Curso Análise Técnica 1

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Curso Análise Técnica 1"

Transcrição

1 Curso Análise Técnica 1 Módulo 1 de 4

2 Introdução Análise Técnica ou Gráfica Avaliação dos preços históricos de um ativo por meio de um gráfico típico para realizar projeções de performance futura.

3 Introdução Limitar o seu risco de perda a um valor fixo e conhecido antes de iniciar uma operação (ajuda a decidir se vale a pena entrar na operação) -usando STOP; Maximizar os lucros garantindo que um ganho já auferido (sem vender a ação) não seja perdido usando STOP; Maximizar lucros Ficar Rico (embora para ficar rico seja necessário maximizar lucros).

4

5 Barra I Análise Técnica Conceitos Máxima Fechamento Abertura Mínima Tipos de Gráfico Candlestick Linha Máxima Abertura Fechamento Mínima Sombra Superior Corpo Real Máxima Fechamento Mínima Sombra Inferior Abertura Fechamento

6 Teoria de Dow 1. Os preços descontam tudo; 2. As tendências ocorrem em 3 fases; 3. O mercado está sempre em tendência; 4. A tendência é confirmada por 2 índices; 5. O volume confirma a tendência; 6. A tendência só acaba quando reverte.

7 Teoria de Dow 3 FASES Euforia Distribuição Baixa Sensível Desespero Alta Sensível Acumulação

8 Teoria de Dow O mercado sempre em tendência Euforia Distribuição Baixa Sensível Desespero Acumulação Alta Sensível

9 Teoria de Dow PETR4 A tendência é confirmada em 2 ativos PETR3 Alta no Volume A alta no volume confirma a tendência

10 Teoria de Dow A tendência só acaba com um sinal definitivo de reversão Euforia Distribuição Baixa Sensível Desespero Acumulação Linha de Suporte Alta Sensível

11 Suporte e Resistência Simples e eficaz; Barreiras de contenção dos preços; Utilizados em Linhas de Tendência; Utilizados em Figuras; Podem ser usados no gráfico de preço, volume e indicadores.

12 Suporte e Resistência Suporte é a barreira que está abaixo do preço atual do ativo, sendo assim, o preço deve cair para encontrar o suporte. Resistência é a barreira que está acima do preço atual do ativo, sendo assim, o preço deve subir para encontrar a resistência.

13 Suporte e Resistência Suporte Suporte Resistência Resistência

14 Suporte e Resistência Linha de Tendência É desenhada a partir de 2 pontos, mas deve possuir ao menos 3 pontos para ser uma linha de tendência Linha de Tendência de Alta LTA É desenhada unindo-se os fundos cada vez mais altos de um tendência de alta Linha de Tendência de Baixa LTB É desenhada unindo-se os topos cada vez mais baixos de um tendência de baixa

15 Suporte e Resistência PETR4 - LTA TLPP4 - LTB

16 Suporte e Resistência CANAL Uma linha de canal é desenhada quando os preços movimentam-se acima de uma LTA e ao mesmo tempo abaixo de uma reta paralela à LTA ou abaixo de uma LTB mas acima de sua paralela; Ao contrário da linha de tendência, a quebra da linha de canal apenas amplia o canal, mas não quebra a tendência.

17 Suporte e Resistência IBOV Canal de Alta TLPP4 Canal de Baixa Linha de Canal LTB LTA Linha de Canal

18 Figuras Figuras de Continuidade Triângulos Retângulo Figuras de Reversão Ombro-Cabeça-Ombro (OCO) Ombro-Cabeça-Ombro Invertido (OCO Invertido)

19 Figuras Triângulo Criado por 2 linhas de tendência convergentes; Podem sinalizar alta, baixa ou indefinição, sempre acompanhando a atual tendência; Deve ser rompido antes de chegar no final; Normalmente há aumento de volume quando houver rompimento de um dos lados do triângulo.

20 Figuras Triângulo Objetivo LTB Rompimento antes do final da figura LTA

21 Figuras Triângulo LTB Rompimento antes do final da figura LTA Objetivo

22 Figuras Retângulo Formado por 2 linhas horizontais; Representa um período de estabilidade de preços antes da continuação da tendência atual; O objetivo após o rompimento desta figura é alcançar a mesma amplitude do retângulo.

23 Figuras Objetivo

24 Figuras Ombro-Cabeça-Ombro (OCO) Identifica reversão da tendência de alta; Durante a formação da figura a tendência é perdida, a conclusão da figura é sinal de reversão; Os preços começam a reversão ao cruzar a chamada linha de pescoço e, assim como no retângulo, a amplitude da figura é o objetivo.

25 Figuras Linha de Pescoço Cabeça Ombros Objetivo

26 Figuras Ombro-Cabeça-Ombro Invertido (OCO Invertido) Identifica reversão da tendência de baixa; Mesmo conceito do OCO.

27 Figuras Linha de Pescoço Objetivo Ombros Cabeça

28 Curso Análise Técnica 1 TÉRMINO DO MÓDULO 1 CONTINUA NOS MÓDULOS 2, 3 e 4 Obrigado pela presença!

Análise de Investimentos pela Escola Técnica

Análise de Investimentos pela Escola Técnica Análise de Investimentos pela Escola Técnica Eduardo Werneck Diretor de Sustentabilidade da Apimec Apimec - Associação dos Analistas e Profissionais de Investimento do Mercado de Capitais LEANDRO MARTINS

Leia mais

Apostila da Oficina. Aprenda a Investir na Bolsa de Valores

Apostila da Oficina. Aprenda a Investir na Bolsa de Valores Apostila da Oficina Aprenda a Investir na Bolsa de Valores O objetivo da Oficina é ensinar como começar a investir no mercado acionário. Então vamos iniciar recapitulando os passos básicos. A primeira

Leia mais

Sumário. Agradecimentos...11 Sobre o autor...12 Aviso importante...13 Prefácio...14 Introdução...16. Capítulo 1 Definições básicas...

Sumário. Agradecimentos...11 Sobre o autor...12 Aviso importante...13 Prefácio...14 Introdução...16. Capítulo 1 Definições básicas... Marcos Abe Novatec Sumário Agradecimentos...11 Sobre o autor...12 Aviso importante...13 Prefácio...14 Introdução...16 Capítulo 1 Definições básicas...17 Métodos de análise...17 Os agentes do mercado...

Leia mais

MINICURSO SEMAT. Análise Técnica para Investimentos em Bolsa de Valores, Índices e Commodities. Lucas Guilherme Rigo Canevazzi

MINICURSO SEMAT. Análise Técnica para Investimentos em Bolsa de Valores, Índices e Commodities. Lucas Guilherme Rigo Canevazzi MINICURSO SEMAT Análise Técnica para Investimentos em Bolsa de Valores, Índices e Commodities Lucas Guilherme Rigo Canevazzi Matheus Furtado de Souza Popp Prof. Dr. Geraldo Nunes Silva Prof. Dr. Maurílio

Leia mais

Curso de Inteligência Financeira

Curso de Inteligência Financeira Curso de Inteligência Financeira 1.1- Porque planejar-se financeiramente? 1.2- O que é Inteligência Financeira? 1.3- Guia da Academia Financeira Ajudando você a conquistar sua independência financeira

Leia mais

Joseilton S. Correia

Joseilton S. Correia O P E R A N D O N A Bolsa de Valores U T I L I Z A N D O ANÁLISE TÉCNICA Aprenda a identificar o melhor momento para comprar e vender ações Joseilton S. Correia Novatec Sumário Agradecimentos... 13 Sobre

Leia mais

Terça-feira, 22 de Dezembro de 2015. Panorama do Mercado Análise Ibovespa. #IBOV Diário. #IBOV Semanal

Terça-feira, 22 de Dezembro de 2015. Panorama do Mercado Análise Ibovespa. #IBOV Diário. #IBOV Semanal Terça-feira, 22 de Dezembro de 2015 Panorama do Mercado Análise Ibovespa #IBOV Diário O índice continua em movimentação de baixa após perder 43.800 e segue com pressão vendedora até o próximo suporte importante

Leia mais

Talvez, todos já saibam o que tenho a dizer aqui e não seja novidade, mas dizem que a Chave do Aprendizado é a Repetição."

Talvez, todos já saibam o que tenho a dizer aqui e não seja novidade, mas dizem que a Chave do Aprendizado é a Repetição. OPERAÇÕES INTRADAY: UMA ABORDAGEM SIMPLIFICADA. A motivação para escrever esse texto veio justamente para que pudesse padronizar todos os conceitos utilizados na metodologia empregada por mim, durante

Leia mais

Curso Introdução ao Mercado de Ações

Curso Introdução ao Mercado de Ações Curso Introdução ao Mercado de Ações Módulo 2 Continuação do Módulo 1 www.tradernauta.com.br Sistema de negociação da Bovespa e Home Broker Mega Bolsa Sistema implantado em 1997, é responsável por toda

Leia mais

CANDLESTICK. Carlos Alberto Debastiani. Um método para ampliar lucros na Bolsa de Valores. Novatec

CANDLESTICK. Carlos Alberto Debastiani. Um método para ampliar lucros na Bolsa de Valores. Novatec CANDLESTICK Um método para ampliar lucros na Bolsa de Valores Carlos Alberto Debastiani Novatec Fundamentos Capítulo 1 A formação dos elementos do gráfico: os candles Ao analisar o mercado, podemos utilizar

Leia mais

Análise Técnica diária

Análise Técnica diária IBOVESPA Índice IBOV / FIQUE DE OLHO >Apesar > da pressão de venda no diário, mercado vai largando doji (candle de indecisão) em área de suporte, colocando um fio de esperança na galera, mas nada que empolgue

Leia mais

CURSO DE ANÁLISE TÉCNICA APLICAÇÃO DE: FIBONACCI/CANDLESTICKS

CURSO DE ANÁLISE TÉCNICA APLICAÇÃO DE: FIBONACCI/CANDLESTICKS CURSO DE ANÁLISE TÉCNICA APLICAÇÃO DE: FIBONACCI/CANDLESTICKS Grafista de Bsb CURSO DE ANÁLISE TÉCNICA APLICAÇAO DE FIBONACCI E CANDLESTICK CONTEÚDO 1 - DEFINIÇÃO DE ANÁLISE TÉCNICA 2 A TÉCNICA 3 - OS

Leia mais

CURSO PRÁTICO MINI CONTRATO XP Interfloat Ago/ 2014

CURSO PRÁTICO MINI CONTRATO XP Interfloat Ago/ 2014 CURSO PRÁTICO MINI CONTRATO XP Interfloat Ago/ 2014 A História da BM&F Uma história de Sucesso criada em Junho de 1985. Constituída sob a forma de sociedade por ações. Desenvolver, organizar e operacionalizar

Leia mais

Índices & Futuros Ibovespa Tendência Primária (MMA200): Baixa Resistências: Tendência Secundária (MMA50): Baixa Suportes:

Índices & Futuros Ibovespa Tendência Primária (MMA200): Baixa Resistências: Tendência Secundária (MMA50): Baixa Suportes: índices & futuros: blue chips: calls diários: estudos técnicos: ibov_1 petr4_4 bbdc4_8 trader no divã_12 dji_2 vale5_5 brkm5_9 short monitor_14 dolfut_3 ogxp3_6 csna3_10 painéis_15 ggbr4_7 btow3_11 1.set.2011

Leia mais

A Hora do Gráfico. Análise Gráfica. Índice. Ibovespa - Diário. Ibovespa (gráfico de 15 minutos) Índice Ibovespa. Top 5. Fique de Olho.

A Hora do Gráfico. Análise Gráfica. Índice. Ibovespa - Diário. Ibovespa (gráfico de 15 minutos) Índice Ibovespa. Top 5. Fique de Olho. quinta-feira, 3 de outubro de 2013 Análise Gráfica A Hora do Gráfico Ibovespa - Diário Índice Índice Ibovespa Top 5 Fique de Olho Disclosure Hoje tivemos um dia de queda, no começo até testamos novamente

Leia mais

Movimentos oscilatórios de sinalização/a busca do risco zero ou o " timing" perfeito

Movimentos oscilatórios de sinalização/a busca do risco zero ou o  timing perfeito Base do Curso: Movimentos oscilatórios de sinalização/a busca do risco zero ou o " timing" perfeito "Antes de qualquer movimento, de alta ou de baixa dos preços de uma ação, aparecem, no gráfico, formações

Leia mais

Análises: Análise Fundamentalista Análise Técnica

Análises: Análise Fundamentalista Análise Técnica Análises: Análise Fundamentalista Análise Técnica Análise Fundamentalista Origem remonta do final do século XIX e princípio do século XX, quando as corretoras de bolsa tinham seus departamentos de análise

Leia mais

ESTRATÉGIAS EM ANDAMENTO. > MILS3 com suporte nos R$ 27,34. Possível formação de OCO. Caso perca este suporte papel tem objetivo nos R$ 25,10.

ESTRATÉGIAS EM ANDAMENTO. > MILS3 com suporte nos R$ 27,34. Possível formação de OCO. Caso perca este suporte papel tem objetivo nos R$ 25,10. ESTRATÉGIAS EM ANDAMENTO 29/abr COMPRA CRUZ3 Souza Cruz R$ 21,37 R$ 22,90 R$ 23,45 R$ 19,93 Fumo R$ 21,25 % 7,16% 9,73% -6,74% 25/abr COMPRA MDIA3 M. Dias Branco R$ 95,00 R$ 98,90 R$ 100,00 R$ 91,18 Alimentício

Leia mais

4 Estratégias para Implementação de Agentes

4 Estratégias para Implementação de Agentes Estratégias para Implementação de Agentes 40 4 Estratégias para Implementação de Agentes As principais dúvidas do investidor humano nos dias de hoje são: quando comprar ações, quando vendê-las, quanto

Leia mais

Posições em aberto de aluguel (BTC) PETR4 2.437.559 2.305.033 2.311.606 2.321.538 2.192.955 VALE5 4.635.027 4.594.395 4.744.974 4.492.674 4.315.

Posições em aberto de aluguel (BTC) PETR4 2.437.559 2.305.033 2.311.606 2.321.538 2.192.955 VALE5 4.635.027 4.594.395 4.744.974 4.492.674 4.315. Maiores altas Ibovespa Ação Ult. Var. MARFRIG ON NM 11,22 8,40% ROSSI RESID ON NM 10,95 7,03% MRV ON NM 14,82 4,73% TRAN PAULIST PN N1 60,40 4,73% CYRELA REALT ON NM 19,12 4,59% Maiores baixas Ibovespa

Leia mais

Apostila de Análise Gráfica

Apostila de Análise Gráfica Apostila de Análise Gráfica Contatos Bradesco Corretora E-mail: faq@bradescobbi.com.br Cliente Varejo: 11 2178-5757 Cliente Prime: 11 2178-5722 www.bradescocorretora.com.br APOSTILA DE ANÁLISE GRÁFICA

Leia mais

SETORES: FOCO: LONGO PRAZO

SETORES: FOCO: LONGO PRAZO Relatório de Análise Gráfica Semanal (18/05/2009) SETORES: PAPEL / CELULOSE / MADEIRA (ARACRUZ, KLABIN S/A E V C P) PETRÓLEO / PETROQUÍMICA / QUÍMICA (BRASKEM, COMGAS, PETROBRAS E ULTRAPAR) SERVIÇOS DE

Leia mais

www.contratofuturo.com

www.contratofuturo.com www.contratofuturo.com www.contratofuturo.com O que é o Índice Futuro Para falar de índice futuro, primeiro precisamos falar do ÍNDICE no presente, que é o Ibovespa. O famoso índice que serve para medir

Leia mais

DISTORÇÃO DE MERCADO

DISTORÇÃO DE MERCADO DISTORÇÃO DE MERCADO Distorção do Mercado Gostaríamos de apresentar um modelo de operação que tem sido bastante assertivo. Com um foco mais conservador, temos buscado operar distorções entre papéis de

Leia mais

ANÁLISE TÉCNICA MÉTODO EQUIPE AÇÕES POR OPÇÕES

ANÁLISE TÉCNICA MÉTODO EQUIPE AÇÕES POR OPÇÕES Página 1 de 8 ANÁLISE TÉCNICA MÉTODO EQUIPE AÇÕES POR OPÇÕES Olá, apresentaremos um método prático de análise técnica visando o fácil entendimento e a facilidade nas operações. Recomendamos que o leitor

Leia mais

Curso básico de análise gráfica

Curso básico de análise gráfica Curso básico de análise gráfica AULA II Na primeira aula, aprenderam como se constrói um gráfico de barras e quais são as principais referências para se fazer a sua leitura associada a alguns princípios

Leia mais

MANUAL DE ANÁLISE TÉCNICA

MANUAL DE ANÁLISE TÉCNICA MANUAL DE ANÁLISE TÉCNICA CAPÍTULO 1 INTRODUÇÃO CAPÍTULO 2 PREMISSAS BÁSICAS E BASE CONCEITUAL DA ANÁLISE TÉCNICA 2.1 - CONSTRUÇÃO DE GRÁFICOS 2.2 - TEORIA DO DOW E CONCEITO BÁSICO DE TENDÊNCIA 2.3 - CONCEITOS

Leia mais

RELATÓRIO DE PERFORMANCE ELEIÇÕES 2014 STOCKS ETF S FUTURES CURRENCIES MUTUALFUNDS

RELATÓRIO DE PERFORMANCE ELEIÇÕES 2014 STOCKS ETF S FUTURES CURRENCIES MUTUALFUNDS Ibovtrend THE MARKET TIMING AND TRADE DECISION SYSTEM FOR EVERY MAJOR GLOBAL MARKET RELATÓRIO DE PERFORMANCE ELEIÇÕES 2014 STOCKS ETF S FUTURES CURRENCIES MUTUALFUNDS PERFORMANCE EM OUTUBRO Durante o mês

Leia mais

FAQ PERGUNTAS FREQUENTES STOCKS ETF S FUTURES CURRENCIES MUTUALFUNDS

FAQ PERGUNTAS FREQUENTES STOCKS ETF S FUTURES CURRENCIES MUTUALFUNDS Ibovtrend THE MARKET TIMING AND TRADE DECISION SYSTEM FOR EVERY MAJOR GLOBAL MARKET FAQ PERGUNTAS FREQUENTES STOCKS ETF S FUTURES CURRENCIES MUTUALFUNDS Pergunta: O Ibovtrend um corretora? Resposta: Nós

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL ESCOLA DE ADMINISTRAÇÃO DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS ADMINISTRATIVAS DANIEL FRANCISCO VANCIN

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL ESCOLA DE ADMINISTRAÇÃO DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS ADMINISTRATIVAS DANIEL FRANCISCO VANCIN UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL ESCOLA DE ADMINISTRAÇÃO DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS ADMINISTRATIVAS DANIEL FRANCISCO VANCIN INDICADORES TÉCNICOS: UM ESTUDO SOBRE O USO DA ANÁLISE TÉCNICA COMO APOIO

Leia mais

BOVESPA Fechamento: 52.440 SU: 48.015 Tendência de C/M/L prazos IFR Volume IBOV Variação: -0,01% RE: 59.523 Baixa / Baixa / Baixa 38,08% R$ 4,66 bi

BOVESPA Fechamento: 52.440 SU: 48.015 Tendência de C/M/L prazos IFR Volume IBOV Variação: -0,01% RE: 59.523 Baixa / Baixa / Baixa 38,08% R$ 4,66 bi Índice Bovespa BOVESPA Fechamento: 52.440 SU: 48.015 Tendência de C/M/L prazos IFR Volume IBOV Variação: -0,01% RE: 59.523 Baixa / Baixa / Baixa 38,08% R$ 4,66 bi -0,01% -10,85% -24,33% -21,35% O IBOV

Leia mais

Estudo sobre estratégia Long-Short entre VALE3 e VALE5, realizado em 07/02/2012

Estudo sobre estratégia Long-Short entre VALE3 e VALE5, realizado em 07/02/2012 Estudo sobre estratégia Long-Short entre VALE3 e VALE5, realizado em 7/2/212 por Luiz F. Rogé Ferreira - para o site InvestCerto. Objetivo: avaliar a possibilidade de fazer uma estratégia long-short, com

Leia mais

INVESTINDO COM A TENDÊNCIA STOCKS ETF S FUTURES CURRENCIES MUTUALFUNDS

INVESTINDO COM A TENDÊNCIA STOCKS ETF S FUTURES CURRENCIES MUTUALFUNDS Ibovtrend THE MARKET TIMING AND TRADE DECISION SYSTEM FOR EVERY MAJOR GLOBAL MARKET INVESTINDO COM A TENDÊNCIA STOCKS ETF S FUTURES CURRENCIES MUTUALFUNDS A TENDÊNCIA É SUA AMIGA O Ibovtrend se baseia

Leia mais

Manual básico para operar Mini Índice

Manual básico para operar Mini Índice Manual básico para operar Mini Índice Por que operar mini Índice? A resposta está na alavancagem. Você só precisa ter entre 15% e 20% do valor da operação para operar. Com isso seu ganhos são maximizados

Leia mais

RELATÓRIO TÉCNICO DIÁRIO

RELATÓRIO TÉCNICO DIÁRIO RESEARCH TEAM RELATÓRIO TÉCNICO DIÁRIO AVISO LEGAL & DIVULGAÇÕES Por favor leia o aviso e as divulgações que podem ser encontrados no final deste relatório DIREÇÃO PERÍODO DE TEMPO ESTRATÉGIA / POSIÇÃO

Leia mais

A Famosa Agulhada do Didi. Figura 1 A Agulhada do Didi. Obs: linha azul média de 3 dias linha verde média de 8 dias linha roxa média de 20 dias

A Famosa Agulhada do Didi. Figura 1 A Agulhada do Didi. Obs: linha azul média de 3 dias linha verde média de 8 dias linha roxa média de 20 dias A Famosa Agulhada do Didi Figura 1 A Agulhada do Didi Obs: linha azul média de 3 dias linha verde média de 8 dias linha roxa média de 20 dias Na verdade o padrão aqui e 5 minutos e não dias. Como será

Leia mais

SIMULAÇÃO DE GESTÃO EMPRESARIAL

SIMULAÇÃO DE GESTÃO EMPRESARIAL SIMULAÇÃO DE GESTÃO EMPRESARIAL I INTRODUÇÃO O JOGO DE GESTÃO EMPRESARIAL é uma competição que simula a concorrência entre empresas dentro de um mercado. O jogo se baseia num modelo que abrange ao mesmo

Leia mais

COMO USAR O EXCEL PARA PROJETAR AS ENTRADAS DO FLUXO DE CAIXA DIÁRIO

COMO USAR O EXCEL PARA PROJETAR AS ENTRADAS DO FLUXO DE CAIXA DIÁRIO COMO USAR O EXCEL PARA PROJETAR AS ENTRADAS DO FLUXO DE CAIXA DIÁRIO! Como projetar uma linha de tendência no Excel?! Como escolher a curva que melhor se ajusta a uma determinada origem de dados?! Como

Leia mais

COMO SALVAR UM PRODUTO DE UMA BAIXA IRREVERSÍVEL (?) NO PREÇO DE VENDA (investindo em diferenciais competitivos)

COMO SALVAR UM PRODUTO DE UMA BAIXA IRREVERSÍVEL (?) NO PREÇO DE VENDA (investindo em diferenciais competitivos) COMO SALVAR UM PRODUTO DE UMA BAIXA IRREVERSÍVEL (?) NO PREÇO DE VENDA (investindo em diferenciais competitivos) O mercado está forçando para baixo o preço de venda do produto mais importante!!! Para romper

Leia mais

3 Dicas Poderosas Para Investir Em Ações. "A única maneira de fazer um grande trabalho é. amar o que você faz." Steve Jobs. Por Viva e Aprenda 2

3 Dicas Poderosas Para Investir Em Ações. A única maneira de fazer um grande trabalho é. amar o que você faz. Steve Jobs. Por Viva e Aprenda 2 "A única maneira de fazer um grande trabalho é amar o que você faz." Steve Jobs Por Viva e Aprenda 2 Por Viva e Aprenda Declaração De Ganhos Com O Uso De Nossos Produtos A empresa O Segredo Das Ações"

Leia mais

Impacto da BOA Gestão Financeira sobre o Resultado Empresarial. UMA VISÃO PANORÂMICA 2014 Prof. José Carlos Abreu

Impacto da BOA Gestão Financeira sobre o Resultado Empresarial. UMA VISÃO PANORÂMICA 2014 Prof. José Carlos Abreu Impacto da BOA Gestão Financeira sobre o Resultado Empresarial UMA VISÃO PANORÂMICA 2014 Prof. José Carlos Abreu O Cenário - Pesquisa do SEBRAE - Pesquisas das grandes CONSULTORIAS nos USA e em diversos

Leia mais

FolhaInvest Manual Carteira

FolhaInvest Manual Carteira FolhaInvest Manual Carteira Carteira é onde estão consolidadas as informações sobre suas ações e seu capital. A partir de atalhos, você poderá comprar, clicando na letra C, ou vender, clicando na letra

Leia mais

BOVESPA Fechamento: SU: Tendência de C/M/L prazos IFR Volume IBOV Variação: +1,77% RE: Baixa / Baixa / Baixa 52,38% R$ 5,65 bi

BOVESPA Fechamento: SU: Tendência de C/M/L prazos IFR Volume IBOV Variação: +1,77% RE: Baixa / Baixa / Baixa 52,38% R$ 5,65 bi Índice Bovespa BOVESPA Fechamento: 62.303 SU: 60.828 Tendência de C/M/L prazos IFR Volume IBOV Variação: +1,77% RE: 70.124 Baixa / Baixa / Baixa 52,38% R$ 5,65 bi +2,11% -3,59% -10,10% -2,99% O IBOV fechou

Leia mais

Módulo 2 Custos de Oportunidade e Curva de Possibilidades de Produção

Módulo 2 Custos de Oportunidade e Curva de Possibilidades de Produção Módulo 2 Custos de Oportunidade e Curva de Possibilidades de Produção 2.1. Custo de Oportunidade Conforme vínhamos analisando, os recursos produtivos são escassos e as necessidades humanas ilimitadas,

Leia mais

Bolsa de Valores Bolsa de Valores Ambiente que oferece condições e sistemas necessários para a realização de negociações de títulos e valores mobiliários de forma transparente Regulada pela CVM (Comissão

Leia mais

Documentação Trade Manager. Metarobôs.

Documentação Trade Manager. Metarobôs. Documentação Trade Manager Metarobôs. Gráfico Parâmetro declaração do ativo operado: Sempre utilize letras MAIÚSCULAS (números são padrões). Não deixe o nome do ativo em BRANCO. Só será permitido deixar

Leia mais

:dossier. 14 notícias recheio

:dossier. 14 notícias recheio 14 notícias recheio low cost e outras soluções criativas para rentabilizar O início do ano é, por definição, tempo de contenção. É por isso natural que também a restauração sofra de alguma forma com esta

Leia mais

CLIPPING Mídias de Primeiro Foco. Cliente: Fharos Data: 17/09/08 Veículo: DCI

CLIPPING Mídias de Primeiro Foco. Cliente: Fharos Data: 17/09/08 Veículo: DCI CLIPPING Mídias de Primeiro Foco Cliente: Fharos Data: 17/09/08 Veículo: DCI Cliente: Fharos Data: 10/09/08 Veículo: Executivos Financeiros 2 3 Cliente: Fharos Data: 12/09/08 Veículo: Canal Executivo 4

Leia mais

COMO DETERMINAR O PREÇO DE UMA

COMO DETERMINAR O PREÇO DE UMA COMO DETERMINAR O PREÇO DE UMA O que são opções? Precificação de opções Exemplo de árvore recombinante Autores: Francisco Cavalcante(f_c_a@uol.com.br) Administrador de Empresas graduado pela EAESP/FGV.

Leia mais

Marketing, Planejamento e Desenvolvimento de Produto. Professor Carpi. 3.1 Produto 3.2 Preço 3.3 Praça 3.4 Promoção

Marketing, Planejamento e Desenvolvimento de Produto. Professor Carpi. 3.1 Produto 3.2 Preço 3.3 Praça 3.4 Promoção Professor Carpi 3. OS 4 P s DO MARKETING 3. OS 4 P s DO MARKETING 3.1 Produto 3.2 Preço 3.3 Praça 3.4 Promoção Preço Valor que o consumidor troca para obter benefícios por ele esperado. Funções e objetivos

Leia mais

Curso Análise Técnica 1

Curso Análise Técnica 1 Curso Análise Técnica 1 Módulo 2 de 4 Continuação do Módulo 1 www.tradernauta.com.br Médias Móveis Linhas contínuas utilizadas como Suporte e Resistência; Podem ser traçadas com qualquer média estatística,

Leia mais

Táticas operacionais de position Metodologia Stormer

Táticas operacionais de position Metodologia Stormer Táticas operacionais de position Metodologia Stormer O trader precisa operar a periodicidade que lhe é conveniente conforme seu estilo de vida, sua disponibilidade de tempo, sua personalidade e seus objetivos

Leia mais

OS PRIMEIROS PASSOS DA ANÁLISE TÉCNICA

OS PRIMEIROS PASSOS DA ANÁLISE TÉCNICA OS PRIMEIROS PASSOS DA ANÁLISE TÉCNICA SUMÁRIO Introdução...3 O que é a Análise Técnica?...5 Quais os estilos de análise do mercado?...9 Quais os tipos de gráficos?...12 Suportes e resistências...17 Tendências

Leia mais

Marcos Puglisi de Assumpção 10. PLANOS DE PREVIDÊNCIA

Marcos Puglisi de Assumpção 10. PLANOS DE PREVIDÊNCIA Marcos Puglisi de Assumpção 10. 2010 Uma das maiores preocupações de um indivíduo é como ele vai passar o final de sua vida quando a fase de acumulação de capital cessar. É preciso fazer, o quanto antes,

Leia mais

A Lei Dos Gráficos. e o Traders Trick (TTE). Expo Money, São Paulo 2006. Rogerio Kirschbaum

A Lei Dos Gráficos. e o Traders Trick (TTE). Expo Money, São Paulo 2006. Rogerio Kirschbaum A Lei Dos Gráficos e o Traders Trick (TTE). Expo Money, São Paulo 2006 Rogerio Kirschbaum Fiji = PARAÍSO A REALIDADE. >70% perdem dinheiro... 11,5% têm lucros consistentes. Fonte: NASAA (North American

Leia mais

Raphael Figueredo RAFI. Módulo II - Intermediário

Raphael Figueredo RAFI. Módulo II - Intermediário Raphael Figueredo RAFI Módulo II - Intermediário ATENÇÃO i ATENÇÃO As informações contidas neste documento têm caráter meramente informativo e genérico. Portanto, não constituem qualquer tipo de aconselhamento

Leia mais

Quarta-feira, 09 de Março de 2016. Panorama do Mercado Análise Ibovespa. #IBOV Diário

Quarta-feira, 09 de Março de 2016. Panorama do Mercado Análise Ibovespa. #IBOV Diário Quarta-feira, 09 de Março de 2016 Panorama do Mercado Análise Ibovespa #IBOV Diário O índice reage, chega a tocar na média exponencial de 72 períodos na mínima do dia, mas fecha em alta na região dos 47,7

Leia mais

Todos os direitos reservados e protegidos pela lei nº 9.610 de 19/02/1998.

Todos os direitos reservados e protegidos pela lei nº 9.610 de 19/02/1998. Todos os direitos reservados e protegidos pela lei nº 9.610 de 19/02/1998. Nenhuma parte deste livro digital, sem autorização prévia, poderá ser reproduzida ou transmitida sejam quais forem os meios empregados:

Leia mais

Radar Gráfico quinta-feira, 23 de janeiro de 2014

Radar Gráfico quinta-feira, 23 de janeiro de 2014 Rastreador de Oportunidades Oportunidades de Compra América Latina Logística ALLL3 Embraer EMBR3 Bradesco BBDC4 Anhanguera Educacional AEDU3 AES Tietê GETI4 Braskem BRKM5 M Dias Branco MDIA3 Grendene GRND3

Leia mais

LENTES. Identificar as principais características dos raios luminosos ao atravessar uma lente. Determinar a distância focal de uma lente convergente.

LENTES. Identificar as principais características dos raios luminosos ao atravessar uma lente. Determinar a distância focal de uma lente convergente. LENTES Objetivos: Identificar as principais características dos raios luminosos ao atravessar uma lente. Determinar a distância focal de uma lente convergente. Teoria: As lentes são formadas por materiais

Leia mais

Alertas ComStop Manual de Instruções

Alertas ComStop Manual de Instruções Alertas ComStop Manual de Instruções Índice: 1. Introdução: O que são e quando são enviados os Alertas 2. Como visualizar os Alertas ComStop no seu Terminal Enfoque 3. Alertas de Compra e Venda 3.1 Botão

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL ESCOLA DE ADMINISTRAÇÃO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DE NEGÓCIOS FINANCEIROS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL ESCOLA DE ADMINISTRAÇÃO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DE NEGÓCIOS FINANCEIROS UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL ESCOLA DE ADMINISTRAÇÃO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DE NEGÓCIOS FINANCEIROS Sergio Diego Trevisol da Rosa ANÁLISE GRÁFICA DE AÇÕES Porto Alegre 2011 Sergio

Leia mais

Mercado de Opções Opções de Compra Aquisição

Mercado de Opções Opções de Compra Aquisição Mercado de Opções Opções de Compra Aquisição Ao comprar uma opção, o aplicador espera uma elevação do preço da ação, com a valorização do prêmio da opção. Veja o que você, como aplicador, pode fazer: Utilizar

Leia mais

04 de maio de 2012 Edição nº. 469

04 de maio de 2012 Edição nº. 469 O relatório Boi na Linha, da Scot Consultoria, na edição dessa sexta feira resumiu bem o status quo do mercado pecuário nesse início de maio A seca que vem afetando as pastagens há algum tempo somado a

Leia mais

COMO FUNCIONA UM ALGORITMO GENÉTICO? Hindemburg Melão Jr. http://www.saturnov.com

COMO FUNCIONA UM ALGORITMO GENÉTICO? Hindemburg Melão Jr. http://www.saturnov.com COMO FUNCIONA UM ALGORITMO GENÉTICO? Hindemburg Melão Jr. http://www.saturnov.com Algoritmos genéticos são ferramentas estatísticas com numerosas aplicações em muitas áreas, para lidar com situações nas

Leia mais

Análise de Sensibilidade

Análise de Sensibilidade Análise de Risco de Projetos Análise de Risco Prof. Luiz Brandão Métodos de Avaliação de Risco Análise de Cenário Esta metodologia amplia os horizontes do FCD obrigando o analista a pensar em diversos

Leia mais

Boletim Econômico Edição nº 77 julho de 2014 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico

Boletim Econômico Edição nº 77 julho de 2014 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico Boletim Econômico Edição nº 77 julho de 2014 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico Sistema bancário e oferta monetária contra a recessão econômica 1 BC adota medidas para injetar

Leia mais

Preparatório PROP TRADER AUCTUS. Bem vindo a AUCTUS, a primeira prop trade do BRASIL.

Preparatório PROP TRADER AUCTUS. Bem vindo a AUCTUS, a primeira prop trade do BRASIL. Preparatório PROP TRADER AUCTUS Bem vindo a AUCTUS, a primeira prop trade do BRASIL. Preparatório PROP TRADER AUCTUS O que é ser Prop Trader, o que é uma prop firm, exemplos e estratégias operacionais

Leia mais

PERGUNTAS E RESPOSTAS

PERGUNTAS E RESPOSTAS MOMENTO ECONÔMICO Os investimentos dos Fundos de Pensão, e o PRhosper não é diferente, têm por objetivo a formação de capital para uso previdenciário, portanto, de longo prazo. Exatamente por essa razão,

Leia mais

RELATÓRIO TÉCNICO DIÁRIO

RELATÓRIO TÉCNICO DIÁRIO RESEARCH TEAM RELATÓRIO TÉCNICO DIÁRIO AVISO LEGAL & DIVULGAÇÕES Por favor leia o aviso e as divulgações que podem ser encontrados no final deste relatório EUR / USD Rompendo o suporte em 1.1236. EUR/USD

Leia mais

Manual Didáctico - Análises Técnicas

Manual Didáctico - Análises Técnicas 1 Manual Didáctico - Análises Técnicas 01-Análise Técnica - Definição É um método de avaliação de activos pela utilização de gráficos, tendo em conta a evolução passada de cotações. O objectivo principal

Leia mais

As ações, em sua maioria, são negociadas a partir de códigos formados através de letras e números:

As ações, em sua maioria, são negociadas a partir de códigos formados através de letras e números: Como funciona o mercado de ações Conceitualmente, uma ação é um pedaço de uma empresa, ou seja, comprar uma ação significa ser sócio de uma companhia. No Brasil, as ações de empresas de capital aberto

Leia mais

Carteira Top Pick. Comentário. Carteira Sugerida para Julho. Carteira Sugerida de Junho

Carteira Top Pick. Comentário. Carteira Sugerida para Julho. Carteira Sugerida de Junho A carteira direcional recomendada pela equipe de analistas da Socopa Corretora é mensalmente avaliada buscando relacionar as cinco melhores opções de investimento para o mês subseqüente dentro dos ativos

Leia mais

INTRODUÇÃO MOTIVAÇÃO. Leonardo Brissant leo@brissant.com

INTRODUÇÃO MOTIVAÇÃO. Leonardo Brissant leo@brissant.com INTRODUÇÃO Este texto contém alguns trechos da monografia Sistema de negociação de ações utilizando indicadores de análise técnica otimizados por algoritmos genéticos apresentado por Leonardo Brissant,

Leia mais

Leonardo Cavalcante Daniel Santos Costa

Leonardo Cavalcante Daniel Santos Costa Leonardo Cavalcante Daniel Santos Costa Novatec capítulo 1 INTRODUÇÃO Provavelmente você, leitor, perderá dinheiro com o mercado financeiro. Isso mesmo. Repito: provavelmente perderá dinheiro com o mercado

Leia mais

Teorema de Pitágoras. Módulo 1 Unidade 10. Para início de conversa... Matemática e Suas Tecnologias Matemática 1

Teorema de Pitágoras. Módulo 1 Unidade 10. Para início de conversa... Matemática e Suas Tecnologias Matemática 1 Módulo 1 Unidade 10 Teorema de Pitágoras Para início de conversa... Certamente, você já deve ter ouvido falar no Teorema de Pitágoras. Pois bem, nesta unidade, ele será o centro das atenções, mas vamos

Leia mais

A ESTRATÉGIA DE FIBONACCI FUNCIONA NA BOLSA BRASILEIRA? 1 RESUMO

A ESTRATÉGIA DE FIBONACCI FUNCIONA NA BOLSA BRASILEIRA? 1 RESUMO 1 A ESTRATÉGIA DE FIBONACCI FUNCIONA NA BOLSA BRASILEIRA? 1 Felipe Braga Jorge 2 RESUMO O presente estudo tem por objetivo analisar o comportamento de uma das análises técnicas para bolsa de valores denominada

Leia mais

TÉCNICAS DE AVALIAÇÃO PARA O MERCADO ACIONÁRIO

TÉCNICAS DE AVALIAÇÃO PARA O MERCADO ACIONÁRIO UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA JÚLIO DE MESQUITA FILHO CAMPUS ARARAQUARA FACULDADE DE CIÊNCIAS E LETRAS DEPARTAMENTO DE ECONOMIA CURSO DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS TÉCNICAS DE AVALIAÇÃO PARA O MERCADO ACIONÁRIO

Leia mais

Atendência de forte ex

Atendência de forte ex ARTIGO Estudo traça o novo perfil do desemprego no Brasil A abertura comercial sem critérios, aliada ao contexto competitivo interno de altas taxas de juros e ausência de financiamento de médio e longo

Leia mais

Tributação. Mercado de Derivativos, Fundos e Clubes de Investimentos, POP e Principais Perguntas

Tributação. Mercado de Derivativos, Fundos e Clubes de Investimentos, POP e Principais Perguntas Tributação Mercado de Derivativos, Fundos e Clubes de Investimentos, POP e Principais Perguntas 1 Índice Imposto de Renda para Mercado de Opções 03 Exemplos de Apuração dos Ganhos Líquidos - Antes do Exercício

Leia mais

São grandezas que para que a gente possa descrever 100%, basta dizer um número e a sua unidade.

São grandezas que para que a gente possa descrever 100%, basta dizer um número e a sua unidade. Apostila de Vetores 1 INTRODUÇÃO Fala, galera! Essa é a primeira apostila do conteúdo de Física I. Os assuntos cobrados nas P1s são: Vetores, Cinemática Uni e Bidimensional, Leis de Newton, Conservação

Leia mais

Levando em conta decisões de investimento não-triviais.

Levando em conta decisões de investimento não-triviais. Levando em conta decisões de investimento não-triviais. Olivier Blanchard* Abril de 2002 *14.452. 2º Trimestre de 2002. Tópico 4. 14.452. 2º Trimestre de 2002 2 No modelo de benchmark (e na extensão RBC),

Leia mais

Desenho e Projeto de Tubulação Industrial Nível II

Desenho e Projeto de Tubulação Industrial Nível II Desenho e Projeto de Tubulação Industrial Nível II Módulo I Aula 04 SUPERFÍCIE E ÁREA Medir uma superfície é compará-la com outra, tomada como unidade. O resultado da comparação é um número positivo, ao

Leia mais

RELATÓRIO TÉCNICO DIÁRIO

RELATÓRIO TÉCNICO DIÁRIO RESEARCH TEAM RELATÓRIO TÉCNICO DIÁRIO AVISO LEGAL & DIVULGAÇÕES Por favor leia o aviso e as divulgações que podem ser encontrados no final deste relatório EUR / USD Movimentando-se no canal de tendência

Leia mais

INFORME PUBLICITÁRIO TECHTUDO. a tecnologia descomplicada

INFORME PUBLICITÁRIO TECHTUDO. a tecnologia descomplicada INFORME PUBLICITÁRIO TECHTUDO a tecnologia descomplicada INTRODUÇÃO TECHTUDO O TechTudo reúne o melhor conteúdo sobre tecnologia, como jogos, eletrônicos, celulares, programas, TV, softwares, internet

Leia mais

Sumário O VEREDICTO DA HISTÓRIA RETORNO DAS AÇÕES E TÍTULOS DESDE 1802 3 PARTE I. CAPÍTULO l

Sumário O VEREDICTO DA HISTÓRIA RETORNO DAS AÇÕES E TÍTULOS DESDE 1802 3 PARTE I. CAPÍTULO l Sumário PARTE I O VEREDICTO DA HISTÓRIA CAPÍTULO l RETORNO DAS AÇÕES E TÍTULOS DESDE 1802 3 "Todo mundo está destinado a ser rico" 3 Retornos dos mercados financeiros desde 1802 5 A performance dos títulos

Leia mais

Triângulo ascendente no gráfico diário, oportunidade de compra no rompimento da resistência ou venda no rompimento da linha de LTA.

Triângulo ascendente no gráfico diário, oportunidade de compra no rompimento da resistência ou venda no rompimento da linha de LTA. Triângulo ascendente no gráfico diário, oportunidade de compra no rompimento da resistência ou venda no rompimento da linha de LTA. Triângulo descendente no gráfico diário, oportunidade de compra no rompimento

Leia mais

Como ganhar dinheiro recomendando cursos.

Como ganhar dinheiro recomendando cursos. Afiliados Cursos Como ganhar dinheiro recomendando cursos. Conteúdo Apresentação do Autor... 3 Introdução... 4 Panorama do mercado de cursos on-line no Brasil... 4 Objetivo... 5 Requisitos... 5 Métodos

Leia mais

TÓPICOS ESPECIAIS DE CONTABILIDADE: JUROS SOBRE CAPITAL

TÓPICOS ESPECIAIS DE CONTABILIDADE: JUROS SOBRE CAPITAL TÓPICOS ESPECIAIS DE CONTABILIDADE: O que é juros sobre capital? Comparação entre juros sobre capital e dividendos. Como calcular os juros sobre capital? Planilha Excel fornecida. Autores: Francisco Cavalcante(f_c_a@uol.com.br)

Leia mais

Radar Gráfico quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

Radar Gráfico quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014 Rastreador de Oportunidades Oportunidades de Compra Banco do Brasil BBAS3 Gerdau GGBR4 Fibria FIBR3 Klabin KLBN4 Arezzo ARZZ3 Alpargatas ALPA4 Siderúrgica Nacional CSNA3 MRV Engenharia MRVE3 Triunfo TPIS3

Leia mais

Regras fiscais e o ajuste em curso no Brasil: comentários gerais

Regras fiscais e o ajuste em curso no Brasil: comentários gerais Regras fiscais e o ajuste em curso no Brasil: comentários gerais André M. Biancarelli IE-Unicamp Seminário O Desafio do Ajuste Fiscal Brasileiro AKB; Centro do Novo Desenvolvimentismo, EESP-FGV São Paulo,

Leia mais

Sistema de pagamentos de varejo Dados estatísticos de 2012. Outubro de 2013

Sistema de pagamentos de varejo Dados estatísticos de 2012. Outubro de 2013 Sistema de pagamentos de varejo Dados estatísticos de 2012 Outubro de 2013 Faturamento de cartões O mercado de cartões é composto por cartões de débito e crédito. O faturamento deste R$ bilhões 468,4 mercado

Leia mais

Orçamentos e outras ferramentas

Orçamentos e outras ferramentas Finanças na Advocacia Orçamentos e outras ferramentas AXIS Consult Gestão Jurídica Luiz Machado ESG CORP 26º COMITÊ DE DEPARTAMENTOS JURÍDICOS E ESCRITÓRIOS DE ADVOCACIA MERCADO Atividade > Advocacia Mercantilismo

Leia mais

RELATÓRIO TÉCNICO DIÁRIO

RELATÓRIO TÉCNICO DIÁRIO RESEARCH TEAM RELATÓRIO TÉCNICO DIÁRIO AVISO LEGAL & DIVULGAÇÕES Por favor leia o aviso e as divulgações que podem ser encontrados no final deste relatório DIREÇÃO PERÍODO DE TEMPO ESTRATÉGIA / POSIÇÃO

Leia mais

Relatório Econômico Mensal JANEIRO/13

Relatório Econômico Mensal JANEIRO/13 Relatório Econômico Mensal JANEIRO/13 Índice INDICADORES FINANCEIROS 3 PROJEÇÕES 4 CENÁRIO EXTERNO 5 CENÁRIO DOMÉSTICO 7 RENDA FIXA 8 RENDA VARIÁVEL 9 Indicadores Financeiros Projeções Economia Global

Leia mais

SU: Tendência de C/M/L prazos IFR Volume RE: Alta / Baixa / Baixa 53,34% R$ 5,52 bi

SU: Tendência de C/M/L prazos IFR Volume RE: Alta / Baixa / Baixa 53,34% R$ 5,52 bi Índice Bovespa BOVESPA Fechamento: 64.218 IBOV Variação: +1,27% SU: 63.388 Tendência de C/M/L prazos IFR Volume RE: 65.448 Alta / Baixa / Baixa 53,34% R$ 5,52 bi -0,12% -0,62% -7,34% +2,03% Formou-se um

Leia mais

BOLETIM DO EMPREGO EM UBERLÂNDIA. Ano 3 Nº 7 Maio/2014

BOLETIM DO EMPREGO EM UBERLÂNDIA. Ano 3 Nº 7 Maio/2014 BOLETIM DO EMPREGO EM UBERLÂNDIA Ano 3 Nº 7 Maio/2014 Apresentação O Boletim do Emprego em Uberlândia, elaborado pelo Centro de Estudos, Pesquisas e Projetos Econômico-sociais (CEPES) do Instituto de Economia

Leia mais

FORMAÇÃO DOS GRÁFICOS

FORMAÇÃO DOS GRÁFICOS Com a popularização do mercado de ações, cresce cada vez mais o número de investidores aptos a operar neste mercado e, proporcionalmente, mais técnicas de análise são apresentadas a eles. Estas técnicas

Leia mais

CARTEIRA SEMANAL 7/08/2017

CARTEIRA SEMANAL 7/08/2017 7/08/2017 CARTEIRA SEMANAL Analista responsável Lucas Marins, CNPI-P PERFORMANCE DA CARTEIRA EMPRESA TICKER SEMANA* PERFORMANCE SEMANA 2017 12 MESES FLEURY SA FLRY3-2,37% CARTEIRA 1,79% 2,25% 33,61% QUALICORP

Leia mais