Comunicação. Parte II

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Comunicação. Parte II"

Transcrição

1 Comunicação Parte II Carlos Ferraz 2002

2 Tópicos Comunicação Cliente-Servidor RPC Comunicação de objetos distribuídos Comunicação em Grupo Transações Atômicas Comunicação Stream 2

3 Comunicação cliente-servidor Requisição 7 Cliente Resposta Servidor 6 5 Requisição/Resposta Núcleo Núcleo Enlace Rede 1 Físico 3

4 Comunicação cliente-servidor (cont) Código Tipo De Para Des crição REQ Request C S O cliente deseja um serviço REP Reply S C Resposta do servidor para o cliente ACK Ackowledgment x y O pacote anterior chegou AYA Are you alive? C S Investiga se o servidor não parou IAA I am alive S C O servidor não parou TA Try again S C O servidor está lotado AU Address unknown S C Nenhum processo está usando aquele endereço 4

5 Protocolo Pedido-Resposta Request-Reply (RR) Típico na interação cliente-servidor Primitivas: DoOperation - clientes invocam operações remotas remotas GetRequest - servidor adquire os pedidos de serviços serviços SendReply 5

6 Chamada de Procedimentos Remotos (RPC) Comunicação baseada em operações de entrada/saída: abstração fraca, sujeito a erros erros Ideal: programar um sistema distribuído como se como se fosse centralizado RPC objetiva permitir chamada de procedimento procedimento remoto como se fosse local, ocultando entrada/saída de mensagens 6

7 RPC: Remote Procedure Call Protocolo Pedido-Resposta (RR) Outros protocolos Request (R) usado quando não há retorno de valor e cliente não pede confirmação cliente não bloqueia Request-Reply-Acknowledge Reply (RRA) cliente ack resposta do servidor Integração relativamente transparente com linguagens linguagens de programação, que inclui uma notação notação para definir interfaces ( IDL ) 7

8 RPC: Visão geral Um processo A chama um procedimento p de um de um processo B, entrando em estado de espera O processo B passa a executar o procedimento procedimento p, e ao seu término faz um reply reply para o processo A O processo A volta à sua execução normal após após ter recebido o reply 8

9 Chamadas de procedimento O procedimento chamador, que já tem suas suas variáveis locais empilhadas, empilha os parâmetros da chamada e o endereço de retorno retorno O procedimento chamado aloca suas variáveis variáveis locais No retorno do procedimento chamado, os parâmetros e o endereço de retorno são desempilhados 9

10 RPC: considerações em função da distribuição Mantida a semântica de chamadas de procedimentos convencionais, mas... evitar passagem de endereço e variáveis globais novos tipos de erros Incl.: tratamento de exceções (ex.: atraso de comunicação! comunicação! timeout) 10

11 RPC: Implementação Suporte a RPC: Processamento de interface Manipulação da comunicação Ligação segue... 11

12 RPC: processamento de interface Integração dos mecanismos de RPC com os programas cliente e servidor escritos em uma uma linguagem de programação convencional convencional Cliente e servidor assinalam o mesmo identificador de procedimento para cada procedimento na interface 12

13 RPC: processamento de interface Stubs (no cliente e no servidor): transparência de transparência de acesso tratamento de algumas exceções no local marshalling unmarshalling C stub S stub rede 13

14 RPC: manipulação da comunicação Módulo de comunicação usa protocolo pedidoresposta para troca de mensagens entre cliente e servidor Mensagem de aplicação encapsulada em um request/reply cliente servidor res = srv.soma(a,b) res = Soma(a,b) res=request(srv,msg) reply(clt,res) DoOperation GetRequest SendReply 14

15 RPC: ligação O mecanismo possui um binder para resolução resolução de nomes, permitindo Ligação dinâmica Transparência de localização 15

16 Chamadas e mensagens em RPC Máquina do Cliente Máquina do Servidor empacota 0 desempacota 5 parâmetros parâmetros cliente desempacota empacota 11 7 resultados resultados servidor Kernel Kernel 3 9 transporte de mensagens via rede 16

17 Funções dos Stubs Client stub 1. intercepta a chamada 2. empacota os parâmetros (marshalling) 3. envia mensagem de request ao servidor (através do núcleo) Server stub 4. recebe a mensagem de request (através do núcleo) 5. desempacota os parâmetros (unmarshalling) 6. chama o procedimento, passando os parâmetros 7. empacota o resultado 8. envia mensagem de reply ao cliente (através do núcleo) Client stub 9. recebe a mensagem de reply (através do núcleo) 10. desempacota o resultado 11. passa o resultado para o cliente 17

18 RPC: Passagem de Parâmetros 2-8 Distributed Systems: Principles and Paradigms, Chapter 02 Tanenbaum and van Steen

19 Especificação de Parâmetros e Geração de Stub a) Um procedimento b) A mensagem correspondente Distributed Systems: Principles and Paradigms, Chapter 02 Tanenbaum and van Steen

20 RPC Assíncrono a) Interação cliente-servidor em um RPC tradicional b) Interação usando RPC assíncrono Distributed Systems: Principles and Paradigms, Chapter 02 Tanenbaum and van Steen

21 Construção de um Cliente e um de Servidor 2-14 Distributed Systems: Principles and Paradigms, Chapter 02 Tanenbaum and van Steen

22 Binding um Cliente a um Servidor em DCE Distributed Systems: Principles and Paradigms, Chapter 02 Tanenbaum and van Steen

23 Falhas em RPC O cliente não é capaz de localizar o servidor A mensagem de request do cliente para o servidor é perdida A mensagem de reply do servidor para o cliente cliente é perdida O servidor pára após ter recebido a mensagem mensagem de request O cliente pára após ter enviado a mensagem de mensagem de request 23

24 Falha do servidor Passos normais: recebe mensagem de request executa procedimento envia mensagem de reply Falha pode ocorrer: após a execução antes da execução Semânticas de chamada: pelo menos uma vez no máximo uma vez exatamente uma vez 24

25 Falha do cliente O servidor torna-se um órfão Soluções: terminação do servidor pela máquina do cliente reencarnação do cliente: toda computação remota remota anterior é destruída reencarnação suave do cliente: somente as computações remotas referentes àquele cliente são são destruídas expiração: servidor estabelece um timeout para confirmação 25

26 Objetos Distribuídos 2-16 Distributed Systems: Principles and Paradigms, Chapter 02 Tanenbaum and van Steen

27 Comunicação em grupo E R R R R R E R R R R Processo que envia mensagem Processo que recebe mensagem " Tolerância a falhas baseada baseada na replicação de de serviços " Localização de objetos em em serviços distribuídos " Melhor desempenho via replicação de dados Múltipla atualização 27

28 Tipos de grupos Visibilidade: Aberto: um processo fora do grupo consegue enviar enviar mensagens para o grupo todo Fechado: somente processos do grupo enviam mensagens para o grupo todo Organização: Peer: todos os processos tomam decisão Hierárquico: decisão é centralizada 28

29 Endereçamento de grupo Multicast: um processo envia uma mensagem mensagem simultânea e somente para os membros do grupo Broadcast: um processo envia uma mensagem mensagem para todas as máquinas e somente somente as que contêm um membro do grupo a grupo a assimila Unicast: um processo envia uma mensagem para para todos os membros do grupo em série 29

30 Modificações no grupo Controle centralizado: servidor de grupo Controle descentralizado: acordo entre os membros Operações: Entrada de um membro: atualizar estado Saída de um membro: se involuntária (ex: parada), parada), todos os membros restantes devem notar sua notar sua saída 30

31 Atomicidade Uma mensagem enviada ao grupo deve ser recebida por todos os seus membros ou por nenhum deles Situação: o enviador pode parar enquanto está enquanto está enviando a mensagem para o o grupo Garantia de consistência do grupo Facilidade de programação 31

32 Transações Atômicas A B ??? C D

33 Propriedades das Transações Atômicas Propriedades ACID Atomicidade: tudo-ou-nada Consistência: uma transação leva o sistema de de um estado consistente a outro estado consistente Isolamento: transações concorrentes não interferem umas nas outras Duração: terminada uma transação, as mudanças são permanentes 33

34 Comunicação Stream com QoS Reserva de recurso (RSVP) em um sistema distribuído Distributed Systems: Principles and Paradigms, Chapter 02 Tanenbaum and van Steen

35 Mecanismos de Sincronização (1) Sincronização explícita no nível de dados (na aplicação) aplicação) Distributed Systems: Principles and Paradigms, Chapter 02 Tanenbaum and van Steen

36 Mecanismos de Sincronização (2) Sincronização no nível de middleware 2-41 Distributed Systems: Principles and Paradigms, Chapter 02 Tanenbaum and van Steen

Dados em programas são estruturados, enquanto que mensagens carregam informação seqüencial: Linearização x Restauração de dados Requisição

Dados em programas são estruturados, enquanto que mensagens carregam informação seqüencial: Linearização x Restauração de dados Requisição 6LVWHPDV'LVWULEXtGV 0GHO&OLHQWH6HUYLGU &PXQLFDom 6XPiUL Introdução Elementos Básicos de Comunicação Comunicação Cliente-Servidor Comunicação em Grupo Chamada emota de Procedimento (PC) Prof a. Cristina

Leia mais

Sistemas Distribuídos RPC x RMI. Edeyson Andrade Gomes www.edeyson.com.br

Sistemas Distribuídos RPC x RMI. Edeyson Andrade Gomes www.edeyson.com.br Sistemas Distribuídos RPC x RMI Edeyson Andrade Gomes www.edeyson.com.br Roteiro da Aula Chamada Remota a Procedimento Definição Passagem de Parâmetros STUBS Semântica de Falhas 2 RPC Chamada Remota a

Leia mais

3. Comunicação em Sistemas Distribuídos

3. Comunicação em Sistemas Distribuídos 3. Comunicação em 3.1.Troca de mensagens As mensagens são objetos de dados cuja estrutura e aplicação são definidas pelas próprias aplicações que a usarão. Sendo a troca de mensagens feita através de primitivas

Leia mais

Sistemas Distribuídos e Redes de Sensores

Sistemas Distribuídos e Redes de Sensores Aula 5: abril de 2013 sobre nosso exemplo cliente-servidor servidor espera pedido e passa a tratá-lo e pedidos que cheguem durante tratamento? cliente envia pedido de leitura... pode ou não receber resposta?

Leia mais

Distributed Systems Principles and Paradigms

Distributed Systems Principles and Paradigms Distributed Systems Principles and Paradigms Maarten van Steen VU Amsterdam, Dept. Computer Science (Tradução e Adaptação Ricardo Anido - IC/Unicamp) Capítulo 04: Comunicação Versão: 20 de março de 2014

Leia mais

Sistemas distribuídos:comunicação

Sistemas distribuídos:comunicação M. G. Santos marcela@estacio.edu.br Faculdade Câmara Cascudo - Estácio de Sá 16 de abril de 2010 Formas de comunicação Produtor-consumidor: comunicação uni-direccional, com o produtor entregando ao consumidor.

Leia mais

Comunicação em Sistemas Distribuídos. Bruno M. Carvalho Sala: 3B2 Horário: 35T34

Comunicação em Sistemas Distribuídos. Bruno M. Carvalho Sala: 3B2 Horário: 35T34 Comunicação em Sistemas Distribuídos Bruno M. Carvalho Sala: 3B2 Horário: 35T34 Comunicação em Sistemas Distribuídos Protocolos regras que os processos que estão se comunicando tem de seguir Protocolos

Leia mais

Sistemas Distribuídos. Coulouris Capítulo 4

Sistemas Distribuídos. Coulouris Capítulo 4 Sistemas Distribuídos Coulouris Capítulo 4 Mensagens Para comunicar-se com outros processos, um processo envia uma MENSAGEM para um DESTINO; um outro processo nesse destino recebe a mensagem. As operações

Leia mais

Sistemas Distribuídos Modelo Cliente-Servidor

Sistemas Distribuídos Modelo Cliente-Servidor Sistemas Distribuídos Modelo Cliente-Servidor Disciplina: Sistemas Distribuídos Prof.: Edmar Roberto Santana de Rezende Faculdade de Engenharia de Computação Centro de Ciências Exatas, Ambientais e de

Leia mais

Comunicação em Sistemas Distribuídos

Comunicação em Sistemas Distribuídos Comunicação em Sistemas Distribuídos Modelo Cliente-Servidor Caracterização Endereçamento Primitivas Confiabilidade INE5418 Computação Distribuída 1 Modelo Cliente/Servidor A construção básica em comunicação

Leia mais

Sistemas Distribuídos

Sistemas Distribuídos Sistemas Distribuídos Comunicação Remota Gustavo Reis gustavo.reis@ifsudestemg.edu.br 1 Comunicação entre processos está no coração de todo sistema distribuído. Não tem sentido estudar sistemas distribuídos

Leia mais

SISTEMAS DISTRIBUÍDOS

SISTEMAS DISTRIBUÍDOS SISTEMAS DISTRIBUÍDOS CUP Disk Memoey CUP Memoey Disk Network CUP Memoey Disk Comunicação em Sistemas Distribuídos Sumário Modelo Cliente e Servidor Troca de Mensagens Remote Procedure Call Comunicação

Leia mais

Sistemas Distribuídos Grupos

Sistemas Distribuídos Grupos Sistemas Distribuídos Grupos Edeyson Andrade Gomes www.edeyson.com.br Roteiro da Aula Roteiro da Aula Definição de Grupos Tipos Atomicidade Ordenamento 3 RPC Comunicação entre Pares Cliente - Servidor

Leia mais

Sistemas Distribuídos RPC

Sistemas Distribuídos RPC Sistemas Distribuídos RPC Disciplina: Sistemas Distribuídos Prof.: Edmar Roberto Santana de Rezende Faculdade de Engenharia de Computação Centro de Ciências Exatas, Ambientais e de Tecnologias Pontifícia

Leia mais

Sistemas Distribuídos e Infraestrutura. SO: todas as aulas em http:// www.cin.ufpe.br/~cagf/ if677/2014-2/

Sistemas Distribuídos e Infraestrutura. SO: todas as aulas em http:// www.cin.ufpe.br/~cagf/ if677/2014-2/ Sistemas Distribuídos e Infraestrutura de SW de Suporte SO: todas as aulas em http:// www.cin.ufpe.br/~cagf/ if677/2014-2/ Sistema de Software É composto por uma sequência de instruções, que é interpretada

Leia mais

Programação Distribuída

Programação Distribuída Unidade 4 Programação Distribuída Introdução de Sistemas Distribuídos Modelos de Sistemas Distribuídos Comunicação entre Processos Parte do material é retirado do Livro: From Coulouris, Dollimore and Kindberg

Leia mais

Comunicação em Sistemas Distribuídos

Comunicação em Sistemas Distribuídos Comunicação em Sistemas Distribuídos A diferença mais importante entre os Sistemas Distribuídos e os Sistemas Uniprocessadores é a comunicação inter-processo. Nos uniprocessadores esta comunicação é feita

Leia mais

Sistemas Distribuídos. Professora: Ana Paula Couto DCC 064

Sistemas Distribuídos. Professora: Ana Paula Couto DCC 064 Sistemas Distribuídos Professora: Ana Paula Couto DCC 064 Comunicação- Protocolos, Tipos, RPC Capítulo 4 Agenda Protocolos em Camadas Pilhas de Protocolos em Sistemas Distribuídos Tipos de Comunicação

Leia mais

Sistemas Distribuídos Comunicação. Edeyson Andrade Gomes www.edeyson.com.br

Sistemas Distribuídos Comunicação. Edeyson Andrade Gomes www.edeyson.com.br Sistemas Distribuídos Comunicação Edeyson Andrade Gomes www.edeyson.com.br Roteiro da Aula Roteiro da Aula Comunicação entre Processos Protocolos Modelo OSI Modelo Cliente Servidor 3 Comunicação entre

Leia mais

Sistemas Operacionais Distribuídos e de Redes

Sistemas Operacionais Distribuídos e de Redes Sistemas Operacionais Distribuídos e de Redes Notas de Aula - 2000/2 Profa. Patrícia Kayser Vargas 3 Comunicação em Sistemas Distribuídos 3.1 Troca de Mensagens Assunto que já foi abordado em Sistemas

Leia mais

Nomes e Endereçamento. Nomes e Endereçamento. Paradigmas em Sistemas Distribuídos. Paradigmas em Sistemas Distribuídos

Nomes e Endereçamento. Nomes e Endereçamento. Paradigmas em Sistemas Distribuídos. Paradigmas em Sistemas Distribuídos Paradigmas em Sistemas Distribuídos Paradigmas em Sistemas Distribuídos Nomes e Endereçamento Troca de Mensagens Operações emota Comunicação em Grupo Time e Clocks Sincronismo Ordenação Coordenação Consistência

Leia mais

UNIVERSIDADE. Sistemas Distribuídos

UNIVERSIDADE. Sistemas Distribuídos UNIVERSIDADE Sistemas Distribuídos Ciência da Computação Prof. Jesus José de Oliveira Neto Comunicação Inter-Processos Sockets e Portas Introdução Sistemas distribuídos consistem da comunicação entre processos

Leia mais

Chamadas Remotas de Procedimentos (RPC) O Conceito de Procedimentos. RPC: Programa Distribuído. RPC: Modelo de Execução

Chamadas Remotas de Procedimentos (RPC) O Conceito de Procedimentos. RPC: Programa Distribuído. RPC: Modelo de Execução Chamadas Remotas de Chamada Remota de Procedimento (RPC) ou Chamada de Função ou Chamada de Subrotina Método de transferência de controle de parte de um processo para outra parte Procedimentos => permite

Leia mais

Remote Procedure Call

Remote Procedure Call Remote Procedure Call O aumento de complexidade das aplicações, torna desejável um paradigma que permite software distribuído ser programado de maneira similar a aplicações convencionais que executam em

Leia mais

Sistemas Distribuídos. Ricardo Ribeiro dos Santos ricrs@ec.ucdb.br

Sistemas Distribuídos. Ricardo Ribeiro dos Santos ricrs@ec.ucdb.br Sistemas Distribuídos Ricardo Ribeiro dos Santos ricrs@ec.ucdb.br Curso de Engenharia de Computação UCDB Novembro/2003 Tópicos Tolerância a falhas em comunicação em grupo Tolerância a falhas em comunicação

Leia mais

OBJETOS DISTRIBUÍDOS E INVOCAÇÃO REMOTA

OBJETOS DISTRIBUÍDOS E INVOCAÇÃO REMOTA OBJETOS DISTRIBUÍDOS E INVOCAÇÃO REMOTA SUMÁRIO Introdução Comunicação entre objetos distribuídos Eventos e Notificações 1.INTRODUÇÃO Middleware oferece: Transparência de localização Independência de protocolos

Leia mais

Tópicos em Sistemas Distribuídos. Modelos de Comunicação

Tópicos em Sistemas Distribuídos. Modelos de Comunicação Tópicos em Sistemas Distribuídos Modelos de Comunicação Comunicação em SD Comunicação entre processos Sockets UDP/TCP Comunicação em grupo Broadcast Multicast Comunicação entre processos Conceitos básicos

Leia mais

Sistemas Distribuídos Arquiteturas Middlewares

Sistemas Distribuídos Arquiteturas Middlewares Sistemas Distribuídos Arquiteturas s Arquitetura Arquitetura de um sistema é sua estrutura em termos dos componentes e seus relacionamentos Objetivo: garantir que a estrutura satisfará as demandas presentes

Leia mais

Sistemas Distribuídos Comunicação entre Processos em Sistemas Distribuídos: Middleware de comunicação Aula II Prof. Rosemary Silveira F. Melo Comunicação em sistemas distribuídos é um ponto fundamental

Leia mais

Comunicação entre processos (grupos) COMUNICAÇÃO ENTRE PROCESSOS Comunicação de grupo. Comunicação entre processos (grupos)

Comunicação entre processos (grupos) COMUNICAÇÃO ENTRE PROCESSOS Comunicação de grupo. Comunicação entre processos (grupos) Comunicação one-to-one Forma mais simples de comunicação entre processos point-to-point, ou unicast COMUNICAÇÃO ENTRE PROCESSOS Comunicação de grupo Algumas aplicações comunicação entre grupos de processos

Leia mais

Sistemas Distribuídos

Sistemas Distribuídos Sistemas Distribuídos Universidade Federal do ABC Turma: Ciência da Computação Prof. Dr. Francisco Isidro Massetto Introdução Comunicação em Sistemas Distribuídos Introdução: Comunicação em Sistemas Distribuídos

Leia mais

SISTEMAS DISTRIBUIDOS

SISTEMAS DISTRIBUIDOS 1 2 Caracterização de Sistemas Distribuídos: Os sistemas distribuídos estão em toda parte. A Internet permite que usuários de todo o mundo acessem seus serviços onde quer que possam estar. Cada organização

Leia mais

Introdução. Definição de um Sistema Distribuído (1) Definição de um Sistema Distribuído(2) Metas de Sistemas Distribuídos (2)

Introdução. Definição de um Sistema Distribuído (1) Definição de um Sistema Distribuído(2) Metas de Sistemas Distribuídos (2) Definição de um Sistema Distribuído (1) Introdução Um sistema distribuído é: Uma coleção de computadores independentes que aparecem para o usuário como um único sistema coerente. Definição de um Sistema

Leia mais

Comunicação em Sistemas Distribuídos

Comunicação em Sistemas Distribuídos Comunicação em Sistemas Distribuídos Sockets Aplicações Protocolo de Aplicação FTP, SMTP, HTTP, Telnet, SNMP, etc. sockets TCP, UDP IP Data Link Ethernet, Token Ring, FDDI, etc Física Conjunto de APIs

Leia mais

Visão do Usuário da DSM

Visão do Usuário da DSM Memória Compartilhada Distribuída Visão Geral Implementação Produtos 1 Memória Compartilhada Distribuída Mecanismos tradicionais de comunicação via RPC/RMI ou mensagens deixam explícitas as interações

Leia mais

Arquitetura de Sistemas Operativos

Arquitetura de Sistemas Operativos Arquitetura de Sistemas Operativos Sistemas Operativos 2011/2012 1 Introdução Os sistemas operativos implementam mecanismos que asseguram independência entre processos (i.e., a execução de um processo

Leia mais

Universidade Federal de Minas Gerais. Sistemas Operacionais. Aula 23. Sistemas Operacionais Distribuídos

Universidade Federal de Minas Gerais. Sistemas Operacionais. Aula 23. Sistemas Operacionais Distribuídos Aula 23 Distribuídos SOs de Rede Em sistemas operacionais de rede você sabe quando é local e quando é remoto. Assim, o trabalho não muda, com exceção de comandos para acesso remoto: - telnet - ftp - etc.

Leia mais

Sistemas Distribuídos. Introdução. Edeyson Andrade Gomes. www.edeyson.com.br

Sistemas Distribuídos. Introdução. Edeyson Andrade Gomes. www.edeyson.com.br Sistemas Distribuídos Introdução Edeyson Andrade Gomes www.edeyson.com.br Agenda Definição de Sistemas Distribuídos Evolução Histórica Exemplos Comparação com Sistemas Centralizados Conclusão 2 Definição

Leia mais

Grupos de Processos (Comunicação Grupal)

Grupos de Processos (Comunicação Grupal) Grupos de Processos (Comunicação Grupal) Roteiro Definição de Grupos Tipos (organização) de grupos Atomicidade Ordenação de mensagens 2 RPC Comunicação entre Pares (duas partes) Cliente - Servidor Comunicação

Leia mais

SISTEMAS DISTRIBUÍDOS

SISTEMAS DISTRIBUÍDOS SISTEMAS DISTRIBUÍDOS Modelo cliente e servidor Slide 2 Nielsen C. Damasceno Modelos Cliente - Servidor A principal diferença entre um sistema centralizado e um sistema distribuído está na comunicação

Leia mais

RMI: Uma Visão Conceitual

RMI: Uma Visão Conceitual RMI: Uma Visão Conceitual Márcio Castro, Mateus Raeder e Thiago Nunes 11 de abril de 2007 Resumo Invocação de Método Remoto (Remote Method Invocation - RMI) trata-se de uma abordagem Java para disponibilizar

Leia mais

Sistemas Distribuídos

Sistemas Distribuídos Sistemas Distribuídos Carlos Ferraz cagf@cin.ufpe.br Tópicos da Aula Apresentação do curso Introdução Definição de sistemas distribuídos Exemplo Vantagens e desvantagens Convergência digital Desafios Visão

Leia mais

Serviços Web: Introdução

Serviços Web: Introdução Sistemas Distribuídos Mauro Lopes Carvalho Silva Professor EBTT DAI Departamento de Informática Campus Monte Castelo Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Maranhão Objetivos Nesta aula

Leia mais

Sistemas Cliente-Servidor

Sistemas Cliente-Servidor Sistemas Cliente-Servidor Disciplina Bancos de Dados II (INE 5616 2006-1) Curso de Sistemas de Informação Prof. Renato Fileto INE/CTC/UFSC 1 1 Cliente - Servidor Arquitetura cliente/servidor: Os servidores

Leia mais

Sistemas Distribuídos Aula 15

Sistemas Distribuídos Aula 15 Sistemas Distribuídos Aula 15 Msc. Daniele Carvalho Oliveira Doutoranda em Ciência da Computação - UFU Mestre em Ciência da Computação UFU Bacharel em Ciência da Computação - UFJF 8. Tolerância a Falha

Leia mais

Princípios de Sistemas Distribuídos. Tecnologias utilizadas em sistemas distribuídos Aula 5

Princípios de Sistemas Distribuídos. Tecnologias utilizadas em sistemas distribuídos Aula 5 Princípios de Sistemas Distribuídos Tecnologias utilizadas em sistemas distribuídos Aula 5 Conceitos de comunicação entre processos Interprocess Communication (IPC) Sistemas distribuídos são construídos

Leia mais

Objetos Distribuídos - Programação Distribuída Orientado a Objetos. Luiz Affonso Guedes

Objetos Distribuídos - Programação Distribuída Orientado a Objetos. Luiz Affonso Guedes Objetos Distribuídos - Programação Distribuída Orientado a Objetos Luiz Affonso Guedes Introdução Conceitos básicos programação distribuída + programação orientada a objetos = Objetos distribuídos Motivação

Leia mais

Sistemas Distribuídos. Introdução. Edeyson Andrade Gomes. www.edeyson.com.br

Sistemas Distribuídos. Introdução. Edeyson Andrade Gomes. www.edeyson.com.br Sistemas Distribuídos Introdução Edeyson Andrade Gomes www.edeyson.com.br SUMÁRIO Definições Características Desafios Vantagens Desvantagens 2 Definições DEFINIÇÕES Um sistema distribuído é uma coleção

Leia mais

Sistemas Distribuídos

Sistemas Distribuídos Sistemas Distribuídos Prof. Marcelo de Paiva Guimarães 1 Objetivos Apresentar uma visão geral de processamento distribuído, analisando os tópicos mais importantes sobre sistemas operacionais distribuídos,

Leia mais

Sistemas Distribuídos 59. Sistemas Distribuídos 61. "Receive não-bloqueante:

Sistemas Distribuídos 59. Sistemas Distribuídos 61. Receive não-bloqueante: Comunicação entre processos! Memória Compartilhada: " os processo compartilham variáveis e trocam informações através do uso dessas variáveis compartilhadas COMUNICAÇÃO ENTRE PROCESSOS P1 Área Compartilhda!

Leia mais

Considerações no Projeto de Sistemas Cliente/Servidor

Considerações no Projeto de Sistemas Cliente/Servidor Cliente/Servidor Desenvolvimento de Sistemas Graça Bressan Graça Bressan/LARC 2000 1 Desenvolvimento de Sistemas Cliente/Servidor As metodologias clássicas, tradicional ou orientada a objeto, são aplicáveis

Leia mais

Middleware. Camada Intermediária de Suporte a Sistemas Distribuídos

Middleware. Camada Intermediária de Suporte a Sistemas Distribuídos Middleware Camada Intermediária de Suporte a Sistemas Distribuídos Alternativas de comunicação entre processos (IPC) Mecanismos de IPC tradicionais (ou de baixo nível) Memória compartilhada, filas de mensagens,

Leia mais

Modelos Fundamentais. Carlos Ferraz. cagf@cin.ufpe.br

Modelos Fundamentais. Carlos Ferraz. cagf@cin.ufpe.br Modelos Fundamentais Carlos Ferraz cagf@cin.ufpe.br O que vimos até agora (I) História Anos 60-70: sistemas centralizados (caros!) Anos 80: computadores pessoais (acessórios caros e pouco aproveitáveis!

Leia mais

Sistemas Distribuídos. Professora: Ana Paula Couto DCC 064

Sistemas Distribuídos. Professora: Ana Paula Couto DCC 064 Sistemas Distribuídos Professora: Ana Paula Couto DCC 064 Arquiteturas Capítulo 2 Agenda Estilos Arquitetônicos Arquiteturas de Sistemas Arquiteturas Centralizadas Arquiteturas Descentralizadas Arquiteturas

Leia mais

Padrões Arquiteturais. Sistemas Distribuídos: Broker

Padrões Arquiteturais. Sistemas Distribuídos: Broker Padrões Arquiteturais Sistemas Distribuídos: Broker Sistemas Distribuídos Tendências: Sistemas Comp. com múltiplas CPUs Redes locais com centenas de hospedeiros Benefícios Economia Desempenho e escalabilidade

Leia mais

Comunicação em Sistemas Distribuídos. Conceitos: Paradigma C/S. Conceitos: Paradigma C/S. Paradigma Cliente/Servidor

Comunicação em Sistemas Distribuídos. Conceitos: Paradigma C/S. Conceitos: Paradigma C/S. Paradigma Cliente/Servidor Comunicação em Sistemas Distribuídos Paradigma / Os processos em um SD estão lógica e fisicamente separados. Precisam se comunicar para que possam interagir O desempenho de um SD depende criticamente do

Leia mais

Programação distribuída e paralela (C. Geyer) RPC 1

Programação distribuída e paralela (C. Geyer) RPC 1 Programação distribuída e paralela (C. Geyer) RPC 1 Autores C. Geyer Local II-UFRGS Versão v6 2008-2 Disciplinas SOII Programação distribuída e paralela (C. Geyer) RPC 2 Bibliografia base original dos

Leia mais

Remote Procedure Call. Programação distribuída e paralela (C. Geyer) RPC 1

Remote Procedure Call. Programação distribuída e paralela (C. Geyer) RPC 1 Remote Procedure Call Programação distribuída e paralela (C. Geyer) RPC 1 Autoria Autores C. Geyer Local II-UFRGS Versão V11.4 2014-2 Disciplinas SOII Programação distribuída e paralela (C. Geyer) RPC

Leia mais

Prof. Luiz Fernando Bittencourt MC714. Sistemas Distribuídos 2 semestre, 2013

Prof. Luiz Fernando Bittencourt MC714. Sistemas Distribuídos 2 semestre, 2013 MC714 Sistemas Distribuídos 2 semestre, 2013 Tipos de comunicação Middleware: serviço intermediário na comunicação de nível de aplicação. Fig. 67 Ex.: correio eletrônico Comunicação é persistente. Middleware

Leia mais

Arquitecturas Tolerantes a faltas em Sistemas Distribuídos

Arquitecturas Tolerantes a faltas em Sistemas Distribuídos Arquitecturas Tolerantes a faltas em Sistemas Distribuídos Replicação de Servidores Transacções Atómicas Protocolos de Replicação Replicação passiva vs. activa Replicação de máquinas de estados vs. Replicação

Leia mais

Programação de Sistemas

Programação de Sistemas Programação de Sistemas Introdução aos modelos de comunicação Programação de Sistemas Modelos de comunicação :1/19 Introdução (1) Os sistemas operativos implementam mecanismos que asseguram independência

Leia mais

Programação de Sistemas

Programação de Sistemas Programação de Sistemas Introdução aos modelos de comunicação Programação de Sistemas Modelos de comunicação :1/19 Introdução (1) Os sistemas operativos implementam mecanismos que asseguram independência

Leia mais

Sistemas Distribuídos

Sistemas Distribuídos Sistemas Distribuídos LICENCIATURA EM COMPUTAÇÃO Prof. Adriano Avelar Site: www.adrianoavelar.com Email: eam.avelar@gmail.com O que veremos hoje... Evolução Histórica Motivação Conceitos Características

Leia mais

Sistemas Distribuídos

Sistemas Distribuídos Faculdades SENAC Análise e Desenvolvimento de Sistemas 1 de agosto de 2009 Membership Grupos dinâmicos Membros entram e saem dos grupos Membros podem falhar (crash) Grupos são criados e destruídos em tempo

Leia mais

Sistemas Distribuídos

Sistemas Distribuídos 1 de 9 Sistemas Distribuídos O que é um sistema distribuído? Um conjunto de computadores autonomos a) interligados por rede b) usando um software para produzir uma facilidade de computação integrada. Qual

Leia mais

Paradigma Cliente/Servidor

Paradigma Cliente/Servidor Paradigma Cliente/Servidor Mário Meireles Teixeira UFMA Departamento de Informática Dezembro, 2012 Comunicação em Sistemas Distribuídos! Os processos em um SD estão lógica e fisicamente separados. Precisam

Leia mais

Sistemas de Arquivos Distribuídos. Universidade Federal do ABC Prof. Dr. Francisco Isidro Massetto

Sistemas de Arquivos Distribuídos. Universidade Federal do ABC Prof. Dr. Francisco Isidro Massetto Sistemas de Arquivos Distribuídos Universidade Federal do ABC Prof. Dr. Francisco Isidro Massetto Conceitos Dois tipos Stateless Statefull Statefull Mantém informações de estado Nome do arquivo Ponteiro

Leia mais

Capítulo VI CORBA. Common Object Request Broker Architecture. [Cardoso2008] Programação de Sistemas Distribuídos em Java, Jorge Cardoso, FCA, 2008.

Capítulo VI CORBA. Common Object Request Broker Architecture. [Cardoso2008] Programação de Sistemas Distribuídos em Java, Jorge Cardoso, FCA, 2008. Common Object Request Broker Architecture [Cardoso2008] Programação de Sistemas Distribuídos em Java, Jorge Cardoso, FCA, 2008. From: Fintan Bolton Pure CORBA SAMS, 2001 From: Coulouris, Dollimore and

Leia mais

Camadas de Software - o Middleware. Sistemas Distribuídos Capítulo 2: Modelos e Arquitecturas. Aplicações. Middleware.

Camadas de Software - o Middleware. Sistemas Distribuídos Capítulo 2: Modelos e Arquitecturas. Aplicações. Middleware. Camadas de Software - o Middleware Sistemas Distribuídos Capítulo 2: Modelos e Arquitecturas Modelos de Arquitecturas para sistemas distribuidos Interfaces e Objectos Requerimentos para Arquitecturas Distribuídas

Leia mais

Sistemas Distribuídos

Sistemas Distribuídos Sistemas Distribuídos Soquetes Um soquete é formado por um endereço IP concatenado com um número de porta. Em geral, os soquetes utilizam uma arquitetura cliente-servidor. O servidor espera por pedidos

Leia mais

Trabalho de Sistemas Distribuídos

Trabalho de Sistemas Distribuídos Cássio de Olivera Ferraz Trabalho de Sistemas Distribuídos Petrópolis 2015, v-1.0 Cássio de Olivera Ferraz Trabalho de Sistemas Distribuídos Trabalho sobre sistemas distribuídos e suas tecnologias. Universidade

Leia mais

UFG - Instituto de Informática

UFG - Instituto de Informática UFG - Instituto de Informática Curso: Sistemas de Informação Arquitetura de Software Prof.: Fabrízzio A A M N Soares professor.fabrizzio@gmail.com Aula 4 Estilos Arquitetônicos Estilos Arquiteturais Dataflow

Leia mais

Comunicação entre processos (grupos) COMUNICAÇÃO ENTRE PROCESSOS Comunicação de grupo. Comunicação entre processos (grupos)

Comunicação entre processos (grupos) COMUNICAÇÃO ENTRE PROCESSOS Comunicação de grupo. Comunicação entre processos (grupos) COMUNICAÇÃO ENTRE PROCESSOS Comunicação de grupo Comunicação one-to-one Forma mais simples de comunicação entre processos point -to-point, ou unicast Algumas aplicações requerem comunicação envolvendo

Leia mais

Sistemas Distribuídos

Sistemas Distribuídos Sistemas Distribuídos Comunicação de Grupos Peer to Peer Comunicação de Grupos Modelos Anteriores - Comunicação envolvia somente duas partes. RPC não permite comunicação de um processo com vários outros

Leia mais

Sistemas Distribuídos

Sistemas Distribuídos Sistemas Distribuídos 11 Objetivos Este capítulo apresenta uma introdução aos sistemas distribuídos em geral Arquiteturas de cliente servidor Características das arquiteturas de 2 e 3 camadas Ambiente

Leia mais

Sistemas Distribuídos

Sistemas Distribuídos Sistemas Distribuídos Aula 4 Msc. Daniele Carvalho Oliveira Doutoranda em Ciência da Computação - UFU Mestre em Ciência da Computação UFU Bacharel em Ciência da Computação - UFJF Migração de Código Em

Leia mais

Camadas de Serviço de Hardware e Software em Sistemas Distribuídos. Introdução. Um Serviço Provido por Múltiplos Servidores

Camadas de Serviço de Hardware e Software em Sistemas Distribuídos. Introdução. Um Serviço Provido por Múltiplos Servidores Camadas de Serviço de Hardware e Software em Sistemas Distribuídos Arquiteutra de Sistemas Distribuídos Introdução Applications, services Adaptação do conjunto de slides do livro Distributed Systems, Tanembaum,

Leia mais

Modelos de Sistemas Distribuídos O Modelo Cliente-Servidor

Modelos de Sistemas Distribuídos O Modelo Cliente-Servidor Modelos de Sistemas Distribuídos - O Modelo Cliente-Servidor Curso de Sistemas Operacionais Distribuídos O Modelo Cliente Servidor 1 Autoria Autor 1ª versão Cristiano A. Costa Local II - UFRGS Revisões

Leia mais

Computational viewpoint. Engineering Viewpoint

Computational viewpoint. Engineering Viewpoint Processamento Paralelo RM-ODP Prof. João Paulo A. Almeida (jpalmeida@inf.ufes.br) 2007/0 - INF02799 RM-ODP Reference Model for Open Distributed Processing Contém conceitos para a especificação de sistemas

Leia mais

Prof. Marcelo de Sá Barbosa SISTEMAS DISTRIBUIDOS

Prof. Marcelo de Sá Barbosa SISTEMAS DISTRIBUIDOS Prof. Marcelo de Sá Barbosa SISTEMAS DISTRIBUIDOS Objetos distribuídos e invocação remota Introdução Comunicação entre objetos distribuídos Chamada de procedimento remoto Eventos e notificações Objetos

Leia mais

Sistemas Operacionais Distribuídos e Multiprocessados

Sistemas Operacionais Distribuídos e Multiprocessados Tópicos em Sistemas Operacionais Sistemas Operacionais Distribuídos e Multiprocessados Por André Macedo, Marcelo Moraes, Thaís Fernandes Sumário Teoria: Sistemas Multiprocessados Estudo de caso:k42 Teoria:

Leia mais

Pg. Autoria. Versão atual V10, nov 2008 C. Geyer. Sistemas de Arquivos Distribuídos: DFS. Projeto de. Sistemas de Arquivos Distribuídos (DFS) Súmula

Pg. Autoria. Versão atual V10, nov 2008 C. Geyer. Sistemas de Arquivos Distribuídos: DFS. Projeto de. Sistemas de Arquivos Distribuídos (DFS) Súmula Autoria 1 versão Alunos de disciplina do PPGC Sistemas de Arquivos Distribuídos: DFS Versão atual V10, nov 2008 C. Geyer Sistemas Distribuidos Sistema de Arquivos Distribuídos 1 Sistemas Distribuidos Sistema

Leia mais

Sistemas Distribuídos Capítulos 3 e 4 - Aula 4

Sistemas Distribuídos Capítulos 3 e 4 - Aula 4 Sistemas Distribuídos Capítulos 3 e 4 - Aula 4 Aula passada Threads Threads em SDs Processos Clientes Processos Servidores Aula de hoje Clusters de Servidores Migração de Código Comunicação (Cap. 4) Fundamentos

Leia mais

Redes. Pablo Rodriguez de Almeida Gross

Redes. Pablo Rodriguez de Almeida Gross Redes Pablo Rodriguez de Almeida Gross Conceitos A seguir serão vistos conceitos básicos relacionados a redes de computadores. O que é uma rede? Uma rede é um conjunto de computadores interligados permitindo

Leia mais

Arquiteturas de Sistemas Distribuídos

Arquiteturas de Sistemas Distribuídos Arquiteturas de Sistemas Distribuídos Sistema distribuído O processamento de informações é distribuído em vários computadores ao invés de confinado em uma única máquina. Bastante comum em qualquer organização

Leia mais

Modelos de Arquiteturas. Prof. Andrêza Leite andreza.lba@gmail.com

Modelos de Arquiteturas. Prof. Andrêza Leite andreza.lba@gmail.com Modelos de Arquiteturas Prof. Andrêza Leite andreza.lba@gmail.com Agenda Introdução Arquitetura de Sistemas Distribuídos Clientes e Servidores Peer-to-Peer Variações Vários Servidores Proxy Código Móvel

Leia mais

Introdução ao protocolo SIP*

Introdução ao protocolo SIP* Introdução ao protocolo SIP* 1. SIP (Session Initiation Protocol) Pode se dizer que SIP trata se de um protocolo de controle referente à camada de aplicações do Modelo de Referência OSI (Open System Interconnection),

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS INSTITUTO DE INFORMÁTICA. Sistemas Distribuídos

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS INSTITUTO DE INFORMÁTICA. Sistemas Distribuídos UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS INSTITUTO DE INFORMÁTICA Sistemas Distribuídos Mestrado em Ciência da Computação 1o. Semestre / 2006 Prof. Fábio M. Costa fmc@inf.ufg.br www.inf.ufg.br/~fmc/ds-msc2006 Aula

Leia mais

Ciência de Computadores Sistemas Distribuídos e Móveis

Ciência de Computadores Sistemas Distribuídos e Móveis Ciência de Computadores Sistemas Distribuídos e Móveis Lista de Exercícios Data: 4 de Novembro de 2013 Questões sobre o capítulo 1, Tanenbaum & van Steen: Fundamentos 1) Explique o significado de transparência,

Leia mais

Sistemas Distribuídos e Paralelos

Sistemas Distribuídos e Paralelos Sistemas Distribuídos e Paralelos Tolerância a Falhas Ricardo Mendão Silva Universidade Autónoma de Lisboa r.m.silva@ieee.org January 14, 2015 Ricardo Mendão Silva (UAL) Sistemas Distribuídos e Paralelos

Leia mais

Arquitetura de Sistemas Operacionais Machado/Maia. Arquitetura de Sistemas

Arquitetura de Sistemas Operacionais Machado/Maia. Arquitetura de Sistemas Arquitetura de Sistemas Operacionais Capítulo 4 Estrutura do Sistema Operacional Cap. 4 Estrutura do Sistema 1 Sistemas Operacionais Pitágoras Fadom Divinópolis Material Utilizado na disciplina Sistemas

Leia mais

Cap 03 - Camada de Aplicação Internet (Kurose)

Cap 03 - Camada de Aplicação Internet (Kurose) Cap 03 - Camada de Aplicação Internet (Kurose) 1. Qual a diferença entre um Programa de computador e um Processo dentro do computador? R. Processo é um programa que está sendo executado em uma máquina/host,

Leia mais

SISTEMAS OPERACIONAIS

SISTEMAS OPERACIONAIS SISTEMAS OPERACIONAIS Turma de Redes AULA 06 www.eduardosilvestri.com.br silvestri@eduardosilvestri.com.br Estrutura do Sistema Operacional Introdução É bastante complexo a estrutura de um sistema operacional,

Leia mais

Roteiro. Sistemas Distribuídos. Sistemas de Arquivos Distribuídos. Sistema de arquivos distribuídos

Roteiro. Sistemas Distribuídos. Sistemas de Arquivos Distribuídos. Sistema de arquivos distribuídos Sistemas Distribuídos Sistemas de Arquivos Distribuídos Roteiro Sistema de arquivos distribuídos Requisitos Arquivos e diretórios Compartilhamento Cache Replicação Estudo de caso: NFS e AFS Sistemas Distribuídos

Leia mais

Sistemas Distribuídos

Sistemas Distribuídos Sistemas Distribuídos Modelos e arquitecturas 14/15 Sistemas Distribuídos 1 Modelos arquitecturais 14/15 Sistemas Distribuídos 2 Camadas de Software: o Middleware Aplicações Middleware Sistema Operativo

Leia mais

Uma Introdução à Arquitetura CORBA. O Object Request Broker (ORB)

Uma Introdução à Arquitetura CORBA. O Object Request Broker (ORB) Uma Introdução à Arquitetura Francisco C. R. Reverbel 1 Copyright 1998-2006 Francisco Reverbel O Object Request Broker (ORB) Via de comunicação entre objetos (object bus), na arquitetura do OMG Definido

Leia mais

Bancos de dados distribuídos Prof. Tiago Eugenio de Melo tiagodemelo@gmail.com. http://www.tiagodemelo.info

Bancos de dados distribuídos Prof. Tiago Eugenio de Melo tiagodemelo@gmail.com. http://www.tiagodemelo.info Bancos de dados distribuídos Prof. Tiago Eugenio de Melo tiagodemelo@gmail.com Última atualização: 20.03.2013 Conceitos Banco de dados distribuídos pode ser entendido como uma coleção de múltiplos bds

Leia mais