Nº 246, quinta-feira, 19 de dezembro de ISSN

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Nº 246, quinta-feira, 19 de dezembro de 2013 1 ISSN 1677-7042 187"

Transcrição

1 Nº 246, quinta-fira, 19 d dzmbro d ISSN plo código ANEXOS insrir (NBS1.1 PCONJRFB SCS1820 sção 1) insrir (NEBS1.1 part 1- PCONJRFB SCS1820 sção 1) insrir (NEBS1.1 part PCONJRFB SCS1820 sção 1) insrir (NEBS1.1 part 2- PCONJRFB SCS1820 sção 1) insrir (NEBS1.1 part PCONJRFB SCS1820 sção 1) NOMENCLATURA BRASILEIRA DE SERVIÇOS, IN- TANGÍVEIS E OUTRAS OPERAÇÕES QUE PRODUZAM VA- RIAÇÕES NO PATRIMÔNIO SUMÁRIO SEÇÃO I - SERVIÇOS DE CONSTRUÇÃO Capítulo 1 - Srviços d construção SEÇÃO II - SERVIÇOS DE DISTRIBUIÇÃO DE MER- CADORIAS; SERVIÇOS DE DESPACHANTE ADUANEIRO; HOSPEDAGEM, FORNECIMENTO DE ALIMENTAÇÃO E BE- BIDAS; SERVIÇOS DE TRANSPORTE E SERVIÇOS DE DIS- TRIBUIÇÃO DE SERVIÇOS PÚBLICOS Capítulo 2 - Srviços d distribuição d mrcadorias; srviços d dspachant aduaniro Capítulo 3 - Forncimnto d alimntação bbidas srviços d hospdagm Capítulo 4 - Srviços d transport d passagiros Capítulo 5 - Srviços d transport d cargas Capítulo 6 - Srviços d apoio aos transports Capítulo 7 - Srviços postais; srviços d colta, rmssa ou ntrga d documntos (xcto cartas) ou d pqunos objtos; srviços d rmssas xprssas Capítulo 8 - Srviços d transmissão distribuição d ltricidad; srviços d distribuição d gás água SEÇÃO III - SERVIÇOS FINANCEIROS E RELACIONA- DOS; SECURITIZAÇÃO DE RECEBÍVEIS E FOMENTO COMER- CIAL; SERVIÇOS IMOBILIÁRIOS; ARRENDAMENTO MER- CANTIL OPERACIONAL E PROPRIEDADE INTELECTUAL Capítulo 9 - Srviços financiros rlacionados; scuritização d rcbívis fomnto comrcial Capítulo 10 - Srviços imobiliários Capítulo 11 - Arrndamnto mrcantil opracional, propridad intlctual, franquias mprsariais xploração d outros diritos SEÇÃO IV - SERVIÇOS EMPRESARIAIS E DE PRO- DUÇÃO Capítulo 12 - Srviços d psquisa dsnvolvimnto Capítulo 13 - Srviços jurídicos contábis Capítulo 14 - Outros srviços profissionais Capítulo 15 - Srviços d tcnologia da informação Capítulo 16 - Rsrvado para possívl uso futuro Capítulo 17 - Srviços d tlcomunicação, difusão forncimnto d informaçõs Capítulo 18 - Srviços d apoio às atividads mprsariais Capítulo 19 - Srviços d apoio às atividads agropcuárias, silvicultura, psca, aquicultura, xtração minral, ltricidad, gás água Capítulo 20 - Srviços d manutnção, rparação instalação (xcto construção) Capítulo 21 - Srviços d publicação, imprssão rprodução SEÇÃO V - SERVIÇOS COMUNITÁRIOS, SOCIAIS, AM- BIENTAIS E PESSOAIS Capítulo 22 - Srviços ducacionais Capítulo 23 - Srviços rlacionados à saúd humana d assistência social Capítulo 24 - Srviços d tratamnto, liminação colta d rsíduos sólidos, sanamnto, rmdiação srviços ambintais Capítulo 25 - Srviços rcrativos, culturais dsportivos Capítulo 26 - Srviços pssoais SEÇÃO VI - OUTROS SERVIÇOS, INTANGÍVEIS E OU- TRAS OPERAÇÕES QUE PRODUZAM VARIAÇÕES NO PATRI- MÔNIO QUE NÃO ESTÃO INCLUÍDOS EM NENHUMA DAS SEÇÕES ANTERIORES Capítulo 27 - Cssão d diritos d propridad intlctual FORMAÇÃO DO CÓDIGO DA NOMENCLATURA BRA- SILEIRA DE SERVIÇOS, INTANGÍVEIS E OUTRAS OPERA- ÇÕES QUE PRODUZAM VARIAÇÕES NO PATRIMÔNIO O código na Nomnclatura Brasilira d Srviços, Intangívis Outras Opraçõs qu produzam variaçõs no patrimônio (NBS) é composto por nov dígitos, sndo qu sua significância, da squrda para a dirita, é: a) o primiro dígito, da squrda para a dirita, é o númro 1 é o indicador qu o código qu s sgu s rfr a um srviço, intangívl ou outra opração qu produz variação do patrimônio; b) o sgundo o trciro dígitos indicam o Capítulo da NBS; c) o quarto o quinto dígitos, associados ao primiro ao sgundo dígitos, rprsntam a posição dntro d um Capítulo; d) o sxto o sétimo dígitos, associados cinco primiro dígitos, rprsntam, rspctivamnt, as subposiçõs d primiro d sgundo nívl; ) o oitavo dígito é o itm; f) o nono dígito é o subitm. REGRAS GERAIS PARA INTERPRETAÇÃO DA NO- MENCLATURA BRASILEIRA DE SERVIÇOS, INTANGÍVEIS E OUTRAS OPERAÇÕES QUE PRODU- ZAM VARIAÇÕES NO PATRIMÔNIO (RGS) A classificação dos srviços na Nomnclatura Brasilira d Srviços, Intangívis outras opraçõs qu produzam variaçõs no patrimônio rg-s plas sguints rgras: Rgra 1. Os títulos das Sçõs Capítulos têm apnas valor indicativo. Para os fitos lgais, a classificação do srviço, intangívl ou outra opração qu produza variação no patrimônio é dtrminada plos txtos das posiçõs das d Sção d Capítulo quando houvr, dsd qu não sjam contrárias aos txtos das rfridas posiçõs, plas Rgras sguints. Rgra 2. Quando parça qu o srviço, intangívl ou outra opração qu produza variaçõs no patrimônio possa sr classificado m duas ou mais posiçõs a classificação ftuar-s-á da sguint forma: 2a) A posição mais spcífica prvalc sobr a mais gnérica. Todavia, quando duas ou mais posiçõs s rfrirm, cada uma dlas, a apnas um dos srviços, intangívis outras opraçõs qu produzam variaçõs no patrimônio qu constitum o objto a sr classificado, tais posiçõs dvm sr considradas como igualmnt spcíficas, ainda qu uma dssas posiçõs aprsnt uma dscrição mais prcisa ou complta dss objto. 2b) Quando a Rgra 2a) não prmitir ftuar a classificação, o srviço, intangívl ou outra opração qu produza variaçõs no patrimônio dvrá sr classificado na posição situada m último lugar na ordm numérica, dntr as susctívis d srm considradas válidas. Rgra 3. A classificação d srviços, intangívis outras opraçõs qu produzam variaçõs no patrimônio nas subposiçõs d uma msma posição é dtrminada, para fitos lgais, plos txtos dssas subposiçõs, quando houvr, das d Subposição rspctivas, guardadas as dvidas proporçõs, plas Rgras prcdnts, ntndndo-s qu apnas são comparávis subposiçõs do msmo nívl. Para os fins da prsnt Rgra, as d Sção d Capítulo são também aplicávis, salvo disposiçõs m contrário. Rgra 4. As Rgras antriors srão aplicadas, obsrvadas as dvidas proporçõs, para dtrminar dntro d cada posição ou subposição, o itm aplicávl, dntro dst último, o subitm corrspondnt, ntndndo-s qu apnas são comparávis dsdobramntos (itns subitns) do msmo nívl. A B R E V I AT U R A S ABNT - Associação Brasilira d Normas Técnicas ANEEL - Agência Nacional d Enrgia Elétrica ANTT - Agência Nacional d Transport Trrstr CCEE - Câmara d Comrcialização d Enrgia Elétrica DNA/RNA - ácido dsoxirribonucléico/ácido ribonucléico EMBRATUR - Instituto Brasiliro d Turismo GLP - Gás liqufito d ptrólo INPI - Instituto Nacional d Propridad Industrial NBR - Norma Brasilira aprovada pla ABNT NBS - Nomnclatura Brasilira d Srviços, Intangívis Outras Opraçõs qu produzam variaçõs no Patrimônio NEBS - Explicativas da Nomnclatura Brasilira d Srviços, Intangívis outras opraçõs qu produzam variaçõs no Patrimônio

2 188 ISSN Nº 246, quinta-fira, 19 d dzmbro d 2013 NCM - Nomnclatura Comum do Mrcosul RGS - Rgras Grais para intrprtação da Nomnclatura Brasilira d Srviços, Intangívis outras opraçõs qu produzam variaçõs no Patrimônio SAC - Srviço d Atndimnto ao Clint TI - Tcnologia da Informação TIC - Tcnologia da Informação Comunicação UTI - Unidad d Trapia Intnsiva SEÇÃO I - SERVIÇOS DE CONSTRUÇÃO Capítulo 1 - Srviços d construção 1) A posição não inclui os srviços rlacionados com a construção d struturas m concrto para difícios, os quais s classificam na posição ) As posiçõs inclum os srviços d incorporação d imóvis. 3) Na posição , a xprssão "autostradas lvadas" diz rspito aos viadutos, ponts dmais obras d art d ngnharia qu srvm, por xmplo, para transpor vals, rios dprssõs nos trrnos, dntr outros obstáculos à circulação d vículos. 4) Inclum-s nas posiçõs , , , , , nas subposiçõs , além dos srviços d construção, os srviços d rparo. 5) Na posição , os "srviços d andaims" inclum os srviços d montagm dsmontagm dos msmos. 6) Na posição , os ''srviços spcializados d construção'' inclum, por xmplo, a construção d chaminés, rvstimnto rfratário d fornos rmoção d isolamntos d asbstos. 7) A posição inclui os srviços d stuqu d rboco. NBS DESCRIÇÃO Srviços d construção d dificaçõs rsidnciais Srviços d construção d dificaçõs rsidnciais d um dois pavimntos Srviços d construção d dificaçõs rsidnciais com mais d dois pavimntos Srviços d construção d dificaçõs não rsidnciais Srviços d construção d dificaçõs industriais Srviços d construção d dificaçõs comrciais Outros srviços d construção d dificaçõs não rsidnciais Srviços d construção d autostradas (xcto autostradas lvadas), ruas, stradas, stradas férras pistas d pouso dcolagm m aroportos infrastrutura aroportuária Srviços d construção d autostradas (xcto autostradas lvadas), ruas stradas Srviços d construção d stradas férras Srviços d construção d pistas d pouso dcolagm m aroportos Srviços d construção d infrastrutura aroportuária Srviços d construção d ponts, autostradas lvadas túnis Srviços d construção d portos sua infrastrutura Srviços d construção d infrastrutura d protção acsso aquaviário Srviços d construção d guias-corrnt, spigõs, qubra-mars, canais d acsso, bacias d volução, balizamnto sinalização, drrocagns dragagns Outros srviços d construção d infrastrutura d protção acsso aquaviário Srviços d construção d infrastrutura d acostagm aquaviária Srviços d construção d ancoradouros, docas, cais, ponts, dolfins pírs Outros srviços d construção d infrastrutura d acostagm aquaviária Srviços d construção d infrastrutura trrstr nos portos Srviços d construção d armazéns, inclusiv os spciais, silos, pátios vias d circulação Outros srviços d construção d infrastrutura trrstr nos portos Srviços d construção d barragns, adutoras, sistmas d irrigação d outros sistmas d captação, adução, contnção armaznamnto d água Srviços d construção d barragns adutoras Srviços d construção d sistmas d irrigação, d sgotos d unidads para tratamnto purificação d água Srviços d construção d sistmas d irrigação Srviços d construção d sistmas d sgotos Srviços d construção d sistmas d unidads para tratamnto purificação d água Outros srviços d construção d sistmas hídricos Srviços d construção d dutos linhas d comunicação d longo curso d linhas d transmissão d alta tnsão Srviços d construção d dutos d longo curso Srviços d construção d dutos d longo curso para o transport d ptrólo, sus drivados, gás Srviços d construção d dutos d longo curso para o transport scoamnto d águas sgotos Srviços d construção d outros dutos d longo curso Srviços d construção d linhas d comunicação d longo curso linhas d transmissão d alta tnsão Srviços d construção d linhas d comunicação d longo curso Srviços d construção d linhas d transmissão d alta tnsão Srviços d construção d linhas d transmissão d alta tnsão m corrnt contínua Srviços d construção d linhas d transmissão d alta tnsão m corrnt altrnada Srviços d construção d dutos linhas locais d transmissão, d baixa média tnsão, d comunicação outros srviços d construção rlacionados Srviços d construção d dutos locais Srviços d construção d linhas locais d transmissão, d baixa média tnsão, d comunicação outros srviços rlacionados Srviços d construção d linhas locais d transmissão, d baixa média tnsão, d comunicação Srviços d construção d linhas locais d transmissão d baixa média tnsão Srviços d construção d linhas locais d comunicação Outros srviços d construção rlacionados Srviços d construção d usinas d gração d nrgia substaçõs d força Srviços d construção d usinas d gração d nrgia Srviços d construção d substaçõs d força Srviços d construção d minas suas unidads industriais, xcto usinas d gração d nrgia substaçõs d força Srviços d construção d minas Srviços d construção d unidads industriais rlacionadas à minração Srviços d construção d instalaçõs para rcração atividads dsportivas ao ar livr plo código Outros srviços d construção civil não classificados nas posiçõs antriors Srviços d dmolição Srviços d prparação d trrnos construção d cantiros d obras Srviços d scavação rmoção d trra Srviços d prfuração d poços d água d instalação d sistmas sépticos Srviços d prfuração d poços d água Srviços d instalação d sistmas sépticos Srviços d montagm dificação d construçõs pré-fabricadas Srviços d fundação staquamnto Srviços d staquamnto Srviços d fundação Srviços d construção d struturas Srviços d construção d struturas d prédios Srviços d construção d struturas d tlhados cobrturas Srviços d construção d tlhados cobrturas srviços d imprmabilização Srviços d concrtagm Srviços d struturas d aço strutural Srviços d alvnaria Srviços d andaims Outros srviços spcializados d construção Srviços d instalação létrica Srviços d instalação d fiação létrica componnts Srviços d instalação d alarms contra incêndio Srviços d instalação d sistmas d alarms antifurto Srviços d instalação d antnas rsidnciais Outros srviços d instalação létrica Srviços d tubulação para forncimnto scoamnto d águas Srviços d tubulação para forncimnto d água Srviços d tubulação d scoamnto d água Srviços d instalação d aqucimnto, vntilação ar condicionado Srviços d instalação d aqucimnto Srviços d instalação d vntilação ar condicionado Srviços d instalação d gás Srviços d isolamnto Outros srviços d instalação Srviços d instalação d lvadors, stiras scadas rolants Outros srviços d instalação Srviços d vidraçaria Srviços d gsso Srviços d pintura Srviços d assntamnto d rvstimntos m pards pisos Outros srviços d cobrtura d pisos pards papl d pard Srviços d carpintaria srralhria, inclusiv suas instalaçõs montagns Srviços d instalação d crcas grads Outros srviços d acabamnto das construçõs SEÇÃO II - SERVIÇOS DE DISTRIBUIÇÃO DE MERCADORIAS; SERVIÇOS DE DES- PACHANTE ADUANEIRO; HOSPEDAGEM, FORNECIMENTO DE ALIMENTAÇÃO E BEBIDAS; SERVIÇOS DE TRANSPORTE E SERVIÇOS DE DISTRIBUIÇÃO DE SERVIÇOS PÚBLICOS 1) Na Nomnclatura: a) "navgação d cabotagm" é aqula ralizada ntr portos ou pontos do trritório brasiliro, utilizando a via marítima ou sta as vias navgávis intriors; b) "navgação intrior" é aqula ralizada m hidrovias intriors; c) "navgação d longo curso" é aqula ralizada ntr portos brasiliros strangiros; d) "transport multimodal d cargas" é aqul qu, rgido por um único contrato, utiliza duas ou mais modalidads d transport, dsd a origm até o dstino, é xcutado sob a rsponsabilidad única d um "oprador d transport multimodal"; ) o "transport multimodal d cargas" é: (i) nacional, quando os pontos d mbarqu d dstino stivrm situados no trritório nacional; (ii) intrnacional, quando o ponto d mbarqu ou d dstino stivr situado fora do trritório nacional; (iii) comprnd, além do transport m si, os srviços d colta, unitização dsunitização, movimntação, armaznagm ntrga d carga ao dstinatário, bm como a ralização dos srviços corrlatos qu form contratados ntr a origm o dstino, inclusiv os d consolidação dsconsolidação documntal d cargas; f) "oprador d transport multimodal" é a pssoa jurídica contratada como principal rsponsávl para a ralização do transport multimodal d cargas da origm até o dstino, por mios próprios (do oprador) ou por intrmédio d trciros, podndo sr ou não o transportador da carga. g) "transport intrmodal d cargas" rqur documntos difrnts para cada tipo d transport nvolvido podrá, conform o caso, contr transports isolados, associados a um ou mais modais. 2) A xprssão "propridads partilhadas" (tim shar proprtis) significa qu as msmas têm vários propritários, os quais dividm sua ocupação, ao longo d dtrminado príodo d tmpo. Capítulo 2 - Srviços d distribuição d mrcadorias; srviços d dspachant aduaniro 1) Os "srviços d distribuição d mrcadorias" abrangm, xclusivamnt, as atividads d intrmdiação d mrcadorias d trciros no comércio atacadista varjista, bm como os srviços prstados por agnts comissionados. Assim, não stão incluídas na Nomnclatura Brasilira d Srviços (NBS) as compras vndas dos bns alvo dssa intrmdiação.

3 Nº 246, quinta-fira, 19 d dzmbro d ISSN ) O comércio, tanto atacadista ou varjista, são tomados, xclusivamnt, no âmbito da prsnt Nomnclatura como uma opração mista por nvolvr um conjunto (mix) d srviços com ntrga d mrcadorias, cuja propridad é daqul qu pratica ssas modalidads comrciais. 3) Os "srviços d dspachant aduaniro" rfridos na posição são aquls rlacionados com o dspacho d bns ou d mrcadorias, inclusiv bagagm d viajant, na importação ou na xportação, transportados por qualqur via. Tais srviços consistm basicamnt m: a) prparação, ntrada acompanhamnto da tramitação d documntos qu tnham por objto o dspacho aduaniro, nos trmos da lgislação rspctiva; b) assistência à vrificação da mrcadoria na confrência aduanira; c) assistência à rtirada d amostras para xams técnicos priciais; d) rcbimnto d mrcadorias ou d bns dsmbaraçados; ) solicitação d vistoria aduanira; f) assistência à vistoria aduanira; g) dsistência d vistoria aduanira; h) subscrição d documntos qu sirvam d bas ao dspacho aduaniro; i) ciência rcbimnto d intimaçõs, d notificaçõs, d autos d infração, d dspacho, d dcisõs dos dmais atos trmos procssuais rlacionados com o procdimnto fiscal; j) subscrição d trmos d rsponsabilidad, obsrvado o disposto na lgislação prtinnt. 4) No contxto da posição , quanto às opraçõs ralizadas sob a jurisdição d acordo com a normativa brasilira, tm-s qu: a) a comrcialização d nrgia létrica é ftuada no âmbito da Câmara d Comrcialização d Enrgia Elétrica (CCEE); b) CCEE é a pssoa jurídica d dirito privado, sm fins lucrativos, qu atua sob autorização do Podr Concdnt (União ou ntidad por la dsignada) rgulação fiscalização da ANEEL, com a finalidad d viabilizar as opraçõs d compra vnda d nrgia létrica ntr os Agnts da CCEE, rstritas ao Sistma Intrligado Nacional (SIN); c) "agnt da CCEE" é o concssionário, o prmissionário ou autorizado d srviços instalaçõs d nrgia létrica ou o Consumidor Livr, intgrant da CCEE; d) "consumidor livr" é aqul qu, atndido m qualqur tnsão, tnha xrcido a opção d compra d nrgia létrica; ) São agnts na comrcialização d nrgia létrica:.1) "agnt d comrcialização", qu é o titular d autorização, concssão ou prmissão para fins d ralização d opraçõs d compra vnda d nrgia létrica na CCEE;.2) "agnt d xportação", qu é o titular d autorização para fins d xportação d nrgia létrica;.3) "agnt d importação", qu é o titular d autorização para fins d importação d nrgia létrica;.4) "agnt vnddor" é o agnt d gração (titular d concssão, prmissão ou autorização para fins d gração d nrgia létrica), agnt d comrcialização ou agnt d importação dvidamnt habilitado pla ANEEL. NBS DESCRIÇÃO Srviços d agnts d distribuição d mrcadorias Comércio atacadista Comércio varjista Srviços d dspachant aduaniro Srviços d dspachant aduaniro na importação Srviços d dspachant aduaniro na xportação Srviços d agnts na comrcialização d nrgia létrica Capítulo 3 - Forncimnto d alimntação bbidas srviços d hospdagm 1) O forncimnto d rfiçõs bbidas nvolv a prstação d srviços a ntrga d mrcadoria, configurando dssa manira opração mista; a dspito disso o forncimnto d alimntação d bbidas s classifica no prsnt Capítulo. 2) Na posição : a) "forncimnto d rfiçõs acompanhado d srviços d rstaurant" inclui, além da rfição, os aptrchos ncssários para qu s dê o consumo da msma, como por xmplo, local apropriado, srviços d msa, talhrs rfiçõs à la cart; b) "forncimnto d rfiçõs com srviços limitados d rstaurant" diz rspito ao forncimnto m si, por xmplo, plo sistma d autossrviço ou balcão, ainda qu bbidas sobrmsas sjam srvidas por garçons; c) "comissaria" ou catring rstring-s à prparação forncimnto d alimntação, incluindo rfiçõs, a passagiros m aviõs, trns navios. Tal forncimnto é fito, normalmnt, sob os auspícios d contratos comrciais ntr o forncdor da "comissaria" (catring) a companhia d transport. 3) Na posição : a) a xprssão "quartos d múltipla ocupação" inclui, por xmplo, quartos m albrgus, pnsõs, hostls similars; b) "acampamntos turísticos (camping)" são as áras spcialmnt prparadas para a montagm d barracas o stacionamnto d rboqus habitávis (trailrs) ou quipamnto similar, dispondo, ainda, d instalaçõs, quipamntos srviços spcíficos para facilitar a prmanência dos usuários ao ar livr. NBS DESCRIÇÃO Forncimnto d alimntação, incluindo rfiçõs Forncimnto d rfiçõs acompanhado d srviços d rstaurant Forncimnto d rfiçõs com srviços limitados d rstaurant Forncimnto d rfiçõs plo sistma d autossrviço (slf-srvic) Forncimnto d comidas do tipo "comidas rápidas" (fast-food) Outros forncimntos d rfiçõs com srviços limitados d rstaurant Forncimnto d alimntação, incluindo rfiçõs, sob contrato Forncimnto d alimntação para vntos, sob contrato Forncimnto d alimntação, incluindo rfiçõs, para opradors d transports (comissaria ou catring) Outros forncimntos d alimntação, incluindo rfiçõs, sob contrato Outros forncimntos d alimntação Forncimnto d bbidas m bars, crvjarias outros Srviços d hospdagm para visitants Srviços d quarto ou d unidads d hospdagm para visitants Srviços d quarto ou d unidads d hospdagm para visitants, com srviços diários d faxina Srviços d quarto ou d unidads d hospdagm para visitants, sm srviços diários d faxina Srviços d quarto ou d unidads d hospdagm para visitants, m propridads partilhadas Srviços d quarto ou d unidads d hospdagm para visitants, m quartos d múltipla ocupação plo código Srviços d acampamntos turísticos (camping) Outros srviços d hospdagm para visitants Outros srviços d hospdagm Srviços d quarto ou d unidads d hospdagm para studants m rsidências studantis Srviços d quarto ou d unidads d hospdagm para trabalhadors m hotéis ou campos Outros srviços d quarto ou d unidads d hospdagm Capítulo 4 - Srviços d transport d passagiros 1) No âmbito dst Capítulo, ntnd-s por: a) "ára mtropolitana" ou "rgião mtropolitana", o cntro populacional rsultant da runião d dois ou mais municípios intgrados tanto do ponto d vista conômico quanto político cultural; b) "urbano", o trmo qu s rfr ao âmbito d uma cidad; c) "ônibus", o vículo automotor d transport coltivo com capacidad para mais d 20 (vint) passagiros sntados, ainda qu, m virtud d adaptaçõs com vista à maior comodidad dsts, possa transportar um númro mnor d passagiros; d) "srviço d transport intgrado", aqul qu faz uso d mais d um vículo, m uma ou mais modalidads d transport; ) "srviços d transport aquaviário d passagiros", a modalidad d transport fita por vias marítimas, lacustrs ou fluviais; f) "passios turísticos (sightsing)", os passios d curta distância m áras urbanas ou rurais, inclusiv na ára mtropolitana; g) "frtamnto aéro", o srviço prstado por um propritário d aronav (frtador) a trciro (afrtador), para ralizar uma ou mais viagns prstablcidas ou durant crto príodo d tmpo, rsrvando-s ao frtador o control sobr a tripulação a condução técnica da aronav; h) "frtamnto contínuo", o srviço prstado a pssoas jurídicas para o transport d sus mprgados, a instituiçõs d nsino ou agrmiaçõs studantis para o transport d sus alunos, profssors ou associados ou a ntidads govrnamntais outras instituiçõs para o transport d sus srvidors colaboradors, com frqüência horários stablcidos, por prazo dtrminado m contrato; i) "frtamnto vntual ou turístico", o srviço prstado à pssoa ou a um grupo d pssoas com carátr ocasional para fins turísticos, m circuito fchado, por viagm; j) "srviço d transport rodoviário intrstadual d passagiros", o qu transpõ os limits d Estado ou do Distrito Fdral, sm no ntanto transpor os limits trritoriais xtrnos do país; k) "srviço d transport rodoviário intrstadual smiurbano d passagiros", aqul qu, com caractrística d transport rodoviário urbano, transpõ os limits d Estado ou do Distrito Fdral, sm no ntanto transpor os limits trritoriais xtrnos do país; l) "srviço d transport rodoviário intrnacional d passagiros", o qu transpõ as frontiras nacionais. NBS DESCRIÇÃO Srviços d transport d passagiros m áras urbanas ou rurais, inclusiv nas áras mtropolitanas Srviços d transport trrstr d passagiros m áras urbanas ou rurais, inclusiv nas áras mtropolitanas Srviços d transport rodoviário urbano d passagiros, xcto m áras mtropolitanas Srviços prstados única xclusivamnt por mio d ônibus Srviços prstados por mio d outros vículos rodoviários Srviços d transport rodoviário d passagiros nas áras mtropolitanas Srviços d transport frroviário urbano ou rural, inclusiv nas áras mtropolitanas, d passagiros Srviços d transport mtroviário (mtrô) d passagiros Srviços d transport intgrado urbano ou rural, inclusiv nas áras mtropolitanas, d passagiros Srviços d taxi Srviço d alugul d carros com motorista Outros srviços trrstrs d transport d passagiros Srviços d transport scolar Outros srviços trrstrs d transport d passagiros Srviços d transport aquaviário d passagiros Srviços d transport por navgação intrior d passagiros por mbarcaçõs para travssia Srviços d transport por navgação intrior d passagiros por mbarcaçõs para cruziros Outros srviços d transport por navgação intrior d passagiros Outros srviços d transport d passagiros m áras urbanas ou rurais, inclusiv mtropolitanas Srviços d transport para passios turísticos (sightsing); srviços d frtamnto, xcto aéro Srviços d transport para passios turísticos (sightsing) Srviços d transport rodoviário para passios turísticos (sightsing) Srviços d transport frroviário para passios turísticos (sightsing) Srviços d transport aquaviário para passios turísticos (sightsing) Srviços d transport aéro para passios turísticos (sightsing) Outros srviços transport para passios turísticos (sightsing) Srviços d frtamnto, xcto aéro Srviços d frtamnto contínuo Srviços d frtamnto vntual ou turístico Outros srviços d frtamnto, xcto aéro Srviços d transport intrstadual, inclusiv intrstadual smiurbano, intrnacional, d passagiros, xcto os srviços d transport aéro Srviços d transport trrstr intrstadual, inclusiv intrstadual smiurbano, intrnacional d passagiros Srviços d transport rodoviário intrstadual, inclusiv intrstadual smiurbano, d passagiros Srviços prstados única xclusivamnt por mio d ônibus Srviços prstados por mio d outros vículos rodoviários Srviços d transport frroviário intrstadual, inclusiv intrstadual smiurbano, d passagiros Outros srviços trrstrs d transport intrstadual, inclusiv intrstadual smiurbano, não classificados m outra posição, d transport intrnacional d passagiros Srviços d transport aquaviário intrstadual, inclusiv intrstadual smiurbano, intrnacional d passagiros Srviços d transport intrstadual, inclusiv intrstadual smiurbano, por navgação intrior, d passagiros por mbarcaçõs para travssia Srviços d transport intrstadual, inclusiv intrstadual smiurbano, por navgação intrior, d passagiros por mbarcaçõs para cruziros Srviços d transport intrnacional d passagiros por mbarcaçõs para cruziros Outros srviços d transport aquaviário intrstadual, inclusiv intrstadual smiurbano, d passagiros

4 190 ISSN Nº 246, quinta-fira, 19 d dzmbro d Outros srviços d transport intrstadual, inclusiv intrstadual smiurbano, intrnacional d passagiros, xcto os srviços d transport aéro Srviços d transport aéro d passagiros, inclusiv por frtamnto Srviços d transport aéro, m linhas rgulars Srviços d transport aéro doméstico d passagiros Srviços d transport aéro intrnacional d passagiros Srviços d transport aéro por frtamnto Outros srviços d transport aéro d passagiros Srviços d táxi aéro Outros srviços d transport aéro d passagiros Outros srviços d transport d passagiros Capítulo 5 - Srviços d transport d cargas 1) Exclui-s do prsnt Capítulo o "srviço d transport d água", qu s classifica na subposição ) Na posição : a) são xmplos d "carga solta, não-unitizada" os nsacados, nvasados, mbalados ou produtos manufaturados, inclusiv produtos sidrúrgicos; b) "carga unitizada" rfr-s ao sistma utilizado para transportar mrcadorias mbaladas m pqunos volums, as quais são consolidadas ou agrupadas m um único rcipint d grand tamanho, tal como palts, vitando dssa manira qu ssas mrcadorias vnham a sr subtraídas, sofrr danos ou dstruição, ao msmo tmpo, facilitar a manipulação agilizar as opraçõs d carga ou dscarga; c) para s tr "carga unitizada" faz-s uso, por xmplo, d contêinrs, palts, bigbags (contêinrs flxívis) bigboxs; d) os srviços d transport, rodoviário ou frroviário, d cargas m contêinrs são prstados utilizando-s d dry cargo, para carga sca, tank para granéis líquidos contêinrs frigorificados para cargas qu xijam tal modalidad; ) a difrnça ntr cargas frigorificadas climatizadas diz rspito apnas à tmpratura m qu as msmas são transportadas; f) inclum-s dntr as "cargas spciais d grand port", por xmplo, grands comprssors, grands máquinas agrícolas ou d trraplanagm, grands transformadors, turbinas, rotors, gradors, guindasts struturas mtálicas; g) "produto prigoso" é toda substância ou artigo ncontrado na naturza ou produzido por qualqur procsso qu, por suas caractrísticas físico-químicas, rprsnt risco à saúd das pssoas, à sgurança pública ou ao mio ambint; h) a xprssão "gás liqufito d ptrólo" (GLP) inclui os sguints gass /ou misturas dos msmos, liqufitos: propano, butano, tilno, propilno, butilno, butadino dmais gass prvistos na subposição da Nomnclatura Comum do Mrcosul, xcto o gás natural ( ); 3) Na posição : a) "navgação d apoio portuário" é aqula ralizada xclusivamnt nos portos trminais aquaviários para atndimnto a mbarcaçõs instalaçõs portuárias; b) "navgação d apoio marítimo" é a ralizada para o apoio logístico a mbarcaçõs instalaçõs m águas trritoriais nacionais na Zona Econômica Exclusiva, qu atum nas atividads d psquisa lavra d minrais hidrocarbontos; c) os srviços d transport são prstados por mprsas d navgação qu, com suas tripulaçõs, conduzm navios outros tipos d mbarcaçõs. 4) A classificação dos srviços d transport d produtos prigosos dar-s-á, conform o tipo d transport, nas subposiçõs ; ; ; ; ; ; NBS DESCRIÇÃO Srviços d transports trrstrs d cargas Srviços d transports rodoviários d cargas Srviços d transport rodoviário d cargas a granl Srviços d transport rodoviário d cargas sólidas a granl Srviços d transport rodoviário d cargas líquidas ou liqufitas, a granl Srviços d transport rodoviário d cargas gasosas a granl Srviços d transport rodoviário d cargas vivas Srviços d transport rodoviário d carga gral Srviços d transport rodoviário d carga solta, não unitizada Srviços d transport rodoviário d carga unitizada, xcto m contêinrs Srviços d transport rodoviários d cargas m contêinrs Srviços d transport rodoviário d cargas m contêinrs frigorificados ou climatizados Srviços d transport rodoviário d cargas m outros tipos d contêinrs Srviços d transport rodoviário d mudanças domésticas d mobília outros objtos d scritório Srviços d transport rodoviário d cargas spciais d grand port Srviços d transport rodoviário d vículos Srviços d transport rodoviário d produtos prigosos Srviços d transport rodoviário d combustívis, lubrificants GLP, inclusiv aprsntado m botijõs mtálicos Srviços d transport rodoviário d produtos químicos prigosos Srviços d transport rodoviário d outros produtos prigosos Srviços d transport rodoviário d outros tipos d carga Srviços d transport frroviário d cargas Srviços d transport frroviário d cargas a granl Srviços d transport frroviário d cargas sólidas a granl Srviços d transport frroviário d cargas líquidas ou liqufitas, a granl Srviços d transport frroviário d cargas gasosas a granl Srviços d transport frroviário d cargas vivas Srviços d transport frroviário d carga gral Srviços d transport frroviário d carga solta, não unitizada Srviços d transport frroviário d carga unitizada, xcto m contêinrs Srviços d transport frroviário d bns valors Srviços d transport frroviário d cargas m contêinrs Srviços d transport frroviário d cargas m contêinrs frigorificados ou climatizados Srviços d transport frroviário d cargas m outros tipos d contêinrs Srviços d transport frroviário d produtos prigosos Srviços d transport frroviário d combustívis, lubrificants GLP, inclusiv aprsntado m botijõs mtálicos Srviços d transport frroviário d produtos químicos prigosos Srviços d transport frroviário d armamntos militars muniçõs Srviços d transport frroviário d fundidos m stado líquido Srviços d transport frroviário d matrial radioativo Srviços d transport frroviário d outros produtos prigosos Srviços d transport frroviário d outros tipos d carga Srviços d transport por mio d dutos Srviços d transport d ptrólo, gás natural combustívl Srviços d transport d minérios Srviços d transport d outras mrcadorias plo código Srviços d transport aquaviário d cargas Srviços d transports aquaviário d navgação d cabotagm d longo curso Srviços d transport aquaviário d navgação d cabotagm d longo curso d cargas a granl Srviços d transport aquaviário d navgação d cabotagm d longo curso d cargas sólidas, a granl Srviços d transport aquaviário d navgação d cabotagm d longo curso d cargas líquidas ou liqufitas, a granl Srviços d transport aquaviário d navgação d cabotagm d longo curso d cargas gasosas a granl Srviços d transport aquaviário d navgação d cabotagm d longo curso d cargas vivas Srviços d transport aquaviário d navgação d cabotagm d longo curso d carga gral Srviços d transport aquaviário d navgação d cabotagm d longo curso d carga solta, não unitizada Srviços d transport aquaviário d navgação d cabotagm d longo curso d carga unitizada, xcto m contêinrs Srviços d transport aquaviário d navgação d cabotagm d longo curso d cargas m contêinrs Srviços d transport aquaviário d navgação d cabotagm d longo curso d cargas m contêinrs frigorificados ou climatizados Srviços d transport aquaviário d navgação d cabotagm d longo curso d cargas m outros tipos d contêinrs Srviços d transport aquaviário d navgação d cabotagm d longo curso d mudanças domésticas d mobília outros objtos d scritório Srviços d transport aquaviário d navgação d cabotagm d longo curso d cargas spciais d grand port Srviços d transport aquaviário d navgação d cabotagm d longo curso d vículos Srviços d transport aquaviário d navgação d cabotagm d longo curso d produtos prigosos Srviços d transport aquaviário d navgação d cabotagm d longo curso d combustívis, lubrificants GLP, inclusiv aprsntado m botijõs mtálicos Srviços d transport aquaviário d navgação d cabotagm d longo curso d produtos químicos prigosos Srviços d transport aquaviário d navgação d cabotagm d longo curso d outros produtos prigosos Srviços d transport aquaviário d navgação d cabotagm d longo curso d outros tipos d carga Srviços d transport aquaviário por navgação intrior Srviços d transport aquaviário por navgação intrior d cargas a granl Srviços d transport aquaviário por navgação intrior d cargas sólidas, a granl Srviços d transport aquaviário por navgação intrior d cargas líquidas ou liqufitas, a granl Srviços d transport aquaviário por navgação intrior d cargas gasosas a granl Srviços d transport aquaviário por navgação intrior d cargas vivas Srviços d transport aquaviário por navgação intrior d carga gral Srviços d transport aquaviário por navgação intrior d carga solta, não unitizada Srviços d transport aquaviário por navgação intrior d carga unitizada, xcto m contêinrs Srviços d transport aquaviário por navgação intrior d cargas m contêinrs Srviços d transport aquaviário por navgação intrior d cargas m contêinrs frigorificados ou climatizados Srviços d transport aquaviário por navgação intrior d cargas m outros tipos d contêinrs Srviços d transport aquaviário por navgação intrior d mudanças domésticas d mobília outros objtos d scritório Srviços d transport aquaviário por navgação intrior d cargas spciais d grand port Srviços d transport aquaviário por navgação intrior d vículos Srviços d transport aquaviário por navgação intrior d produtos prigosos Srviços d transport aquaviário por navgação intrior d combustívis, lubrificants GLP, inclusiv aprsntado m botijõs mtálicos Srviços d transport aquaviário por navgação intrior d produtos químicos prigosos Srviços d transport aquaviário por navgação intrior d outros produtos prigosos Srviços d transport aquaviário por navgação intrior d outros tipos d carga Srviços d navgação d apoio ao transport aquaviário d carga Srviços d navgação d apoio portuário Srviços d navgação d apoio marítimo Srviços d transports aéro d cargas Srviços d transport aéro d cargas postais, rmssas xprssas cargas congênrs Srviços d transport aéro d cargas m contêinrs Srviços d transport aéro d cargas m contêinrs frigorificados ou climatizados Srviços d transport aéro d cargas m outros tipos d contêinrs Srviços d transport aéro d cargas spciais Srviços d transport aéro d produtos prigosos Srviços d transport aéro d animais vivos Srviços d transport aéro d máquinas vículos Srviços d transport aéro d prcívis Srviços d transport aéro d cargas frágis Srviços d transport aéro d cargas controladas Srviços d transport aéro d valors Srviços d transport aéro d outras cargas spciais Srviços d transport aéro d outros tipos d cargas Srviços d transport multimodal, xcto os srviços d apoio Srviços d transport multimodal d cargas a granl Srviços d transport multimodal d cargas sólidas, a granl Srviços d transport multimodal d cargas líquidas ou liqufitas, a granl Srviços d transport multimodal d cargas gasosas a granl Srviços d transport multimodal d cargas vivas Srviços d transport multimodal d carga gral Srviços d transport multimodal d cargas soltas, não unitizadas Srviços d transport multimodal d cargas unitizadas, xcto m contêinrs Srviços d transport multimodal d cargas m contêinrs Srviços d transport multimodal d cargas m contêinrs frigorificados ou climatizados Srviços d transport multimodal d cargas m outros tipos d contêinrs Srviços d transport multimodal d mudanças domésticas d mobília outros objtos d scritório Srviços d transport multimodal d cargas spciais d grand port Srviços d transport multimodal d vículos Srviços d transport multimodal d produtos prigosos Srviços d transport multimodal d combustívis, lubrificants GLP, inclusiv aprsntado m botijõs mtálicos Srviços d transport multimodal d produtos químicos prigosos

5 Nº 246, quinta-fira, 19 d dzmbro d ISSN Srviços d transport multimodal d outros produtos prigosos Srviços d transport multimodal d outros tipos d carga Srviços d transport intrmodal, xcto os srviços d apoio Srviços d transport intrmodal d cargas a granl Srviços d transport intrmodal d cargas sólidas, a granl Srviços d transport intrmodal d cargas líquidas ou liqufitas, a granl Srviços d transport intrmodal d cargas gasosas a granl Srviços d transport intrmodal d cargas vivas Srviços d transport intrmodal d carga gral Srviços d transport intrmodal d cargas soltas, não unitizadas Srviços d transport intrmodal d cargas unitizadas, xcto m contêinrs Srviços d transport intrmodal d cargas m contêinrs Srviços d transport intrmodal d cargas m contêinrs frigorificados ou climatizados Srviços d transport intrmodal d cargas m outros tipos d contêinrs Srviços d transport intrmodal d mudanças domésticas d mobília outros objtos d scritório Srviços d transport intrmodal d cargas spciais d grand port Srviços d transport intrmodal d vículos Srviços d transport intrmodal d produtos prigosos Srviços d transport intrmodal d combustívis, lubrificants GLP, inclusiv aprsntado m botijõs mtálicos Srviços d transport intrmodal d produtos químicos prigosos Srviços d transport intrmodal d outros produtos prigosos Srviços d transport intrmodal d outros tipos d carga Capítulo 6 - Srviços d apoio aos transports 1) A armaznagm m dpósitos é fita m armazéns grais, qu são stablcimntos qu têm por finalidad a guarda consrvação d mrcadorias a missão d títulos spciais m armazéns grais alfandgados. 2) Os srviços d apoio ao transport frroviário da posição inclum, dntr outros, os srviços d rboqu, vndas d passagm suas rsrvas ralizadas m trminais d passagiros, limpza d trns, srviços d bagagm "achados prdidos". 3) Os "srviços d praticagm", classificados na posição são: a) ralizados plo prático, qu é aquaviário não tripulant, qu mbarcado prsta tal srviço; b) o conjunto d atividads profissionais d assssoria ao comandant (tripulant rsponsávl pla opração manutnção d mbarcação, m condiçõs d sgurança, xtnsivas à carga, aos tripulants às dmais pssoas a bordo) rquridas por força d pculiaridads locais qu dificultm a livr sgura movimntação da mbarcação. 4) Na posição : a) Os "srviços d salvamnto d mbarcaçõs" inclum, por xmplo, os srviços d dsncalh, rflutuação, rcupração d cargas d mbarcaçõs; b) Os "srviços d apoio ao transport aquaviário d cargas" não inclum os srviços d navgação d apoio qu s classificam na posição NBS DESCRIÇÃO Srviços d manusio d cargas Srviços d manusio d contêinrs Outros srviços d manusio d cargas bagagns Srviços d armaznagm m dpósitos Srviços d armaznagm frigorífica Srviços d armaznagm d produtos prigosos Srviços d armaznagm d ptrólo sus drivados Srviços d armaznagm d combustívis, lubrificants GLP, inclusiv aprsntado m botijõs mtálicos Srviços d armaznagm d produtos químicos prigosos Srviços d armaznagm d outros produtos prigosos Srviços d armaznagm d granéis sólidos, líquidos ou liqufitos gasosos Srviços d armaznagm d granéis sólidos Srviços d armaznagm d granéis líquidos ou liqufitos Srviços d armaznagm d granéis gasosos Outros srviços d armaznagm m dpósitos Srviços d apoio para transports frroviários Srviços d apoio para transports rodoviários Srviços d staçõs rodoviárias Srviços d opração d autostradas, ponts túnis Srviços d opração d autostradas Srviços d opração d ponts túnis Srviços d xploração d pdágios Srviços d stacionamntos Srviços d rboqu para vículos particulars comrciais Outros srviços d apoio ao transport rodoviário Srviços d apoio para transports aquaviários Srviços d opração d portos canais, xcto manusio d cargas Srviços d praticagm d docas Srviços d salvamnto d mbarcaçõs Outros srviços d apoio ao transport aquaviário, xcto os srviços d navgação d apoio Srviços d apoio ao transport aéro Srviços d opração d aroportos, xcto manusio d cargas Srviços d control d tráfgo aéro Outros srviços d apoio ao transport aéro Outros srviços d apoio aos transports, xcto srviços d apoio ao transport multimodal intrmodal d cargas Srviços d agências d frtamnto d transport outros srviços d frtamnto d transports Outros srviços d apoio aos transports, xcto srviços d apoio ao transport multimodal intrmodal d cargas Srviços d apoio ao transport multimodal intrmodal d cargas Srviços d colta ntrga do transport multimodal intrmodal d cargas Srviços d unitização ou dsunitização do transport multimodal intrmodal d c a rg a s Srviços d movimntação do transport multimodal intrmodal d cargas Srviços d consolidação ou dsconsolidação documntal do transport multimodal intrmodal d cargas Outros srviços d apoio ao transport multimodal intrmodal d cargas plo código Capítulo 7 - Srviços postais; srviços d colta, rmssa ou ntrga d documntos (xcto cartas) ou d pqunos objtos; srviços d rmssas xprssas 1) Na posição , ntnd-s por "rmssa xprssa" o srviço d rcbimnto, xpdição, transport ntrga d documnto ou d ncomnda normalmnt transportados na modalidad porta a porta, ralizado m prazo infrior ao convncional. NBS DESCRIÇÃO Srviços postais d tlgrama Srviços d colta, rmssa ou ntrga d documntos (xcto cartas) ou d pqunos objtos Srviços d rmssas xprssas Capítulo 8 - Srviços d transmissão distribuição d ltricidad; srviços d distribuição d gás água 1) Na posição : a) nos "srviços d distribuição d ltricidad" inclui-s a manutnção d mdidors d ltricidad; b) na "distribuição d gás canalizado", inclui-s a distribuição d qualqur combustívl gasoso por mio d tubulaçõs a manutnção d mdidors d gás. 2) Na subposição , inclui-s nos "srviços d distribuição d água" a manutnção dos mdidors d água. NBS DESCRIÇÃO Srviços d transmissão distribuição d ltricidad gás Srviços d transmissão distribuição d ltricidad Srviços d transmissão d ltricidad Srviços d distribuição d ltricidad Srviços d distribuição d gás canalizado Srviços d distribuição d água Srviços d distribuição d água por mio d tubulaçõs, xcto vapor d água água qunt Srviços d distribuição d vapor d água, água qunt ar condicionado por mio d tubulaçõs Srviços d distribuição d água, xcto através d tubulaçõs SEÇÃO III - SERVIÇOS FINANCEIROS E RELACIONADOS; SECURITIZAÇÃO DE RE- CEBÍVEIS E FOMENTO COMERCIAL; SERVIÇOS IMOBILIÁRIOS; ARRENDAMENTO MER- CANTIL OPERACIONAL E PROPRIEDADE INTELECTUAL 1) Na Nomnclatura, "programa d computador" é a xprssão d um conjunto organizado d instruçõs m linguagm natural ou codificada, contida m suport físico d qualqur naturza, d mprgo ncssário m máquinas automáticas d tratamnto da informação, dispositivos, instrumntos ou quipamntos priféricos, basados m técnica digital ou analógica, para fazê-los funcionar d modo para fins dtrminados. Capítulo 9 - Srviços financiros rlacionados; scuritização d rcbívis fomnto comrcial 1) "Banco d invstimnto" é instituição financira d naturza privada, spcializada m opraçõs d participação socitária d carátr tmporário, d financiamnto da atividad produtiva para suprimnto d capital fixo d giro d administração d rcursos d trciros. 2) "Srviços d prvidência complmntar" são os ofrtados plas ntidads d prvidência complmntar, as quais são as qu têm por objto principal a administração xcução d planos d bnfícios d naturza prvidnciária. Esss planos são facultativos, d carátr complmntar organizados d forma autônoma m rlação ao rgim gral d prvidência social basiam-s na constituição d rsrvas qu garantam o bnfício. 3) Na Nomnclatura, as "ntidads d prvidência complmntar" são classificadas, d acordo com a rlação ntr a ntidad os participants dos planos d bnfícios, m: a) "fchadas", quando rsponsávis por planos acssívis xclusivamnt aos mprgados d uma só mprsa ou d um grupo d mprsas; ou aos srvidors da União, dos Estados, do Distrito Fdral dos Municípios, nts dnominados patrocinadors; ou aos associados ou mmbros d pssoas jurídicas d carátr profissional, classista ou storial, dnominadas instituidors; b) "abrtas", quando os planos ofrtados são acssívis a qualqur pssoa física ou quando tnham por objtivo garantir bnfícios prvidnciários a pssoas físicas vinculadas dirta ou indirtamnt a uma ou mais ntidads contratants dsss planos. 4) "Srviços d prvidência complmntar fchada" são ralizados por ntidads dscritas na Nota 3.a) do prsnt Capítulo. 5) "Srviços d prvidência complmntar abrta" são ralizados por ntidads dscritas na Nota 3.b) do prsnt Capítulo. 6) Considra-s "arrndamnto mrcantil financiro" a modalidad m qu: a) as contraprstaçõs dmais pagamntos prvistos no contrato, dvidos pla arrndatária, sjam normalmnt suficints para qu a arrndadora rcupr o custo do bm arrndado durant o prazo contratual da opração, adicionalmnt, obtnha rtorno sobr os rcursos invstidos; b) as dspsas d manutnção, assistência técnica srviços corrlatos à opracionalidad do bm arrndado sjam rsponsabilidad da arrndatária; c) o prço para o xrcício da opção d compra sja livrmnt pactuado, podndo sr, inclusiv, o valor d mrcado do bm arrndado, quando a opração for ralizada conform a lgislação brasilira. 7) Na posição , os "srviços d sguros d viagm" s rfrm ao rssarcimnto d vntuais dspsas ocasionadas por canclamnto, intrrupção atraso d viagm; atraso, prda ou dano m bagagm; dspsas médicas m função d acidnts ou donças ocorridas durant a viagm; rpatriação d rstos mortais, dntr outras. 8) Na posição , o trmo "rssguro" s rfr à opração d transfrência d riscos d uma cdnt (a socidad sguradora qu contrata opração d rssguro) para um rssgurador, nquanto o trmo rtrocssão dsigna a opração d transfrência d riscos d rssguro d rssguradors para rssguradors, ou d rssguradors para socidads sguradoras locais. 9) Na posição , o trmo "commodity", dsigna bm primário, com dstacada importância no mrcado intrnacional, m stado bruto ou com pquno grau d industrialização produzido m scala mundial com caractrísticas físicas homogênas. Em rgra, sss bns são d origm agrícola ou minral, amplamnt ngociados por mio d contratos ntr importadors xportadors. 10) Na posição , a "scuritização d rcbívis" ocorr quando uma instituição financira dtntora d créditos ("rcbívis") cd os msmos a uma instituição não financira, cujo objto social é a aquisição d rcbívis ("companhia scuritizadora"). 11) Na posição , "fomnto comrcial (factoring)" consist na prstação cumulativa contínua d assssoria crditícia, mrcadológica, gstão d crédito, slção d riscos, administração d contas a pagar a rcbr, compra d diritos crditórios rsultants d vndas mrcantis a prazo ou d prstação d srviços.

6 192 ISSN Nº 246, quinta-fira, 19 d dzmbro d 2013 NBS DESCRIÇÃO Srviços financiros, xcto bancos d invstimnto, srviços d sguros prvidência complmntar Srviços d banco cntral Srviços d dpósito Srviços d dpósito para pssoas jurídicas Srviços d dpósito para pssoas físicas Outros srviços d dpósito Srviços d concssão d crédito Srviços d financiamntos imobiliários rsidnciais Srviços d financiamntos imobiliários não-rsidnciais Srviços d mpréstimos financiamntos, pssoais Srviços d mpréstimos financiamntos, comrciais Srviços d mpréstimos financiamntos, industriais Srviços d mpréstimos financiamntos, agropcuários Outros srviços d concssão d crédito Srviços d cartão d crédito Opraçõs d arrndamnto mrcantil financiro Arrndamnto mrcantil financiro d máquinas quipamntos Arrndamnto mrcantil financiro d quipamntos d transport Arrndamnto mrcantil financiro d vículos rodoviários automotors para o transport d passagiros Arrndamnto mrcantil financiro d vículos rodoviários automotors para o transport d mrcadorias Arrndamnto mrcantil financiro d vículos quipamntos frroviários Arrndamnto mrcantil financiro d outros quipamntos d transport trrstr, inclusiv d vículos d uso misto Arrndamnto mrcantil financiro d navios outras mbarcaçõs Arrndamnto mrcantil financiro d aronavs Arrndamnto mrcantil financiro d contêinrs Arrndamnto mrcantil financiro d outras máquinas quipamntos Arrndamnto mrcantil financiro d máquinas quipamntos agrícolas Arrndamnto mrcantil financiro d máquinas quipamntos d construção Arrndamnto mrcantil financiro d máquinas quipamntos para scritórios, xcto computadors Arrndamnto mrcantil financiro d computadors Arrndamnto mrcantil financiro d quipamntos d tlcomunicação Arrndamnto mrcantil financiro d máquinas quipamntos, não classificados m outra posição Arrndamnto mrcantil financiro d outras mrcadorias Arrndamnto mrcantil financiro d tlvisão outros ltroltrônicos domésticos, bm como sus acssórios Arrndamnto mrcantil financiro d mídias gravadas Arrndamnto mrcantil financiro d móvis ltrodomésticos Arrndamnto mrcantil financiro d quipamntos para divrsão lazr Arrndamnto mrcantil financiro d artigos d cama, msa banho Arrndamnto mrcantil financiro d outras mrcadorias não classificadas m outra posição Outros srviços financiros, xcto bancos d invstimnto, srviços d sguros prvidência complmntar Srviços d banco d invstimnto Srviços d valoração d ativos Srviços d subscrição d valors mobiliários Srviços d fusõs aquisiçõs Srviços d capital d risco finanças corporativas Outros srviços rlacionados a bancos d invstimntos Srviços d sguros prvidência complmntar (xcluídos os srviços d rssguros), xcto srviços d prvidência social compulsória Srviços d sguros d vida d prvidência complmntar, xcluídos os srviços d rssguros Srviços d sguros d vida Srviços d prvidência complmntar abrta Srviços d prvidência complmntar fchada Srviços d sguros saúd d acidnts Outros srviços d sguros, xcluídos os srviços d rssguros Srviços d sguros d vículos rodoviários Srviços d sguros d vículos quipamntos para transport frroviário, aquaviário aéro Srviços d sguros d cargas Srviços d sguros d outras propridads Srviços d sguros por rsponsabilidad civil Srviços d sguros d crédito d caução Srviços d sguros d viagm Outros srviços d sguros Srviços d rssguros d rtrocssão Srviços d rssguros d vida Srviços d rssguros saúd d acidnts Srviços d rssguros não classificados nas subposiçõs antriors srviços d rtrocssão Srviços d rssguros d vículos rodoviários Srviços d rssguros d vículos quipamntos para transport frroviário, aquaviário aéro Srviços d rssguros d cargas Srviços d rssguros d outras propridads Srviços d rssguros d rsponsabilidad civil Srviços d rssguros d crédito caução Outros srviços d rssguros srviços d rtrocssão plo código Srviços auxiliars aos srviços financiros, xcto os rlacionados a sguros prvidência complmntar Srviços d corrtagm d títulos, drivativos commoditis Srviços d corrtagm d títulos Srviços d corrtagm d drivativos commoditis Srviços d compnsação d transaçõs financiras, inclusiv com ativos financiros (claringhous) Srviços d gstão administração d cartiras d ativos, xcto fundos d pnsão Srviços d guarda custódia Srviços rlacionados à administração d mrcados financiros Outros srviços auxiliars aos srviços financiros Srviços d consultoria financira Srviços d câmbio Srviços d classificação d risco (rating) Srviços fiduciários Outros srviços auxiliars aos srviços financiros não classificados m outra posição Srviços auxiliars a sguros prvidência complmntar Srviços d agnciamnto corrtagm d sguros prvidência complmntar Srviços d agnciamnto corrtagm d sguros prvidência complmnta r, xcto d sguros saúd Srviços d corrtagm d sguros saúd Srviços d prícia avaliação d sguros Srviços atuariais Srviços d gstão d fundos d prvidência complmntar Outros srviços auxiliars a sguros prvidência complmntar Scuritização d rcbívis Fomnto comrcial (factoring) Capítulo 10 - Srviços imobiliários 1) Não s inclum no prsnt Capítulo as incorporaçõs, qu s classificam, conform o caso, nas posiçõs ou NBS DESCRIÇÃO Srviços imobiliários sob comissão ou contrato Srviços d administração locação d imóvis Srviços d administração locação d imóvis rsidnciais Srviços d administração locação d imóvis não rsidnciais Srviços d administração d locação, sublocação, arrndamnto, dirito d passagm ou prmissão d uso, compartilhado ou não, d frrovia, rodovia, posts, cabos, dutos condutos d qualqur naturza Outros srviços d administração locação d imóvis não rsidnciais Compra vnda d imóvis Compra vnda d imóvis rsidnciais Compra vnda d imóvis não-rsidnciais Srviços d avaliação d imóvis Srviços d consultoria imobiliária Srviços d assssoria d gstão condominial (condomínios, difícios rsidnciais mistos) Outros srviços imobiliários Capítulo 11 - Arrndamnto mrcantil opracional, propridad intlctual, franquias mprsariais xploração d outros diritos 1) Considra-s "arrndamnto mrcantil opracional" a modalidad d arrndamnto mrcantil m qu: a) as contraprstaçõs a srm pagas pla arrndatária contmplm o custo d arrndamnto do bm os srviços inrnts à sua colocação à disposição da arrndatária, não podndo o total dos pagamntos (no caso da lgislação brasilira) da spéci ultrapassar 90% do custo do bm arrndado; b) as dspsas d manutnção, assistência técnica srviços corrlatos à opracionalidad do bm arrndado sjam d rsponsabilidad da arrndadora ou da arrndatária; c) a li brasilira dtrmina qu o prço para o xrcício da opção d compra sja o valor d mrcado do bm arrndado. 2) As opraçõs d arrndamnto mrcantil financiro classificam-s no Capítulo 9. 3) "Oprador", no prsnt Capítulo, é trmo qu s rfr àqul qu opra máquinas ou conduz vículos, aplicando-s também às tripulaçõs qu conduzm navios outros tipos d mbarcaçõs, inclusiv aronavs. 4) A duração da locação é irrlvant para sua classificação. 5) No âmbito do prsnt Capítulo bns móvis são aquls susctívis d movimnto próprio, ou d rmoção por força alhia, sm altração da substância ou da dstinação conômico-social. 6) Na posição , a xprssão "mídia gravada" inclui: fita casst, fitas d vído, vído disco, fita DAT (Digital Audio Tap), CD's, DVD's, "Blu-ray" vído gams, dntr outras. 7) Para os fins dst Capítulo: a) a xprssão "propridad intlctual" rfr-s a todas as catgorias d propridad intlctual qu são objto das Sçõs 1 a 7 da Part II do Acordo sobr Aspctos dos Diritos d Propridad Intlctual Rlacionados ao Comércio, conform o Anxo 1C do Acordo Constitutivo da Organização Mundial do Comércio, constant da Ata Final qu incorpora os Rsultados das Ngociaçõs Comrciais Multilatrais da Rodada do Uruguai, aprovada plo Dcrto Lgislativo no 30, d 15 d dzmbro d Além d diritos d propridad intlctual, st Capítulo abrang outros tipos d diritos; b) "licnciamnto" comprnd a autorização para usar ou xplorar comrcialmnt dirito patrimonial d qualqur catgoria d propridad intlctual; c) "cssão tmporária d diritos d autor" comprnd a transfrência, total ou parcial, d titularidad por tmpo stipulado m contrato ou plo prazo máximo d cinco anos na hipóts d não havr stipulação contratual scrita; d) não s considra a cssão qu transfr a titularidad dos diritos patrimoniais d autor m carátr dfinitivo, qu s classifica no Capítulo 27.

7 Nº 246, quinta-fira, 19 d dzmbro d ISSN ) O licnciamnto d diritos d qu trata o prsnt Capítulo comprnd as sguints catgorias d propridad intlctual: a) diritos do autor diritos conxos; b) patnts; c) marcas; d) dsnhos industriais; ) cultivars; f) topografias d circuitos intgrados; g) informação confidncial, inclusiv informação não divulgada; h) conhcimnto tradicional associado ao patrimônio gnético. 9) Aplicam-s ao Capítulo 11, no qu coubr, as Lis no 9.279, d 14 d maio d 1996, no 9.456, d 25 d abril d 1997, no 9.609, d 19 d fvriro d 1998, no 9.610, d 19 d fvriro d 1998, no , d 17 d dzmbro d 2002, no , d 31 d maio d 2007, a MP no , d 23 d agosto d 2001 bm como a Li no 4.131, d 3 d stmbro d 1962, os sus rgulamntos. 10) No prsnt Capítulo, ntnd-s por: a) "obra audiovisual" como aqula qu rsulta da fixação d imagns com ou sm som, qu tnha a finalidad d criar, por mio d sua rprodução, a imprssão d movimnto, indpndntmnt dos procssos d sua captação, do suport usado inicial ou postriormnt para fixá-lo, bm como dos mios utilizados para sua viculação; b) "franquia mprsarial ou franchising" o sistma plo qual um franquador cd ao franquado o dirito d uso d marca ou patnt, associado ao dirito d distribuição xclusiva ou smixclusiva d produtos ou srviços, vntualmnt, também ao dirito d uso d tcnologia d implantação administração d ngócio ou sistma opracional dsnvolvidos ou dtidos plo franquador, mdiant rmunração dirta ou indirta, sm qu, no ntanto, fiqu caractrizado vínculo mprgatício. NBS DESCRIÇÃO Arrndamnto mrcantil opracional ou locação d máquinas quipamntos, sm oprador Arrndamnto mrcantil opracional ou locação d quipamntos d transport, sm oprador Arrndamnto mrcantil opracional ou locação d vículos rodoviários automotors para o transport d até oito passagiros, sm oprador Arrndamnto mrcantil opracional ou locação d vículos rodoviários automotors para o transport d mrcadorias, sm oprador Arrndamnto mrcantil opracional ou locação d vículos quipamntos frroviários, sm oprador Arrndamnto mrcantil opracional ou locação d outros quipamntos d transport trrstr, inclusiv d vículos d uso misto, sm oprador Arrndamnto mrcantil opracional ou locação d navios outras mbarcaçõs, sm tripulação Arrndamnto mrcantil opracional ou locação d aronavs, sm tripulação Arrndamnto mrcantil opracional ou locação d contêinrs Arrndamnto mrcantil opracional ou locação d outras máquinas quipamntos, sm oprador Arrndamnto mrcantil opracional ou locação d máquinas quipamntos agrícolas, sm oprador Arrndamnto mrcantil opracional ou locação d máquinas quipamntos d construção, sm oprador Arrndamnto mrcantil opracional ou locação d máquinas quipamntos para scritórios, xcto computadors, sm oprador Arrndamnto mrcantil opracional ou locação d computadors, sm oprador Arrndamnto mrcantil opracional ou locação d quipamntos d tlcomunicação, sm oprador Arrndamnto mrcantil opracional ou locação d máquinas quipamntos, não classificados m outra posição, sm oprador Arrndamnto mrcantil opracional ou locação d outras mrcadorias Arrndamnto mrcantil opracional ou locação d tlvisão outros ltroltrônicos domésticos, bm como sus acssórios Arrndamnto mrcantil opracional ou locação d mídias gravadas Arrndamnto mrcantil opracional ou locação d móvis ltrodomésticos Arrndamnto mrcantil opracional ou locação d quipamntos para divrsão lazr Arrndamnto mrcantil opracional ou locação d artigos d cama, msa banho Arrndamnto mrcantil opracional ou locação d roupas calçados Arrndamnto mrcantil opracional ou locação d outras mrcadorias não classificadas m outra posição Licnciamnto d diritos d autor diritos conxos Licnciamnto d diritos d obras litrárias Licnciamnto d diritos sobr programas d computador Licnciamnto d diritos d produção, distribuição ou comrcialização d programas d computador Licnciamnto d diritos d uso d programas d computador Licnciamnto d outros diritos sobr programas d computador Licnciamnto d diritos d obras audiovisuais Licnciamnto d diritos d autor d obras cinmatográficas Licnciamnto d diritos d autor d obras jornalísticas Licnciamnto d diritos d autor d obras publicitárias Licnciamnto d diritos conxos d artistas intérprts ou xcutants m obras audiovisuais Licnciamnto d diritos conxos d produtors d obras audiovisuais Licnciamnto d diritos d outras obras audiovisuais Licnciamnto d diritos d obras audiovisuais dstinadas à tlvisão Licnciamnto d diritos d obras audiovisuais sobr transmissõs d vntos sportivos Licnciamnto d diritos d obras audiovisuais sobr transmissõs d programas tlvisivos Licnciamnto d diritos d obras audiovisuais sobr outras transmissõs tlvisivas Licnciamnto d diritos d outras obras audiovisuais, não classificados nos itns antriors Licnciamnto d diritos d obras musicais outros fonogramas Licnciamnto d diritos d autor d obras musicais ou litromusicais Licnciamnto d diritos conxos d artistas intérprts ou xcutants Licnciamnto d diritos conxos d produtors d fonogramas Licnciamnto d diritos rlacionados à radiodifusão Licnciamnto d outros diritos d autor outros diritos conxos Licnciamnto d outros diritos d autor Licnciamnto d outros diritos conxos Cssão tmporária d diritos d autor diritos conxos Cssão tmporária d diritos d obras litrárias Cssão tmporária d diritos sobr programas d computador Cssão tmporária d diritos sobr obras audiovisuais Cssão tmporária d diritos d autor d obras cinmatográficas plo código Cssão tmporária d diritos d autor d obras jornalísticas Cssão tmporária d diritos d autor d obras publicitárias Cssão tmporária d diritos conxos d artistas intérprts ou xcutants m obras audiovisuais Cssão tmporária d diritos conxos d produtors d obras audiovisuais Cssão tmporária d diritos d outras obras audiovisuais Cssão tmporária d diritos d obras audiovisuais dstinadas à tlvisão Cssão tmporária d diritos d obras audiovisuais sobr transmissõs d vntos sportivos Cssão tmporária d diritos d obras audiovisuais sobr transmissõs d programas tlvisivos Cssão tmporária d diritos d obras audiovisuais sobr outras transmissõs tlvisivas Cssão tmporária d diritos d outras obras audiovisuais, não classificados m outro itm Cssão tmporária d diritos d obras musicais d outros fonogramas Cssão tmporária d diritos d autor d obras musicais litromusicais Cssão tmporária d diritos conxos d artistas intérprts ou xcutants Cssão tmporária d diritos conxos d produtors d fonogramas Cssão tmporária d diritos rlacionados à radiodifusão Cssão tmporária d outros diritos d autor outros diritos conxos Cssão tmporária d outros diritos d autor Cssão tmporária d outros diritos conxos Licnciamnto d diritos sobr a propridad industrial Licnciamnto d diritos sobr patnts Licnciamnto d diritos sobr marcas Licnciamnto d diritos sobr dsnho industrial Licnciamnto d outros diritos sobr a propridad industrial Licnciamnto d diritos sobr cultivars Licnciamnto d diritos sobr topografias d circuitos intgrados Licnciamnto d diritos rlativos à informação não divulgada Licnciamnto d outros diritos d propridad intlctual não classificados m nnhuma das posiçõs antriors Contratos d transfrência d tcnologia Contratos d prstação d srviços d assistência técnica cintífica, combinadamnt ou não, com qualqur modalidad d transfrência d tcnologia Contratos d forncimnto d tcnologia (know-how) Contratos d franquia Outros contratos d transfrência d tcnologia Licnciamnto d diritos d xploração d rcursos naturais Licnciamnto d diritos d xploração d rcursos vgtais, inclusiv florstais Licnciamnto d diritos d xploração d rcursos minrais Licnciamnto d diritos d xploração d outros rcursos naturais Licnciamnto d diritos sobr conhcimnto tradicional Licnciamnto d diritos sobr conhcimnto tradicional associado a rcursos gnéticos Licnciamnto d diritos sobr outros conhcimntos tradicionais Licnciamnto d diritos rlativos ao acsso a rcursos gnéticos, xcto os dcorrnts do conhcimnto tradicional Outras formas d licnciamnto d cssõs para xploração d diritos, não classificadas nas posiçõs antriors Capítulo 12 - Srviços d psquisa dsnvolvimnto 1) No prsnt Capítulo, ntnd-s por: a) "psquisa" o procsso qu objtiva grar, corroborar ou rfutar conhcimntos, podndo assumir as formas d psquisa básica ou psquisa aplicada; b) "psquisa básica" a psquisa ond os trabalhos xprimntais ou tóricos são dsnvolvidos com o intuito d obtr novos conhcimntos sobr fnômnos fatos obsrvávis, ainda não lucidados; c) "psquisa aplicada" a psquisa ond os trabalhos originais d invstigação visam à obtnção d novos conhcimntos orintados para aplicaçõs spcíficas; d) "dsnvolvimnto" o uso sistmático d conhcimntos cintíficos ou tcnológicos, com o intuito d obtr novos produtos ou procssos ou mlhorar /ou aprfiçoar os já xistnts; ) "psquisa dsnvolvimnto" o conjunto d trabalhos criativos, ftuados d forma sistmática, com o intuito d ampliar a bas d conhcimntos cintíficos tcnológicos, o uso dsss conhcimntos para dsnvolvr novas aplicaçõs, tais como produtos ou procssos novos ou tcnologicamnt aprimorados. 2) O trmo "humanidads" inclui, por xmplo, línguas, litratura, história, filosofia, arts, rligião tologia. NBS DESCRIÇÃO Srviços d psquisa dsnvolvimnto m ciências naturais, xatas ngnharia Srviços d psquisa dsnvolvimnto m ciências naturais xatas Srviços d psquisa dsnvolvimnto m física Srviços d psquisa dsnvolvimnto m química biologia Srviços d psquisa dsnvolvimnto m outras ciências naturais xatas Srviços d psquisa dsnvolvimnto m ngnharia tcnologia Srviços d psquisa dsnvolvimnto m biotcnologia Srviços d psquisa dsnvolvimnto m tcnologia da informação comunicação (TIC) Srviços d psquisa dsnvolvimnto m nanotcnologia Srviços d psquisa dsnvolvimnto m ngnharia tcnologia nuclars Srviços d psquisa dsnvolvimnto m ngnharia tcnologia m microondas d potência Srviços d psquisa dsnvolvimnto m outros ramos da ngnharia tcnologia Srviços d psquisa dsnvolvimnto m ciências médica, odontológica farmacêutica Srviços d psquisa dsnvolvimnto m ciências agrárias Outros srviços d psquisa dsnvolvimnto m ciências naturais ngnharia

8 194 ISSN Nº 246, quinta-fira, 19 d dzmbro d Psquisa tcnológica utilizando documntos d patnts Outros srviços d psquisa dsnvolvimnto m ciências naturais ngnharia Srviços d psquisa dsnvolvimnto m ciências sociais humanidads Srviços d psquisa dsnvolvimnto m ciências sociais Srviços d psquisa dsnvolvimnto m psicologia Srviços d psquisa dsnvolvimnto m ciências conômicas Srviços d psquisa dsnvolvimnto m dirito Srviços d psquisa dsnvolvimnto m outras ciências sociais Srviços d psquisa dsnvolvimnto m humanidads Srviços d psquisa dsnvolvimnto intrdisciplinar Capítulo 13 - Srviços jurídicos contábis 1) Na posição , os "srviços d documntação crtificação" inclum, por xmplo, os srviços d concssão d rgistro d patnts, diritos autorais outras propridads intlctuais, crtificados d origm d mrcadorias atstados d inxistência d produção nacional d máquinas quipamntos. 2) Na posição , "pssoa jurídica" é a união ou socidad d pssoas físicas qu adquir, m função da li, prsonalidad própria distinta da d sus mmbros, para fins d diritos obrigaçõs. É também "pssoa jurídica" a união ou socidad d pssoas jurídicas qu adquir, m função da li, prsonalidad própria distinta da d sus mmbros. 3) Na posição , os "srviços notariais d rgistro" inclum, por xmplo, autnticar fatos, lavrar scrituras procuraçõs públicas, lavrar tstamntos públicos aprovar os crrados, lavrar atas notariais, rconhcr firmas autnticar cópias. NBS DESCRIÇÃO Srviços jurídicos Srviços d rprsntação consultoria jurídica criminal Srviços d rprsntação consultoria jurídica m outras áras do dirito Srviços d documntação crtificação, xcto os srviços notariais d rgistro Outros srviços jurídicos Srviços d arbitragm, conciliação mdiação Outros srviços jurídicos não classificados m outra posição Srviços d auditoria, contabilidad scrituração mrcantil Srviços d auditoria Srviços d auditoria contábil Outros srviços d auditoria Srviços d contabilidad scrituração mrcantil Srviços d contabilidad Srviços d scrituração mrcantil Srviços d folha d pagamnto Outros srviços d contabilidad scrituração mrcantil Srviços d consultoria tributária Srviços d consultoria tributária para pssoas jurídicas Srviços d consultoria tributária para pssoas físicas Srviços notariais d rgistro Capítulo 14 - Outros srviços profissionais 1) Não s inclum no prsnt Capítulo os "srviços d consultoria imobiliária", qu s classificam na posição ) Na posição , o trmo markting abrang um conjunto d atividads, qu inclui planjar xcutar a concpção d campanhas publicitárias, stablcr prços, promovr distribuir idias, produtos srviços a fim d stimular trocas qu satisfaçam mtas individuais organizacionais tanto dos produtors quanto dos consumidors. 3) Na posição , considram-s "prédios históricos" aquls qu são tombados plo Instituto do Patrimônio Histórico Artístico Nacional - IPHAN ou congênrs nacionais intrnacionais. 4) São srviços d "campanhas publicitárias", classificados na posição , o planjamnto, a concituação, o dsnvolvimnto a xcução dssas. Inclum-s, por xmplo, a criação da idia básica da campanha; os rotiros scritos, inclusiv d films; os cnários; a slção do(s) mio(s) a sr(m) utilizado(s) na campanha; projto dos anúncios, ilustraçõs pôstrs; a colocação das pças publicitárias nos mios apropriados. 5) Na posição , ntnd-s por: a) "markting dirto" o sistma utilizado plas mprsas com o intuito d s comunicarm dirtamnt com clints potnciais, d forma indiscriminada, buscando uma rsposta ou a ftivação d uma transação comrcial. b) "mala dirta" a modalidad d propaganda ond a mnsagm publicitária ou d markting dirto é rmtida plos corrios ou através d portadors. 6) Na posição : a) os "srviços vidográficos d vntos" não inclum os srviços d produção d programas d tlvisão, qu s classificam na posição b) os "srviços fotográficos spciais" não inclum fotografias obtidas por satélits para fins d obtnção d dados topográficos, qu s classificam na posição , fotografias jornalísticas, qu s classificam na posição ) Na posição , ntnd-s por: a) "psquisa d mrcado" o conjunto d informaçõs, obtido junto aos consumidors no mrcado, qu visa traçar dirtrizs para a atuação do markting; b) "psquisa d opinião pública" a psquisa qu objtiva avriguar a opinião do público sobr dtrminado tma. NBS DESCRIÇÃO Srviços grnciais, d consultoria grncial, d rlaçõs públicas d comunicação social Srviços grnciais d consultoria grncial Srviços d consultoria grncial stratégica Srviços d consultoria grncial financira Srviços d consultoria grncial m rcursos humanos Srviços d consultoria grncial m markting Srviços d consultoria grncial opracional Srviços d consultoria grncial m nrgia Srviços d consultoria m logística Srviços grnciais m procssos d ngócios Outros srviços grnciais d consultoria grncial Srviços d rlaçõs públicas Srviços d comunicação social plo código Srviços d assssoria d imprnsa Outros srviços d comunicação social Srviços d arquittura, d planjamnto urbano d áras rurais d paisagismo Srviços d arquittura Srviços d consultoria m arquittura Srviços arquittônicos para projtos d construçõs rsidnciais Srviços arquittônicos para projtos d construçõs não rsidnciais Srviços arquittônicos para rstauração d prédios históricos Srviços d arquittura rlativos ao acompanhamnto fiscalização da xcução d projtos arquittônicos urbanísticos Srviços d planjamnto urbano d áras rurais Srviços d planjamnto urbano Srviços d planjamnto d áras rurais Srviços d paisagismo Srviços d consultoria d paisagismo Srviços arquittônicos d paisagismo Outros srviços d arquittura, d planjamnto urbano d áras rurais d paisagismo Srviços d ngnharia Srviços d consultoria d ngnharia Srviços d ngnharia para projtos spcíficos Srviços d ngnharia d projtos d construção Srviços d ngnharia d projtos d construção rsidncial Srviços d ngnharia d projtos d construção não rsidncial Srviços d ngnharia d projtos industriais d fabricação, xcto para projtos d nrgia Srviços d ngnharia para projtos d transports Srviços d ngnharia para projtos d nrgia Srviços d ngnharia para projtos d xploração d ptrólo gás Srviços d ngnharia para projtos d rfino d ptrólo ptroquímica Srviços d ngnharia para projtos d unidads d produção d biocombustívis Srviços d ngnharia para projtos d nrgia létrica Outros srviços d ngnharia para projtos d nrgia Srviços d ngnharia d projtos d radiodifusão tlvisão Srviços d ngnharia d projtos d grnciamnto d rsíduos (prigosos não prigosos) Srviços d ngnharia d projtos d distribuição d água rds d sgotos Srviços d ngnharia d projtos d tlcomunicação Outros srviços d ngnharia d projtos Srviços d ngnharia d projtos arospaciais Srviços d ngnharia para projtos d mbarcaçõs Outros srviços d ngnharia d projtos Srviços d grnciamnto d projtos d construção Outros srviços d ngnharia Srviços cintíficos outros srviços técnicos Srviços gológicos, gofísicos outros d prospcção Srviços d consultoria gológica gofísica Srviços gofísicos Srviços goquímicos Srviços d informaçõs para avaliação xploração d rcursos naturais Outros srviços d prospcção Srviços topográficos cartográficos Srviços topográficos Srviços cartográficos Srviços mtorológicos d prvisão do tmpo Srviços d anális xams técnicos Srviços d anális d xams técnicos sobr purza composição Srviços d anális d xams técnicos d propridads físicas Srviços d anális d xams técnicos d sistmas létricos mcânicos Srviços d inspção técnica d vículos d transport rodoviários Outros srviços d anális d xams técnicos Srviços vtrinários Srviços vtrinários para animais domésticos Srviços hospitalars, com ou sm intrnação Outros srviços vtrinários para animais domésticos Srviços vtrinários para animais d cort Srviços hospitalars, com ou sm intrnação Outros srviços vtrinários para animais d cort Srviços funrários, d crmação d mbalsamamnto d animais Outros srviços vtrinários Srviços d bancos d órgãos, sangu, sêmn, tcidos, óvulos outros matriais biológicos Srviços d unidads d atndimnto, assistência ou tratamnto móvl Planos d atndimnto assistência médico-vtrinária Srviços d guarda, tratamnto, adstramnto, mblzamnto alojamnto (hotl vtrinário) Outros srviços vtrinários Srviços d propaganda d alocação d spaço ou tmpo para propaganda Srviços d propaganda Srviços d campanhas publicitárias Srviços d markting dirto mala dirta Outros srviços d propaganda Aquisição ou vnda d spaço ou tmpo para propaganda, sob comissão Vnda d spaço ou tmpo para propaganda, xcto sob comissão Vnda d spaço para propaganda m mídia imprssa, xcto sob comissão Vnda d tmpo para propaganda m rádio tlvisão, xcto sob comissão Vnda d spaço para propaganda na rd mundial d computadors, xcto sob comissão Vnda d spaço ou tmpo para propaganda m outros mios d comunicação publicitária, xcto sob comissão Psquisas d mrcado srviços d psquisa d opinião pública Srviços fotográficos, vidográficos d procssamnto d fotografias Srviços fotográficos vidográficos Srviços fotográficos d rtratos Srviços fotográficos para propaganda Srviços fotográficos vidográficos d vntos Srviços fotográficos spciais

9 Nº 246, quinta-fira, 19 d dzmbro d ISSN Outros srviços fotográficos vidográficos Srviços d procssamnto d fotografias Outros srviços profissionais, técnicos grnciais não classificados m outra posição Srviços spcializados d projtos (dsign) Srviços d projto (dsign) d intriors Srviços d projtos (dsign) d spaços comrciais públicos Outros srviços d projto (dsign) d intriors Srviços d dsnho industrial Projtos (dsign) originais Srviços d projtos (dsign) d marcas, imagns, objtos gráficos digitais Srviços d projtos (dsign) d mbalagns, xpositors d loja objtos promocionais para comunicação vndas Srviços d projtos (dsign) d produtos, utnsílios, quipamntos, vstuário, calçados, ornamntos, joias objtos pssoais Srviços d projtos (dsign) d máquinas, quipamntos, acssórios objtos d uso industrial d qualqur naturza Outros srviços projtos (dsign) originais Outros srviços spcializados d projto (dsign) Srviços d consultoria técnica cintífica não classificados m outra posição Srviços d consultoria ambintal Outros srviços d consultoria técnica cintífica Srviços d compilação coltâna d fatos informaçõs originais Srviços d tradução d intérprts Srviços para rgistros d marcas comrciais d franquias mprsariais, xcto as licnças d uso d dirito Outros srviços profissionais, técnicos grnciais não classificados nas subposiçõs antriors Capítulo 15 - Srviços d tcnologia da informação 1) Na posição : a) a xprssão "programas não-prsonalizados (não customizados)" diz rspito aos programas para computadors adquiridos na forma qu s aprsntam qu, m rgra, não prmitm altraçõs com o intuito d atndr ncssidads particulars; b) "aplicativos prsonalizados" são programas customizados, qu atndm às ncssidads spcíficas do su adquirnt ou usuário. NBS DESCRIÇÃO Srviços d consultoria, d sgurança d suport m tcnologia da informação (TI) Srviços d consultoria m tcnologia da informação (TI) Srviços d sgurança m tcnologia da informação (TI) Srviços d suport m tcnologia da informação (TI) Srviços d projto dsnvolvimnto d aplicativos programas m tcnologia da informação (TI) Srviços d projto, dsnvolvimnto instalação d aplicativos programas não prsonalizados (não customizados) Srviços d projto dsnvolvimnto, adaptação instalação d aplicativos prsonalizados (customizados) Srviços d projto dsnvolvimnto d struturas contúdo d páginas ltrônicas Srviços d projto dsnvolvimnto d struturas contúdo d bancos d dados Srviços d intgração d sistmas m tcnologia da informação (TI) Outros srviços d projto dsnvolvimnto d aplicativos Srviços d projto dsnvolvimnto d rds m tcnologia da informação (TI) Srviços d projto dsnvolvimnto d topografias d circuitos intgrados Srviços d projto d circuitos intgrados Srviços d infrastrutura para hospdagm m tcnologia da informação (TI) Srviços d hospdagm d sítios na rd mundial d computadors Srviços d hospdagm d aplicativos programas Outros srviços d infrastrutura para hospdagm m tcnologia da informação (TI) Srviços d grnciamnto d infrastrutura d tcnologia da informação (TI) Srviços d grnciamnto d rds Srviços d grnciamnto d sistmas computacionais Outros srviços d grnciamnto d infrastrutura d tcnologia da informação (TI) Srviços d manutnção d aplicativos programas Srviços auxiliars d procssamnto d dados Outros srviços d tcnologia da informação (TI) Capítulo 16 - Rsrvado para possívl uso futuro Capítulo 17 - Srviços d tlcomunicação, difusão forncimnto d informaçõs 1) Na posição : a) "srviço d tlcomunicaçõs" é o srviço qu possibilita a ofrta d tlcomunicaçõs; b) "tlcomunicação" é a transmissão, missão ou rcpção, por fio, radioltricidad, mios ópticos ou qualqur outro procsso ltromagnético, d símbolos, caractrs, sinais, scritos, imagns, sons ou informaçõs d qualqur naturza; c) "srviço d valor adicionado" é aqul qu acrscnta, a um srviço d tlcomunicaçõs qu lh dá suport com o qual não s confund, novas utilidads rlacionadas ao acsso, armaznamnto, aprsntação, movimntação ou rcupração d informaçõs; d) "local" é uma dtrminada ára d tarifação ou um dtrminado código numérico ou ainda uma dtrminada ára d rgistro; ) "intrconxão" é a ligação ntr rds d tlcomunicaçõs funcionalmnt compatívis, d modo qu os usuários d srviços d uma das rds possam comunicar-s com usuários d srviços d outra ou acssar srviços nla disponívis. 2) Na posição , ntnd-s por "backbon" (spinha dorsal) o squma d ligaçõs cntrais d um sistma informatizado mais amplo, tipicamnt d lvado dsmpnho, qu possibilita o fluxo d dados informaçõs através da rd mundial d computadors. 3) Na posição , a "difusão" inclui a rptição d sinais d rádio tlvisão. NBS DESCRIÇÃO Tlfonia outros srviços d tlcomunicaçõs Srviços d tlcomunicaçõs fixos srviços d valor adicionado plo código Srviços d chamada d tlcomunicaçõs fixos comutados m banda strita banda larga Local Nacional Intrnacional Srviços d acsso uso d tlcomunicaçõs fixos comutados m banda strita banda larga Local Nacional Intrnacional Srviços d valor adicionado sobr srviços d tlcomunicaçõs fixos Srviços d grência d rds fixas administração d sus usuários Srviços d intrconxão plo uso da rd fixa Outros srviços d tlcomunicaçõs fixas Srviços d tlcomunicaçõs móvis srviços d valor adicionado Srviços d chamada d tlcomunicaçõs móvis comutados m banda strita banda larga Local Nacional Intrnacional Srviços d acsso uso d tlcomunicaçõs móvis comutado m banda strita banda larga Local Nacional Intrnacional Srviços d valor adicionado sobr srviços d tlcomunicaçõs móvis Srviços d grência das rds móvis administração d sus usuários Srviços d intrconxão plo uso d rd móvl Srviços d usuário visitant (roaming) Srviços d usuário visitant nacional (roaming nacional) Srviços d usuário visitant intrnacional (roaming intrnacional) Srviços nomádicos Outros srviços d tlcomunicaçõs móvis Srviços d rds privadas, srviços d intrss rstrito srviços d valor adicionado Srviços fixos d rds privativas Srviços móvis, nomádicos d uso privativo Srviços d intrss rstrito Srviços d intrss rstrito d abrangência local Srviços d intrss rstrito d abrangência nacional Srviços d intrss rstrito d abrangência intrnacional Srviços d valor adicionado sobr srviços d rds privadas ou d srviços d intrss rstrito Srviços d transmissão d dados srviços d xploração d linha ddicada Srviços d transmissão d dados local, nacional ou intrnacional Srviços d xploração d linha ddicada local, nacional ou intrnacional Srviços d distribuição d programação d tlvisão por assinatura Srviços d distribuição d pacots básicos d programação d tlvisão por assinatura Srviços d distribuição d grads d programação spciais d tlvisão por assinatura Srviços d distribuição d programação através do sistma "pagu assista" (paypr-viw) d tlvisão por assinatura Outros srviços d distribuição d programação d tlvisão por assinatura, inclusiv os "pacots combinados" Outros srviços d tlcomunicaçõs Srviços d tlcomunicação pla rd mundial d computadors Srviços d forncimnto d infrastrutura d acsso (backbon) à rd mundial d computadors Srviços d acsso à rd mundial d computadors Srviços d acsso à rd mundial d computadors por conxão discada Srviços d acsso à rd mundial d computadors por banda larga Outros srviços na rd mundial d computadors Srviços d ofrta d contúdo d acsso imdiato (on-lin) Srviços d ofrta d livros, jornais, priódicos, dirtórios listas d postagm d acsso imdiato (on-lin) Srviços d ofrta d áudio, inclusiv d contúdo contínuo (straming), d acsso imdiato (on-lin) Srviços d ofrta d films vídos, inclusiv d contúdo contínuo (straming), d acsso imdiato (on-lin) Srviços d ofrta d contúdos qu combinm duas ou mais mídias d acsso imdiato (on-lin) Srviços d contúdo d portais d busca na rd mundial d computadors Outros srviços d contúdos d acsso imdiato (on-lin) Srviços d agências d notícias Srviços d agências d notícias para jornais priódicos Srviços d agências d notícias m mídia audiovisual Outros srviços d agências d notícias Srviços d bibliotca arquivo Srviços d bibliotca Srviços d arquivo Srviços d difusão, programação distribuição d programas d rádio tlvisão Srviços d difusão d programas originais d rádio tlvisão Srviços d difusão d programas originais d rádio Srviços d difusão d programas originais d tlvisão Srviços d difusão d programas originais para tlvisão abrta Srviços d difusão d programas originais para tlvisão por assinatura Srviços d programação dos canais d rádio tlvisão Srviços d programação dos canais d rádio Srviços d programação dos canais d tlvisão Srviços d distribuição d sinais d rádio tlvisão Srviços d distribuição d programas d tlvisão abrta Outros srviços d difusão, programação distribuição d programas d rádio tlvisão Capítulo 18 - Srviços d apoio às atividads mprsariais 1) Na posição , os "srviços d consultoria m sgurança" não inclum os srviços d sgurança m computação, qu s classificam na posição ) Na posição , ntnd-s por "xtrmínio d pragas" a dstruição d instos, rodors outras psts.

10 196 ISSN Nº 246, quinta-fira, 19 d dzmbro d ) Na posição : a) "srviços d opradoras d turismo" são aquls d organização própria d agências d turismo, as quais são comumnt chamadas d opradoras turísticas, comprndm a laboração d programas, srviços rotiros d viagns turísticas, nacionais ou intrnacionais, missivas ou rcptivas, qu incluam passagns, acomodaçõs outros srviços m mios d hospdagm, programas ducacionais d aprimoramnto profissional, srviços d rcpção, transfrência assistência xcursõs, viagns passios turísticos, marítimos, fluviais lacustrs. b) "srviços d guia d turismo" são aquls produzidos nas atividads laborais do guia d turismo, qu é o profissional qu, dvidamnt cadastrado na EMBRATUR, xrc as atividads d acompanhar, orintar transmitir informaçõs a pssoas ou grupos, m visitas, xcursõs urbanas, municipais, staduais, intrstaduais, intrnacionais ou spcializadas. c) "srviços d promoção turística" são aquls qu objtivam divulgar o dstino turístico junto aos mrcados missors, aproximando a ofrta a dmanda turística. 4) Na posição , ntnd-s por: a) tlmarkting a promoção d vndas srviços, o atndimnto ao consumidor o suport técnico, sndo praticado m ambints dnominados call cntr ou srviço d atndimnto ao clint (SAC). b) O SAC por tlfon é o srviço d atndimnto tlfônico das prstadoras d srviços rgulados qu tnham como finalidad rsolvr as dmandas dos consumidors sobr informação, dúvida, rclamação, suspnsão ou canclamnto d contratos d srviços. NBS DESCRIÇÃO Srviços d rcrutamnto slção d pssoal Srviços d busca d mprgos ncaminhamnto d pssoal Srviços d forncimnto d mão d obra Srviços d forncimnto d mão d obra ftiva Srviços d forncimnto d mão d obra tmporária Outros srviços d rcrutamnto slção d pssoal Srviços d invstigação sgurança Srviços d invstigação Srviços d consultoria m sgurança Srviços d sistmas d sgurança Srviços d transport d valors Srviços d guarda scolta armada Outros srviços d sgurança Srviços d limpza Srviços d dsinfcção xtrmínio d pragas Srviços grais d limpza Srviços spcializados d limpza Srviços d planjamnto d viagns d oprador d turismo; outros srviços rlacionados Srviços d rsrvas m transports Srviços d rsrvas m transports aéros Outros srviços d planjamnto rsrva m transports Srviços d rsrvas d hospdagm, rsrvas m cruziros rsrvas d pacots turísticos Srviços d rsrvas d hospdagm Srviços d rsrvas m cruziros Srviços d rsrvas d pacots turísticos Outros srviços d rsrvas Srviços d opradoras d turismo Srviços d guias turísticos Srviços d informação a visitants promoção turística Srviços d promoção turística Srviços d informação a visitants Outros srviços d apoio Srviços d informação cadastral para fins d crédito Srviços d cobrança Srviços d apoio por mio d tlfon Srviços d tlmarkting, incluindo srviços d atndimnto ao clint Outros srviços d apoio por mio d tlfon Srviços combinados d scritório apoio administrativo Srviços spcializados d apoio a scritório Srviços d fotocópia Srviços d xcução d mala dirta d laboração d listas d ndrços Srviços d prparação d documntos outros srviços spcializados d apoio a scritórios Srviços d assistência organização d convnçõs d firas d ngócios Srviços d assistência organização d convnçõs Srviços d assistência organização d firas d ngócios Srviços d xploração d cntros d convnçõs, scritórios virtuais, stands d qualqur naturza, auditórios os dmais assmlhados para ralização d vntos ou ngócios d qualqur naturza Outros srviços d assistência organização d firas d ngócios convnçõs Srviços d jardinagm Outros srviços d apoio não classificados m outra posição Srviços d litura d mdidors Srviços d litura d mdidors d ltricidad Srviços d litura d mdidors d gás Srviços d litura d mdidors d água Srviços d agências d modlos Srviços d distribuição vnda d bilhts dmais produtos d lotria, cartõs, puls ou cupons d apostas, sortios, prêmios, inclusiv os dcorrnts d títulos d capitalização congênrs Outros srviços d apoio Capítulo 19 - Srviços d apoio às atividads agropcuárias, silvicultura, psca, aquicultura, xtração minral, ltricidad, gás água 1) No prsnt Capítulo, ntnd-s por: a) agricultura, a atividad conômica voltada para a xploração ordnada d rcursos naturais vgtais m ambint natural protgido, sndo rprsntada plo cultivo d lavouras, formado por quatro sgmntos: a.1) produção d lavouras tmporárias; a.2) horticultura floricultura; a.3) produção d lavouras prmannts; a.4) produção d smnts mudas crtificadas; b) pcuária, a atividad conômica voltada para a xploração ordnada d rcursos animais m ambint natural protgido, sndo rprsntada pla criação produção d animais, inclusiv a criação d animais modificados gnticamnt, comprndndo a criação d: b.1) bovinos outros animais d grand port, tais como cavalos, asininos, muars bubalinos; plo código b.2) suínos, caprinos ovinos; b.3) avs, tais como galinhas, patos, gansos, prus avstruzs; b.4) outros animais com xprssão conômica, tais como colhos, ablha, scargôt animais d stimação. c) produção florstal (silvicultura), a atividad conômica basada no cultivo d spécis florstais, produção d madiras m toras a xploração d produtos florstais não-madiriros, incluindo-s também a produção d mudas florstais, os produtos da madira rsultants d pqunos procssamntos, tais como lnha, carvão vgtal lascas d madira, ou sm procssamnto, como m moirõs, stacas posts; d) psca, a atividad conômica qu abrang o uso d rcursos psquiros m águas marinhas, águas salobras m água doc, objtivando a captura d pixs, crustácos, moluscos outros organismos ou produtos aquáticos, tais como plantas aquáticas, pérolas, corais sponjas; ) aquicultura, o procsso d produção qu nvolv o cultivo d organismos aquáticos, dntr ls os pixs, crustácos, moluscos, rãs, plantas aquáticas, jacarés anfíbios, com o auxílio d técnicas qu intnsificam a produtividad dsss organismos além da sua capacidad natural d dsnvolvimnto. NBS DESCRIÇÃO Srviços d apoio à agricultura, pcuária, produção florstal (silvicultura), psca aquicultura Srviços d apoio à agricultura Srviços d apoio à pcuária Srviços d apoio à produção florstal (silvicultura) Srviços d apoio à psca Srviços d apoio à aquicultura Srviços d apoio à minração Srviços d apoio à xtração d ptrólo gás Outros srviços d apoio à minração Srviços d apoio à transmissão distribuição d ltricidad, gás água Srviços d apoio à transmissão distribuição d ltricidad Srviços d apoio à transmissão d ltricidad Srviços d apoio à distribuição d ltricidad Srviços d apoio à distribuição d gás por mio d tubulaçõs Srviços d apoio à distribuição d água Srviços d apoio à distribuição d ar condicionado, água qunt vapor por mio d tubulaçõs Capítulo 20 - Srviços d manutnção, rparação instalação (xcto construção) 1) No prsnt Capítulo, ntnd-s por: a) "manutnção" o ato d mantr um bm no stado m qu foi rcbido, o qu é fito por mio da runião d açõs técnicas administrativas, vitando assim sua dtrioração; b) "rparação" a ação corrtiva ftuada com o intuito d consrtar maquinário ou quipamntos, rstablcndo o dsmpnho original dos msmos; c) "instalação" a montagm d maquinário ou quipamntos. 2) Na posição : a) são xmplos d "produtos mtálicos": aqucdors caldiras industriais; gradors, condnsadors, supraqucdors coltors d vapor; tubulaçõs parts auxiliars dos gradors d vapor; tanqus rsrvatórios, dntr outros; b) o trmo "computador" abrang dsd microcomputadors até computadors cntrais (mainfram), incluindo-s aí os chamados supr computadors; c) ntnd-s por "vículo automotor rodoviário" todo vículo qu circul por sus próprios mios, o qu normalmnt é fito por motor d propulsão, qu sirva, m rgra, para o transport viário d pssoas coisas ou para tração viária d vículos utilizados para o transport d pssoas coisas; a xprssão comprnd ainda os vículos conctados a uma linha létrica, porém qu não circulam sobr trilhos. NBS DESCRIÇÃO Srviços d manutnção rparação d produtos mtálicos, maquinário quipamntos Srviços d manutnção rparação d produtos mtálicos Srviços d manutnção rparação d computadors sus priféricos maquinário d scritório Srviços d manutnção rparação d maquinário quipamntos d transport Srviços d manutnção rparação d vículos automotors rodoviários Srviços d manutnção rparação d rboqus (trailrs), smirrboqus (smitrailrs) outros vículos não motorizados Srviços d manutnção rparação d vículos militars Srviços d manutnção rparação d outros quipamntos d transport Srviços d manutnção rparação d aronavs, inclusiv foguts quipamntos arospaciais Srviços d manutnção rparação d motors, turborrators turbopropulsors aronáuticos Srviços d manutnção rparação d foguts quipamntos arospaciais Outros srviços d manutnção rparação d aronavs Srviços d manutnção rparação d mbarcaçõs Srviços d manutnção rparação d mbarcaçõs militars Outros srviços d manutnção rparação d mbarcaçõs Srviços d manutnção rparação d quipamntos frroviários mtroviários Outros srviços d manutnção rparação d outros quipamntos d transport Srviços d manutnção rparação d plataformas, inclusiv navios-plataforma, para xtração d ptrólo gás Srviços d manutnção rparação d outros maquinários quipamntos Srviços d manutnção rparação d aparlhos ltro-ltrônicos domésticos Srviços d manutnção rparação d quipamntos aparlhos d tlcomunicaçõs Srviços d manutnção rparação d instrumntos quipamntos médicohospitalars, odontológicos, óticos d prcisão Srviços d manutnção rparação d quipamntos militars Outros srviços d manutnção rparação d maquinário quipamntos Srviços d manutnção rparação d turbinas industriais Outros srviços d manutnção rparação d maquinário quipamntos Srviços d manutnção rparação d outros bns d consumo Srviços d manutnção rparação d produtos d couro, calçados, malas bolsas Srviços d manutnção rparação d rlógios jóias Srviços d manutnção rparação d móvis Outros srviços d manutnção rparação d outros bns d consumo Srviços d instalação, xcto os d construção Srviços d instalação d produtos mtálicos Srviços d instalação d maquinário quipamntos, industriais Srviços d montagm sob ncomnda d turbinas industriais Outros srviços d instalação d maquinário quipamntos, industriais

11 Nº 246, quinta-fira, 19 d dzmbro d ISSN Srviços d instalação d computadors sus priféricos maquinário d scritório Srviços d instalação d quipamntos aparlhos d comunicação, incluindo d rádio d tlvisão Srviços d instalação d maquinários, quipamntos, instrumntos aparlhos médico-hospitalars, óticos d prcisão Srviços d instalação d snsors sistmas d armas Srviços d instalação d maquinários quipamntos d mprgo militar Srviços d instalação d maquinários quipamntos d transport Srviços d montagm sob ncomnda d motors, turborrators turbopropulsors aronáuticos Outros srviços d instalação d maquinários quipamntos d transport Srviços d instalação d maquinários quipamntos não classificados m outra posição Capítulo 21 - Srviços d publicação, imprssão rprodução 1) Na posição , só são "srviços d imprssão" aquls srviços qu rsultm m imprssos prsonalizados. 2) Entnd-s por "imprssos prsonalizados" os imprssos qu s dstinam ao uso xclusivo daquls qu os ncomndaram, como ocorr, por xmplo, com talonários d Fiscais cartõs d visita. NBS DESCRIÇÃO Srviços d rprodução, imprssão ditoração Srviços d ditoração Srviços d imprssão rprodução d mídia gravada Srviços d imprssão Srviços rlacionados à imprssão Srviços d rprodução d mídia gravada Srviços d apoio aos srviços d rprodução, imprssão ditoração Outros srviços d rprodução, imprssão ditoração Outros srviços d publicação SEÇÃO V - SERVIÇOS COMUNITÁRIOS, SOCIAIS, AMBIENTAIS E PESSOAIS Capítulo 22 - Srviços ducacionais 1) Entnd-s no âmbito do prsnt Capítulo: a) "srviços ducacionais" como os srviços aftos à ducação, a qual abrang os procssos formativos qu s dsnvolvm na vida familiar, na convivência humana, no trabalho, nas instituiçõs d nsino psquisa, nos movimntos sociais organizaçõs da socidad civil nas manifstaçõs culturais; b) "ducação scolar" como aqula composta d ducação básica ducação suprior; c) "ducação básica" como a formada pla pré-scola (ducação infantil), nsino fundamntal nsino médio; d) "ducação infantil" como a ofrcida m crchs, ou ntidads quivalnts, para crianças d até três anos d idad, m pré-scolas, para crianças d quatro a sis anos d idad, d acordo com a lgislação brasilira; ) "ducação d jovns adultos" como a ducação dstinada àquls qu não tivram acsso ou continuidad d studos no nsino fundamntal médio na idad própria; f) "ducação suprior" como a aqula qu abrang os cursos programas d graduação (abrtos a candidatos qu tnham concluído o nsino médio ou quivalnt tnham sido classificados m procsso sltivo); d pós-graduação, comprndndo programas d mstrado doutorado; cursos d spcialização, aprfiçoamnto outros (abrtos a candidatos diplomados m cursos d graduação qu atndam às xigências das instituiçõs d nsino); d xtnsão (abrtos a candidatos qu atndam aos rquisitos stablcidos m cada caso plas instituiçõs d nsino); g) "ducação spcial" como a modalidad d ducação scolar, ofrcida prfrncialmnt na rd rgular d nsino, para ducar portadors d ncssidads spciais. 2) Os srviços culturais, com nfoqu ducacional, inclum, por xmplo, nsino d música (tais como piano, violino toria musical), arts, dança fotografia. NBS DESCRIÇÃO Srviços d ducação básica Srviços d ducação infantil Srviços d crchs ou d ntidads quivalnts Srviços d pré-scola Outros srviços d ducação infantil Srviços d nsino fundamntal Srviços d nsino médio Srviços d ducação técnica d nívl médio Srviços d ducação d jovns adultos Srviços d alfabtização d jovns adultos Srviços d nsino fundamntal d jovns adultos Srviços d nsino médio d jovns adultos Srviços d ducação suprior Srviços ducacionais d graduação Srviços ducacionais d pós-graduação Srviços ducacionais d xtnsão Srviços ducacionais d cursos squnciais Srviços d ducação spcial Outros srviços ducacionais, incluindo d trinamnto, srviços d apoio aos srviços ducacionais Outros srviços d ducação, inclusiv trinamnto Srviços culturais, com nfoqu ducacional Srviços d ducação dsportiva rcracional Srviços d ducação m línguas strangiras Outros srviços d ducação trinamnto não classificados m outra posição Srviços d palstras confrências Outros srviços d ducação trinamnto Srviços d apoio aos srviços ducacionais Capítulo 23 - Srviços rlacionados à saúd humana d assistência social 1) Na posição , são considrados "srviços hospitalars" aquls prstados por stablcimntos assistnciais d saúd qu dispõm d strutura matrial d pssoal dstinada a atndr a intrnação d pacints, garantir atndimnto básico d diagnóstico tratamnto, com quip clínica organizada assistência prmannt prstada por médicos, qu possuam srviços d nfrmagm atndimnto trapêutico dirto ao pacint, com disponibilidad d srviços d laboratório radiologia, srviços d cirurgia /ou parto, bm como rgistros médicos organizados para a rápida obsrvação acompanhamnto d casos. plo código ) Também são considrados srviços hospitalars aquls ftuados plas pssoas jurídicas: a) prstadoras d srviços pré-hospitalars, na ára d urgência, ralizados por mio d UTI móvl, instaladas m ambulâncias d suport avançado (Tipo "D") ou m aronav d suport médico (Tipo "E"); b) prstadoras d srviços d mrgências médicas, ralizados por mio d UTI móvl, instaladas m ambulâncias classificadas nos Tipos "A", "B", "C" "F", qu possuam médicos quipamntos qu possibilitm ofrcr ao pacint suport avançado d vida. 3) No prsnt Capítulo, ntnd-s por ambulância, o vículo (trrstr, aéro ou hidroviário) qu s dstina xclusivamnt ao transport d nfrmos. As ambulâncias são classificadas como: - Tipo A: ambulância d transport - vículo dstinado ao transport m dcúbito horizontal d pacints qu não aprsntam risco d mort, para rmoçõs simpls d carátr ltivo; - Tipo B: ambulância d suport básico - vículo dstinado ao transport intr-hospitalar d pacints com risco d mort conhcido ao atndimnto pré-hospitalar d pacints com risco d mort dsconhcido, não classificado com potncial d ncssitar d intrvnção médica no local /ou durant transport até o srviço d dstino; - Tipo C: ambulância d rsgat - vículo d atndimnto d mrgências pré-hospitalars d pacints vítimas d acidnts ou pacints m locais d difícil acsso, com quipamntos spcíficos d imobilização suport básico, além d quipamntos d salvamnto (trrstr, aquático m alturas); - Tipo D: ambulância d suport avançado - vículo dstinado ao atndimnto transport d pacints d alto risco m mrgências pré-hospitalars /ou d transport intr-hospitalar qu ncssitam d cuidados médicos intnsivos; - Tipo E: aronav d transport médico - aronav d asa fixa ou rotativa utilizada para transport intr-hospitalar d pacints aronav d asa rotativa para açõs d rsgat, dotada d quipamntos médicos homologados plo órgão comptnt; - Tipo F: nav d transport médico - vículo motorizado hidroviário, dstinado ao transport por via marítima ou fluvial qu dv possuir os quipamntos médicos ncssários ao atndimnto d pacints conform sua gravidad. 4) Na posição , tm-s qu: a) "assistência social" é política d sguridad social não contributiva, qu provê os mínimos sociais, ralizada através d um conjunto intgrado d açõs d iniciativa pública da socidad, para garantir o atndimnto às ncssidads básicas; b) são objtivos da assistência social: (i) a protção à família, à matrnidad, à infância, à adolscência à vlhic; (ii) o amparo às crianças adolscnts carnts; (iii) a promoção da intgração ao mrcado d trabalho; (iv) a habilitação rabilitação das pssoas portadoras d dficiência a promoção d sua intgração à vida comunitária; (v) a garantia d uma rnda mínima d subsistência à pssoa portadora d dficiência ao idoso qu comprovm não possuir mios d provr a própria manutnção ou d tê-la provida por sua família; c) "ntidads organizaçõs d assistência social" aqulas qu prstam, sm fins lucrativos, atndimnto assssoramnto aos bnficiários abrangidos por sta li, bm como as qu atuam na dfsa garantia d sus diritos. NBS DESCRIÇÃO Srviços d saúd humana Srviços hospitalars com ou sm intrnação Srviços cirúrgicos Srviços gincológicos obstétricos Srviços psiquiátricos Srviços cardiológicos Srviços oncológicos Srviços aos rcém-nascidos Srviços d ambulâncias, xcto aqulas sm nvolvr atndimnto médico ao pacint dstinadas xclusivamnt à rmoção d nfrmos Srviços prstados m unidads d trapia intnsiva Outros srviços hospitalars Srviços d atndimnto d urgência Srviços conxos à saúd pública Outros srviços hospitalars Srviços médicos odontológicos, não hospitalars Srviços d clínica médica Srviços médicos spcializados Srviços odontológicos Outros srviços d saúd humana Srviços d nfrmagm Srviços fisiotrapêuticos Srviços laboratoriais Srviços d diagnóstico por imagm Srviços d bancos d órgãos, sprma sangu Srviços d bancos d lit, tcidos, olhos, ossos, óvulos outros matriais biológicos Outros srviços d saúd humana, xcto os srviços hospitalars Srviços d gstão hospitalar Srviços d consultoria m saúd Outros srviços d gstão hospitalar Srviços domiciliars d apoio a idosos, crianças, adolscnts, pssoas com transtornos mntais com dficiências Srviços d apoio a idosos, crianças, adolscnts, pssoas com transtornos mntais com dficiências, xcto domiciliar Srviços d assistência social Srviços d protção social básica Srviços d atnção intgral à família Srviços d convivência para crianças, adolscnts, jovns idosos Srviços d apoio à autonomia à convivência familiar comunitária Outros srviços d protção social básica Srviços d protção social spcial Srviços d acolhida para adultos idosos m albrgus, abrigos ou moradias provisórias Srviços d acolhida para crianças adolscnts m rpúblicas, casas d acolhida, abrigos ou com "família acolhdora" Srviços spciais d rfrência para pssoas com ncssidads spciais, m situação d abandono, vítimas d ngligência, abusos formas d violência Srviços d apoio a situaçõs d risco circunstanciais m dcorrência d calamidads públicas mrgnciais Srviços spciais d rfrência para adolscnts m cumprimnto d mdida socioducativa d librdad assistida d prstação d srviços à comunidad Outros srviços d assistência social Srviços d rabilitação vocacional Outros srviços d assistência social Srviços d planos privados d assistência à saúd

12 198 ISSN Nº 246, quinta-fira, 19 d dzmbro d 2013 Capítulo 24 - Srviços d tratamnto, liminação colta d rsíduos sólidos, sanamnto, rmdiação srviços ambintais 1) No prsnt Capítulo, considra-s qu: a) "rsíduos sólidos" são os rsíduos nos stados sólidos smi-sólido, qu rsultam d atividads d origm industrial, doméstica, comrcial, agrícola, d srviços d varrição, dos lodos provnints d sistmas d tratamnto d água, aquls grados m quipamntos instalaçõs d control d poluição, bm como dtrminados líquidos cujas particularidads tornm inviávl o su lançamnto na rd pública d sgotos ou corpos d água, ou xijam para isso soluçõs técnica conomicamnt inviávis m fac à mlhor tcnologia disponívl; b) "priculosidad d um rsíduo" é a caractrística aprsntada por um rsíduo qu, m função d suas propridads físicas, químicas ou infctocontagiosas, pod aprsntar: b.1) risco à saúd pública, provocando mortalidad, incidência d donças ou acntuando sus índics; b.2) riscos ao mio ambint, quando o rsíduo for grnciado d forma inadquada; c) os rsíduos são classificados como prigosos não prigosos, sndo qu sts podm ainda sr inrts não inrts; d) "rsíduos prigosos" são aquls qu aprsntam priculosidad, conform dfinida no itm b) qu possum, ntr outras, uma das sguints caractrísticas: inflamabilidad, corrosividad, ratividad, toxicidad patognicidad; ) "rsíduos não prigosos" são aquls qu não s nquadram nos qusitos stablcidos para os rsíduos prigosos; f) os rsíduos não prigosos podm sr inrts não inrts; g) "rsíduos não prigosos inrts" são os qu quando amostrados d uma forma rprsntativa submtidos a um contato dinâmico stático com água dstilada ou dionizada, à tmpratura ambint, não tivrm nnhum d sus constituints solubilizados a concntraçõs supriors aos padrõs d potabilidad d água, xctuando-s aspcto, cor, turbidz, rigidz sabor; h) "rsíduos não prigosos não inrts" são aquls qu não s nquadram como "rsíduos prigosos" ou "rsíduos não prigosos inrts" podm tr propridads tais como biodgradabilidad, combustibilidad ou solubilidad m água; i) "rsíduos d srviços d saúd" são todos aquls rsultants d atividads xrcidas m todos os srviços rlacionados com o atndimnto à saúd humana ou animal, inclusiv os srviços d assistência domiciliar d trabalhos d campo; laboratórios analíticos d produtos para saúd; ncrotérios, funrárias srviços ond s ralizm atividad d mbalsamamnto; srviços d mdicina lgal; drogarias farmácias, inclusiv as d manipulação; stablcimnto d nsino psquisa na ára d saúd; cntros d control d zoonoss; distribuidors d produtos farmacêuticos, importadors, distribuidors produtors d matriais control para diagnóstico in vitro; unidads móvis d atndimnto à saúd; srviços d acupuntura; srviços d tatuagm, dntr outros, qu, por suas caractrísticas, ncssitam d procssos difrnciados m su manjo, xigindo ou não tratamnto prévio à sua disposição final. 2) Na posição , ntnd-s por "rsíduo sólido rciclávl" todos aquls rsíduos sólidos, conform o ntndimnto dado pla Nota 1.a) do prsnt Capítulo, passívis d rtorno ao ciclo produtivo, tais como ocorr com os papéis, plásticos, vidros mtais. 3) Na posição , ntnd-s "srviços ambintais" como os srviços qu têm a finalidad d mdir, prvnir, limitar ou minimizar danos ambintais à água, ao ar ao solo, bm como os problmas rlacionados ao dsprdício, poluição sonora danos aos cossistmas. 4) Na posição , ntnd-s por: a) "srviços d rmdiação" a aplicação d uma ou mais técnicas numa ára contaminada ou dgradada, com o intuito d rstaurá-la d tal manira a prmitir sua rutilização dntro d patamars d sgurança adquados à prsrvação da saúd humana do mio ambint. b) "ára contaminada" um trrno, local, instalação, dificação ou bnfitoria, ond, dpois d ralizadas amostragm anális química d solos ou águas, os valors dos parâmtros analisados form supriors àquls stablcidos nos valors d intrvnção, ou, ainda, s as amostras possuírm fas livr d contaminant. NBS DESCRIÇÃO Srviços d tratamnto d água Srviços d sgoto, tratamnto d sgotos limpza d fossas sépticas Srviços d sgoto tratamnto d sgotos Srviços d svaziamnto limpza d fossas sépticas Srviços d colta d rsíduos Srviços d colta d rsíduos sólidos prigosos, xcto d srviços d saúd Srviços d colta d rsíduos d srviços d saúd Srviços d colta d rsíduos sólidos não prigosos, inrts ou não inrts Srviços d colta d rsíduos sólidos d origm doméstica, comrcial d varrição Srviços d colta d rsíduos sólidos d origm industrial Srviços d colta d rsíduos sólidos rciclávis Srviços d colta d outros rsíduos sólidos não prigosos, inrts ou não inrts Srviços d colta d rsíduos líquidos Outros srviços d colta d rsíduos Srviços d disposição tratamnto d rsíduos Srviços d triagm, prparação, consolidação, stocagm outros tratamntos disposição d rsíduos sólidos prigosos, xcto os rsíduos d srviços d saúd Srviços d triagm, prparação, consolidação, stocagm outros tratamntos disposição d rsíduos d srviços d saúd Srviços d triagm, prparação, consolidação, stocagm outros tratamntos disposição d rsíduos sólidos não prigosos, inrts ou não inrts Srviços d triagm, prparação, consolidação, stocagm outros tratamntos disposição d rsíduos d origm doméstica, comrcial d varrição Srviços d triagm, prparação, consolidação, stocagm outros tratamntos disposição d rsíduos sólidos d origm industrial Srviços d triagm, prparação, consolidação, stocagm outros tratamntos disposição d rsíduos sólidos rciclávis Srviços d triagm, prparação, consolidação, stocagm outros tratamntos disposição d outros rsíduos sólidos não prigosos, inrts ou não inrts Srviços d triagm, prparação, consolidação, stocagm outros tratamntos disposição d rsíduos líquidos Outros srviços d triagm, prparação, consolidação, stocagm outros tratamntos disposição d rsíduos Srviços d sanamnto similars Srviços d varrição limpza d ruas outros locais públicos Outros srviços d sanamnto Srviços ambintais Srviços ambintais rlacionados à água plo código Srviços ambintais rlacionados ao solo Srviços ambintais rlacionados ao ar Outros srviços ambintais Srviços d rmdiação contnção d contaminants Srviços d rmdiação d áras contaminadas Srviços d rmdiação do ar Srviços d rmdiação d águas d suprfíci Srviços d rmdiação do solo águas subtrrânas Srviços d rmdiação m dificaçõs Srviços d contnção d contaminants Outros srviços d rmdiação Capítulo 25 - Srviços rcrativos, culturais dsportivos 1) Na posição , ntnd-s por "obra audiovisual" o produto da fixação ou transmissão d imagns, com ou sm som, qu tnha a finalidad d criar a imprssão d movimnto, indpndntmnt dos procssos d captação, do suport utilizado inicial ou postriormnt para fixá-las ou transmiti-las, ou dos mios utilizados para sua viculação, rprodução, transmissão ou difusão. 2) Na subposição , a xprssão "produção d programas" abrang todos os srviços prstados qu prmitam a laboração, xcução a ralização do programa, xcto rndimntos dcorrnts do licnciamnto da cssão total ou parcial dos diritos patrimoniais da propridad intlctual. 3) Os "films" podm sr obtidos por procssos fotográficos ou digitais, sndo qu naquls as imagns visívis são formadas, dirta ou indirtamnt, pla ação da luz ou d outras formas da radiação, sobr suprfícis fotossnsívis nsts s utilizam dispositivos ltro/ltrônicos para gração, gravação, transmissão xposição das imagns. 4) Na posição , dntr os "srviços d apoio para atuaçõs artísticas" inclum-s os srviços proporcionados por salas d concrto, tatros anfitatros, incluindo-s a vnda d ntradas. NBS DESCRIÇÃO Srviços d produção audiovisual, d apoio rlacionados Srviços d gravação d som Srviços d gravação d som m stúdio Srviços d gravação d som ao vivo Srviços d produção d programas d rádio tlvisão, vidotips films Srviços d produção d programas d tlvisão, vidotips films Srviços d produção d programas d rádio Srviços d pós-produção d obras audiovisuais Srviços d dição d obras audiovisuais Srviços d duplicação transfrência d obras audiovisuais Srviços d corrção d cor rstauração digital d obras audiovisuais Srviços d fitos visuais m obras audiovisuais Srviços d animação Srviços d lgndas, títulos dublagm m obras audiovisuais Srviços d projto dição d som m obras audiovisuais Outros srviços d pós-produção m obras audiovisuais Srviços d agnciamnto pla comrcialização d obras audiovisuais Srviços d projção d films Outros srviços d produção audiovisual, d apoio rlacionados Srviços d aprsntação promoção d atuaçõs artísticas outros srviços d ntrtnimnto ao vivo Srviços d organização promoção d atuaçõs artísticas ao vivo Srviços d produção aprsntação d atuaçõs artísticas ao vivo Srviços d apoio para atuaçõs artísticas ao vivo Outros srviços d ntrtnimnto artístico ao vivo Srviços d atuação artística outros srviços artísticos Srviços d atuação artística Srviços d autors, compositors, scultors, pintors outros artistas, xcto os d atuação artística Srviços d musus d prsrvação srviços d rsrvas botânica, zoológica natural Srviços d musus d prsrvação d locais construçõs históricas Srviços d musus Srviços d prsrvação opração d locais construçõs históricas Srviços d rsrvas botânica, zoológica natural Srviços d jardins botânico zoológico Srviços d rsrva natural, incluindo prsrvação d vida slvagm Srviços dsportivos rcracionais dsportivos Srviços d organização promoção d vntos dsportivos rcracionais dsportivos Srviços d organização promoção d vntos dsportivos rcracionais dsportivos Srviços d clubs dsportivos Outros srviços d dsports d rcração dsportiva Srviços forncidos por atltas dsportistas, por conta própria, srviços d apoio rlacionados com dsports rcração dsportiva Srviços d parqus d divrsão Srviços d parqus tmáticos d divrsão Outros srviços d parqus d divrsão atraçõs similars Outros srviços rcrativos, culturais dsportivos Capítulo 26 - Srviços pssoais 1) Na posição , inclui-s na xprssão "limpza d têxtis", dntr outros: a) a lavagm, limpza passar a frro roupas vsts para mprsas; b) a lavagm, limpza passar a frro roupas m lavandrias; c) a limpza d artigos d msa, móvis tapts (incluindo carpts), tapçaria stofados painéis. 2) Na posição , o trmo "bm-star" inclui, por xmplo, saunas, banhos d vapor, spas, acadmias d ginástica congênrs massagns, xcto as trapêuticas. 3) Na posição , ntnd-s por: a) "crmação" o ato d incinrar rstos mortais humanos. b) "mbalsamamnto" o método d consrvação d rstos mortais humanos com o objtivo d promovr sua consrvação; NBS DESCRIÇÃO Srviços d lavandria tinturaria Srviços d limpza d têxtis, xcto quando ralizados a sco

13 Nº 246, quinta-fira, 19 d dzmbro d ISSN Srviços d limpza a sco Srviços d tinturaria Outros srviços d lavandria Srviços d tratamnto d blza bm-star físico Srviços d cabliriros barbiros Srviços d manicur, pdicur tratamnto cosmético Srviços d bm-star físico Outros tratamntos d blza bm-star físico Srviços funrários, d crmação d mbalsamamnto Outros srviços pssoais SEÇÃO VI - OUTROS SERVIÇOS, INTANGÍVEIS E OUTRAS OPERAÇÕES QUE PRO- DUZAM VARIAÇÕES NO PATRIMÔNIO QUE NÃO ESTÃO INCLUÍDOS EM NENHUMA DAS SEÇÕES ANTERIORES Capítulo 27 - Cssão d diritos d propridad intlctual 1) A xprssão "propridad intlctual", constant do título do prsnt Capítulo, rfr-s a todas as catgorias d propridad intlctual qu são objto das Sçõs 1 a 7 da Part II do Acordo sobr Aspctos dos Diritos d Propridad Intlctual Rlacionados ao Comércio, conform o Anxo 1C do Acordo Constitutivo da Organização Mundial do Comércio, constant da Ata Final qu incorpora os Rsultados das Ngociaçõs Comrciais Multilatrais da Rodada do Uruguai, aprovada plo Dcrto Lgislativo no 30, d 15 d dzmbro d Além d diritos d propridad intlctual, st Capítulo abrang outros tipos d diritos. 2) No prsnt Capítulo só s inclui a cssão, total ou parcial, qu impliqu transfrência d titularidad dos diritos patrimoniais d propridad intlctual m carátr dfinitivo. 3) Não s inclum no prsnt Capítulo: a) a "cssão tmporária d diritos d autor diritos conxos", qu s classifica na posição ; b) a "transfrência d diritos d xploração d rcursos naturais", qu s classifica na posição ; c) licnciamnto qu autoriz o uso ou a xploração comrcial d diritos d propridad intlctual, qu s classifica no Capítulo 11. 4) A cssão dfinitiva d diritos d qu trata o prsnt Capítulo comprnd as sguints catgorias d propridad intlctual: a) diritos do autor diritos conxos; b) patnts; c) marcas; d) dsnhos industriais; ) cultivars; f) topografias d circuitos intgrados; g) informação confidncial, inclusiv informação não divulgada. NBS DESCRIÇÃO Cssão d diritos d autor diritos conxos Cssão d diritos d obras litrárias Cssão d diritos sobr programas d computador Cssão d diritos d obras audiovisuais Cssão d diritos d obras cinmatográficas Cssão d diritos d obras jornalísticas Cssão d diritos d obras publicitárias Cssão d diritos d outras obras audiovisuais Cssão d diritos d obras musicais outros fonogramas Cssão d diritos rlacionados à radiodifusão Cssão d outros diritos d autor outros diritos conxos Cssão d diritos sobr a propridad industrial Cssão d diritos sobr patnts Cssão d diritos sobr marcas Cssão d diritos sobr dsnho industrial Cssão d outros diritos sobr a propridad industrial Cssão d diritos sobr cultivars Cssão d diritos sobr topografias d circuitos intgrados Cssão d diritos rlativos à informação não divulgada Cssão d outros diritos d propridad intlctual não classificados nas posiçõs antriors NEBS: NOTAS EXPLICATIVAS DA NOMENCLATURA BRASILEIRA DE SERVIÇOS, INTAN- GÍVEIS E OUTRAS OPERAÇÕES QUE PRODUZAM VARIAÇÕES NO PATRIMÔNIO A P R E S E N TA Ç Ã O As Explicativas da Nomnclatura Brasilira d Srviços, Intangívis Outras Opraçõs qu Produzam Variaçõs no Patrimônio (NEBS) são o rsultado da runião sistmática da part rlativa a srviços intangívis das Explicativas da Cntral Product Classification, vrsão 2, finalizada m 31 d dzmbro d 2008 (CPC Vr. 2, sistma d classificação d mrcadorias d srviços, dsnvolvido pla Divisão d Estatística da Organização das Naçõs Unidas), dos acréscimos ncssários para atndr as particularidads do mrcado brasiliro d srviços, intangívis outras opraçõs qu produzam variaçõs no patrimônio. As NEBS constitum lmnto subsidiário d carátr fundamntal para a corrta intrprtação do contúdo das posiçõs, subposiçõs, itns subitns, bm como das d Sção Capítulo da Nomnclatura Brasilira d Srviços, Intangívis Outras Opraçõs qu Produzam Variaçõs no Patrimônio (NBS). ABREVIATURAS E SÍMBOLOS ABNT - Associação Brasilira d Normas Técnicas ANEEL - Agência Nacional d Enrgia Elétrica ANTT - Agência Nacional d Transport Trrstr CCEE - Câmara d Comrcialização d Enrgia Elétrica DNA/RNA - Ácido Dsoxirribonucléico / Ácido Ribonucléico EMBRATUR - Instituto Brasiliro d Turismo GLP - Gás Liqufito d Ptrólo INPI - Instituto Nacional d Propridad Industrial NBR - Norma Brasilira aprovada pla ABNT NBS - Nomnclatura Brasilira d Srviços, Intangívis Outras Opraçõs qu Produzam Variaçõs no Patrimônio NEBS - Explicativas da Nomnclatura Brasilira d Srviços, Intangívis Outras Opraçõs qu Produzam Variaçõs no Patrimônio NCM - Nomnclatura Comum do Mrcosul RGS - Rgras Grais para intrprtação da Nomnclatura Brasilira d Srviços, Intangívis outras opraçõs qu produzam variaçõs no Patrimônio plo código SAC - Srviço d Atndimnto ao Clint TI - Tcnologia da Informação TIC - Tcnologia da Informação Comunicação UTI - Unidad d Trapia Intnsiva ABRANGÊNCIA A NBS abrang todas as transaçõs com srviços ou intangívis outras opraçõs qu produzam variaçõs no patrimônio das pssoas físicas, das pssoas jurídicas dos nts dsprsonalizados. Tal concito comporta a atuação d todos os ators da cna conômica, dsd uma pssoa física até qualqur tipo d socidad, instituição ou msmo conjuntos d pssoas, tais como: (i) famílias; (ii) mprsas; (iii) govrnos, nas difrnts sfras d podr; (iv) socidads bnficnts, rligiosas, culturais, dsportivas, d lazr técnicas; (v) socidads cooprativas; (vi) fundos d invstimntos outras modalidads afins. SUMÁRIO A P R E S E N TA Ç Ã O ABREVIATURAS E SÍMBOLOS ABRANGÊNCIA FORMAÇÃO DO CÓDIGO DA NBS RGS: REGRAS GERAIS PARA INTERPRETAÇÃO DA NBS SEÇÃO I - SERVIÇOS DE CONSTRUÇÃO Capítulo 1 - Srviços d construção SEÇÃO II - SERVIÇOS DE DISTRIBUIÇÃO DE MERCADORIAS; SERVIÇOS DE DES- PACHANTE ADUANEIRO; HOSPEDAGEM, FORNECIMENTO DE ALIMENTAÇÃO E BEBIDAS; SERVIÇOS DE TRANSPORTE E SERVIÇOS DE DISTRIBUIÇÃO DE SERVIÇOS PÚBLICOS Capítulo 2 - Srviços d distribuição d mrcadorias; srviços d dspachant aduaniro Capítulo 3 - Forncimnto d alimntação bbidas srviços d hospdagm Capítulo 4 - Srviços d transport d passagiros Capítulo 5 - Srviços d transports d cargas Capítulo 6 - Srviços d apoio aos transports Capítulo 7 - Srviços postais; srviços d colta, rmssa ou ntrga d documntos, xcto cartas, ou d pqunos objtos; srviços d rmssas xprssas Capítulo 8 - Srviços d transmissão distribuição d ltricidad; srviços d distribuição d gás água SEÇÃO III - SERVIÇOS FINANCEIROS E RELACIONADOS; SECURITIZAÇÃO DE RE- CEBÍVEIS E FOMENTO COMERCIAL; SERVIÇOS IMOBILIÁRIOS; ARRENDAMENTO MERCANTIL OPERACIONAL E PROPRIEDADE INTELECTUAL Capítulo 9 - Srviços financiros rlacionados; scuritização d rcbívis fomnto comrcial Capítulo 10 - Srviços imobiliários Capítulo 11 - Arrndamnto mrcantil opracional, propridad intlctual, franquias mprsariais xploração d outros diritos SEÇÃO IV - SERVIÇOS EMPRESARIAIS E DE PRODUÇÃO Capítulo 12 - Srviços d psquisa dsnvolvimnto Capítulo 13 - Srviços jurídicos contábis Capítulo 14 - Outros srviços profissionais Capítulo 15 - Srviços d tcnologia da informação Capítulo 16 - Rsrvado para possívl uso futuro Capítulo 17 - Srviços d tlcomunicação, difusão forncimnto d informaçõs Capítulo 18 - Srviços d apoio às atividads mprsariais Capítulo 19 - Srviços d apoio às atividads agropcuárias, silvicultura, psca, aquicultura, xtração minral, ltricidad, gás água Capítulo 20 - Srviços d manutnção, rparação instalação, xcto construção Capítulo 21 - Srviços d publicação, imprssão rprodução SEÇÃO V - SERVIÇOS COMUNITÁRIOS, AMBIENTAIS E SOCIAIS E PESSOAIS Capítulo 22 - Srviços ducacionais Capítulo 23 - Srviços rlacionados à saúd humana d assistência social Capítulo 24 - Srviços d tratamnto, liminação colta d rsíduos sólidos, sanamnto, rmdiação srviços ambintais Capítulo 25 - Srviços rcrativos, culturais dsportivos Capítulo 26 - Srviços pssoais SEÇÃO VI - OUTROS SERVIÇOS, INTANGÍVEIS OU OPERAÇÕES QUE PRODUZAM VA R I A Ç Õ E S NO PATRIMÔNIO QUE NÃO ESTÃO INCLUÍDOS EM NENHUMA DAS SEÇÕES AN- TERIORES Capítulo 27 - Cssão d diritos d propridad intlctual FORMAÇÃO DO CÓDIGO DA NBS O código na Nomnclatura Brasilira d Srviços, Intangívis outras opraçõs qu produzam variaçõs no Patrimônio (NBS) é composto por nov dígitos, sndo qu su significado, da squrda para a dirita, é: a) o primiro dígito, da squrda para a dirita, corrspond ao númro 1 é o indicador d qu o código s rfr a um srviço, a uma opração com intangívl ou outra opração qu produz variação do patrimônio; b) o sgundo o trciro dígitos indicam o Capítulo da NBS; c) o quarto o quinto dígitos, associados ao primiro ao sgundo dígitos, rprsntam a posição dntro d um Capítulo; d) o sxto o sétimo dígitos, associados aos cinco primiro dígitos, rprsntam, rspctivamnt, as subposiçõs d primiro d sgundo nívl; ) o oitavo dígito é o itm; f) o nono dígito é o subitm. Exmplo: O código , ond s classificam os "Srviços d ngnharia d projtos d construção rsidncial", dv sr ntndido, da squrda para a dirita, da forma qu s sgu: a) o algarismo 1, da squrda para a dirita, sinaliza qu s trata d código qu s aloja na NBS; b) o sgundo o trciro dígitos (14) informam qu o código m tla stá no Capítulo 14, ddicado a "Outros Srviços Profissionais"; c) o quarto o quinto, da squrda para a dirita (03), associados ao primiro, sgundo trciro dígitos, sparados por um ponto, (1.14) assinala a trcira posição do Capítulo 14, qu é ocupada plos "Srviços d ngnharia"; d) o sxto o sétimo dígitos (21), da squrda para a dirita, indicam, rspctivamnt, as subposiçõs d primiro (srviços d ngnharia para projtos spcíficos) d sgundo nívl (d construção); ) o oitavo dígito (1) diz qu há itm no código (d construção rsidncial); f) o nono dígito (0) informa qu o itm não foi dsdobrado (s o foss, ntão o algarismo dvria sr difrnt d zro).

14 200 ISSN Nº 246, quinta-fira, 19 d dzmbro d 2013 Dssa manira, fica claro qu nm smpr o código NBS s aprsnta totalmnt dsdobrado, isto é, um algarismo difrnt d zro para subitm. Em rgra, nas nomnclaturas m fas d implantação, muitos códigos não s aprsntam dsdobrados na sua totalidad, como por xmplo: Srviços d construção d struturas d prédios Srviços d opração d aroportos, xcto manusio d cargas Srviços d consultoria financira Srviços d palstras confrências RGS: REGRAS GERAIS PARA INTERPRETAÇÃO DA NBS A classificação dos srviços na Nomnclatura Brasilira d Srviços, Intangívis outras opraçõs qu produzam variaçõs no Patrimônio (NBS) rg-s plas sguints Rgras: REGRA 1. Os títulos das Sçõs Capítulos têm apnas valor indicativo. Para os fitos lgais, a classificação do srviço, intangívl ou outra opração qu produz variação no patrimônio é dtrminada plos txtos das posiçõs das d Sção d Capítulo quando houvr, dsd qu não sjam contrárias aos txtos das rfridas posiçõs, plas REGRAS sguints. NOTA EXPLICATIVA A NBS aprsnta, sob uma forma sistmática orintada, m gral, da mnor para a maior spcialização, os srviços, intangívis outras opraçõs qu produzam variaçõs no patrimônio, qu são objto d ngociação nos âmbitos nacional intrnacional. Esss são agrupados m Sçõs Capítulos, os quais podrão, vntualmnt, vir a sr subdivididos m Subcapítulos. Tanto as Sçõs quanto os Capítulos rcbram títulos os mais concisos possívis, indicando a catgoria ou o tipo d srviços, intangívis outras opraçõs qu produzam variaçõs no patrimônio qu s ncontram ali classificados. Em muitos casos, porém, foi matrialmnt impossívl, m virtud d sua divrsidad quantidad, nglobá-los ou numrá-los xprssamnt nsss títulos. Dssa manira, a REGRA 1 comça por stablcr qu os títulos "têm apnas valor indicativo", não rsultando dls, portanto, nnhuma consquência jurídica quanto à classificação. Assim sndo, por xmplo, o título do Capítulo 22, "Srviços ducacionais", srv apnas para indicar qu nss Capítulo stão runidos sss srviços. Em consquência, não s pod algar na classificação d qualqur srviço ducacional qu a msma foi fita no Capítulo 22 porqu su título é "Srviços Educacionais". A sgunda part da Rgra 1 prvê como s dv ftuar a classificação d srviços, intangívis outras opraçõs qu produzam variaçõs no patrimônio na Nomnclatura m tla, isto é, dtrminas a classificação: a) d acordo com os txtos das posiçõs das d Sção ou d Capítulo, b) quando for o caso, dsd qu não sjam contrárias aos txtos das rfridas posiçõs, d acordo com as disposiçõs das RgraS 2, 3 4. A Rgra 1 comporta mtodologia d classificação bastant abrangnt, d tal forma qu numrosos srviços, intangívis outras opraçõs qu produzam variaçõs no patrimônio podm sr classificados na NBS sm qu sja ncssário rcorrr às outras Rgras Grais para Intrprtação, como nos xmplos abaixo: Srviços d transport aquaviário d cargas (posição ) Srviços jurídicos (posição ) Srviços d ducação suprior (posição ) Srviços d montagm d andaims (posição Nota 5 do Capítulo 1) Obsrva-s qu a fras "dsd qu não sjam contrárias aos txtos das rfridas posiçõs ", dstina-s a prcisar, sm dixar dúvidas, qu os dizrs das posiçõs das d Sção ou d Capítulo prvalcm, para a dtrminação da classificação, sobr qualqur outra considração. Assim, por xmplo, a Nota 1 do Capítulo 5 stablc qu o "srviço d transport d água" não é classificado nst Capítulo mas sim na subposição Em consquência, não s pod ampliar o alcanc d Capítulos ou posiçõs d tal manira a s classificar, pla aplicação das outras REGRAS, o "srviço d transport d água" no Capítulo 5. Por fim, convém dstacar qu tanto no comércio, classificado nas posiçõs , quanto no forncimnto d rfiçõs bbidas, das posiçõs , aplica-s, no qu coubr, a prsnt Rgra. REGRA 2. Quando parça qu o srviço, intangívl ou outra opração qu produz variaçõs no patrimônio possa sr classificado m duas ou mais posiçõs a classificação ftuar-s-á da sguint forma: NOTA EXPLICATIVA Muitos srviços são rsultants da produção conjunta d outros srviços. Assim, por xmplo, há srviços qu rsultam d outros, cujas caractrísticas prmancm bastant distintas, como é caso d alguns srviços d ngnharia d projtos d "chips", qu nvolvm, além do projto d ngnharia, o dsnvolvimnto d programas d computadors spcíficos para atndimnto das ncssidads do clint. Dssa forma, tais srviços consistm na "runião" d srviços d ngnharia d projtos industriais d fabricação, classificados na posição , srviços d dsnvolvimnto d programas para computadors, qu s alojam na posição Situação similar pod sr vrificada ao s classificar intangívis ou outras opraçõs. Para classificar srviços dss tipo dv-s mprgar a Rgra 2, qu aprsnta dois métodos aplicávis nos casos m qu, aparntmnt, a classificação possa s dar m duas distintas posiçõs. REGRA 2a. A posição mais spcífica prvalc sobr a mais gnérica. Todavia, quando duas ou mais posiçõs s rfrirm, cada uma dlas, a apnas um dos srviços, intangívis ou outras opraçõs qu produzam variaçõs no patrimônio qu constitum o objto a sr classificado, tais posiçõs dvm sr considradas como igualmnt spcíficas (ainda qu uma dssas posiçõs aprsnt uma dscrição mais prcisa ou complta dss objto). NOTA EXPLICATIVA O método d classificação xprsso pla Rgra 2a indica qu a posição mais spcífica dv prvalcr sobr as posiçõs com um alcanc mais gral. Porém, s por um lado não é possívl stablcr princípios rigorosos qu prmitam dtrminar s uma posição é mais spcífica qu outra m rlação ao srviço, intangívl ou outra opração, por outro pod-s dizr qu, d modo gral: a) uma posição qu dsigna nominalmnt um srviço, intangívl ou outra opração qu produza variaçõs no patrimônio m particular é mais spcífica qu uma posição qu comprnda uma família d srviços, intangívis outras opraçõs qu produzam variaçõs no patrimônio. Assim, por xmplo, os srviços d isolamnto sonoro podm sr, m ts, classificados na posição (srviços d isolamnto) ou na posição (outros srviços d acabamnto das construçõs). Todavia, pla aplicação da Rgra 2a, os srviços d isolamnto sonoro ficam classificados na posição b) dv-s considrar como mais spcífica a posição qu idntifiqu mais claramnt, com uma dscrição mais prcisa complta, o srviço, o intangívl ou outra opração qu produz variação do patrimônio. Dssa manira, o srviço d transport d água é classificado na posição (srviços d distribuição d água) ao invés da posição (srviços d transports trrstrs d cargas). Contudo, quando duas ou mais posiçõs rfiram-s cada qual a uma part qu constitua o srviço, o intangívl ou outra opração qu produz variação do patrimônio, las dvm sr considradas como igualmnt spcíficas, msmo s uma dlas dr uma dscrição mais prcisa ou mais complta. Nst caso, a classificação dar-s-á pla aplicação da Rgra 2.b. REGRA 2b. Quando a Rgra 2a não prmitir ftuar a classificação, o srviço, intangívl ou outra opração qu produz variaçõs no patrimônio classificar-s-á na posição situada m último lugar na ordm numérica, dntr as susctívis d srm considradas válidas. plo código REGRA 3. A classificação d srviços, intangívis outras opraçõs qu produzam variaçõs no patrimônio nas subposiçõs d uma msma posição é dtrminada, para fitos lgais, plos txtos dssas subposiçõs, quando houvr, das d Subposição rspctivas, assim como, "mutatis mutandis", plas REGRAS prcdnts, ntndndo-s qu apnas são comparávis subposiçõs do msmo nívl. Para os fins da prsnt Rgra, as d Sção d Capítulo são também aplicávis, salvo disposiçõs m contrário. NOTA EXPLICATIVA As Rgras 1 2, qu orintam a classificação nas posiçõs da NBS, srvm, mutatis mutandis, para orintar a classificação nas subposiçõs d primiro sgundo nívis. Assim, por xmplo: a) os srviços d construção d barragns stão contidos na subposição d primiro nívl, não dsdobrada, (srviços d construção d barragns adutoras); b) os srviços d construção d sistmas d sgotos stão classificados na subposição d sgundo nívl REGRA 4. As REGRAS antriors aplicar-s-ão, "mutatis mutandis", para dtrminar dntro d cada posição ou subposição, o itm aplicávl, dntro dst último, o subitm corrspondnt, ntndndo-s qu apnas são comparávis dsdobramntos (itns subitns) do msmo nívl. NOTA EXPLICATIVA As REGRAS 1 2 também têm utilidad para a classificação nos itns subitns. Assim, têms os sguints xmplos: a)- os srviços d transport aquaviário d navgação d cabotagm d longo curso d carga gral stão contidos na subposição d sgundo nívl Esta subposição contém dois itns sndo qu m s localizam os srviços d transport aquaviário d cabotagm d longo curso d carga solta, não unitizada; b)- os srviços d ngnharia para projtos d nrgia stão classificados na subposição d sgundo nívl , cujo itm 2, não dsdobrado, aplica-s aos srviços d ngnharia para projtos d rfino d ptrólo, o qu m trmos d código NBS significa SEÇÃO I - SERVIÇOS DE CONSTRUÇÃO Considraçõs Grais A Sção I da NBS contmpla divrsos srviços ddicados à construção civil, dntr os quais s dstacam:? a construção d dificaçõs rsidnciais não rsidnciais;? a construção d autostradas, inclusiv as lvadas, ruas, stradas férras, pistas d aroportos, ponts túnis;? a construção d portos, canais, barragns, adutoras, sistmas d captação, contnção armaznamnto d água, sistmas d dutos, d linhas d comunicação d transmissão d alta, média baixa tnsão;? construção d usinas d gração d nrgia;? a construção d minas suas unidads industriais;? a dmolição a scavação d trra;? a construção d struturas d prédios. Esss srviços, a dspito d starm rstritos a apnas um Capítulo, têm norm fito na conomia das modrnas socidads stão hirarquizados pla sua spcialização. Assim, quanto mais spcializado for o srviço, ou sja, com alcanc mais rstrito, maior srá a numração da sua posição. Dssa manira, por xmplo, os srviços d construção d ponts, autostradas lvadas túnis são classificados na posição , pois são mais spcializados do qu os srviços d construção d dificaçõs rsidnciais qu s alojam na posição O msmo ocorr com os srviços d pintura da posição frnt aos srviços d dmolição, qu s classificam na posição Capítulo 1 - Srviços d construção 1) A posição não inclui os srviços rlacionados com a construção d struturas m concrto para difícios, os quais s classificam na posição ) As posiçõs inclum os srviços d incorporação d imóvis. 3) Na posição , a xprssão "autostradas lvadas" diz rspito aos viadutos dmais obras d art d ngnharia, qu srvm, por xmplo, para transpor vals, rios dprssõs nos trrnos, dntr outros obstáculos à circulação d vículos. 4) Inclum-s nas posiçõs , , , , , nas subposiçõs , além dos srviços d construção, os srviços d rparo. 5) Na posição , os "srviços d andaims" inclum os srviços d montagm dsmontagm dos msmos. 6) Na posição , os ''outros srviços spcializados d construção'' inclum, por xmplo, a construção d chaminés, rvstimnto rfratário d fornos rmoção d isolamntos d asbstos. 7) A posição inclui os srviços d stuqu d rboco. Considraçõs Grais O Capítulo 1 inclui todos os srviços d pré-dificação; os srviços prtinnts a novas construçõs os srviços prtinnts a rparos, altraçõs rstauraçõs d difícios rsidnciais, não rsidnciais trabalhos d ngnharia civil. Os itns aqui classificados são os srviços ssnciais no procsso d dificação d difrnts tipos d construção o rsultado final das atividads d construção. Inclui também o alugul d quipamntos para construção ou dmolição d difícios ou trabalhos d ngnharia civil, com oprador. Rssalt-s qu o prsnt Capítulo comporta, além da construção d dificaçõs compltas d outros srviços abrangnts d construção das posiçõs até , os srviços prstados isoladamnt, tais como os d pré-dificação os spcializados d construção (posiçõs a ), os d instalação (posiçõs a ) os d acabamnto (posiçõs a ). Também s inclum aqui os srviços d dmolição (posição ) Srviços d construção d dificaçõs rsidnciais Srviços d construção d dificaçõs rsidnciais d um dois pavimntos Aqui s classificam os srviços d novas construçõs rparo, altração rstauração m difícios rsidnciais d um ou dois pavimntos. 1 - Srviços d construção d dificaçõs não rsidnciais, qu s classificam na posição ; 2 - Srviços rlacionados com a construção d struturas spciais d concrto para difícios, qu s classificam nos srviços d concrtagm na posição Srviços d construção d dificaçõs rsidnciais com mais d dois pavimntos Aqui s classificam os srviços d novas construçõs rparo, altração rstauração m difícios rsidnciais com mais d dois pavimntos. 1 - Srviços d construção d dificaçõs não rsidnciais, qu s classificam na posição ; 2 - Srviços rlacionados com a construção d struturas spciais d concrto para difícios, qu s classificam nos srviços d concrtagm na posição Srviços d construção d dificaçõs não rsidnciais Srviços d construção d dificaçõs industriais Aqui s classificam os srviços d: - Construçõs d difícios para unidads industriais, tais como armazéns ou difícios para fabricação d têxtis, fármacos móvis;

15 Nº 246, quinta-fira, 19 d dzmbro d ISSN Edificaçõs para fins agrários, tais como a construção d silos, granjas galpõs para ordnha mcânica. 1 - Srviços d construção d dificaçõs rsidnciais d um dois pavimntos, qu s classificam na subposição ; 2 - Srviços d construção d dificaçõs rsidnciais com mais d dois pavimntos, qu s classificam na subposição ; 3 - Srviços d construção d dificaçõs comrciais, qu s classificam na subposição ; 4 - Srviços d construção d silos m portos, qu s classificam na subposição ; 5 - Srviços d construção d usinas d gração d nrgia substaçõs d força, qu s classificam na posição ; 6 - Srviços d construção d minas suas unidads industriais, xcto usinas d gração d nrgia substaçõs d força, qu s classificam na posição Srviços d construção d dificaçõs comrciais Aqui s classificam os srviços d construção d difícios comrciais ou administrativos, tais como: - Edifícios usados principalmnt para o comércio atacadista varjista; - Espaços para mostras xibiçõs; - Edifícios para scritórios para bancos; - Armazéns; - Trminais para transport rodoviário ou frroviário; - Garagns postos d abastcimnto. 1 - Srviços d construção d dificaçõs rsidnciais d um dois pavimntos, qu s classificam na subposição ; 2 - Srviços d construção d dificaçõs rsidnciais com mais d dois pavimntos, qu s classificam na subposição ; 3 - Srviços d construção d dificaçõs industriais, qu s classificam na subposição ; 4 - Srviços d construção d trminais d passagiros cargas para transport aéro, qu s classificam na subposição ; 5 - Srviços d construção, m portos, d armazéns, inclusiv os spciais, silos, pátios vias d circulação, qu s classificam na subposição ; 6 - Srviços d construção d rparo d dificaçõs, xcto d armazéns, xistnts nos portos, qu s classificam m outros srviços d construção d infrastrutura trrstr nos portos da subposição ; 7 - Srviços d construção d usinas d gração d nrgia substaçõs d força, qu s classificam na posição ; 8 - Srviços d construção d minas suas unidads industriais, xcto usinas d gração d nrgia substaçõs d força, qu s classificam na posição Outros srviços d construção d dificaçõs não rsidnciais Aqui s classificam, por xmplo, os srviços d construção d difícios d uso público, tais como: - Cinmas, tatros, salas d concrtos, salõs d dança, clubs noturnos, hotéis, pousadas, albrgus, rstaurants difícios assmlhados; - Ginásios dsportivos, quadras para práticas dsportivas, abrigos para barcos, ringu para luta d box; - Escolas, faculdads, univrsidads, bibliotca, arquivos musus; - Igrjas, tmplos assmlhados; - Hospitais, clínicas sanatórios; - Cntros d convnçõs congrssos; - Prsídios. 1 - Srviços d construção d dificaçõs rsidnciais d um dois pavimntos, qu s classificam na subposição ; 2 - Srviços d construção d dificaçõs rsidnciais com mais d dois pavimntos, qu s classificam na subposição ; 3 - Srviços d construção d dificaçõs industriais, qu s classificam na subposição ; 4 - Srviços d construção d dificaçõs comrciais, qu s classificam na subposição ; 5 - Srviços d construção d armazéns, inclusiv os spciais, silos, pátios vias d circulação, qu s classificam na subposição ; 6 - Srviços d construção d rparo d dificaçõs, xcto d armazéns, xistnts nos portos, qu s classificam m outros srviços d construção d infrastrutura trrstr nos portos da subposição ; 7 - Srviços d construção d usinas d gração d nrgia substaçõs d força, qu s classificam na posição ; 8 - Srviços d construção d minas suas unidads industriais, xcto usinas d gração d nrgia substaçõs d força, qu s classificam na posição ; 9 - Srviços d construção d instalaçõs para rcração atividads dsportivas ao ar livr, qu s classificam na posição Srviços d construção d autostradas, xcto autostradas lvadas, d ruas, stradas, stradas férras, pistas d pouso dcolagm m aroportos infrastrutura aroportuária Srviços d construção d autostradas, xcto autostradas lvadas, d ruas stradas plo código Nsta subposição, classificam-s, por xmplo: - Srviços d construçõs d autostradas, xcto autostradas lvadas, d stradas, vias urbanas, outras vias para vículos pdstrs áras d stacionamnto; - Srviços d rstauração da suprfíci d stradas áras d stacionamntos; - Srviços d construção d calçadas, struturas para modração do tráfgo ciclovias; - Srviços d instalação d barriras para prvnção d colisõs, sinais d trânsito murtas para sparação do fluxo d trânsito; - Manutnção sinalização d autostradas stradas. 1 - Srviços d construção d stradas férras, qu s classificam na subposição ; 2 - Srviços d construção d pistas d pouso dcolagm m aroportos, qu s classificam na subposição ; 3 - Srviços d construção d infrastrutura aroportuária, qu s classificam na subposição ; 4 - Srviços d construçõs d ponts, autostradas lvadas túnis, qu s classificam na posição ; 5 - Srviços d construção d dutos linhas d comunicação d longo curso d linhas d transmissão d alta tnsão, qu s classificam na posição ; 6 - Srviços d construção d dutos linhas locais d transmissão, d baixa média tnsão, d comunicação outros srviços d construção rlacionados, qu s classificam na posição Srviços d construção d stradas férras Nsta subposição, classificam-s, por xmplo: - Srviços d assntamnto d lastro, dormnts trilhos para frrovias; - Srviços d instalação d canclas, d passagns d nívl d aparlhos para mudança d via; - Srviços d construção d sistma d control sgurança para linhas férras; - Srviço d construção d sistmas d funiculars bonds suspnsos; - Srviços d rnovação rparo d vias férras. 1 - Srviços d construção d autostradas, xcto autostradas lvadas, d ruas stradas, qu s classificam na subposição ; 2 - Srviços d construção d pistas d pouso dcolagm m aroportos, qu s classificam na subposição ; 3 - Srviços d construção d infrastrutura aroportuária, qu s classificam na subposição ; 4 - Srviços d construçõs d ponts, autostradas lvadas túnis, qu s classificam na posição ; 5 - Srviços d construção d dutos linhas d comunicação d longo curso d linhas d transmissão d alta tnsão, qu s classificam na posição ; 6 - Srviços d construção d dutos linhas locais d transmissão, d baixa média tnsão, d comunicação outros srviços d construção rlacionados, qu s classificam na posição Srviços d construção d pistas d pouso dcolagm m aroportos Nsta posição, classificam-s os srviços d construção d pistas d pouso dcolagm, incluindo-s as pistas para taxiamnto áras para stacionamnto d aronavs (pátios para aronavs). 1 - Srviços d construção d autostradas, xcto autostradas lvadas, d ruas stradas, qu s classificam na subposição ; 2 - Srviços d construção d stradas férras, qu s classificam na subposição ; 3 - Srviços d construção d infrastrutura aroportuária, qu s classificam na subposição ; 4 - Srviços d construçõs d ponts, autostradas lvadas túnis, qu s classificam na posição ; 5 - Srviços d construção d dutos linhas d comunicação d longo curso d linhas d transmissão d alta tnsão, qu s classificam na posição ; 6 - Srviços d construção d dutos linhas locais d transmissão, d baixa média tnsão, d comunicação outros srviços d construção rlacionados, qu s classificam na posição Srviços d construção d infrastrutura aroportuária Nsta posição, classificam-s, por xmplo, os srviços d construção d trminais d passagiros cargas, os srviços d construção d torrs d control os srviços d construção d hangars dntr outros. 1 - Srviços d construção d autostradas, xcto autostradas lvadas, d ruas stradas, qu s classificam na subposição ; 2 - Srviços d construção d stradas férras, qu s classificam na subposição ; 3 - Srviços d construção d pistas d pouso dcolagm m aroportos, qu s classificam na subposição ; 4 - Srviços d construçõs d ponts, autostradas lvadas túnis, qu s classificam na posição ; 5 - Srviços d construção d dutos linhas d comunicação d longo curso d linhas d transmissão d alta tnsão, qu s classificam na posição ; 6 - Srviços d construção d dutos linhas locais d transmissão, d baixa média tnsão, d comunicação outros srviços d construção rlacionados, qu s classificam na posição Srviços d construção d ponts, autostradas lvadas túnis Aqui s classificam os srviços d construçõs d obras-dart para transposição d obstáculos à circulação d vículos, tais como: - Ponts viadutos; - Túnis m, por xmplo, autostradas, stradas, ruas, frrovias mtrôs. Estão xcluídos dsta posição: 1 - Srviços d construção d autostradas, xcto autostradas lvadas, d ruas, stradas, stradas férras pistas d pouso dcolagm m aroportos infrastrutura aroportuária, qu s classificam na posição ; 2 - Srviços d construção d ancoradouros, docas, cais, ponts, dolfins pírs, qu s classificam na subposição ; 3 - Srviços d construção d barragns, adutoras, sistmas d irrigação d outros sistmas d captação, adução, contnção armaznamnto d água, qu s classificam na posição ; 4 - Srviços d struturas d aço strutural, qu s classificam na posição Srviços d construção d portos sua infrastrutura Srviços d construção d infrastrutura d protção acsso aquaviário Srviços d construção d guias-corrnts, spigõs, qubra-mars, canais d acsso, bacias d volução, balizamnto sinalização, drrocagns dragagns Os srviços d construção, bm como os d rparo, qu aqui s classificam, xigm o sguint ntndimnto: - Guias-corrnts: strutura dstinada a dsviar a corrnt d um rio ou d um stuário, d modo a provocar o aprofundamnto do canal plo aumnto da força da corrnt; - Espigão: spéci d diqu, construído d forma oblíqua ou transvrsal à bira d um rio ou mar, com o intuito d contr as águas vitar inundaçõs ou a rosão das margns; - Qubra-mar: construção qu rcb rchaça o ímpto das ondas ou das corrnts, dfndndo as mbarcaçõs qu s rcolhm num porto, baía ou outro ponto da costa. O qubra-mar difrncia-s do molh por não possuir ligação com a trra, nquanto qu st smpr part d um ponto m trra; - Canal d acsso ou simplsmnt canal: sulco ou vala, na maioria das vzs, artificial ou, s natural, aprofundada d forma artificial, qu prmit o tráfgo das mbarcaçõs dsd a barra, local qu dmarca a ntrada do porto a partir d ond s torna ncssária uma adquada condição d sinalização, até as instalaçõs d acostagm vic-vrsa; - Bacia d volução: ára frontiriça às instalaçõs d acostagm, rsrvada para as voluçõs ncssárias às opraçõs d atracação dsatracação dos navios no porto; - Balizamnto sinalização: rfr-s ao ato d balizar sinalizar um canal d um rio, stuário, baía ou ára d mar. O balizamnto a sinalização nvolvm o lvantamnto batimétrico (lvantamnto da profundidad) para s dfinir vntuais dragagns; a dfinição do novo canal d navgação; a xcução dos srviços d dragagm; o lvantamnto batimétrico postrior; a dfinição do novo balizamnto da nova sinalização d margm; a confcção d cartas ou croquis náuticos; - Drrocagns: dmolição d rochas subaquáticas; - Dragagns: rtirada d solo subaquático d forma a aprofundar uma dtrminada ára d rio ou mar, assgurando a navgação por ssa ára. 1 - Srviços d construção d molhs, qu s classificam na subposição ; 2 - Srviços d construção d infrastrutura d acostagm aquaviária, qu s classificam na subposição Outros srviços d construção d infrastrutura d protção acsso aquaviário Aqui s classificam todos os dmais srviços d infrastruturas d protção acsso aquaviário, tal como a construção dos molhs. Além dos srviços d construção propriamnt dito também s inclum aqui os srviços d rparo dssas infrastruturas. 1 - Srviços d construção d guias-corrnts, spigõs, qubra-mars, canais d acsso, bacias d volução, balizamnto sinalização, drrocagns dragagns, qu s classificam na subposição ; 2 - Srviços d construção d infrastrutura d acostagm aquaviária, qu s classificam na subposição Srviços d construção d infrastrutura d acostagm aquaviária Acostagm aquaviária é o ato d acostar uma mbarcação. Est jargão técnico quival a aproximar, arrimar, ncostar ou "pôr junto d". Em consquência, classificam-s na prsnt subposição todos os srviços d construção d infrastruturas qu prmitam ou facilitm a acostagm aquaviária Srviços d construção d ancoradouros, docas, cais, ponts, dolfins pírs Aqui s classificam os srviços d construção d rparo d: - Ancoradouros, também chamados d fundadouros, isto é, locais ond as mbarcaçõs lançam âncora. São locais prviamnt aprovados rgulamntados plas autoridads marítimas;

16 202 ISSN Nº 246, quinta-fira, 19 d dzmbro d Docas, ou sja, part d um porto d mar ladada d muros ou cais, ond as mbarcaçõs tomam ou dixam carga; - Cais, isto é, plataforma m part da margm d um rio ou porto d mar ond atracam os navios s faz o mbarqu ou dsmbarqu d pssoas ou mrcadorias; - Ponts, ou sja, construçõs rigidas sobr a água para srvir d ligação com um cais avançado, a fim d prmitir a acostagm d mbarcaçõs para carga ou dscarga a passagm d pssoas vículos; - Dolfins, também dnominado dolfins d atracação, isto é, strutura portuária m local d maior profundidad, capaz d rcbr navios indpndntmnt da linha do cais. Constitui uma plataforma d comprimnto variávl possui, m gral, quipamntos portuários adquados; - Pírs, ou sja, construção qu avança prpndicularmnt m rlação à orla, para o mar, para o rio ou para o lago, qu srv d cais. 1 - Srviços d construção d guias-corrnts, spigõs, qubra-mars, canais d acsso, bacias d volução, balizamnto sinalização, drrocagns dragagns, qu s classificam na subposição ; 2 - Srviços d construção d molhs, qu s classificam na subposição Outros srviços d construção d infrastrutura d acostagm aquaviária Todos os dmais srviços d construção d infrastruturas d acostagm aquaviária qu não s classifiqum na subposição são classificados aqui, inclusiv os srviços d rparo dssas infrastruturas. 1 - Srviços d construção d guias-corrnts, spigõs, qubra-mars, canais d acsso, bacias d volução, balizamnto sinalização, drrocagns dragagns, qu s classificam na subposição ; 2 - Srviços d construção d molhs, qu s classificam na subposição Srviços d construção d infrastrutura trrstr nos portos Srviços d construção d armazéns, inclusiv os spciais, silos, pátios vias d circulação Aqui s classificam os srviços d construção d rparo d armazéns, inclusiv os spciais, silos, pátios vias d circulação, xistnts nos portos. 1 - Srviços d construção d dificaçõs industriais, qu s classificam na subposição ; 2 - Srviços d construção d dificaçõs comrciais, qu s classificam na subposição ; 3 - Srviços d construção d infrastrutura d protção acsso aquaviário, qu s classificam na subposição ; 4 - Srviços d construção d ancoradouros, docas, cais, ponts, dolfins pírs, qu s classificam na subposição ; 5 - Srviços d construção d outras dificaçõs xistnts nos portos, tais como aqulas ncssárias ao dsnvolvimnto das atividads administrativas portuárias, qu s classificam na subposição Outros srviços d construção d infrastrutura trrstr nos portos Aqui s classificam os dmais srviços d construção rparo d outros itns da infrastrutura trrstr dos portos, tais como as dificaçõs ncssárias às atividads administrativas. 1 - Srviços d construção d dificaçõs industriais, qu s classificam na subposição ; 2 - Srviços d construção d dificaçõs comrciais, qu s classificam na subposição ; 3 - Srviços d construção d infrastrutura d protção acsso aquaviário, qu s classificam na subposição ; 4 - Srviços d construção d ancoradouros, docas, cais, ponts, dolfins pírs, qu s classificam na subposição ; 5 - Srviços d construção d armazéns, inclusiv os spciais, silos, pátios vias d circulação, qu s classificam na subposição Srviços d construção d barragns, adutoras, sistmas d irrigação d outros sistmas d captação, adução, contnção armaznamnto d água Srviços d construção d barragns adutoras Aqui s classificam os srviços d construção d barragns adutoras, bm como os srviços d rparo das msmas. 1 - Srviços d construção d guias-corrnts, spigõs, qubra-mars, canais d acsso, bacias d volução, balizamnto sinalização, drrocagns dragagns, qu s classificam na subposição ; 2 - Srviços d construção d sistma d irrigação, d sgotos d unidads para tratamnto purificação d água, qu s classificam na subposição Srviços d construção d sistmas d irrigação, d sgotos d unidads para tratamnto purificação d água Srviços d construção d sistmas d irrigação plo código Aqui s classificam os srviços d construção rparo d sistmas d irrigação aqudutos. 1 - Srviços d construção d sistmas d sgotos, qu s classificam na subposição ; 2 - Srviços d construção d sistmas d unidads para tratamnto purificação d água, qu s classificam na subposição ; 3 - Srviços d construção d dutos d longo curso para o transport scoamnto d águas sgotos, qu s classificam na subposição ; 4 - Srviços d construção d dutos locais, qu s classificam na subposição Srviços d construção d sistmas d sgotos Aqui s classificam os srviços d construção rparo d sistmas d sgotos staçõs d tratamnto d sgotos. 1 - Srviços d construção d sistmas d irrigação, qu s classificam na subposição ; 2 - Srviços d construção d dutos d longo curso para o transport scoamnto d águas sgotos, qu s classificam nas subposiçõs ; 3 - Srviços d construção d dutos locais, qu s classificam na subposição Srviços d construção d sistmas d unidads para tratamnto purificação d água Aqui s classificam os srviços d construção rparo d staçõs d: - Tratamnto purificação; - Bombamnto d água. 1 - Srviços d construção d sistmas d irrigação, qu s classificam na subposição ; 2 - Srviços d construção d dutos d longo curso para o transport scoamnto d águas sgotos, qu s classificam na subposição ; 3 - Srviços d construção d dutos locais, qu s classificam na subposição Outros srviços d construção d sistmas hídricos Aqui s classificam, por xmplo, os srviços: - D construção d clusas, comportas, açuds, lvadors d mbarcaçõs, docas scas, barragns outras struturas hidromcânicas; - D dragagm, rmoção d sdimntos rochas outros srviços d construção smlhants; - Subaquáticos, como por xmplo, os ralizados por mrgulhadors. Além dsss srviços, aqui também s classificam todos os dmais srviços d construção hídrica d rparo rlacionados aos citados acima. 1 - Srviços d construção d barragns adutoras, qu s classificam na subposição ; 2 - Srviços d construção d sistmas d irrigação, qu s classificam na subposição ; 3 - Srviços d construção d sistmas d sgotos, qu s classificam na subposição ; 4 - Srviços d construção d sistmas d unidads para tratamnto purificação d água, qu s classificam na subposição ; 5 - Instalação d cabos submarinos, qu s classificam m srviços d construção d linhas d comunicação d longo curso linhas d transmissão d alta tnsão da subposição ; 6 - Srviços d construção d usinas d gração d nrgia substaçõs d força, qu s classificam na posição ; 7 - Srviços d staquamnto, qu s classificam na subposição Srviços d construção d dutos linhas d comunicação d longo curso d linhas d transmissão d alta tnsão Srviços d construção d dutos d longo curso Srviços d construção d dutos d longo curso para o transport d ptrólo, sus drivados, gás Aqui s classificam somnt os srviços d construção d dutos d longo curso sobr a suprfíci, subtrrânos ou subaquáticos para transport d ptrólo, sus drivados, gás. 1 - Srviços d construção d sistmas d unidads para tratamnto purificação d água, qu s classificam na subposição ; 2 - Srviços d construção d dutos d longo curso para o transport scoamnto d águas sgotos, qu s classificam na subposição ; 3 - Srviços d scavação rmoção d trra, qu s classificam na posição Srviços d construção d dutos d longo curso para o transport scoamnto d águas sgotos Aqui s classificam somnt os srviços d construção d dutos d longo curso para o transport scoamnto d águas sgotos. 1 - Srviços d construção d sistmas d sgotos, qu s classificam na subposição ; 2 - Srviços d construção d sistmas d unidads para tratamnto purificação d água, qu s classificam na subposição ; 3 - Srviços d scavação rmoção d trra, qu s classificam na posição Srviços d construção d outros dutos d longo curso Aqui s classificam os srviços d construção d qualqur tipo d duto d longo curso sobr a suprfíci, subtrrânos ou submarinos qu não sjam dstinados ao transport d ptrólo, sus drivados, gás, nm para o scoamnto d águas sgotos. 1 - Srviços d construção d sistmas d unidads para tratamnto purificação d água, qu s classificam na subposição ; 2 - Srviços d construção d dutos d longo curso para o transport d ptrólo, sus drivados, gás, qu s classificam na subposição ; 3 - Srviços d construção d dutos d longo curso para o transport scoamnto d águas sgotos, qu s classificam na subposição ; 4 - Srviços d scavação rmoção d trra, qu s classificam na posição Srviços d construção d linhas d comunicação d longo curso linhas d transmissão d alta tnsão Srviços d construção d linhas d comunicação d longo curso Aqui s classificam os srviços d construção d rparo d linhas d comunicação d longo curso - como, por xmplo, tlfônicas ou d dados - trrstr, subtrrâna ou subaquática. 1 - Srviços d construção d linhas locais d transmissão, d baixa média tnsão, d comunicação, qu s classificam na subposição ; 2 - Srviços d scavação rmoção d trra, qu s classificam na posição Srviços d construção d linhas d transmissão d alta tnsão Aqui s classificam os srviços d construção d rparo d linhas d transmissão d alta tnsão, m corrnt contínua ou altrnada, inclusiv as subtrrânas, as subaquáticas as dstinadas às frrovias. 1 - Srviços d construção d linhas locais d transmissão, d baixa média tnsão, d comunicação, qu s classificam na subposição ; 2 - Srviços d scavação rmoção d trra, qu s classificam na posição Srviços d construção d dutos linhas locais d transmissão, d baixa média tnsão, d comunicação outros srviços d construção rlacionados Srviços d construção d dutos locais Aqui s classificam os srviços d construção d dutos locais usados para conxão das tubulaçõs das dificaçõs com os dutos d longo curso para água sgoto, incluindo os srviços complmntars, como por xmplo, a construção d staçõs d bombamnto d sgotos águas srvidas. Além dsss srviços, aqui também s classificam a construção d dutos locais: - D água qunt; - D gás vapor, incluindo os srviços complmntars. 1 - Srviços d construção d sistmas d unidads para tratamnto purificação d água, qu s classificam na subposição ; 2 - Srviços d construção d dutos d longo curso para o transport scoamnto d águas sgotos, qu s classificam na subposição ; 3 - Srviços d scavação rmoção d trra, qu s classificam na posição ; 4 - Srviços d tubulação para forncimnto d água, qu s classificam na subposição ; 5 - Srviços d tubulação d scoamnto d água, qu s classificam na subposição Srviços d construção d linhas locais d transmissão, d baixa média tnsão, d comunicação outros srviços rlacionados Srviços d construção d linhas locais d transmissão, d baixa média tnsão, d comunicação Aqui s classificam os srviços d construção d: - Linhas d transmissão d baixa média tnsão, incluindo os srviços complmntars, como por xmplo, os d construção d staçõs d transformadors substaçõs para distribuição d ltricidad; - Linhas d transmissão d comunicação local, incluindo os srviços complmntars, tais como os d construção d antnas torrs d transmissão. 1 - Srviços d construção d linhas d comunicação d longo curso linhas d transmissão d alta tnsão, qu s classificam na subposição ; 2 - Srviços d rparo d linhas locais d transmissão, d baixa média tnsão, d comunicação, qu s classificam na subposição ;

17 Nº 246, quinta-fira, 19 d dzmbro d ISSN Srviços d scavação rmoção d trra, qu s classificam na posição ; 4 - Srviços d instalação d linhas para tlvisão a cabo no intrior das dificaçõs, qu s classificam m srviços d instalação d antnas rsidnciais na subposição Outros srviços d construção rlacionados Aqui s classificam, por xmplo, os srviços d construção d: - Linhas para tlvisão a cabo, fora das dificaçõs; - Srviços d rparo d linhas locais d transmissão, d baixa média tnsão, d comunicação, outros srviços rlacionados. 1 - Srviços d construção d linhas d comunicação d longo curso linhas d transmissão d alta tnsão, qu s classificam na subposição ; 2 - Srviços d scavação rmoção d trra, qu s classificam na posição ; 3 - Srviços d instalação d linhas para tlvisão a cabo no intrior das dificaçõs, qu s classificam m srviços d instalação d antnas rsidnciais na subposição Srviços d construção d usinas d gração d nrgia substaçõs d força Srviços d construção d usinas d gração d n rg i a Aqui s classificam os srviços d construção para todos os tipos d usinas d gração d nrgia, como por xmplo, usinas hidrlétricas, trmolétricas, ólicas, usinas cujo combustívl provém d biomassa as usinas d cogração, isto é, usinas capazs d, simultanamnt, produzirm nrgia térmica létrica a partir do uso d um único combustívl. Além dsss srviços, aqui também s inclum os srviços d rparo dssas usinas no qu tang as obras civis qu lh dão corpo. 1 - Srviços d construção d dificaçõs industriais, qu s classificam na subposição ; 2 - Srviços d construção d dificaçõs comrciais, qu s classificam na subposição ; 3 - Srviços d construção d barragns adutoras, qu s classificam na subposição ; 4 - Srviços d construção d substaçõs d força, qu s classificam na subposição ; 5 - Srviços d manutnção rparação d produtos mtálicos, maquinário quipamntos, qu s classificam na posição Srviços d construção d substaçõs d força Substação é o trmo utilizado para s rfrir a uma instalação contndo os quipamntos ncssários à transmissão, distribuição, protção control da nrgia létrica. São sinônimas as xprssõs "substação d potência" "substação d força". Em gral, uma substação ag como um ponto d control d transfrência m qualqur sistma d transmissão létrica, haja vista qu dirciona controla o fluxo d nrgia, altrando, para mais ou mnos, os nívis d tnsão (voltagm). Durant a transmissão da nrgia létrica ntr o ponto ond la foi produzida (usina gradora) os consumidors, la passa por divrsas substaçõs sua tnsão é aumntada, m rgra, no início da transmissão, objtivando minimizar as prdas ao longo do caminho, ou diminuída, prmitindo assim a distribuição da nrgia por todas as áras urbanas. Essa tnsão, na rd d distribuição urbana, apsar d mais baixa, não é adquada para o consumo comrcial ou rsidncial. Dssa manira, faz-s ncssária a instalação nos posts d transformadors com o intuito d rduzir ainda mais a tnsão da nrgia qu vai dirtamnt para as rsidências, comércio outros locais d consumo. Aqui s classificam os srviços d construção d substaçõs d força, bm como os srviços d rparo dssas instalaçõs. 1 - Srviços d construção d dificaçõs industriais, qu s classificam na subposição ; 2 - Srviços d construção d dificaçõs comrciais, qu s classificam na subposição ; 3 - Srviços d construção d usinas d gração d nrgia, qu s classificam na subposição Srviços d construção d minas suas unidads industriais, xcto usinas d gração d nrgia substaçõs d força Srviços d construção d minas Aqui s classificam os srviços d construção ncssários à opração das minas tanto as d "céu abrto" quanto subtrrânas. Dntr sss srviços, por xmplo, inclum-s as staçõs d carrgamnto dscarrgamnto d minérios, torrs ntradas d vntilação m minas, além dos srviços d rparo fitos nssas construçõs. 1 - Srviços d construção d dificaçõs industriais, qu s classificam na subposição ; 2 - Srviços d construção d dificaçõs comrciais, qu s classificam na subposição ; 3 - Srviços d construção d usinas d gração d nrgia, qu s classificam na subposição ; 4 - Srviços d construção d substaçõs d força, qu s classificam na subposição Srviços d construção d unidads industriais rlacionadas à minração plo código Aqui s classificam os srviços d construção d unidads industriais ncssárias ao tratamnto ou ao procssamnto d minérios, como por xmplo, os srviços d construção d staçõs d britagm d minérios, d unidads lavadoras daqulas dstinadas a plotização d minérios. Inclum-s também os srviços d rparo fitos nssas unidads industriais. Estão xcluídos dsta posição: 1 - Srviços d construção d dificaçõs industriais, qu s classificam na subposição ; 2 - Srviços d construção d dificaçõs comrciais, qu s classificam na subposição ; 3 - Srviços d construção d armazéns, inclusiv os spciais, silos, pátios vias d circulação, qu s classificam na subposição ou na posição , conform o caso; 4 - Srviços d construção d minas, qu s classificam na subposição Srviços d construção d instalaçõs para rcração atividads dsportivas ao ar livr Aqui s classificam os srviços d: - Instalaçõs para áras d rcração, como por xmplo: campos d golf, parqus d rcração, quiosqus d praias suas rspctivas áras d stacionamntos; - Construção d stádios outros spaços para as práticas dsportivas ao ar livr tais como: futbol, tênis, atltismo, corridas d automóvis d cavalos. Estão xcluídos dsta posição: 1 - Srviços d construção d dificaçõs industriais, qu s classificam na subposição ; 2 - Srviços d construção d dificaçõs comrciais, qu s classificam na subposição ; 3 - Srviços d construção d autostradas, xcto autostradas lvadas, d ruas stradas, qu s classificam na subposição ; 4 - Srviços d prparação d trrnos construção d cantiros d obras, qu s classificam na posição Outros srviços d construção civil não classificados nas posiçõs antriors Aqui s classificam todos os outros srviços d construção ngnharia civil qu não ncontraram abrigo nas posiçõs prcdnts, como por xmplo, os srviços d construção d scoramnto contnção d ncostas Srviços d dmolição Aqui s classificam os srviços d dsmantlamnto dmolição d difícios d outras dificaçõs, tais como casas galpõs Srviços d prparação d trrnos construção d cantiros d obras Cantiros d obras são áras dstinadas à xcução apoio dos trabalhos d construção s dividm m áras opracionais áras d vivência. Na prsnt posição classificam-s, por xmplo, os srviços d: - Prparação d trrnos, incluindo a rmoção da cobrtura vgtal; - Prparação do cantiro d obras, tanto das áras opracionais quanto das áras d vivência, para subsqunt srviço d construção, incluindo os srviços d xplosão d rochas sua rmoção; - Estabilização do solo; - Sondagm prfuração do solo, xtração d amostras para construção studos gofísicos, gológicos ou com propósitos assmlhados; - Prfuraçõs horizontais para passagm d cabos ou canos d drnagm; - Abrturas d valas para a drnagm do trrno. Estão xcluídos dsta posição: 1 - Srviços d prfuração d poços d água, qu s classificam na subposição ; 2 - Srviços d prfuração prtinnts à xtração d ptrólo gás, qu s classificam m srviços d apoio à xtração d ptrólo gás da subposição ; 3 - Srviços d prfuração prtinnts à minração, xcto xtração d ptrólo gás, qu s classificam na subposição Srviços d scavação rmoção d trra Aqui s classificam, por xmplo, os srviços prtinnts a: - Movimntação d trra m larga scala, scavaçõs, rmoção d trras d atrros ou corts, qu antcdm a construção d vias (ruas, stradas frrovias); - Escavação rmoção d trra para srviços públicos, scoamnto d águas pluviais no mio urbano, srviços divrsos prtinnts a stradas; - Escavação d fossos para construçõs; - Rmoção da part suprior do solo contaminado (dscontaminação). Estão xcluídos dsta posição: 1 - Srviços d prparação d trrnos construção d cantiros d obras, qu s classificam na posição ; 2 - Srviços d prfuração d poços d água, qu s classificam na subposição ; 3 - Srviços d fundação staquamnto, qu s classificam na posição ; 4 - Srviços d prfuração prtinnts à xtração d ptrólo gás, qu s classificam m srviços d apoio à xtração d ptrólo gás da subposição ; 5 - Srviços d prfuração prtinnts à minração, xcto xtração d ptrólo gás, qu s classificam na subposição Srviços d prfuração d poços d água d instalação d sistmas sépticos Srviços d prfuração d poços d água Aqui s classificam os srviços spcializados d construção nvolvndo prfuração ou scavação d poços d água, os srviços d instalação d bombas para poços d água sistmas d ncanamnto para poços. Estão xcluídos dsta posição: 1 - Srviços d prparação d trrnos construção d cantiros d obras, qu s classificam na posição ; 2 - Srviços d instalação d sistmas sépticos, qu s classificam na subposição ; 3 - Srviços d fundação staquamnto, qu s classificam na posição ; 4 - Srviços d prfuração prtinnts à xtração d ptrólo gás, qu s classificam m srviços d apoio à xtração d ptrólo gás da subposição ; 5 - Srviços d prfuração prtinnts à minração, xcto xtração d ptrólo gás, qu s classificam na subposição Srviços d instalação d sistmas sépticos Aqui s classificam os srviços d instalação d sistmas sépticos, como por xmplo, fossas caixas apropriadas para a rtnção, rspctivamnt, d sgotos sanitários d gorduras. Estão xcluídos dsta posição: 1 - Srviços d prparação d trrnos construção d cantiros d obras, qu s classificam na subposição ; 2 - Srviços d instalação d prfuração d poços d água, qu s classificam na subposição ; 3 - Srviços d fundação staquamnto, qu s classificam na posição ; 4 - Srviços d prfuração prtinnts à xtração d ptrólo gás, qu s classificam m srviços d apoio à xtração d ptrólo gás da subposição ; 5 - Srviços d prfuração prtinnts à minração, xcto xtração d ptrólo gás, qu s classificam na subposição Srviços d montagm dificação d construçõs pré-fabricadas Aqui s classificam os srviços d instalação montagm d dificaçõs d outras struturas pré-fabricadas, bm como os srviços d instalação d mobiliário urbano, como por xmplo, abrigos para ônibus bancos m praças. Estão xcluídos dsta posição: 1 - Srviços d construção d struturas, qu s classificam na posição ; 2 - Srviços d dificação d parts pré-fabricadas d aço para difícios outras struturas, qu s classificam m srviços d struturas d aço strutural da posição Srviços d fundação staquamnto Srviços d staquamnto Aqui s classificam os srviços spcializados m staquamnto, qu é a colocação d stacas no solo, as quais podm sr, por xmplo, d aço ou cimnto, d tal modo a stabilizar as fundaçõs d uma dificação. 1 - Srviços d scavação rmoção d trra, qu s classificam na posição ; 2 - Srviços d fundação, qu s classificam na subposição ; 3 - Srviços d concrtagm, qu s classificam na posição Srviços d fundação Em ngnharia, o trmo fundação srv para dsignar as struturas rsponsávis por transmitir as solicitaçõs das dificaçõs para o solo. Aqui s classificam os srviços spcializados m fundaçõs d dificaçõs. 1 - Srviços d scavação rmoção d trra, qu s classificam na posição ; 2 - Srviços d staquamnto, qu s classificam na subposição ; 3 - Srviços d concrtagm, qu s classificam na posição Srviços d construção d struturas Srviços d construção d struturas d prédios Aqui s classificam os srviços d construção d struturas prdiais, lvs d pquno port, fitas m madira, mtal ou numa combinação dsss matriais. Tais struturas são dnominadas platform framing balloon framing). Também s inclum aqui os srviços d construção d pards, pisos forros fitos nsss msmos matriais. Nota-s qu tais struturas, utilizadas m rsidências ou dificaçõs com dois ou três andars, são difrnts das struturas fitas para difícios com maior númro d andars, qu rqurm a utilização d concrto ou aço strutural.

18 204 ISSN Nº 246, quinta-fira, 19 d dzmbro d Srviços d construção d struturas d tlhados cobrturas, qu s classificam na subposição ; 2 - Srviços d construção d struturas prdiais m concrto, qu s classificam m srviços d concrtagm da posição ; 3 - Srviços d struturas d aço strutural, qu s classificam na posição ; 4 - Srviços d construção d pards, pisos forros d alvnaria, qu s classificam m srviços d alvnaria da posição Srviços d construção d struturas d tlhados cobrturas Aqui s classificam os srviços d construção das struturas d sustntação d tlhados cobrturas d dificaçõs, ssas struturas também são dnominadas stick framing truss framing. 1 -Srviços d construção d struturas d prédios, qu s classificam na subposição ; 2 - Srviços d construção d struturas prdiais m concrto, qu s classificam m srviços d concrtagm da posição ; 3 - Srviços d struturas d aço strutural, qu s classificam na posição Srviços d construção d tlhados cobrturas srviços d imprmabilização Aqui s classificam os srviços d construção d: - Instalaçõs d tlhados cobrturas; - Estruturas para facilitar o scoamnto d água pluviais nos tlhados cobrturas, tais como as calhas os rufos; - Placas mtálicas para tlhados cobrturas mtálicas. Além dsss srviços, aqui também s inclum os srviços d imprmabilização d: - Cobrturas planas; - Trraços d cobrturas; - Caixas d água cistrnas; - D parts xtrnas das construçõs; - Estruturas subtrrânas. Por fim, aqui também cabm os srviços d imprmabilização fitos com o intuito d vitar os danos ocasionados pla umidad nas construçõs. Estão xcluídos dsta posição: 1 - Srviços d construção d struturas d tlhados cobrturas, qu s classificam na subposição ; 2 - Srviços d isolamnto, qu s classificam na posição Srviços d concrtagm Aqui s classificam, por xmplo, os srviços d concrtagm d: - Edificaçõs rforço d struturas d sustntação fitas m concrto, qu rqurm tcnologia ou quipamnto spcializado m dcorrência das dimnsõs do trabalho ou da técnica utilizada; - Construção d cúpulas d conchas d concrto; - Construção spcializada nvolvndo dobramnto armação d aço para concrto rforçado m projtos d construção; - Dar forma (nformação) ao concrto com a utilização d molds; - Fundaçõs simpls, fundaçõs spciais, struturas vrticais ou oblíquas d suport pisos outros srviços nvolvndo o uso d concrto; - Rforços consolidação d fundaçõs. Estão xcluídos dsta posição: 1 - Srviços d construção d autostradas, xcto autostradas lvadas, d ruas, stradas, stradas férras pistas d pouso dcolagm m aroportos infrastrutura aroportuária, qu s classificam na posição ; 2 - Srviços d construção d ponts, autostradas lvadas túnis, qu s classificam na posição Srviços d struturas d aço strutural Aqui s classificam, por xmplo, os srviços: - Espcializados d construção d struturas d sustntação fitas m aço; - D dificação d componnts struturais d aço pré-fabricados, para difícios outras struturas, tais como ponts, ponts rolants torrs d transmissão d ltricidad; - D dificação d pards d contnção com strutura d aço. Também s inclum na prsnt subposição os srviços d soldagm ralizados na construção das struturas d aço strutural. Estão xcluídos dsta posição: 1 - Srviços d montagm dificação d construçõs préfabricadas, qu s classificam na posição ; 2 - Srviços d construção d struturas d prédios, qu s classificam na subposição ; 3 - Srviços d construção d struturas prdiais m concrto, qu s classificam m srviços d concrtagm da posição Srviços d alvnaria Aqui s classificam os srviços d assntamnto d tijolos, blocos, pdras outros srviços rlacionados à alvnaria, como por xmplo, a xcução d rboco chapisco. Estão xcluídos dsta posição: 1 - Srviços d construção d struturas d prédios, inclusiv pards, pisos forros d madira, mtal ou da combinação dsss matriais, qu s classificam na subposição ; plo código Srviços d construção d struturas d tlhados cobrturas, qu s classificam na subposição ; 3 - Srviços d concrtagm, qu s classificam na posição ; 4 - Srviços d struturas d aço strutural, qu s classificam na posição ; 5 - Srviços d acabamnto qu s classificam nas posiçõs , , , , , , Srviços d andaims Aqui s classificam os srviços d locação d andaims, d plataformas d trabalho, d palcos, cobrturas outras struturas mtálicas tmporárias, bm como a montagm a dsmontagm dos msmos. Está xcluída dsta posição: 1 - Arrndamnto mrcantil financiro d máquinas quipamntos, qu s classificam na subposição ; 2 - Locação d andaims sm montagm dsmontagm, qu s classificam m arrndamnto mrcantil opracional ou locação d máquinas quipamntos d construção, sm oprador da subposição Outros srviços spcializados d construção Aqui s classificam divrsos tipos d srviços d construção não classificados nas posiçõs prcdnts, como por xmplo, srviços d construção d: - Chaminés d fábricas; - Rvstimntos rfratários para fornos; - Lariras. Além dsss srviços, aqui s inclum divrsos outros srviços spcializados d construção não classificados m outra posição, como por xmplo: - Movimntação d difícios; - Srviços rlacionados à rmoção d amianto; - Srviços d calaftação, isto é, srviços d vdação d fndas pqunos buracos qu surgiram na obra durant sua construção Srviços d instalação létrica Srviços d instalação d fiação létrica componnts Aqui s classificam, por xmplo, os srviços spcializados d instalação d: - Circuitos létricos básicos, incluindo tomadas, intrruptors atrramnto, ou outros componnts létricos m dificaçõs; - Sistmas d mrgência para gração d nrgia, como por xmplo, no-braks; - Mdidors d ltricidad. 1 - Srviços d instalação d sistmas d alarms contra incêndio, qu s classificam na subposição ; 2 - Srviços d instalação d sistmas d alarms antifurto, qu s classificam na subposição ; 3 - Srviços d instalação d antnas rsidnciais, qu s classificam na subposição ; 4 - Srviços d manutnção d mdidors d ltricidad, qu s classificam srviços d distribuição d ltricidad na subposição ; 5 - Srviços d instalação d maquinário quipamntos, industriais, qu s classificam na subposição Srviços d instalação d alarms contra incêndio Aqui s classificam os srviços d instalação d sistmas d alarms contra incêndio. 1 - Srviços d instalação d fiação létrica componnts, qu s classificam na subposição ; 2 - Srviços d instalação d sistmas d alarms antifurto, qu s classificam na subposição ; 3 - Srviços d instalação d antnas rsidnciais, qu s classificam na subposição ; 4 - Srviços d instalação d sistmas d asprsors (sprinklrs), qu s classificam m srviços d tubulação para forncimnto d água da subposição ; 5 - Srviços rlativos a obras contra incêndio, qu s classificam m srviços d isolamnto da posição Srviços d manutnção d mdidors d ltricidad, qu s classificam na subposição ; 7 - Srviços d instalação d maquinário quipamntos, industriais, qu s classificam na subposição Srviços d instalação d sistmas d alarms antifurto Aqui s classificam os srviços d instalação d sistmas d alarms antifurto. 1 - Srviços d instalação d fiação létrica componnts, qu s classificam na subposição ; 2 - Srviços d instalação d sistmas d alarms contra incêndio, qu s classificam na subposição ; 3 - Srviços d instalação d antnas rsidnciais, qu s classificam na subposição ; 4 - Srviços d instalação d sistmas d asprsors (sprinklrs), qu s classificam m srviços d tubulação para forncimnto d água da subposição ; 5 - Srviços rlativos a obras contra incêndio, qu s classificam m srviços d isolamnto na posição ; 6 - Srviços d manutnção d mdidors d ltricidad, qu s classificam na subposição ; 7 - Srviços d instalação d maquinário quipamntos, industriais, qu s classificam na subposição Srviços d instalação d antnas rsidnciais Aqui s classificam os srviços d instalação d: - Antnas rsidnciais d todo tipo, incluindo parabólicas; - Linhas d distribuição d sinal d tlvisão dntro d um difício; - Pára-raios. 1 - Srviços d instalação d fiação létrica componnts, qu s classificam na subposição ; 2 - Srviços d instalação d sistmas d alarms contra incêndio, qu s classificam na subposição ; 3 - Srviços d instalação d sistmas d asprsors (sprinklrs), qu s classificam m srviços d tubulação para forncimnto d água da subposição ; 4 - Srviços rlativos a obras contra incêndio, qu s classificam m srviços d isolamnto na posição ; 5 - Srviços d manutnção d mdidors d ltricidad, qu s classificam na subposição ; 6 - Srviços d instalação d maquinário quipamntos, industriais, qu s classificam na subposição Outros srviços d instalação létrica Aqui s classificam os srviços d instalação létrica d: - Equipamntos d tlcomunicação; - Sistmas para iluminação sinalização d stradas, frrovias, aroportos, portos infrastruturas assmlhadas; - Equipamnto létrico psado; - Instalação d mdidors d gás létricos; - Quaisqur outros srviços d instalação létrica, não classificados m outra posição. 1 - Srviços d construção d autostradas, xcto autostradas lvadas, d ruas stradas, qu s classificam na subposição ; 2 - Srviços d construção d stradas férras, qu s classificam na subposição ; 3 - Srviços d instalação d fiação létrica componnts, qu s classificam na subposição ; 4 - Srviços d instalação d alarms contra incêndio, qu s classificam na subposição ; 5 - Srviços d instalação d sistmas d alarms antifurto, qu s classificam na subposição ; 6 - Srviços d instalação d cabos d tlvisão, qu s classificam m srviços d instalação d antnas rsidnciais da subposição ; 7 - Srviços d instalação d aqucimnto, qu s classificam na subposição Srviços d tubulação para forncimnto scoamnto d águas Srviços d tubulação para forncimnto d água Aqui s classificam, por xmplo, os srviços d instalação d: - Sistmas primários d águas, qunt fria; - Asprsors (sprinklrs); - Sistmas d água prssurizada para combat a incêndio, incluindo hidrants com manguiras sguichos; - Louças sanitárias; - Hidrômtros "mdidors d água" ou "rlógios d água". 1 - Srviços d tubulação d scoamnto d água, qu s classificam na subposição ; 2 - Srviços d instalação d aqucdors d ambints incluindo sus ncanamntos, qu s classificam m srviços d instalação d aqucimnto da subposição Srviços d tubulação d scoamnto d água Aqui s classificam os srviços d instalação nas dificaçõs d tubulaçõs para o scoamnto d águas, tais como sgoto águas pluviais. 1 - Srviços d construção d sistmas d sgotos, qu s classificam na subposição ; 2 - Srviços d construção d dutos d longo curso, qu s classificam na subposição ; 3 - Srviços d construção d dutos locais, qu s classificam na subposição ; 4 - Srviços d sgoto tratamnto d sgotos, qu s classificam na subposição Srviços d instalação d aqucimnto, vntilação ar condicionado Srviços d instalação d aqucimnto Aqui s classificam, por xmplo, os srviços d: - Instalação d aqucdors, incluindo suas tubulaçõs parts; - Instalação manutnção d sistmas d control d aqucimnto cntral; - Manutnção rparação d caldiras quimadors, domésticos. 1 - Srviços spcializados d limpza, qu s classificam na subposição ; 2 - Srviços d manutnção rparação d produtos mtálicos, qu s classificam na subposição

19 Nº 246, quinta-fira, 19 d dzmbro d ISSN Srviços d instalação d vntilação ar condicionado Aqui s classificam, por xmplo, os srviços d instalação, manutnção rparo dos quipamntos d circulação, rfrigração ou condicionamnto d ar para rsidências, salas d informática, scritórios oficinas, incluindo suas tubulaçõs parts. 1 - Srviços d manutnção rparação d produtos mtálicos, qu s classificam na subposição ; 2 - Srviços d manutnção rparação d quipamntos não domésticos d vntilação rfrigração, qu s classificam na subposição ; 3 - Srviços d instalação d quipamntos não domésticos d vntilação rfrigração, qu s classificam na subposição Srviços d instalação d gás Aqui s classificam, por xmplo, os srviços d instalação: - Para suprimnto d gass, como por xmplo, oxigênio para hospitais conxão dss suprimnto a outros quipamntos oprados a gás; - D gás canalizado para uso domiciliar, industrial vicular; - D mdidors d gás, não-létricos. Estão xcluídos dsta posição: 1 - Srviços d instalação d mdidors d gás létricos, qu s classificam na subposição ; 2- Srviços d instalação d aqucimnto, qu s classificam na subposição ; 3 - Srviços d instalação d vntilação ar condicionado, qu s classificam na subposição ; 4 - Srviços d manutnção d mdidors d gás, qu s classificam na subposição Srviços d isolamnto Aqui s classificam, por xmplo, os srviços d isolamnto: - Térmico, como o utilizado m pards nos ncanamntos d água aqucida ou rsfriada, caldiras dutos; - D som; - Contra incêndios. Estão xcluídos dsta posição: 1 - Srviços d construção d tlhados cobrturas srviços d imprmabilização, qu s classificam na posição ; 2 - Srviços d tratamnto acústico, qu s classificam na posição Outros srviços d instalação Srviços d instalação d lvadors, stiras scadas rolants Aqui s classificam os srviços spcializados d instalação d lvadors, stiras scadas rolants. Srviços d manutnção rparação d lvadors, stiras scadas rolants, qu s classificam na subposição Outros srviços d instalação Aqui s classificam outros srviços d instalação não classificados nas subposiçõs antriors, como por xmplo, os srviços d: - Instalação d cortinas, prsianas toldos; - Instalação d sinalização, luminosa ou não, no intrior das dificaçõs Srviços d vidraçaria Aqui s classificam, por xmplo, os srviços d instalação d: - Rvstimntos d vidro, splho outros produtos d vidro; - Janlas portas d vidro. Estão xcluídos dsta posição: Srviços d instalação d janlas pré-fabricadas, qu s classificam m srviços d carpintaria srralhria, inclusiv suas instalaçõs montagns da posição Srviços d gsso Aqui s classificam, por xmplo, os srviços d: - Gsso, stuqu ou matriais assmlhados m dificaçõs; - Construção d pards rvstimntos d gsso (drywall). Estão xcluídos dsta posição: Srviços d isolamnto d som, qu s classificam na posição Srviços d pintura Aqui s classificam, por xmplo, os srviços d: - Pintura, principalmnt dcorativa no intrior d dificaçõs, srviços assmlhados como a aplicação d rvstimnto laquaçõs; - Pintura xtrior d dificaçõs, principalmnt para protção das msmas; - Pintura d gradis, tampõs mtálicos squadrias d portas janlas; plo código Pintura d outras struturas d construção ngnharia civil; - Srviços d rmoção d pintura. Estão xcluídos dsta posição: 1 - Srviços d pintura d sinalizaçõs na suprfíci d stradas, stacionamnto suprfícis assmlhadas, qu s classificam m srviços d construção d autostradas, xcto autostradas lvadas, d ruas, stradas, stradas férras pistas d pouso dcolagm m aroportos infrastrutura aroportuária da posição ; 2 - Srviços d construção d tlhados cobrturas srviços d imprmabilização, qu s classificam na posição Srviços d assntamnto d rvstimntos m pards pisos Aqui s classificam, por xmplo, os srviços d assntamnto ou colocação d: Ladrilhos d crâmica, concrto ou pdra; Lajotas; Tijolo aparnt matriais assmlhados para pards pisos; Cobrtura dcorativa d pards xtriors d dificaçõs; Mármor, granito ou ardósia. Aqui s classificam, ainda, os srviços d construção d pisos outras suprfícis constituídas d pdriscos argamassa consolidados postriormnt polidas à máquina (trrazzo) Outros srviços d cobrtura d pisos pards papl d pard Aqui s classificam, por xmplo, os srviços d assntamnto d: - Carpts, linólos outros rvstimntos flxívis d piso, incluindo os srviços d acabamnto; - Pisos d madira, como tacos, tábua corrida assmlhados; - Srviços d acabamnto m pisos d madira, tais como polimnto, tratamnto com cra rjunt; - Papl d pard outros matriais flxívis, assim como a sua rmoção. Estão xcluídos dsta posição: 1 - Srviços d instalação d pisos d concrto, xcto ladrilhos d concrto, qu s classificam m srviços d concrtagm da posição ; 2 - Srviços d assntamnto d rvstimntos m pards pisos, qu s classificam na posição Srviços d carpintaria srralhria, inclusiv suas instalaçõs montagns Aqui s classificam, por xmplo, os srviços d: - Instalação d squadrias d portas janlas; - Instalação d portas, janlas, vnzianas portas d garagm, fitas d qualqur tipo d matrial; - Blindagm d portas xtrnas, incluindo a sua instalação; - Instalação d portas corta-fogo; - Instalação d divisórias móvis ttos falsos m struturas mtálicas; - Instalação nvolvndo trabalhos d carpintaria montagm com matriais difrnts dos mtálicos; - Instalação d scadaria para intriors; - Instalação d armários d pard; - Instalação d unidads pré-fabricadas para cozinhas; - Instalação d rvstimnto d pards com placas ou pranchas d madira, mtal ou gsso; - Srviços dcorativos d frro ou aço srviços prtinnts a trabalhos mtálicos ornamntais ou arquittônicos. Estão xcluídos dsta posição Srviços d instalação d crcas grads, qu s classificam na posição Srviços d instalação d crcas grads Aqui s classificam os srviços d instalação d crcas, grads d protção struturas assmlhadas. Essas crcas podm sr d difrnts matriais, como por xmplo, d aram, madira, aço, fibra d vidro podm sr utilizadas m difrnts locais, tais como quadras, ára d rcração infantil, ára no ntorno d rsidências instalaçõs industriais. Também s classificam aqui os srviços spcializados d instalação d scadas d mrgência mtálicas. Estão xcluídos dsta posição: Srviços d carpintaria srralhria, inclusiv suas instalaçõs montagns, qu s classificam na posição Outros srviços d acabamnto das construçõs Aqui s classificam os srviços d acabamnto não classificados m outras posiçõs, como, por xmplo, os srviços d: - Limpza d pards xtriors, por mio d jato d vapor ou d aria; - Tratamnto acústico nvolvndo a aplicação d painéis, placas ou outros matriais acústicos m pards intriors ttos; - Aplicação d mármors m intriors ou a confcção d pisos outras suprfícis constituídas d pdriscos argamassa consolidados postriormnt polidas à máquina (trrazzo), trabalhos d granito ou d ardósia; - Manutnção rparo dsss acabamntos. Estão xcluídos dsta posição: Srviços d isolamnto d som, qu s classificam na posição SEÇÃO II - SERVIÇOS DE DISTRIBUIÇÃO DE MER- CADORIAS; SERVIÇOS DE DESPACHANTE ADUANEIRO; HOSPEDAGEM, FORNECIMENTO DE ALIMENTAÇÃO E BE- BIDAS; SERVIÇOS DE TRANSPORTE E SERVIÇOS DE DIS- TRIBUIÇÃO DE SERVIÇOS PÚBLICOS 1) Na Nomnclatura: a) "navgação d cabotagm" é aqula ralizada ntr portos ou pontos do trritório brasiliro, utilizando a via marítima ou sta as vias navgávis intriors; b) "navgação intrior" é aqula ralizada m hidrovias intriors; c) "navgação d longo curso" é aqula ralizada ntr portos brasiliros strangiros; d) "transport multimodal d cargas" é aqul qu, rgido por um único contrato, utiliza duas ou mais modalidads d transport, dsd a origm até o dstino, é xcutado sob a rsponsabilidad única d um "oprador d transport multimodal"; ) o "transport multimodal d cargas" é: (i) nacional, quando os pontos d mbarqu d dstino stivrm situados no trritório nacional; (ii) intrnacional, quando o ponto d mbarqu ou d dstino stivr situado fora do trritório nacional; (iii) comprnd, além do transport m si, os srviços d colta, unitização, dsunitização, movimntação, armaznagm ntrga d carga ao dstinatário, bm como a ralização dos srviços corrlatos qu form contratados ntr a origm o dstino, inclusiv os d consolidação dsconsolidação documntal d cargas; f) "oprador d transport multimodal" é a pssoa jurídica contratada como principal rsponsávl para a ralização do transport multimodal d cargas da origm até o dstino, por mios próprios (do oprador) ou por intrmédio d trciros, podndo sr ou não o transportador da carga; g) "transport intrmodal d cargas" rqur documntos difrnts para cada tipo d transport nvolvido podrá, conform o caso, contr transports isolados, associados a um ou mais modais. 2) A xprssão "propridads partilhadas" (tim-shar proprtis) significa qu as msmas têm vários propritários, os quais dividm sua ocupação, ao longo d dtrminado príodo d tmpo. Considraçõs Grais Na Sção II da NBS stão runidos st Capítulos distribuídos m cinco grands distintos conjuntos, quais sjam: Distribuição Forncimnto Hospdagm Tr a n s p o r t Srviços postais; srviços d colta, rmssa ou ntrga d documntos, xcto cartas, ou d pqunos objtos; srviços d rmssas xprssas Capítulo 2 - Srviços d distribuição d mrcadorias; srviços d dspachant aduaniro Capítulo 8 - Srviços d transmissão distribuição d ltricidad; srviços d distribuição d gás água Part do Capítulo 3, ddicada ao forncimnto d alimntação bbidas Part do Capítulo 3, ddicada aos srviços d hospdagm Capítulo 4 - Srviços d transport d passagiros Capítulo 5 - Srviços d transport d carga Capítulo 6 - Srviços d apoio aos transports Capítulo 7 - Srviços postais; srviços d colta, rmssa ou ntrga d documntos (xcto cartas) ou d pqunos objtos; srviços d rmssas xprssas A disposição dsss conjuntos ao longo dos st mncionados capítulos também é fita, m gral, sgundo sua spcialização. Todavia, difrntmnt do qu ocorr no Capítulo 1, aqui a hirarquização dos capítulos dá-s dntro d cada distinto grupo. Assim, a distribuição d ltricidad é mais spcializada do qu a distribuição d mrcadorias. Entrmnts, cab rssaltar qu a rgra da hirarquização não é plnamnt obsrvada quando s analisa os Capítulos 4 5, visto qu ambos congrgam srviços qu podm sr tomados como igualmnt spcializados. A distribuição d mrcadorias inclui os srviços dvidos aos agnts d distribuição das msmas o comércio, atacadista varjista. O comércio atacadista rvnd mrcadorias, novas ou usadas, a varjistas, a usuários industriais, agrícolas, comrciais, institucionais profissionais, ou a outros atacadistas. Já o comércio varjista rvnd mrcadorias, novas ou usadas, principalmnt ao público m gral, para consumo ou uso pssoal ou doméstico. Para os fins da NBS o comércio, sja l atacadista sja varjista, constitui-s na runião d um conjunto (mix) d srviços, qu ocorrm nas tapas d pré-vnda, vnda pós-vnda, associado à ntrga da mrcadoria. Assim, o comércio na NBS é uma opração mista com a circulação da mrcadoria. Capítulo 2 - Srviços d distribuição d mrcadorias; srviços d dspachant aduaniro 1) Os "srviços d distribuição d mrcadorias" abrangm, xclusivamnt, as atividads d intrmdiação d mrcadorias d trciros no comércio atacadista varjista, bm como os srviços prstados por agnts comissionados. Assim, não stão incluídas na Nomnclatura Brasilira d Srviços (NBS) as compras vndas dos bns alvo dssa intrmdiação. 2) O comércio, tanto atacadista ou varjista, são tomados xclusivamnt, no âmbito da prsnt Nomnclatura como uma opração mista por nvolvr um conjunto (mix) d srviços com ntrga d mrcadorias, cuja propridad é daqul qu pratica ssas modalidads comrciais.

20 206 ISSN Nº 246, quinta-fira, 19 d dzmbro d ) Os "srviços d dspachant aduaniro" rfridos na posição são aquls rlacionados com o dspacho d bns ou d mrcadorias, inclusiv bagagm d viajant, na importação ou na xportação, transportados por qualqur via. Tais srviços consistm basicamnt m: a) prparação, ntrada acompanhamnto da tramitação d documntos qu tnham por objto o dspacho aduaniro, nos trmos da lgislação rspctiva; b) assistência à vrificação da mrcadoria na confrência aduanira; c) assistência à rtirada d amostras para xams técnicos priciais; d) rcbimnto d mrcadorias ou d bns dsmbaraçados; ) solicitação d vistoria aduanira; f) assistência à vistoria aduanira; g) dsistência d vistoria aduanira; h) subscrição d documntos qu sirvam d bas ao dspacho aduaniro; i) ciência rcbimnto d intimaçõs, d notificaçõs, d autos d infração, d dspacho, d dcisõs dos dmais atos trmos procssuais rlacionados com o procdimnto fiscal; j) subscrição d trmos d rsponsabilidad, obsrvado o disposto na lgislação prtinnt. 4) No contxto da posição , quanto às opraçõs ralizadas sob a jurisdição d acordo com a normativa brasilira, tms qu: a) a comrcialização d nrgia létrica é ftuada no âmbito da Câmara d Comrcialização d Enrgia Elétrica (CCEE); b) CCEE é a pssoa jurídica d dirito privado, sm fins lucrativos, qu atua sob autorização do Podr Concdnt (União ou ntidad por la dsignada) rgulação fiscalização da ANEEL, com a finalidad d viabilizar as opraçõs d compra vnda d nrgia létrica ntr os Agnts da CCEE, rstritas ao Sistma Intrligado Nacional (SIN); c) "agnt da CCEE" é o concssionário, o prmissionário ou autorizado d srviços instalaçõs d nrgia létrica ou o Consumidor Livr, intgrant da CCEE; d) "consumidor livr" é aqul qu, atndido m qualqur tnsão, tnha xrcido a opção d compra d nrgia létrica; ) São agnts na comrcialização d nrgia létrica:.1) "agnt d comrcialização", qu é o titular d autorização, concssão ou prmissão para fins d ralização d opraçõs d compra vnda d nrgia létrica na CCEE;.2) "agnt d xportação", qu é o titular d autorização para fins d xportação d nrgia létrica;.3) "agnt d importação", qu é o titular d autorização para fins d importação d nrgia létrica;.4) "agnt vnddor" é o agnt d gração (titular d concssão, prmissão ou autorização para fins d gração d nrgia létrica), agnt d comrcialização ou agnt d importação dvidamnt habilitado pla ANEEL. Considraçõs Grais No prsnt Capítulo rsidm divrsos tipos d srviços xcutados nos canais d distribuição d mrcadorias, bm como o comércio nas suas modalidads atacadista varjista. Nsss canais d distribuição são dsnvolvidos típicos srviços, o qu não ocorr nas duas mncionadas spécis d comércio. Todavia, tndo m mnt a importância do comércio no âmbito conômico, optou-s por arrolar o comércio, atacadista varjista, na prsnt Nomnclatura. Em consquência, para os fins qu s dstinam a NBS, o comércio srá tomado, mutatis mutandis, da msma forma qu o forncimnto d alimntação no Capítulo Srviços d agnts d distribuição d mrcadorias Para os fins da NBS, dfin-s canal d distribuição como sndo as difrnts tapas prcorridas plas mrcadorias dsd o produtor até o consumidor final das msmas. Para tanto, há divrsos agnts cuja atuação é vital para qu a mrcadoria s dsloqu ao longo dssas tapas m dirção ao consumidor final. Em rgra, há mais d um canal d distribuição d mrcadorias, bm como d agnts qu atuam nos msmos, objtivando viabilizar sua comrcialização. Val notar qu os srviços dsss agnts só s classificam na posição s os msmos não dtivrm a propridad da mrcadoria qu scoa plo canal d distribuição Ȯ tipo mais comum d agnt é o agnt comissionado, sja na ára do comércio xtrior sja no comércio atacadista ou varjista no país, como ocorr, por xmplo, com o rprsntant comrcial ncarrgado xclusivamnt das transaçõs comrciais m nom do fabricant ou comrciants. A rmunração dos agnts qu atuam nos divrsos canais d distribuição d mrcadorias, via d rgra, é fita na bas d comissõs fixas ou variávis, como s dá, por xmplo, m comissõs qu incidam sobr o valor das vndas ftuadas, mbora também sja possívl a contratação dsss agnts, msmos por príodos dtrminados ou por crtas atividads qu dmandam mais tmpo, como ocorr no caso d grands obras ou atividads fabris mais dmoradas. Os principais tipos d agnts cujos srviços aqui s classificam são: - Agnt comissionado qu trabalha para o xportador (sdiado no país ou no xtrior): é o agnt qu faz a ligação ntr o xportador o comprador mdiant comissão ou contrato; - Agnt comissionado qu trabalha para o importador (sdiado no país ou no xtrior): agnt qu compra m nom do msmo mdiant comissão ou contrato; - Agnt distribuidor qu, mdiant comissão do xportador, vnd mrcadorias bm como suas parts pças sobrssalnts: tal srviço só s classifica na NBS s o agnt m tla não for propritário da mrcadoria ou das mncionadas parts pças; plo código Agnt dl crdr: agnt cuja naturza opracional é smlhant à dos agnts comissionados, xcto porqu é, frnt ao xportador, rsponsávl pla indnização no caso d inadimplência dos clints; - Agnt associado com armaznagm - nst caso o contrato prvê qu o agnt além da sua atuação no canal d distribuição srá rsponsávl por garantir armaznagm manutnção d stoqus da mrcadoria, mbora não sja propritário da msma; - Agnt d vndas com garantia d rtorno da mrcadoria não vndida - ss agnt é suprido d stoqus d mrcadorias, qu não são d sua propridad. Tais stoqus são, por dtrminação do agnt, dvidamnt armaznados. O agnt ftua as vndas das mrcadorias stocadas, por isso, rcb comissão os lucros dvidos a distribuição. Entrtanto, no caso d não consguir vndr toda a mrcadoria, o agnt podrá dvolvê-la ao su propritário; - Agnt associado com srviço - além d prcbr comissão, o agnt é rssarcido por qualqur dspsa opracional qu vnha a fazr, como por xmplo, libração da mrcadoria transport x-porto. Dntr os srviços qu s classificam na posição stão incluídos: - Srviços nvolvidos na compra, m nom d trciros, no atacado para vnda, m lots mnors, para outras mprsas. Não raramnt ssa vnda rqur o fracionamnto da mrcadoria. Tais srviços são xcutados sob comissão ou contrato; - Srviços ftuados por agnts comissionados, rmunrados por comissão ou contrato, m transaçõs comrciais atacadistas; - Srviços d corrtors m transaçõs atacadistas; - Srviços ftuados por casas d lilão, atacadistas varjistas, dsd qu o agnt não tnha a propridad das mrcadorias adquiridas; - Vndas ftuadas plos corrios, catálogos ou pla rd mundial d computadors, por agnts qu agm m nom d comrciants, atacadistas ou varjistas. Esss agnts ftuam a vnda ncaminham o pdido aos comrciants, os quais rmtm ao clint os produtos solicitados; - Vndas d produtos por máquinas automáticas d propridad dos agnts qu trabalham, por comissão ou contrato, para fabricants ou comrciants, atacadistas ou varjistas; - Vndas, no varjo, d produtos m pontos d suprmrcados outros stablcimntos comrciais d propridads dos agnts qu trabalham, por comissão ou contrato, para fabricants ou comrciants atacadistas; - Vnda, no varjo, "d porta m porta", mdiant agnts indpndnts qu rcbam rmunração por suas vndas; - Srviços prstados por agnts qu intrmdiam transaçõs comrciais ralizadas no varjo; - Srviços d lilõs ltrônicos Comércio atacadista Comércio atacadista comprnd a rvnda d mrcadorias dos stors primários ou scundários da conomia, como por xmplo, animais vivos, carns, crais, alimntos procssados, produtos químicos, polímros, madiras, têxtis, mtais máquinas, m qualqur nívl d procssamnto, m bruto, bnficiadas, smilaboradas prontas para uso, m qualqur quantidad, prdominantmnt para varjistas, para outros atacadistas, para agnts produtors m gral, mprsariais, institucionais profissionais. Os clints, portanto, do comércio atacadista são, prdominantmnt, pssoas jurídicas, govrnos, stablcimntos agropcuários profissionais autônomos, indpndntmnt da quantidad comrcializada. O comércio atacadista comprnd, também, manipulaçõs habituais, tais como: montagm, classificação agrupamnto d produtos m grand scala, acondicionamnto nvasamnto, rdistribuição m rcipints d mnor scala, quando ralizados por conta própria. Assim, da msma manira qu s trata o forncimnto d alimntação do Capítulo 3, xclusivamnt, no âmbito da prsnt Nomnclatura, o comércio atacadista é tomado como uma opração mista, isto é, um conjunto (mix) d srviços sguido da ntrga d mrcadorias, cuja propridad prtnc ao comrciant atacadista. A posição comprnd divrsos tipos d comércio atacadista, como por xmplo: - Produtos agropcuários "in natura" alimntos para animais; - Produtos alimntícios, bbidas fumo; - Artigos d uso pssoal doméstico; - Combustívis lubrificants; - Produtos industriais, rsíduos sucatas; - Máquinas, aparlhos quipamntos para usos agropcuário, comrcial, d scritório, industrial, técnico profissional. A prsnt posição comprnd inclusiv os srviços d intrmdiação para vnda por atacado d mrcadorias por mio da rd mundial d computadors, xcto a intrmdiação ralizada por agnts d distribuição, qu s classifica na posição Estão xcluídos dsta posição 1 - Srviços d agnts d distribuição d mrcadorias, qu inclum, ntr outros, as vndas d produtos por máquinas automáticas d propridad dos agnts qu trabalham por comissão ou contrato, os quais s classificam na posição ; 2 - Forncimntos d alimntação, incluindo rfição, qu s classificam na posição ; 3 - Forncimntos d bbidas m bars, crvjarias outros, qu s classificam na posição Comércio varjista O comércio varjista aprsnta, dntr suas principais caractrísticas, a particularidad d intgrar cinco funçõs clássicas da opração comrcial, quais sjam: - Procura slção das mrcadorias a srm vndidas; - Aquisição dssas mrcadorias; - Distribuição das mrcadorias adquiridas; - Comrcialização das mrcadorias; - Entrga das mrcadorias comrcializadas. Dssa manira, tal qual ocorr no comércio atacadista, o comércio varjista é visto no contxto da prsnt Nomnclatura, como uma opração mista, pois nvolv um conjunto (mix) d srviços sguidos da ntrga das mrcadorias. A prsnt posição comprnd inclusiv os srviços d intrmdiação para vnda a varjo d mrcadorias por mio da rd mundial d computadors., xcto a intrmdiação ralizada por agnts d distribuição, qu s classifica na posição Estão xcluídos dsta posição: 1 - Srviços d agnts d distribuição d mrcadorias, qu inclum, ntr outros, as vndas d produtos por máquinas automáticas d propridad dos agnts qu trabalham por comissão ou contrato, os quais s classificam na posição ; 2 - Forncimntos d alimntação, incluindo rfição, qu s classificam na posição ; 3 - Forncimntos d bbidas m bars, crvjarias outros, qu s classificam na posição Srviços d dspachant aduaniro Os srviços d dspachant aduaniro são aquls rlacionados com o dspacho d bns ou d mrcadorias, inclusiv bagagm d viajant, na importação ou na xportação, transportados por qualqur via. Tais srviços consistm basicamnt m: a) prparação, ntrada acompanhamnto da tramitação d documntos qu tnham por objto o dspacho aduaniro, nos trmos da lgislação rspctiva; b) assistência à vrificação da mrcadoria na confrência aduanira; c) assistência à rtirada d amostras para xams técnicos priciais; d) rcbimnto d mrcadorias ou d bns dsmbaraçados; ) solicitação d vistoria aduanira; f) assistência à vistoria aduanira; g) dsistência d vistoria aduanira; h) subscrição d documntos qu sirvam d bas ao dspacho aduaniro; i) ciência rcbimnto d intimaçõs, d notificaçõs, d autos d infração, d dspacho, d dcisõs dos dmais atos trmos procssuais rlacionados com o procdimnto fiscal; j) subscrição d trmos d rsponsabilidad, obsrvado o disposto na lgislação prtinnt Srviços d dspachant aduaniro na importação Nota xplicativa Aqui s classificam os srviços d dspachants aduaniros na importação. Estão xcluídos dsta posição: 1 - Srviços d agnts d distribuição d mrcadorias, qu s classificam na posição ; 2 - Srviços d dspachant aduaniro na xportação, qu s classificam na subposição Srviços d dspachant aduaniro na xportação Nota xplicativa Aqui s classificam os srviços d dspachants aduaniros na xportação. Estão xcluídos dsta posição: 1 - Srviços d agnts d distribuição d mrcadorias, qu s classificam na posição ; 2 - Srviços d dspachant aduaniro na importação, qu s classificam na subposição Srviços d agnts na comrcialização d nrgia létrica Classificam-s na prsnt posição todos os srviços prstados por agnts na comrcialização d nrgia létrica. No Brasil, comrcialização da mrcadoria nrgia létrica, qu é uma mrcadoria classificada no código da NCM, só pod sr ftuada no âmbito da Câmara d Comrcialização d Enrgia Elétrica (CCEE). A CCEE é pssoa jurídica d dirito privado, sm fins lucrativos, qu atua sob autorização da União ou ntidad por la dsignada, rgulada fiscalizada pla Agência Nacional d Enrgia Elétrica (ANEEL), com a finalidad d viabilizar as opraçõs d compra vnda d nrgia létrica ntr os agnts da CCEE, rstritas ao Sistma Intrligado Nacional (SIN), mdiant contratação rgulada ou livr. Agnt da CCEE é o concssionário, o prmissionário ou autorizado d srviços instalaçõs d nrgia létrica ou o "consumidor livr", intgrant da CCEE, sndo qu sts últimos são aquls qu, atndidos m qualqur tnsão, xrçam a opção d compra d nrgia létrica. A comrcialização d nrgia létrica ntr os agnts da CCEE, bm como dsts com os consumidors no SIN, dar-s-á tanto no "ambint d contratação rgulada" (ACR) quanto no "ambint d contratação livr" (ACL) ainda no "mrcado d curto prazo", nos trmos da lgislação, da Convnção d Comrcialização d Enrgia Elétrica d atos complmntars das Rgras Procdimntos d Comrcialização. O "ambint d contratação rgulada (ACR) é o sgmnto do mrcado no qual s ralizam as opraçõs d compra vnda d nrgia létrica ntr agnts vnddors (agnt d gração, agnt d comrcialização ou agnt d importação, qu sja habilitado m documnto spcífico para tal fim) agnts d distribuição (titular d concssão, prmissão ou autorização d srviços instalaçõs d

de passageiros de passageiros 1.0403.22.00 Serviços de transporte interestadual, inclusive interestadual semiurbano, por navegação

de passageiros de passageiros 1.0403.22.00 Serviços de transporte interestadual, inclusive interestadual semiurbano, por navegação ANEXOS insrir (NBS1.1 PCONJRFB SCS1820 sção 1) insrir (NEBS1.1 part 1- PCONJRFB SCS1820 sção 1) insrir (NEBS1.1 part 1.1 - PCONJRFB SCS1820 sção 1) insrir (NEBS1.1 part 2- PCONJRFB SCS1820 sção 1) insrir

Leia mais

PRINCÍPIOS E INSTRUÇÕES RELATIVOS ÀS OPERAÇÕES DE CERTIFICADOS DE OPERAÇÕES ESTRUTURADAS (COE) Versão: 27/08/2014 Atualizado em: 27/08/2014

PRINCÍPIOS E INSTRUÇÕES RELATIVOS ÀS OPERAÇÕES DE CERTIFICADOS DE OPERAÇÕES ESTRUTURADAS (COE) Versão: 27/08/2014 Atualizado em: 27/08/2014 F i n a l i d a d O r i n t a r o u s u á r i o p a r a q u s t o b t PRINCÍPIOS E INSTRUÇÕES RELATIVOS ÀS OPERAÇÕES DE CERTIFICADOS DE OPERAÇÕES ESTRUTURADAS (COE) Vrsão: 27/08/2014 Atualizado m: 27/08/2014

Leia mais

Florianópolis, 09 de abril de 1998. PORTARIA Nº 0173/GR/98.

Florianópolis, 09 de abril de 1998. PORTARIA Nº 0173/GR/98. UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA GABINETE DO REITOR PORTARIAS Florianópolis, 09 d abril d 1998 PORTARIA Nº 0173/GR/98 O Ritor da Univrsidad Fdral d Santa Catarina, no uso d suas atribuiçõs statutárias

Leia mais

ENGENHARIA DE MANUTENÇÃO. Marcelo Sucena

ENGENHARIA DE MANUTENÇÃO. Marcelo Sucena ENGENHARIA DE MANUTENÇÃO Marclo Sucna http://www.sucna.ng.br msucna@cntral.rj.gov.br / marclo@sucna.ng.br ABR/2008 MÓDULO 1 A VISÃO SISTÊMICA DO TRANSPORTE s A anális dos subsistmas sus componnts é tão

Leia mais

OAB 1ª FASE RETA FINAL Disciplina: Direito Administrativo MATERIAL DE APOIO

OAB 1ª FASE RETA FINAL Disciplina: Direito Administrativo MATERIAL DE APOIO I. PRINCÍPIOS: 1. Suprmacia do Intrss Público sobr o Particular Em sndo a finalidad única do Estado o bm comum, m um vntual confronto ntr um intrss individual o intrss coltivo dv prvalcr o sgundo. 2. Indisponibilidad

Leia mais

Tabela de Tarifas. Pessoa Física. Divulgada em 01/08/2013 Vigência a partir de: 01/09/2013. sicoobes.com.br

Tabela de Tarifas. Pessoa Física. Divulgada em 01/08/2013 Vigência a partir de: 01/09/2013. sicoobes.com.br Tabla d Tarifas Pssoa Física Divulgada m 01/08/013 Vigência a partir d: 01/09/013 Rlação dos srviços tarifados rspctivos valors vignts. Os valors máximos foram stablcidos pla Cooprativa, obsrvada a rsolução

Leia mais

Art. 1º Atualizar o Manual de Instruções Gerais (MIG) Cadastro, na forma apresentada no demonstrativo anexo.

Art. 1º Atualizar o Manual de Instruções Gerais (MIG) Cadastro, na forma apresentada no demonstrativo anexo. Atualiza o Manual d Instruçõs Grais (MIG) Cadastro. A Dirtoria Excutiva da Confdração Nacional das Cooprativas do Sicoob Ltda. Sicoob Confdração, com fulcro no art. 58 do Estatuto Social, basado na strutura

Leia mais

RELATÓRIO DE ACOMPANHAMENTO DO TRABALHO TÉCNICO SOCIAL Dezembro/2010

RELATÓRIO DE ACOMPANHAMENTO DO TRABALHO TÉCNICO SOCIAL Dezembro/2010 [Digit txto] 1 IDENTIFICAÇÃO RELATÓRIO DE ACOMPANHAMENTO DO TRABALHO TÉCNICO SOCIAL Dzmbro/2010 Programa: Opraçõs Coltivas Contrato CAIXA nº: 0233.389.09/2007 Ação/Modalidad: Construção d unidad habitacional

Leia mais

PROGRAMA DE APOIO AO EMPREENDEDORISMO E À CRIAÇÃO DO PRÓPRIO EMPREGO

PROGRAMA DE APOIO AO EMPREENDEDORISMO E À CRIAÇÃO DO PRÓPRIO EMPREGO PROGRAMA DE APOIO AO EMPREENDEDORISMO E À CRIAÇÃO DO PRÓPRIO EMPREGO FORMULÁRIO DE CANDIDATURA AO APOIO À CRIAÇÃO DO PRÓPRIO EMPREGO POR BENEFICIÁRIOS DE PRESTAÇÕES DE DESEMPREGO A prnchr plo IEFP, I.

Leia mais

Em cada ciclo, o sistema retorna ao estado inicial: U = 0. Então, quantidade de energia W, cedida, por trabalho, à vizinhança, pode ser escrita:

Em cada ciclo, o sistema retorna ao estado inicial: U = 0. Então, quantidade de energia W, cedida, por trabalho, à vizinhança, pode ser escrita: Máquinas Térmicas Para qu um dado sistma raliz um procsso cíclico no qual rtira crta quantidad d nrgia, por calor, d um rsrvatório térmico cd, por trabalho, outra quantidad d nrgia à vizinhança, são ncssários

Leia mais

NR-35 TRABALHO EM ALTURA

NR-35 TRABALHO EM ALTURA Sgurança Saúd do Trabalho ao su alcanc! NR-35 TRABALHO EM ALTURA PREVENÇÃO Esta é a palavra do dia. TODOS OS DIAS! PRECAUÇÃO: Ato ou fito d prvnir ou d s prvnir; A ação d vitar ou diminuir os riscos através

Leia mais

ALTERAÇÃO Nº 8 tudo até 31 de Agosto de 2007. Diplomas alterados

ALTERAÇÃO Nº 8 tudo até 31 de Agosto de 2007. Diplomas alterados ALTERAÇÃO Nº 8 tudo até 31 d Agosto d 2007 Diplomas altrados CAPÍTULO I Disposiçõs grais Administração local autárquica (A) Municípios Frgusias Dcrto-Li n.º 17/2007, d 22 d Janiro, qu criou o rgim xcpcional

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Brasília EDITAL Nº 047/RIFB, DE 03 DE SETEMBRO DE 2014

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Brasília EDITAL Nº 047/RIFB, DE 03 DE SETEMBRO DE 2014 EDITAL Nº 047/RIFB, DE 03 DE SETEMBRO DE 2014 REVALIDAÇÃO DE DIPLOMAS E CERTIFICADOS DE CURSOS TÉCNICOS E TECNOLÓGICOS ESTRANGEIROS DE ENSINO, PELO INSITUTO FEDERAL DE BRASÍLIA- IFB. 1. DA ABERTURA 1.1

Leia mais

CTOC - Câmara dos Técnicos Oficiais de Contas Sistema de Informação do Técnico Oficial de Contas

CTOC - Câmara dos Técnicos Oficiais de Contas Sistema de Informação do Técnico Oficial de Contas CTOC - Câmara dos Técnicos Oficiais d Contas Sistma d Informação do Técnico Oficial d Contas IAS 24 (1) NORMA INTERNACIONAL DE CONTABILIDADE IAS 24 Divulgaçõs d Parts Rlacionadas ÍNDICE Parágrafos Objctivo

Leia mais

UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PELOTAS PRÓ-REITORIA ACADÊMICA

UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PELOTAS PRÓ-REITORIA ACADÊMICA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PELOTAS PRÓ-REITORIA ACADÊMICA EDITAL Nº 14/2011 PRAC SELEÇÃO PÚBLICA A Pró-Ritoria Acadêmica da Univrsidad Católica d Plotas torna pública a abrtura d SELEÇÃO DOCENTE, como sgu:

Leia mais

Para verificar a atualização desta norma, como revogações ou alterações, acesse o Visalegis.

Para verificar a atualização desta norma, como revogações ou alterações, acesse o Visalegis. 18/05/12 Anvisa - Lgislação - Portarias Lgislação Para vrificar a atualização dsta norma, como rvogaçõs ou altraçõs, acss o Visalgis. Portaria n º 27, d 13 d janiro d 1998 A Scrtária d Vigilância Sanitária,

Leia mais

EMPRESA BRASILEIRA DE TELECOMUNICAÇÕES S.A - EMBRATEL

EMPRESA BRASILEIRA DE TELECOMUNICAÇÕES S.A - EMBRATEL EMPRESA BRASILEIRA DE TELECOMUNICAÇÕES S.A - EMBRATEL PLANO ALTERNATIVO DE SERVIÇO N o 001 - EMBRATEL 1. APLICAÇÃO Est Plano d Srviço ofrc ao usuário do Srviço d Tlfonia Fixa Comutada, a possibilidad d

Leia mais

Planificação :: TIC - 7.º Ano :: 15/16

Planificação :: TIC - 7.º Ano :: 15/16 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SÃO PEDRO DA COVA Escola Básica d São Pdro da Cova Planificação :: TIC - 7.º Ano :: 15/16 1.- A Informação, o conhcimnto o mundo das tcnologias A volução das tcnologias d informação

Leia mais

TERMOS ADITIVOS AOS CONTRATOS FIRMADOS EM 2012

TERMOS ADITIVOS AOS CONTRATOS FIRMADOS EM 2012 TRMOS ADITIVOS AOS CONTRATOS FIRMADOS M 2012 ORDM CRONOLÓGICA PRIMIRO TRMO ADITIVO Nº DO CONTRATO 08/2012 PRSTAÇÃO D SRVIÇOS D DSNVOLVIMNTO IMPLANTAÇÃO D PROGRAMAS PRVNTIVOS OBJTO DO CONTRATO OCUPACIONAIS

Leia mais

MANUAL DE APOSENTADORIA E ABONO PERMANÊNCIA INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES PÚBLICOS DO MUNICÍPIO DE GARANHUNS IPSG

MANUAL DE APOSENTADORIA E ABONO PERMANÊNCIA INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES PÚBLICOS DO MUNICÍPIO DE GARANHUNS IPSG MANUAL DE APOSENTADORIA E ABONO PERMANÊNCIA INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES PÚBLICOS DO MUNICÍPIO DE GARANHUNS IPSG SUMÁRIO PARTE I BENEFÍCIO DE APOSENTADORIA 1 - NOÇÕES SOBRE O BENEFÍCIO PREVIDENCIÁRIO

Leia mais

PSICROMETRIA 1. É a quantificação do vapor d água no ar de um ambiente, aberto ou fechado.

PSICROMETRIA 1. É a quantificação do vapor d água no ar de um ambiente, aberto ou fechado. PSICROMETRIA 1 1. O QUE É? É a quantificação do vapor d água no ar d um ambint, abrto ou fchado. 2. PARA QUE SERVE? A importância da quantificação da umidad atmosférica pod sr prcbida quando s qur, dntr

Leia mais

APONTAMENTOS PRÁTICOS PARA OFICIAIS DE JUSTIÇA

APONTAMENTOS PRÁTICOS PARA OFICIAIS DE JUSTIÇA ESQUEMA PRÁTICO ) Prazo Máximo Duração do Inquérito 2) Prazo Máximo Duração do Sgrdo d Justiça 3) Prazo Máximo Duração do Sgrdo d Justiça quando stivr m causa a criminalidad rfrida nas al.ªs i) a m) do

Leia mais

Senado Federal maio/2008

Senado Federal maio/2008 Audiência Pública PL 213/2007 Difrnciação d Prços nas Vndas com Cartõs d Crédito José Antonio Marciano Brasília Snado Fdral maio/2008 1 Rgra d Não Sobr-pr prço - Dfinição Rgra contratual imposta plas socidads

Leia mais

FAQ DEM/ Esta é uma. Estímulo 2012? Assim, não. Fundo. R: 1. Após tenha

FAQ DEM/ Esta é uma. Estímulo 2012? Assim, não. Fundo. R: 1. Após tenha Esta é uma Mdida só para 2012, ou vai continuar? Não stá prvisto na lgislação um príodo d vigência. Uma ntidad mprgadora com mnos d cinco (5) trabalhadors pod candidatar s ao Estímulo 2012? Sim. Nst caso,

Leia mais

INSTRUÇÕES. Os formadores deverão reunir pelo menos um dos seguintes requisitos:

INSTRUÇÕES. Os formadores deverão reunir pelo menos um dos seguintes requisitos: INSTRUÇÕES Estas instruçõs srvm d orintação para o trino das atividads planadas no projto Europu Uptak_ICT2lifcycl: digital litracy and inclusion to larnrs with disadvantagd background. Dvrão sr usadas

Leia mais

A Estranha Arquitetura Política para aprovar o PL 4302/98 que trai os interesses dos Trabalhadores

A Estranha Arquitetura Política para aprovar o PL 4302/98 que trai os interesses dos Trabalhadores - Grência Rgional do Trabalho Emprgo d Santos - Rconhcido pla Portaria Nº 556-MTE-DRTSP d 11 d Dzmbro d 2003 1 A Estranha Arquittura Política para aprovar o PL 4302/98 qu trai os intrsss dos Trabalhadors

Leia mais

INEC ESPECIALIZAÇÃO EM : GERÊNCIA CONTÁBIL, FINANCEIRA E AUDITORIA TURMA III. Lins - SP - 2012 2º Dia : 20 de Outubro.

INEC ESPECIALIZAÇÃO EM : GERÊNCIA CONTÁBIL, FINANCEIRA E AUDITORIA TURMA III. Lins - SP - 2012 2º Dia : 20 de Outubro. INEC AUDITRIA Prof. CLAUDECIR PATN ESPECIALIZAÇÃ EM : GERÊNCIA CNTÁBIL, FINANCEIRA E AUDITRIA TURMA III 1 Lins - SP - 2012 2º Dia : 20 utubro. CNTRLE - Concitos; - Auditoria Control Intrno; - Importância

Leia mais

Lei nº 7998/90. Pós MP nº 665/14 Vigência 60 dias após a data da publicação Art. 2ºB Revogado Art. 2ºB Revogado Art. 2ºB Revogado

Lei nº 7998/90. Pós MP nº 665/14 Vigência 60 dias após a data da publicação Art. 2ºB Revogado Art. 2ºB Revogado Art. 2ºB Revogado Ants da MP nº 665/14 Art. 2o-B. Em carátr xcpcional plo prazo d sis mss, os trabalhadors qu stjam m situação d dsmprgo involuntário plo príodo comprndido ntr doz dzoito mss, inintrruptos, qu já tnham sido

Leia mais

DELIBERAÇÃO N.º 793/2012

DELIBERAÇÃO N.º 793/2012 DELIBERAÇÃO N.º 793/2012 Parágrafo único Nos casos m qu o afastamnto s stndr por tmpo suprior ao prvisto, dsd qu autorizada sua prorrogação, fará jus, às diárias corrspondnts ao príodo prorrogado. Art.

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO

GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO INSTRUMENTO DE AVALIAÇÃO PARA FINS DE CREDENCIAMENTO DE INSTITUIÇÃO DE ENSINO E AUTORIZAÇÃO DE FUNCIONAMENTO DE CURSOS DE EDUCAÇÃO

Leia mais

FASE - ESCOLA 2º CICLO DO ENSINO BÁSICO

FASE - ESCOLA 2º CICLO DO ENSINO BÁSICO FASE - ESCOLA 2º CICLO DO ENSINO BÁSICO CRONOGRAMA ÍNDICE FASES DATAS APURAMENTOS LOCAL 4 alunos por scola 1. Introdução...2 1ª fas Escolas 2ª fas Distrital Até 11 d Janiro 1 ou 2 d Fvriro 2 do sxo fminino

Leia mais

Estado da arte do software de mineração e o impacto nas melhores práticas de planejamento de lavra

Estado da arte do software de mineração e o impacto nas melhores práticas de planejamento de lavra Estado da art do softwar d minração o impacto nas mlhors práticas d planjamnto d lavra Prof. Dr. Giorgio d Tomi Profssor Associado, Dpto. Engnharia d Minas d Ptrólo da EPUSP Dirtor d Opraçõs, Dvx Tcnologia

Leia mais

Empreendedorismo e Empregabilidade PE04/V01

Empreendedorismo e Empregabilidade PE04/V01 1 APROVAÇÃO DO DOCUMENTO Rsponsávl plo Procsso Validação Função Nom Razão para a nova vrsão Coord. CTCO José Pirs dos Ris Não - vrsão inicial Pró-Prsidnt para a Qualidad João Lal Aprovação Prsidnt IPBja

Leia mais

PARECER HOMOLOGADO(*)

PARECER HOMOLOGADO(*) PARECER HOMOLOGADO(*) (*) Dspacho do Ministro, publicado no Diário Oficial da União d 17/07/2003 (*) Portaria/MEC nº 1.883, publicada no Diário Oficial da União d 17/07/2003 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO

Leia mais

PROGRAMA DE ESTÍMULO À OFERTA DE EMPREGO PEOE

PROGRAMA DE ESTÍMULO À OFERTA DE EMPREGO PEOE UNIÃO EUROPEIA Fundo Social Europu PROGRAMA DE ESTÍMULO À OFERTA DE EMPREGO PEOE FORMULÁRIO DE CANDIDATURA A prnchr plo IEFP, I. P. IDENTIFICAÇÃO DO PROCESSO Cntro d Emprgo Data d Rcpção - - Númro do Procsso

Leia mais

SIM - SISTEMA DE IMPOSTO MÍNIMO

SIM - SISTEMA DE IMPOSTO MÍNIMO E L U C I D Á R I O do SIM - SISTEMA DE IMPOSTO MÍNIMO (Principais Qustõs, Esclarcimntos Rspostas) 1. O qu é o SIM Sistma d Imposto Mínimo? É uma nova forma d pagar IRPS ou IRPC a qu passam a ficar obrigados

Leia mais

EDITAL N.º 24/2016 EDITAL PROCESSO SELETIVO ESPECÍFICO PARA INGRESSO DE FRONTEIRIÇOS 2016

EDITAL N.º 24/2016 EDITAL PROCESSO SELETIVO ESPECÍFICO PARA INGRESSO DE FRONTEIRIÇOS 2016 EDITAL N.º 24/2016 EDITAL PROCESSO SELETIVO ESPECÍFICO PARA INGRESSO DE FRONTEIRIÇOS 2016 O REITOR DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA, no uso d suas atribuiçõs lgais statutárias, torna público st Edital

Leia mais

ISSN 1519-8006 P ESQUISA. erviços NUAL DE. volume 3 IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

ISSN 1519-8006 P ESQUISA. erviços NUAL DE. volume 3 IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística ISSN 1519-8006 A P ESQUISA NUAL DE S rviços 2 0 0 1 volum 3 IBGE Instituto Brasiliro d Gografia Estatística Prsidnt da Rpública Luiz Inácio Lula da Silva Ministro do Planjamnto, Orçamnto Gstão Guido Mantga

Leia mais

Emerson Marcos Furtado

Emerson Marcos Furtado Emrson Marcos Furtado Mstr m Métodos Numéricos pla Univrsidad Fdral do Paraná (UFPR). Graduado m Matmática pla UFPR. Profssor do Ensino Médio nos stados do Paraná Santa Catarina dsd 1992. Profssor do Curso

Leia mais

Empresa Elétrica Bragantina S.A

Empresa Elétrica Bragantina S.A Emprsa Elétrica Bragantina S.A Programa Anual d Psquisa Dsnvolvimnto - P&D Ciclo 2006-2007 COMUNICADO 002/2007 A Emprsa Elétrica Bragantina S.A, concssionária d srviço público d distribuição d nrgia létrica,

Leia mais

Dinâmica Longitudinal do Veículo

Dinâmica Longitudinal do Veículo Dinâmica Longitudinal do Vículo 1. Introdução A dinâmica longitudinal do vículo aborda a aclração frnagm do vículo, movndo-s m linha rta. Srão aqui usados os sistmas d coordnadas indicados na figura 1.

Leia mais

TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO

TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO FUNDAÇÃO EDUCACIONAL DE ALÉM PARAÍBA INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO NAIR FORTES ABU-MERHY TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO PLANEJAMENTO DO PARQUE TECNOLÓGICO 2011-2013 Tcnologia d Informação - FEAP 1 - Rlação

Leia mais

Ministério da Justiça

Ministério da Justiça Nº 193, quinta-fira, 8 d outubro d 2015 1 ISSN 1677-7042 31 I - fatos rlacionados às atividads das socidads sguradoras d capitalização; ntidads abrtas d prvidência complmntar; socidads cooprativas, nas

Leia mais

MÓDULO 4 4.8.1 - PROCEDIMENTOS DE TESTES DE ESTANQUEIDADE PARA LINHAS DE ÁGUA, ESGOTO E OUTROS LÍQUIDOS

MÓDULO 4 4.8.1 - PROCEDIMENTOS DE TESTES DE ESTANQUEIDADE PARA LINHAS DE ÁGUA, ESGOTO E OUTROS LÍQUIDOS MÓDULO 4 4.8.1 - PROCEDIMENTOS DE TESTES DE ESTANQUEIDADE PARA LINHAS DE ÁGUA, ESGOTO E OUTROS LÍQUIDOS Normas Aplicávis - NBR 15.950 Sistmas para Distribuição d Água Esgoto sob prssão Tubos d politilno

Leia mais

Edital de seleção de candidatos para o Doutorado em Matemática para o Período 2015.2

Edital de seleção de candidatos para o Doutorado em Matemática para o Período 2015.2 ] Univrsidad Fdral da Paraíba Cntro d Ciências Exatas da Naturza Dpartamnto d Matmática Univrsidad Fdral d Campina Grand Cntro d Ciências Tcnologia Unidad Acadêmica d Matmática Programa Associado d Pós-Graduação

Leia mais

GIBI R Glossário de Imagens Básicas para Identificações de Riscos [ no caso, riscos de contaminação de um sistema municipal de suprimento de água ]

GIBI R Glossário de Imagens Básicas para Identificações de Riscos [ no caso, riscos de contaminação de um sistema municipal de suprimento de água ] GIBI R Glossário Imagns Básicas para Intificaçõs Riscos [ no caso, riscos contaminação um sistma municipal suprimnto água ] A - - Mapa Mapa rgional. rgional. Projção Projção horizontal horizontal corrta

Leia mais

ANEXO V SISTEMA DE AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO

ANEXO V SISTEMA DE AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO AEXO V SISTEMA DE AVALIAÇÃO DE DESEMPEHO 1. ÍDICES DE AVALIAÇÃO O Sistma d Avaliação d Dsmpnho stá struturado para a avaliação das prmissionárias, d acordo com os sguints índics grais spcíficos constants

Leia mais

SEÇÃO JUDICIÁRIA - SEDE

SEÇÃO JUDICIÁRIA - SEDE RJ-BIE-2011/00060 Publicação Diária - Data: 31/03/2011 SEÇÃO JUDICIÁRIA - SEDE PORTARIA Nº RJ-PGD-2011/00012 d 28 d março d 2011 PORTARIAS PGD O JUIZ FEDERAL - DIRETOR DO FORO E CORREGEDOR PERMANENTE DOS

Leia mais

Residência para coletivos na Casa do Povo. Cole tivo

Residência para coletivos na Casa do Povo. Cole tivo Rsidência para coltivos na Casa do Povo Chamada abrta tativo - Rsidência para coltivos na Casa do Povo Há mais d 60 anos, a Casa do Povo atua como lugar d mmória cntro cultural m sintonia com o pnsamnto

Leia mais

14 ISSN 1677-7069. Ministério da Cultura. Nº 185, quinta-feira, 25 de setembro de 2014 SECRETARIA EXECUTIVA

14 ISSN 1677-7069. Ministério da Cultura. Nº 185, quinta-feira, 25 de setembro de 2014 SECRETARIA EXECUTIVA 14 ISSN 1677-7069 Nº 185, quinta-fira, 25 d stmbro d 2014. Ministério da Cultura SECRETARIA EXECUTIVA EDITAL DE CREDENCIAMENTO Nº 1/2014 A SECRETÁRIA-EXECUTIVA, SUBSTITUTA, DO MI- NISTÉRIO DA CULTURA,

Leia mais

A prova tem como referência o Programa de PRÁTICAS DE CONTABILIDADE E GESTÃO do 12º Ano de Escolaridade.

A prova tem como referência o Programa de PRÁTICAS DE CONTABILIDADE E GESTÃO do 12º Ano de Escolaridade. Informação - Prova Equivalência à Frquência Práticas Contabilida Gstão Prova Equivalência à Frquência Práticas Contabilida Gstão Duração da prova: 120 minutos / 24.06.2013 12º Ano Escolarida Curso Tcnológico

Leia mais

EXCELENTE LEILÃO DA PREFEITURA MUNICIPAL DE TURUÇU DIA:08/04/2015

EXCELENTE LEILÃO DA PREFEITURA MUNICIPAL DE TURUÇU DIA:08/04/2015 EXCELENTE LEILÃO DA PREFEITURA MUNICIPAL DE TURUÇU DIA:08/04/2015 ÁS 11:00H, NA PREFEITURA d TURUÇU RS, à BR 116 KM 482 s/n TURUÇU- RS. PLANILHA DE BENS PREFEITURA MUNICIPAL DE TURUÇU RS. AO FINAL ESTÃO

Leia mais

Estado de Santa Catarina Município de NAVEGANTES Edital n.º 001/2015 de CONCURSO PÚBLICO

Estado de Santa Catarina Município de NAVEGANTES Edital n.º 001/2015 de CONCURSO PÚBLICO EDITAL Nº 001/2015 DE CONCURSO PÚBLICO Abr inscriçõs dfin normas para o Concurso Público, dstinado a provimnto d vagas tmporárias formação d cadastro d rsrva do Quadro d Pssoal da Administração Dirta do

Leia mais

PROGRAMA DE REESTRUTURAÇÃO DA UNIDADE

PROGRAMA DE REESTRUTURAÇÃO DA UNIDADE Campus d Ilha Soltira PROGRAMA DE REESTRUTURAÇÃO DA UNIDADE Aos dz (10) dias do mês d stmbro (09) do ano d dois mil doz (2012), na Sala d Runiõs da Congrgação, as parts abaio nomadas tomaram ciência do

Leia mais

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA - IBGE

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA - IBGE Prsidnt da Rpública Luiz Inácio Lula da Silva Ministro do Planjamnto, Orçamnto Gstão Paulo Brnardo Silva INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA - IBGE Prsidnt Eduardo Prira Nuns Dirtor-Excutivo

Leia mais

Planificação :: TIC - 8.º Ano :: 15/16

Planificação :: TIC - 8.º Ano :: 15/16 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SÃO PEDRO DA COVA Escola Básica d São Pdro da Cova Planificação :: TIC - 8.º Ano :: 5/6.- Exploração d ambints computacionais Criação d um produto original d forma colaborativa

Leia mais

Experiência n 2 1. Levantamento da Curva Característica da Bomba Centrífuga Radial HERO

Experiência n 2 1. Levantamento da Curva Característica da Bomba Centrífuga Radial HERO 8 Expriência n 1 Lvantamnto da Curva Caractrística da Bomba Cntrífuga Radial HERO 1. Objtivo: A prsnt xpriência tm por objtivo a familiarização do aluno com o lvantamnto d uma CCB (Curva Caractrística

Leia mais

2. NOME DO CURSO ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DAS RELAÇÕES HUMANAS NA ORGANIZAÇÃO

2. NOME DO CURSO ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DAS RELAÇÕES HUMANAS NA ORGANIZAÇÃO 1. ÁREA DO CONHECIMENTO CIÊNCIAS HUMANAS: PSICOLOGIA 2. NOME DO CURSO ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DAS RELAÇÕES HUMANAS NA ORGANIZAÇÃO 3. JUSTIFICATIVA: Prspctivas no Mrcado Amazonns: A cidad d Manaus possui

Leia mais

CTOC - Câmara dos Técnicos Oficiais de Contas Sistema de Informação do Técnico Oficial de Contas

CTOC - Câmara dos Técnicos Oficiais de Contas Sistema de Informação do Técnico Oficial de Contas IAS 17 (1) NORMA INTERNACIONAL DE CONTABILIDADE IAS 17 Locaçõs ÍNDICE Parágrafos Objctivo 1 Âmbito 2-3 Dfiniçõs 4-6 Classificação d locaçõs 7-19 Locaçõs nas dmonstraçõs financiras d locatários 20-35 Locaçõs

Leia mais

SISTEMA DE PONTO FLUTUANTE

SISTEMA DE PONTO FLUTUANTE Lógica Matmática Computacional - Sistma d Ponto Flutuant SISTEM DE PONTO FLUTUNTE s máquinas utilizam a sguint normalização para rprsntação dos númros: 1d dn * B ± 0d L ond 0 di (B 1), para i = 1,,, n,

Leia mais

MUNICÍPIO DE SANTIAGO DO CACÉM MAPA DE PESSOAL - 2013 ANEXO I Caracterização do posto de trabalho. Página 1 de 77

MUNICÍPIO DE SANTIAGO DO CACÉM MAPA DE PESSOAL - 2013 ANEXO I Caracterização do posto de trabalho. Página 1 de 77 MAPA DE PESSOAL - 203 Caractrização do posto d trabalho Gabint d Apoio à Prsidência. Carrira - Assistnt Técnico Contúdo funcional Dscrição da função GAP - AT0 Funçõs d naturza xcutiva, d aplicação d métodos

Leia mais

UNIVERSIDADE CASTELO BRANCO (UCB) 3.1.1.1. Organização Didático-Pedagógica

UNIVERSIDADE CASTELO BRANCO (UCB) 3.1.1.1. Organização Didático-Pedagógica UNIVERSIDADE CASTELO BRANCO (UCB) 3.1.1.1. Organização Didático-Pgógica (4) (5) Mtas Rorganizar a distribuição dos discnts. Elaborar uma Política d contratação gstão d pssoal Rvisar o Projto Pgógico. Rstruturar

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO Nº 001/2014 EDITAL DE PRORROGAÇÃO DAS INSCRIÇÕES E DE RETIFICAÇÃO

CONCURSO PÚBLICO Nº 001/2014 EDITAL DE PRORROGAÇÃO DAS INSCRIÇÕES E DE RETIFICAÇÃO CONCURSO PÚBLICO Nº 001/2014 EDITAL DE PRORROGAÇÃO DAS INSCRIÇÕES E DE RETIFICAÇÃO O Município d Duartina, Estado d São Paulo, no uso d suas atribuiçõs lgais, torna público o Edital d Prorrogação das Inscriçõs,

Leia mais

REGULAMENTO DA PROMOÇÃO. Natal Encantado Center Shopping e Santander.

REGULAMENTO DA PROMOÇÃO. Natal Encantado Center Shopping e Santander. REGULAMENTO DA PROMOÇÃO Natal Encantado Cntr Shopping Santandr. Trata-s d DISTRIBUIÇÃO GRATUITA DE PRÊMIOS dnominada Natal Encantado Cntr Shopping Santandr opração do tipo assmlhada a concurso, qu é ralizada

Leia mais

OFICINA 9-2ºSementre / MATEMÁTICA 3ª SÉRIE / QUESTÕES TIPENEM Professores: Edu Vicente / Gabriela / Ulício

OFICINA 9-2ºSementre / MATEMÁTICA 3ª SÉRIE / QUESTÕES TIPENEM Professores: Edu Vicente / Gabriela / Ulício OFICINA 9-2ºSmntr / MATEMÁTICA 3ª SÉRIE / QUESTÕES TIPENEM Profssors: Edu Vicnt / Gabrila / Ulício 1. (Enm 2012) As curvas d ofrta d dmanda d um produto rprsntam, rspctivamnt, as quantidads qu vnddors

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO E EDUCAÇÃO PROFISSIONAL EDITAL N.º 005/2014 REVALIDAÇÃO/PROGRAD

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO E EDUCAÇÃO PROFISSIONAL EDITAL N.º 005/2014 REVALIDAÇÃO/PROGRAD 1 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO E EDUCAÇÃO PROFISSIONAL EDITAL N.º 005/2014 REVALIDAÇÃO/PROGRAD A Pró-Ritoria d Graduação Educação Profissional (PROGRAD)

Leia mais

Edital. V Mostra LEME de Fotografia e Filme Etnográficos e II Mostra LEME de Etnografia Sonora

Edital. V Mostra LEME de Fotografia e Filme Etnográficos e II Mostra LEME de Etnografia Sonora Edital V Mostra LEME d Fotografia Film Etnográficos 5º SEMINÁRIO DO LABORATÓRIO DE ESTUDOS EM MOVIMENTOS ÉTNICOS - LEME 19 a 21 d stmbro d 2012 Univrsidad Fdral do Rcôncavo da Bahia Cachoira-BA O 5º Sminário

Leia mais

Módulo II Resistores, Capacitores e Circuitos

Módulo II Resistores, Capacitores e Circuitos Módulo laudia gina ampos d arvalho Módulo sistors, apacitors ircuitos sistência Elétrica () sistors: sistor é o condutor qu transforma nrgia létrica m calor. omo o rsistor é um condutor d létrons, xistm

Leia mais

Custos das Operaçõ. ções no Brasil. Audiência Pública Câmara dos Deputados CFT dezembro de 2009

Custos das Operaçõ. ções no Brasil. Audiência Pública Câmara dos Deputados CFT dezembro de 2009 Cartão o d Crédito: Custos das Opraçõ çõs no Brasil Audiência Pública Câmara dos Dputados CFT dzmbro d 2009 Instrumntos d Pagamnto Quantidad d transaçõ çõs Evoluçã ção Milhõs d transaçõ çõs 2 Intrbancários

Leia mais

cargo Programa de Visitas CAC Atendimento NEWSLETTER

cargo Programa de Visitas CAC Atendimento NEWSLETTER NEWSLETTER cargo 02 2013 Para ampliar a comunicação com os usuários clints, o GRU Airport Cargo criou o novo portal www.grucargo.com.br. No sit é possívl conhcr a strutura dos armazéns, srviços disponívis,

Leia mais

Concentraçã. ção o e Custos. Câmara dos Deputados - Comissão de Finanças e Tributação 8 de outubro de 2009

Concentraçã. ção o e Custos. Câmara dos Deputados - Comissão de Finanças e Tributação 8 de outubro de 2009 Cartão o d Crédito: Concntraçã ção o Custos Câmara dos Dputados - Comissão d Finanças Tributação 8 d outubro d 2009 Agnda 2 Indústria d cartõs d pagamntos Concntração Infra-strutura Estrutura d custos

Leia mais

ANEXO. (d)define os requisitos contábeis para a elaboração de demonstrações

ANEXO. (d)define os requisitos contábeis para a elaboração de demonstrações ANEXO Objtivo 1.O objtivo dst Pronunciamnto é stablcr princípios para a aprsntação laboração d dmonstraçõs consolidadas quando a ntidad controla uma ou mais ntidads. Atingindo o objtivo 2.Para atingir

Leia mais

COMERCIALIZAÇÃO PROIBIDA POR TERCEIROS

COMERCIALIZAÇÃO PROIBIDA POR TERCEIROS 48 ISSN 1677-7069 FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO MATO GROSSO DO SUL EXTRATO DE CONTRATO Nº 195/2013 - UASG 154054 Nº Procsso: 23104006021201307. PREGÃO SRP Nº 124/2013. Contratant: FUNDACAO UNIVER- SIDADE

Leia mais

- SEEC UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE - UERN

- SEEC UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE - UERN Govrno do Estado do Rio Grand do Nort Scrtariado d Estado da Educação Cultura - SEEC UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE - UERN Pró-Ritoria d Psquisa Pós-Graduação PROPEG Dpartamnto d Psquisa

Leia mais

ILMO. SR(a). DELEGADO(a) DA SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL DO TRABALHO E EMPREGO DO ESTADO DA BAHIA.

ILMO. SR(a). DELEGADO(a) DA SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL DO TRABALHO E EMPREGO DO ESTADO DA BAHIA. ILMO. SR(a). DELEGADO(a) DA SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL DO TRABALHO E EMPREGO DO ESTADO DA BAHIA. REF.: VIABILIZAÇÃO A AÇÃO FISCAL - Qubra da bas sindical, Rdução d salário, Aumnto d jornada d trabalho,

Leia mais

Protocolo n.º 11/001894

Protocolo n.º 11/001894 O SESI/PR Srviço Social da Indústria, adiant dsignado simplsmnt SESI/PR, com sd na Rua Cândido d Abru, nº. 200, nsta Capital, torna público o prsnt rgulamnto d crdnciamnto para laboração do documnto bas

Leia mais

A VARIAÇÃO ENTRE PERDA & PERCA: UM CASO DE MUDANÇA LINGUÍSTICA EM CURSO?

A VARIAÇÃO ENTRE PERDA & PERCA: UM CASO DE MUDANÇA LINGUÍSTICA EM CURSO? A VARIAÇÃO ENTRE PERDA & PERCA: UM CASO DE MUDANÇA LINGUÍSTICA EM CURSO? Luís Augusto Chavs Frir, UNIOESTE 01. Introdução. Esta é uma psquisa introdutória qu foi concrtizada como um studo piloto d campo,

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 28, DE 26 DE NOVEMBRO DE 2013.

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 28, DE 26 DE NOVEMBRO DE 2013. INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 28, DE 26 DE NOVEMBRO DE 2013. DOE 29.11.2013, p.51, Municipalidads DOEL-TCEES 29.11.2013 Edição nº 62, p. 1 Dispõ sobr a composição a forma d nvio das tomadas prstaçõs d contas

Leia mais

Catálogo de Perfis Padronizados

Catálogo de Perfis Padronizados Extrusão Gral Catálogo d Prfis P Shaping a lightr futur Frramntaria Estoqu d tarugos rfis Introdução SP no Mundo Fundada m 1963 na Suécia, a Sapa iniciou suas atividads a partir do zro s transformou, m

Leia mais

ANEXO III CATÁLOGO DE DESCRIÇÃO DE CARGOS

ANEXO III CATÁLOGO DE DESCRIÇÃO DE CARGOS ANEXO III CATÁLOGO DE S Tndo m vista a ncssidad do Plano d Cargos, Carriras Salários - PCCS prvr os cargos xistnts dntro do CREA- TO, aprsnta st Catálogo d Dscrição d Cargos quais srão as atribuiçõs qu

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS COMISSÃO PERMANENTE DE SELEÇÃO

UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS COMISSÃO PERMANENTE DE SELEÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS COMISSÃO PERMANENTE DE SELEÇÃO Quadra 109 Nort, AV. NS -15, ALCNO 14 Plano Dirtor Nort 77001-970 Palmas/TO (63) 3232-8545 www.uft.du.br cops@uft.du.br EDITAL N 001/2016

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS COMISSÃO PERMANENTE DE SELEÇÃO

UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS COMISSÃO PERMANENTE DE SELEÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS COMISSÃO PERMANENTE DE SELEÇÃO Quadra 109 Nort, AV. NS -15, ALCNO 14 Plano Dirtor Nort 77001-970 Palmas/TO (63) 3232-8545 www.uft.du.br cops@uft.du.br EDITAL N 003/2015

Leia mais

Uma característica importante dos núcleos é a razão N/Z. Para o núcleo de

Uma característica importante dos núcleos é a razão N/Z. Para o núcleo de Dsintgração Radioativa Os núclos, m sua grand maioria, são instávis, ou sja, as rspctivas combinaçõs d prótons nêutrons não originam configuraçõs nuclars stávis. Esss núclos, chamados radioativos, s transformam

Leia mais

Este documento constitui um instrumento de documentação e não vincula as instituições

Este documento constitui um instrumento de documentação e não vincula as instituições 2004R0854 PT 01.07.2013 009.001 1 Est documnto constitui um instrumnto d documntação não vincula as instituiçõs B C2 REGULAMENTO (CE) N. o 854/2004 DO PARLAMENTO EUROPEU E DO CONSELHO d 29 d Abril d 2004

Leia mais

S is tem a de G es tã o da Qua lida de. S egura n ça do T ra ba lho

S is tem a de G es tã o da Qua lida de. S egura n ça do T ra ba lho S is tm a d G s tã o da Qua lida d S gura n ça do T ra ba lho G s tã o da Qua lida d I n t r n a ti o n a l O r g a n i za ti o n fo r S ta n d a r d i za ti o n (I S O ) Organização Normalização. Intrnacional

Leia mais

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA - IBGE

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA - IBGE Prsidnt da Rpública Luiz Inácio Lula da Silva Ministro do Planjamnto, Orçamnto Gstão Paulo Brnardo Silva INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA - IBGE Prsidnt Eduardo Prira Nuns Dirtor-Excutivo

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos 1 de 424 06/04/2012 11:02 Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos DECRETO Nº 7.708, DE 2 DE ABRIL DE 2012 Institui a Nomenclatura Brasileira de Serviços, Intangíveis e Outras

Leia mais

Atualizado em, 28/02/2012 Páginas:27, 28 e 41. Página 1 de 43

Atualizado em, 28/02/2012 Páginas:27, 28 e 41. Página 1 de 43 Atualizado m, 28/02/2012 Páginas:27, 28 41. Página 1 d 43 FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS-UFT SELEÇÃO PÚBLICA SIMPLIFICADA PARA O CARGO DE PROFESSOR TEMPORÁRIO 2012.2 EDITAL Nº 022, DE 27 DE

Leia mais

Ministério da Educação

Ministério da Educação Nº 155, sxta-fira, 14 d agosto d 2015 1 ISSN 1677-7042 13 c) Cartira d idntidad d strangiro ou Visto d Prmanência xpdido pla Polícia Fdral dntro da validad (cópia d) Atstado d Saúd Ocupacional (ASO), mitido

Leia mais

Definição de Termos Técnicos

Definição de Termos Técnicos Dfinição d Trmos Técnicos Eng. Adriano Luiz pada Attack do Brasil - THD - (Total Harmonic Distortion Distorção Harmônica Total) É a rlação ntr a potência da frqüência fundamntal mdida na saída d um sistma

Leia mais

GroupLife da ebaotech. e melhor serviço ao cliente. O GroupLife cobre o ciclo de vida completo das operações de

GroupLife da ebaotech. e melhor serviço ao cliente. O GroupLife cobre o ciclo de vida completo das operações de Dfinição Atndimnto Manual Clint Inscrição Faturamnto Configuração Tratado Intgração Dados/ Entrpris Srvics Bus (ESB) Colocação mais rápida produtos no mrcado mlhor srviço ao clint Tabla Dstaqus Técnicos

Leia mais

32 ISSN 1677-7042. Ministério da Previdência Social. Nº 15, quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

32 ISSN 1677-7042. Ministério da Previdência Social. Nº 15, quinta-feira, 22 de janeiro de 2015 32 ISSN 677-7042 Nº 5, quinta-fira, 22 d janiro d 205 Procsso Nº 08000.00890/204-92 - GEORGE RAYMOND SHEEHAN, até 30/2/205 Procsso Nº 08000.0095/204-58 - JORGE LUIS LOPEZ GARCIA, até 02/02/206 Procsso

Leia mais

PALAVRAS-CHAVE: CURRÍCULO DE PEDAGOGIA, FORMAÇÃO,EDUCAÇÃO INFANTIL, IDENTIDADE PROFISSIONAL

PALAVRAS-CHAVE: CURRÍCULO DE PEDAGOGIA, FORMAÇÃO,EDUCAÇÃO INFANTIL, IDENTIDADE PROFISSIONAL Govrno do Estado do Rio Grand do Nort Scrtariado d Estado da Educação Cultura - SEEC UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE - UERN Pró-Ritoria d Psquisa Pós-Graduação PROPEG Dpartamnto d Psquisa

Leia mais

TERMOS ADITIVOS AOS CONTRATOS FIRMADOS EM 2013

TERMOS ADITIVOS AOS CONTRATOS FIRMADOS EM 2013 TRMOS ADITIVOS AOS CONTRATOS FIRMADOS M 2013 ORDM CRONOLÓGICA PRIMIRO TRMO ADITIVO Nº DO CONTRATO 14/2013 MOTIVO PRAZO VALOR PRSTAÇÃO D SRVIÇOS PARA LABORAÇÃO D TRMO D RFRÊNCIA PARA ATUALIZAÇÃO DO PLANO

Leia mais

Programa Brasileiro da Qualidade e Produtividade em Software PBQPS - Ciclo 2005. Encontro da Qualidade e Produtividade em Software RECIFE

Programa Brasileiro da Qualidade e Produtividade em Software PBQPS - Ciclo 2005. Encontro da Qualidade e Produtividade em Software RECIFE Programa Brasiliro da Qualida Produtivida m Softwar PBQPS - Ciclo 2005 Encontro da Qualida Produtivida m Softwar RECIFE Data: 26 27 stmbro 2005 Local: Hotl Villa Rica Promoção: Ministério da Ciência Tcnologia

Leia mais