2ª Rodada. Dados do Coordenador do Projeto Evertton Freitas de Almeida CPF: Empresa de Vínculo do Coordenador do Projeto

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "2ª Rodada. Dados do Coordenador do Projeto Evertton Freitas de Almeida CPF: 79114571587. Empresa de Vínculo do Coordenador do Projeto"

Transcrição

1 PAPPE - Subvenção Econômica Nº PROTOCOLO Pedido Nº 7147/2012 Coordenador do Projeto: Titulação Máxima Bacharelado Situação de Adimplência com a FAPESB: 2ª Rodada Dados do Coordenador do Projeto Evertton Freitas de Almeida CPF: Ano de Conclusão Telefone Celular (71) (71) m.br Adimplente Tipo de Vínculo com a Instituição: Sócio-Diretor Empresa do Coordenador do Projeto IE Tecnologia Ltda - Me Natureza: CNPJ: / Empresa de Vínculo do Coordenador do Projeto Endereço: Av. Tancredo Neves, Edf. Guimarães Trade, Sala 1611 Complemento: Bairro: Cidade: Estado: Caminho das Árvores Telefone: Fax: EMPRESA - INSTITUIÇÕES PRIVADAS (EIP) Salvador BA Cargo do Coord. do Projeto na Empresa: CEP: Sócio Porte da Empresa: Micro Faturamento / Equipe da Empresa Faturamento Faturamento no Ano de 2011 em R$: Projeção do Faturamento da Empresa para o ano de 2012 em R$: Dados da Empresa Profissionais Nível Básico: Fundamental: 0 Médio: 0 Nº Total de Empregados Nível Básico: 0 Profissionais Nível Superior: Doutores: 1 Mestres: 2 05/10/ :38:37 PM Página 1 de 23

2 Faturamento / Equipe da Empresa Especialistas: 2 Graduados : 1 Graduandos : 0 Nº Total de Empregados Nível Superior: 6 Nº Total de Empregados: 6 Data de Fundação da Empresa : 01/06/2010 Caractéristicas Inovadoras da Empresa: Descreve o histórico da empresa quanto a projetos de inovação tecnológica implementados, demais projetos relevantes, formação da equipe de funcionários, infraestrutura da empresa, e demais informações relevantes sobre a empresa. A IE Tecnologia possui foco no desenvolvimento de soluções customizadas para cidades inteligentes. A empresa está localizada no centro financeiro de Salvador, na avenida Tancredo Neves, onde tem fácil relacionamento com outras empresas de tecnologia. Em sua sede, existe uma estrutura completa de rede wireless que oferece acesso a internet em alta velocidade. O parque de máquinas inclui 1 servidor, 4 estações de trabalho, 6 notebooks, 1 switch, monitoramento via camera IP, além de uma plataforma de software diversificada, contando com plataformas Linux (Unix-Like), Windows, Mac e plataformas móveis baseadas em Android e ios. No que se refere aos recursos humanos, possui na equipe de sócios e consultores um histórico diversificado na concepção e execução de projetos de inovação bem sucedidos, até mesmo em nível internacional. Como pode ser verificado nos currículos dos sócios em anexo, há uma larga e variada experiência em projetos de empresas de todo o porte, desde a recém criada e já largamente premiada Softwell Solutions, como as consolidadas INTS, Steriplus, Petrobras, Embratel e Oi. A base de clientes é formada por empresas da iniciativa iniciativa privada, como o INTS - Instituto Nacional de Amparo à Pesquisa, Tecnologia, Inovação e Saúde, que fornecem serviços para entidades do estado. Dentre outros clientes, é possível citar a Softwell Solutions, a empresa brasileira de TI mais premiada dos últimos anos, e a Prefeitura Municipal de Salvador. Ciente do constante crescimento da população e das cidades, a IE entende a rede complexa de pessoas, serviços e infraestrutura operada pelos líderes municipais, e busca maneiras eficientes para analisar dados, antecipar problemas e coordenar recursos. De acordo com o Professor Dr. Carlos Leite, especialista na área e autor do livro Cidades Sustentáveis, Cidades Inteligentes, as cidades são o grande desafio estratégico neste momento. Se elas adoecem, o planeta torna-se insustentável. Como qualquer inovação grandiosa, complexa e custosa, inerentes às grandes metrópoles, espera-se extrair inovações menores e mais acessíveis a fim de aplicar em outros territórios. É desta maneira que a IE possui o compromisso para com a gestão inteligente dos territórios, incentivando o uso de tecnologias verdes e softwares inovadores. A atuação da IE está subdividida em 5 áreas, conforme detalhamento a seguir. Educação: construção de sistemas educacionais integrados, usando técnicas de computação em nuvem. Desta forma, um aluno de ensino fundamental da periferia de Salvador pode estudar geografia com os mesmos recursos interativos de animação 3D e de histórias contadas que seus colegas em uma renomada escola em São Paulo. Saúde: ferramentas de integração de informações em sistemas clínicos, com foco em assistência médica, prestando atendimento de qualidade a pacientes, promovendo o desempenho organizacional e conquistando, médio e longo prazo, mais avanços médicos. Mobilidade: soluções que visam analisar e minimizar problemas decorrentes dos sistemas de tráfego, sobretudo os congestionamentos, visando reverter os seus impactos negativos e melhorar as cidades, a economia e a vida cotidiana. Acessibilidade: fornecer acesso da população a serviços públicos de forma integrada, rápida e digital, como já é oferecido com o SAC - Serviço de Atendimento ao Cidadão, exemplo referência. Segurança pública: análise, visualização e modelagem por computação, a fim de tornar os sistemas de segurança pública mais inteligentes. A iniciativa visa promover uma mudança, cuja premissa é previnir e 05/10/ :38:37 PM Página 2 de 23

3 evitar eventos, ao invés de respondê-los. Sendo assim, a IE busca o que há de mais inovador para desenvolver projetos que visem a sustentabilidade e a melhoria da qualidade de vida do cidadão, conforme Plano Plurianual Participativo do Governo do Estado da Bahia. A experiência dos sócios inclui a concepção e execução de projetos contemplados pela FAPESB, como o Maker Mobile, concluído com sucesso e lançado no mercado nacional em 2011, o Runner, aprovado pela FINEP (em curso), no PRIME, já concluído e em 2010 vencendo o Prêmio FINEP de Inovação na categoria nacional, pequena empresa. Especificamente na área de saúde, boas experiências foram vivenciadas pelos sócios como o projeto Saúde Digital (ganhador do premio e-gov 2011), consultoria e participação em projetos do Centro de Referência de Informática em Saúde (CRIS) da Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS) e a participação na fundação e conselho do Instituto Nacional de Tecnologia e Saúde (INTS). Na área acadêmica podemos destacar a formação de seus membros, compondo um grupo multidisciplinar, formado pelos perfis: - Cientista da Computação; - Engenheiro Eletricista; - Comunicação Social, - Odontólogo. Além da formação básica os profissionais procuram contínuo aperfeiçoamento em instituições de ponta como a FGV, UFBA, ESPM, UEFS, UNIFACS e a renomada Harvard University. A empresa vem se aproximando de parcerias com universidades e conselhos regionais das classes envolvidas, visando apoiar projetos de pesquisa que tenham aplicabilidade na área de saúde. Podemos citar como exemplos de pesquisa aplicada: otimização de busca, interação medicamentosa, análise combinatória, etc. O processo e a gestão da inovação é levada a sério pela empresa que conta com assessoria especializada nesta área. A consultoria é prestada pela Brain (Brasil Inovação), na qual um dos sócios da empresa, teve participação direta na implementação de sua plataforma de gestão da inovação. Por todas estas razões, a IE obteve em 2011 um faturamento próximo a 450 mil reais, um valor expressivo para uma empresa criada em Para o ano de 2012, a empresa espera dobrar este valor, chegando a aproximadamente 900 mil reais, confirmando as metas de crescimento exponencial. Dados do Projeto Titulo do Projeto: PLATAFORMA INTEGRADA DE PRESCRIÇÃO MÉDICA Prazo de execução do projeto(em meses): 12 Area: Ciências Exatas e da Terra Inovação Proposta: Serviço Terra Sub-área: Tecnologia de Informação e Comunicação Tema: Nanotecnologia, semicondutores e tecnologias da informação e comunicação; Palavras Chaves Informática Biomédica / Emissão de Receitas e Atestados / Segurança da Informação / Tecnologias da Resumo do Projeto Este projeto propõe o desenvolvimento de um sistema computacional que visa estruturar o processo de prescrição de receitas e atestados. Por meio de uma arquitetura na nuvem, o acesso online permitirá uma base única que abrange desde a indicação do medicamento por parte do médico, passando pela solicitação na farmácia, até o controle por parte dos órgãos responsáveis, no que diz respeito às substâncias comercializadas. O sistema proporciona um controle de atestados e receituários médicos para uso comum em consultórios e hospitais, a fim de melhorar a emissão desses referidos documentos de saúde, bem como garantir maior segurança aos profissionais de saúde, pacientes e usuários diversos. Ciente da relevância, do potencial de extensão e do valor agregado das informações trafegadas, o Sistema de Gestão prevê a integração com diversos agentes do setor, como universidades, laboratórios farmacêuticos, conselhos regionais e federal, governos estaduais e o próprio Ministério da Saúde. Cada um destes possui necessidades específicas de informação, as quais serão atendidas e apresentadas na respectiva interface de usuário. 05/10/ :38:37 PM Página 3 de 23

4 Dados do Projeto O controle proporcionado pela iniciativa visa o ganho geral no que diz respeito à segurança e confiabilidade de tudo aquilo que está sendo prescrito e para onde é direcionado. De forma geral, os agentes do setor poderão acompanhar o processo completo do medicamento: para qual estabelecimento foi direcionado, que paciente comprou e fora receitado por qual profissional. De acordo com a investigação realizada, outras soluções estudadas apresentam uma abordagem que caracterizam um sistema de automação das atividades do centro de saúde, com foco maior no cadastro de informações as quais serão somente utilizadas pelos próprios colaboradores da instituição. O sistema proposto é o primeiro no Brasil a integrar o fluxo de emissão de atestados e receitas médicas, englobando todo o processo de prescrição e rastreabilidade. Município(s) da Bahia onde será realizado o projeto: Salvador CNAE Classificação Nacional de Atividades Econômicas - CNAE - Seção: J INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO - Divisão: 62 ATIVIDADES DOS SERVIÇOS DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO - Grupo: 620 ATIVIDADES DOS SERVIÇOS DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO - Classe: DESENVOLVIMENTO DE PROGRAMAS DE COMPUTADOR SOB ENCOMENDA - Subclasse: /00 DESENVOLVIMENTO DE PROGRAMAS DE COMPUTADOR SOB ENCOMENDA Dados Adicionais do Projeto Objetivo Geral Sintetizar a finalidade geral do projeto. O objetivo geral deste projeto é o desenvolvimento de uma ferramenta computacional que ofereça um controle de emissão de receituários e atestados, visando uma integração em contexto nacional. O processo será documentado, desde a prescrição até a compra, promovendo um meio rápido e seguro, acessível por uma variedade de interfaces, web e móveis. Órgãos governamentais, instituições privadas e profissionais de saúde, farmácias e a sociedade civil de uma forma geral serão os grandes beneficiados. Objetivos Específicos Desdobrar o objetivo geral em finalidades de caráter mais específico, os quais serão as metas a serem alcançadas no Como objetivos específicos projeto deste projeto, podem ser destacados a construção de uma ferramenta computacional para prescrição de receituários e atestados que permita: 1. Catalogar e oferecer uma busca inteligente dos códigos da Classificação Internacional de Doenças, medicamentos e alergias, considerados imprescindíveis para criar uma base única para a criação e consulta das receitas. 2. Permitir que os profissionais de saúde tenham acesso imediato, no momento da prescrição, de todas as interações medicamentosas, resultantes desta prescrição. 3. Planejar e implementar uma estrutura escalável e segura para a hospedagem das informações. 4. Gerar receitas e atestados por meio de um cadastro prévio do profissional de saúde, das instituições às quais se encontra associado e do paciente. 5. Promover uma relação direta entre pacientes e empresas, permitindo a validação de atestados. 6. Operar em todas as interfaces e plataformas. Justificativa Demonstrar a relevância do projeto, evidenciando como os resultados previstos justificam a sua execução O controle de emissão eletrônica de receituários e atestados se encontra em estágio avançado em outros países. Nos EstadosUnidos, por exemplo, de acordo com o Guia de Prescrição Eletrônica - do inglês Clinicians Guide to e- Prescribing - a prática vem se tornando padrão, aplicada por cerca de um terço de profissionais em atividade. Até o final de 2010, este número representava mais de mais de 230 mil, além de uma uma integração de mais de 90% das farmácias, aproximadamente 63 mil nos EUA segundo a Cegedim, empresa multinacional especializada em tecnologia para saúde. No Brasil, o cenário se encontra em uma situação crítica, sobretudo no que diz respeito à venda fraudulenta de medicamentos. Em Agosto de 2011, o Ministério Publico Federal realizou uma operação para investigar fraudes no Programa Farmácia Popular, vinculado ao Ministério da Saúde, em 35 cidades do estado de São Paulo. O esquema envolvia o registro de vendas inexistentes de remédios, com uso de receitas e dados falsos de pacientes, para obter verba do governo federal pelo "ressarcimento" de remédios não vendidos. Em Ribeirão Preto, sete farmácias foram notificadas e terão de apresentar documentos para comprovar a venda. A investigação teve início na região depois do registro de fraudes em seis drogarias de Franca, no ano 05/10/ :38:38 PM Página 4 de 23

5 passado, com prejuízos de até R$ 2,7 milhões. Além disso, as empresas ainda carecem de mecanismos que assegurem a autenticidade dos atestados recebidos. Conforme referência de um portal de notícias das Organizações Globo, foi verificado que uma empresa do estado da Bahia, recebeu em um ano mais de 6 mil atestados médicos, que representaram 19 mil dias de funcionários afastados. Segundo o empregador, muitos documentos estavam adulterados. Segundo o Conselho Regional de Medicina do estado (CREMEB), são cerca de 15 denúncias de atestados falsos todo mês. O empresário Antônio Perovano, que tem uma empresa que presta serviços de conservação, disse que, em 2011, teve um prejuízo de R$ 800 mil. Uma vez aplicando este controle, será possível intimidar a emissão de documentos falsificados, refletindo no aumento da produtividade. Os aspectos mencionados anteriormente vêm para reforçar os diversos benefícios a serem alcançados com a implantação do sistema, conforme detalhamento a seguir. Para o paciente, destaca-se o armazenamento em formato de histórico de todas as informações prescritas durante a vida; garante também a receita legível, evitando interpretações errôneas ou trocas de medicamentos; armazenará todos os antecedentes de alergias medicamentosas, impedindo prescrições de drogas potencialmente fatais ao paciente; acabará com a necessidade de portar papeis, evitando perdas ou extravios de receitas e atestados, bem como a necessidade de retorno ao consultório para renovação de receitas de medicamentos de uso crônico e regular. O sistema trará benefícios também para o profissional de saúde, uma vez que garantirá total controle nas emissões de receitas e atestados médicos, impossibilitando falsificações; garantirá o controle das receitas de medicamentos entorpecentes; reduzirá custos com impressão e insumos de materiais de escritório por se tratar de um sistema informatizado e evitará a prescrição de medicamentos alérgicos aos pacientes. Para o farmacêutico, o sistema põe um fim na dificuldade de interpretação da caligrafia dos profissionais de saúde, além de garantir controle das drogas prescritas e vendidas. Para a indústria farmacêutica e laboratórios a plataforma possibilitará um completo rastreamento do medicamento desde a sua fabricação até o consumo do usuário final. Este conceito tão importante de rastreabilidade é hoje bem limitado dependendo de alguns processos manuais nas farmácias (escaneamento das receitas), não se mostrando eficiente e confiável. Por fim, foram identificados benefícios para órgãos públicos e fiscalizadores, pois proporcionará acesso a todos os bancos de dados de prescrições e atestados médicos de todo território nacional, discriminando profissionais prescritores, drogas mais prescritas e vendidas, além da associação entre medicamentos e doenças através do Código Internacional de Doenças, divulgado pela Organização Mundial de Saúde. Metodologia Descrever a metodologia a ser adotada para execução do projeto, evidenciando a maneira que a inovação será desenvolvida para alcançar os objetivos Segue abaixo a metodologia para a execução deste projeto. Vale ressaltar que cada aspecto macro tem por finalidade apontar de que forma serão alcançados um ou mais objetivos previstos. 1. Investigação do estado da arte dos temas envolvidos Apesar do planejamento previamente traçado, naturalmente surgirão novas investigações, uma vez que a área de saúde se encontra em constante mudança, com novas tecnologias a agregar e novas necessidades a sanar, por parte dos usuários. Para tanto, será realizado um levantamento por meio de artigos técnicos e documentação especializada para a construção deste projeto, mapeando as técnicas mais recentes de: sistemas de prescrição eletrônica; sistemas distribuídos; segurança para arquitetura em nuvem; algoritmos de encriptação de dados médicos. Ainda na fase de investigação será necessário realizar também um levantamento da lista da Classificação Internacional de Doenças - CID - divulgada pela Organização Mundial de Saúde, cuja finalidade é padronizar a identificação de doenças e outros problemas relacionados, fornecendo códigos de uma grande variedade de sinais, sintomas, aspectos anormais, queixas, circunstâncias sociais e causas externas para ferimentos ou doenças. Com esta catalogação, o sistema oferecerá um mecanismo que tem por finalidade facilitar a busca pelo CID adequado, agilizando a ação e minimizando o risco de uma inclusão errônea, muitas vezes baseada na memória do profissional. Esta fase visa também catalogar uma lista de medicamentos comercializados, divididos por classe medicamentosa, com informações adicionais acerca do medicamento (utilidade, substância ativa). Esta é uma forma de prover ao médico opções de prescrição, proporcionando aos pacientes, inclusive, opções de compra de baixo custo, como no caso dos genéricos. 05/10/ :38:38 PM Página 5 de 23

6 Com base na investigação realizada, uma das funcionalidades mais inovadoras no sistema é a listagem das alergias do paciente e o seu histórico de tratamento. Ao prescrever um novo medicamento, o sistema fará um mapeamento do quadro alérgico, alertando ao profissional os medicamentos não recomendados. Esta é uma forma de oferecer um tratamento mais adequado e seguro. 2. Planejamento da infraestrutura Considerando os dois momentos de utilização do sistema, serão planejadas e construídas duas infraestruturas para hospedagem do sistema, ambas baseadas no conceito de computação na nuvem. Na primeira, o foco será o desenvolvimento da solução. Para tanto, será disponibilizado um servidor único hospedado na IE, com todos os serviços incluídos, sendo estes o servidor de aplicação e a base de dados integrada. Esta estrutura reduzida é suficiente para a implementação e os testes, os quais ocorrerão durante toda a implementação. No momento em que o sistema estiver homologado, estará pronta também a segunda versão da infraestrutura, composta por um servidor virtualizado em datacenter, com o servidor de aplicação, a base de informações gerais (CIDs, medicamentos e alergias) e a base de dados dos agentes do setor (instituições, profissionais, pacientes, dentre outros). Outra informação importante de planejamento é a estrutura escalável para a hospedagem das informações, uma vez que o sistema online realizará transações usando grande quantidade de informações, consideradas críticas, em tempo real. Por esta razão, outro conceito aplicado será o de Alta Disponibilidade, baseada no espelhamento de todas as informações em outro local físico, minimizando os riscos de interrupção em caso de falhas. Por fim, serão traçadas as estratégias para backup do sistema e dos dados. Vale ressaltar que, pelo fato de que consumirá mais tempo, recursos do projeto e demandará testes com grandes massas de dados reais, esta infraestrutura será desenvolvida aos poucos, enquanto já existe a primeira, a qual é menor e suficiente para abarcar as atividades previstas para o desenvolvimento do sistema. 3. Implementação do sistema Uma vez que se trata de um desenvolvimento cujo cliente é parte da própria equipe, optou-se por aplicar conceitos de metodologias ágeis para a construção do sistema. Vale ressaltar que os profissionais envolvidos na implementação já possuem conhecimentos em P, TDD e principalmente Scrum, metodologias amplamente utilizadas para gestão e desenvolvimento de projetos de software com foco em funcionalidade, orientados a testes e baseados em contínua geração de novas versões. À parte dos diversos jargões que caracterizam as metodologias adotadas, a implementação do sistema compreende a construção de quatro documentos. O sumário descritivo é um documento de aproximadamente uma página que tem por finalidade explicar em alto nível a finalidade e o funcionamento do sistema. Uma das suas características é o poder de síntese e riqueza de detalhes, uma vez que o que estiver escrito deverá ser de conhecimento de toda a equipe, seja para nortear, seja para interceder no desenvolvimento que do que não estava previsto. A listagem de funcionalidades é construída com base no sumário descritivo. Em uma breve reunião, são enumeradas as funcionalidades que devem ser implementadas, ainda em nivel macro. Em seguida, as funcionalidades são subdivididas em atividades menores, em uma visão mais técnica, como por exemplo implementar interface de cadastro de médicos ou implementar ação de edição de uma receita. Cada atividade terá um responsável, as horas necessárias, baseando-se no nível de dificuldade para implementação de cada uma, e a data de conclusão, com base na ordem de implementação e na relação de interdependência das demais. Vale ressaltar que a expertise do profissional é fundamental para a sua escolha na implementação de uma ou outra atividade. A fim de evitar gargalos no desenvolvimento, está previsto o planejamento modularizado do sistema, de modo que cada parte funcione interdependentemente. A prototipação é outra técnica que visa projetar as telas do sistema e simular os caminhos do sistema, como um croquis de uma obra. Além de funcionar como uma poderosa documentação para apresentar a um leigo como um cliente ou um especialista do negócio, servirá também para a reutilização no guia do usuário. Outro benefício da prototipação é a possibilidade de revisar novamente as funcionalidades, minimizando a ocorrência de implementações não previstas. O diagrama entidade-relacionamento - DER - é um modelo que descreve, com alto nível de abstração, o 05/10/ :38:38 PM Página 6 de 23

7 banco de dados de um sistema. Trata-se de um documento importante para a construção das telas do sistema e, associado ao dicionário de dados do DER, torna-se uma ferramenta útil para discussão. Pelo fato de serem breves e de fácil construção e entendimento, os quatro documentos mencionados acima serão reutilizados para a construção do guia de usuário do sistema. Em seguida, ocorre o processo de codificação. Com base nas prioridades traçadas na lista de funcionalidades, nos protótipos de tela projetados e no diagrama do banco de dados, são construídas inicialmente as telas de cadastro do sistema, sendo as principais médico, instituição (clínica/hospital), paciente, receita, alergia, medicamento, CID e atestado. Conforme expresso anteriormente, estas informações poderão ser manipuladas através um painel de controle acessado pelo usuário pertinente. Após a construção das telas principais e auxiliares, serão desenvolvidas as regras de negócio, como por exemplo promover uma associação direta entre os pacientes e as empresas, permitindo a análise da veracidade dos atestados entregues pelos seus colaboradores, visando o aumento da produtividade. O mesmo ocorrerá na relação da receita entre médico e farmácia, uma vez que, no mesmo documento (receita), cada um preencherá os atributos que lhes cabe. Em seguida, serão desenvolvidos os perfis de usuário, considerando o que cada um pode consultar, inserir, editar e excluir. Desta maneira, os médicos terão uma interface diferente de clínica, farmácia, conselho e assim por diante. Por fim, serão desenvolvidos relatórios para impressão e gráficos para visualização de informações, considerando as necessidades de cada perfil, mencionados anteriormente neste documento. 4. Suporte à portabilidade No momento em que fase 3 estiver concluída, o sistema já poderá ser acessado por meio do navegador. De qualquer maneira, conforme explicitado nos objetivos, a facilidade de uso deverá ser levada também aos dispositivos móveis, como se fossem uma única ferramenta. Sendo assim, nesta fase serão implementadas as versões da aplicação para os sistemas operacionais para Android, ios e Windows Phone. Para cada um destes modelos, será construída a documentação, incluindo seus respectivos planejamentos. 5. Testes, implantação e homologação Apesar de que estão previstos testes para funcionalidade construída, existe também o momento de testar toda a solução de forma integrada, após a conclusão dos esforços dos tópicos 3 e 4. Isto ocorrerá para verificar inclusive o comportamento da aplicação na segunda infraestrutura, mencionada no tópico 2. Após a execução de todas as provas em laboratório, será o momento da utilização por parte de usuários reais (clínicas, médicos e farmacêuticos) em uma versão beta. Ainda sim, haverá o período de observação e envio de feedbacks, até que o produto seja disponibilizado para toda a comunidade. Impactos Previstos 05/10/ :38:38 PM Página 7 de 23

8 Impacto Tecnológico Impactos Previstos Apresentar os impactos tecnológicos gerados com o desenvolvimento do projeto em produtos, processo ou serviço (patentes, registro de softwares, registro de marcas, indicações geográficas etc) e as aplicações futuras a partir deste projeto. O sistema caracteriza-se por organizar o processo de emissão de receitas e atestados, promovendo um ambiente benéfico para todos os envolvidos, destes as instituições até o paciente. O processo realizado na sua maioria de forma manual, será substituído por uma estrutura integradora, composta pelos módulos de manutenção de entidades principais (médico, clínica, paciente e prescrição), emissão e acompanhamento de receitas, emissão e acompanhamento de atestados e relatórios, gestão de relatórios e gráficos e permissões de grupos e usuários. Este projeto promoverá a inovação em grandes proporções, uma vez que fornece aos agentes do setor o acesso de informações por meio de interfaces. Informações de extrema relevância estarão disponíveis de forma aberta, intimidando a ação de fraudadores e contribuindo para uma saúde mais igualitária. Da análise do mercado realizado no Brasil, não foi encontrada nenhuma proposta equivalente ao que se propõe a execução deste projeto, apenas partes dele. Também a qualidade do que fora encontrado, em termos de interface, facilidade de acesso e usabilidade estão bem aquém do especificado, cujo escopo é ampliado, incluindo suporte para dispositivos móveis. Nesse sentido, a empresa tem convicção que todo o modelo de negócios, serviços e processos propostos resultarão na concessão de patentes, fortalecendo ainda mais o conceito e o grau de inovação do projeto. No que diz respeito à área de saúde como um todo, o projeto representa um passo importante para uma distribuição mais adequada de equipamentos de acordo com cada região. Iniciativas semelhantes já são amplamente aplicados em países desenvolvidos, como por exemplo Estados Unidos. Esses sistemas serão utilizados como Benchmark e serão a base para a condução da pesquisa de patentes fora do Brasil. Apresentar os impactos voltados à área social, em termos de sua influência nos níveis de qualidade de vida da Impacto Social população, em âmbito regional ou local, tais como emprego, renda, saúde, educação, habitação, saneamento, entre outros. Quais os resultados do projeto para o Estado da Bahia? Sendo que se trata de um projeto que naturalmente visa a melhoria no aspecto social, o impacto gerado é considerável. Por exemplo, o programa do Farmácia Popular do Brasil, criado pelo Governo Federal para ampliar o acesso aos medicamentos para as doenças mais comuns entre os cidadãos, atua como um fiscal da compra e venda inadequada. Uma vez integrado a este programa, o sistema de prescrição seria fundamental para evitar o registro de vendas inexistentes de remédios com uso de receitas e dados falsos de pacientes para obter verba do governo federal pelo "ressarcimento" de remédios não vendidos. Outro ponto positivo é o foco na redução do índice de receitas enviadas erroneamente, evitando transtornos para os pacientes, uma vez que terão de retornar ao consultório para solicitar uma segunda via. Na contexto das empresas, o controle dos atestados evitará que funcionários com condições de trabalhar sejam liberados das suas atividade, gerando prejuízos ao negócio. 05/10/ :38:38 PM Página 8 de 23

9 Impacto Ambiental Impactos Previstos Apresentar impactos voltados à área ambiental em termos de sua influência nos níveis de qualidade de água, ar e solos, da preservação à diversidade biológica ou recuperação de degradação, entre outros. Segundo estudo do Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor - IDEC - e disponível na Cartilha de consumo consciente e boas práticas ambientais no trabalho do TRE-RJ, para produzir 1 tonelada de papel são necessárias 2 a 3 toneladas de madeira (50 a 60 eucaliptos), 100 mil litros de água (mais do que qualquer outra atividade industrial) e 5 mil kw/h de energia (está em quinto lugar na lista das que mais consomem energia). Considerando um papel formato A4 de 75g (escrito na embalagem), este será o peso do metro quadrado. Uma regra de 3 demonstra que o peso, neste caso, seria 21cm x 29,7cm = 0,06m². Então, 75g x 0,06m² = 4,67g / folha. Este cálculo mostra que uma tonelada de papel (média de R$2.800,00) equivale a aproximadamente folhas. De acordo com um jornal de grande circulação pertencente ao Grupo Estado, são realizadas 35 milhões de prescrições médicas e em torno de 12 milhões de emissões de atestados por mês no Brasil. Desta maneira, no primeiro mês, havendo uma aceitação de 1% das instituições de saúde, 350 mil prescrições deixariam de ser impressas. Considerando uma progressão durante um ano, este número chegaria a 4,2 milhões de prescrições eletrônicas, 19,6 toneladas de papel a menos, 980 a 1176 eucaliptos preservados e R$54.880,00 de economia. Vale ressaltar ainda que o uso de produtos químicos altamente tóxicos na separação e no branqueamento da celulose também representa um sério risco para a saúde humana e para o meio ambiente, comprometendo a qualidade da água, do solo e dos alimentos. Mesmo utilizando áreas para reflorestamento, o impacto ambiental, ainda assim é grande. Como pode ser visualizado, as medidas impactantes desse projeto, aplicadas em larga escala, podem significar uma economia significativa no uso desse artefato como a própria emissão de receitas e atestados, uma vez que tudo ocorrerá de forma eletrônica, seja no consultório, seja na farmácia. Desta maneira, além de reduzir e simplificar bastante os procedimentos, a iniciativa contribui no combate a dois dos principais desafios ambientais globais: redução de CO2 na atmosfera devido ao consumo de energia (principalmente de veículos) e manutenção das florestas. Análise de Mercado Análise Evetec Viabilidade Técnica da inovação tecnológica em produto, processo ou serviço. A viabilidade técnica da Plataforma Integrada de Prescrição Médica é comprovada pelo fato de que existem equipamentos e conhecimentos necessários para sua construção. Por se tratar de um software, os equipamentos se resumem a computadores e dispositivos para teste. O que merece uma análise mais profunda é o conhecimento envolvido para a sua construção. Primeiramente, a linguagem de programação, o banco de dados e as bibliotecas para agilizar o desenvolvimento e estabelecer a comunicação com outros aplicações, como por exemplo, uma rede social, já estão desenvolvidas e disponíveis para domínio público. A experiência acadêmica e profissional do coordenador do projeto é também uma importante contribuição para a execução com sucesso. Evertton Freitas participou de diversos projetos de alta complexidade incluindo não somente software, mas também dispositivos de hardware e máquinas em geral, além de possuir uma grande experiência em projetos de sistemas voltados para a área de saúde pública. Da mesma forma, o acompanhamento realizado por Ian Cunha, sócio da empresa, será de suma importância, uma vez que é responsável pelo desenvolvimento de softwares na IE Tecnologia, tem grande experiência em empresas como a Softwell, INTS, Saúde Vianet, Embratel e Oi. Na Softwell Solutions gerenciou projetos ligados à plataforma de desenvolvimento ágil Maker All, vencedora de diversos prêmios no Brasil e usada por clientes como Petrobrás, Vale e Odebrecht. A ampla utilização do sistema de prescrição engloba desafios que deverão ser tratados. O primeiro destes é a necessidade de instalação de computadores e suporte à internet nas clínicas/hospitais e farmácias. Neste caso, já é possível encontrar hoje computadores com uma configuração que suporta o sistema com um preço acessível, diante do poder aquisitivo destas instituições. Uma vez que a estrutura esteja devidamente montada, será necessário proceder com o treinamento dos usuários. Para tanto, existe um cuidado no sentido de construir interfaces que facilitem o manuseio por meio de técnicas de usabilidade e um guia de usuário com base pedagógica, que facilite a absorção do conhecimento. No intuito de garantir a utilização adequada por parte dos usuários, será disponibilizado 05/10/ :38:38 PM Página 9 de 23

Declaração de Escopo

Declaração de Escopo 1/9 Elaborado por: Adriano Marra, Bruno Mota, Bruno Leite, Janaina Versão: 1.4 Lima, Joao Augusto, Paulo Takagi, Ricardo Reis. Aprovado por: Porfírio Carlos Roberto Junior 24/08/2010 Time da Equipe de

Leia mais

Planejar Soluções em TI e Serviços para Agronegócio. Software de Gestão Rural ADM Rural 4G

Planejar Soluções em TI e Serviços para Agronegócio. Software de Gestão Rural ADM Rural 4G Planejar Soluções em TI e Serviços para Agronegócio Software de Gestão Rural ADM Rural 4G 2011 ADM Rural 4G Agenda de Apresentação E Empresa Planejar O Software ADM Rural 4G Diferenciais Benefícios em

Leia mais

CENTRO DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA VISCONDE DE CAIRU CEPPEV CURSO: GESTÃO DE DATACENTER E COMPUTAÇÃO EM NUVEM 2013.2

CENTRO DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA VISCONDE DE CAIRU CEPPEV CURSO: GESTÃO DE DATACENTER E COMPUTAÇÃO EM NUVEM 2013.2 NÚMERO DE VAGAS: 25 (Vinte e Cinco) Vagas. PREVISÃO DE INÍCIO DAS AULAS 01 de Novembro de 2013 CENTRO DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA VISCONDE DE CAIRU CEPPEV APRESENTAÇÃO / JUSTIFICATIVA A Fundação Visconde

Leia mais

ENGENHARIA DE SOFTWARE

ENGENHARIA DE SOFTWARE Pág. 1 0. ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO...2 2. OBJETIVOS....2 3. ESTIMATIVAS DO PROJETO....4 4. RISCOS DO PROJETO....5 4.1. Identificação e Análise dos Riscos....5 4.1.1. Riscos de Projeto...6 4.1.2. Riscos Técnicos....6

Leia mais

ATIVIDADES TÍPICAS DOS CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR

ATIVIDADES TÍPICAS DOS CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR ATIVIDADES TÍPICAS DOS CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR DENOMINAÇÃO DO CARGO: ANALISTA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Desenvolver e implantar sistemas informatizados, dimensionando requisitos e funcionalidades do

Leia mais

Junho 2013 1. O custo da saúde

Junho 2013 1. O custo da saúde Junho 2013 1 O custo da saúde Os custos cada vez mais crescentes no setor de saúde, decorrentes das inovações tecnológicas, do advento de novos procedimentos, do desenvolvimento de novos medicamentos,

Leia mais

Cláudia Araújo Coordenadora Diego Macêdo Programador Marcelo Rodrigues Suporte

Cláudia Araújo Coordenadora Diego Macêdo Programador Marcelo Rodrigues Suporte BCON Sistema de Controle de Vendas e Estoque Declaração de escopo Versão 1.0 Histórico de Revisão Elaborado por: Filipe de Almeida do Amaral Versão 1.0 Aprovado por: Marcelo Persegona 22/03/2011 Time da

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA (TR) GAUD 4.6.8 01 VAGA

TERMO DE REFERÊNCIA (TR) GAUD 4.6.8 01 VAGA INSTITUTO INTERAMERICANO DE COOPERAÇÃO PARA A AGRICULTURA TERMO DE REFERÊNCIA (TR) GAUD 4.6.8 01 VAGA 1 IDENTIFICAÇÃO DA CONSULTORIA Contratação de consultoria pessoa física para serviços de preparação

Leia mais

Objetivos. PDI - Plano Diretor de Informática. O que é? Como é feito? Quanto dura sua elaboração? Impactos da não execução do PDI

Objetivos. PDI - Plano Diretor de Informática. O que é? Como é feito? Quanto dura sua elaboração? Impactos da não execução do PDI Objetivos Assegurar que os esforços despendidos na área de informática sejam consistentes com as estratégias, políticas e objetivos da organização como um todo; Proporcionar uma estrutura de serviços na

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE INSTITUTO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO ENGENHARIA DE SOFTWARE II. Primeiro Trabalho

UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE INSTITUTO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO ENGENHARIA DE SOFTWARE II. Primeiro Trabalho UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE INSTITUTO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO ENGENHARIA DE SOFTWARE II Primeiro Trabalho Descrição do trabalho: Escrever um Documento de Visão. Projeto: Automatização do sistema que

Leia mais

01. O QUE É? 02. OBJETIVOS DO CURSO 03. CAMPO DE ATUAÇÃO

01. O QUE É? 02. OBJETIVOS DO CURSO 03. CAMPO DE ATUAÇÃO 01. O QUE É? O Curso de Desenvolvimento de Websites é um curso de graduação tecnológica de nível superior com duração de dois anos e meio. Este curso permite a continuidade dos estudos em nível de bacharelado

Leia mais

DESCRITIVO TÉCNICO - VERSÃO DESKTOP

DESCRITIVO TÉCNICO - VERSÃO DESKTOP sistema para gerenciamento de instituições de ensino DESCRITIVO TÉCNICO - VERSÃO DESKTOP Nossa Empresa A Sponte Informática é uma empresa brasileira, localizada em Pato Branco, cidade considerada pólo

Leia mais

Solução CA Technologies Garante Entrega de Novo Serviço de Notícias do Jornal Valor Econômico

Solução CA Technologies Garante Entrega de Novo Serviço de Notícias do Jornal Valor Econômico CUSTOMER SUCCESS STORY Abril 2014 Solução CA Technologies Garante Entrega de Novo Serviço de Notícias do Jornal Valor Econômico PERFIL DO CLIENTE Indústria: Mídia Companhia: Valor Econômico Funcionários:

Leia mais

MEDICAMENTOS GENÉRICOS

MEDICAMENTOS GENÉRICOS MEDICAMENTO GENÉRICO Uma importante conquista para a saúde pública no Brasil 15 anos 15 anos , 15 ANOS DE BENEFÍCIOS PARA A SOCIEDADE BRASILEIRA. Ao completar 15 anos de existência no país, os medicamentos

Leia mais

CONCORRÊNCIA AA Nº 05/2009 BNDES ANEXO X PROJETO BÁSICO: DESCRIÇÃO DOS PROCESSOS DE TI

CONCORRÊNCIA AA Nº 05/2009 BNDES ANEXO X PROJETO BÁSICO: DESCRIÇÃO DOS PROCESSOS DE TI CONCORRÊNCIA AA Nº 05/2009 BNDES ANEXO X PROJETO BÁSICO: DESCRIÇÃO DOS PROCESSOS DE TI 1. PI06 TI 1.1. Processos a serem Atendidos pelos APLICATIVOS DESENVOLVIDOS Os seguintes processos do MACROPROCESSO

Leia mais

A ESCOLHA DE SISTEMA PARA AUTOMAÇÃO DE BIBLIOTECAS. A decisão de automatizar

A ESCOLHA DE SISTEMA PARA AUTOMAÇÃO DE BIBLIOTECAS. A decisão de automatizar A ESCOLHA DE SISTEMA PARA AUTOMAÇÃO DE BIBLIOTECAS A decisão de automatizar 1 A decisão de automatizar Deve identificar os seguintes aspectos: Cultura, missão, objetivos da instituição; Características

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA 1. Projeto: OEI/BRA/09/004 - Aprimoramento da sistemática de gestão do Ministério da Educação (MEC) em seus processos de formulação, implantação e

Leia mais

Desenvolvimento da agenda sustentabilidade & negócios

Desenvolvimento da agenda sustentabilidade & negócios Desenvolvimento da agenda sustentabilidade & negócios Em 2013, a Duratex lançou sua Plataforma 2016, marco zero do planejamento estratégico de sustentabilidade da Companhia. A estratégia baseia-se em três

Leia mais

Praticando o Conceito de Inteligência Estratégica Antecipativa (IEA) em uma Empresa de Software Médico

Praticando o Conceito de Inteligência Estratégica Antecipativa (IEA) em uma Empresa de Software Médico Praticando o Conceito de Inteligência Estratégica Antecipativa (IEA) em uma Empresa de Software Médico Pedro Freitas pedrof86@terra.com.br Henrique Freitas hf@ea.ufrgs.br Raquel Janissek-Muniz rjmuniz@ea.ufrgs.br

Leia mais

Contrato de Suporte End.: Telefones:

Contrato de Suporte End.: Telefones: Contrato de Suporte Contrato de Suporte Desafios das empresas no que se refere à infraestrutura de TI Possuir uma infraestrutura de TI que atenda as necessidades da empresa Obter disponibilidade dos recursos

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DE PESSOAS SEBRAE/TO UNIDADE: GESTÃO ESTRATÉGICA PROCESSO: TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

SISTEMA DE GESTÃO DE PESSOAS SEBRAE/TO UNIDADE: GESTÃO ESTRATÉGICA PROCESSO: TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO SISTEMA DE GESTÃO DE PESSOAS SEBRAE/TO UNIDADE: GESTÃO ESTRATÉGICA PROCESSO: TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Competências Analista 1. Administração de recursos de infra-estrutura de tecnologia da informação 2.

Leia mais

SAM GERENCIAMENTO DE ATIVOS DE SOFTWARE

SAM GERENCIAMENTO DE ATIVOS DE SOFTWARE SAM GERENCIAMENTO DE ATIVOS DE SOFTWARE Modelo de Otimização de SAM Controle, otimize, cresça Em um mercado internacional em constante mudança, as empresas buscam oportunidades de ganhar vantagem competitiva

Leia mais

Governança AMIGA. Para baixar o modelo de como fazer PDTI: www.microsoft.com/brasil/setorpublico/governanca/pdti

Governança AMIGA. Para baixar o modelo de como fazer PDTI: www.microsoft.com/brasil/setorpublico/governanca/pdti e d a id 4 m IN r fo a n m Co co M a n ua l Governança AMIGA Para baixar o modelo de como fazer PDTI: www.microsoft.com/brasil/setorpublico/governanca/pdti Um dos grandes desafios atuais da administração

Leia mais

Manual Do Usuário ClinicaBR

Manual Do Usuário ClinicaBR Manual Do Usuário ClinicaBR SUMÁRIO 1 Introdução... 01 2 ClinicaBR... 01 3 Como se cadastrar... 01 4 Versão experimental... 02 5 Requisitos mínimos p/ utilização... 03 6 Perfis de acesso... 03 6.1 Usuário

Leia mais

DESCRIÇÃO DAS ATIVIDADES DOS CARGOS

DESCRIÇÃO DAS ATIVIDADES DOS CARGOS DENOMINAÇÃO DO CARGO: AUXILIAR DE BIBLIOTECA NÍVEL DE CLASSIFICAÇÃO: C DESCRIÇÃO DE ATIVIDADES TÍPICAS DO CARGO: Organizar, manter e disponibilizar os acervos bibliográficos para docentes, técnicos e alunos;

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA 1. Projeto: OEI/BRA/09/004 - Aprimoramento da sistemática de gestão do Ministério da Educação (MEC) em seus processos de formulação, implantação e

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO FINANCEIRA PROJETO INTEGRADOR. Suzano

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO FINANCEIRA PROJETO INTEGRADOR. Suzano CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO FINANCEIRA PROJETO INTEGRADOR Suzano PROJETO INTEGRADOR 1. Introdução O mercado atual de trabalho exige dos profissionais a capacidade de aplicar os conhecimentos

Leia mais

Adicionando valor na produção

Adicionando valor na produção Adicionando valor na produção Em um mercado global altamente competitivo e em constantes transformações, a otimização do resultado dos processos de produção é fundamental. Pressões ambientais e de custo,

Leia mais

DESCRITIVO TÉCNICO INSTALAÇÃO E MANUTENÇÃO DE REDES

DESCRITIVO TÉCNICO INSTALAÇÃO E MANUTENÇÃO DE REDES DESCRITIVO TÉCNICO INSTALAÇÃO E MANUTENÇÃO DE REDES 39 A, por resolução do seu Comitê Técnico, em acordo com o Estatuto e as Regras da Competição, adotou as exigências mínimas que seguem no tocante a esta

Leia mais

Edital para publicação no site período de 23 a 30 de junho de 2013. PROJETO BRA/04/029 Seleciona CONSULTOR na modalidade PRODUTO* CÓD.

Edital para publicação no site período de 23 a 30 de junho de 2013. PROJETO BRA/04/029 Seleciona CONSULTOR na modalidade PRODUTO* CÓD. Edital para publicação no site período de 23 a 30 de junho de 203. PROJETO BRA/04/029 Seleciona CONSULTOR na modalidade PRODUTO* CÓD. GESTÃO EAD Os currículos deverão ser encaminhados para o endereço eletrônico

Leia mais

Elaboração dos documentos

Elaboração dos documentos Estudo de Caso Área de conhecimento Gerência de Escopo Projeto Correspondência Eletrônica nos Correios S.A. A Presidência dos Correios vislumbrou a possibilidade da Empresa apresentar aos seus clientes

Leia mais

Software. Bem vindo ao mundo do GED e Tecnologias Digitais. Gerenciamento Eletrônico de Documentos, Softwares, e muito mais...

Software. Bem vindo ao mundo do GED e Tecnologias Digitais. Gerenciamento Eletrônico de Documentos, Softwares, e muito mais... Software www.imagecomnet.com.br Bem vindo ao mundo do GED e Tecnologias Digitais Gerenciamento Eletrônico de Documentos, Softwares, e muito mais... A Empresa A Imagecom, uma empresa conceituada no ramo

Leia mais

COMO O INVESTIMENTO EM TI PODE COLABORAR COM A GESTÃO HOSPITALAR?

COMO O INVESTIMENTO EM TI PODE COLABORAR COM A GESTÃO HOSPITALAR? COMO O INVESTIMENTO EM TI PODE COLABORAR COM A GESTÃO HOSPITALAR? Descubra os benefícios que podem ser encontrados ao se adaptar as novas tendências de mercado ebook GRÁTIS Como o investimento em TI pode

Leia mais

Artigo 1º - Aprovar revisão da Política de Segurança da PRODEB, que com esta se publica.

Artigo 1º - Aprovar revisão da Política de Segurança da PRODEB, que com esta se publica. Classificação: RESOLUÇÃO Código: RP.2007.077 Data de Emissão: 01/08/2007 O DIRETOR PRESIDENTE da Companhia de Processamento de Dados do Estado da Bahia - PRODEB, no uso de suas atribuições e considerando

Leia mais

Nome da Empresa Sistema digitalizado no almoxarifado do EMI

Nome da Empresa Sistema digitalizado no almoxarifado do EMI Nome da Empresa Documento Visão Histórico de Revisões Data Versão Descrição Autor 23/02/2015 1.0 Início do projeto Anderson, Eduardo, Jessica, Sabrina, Samuel 25/02/2015 1.1 Correções Anderson e Eduardo

Leia mais

SELEÇÃO SIMPLIFICADA DE CURSISTAS

SELEÇÃO SIMPLIFICADA DE CURSISTAS MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO. PROGRAMA NACIONAL DE CAPACITAÇÃO DE CONSELHEIROS MUNICIPAIS DE EDUCAÇÃO PRÓ-CONSELHO CURSO DE EXTENSÃO A DISTANCIA FORMAÇÃO

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTÁCIO RADIAL DE SÃO PAULO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1

CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTÁCIO RADIAL DE SÃO PAULO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 CURSO: Redes de Computadores MISSÃO DO CURSO Com a modernização tecnológica e com o surgimento destes novos serviços e produtos, fica clara a necessidade de profissionais

Leia mais

Manual de Utilização Site Peper

Manual de Utilização Site Peper Manual de Utilização Site Peper - Corretor - Introdução Com o objetivo de otimizar a produção e o controle operacional ligados ao PEPER Proteção Escolar Permanente, a Patente Seguros e o Colégio 24 Horas,

Leia mais

Em 2012, a Prosoft planejou o lançamento da Versão 5 dos seus produtos.

Em 2012, a Prosoft planejou o lançamento da Versão 5 dos seus produtos. VERSÃO 5 Outubro/2012 Release Notes Não deixe de atualizar o seu sistema Planejamos a entrega ao longo do exercício de 2012 com mais de 140 melhorias. Mais segurança, agilidade e facilidade de uso, atendendo

Leia mais

Processo Aplicado Contabilidade EV Doc

Processo Aplicado Contabilidade EV Doc Processo Aplicado Contabilidade EV Doc EV DOC DIGITALIZAÇÃO E GESTÃO ELETRÔNICA DE DOCUMENTOS (GED) Digitalize e gerencie de forma simples os documentos e informações de sua empresa utilizando uma plataforma

Leia mais

PHARMACEUTICAL BENEFIT MANAGEMENT PBM

PHARMACEUTICAL BENEFIT MANAGEMENT PBM PHARMACEUTICAL BENEFIT MANAGEMENT PBM CONCEITO, DESCRIÇÃO E ASPECTOS CONTRATUAIS CASTRO PEIXOTO ADVOCACIA PBM - Pharmaceutical Benefit Management Conceito, descrição e aspectos contratuais 1. PBM Conceito

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTÁCIO RADIAL DE SÃO PAULO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1

CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTÁCIO RADIAL DE SÃO PAULO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 CURSO: ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS MISSÃO DO CURSO A concepção do curso de Análise e Desenvolvimento de Sistemas está alinhada a essas novas demandas

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA 1. Projeto: OEI/BRA/09/004 - Aprimoramento da sistemática de gestão do Ministério da Educação (MEC) em seus processos de formulação, implantação e

Leia mais

UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ. Campus Ponta Grossa ANDRÉ LUIS CORDEIRO DE FARIA RELATÓRIO DE ESTÁGIO

UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ. Campus Ponta Grossa ANDRÉ LUIS CORDEIRO DE FARIA RELATÓRIO DE ESTÁGIO UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ Campus Ponta Grossa ANDRÉ LUIS CORDEIRO DE FARIA RELATÓRIO DE ESTÁGIO Ponta Grossa 2012 ANDRÉ LUIS CORDEIRO DE FARIA RELATÓRIO DE ESTÁGIO Trabalho elaborado pelo

Leia mais

PROJETO Educação de Qualidade: direito de todo maranhense

PROJETO Educação de Qualidade: direito de todo maranhense PROJETO Educação de Qualidade: direito de todo maranhense 1. DISCRIMINAÇÃO DO PROJETO Título do Projeto Educação de Qualidade: direito de todo maranhense Início Janeiro de 2015 Período de Execução Término

Leia mais

LMA, Solução em Sistemas

LMA, Solução em Sistemas LMA, Solução em Sistemas Ao longo dos anos os sistemas para gestão empresarial se tornaram fundamentais, e por meio dessa ferramenta as empresas aperfeiçoam os processos e os integram para uma gestão mais

Leia mais

Plano de Negócios. Bruno Menegola Gustavo Führ Jonas Hartmann Rosália Schneider William Gonçalves

Plano de Negócios. Bruno Menegola Gustavo Führ Jonas Hartmann Rosália Schneider William Gonçalves Plano de Negócios Bruno Menegola Gustavo Führ Jonas Hartmann Rosália Schneider William Gonçalves 1 Instituto de Informática Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) Caixa Postal 15.064 91.501-970

Leia mais

MANUAL PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS SOCIAIS. Junho, 2006 Anglo American Brasil

MANUAL PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS SOCIAIS. Junho, 2006 Anglo American Brasil MANUAL PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS SOCIAIS Junho, 2006 Anglo American Brasil 1. Responsabilidade Social na Anglo American Brasil e objetivos deste Manual Já em 1917, o Sr. Ernest Oppenheimer, fundador

Leia mais

Especificações da oferta Gerenciamento de dispositivos distribuídos: Gerenciamento de ativos

Especificações da oferta Gerenciamento de dispositivos distribuídos: Gerenciamento de ativos Visão geral do Serviço Especificações da oferta Gerenciamento de dispositivos distribuídos: Gerenciamento de ativos Os Serviços de gerenciamento de dispositivos distribuídos ajudam você a controlar ativos

Leia mais

Medware Clínicas Sistema de Gerenciamento de Clínicas e Consultórios

Medware Clínicas Sistema de Gerenciamento de Clínicas e Consultórios Medware Clínicas Sistema de Gerenciamento de Clínicas e Consultórios A Empresa MEDWARE Sistemas Médicos Ltda A Medware Sistemas Médicos é uma empresa de desenvolvimento de sistemas voltada para a criação

Leia mais

Edital 1/2014. Chamada contínua para incubação de empresas e projetos de base tecnológica

Edital 1/2014. Chamada contínua para incubação de empresas e projetos de base tecnológica Edital 1/2014 Chamada contínua para incubação de empresas e projetos de base tecnológica A (PoloSul.org) torna pública a presente chamada e convida os interessados para apresentar propostas de incubação

Leia mais

Apresentação do Serviço de Outsourcing de Impressão IMPRIMA COM ECONOMIA E SUSTENTABILIDADE!

Apresentação do Serviço de Outsourcing de Impressão IMPRIMA COM ECONOMIA E SUSTENTABILIDADE! Apresentação do Serviço de Outsourcing de Impressão IMPRIMA COM ECONOMIA E SUSTENTABILIDADE! A EMPRESA A Fast Solution é uma empresa especializada em desenvolver soluções integradas em sistemas de impressão,

Leia mais

A IFOUR ÁREAS DE ATUAÇÃO

A IFOUR ÁREAS DE ATUAÇÃO A IFOUR Fundada em 2000, a ifour Sistemas conta com sedes em Viçosa e Muriaé. Atua no desenvolvimento de soluções completas para gestão empresarial (automação), envolvendo software e equipamentos para

Leia mais

1 INTRODUÇÃO. 1.2 Novo modelo operacional do Sistema do Cadastro Único

1 INTRODUÇÃO. 1.2 Novo modelo operacional do Sistema do Cadastro Único Instrução Operacional nº 35 SENARC/MDS Brasília, 15 de abril de 2010. Assunto: Divulga as orientações necessárias para a solicitação de cadastramento de usuários municipais no novo sistema de Cadastro

Leia mais

GERENCIAMENTO DE MATERIAIS HOSPITALARES. Farm. Tatiana Rocha Santana 1 Coordenadora de Suprimentos do CC

GERENCIAMENTO DE MATERIAIS HOSPITALARES. Farm. Tatiana Rocha Santana 1 Coordenadora de Suprimentos do CC GERENCIAMENTO DE MATERIAIS HOSPITALARES Farm. Tatiana Rocha Santana 1 Coordenadora de Suprimentos do CC DEFINIÇÕES GERENCIAR Ato ou efeito de manter a integridade física e funcional para algo proposta

Leia mais

MANUAL DE IMPLANTAÇÃO SISTEMA DE INVENTÁRIO CACIC GOVERNO FEDERAL SOFTWARE PÚBLICO

MANUAL DE IMPLANTAÇÃO SISTEMA DE INVENTÁRIO CACIC GOVERNO FEDERAL SOFTWARE PÚBLICO MANUAL DE IMPLANTAÇÃO SISTEMA DE INVENTÁRIO CACIC Configurador Automático e Coletor de Informações Computacionais GOVERNO FEDERAL SOFTWARE PÚBLICO software livre desenvolvido pela Dataprev Sistema de Administração

Leia mais

Corporativo. Transformar dados em informações claras e objetivas que. Star Soft. www.starsoft.com.br

Corporativo. Transformar dados em informações claras e objetivas que. Star Soft. www.starsoft.com.br Corporativo Transformar dados em informações claras e objetivas que possibilitem às empresas tomarem decisões em direção ao sucesso. Com essa filosofia a Star Soft Indústria de Software e Soluções vem

Leia mais

Gerenciamento de Incidentes

Gerenciamento de Incidentes Gerenciamento de Incidentes Os usuários do negócio ou os usuários finais solicitam os serviços de Tecnologia da Informação para melhorar a eficiência dos seus próprios processos de negócio, de forma que

Leia mais

Universidade Federal de Santa Catarina Centro de Ciências da Educação Departamento de Ciência da Informação

Universidade Federal de Santa Catarina Centro de Ciências da Educação Departamento de Ciência da Informação Universidade Federal de Santa Catarina Centro de Ciências da Educação Departamento de Ciência da Informação Daniela Sardá da Conceição Juliana Ribeiro Letícia Jansen Gonçalves IMPLEMENTAÇÃO SOFTWARE EMPRESA

Leia mais

Contrato de Serviço (SLA) Para Hipermercados Extra Por Esperança_TI S.A

Contrato de Serviço (SLA) Para Hipermercados Extra Por Esperança_TI S.A Esperança_TI S.A S/A Contrato de Serviço (SLA) Para Hipermercados Extra Por Esperança_TI S.A 25/11/2014 Gerador do documento: Gerente de Negociação: Marcos Alves de Oliveira Marcos Antônio de Morais Aprovação

Leia mais

Proposta de trabalho para produção do website do Programa Café Colombo. Walmar Andrade atendimento@fatorw.com (81) 9922-7168

Proposta de trabalho para produção do website do Programa Café Colombo. Walmar Andrade atendimento@fatorw.com (81) 9922-7168 Proposta de trabalho para produção do website do Programa Café Colombo Walmar Andrade atendimento@fatorw.com (81) 9922-7168 01. Apresentação Fator W é a marca fantasia através da qual o desenvolvedor web

Leia mais

Experiência: CADASTRAMENTO DE PRÉ-PROJETOS PELA INTERNET. Fundo Nacional de Saúde FNS Ministério da Saúde

Experiência: CADASTRAMENTO DE PRÉ-PROJETOS PELA INTERNET. Fundo Nacional de Saúde FNS Ministério da Saúde Experiência: CADASTRAMENTO DE PRÉ-PROJETOS PELA INTERNET Fundo Nacional de Saúde FNS Ministério da Saúde Responsável: Hernandes Pires do Reis Consultor da Divisão de Manutenção e Suporte a Sistemas Endereço:

Leia mais

ÍNDICE O QUE É... 2 COMO FUNCIONA... 3. Acervo... 3. Meus Livros... 4. Livros em destaque... 7. Fórum... 7. Notícias... 8. Ajuda... 9. Suporte...

ÍNDICE O QUE É... 2 COMO FUNCIONA... 3. Acervo... 3. Meus Livros... 4. Livros em destaque... 7. Fórum... 7. Notícias... 8. Ajuda... 9. Suporte... ÍNDICE O QUE É... 2 COMO FUNCIONA... 3 Acervo... 3 Meus Livros... 4 Livros em destaque... 7 Fórum... 7 Notícias... 8 Ajuda... 9 Suporte... 9 POR QUE USAR... 10 EQUIPE RESPONSÁVEL... 12 CONTATO... 13 O

Leia mais

Páginas Amarelas como ferramenta para mapeamento do conhecimento tácito

Páginas Amarelas como ferramenta para mapeamento do conhecimento tácito Páginas Amarelas como ferramenta para mapeamento do conhecimento tácito 1. INTRODUÇÃO O setor de energia sofreu, nos últimos anos, importantes modificações que aumentaram sua complexidade. Para trabalhar

Leia mais

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador.

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador. INTRODUÇÃO O Programa pode ser instalado em qualquer equipamento que utilize o sistema operacional Windows 95 ou superior, e seu banco de dados foi desenvolvido em MySQL, sendo necessário sua pré-instalação

Leia mais

Aumente sua velocidade e flexibilidade com a implantação da nuvem gerenciada de software da SAP

Aumente sua velocidade e flexibilidade com a implantação da nuvem gerenciada de software da SAP Parceiros de serviços em nuvem gerenciada Aumente sua velocidade e flexibilidade com a implantação da nuvem gerenciada de software da SAP Implemente a versão mais recente do software da SAP de classe mundial,

Leia mais

Segurança da Informação

Segurança da Informação Agência Nacional de Vigilância Sanitária Segurança da Informação (Gerenciamento de Acesso a Sistemas de Informação) Projeto a ser desenvolvido no âmbito da Gerência de Sistemas/GGTIN Brasília, junho de

Leia mais

Projeto Amplitude. Plano de Ação 2015. Conteúdo

Projeto Amplitude. Plano de Ação 2015. Conteúdo Projeto Amplitude Plano de Ação 2015 P r o j e t o A m p l i t u d e R u a C a p i t ã o C a v a l c a n t i, 1 4 7 V i l a M a r i a n a S ã o P a u l o 11 4304-9906 w w w. p r o j e t o a m p l i t u

Leia mais

Certificação para Parceiros de Canais Axis

Certificação para Parceiros de Canais Axis Axis Communications' Academy Certificação para Parceiros de Canais Axis O mais novo requisito para Parceiros de Soluções também é um dos seus melhores benefícios. Axis Certification Program o padrão mundial

Leia mais

CAPITULO 4 A ARQUITETURA LÓGICA PARA O AMBIENTE

CAPITULO 4 A ARQUITETURA LÓGICA PARA O AMBIENTE CAPITULO 4 A ARQUITETURA LÓGICA PARA O AMBIENTE A proposta para o ambiente apresentada neste trabalho é baseada no conjunto de requisitos levantados no capítulo anterior. Este levantamento, sugere uma

Leia mais

Ministério do Desenvolvimento Agrário Secretaria de Desenvolvimento Territorial. Sistema de Gestão Estratégica. Documento de Referência

Ministério do Desenvolvimento Agrário Secretaria de Desenvolvimento Territorial. Sistema de Gestão Estratégica. Documento de Referência Ministério do Desenvolvimento Agrário Secretaria de Desenvolvimento Territorial Sistema de Gestão Estratégica Brasília - 2010 SUMÁRIO I. APRESENTAÇÃO 3 II. OBJETIVOS DO SGE 4 III. MARCO DO SGE 4 IV. ATORES

Leia mais

GESTÃO. Educacional. www.semeareducacional.com.br. Sistema Municipal de Excelência ao Atendimento da Rede

GESTÃO. Educacional. www.semeareducacional.com.br. Sistema Municipal de Excelência ao Atendimento da Rede GESTÃO Educacional A P R E S E N T A Ç Ã O www.semeareducacional.com.br Sistema Municipal de Excelência ao Atendimento da Rede A EXPANSÃO TECNOLOGIA Nossa MISSÃO: Transformação de Dados em Informação Transformação

Leia mais

Título: Pensando estrategicamente em inovação tecnológica de impacto social Categoria: Projeto Externo Temática: Segundo Setor

Título: Pensando estrategicamente em inovação tecnológica de impacto social Categoria: Projeto Externo Temática: Segundo Setor Título: Pensando estrategicamente em inovação tecnológica de impacto social Categoria: Projeto Externo Temática: Segundo Setor Resumo: A finalidade desse documento é apresentar o projeto de planejamento

Leia mais

LSoft SGC Gestão Empresarial

LSoft SGC Gestão Empresarial LSoft SGC Gestão Empresarial O LSoft SGC é um sistema de gestão dinâmico, eficiente e flexível idealizado para atender diversos segmentos de indústrias, comércios e serviços. O objetivo principal é tornar

Leia mais

Carta para a Preservação do Patrimônio Arquivístico Digital Preservar para garantir o acesso

Carta para a Preservação do Patrimônio Arquivístico Digital Preservar para garantir o acesso Carta para a Preservação do Patrimônio Arquivístico Digital Preservar para garantir o acesso Considerando que a informação arquivística, produzida, recebida, utilizada e conservada em sistemas informatizados,

Leia mais

Symantec University para Parceiros Perguntas freqüentes

Symantec University para Parceiros Perguntas freqüentes Symantec University para Parceiros Perguntas freqüentes Sumário INFORMAÇÕES GERAIS... 1 SYMANTEC UNIVERSITY PARA PARCEIROS... 1 TREINAMENTO... 2 SERVIÇO DE INFORMAÇÕES... 4 COLABORAÇÃO... 5 Informações

Leia mais

//Sobre VISÃO MISSÃO. Honestidade, Responsabilidade. Respeito. Colaboração.

//Sobre VISÃO MISSÃO. Honestidade, Responsabilidade. Respeito. Colaboração. . Quem somos //Sobre A Oficina1 é uma consultoria direcionada à tecnologia da informação, com foco na implementação dos ERPs Protheus e OpenBravo, além do aplicativo de Service Desk SysAid, abrangendo

Leia mais

Apresentação Institucional. Metodologia com alta tecnologia para soluções sob medida

Apresentação Institucional. Metodologia com alta tecnologia para soluções sob medida Apresentação Institucional Metodologia com alta tecnologia para soluções sob medida A empresa que evolui para o seu crescimento A VCN Virtual Communication Network, é uma integradora de Soluções Convergentes

Leia mais

Termo de Referência nº 2014.0918.00040-2. 1. Antecedentes

Termo de Referência nº 2014.0918.00040-2. 1. Antecedentes Termo de Referência nº 2014.0918.00040-2 Ref: Contratação de consultoria pessoa física para realização de um plano de sustentabilidade financeira para o Jardim Botânico do Rio de Janeiro, no âmbito da

Leia mais

PROJETO Pró-INFRA/CAMPUS

PROJETO Pró-INFRA/CAMPUS INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA CAMPUS AVANÇADO DE ARACATI PROJETO Pró-INFRA/CAMPUS IMPLEMENTAÇÃO DE SOLUÇÃO PARA AUTOMATIZAR O DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE UTILIZANDO A LINGUAGEM C#.NET

Leia mais

SAC: Fale com quem resolve

SAC: Fale com quem resolve SAC: Fale com quem resolve A Febraban e a sociedade DECRETO 6523/08: UM NOVO CENÁRIO PARA OS SACs NOS BANCOS O setor bancário está cada vez mais consciente de seu papel na sociedade e deseja assumi-lo

Leia mais

Mensagens ambientais da HP

Mensagens ambientais da HP Mensagens ambientais da HP Definição da promessa Projeto para o meio ambiente Por ser líder ambiental há décadas no setor tecnológico, a HP faz a diferença com um projeto abrangente de estratégia ambiental,

Leia mais

Tecnologia da Informação. Sistema Integrado de Gestão ERP ERP

Tecnologia da Informação. Sistema Integrado de Gestão ERP ERP Tecnologia da Informação. Sistema Integrado de Gestão ERP Prof: Edson Thizon ethizon@gmail.com O que é TI? TI no mundo dos negócios Sistemas de Informações Gerenciais Informações Operacionais Informações

Leia mais

Sistema Integrado de Gestão ERP. Prof: Edson Thizon ethizon@gmail.com

Sistema Integrado de Gestão ERP. Prof: Edson Thizon ethizon@gmail.com Sistema Integrado de Gestão ERP Prof: Edson Thizon ethizon@gmail.com Tecnologia da Informação. O que é TI? TI no mundo dos negócios Sistemas de Informações Gerenciais Informações Operacionais Informações

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO CURSO DE GRADUAÇÃO EM BIBLIOTECONOMIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO CURSO DE GRADUAÇÃO EM BIBLIOTECONOMIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO CURSO DE GRADUAÇÃO EM BIBLIOTECONOMIA ALINE CRISTINA DE FREITAS ANA CLÁUDIA ZANDAVALLE CAMILA RIBEIRO VALERIM FERNANDO DA COSTA PEREIRA

Leia mais

Portfolio de Produtos

Portfolio de Produtos Introdução O Guia de Produtos e Serviços da Assessoria de Comunicação (ASCOM) da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) foi elaborado com o objetivo de apresentar os produtos e serviços prestados

Leia mais

CLOUD. tendências CLOUD. entendendo e contratando assertivamente. Agosto/2012 INFORMATIVO TECNOLÓGICO DA PRODESP EDIÇÃO 02

CLOUD. tendências CLOUD. entendendo e contratando assertivamente. Agosto/2012 INFORMATIVO TECNOLÓGICO DA PRODESP EDIÇÃO 02 tendências CLOUD EDIÇÃO 02 Agosto/2012 CLOUD O conceito de nuvem é nebuloso Como uma organização pode contratar assertivamente Serviços em Cloud? Quais são os principais riscos de um contrato de Cloud

Leia mais

Experiência: Sistema PIER e Gestão por Resultados (Painel de Indicadores Estratégicos)

Experiência: Sistema PIER e Gestão por Resultados (Painel de Indicadores Estratégicos) Experiência: Sistema PIER e Gestão por Resultados (Painel de Indicadores Estratégicos) SERPRO - Serviço Federal de Processamento de Dados Ministério da Fazenda Responsável: Adinilson Martins da Silva Técnico

Leia mais

Engenharia de Software Questionário sobre Engenharia de Requisitos Resolvido Prof. MSc Wagner Siqueira Cavalcante

Engenharia de Software Questionário sobre Engenharia de Requisitos Resolvido Prof. MSc Wagner Siqueira Cavalcante 1 - Q193183 ( Prova: FCC - 2011 - TRT - 19ª Região (AL) - Analista Judiciário - Tecnologia da Informação / Engenharia de Software / Análise de Requisitos; Engenharia de Requisitos; ) De acordo com Sommerville,

Leia mais

Política de Responsabilidade Socioambiental

Política de Responsabilidade Socioambiental Política de Responsabilidade Socioambiental SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO... 3 2 OBJETIVO... 3 3 DETALHAMENTO... 3 3.1 Definições... 3 3.2 Envolvimento de partes interessadas... 4 3.3 Conformidade com a Legislação

Leia mais

EDITAL Nº 01/2009 PROJETOS EMPRESARIAIS PARA INGRESSO NA INCUBADORA DE EMPRESAS DE SÃO JOSÉ

EDITAL Nº 01/2009 PROJETOS EMPRESARIAIS PARA INGRESSO NA INCUBADORA DE EMPRESAS DE SÃO JOSÉ EDITAL Nº 01/2009 PROJETOS EMPRESARIAIS PARA INGRESSO NA INCUBADORA DE EMPRESAS DE SÃO JOSÉ O presente edital regulamenta o processo de recrutamento, seleção e ingresso de projetos empresariais na Incubadora

Leia mais

Coordenadoria de Tecnologia da Informação. Documentos Formais. Governança de Auditoria Interna de TI com AGIL-GPR

Coordenadoria de Tecnologia da Informação. Documentos Formais. Governança de Auditoria Interna de TI com AGIL-GPR Coordenadoria de Tecnologia da Informação Documentos Formais Governança de Auditoria Interna de TI com AGIL-GPR NOV/2011 1 Sumário 1 Introdução... 03 2 Políticas de Governança de Auditoria Interna de TI...

Leia mais

Planejamento Estratégico de TIC. da Justiça Militar do Estado. do Rio Grande do Sul

Planejamento Estratégico de TIC. da Justiça Militar do Estado. do Rio Grande do Sul Planejamento Estratégico de TIC da Justiça Militar do Estado do Rio Grande do Sul MAPA ESTRATÉGICO DE TIC DA JUSTIÇA MILITAR DO ESTADO (RS) MISSÃO: Gerar, manter e atualizar soluções tecnológicas eficazes,

Leia mais

GSAN SOFTWARE COMERCIAL LIVRE MODELO DE DESENVOLVIMENTO COLABORATIVO

GSAN SOFTWARE COMERCIAL LIVRE MODELO DE DESENVOLVIMENTO COLABORATIVO GSAN SOFTWARE COMERCIAL LIVRE MODELO DE DESENVOLVIMENTO COLABORATIVO José Maria Villac Pinheiro (1) Engenheiro pela Universidade de São Paulo USP Escola de Engenharia de São Carlos EESC. Especialização

Leia mais

Gestão do Conteúdo. 1. Introdução

Gestão do Conteúdo. 1. Introdução Gestão do Conteúdo 1. Introdução Ser capaz de fornecer informações a qualquer momento, lugar ou através de qualquer método e ser capaz de fazê-lo de uma forma econômica e rápida está se tornando uma exigência

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GERENCIAL

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GERENCIAL SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GERENCIAL 2015 Sabemos que as empresas atualmente utilizam uma variedade muito grande de sistemas de informação. Se você analisar qualquer empresa que conheça, constatará que existem

Leia mais

Há mais de 10 anos ajudando igrejas de todo o Brasil a se fortalecer, crescer e cumprir sua missão. Marcos Antonio Bassoli

Há mais de 10 anos ajudando igrejas de todo o Brasil a se fortalecer, crescer e cumprir sua missão. Marcos Antonio Bassoli Informatize sua igreja com a Gileade Sistemas! A empresa A Gileade Sistemas busca o que há de melhor em tecnologia para oferecer às igrejas soluções que auxiliem na organização administrativa e que possam,

Leia mais

EMISSÃO DE CERTIFICADOS ELETRÔNICOS NOS EVENTOS DO INSTITUTO FEDERAL CATARINENSE CÂMPUS VIDEIRA

EMISSÃO DE CERTIFICADOS ELETRÔNICOS NOS EVENTOS DO INSTITUTO FEDERAL CATARINENSE CÂMPUS VIDEIRA EMISSÃO DE CERTIFICADOS ELETRÔNICOS NOS EVENTOS DO INSTITUTO FEDERAL CATARINENSE CÂMPUS VIDEIRA Autores : Jeferson BOESING; Tiago HEINECK; Angela Maria Crotti da ROSA; Leila Lisiane ROSSI Identificação

Leia mais

Estudo de Viabilidade

Estudo de Viabilidade Estudo de Viabilidade PGE: Plastic Gestor Empresarial Especificação de Requisitos e Validação de Sistemas Recife, janeiro de 2013 Sumário 1. Motivação... 1 2. Introdução: O Problema Indentificado... 2

Leia mais

1) MANUAL DO INTEGRADOR Este documento, destinado aos instaladores do sistema, com informações de configuração.

1) MANUAL DO INTEGRADOR Este documento, destinado aos instaladores do sistema, com informações de configuração. O software de tarifação é uma solução destinada a rateio de custos de insumos em sistemas prediais, tais como shopping centers. O manual do sistema é dividido em dois volumes: 1) MANUAL DO INTEGRADOR Este

Leia mais