Sistema de Segurança Digital. Tutorial para posicionamento de câmeras de leitura de placas de automóveis com o software Digifort. - Versão 2.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Sistema de Segurança Digital. Tutorial para posicionamento de câmeras de leitura de placas de automóveis com o software Digifort. - Versão 2."

Transcrição

1 Tutorial para posicionamento de câmeras de leitura de placas de automóveis com o software Digifort. - Versão /2012 O objetivo deste tutorial é apenas dar uma dica de como fazer o posicionamento ideal das câmeras que irão operar juntamente com o módulo opcional Digifort LPR. Nossa intenção não é torná-lo um expert nesse assunto, mesmo porque, a Digifort aconselha todos os seus integradores a fazer um curso com empresa especializada, para que seus conhecimentos, nesta infra-estrutura, possam ser aprimorados. A responsabilidade da Digifort se resume, única e exclusivamente, na operação do software DIGIFORT LPR. O Digifort trabalha com o engine CARMEN. Abaixo falaremos um pouco dessa licença. 1 - Utilização da licença INTERNACIONAL CARMEN O processo de comercialização dessa licença é POR NÚCLEO DO PROCESSADOR DO COMPUTADOR, portanto, dependendo do processo a ser utilizado, uma licença para um núcleo poderá processar uma ou diversas câmeras. Licença Carmen FreeFlow Single = para um núcleo Licença Carmen FreeFlow Dual = para dois núcleos Licença Carmen FreeFlow Quad = para quatro núcleos Esta é uma licença que exige um posicionamento adequado, é importante que a câmera não esteja torta e a placa precisa estar bem na horizontal e de forma reta para um bom resultado. Também exige-se um enquadramento conforme mostrado abaixo. Não há uma velocidade mínima exigida para leituras de carros em movimento, o que também viabiliza instalações em shoppings, estacionamentos, supermercados, onde não é possível a utilização de gatilhos. No caso de carros parados a leitura deverá ser iniciada através de um gatilho, ( laço indutivo, sensor de infra-vermelho, botões de estacionamentos, etc.. ). Quando a leitura for feita através de gatilho, é importante a utilização de um módulo de I/O ethernet que será ligado aos sensores para startar essa leitura sem atrasos. O Gatilho também pode ser feito através do evento global do Digifort, ou seja, um software externo poderá enviar o comando de leitura para o Digifort e nesse momento a placa é lida. Um exemplo disso são as operações em shoppings, supermercados e estacionamentos com cancelas. Assim que o cliente para o carro ele aperta o botão para a 1

2 retirada do ticket e neste momento o comando é enviado para o Digifort que automaticamente fará a leitura, mas lembramos que a empresa proprietária do software que emite os tickets na cancela deverá integrar o Digifort ao seu produto, para isso a Digifort fornece as API s. A diferença é que no caso de utilização desta licença com gatilho, uma única licença para um núcleo poderá processar mais que 6 a 10 câmeras ao mesmo tempo, desde que todas estejam na mesma net, tornando o processo mais barato. 2 - COMO A LICENÇA FUNCIONA? Vamos dar como exemplo um computador com 4 núcleos de processamento. Ao instalar a licença single, apenas um núcleo será ativado, Dual, dois núcleos ativados e Quad, quatro núcleos ativados. Se você estiver utilizando a licença Single, fazendo a leitura da placa com o carro em movimento, então esse computador, apesar de possuir 4 núcleos, poderá processar somente de uma a 4 câmeras dependendo da velocidade do automóvel e da quantidade de leitura ao mesmo tempo, isto porque leitura de placas com os automóveis em movimento exige um grande consumo de processador. Acima de 100Km/h a chance é mínima de processar 2 câmeras. Se você estiver utilizando a licença Quad, nas mesmas condições explicadas acima, então terá chance de processar até 8 câmeras neste mesmo computador. Para a licença oficial é enviado um Hard-Key single, dual ou quad. Esta licença não poderá ser utilizada em máquinas virtuais. É necessário um servidor exclusivo para LPR Por se tratar de uma licença mundial e já consolidada no mercado, não está disponível para testes. 3 - COMO POSICIONAR UMA CÂMERA PARA LPR? Alguns passos devem ser seguidos para obter o maior aproveitamento dos recursos do Módulo LPR Ruas, avenidas, estradas e rodovias. Leitura com o carro em movimento sem gatilho. 2

3 Posicionamento da Câmera ideal em aproximadamente 3,5 a 4,80 metros de altura. Instalação do poste de fixação próximo ao meio fio da via. Instalação do poste a uma distância aproximada de 15 a 20 metros do ponto da leitura da placa para carros em movimento. Lente de 50 a 80 mm para um bom foco da área da placa sem muita poluição visual (Outras cenas que não sejam a frente ou traseira do veiculo). Assim como a foto abaixo Trabalhar com Frame Rate de 20-30fps. Utilizar câmeras com alto poder de shutter para carros em movimento. Utilizar qualidade de imagem de CIF a 4CIF em MPEG-4 ou H.264. Para carros em movimento considerar velocidade máxima de 150Km Shoppings, estacionamentos, supermercados, condomínios e outros locais com cancelas. Leitura com o carro em movimento sem gatilho, velocidade inferior a 30Km. Posicionamento da Câmera ideal em aproximadamente 1,5m a 2m de altura. Instalação da câmera a uma distância aproximada de 4 a 7 metros do ponto de leitura Lente de 12 mm para um bom foco da área da placa sem muita poluição visual (Outras cenas que não sejam a frente ou traseira do veiculo). Trabalhar com Frame Rate de 20-30fps. 3

4 Utilizar câmeras com alto poder de shutter para carros em movimento. Utilizar qualidade de imagem de CIF a 4CIF em MPEG-4 ou H Shoppings, estacionamentos, supermercados, condomínios e outros locais com cancelas. Leitura com o carro PARADO utilizando gatilho. Posicionamento da Câmera ideal em aproximadamente 1,5m a 2m de altura. Instalação da câmera a uma distância aproximada de 4 a 7 metros do ponto de leitura Lente de 12 mm para um bom foco da área da placa sem muita poluição visual (Outras cenas que não sejam a frente ou traseira do veiculo). Trabalhar com Frame Rate de 20-30fps. Pode-se utilizar câmeras IP para carros parados. Utilizar qualidade de imagem de CIF a 4CIF em MPEG-4 ou H.264. Utilizar módulos de I/O ethernet em conjunto com laço físico ( sensor de infravermelho, laço indutivo, botoeiras, etc.. ) para possibilitar a leitura dos carros parados, ou fazer a integração do software emissor do ticket com o Digifort, para que quando o usuário apertar o botão para emitir o ticket, o comando seja enviado para o Digifort para efetuar a leitura. OBS: O sistema permite a abertura automática de uma cancela assim que a placa for lida. Esse processo dependerá única e exclusivamente das necessidades de cada cliente. O sistema ainda permite identificar carros não autorizados, caso estes estejam cadastrados no sistema, emissão automática de para os responsáveis e diversas outras facilidades. 4 - Comparativo de Câmeras no uso do LPR: As câmeras analógicas são mais aconselhadas para trabalhar com movimento, mas também podem ser utilizadas com veículos parados. Quando trabalhando com veículos em movimento, acima de 60Km/h, devemos optar por câmeras que tenham um bom Shutter (Obturador) para estabilizar a imagem e para que não haja rastro, ou trepidação na imagem. Porém ao utilizar uma câmera analógica temos que obrigatoriamente utilizar um Vídeo-Server, e como teremos que trabalhar com um frame rate de 20 a 30fps, não podemos utilizar um Video-Server que tenha um delay muito alto. As câmeras IP apresentam uma deficiência no seu Shutter, mesmo as testadas por nós não apresentaram boa eficiência nesse quesito, sendo assim ficando como recomendadas, por enquanto, as câmeras analógicas para trabalhar com carros em movimento, acima de 60Km/h. As câmeras IP podem ser utilizadas em condições onde o veiculo estará parado, como na entrada de um condomínio, estacionamentos, shoppings, etc., onde o veiculo para em um obstáculo, como por exemplo: cancela, portão, etc.. Câmeras IP com shutter 4

5 automático também podem ser utilizados para carros em movimento em velocidades em torno de 10Km/h. a 60Km/h Câmeras Mega Pixel: Hoje as câmeras de alta resolução nos oferecem imagens acima de 10 Mega Pixels. Porém o LPR Digifort trabalha com uma resolução de 320 x 240, ou 352 x 240 (CIF), ou 640 x 480 mesmo se a câmera é mega pixel. Caso a imagem da câmera que esteja sendo enviada para o Digifort seja de alta resolução isso fará com que o processamento da maquina aumente pela necessidade de redimensionamento da imagem antes que a mesma seja encaminhada ao banco de dados para a análise e identificação, portanto, não é necessária a utilização de câmeras Mega Pixel neste processo. 5 - Laço Virtual e Laço Físico O Modulo Digifort LPR pode ser disparado por dois meios: O laço virtual, que é disparado pela detecção de movimento; O laço físico, que é disparado por um sensor como uma barreira infravermelha um laço magnético ou aperto de um botão de emissão de ticket. O Laço virtual dispensa o uso de um dispositivo físico para que o software possa fazer, através de detecção de movimento, o disparo da câmera, porem utiliza os recursos do processador do servidor, exigindo muito mais de sua máquina. Já com o Laço Físico é necessário o uso de um sensor, tal como os mencionados acima, e também requer o uso de um modulo de I/O ethernet, para efetuar o disparo da leitura. Não é possível utilizar os I/O das câmeras ou do vídeo-server parar efetuar esse disparo por motivo de atrasos na entrega dessa informação para o servidor. 6 - Uso de Lentes para as câmeras de leitura de placas : As lentes apropriadas para o uso nas câmeras de leitura em movimento são as de 50 a 100 mm,( ruas, avenidas, estradas, rodovias ) pois a posição da câmera em relação ao ponto de captura é muito distante, e como dito anteriormente, quanto mais focada a placa do veiculo melhor a leitura. As lentes apropriadas para o uso nas câmeras de leitura com o carro parado são as de até 16 mm,( shoppings, condomínios, estacionamentos, etc.. ) pois a posição da câmera em relação 5

6 ao ponto de captura não é muito distante, e como dito anteriormente, quanto mais focada a placa do veiculo melhor a leitura. 7 - Leitura noturna de placas de automóveis. Durante o dia não existe grandes problemas para se fazer a leitura da placa de um automóvel, porém a noite as condições são totalmente adversas e para que o software funcione satisfatoriamente, é necessário condições ideais de iluminação, como em qualquer processo de LPR existente. A captura dos caracteres em condições adversas ( baixa luminosidade, muita chuva, etc.. ) depende de uma boa infra-estrutura e equipamentos especiais. Câmeras com visão noturna, que se adéquam ao ambiente, câmeras que permitem diminuir a intensidade do farol ou mesmo, que permitem colocar máscaras escuras nesses farois e bons iluminadores infra-vermelho, são peças chaves para o sucesso desta operação. Há de se observar que a noite placas com fundo vermelho ( caminhões ) poderão ter um alto índice de falha, pois quando o infravermelho é ativado, poderá não haver o contraste da placa, dependendo da pintura na placa, isto é uma questão física e não técnica Algumas dicas ( ruas, avenidas, estradas e rodovias ) O Iluminador deve manter uma distancia mínima de 40 cm da câmera na posição vertical e ter a capacidade de atingir a distância mínima de 20 metros. A proteção transparente frontal da caixa de proteção da câmera deve ser de cristal de quartzo, pois o vidro absorve os raios infra-vermelhos entre 60 a 70%. A câmera deverá, através de configurações preparadas, reconhecer que o iluminador entrou em ação a partir de um determinado horário. A câmera deverá ser própria para utilização noturna e com alto poder de shutter. Para leitura noturna, por enquanto, sugerimos câmeras analógicas com vídeoserver, destinadas exclusivamente a esse fim e com o poder de identificação para operação noturna, ativando os iluminadores. Para maiores informações solicitamos que procurem mais informações com os próprios fabricantes de Iluminadores no mercado. Em caso de dúvidas consulte a Digifort. 8 - Exemplos de aplicações do Digifort LPR: Podemos utilizar o LPR nas situações de carro em movimento ou parado, a seguir temos ilustrações de algumas aplicações já testadas. 6

7 8.1 - Carro em movimento, captura por laço virtual. Neste caso a identificação da placa do veiculo será feita onde o veiculo se encontra em movimento, exigindo que a câmera possua um Shutter de boa qualidade para melhor estabilização da imagem. O disparo para a captura da placa, nesse caso, será feito pelo Laço Virtual, ou seja, pela detecção de movimento. Nesse caso é dispensado o uso de sensores físicos como o laço magnético/indutivo ou a barreira infravermelha, porém requer muito mais do processador do servidor. 7

8 Nessa imagem você pode ver como deve ser feito o enquadramento, limitando o foco da câmera a pouco mais que o pára-choque do veiculo Carro parado cuja captura será por laço físico. Neste próximo caso, o veiculo é obrigado a parar em um obstáculo ( barreira infra-vemelha laço magnético/indutivo, ou necessidade de apertar o botão de ticket): 8

9 O veiculo se aproxima de uma cancela onde é obrigado a parar, ao atingir a área do laço magnético, da barreira infra-vermelha, ou apertar o botão, então é feito o disparo através do módulo de I/o ethernet ligado nesses equipamentos ou através do software. Como esse disparo é feito a partir de um dispositivo físico ou software, utilizará bem menos recursos do processador para fazer essa captura Carro parado ou em movimento, cuja captura será por laço físico ou virtual com abertura automática da cancela. Neste próximo caso, temos um exemplo de integração do Digifort com um sistema de abertura automática de cancelas. 9

10 O veiculo se aproxima da entrada do local com baixa velocidade, e tem sua placa identificada, a partir daí, o Digifort que possui integração com o sistema de cancelas, dispara um evento para liberar ou não a entrada do veiculo automaticamente. O mesmo processo pode ser feito utilizando-se o laço Físico. 9 - Como instalar laço indutivo. Deve ser colocado a uma profundidade de uns 4 cm ou que tenha condições de ficar totalmente abaixo da linha do piso. O fechamento pode ser feito com cimento, piche ou outro tipo de material que tenha capacidade para tampar todo o laço. OBS: o cabo que sai do laço, geralmente, não tem comprimento suficiente para a instalação e neste caso, deve-se fazer uma ligação com fios de 1.0mm. Em cada ponta deve-se soldar os fios. A nova extensão deve ter seus fios totalmente entrelaçados, desde o local da solda até a sua chegada no módulo de I/o. Como sugestão, use uma máquina de furar para entrelaçar os fios. Coloque a ponta dos fios na máquina e ligue-a. Os fios ficarão totalmente entrelaçados. De forma alguma pode-se fazer dobras ou mesmo passar o fio sobre ele mesmo. Consulte uma empresa especializada se desejar utilizar esse método. 10

11 10 - Dicas de Servidores LPR para o sistema Digifort LPR com Licença CARMEN Internacional. Como base, utilizaremos um servidor Intel Core I7 mod Exemplo 1 : Instalação da licença em rodovias com velocidades até 150Km sendo a leitura feita por detecção de movimento. Dependendo do tipo de licença adquirida e da velocidade de leitura, este servidor comportará de uma a 8 câmeras ( licença quad ), lembrando que a licença é para cada núcleo do processador. OBS: É aconselhável o uso de FIBRA ÓTICA entre as câmeras e a central do servidor. Outras tecnologias como rádios, 3G ou linhas de concessionárias precisam garantir a qualidade de transmissão necessária nesse processo para não dificultar a leitura do OCR. Exemplo 2 : Instalação da licença em estacionamentos, shoppings, portões, etc.. com carro em movimento. Devido a baixa velocidade, este servidor poderá comportar cerca de 4 ou mais câmeras com uma licença single, lembrando que é uma licença por núcleo.. Exemplo 3 : Instalação da licença em estacionamentos, shoppings, portões, etc.. com carro parado sendo a leitura feita por laço físico. Como a leitura será feita com o carro praticamente parado, este servidor comportará cerca de 08 ou mais câmeras com uma licença single, porém dependerá do volume de tráfego existente entre as entradas, lembrando que é uma licença por núcleo. OBS: No caso do exemplo 2 e 3, a rede que interliga as câmeras pode-ser de fibra ótica, cabo UTP, wireless, linhas de concessionárias. 11

12 SUGESTÃO IMPORTANTE: Em caso de instalação nas cidades, para ruas e avenidas, quando possível, sugerimos a instalação de uma lombada física no ponto da leitura da placa. Isso fará com que a leitura seja mais eficiente e utilizará menos recursos dos equipamentos devido a necessidade de diminuição da velocidade Dicas de como adquirir o sistema Digifort LPR. O Digifort LPR é composto da licença Servidor Base ( DGFLP1000V1 ) e da licença de câmeras ( DGFLC1101V1) Para utilização do sistema de leitura de placas Digifort, é necessário que o cliente tenha o Digifort monitoramento instalado. Se o cliente não tiver o Digifort monitoramento, então ele deverá adquirir uma das seguintes versões: Standard, Professional ou Enterprise e ainda adquirir a quantidade de licenças desejadas de câmeras ( packs adicionais ) correspondentes a quantidade de licenças LPR. EXEMPLO 1 : O cliente não tem Digifort e deseja colocar 8 licenças LPR, ele adquire a versão Base Professional (DGFPR1008V6 ), além disso ele irá adquirir a Base SERVIDOR LPR ( DGFLP1000V1) e 8 licenças LPR para 8 câmeras ( 1 x DGFLC1104V1) para licenças Carmen. O exemplo foi feito com o Professional, mas é válido para o Standard e Enterprise. EXEMPLO 2 : O cliente já tem o Digifort monitoramento e deseja utilizar as câmeras fixas existentes para rodar 4 licenças de LPR, então ele deverá adquirir a licença Base SERVIDOR de LPR ( 1 x DGFLP1000V1 ) e 4 licenças LPR ( 1 x DGFLC1102V1 ) para licenças Carmen e poderá rodar essas licenças em qualquer câmera desejada. EXEMPLO 3 - O Cliente já tem o Digifort monitoramento Professional com 32 câmeras e vai adquirir mais 4 câmeras exclusivas para LPR. Neste caso o cliente deverá adquirir 4 licenças Digifort monitoramento ( 1 x DGFPR1104V6) + licença Base SERVIDOR LPR ( 1 x DGFLP1000V1) + 4 licenças LPR para câmeras ( 1 x DGFLC1102V1 ) para licenças Carmen. OBS: Todos os exemplos acima foram feitos baseados em leitura virtual, ou seja, por movimento. Caso o processo de leitura seja por laço físico, então além das licenças acima, o cliente deverá adquirir a licença de módulo do I/O, que fará o start da leitura da placa. 12

13 Junto com o Servidor Base de LPR, vem gratuitamente o servidor distribuído. Caso o cliente adquira dois ou mais servidores LPR, então o sistema de servidores atuará como Fail Over, ou seja, se um cair o outro assumirá automaticamente as funções sem intervenção humana e fará o balanceamento de cargas entre eles, mas é necessário que o servidor secundário possua licenças adicionais, tantas quantas forem instaladas no servidor principal e que tenha capacidade de processamento para assumir a queda do primário. Devido a importância do processo de captura de placas para os devidos reconhecimentos, sugerimos a utilização de um servidor exclusivo para esse fim UTILIZAÇÃO EM REDE CENTRALIZADA OU REDE DESCENTRALIZADA O sistema de LPR é muito utilizado em cidades, shoppings, estacionamentos e condomínios, e pode ser com uma infra-estrutura centralizada ou descentralizada, vamos aqui estudar as duas maneiras: REDE CENTRALIZADA VIA LAÇO VIRTUAL: Para condomínios, shoppings, estacionamentos, empresas, exceto rodovias, ruas e avenidas O(s) Servidor(es) de LPR fica(m) centralizado(s) em um determinado local e tem a capacidade de processar todas as câmeras instaladas. Para tanto a infra-estrutura utilizada poderá ser de fibra-ótica, cabos UTP ou rádios, desde que permitam a transmissão dos dados exigidos nesse processo. Dependendo da câmera utilizada, poderá ser necessário até 1 Mega de banda, por câmera, sem perda de pacotes, para transmissão dos dados e reconhecimento no servidor, por isso, ao utilizar rádios wireless, é necessário garantir a banda por câmera Para rodovias, ruas e avenidas O(s) Servidor(es) de LPR fica(m) centralizado(s) em um determinado local e tem a capacidade de processar todas as câmeras instaladas. Para tanto a infra-estrutura sugerida é a de fibra-ótica, para garantir a captura das imagens. Rádios, 3G ou linhas de concessionárias poderão ser utilizadas desde que haja garantia na banda de transmissão exigida REDE CENTRALIZADA VIA LAÇO FÍSICO: 13

14 Para condomínios, shoppings, estacionamentos, empresas, exceto ruas, avenidas e rodovias O(s) Servidor(es) de LPR fica(m) centralizado(s) em um determinado local e tem a capacidade de processar todas as câmeras instaladas. Para tanto a infra-estrutura utilizada poderá ser de fibra-ótica, cabos UTP ou rádios, desde que permitam a transmissão dos dados exigidos nesse processo, PORÉM, NESTE CASO, um módulo de I/O ethernet é instalado e conectado com os sensores de infra-vermelho ou sensores magnéticos que são responsáveis pelo start da leitura, esse é o chamado gatilho. A forma de REDE CENTRALIZADA é a mais indicada para estes processos, pois utilizam menos equipamentos e sua administração e manutenção é bem mais simples e mais barata Para rodovias, ruas e avenidas Não aconselhamos a utilização de laços físicos em ruas, avenidas, estradas. Sugerimos sempre a leitura via laço virtual REDE DESCENTRALIZADA VIA LAÇO VIRTUAL: Caso não existir possibilidades de levar a rede da câmera até um local centralizado, então, será necessário a colocação de um servidor Digifort monitoramento e LPR o mais próximo possível da câmera desejada, nem que para isto seja necessário acondicioná-lo em caixas especiais e colocá-los nos postes próximo a câmera. Neste caso, para acesso as informações, você precisará instalar neste poste, uma linha de internet de boa qualidade, possibilitando assim, o acesso remoto para receber as informações e promover as manutenções FALHAS NA LEITURA DAS PLACAS Falhas na leitura das placas estão muito relacionadas ao posicionamento inadequado das câmeras, configurações incorretas, utilização de câmeras inadequadas, placas amassadas, 14

15 tortas ou ilegíveis, insuficiência de iluminação, Incidência do sol diretamente na lente e outros intempéries Utilizar uma câmera para cada pista que desejar executar o processo A Câmera de LPR é de uso exclusivo para este fim, não devendo NUNCA ser utilizada para monitoramento Utilize um iluminador para cada câmera Leia o manual do Digifort LPR para aprender instalar, e operar as funcionalidades de nosso software e siga rigorosamente as instruções. Este tutorial pode ser alterado a qualquer momento sem prévio aviso. REFERÊNCIAS Iluminadores de Infravermelho: Pluscontrol - Sr. Figueira tel: ou Módulos de I/O Ethernet para gatilhos na leitura das placas Commbox - Sr. Marcelo tel: ou

Sistema de Segurança Digital. Tutorial para posicionamento de câmeras de leitura de placas de automóveis com o software Digifort. - Versão 1.

Sistema de Segurança Digital. Tutorial para posicionamento de câmeras de leitura de placas de automóveis com o software Digifort. - Versão 1. Tutorial para posicionamento de câmeras de leitura de placas de automóveis com o software Digifort. - Versão 1.0-01/2011 O objetivo deste tutorial é apenas dar uma dica de como fazer o posicionamento ideal

Leia mais

Recomendações de Uso de Aquisição do Digifort Analítico

Recomendações de Uso de Aquisição do Digifort Analítico Recomendações de Uso de Aquisição do Digifort Analítico Em uma licença de analítico são fornecidos todos os analíticos constantes na tabela acima. Se o cliente desejar rodar analíticos em quatro câmeras,

Leia mais

Nexcode Systems, todos os direitos reservados. Documento versão 15.1.1 1

Nexcode Systems, todos os direitos reservados. Documento versão 15.1.1 1 . Nexcode Systems, todos os direitos reservados. Documento versão 15.1.1 1 1 - INTRODUÇÃO O NEXCODE VIEW, também conhecido como NEXVIEW, é um sistema que foi desenvolvido pela Nexcode Systems e tem por

Leia mais

Como funciona: Como usar: Nas Praças de Pedágio

Como funciona: Como usar: Nas Praças de Pedágio Como funciona: O ConectCar é um servico de pagamento automático de pedágio, estacionamento e combustível destinado para veículos de passeio. O ConectCar abre automaticamente as cancelas de pedágio e estacionamentos

Leia mais

Vid8 Servidor. Correção da conexão com o GME, quando placa VP-1616F com 32 canais; Correção da conexão com o GME, quando configurado em modo DVR;

Vid8 Servidor. Correção da conexão com o GME, quando placa VP-1616F com 32 canais; Correção da conexão com o GME, quando configurado em modo DVR; Vid8 Servidor Versão 8.13.0411 Correção da conexão com o GME, quando placa VP-1616F com 32 canais; Versão 8.12.0311 Correção da conexão com o GME, quando configurado em modo DVR; Versão 8.11.0311 Correção

Leia mais

Comparativo entre câmeras analógicas e Câmeras IP.

Comparativo entre câmeras analógicas e Câmeras IP. Comparativo entre câmeras analógicas e Câmeras IP. VANTAGENS DAS SOLUÇÕES DE VIGILÂNCIA DIGITAL IP É verdade que o custo de aquisição das câmeras digitais IP, é maior que o custo de aquisição das câmeras

Leia mais

Passo 3: Posicionando a Câmera na Prova Didática Teórica ou na Prova de Defesa da Produção Intelectual

Passo 3: Posicionando a Câmera na Prova Didática Teórica ou na Prova de Defesa da Produção Intelectual Este manual descreve um procedimento para o registro de Concursos Públicos por meio de áudio e vídeo utilizando-se recursos tecnológicos básicos i. A gravação segue o disposto na Resolução 020/09 da UFSM

Leia mais

Manual do usuário Vídeo Porteiro Sem Fio VPV-800

Manual do usuário Vídeo Porteiro Sem Fio VPV-800 Manual do usuário Vídeo Porteiro Sem Fio VPV-800 Atenção: Antes de operar o equipamento, leia o manual do usuário, qualquer dano causado decorrente de utilização errônea do mesmo implicará na perda imediata

Leia mais

IP Câmera Cloud. Manual do Usuário

IP Câmera Cloud. Manual do Usuário IP Câmera Cloud Manual do Usuário Você acaba de adquirir um produto Leadership, testado e aprovado por diversos consumidores em todo Brasil. Neste manual estão contidas todas as informações necessárias

Leia mais

Guia de Instalação do Software Mesa Virtual 2.0 Impacta

Guia de Instalação do Software Mesa Virtual 2.0 Impacta Guia de Instalação do Software Mesa Virtual 2.0 Impacta Este documento descreve os passos necessários para a correta instalação e configuração inicial do software Mesa Virtual 2.0 funcionando com uma central

Leia mais

ST 160 ST 160 0 # Manual de Referência e Instalação

ST 160 ST 160 0 # Manual de Referência e Instalação ST 160 ST 160 1 2 3 4 5 6 7 8 9 0 # Manual de Referência e Instalação Descrições 1 1 2 3 4 5 6 7 8 9 0 # 3 2 Número Descrição 1 Indicador de modo 2 Antena 3 Matriz do Teclado 4 Parafuso Especificações

Leia mais

Manual Do Usuário ( v1.2 ) Dji Phantom 3 Professional

Manual Do Usuário ( v1.2 ) Dji Phantom 3 Professional Manual Do Usuário ( v1.2 ) Dji Phantom 3 Professional Preparando a Aeronave Removendo a trava do gimbal Remova a trava do gimbal deslizando ela para a direita ( olhando a aeronave de frente ), como mostra

Leia mais

Manual do usuário. isic 5 - Android

Manual do usuário. isic 5 - Android Manual do usuário isic 5 - Android isic 5 - Android Parabéns, você acaba de adquirir um produto com a qualidade e segurança Intelbras. O novo aplicativo Intelbras isic 5 possui tecnologia capaz de visualizar

Leia mais

:: MANUAL DE INSTALAÇÃO versão PRÓ :: RASTREADOR BLOQUEADOR AUTO BRASIL 24H

:: MANUAL DE INSTALAÇÃO versão PRÓ :: RASTREADOR BLOQUEADOR AUTO BRASIL 24H :: MANUAL DE INSTALAÇÃO versão PRÓ :: RASTREADOR BLOQUEADOR AUTO BRASIL 24H FUNÇÕES Obrigado por adquirir o Rastreador e Bloqueador Auto Brasil 24h, um produto de alta tecnologia de fabricação brasileira.

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO ARENA 13 CONTROL CENTER

MANUAL DO USUÁRIO ARENA 13 CONTROL CENTER 1 MANUAL DO USUÁRIO ARENA 13 CONTROL CENTER 2 TERMO DE CONFIDENCIALIDADE As informações contidas neste documento são confidenciais e se constituem em propriedade da BLOCKSAT SISTEMAS DE SEGURANÇA LTDA

Leia mais

MANUAL DO PRODUTO MANUAL DO PRODUTO MODELO DFOL

MANUAL DO PRODUTO MANUAL DO PRODUTO MODELO DFOL DETECTOR DE FUMAÇA ÓTICO LINEAR MODELO DFOL PARA MÉDIOS E GRANDES SISTEMAS IDEAL PARA GALPÕES ALCANCE DE 20 A 100 METROS ÁREA DE COBERTURA MÁXIMA 14x100M² ECONOMIA NA INSTALAÇÃO EM GRANDES ÁREAS ONDE SE

Leia mais

Manual do usuário. isic 5 - Android

Manual do usuário. isic 5 - Android Manual do usuário isic 5 - Android isic 5 - Android Parabéns, você acaba de adquirir um produto com a qualidade e segurança Intelbras. O novo aplicativo Intelbras isic 5 possui tecnologia capaz de visualizar

Leia mais

Manual do usuário. isic5 - iphone e ipod Touch

Manual do usuário. isic5 - iphone e ipod Touch Manual do usuário isic5 - iphone e ipod Touch isic5 - iphone e ipod Touch Este manual irá auxiliá-lo na instalação e utilização do software para visualização das imagens dos DVRs e Câmera Speed Dome IP

Leia mais

Segurança na Rede Local Redes de Computadores

Segurança na Rede Local Redes de Computadores Ciência da Computação Segurança na Rede Local Redes de Computadores Disciplina de Desenvolvimento de Sotware para Web Professor: Danilo Vido Leonardo Siqueira 20130474 São Paulo 2011 Sumário 1.Introdução...3

Leia mais

PT-700. Manual de Instruções

PT-700. Manual de Instruções PT-700 Manual de Instruções Parabéns!!! Você acaba de adquirir um produto para a sua segurança e conforto com a ótima qualidade Protection. O Alarme para Piscina Protection, PT-700, foi desenvolvido para

Leia mais

Webcam Magnética Night Vision 8MB

Webcam Magnética Night Vision 8MB Webcam Magnética Night Vision 8MB Manual do Usuário Você acaba de adquirir um produto Leadership, testado e aprovado por diversos consumidores em todo Brasil. Neste manual estão contidas todas as informações

Leia mais

Segundo a NBR ISO/IEC 17799:2005,: Objetivo: Prevenir o acesso físico não autorizado, danos e interferências com as instalações e informações da

Segundo a NBR ISO/IEC 17799:2005,: Objetivo: Prevenir o acesso físico não autorizado, danos e interferências com as instalações e informações da 2. Importância da Segurança Física - Monitoramento Segundo a NBR ISO/IEC 17799:2005,: Objetivo: Prevenir o acesso físico não autorizado, danos e interferências com as instalações e informações da organização.

Leia mais

Câmeras VM 300 IR25, VM 300 IR50. guia de instalação

Câmeras VM 300 IR25, VM 300 IR50. guia de instalação Câmeras VM 300 IR25, VM 300 IR50 guia de instalação Câmeras VM 300 IR25 e VM 300 IR50 Você acaba de adquirir um produto com a qualidade e segurança INTELBRAS. As câmeras VM 300 IR25 e VM 300 IR50 apresentam

Leia mais

Manual de instalação e configuração da Magic Key

Manual de instalação e configuração da Magic Key Manual de instalação e configuração da Magic Key Índice 1. Instalação física dos componentes... 1 1.1. Instalação da câmara... 1 1.2. Instalação dos infravermelhos... 2 1.3. Posicionamento do utilizador...

Leia mais

Transmissor EXT-240 de áudio e vídeo sem fio

Transmissor EXT-240 de áudio e vídeo sem fio Transmissor de áudio e vídeo sem fio Manual de operação Índice I. Introdução... 1 II. Informações de segurança... 1 III. Especificações... 1 IV. Instruções de instalação... 2 1. Opções de posicionamento...

Leia mais

Caso necessite de mais equipamentos ou em caso de dúvidas, favor enviar email para domingolegal@bistecnologia.com.br

Caso necessite de mais equipamentos ou em caso de dúvidas, favor enviar email para domingolegal@bistecnologia.com.br Instalar os equipamentos é tão fácil quanto afixar um quadro. Se você preferir, pode contratar os serviços de qualquer pessoa para afixar os equipamentos. A BIS já envia todos os equipamentos pré-configurados

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO

MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO KIT VÍDEO PORTEIRO COLORIDO CDV- 82C CARO CLIENTE Parabéns você acaba de adquirir o mais novo VÍDEO PORTEIRO CONDUVOX CDV - 82C. Pensando na segurança de sua família e do

Leia mais

SENSOR INFRAVERMELHO ATIVO DUPLO FEIXE

SENSOR INFRAVERMELHO ATIVO DUPLO FEIXE SENSOR INFRAVERMELHO ATIVO DUPLO FEIXE duoiva-3010 MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO LEIA TODO O CONTEÚDO DESTE MANUAL ANTES DE INICIAR A INSTALAÇÃO Esta página foi intencionalmente deixada em branco. INTRODUÇÃO

Leia mais

WHITEPAPER. Guia de compra para câmeras IP: tudo o que você precisa saber antes de adquirir a sua solução digital

WHITEPAPER. Guia de compra para câmeras IP: tudo o que você precisa saber antes de adquirir a sua solução digital WHITEPAPER Guia de compra para câmeras IP: tudo o que você precisa saber antes de adquirir a sua solução digital Câmera IP ou câmera analógica? Se você está em dúvida sobre a aquisição de uma solução analógica

Leia mais

Solução para Controle do Tráfego Urbano

Solução para Controle do Tráfego Urbano Solução para Controle do Tráfego Urbano A Digicon apresenta uma solução completa para o controle do tráfego urbano. São equipamentos e sistemas que garantem o total gerenciamento do trânsito, agilizando

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO. Software de imagem via celular (isic) para sistema operacional BlackBerry

MANUAL DO USUÁRIO. Software de imagem via celular (isic) para sistema operacional BlackBerry MANUAL DO USUÁRIO Software de imagem via celular (isic) para sistema operacional BlackBerry Software de imagem via celular para sistema operacional BlackBerry Parabéns, você acaba de adquirir um produto

Leia mais

ü Não é permitido utilizar a tubulação da rede elétrica para passagem dos

ü Não é permitido utilizar a tubulação da rede elétrica para passagem dos VÍDEO PORTEIRO COLORIDO VIP COLOR 7 Manual de Instalação 1) APRESENTAÇÃO DO PRODUTO A Amelco, oferece cada vez mais soluções em segurança eletrônica para seus clientes e apresenta o Vídeo Porteiro com

Leia mais

VESOFTWARE - DESENVOLIMENTO DE SISTEMAS E WEBSITES Fone: (11) 4036-6980 VIVO(11)9607-5649 TIM(11)7013-8480 1-13

VESOFTWARE - DESENVOLIMENTO DE SISTEMAS E WEBSITES Fone: (11) 4036-6980 VIVO(11)9607-5649 TIM(11)7013-8480 1-13 1-13 INTRODUÇÃO O Programa pode ser instalado em qualquer equipamento que utilize o sistema operacional Windows 95 ou superior, e seu banco de dados foi desenvolvido em MySQL, sendo necessário sua pré-instalação

Leia mais

Manual do usuário Câmera AHD

Manual do usuário Câmera AHD Parabéns! Manual do usuário Câmera AHD Você acaba de adquirir um produto com a mais alta tecnologia e qualidade Luxvision. As câmeras com tecnologia AHD proporcionam imagens em alta de nição, com nitidez

Leia mais

Sensores de Imagem ivu

Sensores de Imagem ivu Sensores de Imagem ivu www.bannerengineering.com.br Sensor de Visão ivu com interface integrada Sensor de imagem para inspeções de aprovação/rejeição ou leitura de código de barras Interface Gráfica do

Leia mais

1º Passo Complemento de Segurança (Apenas no primeiro acesso)

1º Passo Complemento de Segurança (Apenas no primeiro acesso) Como realizar Associação de Veículos e Itens Ao abrir o aplicativo, você terá que se autenticar, informando seu CPF, RNTRC e senha. O RNTRC é relativo ao Transportador ao qual você estará atendendo e realizará

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO. Software de Imagem via iphone e ipod Touch baseado no sistema operacional ios

MANUAL DO USUÁRIO. Software de Imagem via iphone e ipod Touch baseado no sistema operacional ios MANUAL DO USUÁRIO Software de Imagem via iphone e ipod Touch baseado no sistema operacional ios Software de Imagem via iphone e ipod Touch baseado no sistema operacional ios Este manual irá auxiliá-lo

Leia mais

VESOFTWARE - DESENVOLIMENTO DE SISTEMAS E WEBSITES Fone: (11) 4036-6980 VIVO(11)9607-5649 TIM(11)7013-8480 www.vesoftware.com.

VESOFTWARE - DESENVOLIMENTO DE SISTEMAS E WEBSITES Fone: (11) 4036-6980 VIVO(11)9607-5649 TIM(11)7013-8480 www.vesoftware.com. Fone: (11) 4036-6980 VIVO(11)9607-5649 TIM(11)7013-8480 www.vesoftware.com.br 1-15 INTRODUÇÃO O Programa pode ser instalado em qualquer equipamento que utilize o sistema operacional Windows 95 ou superior,

Leia mais

DEZ RAZÕES PARA MUDAR PARA SISTEMA DE VÍDEO BASEADO EM IP. Ou o que seu vendedor de câmeras analógicas não lhe dirá

DEZ RAZÕES PARA MUDAR PARA SISTEMA DE VÍDEO BASEADO EM IP. Ou o que seu vendedor de câmeras analógicas não lhe dirá DEZ RAZÕES PARA MUDAR PARA SISTEMA DE VÍDEO BASEADO EM IP Ou o que seu vendedor de câmeras analógicas não lhe dirá 1. ALTA RESOLUÇÃO Câmeras baseadas em IP não estão restritas à baixa resolução das câmeras

Leia mais

Software de monitoramento Módulo CONDOR CFTV V1 R1

Software de monitoramento Módulo CONDOR CFTV V1 R1 Software de monitoramento Módulo CONDOR CFTV V1 R1 Versão 30/06/2014 FOR Segurança Eletrônica Rua dos Lírios, 75 - Chácara Primavera Campinas, SP (19) 3256-0768 1 de 12 Conteúdo A cópia total ou parcial

Leia mais

Instalação Mesa Virtual 2.0 Impacta

Instalação Mesa Virtual 2.0 Impacta Instalação Mesa Virtual 2.0 Impacta Esse documento descreve os passos necessários para a correta instalação e configuração inicial do software Mesa Virtual 2.0 funcionando com uma central PABX Impacta.

Leia mais

SISTEMA DE GRAVAÇÃO DIGITAL COM UM MICROCOMPUTADOR (DVD OU PLACAS DE CAPTURA DE VÍDEO)

SISTEMA DE GRAVAÇÃO DIGITAL COM UM MICROCOMPUTADOR (DVD OU PLACAS DE CAPTURA DE VÍDEO) SISTEMA DE GRAVAÇÃO DIGITAL COM UM MICROCOMPUTADOR (DVD OU PLACAS DE CAPTURA DE VÍDEO) Há vários tipos de sistemas de gravações digitais. Os mais baratos consistem de uma placa para captura de vídeo, que

Leia mais

Um Sistema informatizado desenvolvido com alto padrão tecnológico para maior

Um Sistema informatizado desenvolvido com alto padrão tecnológico para maior Um Sistema informatizado desenvolvido com alto padrão tecnológico para maior segurança e bem-estar dos condôminos. Oferecemos a mais nova solução tecnológica, ideal contra invasão domiciliar, objetivando

Leia mais

GerSAT Manual de Usuário

GerSAT Manual de Usuário GerSAT Manual de Usuário Manual do Usuário Ver. 1.1 Junho 2015 Informações importantes Antes de utilizar o equipamento, pedimos para que leia e siga todas as instruções descritas neste manual, pois a utilização

Leia mais

RÁDIO PARA SISTEMAS DE TRANSPORTES

RÁDIO PARA SISTEMAS DE TRANSPORTES RÁDIO PARA SISTEMAS DE TRANSPORTES Atenção e Cuidado Os seguintes símbolos podem ser encontrados no produto ou toda a documentação. Consulte o manual do usuário para obter informações adicionais quando

Leia mais

Apresentação Free Track

Apresentação Free Track Apresentação Free Track A Free Track é um resultado da união de um grupo de empresários que atua no segmento de rastreamento automotivo, sede própria com laboratório de desenvolvimento localizado na maior

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO

MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO CARO CLIENTE MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO Parabéns você acaba de adquirir o mais novo VÍDEO PORTEIRO CONDUVOX CDV - 78C. Pensando na segurança de sua família e do seu ambiente de trabalho a Conduvox

Leia mais

Módulo de captura de imagens do sistema Scisoccer

Módulo de captura de imagens do sistema Scisoccer 1 Módulo de captura de imagens do sistema Scisoccer Rafael Antonio Barro [1] Jailton Farias de Carvalho [2] Resumo: Este artigo descreve como funciona o módulo de captura de imagens do software Sci-soccer,

Leia mais

IPR 8000. Porteiro residencial MANUAL DO USUÁRIO

IPR 8000. Porteiro residencial MANUAL DO USUÁRIO IPR 8000 Porteiro residencial MANUAL DO USUÁRIO Porteiro residencial Modelo IPR 8000 Parabéns, você acaba de adquirir um produto com a qualidade e a segurança Intelbras-Maxcom. O porteiro residencial

Leia mais

O kit da discadora MED CALL contém: 1 discadora 1 controle remoto 1 adaptador bivolt 1 antena 1 cabo para linha telefônica 1 chave de fenda

O kit da discadora MED CALL contém: 1 discadora 1 controle remoto 1 adaptador bivolt 1 antena 1 cabo para linha telefônica 1 chave de fenda Introdução A discadora MED CALL tem diversas aplicações, como emergências médicas, coação em caso de assalto, crianças sozinhas em casa, ou qualquer outra aplicação que necessite de uma discagem automática

Leia mais

Guia Rápido de Instalação

Guia Rápido de Instalação Guia Rápido de Instalação Modelo: M151RW3 www.pixelti.com.br -MOBI Parabéns! Você acaba de adquirir o ROTEADOR WIRELESS M151RW3 com qualidade e garantia PIXEL TI. Este guia irá ajudá-lo a utilizar o seu

Leia mais

BuscaPreço Gertec V3.0

BuscaPreço Gertec V3.0 BuscaPreço Gertec V3.0 Gertec Telecomunicações Ltda. Manual do Usuário 1 DESCRIÇÃO... 3 RECONHECENDO O TERMINAL... 4 INSTALAÇÃO DO TERMINAL... 5 CONFIGURAÇÃO DO TERMINAL... 5 CONFIGURANDO PELO TECLADO...

Leia mais

MANUAL SUSPENSÃO MECÂNICA SENSOR DE ÂNGULO

MANUAL SUSPENSÃO MECÂNICA SENSOR DE ÂNGULO 2015 MANUAL SUSPENSÃO MECÂNICA SENSOR DE ÂNGULO SUSPENSÃO MECÂNICA SENSOR DE ÂNGULO Passo 1: O primeiro passo é determinar qual versão do Sensor de Ângulo foi incluído no seu kit. Existe uma versão Direita

Leia mais

Manual de Instruções Vídeo Porteiro Prox

Manual de Instruções Vídeo Porteiro Prox Manual de Instruções Vídeo Porteiro Prox Sumário 1. Apresentação... 3 2. Itens que Acompanham... 3 3. Unidade Externa... 4 4. Unidade Interna... 4 5. Especificações Técnicas... 5 5.2. Unidade Externa...

Leia mais

DUAL 30 DUPLO FEIXE DIGITAL M106 V02

DUAL 30 DUPLO FEIXE DIGITAL M106 V02 DUAL 30 DUPLO FEIE DIGITAL M106 V02 comercialipec@gmail.com Fácil instalação Alinhamento visual por leds (dispença o uso do multimetro) Distância de atuação (Externo 30 mts Interno 50 mts) PARABÉNS Você

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO. A Grisoft Sistemas Digitais de Segurança agradece a você, usuário do

MANUAL DE INSTALAÇÃO. A Grisoft Sistemas Digitais de Segurança agradece a você, usuário do A Grisoft Sistemas Digitais de Segurança agradece a você, usuário do MultView - Sistema de Monitoramento Digital, por adquiri-lo. Este Manual é indicado tanto para instaladores quanto para usuários do

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO. Software de Imagem via Celular (isic) baseado no sistema operacional Symbian

MANUAL DO USUÁRIO. Software de Imagem via Celular (isic) baseado no sistema operacional Symbian MANUAL DO USUÁRIO Software de Imagem via Celular (isic) baseado no sistema operacional Symbian Software de Imagem via Celular (isic) baseado no sistema operacional Symbian Esse software possui tecnologia

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO DVR-USB ST-104

MANUAL DE INSTALAÇÃO DVR-USB ST-104 MANUAL DE INSTALAÇÃO DVR-USB ST-104 Obrigado por escolher o DVR USB ST-104 DIMY S. Por favor, certifique-se que a operação do produto esta de acordo com este manual para garantir a estabilidade do sistema

Leia mais

TECNOLOGIA EM SEGURANÇA SOLUÇÕES EM ELETRÔNICA

TECNOLOGIA EM SEGURANÇA SOLUÇÕES EM ELETRÔNICA TECNOLOGIA EM SEGURANÇA SOLUÇÕES EM ELETRÔNICA 3. CARACTERÍSTICAS 3.1 Central de alarme microprocessada com 1 setor; 3.2 Acompanha dois transmissores (mod. TSN); 3.3 Freqüência de transmissão: 433MHz;

Leia mais

MANUAL DE CONFIGURAÇÃO

MANUAL DE CONFIGURAÇÃO MANUAL DE CONFIGURAÇÃO Índice Conteúdo Página Legendas 3 1.0 Primeiro acesso 5 2.0 Cadastro de login e senha 6 3.0 Configuração do Blocker 7 3.1 Senha de acesso 8 3.2 Grade de Horário 9 3.2.1 Configurando

Leia mais

DESEMBALANDO A IPCAM SECURE300R

DESEMBALANDO A IPCAM SECURE300R Símbolo para Coleta Separada nos Países Europeus Este símbolo indica que este produto deve ser coletado separadamente. O que segue se aplica somente a usuários em países da Europa: Este produto está designado

Leia mais

Sumário. 4. Clique no botão Salvar & Aplicar para confirmar as alterações realizadas no. Reiniciar o SIMET- BOX

Sumário. 4. Clique no botão Salvar & Aplicar para confirmar as alterações realizadas no. Reiniciar o SIMET- BOX Manual do usuário Sumário Introdução... 3! Instalar o SIMET-BOX... 4! Primeiro acesso ao SIMET-BOX... 5! Estado Atual... 7! Visão Geral... 7! Gráficos... 8! Rede... 9! Rede sem fio... 9! Ativar rede sem

Leia mais

Manual do Aplicativo NSE Mobile Control

Manual do Aplicativo NSE Mobile Control INSTALAÇÃO DO APLICATIVO Acesse www.nse.com.br/downloads-manuais e baixe os programas de acordo com o dispositivo que irá utilizar, nos links referentes ao produto número 1 - Módulo MTCP-3E4S. - Para uso

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO. Modelo: VPJ5.6C V Í DEO PORTEIRO COLORIDO COM CONTROLE DE ACESSO. Especificações sujeitas à mudanças sem aviso prévio

MANUAL DO USUÁRIO. Modelo: VPJ5.6C V Í DEO PORTEIRO COLORIDO COM CONTROLE DE ACESSO. Especificações sujeitas à mudanças sem aviso prévio V Í DEO PORTEIRO COLORIDO COM CONTROLE DE ACESSO Parabéns por adquirir um produto com a qualidade COP! Para mais informações sobre nossa empresa e produtos, Visite o site: www.copbr.com.br Especificações

Leia mais

SISTEMA OPERACIONAL CENTRAL ctos MODULO CLIENTE (CONTROLE DE ACESSO) MODULO SERVIDOR (PORTARIA REMOTA)

SISTEMA OPERACIONAL CENTRAL ctos MODULO CLIENTE (CONTROLE DE ACESSO) MODULO SERVIDOR (PORTARIA REMOTA) SISTEMA OPERACIONAL CENTRAL ctos MODULO CLIENTE (CONTROLE DE ACESSO) MODULO SERVIDOR (PORTARIA REMOTA) Este PDF tem como objetivo explanar sobre a mais nova tecnologia da Linuxfx & Proseg em parceria com

Leia mais

GT GPRS RASTREADOR VIA GPS COM BLOQUEADOR

GT GPRS RASTREADOR VIA GPS COM BLOQUEADOR GT GPRS RASTREADOR VIA GPS COM BLOQUEADOR O GT GPRS é um equipamento wireless que executa a função de recepção e transmissão de dados e voz. Está conectado à rede de telefonia celular GSM/GPRS, para bloqueio

Leia mais

REPLICACÃO DE BASE DE DADOS

REPLICACÃO DE BASE DE DADOS FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO E NEGÓCIOS DE SERGIPE FANESE NÚCLEO DE PÓS-GRADUAÇÃO E EXTENSÃO - NPGE REPLICACÃO DE BASE DE DADOS BRUNO VIEIRA DE MENEZES ARACAJU Março, 2011 2 FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO E

Leia mais

www.neteye.com.br NetEye Guia de Instalação

www.neteye.com.br NetEye Guia de Instalação www.neteye.com.br NetEye Guia de Instalação Índice 1. Introdução... 3 2. Funcionamento básico dos componentes do NetEye...... 3 3. Requisitos mínimos para a instalação dos componentes do NetEye... 4 4.

Leia mais

Sumário. Aviso. Para evitar risco de incêndio ou choque elétrico, não exponha este PRODUTO à chuva ou à umidade.

Sumário. Aviso. Para evitar risco de incêndio ou choque elétrico, não exponha este PRODUTO à chuva ou à umidade. Sumário Este símbolo destina-se a alertar o usuário quanto à presença de tensão perigosa não isolada dentro do gabinete do produto, a qual pode ser de magnitude suficiente para constituir risco de choque

Leia mais

Verifique se todos os itens descritos no Kit de Rastreamento estão presentes na embalagem do produto.

Verifique se todos os itens descritos no Kit de Rastreamento estão presentes na embalagem do produto. APRESENTAÇÃO DO PRODUTO Com o intuito de fornecer ao mercado um dispositivo de rastreamento seguro e confiável, com base na mais alta tecnologia de rastreamento de veículos, seguindo rígidos padrões de

Leia mais

Manual do Aplicativo - Rastreamento Veicular

Manual do Aplicativo - Rastreamento Veicular Manual do Aplicativo - Rastreamento Veicular Sumário Apresentação... 2 Instalação do Aplicativo... 2 Localizando o aplicativo no smartphone... 5 Inserindo o link da aplicação... 6 Acessando o sistema...

Leia mais

Instalação. PONTO PRINCIPAL = Ponto que o bloqueador, quando instalado, atuará em todos os telefones da linha.

Instalação. PONTO PRINCIPAL = Ponto que o bloqueador, quando instalado, atuará em todos os telefones da linha. Instalação Manual do Consumidor A instalação do Blockline é muito simples. Observe a instalação hidráulica de sua residência. Como funciona o registro principal e as torneiras de sua residência? Figura

Leia mais

Módulo de Acesso com Teclado 1. Manual do Usuário. Apresentação Instalação Codificação dos Receptores Programações Operações

Módulo de Acesso com Teclado 1. Manual do Usuário. Apresentação Instalação Codificação dos Receptores Programações Operações Módulo de Acesso com Teclado 1 Manual do Usuário Apresentação Instalação Codificação dos Receptores Programações Operações 2 Manual do Usuário Módulo de Acesso com Teclado 3 ÍNDICE CAPÍTULO I - APRESENTAÇÃO...07

Leia mais

Se eu tenho o serviço de Voz sobre Internet, para quem posso ligar?

Se eu tenho o serviço de Voz sobre Internet, para quem posso ligar? 1 Conheça o sistema de Voz sobre IP (ou VOIP) O que é Voz sobre IP / Voz sobre Internet Protocolo? R. Voz sobre IP permite que você faça ligações telefônicas utilizando uma rede de computadores, como a

Leia mais

COMO REDUZIR O CUSTO NA COMUNICAÇÃO USANDO A INTERNET

COMO REDUZIR O CUSTO NA COMUNICAÇÃO USANDO A INTERNET COMO REDUZIR O CUSTO NA COMUNICAÇÃO USANDO A INTERNET Ao mesmo tempo em que hoje se tornou mais fácil falar a longa distância, pela multiplicidade de opções e operadoras de telefonia, também surgem as

Leia mais

Controle de Acesso. Automático de Veículos. saiba mais. automação

Controle de Acesso. Automático de Veículos. saiba mais. automação Controle de Acesso Automático de Veículos Este trabalho tem como objetivo desenvolver uma solução tecnológica que permita o controle dos portões automáticos remotamente através da internet. Aplicando-se

Leia mais

GUIA DO USUÁRIO. Dome fixo AXIS T90C10 IR-LED. Dome fixo AXIS T90C20 IR-LED PORTUGUÊS

GUIA DO USUÁRIO. Dome fixo AXIS T90C10 IR-LED. Dome fixo AXIS T90C20 IR-LED PORTUGUÊS GUIA DO USUÁRIO Dome fixo AXIS T90C10 IR-LED Dome fixo AXIS T90C20 IR-LED PORTUGUÊS Medidas de segurança Leia com atenção este guia de instalação até o final antes de instalar o produto. Guarde o guia

Leia mais

Apresentação...3. Vantagens...3. Instalação...4. Informações Técnicas...5. Especificações Técnicas...8

Apresentação...3. Vantagens...3. Instalação...4. Informações Técnicas...5. Especificações Técnicas...8 1 ÍNDICE Apresentação...3 Vantagens...3 Instalação...4 Informações Técnicas...5 Especificações Técnicas......8 2 APRESENTAÇÃO: O SS100 é um rastreador desenvolvido com os mais rígidos padrões de qualidade

Leia mais

Koryosoft_CAD. Manual de usuário (LOTD1M7A13)

Koryosoft_CAD. Manual de usuário (LOTD1M7A13) Koryosoft_CAD Manual de usuário 2013 (LOTD1M7A13) Sumário Introdução... 02 Leia com atenção... 03 Instalação de Programa... 04 Ativação de Programa... 05 Agenda... 08 Cadastro de pacientes... 09 Ficha

Leia mais

VCA Treinamento em Algoritmo

VCA Treinamento em Algoritmo Conteúdo VCA Treinamento em Algoritmo VCA Treinamento em Algoritmo Conteúdo Algoritmos Rastreador (tracker) Monitoramento Objeto Abandonado/Removido Pessoas Calibração Classificação Linha de contagem Auto

Leia mais

Como enviar fotos de câmeras digitais

Como enviar fotos de câmeras digitais Como enviar fotos de câmeras digitais Se as fotos que você deseja enviar para o Geo-Obras foram capturadas com uma câmera digital, será necessário copiá-las para o computador. A maioria dos modelos utiliza

Leia mais

Identificação da Unidade Escolar

Identificação da Unidade Escolar Identificação da Unidade Escolar Etiqueta Endereço: Bairro: CEP: Tel.: Número alunos Ensino Médio: E-mail administrativo: E-mail pedagógico: Número alunos Ensino Fundamental: @ see.sp.gov.br @ see.sp.gov.br

Leia mais

Redes de Computadores. Prof. Késsia Marchi

Redes de Computadores. Prof. Késsia Marchi Redes de Computadores Prof. Késsia Marchi Redes de Computadores Redes de Computadores Possibilita a conexão entre vários computadores Troca de informação Acesso de múltiplos usuários Comunicação de dados

Leia mais

Verificando os componentes

Verificando os componentes PPC-4542-01PT Agradecemos a aquisição do scanner de imagem em cores fi-65f. Este manual descreve os preparativos necessários para o uso deste produto. Siga os procedimentos aqui descritos. Certifique-se

Leia mais

INDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 2. CONFIGURAÇÃO MÍNIMA... 4 3. INSTALAÇÃO... 4 4. INTERLIGAÇÃO DO SISTEMA... 5 5. ALGUNS RECURSOS... 6 6. SERVIDOR BAM...

INDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 2. CONFIGURAÇÃO MÍNIMA... 4 3. INSTALAÇÃO... 4 4. INTERLIGAÇÃO DO SISTEMA... 5 5. ALGUNS RECURSOS... 6 6. SERVIDOR BAM... 1 de 30 INDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 2. CONFIGURAÇÃO MÍNIMA... 4 3. INSTALAÇÃO... 4 3.1. ONDE SE DEVE INSTALAR O SERVIDOR BAM?... 4 3.2. ONDE SE DEVE INSTALAR O PROGRAMADOR REMOTO BAM?... 4 3.3. COMO FAZER

Leia mais

REDE CABEADA CFTV MANUAL DO USUÁRIO

REDE CABEADA CFTV MANUAL DO USUÁRIO REDE CABEADA CFTV MANUAL DO USUÁRIO Sumário Página 4: Quadro completo Disjuntores Transformador isolador Protetor elétrico Fonte primária VT CFTV Funcionalidades Baterias Página 6: Ponto de distribuição

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÃO KIT ALARM. www.kitfrigor.com.br Fone: 0XX11 5033-5656

MANUAL DE INSTRUÇÃO KIT ALARM. www.kitfrigor.com.br Fone: 0XX11 5033-5656 MANUAL DE INSTRUÇÃO KIT ALARM www.kitfrigor.com.br Fone: 0XX11 5033-5656 ÍNDICE 1 - INTRODUÇÃO... 3 2 - CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS... 4 3 INSTALAÇÃO... 5 4 - OPERAÇÃO... 6 5 SIMBOLOGIA... 7 6 LIMPEZA...

Leia mais

1. Considerações...3. 2. Introdução...3. 3. Arquitetura...3. 3.1. Topologia Básica...4. 3.2. Hardware mínimo recomendado...5

1. Considerações...3. 2. Introdução...3. 3. Arquitetura...3. 3.1. Topologia Básica...4. 3.2. Hardware mínimo recomendado...5 ÍNDICE 1. Considerações...3 2. Introdução...3 3. Arquitetura...3 3.1. Topologia Básica...4 3.2. Hardware mínimo recomendado...5 3.3. Sistemas Operacionais...5 4. Configurações Necessárias...6 4.1. Nas

Leia mais

Comm5 Tecnologia Manual de utilização da família MI. Manual de Utilização. Família MI

Comm5 Tecnologia Manual de utilização da família MI. Manual de Utilização. Família MI Manual de Utilização Família MI ÍNDICE 1.0 COMO LIGAR O MÓDULO... pág 03 e 04 2.0 OBJETIVO... pág 05 3.0 COMO CONFIGURAR O MÓDULO MI... pág 06, 07, 08 e 09 4.0 COMO TESTAR A REDE... pág 10 5.0 COMO CONFIGURAR

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO. Software de Imagem via Celular (isic) baseado no sistema operacional Android

MANUAL DO USUÁRIO. Software de Imagem via Celular (isic) baseado no sistema operacional Android MANUAL DO USUÁRIO Software de Imagem via Celular (isic) baseado no sistema operacional Android Software de Imagem via Celular (isic) baseado no sistema operacional Android Esse software possui tecnologia

Leia mais

Shutter: É o tempo de exposição da foto. Pode ser fixo ou automático.

Shutter: É o tempo de exposição da foto. Pode ser fixo ou automático. TREINAMENTO ITSCAM Ajustes de imagens Shutter: É o tempo de exposição da foto. Pode ser fixo ou automático. Ganho: Amplificador analógico conectado ao sensor de imagem. Pode ser fixo ou automático. Auto

Leia mais

Guia de instalação VIP E2200

Guia de instalação VIP E2200 Guia de instalação VIP E2200 VIP E2200 Câmera IP Parabéns, você acaba de adquirir um produto com a qualidade e segurança Intelbras. A câmera IP Intelbras VIP E2200 é uma câmera de segurança com resolução

Leia mais

Guia de instalação WOM 5000

Guia de instalação WOM 5000 Guia de instalação WOM 5000 Roteador Wireless WOM 5000 Parabéns, você acaba de adquirir um produto com a qualidade e segurança Intelbras. O WOM 5000 com antena integrada de 12 dbi fornece uma solução completa

Leia mais

Controladora Biométrica Bio SA

Controladora Biométrica Bio SA Manual do usuário Controladora Biométrica Bio SA 1 2 Manual do usuário Parabéns, você acaba de adquirir um produto desenvolvido com qualidade e segurança Citrox. Este manual foi desenvolvido para ser uma

Leia mais

SOBRE A CALLIX. Por Que Vantagens

SOBRE A CALLIX. Por Que Vantagens Callix PABX Virtual SOBRE A CALLIX Por Que Vantagens SOBRE A CALLIX Por Que Vantagens Por Que Callix Foco no seu negócio, enquanto cuidamos da tecnologia do seu Call Center Pioneirismo no mercado de Cloud

Leia mais

Tutorial Vmix - Streaming com Adobe Flash Media Live Encoder

Tutorial Vmix - Streaming com Adobe Flash Media Live Encoder Tutorial Vmix - Streaming com Adobe Flash Media Live Encoder O Vmix é um completo software de mixagem de vídeo, com ele é possível mesclar vídeos gravados e vídeos ao vivo capturados em tempo real por

Leia mais

Estado do Rio Grande do Sul PREFEITURA MUNICIPAL DE PELOTAS S.A.F.- DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO DE MATERIAIS E PATRIMÔNIO 1/5 ANEXO I

Estado do Rio Grande do Sul PREFEITURA MUNICIPAL DE PELOTAS S.A.F.- DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO DE MATERIAIS E PATRIMÔNIO 1/5 ANEXO I S.A.F.- DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO DE MATERIAIS E PATRIMÔNIO 1/5 ANEXO I MEMORIAL TÉCNICO DESCRITIVO CENTRAIS DE ALARMES O presente memorial tem por objetivo descrever as instalações do sistema de proteção

Leia mais

Câmera CFTV Digital Sem Fio

Câmera CFTV Digital Sem Fio Câmera CFTV Digital Sem Fio Manual do Usuário Você acaba de adquirir um produto Leadership, testado e aprovado por diversos consumidores em todo Brasil. Neste manual estão contidas todas as informações

Leia mais

Sistema de localização e bloqueio veicular por célula de comunicação Objetivo Principal

Sistema de localização e bloqueio veicular por célula de comunicação Objetivo Principal de comunicação Objetivo Principal Prover uma solução de baixo custo para Identificação, localização, bloqueio e recuperação de veículos roubados ou procurados, através de micro circuitos embarcados de

Leia mais

www.lojatotalseg.com.br

www.lojatotalseg.com.br Henry Equipamentos Eletrônicos e Sistemas Ltda. +55 41 3661-0100 Rua Rio Piquiri, 400 - Jardim Weissópolis - Pinhais/PR - Brasil CEP: 83322-010 CNPJ: 01.245.055/0001-24 Inscrição Estadual: 90.111.008-53

Leia mais