Documentação EPL - Clientes

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Documentação EPL - Clientes"

Transcrição

1 Documentação EPL - Clientes Revisão 1 Maio / 2010

2 INDICE O que são os EPLs (Entry Point LOGIX)..3 Objetivo dos Pontos de Entrada..3 Etapas da criação do EPL3 a) Abertura do chamado3 b) Criação de chamada ao EPL3 c) Desenvolvimento da funcionalidade.3 d) Guarda dos fontes..3 Implementação do EPL CLIENTE (Acionado a partir de fontes padrões LOGIX)4 Como usar a função LOG_getVar()5 Caso de uso5 Exemplo de código fonte para uma função EPL com nome padrão TOTVS (acionada a partir de uma rotina padrão LOGIX)..6 Contatos da Fabrica de Software Logix..6

3 O que são os EPLs (Entry Point LOGIX) São pontos localizados no código fonte LOGIX e que permite que funcionalidades pontuais sejam personalizadas de acordo com a regra do cliente. Estas regras não fazem parte do produto padrão. Objetivo dos Pontos de Entrada Os Pontos de Entrada possibilitam customizações específicas de clientes sem afetar a execução padrão do sistema LOGIX, podendo ou não estas customizações ser mantidas pela TOTVS. O Ponto de Entrada somente estará disponível a partir da versão do LOGIX através do uso da tecnologia atual (By You Tec), conhecida também como TOTVS Tec. Etapas da criação do EPL Para a disponibilização de um Ponto de entrada o cliente deve: a) Abertura do chamado A solicitação de inclusão de chamada para uma funcionalidade EPL no produto padrão LOGIX deve ser realizada pelo cliente TOTVS através da abertura de chamado via Central de Atendimento indicando o local exato da necessidade (Exemplo -> após o final da gravação da Nota fiscal). b) Criação de chamada ao EPL É de responsabilidade da equipe de desenvolvimento do produto TOTVS a inclusão da chamada de uma função EPL dentro do produto padrão. A TOTVS cria uma chamada para a EPL solicitada e posteriormente repassa as informações e ações disponíveis no produto para uso. A abertura da chamada ao EPL não possui valorização ao cliente TOTVS. c) Desenvolvimento da funcionalidade O desenvolvimento das funcionalidades do EPL (específicas) pode ser realizado por: Clientes TOTVS : é pré requisito é estar na versão Logix em diante. Canais TOTVS: Franquias e unidades TOTVS através de seus analistas desenvolvedores; FSW TOTVS: Fábrica de software TOTVS LOGIX. Neste caso será orçado via personalização utilizando-se o modelo tradicional. d) Guarda dos fontes A guarda do fonte pode será feita de 3 formas : 1) Pelo próprio cliente usando-se a ferramenta de desenvolvimento para compilação no R.P.O. 2) Sem evolução e pela fábrica Joinville através do contrato de guarda de fonte. 3) Com evolução e pela fábrica Joinville através do contrato de guarda de fonte.

4 Implementação do EPL CLIENTE (Acionado a partir de fontes padrões LOGIX) Existem duas formas de desenvolvimento de EPL liberadas para o cliente desenvolver, sendo: 1) Funções externas desenvolvidas por clientes e acionadas a partir de fontes EPL mantidos pela TOTVS (específicos do cliente), não precisam ter suas nomenclaturas seguindo um padrão de nomes de funções LOGIX, pois é uma função mantida em um fonte externo sob guarda do cliente. 2) Funções externas desenvolvidas por clientes e acionadas diretamente por fontes padrões LOGIX, sendo que neste caso possuem nomenclatura padronizada repassada pela TOTVS, não possuem definição de parâmetros, pois estes devem ser lidos internamente a partir código implementado na função usando a função LOG_getVar() conforme exemplo citado mais adiante no item Como usar a função LOG_getVar() e a função também obrigatoriamente deverá sempre retornar um único valor indicando o STATUS de execução da função EPL. A Totvs repassa as informações disponíveis a partir de chamadas EPL realizadas a partir de programas padrões LOGIX. No código fonte do EPL por sua vez deve-se recuperar estas informações usando a função LOG_getVar( <parametro> ). Exemplo: LET l_pedido = LOG_getVar( pedido ) Caso seja repassado ao cliente o nome da função EPL que obrigatoriamente o cliente deve definir para poder codificar a função EPL (nome obecendo padrões TOTVS), esta função deverá sempre retornar um valor indicando o STATUS de execução da função, pois dependendo deste retorno, o sistema LOGIX poderá interpretar o retorno do EPL como um cancelamento a partir do ponto atual da chamada (retorno como FALSE), ou então considerar a execução do EPL com sucesso (retorno como TRUE) Cada função EPL desenvolvida pelo cliente, caso seja uma função de nome padrão repassada pela TOTVS (quando função EPL é acionada diretamente a partir de um fonte padrão LOGIX), deverá prever um único retorno obrigatório, que é um STATUS de execução do EPL, pois dependendo deste retorno, o sistema LOGIX poderá interpretar o retorno do EPL como um cancelamento ou interrupção a partir do ponto atual da chamada (retorno como FALSE), ou então considerar a execução do EPL com sucesso (retorno como TRUE) Caso surja alguma situação em que não seja suficiente apenas ter o status o status de retorno para o sistema para continuar o processamento ou cancelá-lo (Exemplo: modificar alguma informação do sistema que tenha sido calculada pela função EPL), deverá ser desenvolvida uma função EPL mantida pela TOTVS como específica para o cliente e a partir deste EPL mantido pela TOTVS fazer a respectiva chamada da função EPL mantida pelo cliente, onde neste caso não terá nomenclatura padrão TOTVS para a função e deverá prever o recebimento de todos os parâmetros, bem como retornar todos os valores necessários. O cliente, neste caso, deve repassar para equipe de desenvolvimento da TOTVS a documentação da função, indicando o nome da função, objetivo, especificação dos parâmetros de entrada e dos retornos da função, bem como os tipos e dimensões de cada retorno. De preferência sempre tentar definir um dos retornos desta função como sendo um STATUS de execução (valor TRUE ou FALSE) para permitir ter opção de cancelar a ação atual do EPL ou não. Em resumo, um EPL de cliente nesta situação nunca retorna dados diretamente para a aplicação padrão do LOGIX, pois os retornos desta função serão consistidos antes de serem utilizados para alterar algum dado no sistema.

5 Como usar a função LOG_getVar() Sintaxe LOG_getVar(<parâmetro>) Objetivo Buscar algum valor que foi nomeado e armazenado em memória Parâmetro Nome de busca do valor em memória definido pelo sistema LOGIX. Caso seja feita busca de um valor que não tenha sido armazenado pelo sistema LOGIX, uma mensagem de erro no arquivo de LOG do servidor de aplicação será emitida como forma de alerta e valor será retornado como vazio. RETORNO Valor em memória armazenado para o nome repassado como parâmetro. Caso de uso Ponto de entrada LOGIX SUP0580 (Cadastro de fretes) Rotina de consistência de fretes. Função EPL: Y_sup0580_after_insert() Objetivo: Executado após a gravação dos dados no banco de dados relacionados ao frete, antes da efetivação dos dados (COMMIT). Parâmetros EMPRESA TIPO: frete_sup.cod_empresa disponíveis: Empresa do conhecimento de frete CONHECIMENTO TIPO: frete_sup.num_conhec Número do conhecimento de frete SERIE_CONHECIMENTO TIPO: frete_sup.ser_conhec Número de série do conhecimento de frete SUBSERIE_CONHECIMENTO TIPO: frete_sup.ssr_conhec Subsérie do conhecimento de frete TRANSPORTADORA TIPO: frete_sup.cod_transpor Código da transportadora do conhecimento Retorno esperado TRUE Função EPL executada com sucesso FALSE Função EPL gerou alguma inconsistência ou erro

6 Exemplo de código fonte para uma função EPL com nome padrão TOTVS (acionada a partir de uma rotina padrão LOGIX) # # FUNCTION Y_SUP0580_after_insert() # # DEFINE l_empresa LIKE frete_sup.cod_empresa DEFINE l_conhec LIKE frete_sup.num_conhec DEFINE l_ser_conhec LIKE frete_sup.ser_conhec DEFINE l_ssr_conhec LIKE frete_sup.ssr_conhec DEFINE l_cod_trasnpor LIKE frete_sup.cod_transpor #RECUPERAÇÃO DOS PARÂMETROS ENVIADOS PELO SISTEMA LOGIX LET l_empresa = LOG_getVar("empresa") LET l_valor = LOG_getVar("conhecimento") LET l_ser_conhec = LOG_getVar("serie_conhecimento") LET l_ssr_conhec = LOG_getVar("subserie_conhecimento") LET l_cod_transpor = LOG_getVar("trasnportadora") <código específico. Caso tenha alguma falha executar RETURN FALSE> RETURN TRUE END FUNCTION Contatos da Fabrica de Software Logix Telefone: 0 **

MANUAL AGENDADOR DE TAREFAS LOGIX

MANUAL AGENDADOR DE TAREFAS LOGIX Outubro 2011 rev. 01 MANUAL AGENDADOR DE TAREFAS LOGIX Elaboração: Rubens Dos Santos Filho Framework rubens.santos@totvs.com.br Objetivo Este documento tem como objetivo relatar a funcionalidade de agendamento

Leia mais

GENS S.A. Metodologia de Desenvolvimento Padrões de uso para o Sistema Gemini Versão Reduzida Relatório Análise de Causa

GENS S.A. Metodologia de Desenvolvimento Padrões de uso para o Sistema Gemini Versão Reduzida Relatório Análise de Causa GENS S.A. Metodologia de Desenvolvimento Padrões de uso para o Sistema Gemini Versão Reduzida Relatório Análise de Causa 1. Relatório de Análise de Causa Quando utilizar? O template deve ser utilizado

Leia mais

TOTVS Série 1 Varejo (Simples) - Módulo e-commerce

TOTVS Série 1 Varejo (Simples) - Módulo e-commerce Novo Módulo disponível no TOTVS S1 Varejo: permissão de utilização através de licença específica. Mesmo não adquirindo a licença de uso do módulo ele continuará presente na tela do usuário. 1 Na opção

Leia mais

Recepção CT-e com TMS 4.01 Datasul. Inovação D&L Joinville Outubro/2013

Recepção CT-e com TMS 4.01 Datasul. Inovação D&L Joinville Outubro/2013 Inovação D&L Joinville Outubro/2013 Índice Introdução Conhecimentos de transporte eletrônico. Escopo do projeto. Modelo de integração Totvs Colaboração. Delimitar o Processo de Importações do CT-e. Identificar

Leia mais

Nota Fiscal Paulista. Manual do TD REDF (Transmissor de Dados Registro Eletrônico de Documentos Fiscais) GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO

Nota Fiscal Paulista. Manual do TD REDF (Transmissor de Dados Registro Eletrônico de Documentos Fiscais) GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO Nota Fiscal Paulista Manual do TD REDF (Transmissor de Dados Registro Eletrônico de Documentos Fiscais) Versão 1.1 15/02/2008 Página 1 de 17 Índice Analítico 1. Considerações Iniciais 3 2. Instalação do

Leia mais

FECHAMENTO FISCAL ENTRADAS

FECHAMENTO FISCAL ENTRADAS FECHAMENTO FISCAL ENTRADAS FECHAMENTO FISCAL - ENTRADAS LOGIX 10.02/11 Versão 1.0 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 1.1 Principais Mudanças... 3 1.2 Fluxo dos relacionamentos... 3 1.3 Relação dos programas do

Leia mais

Integração Logix x Totvs Colaboração Compras e Vendas

Integração Logix x Totvs Colaboração Compras e Vendas Integração Logix x Totvs Colaboração Compras e Vendas 1 Data da revisão Responsável Descrição da revisão 21/09/2012 Roberta Patricio Postai Vieira Versão inicial 09/10/2012 Roberta Patricio Postai Vieira

Leia mais

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador.

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador. INTRODUÇÃO O Programa pode ser instalado em qualquer equipamento que utilize o sistema operacional Windows 95 ou superior, e seu banco de dados foi desenvolvido em MySQL, sendo necessário sua pré-instalação

Leia mais

RMS Software S.A. - Uma empresa TOTVS. 11 2699-0008 www.rms.com.br

RMS Software S.A. - Uma empresa TOTVS. 11 2699-0008 www.rms.com.br GARANTIA ESTENDIDA RMS Software S.A. - Uma Empresa TOTVS Todos os direitos reservados. A RMS Software é a maior fornecedora nacional de software de gestão corporativa para o mercado de comércio e varejo.

Leia mais

TOTVS Colaboração NF-e/CT-e Logix. Integração TOTVS Colaboração NF-e/CT-e Logix

TOTVS Colaboração NF-e/CT-e Logix. Integração TOTVS Colaboração NF-e/CT-e Logix Integração TOTVS Colaboração NF-e/CT-e Logix Data da revisão Responsável Descrição da revisão 26/09/2012 Roberta Patricio Postai Vieira Versão inicial 2 1 Conteúdo 1 Conteúdo... 3 2 Contexto de negócio

Leia mais

Guia Simplificada de Rotina PCP versão 2038 dicionário 2299 Planejamento e Controle de Produção

Guia Simplificada de Rotina PCP versão 2038 dicionário 2299 Planejamento e Controle de Produção Guia Simplificada de Rotina PCP versão 2038 dicionário 2299 Planejamento e Controle de Produção Opções Selecionar Empresa Selecionar a empresa que o usuário vai trabalhar. Empresa Dados cadastrais da empresa.

Leia mais

EAI Manual do Administrador

EAI Manual do Administrador EAI Manual do Administrador 1 Definição de Host Application O que é um Host Application? Significa Aplicativo Hospedeiro, é o nome dado ao ambiente EAI que estará executando no seu computador ou em um

Leia mais

Millennium ECO 2.0 (beta)

Millennium ECO 2.0 (beta) MILLENNIUM NETWORK Millennium ECO 2.0 (beta) Documentação Técnica (draft) 10/2013 Este documento contém as instruções para a utilização da biblioteca Millenium_Eco que se presta à comunicação de aplicativos

Leia mais

Introdução ao ERP Microsiga Protheus da Totvs

Introdução ao ERP Microsiga Protheus da Totvs Por Edilberto Souza Introdução ao ERP Microsiga Protheus da Totvs Agenda Introdução a alguns conceitos de ERP; Noções sobre o mercado de ERP; Arquitetura do Microsiga Protheus; Visão geral do ambiente

Leia mais

Gerenciador de Log. Documento Visão. Projeto Integrador 2015/2. Engenharia de Software. Versão 2.0. Engenharia de Software

Gerenciador de Log. Documento Visão. Projeto Integrador 2015/2. Engenharia de Software. Versão 2.0. Engenharia de Software Documento Visão e Documento Suplementar Gerenciador de Log Documento Visão Versão 2.0 1 Índice 1. Histórico de Revisões...3 2. Objetivo do Documento...4 3. Sobre o Problema...4 4. Sobre o produto...4 4.1.

Leia mais

Release Notes. A seguir são apresentadas as funções implementadas na linha de produto Microsiga Protheus expedidas neste pacote de atualização.

Release Notes. A seguir são apresentadas as funções implementadas na linha de produto Microsiga Protheus expedidas neste pacote de atualização. Framework - LIB Biblioteca de Funções Produto Microsiga Protheus - Todos os Módulos - Versão 11 Versão 11 Data 12/06/13 A seguir são apresentadas as funções implementadas na linha de produto Microsiga

Leia mais

Processo de inclusão de Parceiro de Biblioteca

Processo de inclusão de Parceiro de Biblioteca Processo de inclusão de Parceiro de Biblioteca As orientações a seguir aplicam-se ao desenvolvimento de Parceiros de Biblioteca simples, ou seja, cujos itens não são agregados da modulação. Caso o Parceiro

Leia mais

Em 2012, a Prosoft planejou o lançamento da Versão 5 dos seus produtos.

Em 2012, a Prosoft planejou o lançamento da Versão 5 dos seus produtos. VERSÃO 5 Outubro/2012 Release Notes Não deixe de atualizar o seu sistema Planejamos a entrega ao longo do exercício de 2012 com mais de 140 melhorias. Mais segurança, agilidade e facilidade de uso, atendendo

Leia mais

Integração TOTVS Colaboração 2.0 Recepção NFS-e - Datasul

Integração TOTVS Colaboração 2.0 Recepção NFS-e - Datasul Integração TOTVS Colaboração 2.0 Recepção NFS-e - Datasul Setembro/2014 Sumário 1. Contexto de negócio (Introdução)... 3 2. Objetivos do projeto TOTVS Colaboração 2.0... 3 3. Sistemas Envolvidos... 3 4.

Leia mais

Manual de Integração Protheus x Reserve

Manual de Integração Protheus x Reserve Novembro/2013 Sumário 1. Introdução... 3 2. Requisitos... 3 3. Dicionário de Dados... 3 4. Parâmetros... 5 5. Instalação/Atualização... 6 6. Contexto de negócio... 9 7. Escopo e Finalidade... 9 8. Como

Leia mais

Tutorial Portal Prestador. Módulo Oficina

Tutorial Portal Prestador. Módulo Oficina Tutorial Portal Prestador Módulo Oficina V.7 08/2014 1 - Após o cadastro, a oficina receberá um e-mail: Primeiro Acesso que irá informar o link de acesso, usuário e senha temporária. A senha temporária

Leia mais

1. Configuração do Portal. 1) No totvsappserver.ini deverá ser feito as seguintes modificações: Incluir os seguintes itens:

1. Configuração do Portal. 1) No totvsappserver.ini deverá ser feito as seguintes modificações: Incluir os seguintes itens: 1. Configuração do Portal 1) No totvsappserver.ini deverá ser feito as seguintes modificações: Incluir os seguintes itens: DEFINIR UMA SESSÃO HTTP: Esta sessão permite ao TOTVS Application Server ser configurado

Leia mais

Online Store. Documento de Requisitos. Universidade Federal de Pernambuco. Centro de Informática. Disciplina: Análise e Projeto de Sistemas (IF718)

Online Store. Documento de Requisitos. Universidade Federal de Pernambuco. Centro de Informática. Disciplina: Análise e Projeto de Sistemas (IF718) Universidade Federal de Pernambuco Centro de Informática Disciplina: Análise e Projeto de Sistemas (IF718) Professor: Augusto Sampaio (acas@cin.ufpe.br) Online Store Documento de Requisitos Equipe: Edilson

Leia mais

Manual de Integração. TOTVS Colaboração

Manual de Integração. TOTVS Colaboração Sumário TOTVS COLABORAÇÃO... 3 1.1 Introdução... 3 1.2 Pré-Requisitos... 3 1.3 Transação Recepção NF-e Entrada (Fornecedores)... 4 2 TOTVS COLABORAÇÃO 1.1 Introdução Visão Geral A oferta, compreende toda

Leia mais

Especificação de Requisitos

Especificação de Requisitos Projeto/Versão: Versão 11.80 Melhoria Requisito/Módulo: 000552 / Conector Sub-Requisito/Função: Multas Tarefa/Chamado: 01.08.01 País: Brasil Data Especificação: 13/05/13 Rotinas Envolvidas Rotina Tipo

Leia mais

SIntegra Abordagem Completa Ferramentas Relacionadas.

SIntegra Abordagem Completa Ferramentas Relacionadas. SIntegra Abordagem Completa Ferramentas Relacionadas. 1 por Victory Fernandes No segundo artigo da série, foram abordados os conceitos gerais acerca da implementação do Sintegra, estruturação básica do

Leia mais

TOTVS BA Guia de Customização Linha Logix

TOTVS BA Guia de Customização Linha Logix TOTVS BA Guia de Customização Linha Logix Guia de Customização Sumário Título do documento 1. Objetivo... 3 2. Introdução... 3 3. Customização... 3 2 TOTVS BA Linha Logix Guia de Customização Projeto/Versão:

Leia mais

Gestão inteligente de documentos eletrônicos

Gestão inteligente de documentos eletrônicos Gestão inteligente de documentos eletrônicos MANUAL DE UTILIZAÇÃO VISÃO DE EMPRESAS VISÃO EMPRESAS - USUÁRIOS (OVERVIEW) No ELDOC, o perfil de EMPRESA refere-se aos usuários com papel operacional. São

Leia mais

Outlook XML Reader Versão 8.0.0. Manual de Instalação e Demonstração UNE Tecnologia

Outlook XML Reader Versão 8.0.0. Manual de Instalação e Demonstração UNE Tecnologia Outlook XML Reader Versão 8.0.0 Manual de Instalação e Demonstração UNE Tecnologia Add-in para o Outlook 2003, 2007 e 2010 responsável pela validação e armazenamento de notas fiscais eletrônicas. Atenção,

Leia mais

- Acessar o sistema. Para acessar o sistema digite o endereço eletronico www.simpo.com.br/protocolo e clique em login na barra de menus.

- Acessar o sistema. Para acessar o sistema digite o endereço eletronico www.simpo.com.br/protocolo e clique em login na barra de menus. - Acessar o sistema. Para acessar o sistema digite o endereço eletronico www.simpo.com.br/protocolo e clique em login na barra de menus. Ou digite www.simpo.com.br/protocolo/login.php, para ir diretamente

Leia mais

Segue abaixo uma notícia que também foi divulgada em 03/09/2008 sobre este assunto:

Segue abaixo uma notícia que também foi divulgada em 03/09/2008 sobre este assunto: Índice: 1- Orientações para Substituição de Responsável Técnico 2 2- Arquivo XML não aceito 2 3- Arquivo não validado por motivo de atraso na validação 3 4- Erro na transmissão de arquivos XML e problemas

Leia mais

Release Notes Atualização: Abril de 2015

Release Notes Atualização: Abril de 2015 Atualização: Abril de 2015 Título do documento TOTVS Gestão Controle de Infecção Hospitalar (11.82.37) Copyright 2009 TOTVS. Todos os direitos reservados. Nenhuma parte deste documento pode ser copiada,

Leia mais

ESTOQUE. Manual Estoque Atualizado em 29/06/2007 Pág. 1

ESTOQUE. Manual Estoque Atualizado em 29/06/2007 Pág. 1 MANUAL ESTOQUE Pág. 1 INTRODUÇÃO AO MÓDULO ESTOQUE Sua empresa seja de pequeno, médio, ou grande porte, precisa de um sistema que contemple as principais rotinas de controle de estoque. É para contornar

Leia mais

Nome da Empresa Sistema digitalizado no almoxarifado do EMI

Nome da Empresa Sistema digitalizado no almoxarifado do EMI Nome da Empresa Documento Visão Histórico de Revisões Data Versão Descrição Autor 23/02/2015 1.0 Início do projeto Anderson, Eduardo, Jessica, Sabrina, Samuel 25/02/2015 1.1 Correções Anderson e Eduardo

Leia mais

Padrões de Contagem de Pontos de Função

Padrões de Contagem de Pontos de Função Padrões de Contagem de Pontos de Função Contexto Versão: 1.0.0 Objetivo O propósito deste documento é apresentar os padrões estabelecidos para utilização da técnica de Análise de Pontos de Função no ambiente

Leia mais

Sistema de Automação Comercial de Pedidos- Versão 1.1

Sistema de Automação Comercial de Pedidos- Versão 1.1 Termo de Abertura Sistema de Automação Comercial de Pedidos- Versão 1.1 Iteração 1.0- Release 1.0 Versão do Documento: 1.1 Histórico de Revisão Data Versão do Documento Descrição Autor 18/03/2011 1.0 Versão

Leia mais

Boletim Técnico. O objetivo desse documento é apresentar de forma macro, todas as alterações efetuadas no módulo do Patrimônio

Boletim Técnico. O objetivo desse documento é apresentar de forma macro, todas as alterações efetuadas no módulo do Patrimônio SPED CIAP Produto : LOGIX 05.10/10.01/10.02 Chamado : AABV09 Data da criação : 09/08/2011 Data da revisão : 24/08/11 País(es) : Brasil : O objetivo desse documento é apresentar de forma macro, todas as

Leia mais

Manual Laboratório. ICS Sistemas de Gestão em Saúde ICS 01/01/2014

Manual Laboratório. ICS Sistemas de Gestão em Saúde ICS 01/01/2014 2014 Manual Laboratório ICS Sistemas de Gestão em Saúde ICS 01/01/2014 Sumário Acesso ao Sistema... 2 Menu Cadastros... 4 Cadastro de usuários... 4 Inclusão de Novo Usuário... 5 Alteração de usuários...

Leia mais

Sumário do Plano de Testes

Sumário do Plano de Testes ICOL Versão 12.1 Plano de Testes Sumário do Plano de Testes 1. Escopo...2 2. Implementações...2 CR3085 Restrição de Ambientes...3 CR3091 Restrição de Intervalos...9 CR3096 Períodos...10 CR3111 Curvas Histórico...11

Leia mais

Online Store. Documento de Requisitos. Universidade Federal de Pernambuco. Centro de Informática. Disciplina: Análise e Projeto de Sistemas (IF718)

Online Store. Documento de Requisitos. Universidade Federal de Pernambuco. Centro de Informática. Disciplina: Análise e Projeto de Sistemas (IF718) Universidade Federal de Pernambuco Centro de Informática Disciplina: Análise e Projeto de Sistemas (IF718) Professor: Augusto Sampaio (acas@cin.ufpe.br) Online Store Documento de Requisitos Equipe: Edilson

Leia mais

GerNFe 1.0 Sistema de Gerenciador de Notas Fiscais Eletrônicas

GerNFe 1.0 Sistema de Gerenciador de Notas Fiscais Eletrônicas GerNFe 1.0 Manual do usuário Página 1/13 GerNFe 1.0 Sistema de Gerenciador de Notas Fiscais Eletrônicas O programa GerNFe 1.0 tem como objetivo armazenar em local seguro e de maneira prática para pesquisa,

Leia mais

CONTRATO DE API. iporto.com Serviços de Internet LTDA CNPJ: 09.249.136/0001-04

CONTRATO DE API. iporto.com Serviços de Internet LTDA CNPJ: 09.249.136/0001-04 CONTRATO DE API iporto.com Serviços de Internet LTDA CNPJ: 09.249.136/0001-04 Última revisão: 03 de julho de 2015 1. VISÃO GERAL: 1.1. Este é um contrato entre o CONTRATANTE, aqui anuente, e a CONTRATADA

Leia mais

Manual de Integração E-Commerce CiaShop x SIGALOJA

Manual de Integração E-Commerce CiaShop x SIGALOJA Manual de Integração E-Commerce CiaShop x SIGALOJA Janeiro/2015 Sumário Título do documento 1. Contexto de negócio (Introdução)... 3 2. Sistemas Envolvidos... 3 3. Integração... 3 4. Escopo... 4 5. Pré-requisitos

Leia mais

Web Service - NFS-e. Definição das especificações e critérios técnicos necessários para utilização do WebService. FREIRE INFORMÁTICA Versão 2.

Web Service - NFS-e. Definição das especificações e critérios técnicos necessários para utilização do WebService. FREIRE INFORMÁTICA Versão 2. 2014 Web Service - NFS-e Definição das especificações e critérios técnicos necessários para utilização do WebService Este manual tem como objetivo orientar os usuários, sobre os procedimentos relativos

Leia mais

DDA - VARREDURA DO SACADO

DDA - VARREDURA DO SACADO DDA - VARREDURA DO SACADO RMS Software S.A. - Uma Empresa TOTVS Todos os direitos reservados. A RMS Software é a maior fornecedora nacional de software de gestão corporativa para o mercado de comércio

Leia mais

SCAN- SISTEMA DE CONTIGÊNCIA NACIONAL

SCAN- SISTEMA DE CONTIGÊNCIA NACIONAL SCAN- SISTEMA DE CONTIGÊNCIA NACIONAL Emissão de notas fiscais eletrônica pelo sistema SCAN- Sistema de Contingência Nacional O SCAN é a modalidade de contingência eletrônica que permite que o emissor

Leia mais

Pequenas Frotas. Manual do Sistema WEB

Pequenas Frotas. Manual do Sistema WEB Pequenas Frotas Manual do Sistema WEB Versão 1.1 Abr-2014 Sumário 1. Acesso ao Sistema... 3 1.1. Site Institucional... 3 1.2. Canal do Corretor Usuário Principal (Master)... 3 1.3. Controle de Acesso...

Leia mais

MIT044 Especificação de personalização do processo de importação Datasul x Protheus utilizando arquivos tipo texto

MIT044 Especificação de personalização do processo de importação Datasul x Protheus utilizando arquivos tipo texto Cliente: TXKF6 - RAYMUNDO DA FONTE LTDA. Projeto: MAN0000001-05-01 Data: 29/01/2013 Dados da Personalização Extra Projeto: Sim Não Qtd. Horas.: Criticidade para Implementação (*): Alto Impacto Médio Impacto

Leia mais

API de Integração VB 6+

API de Integração VB 6+ Desenvolvedores API de Integração VB 6+ Versão 1.1.3 (17/06/2015) Vonix Av. Dr. Paulo Machado, 489 Campo Grande MS 79021-300 T 67 33180700 F 67 33180701 contato@vonix.com.br www.vonix.com.br Visão Geral

Leia mais

NOTA FISCAL ELETRÔNICA

NOTA FISCAL ELETRÔNICA NOTA FISCAL ELETRÔNICA Manual de Contingência Contribuinte 08/05/2008 Versão 6.0.2 Maio de 2008 Página 1 de 9 CONTROLE DE VERSÕES Versão Data 1.0.0 26/10/2006 Porto Alegre 2.0.0 30/03/2007 Belo Horizonte

Leia mais

INFORMATIVO ESPECIAL SPED Comunicado SPED vs.4-02/03/2012

INFORMATIVO ESPECIAL SPED Comunicado SPED vs.4-02/03/2012 Comunicado SPED vs.4-02/03/2012 Prezado cliente, Para mantê-lo informado sobre as liberações e procedimentos referentes ao SPED PIS/COFINS, destacamos nesse comunicado os principais pontos que devem ser

Leia mais

Versão Liberada. www.gerpos.com.br. Gerpos Sistemas Ltda. info@gerpos.com.br. Av. Jones dos Santos Neves, nº 160/174

Versão Liberada. www.gerpos.com.br. Gerpos Sistemas Ltda. info@gerpos.com.br. Av. Jones dos Santos Neves, nº 160/174 Versão Liberada A Gerpos comunica a seus clientes que nova versão do aplicativo Gerpos Retaguarda, contendo as rotinas para emissão da Nota Fiscal Eletrônica, já está disponível. A atualização da versão

Leia mais

Ferramenta de apoio a gerência de configuração de software. Aluno: Rodrigo Furlaneto Orientador: Everaldo Artur Grahl

Ferramenta de apoio a gerência de configuração de software. Aluno: Rodrigo Furlaneto Orientador: Everaldo Artur Grahl Ferramenta de apoio a gerência de configuração de software Aluno: Rodrigo Furlaneto Orientador: Everaldo Artur Grahl Roteiro de apresentação Introdução Objetivos Fundamentação Teórica Gerência de Configuração

Leia mais

Curso Avançado Sistema EMBI

Curso Avançado Sistema EMBI Curso Avançado Sistema EMBI Módulo Atendentes e Administradores Todos os direitos reservados. Nenhuma parte deste trabalho pode ser reproduzida em qualquer forma por qualquer meio gráfico, eletrônico ou

Leia mais

Projeto SAT-CF-e Guia de Procedimentos para uso do SGR-SAT por Software Houses (Desenvolvedor)

Projeto SAT-CF-e Guia de Procedimentos para uso do SGR-SAT por Software Houses (Desenvolvedor) 1 Projeto SAT-CF-e Guia de Procedimentos para uso do SGR-SAT por Software Houses (Desenvolvedor) Índice 1. Introdução... 01 2. Uso do SGR-SAT... 01 2.1 Cadastramento da empresa junto à Sefaz... 02 2.2

Leia mais

Recebimento, Armazenagem, Movimentação e Expediçao de Produtos à Granel

Recebimento, Armazenagem, Movimentação e Expediçao de Produtos à Granel Recebimento, Armazenagem, Movimentação e Expediçao de Produtos à Granel Produto : Logix, WMS, 12 Chamado : PCREQ-1926 Data da criação : 03/07/2015 Data da revisão : 24/07/15 País(es) : Todos Banco(s) de

Leia mais

Mensagens De Erro. Versão: 1.0

Mensagens De Erro. Versão: 1.0 Mensagens De Erro Versão: 1.0 Tabela de Mensagens - EAGarçom MENSAGENS Possíveis Causas Possíveis Soluções Não foi possível atualizar. Dispositivo não conectado." - Erro no banco de dados do servidor;

Leia mais

API de Integração DELPHI 7+

API de Integração DELPHI 7+ Desenvolvedores API de Integração DELPHI 7+ Versão 1.1.3 (17/06/2015) Vonix Av. Dr. Paulo Machado, 489 Campo Grande MS 79021-300 T 67 33180700 F 67 33180701 contato@vonix.com.br www.vonix.com.br Visão

Leia mais

TUTORIAL UTILIZAÇÃO DE FUNCIONALIDADES AUDITOR FISCAL

TUTORIAL UTILIZAÇÃO DE FUNCIONALIDADES AUDITOR FISCAL TUTORIAL UTILIZAÇÃO DE FUNCIONALIDADES AUDITOR FISCAL VERSÃO DO SISTEMA 3.0/2015 VERSÃO DO DOCUMENTO 1.0 Índice 1. OBJETIVO GERAL... 2 2. ACESSO AO SISTEMA AUDITOR FISCAL... 3 3. SISTEMA AUDITOR FISCAL

Leia mais

Roteiro 2: (Planilhas Eletrônicas) - Função procv / manipulação de formulários

Roteiro 2: (Planilhas Eletrônicas) - Função procv / manipulação de formulários Roteiro 2: (Planilhas Eletrônicas) - Função procv / manipulação de formulários Objetivos Explorar funções de procura e referência; Explorar ferramentas para controle de formulários em planilhas; Importar

Leia mais

DESENVOLVER SISTEMAS 1 OBJETIVO

DESENVOLVER SISTEMAS 1 OBJETIVO Proposto por: Equipe Departamento de s de Informação (DESIS) DESENVOLVER SISTEMAS Analisado por: Departamento de s de Informação (DESIS) Aprovado por: Diretor-Geral de Tecnologia da Informação (DGTEC)

Leia mais

ÍNDICE. 2.1. Funcionalidades... 5

ÍNDICE. 2.1. Funcionalidades... 5 ÍNDICE 1. PRIMEIRO ACESSO AO SITE... 3 2. MAPA DO SITE... 4 2.1. Funcionalidades... 5 3. ENVIO DE COBRANÇAS ELETRÔNICAS... 5 3.1. Solicitações... 7 3.1.1. Internação... 7 3.1.2. Prorrogação... 8 3.1.3.

Leia mais

CPP. Sistema de Cadastro de Projetos de Pesquisa. Manual do Software

CPP. Sistema de Cadastro de Projetos de Pesquisa. Manual do Software CPP Sistema de Cadastro de Projetos de Pesquisa Manual do Software Maio 2015 1 Sistema de Cadastro de Projetos de Pesquisa Manual do Software Manual de uso do software SCPP Sistema de Cadastro de Projetos

Leia mais

Versão: 2.0. Código: PRC 14 Data aprovação: PROCESSO DE DEPLOY. Aprovado por Comitê da Qualidade Analisado criticamente por.

Versão: 2.0. Código: PRC 14 Data aprovação: PROCESSO DE DEPLOY. Aprovado por Comitê da Qualidade Analisado criticamente por. Dono do Processo Guilherme Maranhão Aprovado por Comitê da Qualidade Analisado criticamente por Alexandre Morgado Substituto: Maxmiliano Franco 1 OBJETIVOS Estabelecer e manter um procedimento padronizado

Leia mais

Gravação da quantidade de expostos por grupo homogêneo

Gravação da quantidade de expostos por grupo homogêneo Gravação da quantidade de expostos por grupo homogêneo Produto : TOTVS + PPRARobot + PMedPPRACfg + 6.3.27.14/11.7.0.5 Chamado : TDURCI Data da publicação : 13/12/12 País(es) : Brasil Banco(s) de Dados

Leia mais

GTI2-2015 Gestão Tecnologia Da Informação. Analisador de logs

GTI2-2015 Gestão Tecnologia Da Informação. Analisador de logs GTI2-2015 Gestão Tecnologia Da Informação Analisador de logs Documento Visão Versão : 1.0 Helton Klinthon Douglas Silva Dyonathan Rodrigues ANALISADOR DE LOGS Documento Visão Histórico de Revisões Data

Leia mais

APP Menu de Telefonia

APP Menu de Telefonia APP Menu de Telefonia Manual para desenvolvimento de menu de funcionalidades a partir das APIs de funcionalidades Directcall Versão 1.0 - Data: 15/01/2014 - E-mail para suporte: suporte@directcall.com.br

Leia mais

Guia de Especificação de Caso de Uso Metodologia CELEPAR

Guia de Especificação de Caso de Uso Metodologia CELEPAR Guia de Especificação de Caso de Uso Metodologia CELEPAR Agosto 2009 Sumário de Informações do Documento Documento: guiaespecificacaocasouso.odt Número de páginas: 10 Versão Data Mudanças Autor 1.0 09/10/2007

Leia mais

Web Services. Autor: Rômulo Rosa Furtado

Web Services. Autor: Rômulo Rosa Furtado Web Services Autor: Rômulo Rosa Furtado Sumário O que é um Web Service. Qual a finalidade de um Web Service. Como funciona o serviço. Motivação para o uso. Como construir um. Referências. Seção: O que

Leia mais

Conteúdo. Revisado em 3/13/2010 às 9:45 PM 1 www.dzyon.com

Conteúdo. Revisado em 3/13/2010 às 9:45 PM 1 www.dzyon.com Conteúdo Introdução...3 Objetivos...3 Sobre o Manual...3 Padronização da Interface/Ícones...4 1.0 Visão Geral...5 1.1 Acesso ao Sistema...5 1.2 Sequência de Processos...5 1.3 Informações Gerais sobre Transmissão...6

Leia mais

Disciplina de Banco de Dados Introdução

Disciplina de Banco de Dados Introdução Disciplina de Banco de Dados Introdução Prof. Elisa Maria Pivetta CAFW - UFSM Banco de Dados: Conceitos A empresa JJ. Gomes tem uma lista com mais ou menos 4.000 nomes de clientes bem como seus dados pessoais.

Leia mais

Gravador Digital SUPER MONITOR Descrição Geral

Gravador Digital SUPER MONITOR Descrição Geral Gravador Digital SUPER MONITOR Descrição Geral Documento confidencial Reprodução proibida 1 Introdução Em um mundo onde as informações fluem cada vez mais rápido e a comunicação se torna cada vez mais

Leia mais

s em Me d iç d l KlimaLogg Pro SOFTWARE

s em Me d iç d l KlimaLogg Pro SOFTWARE KlimaLogg Pro Ma n In s tr Soluç u çõ s em Me es ão d iç õe d l a u e SOFTWARE Software KlimaLogg Pro Registrador de umidade e temperatura Índice Visão geral...03 Guia Rápido...03 Configuração do dispositivo

Leia mais

Safeweb DLL biblioteca para desenvolvimento

Safeweb DLL biblioteca para desenvolvimento Safeweb DLL biblioteca para desenvolvimento A DLL é um componente que contém uma biblioteca de métodos que auxiliam no desenvolvimento e integração dos serviços de Nota Fiscal eletrônica com os sistemas

Leia mais

ORIENTAÇÃO TÉCNICA SICOM - CONTABILIDADE

ORIENTAÇÃO TÉCNICA SICOM - CONTABILIDADE ORIENTAÇÃO TÉCNICA SICOM - CONTABILIDADE O principal objetivo do SICOM é exercer um controle concomitante dos atos e fatos realizados nas administrações públicas, criando condições para identificar de

Leia mais

Sistemas de Banco de Dados Aspectos Gerais de Banco de Dados

Sistemas de Banco de Dados Aspectos Gerais de Banco de Dados Sistemas de Banco de Dados Aspectos Gerais de Banco de Dados 1. Conceitos Básicos No contexto de sistemas de banco de dados as palavras dado e informação possuem o mesmo significado, representando uma

Leia mais

: Manifesto Eletrônico de Documentos Fiscais - MDF-e

: Manifesto Eletrônico de Documentos Fiscais - MDF-e Manifesto Eletrônico de Documentos Fiscais - MDF-e Produto : RM NUCLEUS - 11.52.61 Processo Subprocesso : Manifesto Eletrônico de Documentos Fiscais - MDF-e : Integração com o TSS / TopConnect / CT-e Data

Leia mais

Nota Fiscal de Serviço Eletrônica Layout de Utilização via software proprio/particular ISSQN NFSE DANFE

Nota Fiscal de Serviço Eletrônica Layout de Utilização via software proprio/particular ISSQN NFSE DANFE Nota Fiscal de Serviço Eletrônica Layout de Utilização via software proprio/particular ISSQN NFSE DANFE 1. Introdução Este manual tem como objetivo apresentar a definição das especificações e critérios

Leia mais

Material de Apoio Configuração Auditoria Pós

Material de Apoio Configuração Auditoria Pós Material de Apoio Configuração Auditoria Pós Julho - 2014 Índice 1. Introdução... 3 2. Ambiente... 3 3. Serviço... 4 4. Dataset... 6 5. Formulário... 6 6. Processo... 12 6.1 Importação de Processos...

Leia mais

Release Notes do Sistema Eletrônico do Serviço de Informações ao Cidadão (e-sic) v. 2.1.7

Release Notes do Sistema Eletrônico do Serviço de Informações ao Cidadão (e-sic) v. 2.1.7 Release Notes do Sistema Eletrônico do Serviço de Informações ao Cidadão (e-sic) v. 2.1.7 O objetivo deste Release Notes é listar e, em alguns casos, ter uma breve explicação sobre as implementações efetuadas.

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ - UFPR Bacharelado em Ciência da Computação

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ - UFPR Bacharelado em Ciência da Computação SOFT DISCIPLINA: Engenharia de Software AULA NÚMERO: 13B DATA: / / PROFESSOR: Andrey APRESENTAÇÃO O objetivo desta aula é apresentar, discutir o conceito de métricas de software orientadas a função. DESENVOLVIMENTO

Leia mais

Sumário do Plano de Testes

Sumário do Plano de Testes GESTOC Versão 9.1 Plano de Testes Sumário do Plano de Testes 1. Introdução... 2 2. Escopo... 2 3. Implementações... 2 0002061: Emissão de notas de remessa com vasilhames e embalagens... 3 0002062: Emissão

Leia mais

Sistema de Bilhetagem Eletrônica

Sistema de Bilhetagem Eletrônica GUIA DE REFERÊNCIA SIB Sistema de Bilhetagem Eletrônica Projeto Sistema de Bilhetagem Eletrônica Documento MR (17/Maio/2011) Tabela 1 Histórico das alterações no documento Data Versão Autor Descrição 09/11/2010

Leia mais

Documento de Análise e Projeto VideoSystem

Documento de Análise e Projeto VideoSystem Documento de Análise e Projeto VideoSystem Versão Data Versão Descrição Autor 20/10/2009 1.0 21/10/2009 1.0 05/11/2009 1.1 Definição inicial do documento de análise e projeto Revisão do documento

Leia mais

Manual de Operação do Mercanet HelpDesk

Manual de Operação do Mercanet HelpDesk Manual de Operação do Mercanet HelpDesk Preparada por: Jaime Fenner Revisada por: Kelen Turmina Versão Documento: 02 Data: 12 de Maio de 2009 Sumário Executivo Este documento visa divulgar todas as funcionalidades

Leia mais

IBM Software Demos Rational Software Delivery Platform - Gerencie seus projetos de desenvolvimento - parte 1

IBM Software Demos Rational Software Delivery Platform - Gerencie seus projetos de desenvolvimento - parte 1 Nesta parte da demonstração do Rational, vemos Lou, gerente de projeto, usando o Rational Portfolio Manager ou RPM para gerenciar todos os aspectos da atualização do Auction. < 0:12 > Aqui, Lou está usando

Leia mais

PSQ 290.0300 - PROCEDIMENTO DO SISTEMA DA QUALIDADE

PSQ 290.0300 - PROCEDIMENTO DO SISTEMA DA QUALIDADE PSQ - (4.2.3 - Controle de Documentos) (820.40 Document Control) APROVAÇÃO MARCOS FERNANDES NUNES Gerente da QA/RA Data: / / ELABORAÇÃO REVISÃO GISELA CRISTINA LUÇOLLI NASS Assistente Administrativo APARECIDA

Leia mais

Processos de Compras. Tecinco Informática Ltda. Av. Brasil, 5256 3º Andar

Processos de Compras. Tecinco Informática Ltda. Av. Brasil, 5256 3º Andar Processos de Compras Tecinco Informática Ltda. Av. Brasil, 5256 3º Andar 1 Centro Cascavel PR www.tecinco.com.br Sumário Controle de Compras... 4 Parametrização... 4 Funcionamento... 4 Processo de Controle...

Leia mais

Integração SIGATMS x SIGAGFE

Integração SIGATMS x SIGAGFE Integração SIGATMS x SIGAGFE Março/2014 Sumário Título do documento 1 Contexto de Negócio (Introdução)... 3 2 Sistemas Envolvidos... 3 3 Integração... 4 4 Escopo... 5 5 Pré-requisitos Intalação / Implantação

Leia mais

e-nota R Sistema de Emissão de Documentos Fiscais Eletrônicos

e-nota R Sistema de Emissão de Documentos Fiscais Eletrônicos Página1 e-nota R Sistema de Emissão de Documentos Fiscais Eletrônicos Manual do Usuário Produzido por: Informática Educativa Página2 Índice 1. O que é o e-nota R?... 03 2. Configurações e Requisitos...

Leia mais

Portal Sistema de Acompanhamento de Nota Fiscal RI e RIII

Portal Sistema de Acompanhamento de Nota Fiscal RI e RIII Portal Sistema de Acompanhamento de Nota Fiscal RI e RIII Manual do Usuário Feito em: 05/03/2012 Última Atualização: 29/08/2012 Versão: 2.3 ÍNDICE 1. Acessando o Portal SANF... 6 2. Cadastro de Notas Fiscais...

Leia mais

Governo do Estado do Pará Secretaria de Estado da Fazenda

Governo do Estado do Pará Secretaria de Estado da Fazenda Manual do Usuário Sistema Notapará Programa Nota Fiscal Cidadã Objetivo: Estabelecer orientações aos usuários do sistema Notapará, tais como: usabilidade, funcionalidade e navegabilidade. Manual do Usuário

Leia mais

Universidade Federal de Roraima Diretoria de Tecnologia da Informação SIG Software e Consultoria em T.I

Universidade Federal de Roraima Diretoria de Tecnologia da Informação SIG Software e Consultoria em T.I SIGRH - FÉRIAS Manual de Solicitação de Férias Portal do Servidor Perfil Chefe de Unidade 1 Perfis Envolvidos Chefe de Unidade: Servidor responsável pela unidade. 2 Operações 2.1 Operações com Perfil Chefe

Leia mais

http://web.asplan.com.br/aspnet

http://web.asplan.com.br/aspnet MANUAL DE IMPLANTAÇÃO ASPNET 2.0 Cliente http://web.asplan.com.br/aspnet Revisão 10/2010 1. COMO ACESSAR O ASPNET O cadastramento dos usuários Clientes é de responsabilidade dos setores do Escritório Contábil,

Leia mais

Nota Técnica 2012/003. Divulga Orientações para Utilização da SVC

Nota Técnica 2012/003. Divulga Orientações para Utilização da SVC Projeto Conhecimento de Transporte Eletrônico Nota Técnica 2012/003 Divulga Orientações para Utilização da SVC Maio 2012 Pág. 1 / 12 1. Resumo Esta Nota Técnica divulga e esclarece os procedimentos operacionais

Leia mais

Gerenciamento de Transações

Gerenciamento de Transações Gerenciamento de Transações Outros tipos de recuperação: Além das falhas causadas por transações incorretas, conforme vimos anteriormente, podem ocorrer outros tipos de falhas, que ocorrem por fatores

Leia mais