HISTÓRIA INSTRUMENTOS DOS POR

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "HISTÓRIA INSTRUMENTOS DOS POR"

Transcrição

1 HISTÓRIA DOS INSTRUMENTOS POR 1

2 HISTÓRIA DOS INSTRUMENTOS FLAUTA A flauta faz parte da família dos instrumentos de madeira, mesmo, ao longo dos anos, tendo sido feita de madeira ou metal. Sabemos que já existiam flautas nas civilizações antigas. As flautas antigas eram tocadas apontando para frente, tais como a flauta doce. A flauta tocada de lado foi chamada de flauta transversal até o meio do século XIX, depois passou a ser chamada apenas de flauta na língua inglesa. Em português, é conhecida pelas duas terminologias, flauta e flauta transversal. A flauta moderna foi projetada na primeira metade do século XIX por Theobald Boehm. Em relação as flautas antigas, a moderna possui maior volume sonoro, mais chaves (possibilitando tocar uma escala cromática completa) e melhor afinação. Sua família inclui a flauta comum (em dó), o flautim, a flauta contralto e a baixo. Atualmente, ela faz parte dos mais variados grupos instrumentais da música erudita e popular (orquestra sinfônica, banda e grupos de choro, jazz e música folclórica). OBOÉ O oboé faz parte da família dos instrumentos de madeira e seu som é produzido através da vibração de uma palheta dupla (duas palhetas sobrepostas). Sua origem está relacionada ao shawm do século XIII, instrumentos de palheta dupla que foram muito usado na música da Idade Média ( ). A palavra oboé é, na verdade, oriunda da palavra francesa hautbois, a qual designa um instrumento agudo de madeira da família do shawm. Sua invenção se deu em 1660 e é creditada ao francês Jean Hoteterre. Hoje, a maioria dos oboés é construída segundo o sistema de chaves inventado por Theobald Boehm para flauta na primeira metade do século XIX, prática que se iniciou no século passado. Sua família inclui o oboé, o oboé d Amore em lá e o corne inglês em fá. CLARINETA A clarineta, ou clarinete, faz parte da família dos instrumentos de madeira e seu som é produzido através da vibração de uma palheta simples. Foi inventada por Johann Denner por volta de 1700, quando transformou um chalumeau de palhetas duplas em um instrumento de palheta simples. A palavra clarineta vem do italiano clarino, um antigo tipo de trompete agudo. Em 1839, dois fabricantes de clarineta, Klosé e Buffet, criaram uma clarineta segundo o mecanismo de chaves inventado para flauta por Theobald Boehm na primeira metade do século XIX. A família da clarineta inclui as clarinetas soprano (em si bemol, que é a mais comum, lá e dó), a requinta em mi bemol (a mais aguda), a clarineta alto em mi bemol, o clarone (ou clarineta baixo) em si bemol, a clarineta contralto em mi bemol e a clarineta contrabaixo em si bemol. Ela é um instrumento muito versátil, fazendo parte dos mais variados grupos instrumentais da música erudita e popular (orquestra sinfônica, banda e grupos de choro, jazz e música folclórica). 2

3 FAGOTE O fagote pertence à família dos instrumentos de madeira e seu som é produzido através da vibração de uma palheta dupla (duas palhetas sobrepostas). O ancestral mais velho do fagote, segundo alguns estudiosos, é chamado dulcian, instrumento de palheta dupla e feito de uma peça só que tocava a linha do baixo nas músicas do século XVI. O primeiro fagote feito em mais de uma peça apareceu na França no século XVII. Carl Almenräder ( ) é considerado como o maior colaborador do desenvolvimento do fagote moderno. Ele melhorou a sonoridade e capacidade das notas do instrumento. Em 1831, ele e A. J. Heckel fundaram uma fábrica que produziu o fagote moderno, sistema alemão. A sua família inclui o fagote (convencional) e o contra-fagote, porém no passado ela possuía mais três instrumentos. SAXOFONE O saxofone faz parte da família dos instrumentos de madeira e seu som é produzido através da vibração de uma palheta simples. Foi inventado pelo belga Adolphe Sax na década de 1840 e divulgado mais intensamente na França, durante este período. Sua família inclui o saxofone soprano em si bemol, o saxofone alto em mi bemol, o saxofone tenor em si bemol, o saxofone barítono em mi bemol e o saxofone baixo em si bemol. O dedilhado destes instrumentos são semelhantes, facilitando sua execução. Ele foi bem explorado no jazz e utilizado por vários compositores famosos no repertório orquestral. TROMPETE O trompete faz parte da família dos instrumentos de metal e seu som é produzido através da vibração dos lábios no bocal do instrumento. É o instrumento mais agudo dessa família. Sua origem pode ser traçada ao antigo Egito, África e Grécia. Antigamente, era construído de madeira, bronze ou prata e não possuía válvulas (conhecido como trompete natural ). Na Idade Média ( ), ele era tocado apenas nas notas graves. Durante a Renascença ( ), ele foi usado em várias funções cerimoniais. Os trompetistas passaram a dominar o registro agudo do instrumento aos poucos, especialmente no período Barroco ( ). Foi em 1814 que Heinrich Stölzel apresentou o primeiro trompete com válvula. As válvulas permitiram o instrumento tocar escala cromática. Sua família inclui, entre outros, os trompetes pícolos em mi bemol e ré, o trompete em dó, o cornet e o flugelhorn; os tubos dos dois últimos são mais largo e cônico, consequentemente, possuem uma sonoridade mais escura. Atualmente, ele faz parte dos mais variados grupos instrumentais da música erudita e popular (orquestra sinfônica, banda e grupos de choro, jazz e música folclórica). 3

4 SAXHORN EM MI BEMOL O saxhorn em mi bemol também é chamado de saxgênis ou saxhorn alto em diferentes partes do Brasil. Ele faz parte da família dos instrumentos de metal e seu som é produzido através da vibração dos lábios no bocal do instrumento. Sua origem se encontra na Roma antiga, onde instrumentos feitos de bronze e metal, chamados tubas, eram usado em funções militares e cerimoniais. Seu ancestral direto é o bombardino, também chamado de barítono e conhecido como tuba tenor em alguns lugares, que apareceu primeiramente na Alemanha na década de Ele foi inventado por Adolphe Sax, o inventor do saxofone, que construiu uma família de saxhornes entre , o saxhorn alto, o tenor e o barítono. TROMPA A trompa faz parte da família dos instrumentos de metal e seu som é produzido através da vibração dos lábios no bocal do instrumento. A trompa moderna provém da trompa de caça do século XVI. Esta não possuía válvulas. Ela era conhecida como trompa lisa e produzia diferentes grupos de notas usando várias partes ( voltas ) de afinação. Os trompistas tocavam com diversas voltas de afinação ao seu lado para obter as notas corretas. Ela foi introduzida na França em 1660, porém foram os fabricantes alemães que aperfeiçoaram a trompa atual. Em 1818, Stölzel e Bluhmel acrescentaram válvulas a trompa lisa e eliminaram a necessidade de usar as diversas voltas de afinação. Já o rotor, que hoje se encontra na maioria desses instrumentos, passaram a ser empregados em A trompa simples, em fá, contem três válvulas e a dupla, fá/si bemol, quatro. TROMBONE O trombone faz parte da família dos instrumentos de metal e seu som é produzido através da vibração dos lábios no bocal do instrumento. Há registro da existência de trombones já no século XV. Diferentemente dos outros instrumentos, o formato dele permaneceu muito semelhante ao seu original. Eles eram instrumentos comuns nas bandas da cidade e corte do século XVI. Há vários tipos de trombones (contralto, tenor e baixo), sendo o tenor o mais comum. O trombone de válvula foi desenvolvido no início do século XIX e em 1839 o trombone baixo foi inventado. A vara do trombone permite um efeito sonoro que somente ele pode fazer. Atualmente ele faz parte dos mais variados grupos instrumentais da música erudita e popular (orquestra sinfônica, banda e grupos de choro e jazz). 4

5 BOMBARDINO A bombardino faz parte da família dos instrumentos de metal e seu som é produzido através da vibração dos lábios no bocal do instrumento. Sua origem se encontra na Roma antiga, onde instrumentos feitos de bronze e metal, chamados tubas, eram usado em funções militares e cerimoniais. O bombardino, também chamado de euphonium ou tuba tenor em alguns lugares, apareceu primeiramente na Alemanha na década de Um outro instrumento similar ao bombardino é o barítono, que também foi inventado na década de O bombardino é a última versão do saxhorn barítono criado pelo belga Adolphe Sax, o inventor do saxofone. Seus tubos são mais largos e cônicos que os do barítono, o qual possui tubos mais cilíndricos. Consequentemente, sua sonoridade é mais escura que a do barítono. TUBA A tuba é o instrumento mais grave da família dos instrumentos de metal e seu som é produzido através da vibração dos lábios no bocal do instrumento. Instrumentos usados durante ocasiões cerimoniais e militares na antiga Roma eram chamados de tubas. Eles eram feitos de bronze e metal. Muitas tentativas foram feitas, através dos séculos, para inventar um instrumento baixo da família dos metais. Entre elas se encontra os instrumentos chamados oficleide e serpente. A tuba moderna, com três a cinco válvulas, foi desenvolvida na década de A campana da tuba pode apontar para cima ou ser curva para frente. A tuba sousafone, usada em banda de marcha, foi desenvolvida por John Philip Sousa em Existem tubas em si bemol (mais usada), mi bemol (dois tipos), fá e dó, e há várias maneiras de se escrever para elas. Ela toca uma das partes mais fundamentais da banda, o baixo. Neste método usaremos a escrita para tuba com som real. PERCUSSÃO Percussão é uma família de instrumentos que produzem sons ao serem percutidos, friccionados, chacoalhados, etc. Os instrumentos de percussão foram inventados pelas culturas pré-históricas. No entanto, muita de sua história está relacionada com grupos militares. Bombos, por exemplo, foram usados na invasão da África pelos Mouros, no ano 700 de nossa era. Esses instrumentos foram ancestrais da caixa e do tímpano. A caixa foi desenvolvida pelos escoceses e suíços por volta de Bandas militares turcas incluíam triângulos, pratos e diversos tamanhos de bombos no meio do século XV. Esses instrumentos comunicavam sinais para um grande número de tropas de guerra. A família dos instrumentos de percussão desempenha uma função muito importante nos grupos de música erudita e popular (orquestra sinfônica, banda e grupos de MPB, jazz e folclóricos, entre outros). 5

6 Flauta QUADRO DE DEDILHADOS 6

7 Clarineta Atrás{ Clarineta 7

8 Oboé 8

9 Fagote ou ou 9

10 Saxofone 10

11 Sax - Horn 11

12 Trompa * Posições para a trompa em Fa (superior) e si bemol (inferior) 12

13 Trompete 13

14 Bombardino 14

15 Trombone de vara ou (6)

16 Tuba 16

O SAXOFONE 1. CLASSIFICAÇÃO DO SAXOFONE

O SAXOFONE 1. CLASSIFICAÇÃO DO SAXOFONE O SAXOFONE 1. CLASSIFICAÇÃO DO SAXOFONE A primeira necessidade que se nos depara é de saber com clareza a que família de instrumentos pertence o Saxofone. Dado que o corpo do instrumento é de metal, muitas

Leia mais

O Maestro & ==============

O Maestro & ============== Vamos aprender colorindo? ================== I M P R I M A E S T E D O C U M E N T O P A R A P I N T A R C O M L Á P I S D E C O R Nome: Comum CCB: I N T R O D U Ç Ã O : Esta apostila livre foi desenvolvida

Leia mais

ANEXO 4 CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS DAS PROVAS DE AFERIÇÃO E EXAMES DOS DIFERENTES INSTRUMENTOS PARA O ENSINO ESPECIALIZADO DE MÚSICA

ANEXO 4 CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS DAS PROVAS DE AFERIÇÃO E EXAMES DOS DIFERENTES INSTRUMENTOS PARA O ENSINO ESPECIALIZADO DE MÚSICA ANEXO 4 CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS DAS PROVAS DE AFERIÇÃO E EXAMES DOS DIFERENTES INSTRUMENTOS PARA O ENSINO ESPECIALIZADO DE MÚSICA 1 GRUPO DE SOPROS A- Conteúdos programáticos das Provas de Aferição 1.

Leia mais

Oração a São Francisco

Oração a São Francisco Guia Arrano: Manoel Ferreira Flauta C & Requinta Eb & 1º Clarinete Bb & º, 3º Clarinete Bb & Sax Soprano Bb & 1º, º Sax Alto Eb & Sax Tenor Bb & Sax Barítono Eb & 1º Trompete Bb & º, 3º Trompete Bb & Sax

Leia mais

MATERIAL DE APOIO EIXOS ÁGUA E TERRA

MATERIAL DE APOIO EIXOS ÁGUA E TERRA MATERIAL DE APOIO CAMINHOS SONOROS EIXOS ÁGUA E TERRA Instrumentos de sopro em metais e de percussão 2011 MATERIAL DE APOIO CAMINHOS SONOROS EIXOS ÁGUA E TERRA Instrumentos de sopro em metais e de percussão

Leia mais

Prof. Carlos Rogério Lopes de Souza CAGÉRIO

Prof. Carlos Rogério Lopes de Souza CAGÉRIO OFICINA Construção de instrumentos de sopro Prof. Carlos Rogério Lopes de Souza CAGÉRIO APRESENTAÇÃO CARLOS ROGÉRIO (CAGÉRIO) EDUCAÇÃO FÍSICA UNIFOA (Volta Redonda RJ) EDUCAÇÃO ARTÍSTICA (MÚSICA) USP (Ribeirão

Leia mais

A ordem do nome das notas

A ordem do nome das notas Teoria Musical1 Cap.1 Altura dos sons João Carlos Almeida 1 1. ALTURA O SOM tem quatro características principais: Altura sons graves, médios e agudos; Duração sons curtos e longos; Intensidade sons muito

Leia mais

A VER A BANDA... MARCHAR

A VER A BANDA... MARCHAR A VER A BANDA... MARCHAR Por: DR. JOÃO MENEZES Quando se tomam algumas decisões em relação ao que quer que seja, há sempre comentários e perguntas que surgem por parte de quem não tem formação para o assunto,

Leia mais

MÉTODO BÁSICO PARA TUBA E BOMBARDINO Elaboração: Prof. MS Costa Holanda Prof. Jardilino Maciel

MÉTODO BÁSICO PARA TUBA E BOMBARDINO Elaboração: Prof. MS Costa Holanda Prof. Jardilino Maciel MÉTODO BÁSICO PARA TUBA E BOMBARDINO Elaboração: Prof. MS Costa Holanda Prof. Jardilino Maciel SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 2 A TUBA... 3 O BOMBARDINO OU EUPHONIUM... 3 CONHECENDO O BOMBARDINO E A TUBA... 4 ESPECIFICAÇÕES

Leia mais

HINO À BANDEIRA. œ œ. œ. œ œ. œ J. œ J. œ œ œ n. œ œ. œ œ. # œ œ. œ œ. œ œ œ. ± ± Û Œ @ Û Û Û Û @

HINO À BANDEIRA. œ œ. œ. œ œ. œ J. œ J. œ œ œ n. œ œ. œ œ. # œ œ. œ œ. œ œ œ. ± ± Û Œ @ Û Û Û Û @ Músia: Franiso Braga Letra: Olavo Bila Flautim Flauta b b b b.... Oboé Clarineta Eb 1ª Clarineta Bb b b...... ª Clarineta Bb. # 3ª Clarineta Bb Sax Alto Eb w n... # Sax Tenor Bb # n Sax Barítono Eb Fagote

Leia mais

Projeto Tocarei ao Senhor

Projeto Tocarei ao Senhor Projeto Tocarei ao Senhor Formando Bandas Sinfônicas nas igrejas Objetivo: Formar Bandas Sinfônicas com uso de instrumentos de sopro (madeiras flautas, clarinetes, saxofones, oboé, fagote), metais (trompetes,

Leia mais

BANDA LARGA 2015 Regulamento Festival de Bandas de Música Civis do Estado do Rio de Janeiro - Maratona de Bandas

BANDA LARGA 2015 Regulamento Festival de Bandas de Música Civis do Estado do Rio de Janeiro - Maratona de Bandas BANDA LARGA 2015 Regulamento Festival de Bandas de Música Civis do Estado do Rio de Janeiro - Maratona de Bandas Artigo 1º Objeto REGULAMENTO GERAL CAPÍTULO I Disposições gerais O presente regulamento

Leia mais

CORAL INFANTIL DO LICEU

CORAL INFANTIL DO LICEU CORAL INFANTIL DO LICEU : BAIRRO: C CEP: RG: ÓRGAO EMISSOR: NATURAL ESCOLAR / / GRUPO DE PRÁTICA DE SOPROS E PERCUSSÃO GPS ALUNO/BOLSISTA MONITOR/ BOLSISTA INSTRUMENTOS OBOÉ TROMPETE FLAUTA TRANSVERSAL

Leia mais

REGULAMENTO DE ALUGUER E EMPRÉSTIMO DE INSTRUMENTOS MUSICAIS

REGULAMENTO DE ALUGUER E EMPRÉSTIMO DE INSTRUMENTOS MUSICAIS REGULAMENTO DE ALUGUER E EMPRÉSTIMO DE INSTRUMENTOS MUSICAIS REGULAMENTO DE ALUGUER E EMPRÉSTIMO DE INSTRUMENTOS MUSICAIS 1. INTRODUÇÃO O Conservatório de Música de Porto dispõe de instrumentos musicais

Leia mais

REGULAMENTO DE ALUGUER E EMPRÉSTIMO DE INSTRUMENTOS MUSICAIS

REGULAMENTO DE ALUGUER E EMPRÉSTIMO DE INSTRUMENTOS MUSICAIS REGULAMENTO DE ALUGUER E EMPRÉSTIMO DE INSTRUMENTOS MUSICAIS Novembro de 2011 REGULAMENTO DE ALUGUER E EMPRÉSTIMO DE INSTRUMENTOS MUSICAIS 1. INTRODUÇÃO O Conservatório de Música de Coimbra dispõe de instrumentos

Leia mais

MÉTODO BÁSICO PARA CLARINETE Elaboração: Prof. MS Costa Holanda e Jardilino Maciel

MÉTODO BÁSICO PARA CLARINETE Elaboração: Prof. MS Costa Holanda e Jardilino Maciel MÉTODO BÁSICO PARA CLARINETE Elaboração: Prof. MS Costa Holanda e Jardilino Maciel INTRODUÇÃO Este método consiste em orientar de uma maneira mais direta e didática o aprendizado no Clarinete, instrumento

Leia mais

Repertório exigido para inscrição no 46º Festival de Inverno de Campos do Jordão

Repertório exigido para inscrição no 46º Festival de Inverno de Campos do Jordão ANEXO REPERTÓRIO DE ADMISSÃO Repertório exigido para inscrição no 46º Festival de Inverno de Campos do Jordão Violino Concerto nº 1, nº 2, nº 3, nº 4 ou nº 5: 1º movimento com cadência Sinfonia no.9, op.

Leia mais

A EVOLUÇÃO DO TROMBONE

A EVOLUÇÃO DO TROMBONE 1 A EVOLUÇÃO DO TROMBONE CELSO MOJOLA 1 DENIS EDUARDO FERREIRA PORTO 2 RESUMO O objetivo deste texto é pontuar alguns momentos do desenvolvimento do trombone, instrumento da família dos sopros, dentro

Leia mais

PRIMEIRO NATAL (Tradicional Inglesa de Natal) Autor: Desconhecido Século XVIII

PRIMEIRO NATAL (Tradicional Inglesa de Natal) Autor: Desconhecido Século XVIII () Score lauta Moderato Rock q=120 % 1º Clarinete Bb 2º Clarinete Bb 3º Clarinete Bb Sax Alto Eb # Sax Tenor Bb Sax Barítono 1º Trompete Bb # % - 2º Trompete B b Horn 1º Trombone b J 2º Trombone Euphonium

Leia mais

Projeto de Orquestra de Sopros e Percussão de Penacova

Projeto de Orquestra de Sopros e Percussão de Penacova Projeto de Orquestra de Sopros e Percussão de Penacova Nome do Projeto Orquestra de Sopros do Centro Cultural de Penacova (este nome será discutido à posteriori) Local onde se irá desenvolver Centro Cultural

Leia mais

MÚSICA / INSTRUMENTOS DE SOPRO

MÚSICA / INSTRUMENTOS DE SOPRO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO PIAUÍ (IFPI) Aplicação: 26/02/2012 Duração da prova: 04 (quatro) horas MÚSICA / INSTRUMENTOS DE SOPRO LEIA COM ATENÇÃO AS INSTRUÇÕES ABAIXO 01 Você

Leia mais

Elaboração de: Jorge Nobre

Elaboração de: Jorge Nobre Aprendendo a tocar o clarinete Elaboração de: Jorge Nobre CLARINETE Instrumento musical de sopro Compreende um tubo, geralmente de madeira, que tem a extremidade em forma de campânula e um bocal cônico

Leia mais

habro.com.br/jupiter habro.com.br/jupiter

habro.com.br/jupiter habro.com.br/jupiter habro.com.br/jupiter Bombardinos JEP468 Bombardino série 400, afinação em Bb, sistema de maquinário removível, porta lira, acabamentos laqueado (JEP468L) e niquelado (JEP468N). Acompanha toalha para limpeza

Leia mais

Características Técnicas

Características Técnicas O Fagote É um instrumento de Sopro, de Palheta dupla e de tubo cónico, pertence à família das madeiras e ocupa o papel de baixo (instrumento mais grave). Bem tocado o fagote é dotado de um grande encanto

Leia mais

DOIS CORAÇÕES dobrado

DOIS CORAÇÕES dobrado SÉRIE REPERTÓRIO DE OURO DAS BANDAS DE MÚSICA DO BRASIL DOIS CORAÇÕES dobrado música de PEDRO SALGADO SÉRIE REPERTÓRIO DE OURO DAS BANDAS DE MÚSICA DO BRASIL DOIS CORAÇÕES dobrado música de Pedro Salgado

Leia mais

Os instrumentos musicais são classificados conforme o material de que são confeccionados e a forma como o som é produzido.

Os instrumentos musicais são classificados conforme o material de que são confeccionados e a forma como o som é produzido. Instrumentos Musicais O homem primitivo começou a construir instrumentos musicais para tentar imitar os sons da natureza. Os primeiros instrumentos de que se têm notícia são aqueles feitos de ossos de

Leia mais

CEM BENJAMIM JOSÉ DE ALMEIDA PROJETO INTERDISCIPLINAR EINSTEIN E A MÚSICA PROFESSORES: ROSEVALDO CELESTINO BARROS FÁBIO JÚNIOR MILHOMEM

CEM BENJAMIM JOSÉ DE ALMEIDA PROJETO INTERDISCIPLINAR EINSTEIN E A MÚSICA PROFESSORES: ROSEVALDO CELESTINO BARROS FÁBIO JÚNIOR MILHOMEM CEM BENJAMIM JOSÉ DE ALMEIDA PROJETO INTERDISCIPLINAR EINSTEIN E A MÚSICA PROFESSORES: ROSEVALDO CELESTINO BARROS FÁBIO JÚNIOR MILHOMEM ARAGUAÍNA, DEZEMBRO DE 2015 A FÍSICA NA MÚSICA A música, de um modo

Leia mais

TEMAS PARA BANCAS DE PSS ÁREA DE MÚSICA TODOS OS PROFESSORES DEVERÃO APRESENTAR O PLANO DE AULA PROCESSO SELETIVO

TEMAS PARA BANCAS DE PSS ÁREA DE MÚSICA TODOS OS PROFESSORES DEVERÃO APRESENTAR O PLANO DE AULA PROCESSO SELETIVO TEMAS PARA BANCAS DE PSS ÁREA DE MÚSICA TODOS OS PROFESSORES DEVERÃO APRESENTAR O PLANO DE AULA PROCESSO SELETIVO Componente Curricular OBOÉ FAGOTE FLAUTA TRANSVERSAL Temas respiração, aplicados ao ensino

Leia mais

ESCOLA BÁSICA 2º CICLO GASPAR FRUTUOSO PROGRAMA DE EDUCAÇÃO MUSICAL

ESCOLA BÁSICA 2º CICLO GASPAR FRUTUOSO PROGRAMA DE EDUCAÇÃO MUSICAL ESCOLA BÁSICA 2º CICLO GASPAR FRUTUOSO PROGRAMA DE EDUCAÇÃO MUSICAL 2011/2012 5º ANO Timbre: a qualidade do som que permite identificar a sua fonte. Figuras rítmicas: sinais musicais que indicam a duração

Leia mais

Reconhecendo os instrumentos musicais

Reconhecendo os instrumentos musicais É possível que seus alunos já tenham várias informações e mesmo alguma experiência no que se refere a instrumentos musicais, por isso é fundamental que antes de começar qualquer explanação sobre o tema,

Leia mais

A Face Adorada de Jesus (H.C 304)

A Face Adorada de Jesus (H.C 304) Guia A Face Adorada de esus (HC 30) PLM(RH Cornelius) Flauta 1ē Clarinete Bb 2ē Clarinete Bb n # Sax Soprano Sax Alto Eb b Sax Tenor Bb 1ē Trompete Bb 2ē Trompete Bb n # Horns Eb b n Trombones n b n Bombardino

Leia mais

ANEXO 1 CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DOS TESTES PRÁTICOS DIAS E HORÁRIOS BOLSA-PERFORMANCE

ANEXO 1 CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DOS TESTES PRÁTICOS DIAS E HORÁRIOS BOLSA-PERFORMANCE ANEXO 1 CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DOS TESTES PRÁTICOS DIAS E HORÁRIOS BOLSA-PERFORMANCE 1- ORQUESTRA SINFÔNICA Cordas (Violino, Viola, Violoncelo e Contrabaixo) Violino Sinfonia nº 2 de Camargo Guarnieri:

Leia mais

SÉRIE REPERTÓRIO DE OURO DAS BANDAS DE MÚSICA DO BRASIL ESTRELA DE FRIBURGO. polca, para trompete e banda. música de JOAQUIM ANTÔNIO NAEGELE

SÉRIE REPERTÓRIO DE OURO DAS BANDAS DE MÚSICA DO BRASIL ESTRELA DE FRIBURGO. polca, para trompete e banda. música de JOAQUIM ANTÔNIO NAEGELE SÉRIE REPERTÓRIO DE OURO DAS BANDAS DE MÚSICA DO BRASIL ESTRELA DE FRIBURGO polca, para trompete e banda música de JOAQUIM ANTÔNIO NAEGELE SÉRIE REPERTÓRIO DE OURO DAS BANDAS DE MÚSICA DO BRASIL ESTRELA

Leia mais

Amigos Pra Sempre. œ œ œ œ œ œ œ œ œ œ. œ œ œ œ. œ œ. œ œ œ œ œ œ œ œbœ. # c. œ œ. j œ œ. œ œ œ œ œ œ œ œ. œ œ œ œ. œ œ œ œ. œ œ œ œ. œ œ œ œ.

Amigos Pra Sempre. œ œ œ œ œ œ œ œ œ œ. œ œ œ œ. œ œ. œ œ œ œ œ œ œ œbœ. # c. œ œ. j œ œ. œ œ œ œ œ œ œ œ. œ œ œ œ. œ œ œ œ. œ œ œ œ. œ œ œ œ. Arr: ardilino Flauta Clarinete B Clarinete B Clarinete B 3 Sax - Alto E Sax - Tenor B Sax - Barítono Trompete B Trompete B Trompete B 3 Trompa E Trompa E Trompa E 3 Tromone Tromone Tromone 3 Bomardino

Leia mais

REGULAMENTO 1º CONCURSO DE COMPOSIÇÃO ERUDITA GRAMADO IN CONCERT

REGULAMENTO 1º CONCURSO DE COMPOSIÇÃO ERUDITA GRAMADO IN CONCERT REGULAMENTO 1º CONCURSO DE COMPOSIÇÃO ERUDITA GRAMADO IN CONCERT A Organização do 2º Gramado In Concert torna público o presente Edital que regulamenta o 1º Concurso de Composição Erudita Gramado In Concert.

Leia mais

Método Básico para Sax Alto Elaboração: Prof. MS Costa Holanda Prof. Jardilino Maciel

Método Básico para Sax Alto Elaboração: Prof. MS Costa Holanda Prof. Jardilino Maciel Método Básico para Sax Alto Elaboração: Prof. MS Costa Holanda Prof. Jardilino Maciel INTRODUÇÃO Este método consiste em orientar de uma maneira mais direta e didática o aprendizado no saxofone, instrumentos

Leia mais

MEU QUERIDO, MEU VELHO, MEU AMIGO Canção

MEU QUERIDO, MEU VELHO, MEU AMIGO Canção MEU QUERDO, MEU VELHO, MEU MGO rr: Manoel Ferreira Lima Flauta () b b Requinta (Eb) 1 larinete (Bb) # # 2 larinete (Bb) # # 3 larinete (Bb) 1 Sax lto (Eb) # # 3 Sax lto (Eb) # # 2 Sax Tenor (Bb) 4 Sax

Leia mais

CURSO DE MÚSICA - BACHARELADO

CURSO DE MÚSICA - BACHARELADO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO UFPE CENTRO DE ARTES E COMUNICAÇÃO - CAC CURSO DE MÚSICA - BACHARELADO Coordenador do Curso: Prof. Rinaldo de Melo Fonseca IDENTIFICAÇÃO DO CURSO 1. Denominação dos Cursos:

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE SARZEDO Estado de Minas Gerais

PREFEITURA MUNICIPAL DE SARZEDO Estado de Minas Gerais ANEXO I ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS Violino Viola em violino ou na modalidade violino ou na modalidade Licenciatura em em viola ou na modalidade viola ou na ministrar aulas de violino e avaliar o aprendizado

Leia mais

ANEXO 1 CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DOS TESTES PRÁTICOS DIAS E HORÁRIOS BOLSA-PERFORMANCE

ANEXO 1 CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DOS TESTES PRÁTICOS DIAS E HORÁRIOS BOLSA-PERFORMANCE ANEXO 1 CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DOS TESTES PRÁTICOS DIAS E HORÁRIOS BOLSA-PERFORMANCE 1- ORQUESTRA SINFÔNICA Cordas (Violino, Viola, Violoncelo e Contrabaixo) Data dos testes: 12/12/2014 às 15h30 Local:

Leia mais

FUVEST - VESTIBULAR 2011 PROVA DE APTIDÃO EM MÚSICA

FUVEST - VESTIBULAR 2011 PROVA DE APTIDÃO EM MÚSICA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA DE COMUNICAÇÕES E ARTES DEPARTAMENTO DE MÚSICA FUVEST - VESTIBULAR 2011 PROVA DE APTIDÃO EM MÚSICA Curso: ( ) Licenciatura ( ) Canto ( ) Instrumento ( ) Regência ( ) Composição

Leia mais

DA CAPO Método Elementar Para o Ensino Coletivo ou Individual de Instrumentos de Banda

DA CAPO Método Elementar Para o Ensino Coletivo ou Individual de Instrumentos de Banda Tuba em Mi Bemol DA CAPO Método Elementar Para o Ensino Coletivo ou Individual de Instrumentos de Banda Joel Barbosa Barbosa, Joel Luís da Silva, 1964 B198 Da Capo - Método elementar para o ensino coletivo

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO N. o 203 3-9-1998 DIÁRIO DA REPÚBLICA I SÉRIE-B 4595 mento. Pelo Ministro Adjunto, Fausto de Sousa Correia, Secretário de Estado da Administração Pública e da Modernização Administrativa. A Ministra da

Leia mais

ESCOLA DE MÚSICA DO ESTADO DE SÃO PAULO TOM JOBIM Edital de 30 de janeiro de 2015 Processo Seletivo Nº 2 para ingresso de alunos na EMESP em 2015

ESCOLA DE MÚSICA DO ESTADO DE SÃO PAULO TOM JOBIM Edital de 30 de janeiro de 2015 Processo Seletivo Nº 2 para ingresso de alunos na EMESP em 2015 ESCOLA DE MÚSICA DO ESTADO DE SÃO PAULO TOM JOBIM Edital de 30 de janeiro de 2015 Processo Seletivo Nº 2 para ingresso de alunos na EMESP em 2015 ÍNDICE Dispõe sobre o segundo Processo Seletivo para preenchimento

Leia mais

XVII CONCURSO OSPA PARA JOVENS SOLISTAS, REGENTES E COMPOSITORES REGULAMENTO

XVII CONCURSO OSPA PARA JOVENS SOLISTAS, REGENTES E COMPOSITORES REGULAMENTO XVII CONCURSO OSPA PARA JOVENS SOLISTAS, REGENTES E COMPOSITORES 1 DO OBJETIVO REGULAMENTO O XVII CONCURSO OSPA PARA JOVENS SOLISTAS, REGENTES E COMPOSITORES, promovido pela FOSPA - Fundação Orquestra

Leia mais

Especificações. Categoria Modelo Afinação Digitação Passagem de ar Orifícios Secções Material Outras Características Acessórios Pag.

Especificações. Categoria Modelo Afinação Digitação Passagem de ar Orifícios Secções Material Outras Características Acessórios Pag. Especificações Flautas de Madeira Categoria Modelo Afinação Digitação Passagem de ar Orifícios Secções Material Outras Características Acessórios Pag. YRN-814 FA Barroca Arqueada Duplo 2 Jacarandá Anéis

Leia mais

Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto. A Engenharia e a Música Instrumentos de SOPRO

Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto. A Engenharia e a Música Instrumentos de SOPRO Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto A Engenharia e a Música Instrumentos de SOPRO Unidade Curricular: Projeto FEUP 1º ano - MIEM Equipa: 1M3_03 Ano lectivo 2013/2014 Coordenador Geral do Projeto

Leia mais

CONTEÚDO E HABILIDADES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA INTERATIVIDADE FINAL AULA ARTES. Aula 8.2 Conteúdo. Música

CONTEÚDO E HABILIDADES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA INTERATIVIDADE FINAL AULA ARTES. Aula 8.2 Conteúdo. Música Aula 8.2 Conteúdo Música 1 Habilidades: Conhecer a origem da Música, seus principais elementos formadores, e a sua importância na sociedade. 2 Música Origem: Pré-história (marcava o ritmo com as mãos e

Leia mais

Escola para Formação de Artistas Artes Visuais Dança Música Teatro

Escola para Formação de Artistas Artes Visuais Dança Música Teatro Fundação das Artes Escola para Formação de Artistas Artes Visuais Dança Música Teatro Inscrições Abertas Turmas 2013 Primeiro Semestre Cursos Livres e Técnicos A Fundação das Artes é uma Escola de Artes

Leia mais

Jesus Cristo Samba. fi. 0 3 0 4. .. 0 4 0 4 К 0 3. 1 3Flauta (C) 0 4 К 0 3 0 4 К 0 3 0 4 К 0 3 0 4 К 0 3

Jesus Cristo Samba. fi. 0 3 0 4. .. 0 4 0 4 К 0 3. 1 3Flauta (C) 0 4 К 0 3 0 4 К 0 3 0 4 К 0 3 0 4 К 0 3 1 3Flauta (C) Requinta (E) esus Cristo Arr Manoel Ferreira I Clarinete (B) II Clarinete (B) III Clarinete (B) Sax Soprano (B) I Sax Alto (E) III Sax Alto (E) II Sax Tenor (B) IV Sax Tenor (B) Sax Bar tono

Leia mais

CATÁLOGO DE PRODUTOS

CATÁLOGO DE PRODUTOS CATÁLOGO DE PRODUTOS FLAUTA PICCOLO Cod.JPC303S Flauta Piccolo 303S Afinação em C (Dó) Cabeça e chaves em alpaca prateada Corpo em resina ABS Cabeça com calibre cônico Molas temperadas, parafusos pivô

Leia mais

Concurso Público para Cargos Técnico-Administrativos em Educação UNIFEI 30/08/2009

Concurso Público para Cargos Técnico-Administrativos em Educação UNIFEI 30/08/2009 Questão 21 Conhecimentos Específicos - Instrumento Musical Em 1914, Erich von Hornbostel e Curt Sachs classificaram os instrumentos musicais de acordo com a maneira como é produzido o som. Nesse sistema,

Leia mais

CATÁLOGO DE PRODUTOS

CATÁLOGO DE PRODUTOS CATÁLOGO DE PRODUTOS FLAUTA PICCOLO Cod.JPC303S Flauta Piccolo 303S Afinação em C (Dó) Cabeça e chaves em alpaca prateada Corpo em resina ABS Cabeça com calibre cônico Molas temperadas, parafusos pivô

Leia mais

REF. 062. REF. 0501 Trompete em SIb. REF. 193 Trompete Clarim Triunfal em SIb

REF. 062. REF. 0501 Trompete em SIb. REF. 193 Trompete Clarim Triunfal em SIb A música é celeste, de natureza divina e de tal beleza que encanta a alma e a eleva acima da sua condição. Aristóteles REF. 062 Trompete em SIb Acabamento: Prateado Botões: Perolizados Anel Fixo: Na terceira

Leia mais

UFJF CONCURSO VESTIBULAR 2013 E MÓDULO III DO PISM TRIÊNIO PROVA DE HABILIDADE ESPECÍFICA BACHARELADO EM MÚSICA

UFJF CONCURSO VESTIBULAR 2013 E MÓDULO III DO PISM TRIÊNIO PROVA DE HABILIDADE ESPECÍFICA BACHARELADO EM MÚSICA A questão 01 é acompanhada de um exemplo musical gravado, que será repetido 4 vezes, com um silêncio de 30 segundos entre cada repetição; um som de aviso (quatro toques ) aparecerá antes do extrato musical

Leia mais

PROGRAMA QUALIDADE NA PRÁTICA PEDAGÓGICA MÚSICA VERA MARIA RODRIGUES ALVES SÃO PAULO ABRIL

PROGRAMA QUALIDADE NA PRÁTICA PEDAGÓGICA MÚSICA VERA MARIA RODRIGUES ALVES SÃO PAULO ABRIL 1 PROGRAMA QUALIDADE NA PRÁTICA PEDAGÓGICA MÚSICA VERA MARIA RODRIGUES ALVES SÃO PAULO ABRIL 2015 ROTEIRO 2 1. O que é Música 2. Para fazer música na creche é preciso: 3. O que devemos evitar 4. Qualidades

Leia mais

QUATRO DANÇAS BRASILEIRAS

QUATRO DANÇAS BRASILEIRAS SÉRIE MÚSICA BRASILEIRA PARA BANDA QUATRO DANÇAS BRASILEIRAS música de HUDSON NOGUEIRA SÉRIE MÚSICA BRASILEIRA PARA BANDA QUATRO DANÇAS BRASILEIRAS I. Samba II. Maxixe III. Marcha-rancho IV. Choro música

Leia mais

VESTIBULAR Caderno para a Prova de Habilidades Específicas. Universidade Federal de Mato Grosso do Sul. Curso de Música Licenciatura

VESTIBULAR Caderno para a Prova de Habilidades Específicas. Universidade Federal de Mato Grosso do Sul. Curso de Música Licenciatura VESTIBULAR 2016 Caderno para a Prova de Habilidades Específicas Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Curso de Música Licenciatura Dezembro de 2015 UFMS Sumário Instruções 3 Bibliografia 4 Partituras

Leia mais

Catálogo Outubro 2011 Luques - www.gaitadefolebrasil.com.br DESCONTO PARA PAGAMENTOS À VISTA ---------------------------

Catálogo Outubro 2011 Luques - www.gaitadefolebrasil.com.br DESCONTO PARA PAGAMENTOS À VISTA --------------------------- Catálogo Outubro 2011 Luques - www.gaitadefolebrasil.com.br DESCONTO PARA PAGAMENTOS À VISTA --------------------------- Gaita- de- Fole Inglesa do Século XV Hemingbrough Inglaterra - 1426 Descrição: torneado

Leia mais

AUDIÇÕES INTERNACIONAIS 2013 EDITAL

AUDIÇÕES INTERNACIONAIS 2013 EDITAL AUDIÇÕES INTERNACIONAIS 2013 EDITAL A Fundação OSB anuncia audições para preenchimento de posições nos seguintes naipes da Orquestra Sinfônica Brasileira: VIOLINOS Spalla (1 vaga) Concertino dos Segundos

Leia mais

c œ œ > > œ œ Œ Ó Œ Ó œ œ> > œ œ> œœ œ œ œ œ > > œ œ œ œ œ œ œ œ

c œ œ > > œ œ Œ Ó Œ Ó œ œ> > œ œ> œœ œ œ œ œ > > œ œ œ œ œ œ œ œ DIVERTIMENTO EM D MAIOR ARA CLARINETO E BANDA DE MÚSICA lauta (C) Requinta (Eb) Ÿ~ Ÿ~ c c Allegro non troo Ÿ~ Ÿ~ De: Antônio Carlos erreira Lima Clarinete Solista (Bb) 1º Clarinete (Bb) º Clarinete (Bb)

Leia mais

Método Básico para Trompete Elaboração: Prof. MS Costa Holanda Prof. Jardilino Maciel

Método Básico para Trompete Elaboração: Prof. MS Costa Holanda Prof. Jardilino Maciel Método Básico para Trompete Elaboração: Prof. MS Costa Holanda Prof. Jardilino Maciel INTRODUÇÃO Este método consiste em orientar de uma maneira mais direta e didática o aprendizado no Trompete, instrumentos

Leia mais

Lista das obras musicais de Andersen Viana até Março de 2011:

Lista das obras musicais de Andersen Viana até Março de 2011: 1 Lista das obras musicais de Andersen Viana até Março de 2011: 1) Prelúdio nº1, para flauta e piano (1978); 2) Prelúdio nº2, para flauta e piano (1979); 3) Quarteto para flautas (1979); (perdido) 4) Duo

Leia mais

Ave Maria (Música Sacra) Autor: F. Schubert

Ave Maria (Música Sacra) Autor: F. Schubert (Música Sacra) Autor: F Schubert F SCHUBERT Franz eter Schubert (Himmelfortgrund, 1 de aneiro de 1797 Viena, 19 de Novembro de 18) foi um comositor austríaco do fim da era clássica, com um estilo marcante,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS UNIDADE ACADÊMICA DE ARTE E MÍDIA CURSO DE GRADUAÇÃO EM MÚSICA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS UNIDADE ACADÊMICA DE ARTE E MÍDIA CURSO DE GRADUAÇÃO EM MÚSICA UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS UNIDADE ACADÊMICA DE ARTE E MÍDIA CURSO DE GRADUAÇÃO EM MÚSICA Teste de Habilidade Específica (THE) O Teste de Habilidade Específica (THE)

Leia mais

Acordes, sua estrutura e cifragem

Acordes, sua estrutura e cifragem Por Turi Collura Acordes, sua estrutura e cifragem O acorde é composto por um grupo de notas que soam simultaneamente. É uma unidade sonora, formada de, no mínimo 3 sons (certamente, podemos ter harmonias

Leia mais

Título da peça: 2. FAURÉ. G. Uma canção, à escolha do candidato, entre as relacionadas no Edital de Programa de 2009. Título da peça: Título da peça:

Título da peça: 2. FAURÉ. G. Uma canção, à escolha do candidato, entre as relacionadas no Edital de Programa de 2009. Título da peça: Título da peça: CANTO 1. BACH, J.S. Uma ária ou canção, à escolha do candidato, entre as relacionadas no Edital de Programa de 2009. Título da peça: 2. FAURÉ. G. Uma canção, à escolha do candidato, entre as relacionadas

Leia mais

ESCOLA MUNICIPAL DE MÚSICA

ESCOLA MUNICIPAL DE MÚSICA ESCOLA MUNICIPAL DE MÚSICA A Secretaria Municipal de Cultura, por intermédio do Departamento do Teatro Municipal, faz saber que estarão abertas inscrições para seleção de novos alunos que deverão cursar

Leia mais

PROGRAMA DAS PROVAS DE HABILIDADES ESPECÍFICAS ESCOLA DE MÚSICA CURSO: MÚSICA / BACHARELADO

PROGRAMA DAS PROVAS DE HABILIDADES ESPECÍFICAS ESCOLA DE MÚSICA CURSO: MÚSICA / BACHARELADO PROGRAMA DAS PROVAS DE HABILIDADES ESPECÍFICAS ESCOLA DE MÚSICA CURSO: MÚSICA / BACHARELADO - HABILITAÇÃO EM INSTRUMENTO - HABILITAÇÃO EM CANTO PROVA PRÁTICA DE INSTRUMENTO OU CANTO INFORMAÇÕES PRELIMINARES

Leia mais

INTRODUÇÃO AO ESTUDO DE OBOÉ

INTRODUÇÃO AO ESTUDO DE OBOÉ INTRODUÇÃO AO ESTUDO DE OBOÉ Você vai descobrir o oboé e aprender a tocar e aperfeiçoar a técnica! O objetivo deste documento de Introdução ao Estudo de Oboé é de divulgar e esclarecer os tópicos mais

Leia mais

NORMAS Artº 1 O Concurso é aberto a músicos de todo o país (com nacionalidade portuguesa ou estrangeiros com residência em território português), sendo admitidos os seguintes instrumentos: Madeiras Flauta

Leia mais

1.1- A banda de retreta

1.1- A banda de retreta 1 1- INTRODUÇÃO O Dobrado é o gênero musical preferido e mais identificado com a Banda de Música. A banda de música, como a conhecemos hoje, surgiu no Século XIX no Brasil e, desde então, tem tido importante

Leia mais

www.meloteca.com Jorge Salgueiro Lista de obras Cidade de veludo com coro e grupo rock 69, 1999 4 10 min.

www.meloteca.com Jorge Salgueiro Lista de obras Cidade de veludo com coro e grupo rock 69, 1999 4 10 min. www.meloteca.com Jorge Salgueiro Lista de obras Canto - Coro Misto (1 a Cidade de veludo com coro e grupo rock 69, 1999 Pino do verão ópera com solistas, coro misto e grande ensemble 89, 5 60 Ode a euterpe

Leia mais

Sopros: Instrumentos e vagas: Regras gerais: A prova será dividida em 5 etapas:

Sopros: Instrumentos e vagas: Regras gerais: A prova será dividida em 5 etapas: Instrumentos e vagas: Regras gerais: A prova será dividida em 5 etapas: 1- Peça de Confronto 2- Peça de Livre Escolha. 3- Excertos do Repertório da Orquestra Jazz Sinfônica 4- Leitura à Primeira Vista

Leia mais

ESCOLA DE MÚSICA BACHARELADO E LICENCIATURA TESTE DE HABILIDADE ESPECÍFICA

ESCOLA DE MÚSICA BACHARELADO E LICENCIATURA TESTE DE HABILIDADE ESPECÍFICA ESCOLA DE MÚSICA BACHARELADO E LICENCIATURA TESTE DE HABILIDADE ESPECÍFICA PARTE I: FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA (Para todos os candidatos ao Bacharelado em Música e Licenciatura em Música). Prova 1 Escrita 1.1.

Leia mais

Engenharia e a Música Instrumentos de Sopro

Engenharia e a Música Instrumentos de Sopro Mestrado Integrado Engenharia Mecânica Engenharia e a Música Instrumentos de Sopro Equipa 1M3_03 Ana Beatriz Graça Ana Francisca Silva João Moreira João Varela Matias Rocha Samuel Santos Supervisor: A.

Leia mais

exemplo musical correspondente

exemplo musical correspondente Nas questões de 1 a 9, responda de acordo com o comando de cada uma delas. A questão 1 exige resposta a ser construída pelo próprio candidato; as questões 2, 5, 6, 7, 8 e 9 são de associação ou complementação.

Leia mais

MÉTODO BÁSICO PARA TROMBONE Elaboração: Prof. MS Costa Holanda Prof. Jardilino Maciel

MÉTODO BÁSICO PARA TROMBONE Elaboração: Prof. MS Costa Holanda Prof. Jardilino Maciel MÉTODO BÁSICO PARA TROMBONE Elaboração: Prof. MS Costa Holanda Prof. Jardilino Maciel SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 2 O TROMBONE... 3 CONHECENDO O TROMBONE... 3 ESPECIFICAÇÕES DO TROMBONE... 4 A EMBOCADURA NO

Leia mais

Edital 03/FOSPA/2015. 1. DAS INSCRIÇÕES: 1.1. Período de inscrição: de 22 de junho a 03 de julho, de segunda a sextafeira.

Edital 03/FOSPA/2015. 1. DAS INSCRIÇÕES: 1.1. Período de inscrição: de 22 de junho a 03 de julho, de segunda a sextafeira. Edital 03/FOSPA/2015 A Superintendência Artística da Fundação Orquestra Sinfônica de Porto Alegre - FOSPA, no uso de suas atribuições que lhe confere o Art. 4º e Incisos, do Decreto Nº 51.484, 15 de maio

Leia mais

TEMA DA VITÓRIA. Autor: Eduardo Souto Neto Arr.: Ten Jacy

TEMA DA VITÓRIA. Autor: Eduardo Souto Neto Arr.: Ten Jacy TEMA DA VITRIA Autor: Eduardo Souto Neto Arr: Ten ay TEMA DA VITRIA O Tema da Vitória é uma anção instrumental brasileira omposta espeialmente para as transmissões da Fórmula pela Rede Globo A músia oi

Leia mais

Ídolos de diferentes gerações, a cantora Ivete Sangalo e o cantor Roberto Carlos encantam seus fãs pelo timbre único que possuem

Ídolos de diferentes gerações, a cantora Ivete Sangalo e o cantor Roberto Carlos encantam seus fãs pelo timbre único que possuem Vozes Humanas Cada pessoa possui uma voz única e especial. É como se fosse uma impressão digital. É claro que existem vozes parecidas. Algumas pessoas cantam num registro sonoro mais agudo, outras num

Leia mais

IFPE CONCURSO PÚBLICO 2010

IFPE CONCURSO PÚBLICO 2010 IFPE CONCURSO PÚBLICO 2010 INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE PERNAMBUCO CONCURSO PÚBLICO/ 2010 CÓDIGO 311 QUESTÕES: PEDAGÓGICAS - 01 a 10 ESPECÍFICAS - 11 a 40 DIA 30/05/2010 (DOMINGO)

Leia mais

V a l s a d o S a r a c u á

V a l s a d o S a r a c u á Músicas de Domínio Público do Folclore Santareno Livro de Partituras V a l s a d o S a r a c u á p e ç a p a r a o r q u e s t r a Fábio Gonçalves Cavalcante Santarém - Pará - 2010 Texto e Edição de partituras:

Leia mais

Tamanhos Preços para quantidades superiores a 250 unidades 07 a 13 mm R$ 3,10

Tamanhos Preços para quantidades superiores a 250 unidades 07 a 13 mm R$ 3,10 Sapatilhas Para Saxofone Marca JGG (para serem usadas nas marcas Weril, Yamaha, Selmer, Conn, Jupiter, Yanagisawa, Martin, Buescher, King, Eagle e todas outras) Tamanhos s para quantidades inferiores a

Leia mais

Semana da Música (5 a 10 de maio de 2014) Programa

Semana da Música (5 a 10 de maio de 2014) Programa Semana da Música (5 a 10 de maio de 2014) Programa Sessão de Abertura - Excelentíssimo Senhor Secretário Regional da Educação e Recursos Humanos 10:00 do CEPAM Piano - António Rosado Bandolim - Percussão

Leia mais

História da Música Ocidental

História da Música Ocidental História da Música Ocidental A Música na Idade Média e no Renascimento Música medieval é o nome dado à música típica do período da Idade Média. Essas práticas musicais aconteceram há quase 1500 anos atrás.

Leia mais

ANEXO II Conteúdo Programático e Critérios de Avaliação

ANEXO II Conteúdo Programático e Critérios de Avaliação ANEXO II Conteúdo Programático e Critérios de Avaliação CURSO TÉCNICO EM CANTO Obs.: os candidatos inscritos em Canto Lírico realizarão a disciplina de prática de conjunto exclusivamente no Estúdio Ópera;

Leia mais

ANEXO II Conteúdo Programático e Critérios de Avaliação

ANEXO II Conteúdo Programático e Critérios de Avaliação ANEXO II Conteúdo Programático e Critérios de Avaliação CURSO TÉCNICO EM CANTO Obs.: os candidatos inscritos em Canto Lírico realizarão a disciplina de prática de conjunto exclusivamente no Estúdio Ópera;

Leia mais

ACORDEON MANUAL DO PROPRIETÁRIO

ACORDEON MANUAL DO PROPRIETÁRIO ACORDEON MANUAL DO PROPRIETÁRIO ÍNDICE SOBRE O ACORDEON... 4 ANATOMIA...4 O FOLE...6 PARA TOCAR ACORDEON...6 MOVIMENTO DO FOLE...7 DICAS...7 SOBRE O ACORDEON O acordeon pertence a uma ampla família de

Leia mais

NO PRINCÍPIO ERAM OSSINHOS DE RENA: PARA SE COMPREENDER O SAXOFONE NO UNIVERSO DOS SOPROS

NO PRINCÍPIO ERAM OSSINHOS DE RENA: PARA SE COMPREENDER O SAXOFONE NO UNIVERSO DOS SOPROS 1 NO PRINCÍPIO ERAM OSSINHOS DE RENA: PARA SE COMPREENDER O SAXOFONE NO UNIVERSO DOS SOPROS Chico Sá1 RESUMO: Este artigo fala dos instrumentos de sopro e seus princípios acústicos básicos. Reflete também

Leia mais

Arquitetura e Urbanismo

Arquitetura e Urbanismo Arquitetura e Urbanismo Arquitetura e Urbanismo CARREIRA EM ARQUITETURA E URBANISMO Os arquitetos recebem uma formação geral que lhes permite trabalhar em diversos campos: em projetos de construções, de

Leia mais

REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES SECRETARIA REGIONAL DA EDUCAÇÃO E CULTURA DIREÇÃO REGIONAL DA CULTURA

REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES SECRETARIA REGIONAL DA EDUCAÇÃO E CULTURA DIREÇÃO REGIONAL DA CULTURA Formulário de candidatura (DLR n.º 9/2014/A, de 3 de julho) Aquisição de instrumentos musicais e respetivo material consumível, aquisição de fardamento, aquisição e recuperação de trajes e de reportório

Leia mais

vol I organização: Marcelo Jardim Artigos de: Marcelo Jardim Marcos Vinício Nogueira Dario Sotelo Hudson Nogueira Realização Patrocínio

vol I organização: Marcelo Jardim Artigos de: Marcelo Jardim Marcos Vinício Nogueira Dario Sotelo Hudson Nogueira Realização Patrocínio PEQUENO GUIA PRÁTICO PARA O REGENTE DE BANDA vol I organização: Marcelo Jardim Artigos de: Marcelo Jardim Marcos Vinício Nogueira Dario Sotelo Hudson Nogueira Patrocínio Realização PROJETO EDIÇÃO DE PARTITURAS

Leia mais

BARÃO DO RIO BRANCO dobrado

BARÃO DO RIO BRANCO dobrado SÉRIE REPERTÓRIO DE OURO DAS BANDAS DE MÚSICA DO BRASIL BARÃO DO RIO BRANCO dobrado música de Francisco Braga arranjo de Dieter Lázarus revisão de Marcelo Jardim PROJETO EDIÇÃO DE PARTITURAS PARA BANDA

Leia mais

PROGRAMA DAS PROVAS DE HABILIDADES ESPECÍFICAS ESCOLA DE MÚSICA

PROGRAMA DAS PROVAS DE HABILIDADES ESPECÍFICAS ESCOLA DE MÚSICA PROGRAMA DAS PROVAS DE HABILIDADES ESPECÍFICAS ESCOLA DE MÚSICA CURSO: MÚSICA / BACHARELADO - HABILITAÇÃO EM INSTRUMENTO OU CANTO PROVA PRÁTICA DE INSTRUMENTO OU CANTO INFORMAÇÕES PRELIMINARES: A Prova

Leia mais

Escola Básica 2,3/S Dr. Azevedo Neves

Escola Básica 2,3/S Dr. Azevedo Neves Escola Básica 2,3/S Dr. Azevedo Neves 5º e 6º ano Professor Hugo Costa 2009/2010 A Cappella música vocal sem acompanhamento de instrumentos musicais. Accelerando - Aumento gradual do andamento de uma parte

Leia mais

FUVEST - Vestibular 2014 Prova de Aptidão em Música GABARITO da PROVA TEÓRICA

FUVEST - Vestibular 2014 Prova de Aptidão em Música GABARITO da PROVA TEÓRICA FUVEST - Vestibular 2014 Prova de Aptidão em Música GABARITO da PROVA TEÓRICA Provas: A B C 1 a 2. Percepção musical 1. Ditado melódico modal a uma voz. O ditado será repetido sete vezes, sempre precedido

Leia mais

CD 1: Baby Bach - Interpretado Pela Orquestra Caixinha Musical Baby Einstein. 1. Afinação E Fanfarra Baseados Em Um Tema Da Tocata Em Ré Maior

CD 1: Baby Bach - Interpretado Pela Orquestra Caixinha Musical Baby Einstein. 1. Afinação E Fanfarra Baseados Em Um Tema Da Tocata Em Ré Maior Coleção Clássicos Musicais: Baby Einstein CD 1: Baby Bach - Interpretado Pela Orquestra Caixinha Musical Baby Einstein 1. Afinação E Fanfarra Baseados Em Um Tema Da Tocata Em Ré Maior 2. Minueto Em Sol

Leia mais

Violão Clássico. Prof. Juarez Barcellos. Violonistas, músicos, alunos, amigos e companhia, bem vindos!

Violão Clássico. Prof. Juarez Barcellos. Violonistas, músicos, alunos, amigos e companhia, bem vindos! Violão Clássico Prof. Juarez Barcellos Licença Creative Commons Violonistas, músicos, alunos, amigos e companhia, bem vindos! Em 2002, comecei a dar aulas particulares nas Em 2002, comecei a dar aulas

Leia mais

No início do CLAM todos os alunos que começavam a estudar, passavam por

No início do CLAM todos os alunos que começavam a estudar, passavam por 60 &$3Ë78/2 0$7(5,$,6'((16,12$35(1',=$*(0&5,$'2612&/$0 2VSULPHLURVOLYURVGHVHQYROYLGRV No início do CLAM todos os alunos que começavam a estudar, passavam por uma entrevista com o diretor responsável pelo

Leia mais