/03/034 Programa de Revitalização da Conab 1. Função no Projeto: Consultor por Produto 2. Nosso Número: 3.

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA Nº 001/2012/01 Contrato por Produto Nacional. Número e Título do Projeto: BRA/03/034 Programa de Revitalização da Conab

TERMO DE REFERÊNCIA Nº 001/2012/01 Contrato por Produto Nacional. Número e Título do Projeto: BRA/03/034 Programa de Revitalização da Conab TERMO DE REFERÊNCIA Nº 001/2012/01 Contrato por Produto Nacional Número e Título do Projeto: BRA/03/034 Programa de Revitalização da Conab 1. Função no Projeto: Consultor por Produto 2. Nosso Número: 3.

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA Nº 001/2012/03 Contrato por Produto Nacional. Número e Título do Projeto: BRA/03/034 Programa de Revitalização da Conab

TERMO DE REFERÊNCIA Nº 001/2012/03 Contrato por Produto Nacional. Número e Título do Projeto: BRA/03/034 Programa de Revitalização da Conab TERMO DE REFERÊNCIA Nº 001/2012/03 Contrato por Produto Nacional Número e Título do Projeto: BRA/03/034 Programa de Revitalização da Conab 1. Função no Projeto: Consultor por Produto 2. Nosso Número: 3.

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA Nº 001/2012/02 Contrato por Produto Nacional. Número e Título do Projeto: BRA/03/034 Programa de Revitalização da Conab

TERMO DE REFERÊNCIA Nº 001/2012/02 Contrato por Produto Nacional. Número e Título do Projeto: BRA/03/034 Programa de Revitalização da Conab TERMO DE REFERÊNCIA Nº 001/2012/02 Contrato por Produto Nacional Número e Título do Projeto: BRA/03/034 Programa de Revitalização da Conab 1. Função no Projeto: Consultor por Produto 2. Nosso Número: 3.

Leia mais

O presente TERMO é objeto do edital 009/2012 código: 009/2012/03. TERMO DE REFERÊNCIA Nº xxxxxxx Contrato por Produto Nacional

O presente TERMO é objeto do edital 009/2012 código: 009/2012/03. TERMO DE REFERÊNCIA Nº xxxxxxx Contrato por Produto Nacional O presente TERMO é objeto do edital 009/2012 código: 009/2012/03. TERMO DE REFERÊNCIA Nº xxxxxxx Contrato por Produto Nacional Número e Título do Projeto: BRA/03/034 Programa de Revitalização da Conab

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA Nº xxxxxxx Contrato por Produto Nacional

TERMO DE REFERÊNCIA Nº xxxxxxx Contrato por Produto Nacional Os presentes TERMOS são objetos do edital 002/2012 código: 002/2012/11. O consultor selecionado para o código desejado, será associado a um dos termos de referência conforme as necessidades da Agência

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA. 1. Objeto. 2. Antecedentes. 3. Objeto da Licitação

TERMO DE REFERÊNCIA. 1. Objeto. 2. Antecedentes. 3. Objeto da Licitação TERMO DE REFERÊNCIA 1. Objeto 1.1. Contratação de empresa especializada em auditoria de tecnologia da informação e comunicações, com foco em segurança da informação na análise de quatro domínios: Processos

Leia mais

Termo de Referência para contratação de Consultoria Nº Pessoa física

Termo de Referência para contratação de Consultoria Nº Pessoa física Termo de Referência para contratação de Consultoria Nº Pessoa física Título do Projeto: Revitalização da Companhia Nacional de Abastecimento Número: BRA/03/034 Resultado 7 Agencia Implementadora: Conab

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA

MINISTÉRIO DA FAZENDA MINISTÉRIO DA FAZENDA Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional PGFN Departamento de Gestão Corporativa - DGC Coordenação-Geral de Tecnologia da Informação - CTI CATÁLOGO DE SERVIÇOS DE TECNOLOGIA Infraestrutura

Leia mais

TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO PRESIDÊNCIA ATO Nº 345/SETIN.SEGP.GP, DE 16 DE JUNHO DE 2015

TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO PRESIDÊNCIA ATO Nº 345/SETIN.SEGP.GP, DE 16 DE JUNHO DE 2015 TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO PRESIDÊNCIA ATO Nº 345/SETIN.SEGP.GP, DE 16 DE JUNHO DE 2015 Reestrutura as unidades vinculadas à Secretaria de Tecnologia da Informação SETIN do Tribunal Superior do Trabalho.

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA No XXX Contrato por Produto - Nacional. Elaboração de Plano de Diretor de Tecnologia da Informação e Comunicação.

TERMO DE REFERÊNCIA No XXX Contrato por Produto - Nacional. Elaboração de Plano de Diretor de Tecnologia da Informação e Comunicação. TERMO DE REFERÊNCIA No XXX Contrato por Produto - Nacional 1. Função no Projeto: Elaboração de Plano de Diretor de Tecnologia da Informação e Comunicação. 2. Nosso Número BRA/12/010 3. Antecedentes A missão

Leia mais

Pode Judiciário Justiça do Trabalho Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS DE DIREÇÃO E CHEFIAS DA SETIC

Pode Judiciário Justiça do Trabalho Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS DE DIREÇÃO E CHEFIAS DA SETIC Pode Judiciário Justiça do Trabalho Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS DE DIREÇÃO E CHEFIAS DA SETIC 1. Diretor da Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicação Coordenar

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA Consultor por Produto

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA Consultor por Produto MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE GESTÃO, ARTICULAÇÃO E PROJETOS EDUCACIONAIS TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA Consultor por Produto

Leia mais

Ministério do Desenvolvimento Agrário

Ministério do Desenvolvimento Agrário Capítulo 1 Ministério do Desenvolvimento Agrário Instituição: Sítio: Caso: Responsável: Palavras- Chave: Ministério do Desenvolvimento Agrário www.mda.gov.br Plano de Migração para Software Livre Paulo

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA Nº xxxxxxx Contrato por Produto Nacional

TERMO DE REFERÊNCIA Nº xxxxxxx Contrato por Produto Nacional Os presentes TERMOS são objetos do edital 002/2012 código: 002/2012/04. O consultor selecionado para o código desejado, será associado a um dos termos de referência conforme as necessidades da Agência

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DE PESSOAS SEBRAE/TO UNIDADE: GESTÃO ESTRATÉGICA PROCESSO: TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

SISTEMA DE GESTÃO DE PESSOAS SEBRAE/TO UNIDADE: GESTÃO ESTRATÉGICA PROCESSO: TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO SISTEMA DE GESTÃO DE PESSOAS SEBRAE/TO UNIDADE: GESTÃO ESTRATÉGICA PROCESSO: TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Competências Analista 1. Administração de recursos de infra-estrutura de tecnologia da informação 2.

Leia mais

Líder em Soluções Samba 4 no Brasil

Líder em Soluções Samba 4 no Brasil Apresentação Líder em Soluções Samba 4 no Brasil A Vantage TI conta uma estrutura completa para atender empresas de todos os segmentos e portes, nacionais e internacionais. Nossos profissionais dedicam-se

Leia mais

Serviços Técnicos de Campo

Serviços Técnicos de Campo Serviços Técnicos de Campo Advanta possui um amplo portfólio de serviços técnicos de campo disponível em todo o território nacional por meio de seu corpo técnico especializado. As competências multi-vendor

Leia mais

CARTA DE SERVIÇOS DA SUPERINTENDÊNCIA DE INFORMÁTICA DA UFRN

CARTA DE SERVIÇOS DA SUPERINTENDÊNCIA DE INFORMÁTICA DA UFRN UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE - UFRN SUPERINTENDÊNCIA DE INFORMÁTICA - SINFO CARTA DE SERVIÇOS DA SUPERINTENDÊNCIA DE INFORMÁTICA DA UFRN Natal, Março de 2014. Apresentação Como parte da

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO DIRETORIA DE SISTEMAS E INFORMAÇÃO

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO DIRETORIA DE SISTEMAS E INFORMAÇÃO PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO DIRETORIA DE SISTEMAS E INFORMAÇÃO PLANO ESTRATÉGICO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO TRIÊNIO /2015 DSI/CGU-PR Publicação - Internet 1 Sumário 1. RESULTADOS

Leia mais

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727)

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727) Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727) Pergunta: Sua resposta Data de envio: 13/06/2014 14:08:02 Endereço IP: 177.1.81.29 1. Liderança da alta administração 1.1. Com

Leia mais

ivirtua Solutions 4 ITIL

ivirtua Solutions 4 ITIL ivirtua Solutions 4 ITIL ivirtua Solutions ITIL WHITEPAPER ITIL INTRODUÇÃO O ITIL é o modelo de referência para endereçar estruturas de processos e procedimentos à gestão de TI, organizado em disciplinas

Leia mais

PDTI - Definição. Instrumento de diagnóstico, planejamento e

PDTI - Definição. Instrumento de diagnóstico, planejamento e PDTI - Definição Instrumento de diagnóstico, planejamento e gestão dos recursos e processos de Tecnologia da Informação que visa atender às necessidades tecnológicas e de informação de um órgão ou entidade

Leia mais

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727)

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727) Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727) Pergunta: Sua resposta Data de envio: 12/06/2014 13:58:56 Endereço IP: 200.252.42.196 1. Liderança da alta administração 1.1. Com

Leia mais

Bernardo Orientador : Prof Hirata

Bernardo Orientador : Prof Hirata Model Framework for Migration based in Free Software Bernardo Orientador : Prof Hirata Santos Dumont Histórico Software Livre 1876 - Alexander Graham Bell AT&T Multics UNIX / C BSD, HP-UX,Solaris,AIX,etc..

Leia mais

ANEXO À RESOLUÇÃO Nº /2010 REGIMENTO DA DIRETORIA DE TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO

ANEXO À RESOLUÇÃO Nº /2010 REGIMENTO DA DIRETORIA DE TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO ANEXO À RESOLUÇÃO Nº /2010 REGIMENTO DA DIRETORIA DE TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO Art. 1º - A Diretoria de Tecnologia de Informação e Comunicação DTIC da Universidade FEDERAL DO ESTADO DO RIO

Leia mais

POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO

POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO Grupo PETRA S.A. Departamento de Tecnologia da Informação POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO Início da Vigência: 01/Maio/2010 Propriedade do Grupo PETRA S.A. 1. INTRODUÇÃO Este documento foi elaborado

Leia mais

Regimento da Superintendência de Tecnologia da Informação

Regimento da Superintendência de Tecnologia da Informação SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA Regimento da Superintendência de Tecnologia da Informação DOS OBJETIVOS E ORGANIZAÇÃO DA SUPERINTENDÊNCIA Capítulo I - DA

Leia mais

Orientações para contratação de SIGAD e serviços correlatos

Orientações para contratação de SIGAD e serviços correlatos Conselho Nacional de Arquivos Câmara Técnica de Documentos Eletrônicos Orientação Técnica n.º 1 Abril / 2011 Orientações para contratação de SIGAD e serviços correlatos Este documento tem por objetivo

Leia mais

AVALIAÇÃO QUALITATIVA E QUANTITATIVA DO QUADRO DE SERVIDORES DA COTEC

AVALIAÇÃO QUALITATIVA E QUANTITATIVA DO QUADRO DE SERVIDORES DA COTEC MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE INSTITUTO CHICO MENDES DE CONSERVAÇÃO DA BIODIVERSIDADE DIRETORIA DE PLANEJAMENTO, ADMINISTRAÇÃO E LOGÍSTICA Coordenação-Geral de Administração e Tecnologia da Informação Coordenação

Leia mais

Profa. Gislaine Stachissini. Unidade III GOVERNANÇA DE TI

Profa. Gislaine Stachissini. Unidade III GOVERNANÇA DE TI Profa. Gislaine Stachissini Unidade III GOVERNANÇA DE TI Information Technology Infrastructure Library ITIL Criado pelo governo do Reino Unido, tem como objetivo a criação de um guia com as melhores práticas

Leia mais

CONSULTA PÚBLICA até 28/08/2009. até a data acima mencionada

CONSULTA PÚBLICA até 28/08/2009. até a data acima mencionada CONSULTA PÚBLICA O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social BNDES está preparando processo licitatório para contratação de serviços de consultoria técnica especializada, conforme detalhado

Leia mais

Certificação ISO/IEC 27001. SGSI - Sistema de Gestão de Segurança da Informação. A Experiência da DATAPREV

Certificação ISO/IEC 27001. SGSI - Sistema de Gestão de Segurança da Informação. A Experiência da DATAPREV Certificação ISO/IEC 27001 SGSI - Sistema de Gestão de Segurança da Informação A Experiência da DATAPREV DATAPREV Quem somos? Empresa pública vinculada ao Ministério da Previdência Social, com personalidade

Leia mais

Proposta Técnica. Desenvolvimento de software QUICKSITE

Proposta Técnica. Desenvolvimento de software QUICKSITE Proposta Técnica Desenvolvimento de software CONTEÚDO Resumo Executivo...3 1.1 Duração e Datas Especiais... 3 1.2 Fatores Críticos de Sucesso... 3 A Hi Level...3 Solução Proposta...4 1.3 Escopo... 4 1.4

Leia mais

Relatório de Consultoria PD.33.10.83A.0080A/RT-05-AA. Levantamento da Gestão de TIC

Relatório de Consultoria PD.33.10.83A.0080A/RT-05-AA. Levantamento da Gestão de TIC Relatório de Consultoria PD.33.10.83A.0080A/RT-05-AA Levantamento da Gestão de TIC Cotação: 23424/09 Cliente: PRODABEL Contato: Carlos Bizzoto E-mail: cbizz@pbh.gov.br Endereço: Avenida Presidente Carlos

Leia mais

PORTARIA Nº 7.596, DE 11 DE DEZEMBRO DE 2014.

PORTARIA Nº 7.596, DE 11 DE DEZEMBRO DE 2014. PORTARIA Nº 7.596, DE 11 DE DEZEMBRO DE 2014. Regulamenta as atribuições e responsabilidades da Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicações do Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região e dá

Leia mais

PROVA OBJETIVA DE CONHECIMENTOS (BÁSICOS E ESPECÍFICOS)

PROVA OBJETIVA DE CONHECIMENTOS (BÁSICOS E ESPECÍFICOS) De acordo com o comando a que cada um dos itens a seguir se refira, marque, na folha de respostas, para cada item: o campo designado com o código C, caso julgue o item CERTO; ou o campo designado com o

Leia mais

TERCEIRIZAÇÃO, OUTSOURCING, INFRAESTRUTURA DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS E SITES, AUDITORIAS E SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO.

TERCEIRIZAÇÃO, OUTSOURCING, INFRAESTRUTURA DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS E SITES, AUDITORIAS E SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO. TERCEIRIZAÇÃO, OUTSOURCING, INFRAESTRUTURA DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS E SITES, AUDITORIAS E SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO. OneIT A gente trabalha para o seu crescimento. Rua Bento Barbosa, n 155, Chácara Santo

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA Nº 1/2015

TERMO DE REFERÊNCIA Nº 1/2015 TERMO DE REFERÊNCIA Nº 1/2015 TERMO DE REFERÊNCIA PARA REALIZAR A AUTOMATIZAÇÃO DA ANÁLISE DOS PROCESSOS DE PRESTAÇÃO DE CONTAS DO TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO CEARÁ. SUMÁRIO Objetivo da contratação...2

Leia mais

Catálogo de Serviços Coordenação Técnica CTE Superintendência de Tecnologia da Informação - STI

Catálogo de Serviços Coordenação Técnica CTE Superintendência de Tecnologia da Informação - STI Catálogo de Serviços Coordenação Técnica CTE Superintendência de Tecnologia da Informação - STI Pág. 1/10 1. ATENDIMENTO TÉCNICO O objetivo do setor de atendimento técnico é atender solicitações de usuários

Leia mais

Proposta ITIL V3 HAND S ON. Apresentação Executiva. ITIL V3 Hand s ON

Proposta ITIL V3 HAND S ON. Apresentação Executiva. ITIL V3 Hand s ON ITIL V3 HAND S ON Apresentação Executiva 1 Os treinamentos de ITIL Hand s On, abordam os processos da gestão de serviços de TI do ITIL v3 e são recomendados e necessários, para quem quer ser tornar um

Leia mais

UNIESP Ribeirão Preto Curso de Sistemas de Informação

UNIESP Ribeirão Preto Curso de Sistemas de Informação UNIESP Ribeirão Preto Curso de Sistemas de Informação Áreas Temáticas para Trabalho de Conclusão de Curso ( o estudante poderá optar por uma das áreas temáticas sugeridas ou ainda optar por área não contemplada

Leia mais

HP Network Core Implementation

HP Network Core Implementation HP Network Core Implementation Dados técnicos O serviço HP Network Core Implementation tem como objetivo, através de uma análise técnica no ambiente de rede local, realizar a implementação de uma proposta

Leia mais

A NOVA POLÍTICA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO

A NOVA POLÍTICA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO Centro de Convenções Ulysses Guimarães Brasília/DF 4, 5 e 6 de junho de 2012 A NOVA POLÍTICA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO Pablo Sandin Amaral Renato Machado Albert

Leia mais

A Empresa. Nettion Information Security

A Empresa. Nettion Information Security Nettion Information Security A Empresa A Nettion Information Security é uma empresa de Tecnologia com foco em Segurança da Informação (SI). Tem como missão prevenir e combater as constantes ameaças oriundas

Leia mais

Minuta Relatório de resultados do PDTI anterior

Minuta Relatório de resultados do PDTI anterior RELATÓRIO DE RESULTADOS DO PDTI ANTERIOR Outubro de 2011 Elaborado pelo Grupo de Trabalho Intersetorial para elaboração do Plano Diretor de Tecnologia de Informação PDTI, nos termos da Portaria nº 4551,

Leia mais

RESOLUÇÃO - TCU Nº 247, de 7 de dezembro de 2011

RESOLUÇÃO - TCU Nº 247, de 7 de dezembro de 2011 RESOLUÇÃO - TCU Nº 247, de 7 de dezembro de 2011 Dispõe sobre a Política de Governança de Tecnologia da Informação do Tribunal de Contas da União (PGTI/TCU). O TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO, no uso de suas

Leia mais

Segurança da Informação

Segurança da Informação Segurança da Informação Aspectos a Serem Considerados Rodrigo Rubira Branco rodrigo@firewalls.com.br O que é a Firewalls? - Empresa Especializada em Segurança; - Profissionais Certificados; - Atenta a

Leia mais

Minuta de Contrato Administrativo n. ***/2013 CLÁUSULA PRIMEIRA - DO OBJETO:

Minuta de Contrato Administrativo n. ***/2013 CLÁUSULA PRIMEIRA - DO OBJETO: Minuta de Contrato Administrativo n. ***/2013 Compromisso celebrado entre [nome da CONTRATANTE], localizada à [inserir endereço completo], inscrita no [caso Administração indireta inserir número do CNPJ],

Leia mais

PLANO DIRETOR DE SEGURANÇA

PLANO DIRETOR DE SEGURANÇA PLANO DIRETOR DE SEGURANÇA Dezembro de 2006 REGOV 1.0 6/12-2006 - 2 - Índice Apresentação...3 1. Introdução... 4 2. Análise de... 6 3. Domínios de... 7 MECANISMOS DE PROTEÇÃO DA REDE GOVERNAMENTAL... 8

Leia mais

Net View & Panda ManagedOfficeProtection Mais que antivírus, solução em segurança.

Net View & Panda ManagedOfficeProtection Mais que antivírus, solução em segurança. Net View & Panda ManagedOfficeProtection Mais que antivírus, solução em segurança. Net View & Panda Managed Office Protection É fato, tanto pequenas e médias e grandes empresas enfrentam os mesmos riscos

Leia mais

Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação PETI 2014-2016

Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação PETI 2014-2016 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUDESTE DE MINAS GERAIS Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação PETI 2014-2016 Versão 1.0 1 APRESENTAÇÃO O Planejamento

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA 1. Número e Título do Projeto: OEI BRA09/004 - Aprimoramento da sistemática de gestão do Ministério da Educação

Leia mais

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL 2 0 1 4 EMPRESA A Connection está presente no mercado desde 1993 atuando nas áreas de Segurança da Informação e Gestão da Tecnologia da Informação com atuação nos três estados

Leia mais

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727)

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727) Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727) Pergunta: Sua resposta Data de envio: 08/08/2014 19:53:40 Endereço IP: 150.164.72.183 1. Liderança da alta administração 1.1. Com

Leia mais

Questionário de Governança de TI 2014

Questionário de Governança de TI 2014 Questionário de Governança de TI 2014 De acordo com o Referencial Básico de Governança do Tribunal de Contas da União, a governança no setor público compreende essencialmente os mecanismos de liderança,

Leia mais

Governança de TI com COBIT, ITIL e BSC

Governança de TI com COBIT, ITIL e BSC {aula #2} Parte 1 Governança de TI com melhores práticas COBIT, ITIL e BSC www.etcnologia.com.br Rildo F Santos rildo.santos@etecnologia.com.br twitter: @rildosan (11) 9123-5358 skype: rildo.f.santos (11)

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ADMINISTRAÇÃO E TECNOLOGIA

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ADMINISTRAÇÃO E TECNOLOGIA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ADMINISTRAÇÃO E TECNOLOGIA TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA - CONSULTOR POR PRODUTO OEI/TOR/FNDE/CGETI

Leia mais

Secretaria Municipal de Fazenda

Secretaria Municipal de Fazenda ANEXO VI TERMO DE REFERENCIA 1. Justificativa A Secretaria Municipal de Fazenda, no cumprimento de sua missão institucional é responsável por garantir a arrecadação dos tributos municipais e de outras

Leia mais

Consolidação inteligente de servidores com o System Center

Consolidação inteligente de servidores com o System Center Consolidação de servidores por meio da virtualização Determinação do local dos sistemas convidados: a necessidade de determinar o melhor host de virtualização que possa lidar com os requisitos do sistema

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA. Contratação de Serviços Técnicos Especializados de Segurança da Informação na ANP

TERMO DE REFERÊNCIA. Contratação de Serviços Técnicos Especializados de Segurança da Informação na ANP TERMO DE REFERÊNCIA Contratação de Serviços Técnicos Especializados de Segurança da Informação na ANP Autor: Roberto Moreira Caldeira Emissão: 28/10/2008 Versão: 1 Escritório de Segurança da Informação

Leia mais

BANCO POSTAL - Plataforma Tecnológica

BANCO POSTAL - Plataforma Tecnológica BANCO POSTAL - Plataforma Tecnológica 1. Arquitetura da Aplicação 1.1. O Banco Postal utiliza uma arquitetura cliente/servidor WEB em n camadas: 1.1.1. Camada de Apresentação estações de atendimento, nas

Leia mais

HP Router Advanced Implementation

HP Router Advanced Implementation HP Router Advanced Implementation Dados técnicos O HP Router Advanced Implementation tem como objetivo, baseado na entrevista para coleta de informações junto ao Cliente e na análise dos equipamentos existente,

Leia mais

Serviço de Avaliaça o e Planejamento de Governança de TI

Serviço de Avaliaça o e Planejamento de Governança de TI efagundes.com Serviço de Avaliaça o e Planejamento de Governança de TI O serviço especializado avalia, planeja e implanta um modelo de governança nas organizações de TI alinhado com as estratégias e operações

Leia mais

Gerenciamento de Incidentes

Gerenciamento de Incidentes Gerenciamento de Incidentes Os usuários do negócio ou os usuários finais solicitam os serviços de Tecnologia da Informação para melhorar a eficiência dos seus próprios processos de negócio, de forma que

Leia mais

ISO/IEC 17799. Informação

ISO/IEC 17799. Informação ISO/IEC 17799 Norma de Segurança da Norma de Segurança da Informação Segurança da Informação Segundo a norma ISO/IEC 17799, é a proteção contra um grande número de ameaças às informações, de forma a assegurar

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ASSISTÊNCIA A PROGRAMAS ESPECIAIS

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ASSISTÊNCIA A PROGRAMAS ESPECIAIS MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ASSISTÊNCIA A PROGRAMAS ESPECIAIS TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA - CONSULTOR POR PRODUTO TOR/FNDE/DTI/MEC

Leia mais

O Módulo Risk Manager fornece workflow para tratamento dos riscos identificados nas avaliações e priorização das ações.

O Módulo Risk Manager fornece workflow para tratamento dos riscos identificados nas avaliações e priorização das ações. GRC - Governança, Riscos e Compliance já é uma realidade nas organizações. Sua adoção, no entanto, implica no desenvolvimento e na manutenção de um framework que viabilize a integração e colaboração entre

Leia mais

17º Seminário de Capacitação e Inovação Ementa dos cursos

17º Seminário de Capacitação e Inovação Ementa dos cursos 17º Seminário de Capacitação e Inovação Ementa dos cursos Local: Hotel Everest Rio (Avenida Prudente de Morais nº 1117, Ipanema) Cidade: Rio de Janeiro RJ Período: 24 a 28/10/2011 Carga horária de cada

Leia mais

Virtualização. O conceito de VIRTUALIZAÇÃO

Virtualização. O conceito de VIRTUALIZAÇÃO Virtualização A virtualização está presente tanto no desktop de um entusiasta pelo assunto quanto no ambiente de TI de uma infinidade de empresas das mais variadas áreas. Não se trata de "moda" ou mero

Leia mais

Segurança e Privacidade nas Comunicações do Governo. Palestrante: Marcos Martins Mello

Segurança e Privacidade nas Comunicações do Governo. Palestrante: Marcos Martins Mello Segurança e Privacidade nas Comunicações do Governo Palestrante: Marcos Martins Mello Introdução Decreto nº 8.135 / 2013 2 / 33 Art. 1º As comunicações de dados da administração pública federal direta,

Leia mais

A experiência de quem trouxe a internet para o Brasil agora mais perto de você

A experiência de quem trouxe a internet para o Brasil agora mais perto de você A experiência de quem trouxe a internet para o Brasil agora mais perto de você A Escola A Escola Superior de Redes da RNP privilegia um ensino totalmente prático. Os laboratórios são montados de forma

Leia mais

Governança de TI. Heleno dos Santos Ferreira

Governança de TI. Heleno dos Santos Ferreira Governança de TI Heleno dos Santos Ferreira Agenda Governança de TI Heleno dos Santos Ferreira ITIL Publicação dos Livros revisados 2011 ITIL Correções ortográficas e concordâncias gramaticais; Ajustes

Leia mais

Segurança + Conformidade. Dentro do Prazo e Orçamento Previsto Sob Demanda

Segurança + Conformidade. Dentro do Prazo e Orçamento Previsto Sob Demanda Segurança + Conformidade Dentro do Prazo e Orçamento Previsto Sob Demanda Segurança e Conformidade via Software-as-a-Service (SaaS) Hoje em dia, é essencial para as empresas administrarem riscos de segurança

Leia mais

Acordo de Nível de Serviço

Acordo de Nível de Serviço Acordo de Nível de Tecnologia da Informação e Comunicação Setor de Informática Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro Tel: (24) 2251-3502 Email: coinfo@ufrrj.br Adaptado para o Instituto Três Rios,

Leia mais

ESTRUTURA E ASPECTOS. 3S Networks. Tecnologia alinhada ao seu negócio

ESTRUTURA E ASPECTOS. 3S Networks. Tecnologia alinhada ao seu negócio ESTRUTURA E ASPECTOS 3S Networks. Tecnologia alinhada ao seu negócio A 3S Networks surgiu com a proposta de oferecer as mais avançadas soluções tecnológicas a empresas dos setores privado e público, atuamos

Leia mais

Planejamento Estratégico da Tecnologia da Informação (PETI)

Planejamento Estratégico da Tecnologia da Informação (PETI) 00 dd/mm/aaaa 1/15 ORIGEM Instituto Federal da Bahia Comitê de Tecnologia da Informação ABRANGÊNCIA Este da Informação abrange todo o IFBA. SUMÁRIO 1. Escopo 2. Documentos de referência 3. Metodologia

Leia mais

ANEXO I A Estratégia de TIC do Poder Judiciário

ANEXO I A Estratégia de TIC do Poder Judiciário RESOLUÇÃO Nº 99, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2009 Dispõe sobre o Planejamento Estratégico de TIC no âmbito do Poder Judiciário e dá outras providências. ANEXO I A Estratégia de TIC do Poder Judiciário Planejamento

Leia mais

Segurança nas Nuvens Onde Coloco Meus Dados?

Segurança nas Nuvens Onde Coloco Meus Dados? Segurança nas Nuvens Onde Coloco Meus Dados? Expectativa de 20 minutos Uma abordagem prática e sensata de usar os Serviços em Nuvem de forma segura. Segurança nas Nuvens O que é? Quais as Vantagens das

Leia mais

Café da Manhã Corporativo

Café da Manhã Corporativo Café da Manhã Corporativo O ITIL como ferramenta de Governança de TI Palestrante: Julio Cesar R. S. Avila Palestrante: Julio Cesar R. S. Avila Especialista Newtrend em Governança de TI, é um profissional

Leia mais

Governança AMIGA. Para baixar o modelo de como fazer PDTI: www.microsoft.com/brasil/setorpublico/governanca/pdti

Governança AMIGA. Para baixar o modelo de como fazer PDTI: www.microsoft.com/brasil/setorpublico/governanca/pdti e d a id 4 m IN r fo a n m Co co M a n ua l Governança AMIGA Para baixar o modelo de como fazer PDTI: www.microsoft.com/brasil/setorpublico/governanca/pdti Um dos grandes desafios atuais da administração

Leia mais

Gerenciamento de Serviços de TI com base na ITIL

Gerenciamento de Serviços de TI com base na ITIL Gerenciamento de Serviços de TI com base na ITIL Information Technology Infrastructure Library ou Biblioteca de Infraestrutura da Tecnologia da Informação A TI de antes (ou simplesmente informática ),

Leia mais

ANEXO I. Colegiado Gestor e de Governança

ANEXO I. Colegiado Gestor e de Governança ANEXO I CENTRO DE SERVIÇOS COMPARTILHADOS DO CAU Política de Governança e de Gestão da Tecnologia da Informação do Centro de Serviço Compartilhado do Conselho de Arquitetura e Urbanismo Colegiado Gestor

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA. Serviços de informática. Prefeitura Municipal de Vitória das Missões-RS

TERMO DE REFERÊNCIA. Serviços de informática. Prefeitura Municipal de Vitória das Missões-RS TERMO DE REFERÊNCIA Serviços de informática Prefeitura Municipal de Vitória das Missões-RS 1 I VISITA IN LOCO No dia 24 de junho de 2014 na sede da Prefeitura Municipal de Vitória das Missões-RS realizamos

Leia mais

NORMA ESTRATÉGICA POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO (PSI)

NORMA ESTRATÉGICA POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO (PSI) NORMA ESTRATÉGICA POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO (PSI) gestora do normativo Comitê de responsável pela conformidade Secretaria Geral - SEGER Coordenação de Processos e Conformidade - COPEC Numeração

Leia mais

Laboratório I 2012. Prof. Hélder Sato MSc. 2/14/12 Laboratório I 1

Laboratório I 2012. Prof. Hélder Sato MSc. 2/14/12 Laboratório I 1 Laboratório I 2012 Prof. Hélder Sato MSc 2/14/12 Laboratório I 1 Apresentação Prof Hélder Sato MSc Bacharel Informática Universidade Positivo Especialista em Redes PUC-PR Mestrado em Informática Aplicada

Leia mais

Continuidade de Negócio de TI O Sucesso da sua empresa também depende disso. Qual é sua necessidade...

Continuidade de Negócio de TI O Sucesso da sua empresa também depende disso. Qual é sua necessidade... Continuidade de Negócio de TI O Sucesso da sua empresa também depende disso. Qual é sua necessidade... Reduzir custo de TI; Identificar lentidões no ambiente de TI Identificar problemas de performance

Leia mais

Serviços Prestados Infovia Brasília

Serviços Prestados Infovia Brasília Serviços Prestados Infovia Brasília Vanildo Pereira de Figueiredo Brasília, outubro de 2009 Agenda I. INFOVIA Serviços de Voz Softphone e Asterisk INFOVIA MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO INFOVIA MINISTÉRIO

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE AVIAÇÃO CIVIL INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 40, DE 30 DE ABRIL DE 2010.

AGÊNCIA NACIONAL DE AVIAÇÃO CIVIL INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 40, DE 30 DE ABRIL DE 2010. AGÊNCIA NACIONAL DE AVIAÇÃO CIVIL INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 40, DE 30 DE ABRIL DE 2010. Regulamenta a utilização dos serviços corporativos disponíveis na rede de computadores da ANAC. A DIRETORA-PRESIDENTE

Leia mais

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA DEPARTAMENTO PENITENCIÁRIO NACIONAL

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA DEPARTAMENTO PENITENCIÁRIO NACIONAL MINISTÉRIO DA JUSTIÇA DEPARTAMENTO PENITENCIÁRIO NACIONAL EDITAL 03/015 BRA/011/014 Contratação de Consultoria Nacional Especializada Em Gestão de Desenvolvimento de Software BRASÍLIA, MAIO DE 015 EDITAL

Leia mais

Gerenciamento de Redes de Computadores. Introdução ao Gerenciamento de Redes

Gerenciamento de Redes de Computadores. Introdução ao Gerenciamento de Redes Introdução ao Gerenciamento de Redes O que é Gerenciamento de Redes? O gerenciamento de rede inclui a disponibilização, a integração e a coordenação de elementos de hardware, software e humanos, para monitorar,

Leia mais

Fone: 55 11 2384-7736 - www.wissenconsulting.com.br - atendimento@wissenconsulting.com.br

Fone: 55 11 2384-7736 - www.wissenconsulting.com.br - atendimento@wissenconsulting.com.br Nosso método de trabalho foi criado para atender VOCÊ A WISSEN CONSULTING têm como compromisso ajudá-lo a alcançar o sucesso na implementação de ferramentas de gestão e colaboração para que você possa

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ MINISTÉRIO PÚBLICO DE CONTAS DOS MUNICÍPIOS DO ESTADO DO PARÁ MPCM CONCURSO PÚBLICO N.º 01/2015

GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ MINISTÉRIO PÚBLICO DE CONTAS DOS MUNICÍPIOS DO ESTADO DO PARÁ MPCM CONCURSO PÚBLICO N.º 01/2015 DO MINISTÉRIO PÚBLICO DE CONTAS DOS MUNICÍPIOS DO ESTADO 1 / 5 ANEXO 03 INFORMAÇÕES DOS CARGOS 1. CARGOS DE NÍVEL MÉDIO Cargo 01 Técnico em Administração Realizar atividades que envolvam a aplicação das

Leia mais

Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina

Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicação (PETI) Secretaria de Tecnologia da Informação Florianópolis, março de 2010. Apresentação A informatização crescente vem impactando diretamente

Leia mais

Apresentação da Empresa e seus Serviços.

Apresentação da Empresa e seus Serviços. Apresentação da Empresa e seus Serviços. 1 Conteúdo do Documento Sobre a MSCTI... 3 Portfólio de Serviços... 4 O que a consultoria MSCTI faz?... 5 Outros Serviços e Soluções... 6 Certificações... 7 Clientes

Leia mais

Metodologia para Análise de Maturidade de Governança de TI. Soluções em Gestão e TI que adicionam valor aos negócios

Metodologia para Análise de Maturidade de Governança de TI. Soluções em Gestão e TI que adicionam valor aos negócios Metodologia para Análise de Maturidade de Governança de TI Soluções em Gestão e TI que adicionam valor aos negócios Garanta a eficiência e a competitividade da sua empresa Análise de Maturidade de Governança

Leia mais

Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação do TRT 11 a Região AM/RR

Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação do TRT 11 a Região AM/RR TRT11 a Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação do TRT 11 a Região AM/RR (MINUTA) Atendendo a RESOLUÇÃO Nº 99, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2009 Dispõe sobre o Planejamento e a Gestão Estratégica

Leia mais

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA MANUTENÇÔES EVOLUTIVAS NO SITE PRO-SST DO SESI

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA MANUTENÇÔES EVOLUTIVAS NO SITE PRO-SST DO SESI ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA MANUTENÇÔES EVOLUTIVAS NO SITE PRO-SST DO SESI 1. OBJETO 1.1. Contratação de empresa especializada para executar serviços de manutenção evolutiva, corretiva, adaptativa e normativa

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO UNIVERSITÁRIO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO UNIVERSITÁRIO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO Nº 32/2014 Institui a política de segurança da informação da UFPB, normatiza procedimentos com esta finalidade e

Leia mais