O Uso de um Ambiente Virtual de Aprendizagem na Percepção de Cursistas da Pós-Graduação Lato Sensu de uma Instituição de Ensino Superior

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "O Uso de um Ambiente Virtual de Aprendizagem na Percepção de Cursistas da Pós-Graduação Lato Sensu de uma Instituição de Ensino Superior"

Transcrição

1 O Uso de um Ambiente Virtual de Aprendizagem na Percepção de Cursistas da Pós-Graduação Lato Sensu de uma Instituição de Ensino Superior Nestor Almeida da Silva Universidade Federal do Rio Grande do Sul e Universidade Virtual do Estado do Maranhão. São Luis, Maranhão CEP: Abstract: The research shows the perception of post-graduate course lato sensu of how to use the virtual environment of learning TelEduc seeking to investigate the idea that form the type of distance education and the system and also experience the motivating factors and / or barriers that show the use of virtual learning environment research. Resumo: A pesquisa apresenta a percepção de cursistas pós-graduandos lato sensu quanto ao uso do ambiente virtual de aprendizagem TelEduc, buscando investigar a idéia que fazem da modalidade de educação a distância e deste sistema e, ainda, detectar os fatores motivadores e/ou barreiras que se apresentam na utilização do AVA pesquisado.

2 Contextualização da Modalidade de Educação a Distância Dentre as inúmeras ferramentas que viabilizam a implementação de programas de educação a distância está o Learning Management System (LMS). Conhecido também como ambiente virtual de aprendizagem (AVA), o LMS, é um conjunto de ferramentas (softwares) que apóiam o sistema de ensino-aprendizagem a distância. O papel dessas ferramentas é automatizar várias tarefas administrativas e possibilitar interação entre cursistas/professores e cursistas/cursistas. Exemplos de LMS são: TelEduc, WEB-CT, E-Proinfo, Blackboard, Moodle, Web-Aula e vários outros. Com relação à alteração no modo de pensar e de agir das pessoas, segundo desafio apontado por Schreiber (1998, apud VARGAS, 2004), observa-se que essa mudança cultural parece não acompanhar a mesma rapidez da evolução tecnológica. Com a atenção voltada para esses dois grandes desafios impostos às organizações que optam por implantar programas de educação a distância, investimento em infra-estrutura tecnológica e mudança cultural dos indivíduos, pretende-se apresentar o seguinte problema de pesquisa: Que percepção de uso os cursistas pós-graduandos lato sensu de uma Instituição de Ensino Superior tem de um Ambiente Virtual de Aprendizagem? O fato das IES estarem se movimentando no sentido de adquirirem ambientes virtuais de aprendizagem, não significa que cursistas estão adaptados a essas novas tecnologias, mas sim que a instituição está se atualizando em recursos materiais e tecnológicos, com alto custo em sua maioria. Entender porque isso acontece pode fornecer subsídios para facilitar o processo de implantação de programas de educação a distância no contexto acadêmico, o que justifica e dá relevância ao problema de pesquisa escolhido Ao delimitar-se o campo de atuação da pesquisa propõe-se investigar a percepção dos cursistas de pós-graduação lato sensu em nível de especialização de uma Instituição de Ensino Superior (IES) sobre o uso de um ambiente virtual de aprendizagem; desmembrando a investigação em duas etapas, uma investigando se os cursistas pós-graduandos de uma IES sabem o que significa e qual o potencial de uso de um ambiente virtual de aprendizagem. Outra investiga a presença de barreiras que dificultam a utilização de um ambiente virtual de aprendizagem por cursistas de pósgraduação de uma IES. O Processo de Ensino-Aprendizagem Mediado por Tecnologias Lollini (1991), traça algumas coordenadas conceituais com relativa segurança de que utilizá-las como dados iniciais para a observação sistemática dos fenômenos estão em conexão com o uso do computador na educação. Ele aponta a existência de dados de caráter psicológico e tecnológico correlatos que parecem demonstrar a presença de aspectos educacionais positivos no uso das tecnologias. São mais de dez pontos, que vai desde ausência ou presença de bloqueio tecnológico, a diálogo com o próprio cérebro, assim tornando as variáveis melhor identificadas para um mapeamento do processo. Para Moran (2000), assim como o computador, a Internet pode ajudar a desenvolver a intuição, a flexibilidade e a adaptação a ritmos diferentes. Ela é uma mídia que facilita a motivação pela novidade e variedade de pesquisa que oferece. Por outro lado ela é uma grande transmissora de informações, o que não garante a aprendizagem em si. O navegador pode acabar sendo levado pela sedução e não chegar ao objetivo maior de sua pesquisa. Outros problemas são a facilidade de dispersão e

3 impaciência frente à demora das buscas e mudanças de um site para outro, levando ao desânimo e desmotivação. Há ainda uma linha de discurso sobre a necessidade de pesquisa e construção individual, onde a internet pode ser útil, mas a interação entre os agentes do processo é que viabilizam a geração de vínculos motivacionais entre os atores de um curso ou relação pedagógica. Dentre o universo de ferramentas existentes nas novas tecnologias da informação e comunicação estão os blogs, wikis e outros meios de interações disponíveis na internet, porém não se limitando a uma mídia. O Ambiente Virtual de Aprendizagem: TelEduc O ambiente virtual de aprendizagem é um aplicativo que gerencia as atividades dos cursistas de e-learning via Internet/Intranet. Ele permite o controle acadêmico, financeiro, pedagógico quanto ao andamento de cada cursista nas lições, dos resultados de avaliações, controla a disponibilização do conteúdo dos cursos na Internet/Intranet, assim como permite a sua navegação, a disponibilização de serviços parcial ou total aos cursistas. Para se compreender melhor o uso do LMS é importante introduzir, também, o conceito de SCORM (Sharable Content Object Reference Model) que, traduzido literalmente significa Modelo Satisfatório Compartilhável de Referência do Objeto. O SCORM é um padrão estadunidense para criação e administração de processos de aprendizagem (cursos virtuais e presenciais, programas de estudo, apostilas, livros, etc.). Sua base inicial de desenvolvimento é o UML (Unified Modeling Language Unificando a Linguagem ), um reconhecido processo de modelagem orientado a objetos criado para a área de programação, mas também utilizado em outros segmentos, como em administração O padrão SCORM define um modelo de como se fazer e como executar cursos baseados na Web. Esta padronização é resultante de acordos internacionais entre associações e federações de profissionais acadêmicos e comerciais que são produtores e usuários destes sistemas. Entretanto há uma exigência de atender as necessidade particulares aos usuários ou clientes, o que resultam na exigência mínima que um AVA deve atender, podendo apresentar mais ou menos recursos. Esta pesquisa foi desenvolvida com o LMS denominado TelEduc, software livre desenvolvido pela Universidade Estadual de Campinas. Trata-se de uma versão multilingue do sistema de gestão em educação on-line que foi desenvolvido para atender a demanda de crescimento da modalidade de educação a distância, desde dos anos 90, especificamente em 1997, quando um grupo de programadores da UNICAMP se dedicaram a criação de um ambiente colaborativo, a partir de sua formulação até os princípios de funcionamento. O ambiente virtual de aprendizagem TelEduc está disponível no sítio <http://teleduc.nied.unicamp.br>, totalmente gratuito, como incentivo a expansão da modalidade de educação a distância no Brasil, que possibilita aos usuários realizarem cursos semi-presenciais ou totalmente a distância, que também podem colaborar para a melhoria do seu design computacional, já que o código é padronizado SCORM, mas aberto a todos que se dispuserem a colaborar. O TelEduc fornece um sistema de gestão de conteúdo, comunidades on-line e uma arquitetura Web avançada de comunicação interativa e participativa. Dentre as vantagens do programa estão a possibilidade do professor disponibilizar conteúdos em qualquer formato, seja do pacote MS Office ou Mac, ou ainda qualquer outra mídia,

4 som, vídeo, enfim, basta que os documentos estejam digitalizados para que passem a fazer parte dos cursos. O professor pode, ainda, criar fóruns de discussão, nos quais, os cursistas podem interagir automaticamente entre a turma e o professor. Os cursistas, também, podem compartilhar documentos. O sistema oferece uma forma para que tanto cursistas como professor enviem documentos entre si. Os cursistas e professores podem se comunicar via entre si, mas neste caso deverão fazê-lo através da instituição que se utiliza do programa. Em síntese, o Teleduc registra usuários, cursos, interações e fornece relatórios, avaliações, personalização e outros recursos para gestão do ambiente virtual de aprendizagem. Uma rápida navegação nas interfaces oferecidas aos cursistas do TelEduc de uma Instituição de Ensino Superior, com disciplinas das áreas de ciências exatas e humanas, demonstrará na prática o poder de interatividade e construção de Ilustração 1 - Portal de Entrada do TelEduc conhecimento por parte destes ambientes virtuais de aprendizagem. Conforme a Ilustração 1, o cursista tem a possibilidade de navegar em universos de conteúdos e objetos de aprendizagem diferenciados e com grande poder de fluidez sobre o processo de cognição do indivíduo, grupo ou organização que ofereça o treinamento. A estrutura do programa subdivide cada área específica do curso para facilitar o acesso do usuário aos momentos específicos da ação pedagógica. O retorno a esse menu sempre que atingida uma meta de acesso, permite que o usuário tenha maior rapidez para entrar em qualquer outro ambiente do curso. A visualização de todos os ambientes que compõem o curso permite que o usuário se movimente dentro do espaço digital com mais objetividade, segurança e conforto. A composição do sistema TelEduc tem como item centralizador as ATIVIDADES, ou seja, respeitando o princípio central de EaD que é o cursista-educando, foi concebido com ferramenta central de apoio inicial ou final ao processo de ensino-aprendizagem. Existe no TelEduc, o espaço oferecido ao professor para a criação do ambiente de aprendizagem Ambiente do Professor, e o espaço oferecido ao cursista para que alcance aprendizagens significativas Ambiente do Cursista. Na interface de professor todas as funcionalidades estarão disponíveis, já que o mesmo determinará com o seu planejamento pedagógico quais lhe serão mais úteis para o alcance de seus objetivos educativos do curso, treinamento ou aula. Neste complexo referencial que se constitui a percepção dos cursistas, que apesar de já terem uma formação superior não se caracteriza como condição favorável, pode ser a primeira experiência com um ambiente virtual de aprendizagem que o leve a considerar um sistema cansativo, desmotivador, bloqueador de seu autodesenvolvimento. Metodologia Aplicada na Pesquisa A pesquisa realizada usou uma abordagem quantitativa. Segundo Martins (2002), existem diferentes gêneros de pesquisa, os quais variam em função do enfoque

5 epistemológico. Pesquisas feitas com esse enfoque apresentam em comum a utilização de técnicas quantitativas de coleta, tratamento e análise de dados e privilegiam estudos práticos e suas propostas têm caráter técnico, restaurador e incrementalista. A pesquisa foi realizada junto aos Polos Tecnológicos de Apoio Presencial da Universidade Virtual do Estado do Maranhão (UNIVIMA), autarquia do Governo do Estado do Maranhão que operacionalizou o curso idealizado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) em convênio formal. A UNIVIMA é uma instituição de ensino superior com sede em São Luis, capital do Maranhão, mas com Pólos Tecnológicos de recepção das vídeoaulas em onze municípios estratégicos que alcançam uma população estimada de estudantes do estado, tornando a IES equivalente a campi interdependentes. A pesquisa envolveu cursistas do Programa de Pós-Graduação Lato Sensu, Especialização em Tecnologias da Informação para Educadores. O curso está distribuído em módulos que geram 360 horas de estudos e atividades de pesquisas, interativas e interações no ambiente virtual com o auxílio das ferramentas de comunicação disponíveis. A amostra está constituída por cursistas finalistas e evadidos que correspondem ao perfil demográfico com predominância do gênero feminino, 82%, seguido da participação de 18% masculino. A faixa etária, predominante, dos pesquisados é de 31 a 40 anos, com 64% de participação, seguida de 36% resultante do somatório dos percentuais das faixas de 20 a 30 e 41 a 50 anos, sendo 18% de cada amostra. Nas faixas etárias de menos de 20 anos, de 51 a 60 anos e acima de 60 anos não houve representação, mantendo-se assim, nulas. O instrumento utilizado foi um questionário composto por três partes. Na primeira parte foi solicitado o preenchimento de alguns dados pessoais e funcionais dos sujeitos, com o objetivo de traçar um perfil demográfico dos participantes da pesquisa. As questões da segunda parte do questionário procuraram investigar se cursistas e professores sabem o que significa e qual o potencial de uso de uma ferramenta LMS. A última parte do questionário continha questões que buscavam conhecer o tipo de relação (percepção de uso e de afinidade) que a comunidade acadêmica tem com o computador. Essas últimas questões referiam-se ao instrumento denominado Reação à Tecnologia, construído e validado por Vargas (2004). O instrumento foi composto de cinco itens de caráter demográfico e vinte e uma questões de caráter investigativo, sendo que dois itens foram colocados com a opção de múltiplas respostas e 20 com a escala de 1 a 5 que tem uma relação de significado conforme abaixo: 1 = discordo totalmente da afirmativa 2 = discordo um pouco da afirmativa 3 = não concordo nem discordo da afirmativa 4=concordo um pouco com a afirmativa 5 = concordo totalmente com a afirmativa As questões estruturadas foram elaboradas com objetividade, e distribuídas em forma de tabela com uma coluna de afirmativas e do lado de cada afirmativa das colunas que indicavam a escala de 1 a 5 para marcar com um X a opção que melhor exprimisse a opinião do cursista respondente. O universo de cursistas foi de 120 educadores matriculados e que iniciaram o curso, sendo que a amostra se compôs de 22 respondentes do questionário instrumental. Foram captadas informações sobre as faixas de renda familiar dos questionados, sendo constatado que acima de R$ 3.000,00 apresenta-se como predominante, 27% dos participantes, enquanto três faixas de renda seguem com 18% de representação, as faixas do trecho de R$ 1.001,00 a R$ 2.500,00, a exceção das faixas de R$ 2.501,00 a

6 R$ 3.000,00 que apresentou 9% e a faixa de Até R$ 500,00 que não teve representação. Os cursistas questionados quanto a disponibilidade de recursos tecnológico apresentaram-se com alto índice de acesso ao computador em casa, 64%, acesso ao computador no trabalho com 55%. Estabelecendo assim uma forte possibilidade de uso contínuo do recurso computacional. Quando sugerido o acesso a internet no trabalho a representação percentual dos que dispõem da máquina no trabalho é de 55%, indicando que o ambiente profissional, ainda é o predominante no acesso à rede mundial de informações. Resultados e Discussão Os pesquisados afirmam que aprenderam a usar a ferramenta AVA TelEduc sozinho(a) por tentativa e erro, 73%, ou ainda graças a ajuda de colegas, com 18% e apenas 9% afirmaram ter sido por treinamento dado pela IES. Os respondentes para a opção de aprendizagem De outra forma. Qual?, 9%, afirmam terem aprendido em cursos a distância. A questão que sugere acesso ao TelEduc pelo menos uma vez por semana durante todo o semestre para ver o que tem de novo, 55%, o maior percentual é da opção de concordo um pouco com a afirmativa. Esta afirmativa é seguida de 18% de concordância total e, ainda, com o mesmo de percentual representação que discordam totalmente da afirmativa. Dentre os cursistas pesquisados 91% discordam totalmente da afirmativa que sugere o acesso ao LMS somente nas primeiras semanas de aula, que somados aos 9% de discordância parcial alcançam o total da amostra. Quando questionados sobre o acesso somente quando o professor pede para fazê-lo 100% dos participantes discordaram totalmente da afirmativa, formando assim, uma opinião clara de que não se sentem obrigados a acessarem o LMS, mas o fazem espontaneamente. Ainda assim, o instrumento sugeriu: eu acesso o TelEduc somente porque sou obrigado e 100% discordaram totalmente da afirmativa, ratificando o resultado obtido sobre a espontaneidade. A unanimidade dos pesquisados discordam totalmente da afirmativa quando sugeridos pelo instrumento dificuldade para acessar o TelEduc. Os cursistas demonstram com a representação de 45% de concordância parcial e 9% total, que o TelEduc poderia ser melhor explorado pelos professores do curso. Ainda há 27% que discordam um pouco da afirmativa e 18% que discordam totalmente. É relevante que o somatório dos que discordam total e parcialmente da afirmativa, 45%, está próximo do 54% resultante dos que concordam parcial ou totalmente. O uso do LMS pelos professores quanto a disponibilização de materiais, como apresentações no powerpoint, textos, planilhas, etc., segundo os cursistas participantes da amostra, é alta, já que 55% discordam total e 27% parcialmente que poucos professores fazem uso da ferramenta para tal fim. Entretanto o somatório dos que concordam parcial ou totalmente com a afirmativa é de 18%. Os participantes da pesquisa discordam em 36% totalmente que poucos professores disponibilizam informações gerais no TelEduc (por exemplo avisos, plano de curso, plano de aula, etc.) e se somamos aos 27% que concordam um pouco com a afirmativa teremos 63% dos cursistas. Na percepção dos cursistas o uso dos recursos fórum e/ou chat do LMS são pouco utilizados pelos professores, onde 36% que concordam parcialmente com a afirmativa e 9% que concordam totalmente. A soma dos que discordam é de 45%, sendo 18% que discordam pouco e 27% discordam totalmente

7 da afirmativa sugerida no questionário. E ainda, 9% mantiveram-se na abstenção. Quando sugerido se: gostaria de usar o TelEduc para fazer outras atividades, por exemplo, fóruns e/ou chats, 46% concordaram pouco e 27% totalmente com a afirmativa, no contraponto dos 27% que não concordaram e nem discordaram, mantendo-se na abstenção. Sugeridos aos cursistas se gostariam de usar o TelEduc para fazer algumas disciplinas on-line houve concordância com a afirmativa da grande maioria, sendo 55% totalmente e 27% parcialmente. Os participantes que discordaram parcialmente estão representados por 18%. Os cursistas da amostra apresentaram um índice de 91% de concordância com a sugestão do questionário - eu gostaria de usar o TelEduc para fazer algumas provas on-line sendo que 55% concordam totalmente com a afirmativa e 36% um pouco. A percepção dos cursistas quanto ao interesse aumenta com a otimização do uso do LMS apresentando-se equilibrada, pois 36% acreditam um pouco que se melhor explorado o TelEduc aumentaria o interesse pelo curso, mas o mesmo percentual, 36% discordam totalmente da afirmativa. A discordância parcial e concordância total com as respectivas representações de 9% cada, e ainda, os 9% de abstenção, totalizam 27%, percentual que não alcança nenhum dos outros percentuais auferidos da amostra. Quando o foco é o desempenho dos cursistas em grupo, o instrumento propôs a seguinte afirmativa: eu acho que o TelEduc poderia ser melhor explorado para me ajudar a trabalhar em conjunto com os outros cursistas o resultado apresentado demonstra que 45% dos respondentes concordam pouco com a afirmativa e 18% concordam totalmente, somando sendo 63%, bem acima do somatório dos que discordam pouco (9%) com os que discordam totalmente (27%) que totalizam 36%. Há concordância de 18% total e 45% parcialmente com a afirmativa de que o TelEduc poderia ser melhor explorado para ajudar na aprendizagem do conteúdo do curso. Mas 36%, que é o somatório dos percentuais de cursistas que discordam total (27%) e pouco (9%), representam uma percepção de qualidade no processo de ensinoaprendizagem com o uso do LMS. Na percepção dos cursistas 55% concordam total e 45% parcialmente que estão bem familiarizados com o TelEduc para buscar as informações de que precisam. Em que familiaridade nesta afirmativa significa facilidade em navegar, identificar e localizar aquilo que deseja no LMS. Ainda tratando da percepção de familiaridade com o LMS sugeriu-se a afirmativa eu me sinto bem familiarizado(a) com o TelEduc para participar de fóruns e/ou chats e a maioria dos cursistas 64% concordaram pouco com a afirmativa, seguidos de 27% de concordância total, que somados alcançam 91% dos pesquisados. O resultado da afirmativa no questionário - eu me sinto pouco preparado (a) para trabalhar com TelEduc - que se auferiu discordância total de 73% e parcial de 9%, e juntos resultam em 82% da amostra, mas também apresenta 18% que concordaram um pouco com a afirmativa, revelando a a percepção de despreparo que alguns cursistas tem para o uso do LMS TelEduc. O cursista quando sugestionado pela afirmativa: eu me sinto pouco amparado pela área de informática da IES para trabalhar com o TelEduc, a maioria da amostra (36%) se manifestou pela abstenção, nem concorda nem discorda; seguido de 27% que discorda total e 18% que discorda parcialmente, somando-os resultam em 45%, percentual superior a neutralidade manifestada, e ainda, 18% concordam um pouco com a afirmativa e, ainda, os cursistas quanto a interatividade, design e navegabilidade do sistema LMS TelEduc afirmam com 55% da amostra que concordam parcial mais 36%

8 totalmente que o ambiente é agradável, sem contudo desconsiderar os 9% que discordam totalmente da afirmativa, significando que percebem o sistema como desagradável. Os cursistas são oriundos de um programa de Pós-Graduação seletivados por um processo com pré-requisitos de conhecimentos computacionais e acesso a internet, o que se torna relevante durante essa análise. Os dados coletados demonstram que a demografia quanto ao gênero ratifica o que pesquisas anteriores no Brasil e no mundo já afirmavam, o alto índice de participação feminina na educação. Nesta pesquisa 82% dos cursistas participantes garantem a relevância da opinião feminina. Constata-se que há uma procura de qualificação para ingresso ou permanência no mercado de trabalho que impulsiona a mulher na busca de especialização. A abordagem de acesso aos recursos computacionais e observando o gráfico 4, verifica-se que o acesso, enquanto máquina (hardware), não está, necessariamente, vinculado ao acesso a informação da rede mundial de computadores ou world wide web (www), tendo em vista que dos que possuem o hardware em casa (64%) apenas 45% acessam a internet da residência. A percepção dos cursistas quanto ao uso de um ambiente virtual de aprendizagem, coletada pelo questionário estruturado, apresentou eficácia se considerado a relevância dos resultados obtidos, os quais serão apresentados a seguir com a dimensão da percepção dos cursistas para uso do sistema no processo de ensino-aprendizagem e ainda quanto a percepção de barreiras que dificultam a utilização da ferramenta. Percepção da motivação dos cursistas para uso do LMS. Na dimensão de uso do LMS, os cursistas afirmam uma freqüência de acesso que atende a uma expectativa favorável ao processo de ensino-aprendizagem, já que sem acessar a ferramenta não estaria atualizando suas informações para construção ou reconstrução dos conhecimentos. A freqüência apresentada por grande parte dos pesquisados é de pelo menos uma vez por semana durante todo o semestre, caracterizando um anseio por informações que venham subsidiar o processo de aprendizagem. Também, se denota desta utilização um certo grau de motivação para o uso da ferramenta, já que 91% afirmam que discordam totalmente quando sugerido só acessar o LMS nas primeiras semanas de aula, e ainda um total de 100% discordam total ou parcialmente de que só acessam o LMS quando o professor pede para fazê-lo. Os cursistas não se percebem como obrigados a utilizarem a ferramenta LMS, conforme o índice de 100% de discordância, o que se reverte em benefício para o processo de ensino-aprendizagem, já que a literatura demonstra que a pressão ou repressão desfavorece a reconstrução de novos conhecimentos. Está caracterizado pelos resultados obtidos que os cursistas anseiam por desenvolverem mais atividades e processos de reconstrução do conhecimento por intermédio da ferramenta LMS disponível. Vincula-se, assim, a importância de reestruturação do curso e dos processos de ensino-aprendizagem até agora desenvolvidos. Questionados pela interação e possibilidade de aumento do interesse com o uso do LMS a grande maioria manifesta a percepção de que a intermediação tecnológica será benéfica para o processo e a disseminação do conhecimento afirmam com os índices entre 36 a 45% de concordância às afirmativas propostas nesta dimensão da motivação.

9 Percepção de barreiras que dificultam a utilização do LMS Os pesquisados não apresentaram dificuldade de acesso ou busca das informações no LMS quando sugeridos não se sentir preparado para trabalhar com o LMS, traduzindo uma interação favorável para o desenvolvimento de um processo de aprendizagem mediado pela tecnologia. Os resultados obtidos quanto ao pouco uso do LMS pelos professores, tanto para informações quanto para atividades, denota que os cursistas vêm interagindo entre si com o sistema e não estão se motivando a continuidade, constituindo-se barreira para o sucesso da construção de novos conhecimentos. No enfoque de design, navegabilidade e interatividade os cursistas, em sua maioria se manifestam com uma perspectiva agradável, sugerindo que o TelEduc atende as expectativas, mas ressaltam com um percentual menor que ainda está a desejar. O processo de AMT (aprendizagem mediado pela tecnologia) deve contar com o apoio técnico de especialistas para a implementação, manutenção e avaliação do processo, e os pesquisados demonstram que a área técnica pouco ampara este sistema e, significando a falta de meios de comunicação mais eficazes quanto ao atendimento das demandas do corpo discente e docente que utilizam a ferramenta. Conclusões Investigar a percepção da comunidade acadêmica quanto ao uso de um ambiente virtual de aprendizagem é o objetivo maior deste trabalho, sendo que o seu limite foi o grupo de cursistas pós-graduandos em nível de especialização, que utilizam o LMS/AVA TelEduc. O estudo revelou o gênero feminino como a maioria dos cursistas em busca da especialização, o que deve ser considerado na re-apresentação do curso e do planejamento pedagógico; A pesquisa revelou que a estrutura de atendimento aos cursistas pela instituição, no âmbito de EaD, não correspondem as expectativas mas, também, não se constitui obstáculo aos cursos a distância ou a aceitação da modalidade de educação; Constata-se que os meios oferecidos pela instituição para os professores/cursistas e cursistas/cursistas atuarem entre si permitem um exercício de forma colaborativa e interativa entre eles, mas estão sendo subaproveitados; Foi revelado que as tecnologias da informação e comunicação podem ser elementos potencializadores da EaD e podem criar condições para o aumento da eficiência e eficácia dos cursos, desde que colaborativas e incentivadoras da dinâmica de produção e relacionamento entre professores-cursistas, cursistas-cursistas e autodesenvolvimento do cursista; O ambiente doméstico dos cursistas é o local de predominância de acesso aos recursos computacionais e revela a necessidade de uma adaptação dos materiais, considerando o aspecto de tempo disponível para acessar e produzir ou desenvolver o conhecimento a ser construído. Referências. Belloni, M.L. (1999) Educação a Distância. Campinas, S.P.: Autores Associados. Kerlinger, F. N.. Metodologia da Pesquisa em Ciências Sociais Um tratamento conceitual. São Paulo: Editora Pedagógica e Universitária Ltda. 7º Ed.

10 Lollini, P.. Didática e computador. São Paulo: Loyola, Martins, G.A. Manual para elaboração de monografias e dissertações. 3e. São Paulo: Atlas, Moraes, M. C. O Paradigma educacional emergente. Campinas: Papirus, Moran, J. M. Ensino e Aprendizagem inovadores com tecnologias Disponível em: <http://www.eca.usp.br/prof/moran.> Acesso em: 25 set Schreiber, A. D. (1998). Organizational technology and its impact on distance training. In: distance training: how innovative organizations are using technology to maximize learning and meet business objectives. (Schreiber, A.D. & Berge, Z.L., Orgs.) San Francisco: Jossey-Bass Publishers, 441p. Silva, M. Educação Online. São Paulo: Loyola, Vargas, M.R.M. Barreiras à Implantação de Programas de Educação e Treinamento a Distância f. Tese (Doutorado em Psicologia) Instituto de Psicologia, Universidade de Brasília, Brasília. Vargas, M.R.M. Projetos de Pesquisa e Monografia f. Apostila Instituto de Educação Superior de Brasília IESB, Brasília. Demo, Pedro. Complexidade e aprendizagem: a dinâmica não linear do pensamento. São Paulo: Atlas, Demo, Pedro. Questões para a teleducação. Petrópolis: Vozes,1998. Demo, Pedro.Desafios modernos da educação (mimeo). Gardner, Howard. Estruturas da mente: a teoria das inteligências múltiplas. Porto Alegre: Artes Médicas, Kawagoe, Akemi.Workshop sobre Educação Corporativa na Companhia de Águas e Esgoto de Brasília. Brasília Lei de Diretrizes e Bases nº 9394/96. Disponível em: <http://www.presidencia.gov.br/ccivil_03/leis/l9394.htm> acessado em agosto de Legislação de educação a Distância. Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/index> acessado em julho de Apresentação: TelEduc LM. Disponível em: <http://teleduc.nied.unicamp.br/ > acessado em agosto de WHAT IS SCORM. Disponível em: <http://www.scormcourse.com/> acessado em agosto de Moore, Michael G.. Educação a distância: uma visão integrada. São Paulo: Thomson Learning, Litto, Fredric Michael. Educação a Distância: o estado da arte. São Paulo: Pearson Education do Brasil, 2009.

Nestor Almeida da Silva UNIVIMA Universidade Virtual do Estado do Maranhão nestoralmeida2010@hotmail.com

Nestor Almeida da Silva UNIVIMA Universidade Virtual do Estado do Maranhão nestoralmeida2010@hotmail.com Inclusão Social com o Auxílio das TICs na EaD: a experiência do reforço escolar para o Exame Nacional do Ensino Médio nas Escolas Públicas do Estado no Maranhão. Nestor Almeida da Silva UNIVIMA Universidade

Leia mais

IDENTIFICAÇÃO E ANÁLISE DOS FATORES QUE DIFICULTAM A ATUAÇÃO DO DOCENTE NA MODALIDADE EAD NO ENSINO SUPERIOR

IDENTIFICAÇÃO E ANÁLISE DOS FATORES QUE DIFICULTAM A ATUAÇÃO DO DOCENTE NA MODALIDADE EAD NO ENSINO SUPERIOR 1 IDENTIFICAÇÃO E ANÁLISE DOS FATORES QUE DIFICULTAM A ATUAÇÃO DO DOCENTE NA MODALIDADE EAD NO ENSINO SUPERIOR Ribeirão Preto-SP - 05/2009 Edilson Carlos Caritá - Universidade de Ribeirão Preto UNAERP

Leia mais

O CURSO DE PEDAGOGIA A DISTÂNCIA DA UFPB VIRTUAL E SUAS CONTRIBUIÇÕES PARA A FORMAÇÃO DE PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO

O CURSO DE PEDAGOGIA A DISTÂNCIA DA UFPB VIRTUAL E SUAS CONTRIBUIÇÕES PARA A FORMAÇÃO DE PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO O CURSO DE PEDAGOGIA A DISTÂNCIA DA UFPB VIRTUAL E SUAS CONTRIBUIÇÕES PARA A FORMAÇÃO DE PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO Clebiana Dantas Calixto clebianageo@hotmail.com (Autora e professora da Educação Básica)

Leia mais

EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA: AS NOVAS TECNOLOGIAS E O PAPEL DO TUTOR NA PERSPECTIVA DA CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO

EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA: AS NOVAS TECNOLOGIAS E O PAPEL DO TUTOR NA PERSPECTIVA DA CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA: AS NOVAS TECNOLOGIAS E O PAPEL DO TUTOR NA PERSPECTIVA DA CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO Campo Grande MS abril de 2011 Ari Gonçalves Silva Universidade Anhanguera Uniderp laquicho13@yahoo.com.br

Leia mais

O ENSINO DE ESPANHOL COMO LE COM OS RECURSOS EDUCACIONAIS ABERTOS NA PLATAFORMA MOODLE*

O ENSINO DE ESPANHOL COMO LE COM OS RECURSOS EDUCACIONAIS ABERTOS NA PLATAFORMA MOODLE* 1 O ENSINO DE ESPANHOL COMO LE COM OS RECURSOS EDUCACIONAIS ABERTOS NA PLATAFORMA MOODLE* Resumo Este trabalho se propõe a analisar o curso de extensão universitária CESB (Curso de Espanhol Básico) para

Leia mais

9º Congresso de Pós-Graduação AGENTE PARA MEDIAÇÃO DE APRENDIZAGEM ELETRÔNICA

9º Congresso de Pós-Graduação AGENTE PARA MEDIAÇÃO DE APRENDIZAGEM ELETRÔNICA 9º Congresso de Pós-Graduação AGENTE PARA MEDIAÇÃO DE APRENDIZAGEM ELETRÔNICA Autor(es) MICHELE CRISTIANI BARION FREITAS Orientador(es) CECÍLIA SOSA ARIAS PEIXOTO 1. Introdução A partir de ferramentas

Leia mais

Unidade I TECNOLOGIA. Material Instrucional. Profª Christiane Mazur

Unidade I TECNOLOGIA. Material Instrucional. Profª Christiane Mazur Unidade I TECNOLOGIA EDUCACIONAL EM EAD Material Instrucional Profª Christiane Mazur Ensinar Ensinar é, também, a arte de estimular o desejo de saber. EAD - Brasil 1904: Correspondência impressos; 1923:

Leia mais

O MOODLE COMO FERRAMENTA DIDÁTICA

O MOODLE COMO FERRAMENTA DIDÁTICA 1 O MOODLE COMO FERRAMENTA DIDÁTICA Andréia de Souza Alencar Fernanda Cristina de Paula Matias Fernanda Pereira Guimarães Rodrigo Sanches de Oliveira Resumo: Educação a distância (EaD) e Software Livre

Leia mais

Christiane dos Santos PEREIRA*, Samuel Pereira DIAS, Gabriel da SILVA Centro Federal de Educação Tecnológica de Bambuí-MG

Christiane dos Santos PEREIRA*, Samuel Pereira DIAS, Gabriel da SILVA Centro Federal de Educação Tecnológica de Bambuí-MG A UTILIZAÇÃO DE AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM COMO FERRAMENTA DE APOIO AO ENSINO PRESENCIAL: estudos preliminares e proposta de uma metodologia de implantação no CEFET-Bambuí Christiane dos Santos

Leia mais

ESTUDO DA MODALIDADE SEMIPRESENCIAL EM UMA INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR NA CIDADE DE PORTO VELHO

ESTUDO DA MODALIDADE SEMIPRESENCIAL EM UMA INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR NA CIDADE DE PORTO VELHO ESTUDO DA MODALIDADE SEMIPRESENCIAL EM UMA INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR NA CIDADE DE PORTO VELHO Porto Velho - RO - 03/2010 Sara Luize Oliveira Duarte, Universidade de Taubaté, saralod@msn.com Walace

Leia mais

O USO DAS FERRAMENTAS DO AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM PELOS ACADÊMICOS DOS CURSOS DE ADMINISTRAÇÃO E PROCESSOS GERENCIAIS DO NEAD-CESUMAR

O USO DAS FERRAMENTAS DO AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM PELOS ACADÊMICOS DOS CURSOS DE ADMINISTRAÇÃO E PROCESSOS GERENCIAIS DO NEAD-CESUMAR O USO DAS FERRAMENTAS DO AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM PELOS ACADÊMICOS DOS CURSOS DE ADMINISTRAÇÃO E PROCESSOS GERENCIAIS DO NEAD-CESUMAR Maringá PR Abril 2011 Adriana Maria Pavezi CESUMAR adriana.pavezi@ead.cesumar.br

Leia mais

A OPINIÃO DOS DISCENTES EM RELAÇÃO AOS AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM COMO APOIO AO ENSINO SUPERIOR PRESENCIAL. São Paulo, 04/05/2009

A OPINIÃO DOS DISCENTES EM RELAÇÃO AOS AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM COMO APOIO AO ENSINO SUPERIOR PRESENCIAL. São Paulo, 04/05/2009 1 A OPINIÃO DOS DISCENTES EM RELAÇÃO AOS AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM COMO APOIO AO ENSINO SUPERIOR PRESENCIAL São Paulo, 04/05/2009 Silvio Carvalho Neto Universidade de São Paulo / Uni-FACEF Centro

Leia mais

SEMI-PRESENCIALIDADE NO ENSINO SUPERIOR: ALGUNS RESULTADOS DESSA MODALIDADE NA FGF

SEMI-PRESENCIALIDADE NO ENSINO SUPERIOR: ALGUNS RESULTADOS DESSA MODALIDADE NA FGF 1 SEMI-PRESENCIALIDADE NO ENSINO SUPERIOR: ALGUNS RESULTADOS DESSA MODALIDADE NA FGF Fortaleza CE Junho/2009 Karla Angélica Silva do Nascimento - Faculdade Integrada da Grande Fortaleza karla@fgf.edu.br

Leia mais

Utilização do Ambiente virtual de aprendizagem TelEduc para a aprendizagem de línguas estrangeiras Girlene Medeiros (2013)

Utilização do Ambiente virtual de aprendizagem TelEduc para a aprendizagem de línguas estrangeiras Girlene Medeiros (2013) Utilização do Ambiente virtual de aprendizagem TelEduc para a aprendizagem de línguas estrangeiras Girlene Medeiros (2013) Questionamentos que devem ser enfrentados 1. Como você descreveria esse ambiente

Leia mais

Sistema de Gestão de Aulas

Sistema de Gestão de Aulas Sistema de Gestão de Aulas criando cultura para o Ensino a Distância e melhorando o processo ensino-aprendizagem pela internet RICARDO CREPALDE* RESUMO O objetivo deste artigo é apresentar a experiência

Leia mais

FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES PARA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES PARA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA 1 FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES PARA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA Recife PE - Abril 2010 Ivanda Maria Martins Silva - UFRPE martins.ivanda@gmail.com Categoria (Conteúdos e Habilidades) Setor Educacional (Educação

Leia mais

Núcleo de Pós Graduação Pitágoras

Núcleo de Pós Graduação Pitágoras Núcleo de Pós Graduação Pitágoras MBA Gestão em TI Tópicos Especiais Informática Educativa no Brasil Professor: Fernando Zaidan 1 Referências: SANTINELLO, J. Informática educativa no Brasil e ambientes

Leia mais

Profa Alessandra Regina Brito Mestre em Ciências Ambientais e Saúde Docente EAD Pós-graduações: Epidemiologia e Saúde Trabalhador Coordenação

Profa Alessandra Regina Brito Mestre em Ciências Ambientais e Saúde Docente EAD Pós-graduações: Epidemiologia e Saúde Trabalhador Coordenação Profa Alessandra Regina Brito Mestre em Ciências Ambientais e Saúde Docente EAD Pós-graduações: Epidemiologia e Saúde Trabalhador Coordenação Pedagógica Pós-graduação Epidemiologia Como surgiu a EAD O

Leia mais

NanowareCyber: Nosso negócio é sua formação.

NanowareCyber: Nosso negócio é sua formação. NanowareCyber: Nosso negócio é sua formação. PLATAFORMA AcademiaWeb Sistema de gerenciamento de escola virtual com gestão de conteúdo, transmissão de web-aula ao vivo e interação online com os participantes.

Leia mais

FÓRUM: MEIO DE INTERAÇÃO NA EAD

FÓRUM: MEIO DE INTERAÇÃO NA EAD 1 FÓRUM: MEIO DE INTERAÇÃO NA EAD Elisangela Lunas Soares UNICESUMAR Centro Universitário Cesumar elisangela.soares@unicesumar.edu.br Alvaro Martins Fernandes Junior UNICESUMAR Centro Universitário Cesumar

Leia mais

A AQUISIÇÃO DO ESPANHOL INSTRUMENTAL NA PLATAFORMA MOODLE *

A AQUISIÇÃO DO ESPANHOL INSTRUMENTAL NA PLATAFORMA MOODLE * 1 A AQUISIÇÃO DO ESPANHOL INSTRUMENTAL NA PLATAFORMA MOODLE * Valéria Jane Siqueira Loureiro (Universidade Federal de Sergipe) RESUMO: Este trabalho se propõe a analisar o curso de extensão universitária

Leia mais

Carloney Alves de OLIVEIRA Centro de Educação, Universidade Federal de Alagoas Maceió, Alagoas, 57.072-970, Brasil 2002)[6].

Carloney Alves de OLIVEIRA Centro de Educação, Universidade Federal de Alagoas Maceió, Alagoas, 57.072-970, Brasil 2002)[6]. Um olhar sobre o aprender e o navegar com as interfaces disponíveis no Moodle: o aluno online no curso de Licenciatura em Física a distância da UAB/UFAL Carloney Alves de OLIVEIRA Centro de Educação, Universidade

Leia mais

Área: Universidade na Sociedade do Conhecimento

Área: Universidade na Sociedade do Conhecimento Área: Universidade na Sociedade do Conhecimento O TelEduc como recurso virtual de aprendizagem e apoio ao ensino presencial: relato de uma experiência de uso em um curso semi-presencial de Ensino Superior.

Leia mais

DISTANCE EDUCATION FOR PROFESSIONAL QUALIFICATION

DISTANCE EDUCATION FOR PROFESSIONAL QUALIFICATION 1 EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA PARA QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL Brasília DF Abril 2011-04-26 Caroline Amaral EAQD Loreno Pedagoga caroline.amaral@loreno.com.br Elga Soster elga.soster@loreno.com.br Marcelo Andrades

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO EAD CNEC - FAQ

PÓS-GRADUAÇÃO EAD CNEC - FAQ PÓS-GRADUAÇÃO EAD CNEC - FAQ 1 - Quem pode fazer um curso de Pós-Graduação à distância da CNEC? Os cursos de Pós- Graduação da CNEC EAD podem ser realizados por qualquer pessoa que tenha concluído curso

Leia mais

ANÁLISE DA UTILIZAÇÃO DE FERRAMENTA LMS EM CURSO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS NA MODALIDADE A DISTÂNCIA. Campina Grande maio 2011

ANÁLISE DA UTILIZAÇÃO DE FERRAMENTA LMS EM CURSO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS NA MODALIDADE A DISTÂNCIA. Campina Grande maio 2011 ANÁLISE DA UTILIZAÇÃO DE FERRAMENTA LMS EM CURSO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS NA MODALIDADE A DISTÂNCIA Campina Grande maio 2011 Filomena Maria G. da Silva C. Moita UEPB - filomena_moita@hotmail.com Rodrigo

Leia mais

EaD = O futuro é agora!

EaD = O futuro é agora! Objetivos EaD = O futuro é agora! Apresentar e discutir os princípios fundamentais da EaD; Mostrar a evolução desta tecnologia no Brasil; Apresentar a proposta de EaD para os Formadores do Saber. Prof.

Leia mais

Disciplina Ofertadas na modalidade Avaliação da Aprendizagem Acesso ao Ambiente Virtual Dúvida e Suporte

Disciplina Ofertadas na modalidade Avaliação da Aprendizagem Acesso ao Ambiente Virtual Dúvida e Suporte Sumário Apresentação O papel do Aluno Ambiente Virtual de Aprendizagem Disciplina Ofertadas na modalidade Avaliação da Aprendizagem Acesso ao Ambiente Virtual Dúvida e Suporte Dúvidas 3 5 6 9 10 11 14

Leia mais

OS USOS DAS VIDEOCONFERÊNCIAS EM EAD: DIFICULDADES E POSSIBILIDADES DIDÁTICAS

OS USOS DAS VIDEOCONFERÊNCIAS EM EAD: DIFICULDADES E POSSIBILIDADES DIDÁTICAS OS USOS DAS VIDEOCONFERÊNCIAS EM EAD: DIFICULDADES E POSSIBILIDADES DIDÁTICAS São Luís MA maio de 2012 Categoria: C Setor Educacional: 3 Classificação das áreas de pesquisa em EAD Macro: C / Meso: J /

Leia mais

FERRAMENTAS DE AVALIAÇÃO PARA AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM

FERRAMENTAS DE AVALIAÇÃO PARA AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM FERRAMENTAS DE AVALIAÇÃO PARA AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM Ronei Ximenes Martins (Trabalho apresentado no II Colóquio Regional EAD Edição Internacional Outubro/2010 Juiz de Fora/MG) Introdução Um

Leia mais

³ Mestrando em Engenharia de Produção e Sistemas Unisinos e-mail:

³ Mestrando em Engenharia de Produção e Sistemas Unisinos e-mail: O PAPEL DO PROFESSOR NA APRENDIZAGEM ONLINE Jair Martins da Luz¹, Rosivânia Rodrigues Batista², Rogério Pereira de Sousa³, Vilson Soares de Siqueira 4 1 Graduando em Licenciatura em Computação IFTO Bolsista

Leia mais

Janine Garcia 1 ; Adamo Dal Berto 2 ; Marli Fátima Vick Vieira 3

Janine Garcia 1 ; Adamo Dal Berto 2 ; Marli Fátima Vick Vieira 3 ENSINO A DISTÂNCIA: UMA ANÁLISE DO MOODLE COMO INSTRUMENTO NO PROCESSO ENSINO-APRENDIZAGEM DO ENSINO MÉDIO E SUPERIOR DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA CATARINENSE (IFC) - CÂMPUS ARAQUARI

Leia mais

ANÁLISE DA IMPLEMENTAÇÃO DE DISCIPLINAS NA MODALIDADE SEMI-PRESENCIAL EM UM CURSO DE PEDAGOGIA MAIO, 2008

ANÁLISE DA IMPLEMENTAÇÃO DE DISCIPLINAS NA MODALIDADE SEMI-PRESENCIAL EM UM CURSO DE PEDAGOGIA MAIO, 2008 1 ANÁLISE DA IMPLEMENTAÇÃO DE DISCIPLINAS NA MODALIDADE SEMI-PRESENCIAL EM UM CURSO DE PEDAGOGIA MAIO, 2008 Simone Braz Ferreira Gontijo Faculdade JK simonegonti@gmail.com Cristina Mosquetta de Morais

Leia mais

Escola Virtual ENAP: Relato de Experiência

Escola Virtual ENAP: Relato de Experiência 1 Escola Virtual ENAP: Relato de Experiência Maio/2005 190-TC-A5 Tarcilena Polisseni Cotta Nascimento Escola Nacional de Administração Pública ENAP Tarcilena.Nascimento@enap.gov.br Maria Fernanda Borges-Ferreira

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL AMBIENTE VIRTUAL INSTITUCIONAL MOODLE/UFFS

UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL AMBIENTE VIRTUAL INSTITUCIONAL MOODLE/UFFS UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL AMBIENTE VIRTUAL INSTITUCIONAL MOODLE/UFFS Guia Inicial de Acesso e Utilização Para Docentes Versão 1.0b Outubro/2010 Acesso e utilização do Ambiente Virtual de Ensino

Leia mais

UMA ANÁLISE SOBRE A PLATAFORMA DE GESTÃO DE UM CURSO A DISTÂNCIA 05/2005

UMA ANÁLISE SOBRE A PLATAFORMA DE GESTÃO DE UM CURSO A DISTÂNCIA 05/2005 1 UMA ANÁLISE SOBRE A PLATAFORMA DE GESTÃO DE UM CURSO A DISTÂNCIA 200-TC-D5 05/2005 Ana Lúcia Mendonça Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getulio Vargas FGV-EAESP analucia@fgvsp.br

Leia mais

IMPLANTAÇÃO DA EDUCAÇÃO ONLINE NA UNIVERSIDADE GUARULHOS (UNG)

IMPLANTAÇÃO DA EDUCAÇÃO ONLINE NA UNIVERSIDADE GUARULHOS (UNG) IMPLANTAÇÃO DA EDUCAÇÃO ONLINE NA UNIVERSIDADE GUARULHOS (UNG) Maio/2007 Arnaldo Turuo Ono Universidade Guarulhos - aono@ung.br Fabio Henrique Bei Universidade Guarulhos - fbei@prof.ung.br Maurício Garcia

Leia mais

PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO E APERFEIÇOAMENTO PARA TUTORES - PCAT

PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO E APERFEIÇOAMENTO PARA TUTORES - PCAT 1 RESOLUÇÃO CONSU 2015 04 de 14/04/2015 PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO E APERFEIÇOAMENTO PARA TUTORES - PCAT Campus Virtual 2 A. JUSTIFICATIVA A vida universitária tem correspondido a um período cada vez mais

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online DOCÊNCIA NO ENSINO SUPERIOR Regulamentação de Pós-Graduação Lato Sensu e Ato de Credenciamento Institucional para Oferta de Curso de Pós-Graduação

Leia mais

ESCOLA DE GESTORES CEARÁ

ESCOLA DE GESTORES CEARÁ ESCOLA DE GESTORES CEARÁ Fortaleza 18 de Maio de 2009 Karla Colares Vasconcelos Universidade Federal do Ceará karlinha@virtual.ufc.br Marcos Dionísio Ribeiro do Nascimento Universidade Federal do Ceará

Leia mais

HARRIS, Ana Lúcia Nogueira de Camargo

HARRIS, Ana Lúcia Nogueira de Camargo ANÁLISE COMPARATIVA ENTRE A UTILIZAÇÃO DOS AMBIENTES WEBCT E TELEDUC COMO APOIO DIDÁTICO ÀS DISCIPLINAS DO CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO DA FEC/UNICAMP HARRIS, Ana Lúcia Nogueira de Camargo Docente

Leia mais

UTILIZAÇÃO DOS RECURSOS DE UM SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE APRENDIZAGEM NO PORTAL ESPAÇO

UTILIZAÇÃO DOS RECURSOS DE UM SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE APRENDIZAGEM NO PORTAL ESPAÇO 1 UTILIZAÇÃO DOS RECURSOS DE UM SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE APRENDIZAGEM NO PORTAL ESPAÇO Luciana Guimarães Rodrigues de Lima Mestranda em Lingüística Aplicada - LATEC- UFRJ, lucianagrlima@globo.com Cristina

Leia mais

Curso Superior de Análise e Desenvolvimento de Sistemas: Relato de uma Experiência Pioneira de EAD no Ifes na Percepção do Aluno.

Curso Superior de Análise e Desenvolvimento de Sistemas: Relato de uma Experiência Pioneira de EAD no Ifes na Percepção do Aluno. 1 Curso Superior de Análise e Desenvolvimento de Sistemas: Relato de uma Experiência Pioneira de EAD no Ifes na Percepção do Aluno Serra, 05/2009 Isaura Alcina Nobre, Msc Ifes - isaura@ifes.edu.br Sônia

Leia mais

PERCEPÇÃO DOS ALUNOS SOBRE SUA ATUAÇÃO NA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

PERCEPÇÃO DOS ALUNOS SOBRE SUA ATUAÇÃO NA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA 1 PERCEPÇÃO DOS ALUNOS SOBRE SUA ATUAÇÃO NA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA Brasília - DF- Fevereiro 2013 Priscila Alessandra da Silva Universidade Federal de Brasília priscilaalesilva@gmail.com Fernanda Carla Universidade

Leia mais

softwares que cumprem a função de mediar o ensino a distância veiculado através da internet ou espaço virtual. PEREIRA (2007)

softwares que cumprem a função de mediar o ensino a distância veiculado através da internet ou espaço virtual. PEREIRA (2007) 1 Introdução Em todo mundo, a Educação a Distância (EAD) passa por um processo evolutivo principalmente após a criação da internet. Os recursos tecnológicos oferecidos pela web permitem a EAD ferramentas

Leia mais

SALAS VIRTUAIS DE COORDENAÇÃO DO AVA MOODLE: ESPAÇOS PRIVILEGIADOS PARA GESTÃO DE DISCIPLINAS, TUTORIA E CURSOS A DISTÂNCIA

SALAS VIRTUAIS DE COORDENAÇÃO DO AVA MOODLE: ESPAÇOS PRIVILEGIADOS PARA GESTÃO DE DISCIPLINAS, TUTORIA E CURSOS A DISTÂNCIA SALAS VIRTUAIS DE COORDENAÇÃO DO AVA MOODLE: ESPAÇOS PRIVILEGIADOS PARA GESTÃO DE DISCIPLINAS, TUTORIA E CURSOS A DISTÂNCIA Ouro Preto/ 05/2014 Biancca Nardelli Schenatz Universidade Federal de Ouro Preto

Leia mais

Ministério da Educação Universidade Aberta do Brasil. Plano de Trabalho da Disciplina Introdução à EAD

Ministério da Educação Universidade Aberta do Brasil. Plano de Trabalho da Disciplina Introdução à EAD Ministério da Educação Universidade Aberta do Brasil Universidade Federal de Alagoas Instituto de Computação Curso de Graduação em Sistemas da Informação Bacharelado Plano de Trabalho da Disciplina Introdução

Leia mais

ANATOMIA HUMANA APLICADA À ENFERMAGEM: ADEQUAÇÃO DE CONTEÚDO PARA DISCIPLINA SEMI- PRESENCIAL

ANATOMIA HUMANA APLICADA À ENFERMAGEM: ADEQUAÇÃO DE CONTEÚDO PARA DISCIPLINA SEMI- PRESENCIAL ANATOMIA HUMANA APLICADA À ENFERMAGEM: ADEQUAÇÃO DE CONTEÚDO PARA DISCIPLINA SEMI- PRESENCIAL Maio/2007 Edilson Carlos Caritá - Universidade de Ribeirão Preto UNAERP ecarita@unaerp.br Silvia Sidnéia da

Leia mais

Prezado aluno, 2. Organização pedagógica e sistema de avaliação

Prezado aluno, 2. Organização pedagógica e sistema de avaliação Prezado aluno, É com imensa satisfação que a Universidade Estácio de Sá, em parceria tecnológica com o Complexo de Ensino Renato Saraiva (CERS), apresentam os seus novos cursos de Pós Graduação em Direito,

Leia mais

ALUNO COMO ATIVO E NÃO ATIVO EM AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM RECIFE PE MAIO 2011

ALUNO COMO ATIVO E NÃO ATIVO EM AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM RECIFE PE MAIO 2011 1 ALUNO COMO ATIVO E NÃO ATIVO EM AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM RECIFE PE MAIO 2011 Otacilio Antunes Santana Universidade Federal de Pernambuco otacilio.santana@ufpe.br José Imaña Encinas - Universidade

Leia mais

Infraestrutura de EaD para apoio a cursos presenciais. Prof. ª Dra. Christine da Silva Schröeder ICEAC/SEaD/FURG christine1004sch@gmail.

Infraestrutura de EaD para apoio a cursos presenciais. Prof. ª Dra. Christine da Silva Schröeder ICEAC/SEaD/FURG christine1004sch@gmail. Infraestrutura de EaD para apoio a cursos presenciais Prof. ª Dra. Christine da Silva Schröeder ICEAC/SEaD/FURG christine1004sch@gmail.com Perspectivas de análise: EAD e mudança Perspectivas de análise:

Leia mais

Consultoria para desenvolvimento de estratégias de treinamento on-line

Consultoria para desenvolvimento de estratégias de treinamento on-line 1 2 A HIPOCAMPUS é uma empresa de consultoria em comunicação e ensino digital com foco nos profissionais de saúde. Estamos prontos a auxiliar empresas dos diferentes segmentos da área de saúde a estabelecer

Leia mais

AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM: UM PANORAMA DA PRODUÇÃO NACIONAL

AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM: UM PANORAMA DA PRODUÇÃO NACIONAL 1 AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM: UM PANORAMA DA PRODUÇÃO NACIONAL Belo Horizonte, Maio/2010. Vanessa Belmonte - CEFET-MG - vabelmonte@yahoo.com.br - (31) 9225-1923 Márcia Gorett Ribeiro Grossi - CEFET-MG

Leia mais

fundamentos teóricos e práticos necessários ao processo de inclusão do aluno com Deficiência Visual.

fundamentos teóricos e práticos necessários ao processo de inclusão do aluno com Deficiência Visual. A Universidade Católica Dom Bosco - UCDB com mais de 50 anos de existência, é uma referência em educação salesiana no país, sendo reconhecida como a melhor universidade particular do Centro-Oeste (IGC/MEC).

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online ENSINO DE MATEMÁTICA Regulamentação de Pós-Graduação Lato Sensu e Ato de Credenciamento Institucional para Oferta de Curso de Pós-Graduação

Leia mais

Perguntas Frequentes Pós-Graduação

Perguntas Frequentes Pós-Graduação 1. Quem pode fazer um curso de a distância da CNEC? Os cursos de da CNEC EAD podem ser realizados por qualquer pessoa que tenha concluído curso superior. Cada um dos cursos da CNEC EAD possui um público-alvo

Leia mais

AVALIAÇÃO DOS COMPONENTES CURRICULARES NA MODALIDADE SEMIPRESENCIAL DOS CURSOS RECONHECIDOS DA UNOCHAPECÓ

AVALIAÇÃO DOS COMPONENTES CURRICULARES NA MODALIDADE SEMIPRESENCIAL DOS CURSOS RECONHECIDOS DA UNOCHAPECÓ AVALIAÇÃO DOS COMPONENTES CURRICULARES NA MODALIDADE SEMIPRESENCIAL DOS CURSOS RECONHECIDOS DA UNOCHAPECÓ Marcela do Prado 1 Juliane Fernanda Kuhn 2 Resumo: O presente artigo aborda a avaliação dos componentes

Leia mais

ANÁLISE DO DESEMPENHO DE ALUNOS EM UM CURSO OFERECIDO NA MODALIDADE A DISTÂNCIA

ANÁLISE DO DESEMPENHO DE ALUNOS EM UM CURSO OFERECIDO NA MODALIDADE A DISTÂNCIA ANÁLISE DO DESEMPENHO DE ALUNOS EM UM CURSO OFERECIDO NA MODALIDADE A DISTÂNCIA Resumo Este artigo apresenta os resultados de uma pesquisa que visou realizar uma análise da influência de conhecimentos

Leia mais

A UTILIZAÇÃO DA INTERNET PELOS PROFESSORES DOS CURSOS SUPERIORES DE TECNOLOGIA

A UTILIZAÇÃO DA INTERNET PELOS PROFESSORES DOS CURSOS SUPERIORES DE TECNOLOGIA A UTILIZAÇÃO DA INTERNET PELOS PROFESSORES DOS CURSOS SUPERIORES DE TECNOLOGIA RESUMO: Esse trabalho é um recorte de uma pesquisa para verificar a influência das Tecnologias da Informação e Comunicação

Leia mais

Programa de Capacitação em Gestão de Projetos e Empreendimentos Criativos Regulamento Etapa 2

Programa de Capacitação em Gestão de Projetos e Empreendimentos Criativos Regulamento Etapa 2 Programa de Capacitação em Gestão de Projetos e Empreendimentos Criativos Etapa 2 1. Apresentação 1.1 O Programa de Capacitação em Projetos e Empreendimentos Criativos é uma iniciativa do Ministério da

Leia mais

ANÁLISE DE AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM PARA A EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

ANÁLISE DE AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM PARA A EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA ANÁLISE DE AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM PARA A EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA Isabelle Maria Lima de Souza 1, Maria Lúcia Serafim 2 1 Departamento de Educação a Distância, Instituto Brasileiro de Desenho Instrucional,

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DO DESIGN INSTRUCIONAL NOS CURSOS VIRTUAIS PARA FORMAÇÃO CONTINUADA DOS PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO: UM ESTUDO DE CASO

A IMPORTÂNCIA DO DESIGN INSTRUCIONAL NOS CURSOS VIRTUAIS PARA FORMAÇÃO CONTINUADA DOS PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO: UM ESTUDO DE CASO A IMPORTÂNCIA DO DESIGN INSTRUCIONAL NOS CURSOS VIRTUAIS PARA FORMAÇÃO CONTINUADA DOS PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO: UM ESTUDO DE CASO 1 Salvador BA - Abril de 2012 Ana Lúcia Purificação da Paixão Instituto

Leia mais

Sistema Tutor Inteligente baseado em Agentes. Pedagógicas da Universidade Aberta do Piauí. Prof. Dr. Vinicius Ponte Machado

Sistema Tutor Inteligente baseado em Agentes. Pedagógicas da Universidade Aberta do Piauí. Prof. Dr. Vinicius Ponte Machado Sistema Tutor Inteligente baseado em Agentes na Plataforma MOODLE para Apoio às Atividades Pedagógicas da Universidade Aberta do Piauí Prof. Dr. Vinicius Ponte Machado Parnaíba, 14 de Novembro de 2012

Leia mais

PROPOSTA PARA FOMENTO AO USO DE TIC NOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA UFPR

PROPOSTA PARA FOMENTO AO USO DE TIC NOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA UFPR 1 PROPOSTA PARA FOMENTO AO USO DE TIC NOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA UFPR Curitiba PR Maio 2012 Categoria: A Setor Educacional: 3 Classificação das Áreas de Pesquisa em EaD Macro:C / Meso:I / Micro:N Natureza:B

Leia mais

PERFIL DOS ALUNOS DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA A DISTÂNCIA: O CASO DE UMA INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR

PERFIL DOS ALUNOS DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA A DISTÂNCIA: O CASO DE UMA INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR PERFIL DOS ALUNOS DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA A DISTÂNCIA: O CASO DE UMA INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR Natal, RN Maio 2011 MATILDE MEDEIROS DE ARAUJO UFRN matildemaraujo@gmail.com LUCAS AMBRÓSIO

Leia mais

A FORMAÇÃO DO PROFESSOR DE HISTÓRIA E AS TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E DA COMUNICAÇÃO (TICS)

A FORMAÇÃO DO PROFESSOR DE HISTÓRIA E AS TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E DA COMUNICAÇÃO (TICS) A FORMAÇÃO DO PROFESSOR DE HISTÓRIA E AS TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E DA COMUNICAÇÃO (TICS) Isléia Rössler Streit Universidade de Passo Fundo istreit@upf.br Resumo: A evolução tecnológica das últimas duas

Leia mais

O AMBIENTE MOODLE COMO APOIO A EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

O AMBIENTE MOODLE COMO APOIO A EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA 1 O AMBIENTE MOODLE COMO APOIO A EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA Aline Albuquerque Torres Maria Luzia Rocha da Silva UFAL aline.atorres@gmail.com mlrs1981@gmail.com RESUMO Este artigo discute a mediação do ambiente

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA: ELABORAÇÃO DE MATERIAL, TUTORIA E AMBIENTES VIRTUAIS Regulamentação de Pós-Graduação Lato Sensu e Ato de Credenciamento

Leia mais

EDUCAÇÃO À DISTÂNCIA: TRABALHANDO A USABILIDADE NO CHAMILO PARA FACILITAR A EDUCAÇÃO À DISTÂNCIA

EDUCAÇÃO À DISTÂNCIA: TRABALHANDO A USABILIDADE NO CHAMILO PARA FACILITAR A EDUCAÇÃO À DISTÂNCIA EDUCAÇÃO À DISTÂNCIA: TRABALHANDO A USABILIDADE NO CHAMILO PARA FACILITAR A EDUCAÇÃO À DISTÂNCIA CELINA FERREIRA RIBEIRO, FRANCISCO WILLIANS M. PLÁCIDO HIRANO CELINA.RIBEIRO@IFTO.EDU.BR Resumo O Ambiente

Leia mais

Desenvolvimento de um Ambiente Virtual de Aprendizagem

Desenvolvimento de um Ambiente Virtual de Aprendizagem Desenvolvimento de um Ambiente Virtual de Aprendizagem Felipe Becker Nunes 1, Fernando Sarturi Prass 2 1 Curso de Sistemas de Informação Universidade Luterana do Brasil (ULBRA) CEP 97.020-001 Santa Maria

Leia mais

Projeto do Curso de Especialização em Informática na Educação

Projeto do Curso de Especialização em Informática na Educação Projeto do Curso de Especialização em Informática na Educação - Modalidade a Distância Coordenação FACULDADE DE INFORMÁTICA - FACIN Profa. Dr. Adriana Beiler FACULDADE DE EDUCAÇÃO FACED Profa. Msc. Sônia

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online SAÚDE COLETIVA COM ENFOQUE NO GERENCIAMENTO DE SERVIÇOS Regulamentação de Pós-Graduação Lato-Sensu e Ato de Credenciamento Institucional para

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DOS AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM NA BUSCA DE NOVOS DOMÍNIOS DA EAD

A IMPORTÂNCIA DOS AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM NA BUSCA DE NOVOS DOMÍNIOS DA EAD A IMPORTÂNCIA DOS AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM NA BUSCA DE NOVOS DOMÍNIOS DA EAD Data: 12/04/2007 Elvia Nunes Ribeiro - CEFET-GO elvianr@gmail.com Gilda Aquino de Araújo Mendonça CEFET-GO gaam@cefetgo.br

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA FORMAÇÃO DE TUTORES PARA SUA ATUAÇÃO NA EDUCAÇÃO À DISTÂNCIA.

A IMPORTÂNCIA DA FORMAÇÃO DE TUTORES PARA SUA ATUAÇÃO NA EDUCAÇÃO À DISTÂNCIA. Encontro de Ensino, Pesquisa e Extensão, Presidente Prudente, 22 a 25 de outubro, 2012 576 A IMPORTÂNCIA DA FORMAÇÃO DE TUTORES PARA SUA ATUAÇÃO NA EDUCAÇÃO À DISTÂNCIA. Marilucia Ricieri, Raquel Rossan

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online ENSINO DE QUÍMICA Regulamentação de Pós-Graduação Lato Sensu e Ato de Credenciamento Institucional para Oferta de Curso de Pós-Graduação na

Leia mais

Objetos de Aprendizagem para Educação a Distância Robson Santos da Silva

Objetos de Aprendizagem para Educação a Distância Robson Santos da Silva Objetos de Aprendizagem para Educação a Distância Robson Santos da Silva Novatec Copyright 2011 da Novatec Editora Ltda. Todos os direitos reservados e protegidos pela Lei 9.610 de 19/02/1998. É proibida

Leia mais

ANÁLISE DE PERFIL E NECESSIDADES DOS ALUNOS: FATORES DETERMINANTES PARA A MEDIAÇÃO DA APRENDIZAGEM NA TUTORIA DA EAD SEBRAE

ANÁLISE DE PERFIL E NECESSIDADES DOS ALUNOS: FATORES DETERMINANTES PARA A MEDIAÇÃO DA APRENDIZAGEM NA TUTORIA DA EAD SEBRAE ANÁLISE DE PERFIL E NECESSIDADES DOS ALUNOS: FATORES DETERMINANTES PARA A MEDIAÇÃO DA APRENDIZAGEM NA TUTORIA DA EAD SEBRAE Florianópolis - SC Abril 2015 Aline Linhares F. Silveira. IEA e-learning- aline.silveira@iea.com.br

Leia mais

A CULTURA UNIVERSIDADE E OS CURSOS SEMIPRESENCIAIS: TENDÊNCIAS E TRANSFORMAÇÕES

A CULTURA UNIVERSIDADE E OS CURSOS SEMIPRESENCIAIS: TENDÊNCIAS E TRANSFORMAÇÕES 1 A CULTURA UNIVERSIDADE E OS CURSOS SEMIPRESENCIAIS: TENDÊNCIAS E TRANSFORMAÇÕES São Paulo SP 04/2015. Juliana Moraes Marques Giordano USP julianagiordano@usp.br 2.1.1. Classe: Investigação Científica

Leia mais

INSERINDO O ENSINO A DISTÂNCIA NA ASSOCIAÇÃO EDUCACIONAL TOLEDO Viviani Priscila Piloni VILHEGAS 1

INSERINDO O ENSINO A DISTÂNCIA NA ASSOCIAÇÃO EDUCACIONAL TOLEDO Viviani Priscila Piloni VILHEGAS 1 INSERINDO O ENSINO A DISTÂNCIA NA ASSOCIAÇÃO EDUCACIONAL TOLEDO Viviani Priscila Piloni VILHEGAS 1 RESUMO: Este trabalho procura mostrar uma proposta para que o Ensino a Distância seja inserido na Associação

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE FERRAMENTAS DE APOIO AO ENSINO EM AMBIENTES VIRTUAIS 3D

DESENVOLVIMENTO DE FERRAMENTAS DE APOIO AO ENSINO EM AMBIENTES VIRTUAIS 3D CESAR DA CONCEIÇÃO RODRIGUES FILHO DESENVOLVIMENTO DE FERRAMENTAS DE APOIO AO ENSINO EM AMBIENTES VIRTUAIS 3D Projeto de Pesquisa para ingresso no programa de Iniciação Científica da Universidade Municipal

Leia mais

Objetos de aprendizagem como ambientes interativos de aprendizagem

Objetos de aprendizagem como ambientes interativos de aprendizagem Objetos de aprendizagem como ambientes interativos de aprendizagem Prof. Me. Wagner Antonio Junior Secretaria Municipal da Educação de Bauru e-mail: wag.antonio@gmail.com Pôster Pesquisa em andamento A

Leia mais

OPINIÃO DE ESTUDANTES DO ENSINO SUPERIOR QUANTO ÀS MODALIDADES DE ENSINO PRESENCIAL E ENSINO À DISTÂNCIA. São Paulo-SP, maio/2012

OPINIÃO DE ESTUDANTES DO ENSINO SUPERIOR QUANTO ÀS MODALIDADES DE ENSINO PRESENCIAL E ENSINO À DISTÂNCIA. São Paulo-SP, maio/2012 1 OPINIÃO DE ESTUDANTES DO ENSINO SUPERIOR QUANTO ÀS MODALIDADES DE ENSINO PRESENCIAL E ENSINO À DISTÂNCIA São Paulo-SP, maio/2012 Categoria: F - Pesquisa e Avaliação Setor Educacional: 3 - Educação Universitária

Leia mais

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO-SENSU EM DESIGN DE INTERFACES COM ÊNFASE EM ACESSIBILIDADE WEB 2º SEMESTRE 2012 - Modalidade Online EDITAL DE SELEÇÃO

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO-SENSU EM DESIGN DE INTERFACES COM ÊNFASE EM ACESSIBILIDADE WEB 2º SEMESTRE 2012 - Modalidade Online EDITAL DE SELEÇÃO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO-SENSU EM DESIGN DE INTERFACES COM ÊNFASE EM ACESSIBILIDADE WEB 2º SEMESTRE 2012 - Modalidade Online EDITAL DE SELEÇÃO Regulamentação de Pós-Graduação Lato-Sensu e Ato de Credenciamento

Leia mais

FAQ Estude Sem Dúvidas

FAQ Estude Sem Dúvidas FAQ Estude Sem Dúvidas Núcleo de Educação a Distância Faculdade Flamingo São Paulo Atualizado em: Outubro/2015 2 Estude sem dúvidas FAQ para os alunos de Pedagogia Presencial Caros alunos e alunas do curso

Leia mais

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO Curso de Formação Continuada em Videoconferência. Parte 1 (solicitante)

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO Curso de Formação Continuada em Videoconferência. Parte 1 (solicitante) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA Aprovação do curso e Autorização da oferta PROJETO PEDAGÓGICO

Leia mais

USO DE OBJETOS DE APRENDIZAGEM COMO FORMA DE POPULARIZAR O CONHECIMENTO CIENTÍFICO

USO DE OBJETOS DE APRENDIZAGEM COMO FORMA DE POPULARIZAR O CONHECIMENTO CIENTÍFICO USO DE OBJETOS DE APRENDIZAGEM COMO FORMA DE POPULARIZAR O CONHECIMENTO CIENTÍFICO Autor e Orientador Eduardo Lima Leite 1 (Universidade Federal de Campina Grande, eduardo@cstr.ufcg.edu.br) Resumo: O trabalho

Leia mais

O MUNDO MUDOU. #fato

O MUNDO MUDOU. #fato DO GIZ AO BYTE O MUNDO MUDOU #fato Sociedade da Informação Informação como recurso estratégico Uso intensivo das TIC Interação digital Diversas formas de fazer as mesmas, ou novas coisas Qual é a sua?

Leia mais

PLANO DE ENSINO. 1. Identificação

PLANO DE ENSINO. 1. Identificação 1. Identificação PLANO DE ENSINO Curso: A INTERNET E SUAS FERRAMENTAS Disciplina: A Internet e suas Ferramentas Período Ministrado/Semestre- Bimestre- Mês/Ano: 03 de setembro a 08 de outubro/2º Semestre

Leia mais

Caracterização da Modelagem de Ambientes de Aprendizagem a distância

Caracterização da Modelagem de Ambientes de Aprendizagem a distância Caracterização da Modelagem de Ambientes de Aprendizagem a distância Adja F. de Andrade adja@inf.pucrs.br 1 Beatriz Franciosi bea@inf.pucrs.br Adriana Beiler 2 adrianab@inf.pucrs.br Paulo R. Wagner prwagner@inf.pucrs.br

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online DOCÊNCIA NO ENSINO SUPERIOR EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online Regulamentação de Pós-Graduação Lato Sensu e Ato de Credenciamento Institucional para Oferta de Curso de Pós-Graduação

Leia mais

EVASÃO NO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO NA MODALIDADE A DISTÂNCIA: UM ESTUDO DE CASO

EVASÃO NO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO NA MODALIDADE A DISTÂNCIA: UM ESTUDO DE CASO 928 EVASÃO NO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO NA MODALIDADE A DISTÂNCIA: UM ESTUDO DE CASO Carolina Zavadzki Martins 1, Raimunda Abou Gebran 2 1 Discente do Mestrado em Educação da Universidade do

Leia mais

Indicie. 1.Introdução...1. 2.Como Surgiu...2. 3.Para que serve...3. 4.Instalação...3. 5. Oque ele permite fazer...5. 6. Primeiro Cenário...

Indicie. 1.Introdução...1. 2.Como Surgiu...2. 3.Para que serve...3. 4.Instalação...3. 5. Oque ele permite fazer...5. 6. Primeiro Cenário... Artigo sobre Indicie 1.Introdução....1 2.Como Surgiu....2 3.Para que serve....3 4.Instalação....3 5. Oque ele permite fazer....5 6. Primeiro Cenário....6 7. Segundo Cenário....7 8. Conclusão....8 5. Referencias....9

Leia mais

Público Alvo: Investimento. Disciplinas: Profissionais graduados, que lidam ou estejam interessados em atuar com gestão e marketing de serviços.

Público Alvo: Investimento. Disciplinas: Profissionais graduados, que lidam ou estejam interessados em atuar com gestão e marketing de serviços. A Universidade Católica Dom Bosco - UCDB com mais de 50 anos de existência, é uma referência em educação salesiana no país, sendo reconhecida como a melhor universidade particular do Centro-Oeste (IGC/MEC).

Leia mais

ESCOLA ALFREDO JOSÉ DA SILVA ENSINO MÉDIO INTEGRADO A EDUCAÇÃO PROFISSIONAL - EMIEP CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA

ESCOLA ALFREDO JOSÉ DA SILVA ENSINO MÉDIO INTEGRADO A EDUCAÇÃO PROFISSIONAL - EMIEP CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA ESCOLA ALFREDO JOSÉ DA SILVA ENSINO MÉDIO INTEGRADO A EDUCAÇÃO PROFISSIONAL - EMIEP CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA Iandra Franciny Miranda Malaquias ¹ Marcela Cristina Linhares Pereira ² EDUCAÇÃO A DISTANCIA:

Leia mais

Comportamento Humano: Liderança, Motivação e Gestão do Desempenho

Comportamento Humano: Liderança, Motivação e Gestão do Desempenho A Universidade Católica Dom Bosco - UCDB com mais de 50 anos de existência, é uma referência em educação salesiana no país, sendo reconhecida como a melhor universidade particular do Centro-Oeste (IGC/MEC).

Leia mais

Uma experiência educativa na Pós-Graduação O uso do Moodle no curso de Gestão da Tecnologia da Informação em Ambientes Educacionais

Uma experiência educativa na Pós-Graduação O uso do Moodle no curso de Gestão da Tecnologia da Informação em Ambientes Educacionais Uma experiência educativa na Pós-Graduação O uso do Moodle no curso de Gestão da Tecnologia da Informação em Ambientes Educacionais André Batista andre@okidatainformatica.com.br (IST - Rio/ FAETEC) Carlos

Leia mais

METODOLOGIA PRESENCIAL ON-LINE NA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA: POSSIBILIDADES E DESAFIOS EM CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA NA UNESC

METODOLOGIA PRESENCIAL ON-LINE NA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA: POSSIBILIDADES E DESAFIOS EM CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA NA UNESC METODOLOGIA PRESENCIAL ON-LINE NA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA: POSSIBILIDADES E DESAFIOS EM CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA NA UNESC Criciúma SC Maio 2014 Graziela Fátima Giacomazzo gfg@unesc.net Elisa Netto Zanette

Leia mais

UNIDADE II Conhecendo o Ambiente Virtual de Aprendizagem

UNIDADE II Conhecendo o Ambiente Virtual de Aprendizagem UNIDADE II Conhecendo o Ambiente Virtual de Aprendizagem 2.1 Introdução Caro Pós-Graduando, Nesta unidade, abordaremos o Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) que será utilizado no curso: o Moodle. Serão

Leia mais