SECRETARIA MUNICIPAL DE FAZENDA DIRETORIA DE TRIBUTOS MOBILIÁRIOS ISS-Londrina-DMS - PERGUNTAS E RESPOSTAS

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "SECRETARIA MUNICIPAL DE FAZENDA DIRETORIA DE TRIBUTOS MOBILIÁRIOS ISS-Londrina-DMS - PERGUNTAS E RESPOSTAS"

Transcrição

1 SOBRE O PROGRAMA ISS-Londrina-DMS - Perguntas (Seqüencia Atual e Anterior) O que é o ISS-Londrina Declaração Mensal de Serviço? O ISS-Londrina-DMS é um sistema Integrado para gerenciamento do ISSQN (Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza) cujo objetivo é promover a administração e controle da arrecadação deste imposto Eletronicamente, como funcionará o ISS-Londrina-DMS? O sistema ISS-Londrina-DMS é totalmente operacionalizado via Internet de forma extremamente amigável e de fácil utilização Como poderá ser feito o uso do sistema ISS-Londrina-DMS? Através de qualquer computador conectado à Internet Em quais horários poderei acessar o ISS-Londrina-DMS? O ISS-Londrina-DMS estará disponível para utilização no site da Prefeitura ( 24 horas por dia, 7 dias por semana, sendo necessária a correspondente senha de acesso Qual a segurança do sistema ISS-Londrina-DMS? A segurança do ISS-Londrina-DMS é absoluta A declaração mensal de Serviços não vai dificultar ainda mais os meus procedimentos e obrigações legais junto Prefeitura? O ISS Londrina-DMS tem por objetivo principal facilitar e desburocratizar as atividades do Contribuinte junto à Prefeitura. SOBRE A OBRIGATORIEDADE DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA Quem será obrigado a fazer uso do ISS-Londrina-DMS? Todas as Pessoas Jurídicas estabelecidas ou não no Município, sejam elas Prestadoras ou Tomadoras de Serviços O que me obriga a fazer uso do sistema ISS-Londrina-DMS? O Decreto Municipal nº 876 de 22/10/2009, publicado no Jornal Oficial do Município nº 1150 em 26/10/ A partir de qual data será obrigatória a utilização do ISS-Londrina-DMS? De acordo com o Decreto Municipal n 876/2009 a utilização do ISS-Londrina-DMS passa a ser obrigatória a partir de 01/01/ Qual o amparo legal para a obrigatoriedade de uso do ISS-Londrina-DMS? O ISS-Londrina-DMS foi implantado no Município de Londrina pelo Decreto Municipal n.876 de 22/10/2009, publicado no Jornal Oficial do Município nº 1150 de 26/10/ Pessoa Física deve efetuar declarações no sistema ISS-Londrina-DMS? Não. O sistema deverá ser utilizado pelas Pessoas Físicas apenas para a emissão da guia de recolhimento do ISS e para as solicitações de AIDF Não possuo computador e nem contador. Como deverei proceder? Neste caso poderão ser utilizados os computadores da Praça de Atendimento da Prefeitura de Londrina. SOBRE O ACESSO AO SISTEMA Como poderei acessar o ISS-Londrina-DMS? Através de qualquer computador conectado à Internet, acessando o site da Prefeitura de Londrina - página do ISS Precisarei de algum programa especial? Não há a necessidade de utilização de qualquer programa especial. Toda troca de informação dar-se-á através de preenchimento de telas (via Internet), ou seja, para acessar o ISS-Londrina-DMS há somente a necessidade de utilização de programas

2 normais para acesso à Internet Haverá senhas de acesso ao sistema? Sim, elas serão obrigatórias para a perfeita segurança do sistema Quais Contribuintes deverão possuir senha de acesso ao sistema ISS- Londrina-DMS? Todo e qualquer tipo de Pessoa Jurídica estabelecida no Município de Londrina e as de outros municípios que prestarem ou tomarem serviços em Londrina Como serão distribuídas estas senhas de acesso? Para o início da operacionalização do sistema as senhas de acesso enviadas via correspondência - correios Poderei fornecer esta senha e criar senhas adicionais? A senha de acesso tem a importância de uma assinatura eletrônica. O devido uso dela é de responsabilidade de seu detentor. Entretanto o sistema possibilita a criação de usuários auxiliares com senhas específicas e limitação de acesso (determinada pelo usuário principal), não eximindo, desta forma, a responsabilidade pelo uso indevido da mesma Escritórios de Contabilidade, Contadores e Técnicos de Contabilidade deverão se cadastrar no ISS-Londrina-DMS? Sim. Para ter acesso facilitado dos diversos serviços oferecidos aos seus clientes Como será a distribuição das senhas às entidades acima mencionadas? Pelo próprio contador, através da opção "Autocadastramento". A Prefeitura deverá validar o cadastro dentro de 24 horas. SOBRE O CADASTRO NO SISTEMA Como a Prefeitura efetuará o Cadastro dos Contribuintes? A Prefeitura fara uso do seu atual Cadastro de Contribuintes Precisarei fazer atualização do meu cadastro na Prefeitura? Sim, haverá a necessidade de indicar e cadastrar os endereços de s para receber Comunicações da Prefeitura, o lançamento das últimas A.I.D.F.s, etc Poderei indicar mais de um endereço de ? Não, pode-se registrar somente um endereço Como me cadastrar como empresa Tomadora de Serviços? Se a sua empresa já é contribuinte do município, o processo de cadastramento no ISS- Londrina-DMS automaticamente habilitará esta função Como será o processo de Cadastramento do Tomador de Serviços na hipótese de minha empresa não ser automaticamente cadastrada? Será muito simples. Bastará, que a empresa solicite a sua inscrição através do sistema ISS-Londrina-DMS indicando um Responsável Tributário que poderá ser um dos sócios da mesma ou o seu contador tendo a referida inscrição a finalidade exclusiva de se efetuar a retenção do ISS devido quando assim a legislação determinar Neste caso, quais documentos serão necessários? Não será necessário apresentação de documentos, basta informar os dados cadastrais, como CNPJ, Inscrição Estadual, endereço e outros solicitados pelo sistema O meu Contador poderá providenciar o cadastro da minha empresa? Sim, pelo fato do mesmo possuir a senha de acesso ao sistema poderá solicitar a inscrição, lembrando que esta forma de inscrição somente será aplicado quase que exclusivamente a empresas estabelecidas em outros municípios e que exporadicamente prestarem ou tomarem serviços no município de Londrina.

3 SOBRE A ESCRITURAÇÃO FISCAL Como proceder para efetuar a Declaração Mensal de Serviço? O sistema deverá ser acessado no site da Prefeitura no endereço Após liberar o acesso através de sua senha, a Declaração Mensal de Serviço poderá ser efetuada Deverei efetuar a Declaração Nota a Nota Fiscal ou poderei enviar um arquivo de dados? A Declaração Mensal de Serviço poderá ser efetuada por digitação ou por remessa de arquivos sendo que em ambos os casos deverão conter informações de todas as Notas Fiscais do período declarado Como deverei proceder para conhecer o formato do arquivo anteriormente mencionado? A informação do formato do arquivo estará disponível no sistema no módulo de Declaração Mensal de Serviço Na hipótese de minha empresa ser Prestadora e Tomadora de Serviços, como deverei proceder? As declarações de Serviços Prestados e Serviços Tomados são independentes e obrigatórias, ou seja, há a necessidade de se fazer 2 (duas) declarações, uma para cada caso O Tomador de Serviços será obrigado a fazer Declaração destes Serviços Tomados? Sim, todos os Serviços tomados deverão ser lançados e encerrados mensalmente (independente de haver ou não retenção de ISSQN na fonte) Como deverá ser efetuada a Declaração Mensal de Movimento para as empresas que são exclusivamente Tomadoras de Serviços? Se a empresa não for Contribuinte do ISSQN no município, evidentemente não há a necessidade de se fazer declaração de Serviços Prestados (nesta situação já indisponível este módulo), entretanto esta empresa poderá a qualquer tempo tomar Serviços que deverão ser declarados Minha empresa é classificada como Contribuinte Especial, como devo proceder para efetuar a Declaração Mensal de Movimento? Da mesma forma como os demais Contribuintes, entretanto a sua empresa deverá efetuar a Declaração em um relatório especifico que será disponibilizado pela Prefeitura no ISS-Londrina-DMS onde será levado em consideração o tipo de Contribuinte Bancos e Instituições Financeiras também estarão obrigados a efetuarem a Declaração Mensal de Movimento? Sim, sendo que para essas atividades o sistema não permitirá lançamentos manuais, apenas através de importação de dados "leiaute" pré definido Como devo lançar a Nota Fiscal Conjugada na Declaração Mensal de Movimento? Temos 3 (três) situações a saber: - NF só de Venda Mercantil - deverá ser lançada como NF de Venda (no âmbito municipal através do ISS-Londrina-DMS).- NF só de Serviços - deverá ser lançada normalmente como NF de Prestação de Serviços.- NF conjugada - O valor da venda não deverá ser lançado, somente o valor dos Serviços deverá ser lançado normalmente com valor tributado pelo ISSQN Na hipótese da N.F. Conjugada conter a venda de mercadorias e a Prestação de Serviços, a mesma poderá ser lançada em duas etapas? Não, em hipótese alguma. O valor da venda não deverá ser lançado, somente o valor dos Serviços deverá ser lançado normalmente com valor tributado pelo ISSQN. Salientamos que quando a Nota Fiscal conjugada for referente somente a venda de mercadorias, a mesma deverá ser obrigatoriamente lançada como "Venda" no campo específico no sistema ISS-Londrina-DMS e não permitir a ausência (lacuna) de Nota Fiscal na Declaração Mensal de Serviço.

4 Quando do extravio ou roubo de documentos fiscais qual deverá ser o procedimento? O procedimento deverá ser idêntico à prática atual, ou seja, efetuar o Boletim de Ocorrência na Delegacia de Polícia, publicar esta informação em Jornal e comunicar formalmente a Prefeitura de acordo com a legislação vigente. Imediatamente o Contribuinte deverá providenciar o cancelamento destas Notas Fiscais no sistema ISS- Londrina-DMS. Independentemente da ação do Contribuinte, a Prefeitura poderá também efetuar o devido cancelamento das Notas Fiscais Extraviadas no Sistema e se, por ventura as mesmas vierem a ser consultadas, a Fiscalização será orientada para promover o rastreamento e a identificação de responsabilidade do uso indevido da(s) mesma(s) Caso ocorra a utilização indevida dos documentos fiscais extraviados ou roubados, a quem será atribuída a responsabilidade? De acordo com o Sistema ISS-Londrina-DMS, a Fiscalização Municipal terá disponível todas as ferramentas para a promover total rastreabilidade deste documento e identificar os responsáveis que responderão juridicamente pelo ato praticado Meu Contador poderá executar estes trabalhos? Sim, o seu Contador poderá efetuar todos estes lançamentos, em seu nome. SOBRE ENCERRAMENTO DO MÊS O que significa ENCERRAMENTO DO MÊS? Todo Contribuinte estabelecido no município, deverá realizar no Sistema ISS-Londrina- DMS o encerramento de cada mês,mesmo sem movimento, este ato é obrigatório para o cumprimento de suas obrigações legais e para a emissão da respectiva Guia de Recolhimento do ISSQN Contribuintes mesmo sem movimento deverão providenciar o Encerramento do Mês? Sim, o ato de providenciar o Encerramento do Mês mesmo sem qualquer movimento é uma obrigação legal prevista na legislação. Esta exigência é válida para todo e qualquer tipo de Contribuinte O que implica não efetuar o Encerramento do Mês? O não Encerramento do Mês significa a não oficialização da Declaração Mensal de Movimento, tal fato caracterizará o Contribuinte como inadimplente em suas obrigações fiscais, estando o mesmo sujeito às penalidades e multas previstas na legislação do Município No caso do Tomador de Serviços que não tenha tomado nenhum serviço dentro do mês, como deverá proceder? Deverá encerrar a escrituração do Módulo Serviços Tomados Sem Movimento Contribuintes Especiais, Bancos e Instituições Financeiras estão obrigados a efetuarem o Encerramento do Mês? Sim, da mesma forma que os demais Contribuintes. Antecipamos a pergunta e informamos que as penalidades serão as mesmas dos demais Contribuintes e de acordo com a legislação em vigor. SOBRE O RECOLHIMENTO DO ISS Como deverei proceder para recolher o valor devido do ISSQN? A partir da data da implantação e do uso obrigatório do sistema ISS-Londrina-DMS, todos os recolhimentos do valor devido do ISSQN deverão ser efetuados através das Guias de Recolhimento (padrão Febraban) emitidas pelo sistema O que significa Padrão Febraban?

5 Febraban é a abreviatura da Federação Brasileira de Bancos que padronizou todos os documentos que são utilizados e que circulam no sistema bancário Quais as vantagens do uso de Guias de Recolhimento no padrão Febraban? Facilitar a forma de pagamento do tributo, além de otimizar os controles administrativos do município e garantir um registro uniforme Caso o ISSQN tenha sido recolhido a maior, poderei compensar em outros meses? Sim No caso de recolhimento a menor, quando da emissão da Guia complementar serão cobrados encargos? Sim, serão cobrados os encargos normais previsto na legislação, pois o erro no lançamento não pressupõe motivo para postergação de data de vencimento Como emitir a Guia de Recolhimento substitutiva ou complementar? No programa ISS-Londrina-DMS há o acesso para esta possibilidade, na opção de guia Avulsa. SOBRE AIDF O que significa o termo AIDF? AIDF Autorização para Impressão de Documentos Fiscais que será solicitada e autorizada através do sistema ISS-Londrina-DMS O que significa AIDF Eletrônica? Significa solicitação por via eletrônica (Internet) da mencionada AIDF Quem pode solicitar a AIDF Eletrônica? O Contribuinte, seu Contador ou preposto, sendo que a responsabilidade principal será sempre do Contribuinte ou de seu Responsável Tributário Como devo proceder para solicitar a AIDF Eletrônica? Através do programa ISS-Londrina-DMS no site da Prefeitura, inicialmente deverá ser indicado o CNPJ da empresa gráfica escolhida, lembramos que esta gráfica deverá estar previamente cadastrada na Prefeitura Posso solicitar a quantidade de Documentos Fiscais que desejar? A princípio sim, embora a Prefeitura fará a liberação da quantidade de Notas Fiscais suficientes para suprir a necessidade do Contribuinte por 12 (doze) meses, na hipótese de o Contribuinte desejar uma quantidade maior o mesmo será convidado a comparecer perante o Fisco Municipal para as devidas justificativas As Notas Fiscais terão prazo de validade? Não. As notas fiscais terão prazo de validade indeterminada Quais são os tipos de Documentos Fiscais? Talonário ou Formulário Contínuo O que significa Nota Fiscal Conjugada? Nota Fiscal Conjugada é aquela que permite a venda mercantil de mercadorias e a Prestação de Serviços através do mesmo documento Fiscal, podemos citar como exemplo típico a Nota Fiscal de Concessionárias de Veículos Como devo proceder para obter a AIDF para este tipo de Nota Fiscal? Da mesma forma atualmente praticada, ou seja, será necessário obter duas AIDFs. Sendo que a primeira deverá ser aprovada pela Prefeitura e posteriormente uma segunda AIDF que deverá ser aprovada pela Secretaria de Fazenda do Estado Como proceder para mudar o tipo de Documento Fiscal? Somente a Prefeitura poderá conceder esta autorização que exigirá alteração cadastral, para tanto se deve dirigir à Prefeitura e efetuar a devida solicitação.

6 SOBRE ESTABELECIMENTO GRÁFICO Possuo uma Gráfica no Município, como devo proceder? Automaticamente sua gráfica estará cadastrada como contribuinte do ISSQN (com as obrigações definidas a todos os contribuintes), entretanto, qualquer gráfica de outro município que queira produzir notas fiscais para contribuintes deste município deverá realizar seu cadastramento específico para este fim. Para realizar o referido cadastramento bastará acessar o sistema ISS-Londrina-DMS e preencher os dados solicitados Sou uma empresa Gráfica de outro município, como devo proceder? Qualquer gráfica (mesmo as estabelecidas em outro município) que queira produzir notas fiscais para contribuintes deste município deverá obter cadastramento específico para este fim. Para realizar o referido cadastramento bastará acessar o sistema ISS- Londrina-DMS e preencher os dados solicitados A empresa gráfica poderá solicitar AIDF Eletrônica? Não. A AIDF deverá sempre ser solicitada pelo Contribuinte, seu Contador ou pelo seu Responsável Tributário Como ficarei sabendo que uma determinada AIDF foi liberada? As Gráficas credenciadas terão acesso às informações contidas nas AIDF s onde estarão informados todos os estágios da solicitação Como Gráfica credenciada poderei recusar uma AIDF já liberada? Sim, para tanto basta a sua empresa gráfica enviar um comunicado, via , para a Prefeitura e proceder a devolução via sistema da mesma. SOBRE LEGISLAÇÃO DO ISS A legislação atual será mantida? Sim, a atual legislação não foi alterada, o mencionado Decreto Municipal somente estabelece novas obrigações acessórias aos Contribuintes As alíquotas dos ISSQN atualmente em prática serão alteradas? Não, as atuais alíquotas serão mantidas, sendo que alterações poderão ocorrer independente da implantação deste sistema, através de aprovação pelo poder legislativo e executivo municipal da lei no Código Tributário do Município de Londrina as quais, quando ocorrerem, passarão a viger a partir do ano seguinte à sanção da lei O que significa Empresa Tomadora de Serviços? Empresa tomadora de serviços é toda a pessoa jurídica estabelecida no Município que contrata ou toma serviços de outras empresas prestadoras de serviço estabelecidas neste ou em outros municípios O que significa ser Substituto Tributário do ISSQN? De acordo com o artigo 6º da Lei Complementar nº 116 / 2003 que dispõe sobre o ISSQN - Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza - de competência exclusiva dos Municípios e do Distrito Federal, para alguns tipos de serviços, o responsável pelo recolhimento do ISSQN é o tomador de serviço e não o prestador. Para estes referidos serviços o tomador é o substituto tributário. Neste caso o tomador do serviço deverá reter na fonte o respectivo valor do ISSQN e recolhê-lo dentro do prazo de vencimento. Esta retenção na fonte (para os Serviços passíveis de substituição tributária) independe do local da sede do prestador (no próprio município ou fora dele) Quais os Serviços que devem ter o ISSQN retido na fonte? Todos os serviços previstos no art. 3º da Lei Complementar 116 / Como devo recolher o ISSQN retido na fonte? Através de Guias de guia com código de recolhimento 1777 que será gerada pelo sistema e que poderão ser pagas em qualquer agência Bancária Caso minha empresa não recolha o ISSQN retido na fonte, quais serão as penalidades?

7 Além das penalidades previstas no Código Tributário Municipal, tais como, multa de 100% do valor do imposto retido e não recolhido,sua empresa estará sujeita a processo penal por apropriação indébita O que significa Responsável Tributário? Responsável Tributário é a pessoa física que assume todas e quaisquer responsabilidades pelas Declarações da Pessoa Jurídica perante a Prefeitura Quem pode ser Responsável Tributário? Normalmente é um dos Sócios da empresa ou então o seu Contador Quais as obrigações do Responsável Tributário? Efetuar e responder juridicamente por todas as obrigações da Pessoa Jurídica à mesma vinculada Pessoa Física pode reter o ISSQN na fonte? Em regra geral não, apenas com raras exceções para alguns casos de construção civil. SOBRE ESTIMATIVA O que significa Contribuinte por Estimativa? Contribuintes por Estimativa são aqueles pré-determinados pela Prefeitura que recolhem o ISSQN baseados em uma estimativa de faturamento (receita) mensal Cite exemplos de Contribuintes por Estimativa? Copiadoras, borracheiros, alfaiates, academias, cabeleireiras(os) etc., tendo em vista a baixa emissão, ou nenhuma, de notas fiscais relativas aos serviços prestados Contribuintes por Estimativa poderão fazer uso de Nota Fiscal? Sim, entretanto eles serão obrigados a cumprir todas as exigências legais, ou seja: Solicitar AIDF e caso sejam pessoas jurídicas, fazer a Declaração Mensal de Serviço, fazer o Encerramento do mês mesmo sem movimento, etc O Contribuinte por Estimativa pagará ISSQN sobre as Notas Fiscais emitidas? Sim, desde que a somatória mensal das notas fiscais seja superior ao valor estimado. SOBRE FORMAS DE TRIBUTAÇÃO Como se define Contribuintes por Homologação? São aqueles que recolhem o ISSQN tendo como base o seu faturamento mensal apurado e decorrente das Notas Fiscais emitidas O que significa Contribuinte por valor fixo? São os Contribuintes que recolhem um valor já fixado pelo Fisco Municipal, que não seja estimativa, para poderem exercer a sua atividade profissional, e de forma pessoal, no Município Cite exemplos de Contribuintes por valor fixo? Contadores, Advogados, Médicos, Dentistas, etc O que significa ser Contribuinte Especial? Contribuinte Especial é toda a Pessoa Jurídica que pode ser ou não obrigada a emitir Nota Fiscal de Serviços, entretanto possuem características operacionais específicas. Neste caso, o recolhimento do ISSQN é efetuado a partir de Declarações de Movimentação Mensal e outras informações solicitadas pelo sistema Cite exemplos de Contribuintes Especiais? Escolas, bancos, financeiras, administradoras de condomínios, clubes, cinemas e teatros, empresas de transporte coletivo, escritórios de contabilidade, etc., e quaisquer outras assim designadas ou determinadas pela administração municipal.

Decreto Nº1601 de 19 de Agosto de 2009 DECRETA:

Decreto Nº1601 de 19 de Agosto de 2009 DECRETA: Decreto Nº1601 de 19 de Agosto de 2009 Av. Presidente Vargas, 3.215 Vila Maria INSTITUI O GERENCIAMENTO ELETRÔNICO DO ISSQN, A ESCRITURAÇÃO ECONÔMICO- FISCAL E A EMISSÃO DE GUIA DE RECOLHIMENTO POR MEIOS

Leia mais

Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços.

Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços. Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços. 1 Apresentação: O Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços ou SIG-ISS é um sistema para gerenciamento do Imposto sobre

Leia mais

ÍNDICE. ISS Online. Guia do Usuário ÍNDICE

ÍNDICE. ISS Online. Guia do Usuário ÍNDICE Guia do Usuário ÍNDICE ÍNDICE Setembro /2009 www.4rsistemas.com.br 15 3262 8444 IDENTIFICAÇÃO E SENHA... 3 Sou localizado no município... 4 Não sou localizado no município... 4 ACESSO AO SISTEMA... 5 Tela

Leia mais

ESTADO DE GOIÁS Prefeitura Municipal de Pirenópolis DECRETO N 2.492714. Gabinete DE 31 DE 01 DE 2014.

ESTADO DE GOIÁS Prefeitura Municipal de Pirenópolis DECRETO N 2.492714. Gabinete DE 31 DE 01 DE 2014. DECRETO N 2.492714. DE 31 DE 01 DE 2014. "INSTITUI O GERENCIAMENTO ELETRÔNICO DO ISSQN, A ESCRITURAÇÃO ECONÔMICO- FISCAL E A EMISSÃO DE GUIA DE RECOLHI MENTO POR MEIOS ELETRÔNICOS, RELATI VÁS AO ISSQN

Leia mais

Copyright 2004/2014 - VLC

Copyright 2004/2014 - VLC Escrituração Fiscal Manual do Usuário Versão 7.2 Copyright 2004/2014 - VLC As informações contidas neste manual são de propriedade da VLC Soluções Empresariais Ltda., e não poderão ser usadas, reproduzidas

Leia mais

DECRETO Nº 659 DE 26 DE MAIO DE 2014. O PREFEITO MUNICIPAL DE TUPANDI, no uso de suas atribuições legais, D E C R E T A

DECRETO Nº 659 DE 26 DE MAIO DE 2014. O PREFEITO MUNICIPAL DE TUPANDI, no uso de suas atribuições legais, D E C R E T A DECRETO Nº 659 DE 26 DE MAIO DE 2014. REGULAMENTA A LEI MUNICIPAL N.º 1.209, DE 02 DE MAIO DE 2014, QUE INSTITUI A NOTA FISCAL ELETRÔNICA DE SERVIÇOS, A DECLARAÇÃO ELETRÔNICA DE SERVIÇOS, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS.

Leia mais

Help de NFSe. 2011 E&L Produções de Software LTDA. Contador

Help de NFSe. 2011 E&L Produções de Software LTDA. Contador Contador 2 1 Credenciamento Se for prestador do município, substituto ou empresas de outros municípios clique na opção credenciar Para acessar a tela de credenciamento do contador, clique na opção Contador

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE BRUMADO ESTADO DA BAHIA CNPJ/MF Nº 14.105.704/0001-33 Praça Cel. Zeca Leite, nº 415 Centro CEP: 46100-000 Brumado-BA

PREFEITURA MUNICIPAL DE BRUMADO ESTADO DA BAHIA CNPJ/MF Nº 14.105.704/0001-33 Praça Cel. Zeca Leite, nº 415 Centro CEP: 46100-000 Brumado-BA DECRETO Nº 4.496, DE 22 DE JULHO DE 2011 Regulamenta os procedimentos para Escrituração Fiscal e Recolhimento de Tributos Municipais de forma Eletrônica no Município de Brumado, e dá outras providências.

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO MATEUS ESTADO DO ESPÍRITO SANTO GABINETE DO PREFEITO

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO MATEUS ESTADO DO ESPÍRITO SANTO GABINETE DO PREFEITO 1 LEI Nº. 949/2010 INSTITUI A NOTA FISCAL ELETRÔNICA DE SERVIÇOS E DISPÕE SOBRE A DECLARAÇÃO MENSAL DO IMPOSTO SOBRE A PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE QUALQUER NATUREZA - ISSQN. O Prefeito Municipal de São Mateus,

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA SMFA Nº 01/2010

INSTRUÇÃO NORMATIVA SMFA Nº 01/2010 INSTRUÇÃO NORMATIVA SMFA Nº 01/2010 Define as regras e os prestadores de serviços e substitutos tributários do Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza obrigados a efetuar a Declaração Eletrônica Mensal

Leia mais

DECLARAÇÃO DE SERVIÇOS PRESTADOS

DECLARAÇÃO DE SERVIÇOS PRESTADOS DECLARAÇÃO DE SERVIÇOS PRESTADOS RESUMO DA DECLARAÇÃO NA ESCRITA FISCAL Menu: Declaração de Serviços/Prestados/Homologados Tela de Declaração de Serviços prestados no FISCAL WEB (ISSQN por homologação)

Leia mais

Help de NFSe. Credenciamento

Help de NFSe. Credenciamento Prestador 2 1 Help de NFSe Credenciamento Se for prestador do município, substituto ou empresas de outros municípios clique na opção credenciar Para acessar a tela de credenciamento do contador, clique

Leia mais

Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços.

Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços. Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços. 1 Sumário: Tópico: Página: 2 Apresentação: O Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços ou SIG-ISS é um sistema para gerenciamento

Leia mais

DECRETO Nº 092, DE 1º DE DEZEMBRO DE 2009.

DECRETO Nº 092, DE 1º DE DEZEMBRO DE 2009. DECRETO Nº 092, DE 1º DE DEZEMBRO DE 2009. Dispõe sobre a Instituição do Regime Especial de Es-crituração Fiscal Eletrônica - REFE, aos prestadores e tomadores de serviços, sujeitos à tributação do Im-posto

Leia mais

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA NFS-e. Prefeitura Municipal de Tupãssi

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA NFS-e. Prefeitura Municipal de Tupãssi NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA NFS-e Prefeitura Municipal de Tupãssi PERGUNTAS E RESPOSTAS O QUE É A NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA NFS-e? R NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA (NFS-e) é um documento

Leia mais

Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços.

Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços. Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços. 1 Apresentação: O Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços ou SIG-ISS é um sistema para gerenciamento do Imposto sobre

Leia mais

República Federativa do Brasil Estado do Ceará Município de Juazeiro do Norte Poder Executivo

República Federativa do Brasil Estado do Ceará Município de Juazeiro do Norte Poder Executivo DECRETO N.º 501, DE 27 DE SETEMBRO DE 2011. Regulamenta a instituição do gerenciamento eletrônico do ISSQN- Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza, a escrituração econômico-fiscal e a emissão de documento

Leia mais

AFONSO MACCHIONE NETO, Prefeito do

AFONSO MACCHIONE NETO, Prefeito do 1 DECRETO N 5.14S, DE 24 DE JUNHO DE 2.00S DISPÕE SOBRE O SISTEMA DE INFORMATIZAÇÃO E ESCRITURAÇÃO ELETRÔNICA DO ISSQN E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. AFONSO MACCHIONE NETO, Prefeito do Município de Catanduva,

Leia mais

Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços.

Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços. Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços. Módulo Gráfica: 1 Sumário: Tópico: Página: 2 Apresentação: O Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços ou SIG-ISS é um sistema

Leia mais

MANUAL ISS DIGITAL Av. Augusto de Lima, 479-15º Andar - Sala 1511 Centro - Belo Horizonte/MG CEP: 30.190-000 (31) 3201-1639 / Fax: (31) 3212-1215

MANUAL ISS DIGITAL Av. Augusto de Lima, 479-15º Andar - Sala 1511 Centro - Belo Horizonte/MG CEP: 30.190-000 (31) 3201-1639 / Fax: (31) 3212-1215 Av. Augusto de Lima, 479-15º Andar - Sala 1511 Centro - Belo Horizonte/MG CEP: 30.190-000 (31) 3201-1639 / Fax: (31) 3212-1215 1. INTRODUÇÃO Dispõe sobre o sistema eletrônico de gerenciamento de dados

Leia mais

DECRETO Nº 11.551 ----------------------------

DECRETO Nº 11.551 ---------------------------- Volta Redonda Sede do Governo do antigo Povoado de Santo Antônio, inicialmente Distrito de Paz, emancipada aos 17 dias do mês de Julho de 1954, berço da Siderurgia no Brasil. Dispõe sobre a instituição

Leia mais

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE MARINGÁ MANUAL DO USUÁRIO ACESSO AO SISTEMA

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE MARINGÁ MANUAL DO USUÁRIO ACESSO AO SISTEMA O ISS-e é um sistema completo de gestão do ISS do Município de Maringá, composto pelos módulos de: - NFS-e (Nota Fiscal de Serviços Eletrônica) - DMS-e (Declaração Mensal de Serviços Eletrônica) - AIDF-e

Leia mais

DECRETO Nº. 531 DE 01 DE JULHO DE 2012.

DECRETO Nº. 531 DE 01 DE JULHO DE 2012. DECRETO Nº. 531 DE 01 DE JULHO DE 2012. Regulamenta o uso da Nota Fiscal de Serviços Eletrônica no ISSQN, a forma e o prazo de recolhimento dos tributos municipais e respectivos acréscimos perante o Código

Leia mais

Eletrônica Município do Rio de Janeiro NFS-e - Nota Carioca. www.notacarioca.rio.gov.br

Eletrônica Município do Rio de Janeiro NFS-e - Nota Carioca. www.notacarioca.rio.gov.br Nota Fiscal de Serviços Eletrônica Município do Rio de Janeiro NFS-e - Nota Carioca www.notacarioca.rio.gov.br Objetivo Apresentar na prática os procedimentos para acesso e manuseio do sistema da Nota

Leia mais

SOLICITAR USUÁRIO E SENHA DE ACESSO GERAÇÃO DE GUIAS PARA RECOLHIMENTO DO ISS ATRIBUIR UM CONTADOR A UMA EMPRESA

SOLICITAR USUÁRIO E SENHA DE ACESSO GERAÇÃO DE GUIAS PARA RECOLHIMENTO DO ISS ATRIBUIR UM CONTADOR A UMA EMPRESA 1 Manual prático Pág. 2 Pág. 4 Pág. 9 Pág. 11 SOLICITAR USUÁRIO E SENHA DE ACESSO EMISSÃO DE NOTA FISCAL ELETRÔNICA DECLARAÇÃO DE NOTA FISCAL RECEBIDA GERAÇÃO DE GUIAS PARA RECOLHIMENTO DO ISS IMPOSTO

Leia mais

Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços.

Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços. Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços. 1 Sumário: Tópico: Página: Apresentação: 02 Método de Acesso ao Sistema Sig Iss: 02 Tela de Abertura: 03 Modo de Acesso: 04 Botões e Telas

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL

PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL SECRETARIA MUNICIPAL DE TRIBUTAÇÃO M A N U A L D A NOTA FISCAL AVULSA ÍNDICE 1. Acesso ao Portal do Sistema...6 2. Requerimento de Acesso para os novos usuários...6 2.1 Tipo

Leia mais

Manual NFSe - Prestadores e Tomadores de Serviço

Manual NFSe - Prestadores e Tomadores de Serviço VALPARAÍSO DE GOIÁS quarta-feira, 28 de outubro de 2014 Manual NFSe - Prestadores e Tomadores de Serviço ÍNDICE Legislação Cadastrando A Senha Eletrônica Acessando O Sistema De Nfs- E Pela Primeira Vez

Leia mais

I.S.S.Q.N. Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza

I.S.S.Q.N. Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza I.S.S.Q.N. Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA - Versão 1.2 30/03/2010 Pag.: 1 : Tópico: Página: 1-APRESENTAÇÃO 04 1.1-Método de Acesso ao Sistema ISS-Londrina-DMS

Leia mais

DECRETO Nº26/2015, DE 13 DE OUTUBRO 2015.

DECRETO Nº26/2015, DE 13 DE OUTUBRO 2015. DECRETO Nº26/2015, DE 13 DE OUTUBRO 2015. Dispõe sobre a instituição do Sistema Eletrônico de Gestão para o cumprimento das obrigações fiscais do IMPOSTO SOBRE SERVIÇOS DE QUALQUER NATUREZA - ISSQN no

Leia mais

Sistema de ISSQN Digital Sistema Tributário On-line

Sistema de ISSQN Digital Sistema Tributário On-line Sistema de ISSQN Digital Sistema Tributário On-line Fev/2011 2 Funcionalidades... 3 1. Acesso ao Sistema... 5 2. Cadastro Municipal... 6 a. Alteração da Declaração:... 6 b. Comparação da Declaração:...

Leia mais

(Do Sr. Antonio Carlos Mendes Thame) O Congresso Nacional decreta:

(Do Sr. Antonio Carlos Mendes Thame) O Congresso Nacional decreta: PROJETO DE LEI N o, DE 2005 (Do Sr. Antonio Carlos Mendes Thame) Dispõe sobre a desburocratização dos processos de constituição, funcionamento e baixa das microempresas e empresas de pequeno porte, nos

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE BAMBUÍ Praça Mozart Torres, 68 Bairro Centro Cep.: 38.900-000 BAMBUÍ - MG CNPJ: 20.920.567/0001-93

PREFEITURA MUNICIPAL DE BAMBUÍ Praça Mozart Torres, 68 Bairro Centro Cep.: 38.900-000 BAMBUÍ - MG CNPJ: 20.920.567/0001-93 . DECRETO Nº 1.763 DE 18 DE MARÇO DE 2014. PREFEITO MUNICIPAL DE BAMBUÍ, em vigor, Estado de Minas Gerais, no uso de suas atribuições legais, DECRETA: CAPÍTULO I DO SISTEMA ELETRÔNICO DE GESTÃO DO ISSQN

Leia mais

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA CARTILHA E TUTORIAL DE USO DA FERRAMENTA SUMÁRIO

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA CARTILHA E TUTORIAL DE USO DA FERRAMENTA SUMÁRIO NFS-e NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA CARTILHA E TUTORIAL DE USO DA FERRAMENTA SUMÁRIO 1. NFS-e 1.1 Considerações Iniciais 1.2 Definição 1.3 Regras de uso 1.3.1 Quem está obrigado a emitir a NFS-e?

Leia mais

D E C R E T O Nº 9460 de 30 de novembro de 2011

D E C R E T O Nº 9460 de 30 de novembro de 2011 Publicado em 09/12/2011 no Diário Oficial nº 362. D E C R E T O Nº 9460 de 30 de novembro de 2011 (Altera e acrescenta dispositivos ao Decreto n 8063, de 15 de outubro de 2007, ampliando funcionalidades

Leia mais

14 - Como para gerar o boleto para pagamento do período das notas lançadas? 16 - Se no mês, o meu cliente não tiver movimento, o que devo fazer?

14 - Como para gerar o boleto para pagamento do período das notas lançadas? 16 - Se no mês, o meu cliente não tiver movimento, o que devo fazer? Manual do Sistema SUMÁRIO 1 O que é o sistema GEFISCO? 2 - Como acessar o sistema GEFISCO? 3 - Como criar um login e uma senha? 4 - Esqueci minha senha, e agora? 5 - Como acessar o Livro Fiscal? 6 - Como

Leia mais

DECRETO N. 134/2010, DE 28 DE OUTUBRO DE 2010.

DECRETO N. 134/2010, DE 28 DE OUTUBRO DE 2010. DECRETO N. 134/2010, DE 28 DE OUTUBRO DE 2010. Institui o gerenciamento eletrônico do ISS - Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza - e a emissão de Documento de Arrecadação Municipal - DAM - por meios

Leia mais

CAPÍTULO I DA NOTA FISCAL ELETRÔNICA

CAPÍTULO I DA NOTA FISCAL ELETRÔNICA LEI Nº 2.182, DE 24 DE MAIO DE 2011. Institui a Nota Fiscal Eletrônica de Serviços no Município de Louveira, define forma, prazo e declarações de recolhimento do ISSQN pelo Sistema Eletrônico e dá outras

Leia mais

Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços.

Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços. Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços. 1 Sumário: Tópico: Página: 2 Apresentação: O Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços ou SIG-ISS é um sistema para gerenciamento

Leia mais

Copyright 2004/2015 - VLC

Copyright 2004/2015 - VLC Nota Fiscal Eletrônica de Serviços Perguntas Frequentes Versão 8.1 Atualizado em 26/08/2015 Copyright 2004/2015 - VLC As informações contidas neste caderno de Perguntas e Respostas são de propriedade da

Leia mais

NFE Nota Fiscal eletrônica. Versão 2.0 (07/2012)

NFE Nota Fiscal eletrônica. Versão 2.0 (07/2012) NFE Nota Fiscal eletrônica Versão 2.0 (07/2012) Sumário INTRODUÇÃO... 2 COMO OBTER AUTORIZAÇÃO PARA EMISSÃO DA NOTA FISCAL ELETRÔNICA... 3 2º VIA DE SOLICITAÇÃO/AUTORIZAÇÃO DE IMPRESSÃO DE DOCUMENTOS FISCAIS...

Leia mais

ÍNDICE ANALÍTICO: 1.0. CADASTRO DE CONTABILISTAS... 4 1.1. Primeiro Acesso... 4 1.2. Visão Geral... 11

ÍNDICE ANALÍTICO: 1.0. CADASTRO DE CONTABILISTAS... 4 1.1. Primeiro Acesso... 4 1.2. Visão Geral... 11 MANUAL DE USO DO SISTEMA GOVERNO DIGITAL ÍNDICE ANALÍTICO: 1.0. CADASTRO DE CONTABILISTAS... 4 1.1. Primeiro Acesso... 4 1.2. Visão Geral... 11 2.0. SOLICITAÇÕES DE AIDF E AUTORIZAÇÃO DE EMISSÃO DE NOTA

Leia mais

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE COTIA Estado de São Paulo

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE COTIA Estado de São Paulo LEI COMPLEMENTAR Nº 98, DE 23 DE JULHO DE 2008. INSTITUI O GERENCIAMENTO ELETRÔNICO DO IMPOSTO SOBRE SERVIÇOS DE QUALQUER NATUREZA ISSQN, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. JOAQUIM H. PEDROSO NETO, Prefeito do

Leia mais

PUBLICADO NO ÓRGÃO OFICIAL DO MUNICÍPIO Nº 1750 DO DIA 06/08/2012.

PUBLICADO NO ÓRGÃO OFICIAL DO MUNICÍPIO Nº 1750 DO DIA 06/08/2012. PUBLICADO NO ÓRGÃO OFICIAL DO MUNICÍPIO Nº 1750 DO DIA 06/08/2012. DECRETO N 1426/2012 Regulamenta a entrega da Declaração Mensal de Serviços Eletrônica por prestadores e tomadores de serviços e dá outras

Leia mais

NFSE - Nota Fiscal de Serviços Eletrônica 1

NFSE - Nota Fiscal de Serviços Eletrônica 1 1 DSF - Desenvolvimento de Sistemas Fiscais Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução total ou parcial deste documento sem o pagamento de direitos autorais, contanto que as cópias sejam feitas

Leia mais

NOTA FISCAL ELETRÔNICA DE SERVIÇOS MUNICÍPIO DE SÃO PAULO

NOTA FISCAL ELETRÔNICA DE SERVIÇOS MUNICÍPIO DE SÃO PAULO NOTA FISCAL ELETRÔNICA DE SERVIÇOS MUNICÍPIO DE SÃO PAULO Cortesia: FARO CONTÁBIL (www.farocontabil.com.br) Matéria publicada originalmente no Diário do Comércio Data: 01/08/2006 01 - CONCEITOS? 1.01.

Leia mais

MONTE CARMELO MINAS GERAIS

MONTE CARMELO MINAS GERAIS MONTE CARMELO MINAS GERAIS Manual NFSe - Prestadores e Tomadores de Serviço ÍNDICE Legislação Cadastrando A Senha Eletrônica Acessando O Sistema De Nfs- E Pela Primeira Vez Alterando a senha eletrônica

Leia mais

CeC. Cadastro eletrônico de Contribuintes. Usuário Anônimo

CeC. Cadastro eletrônico de Contribuintes. Usuário Anônimo CeC Cadastro eletrônico de Contribuintes Usuário Anônimo Versão 1.3 11/02/2011 SUMÁRIO Apresentação... 3 Objetivos... 3 1. Solicitação de CeC... 4 1.1. Cadastro de Pessoas Físicas... 6 1.1.1 Cadastro de

Leia mais

DECRETO Nº. 6.290 DE 26 DE NOVEMBRO DE 2012.

DECRETO Nº. 6.290 DE 26 DE NOVEMBRO DE 2012. DECRETO Nº. 6.290 DE 26 DE NOVEMBRO DE 2012. Regulamenta a Lei Municipal nº 4330/2001, dispondo sobre o Sistema Eletrônico de Gerenciamento de Dados do Imposto Sobre Serviços de qualquer Natureza ISSQN

Leia mais

Prefeitura Municipal de Ibirataia Estado da Bahia

Prefeitura Municipal de Ibirataia Estado da Bahia DECRETO Nº 3857, de 29 de setembro de 2015. "Institui e Regulamenta a Nota Fiscal de Serviços Eletrônica (NFS e) no Município de Ibirataia e dá outras providências." O Prefeito do Município de Ibirataia,,

Leia mais

Nota Fiscal de Serviços eletrônica NFS-e. Introdução. Apresentação

Nota Fiscal de Serviços eletrônica NFS-e. Introdução. Apresentação Nota Fiscal de Serviços eletrônica NFS-e Manual do Usuário Prestador Introdução Este manual tem como objetivo apresentar a Nota Fiscal de Serviços Eletrônica (NFS-e) que será utilizado pelos contribuintes

Leia mais

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA 1 NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA TUTORIAL DE USO DA FERRAMENTA ANO 2012 2 Sumário 1 Nota Fiscal de Serviços eletrônica - NFS-e... 3 1.1 Considerações Iniciais... 3 1.2 Legislação... 3 1.3 Definição...

Leia mais

I quando o prestador de serviços estabelecido no Município do Rio de Janeiro executar serviço;

I quando o prestador de serviços estabelecido no Município do Rio de Janeiro executar serviço; DECRETO N.º 32.250 DE 11 DE MAIO DE 2010. [Publicado no D.O. Rio de 12.05.2010.] [Alterado pelo Decreto nº 32.549, de 20.07.2010, publicado no D.O. Rio de 21.07.2010.] [Alterado pelo Decreto nº 32.601,

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE IGARAPÉ ESTADO DE MINAS GERAIS CNPJ: 18.715.474/0001 85

PREFEITURA MUNICIPAL DE IGARAPÉ ESTADO DE MINAS GERAIS CNPJ: 18.715.474/0001 85 DECRETO N 1.552 DE 09 DE JANEIRO DE 2012. DISPÕE SOBRE O SISTEMA ELETRÔNICO DE GERENCIAMENTO DE DADOS DO IMPOSTO SOBRE SERVIÇOS DE QUALQUER NATUREZA ISSQN e NOTA FISCAL ELETRÔNICA. O Prefeito Municipal,

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO PESSOA FÍSICA

MANUAL DO USUÁRIO PESSOA FÍSICA MANUAL DO USUÁRIO PESSOA FÍSICA 1 Índice DSF - Desenvolvimento de Sistemas Fiscais Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução total ou parcial deste documento sem o pagamento de direitos autorais,

Leia mais

MANUAL DO ISS ONLINE

MANUAL DO ISS ONLINE MANUAL DO ISS ONLINE Bancos / Instituições Financeiras Índice 1 - Regularização Cadastral... 3 2 - Login... 5 3 - Acessos ao Sistema... 7 4 - Solicitações de AIDF e AIDF-e... 10 5 - Emissão de Notas Fiscais

Leia mais

O PREFEITO MUNICIPAL DE ARACATI, no uso de suas atribuições legais, conforme lhe confere a Lei Orgânica Municipal,

O PREFEITO MUNICIPAL DE ARACATI, no uso de suas atribuições legais, conforme lhe confere a Lei Orgânica Municipal, DECRETO N.º 060 /2013. REGULAMENTA A NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA NO MUNICÍPIO DE ARACATI E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. O PREFEITO MUNICIPAL DE ARACATI, no uso de suas atribuições legais, conforme lhe

Leia mais

DECRETO Nº 4.252 DE 13 DE MARÇO DE 2014

DECRETO Nº 4.252 DE 13 DE MARÇO DE 2014 DECRETO Nº 4.252 DE 13 DE MARÇO DE 2014 (Dispõe sobre a instituição e obrigatoriedade da nota fiscal eletrônica de serviços, da declaração eletrônica de prestadores e tomadores de serviços, com pertinência

Leia mais

NFS-e. Nota Legal Porto Alegre

NFS-e. Nota Legal Porto Alegre NFS-e Nota Legal Porto Alegre APRESENTAÇÃO DA NFS-e A Nota Fiscal de Serviços Eletrônica é um documento digital, gerado e armazenado eletronicamente pela prefeitura e que substitui as tradicionais notas

Leia mais

Prefeitura Municipal de Belém Secretaria Municipal de Finanças

Prefeitura Municipal de Belém Secretaria Municipal de Finanças INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 004/2009 GABS/SEFIN Disciplina a emissão de Nota Fiscal de Serviços Eletrônica (NFS-e) e dá outras providências. O Secretário de Finanças do Município de Belém, no uso das atribuições

Leia mais

1º O acesso ao Sistema deverá ser feito por meio de Senha Web ou certificado digital.

1º O acesso ao Sistema deverá ser feito por meio de Senha Web ou certificado digital. ÍNTEGRA DA INSTRUÇÃO NORMATIVA O SECRETÁRIO MUNICIPAL DE FINANÇAS, no uso de suas atribuições legais, considerando o disposto nos artigos 113 e 114 do Decreto n 53.151, de 17 de maio de 2012, RESOLVE:

Leia mais

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA (NFS-e)

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA (NFS-e) Manual da Declaração Eletrônica de Serviços de Instituições Financeiras (DES-IF) Todos os dados e valores apresentados neste manual são ficticios. Qualquer dúvida consulte a legislação vigente. Página

Leia mais

Passos e Orientações para solicitação de credenciamento como emissor de NF-e. Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo

Passos e Orientações para solicitação de credenciamento como emissor de NF-e. Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo Passos e Orientações para solicitação de credenciamento como emissor de NF-e Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo Versão: 24/05/2010 Passos e Orientações para solicitação de credenciamento como

Leia mais

DECRETO Nº. 1336/11, DE 01 DE SETEMBRO DE 2011

DECRETO Nº. 1336/11, DE 01 DE SETEMBRO DE 2011 DECRETO Nº. 1336/11, DE 01 DE SETEMBRO DE 2011 Regulamenta a Lei Complementar nº. 92/07 de 13 de Dezembro de 2007, que dispõe sobre o Imposto Sobre Serviço de Qualquer Natureza (ISSQN) - que altera o sistema

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO NEGRO

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO NEGRO LEI COMPLEMENTAR Nº 008/2009 SÚMULA: "DÁ NOVA REDAÇÃO À LEI 1687/2007, QUE CRIA A DECLARAÇÃO ELETRÔNICA DE SERVIÇOS DES, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. A Câmara Municipal de Rio Negro, Estado do Paraná, aprovou

Leia mais

Pág. 5 - GERAÇÃO DE GUIAS PARA RECOLHIMENTO DO ISS

Pág. 5 - GERAÇÃO DE GUIAS PARA RECOLHIMENTO DO ISS Manual prático Pág. 2 - EMISSÃO DE NOTA FISCAL ELETRÔNICA Pág. 5 - GERAÇÃO DE GUIAS PARA RECOLHIMENTO DO ISS Pág. 8 - ATRIBUIR UM CONTADOR A UMA EMPRESA Pág. 9 - VERIFICAR REGISTRO DE RPS Pág. 11 - TRANSMISSÃO

Leia mais

Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços.

Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços. Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços. 1 Apresentação: O Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços ou SIG-ISS é um sistema para gerenciamento do Imposto sobre

Leia mais

Estado do Rio Grande do Sul Município de Venâncio Aires

Estado do Rio Grande do Sul Município de Venâncio Aires DECRETO Nº 5.204, DE 30 DE NOVEMBRO DE 2012 Regulamenta a Lei Municipal nº 2533/1998 Código Tributário Municipal e Leis que a complementam, no que diz respeito à escrituração fiscal e ao registro de serviços

Leia mais

E&L Nota Fiscal de Serviços Eletrônica. Manual do Ambiente do Prestador de Serviços do Município

E&L Nota Fiscal de Serviços Eletrônica. Manual do Ambiente do Prestador de Serviços do Município E&L Nota Fiscal de Serviços Eletrônica Manual do Ambiente do Prestador de Serviços do Município Após receber a confirmação de aceite do Credenciamento via e-mail já é possível efetuar o login no sistema

Leia mais

Assunto: Identificação: Versão: Folha / Nº: Cartilha ISS Online DOC-IN 1.0 1 / 29. Grupo Assessor Público

Assunto: Identificação: Versão: Folha / Nº: Cartilha ISS Online DOC-IN 1.0 1 / 29. Grupo Assessor Público Cartilha ISS Online DOC-IN 1.0 1 / 29 Guia Rápido de Usuário Cartilha ISS Online DOC-IN 1.0 2 / 29 ISS Online Apresentação O avanço da tecnologia aliado aos novos conceitos de gerenciamento das informações

Leia mais

Prefeitura Municipal de Cruzeiro

Prefeitura Municipal de Cruzeiro DECRETO Nº. 345, DE 28 DE JUNHO DE 2012. Dispõe sobre a instituição do regime especial de emissão de nota fiscal de Serviço Eletrônica nfs-e, aos contribuintes prestadores de serviços sujeitos à tributação

Leia mais

CARTILHA PARA CONDOMINIOS DAS OBRIGAÇÕES TRIBUTÁRIAS DOS CONDOMÍNIOS SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA

CARTILHA PARA CONDOMINIOS DAS OBRIGAÇÕES TRIBUTÁRIAS DOS CONDOMÍNIOS SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA CARTILHA PARA CONDOMINIOS DAS OBRIGAÇÕES TRIBUTÁRIAS DOS CONDOMÍNIOS SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA Os condomínios comerciais e residenciais devem proceder à retenção e o recolhimento do Imposto Sobre Serviços

Leia mais

SISTEMA INTEGRADO DE GERENCIAMENTO DO ISSQN

SISTEMA INTEGRADO DE GERENCIAMENTO DO ISSQN SISTEMA INTEGRADO DE GERENCIAMENTO DO ISSQN MIGRAÇÃO DAS INFORMACOES DO ATUAL SISTEMA PARA O SIGISSWEB 1ª FASE: Em 1º de Maio de 2015, o sistema SIGISSWEB deverá estar carregado com todos os cadastros

Leia mais

NFSE - Nota Fiscal de Serviços Eletrônica 1

NFSE - Nota Fiscal de Serviços Eletrônica 1 1 DSF - Desenvolvimento de Sistemas Fiscais Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução total ou parcial deste documento sem o pagamento de direitos autorais, contanto que as cópias sejam feitas

Leia mais

DMS 5.0. 1. Apresentação

DMS 5.0. 1. Apresentação 1 5.0 1. Apresentação O sistema Declaração Mensal de Serviços 5.0 é um aplicativo para acesso de declarantes e/ou responsáveis autorizados para escrituração dos documentos fiscais emitidos e recebidos.

Leia mais

MANUAL DO CONTRIBUINTE. S I S T E M A E L E T R Ô N I C O ISSQN d e T e r e s ó p o l i s

MANUAL DO CONTRIBUINTE. S I S T E M A E L E T R Ô N I C O ISSQN d e T e r e s ó p o l i s MANUAL DO CONTRIBUINTE S I S T E M A E L E T R Ô N I C O d e T e r e s ó p o l i s S NI OS T VE OM A S IE SL TE T ER MÔ AN I DC O E Prezado Contribuinte, A Secretaria Municipal de Fazenda tem como prioridade

Leia mais

PROGAM Programa para a Governança Municipal Sistema Tributário on-line. Sistema Tributário On-line. Recadastramento

PROGAM Programa para a Governança Municipal Sistema Tributário on-line. Sistema Tributário On-line. Recadastramento Sistema Tributário On-line Recadastramento Introdução O PROGAM Programa de Governança Municipal desenvolveu o Sistema Tributário on-line com objetivo de aperfeiçoar a administração tributária no tocante

Leia mais

MANUAL DO ISS ONLINE

MANUAL DO ISS ONLINE MANUAL DO ISS ONLINE Empresas Internas / Externas Índice 1 - Regularização Cadastral... 3 2 - Login... 5 3 - Acessos ao Sistema... 7 4 - Solicitações de AIDF e AIDF-e... 10 5 - Emissão de Notas Fiscais

Leia mais

ESTADO DE SERGIPE PREFEITURA MUNICIPAL DE ARACAJU SECRETARIA MUNICIPAL DE FINANÇAS

ESTADO DE SERGIPE PREFEITURA MUNICIPAL DE ARACAJU SECRETARIA MUNICIPAL DE FINANÇAS PORTARIA Nº 03/2012 17 DE ABRIL DE 2012 Dispõe sobre cancelamento e substituição da Nota Fiscal Eletrônica de Serviços NFS-e O SECRETÁRIO MUNICIPAL DE FINANÇAS, no uso das atribuições legais, e de acordo

Leia mais

DECRETO Nº 057, de16 denovembro de 2011.

DECRETO Nº 057, de16 denovembro de 2011. DECRETO Nº 057, de16 denovembro de 2011. Regulamenta a Lei Municipal nº 1.874, de 11 de novembro de 2011, que instituiu a Nota Fiscal de Serviços Eletrônica (NFS-e) O Prefeito do Município de Campina Verde,

Leia mais

Indice. O que é NFSe?... 5

Indice. O que é NFSe?... 5 DSF - Desenvolvimento de Sistemas Fiscais Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução total ou parcial deste documento sem o pagamento de direitos autorais, contanto que as cópias sejam feitas

Leia mais

Nota Fiscal Eletrônica de Serviços Manual do Sistema

Nota Fiscal Eletrônica de Serviços Manual do Sistema 1 Índice Apresentação... 3 Entrada no sistema... 4 Manual da NFe de Serviços Módulo Tomador... 5 Consultar RPS Recibo Provisório de Serviços... 6 Verificar a Autenticidade de Nota Fiscal...7 Geração de

Leia mais

RETENÇÕES SOBRE SERVIÇOS PRESTADOS POR PESSOA FÍSICA

RETENÇÕES SOBRE SERVIÇOS PRESTADOS POR PESSOA FÍSICA RETENÇÕES SOBRE SERVIÇOS PRESTADOS POR PESSOA FÍSICA 2013 Visando esclarecer os procedimentos devidos para retenção dos tributos e contribuições sobre serviços contratados de Pessoas Físicas não assalariadas

Leia mais

Nota Fiscal Eletrônica do Tomador/Intermediário de Serviços - NFTS

Nota Fiscal Eletrônica do Tomador/Intermediário de Serviços - NFTS Nota Fiscal Eletrônica do Tomador/Intermediário de Serviços - NFTS Instituída pela Lei nº 15.406, de 08 de julho de 2011, que altera a Lei nº 13.476/2002. Set/2011 OBJETIVO É declarar os serviços tomados

Leia mais

MANUAL FUNCIONAL SOBRE NFS-e MUNICÍPIO DE PASSO FUNDO/RS

MANUAL FUNCIONAL SOBRE NFS-e MUNICÍPIO DE PASSO FUNDO/RS MANUAL FUNCIONAL SOBRE NFS-e MUNICÍPIO DE PASSO FUNDO/RS SUMÁRIO SUMÁRIO...2 1. APRESENTAÇÃO...4 1 2. ACESSO AO APLICATIVO...5 3. GERAÇÃO DE NFS-e...6 3.1. Preenchimento dos dados para emissão da NFS-e...6

Leia mais

SECRETARIA DE FINANÇAS ATO NORMATIVO Nº 001/2010 - GAB

SECRETARIA DE FINANÇAS ATO NORMATIVO Nº 001/2010 - GAB SECRETARIA DE FINANÇAS ATO NORMATIVO Nº 001/2010 - GAB Dispõe sobre a Nota Fiscal de Serviços Eletrônica - NFS-e; a obrigatoriedade de credenciamento; a obtenção de número do usuário e senha e outras providências.

Leia mais

Ambiente de Pagamentos

Ambiente de Pagamentos GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DA FAZENDA COORDENADORIA DA ADMINISTRAÇÃOTRIBUTÁRIA DIRETORIA DE INFORMAÇÕES Ambiente de Pagamentos Manual do Contribuinte Versão 26/09/2011 Índice Analítico 1.

Leia mais

Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços.

Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços. Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços. 1 Apresentação: O Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços ou SIG-ISS é um sistema para gerenciamento do Imposto sobre

Leia mais

DECRETO Nº 134/2013 DE 22 DE ABRIL DE 2.013.

DECRETO Nº 134/2013 DE 22 DE ABRIL DE 2.013. DECRETO Nº 134/2013 DE 22 DE ABRIL DE 2.013. Dispõe sobre a instituição da Nota Fiscal Eletrônica e dá outras providências. O PREFEITO DE CACHOEIRA ALTA, Estado de Goiás, no uso de atribuições legais e

Leia mais

Prefeitura de Araxá - MG

Prefeitura de Araxá - MG ARAXÁ - MG sexta-feira, 10 de setembro de 2015 Manual NFSe - Prestadores e Tomadores de Serviço ÍNDICE Desbloquear PopUps Legislação Cadastrando A Senha Eletrônica Acessando O Sistema De Nfs- E Pela Primeira

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO PIAUÍ SECRETARIA DA FAZENDA GABINETE DO SECRETÁRIO DA FAZENDA - GSF Home Page: www.sefaz.pi.gov.br

GOVERNO DO ESTADO DO PIAUÍ SECRETARIA DA FAZENDA GABINETE DO SECRETÁRIO DA FAZENDA - GSF Home Page: www.sefaz.pi.gov.br GOVERNO DO ESTADO DO PIAUÍ SECRETARIA DA FAZENDA GABINETE DO SECRETÁRIO DA FAZENDA - GSF Home Page: www.sefaz.pi.gov.br COMUNICADO SEFAZ Nº 003/2007 Informa sobre a instituição da Declaração de Informações

Leia mais

ISSQN MANUAL DE. UTILIZAÇÃO DA NOTA FISCAL ELETRÔNICA (NFe) 1ª edição

ISSQN MANUAL DE. UTILIZAÇÃO DA NOTA FISCAL ELETRÔNICA (NFe) 1ª edição ISSQN MANUAL DE UTILIZAÇÃO DA NOTA FISCAL ELETRÔNICA (NFe) 1ª edição 1 O QUE É A NOTA FISCAL ELETRÔNICA NFe? São notas fiscais de serviços emitidas através de um microcomputador conectado a Internet através

Leia mais

DECRETO EXECUTIVO nº. 014/2012 D E C R E T A:

DECRETO EXECUTIVO nº. 014/2012 D E C R E T A: DECRETO EXECUTIVO nº. 014/2012 INSTITUI A NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA NFS E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. O PREFEITO DO MUNICÍPIO DE UBAPORANGA, no uso de suas atribuições legais e tendo em vista o disposto

Leia mais

Manual Regime Especial 1

Manual Regime Especial 1 DSF - Desenvolvimento de Sistemas Fiscais Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução total ou parcial deste documento sem o pagamento de direitos autorais, contanto que as cópias sejam feitas

Leia mais

Secretaria de Estado da Fazenda Guia prático para emissão de Conhecimento de Transporte Eletrônico (CT-e)

Secretaria de Estado da Fazenda Guia prático para emissão de Conhecimento de Transporte Eletrônico (CT-e) Secretaria de Estado da Fazenda Guia prático para emissão de Conhecimento de Transporte Eletrônico (CT-e) Para dar mais agilidade e segurança à administração tributária, os Estados brasileiros, o Distrito

Leia mais

Manual de documento de arrecadação GNRE

Manual de documento de arrecadação GNRE Manual de documento de arrecadação GNRE Sumário 1. Códigos de receita ICMS... 3 1.1. Cadastro dos códigos de receita... 3 1.2. Consultando a tabela de códigos de receita ICMS... 4 2. Documento de arrecadação...

Leia mais

Introdução. Benefícios para todos

Introdução. Benefícios para todos Introdução Esta cartilha tem a finalidade de guiar as empresas na implantação da Nota Fiscal Eletrônica e demonstrar as facilidades e vantagens do sistema para o contribuinte e para a sociedade A Nota

Leia mais

Passos e Orientações para solicitação de credenciamento como emissor de NF-e. Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo

Passos e Orientações para solicitação de credenciamento como emissor de NF-e. Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo Passos e Orientações para solicitação de credenciamento como emissor de NF-e Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo Versão 1.0 23/07/2009 Passos e Orientações para solicitação de credenciamento como

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos DUB-ICMS do Rio de Janeiro

Parecer Consultoria Tributária Segmentos DUB-ICMS do Rio de Janeiro DUB-ICMS do Rio de Janeiro 27/12/2013 Título do documento Sumário Sumário... 2 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Legislação... 3 4. Conclusão... 5 5. Informações Complementares...

Leia mais