ESTRUTURAS ARQUITETÔNICAS E URBANÍSTICAS

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ESTRUTURAS ARQUITETÔNICAS E URBANÍSTICAS"

Transcrição

1 ESTRUTURAS ARQUITETÔNICAS E URBANÍSTICAS 01. Município: Uberlândia 02. Distrito: Sede 03. Designação: Igreja Nossa Senhora do Rosário 04. Endereço: Praça Rui Barbosa s/n Centro 05. Propriedade: Propriedade Privada - Eclesiástica 06. Responsável: Irmandade de Nossa Senhora do Rosário e São Benedito dos Homens de Cor 07. Histórico: A Igreja Nossa Senhora do Rosário constitui-se a terceira construção destinada ao Rosário de Maria Santíssima nessa cidade. Sua primeira implantação seria realizada na baixada que verte para o Ribeirão São Pedro. Entretanto, considerando as tendências de crescimento do arraial, optou-se por construí-la no local atualmente ocupado pela Praça Dr. Duarte. No ano de 1891, o Sr. Arlindo Teixeira, membro da Comissão Procuradora da Irmandade de Nossa Senhora do Rosário, propôs a transferência da capela, que se encontrava em estado de abandono e degradação, para a praça hoje denominada Rui Barbosa. Autorizada pela comissão em junho do mesmo ano, a construção da capela foi finalizada em 1893, tendo sido empregada estrutura autônoma de madeira e fechamento em tijolos de adobe. Essa capela tinha frontispício voltado para o Ribeirão São Pedro e contava com três portas uma central, mais larga, e duas laterais a esta; com duas janelas rasgadas por inteiro, com balaústres de madeira recortada, no nível do coro. No entanto, já nos primeiros anos, verificou-se um espírito geral de descontentamento em relação à essa edificação, considerada uma acanhada ermida sertaneja. Dessa forma, alguns anos mais tarde, já se cogitava a construção de uma nova capela. Por iniciativa do farmacêutico Cícero Macedo, que havia construído sua residência na Praça Rui Barbosa, formouse uma comissão encarregada de uma construção de uma nova capela, mais condizente com a época, para embelezar a praça. Essa comissão conseguiu apoio e recursos da população de Uberlândia. A antiga capela foi então demolida e a construção da Igreja Nossa Senhora do Rosário se deu entre os anos de 1928 e 1931, tendo sido inaugurada em maio de Documentação Fotográfica:

2 A implantação da Igreja na praça foi modificada, sofrendo uma rotação seu frontispício foi orientado para o Norte, isto é, para o lado em que a cidade crescia, ficando os fundos voltados para o Ribeirão São Pedro.Em 9 de dezembro de 1985, a Igreja Nossa Senhora do Rosário foi tombada em âmbito municipal pela Lei nº No biênio 1987/1988 e no ano de 1992, a igreja passou por processos de restauração. Além de ser a construção religiosa mais antiga da cidade, a importância dessa Igreja decorre também do fato de ela ser a sede da Irmandade de Nossa Senhora do Rosário e São Benedito dos Homens de Cor de Uberlândia, que a mantém. Fundada em 1916, essa Irmandade conserva até os dias atuais a tradição da Festa da Congada, que ocorre em novembro uma das mais expressivas manifestações de festividade religiosa dessa cidade. Atualmente, a Igreja tem sido utilizada para missas e reuniões de grupos de oração. 08. Descrição: A Igreja foi projetada pelo arquiteto Thomaz Hovanes, que utilizou uma linguagem eclética, onde predominam elementos neogóticos. Com implantação no centro da praça, a Igreja possui frontispício voltado para o Norte. A volumetria da igreja é regular e simétrica, com uma torre central, localizada na parte anterior da edificação. Sua planta desenvolve-se em cruz, com transepto que avança nas laterais. Possui nave única, duas sacristias laterais, arco-cruzeiro, capela-mor e coro sobre a porta principal. As sacristias comunicam-se diretamente com a capela-mor através de portas de madeira, com bandeira na forma ogival, em madeira e vidro liso. A sacristia localizada à direita possui uma porta de acesso ao exterior do edifício. Um outro vão, de verga reta, foi aberto em data posterior à da construção da igreja, promovendo a comunicação entre a sacristia, localizada à esquerda, e a capela lateral. O altar é feito em mármore branco, com detalhes em mármores coloridos, iluminado por três vitrais coloridos. O piso da nave e do transepto é realizado em ladrilhos hidráulicos decorados, formando um mosaico. O piso da capela-mor é de ladrilho hidráulico branco, com peças de ladrilho hidráulico decorado formando um requadro. Nas sacristias, no coro e na torre, o piso é de assoalho de madeira, com tábuas corridas. Os forros da nave, transepto e capela-mor são em madeira, em gamela. Os pilares que sustentam o coro apresentam, na parte superior, mão-francesa em forma de voluta. Todas as paredes internas da igreja recebem pinturas decorativas. Os lustres existentes não são originais. Exteriormente, a composição da fachada frontal é marcada pelos pilares, que a dividem em três partes, elevando e destacando a torre central. A porta principal é em madeira, almofadada, apresentando entalhes decorativos, ladeada por dois falsos nichos. Vitrais coloridos fazem a iluminação do coro. Na parte superior da fachada, duas janelas, com mesma proporção e desenho dos vitrais, iluminam a torre. Na fachada central encontra-se um relógio, que não possui mecanismo de funcionamento. Os elementos decorativos constituem as cimalhas, as coroações em ogivas das janelas, vitrais e portas, ático, bordaduras abaixo do relógio e pináculos, que fazem o arremate final de cada pilar. Na altura do piso do coro, uma moldura percorre externa e horizontalmente as fachadas. Em cada uma das fachadas laterais, encontramse duas portas, também de madeira, encimadas por um vitral. Na fachada posterior nota-se a presença de instalações sanitárias, construídas em 1984, que comprometeram a composição estética da igreja. A ventilação é realizada através de dois pequenos vãos gradeados abertos na fachada. A nave tem a sua cobertura em duas águas, feita em estrutura de madeira e revestida em telhas cerâmicas. Os condutores de água pluvial estão parcialmente aparentes. A cobertura da torre é realizada em quatro águas, com estrutura em madeira e revestimento em chapas metálicas. Acima dessa cobertura, está localizada a cruz, feita em treliça metálica. 10. Uso Atual: 11. Situação de Ocupação: ( ) Residencial ( ) Serviço ( ) Comercial ( X ) Institucional ( ) Industrial ( ) Outros ( X ) Própria ( ) Alugada ( ) Cedida ( ) Comodato ( ) Outros 12. Proteção Legal Existente 13.Proteção Legal Proposta: ( X ) Tombamento ( X ) Municipal ( ) Federal ( ) Estadual ( ) Nenhuma ( ) Tombamento Federal ( ) Tombamento Estadual ( ) Tombamento Municipal ( ) Entorno de Bem Tombado ( ) Documentação Histórica ( ) Inventário ( ) Tombamento Integral ( ) Tombamento Parcial ( ) Fachadas ( ) Volumetria ( ) Restrições de Uso e Ocupação 14. Análise do Entorno - Situação e Ambiência: A Praça Rui Barbosa é delimitada, a Norte, pela Rua Silviano Brandão, a Sul, pela Rua Barão de Camargos, a Leste, pela Rua Rodolfo Correa e, a Oeste, por uma travessa sem denominação. O piso externo da praça, na área circundante à igreja, é feito em tijolo cerâmico, tipo tijolinho espelho. A praça, em suas outras áreas, recebe piso em pedra portuguesa preta, branca e vermelha, formando uma paginação em arcos definida com projeto paisagístico realizado em O entorno da igreja encontra-se parcialmente verticalizado, visto que se encontram, em seu entorno imediato, dois edifícios residenciais com mais de dez pavimentos. Designação: Igreja Nossa Senhora do Rosário As outras edificações adjacentes constituem em edifícios de tipologia arquitetônica variada, predominantemente térreas, com usos diversos, tais como restaurantes edifícios de serviço, de comércio e

3 residenciais. Destaca-se o conjunto arquitetônico da esquina da Praça, hoje ocupado pela Sorveteria Bicota e por uma pizzaria, edificações em estilo eclético, contemporâneas à igreja. As ruas circundantes possuem uma faixa para trânsito de veículos e outra para estacionamento. Apresentam fluxo de moderado a intenso, de acordo com o horário. A travessa lateral constitui uma espécie de rua particular, na qual o fluxo é pouco intenso. 15. Estado de Conservação: ( ) Excelente ( X ) Bom ( ) Regular ( ) Péssimo 16. Análise do Estado de Conservação: O estado de conservação da Igreja pode ser considerado bom, na medida em que a edificação mantém sua integridade estrutural. Porém apresenta alguns problemas de ordem física, de fácil resolução: a alvenaria e o reboco apresentam algumas partes danificadas; os elementos artísticos aplicados interna e externamente nas paredes apresentam algumas partes com danos; a pintura das paredes e das portas e janelas apresentam desgaste, manchas, vários vidros quebrados e início de processo de oxidação nas esquadrias de metal; a porta principal está bastante danificada; o piso de ladrilho hidráulico está sujo e apresenta algumas peças trincadas; a parte que separa o transepto da capela-mor apresenta um afundamento do piso; o piso em mármore do altar está sujo; o piso das sacristias, coro e torre, feito de assoalho de madeira, possui peças bastante desgastadas e abauladas; o forro apresenta problemas de deterioração de algumas peças e sua estrutura não se encontra em bom estado de conservação; na estrutura em madeira da cobertura da torre são encontradas peças em processo de apodrecimento e seu revestimento em chapas metálicas também está comprometido; os banheiros encontram-se em péssimo estado de conservação, com grande parte de seu revestimento de piso e de parede soltos, sujos ou quebrados. 17. Fatores de Degradação: Os fatores de degradação do imóvel estão relacionados principalmente à má conservação e manutenção da igreja. Cupins atacam o madeiramento da estrutura do forro, do telhado, do piso do coro, do piso da torre, do piso das sacristias; existem infiltrações de água em diversos pontos da igreja, tanto interna quanto externamente, provocados principalmente por problemas no telhado, como telhas deslocadas, quebradas ou faltantes; os banheiros encontram-se em mau estado de conservação, provocado pela falta de cuidado dos usuários. Outros problemas, como o desgaste e a sujeira, são causados pela ação natural do ambiente. 18. Medidas de Conservação: As medidas de conservação pertinentes referem-se à reforma no telhado, com recuperação da sua estrutura e substituição de telhas; reforma nos banheiros, recompondo todos os revestimentos e maximizando a ventilação e iluminação no local; tratamento especializado das madeiras, tanto no piso e estrutura como no forro; pintura geral da igreja, tanto interna quanto externa, realizando a restauração das pinturas decorativas. Outra medida de grande importância é a execução do um projeto de restauração da igreja, que está sendo elaborado pela Divisão de Memória e Patrimônio Histórico da Prefeitura Municipal de Uberlândia. 19. Intervenções: Em 1958, foi realizada uma reforma no forro e no telhado. Em 1961, os bancos foram restaurados. Posteriormente, algumas modificações foram realizadas: troca de esquadrias da torre; fechamento da escada de acesso ao coro; abertura de uma segunda porta na sacristia esquerda, interligando-a à capela lateral; construção de dois banheiros, nos fundos da igreja, com acesso pelo pátio externo. No biênio 1987/1988, a igreja passou por um processo de restauração, realizado pela empresa Século XXX Preservação e Restauro, de Belo Horizonte. Projeto executado pela Secretaria Municipal de Cultura de Uberlândia, com acessoria técnica por um convênio firmado com IEPHA/MG, foi inaugurado em 12 de junho de Um novo processo de restauração da igreja foi realizado em junho de 1992, dessa vez executado pela empresa Hubaid Engenharia de Construção Ltda, de Uberlândia, sem o acompanhamento técnico de um responsável por esse setor, ocasionando, dessa forma, falhas na resolução dos problemas existentes na edificação. 20. Referências Bibliográficas: ATTUX, Denise Elias. Revitalização Urbana em Centros Históricos: Estudo de Caso do Bairro Fundinho. Dissertação de Mestrado. Instituto de Geografia, UFU, GUERRA, Maria Eliza. As Praças Modernas de João Jorge Coury em Uberlândia. Dissertação de Mestrado. Escola de Engenharia de São Carlos, Universidade de São Paulo, PEZZUTI, Pedro. Município de Uberabinha. Uberabinha, TEIXEIRA, Tito. Pioneiros e Bandeirantes do Brasil Central. Uberlândia, vol.1, VALE, Marília Maria Brasileiro Teixeira. A Arquitetura Religiosa do Século XIX no Sertão da Farinha Podre. Tese de Doutorado. Universidade de São Paulo, 1998.

4 21. Informações Complementares: 22. Atualização de Informações: 23. Ficha Técnica: Fotografias: Edinardo Rodrigues Lucas Elaboração: Cíntia Maria Chioca Lopes Revisão: Marília M. B. T. Vale. Data: março/2002 Data: agosto/2002 Data: agosto/2002

5

ESTRUTURAS ARQUITETÔNICAS E URBANÍSTICAS

ESTRUTURAS ARQUITETÔNICAS E URBANÍSTICAS ESTRUTURAS ARQUITETÔNICAS E URBANÍSTICAS 01. Município: Uberlândia 02. Distrito: Sede 03. Designação: Estabelecimento de Uso Misto Comércio e Residência 04. Endereço: Rua Coronel Antônio Alves, nº 9.151

Leia mais

3.3 O Largo do Carmo e seu entorno

3.3 O Largo do Carmo e seu entorno 3.3 O Largo do Carmo e seu entorno O Largo do Carmo, como ainda é conhecido o espaço público na frente das igrejas da Ordem Primeira e Terceira do Carmo, e ao lado do Teatro Vasques. Seu entorno conserva

Leia mais

situação e ambiência códice AII - F01 - PF denominação Fazenda Todos os Santos localização Estrada Sacra Família do Tíngua, nº.

situação e ambiência códice AII - F01 - PF denominação Fazenda Todos os Santos localização Estrada Sacra Família do Tíngua, nº. Parceria: denominação Fazenda Todos os Santos códice AII - F01 - PF localização Estrada Sacra Família do Tíngua, nº. 300 Graminha município Engenheiro Paulo de Frontin época de construção século XIX estado

Leia mais

5 DESCRIÇÃO DETALHADA DO BEM CULTURAL

5 DESCRIÇÃO DETALHADA DO BEM CULTURAL 57 5 DESCRIÇÃO DETALHADA DO BEM CULTURAL O conjunto arquitetônico da residência de Antônio de Rezende Costa, que hoje abriga a Escola Estadual Enéas de Oliveira Guimarães foi pelos autores do presente

Leia mais

ANEXO II - LAUDO DE VISTORIA. Vistoria realizada em: / / Responsável Técnico: IMOVEL: 1. Endereço:

ANEXO II - LAUDO DE VISTORIA. Vistoria realizada em: / / Responsável Técnico: IMOVEL: 1. Endereço: ANEXO II - LAUDO DE VISTORIA Vistoria realizada em: / / Responsável Técnico: CARACTERIZAÇÃO DO BEM IMOVEL: 1. Endereço: 2. Proteção legal: Tombamento Municipal Tombamento Estadual Tombamento Federal Preservado

Leia mais

Estrutura Arquitetônica. 3- Designação: ESCOLA MUNICIPAL AMÂNCIO BERNARDES

Estrutura Arquitetônica. 3- Designação: ESCOLA MUNICIPAL AMÂNCIO BERNARDES INVENTÁRIO DE PROTEÇÃO DO ACERVO CULTURAL PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTO ANTÔNIO DO MONTE Praça Getúlio Vargas, nº 18, Centro Tel.: (37) 3281-1131 CEP: 35560-000 Estação Cultura: Praça Benedito Valadares,

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE UBERLÂNDIA PREFEITO MUNICIPAL: ODELMO LEÃO SECRETÁRIA DE CULTURA: MÔNICA DEBS DINIZ

PREFEITURA MUNICIPAL DE UBERLÂNDIA PREFEITO MUNICIPAL: ODELMO LEÃO SECRETÁRIA DE CULTURA: MÔNICA DEBS DINIZ Página 42 de 108 BENS IMÓVEIS IPAC Nº 3 / 2013 MUNICÍPIO: Uberlândia. DISTRITO: Sede. DESIGNAÇÃO: Residência. ENDEREÇO: Rua Vigário Dantas, 495 Bairro Fundinho Uberlândia MG. USO ATUAL: A casa se encontra

Leia mais

13. Proteção Legal Existente: não tem 14. Proteção Legal Proposta: Tombamento

13. Proteção Legal Existente: não tem 14. Proteção Legal Proposta: Tombamento Página 81 de 112 basculante, com vedações em vidro. A decoração externa é composta de pequenas colunas torsas e frontões arqueados coroados com telhas tipo capa e canal e cimalha. 13. Proteção Legal Existente:

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE UBERLÂNDIA PREFEITO MUNICIPAL: ODELMO LEÃO SECRETÁRIA DE CULTURA: MÔNICA DEBS DINIZ

PREFEITURA MUNICIPAL DE UBERLÂNDIA PREFEITO MUNICIPAL: ODELMO LEÃO SECRETÁRIA DE CULTURA: MÔNICA DEBS DINIZ Página 48 de 108 BENS IMÓVEIS IPAC Nº 4 / 2013 MUNICÍPIO: Uberlândia. DISTRITO: Sede. DESIGNAÇÃO: Comércio. ENDEREÇO: Rua Barão de Camargo, 614 - Bairro Fundinho. USO ATUAL: Comércio (bar). IMAGEM 01:

Leia mais

PROPOSTA DE RESTAURAÇÃO PARA A IGREJA DE SANTO ANTÔNIO EM BELÉM/PA. Aluna: Stephanie Mendes Orientadora: Profa. Dra. Thais Sanjad

PROPOSTA DE RESTAURAÇÃO PARA A IGREJA DE SANTO ANTÔNIO EM BELÉM/PA. Aluna: Stephanie Mendes Orientadora: Profa. Dra. Thais Sanjad PROPOSTA DE RESTAURAÇÃO PARA A IGREJA DE SANTO ANTÔNIO EM BELÉM/PA Aluna: Stephanie Mendes Orientadora: Profa. Dra. Thais Sanjad Século XVIII Brasil disseminação da a arquitetura Barroca Construções Religiosas

Leia mais

DECRETO Nº 1627 DE 25 DE FEVEREIRO DE 2015

DECRETO Nº 1627 DE 25 DE FEVEREIRO DE 2015 DECRETO Nº 1627 DE 25 DE FEVEREIRO DE 2015 Dispõe sobre a atualização do artigo 1º, da Lei da Lei Complementar nº 241 de 24 de Fevereiro de 2015, onde trata da Tabela nº 05, Anexo II - Planta Genérica

Leia mais

Teatro e Bar no Morro da Urca 1986

Teatro e Bar no Morro da Urca 1986 Anexo 1.12 Teatro e Bar no Morro da Urca 1986 1. EDIFÍCIO HISTÓRICO Endereço: Rio de Janeiro RJ, Brasil. Autoria: desconhecida. Data do Projeto: 1912. Data da Construção: 1913. Área do Terreno: não foram

Leia mais

A Preservação do Patrimônio Cultural na Esfera Municipal

A Preservação do Patrimônio Cultural na Esfera Municipal A Preservação do Patrimônio Cultural na Esfera Municipal 1. Introdução O patrimônio cultural de cada comunidade pode ser considerado a sua cédula de identidade. Por isso, cada vez mais os municípios necessitam

Leia mais

FICHA DE CARACTERIZAÇÃO DO EDIFICADO

FICHA DE CARACTERIZAÇÃO DO EDIFICADO FICHA DE CARACTERIZAÇÃO DO EDIFICADO Estado de Conservação Exterior FICHA N.º: 01 ID EDIFÍCIO: 42904 1. LOCALIZAÇÃO Zona em estudo: Vila do Olival Freguesia: Gondemaria e Olival Rua / Av. / Pc.: Rua Cimo

Leia mais

ficha 08: Edificação à estrada Barra/Mogiano km 4,5.

ficha 08: Edificação à estrada Barra/Mogiano km 4,5. Página 62 de 121 ficha 08: Edificação à estrada Barra/Mogiano km 4,5. Vista geral da fachada da edificação. Lateral direita da edificação. Fachada posterior da edificação. 1. Município: Delfim Moreira.

Leia mais

RELATÓRIO DE VISTORIA DE REFORMA Programa de Ação Cooperativa - Estado Município

RELATÓRIO DE VISTORIA DE REFORMA Programa de Ação Cooperativa - Estado Município RELATÓRIO DE VISTORIA DE REFORMA Programa de Ação Cooperativa - Estado Município EE JARDIM XXXXX XXXXXXXXXXX - XXXXXXX MUNICÍPIO CÓDIGO 00.00.000 OBJETO DO CONVÊNIO: Xxxxxxx DATA: 00.00.2008 Profissional

Leia mais

INTERVENÇÕES METÁLICAS EM EDIFICAÇÕES DE VALOR HISTÓRICO E CULTURAL: ESTUDOS DE CASO DE INTERFACES

INTERVENÇÕES METÁLICAS EM EDIFICAÇÕES DE VALOR HISTÓRICO E CULTURAL: ESTUDOS DE CASO DE INTERFACES INTERVENÇÕES METÁLICAS EM EDIFICAÇÕES DE VALOR HISTÓRICO E CULTURAL: ESTUDOS DE CASO DE INTERFACES Profª. Msc. Carolina Albuquerque de Moraes Prof. Dr. Luiz Fernando Loureiro Ribeiro São Paulo, Brasil

Leia mais

Laudos técnicos de estado de conservação

Laudos técnicos de estado de conservação PREFEITURA MUNICIPAL DE DELFIM MOREIRA/MG Laudos técnicos de estado de conservação Antiga Estação Ferroviária Nossa Senhora da Soledade QUADRO III JANEIRO DE 2012 EXERCÍCIO 2013 SUMÁRIO 1. CÓPIA DA ÚLTIMA

Leia mais

Imprensa Oficial da Estância de Atibaia Sábado, 7 de setembro de 2013 - nº 1524 - Ano XVII - Caderno C - Volume V de V

Imprensa Oficial da Estância de Atibaia Sábado, 7 de setembro de 2013 - nº 1524 - Ano XVII - Caderno C - Volume V de V Prefeitura da Estância de Atibaia 201 Comércio - Precário Definição: Edificações inacabadas, deficiências aparentes, construídas com tijolos ou blocos. Coberta de telha ou laje pré moldada sem acabamento,

Leia mais

Ficha 02 1. Município: Delfim Moreira. 8. Uso atual: Culto religioso.

Ficha 02 1. Município: Delfim Moreira. 8. Uso atual: Culto religioso. Página 25 de 128 Ficha 02 1. Município: Delfim Moreira. 3. Designação: Capela São Lázaro. 5. Propriedade: Privada eclesiástica - Paróquia de Delfim Moreira. 7. Situação de ocupação: Próprio. 9. Proteção

Leia mais

CHECK LIST DE AVALIAÇÃO DE IMÓVEL

CHECK LIST DE AVALIAÇÃO DE IMÓVEL 1 2 MUNICIPIO: DATA DA VISITA: DIA MÊS ANO HORA 00:00 3 4. LOTE LOJA 4 4.1 RESPONSAVEL: TIPO DE LOCALIZAÇÃO SITUAÇÃO INSERIR O NOME DO RESPONSÁVEL TÉCNICO GALPÃO LOJA EM SHOPPING ENDEREÇO INSERIR ENDEREÇO

Leia mais

ORIENTAÇÕES BÁSICAS PARA REPRESENTAÇÕES DE DESENHO TÉCNICO E APROVAÇÃO DE PROJETOS SETOR DE ENGENHARIA

ORIENTAÇÕES BÁSICAS PARA REPRESENTAÇÕES DE DESENHO TÉCNICO E APROVAÇÃO DE PROJETOS SETOR DE ENGENHARIA ORIENTAÇÕES BÁSICAS PARA REPRESENTAÇÕES DE DESENHO TÉCNICO E APROVAÇÃO DE PROJETOS SETOR DE ENGENHARIA ANEXO II DO DECRETO N 80/2011 DE 02/05/2011 PARTE 01: OBRA NOVA OU AMPLIAÇÃO 1. Planta de situação

Leia mais

PRODUCED BY AN AUTODESK EDUCATIONAL PRODUCT PRODUCED BY AN AUTODESK EDUCATIONAL PRODUCT

PRODUCED BY AN AUTODESK EDUCATIONAL PRODUCT PRODUCED BY AN AUTODESK EDUCATIONAL PRODUCT PLANTA DE IMPLANTACAO PA 0 PAISAGISMO PA 0 4 8.3 QUADRO DE ESQUADRIAS 4.30 5.57 PORTAS TIPO LARGURA ALTURA OBSERVACOES P P P5 P7 3,75 3,50 Porta pivotante de vidro e madeira 4 3,50 Porta de correr de vidro

Leia mais

INSTITUTO DE ARQUITETOS DO BRASIL

INSTITUTO DE ARQUITETOS DO BRASIL RETROFIT DO EDIFÍCIO SUL AMÉRICA Autor(es): Fernando Pinheiro Monte Filho e Alessandra Nascimento de Lima O retrofit do edifício Galeria Sul América encontra-se em uma sequência temporal de modificação

Leia mais

INVENTÁRIO DO PATRIMÔNIO CULTURAL DE SANTA CATARINA GOVERNO DO ESTADO DE SANTA CATARINA

INVENTÁRIO DO PATRIMÔNIO CULTURAL DE SANTA CATARINA GOVERNO DO ESTADO DE SANTA CATARINA INVENTÁRIO DO PATRIMÔNIO CULTURAL DE SANTA CATARINA GOVERNO DO ESTADO DE SANTA CATARINA FUNDAÇÃO CATARINENSE DE CULTURA Diretoria de Patrimônio Cultural 1. MUNICÍPIO: Agrolândia DENOMINAÇÃO: Casa de Hildegard

Leia mais

Intervenção em Bens Culturais. Centro de Ensino Superior do Amapá (CEAP) Prof.: Msc. Dinah Tutyia

Intervenção em Bens Culturais. Centro de Ensino Superior do Amapá (CEAP) Prof.: Msc. Dinah Tutyia Intervenção em Bens Culturais Edificados Centro de Ensino Superior do Amapá (CEAP) Prof.: Msc. Dinah Tutyia O QUE É UM PROJETO DE INTERVENÇÃO NO PATRIMÔNIO EDIFICADO? Compreende-se por Projeto de Intervenção

Leia mais

Data de construção: 1955 Autor do Projeto: Nº da planta da CEDAE: 7108080/53 Tipologia: Edifício de apartamentos Arquitetura: Angélica Galetti

Data de construção: 1955 Autor do Projeto: Nº da planta da CEDAE: 7108080/53 Tipologia: Edifício de apartamentos Arquitetura: Angélica Galetti . Cidade do Rio de Janeiro EDIFICAÇÃO MULTIFAMILIAR N o de ARQUIVO folha nº 01 Estado do Imóvel A.R.: V Caracterização Conservação Proprietário: vários Uso Original: edifício de apartamentos Atual: edifício

Leia mais

CASA DA CULTURA natural Pouso Alegre Minas Gerais

CASA DA CULTURA natural Pouso Alegre Minas Gerais CASA DA CULTURA Situado à Rua Tiradentes n.º 264, fazendo esquina com Rua Dr. Licurgo Leite, o casarão dos Leite, como era chamada a atual Casa da Cultura, foi construído aproximadamente no final da década

Leia mais

situação e ambiência denominação Fazenda Santana códice AIII - F15 - Val localização Rodovia RJ-151, 3º distrito, Santa Isabel do Rio Preto

situação e ambiência denominação Fazenda Santana códice AIII - F15 - Val localização Rodovia RJ-151, 3º distrito, Santa Isabel do Rio Preto Parceria: denominação Fazenda Santana códice AIII - F15 - Val localização Rodovia RJ-151, 3º distrito, Santa Isabel do Rio Preto município Valença época de construção séc. XIX detalhamento do estado de

Leia mais

DOS CRITÉRIOS PARA COLOCAÇÃO DE LETREIROS

DOS CRITÉRIOS PARA COLOCAÇÃO DE LETREIROS Ministério da Cultura IPHAN INSTITUTO DO PATRIMÔNIO HISTÓRICO E ARTÍSTICO NACIONAL Escritório Técnico II - São João del Rei Rua Hermíllo Alves n.º 52 Centro São João del-rei Minas Gerais CEP 36.307-328

Leia mais

Educação Patrimonial / Turismo Subprefeitura de Parelheiros

Educação Patrimonial / Turismo Subprefeitura de Parelheiros Educação Patrimonial / Turismo Subprefeitura de Parelheiros Bens preservados em destaque: A. Igreja e Cemitério de Parelheiros B. Igreja e Cemitério de Colônia C. Vila e Estação Ferroviária Evangelista

Leia mais

Sede da Light 1911, Mortimer

Sede da Light 1911, Mortimer Sede da Light 1911, Mortimer Quando chegou ao Rio de Janeiro, em 1905, a Light instalou seu escritório no prédio de números 76, 78 e 80 da então Avenida Central, atual Rio Branco. E,no dia 13 de abril

Leia mais

PROJETO BÁSICO RESTAURO DA CASA DA MEMÓRIA

PROJETO BÁSICO RESTAURO DA CASA DA MEMÓRIA PROJETO BÁSICO RESTAURO DA CASA DA MEMÓRIA Apresentação Partindo da premissa de que a memória é a imagem viva de tempos passados ou presentes e que os bens, que constituem os elementos formadores do patrimônio,

Leia mais

situação e ambiência códice AII - F06 - Vass denominação Fazenda São Luiz da Boa Sorte localização Km 85 da Rodovia Lúcio Meira (BR 393)

situação e ambiência códice AII - F06 - Vass denominação Fazenda São Luiz da Boa Sorte localização Km 85 da Rodovia Lúcio Meira (BR 393) Parceria: denominação Fazenda São Luiz da Boa Sorte códice AII - F06 - Vass localização Km 85 da Rodovia Lúcio Meira (BR 393) município Barra do Piraí época de construção século XIX estado de conservação

Leia mais

LEI Nº 1822, DE 15 DE DEZEMBRO DE 2014. Revoga o Anexo I, e altera os Anexos II e III da Lei Municipal n 1.215/2009, e dá outras providências.

LEI Nº 1822, DE 15 DE DEZEMBRO DE 2014. Revoga o Anexo I, e altera os Anexos II e III da Lei Municipal n 1.215/2009, e dá outras providências. LEI Nº 1822, DE 15 DE DEZEMBRO DE 2014. Revoga o Anexo I, e altera os Anexos II e III da Lei Municipal n 1.215/2009, e dá outras providências. O Sr. Adriano Xavier Pivetta, Prefeito de Nova Mutum, Estado

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTÁCIO DE SÁ OS OFÍCIOS DO RESTAURO

UNIVERSIDADE ESTÁCIO DE SÁ OS OFÍCIOS DO RESTAURO UNIVERSIDADE ESTÁCIO DE SÁ OS OFÍCIOS DO RESTAURO O UNIVERSO DA RESTAURAÇÃO NO RIO DE JANEIRO O estado do Rio de Janeiro apresenta um enorme acervo de imóveis de valor cultural, histórico, artístico, arquitetônico

Leia mais

ACERVO CARTOGRÁFICO DE EGON BELZ ACERVO CENTRO DE MEMÓRIA UNIVERSITÁRIA BU/FURB

ACERVO CARTOGRÁFICO DE EGON BELZ ACERVO CENTRO DE MEMÓRIA UNIVERSITÁRIA BU/FURB ACERVO CARTOGRÁFICO DE EGON BELZ ACERVO CENTRO DE MEMÓRIA UNIVERSITÁRIA BU/FURB CATEGORIA Cartografia OBJETO 108 pranchas: Elevação 01-02; Corte e elevação da escada interligação 1; Escada 2 planta substitutiva;

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE UBERLÂNDIA PREFEITO MUNICIPAL: ODELMO LEÃO SECRETÁRIA DE CULTURA: MÔNICA DEBS DINIZ

PREFEITURA MUNICIPAL DE UBERLÂNDIA PREFEITO MUNICIPAL: ODELMO LEÃO SECRETÁRIA DE CULTURA: MÔNICA DEBS DINIZ Página 36 de 108 BENS IMÓVEIS IPAC Nº 2/ 2013 MUNICÍPIO: Uberlândia/MG. DISTRITO: Sede. DESIGNAÇÃO: Residência. ENDEREÇO: Rua Augusto César, 101 Bairro Integrado Tabajaras Uberlândia MG. USO ATUAL: Imóvel

Leia mais

situação e ambiência denominação Fazenda Rio Novo códice AIV - F04 - PS localização Estrada da Palestina município Paraíba do Sul

situação e ambiência denominação Fazenda Rio Novo códice AIV - F04 - PS localização Estrada da Palestina município Paraíba do Sul Parceria: denominação Fazenda Rio Novo códice AIV - F04 - PS localização Estrada da Palestina município Paraíba do Sul época de construção séc. XIX detalhamento do estado de conservação no corpo da ficha

Leia mais

FUNCIONAL ENTORNO ELEMENTOS DE ENTORNO, CONSIDERANDO OS ATRIBUTOS DO LUGAR - MASSAS TOPOGRAFIA

FUNCIONAL ENTORNO ELEMENTOS DE ENTORNO, CONSIDERANDO OS ATRIBUTOS DO LUGAR - MASSAS TOPOGRAFIA FUNCIONAL ENTORNO IDENTIFICAR A RELAÇÃO DO EDIFÍCIO COM OS ELEMENTOS DE ENTORNO, CONSIDERANDO OS ATRIBUTOS DO LUGAR - MASSAS EDIFICADAS, RELAÇÕES DE PROXIMIDADE, DIÁLOGO, INTEGRAÇÃO OU AUTONOMIA MURO CERCA

Leia mais

Relatório de Vistoria Técnica

Relatório de Vistoria Técnica Relatório de Vistoria Técnica REFORMA DE IMÓVEL PARA ABRIGAR A SEDE DA SUBSEÇÃO DA OAB/BA NO MUNICÍPIO DE IPIAÚ/BA Sede da OAB Rua Senhor do Bomfim, nº83 Centro, Ipiaú/BA Elaborado para: Ordem dos Advogados

Leia mais

i i i j j ITEM DESCRIÇÃO / BIMESTRE 1 2 3 4 5 6 7 s 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 23 26

i i i j j ITEM DESCRIÇÃO / BIMESTRE 1 2 3 4 5 6 7 s 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 23 26 j j ITEM DESCRIÇÃO / BIMESTRE OBRAS EMEROENCIAIS NA COBERTURA DO PALACETE ( 996 à jui/997). Impermeabilização do terraço e torres 2 3 4 5 6 7 s 9 0 2 3 4 5 6 7 8 9 20 2 22 23 24 23 26.2 instalações Elétricas

Leia mais

BENS IMÓVEIS. DISTRITO: Sede. USO ATUAL: Institucional

BENS IMÓVEIS. DISTRITO: Sede. USO ATUAL: Institucional Página 1 de 6 IPAC N º08/2012 BENS IMÓVEIS MUNICÍPIO: DISTRITO: Sede DESIGNAÇÃO: Asilo São Vicente de Paulo ENDEREÇO: Rua Coronel Severiano, 131 - Fundinho USO ATUAL: Institucional PROPRIEDADE/ SITUAÇÃO

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO REFORMA DA CÂMARA DE VEREADORES DE CANOAS - RS

MEMORIAL DESCRITIVO REFORMA DA CÂMARA DE VEREADORES DE CANOAS - RS RODRIGUES & AGUINAGA PROJETOS LTDA. Av. Francisco Talaia de Moura, 545 CEP: 91170-090 - Porto Alegre/RS. CNPJ: 09.077.763/0001-05 MEMORIAL DESCRITIVO REFORMA DA CÂMARA DE VEREADORES DE CANOAS - RS 1 1.

Leia mais

DEPARTAMENTO DE OBRAS E GESTÃO DE INFRA-ESTRUTURAS MUNICIPAIS FICHA TÉCNICA

DEPARTAMENTO DE OBRAS E GESTÃO DE INFRA-ESTRUTURAS MUNICIPAIS FICHA TÉCNICA PARTAMENTO OBRAS E GESTÃO FICHA TÉCNICA 1. INTIFICAÇÃO Casa Museu Miguel Torga 2. LOCALIZAÇÃO Praça Sá de Miranda. Freguesia de Santo António dos Olivais 3. SCRIÇÃO GERAL A Câmara Municipal deliberou em

Leia mais

I. P. R. inovação e pesquisa para o restauro

I. P. R. inovação e pesquisa para o restauro I. P. R. inovação e pesquisa para o restauro MUSEU DA IMIGRAÇÃO Santa Bárbara d Oeste - SP Proposta de Intervenção Emergencial I. P. R. inovação e pesquisa para o restauro 2 16 MUSEU DA IMIGRAÇÃO Santa

Leia mais

OBRAS DE RESTAURO E CONSERVAÇÃO DO ED. RAMOS DE AZEVEDO E ANEXO. - RELATÓRIO DE PROSPECÇÃO (ED. ANEXO)

OBRAS DE RESTAURO E CONSERVAÇÃO DO ED. RAMOS DE AZEVEDO E ANEXO. - RELATÓRIO DE PROSPECÇÃO (ED. ANEXO) OBRAS DE RESTAURO E CONSERVAÇÃO DO ED. RAMOS DE AZEVEDO E ANEXO. - RELATÓRIO DE PROSPECÇÃO (ED. ANEXO) Fichas de Prospecções No. 01 Ambiente: fachada do anexo Andar: térreo Data: Fevereiro de 2007 Elemento:

Leia mais

UniVap - FEAU CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO Prof. Minoru Takatori ESTUDO PRELIMINAR

UniVap - FEAU CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO Prof. Minoru Takatori ESTUDO PRELIMINAR 1 ESTUDO PRELIMINAR OBJETIVOS Analise e avaliação de todas as informações recebidas para seleção e recomendação do partido arquitetônico, podendo eventualmente, apresentar soluções alternativas. Tem como

Leia mais

ANEXO I PARTE A ANTEPROJETO DE LEI ITABUNA IMPOSTO PREDIAL E TERRITORIAL URBANO IPTU. VALOR DO m² PARA CÁLCULO DO VALOR PREDIAL

ANEXO I PARTE A ANTEPROJETO DE LEI ITABUNA IMPOSTO PREDIAL E TERRITORIAL URBANO IPTU. VALOR DO m² PARA CÁLCULO DO VALOR PREDIAL ANEXO I PARTE A ANTEPROJETO DE LEI ITABUNA IMPOSTO PREDIAL E TERRITORIAL URBANO IPTU VALOR DO m² PARA CÁLCULO DO VALOR PREDIAL TABELA DOS TIPOS E PADRÕES DE CONSTRUÇÃO TIPO 1 - RESIDENCIAL - PADRÃO "E"

Leia mais

ESTRUTURAS ARQUITETÔNICAS (acervo religioso) ficha 02: Igreja de Nossa Senhora Aparecida

ESTRUTURAS ARQUITETÔNICAS (acervo religioso) ficha 02: Igreja de Nossa Senhora Aparecida Página 27 de 141 ESTRUTURAS ARQUITETÔNICAS (acervo religioso) ficha 02: Igreja de Nossa Senhora Aparecida Esq.: Vista frontal Igreja N S Aparecida Dir. acima: Vista lateral direita Dir. abaixo: Adro da

Leia mais

ESTRUTURAS ARQUITETÔNICAS E URBANÍSTICAS

ESTRUTURAS ARQUITETÔNICAS E URBANÍSTICAS ficha com 1 / 5 ESTRUTURAS ARQUITETÔNICAS E URBANÍSTICAS 01. Município: Uberlândia 02. Distrito: Sede 03. Designação: Igreja Nossa Senhora do Carmo 04. Endereço: Praça Minas Gerais, sn Bairro Dona Zulmira

Leia mais

Relatório da Visita da Comissão ao. Museu Nacional UFRJ. 5 de agosto de 2011

Relatório da Visita da Comissão ao. Museu Nacional UFRJ. 5 de agosto de 2011 Relatório da Visita da Comissão ao Museu Nacional UFRJ 5 de agosto de 2011 Bruno de Cerqueira Luiz da Motta Recepção Fomos recebidos de maneira extremamente cordial pela diretora do Museu Nacional, Profª.

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE URUGUAIANA ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL. Tipologia Construtiva. Prefeitura Municipal de Uruguaiana (RS), Maio de 2015.

PREFEITURA MUNICIPAL DE URUGUAIANA ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL. Tipologia Construtiva. Prefeitura Municipal de Uruguaiana (RS), Maio de 2015. PREFEITURA MUNICIPAL DE URUGUAIANA ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL Tipologia Construtiva Prefeitura Municipal de Uruguaiana (RS), Maio de 2015. TIPOLOGIA CONSTRUTIVA 1 SUB HABITAÇÃO 1.1- Sub-habitação Compostos

Leia mais

Prefeitura Municipal de Piratini

Prefeitura Municipal de Piratini MEMORIAL DESCRITIVO O presente Memorial Descritivo visa estabelecer as condições de materiais e execução referentes à construção de um Vestiário Esportivo, localizado na Av. 6 de julho s/n, em Piratini/RS,

Leia mais

ANÁLISE DAS PATOLOGIAS EXISTENTES NO CONJUNTO HABITACIONAL MONTE CARLO PRESIDENTE PRUDENTE

ANÁLISE DAS PATOLOGIAS EXISTENTES NO CONJUNTO HABITACIONAL MONTE CARLO PRESIDENTE PRUDENTE Encontro de Ensino, Pesquisa e Extensão, Presidente Prudente, 22 a 25 de outubro, 2012 187 ANÁLISE DAS PATOLOGIAS EXISTENTES NO CONJUNTO HABITACIONAL MONTE CARLO PRESIDENTE PRUDENTE Gabriella Fernandes

Leia mais

ELEVAÇÕES OU FACHADAS

ELEVAÇÕES OU FACHADAS ELEVAÇÕES OU FACHADAS 1- CONCEITUAÇÃO Elevações ou fachadas são elementos gráficos componentes de um projeto de arquitetura, constituídos pela projeção das arestas visíveis do volume sobre um plano vertical,

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO/TÉCNICO

MEMORIAL DESCRITIVO/TÉCNICO MEMORIAL DESCRITIVO/TÉCNICO PROPRIETÁRIO: Prefeitura Municipal de Carmo de Minas. ENDEREÇO: Rua Luiz Gomes, nº. 150, Bairro: Centro, CEP: 37472-000. CNPJ: 18.188.243/0001-60. ENDEREÇO DA OBRA: Rua Euclides

Leia mais

ATESTADO TÉCNICO DE ENGENHARIA CIVIL AT. 109. 01. 15

ATESTADO TÉCNICO DE ENGENHARIA CIVIL AT. 109. 01. 15 1 / 20 ATESTADO TÉCNICO DE ENGENHARIA CIVIL AT. 109. 01. 15 Eucalipto Serviços Técnicos na Construção Civil Ltda Rua Marquês de Maricá, 625 - cj. 42 - Sacomã - São Paulo - SP CEP: 04252-000 - Tel: (11)

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL CESÁRIO COIMBRA

ESCOLA ESTADUAL CESÁRIO COIMBRA ESCOLA ESTADUAL CESÁRIO COIMBRA No dia dois de Dezembro de 1.910, foi assinado contrato entre a câmara municipal e o senhor Francisco Leonardo Cerávolo, para a construção do prédio do grupo escolar. Aos

Leia mais

Parque do Engenho Central e Mirante 2002

Parque do Engenho Central e Mirante 2002 Anexo 1.34 Parque do Engenho Central e Mirante 2002 1. EDIFÍCIO HISTÓRICO Endereço: Rua Maurice Allain, 454, Vila Rezende, Piracicaba SP, Brasil. Autoria: desconhecida. Data do Projeto: final da década

Leia mais

Vila do IAPI - Patrimônio Cultural da Cidade

Vila do IAPI - Patrimônio Cultural da Cidade Item Diretriz Tipologia 1. Reformas e Ampliações 1.1. Cosntruções Originais 1.1.1. Não será permitida a demolição da edificação original para construção de uma nova edificação ou para qualquer outro fim.

Leia mais

ESTUDO PARA INTERVENCAO EM MONUMENTOS E SITIOS HISTORICOS: O Caso do Mercado de Farinha de Caruaru-PE

ESTUDO PARA INTERVENCAO EM MONUMENTOS E SITIOS HISTORICOS: O Caso do Mercado de Farinha de Caruaru-PE ESTUDO PARA INTERVENCAO EM MONUMENTOS E SITIOS HISTORICOS: O Caso do Mercado de Farinha de Caruaru-PE TENORIO, LUCIENE A. (1); CARVALHO, AMANDA B. (2); ZHAYRA, ADELAIDE C. (3) 1. LVF Empreendimentos LTDA.

Leia mais

FUNCIONAL ENTORNO ELEMENTOS DE ENTORNO, CONSIDERANDO OS ATRIBUTOS DO LUGAR - MASSAS TOPOGRAFIA

FUNCIONAL ENTORNO ELEMENTOS DE ENTORNO, CONSIDERANDO OS ATRIBUTOS DO LUGAR - MASSAS TOPOGRAFIA FUNCIONAL ENTORNO IDENTIFICAR A RELAÇÃO DO EDIFÍCIO COM OS ELEMENTOS DE ENTORNO, CONSIDERANDO OS ATRIBUTOS DO LUGAR - MASSAS EDIFICADAS, RELAÇÕES DE PROXIMIDADE, DIÁLOGO, INTEGRAÇÃO OU AUTONOMIA CASA VIZINHA

Leia mais

Dossier Promocional. Moradia em Abrantes Santarém

Dossier Promocional. Moradia em Abrantes Santarém Dossier Promocional Moradia em Abrantes Santarém 1 1. Contexto e a Oportunidade 2. Localização do Imóvel 3. Características Gerais do Imóvel 4. Descrição Detalhada 5. Condições de Comercialização 6. Contactos

Leia mais

DESCRIÇÃO DOS SERVIÇOS A SEREM EXECUTADOS

DESCRIÇÃO DOS SERVIÇOS A SEREM EXECUTADOS Secretaria de Transportes, Obras e Urbanismo Departamento de Engenharia DESCRIÇÃO DOS SERVIÇOS A SEREM EXECUTADOS Obra: Conclusão das obras de melhoria da infraestrutura e revitalização do Parque Ambiental

Leia mais

OS SENTIDOS. Universidade de Caxias do Sul Curso de Arquitetura e Urbanismo Disciplina de Projeto Arquitetônico IV Professor Julio Ariel G.

OS SENTIDOS. Universidade de Caxias do Sul Curso de Arquitetura e Urbanismo Disciplina de Projeto Arquitetônico IV Professor Julio Ariel G. Universidade de Caxias do Sul Curso de Arquitetura e Urbanismo Disciplina de Projeto Arquitetônico IV Professor Julio Ariel G. Norro PARTIDO GERAL CONDOMÍNIO RESIDENCIAL OS SENTIDOS Acadêmicas: Laura Sirianni

Leia mais

EDIFÍCIO AFONSO PENA 2300

EDIFÍCIO AFONSO PENA 2300 EDIFÍCIO AFONSO PENA 2300 BELO HORIZONTE MG Apresentação: Condomínio Edifício Afonso Pena, 2.300 Endereço: Afonso Pena, 2.300 Bairro: Centro Esquina com Rio Grande do Norte Belo Horizonte BH Localização:

Leia mais

6.2 ESTRUTURAS ARQUITETÔNICAS (acervo civil) ficha 04: Antiga Fábrica da CICA

6.2 ESTRUTURAS ARQUITETÔNICAS (acervo civil) ficha 04: Antiga Fábrica da CICA Página 38 de 141 6.2 ESTRUTURAS ARQUITETÔNICAS (acervo civil) ficha 04: Antiga Fábrica da CICA Fachada frontal da Fábrica da CICA Vista lateral esquerda da Fábrica da CICA Vista dos fundos da Fábrica da

Leia mais

IPHAE. II Caracterização da área de entorno do bem tombado : características urbanas.

IPHAE. II Caracterização da área de entorno do bem tombado : características urbanas. IPHAE SECRETARIA DE ESTADO DA CULTURA INSTITUTO DO PATRIMÔNIO HISTÓRICO E ARTÍSTICO DO ESTADO Av. Borges de Medeiros, 1501, 21º andar- Porto Alegre-RS - Cep:90110-150 Fone/Fax: (051)3225.3176 e-mail: iphae@via-rs.net

Leia mais

FUNCIONAL TOPOGRAFIA SOLAR/ PRIMEIRA METADE DO TERRENO E O INFERIOR LOCADO MAIS A

FUNCIONAL TOPOGRAFIA SOLAR/ PRIMEIRA METADE DO TERRENO E O INFERIOR LOCADO MAIS A FUNCIONAL IMPLANTAÇÃO IDENTIFICAR COMO SE DÁ A OCUPAÇÃO DA PARCELA DO LOTE, A DISPOSIÇÃO DO(S) ACESSO(S) AO LOTE; COMO SE ORGANIZA O AGENCIAMENTO, UMA LEITURA DA RUA PARA O LOTE ACESSO SOCIAL ACESSO ÍNTIMO

Leia mais

situação e ambiência denominação Fazenda São Lourenço códice AIV - F02 - TR localização Rodovia União e Indústria, s/nº Santa Terezinha

situação e ambiência denominação Fazenda São Lourenço códice AIV - F02 - TR localização Rodovia União e Indústria, s/nº Santa Terezinha Parceria: denominação Fazenda São Lourenço códice AIV - F02 - TR localização Rodovia União e Indústria, s/nº Santa Terezinha município Três Rios época de construção séc. XIX detalhamento do estado de conservação

Leia mais

LAUDO DE AVALIAÇÃO SIMPLIFICADO. ESTADO: Rio Verde USO PREDOMINANTE INFRA ESTRUTURA URBANA SERVIÇOS PÚBLICOS COMUNITÁRIOS

LAUDO DE AVALIAÇÃO SIMPLIFICADO. ESTADO: Rio Verde USO PREDOMINANTE INFRA ESTRUTURA URBANA SERVIÇOS PÚBLICOS COMUNITÁRIOS 1 - SOLICITANTE: CPF: Beatriz Carlos Fernandes 038.777.631-11 2- IDENTIFICAÇÃO DO BEM OBJETO DE AVALIAÇÃO ENDEREÇO: Nº. COMPL. BAIRRO: Rua Jacaranda Qd. 11 lt 237 Res. Gameleira CIDADE: ESTADO: Rio Verde

Leia mais

situação e ambiência códice AII-F01-Vass denominação Fazenda Visconde de Cananéia localização Rodovia Lucio Meira (BR-393) Estrada de Cananéia

situação e ambiência códice AII-F01-Vass denominação Fazenda Visconde de Cananéia localização Rodovia Lucio Meira (BR-393) Estrada de Cananéia Parceria: denominação Fazenda Visconde de Cananéia códice AII-F01-Vass localização Rodovia Lucio Meira (BR-393) Estrada de Cananéia município Vassouras época de construção século XIX estado de conservação

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO PRÉDIO DE APARTAMENTOS. Local: Rua General Auto, N 101 e 111 Centro Porto Alegre

MEMORIAL DESCRITIVO PRÉDIO DE APARTAMENTOS. Local: Rua General Auto, N 101 e 111 Centro Porto Alegre MEMORIAL DESCRITIVO PRÉDIO DE APARTAMENTOS Local: Rua General Auto, N 101 e 111 Centro Porto Alegre INDICE 1. GENERALIDADES 1.1. OBJETOS E DADOS 1.2. NORMAS 1.3. PLANTAS 2. INTERPRETAÇÃO 3. PRÉDIO 3.1.

Leia mais

ESTRUTURAS ARQUITETÔNICAS (acervo civil) ficha 11: Antigo Cine Teatro Helena

ESTRUTURAS ARQUITETÔNICAS (acervo civil) ficha 11: Antigo Cine Teatro Helena Página 70 de 141 ESTRUTURAS ARQUITETÔNICAS (acervo civil) ficha 11: Antigo Cine Teatro Helena Coroamento da fachada frontal Vista da fachada frontal Afastamento lateral esquerdo Inscrições do nome do antigo

Leia mais

5.11. Programa de Registro do Patrimônio Histórico e Edificado. Revisão 00 NOV/2013

5.11. Programa de Registro do Patrimônio Histórico e Edificado. Revisão 00 NOV/2013 PROGRAMAS AMBIENTAIS 5.11 Programa de Registro do Patrimônio Histórico e Edificado NOV/2013 CAPA ÍNDICE GERAL 1. Introdução... 1 1.1. Ações já Realizadas... 2 2. Justificativa... 4 3. Objetivos... 5 4.

Leia mais

Museu Aberto da Ferrovia Paranapiacaba 2007

Museu Aberto da Ferrovia Paranapiacaba 2007 Anexo 1.50 Museu Aberto da Ferrovia Paranapiacaba 2007 1. EDIFÍCIO HISTÓRICO Endereço: acesso pela rodovia SP 122 Ribeirão Pires Paranapiacaba, Santo André SP, Brasil. Autoria: a vila foi construída pela

Leia mais

Belo Horizonte (MG) - Capela do Colégio Sagrado Coração de Jesus ganha reforma e será reaberta em breve

Belo Horizonte (MG) - Capela do Colégio Sagrado Coração de Jesus ganha reforma e será reaberta em breve Belo Horizonte (MG) - Capela do Colégio Sagrado Coração de Jesus ganha reforma e será reaberta em breve Escola é considerada um marco da história educacional de Belo Horizonte. Adriana Vilaça tinha 11

Leia mais

INVENTÁRIO DE PROTEÇÃO DO ACERVO CULTURAL CAPINÓPOLIS - MINAS GERAIS

INVENTÁRIO DE PROTEÇÃO DO ACERVO CULTURAL CAPINÓPOLIS - MINAS GERAIS INVENTÁRIO DE PROTEÇÃO DO ACERVO CULTURAL CAPINÓPOLIS - MINAS GERAIS ESTRUTURAS ARQUITETÔNICAS Nº BI/02 1. Município: Capinópolis - MG 2. Distrito: Sede 3. Designação: Escola Municipal Aurelisa Alcântara

Leia mais

RESIDENCIAL MIRANTE DO PARQUE

RESIDENCIAL MIRANTE DO PARQUE RESIDENCIAL MIRANTE DO PARQUE 1 Estrutura Acabamento externo: TORRE 5 100% executado 98% executado - Revestimento fachada; 100% concluído - Aplicação de textura; 100% concluído - Execução do telhado; 100%

Leia mais

ANEXO 1 TABELA DO TIPO, PADRÃO E VALOR UNITÁRIO DE METRO QUADRADO DE CONSTRUÇÃO

ANEXO 1 TABELA DO TIPO, PADRÃO E VALOR UNITÁRIO DE METRO QUADRADO DE CONSTRUÇÃO ANEXO 1 TABELA DO TIPO, PADRÃO E VALOR UNITÁRIO DE METRO QUADRADO DE CONSTRUÇÃO TIPO 10 - EDIFICAÇÕES RESIDENCIAIS TÉRREAS E ASSOBRADADAS, COM OU SEM SUBSOLO 10.1 - Padrão Rústico Arquitetura: Construídas

Leia mais

FICHA DE IDENTIFICAÇÃO PRIORIDADE A

FICHA DE IDENTIFICAÇÃO PRIORIDADE A Rua Rodrigues Alves, 08 04 Comércio - Precário, instável, apresentando rachaduras e desagregação de revestimento da fachada. Moradores Transeuntes Intervenção: Recuperação do imóvel TÉCNICO: Danilo Alves

Leia mais

UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: Um ensaio crítico para uma arquitectura bioclimática. ANEXOS

UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: Um ensaio crítico para uma arquitectura bioclimática. ANEXOS UMA REINTERPRETAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA ALDEIA DO PATACÃO: Um ensaio crítico para uma arquitectura bioclimática. ANEXOS DISSERTAÇÃO DE MESTRADO INTEGRADO EM ARQUITECTURA apresentada ao Departamento de Arquitectura

Leia mais

MANUAL DO BENEFÍCIO ASSISTÊNCIA RESIDENCIAL 24 HORAS

MANUAL DO BENEFÍCIO ASSISTÊNCIA RESIDENCIAL 24 HORAS MANUAL DO BENEFÍCIO ASSISTÊNCIA RESIDENCIAL 24 HORAS Junho/2014 1080.0776.0302 ÍNDICE ACIONAMENTO DOS SERVIÇOS...3 REEMBOLSOS...3 QUANTIDADE DE INTERVENÇÕES...3 SERVIÇOS...3 BOMBEIRO HIDRÁULICO...3 ELETRICISTA...4

Leia mais

Barroco Mineiro. Prof. Percival Tirapeli, Instituto de Artes da UNESP

Barroco Mineiro. Prof. Percival Tirapeli, Instituto de Artes da UNESP Barroco Mineiro Prof. Percival Tirapeli, Instituto de Artes da UNESP Mapa da Estrada Real, por onde escoava o ouro encontrado pelos bandeirantes paulistas em 1692. O Caminho Velho iniciava NO Rio de Janeiro

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE MUZAMBINHO

CÂMARA MUNICIPAL DE MUZAMBINHO CÂMARA MUNICIPAL DE MUZAMBINHO Localizado à Rua Carlos Prado, esquina com a Rua Tiradentes encontra se o prédio da Câmara Municipal. Pertenceu inicialmente a Carlos Prado, farmacêutico / manipulador, que

Leia mais

ANEXO XII - MEMORIAL DESCRITIVO ARQUITETÔNICO

ANEXO XII - MEMORIAL DESCRITIVO ARQUITETÔNICO ANEXO XII - MEMORIAL DESCRITIVO ARQUITETÔNICO 4.1 APRESENTAÇÃO O presente memorial descritivo tem por finalidade determinar os detalhes de acabamento, tipo e a qualidade dos materiais a serem utilizados

Leia mais

Locais a Visitar na Vila de Almodôvar

Locais a Visitar na Vila de Almodôvar Locais a Visitar na Vila de Almodôvar Igreja Matriz de Almodôvar A matriz é o monumento mais visitado do Concelho de Almodôvar e é dedicada a Santo Ildefonso, sendo que D. Dinis doou-a à Ordem de Santiago,

Leia mais

ESTUDO DE FACHADAS AV. PRESIDENTE VARGAS 62, CENTRO

ESTUDO DE FACHADAS AV. PRESIDENTE VARGAS 62, CENTRO ESTUDO DE FACHADAS AV. PRESIDENTE VARGAS 62, CENTRO ESTUDO DE FACHADAS AV. PRESIDENTE VARGAS 62, CENTRO Índice INTRODUÇÃO 5 1. LOCALIZAÇÃO 7 2. CONTEXTO URBANO 8 3. CONTEXTO ARQUITETÔNICO 16 4. PROPOSTA

Leia mais

Situação existente CÂMARA MUNICIPAL DA RIBEIRA GRANDE CASA - MUSEU DA FREIRA DO ARCANO PROJECTO DE EXECUÇÃO MEMÓRIA DESCRITIVA

Situação existente CÂMARA MUNICIPAL DA RIBEIRA GRANDE CASA - MUSEU DA FREIRA DO ARCANO PROJECTO DE EXECUÇÃO MEMÓRIA DESCRITIVA Situação existente A cidade da Ribeira Grande, cabeça de um concelho que este ano celebra o meiomilénio de existência, é das mais notáveis construções urbanas açóricas, e constitui uma das mais originais

Leia mais

ESTRUTURAS ARQUITETÔNICAS (acervo civil) ficha 20: Hotel São João

ESTRUTURAS ARQUITETÔNICAS (acervo civil) ficha 20: Hotel São João Página 113 de 141 ESTRUTURAS ARQUITETÔNICAS (acervo civil) ficha 20: Hotel São João Vista de esquina do hotel Vista parcial do hotel Vista parcial da fachada da Rua Marechal Deodoro Portão da garagem 1.

Leia mais

situação e ambiência denominação Fazenda São Paulo códice AIII - F01 - Val localização Estrada VL-55, 6º distrito, Conservatória município Valença

situação e ambiência denominação Fazenda São Paulo códice AIII - F01 - Val localização Estrada VL-55, 6º distrito, Conservatória município Valença Parceria: denominação Fazenda São Paulo códice AIII - F01 - Val localização Estrada VL-55, 6º distrito, Conservatória município Valença época de construção séc. XIX detalhamento do estado de conservação

Leia mais

FICHA DE IDENTIFICAÇÃO PRIORIDADE A

FICHA DE IDENTIFICAÇÃO PRIORIDADE A Rua 28 de Setembro Nº 35 Casa 03 Centro 3498 40 Parcialmente destruído, apresentando fissuras nas paredes internas, telhado e piso em assoalho sob risco de desabamento OBSERVAÇÃO: (antiga R. do Tijolo)

Leia mais

MANUAL PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS

MANUAL PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS MANUAL PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS 1 AUTORIZAÇÕES E CADASTRAMENTO Para entrada de profissionais e execução de serviços como LEVANTAMENTO PLANIALTIMÉTRICO e SONDAGEM, será necessária a autorização por

Leia mais

situação e ambiência denominação Fazenda São Geraldo códice AIV - F07 - PS localização Antiga estrada para Rio das Flores município Paraíba do Sul

situação e ambiência denominação Fazenda São Geraldo códice AIV - F07 - PS localização Antiga estrada para Rio das Flores município Paraíba do Sul Parceria: denominação Fazenda São Geraldo códice AIV - F07 - PS localização Antiga estrada para Rio das Flores município Paraíba do Sul época de construção séc. XIX detalhamento do estado de conservação

Leia mais

Relatório de reforma. Edifício XXXXX

Relatório de reforma. Edifício XXXXX Laudo Relatório de reforma Edifício XXXXX Elaborado por: Luís Ricardo Pinheiro Lima Página 1 de 8 1. IDENTIFICAÇÃO DA INSTITUIÇÃO PRESTADORA DO SERVIÇO (CONTRATADA) Empresa: Pinheiro Lima Engenharia Ltda.

Leia mais

VAZAMENTOS E INFILTRAÇÕES

VAZAMENTOS E INFILTRAÇÕES VAZAMENTOS E INFILTRAÇÕES Um dos maiores inimigos das estruturas, tanto de concreto, aço ou madeira é a umidade, ela age no local por anos silenciosamente e quando damos conta lá está um enorme prejuízo

Leia mais

Prefeitura Municipal de Vitória Estado do Espírito Santo DECRETO Nº 13.281

Prefeitura Municipal de Vitória Estado do Espírito Santo DECRETO Nº 13.281 Estado do Espírito Santo DECRETO Nº 13.281 Estabelece normas e procedimentos para recuperação, manutenção e valorização de edifícios, obras e monumentos tombados, sujeitos ao tombamento vizinho ou identificados

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO REFORMA DA CÂMARA DE VEREADORES DE CANOAS - RS

MEMORIAL DESCRITIVO REFORMA DA CÂMARA DE VEREADORES DE CANOAS - RS RODRIGUES & AGUINAGA PROJETOS LTDA. Av. Francisco Talaia de Moura, 545 CEP: 91170-090 - Porto Alegre/RS. CNPJ: 09.077.763/0001-05 MEMORIAL DESCRITIVO REFORMA DA CÂMARA DE VEREADORES DE CANOAS - RS 1 1.

Leia mais

SEDE SESC-DF. CADERNO DE ENCARGOSE ESPECIFICAÇÕES GERAIS Graficação em Auto-Cad 2013 e Confecção de Imagens em 3D

SEDE SESC-DF. CADERNO DE ENCARGOSE ESPECIFICAÇÕES GERAIS Graficação em Auto-Cad 2013 e Confecção de Imagens em 3D SEDE SESC-DF CADERNO DE ENCARGOSE ESPECIFICAÇÕES GERAIS Graficação em Auto-Cad 2013 e Confecção de Imagens em 3D SUMÁRIO 1. OBJETIVO...03 2. DESCRIÇÃO TÉCNICA: GRAFICAÇÃO EM AUTO-CAD 2013...03 3. OBSERVAÇÕES

Leia mais