PT Learning Working Group

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PT Learning Working Group"

Transcrição

1 PT Learning Working Group Reunião n.º 8 Data: 21 de Março 2011 Local: CIEJD

2 Informar e comunicar a UE Iniciativas financiadas pela Comissão Europeia informar UE comunicar

3 Parceria de gestão Governo Português Comissão Europeia Planos de Comunicação

4 CIEJD Organismo Intermediário Gestão e monitorização dos Planos de Comunicação CÉLULA DE COORDENAÇÃO Orientação Estratégica composta por representantes: Ministério dos Negócios Estrangeiros Representação da Comissão Europeia em PT Gabinete do Parlamento Europeu em PT

5 Plano de Comunicação

6 Tratado de Lisboa e o Futuro da Europa Ciclo de conferências IEEI Eventos, exposição, peça de teatro e site No Mundo da Lua / N. Theias Concurso Produções Fictícias Publicação CHRIS/Tribuna da Memória Multimédia, Lda. Desenvolvimento de conteúdos Learn4U

7 Cidadania Europeia e Estratégia de Lisboa para o Crescimento e o Emprego Road-Show: Desenvolvimento de Exposição e concurso um sítio na internet ELR Innovagency Actividades Educativas Nósnalinha, Lda.

8 Energia e Alterações Climáticas Sessões de Informação e Debate + Aulas Jacques Delors DECO Publicação APEA Publicação GEOTA Conferências APEA

9 Diálogo Intercultural e o Papel da União Europeia no Mundo Ciclo de conferências IPRI Actividades Educativas Setepés Concurso interactivo itinerante Companhia de Ideias Desenvolvimento de conteúdos Mundo Gobius

10 Avaliação das 4 operações do Plano de Comunicação Avaliação Externa Independente A execução do Plano de Comunicação gerou conhecimento e «riqueza metodológica» consideráveis, sendo do maior interesse a sua sistematização e disseminação. In Relatório global da SOPROFOR

11 Plano de Comunicação

12 Energia e Alterações Climáticas Eventos para o público em geral APEA Actividades Educativas No Mundo da Lua / N. Theias Produtos Pedagógicos Mundo Gobius

13 Europa dos Resultados DOC Europa- Mostra de documentários APORDOC Publicação Setepés Ciclo de conferências IEEI Actividades Educativas Ludicom Produtos Pedagógicos Conquerer

14 Preparar o Futuro da UE Curso b-learning Ciclo de conferências para professores Companhia de Ideias Novabase Publicação CHRIS/Tribuna da Memória Multimédia, Lda. Produtos Pedagógicos ISQ e-learning LearnAbout Actividades Educativas Res Publica

15 Avaliação das 3 operações do Plano de Comunicação Avaliação Externa Independente A Operação teve sucesso nos seus objectivos de sensibilizar os cidadãos para as iniciativas concretas da UE, promovendo a sua participação, procurando responder às suas preocupações, mostrando não só os resultados e as soluções encontradas pela UE, mas também os problemas com que esta se confronta. In Relatório final da TRENMO Os resultados finais ponderados permitem sustentar um juízo de valor «Excelente» para a Operação 3 e o reconhecimento do seu valor enquanto Boa Prática. In Relatório final da SOPROFOR

16 Plano de Comunicação

17 Recuperação Económica e Coesão Social Curso b-learning para professores TecMinho Eventos para o público em geral: Jogo MyVillage Novabase Curso b-learning para professores AIP/CESAE/AEP

18 Afirmação da UE no Mundo Eventos para o público em geral: DOC Europa II APORDOC Curso b-learning para professores DeltaConsultores Actividades Educativas APGICO

19 Por uma Eco-Europa Actividades Educativas Mundo Gobius Curso b-learning para professores Novabase Actividades Educativas DECO Produtos Pedagógicos ISQ e-learning LearnAbout

20 Avaliação das 3 operações do Plano de Comunicação Avaliação Externa Independente Em todas as acções são gerados conteúdos interessantes e de grande qualidade. In Relatório final da ENVISION Criatividade, inovação e originalidade das actividades criadas In proposta de Relatório final da SOPROFOR

21 Saber mais

22 Cursos b-learning nos Planos de Comunicação Novabase AIP/CESAE/AEP TecMinho DeltaConsultores Novabase

23 Cursos b-learning nos Planos de Comunicação Caderno de Encargos - Requisitos Objectivo Geral Possibilitar ao pessoal docente a aprendizagem de conteúdos e práticas que valorizem a sua prática profissional. Promover uma atitude favorável às novas competências e à aprendizagem ao longo da vida através de uma oferta de conteúdos rigorosos, pertinentes e inovadores. Objectivo Específicos Realizar no mínimo 3/5 turmas de 20 formandos cada; Produzir recursos didácticos e interactivos, nomeadamente SCORM (Sharable Content Object Resource Model) - garantindo a posteriori a sua disponibilização em linha, mediante acesso livre e gratuito. Destinatários Professores dos Ensinos Básico, Secundário e Profissional Cobertura geográfica A nível nacional

24 Cursos b-learning nos Planos de Comunicação Caderno de Encargos Requisitos (cont.) Condições mínimas a respeitar A plataforma LMS (Learning Management Systems) a utilizar deverá: -ser software Open Source e cumprir no mínimo as normas de acessibilidade nível A; -proporcionar as funcionalidades essenciais à gestão de um ambiente de e-learning: gestão administrativa e pedagógica; -assegurar a comunicação síncrona e assíncrona, possibilitando o uso de tecnologias da web2.0 (online videos, RSS, live bookmarking, twitter, etc); - fomentar a criação de grupos de discussão (ex: Google groups) entre formandos e formadores.

25 Cursos b-learning nos Planos de Comunicação Caderno de Encargos Requisitos (cont.) Condições mínimas a respeitar A proposta deverá conter o Roteiro Pedagógico do Curso (descrição sucinta, objectivos de aprendizagem, estrutura do curso, estratégias de formação, duração, modalidades de avaliação, materiais de apoio ao formando, etc); O desenvolvimento de conteúdos deverá consistir na elaboração de um conjunto de objectos de aprendizagem (materiais, testes, exercícios, etc.) em língua portuguesa, que possam ser partilhados e reutilizados; Qualidade, criatividade, rigor e interactividade deverão ser algumas das características dos conteúdos propostos; Na proposta deverão ser exemplificados os recursos técnico-pedagógicos que estarão disponíveis para os formandos.

26 Cursos b-learning nos Planos de Comunicação Critérios de Avaliação I. Pertinência e interesse geral Qualidade, rigor e criatividade do Roteiro Pedagógico do Curso Qualidade e adequação do(s) formador(es) proposto(s) Qualidade, acessibilidade e usabilidade da ferramenta proposta II. Dimensão e mais-valia europeia A Dimensão Europeia é contemplada na proposta, designadamente ao nível da diversidade de conteúdos Cobertura geográfica, atingir o maior número de cidadãos de diferentes áreas geográficas)

27 Cursos b-learning nos Planos de Comunicação Critérios de Avaliação (cont.) III. Efeito multiplicador Impacto da acção, nomeadamente no que toca aos seus efeitos sobre o público-alvo Possibilidade de utilização dos conteúdos propostos noutros contextos IV. Desenvolvimento de cooperações diversas Parcerias nomeadamente no desenvolvimento de conteúdos Parcerias na divulgação da iniciativa, nomeadamente com os Organismos de Informação Europeia A atribuição do concurso é feita à oferta que apresente a melhor relação qualidade/preço, entre aquelas que reúnam as condições mínimas exigidas, mediante a análise comparativa efectuada através da grelha de avaliação

28 Cursos b-learning nos Planos de Comunicação Novabase Preparar o (9Jan a 13Mar 2010) Futuro da UE AIP/CESAE/AEP Recuperação (16 Jan a 18Mar 2011) Económica e Coesão Social TecMinho (7Out a 20Dez 2010) DeltaConsultores (4Set a 27Nov 2010) Novabase (6 Nov2010 a 28Jan 2011) Temática Recuperação Económica e Coesão Social Afirmação da UE no Mundo Por uma Eco-Europa Carga Horária Locais Nº Formandos/ Portal/Plataforma Lisboa, Taxa Conclusão A Europa da Cidadania, Total - 48h Coimbra, da Criatividade e da (12h presenciais Porto 111 > 64 / 58% Inovação + 36h on-line) Évora e RA / Blackboard Total - 30h (9h presenciais + 21h on-line) Total - 30h (6h presenciais +24h on-line) Total - 45h (9,5h presenciais + 35,5h on-line) Total - 55h (15h presenciais + 40h on-line) Porto(2), Viseu(2) e Lisboa Braga, Leiria, Lisboa, Porto e Évora Lisboa (2), Coimbra, Porto Évora Lisboa, Beja, Porto Coimbra e RA 135 > 100 / 74% 109 > 45 / 41% 102 > 42 / 41% 121 > 67 / 55% Mais Europa / Moodle Recuperação Económica e Coesão Social / Moodle Afirmar a UE no Mundo / Moodle Por uma Eco-Europa / Blackboard

29 Cursos b-learning nos Planos de Comunicação Ferramentas Web 2.0 Fóruns de discussão Wikis Chats Blogues Twitter YouTube

30 Cursos b-learning nos Planos de Comunicação Conteúdos pedagógicos Desenvolvimento de conteúdos multimédia de acordo com a norma SCORM 1.2 Estruturação por vários módulos Integração dos diferentes recursos didácticos de suporte no LMS Planos de sessão; Manuais; Tutoriais; Apresentações electrónicas; Referências bibliográficas e links úteis; Estudos e relatórios; Boas práticas; Vídeos; Testemunhos; Questionários de avaliação;

31 Cursos b-learning nos Planos de Comunicação Critérios de selecção dos Formadores Variáveis consoante a entidade promotora: Experiência na dinamização de acções em regime de b-learning; Facilidade na utilização de ferramentas Web 2.0; Entuasiasta de novas tecnologias aplicadas ao ensino; Conhecimento dos temas em causa; CAP; Facilidade de comunicação; Capacidade de trabalho em equipa; Bons conhecimentos da língua inglesa; Dinâmico/a e organizado/a; Disponibilidade para deslocação no país (por ex. possuir carta condução);

32 Cursos b-learning nos Planos de Comunicação Critérios de selecção dos Formandos Variáveis consoante a entidade promotora: Professores a exercer a docência no Ensino Básico, Secundário ou Profissional; Acesso a computador com Internet; Conhecimentos da língua Inglesa ao nível da compreensão oral e escrita; Entusiasta de novas tecnologias aplicadas ao Ensino e Educação; Sensibilidade para as temáticas em estudo; Pertença a um Clube Europeu; Ordem de recepção da inscrição;

33 Cursos b-learning nos Planos de Comunicação Avaliação dos formandos Variável consoante a entidade promotora (Exemplos) Novabase A Europa da Cidadania, da Criatividade e da Inovação (9Jan a 06Mar 2010) Projecto final (30%) Portfólio individual (15%) Participação nos fóruns de discussão (15%) Participação nas sessões síncronas (10%) Participação nas sessões presenciais (10%) Questionários de avaliação da aprendizagem e das actividades formativas (10%) Interacção com o dispositivo (10%) AIP/CESAE/AEP Mais Europa (16 Jan a 18Mar 2011) Participação global (10%) Sessões presenciais (15%) Sessões on-line (participação em chats/fóruns e síncronas) (10%) Testes de avaliação (10%) Actividades colaborativas (30%) Actividade colaborativa (artigo/trabalho final) (25%)

34 Cursos b-learning nos Planos de Comunicação Constrangimentos Variáveis consoante a entidade promotora: Não acreditação atempada dos cursos pelo CCPFC; Problemas no acesso à Internet; Duração mais adequada dos cursos; Necessidade de mais horas presenciais; Elevado n.º de artigos e vídeos em EN;

35 Cursos b-learning nos Planos de Comunicação Factores críticos de sucesso Temáticas da formação / Tipo de Público; Competências Formadores: Conteúdos/TIC/Linguísticas/Coordenação; Exploração de diversas ferramentas da Web 2.0; Conteúdos pedagógicos disponibilizados e partilha de materiais; Metodologia utilizada; Troca de ideias/experiências/conhecimentos com colegas de profissão (trabalho em rede); Eficácia do Helpdesk; Flexibilidade para gerir os próprios horários; As sessões presenciais;

36 PT Learning Working Group Obrigada pela V. atenção!

Website disponível em: Nome de Utilizador: aluno@aluno.pt. Palavra-chave: *aluno*

Website disponível em: Nome de Utilizador: aluno@aluno.pt. Palavra-chave: *aluno* Website disponível em: http://formar.tecminho.uminho.pt/moodle/course/view.php?id=69 Nome de Utilizador: aluno@aluno.pt Palavra-chave: *aluno* Associação Universidade Empresa para o Desenvolvimento Web

Leia mais

CURSO DE FORMAÇÃO DE E-TUTOR e-learning. Público-Alvo

CURSO DE FORMAÇÃO DE E-TUTOR e-learning. Público-Alvo CURSO DE FORMAÇÃO DE E-TUTOR e-learning Público-Alvo Profissionais que pretendam adquirir competências de base para monitorizar formação na modalidade e-learning ou b-learning que sejam possuidores do

Leia mais

O Recurso a Meios Digitais no Contexto do Ensino Superior. Um Estudo de Uso da Plataforma.

O Recurso a Meios Digitais no Contexto do Ensino Superior. Um Estudo de Uso da Plataforma. O Recurso a Meios Digitais no Contexto do Ensino Superior. Um Estudo de Uso da Plataforma. Universidade de Aveiro Mestrado em Gestão da Informação Christelle Soigné Palavras-chave Ensino superior. e-learning.

Leia mais

GRELHA PARA A CARACTERIZAÇÃO DE RTP. AEBJC Associação para o Ensino Bento de Jesus Caraça

GRELHA PARA A CARACTERIZAÇÃO DE RTP. AEBJC Associação para o Ensino Bento de Jesus Caraça GRELHA PARA A CARACTERIZAÇÃO DE RTP Entidade interlocutora: Identificação do Projecto AEBJC Associação para o Ensino Bento de Jesus Caraça Nº do projecto: 2001/EQUAL/A2/AD/139 Designação do projecto: Área

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DA MOITA PLANO DE AÇÃO PARA AS TIC

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DA MOITA PLANO DE AÇÃO PARA AS TIC AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DA MOITA PLANO DE AÇÃO PARA AS TIC Equipa PTE "A exclusão digital não é ficar sem computador ou telefone celular. É continuarmos incapazes de pensar, de criar e de organizar novas

Leia mais

Relatório Final de Avaliação. Acção n.º 8A/2010. Quadros Interactivos Multimédia no Ensino/ Aprendizagem das Línguas Estrangeiras Francês/Inglês

Relatório Final de Avaliação. Acção n.º 8A/2010. Quadros Interactivos Multimédia no Ensino/ Aprendizagem das Línguas Estrangeiras Francês/Inglês Centro de Formação de Escolas dos Concelhos de Benavente, Coruche e Salvaterra de Magos Relatório Final de Avaliação Acção n.º 8A/2010 Quadros Interactivos Multimédia no Ensino/ Aprendizagem das Línguas

Leia mais

MÓDULO II UTILIZAÇÃO DE SISTEMAS DE GESTÃO DA FORMAÇÃO ONLINE

MÓDULO II UTILIZAÇÃO DE SISTEMAS DE GESTÃO DA FORMAÇÃO ONLINE MÓDULO II UTILIZAÇÃO DE SISTEMAS DE GESTÃO DA FORMAÇÃO ONLINE Objectivos gerais do módulo No final do módulo, deverá estar apto a: Identificar um Sistema de Gestão da Formação Online; Analisar as diversas

Leia mais

ACÇÃO DE FORMAÇÃO EDUCAÇÃO PARA O EMPREENDEDORISMO NA ESCOLA

ACÇÃO DE FORMAÇÃO EDUCAÇÃO PARA O EMPREENDEDORISMO NA ESCOLA ACÇÃO DE FORMAÇÃO EDUCAÇÃO PARA O EMPREENDEDORISMO NA ESCOLA Extracto do PARECER TÉCNICO emitido pelo Especialista da Formação PREÂMBULO O presente Parecer tem como objectivo a análise do Projecto de Investigação

Leia mais

Relatório Final de Avaliação. Acção n.º 8B/2010. Quadros Interactivos Multimédia no Ensino/ Aprendizagem das Línguas Estrangeiras Francês/Inglês

Relatório Final de Avaliação. Acção n.º 8B/2010. Quadros Interactivos Multimédia no Ensino/ Aprendizagem das Línguas Estrangeiras Francês/Inglês Centro de Formação de Escolas dos Concelhos de Benavente, Coruche e Salvaterra de Magos Relatório Final de Avaliação Acção n.º 8B/2010 Quadros Interactivos Multimédia no Ensino/ Aprendizagem das Línguas

Leia mais

O contexto na Administração Pública

O contexto na Administração Pública 1.º Workshop ENIDH/MÚTUA DOS PESCADORES e-aprendizagem ou aprendizagem tecnologicamente assistida? Teresa Salis Gomes Directora da Unidade de Inovação Pedagógica O contexto na Administração Pública Aumento

Leia mais

Do ensino modular ao ensino por elearning uma evolução natural para o Ensino Profissional

Do ensino modular ao ensino por elearning uma evolução natural para o Ensino Profissional Título Do ensino modular ao ensino por elearning uma evolução natural para o Ensino Profissional Autora Ana Paula Salvo Paiva (Doutorada em Ciências da Educação pela Universidade Católica Portuguesa) apaula.sintra.paiva@gmail.com

Leia mais

Estratégia de intervenção do QIMRAM no desenvolvimento de competências nos docentes da RAM

Estratégia de intervenção do QIMRAM no desenvolvimento de competências nos docentes da RAM Estratégia de intervenção do QIMRAM no desenvolvimento de competências nos docentes da RAM 1- Estabelecimentos de ensino integrados no projecto em anos lectivos transactos Os docentes colocados em estabelecimentos

Leia mais

PLANO TIC ano lectivo 2006/2007

PLANO TIC ano lectivo 2006/2007 PLANO TIC ano lectivo 2006/2007 O Coordenador TIC João Teiga Peixe Índice Índice...2 1. Introdução... 3 2. Objectivos... 3 3. Sectores Afectos... 4 1. Salas de Aulas... 4 2. Administrativo... 4 3. Outras

Leia mais

Curso Piloto O Atendimento nas Lojas do Cidadão

Curso Piloto O Atendimento nas Lojas do Cidadão Curso Piloto O Atendimento nas Lojas do Cidadão Objectivos da Iniciativa Nova Aprendizagem Equacionar novas formas de participação, de realização e de desenvolvimento de competências dos funcionários das

Leia mais

Projeto INQUIRE - Formação em Biodiversidade e Sustentabilidade OBJETIVOS

Projeto INQUIRE - Formação em Biodiversidade e Sustentabilidade OBJETIVOS Projeto INQUIRE - Formação em Biodiversidade e Sustentabilidade OBJETIVOS Projeto INQUIRE: Formação em biodiversidade e sustentabilidade Objectivos do projeto Inquire O programa pan-europeu INQUIRE é uma

Leia mais

Projecto de Empreendedorismo nas Escolas. ano lectivo 2011/2012

Projecto de Empreendedorismo nas Escolas. ano lectivo 2011/2012 Projecto de Empreendedorismo nas Escolas ano lectivo 2011/2012 As Fases do Projecto ANO LECTIVO 2011/2012 Fase a fase Formação de Professores Disseminação do projecto Ateliers de Criatividade 4 acções

Leia mais

Relatório Final da Acção de Formação Sustentabilidade na Terra e Energia na Didáctica das Ciências (1 de Julho a 13 de Setembro de 2008)

Relatório Final da Acção de Formação Sustentabilidade na Terra e Energia na Didáctica das Ciências (1 de Julho a 13 de Setembro de 2008) Relatório Final da Acção de Formação Sustentabilidade na Terra e Energia na Didáctica das Ciências (1 de Julho a 13 de Setembro de 2008) Centro de Formação Centro de Formação da Batalha Formando Selma

Leia mais

MÓDULO III HELP DESK PARA FORMAÇÃO ONLINE

MÓDULO III HELP DESK PARA FORMAÇÃO ONLINE MÓDULO III HELP DESK PARA FORMAÇÃO ONLINE Objectivos gerais do módulo No final do módulo, deverá estar apto a: Definir o conceito de Help Desk; Identificar os diferentes tipos de Help Desk; Diagnosticar

Leia mais

Educação e Sensibilização Ambiental

Educação e Sensibilização Ambiental Educação e Sensibilização Ambiental Plano de Actividades LIPOR 2006/2007 Gabinete de Informação Lipor Objectivos Incentivar a participação nas actividades e projectos desenvolvidos pela LIPOR; Proporcionar

Leia mais

RELATÓRIO INTERCALAR DA CONVENÇÃO DE DISPONIBILIZAÇÃO DE FUNDOS. Referência: GCI-PG-B-PT-COMM-Nº12

RELATÓRIO INTERCALAR DA CONVENÇÃO DE DISPONIBILIZAÇÃO DE FUNDOS. Referência: GCI-PG-B-PT-COMM-Nº12 RELATÓRIO INTERCALAR DA CONVENÇÃO DE DISPONIBILIZAÇÃO DE FUNDOS Referência: GCI-PG-B-PT-COMM-Nº12 em aplicação da convenção de delegação GCI-PG-A-PT-COMM-Nº1 Página 1 de 12 Índice 1. Introdução... 3 2.

Leia mais

CONSELHO CIENTÍFICO PEDAGÓGICO DA FORMAÇÃO CONTÍNUA APRESENTAÇÃO DE ACÇÃO DE FORMAÇÃO NAS MODALIDADES DE CURSO, MÓDULO E SEMINÁRIO

CONSELHO CIENTÍFICO PEDAGÓGICO DA FORMAÇÃO CONTÍNUA APRESENTAÇÃO DE ACÇÃO DE FORMAÇÃO NAS MODALIDADES DE CURSO, MÓDULO E SEMINÁRIO CONSELHO CIENTÍFICO PEDAGÓGICO DA FORMAÇÃO CONTÍNUA APRESENTAÇÃO DE ACÇÃO DE FORMAÇÃO NAS MODALIDADES DE CURSO, MÓDULO E SEMINÁRIO An 2-A Formulário de preenchimento obrigatório, a anexar à ficha modelo

Leia mais

Aprender com a experiência Literacia de Informação 2.0 na Rede de Bibliotecas Municipais de Oeiras

Aprender com a experiência Literacia de Informação 2.0 na Rede de Bibliotecas Municipais de Oeiras Aprender com a experiência Literacia de Informação 2.0 na Rede de Bibliotecas Municipais de Oeiras por Maria José Amândio Seminário Bibliotecas Públicas P e de Utilizadores Biblioteca Municipal Orlando

Leia mais

Estratégia Nacional de Educação para o Desenvolvimento. (2010-2015) ENED Plano de Acção

Estratégia Nacional de Educação para o Desenvolvimento. (2010-2015) ENED Plano de Acção Estratégia Nacional de Educação para o Desenvolvimento (2010-2015) ENED Plano de Acção Estratégia Nacional de Educação para o Desenvolvimento (2010-2015) ENED Plano de Acção 02 Estratégia Nacional de

Leia mais

Caracterização. Curso de formação de Línguas Estrangeiras para Fins Específicos. (Francês / Inglês / Alemão / Espanhol / Português p/ Estrangeiros)

Caracterização. Curso de formação de Línguas Estrangeiras para Fins Específicos. (Francês / Inglês / Alemão / Espanhol / Português p/ Estrangeiros) CLEA Curso de Línguas Estrangeiras Aplicadas Pedro Reis _ Janeiro 2005 Caracterização Curso de formação de Línguas Estrangeiras para Fins Específicos (Francês / Inglês / Alemão / Espanhol / Português p/

Leia mais

Enquadramento institucional Programas

Enquadramento institucional Programas O e-learning na Universidade de Aveiro (1998-2005) Evento de ensino virtual e e-learning UFP@Porto 28 Jan 2005 Helder Caixinha caixinha@cemed.ua.pt UOe-L Unidade Operacional de e-learning Universidade

Leia mais

Centro de Informação Europeia Jacques Delors. Oferta formativa

Centro de Informação Europeia Jacques Delors. Oferta formativa Oferta formativa 2009/2010 Centro de Informação Europeia Jacques Delors DGAE / Ministério dos Negócios Estrangeiros Curso de Formação «A Cidadania Europeia e a Dimensão Europeia na Educação» Formação acreditada,

Leia mais

elearning na Universidade de Aveiro: presente e futuro Fernando Ramos Universidade de Aveiro

elearning na Universidade de Aveiro: presente e futuro Fernando Ramos Universidade de Aveiro elearning na Universidade de Aveiro: presente e futuro Fernando Ramos Universidade de Aveiro conteúdo Projecto e-u Campus Virtual na Universidade de Aveiro elearning na UA: ponto de situação e principais

Leia mais

1. DESIGNAÇÃO DA ACÇÃO DE FORMAÇÃO Oficina de Formação de Professores em Empreendedorismo

1. DESIGNAÇÃO DA ACÇÃO DE FORMAÇÃO Oficina de Formação de Professores em Empreendedorismo 1. DESIGNAÇÃO DA ACÇÃO DE FORMAÇÃO Oficina de Formação de Professores em Empreendedorismo 2. RAZÕES JUSTIFICATIVAS DA ACÇÃO: PROBLEMA/NECESSIDADE DE FORMAÇÃO IDENTIFICADO Esta formação de professores visa

Leia mais

elearning Formare - Sistema de Gestão da Aprendizagem BEYOND INNOVATION

elearning Formare - Sistema de Gestão da Aprendizagem BEYOND INNOVATION elearning Formare - Sistema de Gestão da Aprendizagem BEYOND INNOVATION CERTIFICAÇÃO A aplicação foi construída e dividida em três grandes camadas de código, separando a camada de apresentação (écrans

Leia mais

Programa de Apoio à Qualidade nas Escolas (PAQUE)

Programa de Apoio à Qualidade nas Escolas (PAQUE) Programa de Apoio à Qualidade nas Escolas (PAQUE) 1. Título alusivo à iniciativa Programa de Apoio à Qualidade nas Escolas (PAQUE). 2. Entidades parceiras Identificação das organizações (Organismo público,

Leia mais

CONCURSO ESCOLAS DA NOVA GERAÇÃO REGULAMENTO

CONCURSO ESCOLAS DA NOVA GERAÇÃO REGULAMENTO CONCURSO ESCOLAS DA NOVA GERAÇÃO REGULAMENTO Enquadramento geral Um dos principais desafios que se colocam à sociedade portuguesa é o do desenvolvimento de uma Sociedade de Informação, voltada para o uso

Leia mais

PROGRAMAÇÃO METODOLÓGICA DO DO CURSO

PROGRAMAÇÃO METODOLÓGICA DO DO CURSO PROGRAMAÇÃO METODOLÓGICA DO DO CURSO DESIGNAÇÃO DO CURSO E-Tutor: especialização pedagógica em e-learning DURAÇÃO DO CURSO 60 HORAS LOCAL E DATAS DE REALIZAÇÃO DA AÇÃO DE FORMAÇÃO 1. VIRTUAL LEARNING CENTER

Leia mais

Formação Pedagógica Inicial de Formadores

Formação Pedagógica Inicial de Formadores Formação Pedagógica Inicial de Formadores MÓDULOS CARGA HORÁRIA Acolhimento 1 O formador face aos sistemas e contextos de formação 8 Factores e processos de aprendizagem 6 Comunicação e Animação de Grupos

Leia mais

Gestão de Resíduos e Empreendedorismo nas Escolas. - Ano Lectivo 2010/2011 -

Gestão de Resíduos e Empreendedorismo nas Escolas. - Ano Lectivo 2010/2011 - Gestão de Resíduos e Empreendedorismo nas Escolas - Ano Lectivo 2010/2011 - Empreendedorismo como ensiná-lo aos nossos jovens? Contudo, e mesmo sendo possível fazê-lo, o espírito empresarial não é normalmente

Leia mais

WORKSHOPS. CONTEÚDOS E PÚBLICO-ALVO.

WORKSHOPS. CONTEÚDOS E PÚBLICO-ALVO. WORKSHOPS. CONTEÚDOS E PÚBLICO-ALVO. Workshop 1 Web 2.0 na educação (dinamizado por Fernando Delgado EB23 D. Afonso III) Os serviços da Web 2.0 têm um enorme potencial para a educação, pois possibilitam

Leia mais

A plataforma. Sistemas de Gestão de Aprendizagem. Carlos Nunes csmnunes@gmail.com

A plataforma. Sistemas de Gestão de Aprendizagem. Carlos Nunes csmnunes@gmail.com A plataforma Sistemas de Gestão de Aprendizagem Carlos Nunes csmnunes@gmail.com O que é o Moodle? É um Sistema de Gestão de Aprendizagem (LMS) e de trabalho colaborativo, acessível através da Internet

Leia mais

CONCURSO INOVAÇÃO HOTSPOT DESIGN. Desenvolvimento Novo Aquecedor de Esplanada a Gás

CONCURSO INOVAÇÃO HOTSPOT DESIGN. Desenvolvimento Novo Aquecedor de Esplanada a Gás CONCURSO INOVAÇÃO HOTSPOT DESIGN Desenvolvimento Novo Aquecedor de Esplanada a Gás Outubro 2009 CONDIÇÕES GERAIS DO CONCURSO ASPECTOS GENÉRICOS DO CONCURSO Objectivo: Desenvolvimento de um novo aquecedor

Leia mais

DEPARTAMENTO DE FORMAÇÃO E CERTIFICAÇÃO DE PROFISSIONAIS CAPACIDADE PROFISSIONAL PARA A ACTIVIDADE DE TRANSPORTES RODOVIÁRIOS DE MERCADORIAS

DEPARTAMENTO DE FORMAÇÃO E CERTIFICAÇÃO DE PROFISSIONAIS CAPACIDADE PROFISSIONAL PARA A ACTIVIDADE DE TRANSPORTES RODOVIÁRIOS DE MERCADORIAS DEPARTAMENTO DE FORMAÇÃO E CERTIFICAÇÃO DE PROFISSIONAIS CAPACIDADE PROFISSIONAL PARA A ACTIVIDADE DE TRANSPORTES RODOVIÁRIOS DE MERCADORIAS MANUAL DE INSTRUÇÕES PARA AS ENTIDADES FORMADORAS ÍNDICE OBJECTIVOS

Leia mais

Acção de Formação Contabilidade de Gestão - Primavera v8

Acção de Formação Contabilidade de Gestão - Primavera v8 Acção de Formação Contabilidade de Gestão - Primavera v8 MoreData, Sistemas de Informação Campo Grande 28, 10º E 1700-093 Lisboa 213520171 info@moredata.pt Índice de Conteúdos Introdução...3 Sobre o Curso...4

Leia mais

Regulamento de Funcionamento das Acções de Formação

Regulamento de Funcionamento das Acções de Formação Regulamento de Funcionamento das Acções de Formação A Ciência Viva tem como missão a difusão da Cultura Científica e Tecnológica apoiando acções dirigidas à promoção da Educação Científica e Tecnológica

Leia mais

CURSO: CONCEITOS DE FORMAÇÃO PRESENCIAL, ONLINE E MISTA

CURSO: CONCEITOS DE FORMAÇÃO PRESENCIAL, ONLINE E MISTA CURSO: CONCEITOS DE FORMAÇÃO PRESENCIAL, ONLINE E MISTA RESUMO Com este curso pretende-se a familiarização dos formandos com os principais conceitos que envolvem os processos formativos presenciais, online

Leia mais

Cidadãos do Amanhã Empreendedorismo Jovem. Seminário EUROACE «Cooperação e desenvolvimento rural. Experiências e perspectivas para 2014-2020»

Cidadãos do Amanhã Empreendedorismo Jovem. Seminário EUROACE «Cooperação e desenvolvimento rural. Experiências e perspectivas para 2014-2020» Seminário EUROACE «Cooperação e desenvolvimento rural. Experiências e perspectivas para 2014-2020» 29.Abril.2014 Idanha-a-Nova DUECEIRA GAL/ELOZ. Entre serra da LOusã e Zêzere Histórico > projecto cooperação

Leia mais

Avaliação do Projecto Curricular

Avaliação do Projecto Curricular Documento de Reflexão Avaliação do Projecto Curricular 2º Trimestre Ano Lectivo 2006/2007 Actividade Docente desenvolvida Actividade não lectiva Com base na proposta pedagógica apresentada no Projecto

Leia mais

CENTRO DE INFORMAÇÃO EUROPE DIRECT DE SANTARÉM

CENTRO DE INFORMAÇÃO EUROPE DIRECT DE SANTARÉM CENTRO DE INFORMAÇÃO EUROPE DIRECT DE SANTARÉM Assembleia de Parceiros 17 de Janeiro 2014 Prioridades de Comunicação 2014 Eleições para o Parlamento Europeu 2014 Recuperação económica e financeira - Estratégia

Leia mais

As Potencialidades Pedagógicas do E/B-Learning. Mafalda Isaac & Hugo Leitão

As Potencialidades Pedagógicas do E/B-Learning. Mafalda Isaac & Hugo Leitão As Potencialidades Pedagógicas do E/B-Learning Mafalda Isaac & Hugo Leitão SUMÁRIO 1. WEB S 2. MODELOS PEDAGÓGICOS 3. EXPLORAÇÃO DA PLATAFORMA VIRTUAL LEARNING CENTER (VLC) 2 FORMAÇÃO A DISTÂNCIA B-LEARNING

Leia mais

O Futuro da Política Europeia de Coesão. Inovação, Coesão e Competitividade

O Futuro da Política Europeia de Coesão. Inovação, Coesão e Competitividade O Futuro da Política Europeia de Coesão Inovação, Coesão e Competitividade 20 de Abril de 2009 António Bob Santos Gabinete do Coordenador Nacional da Estratégia de Lisboa e do Plano Tecnológico Desafios

Leia mais

GABINETE DA MINISTRA DESPACHO

GABINETE DA MINISTRA DESPACHO DESPACHO A concretização do sistema de avaliação do desempenho estabelecido no Estatuto da Carreira dos Educadores de Infância e dos Professores dos Ensinos Básico e Secundário (ECD), recentemente regulamentado,

Leia mais

REFERENCIAL DO CURSO DE COORDENAÇÃO

REFERENCIAL DO CURSO DE COORDENAÇÃO REFERENCIAL DO CURSO DE COORDENAÇÃO DE Área de Formação 862 Segurança e Higiene no Trabalho Formação Profissional Contínua/de Especialização ÍNDICE 1- ENQUADRAMENTO... 3 2- OBJECTIVO GERAL... 4 3- OBJECTIVOS

Leia mais

ESCOLAS EMPREENDEDORAS DA CIM VISEU DÃO LAFÕES

ESCOLAS EMPREENDEDORAS DA CIM VISEU DÃO LAFÕES ESCOLAS EMPREENDEDORAS DA 2013/2014 Tondela, 23 de Outubro de 2013 Objetivos do projeto Criar uma cultura empreendedora; Promover o espírito de iniciativa, de cooperação e criatividade; Partilhar experiências

Leia mais

Acção de Formação Contabilidade Geral - Primavera v8

Acção de Formação Contabilidade Geral - Primavera v8 Acção de Formação Contabilidade Geral - Primavera v8 MoreData, Sistemas de Informação Campo Grande 28, 10º E 1700-093 Lisboa 213520171 info@moredata.pt Índice de Conteúdos Introdução...3 Sobre o Curso...4

Leia mais

ANÁLISE SWOT DO ENSINO SUPERIOR PORTUGUÊS

ANÁLISE SWOT DO ENSINO SUPERIOR PORTUGUÊS ENCONTRO DA COMISSÃO SECTORIAL PARA A EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO CS/11 ANÁLISE SWOT DO ENSINO SUPERIOR PORTUGUÊS OPORTUNIDADES, DESAFIOS E ESTRATÉGIAS DE QUALIDADE APRESENTAÇÃO DO TRABALHO GT2 - Ensino Superior

Leia mais

Missão: Melhorar a qualidade de vida dos munícipes e promover a modernização administrativa com vista à aproximação dos serviços aos cidadãos.

Missão: Melhorar a qualidade de vida dos munícipes e promover a modernização administrativa com vista à aproximação dos serviços aos cidadãos. OBJECTIVOS DAS UNIDADES ORGÂNICAS - 2011 MUNICÍPIO DA MARINHA GRANDE UNIDADE ORGÂNICA: Divisão de Cooperação, Comunicação e Modernização Missão: Melhorar a qualidade de vida dos munícipes e promover a

Leia mais

1. Objectivos do Observatório da Inclusão Financeira

1. Objectivos do Observatório da Inclusão Financeira Inclusão Financeira Inclusão Financeira Ao longo da última década, Angola tem dado importantes passos na construção dos pilares que hoje sustentam o caminho do desenvolvimento económico, melhoria das

Leia mais

Acção de Formação Logística (Vendas) - Primavera v8

Acção de Formação Logística (Vendas) - Primavera v8 Acção de Formação Logística (Vendas) - Primavera v8 MoreData, Sistemas de Informação Campo Grande 28, 10º E 1700-093 Lisboa 213520171 info@moredata.pt Índice de Conteúdos Introdução...3 Sobre o Curso...4

Leia mais

Iniciativa Move-te, faz Acontecer

Iniciativa Move-te, faz Acontecer Iniciativa Move-te, faz Acontecer Entidades Promotoras: Associação CAIS (Projecto Futebol de Rua): Fundada em 1994, a Associação CAIS tem como Missão contribuir para o melhoramento global das condições

Leia mais

PLANO TIC. O Coordenador TIC Egídia Fernandes Ferraz Gameiro [1] 2 0 0 9-2 0 1 0

PLANO TIC. O Coordenador TIC Egídia Fernandes Ferraz Gameiro [1] 2 0 0 9-2 0 1 0 PLANO TIC 2 0 0 9-2 0 1 0 O Coordenador TIC Egídia Fernandes Ferraz Gameiro [1] EB1/PE Santa Cruz http://escolas.madeira-edu.pt/eb1pescruz eb1pescruz@madeira-edu.pt IDENTIFICAÇÃO DO COORDENADOR TIC Egídia

Leia mais

Uma Questão de Atitude...

Uma Questão de Atitude... Uma Questão de Atitude... Catálogo de Formação 2014 1 Introdução 3 Soluções de Formação 3 Áreas de Formação 4 Desenvolvimento Pessoal 5 Comercial 12 Secretariado e Trabalho Administrativo 15 Indústrias

Leia mais

INOVAÇÃO E SOLUÇÃO INTEGRADA

INOVAÇÃO E SOLUÇÃO INTEGRADA INOVAÇÃO E SOLUÇÃO INTEGRADA A Formação no ISQ A actividade de Formação do ISQ tem sido uma forte aposta enquanto factor determinante para o desenvolvimento e melhoria de desempenho dos sectores tecnológicos

Leia mais

Plano tecnológico? Ou nem tanto?

Plano tecnológico? Ou nem tanto? Plano tecnológico? Ou nem tanto? WEB: ÉDEN?APOCALIPSE? OU NEM TANTO? Plano Tecnológico Mas, Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados, além deste Contrato, o Novo Contrato para a Confiança, o nosso

Leia mais

Apresentação do MOODLE. Educação do século XXI

Apresentação do MOODLE. Educação do século XXI Apresentação do MOODLE Educação do século XXI Software social e e-learning Talvez seja o momento de fazer algo nas suas disciplinas! O que pretende do seu sistema de aprendizagem on-line? Fácil criação

Leia mais

Nesta parte é-lhe pedida alguma informação sobre si próprio(a) e sobre a sua experiência com computadores, no caso de existir.

Nesta parte é-lhe pedida alguma informação sobre si próprio(a) e sobre a sua experiência com computadores, no caso de existir. dit form - [Ambientes de Aprendizagem com tecnologias educativas - CLOUD COMPUTING] - Google Docs ttps://docs.google.com/spreadsheet/gform?key=0amxvqo2etuq1ddjzahdacgh1wtm2twlxdlfjzxjrlxc&gridid=0#edit

Leia mais

Competências de Gestão para Dirigentes e Técnicos de Associações Empresariais

Competências de Gestão para Dirigentes e Técnicos de Associações Empresariais Competências de Gestão para Dirigentes e Técnicos de Associações Empresariais Curso de Formação 2011 Índice PROPOSTA FORMATIVA... 3 Introdução... 3 Objectivo geral... 3 Estrutura... 3 Metodologias... 3

Leia mais

Introdução ao e-learning

Introdução ao e-learning Introdução ao e-learning Francisco Restivo FEUP/IDIT fjr@fe.up.pt Guião Ser um e-aprendente competente Trabalho de casa: pensar num curso Ser um desenhador de cursos competente Trabalho de casa: desenhar

Leia mais

DESIGN DE E-CONTEÚDOS PARA E-LEARNING

DESIGN DE E-CONTEÚDOS PARA E-LEARNING DESIGN DE E-CONTEÚDOS PARA E-LEARNING Ana Augusta Saraiva de Menezes da Silva Dias José Manuel Carona Carvalho TecMinho - Associação Universidade Empresa para o Desenvolvimento Universidade do Minho (Portugal)

Leia mais

CONSELHO CIENTÍFICO-PEDAGÓGICO DA FORMAÇÃO CONTÍNUA

CONSELHO CIENTÍFICO-PEDAGÓGICO DA FORMAÇÃO CONTÍNUA CONSELHO CIENTÍFICO-PEDAGÓGICO DA FORMAÇÃO CONTÍNUA APRESENTAÇÃO DE ACÇÃO DE FORMAÇÃO NAS MODALIDADES DE ESTÁGIO, PROJECTO, OFICINA DE FORMAÇÃO E CÍRCULO DE ESTUDOS Formulário de preenchimento obrigatório,

Leia mais

SISTEMA DE APOIOS À MODERNIZAÇÃO ADMINISTRATIVA (SAMA)

SISTEMA DE APOIOS À MODERNIZAÇÃO ADMINISTRATIVA (SAMA) AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS N.º 1 / SAMA/ 2009 SISTEMA DE APOIOS À MODERNIZAÇÃO ADMINISTRATIVA (SAMA) PROJECTOS-PILOTO SUSTENTADOS EM REDES DE NOVA GERAÇÃO OPERAÇÕES INDIVIDUAIS E OPERAÇÕES

Leia mais

Abordagem Formativa Web-Based. Success does not happen by accident. It happens by Design.

Abordagem Formativa Web-Based. Success does not happen by accident. It happens by Design. Abordagem Formativa Web-Based Success does not happen by accident. It happens by Design. Objectivo, Processo, Resultado Objectivo desta Apresentação Introduzir as características e benefícios chave de

Leia mais

Regulamento de frequência da UFP-UV na modalidade pedagógica de ensino à distância (ED) Artigo 1º (Condições de candidatura)

Regulamento de frequência da UFP-UV na modalidade pedagógica de ensino à distância (ED) Artigo 1º (Condições de candidatura) Artigo 1º (Condições de candidatura) 1. As condições de candidatura ao acesso e ao ingresso num curso leccionado na UFP-UV, são iguais às que se aplicam aos candidatos a um curso frequentado na modalidade

Leia mais

FICHA TÉCNICA DO CURSO ADOBE MUSE: CRIE E PUBLIQUE O SEU SITE EDIÇÃO Nº 01/2012

FICHA TÉCNICA DO CURSO ADOBE MUSE: CRIE E PUBLIQUE O SEU SITE EDIÇÃO Nº 01/2012 FICHA TÉCNICA DO CURSO ADOBE MUSE: CRIE E PUBLIQUE O SEU SITE EDIÇÃO Nº 01/2012 1. DESIGNAÇÃO DO CURSO Adobe Muse: crie e publique o seu site 2. COMPETÊNCIAS A DESENVOLVER Acesso a novas oportunidades:

Leia mais

Kit de Auto-Diagnóstico de Necessidades, Auto-Formação e Auto-Avaliação da Formação em Gestão

Kit de Auto-Diagnóstico de Necessidades, Auto-Formação e Auto-Avaliação da Formação em Gestão CARACTERIZAÇÃO DO PRODUTO Kit de Auto-Diagnóstico de Necessidades, Auto-Formação e Auto-Avaliação da Formação em Gestão Produção apoiada pelo Programa Operacional de Emprego, Formação e Desenvolvimento

Leia mais

CRIE > Iniciativa Escolas, Professores e Computadores Portáteis

CRIE > Iniciativa Escolas, Professores e Computadores Portáteis CRIE > Iniciativa Escolas, Professores e Computadores Portáteis Resumo do projecto Com a candidatura a este projecto, e envolvendo todos os departamentos, alunos e encarregados de educação, a nossa escola

Leia mais

UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA

UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA FACULDADE DE PSICOLOGIA E DE EDUCAÇÃO MESTRADO EM CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO ESPECIALIZAÇÃO EM INFORMÁTICA EDUCACIONAL Internet e Educação Ensaio: A Web 2.0 como ferramenta pedagógica

Leia mais

Nota Introdutória. Objetivos da Biblioteca Escolar (de acordo com o MANIFESTO IFLA/UNESCO PARA BIBLIOTECA ESCOLAR)

Nota Introdutória. Objetivos da Biblioteca Escolar (de acordo com o MANIFESTO IFLA/UNESCO PARA BIBLIOTECA ESCOLAR) Nota Introdutória Objetivos da Biblioteca Escolar (de acordo com o MANIFESTO IFLA/UNESCO PARA BIBLIOTECA ESCOLAR) Apoiar e promover os objetivos educativos definidos de acordo com as finalidades e currículo

Leia mais

Instrumentos de Avaliação

Instrumentos de Avaliação Instrumentos de Avaliação 7 Questionário de expectativas Atendendo à integração do Curso "Formação de eformadores" no Projecto etrainers, que tem como objectivo a testagem de metodologias e ambientes inovadores

Leia mais

APRESENTAÇÃO DE ACÇÃO DE FORMAÇÃO NAS MODALIDADES DE CURSO, MÓDULO E SEMINÁRIO. Formulário de preenchimento obrigatório, a anexar à ficha modelo ACC 2

APRESENTAÇÃO DE ACÇÃO DE FORMAÇÃO NAS MODALIDADES DE CURSO, MÓDULO E SEMINÁRIO. Formulário de preenchimento obrigatório, a anexar à ficha modelo ACC 2 CONSELHO CIENTÍFICO PEDAGÓGICO DA FORMAÇÃO CONTÍNUA APRESENTAÇÃO DE ACÇÃO DE FORMAÇÃO NAS MODALIDADES DE CURSO, MÓDULO E SEMINÁRIO Formulário de preenchimento obrigatório, a anexar à ficha modelo ACC 2

Leia mais

Colaborações em ambientes online predispõem a criação de comunidades de

Colaborações em ambientes online predispõem a criação de comunidades de Ficha de Leitura Tipo de documento: Artigo Título: Colaboração em Ambientes Online na Resolução de Tarefas de Aprendizagem Autor: Miranda Luísa, Morais Carlos, Dias Paulo Assunto/Sinopse/Resenha: Neste

Leia mais

REGULAMENTO DO CENTRO DE ATIVIDADES E RECURSOS CAR

REGULAMENTO DO CENTRO DE ATIVIDADES E RECURSOS CAR REGULAMENTO DO CENTRO DE ATIVIDADES E RECURSOS CAR INDÍCE A) Noção... 2 B) Objetivos... 2 C) Destinatários... 2 D) Serviços do Centro de Atividades e Recursos (C.A.R.)... 2 E) Atividades... 3 F) Condições

Leia mais

Plano T ecnológico Tecnológico d a da E ducação Educação

Plano T ecnológico Tecnológico d a da E ducação Educação Plano Tecnológico da Educação 23 de Julho de 2007 ENQUADRAMENTO Estratégia de Lisboa ME Tornar a Europa a economia baseada no conhecimento mais dinâmica e competitiva do mundo Aumentar a qualidade e a

Leia mais

Introdução 02. CRER Metodologia Integrada de Apoio ao Empreendedor 04. Passos para criação do CRER Centro de Recursos e Experimentação 05

Introdução 02. CRER Metodologia Integrada de Apoio ao Empreendedor 04. Passos para criação do CRER Centro de Recursos e Experimentação 05 criação de empresas em espaço rural guia metodológico para criação e apropriação 0 Introdução 02 O que é o CRER 03 CRER Centro de Recursos e Experimentação 03 CRER Metodologia Integrada de Apoio ao Empreendedor

Leia mais

Guia de Acesso à Formação Online Formando 2011

Guia de Acesso à Formação Online Formando 2011 Plano [1] Guia de Acesso à Formação Online 2011 [2] ÍNDICE ÍNDICE...2 1. Introdução...3 2. Metodologia Formativa...4 3. Actividades...4 4. Apoio e Acompanhamento do Curso...5 5. Avaliação...6 6. Apresentação

Leia mais

PÁGINAS WEB. António Ginja Carmo

PÁGINAS WEB. António Ginja Carmo PÁGINAS WEB António Ginja Carmo Índice 1 - Titulo 2 2 Enquadramento 2 3 - Descrição 3 4 - Objectivos 3 5 Público-Alvo 3 6 - Conteúdos 4 7 - Calendário das Actividades 5 8 - Estratégias Pedagógicas 8 9

Leia mais

Plataformas de Conteúdos e Aplicações Web 2.0 Impacto da sua Utilização no Processo de Ensino/Aprendizagem em Instituições de Ensino Superior

Plataformas de Conteúdos e Aplicações Web 2.0 Impacto da sua Utilização no Processo de Ensino/Aprendizagem em Instituições de Ensino Superior Plataformas de s e Aplicações Web 2.0 Impacto da sua Utilização no Processo de Ensino/Aprendizagem em Instituições de Ensino Superior Lino Oliveira 1, Fernando Moreira 2 linooliveira@eseig.ipp.pt, fmoreira@upt.pt

Leia mais

CRIAÇÃO DE SISTEMAS DE INOVAÇÃO ORGANIZACIONAL (Transformação da criatividade individual em inovação) www.apgico.pt

CRIAÇÃO DE SISTEMAS DE INOVAÇÃO ORGANIZACIONAL (Transformação da criatividade individual em inovação) www.apgico.pt CRIAÇÃO DE SISTEMAS DE INOVAÇÃO ORGANIZACIONAL (Transformação da criatividade individual em inovação) www.apgico.pt QUEM SOMOS SOMOS ESPECIALISTAS (corpos sociais) Jorge Alves Prof. Catedrático jubilado

Leia mais

e-learning: Outro espaço para ensinar e aprender

e-learning: Outro espaço para ensinar e aprender e-learning: Outro espaço para ensinar e aprender João Torres, Miguel Figueiredo e Rosário Rodrigues Centro de Competência Nónio Séc. XXI da ESE de Setúbal 26 de Abril de 2005 1 2 3 4 5 24 Objectivos Debater

Leia mais

Formulário de preenchimento obrigatório, a anexar á ficha modelo ACC 2

Formulário de preenchimento obrigatório, a anexar á ficha modelo ACC 2 CONSELHO CIENTÍFICO-PEDAGÓGICO DE FORMAÇÃO CONTÍNUA APRESENTAÇÃO DE ACÇÃO DE FORMAÇÃO NAS MODALIDADES DE ESTÁGIO, PROJECTO, OFICINA DE FORMAÇÃO E CÍRCULO DE ESTUDOS Formulário de preenchimento obrigatório,

Leia mais

PROJETO DE EMPREENDEDORISMO NAS ESCOLAS. Comunidade Intermunicipal do Baixo Mondego

PROJETO DE EMPREENDEDORISMO NAS ESCOLAS. Comunidade Intermunicipal do Baixo Mondego PROJETO DE EMPREENDEDORISMO NAS ESCOLAS Comunidade Intermunicipal do Baixo Mondego outubro 2013 EDUCAÇÃO EMPREENDEDORA A necessidade A Estratégia EU2020 refere que deve ser colocada ênfase em áreas prioritárias

Leia mais

1 - JUSTIFICAÇÃO DO PROJECTO

1 - JUSTIFICAÇÃO DO PROJECTO 1 - JUSTIFICAÇÃO DO PROJECTO A actual transformação do mundo confere a cada um de nós professores, o dever de preparar os nossos alunos, proporcionando-lhes as qualificações básicas necessárias a indivíduos

Leia mais

Práticas Pedagógicas em e learning

Práticas Pedagógicas em e learning Instituto de Educação Universidade do Minho Práticas Pedagógicas em e learning Clara Pereira Coutinho ccoutinho@ie.uminho.pt Conceitos Ensino a distância/ Educação a distância/ d learning educação online

Leia mais

PLANO DE ESTUDOS DE T.I.C. 8.º ANO

PLANO DE ESTUDOS DE T.I.C. 8.º ANO DE T.I.C. 8.º ANO Ano Letivo 2015 2016 PERFIL DO ALUNO O aluno deve ser capaz de: - desenvolver capacidades na utilização das tecnologias de informação e comunicação que permitam uma literacia digital

Leia mais

Projeto INQUIRE - Formação em Biodiversidade e Sustentabilidade - INSCRIÇÃO

Projeto INQUIRE - Formação em Biodiversidade e Sustentabilidade - INSCRIÇÃO Projeto INQUIRE - Formação em Biodiversidade e Sustentabilidade - INSCRIÇÃO 1 LOCAL Jardim Botânico/Departamento de Ciências da Vida/ Universidade de Coimbra. PREÇO Grátis. Curso financiado pelo projeto

Leia mais

Formadores (1º ano) Locais das oficinas. Data limite de inscrições

Formadores (1º ano) Locais das oficinas. Data limite de inscrições Sementes para a Criatividade É uma acção de formação constituída por duas oficinas, uma de escrita criativa e outra de artes plásticas, em que se prevê: a criação de uma narrativa ilustrada que será submetida

Leia mais

Teodoro, Francisco M. Ferreira

Teodoro, Francisco M. Ferreira José Luis Ramos, Vitor D. Teodoro, Francisco M. Ferreira produto de software ou um documento (ou colecção de documentos) que: (1) contém intrinsecamente finalidade educativa; (2) enquadra-se nas necessidades

Leia mais

UNIVERSIDADE DO PORTO GLOSSÁRIO DA ÁREA DA EDUCAÇÃO CONTÍNUA

UNIVERSIDADE DO PORTO GLOSSÁRIO DA ÁREA DA EDUCAÇÃO CONTÍNUA UNIVERSIDADE DO PORTO GLOSSÁRIO DA ÁREA DA EDUCAÇÃO CONTÍNUA Acção de formação Módulo, curso, curso livre, curso multidisciplinar ou seminário realizado no âmbito da Educação Contínua ou da Aprendizagem

Leia mais

Proposta de Estágio Ano lectivo 2011 / 2012 Tema: Designer Gap - Plataforma de agregação de conteúdos

Proposta de Estágio Ano lectivo 2011 / 2012 Tema: Designer Gap - Plataforma de agregação de conteúdos Proposta de Estágio Ano lectivo 2011 / 2012 Tema: Designer Gap - Plataforma de agregação de conteúdos A Load Interactive A Load-Interactive Lda. é uma start-up tecnológica que se foca no desenvolvimento

Leia mais

Guia de Acesso à Formação Online Formando

Guia de Acesso à Formação Online Formando Guia de Acesso à Formação Online Formando Copyright 2008 CTOC / NOVABASE ÍNDICE ÍNDICE...2 1. Introdução...3 2. Metodologia Formativa...4 3. Actividades...5 4. Apoio e Acompanhamento do Curso...6 5. Avaliação...7

Leia mais

GESTÃO DE RESÍDUOS PREOCUPAÇÕES EM OBRA

GESTÃO DE RESÍDUOS PREOCUPAÇÕES EM OBRA GESTÃO DE RESÍDUOS PREOCUPAÇÕES EM OBRA Os resíduos de construção e demolição, quer devido à sua perigosidade, quer devido às quantidades produzidas, é considerado um fluxo de resíduos prioritário a nível

Leia mais

Plano Tecnológico da Educação objectivo estratégico e metas

Plano Tecnológico da Educação objectivo estratégico e metas Plano Tecnológico da Educação objectivo estratégico e metas Objectivo estratégico Colocar Portugal entre os cinco países europeus mais avançados na modernização tecnológica do ensino em 2010 Metas EU 2006

Leia mais

Linhas de Acção. 1. Planeamento Integrado. Acções a desenvolver: a) Plano de Desenvolvimento Social

Linhas de Acção. 1. Planeamento Integrado. Acções a desenvolver: a) Plano de Desenvolvimento Social PLANO DE ACÇÃO 2007 Introdução O CLASA - Conselho Local de Acção Social de Almada, de acordo com a filosofia do Programa da Rede Social, tem vindo a suportar a sua intervenção em dois eixos estruturantes

Leia mais

EXERCÍCIOS DE APLICAÇÃO MÓDULO II UTILIZAÇÃO DE SISTEMAS DE GESTÃO DA FORMAÇÃO ONLINE

EXERCÍCIOS DE APLICAÇÃO MÓDULO II UTILIZAÇÃO DE SISTEMAS DE GESTÃO DA FORMAÇÃO ONLINE EXERCÍCIOS DE APLICAÇÃO MÓDULO II UTILIZAÇÃO DE SISTEMAS DE GESTÃO DA FORMAÇÃO ONLINE MÓDULO II - UTILIZAÇÃO DE SISTEMAS DE GESTÃO DA FORMAÇÃO ONLINE Projecto: Kit elearning, SAF/ Novabase, S.A. Equipa

Leia mais

CURSO CEAD COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E ANÁLISE DE DADOS. e learning. Uma parceria entre:

CURSO CEAD COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E ANÁLISE DE DADOS. e learning. Uma parceria entre: CURSO CEAD COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E ANÁLISE DE DADOS e learning Uma parceria entre: Curso CEAD - Comunicação Empresarial e Análise de Dados NECESSITA DE PREPARAR PROPOSTAS, RELATÓRIOS OU OUTRAS COMUNICAÇÕES

Leia mais