PROJETO CICLOROTA DO GRAJAÚ

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PROJETO CICLOROTA DO GRAJAÚ"

Transcrição

1 O projeto de ciclorota do Grajaú integra escolas, áreas de lazer, pontos de ônibus e comércio e permeia bem o bairro. Possui soluções inovadoras para a cidade do Rio de Janeiro como as bicicletas pintadas no piso, indicando o compartilhamento e velocidade compatível com o ser humano de 30km/h.

2 PROJETO CICLOROTA DO GRAJAÚ GRAJAÚ - RIO DE JANEIRO CLIENTE: PREFEITURA DO RIO DE JANEIRO ANO: 2011 (IMPLANTADO) 6.65 KM DE CICLOROTA ORÇAMENTO DO PROJETO = R$700 MIL POPULAÇÃO BENEFICIADA = 15 MIL HABITANTES TAREFAS DA IFLUXO: Revisão de projeto básico Desenvolvimento de projeto executivo Coordenação entre Secretaria de Meio Ambiente, CET-Rio, Empreiteiro e Associação dos Ciclistas Implantação de bicicletários 1. ORIGENS E DESTINOS PÇA MALVINO REIS 2. CONEXÕES SHOPPING IGUATEMI PARQUE ESTADUAL GRAJAÚ 3. IDENTIFICAÇÃO DE PONTOS CRÍTICOS 4. ESCOLHA DA REDE PÇA EDMUNDO REGO

3 TRECHOS 1 R. Barão de São Francisco (Shoppimg Iguatemi) Via coletora, acesso ao shopping R. Barão de São Francisco com R. Nossa Senhora de Lourdes Via coletora, travessia com semáforo R. Nossa Senhora de Lourdes Via coletora - faixa compartilhada, Zona 30 R. Nossa Senhora de Lourdes Via coletora - cruzamento e início da ciclofaixa com mão inglesa R. Nossa Senhora de Lourdes Via coletora - ciclofaixa com mão inglesa R. Nossa Senhora de Lourdes com R. Barão do Bom Retiro R. Professor Valadares com R. Barão do Bom Retiro Av. Engenheiro Richard com Praça Edmundo Rêgo Praça Edmundo Rêgo Cruzamento de via coletora com via arterial - travessia Bicicletários na Praça Malvino Reis Via coletora - faixa compartilhada com sharrow Via coletora - faixa compartilhada com sharrow, bicicletários Novos biciletários 0 0,1km 0,5km 1km 1 KM DE FAIXA SEGREGADA 5,2 KM DE FAIXA COMPARTILHADA (BICICLETA E CARRO) 0,3 KM DE CALÇADA COMPARTILHADA 6,65 KM EXTENSÃO TOTAL DA NOVA REDE ORÇAMENTO TOTAL R$ 700 MIL

4 TRECHOS: SITUAÇÃO ANTERIOR E ATUAL 1 R. Barão de São Francisco (Shoppimg Iguatemi) Via coletora, acesso ao shopping 2 R.. Barão de São Francisco com R. Nossa Senhora de Lourdes travessia com semáforo 3 R. Nossa Senhora de Lourdes faixa compartilhada, zona 30

5 PROJETO CICLOROTA DO GRAJAÚ TRECHOS: SITUAÇÃO ATUAL E PROJETO 4 R. Nossa Senhora de Lourdes cruzamento e início da ciclofaixa com mão inglesa 5 R. Nossa Senhora de Lourdes ciclofaxa com mão inglesa 6 R. Nossa Senhora de Lourdes com R. Barão do Bom Retiro: travessia

6 PROJETO CICLOROTA DO GRAJAÚ TRECHOS: SITUAÇÃO ATUAL E PROJETO 7 R. Professor Valadares com R. Barão do Bom Retiro bicicletários 8 Av. Engenheiro Richard com Praça Edmundo Rêgo faixa compartilhada com sharrow 9 Praça Edmundo Rêgo faixa compartilhada com sharrow e bicicletários

7 DEPOIMENTOS ZÉ LOBO - ONG TRANSPORTE ATIVO A rede cicloviária da Grajau é muito boa pois integra as principais origens e destinos e permeia bem o bairro. Tem soluções inovadoras para nossa cidade, como as bicicletas pintadas no piso, indicando o compartilhamento e velocidade compatível com o ser humano de 30km/h. As faixas compartilhadas dentro do bairro do Grajaú mostram que é possível a convivência entre carros e ciclistas, mas é necessário educação e respeito na via pública. Agora será necessário um trabalho de educação e promoção contínua, e possivelmente alguns ajustes na rede. EDUARDO REBORDÕES - GERENTE COMERCIAL DA SINAPE A implantação da Ciclovia Compartilhada do Grajau foi executada com moderna e eficiente programação visual visando a segurança dos usuários e do tráfego na comunidade. O projeto foi bem abrangente servindo a todas as ruas do Bairro, integrando escolas, áreas de lazer, terminais de ônibus e comércio estendendo-se desde a Reserva Florestal do Grajau até ao Shopping Iguatemi em Vila Isabel. TATIANA FONSECA - MORADORA Eu nunca imaginava que um dia eu e minha filha iriamos sair da casa para ir até a padaria na praça Edmundo Rego de bicicleta. Muito legal e tão rápido! O fato de que existem essas bicicletas pintadas no asfalto e os bicicletários para eu deixar a bicicleta, simplesmente me deu o toque de que é possível andar de bicicleta dentro de Grajaú e me convenceu a tirar a bicicleta de garagem. Vou menos de carro. Admito que ainda sinto um pouco de medo, mas acredito que com a melhoria de educação e do comportamento das motoristas, mais pessoas vão andar de bicicleta.

PROJETO CICLOROTA ANEL DA ILHA

PROJETO CICLOROTA ANEL DA ILHA PROJETO CICLOROTA ANEL DA ILHA O projeto ciclorota da Anel da Ilha do Governador integra o conjunto de ciclovias definidas como METAS do Programa Estratégico da Prefeitura Rio, Capital da Bicicleta, para

Leia mais

INICIATIVAS INSPIRADORAS MOBILIDADE PLANEJAMENTO CICLOVIÁRIO NO BAIRRO DA TIJUCA RIO DE JANEIRO

INICIATIVAS INSPIRADORAS MOBILIDADE PLANEJAMENTO CICLOVIÁRIO NO BAIRRO DA TIJUCA RIO DE JANEIRO MOBILIDADE INICIATIVAS INSPIRADORAS PLANEJAMENTO CICLOVIÁRIO NO BAIRRO DA TIJUCA RIO DE JANEIRO ÍNDICE INTRODUÇÃO 3 PERFIL DO BAIRRO 3 PRINCIPAIS ENVOLVIDOS NO PLANEJAMENTO DA REDE CICLOVIÁRIA DA TIJUCA

Leia mais

Rede Cicloviária Leblon. Rio de Janeiro 2012

Rede Cicloviária Leblon. Rio de Janeiro 2012 Rede Cicloviária Leblon. Rio de Janeiro 2012 Rede Cicloviária Leblon: O Leblon, passa por uma fase de intensas mudanças, com as obras da linha 4 do Metrô o trânsito do bairro sofreu e sofrerá várias alterações

Leia mais

Av. Eliseu de Almeida. Projeto de Restauração do Pavimento. Projeto de Ciclovia e sinalização horizontal de interferência urbana

Av. Eliseu de Almeida. Projeto de Restauração do Pavimento. Projeto de Ciclovia e sinalização horizontal de interferência urbana Av. Eliseu de Almeida Projeto de Restauração do Pavimento Projeto de Ciclovia e sinalização horizontal de interferência urbana Índice Introdução Objetivo Projeto de Restauração Projeto de Ciclovia Sinalização

Leia mais

Plano de Mobilidade Sustentável. Por uma cidade amiga da bicicleta Abril 2011

Plano de Mobilidade Sustentável. Por uma cidade amiga da bicicleta Abril 2011 Plano de Mobilidade Sustentável. Por uma cidade amiga da bicicleta Abril 2011 Cronograma Índice Apresentação da TC Urbes Objetivos do Plano de Mobilidade Sustentável Cidade e Mobilidade Diagnóstico Planejamento

Leia mais

MOBILIDADE URBANA EM SÃO PAULO APLICAÇÃO DE SOLUÇÕES IMEDIATAS E EFICAZES

MOBILIDADE URBANA EM SÃO PAULO APLICAÇÃO DE SOLUÇÕES IMEDIATAS E EFICAZES MOBILIDADE URBANA EM SÃO PAULO APLICAÇÃO DE SOLUÇÕES IMEDIATAS E EFICAZES JULHO 2015 SÃO PAULO UMA CIDADE A CAMINHO DO CAOS URBANO Fonte: Pesquisa de mobilidade 2012 SÃO PAULO UMA CIDADE A CAMINHO DO CAOS

Leia mais

CICLOFAIXA BARÃO DE MESQUITA. Tijuca

CICLOFAIXA BARÃO DE MESQUITA. Tijuca CICLOFAIXA BARÃO DE MESQUITA Tijuca PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO Instituto Municipal de Urbanismo Pereira Passos Secretaria Municipal de Meio Ambiente Secretaria Municipal de Transportes Agosto

Leia mais

considerações ciclocidade: 400 km de ciclovias, projeto piloto e eliseu de almeida jun/2014

considerações ciclocidade: 400 km de ciclovias, projeto piloto e eliseu de almeida jun/2014 1 CONSIDERAÇÕES DA CICLOCIDADE A RESPEITO DO PLANO DE IMPLEMENTAÇÃO DE 400 KM DE CICLOVIAS, O PROJETO PILOTO NO CENTRO DE SÃO PAULO E A CICLOVIA DA ELISEU DE ALMEIDA No dia 04 de Junho de 2014 a Prefeitura

Leia mais

Yes, Zaqueu Proença. Sonho de

Yes, Zaqueu Proença. Sonho de Yes, Zaqueu Proença Sonho de consumo 92 nós temos ciclovias nelson toledo Aos poucos, as bikes começam a ganhar um espaço nas políticas de trânsito de diversas cidades brasileiras. Saiba onde você pode

Leia mais

São Paulo, Agosto 2012

São Paulo, Agosto 2012 Workshop Participativo: COMO CRIAR MAIS PROJETOS CICLOVIARIOS São Paulo, Agosto 2012 WORKSHOP ABCP: COMO CRIAR MAIS PROJETOS CICLOVIARIOS São Paulo, Agosto de 2012 Desafio Embora existam diversos manuais

Leia mais

Desenho de secções de infra-estrutura cicloviária

Desenho de secções de infra-estrutura cicloviária Desenho de secções de infra-estrutura cicloviária Eng. Jeroen Buis I-ce, Interface for Cycling Expertise (www.cycling.nl) buis_j@yahoo.com Curso Planejamento Cicloviário Dia 1 Rio de Janeiro, 26 de Novembro

Leia mais

abril/2013 CICLOVIA ZONA NORTE

abril/2013 CICLOVIA ZONA NORTE abril/2013 CICLOVIA ZONA NORTE introdução Das temáticas de crise das grandes cidades nos dias de hoje, uma das questões mais contundentes é a mobilidade urbana. A cidade de São Paulo, metrópole que sofre

Leia mais

Mobilidade Suave Humanização de Cidades. outubro 2013

Mobilidade Suave Humanização de Cidades. outubro 2013 Mobilidade Suave Humanização de Cidades outubro 2013 Estratégias Urbanas Planos de Revitalização Planos de Mobilidade Planos Cicloviários e Pedonais Espaços Públicos Projetos Viários e Cicloviários Parques

Leia mais

CRITÉRIOS TÉCNICOS PARA AVALIAÇÃO DE PROJETOS DE MOBILIDADE URBANA. Lúcia Maria Mendonça Santos Ministério das Cidades

CRITÉRIOS TÉCNICOS PARA AVALIAÇÃO DE PROJETOS DE MOBILIDADE URBANA. Lúcia Maria Mendonça Santos Ministério das Cidades CRITÉRIOS TÉCNICOS PARA AVALIAÇÃO DE PROJETOS DE MOBILIDADE URBANA Lúcia Maria Mendonça Santos S e m i n á r i o M o b i l i d a d e U r b a n a S u s t e n t á v e l : P r á t i c a s e T e n d ê n c

Leia mais

qwertyuiopasdfghjklzxcvbnmqwert yuiopasdfghjklzxcvbnmqwertyuiop asdfghjklzxcvbnmqwertyuiopasdfg CARTA DO CICLISTA GOIANO

qwertyuiopasdfghjklzxcvbnmqwert yuiopasdfghjklzxcvbnmqwertyuiop asdfghjklzxcvbnmqwertyuiopasdfg CARTA DO CICLISTA GOIANO qwertyuiopasdfghjklzxcvbnmqwert yuiopasdfghjklzxcvbnmqwertyuiop asdfghjklzxcvbnmqwertyuiopasdfg CARTA DO CICLISTA GOIANO hjklzxcvbnmqwertyuiopasdfghjklzx Proposta de ciclovias para Goiânia cvbnmqwertyuiopasdfghjklzxcvbn

Leia mais

Plano Cicloviário do Município de São Paulo. Secretaria Municipal de Transportes Companhia de Engenharia de Tráfego

Plano Cicloviário do Município de São Paulo. Secretaria Municipal de Transportes Companhia de Engenharia de Tráfego Plano Cicloviário do Município de São Paulo Secretaria Municipal de Transportes Companhia de Engenharia de Tráfego Plano Cicloviário do Município de São Paulo Dados existentes Dados da Pesquisa Origem

Leia mais

Medidas para a Humanização do Tráfego. A Cidade que Queremos

Medidas para a Humanização do Tráfego. A Cidade que Queremos Medidas para a Humanização do Tráfego A Cidade que Queremos Objetivo Publicação com o objetivo de divulgar, junto aos municípios, soluções técnicas para a humanização do trânsito. Estrutura Introdução

Leia mais

Ruas Tranquilas / Cidades Consistentes

Ruas Tranquilas / Cidades Consistentes Semana da Mobilidade de Niterói - Projetos Cicloviários - Estudos de Caso Ruas Tranquilas / Cidades Consistentes José Lobo e Jonas Hagen, Setembro 2013. Ruas Tranquilas Uma das formas mais efetivas de

Leia mais

PROGRAMA DE MOBILIDADE NÃO MOTORIZADA PARA O ESTADO DA BAHIA

PROGRAMA DE MOBILIDADE NÃO MOTORIZADA PARA O ESTADO DA BAHIA PROGRAMA DE MOBILIDADE NÃO MOTORIZADA PARA O ESTADO DA BAHIA DIURB - Diretoria de Equipamentos e Qualificação Urbanística SUDEN - Superintendência de Desenvolvimento Urbanístico COISP - Coordenação de

Leia mais

Diretrizes para a construção de ciclovias. Arq. Cristiane Bastos

Diretrizes para a construção de ciclovias. Arq. Cristiane Bastos Diretrizes para a construção de ciclovias Arq. Cristiane Bastos Contextualização Planejamento da rede Projeto básico Projeto executivo Execução CONTEXTUALIZAÇÃO CONTEXTUALIZAÇÃO POLÍTICA NAC.DE MOBILIDADE

Leia mais

DIRETRIZES DA POLÍTICA DE TRANSPORTE COLETIVO EM SP

DIRETRIZES DA POLÍTICA DE TRANSPORTE COLETIVO EM SP DIRETRIZES DA POLÍTICA DE TRANSPORTE COLETIVO EM SP JUNHO 2013 DIMENSÃO DO DESAFIO EM TRANSPORTE COLETIVO PMSP Coletivo 10,1 milhões viagens 56% Individual 7,9 milhões viagens 44% DIMENSÃO DO DESAFIO EM

Leia mais

Contagem de Ciclistas em Cruzamento. Rua Figueiredo de Magalhães com Av. N. S. de Copacabana. Copacabana Rio de Janeiro

Contagem de Ciclistas em Cruzamento. Rua Figueiredo de Magalhães com Av. N. S. de Copacabana. Copacabana Rio de Janeiro Contagem de Ciclistas em Cruzamento. Rua Figueiredo de Magalhães com Av. N. S. de Copacabana. Copacabana Rio de Janeiro Quinta feira, 2 de julho de 2009. Julho de 2009, Cruzamento das ruas Figueiredo de

Leia mais

Vistoria Ciclovias Orla Copacabana e Mané Garrincha

Vistoria Ciclovias Orla Copacabana e Mané Garrincha Vistoria Ciclovias Orla Copacabana e Mané Garrincha O estado geral do trecho vistoriado é muto bom, sendo perfeitamente utilizável em todo o percurso. Alguns trechos destacados com a numeração em vermelho

Leia mais

RELATÓRIO DA PESQUISA: RELEVÂNCIA DAS AÇÕES EM FAVOR DA BICICLETA São Paulo, 18 de junho de 2012

RELATÓRIO DA PESQUISA: RELEVÂNCIA DAS AÇÕES EM FAVOR DA BICICLETA São Paulo, 18 de junho de 2012 RELATÓRIO DA PESQUISA: RELEVÂNCIA DAS AÇÕES EM FAVOR DA BICICLETA São Paulo, 18 de junho de 2012 ÍNDICE: I. APRESENTAÇÃO E OBJETIVOS DO PROJETO II. METODOLOGIA DAS RESPOSTAS III. UNIVERSO DA PESQUISA IV.

Leia mais

TESTE DA CICLOVIA DA AV. IPIRANGA

TESTE DA CICLOVIA DA AV. IPIRANGA TESTE DA CICLOVIA DA AV. IPIRANGA Porto Alegre Junho/2012 1 TESTE DE PONTOS CRÍTICOS PARA IMPLANTAÇÃO DA FUTURA CICLOVIA DA AV. IPIRANGA, EM PORTO ALEGRE O Laboratório de Políticas Públicas e Sociais (Lappus),

Leia mais

INFRAESTRUTURA CICLOVIÁRIA EM LARANJEIRAS E COSME VELHO

INFRAESTRUTURA CICLOVIÁRIA EM LARANJEIRAS E COSME VELHO INFRAESTRUTURA CICLOVIÁRIA EM LARANJEIRAS E COSME VELHO Proposta para criação de infraestrutura na Região... Apresentação Assim como as pessoas que as povoam, as cidades e seus elementos tem vida própria,

Leia mais

ÍNDICE. Capítulo I...5. Do Sub-Sistema Viário Estrutural...5. Capítulo II...5. Do Sub-Sistema de Apoio...5 DISPOSIÇÕES FINAIS...6

ÍNDICE. Capítulo I...5. Do Sub-Sistema Viário Estrutural...5. Capítulo II...5. Do Sub-Sistema de Apoio...5 DISPOSIÇÕES FINAIS...6 ÍNDICE Capítulo I...5 Do Sub-Sistema Viário Estrutural...5 Capítulo II...5 Do Sub-Sistema de Apoio...5 DISPOSIÇÕES FINAIS...6 1 PREFEITURA MUNICIPAL DE CRATEÚS PLANO DIRETOR DE DESENVOLVIMENTO URBANO PDDU

Leia mais

DOTS Desenvolvimento Orientado ao Transporte Sustentável

DOTS Desenvolvimento Orientado ao Transporte Sustentável DOTS Desenvolvimento Orientado ao Transporte Sustentável O que é DOTS? Desenvolvimento Orientado ao Transporte Sustentável: modelo de planejamento e desenho urbano Critérios de desenho para bairros compactos,

Leia mais

CONCLUSÕES E RECOMENDAÇÕES DO PROJETO DE PESQUISA DO USO CICLOVIÁRIO EM JOINVILLE E EDUCAÇÃO E CONSCIENTIZAÇÃO DO USO DA BICILCETA NO TRÂNSITO

CONCLUSÕES E RECOMENDAÇÕES DO PROJETO DE PESQUISA DO USO CICLOVIÁRIO EM JOINVILLE E EDUCAÇÃO E CONSCIENTIZAÇÃO DO USO DA BICILCETA NO TRÂNSITO CONCLUSÕES E RECOMENDAÇÕES DO PROJETO DE PESQUISA DO USO CICLOVIÁRIO EM JOINVILLE E EDUCAÇÃO E CONSCIENTIZAÇÃO DO USO DA BICILCETA NO TRÂNSITO Área Temática: Educação Ana Mirthes Hackenberg 1 (Coordenador

Leia mais

Job 150904 Setembro / 2015

Job 150904 Setembro / 2015 Job 50904 Setembro / Metodologia TÉCNICA DE LEVANTAMENTO DE DADOS: Entrevistas pessoais com questionário estruturado. LOCAL DA PESQUISA: Município de São Paulo. UNIVERSO: Moradores de 6 anos ou mais de

Leia mais

Unidade Gestora do Projeto da Copa. Unidade d Gestora do Projeto da Copa MOBILIDADE URBANA

Unidade Gestora do Projeto da Copa. Unidade d Gestora do Projeto da Copa MOBILIDADE URBANA Unidade d Gestora do Projeto da Copa MOBILIDADE URBANA PLANO DE GOVERNANÇA POPULAÇÃO DO MUNICÍPIO DE MANAUS 1.802.014 Hab População/ bairros de Manaus DISTRIBUIÇÃO DA FROTA DE VEÍCULOS EM MANAUS Automóveis

Leia mais

Título: Faixas exclusivas à direita e ciclovias: São Paulo, por uma mobilidade sustentável.

Título: Faixas exclusivas à direita e ciclovias: São Paulo, por uma mobilidade sustentável. Título: Faixas exclusivas à direita e ciclovias: São Paulo, por uma mobilidade sustentável. Autor: Tadeu Leite Duarte Arquiteto e Urbanista, Licenciado em Matemática pela Universidade Guarulhos, Diretor

Leia mais

Propostas para o Plano Diretor de Curitiba

Propostas para o Plano Diretor de Curitiba Propostas para o Plano Diretor de Curitiba Revisão de 2014 Andressa Mendes Fernanda Castelhano Rafaela Scheiffer As propostas contidas nesta cartilha foram resultados de intervenções urbanas e processos

Leia mais

Desafios para Melhoria da Mobilidade Urbana

Desafios para Melhoria da Mobilidade Urbana Desafios para Melhoria da Mobilidade Urbana O Desafio da CET 7,2 milhões de veículos registrados 12 milhões de habitantes 7,3 milhões de viagens a pé 156 mil viagens de bicicleta 15 milhões de viagens

Leia mais

Políticas Públicas da UTFPR PETPP

Políticas Públicas da UTFPR PETPP IX Semana de Políticas Públicas Programa de Educação Tutorial em Políticas Públicas da UTFPR PETPP 10h 40min Mobilidade Urbana e as Políticas de Ciclomobilidade por Antonio C. M. Miranda Ações da de Curitiba

Leia mais

DIRETRIZES DE MEIO AMBIENTE

DIRETRIZES DE MEIO AMBIENTE PLANO ESTRATÉGICO DA PREFEITURA DO RIO DE JANEIRO 2009/2012 e 2013/2016 DIRETRIZES DE MEIO AMBIENTE Reduzir a emissão de gases do efeito estufa em 16% até 2016 (em relação ao inventário de 2005); Conservar

Leia mais

DIRETRIZES DE MEIO AMBIENTE

DIRETRIZES DE MEIO AMBIENTE PLANO ESTRATÉGICO DA PREFEITURA DO RIO DE JANEIRO 2009/2012 e 2013/2016 DIRETRIZES DE MEIO AMBIENTE Reduzir a emissão de gases do efeito estufa em 16% até 2016 (em relação ao inventário de 2005); Conservar

Leia mais

1ª OFICINA CO-LABORATIVA DO SISTEMA CICLOVIÁRIO

1ª OFICINA CO-LABORATIVA DO SISTEMA CICLOVIÁRIO de Mobilidade 1ª OFICINA CO-LABORATIVA DO SISTEMA CICLOVIÁRIO MAPEAMENTO DAS CICLOVIAS EXISTENTES MAIO. 2015 OBJETIVOS OBJETIVO PRINCIPAL CRIAÇÃO DE UM MAPA CICLOVIÁRIO UNIFICADO DO DISTRITO FEDERAL OBJETIVOS

Leia mais

Duplo sentido ciclável. Experiência de Paris.

Duplo sentido ciclável. Experiência de Paris. Duplo sentido ciclável. Experiência de Paris. Thiago Máximo É preciso pensar a mobilidade urbana, como um sistema. Muitas vezes a questão da circulação nas grades cidades é pensada apenas para sanar problemas

Leia mais

I Fórum Nacional sobre Travessia Acessível

I Fórum Nacional sobre Travessia Acessível I Fórum Nacional sobre Travessia Acessível dias 5, 6 e 7 de novembro de 2007 Centro Cultural Banco do Brasil Rua da Quitanda,18-3 o andar São Paulo - SP DEFINIÇÃO Lombofaixas: É uma lombada mais larga

Leia mais

3. Referenciais. 3.1 Referenciais teóricos. 3.1.1 O sistema cicloviário e seus elementos componentes

3. Referenciais. 3.1 Referenciais teóricos. 3.1.1 O sistema cicloviário e seus elementos componentes 21 3. Referenciais "Se a mobilidade física é condição essencial da liberdade, a bicicleta talvez tenha sido o instrumento singular mais importante, desde Gutenberg, para atingir o que Marx chamou de plena

Leia mais

Centro Vivo e com Mobilidade.

Centro Vivo e com Mobilidade. Centro Vivo e com Mobilidade. Débora Redondo 1 ; Bárbara de Azevedo Martins; Lívia Louzada de Toledo Pugliese 2. ¹Prefeitura Municipal de São José dos Campos Secretaria de Transportes Departamento de Serviços

Leia mais

SÃO PAULO GANHA PROGRAMA DE PROTEÇÃO AO PEDESTRE PARA REDUZIR ATROPELAMENTOS

SÃO PAULO GANHA PROGRAMA DE PROTEÇÃO AO PEDESTRE PARA REDUZIR ATROPELAMENTOS SÃO PAULO GANHA PROGRAMA DE PROTEÇÃO AO PEDESTRE PARA REDUZIR ATROPELAMENTOS Em 2010, a cidade de São Paulo registrou 7.007 atropelamentos resultando na morte de 630 pedestres. Apesar de representar uma

Leia mais

Analisando viagens a pé e por bicicletas na integração com transporte de massa

Analisando viagens a pé e por bicicletas na integração com transporte de massa Analisando viagens a pé e por bicicletas na integração com transporte de massa Fernanda Borges Monteiro, Vânia Barcellos Gouvêa Campos arqnandy@gmail.com; vania@ime.eb.br Instituto Militar de Engenharia

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA INSTITUTO DE PESQUISA E PLANEJAMENTO URBANO DE CURITIBA

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA INSTITUTO DE PESQUISA E PLANEJAMENTO URBANO DE CURITIBA PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA INSTITUTO DE PESQUISA E PLANEJAMENTO URBANO DE CURITIBA OFICINA DE CAPACITAÇÃO PARA O PLANO DIRETOR: REGIONAL PORTÃO 25/03/2014 CURITIBA MARÇO/2014 Propostas do dia 25

Leia mais

Projeto Nova Luz Visão e Diretrizes Urbanísticas

Projeto Nova Luz Visão e Diretrizes Urbanísticas SP-URBANISMO Projeto Nova Luz Visão e Diretrizes Urbanísticas Novembro 2010 ANTECEDENTES Determinação da Administração desde 2005 de transformar e desenvolver a área Ações multisetoriais: saúde, social,

Leia mais

Avaliação do sistema cicloviário de Copacabana

Avaliação do sistema cicloviário de Copacabana Avaliação do sistema cicloviário de Copacabana Gabriel Stumpf Duarte de Carvalho (gabrielcarvalho@pet.coppe.ufrj.br) Marcello Victorino Junqueira de Souza (mvictorino@pet.coppe.ufrj.br) PET - COPPE, Rua

Leia mais

Prefeitura faz obras na região do Riacho PREFEITURA ESPECIAL REGIÃO RIACHO

Prefeitura faz obras na região do Riacho PREFEITURA ESPECIAL REGIÃO RIACHO PREFEITURA FAZ INFORMATIVO DA PREFEITURA DE CONTAGEM Nº 1 - Janeiro de 2008 ESPECIAL REGIÃO RIACHO Prefeitura faz obras na região do Riacho A Prefeitura de Contagem prioriza investimentos na região do

Leia mais

CICLOFAIXA DE LAZER NO FIM DE SEMANA

CICLOFAIXA DE LAZER NO FIM DE SEMANA CICLOFAIXA DE LAZER NO FIM DE SEMANA Março/ 2009 CICLOFAIXA DE LAZER NO FIM DE SEMANA 1. Objetivo 2. Ciclovias existentes na Cidade 3. Áreas públicas de abrangência 4. Interligação das áreas através do

Leia mais

Evolução do número de mortes no trânsito em São Paulo

Evolução do número de mortes no trânsito em São Paulo Nota Técnica 232 2014 Evolução do número de mortes no trânsito em São Paulo Max Ernani Borges De Paula Banco de dados de vítimas dos acidentes de trânsito fatais A Companhia de Engenharia de Tráfego realiza

Leia mais

Prefeitura apresenta operação de trânsito para evento-teste de Ciclismo de Estrada, no domingo (16)

Prefeitura apresenta operação de trânsito para evento-teste de Ciclismo de Estrada, no domingo (16) Prefeitura apresenta operação de trânsito para evento-teste de Ciclismo de Estrada, no domingo (16) A Prefeitura do Rio apresentou nesta segunda-feira (10.08) a operação da cidade para o evento-teste de

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DA SERRA ESTADO DO ESPIRITO SANTO

CÂMARA MUNICIPAL DA SERRA ESTADO DO ESPIRITO SANTO OF / GB. /CMS Nº. 024/2013 Secretaria de Desenvolvimento Urbano SEDUR Serra/ES nos foi solicitado dentre outras, uma fiscalização do uso indevido das calçadas do bairro com mesas, carros e outros, impossibilitando

Leia mais

Belo Horizonte: em direção à

Belo Horizonte: em direção à Belo Horizonte: em direção à mobilidade d sustentável tá INDICADORES DA MOBILIDADE URBANA EM BELO HORIZONTE 3,8 milhões de viagens/dia, 44% pelo transporte coletivo 6,3 milhões viagens/dia na RMBH 1,6

Leia mais

UGP COPA Unidade Gestora do Projeto da Copa

UGP COPA Unidade Gestora do Projeto da Copa Organização da Copa 2014 PORTFÓLIOS UGPCOPA ARENA E ENTORNO INFRAESTRUTURA TURÍSTICA FAN PARKS LOC COPA DESPORTIVA EVENTOS DA FIFA GERENCIAMENTO DE PROJETOS OBRIGAÇÕES GOVERNAMENTAIS SUPRIMENTOS COPA TURÍSTICA

Leia mais

Reunião Rede Cicloviária 16 dezembro 2014

Reunião Rede Cicloviária 16 dezembro 2014 Reunião Rede Cicloviária 16 dezembro 2014 Outubro 2014 Sugestão de Pauta da Reunião: Breve apresentação dos resultados das pesquisas do PLAMUS; Exposição de projetos referentes ao transporte não-motorizado;

Leia mais

MOBILIDADE URBANA: INTERVENÇÃO E REESTRUTURAÇÃO DE CICLOVIAS NA AVENIDA MANDACARU

MOBILIDADE URBANA: INTERVENÇÃO E REESTRUTURAÇÃO DE CICLOVIAS NA AVENIDA MANDACARU MOBILIDADE URBANA: INTERVENÇÃO E REESTRUTURAÇÃO DE CICLOVIAS NA AVENIDA MANDACARU Adriele Borges da Silva¹; Tatiana Romani Moura²; RESUMO: O presente trabalho tem por finalidade apresentar um estudo e

Leia mais

Guia de Utilização. Mapa Cicloviário Unificado de São José dos Campos. Autor: Eric Sousa. Data de criação: 14/02/15

Guia de Utilização. Mapa Cicloviário Unificado de São José dos Campos. Autor: Eric Sousa. Data de criação: 14/02/15 Guia de Utilização Mapa Cicloviário Unificado de São José dos Campos Autor: Eric Sousa Data de criação: 14/02/15 Sumário Símbolos & Legendas... 3 Símbolos... 3 Legendas... 3 Ciclovia... 3 Ciclofaixa...

Leia mais

A INSERÇÃO DA BICICLETA COMO MODO DE TRANSPORTE NAS CIDADES

A INSERÇÃO DA BICICLETA COMO MODO DE TRANSPORTE NAS CIDADES dossiê MOBILIDADE A INSERÇÃO DA BICICLETA COMO MODO DE TRANSPORTE NAS CIDADES 1 2 Introdução - 1 Curso de Arquitetura e Urbanismo; Universidade Estadual de Goiás (UEG). E-mail:

Leia mais

TÉCNICA DE LEVANTAMENTO DE DADOS: Entrevistas pessoais com questionário estruturado.

TÉCNICA DE LEVANTAMENTO DE DADOS: Entrevistas pessoais com questionário estruturado. Job 44/4 Setembro/04 Metodologia TÉCNICA DE LEVANTAMENTO DE DADOS: Entrevistas pessoais com questionário estruturado. LOCAL DA PESQUISA: Município de São Paulo. UNIVERSO: Moradores de 6 anos ou mais de

Leia mais

Metodologia. MARGEM DE ERRO O intervalo de confiança estimado é de 95% e a margem de erro máxima é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos.

Metodologia. MARGEM DE ERRO O intervalo de confiança estimado é de 95% e a margem de erro máxima é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos. Metodologia COLETA Entrevistas domiciliares com questionário estruturado. LOCAL DA PESQUISA Município de São Paulo. UNIVERSO moradores de 16 anos ou mais. PERÍODO DE CAMPO de 26 de setembro a 1º de outubro

Leia mais

ROTEIRO DE ESTUDOS DE RECUPERAÇÃO E REVISÃO 2º BIMESTRE / 2015

ROTEIRO DE ESTUDOS DE RECUPERAÇÃO E REVISÃO 2º BIMESTRE / 2015 Disciplina OFICINA DE LEITURA E ESCRITA Curso ENSINO FUNDAMENTAL II Professor CARLOS CONTE Série 8º ANO ROTEIRO DE ESTUDOS DE RECUPERAÇÃO E REVISÃO 2º BIMESTRE / 2015 Aluno (a): Número: 1 - Conteúdo: gênero

Leia mais

Envelhecimento Ativo VEREADOR NATALINI

Envelhecimento Ativo VEREADOR NATALINI Envelhecimento Ativo VEREADOR NATALINI Mundo envelhecido, país envelhecido O aumento da proporção de idosos na população é um fenômeno mundial tão profundo que muitos chamam de "revolução demográfica".

Leia mais

Educação Infantil - Ensino Fundamental - Ensino Médio MEXA-SE Vamos pedalar A integração entre famílias Combate estresse e depressão Emagrece

Educação Infantil - Ensino Fundamental - Ensino Médio MEXA-SE Vamos pedalar A integração entre famílias Combate estresse e depressão Emagrece Educação Infantil - Ensino Fundamental - Ensino Médio Rua Caraíbas, 882 Cep. 05020-000 (Administração) Fone: (11) 3202.8500 Fax: (11) 3202.8541 Vila Pompeia São Paulo/SP www.colegiosagrado.com.br / www.redesagrado.com

Leia mais

ORIENTADORES DE TRÂNSITO PROJETO OPERAÇÃO DE TRÁFEGO

ORIENTADORES DE TRÂNSITO PROJETO OPERAÇÃO DE TRÁFEGO Companhia de Trânsito e Transporte Urbano do Recife (CTTU) ORIENTADORES DE TRÂNSITO PROJETO OPERAÇÃO DE TRÁFEGO Secretaria de Mobilidade e Controle Urbano do Recife (SEMOC) Implantação 11 de dezembro,

Leia mais

Proposta de Projeto Cicloviário para Montes Claros

Proposta de Projeto Cicloviário para Montes Claros Proposta de Projeto Cicloviário para Montes Claros Denir MM Melhorias e incentivo ao uso da bicicleta como meio de transporte Igualdade e inclusão social economia meio ambiente e qualidade de vida Denir

Leia mais

PROGRAMA CIDADES DO ESPORTE QUESTIONÁRIO

PROGRAMA CIDADES DO ESPORTE QUESTIONÁRIO PROGRAMA CIDADES DO ESPORTE QUESTIONÁRIO 2013 Sumário Introdução... 3 Instruções gerais para o preenchimento do Questionário... 5 1. Informações de contexto... 6 2. Institucionalidade e recursos... 11

Leia mais

Manual do Ciclista. Ciclovia. Pronta pra você curtir uma vida mais saudável.

Manual do Ciclista. Ciclovia. Pronta pra você curtir uma vida mais saudável. Manual do Ciclista Ciclovia. Pronta pra você curtir uma vida mais saudável. Pedala BH. O programa que vai mudar a cara da cidade. Pedala BH é o programa criado pela Prefeitura de Belo Horizonte, por meio

Leia mais

Pesquisa sobre Transporte Não-Motorizado Realizado por Bicicleta na Cidade de Londrina

Pesquisa sobre Transporte Não-Motorizado Realizado por Bicicleta na Cidade de Londrina Pesquisa sobre Transporte Não-Motorizado Realizado por Bicicleta na Cidade de Londrina Cristiane Biazzono Dutra¹ 1) Prefeitura do Município de Londrina; Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Londrina

Leia mais

11 ideias para ciclovias mais seguras

11 ideias para ciclovias mais seguras 11 ideias para ciclovias mais seguras Legislação Política Nacional de Mobilidade Urbana A Política Nacional de Mobilidade Urbana é orientada pelas seguintes diretrizes: II prioridade dos modos de transportes

Leia mais

Guia de Boas Práticas para o Ciclista

Guia de Boas Práticas para o Ciclista Guia de Boas Práticas para o Ciclista Sumário Guia de Boas Práticas para o Ciclista Fortaleza - CE Dezembro de 2014 Sindicato da Indústria da Construção Civil do Ceará Sinduscon-CE www.sindusconce.com.br

Leia mais

Políticas de integração para mobilidade urbana em cidades coordenadas por diferente modais Wagner Colombini Martins 20/09/2013

Políticas de integração para mobilidade urbana em cidades coordenadas por diferente modais Wagner Colombini Martins 20/09/2013 Políticas de integração para mobilidade urbana em cidades coordenadas por diferente modais Wagner Colombini Martins 20/09/2013 A gestão pública brasileira é marcada pela atuação setorial, com graves dificuldades

Leia mais

TRANSCARIOCA: Trecho da Avenida Brasil está totalmente interditado até às 10h de quarta-feira (23/04)

TRANSCARIOCA: Trecho da Avenida Brasil está totalmente interditado até às 10h de quarta-feira (23/04) TRANSCARIOCA: Trecho da Avenida Brasil está totalmente interditado até às 10h de quarta-feira (23/04) Intervenção, em Ramos, foi necessária para a continuidade das obras do arco estaiado do Viaduto Pedro

Leia mais

Evolução do congestionamento

Evolução do congestionamento Evolução do congestionamento Crescimento populacional estável Taxa de motorização crescente 2025 2005 Surgimento de novos pólos de atração de viagens Deslocamentos na cidade Rede de transporte para 2016

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA INSTITUTO DE PESQUISA E PLANEJAMENTO URBANO DE CURITIBA

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA INSTITUTO DE PESQUISA E PLANEJAMENTO URBANO DE CURITIBA PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA INSTITUTO DE PESQUISA E PLANEJAMENTO URBANO DE CURITIBA OFICINA DE CAPACITAÇÃO PARA O PLANO DIRETOR: REGIONAL MATRIZ 19/03/2014 CURITIBA MARÇO/2014 Propostas do dia 19

Leia mais

What We re Doing For Cycling no município do Seixal

What We re Doing For Cycling no município do Seixal What We re Doing For Cycling no município do Seixal SEIXAL Seixal: 94 km2 158 269 habitantes 94 600 empregados e estudantes 47 800 ficam no concelho (50%) Seixal: 94 km2 158 269 habitantes 94 600 empregados

Leia mais

Rio Branco, capital do Estado do Acre, foi fundada no final de 1882, na margem direita do Rio Acre pelo seringalista NeutelMaia com onome Voltada

Rio Branco, capital do Estado do Acre, foi fundada no final de 1882, na margem direita do Rio Acre pelo seringalista NeutelMaia com onome Voltada Prefeitura Municipal de Rio Branco Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito RBTRANS II Encontro dos Municípios com o Desenvolvimento Sustentável Programa Cidades Sustentáveis Melhor Mobilidade,

Leia mais

EMPRESA PÚBLICA DE TRANSPORTE E CIRCULAÇÃO PLANOS DE MOBILIDADE EM PORTO ALEGRE/RS SEMINÁRIO INTERNACIONAL CIDADE E MOBILIDADE

EMPRESA PÚBLICA DE TRANSPORTE E CIRCULAÇÃO PLANOS DE MOBILIDADE EM PORTO ALEGRE/RS SEMINÁRIO INTERNACIONAL CIDADE E MOBILIDADE EMPRESA PÚBLICA DE TRANSPORTE E CIRCULAÇÃO PLANOS DE MOBILIDADE EM PORTO ALEGRE/RS SEMINÁRIO INTERNACIONAL CIDADE E MOBILIDADE PORTO ALEGRE, NOVEMBRO DE 2012 EMPRESA PÚBLICA DE TRANSPORTE E CIRCULAÇÃO

Leia mais

Cartilha do Ciclista Urbano

Cartilha do Ciclista Urbano Cartilha do Ciclista Urbano Ciclistas de SJC ciclistas.sjc@gmail.com www.facebook.com/ciclistas.sjc O Que Q é o Que? Ciclovia São espaços segregados para o fluxo de bicicletas. Isso significa que há uma

Leia mais

Trabalho Interdisciplinar Bairro São Geraldo

Trabalho Interdisciplinar Bairro São Geraldo Trabalho Interdisciplinar Bairro São Geraldo Gravataí, 2015 Dados do grupo Nomes: Daniel Griebler, Isabela Becker, Natália Peroni e Fernanda Cardoso Turma: 101 Dados da Região O bairro São Geraldo está

Leia mais

SEXO Sexo 1.masculino 2.feminino Caracterização Sócio-Econômica ESCO Nivel de escolaridade 1. Analfabeto até 4ª série do 1º grau (primário)

SEXO Sexo 1.masculino 2.feminino Caracterização Sócio-Econômica ESCO Nivel de escolaridade 1. Analfabeto até 4ª série do 1º grau (primário) SIPS- BASE SOBRE MOBILIDADE URBANA Nome Campo Descrição Valores atribuídos Local de Moradia REGI Região 1.Região Sul 2.Região Sudeste 3.Região Centro-Oeste 4.Região Nordeste 5.Região Norte ESTA Estado

Leia mais

A importância do estudo das diferenças de percepção entre ciclistas e aspirantes para o planejamento.

A importância do estudo das diferenças de percepção entre ciclistas e aspirantes para o planejamento. A importância do estudo das diferenças de percepção entre ciclistas e aspirantes para o planejamento. AUTORES ALVES, Felipe Alberto Martins¹; ANDRADE, Beatriz Rodrigues². ¹Universidade Federal do Ceará.

Leia mais

Fundação Institut o de Pesquisa e Planejamento para o Desenvolvimento Sustentável de Joinville, Instituto de Trânsito e Transporte e

Fundação Institut o de Pesquisa e Planejamento para o Desenvolvimento Sustentável de Joinville, Instituto de Trânsito e Transporte e Fundação Instituto de Pesquisa e Planejamento para o Desenvolvimento Sustentável de Joinville, Instituto de Trânsito e Transporte e Secretaria de Infraestrutura UMA UNIDADE DE MOBILIDADE E ACESSIBILIDADE

Leia mais

Pesquisa de Satisfação QualiÔnibus. Cristina Albuquerque Engenheira de Transportes EMBARQ Brasil

Pesquisa de Satisfação QualiÔnibus. Cristina Albuquerque Engenheira de Transportes EMBARQ Brasil Pesquisa de Satisfação QualiÔnibus Cristina Albuquerque Engenheira de Transportes EMBARQ Brasil Qualificar o serviço de transporte coletivo por ônibus para manter e atrair novos usuários ao sistema e tornar

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº / 05

PROJETO DE LEI Nº / 05 PROJETO DE LEI Nº / 05 DISPÕE SOBRE O USO DA BICICLETA E O SISTEMA CICLOVIÁRIO E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. A Câmara Municipal de Uberlândia, APROVA: Art. 1º. Esta lei regula o uso da bicicleta e o sistema

Leia mais

Josué Rod. João Leopoldo Jacomel (pinhais) está com muitos problemas com ciclistas, inclusive com mortes;

Josué Rod. João Leopoldo Jacomel (pinhais) está com muitos problemas com ciclistas, inclusive com mortes; ATA ASSEMBLÉIA GERAL DA CICLOIGUAÇU 23/03/2013 16:00 Presentes: Vinicius Cubas Brand Daniel Junghans UTFPR Josué Valério Johann Sebastian Tiago Bindewald Andreza G. Lucas André Feiges Rosângela Araújo

Leia mais

DETALHE PLANO DE 2008

DETALHE PLANO DE 2008 CICLABILIDADE TEMA CIDADE RIO DE JANEIRO CURITIBA FORTALEZA CAMPO GRANDE SÃO PAULO ARACAJU RIO BRANCO BELO HORIZONTE MACEIÓ TERESINA VITÓRIA RECIFE FLORIANOPOLIS PORTO ALEGRE PALMAS NATAL JOÃO PESSOA SALVADOR

Leia mais

Novo Centro do Rio. Menos carros, mais transporte público e Rio Branco para pedestres em 2016

Novo Centro do Rio. Menos carros, mais transporte público e Rio Branco para pedestres em 2016 Novo Centro do Rio Menos carros, mais transporte público e Rio Branco para pedestres em 2016 VISÃO GERAL 1 UM NOVO LEGADO Em abril, o Centro do Rio estará de cara nova. A partir deste sábado (16), um trecho

Leia mais

Mobilidade ativa A bicicleta nas cidades do século XXI. Seminário Aspectos da Mobilidade Urbana Brasília, setembro de 2015

Mobilidade ativa A bicicleta nas cidades do século XXI. Seminário Aspectos da Mobilidade Urbana Brasília, setembro de 2015 Mobilidade ativa A bicicleta nas cidades do século XXI Seminário Aspectos da Mobilidade Urbana Brasília, setembro de 2015 Sobre o ITDP Organização social sem fins lucrativos Sede em Nova York, presente

Leia mais

Sou obrigado a parar e a ceder a passagem ao veículo de tracção animal. a) Certo. b) Errado. c) d)

Sou obrigado a parar e a ceder a passagem ao veículo de tracção animal. a) Certo. b) Errado. c) d) 39 BA 82.60.9 Sou obrigado a parar e a ceder a passagem ao veículo de tracção animal. 38 BA 82.60.10 Nesta situação, sou obrigado a parar e a ceder a passagem ao velocípede. 40 BA 82.60.11_a Ao saír do

Leia mais

Dia Mundial sem Carro Faça sua parte, o planeta agradece!!

Dia Mundial sem Carro Faça sua parte, o planeta agradece!! Dia Mundial sem Carro Faça sua parte, o planeta agradece!! Prefira o transporte público. Além de ser menos poluente, você evitará parte do estresse do dia-a-dia; Use bicicleta ou caminhe sempre que possível.

Leia mais

Contagens de Ciclistas no Município de São Paulo Setembro/2015. Equipe: Victor Callil Daniela Costanzo Carlos Torres Freire Maria Carolina Oliveira

Contagens de Ciclistas no Município de São Paulo Setembro/2015. Equipe: Victor Callil Daniela Costanzo Carlos Torres Freire Maria Carolina Oliveira Contagens de Ciclistas no Município de São Paulo Setembro/215 Equipe: Victor Callil Daniela Costanzo Carlos Torres Freire Maria Carolina Oliveira Metodologia Contagens foram realizadas entre os dias 4/ago

Leia mais

Cidades e Biodiversidade

Cidades e Biodiversidade Cidades e Biodiversidade Curitiba, 26 a 28 de março Ronaldo Vasconcellos Vice-Prefeito de Belo Horizonte Belo Horizonte, capital de Minas Gerais, é uma das maiores cidade do Brasil. BH Fica a 585 Km de

Leia mais

Plano Cicloviário da Região Metropolitana da Baixada Santista / SP.

Plano Cicloviário da Região Metropolitana da Baixada Santista / SP. Plano Cicloviário da Região Metropolitana da Baixada Santista / SP. Fernanda Faria Meneghello 1 ; Augusto Muniz Campos 2 ; Paulo Carvalho Ferragi 3 1 AGEM Agência Metropolitana da Baixada Santista Diretora

Leia mais

Manual Bicicleta e Comércio

Manual Bicicleta e Comércio Manual Bicicleta e Comércio 66% dos comerciantes dizem que as vendas aumentaram após a implantação de ciclovias em São Francisco - Estados Unidos 49% de aumento nas vendas em comércios próximos a ciclovias

Leia mais

LEI Nº 370, DE 13 DE DEZEMBRO DE 2011 A CÂMARA MUNICIPAL DE CAFEARA APROVA E EU, PREFEITO DO MUNICÍPIO, SANCIONO A SEGUINTE LEI:

LEI Nº 370, DE 13 DE DEZEMBRO DE 2011 A CÂMARA MUNICIPAL DE CAFEARA APROVA E EU, PREFEITO DO MUNICÍPIO, SANCIONO A SEGUINTE LEI: LEI Nº 370, DE 13 DE DEZEMBRO DE 2011 Institui a Lei do Sistema Viário do Município de Cafeara, e dá outras providências. A CÂMARA MUNICIPAL DE CAFEARA APROVA E EU, PREFEITO DO MUNICÍPIO, SANCIONO A SEGUINTE

Leia mais

LEIS DISTRITAIS SOBRE MOBILIDADE URBANA Legislação de incentivo ao transporte não motorizado

LEIS DISTRITAIS SOBRE MOBILIDADE URBANA Legislação de incentivo ao transporte não motorizado LEIS DISTRITAIS SOBRE MOBILIDADE URBANA Legislação de incentivo ao transporte não motorizado Lista de leis: - Lei Orgânica do Distrito Federal capítulo sobre transporte - Lei n 3.639/2005 - Lei n 3.721/2005

Leia mais

CRUZAMENTOS Comentários do leitor RESPOSTAS

CRUZAMENTOS Comentários do leitor RESPOSTAS CRUZAMENTOS Comentários do leitor RESPOSTAS QUANTITATIVO DE PORTA FOCOS (SEMÁFOROS) DE PEDESTRES Rua XV com Tibagi neste cruzamento, com prazo de implantação de 60 dias. Rua Visconde de Abaeté no Bairro

Leia mais

SP-URBANISMO. Nova Luz Projeto Urbanístico Consolidado

SP-URBANISMO. Nova Luz Projeto Urbanístico Consolidado SP-URBANISMO Nova Luz Projeto Urbanístico Consolidado Setembro 2011 Perímetro da Nova Luz Sala São Paulo Parque da Luz Praça Princesa Isabel Largo do Arouche Igreja de Santa Ifigênia Praça da República

Leia mais

O Processo de Adensamento de Corredores de Transporte. Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba

O Processo de Adensamento de Corredores de Transporte. Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba O Processo de Adensamento de Corredores de Transporte Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba Curitiba SÃO PAULO População: 1.828.092 hab. Taxa de crescimento pop. 2000-2009: 1,71% 2008-2009:

Leia mais

para todos. BH tem espaço para todos #respeiteabicicleta tem espaço para todos #respeiteabicicleta Apoio:

para todos. BH tem espaço para todos #respeiteabicicleta tem espaço para todos #respeiteabicicleta Apoio: BH tem espaço para todos #respeiteabicicleta BH tem espaço para todos. BH tem espaço para todos #respeiteabicicleta Apoio: Índice Quando você estiver pedalando. 04 Quando você estiver dirigindo. 10 Algumas

Leia mais