Bolsas Universitárias Casa da América Latina/Santander Totta

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Bolsas Universitárias Casa da América Latina/Santander Totta"

Transcrição

1 Bolsas Universitárias Casa da América Latina/Santander Totta REGULAMENTO 1. Natureza das Bolsas 1.1. O Banco Santander Totta e a Casa da América Latina decidiram atribuir duas Bolsas Universitárias, cujo objectivo é estimular a formação de estudantes latinoamericanos em Portugal e contribuir para o desenvolvimento de uma cultura de rigor e de excelência. Estas Bolsas destinam-se a alunos oriundos de um País da América Latina que se tenham candidatado a um curso de Mestrado (2º ciclo) numa Universidade Portuguesa Estas Bolsas consubstanciam-se no pagamento de alojamento, durante o período de um ano. 2. Regulamentação de atribuição das Bolsas 2.1. A atribuição das Bolsas rege-se pelo presente Regulamento Os critérios de selecção e fundamentos de decisão, incluindo a atribuição das Bolsas aos seleccionados, são da exclusiva competência e conhecimento dos Promotores da iniciativa, não podendo as decisões do Júri e da Comissão de Acompanhamento ser objecto de reclamação ou recurso, sendo sempre e em qualquer circunstância inquestionáveis e definitivas Os Promotores das Bolsas, Banco Santander Totta e Casa da América Latina, reservam-se o direito de não atribuírem a Bolsa, se concluírem pela inexistência, nesse ano, de candidatos que preencham os requisitos de distinção por si fixados.

2 3. Atribuição e duração das Bolsas Os Promotores das Bolsas, o Santander Totta e Casa da América Latina, podem rescindir unilateralmente a sua atribuição em qualquer momento, sem prejuízo da concretização do Programa que estiver em curso no ano dessa interrupção. 4. Requisitos de candidatura Podem candidatar-se às Bolsas todos os interessados que preencham, à data da candidatura, os seguintes requisitos cumulativos e imperativos: a) Serem oriundos de um País da América Latina, incluindo os que tenham dupla nacionalidade. b) Terem-se candidatado a um curso de Mestrado (2º ciclo) numa Universidade Portuguesa. c) Terem obtido nota final igual ou superior a (14) catorze valores ou equivalente, na licenciatura. 5. Entrega das candidaturas 5.1. Os interessados que reúnam as condições exigidas no artigo anterior devem aceder a e remeter, até 15 de Julho de cada ano, inclusive, a ficha de candidatura disponível on-line em acompanhada por: (I) curriculum vitae em modelo Europass 1, (II) documento de identificação válido em Portugal, (III) comprovativo de nota final de licenciatura, (IV) comprovativo de inscrição para frequência do curso de Mestrado numa Universidade Portuguesa e indicação da data de início; (V) carta, entre 1 a 3 páginas, a explicar os motivos que o levaram a concorrer à Bolsa e o tema que irá ser desenvolvido no Mestrado.

3 5.2. Posteriormente, poderá ser solicitado aos candidatos o envio da documentação por correio, para a Casa da América Latina (Av. 24 de Julho, nº 118 B, , Lisboa) acompanhadas da documentação de instrução referida no ponto anterior, contendo no sobrescrito a menção exterior, a seguir à identificação do destinatário, Bolsa Universitária Casa da América Latina / Santander Totta, tudo sob cominação de exclusão. A data da recepção da candidatura será a data da recepção da inscrição. Qualquer esclarecimento deverá ser solicitado através do Os documentos recebidos no âmbito do processo de candidatura não serão devolvidos O envio do processo de candidatura significa a aceitação sem reservas nem condições pelo interessado dos termos e regulamentação destas Bolsas, bem como autorização expressa para verificação da autenticidade das respectivas declarações. 1 Modelo europeu de CV, estabelecido pela Decisão nº 2241/2004/CE, do Parlamento Europeu e do Conselho, de 13 de Dezembro de 2004, que institui um quadro comunitário único para a transparência das qualificações e competências no espaço europeu. Disponível em htpp://europass.cedefop.europa.eu. 6. Júri de Atribuição 6.1. O júri de atribuição é composto por 4 elementos: 2 representantes da Casa América Latina e 2 representantes do Banco Santander Totta Para a atribuição da Bolsa ou, se for o caso, para a decisão de não atribuição, é exclusivamente competente o Júri de Atribuição, que deliberará soberanamente, segundo os critérios que considere mais adequados aos objectivos desta Bolsa. 7. Comissão de Acompanhamento Todo o processo de lançamento, tramitação, interpretação do regulamento e execução da atribuição das Bolsas será da responsabilidade da Comissão de

4 Acompanhamento, composta por quatro elementos, sendo dois representantes do Banco Santander Totta e dois da Casa da América Latina. 8. Comunicação e divulgação da decisão 8.1. A divulgação da atribuição das Bolsas será feita através de todos os meios disponíveis, considerados pelos promotores Os contemplados com a atribuição das Bolsas serão informados por escrito Os candidatos a quem foram atribuídas as Bolsas comprometem-se expressamente, e como condição do recebimento destas, a participar em qualquer evento relacionado com esta atribuição e a permitir que a sua imagem e dados sejam divulgados, inclusive pela imprensa, com o conteúdo e nos termos entendidos pelos Promotores da iniciativa. 9. Direito às Bolsas O direito às Bolsas extingue-se automática e definitivamente, sem necessidade de qualquer formalismo específico, se se verificar alguma das seguintes situações: a) Concluir-se existir alguma irregularidade na candidatura do premiado; b) Se a Bolsa não for reclamada no prazo máximo de um mês a contar da data da sua atribuição; c) Se na pendência do benefício da Bolsa, o Premiado for objecto de qualquer procedimento criminal ou disciplinar, ou ainda se o Premiado assumir comportamentos perante os Promotores ou terceiros que, pela sua gravidade, determinem lesão da imagem e honorabilidade dos participantes ou desprestígio e lesão para as entidades envolvidas ou para o próprio.

5 10. Compromisso dos Bolseiros Os Bolseiros comprometem-se a cumprir com assiduidade, rigor e empenho todos os seus deveres perante a Universidade e a fornecer, no termo do período da Bolsa, uma avaliação escrita do Professor orientador do seu Mestrado acerca do aproveitamento do Mestrando.

EDP - Uma empresa global, humana e dinâmica, com foco na inovação e sustentabilidade. Regulamento

EDP - Uma empresa global, humana e dinâmica, com foco na inovação e sustentabilidade. Regulamento EDP - Uma empresa global, humana e dinâmica, com foco na inovação e sustentabilidade Regulamento 6ª Edição Artigo 1º Objetivo do prêmio 1. O EDP University Challenge 2015 é uma iniciativa da EDP, cujo

Leia mais

1/11 REGULAMENTO. A EDP no contexto do mercado liberalizado de energia. Prémio Anual de Estratégia, Marketing e Comunicação

1/11 REGULAMENTO. A EDP no contexto do mercado liberalizado de energia. Prémio Anual de Estratégia, Marketing e Comunicação 1/11 REGULAMENTO A EDP no contexto do mercado liberalizado de energia Prémio Anual de Estratégia, Marketing e Comunicação 7.ª Edição 2013 2/11 Regulamento EDP University Challenge 2013 Artigo 1º Objetivo

Leia mais

Regulamento do EDP University Challenge 2011. EDP como empresa global de energia, líder em criação de valor, inovação e sustentabilidade.

Regulamento do EDP University Challenge 2011. EDP como empresa global de energia, líder em criação de valor, inovação e sustentabilidade. Regulamento do EDP University Challenge 2011 EDP como empresa global de energia, líder em criação de valor, inovação e sustentabilidade 2ª Edição Artigo 1º Objectivo do prémio 1. O EDP University Challenge

Leia mais

Regulamento EDP University Challenge 2010. Plano de Marketing e Comunicação da marca EDP enquanto player global. 4.ª Edição

Regulamento EDP University Challenge 2010. Plano de Marketing e Comunicação da marca EDP enquanto player global. 4.ª Edição 1/12 Regulamento EDP University Challenge 2010 Plano de Marketing e Comunicação da marca EDP enquanto player global 4.ª Edição Outubro 2009 2/12 Regulamento EDP University Challenge 2010 Artigo 1º Objectivo

Leia mais

Regulamento Prémio Primus Inter Pares 2015/2016 Versão integral

Regulamento Prémio Primus Inter Pares 2015/2016 Versão integral Regulamento Prémio Primus Inter Pares 2015/2016 Versão integral Artigo 1º Objectivo do Prémio 1. O Prémio Primus Inter Pares é uma iniciativa conjunta do Banco Santander Totta e da Sojornal Jornal Expresso,

Leia mais

Regulamento Angelini University Award 2009/2010. Novos Produtos/Serviços para doentes com Demências / Alzheimer / Envelhecimento Cerebral. 1.

Regulamento Angelini University Award 2009/2010. Novos Produtos/Serviços para doentes com Demências / Alzheimer / Envelhecimento Cerebral. 1. 1/12 Regulamento Angelini University Award 2009/2010 Novos Produtos/Serviços para doentes com Demências / Alzheimer / Envelhecimento Cerebral 1.ª Edição 2009/2010 2/12 Regulamento Angelini University Award

Leia mais

Regulamento de Atribuição de Bolsas de Estudo aos Estudantes dos Cursos do Primeiro Ciclo da Escola Superior de Saúde do Alcoitão

Regulamento de Atribuição de Bolsas de Estudo aos Estudantes dos Cursos do Primeiro Ciclo da Escola Superior de Saúde do Alcoitão Regulamento de Atribuição de Bolsas de Estudo aos Estudantes dos Cursos do Primeiro Ciclo da Escola Superior de Saúde do Alcoitão (Aprovado por Deliberação de Mesa nº466/14, de 22 de Abril, com as alterações

Leia mais

Regulamento EDP University Challenge 2009. A EDP e as energias renováveis: um futuro lado a lado. 3.ª Edição

Regulamento EDP University Challenge 2009. A EDP e as energias renováveis: um futuro lado a lado. 3.ª Edição 1/12 Regulamento EDP University Challenge 2009 A EDP e as energias renováveis: um futuro lado a lado 3.ª Edição Outubro 2008 2/12 Regulamento EDP University Challenge 2009 Artigo 1º Objectivo do prémio

Leia mais

Prémio Santander Totta / Universidade Nova de Lisboa, de Jornalismo Económico. Regulamento

Prémio Santander Totta / Universidade Nova de Lisboa, de Jornalismo Económico. Regulamento Prémio Santander Totta / Universidade Nova de Lisboa, de Jornalismo Económico Regulamento Considerando que se mostra da maior relevância: a) Reconhecer e premiar a excelência de trabalhos jornalísticos

Leia mais

Regulamento ERP Eco Sustainability Award 13 2ª Edição - Regulamento -

Regulamento ERP Eco Sustainability Award 13 2ª Edição - Regulamento - Regulamento ERP Eco Sustainability Award 13 2ª Edição - Regulamento - Página 2 de 10 Índice Artigo 1º Designação do Concurso... 3 Artigo 2º Objetivo do Concurso... 3 Artigo 3º Regulamentação do Concurso...

Leia mais

REGULAMENTO DO CONCURSO DE BOLSAS SANTANDER TOTTA/ UNIVERSIDADE DE COIMBRA 2015

REGULAMENTO DO CONCURSO DE BOLSAS SANTANDER TOTTA/ UNIVERSIDADE DE COIMBRA 2015 REGULAMENTO DO CONCURSO DE BOLSAS SANTANDER TOTTA/ UNIVERSIDADE DE COIMBRA 2015 Este concurso visa reforçar a cooperação existente entre a Universidade de Coimbra (UC) e as instituições suas parceiras,

Leia mais

Regulamento PAPSummer 2015

Regulamento PAPSummer 2015 Regulamento PAPSummer 2015 Artigo 1º Objectivos do programa, montante e designação das bolsas 1. O programa PAPSummer pretende dar a oportunidade a estudantes portugueses (Estudante) de desenvolver um

Leia mais

Regulamento. Prémios de Jornalismo Jornal do Fundão

Regulamento. Prémios de Jornalismo Jornal do Fundão Regulamento Prémios de Jornalismo Jornal do Fundão 2015 Preâmbulo Considerando que se mostra da maior relevância: a) Reconhecer e premiar a excelência de trabalhos jornalísticos desenvolvidos por jornalistas

Leia mais

regulamento Inovação no Sector da Floresta

regulamento Inovação no Sector da Floresta regulamento Inovação no Sector da Floresta 2014-2015 Regulamento Concurso Universitário CAP Cultiva o teu futuro 4.ª Edição CAP - Confederação dos Agricultores de Portugal Mais do que imaginas 4 regulamento

Leia mais

Bolsa de Inovação da Secção Regional de Lisboa DA ORDEM DOS FARMACÊUTICOS REGRAS DE ATRIBUIÇÃO

Bolsa de Inovação da Secção Regional de Lisboa DA ORDEM DOS FARMACÊUTICOS REGRAS DE ATRIBUIÇÃO A Direcção da Secção Regional de Lisboa da Ordem dos Farmacêuticos, reunida em sessão de 18 de Julho de 2012, deliberou instituir uma Bolsa, destinada a apoiar projectos de investigação e projectos profissionais

Leia mais

I Prémio Jovens Talentos. Regulamento

I Prémio Jovens Talentos. Regulamento 1 I Prémio Jovens Talentos Regulamento 1. Introdução O presente concurso tem como objectivo estimular o aparecimento e divulgação de novos talentos, no domínio cultural e artístico, dos jovens Bracarenses

Leia mais

REGULAMENTO DE PARTICIPAÇÃO CONCURSO UMA ILUSTRAÇÃO SOBRE LISBOA

REGULAMENTO DE PARTICIPAÇÃO CONCURSO UMA ILUSTRAÇÃO SOBRE LISBOA REGULAMENTO DE PARTICIPAÇÃO CONCURSO UMA ILUSTRAÇÃO SOBRE LISBOA Artigo 1.º (Objecto) 1.O concurso Uma Ilustração sobre Lisboa é uma iniciativa da MArt Espaço de projecto, aprendizagem e experimentação

Leia mais

1/12 REGULAMENTO. EDP e a Eficiência Energética. Prémio Anual de Estratégia, Marketing e Comunicação

1/12 REGULAMENTO. EDP e a Eficiência Energética. Prémio Anual de Estratégia, Marketing e Comunicação 1/12 REGULAMENTO EDP e a Eficiência Energética Prémio Anual de Estratégia, Marketing e Comunicação 6.ª Edição 2012 2/12 Regulamento EDP University Challenge 2012 Artigo 1º Objetivo do prémio 1. O EDP University

Leia mais

CONCURSO ENFERMAGEM PRIMEIRO - CIÊNCIA & ARTE

CONCURSO ENFERMAGEM PRIMEIRO - CIÊNCIA & ARTE CONCURSO ENFERMAGEM PRIMEIRO - CIÊNCIA & ARTE O Concurso Enfermagem Primeiro - Ciência & Arte é uma iniciativa do Conselho de Enfermagem Regional da REGULAMENTO DO CONCURSO SECÇÃO I - CIÊNCIA Artigo 1.

Leia mais

ORDEM DOS FARMACÊUTICOS REGULAMENTO DE ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE ESTUDO. Artigo 1º Âmbito

ORDEM DOS FARMACÊUTICOS REGULAMENTO DE ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE ESTUDO. Artigo 1º Âmbito ORDEM DOS FARMACÊUTICOS REGULAMENTO DE ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE ESTUDO Artigo 1º Âmbito A Ordem dos Farmacêuticos (OF) tem vindo a estabelecer diversas parcerias, com o objectivo de facilitar o acesso à

Leia mais

Prémio Banco de Portugal CLAD

Prémio Banco de Portugal CLAD Prémio Banco de Portugal CLAD Regulamento Artigo 1º (Objetivo) 1. O prémio Banco de Portugal CLAD (designado genericamente como Prémio) é promovido por uma parceria entre o Banco de Portugal e a CLAD Associação

Leia mais

REGULAMENTO DE PARTICIPAÇÃO CONCURSO SARDINHAS FESTAS DE LISBOA'12

REGULAMENTO DE PARTICIPAÇÃO CONCURSO SARDINHAS FESTAS DE LISBOA'12 REGULAMENTO DE PARTICIPAÇÃO CONCURSO SARDINHAS FESTAS DE LISBOA'12 Artigo 1.º (Objecto) 1. O Concurso Sardinhas Festas de Lisboa'12 é uma iniciativa da EGEAC Empresa de Gestão de Equipamentos e Animação

Leia mais

Programa de Parcerias e Submissão de Propostas 2014/15

Programa de Parcerias e Submissão de Propostas 2014/15 DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA Programa de Parcerias e Submissão de Propostas 2014/15 O Departamento de Informática (DI) da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa (FCUL) procura criar e estreitar

Leia mais

Prémio Científico Casa da América Latina/Santander Totta

Prémio Científico Casa da América Latina/Santander Totta Prémio Científico Casa da América Latina/Santander Totta REGULAMENTO 1. Natureza do Prémio 1.1. O Banco Santander Totta e a Casa da América Latina decidiram criar o Prémio Científico Casa da América Latina/Santander

Leia mais

REGULAMENTO DO PRÉMIO ULISBOA UNIVERSIDADE DE LISBOA

REGULAMENTO DO PRÉMIO ULISBOA UNIVERSIDADE DE LISBOA REGULAMENTO DO PRÉMIO ULISBOA UNIVERSIDADE DE LISBOA (Instituído com o apoio da Caixa Geral de Depósitos) 1. FINALIDADE O Prémio Universidade de Lisboa, adiante também designado por Prémio, tem por objectivo

Leia mais

PROGRAMA DE CRIAÇÃO DE TALENTOS PARA ANGOLA BOLSA ESCOM Bolsa de Estudo para Cursos Superiores

PROGRAMA DE CRIAÇÃO DE TALENTOS PARA ANGOLA BOLSA ESCOM Bolsa de Estudo para Cursos Superiores PROGRAMA DE CRIAÇÃO DE TALENTOS PARA ANGOLA BOLSA ESCOM Bolsa de Estudo para Cursos Superiores A pretende impulsionar as actividades de Responsabilidade Social em Angola, contribuindo para o seu desenvolvimento.

Leia mais

Regulamento. Prémio Novos Artistas Fundação EDP 2015

Regulamento. Prémio Novos Artistas Fundação EDP 2015 Regulamento Prémio Novos Artistas Fundação EDP 2015 Considerando que: A. A Fundação EDP é uma instituição de direito privado, sem fins lucrativos, que tem por fins gerais a promoção, o desenvolvimento

Leia mais

Prémio Científico Casa da América Latina/Santander Totta

Prémio Científico Casa da América Latina/Santander Totta Prémio Científico Casa da América Latina/Santander Totta REGULAMENTO 1. Natureza do Prémio 1.1. O Banco Santander Totta e a Casa da América Latina decidiram criar o Prémio Científico Casa da América Latina/Santander

Leia mais

REGULAMENTO DOS DIPLOMAS DE ESPECIALIZAÇÃO

REGULAMENTO DOS DIPLOMAS DE ESPECIALIZAÇÃO REGULAMENTO DOS DIPLOMAS DE ESPECIALIZAÇÃO Aprovado em reunião da Comissão Coordenadora do Conselho Científico em 22/11/2006 Aprovado em reunião de Plenário do Conselho Directivo em 13/12/2006 PREÂMBULO

Leia mais

MUNICÍPIO DE CELORICO DA BEIRA. I CONCURSO DE FOTOGRAFIA ALFREDO CUNHA Encantos da Natureza REGULAMENTO PREÂMBULO.

MUNICÍPIO DE CELORICO DA BEIRA. I CONCURSO DE FOTOGRAFIA ALFREDO CUNHA Encantos da Natureza REGULAMENTO PREÂMBULO. MUNICÍPIO DE CELORICO DA BEIRA I CONCURSO DE FOTOGRAFIA ALFREDO CUNHA Encantos da Natureza REGULAMENTO PREÂMBULO Com o presente Regulamento o Município pretende definir as regras do I Concurso de Fotografia

Leia mais

REGULAMENTO CONCURSO DE IDEIAS PARA LOGÓTIPO DO INSTITUTO POLITÉCNICO DE VISEU

REGULAMENTO CONCURSO DE IDEIAS PARA LOGÓTIPO DO INSTITUTO POLITÉCNICO DE VISEU REGULAMENTO CONCURSO DE IDEIAS PARA LOGÓTIPO DO INSTITUTO POLITÉCNICO DE VISEU 1. Promotor O Instituto Politécnico de Viseu (IPV) leva a efeito o concurso de ideias para apresentação de propostas de renovação

Leia mais

REGULAMENTO DE PRÉMIO Linka-te aos Outros

REGULAMENTO DE PRÉMIO Linka-te aos Outros REGULAMENTO DE PRÉMIO Linka-te aos Outros 1. Apresentação O presente concurso é uma iniciativa promovida pela, no âmbito do Ano Europeu das Atividades Voluntárias que promovam uma Cidadania Ativa proclamado

Leia mais

Prémio EDP Novos Artistas. Regulamento

Prémio EDP Novos Artistas. Regulamento Prémio EDP Novos Artistas Regulamento DO PRÉMIO 1. O Prémio EDP Novos Artistas, criado em 2000, é uma iniciativa da Fundação EDP. Com a atribuição deste prémio, a Fundação EDP confirma a sua responsabilidade

Leia mais

REGULAMENTO DE CANDIDATURA AOS CURSOS TÉCNICOS SUPERIORES PROFISSIONAIS

REGULAMENTO DE CANDIDATURA AOS CURSOS TÉCNICOS SUPERIORES PROFISSIONAIS PREÂMBULO Nos termos do artigo 11.º do Decreto -Lei n.º 43/2014 de 18 de março, é aprovado o Regulamento das Condições de Ingresso nos Cursos Técnicos Superiores Profissionais (CTSP) do Instituto Politécnico

Leia mais

REGULAMENTO BOLSAS DE INVESTIGAÇÃO PARA ESTRANGEIROS

REGULAMENTO BOLSAS DE INVESTIGAÇÃO PARA ESTRANGEIROS I. DISPOSIÇÕES GERAIS Artº 1º 1. Com o fim de estimular a difusão da cultura portuguesa em países estrangeiros, a Fundação Calouste Gulbenkian, através do Serviço de Bolsas Gulbenkian, concede bolsas de

Leia mais

REGULAMENTO DO CONCURSO DE FOTOGRAFIA E VÍDEO DA ÁGUAS DO ALGARVE, S.A.

REGULAMENTO DO CONCURSO DE FOTOGRAFIA E VÍDEO DA ÁGUAS DO ALGARVE, S.A. REGULAMENTO DO CONCURSO DE FOTOGRAFIA E VÍDEO DA ÁGUAS DO ALGARVE, S.A. A ÁGUA PELOS MEUS OLHOS Mil Imagens, uma Região, um Futuro Cláusula 1 - Organização O Concurso de Fotografia e Vídeo A Água pelos

Leia mais

Regulamento dos Regimes de Mudança de Curso, Transferências e Reingressos do Instituto Superior de Engenharia de Lisboa

Regulamento dos Regimes de Mudança de Curso, Transferências e Reingressos do Instituto Superior de Engenharia de Lisboa Regulamento dos Regimes de Mudança de Curso, Transferências e Reingressos do Instituto Superior de Engenharia de Lisboa Artigo 1.º Objecto e âmbito 1 - O presente regulamento disciplina, no cumprimento

Leia mais

Prémio Santander Totta / Universidade Nova de Lisboa, de Jornalismo Económico. Regulamento

Prémio Santander Totta / Universidade Nova de Lisboa, de Jornalismo Económico. Regulamento Prémio Santander Totta / Universidade Nova de Lisboa, de Jornalismo Económico Regulamento Considerando que se mostra da maior relevância: a) Reconhecer e premiar a excelência de trabalhos jornalísticos

Leia mais

Prémio Santander Totta / Universidade NOVA de Lisboa, de Jornalismo Económico. Regulamento

Prémio Santander Totta / Universidade NOVA de Lisboa, de Jornalismo Económico. Regulamento Prémio Santander Totta / Universidade NOVA de Lisboa, de Jornalismo Económico Regulamento Considerando que se mostra da maior relevância: a) Reconhecer e premiar a excelência de trabalhos jornalísticos

Leia mais

REGULAMENTO PROJETO 80. Introdução

REGULAMENTO PROJETO 80. Introdução REGULAMENTO PROJETO 80 Introdução A Agência Portuguesa do Ambiente (APA), a Direção-Geral da Educação (DGE), a Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares (DGEstE), o Instituto Português do Desporto e

Leia mais

REGULAMENTO DE CONCURSO Liga-te aos Outros

REGULAMENTO DE CONCURSO Liga-te aos Outros Página1 REGULAMENTO DE CONCURSO Liga-te aos Outros 1. Apresentação O presente concurso é uma iniciativa promovida pela, no âmbito do Ano Europeu das Actividades Voluntárias que promovam uma Cidadania Activa

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE LISBOA

CÂMARA MUNICIPAL DE LISBOA 2014 CÂMARA MUNICIPAL DE LISBOA Direcção Municipal de Habitação e Desenvolvimento Social [DOCUMENTO DE APOIO À CANDIDATURA ON LINE ] Para mais esclarecimentos, ligue para 21 798 86 01/ 86 55 ou através

Leia mais

REGULAMENTO PROJETO 80. Introdução

REGULAMENTO PROJETO 80. Introdução REGULAMENTO PROJETO 80 Introdução A Agência Portuguesa do Ambiente (APA), a Direção-Geral da Educação (DGE), a Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares (DGEstE), o Instituto Português do Desporto e

Leia mais

Inovação no Sector do Leite e Laticínios 2015-2016

Inovação no Sector do Leite e Laticínios 2015-2016 Inovação no Sector do Leite e Laticínios 2015-2016 1.º ARTIGO OBJETO DO REGULAMENTO O presente Regulamento do Concurso Universitário CAP Cultiva o teu futuro, doravante designado somente por Regulamento,

Leia mais

Regulamento dos regimes de Reingresso, Mudança de Curso e Transferência no Ciclo de Estudos conducente ao Grau de Licenciado

Regulamento dos regimes de Reingresso, Mudança de Curso e Transferência no Ciclo de Estudos conducente ao Grau de Licenciado ESCOLA SUPERIOR DE ENFERMAGEM Dr. José Timóteo Montalvão Machado Regulamento dos regimes de Reingresso, Mudança de Curso e Transferência no Ciclo de Estudos conducente ao Grau de Licenciado (Preâmbulo)

Leia mais

ÂMBITO Década das Nações Unidas da Educação para o Desenvolvimento Sustentável 2005-2014 e a Década da Biodiversidade 2011-2020.

ÂMBITO Década das Nações Unidas da Educação para o Desenvolvimento Sustentável 2005-2014 e a Década da Biodiversidade 2011-2020. CONCURSO 1 ESCOLAR REGULAMENTO 2011/2012 Como melhorar a qualidade ambiental da minha escola? TEMA Como Melhorar a Qualidade Ambiental da Minha Escola? ÂMBITO Década das Nações Unidas da Educação para

Leia mais

Prémio Santander Totta / Universidade NOVA de Lisboa, de Jornalismo Económico. Regulamento

Prémio Santander Totta / Universidade NOVA de Lisboa, de Jornalismo Económico. Regulamento Prémio Santander Totta / Universidade NOVA de Lisboa, de Jornalismo Económico Regulamento Considerando que se mostra da maior relevância: a) Reconhecer e premiar a excelência de trabalhos jornalísticos

Leia mais

REGULAMENTO DAS BOLSAS DE INVESTIGAÇÃO PARA PÓS-GRADUAÇÃO E ESPECIALIZAÇÃO DESTINADAS A ESTUDANTES AFRICANOS DE LÍNGUA PORTUGUESA E DE TIMOR LESTE

REGULAMENTO DAS BOLSAS DE INVESTIGAÇÃO PARA PÓS-GRADUAÇÃO E ESPECIALIZAÇÃO DESTINADAS A ESTUDANTES AFRICANOS DE LÍNGUA PORTUGUESA E DE TIMOR LESTE REGULAMENTO DAS BOLSAS DE INVESTIGAÇÃO PARA PÓS-GRADUAÇÃO E ESPECIALIZAÇÃO DESTINADAS A ESTUDANTES AFRICANOS DE LÍNGUA PORTUGUESA E DE TIMOR LESTE CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS Artº. 1º. 1. Com o fim principal

Leia mais

Concurso Natal Empreendedor 2013 NATAL EMPREENDEDOR 2013. Concurso. Ideias & Empreendedorismo. Prémio Avaliado em 5 000,00

Concurso Natal Empreendedor 2013 NATAL EMPREENDEDOR 2013. Concurso. Ideias & Empreendedorismo. Prémio Avaliado em 5 000,00 NATAL EMPREENDEDOR 2013 Concurso Ideias & Empreendedorismo Prémio Avaliado em 5 000,00 REGULAMENTO Artigo 1º Enquadramento O presente concurso é promovido pelo Correio de Azeméis, AzFm e Numeroscópio,

Leia mais

CIRCULAR INFORMATIVA

CIRCULAR INFORMATIVA CIRCULAR INFORMATIVA Nº. 46 Data: 2011/11/04 Para conhecimento de: Pessoal docente, discente e não docente ASSUNTO: Regulamento para Atribuição de Bolsa de Doutoramento ESTeSL/IPL Caixa Geral de Depósitos

Leia mais

III PROGRAMA DE ESTÁGIOS DE VERÃO AEFFUL

III PROGRAMA DE ESTÁGIOS DE VERÃO AEFFUL III PROGRAMA DE ESTÁGIOS DE VERÃO AEFFUL 1 Enquadramento O Gabinete de Estágios e Saídas Profissionais (GESP) tem o objectivo de estabelecer uma plataforma de comunicação entre estagiários e recém-mestres

Leia mais

Concurso Todos Contam

Concurso Todos Contam PLANO NACIONAL DE FORMAÇÃO FINANCEIRA Concurso Todos Contam Regulamento do Concurso O Concurso Todos Contam é uma iniciativa promovida pelo Conselho Nacional de Supervisores Financeiros, entidade composta

Leia mais

GABINETE DO SECRETÁRIO PARA OS ASSUNTOS SOCIAIS E CULTURA 第 309 /2005 號 行 政 長 官 批 示 社 會 文 化 司 司 長 辦 公 室 第 114 /2005 號 社 會 文 化 司 司 長 批 示.

GABINETE DO SECRETÁRIO PARA OS ASSUNTOS SOCIAIS E CULTURA 第 309 /2005 號 行 政 長 官 批 示 社 會 文 化 司 司 長 辦 公 室 第 114 /2005 號 社 會 文 化 司 司 長 批 示. 956 澳 門 特 別 行 政 區 公 報 第 一 組 第 40 期 2005 年 10 月 3 日 獨 一 條 許 可 透 過 三 月 二 十 二 日 第 89/99/M 號 訓 令 而 獲 授 許 可 於 澳 門 設 立 分 支 公 司 以 經 營 一 般 保 險 業 務 的 Companhia de Seguros Fidelidade S.A., 中 文 名 稱 為 忠 誠 保 險 公 司,

Leia mais

PROGRAMA DE VOLUNTARIADO JOVEM EQUIPA DE VIGILÂNCIA FLORESTAL 2015. Artigo 1º Âmbito e definição

PROGRAMA DE VOLUNTARIADO JOVEM EQUIPA DE VIGILÂNCIA FLORESTAL 2015. Artigo 1º Âmbito e definição PROGRAMA DE VOLUNTARIADO JOVEM EQUIPA DE VIGILÂNCIA FLORESTAL 2015 Artigo 1º Âmbito e definição 1. As presentes normas instituem e regulam o Programa de Voluntariado Jovem para operacionalização da Equipa

Leia mais

1º Prêmio de Comunicação - Grupo SMS 2014

1º Prêmio de Comunicação - Grupo SMS 2014 1º Prêmio de Comunicação - Grupo SMS 2014 1 INTRODUÇÃO O 1º Prêmio de Comunicação Grupo SMS 2014, com o tema Mobilidade Urbana é uma iniciativa do Grupo SMS, formado pelas empresas Auto Viação Salineira,

Leia mais

UNIDADE ACADÊMICA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO UAPPG Edital de pré-seleção para o programa do Colégio Doutoral Tordesillas do Grupo Tordesillas

UNIDADE ACADÊMICA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO UAPPG Edital de pré-seleção para o programa do Colégio Doutoral Tordesillas do Grupo Tordesillas UNIDADE ACADÊMICA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO UAPPG Edital de pré-seleção para o programa do Colégio Doutoral Tordesillas do Grupo Tordesillas O Magnífico Reitor da Universidade do Vale do Rio dos Sinos

Leia mais

REGULAMENTO DO CONCURSO CIENTISTAS E ARTISTAS II

REGULAMENTO DO CONCURSO CIENTISTAS E ARTISTAS II REGULAMENTO DO CONCURSO CIENTISTAS E ARTISTAS II 1. CONCURSO O Concurso Cientistas e Artistas II ( Concurso ) é uma iniciativa da TEXAS INSTRUMENTS PORTUGAL ( TI ) e tem como objectivo incentivar os alunos

Leia mais

A ACESSO AO ENSINO SUPERIOR

A ACESSO AO ENSINO SUPERIOR A ACESSO AO ENSINO SUPERIOR 1. Concurso Nacional de Acesso 1.1. Quem pode candidatar-se ao ensino superior? Podem candidatar-se ao ensino superior, os estudantes que satisfaçam cumulativamente, as seguintes

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO

REGULAMENTO ESPECÍFICO REGULAMENTO ESPECÍFICO COMISSÃO ORGANIZADORA PATROCINADOR DE OURO CO-FINANCIAMENTO PATROCINADOR DE PRATA PNAM REGULAMENTO ESPECÍFICO NORMAS REGULAMENTARES DA 3.ª EDIÇÃO DO Nos termos dos Valores e normas

Leia mais

Regulamento de Participação no concurso de Edição HelpoframesII

Regulamento de Participação no concurso de Edição HelpoframesII Regulamento de Participação no concurso de Edição HelpoframesII Os presentes termos e condições regulam o concurso de Edição HelpoframesII, com início a 1 de Agosto de 2009 e termo a 31 de Agosto de 2010*.

Leia mais

PRÉMIO A SUA ENERGIA LIMPA O MELHOR TRABALHO DE FIM DE CURSO

PRÉMIO A SUA ENERGIA LIMPA O MELHOR TRABALHO DE FIM DE CURSO PRÉMIO A SUA ENERGIA LIMPA O MELHOR TRABALHO DE FIM DE CURSO A Cabeólica promove a realização de um concurso que pretende distinguir os melhores trabalhos de fim de curso nas áreas de engenharia e arquitetura

Leia mais

Reitoria PROGRAMA DE BOLSAS DE MOBILIDADE PARA ESTUDANTES. Regulamento. Artigo 1º (Disposições Gerais)

Reitoria PROGRAMA DE BOLSAS DE MOBILIDADE PARA ESTUDANTES. Regulamento. Artigo 1º (Disposições Gerais) Reitoria PROGRAMA DE BOLSAS DE MOBILIDADE PARA ESTUDANTES Regulamento Artigo 1º (Disposições Gerais) O Programa de Bolsas de Mobilidade para Estudantes da Universidade de Lisboa tem por objectivo proporcionar

Leia mais

Prémio EDP Novos Artistas. Regulamento DO PRÉMIO

Prémio EDP Novos Artistas. Regulamento DO PRÉMIO Prémio EDP Novos Artistas Regulamento DO PRÉMIO 1. O Prémio EDP Novos Artistas, criado em 2000, é uma iniciativa da Fundação EDP. Com a atribuição deste prémio, a Fundação EDP confirma a sua responsabilidade

Leia mais

(PROPOSTA) REGULAMENTO DE CREDITAÇÃO DE COMPETÊNCIAS ACADÉMICAS, EXPERIÊNCIAS PROFISSIONAIS E OUTRA FORMAÇÃO

(PROPOSTA) REGULAMENTO DE CREDITAÇÃO DE COMPETÊNCIAS ACADÉMICAS, EXPERIÊNCIAS PROFISSIONAIS E OUTRA FORMAÇÃO (PROPOSTA) Ú~e ~JU&~~L~ 6~i ~ / ~ 7J7t1 REGULAMENTO DE CREDITAÇÃO DE COMPETÊNCIAS ACADÉMICAS, EXPERIÊNCIAS PROFISSIONAIS E OUTRA FORMAÇÃO Conforme o determinado pelo artigo 45 O A do Decreto Lei n 074/2006

Leia mais

REGULAMENTO TWIST 2014 2015. 4.ª Edição

REGULAMENTO TWIST 2014 2015. 4.ª Edição REGULAMENTO TWIST 2014 2015 4.ª Edição 1 Artigo 1º Objectivo do Concurso 1. O TWIST, A tua energia faz a diferença (Concurso) é uma iniciativa da EDP Serviço Universal (EDP) no âmbito do PPEC Plano para

Leia mais

FUNDAÇÃO CALOUSTE GULBENKIAN

FUNDAÇÃO CALOUSTE GULBENKIAN REGULAMENTO DE BOLSAS DE PÓS-GRADUAÇÃO E ESPECIALIZAÇÃO PARA ESTUDANTES AFRICANOS DE LÍNGUA OFICIAL PORTUGUESA E DE TIMOR-LESTE CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS Artº 1º 1. Com o objetivo de estimular a Investigação

Leia mais

Artigo 1.º - Objecto e Âmbito

Artigo 1.º - Objecto e Âmbito Regulamento do concurso para atribuição de Bolsas de Solidariedade a conceder pelo Fundo para o Desenvolvimento Sustentado do Hospital de Vila Franca de Xira, referente ao ano de 2014 Artigo 1.º - Objecto

Leia mais

GABINETE DO SECRETÁRIO PARA OS ASSUNTOS SOCIAIS E CULTURA. 05-00-00-00-00 Outras despesas correntes 3,268,000.00. Total das despesas

GABINETE DO SECRETÁRIO PARA OS ASSUNTOS SOCIAIS E CULTURA. 05-00-00-00-00 Outras despesas correntes 3,268,000.00. Total das despesas 420 23 2010 6 7 Unidade: MOP Classificação funcional Classificação económica Designação Montante 02-03-07-00-00 Publicidade e propaganda 8-01-0 02-03-07-00-01 Encargos com anúncios 02-03-08-00-00 Trabalhos

Leia mais

FACULDADE INTERNACIONAL DA PARAÍBA Direção Acadêmica. Edital de bolsas do programa de Educação Internacional William C. Dennis, Jr.

FACULDADE INTERNACIONAL DA PARAÍBA Direção Acadêmica. Edital de bolsas do programa de Educação Internacional William C. Dennis, Jr. FACULDADE INTERNACIONAL DA PARAÍBA Direção Acadêmica Edital de bolsas do programa de Educação Internacional William C. Dennis, Jr. EDITAL FPB N o. 004/2014 Edital de bolsas do programa de Educação Internacional

Leia mais

1/12 REGULAMENTO. EDP e a Eficiência Energética. Prémio Anual de Estratégia, Marketing e Comunicação

1/12 REGULAMENTO. EDP e a Eficiência Energética. Prémio Anual de Estratégia, Marketing e Comunicação 1/12 REGULAMENTO EDP e a Eficiência Energética Prémio Anual de Estratégia, Marketing e Comunicação 6.ª Edição 2012 2/12 Regulamento EDP University Challenge 2012 Artigo 1º Objetivo do prémio 1. O EDP University

Leia mais

Prémio Secil Universidades Engenharia Civil 2009 Regulamento Ordem dos Engenheiros Av. Sidónio Pais, 4-E / 1050-212 Lisboa Telef: 21 313 26 00 / Fax: 21 313 26 72 E-mail: colegios@ordemdosengenheiros.pt

Leia mais

MESTRADO EM DIREITO E ECONOMIA DO MAR A GOVERNAÇÃO DO MAR * 2015/2016

MESTRADO EM DIREITO E ECONOMIA DO MAR A GOVERNAÇÃO DO MAR * 2015/2016 MESTRADO EM DIREITO E ECONOMIA DO MAR A GOVERNAÇÃO DO MAR * 2015/2016 VAGAS o 15 vagas para a candidatura na 1.ª fase o 15 vagas para a candidatura na 2.ª fase Na 1.ª fase aceitam-se candidaturas condicionadas

Leia mais

PROCEDIMENTO. Ref. Pcd. 3-sGRHF. Bolsas de Investigação Científica da UA, financiadas pela UA ou por outras verbas desde que não provenientes da FCT

PROCEDIMENTO. Ref. Pcd. 3-sGRHF. Bolsas de Investigação Científica da UA, financiadas pela UA ou por outras verbas desde que não provenientes da FCT PROCEDIMENTO Ref. Pcd. 3-sGRHF Bolsas de Investigação Científica da UA, financiadas pela UA ou por outras verbas desde que não provenientes da FCT Data: 14 /07/2011 Elaboração Nome: Fátima Serafim e Helena

Leia mais

Regulamento do Global Management Challenge 2015

Regulamento do Global Management Challenge 2015 Regulamento do Global Management Challenge 2015 1. O Global Management Challenge é uma Competição de Estratégia e Gestão organizada em Portugal pela SDG Simuladores e Modelos de Gestão, S.A. em parceria

Leia mais

Regulamento POPs, Projetos Originais Portugueses

Regulamento POPs, Projetos Originais Portugueses Regulamento POPs, Projetos Originais Portugueses 1. Enquadramento e Objetivos A Fundação de Serralves é uma instituição de utilidade pública que tem como missão sensibilizar o público para a Arte Contemporânea

Leia mais

REGULAMENTO PROJETO 80. Introdução

REGULAMENTO PROJETO 80. Introdução REGULAMENTO PROJETO 80 Introdução A Agência Portuguesa do Ambiente (APA), a Direção Geral de Educação (DGE), o Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ), a Quercus, e o Green Project Awards (GPA),

Leia mais

REGULAMENTO PARA O CONCURSO DE IDEIAS PARA A CRIAÇÃO DO LOGÓTIPO DO BANCO LOCAL

REGULAMENTO PARA O CONCURSO DE IDEIAS PARA A CRIAÇÃO DO LOGÓTIPO DO BANCO LOCAL REGULAMENTO PARA O CONCURSO DE IDEIAS PARA A CRIAÇÃO DO LOGÓTIPO DO BANCO LOCAL DE VOLUNTARIADO DE GUIMARÃES Preâmbulo A Divisão de Acção Social da Câmara Municipal de Guimarães leva a efeito o concurso

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA REGULAMENTO DO PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA A Coordenadora da Faculdade de Ciência e Tecnologia de Montes Claros FACIT, no uso de suas atribuições regimentais, considerando que o projeto dos cursos

Leia mais