Conselho de Segurança das Nações Unidas Os Povos Sem Estado

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Conselho de Segurança das Nações Unidas Os Povos Sem Estado"

Transcrição

1 Conselho de Segurança das Nações Unidas Os Povos Sem Estado Mesa Diretora Hugo Padilha Paula Maia

2 1. Histórico do comitê Durante a história das civilizações, a partir do momento que o ser humano tornou-se um ser político e passou a viver em comunidade, começaram a haver problemas com relação à interação entre as cidades, feudos, reinos e/ou impérios, sendo a maior fonte de conflito as diferenças culturais. Foi então que, na antiguidade, surgiu a profissão a qual os senhores irão assumir durante seus trabalhos, função a qual sem ela não restaria nada senão uma terra desolada pela guerra: a diplomacia. Ao longo da história, nos deparamos também com muitas convenções de cidadãos com função diplomática e decisória, sendo algumas das mais importantes a Liga de Delos e mais recentemente a Liga das Nações, antecedente mais recente da Organização das Nações Unidas (ONU). Criada após a Primeira Guerra Mundial, objetivando prevenir outros conflitos que pudessem acontecer a Liga das Nações, com a Segunda Guerra Mundial, mostrou-se ineficiente e foi substituída pela ONU durante a Conferência de São Francisco em abril de 1945, que contava com cinco órgãos: o Secretariado, a Assembleia Geral, o Tribunal Internacional de Justiça, o Banco Mundial e o Conselho de Segurança. Após a Segunda Guerra Mundial, o mundo assumiu um arranjo polarizado entre União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS) e os demais países de esquerda, os Estados Unidos da América e boa parte dos países capitalistas. Desde então, o Conselho de Segurança mostrou-se o mais importante órgão da ONU no que diz respeito às relações diplomáticas entre os dois lados do mundo. O Conselho de Segurança é formado por uma mesa decisória de 15 cadeiras, que incluem dois grupos: 1 Os P5, que atualmente são os Estados Unidos da América, a Quinta República Francesa, a República Popular da China, o Reino Unido da Grã Bretanha e Irlanda do Norte e a Federação Russa, mas que já incluíram outros membros como a URSS, o Governo Provisório da República Francesa, a Quarta república Francesa e Taiwan. Os P5 são os únicos países dentro do comitê que teoricamente possuem cadeiras permanentes dentro do Conselho e, além disso, possuem o poder de veto. O que é o Veto? O Veto é um poder reativo dos membros desse pequeno grupo que pode ser usado frente a uma proposta de resolução, que significa dizer Eu

3 proíbo, o que significa que aquela resolução não poderá ser posta em ação e que, se as ações vetadas forem tomadas, acarretará consequências. 2 O grupo de cadeiras rotativas é formado por 10 delegações eleitas a cada dois anos pela Assembleia Geral, outro órgão da ONU. Vale lembrar que não há distinção alguma entre força dos votos com relação à riqueza, cultura, etnia ou a grupo ao qual o país pertence no Conselho. A única diferença entre os países no comitê é a duração de seus mandatos e o poder de veto que pode ou não ser exercido por alguns membros do Conselho. 2. Histórico do problema Povos sem Estado é um problema muito mais antigo do que se pode parecer. Um dos primeiros e mais antigos registros existentes são os Hebreus, que passaram séculos escravizados no Egito Antigo, até que conseguissem conquistar sua liberdade e o direito de governar a si mesmos.(êxodo/bíblia) Portanto, esse problema vai bem além da inexistência de Estado (que é exatamente o que acontece na Anarquia ou no Socialismo Utópico, sendo o segundo tendo sido proposto por Karl Marx no Manifesto Comunista, o qual alega que após a Revolução do Proletariado, o Estado irá enfraquecer até deixar de existir). É um problema da falta de representação que pode ocorrer por diversos motivos, sendo por alienação ou simplesmente por opressão exercida por uma etnia mais numerosa, poderosa ou avançada sobre uma mais escassa, fraca ou dependente da outra. Nas Américas o problema começou a aparecer em 1492 quando Cristóvão Colombo, um navegador italiano, a mando do Rei da Espanha foi enviado para o Oeste na esperança de encontrar novas riquezas e também uma rota alternativa para as Índias (que não fosse pelo Mar Mediterrâneo ou pela terra) e que assim, com um erro de rota, acabou descobrindo as Américas. Em questão de décadas até os mais poderosos impérios

4 americanos caíram pelas mãos dos europeus como se não fossem nada (principalmente pela diferença tecnológica grandiosa devido ao advento da pólvora, criada pelos chineses e levada à Europa por expedições). Praticamente no século 19, tirando alguns poucos povos indígenas em florestas densas ou em ilhas distantes (como o Havaí), os nativos americanos foram escravizados ou alienados numa sociedade onde eles foram considerados, e em alguns casos são até hoje, sub-humanos, não cidadãos. Mesmo sendo os donos de direito daquela terra, foram exterminados e cercados em áreas de reserva, característica muito evidente nos Estados Unidos da América, que realizaram muitas guerras contra os selvagens principalmente na Expansão para o Oeste e na corrida aurífera. Povos que até hoje, na maior parte dos países da América, não obtiveram a importância política reconhecida. No sul da América do Sul, a tribo indígena Mapuches, conseguiu se defender dos ataques espanhóis e em 1641, por meio do Tratado de Quilín, tiveram seus territórios reconhecidos pela Coroa Espanhola. No entanto, com a independência do Chile e da Argentina, a terra da tribo foi atacada e anexada por forças republicanas e a população posta em reservas indígenas e marginalizadas das sociedades argentina e chilena. Outro grande problema de representação nas Américas foi a problemática das colônias, cujos donos de colônias descendentes diretos de europeus eram considerados, quase sempre, inferiores aos próprios europeus e não tinham seus desejos levados em conta pelos governantes na Europa. Ao mesmo passo, os donos de colônias que governavam suas terras nas Américas, na África, na Ásia e na Oceania, sem necessariamente estarem presentes nesses lugares, eram respeitados. Isso levou as colônias cujos colonos moravam em suas terras, a lutar por sua independência com relação à metrópole, a ter seu próprio Estado. O primeiro país a conquistar isso foi os Estados Unidos da América, em 1770, fundado pelas antigas 13 Colônias. *A problemática também foi muito marcante na Ásia. As duas principais colônias eram a China e a Índia, que foram brutalmente persuadidas a ceder suas soberanias às potências europeias, principalmente à Inglaterra ( O Império em que o Sol nunca se põe ) e só vieram a conseguir suas independências mais tarde, no caso da Índia em 1947, graças aos esforços conjuntos de Mahatma Gandhi, Jawaharlal Nehru (representantes dos Hindus) e de Mohammed Ali Jinna (representante dos mulçumanos), que lutaram por uma causa praticamente perdida durante um longo tempo e

5 conseguiram a independência das terras de uma antiga colônia inglesa, dividindo-a em três partes, surgindo assim a Índia, Paquistão Oriental (atual Bangladesh) e Paquistão Ocidental. Uma das áreas mais conflituosas com relação ao tema está localizada na Europa que, ao contrário do Brasil que todos se definem como brasileiros, sempre existiram diversas etnias que persistiram praticamente sem mistura. A partir do século 19, a criação do conceito de nacionalismo levou a um aumento muito grande de tensões, que foi a principal causa da Primeira Guerra Mundial. Com o Tratado de Versalhes, em 1919, e a dissolução dos Impérios Austro-Húngaro e Turco-Otomano, houve a criação de alguns países, como a Iugoslávia e a Tchecoslováquia que eram um grande amontoado de etnias em um país e que normalmente não se entendiam. Isso acarretou, na Iugoslávia até hoje, a opressão de grupos minoritários principalmente, porém não exclusivamente, pelos Sérvios. Também houve muita violência por parte dos croatas e de mulçumanos. Um acontecimento que serve de exemplo para uma das possíveis metas desta reunião é o que se refere à criação do Estado de Israel, em 1947, por resolução da ONU. A resolução ditava a separação do antigo território da Palestina em parte para os palestinos (atual Palestina) e em parte para os judeus (atual Estado de Israel). O problema que se seguiu foi: fortalecida por uma população judaica rica, principalmente advinda dos EUA, o Estado de Israel recebeu muito investimento na área militar. Esse investimento acabou com, em 1948, garantir a vitória aos israelitas sobre uma liga massiva de muçulmanos indignados com a presença do Estado judaico na região, além de garantir também a vitória desse povo em muitas outras batalhas, como a Guerra dos Sete Dias e a Guerra do Yonk Puur. Isso levou a, depois de muito tempo, uma reviravolta na situação. Agora, ao invés dos judeus não possuírem Estado, os palestinos deixaram de possuir um. 3. Atualidades Esse conflito por autoafirmação de etnias se mostrou muito intenso nas últimas décadas. Iremos tratar nesse capítulo dos mais expressivos.

6 Comecemos então pela região dos Bálcãs, na Europa. Durante a Segunda Guerra Mundial, todo o leste europeu foi ocupado pelas forças fascistas e nazistas, inclusive o mosaico étnico chamado Iugoslávia. O líder da resistência, o croata Josip Broz Tito, após o fim da guerra tornou-se o chefe de Estado desse mosaico étnico e um colaboracionista de Stalin, tornando assim seu país socialista. Tito era um bom governante, adorado pelo seu povo. Ele usou de seu carisma para governar e unir povos extremamente diferentes. Após sua morte em 1980 e com a queda dos regimes socialistas europeus em 1989, ocorreu o primeiro golpe contra a unidade iugoslava. A primeira região a se separar foi a Eslovênia, cujo processo fora relativamente pacífico, visto a pouca presença de croatas e sérvios na região. Em contradição, a separação Croácia e da Bósnia-Herzegovina foi um conflito muito sangrento e principalmente contra os muçulmanos bósnios, fora realizado um massacre por parte tanto dos sérvios quanto dos croatas que, com um apelo do mundo todo, receberam auxílio dos Estados Unidos da América, que estava sem política externa definida no momento (logo após o fim da Guerra Fria). Houve também, após 10 anos (em 2005) outro massacre, que teve cenário Ocorreu no Kosovo, também na Iugoslávia, por parte dos sérvios. Hoje em dia o estado kosovar e o montenegrino já são reconhecidos internacionalmente. Outra questão importante de se falar são os conflitos existentes na Espanha, principalmente com relação aos bascos, que realizam ataques terroristas com frequência sobre os espanhóis. Os bascos calmam sua independência, uma vez que possuem cultura e língua próprias e se veem independentes do resto da Espanha. Uma das situações mais delicadas situa-se na Federação Russa que, sendo o país do mundo, possui dezenas de Estados e regiões independentes em seu território, apesar de ainda fazerem parte da Federação. Os conflitos mais tortuosos tem cenário na região do Cáucaso, na região da Ossétia do Norte (que quer ser anexada pela Ossétia do Sul) e na região da Chechênia, onde ocorre uma verdadeira guerra entre os russos e os chechenos. O outro grande titã no que diz respeito a grande império com muitas reivindicações de territórios por parte de minorias é a República Popular da China, que enfrenta conflitos por diferenças étnicas, culturais e religiosas em aproximadamente 40% do seu território, sendo rígidos em relação à sessão de territórios.

7 No Reino Unido, em 1916, por questões religiosas houve a saída de uma parte da Irlanda do Reino Unido, a parte católica mais especificamente, que enfrentou guerras e aproximadamente seis anos até ser reconhecida como independente. Na Ásia há também um conflito desde a independência da Índia pela região da Caxemira, que fica na tripla fronteira entre Paquistão, Índia e China, três titãs possuidores de armamento nuclear que lutam pelo controle da dessa região, por possui um contingente étnico significante das três partes. Também há problema no Sri Lanka, uma pequena ilha a sul da Índia que conquistou a independência junto a ela, na qual habitam diversas etnias que lutam entre si pelo domínio dessas terras. Nas Américas, como já mencionado, há um grande problema de sub-representação com relação aos nativos. Além disso, predomina o problema do Canadá, que possui um Estado independente (Québec), uma antiga colônia francesa, na qual a língua oficial é o francês e que exige sua separação do resto do país. Uma das ferramentas utilizadas pelo governo canadense para amenizar a situação foi declarar o francês como segunda língua oficial do país. Na Oceania, tanto a Indonésia quanto as Filipinas enfrentam um sério problema, onde a maioria muçulmana oprime as minorias, principalmente cristãs. Isso também representa um grave problema. Na África, os principais problemas de falta de representação (ou falta de Estado) foram na África do Sul, durante o regime do Apartheid. Durante esse regime os negros, mais de 90% da população, eram tratados como animais pelos europeus e não possuíam direitos políticos. A luta por esses direitos foi adotada por Gandhi, até que o governo o exilou do país por tentar acabar com o esta situação. Reação parecida com a prisão de Nelson Mandela, ex-presidente sul africano, que foi o maior responsável pelo fim desse regime. A maior parte dos conflitos nesse continente são sequelas do neoimperialismo europeu que, ao estipular limites arbitrários para os países, acabaram por separar tribos ou aproximar tribos rivais. As consequências desse ato podem ser percebidas, por

8 exemplo, no massacre realizado pelos hutus sobre os tutsis na Ruanda, na secessão recente do Sudão do Sul (cristão) frente ao Sudão (predominantemente árabe) no Chifre da África, ocasionando devastação na região, e também na Nigéria, onde há conflitos religiosos. Chegamos, por fim, ao ponto de maior importância da discussão: os Curdos. Quem são os curdos? Os curdos representam o maior povo sem Estado no mundo, com aproximadamente 30 milhões de pessoas, vivendo no Oriente Médio entre quatro países: Turquia, Irã, Iraque e Síria. O Curdistão, ao longo da história, nunca possuiu autonomia própria. Apesar disso, experimentou certa independência ate 1639, quando foi incorporado pelo império Turco Otomano e em 1924, com o novo regime na Turquia, onde continuam sendo intensamente reprimidos. Em 1946, eles conseguiram fundar a República de Mahabad, reconhecida pela URSS, porém rapidamente revertida ao território iraniano e fortemente reprimida nos quatro países que ocupa. 4. Posicionamento dos Países: 4.1. América República Argentina (membro eleito) A República Argentina, assim como o Brasil, é um grande mosaico étnico, contendo aproximadamente 20 etnias, relativamente miscigenados, e, ainda assim, não há grandes problemas com relação a isso, além do problema com os Mapuches, apesar de que, há décadas (se não séculos), haver a disputa com o Reino Unido pela posse das Ilhas Malvinas, que de certa forma é um conflito de representação, na qual a Argentina reivindica o controle sobre o arquipélago.

9 República Federativa do Brasil (membro convidado) A República Federativa do Brasil, nos últimos tempos, teve papel de mediador no cenário geopolítico global, o que a torna uma nação importantíssima numa discussão tão delicada como esta que até cogita a criação de novos Estados. Canadá (membro convidado) O Canadá, como já citado, possui problemas históricos com uma de suas províncias, Québec, que fora anexada há séculos, porém que continuou com a cultura predominantemente francesa, e, apesar de algumas atitudes com a intenção de amenizar os conflitos separatistas dessa província, eles ainda ocorrem e o Canadá não cede. República do Chile (membro convidado) A República do Chile, no que se refere à temática do problema, possui conflitos em especial com a tribo dos Mapuches, que possuía território independente mas que fora posteriormente anexada. Na atualidade essa tribo reivindica o reconhecimento da diversidade étnica e cultural chilena, a participação na condução e elaboração de políticas indígenas, a concessão de terras públicas ou a desapropriação de privadas para assentamentos de comunidades indígenas, a proteção legal de suas terras e recursos naturais e finalmente o apoio estatal ao desenvolvimento econômico e cultural das comunidades. Estados Unidos da América (membro permanente) Os Estados Unidos da América, estandarte mundial da defesa à liberdade e aos

10 direitos, possui uma história muito diferente disso, principalmente no que diz respeito a quem possui direito de representação em seu território, com histórico de perseguição a negros e católicos e de segregação de tribos indígenas. Apesar de tudo, continua sendo defensor de boa parte das causas separatistas, tendo sido o principal ator na criação do Estado de Israel. República da Guatemala (membro eleito) A República da Guatemala entra mais na discussão por ser um dos atuais membros eleitos do Conselho, apesar de, principalmente durante a Guerra Fria, ter passado por alguns conflitos armados principalmente com as nações próximas a ela. 4.2 Europa: República Federal da Alemanha (membro convidado) O maior conflito que se pode citar a respeito do tema sobre a República Federal da Alemanha é, lamentavelmente, das atrocidades realizadas pelos nazistas durante a segunda guerra mundial, cujos maiores mártires foram os judeus e os comunistas, incluindo também os negros, deficientes físicos e mentais, ciganos, homossexuais e pessoas de outras etnias diversas. República da Armênia (membro convidado) A questão da República da Armênia, juntamente com o Azerbaijão, a Geórgia e a Rússia, são os conflitos na região do Cáucaso (região onde se encontram esses países e o sudeste da Rússia) onde ocorreram várias disputas entre esses países (e até entre

11 regiões do mesmo país) para que houvesse a anexação de um pelo outro ou pela separação. República do Azerbaijão (membro eleito) A questão da República do Azerbaijão, juntamente com a Armênia, a Geórgia e a Rússia, são os conflitos na região do Cáucaso (região onde se encontram esses países e o sudeste da Rússia) onde ocorreram várias disputas entre esses países (e até entre regiões do mesmo país) para que houvesse a anexação de um pelo outro ou pela separação. Bósnia (membro convidado) A Bósnia possui um papel muito importante neste comitê, que, ao lado da Eslovênia, da Croácia e do Kosovo desempenharam conflitos militares contra, principalmente, a Sérvia, em busca de sua independência, sendo a Guerra da Bósnia tendo sido um verdadeiro genocídio e deixado o país destruído. República da Croácia (membro convidado) A Croácia possui um papel muito importante neste comitê, que, ao lado da Eslovênia, da Bósnia e do Kosovo desempenharam conflitos militares contra, principalmente, a Sérvia, em busca de sua independência, mas, especificamente a Croácia, após conquistar a sua, guerreou também contra os bósnios, pois boa parte do território reclamado pelos bósnios não era só da Sérvia, mas também da Croácia, o que deixou a Bósnia numa situação parecida com a do "Corredor Polonês". República da Eslovênia (membro convidado) A Eslovênia possui um papel muito importante neste comitê, que, ao lado da

12 Bósnia, da Croácia e do Kosovo desempenharam conflitos militares contra, principalmente, a Sérvia, em busca de sua independência, sendo o conflito da Eslovênia o mais pacífico de todos eles, principalmente pelo fato de que há uma predominância de eslovenos em seu território, ao contrário da Croácia e da Bósnia. Reino da Espanha (membro convidado) A Espanha enfrenta há muito tempo o problema com o País Basco, mas seu comportamento até hoje foi contrário à cessão de independência ao povo basco, o que garante a ela um posicionamento contrário a algumas das possíveis metas desta conferência. República Francesa (membro permanente) Ao contrário de outras nações, como o Reino Unido, a França possui um histórico violento com relação as suas colônias, tendo a grande parte ido à guerra para conquistar sua independência, em especial o Vietnã (que tornou-se Laos, Camboja e Vietnã) e o Magreb (que tornou-se Marrocos, Argélia e Tunísia), nos quais ocorreram guerras sangrentas, na segunda metade do século XX, para conseguirem sua relutante independência. Reino Unido da Grã-Bretanha e Irlanda do Norte (membro permanente) O Reino Unido, no que se refere às suas ex-colônias, é um exemplo a ser seguido, pois, não só, com algumas exceções e atrasos, concedeu independência às suas colônias sem a necessidade de guerras, ao contrário da França, mas ainda criou um grupo que manteve-os unidos chamado Commonwealth, que ajuda a manutenção das relações diplomáticas, até hoje, de boa parte dos países de língua inglesa.

13 Geórgia (membro convidado) A questão da Geórgia, juntamente com a Armênia, o Azerbaijão e a Rússia, são os conflitos na região do Cáucaso (região onde se encontram esses países e o sudeste da Rússia) onde ocorreram várias disputas entre esses países (e até entre regiões do mesmo país) para que houvesse a anexação de um pelo outro ou pela separação. Kosovo (membro convidado) O Kosovo possui um papel muito importante neste comitê, que, ao lado da Eslovênia e da Croácia e da Bósnia desempenharam conflitos militares contra, principalmente, a Sérvia, em busca de sua independência, sendo a Guerra do Kosovo, o segundo grande genocídio feito pelos sérvios contra uma nação mulçumana, o que também deixou o Kosovo em condições terríveis. Grão-Ducado do Luxemburgo (membro eleito) Luxemburgo, sendo um dos menores países do continente europeu, mas não menos importante, não possui histórico de repressão a minorias, principalmente pela população reduzida, mas possui um papel crucial na discussão por ser um dos membros eleitos do Conselho. República da Sérvia (membro convidado) A Sérvia, historicamente, mostrou-se e mostra-se contra à independência de outras etnias, principalmente dentro de seu território, realizando campanhas sangrentas na tentativa de impedi-las.

14 Federação Russa (membro permanente) A Rússia, maior país do mundo há séculos, possui um longo histórico de subjugação de povos e é absolutamente contra a sua independência, possuindo diversos povos dentro de seu território querendo separação, sendo eles, principalmente, os chechenos e os ossetianos, sendo, também, completamente inflexíveis sobre o assunto. 4.3 África: República da África do Sul (membro convidado) O acontecimento histórico mais marcante da África do Sul foi o Apartheid, que foi exatamente um conflito étnico entre europeus e africanos no país que levou até mesmo à criação de Lesoto e da Suazilândia, que acabaram sendo, na verdade, apenas grandes periferias de negros. República Árabe do Egito (membro convidado) País com segundo maior PIB na África, o Egito passou por conflitos calorosos ultimamente, juntamente com a Síria, a Turquia, a Líbia e a Tunísia (a Primavera Árabe), que, apesar de não serem étnicos, mostraram a força que se pode conseguir quando se deseja mudanças, mesmo que leve a conflitos sangrentos, como ocorreu em alguns desses países. República Democrática Federal da Etiópia (membro convidado) A República da Etiópia existe desde 1975 quando foi abolida a monarquia em um império que, tirando o período de ocupação pela Itália durante o período da Segunda Guerra, durou cerca de 900 anos, um dos mais poderosos da África. A Etiópia, como ex-império, tem a tendência natural de abrigar diversas etnias distintas em seu território,

15 e é exatamente por este motivo que há mais de meio século existem conflitos civis em seu território que levaram à independencia da Eritréia, por exemplo, mas principalmente conflitos com povos somalis (etnia) do Quênia e da própria Etiópia. Reino de Marrocos (membro eleito) Marrocos, juntamente com a Mauritânia e a Espanha, entraram em um conflito armado que durou quase duas décadas com rebeldes do atual Saara Ocidental, que exigiam sua independência frente à Espanha. A guerra acabou com a retirada espanhola em 1976, o recuo da Mauritânia em 1979 e o cessar fogo marroquino que ocorreu somente em 1991, o que não levou Marrocos a deixar de ocupar a região, a qual a maior parte ainda permanece sobre sua ocupação. República Federal da Nigéria (membro convidado) Como citado previamente, ocorre um intenso conflito dentro da Nigéria entre os mulçumanos, que compõem 50,5% da população do país, e os cristãos, 48,2% da população. Os mulçumanos tentam (e já conseguiram em algumas regiões) introduzir a Sharia (Lei Islâmica) como base legislativa. Enquanto isso os cristãos respondem à grupos repressivos anticristãos, que gera um conflito que já deixou mais de mortos no país. República do Quênia (membro convidado) Durante toda sua história, o Quênia foi considerado um dos mais pacíficos países de todo continente africano. Contudo, no final de 2007, violentos conflitos deram fim à boa fama da região em um episódio marcado pela morte de milhares de pessoas. Diversos homens munidos de facões invadiram uma favela em Nairóbi, capital do país,

16 provocando uma série de linchamentos, estupros, mutilações, incêndios e assassinatos. Essa ação extremada foi uma resposta ao fraudulento processo eleitoral que oficializou a reeleição do presidente Mwai Kibaki, membro da etnia quicuio. De fato, esta sangrenta manifestação foi produto das rixas existentes entre os quicuios e as demais tribos e etnias que também habitam esse país. Contudo, deve se lembrar principalmente o caráter pacífico desse país. República de Ruanda (membro eleito) Desde sua colonização, os tutsis, que são ligeiramente mais claros que a outra etnia, os hutus, que são nove vezes mais numerosos, foram mais bem tratados e, por fim, com a independência do país, deixados no poder, o que em, 1990, fez com que estourasse a Guerra Civil de Ruanda, sobre a qual existem muitas divergências sobre a data de termino, visto que, segundo alguns, até hoje ela continua. Em 1994 ocorreu um genocídio com cerca de tutsis assassinados, sendo este um dos conflitos mais sangrentos da atualidade e resultando num certo acordo para a divisão do poder político entre os dois grupos. República Federal da Somália (membro convidado) A Guerra Civil da Somália é uma guerra civil em andamento na República da Somália. O conflito, que começou em 1991, tem causado a desestabilização de todo o país, com a fase atual do conflito vendo o governo do país perder o controle substancial do estado para as forças rebeldes. Os distúrbios compreendiam inicialmente uma série de confrontos entre diversas facções tribais, mas desde meados da década de 2000, assumiu um tom islâmico militante. De 2006 a 2009, a Força de Defesa Nacional da Etiópia estava envolvida no conflito. O governo da Somália declarou o estado de exceção em junho de 2009, solicitando apoio internacional imediato, e a intervenção militar dos países vizinhos do Leste Africano. República do Sudão (membro convidado)

17 O Sudão, juntamente com o Sudão do Sul, mais novo país reconhecido, entraram em um conflito étnico-religioso há bastante tempo que resultou em uma violenta guerra civil que, desde a separação do Sudão do Sul, tornou-se uma guerra não-civil que é atenuada apenas por armistícios na região de suas fronteiras. República do Sudão do Sul (membro convidado) O Sudão do sul, mais novo país reconhecido, juntamente com o Sudão, entraram em um conflito étnico-religioso há bastante tempo que resultou em uma violenta guerra civil que, desde a sua separação, tornou-se uma guerra não-civil que é atenuada apenas por armistícios na região de suas fronteiras. República Togolesa (membro eleito) O Togo, apesar de não fazer parte diretamente do contexto da discussão, além, claramente, de seguir os princípios da ONU para este assunto, é um país extremamente importante para ela, uma vez que é um dos membros eleitos, ou seja, dotado de voto, o que o torna indispensável. 4.4 Ásia República Popular da China (membro permanente) A China, assim como a Rússia, possui um território surpreendentemente grande, e, assim como ela, o conquistou por meio de conflitos, subjugando os povos mais fracos que vivam nos territórios ocupados. Entre muitos conflitos, o mais importante é o do Tibete, quando, inclusive, o Dalai Lama, líder religioso budista e político do Tibete, inclusive em exílio, fugiu para a Índia, acolhimento por parte dela que desgastou ainda mais as relações entre China e Índia. A China é absolutamente contra a sessão de liberdade a esses países, impondo a economia e a política dessas regiões.

18 República da Coréia (membro eleito) A Coréia do Sul, separada do Norte desde 1953, apesar de a guerra só ter parado por conta de um armistício (trégua indeterminada), é um grande exemplo do que pode acontecer quando se têm diferenças ideológicas muito grandes em um país, apesar de ter conseguido, nas últimas décadas, superar em muito a economia do Norte, graças ao Japão. República da Índia (membro convidado) Como mencionado previamente, a Índia possuiu, juntamente com o Paquistão e o atual Bangladesh, uma independência relativamente pacífica em relação à Inglaterra, porém, desde 1947, Paquistão e Índia, e, eventualmente, também a China, entram em conflitos territoriais fortíssimos, principalmente na região da Caxemira. Assim como no Paquistão, há grandes conflitos religiosos internos de Hindus contra Árabes (entre outras minorias, como cristãos). República Islâmica do Irã (membro convidado) O Irã, juntamente com a Turquia, a Síria e o Iraque, são os quatro países nos quais vive o povo curdo. Este povo, oprimido há séculos, reivindica sua liberdade, que é brutalmente negada, sendo frequentes os massacres. República do Iraque (membro convidado) O Iraque, juntamente com a Turquia, o Irã e a Síria, são os quatro países nos quais vive o povo curdo. Este povo, oprimido há séculos, reivindica sua liberdade, que é brutalmente negada, sendo frequentes os massacres.

19 Estado de Israel (membro convidado) Israel foi o primeiro Estado criado juntamente com a ONU, como forma de reparação pelo genocídio dos judeus na segunda guerra. Apesar de mostrar o posicionamento favorável da Inglaterra e EUA com a criação de Estados para minorias oprimidas, Israel, depois da Primeira Guerra Árabe, que passou a oprimir seus vizinhos, apesar de na maioria das vezes ser por legítima defesa. Atualmente, Israel não cede mais liberdade política completa à Palestina e anexou varios territórios da Síria e Cisjordânia. República Islâmica do Paquistão (membro eleito) Como mencionado previamente, o Paquistão possuiu, juntamente com a Índia e o atual Bangladesh, uma independência relativamente pacífica em relação à Inglaterra, porém, desde 1947, Paquistão e Índia, e, eventualmente, também a China, entram em conflitos territoriais fortíssimos, principalmente na região da Caxemira. Assim como na Índia, há grandes conflitos religiosos internos de Hindus contra Árabes (entre outras minorias, como cristãos). República Árabe Síria (membro convidado) A Síria, juntamente com a Turquia, o Irã e o Iraque, são os quatro países nos quais vive o povo curdo. Este povo, oprimido há séculos, reivindica sua liberdade, que é brutalmente negada, sendo frequentes os massacres. A síria também está em crise de governo, o que pode fazer com que, com a queda do atual, seu posicionamento a respeito deixe de ser contrário. República da Turquia (membro convidado) A Turquia, juntamente com a Síria, o Irã e o Iraque, são os quatro países nos quais vive o povo curdo. Este povo, oprimido há séculos, reivindica sua liberdade, que é brutalmente negada, sendo frequentes os massacres.

20 República das Filipinas (membro convidado) As Filipinas, assim como a Indonésia, sofrem de um problema religioso sério de mulçumanos contra cristãos. Com violência por parte dos seguidores das duas religiões, não se parece haver acordo entre eles, visto que os dois grupos representam boa parte da população. 4.5 Oceania Comunidade da Austrália (membro eleito) A Austrália foi originalmente colonizada pelos aborígenes, etnia presente até hoje no país, apesar de apresentar população extremamente reduzida. Com a chegada dos europeus ao continente, houve, como em muitas outras áreas de colonialismo, um grande massacre por parte dos europeus, o que demonstra o caráter imperialista que as potências européias possuíam. Na atualidade não existem mais conflitos etnicos graves no continente australiano, o que faz a Austrália um país bem neutro quanto ao assunto. República da Indonésia (membro convidado) As Filipinas, assim como a Indonésia, sofrem de um problema religioso sério de mulçumanos contra cristãos. Com violência por parte dos seguidores das duas religiões, não se parece haver acordo entre eles, visto que os dois grupos representam boa parte da população.

Oriente Médio. Geografia Monitor: Renata Carvalho e Eduardo Nogueira 21, 24 e 25/10/2014. Material de Apoio para Monitoria

Oriente Médio. Geografia Monitor: Renata Carvalho e Eduardo Nogueira 21, 24 e 25/10/2014. Material de Apoio para Monitoria Oriente Médio 1.(VEST - RIO) A Guerra do Líbano, o conflito Irã/ Iraque, a questão Palestina, a Guerra do Golfo, são alguns dos conflitos que marcam ou marcaram o Oriente Médio. Das alternativas abaixo,

Leia mais

Para saber mais! Nações sem Território IDH. 8ºANO Expedição 1 Professora Bruna Andrade

Para saber mais! Nações sem Território IDH. 8ºANO Expedição 1 Professora Bruna Andrade Para saber mais! Nações sem Território IDH 8ºANO Expedição 1 Professora Bruna Andrade 1. Nações sem Território ma NAÇÃO é formada por um grupo de indivíduos que apresenta características históricas, culturais,

Leia mais

EUROPA CONFLITOS ÉTNICOS RELIGIOSOS

EUROPA CONFLITOS ÉTNICOS RELIGIOSOS EUROPA CONFLITOS ÉTNICOS RELIGIOSOS A Questão do País Basco Espaço: A etnia separatista basca habita o noroeste da Espanha e sudoeste da França. Os Fatores do Conflito A singularidade do povo basco que

Leia mais

A questão da Irlanda do Norte

A questão da Irlanda do Norte A presença de vários grupos étnicos e religiosos num determinado país pode desencadear conflitos internos, principalmente quando um desses grupos aspira à conquista de sua autodeterminação política. Enquadraram-se

Leia mais

Descolonização e Lutas de Independência no Século XX

Descolonização e Lutas de Independência no Século XX Descolonização e Lutas de Independência no Século XX A Independência da Índia (1947) - Antecedentes: Partido do Congresso (hindu) Liga Muçulmana Longa luta contra a Metrópole inglesa - Desobediência pacífica

Leia mais

África. Palavras amáveis não custam nada e conseguem muito. Blaise Pascal 30. www1.folha.uol.com.br

África. Palavras amáveis não custam nada e conseguem muito. Blaise Pascal 30. www1.folha.uol.com.br África Acredita-se que a situação atual da África seja resultado da maneira em que foi colonizado pelos Europeus. Por meio de colônia de exploração de recursos mineiras, separação dos territórios tribais

Leia mais

Professor Thiago Espindula - Geografia. África

Professor Thiago Espindula - Geografia. África África A seguir, representação cartográfica que demonstra a localização da África, em relação ao mundo. (Fonte: www.altona.com.br) Europeus partilham a África A Conferência de Berlim, entre 1884 e 1885,

Leia mais

Oriente Médio Oceania

Oriente Médio Oceania 1 Fonte: Para viver juntos: Geografia, 9º ano: ensino fundamental. São Paulo: Edições SM, 2008, p. 206. O mapa acima nos mostra uma região que tem sido motivo de disputas e conflitos entre os europeus

Leia mais

Descolonização Afroasiática

Descolonização Afroasiática Aula 50 Descolonização Afroasiática 1 Fatores Setor 1602 2 Casos Nacionais 3 China ealvespr@gmail.com Objetivo da aula Analisar o quadro geral da descolonização afroasiática após a Segunda Guerra Mundial.

Leia mais

E.E. Dr. João Thienne Geografia

E.E. Dr. João Thienne Geografia E.E. Dr. João Thienne Geografia INTRODUÇÃO O presente trabalho é sobre conflitos no Cáucaso, mais concretamente o caso da Chechênia. São objetivos deste trabalho adquirir conhecimentos sobre o assunto,

Leia mais

As Novas Migrações Internacionais

As Novas Migrações Internacionais As Novas Migrações Internacionais As novas migrações ganharam novas direções, as realizações partem de países subdesenvolvidos para países desenvolvidos, e o novo modelo de migração internacional surge

Leia mais

Quadro Geral de Regime de Vistos para a Entrada de Estrangeiros no Brasil

Quadro Geral de Regime de Vistos para a Entrada de Estrangeiros no Brasil Quadro Geral de Regime de Vistos para a Entrada de Estrangeiros no Brasil País Afeganistão África do Sul Albânia Alemanha Andorra Angola Antígua e Barbuda Arábia Saudita Argélia Argentina Armênia Austrália

Leia mais

Guerras tribais ou conflitos étnicos?

Guerras tribais ou conflitos étnicos? Guerras tribais ou conflitos étnicos? O continente africano padece das conseqüências de um longo e interminável processo de exploração que espoliou a maior parte de suas nações, determinando, na maioria

Leia mais

Necessidade de visto para. Não

Necessidade de visto para. Não País Necessidade de visto para Turismo Negócios Afeganistão África do Sul Albânia, Alemanha Andorra Angola Antígua e Barbuda Arábia Saudita Argélia. Argentina Ingresso permitido com Cédula de Identidade

Leia mais

A formação do Estado de Israel

A formação do Estado de Israel A formação do Estado de Israel 1946: 500 mil judeus na Palestina querem a independência de Israel do domínio britânico Aumento da tensão entre israelenses e ingleses: centenas de ataques de judeus a britânicos

Leia mais

PAÍSES AIEA AGÊNCIA INTERNACIONAL DE ENERGIA ATÔMICA

PAÍSES AIEA AGÊNCIA INTERNACIONAL DE ENERGIA ATÔMICA PAÍSES AIEA AGÊNCIA INTERNACIONAL DE ENERGIA ATÔMICA 1. Canadá 2. Comunidade da Austrália 3. Estado da Líbia 4. Estados Unidos da América 5. Federação Russa 6. Japão 7. Reino da Arábia Saudita 8. Reino

Leia mais

ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA

ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA Causas da Hegemonia atual dos EUA Hegemonia dos EUA Influência Cultural: músicas, alimentações, vestuários e língua Poderio Econômico: 20% do PIB global Capacidade Militar sem

Leia mais

TEMA I A EUROPA E O MUNDO NO LIMIAR DO SÉC. XX

TEMA I A EUROPA E O MUNDO NO LIMIAR DO SÉC. XX TEMA I A EUROPA E O MUNDO NO LIMIAR DO SÉC. XX A supremacia Europeia sobre o Mundo A Europa assumia-se como 1ª potência Mundial DOMÍNIO POLÍTICO Inglaterra, França, Alemanha, Portugal e outras potências

Leia mais

RESOLUÇÕES E COMENTÁRIOS DAS

RESOLUÇÕES E COMENTÁRIOS DAS 1 RESOLUÇÕES E COMENTÁRIOS DAS QUESTÕES ( ) I Unidade ( ) II Unidade ( x ) III Unidade FÍSICA E GEOGRAFIA Curso: Ensino Fundamental Ano: 9.º Turma: ABCDEF Data: / / 1 11 009 Física Prof. s Fernandes e

Leia mais

ATUDALIDADES - Conflitos na Atualidade

ATUDALIDADES - Conflitos na Atualidade ATUDALIDADES - Conflitos na Atualidade Origem dos povos ORIENTE MÉDIO: Conflitos árabes-israelenses: 1948 Independência de Israel 1949 Guerras da Independência 1956 Crise de Suez 1964 Criação da OLP` 1967

Leia mais

A era dos impérios. A expansão colonial capitalista

A era dos impérios. A expansão colonial capitalista A era dos impérios A expansão colonial capitalista O século XIX se destacou pela criação de uma economia global única, caracterizado pelo predomínio do mundo industrializado sobre uma vasta região do planeta.

Leia mais

Resumo. 3º TRIMESTRE 8º Ano

Resumo. 3º TRIMESTRE 8º Ano Resumo 3º TRIMESTRE 8º Ano Chegada do homem à América Duas hipóteses Primeira: De que os primeiros habitantes tenham vindo da Ásia, atravessando o Estreito de Bering, num período glacial de cerca de 20

Leia mais

PÚBLICO ALVO: Promotores de viagens; agentes de viagens; consultores de viagens; operadores de emissivo e receptivo; atendentes.

PÚBLICO ALVO: Promotores de viagens; agentes de viagens; consultores de viagens; operadores de emissivo e receptivo; atendentes. 3. Geografia Turística 3.1 Geografia Turística: Brasil de Ponta a Ponta Proporcionar ao participante melhor compreensão geográfica do país; Apresentar as principais especificidades existentes nos continentes

Leia mais

Argentina Dispensa de visto, por até 90 dias Dispensa de visto, por até 90 dias. Entrada permitida com Cédula de Identidade Civil

Argentina Dispensa de visto, por até 90 dias Dispensa de visto, por até 90 dias. Entrada permitida com Cédula de Identidade Civil PAÍS Visto de Turismo Visto de Negócios Observação Afeganistão Visto exigido Visto exigido África do Sul Dispensa de visto, por até 90 dias Dispensa de visto, por até 90 dias Albânia Dispensa de visto,

Leia mais

1º ano. 1º Bimestre. Revolução Agrícola Capítulo 1: Item 5 Egito - política, economia, sociedade e cultura - antigo império

1º ano. 1º Bimestre. Revolução Agrícola Capítulo 1: Item 5 Egito - política, economia, sociedade e cultura - antigo império Introdução aos estudos de História - fontes históricas - periodização Pré-história - geral - Brasil As Civilizações da Antiguidade 1º ano Introdução Capítulo 1: Todos os itens Capítulo 2: Todos os itens

Leia mais

Es t i m a t i v a s

Es t i m a t i v a s Brasileiros no Mundo Es t i m a t i v a s Ministério das Relações Exteriores - MRE Subsecretaria Geral das Comunidades Brasileiras no Exterior - SGEB Departamento Consular e de Brasileiros no Exterior

Leia mais

Construção do Espaço Africano

Construção do Espaço Africano Construção do Espaço Africano Aula 2 Colonização Para melhor entender o espaço africano hoje, é necessário olhar para o passado afim de saber de que forma aconteceu a ocupação africana. E responder: O

Leia mais

Colégio Policial Militar Feliciano Nunes Pires

Colégio Policial Militar Feliciano Nunes Pires Colégio Policial Militar Feliciano Nunes Pires Professor: Josiane Vill Disciplina: Geografia Série: 3ª Ano Tema da aula: Conflitos Étnico-Nacionalistas e Separatismo Objetivo da aula: situar a questão

Leia mais

2º ano Alessandro Gorgulho GEOGRAFIA

2º ano Alessandro Gorgulho GEOGRAFIA 2º ano Alessandro Gorgulho GEOGRAFIA 1) (FEEVALE) Na Ásia, ocorre um conflito histórico, resultante da independência da Índia (antiga colônia britânica) em 1947, entre muçulmanos e hindus. A região pertence

Leia mais

Associação Catarinense das Fundações Educacionais ACAFE PARECER DOS RECURSOS

Associação Catarinense das Fundações Educacionais ACAFE PARECER DOS RECURSOS 11) China, Japão e Índia são três dos principais países asiáticos. Sobre sua História, cultura e relações com o Ocidente, analise as afirmações a seguir. l A China passou por um forte processo de modernização

Leia mais

A/70/250. Assembleia Geral. Organização da septuagésima sessão regular da Assembleia Geral no ONU Jr, procedimentos e dinâmica do comitê.

A/70/250. Assembleia Geral. Organização da septuagésima sessão regular da Assembleia Geral no ONU Jr, procedimentos e dinâmica do comitê. Nações Unidas ONU Jr Assembleia Geral Distr.: Geral 15 Outubro 2014 Original: Português A/70/250 Septuagésima Sessão Conteúdo Organização da septuagésima sessão regular da Assembleia Geral no ONU Jr, procedimentos

Leia mais

Até então o confronto direto entre os aliados não havia acontecido.

Até então o confronto direto entre os aliados não havia acontecido. Confronto entre os aliados, vencedores da 2ª Guerra: Inglaterra, França, EUA e União Soviética. Acordo pós-guerra definiria a área de influência da URSS, onde estavam suas tropas (leste europeu). Conferência

Leia mais

2013 Global Peace Index: Aumento dramático de homicídios diminuiu a paz mundial no ano passado

2013 Global Peace Index: Aumento dramático de homicídios diminuiu a paz mundial no ano passado 2013 Global Peace Index: Aumento dramático de homicídios diminuiu a paz mundial no ano passado - Medidas de terrorismo patrocinado por governos e a possibilidade de manifestações violentas foram os indicadores

Leia mais

ÍNDICE. CAPÍTULO I Europa: O desenvolvimento da guerrilha e do terrorismo sem motivações político-religiosas

ÍNDICE. CAPÍTULO I Europa: O desenvolvimento da guerrilha e do terrorismo sem motivações político-religiosas ÍNDICE PREFÁCIO 19 INTRODUÇÃO 23 CONCEITOS FUNDAMENTAIS 27 Parte I EVOLUÇÃO DA GUERRILHA E DO TERRORISMO SEM MOTIVAÇÕES POLÍTICO-RELIGIOSAS INTRODUÇÃO 39 CAPÍTULO I Europa: O desenvolvimento da guerrilha

Leia mais

Conflitos Geopolíticos II. Oriente Médio, África, Índia, Curdistão e Timor Leste

Conflitos Geopolíticos II. Oriente Médio, África, Índia, Curdistão e Timor Leste Conflitos Geopolíticos II Oriente Médio, África, Índia, Curdistão e Timor Leste Oriente Médio Histórico Israel X Palestina 1947 Partilha da Palestina/Israel pela ONU 1948-49 implantação do Estado de Israel

Leia mais

Unidade III. Aula 16.1 Conteúdo Aspectos políticos. A criação dos Estados nas regiões; os conflitos árabe-israelenses. Cidadania e Movimento

Unidade III. Aula 16.1 Conteúdo Aspectos políticos. A criação dos Estados nas regiões; os conflitos árabe-israelenses. Cidadania e Movimento CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA Unidade III Cidadania e Movimento Aula 16.1 Conteúdo Aspectos políticos. A criação dos Estados nas regiões; os conflitos árabe-israelenses. 2

Leia mais

Colégio Visão. História Prof. Alexandre. Discursiva D4. Analise as seguintes figuras e leia o texto abaixo.

Colégio Visão. História Prof. Alexandre. Discursiva D4. Analise as seguintes figuras e leia o texto abaixo. Colégio Visão História Prof. Alexandre Discursiva D4 Questão 01 - (UFJF MG) Analise as seguintes figuras e leia o texto abaixo. Figura 1: Imperador Napoleão III (left) em Sedan, a 2 de Setembro de 1870,

Leia mais

ÉTICA E CIDADANIA 1º ano Atividade de classe Beto Candelori 06/04/10. "Insanidade" pede reforma na ONU, diz Lula

ÉTICA E CIDADANIA 1º ano Atividade de classe Beto Candelori 06/04/10. Insanidade pede reforma na ONU, diz Lula ÉTICA E CIDADANIA 1º ano Atividade de classe Beto Candelori 06/04/10 Questão 1 "Insanidade" pede reforma na ONU, diz Lula FABIANO MAISONNAVE / Enviado especial a Caracas /Folha de São Paulo, 17 de janeiro

Leia mais

Diversidade Cultural

Diversidade Cultural Diversidade Cultural As grandes Civilizações: - Da África Negra; - Ocidental; - Chinesa; - Japonesa; - Hindu; - Eslava; - Ibero-Americana; - Islâmica. As Civilizações apresentam: - Factores de identidade

Leia mais

Conflitos Geopolíticos I. América Latina, Irlanda do Norte, Espanha, Rússia e Iugoslávia

Conflitos Geopolíticos I. América Latina, Irlanda do Norte, Espanha, Rússia e Iugoslávia Conflitos Geopolíticos I América Latina, Irlanda do Norte, Espanha, Rússia e Iugoslávia Introdução No fim do século XX, a ONU contava com 54 missões de paz em regiões afetadas pela guerra ou em vias de

Leia mais

Disputa pela hegemonia mundial entre Estados Unidos e URSS após a II Guerra Mundial. É uma intensa guerra econômica, diplomática e tecnológica pela conquista de zonas de influência. Ela divide o mundo

Leia mais

2) Leia atentamente a manchete da revista abaixo e escolha a alternativa correta:

2) Leia atentamente a manchete da revista abaixo e escolha a alternativa correta: ESCOLA ESTADUAL DR JOSÉ MARQUES DE OLIVEIRA TRABALHO DOS ESTUDOS INDEPENDENTES DO ANO 2013 Aluno: Nº: 9º ano: Matéria: Geografia Valor: 30,00 pontos Nota: Professora: Claudia Vicentino Supervisora: Daniella

Leia mais

AULA: 17 Assíncrona. TEMA: Cidadania e Movimentos Sociais DINÂMICA LOCAL INTERATIVA CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES HISTÓRIA

AULA: 17 Assíncrona. TEMA: Cidadania e Movimentos Sociais DINÂMICA LOCAL INTERATIVA CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES HISTÓRIA CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA AULA: 17 Assíncrona TEMA: Cidadania e Movimentos Sociais 2 CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA Conteúdos: China: dominação

Leia mais

O continente africano

O continente africano O continente africano ATIVIDADES Questão 04 Observe o mapa 2 MAPA 2 Continente Africano Fonte: . A região do Sahel, representada

Leia mais

O Complexo Jogo dos Espaços Mundiais

O Complexo Jogo dos Espaços Mundiais O Complexo Jogo dos Espaços Mundiais O Mundo está fragmentado em centenas de países, mas ao mesmo tempo, os países se agrupam a partir de interesses em comum. Esses agrupamentos, embora não deixem de refletir

Leia mais

CONFLITOS NO CONTINENTE EUROPEU

CONFLITOS NO CONTINENTE EUROPEU CONFLITOS NO CONTINENTE EUROPEU Geografia Prof. Richard Desintegração da Iugoslávia Até 1991, a Iugoslávia era formada por seis repúblicas: Sérvia, Croácia, Eslovênia, Bósnia- Herzegovina, Macedônia e

Leia mais

História. baseado nos Padrões Curriculares do Estado de São Paulo

História. baseado nos Padrões Curriculares do Estado de São Paulo História baseado nos Padrões Curriculares do Estado de São Paulo 1 PROPOSTA CURRICULAR DA DISCIPLINA DE HISTÓRIA Middle e High School 2 6 th Grade A vida na Grécia antiga: sociedade, vida cotidiana, mitos,

Leia mais

GEOGRAFIA. Prof. Daniel San. daniel.san@lasalle.org.br

GEOGRAFIA. Prof. Daniel San. daniel.san@lasalle.org.br GEOGRAFIA Prof. Daniel San daniel.san@lasalle.org.br África -Físico Segundo maior continente (Ásia), tanto em população quanto em extensão. Maior deserto do planeta: Saara, desconsiderando a Antártica

Leia mais

ATIVIDADES ONLINE 9º ANO

ATIVIDADES ONLINE 9º ANO ATIVIDADES ONLINE 9º ANO 1) (UFV) Das alternativas, aquela que corresponde à causa do acordo entre Israel e a Organização para Libertação da Palestina (OLP) é: a) o fortalecimento do grupo liderado por

Leia mais

CIÊNCIAS HUMANAS E SUAS TECNOLOGIAS Próximo HISTÓRIA GUERRAS E CRISES: MARCAS DO SÉCULO XX. Caderno 9» Capítulo 1. www.sejaetico.com.

CIÊNCIAS HUMANAS E SUAS TECNOLOGIAS Próximo HISTÓRIA GUERRAS E CRISES: MARCAS DO SÉCULO XX. Caderno 9» Capítulo 1. www.sejaetico.com. CIÊNCIAS HUMANAS E SUAS TECNOLOGIAS HISTÓRIA GUERRAS E CRISES: MARCAS DO SÉCULO XX Caderno 9» Capítulo 1 www.sejaetico.com.br CIÊNCIAS HUMANAS E SUAS TECNOLOGIAS A Primeira Guerra Mundial (1914-1918) Caderno

Leia mais

TRÁFICO HUMANO E AS MIGRAÇÕES INTERNACIONAIS

TRÁFICO HUMANO E AS MIGRAÇÕES INTERNACIONAIS TRÁFICO HUMANO E AS MIGRAÇÕES INTERNACIONAIS MOVIMENTOS MIGRATÓRIOS INTERNACIONAIS 1. RAZÕES DAS MIGRAÇÕES FATORES ATRATIVOS X FATORES REPULSIVOS - CONDIÇÕES DE VIDA - OFERTAS DE EMPREGO - SEGURANÇA -

Leia mais

CONFLITOS ATUAIS. Metade dos países africanos estão em guerra. Metade das guerras no mundo são na África.

CONFLITOS ATUAIS. Metade dos países africanos estão em guerra. Metade das guerras no mundo são na África. África CONFLITOS ATUAIS Metade dos países africanos estão em guerra. Metade das guerras no mundo são na África. ORIGENS HISTÓRICAS.Ódio tribal exacerbado por três séculos de Tráfico Negreiro: Mercantilismo.

Leia mais

CATEGORIA: POPULAÇÃO PRISIONAL CATEGORIA: PERFIL DO PRESO

CATEGORIA: POPULAÇÃO PRISIONAL CATEGORIA: PERFIL DO PRESO MINISTÉRIO DA JUSTIÇA DEPARTAMENTO PENITENCIÁRIO NACIONAL DIRETORIA DE POLÍTICAS PENITENCIÁRIAS SISTEMA NACIONAL DE INFORMAÇÕES PENITENCIÁRIAS ESTÁTÍSTICA SUSEPE - SUPERINTENDÊNCIA DOS SERVIÇOS PENITENCIÁRIOS

Leia mais

As fronteiras na atualidade. Allmaps

As fronteiras na atualidade. Allmaps As fronteiras na atualidade Allmaps Chateau de Chantilly, França Biblioteca Nacional, Paris, França O Surgimento dos estados nacionais Iniciou-se na Baixa Idade Média (a partir do século XV) Do século

Leia mais

Geografia. Questão 1. Questão 2. Avaliação: Aluno: Data: Ano: Turma: Professor:

Geografia. Questão 1. Questão 2. Avaliação: Aluno: Data: Ano: Turma: Professor: Avaliação: Aluno: Data: Ano: Turma: Professor: Geografia Questão 1 Em 1967, por ocasião da Guerra dos Seis Dias, Israel ocupou de seus vizinhos árabes uma série de territórios, entre eles a Península do

Leia mais

RESUMO PARA RECUPERAÇÃO 2º TRIMESTRE

RESUMO PARA RECUPERAÇÃO 2º TRIMESTRE RESUMO PARA RECUPERAÇÃO 2º TRIMESTRE Conceitos Diversos Estado É uma organização políticoadministrativa da sociedade. Estado-nação - Quando um território delimitado é composto de um governo e uma população

Leia mais

As Novas Migrações Internacionais

As Novas Migrações Internacionais As Novas Migrações Internacionais As novas migrações ganharam novas direções, as realizações partem de países subdesenvolvidos para países desenvolvidos, e o novo modelo de migração internacional surge

Leia mais

Guerra por domínio territorial e econômico.

Guerra por domínio territorial e econômico. Guerra da Crimeia Quando: De 1853 até 1856 Guerra por domínio territorial e econômico. Cerca de 595 mil mortos Por que começou: A Rússia invocou o direito de proteger os lugares santos dos cristãos em

Leia mais

CONTEÚDO E HABILIDADES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA INTERATIVIDADE FINAL AULA SOCIOLOGIA. Conteúdo: Conflitos religiosos no mundo

CONTEÚDO E HABILIDADES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA INTERATIVIDADE FINAL AULA SOCIOLOGIA. Conteúdo: Conflitos religiosos no mundo Conteúdo: Conflitos religiosos no mundo Habilidades: Reconhecer que a religião muitas vezes esconde razões políticas, econômicas e sociais de inúmeros conflitos no mundo contemporâneo; Reconhecer que a

Leia mais

Reunião de Seção CONFERÊNCIA RELIGIOSA MUNDIAL

Reunião de Seção CONFERÊNCIA RELIGIOSA MUNDIAL Reunião 08 Reunião de Seção CONFERÊNCIA RELIGIOSA MUNDIAL Área de Desenvolvimento enfatizada: ESPIRITUAL Ramo: Sênior Mês recomendado para desenvolver esta reunião: Indiferente. Recomendada para abertura

Leia mais

SÉCULO XVII A INGLATERRA INCENTIVOU A COLONIZAÇÃO DAS TERRAS NORTE- AMERICANAS INCENTIVANDO A VINDA DE EMIGRANTES INGLESES

SÉCULO XVII A INGLATERRA INCENTIVOU A COLONIZAÇÃO DAS TERRAS NORTE- AMERICANAS INCENTIVANDO A VINDA DE EMIGRANTES INGLESES A GUERRA DE INDEPENDÊNCIA DOS ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA ANTECEDENTES SÉCULO XVII A INGLATERRA INCENTIVOU A COLONIZAÇÃO DAS TERRAS NORTE- AMERICANAS INCENTIVANDO A VINDA DE EMIGRANTES INGLESES NESSA ÉPOCA

Leia mais

Prof. Alan Carlos Ghedini TERRORISMO. A ameaça sem bandeira...

Prof. Alan Carlos Ghedini TERRORISMO. A ameaça sem bandeira... Prof. Alan Carlos Ghedini TERRORISMO A ameaça sem bandeira... TERRORISMO NO ORIENTE MÉDIO De modo geral, a desagregação do Império Turco- Otomano entre fins do séc XIX e início do XX, criou um vácuo de

Leia mais

Geografia Professor Luiz plantaogeografico@yahoo.com.br. Movimentos Separatistas na Europa. 9ºs A e B

Geografia Professor Luiz plantaogeografico@yahoo.com.br. Movimentos Separatistas na Europa. 9ºs A e B Geografia Professor Luiz plantaogeografico@yahoo.com.br Movimentos Separatistas na Europa 9ºs A e B Separatismos no Espaço da Ex- Iugoslávia As instabilidades que desencadearam os movimentos separatistas

Leia mais

VESTIBULAR 2011 1ª Fase HISTÓRIA GRADE DE CORREÇÃO

VESTIBULAR 2011 1ª Fase HISTÓRIA GRADE DE CORREÇÃO VESTIBULAR 2011 1ª Fase HISTÓRIA GRADE DE CORREÇÃO A prova de História é composta por três questões e vale 10 pontos no total, assim distribuídos: Questão 1 3 pontos (sendo 1 ponto para o subitem A, 1,5

Leia mais

POPULAÇÃO SUBNUTRIDA - 2006

POPULAÇÃO SUBNUTRIDA - 2006 PROFESSOR: EQUIPE DE GEOGRAFIA BANCO DE QUESTÕES - GEOGRAFIA - 8º ANO - ENSINO FUNDAMENTAL ============================================================================================== 01- Observe os

Leia mais

Exercícios de Guerra Civil Espanhola e 2ª Guerra Mundial

Exercícios de Guerra Civil Espanhola e 2ª Guerra Mundial Exercícios de Guerra Civil Espanhola e 2ª Guerra Mundial 1. (Ufes) A Guerra Civil Espanhola (1936-1939), em que perderam a vida mais de 1 milhão de pessoas, terminou com a derrota dos Republicanos e com

Leia mais

Guerra Fria e o Mundo Bipolar

Guerra Fria e o Mundo Bipolar Guerra Fria e o Mundo Bipolar A formação do Mundo Bipolar Os Aliados vencem a 2.ª Guerra (1939-1945). Apesar de na guerra lutarem lado a lado, os EUA e a URSS vão afastar-se a partir de 1945. Guerra Fria

Leia mais

CADERNO DE EXERCÍCIOS 3C

CADERNO DE EXERCÍCIOS 3C CADERNO DE EXERCÍCIOS 3C Ensino Fundamental Ciências Humanas Questão Conteúdo Habilidade da Matriz da EJA/FB 1 África: Colonização e Descolonização H40 2 Terrorismo H46 3 Economia da China H23 4 Privatizações

Leia mais

A expansão dos EUA (séc. XVIII-XX)

A expansão dos EUA (séc. XVIII-XX) 1803 Os Estados Unidos compram a Louisiana da França. Cronologia 1846 a 1848 Guerra do México. Os Estados Unidos conquistam e anexam os territórios da Califórnia, Novo México, Nevada, Arizona e Utah. 1810

Leia mais

Corte Internacional de Justiça se manifesta acerca da declaração de independência do Kosovo

Corte Internacional de Justiça se manifesta acerca da declaração de independência do Kosovo Corte Internacional de Justiça se manifesta acerca da declaração de independência do Kosovo Análise Europa Segurança Jéssica Silva Fernandes 28 de Agosto de 2010 Corte Internacional de Justiça se manifesta

Leia mais

PLANO DE ENSINO DE HISTÓRIA 5ª. SÉRIE DO ENSINO FUNDAMENTAL 1º BIMESTRE

PLANO DE ENSINO DE HISTÓRIA 5ª. SÉRIE DO ENSINO FUNDAMENTAL 1º BIMESTRE PLANO DE ENSINO DE HISTÓRIA 5ª. SÉRIE DO ENSINO FUNDAMENTAL 1º BIMESTRE - Sistemas sociais e culturais de notação de tempo ao longo da história, - As linguagens das fontes históricas; - Os documentos escritos,

Leia mais

A nova lei anti-secessão e as relações entre a China e Taiwan. Análise Segurança

A nova lei anti-secessão e as relações entre a China e Taiwan. Análise Segurança A nova lei anti-secessão e as relações entre a China e Taiwan Análise Segurança Bernardo Hoffman Versieux 15 de abril de 2005 A nova lei anti-secessão e as relações entre a China e Taiwan Análise Segurança

Leia mais

Expectativas para 2015

Expectativas para 2015 Crise Economia Pessimismo Política Otimismo Segurança Saúde Prosperidade Expectativas para 2015 OBJETIVO Medir a expectativa da população mundial para o ano seguinte, por meio de índices de esperança e

Leia mais

Kosovo declara independência da Sérvia

Kosovo declara independência da Sérvia Kosovo declara independência da Sérvia Resenha Segurança Ana Caroline Medeiros Maia 24 de fevereiro de 2008 Kosovo declara independência da Sérvia Resenha Segurança Ana Caroline Medeiros Maia 24 de fevereiro

Leia mais

1º ano. A reconquista ibérica e as grandes navegações Capítulo 10: Item 2 A revolução comercial Capítulo 12: Item 3 O Novo Mundo Capítulo 10: Item 2

1º ano. A reconquista ibérica e as grandes navegações Capítulo 10: Item 2 A revolução comercial Capítulo 12: Item 3 O Novo Mundo Capítulo 10: Item 2 1º ano O absolutismo e o Estado Moderno Capítulo 12: Todos os itens A reconquista ibérica e as grandes navegações Capítulo 10: Item 2 A revolução comercial Capítulo 12: Item 3 O Novo Mundo Capítulo 10:

Leia mais

Recursos para Estudo / Atividades

Recursos para Estudo / Atividades COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE Programa de Recuperação Final 3ª Etapa 2014 Disciplina: Geografia Série: 1ª Professor : Carlos Alexandre Turma: FG Caro aluno, você está recebendo o conteúdo de recuperação.

Leia mais

O mundo árabe-muçulmano após a Primavera. Prof. Alan Carlos Ghedini

O mundo árabe-muçulmano após a Primavera. Prof. Alan Carlos Ghedini O mundo árabe-muçulmano após a Primavera Prof. Alan Carlos Ghedini Entre as causas da Primavera Árabe podemos citar: Altos índices de desemprego na região Crise econômica Pouca ou nenhuma representação

Leia mais

Exercícios Migrações Internacionais

Exercícios Migrações Internacionais Exercícios Migrações Internacionais Material de apoio do Extensivo 1. Nas últimas décadas do século XX, o número de migrantes internacionais aumentou de forma significativa [ ] por causa das disparidades

Leia mais

2 Por que a Alemanha nazista rompeu com o Pacto Germano Soviético no ano de 1941? Explique.

2 Por que a Alemanha nazista rompeu com o Pacto Germano Soviético no ano de 1941? Explique. 2 Lista exercícios 2ª Guerra Mundial 1 Os Estados Unidos entraram fundamentalmente na Segunda Guerra Mundial no ano de 1941. Quais foram os principais fatores que causaram a entrada dos Estados Unidos

Leia mais

O IMPERIALISMO EM CHARGES. Marcos Faber www.historialivre.com marfaber@hotmail.com. 1ª Edição (2011)

O IMPERIALISMO EM CHARGES. Marcos Faber www.historialivre.com marfaber@hotmail.com. 1ª Edição (2011) O IMPERIALISMO EM CHARGES 1ª Edição (2011) Marcos Faber www.historialivre.com marfaber@hotmail.com Imperialismo é a ação das grandes potências mundiais (Inglaterra, França, Alemanha, Itália, EUA, Rússia

Leia mais

Espaço Geográfico (Tempo e Lugar)

Espaço Geográfico (Tempo e Lugar) Espaço Geográfico (Tempo e Lugar) Somos parte de uma sociedade, que (re)produz, consome e vive em uma determinada porção do planeta, que já passou por muitas transformações, trata-se de seu lugar, relacionando-se

Leia mais

China: a. Professor Zé Soares. potência do século XXI

China: a. Professor Zé Soares. potência do século XXI China: a Professor Zé Soares potência do século XXI China: o país do espetáculo do crescimento e os problemas atuais Desenvolvimento da nova China; Problemas atuais; Olimpíadas de Pequim; A questão do

Leia mais

EUA: Expansão Territorial

EUA: Expansão Territorial EUA: Expansão Territorial Atividades: Ler Livro didático págs. 29, 30 e 81 a 86 e em seguida responda: 1) Qual era a abrangência do território dos Estados Unidos no final da guerra de independência? 2)

Leia mais

Lista de Recuperação de Geografia 2013

Lista de Recuperação de Geografia 2013 1 Nome: nº 9ºano Manhã Prof: Francisco Castilho Lista de Recuperação de Geografia 2013 Conteúdo da recuperação: Europa: industrialização e agropecuária, economia dos países europeues, Ásia: divisão regional,

Leia mais

META Apresentar os diferentes estados colonizados, apontando as diversas apropriações decorrentes dessa colonização.

META Apresentar os diferentes estados colonizados, apontando as diversas apropriações decorrentes dessa colonização. O COLONIALISMO FRANCÊS NA ÁSIA E NA ÁFRICA META Apresentar os diferentes estados colonizados, apontando as diversas apropriações decorrentes dessa colonização. OBJETIVOS Ao fi nal desta aula, o aluno deverá:

Leia mais

A missão no contexto asiático

A missão no contexto asiático A missão no contexto asiático Pe. Joachim Andrade SVD Introdução O continente asiático é tão grande e tão diverso é muito difícil dar uma visão clara e contextual da missão dentro de poucos minutos. Além

Leia mais

Alecleide de Sousa Série: 6ª alecleide_27@hotmail.com

Alecleide de Sousa Série: 6ª alecleide_27@hotmail.com Formação do Estado e do território Alecleide de Sousa Série: 6ª alecleide_27@hotmail.com Sociedade humana kei É um conjunto de pessoas Que vivem em determinado espaço e tempo e de acordo com certas regras

Leia mais

Cópia autorizada. II

Cópia autorizada. II II Sugestões de avaliação História 9 o ano Unidade 8 5 Unidade 8 Nome: Data: 1. Marque V para as sentenças verdadeiras e F para as falsas sobre a União Soviética. a) Os russos representavam a maioria no

Leia mais

01- ESPECIALISTA PROPÕE REDEFINIR CONCEITO DE IDOSO

01- ESPECIALISTA PROPÕE REDEFINIR CONCEITO DE IDOSO PROFESSOR: EQUIPE DE GEOGRAFIA BANCO DE QUESTÕES - GEOGRAFIA - 9º ANO - ENSINO FUNDAMENTAL ============================================================================================== 01- ESPECIALISTA

Leia mais

Imperialismo dos EUA na América latina

Imperialismo dos EUA na América latina Imperialismo dos EUA na América latina 1) Histórico EUA: A. As treze colônias, colonizadas efetivamente a partir do século XVII, ficaram independentes em 1776 formando um só país. B. Foram fatores a emancipação

Leia mais

O risco de mudança de estação na África e Oriente Médio

O risco de mudança de estação na África e Oriente Médio O risco de mudança de estação na África e Oriente Médio Roberto Carvalho de Medeiros (*) O mundo inteiro tem assistido um conjunto de fatos no antigo Magreb 1 e no Oriente Médio que, a meu ver, por si

Leia mais

ENEM 2014 - Caderno Rosa. Resolução da Prova de História

ENEM 2014 - Caderno Rosa. Resolução da Prova de História ENEM 2014 - Caderno Rosa Resolução da Prova de História 5. Alternativa (E) Uma das características basilares do contato entre jesuítas e os povos nativos na América, entre os séculos XVI e XVIII, foi o

Leia mais

DATA: /12/2014 VALOR: 20 pontos NOTA: ASSUNTO: Trabalho recuperação final SÉRIE: 9º TURMA: NOME COMPLETO:

DATA: /12/2014 VALOR: 20 pontos NOTA: ASSUNTO: Trabalho recuperação final SÉRIE: 9º TURMA: NOME COMPLETO: DISCIPLINA: GEOGRAFIA PROFESSORES: Marina Monteiro e Fábio Luiz DATA: /12/2014 VALOR: 20 pontos NOTA: ASSUNTO: Trabalho recuperação final SÉRIE: 9º TURMA: NOME COMPLETO: Nº: A PROVA FINAL NÃO SERÁ LIMITADA

Leia mais

O globo em jornal. Nesta aula vamos aprender que existem

O globo em jornal. Nesta aula vamos aprender que existem A U A UL LA Acesse: http://fuvestibular.com.br/ O globo em jornal Nesta aula vamos aprender que existem muitas diferenças e semelhanças entre as nações que formam o mundo atual. Vamos verificar que a expansão

Leia mais

Introdução... 14. 1. Brasões de Armas da África... 16 1.1. África do Sul... 16

Introdução... 14. 1. Brasões de Armas da África... 16 1.1. África do Sul... 16 Sumário Introdução... 14 1. Brasões de Armas da África... 16 1.1. África do Sul... 16 1.1.1. Brasões de Armas da África do Sul... 18 1.1.2. Brasão de armas e Botswana... 23 1.1.3. Brasão de armas do Lesoto...

Leia mais

Guerra fria (o espaço mundial)

Guerra fria (o espaço mundial) Guerra fria (o espaço mundial) Com a queda dos impérios coloniais, duas grandes potências se originavam deixando o mundo com uma nova ordem tanto na parte política quanto na econômica, era os Estados Unidos

Leia mais

A força do Islã. Nesta aula nós vamos estudar o mundo. islâmico, uma vasta região que se estende do norte da África ao Paquistão.

A força do Islã. Nesta aula nós vamos estudar o mundo. islâmico, uma vasta região que se estende do norte da África ao Paquistão. A U A UL LA A força do Islã Nesta aula nós vamos estudar o mundo islâmico, uma vasta região que se estende do norte da África ao Paquistão. Vamos destacar sua localização estratégica e a importância de

Leia mais

ATIVIDADES 8º ANO 1) a) Identifique no mapa abaixo, de acordo com a regionalização da África, a região em amarelo e a região representada em verde.

ATIVIDADES 8º ANO 1) a) Identifique no mapa abaixo, de acordo com a regionalização da África, a região em amarelo e a região representada em verde. ATIVIDADES 8º ANO 1) a) Identifique no mapa abaixo, de acordo com a regionalização da África, a região em amarelo e a região representada em verde. b) Aponte as principais diferenças (naturais e humanas)

Leia mais

INDEPENDÊNCIA DA AMÉRICA LATINA (1808-1826) Profª Adriana Moraes

INDEPENDÊNCIA DA AMÉRICA LATINA (1808-1826) Profª Adriana Moraes INDEPENDÊNCIA DA AMÉRICA LATINA (1808-1826) Profª Adriana Moraes A independência foi o processo político e militar que afetou todas as regiões situadas entre os vicereinados da Nova Espanha e do Rio da

Leia mais

ÁFRICA: ESPAÇO GEO(FÍSICO, ECONÔMICO, POLÍTICO); CARACTERÍSTICAS GEOAMBIENTAIS E GEOPOLÍTICAS

ÁFRICA: ESPAÇO GEO(FÍSICO, ECONÔMICO, POLÍTICO); CARACTERÍSTICAS GEOAMBIENTAIS E GEOPOLÍTICAS ÁFRICA: ESPAÇO GEO(FÍSICO, ECONÔMICO, POLÍTICO); CARACTERÍSTICAS GEOAMBIENTAIS E GEOPOLÍTICAS INFORMAÇÕES GERAIS LIMITES: Norte: mar Mediterrâneo Oeste: Oceano Atlântico Leste: oceano índico Zonas:

Leia mais