Conversão de ambientes

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Conversão de ambientes"

Transcrição

1 Conversão de ambientes Single File System RAC ASM Backup + Restore + Conversão + Recovery ORIGEM DESTINO : BANCO DE DADOS ORACLE SINGLE EM FILESYSTEM NATIVO : BANCO DE DADOS ORACLE ORACLE RAC EM ASM Na Origem (BANCO DE DADOS ORACLE SINGLE EM FILESYSTEM NATIVO), extraia um backup via RMAN, usando o script abaixo: Obs.: Para entrar no RMAN, sete as variáveis pertinentes ao SID que deseja fazer a conversão e use o comando "rman target /" para entrar no RMAN. run { allocate channel canal01 type disk; allocate channel canal02 type disk; allocate channel canal03 type disk; allocate channel canal04 type disk; backup as compressed backupset full format '/oracle/backup/rman/backup_database_%d_%i_%s_[%d_%m_%y]' filesperset = 4 database plus archivelog format '/oracle/backup/rman/backup_archives_%d_%i_%s_[%d_%m_%y]' filesperset = 20 ; } %d : Nome do DB %I : DBID (database ID) %s : Número do backupset (Nunca vai se repetir)

2 [%D_%M_%Y] : DATA (dd_mm_aaaa) Vamos a algumas observações: 1. Certifique-se que na origem o diretório /oracle/backup/rman exista caso não exista criado crie, tenha espaço para receber o backup e tenhas as permissões necessárias de gravação. 2. Certifique-se que o banco origem esteja em ARCHIVE LOG MODE ou faça essa operação com o banco origem em estado mount (backup frio) Caso não esteja em "autobackup controlfile" (para ver show all conectado ao RMAN) é necessário fazer o backup do controlfile manualmente com o comando "backup current controlfile" O backup será criado no FRA, caso o FRA não esteja habilitado, o mesmo é jogado em $ORACLE_HOME/dbs O que é FRA? Flash Recovery Area definido no parâmetro db_recovery_file_dest. Vamos transferir os backup e o controlfile para o destino. obs.: Use o usuário owner do oracle para isso!!!! Exemplo: Se o oracle tem um usuário oracle na origem o usuário destino deve ser o usuário equivalente ou seja o owner oracle no destino!! Neste caso, fizemos o backup do controlfile via comando "backup current controlfile" Backup) No destino (BANCO DE DADOS ORACLE RAC EM ASM) devemos criar o caminho de diretório /oracle/backup/rman mkdir -p /oracle/backup/rman scp -r /oracle/backup/rman/

3 Control File) Vamos pegar o controlfile na Origem e transferir para o destino. Sabendo que na origem (SINGLE) o controlfile está localizado em /oracle/fra/autobackup/2013_07_08/, cujo path inteiro é /oracle/fra/autobackup/2013_07_08/o1_mf_ncnnf_tag t120854_8znyj7l8_.bkp E o nome do arquivo é o1_mf_ncnnf_tag t120854_8znyj7l8_.bkp Vamos transferir via scp o controlfile para o caminho (path) onde os backupset (backup full database) foi transferido, ou seja, vamos transferir o arquivo localizado na origem (SINGLE), cujo path ou caminho completo é /oracle/fra/autobackup/2013_07_08/o1_mf_ncnnf_tag t120854_8znyj7l8_.bkp, para o destino cujo path ou caminho completo ira ser /oracle/backup/rman/. Comando: scp -r /oracle/fra/autobackup/2013_07_08/o1_mf_s_ _8xp4v236_.bkp Após isso, crie uma Instance no RAC via DBCA para receber o banco de dados. Veja os detalhes no link abaixo: O fato de criarmos essa Instance é um artificio/atalho para facilitar o trabalho, pois a criação de uma Instance em RAC, contempla uma criação de recurso no clusterware, recurso esse que é flutuado em uma possível operação de Failover.

4 Veja um exemplo, usando o crsctl: ora.tst.db 1 ONLINE ONLINE dbafurushima01 Open 2 ONLINE ONLINE dbafurushima02 Open O dbca criará os seguintes arquivos: Parameter File Datafile Controlfiles Redo Log Files Archives Entre no ASMCMD, setando as variáveis pertinente ao GRID Infrastructure. É necessário eliminar os seguintes arquivos criados, após finalização da criação da Instance via DBCA : Datafile Controlfiles Redo Log Files Archives (Se houver) Vamos iniciar agora as parametrizações para conversão da características da origem para o destino. NO DESTINO: RAC Vamos ajustar as parametrização de Instancia Criar um pfile no home do usuário da instancia através do spfile criado. create pfile='/home/oratst/pfile' from spfile ; Baixar o banco srvctl stop database -d tst c) Ajustar parâmetros Vamos ajustar para que essa instancia vire uma single

5 Iremos fazer tudo a partir do node 1 pfile : *.audit_file_dest='/oracle/admin/tst/adump' *.audit_trail='db' *.cluster_database=true *.compatible=' ' *.control_files='+data/tst/controlfile/current ','+data/tst/cont rolfile/current ' *.db_block_size=8192 *.db_create_file_dest='+data' *.db_domain='' *.db_name='tst' *.db_recovery_file_dest='+data' *.db_recovery_file_dest_size= *.diagnostic_dest='/oracle' TST1.instance_number=1 TST2.instance_number=2 *.log_archive_dest_1='location=+data' *.log_archive_format='sap_archive_tst_%t_%s_%r.dbf' *.memory_target= *.open_cursors=300 *.processes=150 *.remote_listener='cluster_rac:1521' *.remote_login_passwordfile='exclusive' TST2.thread=2 TST1.thread=1 TST1.undo_tablespace='UNDOTBS1' TST2.undo_tablespace='UNDOTBS2' Vamos comentar as linhas: TST2.instance_number=2

6 TST2.thread=2 TST2.undo_tablespace='UNDOTBS2' *.cluster_database=true d) Vamos subir o banco de dados na mão sqlplus / as sysdba startup nomount pfile=/home/oratst/pfile Vamos agora fazer o procedimento de Rman Restore + conversão + recover Vamos entrar no rman na ORIGEM e montar o bloco run para este ser executado no DESTINO. rman target / No script run do rman para o processo de restore p/ asm é necessário ter o seguinte estrutura: run { SET NEWNAME FOR DATAFILE 1 to NEW ; SET NEWNAME FOR DATAFILE 2 to NEW ;...SET NEWNAME PARA TODOS OS DATAFILES... RESTORE DATABASE; } Para facilitar o uso do SET NEWNAME FOR DATAFILE to NEW é necessário ter o OMF ativado, ou seja, o parâmetro db_create_file_dest, verifique se no DESTINO (RAC), este parâmetro está setado, por padrão o ASM, usa o OMF. Afim de facilitar a montagem do código procedural rman (bloco run), fiz uma query que monta todos os comando SET NEWNAME FOR DATAFILE to NEW, esta query deve ser executada no ORIGEM para montarmos o código procedural rman (bloco run), que será executado no DISTINO. select distinct * from ( select distinct ' SET NEWNAME FOR DATAFILE ' FILE_ID ' to NEW ; ' from dba_data_files union

7 select distinct' SET NEWNAME FOR TEMPFILE ' FILE_ID ' to NEW ; ' from DBA_TEMP_FILES ) ; Veja o meu retorno: SET NEWNAME FOR DATAFILE 1 to NEW ; SET NEWNAME FOR DATAFILE 10 to NEW ; SET NEWNAME FOR DATAFILE 11 to NEW ; SET NEWNAME FOR DATAFILE 12 to NEW ; SET NEWNAME FOR DATAFILE 13 to NEW ; SET NEWNAME FOR DATAFILE 14 to NEW ; SET NEWNAME FOR DATAFILE 15 to NEW ; SET NEWNAME FOR DATAFILE 16 to NEW ; SET NEWNAME FOR DATAFILE 17 to NEW ; SET NEWNAME FOR DATAFILE 18 to NEW ; SET NEWNAME FOR DATAFILE 19 to NEW ; SET NEWNAME FOR DATAFILE 2 to NEW ; SET NEWNAME FOR DATAFILE 20 to NEW ; SET NEWNAME FOR DATAFILE 21 to NEW ; SET NEWNAME FOR DATAFILE 22 to NEW ; SET NEWNAME FOR DATAFILE 23 to NEW ; SET NEWNAME FOR DATAFILE 24 to NEW ; SET NEWNAME FOR DATAFILE 25 to NEW ; SET NEWNAME FOR DATAFILE 26 to NEW ; SET NEWNAME FOR DATAFILE 3 to NEW ; SET NEWNAME FOR DATAFILE 4 to NEW ; SET NEWNAME FOR DATAFILE 5 to NEW ; SET NEWNAME FOR DATAFILE 6 to NEW ; SET NEWNAME FOR DATAFILE 7 to NEW ; SET NEWNAME FOR DATAFILE 8 to NEW ; SET NEWNAME FOR DATAFILE 9 to NEW ; SET NEWNAME FOR TEMPFILE 1 to NEW ; Com essas informações é possível montar o bloco run, veja como ficou: run { SET NEWNAME FOR DATAFILE 1 to NEW ; SET NEWNAME FOR DATAFILE 10 to NEW ;

8 SET NEWNAME FOR DATAFILE 11 to NEW ; SET NEWNAME FOR DATAFILE 12 to NEW ; SET NEWNAME FOR DATAFILE 13 to NEW ; SET NEWNAME FOR DATAFILE 14 to NEW ; SET NEWNAME FOR DATAFILE 15 to NEW ; SET NEWNAME FOR DATAFILE 16 to NEW ; SET NEWNAME FOR DATAFILE 17 to NEW ; SET NEWNAME FOR DATAFILE 18 to NEW ; SET NEWNAME FOR DATAFILE 19 to NEW ; SET NEWNAME FOR DATAFILE 2 to NEW ; SET NEWNAME FOR DATAFILE 20 to NEW ; SET NEWNAME FOR DATAFILE 21 to NEW ; SET NEWNAME FOR DATAFILE 22 to NEW ; SET NEWNAME FOR DATAFILE 23 to NEW ; SET NEWNAME FOR DATAFILE 24 to NEW ; SET NEWNAME FOR DATAFILE 25 to NEW ; SET NEWNAME FOR DATAFILE 26 to NEW ; SET NEWNAME FOR DATAFILE 3 to NEW ; SET NEWNAME FOR DATAFILE 4 to NEW ; SET NEWNAME FOR DATAFILE 5 to NEW ; SET NEWNAME FOR DATAFILE 6 to NEW ; SET NEWNAME FOR DATAFILE 7 to NEW ; SET NEWNAME FOR DATAFILE 8 to NEW ; SET NEWNAME FOR DATAFILE 9 to NEW ; SET NEWNAME FOR TEMPFILE 1 to NEW ; Restore database ; } Vamos no DISTINO, no node 1, vamos iniciar o procedimento, certifique-se que as duas instancias estejam down, caso esteja, vamos usar o pfile criado e devidamente ajustado, conforme mencionado nos textos anteriores e subir somente a instancia 1 com o este pfile com o estado nomount. startup nomount pfile=/home/oratst/pfile ; Após isso vamos entrar no RMAN, ainda no DESTINO e fazer o restore do controlfile: restore controlfile from '/oracle/backup/rman/o1_mf_ncnnf_tag t120854_8znyj7l8_.bkp' ; Lembrando que na origem não existe FRA portanto temos que passar o caminho inteiro: /oracle/backup/rman/o1_mf_ncnnf_tag t120854_8znyj7l8_.bkp Veja o LOG: rman target / Recovery Manager: Release Production on Thu Aug 1 17:00:

9 Copyright (c) 1982, 2011, Oracle and/or its affiliates. All rights reserved. connected to target database: tst (not mounted) RMAN> restore controlfile from '/oracle/backup/rman/o1_mf_ncnnf_tag t120854_8znyj7l8_.bkp ; Starting restore at 01-AUG-13 using target database control file instead of recovery catalog allocated channel: ORA_DISK_1 channel ORA_DISK_1: SID=190 device type=disk channel ORA_DISK_1: restoring control file channel ORA_DISK_1: restore complete, elapsed time: 00:00:03 output file name=+data/tst/controlfile/current output file name=+data/tst/controlfile/current Finished restore at 01-AUG-13 Obs.: O controlfile será criado seguindo o parâmetro no pfile *.controlfile Feito isso vamos montar o banco de dados, como comando: alter database mount ; obs.: No próprio rman. Após isso é possível executar o bloco run, montado previamente:

10 Starting restore at 01-AUG-13 Starting implicit crosscheck backup at 01-AUG-13 allocated channel: ORA_DISK_1 channel ORA_DISK_1: SID=66 device type=disk Crosschecked 13 objects Finished implicit crosscheck backup at 01-AUG-13 Starting implicit crosscheck copy at 01-AUG-13 using channel ORA_DISK_1 Finished implicit crosscheck copy at 01-AUG-13 searching for all files in the recovery area cataloging files... cataloging done Starting restore at 01-AUG-13 using channel ORA_DISK_1 channel ORA_DISK_1: restoring datafile input datafile copy RECID=26 STAMP= file name=+data/tst/datafile/system destination for restore of datafile 00001: +DATA

11 channel ORA_DISK_1: copied datafile copy of datafile output file name=+data/tst/datafile/system RECID=27 STAMP= channel ORA_DISK_1: restoring datafile input datafile copy RECID=24 STAMP= file name=+data/tst/datafile/undotbs destination for restore of datafile 00003: +DATA channel ORA_DISK_1: copied datafile copy of datafile output file name=+data/tst/datafile/undotbs RECID=28 STAMP= channel ORA_DISK_1: restoring datafile input datafile copy RECID=25 STAMP= file name=+data/tst/datafile/psapsr destination for restore of datafile 00009: +DATA channel ORA_DISK_1: copied datafile copy of datafile output file name=+data/tst/datafile/psapsr RECID=29 STAMP= channel ORA_DISK_1: starting datafile backup set restore channel ORA_DISK_1: specifying datafile(s) to restore from backup set channel ORA_DISK_1: restoring datafile to +DATA channel ORA_DISK_1: restoring datafile to +DATA channel ORA_DISK_1: restoring datafile to +DATA channel ORA_DISK_1: restoring datafile to +DATA channel ORA_DISK_1: reading from backup piece /oracle/backup/rman/backup_database_tst_ _11_[01_08_2013] channel ORA_DISK_1: piece handle=/oracle/backup/rman/backup_database_tst_ _11_[01_08_2013] tag=tag t channel ORA_DISK_1: restored backup piece 1 channel ORA_DISK_1: restore complete, elapsed time: 00:06:05 channel ORA_DISK_1: starting datafile backup set restore channel ORA_DISK_1: specifying datafile(s) to restore from backup set channel ORA_DISK_1: restoring datafile to +DATA channel ORA_DISK_1: restoring datafile to +DATA channel ORA_DISK_1: restoring datafile to +DATA channel ORA_DISK_1: restoring datafile to +DATA channel ORA_DISK_1: reading from backup piece /oracle/backup/rman/backup_database_tst_ _7_[01_08_2013]

12 channel ORA_DISK_1: piece handle=/oracle/backup/rman/backup_database_tst_ _7_[01_08_2013] tag=tag t channel ORA_DISK_1: restored backup piece 1 channel ORA_DISK_1: restore complete, elapsed time: 00:06:25 channel ORA_DISK_1: starting datafile backup set restore channel ORA_DISK_1: specifying datafile(s) to restore from backup set channel ORA_DISK_1: restoring datafile to +DATA channel ORA_DISK_1: restoring datafile to +DATA channel ORA_DISK_1: restoring datafile to +DATA channel ORA_DISK_1: restoring datafile to +DATA channel ORA_DISK_1: reading from backup piece /oracle/backup/rman/backup_database_tst_ _5_[01_08_2013] channel ORA_DISK_1: piece handle=/oracle/backup/rman/backup_database_tst_ _5_[01_08_2013] tag=tag t channel ORA_DISK_1: restored backup piece 1 channel ORA_DISK_1: restore complete, elapsed time: 00:07:15 channel ORA_DISK_1: starting datafile backup set restore channel ORA_DISK_1: specifying datafile(s) to restore from backup set channel ORA_DISK_1: restoring datafile to +DATA channel ORA_DISK_1: restoring datafile to +DATA channel ORA_DISK_1: restoring datafile to +DATA channel ORA_DISK_1: restoring datafile to +DATA channel ORA_DISK_1: reading from backup piece /oracle/backup/rman/backup_database_tst_ _6_[01_08_2013] channel ORA_DISK_1: piece handle=/oracle/backup/rman/backup_database_tst_ _6_[01_08_2013] tag=tag t channel ORA_DISK_1: restored backup piece 1 channel ORA_DISK_1: restore complete, elapsed time: 00:06:56 channel ORA_DISK_1: starting datafile backup set restore channel ORA_DISK_1: specifying datafile(s) to restore from backup set channel ORA_DISK_1: restoring datafile to +DATA channel ORA_DISK_1: restoring datafile to +DATA channel ORA_DISK_1: restoring datafile to +DATA channel ORA_DISK_1: reading from backup piece /oracle/backup/rman/backup_database_tst_ _8_[01_08_2013]

13 channel ORA_DISK_1: piece handle=/oracle/backup/rman/backup_database_tst_ _8_[01_08_2013] tag=tag t channel ORA_DISK_1: restored backup piece 1 channel ORA_DISK_1: restore complete, elapsed time: 00:08:25 channel ORA_DISK_1: starting datafile backup set restore channel ORA_DISK_1: specifying datafile(s) to restore from backup set channel ORA_DISK_1: restoring datafile to +DATA channel ORA_DISK_1: restoring datafile to +DATA channel ORA_DISK_1: restoring datafile to +DATA channel ORA_DISK_1: restoring datafile to +DATA channel ORA_DISK_1: reading from backup piece /oracle/backup/rman/backup_database_tst_ _9_[01_08_2013] channel ORA_DISK_1: piece handle=/oracle/backup/rman/backup_database_tst_ _9_[01_08_2013] tag=tag t channel ORA_DISK_1: restored backup piece 1 channel ORA_DISK_1: restore complete, elapsed time: 00:06:45 Finished restore at 01-AUG-13 Neste passo os datafiles estarão no ASM, o caminho antigo (filesystem nativo) estão ainda mapeados no Controlfile. É necessário ajustar o controlfile para que ele saiba o novo mapeamento. Isso pode ser feito de 2 maneiras 1 - Recriar o controlfile

14 2 - Fazer o SWITCH no RMAN Vamos optar pela 2 opção devido a sua maior facilidade. Vamos executar o comando "SWITCH database to copy" para que ocorra o novo mapeamento do controlfile. Veja o log de execução RMAN> SWITCH database to copy ; datafile 1 switched to datafile copy "+DATA/tst/datafile/system " datafile 2 switched to datafile copy "+DATA/tst/datafile/sysaux " datafile 3 switched to datafile copy "+DATA/tst/datafile/UNDOTBS " datafile 4 switched to datafile copy "+DATA/tst/datafile/psapsr " datafile 5 switched to datafile copy "+DATA/tst/datafile/psapsr " datafile 6 switched to datafile copy "+DATA/tst/datafile/psapsr " datafile 7 switched to datafile copy "+DATA/tst/datafile/psapsr " datafile 8 switched to datafile copy "+DATA/tst/datafile/psapsr " datafile 9 switched to datafile copy "+DATA/tst/datafile/psapsr " datafile 10 switched to datafile copy "+DATA/tst/datafile/psapsr " datafile 11 switched to datafile copy "+DATA/tst/datafile/psapsr " datafile 12 switched to datafile copy "+DATA/tst/datafile/psapsr " datafile 13 switched to datafile copy "+DATA/tst/datafile/psapsr " datafile 14 switched to datafile copy "+DATA/tst/datafile/psapsr " datafile 15 switched to datafile copy "+DATA/tst/datafile/psapsr " datafile 16 switched to datafile copy "+DATA/tst/datafile/psapsr " datafile 17 switched to datafile copy "+DATA/tst/datafile/psapsr " datafile 18 switched to datafile copy "+DATA/tst/datafile/psapsr " datafile 19 switched to datafile copy "+DATA/tst/datafile/psapsr " datafile 20 switched to datafile copy "+DATA/tst/datafile/psapsr " datafile 21 switched to datafile copy "+DATA/tst/datafile/psapsr " datafile 22 switched to datafile copy "+DATA/tst/datafile/psapsr " datafile 23 switched to datafile copy "+DATA/tst/datafile/psapsr " datafile 24 switched to datafile copy "+DATA/tst/datafile/psapsr " datafile 25 switched to datafile copy "+DATA/tst/datafile/psapsr " datafile 26 switched to datafile copy "+DATA/tst/datafile/psapsr3usr " Vamos executar o procedimento de RECOVER com o comando RECOVER DATABASE. RMAN> RECOVER DATABASE; Starting recover at 01-AUG-13 using channel ORA_DISK_1

15 starting media recovery RMAN-08187: WARNING: media recovery until SCN complete Finished recover at 01-AUG-13 Vamos agora executar alguns tópicos pós-migração. 1. Ajuste dos REDO LOG FILES a) Criaremos a THREAD 2 dos redo logfiles. ALTER DATABASE ADD LOGFILE THREAD 2 GROUP 5 ('+DATA') size 500M, GROUP 6 ('+DATA') size 500M, GROUP 7 ('+DATA') size 500M, GROUP 8 ('+DATA') size 500M; ALTER DATABASE enable THREAD 2; b) Ajustes na THREAD 1 Todos os membros que estiverem com caminho de filesystem nativo é necessário renomea-los para no caminho do asm. É possível visualizar isso com a query: select MEMBER from v$logfile ; MEMBER /oracle/tst/origloga/log_g11m1.dbf /oracle/tst/mirrloga/log_g11m2.dbf /oracle/tst/origlogb/log_g12m1.dbf /oracle/tst/mirrlogb/log_g12m2.dbf /oracle/tst/origloga/log_g13m1.dbf /oracle/tst/mirrloga/log_g13m2.dbf /oracle/tst/origlogb/log_g14m1.dbf /oracle/tst/mirrlogb/log_g14m2.dbf +DATA/tst/onlinelog/group_ DATA/tst/onlinelog/group_ DATA/tst/onlinelog/group_ DATA/tst/onlinelog/group_ DATA/tst/onlinelog/group_ DATA/tst/onlinelog/group_ DATA/tst/onlinelog/group_

16 +DATA/tst/onlinelog/group_ Percebe que os redo logs /oracle/tst/origloga/log_g11m1.dbf /oracle/tst/mirrloga/log_g11m2.dbf /oracle/tst/origlogb/log_g12m1.dbf /oracle/tst/mirrlogb/log_g12m2.dbf /oracle/tst/origloga/log_g13m1.dbf /oracle/tst/mirrloga/log_g13m2.dbf /oracle/tst/origlogb/log_g14m1.dbf /oracle/tst/mirrlogb/log_g14m2.dbf Estão na filesystem nativo e os redo logs +DATA/tst/onlinelog/group_ DATA/tst/onlinelog/group_ DATA/tst/onlinelog/group_ DATA/tst/onlinelog/group_ DATA/tst/onlinelog/group_ DATA/tst/onlinelog/group_ DATA/tst/onlinelog/group_ DATA/tst/onlinelog/group_ Estão no asm. TODOS devem ficar no ASM para que o banco possa abrir. Vamos dar renames, fazendo uso da query abaixo, afim de facilitação select 'ALTER DATABASE RENAME FILE ''' member ''' TO ''' '+DATA/tst/onlinelog/a1' ''';' from v$logfile where member like '/oracle%' Veja um exemplo de como deve ser feito: ALTER DATABASE RENAME FILE '/oracle/tst/origloga/log_g11m1.dbf' TO '+DATA/tst/onlinelog/a1'; ALTER DATABASE RENAME FILE '/oracle/tst/mirrloga/log_g11m2.dbf' TO '+DATA/tst/onlinelog/a2'; ALTER DATABASE RENAME FILE '/oracle/tst/origlogb/log_g12m1.dbf' TO '+DATA/tst/onlinelog/a3'; ALTER DATABASE RENAME FILE '/oracle/tst/mirrlogb/log_g12m2.dbf' TO '+DATA/tst/onlinelog/a4'; ALTER DATABASE RENAME FILE '/oracle/tst/origloga/log_g13m1.dbf' TO '+DATA/tst/onlinelog/a5'; ALTER DATABASE RENAME FILE '/oracle/tst/mirrloga/log_g13m2.dbf' TO '+DATA/tst/onlinelog/a6'; ALTER DATABASE RENAME FILE '/oracle/tst/origlogb/log_g14m1.dbf' TO '+DATA/tst/onlinelog/a7'; ALTER DATABASE RENAME FILE '/oracle/tst/mirrlogb/log_g14m2.dbf' TO '+DATA/tst/onlinelog/a8'; Veja como ficou agora: SQL> select MEMBER from v$logfile; MEMBER

17 +DATA/tst/onlinelog/a1 +DATA/tst/onlinelog/a2 +DATA/tst/onlinelog/a3 +DATA/tst/onlinelog/a4 +DATA/tst/onlinelog/a5 +DATA/tst/onlinelog/a6 +DATA/tst/onlinelog/a7 +DATA/tst/onlinelog/a8 +DATA/tst/onlinelog/group_ DATA/tst/onlinelog/group_ DATA/tst/onlinelog/group_ DATA/tst/onlinelog/group_ DATA/tst/onlinelog/group_ DATA/tst/onlinelog/group_ DATA/tst/onlinelog/group_ DATA/tst/onlinelog/group_ rows selected. c) Padronização dos redo log files Neste momento, estamos usando o pfile abaixo: *.audit_file_dest='/oracle/admin/tst/adump' *.audit_trail='db' *.cluster_database=true *.compatible=' ' *.control_files='+data/tst/controlfile/current ','+data/tst/cont rolfile/current ' *.db_block_size=8192 *.db_create_file_dest='+data' *.db_domain='' *.db_name='tst' *.db_recovery_file_dest='+data' *.db_recovery_file_dest_size= *.diagnostic_dest='/oracle' TST1.instance_number=1 #TST2.instance_number=2 *.log_archive_dest_1='location=+data' *.log_archive_format='sap_archive_tst_%t_%s_%r.dbf' *.memory_target= *.open_cursors=300 *.processes=150 *.remote_listener='cluster_rac:1521' *.remote_login_passwordfile='exclusive' #TST2.thread=2 TST1.thread=1 TST1.undo_tablespace='UNDOTBS1' #TST2.undo_tablespace='UNDOTBS2'

18 Também neste, estamos no node 1, vamos dar um shutdown immediate, ir até a Instance do node 2 e dar um startup com o pfile corrigido, ou seja, descomentar as linhas abaixo: #TST2.instance_number=2 #TST2.thread=2 #TST2.undo_tablespace='UNDOTBS2' Comentar as linhas abaixo: TST1.instance_number=1 TST1.thread=1 TST1.undo_tablespace='UNDOTBS1' O pfile ficaria deste jeito: *.audit_file_dest='/oracle/admin/tst/adump' *.audit_trail='db' *.cluster_database=true *.compatible=' ' *.control_files='+data/tst/controlfile/current ','+data/tst/cont rolfile/current ' *.db_block_size=8192 *.db_create_file_dest='+data' *.db_domain='' *.db_name='tst' *.db_recovery_file_dest='+data' *.db_recovery_file_dest_size= *.diagnostic_dest='/oracle' #TST1.instance_number=1 ####COMENTADO TST2.instance_number=2 *.log_archive_dest_1='location=+data' *.log_archive_format='sap_archive_tst_%t_%s_%r.dbf' *.memory_target= *.open_cursors=300 *.processes=150 *.remote_listener='cluster_rac:1521' *.remote_login_passwordfile='exclusive' TST2.thread=2 #TST1.thread=1 ####COMENTADO #TST1.undo_tablespace='UNDOTBS1' ####COMENTADO TST2.undo_tablespace='UNDOTBS2' Após subida da Instance, dropar os grupos de logfile 1, 2, 3 e 4 (ISSO NO CENÁRIO DO EXEMPLO!!! TALVEZ SEJA DIFERENTE, CONSULTE A V$LOG). ALTER DATABASE DROP LOGFILE GROUP 1 ; ALTER DATABASE DROP LOGFILE GROUP 2 ; ALTER DATABASE DROP LOGFILE GROUP 3 ; ALTER DATABASE DROP LOGFILE GROUP 4 ;

19 Vamos então padronizar os REDO LOG FILE. ALTER DATABASE ADD LOGFILE THREAD 1 GROUP 1 ('+DATA') size 500M, GROUP 2 ('+DATA') size 500M, GROUP 3 ('+DATA') size 500M, GROUP 4 ('+DATA') size 500M; ALTER DATABASE enable THREAD 1; 2. Ajuste na tablespace temporária Vamos executar este select: SELECT tablespace_name, file_name, bytes FROM dba_temp_files ; Caso você se depare com um erro como este: ERROR at line 1: ORA-01157: cannot identify/lock data file see DBWR trace file ORA-01110: data file 201: '/oracle/tst/sapdata1/temp_1/temp.data1' Isso significa que sua tablespace temporário está fora do asm e isso gera este erro. Temos que recriar a TEMP no ASM, para isso devamos fazer uma pequena gambi : a) Criar a tablespace TEMP_GAMBIARRA. CREATE TEMPORARY TABLESPACE TEMP_GAMBIARRA TEMPFILE '+DATA' SIZE 5M REUSE ; b) Mudar a DEFAULT TABLESPACE TEMPORARY ALTER DATABASE DEFAULT TEMPORARY TABLESPACE TEMP_GAMBIARRA ; c) Dropar a tablespace temporária antiga e criar uma nova Executar o select abaixo: select b.name from v$tablespace b, v$tempfile a where a.ts# = b.ts# and b.name not like '%GAMBIARRA' ;

20 Digamos que seu nome é TBSTEMP, vamos fazer o drop : drop tablespace TBSTEMP; Vamos agora recriar a tablespace TEMP no ASM. CREATE TEMPORARY TABLESPACE TEMP TEMPFILE '+DATA' SIZE 1500M REUSE AUTOEXTEND ON NEXT 1000M MAXSIZE unlimited; d) Colocar a nova tablespace TEMP como DEFAULT ALTER DATABASE DEFAULT TEMPORARY TABLESPACE TEMP; Vamos então dropar a tablespace gambiarra drop TABLESPACE TEMP_GAMBIARRA INCLUDING CONTENTS AND DATAFILES ; Vamos aplicar o select novamente, agora é para dar certo SELECT tablespace_name, file_name, bytes FROM dba_temp_files ; 3. Ajuste da tablespace de UNDO Para padronizar vamos criar 2 tablespace de undo, no RAC, cada node tem sua tablespace de UNDO. CREATE UNDO TABLESPACE UNDOTBS1 DATAFILE '+DATA' SIZE 1500M AUTOEXTEND ON NEXT 1500M; CREATE UNDO TABLESPACE UNDOTBS2 DATAFILE '+DATA' SIZE 1500M AUTOEXTEND ON NEXT 1500M; 3. Ajuste final do pfile e spfile Vamos fazer o seguinte: Descomentar todos os seguintes parâmetros comentados

21 instance_number cluster_database thread undo_tablespace Veja o modelo do pfile : *.audit_file_dest='/oracle/admin/tst/adump' *.audit_trail='db' *.cluster_database=true *.compatible=' ' *.control_files='+data/tst/controlfile/current ','+data/tst/controlfile/curren t ' *.db_block_size=8192 *.db_create_file_dest='+data' *.db_domain='' *.db_name='tst' *.db_recovery_file_dest='+data' *.db_recovery_file_dest_size= *.diagnostic_dest='/oracle' tst1.instance_number=1 tst2.instance_number=2 *.log_archive_dest_1='location=+data' *.log_archive_format='%t_%s_%r.dbf' *.open_cursors=300 *.pga_aggregate_target= *.processes=150 *.remote_listener='cluster_rac-scan:1521' *.remote_login_passwordfile='exclusive' *.sga_target= tst2.thread=2 tst1.thread=1 tst1.undo_tablespace='undotbs1' tst2.undo_tablespace=' UNDOTBS2' Vamos agora, transformar o pfile ajustado para spfile e transferi-lo para o ASM:

22 create spfile='+data/tst/spfiletst.ora' from pfile='/home/oracle/pfile'; Por último vamos agora atualizar os cartuchos e options do Real Application Clusters, vemos rodar as seguintes scripts: sqlplus / as sysdba Após execução veja como ficou: Antes 10:23:15 SQL> SELECT comp_name ' : ' version ' : ' status FROM dba_registry; COMP_NAME ':' VERSION ':' STATUS Oracle Database Catalog Views : : VALID Oracle Database Packages and Types : : VALID Depois 10:27:29 SQL> SELECT comp_name ' : ' version ' : ' status FROM dba_registry; COMP_NAME ':' VERSION ':' STATUS Oracle Workspace Manager : : VALID Oracle Database Catalog Views : : VALID Oracle Database Packages and Types : : VALID Oracle Real Application Clusters : : VALID

Pedro F. Carvalho Analista de Sistemas contato@pedrofcarvalho.com.br. RMAN: Ambiente de backup

Pedro F. Carvalho Analista de Sistemas contato@pedrofcarvalho.com.br. RMAN: Ambiente de backup RMAN: Ambiente de backup Olá amigos! Após algumas séries de colunas explicando os conceitos e modos que o RMAN pode trabalhar, iremos aprender a utilizar essa ferramenta para auxiliar os serviços administrativos

Leia mais

Backup On-line. 1 de 6. Introdução

Backup On-line. 1 de 6. Introdução 1 de 6 Backup On-line Introdução O Backup do banco de dados nada mais é que a cópia dos arquivos necessários para recupera-los em caso de perda do mesmo no menor tempo possível. Isso pode ser devido à

Leia mais

Backups no Oracle. Comparação de três módulos para backup online de bancos de dados Oracle. Máquina de clonar

Backups no Oracle. Comparação de três módulos para backup online de bancos de dados Oracle. Máquina de clonar Comparação de três módulos para backup online de bancos de dados Oracle Máquina de clonar Soluções centralizadas para cópias de segurança poupam tempo, dinheiro e espaço. Bancos de dados também podem ser

Leia mais

Pedro F. Carvalho Analista de Sistemas contato@pedrofcarvalho.com.br www.pedrofcarvlho.com.br ADMINISTRANDO A INSTÂNCIA

Pedro F. Carvalho Analista de Sistemas contato@pedrofcarvalho.com.br www.pedrofcarvlho.com.br ADMINISTRANDO A INSTÂNCIA ADMINISTRANDO A INSTÂNCIA Os tres componentes (instância, Listener e opcionalmente o DataBase Control) tem seus próprios utilitários de linha de comando que podem ser usados para inicialização, ou, uma

Leia mais

Oracle 10g ASM. Implementando o Automatic Storage Management

Oracle 10g ASM. Implementando o Automatic Storage Management Oracle 10g ASM Implementando o Automatic Storage Management Automatic Storage Management de clusters a máquinas multiprocessadas distribui o I/O entre os recursos elimina o balanceamento manual de I/O

Leia mais

Crash recovery é similar ao instance recovery, onde o primeiro referencia ambientes de instância exclusiva e o segundo ambientes parallel server.

Crash recovery é similar ao instance recovery, onde o primeiro referencia ambientes de instância exclusiva e o segundo ambientes parallel server. Recover no Oracle O backup e recuperação de dados em um SGBD é de grande importância para a manutenção dos dados. Dando continuidade a nossos artigos, apresentamos abaixo formas diferentes de se fazer

Leia mais

Oracle Backup & Recovery 9iR1 ao 11gR2

Oracle Backup & Recovery 9iR1 ao 11gR2 Oracle Backup & Recovery 9iR1 ao 11gR2 Ricardo Portilho Proni ricardo@nervinformatica.com.br Esta obra está licenciada sob a licença Creative Commons Atribuição-SemDerivados 3.0 Brasil. Para ver uma cópia

Leia mais

A instância fica alocada na memória compartilhada (shared memory) e é a combinação do System Global Area (SGA) com os processos background Oracle.

A instância fica alocada na memória compartilhada (shared memory) e é a combinação do System Global Area (SGA) com os processos background Oracle. ESTRUTURAS DE ARMAZENAMENTO Instance Na instância são executados processos e espaços em memória, estes permitem ao Oracle cumprir com seu papel de manter a integridade, confidencialidade e disponibilidade

Leia mais

UNINOVE Tec. Adm. e Des. de Sistemas. Administracão de Banco de Dados. ORACLE Backup / Recovery AULA 11

UNINOVE Tec. Adm. e Des. de Sistemas. Administracão de Banco de Dados. ORACLE Backup / Recovery AULA 11 UNINOVE Tec. Adm. e Des. de Sistemas Administracão de Banco de Dados ORACLE Backup / Recovery AULA 11 Prof. MsC. Eng. Marcelo Bianchi AULA 09 A ARQUITETURA DO ORACLE O conhecimento da arquitetura Oracle

Leia mais

Oracle Backup & Recovery 9iR1 ao 12cR1

Oracle Backup & Recovery 9iR1 ao 12cR1 Oracle Backup & Recovery 9iR1 ao 12cR1 Ricardo Portilho Proni ricardo@nervinformatica.com.br Esta obra está licenciada sob a licença Creative Commons Atribuição-SemDerivados 3.0 Brasil. Para ver uma cópia

Leia mais

Pedro F. Carvalho Analista de Sistemas contato@pedrofcarvalho.com.br www.pedrofcarvlho.com.br AULA 16 RECOVERY

Pedro F. Carvalho Analista de Sistemas contato@pedrofcarvalho.com.br www.pedrofcarvlho.com.br AULA 16 RECOVERY AULA 16 RECOVERY O RMAN (Recovery Manager) é a ferramenta Oracle, parte integrante do banco de dados, que permite a execução de backups do banco de dados Oracle e, principalmente, a recuperação de dados

Leia mais

Guia de procedimentos de backups

Guia de procedimentos de backups Guia de procedimentos de backups Sumário Sobre o guia 3... 4 Procedimentos de backup do banco de dados Oracle... 5 Backup lógico... 6 Backup físico... 7 Envio de backup... para fita 9 2 3 Sobre o guia

Leia mais

Guia de Referência Rápida Administração de Bancos de Dados Oracle - Abstratos Tecnologia

Guia de Referência Rápida Administração de Bancos de Dados Oracle - Abstratos Tecnologia Objetivo O objetivo deste guia é tão somente o de servir como referência, um lembrete, da sintaxe dos comandos de administração de bancos de dados Oracle mais usuais. Sendo assim ele não tem o objetivo

Leia mais

Oracle Advanced Compression x External Tables (Armazenamento de dados históricos)

Oracle Advanced Compression x External Tables (Armazenamento de dados históricos) Oracle Advanced Compression x External Tables (Armazenamento de dados históricos) Agenda Sobre Rodrigo Mufalani Clico de dados Visão Geral Avanced Compression Visão Geral External Tables Performance Disponibilidade

Leia mais

Quando se seleciona os modos OS ou XML, arquivos são criados com os registros de auditoria, eles se localizam parâmetro audit_file_dest.

Quando se seleciona os modos OS ou XML, arquivos são criados com os registros de auditoria, eles se localizam parâmetro audit_file_dest. Auditoria é a habilidade do banco de dados Oracle poder gerar logs de auditoria (XML, tabelas, arquivos de SO, ) em atividades suspeitas do usuário, como por exemplo: monitorar o que um determinado usuário

Leia mais

Oracle Database em High Availability usando Microsoft Windows Clusters Server (MSCS) e Oracle Fail Safe

Oracle Database em High Availability usando Microsoft Windows Clusters Server (MSCS) e Oracle Fail Safe Oracle Database em High Availability usando Microsoft Windows Clusters Server (MSCS) e Oracle Fail Safe Objetivos: Apresentar conceitos do Microsoft Windows Clusters Server Apresentar a arquitetura do

Leia mais

RMAN - utilização e considerações como ferramenta de backup

RMAN - utilização e considerações como ferramenta de backup Fundação de Estudos Sociais do Paraná ISET Curso de Especialização em Administração de Banco de Dados Oracle 9i RMAN - utilização e considerações como ferramenta de backup Aluno: Milton Bastos Henriquis

Leia mais

COLOCANDO UM BANCO DE DADOS STANDY BY

COLOCANDO UM BANCO DE DADOS STANDY BY COLOCANDO UM BANCO DE DADOS STANDY BY Oracle Fail Over é muito utilizado para meso-alta-disponibilidade. Claro que não podemos chamar essa solução de alta-disponibilidade pois essa denominação é do Oracle

Leia mais

Oracle Zero Downtime Migration (com Golden Gate)

Oracle Zero Downtime Migration (com Golden Gate) Oracle Zero Downtime Migration (com Golden Gate) Ricardo Portilho Proni ricardo@nervinformatica.com.br Esta obra está licenciada sob a licença Creative Commons Atribuição-SemDerivados 3.0 Brasil. Para

Leia mais

Instalação RAC10g em Linux

Instalação RAC10g em Linux Instalação RAC10g em Linux Humberto Corbellini humberto.corbellini@advancedit.com.br Agenda Visão Geral Storage compartilhado Hardware utilizado Sistema operacional Configuração de rede Drivers e opções

Leia mais

Advanced IT S/A. EM10g Grid Control. Introdução. Introdução. Agenda. Como alcança estes objetivos Grid Control Home Page Pode gerenciar:

Advanced IT S/A. EM10g Grid Control. Introdução. Introdução. Agenda. Como alcança estes objetivos Grid Control Home Page Pode gerenciar: Agenda Advanced IT S/A EM10g Grid Control Denise Cunha Advanced IT S/A - DBA Gerenciando Deployments (distribuições) Estendendo o EM Sistema de Jobs Start e Stop do EM Objetivos Extrair informações críticas

Leia mais

Sumário. Capítulo 2 Conceitos Importantes... 32 Tópicos Relevantes... 32 Instance... 33 Base de Dados... 36 Conclusão... 37

Sumário. Capítulo 2 Conceitos Importantes... 32 Tópicos Relevantes... 32 Instance... 33 Base de Dados... 36 Conclusão... 37 7 Sumário Agradecimentos... 6 Sobre o Autor... 6 Prefácio... 13 Capítulo 1 Instalação e Configuração... 15 Instalação em Linux... 15 Instalação e Customização do Red Hat Advanced Server 2.1... 16 Preparativos

Leia mais

Oracle Database 12c Como atualizar, migrar e consolidar SES16384. Murilo Nascimento Especialista em Soluções Junho 23, 2015

Oracle Database 12c Como atualizar, migrar e consolidar SES16384. Murilo Nascimento Especialista em Soluções Junho 23, 2015 Oracle Database 12c Como atualizar, migrar e consolidar SES16384 Murilo Nascimento Especialista em Soluções Junho 23, 2015 Copyright 2015, Oracle and/or its affiliates. All rights reserved. Oracle Open

Leia mais

INSTALAÇÃO JIVAW LINUX ORACLE

INSTALAÇÃO JIVAW LINUX ORACLE INSTALAÇÃO JIVAW LINUX ORACLE Índice Instalação-atualização JivaW ambiente Windows Oracle... 3 1º PASSO PASSOS PARA BAIXAR ARQUIVOS DA APLICAÇÃO JIVAW...3 2º PASSO INSTALAR JDK BAIXADA...3 3º PASSO ADICIONAR

Leia mais

Aula 2 Arquitetura Oracle

Aula 2 Arquitetura Oracle Aula 2 Arquitetura Oracle Instancia Oracle Uma instância Oracle é composta de estruturas de memória e processos. Sua existência é temporária na memória RAM e nas CPUs. Quando você desliga a instância em

Leia mais

INSTALAÇÃO-ATUALIZAÇÃO SANKHYAW WINDOWS ORACLE

INSTALAÇÃO-ATUALIZAÇÃO SANKHYAW WINDOWS ORACLE INSTALAÇÃO-ATUALIZAÇÃO SANKHYAW WINDOWS ORACLE SANKHYA Business Partners - Copyright 2006 SANKHYA Tecnologia em Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução parcial ou total por qualquer

Leia mais

Pedro F. Carvalho Analista de Sistemas contato@pedrofcarvalho.com.br www.pedrofcarvlho.com.br. CAPITULO 14 e 15 BACKUPS NO ORACLE

Pedro F. Carvalho Analista de Sistemas contato@pedrofcarvalho.com.br www.pedrofcarvlho.com.br. CAPITULO 14 e 15 BACKUPS NO ORACLE CAPITULO 14 e 15 BACKUPS NO ORACLE Um assunto muito pouco abordado entre os profissionais Oracle, e que sempre causa estresse e problemas quando necessário, é a eficiência da estratégia de backup & recover

Leia mais

TREINAMENTO. Apresentação. Objetivos. Dados Principais. Tecnologia Abordada Oracle Databese 11g

TREINAMENTO. Apresentação. Objetivos. Dados Principais. Tecnologia Abordada Oracle Databese 11g Apresentação Dados Principais Combinando quinze dias em 60 horas de conteúdo, o treinamento para os DBAs Oracle gerenciam os sistemas de informação mais avançados do setor e têm alguns dos maiores salários

Leia mais

Restauração do Exchange Server.

Restauração do Exchange Server. Restauração do Exchange Server. Considerações Iniciais Como visto anteriormente, não há maiores dificuldades na configuração de backups de um banco Exchange. Reservam-se à restauração as operações mais

Leia mais

Real Application Cluster (RAC)

Real Application Cluster (RAC) Real Application Cluster (RAC) Anderson Haertel Rodrigues OCE RAC 10g anderson.rodrigues@advancedit.com.br AdvancedIT S/A RAC? Oracle RAC é um banco de dados em cluster. Como assim? São vários servidores

Leia mais

Manual de Instalação e Configuração MySQL

Manual de Instalação e Configuração MySQL Manual de Instalação e Configuração MySQL Data alteração: 19/07/11 Pré Requisitos: 1. Baixar os seguintes arquivos no através do link http://ip.sysfar.com.br/install/ mysql-essential-5.1.46-win32.msi mysql-gui-tools-5.0-r17-win32.msi

Leia mais

Cada banco de dados Oracle possui uma lista de usuários válidos, identificados por USERNAMES.

Cada banco de dados Oracle possui uma lista de usuários válidos, identificados por USERNAMES. SEGURANÇA DE USUÁRIOS Cada banco de dados Oracle possui uma lista de usuários válidos, identificados por USERNAMES. Todos os usuários são cadastrados no Dicionário de Dados do Banco em tabelas e views

Leia mais

Universidade Federal de Mato Grosso-UFMT Sistemas de Informação Laboratório de Banco de Dados Prof. Clóvis Júnior. Áreas de Trabalho (Tablespace)

Universidade Federal de Mato Grosso-UFMT Sistemas de Informação Laboratório de Banco de Dados Prof. Clóvis Júnior. Áreas de Trabalho (Tablespace) Universidade Federal de Mato Grosso-UFMT Sistemas de Informação Laboratório de Banco de Dados Prof. Clóvis Júnior Áreas de Trabalho (Tablespace) Estruturado Bancode Dados Estruturas de Memória Instância

Leia mais

CA ARCserve Backup para Windows

CA ARCserve Backup para Windows CA ARCserve Backup para Windows Guia do Agente para Oracle r16 A presente documentação, que inclui os sistemas de ajuda incorporados e os materiais distribuídos eletronicamente (doravante denominada Documentação),

Leia mais

PROCEDIMENTOS PARA ATUALIZAÇÃO DE VERSÃO DO APLICATIVO

PROCEDIMENTOS PARA ATUALIZAÇÃO DE VERSÃO DO APLICATIVO PROCEDIMENTOS PARA ATUALIZAÇÃO DE VERSÃO DO APLICATIVO MASTERSAFDW VERSÃO 5-25/04/12 PÁGINA 1 Índice Informações Importantes... 3 Atualizando o aplicativo... 4 Procedimentos para atualização da base de

Leia mais

O essencial do comando mysqladmin, através de 18 exemplos

O essencial do comando mysqladmin, através de 18 exemplos O essencial do comando mysqladmin, através de 18 exemplos Elias Praciano O mysqladmin é uma ferramenta de linha de comando que vem junto com a instalação do servidor MySQL e é usada por administradores

Leia mais

Banco de Dados. Conversão para o Banco de Dados SisMoura

Banco de Dados. Conversão para o Banco de Dados SisMoura Banco de Dados Conversão para o Banco de Dados SisMoura Objetivo : Converter as informações contidas em um determinado banco de dados para o banco de dados do Sismoura. Restaurar Banco de Dados em branco

Leia mais

Noções de. Microsoft SQL Server. Microsoft SQL Server

Noções de. Microsoft SQL Server. Microsoft SQL Server Noções de 1 Considerações Iniciais Basicamente existem dois tipos de usuários do SQL Server: Implementadores Administradores 2 1 Implementadores Utilizam o SQL Server para criar e alterar base de dados

Leia mais

Guia de Consulta Rápida. Oracle 10g SQL. Rubens Thiago de Oliveira. Novatec Editora

Guia de Consulta Rápida. Oracle 10g SQL. Rubens Thiago de Oliveira. Novatec Editora Guia de Consulta Rápida Oracle 10g SQL Rubens Thiago de Oliveira Novatec Editora 2 Copyright 2004 da Novatec Editora Ltda. Todos os direitos reservados e protegidos pela Lei 9.610 de 19/02/1998. É proibida

Leia mais

2015.1- INF1340 - BD2. SGBD Grupo: Amanda Christian Gustavo

2015.1- INF1340 - BD2. SGBD <Oracle> Grupo: Amanda Christian Gustavo SGBD Grupo: Amanda Christian Gustavo Breve Histórico Larry Ellison e amigos fundam a SDL(Software Development Laboratories) Primeira versão do oracle (Oracle V1) foi desenvolvida mas nunca lançada

Leia mais

BACKUP E ALTA DISPONIBILIDADE

BACKUP E ALTA DISPONIBILIDADE BACKUP E ALTA DISPONIBILIDADE Dayse Soares Santos Clailson S. D. de Almeida RESUMO O artigo relata sobre a importância do backup da base de dados de um sistema, a escolha do tipo de armazenamento a ser

Leia mais

NOMES: Leonardo Claro Diego Lage Charles Tancredo Márcio Castro

NOMES: Leonardo Claro Diego Lage Charles Tancredo Márcio Castro NOMES: Leonardo Claro Diego Lage Charles Tancredo Márcio Castro O MySQL Cluster é versão do MySQL adaptada para um ambiente de computação distribuída, provendo alta disponibilidade e alta redundância utilizando

Leia mais

Criando Banco de Dados, Tabelas e Campos através do HeidiSQL. Prof. Vitor H. Migoto de Gouvêa Colégio IDESA 2011

Criando Banco de Dados, Tabelas e Campos através do HeidiSQL. Prof. Vitor H. Migoto de Gouvêa Colégio IDESA 2011 Criando Banco de Dados, Tabelas e Campos através do HeidiSQL Prof. Vitor H. Migoto de Gouvêa Colégio IDESA 2011 Edição 2 Pedreiros da Informação Criando Banco de Dados, Tabelas e Campos através do HeidiSQL

Leia mais

CA ARCserve Backup para Windows

CA ARCserve Backup para Windows CA ARCserve Backup para Windows Guia do Agente para Oracle r16.5 A presente documentação, que inclui os sistemas de ajuda incorporados e os materiais distribuídos eletronicamente (doravante denominada

Leia mais

GUIA DE INSTALAÇÃO. Plataforma Windows. Relatório Técnico Versão 0.1 (201305032030) Leandro Gomes da Silva, Tiago França Melo de Lima

GUIA DE INSTALAÇÃO. Plataforma Windows. Relatório Técnico Versão 0.1 (201305032030) Leandro Gomes da Silva, Tiago França Melo de Lima Laboratório de Engenharia e Desenvolvimento de Sistemas LEDS/UFOP Universidade Federal de Ouro Preto UFOP GUIA DE INSTALAÇÃO Plataforma Windows Relatório Técnico Versão 0.1 (201305032030) Leandro Gomes

Leia mais

Carga Horária 40 horas. Requisitos Servidor Oracle 10G Ferramenta para interação com o banco de dados

Carga Horária 40 horas. Requisitos Servidor Oracle 10G Ferramenta para interação com o banco de dados Oracle 10g - Workshop de Administração I Objetivos do Curso Este curso foi projetado para oferecer ao participante uma base sólida sobre tarefas administrativas fundamentais. Neste curso, você aprenderá

Leia mais

Analista de Sistemas S. J. Rio Preto SP - 2009. RESUMO ORACLE 10g. Obs : Desculpem os erros de digitação e português, pois varei a noite estudando.

Analista de Sistemas S. J. Rio Preto SP - 2009. RESUMO ORACLE 10g. Obs : Desculpem os erros de digitação e português, pois varei a noite estudando. RESUMO ORACLE 10g Obs : Desculpem os erros de digitação e português, pois varei a noite estudando. ALTER DATABASE BACKUP CONTROLFILE TO TRACE recria um controlfile Após uma instancia ser iniciada escrever

Leia mais

CA ARCserve Backup para Linux

CA ARCserve Backup para Linux CA ARCserve Backup para Linux Guia do Agente para Oracle r16.5 A presente documentação, que inclui os sistemas de ajuda incorporados e os materiais distribuídos eletronicamente (doravante denominada Documentação),

Leia mais

Passo a Passo. WebSphere Message Broker. Fluxo como WebService

Passo a Passo. WebSphere Message Broker. Fluxo como WebService Passo a Passo WebSphere Message Broker Fluxo como WebService Alexandre José Batista ajbatist@ibest.com.br Criado em: 07/11/08 Página 1 de 38 Índice 1. OBJETIVOS DO DOCUMENTO... 4 2. CRIANDO UM FLUXO NO

Leia mais

CA ARCserve Backup para Windows

CA ARCserve Backup para Windows CA ARCserve Backup para Windows Guia do Agente para Oracle r12.5 Esta documentação (denominada "Documentação") e o programa de computador relacionado (denominado "Software"), mencionados nas partes que

Leia mais

ANEXO TÉCNICO PROCEDIMENTOS PARA EXECUÇÃO DE SCRIPTS EM BANCO DE DADOS DO GEMCO ANYWHERE

ANEXO TÉCNICO PROCEDIMENTOS PARA EXECUÇÃO DE SCRIPTS EM BANCO DE DADOS DO GEMCO ANYWHERE ANEXO TÉCNICO PROCEDIMENTOS PARA EXECUÇÃO DE SCRIPTS EM BANCO DE DADOS DO GEMCO ANYWHERE. Introdução Este manual aborda os procedimentos para atualização de bancos de dados do sistema Gemco. A atualização

Leia mais

Oracle Performance Diagnostics & Tuning Ricardo Portilho Proni

Oracle Performance Diagnostics & Tuning Ricardo Portilho Proni Oracle Performance Diagnostics & Tuning Ricardo Portilho Proni Mitificação Métodos antigos o o o o o o Experiência Intuição Imprecisão Tempo Sorte Recursos Top Tuning Verificar maior consumidor de CPU

Leia mais

CA ARCserve Backup para Linux

CA ARCserve Backup para Linux CA ARCserve Backup para Linux Guia do Agente para Oracle r15 Esta documentação e qualquer programa de computador relacionado (mencionados como parte que se segue como a "Documentação") destinam-se apenas

Leia mais

CA ARCserve Backup for Linux

CA ARCserve Backup for Linux CA ARCserve Backup for Linux Guia do Agente para Oracle r16 A presente documentação, que inclui os sistemas de ajuda incorporados e os materiais distribuídos eletronicamente (doravante denominada Documentação),

Leia mais

Laboratório 3. Base de Dados II 2008/2009

Laboratório 3. Base de Dados II 2008/2009 Laboratório 3 Base de Dados II 2008/2009 Plano de Trabalho Lab. 3: Programação em Transact-SQL MYSQL Referências www.mysql.com MICROSOFT SQL SERVER - Procedimentos do Lado do Servidor (Stored Procedures)

Leia mais

INICIAL. Guia de Criação da Base Produção Paralela IMPORTANTE: MESMO QUE SEJAM EXECUTADOS

INICIAL. Guia de Criação da Base Produção Paralela IMPORTANTE: MESMO QUE SEJAM EXECUTADOS Guia de Criação da Base Produção Paralela INICIAL SEQUENCES, tabelas de BMF e CADASTRO. Atualização de Bancos de Dados. Validações necessárias. IMPORTANTE: MESMO QUE SEJAM EXECUTADOS OS PROCEDIMENTOS DA

Leia mais

Instalando e Configurando o BDE. Instalando o BDE. Configurando o BDE - 1 -

Instalando e Configurando o BDE. Instalando o BDE. Configurando o BDE - 1 - Instalando e Configurando o BDE. Instalando o BDE Para instalar o BDE, insira o Disco 1 de 3 em seu drive de disquete. Clique em Iniciar, Executar e digite no campo Abrir: a:\setup.exe ( supondo que seu

Leia mais

INSTALAR O SQL SERVER NO SERVIDOR. (É o caso da Zervan, que existe o servidor da Fernanda e queremos instalar um outro na máquina de Lilian)

INSTALAR O SQL SERVER NO SERVIDOR. (É o caso da Zervan, que existe o servidor da Fernanda e queremos instalar um outro na máquina de Lilian) INSTALAR O SQL SERVER NO SERVIDOR QUANDO JÁ EXISTE UM OUTRO SERVIDOR (É o caso da Zervan, que existe o servidor da Fernanda e queremos instalar um outro na máquina de Lilian) 1) No servidor novo, máquina

Leia mais

Alarmes e Erros CNC Proteo

Alarmes e Erros CNC Proteo Alarmes e Erros CNC 1 Códigos de Erro 1.1 Erro ( 0 ) : NO ERROR Texto: "Código de erro inválido" "Invalid Error Code" 1.2 Erro ( 1 ) : ERROR_BP_WAS_UNABLE_TO_OPEN_INPUT_FILE Texto: "Não foi possível abrir

Leia mais

Data de Aplicação. Reconhecer a estrutura de um sistema operativo. Definir um plano de instalação de um servidor de rede local.

Data de Aplicação. Reconhecer a estrutura de um sistema operativo. Definir um plano de instalação de um servidor de rede local. FICHA TÉCNICA Exercício nº 21 NOME DO EXERCÍCIO DESTINATÁRIOS Duração Pré Requisitos Recursos / Equipamentos Orientações Pedagógicas OBJECTIVOS Resultado Esperado Administração de BDs SQL 90 minutos Tipo

Leia mais

Essencial Guia do administrador do Oracle-Database 11g R2-, administrador do MySQL e do administrador do Oracle Linux Guia R7 in Portuguese

Essencial Guia do administrador do Oracle-Database 11g R2-, administrador do MySQL e do administrador do Oracle Linux Guia R7 in Portuguese Essencial Guia do administrador do Oracle-Database 11g R2-, administrador do MySQL e do administrador do Oracle Linux Guia R7 in Portuguese Desenvolvido por Nam Nguyen Essential Administrator's Guide Oracle-Database-11g

Leia mais

Load Balance Disk Migração por Balanceamento ASM em RAC estendido Movimentação de Datafile entre ASM e Filesystem Ponto de montagem ACFS

Load Balance Disk Migração por Balanceamento ASM em RAC estendido Movimentação de Datafile entre ASM e Filesystem Ponto de montagem ACFS 1. O que é ASM? 1.1 Overview 1.2 Arquitetura e Internals 2. Por que usar e Como usar ASM? Componentes do ASM Stripe e Mirror ASM Process ACFS - Oracle Automatic Storage Management Cluster File System Método

Leia mais

Procedimento de Configuração. Database Mirroring. SQL Server

Procedimento de Configuração. Database Mirroring. SQL Server Procedimento de Configuração Database Mirroring SQL Server 1 Sumário 1. Histórico do Documento 3 2. Introdução 4 3. Requisitos Mínimos 4 4. Modos de operação do Database Mirroring 5 5. Configurando o Database

Leia mais

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO POSEAD. Curso Banco de Dados. Resenha Crítica: Backup e Recovery Aluno: Wilker Dias Maia

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO POSEAD. Curso Banco de Dados. Resenha Crítica: Backup e Recovery Aluno: Wilker Dias Maia PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO POSEAD Curso Banco de Dados Resenha Crítica: Backup e Recovery Aluno: Wilker Dias Maia Brasília 2012 SUMÁRIO 1- INTRODUÇÃO... 3 2- DESCRIÇÃO DO ASSUNTO... 4 2.1- Estrutura fisica

Leia mais

Oracle Database 11g: Novos Recursos para Administradores

Oracle Database 11g: Novos Recursos para Administradores Oracle Database 11g: Novos Recursos para Administradores Course O11NFA 5 Day(s) 30:00 Hours Introduction Este curso de cinco dias oferece a você a oportunidade de conhecer e fazer exercícios com os novos

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS DE GERENCIAMENTO

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS DE GERENCIAMENTO Universidade Federal de Pernambuco Graduação em Ciência da Computação Centro de Informática ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS DE GERENCIAMENTO DE BANCO DE DADOS: UM ESTUDO NO ORACLE 10G TRABALHO DE GRADUAÇÃO Aluno:

Leia mais

MULTIACERVO - VERSÃO 18.* MANUAL PARA CONVERSÃO DA VERSÃO 17.* PARA 18.*

MULTIACERVO - VERSÃO 18.* MANUAL PARA CONVERSÃO DA VERSÃO 17.* PARA 18.* MULTIACERVO - VERSÃO 18.* MANUAL PARA CONVERSÃO DA VERSÃO 17.* PARA 18.* CONTEÚDO: A) Procedimentos comuns para todas as arquiteturas B) Procedimentos exclusivos arquitetura com sgbd MS-SQL-SERVER C) Procedimentos

Leia mais

Guia de instalação para ambiente de Desenvolvimento LINUX

Guia de instalação para ambiente de Desenvolvimento LINUX Guia de instalação para ambiente de Desenvolvimento LINUX Conteúdo deste manual Introdução O guia de instalação... 3 Capítulo 1 Instalando o servidor Web Apache... 4 Teste de instalação do Apache... 9

Leia mais

Certificação para profissionais Oracle - GUORS 2011

Certificação para profissionais Oracle - GUORS 2011 Certificação para profissionais Oracle - GUORS 2011 Rodrigo Mufalani Universidade UNIGRANRIO RJ 2011 - Agosto Quem sou eu? DBA Oracle Sr na Universidade Unigranrio Venho trabalhando com Oracle desde 2004

Leia mais

MULTIACERVO - VERSÃO 19.* MANUAL PARA CONVERSÃO DA VERSÃO 18.* PARA 19.*

MULTIACERVO - VERSÃO 19.* MANUAL PARA CONVERSÃO DA VERSÃO 18.* PARA 19.* MULTIACERVO - VERSÃO 19.* MANUAL PARA CONVERSÃO DA VERSÃO 18.* PARA 19.* CONTEÚDO: A) Procedimentos comuns para todas as arquiteturas B) Procedimentos exclusivos arquitetura com sgbd SqlServer C) Procedimentos

Leia mais

Faça Fácil Proficy Historian - Armazenamento de Alarmes e Eventos

Faça Fácil Proficy Historian - Armazenamento de Alarmes e Eventos Faça Fácil Proficy Historian - Armazenamento de Alarmes e Eventos Objetivos: Armazenar Alarmes e eventos do ifix no Proficy Historian Pré-Requisitos: Conhecer os princípios básicos de configuração do Proficy

Leia mais

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DE BANCO DE DADOS

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DE BANCO DE DADOS CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DE BANCO DE DADOS ADMINISTRAÇÃO DE BANCO DE DADOS... 4 DEFINIÇÕES PRELIMINARES... 4 HISTÓRIA... 4 TAREFAS DO ADMINISTRADOR DE BANCO DE DADOS:... 5 Instalar o SGBD... 5 Implementar

Leia mais

Manual de Integração Oracle R12 x DFe. Versão 1.6 Outubro/2012

Manual de Integração Oracle R12 x DFe. Versão 1.6 Outubro/2012 Manual de Integração Oracle R12 x DFe Versão 1.6 Outubro/2012 Copyright 1991. Synchro Sistemas de Informação Ltda Manual para Integração Oracle R12 x Dfe 1 Índice 1. Revisão... 2 2. Escopo... 3 3. Público

Leia mais

Banco de Dados Oracle. Faculdade Pernambucana - FAPE

Banco de Dados Oracle. Faculdade Pernambucana - FAPE Faculdade Pernambucana - FAPE Visão Geral dos Componentes Principais da Arquitetura Oracle Servidor Oracle É o nome que a Oracle deu ao seu SGBD. Ele consiste de uma Instância e um Banco de Dados Oracle.

Leia mais

GUIA DE BOAS PRÁTICAS

GUIA DE BOAS PRÁTICAS GUIA DE BOAS PRÁTICAS Sumário Requisitos para um bom funcionamento...3 Menu Configurações...7 Como otimizar o uso da sua cota...10 Monitorando o backup...8 Manutenção de arquivos...12 www.upbackup.com.br

Leia mais

Redatam+SP REcuperação de DAdos para Areas pequenas por Microcomputador

Redatam+SP REcuperação de DAdos para Areas pequenas por Microcomputador Redatam+SP REcuperação de DAdos para Areas pequenas por Microcomputador Redatam+ SP WebServer (R+SP WebServer) Instalação e Configuração para o Sistema Operacional Windows REDATAM+SP é um programa computacional

Leia mais

MIGRANDO PARA ZIM 8.50 (UNIX/WINDOWS)

MIGRANDO PARA ZIM 8.50 (UNIX/WINDOWS) ZIM TECHNOLOGIES DO BRASIL MIGRANDO PARA ZIM 8.50 (UNIX/WINDOWS) Próx Antes de Iniciar O objetivo deste documento é apresentar o processo de Migração para o Zim 8.50 (UNIX/Windows). Para maiores informações

Leia mais

Manual de Instalação e Configuração do SQL Express

Manual de Instalação e Configuração do SQL Express Manual de Instalação e Configuração do SQL Express Data alteração: 19/07/11 Pré Requisitos: Acesse o seguinte endereço e faça o download gratuito do SQL SRVER EXPRESS, conforme a sua plataforma x32 ou

Leia mais

Este é o segundo Percurso de um conjunto de dois, que formam o Percurso Administração de Base de Dados Oracle.

Este é o segundo Percurso de um conjunto de dois, que formam o Percurso Administração de Base de Dados Oracle. Especialista em Base de Dados Oracle 12c Programação e Bases de Dados - Percursos Com certificação Nível: Avançado Duração: 51h Sobre o curso Este programa tem como principal objetivo proporcionar a obtenção

Leia mais

Conteúdo. 1. Propósito 3 2. Realizar Backup 4. 2.1. Por PrefDBManager 4 2.2. Por SQL Server 7 3. Restaurar Backup 10

Conteúdo. 1. Propósito 3 2. Realizar Backup 4. 2.1. Por PrefDBManager 4 2.2. Por SQL Server 7 3. Restaurar Backup 10 Backup PrefSuite Conteúdo 1. Propósito 3 2. Realizar Backup 4 2.1. Por PrefDBManager 4 2.2. Por SQL Server 7 3. Restaurar Backup 10 3.1. Por PrefDBManager 10 3.2. Por SQL Server 12 3.3. Permissão User

Leia mais

INSTALAÇÃO JIVAW LINUX ORACLE

INSTALAÇÃO JIVAW LINUX ORACLE INSTALAÇÃO JIVAW LINUX ORACLE Índice Instalação-atualização JivaW ambiente Linux... 3 1º Passo Mudar Padrão Lang... 3 2º Passo Criar Usuário Mgeweb... 3 3º Passo Alterar hostname... 4 4º Passo Baixar Arquivos

Leia mais

BlackBerry Messenger SDK

BlackBerry Messenger SDK BlackBerry Messenger SDK Versão: 1.2 Getting Started Guide Publicado: 2011-10-11 SWD-1391821-1011103456-012 Conteúdo 1 Requisitos do sistema... 2 2 Dependências de versão do BlackBerry Messenger... 3 3

Leia mais

Tópicos Avançados em Banco de Dados Espaços de Tabelas, Arquivos de Dados e Arquivos de Controle. Prof. Hugo Souza

Tópicos Avançados em Banco de Dados Espaços de Tabelas, Arquivos de Dados e Arquivos de Controle. Prof. Hugo Souza Tópicos Avançados em Banco de Dados Espaços de Tabelas, Arquivos de Dados e Arquivos de Controle Prof. Hugo Souza Após abordarmos os componentes lógicos, em uma síntese de dependências gradativas, vamos

Leia mais

APOSTILA BANCO DE DADOS INTRODUÇÃO A LINGUAGEM SQL

APOSTILA BANCO DE DADOS INTRODUÇÃO A LINGUAGEM SQL 1. O que é Linguagem SQL 2. Instrução CREATE 3. CONSTRAINT 4. ALTER TABLE 5. RENAME TABLE 6. TRUCANTE TABLE 7. DROP TABLE 8. DROP DATABASE 1 1. O que é Linguagem SQL 2. O SQL (Structured Query Language)

Leia mais

MAN004 Back-up e Restore MS SQL Server Cliente: Duralex Sistemas

MAN004 Back-up e Restore MS SQL Server Cliente: Duralex Sistemas MAN004 Back-up e Restore MS SQL Server Autor Data Versão Boby Mayky 18/06/2014 1.0 Diego Hordi 18/06/2014 1.1 1. Objetivo O objetivo deste manual é apresentar as rotinas necessárias para a realização dos

Leia mais

Prof. Carlos Majer Aplicações Corporativas UNICID

Prof. Carlos Majer Aplicações Corporativas UNICID Este material pertence a Carlos A. Majer, Professor da Unidade Curricular: Aplicações Corporativas da Universidade Cidade de São Paulo UNICID Licença de Uso Este trabalho está licenciado sob uma Licença

Leia mais

Roteiro de Uso do InstallShield

Roteiro de Uso do InstallShield Roteiro de Uso do InstallShield Ao iniciar o InstallShield, a janela Welcome to InstallShield será exibida: Selecione a opção Create New Setup Project, para criar um novo modelo de instalação. A janela

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO ORACLE

ADMINISTRAÇÃO ORACLE BANCO DE DADOS ADMINISTRAÇÃO ORACLE Prof. Marcos Alexandruk SUMÁRIO INTRODUÇÃO 03 ORACLE 9i SERVER: OVERVIEW 05 ARQUITETURA FÍSICA 08 ARQUITETURA LÓGICA 16 SEGMENTOS 25 TRANSAÇÕES 27 SEGMENTOS DE ROLLBACK

Leia mais

XSS - CROSS-SITE SCRIPTING

XSS - CROSS-SITE SCRIPTING Segurança XSS - CROSS-SITE SCRIPTING XSS - CROSS-SITE SCRIPTING Vamos supor a seguinte situação: O site ingenuo.com tem um fórum As pessoas escrevem comentários nesse fórum e eles são salvos diretamente

Leia mais

Segurança de Acesso a Banco de Dados no MS SQL Server

Segurança de Acesso a Banco de Dados no MS SQL Server Segurança de Acesso a Banco de Dados no MS SQL Server Para efetuar com sucesso os exemplos que serão mostrados a seguir é necessário que exista no SQL Server uma pessoa que se conecte como Administrador,

Leia mais

Guia: Este manual irá mostrar os procedimentos necessários para o upgrade das versões 5.60 e 6.01 para o Sophos SafeGuard Enterprise 6.10.

Guia: Este manual irá mostrar os procedimentos necessários para o upgrade das versões 5.60 e 6.01 para o Sophos SafeGuard Enterprise 6.10. Upgrade do Sophos SafeGuard Enterprise 5.60/6.0 para a versão 6.10 Guia: Este manual irá mostrar os procedimentos necessários para o upgrade das versões 5.60 e 6.01 para o Sophos SafeGuard Enterprise 6.10.0

Leia mais

Kaseya 2. Dados de exibição rápida. Version R8. Português

Kaseya 2. Dados de exibição rápida. Version R8. Português Kaseya 2 Using StorageCraft Recovery Environment Dados de exibição rápida Version R8 Português Outubro 23, 2014 Agreement The purchase and use of all Software and Services is subject to the Agreement as

Leia mais

ModusOne. ModusOne Setup. Version: 5.2

ModusOne. ModusOne Setup. Version: 5.2 ModusOne ModusOne Setup Version: 5.2 Written by: Product Documentation, R&D Date: February 2013 2012 Perceptive Software. All rights reserved ModusOne é uma marca registrada da Lexmark International Technology

Leia mais

Passos para executar um programa no Simulador MPLAB

Passos para executar um programa no Simulador MPLAB Passos para executar um programa no Simulador MPLAB 1 Vá em FILE (Arquivo) 2 OPEN (Abrir) 3 Irá aparecer uma tela ABRIR. Examinar encontre a pasta onde está o arquivo modelo ou arquivo já gravado Lembre

Leia mais

Ambientação JAVA. Versão 0.1 MICHEL CORDEIRO ANALISTA DE NEGÓCIO (NTI 2014) 1 UNIVERSIDADE CEUMA 08/01/2014

Ambientação JAVA. Versão 0.1 MICHEL CORDEIRO ANALISTA DE NEGÓCIO (NTI 2014) 1 UNIVERSIDADE CEUMA 08/01/2014 UNIVERSIDADE CEUMA Ambientação JAVA Versão 0.1 08/01/2014 Este é um modelo de configuração para desenvolvimento no ambiente Java. MICHEL CORDEIRO ANALISTA DE NEGÓCIO (NTI 2014) 1 Sumário Sumário... 2 1

Leia mais

Revisando sintaxes SQL e criando programa de pesquisa. Prof. Vitor H. Migoto de Gouvêa Colégio IDESA 2011

Revisando sintaxes SQL e criando programa de pesquisa. Prof. Vitor H. Migoto de Gouvêa Colégio IDESA 2011 Revisando sintaxes SQL e criando programa de pesquisa. Prof. Vitor H. Migoto de Gouvêa Colégio IDESA 2011 Edição 5 SELECT * FROM Minha_memoria Revisando Sintaxes SQL e Criando programa de Pesquisa Ano:

Leia mais

Escrito por Daniel Donda Qui, 06 de Novembro de 2008 18:21 - Última atualização Qui, 06 de Novembro de 2008 18:47

Escrito por Daniel Donda Qui, 06 de Novembro de 2008 18:21 - Última atualização Qui, 06 de Novembro de 2008 18:47 Conhecendo o Event Viewer Muito importante na manutenção e monitoramento de servidores o Event Viewer é uma ferramenta que gera logs de eventos tudo o que ocorre no servidor. Como o sistema nunca para

Leia mais

ATENÇÃO. Leitura Indispensável

ATENÇÃO. Leitura Indispensável ATENÇÃO Leitura Indispensável O Guia Rápido do Asure ID 2009 foi criado com base na versão Exchange, ou seja, a versão mais completa da linha Asure ID 2009, portanto, os usuários de outras versões ao utilizarem

Leia mais

Prof. Omero, pág. 63. Banco de Dados InterBase.

Prof. Omero, pág. 63. Banco de Dados InterBase. Prof. Omero, pág. 63 O que é o InterBase? O InterBase é um SGBDR - Sistema Gerenciador de Banco de Dados Cliente/Servidor Relacional 1 que está baseado no padrão SQL ANSI-9, de alta performance, independente

Leia mais

Backup com Bacula. 05 de Março de 2010. Ponto de Presença da RNP no Espírito Santo. Sobre o Bacula. Comandos de console Interface Web.

Backup com Bacula. 05 de Março de 2010. Ponto de Presença da RNP no Espírito Santo. Sobre o Bacula. Comandos de console Interface Web. Backup com Bacula Ponto de Presença da RNP no Espírito Santo 05 de Março de 2010 Rômulo Furtado 1/46 Projeto Open Source História do Projeto Porque usar o Bacula Backup de qualquer cliente, de um Palm

Leia mais