Índice Benefícios da NGN 2 Arquitetura OPT 4 Solução Completa 7 Linha Vectura - Controle 12 Linha Vectura - Acesso 14 Linha Vectura - Serviços 19

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Índice Benefícios da NGN 2 Arquitetura OPT 4 Solução Completa 7 Linha Vectura - Controle 12 Linha Vectura - Acesso 14 Linha Vectura - Serviços 19"

Transcrição

1 Índice Benefícios da NGN 2 Arquitetura OPT 4 Modelo Open Packet Telephony 4 Camada de Controle 4 Camada de Transporte 5 Camada de Serviços 5 Vectura na Arquitetura OPT 6 Solução Completa 7 Longa Distância 8 Telefonia Celular 9 CATV 10 PLC 11 Linha Vectura - Controle 12 Vectura SoftSwitch 12 Linha Vectura - Acesso 14 Vectura IP Access 14 Vectura Edge Switch 15 Vectura ISP Easy Way 16 Vectura Cable Access 17 Vectura Convergence Gateway 18 Linha Vectura - Serviços 19 Vectura V-Services 19 Outubro/2001 Trópico Sistemas e Telecomunicações da Amazônia Ltda. direitos reservados. As informações constantes deste material estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.

2 Benefícios da NGN 2 Next Generation Networks Trópico. Transformando operadoras de telecomunicações em redes multisserviços. O conceito de next generation networks NGN provoca uma verdadeira revolução nas redes de telecomunicações. Com a tecnologia NGN, redes distintas passam a compartilhar recursos e soluções, ampliando seus serviços e horizontes de negócios. Na prática, isso significa que operadoras de telecomunicações podem assumir outras funções além do transporte de voz e dados. O próprio conceito de operadora evolui para redes operadoras de multisserviços, com a possibilidade do uso de voz, dados e também multimídia, aumentando a lucratividade. Novos serviços com a mesma infra-estrutura A tecnologia NGN da Trópico permite combinar as diversas redes de telecomunicações - fixas, celulares, CATV, satélite e outras - mesclando as facilidades de cada uma delas sem necessidade de recriar a infraestrutura. Com isso sua operadora pode oferecer novos pacotes de serviços, conquistar clientes e criar fontes de receitas de forma rápida e eficiente. São novos serviços de valor agregado que representam diferencial competitivo, abrindo caminhos para explorar negócios junto aos prestadores de serviços, provedores de Internet, mercado corporativo e clientes finais. Nichos de mercado altamente rentáveis, onde alta tecnologia e criatividade se unem para suprir as necessidades dos usuários, gerando mais oportunidades de lucro. Aproveitamento da planta existente A Trópico faz a migração gradativa das plantas de operadoras fixas já instaladas para uma rede convergente. Nossa experiência em telefonia tradicional assegura a transição dos sistemas sem perda das funcionalidades, acrescentando valor na prestação de serviços avançados sobre redes convencionais.

3 Benefícios da NGN 3 As operadoras celulares e operadoras de TV a Cabo também podem utilizar a tecnologia NGN para evoluir sua infra-estrutura e incrementar seus serviços, migrando para redes de nova geração. Otimizando investimentos Para empresas em início de operações ou processo de expansão, investir em NGN significa apoiar-se desde o início na tecnologia que está pronta para o futuro, promovendo o upgrade de redes distintas e reaproveitando partes comuns no atendimento de problemas diversos. Com operações abrangentes e otimizadas, sob um único controle e gerência, a tecnologia NGN é capaz de prover serviços integrados e rentáveis. Compartilhando recursos A arquitetura NGN permite a sinergia de recursos, aproveitando uma base integrada de serviços. Isso significa operadoras de telefonia celular provendo serviços em associação a uma operadora fixa. Ou uma rede de CATV conectada a serviços de telefonia de longa distância. Ou ainda várias redes de transporte ou de acesso - satélite, rádio, energia, anéis ópticos e outras mais - convergindo num mesmo ponto, controladas com garantia de qualidade e eficiência. Uma solução multivendor A arquitetura NGN oferece padrões e interfaces abertas, ou seja, permitem interoperabilidade de sistemas, garantindo a independência na escolha de fornecedores, maior competitividade nos preços e agilidade nas soluções. Uma arquitetura distribuída, que evolui modularmente, incorporando as tendências globais com respostas, soluções e custos otimizados.

4 Arquitetura OPT 4 Linha Vectura. Transporte eficiente da informação Informação multimídia significa voz, áudio, vídeo e dados integrados, transportados sobre uma única rede. NGN - Next Generation Networks é a tecnologia que permite essa convergência com segurança e qualidade dos serviços. A linha Vectura de equipamentos para redes convergentes está na vanguarda em NGN. Seu desempenho é resultado da evolução da microeletrônica, que reduziu custos de processamento e permitiu a compressão e o empacotamento de voz e dados com qualidade. Assim, serviços como áudio e vídeo, antes só disponíveis através de circuitos ou canais, passam a ser transportados sobre redes de dados. Baseada no conceito Open Packet Telephony, ou OPT, a linha Vectura tem arquitetura de padrões abertos estruturada em camadas, com funções de transporte, controle das chamadas e prestação de serviços executadas por elementos de rede distintos. ARQUITETURA OPT Modelo Open Packet Telephony - OPT O modelo em camadas OPT prevê serviços multimídia em uma rede de dados, de forma integrada com as redes atuais, onde interfaces abertas e padronizadas garantem a interoperabilidade das camadas que o compõem: controle de chamadas, serviços, e transporte. Concebidos neste conceito, os equipamentos da linha Vectura são aplicáveis em todos os níveis de camadas. INTERFACE ABERTA/PADRÃO Camada de controle INTERFACE ABERTA/PADRÃO CAMADA DE TRANSPORTE CAMADA DE APLICAÇÃO DE SERVIÇOS A camada de controle de chamadas é responsável por estabelecer, supervisionar e liberar as chamadas que trafegam pela rede IP. É a parte mais estratégica da arquitetura das redes convergentes, ponto ideal para o acesso a novos serviços e interfuncionamento com o legado de outras redes. O elemento da linha Vectura que desempenha as funções dessa camada é o Vectura SoftSwitch, estado-da-arte em controle de chamadas em redes convergentes.

5 Arquitetura OPT 5 Linha Vectura. Transporte eficiente da informação Camada de transporte Na camada de transporte estão os gateways de mídia e toda a infra-estrutura da rede de dados, tais como os comutadores ATM e roteadores IP, que interagem com a camada de controle de chamada por meio de um protocolo-padrão, o MGCP (Media Gateway Control Protocol), o H.248 ( protocolo equivalente do ITU), o H.323 (protocolo legado das redes VoIP) e o SIP (Session Initiation Protocol). Para a infra-estrutura de redes, a Trópico prevê centrais de comutação com gateways integrados o Vectura Edge Switch - e armários de acesso IP Vectura IP Access, garantindo convergência de tecnologias, acesso de assinantes e transmissão num mesmo ponto. Para operadoras de CATV, o Vectura Cable Access permite a prestação de serviços de telefonia; o Vectura ISP Easy Way, provê desvio de tráfego Internet; e o Vectura Convergence Gateway, que provê a conversão de voz para VoIP em aplicações classe 4 centrais trânsito. Camada de Serviços Esta camada controla os serviços oferecidos aos usuários conectados, representados pelo Vectura V-Services. Vectura V-services são servidores onde residem a inteligência para a prestação de serviços, assim como as bases de dados de seus usuários. Os serviços podem ser prestados segundo o modelo da rede inteligente quando interoperaremse esse legado, de acordo com o modelo das redes multimídia H.323. Ou, segundo o modelo próprio da Open Packet Telephony, onde os servidores utilizam o protocolo SIP ( Session Initiation Protocol) e uma API ( Application Programming Interface) padronizada. Elementos da camada de transporte denominados servidores de mídia ( media servers, controlados tal como os gateways) fazem o processamento da mídia, como por exemplo a reprodução e gravação de mensagens, conversão text-to-speech e reconhecimento da fala. No caso de uma rede de telefonia, para se adicionar novos serviços à rede, basta acrescentar aplicações aos servidores de uma forma muito mais simples. E para redes distintas interligadas a uma rede IP, o compartilhamento desses serviços passa a ser perfeitamente factível e seguro, com a estrutura controlada pelo Vectura SoftSwitch.

6 6 Vectura na arquitetura OPT Solução Vectura em NGN V E C T U R A S O F T S W I T C H Controle absoluto na rede V E C T U R A C O N V E R G E N C E G A T E W A Y Upgrade para redes convergentes V E C T U R A I P A C C E S S Nova geração de unidades de acesso V E C T U R A E D G E S W I T C H Comutação otimizada V E C T U R A C A B L E A C C E S S Telefonia por TV a cabo V E C T U R A I S P E A S Y W A Y Desvio do tráfego Internet V E C T U R A V - S E R V I C E S Serviços avançados em redes convergentes

7 Solução Completa 7 A Solução completa: tecnologia NGN O grande desafio na implantação de uma rede convergente é a garantia da qualidade e interoperabilidade entre seus elementos, com controle da eficiência do transporte multimídia e sobretudo da qualidade de voz, independente do acesso ou da transmissão. Para a operadora, é a garantia de otimização do tráfego, bilhetagem, controle absoluto da rede. O know-how da Trópico na tecnologia de processamento de chamadas e a experiência em interoperar com diferentes sinalizações resultou no Vectura SoftSwitch. A maturidade de seu software faz do Vectura Softswitch um equipamento único, com características de sinalização de telefonia já testadas e adotadas largamente ao redor do mundo, consolidando as tendências tecnológicas convergentes. A utilização do SoftSwitch de alta capacidade no controle de diversas redes representa oportunidades de negócios só possíveis num ambiente convergente de NGN, com controle de chamadas provenientes de quaisquer redes de tráfego de voz e dados: celulares, CATV, PLC ( Power Line Communication), redes corporativas integradas via LAN e outras.

8 8 Soluçoes NGN - Longa Distância Soluções NGN para chamadas de longa distância A economia de banda é especialmente relevante para redes de longa distância, onde os custos de transmissão tem peso significativo, como no caso de redes com transmissão via satélite. Com o Vectura SoftSwitch, a operadora pode oferecer chamadas locais e de longa distância via rede IP de forma transparente e com menor custo. Numa rede NGN, o controle das chamadas e as plataformas de serviços são geograficamente dissociados dos acessos. Assim, podem atender de forma centralizada a acessos distribuídos numa área de longa distância, sendo mais fácil, barato e rápido levar serviços a novas ilhas de usuários, bastando para isso instalar localmente gateways e conectá-los à rede de pacotes, para dar acesso às mesmas. P S T N P a í s 1 L i n k S S 7 P S T N P a í s 2 I P S S 7 B a c k h a u l i n g P S T N P a í s 3 C L E C / I L E C / I X C L o c a l i d a d e 4 C L E C / I L E C / I X C L o c a l i d a d e 5 O u t r o s p a í s e s C L E C / I L E C / I X C L o c a l i d a d e 6

9 9 Soluçôes NGN - Telefonia Celular Soluções NGN para Telefonia Celular Operadoras celulares podem compartilhar uma infraestrutura de transmissão IP única, com provisionamento e gerenciamento de rede centralizado, reduzindo assim os custos operacionais. Isso é especialmente aplicável àquelas pertencentes a uma mesma holding. Além disso, podem utilizar a mesma infra-estrutura de serviços para todos os clientes, com terminais adequados para sua utilização, independentemente do tipo de acesso. O controle de chamadas das redes de telefonia celular, provida pelo Vectura SoftSwitch, é uma função típica classe 4, já testada e aprovada por várias operadoras no Brasil e no exterior, que resultam em uma série de benefícios às operadoras. A compressão dos canais E1 reduz em até 4/5 os gastos com aluguel de infra-estrutura (compreendendo E1, rádios para transmissão ponto a ponto, canais no satélite, entre outros). Com a com a centralização de várias plataformas de serviços, os gastos relativos à introdução ou alteração dos serviços também são reduzidos, já que ocorrem de uma vez só, sem necessidade de deslocamento de pessoal até as diversas estações. Além disso, o investimento em um equipamento de grande porte é menor do que a soma de várias máquinas de pequeno porte espalhadas pela planta. Outro fator importante é a antecipação da receita sobre serviços avançados. O Vectura SoftSwitch já controla o protocolo para serviços de valor agregado nos celulares de 3a geração (3G), sobre o qual empresas em todo o mundo já vêm desenvolvendo aplicações. Assim, serviços já desenvolvidos que não dependam do terminal celular, podem ser introduzidos rapidamente na rede atual e começar a gerar receita para a operadora antes mesmo que ela migre para o 3G. GPRS 3G HLR HLR 2G BSC MSC BSC IWF / RAS MSC

10 Soluções NGN - CATV 10 Soluções NGN para CATV O controle de chamadas das redes de CATV proporcionado pelo Vectura Softswitch traz para as operadoras de TV a cabo vantagens num cenário de unbundling, onde a extensa rede construída, passando por residências, escritórios e empresas de todos os portes, proporciona às operadoras entrantes no mercado de telefonia fixa, ou àquelas expandindo sua atuação sobre a área de seus concorrentes, uma maneira rápida e econômica de alcançar os clientes finais. A plataforma de serviços Vectura V-Services traz uma infinidade de opções de serviços de valor agregado que podem compor uma "cesta de serviços", com aplicações da telefonia fixa tradicional, do mundo de dados, imagens ou até mesmo dos celulares, já que as interfaces são abertas e padronizadas. Essa facilidade, só possível em NGN, proporciona um aumento de receita e fidelização de clientes. c o a x O p t i c a l f i b e r I A D o r C a b l e M o d e m E / O O / E IP Serviços PSTN

11 Soluções NGN - PLC 11 Soluções NGN para acesso por redes de energia Com a iminente liberação da concorrência e a entrada das operadoras em novas áreas, aumenta a busca por alternativas mais econômicas no cumprimento das metas de acesso local, utilizando como " last mile " as infra-estruturas existentes. Neste cenário, as operadoras de energia elétrica representam um grande potencial de mercado, com redes que cobrem 47,2 milhões de consumidores, em 99% dos municípios brasileiros. Os dados sobre estes consumidores podem auxiliar as operadoras de telefonia a eleger os serviços de valor agregado mais adequados para cada grupo de usuários. As velocidades alcançadas na rede (até 2,1 Mb/s) permitem o atendimento às necessidades de transmissão de dados das empresas de pequeno e médio porte, bem como aos usuários residenciais classes A e B, onde o Vectura SoftSwitch realiza o controle das chamadas e oferece serviços suplementares Centrex IP para ambiente corporativo.

12

13 13 Linha Vectura - Controle Vectura SoftSwitch - Controle absoluto da rede Redundância e continuidade dos negócios Embora a arquitetura de hardware e software do Vectura SoftSwitch lhe garanta a disponibilidade de um equipamento carrier class, não apresentando um ponto único de falha que leve o equipamento a ficar fora de serviço, a Trópico oferece a possibilidade de se implementar uma redundância geográfica de softswitches. Hoje, mais do que nunca, prover a rede com mecanismos que permitam o disaster recovery é um requisito obrigatório. O Vectura SoftSwitch pode prover à operadora o business continuity, numa configuração redundante com dois Vectura SoftSwitches. Situados estrategicamente até mesmo em diferentes cidades, são capaz de dividir ativamente a carga de processamento de chamadas e, em caso de desastre, um deles ainda consegue controlar toda a rede, mantendo a continuidade do serviço sem nenhuma interrupção.

14 14 Linha Vectura - Acesso Vectura IP Access - Nova geração de unidade de acesso Vectura IP Access O Vectura IP Access representa a solução ideal para a última milha, otimizando a capilaridade das redes de telecomunicações. Num mesmo ponto, o Vectura IP Access reúne as várias tecnologias de acesso e transmissão, reduzindo custos de infra-estrutura, dando acesso direto do assinante ao backbone IP/ATM, eliminando a necessidade de uma centralmãe para expansão de novas linhas e trazendo, de forma confiável, IADs ( Integrated Access Device) até o usuário. Planejado como uma "convergência mecânica", o projeto do Vectura IP Access permite num mesmo ponto acessos POTS, ISDN e ADSL, integrando-se com as redes de transmissão ópticas, rádio, satélite e outras. Disponível em duas opções, para ambiente externo e ambiente interno, o Vectura IP Access traz as interfaces de assinantes mais próximas aos usuários, resultando na economia de investimentos na construção de centrais. O Vectura IP Access é controlado pelo Vectura SoftSwitch via protocolo MGCP/H.248, utilizando-se da sua funcionalidade Classe 5. Os assinantes conectados à unidade são controlados e gerenciados centralizadamente, inclusive para os seus serviços suplementares. Uma facilidade a mais para a operadora, que ganha assim uma forma única de controle para qualquer assinante. Com capacidade de até linhas POTS, ISDN e ADSL, um número maior de assinantes pode ser atendido com mais de um Vectura IP Access no mesmo centro de fios. Acessos ADSL no Vectura IP Access Para evoluir os serviços prestados, as operadoras precisam aumentar a velocidade de transmissão para o acesso dos usuários da rede. A forma mais econômica é utilizar os cabos metálicos da linha de assinante para operar com sinais digitais de taxa de bit mais elevada, e o ADSL é uma das técnicas disponíveis que capacitam a rede física metálica existente para o transporte de altas taxas, podendo ser aplicadas inclusive para serviços de faixa larga aos usuários. A inclusão de acessos ADSL no Vectura IP Access é feita com a utilização de soluções de parceiros tecnológicos da Trópico. Na unidade de acesso, o sinal telefônico é separado do sinal de dados e enviado para um gateway VoIP. O sinal de dados vai para um equipamento DSLAM ( DSL Access Multiplexer) interno ao Vectura IP Access. O DSLAM multiplexa vários sinais de dados e os envia via enlaces ATM ou SDH a uma rede de dados da operadora. SoftSwitch M G C P / H I P A c c e s s R e d e I P M G C P / H R e d e d e A c e s s o T r u n k G a t e w a y F r o n t e i r a S S # 7 R e d e d e A c e s s o C e n t r a l T e l e f ô n i c a P S T N

15 15 Linha Vectura - Acesso Vectura Edge Switch - Comutação otimizada Vectura Edge Switch O Vectura Edge Switch foi criado para estar na fronteira das redes TDM e IP, permitindo à operadora uma migração suave e gradativa da rede de telefonia pública atual para as redes convergentes, seja na expansão de novas linhas ou ao iniciar operações em outras áreas de concessão. O Vectura Edge Switch é uma unidade de comutação para convergência de redes composta de uma central TDM Trópico entroncado à rede IP através de um trunk gateway, integrado ou externo, que por sua vez é controlado pelo Vectura SoftSwitch. Essa facilidade permite um entroncamento muito mais simples da unidade à rede. Disponível com empacotamento adequado ao ambiente externo, com climatização por efeito Peltier, elimina a necessidade de filtros ou sistemas de refrigeração a gás. É possível também o seu empacotamento indoor. Pode-se dotar o Vectura Edge Switch de qualquer módulo de terminais e funcionalidades de uma central telefônica Trópico, incluindo módulos de juntores para entroncamento com outras centrais ou outras operadoras, ou juntores V5.2 para conexão com sistemas WLL. A unidade possui todas as facilidades de uma central telefônica Trópico, incluindo CHM, OMS, tarifação e encaminhamento de chamadas, e sua pode ser feita remotamente através da própria rede IP, a partir do Gerenciamento Trópico de Elementos de Rede GER. O Vectura Edge Switch é ideal em situações de atendimento a localidades onde o tráfego local e o entroncamento entre operadoras é intenso.

16 16 Linha Vectura - Acesso Função ISP Easy Way - Desvio de tráfego Internet Vectura ISP Easy Way Integrando-se à linha de produtos para convergência de redes, a função Vectura ISP Easy Way permite o desvio de tráfego Internet em centrais telefônicas, em qualquer nível hierárquico em que a central estiver operando. Essa função é realizada nas centrais de comutação por meio de um ou mais módulos, capazes de receber chamadas de dados no padrão Internet via modems ou acessos ISDN, encaminhando os pacotes IP para o Internet Service Provider (ISP) através de uma rede de dados. Com a função Internet offloading incorporada às centrais estratégicas, a operadora economiza no dimensionamento da rede trânsito, encaminhando as chamadas Internet destinadas aos ISP via rede de dados, com ganho estatístico na multiplexação de pacotes de dados.

17 17 Linha Vectura - Acesso Vectura Cable Access - Telefonia por TV a Cabo Vectura Cable Access O Vectura Cable Access é uma unidade de acesso de usuário conectável à infra-estrutura de CATV, que permite oferecer serviço de dados e telefonia controlados pelo Vectura SoftSwitch. Assim, a operadora de TV a cabo, integrando-se a uma rede IP, pode compartilhar facilidades com outras redes de telecomunicações, adicionando valor aos serviços prestados. Para utilização dos serviços de voz dentro da rede HFC, é necessário adicionar um gateway; porém, na maioria dos casos isso é dispensável, uma vez que grande parte dos modelos de IADs e cable modems já possuem um gateway incorporado. A realização de chamadas entre usuários da rede HFC e PSTN necessita de um gateway para interconexão. Graças ao controle da rede feito pelo SoftSwitch, o usuário de CATV passa a acessar os serviços telefônicos suplementares básicos, PABX Virtual (Centrex) e serviços avançados via plataformas da rede IP. Os IADs ( Integrated Access Device), ou Cable Modems padrão de mercado, são equipamentos que ficam na casa do cliente (interna ou externamente). Possuem uma interface para telefones padrão analógicos e interface Ethernet, para que o usuário possa conectar sua rede de computadores. A quantidade de aparelhos analógicos passíveis de serem conectados variam de acordo com o modelo ofertado, bem como a interface Ethernet, que pode ser uma 10 base T ou 100 base T.

18 Linha Vectura - Acesso 18 Vectura Convergence Gateway -Upgrade para redes convergentes Vectura Convergence Gateway O Vectura Convergence Gateway consiste em uma unidade de interfuncionamento, contendo os transcodificadores de voz/dados TDM para voz/dados em pacotes. Possui interfaces E1 para conexão com as centrais telefônicas e interfaces de dados para a rede de pacotes. Ele implementa uma função trunk gateway, sendo controlado pelo Vectura SoftSwitch. Utilizando o Vectura Convergence Gateway, a operadora pode interligar suas centrais existentes à rede de dados, de forma econômica e evolutiva.

19 19 Linha Vectura - Serviços Vectura V- Services - Serviços avançados em redes convergentes Vectura V-Services Os serviços avançados são diferenciais competitivos que agregam valor aos serviços tradicionais de telefonia ou transmissão de dados. No ambiente NGN, a arquitetura aberta, os protocolos padronizados e o controle permitem a combinação de pacotes de serviços sob uma perspectiva muito mais ampla do que a das redes tradicionais. Exatamente por poder convergir diferentes meios de telecomunicações, criando facilidades e aplicações para conquistar clientes e gerar receita através de negócios corporativos ou usuários finais, os serviços de valor agregado representam o maior ganho da convergência de redes. Veja abaixo alguns serviços avançados que a Trópico provê através de sua plataforma V-Services, resultado de desenvolvimento próprio ou integrando soluções de parceiros tecnológicos: - Unified messaging: uma única caixa postal para voz, fax e , com acesso por telefone e Internet. - Portal de Voz: conjunto de aplicações cuja interface de navegação é a voz, permitindo implementar uma série de novos negócios: serviços de informação - programação de cinema e restaurantes; auxílio à lista comércio via voz; call center otimizado e outros. - Voice browser: navegação através de conteúdo próprio para voz na Internet pelo reconhecimento avançado da fala. - VPN voz /PABX Virtual: oferece toda a comodidade de um PABX tradicional com a vantagem de prescindir da compra do equipamento. - Serviços de Rede Inteligente IP: opção mais flexível, econômica e ágil para serviços rentáveis e tradicionais de Rede Inteligente, tais com 0800, 0300 e chamadas massivas. - Serviços pré-pagos, nas modalidades de telefone fixo pré-pago e pré-pago com cartão. - Linha controlada: linha pós-paga com controle do limite máximo de despesas.

20 20 Linha Vectura - Serviços Vectura V- Services - Serviços avançados em redes convergentes Uma única plataforma operando todos os serviços Vectura V-Services é uma plataforma interna ou externa, aberta, aderente à arquitetura Open Packet Telephony, que permite a oferta de serviços inteligentes em redes NGN. São elementos controladores de serviços e servidores de mídia capazes de reproduzir, gravar e sintetizar voz, armazenar fax e fazer reconhecimento de fala, que possibilitam codificar qualquer serviço inteligente para utilização sobre telefonia, com acesso e configuração também feitos pela Internet por meio de browsers. Compatível com NGN, a plataforma tem seus servidores de mídia interfaceando através da rede IP, em cujo protocolo recebem diretamente todo o tipo de mídia: voz sobre IP, fax sobre IP, etc. Os controladores de serviços são baseados em workstations de alto desempenho e servidores de base de dados padrão de mercado. Os servidores de mídia são baseados numa combinação de workstations e HW especializado. Na arquitetura Open Packet Telephony, as camadas de transporte, controle de chamadas e controle de serviços são independentes. O Vectura SoftSwitch controla os elementos da camada de transporte onde estão os servidores de mídia e os elementos de rede básicos, tais como gateways e switches. Na camada de controle de serviços (V-Services) temos toda a gerência do serviço e todo o controle da lógica de sua execução. Assim, o controle do serviço atua sobre o Vectura SoftSwitch por meio de interfaces de controle de chamadas, que por sua vez controlarão o seu encaminhamento, ativando os end-points das plataformas de execução de serviço, conectando o usuário à plataforma.

21 A Trópico Sistemas e Telecomunicações S.A. foi fundada em 1999 a partir de uma joint venture entre a Promon - grupo brasileiro que atua em telecomunicações, engenharia, e-commerce e gerenciamento - e o CPqD, o maior centro de pesquisa tecnológica da América Latina. A tecnologia Trópico de comutação digital, surgida em meados da década de 80, responde por 8,5 milhões de terminais digitais instalados em todo o Brasil, e mais recentemente em países da América Latina e dos Estados Unidos.

Índice Introdução Vectura V- Services 2 Aplicações para Voice Portal 3 V - SERVICES Outros Serviços 5 NGN Solutions 8

Índice Introdução Vectura V- Services 2 Aplicações para Voice Portal 3 V - SERVICES Outros Serviços 5 NGN Solutions 8 Índice Introdução Vectura V- Services 2 Aplicações para Voice Portal 3 Voice Portal 3 E-mail Reader 3 Agenda Pessoal 3 Diretório Pessoal 4 Serviços de Informação 4 Customização do Meu Portal 4 Conexão

Leia mais

Índice Introdução Vectura IP Access 2 Arquitetura OPT 3

Índice Introdução Vectura IP Access 2 Arquitetura OPT 3 Índice Introdução Vectura IP Access 2 Arquitetura OPT 3 Modelo Open Packet Telephony 3 Infra-estrutura da rede 3 Controle de chamadas 4 Serviços 4 Gráfico Migração NGN 5 Aspectos Gerais 6 Solução Otimizada

Leia mais

Guia Técnico Inatel Guia das Cidades Digitais

Guia Técnico Inatel Guia das Cidades Digitais Guia Técnico Inatel Guia das Cidades Digitais Módulo 3: VoIP INATEL Competence Center treinamento@inatel.br Tel: (35) 3471-9330 As telecomunicações vêm passando por uma grande revolução, resultante do

Leia mais

Índice Introdução do Vectura SoftSwitch 2 Arquitetura OPT 3 Aspectos Gerais 6 Características 7 SOFTSWITCH Serviços 9 Hardware 11 Software 12

Índice Introdução do Vectura SoftSwitch 2 Arquitetura OPT 3 Aspectos Gerais 6 Características 7 SOFTSWITCH Serviços 9 Hardware 11 Software 12 Índice Introdução do Vectura SoftSwitch 2 Arquitetura OPT 3 Modelo Open Packet Telephony 3 Infra-estrutura da rede 3 Controle de chamadas 4 Serviços 4 Gráfico migração NGN 5 Aspectos Gerais 6 Características

Leia mais

1 Introduc ao 1.1 Hist orico

1 Introduc ao 1.1 Hist orico 1 Introdução 1.1 Histórico Nos últimos 100 anos, o setor de telecomunicações vem passando por diversas transformações. Até os anos 80, cada novo serviço demandava a instalação de uma nova rede. Foi assim

Leia mais

EDGE SWITCH. Vectura Edge Switch representa Controle 17 conceito de comutação inteligente, que Confiabilidade permite 17

EDGE SWITCH. Vectura Edge Switch representa Controle 17 conceito de comutação inteligente, que Confiabilidade permite 17 Índice Outubro/2001 Trópico Sistemas e Telecomunicações da Amazônia Ltda. direitos reservados. As informações constantes deste material estão sujeitas a alterações sem aviso prévio. Introdução Introdução

Leia mais

PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br

PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br CENTRO UNIVERSITÁRIO DE VOLTA REDONDA UniFOA Curso Tecnológico de Redes de Computadores Disciplina: Redes Convergentes II Professor: José Maurício S. Pinheiro

Leia mais

TRÓPICO RA. Introdução 2. Funcionalidades que são fontes de receita para a operadora 3. Usuários residenciais 5

TRÓPICO RA. Introdução 2. Funcionalidades que são fontes de receita para a operadora 3. Usuários residenciais 5 C E N T R A L TRÓPICO RA Introdução 2 Arquitetura evolucionária 2 Funcionalidades que são fontes de receita para a operadora 3 Hotéis, motéis, pousadas e hospitais 3 Bancos, operadoras logísticas e outras

Leia mais

VoIP Peering. Operação, Tecnologia e Modelos de Negócio

VoIP Peering. Operação, Tecnologia e Modelos de Negócio VoIP Peering Operação, Tecnologia e Modelos de Negócio Histórico 2005 2004 2004 2003 2002 2001 2000 1999 1998 1996 1995 1993 Plataformas de Suporte ao Cliente Final Suporte ao protocolo SIP POP em Miami

Leia mais

TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO TELECOMUNICAÇÕES As telecomunicações referem -se à transmissão eletrônica de sinais para as comunicações, incluindo meios como telefone, rádio e televisão. As telecomunicações

Leia mais

Transmissão de Voz em Redes de Dados (VoIP)

Transmissão de Voz em Redes de Dados (VoIP) Transmissão de Voz em Redes de Dados (VoIP) Telefonia Tradicional PBX Telefonia Pública PBX Rede telefônica tradicional usa canais TDM (Time Division Multiplexing) para transporte da voz Uma conexão de

Leia mais

Comparativo de soluções para comunicação unificada

Comparativo de soluções para comunicação unificada Comparativo de soluções para comunicação unificada Bruno Mathies Curso de Redes e Segurança de Sistemas Pontifícia Universidade Católica do Paraná Curitiba, Abril de 2010 Resumo Este artigo tem com objetivo

Leia mais

LGW4000 Labcom Media Gateway. Labcom Media Gateway Apresentação Geral 10/11/2011

LGW4000 Labcom Media Gateway. Labcom Media Gateway Apresentação Geral 10/11/2011 LGW4000 Labcom Media Gateway Labcom Media Gateway Apresentação Geral 10/11/2011 LGW4000 Labcom Media Gateway LGW4000 é um Media Gateway desenvolvido pela Labcom Sistemas que permite a integração entre

Leia mais

:: Telefonia pela Internet

:: Telefonia pela Internet :: Telefonia pela Internet http://www.projetoderedes.com.br/artigos/artigo_telefonia_pela_internet.php José Mauricio Santos Pinheiro em 13/03/2005 O uso da internet para comunicações de voz vem crescendo

Leia mais

VOIP A REVOLUÇÃO NA TELEFONIA

VOIP A REVOLUÇÃO NA TELEFONIA VOIP A REVOLUÇÃO NA TELEFONIA Introdução Saiba como muitas empresas em todo mundo estão conseguindo economizar nas tarifas de ligações interurbanas e internacionais. A História do telefone Banda Larga

Leia mais

Serviços Prestados Infovia Brasília

Serviços Prestados Infovia Brasília Serviços Prestados Infovia Brasília Vanildo Pereira de Figueiredo Brasília, outubro de 2009 Agenda I. INFOVIA Serviços de Voz Softphone e Asterisk INFOVIA MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO INFOVIA MINISTÉRIO

Leia mais

Tecnologias Atuais de Redes

Tecnologias Atuais de Redes Tecnologias Atuais de Redes Aula 5 VoIP Tecnologias Atuais de Redes - VoIP 1 Conteúdo Conceitos e Terminologias Estrutura Softswitch Funcionamento Cenários Simplificados de Comunicação em VoIP Telefonia

Leia mais

IP Communications Platform

IP Communications Platform IP Communications Platform A Promessa de Convergência, Cumprida As comunicações são essenciais para os negócios mas, em última análise, estas são conduzidas a nível pessoal no ambiente de trabalho e por

Leia mais

Redes de Dados e Comunicações. Prof.: Fernando Ascani

Redes de Dados e Comunicações. Prof.: Fernando Ascani Redes de Dados e Comunicações Prof.: Fernando Ascani Redes Wireless / Wi-Fi / IEEE 802.11 Em uma rede wireless, os adaptadores de rede em cada computador convertem os dados digitais para sinais de rádio,

Leia mais

SOBRE A CALLIX. Por Que Vantagens

SOBRE A CALLIX. Por Que Vantagens Callix PABX Virtual SOBRE A CALLIX Por Que Vantagens SOBRE A CALLIX Por Que Vantagens Por Que Callix Foco no seu negócio, enquanto cuidamos da tecnologia do seu Call Center Pioneirismo no mercado de Cloud

Leia mais

A CONVERGÊNCIA DE DADOS E VOZ NA PRÓXIMA GERAÇÃO DE REDES. Eduardo Mayer Fagundes e-mail: eduardo@efagundes.com

A CONVERGÊNCIA DE DADOS E VOZ NA PRÓXIMA GERAÇÃO DE REDES. Eduardo Mayer Fagundes e-mail: eduardo@efagundes.com A CONVERGÊNCIA DE DADOS E VOZ NA PRÓXIMA GERAÇÃO DE REDES Eduardo Mayer Fagundes e-mail: eduardo@efagundes.com Introdução A convergência, atualmente um dos temas mais discutidos na indústria de redes,

Leia mais

REDES CORPORATIVAS. Soluções Avançadas para Comunicação Empresarial

REDES CORPORATIVAS. Soluções Avançadas para Comunicação Empresarial REDES CORPORATIVAS Presente no mercado há 31 anos, a Compugraf atua em vários segmentos da comunicação corporativa, oferecendo serviços e soluções de alta tecnologia, com reconhecida competência em diversos

Leia mais

TELECOMUNICAÇÕES E REDES

TELECOMUNICAÇÕES E REDES TELECOMUNICAÇÕES E REDES 1 OBJETIVOS 1. Quais são as tecnologias utilizadas nos sistemas de telecomunicações? 2. Que meios de transmissão de telecomunicações sua organização deve utilizar? 3. Como sua

Leia mais

EMBRATEL WHITE PAPER

EMBRATEL WHITE PAPER EMBRATEL WHITE PAPER CARRIER ETHERNET Neste artigo, a Embratel destaca a história, arquitetura, princípios e serviços que a solução de Carrier Ethernet possui. A tecnologia Ethernet foi concebida na década

Leia mais

Benefícios da Adoção de. VoIP pelas empresas. Luciano Matsumoto

Benefícios da Adoção de. VoIP pelas empresas. Luciano Matsumoto Benefícios da Adoção de VoIP pelas empresas Luciano Matsumoto Apresentação Luciano Matsumoto Luciano Matsumoto lmatsumoto@tmais.com.br Engenheiro Elétrico c/ ênfase em Telecomunicações pela Escola Politécnica

Leia mais

Sua voz é essencial. As soluções de telefonia OpenScape Enterprise oferecem o poder da voz

Sua voz é essencial. As soluções de telefonia OpenScape Enterprise oferecem o poder da voz Sua voz é essencial As soluções de telefonia OpenScape Enterprise oferecem o poder da voz A voz confiável e de alta qualidade é essencial para a empresa As conversas envolvem interação em tempo real em

Leia mais

ESTUDO DE VIABILIDADE, PROJETO E IMPLANTAÇÃO DE UMA REDE VPN (VIRTUAL PRIVATE NETWORK)

ESTUDO DE VIABILIDADE, PROJETO E IMPLANTAÇÃO DE UMA REDE VPN (VIRTUAL PRIVATE NETWORK) ESTUDO DE VIABILIDADE, PROJETO E IMPLANTAÇÃO DE UMA REDE VPN (VIRTUAL PRIVATE NETWORK) 1. VPN Segundo TANENBAUM (2003), VPNs (Virtual Private Networks) são redes sobrepostas às redes públicas, mas com

Leia mais

CAPÍTULO 13. Conectividade Linhas Privativas Comercias LINHAS PRIVATIVAS COMERCIAIS

CAPÍTULO 13. Conectividade Linhas Privativas Comercias LINHAS PRIVATIVAS COMERCIAIS CAPÍTULO 13 LINHAS PRIVATIVAS COMERCIAIS Todos os serviços de conectividade e comunicação de dados oferecidos por qualquer operadora de telecomunicações, devem terminar nos pontos finais de utilização

Leia mais

Telecomunicações. Prof. André Y. Kusumoto andre_unip@kusumoto.com.br

Telecomunicações. Prof. André Y. Kusumoto andre_unip@kusumoto.com.br Telecomunicações Prof. André Y. Kusumoto andre_unip@kusumoto.com.br Rede de Telefonia Fixa Telefonia pode ser considerada a área do conhecimento que trata da transmissão de voz através de uma rede de telecomunicações.

Leia mais

Telecomunicações, Internet e tecnologia sem fio. slide 1

Telecomunicações, Internet e tecnologia sem fio. slide 1 Telecomunicações, Internet e tecnologia sem fio slide 1 Objetivos de estudo Quais os principais componentes das redes de telecomunicações e quais as principais tecnologias de rede? Quais os principais

Leia mais

Anexo III: Solução de Rede Local - LAN (Local Area Network)

Anexo III: Solução de Rede Local - LAN (Local Area Network) Anexo III: Solução de Rede Local - LAN (Local Area Network) 1. Objeto: 1.1. Contratação de uma Solução de rede de comunicação local (LAN) para interligar diferentes localidades físicas e os segmentos de

Leia mais

Administração de Sistemas de Informação Gerenciais

Administração de Sistemas de Informação Gerenciais Administração de Sistemas de Informação Gerenciais UNIDADE V: Telecomunicações, Internet e Tecnologia Sem Fio. Tendências em Redes e Comunicações No passado, haviam dois tipos de redes: telefônicas e redes

Leia mais

SNPTEE SEMINÁRIO NACIONAL DE PRODUÇÃO E TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA

SNPTEE SEMINÁRIO NACIONAL DE PRODUÇÃO E TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA SNPTEE SEMINÁRIO NACIONAL DE PRODUÇÃO E TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA GTL 05 14 a 17 Outubro de 2007 Rio de Janeiro - RJ GRUPO XIX GRUPO DE ESTUDO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO E TELECOMUNICAÇÃO PARA SISTEMAS

Leia mais

NOTAS DE AULA - TELECOMUNICAÇÕES

NOTAS DE AULA - TELECOMUNICAÇÕES NOTAS DE AULA - TELECOMUNICAÇÕES 1. Conectando a Empresa à Rede As empresas estão se tornando empresas conectadas em redes. A Internet e as redes de tipo Internet dentro da empresa (intranets), entre uma

Leia mais

TETRA + CRITICAL COMMUNICATIONS ASSOCIATION. Paulo Daher Filho, LIG-MÓBILE. Estudo de Caso: TETRA para uma Operadora Privada

TETRA + CRITICAL COMMUNICATIONS ASSOCIATION. Paulo Daher Filho, LIG-MÓBILE. Estudo de Caso: TETRA para uma Operadora Privada TETRA + CRITICAL COMMUNICATIONS ASSOCIATION Paulo Daher Filho, LIG-MÓBILE Estudo de Caso: TETRA para uma Operadora Privada Julho-2012 Objetivo Apresentar a experiência da operadora privada LIG-MÓBILE,

Leia mais

A Sothis é uma empresa provedora de voz e dados com suporte a gestão de economia. para sua empresa. Através da Tecnologia de IP, dispomos de soluções

A Sothis é uma empresa provedora de voz e dados com suporte a gestão de economia. para sua empresa. Através da Tecnologia de IP, dispomos de soluções C O M U N I C A Ç Ã O D I G I T A L A Sothis é uma empresa provedora de voz e dados com suporte a gestão de economia para sua empresa. Através da Tecnologia de IP, dispomos de soluções para o trafego de

Leia mais

Anderson L. S. Moreira

Anderson L. S. Moreira Tecnologia da Informação Aula 9 Telecomunicações e Rede Interconectando a Empresa Anderson L. S. Moreira anderson.moreira@ifpe.edu.br Instituto Federal de Pernambuco Recife PE Esta apresentação está sob

Leia mais

Pedido de Esclarecimento 01 PE 12/2011

Pedido de Esclarecimento 01 PE 12/2011 Pedido de Esclarecimento 01 PE 12/2011 Questionamento 1 : 20.1.1.2 - Sistema de telefonia IP ITEM 04 - Deve ser capaz de se integrar e gerenciar os gateways para localidade remota tipo 1, 2 e 3 e a central

Leia mais

Paulo Daher Filho, LIG-MÓBILE Estudo de Caso de Operadora: Migrando de um Sistema Analógico para o TETRA

Paulo Daher Filho, LIG-MÓBILE Estudo de Caso de Operadora: Migrando de um Sistema Analógico para o TETRA TETRA ASSOCIATION Paulo Daher Filho, LIG-MÓBILE Estudo de Caso de Operadora: Migrando de um Sistema Analógico para o TETRA Objetivo Compartilhar a experiência da LIG-MÓBILE, operadora brasileira de serviços

Leia mais

Fernando Albuquerque - fernando@cic.unb.br REDES LAN - WAN. Fernando Albuquerque (061) 273-3589 fernando@cic.unb.br

Fernando Albuquerque - fernando@cic.unb.br REDES LAN - WAN. Fernando Albuquerque (061) 273-3589 fernando@cic.unb.br REDES LAN - WAN Fernando Albuquerque (061) 273-3589 fernando@cic.unb.br Tópicos Modelos Protocolos OSI e TCP/IP Tipos de redes Redes locais Redes grande abrangência Redes metropolitanas Componentes Repetidores

Leia mais

Prof. Edson Maia Graduado em Web Design e Programação Bacharel e Licenciado em Geografia Especialista em Gestão Ambiental Complementação para

Prof. Edson Maia Graduado em Web Design e Programação Bacharel e Licenciado em Geografia Especialista em Gestão Ambiental Complementação para Prof. Edson Maia Graduado em Web Design e Programação Bacharel e Licenciado em Geografia Especialista em Gestão Ambiental Complementação para Magistério Superior Especialista em Docência para Educação

Leia mais

Série SV8000 UNIVERGE 360. UNIVERGE 360 - Unificando as Comunicações Empresariais

Série SV8000 UNIVERGE 360. UNIVERGE 360 - Unificando as Comunicações Empresariais Série SV8000 UNIVERGE 360 UNIVERGE 360 - Unificando as Comunicações Empresariais Tudo a ver com mudança E estar preparado para ela Com UNIVERGE360 você estabelece a direção. O ambiente de trabalho está

Leia mais

Buscamos sempre a solução mais eficaz, de acordo com o avanço tecnológico dos sistemas de Telecomunicações e Tecnologia da Informação.

Buscamos sempre a solução mais eficaz, de acordo com o avanço tecnológico dos sistemas de Telecomunicações e Tecnologia da Informação. A T7 Solutions Informática e Telecomunicações atua como prestadora de serviços de Infraestrutura de TI e Telecom, com foco no desenvolvimento e implementação de soluções de Infraestrutura, Dados e Voz.

Leia mais

(Versão revista e atualizada do tutorial original publicado em 11/11/2002).

(Versão revista e atualizada do tutorial original publicado em 11/11/2002). ADSL (Speedy, Velox, Turbo) Este tutorial apresenta a tecnologia ADSL (Asymetric Digital Subscriber Line) desenvolvida para prover acesso de dados banda larga a assinantes residenciais ou escritórios através

Leia mais

CONTROLADOR CENTRAL P25 FASE 1 CAPACIDADE MÍNIMA PARA CONTROLAR 5 SITES

CONTROLADOR CENTRAL P25 FASE 1 CAPACIDADE MÍNIMA PARA CONTROLAR 5 SITES CONTROLADOR CENTRAL P25 FASE 1 CAPACIDADE MÍNIMA PARA CONTROLAR 5 SITES O sistema digital de radiocomunicação será constituído pelo Sítio Central, Centro de Despacho (COPOM) e Sítios de Repetição interligados

Leia mais

Evolução na Comunicação de

Evolução na Comunicação de Evolução na Comunicação de Dados Invenção do telégrafo em 1838 Código Morse. 1º Telégrafo Código Morse Evolução na Comunicação de Dados A evolução da comunicação através de sinais elétricos deu origem

Leia mais

A EMPRESA SOLUÇÕES CORPORATIVAS SOLUÇÕES PARA OPERADORAS. Wholesale. Servidores SIP. Flat Fixo Brasil em CLI. IPBX Segurança e economia

A EMPRESA SOLUÇÕES CORPORATIVAS SOLUÇÕES PARA OPERADORAS. Wholesale. Servidores SIP. Flat Fixo Brasil em CLI. IPBX Segurança e economia A EMPRESA A ROTA BRASIL atua no mercado de Tecnologia nos setores de TI e Telecom, buscando sempre proporcionar às melhores e mais adequadas soluções aos seus Clientes. A nossa missão é ser a melhor aliada

Leia mais

INSTITUTO SUPERIOR DE TEOLOGIA APLICADA CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM REDES E SEGURANÇA DE SISTEMAS TELEFONIA IP E VOIP RESUMO

INSTITUTO SUPERIOR DE TEOLOGIA APLICADA CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM REDES E SEGURANÇA DE SISTEMAS TELEFONIA IP E VOIP RESUMO INSTITUTO SUPERIOR DE TEOLOGIA APLICADA CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM REDES E SEGURANÇA DE SISTEMAS TELEFONIA IP E VOIP RESUMO Artigo Científico Curso de Pós-Graduação em Redes e Segurança de Sistemas Instituto

Leia mais

TELECOMUNICAÇÕES E REDES

TELECOMUNICAÇÕES E REDES Capítulo 8 TELECOMUNICAÇÕES E REDES 8.1 2003 by Prentice Hall OBJETIVOS Quais são as tecnologias utilizadas nos sistemas de telecomunicações? Que meios de transmissão de telecomunicações sua organização

Leia mais

PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br

PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br CENTRO UNIVERSITÁRIO DE VOLTA REDONDA UniFOA Curso Tecnológico de Redes de Computadores Disciplina: Redes Convergentes II Professor: José Maurício S. Pinheiro

Leia mais

F n u d n a d ment n os o Vo V I o P Introdução

F n u d n a d ment n os o Vo V I o P Introdução Tecnologia em Redes de Computadores Fundamentos de VoIP Professor: André Sobral e-mail: alsobral@gmail.com Introdução VoIP (Voice over Internet Protocol) A tecnologia VoIP vem sendo largamente utilizada

Leia mais

Apostilas de Eletrônica e Informática SDH Hierarquia DigitaL Síncrona

Apostilas de Eletrônica e Informática SDH Hierarquia DigitaL Síncrona SDH A SDH, Hierarquia Digital Síncrona, é um novo sistema de transmissão digital de alta velocidade, cujo objetivo básico é construir um padrão internacional unificado, diferentemente do contexto PDH,

Leia mais

Prof. Manuel A Rendón M

Prof. Manuel A Rendón M Prof. Manuel A Rendón M Kurose Redes de Computadores e a Internet Uma Abordagem Top-Down 5ª. Edição Pearson Cap.: 1 até 1.2.2 2.1.2 2.1.4 Como funciona uma rede? Existem princípios de orientação e estrutura?

Leia mais

Diretoria de Projetos e Administração de Redes Marcio Patusco Lana Lobo Maio de 2004

Diretoria de Projetos e Administração de Redes Marcio Patusco Lana Lobo Maio de 2004 Diretoria de Projetos e Administração de Redes Marcio Patusco Lana Lobo Maio de 2004 Diretoria de Projetos e Administração de Redes - Marcio Patusco Lana Lobo 1 Conteúdo : Contexto e Conceitos Topologia

Leia mais

Atualmente dedica-se à Teleco e à prestação de serviços de consultoria em telecomunicações.

Atualmente dedica-se à Teleco e à prestação de serviços de consultoria em telecomunicações. O que esperar dos Serviços VoIP Este tutorial tem por objetivo apresentar os principais conceitos dos serviços VoIP e o que se pode obter desses serviços considerando principalmente as características

Leia mais

Este tutorial apresenta os conceitos básicos da Telefonia IP, suas características e aplicações.

Este tutorial apresenta os conceitos básicos da Telefonia IP, suas características e aplicações. Telefonia IP Este tutorial apresenta os conceitos básicos da Telefonia IP, suas características e aplicações. (Versão revista e atualizada do tutorial original publicado em 19/05/2003). Huber Bernal Filho

Leia mais

Administração de Sistemas de Informação I

Administração de Sistemas de Informação I Administração de Sistemas de Informação I Prof. Farinha Aula 03 Telecomunicações Sistemas de Telecomunicações 1 Sistemas de Telecomunicações Consiste de Hardware e Software transmitindo informação (texto,

Leia mais

Planejamento, Projeto e Gerência

Planejamento, Projeto e Gerência Projeção Planejamento Estratégico Planejamento Tático Projeto Prospecção Complexidade Planejamento, Projeto e Gerência Geraldo Robson. Mateus Novas Tecnologias Novos Serviços Novas Aplicações Telecomunicações

Leia mais

H.323: Visual telephone systems and equipment for local area networks which provide a nonguaranteed

H.323: Visual telephone systems and equipment for local area networks which provide a nonguaranteed UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ H.323: Visual telephone systems and equipment for local area networks which provide a nonguaranteed quality of service Resumo para a disciplina de Processamento Digital de

Leia mais

Soluções convergentes em telefonia para sua empresa. Vantagens competitivas na comunicação entre você e seus clientes.

Soluções convergentes em telefonia para sua empresa. Vantagens competitivas na comunicação entre você e seus clientes. Soluções convergentes em telefonia para sua empresa. Vantagens competitivas na comunicação entre você e seus clientes. A revolução na comunicação da sua empresa. mobilidade mobilidade Voz Voz vídeo vídeo

Leia mais

Unidade 1. Conceitos Básicos

Unidade 1. Conceitos Básicos Unidade 1 Conceitos Básicos 11 U1 - Conceitos Básicos Comunicação Protocolo Definição de rede Rede Internet 12 Comunicação de dados Comunicação de dados comunicação de informação em estado binário entre

Leia mais

VIDEOCONFERÊNCIA Edital de Licitação Anexo I Termo de Referência

VIDEOCONFERÊNCIA Edital de Licitação Anexo I Termo de Referência VIDEOCONFERÊNCIA Edital de Licitação Anexo I Termo de Referência Pregão Conjunto nº 27/2007 VIDEOCONFERÊNCIA ANEXO I Termo de Referência Índice 1. Objetivo...3 2. Requisitos técnicos e funcionais...3 2.1.

Leia mais

ADSL. Esta tecnologia é utilizada pelo Speedy da Telefonica, Turbo da Brasil Telecom, Velox da Telemar e Turbonet da GVT.

ADSL. Esta tecnologia é utilizada pelo Speedy da Telefonica, Turbo da Brasil Telecom, Velox da Telemar e Turbonet da GVT. ADSL Este tutorial apresenta a tecnologia ADSL (Asymetric Digital Subscriber Line) desenvolvida para prover acesso de dados banda larga a assinantes residenciais ou escritórios através da rede de pares

Leia mais

APRESENTAÇÃO. Superação dos resultados Inovação Integridade Valorização Humana Melhoria Continua

APRESENTAÇÃO. Superação dos resultados Inovação Integridade Valorização Humana Melhoria Continua APRESENTAÇÃO EMPRESA A LHS Engenharia tem como principal objetivo a prestação de serviços e apoio adequado que garantem soluções eficazes com resultado garantido, durabilidade e excelente relação custo/benefício.

Leia mais

PROPOSTA TÉCNICA COMERCIAL IMPLANTAÇÃO DE REDE FTTH E SERVIÇOS DE ACESSO À INTERNET BANDA LARGA E TELEFONIA

PROPOSTA TÉCNICA COMERCIAL IMPLANTAÇÃO DE REDE FTTH E SERVIÇOS DE ACESSO À INTERNET BANDA LARGA E TELEFONIA PROPOSTA TÉCNICA COMERCIAL IMPLANTAÇÃO DE REDE FTTH E SERVIÇOS DE ACESSO À INTERNET BANDA LARGA E TELEFONIA São Paulo, 09 de junho de 2010. Ao A/C.: Condomínio Colinas do Atibaia Jorge Vicente Lopes da

Leia mais

REDE IP WAVENET INFRA-ESTRUTURA MULTISERVIÇOS IP WIRELESS

REDE IP WAVENET INFRA-ESTRUTURA MULTISERVIÇOS IP WIRELESS REDE IP WAVENET INFRA-ESTRUTURA MULTISERVIÇOS IP WIRELESS TÓPICOS - INTRODUÇÃO - HISTÓRICO - INTERNET PONTO A PONTO - INTERNET PONTO MULTIPONTO - TECNOLOGIA WI-MESH - REDE MULTISERVIÇOS IP - CASOS PRÁTICOS

Leia mais

redes, infraestrutura e telecom

redes, infraestrutura e telecom redes, infraestrutura e telecom Integração de soluções, projetos, implementação e manutenção de redes, infraestrutura de TI e telecom para empresas de grande e médio portes. SERVIÇOS redes, infraestrutura

Leia mais

O VoIP como enabler do desenvolvimento da Rede de Voz da Novis

O VoIP como enabler do desenvolvimento da Rede de Voz da Novis VoIP Coimbra, 16 de Setembro 2005 O VoIP como enabler do desenvolvimento da Rede de Voz da Novis Índice A rede da Novis Transmissão Rede Multi-Serviços O VoIP como tecnologia de Transporte o enabler do

Leia mais

TELEFONIA IP E ANYPBX SISTEMA DE GESTÃO DE CHAMADAS

TELEFONIA IP E ANYPBX SISTEMA DE GESTÃO DE CHAMADAS TELEFONIA IP E ANYPBX SISTEMA DE GESTÃO DE CHAMADAS GANASCIM, R.; FERNANDES, F. N. RESUMO O artigo apresenta um estudo relacionado a tecnologias de voz sobre IP, ou telefonia IP, que tratam do roteamento

Leia mais

Este tutorial apresenta os conceitos básicos da Telefonia IP, suas características e aplicações.

Este tutorial apresenta os conceitos básicos da Telefonia IP, suas características e aplicações. Seção: Tutoriais Banda larga e VOIP Telefonia IP Este tutorial apresenta os conceitos básicos da Telefonia IP, suas características e aplicações. Autor: Huber Bernal Filho Engenheiro de Teleco (MAUÁ 79),

Leia mais

6.3 Tecnologias de Acesso

6.3 Tecnologias de Acesso Capítulo 6.3 6.3 Tecnologias de Acesso 1 Acesso a redes alargadas Acesso por modem da banda de voz (através da Rede Fixa de Telecomunicações) Acesso RDIS (Rede Digital com Integração de Serviços) Acesso

Leia mais

Prof. Luís Rodolfo. Unidade I REDES DE COMPUTADORES E

Prof. Luís Rodolfo. Unidade I REDES DE COMPUTADORES E Prof. Luís Rodolfo Unidade I REDES DE COMPUTADORES E TELECOMUNICAÇÃO C Redes de computadores e telecomunicação Objetivo: apresentar os conceitos iniciais e fundamentais com relação às redes de computadores

Leia mais

PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS

PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS Comunicação total para a sua empresa Alcatel OmniPCX Office VOICE, INT A SOLUÇÃO DE COMUNICAÇÃO PA COM TUDO O QUE VOCÊ PRECISA, EM UM ÚNICO EQUIPAMENTO Como as pessoas apresentadas

Leia mais

CONVERGÊNCIA, VOIP E TRIBUTAÇÃO. Por Leonardo Mussi da Silva

CONVERGÊNCIA, VOIP E TRIBUTAÇÃO. Por Leonardo Mussi da Silva CONVERGÊNCIA, VOIP E TRIBUTAÇÃO Por Leonardo Mussi da Silva Evolução do sistema telefônico como tudo começou 1875 Alexander Graham Bell e Thomas Watson, em projeto dedicado a telegrafia, se depararam com

Leia mais

Soluções de comunicação integrada para telefonia TDM e IP

Soluções de comunicação integrada para telefonia TDM e IP SOPHO is3000 Soluções de comunicação integrada para telefonia TDM e IP Benefícios Soluções de comunicação híbrida para telefonia TDM e IP Convergência de voz e dados em uma plataforma de alto desempenho

Leia mais

OKTOR APRESENTAÇÃO DOS PRODUTOS OKTOR

OKTOR APRESENTAÇÃO DOS PRODUTOS OKTOR OKTOR APRESENTAÇÃO DOS PRODUTOS OKTOR fevereiro/2011 ÍNDICE 1 INTRODUÇÃO... 3 2 QUEM SOMOS?... 4 3 PRODUTOS... 5 3.1 SMS... 6 3.2 VOZ... 8 3.3 INFRAESTRUTURA... 12 3.4 CONSULTORIA... 14 4 SUPORTE... 14

Leia mais

Gerenciamento de Redes

Gerenciamento de Redes Gerenciamento de Redes As redes de computadores atuais são compostas por uma grande variedade de dispositivos que devem se comunicar e compartilhar recursos. Na maioria dos casos, a eficiência dos serviços

Leia mais

Revisão de Literatura

Revisão de Literatura Revisão de Literatura VoIP é um conjunto de tecnologias que usa a Internet ou as redes IP privadas para a comunicação de Voz, substituindo ou complementando os sistemas de telefonia convencionais. A telefonia

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA JÚLIO DE MESQUITA FILHO

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA JÚLIO DE MESQUITA FILHO FÓRUM TÉCNICO CONSULTIVO TELEFONIA IP Carlos José Rosa Coletti AI Reitoria Lazaro Geraldo Calestini Rio Claro Tatiana Pinheiro de Brito IA São Paulo Valmir Dotta FCLAr - CSTI Walter Matheos Junior IFT

Leia mais

Alternativas de aplicação do serviço GPRS da rede celular GSM em telemetria pela Internet

Alternativas de aplicação do serviço GPRS da rede celular GSM em telemetria pela Internet Alternativas de aplicação do serviço GPRS da rede celular GSM em telemetria pela Internet Marcos R. Dillenburg Gerente de P&D da Novus Produtos Eletrônicos Ltda. (dillen@novus.com.br) As aplicações de

Leia mais

ACCESSNET -T IP Técnica do sistema TETRA da Hytera. www.hytera.de

ACCESSNET -T IP Técnica do sistema TETRA da Hytera. www.hytera.de Técnica do sistema TETRA da Hytera é a solução abrangente e eficiente para todas as aplicações em transmissão móvel profissional. www.hytera.de Num piscar de olhos Para comunicação TETRA profissional TETRA

Leia mais

Primeiro Técnico TIPOS DE CONEXÃO, BANDA ESTREITA E BANDA LARGA

Primeiro Técnico TIPOS DE CONEXÃO, BANDA ESTREITA E BANDA LARGA Primeiro Técnico TIPOS DE CONEXÃO, BANDA ESTREITA E BANDA LARGA 1 Banda Estreita A conexão de banda estreita ou conhecida como linha discada disponibiliza ao usuário acesso a internet a baixas velocidades,

Leia mais

Tecnologias de Banda Larga

Tecnologias de Banda Larga Banda Larga Banda larga é uma comunicação de dados em alta velocidade. Possui diversas tecnologia associadas a ela. Entre essas tecnologias as mais conhecidas são a ADSL, ISDN, e o Cable Modem. Essas tecnologias

Leia mais

ANEXO TR QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL

ANEXO TR QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL ANEXO TR QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL REQUISITOS MÍNIMOS DE QUALIFICAÇÃO TÉCNICA DOS PROFISSIONAIS QUE DEVERÃO COMPOR AS EQUIPES TÉCNICAS PREVISTAS NESSA CONTRATAÇÃO PARA AMBOS OS LOTES. QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL

Leia mais

Plataforma Sentinela

Plataforma Sentinela Plataforma Sentinela A plataforma completa para segurança corporativa A plataforma Sentinela é a mais completa plataforma para monitoramento e interceptação em tempo real, gravação e bilhetagem de chamadas

Leia mais

Soluções de Voz. Otimize os serviços de comunicações e os custos de telefônia com nossas soluções integradas de voz.

Soluções de Voz. Otimize os serviços de comunicações e os custos de telefônia com nossas soluções integradas de voz. Nossas Soluções Soluções de Voz Otimize os serviços de comunicações e os custos de telefônia com nossas soluções integradas de voz. lâmina_option_voz.indd 1 10/30/13 2:47 PM Soluções de Voz Soluções Integradas

Leia mais

Introdução ao Subsistema Multimídia IP (IMS) Conceitos básicos de IMS e terminologia

Introdução ao Subsistema Multimídia IP (IMS) Conceitos básicos de IMS e terminologia Introdução ao Subsistema Multimídia IP (IMS) Conceitos básicos de IMS e terminologia Introdução Formalmente, o IP Multimedia Subsystem (IMS) é definido como:... um novo 'domínio' principal da rede (ou

Leia mais

Estrutura de um Rede de Comunicações. Redes e Sistemas Distribuídos. Tarefas realizadas pelo sistema de comunicação. Redes de comunicação de dados

Estrutura de um Rede de Comunicações. Redes e Sistemas Distribuídos. Tarefas realizadas pelo sistema de comunicação. Redes de comunicação de dados Estrutura de um Rede de Comunicações Profa.. Cristina Moreira Nunes Tarefas realizadas pelo sistema de comunicação Utilização do sistema de transmissão Geração de sinal Sincronização Formatação das mensagens

Leia mais

A utilização das redes na disseminação das informações

A utilização das redes na disseminação das informações Internet, Internet2, Intranet e Extranet 17/03/15 PSI - Profº Wilker Bueno 1 Internet: A destruição as guerras trazem avanços tecnológicos em velocidade astronômica, foi assim também com nossa internet

Leia mais

UNIDADE II. Fonte: SGC Estácio e Marco Filippetti

UNIDADE II. Fonte: SGC Estácio e Marco Filippetti UNIDADE II Metro Ethernet Fonte: SGC Estácio e Marco Filippetti Metro Ethernet é um modo de utilizar redes Ethernet em áreas Metropolitanas e geograficamente distribuídas. Esse conceito surgiu pois, de

Leia mais

Universidade Federal do Acre. Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas

Universidade Federal do Acre. Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas Universidade Federal do Acre Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas Universidade Federal do Acre Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas Pós-graduação Lato Sensu em Desenvolvimento de Software e Infraestrutura

Leia mais

INFRA-ESTRUTURA COMUM PARA PROVEDORES DE SERVIÇOS E EMPRESAS. Eduardo Mayer Fagundes e-mail: eduardo@efagundes.com

INFRA-ESTRUTURA COMUM PARA PROVEDORES DE SERVIÇOS E EMPRESAS. Eduardo Mayer Fagundes e-mail: eduardo@efagundes.com INFRA-ESTRUTURA COMUM PARA PROVEDORES DE SERVIÇOS E EMPRESAS Eduardo Mayer Fagundes e-mail: eduardo@efagundes.com No passado, os provedores de serviços de telecomunicações projetavam, implementavam e operavam

Leia mais

ESCLARECIMENTO Nº 02 Segue abaixo, solicitações formuladas por empresas participantes da licitação supra e as respectivas respostas de FURNAS:

ESCLARECIMENTO Nº 02 Segue abaixo, solicitações formuladas por empresas participantes da licitação supra e as respectivas respostas de FURNAS: ESCLARECIMENTO Nº 02 Segue abaixo, solicitações formuladas por empresas participantes da licitação supra e as respectivas respostas de FURNAS: 1. Pergunta: Item 7.1. do Edital: O PROPONENTE poderá inspecionar

Leia mais

HTVix HA 211. Entrada de alimentação 12VDC / 500mA (Positivo no centro)

HTVix HA 211. Entrada de alimentação 12VDC / 500mA (Positivo no centro) 1 HTVix HA 211 1. Interfaces Entrada de alimentação 12VDC / 500mA (Positivo no centro) Conector RJ11 para conexão de aparelho telefônico analógico ou o adaptador para telefone e rede de telefonia convencional

Leia mais

Tecnologia ao seu dispor

Tecnologia ao seu dispor Tecnologia ao seu dispor EVOLUÇÃO DA ACTIVIDADE 1987 Janeiro Fundação como empresa de prestação de serviços na área da electrónica e Centro de Assistência Técnica para o Sul do País de um fabricante de

Leia mais

SNPTEE SEMINÁRIO NACIONAL DE PRODUÇÃO E TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA

SNPTEE SEMINÁRIO NACIONAL DE PRODUÇÃO E TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA SNPTEE SEMINÁRIO NACIONAL DE PRODUÇÃO E TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA GTL08 14 a 17 Outubro de 2007 Rio de Janeiro - RJ GRUPO XVI GRUPO DE ESTUDO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO E TELECOMUNICAÇÕES PARA SISTEMAS

Leia mais

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA 1. OBJETO A presente licitação tem como objeto a contratação de empresa, especializada e devidamente autorizada pela ANATEL - Agência Nacional de Telecomunicações, prestadora

Leia mais

A EMPRESA. A Future Technology é uma divisão da Do Carmo voltada para o mercado de soluções em tecnologia.

A EMPRESA. A Future Technology é uma divisão da Do Carmo voltada para o mercado de soluções em tecnologia. A EMPRESA A Future Technology é uma divisão da Do Carmo voltada para o mercado de soluções em tecnologia. A experiência da Future Technology nas diversas áreas de TI disponibiliza aos mercados público

Leia mais