Painel de Empreendedores em Inovações Ambientais

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Painel de Empreendedores em Inovações Ambientais"

Transcrição

1 PROJETO DE INOVAÇÕES AMBIENTAIS Painel de Empreendedores em Inovações Ambientais Outubro de 2011 Núcleo de Inovação

2

3 Projeto Inovações Ambientais O projeto Inovações Ambientais vem sendo desenvolvido ao longo deste e do próximo ano pelo Núcleo de Inovação da Fundação Dom Cabral e conta com o apoio da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior de Minas Gerais (SECTES) e da Fundação de Amparo à Pesquisa do estado de Minas Gerais (FAPEMIG). O projeto pretende alavancar e fomentar inovações ambientais e em especial promover um ambiente que favoreça o desenvolvimento de tais inovações, através da maior interação entre os diversos atores envolvidos com a questão (empresas; pesquisadores e universidades; ONGs; governos e órgãos reguladores). O objetivo último é tratar questão ambiental como uma grande oportunidade de negócio e inovação para as empresas, mais do que somente uma regra a ser cumprida por determinações legais ou sociais. Ressalta-se que a iniciativa está focada em cinco áreas temáticas que foram selecionadas devido à sua relevância e potencial de impacto no estado de Minas Gerais e no país: água; biodiversidade; resíduos e rejeitos; ar e emissões; e energia. Painel de Empreendedores em Inovações Ambientais O Painel de Empreendedores em Inovações Ambientais tem como objetivo principal de divulgar o trabalho de empresas de base tecnológica que atuam com foco no meio ambiente para potenciais investidores e empresas com interesse em investir em potenciais tecnologias e produtos. A iniciativa ocorre em parceria com a Associação Brasileira de Private Equity e Venture Capital (ABVCAP); Endeavor Brasil e Sistema Mineiro de Inovação (SIMI).

4

5 AMBIENTECH TECNOLOGIA AMBIENTAL LTDA. NEGÓCIO Fornecer soluções tecnicamente avançadas para a implantação de processos industriais mais limpos através de manejo adequado de resíduos líquidos, sólidos e gasosos, permitindo sua transformação em produtos de maior valor agregado, inclusive com a reutilização/reciclagem de água. Garantir a sustentabilidade ambiental, contribuindo para reverter a perda de recursos naturais, é um negócio que, além de propiciar o bem estar sustentável, também é capaz de gerar bons lucros. ÁREA DE ATUAÇÃO Os negócios estão voltados para setores da indústria altamente dependentes de recursos hídricos e com intensa geração de resíduos sólidos orgânicos e emanação de odores. Tratamento de águas industriais, efluentes líquidos, gasosos e resíduos sólidos nos principais segmentos industriais. INSTITUCIONAL Breve histórico A empresa foi fundada no mês de Março de 1999, a partir da associação de três engenheiros químicos oriundos de empresa multinacional de tratamento de águas e efluentes. Nasceu com o objetivo de atuar na área de tratamento de águas, qualidade de ar interior e na área ambiental. Com a consolidação da atuação nos mercados de qualidade de ar interior e tratamento de águas, focou seu desenvolvimento na aplicação de novas tecnologias ligadas à biotecnologia para aplicação no mercado ambiental. Hoje a Ambientech é uma das principais empresas atuando no segmento de tratamento de efluentes líquidos, gasosos e resíduos sólidos, utilizando os conhecimentos de biotecnologia na área de microbiologia aplicada. Localização A sede da empresa está localizada em Belo Horizonte, Minas Gerais, no Bairro São Francisco.

6 Equipe Os principais gestores da empresa são Luiz Carlos Moreira Camargos, Harold Danzberg, Anselmo Veras e Paulo Cézar da Silva Garcia. Todos eles com formação profissional em Engenharia Química, com experiência de trabalhos anteriores em empresas de grande porte. - Total de colaboradores: 30 - Perfil da Equipe: Engenheiros, Biólogos, Técnicos em química, Administradores. DIFERENCIAIS A Ambientech Biotecnologia possui grandes diferenciais em relação aos seus concorrentes que permitem um papel de destaque no mercado e garantem um relacionamento sustentável e duradouro com seus clientes. - Conhecimento Técnico; - Ação multidisciplinar e interdisciplinar; - Soluções integradas e/ou pontuais; - Soluções implantadas com baixo investimento e excelente relação custobenefício; - Soluções tecnicamente singulares geralmente não oferecidas pelos concorrentes; - A pesquisa e o desenvolvimento de soluções biotecnológicas nas áreas de atuação da empresa. A aplicação de todos estes diferenciais culmina com a geração de cases de sucesso que criam uma relação economicamente sustentável com o cliente e, por conseqüência, um relacionamento por um longo período de tempo. TECNOLOGIAS, PRODUTOS E SERVIÇOS A tecnologia da Ambientech está baseada no forte conhecimento técnico interdisciplinar e multidisciplinar e ao fornecimento de avançados produtos químicos e biotecnológicos para atender as necessidades dos mercados em que atua. A Linha ECOLOGIC atende todas estas necessidades.

7 Mercado O volume dos efluentes tratados pelos principais setores industriais do país indicava em 2004 uma demanda por serviços na ordem de US$ 100 milhões. Utilizando-se a variação real no PIB como indexador, entre os anos de 2004 e 2010, cuja variação foi de 35,31%, a estimativa da demanda por serviços de consultoria para 2011 fica prevista para uma cifra em torno US$135,31 milhões. Entre 2000 e 2010 o PIB brasileiro apresentou uma variação real de 48,44%, no período. O mercado brasileiro de equipamentos para tratamento de efluentes em 2001 estava projetado em U$$ 1,6 bilhões. Fazendo uma projeção destas cifras, baseadas no crescimento do PIB do Brasil, estima-se hoje este valor em US$2,375 bilhões. Segundo dados recentes, até agosto de 2011, cerca de 2070 empresas brasileiras já haviam obtido a certificação na norma ambiental ISO desde a sua instituição em 2001, o que indica, no mínimo, que tais empresas estão preocupadas com o impacto ambiental de seus processos, produtos, embalagens e padronizando seus sistemas de gestão ambiental. Posicionamento da tecnologia Prestação de serviços e produtos para tratamento de efluentes líquidos, gasosos e resíduos sólidos: totalmente implantado e em execução. Terceirização de estações de tratamento de efluentes: pronto para a comercialização. Biotransformação de resíduos sólidos orgânicos: implantado e em execução. Produção de biofertilizante a partir da biotransformação de resíduos sólidos: pronto para comercialização. Potencial de mercado / retorno O mercado brasileiro de fertilizantes, segundo a ANDA, no ano de 2010 comprou 24,5 milhões de toneladas, representando um aumento de 9,4% em relação a 2009.

8 Assim, a potencialidade do mercado a ser explorado pela Ambientech é muito grande. O Planejamento Estratégico da Ambientech prevê para os próximos dois anos um aumento do faturamento anual para 12 milhões/ano e, para os próximos cinco anos, 24 milhões/ano, com uma taxa de retorno não inferior a 20%. Parceiros e clientes A Ambientech já atua em alguma unidades de grandes grupos econômicos das seguintes áreas: - Abatedouros de aves e suínos - Abatedouros de bovinos - Curtumes - Indústrias Têxteis - Indústria de Papel e Celulose - Indústria de Beneficiamento de Fumo - Laticínios - Empresas operadoras de Estações de Tratamento de Efluentes Líquidos Urbanos Com o desenvolvimento do negócio, a carteira de clientes pode ser rapidamente expandida. CONTATO Luiz Carlos Moreira Camargos Telefone : (31) (31) Endereço: Rua Porto nº 350- B. São Francisco Belo Horizonte/MG CEP Luiz Carlos

9 Observações

10 CIENTEC NEGÓCIO A Cientec é uma empresa brasileira que provê e comercializa soluções em tecnologia da informação para os setores de agronegócio e recursos naturais. Oferece soluções padronizadas, personalizadas ou sob demanda, utilizando diferentes plataformas de desenvolvimento de software. ÁREA DE ATUAÇÃO Planeja, arquiteta, desenvolve e implanta soluções em tecnologia da informação em áreas como: Recursos Florestais e Ambientais; Gestão de Recursos Hídricos; Irrigação; Economia e Gestão do Agronegócio; e Gestão da Produção e Qualidade. INSTITUCIONAL Breve Histórico Início das atividades: 1999 (12 anos) Fundada inicialmente com o objetivo de desenvolver softwares científicos para atender a demanda da Universidade Federal de Viçosa UFV, a Cientec se graduou na Incubadora CENTEV/UFV e se especializou em soluções ambientais. Hoje está inserida no Polo de Tecnologia da Informação de Viçosa e oferece soluções padronizadas ou sob demanda para o processo de inovação tecnológica do agronegócio e dos recursos naturais com excelência na aplicação dos conhecimentos científicos no mercado. Equipe Colaboradores: 41 Perfil da equipe: multidisciplinar, composta por pesquisadores, engenheiros, analistas de sistemas e administradores, graduados, especialistas e mestres. GESTÃO: Paulo Márcio de Freitas, Diretor Executivo, graduado em Ciência da Computação UFV, especialista em Agrometeorologia UFV, especialista em Administração Estratégica de Sistemas de Informação UMA e MBA em Gestão Competitiva Faculdade Pitágoras; Alessandro de Freitas Teixeira, Diretor de Projetos, graduado em Ciência da Computação UFV, mestre em Ciência da Computação UFMG e MBA em Gestão Competitiva Faculdade Pitágoras.

11 DIFERENCIAIS - Domínio técnico, gerencial e metodológico de uma equipe multidisciplinar que garante especializações nas principais plataformas de produção de software e nas áreas de agronegócio e recursos naturais. - Equipe de analistas de sistemas, engenheiros florestais e pesquisadores especializados em agronegócio e recursos naturais. - Fábrica de software certificada MPS.BR, certificação chancelada pelo Ministério de Ciência e Tecnologia. - Alianças estratégicas com renomados centros científicos e tecnológicos brasileiros. - Reconhecimento e chancela de empresas, instituições de pesquisa e órgãos públicos na qualidade e inovação dos produtos e serviços da Cientec para o setor ambiental. - Projetos alinhados com as políticas públicas industriais e de fomento à inovação no Brasil, estando a Cientec incluída em ações governamentais de apoio à inovação e à internacionalização. TECNOLOGIAS, PRODUTOS E SERVIÇOS Os serviços, produtos e processos da Cientec em tecnologia da informação são aplicados aos setores estratégicos: uso sustentável da terra pelos produtores rurais; realização de inventário de florestas nativas e cubagem rigorosa de árvores; otimização do planejamento da produção florestal; gestão de informações ambientais, com geração de conhecimento e apoio à tomada de decisões; transferência de conhecimento sobre agronegócio e meio ambiente; e gestão de convênios e contratos. Mercado Setores que promovem grande impacto ambiental como mineração, siderurgia, silvicultura, produção agropecuária e geração de energia fazem parte do mercado potencial da Cientec. Também fazem parte empresas que trabalham com a gestão ambiental, principalmente com avaliação de impacto ambiental, projetos de recuperação de áreas degradadas, projetos de preservação ambiental e planos de manejo florestal, além de instituições de pesquisa e ensino das áreas florestal, ambiental e agrícola e órgãos estatais de normatização, fiscalização, controle e preservação ambiental.

12 Posicionamento da tecnologia Produtos em Comercialização: Mata Nativa 3 Análise fitossociológica e elaboração de inventários e planos de manejo de florestas nativas. Dez anos de mercado, líder no setor de florestas nativas, com mais de 500 clientes. Cubmaster Cubagem rigorosa de árvores. Mais de 50 clientes. Conveniar Gestão de convênios e contratos. Três fundações implantadas e uma em processo de implantação. Fábrica de Software Serviço de desenvolvimento de software especializado nas áreas de agronegócio e recursos naturais. Produto pronto para comercialização: Forestplan Otimização do planejamento florestal. Sistema validado e preparado para comercialização. Tecnologia em P&D: Gestão de Informações Ambientais Projeto em fase de elaboração e articulação com parceiros. Parceiros e clientes A Cientec tem oferecido produtos e serviços de grande destaque e impacto nacional, sendo decisivos na gestão, no estabelecimento de políticas públicas e no desenvolvimento estruturado e eficiente dos clientes e usuários dos softwares produzidos. Entre eles, grandes empresas como Vale, Petrobras, Natura, Cenibra, Klabin, Internacional Paper e Furnas, além de universidades e instituições de pesquisa como UFV, UFES, EMBRAPA, UFPR, UFRJ, USP, UFRPE, UnB e UFSM e instituições e órgãos do governo como IBAMA, MMA, Polícia Federal, IEF e EMATER. CONTATO Paulo Márcio de Freitas Diretor Executivo Telefone: +55 (31) / +55 (31) Endereço: Av. P.H. Rolfs, 305 Sala 20 Centro Viçosa - MG CEP Paulo Alessandro de Freitas Teixeira Diretor de Projetos Telefone: +55 (31) / +55 (31) Endereço: Av. P.H. Rolfs, 305 Sala 20 Centro Viçosa - MG CEP Alessandro

13 Observações

14 ECOSOLUÇÕES CONSULTORIA E ASSESSORIA EM DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL LTDA NEGÓCIO A Ecosoluções está em busca de investidores para criar uma Joint Venture de atuação no mercado de energia renovável, com ênfase na produção e comercialização de usinas geradoras de energia elétrica por meio de resíduos sólidos urbanos e a instalação de unidades próprias para comercialização de energia elétrica. ÁREA DE ATUAÇÃO A Ecosoluções é uma empresa focada no desenvolvimento de soluções inovadoras nas áreas de energia renovável, construções sustentáveis e tratamento de resíduos sólidos. De forma complementar, atua em projetos especiais como a elaboração sob demanda de projetos mecânicos e ambientais. INSTITUCIONAL Histórico Fundada em 2009, é um spin-off da Intec Ambiental, empresa de grande destaque na região de Viçosa. No seu primeiro ano já demonstrou o instinto inovador aprovando um projeto no programa Prime-Finep: uma usina de tratamento de resíduos e conversão em energia elétrica, projeto que mudou a rota tecnológica seguida pelos concorrentes. Devido à expertise de um dos sócios na área de construções de equipamentos, a empresa decidiu atuar também em equipamentos agroindustriais para ter um suporte financeiro maior para pesquisas. A empresa conta com clientes e parceiros por todo Brasil, com destaque para EMBRAPA, CODEVASF, MAPA, Petrobras, Universidade Federal De Viçosa e Cerealista Pereira. Localização A Ecosoluções tem suas instalações físicas no Parque Tecnológico de Viçosa-MG, e sua área experimental fica localizada nas margens da BR 120, também no município de Viçosa.

15 Equipe A Ecosoluções conta com uma equipe multidisciplinar que permite o desenvolvimento de diversos projetos tanto na área ambiental quanto na de equipamentos. É composta por 8 pessoas, sendo uma com doutorado, uma com especialização, uma com graduação, quatro graduandos e um técnico. O Diretor de Projetos, Fábio Val, é responsável pela gerência dos projetos mecânicos e ambientais. Acumula função de pesquisador, sendo um dos responsáveis pelo desenvolvimento científico e pela organização produtiva da Ecosoluções. Formação: graduado em gestão ambiental pela universidade do norte do Paraná e técnico em projetos para agroindústrias SolidMinas. O Diretor de Planejamento, Sidiney Cabral de Souza, é responsável pela gerência de Planejamento Estratégico, Plano de Marketing, pela captação de recursos e pela implementação de estratégias para expansão dos negócios. Formação: graduado em administração pela Universidade Federal de Viçosa. O Diretor de Pesquisas, Marcos Rogério Tótola, é responsável pela área de P&D&I e acompanhamento dos projetos em andamento. Formação: graduação em Agronomia, mestrado em Microbiologia Agrícola e doutorado em Fisiologia Vegetal, todos pela Universidade Federal de Viçosa. Atualmente é professor e chefe do Departamento de Microbiologia da Universidade Federal de Viçosa. O Diretor Administrativo/Financeiro, Murici Lopes Duarte, é responsável pelo setor financeiro e acumula ainda a função de auxiliar no marketing da empresa. Formação: graduado em Ciências Econômicas pela Universidade Federal de Viçosa. DIFERENCIAIS O grande diferencial tecnológico do produto Ecosoluções é a rota tecnológica seguida no desenvolvimento do produto, pois ao invés de buscar a melhora da qualidade do gás gerado o que envolve complexidade na operação da usina e altos investimentos em instalações buscou-se adequar os equipamentos (gerador e motor) à característica do gás existente. Outro importante diferencial se constitui no fato das soluções vigentes no mercado serem viáveis economicamente a partir de 100t/dia enquanto a da Ecosoluções é viabilizada com 5t/dia.

16 TECNOLOGIAS, PRODUTOS E SERVIÇOS Usina de Tratamento de resíduos sólidos com ênfase energética Unidade de tratamento de resíduos da fração orgânica e conversão em energia elétrica, por meio da biodigestão. A Usina tem componentes totalmente nacionais como o reator (biodigestor compacto, responsável por acelerar o processo natural de biodigestão gerando biogás para abastecimento do motor a biogás); motor a biogás (preparado para minimizar o consumo de biogás e maximizar a capacidade de mover o gerador de energia elétrica) e o gerador de energia elétrica (montado de forma a maximizar a capacidade de geração de energia elétrica, minimizando a necessidade de potência do motor.) Mercado Lixo e energia podem ser considerados dois dos maiores problemas atuais. Entretanto, o lixo poderá se converter em uma grande solução ao se tornar uma fonte de energia utilizando o sistema proposta pela Ecosoluções. O Brasil possui grande potencial para gerar energia elétrica a partir de resíduos sólidos urbanos e a alternativa poderia aumentar a atual oferta do país em 50 milhões de megawatt-hora por ano, o que representa mais de 15% do total atualmente disponível ou cerca de um quarto do que gera a usina hidrelétrica de Itaipu. Posicionamento da Tecnologia A unidade básica já está validada faltando o processo de homologação da ANEEL para entrar em produção em série e comercialização. Potencial de mercado / retorno De acordo com pesquisa disponibilizada pelo IBGE em maio de 2002, somente no Brasil, a geração de resíduos totalizou 228 mil toneladas/dia, cerca de 83 milhões de toneladas de produção de lixo por ano. Considerando os municípios brasileiros com capacidade de geração de RSU superior a 20t/dia, teríamos um número potencial estimado de usinas a serem instaladas no Brasil.

17 Acrescentando os consórcios intermunicipais de pequenos municípios, este número se tornaria ainda mais expressivo. Com preço estimado de R$ 2,5 milhões por usina, o atendimento de 2,5% do mercado (125 usinas) em 05 anos traria um faturamento total de R$ 312,5 milhões. O investimento na geração de energia elétrica com 10 unidades próprias traria um faturamento total de R$ 19,2 milhões/ano com payback em 2,5 anos. Obs.: Para cálculo do faturamento da energia elétrica foi utilizado o valor de R$ 58,84/MW (menor valor pago identificado pelas concessionárias de energia Brasileiras). Parceiros e clientes Os clientes potenciais da Usina de Conversão de RSU em Energia Elétrica são empresas do setor privado que desejam explorar o ramo de produção e comercialização de energia elétrica ou a geração de energia para consumo próprio; o setor público, visando combater o problema da disposição de lixo e a redução de custos com energia elétrica dos prédios públicos e de iluminação urbana, bem como a implantação de programas de geração de renda; e o terceiro setor, em projetos de redução de impactos ambientais dos resíduos sólidos e implantação de programas de geração de renda. Os clientes potenciais para a energia elétrica gerada são as grandes corporações e concessionárias de energia. CONTATO Fabio Val Telefone: / Endereço: Parque Tecnológico de Viçosa Marcos Rogério Tótola Telefone: / Endereço: Parque Tecnológico de Viçosa

18 Observações

19 ECOBRAS Tecnologia Ambiental NEGÓCIO Prover sistemas e processos industriais para o tratamento eficaz de resíduos às organizações. ÁREA DE ATUAÇÃO Construção, implantação e operação de Usinas de Incineração para tratamento térmico de borras oleosas (Hidrocarbonetos); Construção, implantação e operação de Usinas de Incineração de resíduos industriais e resíduos de serviços de saúde (RSS); Reatores de Pirólise para tratamento térmico de resíduos sólidos de serviços de saúde (RSSS); Gerenciamento total de resíduos nas organizações TWM e remediação de áreas contaminadas; Projetos e desenvolvimento de sistemas e equipamentos de controle ambiental personalizados para atender às necessidades dos clientes. INSTITUCIONAL Breve histórico A EcoBras - Tecnologia Ambiental é uma empresa brasileira, sociedade anônima de capital fechado que tem sua data de fundação em Seu marco inicial foi o desenvolvimento da primeira Usina de Incineração da América Latina desenvolvida sobre plataforma rodoviária e com alta capacidade produtiva. Localização A EcoBras está localizada na cidade de Nova Lima, Minas Gerais.

20 Equipe Equipe (gestores / total de colaboradores / perfil da equipe) Diretor Presidente: José Calixto da Silva Netto Diretoria de Negócios: Gustavo Teixeira e Silva Diretoria Financeira: Marcela Teixeira e Silva Gerência de Aterros: Husseinn Zaghlo Gerência de Engenharia Aplicada: Moisés Coelho Engenharia Aplicada Pirolix : Alan Ferreira DIFERENCIAIS Quociente intelectual e expertise no desenvolvimento de equipamentos para tratamento térmico de resíduos. TECNOLOGIAS, PRODUTOS E SERVIÇOS Usina de Incineração: processo de destruição térmica de resíduos industriais Usinas de Pirólise: processo de destruição térmica de resíduos de serviço de saúde Usinas de dessorção: processo de tratamento térmico para regeneração de areias de fundição Aterros de resíduos inertes Mercado Incineração: O mercado brasileiro de tratamento de resíduos sólidos perigosos pelo processo de incineração foi iniciado juntamente com a implantação do Pólo Industrial de Camaçari em 1978, através do início das atividades da Cetrel S.A, responsável pelo tratamento de resíduos sólidos e líquidos das indústrias do complexo. No mesmo período, indústrias químicas como Ciba, Basf, Clariant (antiga Hoescht), Bayer e Cinal instalaram em suas unidades incineradores para destruição de seus resíduos. A partir de 2000 novas empresas surgem no mercado, não só para atender à demanda crescente em outras regiões mas também pelo rigor dos órgãos ambientais frente à crescente industrialização: Essencis (que assume o complexo de incineração da extinta Ciba hoje laboratórios Sandoz) e Haztec (que assume o complexo de incineração da Bayer).

21 1 Hoje a geração de resíduos industriais é da ordem de toneladas, com o preço médio de R$ 2.200,00 a tonelada. Existem apenas 7 usinas em operação no país, que não conseguem absorver o mercado. 1 Dados obtidos na ABRELPE, ano Pirólise: As usina de pirólise desenvolvidas pela EcoBras têm como foco inicial no mercado de resíduos de serviço de saúde. No Brasil, mais de 80% dos municípios não possuem tecnologias para tratamento e destinação final adequado, utilizando muitas vezes o próprio aterro dos municípios como forma de descarte. 2 A geração anual de resíduos no Brasil em 2010 é da ordem de toneladas por dia, sendo o preço médio de tratamento térmico R$ 1.500,00 a tonelada. 2 Dados obtidos na ABRELPE, ano Dessorção: As empresas de fundição produzem cerca de toneladas por 3 ano de produtos fundidos, sendo necessários 5 quilos de areias para o vazamento das peças. Não existem estudos aprofundados sobre as operações de descarte das areias utilizadas, porém é de conhecimento informal que 45% das empresas descartam de forma inadequada. Quando comparados os custos de aquisição, transporte e descarte adequado ao de regeneração térmica, esta solução torna-se extremamente viável e ecologicamente correta, uma vez que o empreendedor reintegra ao processo o que antes seria descartado, minimiza os custos de aquisição de novas areias um bem não renovável e não aumenta seu passivo ambiental. 3 Dados obtidos na ABIFA, ano 2010 Aterros de resíduos inertes: O potencial de aterros de resíduos inertes pode ser dimensionado pela expansão das cidades. Frente ao cenário Copa do mundo de futebol e Olimpíadas, o país se encontra em pleno avanço para atender às condicionantes impostas e o maior agravante para iniciar as obras de infraestrutura são as áreas de descarte dos resíduos.

22 A EcoBras já possui terrenos com capacidade de e de 3 m, em fase final e inicial de licenciamento, respectivamente, para atender parte desta demanda. Posicionamento da tecnologia Todos os equipamentos para tratamento térmico de resíduos já se encontram prontos para comercialização. O núcleo de negócios de Aterros de Resíduos Inertes já está em fase final de licenciamento do aterro I e fase inicial de licenciamento do aterro II. Parceiros e clientes Odebrecht, Foz do Brasil, Petrobras CONTATO Gustavo Teixeira e Silva Telefone Endereço Rua Victória 260, Jardim Canadá Telefone: CEP: Nova Lima MG Marcela Teixeira e Silva Telefone Endereço Rua Victória 260, Jardim Canadá Telefone: CEP: Nova Lima MG

23 Observações

24 ECOPLASMA TECNOLOGIA APLICADA E PARTICIPAÇÕES LTDA. NEGÓCIO A Ecoplasma provê soluções para os problemas ambientais gerados pelos diversos efluentes industriais, agropecuários e urbanos. ÁREA DE ATUAÇÃO Atua na área de tratamento de resíduos e de recuperação de materiais utilizando reator a plasma, que permite a ionização da solução e promove a degradação da matéria orgânica e a concentração da matéria mineral em um sistema fechado. INSTITUCIONAL Histórico As pesquisas com plasma foram iniciadas em O plasma foi obtido quando eram realizados estudos de extração de Gálio de resíduos da indústria de alumínio. A motivação para empreender veio a partir da visualização das possíveis aplicações e dos impactos da tecnologia de plasma na indústria e na sociedade. Em maio de 2008 a empresa foi constituída para buscar recursos destinados a desenvolver o primeiro reator que possibilitasse a aplicação da tecnologia no tratamento de diversos resíduos em escala Laboratorial e Industrial. O potencial tecnológico e comercial da tecnologia desenvolvida pela Ecoplasma foi reforçado pela realização, em meados de 2009, do balanço de massa e energético para dejetos de suínos, e pelo mapeamento do mercado, realizado em 2010, com os recursos obtidos no programa PRIME120 da FINEP. Localização Nova Lima, Minas Gerais.

25 Equipe A Ecoplasma conta com 04 sócios fundadores, cada qual especializado em uma área: - Edimar Firmo da Costa Físico (Inventor da Tecnologia) Diretor de pesquisa, desenvolvimento e inovação; - Cassiano Reis Nascimento Engenheiro Mecânico Diretor de Engenharia e Implantação; - Victor Castanheira Bartholomeu Administrador de Empresas Diretor- Presidente; e - Matheus Carvalho e Silva Publicitário Diretor de Marketing. DIFERENCIAIS A tecnologia ECOPLASMA agrega valor ao negócio dos clientes por permitir a redução do espaço necessário para o tratamento dos resíduos, a reutilização de água, a produção de energia limpa com o hidrogênio gerado durante o tratamento, a possibilidade de recuperação de materiais com valor comercial contido nos efluentes e ainda a comercialização de créditos de carbono (MDL), devido à alta eficiência na redução dos gases geradores de efeito estufa (GEE). TECNOLOGIAS, PRODUTOS E SERVIÇOS Reator a Plasma submerso para tratamento de efluentes Mercado - Borras Oleosas de Petróleo - Vinhoto - Lodos de Estações de Tratamento de Água (ETA's) e de Esgoto (ETE's) - Dejetos da produção agroindustrial (suinocultura) Posicionamento da Tecnologia A tecnologia encontra-se patenteada no Brasil e com o pedido de Patente Internacional já solicitado. O produto encontra-se em testes na escala laboratorial.

26 Potencial de mercado / retorno Borra de Petróleo: A Petrobrás estima em m³/ano a geração de borras oleosas com potencial para aplicação do reator a Plasma. O custo para tratamento atual varia entre R$350 e R$1.000 por tonelada recolhida. Considerando o menor valor, o potencial de mercado é de aproximadamente R$8,7 milhões por ano na venda de serviços de limpeza de tanques. Vinhoto: O volume gerado na safra 2008/2009 foi de 412 milhões de m³. Considerando que apenas 20% deste vinhoto seja um problema para as empresas, o mercado potencial total é de R$1,1 bilhões em vendas de equipamentos. Lodos: Estima-se que o brasileiro médio produza 70 litros de lodo de ETA por mês, o que equivale a um volume de 16 milhões de m³/mês, com um potencial de vendas de R$230 milhões em equipamentos. Dejetos da Suinocultura: O Brasil produziu em 2008 aproximadamente 122 milhões de litros de dejetos. Este volume equivale a um mercado potencial de R$1,6 bilhões em vendas de equipamentos. Parceiros e clientes Arista Gama, Associação dos Suinocultores do Vale do Piranga, COPASA, GCT Bio, Resinac, Sanetrat, UFMG, Verti Ecotecnologias, Vital Ambiental, Vale Verde. Possíveis clientes para a tecnologia: Alcoa, Braskem, CAB Spat, Cosan, Ecobrás, Essencis, GE, Novelis, Petrobrás, SABESP, Sadia. CONTATO Victor Castanheira Bartholomeu Telefone: (31) / (31) Endereço: Rua Ontário, 438 Jardim Canadá, Nova Lima/MG, CEP.:

27 Observações

28 ESSENCIS Soluções Ambientais NEGÓCIO A Essencis Soluções Ambientais traz no nome aquela que é a sua razão de ser: oferecer soluções ambientais eficientes, seguras e agregadoras de valor aos clientes e à sociedade como um todo. ÁREA DE ATUAÇÃO A Essencis dispõe de 10 unidades localizadas em 6 Estados MG, SP, SC, PR, RJ e RS, devidamente licenciadas pelos órgãos ambientais envolvidos, para disposição final em aterro, blendagem para coprocessamento, incineração, laboratório, tratamento de efluentes, manufatura reversa, recuperação de metais e minerais, assim como a dessorção térmica de resíduos classificados como Classe I, IIA e IIB, conforme a NBR A Essencis também possui escritórios para Engenharia e Consultoria Ambiental em São Paulo e Belo Horizonte. Certificada pelas principais normas internacionais, a Essencis possui avançadas tecnologias para atuação em todos os segmentos de soluções ambientais, com um portfolio orientado à promoção da Sustentabilidade e estruturado em quatro grandes áreas de atuação: - Tratamento e Destinação Final de Resíduos - Manufatura Reversa - Engenharia e Consultoria Ambiental - Recuperação e Valorização de Metais

Inovações Ambientais do

Inovações Ambientais do Inovações Ambientais do Núcleo de Inovação Soluções para um futuro melhor. Qualidade doar Qualidade da Água Qualidade do Ambiente Escritórios Bl Belo Horizonte Salvador Blumenau Apresentam excelente relação

Leia mais

Manuela Aguilar manuela.aguilar@agroflor.com.br (31) 9892 6125. Av. Bernardes Filho, 138, Lourdes - Viçosa MG (31) 3891 2130 agroflor@agroflor.com.

Manuela Aguilar manuela.aguilar@agroflor.com.br (31) 9892 6125. Av. Bernardes Filho, 138, Lourdes - Viçosa MG (31) 3891 2130 agroflor@agroflor.com. Realização Estudos e Licenciamento Ambiental; Recuperação e Conservação Ambiental; Topografia e Geoprocessamento; Implantação e manutenção florestal; Ensino, pesquisa e desenvolvimento; Tecnologia Florestal

Leia mais

Tecnologia 100% Nacional Transformação e Recuperação Energética de Resíduos Orgânicos

Tecnologia 100% Nacional Transformação e Recuperação Energética de Resíduos Orgânicos Tecnologia 100% Nacional Transformação e Recuperação Energética de Resíduos Orgânicos Pirólise Convencional (400 C x 60 minutos x pressão atmosférica) Quantidade ano 2011 (1.000 t) Motivação (exemplo)

Leia mais

Participação dos Setores Socioeconômicos nas Emissões Totais do Setor Energia

Participação dos Setores Socioeconômicos nas Emissões Totais do Setor Energia INVENTÁRIO DE EMISSÕES DE GASES DE EFEITO ESTUFA DO ESTADO DE MINAS GERAIS ANO BASE 2005 O Governo do Estado, por meio da Fundação Estadual de Meio Ambiente FEAM, entidade da Secretaria Estadual de Meio

Leia mais

Linha Economia Verde

Linha Economia Verde Linha Economia Verde QUEM SOMOS Instituição Financeira do Estado de São Paulo, regulada pelo Banco Central, com inicio de atividades em Março/2009 Instrumento institucional de apoio àexecução de políticas

Leia mais

Plataforma de Metanização de Resíduos Orgânicos - pmethar

Plataforma de Metanização de Resíduos Orgânicos - pmethar Plataforma de Metanização de Resíduos Orgânicos - pmethar Aplicação Digestão Anaeróbia descentralizada e em pequena escala Luis Felipe Colturato Diretor Executivo Global Methane Initiative Agriculture,

Leia mais

SOLUÇÕES SÓCIO AMBIENTAIS TRATAMENTO DOS RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS

SOLUÇÕES SÓCIO AMBIENTAIS TRATAMENTO DOS RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS SOLUÇÕES SÓCIO AMBIENTAIS TRATAMENTO DOS RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS AGENDA GESTÃO INTEGRAL DOS RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS (RSU) CARACTERÍSTICAS DA SOLUÇÃO EXPERIÊNCIA INTERNACIONAL COM SOLUÇÃO INTEGRADA BENEFÍCIOS

Leia mais

PLANO DE GESTÃO INTEGRADA DOS RESÍDUOS SÓLIDOS DO CIM-AMAVI. Audiencia Pública - Prognóstico

PLANO DE GESTÃO INTEGRADA DOS RESÍDUOS SÓLIDOS DO CIM-AMAVI. Audiencia Pública - Prognóstico PLANO DE GESTÃO INTEGRADA DOS RESÍDUOS SÓLIDOS DO CIM-AMAVI Audiencia Pública - Prognóstico LEGISLAÇÃO: Constituição 1988: Artigo 225 Lei 11.445/2007 (Saneamento Básico) Decreto 7.217/2010 (Saneamento

Leia mais

O quadro abaixo mostra que a disposição dos resíduos em aterros é aquela que traz menos benefícios ambientais

O quadro abaixo mostra que a disposição dos resíduos em aterros é aquela que traz menos benefícios ambientais VANTAGES PROJETO PEGASUS E RECICLAGEM ENERGÉTICA O problema do lixo é extremamente grave em nosso país. Estimativas baseadas nos dados do IBGE mostram que no País são geradas diariamente cerca de 140 mil

Leia mais

Site Terra, 05 de Junho de 2013

Site Terra, 05 de Junho de 2013 Site Terra, 05 de Junho de 2013 Mesmo com data para acabar, lixões subsistem no Brasil. Mais da metade dos municípios brasileiros não impõe a destinação adequada ao lixo. Assim, cerca de 75 mil toneladas

Leia mais

Aplicações Tecnológicas da Pirólise Lenta a Tambor Rotativo Constituição Prestação de Serviço em Tratamento de Resíduos e Geração de Energia e Gás

Aplicações Tecnológicas da Pirólise Lenta a Tambor Rotativo Constituição Prestação de Serviço em Tratamento de Resíduos e Geração de Energia e Gás Aplicações Tecnológicas da Pirólise Lenta a Tambor Rotativo Constituição Prestação de Serviço em Tratamento de Resíduos e Geração de Energia e Gás This session was organized by: In collaboration with:

Leia mais

Inovação Tecnológica Ambiental Workshop Inovações e Meio Ambiente. Belo Horizonte, 04 de outrubro de 2012

Inovação Tecnológica Ambiental Workshop Inovações e Meio Ambiente. Belo Horizonte, 04 de outrubro de 2012 Inovação Tecnológica Ambiental Workshop Inovações e Meio Ambiente Belo Horizonte, 04 de outrubro de 2012 Estrutura do Grupo Promon Engenharia Promon Logicalis Trópico Promon Novos Negócios Promon Meio

Leia mais

Apresentação Hendrik Wernick Mercado de Biogás Opus Solutions 1ª CONFERÊNCIA DAS RENOVÁVEIS À EFICIÊNCIA ENERGÉTICA. São Paulo 23/10/2012

Apresentação Hendrik Wernick Mercado de Biogás Opus Solutions 1ª CONFERÊNCIA DAS RENOVÁVEIS À EFICIÊNCIA ENERGÉTICA. São Paulo 23/10/2012 Apresentação Hendrik Wernick Mercado de Biogás Opus Solutions 1ª CONFERÊNCIA DAS RENOVÁVEIS À EFICIÊNCIA ENERGÉTICA São Paulo 23/10/2012 1 Composição Composição do biogás: Metano CH 4 45 75 Vol% Dióxido

Leia mais

Centro de Inovação e Tecnologia SENAI FIEMG - Campus CETEC

Centro de Inovação e Tecnologia SENAI FIEMG - Campus CETEC Centro de Inovação e Tecnologia SENAI FIEMG Campus CETEC O Centro de Inovação e Tecnologia SENAI FIEMG Campus CETEC, compõe-se por um conjunto de institutos de inovação e institutos de tecnologia capazes

Leia mais

YK Risk Consultoria em Gestão Empresarial Ltda. Apresentação Institucional v.3 (2014)

YK Risk Consultoria em Gestão Empresarial Ltda. Apresentação Institucional v.3 (2014) YK Risk Consultoria em Gestão Empresarial Ltda. Apresentação Institucional v.3 (2014) Quem somos? Uma empresa com foco na geração de valor com serviços em Gestão de Riscos associados à Sustentabilidade.

Leia mais

Biogás. Eletroeletrônica 2º Modulo Noturno Alunos: Bianca Graziela de Oliveira Guilherme AlbertoOhf LucasPegoraroEinhardt

Biogás. Eletroeletrônica 2º Modulo Noturno Alunos: Bianca Graziela de Oliveira Guilherme AlbertoOhf LucasPegoraroEinhardt Biogás Eletroeletrônica 2º Modulo Noturno Alunos: Bianca Graziela de Oliveira Guilherme AlbertoOhf LucasPegoraroEinhardt O que é o Biogás? É um gás produzido através de resíduos orgânicos que estão em

Leia mais

Jornal Canal da Bioenergia A energia das florestas Agosto de 2014 Ano 9 Nº 94

Jornal Canal da Bioenergia A energia das florestas Agosto de 2014 Ano 9 Nº 94 Jornal Canal da Bioenergia A energia das florestas Agosto de 2014 Ano 9 Nº 94 Apesar de pouco explorada, a biomassa florestal pode ser uma das alternativas para a diversificação da matriz energética Por

Leia mais

Palestrante: Alessandra Panizi Evento: Resíduos Sólidos: O que fazer?

Palestrante: Alessandra Panizi Evento: Resíduos Sólidos: O que fazer? Palestrante: Alessandra Panizi Evento: Resíduos Sólidos: O que fazer? Marco Histórico sobre Resíduos Sólidos Lei 12.305/2010 Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS) Decreto 7.404/2012 regulamento

Leia mais

Índice 1 INTRODUÇÂO 2 A INDÚSTRIA DO CIMENTO NO CENÁRIO DAS MUDANÇAS CLIMÁTICAS 3 REFERÊNCIAS INTERNACIONAIS

Índice 1 INTRODUÇÂO 2 A INDÚSTRIA DO CIMENTO NO CENÁRIO DAS MUDANÇAS CLIMÁTICAS 3 REFERÊNCIAS INTERNACIONAIS Índice 1 INTRODUÇÂO 2 A INDÚSTRIA DO CIMENTO NO CENÁRIO DAS MUDANÇAS CLIMÁTICAS 3 REFERÊNCIAS INTERNACIONAIS 4 2º INVENTÁRIO BRASILEIRO DE EMISSÕES DE GASES DE EFEITO ESTUFA 5 PERSPECTIVAS E DESAFIOS 6

Leia mais

Referência na gestão otimizada de recursos na América Latina

Referência na gestão otimizada de recursos na América Latina Referência na gestão otimizada de recursos na Renovando o mundo O mundo desenvolve-se e necessita de novos recursos: recursos naturais, econômicos e humanos. A nossa contribuição consiste em conceber e

Leia mais

Soluções Ambientais para a Destinação de Resíduos

Soluções Ambientais para a Destinação de Resíduos Soluções Ambientais para a Destinação de Resíduos ONDE ESTAMOS REGIONAIS São Paulo (Caieiras, São José dos Campos, Itaberaba, Taboão da Serra e Sede) Rio de Janeiro (Magé e Macaé) Minas Gerais (Betim,

Leia mais

ALTERNATIVAS DE DESTINAÇÃO DE RESÍDUOS INDUSTRIAIS. Apresentação: Ana Rosa Freneda Data: 17/10/2014

ALTERNATIVAS DE DESTINAÇÃO DE RESÍDUOS INDUSTRIAIS. Apresentação: Ana Rosa Freneda Data: 17/10/2014 ALTERNATIVAS DE DESTINAÇÃO DE RESÍDUOS INDUSTRIAIS Apresentação: Ana Rosa Freneda Data: 17/10/2014 3 Elos Soluções Ambientais Alternativa para otimizar a destinação de resíduos: Crescente necessidade das

Leia mais

MEIO AMBIENTE E SUSTENTABILIDADE

MEIO AMBIENTE E SUSTENTABILIDADE MEIO AMBIENTE E SUSTENTABILIDADE Sustentabilidade significa permanecer vivo. Somos mais de 7 bilhões de habitantes e chegaremos a 9 bilhões em 2050, segundo a ONU. O ambiente tem limites e é preciso fazer

Leia mais

AGENDA DO DIA. 10h00-10h30 Abertura e apresentação do projeto Inovações Ambientais. 10h30 11h00 Apresentação - Fapemig

AGENDA DO DIA. 10h00-10h30 Abertura e apresentação do projeto Inovações Ambientais. 10h30 11h00 Apresentação - Fapemig AGENDA DO DIA 10h00-10h30 Abertura e apresentação do projeto Inovações Ambientais 10h30 11h00 Apresentação - Fapemig 11h00 11h30 Rodada de apresentação das instituições presentes 11h30 13h00 - Roda de

Leia mais

POLÍTICA E PLANO ESTADUAL DE RESÍDUOS SÓLIDOS - RJ

POLÍTICA E PLANO ESTADUAL DE RESÍDUOS SÓLIDOS - RJ JBRJ POLÍTICA E PLANO ESTADUAL DE RESÍDUOS SÓLIDOS - RJ Victor Zveibil Superintendente de Políticas de Saneamento SUPS/SEA outubro de 2013 O PACTO PELO SANEAMENTO - decreto estadual 42.930/11 SUBPROGRAMA

Leia mais

CAPÍTULO 10 ENERGIAS RENOVÁVEIS FONTES ALTERNATIVAS

CAPÍTULO 10 ENERGIAS RENOVÁVEIS FONTES ALTERNATIVAS CAPÍTULO 10 ENERGIAS RENOVÁVEIS FONTES ALTERNATIVAS. O Sol, o vento, os mares...fontes naturais de energia que não agridem o meio ambiente. Será viável utilizá-las? A Energia renovável é aquela que é obtida

Leia mais

SECRETARIA DE CIÊNCIA, TECNOLOGIA E ENSINO SUPERIOR PLANO MINEIRO DE DESENVOLVIMENTO INTEGRADO 2007-2023

SECRETARIA DE CIÊNCIA, TECNOLOGIA E ENSINO SUPERIOR PLANO MINEIRO DE DESENVOLVIMENTO INTEGRADO 2007-2023 PLANO MINEIRO DE DESENVOLVIMENTO INTEGRADO 2007-2023 VISÃO DE FUTURO A visão de longo prazo que nos inspira é tornar Minas Gerais o melhor Estado para se viver. Este será o objetivo final de todo o esforço

Leia mais

1ª CONFERÊNCIA DAS RENOVÁVEIS À EFICIÊNCIA ENERGÉTICA

1ª CONFERÊNCIA DAS RENOVÁVEIS À EFICIÊNCIA ENERGÉTICA 1ª CONFERÊNCIA DAS RENOVÁVEIS À EFICIÊNCIA ENERGÉTICA A biomassa no Brasil e o papel do CENBIO Suani Teixeira Coelho / Cristiane Lima Cortez CENBIO/IEE/USP São Paulo, 23 de outubro de 2012 Agenda CENBIO

Leia mais

Viagem Técnica Ecocitrus

Viagem Técnica Ecocitrus Resíduos INTERESSE ALTO Viagem Técnica Ecocitrus Central de tratamento de resíduos Compostagem e Biogás Objeto: Conhecer a central de tratamento de resíduos e o modelo de produção de biometano da Cooperativa

Leia mais

Plásticos Biodegradáveis e Compostáveis. Foto: Augusto Bartolomei

Plásticos Biodegradáveis e Compostáveis. Foto: Augusto Bartolomei Plásticos Biodegradáveis e Compostáveis 1 Foto: Augusto Bartolomei Conteúdo O que são plásticos biodegradáveis e compostáveis Certificação Aplicações Descarte aterro, reciclagem, compostagem Alinhamento

Leia mais

I - Energia - indústria de energia, indústria de manufatura, transportes, comércio, setor público, residências, agropecuária e emissões fugitivas;

I - Energia - indústria de energia, indústria de manufatura, transportes, comércio, setor público, residências, agropecuária e emissões fugitivas; Decreto Nº 43216 DE 30/09/2011 (Estadual - Rio de Janeiro) Data D.O.: 03/10/2011 Regulamenta a Lei nº 5.690, de 14 de abril de 2010, que dispõe sobre a Política Estadual sobre Mudança Global do Clima e

Leia mais

Posição da indústria química brasileira em relação ao tema de mudança climática

Posição da indústria química brasileira em relação ao tema de mudança climática Posição da indústria química brasileira em relação ao tema de mudança climática A Abiquim e suas ações de mitigação das mudanças climáticas As empresas químicas associadas à Abiquim, que representam cerca

Leia mais

Anexo III da Resolução n o 1 da Comissão Interministerial de Mudança Global do Clima

Anexo III da Resolução n o 1 da Comissão Interministerial de Mudança Global do Clima Anexo III da Resolução n o 1 da Comissão Interministerial de Mudança Global do Clima Contribuição da Atividade de Projeto para o Desenvolvimento Sustentável I Introdução O Projeto Granja São Roque de redução

Leia mais

Seminário FIESP. Política Estadual de Mudanças Climáticas

Seminário FIESP. Política Estadual de Mudanças Climáticas Seminário FIESP Política Estadual de Mudanças Climáticas Coordenadoria de Planejamento Ambiental SECRETARIA DO MEIO AMBIENTE Casemiro Tércio Carvalho São Paulo, 4 de maio de 2010 Novo Paradigma Princípios,

Leia mais

Aspectos Tecnológicos das Fontes de Energia Renováveis (Biomassa)

Aspectos Tecnológicos das Fontes de Energia Renováveis (Biomassa) Aspectos Tecnológicos das Fontes de Energia Renováveis (Biomassa) Aymoré de Castro Alvim Filho Eng. Eletricista, Dr. Especialista em Regulação, SRG/ANEEL 10/02/2009 Cartagena de Indias, Colombia Caracterização

Leia mais

RESÍDUOS SÓLIDOS : as responsabilidades de cada Setor

RESÍDUOS SÓLIDOS : as responsabilidades de cada Setor RESÍDUOS SÓLIDOS : as responsabilidades de cada Setor Resíduos Domiciliares Resíduos da Construção Civil Resíduos de escritórios Pneus queimados Resíduos de madeira Resíduos de fibra de vidro Resíduos

Leia mais

Sistema de Gestão Ambiental

Sistema de Gestão Ambiental Objetivos da Aula Sistema de Gestão Ambiental 1. Sistemas de gestão ambiental em pequenas empresas Universidade Federal do Espírito Santo UFES Centro Tecnológico Curso de Especialização em Gestão Ambiental

Leia mais

Agenda CRI Minas Inovações Ambientais 04Out2012 Nova Lima/MG

Agenda CRI Minas Inovações Ambientais 04Out2012 Nova Lima/MG Agenda CRI Minas Inovações Ambientais 04Out2012 Nova Lima/MG Conceitos e Premissas Evolução Tecnológica: Impacto Social Ambiental Conceitos e Premissas Esforço Governamental políticas e ações de mercado

Leia mais

WORKSHOP PERSPECTIVAS E DESAFIOS DA ENERGIA NUCLEAR NA MATRIZ ELÉTRICA DO BRASIL

WORKSHOP PERSPECTIVAS E DESAFIOS DA ENERGIA NUCLEAR NA MATRIZ ELÉTRICA DO BRASIL WORKSHOP PERSPECTIVAS E DESAFIOS DA ENERGIA NUCLEAR NA MATRIZ ELÉTRICA DO BRASIL GESEL / SINERGIA / EDF A OPÇÃO NUCLEAR PARA GERAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA NO BRASIL Altino Ventura Filho Secretário de Planejamento

Leia mais

A Experiência da Carbonífera Criciúma S.A. com editais de subvenção econômica para a realização de P&D

A Experiência da Carbonífera Criciúma S.A. com editais de subvenção econômica para a realização de P&D A Experiência da Carbonífera Criciúma S.A. com editais de subvenção econômica para a realização de P&D Desenvolvimento de produtos e processos para o tratamento de águas e efluentes industriais visando

Leia mais

Gestão de Emissões de Gases de Efeito Estufa. Fabio Abdala Gerente de Sustentabilidade, ALCOA

Gestão de Emissões de Gases de Efeito Estufa. Fabio Abdala Gerente de Sustentabilidade, ALCOA Gestão de Emissões de Gases de Efeito Estufa Fabio Abdala Gerente de Sustentabilidade, ALCOA 2º. DEBATE SOBRE MINERAÇÃO TJ/PA e PUC/SP Tribunal de Justiça do Pará - Belém, 30/09/2011 Gestão Estratégica

Leia mais

Disponibilização e consumo de energia: implicações sobre o meio ambiente

Disponibilização e consumo de energia: implicações sobre o meio ambiente Disponibilização e consumo de energia: implicações sobre o meio ambiente Ipea Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada Gesmar Rosa dos Santos Antenor Lopes Conteúdo Características gerais da Oferta Interna

Leia mais

www.habitusconsulting.com.br

www.habitusconsulting.com.br A Empresa A Habitus Consulting (Habitus Consultoria em Gestão Ambiental e Organizacional Ltda.) é uma empresa sediada em Curitiba PR BRASIL, com atuação nacional concentrada nas questões ambientais e de

Leia mais

Apimec Florianópolis. Dezembro 2013

Apimec Florianópolis. Dezembro 2013 Apimec Florianópolis Dezembro 2013 Exoneração de Responsabilidades Esta apresentação não constitui uma oferta, convite ou pedido de qualquer forma, para a subscrição ou compra de ações ou qualquer outro

Leia mais

FACULDADE DE ENGENHARIA POLUIÇÃO DO SOLO URBANO - RESÍDUOS SÓLIDOS - aline.procopio@ufjf.edu.br

FACULDADE DE ENGENHARIA POLUIÇÃO DO SOLO URBANO - RESÍDUOS SÓLIDOS - aline.procopio@ufjf.edu.br FACULDADE DE ENGENHARIA POLUIÇÃO DO SOLO URBANO - RESÍDUOS SÓLIDOS - Profa. DSc. Aline Sarmento Procópio Departamento de Engenharia Sanitária e Ambiental aline.procopio@ufjf.edu.br Gestão dos Resíduos

Leia mais

3 Emissões de Gases de Efeito Estufa

3 Emissões de Gases de Efeito Estufa 3 Emissões de Gases de Efeito Estufa 3.1. Metodologia Neste capítulo, com base na Matriz Energética do Estado do Rio de Janeiro, é apresentada a metodologia utilizada para as estimativas de emissões de

Leia mais

Articles about fuel switch portfolio Brazil

Articles about fuel switch portfolio Brazil Articles about fuel switch portfolio Brazil DIÁRIO DE CUIABÁ : Empresa holandesa vai financiar projetos de energia alternativa. O financiamento se dará com a venda de créditos de carbono a partir do aproveitamento

Leia mais

Definições centrais do Plano Cidades Limpas PLANO REGIONAL DE GESTÃO ASSOCIADA E INTE- GRADA DE RESÍDUOS SÓLIDOS PARA O CIRCUITO DAS ÁGUAS

Definições centrais do Plano Cidades Limpas PLANO REGIONAL DE GESTÃO ASSOCIADA E INTE- GRADA DE RESÍDUOS SÓLIDOS PARA O CIRCUITO DAS ÁGUAS Definições centrais do Plano Cidades Limpas PLANO REGIONAL DE GESTÃO ASSOCIADA E INTE- GRADA DE RESÍDUOS SÓLIDOS PARA O CIRCUITO DAS ÁGUAS setembro 2013 As proposições elencadas neste documento originam-se

Leia mais

Resumo Técnico: Avaliação técnica e econômica do mercado potencial de co-geração a Gás Natural no Estado de São Paulo

Resumo Técnico: Avaliação técnica e econômica do mercado potencial de co-geração a Gás Natural no Estado de São Paulo Resumo Técnico: Avaliação técnica e econômica do mercado potencial de co-geração a Gás Natural no Estado de São Paulo São Paulo 2008 1. Introdução. Este estudo tem como finalidade demonstrar a capacidade

Leia mais

Carbon Disclosure Project Supply Chain CDP na cadeia de suprimentos

Carbon Disclosure Project Supply Chain CDP na cadeia de suprimentos w Gestão Ambiental na Sabesp Workshop Carbon Disclosure Project Supply Chain CDP na cadeia de suprimentos Sup. Wanderley da Silva Paganini São Paulo, 05 de maio de 2011. Lei Federal 11.445/07 Lei do Saneamento

Leia mais

Organica é uma marca registrada da Divisão de Energia do Keter Group

Organica é uma marca registrada da Divisão de Energia do Keter Group Organica é uma marca registrada da Divisão de Energia do Keter Group Todo dia é Dia da Terra. 04 05 Sem energia não há vida... mas, o crescente uso da energia atual representa a maior ameaça à vida. Na

Leia mais

Tratamento de Efluentes

Tratamento de Efluentes Tratamento de Efluentes A IMPORTÂNCIA DO TRATAMENTO DE EFLUENTES E A REGULAMENTAÇÃO DO SETOR INTRODUÇÃO Conservar a qualidade da água é fundamental, uma vez que apenas 4% de toda água disponível no mundo

Leia mais

Orçamento ANEXO III ORÇAMENTO DE INVESTIMENTO DAS EMPRESAS CONTROLADAS PELO ESTADO

Orçamento ANEXO III ORÇAMENTO DE INVESTIMENTO DAS EMPRESAS CONTROLADAS PELO ESTADO Governo do Estado de Minas Gerais Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão Subsecretaria de Planejamento, Orçamento e Qualidade do Gasto Superintendência Central de Planejamento e Programação Orçamentária

Leia mais

DIAGNÓSTICO DA GERACÃO, TRATAMENTO E DESTINO FINAL DOS RESÍDUOS GERADOS NAS INDÚSTRIAS DO MUNICÍPIO DE PATO BRANCO PARANÁ BRASIL.

DIAGNÓSTICO DA GERACÃO, TRATAMENTO E DESTINO FINAL DOS RESÍDUOS GERADOS NAS INDÚSTRIAS DO MUNICÍPIO DE PATO BRANCO PARANÁ BRASIL. DIAGNÓSTICO DA GERACÃO, TRATAMENTO E DESTINO FINAL DOS RESÍDUOS GERADOS NAS INDÚSTRIAS DO MUNICÍPIO DE PATO BRANCO PARANÁ BRASIL. Silvia de Veras Néri Rosilea França Garcia UNOCHAPECÓ-CHAPECÓ-SC-BRASIL

Leia mais

TRATAMENTO DE RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS (RSU) Profa. Margarita María Dueñas Orozco margarita.unir@gmail.com

TRATAMENTO DE RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS (RSU) Profa. Margarita María Dueñas Orozco margarita.unir@gmail.com TRATAMENTO DE RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS (RSU) Profa. Margarita María Dueñas Orozco margarita.unir@gmail.com TRATAMENTO Série de procedimentos destinados a reduzir a quantidade ou o potencial poluidor dos

Leia mais

LOGÍSTICA REVERSA ACITSIGOL ASREVER

LOGÍSTICA REVERSA ACITSIGOL ASREVER Conceito LOGÍSTICA REVERSA ACITSIGOL ASREVER É uma área da logística que atua de forma a gerenciar e operacionalizar o retorno de bens e materiais, após sua venda e consumo, às suas origens, agregando

Leia mais

SALÃO DE NEGÓCIOS. Out/20111

SALÃO DE NEGÓCIOS. Out/20111 SALÃO DE NEGÓCIOS Out/20111 EMPRESAS CRIATIVOS Foram selecionadas 11 empresas para participar do Fórum de Investidores, que faz parte do salão de Negócios Criativos 2 PRONATUS DO AMAZONAS Empresa amazônica

Leia mais

Soluções em Gestão Ambiental

Soluções em Gestão Ambiental Soluções em Gestão Ambiental QUEM SOMOS A Silcon Ambiental Empresa de engenharia ambiental, especializada em serviços e soluções para o gerenciamento, tratamento e destinação final de resíduos e na produção

Leia mais

Políticas Públicas Resíduos e Reciclagem. Sérgio Henrique Forini

Políticas Públicas Resíduos e Reciclagem. Sérgio Henrique Forini Políticas Públicas Resíduos e Reciclagem. Sérgio Henrique Forini O lixo é conhecido como os restos das atividades humanas considerados inúteis, indesejáveis e descartáveis. No entanto, separado nos seus

Leia mais

Soluções sustentáveis em eficiência energética para a indústria

Soluções sustentáveis em eficiência energética para a indústria Soluções sustentáveis em eficiência energética para a indústria PROGRAMA SENAI + COMPETITIVIDADE INSTITUTOS SENAI DE TECNOLOGIA (60) MA Construção Civil CE EletroMetalmecânica Energias Renováveis RN Petróleo

Leia mais

Sustentabilidade Corporativa em três setores do Brasil:

Sustentabilidade Corporativa em três setores do Brasil: Sustentabilidade Corporativa em três setores do Brasil: Energia Elétrica Alimentos e Bebidas Papel e Celulose Apresentação de alguns casos F U N D A Ç Ã O B R A S I L E I R A P A R A O D E S E N V O L

Leia mais

POTENCIAL DA BIOENERGIA FLORESTAL

POTENCIAL DA BIOENERGIA FLORESTAL POTENCIAL DA BIOENERGIA FLORESTAL - VIII Congresso Internacional de Compensado e Madeira Tropical - Marcus Vinicius da Silva Alves, Ph.D. Chefe do Laboratório de Produtos Florestais do Serviço Florestal

Leia mais

O lixo como fonte de energia

O lixo como fonte de energia Transformando um Passivo Ambiental em um Recurso Energético: O lixo como fonte de energia Workshop Internacional Aproveitamento Energético do Biogás de Aterros Sanitários e do Tratamento de Efluentes Belo

Leia mais

Economia verde, desenvolvimento sustentável e inovação - Os caminhos da indústria brasileira

Economia verde, desenvolvimento sustentável e inovação - Os caminhos da indústria brasileira Economia verde, desenvolvimento sustentável e inovação - Os caminhos da indústria brasileira Nelson Pereira dos Reis Federação das Indústrias do Estado de São Paulo Fiesp Vice presidente Departamento de

Leia mais

SUMÁRIO EXECUTIVO. Novembro 2009

SUMÁRIO EXECUTIVO. Novembro 2009 SUMÁRIO EXECUTIVO Novembro 2009 1 Introdução A Biomm se dedica ao desenvolvimento de processos de produção baseados na biotecnologia, área em que a sua equipe foi pioneira no Brasil desde os anos 1970.

Leia mais

Curso de MBA. Especialização em GESTÃO SUSTENTÁVEL DO AGRONEGÓCIO (COM ÊNFASE NO NOVO CÓDIGO FLORESTAL BRASILEIRO)

Curso de MBA. Especialização em GESTÃO SUSTENTÁVEL DO AGRONEGÓCIO (COM ÊNFASE NO NOVO CÓDIGO FLORESTAL BRASILEIRO) Curso de MBA Especialização em GESTÃO SUSTENTÁVEL DO AGRONEGÓCIO (COM ÊNFASE NO NOVO CÓDIGO FLORESTAL BRASILEIRO) 1 2 SUMÁRIO 4. FORMATO. 5. CONCEPÇÃO. 7. OBJETIVO. 7. PÚBLICO ALVO. 8. DIFERENCIAIS INOVADORES

Leia mais

Papel com Reflorestamento. e Reciclagem

Papel com Reflorestamento. e Reciclagem Papel com Reflorestamento e Reciclagem 49 O setor brasileiro de celulose e papel prima pela utilização de madeiras florestais plantadas exclusivamente para fins industriais. O emprego de técnicas de manejo

Leia mais

Energia Elétrica. Energia Térmica. Global Waste Energy. Gaseificação Anaeróbica

Energia Elétrica. Energia Térmica. Global Waste Energy. Gaseificação Anaeróbica www.gwebrasil.com Gaseificação Anaeróbica Biomassa Chorume Urbano Hospitalar Lodo de ETE Industrial Processo GWE de Gaseificação Energia Térmica Energia Elétrica Centrais de Valorização Energética de s

Leia mais

Mudanças Climáticas Ameaças e Oportunidade para a Braskem. Jorge Soto 11/08/2015

Mudanças Climáticas Ameaças e Oportunidade para a Braskem. Jorge Soto 11/08/2015 Mudanças Climáticas Ameaças e Oportunidade para a Braskem Jorge Soto 11/08/2015 1 Braskem INTEGRAÇÃO COMPETITIVA EXTRAÇÃO Matérias Primas 1 ª GERAÇÃO Petroquímicos Básicos 2 ª GERAÇÃO Resinas Termoplásticas

Leia mais

Unindo forças por um mesmo objetivo

Unindo forças por um mesmo objetivo Unindo forças por um mesmo objetivo Seguindo o conceito do programa em fomentar iniciativas de coleta e reciclagem, a parceria vai ampliar a atuação do Programa de Reciclagem do Óleo de Fritura (PROL),

Leia mais

Portfólio Formal. Projetos e consultorias prestadas pela EMPRESA JÚNIOR DO CURSO DE ENGENHARIA DE BIOSSISTEMAS

Portfólio Formal. Projetos e consultorias prestadas pela EMPRESA JÚNIOR DO CURSO DE ENGENHARIA DE BIOSSISTEMAS Portfólio Formal Projetos e consultorias prestadas pela EMPRESA JÚNIOR DO CURSO DE ENGENHARIA DE BIOSSISTEMAS APRESENTAÇÃO Uma Empresa Júnior é uma associação civil, sem fins lucrativos, constituída e

Leia mais

SOLUÇÕES PARA GERENCIAMENTO, VALORIZAÇÃO E DESTINO FINAL DE RESÍDUOS COPROCESSAMENTO EM FORNOS DE CIMENTO

SOLUÇÕES PARA GERENCIAMENTO, VALORIZAÇÃO E DESTINO FINAL DE RESÍDUOS COPROCESSAMENTO EM FORNOS DE CIMENTO SOLUÇÕES PARA GERENCIAMENTO, VALORIZAÇÃO E DESTINO FINAL DE RESÍDUOS COPROCESSAMENTO EM FORNOS DE CIMENTO APRESENTAÇÃO DA EMPRESA A Revalore Coprocessamento e Engenharia do Meio Ambiente se apresenta com

Leia mais

Prof. Rogerio Valle. Logística Reversa e Sustentabilidade

Prof. Rogerio Valle. Logística Reversa e Sustentabilidade Prof. Rogerio Valle Logística Reversa e Sustentabilidade LOGÍSTICA REVERSA, PROCESSO A PROCESSO (ED. ATLAS) Visão sistêmica dos fluxos de recursos e de produtos Evolução na problemática da sustentabilidade

Leia mais

Título. Mudanças Climáticas. Programa Corporativo de Gestão das Emissões de Gases de Efeito Estufa

Título. Mudanças Climáticas. Programa Corporativo de Gestão das Emissões de Gases de Efeito Estufa Mudanças Climáticas Título Programa Corporativo de Gestão das Emissões de Gases de Efeito Estufa Wanderley da Silva Paganini Superintendente de Gestão Ambiental - Sabesp São Paulo, 13 de junho de 2013.

Leia mais

Unidade 6: América: contrastes no desenvolvimento

Unidade 6: América: contrastes no desenvolvimento Unidade 6: América: contrastes no desenvolvimento Capítulo 1: América: Um continente de Contrastes Capítulo 2: Estados Unidos e Canadá Apresentação elaborada pelos alunos do 8º Ano B Montanhas Rochosas

Leia mais

Gerenciamento das Áreas Contaminadas no Estado do Paraná e Estratégias para o Atendimento da Resolução Conama 420/09

Gerenciamento das Áreas Contaminadas no Estado do Paraná e Estratégias para o Atendimento da Resolução Conama 420/09 Gerenciamento das Áreas Contaminadas no Estado do Paraná e Estratégias para o Atendimento da Resolução Conama 420/09 HISTÓRICO 70 década da água 80 década do ar 90 década dos resíduos sólidos Histórico

Leia mais

O BNDES E SUA PARTICIPAÇÃO NO SETOR DE RESÍDUOS SÓLIDOS NO BRASIL ESTRUTURAS DE FINANCIAMENTO

O BNDES E SUA PARTICIPAÇÃO NO SETOR DE RESÍDUOS SÓLIDOS NO BRASIL ESTRUTURAS DE FINANCIAMENTO O BNDES E SUA PARTICIPAÇÃO NO SETOR DE RESÍDUOS SÓLIDOS NO BRASIL ESTRUTURAS DE FINANCIAMENTO CÂMARA DOS DEPUTADOS Daniela Arantes Alves Lima Eduardo Carvalho Departamento de Economia Solidária Brasília,

Leia mais

A Questão da Energia no Mundo Atual

A Questão da Energia no Mundo Atual A Questão da Energia no Mundo Atual A ampliação do consumo energético Energia é a capacidade que algo tem de realizar ou produzir trabalho. O aumento do consumo e a diversificação das fontes responderam

Leia mais

BIODIESEL. O NOVO COMBUSTÍVEL DO BRASIL.

BIODIESEL. O NOVO COMBUSTÍVEL DO BRASIL. Folder final 12/4/04 2:45 AM Page 1 BIODIESEL. O NOVO COMBUSTÍVEL DO BRASIL. PROGRAMA NACIONAL DE PRODUÇÃO E USO DO BIODIESEL Folder final 12/4/04 2:45 AM Page 2 BIODIESEL. A ENERGIA PARA O DESENVOLVIMENTO

Leia mais

RELATÓRIO DE ANÁLISE DAS CONTRIBUIÇÕES REFERENTE À AUDIÊNCIA PÚBLICA Nº 002/07

RELATÓRIO DE ANÁLISE DAS CONTRIBUIÇÕES REFERENTE À AUDIÊNCIA PÚBLICA Nº 002/07 RELATÓRIO DE ANÁLISE DAS CONTRIBUIÇÕES REFERENTE À AUDIÊNCIA PÚBLICA Nº 002/07 AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO N, DE DE DE 2007. Altera a redação dos art. 3º da Resolução Normativa

Leia mais

Programa ABRELPE de Logística Reversa de Resíduos de Equipamentos EletroEletrônicos REEE

Programa ABRELPE de Logística Reversa de Resíduos de Equipamentos EletroEletrônicos REEE Programa ABRELPE de Logística Reversa de Resíduos de Equipamentos EletroEletrônicos REEE 1 A ABRELPE Associação nacional, sem fins lucrativos, que congrega e representa as empresas prestadoras de serviços

Leia mais

Jonas Bertucci Luiz Caruso Marcello Pio Marcio Guerra

Jonas Bertucci Luiz Caruso Marcello Pio Marcio Guerra Identificação de estruturas de alta, média e baixa qualificação profissional, trabalhando algumas hipóteses qualitativas, a partir dos cenários SENAI/BNDES Jonas Bertucci Luiz Caruso Marcello Pio Marcio

Leia mais

DESTINAÇÃO E DISPOSIÇÃO FINAL AMBIENTALMENTE ADEQUADA DE RESÍDUOS SÓLIDOS INDUSTRIAIS

DESTINAÇÃO E DISPOSIÇÃO FINAL AMBIENTALMENTE ADEQUADA DE RESÍDUOS SÓLIDOS INDUSTRIAIS DESTINAÇÃO E DISPOSIÇÃO FINAL AMBIENTALMENTE ADEQUADA DE RESÍDUOS SÓLIDOS INDUSTRIAIS Alternativas tecnológicas disponíveis. Variações de custo e de segurança das operações. Copyright Ecovalor Consultoria

Leia mais

Aprenda a produzir e preservar mais com a Série Produção com Preservação do Time Agro Brasil Entre no portal www.timeagrobrasil.com.

Aprenda a produzir e preservar mais com a Série Produção com Preservação do Time Agro Brasil Entre no portal www.timeagrobrasil.com. 1 Aprenda a produzir e preservar mais com a Série Produção com Preservação do Time Agro Brasil Entre no portal www.timeagrobrasil.com.br e baixe todas as cartilhas, ou retire no seu Sindicato Rural. E

Leia mais

ENERGIA RENOVÁVEIS & EFICIÊNCIA ENERGÉTICA

ENERGIA RENOVÁVEIS & EFICIÊNCIA ENERGÉTICA ENERGIA RENOVÁVEIS & EFICIÊNCIA ENERGÉTICA SUPERINTENDÊNCIA DE PROJETOS DE GERAÇÃO (SPG) CHESF 1 TEMAS ABORDADOS PERFIL DA CHESF MATRIZ ENERGÉTICA FONTES DE ENERGIA RENOVÁVEIS & NUCLEAR ASPECTOS ECONÔMICOS

Leia mais

Reciclagem Energética. Alternativa para destinação de Resíduos Sólidos Urbanos

Reciclagem Energética. Alternativa para destinação de Resíduos Sólidos Urbanos Reciclagem Energética Alternativa para destinação de Resíduos Sólidos Urbanos Claudio Marcondes Engenheiro de Materiais com especialização em Polímeros pela Universidade Federal de São Carlos. Pós graduado

Leia mais

POLÍTICA DE PESQUISA, DESENVOLVIMENTO E INOVAÇÃO DA ELETROSUL

POLÍTICA DE PESQUISA, DESENVOLVIMENTO E INOVAÇÃO DA ELETROSUL POLÍTICA DE PESQUISA, DESENVOLVIMENTO E INOVAÇÃO DA ELETROSUL Departamento de Planejamento, Pesquisa e Desenvolvimento - DPD Diretoria de Engenharia 1 ÍNDICE 1 PÚBLICO ALVO... 3 2 FINALIDADE...3 3 FUNDAMENTOS...

Leia mais

ETENE. Energias Renováveis

ETENE. Energias Renováveis Escritório Técnico de Estudos Econômicos do Nordeste ETENE Fonte: http://www.noticiasagronegocios.com.br/portal/outros/1390-america-latina-reforca-lideranca-mundial-em-energias-renovaveis- 1. Conceito

Leia mais

GraalBio anuncia primeira planta de etanol celulósico do Hemisfério Sul

GraalBio anuncia primeira planta de etanol celulósico do Hemisfério Sul GraalBio anuncia primeira planta de etanol celulósico do Hemisfério Sul Precursora da produção do biocombustível de segunda geração no Hemisfério Sul, com planta em Alagoas, GraalBio quer se tornar referência

Leia mais

PERFIL DO SETOR DE TRATAMENTO DE RESÍDUOS

PERFIL DO SETOR DE TRATAMENTO DE RESÍDUOS PERFIL DO SETOR DE TRATAMENTO DE RESÍDUOS Odilon G. Amado Jr. Diretor Regional Sul Julho / 2011 Perfil do Setor de Tratamento de Resíduos 1 ABETRE Associação Brasileira de Empresas de Tratamento de Resíduos

Leia mais

Apresentação Grupo Solví

Apresentação Grupo Solví Apresentação Grupo Solví Mesa redonda Mercado de Metano Experiência Brasileira do Grupo Solvi com Gás G s Metano O Grupo Solví Resíduos Valorização Energética Saneamento O Grupo Solví Grupo Solví Valorização

Leia mais

Incentivo à compostagem como estratégia de aumento da reciclagem de resíduos orgânicos: aspectos regulatórios

Incentivo à compostagem como estratégia de aumento da reciclagem de resíduos orgânicos: aspectos regulatórios Incentivo à compostagem como estratégia de aumento da reciclagem de resíduos orgânicos: aspectos regulatórios Lúcio Costa Proença Analista Ambiental Secretaria de Recursos Hídricos e Ambiente Urbano Ministério

Leia mais

Gestão dos resíduos sólidos, reciclagem e sustentabilidade ambiental

Gestão dos resíduos sólidos, reciclagem e sustentabilidade ambiental Gestão dos resíduos sólidos, reciclagem e sustentabilidade ambiental Grupo: Fabiana Augusta César Irene Benevides Vinícius Tôrres Pires Samira Chantre Gestão de Resíduos Sólidos Gestão/gerir:Administrar,dirigir,

Leia mais

Departamento de Engenharia Elétrica Disciplina: Geração, Transmissão e Distribuição de Energia Elétrica. Biomassa

Departamento de Engenharia Elétrica Disciplina: Geração, Transmissão e Distribuição de Energia Elétrica. Biomassa Universidade Federal do Ceará Departamento de Engenharia Elétrica Disciplina: Geração, Transmissão e Distribuição de Energia Elétrica Universidade Federal do Ceará Biomassa Professora: Ruth Pastôra Saraiva

Leia mais

Fundos, Programas e Linhas de Crédito do BNDES para investimentos ambientais. Janeiro / 2010

Fundos, Programas e Linhas de Crédito do BNDES para investimentos ambientais. Janeiro / 2010 Fundos, Programas e Linhas de Crédito do BNDES para investimentos ambientais Janeiro / 2010 BNDES e o Meio Ambiente Década de 70 A variável ambiental é incorporada, formalmente, ao processo de análise

Leia mais

e sua Adequação como Projetos do Mecanismo de Desenvolvimento Limpo Eduardo A. Ananias Instituto de Biociências USP

e sua Adequação como Projetos do Mecanismo de Desenvolvimento Limpo Eduardo A. Ananias Instituto de Biociências USP Tecnologias Ambientais para Curtumes e sua Adequação como Projetos do Mecanismo de Desenvolvimento Limpo Eduardo A. Ananias Instituto de Biociências USP Sérgio Almeida Pacca EACH USP Panorama geral do

Leia mais

A Companhia Energética Manauara é proprietaria de uma Usina Termelétrica, situada em Manaus, no Estado do Amazonas,

A Companhia Energética Manauara é proprietaria de uma Usina Termelétrica, situada em Manaus, no Estado do Amazonas, A Companhia Energética Manauara é proprietaria de uma Usina Termelétrica, situada em Manaus, no Estado do Amazonas, na Rodovia AM-010 KM-20. A Manauara nasceu do desejo de contribuir para um país mais

Leia mais

HABITUS CONSULTORIA EM GESTÃO AMB IENTAL E ORG ANIZACIONAL LTDA. R. DEP. ESTEFANO M IKILI TA, 125, SALA 204 PORTÃO CURITIBA PR B RASIL 81

HABITUS CONSULTORIA EM GESTÃO AMB IENTAL E ORG ANIZACIONAL LTDA. R. DEP. ESTEFANO M IKILI TA, 125, SALA 204 PORTÃO CURITIBA PR B RASIL 81 A Empresa A Habitus Consulting (Habitus Consultoria em Gestão Ambiental e Organizacional Ltda.) é uma empresa sediada em Curitiba PR BRASIL, com atuação nacional concentrada nas questões ambientais e de

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÃO PARA PREENCHIMENTO DA PLANILHA TRIMESTRAL DE RESÍDUOS ENTREGA ANUAL DA SEMMA (JANEIRO DE CADA ANO)

MANUAL DE INSTRUÇÃO PARA PREENCHIMENTO DA PLANILHA TRIMESTRAL DE RESÍDUOS ENTREGA ANUAL DA SEMMA (JANEIRO DE CADA ANO) MANUAL DE INSTRUÇÃO PARA PREENCHIMENTO DA PLANILHA TRIMESTRAL DE RESÍDUOS ENTREGA ANUAL DA SEMMA (JANEIRO DE CADA ANO) CÓD. MAN01 ESCLARECIMENTOS INICIAIS Em nível municipal, além da necessidade de se

Leia mais

Aproveitamento da Biomassa para a Geração de Energia Elétrica

Aproveitamento da Biomassa para a Geração de Energia Elétrica Geração de Energia Elétrica 1º Seminário sobre a Utilização de Energias Renováveis veis para Eletrificação Rural do Norte e Nordeste do Brasil Dr. Osvaldo Stella Martins Centro Nacional de Referência em

Leia mais