LEI Nº 5.576, DE 31 DE OUTUBRO DE 2001.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "LEI Nº 5.576, DE 31 DE OUTUBRO DE 2001."

Transcrição

1 LEI Nº 5.576, DE 31 DE OUTUBRO DE Dispõe sobre o Plano Plurianual para o quadriênio de 2002/2005 e dá outras providências GILMAR DOMINICI, Prefeito Municipal de Franca, Estado de São Paulo, no exercício de suas atribuições legais, FAZ SABER que a Câmara Municipal APROVOU e ele PRO- MULGA a seguinte LEI: Art. 1º - O Plano Plurianual para o quadriênio 2002/2005, conforme dispõe o artigo 146 da Lei Orgânica do Município de Franca, fica definido nos termos da presente Lei e compreende a realização de um conjunto de atividades para direcionar o processo de desenvolvimento do município, em conformidade com os instrumentos das políticas públicas, do planejamento municipal e das decisões emanadas das instâncias Executiva, Legislativa e Participativa da cidade. Parágrafo Único - Para uma gestão participativa da comunidade no planejamento e acompanhamento das ações para o desenvolvimento municipal o Poder Executivo utilizará os seguintes canais: a) Conselhos Municipais Setoriais; b) Conselho Municipal do Orçamento Participativo. Art. 2º - Os programas, diretrizes, objetivos e metas do Plano Plurianual para o quadriênio 2002/2005 constam do Anexo I, que integra e incorpora a presente Lei. Art. 3º - Anualmente, as leis de diretrizes orçamentárias e as leis orçamentárias terão como referência as diretrizes, objetivos e metas fixados no Plano Plurianual para o quadriênio de 2002/ º - Nos termos do parágrafo único do artigo 146 da Lei Orgânica do Município de Franca, a comunidade participará da elaboração e do acompanhamento da Lei de Diretrizes Orçamentárias e do Orçamento Anual de cada exercício. 2º - Constituem-se como prioridades para o quadriênio 2002/2005 as ações governamentais dirigidas aos serviços de educação, saúde, assistência social, habitação, infra-estrutura urbana, saneamento básico, desenvolvimento econômico e geração de renda.

2 Lei nº 5.576/ fls 02 Art. 4º - As leis orçamentárias anuais obedecerão, no mínimo, os percentuais fixados pela Lei Orgânica do Município de Franca e pela Constituição Federal, para as despesas na área de saúde e educação. Art. 5º - Nas leis orçamentárias anuais, as despesas com o Legislativo obedecerão o disposto no artigo 2º da Emenda Constitucional nº 25, de 14 de fevereiro de Art. 6º - Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação. Art. 7º - Revogam-se as disposições em contrário., aos 31 de outubro de GILMAR DOMINICI PREFEITO

3 Lei nº 5.576/ fls 03 A N E X O I PROGRAMAS, DIRETRIZES, OBJETIVOS E METAS DO PLANO PLURIANUAL PARA O QUADRIÊNIO 2002/2005 Relação dos Programas 001 Ampliar e qualificar espaços da Câmara Municipal 002 Melhorar as condições de funcionamento e atendimento da Câmara Municipal 003 Planejamento Estratégico 004 Rede Criança/Adolescente/Família 005 Gestão Integrada do Governo 006 Comunicação e Transparência 007 Orçamento Participativo 008 Defesa Civil 009 Segurança 010 Incrementar à arrecadação municipal 011 Banco de Dados 012 Apoio ao Produtor Rural e ao Des. Agroindustrial 013 Financiamento e Incentivo a Produção 014 Desenvolvimento do Turismo 015 Fortalecimento e Diversificação do Parque Industrial 016 Fomento a Rede de Assistência Social 017 Inclusão Social 018 Formação Continuada e Capacitação de Pessoal 019 Educação Infantil 020 Educação Fundamental 021 Modernização da Gestão 022 Merenda Escolar 023 Conservação das Escolas 024 Modernização da SEE 025 Esportes para Todos

4 Lei nº 5.576/ fls Transporte Escolar 027 Desenvolvimento de Programa de Organização e Métodos 028 Gestão Central Integrada do Patrimônio Mobiliário 029 Gestão Central Integrada do Patrimônio Imobiliário 030 Qualidade Total na Administração Pública 031 Modernização Administrativa 032 Informatização do Sistema de Atendimento da Saúde 033 Integração de Sistema de Informática, Operacionais e Gerenciais 034 Incremento da Arrecadação 035 Gestão Central e Integrada dos Sistemas de Compras, Estoque e Distribuição de Suprimentos 036 Gestão de Condições de Trabalho do Servidor Municipal 037 Implementação de Carreiras no Serviço Público 038 Incremento da Gestão Orçamentária 039 Gestão e Educação Ambiental 040 Controle de Resíduos Sólidos 041 Modernização do Trânsito 042 Modernização do SIEMA 043 Modernização do Transporte Coletivo 044 Gestão Integrada Centro 045 Gestão Integrada Lazer e Turismo 046 Gestão Integrada Polo Econômico 047 Gestão Integrada Espaços Coletivos 048 Gestão Integrada Expansão Urbana 049 Gestão Integrada Bacia do Canoas 050 Chão Preto 051 Mais Verde 052 Distrito Industrial 053 Canalização de Córregos 054 Plano Diretor 055 Iluminação Pública 056 Cemitério 057 Promoção da Saúde

5 Lei nº 5.576/ fls Rede de Vigilância em Saúde 059 Rede de Atenção Básica em Saúde 060 Rede de Atenção às Urgências 061 Rede de Serviços Especializados 062 Rede de Serviços Hospitalares 063 Rede de Reabilitação 064 Laboratório Público 065 Reestruturação do Serviço de Ambulância 066 Descentralização da Gestão 067 Sistema de Informação em Saúde 068 Fortalecimento da Gestão Pública em Saúde 069 Gestão e Desenv. dos Trabalhadores da Secretaria Mun. da Saúde 070 Saúde da Família 071 Aquisição de Equipamentos e Material Permanente 072 Manutenção e Qualificação da Rede Básica 073 Qualificação Profissional 074 Educação Social em Saúde 075 Habilitação na NOAS/ Implantação e Incrementação de Programas de Saúde 077 Incrementação e Integração da Vigilância Sanitária Municipal e Vigilância Epidemiológica Municipal 078 Celebração de Convênios com Escolas e Faculdades 079 Conclusão do Hospital de Oncologia e Incrementação do Serviço 080 Construção, Ampliação e Reforma de Próprios Municipais 081 Regulamentação do Sistema de Saúde 082 Credenciamento do SVOM Serv. de Verificação. de Óbito do Município 083 Criação da Central de Material e Esterilização 084 Organizar o Serviço de Estatística junto à Secretaria Mun. de Saúde 085 Informatização da Rede de Saúde 086 Política Municipal de Assistência Farmacêutica 087 Organização do Almoxarifado e Dispensário 088 Planejar Farmácia Municipal 089 Centro Cultural da Estação 090 Oficinas de Arte e Cultura

6 Lei nº 5.576/ fls Atividades Culturais e Populares 092 Modernização das Atividades Culturais 093 Construção e Conservação de Edificações Culturais 094 Preservação da Memória 095 Habitação Solidária 096 Modernização da PROHAB 097 Lote Fácil 098 Parceria 099 Casa da Gente 100 Programa de Redução da Dívida 101 Modernização, qualificação e ampliação das ações e serviços da FACEF 102 Modernização, qualificação e ampliação das ações e serviços da Faculdade de Direito de Franca 103 Ampliar e qualificar espaços do SASSOM 104 Melhorar as condições de funcionamento e atendimento do SASSOM 105 Educação de Jovens e Adultos

7 Lei nº 5.576/ fls 07 Anexo I DIRETRIZES, OBJETIVOS E METAS PLANO PLURIANUAL 2002/2005 DIRETRIZES GERAIS 1. Buscar o desenvolvimento local integrado e saudável, executando ações e obras de qualificação da infraestrutura urbana e do desenvolvimento básico para elevar o nível de qualidade de vida de Franca. 2. Dar maior atenção ao jovem, favorecendo sua participação e conscientização. 3. Combater a violência sob a ótica dos Direitos Humanos, priorizando as políticas sociais nas áreas de educação, assistência social, saúde, cultura, esporte e habitação como instrumentos de inclusão social e ampliação da cidadania. 4. Promover a integração e articulação das diversas áreas das políticas públicas de planejamento urbano, sociais visando potencializar as ações do poder público municipal. 5. Promover a participação popular, possibilitando a incorporação de um número maior de cidadãos, especialmente mulheres, nos processos decisórios e no Orçamento Participativo. 6. Otimizar a atenção à criança e ao adolescente através de uma Rede que integre todos os serviços governamentais e não governamentais, considerando o seu grau de vulnerabilidade. 7. Buscar a modernização administrativa para prestar um serviço cada vez de melhor qualidade ao cidadão, através da implantação de novos métodos de trabalho, do aperfeiçoamento dos instrumentos gerenciais, da capacitação continuada de servidores, da informatização e da equipagem adequada dos órgãos municipais.

8 Lei nº 5.576/ fls CAMARA MUNICIPAL Diretriz: 001 Ampliar e qualificar espaços da Câmara Municipal Objetivo: Dotar a Câmara Municipal de espaços adequados a suas atividades Meta: Ampliar e reformar o atual prédio da Câmara Municipal Meta: Edificar o novo prédio da Câmara Municipal

9 Lei nº 5.576/ fls CAMARA MUNICIPAL Diretriz: 002 Melhorar as condições de funcionamento e atendimento da Câmara Municipal Objetivo: Dotar a Câmara Municipal de pessoal qualificado, veículos e equipamentos Meta: Adquirir equipamentos e material permanente Meta: Adquirir veículos leves de transporte Meta: Contratar pessoal concursado qualificado e criar 21 (vinte e um) cargos em comissão de Assessor Parlamentar

10 Lei nº 5.576/ fls SECRETARIA DE GOVERNO Diretriz: 001 Identificar e acessar fontes de recursos (técnicos e financeiros) para as ações definidas pelo planejamento estratégico como prioritárias para a administração. Objetivo: Atuar como suporte às secretarias municipais na identificação de possíveis fontes para captação de recursos aos projetos prioritários do governo. Meta: Articular a elaboração de projetos por parte das secretarias municipais para acessar recursos disponíveis nos governos federal e estadual. Meta: Articular a negociação de projetos da administração junto à organizações governamentais e não governamentais, nacionais e internacionais. Meta: Promover a capacitação de técnicos das secretarias municipais na elaboração e gerenciamento de projetos, bem como na captação de recursos para a execução dos mesmos.

11 Lei nº 5.576/ fls SECRETARIA DE GOVERNO Diretriz: 002 Implementar o Programa Rede Criança/Adolescente/Família. Objetivo: Articular as ações do governo municipal voltadas à crianças, adolescentes e famílias, integrando-as internamente, bem como externamente junto às organizações não governamentais e de outras esferas governamentais. Meta: Criar a Rede Integrada de Atendimento à criança, adolescente e família em Franca. Meta: Otimizar e melhor qualificar os recursos existentes para o atendimento de crianças, adolescentes e famílias. Meta: Capacitar os funcionários envolvidos nesse tipo de atendimento, no gerenciamento integrado e intersetorial.

12 Lei nº 5.576/ fls SECRETARIA DE GOVERNO Diretriz: 003 Promover a Gestão Integrada na Administração Municipal Objetivo: Coordenar o processo de implantação e implementação de ações intersetoriais, visando a otimização de recursos; a melhoria do atendimento do cidadão; a melhor qualificação dos serviços municipais. Meta: Elaborar e executar um programa de capacitação continuada dos quadros municipais no enfoque da gestão integrada. Meta: Estimular a comunicação entre as secretarias, identificando as ações que possam ser integradas e promovendo-as. Meta: Criar um Grupo Intersetorial, com representantes de todas as secretarias, para promover ações integradas.

13 Lei nº 5.576/ fls SECRETARIA DE GOVERNO Diretriz: 004 Estabelecer intercâmbios e cooperações multilaterais e bilaterais com cidades; Organizações Governamentais; e Organizações Não Governamentais, buscando a inserção de Franca num cenário mais amplo. Objetivo: Articular projetos de intercâmbio técnico, cultural, tecnológico, comercial, que contribuam na integração do município de Franca no cenário nacional e internacional. Meta: Elaborar projeto para a participação de Franca no PGU- Programa de Gestão Urbana do Centro das Nações Unidas para os Assentamentos Urbanos e MOST-Unesco. Meta: Participar do URB-AL, programa de cooperação técnica da União Européia, que prevê além das redes temáticas, financiamentos para projetos comuns. Meta: Articular a participação de Franca no MERCOSUL e na rede Mercocidades. Meta: Articular políticas de cooperação e intercâmbio com cidades de interesse estratégico, que possam contribuir no desenvolvimento tecnológico, na capacitação técnica e comercial do município de Franca.

14 Lei nº 5.576/ fls SECRETARIA DE GOVERNO Meta: Estimular e articular a visita de missões institucionais e comerciais a Franca.

15 Lei nº 5.576/ fls SECRETARIA DE GOVERNO Diretriz: 005 Desenvolver esforços sistemáticos e permanentes, visando manter a população informada dos atos, projetos e atividades do governo. Objetivo: Assegurar a transparência das Ações Governamentais, garantindo o exercício da cidadania e o aprofundamento da democracia, utilizando todos os instrumentos técnicos e teóricos da comunicação de maneira integrada. Meta: Aperfeiçoar a comunicação com a cidadania através de meios eletrônicos, com veiculação de programas próprios de rádio e televisão. Meta: Implantar sistema de comunicação através da informática, oferecendo a população de baixa renda serviços municipais e disponibilizando conteúdos a serem acessados por rede mundial (INTERNET). Meta: Modernizar a estrutura de Comunicação Social, com recursos materiais, humanos e financeiros, objetivando planejar e agilizar as relações com os públicos interno e externo, bem como, com os veiculos de comunicação de massa e segmentados.

16 Lei nº 5.576/ fls SECRETARIA DE GOVERNO Meta: Incentivar através das rádios comunitárias a participação popular no processo do Orçamento Participativo. Meta: Promover a perfeita integração das secretarias para que estas se comportem como parte de um todo que é a cidade de Franca.

17 Lei nº 5.576/ fls SECRETARIA DE GOVERNO Diretriz: 006 Promover o desenvolvimento de políticas públicas de comunicação. Objetivo: Universalizar o direito à informação, garantindo não só o acesso a este direito constitucional, mas criando espaços para possibilitar a produção de informações por parte da população. Meta: Apoiar os meios de comunicação necessários a viabilização da participação da população via Rede Mundial de Computadores ( INTERNET). Meta: Estimular o debate junto aos diversos setores da sociedade sobre os processos de comunicação. Meta: Estimular ações de comunicação comunitária em meios impressos e eletrônicos. Meta: Participar dos movimentos nacionais que visem a democratização dos meios de comunicação.

18 Lei nº 5.576/ fls SECRETARIA DE GOVERNO Diretriz: 007 Qualificar e ampliar as relações institucionais da comunicação social. Objetivo: Estabelecer uma estrutura de relações com a sociedade, em suas diversas instancias, para permitir um debate, mais efetivo e ampliado sobre comunicação social. Meta: Promover intercâmbios com outros municípios para aperfeiçoar os Sistemas Municipais de Informações Meta: Estabelecer relacionamento com o Fórum Nacional pela Democratização dos Meios de Comunicação. Meta: Aprofundar os relacionamentos com os diversos Conselhos Municipais.. Meta: Estabelecer parcerias com instituições públicas e privadas, para o desenvolvimento de projetos na área de comunicação social.

19 Lei nº 5.576/ fls SECRETARIA DE GOVERNO Diretriz: 008 Afirmar o sentido estratégico da comunicação, tanto para a construção da cidadania e da democracia, como para o exercício da governabilidade. Objetivo: Consolidar a perspectiva estratégica da comunicação, assegurando a interdependência política dos princípios norteadores: a impessoalidade, unidade de discurso, centralização política e comunicação integrada, entendidos como elementos estruturantes da formulação política e elaboração de projetos. Meta: Modernizar as condições operacionais, funcionais e administrativas da Comunicação Social.

20 Lei nº 5.576/ fls SECRETARIA DE GOVERNO Diretriz: 009 Ampliar e aprofundar o processo de democratização do Poder Público Municipal, qualificando canais já existentes e constituindo instrumentos capazes de assegurar a participação popular nas decisões sobre ações do governo, bem como sua transparência quanto ao planejamento e execução Objetivo: Ampliar e modernizar o Orçamento Participativo.. Meta: Ampliar a participação popular no Orçamento Participativo tanto através da freqüência em suas reuniões, como através de mecanismos eletrônicos de manifestação de opinião e/ou demanda. Meta: Viabilizar os meios, seja diretamente ou através de convênios com instituições publicas, para o desenvolvimento de pesquisas sobre o Orçamento Participativo. Objetivo: Manter relações permanentes e qualificadas de diálogo e colaboração com entidades e movimentos representativos da comunidade. Meta: Estabelecer processo permanente e contínuo de reuniões, no mínimo mensais, com as entidades e movimentos representativos da comunidade.

21 Lei nº 5.576/ fls SECRETARIA DE GOVERNO Diretriz: 010 Viabilizar a integração das várias áreas do Governo na execução das ações estratégicas de forma a potencializar recursos e garantir eficácia. Objetivo: Coordenar as ações do Governo, principalmente no que tange aos projetos, programas e áreas de serviço estratégico. Meta: Viabilizar projetos de interesse do Município. Meta: Incentivar a iniciativa privada para investimentos na cidade de Franca, principalmente nas periferias da cidade.

22 Lei nº 5.576/ fls SECRETARIA DE GOVERNO Diretriz: 011 Aparelhar o Município de forma a prevenir a ocorrência de eventos desastrosos e obter rapidez e eficácia no atendimento as populações porventura atingidas. Objetivo: Apontar os recursos de informação e comunicação necessários ao desenvolvimento das ações de Defesa Civil. Meta: Desenvolver uma política de defesa civil, a fim de contribuir de maneira significativa para a segurança da comunidade, face as situações de risco (desmoronamentos, enchentes, incêndios e outros).

23 Lei nº 5.576/ fls SECRETARIA DE GOVERNO Diretriz: 012 Executar o planejamento estratégico do governo, compatibilizar as decisões políticas de governo, o planejamento dos diversos órgãos da Administração Municipal e as prioridades apresentadas pela comunidade, incorporando as contribuições das diversas instâncias através do processo do Orçamento Participativo. Objetivo: Ampliar a participação no Orçamento Participativo. Meta: Incluir novos setores sociais, principalmente os grupos em desvantagem social e o público das entidades profissionais e sindicais no processo do Orçamento Participativo. Objetivo: Coordenar o processo de planejamento do governo, articulando as propostas dos órgãos municipais, fóruns, conselhos municipais, com as decisões estabelecidas pelo Orçamento Participativo. Meta: Construir instrumentos de planejamento capazes de orientar a ação do governo, conferindo-lhe racionalidade, organicidade, eficiência e eficácia.

24 Lei nº 5.576/ fls SECRETARIA DE GOVERNO Meta: Coordenar as propostas do Plano Plurianual, das diretrizes orçamentárias e dos orçamentos anuais da administração centralizada e promover a consolidação com os da administração indireta através do processo do Orçamento Participativo. Meta: Elaborar anualmente o plano de investimentos da prefeitura, articulando órgãos municipais e instâncias do Orçamento Participativo. Meta: Contribuir no processo de discussão do Orçamento Participativo, realizando a mediação e compatibilização entre os recursos existentes, as iniciativas institucionais e as demandas da comunidade. Meta: Contribuir para agilização da análise das demandas da comunidade pelos órgãos do governo. Meta: Promover a integração e capacitação dos agentes de Planejamento de cada órgão, afirmando-os como instrumento de planejamento interno articulados com a implementação e acompanhamento do processo do Orçamento Participativo. Meta: Coordenar os planos de trabalho elaborados pelos diversos órgãos da administração.

25 Lei nº 5.576/ fls SECRETARIA DE GOVERNO Objetivo: Qualificar e modernizar a administração. Meta: Construir a página do OP na Internet. Meta: Realizar cursos sobre Orçamento Participativo para os funcionários da administração. Meta: Apoiar os órgãos municipais na qualificação de suas ações, aproximando-os, ainda mais, das novas formas de participação popular. Objetivo: Construir os canais e mecanismos necessários ao aperfeiçoamento do Orçamento Participativo. Meta: Realizar Seminários Públicos sobre Orçamento Participativo aberto para o público em geral Meta: Criar um Centro de Referência de Documentação do Orçamento Participativo.

26 Lei nº 5.576/ fls SECRETARIA DE GOVERNO Meta: Implantar o uso de geoprocessamento no encaminhamento, análise e acompanhamento das demandas do Orçamento Participativo. Meta: Realizar anualmente seminários de capacitação de Delegados e Conselheiros em Orçamento Público e Dinâmica do Orçamento Participativo. Objetivo: Promover a consolidação de informações técnicas pertinentes à atuação do Governo e das demandas da comunidade. Meta: Aperfeiçoar o Sistema de Gerenciamento de Projetos, de forma a possibilitar o monitoramento do planejamento e do controle da execução Meta: Consolidar os planos de investimentos anuais, discriminando os cronogramas físico-financeiros de obras e atividades.

27 Lei nº 5.576/ fls SECRETARIA DE GOVERNO Objetivo: Planejar, analisar e controlar a execução orçamentária anual a partir das decisões estabelecidas pelas instâncias do governo e do OP. Meta: Planejar e controlar a execução orçamentária de forma a alcançar anualmente um equilíbrio orçamentário financeiro. Meta: Assegurar, através da utilização dos instrumentos de planejamento adequados, os recursos necessários para a execução dos serviços da cidade bem como para as obras do Plano de Investimentos, decididas pelo Orçamento Participativo.

28 Lei nº 5.576/ fls SECRETARIA DE GOVERNO Diretriz: 013 Construir políticas Públicas de Segurança, articuladas às Políticas Sociais, Urbanísticas e Culturais do município, visando estabelecer uma Segurança comunitária e cidadã. Objetivo: Construir a integração com os órgãos do Estado e da Federação, estabelecendo sistemática de análise e encaminhamento conjunto dos problemas relacionados à criminalidade e violência. Meta: Estabelecer reuniões periódicas para análise da situação e planejamento de ação conjunta com os órgãos de Segurança do Estado e Federação. Meta: Ampliar a colaboração recíproca através de mecanismos de comunicação integrada a fim de desenvolver ações contra a violência e a criminalidade na cidade. Meta: Estabelecer parcerias na aquisição de equipamentos de segurança para qualificar a ação integrada. Meta: Potencializar as ações dos órgãos municipais nas questões relativas a segurança em suas respectivas áreas.

29 Lei nº 5.576/ fls SECRETARIA DE GOVERNO Meta: Apoiar os Conselhos de Segurança dos Bairros (CONSEBS) existentes. Meta: Promover a criação de Conselhos de Segurança dos Bairros (CONSEBS) nas regiões onde ainda não existam. Objetivo: Manter e aprimorar a ação da Guarda Municipal, dotando-a de equipamentos, veículos e condições de exercer suas funções previstas na lei orgânica Meta: Completar o quadro de servidores da guarda até 2003 Meta: Concluir a implantação dos alarmes em prédios públicos até 2003 Objetivo: Apoiar as ações do Corpo de Bombeiros que atuam na cidade de Franca, previstas em convênio, em prol da segurança da população

30 Lei nº 5.576/ fls SECRETARIA DE GOVERNO Meta: Auxiliar, através de fornecimento de materiais e equipamentos, as áreas responsáveis pela segurança da comunidade francana Meta: Construir equipamentos e instalações para o Corpo de Bombeiros em parceria com a iniciativa privada

31 Lei nº 5.576/ fls SECRETARIA DE CONTROLE ADMINISTRATIVO Diretriz 001 Aperfeiçoar a sistemática de tributação e sua arrecadação Objetivo: Ampliar a arrecadação e reduzir a sonegação, facilitando o relacionamento fisco-contribuinte, através da implantação de sistemas eficazes de apuração e recebimento de tributos Meta: Aumentar a arrecadação própria em 1% ao ano acima da inflação Meta: Reduzir em 30% o tempo dispendido pelo contribuinte para assuntos referentes aos cadastros tributários da Prefeitura Meta: Capacitar todos os agentes de fiscalização e arrecadação de tributos até 2004 Meta: Informatizar todo o processo de arrecadação, incluindo rotinas e ação fiscal, até 2004, revisando a legislação Meta: Manter e ampliar a estrutura física e de pessoal dos setores de fiscalização e arrecadação

32 Lei nº 5.576/ fls SECRETARIA DE CONTROLE ADMINISTRATIVO Diretriz 002 Aperfeiçoar a sistemática de fiscalização e controle de uso do solo Objetivo: Ampliar a fiscalização e reduzir a atividade econômica irregular ou clandestina, através da implantação de sistemas eficazes de verificação do uso e ocupação do solo Meta: Reduzir o número de atividades econômicas sem licença da Prefeitura em 20% Meta: Reduzir o número de obras de construção civil sem licença prévia da Prefeitura em 20% Meta: Estruturar físicamente e com pessoal qualificado, inclusive equipamentos e veículos, o setor de fiscalização de obras e posturas, bem como aprovação de projetos Meta: Revisar a legislação edilícea e informatizar procedimentos, reduzindo prazos de tramitação de processos em 30% do tempo dispendido atualmente até 2004

33 Lei nº 5.576/ fls SECRETARIA DE CONTROLE ADMINISTRATIVO Meta: Manter e regularizar a situação dos mercadores populares urbanos Meta: Regularizar os parcelamentos clandestinos na bacia hidrográfica do rio Canoas

34 Lei nº 5.576/ fls SECRETARIA DE CONTROLE ADMINISTRATIVO Diretriz 003 Democratizar o acesso a legislação municipal para a administração e população em geral Objetivo: Disponibilizar os atos administrativos municipais, inclusive na Internet Meta: Informatizar toda a legislação municipal para a administração e população em geral, até 2003

35 Lei nº 5.576/ fls SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO ECONOMICO E SOCIAL Diretriz: 001 Projetar o município de Franca nos cenários nacional e internacional através do fortalecimento da sua principal vocação econômica Objetivo: Consolidar a imagem de Franca como Centro de Excelência na Produção de Calçados Meta: Realizar o I Encontro Nacional do Sapato e consolidar e evento de forma a atingir a proposta acima

36 Lei nº 5.576/ fls SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO ECONOMICO E SOCIAL Diretriz: 002 Desenvolver uma política de financiamento a pequenos e médios empreendedores Objetivo: Oportunizar acesso a linhas de financiamento a pequenos empreendimentos e a empreendedores individuais Meta: Garantir a continuidade da ação já desenvolvida e ampliar as condições de atendimento em 30% até 2004 Objetivo: Ampliar as áreas e distritos industriais Meta: Ampliar em parceria com a iniciativa privada o número de lotes destinados à construção de pequenas e médias empresas

37 Lei nº 5.576/ fls SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO ECONOMICO E SOCIAL Diretriz: 003 Promover a inclusão social através de políticas de microcrédito a empreendedores iniciantes Objetivo: Atender em financiamento inicial empreendedores iniciais que se encontram fora das políticas públicas e privadas de financiamentos convencionais Meta: Consolidar a política de inclusão, com atendimentos a duzentos e cinquenta empreendedores/ano

38 Lei nº 5.576/ fls SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO ECONOMICO E SOCIAL DIRETRIZ:- 004 Desenvolver uma política agropecuária municipal que integre ações federais, estaduais e municipais, visando o desenvolvimento sustentável, propiciando a geração de renda e a preservação ambiental. Objetivo: Desenvolver políticas de organização associativa e cooperativa Meta Promover o fortalecimento das Associações de Produtores Rurais, através do apoio e assessoria à organização, bem como comprar e vendar em grupo Objetivo: Qualificar e organizar os serviços de máquinas agrícolas junto às Associações de Produtores Rurais, implantando uma patrulha mecanizada Meta Dotar a Prefeitura de máquinas e veículos visando atender a instalação de novos programas Objetivo: Desenvolver políticas de valorização humana e profissional na zona rural Meta Realização de cursos de capacitação rural, de requalificação profissional e de geração de renda

39 Lei nº 5.576/ fls SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO ECONOMICO E SOCIAL Meta Realizar serviços de valorização humana, priorizando o acompanhamento social Objetivo: Agilizar o processo de emissão de certidões e certificados, desburocratizando os serviços e facilitando a obtenção de financiamentos bancários, transferências de imóveis, inventários, aposentadoria rural e registros de imóveis rurais. Meta Implantação da UMC - Unidade Municipal de Cadastramento, informatizando os serviços de atendimento do INCRA no município. Objetivo: Desenvolver políticas de geração de renda através da introdução de tecnologias agropecuárias mais adaptadas ao clima e solo da região, bem como ao mercado regional. Meta Implantação do PROVE É DE FRANCA - Programa de Verticalização da Produção Agrícola Familiar Meta Implantação da Incubadora Rural

ANEXO IX - DEMONSTRATIVO VII METAS E PRIORIDADES - COMPATIBILIZAÇÃO DA LEI DE DIRETRIZES ORÇAMENTÁRIAS COM O PLANO PLURIANUAL

ANEXO IX - DEMONSTRATIVO VII METAS E PRIORIDADES - COMPATIBILIZAÇÃO DA LEI DE DIRETRIZES ORÇAMENTÁRIAS COM O PLANO PLURIANUAL METAS E PRIORIDADES - COMPATIBILIZ DA LEI DE DIRETRIZES ORÇAMENTÁRIAS COM O PLANO PLURIANUAL TÍTULO PRODUTO TIPO DE META 2013 2001 Administração Legislativa Serviços Realizados ORÇAMENTÁRIA 95% 0001 GESTÃO

Leia mais

PODER EXECUTIVO - PROGRAMAS ESTRUTURADORES PLANO PLURIANUAL - 2010/2013 - Lei 6.716, de 22 de dezembro de 2010.

PODER EXECUTIVO - PROGRAMAS ESTRUTURADORES PLANO PLURIANUAL - 2010/2013 - Lei 6.716, de 22 de dezembro de 2010. 2001 Administração Legislativa Serviços Realizados Percentual 95% 0001 GESTÃO LEGISLATIVA E CIDADANIA 2002 Processamento Legislativo Ações Realizadas Percentual 95% 2003 Modernização Administrativa Gestão

Leia mais

LEI MUNICIPAL: CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

LEI MUNICIPAL: CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES LEI MUNICIPAL Nº 1.490/96 DE 05 DE FEVEREIRO DE 1996. DISPÕE SOBRE A REORGANIZAÇÃO ADMINISTRATIVA DA PREFEITURA MUNICIPAL DE PANAMBI, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. Panambi, e eu sanciono e promulgo a seguinte

Leia mais

Prefeitura Municipal de AJURICABA LDO - Lei de Diretrizes Orçamentárias - 2016 Anexo V - Meta Fiscal da Despesa - Rol de Programas

Prefeitura Municipal de AJURICABA LDO - Lei de Diretrizes Orçamentárias - 2016 Anexo V - Meta Fiscal da Despesa - Rol de Programas Página: 1 0000 OPERAÇÕES ESPECIAIS 101 Restituição de Recursos 4.000,00 5.000,00 6.000,00 201 Contribuição PASEP 290.000,00 300.000,00 310.000,00 301 Sentenças Judiciais e Precatórios 6.000,00 8.000,00

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE BETÂNIA Estado de Pernambuco LEI Nº 636 /2012 DE DIRETRIZES ORÇAMENTÁRIAS 2013 Anexo de Prioridades e Metas ( Sintético )

PREFEITURA MUNICIPAL DE BETÂNIA Estado de Pernambuco LEI Nº 636 /2012 DE DIRETRIZES ORÇAMENTÁRIAS 2013 Anexo de Prioridades e Metas ( Sintético ) Anexo de Prioridades e s ( Sintético ) s Processo Legislativo Administração Legislativa Planejamento Governamental Gestão Política Administrativa Suporte Administrativo Garantir o exercício da função legislativa

Leia mais

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO SECRETARIA DO DESENVOLVIMENTO, TRABALHO E SOLIDARIEDADE

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO SECRETARIA DO DESENVOLVIMENTO, TRABALHO E SOLIDARIEDADE LEI nº, de de (Projeto de Lei nº 00/04, do Executivo) Institui o Programa Oportunidade Solidária, estabelece princípios fundamentais e objetivos da Política de Fomento à Economia Popular Solidária do Município

Leia mais

ANEXO I PROGRAMA ESTADUAL DE PROTEÇÃO SOCIAL BÁSICA E ESPECIAL, DA REDE SOCIAL SÃO PAULO

ANEXO I PROGRAMA ESTADUAL DE PROTEÇÃO SOCIAL BÁSICA E ESPECIAL, DA REDE SOCIAL SÃO PAULO ANEXO I PROGRAMA ESTADUAL DE PROTEÇÃO SOCIAL BÁSICA E ESPECIAL, DA REDE SOCIAL SÃO PAULO I- DA PROTEÇÃO SOCIAL BÁSICA. II- DA PROTEÇÃO SOCIAL ESPECIAL. III- DO CO-FINANCIAMENTO E DOS REQUISITOS, PARA O

Leia mais

Desenvolvimento Agrícola e Meio Ambiente

Desenvolvimento Agrícola e Meio Ambiente p Relatório Consulta Pública Região Sudeste Oficinas 274 pessoas se credenciaram para participar das oficinas na cidade de Natividade. Foi solicitado à elas que elencassem as demandas e problemas regionais.

Leia mais

ANEXO IV PROPOSTAS APROVADAS NA CONFERÊNCIA ESTADUAL. Eixo MOBILIZAÇÃO IMPLEMENTAÇÃO MONITORAMENTO

ANEXO IV PROPOSTAS APROVADAS NA CONFERÊNCIA ESTADUAL. Eixo MOBILIZAÇÃO IMPLEMENTAÇÃO MONITORAMENTO PROPOSTAS APROVADAS NA CONFERÊNCIA ESTADUAL ANEXO IV Eixo MOBILIZAÇÃO IMPLEMENTAÇÃO MONITORAMENTO 1-Promoção dos Direitos de Crianças e Adolescentes Buscar apoio das esferas de governo (Federal e Estadual)

Leia mais

PREFEITURA DE XINGUARA

PREFEITURA DE XINGUARA 50/000-20 Anexo IV - Programas, Metas e Ações - (PPA Inicial) Página de 5 Programa: 000 AÇÃO LEGISLATIVA Manutenção da CMX através do apoio financeiro às atividades legislativas, custeio de despesas administrativas,

Leia mais

LEI Nº 310/2009, DE 15 DE JUNHO DE 2009.

LEI Nº 310/2009, DE 15 DE JUNHO DE 2009. LEI Nº 310/2009, DE 15 DE JUNHO DE 2009. DISPÕE SOBRE A REESTRUTURAÇÃO DO DEPARTAMENTO MUNICIPAL DE SAÚDE, CRIAÇÃO DO DEPARTAMENTO DE ASSISTÊNCIA E DESENVOLVIMENTO SOCIAL, DA DIVISÃO DE MEIO-AMBIENTE E

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CRUZEIRO DO SUL PPA 2010/2013 CLASSIFICAÇÃO DOS PROGRAMAS E AÇÕES POR FUNÇÃO E SUBFUNÇÃO SUBFUNÇÃO PROGRAMA AÇÃO

PREFEITURA MUNICIPAL DE CRUZEIRO DO SUL PPA 2010/2013 CLASSIFICAÇÃO DOS PROGRAMAS E AÇÕES POR FUNÇÃO E SUBFUNÇÃO SUBFUNÇÃO PROGRAMA AÇÃO FUNÇÃO: 01 - LEGISLATIVA 031 Ação Legislativa 0001 - Execução da Ação Legislativa Manutenção das Atividades Legislativas FUNÇÃO: 02 - JUDICIÁRIA 122 Administração Geral 0006 - Defesa Jurídica do Município

Leia mais

Código Especificação Projetos Atividades Oper. Especiais Total

Código Especificação Projetos Atividades Oper. Especiais Total Estado do Paraná Programa de Trabalho Folha: 1 Órgão...: 02 SECRETARIA MUNICIPAL DE GOVERNO Unidade Orçamentária: 02.01 GOVERNO MUNICIPAL 04.000.0000.0.000.000 Administração 44.113,54 44.113,54 04.122.0000.0.000.000

Leia mais

MUNICÍPIO DE CARAPEBUS LDO 2015 ANEXO DE METAS E PRIORIDADES METAS E PRIORIDADES 2015

MUNICÍPIO DE CARAPEBUS LDO 2015 ANEXO DE METAS E PRIORIDADES METAS E PRIORIDADES 2015 - 1350 Página 1 PROGRAMA 0000 ENCARGOS ESPECIAIS OBJETIVO DAR SUPORTE A DIVIDA CONTRATADA ORIUNDA DE PARCELAMENTOS, SUBVENÇÕES E DEMAIS OPERAÇÕES ESPECIAIS. 0010 AMORTIZAÇÃO PARCELAMENTO/ENCARGOS SOBRE

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CRUZEIRO DO SUL PPA 2010/2013 CLASSIFICAÇÃO DOS PROGRAMAS E AÇÕES POR FUNÇÃO E SUBFUNÇÃO SUBFUNÇÃO PROGRAMA AÇÃO

PREFEITURA MUNICIPAL DE CRUZEIRO DO SUL PPA 2010/2013 CLASSIFICAÇÃO DOS PROGRAMAS E AÇÕES POR FUNÇÃO E SUBFUNÇÃO SUBFUNÇÃO PROGRAMA AÇÃO FUNÇÃO: 01 - LEGISLATIVA 31 Ação Legislativa 0001- Execução da Ação Legislativa 2001 - Manutenção das Atividades Legislativas da Câmara Municipal FUNÇÃO: 02 - JUDICIÁRIA 122 Administração Geral 0006- Defesa

Leia mais

DECRETO Nº 31646. de 20 de fevereiro de 2014.

DECRETO Nº 31646. de 20 de fevereiro de 2014. DECRETO Nº 31646 de 20 de fevereiro de 2014. Reorganiza o detalhamento da estrutura básica da Secretaria de Desenvolvimento e Assistência Social. SEBASTIÃO ALMEIDA, PREFEITO DA CIDADE DE GUARULHOS, no

Leia mais

PREFEITURA DE SÃO JOSÉ DO RIO PRETO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO, CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO

PREFEITURA DE SÃO JOSÉ DO RIO PRETO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO, CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO PROGRAMA DE METAS Gestão 2013/2016 APRESENTAÇÃO... 2 I - VISÃO DO MUNICÍPIO... 3 II COMPROMISSO... 3 III PRINCÍPIOS DE GESTÃO... 3 IV DIRETRIZES ESTRATÉGIAS... 4 PROGRAMA DE METAS DESENVOLVIMENTO URBANO...

Leia mais

Política Nacional de Museus Bases para a Política Nacional de Museus

Política Nacional de Museus Bases para a Política Nacional de Museus Política Nacional de Museus Bases para a Política Nacional de Museus APRESENTAÇÃO Ao se propor a sistematização de uma política pública voltada para os museus brasileiros, a preocupação inicial do Ministério

Leia mais

AUDIÊNCIA PÚBLICA PLANO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO jun/15 GRUPO I META 1

AUDIÊNCIA PÚBLICA PLANO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO jun/15 GRUPO I META 1 AUDIÊNCIA PÚBLICA PLANO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO jun/15 GRUPO I META 1 Universalizar, até 2016, a educação infantil na pré-escola para as crianças de 4 (quatro) a 5 (cinco) anos de idade e ampliar a oferta

Leia mais

01. Câmara Municipal. 02. Secretaria Municipal de Governo. 03. Gabinete do Vice-Prefeito. 04. Procuradoria Geral do Município

01. Câmara Municipal. 02. Secretaria Municipal de Governo. 03. Gabinete do Vice-Prefeito. 04. Procuradoria Geral do Município Estrutura Administrativa e Principais 01. Câmara Municipal - Lei Orgânica do Município de Teresina, de 05 de abril de 1991. - Votar o Orçamento Anual e o Plano Plurianual, bem como autorizar abertura de

Leia mais

MIGUEL SCHMITT-PRYM, Prefeito Municipal de Panambi, Faço saber que a Câmara Municipal de Vereadores aprovou e eu sanciono e promulgo a seguinte

MIGUEL SCHMITT-PRYM, Prefeito Municipal de Panambi, Faço saber que a Câmara Municipal de Vereadores aprovou e eu sanciono e promulgo a seguinte LEI MUNICIPAL Nº 1.528/96 DE 23 DE OUTUBRO DE 1996. INSTITUI NOVA ESTRUTURA ADMINISTRATIVA ORGANIZACIONAL DA PREFEITURA MUNICIPAL DE PANAMBI, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. MIGUEL SCHMITT-PRYM, Prefeito Municipal

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PRESIDENTE KUBITSCHEK Estado de Minas Gerais MENSAGEM Nº

PREFEITURA MUNICIPAL DE PRESIDENTE KUBITSCHEK Estado de Minas Gerais MENSAGEM Nº MENSAGEM Nº Senhores membros da Câmara Municipal, Submeto à elevada deliberação de V. Exªs. o texto do projeto de lei que institui o Plano Plurianual para o período de 2002 a 2005. Este projeto foi elaborado

Leia mais

CIEDS, Centro Integrado de Estudos e Programas de Desenvolvimento Sustentável Missão:

CIEDS, Centro Integrado de Estudos e Programas de Desenvolvimento Sustentável Missão: O CIEDS, Centro Integrado de Estudos e Programas de Desenvolvimento Sustentável, é uma Instituição Social Sem Fins Lucrativos, de Utilidade Pública Federal, fundada em 1998, com sede na cidade do Rio de

Leia mais

Câmara Municipal de Volta Redonda RJ PROGRAMA Nº - 132

Câmara Municipal de Volta Redonda RJ PROGRAMA Nº - 132 PROGRAMA Nº - 132 Benefícios Eventuais SUB-FUNÇÃO: 244 ASSISTÊNCIA COMUNITÁRIA Implantar e implementar serviços de Benefícios Eventuais. Operacionalização para concessão dos Benefícios Eventuais - Art.

Leia mais

Plano Decenal dos Direitos Humanos de Crianças e Adolescentes

Plano Decenal dos Direitos Humanos de Crianças e Adolescentes Plano Decenal dos Direitos Humanos de Crianças e Adolescentes EIXO 1 PROMOÇÃO DOS DIREITOS DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES Diretriz 01 - Promoção da cultura do respeito e da garantia dos direitos humanos de

Leia mais

Demonstrativo de Funções, Subfunções e Programas por Projetos e Atividades - Anexo VII

Demonstrativo de Funções, Subfunções e Programas por Projetos e Atividades - Anexo VII 01 Legislativa 3.000.000 52.200.000 55.200.000 01031 Ação Legislativa 7.834.000 7.834.000 010310028 ATUAÇÃO LEGISLATIVA DA CÂMARA MUNICIPAL DE 7.834.000 7.834.000 01122 Administração Geral 3.000.000 38.140.000

Leia mais

CONFERÊNCIA LIVRE DO SISTEMA DE JUSTIÇA MPPR/ OAB/ TJ CONFERÊNCIA NACIONAL DE SEGURANÇA PÚBLICA - CONSEG

CONFERÊNCIA LIVRE DO SISTEMA DE JUSTIÇA MPPR/ OAB/ TJ CONFERÊNCIA NACIONAL DE SEGURANÇA PÚBLICA - CONSEG CONFERÊNCIA LIVRE DO SISTEMA DE JUSTIÇA MPPR/ OAB/ TJ Princípio A segurança pública deve promover a cidadania e prevenir a criminalidade. Princípio As políticas de segurança pública devem ser transversais.

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO MATEUS ESTADO DO ESPÍRITO SANTO GABINETE DO PREFEITO

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO MATEUS ESTADO DO ESPÍRITO SANTO GABINETE DO PREFEITO 1 LEI COMPLEMENTAR Nº. 049/2011 CRIA A COORDENADORIA MUNICIPAL DA CONTADORIA GERAL, INSERE O ARTIGO 164-A, ALTERA O E III, SUPRIME OS INCISOS VI, VIII, XI, XVI, XVII, XX, XXII, XXIII, XXV, XXVII DO ART.

Leia mais

Propostas da LDO 2013

Propostas da LDO 2013 Propostas da LDO 2013 Secretaria Municipal de Educação Complementação da Merenda Escolar; Reforma de Escolas; Construção de Escolas; Reparos em Escolas; Construção de Espaços para prática de Educação Física;

Leia mais

Gestão Participativa em BH. Belo Horizonte, 01 de dezembro 2010

Gestão Participativa em BH. Belo Horizonte, 01 de dezembro 2010 Gestão Participativa em BH Belo Horizonte, 01 de dezembro 2010 1 Gestão Participativa em BH Belo Horizonte tem um longo histórico de gestão democrático-popular; Existe forte determinação política para:

Leia mais

Prefeitura Municipal de Nova Mutum

Prefeitura Municipal de Nova Mutum LEI Nº 1.854, DE 20 DE ABRIL DE 2015. Dispõe sobre a Política Municipal dos Direito da Pessoa Idosa e cria o Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa Idosa e dá outras providências. O Sr. Leandro Félix

Leia mais

8ª CONFERÊNCIA ESTADUAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DE MINAS GERAIS

8ª CONFERÊNCIA ESTADUAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DE MINAS GERAIS 8ª CONFERÊNCIA ESTADUAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DE MINAS GERAIS DOCUMENTO FINAL EIXO 1 PROMOÇÃO DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE Ações de mobilização: 1. Ampla mobilização, por

Leia mais

6. PLANO DE ARTICULAÇÃO INSTITUCIONAL

6. PLANO DE ARTICULAÇÃO INSTITUCIONAL 6. PLANO DE ARTICULAÇÃO INSTITUCIONAL O processo de implantação do Plano de Articulação Institucional (PAI) foi objeto de releitura, a partir da emissão do Ofício 02001.009795/2013-60 GABIN/PRESI/IBAMA,

Leia mais

DIRETRIZES GERAIS PARA ELABORAÇÃO DE UM PLANO DE GOVERNO

DIRETRIZES GERAIS PARA ELABORAÇÃO DE UM PLANO DE GOVERNO DIRETRIZES GERAIS PARA ELABORAÇÃO DE UM PLANO DE GOVERNO POR UM CEARÁ MELHOR PRA TODOS A COLIGAÇÃO POR UM CEARA MELHOR PRA TODOS, com o objetivo de atender à Legislação Eleitoral e de expressar os compromissos

Leia mais

PROPOSTAS APROVADAS NA PLENÁRIA FINAL DA VII CONFERÊNCIA NACIONAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL

PROPOSTAS APROVADAS NA PLENÁRIA FINAL DA VII CONFERÊNCIA NACIONAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL PROPOSTAS APROVADAS NA PLENÁRIA FINAL DA VII CONFERÊNCIA NACIONAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL EIXO 1 Processo Histórico da Participação Popular no País: nossa cidade e territórios em movimento; Trajetória e

Leia mais

LEI Nº 3978, de 27 de dezembro de 2005

LEI Nº 3978, de 27 de dezembro de 2005 Carregando a Lei. Aguarde, Por Favor. LEI Nº 3978, de 27 de dezembro de 2005 INSTITUI PROGRAMA OSASCO SOLIDÁRIA, ESTABELECE PRINCÍPIOS FUNDAMENTAIS E OBJETIVOS DA POLÍTICA DE FOMENTO À ECONOMIA POPULAR

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE MOGI DAS CRUZES PLANO DE GOVERNO 2009 / 2012 EDUCAÇÃO

PREFEITURA MUNICIPAL DE MOGI DAS CRUZES PLANO DE GOVERNO 2009 / 2012 EDUCAÇÃO PREFEITURA MUNICIPAL DE MOGI DAS CRUZES PLANO DE GOVERNO 2009 / 2012 EDUCAÇÃO O que buscamos Proporcionar educação com qualidade social para todas as crianças. Erradicar o analfabetismo, ampliar o nível

Leia mais

LEI N.º 7.390, DE 6 DE MAIO DE 2015

LEI N.º 7.390, DE 6 DE MAIO DE 2015 LEI N.º 7.390, DE 6 DE MAIO DE 2015 Institui o Sistema Municipal de Assistência Social do Município de Santo Antônio da Patrulha e dá outras providências. O PREFEITO MUNICIPAL de Santo Antônio da Patrulha,

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº 141, DE 03 DE SETEMBRO DE 2009.

LEI COMPLEMENTAR Nº 141, DE 03 DE SETEMBRO DE 2009. LEI COMPLEMENTAR Nº 141, DE 03 DE SETEMBRO DE 2009. O GOVERNADOR DO ESTADO DE PERNAMBUCO: Dispõe sobre o Modelo Integrado de Gestão do Poder Executivo do Estado de Pernambuco. Faço saber que a Assembléia

Leia mais

LEI MUNICIPAL Nº. 3.257/2011 DE 22 DE AGOSTO DE 2011.

LEI MUNICIPAL Nº. 3.257/2011 DE 22 DE AGOSTO DE 2011. LEI MUNICIPAL Nº. 3.257/2011 DE 22 DE AGOSTO DE 2011. DISPÕE SOBRE AS DIRETRIZES PARA A ELABORAÇÃO DA LEI ORÇAMENTÁRIA PARA O EXERCÍCIO FINANCEIRO DE 2.012 E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS A Câmara Municipal de

Leia mais

LEI Nº 445 DE 07 DE JUNHO DE 2004. O GOVERNADOR DO ESTADO DE RORAIMA: Faço saber que a Assembléia Legislativa aprovou e eu sanciono a seguinte Lei:

LEI Nº 445 DE 07 DE JUNHO DE 2004. O GOVERNADOR DO ESTADO DE RORAIMA: Faço saber que a Assembléia Legislativa aprovou e eu sanciono a seguinte Lei: LEI Nº 445 DE 07 DE JUNHO DE 2004 Dispõe sobre a Educação Ambiental, institui a Política Estadual de Educação Ambiental, cria o Programa Estadual de Educação Ambiental e complementa a Lei Federal nº 9.795/99,

Leia mais

Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos Secretaria Executiva de Desenvolvimento e Assistência Social Gerência de Planejamento,

Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos Secretaria Executiva de Desenvolvimento e Assistência Social Gerência de Planejamento, Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos Secretaria Executiva de Desenvolvimento e Assistência Social Gerência de Planejamento, Projetos e Capacitação Ministério do Desenvolvimento Social

Leia mais

Rede de Defesa e Segurança

Rede de Defesa e Segurança Rede de Defesa e Segurança 1 PROGRAMA ALIANÇA PELA VIDA Objetivo: Estruturar ações integradas de prevenção, acolhimento e tratamento dos usuários e dependentes de álcool e outras drogas e seus familiares,

Leia mais

Prefeitura Municipal de Vitória Estado do Espírito Santo DECRETO N 12.653

Prefeitura Municipal de Vitória Estado do Espírito Santo DECRETO N 12.653 Prefeitura Municipal de Vitória Estado do Espírito Santo DECRETO N 12.653 Estabelece a forma de organização e regulamenta o funcionamento das unidades administrativas da Secretaria de Trabalho e Geração

Leia mais

Educação Infantil ESTRATÉGIAS:

Educação Infantil ESTRATÉGIAS: Educação Infantil META 1: Ampliar a oferta de educação infantil de forma a atender, em 100% da população de 4 e 5 anos até 2016 e, até o final da década, alcançar a meta de 50% das crianças de 0 a 3 anos,

Leia mais

Anexo 1 - Resolução 016/2011 - CONSUN. Plano de Desenvolvimento Institucional PDI

Anexo 1 - Resolução 016/2011 - CONSUN. Plano de Desenvolvimento Institucional PDI Plano de Desenvolvimento Institucional PDI 13 I ENSINO DE GRADUAÇÃO Objetivo 1 - Buscar continuamente a excelência nos cursos de graduação 1. Avaliar continuamente o processo educativo, em consonância

Leia mais

Carta de Joinville 1) Sobre o Financiamento

Carta de Joinville 1) Sobre o Financiamento Carta de Joinville Os Secretários e Secretárias Municipais de Saúde, reunidos no XXIII Congresso Nacional das Secretarias Municipais de Saúde e IV Congresso Brasileiro de Saúde, Cultura de Paz e Não-Violência,

Leia mais

Carta Aberta aos candidatos e candidatas às prefeituras e Câmaras Municipais

Carta Aberta aos candidatos e candidatas às prefeituras e Câmaras Municipais Carta Aberta aos candidatos e candidatas às prefeituras e Câmaras Municipais Estatuto da Criança e do Adolescente: 18 anos, 18 Compromissos A criança e o adolescente no centro da gestão municipal O Estatuto

Leia mais

Desenvolvimento Agrícola e Meio Ambiente

Desenvolvimento Agrícola e Meio Ambiente p Relatório Consulta Bico do Papagaio Oficinas 279 pessoas se credenciaram para participar das oficinas na cidade de Tocantinópolis. Foi solicitado à elas que elencassem as demandas e problemas regionais.

Leia mais

PLANO DE AÇÃO E DE APLICAÇÃO CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE REDE CARDUME GUARUJÁ SÃO PAULO

PLANO DE AÇÃO E DE APLICAÇÃO CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE REDE CARDUME GUARUJÁ SÃO PAULO PLANO DE AÇÃO E DE APLICAÇÃO CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE REDE CARDUME GUARUJÁ SÃO PAULO ÍNDICE INTRODUÇÃO... 3 LINHAS DE AÇÃO... 4 AÇÕES ESPECÍFICAS... 5 CAMPANHAS... 6

Leia mais

LEI N. 410/99 LEI: 1º.- A subscrição de ações, por aumento de capital das Sociedades de Economia Mista, será objeto de Lei especial.

LEI N. 410/99 LEI: 1º.- A subscrição de ações, por aumento de capital das Sociedades de Economia Mista, será objeto de Lei especial. LEI N. 410/99 DISPÕE SOBRE AS DIRETRIZES ORÇAMENTÁRIAS PARA O EXERCÍCIO DE 2000, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. O Prefeito Municipal de São José do Cerrito, Faço saber a todos os habitantes deste Município

Leia mais

Políticas Setoriais Secretarias Municipais: Saúde, Assistência Social, Educação, Direitos Humanos(quando houver). Participações Desejáveis

Políticas Setoriais Secretarias Municipais: Saúde, Assistência Social, Educação, Direitos Humanos(quando houver). Participações Desejáveis PARÂMETROS PARA A CONSTITUIÇÃO DAS COMISSÕES INTERSETORIAIS DE ACOMPANHAMENTO DO PLANO NACIONAL DE PROMOÇÃO, PROTEÇÃO E DEFESA DO DIREITO DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES À CONVIVÊNCIA FAMILIAR E COMUNITÁRIA

Leia mais

A CÂMARA MUNICIPAL DE CAIAPÔNIA, ESTADO DE GOIÁS, APROVA E EU, PREFEITO MUNICIPAL, SANCIONO A SEGUINTE LEI: TÍTULO II DISPOSIÇÕES GERAIS

A CÂMARA MUNICIPAL DE CAIAPÔNIA, ESTADO DE GOIÁS, APROVA E EU, PREFEITO MUNICIPAL, SANCIONO A SEGUINTE LEI: TÍTULO II DISPOSIÇÕES GERAIS LEI N o 1.633 DE 14 DE JANEIRO DE 2013. DEFINE A NOVA ESTRUTURA ADMINISTRATIVA DO MUNICÍPIO DE CAIAPÔNIA E DETERMINA OUTRAS PROVIDÊNCIAS A CÂMARA MUNICIPAL DE CAIAPÔNIA, ESTADO DE GOIÁS, APROVA E EU, PREFEITO

Leia mais

Prefeitura Municipal de Conceição da Feira-BA

Prefeitura Municipal de Conceição da Feira-BA ANO. 2014 DO MUNICÍPIO DE CONCEIÇÃO DA FEIRA - BAHIA A Prefeitura Municipal de Conceição da Feira, Estado Da Bahia Visando a Transparência dos Seus Atos Vem PUBLICAR. 1 LEI Nº 625/2014 DISPÕE SOBRE A CRIAÇÃO

Leia mais

ESTADO DO ACRE PREFEITURA DE MÂNCIO LIMA GABINETE DO PREFEITO LEI Nº 308/2013 MÂNCIO LIMA-ACRE, 15 DE MARÇO DE 2013.

ESTADO DO ACRE PREFEITURA DE MÂNCIO LIMA GABINETE DO PREFEITO LEI Nº 308/2013 MÂNCIO LIMA-ACRE, 15 DE MARÇO DE 2013. LEI Nº 308/2013 MÂNCIO LIMA-ACRE, 15 DE MARÇO DE 2013. ALTERA A LEI Nº 306/012 DE 17 DE DEZEMBRO DE 2012, QUE DISPÕE SOBRE A ESTRUTURA ORGANIZACIONAL DA PREFEITURA MUNICIPAL DE MÂNCIO LIMA- ACRE, E DÁ

Leia mais

Desenvolvimento Agrícola e Meio Ambiente

Desenvolvimento Agrícola e Meio Ambiente p Relatório Consulta Pública Região Nordeste Oficinas 334 pessoas se credenciaram para participar das oficinas na cidade de Pedro Afonso. Foi solicitado à elas que elencassem as demandas e problemas regionais.

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº 17 DE 24 DE ABRIL DE 2013.

LEI COMPLEMENTAR Nº 17 DE 24 DE ABRIL DE 2013. LEI COMPLEMENTAR Nº 17 DE 24 DE ABRIL DE 2013. Dispõe sobre a criação e extinção de cargos no quadro de pessoal do Município de Turvolândia e dá outras providências. O Povo do Município de Turvolândia,

Leia mais

LEI Nº 1528/2004. A CÂMARA MUNICIPAL DE ARAUCÁRIA, Estado do Paraná, aprovou, e eu, Prefeito Municipal, sanciono a seguinte Lei:

LEI Nº 1528/2004. A CÂMARA MUNICIPAL DE ARAUCÁRIA, Estado do Paraná, aprovou, e eu, Prefeito Municipal, sanciono a seguinte Lei: LEI Nº 1528/2004 "INSTITUI O SISTEMA MUNICIPAL DE ENSINO DO MUNICÍPIO DE ARAUCÁRIA, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS". A CÂMARA MUNICIPAL DE ARAUCÁRIA, Estado do Paraná, aprovou, e eu, Prefeito Municipal, sanciono

Leia mais

Página 1 de 8. Faço saber que a Assembléia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

Página 1 de 8. Faço saber que a Assembléia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro decreta e eu sanciono a seguinte Lei: Página 1 de 8 LEI Nº 3325, de 17 de dezembro de 1999 Dispõe sobre a educação ambiental, institui a política estadual de educação ambiental, cria o Programa estadual de Educação Ambiental e complementa

Leia mais

MINUTA DE PROJETO DE LEI

MINUTA DE PROJETO DE LEI MINUTA DE PROJETO DE LEI DISPÕE SOBRE A POLÍTICA MUNICIPAL DE SANEAMENTO AMBIENTAL E O PLANO MUNICIPAL DE SANEAMENTO AMBIENTAL DE PENÁPOLIS O PREFEITO DO MUNICÍPIO DE PENÁPOLIS, no uso de suas atribuições

Leia mais

Das diretrizes gerais

Das diretrizes gerais PROJETO DE LEI Nº, DE 2013 (Do Sr. Anderson Ferreira) Dispõe sobre o Estatuto da Família e dá outras providências. O Congresso Nacional decreta: Art. 1º Esta Lei institui o Estatuto da Família e dispõe

Leia mais

COLIGAÇÃO INOVAR É PRECISO PROPOSTA DE GOVERNO 2013/2016

COLIGAÇÃO INOVAR É PRECISO PROPOSTA DE GOVERNO 2013/2016 COLIGAÇÃO INOVAR É PRECISO PROPOSTA DE GOVERNO 2013/2016 ADMINISTRAÇÃO MUNICIPAL Implantar o Plano Diretor. Implantar o Orçamento participativo. Valorização pessoal do funcionário público municipal. Implantação

Leia mais

Governo Municipal de Serrinha ORÇAMENTO PROGRAMA PARA 2015 - Consolidado

Governo Municipal de Serrinha ORÇAMENTO PROGRAMA PARA 2015 - Consolidado 01 Camara Municipal de Serrinha Atribuições: Dar cumprimento ás funções básicas do Poder Legislativo, fiscalizar e exercer o controle externo do Poder Executivo, dar cumprimento ao exercício qualificado

Leia mais

Proteção Social Básica para Juventude

Proteção Social Básica para Juventude Proteção Social Básica para Juventude Orientação para a implantação do Projeto Agente Jovem de Desenvolvimento Social e Humano Tem esta orientação para implantação do projeto Agente Jovem de Desenvolvimento

Leia mais

Código Especificação Fiscal Seg.Social Investimentos Total

Código Especificação Fiscal Seg.Social Investimentos Total 100 Fortalecimento da Atuação Legislativa 8.475.000 8.475.000 101 Fortalecimento do Controle Externo Estadual 80.649.880 80.649.880 102 Fortalecimento do Controle Externo Municipal 3.245.000 3.245.000

Leia mais

SISTEMA DE PARTICIPAÇÃO POPULAR E CIDADÃ

SISTEMA DE PARTICIPAÇÃO POPULAR E CIDADÃ SISTEMA DE PARTICIPAÇÃO POPULAR E CIDADÃ 1 1. Participação regular dos cidadãos no processo de definição das políticas públicas e definição das diretrizes para o desenvolvimento. 2. Deslocamento das prioridades

Leia mais

DECRETO Nº 8.243, DE 23 DE MAIO DE 2014

DECRETO Nº 8.243, DE 23 DE MAIO DE 2014 Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos DECRETO Nº 8.243, DE 23 DE MAIO DE 2014 Institui a Política Nacional de Participação Social - PNPS e o Sistema Nacional de Participação

Leia mais

10TT - Monitoramento da Recuperação Ambiental da Bacia Carbonífera de Santa Catarina. Unidade de Medida: % de execução física Especificação do Produto

10TT - Monitoramento da Recuperação Ambiental da Bacia Carbonífera de Santa Catarina. Unidade de Medida: % de execução física Especificação do Produto Programa 2067 - Resíduos Sólidos 10TT - Monitoramento da Recuperação Ambiental da Bacia Carbonífera de Santa Catarina Tipo: Projeto Número de Ações 10 Esfera: 10 - Orçamento Fiscal Função: 18 - Gestão

Leia mais

SÃO BERNARDO DO CAMPO

SÃO BERNARDO DO CAMPO 1 PPA Participativo 2014-2017 Prestação de Contas O PPA Participativo 2014-2017 em números 21 plenárias 13.471 participantes 200 grupos de trabalho 400 diretrizes 55 programas e ações R$ 18,6 bilhões 3

Leia mais

EIXO DE TRABALHO 01 DIREITO A CIDADANIA, PARTICIPAÇÃO SOCIAL E POLÍTICA E A REPRESENTAÇÃO JUVENIL

EIXO DE TRABALHO 01 DIREITO A CIDADANIA, PARTICIPAÇÃO SOCIAL E POLÍTICA E A REPRESENTAÇÃO JUVENIL EIXO DE TRABALHO 01 DIREITO A CIDADANIA, PARTICIPAÇÃO SOCIAL E POLÍTICA E A REPRESENTAÇÃO JUVENIL Proposta I Fomentar a criação de grêmios estudantis, fóruns de juventude, diretórios centrais de estudantes,

Leia mais

LEI Diretrizes Regime de colaboração articulação interfederativa Participação Fórum das Entidades Garantia do acesso Indicadores de acompanhamento

LEI Diretrizes Regime de colaboração articulação interfederativa Participação Fórum das Entidades Garantia do acesso Indicadores de acompanhamento PNE PME LEI Diretrizes Regime de colaboração articulação interfederativa Participação Fórum das Entidades Garantia do acesso Indicadores de acompanhamento locais e nacionais (prova Brasil e IDEB) 10% do

Leia mais

ESTADO DA PARAÍBA PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTO ANDRE

ESTADO DA PARAÍBA PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTO ANDRE LEI Nº 354/2014 Dispõe sobre a Política Municipal de Saneamento Básico, cria o Conselho Municipal de Saneamento Básico e o Fundo Municipal de Saneamento de Básico, e dá outras providências. A Prefeita

Leia mais

GUIA DE ARGUMENTOS DE VENDAS

GUIA DE ARGUMENTOS DE VENDAS GUIA DE ARGUMENTOS DE VENDAS O Plano Diretor é uma lei municipal que estabelece diretrizes para a ocupação da cidade. Ele deve identificar e analisar as características físicas, as atividades predominantes

Leia mais

Dispõe sobre a política nacional do idoso, cria o Conselho Nacional do Idoso e dá outras providências.. CAPÍTULO I. Da Finalidade

Dispõe sobre a política nacional do idoso, cria o Conselho Nacional do Idoso e dá outras providências.. CAPÍTULO I. Da Finalidade Dispõe sobre a política nacional do idoso, cria o Conselho Nacional do Idoso e dá outras providências.. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte lei:

Leia mais

PORTARIA NORMATIVA INTERMINISTERIAL Nº- 17, DE 24 DE ABRIL DE 2007

PORTARIA NORMATIVA INTERMINISTERIAL Nº- 17, DE 24 DE ABRIL DE 2007 PORTARIA NORMATIVA INTERMINISTERIAL Nº- 17, DE 24 DE ABRIL DE 2007 Institui o Programa Mais Educação, que visa fomentar a educação integral de crianças, adolescentes e jovens, por meio do apoio a atividades

Leia mais

O Suas Sistema Único da Assistência Social em perspectiva Valéria Cabral Carvalho, CRESS nº 0897 Luiza Maria Lorenzini Gerber, CRESS nº 0968

O Suas Sistema Único da Assistência Social em perspectiva Valéria Cabral Carvalho, CRESS nº 0897 Luiza Maria Lorenzini Gerber, CRESS nº 0968 O Suas Sistema Único da Assistência Social em perspectiva Valéria Cabral Carvalho, CRESS nº 0897 Luiza Maria Lorenzini Gerber, CRESS nº 0968 Com a Constituição Federal de 1988, a Assistência Social passa

Leia mais

2. Disseminar o conhecimento gerado no Instituto Federal do Amazonas.

2. Disseminar o conhecimento gerado no Instituto Federal do Amazonas. Extensão ETENSÃO A implementação da politica de Extensão, no Instituto Federal do Amazonas reafirma a missão deste Instituto e seu comprometimento com o desenvolvimento local e regional promovendo a integração

Leia mais

O PREFEITO MUNICIPAL DE SÃO BENEDITO, no uso de suas atribuições legais, faz saber que a Câmara Municipal, aprovou e eu sanciono a seguinte Lei:

O PREFEITO MUNICIPAL DE SÃO BENEDITO, no uso de suas atribuições legais, faz saber que a Câmara Municipal, aprovou e eu sanciono a seguinte Lei: LEI ORDINÁRIA Nº 929/2015, DE 09 DE FEVEREIRO DE 2015 Altera a Lei Municipal nº 922/2014 e seu anexo e dá outras providencias. O PREFEITO MUNICIPAL DE SÃO BENEDITO, no uso de suas atribuições legais, faz

Leia mais

PLANO MUNICIPAL DE ENFRENTAMENTO A VIOLÊNCIA SEXUAL CONTRA A CRIANÇA E O ADOLESCENTE

PLANO MUNICIPAL DE ENFRENTAMENTO A VIOLÊNCIA SEXUAL CONTRA A CRIANÇA E O ADOLESCENTE PLANO MUNICIPAL DE ENFRENTAMENTO A VIOLÊNCIA SEXUAL CONTRA A CRIANÇA E O ADOLESCENTE APRESENTAÇÃO: A violência sexual contra a criança e o adolescente tem sido um problema de difícil enfrentamento por

Leia mais

Conhecendo a Fundação Vale

Conhecendo a Fundação Vale Conhecendo a Fundação Vale 1 Conhecendo a Fundação Vale 2 1 Apresentação Missão Contribuir para o desenvolvimento integrado econômico, ambiental e social dos territórios onde a Vale atua, articulando e

Leia mais

DIRETRIZES DE PLANO E AÇÃO DE GOVERNO MUNICIPAL. COLIGAÇÃO: CAMPO REDONDO NO RUMO CERTO. PR/PSB/PV/DEM/PRB/PT/PPS. GESTÃO 2013 A 2016.

DIRETRIZES DE PLANO E AÇÃO DE GOVERNO MUNICIPAL. COLIGAÇÃO: CAMPO REDONDO NO RUMO CERTO. PR/PSB/PV/DEM/PRB/PT/PPS. GESTÃO 2013 A 2016. DIRETRIZES DE PLANO E AÇÃO DE GOVERNO MUNICIPAL. COLIGAÇÃO: CAMPO REDONDO NO RUMO CERTO. PR/PSB/PV/DEM/PRB/PT/PPS. GESTÃO 2013 A 2016. DO PRÉ CANDIDATO CARLOS ROBERTO LUCENA BARBOSA. 1. Educação de Qualidade.

Leia mais

Prefeitura Municipal de Ipiranga do Norte

Prefeitura Municipal de Ipiranga do Norte Lei nº 396, de 25 de fevereiro de 2013. Dispõe sobre a criação da Coordenadoria Municipal de Defesa Civil e do Fundo Municipal de Defesa Civil e dá outras providências. PEDRO FERRONATO, Prefeito Municipal

Leia mais

RENOVAR PARA INOVAR! Plano de Gestão. Proposta de plano de gestão do candidato Érico S. Costa ao cargo de Diretor do Campus

RENOVAR PARA INOVAR! Plano de Gestão. Proposta de plano de gestão do candidato Érico S. Costa ao cargo de Diretor do Campus RENOVAR PARA INOVAR! Plano de Gestão Proposta de plano de gestão do candidato Érico S. Costa ao cargo de Diretor do Campus 2013-2016 0 1 Sumário Apresentação... 2 Análise Situacional... 2 Programas Estruturantes...

Leia mais

CRONOGRAMA DE IMPLEMENTAÇÃO DO PDI

CRONOGRAMA DE IMPLEMENTAÇÃO DO PDI CRONOGRAMA DE IMPLEMENTAÇÃO DO PDI A implementação do Plano de Desenvolvimento Institucional, envolve além dos objetivos e metas já descritos, o estabelecimento de indicadores, como forma de se fazer o

Leia mais

Prefeitura Municipal de Itanhangá Gestão 2005/2008

Prefeitura Municipal de Itanhangá Gestão 2005/2008 LEI Nº 019/2005 DATA: 10 DE MARÇO DE 2005. SÚMULA: CRIA O CONSELHO MUNICIPAL DE ASSISTENCIA SOCIAL DA OUTRAS PROVIDÊNCIS. O Sr. VALDIR CAMPAGNOLO, Prefeito Municipal de Itanhangá, Estado de Mato Grosso,

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PINHAIS

PREFEITURA MUNICIPAL DE PINHAIS LEI Nº 1059, DE 28 DE DEZEMBRO DE 2009. Dispõe sobre a Organização do Sistema Municipal de Ensino do Município de Pinhais e dá outras providências. A CÂMARA MUNICIPAL DE PINHAIS,, aprovou e eu, PREFEITO

Leia mais

Financiamento no Sistema Único de Assistência Social

Financiamento no Sistema Único de Assistência Social Financiamento no Sistema Único de Assistência Social Fundo Nacional de Assistência Social SUAS- FNAS SUAS MÉDIA COMPLEXIDADE ALTA COMPLEXIDADE BÁSICO abrigos albergues Cuidado no domicílio CENTRAIS DE

Leia mais

LEI Nº 875 DE 26 DE JUNHO DE 2006

LEI Nº 875 DE 26 DE JUNHO DE 2006 LEI Nº 875 DE 26 DE JUNHO DE 2006 DISPÕE SOBRE AS DIRETRIZES PARA A ELABORAÇÃO DA LEI ORÇAMENTÁRIA PARA O EXERCÍCIO FINANCEIRO DE 2.007 E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS O povo do Município de Ijaci, Estado de

Leia mais

Programa de Governo. Chiara Prefeita. Bauru 2013-2016. Vice Gilson. Coligação BAURU MERECE MUITO MAIS DEM-PSDB

Programa de Governo. Chiara Prefeita. Bauru 2013-2016. Vice Gilson. Coligação BAURU MERECE MUITO MAIS DEM-PSDB Programa de Governo Bauru 2013-2016 Chiara Prefeita Vice Gilson Coligação BAURU MERECE MUITO MAIS DEM-PSDB APRESENTAÇÃO As eleições de 2012 vão definir o dia a dia de cada um dos eleitores bauruenses pelos

Leia mais

LEI Nº 9.011 DE 1 DE JANEIRO DE 2005. Dispõe sobre a estrutura organizacional da Administração Direta do Poder Executivo e dá outras providências.

LEI Nº 9.011 DE 1 DE JANEIRO DE 2005. Dispõe sobre a estrutura organizacional da Administração Direta do Poder Executivo e dá outras providências. Diário Oficial do Município - Belo Horizonte Ano XI - Nº: 2.273-01/01/2005 Poder Executivo Secretaria Municipal de Governo Lei nº 9.011 de 1º de janeiro de 2005 - Anexos LEI Nº 9.011 DE 1 DE JANEIRO DE

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº 02/13 DE 25/03/13

LEI COMPLEMENTAR Nº 02/13 DE 25/03/13 LEI COMPLEMENTAR Nº 02/13 DE 25/03/13 CRIA ORGÃOS E AMPLIA CARGOS DE PROVIMENTO EM COMISSÃO NA ESTRUTURA ADMINISTRATIVA DO PODER EXECUTIVO MUNICIPAL DE CAMPOS NOVOS, ACRESCENTA DISPOSITIVOS NA LEI COMPLEMENTAR

Leia mais

TEMA AS EQUIPES DE REFERÊNCIAS POR SERVIÇOS DE PROGRAMAS

TEMA AS EQUIPES DE REFERÊNCIAS POR SERVIÇOS DE PROGRAMAS TEMA AS EQUIPES DE REFERÊNCIAS POR SERVIÇOS DE PROGRAMAS Programação Primeiro Dia: I Seção Discutindo Papéis 1-8h30 às 12h30 Abertura e Boas-vindas Dinâmica de Apresentação Acordos de Convivência Trabalho

Leia mais

Propostas dos GTs da Conferência Municipal de São Paulo. Princípios e diretrizes de Segurança Pública

Propostas dos GTs da Conferência Municipal de São Paulo. Princípios e diretrizes de Segurança Pública Propostas dos GTs da Conferência Municipal de São Paulo Princípios e diretrizes de Segurança Pública Eixo 1 1. Fortalecimento do pacto federativo; 2. Municipalização da Segurança Pública; 3. Estabelecer

Leia mais

CARTA ABERTA DE INTENÇÕES DO II ENCONTRO DOS MUNICÍPIOS PARA COORDENAÇÃO DO ATENDIMENTO SOCIOEDUCATIVO AO ADOLESCENTE EM CASA

CARTA ABERTA DE INTENÇÕES DO II ENCONTRO DOS MUNICÍPIOS PARA COORDENAÇÃO DO ATENDIMENTO SOCIOEDUCATIVO AO ADOLESCENTE EM CASA CARTA ABERTA DE INTENÇÕES DO II ENCONTRO DOS MUNICÍPIOS PARA COORDEN DO ATENDIMENTO SOCIOEDUCATIVO AO ADOLESCENTE EM CASA Aos trinta dias do mês de novembro do ano de dois mil e sete, reuniram-se no município

Leia mais

EIXOS DA POLÍTICA PÚBLICA DO ESPORTE PARA JUVENTUDE

EIXOS DA POLÍTICA PÚBLICA DO ESPORTE PARA JUVENTUDE MINISTÉRIO DO ESPORTE EIXOS DA POLÍTICA PÚBLICA DO ESPORTE PARA JUVENTUDE APOLINÁRIO REBELO DANIELLE FERMIANO DOS SANTOS GRUNEICH Representantes do Ministério do Esporte no CONJUVE Marco no Governo Lula:

Leia mais

PLANO DE GOVERNO 2015-2018 EXPEDITO JÚNIOR....o futuro pode ser melhorado por uma intervenção ativa no presente. Russel Ackoff

PLANO DE GOVERNO 2015-2018 EXPEDITO JÚNIOR....o futuro pode ser melhorado por uma intervenção ativa no presente. Russel Ackoff PLANO DE GOVERNO 2015-2018 EXPEDITO JÚNIOR...o futuro pode ser melhorado por uma intervenção ativa no presente. Russel Ackoff Julho/2014 0 APRESENTAÇÃO Se fôssemos traduzir o Plano de Governo 2015-2018

Leia mais

ESTRUTURA ADMINISTRATIVA DO MUNICÍPIO DE BETÂNIA ASSESSORIA JURÍDICA. III elaborar projetos de lei, decretos e demais atos normativos;

ESTRUTURA ADMINISTRATIVA DO MUNICÍPIO DE BETÂNIA ASSESSORIA JURÍDICA. III elaborar projetos de lei, decretos e demais atos normativos; ESTRUTURA ADMINISTRATIVA DO MUNICÍPIO DE BETÂNIA Integram-se a estrutura administrativa da Prefeitura Municipal de Betânia, os seguintes órgãos: DR. EDILSON XAVIER DE OLIVEIRA ASSESSORIA JURÍDICA I representar

Leia mais