10/7/2012. Parecer médico legal

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "10/7/2012. Parecer médico legal"

Transcrição

1 Parecer médico legal São pareceres emitidos por médicos de reconhecido renome na área médica ou médico forense, mediante consulta, que serão utilizados para dirimir dúvidas Relatório médico legal É o documento que transmite a descrição minuciosa do exame médico legal. Nele são descritos os achados médicos observados bem como o relato de uma análise crítica sobre o objeto da perícia. Auto médico legal quando ditado pelo perito ao escrevente na presença da autoridade. É portanto, confeccionado no momento da perícia. Laudo médico legal quando redigido posteriormente pelo perito, permitindo investigações e consultas à doutrina especializada 1

2 ANTROPOLOGIA FORENSE O termo diz respeito a um conjunto de conhecimentos médico antropológicos que tem como foco de estudo a busca da identidade através de um processo técnico científico sistematizado, a identificação. Identidade médico legal Pode ser pesquisada tanto no vivo quanto no cadáver, inteiro ou em partes Pode ser realizada quanto a: Espécie Quando são encontrados fragmentos de um corpo, pode ser necessária que se proceda a identificação quanto ser este corpo da espécie humana ou animal. 2

3 Ossos: microscopia Dentes, pelos, unhas. Sangue: presença de cristais de Teichman (certamente sangue) Proceso de Uhlenhuth (sangue humano) Raça Classificação de Salvatore Ottolenghi (1861 a 1934) que estabelece cinco tipos étnicos a saber: Caucásico Mongólico Negróide Indiano Australóide Forma do crânio: figuras geométricas relacionadas a avaliação dos contornos anteroposterior, vertical e lateral do crânio Índices cefálicos: dizem respeito às relações entre largura e comprimento do crânio, aplicando-se a fórmula estabelecida por Retzius Ângulo facial: determina o grau de prognatismo 3

4 Sexo O exame dos diâmetros da bacia (vertical, anteroposterior e laterolateral) é o dado fundamental para a determinação do sexo em cadáveres esqueletizados, e naqueles em que não se consegue determinar a genitália externa ou interna Estatura São utilizadas as Tábuas Osteométricas de Broca e de Étienne-Rollet, que levam em consideração o comprimento de ossos longos multiplicados por um fator numérico determinado pela tabela. Idade Intrauterina: o feto apresenta um crescimento estimado de 6,0 cm por mês nos três primeiros meses e de 5,5 cm por mês nos meses subsequentes. Extrauterina: Pela aparência externa, com o desenvolvimento de pelos pubianos e pregas cutâneas 4

5 Pela dentição Podemos ainda utilizar a seguinte fórmula dentária para presunção da idade: - 12/12 = idade < 14 anos - 14/14 = idade > 14 < 18 anos - 16/16 = idade > 18 anos Pelo exame radiológico dos pontos de ossificação, que avalia o desenvolvimento das soldaduras dos ossos que se completam por volta dos 21 anos. Estudam-se os pontos de ossificação primitivos (POP) e os pontos de ossificação complementares (POC). Examinam-se radiologicamente os ossos do punho, do cotovelo, do joelho e do tornozelo. 5

6 Biometria Tem como base a identificação de um indivíduo realizando-se uma varredura em uma base de dados, buscando encontrar padrões semelhantes armazenados no sistema. Exame dos padrões de fundo de olho Exame dos padrões da íris Exame dos padrões da voz Exame de DNA Identidade médico judiciária Fotografia sinaléptica (Alphonso Bertillon), que consiste em tomadas de fotografias comuns de frente e de perfil direito com redução de 1/7; Prosopografia ou método de Piacentino, que é feito pela superposição de imagens transparentes do crânio sobre imagem do crânio e face tomada em vida. Sistema datiloscópico de Vucetich Caracteriza-se pelo estudo das impressões digitais, que são as marcas deixadas pelas extremidades dos dedos, as polpas digitais sobre determinadas superfícies. impressões ou reproduções dos desenhos formados pelas cristas papilares das extremidades digitais. 6

7 ATENÇÃO: a impressão digital é o reverso do desenho digital. 7

LUIZ FERNANDO JOBIM LUÍS RENATO DA SILVEIRA COSTA MOACYR DA SILVA

LUIZ FERNANDO JOBIM LUÍS RENATO DA SILVEIRA COSTA MOACYR DA SILVA LUIZ FERNANDO JOBIM LUÍS RENATO DA SILVEIRA COSTA MOACYR DA SILVA IDENTIFICAÇÃO HUMANA Identificação pelo DNA - Identificação Médico-Legal - Perícias Odontológicas VOLUME II Editora Millennium CAMPINAS/SP

Leia mais

LOCALÍSTICA FORENSE. Rogéria M. Ventura, Ph D FMU - 2011

LOCALÍSTICA FORENSE. Rogéria M. Ventura, Ph D FMU - 2011 LOCALÍSTICA FORENSE Rogéria M. Ventura, Ph D FMU - 2011 PERÍCIA CRIMINAL INVESTIGAÇÃO DO CRIME Chegada do perito investigador ao local do crime e certificação da preservação; Reconhecimento inicial da

Leia mais

ASPECTOS ÉTICOS E LEGAIS DAS PERÍCAS ODONTOLÓGICAS

ASPECTOS ÉTICOS E LEGAIS DAS PERÍCAS ODONTOLÓGICAS ASPECTOS ÉTICOS E LEGAIS DAS PERÍCAS ODONTOLÓGICAS Prof. Dr. Eduardo Daruge Titular de Odontologia Legal e Deontologia da FOP-UNICAMP Prof. Medicina Legal da Faculdade de Direito da UNIMEP DEFINIÇÃO: PERÍCIAS

Leia mais

Geomática Aplicada à Engenharia Civil. 1 Fotogrametria

Geomática Aplicada à Engenharia Civil. 1 Fotogrametria Geomática Aplicada à Engenharia Civil 1 Fotogrametria Conceitos 2 Segundo Wolf (1983), a Fotogrametria pode ser definida como sendo a arte, a ciência e a tecnologia de se obter informações confiáveis de

Leia mais

Bem pessoal, questão tranquila. Na letra C, que é a resposta, temos o. requisito mínimo para a expedição da carteira de identidade.

Bem pessoal, questão tranquila. Na letra C, que é a resposta, temos o. requisito mínimo para a expedição da carteira de identidade. Vejamos: Bem pessoal, questão tranquila. Na letra C, que é a resposta, temos o requisito mínimo para a expedição da carteira de identidade. Logo, será exigido a certidão de nascimento ou de casamento,

Leia mais

RESOLUÇÃO 287 DE 29 DE JULHO DE 2008

RESOLUÇÃO 287 DE 29 DE JULHO DE 2008 RESOLUÇÃO 287 DE 29 DE JULHO DE 2008 Regulamenta o procedimento de coleta e armazenamento de impressão digital nos processos de habilitação, mudança ou adição de categoria e renovação da Carteira Nacional

Leia mais

Identificação Humana Através de Biometria

Identificação Humana Através de Biometria Identificação Humana Através de Biometria por Marco César Chaul, CBP. Diretor de Tecnologias Neokoros - Brasil CBP Certified Biometric Professional. Fundamentos da Biometria Definição de Biometria Termo

Leia mais

MANUAL DE IDENTIFICAÇÃO CRIMINAL

MANUAL DE IDENTIFICAÇÃO CRIMINAL MANUAL DE IDENTIFICAÇÃO CRIMINAL Este manual tem por objetivo esclarecer os procedimentos relacionados à identificação criminal solicitados pelas Delegacias de Polícia, pelo Poder Judiciário e demais órgãos

Leia mais

Transformações multi-escala em imagens de impressões digitais.

Transformações multi-escala em imagens de impressões digitais. Transformações multi-escala em imagens de impressões digitais. Raoni F. S. Teixeira Neucimar J. Leite Instituto de Computação Unicamp 6, dezembro de 2011 Schedule Contribuições anteriores 1 Contribuições

Leia mais

Geometria Área de Quadriláteros

Geometria Área de Quadriláteros ENEM Geometria Área de Quadriláteros Wallace Alves da Silva DICAS MATEMÁTICAS [Escolha a data] Áreas de quadriláteros Olá Galera, 1 QUADRILÁTEROS Quadrilátero é um polígono com quatro lados. A soma dos

Leia mais

Fonoaudiologia: Caroline Antonelli Mendes (3ºano) Isabela Alves de Quadros (2º ano)

Fonoaudiologia: Caroline Antonelli Mendes (3ºano) Isabela Alves de Quadros (2º ano) Fonoaudiologia: Caroline Antonelli Mendes (3ºano) Isabela Alves de Quadros (2º ano) Odontologia: Adolfo Coelho (3º ano) Fernanda Sandes de Lucena (2º ano) Orientadores: Profa. Dra. Maria Aparecida M. P.

Leia mais

澳 門 特 別 行 政 區 政 府 Governo da Região Administrativa Especial de Macau 個 人 資 料 保 護 辦 公 室 Gabinete para a Protecção de Dados Pessoais

澳 門 特 別 行 政 區 政 府 Governo da Região Administrativa Especial de Macau 個 人 資 料 保 護 辦 公 室 Gabinete para a Protecção de Dados Pessoais Perguntas sobre a aplicação de Equipamento de Controlo de Assiduidade através de Tecnologia Biométrica para além de Equipamentos de Controlo de Assiduidade por Impressão Digital /Palma Perguntas: (1) Será

Leia mais

SIGNIFICADO DO COTIDIANO SIGNIFICADO DA FÍSICA

SIGNIFICADO DO COTIDIANO SIGNIFICADO DA FÍSICA SIGNIFICADO DO COTIDIANO SIGNIFICADO DA FÍSICA O QUE É A LUZ? Se alguém lançar uma pedra sobre um local que contenha água parada, como uma piscina, perceberá a formação de circunferências que sairão do

Leia mais

ORIENTADOR(ES): EDUARDO ALBERTO DEL BUONO, JOSE CESAR VIANA DA SILVA, PAULO CELSO PARDI

ORIENTADOR(ES): EDUARDO ALBERTO DEL BUONO, JOSE CESAR VIANA DA SILVA, PAULO CELSO PARDI TÍTULO: RADIOLOGIA FORENSE NA ÁREA CRIMINAL CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E SAÚDE SUBÁREA: MEDICINA INSTITUIÇÃO: CENTRO UNIVERSITÁRIO ANHANGUERA DE SÃO PAULO AUTOR(ES): EDUARDO LUIZ

Leia mais

Curso de Sistemas de Informação 8º período Disciplina: Tópicos Especiais Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-1

Curso de Sistemas de Informação 8º período Disciplina: Tópicos Especiais Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-1 Curso de Sistemas de Informação 8º período Disciplina: Tópicos Especiais Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-1 Aula 4 Introdução aos Sistemas Biométricos 1. Identificação, Autenticação e Controle

Leia mais

Segurança & Auditoria de Sistemas AULA 05. Eduardo Silvestri www.eduardosilvestri.com.br

Segurança & Auditoria de Sistemas AULA 05. Eduardo Silvestri www.eduardosilvestri.com.br Segurança & Auditoria de Sistemas AULA 05 Eduardo Silvestri www.eduardosilvestri.com.br Autenticaçã ção Logo que se começa a falar em segurança a deve- se sempre lembrar do ponto por onde tudo começa,

Leia mais

Manual de implantação

Manual de implantação Manual de implantação O BioPass ID é um serviço online baseado em nuvem que fornece uma poderosa tecnologia multibiométrica (reconhecimento de impressões digitais e face) para os desenvolvedores de qualquer

Leia mais

Medicina Veterinária Legal

Medicina Veterinária Legal Situar os peritos no mundo jurídico. Medicina Legal: é o estudo e a aplicação dos conhecimentos médicos e afins que devem ser utilizados para o esclarecimento de fatos e negócios jurídicos, bem como para

Leia mais

Pode a Química ajudar a resolver crimes e apanhar criminosos?

Pode a Química ajudar a resolver crimes e apanhar criminosos? Pode a Química ajudar a resolver crimes e apanhar criminosos? As investigações criminais têm um aliado poderoso na descoberta dos criminosos e na resolução dos crimes, a QUÍMICA. Na cena do crime, um perito

Leia mais

Aplicações de Escritório Electrónico

Aplicações de Escritório Electrónico Universidade de Aveiro Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Águeda Curso de Especialização Tecnológica em Práticas Administrativas e Tradução Aplicações de Escritório Electrónico Microsoft Word Folha

Leia mais

C(omo) S(aber) I(nvestigar) QUÍMICA E CRIME O CASO DAS IMPRESSÕES DIGITAIS

C(omo) S(aber) I(nvestigar) QUÍMICA E CRIME O CASO DAS IMPRESSÕES DIGITAIS Universidade de Évora Departamento e Centro de Química João Nabais C(omo) S(aber) I(nvestigar) QUÍMICA E CRIME O CASO DAS IMPRESSÕES DIGITAIS CSI (Crime Scene Investigation ou em Português Crime Sob Investigação)

Leia mais

AUDIÊNCIA PÚBLICA Autonomia da perícia Pec 499/10-altera o art. 144-CF(Dep. Paulo Pimenta) ec 325/09- órgão essencial a justiça(dep.

AUDIÊNCIA PÚBLICA Autonomia da perícia Pec 499/10-altera o art. 144-CF(Dep. Paulo Pimenta) ec 325/09- órgão essencial a justiça(dep. AUDIÊNCIA PÚBLICA Autonomia da perícia Pec 499/10-altera o art. 144-CF(Dep. Paulo Pimenta) ec 325/09- órgão essencial a justiça(dep. Valtenir Pereira) Comissão Especial destinada a proferir parecer à Proposta

Leia mais

Άνθρωπος λόγος Antropologia Forense

Άνθρωπος λόγος Antropologia Forense Άνθρωπος λόγος Antropologia Forense definição É o estudo do homem físico social e político ou simplesmente, ciência do homem. Definição A antropologia é a ciência que estuda o Homem num âmbito cultural

Leia mais

Física. Óptica Geométrica parte 2. Prof. César Bastos. Óptica Geométrica prof. César Bastos 1

Física. Óptica Geométrica parte 2. Prof. César Bastos. Óptica Geométrica prof. César Bastos 1 Física Óptica Geométrica parte 2 Prof. César Bastos Óptica Geométrica prof. César Bastos 1 Óptica Geométrica Reflexão em superfícies curvas Antes de estudar a formação de imagens em espelhos esféricos

Leia mais

UNIVERSIDADE DO CONTESTADO - UnC CAMPUS MAFRA/RIO NEGRINHO/PAPANDUVA CURSO SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

UNIVERSIDADE DO CONTESTADO - UnC CAMPUS MAFRA/RIO NEGRINHO/PAPANDUVA CURSO SISTEMAS DE INFORMAÇÃO UNIVERSIDADE DO CONTESTADO - UnC CAMPUS MAFRA/RIO NEGRINHO/PAPANDUVA CURSO SISTEMAS DE INFORMAÇÃO FERNANDO DUTKA LEONARDO ZEQUINELLI BIBOLOTTI MAICON ÉDER MOTELIEVICZ ROBERTO FERNANDO NEHLS MAFRA - SC

Leia mais

)tvlfd,, 0,(QJ4XtPLFD. ²ž6HPHVWUH ÐSWLFD

)tvlfd,, 0,(QJ4XtPLFD. ²ž6HPHVWUH ÐSWLFD )tvlfd,, 0,(QJ4XtPLFD Óptica Geométrica ²ž6HPHVWUH ÐSWLFD Exercício 1: Um feixe de luz cujo comprimento de onda é 650 nm propaga-se no vazio. a) Qual é a velocidade da luz desse feixe ao propagar-se num

Leia mais

CRESCIMENTO E DESENVOLVIMENTO FETAL

CRESCIMENTO E DESENVOLVIMENTO FETAL Período embrionário Inicio: após fertilização Termino: quando adquire características para ser reconhecido como ser humano ( duração: 8 semanas ) Para torna se um embrião, você tem que construir-se a partir

Leia mais

Este glossário é de natureza específica, não devendo prevalecer entendimentos distintos dos termos

Este glossário é de natureza específica, não devendo prevalecer entendimentos distintos dos termos GLOSSÁRIO Este glossário é de natureza específica, não devendo prevalecer entendimentos distintos dos termos nele apresentados, embora aplicáveis em outros contextos. Análise atividade que envolve a determinação

Leia mais

LENTES ESFÉRICAS Fórmula de Gauss

LENTES ESFÉRICAS Fórmula de Gauss LENTES ESFÉRICAS Fórmula de Gauss. (Unicamp 203) Um objeto é disposto em frente a uma lente convergente, conforme a figura abaixo. Os focos principais da lente são indicados com a letra F. Pode-se afirmar

Leia mais

Desenhando perspectiva isométrica

Desenhando perspectiva isométrica Desenhando perspectiva isométrica A UU L AL A Quando olhamos para um objeto, temos a sensação de profundidade e relevo. As partes que estão mais próximas de nós parecem maiores e as partes mais distantes

Leia mais

Autor: André Gomes Rabeschini

Autor: André Gomes Rabeschini Artigos Jurídicos Autor: André Gomes Rabeschini Este texto é de responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a linha programática e ideológica da Editora Letras Jurídicas. 2 Criminalística Forense

Leia mais

Prof. Marcelo Henrique dos Santos

Prof. Marcelo Henrique dos Santos POR QUE ESTUDAR COMPUTAÇÃO GRÁFICA? Quem quiser trabalhar em áreas afins: Entretenimento Jogos e filmes Visualização Simulação de fenômenos físicos Arte computadorizada Educação e treinamento Processamento

Leia mais

O que é Forense Computacional?

O que é Forense Computacional? O que é Forense Computacional? É a ciência que estuda a aquisição, preservação, recuperação e análise de dados armazenados em mídias computadorizadas e procura caracterizar crimes de informática de acordo

Leia mais

DISCENTE: EFRAYN PEREIRA

DISCENTE: EFRAYN PEREIRA DISCENTE: EFRAYN PEREIRA CÂMARA BRASILEIRA DE MEDIAÇÃO E ARBITRAGEM EMPRESARIAL - CBMAE ARBITRAGEM: MEDICINA VETERINÁRIA Trabalho de conclusão do Curso de Capacitação da CBMAE Campo Limpo Paulista, Tutor

Leia mais

SISTEMA AFIS Curso de Atualização para Promoção

SISTEMA AFIS Curso de Atualização para Promoção SISTEMA AFIS Curso de Atualização para Promoção Wanderlin Mota Classificador Polícia Civil do Estado de Goiás Curso Superior de Tecnologia em Redes de Computadores Goiânia, Novembro/2014 Ciências Grécia:

Leia mais

UFPB PRG X ENCONTRO DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA

UFPB PRG X ENCONTRO DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA 6CCSDCOSMT28 USO DE RADIOGRAFIAS CARPAIS NA DETERMINAÇÃO DA IDADE ÓSSEA IMPORTÂNCIA E APLICAÇÕES Amanda Maria Medeiros de Araujo (1) ; André Ânderson Pereira Germano (2) ; Adriana Dias Batista Rosa (2)

Leia mais

Tabela Fundamental de indenizações. Portaria nº 4-11/06/59. CABEÇA. a) Crânio e face.

Tabela Fundamental de indenizações. Portaria nº 4-11/06/59. CABEÇA. a) Crânio e face. Tabela Fundamental de indenizações. Portaria nº 4-11/06/59. CABEÇA a) Crânio e face. A classificação será feita aplicando-se os critérios relativos ao prejuízo estético alterações psíquicas e neurológicas

Leia mais

ATIVIDADE DE FÍSICA PARA AS FÉRIAS 9. OS A/B/C PROF. A GRAZIELA

ATIVIDADE DE FÍSICA PARA AS FÉRIAS 9. OS A/B/C PROF. A GRAZIELA ATIVIDADE DE FÍSICA PARA AS FÉRIAS 9. OS A/B/C PROF. A GRAZIELA QUESTÃO 1) Atente para a ilustração e os fragmentos de texto abaixo. Utilize-os para responder aos itens da questão 1. [ 1 ] Em muitos parques

Leia mais

FOTOGRAFIA FORENSE COMO MEIO DE PRODUÇÃO VISUAL E PRÁTICA DE REPRESENTAÇÃO DE CONHECIMENTO CIENTÍFICO

FOTOGRAFIA FORENSE COMO MEIO DE PRODUÇÃO VISUAL E PRÁTICA DE REPRESENTAÇÃO DE CONHECIMENTO CIENTÍFICO 1 FOTOGRAFIA FORENSE COMO MEIO DE PRODUÇÃO VISUAL E PRÁTICA DE REPRESENTAÇÃO DE CONHECIMENTO CIENTÍFICO EDSON FERREIRA DE FREITAS JUNIOR * Assiste-se a um filme, mergulha-se numa fotografia (SAMAIN, 2005,

Leia mais

Uso de Biometria na Segurança Física e Patrimonial Ernandes Lopes Bezerra

Uso de Biometria na Segurança Física e Patrimonial Ernandes Lopes Bezerra Uso de na Segurança Física e Patrimonial O controle de acesso e a gestão de privilégios são as questões centrais a serem tratadas no amplo campo de atuação da segurança física. É importante a identificação

Leia mais

Manual de Identidade Visual CDL Celular

Manual de Identidade Visual CDL Celular Manual de Identidade Visual CDL Celular Índice Sistema... 03 Marca Símbolo... 04 Configuração Básica... 05 Sistema de Cores... 06 Uso Inadequado... 07 Identificação de Praças... 09 Aplicações - Promocional...

Leia mais

CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA. Fédération Cynologique Internationale. GRUPO 9 Padrão FCI N o 140 24/06/2014. Padrão Oficial da Raça ON TERRIER

CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA. Fédération Cynologique Internationale. GRUPO 9 Padrão FCI N o 140 24/06/2014. Padrão Oficial da Raça ON TERRIER CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Fédération Cynologique Internationale GRUPO 9 Padrão FCI N o 140 24/06/2014 Padrão Oficial da Raça BOSTON ON TERRIER 2 CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Filiada

Leia mais

CALEIDOSCÓPIOS DIÉDRICOS

CALEIDOSCÓPIOS DIÉDRICOS CALEIDOSCÓPIOS DIÉDRICOS SIMETRIAS NO PLANO Introdução O conceito de simetria de figuras planas representadas em obras de arquitetura, de arte, de decoração e em numerosos exemplos naturais, intuitivamente

Leia mais

Comprovação dos índices de refração

Comprovação dos índices de refração Comprovação dos índices de refração 1 recipiente de vidro; 1 bastão de vidro, e Glicerina. 1. Encha até a metade o recipiente com glicerina, depois basta afundar o bastão de vidro na glicerina e pronto!

Leia mais

PASSAPORTES BIOMÉTRICOS

PASSAPORTES BIOMÉTRICOS PASSAPORTES BIOMÉTRICOS O Setor Consular da Embaixada do Brasil em Doha, desde o dia 1º de abril de 2010, faz emissão do passaporte biométrico, de cor azul, com os padrões de segurança exigidos pela Organização

Leia mais

Figura 01: Aplicações do Filtro Espacial Passa-Baixa.

Figura 01: Aplicações do Filtro Espacial Passa-Baixa. 791 IMPLEMENTAÇÃO DE TÉCNICAS DE PRÉ-PROCESSAMENTO E PROCESSAMENTO DE IMAGENS PARA RADIOGRAFIAS CARPAIS Rafael Lima Alves 1 ; Michele Fúlvia Angelo 2 Bolsista PROBIC, Graduando em Engenharia de Computação,

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Acerca dos aspectos históricos da odontologia legal e da regulamentação de seu exercício no Brasil, julgue os itens que se seguem. 51 Iniciado o processo de revalidação de seu diploma, o profissional portador

Leia mais

Física Parte 2. Fórmulas para obtenção das grandezas: 1.Superfície 2.Volume 3.Densidades 4.Vazão 5.Pressão 6.Teorema de Pascal 7.

Física Parte 2. Fórmulas para obtenção das grandezas: 1.Superfície 2.Volume 3.Densidades 4.Vazão 5.Pressão 6.Teorema de Pascal 7. Física Parte 2 Fórmulas para obtenção das grandezas: 1.Superfície 2.Volume 3.Densidades 4.Vazão 5.Pressão 6.Teorema de Pascal 7.Empuxo Introdução A memorização de unidades para as diversas grandezas existentes

Leia mais

CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS

CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS Os Conteúdos Programáticos estão enunciados segundo o programa em vigor e as Metas Curriculares definidas pelo ministério da Educação e Ciência.* 1º Período 26/28 aulas previstas

Leia mais

Dados para mapeamento

Dados para mapeamento Dados para mapeamento Existem dois aspectos com relação aos dados: 1. Aquisição dos dados para gerar os mapas 2. Uso do mapa como fonte de dados Os métodos de aquisição de dados para o mapeamento divergem,

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS 1º ANO ACADÊMICO PROF. FELIPE KELLER TURMAS: 1C01 a 1C10 Lista para a prova da 1UL

LISTA DE EXERCÍCIOS 1º ANO ACADÊMICO PROF. FELIPE KELLER TURMAS: 1C01 a 1C10 Lista para a prova da 1UL LISTA DE EXERCÍCIOS 1º ANO ACADÊMICO PROF. FELIPE KELLER TURMAS: 1C01 a 1C10 Lista para a prova da 1UL 1 (Unirio) Durante a final da Copa do Mundo, um cinegrafista, desejando alguns efeitos especiais,

Leia mais

Análise e Comparação de Métodos de Pré-processamento de Imagens e Extração de Características em Impressões Digitais

Análise e Comparação de Métodos de Pré-processamento de Imagens e Extração de Características em Impressões Digitais Universidade Federal de Ouro Preto - UFOP Instituto de Ciências Exatas e Biológicas - ICEB Departamento de Computação - DECOM Análise e Comparação de Métodos de Pré-processamento de Imagens e Extração

Leia mais

Especialidades Odontológicas

Especialidades Odontológicas Especialidades Odontológicas Urubatan Medeiros Doutor (USP) - Professor Titular do Departamento de Odontologia Preventiva e Comunitária (UERJ/UFRJ) - Consultor do Ministério da Saúde I - Introdução A Odontologia

Leia mais

SERVIÇO DE IDENTIFICAÇÃO DO EXÉRCITO (Sv Idt Ex)

SERVIÇO DE IDENTIFICAÇÃO DO EXÉRCITO (Sv Idt Ex) SERVIÇO DE IDENTIFICAÇÃO DO EXÉRCITO (Sv Idt Ex) REUNIÃO DE COORDENAÇÃO ASSUNTO: PARTICIPAÇÃO DO Sv Idt Ex NA 5ª REUNIÃO DE COORDENAÇÃO DO PIPEx OBJETIVO: APRESENTAR AS FUNCIONALIDADES DA BIOMETRIA DIGITAL

Leia mais

2. Marcas Complementares. 2.2. Marca Infraero Meio Ambiente

2. Marcas Complementares. 2.2. Marca Infraero Meio Ambiente 2. Marcas Complementares 2.2. Marca Infraero Meio Ambiente Importante elemento da identidade visual da Empresa, contribui para transmitir os atributos de sua imagem e compromisso com questões ambientais.

Leia mais

Copiright de todos artigos, textos, desenhos e lições. A reprodução parcial ou total desta aula só é permitida através de autorização por escrito de

Copiright de todos artigos, textos, desenhos e lições. A reprodução parcial ou total desta aula só é permitida através de autorização por escrito de 1 Nesta aula você aprenderá a diferenciar um desenhista de um ilustrador e ainda iniciará com os primeiros exercícios de desenho. (Mateus Machado) O DESENHISTA E O ILUSTRADOR Ainda que não sejam profissionais

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES 2ª SÉRIE

LISTA DE EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES 2ª SÉRIE LISTA DE EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES FÍSICA - A - 2012 ALUNO: TURMA: CARTEIRA: MATRÍCULA: DATA: / / Unidade 01 - Introdução à Óptica Geométrica Unidade 02 - Reflexão da Luz REFAZER OS EXERCÍCIOS DO LIVRO:

Leia mais

Secretaria Nacional de Segurança Pública PROCEDIMENTO OPERACIONAL PADRÃO (POP) PERÍCIA CRIMINAL

Secretaria Nacional de Segurança Pública PROCEDIMENTO OPERACIONAL PADRÃO (POP) PERÍCIA CRIMINAL Ministério da Justiça Secretaria Nacional de Segurança Pública PROCEDIMENTO OPERACIONAL PADRÃO (POP) PERÍCIA CRIMINAL POP nº 2.1 - GENÉTICA FORENSE Publicado em SET/2013 COLETA DE MATERIAL BIOLÓGICO REFERÊNCIA

Leia mais

DESASTRE EM MASSA. Prof. Ugo Osvaldo Frugoli. ufrugoli@terra.com.br

DESASTRE EM MASSA. Prof. Ugo Osvaldo Frugoli. ufrugoli@terra.com.br DESASTRE EM MASSA Prof. Ugo Osvaldo Frugoli ufrugoli@terra.com.br Histórico Até o século s XIX em regra, a morte apresentava-se como f fato unitário. Conflitos BélicosB Envolvimento de centenas ou milhares

Leia mais

Curso Forense Computacional

Curso Forense Computacional Curso Forense Computacional Todos nossos cursos são preparados por mestres e profissionais reconhecidos no mercado de Segurança da Informação no Brasil e exterior. Os cursos são ministrados em português,

Leia mais

Tecnologia e Segurança na Ponta dos Dedos. Manual. Autorizador

Tecnologia e Segurança na Ponta dos Dedos. Manual. Autorizador Tecnologia e Segurança na Ponta dos Dedos Manual UP Autorizador UP Índice Divulgação do sistema Autorizador para os beneficiários... 3 Cadastro da digital do beneficiário... Justificativa de falha na autenticação

Leia mais

CERTIFICAÇÃO DIGITAL

CERTIFICAÇÃO DIGITAL Autenticidade Digital CERTIFICAÇÃO DIGITAL Certificação Digital 1 Políticas de Segurança Regras que baseiam toda a confiança em um determinado sistema; Dizem o que precisamos e o que não precisamos proteger;

Leia mais

GRUPO 6 Padrão FCI N o 159 03/06/2009

GRUPO 6 Padrão FCI N o 159 03/06/2009 CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Fédération Cynologique Internationale GRUPO 6 Padrão FCI N o 159 03/06/2009 Padrão Oficial da Raça FOXHOUND INGLÊS (ENGLISH FOXHOUND XHOUND) M.Davidson, illustr. NKU

Leia mais

PROVENDO SEGURANÇA ATRAVÉS DA BIOMETRIA

PROVENDO SEGURANÇA ATRAVÉS DA BIOMETRIA PROVENDO SEGURANÇA ATRAVÉS DA BIOMETRIA Juliana Michele Vicentin 1, Fernanda Ferreira de Barros Barreto 2, Daniele Dickel 3, Patrícia Viturino dos Santos 4 1 Gerencia de Arquitetura Tecnológica Diretoria

Leia mais

LUZ E SOMBRA NA ARTE

LUZ E SOMBRA NA ARTE LUZ E SOMBRA NA ARTE A luz e a sombra são elementos fundamentais da linguagem visual. Com elas podemos criar no desenho, na pintura e escultura belíssimos efeitos como o de dilatação do espaço, o de profundidade

Leia mais

Desenho Técnico. Desenho Projetivo e Perspectiva Isométrica

Desenho Técnico. Desenho Projetivo e Perspectiva Isométrica Desenho Técnico Assunto: Aula 3 - Desenho Projetivo e Perspectiva Isométrica Professor: Emerson Gonçalves Coelho Aluno(A): Data: / / Turma: Desenho Projetivo e Perspectiva Isométrica Quando olhamos para

Leia mais

Fundamentos. Guillermo Cámara-Chávez

Fundamentos. Guillermo Cámara-Chávez Fundamentos Guillermo Cámara-Chávez Introdução Uma das primeiras aplicações de técnicas de PDI para interpretação humana: imagens digitalizadas para jornal Transmitidas por cabos submarinos entre Londres

Leia mais

COMPUTAÇÃO GRÁFICA O QUE É?

COMPUTAÇÃO GRÁFICA O QUE É? COMPUTAÇÃO GRÁFICA O QUE É? Curso: Tecnológico em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Disciplina: COMPUTAÇÃO GRÁFICA 4º Semestre Prof. AFONSO MADEIRA SUMÁRIO O que é COMPUTAÇÃO GRÁFICA Áreas relacionadas

Leia mais

Normas da ABNT para Desenho Técnico

Normas da ABNT para Desenho Técnico UFMG - Curso de Graduação em Engenharia Metalúrgica Disciplina: DESENHO D Prof. Marcelo Borges Mansur (DEMET-UFMG) Normas da ABNT para Desenho Técnico Associação Brasileira de Normas Técnicas TERMINOLOGIA

Leia mais

SOLUÇÕES PARA GESTÃO DE INSTITUIÇÕES DE SAÚDE Gestão de Custos em Centro Diagnóstico

SOLUÇÕES PARA GESTÃO DE INSTITUIÇÕES DE SAÚDE Gestão de Custos em Centro Diagnóstico SOLUÇÕES PARA GESTÃO DE INSTITUIÇÕES DE SAÚDE Gestão de Custos em Centro Diagnóstico Doutor pela UNIFESP / EPM Pós Graduado em Administração Hospitalar pela FGV Diretor da XHL Consultoria (Planis) Como

Leia mais

IFSC - Campus São José Área de Refrigeração e Ar Condicionado Prof. Gilson Desenvolvimento de Chapas

IFSC - Campus São José Área de Refrigeração e Ar Condicionado Prof. Gilson Desenvolvimento de Chapas DESENVOLVIMENTO DE CHAPAS É o processo empregado para transformar em superfície plana, peças, reservatórios, uniões de tubulações e de dutos, normalmente feitos em chapas, razão pela qual este processo

Leia mais

Instrumentos Ópticos

Instrumentos Ópticos Instrumentos Ópticos Associação de Lentes. Lentes Justapostas: Lentes Justapostas Separação Nula. A lente equivalente à associação de duas lentes justapostas, apresenta vergência dada por: C res = C 1

Leia mais

:: BIOMETRIA IAPEP SAÚDE Versão 2.0 Manual do Usuário do Sistema

:: BIOMETRIA IAPEP SAÚDE Versão 2.0 Manual do Usuário do Sistema :: BIOMETRIA IAPEP SAÚDE Versão 2.0 Manual do Usuário do Sistema Sumário APRESENTAÇÃO... 3 BIOMETRIA... 4 CADASTRO DA DIGITAL... 4 AUTENTICAÇÃO BIOMÉTRICA... 10 RECADASTRAMENTO DE DIGITAIS... 11 DISPENSA

Leia mais

CÃO DE CRISTA CHINÊS

CÃO DE CRISTA CHINÊS CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Fédération Cynologique Internationale GRUPO 9 Padrão FCI 288 11/05/1998 Padrão Oficial da Raça CÃO DE CRISTA CHINÊS CHINESE CRESTED DOG CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA

Leia mais

INTRODUÇÃO À ÓPTICA GEOMÉTRICA 411EE

INTRODUÇÃO À ÓPTICA GEOMÉTRICA 411EE 1 T E O R I A 1. SOMBRA Define se sombra como uma região do espaço desprovida de luz. Uma sombra é produzida quando um objeto opaco impede que raios de luz provenientes de uma fonte luminosa iluminem uma

Leia mais

PROVA ESPECÍFICA Cargo 18

PROVA ESPECÍFICA Cargo 18 13 PROVA ESPECÍFICA Cargo 18 QUESTÃO 31 Ao realizar uma radiografia, um técnico de radiologia percebeu que sua máquina fotográfica convencional e os filmes fotográficos estavam no mesmo local que o aparelho

Leia mais

Óptica. Estudo da luz, como sendo a onda eletromagnética pertencentes à faixa do espectro visível (comprimento de 400 nm até 700 nm).

Óptica. Estudo da luz, como sendo a onda eletromagnética pertencentes à faixa do espectro visível (comprimento de 400 nm até 700 nm). Óptica Estudo da luz, como sendo a onda eletromagnética pertencentes à faixa do espectro visível (comprimento de 400 nm até 700 nm). Fenômenos ópticos Professor: Éder (Boto) Sobre a Luz O que emite Luz?

Leia mais

INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DE GOIÁS IESGO FACULDADES IESGO CURSO DE GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA

INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DE GOIÁS IESGO FACULDADES IESGO CURSO DE GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DE GOIÁS IESGO FACULDADES IESGO CURSO DE GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA MANUAL DE NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS DE CONCLUSÃO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA FORMOSA/GO

Leia mais

Reconhecimento de Dados Biométricos em Larga Escala

Reconhecimento de Dados Biométricos em Larga Escala Reconhecimento de Dados Biométricos em Larga Escala Profa. Fabíola Gonçalves Pereira Greve DCC - UFBA Departamento de Ciência da Computação Grupo de Algoritmos e Computação Distribuída http:// Equipe Profa.

Leia mais

Realizando o ensaio de ultra-som

Realizando o ensaio de ultra-som Realizando o ensaio de ultra-som A UU L AL A Na aula anterior, você ficou sabendo que o ultra-som é uma onda mecânica que se propaga de uma fonte emissora até uma fonte receptora, através de um meio físico.

Leia mais

ESTUDANDO A FOTOGRAFIA POR UMA ABORDAGEM ETNOMATEMÁTICA

ESTUDANDO A FOTOGRAFIA POR UMA ABORDAGEM ETNOMATEMÁTICA ISSN 2316-7785 ESTUDANDO A FOTOGRAFIA POR UMA ABORDAGEM ETNOMATEMÁTICA Luciane Bichet Luz UFPEL lbichet615@hotmail.com Amanda Prank UFPEL amandaprank@ymail.com RESUMO Esta pesquisa busca relacionar a Matemática

Leia mais

Forense Computacional

Forense Computacional Forense Computacional Diego Tavares (PET-Computação) diegot@dsc.ufcg.edu.br Introdução A Forense Computacional pode ser definida como a ciência que estuda a aquisição, preservação, recuperação e análise

Leia mais

2. Detalhes do Griaule Forensic Fingerprint

2. Detalhes do Griaule Forensic Fingerprint Índice 1. Requisitos dos Sistema; a. Sistema Operacional; b. DotNET Framework; c. Processador; d. Memória RAM; 2. Detalhes do Griaule Forensic Fingerprint: a. Sobre; b. Funcionalidades; c. Detecção automática

Leia mais

Relato. Nome da Prática inovadora: Implementação de metodologia para análise botânica em carvão vegetal.

Relato. Nome da Prática inovadora: Implementação de metodologia para análise botânica em carvão vegetal. Relato Nome da Prática inovadora: Implementação de metodologia para análise botânica em carvão vegetal. Caracterização da situação anterior: A despeito de sua importância ambiental, grande parte da vegetação

Leia mais

ESTUDO RADIOLÓGICO DA PELVE

ESTUDO RADIOLÓGICO DA PELVE ESTUDO RADIOLÓGICO DA PELVE Sínfise púbica Classificação: sínfise Movimentos permitidos: mobilidade bidimensional e rotação de uns poucos milímetros em conjunto com a deformação da pelve quando na sustentação

Leia mais

DIFERENCIAIS: TIPOS DE EXAMES. Investigação de paternidade e/ou maternidade

DIFERENCIAIS: TIPOS DE EXAMES. Investigação de paternidade e/ou maternidade HOME O laboratório Sabin, desde 2002, emprega a biologia molecular no estudo do DNA. Essa tecnologia é conhecida pela alta qualidade nos procedimentos adotados que asseguram os resultados dos exames oferecidos.

Leia mais

Manual de Identidade Visual Golin Módulo II Guia Rápido de Utilização do Logotipo / Meios Digitais. Manual de Identidade Visual junho 2010

Manual de Identidade Visual Golin Módulo II Guia Rápido de Utilização do Logotipo / Meios Digitais. Manual de Identidade Visual junho 2010 1 Manual de Identidade Visual Golin Módulo II Guia Rápido de Utilização do Logotipo / Meios Digitais Manual de Identidade Visual junho 2010 Sumário 2 A marca 3 Introdução 4 Comunicação através de Símbolos

Leia mais

Digital. Design. Corso teoric o-pratic o Di G ital s M i L e D esign. Abordagem moderna. nei settori estetici Anterior

Digital. Design. Corso teoric o-pratic o Di G ital s M i L e D esign. Abordagem moderna. nei settori estetici Anterior Curso Teórico e Prático di Smile Design & DIGITAL TECHNOLOGY Digital smile Design Corso teoric o-pratic o Di G ital s M i L e D esign Abordagem moderna para Approccio o digital moderno estudo digital apresentação

Leia mais

CONTROLE DE QUALIDADE e VALIDAÇÃO DE PRODUTO CARTOGRÁFICO

CONTROLE DE QUALIDADE e VALIDAÇÃO DE PRODUTO CARTOGRÁFICO CONTROLE DE QUALIDADE e VALIDAÇÃO DE PRODUTO CARTOGRÁFICO Editar dados em vários formatos e armazenar estas informações em diferentes sistemas é provavelmente uma das atividades mais comuns para os profissionais

Leia mais

Sistema de Bilhetagem Eletrônica RioCard

Sistema de Bilhetagem Eletrônica RioCard Sistema de Bilhetagem Eletrônica RioCard SBERC-DET Documento de Especificação Técnica Manual de Instalação do Leitor Biométrico (Finger) nos Ônibus Solicitante / Área / Empresa SOBRE A SOLICITAÇÃO Representante

Leia mais

Aula 13 Meios de prova no Processo do Trabalho.

Aula 13 Meios de prova no Processo do Trabalho. Aula 13 Meios de prova no Processo do Trabalho. Perícia: na falta do conhecimento especializado ao juiz, este indica um técnico que possa fazer o exame dos fatos objeto da causa, transmitindo esses conhecimentos

Leia mais

IDENTIFICAÇÃO CRIMINAL PELO DNA

IDENTIFICAÇÃO CRIMINAL PELO DNA IDENTIFICAÇÃO CRIMINAL PELO DNA Antônio Alberto Machado, professor livre docente da Unesp/Franca-SP As técnicas de investigação e de prova criminal experimentaram uma verdadeira revolução com o desenvolvimento

Leia mais

Guia de qualidade de cores

Guia de qualidade de cores Página 1 de 5 Guia de qualidade de cores O Guia de qualidade de cores ajuda você a entender como as operações disponíveis na impressora podem ser usadas para ajustar e personalizar a saída colorida. Menu

Leia mais

Cirurgia Ortognática e Estética Facial: Qual sua importância na Odontologia Integrada?

Cirurgia Ortognática e Estética Facial: Qual sua importância na Odontologia Integrada? Cirurgia Ortognática e Estética Facial: Qual sua importância na Odontologia Integrada? A avaliação da estética facial, bem como sua relação com a comunicação e expressão da emoção, é parte importante no

Leia mais

APLICATIVOS GRÁFICOS (AULA 3)

APLICATIVOS GRÁFICOS (AULA 3) Prof. Breno Leonardo G. de M. Araújo brenod123@gmail.com http://blog.brenoleonardo.com.br APLICATIVOS GRÁFICOS (AULA 3) Introdução A possibilidade de utilizarmos imagens, gráficos, desenhos e textos artísticos

Leia mais

Antropometria. A antropometria estuda as dimensões físicas e proporções do corpo humano.

Antropometria. A antropometria estuda as dimensões físicas e proporções do corpo humano. Antropometria A antropometria estuda as dimensões físicas e proporções do corpo humano.. O conhecimento dessas medidas e como saber usá-las é muito importante na determinação dos diversos aspectos relacionados

Leia mais

Sistemas Automáticos de Identificação de Impressões Digitais Fingerprint Automatic Identification Systems

Sistemas Automáticos de Identificação de Impressões Digitais Fingerprint Automatic Identification Systems Sistemas Automáticos de Identificação de Impressões Digitais Fingerprint Automatic Identification Systems Raimundo Cláudio da Silva Vasconcelos 1, FATEC Resumo Este trabalho trata do uso das impressões

Leia mais

Descrição de um Software livre como Sistema de Análise Clínica

Descrição de um Software livre como Sistema de Análise Clínica Descrição de um Software livre como Sistema de Análise Clínica Autores: Yuri Reno Xavier Felipe Ribeiro de Oliveira Resumo: Este projeto visa demonstrar um sistema de medição óptico, baseado em técnicas

Leia mais

Impressão Fundida no Adesivo

Impressão Fundida no Adesivo Selo Verificação Inicial Impressão Fundida no Adesivo Filme transparente em polímero sintético frontal de alta resistência. Impressão offset dos fundos de segurança e aplicação de holografia fundida no

Leia mais