Número: / Unidade Examinada: Município de Belo Horizonte/MG e Associação para Organização e Administração de Eventos, Educação e

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Número: 00224.000897/2010-27 Unidade Examinada: Município de Belo Horizonte/MG e Associação para Organização e Administração de Eventos, Educação e"

Transcrição

1 Número: / Unidade Examinada: Município de Belo Horizonte/MG e Associação para Organização e Administração de Eventos, Educação e Capacitação CAPACITAR.

2 Relatório de Demandas Externas n / Sumário Executivo Este Relatório apresenta os resultados da ação de controle desenvolvida pela Controladoria- Geral da União (CGU) em Belo Horizonte/MG, cujos trabalhos foram realizados entre 27 de junho de 2011 a 08 de julho de 2011, em função de solicitação da Polícia Federal, para que fosse verificada a efetiva prestação de serviço de transporte dos alunos dos cursos de qualificação social e profissional do PLANSEQ realizados no âmbito do objeto do Convênio MTE/SPPE/CODEFAT nº 00093/08 em Belo Horizonte, firmado entre o Ministério do Trabalho e Emprego, por meio da Secretaria de Políticas Públicas de Emprego, e a Associação para Organização e Administração de Eventos, Educação e Capacitação CAPACITAR para a execução do Plano Setorial de Qualificação PLANSEQ. Esclarecemos que os executores dos recursos federais foram previamente informados por meio do Ofício n.º 13740/DPTEM/DP/SFC/CGU-PR, de 06 de maio de 2013, sobre os fatos relatados, cabendo ao Ministério supervisor, nos casos pertinentes, adotar as providências corretivas visando à consecução das políticas públicas, bem como à apuração das responsabilidades. Cabe destacar que as situações relativas à gestão financeira dos recursos recebidos do MTE pela ONG não foram verificadas no presente trabalho, vez que tais análises foram efetuadas em outras ações de controle realizadas no âmbito do convênio celebrado para a execução do PLANSEQ/2008. Foi analisada a execução dos cursos financiados com recursos repassados à Associação para Organização e Administração de Eventos, Educação e Capacitação CAPACITAR pelo Ministério do Trabalho e Emprego, com o objetivo de verificar a execução dos cursos envolvendo recursos federais do Programa Qualificação Social e Profissional de Trabalhadores para o Acesso e Manutenção ao Emprego, Trabalho e Renda em Base Setorial (PlanSeQs), no montante fiscalizado de R$ ,00 (hum milhão novecentos e vinte e um mil quinhentos e noventa e seis reais). Principais Fatos Encontrados Ministério do Trabalho e Emprego Programa: Programa Qualificação Social e Profissional de Trabalhadores para o Acesso e Manutenção ao Emprego, Trabalho e Renda em Base Setorial (PlanSeQs). a) Sobre os alunos, alguns: - frequentaram cursos divergentes daqueles que estavam inicialmente matriculados; - fizeram inscrição em cursos, contudo não foram chamados para frequentar os cursos em algumas turmas, mas constavam nas listas de presença do curso; - não fizeram matrícula no curso, mas constavam na lista como inscritos e frequentadores dos cursos.

3 b) Sobre os instrutores, alguns: - declararam que não foram instrutores dos cursos; - disseram não ter sido instrutor de curso que indicava como ministrado por aquele instrutor; - informaram que os utensílios necessários à realização do curso não foram disponibilizados pela entidade. Principais Recomendações Este Relatório é destinado aos órgãos e entidades da Administração Pública Federal, gestores centrais dos programas de execução descentralizada, para a adoção de providências quanto às situações evidenciadas, especialmente, para a adoção de medidas preventivas e corretivas, visando à melhoria da execução dos Programas de Governo.

4 PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO RELATÓRIO DE DEMANDAS ESPECIAIS Número: /

5 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO 2. DAS SITUAÇÕES VERIFICADAS 2.1 MINISTERIO DO TRABALHO E EMPREGO PROGRAMA: QUALIFICAÇÃO SOCIAL E PROFISSIONAL AÇÃO: QUALIFICACAO SOCIAL E PROFISSIONAL DE TRABALHADORES PARA O ACESSO E MANUTENCAO AO EMPREGO, TRABALHO E RENDA EM BASE SETORIAL (PLANSEQS) 3. OUTRAS AÇÕES 3.1 MINISTERIO DO TRABALHO E EMPREGO PROGRAMA: QUALIFICAÇÃO SOCIAL E PROFISSIONAL AÇÃO: QUALIFICACAO SOCIAL E PROFISSIONAL DE TRABALHADORES PARA O ACESSO E MANUTENCAO AO EMPREGO, TRABALHO E RENDA EM BASE SETORIAL (PLANSEQS) 4. CONCLUSÃO

6 1. INTRODUÇÃO 1.1. Este Relatório apresenta os resultados de ação de controle desenvolvida em função de solicitação da Polícia Federal - Superintendência Regional no Estado de Sergipe - à Controladoria- Geral da União - CGU para que fosse verificada a efetiva prestação de serviço de transporte dos alunos dos cursos de qualificação social e profissional do PLANSEQ realizados no âmbito do objeto do Convênio MTE/SPPE/CODEFAT nº 00093/08 em Belo Horizonte, firmado entre o Ministério do Trabalho e Emprego, por meio da Secretaria de Políticas Públicas de Emprego, e a Associação para Organização e Administração de Eventos, Educação e Capacitação CAPACITAR para a execução do Plano Setorial de Qualificação PLANSEQ. A solicitação foi realizada por meio do Ofício nº 4186/2010 IPL 0256/ SR/DPF/SE, de 12/11/2010, dando origem ao Processo nº / O presente trabalho foi realizado no período de 27/06/2011 a 08/07/2011, com o intuito de subsidiar os inquéritos instaurados pela Polícia Federal, originados de irregularidades identificadas na gestão dos recursos recebidos pela SPPE/MTE, no âmbito do convênio celebrado para a execução do PLANSEQ/ A Controladoria Regional da União no Estado de Sergipe realizou trabalhos de fiscalização na Capacitar referente ao PLANSEQ, gerando o Relatório de Ação de Controle nº , de 25/06/2010, onde foram constatadas as seguintes irregularidades revelantes: Item Celebração de convênio sem observância de requisitos de tempo de existência da ONG e de sua atuação em qualificação profissional. Item Irregularidades na contratação com recursos do convênio, no montante de R$ ,40, de serviços de mão-de-obra. Item Irregularidades na contratação com recursos do convênio, no montante de R$ ,00, na elaboração de material didático. Item Irregularidades na contratação com recursos do convênio, no montante de R$ ,00, de serviços de transporte. Item Irregularidades na contratação com recursos do convênio, no montante de R$ ,00, no fornecimento de lanches. Item Irregularidades na contratação com recursos do convênio, no montante de R$ ,00, no fornecimento de material didático. Item Indícios de irregularidades na contratação com recursos do convênio, no montante de R$ ,00, em serviços de divulgação. Item Saques efetuados na conta bancária do convênio, no montante de R$ ,00, sem que tenha ocorrido a comprovação das despesas. Item Movimentação irregular da totalidade dos recursos depositados na conta bancária específica do convênio. Item Utilização de recursos por meios não previstos no Convênio

7 MTE/SPPE/CODEFAT nº 093/08, ocasionando descumprimento aos princípios da impessoalidade, moralidade e economicidade Sobre o assunto, encontra-se em andamento o Inquérito Policial nº 256/2010-SR/DPF/SE, instaurado pela Superintendência Regional da Polícia Federal no Estado de Sergipe Cabe destacar que as situações relativas à gestão financeira dos recursos recebidos do MTE pela ONG não foram verificadas no presente trabalho, vez que tais análises foram efetuadas em outras ações de controle realizadas no âmbito do convênio celebrado para a execução do PLANSEQ/ Além das questões indicadas no item 1.1 deste relatório, foi apurada a efetiva realização dos cursos de qualificação profissional e o recebimento de outros benefícios (lanche, material didático e certificado) previstos pela política pública Para a execução do trabalho foram adotadas as seguintes ações: - exame inicial do teor da solicitação da Polícia Federal, bem como da Ordem de Serviço nº , os procedimentos e questionários pertinentes; - preparação das amostras de alunos e instrutores a serem entrevistados, disponibilizadas pela Coordenação-Geral de Auditoria da Área de Trabalho e Emprego/SFC/CGU DPTEM, com a identificação de possíveis contatos telefônicos, por meio de consulta ao sistema CPF, listas telefônicas e sistema Cadastro Nacional de Informações Sociais - CNIS (INSS); - realização de entrevistas, por telefone, com os alunos e instrutores constantes da amostra Os resultados pormenorizados dos trabalhos realizados, organizados por órgão superior e por programa/ação de governo, estão apresentados nos itens 2, onde estão relatadas as constatações relacionadas às situações contidas na demanda apresentada, e item 3, onde estão relatadas as constatações não contemplados na demanda original apresentada.

8 2. DAS SITUAÇÕES VERIFICADAS A seguir apresentamos as constatações relacionadas às situações que foram examinadas, agrupadas por Programa/Ação, e vinculadas aos respectivos órgãos superiores. 2.1 MINISTERIO DO TRABALHO E EMPREGO Programa: QUALIFICAÇÃO SOCIAL E PROFISSIONAL Ação: QUALIFICACAO SOCIAL E PROFISSIONAL DE TRABALHADORES PARA O ACESSO E MANUTENCAO AO EMPREGO, TRABALHO E RENDA EM BASE SETORIAL (PLANSEQS) Objeto Examinado: Os Planseqs são firmados por meio de convênios celebrados com as entidades sem fins lucrativos visando a qualificação profissional de trabalhadores para ampliação das oportunidades de geração de emprego e renda. Agente Executor Local: / CAPACITAR Montante de Recursos Financeiros Aplicados: R$ ,00 Ordem de Serviço: Forma de Transferência: Convênio Situação Verificada Por meio do Ofício nº 4186/2010 IPL 0256/ SR/DPF/SE, de 12/11/2010, emitido pela Superintendência Regional de Polícia Federal no Estado de Sergipe, foi solicitado o seguinte à Controladoria-Geral da União: Cumprimentando-o e, a fim de instruir os autos do inquérito Policial em referência, solicito de Vossa Senhoria determinar a verificação in loco se foi executado o objeto do Convênio entre o Ministério do Trabalho e Emprego e a ONG Associação para Organização e Administração de Eventos, Educação e Capacitação CAPACITAR, visando contratação de serviços de transporte para os alunos dos cursos de qualificação social e profissional do PLANSEQ (convênio MTE/SPPE/ CODEFAT nº00093/08). INFORMAÇÃO 001 a) Fato: O trabalho consistiu em realização de entrevistas com os instrutores e alunos/trabalhadores de amostra extraída do Sistema de Gestão de Ações de Emprego - SIGAE e fornecida pela Coordenação-Geral de Auditoria da Área de Trabalho e Emprego/SFC/CGU DPTEM, as quais foram realizadas por meio de ligação telefônica. A amostra de alunos analisada foi composta por 92 trabalhadores que teriam participado de cursos nas especialidades de cozinheiro, garçom, mensageiro, barman, recepcionista, padeiro, auxiliar de operações de eventos, agente de viagem ou camareira, no âmbito do convênio celebrado para a execução do PLANSEQ/2008. Do total de 92 alunos constantes da amostra disponibilizada, foram obtidos, nas diversas fontes consultadas, possíveis contatos de 82 deles.

9 Dos 82 alunos com telefones localizados, não foi possível contatar 52, vez que os números de telefones obtidos não pertenciam às referidas pessoas ou os números não estavam disponíveis para o recebimento de ligações, ou ainda as chamadas não foram atendidas. Portanto, foram entrevistados 30 alunos, que representam 32,61% da amostra disponibilizada. Do total de 30 alunos localizados pela equipe de fiscalização, sete alunos (23,33% dos contatados) confirmaram, em entrevista, a participação no curso, de acordo com o indicado na amostra, bem como o recebimento dos benefícios previstos (material didático, lanche, certificado e vale-transporte, quando necessário). CPF Aluno *** ** Camareira *** ** Padeiro *** ** Recepcionista *** ** (*) Cozinheiro *** ** Auxiliar de Operações de Eventos *** ** Recepcionista *** ** Cozinheiro Curso do qual o aluno participou (*) Informou que não recebeu vale-transporte, por morar perto do local de realização do curso. Outros seis alunos entrevistados (20,00%) informaram a participação em curso diverso do registrado na amostra e obtido junto ao Sistema de Gestão de Ações de Emprego - SIGAE, mas confirmaram também que receberam os benefícios previstos. CPF Aluno Curso do qual o aluno participou Curso constante da amostra *** ** Recepcionista Cozinheiro *** ** Camareira Cozinheiro *** ** Recepcionista Cozinheiro *** ** (*) Recepcionista Garçom *** ** Recepcionista Garçom *** ** Camareira Cozinheiro (*) Informou que não recebeu vale-transporte, por morar perto do local de realização do curso. c) Conclusão sobre a situação verificada Do total de 92 alunos da amostra, 30 foram localizados e entrevistados. Destes, sete alunos informaram que participaram do curso apontado na amostra. Seis deles confirmaram o recebimento de vale-transporte. Um aluno informou que não recebeu o benefício, por morar perto do local de realização do curso. Seis outros alunos informaram que participaram de curso diferente do indicado na amostra, sendo que cinco deles afirmaram que receberam vale-transporte. Um aluno informou que não recebeu, também por morar próximo do local de realização do curso.

10 Desta forma, todos os alunos que informaram a participação nos cursos constantes da amostra, ou outro diferente do indicado, confirmaram o recebimento do benefício, quando necessário. Ressalta-se, entretanto, que, conforme tratado na parte 3 do presente relatório, a maior parte dos alunos entrevistados não participou dos cursos, divergindo da situação apurada nos registros de execução do PLANSEQ, e consequentemente, não receberam qualquer tipo de beneficício, inclusive vale-transporte. 3. OUTRAS AÇÕES A seguir apresentamos constatações identificadas por ocasião dos trabalhos realizados, agrupadas por Programa/Ação, e vinculadas aos respectivos órgãos superiores, relativas a situações não mencionadas na demanda original: 3.1 MINISTERIO DO TRABALHO E EMPREGO Programa: QUALIFICAÇÃO SOCIAL E PROFISSIONAL Ação: QUALIFICACAO SOCIAL E PROFISSIONAL DE TRABALHADORES PARA O ACESSO E MANUTENCAO AO EMPREGO, TRABALHO E RENDA EM BASE SETORIAL (PLANSEQS) Objeto Examinado: Os Planseqs são firmados por meio de convênios celebrados com as entidades sem fins lucrativos visando a qualificação profissional de trabalhadores para ampliação das oportunidades de geração de emprego e renda. Agente Executor Local: / CAPACITAR Montante de Recursos Financeiros Aplicados: R$ ,00 Ordem de Serviço: Forma de Transferência: Convênio CONSTATAÇÃO 002 Entrevistas com alunos revelaram inconsistências acerca da realização de cursos de qualificação do PLANSEQ. a) Fato: A partir das informações prestadas pelos alunos constantes da amostra, em resposta às entrevistas realizadas por meio de contato telefônico, verificou-se a existência das seguintes inconsistências em relação à participação dos alunos nos cursos de qualificação profissional do PLANSEQ/2008: (1) Seis alunos (20,00% dos alunos entrevistados) informaram que participaram de algum curso, porém, divergente do especificado na amostra e registrado no Sistema de Gestão de Ações de Emprego - SIGAE: CPF Aluno Curso do qual o aluno participou Curso constante da amostra *** ** Recepcionista Cozinheiro.0*** ** Camareira Cozinheiro *** ** Recepcionista Cozinheiro *** ** Recepcionista Garçom

11 *** ** Recepcionista Garçom *** ** Camareira Cozinheiro (2) Nove alunos (30,00%) informaram que fizeram inscrição para algum curso, mas não frequentaram ou não foram chamados para participar do curso: CPF Aluno Curso para o qual o aluno se inscreveu Curso constante da amostra *** ** Cozinheiro Cozinheiro *** ** (*) Recepcionista Mensageiro *** ** Cozinheiro Cozinheiro *** ** Garçom Mensageiro *** ** Camareira Cozinheiro *** ** Não se recorda Camareira *** ** Camareira Garçom *** ** Camareira Garçom *** ** (**) Cozinheiro Cozinheiro (*) Iniciou o curso de recepcionista, mas não o concluiu. (**) Informações prestadas pela mãe do aluno. (3) Oito alunos (26,67%) informaram que não participaram do curso registrado no Sistema de Gestão de Ações de Emprego - SIGAE, tampouco fizeram inscrição: CPF Aluno *** ** Cozinheiro *** ** Garçom *** ** Padeiro *** ** Cozinheiro *** ** Cozinheiro *** ** Cozinheiro *** ** Cozinheiro (*) *** ** Garçom Curso constante da amostra (*) Informação prestada pela mãe da aluna (CPF *** **), que também constava da amostra, e não participou do curso. Ressalta-se que foram identificadas duas alunas constantes da amostra, que pertenciam a mais de uma turma, do mesmo curso, nas listagens de participantes dos cursos ministrados pela CAPACITAR, disponibilizadas pela DPTEM, conforme a seguir: Curso da amostra CPF Aluno Turma Período de realização Cozinheiro *** ** 2 27/08/2009 a 26/10/ /10/2009 a 12/12/2009

12 *** ** 2 27/08/2009 a 26/10/ /10/2009 a 12/12/2009 Dois alunos (CPF xxx xx e xxx xx) informaram ainda que, quando da realização dos cursos, havia mais de uma turma dividindo a mesma sala: Curso da amostra Cozinheiro CPF Aluno Turma do aluno *** ** 5 *** ** 1 Período de realização 13/07/2009 a 09/09/ /08/2009 a 25/10/2009 Observação Aluna fez o curso de camareira e a sala era dividida com alunos de outros cursos. Sala dividida com alunos do curso de salgadeiro CONSTATAÇÃO 003 Alunos não foram encaminhados ao mercado de trabalho ao final dos cursos de qualificação do PLANSEQ. a) Fato: Dos 30 alunos com os quais foram realizadas entrevistas, apenas um aluno (CPF *** **) declarou ter sido encaminhado ao mercado de trabalho, por meio de uma oferta de vaga pelo instrutor ao final do curso. Portanto, 96,67% dos alunos entrevistados informaram que não foram encaminhados ao mercado de trabalho após a realização dos cursos CONSTATAÇÃO 004 Entrevistas com educadores revelaram inconsistências acerca da realização de cursos de qualificação do PLANSEQ. a) Fato: A amostra dos educadores contratados pelo Convênio entre o Ministério do Trabalho e Emprego e a ONG Associação para Organização e Administração de Eventos, Educação e Capacitação CAPACITAR, visando contratação de cursos de qualificação social e profissional do PLANSEQ (convênio MTE/SPPE/CODEFAT nº00093/08) foi composta de 36 instrutores que teriam ministrado no ano de 2009 um total de 43 treinamentos de formação para a área de Turismo, nas especialidades de cozinheiro, garçom, porteiro, mensageiro, barman, recepcionista, padeiro, confeiteiro e camareira. A identificação procedida dos números de telefones para contato com os monitores não obteve total êxito, pois as diversas fontes consultadas, que foram telelistas, Serpro, auxílio a lista e Cadastro Nacional de Informações Sociais - CNIS (INSS), não propiciaram contatar mais do que 13 deles. Diversos telefones não pertencem às referidas pessoas, outros não atenderam diversas chamadas e, para vários instrutores, não constavam números de telefones na relação de educadores obtida. Dos contatos efetivados, foram anotados as seguintes divergências com relação ao real desempenho da atividade: a) a titular do CPF. *** ** declarou haver sido recrutada, deixou com os representantes o curriculum vitae, porém não foi chamada para exercer; b) a titular do CPF. *** ** informou não haver ministrado o curso relacionado para ela nem nenhum outro. Participou de palestra de apresentação mas não foi chamada nem comunicada sobre nada;

13 c) a titular do CPF. *** ** declarou que nunca se inscreveu, nem tem qualquer formação ou conhecimento na atividade de cozinheira, a que se referiu o curso relacionado; d) a titular do CPF *** ** alegou não haver ministrado curso de cozinheiro de setembro a novembro de 2009 e sim um curso de recepcionista em junho de 2009; e) a titular do CPF *** ** informou que apenas um dos dois cursos indicados como ministrados por ela, cozinheiro e barman, foi efetivo. Obteve-se informações de outros dois instrutores que, em alguns casos, utensílios necessários à realização de cursos não foram fornecidos, sendo necessário obter emprestados de outras fontes, em um caso, ou do próprio monitor, em outro caso. Por fim, seis dos orientadores entrevistados declararam que os cursos tiveram um bom desempenho no tocante ao fornecimento de material didático, controle de frequência e apoio logístico. No entanto um destes, CPF. *** informou que o curso não se deu no Bairro Floramar, em Belo Horizonte, conforme registrado nos dados da turma, e sim no município de Matozinhos, região metropolitana de Belo Horizonte. 4. CONCLUSÃO 4.1. Em relação à solicitação formulada pela Polícia Federal, verificou-se que os alunos entrevistados que frequentaram os cursos constantes da amostra (sete alunos, que representam 23,33% dos entrevistados) ou outro diferente do indicado (seis alunos que representam 20,00% dos entrevistados) informaram que receberam vale-transporte, quando necessário Sobre as demais ações de controle realizadas, foram verificadas inconsistências em relação à realização dos cursos, conforme a seguir: De acordo com as informações prestadas, por meio de entrevista realizada por telefone, pelos 30 alunos amostra localizados: - 20,00% dos alunos entrevistados informaram que participaram de algum curso, porém, divergente do especificado na amostra; - 30,00% dos alunos entrevistados informaram que fizeram inscrição para algum curso, mas não frequentaram ou não foram chamados para participar do curso; - 26,67% dos alunos entrevistados informaram que não participaram do curso, tampouco fizeram inscrição. Além disso, foram identificadas duas alunas cujos nomes constavam em duas turmas, do mesmo curso, nas listagens de participantes dos cursos ministrados pela CAPACITAR Em relação às entrevistas realizadas com 13 instrutores dos cursos de capacitação, verificou-se o seguinte: - três entrevistadas (23,08% dos instrutores localizados) declararam que não atuaram nos cursos ministrados pela Capacitar no âmbito do Convênio MTE/SPPE/CODEFAT nº 00093/08. - uma entrevistada (7,69% dos instrutores localizados) alegou não haver ministrado o curso indicado no período informado e sim um outro curso, em outro período; - uma entrevistada (7,69% dos instrutores localizados) declarou que apenas um dos dois cursos indicados como ministrados por ela foi efetivo; - dois entrevistados (15,38% dos instrutores localizados) informaram que utensílios necessários à

14 realização de cursos não foram fornecidos, sendo necessário obter emprestados de outras fontes, em um caso, ou do próprio monitor, em outro caso; - um entrevistado (7,69% dos instrutores localizados) informou que o curso foi realizado em local diverso do indicado. Belo Horizonte/MG, 16 de novembro de 2011 Chefe da Controladoria Regional da União no Estado de Minas Gerais

Número: 00190.004342/2013-31 Unidade Examinada: Município de Marília/SP

Número: 00190.004342/2013-31 Unidade Examinada: Município de Marília/SP Número: 00190.004342/2013-31 Unidade Examinada: Município de Marília/SP Relatório de Demandas Externas n 00190.004342/ 2013-31 Sumário Executivo Este Relatório apresenta os resultados das ações de controle

Leia mais

Número: 00190.010534/2012-04. Unidade Examinada: Município de Diadema/SP

Número: 00190.010534/2012-04. Unidade Examinada: Município de Diadema/SP Número: 00190.010534/2012-04 Unidade Examinada: Município de Diadema/SP Relatório de Demandas Externas n 00190.010534/2012-04 Sumário Executivo Este Relatório apresenta os resultados das ações de controle

Leia mais

Número: 00190.010346/2010-14 Unidade Examinada: Município de Avanhandava/SP

Número: 00190.010346/2010-14 Unidade Examinada: Município de Avanhandava/SP Número: 00190.010346/2010-14 Unidade Examinada: Município de Avanhandava/SP Relatório de Demandas Externas n 00190.010346/2010-14 Sumário Executivo Este Relatório apresenta os resultados das ações de controle

Leia mais

Número: 00213.000123/2010-25 Unidade Examinada: Município de Bujaru/PA

Número: 00213.000123/2010-25 Unidade Examinada: Município de Bujaru/PA Número: 00213.000123/2010-25 Unidade Examinada: Município de Bujaru/PA Relatório de Demandas Externas n 00213.000123/2010-25 Sumário Executivo Este Relatório apresenta os resultados das ações de controle

Leia mais

Número: 00225.000175/2012-24 Unidade Examinada: Município de Mogi Guaçu/SP

Número: 00225.000175/2012-24 Unidade Examinada: Município de Mogi Guaçu/SP Número: 00225.000175/2012-24 Unidade Examinada: Município de Mogi Guaçu/SP Relatório de Demandas Externas n 00225.000175/2012-24 Sumário Executivo Este Relatório apresenta os resultados das ações de controle

Leia mais

Número: 00190.012047/2013-59 Unidade Examinada: Instituto Benjamin Constant - RJ

Número: 00190.012047/2013-59 Unidade Examinada: Instituto Benjamin Constant - RJ Número: 00190.012047/2013-59 Unidade Examinada: Instituto Benjamin Constant - RJ Relatório de Demandas Externas n 00190.012047/2013-59 Sumário Executivo Este Relatório apresenta os resultados das ações

Leia mais

Número: 00213.000058/2010-38 Unidade Examinada: Município de Portel/PA.

Número: 00213.000058/2010-38 Unidade Examinada: Município de Portel/PA. Número: 00213.000058/2010-38 Unidade Examinada: Município de Portel/PA. Relatório de Demandas Externas n 00213.000058/2010-38 Sumário Executivo Este Relatório apresenta os resultados das ações de controle

Leia mais

Número: 00205.000107/2010-31 Unidade Examinada: Município de Santo Amaro/BA.

Número: 00205.000107/2010-31 Unidade Examinada: Município de Santo Amaro/BA. Número: 00205.000107/2010-31 Unidade Examinada: Município de Santo Amaro/BA. Relatório de Demandas Externas n 00205.000107/2010-31 Sumário Executivo Este Relatório apresenta os resultados das ações de

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO RELATO GERENCIAL MUNICÍPIO DE IEPÊ - SP

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO RELATO GERENCIAL MUNICÍPIO DE IEPÊ - SP PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO RELATO GERENCIAL MUNICÍPIO DE IEPÊ - SP 1. Trata o presente Relato dos resultados gerenciais dos exames realizados

Leia mais

Número: 00218.001006/2012-09 Unidade Examinada: Universidade Federal Fluminense

Número: 00218.001006/2012-09 Unidade Examinada: Universidade Federal Fluminense Número: 00218.001006/2012-09 Unidade Examinada: Universidade Federal Fluminense Relatório de Demandas Externas n 00218.001006/2012-09 Sumário Executivo Este Relatório apresenta o resultado da ação de controle

Leia mais

Número: 00225.000795/2012-63 Unidade Examinada: Município de Taubaté/SP

Número: 00225.000795/2012-63 Unidade Examinada: Município de Taubaté/SP Número: 00225.000795/2012-63 Unidade Examinada: Município de Taubaté/SP Relatório de Demandas Externas n 00225.000795/2012-63 Sumário Executivo Este Relatório apresenta os resultados das ações de controle

Leia mais

Relatório de Demandas Externas

Relatório de Demandas Externas Presidência da República Controladoria-Geral da União Secretaria Federal de Controle Interno Relatório de Demandas Externas Número: 00217.000986/-96 Unidade Examinada: DELEGACIA DE POLICIA FEDERAL EM FOZ

Leia mais

Relatório de Auditoria Exercício de 2013

Relatório de Auditoria Exercício de 2013 Relatório de Auditoria Exercício de 2013 REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL Controladoria-Geral da União Banco Intern. para Reconstrução e Desenvolvimento BIRD Projeto 7632-BR Belo Horizonte/MG, 2015 PRESIDÊNCIA

Leia mais

Número: 00220000037-2008-17 Unidade Examinada: Município de Cerejeiras/RO

Número: 00220000037-2008-17 Unidade Examinada: Município de Cerejeiras/RO Número: 00220000037-2008-17 Unidade Examinada: Município de Cerejeiras/RO Relatório de Demandas Externas n 00220000037-2008-17 Sumário Executivo Este Relatório apresenta os resultados das ações de controle

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO RELATÓRIO DE AUDITORIA ANUAL DE CONTAS TIPO DE AUDITORIA : AUDITORIA DE GESTÃO EXERCÍCIO : 2009 PROCESSO Nº

Leia mais

Número: 00215.000838/2011-49 Unidade Examinada: Prefeitura Municipal de São José do Egito-PE

Número: 00215.000838/2011-49 Unidade Examinada: Prefeitura Municipal de São José do Egito-PE Número: 00215.000838/2011-49 Unidade Examinada: Prefeitura Municipal de São José do Egito-PE Relatório de Demandas Externas n 00215.000838/2011-49 Sumário Executivo Este Relatório apresenta os resultados

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO RELATÓRIO DE AÇÃO DE CONTROLE FISCALIZAÇÃO

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO RELATÓRIO DE AÇÃO DE CONTROLE FISCALIZAÇÃO 1 de 7 01/10/2013 17:24 PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO RELATÓRIO DE AÇÃO DE CONTROLE FISCALIZAÇÃO NÚMERO DO RELATÓRIO : 201205023 FUNCIONAL-PROGRAMÁTICA

Leia mais

Número: 00209.000506/2009-29 Unidade Examinada: Município de Alcântara/MA

Número: 00209.000506/2009-29 Unidade Examinada: Município de Alcântara/MA Número: 00209.000506/2009-29 Unidade Examinada: Município de Alcântara/MA Relatório de Demandas Externas n 00209.000506-2009-29 Sumário Executivo Este Relatório apresenta os resultados das ações de controle

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO RELATÓRIO DE AUDITORIA

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO RELATÓRIO DE AUDITORIA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO TIPO DE AUDITORIA : AUDITORIA DE GESTÃO EXERCÍCIO : 2007 PROCESSO Nº : 04600.001267/2008-71 UNIDADE AUDITADA

Leia mais

Presidência da República - Controladoria-Geral da União - Secretaria Federal de Controle Interno Certificado: 201203444 Unidade Auditada: UNIVERSIDADE FEDERAL DO RECONCAVO DA BAHIA Exercício: 2011 Processo:

Leia mais

DESCRITIVO DO PROCESSO SELETIVO PARA O CARGO DE ELETRICISTA DE MANUTENÇÃO

DESCRITIVO DO PROCESSO SELETIVO PARA O CARGO DE ELETRICISTA DE MANUTENÇÃO DESCRITIVO DO PROCESSO SELETIVO PARA O CARGO DE ELETRICISTA DE MANUTENÇÃO O presente documento é uma divulgação oficial de todos os critérios e procedimentos estabelecidos pelo SESC para este processo

Leia mais

Número: 00201.000726/2012-90 Unidade Examinada: IBGE / RR

Número: 00201.000726/2012-90 Unidade Examinada: IBGE / RR Número: 00201.000726/2012-90 Unidade Examinada: IBGE / RR Relatório de Demandas Externas n 00221.000726/2012-90 Sumário Executivo Este Relatório apresenta os resultados das ações de controle desenvolvidas

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO CONTROLADORIA REGIONAL DA UNIÃO NO ESTADO DO ACRE

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO CONTROLADORIA REGIONAL DA UNIÃO NO ESTADO DO ACRE PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO CONTROLADORIA REGIONAL DA UNIÃO NO ESTADO DO ACRE RELATO GERENCIAL ESTADO DO ACRE 1. Trata o presente Relato

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO RELATÓRIO DE AUDITORIA ANUAL DE CONTAS

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO RELATÓRIO DE AUDITORIA ANUAL DE CONTAS PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO RELATÓRIO DE AUDITORIA ANUAL DE CONTAS TIPO DE AUDITORIA : AUDITORIA DE GESTÃO EXERCÍCIO : 2008 PROCESSO Nº

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO RELATÓRIO DE AUDITORIA ANUAL DE CONTAS TIPO DE AUDITORIA : AUDITORIA DE GESTÃO EXERCÍCIO : 2007 PROCESSO Nº

Leia mais

Parecer de Dirigente do Controle Interno Presidência da República - Controladoria-Geral da União - Secretaria Federal de Controle Interno Relatório: 201305995 Exercício: 2012 Processo: 23078.008389/2013-66

Leia mais

CETEM PLANO DE PROVIDÊNCIAS PERMANENTE

CETEM PLANO DE PROVIDÊNCIAS PERMANENTE 2013 CETEM PLANO DE PROVIDÊNCIAS PERMANENTE O presente documento tem por objetivo fornecer instruções básicas, na forma de perguntas e respostas, sobre o Plano de Providências Permanente PPP. Sumário das

Leia mais

Presidência da República - Controladoria-Geral da União - Secretaria Federal de Controle Interno

Presidência da República - Controladoria-Geral da União - Secretaria Federal de Controle Interno Presidência da República - Controladoria-Geral da União - Secretaria Federal de Controle Interno Certificado: 201203352 Unidade Auditada: INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MINAS GERAIS

Leia mais

Fortalecimento. CONTRATOS DE REPASSE E SICONV da Gestão Pública: Operacionalização CAIXA Prestação de Contas

Fortalecimento. CONTRATOS DE REPASSE E SICONV da Gestão Pública: Operacionalização CAIXA Prestação de Contas Fortalecimento CONTRATOS DE REPASSE E SICONV da Gestão Pública: Operacionalização CAIXA Prestação de Contas Fases do Convênio Prestação de Contas Parcial Prestação de Contas Final Tomada de Contas Especial

Leia mais

MERENDA ESCOLAR Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE)

MERENDA ESCOLAR Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) Presidência da República Controladoria-Geral da União MERENDA ESCOLAR Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) MERENDA ESCOLAR O Programa Nacional de Alimentação Escolar PNAE, conhecido como Merenda

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO TIPO DE AUDITORIA : AUDITORIA DE GESTÃO EXERCÍCIO : 2006 PROCESSO Nº : 23087.000109/2007-14 UNIDADE AUDITADA

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DOS INTEGRANTES DAS AUDITORIAS INTERNAS DAS ENTIDADES VINCULADAS AO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

ASSOCIAÇÃO DOS INTEGRANTES DAS AUDITORIAS INTERNAS DAS ENTIDADES VINCULADAS AO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO ASSOCIAÇÃO DOS INTEGRANTES DAS AUDITORIAS INTERNAS DAS ENTIDADES VINCULADAS AO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO ROTEIRO DE VERIFICAÇÃO TOMADA DE CONTAS ESPECIAL GT - 8 O QUE É De acordo com o art. 3º da Instrução

Leia mais

DESCRITIVO DO RECRUTAMENTO PARA AUXILIAR ADMINISTRATIVO ASSISTÊNCIA MÉDICA

DESCRITIVO DO RECRUTAMENTO PARA AUXILIAR ADMINISTRATIVO ASSISTÊNCIA MÉDICA DESCRITIVO DO RECRUTAMENTO PARA AUXILIAR ADMINISTRATIVO ASSISTÊNCIA MÉDICA O presente documento é uma divulgação oficial das condições estabelecidas pelo SESC para este recrutamento. É de fundamental importância

Leia mais

Presidência da República

Presidência da República Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI N o 10.880, DE 9 DE JUNHO DE 2004. Institui o Programa Nacional de Apoio ao Transporte do Escolar - PNATE e o Programa de Apoio

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO CERTIFICADO DE AUDITORIA

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO CERTIFICADO DE AUDITORIA 1 de 10 PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO CERTIFICADO DE AUDITORIA CERTIFICADO Nº :201108660 UNIDADE AUDITADA :110008 - MINISTERIO DA PESCA E

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO RELATÓRIO DE AUDITORIA ANUAL DE CONTAS

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO RELATÓRIO DE AUDITORIA ANUAL DE CONTAS PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO RELATÓRIO DE AUDITORIA ANUAL DE CONTAS TIPO DE AUDITORIA : AUDITORIA DE GESTÃO EXERCÍCIO : 2007 PROCESSO Nº

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO RELATÓRIO DE AUDITORIA ANUAL DE CONTAS TIPO DE AUDITORIA : AUDITORIA DE GESTÃO EXERCÍCIO : 2007 PROCESSO Nº

Leia mais

DESCRITIVO DO RECRUTAMENTO PARA AGENTE DE APOIO ADMINISTRATIVO ANALISTA DE TRANSPORTES

DESCRITIVO DO RECRUTAMENTO PARA AGENTE DE APOIO ADMINISTRATIVO ANALISTA DE TRANSPORTES DESCRITIVO DO RECRUTAMENTO PARA AGENTE DE APOIO ADMINISTRATIVO ANALISTA DE TRANSPORTES O presente documento é uma divulgação oficial das condições estabelecidas pelo SESC para este recrutamento. É de fundamental

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO RELATÓRIO DE FISCALIZAÇÃO 01365 MUNICIPIO DE NOVA CANAA PAULISTA - SP E02º Sorteio do Projeto de Fiscalização

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI N o 10.880, DE 9 DE JUNHO DE 2004. Conversão da MPv nº 173, de 2004 Institui o Programa Nacional de Apoio ao Transporte do Escolar

Leia mais

FACULDADE POLITÉCNICA DE UBERLÂNDIA

FACULDADE POLITÉCNICA DE UBERLÂNDIA PROCESSO DE SELEÇÃO 01/2016 Ref.: PEIEX - Projeto de Extensão Industrial Exportadora Faculdade Politécnica (PEIEX-Faculdade Politécnica) SELEÇÃO DA EQUIPE TÉCNICA DO NÚCLEO OPERACIONAL DO TRIÂNGULO MINEIRO

Leia mais

Número: 00218.001447/2013-83 Unidade Examinada: Município de Quatis/RJ

Número: 00218.001447/2013-83 Unidade Examinada: Município de Quatis/RJ Número: 00218.001447/2013-83 Unidade Examinada: Município de Quatis/RJ Relatório de Demandas Externas n 00218.001447/2013-83 Sumário Executivo Este Relatório apresenta os resultados das ações de controle

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO PELA EDUCAÇÃO - MPEDUC ESCOLA COM PARTICIPAÇÃO

MINISTÉRIO PÚBLICO PELA EDUCAÇÃO - MPEDUC ESCOLA COM PARTICIPAÇÃO MINISTÉRIO PÚBLICO PELA EDUCAÇÃO - MPEDUC ESCOLA COM PARTICIPAÇÃO APRESENTAÇÃO O Ministério Público pela Educação MPEDUC é um projeto que foi desenvolvido em parceria pelo Ministério Público Federal/Procuradoria

Leia mais

REQUERIMENTO DE INFORMAÇÃO Nº, DE 2005. (Do Sr. Geraldo Resende)

REQUERIMENTO DE INFORMAÇÃO Nº, DE 2005. (Do Sr. Geraldo Resende) REQUERIMENTO DE INFORMAÇÃO Nº, DE 2005. (Do Sr. Geraldo Resende) Solicita informações ao Excelentíssimo Ministro da Controladoria-Geral da União - CGU, acerca das providências tomadas por esse órgão no

Leia mais

DESCRITIVO DE SELEÇÃO PARA O CARGO DE SUPERVISOR DE DIVULGAÇÃO/ATENDIMENTO FUNÇÃO DE EDITOR WEB PARA VAGAS NAS UNIDADES DO SESC NO ESTADO DE SÃO PAULO

DESCRITIVO DE SELEÇÃO PARA O CARGO DE SUPERVISOR DE DIVULGAÇÃO/ATENDIMENTO FUNÇÃO DE EDITOR WEB PARA VAGAS NAS UNIDADES DO SESC NO ESTADO DE SÃO PAULO DESCRITIVO DE SELEÇÃO PARA O CARGO DE SUPERVISOR DE DIVULGAÇÃO/ATENDIMENTO FUNÇÃO DE EDITOR WEB PARA VAGAS NAS UNIDADES DO SESC NO ESTADO DE SÃO PAULO O presente documento é uma divulgação oficial de todos

Leia mais

Gestor - FNAS - Fundo Nacional de Assistência Social

Gestor - FNAS - Fundo Nacional de Assistência Social Gestor - FNAS - Fundo Nacional de Assistência Social O que é o FNAS - Fundo Nacional de Assistência Social? O FNAS, instituído pela Lei nº. 8.742, de 7 de dezembro de 1993, tem por objetivo proporcionar

Leia mais

Consultoria de Orçamento e Fiscalização Financeira

Consultoria de Orçamento e Fiscalização Financeira Consultoria de Orçamento e Fiscalização Financeira Nota Técnico n.º 08/07 Relações das obras com indícios de irregularidades graves constantes nos anexos às leis orçamentárias para os exercícios de 2002

Leia mais

A CELEBRAÇÃO, EXECUÇÃO E PRESTAÇÃO DE CONTAS DE CONVÊNIOS SOB O ENFOQUE DO DECRETO Nº 6170/2007 E NO SICONV. (Ênfase em Análise e Prestação de Contas)

A CELEBRAÇÃO, EXECUÇÃO E PRESTAÇÃO DE CONTAS DE CONVÊNIOS SOB O ENFOQUE DO DECRETO Nº 6170/2007 E NO SICONV. (Ênfase em Análise e Prestação de Contas) Apresentação Trata-se de um Sistema complexo e em contínua evolução. Em 2012, mudanças significativas, como por exemplo, a implantação do Módulo de Acompanhamento e Fiscalização, Cotação Prévia de Preços

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO TIPO DE AUDITORIA : AUDITORIA DE GESTÃO PROCESSO Nº : 23000086135/2007-34 UNIDADE AUDITADA : CEFET/BAMBUI CÓDIGO UG : 153195 : BAMBUI RELATÓRIO Nº : 189721 UCI EXECUTORA : 170099 RELATÓRIO DE AUDITORIA

Leia mais

CONTROLE E FISCALIZAÇÃO DO FUNDEB. Marcelo Augusto Sabbatini Passos Técnico Contábil MPGO Março/2009

CONTROLE E FISCALIZAÇÃO DO FUNDEB. Marcelo Augusto Sabbatini Passos Técnico Contábil MPGO Março/2009 CONTROLE E FISCALIZAÇÃO DO FUNDEB Marcelo Augusto Sabbatini Passos Técnico Contábil MPGO Março/2009 FISCALIZAÇÃO DO FUNDEB pelo órgão de Controle Interno no âmbito da União (Controladoria Geral da União

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO RELATÓRIO DE AUDITORIA ANUAL DE CONTAS

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO RELATÓRIO DE AUDITORIA ANUAL DE CONTAS PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO RELATÓRIO DE AUDITORIA ANUAL DE CONTAS TIPO DE AUDITORIA : AUDITORIA DE GESTÃO EXERCÍCIO : 2007 PROCESSO Nº

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA CONS-MON 04-09. 01 Vaga

TERMO DE REFERÊNCIA CONS-MON 04-09. 01 Vaga INSTITUTO INTERAMERICANO DE COOPERAÇÃO PARA A AGRICULTURA TERMO DE REFERÊNCIA CONS-MON 04-09 01 Vaga 1 IDENTIFICAÇÃO DA CONSULTORIA Consultoria de pessoa física para aprimoramento das estratégias e metodologias

Leia mais

Número: 00210.001935/2012-80 Unidade Examinada: Município de Teófilo Otoni/MG

Número: 00210.001935/2012-80 Unidade Examinada: Município de Teófilo Otoni/MG Número: 00210.001935/2012-80 Unidade Examinada: Município de Teófilo Otoni/MG Relatório de Demandas Externas n 00210.001935/2012-80 Sumário Executivo Este Relatório apresenta os resultados das ações de

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO NO ESTADO DE RONDÔNIA

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO NO ESTADO DE RONDÔNIA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO NO ESTADO DE RONDÔNIA TIPO DE AUDITORIA : AUDITORIA DE GESTÃO EXERCÍCIO : 2006

Leia mais

PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO EDITAL Nº 001/2015

PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO EDITAL Nº 001/2015 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO EDITAL Nº 001/2015 CONVÊNIO Nº: 812779/2014 - SDH/PR PROCESSO LICITATÓRIO Nº: 004/2015 OBJETO: Contratação de 01(um)apoio administrativo A Associação Fábrica Cultural, entidade

Leia mais

REGULAMENTO PARA PARTICIPAÇÃO NA SEGUNDA FASE DO CURSO DE FORMAÇÃO PARA CERTIFICAÇÃO DE CAPITAL HUMANO EM LÍNGUA INGLESA

REGULAMENTO PARA PARTICIPAÇÃO NA SEGUNDA FASE DO CURSO DE FORMAÇÃO PARA CERTIFICAÇÃO DE CAPITAL HUMANO EM LÍNGUA INGLESA REGULAMENTO PARA PARTICIPAÇÃO NA SEGUNDA FASE DO CURSO DE FORMAÇÃO PARA CERTIFICAÇÃO DE CAPITAL HUMANO EM LÍNGUA INGLESA 1. APRESENTAÇÃO Este regulamento apresenta as regras e os critérios estabelecidos

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO CERTIFICADO DE AUDITORIA

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO CERTIFICADO DE AUDITORIA 1 de 5 PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO CERTIFICADO DE AUDITORIA CERTIFICADO Nº : 201109414 UNIDADE AUDITADA :225001 - CIA.DE ENTREPOSTOS E ARMAZENS

Leia mais

O modelo OS do Espírito Santo e a gestão e controle das organizações qualificadas. Flávio Alcoforado f.alcoforado@uol.com.br

O modelo OS do Espírito Santo e a gestão e controle das organizações qualificadas. Flávio Alcoforado f.alcoforado@uol.com.br O modelo OS do Espírito Santo e a gestão e controle das organizações qualificadas Flávio Alcoforado f.alcoforado@uol.com.br ORGANIZAÇÃO SOCIAL Modelo: Pessoa jurídica de direito privado, sem fins lucrativos,

Leia mais

ESCOLA DE SAÚDE PÚBLICA DO ESTADO DE MINAS GERAIS DIRETOR GERAL: RUBENSMIDT RIANI

ESCOLA DE SAÚDE PÚBLICA DO ESTADO DE MINAS GERAIS DIRETOR GERAL: RUBENSMIDT RIANI ESCOLA DE SAÚDE PÚBLICA DO ESTADO DE MINAS GERAIS DIRETOR GERAL: RUBENSMIDT RIANI CREDENCIAMENTO DE DOCENTE ESP-MG Nº 022/2014 Curso de Qualificação para Conselheiros Municipais e Distritais de Saúde e

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO TIPO DE AUDITORIA : AUDITORIA DE GESTÃO EXERCÍCIO : 2006 PROCESSO Nº : 25004.005767/2007-09 UNIDADE AUDITADA

Leia mais

PROCESSO SELETIVO PARA A POLÍTICA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL - AUXILIO TRANSPORTE APROVADO PELA RESOLUÇÃO N.º 022/2011 DO CONSELHO SUPERIOR/IFMA

PROCESSO SELETIVO PARA A POLÍTICA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL - AUXILIO TRANSPORTE APROVADO PELA RESOLUÇÃO N.º 022/2011 DO CONSELHO SUPERIOR/IFMA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO MARANHÃO DEPARTAMENTO DE DESENVOLVIMENTO DO ENSINO CAMPUS ALCÂNTARA NÚCLEO DE ASSISTÊNCIA AO EDUCANDO PROCESSO SELETIVO PARA

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO RELATÓRIO DE AUDITORIA DE CONTAS EXTRAORDINÁRIAS

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO RELATÓRIO DE AUDITORIA DE CONTAS EXTRAORDINÁRIAS PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO RELATÓRIO DE AUDITORIA DE CONTAS EXTRAORDINÁRIAS TIPO DE AUDITORIA : AUDITORIA DE GESTÃO EXERCÍCIO : 2010 PROCESSO

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 008/2013

RESOLUÇÃO Nº 008/2013 RESOLUÇÃO Nº 008/2013 Súmula: Define critérios para apresentação de projetos para o valor R$966.734,86 (Novecentos e sessenta e seis mil, setecentos e trinta e quatro reais e oitenta e seis centavos) do

Leia mais

Número: 00190.023433/2010-23 Unidade examinada: Alto Paraíso de Goiás/GO

Número: 00190.023433/2010-23 Unidade examinada: Alto Paraíso de Goiás/GO Número: 00190.023433/2010-23 Unidade examinada: Alto Paraíso de Goiás/GO Relatório de Demandas Externas n 00190.023433/2010-23 Sumário Executivo Este Relatório apresenta os resultados das ações de controle

Leia mais

MODELO DE RELATÓRIO DO TOMADOR DE CONTAS ESPECIAL

MODELO DE RELATÓRIO DO TOMADOR DE CONTAS ESPECIAL Anexo IX MODELO DE RELATÓRIO DO TOMADOR DE CONTAS ESPECIAL (PARA TOMADAS DE CONTAS ESPECIAIS QUE NÃO TRATEM DE RECURSOS REPASSADOS POR CONVÊNIO OU INSTRUMENTOS CONGÊNERES) RELATÓRIO DE TCE Nº 999/20XX

Leia mais

Brasília, 27 de maio de 2013.

Brasília, 27 de maio de 2013. NOTA TÉCNICA N o 20 /2013 Brasília, 27 de maio de 2013. ÁREA: Desenvolvimento Social TÍTULO: Fundo para Infância e Adolescência (FIA) REFERÊNCIAS: Lei Federal n o 4.320, de 17 de março de 1964 Constituição

Leia mais

FUNDO GARANTIDOR DE PARCERIAS PUBLICO- PRIVADAS

FUNDO GARANTIDOR DE PARCERIAS PUBLICO- PRIVADAS Unidade Auditada: FUNDO GARANTIDOR DE PARCERIAS PUBLICO- PRIVADAS Exercício: 2012 Processo: 00190.008390/2013-07 Município: Brasília - DF Relatório nº: 201306079 UCI Executora: SFC/DEFAZ - Coordenação-Geral

Leia mais

EDITAL Nº 094/2014 PROCESSO SELETIVO PARA INGRESSO DE ALUNOS NOS CURSOS DE FORMAÇÃO INICIAL

EDITAL Nº 094/2014 PROCESSO SELETIVO PARA INGRESSO DE ALUNOS NOS CURSOS DE FORMAÇÃO INICIAL EDITAL Nº 094/2014 PROCESSO SELETIVO PARA INGRESSO DE ALUNOS NOS CURSOS DE FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA DE TRABALHADORES QUALIFICAÇÃO NA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL - PARA O ANO LETIVO DE 2014 PROGRAMA SENAC

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE CERTIFICAÇÃO DE CURSOS BÁSICOS DE ESPORTES DE MONTANHA CAPÍTULO I DO OBJETIVO

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE CERTIFICAÇÃO DE CURSOS BÁSICOS DE ESPORTES DE MONTANHA CAPÍTULO I DO OBJETIVO REGULAMENTO DO PROGRAMA DE CERTIFICAÇÃO DE CURSOS BÁSICOS DE ESPORTES DE MONTANHA CAPÍTULO I DO OBJETIVO Art. 1. Este Regulamento de Comportamento Ético tem por objetivo estabelecer normas e condições

Leia mais

Organograma do Pronatec/CEDAF 2014

Organograma do Pronatec/CEDAF 2014 Organograma do Pronatec/CEDAF 2014 Supervisor Financeiro Coordenação Geral Apoio Administrativo Supervisor de TI Apoio Financeiro Orientador Pedagógico Apoio Administrativo Avaliação dos Cursos Coordenação

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO TIPO DE AUDITORIA : AUDITORIA DE GESTÃO EXERCÍCIO : 2006 PROCESSO Nº : 23036.000146/2007-28 UNIDADE AUDITADA

Leia mais

EXEMPLO DE RELATÓRIO DO TOMADOR DE CONTAS ESPECIAL

EXEMPLO DE RELATÓRIO DO TOMADOR DE CONTAS ESPECIAL ANEXO II EXEMPLO DE RELATÓRIO DO TOMADOR DE CONTAS ESPECIAL (PARA CONVÊNIO OU INSTRUMENTOS CONGÊNERES) RELATÓRIO DE TCE Nº XX/2013 DADOS DO CONVÊNIO PROCESSO ORIGINAL 90000.000050/2009-99 INSTRUMENTO ORIGINAL

Leia mais

Número: 00225.000218/2013-52 Unidade Examinada: Município de Turmalina/SP.

Número: 00225.000218/2013-52 Unidade Examinada: Município de Turmalina/SP. Número: 00225.000218/2013-52 Unidade Examinada: Município de Turmalina/SP. Relatório de Demandas Externas n 00225.000218/2013-52 Sumário Executivo Este Relatório apresenta os resultados das ações de controle

Leia mais

CURSO SICONV EM MACEIÓ/AL

CURSO SICONV EM MACEIÓ/AL (ATENÇÃO: Favor não responder, mensagem automática. Informações, favor entrar em contato nos canais indicados no final da mensagem). CURSO SICONV EM MACEIÓ/AL O GRUPO SURIA Consultoria e Treinamentos promoverá,

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO RELATÓRIO DE AUDITORIA ANUAL DE CONTAS TIPO DE AUDITORIA : AUDITORIA DE GESTÃO EXERCÍCIO : 2008 PROCESSO Nº

Leia mais

O presente documento é uma divulgação oficial de todos os critérios e procedimentos estabelecidos pelo SESC para este processo seletivo.

O presente documento é uma divulgação oficial de todos os critérios e procedimentos estabelecidos pelo SESC para este processo seletivo. DESCRITIVO DO PROCESSO DE SELEÇÃO PARA O CARGO AUXILIAR ADMINISTRATIVO FUNÇÃO DESIGNER GRÁFICO (Grande São Paulo, Presidente Prudente e S.José do Rio Preto) O presente documento é uma divulgação oficial

Leia mais

Guias e Manuais. Fiscalização. do ProgramaBolsa Família. Programa Bolsa Família

Guias e Manuais. Fiscalização. do ProgramaBolsa Família. Programa Bolsa Família Guias e Manuais 2010 Fiscalização do ProgramaBolsa Família Programa Bolsa Família Fiscalização do Programa Bolsa Família Brasília - df 2010 2010 Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome Permitida

Leia mais

Número: 00202.000070/2012-33 Unidades Examinadas: Hospital Geral Sanatório e Fundação Hospital da Agroindústria do Açúcar e do Álcool (Hospital do

Número: 00202.000070/2012-33 Unidades Examinadas: Hospital Geral Sanatório e Fundação Hospital da Agroindústria do Açúcar e do Álcool (Hospital do Número: 00202.000070/2012-33 Unidades Examinadas: Hospital Geral Sanatório e Fundação Hospital da Agroindústria do Açúcar e do Álcool (Hospital do Açúcar)/AL Relatório de Demandas Externas n 00202.000070/2012-33

Leia mais

2 Lei 13.134/2015. 2.3 Alterações no Abono Salarial: 2.3.1 Quanto ao período de tempo e valor

2 Lei 13.134/2015. 2.3 Alterações no Abono Salarial: 2.3.1 Quanto ao período de tempo e valor 2 Lei 13.134/2015 2.2 Conteúdo da Lei 13.134/2015: Altera as Leis no 7.998, de 11 de janeiro de 1990, que regula o Programa do Seguro-Desemprego e o Abono Salarial e institui o Fundo de Amparo ao Trabalhador

Leia mais

Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso do Sul : CONS. IRAN COELHO DAS NEVES

Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso do Sul : CONS. IRAN COELHO DAS NEVES Relatório Voto : REV - G.ICN - 00901/2011 PROCESSO TC/MS : 6107/2008 PROTOCOLO : 908430 ÓRGÃO : PREFEITURA MUNICIPAL DE NOVA ALVORADA DO SUL ORDENADOR (A) DE : ARLEI SILVA BARBOSA DESPESAS CARGO DO ORDENADOR

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 313 DE 02 DE DEZEMBRO DE 2013.

RESOLUÇÃO Nº 313 DE 02 DE DEZEMBRO DE 2013. RESOLUÇÃO Nº 313 DE 02 DE DEZEMBRO DE 2013. DISPÕE SOBRE A CRIAÇÃO E IMPLANTAÇÃO DO CONTROLE INTERNO DO PODER LEGISLATIVO DE POCONÉ E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS O Presidente da Câmara Municipal de Poconé,

Leia mais

RELATÓRIO DE EXECUÇÃO FÍSICO-FINANCEIRO

RELATÓRIO DE EXECUÇÃO FÍSICO-FINANCEIRO RELATÓRIO DE EXECUÇÃO FÍSICO-FINANCEIRO INSTRUÇÕES PARA PREENCHIMENTO FÍSICO: refere-se ao indicador físico de qualificação e quantificação do produto de cada meta e etapa a executar e executada. 1. EXECUTOR:

Leia mais

PLANO DE PROVIDÊNCIAS PERMANENTE

PLANO DE PROVIDÊNCIAS PERMANENTE UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS AUDITORIA INTERNA PLANO DE PROVIDÊNCIAS PERMANENTE PLANO DE PROVIDÊNCIAS PERMANENTE INSTRUÇÕES BÁSICAS O presente documento tem por objetivo fornecer instruções básicas,

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO - PREX EDITAL Nº 039/2013

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO - PREX EDITAL Nº 039/2013 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO - PREX EDITAL Nº 039/2013 A Pró-Reitoria de Extensão (PREX), da Universidade Federal do Piauí (UFPI), no uso das atribuições

Leia mais

IF SUDESTE MG REITORIA Diretoria de Gestão de Pessoas PROCESSO SELETIVO PROGRAMA DE ESTÁGIO REMUNERADO EDITAL N 01/2014. Reitoria

IF SUDESTE MG REITORIA Diretoria de Gestão de Pessoas PROCESSO SELETIVO PROGRAMA DE ESTÁGIO REMUNERADO EDITAL N 01/2014. Reitoria EDITAL N 01/2014 Reitoria A do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sudeste de Minas Gerais, no uso de suas atribuições, considerando a Lei 11.788/2008, publicada no DOU de 26/09/2008

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO RELATÓRIO DE AUDITORIA ANUAL DE CONTAS TIPO DE AUDITORIA : AUDITORIA DE GESTÃO EXERCÍCIO : 2008 PROCESSO Nº

Leia mais

FACULDADE METROPOLITANA DA AMAZÔNIA Núcleo Gestor de Pesquisa e Extensão

FACULDADE METROPOLITANA DA AMAZÔNIA Núcleo Gestor de Pesquisa e Extensão FACULDADE METROPOLITANA DA AMAZÔNIA EDITAL FAMAZ/NUPEX/SANTANDER-IBERO Nº 01-2016 PROCESSO SELETIVO PARA O PROGRAMA DE BOLSAS IBERO-AMERICANAS PARA ESTUDANTES DE GRADUAÇÃO - SANTANDER UNIVERSIDADES Dispõe

Leia mais

DESCRITIVO DO PROCESSO DE SELEÇÃO ORIENTADOR DE PÚBLICO

DESCRITIVO DO PROCESSO DE SELEÇÃO ORIENTADOR DE PÚBLICO DESCRITIVO DO PROCESSO DE SELEÇÃO ORIENTADOR DE PÚBLICO O presente documento é uma divulgação oficial de todos os critérios e procedimentos estabelecidos pelo SESC para este processo seletivo. É de fundamental

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO TIPO DE AUDITORIA : AUDITORIA DE GESTÃO EXERCÍCIO : 2006 PROCESSO Nº : 01341.000109/2007-23 UNIDADE AUDITADA

Leia mais

Ministério Público Federal Procuradoria da República em Pernambuco

Ministério Público Federal Procuradoria da República em Pernambuco Inquérito Civil Público n. º 1.26.000.002238/2010-98 Promoção de Arquivamento nº 599-2013/MPF/PRPE/AT PROMOÇÃO Cuida-se de inquérito civil público instaurado nesta Procuradoria da República, com o intuito

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO TIPO DE AUDITORIA : AUDITORIA DE GESTÃO UNIDADE AUDITADA : CONAB SUREG/PE CÓDIGO UG : 135285 RELATÓRIO Nº : 190674 UCI EXECUTORA : 170063 RELATÓRIO DE AUDITORIA Chefe da CGU-Regional/PE, Em atendimento

Leia mais

DECRETO Nº 15.114,DE 8 DE JANEIRO DE 2013 CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS

DECRETO Nº 15.114,DE 8 DE JANEIRO DE 2013 CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS DECRETO Nº 15.114,DE 8 DE JANEIRO DE 2013 Disciplina a celebração de convênios e operações de crédito com previsão de ingresso de recursos financeiros que beneficiem órgãos e entidades da Administração

Leia mais

DESCRITIVO DO PROCESSO SELETIVO PARA O CARGO DE AUXILIAR ODONTOLÓGICO

DESCRITIVO DO PROCESSO SELETIVO PARA O CARGO DE AUXILIAR ODONTOLÓGICO DESCRITIVO DO PROCESSO SELETIVO PARA O CARGO DE AUXILIAR ODONTOLÓGICO O presente documento é uma divulgação oficial de todos os critérios e procedimentos estabelecidos pelo SESC para este processo seletivo.

Leia mais

REGULAMENTO DA CERTIFICAÇÃO POR EXPERIÊNCIA

REGULAMENTO DA CERTIFICAÇÃO POR EXPERIÊNCIA REGULAMENTO DA CERTIFICAÇÃO POR EXPERIÊNCIA 2010 1 1. Este Regulamento traz as regras adotadas pelo ICSS para a Certificação por Experiência de Profissionais, através do reconhecimento da sua capacitação

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA MILITAR DE MG Rua Tomaz Gonzaga 686 Bairro de Lourdes CEP 30180 140 Belo Horizonte MG RESOLUÇÃO

TRIBUNAL DE JUSTIÇA MILITAR DE MG Rua Tomaz Gonzaga 686 Bairro de Lourdes CEP 30180 140 Belo Horizonte MG RESOLUÇÃO TRIBUNAL DE JUSTIÇA MILITAR DE MG Rua Tomaz Gonzaga 686 Bairro de Lourdes CEP 30180 140 Belo Horizonte MG RESOLUÇÃO RESOLUÇÃO N. 162/2015 Institui o Regimento Interno da Escola Judicial Militar do Estado

Leia mais

Programa de Treinamento de Profissionais de Aeroportos TREINAR

Programa de Treinamento de Profissionais de Aeroportos TREINAR PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA DE AVIAÇÃO CIVIL SECRETARIA DE NAVEGAÇÃO AÉREA CIVIL Programa de Treinamento de Profissionais de Aeroportos TREINAR EDITAL Nº 04/2016 SENAV/SAC-PR A Secretaria de Navegação

Leia mais

EDITAL DE CONVOCAÇÃO EXAME DE SUFICIÊNCIA CATEGORIA ESPECIAL PARA OBTENÇÃO DO CERTIFICADO DE ATUAÇÃO EM PERÍCIA MÉDICA

EDITAL DE CONVOCAÇÃO EXAME DE SUFICIÊNCIA CATEGORIA ESPECIAL PARA OBTENÇÃO DO CERTIFICADO DE ATUAÇÃO EM PERÍCIA MÉDICA EDITAL DE CONVOCAÇÃO EXAME DE SUFICIÊNCIA CATEGORIA ESPECIAL PARA OBTENÇÃO DO CERTIFICADO DE ATUAÇÃO EM PERÍCIA MÉDICA Pelo presente edital, a Sociedade Brasileira de Perícias considerando: Médicas, o

Leia mais

Número: 00190.019840/2013-89 Unidade Examinada: Município de Boituva/SP.

Número: 00190.019840/2013-89 Unidade Examinada: Município de Boituva/SP. Número: 00190.019840/2013-89 Unidade Examinada: Município de Boituva/SP. Relatório de Demandas Externas n 00190.019840/2013-89 Sumário Executivo Este Relatório apresenta os resultados das ações de controle

Leia mais

PROCESSO SELETIVO Edital 01/2015 Serviço de Inclusão Produtiva

PROCESSO SELETIVO Edital 01/2015 Serviço de Inclusão Produtiva PROCESSO SELETIVO Edital 01/2015 Serviço de Inclusão Produtiva A Casa de Acolhimento e Orientação à Crianças e Adolescentes (CAOCA), em parceria com a Secretaria de Assistência Social de Vitória (Semas),

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA - TCU Nº 56, DE 5 DEZEMBRO DE 2007

INSTRUÇÃO NORMATIVA - TCU Nº 56, DE 5 DEZEMBRO DE 2007 INSTRUÇÃO NORMATIVA - TCU Nº 56, DE 5 DEZEMBRO DE 2007 Dispõe sobre instauração e organização de processo de tomada de contas especial e dá outras providências. O TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO, no uso do

Leia mais