Programação para Internet I. 10. Motores de busca. Nuno Miguel Gil Fonseca

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Programação para Internet I. 10. Motores de busca. Nuno Miguel Gil Fonseca nuno.fonseca@estgoh.ipc.pt"

Transcrição

1 Programação para Internet I 10. Motores de busca Nuno Miguel Gil Fonseca

2 A Internet assume-se como a maior fonte de informação de todos os tempos No entanto, a informação encontra-se muito dispersa... Para nos ajudar a encontrar a informação pretendida podemos recorrer a motores de busca (search engines) Um search engine mais não é do que uma página web especial! (c) Nuno Miguel Gil Fonseca - Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Oliveira do Hospital - Programação para Internet I 2

3 Existem diversos search engines, no entanto, todos têm características comuns: Permitem procurar na World Wide Web (partes dela) com base em palavras chave Têm um índice de palavras chave, assim como o local onde podem ser encontradas essas palavras (os sites) Os motores de busca de hoje em dia criam os índices automaticamente, antigamente, o que existiam eram serviços de apontadores! (c) Nuno Miguel Gil Fonseca - Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Oliveira do Hospital - Programação para Internet I 3

4 Construção dos índices Para que se possam efectuar pesquisas, é necessário que a informação esteja indexada. Hoje em dia os índices são construídos graças a software especial : spiders Ao processo de construção dos índices dá-se o nome de web crawling. Para se conseguir ter um índice que permita obter bons resultados nas pesquisas, é necessário analisar muitas páginas web Actualmente o google indexa 8,058,044,651 web sites. (c) Nuno Miguel Gil Fonseca - Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Oliveira do Hospital - Programação para Internet I 4

5 Construção dos índices (cont.) Qual o ponto de partida das indexações? Usualmente o ponto de partida são servidores com elevada carga, ou web sites com grande número de visitantes Começa-se por indexar a página principal de determinado site e em seguida, são seguidos todos os links aí existentes e analisadas as páginas a que eles conduzem. O processo repete-se vezes sem conta... (c) Nuno Miguel Gil Fonseca - Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Oliveira do Hospital - Programação para Internet I 5

6 Construção dos índices (cont.) Os índices são geralmente guardados na forma de hash table Um conjunto de informação encontra-se associada a uma determinada chave de hash (uma palavra) que irá determinar de forma muito rápida onde se encontra a informação que pretendemos encontrar Esse conjunto de informação envolve normalmente: O URL da página onde a palavra ocorre O número de vezes que a palavra ocorre nessa página etc. Associados aos objectos ligados às palavras encontram-se pesos, cujo valor é calculado com base no local onde as palavras ocorrem, o número de vezes que ocorrem (c) Nuno Miguel Gil Fonseca - Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Oliveira do Hospital - Programação para Internet I 6

7 Construção dos índices (cont.) (c) Nuno Miguel Gil Fonseca - Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Oliveira do Hospital - Programação para Internet I 7

8 Meta-tags Permitem que os donos das páginas especifiquem determinadas palavras chave e conceitos sobre as quais as páginas serão indexadas pelos motores de pesquisa. São muito úteis em situações em que as palavras contidas no conteúdo das páginas possam ter mais do que um sentido. Ex.: Banco, peça de mobiliário e banco entidade bancária. <head> <Meta Name="Description" Content= O melhor site do mundo sobre carros"> <Meta Name="keywords" Content= carros, corridas, automóveis, válvulas, cavalos, potência, cilindrada"> </head> (c) Nuno Miguel Gil Fonseca - Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Oliveira do Hospital - Programação para Internet I 8

9 Caso de estudo: Google Começou como um projecto académico O sistema inicial já permitia usar múltiplos spiders em simultâneo (3) Cada spider conseguia ter até 300 ligações para páginas web abertas em simultâneo Este sistema conseguia indexar cerca de 300 páginas por segundo, produzindo cerca de 600 kb de informação (c) Nuno Miguel Gil Fonseca - Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Oliveira do Hospital - Programação para Internet I 9

10 Caso de estudo: Google (cont.) Quando o google abre uma página para indexar, olha para: As palavras contidas na página O local onde essas palavras ocorrem O google está preparado para excluir das indexações artigos ( the, an, a, etc.), principalmente por razões de velocidade de indexação e posterior pesquisa Por vezes recorre-se a meta-tags para apoiar a indexação (c) Nuno Miguel Gil Fonseca - Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Oliveira do Hospital - Programação para Internet I 10

11 As pesquisas Nas pesquisas podem geralmente usar-se operadores booleanos (AND, OR, NOT) Podem usar-se aspas para tornar as pesquisas mais especificas O google permite fazer mais mil e uma coisas (existe um livro na biblioteca dedicado exclusivamente a este motor de busca) (c) Nuno Miguel Gil Fonseca - Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Oliveira do Hospital - Programação para Internet I 11

12 O que fazer para aparecer nos primeiros lugares (aumentar o page rank) Acima de tudo escrever conteúdos de qualidade que interessem ao maior número de pessoas Fazer ligações do nosso site para outros sites importantes (esperar que os outros façam o mesmo!) Divulgar o nosso site em blogs, foruns, etc. (colocando o endereço na assinatura, por exemplo) cuidado com o SPAM! Dar nomes elucidativos aos ficheiros Dar títulos elucidativos às páginas Fazer uso das meta-tags (keywords, discription, etc ). (c) Nuno Miguel Gil Fonseca - Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Oliveira do Hospital - Programação para Internet I 12

13 O que fazer para aparecer nos primeiros lugares (aumentar o page rank) Efectivamente não é muito fácil aumentar de um dia para o outro o pagerank de uma página, mas há de facto uma série de factores que podem ser tidos em conta =en&answer=35769 (c) Nuno Miguel Gil Fonseca - Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Oliveira do Hospital - Programação para Internet I 13

14 O futuro Pesquisas de conceitos Pesquisas por pedaços de imagens, trechos de música, video, etc. Pesquisas em função do contexto (local, data/hora, actividade, identidade, ) (c) Nuno Miguel Gil Fonseca - Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Oliveira do Hospital - Programação para Internet I 14

15 Alguns motores de busca (c) Nuno Miguel Gil Fonseca - Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Oliveira do Hospital - Programação para Internet I 15

16 Mais informações (c) Nuno Miguel Gil Fonseca - Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Oliveira do Hospital - Programação para Internet I 16

Como Criar Sites Grátis de Sucesso

Como Criar Sites Grátis de Sucesso Truques e Dicas Como Criar Sites Grátis de Sucesso Tudo o Que Precisa Para Ter Sucesso na Internet Gratuitamente! INTRODUÇÃO... 2 COMO ESCOLHER O TEMA DO SITE... 4 DICAS PARA REGISTAR UM DOMÍNIO... 5 COMO

Leia mais

Criação de Páginas Web - MS Word 2000

Criação de Páginas Web - MS Word 2000 Gestão Comercial e da Produção Informática I 2003/04 Ficha de Trabalho N.º 9 Criação de Páginas Web - MS Word 2000 1. Criação de uma página Web (HTML): Escreva o seu texto e introduza as imagens pretendidas

Leia mais

2.1. PHP - Introdução

2.1. PHP - Introdução Programação para Internet II 2.1. PHP - Introdução Nuno Miguel Gil Fonseca nuno.fonseca@estgoh.ipc.pt Um pouco de história Inicialmente, as páginas dinâmicas eram construídas em C. O C não foi desenvolvido

Leia mais

É uma rede mundial de computadores ligados entre si. INTERNET

É uma rede mundial de computadores ligados entre si. INTERNET INTERNET O QUE É A INTERNET? O QUE É NECESSÁRIO PARA ACEDER À INTERNET? QUAL A DIFERENÇA ENTRE WEB E INTERNET? HISTÓRIA DA INTERNET SERVIÇOS BÁSICOS DA INTERNET 2 1 INTERCONNECTED NETWORK INTERNET A Internet

Leia mais

SEO Search Engine Optimization

SEO Search Engine Optimization SEO Search Engine Optimization II Semana de Atualização Tecnológica FASE 22/07/11 Felipe Augusto Pereira felipe@unu.com.br Quem sou eu? Felipe Pereira Educador Empreendedor Pesquisador Doutorando UNU Soluções

Leia mais

Introdução. matematica-divertida.com. World Wide Web (WWW) Evolução da Internet. Cada vez mais fácil! Escrevendo páginas 25/10/2011

Introdução. matematica-divertida.com. World Wide Web (WWW) Evolução da Internet. Cada vez mais fácil! Escrevendo páginas 25/10/2011 Introdução Renato P. dos Santos ULBRA - PPGECIM crescimento exponencial da adesão do público à Internet grandes oportunidades para a educação Aprendizagem Colaborativa apoiada por Computador comunidade

Leia mais

PARANÁ GOVERNO DO ESTADO

PARANÁ GOVERNO DO ESTADO PARANÁ GOVERNO DO ESTADO COLÉGIO ESTADUAL DE PARANAVAÍ ENSINO FUNDAMENTAL, MÉDIO, NORMAL E PROFISSIONAL CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA DISCIPLINA: INTERNET E PROGRAMAÇÃO WEB 1º MÓDULO SUBSEQUENTE MECANISMOS

Leia mais

SEO Juliano Torriani Lehugeur

SEO Juliano Torriani Lehugeur SEO Juliano Torriani Lehugeur Entendendo SEO e seus Benefícios (Search Engine Optimization) O Que é SEO O Que é SEO Antes de um Trabalho de SEO O Que é SEO Trabalho gerando resultados O Que é SEO O Que

Leia mais

Marke&ng de Busca SEO

Marke&ng de Busca SEO Marke&ng de Busca SEO O que é SEO? O significado de SEO é Search Engine Op.miza.on. Em português ele é conhecido como O;mização de Sites, MOB e O;mização para Buscas. O SEO nada mais é do que a o;mização

Leia mais

Apresentação. Sistema de E-Commerce

Apresentação. Sistema de E-Commerce Apresentação de Sistema de E-Commerce vtec Shopping Engine v2.0 Novembro 2009-1 - Apresentação da vtec Com mais de 12 anos de experiência de desenvolvimento de tecnologias para websites, softwares de gestão,

Leia mais

Banco de Imagens. Grupo Auto Sueco. Banco de Imagens Grupo Auto Sueco 1 (10) Filipe Emanuel Moreira 1.0 2010-05-04. José Albuquerque 1.

Banco de Imagens. Grupo Auto Sueco. Banco de Imagens Grupo Auto Sueco 1 (10) Filipe Emanuel Moreira 1.0 2010-05-04. José Albuquerque 1. Grupo Banco de Imagens Grupo 1 (10) Autor Versão Data Filipe Emanuel Moreira 1.0 2010-05-04 Aprovação Versão Data José Albuquerque 1.0 Banco de Imagens Grupo Banco de Imagens 2 (10) Conteúdos 1. Acerca

Leia mais

Análise da Informação Económica e Empresarial

Análise da Informação Económica e Empresarial Análise da Informação Económica e Empresarial Aula 3: Noções fundamentais sobre a realização de trabalho empírico em Economia e Gestão pesquisa Aula 3: Noções fundamentais sobre a realização de trabalho

Leia mais

Hashing Letícia Rodrigues Bueno

Hashing Letícia Rodrigues Bueno Hashing Letícia Rodrigues Bueno UFABC hash: Hashing (Tabelas de Dispersão): Introdução hash: Hashing (Tabelas de Dispersão): Introdução Hashing (Tabelas de Dispersão): Introdução hash: 1. fazer picadinho

Leia mais

WEBSEMANTICA PROF.DANIELA PIRES

WEBSEMANTICA PROF.DANIELA PIRES WEBSEMÂNTICA A websemântica é um conjunto de regras estabelecido pela W3C, para que todos os navegadores são navegar entenda o conteúdo e os SPIDERS (ROBOTS DE BUSCA) GOOGLE ROBOTS BING ROBOTS YAHOO ROBOTS,

Leia mais

MÓDULO MULTIMÉDIA PROFESSOR: RICARDO RODRIGUES. MAIL: rprodrigues@escs.ipl.pt esganarel@gmail.com. URL: http://esganarel.home.sapo.

MÓDULO MULTIMÉDIA PROFESSOR: RICARDO RODRIGUES. MAIL: rprodrigues@escs.ipl.pt esganarel@gmail.com. URL: http://esganarel.home.sapo. MÓDULO MULTIMÉDIA PROFESSOR: RICARDO RODRIGUES MAIL: rprodrigues@escs.ipl.pt esganarel@gmail.com URL: http://esganarel.home.sapo.pt GABINETE: 1G1 - A HORA DE ATENDIMENTO: SEG. E QUA. DAS 11H / 12H30 (MARCAÇÃO

Leia mais

Guia da Internet. Página 1

Guia da Internet. Página 1 Guia da Internet Utilização da Internet Introdução... 2 Alguns conceitos básicos... 2 Endereços (URL)... 2 Páginas Web... 3 Abrir o Internet Explorer... 3 O ecrã do Internet Explorer... 4 A Barra de Ferramentas

Leia mais

Índice. Enquadramento do curso 3 Estrutura Programática 4. Primeiros passos com o e-best Learning 6. Actividades e Recursos 11

Índice. Enquadramento do curso 3 Estrutura Programática 4. Primeiros passos com o e-best Learning 6. Actividades e Recursos 11 Índice Parte 1 - Introdução 2 Enquadramento do curso 3 Estrutura Programática 4 Parte 2 Desenvolvimento 5 Primeiros passos com o e-best Learning 6 Como aceder à plataforma e-best Learning?... 6 Depois

Leia mais

Programação para Internet I. 1. Servidores web. Nuno Miguel Gil Fonseca nuno.fonseca@estgoh.ipc.pt

Programação para Internet I. 1. Servidores web. Nuno Miguel Gil Fonseca nuno.fonseca@estgoh.ipc.pt Programação para Internet I 1. Servidores web Nuno Miguel Gil Fonseca nuno.fonseca@estgoh.ipc.pt Quando pretendemos aceder a uma página web, utilizamos um browser, independentemente da plataforma de hardware/software,

Leia mais

DIFERENCIAIS SERVIÇOS. 1. Desenvolvimento De Sites Personalizados

DIFERENCIAIS SERVIÇOS. 1. Desenvolvimento De Sites Personalizados DIFERENCIAIS Acredito que o desenvolvimento de soluções para Internet não é um trabalho qualquer, deve-se ter certa experiência e conhecimento na área para projetar sistemas que diferenciem você de seu

Leia mais

5. Métodos ágeis de desenvolvimento de software

5. Métodos ágeis de desenvolvimento de software Engenharia de Software 5. Métodos ágeis de desenvolvimento de software Nuno Miguel Gil Fonseca nuno.fonseca@estgoh.ipc.pt Desenvolver e entregar software o mais rapidamente possível é hoje em dia um dos

Leia mais

Editor HTML. Composer

Editor HTML. Composer 6 Editor HTML 6 Composer Onde criar Páginas Web no Netscape Communicator? 142 A estrutura visual do Composer 143 Os ecrãs de apoio 144 Configurando o Composer 146 A edição de Páginas 148 Publicando a sua

Leia mais

Ao redigir este pequeno guia pretendi ser conciso, indo directamente ao essencial.

Ao redigir este pequeno guia pretendi ser conciso, indo directamente ao essencial. Introdução O referenciamento é hoje um componente indispensável para ter um site ou blog de sucesso na Internet. Porquê? Simplesmente porque se inicialmente as primeiras visitas do seu site ou blog são

Leia mais

E- Marketing - Estratégia e Plano

E- Marketing - Estratégia e Plano E- Marketing - Estratégia e Plano dossier 2 http://negocios.maiadigital.pt Indíce 1 E-MARKETING ESTRATÉGIA E PLANO 2 VANTAGENS DE UM PLANO DE MARKETING 3 FASES DO PLANO DE E-MARKETING 4 ESTRATÉGIAS DE

Leia mais

2.9. PHP Cookies e variáveis de sessão

2.9. PHP Cookies e variáveis de sessão Programação para a Internet II 2.9. PHP Cookies e variáveis de sessão Nuno Miguel Gil Fonseca nuno.fonseca@estgoh.ipc.pt Cookies Uma cookie mais não é do que um ficheiro que é criado por determinado site

Leia mais

1. INTERNET OU NET. Hardware. Computador. Linha telefónica normal, linha RDIS, ligação por cabo ou ADSL. Modem

1. INTERNET OU NET. Hardware. Computador. Linha telefónica normal, linha RDIS, ligação por cabo ou ADSL. Modem 1. INTERNET OU NET O que é a Internet? A Internet, ou apenas Net, é uma rede mundial de computadores ligados entre si através de linhas telefónicas comuns, linhas de comunicação privadas, satélites e outros

Leia mais

Conceito. As empresas como ecossistemas de relações dinâmicas

Conceito. As empresas como ecossistemas de relações dinâmicas Conceito As empresas como ecossistemas de relações dinâmicas PÁG 02 Actualmente, face à crescente necessidade de integração dos processos de negócio, as empresas enfrentam o desafio de inovar e expandir

Leia mais

António Amaro Marketing Digital Junho 2014 RESUMO

António Amaro Marketing Digital Junho 2014 RESUMO RESUMO RESUMO PESQUISA Avaliar actuais activos digitais (website, redes sociais, dinâmica de conteúdos, métricas). Identificar público alvo. Perceber o seu perfil e interesses. Definir personas Identificar

Leia mais

3. Engenharia de Requisitos

3. Engenharia de Requisitos Engenharia de Software 3. Engenharia de Requisitos Nuno Miguel Gil Fonseca nuno.fonseca@estgoh.ipc.pt Fases do desenvolvimento de software que mais erros originam (fonte: "Software Testing", Ron Patton)

Leia mais

Programação para Internet I. 2. O protocolo HTTP. Nuno Miguel Gil Fonseca nuno.fonseca@estgoh.ipc.pt

Programação para Internet I. 2. O protocolo HTTP. Nuno Miguel Gil Fonseca nuno.fonseca@estgoh.ipc.pt Programação para Internet I 2. O protocolo HTTP Nuno Miguel Gil Fonseca nuno.fonseca@estgoh.ipc.pt Protocolos Conjunto de regras que define o modo como aplicações informáticas comunicam entre si. Permite

Leia mais

GUIA PARA COMPRA ONLINE

GUIA PARA COMPRA ONLINE GUIA PARA COMPRA ONLINE www.tipsal.pt QUEM SOMOS A TIPSAL - Técnicas Industriais de Protecção e Segurança, Lda foi fundada em 1980. Somos uma empresa de capitais exclusivamente nacionais com sede social

Leia mais

PCCRBE 1 - Manual de procedimentos técnicos para a criação de catálogos colectivos

PCCRBE 1 - Manual de procedimentos técnicos para a criação de catálogos colectivos PCCRBE 1 - Manual de procedimentos técnicos para a criação de catálogos colectivos 1. Introdução O objectivo deste documento é a criação de um memorando que sirva de apoio à instalação e manutenção do

Leia mais

Operador de informática. ... quando nos ligamos a internet, o mais certo é que parte substancial do tempo seja gasto à procura de informação.

Operador de informática. ... quando nos ligamos a internet, o mais certo é que parte substancial do tempo seja gasto à procura de informação. Directórios Motores de busca ftp newsgroups... quando nos ligamos a internet, o mais certo é que parte substancial do tempo seja gasto à procura de informação. Felizmente existem sites especiais que nos

Leia mais

Condições de Serviço

Condições de Serviço Condições de Serviço - A WebHS proíbe alguns ficheiros nos alojamentos partilhados (alojamento web, revenda e webdrive), entre os quais destacamos: MP3, Imagens e Vídeos protegidos por copyright, Exploits,

Leia mais

Criação de uma conta num servidor Web Instalação do programa de FTP FileZilla Upload de site via FTP

Criação de uma conta num servidor Web Instalação do programa de FTP FileZilla Upload de site via FTP -48109-6- Referencial de Formação: 48109 - Técnico/a de Informática Sistemas Recurso Didáctico Formador[a] Sónia Rodrigues UFCD / UC 788 Instalação e Administração de Servidores Web Data 07/06/2010 Contextualização

Leia mais

A World Wide Web é um repositório gigantesco de informação gratuita em permanente crescimento e actualização

A World Wide Web é um repositório gigantesco de informação gratuita em permanente crescimento e actualização Procurar informação na WEB internet Procurar Informação na Web A World Wide Web é um repositório gigantesco de informação gratuita em permanente crescimento e actualização Sem qualquer custo adicional,

Leia mais

Formação presencial em contexto de sala de aula, com recurso à utilização prática do software WordPress.

Formação presencial em contexto de sala de aula, com recurso à utilização prática do software WordPress. ENQUADRAMENTO Num mundo em que a concorrência é cada vez maior e todos parecem estar ligados à internet, o website tornou-se um componente fundamental da estratégia de comunicação de qualquer empresa.

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS. Índice

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS. Índice Índice Tirando melhor proveito do Google... 2 1. Apresentação... 2 1.1 Logotipo... 2 1.2 Opções de Pesquisa... 2 1.3 Caixa e opções básicas de busca... 2 2. Opções Avançadas... 3 2.1 Com todas as palavras...

Leia mais

internet http://www.uarte.mct.pt internet... abrir o programa... pag.. 6 ecrã do internet explorer... ligações... escrever um endereço de internet...

internet http://www.uarte.mct.pt internet... abrir o programa... pag.. 6 ecrã do internet explorer... ligações... escrever um endereço de internet... internet 1 http://www.uarte.mct. internet...... pag.. 2 abrir o programa...... pag.. 3 ecrã do internet explorer... pag.. 4 ligações...... pag.. 5 escrever um endereço de internet... pag.. 6 voltar à página

Leia mais

Web Marketing. Introdução. Números dos sites de busca. A Web é o maior depósito de informações do mundo:

Web Marketing. Introdução. Números dos sites de busca. A Web é o maior depósito de informações do mundo: Web Marketing Anhanguera Taboão da Serra Disciplina: Comércio Eletrônico Introdução A Web é o maior depósito de informações do mundo: As informações estão dispersas na rede. Entre estas informações estão

Leia mais

COMPETÊNCIAS BÁSICAS EM TIC NAS EB1. Oficina da Internet

COMPETÊNCIAS BÁSICAS EM TIC NAS EB1. Oficina da Internet COMPETÊNCIAS BÁSICAS EM TIC NAS EB1 Oficina da Internet Utilização Educativa da Internet Guião de iniciação à consulta e pesquisa de informação na Web Índice Introdução... 2 Alguns conceitos básicos...2

Leia mais

O que é um Afiliado EaDPLUS? Por que ser Afiliado EaDPLUS? Quais cursos o Afiliado EaDPLUS pode divulgar?

O que é um Afiliado EaDPLUS? Por que ser Afiliado EaDPLUS? Quais cursos o Afiliado EaDPLUS pode divulgar? ManuaL O que é um Afiliado EaDPLUS? Um Afiliado EaDPLUS é alguém que deseja receber comissões por indicar/promover os cursos do Portal EaDPLUS. Você pode se cadastrar como afiliado gratuitamente e começar

Leia mais

Análise de Links e Busca na Web

Análise de Links e Busca na Web Análise de Links e Busca na Web Redes Sociais e Econômicas Prof. André Vignatti PageRank O PageRank é uma espécie de fluido que circula pela rede Para uma rede com n nós, o PageRank é calculado da seguinte

Leia mais

Índice. 3 Capítulo 1: Visão Geral do Blog. 4 Capítulo 2: SEO. 5 Capítulo 3: Backend: Como Funciona. Visão Geral Plataforma Frontend Backend

Índice. 3 Capítulo 1: Visão Geral do Blog. 4 Capítulo 2: SEO. 5 Capítulo 3: Backend: Como Funciona. Visão Geral Plataforma Frontend Backend MANUAL 1 Índice 3 Capítulo 1: Visão Geral do Blog Visão Geral Plataforma Frontend Backend 4 Capítulo 2: SEO O que é SEO? Google Configuração Inicial Ferramentas SEO 5 Capítulo 3: Backend: Como Funciona

Leia mais

Dia Regional da Segurança na

Dia Regional da Segurança na Dia Regional da Segurança na Internet - 19 de Março de 2010 Objectivos: - Sensibilizar a comunidade para uma utilização mais segura da Internet. - Dar a conhecer ferramentas/estratégias de protecção Partilhar

Leia mais

MÓDULO MULTIMÉDIA. Text PROFESSOR: RICARDO RODRIGUES. MAIL: rprodrigues@escs.ipl.pt esganarel@gmail.com. URL: http://esganarel.home.sapo.

MÓDULO MULTIMÉDIA. Text PROFESSOR: RICARDO RODRIGUES. MAIL: rprodrigues@escs.ipl.pt esganarel@gmail.com. URL: http://esganarel.home.sapo. MÓDULO MULTIMÉDIA PROFESSOR: RICARDO RODRIGUES MAIL: rprodrigues@escs.ipl.pt esganarel@gmail.com URL: http://esganarel.home.sapo.pt Text GABINETE: 1G1 - A HORA DE ATENDIMENTO: SEG. E QUA. DAS 11H / 12H30

Leia mais

ROTEIRO DE IMPLANTAÇÃO

ROTEIRO DE IMPLANTAÇÃO Implantação Framework Essential ROTEIRO DE IMPLANTAÇÃO Detalhes Imprescindíveis nessa Implantação: Importação Após criar as planilhas seguir a ordem de importação abaixo: 1) Departamentos; 2) Produtos;

Leia mais

Conferência ego Real Estate SEO. Search Engine Optimization. Otimização para Motores de Pesquisa. Portal Nacional de Imobiliário #1

Conferência ego Real Estate SEO. Search Engine Optimization. Otimização para Motores de Pesquisa. Portal Nacional de Imobiliário #1 Conferência ego Real Estate SEO Search Engine Optimization Otimização para Motores de Pesquisa Portal Nacional de Imobiliário #1 O que queremos todos para o nosso site? O que queremos todos para o nosso

Leia mais

Oficina de Construção de Páginas Web

Oficina de Construção de Páginas Web COMPETÊNCIAS BÁSICAS EM TIC NAS EB1 Oficina de Construção de Páginas Web Criação e Publicação Actividades de exploração Objectivo Explorar as funcionalidades essenciais do Programa, na perspectiva da construção/actualização

Leia mais

E-Book MKT DE PERFORMANCE

E-Book MKT DE PERFORMANCE E-Book MKT DE PERFORMANCE MKT de Performance O Marketing de Performance é um conjunto de técnicas que permitem mensurar e otimizar o desempenho de um site/ecommerce/landing page e os resultados de ações

Leia mais

Bases de Dados. O que é uma Base de Dados? Pós-Grduação em SIG

Bases de Dados. O que é uma Base de Dados? Pós-Grduação em SIG Bases de Dados O que é uma Base de Dados? Dados Pode-se começar por tentar dar uma definição do que são Dados. Os dados são factos em bruto, que não são necessáriamente relevantes para qualquer coisa que

Leia mais

GOOGLE FOTÓGRAFOS. Sites e sistemas para fotógrafos www.epics.com.br. Por Evandro Rocha

GOOGLE FOTÓGRAFOS. Sites e sistemas para fotógrafos www.epics.com.br. Por Evandro Rocha GOOGLE PARA FOTÓGRAFOS Por Evandro Rocha Sites e sistemas para fotógrafos www.epics.com.br SEO Search Engine Optimization Otimização para motores de busca Como o Google funciona? Através de um robô de

Leia mais

Mas como você gera sua lista de e-mail? Listei abaixo algumas das formas de construir uma lista de email marketing eficaz;

Mas como você gera sua lista de e-mail? Listei abaixo algumas das formas de construir uma lista de email marketing eficaz; E-mail marketing, muitas vezes considerada uma forma de marketing pessoal, é uma das mais valiosas ferramentas de web marketing, uma das mais visadas e mais focada pelos marqueteiros. Vamos nos concentrar

Leia mais

PESQUISA DE INFORMAÇÕES TÉCNICAS E CIENTÍFICAS NA INTERNET. OLIVEIRA, Simone Lucas Gonçalves de

PESQUISA DE INFORMAÇÕES TÉCNICAS E CIENTÍFICAS NA INTERNET. OLIVEIRA, Simone Lucas Gonçalves de PESQUISA DE INFORMAÇÕES TÉCNICAS E CIENTÍFICAS NA INTERNET OLIVEIRA, Simone Lucas Gonçalves de SUMÁRIO ÍNDICE DE ILUSTRAÇÕES... 3 1. INTRODUÇÃO... 4 2. CONCEITOS SOBRE A INTERNET... 4 3. ESTRATÉGIAS DE

Leia mais

Guia rápido para buscas de literatura científica na Internet. Raphael Augusto Teixeira de Aguiar

Guia rápido para buscas de literatura científica na Internet. Raphael Augusto Teixeira de Aguiar Guia rápido para buscas de literatura científica na Internet Raphael Augusto Teixeira de Aguiar 2003 1) Introdução Operadores Booleanos 1 O quadro abaixo mostra os operadores booleanos aceitos pela maioria

Leia mais

Como Começar? Criação Páginas. Etapas. Apresentação INTERNET

Como Começar? Criação Páginas. Etapas. Apresentação INTERNET Como Começar? Criação Páginas Apresentação Etapas Como começar Para que um site tenha sucesso é necessário um correcto planeamento do mesmo. Todos os aspectos de desenho de um site devem ser pensados de

Leia mais

Construção Páginas de Internet

Construção Páginas de Internet Construção Páginas de Internet Definir um Site no Frontpage Objectivos da sessão: No final da sessão os formandos deverão ser capazes de: Saber o que são os metadados do Frontpage; Distinguir entre Sites

Leia mais

programação de páginas de conteúdo dinâmico

programação de páginas de conteúdo dinâmico Programação para a Internet II 1. Conceitos base de programação de páginas de conteúdo dinâmico Nuno Miguel Gil Fonseca nuno.fonseca@estgoh.ipc.pt A internet tal como a vimos até este momento As nossas

Leia mais

Módulo I MOTORES DE BUSCA NA INTERNET

Módulo I MOTORES DE BUSCA NA INTERNET Módulo I MOTORES DE BUSCA NA INTERNET Introdução Pesquisa de Informação de carácter genérico Pesquisa de Informação em Bases de Dados Utilização de dicionários on-line Ferramentas de tradução on-line 1

Leia mais

Você tem um sonho...

Você tem um sonho... Você tem um sonho... Divulgar mais sua empresa. Ter mais clientes? Vender mais? Um site pode ajudar... O QUE EU PRECISO SABER ANTES DE TER UM SITE? 1. É preciso ter a noção exata de qual produto/serviço

Leia mais

We Send.You Sell. Solução de envio de newsletters. (A You Sell Iniciative)

We Send.You Sell. Solução de envio de newsletters. (A You Sell Iniciative) Largo da Codiceira 74, 1º Tr. We Send.You Sell. Solução de envio de newsletters (A You Sell Iniciative) // VALORVISUAL_SOLUÇÕES GLOBAIS DE COMUNICAÇÃO WE SEND. YOU SELL. Solução de envio de newsletters

Leia mais

Plano de Comunicação para o QCA III. Relatório de Execução de 2002

Plano de Comunicação para o QCA III. Relatório de Execução de 2002 Plano de Comunicação para o QCA III Relatório de Execução de 2002 Após o período de lançamento do QCA III o ano de 2002 foi de consolidação dos projectos iniciados e de apresentação dos primeiros resultados.

Leia mais

Pesquisas Google - O Essencial

Pesquisas Google - O Essencial Pesquisas Google - O Essencial Para fazer uma consulta no Google, basta digitar algumas poucas palavras de descrição e pressionar a tecla "Enter" (ou clicar no Botão de Busca do Google) para a sua lista

Leia mais

09/05/2012. O Professor Plano de Disciplina (Competências, Conteúdo, Ferramentas Didáticas, Avaliação e Bibliografia) Frequência Nota Avaliativa Site:

09/05/2012. O Professor Plano de Disciplina (Competências, Conteúdo, Ferramentas Didáticas, Avaliação e Bibliografia) Frequência Nota Avaliativa Site: O Professor Plano de Disciplina (Competências, Conteúdo, Ferramentas Didáticas, Avaliação e Bibliografia) Frequência Nota Avaliativa Site: https://sites.google.com/site/professorcristianovieira Esta frase

Leia mais

Organizaçãoe Recuperaçãode Informação GSI521. Prof. Dr. Rodrigo Sanches Miani FACOM/UFU

Organizaçãoe Recuperaçãode Informação GSI521. Prof. Dr. Rodrigo Sanches Miani FACOM/UFU Organizaçãoe Recuperaçãode Informação GSI521 Prof. Dr. Rodrigo Sanches Miani FACOM/UFU Análisede links Page Rank Prof. Dr. Rodrigo Sanches Miani FACOM/UFU Motivação Suponha que um modelo clássico, como

Leia mais

Exmos. Senhores Membros do Governo (Sr. Ministro da Saúde - Prof. Correia de Campos e Sr. Secretário de Estado da Saúde -Dr.

Exmos. Senhores Membros do Governo (Sr. Ministro da Saúde - Prof. Correia de Campos e Sr. Secretário de Estado da Saúde -Dr. Exmos. Senhores Membros do Governo (Sr. Ministro da Saúde - Prof. Correia de Campos e Sr. Secretário de Estado da Saúde -Dr. Francisco Ramos) Ex.mo Senhor Presidente da Comissão Parlamentar da Saúde, representado

Leia mais

Guia de Consulta. Percorrer

Guia de Consulta. Percorrer Guia de Consulta Percorrer A secção "Percorrer" permite-lhe consultar uma das listas numa determinada ordem. Existem cinco listas diferentes: Comunidades, Colecções, Títulos, Autores e Datas. Poderá percorrer

Leia mais

Prof. Sandrina Correia

Prof. Sandrina Correia Tecnologias de I informação de C omunicação 9º ANO Prof. Sandrina Correia TIC Prof. Sandrina Correia 1 Conteúdos Conceitos básicos Informática, Tecnologias da Informação, Tecnologias da Informação e Comunicação

Leia mais

Oficina de Construção de Páginas Web

Oficina de Construção de Páginas Web COMPETÊNCIAS BÁSICAS EM TIC NAS EB1 Oficina de Construção de Páginas Web Criação e Publicação Guião Páginas WWW com o editor do Microsoft Office Word 2003 1. Introdução. 2. Abrir uma página Web. 3. Guardar

Leia mais

Internet ou Net. É uma rede mundial de computadores ligados entre si através s de linhas telefónicas comuns.

Internet ou Net. É uma rede mundial de computadores ligados entre si através s de linhas telefónicas comuns. Internet Internet ou Net É uma rede mundial de computadores ligados entre si através s de linhas telefónicas comuns. Como Comunicam os computadores Os computadores comunicam entre si utilizando uma linguagem

Leia mais

CONSULTORIA E PROJETOS ELÉTRICOS JÚNIOR

CONSULTORIA E PROJETOS ELÉTRICOS JÚNIOR Título do Case: Impulsionando a Captação de Projetos Através do Marketing Digital Categoria: Projeto Interno Temática: Mercado Resumo: Sabe-se que grande parte dos projetos realizados pelas empresas juniores

Leia mais

Relatório de Análise de Requisitos

Relatório de Análise de Requisitos Relatório de Análise de Requisitos (15/03/02 Versão 1.0) Gestão de Beneficiários Eduardo Abreu ei98020@fe.up.pt Miguel David ei98019@fe.up.pt Nuno Ferreira ei98003@fe.up.pt Tiago Silva ei98015@fe.up.pt

Leia mais

O Googlebot não consegue aceder a ficheiros CSS e JS em seu blog

O Googlebot não consegue aceder a ficheiros CSS e JS em seu blog O Googlebot não consegue aceder a ficheiros CSS e JS em seu blog O Googlebot não consegue aceder a ficheiros CSS e JS em seu blog? Aprenda agora como resolver essa mensagem. Recentemente muitos blogueiros

Leia mais

[Documentação da Plataforma MY.IPLEIRIA.PT dos Estudantes do IPLeiria]

[Documentação da Plataforma MY.IPLEIRIA.PT dos Estudantes do IPLeiria] [Documentação da Plataforma MY.IPLEIRIA.PT dos Estudantes do IPLeiria] Unidade De Administração de Sistemas Serviços Informáticos Instituto Politécnico de Leiria 19-10-2010 Controlo do Documento Autor

Leia mais

ARQUITECTURA DE UM MOTOR DE BUSCA: EXEMPLO DO GOOGLE

ARQUITECTURA DE UM MOTOR DE BUSCA: EXEMPLO DO GOOGLE ARQUITECTURA DE UM MOTOR DE BUSCA: EXEMPLO DO GOOGLE por Vasco Nuno Sousa Simões Pereira vasco@dei.uc.pt Sumário. Este artigo explica em modos gerais a arquitectura de um dos motores de busca mais populares

Leia mais

Centro de Competência Entre Mar e Serra. Guia

Centro de Competência Entre Mar e Serra. Guia SMART Notebook Software Guia O Software Notebook permite criar, organizar e guardar notas num quadro interactivo SMART Board (em modo projectado e não-projectado), num computador pessoal e, em seguida,

Leia mais

Recuperação de Informação na Web. Recuperação de informação na Web

Recuperação de Informação na Web. Recuperação de informação na Web Recuperação de Informação na Web Baeza-Yates e Ribeiro-Neto, Modern Information Retrieval, Cap. 13 Informação online sobre motores de pesquisa e outras ferramentas Recuperação de informação na Web Características

Leia mais

UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA

UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA FACULDADE DE PSICOLOGIA E DE EDUCAÇÃO MESTRADO EM CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO ESPECIALIZAÇÃO EM INFORMÁTICA EDUCACIONAL Internet e Educação Ensaio: A Web 2.0 como ferramenta pedagógica

Leia mais

António Amaro Marketing Digital Junho 2014 INTRODUÇÃO E OBJECTIVOS

António Amaro Marketing Digital Junho 2014 INTRODUÇÃO E OBJECTIVOS INTRODUÇÃO E OBJECTIVOS FACTOS A Internet mudou profundamente a forma como as pessoas encontram, descobrem, compartilham, compram e se conectam. INTRODUÇÃO Os meios digitais, fazendo hoje parte do quotidiano

Leia mais

S E O. Apresentando. Otimização de Sites

S E O. Apresentando. Otimização de Sites S E O Apresentando Otimização de Sites O que é SEO? É um conjunto de técnicas e práticas que visa o melhor posicionamento do site em mecanismos de busca, como: Bing, Google, Yahoo entre outros. O termo

Leia mais

Senha f. Sinónimo de palavra-chave. ; v.t. Palavra-chave, Username

Senha f. Sinónimo de palavra-chave. ; v.t. Palavra-chave, Username scp m. Abreviatura de soc.culture.portuguese, o grupo de news distribuído internacionalmente, dedicado a Portugal e à cultura portuguesa, no sentido lato. ; v.t. Usenet, News SDH m. Sigla de Synchronous

Leia mais

Social Media em 5 etapas

Social Media em 5 etapas Como estruturar seu sistema de Social Media em 5 etapas O que é este guia? O Guia de inicialização em social media foi criado pela G&P como uma forma de ajudar e incentivar as mais diversas empresas do

Leia mais

Menú Iniciar -> Programas -> Internet Explorer Entre no site da uarte: http://www.uarte.mct.pt/ajuda/manuais/

Menú Iniciar -> Programas -> Internet Explorer Entre no site da uarte: http://www.uarte.mct.pt/ajuda/manuais/ Crie uma pasta (0) no ambiente de trabalho com o seu nome. Inicie o Internet Explorer através do: W O R K S H O P Menú Iniciar -> Programas -> Internet Explorer Entre no site da uarte: http://www.uarte.mct.pt/ajuda/manuais/

Leia mais

Akropole Catequista. Todos os Ficheiros no Akropole Catequista trabalham com uma simples barra de edição, com 4 botões:

Akropole Catequista. Todos os Ficheiros no Akropole Catequista trabalham com uma simples barra de edição, com 4 botões: Akropole Catequista O Akropole Catequista em três tempos... Este texto é um pequeno manual de introdução ao Akropole Catequista. Umas das características deste programa é o facto deste não necessitar de

Leia mais

Rufos.Net Gestão Documental

Rufos.Net Gestão Documental Rufos.Net Gestão Documental Introdução ao Rufos.Net O sistema permite: O Rufos.Net é uma aplicação de gestão documental que funciona num método de rede cliente/servidor. a captura de documentos tanto na

Leia mais

Como agilizar a produção científica com pesquisas bem sucedidas nas melhores fontes on-line

Como agilizar a produção científica com pesquisas bem sucedidas nas melhores fontes on-line Mini-curso 2 Como agilizar a produção científica com pesquisas bem sucedidas nas melhores fontes on-line 8/11/11-08h30 às 12h30 http://www.abecbrasil.org.br DAMIANO, L. C. C., nov/2011 Apresentação licenciada

Leia mais

LIÇÃO Riscos do Spyware

LIÇÃO Riscos do Spyware LIÇÃO Riscos do Spyware Idade-alvo recomendada: 10-11 anos Guia da lição Esta lição concentra-se nos problemas do spyware e adware, incluindo definições e a análise dos riscos de transferir itens que podem

Leia mais

Manual de Utilizador Externo Arquivo Digital. Santos, Tânia 2007. Última actualização: 25-06-2007

Manual de Utilizador Externo Arquivo Digital. Santos, Tânia 2007. Última actualização: 25-06-2007 Manual de Utilizador externo Arquivo Digital Santos, Tânia 2007 SIBUL Sistema Integrado de Bibliotecas da Universidade de Lisboa Última actualização: 25-06-2007 1 Introdução...3 O que é o Arquivo Digital

Leia mais

António Amaro Marketing Digital Junho 2014 INTRODUÇÃO E OBJECTIVOS

António Amaro Marketing Digital Junho 2014 INTRODUÇÃO E OBJECTIVOS INTRODUÇÃO E OBJECTIVOS FACTOS A Internet mudou profundamente a forma como as pessoas encontram, descobrem, compartilham, compram e se conectam. INTRODUÇÃO Os meios digitais, fazendo hoje parte do quotidiano

Leia mais

GANHAR DINHEIRO COM SEU SITE OU BLOG

GANHAR DINHEIRO COM SEU SITE OU BLOG GANHAR DINHEIRO COM SEU SITE OU BLOG Ganhe dinheiro com seu blog.... Aposto que você já viu isso escrito em centenas de sites ou blogs e nunca conseguir atingir esse objetivo, aqui nesse ebook iremos abordar

Leia mais

SEO Search Engine Optimization. Thiago Bacchin Fevereiro, 2013

SEO Search Engine Optimization. Thiago Bacchin Fevereiro, 2013 SEO Search Engine Optimization Thiago Bacchin Fevereiro, 2013 Introdução ao SEO Conceito teórico de SEO...refere se a um conjunto de estratégias com o objetivo de potencializar o posicionamento de um site

Leia mais

2ºCiclo (5º e 6º Anos de escolaridade) 3ºCiclo (7º e 8º Anos de escolaridade)

2ºCiclo (5º e 6º Anos de escolaridade) 3ºCiclo (7º e 8º Anos de escolaridade) Escola Básica e Secundária de Velas Linhas de Exploração do Quadro de da Disciplina de Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) Oferta de Escola 2ºCiclo (5º e 6º Anos de escolaridade) 3ºCiclo (7º

Leia mais

World Wide Web. Disciplina de Informática PEUS, 2006 - U.Porto. Disciplina de Informática, PEUS 2006 Universidade do Porto

World Wide Web. Disciplina de Informática PEUS, 2006 - U.Porto. Disciplina de Informática, PEUS 2006 Universidade do Porto World Wide Web Disciplina de Informática PEUS, 2006 - U.Porto Redes de Comunicação Nos anos 60 surgem as primeiras redes locais destinadas à partilha de recursos fisicamente próximos (discos, impressoras).

Leia mais

Engenharia de Software. 1. Introdução. Nuno Miguel Gil Fonseca nuno.fonseca@estgoh.ipc.pt

Engenharia de Software. 1. Introdução. Nuno Miguel Gil Fonseca nuno.fonseca@estgoh.ipc.pt Engenharia de Software 1. Introdução Nuno Miguel Gil Fonseca nuno.fonseca@estgoh.ipc.pt O que é o Software? São programas utilizados num computador para desempenhar uma determinada tarefa; Podem ser específicos

Leia mais

A SÈTIMA. O nosso principal objectivo

A SÈTIMA. O nosso principal objectivo 03 A SÈTIMA A SÉTIMA produz soluções de software maioritariamente com recurso à WEB, de modo a dar suporte ao crescimento tecnológico que é já a maior realidade do século XXI. Esta aposta deve-se ao facto

Leia mais

TECNOLOGIAS WEB AULA 5 PROF. RAFAEL DIAS RIBEIRO @RIBEIRORD

TECNOLOGIAS WEB AULA 5 PROF. RAFAEL DIAS RIBEIRO @RIBEIRORD TECNOLOGIAS WEB AULA 5 PROF. RAFAEL DIAS RIBEIRO @RIBEIRORD Objetivos: Apresentar as principais tags utilizadas na construção de páginas Web. Compreender as principais funcionalidades de cada tag utilizada.

Leia mais

CONSTRUÇÃO DE BLOG COM O BLOGGER

CONSTRUÇÃO DE BLOG COM O BLOGGER CONSTRUÇÃO DE BLOG COM O BLOGGER Blog é uma abreviação de weblog, qualquer registro frequênte de informações pode ser considerado um blog (últimas notícias de um jornal online por exemplo). A maioria das

Leia mais

Como ser o melhor amigo do Google? Noções de SEO - Search Engine Optimization

Como ser o melhor amigo do Google? Noções de SEO - Search Engine Optimization Como ser o melhor amigo do Google? Noções de SEO - Search Engine Optimization No mundo do SEO não existe garantia, é tudo uma questão de testes SEO para Start up Antes de converter, é preciso atrair Tempo

Leia mais