Manual do sistema. My e-learning objects. Laboratório de Engenharia de Software e Tecnologias de Informação e Comunicação

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Manual do sistema. My e-learning objects. Laboratório de Engenharia de Software e Tecnologias de Informação e Comunicação"

Transcrição

1 Manual do sistema My e-learning objects Laboratório de Engenharia de Software e Tecnologias de Informação e Comunicação

2 Manual do sistema - Meelo Autor: Alexandre Yukio Yamashita Laboratório de Engenharia de Software e Tecnologias de Informação e Comunicação. UNESP - Campus de Rio Claro - SP Av. 24 A, 1515 CEP Telefone: (19)

3 Índice INTRODUÇÃO... 3 O que é o Meelo?... 3 O que é o SCORM?... 3 LMSs - Learning Management Systems... 4 SCORM... 5 Modelo de Agregação de Conteúdo SCORM... 6 Ambiente de Execução SCORM... 8 Sequenciamento e Navegação SCORM... 8 PRIMEIROS PASSOS Criação de um usuário Acesso à área do usuário Tela inicial da área do usuário INFORMAÇÕES DO USUÁRIO Edição de informações do usuário Excluindo uma conta Recuperando sua senha OBJETOS DE APRENDIZAGEM NO MEELO Criando um OA Editando um OA Excluindo um OA Estrutura do OA no Meelo CONTEÚDO DO OA NO MEELO Administração de um OA Criação de conteúdo Adicionando uma imagem ao conteúdo do OA Adicionando um arquivo ao conteúdo do OA Editando o conteúdo de um OA Excluindo uma página Excluindo o conteúdo de um OA Ordenação de páginas Organização do conteúdo Visualização de um OA IMPORTAÇÃO DE EXPORTAÇÃO DE CONTEÚDO Exportação de conteúdo Importação de um OA Importação de conteúdo para um OA Importação de OAs SCORM no Moodle... 29

4 3 Introdução Esse manual apresenta o sistema Meelo e suas funcionalidades. Também inclui conceitos da Educação a Distância e o modelo SCORM para facilitar o entendimento do sistema. O que é o Meelo? É um sistema de autoria de objetos de aprendizagem (OAs) SCORM. Através do Meelo é possível criar conteúdos educacionais portáveis para dispositivos móveis e diferentes sistemas de ensino-aprendizagem (ou Learning Management Systems). O nome Meelo é uma adaptação da abreviação de My e-learning objects (traduzido como Meus objetos de e-learning). Lê-se como milo. O que é o SCORM? O SCORM (Sharable Content Object Reference Model) é uma coleção de padrões e especificações para e-learning baseado na web. Ele é utilizado mundialmente em vários sistemas de ensino-aprendizagem. Trata-se de uma iniciativa do Departamento de Defesa Americano juntamente com a indústria tecnológica para se obter um padrão unificado para sistemas de Educação a Distância (EaD). Essa iniciativa estimulou a criação do consórcio Advanced Distributed Learning (ADL), que avaliou os padrões utilizados no mercado e incorporou as facilidades de utilização oferecidas aos desenvolvedores no padrão SCORM. O SCORM é considerado um modelo de referência, com três componentes principais: (1) um Modelo de Agregação de Conteúdo (MAC), para a construção e empacotamento de conteúdos educacionais (OAs), baseado na definição de metadados;

5 4 (2) ambiente de execução, que mostra o mecanismo de interação do conteúdo empacotado com o sistema de gestão de aprendizagem, através de uma interface de programação de aplicação comum; (3) sequenciamento e navegação, contemplando as regras para se criar uma sequência de visualização dos OAs. LMSs - Learning Management Systems Os Learning Management Systems, conhecidos como LMSs, ou Sistemas de Gestão da Aprendizagem (SGAs) são sistemas que administram todos os processos de ensino-aprendizagem em um ambiente virtual. Eles são desenvolvidos com base em uma metodologia pedagógica, disponibilizando uma série de recursos que dão suporte ao processo. Isso permite aos responsáveis pelo curso seu planejamento, implementação e avaliação. Sua aplicação pode ser tanto no apoio a aprendizagem presencial quanto totalmente a distância.

6 5 SCORM Em 1997, o Departamento de Defesa dos Estados Unidos fundou o Consórcio Advanced Distributed Learning (ADL), com os seguintes objetivos: desenvolver estratégias visando o uso de tecnologias de ensinoaprendizagem a fim de modernizar a educação; promover cooperação entre o governo e o setor privado para desenvolver um padrão unificado de OAs. Os esforços resultaram no SCORM (Shareable Content Object Reference Model) que incluiu características de outros padrões do mercado: ARIADNE, AICC, IMS e IEEE/LOM. As razões de adoção do padrão são definidos no acrônimo RAID: Reutilizável, Acessível, Interoperável e Durável. Objetos de diferentes cursos podem ser reutilizados e compor conteúdo de outros cursos (OAs reutilizáveis). Seus conteúdos podem ser encontrados em mecanismos de buscas e disponibilizados por desenvolvedores e professores (conteúdo acessível). OAs SCORM podem ser executados em diferentes tipos de hardware, sistemas operacionais e navegadores Web (interoperabilidade). E não exigem atualizações significativas para se adaptar a novas versões de software (durabilidade). O padrão SCORM é organizado em quatro livros, com indicações evidentes de características derivadas de outros padrões de OAs (ver Figura 1). O primeiro livro inclui um histórico e visão geral sobre os fundamentos, formas de adoção e uso, bem como discussões sobre o seu futuro. O segundo livro define o modelo de agregação de conteúdo (MAC), que visa à construção de conteúdo (estrutura derivada do AICC) e empacotamento de conteúdos educacionais (derivado do IMS), baseados em estruturas de metadados (derivado do LOM).

7 6 O terceiro livro, Sequenciamento e Navegação, inclui regras de organização de conteúdos dos OAs e a criação de sequenciamento de visualização desses OAs (baseado no IMS). Contém informação de como o LMS deve interpretar a informação de sequenciamento e o comportamento dos OAs. O quarto livro, Ambiente de Execução, considera um mecanismo de interação de conteúdo empacotado com o LMS através de uma API (Aplication Program Interface) em comum. Inclui instruções de inicialização, comunicação e monitoramento de OAs. O modelo de dados e a especificação da API é derivada do IEEE / LOM (Learning Object Metadata). Nas próximas seções os modelos do SCORM são explicados mais detalhadamente. Figura 1 - Livros de especificação do modelo SCORM. Modelo de Agregação de Conteúdo SCORM O Modelo de Agregação de Conteúdo define três caraterísticas essenciais de um curso: descrição (metadados), sequenciamento e recursos do curso (SCOs e Assets). Essas informações são representadas em um arquivo XML (Extensible Markup Language) denominado imsmanifest.xml (ver Figura 2).

8 7 <!--Prólogo--> <manifest identifier = "MANIFEST"... > <!--Metadados--> <metadata>... metadados do curso (título, palavras-chave, etc.) </metadata> <!--Organização--> <organizations default = "Linear">... descrição da sequência do curso </organizations> <!--Recursos--> <resources>... nomes, metadados dos recursos e a localização dos arquivos usados no curso </resources> </manifest> Figura 2 - Estrutura de um arquivo imsmanifest.xml. O arquivo é organizado em quatro sessões majoritárias: prólogo, seção <metadata>, seção <organizations> e seção <resources>. O prólogo manifest compreende XML schemas do IMS e da ADL utilizadas pelos LMS e XML parsers para validar o arquivo. A seção <metadata> descreve as informações do curso, por exemplo: título, descrição e palavras-chave. A seção <organizations> descreve o sequenciamento de SCO para SCO do conteúdo do curso e relaciona os arquivos do curso, geralmente páginas Web. A seção <resources> associa a sequência do curso na seção <organizations> para o material do curso atual. Ela também enumera e descreve todo o material do curso (SCOs e Assets), incluindo páginas Web, arquivos gráficos e outras mídias digitais. Os SCOs (Sharable Content Object) representam coleções de um ou mais Assets que incluem um recurso executável específico que utiliza o ambiente de execução para comunicar-se com um LMS. Representa o nível mais baixo de granulosidade de um recurso de aprendizagem que pode ser executado por um LMS. Os Assets são coleções de um ou mais recursos que são apropriados para compartilhamento entre os SCO. Quando empacotados, um Asset deverá conter metadados apropriados para poderem ser buscados em sistemas de repositórios SCORM.

9 8 Ambiente de Execução SCORM O ambiente de execução especifica como o mecanismo de comunicação dos SCOs com o LMS. Para isso, são definidas algumas funções responsáveis pelo controle das interações com o LMS. O conjunto dessas funções constituem uma API que pode ser implementada em JavaScript ou ECMAScript. A especificação de uma API comum permite a interoperabilidade entre diferentes LMSs. Através de suas funções é possível enviar e receber dados para o LMS como: submeter a pontuação de um Quiz, solicitar o nome do aluno, verificar mensagens de erros de execução de um OA, etc. A Figura 3 ilustra um exemplo de SCO executado no ambiente de execução da ADL. Figura 3 - SCO de um OA no ambiente de execução da ADL. Sequenciamento e Navegação SCORM O modelo de Sequenciamento e Navegação define as regras de sequenciamento de OAs. A navegação dos OAs são especificados na seção <organizations> do arquivo imsmanifest.xml e podem ser de cinco formas: Linear, Hierárquica, em Grade, Web ou Empírica. Para um único curso é possível ter mais de uma forma de sequenciamento escolhida pelo usuário ou definida pelo criador de curso. A

10 9 exibição do sequenciamento pelo LMS é feita no formato de árvore confome ilustra o bloco do lado esquerdo da Figura 3. Há dois tipos de navegação em um curso SCORM: navegação interior a um SCO e Navegação entre os SCOs. A navegação interior a um SCO é a sequência de conteúdo conduzida dentro do SCO. A navegação entre os SCOs é a sequência de conteúdo conduzida entre diferentes SCOs realizadas pelo LMS.

11 10 Primeiros passos Esse capítulo apresenta a interface do sistema e os primeiros passos para começar a utilizá-lo. Criação de um usuário Todos os objetos de aprendizagem são armazenados em um espaço do usuário no servidor. Para isso, é necessário criar uma conta de usuário. A página inicial do sistema apresenta uma tela para realizar a autenticação do usuário (Ver figura 4). Para criar uma conta, clique no link Criar uma conta. Figura 4 - Tela inicial do sistema. A tela de criação de conta exibe um formulário, solicitando as informações do usuário. Ao selecionar um campo para preenchimento, é exibida uma bandeira amarela com informações mais detalhadas sobre ele (Ver figura 5). Essas bandeiras estão presentes em outros formulários do sistema para facilitar o entendimento de seus campos.

12 11 Figura 5 - Tela de criação de conta. Complete o formulário com nome, nome de usuário, senha, e descrição sobre você e clique em cadastrar. Atenção aos campos marcados com asterisco que são de preenchimento obrigatório. Pronto, agora, você já possui uma conta no sistema. Agora, você pode voltar à tela inicial e realizar a autenticação no sistema. Acesso à área do usuário Para acessar a área do usuário, vá até a página inicial do sistema clicando no logo do Meelo no cabeçalho da página. Agora, preencha o nome de usuário e senha e clique em entrar. Se tudo deu certo, você estará na sua área de usuário. Senão, verifique se os seus dados estão corretos ou clique em "Esqueci minha senha" para recuperar a sua senha.

13 12 Interface do sistema A interface do sistema está dividida em quatro partes: cabeçalho, menu de navegação, área de conteúdo e rodapé. Essa divisão é apresentada na figura 6. Figura 6 - Interface do sistema O cabeçalho contém o logo do Meelo e um campo de busca de objetos de aprendizagens cadastrados no banco de dados do sistema. O menu de navegação contém seis links: Início - tela inicial da área de usuário; meus OAs - tela com lista de objetos de aprendizagem do usuário; ajuda - tela com informações de utilização do sistema e link para acesso ao manual do Meelo; sobre - tela com informações do sistema;

14 13 contato - tela com informações de contato do LesTIC (Laboratório de Engenharia de Software e Tecnologias de Informação e Comunicação); sair - link para sair do sistema. Tela inicial da área do usuário A tela inicial da área do usuário apresenta as informações da sua conta: nome, e descrição sobre você (Ver figura 7). Figura 7 - Tela inicial da área de usuário figura 8). Ao lado do nome de usuário, há dois ícones: um lápis e um X. (Ver Figura 8 - Ícones na tela inicial do usuário.

15 14 O ícone do lápis representa um link de acesso á página de edição de informações e o ícone do X representa um link de acesso á página de exclusão de informações. Eles também podem ser encontrados em outras telas do sistema. Na tela inicial do usuário, os ícones do lápis e do X representam links para editar e excluir uma conta.

16 15 Informações do usuário O terceiro capítulo Primeiros passos apresentou como criar e autenticar um usuário no sistema. Esse capítulo mostra como editar suas informações e excluir uma conta. Edição de informações do usuário Para editar as informações do usuário, efetue a autenticação no sistema e acesse a tela inicial do usuário, clicando no logo do Meelo no cabeçalho da página. Clique no ícone do lápis, ao lado do nome do usuário. A tela de edição de informações do usuário será exibida (Ver figura 9). Figura 9 - Tela de edição de informações do usuário.

17 16 Edite suas informações: nome, nome de usuário, senha, e descrição sobre você. Clique em editar e suas informações serão alteradas no banco de dados. Excluindo uma conta Para excluir uma conta, efetue a autenticação no sistema e acesse a tela inicial do usuário, clicando no logo do Meelo no cabeçalho da página. Clique no ícone do X, ao lado do nome do usuário. Confirme a exclusão da sua conta, clicando em Sim. Atenção, se você excluir sua conta, todos os seus objetos de aprendizagem também serão excluídos! Recuperando sua senha Para recuperar uma senha, vá até a página inicial do sistema clicando no logo do Meelo no cabeçalho da página. Agora, clique em "Esqueci minha senha". Digite o seu endereço de e cliquem em Recuperar senha. Aguarde alguns minutos e você receberá um com seu nome de usuário e uma nova senha. Não se esqueça de verificar sua caixa de SPAM. Pois, o e- mail pode ter sido redirecionado para lá.

18 17 Objetos de aprendizagem no Meelo Os objetos de aprendizagem no sistema Meelo são baseados no padrão SCORM. Eles podem ser exportados em pacotes SCORM compactados em arquivos ZIP. Esses pacotes podem ser importados em diferentes sistemas de ensino-aprendizagem compatíveis com o SCORM. OAs exportados pelo Meelo podem ser importados e editados pelo sistema. Também é possível reaproveitar conteúdos de diferentes OAs para a criação de um novo OA. Esse capítulo explica a estrutura do OA no Meelo e o processo de criação, edição e exclusão de OAs no sistema. Criando um OA Para criar um OA, clique no link Meus OAs do menu de navegação. Depois clique em Criar um OA. A tela de criação de OAs será exibida (Ver figura 10). Figura 10 - Tela de criação de um OA.

19 18 Nessa tela, é necessário preencher as informações (ou metadados) do OA. Essas informações são organizados em seis categorias, em conformidade com o modelo SCORM. Essas categorias são: geral, ciclo de vida, requisitos técnicos, educacional, direitos autorais e classificação. Geral - define as informações gerais do OA como nome, descrição, palavras-chaves e idioma. O campo público indica se o OA pode ser distribuído sem custos ou restrições. Se marcado como Sim, o OA estará disponível para buscas, visualização e exportação por outros usuários do Meelo. Ciclo de Vida: define as informações sobre o histórico do OA como versão e pessoas que contribuíram para a construção do OA. Requisitos técnicos: define os requisitos técnicos exigidos para a execução do OA. Educacional: define informações relacionadas à educação no OA como nível de educação, nível de dificuldade e idade do público alvo. Direitos autorais: descreve as restrições de custos e direitos autorais do OA. Classificação: possui outras informações para classificar o OA e facilitar sua busca em repositórios SCORM. Cada campo do formulário, ao ser selecionado, apresenta uma bandeira amarela com uma explicação mais detalhada sobre o seu significado. Para confirmar a criação do OA, clique em enviar. Editando um OA Para editar um OA, já existente, clique no link meus OAs no menu de navegação e clique no ícone do lápis ao lado do título do OA que você deseja editar (Ver figura 11).

20 19 Figura 11 - Como editar um OA. Você será direcionado a página de administração do OA, onde poderá alterar as informações e adicionar e organizar o conteúdo do OA. Excluindo um OA Para excluir um OA clique no link meus OAs no menu de navegação e clique no ícone do X ao lado do título do OA que você deseja excluir (Ver figura 12). Figura 12 - Como excluir um OA. Você será direcionado a página de exclusão do OA. Clique em Sim para confirmar a exclusão do OA para confirmar a exclusão do OA.

21 20 Estrutura do OA no Meelo A estrutura de um OA no Meelo é baseado no SCORM. Conforme apresentado na segundo capítulo sobre o SCORM, um OA SCORM é organizado em recursos denominados SCOs com seus respectivos metadados. Os OAs no Meelo também são organizados nesse formato. No entanto, a nomenclatura dos componentes do SCORM é diferente para facilitar a compreensão do sistema. A tabela 1 apresenta a nomenclatura dos componentes no Meelo e a nomenclatura equivalente ao SCORM. Tabela 1 - Nomenclatura de componentes no Meelo e no SCORM Nomenclatura no Meelo Tópicos, leituras e exercícios Informações do OA, Informações do tópico, Informações do exercício, Informações da leitura Organização do OA Imagens e arquivos Objeto de aprendizagem Nomenclatura no SCORM SCO (Shareable Content Object ou Objeto de Conteúdo Compartilhável) Metadata (metadados) Organization (organização) Files (arquivos) SCORM package (pacote SCORM)

22 21 Conteúdo do OA no Meelo O conteúdo de OAs no Meelo é organizado em tópicos, exercícios e leituras. Cada um deles é representado por um SCO e composto por um conjunto de páginas HTML e arquivos. Esse capítulo apresenta como criar, editar e excluir conteúdo para OAs no Meelo. Administração de um OA A edição de conteúdo e informações do OA é realizada através da seção de administração do OA. Para acessá-la, clique no link meus OAs do menu de navegação e clique no ícone do lápis ao lado do título do OA. Agora, você está na página de administração do OA (Ver figura 13). Figura 13 - Página de administração do OA Essa seção possui um menu lateral com 5 links: informações, conteúdo, exercícios, leituras e organização. Informações página de edição de informações (ou metadados) do OA. Conteúdo página de administração de tópicos de conteúdo do OA.

23 22 Exercícios página de administração de exercícios do OA. Leituras página de administração de leituras do OA. Organização página para organização do sequenciamento do conteúdo do OA. Criação de conteúdo Para acessar a página de criação de conteúdo, vá até a seção de administração do OA. (Ver seção anterior "Administração de um OA"). Depois, clique em Conteúdo e Adicionar tópico. Uma página com um formulário de informações (ou metadados) do OA será exibida. Preencha as informações do tópico e clique em "Enviar". A descrição das categorias de metadados do Meelo pode ser encontrado na página 18 desse manual. Cada tópico, exercício e leitura do OA é composto por um conjunto de páginas HTML e arquivos. Para adicionar uma página ao tópico clique em "Adicionar página". Uma página para criação de páginas será exibida (Ver figura 14). Figura 14 - Página para criação de páginas para o OA.

24 23 Preencha o título e o conteúdo da página e clique em Enviar. Para formatação do conteúdo da página, há um editor de texto com funcionalidades encontradas em processadores de texto como o "Microsoft Word". Pronto! Agora você já tem conteúdo no seu OA. A criação de exercícios e leituras é similar à criação de um tópico. Mas, ao invés de acessar o link "Conteúdo" do menu lateral, clique em Exercícios ou Leituras. Adicionando uma imagem ao conteúdo do OA Para adicionar uma imagem ao OA, clique no ícone de imagem na página de criação de páginas do OA (Ver figura 15). Figura 15 - Adicionando uma imagem ao conteúdo do OA. Clique em Localizar no servidor e Enviar arquivo. Procure no seu computador alguma imagem e clique em Abrir para enviá-la ao servidor. Agora, clique duas vezes sobre a imagem para selecioná-la. Clique em OK e sua imagem será adicionada a página. Adicionando um arquivo ao conteúdo do OA Para adicionar um arquivo ao OA, clique no ícone de link na página de criação de páginas do OA (Ver figura 16).

25 24 Figura 16 - Adicionando um arquivo ao conteúdo do OA. Clique em Localizar no servidor e Enviar arquivo. Procure no seu computador algum arquivo e clique em Abrir para enviá-lo ao servidor. Agora, clique duas vezes sobre o arquivo para selecioná-lo. Clique em OK e um link do seu arquivo será adicionado a página. Editando o conteúdo de um OA Para editar o conteúdo de um OA, vá até a seção de administração do OA. (Ver seção "Administração de um OA"). Depois, clique em Conteúdo. Clique no link do lápis ao lado do tópico a ser editado (Ver figura 17). Figura 17 - Editando conteúdo de um OA.

26 25 Clique no link do lápis ao lado de alguma página para editá-la. Edite seu conteúdo e clique em "Enviar". A edição de exercícios e leituras é similar à edição de um tópico. Mas, ao invés de acessar o link "Conteúdo" do menu lateral, clique em Exercícios ou Leituras. Excluindo uma página Para excluir uma página de um tópico, clique em Conteúdo. Depois, clique no link do lápis ao lado do tópico pertencente á página. Clique no link do X ao lado da página a ser excluída. Confirme a exclusão, clicando em Sim. Excluindo o conteúdo de um OA Para excluir o conteúdo de um OA, vá até a seção de administração do OA. (Ver seção "Administração de um OA"). Depois, clique em Conteúdo. Clique no link do X ao lado do tópico a ser excluído (Ver figura 18). Figura 18 - Editando conteúdo de um OA. Confirme a exclusão, clicando em Sim. A exclusão de exercícios e leituras é similar à exclusão de um tópico. Mas, ao invés de acessar o link "Conteúdo" do menu lateral, clique em Exercícios ou Leituras.

27 26 Ordenação de páginas Para ordenar as páginas de um tópico, vá até a seção de administração do OA. (Ver seção "Administração de um OA"). Depois, clique em Conteúdo. Clique no link do lápis ao lado do tópico para ordenação de páginas. Para alterar a ordem de alguma página, clique no ícone de setas duplas ao lado do título da página e arraste. (Ver figura 19) Figura 19 - Ordenação de páginas. Pronto! Seu tópico estará com a ordem de páginas alterada. A ordenação de páginas de exercícios e leituras é similar à ordenação de páginas de um tópico. Mas, ao invés de acessar o link "Conteúdo" do menu lateral, clique em Exercícios ou Leituras. Organização do conteúdo A organização de conteúdo de OAs no Meelo segue a estrutura hierárquica do SCORM. Para acessar a página de organização do OA, vá até a seção de administração do OA. (Ver seção "Administração de um OA"). Depois, clique em Organização. Todos os tópicos, exercícios e leituras estarão em uma lista nessa página (Ver figura 20). Para alterar a ordem dos itens de conteúdo do OA, clique em algum item e arraste. É possível arrastar o item verticalmente ou horizontalmente. Os itens são executados pelo sistema de gestão de aprendizagem na ordem vertical de cima para baixo.

28 27 A orientação horizontal da organização é utilizada para encapsular itens de conteúdo. O tópico Curso de Inclusão Digital e Cidadania da figura 20, por exemplo, é formado por outros três tópicos: etapa 1, etapa 2 e etapa 3. Figura 20 - Organização de conteúdo. No modelo SCORM, só as páginas dos itens folhas da organização são exibidas pelo sistema de gestão de ensino-aprendizagem, ou seja, só as páginas dos itens mais à direita. No OA da figura 20 as páginas dos itens Etapa 1, Etapa 2 e "Etapa 3 serão apresentados pelo sistema de ensinoaprendizagem. No entanto, as páginas do tópico Curso de Inclusão Digital e Cidadania não serão exibidas. Visualização de um OA Para visualização de um OA no Meelo, acesse sua lista de OAs clicando no link meus OAs do menu de navegação. Clique sobre o título do OA ou sobre o ícone do olho do OA. Se o OA não possui conteúdo, não será possível visualizá-lo. Uma página com uma descrição do OA e a lista de itens de conteúdo será exibida. Clique sobre um item de conteúdo para visualizá-lo.

29 28 Importação de exportação de conteúdo OAs do sistema Meelo podem ser exportados no formato SCORM. Para reutilização de conteúdos, OAs que foram exportados pelo Meelo podem ser importados. Esse capítulo apresenta essas funcionalidades e como realizar a importação de OAs do Meelo no sistema de gestão de ensino-aprendizagem Moodle. Exportação de conteúdo Para exportação de um OA no Meelo, acesse sua lista de OAs clicando no link meus OAs do menu de navegação. Clique sobre o ícone de exportação do OA (Ver figura 21). O sistema criará um pacote SCORM e o download do pacote será iniciado. Se o OA não possuir conteúdo, não será possível exportá-lo. Figura 21 - Exportação de um OA. O Meelo também permite exportar itens de conteúdo de um OA, ao invés de exportá-lo por inteiro. Para isso, acesse sua lista de OAs clicando no link meus OAs do menu de navegação. Clique sobre o título do OA ou sobre o ícone do olho do OA. Uma página com uma descrição do OA e uma lista de itens de conteúdo será exibida. Ao lado de cada item de conteúdo, haverá um ícone de exportação. Clique sobre o ícone de exportação de algum item de conteúdo. O

30 29 conteúdo desse item e de seus subitens será exportado em um pacote SCORM. Importação de um OA Para importação de um OA no Meelo, acesse sua lista de OAs clicando no link meus OAs do menu de navegação. Clique sobre o link importar OA". Você será direcionado à página de importação de OAs. Clique em "Procurar" e procure O arquivo de um OA no seu computador e clique em Abrir. Depois, clique em Enviar arquivo. Se o OA estiver em conformidade com o modelo SCORM e a estrutura de OA do Meelo, ele será importado para o sistema. Importação de conteúdo para um OA O Meelo permite a reutilização de conteúdos de outros OAs para construção de algum OA. Acesse a seção de administração de um OA existente. (Ver seção "Administração de um OA"). Depois, clique em Organização. Clique sobre o link importar conteúdo. Você será direcionado à página de importação de conteúdo. Clique em "Procurar" e procure O arquivo de um OA no seu computador e clique em Abrir. Depois, clique em Enviar arquivo. Se o OA estiver em conformidade com o modelo SCORM e a estrutura de OA do Meelo, seu conteúdo será incluído ao OA já existente. Importação de OAs SCORM no Moodle O Moodle (Modular Object-Oriented Dynamic Learning Environment) é um dos sistemas de gestão de ensino-aprendizagem mais utilizados atualmente. Essa seção explicará como importar OAs SCORM no Moodle.

31 30 Inicialmente, entre no Moodle com seu usuário de administrador. Clique em Administração do site >> Cursos >> Acrescentar/modificar cursos (Ver figura 22). Figura 22 - Acesso à área de cursos do Moodle. Clique sobre alguma categoria de cursos. Depois, clique em Criar um novo curso. Preencha as informações do curso. Em formato selecione "Formato SCORM" (Ver figura 23). Figura 23 - Seleção do formato do curso.

32 31 Confirme a criação do curso, clicando em Salvar mudanças. Clique no título do curso do menu principal (Ver figura 24). Figura 24 - Edição do curso SCORM no Moodle. Coloque um nome e uma descrição para o curso. Em pacote, clique em escolha um arquivo (Ver figura 25). Agora, selecione o arquivo do OA SCORM e confirme clicando em Enviar este arquivo. Figura 25 - Envio do pacote SCORM para o Moodle. Para finalizar a importação do OA SCORM, clique em "Salvar e mostrar.

Manual UNICURITIBA VIRTUAL para Professores

Manual UNICURITIBA VIRTUAL para Professores Manual UNICURITIBA VIRTUAL para Professores 1 2 2015 Sumário 1 Texto introdutório... 3 2 Como Acessar o UNICURITIBA VIRTUAL... 3 3 Tela inicial após login... 3 3.1) Foto do perfil... 4 3.2) Campo de busca...

Leia mais

Portabilidade em ambientes digitais colaborativos para cursos de Inclusão Digital

Portabilidade em ambientes digitais colaborativos para cursos de Inclusão Digital Portabilidade em ambientes digitais colaborativos para cursos de Inclusão Digital Hilda Carvalho de Oliveira, Alexandre Yukio Yamashita, Izabela C. Amaral Departamento de Estatística, Matemática Aplicada

Leia mais

Sistema de Gestão de Recursos de Aprendizagem

Sistema de Gestão de Recursos de Aprendizagem Sistema de Gestão de Recursos de Aprendizagem Ambiente Virtual de Aprendizagem (Moodle) - - Atualizado em 29/07/20 ÍNDICE DE FIGURAS Figura Página de acesso ao SIGRA... 7 Figura 2 Portal de Cursos... 8

Leia mais

Objetos de Aprendizagem para Educação a Distância Robson Santos da Silva

Objetos de Aprendizagem para Educação a Distância Robson Santos da Silva Objetos de Aprendizagem para Educação a Distância Robson Santos da Silva Novatec Copyright 2011 da Novatec Editora Ltda. Todos os direitos reservados e protegidos pela Lei 9.610 de 19/02/1998. É proibida

Leia mais

MANUAL DO MOODLE VISÃO DO ALUNO

MANUAL DO MOODLE VISÃO DO ALUNO MANUAL DO MOODLE VISÃO DO ALUNO Desenvolvido por: Patricia Mariotto Mozzaquatro SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO....03 2 O AMBIENTE MOODLE......03 2.1 Quais as caixas de utilidade que posso adicionar?...04 2.1.1 Caixa

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS GIZ/PROGRAD. Tutorial UFMG Virtual Os primeiros passos do docente

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS GIZ/PROGRAD. Tutorial UFMG Virtual Os primeiros passos do docente UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS GIZ/PROGRAD Tutorial UFMG Virtual Os primeiros passos do docente Nereu Agnelo Cavalheiro contato@nereujr.com Tutorial UFMG Virtual Primeiros passos do docente Este

Leia mais

ALUNES MANUAL DO USUÁRIO. Guia rápido Alunes

ALUNES MANUAL DO USUÁRIO. Guia rápido Alunes ALUNES MANUAL DO USUÁRIO Guia rápido Alunes 1 Manual de Instruções Versão 2.0 Alunes Informática 2 Sumário Introdução... 5 Pré-requisitos... 5 Principal/Home... 6 Como editar texto do home... 7 Desvendando

Leia mais

Moodle FTEC Versão 2.0 Manual do Usuário Acesse a área de LOGIN do site da FTEC www.ftec.com.br

Moodle FTEC Versão 2.0 Manual do Usuário Acesse a área de LOGIN do site da FTEC www.ftec.com.br Moodle FTEC Versão 2.0 Manual do Usuário Acesse a área de LOGIN do site da FTEC www.ftec.com.br Índice Como acessar o Moodle Editando seu PERFIL Editando o curso / disciplina no Moodle Incluindo Recursos

Leia mais

Manual de Utilização Moodle

Manual de Utilização Moodle Manual de Utilização Moodle Perfil Professor Apresentação Esse manual, baseado na documentação oficial do Moodle foi elaborado pela Coordenação de Tecnologia de Informação CTI do câmpus e tem como objetivo

Leia mais

COORDENAÇÃO DE ENSINO A DISTÂNCIA - EaD

COORDENAÇÃO DE ENSINO A DISTÂNCIA - EaD COORDENAÇÃO DE ENSINO A DISTÂNCIA - EaD TUTORIAL MOODLE VERSÃO ALUNO Machado/MG 2013 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 4 2. EDITANDO O PERFIL... 5 2.1 Como editar o perfil?... 5 2.2 Como mudar a senha?... 5 2.3

Leia mais

Elaboração de videoaulas seguindo padrões de objetos de aprendizagem para disponibilização no serviço de educação a distância (EDAD) da RNP

Elaboração de videoaulas seguindo padrões de objetos de aprendizagem para disponibilização no serviço de educação a distância (EDAD) da RNP Elaboração de videoaulas seguindo padrões de objetos de aprendizagem para disponibilização no serviço de educação a distância (EDAD) da RNP Eduardo Barrére Liamara Scortegagna Atualizando o título: Elaboração

Leia mais

LMS: Manual do professor

LMS: Manual do professor UNO Internacional LMS: Manual do professor Neste Learning Coffee você vai aprender a: Acessar a plataforma e administrar a sua conta. Acessar suas notificações. Consultar o calendário e criar novos eventos.

Leia mais

Conheça o Projeto. Apresentação. Finalidade. Objetivo

Conheça o Projeto. Apresentação. Finalidade. Objetivo Manual do Usuário Índice Conheça o Projeto...3 Apresentação...3 Finalidade...3 Objetivo...3 Histórico...4 Usando o Portal...5 Efetuando o cadastro na biblioteca digital...5 Logando na Biblioteca Digital...6

Leia mais

Presskit Guia Rápido. Release 2.0. Presskit

Presskit Guia Rápido. Release 2.0. Presskit Presskit Guia Rápido Release 2.0 Presskit 06/07/2009 Sumário 1 Login 2 Login e Senha...................................... 2 Esqueci minha senha.................................. 2 Fale Com o Suporte...................................

Leia mais

SGCD 2.0 Sistema Gerenciador de Conteúdo Dinâmico

SGCD 2.0 Sistema Gerenciador de Conteúdo Dinâmico Sistema Gerenciador de Conteúdo Dinâmico Atualizado em 24/08/2011 No final de 2007, o Serviço Técnico de Informática da UNESP Marília, disponibilizou para a comunidade acadêmica e administrativa o Sistema

Leia mais

HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR PARA MÉDICOS

HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR PARA MÉDICOS HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR PARA MÉDICOS 1 CADASTRANDO CLIENTES 1.1 BUSCANDO CLIENTES 1.1.1 BUSCANDO CLIENTES PELO NOME 1.1.2 BUSCANDO CLIENTES POR OUTRAS BUSCAS 1.2 CAMPO OBSERVAÇÕES 1.3

Leia mais

SGCD 2.2. Sistema Gerenciador de Conteúdo Dinâmico

SGCD 2.2. Sistema Gerenciador de Conteúdo Dinâmico Atualizado em 13/AGO/2012 Sistema Gerenciador de Conteúdo Dinâmico No final de 2007, o Serviço Técnico de Informática da UNESP Marília, disponibilizou para a comunidade acadêmica e administrativa o Sistema

Leia mais

HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR/SBOT PARA MÉDICOS

HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR/SBOT PARA MÉDICOS HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR/SBOT PARA MÉDICOS 1 CADASTRANDO CLIENTES 1.1 BUSCANDO CLIENTES 1.1.1 BUSCANDO CLIENTES PELO NOME 1.1.2 BUSCANDO CLIENTES POR OUTRAS BUSCAS 1.2 CAMPO OBSERVAÇÕES

Leia mais

Sistemas Enturma: Manual de Ferramentas do Usuário

Sistemas Enturma: Manual de Ferramentas do Usuário versão do manual: 1 1 Apresentação A evolução da tecnologia vem provocando uma revolução no ensino. O acesso à Internet e a disseminação do uso do computador vêm mudando a forma de produzir, armazenar

Leia mais

Guia de Uso. O Pro-Treino tem uma divisão clara de funções, apresentada a seguir: E três tipos de usuários que executam as funções descritas acima:

Guia de Uso. O Pro-Treino tem uma divisão clara de funções, apresentada a seguir: E três tipos de usuários que executam as funções descritas acima: Sumário 1. Introdução... 2 2. Conceitos básicos... 2 2.1. Fluxo do sistema... 3 2.2. Acesso ao sistema... 4 2.2.1. Login... 4 2.2.2. Logoff... 4 2.2.3. Esqueci minha senha... 5 2.3. Conhecendo o Sistema...

Leia mais

USANDO O ROUNDCUBE WEBMAIL

USANDO O ROUNDCUBE WEBMAIL USANDO O ROUNDCUBE WEBMAIL ATENÇÃO! Para utilizar este tutorial não se esqueça: Onde estiver escrito seusite.com.br substitua pelo ENDEREÇO do seu site (domínio). Ex.: Se o endereço do seu site é casadecarnessilva.net

Leia mais

MANUAL PARA UTILIZAÇÃO DO MOODLE FACULDADE INTERAÇÃO AMERICANA VIRTUAL - Versão: Aluno

MANUAL PARA UTILIZAÇÃO DO MOODLE FACULDADE INTERAÇÃO AMERICANA VIRTUAL - Versão: Aluno 1 MANUAL PARA UTILIZAÇÃO DO MOODLE FACULDADE INTERAÇÃO AMERICANA VIRTUAL - Versão: Aluno Acessando o sistema 1- Para acessar a Faculdade Interação Americana Virtual digite o seguinte endereço: http://ead.fia.edu.br/

Leia mais

EDITOR GRÁFICO PARA SEQUENCIAMENTO E NAVEGAÇÃO USANDO REDES DE PETRI. Maicon Mueller prof. Dalton S. dos Reis

EDITOR GRÁFICO PARA SEQUENCIAMENTO E NAVEGAÇÃO USANDO REDES DE PETRI. Maicon Mueller prof. Dalton S. dos Reis EDITOR GRÁFICO PARA SEQUENCIAMENTO E NAVEGAÇÃO USANDO REDES DE PETRI Maicon Mueller prof. Dalton S. dos Reis Roteiro Introdução Objetivos Fundamentação teórica Trabalhos correlatos Desenvolvimento Resultados

Leia mais

Panorama da educação a distância na formação dos magistrados brasileiros

Panorama da educação a distância na formação dos magistrados brasileiros Panorama da educação a distância na formação dos magistrados brasileiros 7 e 8 de maio de 2015 Encontro de integração das Escolas da Magistratura Tema: Potencialidades e Desafios do Moodle um ambiente

Leia mais

Autor(es) BRUNO TEODOSIO GONÇALVES. Orientador(es) CECÍLIA SOSA ARIAS PEIXOTO, FLÁVIA LINHALIS. Apoio Financeiro FAPIC/UNIMEP. 1.

Autor(es) BRUNO TEODOSIO GONÇALVES. Orientador(es) CECÍLIA SOSA ARIAS PEIXOTO, FLÁVIA LINHALIS. Apoio Financeiro FAPIC/UNIMEP. 1. 19 Congresso de Iniciação Científica ESTUDO EXPLORATÓRIO SOBRE PADRÕES DE OBJETOS DE APRENDIZAGEM PARA AMBIENTES COLABORATIVOS DE APRENDIZADO ELETRÔNICO Autor(es) BRUNO TEODOSIO GONÇALVES Orientador(es)

Leia mais

CONCEITO: Moodle Moodle Moodle Moodle

CONCEITO: Moodle Moodle Moodle Moodle NE@D - Moodle CONCEITO: O Moodle é uma plataforma de aprendizagem a distância baseada em software livre. É um acrônimo de Modular Object-Oriented Dynamic Learning Environment (ambiente modular de aprendizagem

Leia mais

Guia Rápido de Utilização. Ambiente Virtual de Aprendizagem. Perfil Aluno

Guia Rápido de Utilização. Ambiente Virtual de Aprendizagem. Perfil Aluno Guia Rápido de Utilização Ambiente Virtual de Aprendizagem Perfil Aluno 2015 APRESENTAÇÃO O Moodle é um Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) open source¹. Esta Plataforma tornouse popular e hoje é utilizada

Leia mais

Companhia de Tecnologia da Informação do Estado de Minas Gerais - Prodemge. Manual do Usuário. Versão 1.1. ExpressoMG

Companhia de Tecnologia da Informação do Estado de Minas Gerais - Prodemge. Manual do Usuário. Versão 1.1. ExpressoMG Companhia de Tecnologia da Informação do Estado de Minas Gerais - Prodemge Manual do Usuário Versão 1.1 ExpressoMG 14/10/2015 Sumário 1. Apresentação... 4 1.1 Objetivos do Manual... 4 1.2 Público Alvo...

Leia mais

Esse tutorial visa apresentar as principais funcionalidades do Editor de Roteiro de Aprendizagem do Portal Clickideia.

Esse tutorial visa apresentar as principais funcionalidades do Editor de Roteiro de Aprendizagem do Portal Clickideia. Sumário Introdução... 1 Objetivos... 1 Instruções para utilização do Tutorial... 1 Metodologia... 2 Apresentação do Editor de Roteiro de Aprendizagem... 2 Inserir Roteiro de Aprendizagem... 3 Meus Roteiros...

Leia mais

ÍNDICE BLUELAB A UTILIZAÇÃO DO BLUELAB PELO PROFESSOR RECURSOS PARA PROFESSORES E ALUNOS...05 INICIANDO O BLUELAB PROFESSOR...06

ÍNDICE BLUELAB A UTILIZAÇÃO DO BLUELAB PELO PROFESSOR RECURSOS PARA PROFESSORES E ALUNOS...05 INICIANDO O BLUELAB PROFESSOR...06 ÍNDICE BLUELAB RECURSOS PARA PROFESSORES E ALUNOS...05 INICIANDO O BLUELAB PROFESSOR...06 ELEMENTOS DA TELA INICIAL DO BLUELAB PROFESSOR guia Meu Espaço de Trabalho...07 A INTERFACE DO BLUELAB...07 INICIANDO

Leia mais

Manual do. Modular Object-Oriented Dynamic Learning Environment. Manual do

Manual do. Modular Object-Oriented Dynamic Learning Environment. Manual do Modular Object-Oriented Dynamic Learning Environment 1 Ambiente Virtual de Aprendizagem Moodle O Moodle é um Ambiente Virtual de Aprendizagem gratuito para gestão e desenvolvimento de cursos na modalidade

Leia mais

FAQ Perguntas Frequentes

FAQ Perguntas Frequentes FAQ Perguntas Frequentes 1. COMO ACESSO A PLATAFORMA DE ENSINO?... 2 2. NÃO CONSIGO REALIZAR O MEU CADASTRO NO AMBIENTE VIRTUAL DO MMA.... 4 3. FIZ MEU CADASTRO NO SITE E NÃO RECEBI O E-MAIL DE CONFIRMAÇÃO

Leia mais

INTRODUÇÃO AO AMBIENTE MOODLE DA UFPA. Guia rápido

INTRODUÇÃO AO AMBIENTE MOODLE DA UFPA. Guia rápido INTRODUÇÃO AO AMBIENTE MOODLE DA UFPA Guia rápido A PLATAFORMA MOODLE Moodle (Modular Object Oriented Distance LEarning) é um Sistema para Gerenciamento de Cursos (SGC). Trata-se de um programa para computador

Leia mais

Ambiente Virtual de Aprendizagem C.S.G. M anual do Professor

Ambiente Virtual de Aprendizagem C.S.G. M anual do Professor Ambiente Virtual de Aprendizagem C.S.G. M anual do Professor Sumário Pré-requisitos para o Moodle... Entrar no Ambiente... Usuário ou senha esquecidos?... Meus cursos... Calendário... Atividades recentes...

Leia mais

Manual do Usuário Cidadão SIC Serviço de informação ao cidadão

Manual do Usuário Cidadão SIC Serviço de informação ao cidadão Manual do Usuário Cidadão SIC Serviço de informação ao cidadão NOVOSIS 3ª Versão Conteúdo Introdução... 3 Principais recursos:... 4 Para o cidadão:... 4 Para os órgãos públicos:... 4 Como Utilizar o SIC...

Leia mais

1. Conhecendo o Moodle... 2

1. Conhecendo o Moodle... 2 Departamento de Educação / 2015 1. Conhecendo o Moodle... 2 1.1 O que é o Moodle?... 2 1.2 Qual o significado de Moodle?... 2 1.3 Para que serve?... 2 2. O Moodle QI... 3 3. Cadastramento... 4 4. Alterando

Leia mais

Implementação do Office365. O365 Migração de usuários. Preparado por: Edilson Alves da Nóbrega Divisão de Informática Administração Central

Implementação do Office365. O365 Migração de usuários. Preparado por: Edilson Alves da Nóbrega Divisão de Informática Administração Central Implementação do Office365 O365 Migração de usuários Preparado por: Edilson Alves da Nóbrega Divisão de Informática Administração Central Abril de 2015 Controle de Versões Registro Data Autor Versão Histórico

Leia mais

SisLegis Sistema de Cadastro e Controle de Leis

SisLegis Sistema de Cadastro e Controle de Leis Sistema de Cadastro e Controle de Leis Desenvolvido por Fábrica de Software Coordenação de Tecnologia da Informação Pág 1/22 Módulo: 1 Responsável: Desenvolvimento Ti Data: 01/11/2012 Versão: 1.0 Empresa:

Leia mais

Moodle - CEAD Manual do Estudante

Moodle - CEAD Manual do Estudante Moodle - CEAD Manual do Estudante Índice Introdução 3 Acessando o Ambiente 4 Acessando o Curso 5 Navegando no Ambiente do Curso 5 Box Participantes 5 Box Atividades 5 Box Buscar nos Fóruns 5 Box Administração

Leia mais

Manual de Utilização do PLONE (Gerenciador de página pessoal)

Manual de Utilização do PLONE (Gerenciador de página pessoal) Manual de Utilização do PLONE (Gerenciador de página pessoal) Acessando o Sistema Para acessar a interface de colaboração de conteúdo, entre no endereço http://paginapessoal.utfpr.edu.br. No formulário

Leia mais

Ambiente Virtual de Aprendizagem. Tutorial Básico. UEM - Núcleo de Educação a Distância 1

Ambiente Virtual de Aprendizagem. Tutorial Básico. UEM - Núcleo de Educação a Distância 1 Ambiente Virtual de Aprendizagem Tutorial Básico UEM - Núcleo de Educação a Distância 1 Ambiente Virtual de Aprendizagem Tutorial Básico - Tópicos ACESSANDO O AMBIENTE VIRTUAL (AVA) MATERIAL DE APOIO FÓRUM

Leia mais

Centro de Agricultura Alternativa CAA Manual do Usuário do Portal Ypadê Balaio Digital Tecnologia em Gestão Ltda ME. Manual do Usuário Portal Ypadê

Centro de Agricultura Alternativa CAA Manual do Usuário do Portal Ypadê Balaio Digital Tecnologia em Gestão Ltda ME. Manual do Usuário Portal Ypadê Centro de Agricultura Alternativa CAA Manual do Usuário Portal Ypadê Montes Claros, 16 de Julho de 2011 Revisão 3 Sumário 1. Apresentação do portal e escopo deste documento... 2 2. Acessando o Portal Ypadê...

Leia mais

Manual do Usuário. Minha Biblioteca

Manual do Usuário. Minha Biblioteca Manual do Usuário Minha Biblioteca Sumário Acesso a Minha Biblioteca... 3 Tela Principal... 3 Para que serve o ícone Minha Biblioteca?... 3 O que você encontra no campo Pesquisar?... 4 Quando utilizar

Leia mais

Potencialidades Tecnológicas e Educacionais - Parte II

Potencialidades Tecnológicas e Educacionais - Parte II UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA V SEMINÁRIO DE DESENVOLVIMENTO PROFISSIONAL DOCENTE Patric da Silva Ribeiro patricribeiro@unipampa.edu.br Maicon Isoton maiconisoton@gmail.com Potencialidades Tecnológicas

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MOODLE 2.6

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MOODLE 2.6 NÚCLEO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NTIC MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MOODLE 2.6 PERFIL ALUNO Versão 1.0 2014 NÚCLEO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NTIC MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MOODLE

Leia mais

Tutorial Moodle Visão do Aluno

Tutorial Moodle Visão do Aluno Tutorial Moodle Visão do Aluno A P R E S E N T A Ç Ã O A sigla MOODLE significa (Modular Object Oriented Dynamic Learning Environment), em inglês MOODLE é um verbo que descreve a ação ao realizar com gosto

Leia mais

Sistema de Controle de Bolsas e Auxílios - SCBA

Sistema de Controle de Bolsas e Auxílios - SCBA Sistema de Controle de Bolsas e Auxílios - SCBA Manual de Utilização Perfil Beneficiário 1. 2. Objetivo do Manual... 2 Siglas e Abreviações... 2 3. Perfil do Usuário... 2 4. Descrição Geral do Sistema...

Leia mais

DRIVE CONTÁBIL NASAJON

DRIVE CONTÁBIL NASAJON DRIVE CONTÁBIL NASAJON Módulo Gestão de Documentos Versão 1.0 Manual do Usuário 1 Sumário Os Módulos do Gerenciador de NFe: Informações Básicas Primeiro Acesso: Requisitos Acesso ao Drive Contábil Nasajon

Leia mais

Portal Contador Parceiro

Portal Contador Parceiro Portal Contador Parceiro Manual do Usuário Produzido por: Informática Educativa 1. Portal Contador Parceiro... 03 2. Acesso ao Portal... 04 3. Profissionais...11 4. Restrito...16 4.1 Perfil... 18 4.2 Artigos...

Leia mais

Para uma melhor compreensão das ferramentas disponíveis no ambiente, é importante:

Para uma melhor compreensão das ferramentas disponíveis no ambiente, é importante: Módulo A Introdutório - Bases legais, ao Curso políticas, e ao conceituais Ambiente Virtual e históricas da educação Apresentação Este módulo tem por objetivo promover o conhecimento do Ambiente Virtual

Leia mais

Certificado Digital A1

Certificado Digital A1 Certificado Digital A1 Geração Todos os direitos reservados. Imprensa Oficial do Estado S.A. - 2012 Página 1 de 41 Pré-requisitos para a geração Dispositivos de Certificação Digital Para que o processo

Leia mais

Manual do Usuário 2013

Manual do Usuário 2013 Manual do Usuário 2013 MANUAL DO USUÁRIO 2013 Introdução Um ambiente virtual de aprendizagem é um programa para computador que permite que a sala de aula migre para a Internet. Simula muitos dos recursos

Leia mais

Manual do Contribuidor. Portal de Internet. Projeto: Novo Portal de internet

Manual do Contribuidor. Portal de Internet. Projeto: Novo Portal de internet Manual do Contribuidor Portal de Internet Projeto: Novo Portal de internet 1. Propósito Este documento tem o propósito de orientar usuários a utilizar as funcionalidades do portal do Inea no modo de contribuição.

Leia mais

Moodle - Tutorial para Professores

Moodle - Tutorial para Professores Moodle - Tutorial para Professores por Prof. Maurício Lima 1 agosto de 2010 Objetivo Este documento apresenta aos professores da Faculdade Novos Horizontes os primeiros passos na utilização do pacote Moodle.

Leia mais

Orientações básicas para a produção de conteúdo no Site dos NREs

Orientações básicas para a produção de conteúdo no Site dos NREs SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO SUPERINTENDÊNCIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE TECNOLOGIAS EDUCACIONAIS COORDENAÇÃO DE APOIO AO USO AS TECNOLOGIAS Orientações básicas para a produção de conteúdo

Leia mais

Manual de acesso ao UNICURITIBA Virtual (Moodle) para alunos EAD

Manual de acesso ao UNICURITIBA Virtual (Moodle) para alunos EAD 1 Manual de acesso ao UNICURITIBA Virtual (Moodle) para alunos EAD 2015 2 Sumário Acessando o UNICURITIBA Virtual... 4 Conhecendo o UNICURITIBA Virtual... 5 1. Foto do Perfil... 5 2. Campo de Busca...

Leia mais

XXIV SEMANA MATEMÁTICA

XXIV SEMANA MATEMÁTICA XXIV SEMANA ACADÊMICA DA MATEMÁTICA Minicurso: Criação e Desenvolvimento de Cursos Online via Moodle Projeto de Extensão: Uma Articulação entre a Matemática e a Informática como Instrumento para a Cidadania

Leia mais

Manual do Aluno. O Moodle é um sistema que gerencia ambientes educacionais de aprendizagem que podem ser denominados como:

Manual do Aluno. O Moodle é um sistema que gerencia ambientes educacionais de aprendizagem que podem ser denominados como: Manual do Aluno É com muita satisfação que apresentamos o Reunir Unopar. Ambiente Virtual de Aprendizagem Colaborativa que tem por objetivo principal ser um espaço colaborativo de construção do conhecimento

Leia mais

TUTORIAL PARA O MÉDICO PROJETO DE INTERVENÇÃO PROVAB 2014

TUTORIAL PARA O MÉDICO PROJETO DE INTERVENÇÃO PROVAB 2014 PROGRAMA DE VALORIZAÇÃO DO PROFISSIONAL DA ATENÇÃO BÁSICA TUTORIAL PARA O MÉDICO PROJETO DE INTERVENÇÃO PROVAB 2014 Brasília/DF, 17 de setembro de 2014. 1 APRESENTAÇÃO Senhor (a) Médico (a) participante

Leia mais

MANUAL DE NAVEGAÇÃO DO MILLENNIUM BUSINESS

MANUAL DE NAVEGAÇÃO DO MILLENNIUM BUSINESS MANUAL DE NAVEGAÇÃO DO MILLENNIUM BUSINESS 1 Conteúdo Apresentação... 3 1 Página Principal do Sistema... 4 2 Telas de busca... 8 3 Teclas de Navegação... 11 4 Tela de Menu de Relatório... 12 5 Telas de

Leia mais

Comunidade Virtual de Disseminação e Aprendizagem-(ComViD@)

Comunidade Virtual de Disseminação e Aprendizagem-(ComViD@) PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL NO CEARÁ Núcleo Seccional da ESMAFE - 5ª Região no Ceará Comunidade Virtual de Disseminação e Aprendizagem-(ComViD@) AMBIENTAÇÃO NA PLATAFORMA 1. Cadastro 2. Preenchimento

Leia mais

O conteúdo das aulas pode estar distribuído em documentos de texto, telas web programadas ou na própria tela central do ambiente Moodle.

O conteúdo das aulas pode estar distribuído em documentos de texto, telas web programadas ou na própria tela central do ambiente Moodle. CONTEÚDO DAS AULAS O conteúdo das aulas pode estar distribuído em documentos de texto, telas web programadas ou na própria tela central do ambiente Moodle. Tanto os arquivos de texto como as páginas web

Leia mais

1. StickerCenter... 3. 2. Menu Broadcast Stickers... 4. 3. Menu MyStickers... 9

1. StickerCenter... 3. 2. Menu Broadcast Stickers... 4. 3. Menu MyStickers... 9 1. StickerCenter... 3 1.1. O que é?... 3 1.2. O que são Stickers?... 3 1.3. Como acessar o StickerCenter?... 3 1.4. Como atualizar o StickerCenter?... 3 2. Menu Broadcast Stickers... 4 2.1. O que é?...

Leia mais

A área de trabalho é o espaço reservado para as telas de preenchimento do Sistema e contém os seguintes elementos:

A área de trabalho é o espaço reservado para as telas de preenchimento do Sistema e contém os seguintes elementos: Mudanças do Currículo Lattes Conheça a interface A área de trabalho é o espaço reservado para as telas de preenchimento do Sistema e contém os seguintes elementos: 1.Barra de Ferramentas: Contém utilidades

Leia mais

A seguir voce vai poder acompanhar, em 10 passos, como gerenciar o conteúdo das páginas pelas quais voce é responsável.

A seguir voce vai poder acompanhar, em 10 passos, como gerenciar o conteúdo das páginas pelas quais voce é responsável. A seguir voce vai poder acompanhar, em 10 passos, como gerenciar o conteúdo das páginas pelas quais voce é responsável. Índice Geral TULogarUT 3 TUConhecer e VisualizarUT 6 TUÁrea de Edição / Blocos e

Leia mais

MANUAL DO ALUNO. Ambiente Virtual TelEduc FACULDADE INTEGRADA DA GRANDE FORTALEZA. http://www.fgf.edu.br

MANUAL DO ALUNO. Ambiente Virtual TelEduc FACULDADE INTEGRADA DA GRANDE FORTALEZA. http://www.fgf.edu.br MANUAL DO ALUNO Ambiente Virtual TelEduc FACULDADE INTEGRADA DA GRANDE FORTALEZA http://www.fgf.edu.br Sala Virtual TelEduc O TelEduc é um ambiente virtual desenvolvido Unicamp para apoiar professores

Leia mais

Copyright 2010, MundoClick Produtora de Internet. Todos os Direitos Reservados

Copyright 2010, MundoClick Produtora de Internet. Todos os Direitos Reservados 1 Apresentação Este manual tem o intuito de orientar a utilização da ferramenta Loja Virtual. Através de descrições, passo a passo e imagens o objetivo é facilitar o uso, oferecer dicas e mostrar os pontos

Leia mais

Clique no menu Cadastrar para exibir as opções e clique na opção Arquivo. (Figura 1.1)

Clique no menu Cadastrar para exibir as opções e clique na opção Arquivo. (Figura 1.1) 1 - Manual de Utilização do Portal 1.1 - Cadastros de Arquivos O cadastro de arquivos serve para você enviar um arquivo para o banco de arquivos do Portal, ficando disponível para associá-lo a um conteúdo

Leia mais

Guia de Utilização do Microsoft Dynamics CRM (Gestão de Relacionamento com Clientes)

Guia de Utilização do Microsoft Dynamics CRM (Gestão de Relacionamento com Clientes) Guia de Utilização do Microsoft Dynamics CRM (Gestão de Relacionamento com Clientes) 1. Sobre o Microsoft Dynamics CRM - O Microsoft Dynamics CRM permite criar e manter facilmente uma visão clara dos clientes,

Leia mais

MANUAL E DICAS ASSISTENTE VIRTUAL (AV) ADS DIGITAL (WWW.ADSDIGITAL.COM.BR) VERSÃO DO ASSISTENTE VIRTUAL: 1.3.1 POR

MANUAL E DICAS ASSISTENTE VIRTUAL (AV) ADS DIGITAL (WWW.ADSDIGITAL.COM.BR) VERSÃO DO ASSISTENTE VIRTUAL: 1.3.1 POR MANUAL E DICAS DO ASSISTENTE VIRTUAL (AV) POR ADS DIGITAL (WWW.ADSDIGITAL.COM.BR) VERSÃO DO ASSISTENTE VIRTUAL: 1.3.1 ÍNDICE Introdução...3 Requisitos e Restrições do Assistente...3 Diferenças da Versão

Leia mais

Universidade Federal do Mato Grosso - STI-CAE. Índice

Universidade Federal do Mato Grosso - STI-CAE. Índice CAPA Universidade Federal do Mato Grosso - STI-CAE Índice 1. Página da área administrativa... 1.1 Botões e campo iniciais... 2. Explicar como funcionam as seções... 2.1. Seções dinâmicos... 2.1.1 Como

Leia mais

CURSOS A DISTÂNCIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO

CURSOS A DISTÂNCIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO CURSOS A DISTÂNCIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO TUTORIAL PARA TUTORES PLATAFORMA MOODLE OURO PRETO 2014 1 SUMÁRIO 1. PRIMEIRO ACESSO À PLATAFORMA... 03 2. PLATAFORMA DO CURSO... 07 2.1 Barra de Navegação...

Leia mais

Moodlerooms Instructor Essentials

Moodlerooms Instructor Essentials Moodlerooms Instructor Essentials [Type the company address] 2015 Moodlerooms Índice VISÃO GERAL DO BOLETIM JOULE... 4 Benefícios do Boletim Joule... 4 Documentação do professor no Boletim Joule... 4 Acesso

Leia mais

1. Introdução pág.3 2. Apresentação do sistema Joomla! pág.4 3. Acessando a administração do site pág.4 4. Artigos 4.1. Criando um Artigo 4.2.

1. Introdução pág.3 2. Apresentação do sistema Joomla! pág.4 3. Acessando a administração do site pág.4 4. Artigos 4.1. Criando um Artigo 4.2. 1. Introdução pág.3 2. Apresentação do sistema Joomla! pág.4 3. Acessando a administração do site pág.4 4. Artigos 4.1. Criando um Artigo 4.2. Editando um Artigo 4.3. Excluindo um Artigo 4.4. Publicar

Leia mais

Guião de utilização da plataforma moodle para Professor

Guião de utilização da plataforma moodle para Professor Guião de utilização da plataforma moodle para Professor http://elearning.up.ac.mz http://www.ceadup.edu.mz E-mail: up.cead@gmail.com info@ceadup.edu.mz Maputo, 2013 Introdução Há alguns anos atrás, para

Leia mais

Índice. Manual Backup Online. 03 Capítulo 1: Visão Geral

Índice. Manual Backup Online. 03 Capítulo 1: Visão Geral Índice 03 Capítulo 1: Visão Geral 04 Capítulo 2: Conta de Usuário 04 Criação 08 Edição 09 Grupo de Usuários 10 Informações da Conta 12 Capítulo 3: Download do Backup Online Embratel 16 Capítulo 4: Cópia

Leia mais

VERSÃO 1 PRELIMINAR - 2010 MÓDULO 3 - PRESENCIAL

VERSÃO 1 PRELIMINAR - 2010 MÓDULO 3 - PRESENCIAL MÓDULO 3 - PRESENCIAL CmapTools É um software para autoria de Mapas Conceituais desenvolvido pelo Institute for Human Machine Cognition da University of West Florida1, sob a supervisão do Dr. Alberto J.

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAZONAS - CIESA CENTRO DE PROCESSAMENTO DE DADOS CPD MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MOODLE 2.

CENTRO UNIVERSITÁRIO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAZONAS - CIESA CENTRO DE PROCESSAMENTO DE DADOS CPD MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MOODLE 2. CENTRO UNIVERSITÁRIO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAZONAS - CIESA CENTRO DE PROCESSAMENTO DE DADOS CPD MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MOODLE 2.8 PERFIL ALUNO Versão 1.0 2015 CENTRO UNIVERSITÁRIO DE ENSINO SUPERIOR

Leia mais

Apresentação. Estamos à disposição para quaisquer dúvidas e sugestões! Atenciosamente, Equipe do Portal UNESC

Apresentação. Estamos à disposição para quaisquer dúvidas e sugestões! Atenciosamente, Equipe do Portal UNESC Sumário Apresentação... 1 1. Orientações Iniciais... 2 2. Recursos... 4 2.1 Rótulos... 4 2.2 Página de Texto Simples... 8 2.3 Página de Texto Formatado... 12 2.4 Site... 16 2.5 Arquivo... 21 2.6 Pasta

Leia mais

INFORMAÇÕES RELEVANTES...

INFORMAÇÕES RELEVANTES... SUMÁRIO 1. APRESENTAÇÃO... 3 1.1. INFORMAÇÕES RELEVANTES... 3 2. VISÃO GERAL DO SISTEMA... 4 3. INSTALANDO O MÓDULO RAAS-AD DESKTOP... 6 4. INSTALANDO O MÓDULO RAAS-AD MOBILE... 7 5. ACESSANDO E UTILIZANDO

Leia mais

Manual Laboratório. ICS Sistemas de Gestão em Saúde ICS 01/01/2014

Manual Laboratório. ICS Sistemas de Gestão em Saúde ICS 01/01/2014 2014 Manual Laboratório ICS Sistemas de Gestão em Saúde ICS 01/01/2014 Sumário Acesso ao Sistema... 2 Menu Cadastros... 4 Cadastro de usuários... 4 Inclusão de Novo Usuário... 5 Alteração de usuários...

Leia mais

XXIV SEMANA MATEMÁTICA

XXIV SEMANA MATEMÁTICA XXIV SEMANA ACADÊMICA DA MATEMÁTICA Minicurso: Produção de Páginas Web para Professores de Matemática Projeto de Extensão: Uma Articulação entre a Matemática e a Informática como Instrumento para a Cidadania

Leia mais

Cartilha. Correio eletrônico

Cartilha. Correio eletrônico Cartilha Correio eletrônico Prefeitura de Juiz de Fora Secretaria de Planejamento e Gestão Subsecretaria de Tecnologia da Informação Abril de 2012 Índice SEPLAG/Subsecretaria de Tecnologia da Informação

Leia mais

Manual de Publicaça o no Blog da Aça o TRIBOS nas Trilhas da Cidadania

Manual de Publicaça o no Blog da Aça o TRIBOS nas Trilhas da Cidadania Manual de Publicaça o no Blog da Aça o TRIBOS nas Trilhas da Cidadania Sumário Objetivos do Blog... 2 Log-in... 3 Esqueci minha senha... 4 Utilizando o Blog... 5 Encontrando seu Blog... 5 Conhecendo o

Leia mais

Anote aqui as informações necessárias:

Anote aqui as informações necessárias: banco de mídias Anote aqui as informações necessárias: URL E-mail Senha Sumário Instruções de uso Cadastro Login Página principal Abrir arquivos Área de trabalho Refine sua pesquisa Menu superior Fazer

Leia mais

Tutorial para Professores

Tutorial para Professores Tutorial para Professores Revisão 2.2 Suporte de Informática 21/01/2014 suporte@faccentro.com.br Diego Weiland Sumário O que é Moodle?... 4 Para que serve o Moodle?... 4 Como acessar o Moodle?... 5 Tela

Leia mais

Portal nddcargo 4.1.5.0 Manual de Utilização Call Center Visão Administrador

Portal nddcargo 4.1.5.0 Manual de Utilização Call Center Visão Administrador Portal nddcargo 4.1.5.0 Manual de Utilização Call Center Visão Administrador Histórico de alterações Data Versão Autor Descrição 23/11/2012 1 Criação do documento. 2 1. Introdução... 4 2. Funcionalidades

Leia mais

Volpe Enterprise Resource Planning

Volpe Enterprise Resource Planning Volpe Enterprise Resource Planning Este manual não pode, em parte ou no seu todo, ser copiado, fotocopiado, reproduzido, traduzido ou reduzido a qualquer mídia eletrônica ou máquina de leitura, sem a expressa

Leia mais

Faculdade de Ciências Médicas FCM Unicamp Núcleo de Tecnologia de Informação NTI

Faculdade de Ciências Médicas FCM Unicamp Núcleo de Tecnologia de Informação NTI Manual do usuário Desenvolvendo páginas em Drupal Faculdade de Ciências Médicas FCM Unicamp Núcleo de Tecnologia de Informação NTI Conteúdo Primeiro Passo... 3 1.1 Login... 3 1.2 Recuperando a Senha...

Leia mais

Manual de Instalação. SafeSign Standard 3.0.77. (Para MAC OS 10.7)

Manual de Instalação. SafeSign Standard 3.0.77. (Para MAC OS 10.7) SafeSign Standard 3.0.77 (Para MAC OS 10.7) 2/23 Sumário 1 Introdução... 3 2 Pré-Requisitos Para Instalação... 3 3 Ambientes Homologados... 4 4 Hardware Homologado... 4 5 Instruções de Instalação... 5

Leia mais

INTRODUÇÃO 2 ACESSO AO SIGTECWEB 3 TEMPO DE CONEXÃO 5 NAVEGAÇÃO 7 BARRA DE AÇÕES 7 COMPORTAMENTO DOS BOTÕES 7 FILTROS PARA PESQUISA 8

INTRODUÇÃO 2 ACESSO AO SIGTECWEB 3 TEMPO DE CONEXÃO 5 NAVEGAÇÃO 7 BARRA DE AÇÕES 7 COMPORTAMENTO DOS BOTÕES 7 FILTROS PARA PESQUISA 8 ÍNDICE INTRODUÇÃO 2 ACESSO AO SIGTECWEB 3 TEMPO DE CONEXÃO 5 NAVEGAÇÃO 7 BARRA DE AÇÕES 7 COMPORTAMENTO DOS BOTÕES 7 FILTROS PARA PESQUISA 8 ACESSO ÀS FERRAMENTAS 9 FUNÇÕES 12 MENSAGENS 14 CAMPOS OBRIGATÓRIOS

Leia mais

Sistema de Gerenciamento Remoto www.pevermelho.art.br

Sistema de Gerenciamento Remoto www.pevermelho.art.br Sistema de Gerenciamento Remoto www.pevermelho.art.br 1 - SOBRE O SGR Este manual irá lhe ajudar a entender o funcionamento do SGR (Sistema de Gerenciamento Remoto) permitindo assim que você possa atualizar

Leia mais

Manual do site do Comitê do Itajaí: como inserir e atualizar

Manual do site do Comitê do Itajaí: como inserir e atualizar Manual do site do Comitê do Itajaí: como inserir e atualizar conteúdo autor: Fábio Roberto Teodoro 25 de março de 2010 Sumário 1 Definições 3 2 Interface Administrativa 4 3 Conteúdo 6 3.1 Notícias............................................

Leia mais

Resumo das funcionalidades

Resumo das funcionalidades Resumo das funcionalidades Menu MENU Dados Cadastrais Atualizar Cadastro Troca Senha Grupo Usuários Incluir Atualizar Funcionários Incluir Atualizar Atualizar Uso Diário Importar Instruções Processar Status

Leia mais

Sistemas de gestão de conteúdo para objetos de aprendizagem: características desejáveis e soluções existentes. Liane Tarouco CINTED/UFRGS

Sistemas de gestão de conteúdo para objetos de aprendizagem: características desejáveis e soluções existentes. Liane Tarouco CINTED/UFRGS Sistemas de gestão de conteúdo para objetos de aprendizagem: características desejáveis e soluções existentes Liane Tarouco CINTED/UFRGS 1 Gestão de conteúdo Alternativas metodológicas e tecnológicas para

Leia mais

Sumário INTRODUÇÃO... 3. 1. Acesso ao Ambiente do Aluno... 4. 2. Ferramentas e Configurações... 5. 2.1 Ver Perfil... 5. 2.2 Modificar Perfil...

Sumário INTRODUÇÃO... 3. 1. Acesso ao Ambiente do Aluno... 4. 2. Ferramentas e Configurações... 5. 2.1 Ver Perfil... 5. 2.2 Modificar Perfil... Sumário INTRODUÇÃO... 3 1. Acesso ao Ambiente do Aluno... 4 2. Ferramentas e Configurações... 5 2.1 Ver Perfil... 5 2.2 Modificar Perfil... 6 2.3 Alterar Senha... 11 2.4 Mensagens... 11 2.4.1 Mandando

Leia mais

Ambiente Virtual de Aprendizagem TelEduc GUIA DO FORMADOR. Curso de Especialização em Educação Profissional e Tecnológica Inclusiva

Ambiente Virtual de Aprendizagem TelEduc GUIA DO FORMADOR. Curso de Especialização em Educação Profissional e Tecnológica Inclusiva Ambiente Virtual de Aprendizagem TelEduc GUIA DO FORMADOR Curso de Especialização em Educação Profissional e Tecnológica Inclusiva http://teleduc.cefetmt.br Edição 2006/2 Curso de Especialização em Educação

Leia mais

Tema 3 Ferramentas e Funcionalidades do Moodle

Tema 3 Ferramentas e Funcionalidades do Moodle Tema 3 Ferramentas e Funcionalidades do Moodle O Moodle dispõe de uma variedade de ferramentas que podem aumentar a eficácia de um curso online. É possível facilmente compartilhar materiais de estudo,

Leia mais

Inicialização Rápida do Novell Vibe Mobile

Inicialização Rápida do Novell Vibe Mobile Inicialização Rápida do Novell Vibe Mobile Março de 2015 Introdução O acesso móvel ao site do Novell Vibe pode ser desativado por seu administrador do Vibe. Se não conseguir acessar a interface móvel do

Leia mais

Manual de Apoio ao Treinamento. Expresso

Manual de Apoio ao Treinamento. Expresso Manual de Apoio ao Treinamento Expresso 1 EXPRESSO MAIL É dividido em algumas partes principais como: Caixa de Entrada: local onde ficam as mensagens recebidas. O número em vermelho entre parênteses refere-se

Leia mais