AUDITORIA E APOIO ADMINISTRATIVOS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "AUDITORIA E APOIO ADMINISTRATIVOS"

Transcrição

1 AUDITORIA E APOIO ADMINISTRATIVOS

2 2 Informativo do Projeto Auditoria e Apoio Administrativo do TRT4 Auditoria e Apoio O projeto AUDITORIA E APOIO ADMINISTRATIVOS, iniciativa da Presidência do Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região, consiste na visita de uma equipe formada por representantes de diversos setores administrativos às unidades de 1º grau da Justiça do Trabalho. O projeto começou a ser concebido em julho de 2012, a partir da necessidade de levar a área administrativa do Tribunal às unidades de 1º grau, especialmente no interior do Estado, de forma a minimizar o distanciamento natural em relação à sede, bem como a partir da constatação de inúmeras demandas administrativas por ocasião das visitas correicionais. O objetivo é promover a contínua melhoria do clima organizacional e da qualidade de vida no trabalho e, ao mesmo tempo, garantir a infraestrutura apropriada às necessidades funcionais. Integrantes das áreas de gestão de pessoas, relações internas, segurança e apoio administrativo, manutenção predial, material e logística, saúde, tecnologia da informação, comunicação social e da Secretaria Geral da Presidência se deslocaram até as unidades para ouvir as demandas locais. Esse contato direto facilitou o encaminhamento de soluções às questões apontadas. Muitas demandas são solucionadas por ocasião da visita. Outras, são encaminhadas para estudo e são acompanhadas pela Secretaria Geral da Presidência. Após aproximadamente 60 dias, a unidade visitada recebe um relatório, com as demandas apuradas e o encaminhamento dado. A ação possibilita, ainda, o estabelecimento de prioridades de atuação por parte da Administração, trazendo maior desburocratização quanto ao atendimento e tramitação das demandas. A administração, quando descentralizada, atrai a participação de todos (servidores e magistrados) e contribui para a formação de um sentido de pertencimento nas decisões sobre o futuro administrativo do TRT. O modelo de auditoria e acompanhamento proposto atua como facilitador nos processos de mudança na estrutura administrativa, servindo como espaço de escuta e interlocução entre os vários setores do TRT da 4ª Região, especialmente naquelas distantes da sua sede. A visita de inauguração ocorreu em 18/9/2012 e, até o dia 08/11/2013, o grupo de Auditoria e Apoio visitou todas as unidades de 1º grau da 4ª Região (131 Varas, uma Central de Mandados, 18 Direções de Foro e 10 Postos), mais uma visita a Unidades Administrativas de 1º grau do Foro de Porto Alegre (com os servidores lotados na Direção do Foro, Coordenadoria da Distribuição dos Feitos, Protocolo, Zeladoria, Limpeza, Segurança, Juízo de Conciliação, Coordenadoria de Saúde, Biblioteca e Escola Judicial), e ao Arquivo, Digitalização, Memorial e Perícias Grafodocumentoscópica, localizados na Rua João Telles, na Capital. Ao todo, foram percorridos km e o custo médio por km rodado é de R$ 1,78, incluindo diárias, combustível e pedágios. Maria Helena Mallmann Presidente do Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região

3 Informativo do Projeto Auditoria e Apoio Administrativo do TRT4 3 Assessoria de Relações Internas Para a Assessoria de Relações Internas, área vinculada à Secretaria de Gestão de Mudanças e responsável por promover ações para a melhoria do clima organizacional e da qualidade de vida no trabalho, as principais impressões recebidas durante as visitas do projeto foram: ausência de juiz titular em unidades necessidade de desenvolvimento de equipes e gestores ansiedade e resistências com relação ao processo eletrônico pedido de estratégia institucional de promoção de saúde mental no trabalho distância do Tribunal e das decisões administrativas pedido de ações de integração do Tribunal ação para PPDs falta de reconhecimento (interno e externo) ação para maior integração de oficiais de justiça Segundo a assessoria, algumas ações já foram realizadas em atendimento às demandas, como: - participação no planejamento e execução de ações de desenvolvimento para diretores e magistrados. - integração da equipe que trata da implantação do PJe-JT ao projeto Auditoria e Apoio Administrativos, com o intuito de esclarecer dúvidas e diminuir a ansiedade de servidores e magistrados. - participação no projeto voltado à valorização do atendimento ao público, responsável pela criação da Central de Atendimentos de Porto Alegre. reuniões internas com o grupo para aprimoramento do projeto e potencialização do trabalho das áreas administrativas. participação em ações estratégicas que visam à promoção de saúde no trabalho, como o Projeto Saúde Ocupacional. É importante ressaltar que, no início do projeto, a Assessoria existia apenas em caráter extraordinário. Atualmente, o setor integra a Secretaria de Gestão de Mudanças, o que possibilita a realização de ações para o atendimento de demandas mais complexas. A Assessoria, juntamente com o Núcleo Regional do Programa Trabalho Seguro, está encaminhando uma pesquisa-intervenção para tratar da relação dos terceirizados com a instituição. O Projeto Auditoria é extremamente importante para o reconhecimento da Assessoria de Relações Internas como canal de escuta e área estratégica da instituição para a promoção de ações que visam à melhoria das relações e da saúde no trabalho. As demandas recebidas durante as visitas propiciaram meios de negociação para implementação de ações institucionais, além de possibilitar a realização de um diagnóstico quanto aos principais pontos críticos das unidades, dificultando a realização de um trabalho de qualidade permitindo maior clareza na priorização das demandas. Além disso, o Projeto possibilitou maior conhecimento sobre a realidade das outras áreas administrativas e a percepção de necessidade de maior alinhamento entre todos os setores.

4 4 Informativo do Projeto Auditoria e Apoio Administrativo do TRT4 Coordenadoria de Material e Logística As principais demandas recebidas pela Coordenadoria de Material e Logística (CLOG) envolveram a solicitação de materiais permanentes, principalmente mobiliário. Em grande parte, solicitações novas, mas também algumas cobranças de pedidos realizados e ainda não atendidos. Em relação aos materiais de consumo fornecidos pelo Almoxarifado, foram recebidas algumas críticas quanto à qualidade de determinados itens (borracha, cola em bastão, grampeador de papéis e papel perfurado). Também foi solicitada pelas unidades uma melhoria no sistema informatizado de pedidos de materiais e de recolhimento de cartuchos de toners vazios. Além disso, os participantes manifestaram dúvidas sobre os procedimentos relativos ao desfazimento de bens permanentes nas unidades. Ações realizadas Em relação aos mobiliários solicitados, a grande maioria das unidades teve seus pleitos atendidos. As solicitações de modernização do mobiliário dependem de disponibilidade orçamentária e serão atendidas, na medida do possível, no decorrer dos exercícios 2014 e Quanto aos materiais de consumo, foram feitos ajustes nas especificações dos itens citados acima, de modo que nas próximas licitações sejam adquiridos materiais de melhor qualidade. Algumas compras já foram realizadas recentemente com êxito. Em relação ao desfazimento de bens, foram feitos os esclarecimentos acerca das informações que devem ser prestadas pelas unidades judiciárias para abertura do respectivo processo administrativo e dos procedimentos que devem ser adotados para efetivação das doações. A CLOG informa que a melhoria no sistema informatizado de solicitação de materiais ao Almoxarifado já foi solicitada à SETIC e aguarda atendimento. Também encontra-se em elaboração um cronograma de modernização do mobiliário de diversas unidades judiciárias, que depende da perspectiva de mudança de sede de alguns Foros Trabalhistas nos próximos anos e da disponibilidade orçamentária para os próximos exercícios. O projeto foi uma grande oportunidade para aproximação da área de logística com as unidades judiciárias, permitindo que fossem prestados esclarecimentos acerca dos materiais e equipamentos adquiridos, dos procedimentos a serem adotados quando são observados defeitos ou má qualidade nos materiais, e até mesmo acerca dos canais de comunicação para críticas e sugestões pertinentes a esta área, proporcionando, com isso, uma maior compreensão por parte dos servidores com relação à realidade da área administrativa deste TRT, às dificuldades enfrentadas em algumas situações e aos critérios utilizados para atendimento de determinadas demandas. As visitas impuseram uma melhor organização da área em relação às demandas surgidas. Também percebemos a importância de manter as unidades informadas acerca do prazo de atendimento dos pedidos, em especial dos materiais permanentes, cuja disponibilidade de alguns itens não é imediata, em função da natureza do objeto, explicou o coordenador.

5 Informativo do Projeto Auditoria e Apoio Administrativo do TRT4 5 Sapiranga, dezembro de 2012 Osório, outubro de 2013

6 6 Informativo do Projeto Auditoria e Apoio Administrativo do TRT4 Coordenadoria de Saúde Os magistrados e servidores abordaram diversos assuntos com os representantes da Coordenadoria de Saúde (Csaúde), durante as visitas do Projeto Auditoria e Apoio Administrativos. Foram tratados assuntos como: Dificuldade na marcação de consultas odontológicas; Adesão a convênio odontológico; Ginástica laboral; Ações de promoção da saúde e prevenção; Interiorização das ações de saúde; Adequação ergonômica das unidades; Vacinação contra gripe; Regulamentação de pausas na jornada de trabalho; Acompanhamento dos impactos e repercussões do PJe na saúde dos servidores; Acompanhamento psicológico. Com relação à marcação de consultas odontológicas, a Csaúde informa que já foram discutidas e avaliadas diversas formas de marcação, no entanto fica claro que a origem do problema é a desproporção entre a demanda de atendimentos, que inclui servidores ativos e inativos e seus dependentes, e o número de odontólogos no quadro de servidores. Já com relação à demanda pela disponibilização de plano odontológico pelo Tribunal existe uma limitação financeira, visto que a verba destinada a este tipo de ação já é utilizada no subsídio dado ao convênio médico. Porém, existe a possibilidade de se conveniar por meio do Sintrajufe, da Anajustra e da Astra4. No início de outubro, foi implementado o projeto de Ginástica Laboral Virtual, que disponibiliza duas vezes ao dia, em horários determinados, módulos de exercícios específicos para o tipo de trabalho desenvolvido na Justiça do Trabalho. Tais exercícios foram selecionados e gravados pela fisioterapeuta do Tribunal, Cecília de Falco, e também ficam disponíveis em sua versão completa no Portal VOX. Sobre ações de promoção da saúde e prevenção, a Coordenadoria informa que há dois projetos estratégicos em andamento que atendem à demanda e promovem a interiorização das ações de saúde. Um dos projetos chama-se Promoção da Saúde Ocupacional, que envolve duas ações principais: o Programa de Controle Médico da Saúde Ocupacional (PCMSO), que já está em andamento e no qual todos os servidores e magistrados interessados serão acompanhados periodicamente, e o Programa de Prevenção dos Riscos Ambientais (PPRA), no qual é feita uma análise do ambiente de trabalho e o levantamento dos riscos existentes. A análise dos dados destes programas possibilitará o desenvolvimento de ações voltadas para a promoção da saúde entre servidores e magistrados, assim como estratégias de prevenção de adoecimento no trabalho. O outro projeto chama-se Melhoria da Qualidade de Vida e envolve a divulgação de informações relacionadas à saúde por meio de informativos como o ClicSaúde, Workshops (Saúde Bucal, Ansiedade e Depressão: meditação pode ser a solução?, Prevenção de Doenças Cardiovasculares) e Cursos (Usando o Pensamento para Melhorar sua Vida e seu Trabalho). Ainda com relação à interiorização das ações de saúde, e considerando a adequação ergonômica das unidades e o acompanhamento dos impactos e repercussões do PJe-JT na saúde dos servidores, outras ações estão sendo desenvolvidas pelos fisioterapeutas da Csaúde, como o desenvolvimento de palestras e cursos sobre postura e ergonomia nas unidades, assim como a adequação dos postos de trabalho. Nos anos de 2012 e 2013, mais de 560 servidores e magistrados tiveram seus postos de trabalho avaliados e ajustados.

7 Informativo do Projeto Auditoria e Apoio Administrativo do TRT4 7 Coordenadoria de Saúde (continuação) Já a Odontologia desenvolve um projeto de interiorização das ações e promoção da saúde bucal chamado Malote da Saúde Bucal. Tal projeto visa a informar e motivar crianças sobre cuidados de saúde bucal e prática de hábitos saudáveis, por meio de livros infantis sobre o assunto, além de comprometer os pais com a saúde bucal de seus filhos. Em 2012, 17 Varas únicas foram beneficiadas. Em 2013, 15 unidades já participaram da iniciativa. Além da adequação ergonômica das unidades, duas ações foram realizadas em caráter experimental em conjunto com o Grupo do Trabalho Seguro. Uma delas é a instalação de teclados ergonômicos para os secretários de audiências. A outra tem como meta a distribuição de um kit de relaxamento nas unidades onde o PJe-JT já foi implantado. Na primeira ação, 23 unidades foram beneficiadas em Porto Alegre e Novo Hamburgo. Apesar dos teclados proporcionarem conforto aos usuários, alguns dos equipamentos apresentaram defeitos, de forma que a ação precisa ser revisada em conjunto com a SETIC para avaliar a viabilidade de expansão. A ação dos kits ainda está em andamento e já beneficiou as unidades de Caxias do Sul, Erechim, Esteio, São Leopoldo, Encantado e Canoas. Quanto ao acompanhamento psicológico, há o entendimento de que a intervenção da Psicologia no âmbito do Tribunal tem aspecto institucional e não de acompanhamento individual, e este papel atualmente vem sendo desenvolvido pela Assessoria de Relações Internas e pela Seção de Acompanhamento Funcional. Além disso, para o acompanhamento individual, o plano de saúde da Unimed conta com 40 sessões de psicologia por ano, 24 consultas e 12 sessões com Psiquiatra. Ações em andamento A CSaúde também está elaborando, em conjunto com a SECOM, um material informativo com orientações ergonômicas que será distribuído juntamente com uma fisiobol (bola para exercícios e relaxamento) para todos os servidores e magistrados do Tribunal. A Coordenaria ainda desenvolveu um estudo sobre a implementação de pausas na jornada de trabalho e se posicionou favoravelmente à sua regulamentação. Além disso, foi criado grupo interdisciplinar para discutir e propor um novo layout das salas de audiências, integrando as áreas da SEMPRO, SETIC e CSaúde. O grupo já realizou reunião com a Direção do Foro de Porto Alegre. O projeto está sendo elaborado pela SEMPRO. Importância do projeto A principal importância deste projeto foi explicitar a necessidade de ações de caráter coletivo, envolvendo a promoção da saúde e a prevenção de adoecimento no trabalho. Entretanto, ainda que se trate de demanda que vem ao acordo de projetos que vêm sendo desenvolvidos, para atingir os objetivos é necessário o aumento do quadro de servidores da Coordenadoria e maior investimento na área da Ergonomia. O projeto também possibilitou que as diversas áreas administrativas percebessem a necessidade de um alinhamento entre suas ações, assim como uma melhora da comunicação interna. Como resultado desta integração, algumas ações começam a acontecer, como a criação do grupo interdisciplinar para discutir e propor um novo layout das salas de audiências. Segundo a fisioterapeuta Cecilia, Outro benefício é que a aproximação com os servidores permitiu não só a identificação de demandas para a CSaúde, mas também que o setor repassasse diretamente aos servidores informações que muitas vezes não são assimiladas pelos meios utilizados atualmente, como s e o Portal.

8 8 Informativo do Projeto Auditoria e Apoio Administrativo do TRT4 Secretaria de Apoio Administrativo A Secretaria de Apoio Administrativo (Seapa) participou do projeto enviando representantes de duas áreas de sua responsabilidade: Segurança Institucional e Limpeza. Segurança A maioria das demandas está relacionada aos extintores de combate a incêndio, com mal posicionamento, obstrução do acesso aos extintores e falta de identificação adequada, situações de fácil resolução e que foram sanadas na oportunidade da visita ou logo que possível. Também foram manifestadas dúvidas sobre o uso do portal detector de metais e sobre o serviço da empresa terceirizada de vigilância. Destaca o Coordenador de Segurança Institucional que foi relevante durante as visitas o diálogo com os magistrados e servidores sobre a importância dos extintores de incêndio estarem em condições de uso e em locais de fácil acesso, bem como as saídas de incêndio estarem desobstruídas. Foi salientado, ainda, a importância de se observar os manômetros, a identificação, a posição e a importância da unidade contar com pessoal treinado para o uso desses equipamentos brigadas de incêndio. Muitas unidades também solicitaram o envio de equipamentos para os agentes de segurança, como kits de primeiros socorros, bastões retráteis e cofres para guarda de armas de fogo equipamentos que, conforme disponibilidade em estoque, já foram encaminhados às unidades solicitantes. Segundo o coordenador, não foi possível solucionar rapidamente a instalação de sistema de CFTV em cidades do Interior. A dificuldade de pronto atendimento à demanda está relacionada a fatores como necessidade de uma infraestrutura de rede que suporte o envio das imagens à Central de Monitoramento localizada na Capital, bem como o alto custo da aquisição e instalação dos sistemas. Contudo, informa o Coordenador, que há um projeto em andamento para expansão do sistema de videomonitoramento para as unidades judiciárias do Interior. O Projeto Auditoria e Apoio também foi importante porque possibilitou identificar e sanar situações de risco nas unidades visitadas, mediante inspeção da segurança de cada local. Limpeza Em relação à área da limpeza, a SEAPA esclareceu, durante as visitas, dúvidas sobre alguns materiais fornecidos, lavagem de louça e acondicionamento do lixo. A visita in loco facilitou o retorno das unidades sobre os serviços executados. O projeto propiciou o esclarecimento de dúvidas que ainda pairavam em relação aos contratos de prestação de serviços, já que o pessoal que realiza a limpeza tanto na Capital, como no interior do Estado é terceirizado, bem como proporcionou a revisão de algumas rotinas de fiscalização operacional. Ressalta-se, por exemplo, que após solicitação de vários Diretores de Secretaria durante as visitas ao Foro de Porto Alegre, a limpeza passou a priorizar, primeiramente, as salas de audiências e gabinetes, antes das áreas comuns e das Secretarias, sempre observando os horários das audiências. Essa simples ação proporcionou aperfeiçoamento das rotinas de limpeza, aumentando o índice de satisfação em relação ao serviço prestado. Isso reforça a ideia de que comunicação é umas mais importantes ferramentas de gestão, afirma o gestor do contrato. Em relação às unidades de primeiro grau localizadas no interior do Estado VTs e Postos de uma maneira geral, manifestaram satisfação quando aos serviços executados, assim como em relação aos produtos de limpeza utilizados. Alguns servidores referiram que aconteceu de os produtos utilizados não serem bons, mas que foram substituídos logo após solicitação à empresa prestadora do serviço.

9 Informativo do Projeto Auditoria e Apoio Administrativo do TRT4 9 Taquari, agosto de 2013 Porto Alegre, agosto de 2013

10 10 Informativo do Projeto Auditoria e Apoio Administrativo do TRT4 Secretaria de Comunicação Social Durante o projeto Auditoria e Apoio Administrativos, a Secretaria de Comunicação Social (Secom) exerceu, basicamente, dois papéis. O primeiro, inerente à sua atividade, foi a cobertura jornalística e fotográfica de visitas realizadas, para posterior publicação de matérias no site institucional e no VOX, levando o projeto ao conhecimento dos públicos interno e externo. O segundo, como área integrante do próprio projeto, foi colher demandas da área da Comunicação junto aos servidores e magistrados ouvidos. O principal aspecto abordado em relação à Comunicação Social durante as visitas foi a implantação do Portal VOX, que substituiu a antiga Intranet. Os representantes da SECOM procuraram saber dos participantes como está sendo a adaptação ao novo portal, se estão gostando do conteúdo apresentado e se tinham sugestões de melhorias. Em geral, a opinião dos servidores quanto ao VOX foi bastante positiva. Além disso, a participação nas visitas foi muito importante para a SECOM, pois elas deram origem a diversas pautas para o VOX. Houve temas propostos diretamente e outros captados a partir do diálogo com os representantes das diversas áreas. Várias matérias foram publicadas no VOX com base nas necessidades apontadas nas visitas, como: funcionamento da Central de Atendimento da SETIC, criação e funcionamento da CREDEM, formas de solicitação de material ao Almoxarifado, distribuição de filtros de água, funcionamento do Arquivo e da Biblioteca, pedidos de cursos de capacitação no Interior, dentre outras. As demandas apresentadas aos setores administrativos reforçaram à Secom a necessidade de maior aproximação com essas áreas, a fim de divulgar com mais ênfase suas atividades e as diversas formas de atendimento às unidades. Portal VOX O Portal VOX foi lançado em maio de 2013, em substituição à antiga Intranet. Primeiramente, recebeu a denominação genérica de Portal Interno. O nome VOX foi escolhido pelos próprios servidores e magistrados, por meio de uma votação na qual concorreram outros dois nomes. O portal foi desenvolvido com base no diagnóstico realizado por uma consultoria de endomarketing, contratada para avaliar a comunicação interna do Tribunal e propor soluções para seu aprimoramento. O VOX foi a principal ferramenta proposta pela empresa, e a primeira a ser desenvolvida. O objetivo do portal é levar muito mais informação a servidores e magistrados, sem prejuízo aos serviços e ferramentas disponibilizados pela antiga Intranet. Também contribui para uma comunicação interna mais próxima, democrática e participativa na 4ª Região, com a possibilidade de magistrados e servidores expressarem suas opiniões por meio de comentários sobre as matérias publicadas. O conteúdo da página é bem diversificado. Há uma área de notícias institucionais e outra de assuntos variados (qualidade de vida, sustentabilidade, histórias de servidores, dicas culturais, etc), com muitas possibilidades de participação do público interno. Também existe a seção Mural, com anúncios de vagas, oportunidades de permuta, classificados (venda e aluguel de bens), novos integrantes do quadro, aposentadorias, nascimentos de filhos de servidores e magistrados, formaturas, dentre outras informações.

11 Informativo do Projeto Auditoria e Apoio Administrativo do TRT4 11 Secretaria de Gestão de Mudanças A Secretaria de Gestão de Mudanças participou das reuniões do Projeto Auditoria e Apoio Administrativos nas cidades onde já foi implantado o sistema PJe, com o intuito de ouvir magistrados e servidores sobre o uso do sistema. As principais demandas recebidas foram: - questionamentos sobre novas funcionalidades do sistema; - cursos sobre o PJe; - alterações no layout das salas de audiências das Varas do Trabalho onde já foi implantado o PJe; - reclamações quanto aos problemas de ergonomia causados pelo uso do PJe. Em resposta a essas solicitações, a SGM está formatando novos cursos, a serem realizados quando ocorrer a implantação da próxima versão do PJe. Além disso, está em curso um projeto de melhoria do layout das salas de audiências de Varas com PJe. Nas questões relacionadas à saúde, a SGM tem atuado em conjunto com as demais áreas do Tribunal. Na avaliação da equipe da Secretaria de Gestão de Mudanças, as reuniões do Projeto Auditoria e Apoio Administrativos possibilitaram a escuta dos usuários do Pje, proporcionando oportunidades para a transmissão de informações e os esclarecimentos solicitados. Também permitiram conhecer a opinião de servidores e magistrados quanto ao uso do PJe e as ações que podem ser executadas para facilitar o processo de implantação e implementação do processo eletrônico no TRT4.

12 12 Informativo do Projeto Auditoria e Apoio Administrativo do TRT4 Esteio, setembro de 2012 Santa Cruz do Sul, abril de 2013

13 Informativo do Projeto Auditoria e Apoio Administrativo do TRT4 13 Secretaria de Gestão de Pessoas A Secretaria de Gestão de Pessoas recebeu, ao longo das visitas do projeto, solicitações de cursos específicos em determinadas áreas, ligadas ao Direito, a rotinas de secretaria de vara e ao relacionamento interpessoal. Alguns dos pedidos foram prontamente atendidos. Outros serão propostos para o Plano Anual de Capacitação de Durante as visitas, os servidores reconheceram o aumento expressivo no número de vagas oferecidas em cursos na modalidade a distância, bem como aprovaram a priorização dada aos servidores do interior do estado em cursos a distância em que haja limitação de vagas. Foi divulgada às diversas unidades visitadas a possibilidade de indicação de cursos e de profissionais da região que atendam às necessidades de capacitação das respectivas unidades, para avaliação da contratação pela SEGESP. Os representantes da SEGESP orientaram os servidores e gestores que eventual demora no preenchimento de vagas deve-se à necessidade, por previsão legal, de consulta prévia aos servidores do quadro sobre interesse no preenchimento da respectiva vaga, por meio de concurso interno de remoção, antes da nomeação de servidor aprovado em concurso público, bem como à necessidade de atendimento aos prazos legais para posse e exercício, embora a equipe da Seção de Ingresso e Remoção entre em contato com os candidatos nomeados por telefone e , visando a minimizar os prazos. Foi informado, ainda, que a solução de dificuldades oriundas de deficiência de quadro e de funções em determinadas áreas dependem de aprovação de processos propostos pelo TRT4 que tramitam no CNJ, CSJT e Senado Federal, listados a seguir: Processo CNJ nº Anteprojeto de lei que trata da criação de Varas do Trabalho, Núcleos Regionais de Conciliação e Execução, cargos de juiz do trabalho e servidores (07 VTs 2 Porto Alegre, 01 Capão da Canoa, 01 Marau, 01 Nova Prata, 01 São Sebastião do Caí e 01 Tramandaí); Processo CNJ nº Anteprojeto de lei que trata da criação de cargos e funções, transformação de cargos em comissão; Processo CSJT-AL Anteprojeto de lei visando a criação de 8 Vts, 12 cargos de Juiz Titular de VT, 20 cargos de Juiz do Trabalho Substituto, 443 cargos efetivos, 22 cargos em comissão e 488 funções comissionadas, além da transformação e criação de funções comissionadas (VTs: Bento Gonçalves, Estância Velha, Santo Ângelo, Uruguaiana, Panambi e Porto Alegre 3 Varas Especializadas em Conciliação e Execução); Projeto de Lei nº 4219/2012 em tramitação no Senado Federal - Criação de cargos na Secretaria da Tecnologia da Informação e Comunicações-SETIC. O Projeto Auditoria propiciou mais um canal de comunicação dos servidores com a Secretaria de Gestão de Pessoas, principalmente para detecção de necessidades regionalizadas de capacitação. Associado aos já existentes, esse canal permitirá a formatação de um plano de capacitação cada vez mais adequado às necessidades da Instituição.

14 14 Informativo do Projeto Auditoria e Apoio Administrativo do TRT4 Secretaria de Manutenção e Projetos A Secretaria de Manutenção e Projetos (Sempro) esteve presente em todas as visitas realizadas pelo grupo do Projeto Auditoria e Apoio Administrativos, tendo como principais demandas: - manutenções prediais ordinárias (como pinturas, infiltrações, reparos em piso e forro, trocas de lâmpadas, etc); - melhorias de conforto térmico e acústico de alguns ambientes; - alterações de layout das Secretarias; - falta de espaço físico para o desenvolvimento das atividades e estado de conservação geral de algumas edificações (locadas ou próprias), que ensejam em pedidos mudança de sede ou grandes reformas. Nesse sentido, durante as visitas, foram prestadas informações aos usuários sobre o andamento das ações referentes ao Plano de Obras e do Plano de Manutenção Permanente. O Plano de Obras, em execução desde o final de 2011, prevê a construção, ampliação e/ou reforma de edificações próprias para várias localidades do interior do Estado, sanando, assim, muitas das atuais demandas. O Plano de Manutenção Permanente, em ação desde julho deste ano, visa a minimizar os problemas de manutenção predial, uma vez que são realizadas manutenções preventivas e corretivas programadas em todas as unidades. Desde sua implantação, todas as unidades judiciais do Estado já foram visitadas pelo menos quatro vezes, tendo sido realizadas reformas de pequeno porte em várias delas, sanando demandas, cuja solução estava sob a responsabilidade do Diretor de Secretaria da VT. Há ainda demandas pontuais, como a solicitação da criação de estacionamento para servidores, de sala de perícias, de sala multiúso, dentre outras, as quais são estudadas caso a caso, aferida a viabilidade técnica e verificados os custos. O Projeto Auditoria e Apoio Administrativos é importante, uma vez que contribui para a melhoria da comunicação interna com outras áreas administrativas deste Tribunal e com as próprias unidades visitadas. Tornou-se evidente a importância da boa comunicação entre os setores para o bom desenvolvimento das atividades de suporte à prestação jurisdicional de qualidade, disse a diretora da Sempro. Ainda foi ressaltado que o projeto auxiliou no esclarecimento dos servidores sobre as responsabilidades de cada área administrativa e sobre todos os canais disponíveis para o encaminhamento das demandas. Também contribui para o surgimento de demandas reprimidas, seja por desconhecimento técnico ou por inércia. O projeto permitiu à Sempro conhecer sobre a satisfação dos usuários com as edificações deste Tribunal e com os serviços prestados pelas nossas empresas contratadas, complementou a diretora.

15 Informativo do Projeto Auditoria e Apoio Administrativo do TRT4 15 Santa Maria, setembro de 2012 Erechim, novembro de 2013

16 16 Informativo do Projeto Auditoria e Apoio Administrativo do TRT4 Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicações As principais demandas recebidas pela Secretaria de Tecnologia da Informação (Setic) e Comunicações estavam relacionadas à: 1. Dificuldade de contato com a SETIC para abertura de chamados via ramal telefônico; 2. Tamanho das novas impressoras, fornecidas pelo CSJT a todos os Tribunais Regionais do Trabalho; 3. Rede lenta, dificuldade de acesso à Internet, no interior do Estado; 4. Dificuldade de acesso aos convênios como RENAJUD, INFOJUD e BACENJUD; 5. Equipamentos nas unidades do interior, aguardando desfazimento; 6. Solicitações de melhorias no Infor. Algumas ações já vinham sendo tomadas, antes mesmo do apontamento das dificuldades durante as visitas do Projeto, cabendo informar: 1. Dificuldade de contato com a SETIC para abertura de chamados via ramal telefônico: Em março de 2012 a SETIC passou a disponibilizar um novo canal de comunicação com a Seção de Atendimento a Usuários, chamado Suporte Informática. Trata-se de sistema informatizado para registro e acompanhamento de demandas, que permite ao próprio solicitante registrar seu incidente, através do preenchimento de um formulário bastante simplificado. Assim, o contato telefônico deixa de ser a principal forma de acesso à Secretaria de TI, dando lugar para um meio mais eficaz de comunicação. As orientações para uso desse serviço está no Portal VOX Notícias Você deve saber- Adiante a solução de sua demanda de Informática. 2. Tamanho das novas impressoras, fornecidas pelo CSJT a todos os Tribunais Regionais do Trabalho: Em diversas unidades houve questionamento sobre o tamanho das novas impressoras, que substituíram impressoras de menor porte. Foi explicado que tais equipamentos, doados pelo CSJT, embora um tanto grandes, são de excelente qualidade. Tendo recebidos reclamações quanto a ergonomia no uso dessas impressoras durante as visitas do projeto auditoria, a Coordenadoria de Logística providenciou a compra de mesas de apoio mais adequadas. 3. Rede lenta, dificuldade de acesso à Internet, no interior do Estado: No início do Projeto Auditoria, em diversas localidades, a rede de longa distância ainda não havia sido substituída pelos links de maior velocidade, contratados em Assim, havia grande reclamação sobre a má qualidade das conexões com a Internet e com sistemas centralizados em Porto Alegre. A instalação da nova rede que interliga os Foros do interior com o datacenter principal do TRT, na capital, foi concluída em junho de Ainda, considerando a necessidade de melhorar ainda mais o desempenho da rede para acesso ao PJe-JT e download de documentos em formato PDF, que compõe os processos eletrônicos, foram adquiridos para todas as localidades sistemas otimizadores de rede. Os mesmos serão instalados até o final do ano corrente. 4. Dificuldade de acesso aos convênios como RENAJUD, INFOJUD e BACENJUD: Muitos usuários ainda pensam que tais sistemas são de responsabilidade da SETIC, de modo que recebemos algumas reclamações sobre os mesmos. Tais serviços são disponibilizados ao TRT através de convênios, e o acesso aos mesmos é gerenciado pela Corregedoria Regional. As funcionalidades dos mesmos são definidas e desenvolvidas pelas instituições responsáveis por cada um. 5. Equipamentos nas unidades do interior aguardando desfazimento: O desfazimento dos bens de tecnologia segue o mesmo procedimento adotado para os demais bens

17 Informativo do Projeto Auditoria e Apoio Administrativo do TRT4 17 Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicações (continuação) permanentes do TRT, sendo responsabilidade do gestor de cada unidade no interior do Estado. Durante a gestão , os equipamentos de TI foram recolhidos e doados em lotes maiores, em Porto Alegre. Na atual gestão, atendendo a pedidos de magistrados, a Administração autorizou que as doações fossem novamente feitas pelas próprias unidades, que são auxiliadas pela Coordenadora de Logística. 6. Solicitações de melhorias no Infor: Alguns usuários solicitaram melhorias no sistema Infor. A Administração formalizou o processo de desenvolvimento de software no âmbito do TRT da 4ª Região, através da Portaria 6.914/2012 e designou gestores para os sistemas de maior relevância, entre eles, o Infor. A Portaria 6.915/2012 indica os gestores. Assim, os usuários foram orientados a cadastrar as solicitações de melhorias para o Infor no Suporte Informatica, e informados que todas as sugestões são previamente avaliadas pela Corregedoria Regional e pela Comissão de Informática, antes de serem implementadas. Com a implantação do Pje-JT em diversas unidades de primeiro grau, os esforços da equipe de desenvolvimento vêm sendo concentrados para a parametrização do sistema e desevolvimento de integrações necessárias com os sistemas Infor, NovaJus4 e e-jus², de modo a permitir que os antigos sistemas supram necessidades ainda não atendidas pelo sistema de processo eletrônico. 7. Layout das salas de audiências: Varas que receberam o Pje relataram insatisfação com a quantidade de máquinas e monitores instalados para atender audiências de processo eletrônico. Foi informado que tal layout foi estabelecido pelo CSJT, mas que já está em estudo, pela Secretaria de Engenharia e Projetos, um novo layout que melhor disponibilize equipamentos, considerando conceitos de ergonomia. A fim de providenciar a melhor disposição possível dos monitores e computadores, mesmo antes do novo desenho das salas de audiência, a SETIC está passando nas salas de audiência em Porto Alegre e montando os equipamentos com o acompanhamento dos servidores das Varas Diretores de Secretaria e Secretários de audiência. Em alguns casos, a atividade está sendo acompanhada pelos magistrados. Ainda não foi concluída a instalação dos otimizadores de rede. Prazo de conclusão previsto é dezembro de A visita às Varas do Trabalho é importante para a SETIC pois aproxima os usuários da realidade da Secretaria. A Secretaria de TIC presta atendimento às unidades do interior do estado quando necessário, normalmente através de empresas terceirizadas. Assim, o contato pessoal nem sempre é possível. O projeto criou a oportunidade de explicar pessoalmente como se dão os processos de contratação de bens e serviços de TIC, qual o papel dos gestores das unidades no acompanhamento dos serviços prestados por esses contratos, como são definidos os quantitativos de microcomputadores e impressoras que atendem cada unidade, qual a importância de se registrar os chamados em um sistema específico, entre tantas outras questões que, caso a visita não ocorresse, dificilmente seriam apresentadas pelos colegas. Ao final das visitas percebe-se a necessidade de maior divulgação sobre os processos adotados internamente na Secretaria, de modo a tornar as decisões da Comissão de Informática e da Administração com relação a TI mais transparentes aos usuários, dirimindo dúvidas existentes.

18 18 Informativo do Projeto Auditoria e Apoio Administrativo do TRT4 Cachoeira do Sul, setembro de 2012 Alegrete, junho de 2013

19

20

Pode Judiciário Justiça do Trabalho Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS DE DIREÇÃO E CHEFIAS DA SETIC

Pode Judiciário Justiça do Trabalho Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS DE DIREÇÃO E CHEFIAS DA SETIC Pode Judiciário Justiça do Trabalho Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS DE DIREÇÃO E CHEFIAS DA SETIC 1. Diretor da Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicação Coordenar

Leia mais

12.1 AÇÕES E INDICAÇÕES DE PROJETOS

12.1 AÇÕES E INDICAÇÕES DE PROJETOS 43 Considerando os Objetivos Estratégicos, Indicadores e Metas, foram elaboradas para cada Objetivo, as Ações e indicados Projetos com uma concepção corporativa. O Plano Operacional possui um caráter sistêmico,

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS PARA SUPORTE AO SISTEMA PROCESSO JUDICIAL ELETRÔNICO DA JUSTIÇA DO TRABALHO

MANUAL DE PROCEDIMENTOS PARA SUPORTE AO SISTEMA PROCESSO JUDICIAL ELETRÔNICO DA JUSTIÇA DO TRABALHO 1102/2012 - Segunda-feira, 12 de Novembro de 2012 Conselho Superior da Justiça do Trabalho 1 MANUAL DE PROCEDIMENTOS PARA SUPORTE AO SISTEMA PROCESSO JUDICIAL ELETRÔNICO DA JUSTIÇA DO TRABALHO (Aprovado

Leia mais

INDICADORES E METAS DO TRT7 OBJETIVO ESTRATÉGICO TRT 7ª REGIÃO Nº.1.

INDICADORES E METAS DO TRT7 OBJETIVO ESTRATÉGICO TRT 7ª REGIÃO Nº.1. 34 Os indicadores são índices utilizados para aferir resultados. O TRT da 7ª Região adotou indicadores aferidos pelo CNJ e criou outros considerados relevantes para o processo decisório da gestão institucional,

Leia mais

(ANEXO 2) FICHA DOS PROJETOS

(ANEXO 2) FICHA DOS PROJETOS (ANEXO 2) FICHA DOS PROJETOS 1 - SUAP - Sistema Unificado de Acompanhamento Processual Implantar, a partir de diretrizes do CSJT, sistema único de acompanhamento processual, em substituição aos diversos

Leia mais

Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região Assessoria de Gestão Estratégica RELATÓRIO DA REUNIÃO DE ANÁLISE ESTRATÉGICA (RAE 01/2013)

Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região Assessoria de Gestão Estratégica RELATÓRIO DA REUNIÃO DE ANÁLISE ESTRATÉGICA (RAE 01/2013) RELATÓRIO DA REUNIÃO DE ANÁLISE ESTRATÉGICA (RAE 01/2013) Data: 17 de junho de 2013 Horário: das 14h40min às 16h10min Local: Salão Nobre da Presidência Participantes: Des. Maria Helena Mallmann (Presidente)

Leia mais

PORTARIA Nº 7.596, DE 11 DE DEZEMBRO DE 2014.

PORTARIA Nº 7.596, DE 11 DE DEZEMBRO DE 2014. PORTARIA Nº 7.596, DE 11 DE DEZEMBRO DE 2014. Regulamenta as atribuições e responsabilidades da Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicações do Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região e dá

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA MILITAR DO ESTADO

TRIBUNAL DE JUSTIÇA MILITAR DO ESTADO RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES - 2013 Exmo. Sr. Presidente Tenho a honra de encaminhar a V.Exa. o Relatório Anual das Atividades desenvolvidas por esta Coordenadoria de Controle Interno, no exercício de

Leia mais

Indicadores - Perspectiva Sociedade

Indicadores - Perspectiva Sociedade Indicadores - Perspectiva Sociedade Fortalecer a imagem institucional da Justiça do Trabalho IMAGEM ORGANIZACIONAL GRAU DE CONFIANÇA NA JUSTIÇA DO TRABALHO Mede o grau de confiança dos advogados e partes

Leia mais

SEÇÃO JUDICIÁRIA DO PARANÁ

SEÇÃO JUDICIÁRIA DO PARANÁ SEÇÃO JUDICIÁRIA DO PARANÁ MISSÃO: Garantir prestação jurisdicional rápida, acessível e efetiva no âmbito da sua competência. DESCRIÇÃO DA MISSÃO: A Justiça Federal no Paraná existe para garantir direitos

Leia mais

MINUTA DE MACROPROCESSOS FINALÍSTICOS

MINUTA DE MACROPROCESSOS FINALÍSTICOS FL. 114 166 MINUTA DE MACROPROCESSOS FINALÍSTICOS MACROPROCESSO PROCESSO SUBPROCESSO Atermação- 1º grau Distribuição 1º e 2º graus Triagem Inicial 1º e 2º graus Providências Preliminares Redistribuição

Leia mais

ANEXO I A Estratégia de TIC do Poder Judiciário

ANEXO I A Estratégia de TIC do Poder Judiciário RESOLUÇÃO Nº 99, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2009 Dispõe sobre o Planejamento Estratégico de TIC no âmbito do Poder Judiciário e dá outras providências. ANEXO I A Estratégia de TIC do Poder Judiciário Planejamento

Leia mais

TJM-RS NGE-JME-RS. Anexo I - 2.2.3 - Levantamento de dados históricos Projetos TJM/RS de 2009 a 2014

TJM-RS NGE-JME-RS. Anexo I - 2.2.3 - Levantamento de dados históricos Projetos TJM/RS de 2009 a 2014 2013 TJM-RS NGE-JME-RS Anexo I - 2.2.3 - Levantamento de dados históricos Projetos TJM/RS de 2009 a 2014 [PAINEL DE INDICADORES-TJM-RS] Contém os indicadores do do Tribunal de Justiça Militar do Rio Grande

Leia mais

Planejamento Estratégico de TIC. da Justiça Militar do Estado. do Rio Grande do Sul

Planejamento Estratégico de TIC. da Justiça Militar do Estado. do Rio Grande do Sul Planejamento Estratégico de TIC da Justiça Militar do Estado do Rio Grande do Sul MAPA ESTRATÉGICO DE TIC DA JUSTIÇA MILITAR DO ESTADO (RS) MISSÃO: Gerar, manter e atualizar soluções tecnológicas eficazes,

Leia mais

Plano Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicação. Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região

Plano Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicação. Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região Plano Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicação Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região Dezembro/2010 2 TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO Missão: Prover soluções efetivas de tecnologia

Leia mais

TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO PRESIDÊNCIA ATO Nº 345/SETIN.SEGP.GP, DE 16 DE JUNHO DE 2015

TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO PRESIDÊNCIA ATO Nº 345/SETIN.SEGP.GP, DE 16 DE JUNHO DE 2015 TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO PRESIDÊNCIA ATO Nº 345/SETIN.SEGP.GP, DE 16 DE JUNHO DE 2015 Reestrutura as unidades vinculadas à Secretaria de Tecnologia da Informação SETIN do Tribunal Superior do Trabalho.

Leia mais

1. Escopo ou finalidade da iniciativa

1. Escopo ou finalidade da iniciativa 1. Escopo ou finalidade da iniciativa Esta iniciativa busca a modernização e a ampliação das ações e dos instrumentos de Comunicação para atender às necessidades de divulgação e alinhamento de informações

Leia mais

Garantir efetividade na tramitação dos processos judiciais e administrativos e assegurar a razoável duração do processo.

Garantir efetividade na tramitação dos processos judiciais e administrativos e assegurar a razoável duração do processo. Eficiência Operacional. Buscar a efetividade nos trâmites judiciais e administrativos. Garantir efetividade na tramitação dos processos judiciais e administrativos e assegurar a razoável duração do processo.

Leia mais

MATRIZ DE COMPETÊNCIAS DO SECRETÁRIO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO

MATRIZ DE COMPETÊNCIAS DO SECRETÁRIO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO MATRIZ DE COMPETÊNCIAS DO SECRETÁRIO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO SECRETÁRIO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO (CJ-3) Área: Administrativa Unidade: Secretaria de Tecnologia da Informação

Leia mais

A Estratégia do Conselho da Justiça Federal 2015/2020 CJF-POR-2015/00359, de 26 de agosto de 2015

A Estratégia do Conselho da Justiça Federal 2015/2020 CJF-POR-2015/00359, de 26 de agosto de 2015 A Estratégia do Conselho da Justiça Federal CJF-POR-2015/00359, de 26 de agosto de 2015 SUEST/SEG 2015 A estratégia do CJF 3 APRESENTAÇÃO O Plano Estratégico do Conselho da Justiça Federal - CJF resume

Leia mais

Anexo V - Descrição dos cargos de provimento efetivo da Carreira Judiciária, atribuições principais e requisitos para ingresso

Anexo V - Descrição dos cargos de provimento efetivo da Carreira Judiciária, atribuições principais e requisitos para ingresso Anexo V - Descrição dos cargos de provimento efetivo da Carreira Judiciária, atribuições principais e requisitos para ingresso (artigo 7º da Lei nº, de de de 2008.) GRUPO OCUPACIONAL DE ATIVIDADES TÉCNICAS

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 3ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 3ª REGIÃO Controle de Versões Autor da Solicitação: Subseção de Governança de TIC Email:dtic.governanca@trt3.jus.br Ramal: 7966 Versão Data Notas da Revisão 1 03.02.2015 Versão atualizada de acordo com os novos

Leia mais

AMBIÊNCIA EXTERNA / Ameaças

AMBIÊNCIA EXTERNA / Ameaças 22 A análise ambiental externa teve como foco os fatores predominantes do ambiente externo (oportunidades e ameaças) que influenciam ou podem vir a influenciar o desempenho do TRT, rumo ao alcance de sua

Leia mais

CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA RESOLUÇÃO Nº 99, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2009

CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA RESOLUÇÃO Nº 99, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2009 CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA RESOLUÇÃO Nº 99, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2009 Institui o Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicação no âmbito do Poder Judiciário. O PRESIDENTE DO CONSELHO

Leia mais

MATRIZ DE COMPETÊNCIAS DO CHEFE DO NÚCLEO DE DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS

MATRIZ DE COMPETÊNCIAS DO CHEFE DO NÚCLEO DE DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS MATRIZ DE COMPETÊNCIAS DO CHEFE DO NÚCLEO DE DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS CHEFE DO NÚCLEO DE DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS (FC-6) Área: Administrativa Unidade: Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicação

Leia mais

ÍNDICE. Introdução 2. Missão 4. Visão de Futuro 5. Objetivos Estratégicos 6. Mapa Estratégico 7. Metas, Indicadores e Ações 8. Considerações Finais 22

ÍNDICE. Introdução 2. Missão 4. Visão de Futuro 5. Objetivos Estratégicos 6. Mapa Estratégico 7. Metas, Indicadores e Ações 8. Considerações Finais 22 ÍNDICE Introdução 2 Missão 4 Visão de Futuro 5 Objetivos Estratégicos 6 Mapa Estratégico 7 Metas, Indicadores e Ações 8 Considerações Finais 22 1 INTRODUÇÃO O Plano Estratégico do Supremo Tribunal de Federal,

Leia mais

Garantir a economicidade dos recursos e a melhor alocação dos recursos necessários à prestação jurisdicional.

Garantir a economicidade dos recursos e a melhor alocação dos recursos necessários à prestação jurisdicional. Tema 1: Eficiência Operacional Buscar a excelência na gestão de custos operacionais. Garantir a economicidade dos recursos e a melhor alocação dos recursos necessários à prestação jurisdicional. Agilizar

Leia mais

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE: Por um MP mais eficiente

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE: Por um MP mais eficiente PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE: Por um MP mais eficiente Natal, 2011 1. Quem somos 2. Histórico da Gestão Estratégica 3. Resultados práticos 4. Revisão

Leia mais

PJe-Processo Judicial Eletrônico. Gestão 2013/2015. Ministro Carlos Alberto Reis de Paula

PJe-Processo Judicial Eletrônico. Gestão 2013/2015. Ministro Carlos Alberto Reis de Paula PJe-Processo Judicial Eletrônico Gestão 2013/2015. Ministro Carlos Alberto Reis de Paula Agenda 1 O PJe no Brasil 2 Desafios 3 4 Ações Estruturantes Próximos Passos Os números do PJe no Brasil Número de

Leia mais

(ANEXO 1) FICHA DOS INDICADORES

(ANEXO 1) FICHA DOS INDICADORES (ANEXO 1) FICHA DOS INDICADORES Indicador 01 INDICADOR: Índice de confiança no Poder Judiciário (1 CNJ) Confiança da sociedade no Poder Judiciário CNJ Pesquisa de opinião contratada pelo CNJ Identificar

Leia mais

CLEUSA REGINA HALFEN Presidente do TRT da 4ª Região/RS

CLEUSA REGINA HALFEN Presidente do TRT da 4ª Região/RS 1624/2014 Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região 2 A PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 4ª REGIÃO, no uso de suas atribuições, e considerando o que consta no PA nº 0008096-80.2014.5.04.0000,

Leia mais

Planejamento Estratégico de TIC

Planejamento Estratégico de TIC Planejamento Estratégico de TIC Tribunal de Justiça do Estado de Sergipe 2010 a 2014 Versão 1.1 Sumário 2 Mapa Estratégico O mapa estratégico tem como premissa de mostrar a representação visual o Plano

Leia mais

PLENÁRIA FINAL JUSTIÇA ELEITORAL

PLENÁRIA FINAL JUSTIÇA ELEITORAL 1ª Reunião da Rede de Priorização do Primeiro Grau de Jurisdição PLENÁRIA FINAL JUSTIÇA ELEITORAL 05 a 07 de maio de 2015 ESMAF Brasília/DF Integrantes da Rede de Priorização do Primeiro Grau no segmento

Leia mais

ANEXO I MATRIZ DE INDICADORES E METAS

ANEXO I MATRIZ DE INDICADORES E METAS ANEXO I MATRIZ DE INDICADORES E S 31 MATRIZ DE INDICADORES e S Indicador 1 - Visão Visão: Ser reconhecido como um dos 10 Regionais mais céleres e eficientes na prestação jurisdicional, sendo considerado

Leia mais

Painel de Contribuição ASGE (Outubro/2015)

Painel de Contribuição ASGE (Outubro/2015) ASGE (Outubro/2015) Objetivo Estratégico / Iniciativa Estratégica/ Meta Estratégica 1. Alcançar 82% dos Projetos dentro do Prazo/ Aperfeiçoar a gestão de projetos 2. Implementar a Gestão de Riscos a) Criar

Leia mais

MATRIZ DE COMPETÊNCIAS DO CHEFE DA SEÇÃO DE SUPORTE E SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO

MATRIZ DE COMPETÊNCIAS DO CHEFE DA SEÇÃO DE SUPORTE E SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO MATRIZ DE COMPETÊNCIAS DO CHEFE DA SEÇÃO DE SUPORTE E SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO CHEFE DA SEÇÃO DE SUPORTE E SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO (FC-5) Área: Administrativa Unidade: Secretaria de Tecnologia da Informação

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 2ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 2ª REGIÃO PROJETO: ELABORAR ESTUDO TÉCNICO DE AVALIAÇÃO QUALITATIVA E QUANTITATIVA DO QUADRO DE PESSOAL DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO (TI) Número do Projeto: 04/2011 Código do Projeto: CTC_TI_AVALIA_PESSOAL Versão:

Leia mais

PROCURADORIA-GERAL DE JUSTIÇA. ANEXO ÚNICO DO ATO PGJ n 056/2010

PROCURADORIA-GERAL DE JUSTIÇA. ANEXO ÚNICO DO ATO PGJ n 056/2010 PROCURADORIA-GERAL DE JUSTIÇA ANEXO ÚNICO DO ATO PGJ n 056/2010 SUPERINTENDÊNCIA DE ADMINISTRAÇÃO: Indicador: Percentual de órgãos com estrutura de equipamentos adequada. Meta: 79, 24% Melhorar a estrutura

Leia mais

EDITAL DO CONCURSO INTERNO DE REMOÇÃO N.º 04/2014, DE 09 DE JUNHO DE 2014.

EDITAL DO CONCURSO INTERNO DE REMOÇÃO N.º 04/2014, DE 09 DE JUNHO DE 2014. PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 4ª REGIÃO EDITAL DO CONCURSO INTERNO DE REMOÇÃO N.º 04/24, DE 09 DE JUNHO DE 24. O DIRETOR-GERAL DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA

Leia mais

PROJETOS Planejamento Estratégico

PROJETOS Planejamento Estratégico PROJETOS Planejamento Estratégico 1 - Institucionalização da pesquisa de satisfação de Magistrados, Servidores e Clientes Externos do TRT 3ª Região Institucionalizar pesquisa bianual com o público interno

Leia mais

SEÇÃO JUDICIÁRIA DO RIO DE JANEIRO RELAÇÃO DOS PROJETOS ESTRATÉGICOS

SEÇÃO JUDICIÁRIA DO RIO DE JANEIRO RELAÇÃO DOS PROJETOS ESTRATÉGICOS SEÇÃO JUDICIÁRIA DO RIO DE JANEIRO RELAÇÃO DOS PROJETOS ESTRATÉGICOS 1. A3P Agenda Ambiental na SJRJ 2. Administração 100% Digital 3. Comunicação Proativa 4. Conhecendo a SJRJ 5. Construção de Novas Sedes

Leia mais

RELATÓRIO DE DESEMPENHO DAS METAS NACIONAIS

RELATÓRIO DE DESEMPENHO DAS METAS NACIONAIS TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 14ª REGIÃO 2013 RELATÓRIO DE DESEMPENHO DAS METAS NACIONAIS Dezembro - 2013 2 RELATÓRIO DE DESEMPENHO DAS METAS NACIONAIS 2013 METAS DE NIVELAMENTO PARA AS CORREGEDORIAS

Leia mais

Diagnóstico da Governança - Práticas de Gestão Recomendadas v02

Diagnóstico da Governança - Práticas de Gestão Recomendadas v02 1 de 30 16/11/2015 15:16 Diagnóstico da Governança - Práticas de Gestão Recomendadas v02 Prezado(a) Como o OBJETIVO de apurar o nível de maturidade em governança da Justiça Federal, foi desenvolvido instrumento

Leia mais

PLANO DE GESTÃO - Mudar com Atitude! Prof. Wanderson Santiago dos Reis

PLANO DE GESTÃO - Mudar com Atitude! Prof. Wanderson Santiago dos Reis CANDIDATURA DE DIRETOR GERAL AO CAMPUS CARAGUATATUBA PLANO DE GESTÃO - Mudar com Atitude! Prof. Wanderson Santiago dos Reis Nossa Primeira Razão de Ser: Nossos Alunos Proposta: Consolidação do Diretório

Leia mais

Portfólio de Projetos de TIC do TRT24. Tribunal Regional do Trabalho da 24ª Região Coordenadoria de Tecnologia da Informação e Comunicações

Portfólio de Projetos de TIC do TRT24. Tribunal Regional do Trabalho da 24ª Região Coordenadoria de Tecnologia da Informação e Comunicações Portfólio de Projetos de TIC do TRT24 Tribunal Regional do Trabalho da 24ª Região e Comunicações Julho/2015 Sumário Apresentação... 3 Mapa estratégico de TIC 2015-2020... 4 Identificar as demandas... 5

Leia mais

SUMÁRIO SIGLAS E ABREVIAÇÕES UTILIZADAS NESTA OBRA...13 PARTE I A JUSTIÇA FEDERAL E SEUS JUÍZES

SUMÁRIO SIGLAS E ABREVIAÇÕES UTILIZADAS NESTA OBRA...13 PARTE I A JUSTIÇA FEDERAL E SEUS JUÍZES SUMÁRIO APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO...11 SIGLAS E ABREVIAÇÕES UTILIZADAS NESTA OBRA...13 PARTE I A JUSTIÇA FEDERAL E SEUS JUÍZES CAPÍTULO I - BREVE RECONSTRUÇÃO HISTÓRICA DA JUSTIÇA FEDERAL NO BRASIL...17

Leia mais

4. MODERNIZAÇÃO E RELACIONAMENTO INSTITUCIONAL

4. MODERNIZAÇÃO E RELACIONAMENTO INSTITUCIONAL Relatório de Atividades - 1 trimestre de 4.1. Planejamento Estratégico 4. MODERNIZAÇÃO E RELACIONAMENTO INSTITUCIONAL A principal atividade relacionada ao Planejamento Estratégico -2016 do TCE/SC no primeiro

Leia mais

Plano de Ação 2015: Objetivos estratégicos, Indicadores, Metas e Projetos priorizados

Plano de Ação 2015: Objetivos estratégicos, Indicadores, Metas e Projetos priorizados E77p Espírito Santo. Tribunal de Contas do Estado. Plano de Ação 2015: Objetivos estratégicos, Indicadores, Metas e Projetos priorizados / Tribunal de Contas do Estado. Vitória/ES: TCEES, 2015. 13p. 1.Tribunal

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 424/2003 (Revogada pela Resolução nº 522/2007)

RESOLUÇÃO Nº 424/2003 (Revogada pela Resolução nº 522/2007) Publicação: 29/08/03 RESOLUÇÃO Nº 424/2003 (Revogada pela Resolução nº 522/2007) Cria a Superintendência Administrativa do Tribunal de Justiça e estabelece seu Regulamento. A CORTE SUPERIOR DO TRIBUNAL

Leia mais

CLIPPING DE NOTÍCIAS DO PODERJUDICIÁRIO GESTÃO ESTRATÉGICA CONSELHOS TRIBUNAIS SUPERIORES

CLIPPING DE NOTÍCIAS DO PODERJUDICIÁRIO GESTÃO ESTRATÉGICA CONSELHOS TRIBUNAIS SUPERIORES CLIPPING DE NOTÍCIAS DO PODERJUDICIÁRIO GESTÃO ESTRATÉGICA CNJ CONSELHOS http://www.cnj.jus.br/ 12/08/2014 II Encontro Nacional debate formação de servidores do Judiciário (http://www.cnj.jus.br/noticias/cnj/29333-ii-encontronacional-debate-formacao-de-servidores-do-judiciario)

Leia mais

CONSELHO SUPERIOR DA JUSTIÇA DO TRABALHO ATO Nº 127/CSJT.GP.SG, DE 23 DE MAIO DE 2012

CONSELHO SUPERIOR DA JUSTIÇA DO TRABALHO ATO Nº 127/CSJT.GP.SG, DE 23 DE MAIO DE 2012 CONSELHO SUPERIOR DA JUSTIÇA DO TRABALHO ATO Nº 127/CSJT.GP.SG, DE 23 DE MAIO DE 2012 Aprova o cronograma das atividades relacionadas à implantação do Processo Judicial Eletrônico da Justiça do Trabalho

Leia mais

A EXPERIÊNCIA DO TRT DA 10ª REGIÃO NA IMPLANTAÇÃO DA GESTÃO ESTRATÉGICA

A EXPERIÊNCIA DO TRT DA 10ª REGIÃO NA IMPLANTAÇÃO DA GESTÃO ESTRATÉGICA A EXPERIÊNCIA DO TRT DA 10ª REGIÃO NA IMPLANTAÇÃO DA GESTÃO ESTRATÉGICA Fabiana Alves de Souza dos Santos Diretora de Gestão Estratégica do TRT 10 1/29 O TRT da 10ª Região Criado em 1982 32 Varas do Trabalho

Leia mais

Gestão de Projetos para o alcance das Metas Estratégicas

Gestão de Projetos para o alcance das Metas Estratégicas Gestão de Projetos para o alcance das Metas Estratégicas Rosângela Gomes Yamada Diretora da Secretaria de Planejamento e Gestão - SEPLAN TRT 12ª Região - SC 16.09.2010 TÓPICOS A SEREM ABORDADOS Conhecendo

Leia mais

TCU - Ciclo de Palestras 2011. Papel da Alta Administração na Governança de TI

TCU - Ciclo de Palestras 2011. Papel da Alta Administração na Governança de TI TCU - Ciclo de Palestras 2011 Papel da Alta Administração na Governança de TI Missão do CNJ O Conselho Nacional de Justiça tem o propósito de realizar a gestão estratégica e o controle administrativo do

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 506, DE 28 DE JUNHO DE 2013

RESOLUÇÃO Nº 506, DE 28 DE JUNHO DE 2013 Publicada no DJE/STF, n. 127, p. 1-3 em 3/7/2013. RESOLUÇÃO Nº 506, DE 28 DE JUNHO DE 2013 Dispõe sobre a Governança Corporativa de Tecnologia da Informação no âmbito do Supremo Tribunal Federal e dá outras

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA PRIMEIRA REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA PRIMEIRA REGIÃO Publicada no Boletim de Serviço de 30/03/2009 Publicada no e-dj1 de 30/03/2009 PODER JUDICIÁRIO 10.100.02 RESOLUÇÃO/PRESI 600-007 DE 13 DE MARÇO DE 2009 (*) Dispõe sobre o realinhamento administrativo

Leia mais

15. Escola Superior da Magistratura

15. Escola Superior da Magistratura 15. Escola Superior da Magistratura 15.1 Introdução No decorrer do biênio 2013-2015, a Gestão da Escola Superior da Magistratura do Estado Ceará (Esmec), sob direção do Desembargador Haroldo Correia de

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL - 2ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL - 2ª REGIÃO OFÍCIO CIRCULAR Nº T2-OCI-2010/00037 Rio de Janeiro, 25 de março de 2010. Senhor(a) Juiz(a), No 3º Encontro Nacional do Poder Judiciário, promovido pelo Conselho Nacional de Justiça e ocorrido no último

Leia mais

Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina

Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicação (PETI) Secretaria de Tecnologia da Informação Florianópolis, março de 2010. Apresentação A informatização crescente vem impactando diretamente

Leia mais

Código: MAN-DIPES-007 Versão: 00 Data de Emissão: 01/01/2013

Código: MAN-DIPES-007 Versão: 00 Data de Emissão: 01/01/2013 Código: MAN-DIPES-007 Versão: 00 Data de Emissão: 01/01/2013 Elaborado por: Gerência de Qualidade de Vida Aprovado por: Diretoria de Gestão de Pessoas 1 OBJETIVO Estabelecer as diretrizes gerais que norteiam

Leia mais

PROJETOS DA ADMINISTRAÇÃO PARA O BIÊNIO 2008/2009

PROJETOS DA ADMINISTRAÇÃO PARA O BIÊNIO 2008/2009 PROJETOS DA ADMINISTRAÇÃO PARA O BIÊNIO 2008/2009 LINHAS DE AÇÃO PROJETOS DESCRIÇÃO EXCELÊNCIA NO ATENDIMENTO AOS USUÁRIOS / CELERIDADE Locação do 2º prédio na esquina da Av. Augusto de Lima com rua Mato

Leia mais

Relatório Metas Nacionais do Judiciário Diagnóstico Situacional TJAL

Relatório Metas Nacionais do Judiciário Diagnóstico Situacional TJAL Relatório Metas Nacionais do Judiciário Diagnóstico Situacional TJAL Assessoria de Planejamento de Modernização do Poder - APMP Divisão de Estatística do Tribunal de Justiça - DETJ Assessoria de Planejamento

Leia mais

MATRIZ DE COMPETÊNCIAS DO CHEFE DO NÚCLEO DE INFRAESTRUTURA E COMUNICAÇÕES

MATRIZ DE COMPETÊNCIAS DO CHEFE DO NÚCLEO DE INFRAESTRUTURA E COMUNICAÇÕES MATRIZ DE COMPETÊNCIAS DO CHEFE DO NÚCLEO DE INFRAESTRUTURA E COMUNICAÇÕES CHEFE DO NÚCLEO DE INFRAESTRUTURA E COMUNICAÇÕES (FC-6) Área: Administrativa Unidade: Secretaria de Tecnologia da Informação e

Leia mais

MATRIZ DE COMPETÊNCIAS DO CHEFE DA SEÇÃO DE INFRAESTRUTURA COMPUTACIONAL

MATRIZ DE COMPETÊNCIAS DO CHEFE DA SEÇÃO DE INFRAESTRUTURA COMPUTACIONAL MATRIZ DE COMPETÊNCIAS DO CHEFE DA SEÇÃO DE INFRAESTRUTURA COMPUTACIONAL CHEFE DA SEÇÃO DE INFRAESTRUTURA COMPUTACIONAL (FC-5) Área: Administrativa Unidade: Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicação

Leia mais

PPA 2012-2015 PLANO DE DESENVOLVIMENTO ESTRATÉGICO 1043 - PROGRAMA ESCOLA DO LEGISLATIVO

PPA 2012-2015 PLANO DE DESENVOLVIMENTO ESTRATÉGICO 1043 - PROGRAMA ESCOLA DO LEGISLATIVO 1043 - PROGRAMA ESCOLA DO LEGISLATIVO 100 - ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DO ESTADO DE GOIÁS O Programa Escola do Legislativo tem como objetivo principal oferecer suporte conceitual de natureza técnico-científica

Leia mais

REGIMENTO INTERNO COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA E INFORMÁTICA EM SAÚDE (CTIS)

REGIMENTO INTERNO COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA E INFORMÁTICA EM SAÚDE (CTIS) Página 1 de 12 GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE PÚBLICA COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA E INFORMÁTICA EM SAÚDE REGIMENTO INTERNO COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA E INFORMÁTICA

Leia mais

A Estratégia de TIC do Poder Judiciário do Estado de Mato Grosso

A Estratégia de TIC do Poder Judiciário do Estado de Mato Grosso RESOLUÇÃO Nº 99, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2009 Dispõe sobre o Planejamento Estratégico de TIC no âmbito do Poder Judiciário e dá outras providências. A Estratégia de TIC do Poder Judiciário do Estado de Mato

Leia mais

oposição por parte dos novos servidores (art. 40, 4º, 5º e 7º, da Lei Complementar Estadual nº 234/2002, com redação implementada pela Lei

oposição por parte dos novos servidores (art. 40, 4º, 5º e 7º, da Lei Complementar Estadual nº 234/2002, com redação implementada pela Lei TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS E FORMAÇÃO DE CADASTRO DE RESERVA EM CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR E DE NÍVEL MÉDIO EDITAL Nº 1 TJ/ES, DE 16 DE DEZEMBRO

Leia mais

Manifestação do Ministro Gilmar Mendes, no encerramento do II Encontro Nacional do Judiciário Belo Horizonte, 16/02/2009

Manifestação do Ministro Gilmar Mendes, no encerramento do II Encontro Nacional do Judiciário Belo Horizonte, 16/02/2009 Manifestação do Ministro Gilmar Mendes, no encerramento do II Encontro Nacional do Judiciário Belo Horizonte, 16/02/2009 Senhores, No encerramento destes trabalhos, gostaria de agradecer a contribuição

Leia mais

Resolução nº 126 do Conselho Nacional de Justiça, de 22 de fevereiro de 2011

Resolução nº 126 do Conselho Nacional de Justiça, de 22 de fevereiro de 2011 Resolução nº 126 do Conselho Nacional de Justiça, de 22 de fevereiro de 2011 Dispõe sobre o Plano Nacional de Capacitação Judicial de magistrados e servidores do Poder Judiciário (Publicada no DJ-e nº

Leia mais

SIMPLIFICAÇÃO DE PROCESSOS

SIMPLIFICAÇÃO DE PROCESSOS SIMPLIFICAÇÃO DE PROCESSOS 1 FINALIDADE DO PROJETO ESTRATÉGICO Simplificar e padronizar os processos internos, incrementando o atendimento ao usuário. Especificamente o projeto tem o objetivo de: Permitir

Leia mais

RRelevância do curso. OObjetivo do curso. FFundamentação Teórica: ATENDIMENTO E POSTURA NO AMBIENTE DE TRABALHO. Público-alvo

RRelevância do curso. OObjetivo do curso. FFundamentação Teórica: ATENDIMENTO E POSTURA NO AMBIENTE DE TRABALHO. Público-alvo Vigilantes, vigias, porteiros ou interessados em ingressar nessas funções. A empresa que presta serviços de vigilância tem a grande preocupação de manter a segurança de seu cliente, mas também de não receber

Leia mais

MATRIZ DE COMPETÊNCIAS DO CHEFE DA SEÇÃO DE SISTEMAS ADMINISTRATIVOS

MATRIZ DE COMPETÊNCIAS DO CHEFE DA SEÇÃO DE SISTEMAS ADMINISTRATIVOS MATRIZ DE COMPETÊNCIAS DO CHEFE DA SEÇÃO DE SISTEMAS ADMINISTRATIVOS CHEFE DA SEÇÃO DE SISTEMAS ADMINISTRATIVOS (FC-5) Área: Administrativa Unidade: Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicação

Leia mais

Gerência de Atendimento

Gerência de Atendimento DIRETORIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Solicitação e Acompanhamento de Atendimento Gerência de Atendimento João Pessoa - agosto/2011 DIRETORIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO 1 Sumário Apresentação... 3 1.

Leia mais

1. Escopo ou finalidade da iniciativa

1. Escopo ou finalidade da iniciativa 1. Escopo ou finalidade da iniciativa Estruturar e implantar uma unidade administrativa para assessorar a alta administração do Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais em relação à elaboração e ao

Leia mais

Novos tempos na Justiça do Trabalho Gaúcha

Novos tempos na Justiça do Trabalho Gaúcha DEZEMBRO/2013 Novos tempos na Justiça do Trabalho Gaúcha A Justiça do Trabalho, a partir da implantação do Processo Judicial Eletrônico (PJe), inaugura uma fase de profundas mudanças. Mais do que usar

Leia mais

TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 2ª REGIÃO RELAÇÃO DOS PROJETOS ESTRATÉGICOS

TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 2ª REGIÃO RELAÇÃO DOS PROJETOS ESTRATÉGICOS TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 2ª REGIÃO RELAÇÃO DOS PROJETOS ESTRATÉGICOS 1. Acessibilidade PNE 2. Ouvidoria Geral 3. Atendimento ao Cidadão 4. Consulta Processual Via Quiosque CEF ( Subprojeto) 5. Cultura

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO. Relatório de Informações Gerenciais

PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO. Relatório de Informações Gerenciais PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO Relatório de Informações Gerenciais Setorial do 1º Semestre de 2013 DIRETORIA GERAL DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÂO DGTEC RELATÓRIO DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS 1º

Leia mais

OFICINA DE BOAS-PRÁTICAS FORMATIVAS SÍNTESE

OFICINA DE BOAS-PRÁTICAS FORMATIVAS SÍNTESE 2ª REUNIÃO DO SISTEMA INTEGRADO DE FORMAÇÃO DE MAGISTRADOS DO TRABALHO OFICINA DE BOAS-PRÁTICAS FORMATIVAS SÍNTESE 1ª REGIÃO 1) A Escola deve ter instalações próprias, adequadas e quadro de servidores

Leia mais

Resoluções nº 90 e nº 99 de 2009 CNJ

Resoluções nº 90 e nº 99 de 2009 CNJ Resoluções nº 90 e nº 99 de 2009 CNJ Março COMITÊ GESTOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO - CGTIC 2 ÍNDICE PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO... 3 Apresentação...

Leia mais

RELATÓRIO ANUAL SOBRE A APLICAÇÃO DA LEI DE ACESSO À INFORMAÇÃO NO SENADO FEDERAL

RELATÓRIO ANUAL SOBRE A APLICAÇÃO DA LEI DE ACESSO À INFORMAÇÃO NO SENADO FEDERAL RELATÓRIO ANUAL SOBRE A APLICAÇÃO DA LEI DE ACESSO À INFORMAÇÃO NO SENADO FEDERAL Brasília 2013 SUMÁRIO MOTIVAÇÃO DO RELATÓRIO... 3 INTRODUÇÃO... 3 INICIATIVAS DO SENADO FEDERAL PARA ADEQUAÇÃO À LEI DE

Leia mais

ATADO ENCONTRO SINGESPA- 13709/2012 a 14/09/2012 - URGE REGIÃO METROPOLITANA DE BELO HORIZONTE ; - Coordenadora: MM. Juíza Rosemáry de Oliveira Pires

ATADO ENCONTRO SINGESPA- 13709/2012 a 14/09/2012 - URGE REGIÃO METROPOLITANA DE BELO HORIZONTE ; - Coordenadora: MM. Juíza Rosemáry de Oliveira Pires ATADO ENCONTRO SINGESPA- 13709/2012 a 14/09/2012 - URGE REGIÃO METROPOLITANA DE BELO HORIZONTE ; - Coordenadora: MM. Juíza Rosemáry de Oliveira Pires TEMA 1 -ACESSO À JUSTIÇA CONSTATAÇÃO - Não verificamos

Leia mais

MATRIZ DE COMPETÊNCIAS DO CHEFE DA SEÇÃO DE ATENDIMENTO A SISTEMAS

MATRIZ DE COMPETÊNCIAS DO CHEFE DA SEÇÃO DE ATENDIMENTO A SISTEMAS MATRIZ DE COMPETÊNCIAS DO CHEFE DA SEÇÃO DE ATENDIMENTO A SISTEMAS CHEFE DA SEÇÃO DE ATENDIMENTO A SISTEMAS (FC-5) Área: Administrativa Unidade: Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicação ATIVIDADE

Leia mais

Avaliação de Serviços de Higiene Hospitalar

Avaliação de Serviços de Higiene Hospitalar Avaliação de Serviços de Higiene Hospitalar MANUAL DO AVALIADOR Parte I 1.1 Liderança Profissional habilitado ou com capacitação compatível. Organograma formalizado, atualizado e disponível. Planejamento

Leia mais

PONTOS FRACOS E PONTOS FORTES E PROPOSTA PARA SOLUCIONAR E/OU MINIMIZAR

PONTOS FRACOS E PONTOS FORTES E PROPOSTA PARA SOLUCIONAR E/OU MINIMIZAR PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO COORDENADORIA DE ACOMPANHAMENTO E AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL SÍNTESE DE RELATORIO DE AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL E DE AVALIAÇÃO EXTERNA PONTOS FRACOS E PONTOS FORTES E PROPOSTA

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO DA UNIÃO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 18ª REGIÃO SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

PODER JUDICIÁRIO DA UNIÃO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 18ª REGIÃO SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO FL. 25 It Objeto Tipo de contratação 01 Reestruturação de infraestrutura das VTs no interior 1 02 Aquisição de Racks UPS e refrigeração 03 Aquisição de pontos de acesso para rede s fio 04 Aquisição de

Leia mais

Coordenadoria de. Manutenção. Manual de Procedimentos Administrativos da Coordenadoria de Manutenção

Coordenadoria de. Manutenção. Manual de Procedimentos Administrativos da Coordenadoria de Manutenção Coordenadoria de Manutenção Manual de Procedimentos Administrativos da Coordenadoria de Manutenção Sumário 1. INTRODUÇÃO 3 2. ESTRUTURA ORGANIZACIONAL E FUNCIONAL 3 3. ORGANOGRAMA: 3 4. ATRIBUIÇÕES E COMPETÊNCIAS

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA GP N. 3, DE 20 DE ABRIL DE 2015

INSTRUÇÃO NORMATIVA GP N. 3, DE 20 DE ABRIL DE 2015 TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 3ª REGIÃO INSTRUÇÃO NORMATIVA GP N. 3, DE 20 DE ABRIL DE 2015 Regulamenta a distribuição e utilização de equipamentos de informática, no âmbito do Tribunal Regional do

Leia mais

1. Escopo ou finalidade da iniciativa

1. Escopo ou finalidade da iniciativa 1. Escopo ou finalidade da iniciativa Esta iniciativa tem como finalidade reorganizar a área de Tecnologia da Informação TI do TJMG, sob o ponto de vista de gestão e infraestrutura, baseados em sua estrutura

Leia mais

Projetos apresentados no último dia do Encontro

Projetos apresentados no último dia do Encontro Projetos apresentados no último dia do Encontro Aposentado-Ria, projeto do TRT da 1ª Região, abriu a programação da manhã do último dia. A abordagem foi apresentada por Sônia Andrade, diretora da Secretaria

Leia mais

PROGRAMA PRELIMINAR PROPOSTO METAS GESTÃO FLÁVIA PUJADAS (2014-2015)

PROGRAMA PRELIMINAR PROPOSTO METAS GESTÃO FLÁVIA PUJADAS (2014-2015) Apresentam- se a seguir as metas entendidas como centrais de nossa gestão: VALORIZAÇÃO DO ASSOCIADO VALORIZAÇÃO INSTITUCIONAL DESENVOLVIMENTO ADMINISTRATIVO DO IBAPE/SP A cada uma dessas metas corresponderá

Leia mais

OUVIDORIA GERAL RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES 2006

OUVIDORIA GERAL RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES 2006 OUVIDORIA GERAL RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES 2006 Apresentação Nossa história Objetivos, Atribuições e Compromisso Nosso Método de Trabalho Manifestações dos Usuários 1. Quantidade 2. Tipos 3. Percentual

Leia mais

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA Gabinete do Ministro. PORTARIA nº 3.746, de 17 de dezembro de 2004.

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA Gabinete do Ministro. PORTARIA nº 3.746, de 17 de dezembro de 2004. PORTARIA nº 3.746, de 17 de dezembro de 2004. Institui o programa de transparência do Ministério da Justiça e estabelece medidas internas para aperfeiçoar os instrumentos preventivos de controle da atividade

Leia mais

Regimento da Superintendência de Tecnologia da Informação

Regimento da Superintendência de Tecnologia da Informação SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA Regimento da Superintendência de Tecnologia da Informação DOS OBJETIVOS E ORGANIZAÇÃO DA SUPERINTENDÊNCIA Capítulo I - DA

Leia mais

SEÇÃO JUDICIÁRIA DO ESPÍRITO SANTO RELAÇÃO DOS PROJETOS ESTRATÉGICOS

SEÇÃO JUDICIÁRIA DO ESPÍRITO SANTO RELAÇÃO DOS PROJETOS ESTRATÉGICOS SEÇÃO JUDICIÁRIA DO ESPÍRITO SANTO RELAÇÃO DOS PROJETOS ESTRATÉGICOS 1. Ampliação do Fórum de Cachoeiro de Itapemirim 2. Acessibilidade d Portadores de Necessidades Especiais 3. Acesso Cidadão 4. Alinhamento

Leia mais

Estabelecer os procedimentos para o gerenciamento dos sistemas e demais aplicações informatizadas do TJAC.

Estabelecer os procedimentos para o gerenciamento dos sistemas e demais aplicações informatizadas do TJAC. Código: MAP-DITEC-001 Versão: 00 Data de Emissão: 01/01/2013 Elaborado por: Gerência de Sistemas Aprovado por: Diretoria de Tecnologia da Informação 1 OBJETIVO Estabelecer os procedimentos para o gerenciamento

Leia mais

Identificação do Órgão/Unidade:Tribunal Superior Eleitoral/STI/COINF/SEPD Service Desk

Identificação do Órgão/Unidade:Tribunal Superior Eleitoral/STI/COINF/SEPD Service Desk Identificação do Órgão/Unidade:Tribunal Superior Eleitoral/STI/COINF/SEPD Service Desk E-mail para contato: supervisao@tse.gov.br Nome trabalho/projeto: Suporte em TI baseado em sistema de gestão da qualidade

Leia mais

CHAPA 1. Compromisso e Ação!

CHAPA 1. Compromisso e Ação! CHAPA 1 Compromisso e Ação! Concorremos nas próximas eleições da AJURIS pela situação, com o compromisso de avançar e dar continuidade ao trabalho que vem sendo feito. Temos consciência de que os tempos

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 052/2011, DE 25 DE OUTUBRO DE 2011 CONSELHO UNIVERSITÁRIO UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALFENAS UNIFAL-MG

RESOLUÇÃO Nº 052/2011, DE 25 DE OUTUBRO DE 2011 CONSELHO UNIVERSITÁRIO UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALFENAS UNIFAL-MG MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal de Alfenas - UNIFAL-MG Secretaria Geral RESOLUÇÃO Nº 052/2011, DE 25 DE OUTUBRO DE 2011 CONSELHO UNIVERSITÁRIO UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALFENAS UNIFAL-MG O Conselho

Leia mais

CONSULTA PÚBLICA até 28/08/2009. até a data acima mencionada

CONSULTA PÚBLICA até 28/08/2009. até a data acima mencionada CONSULTA PÚBLICA O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social BNDES está preparando processo licitatório para contratação de serviços de consultoria técnica especializada, conforme detalhado

Leia mais