Parque gerador está mais diversificado

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Parque gerador está mais diversificado"

Transcrição

1 O INFORMATIVO DA ANO 5 OUT/DEZ 2009 Arquivo CESTE Parque gerador está mais diversificado 85% dos MW gerados pela Tractebel procedem de fontes renováveis e este número tende a aumentar em 2010, com projetos de biomassa e PCH. Usina Hidrelétrica Estreito (foto) é repassada pela GDF SUEZ à geradora, incrementando o parque gerador em mais 435 MW até Página 5 Exposição sobre Canal de Suez é prorrogada até 15 de janeiro Páginas 6 e 7 Pesquisas e Desenvolvimento oferecem alternativas ambientais Página 9

2 Palavra do Presidente 2 A Tractebel Energia vem alterando gradativamente o perfil de seu parque gerador, com a ampliação das fontes renováveis de energia, que já representam cerca de 85% de sua capacidade instalada. A decisão de priorizar investimentos em fontes renováveis de energia segue a política do controlador da Empresa, o Grupo GDF SUEZ, de contribuir com ações que ajudem a reduzir a emissão de gases nocivos ao clima do planeta. Como resultado desta decisão, a Tractebel Energia, desde sua constituição há 11 anos, aumentou sua produção de energia elétrica por meio de fontes renováveis em 92%, sendo 2.451,4 MW gerados a partir de fontes hidráulicas, 28 MW de biomassa e 43,6 MW de energia eólica. Desta forma, a capacidade de produção da empresa saltou de MW, em 1998, para MW, representando um acréscimo de 72,9% em sua capacidade total própria. Nos próximos anos, nosso Grupo deverá aumentar a sua capacidade instalada própria para MW. Isto será possível principalmente com a conclusão das hidrelétricas Estreito, com participação de 40,07% da Tractebel Energia, e de Jirau, com 50,01% de participação do Grupo que fazemos parte. Este cenário é, para nós, muito animador, e já tem apresentado resultados significativos para a Empresa. No ano de 2009, como reflexo destes investimentos, com destaque para a operação comercial da Usina Hidrelétrica São Salvador (TO) e da eólica Pedra do Sal (PI), e apesar de algumas dificuldades ocasionadas pela crise financeira internacional, estamos prevendo um ótimo resultado. Até o terceiro trimestre de 2009 tivemos um montante de R$ 783 milhões de lucro, e até o fechamento do ano nossa expectativa é de atingir nossos objetivos. Ao que tudo indica, 2010 trará resultados ainda melhores para a Tractebel Energia, o que nos possibilitará continuar ampliando os investimentos em novas unidades de geração de energia elétrica. Ao encerrar mais um ano de aprendizado, de crescimento e de bons resultados, agradecemos aos membros de nossa equipe pelo trabalho, confiança e dedicação, e desejamos a todos um feliz Natal e um Ano Novo de muitas realizações. Manoel Zaroni Torres Presidente da Tractebel Energia ALTAVOLTAGEM Medalha Carl Hoepcke Na festacif, confraternização de final de ano da Associação Comercial e Industrial de Florianópolis, que reuniu, no dia 27 de dezembro, associados, diretores, colaboradores e representantes das classes políticas e empresarial, foram homenageados o presidente do Tribunal de Contas do Estado, José Carlos Pacheco, com a Ordem do Mérito Empresarial e a Tractebel Energia, com a Medalha Carl Hoepcke. Reconhecimento Em 22 de outubro, o presidente Manoel Zaroni recebeu, em Brasília, durante solenidade alusivas ao 187º aniversário da Adesão do Piauí à Independência do Brasil - Dia do Piauí - a outorga da Ordem Estadual do Mérito Renascença do Piauí, das mãos do governador Wellinton Dias. Informativo da Tractebel Energia S.A, de responsabilidade da Assessoria de Comunicação da Diretoria Administrativa Supervisão e Coordenação Patrícia Franco Bahry Edição e textos Dfato Comunicação Duda Hamilton (48) Jornalista Responsável Duda Hamilton Concepção Gráfica e Editoração Officio Desenho Gráfico (48) Ramon Gonçalves Entre as maiores indústrias privadas do Brasil, Fundada em 1942, com um capital de US$ 200,00, a Termomecanica tem um histórico de benfeitorias sociais. O fundador a Termomecanica São Paulo tornou-se, em da outubro deste ano, mais uma parceira da Tractebel Energia. A partir de janeiro de 2011 até dezembro de 2015, a companhia vai fornecer 15MW médios/mês para a indústria especializada em transformação de metais não-ferrosos, como cobre e suas ligas, em produtos tais como: tubos, chapas, fitas, barras, perfis, arames, fios, buchas e casquilhos. Em agosto, enviamos a primeira proposta de fornecimento de energia para a Termomecanica e, depois de muita negociação, fomos os escolhidos, conta o responsável pela negociação da Tractebel Comercialização de Energia, Sandro José Carvalho. Localizada em São Bernardo do Campo, a empresa tem cerca de dois mil funcionários que trabalham em uma área de 127 mil metros quadrados. Líder no setor de transformação de metais não-ferrosos, a Termomecanica já conquistou prêmios, como Empresa do Ano, da revista Exame, e Prêmio FGV de Excelência Empresarial. PERFIL Energia para a Termomecanica Eu sou feliz aqui, por que eu vou sair? Meu mundo é isto aqui., dizia Salvador Arena quando falava sobre a empresa que criou. Vindo da Líbia para o Brasil, Arena, desde pequeno, mexia com metais ao processar sucata em uma oficina mecânica de sua família. Em 1936, aos 21 anos, formou-se Engenheiro Civil pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo. Trabalhou na Light por um tempo e, logo depois, começou a criar as bases do que seria a Termomecanica. Trouxe máquinas dos Estados Unidos, o que contribuiu para a expansão da empresa, que inicialmente fabricava fornos de padaria. Mas o maior sonho de Salvador Arena sempre foi criar uma escola modelo. No início da década de 1960, montou um colégio dentro da fábrica, comprou 150 mesas com cadeiras, e contratou professores de Português, Matemática e Ciências. A escola acabou saindo da área da empresa e começou a atender a comunidade de São Bernardo do Campo, gratuita- empresa, Salvador Arena, nascido em 1915, em Trípoli, na Líbia, é um exemplo de empreendedor preocupado com seus funcionários e o meio externo. Na década de 1960, ele criou um modelo de gestão próprio, inovador e avançado. Conhecia seus funcionários pelo nome e sobrenome e, acima de tudo, prezava por seu valioso capital humano. Com uma gestão inovadora, a empresa criou, ainda nos anos de 1960, normas trabalhistas que beneficiavam os empregados com cestas básicas, atendimento médico e odontológico e participação nos lucros. Salvador Arena faleceu em 1998, mas a empresa atualmente é administrada por membros que fazem parte do Conselho da Fundação Salvador Arena, criada por ele próprio para fazer intervenções sociais em projetos educacionais, habitacionais e na área da saúde. mente. Em 1989, construiu o Colégio Termomecanica para atender crianças e adolescentes da comunidade, com qualidade e excelência de ensino. Além do Colégio Termomecanica, hoje existem mais três unidades de ensino que atendem, gratuitamente, cerca de alunos, sendo 71% deles procedentes de famílias de baixa renda ou sem renda. Os investimentos anuais são da ordem de R$ 17 milhões. Salvador Arena também criou a Fundação com seu mesmo nome, formalmente constituída em 1964 para funcionar como uma espécie de braço social e concentrar esforços para ajudar os carentes na área da saúde, promoção social, habitação popular e, logicamente, educação. Homem de convicções bem definidas, Salvador foi ao mesmo tempo enérgico, austero, visionário, obstinado e polêmico. Acreditava nas pessoas e em suas potencialidades, na dedicação e no amor ao trabalho. Clientes 3

3 Pelo Mundo GDF SUEZ está entre as maiores do planeta Levantamento da revista americana BusinessWeek coloca Nintendo, Google, Apple, Doosan, Hyundai, GDF SUEZ, MTN, Monsanto, Inditex e BHP Billiton, entre as dez primeiras do Top 40 mundial. Para eleger essas empresas espalhadas pelo globo, a A. T. Kearney examinou as 2,5 mil maiores companhias listadas em bolsa do mundo, que precisavam ter alcançado, no mínimo, US$ 10 bilhões em vendas em 2008, com pelo menos 25% delas vindas de fora da região da empresa. Depois disso, a consultoria classificou as companhias por crescimento das vendas e criação de valor aumento da capitalização da empresa depois de subtraída qualquer elevação de capital nos últimos cinco anos. Ocupando a sexta colocação, o grupo GDF SUEZ obteve, em 2008, uma receita de 83,1 bilhões. Hoje, o grupo produz 68,4 mil megawatts (MW) em todo o mundo e, no Brasil, é responsável por 11% dessa capacidade, com mais de 7 mil MW de capacidade instalada. Quando as usinas de Estreito e Jirau estiverem gerando, em 2013, vamos oferecer ao mercado 12 mil MW, diz o presidente do grupo, Gerárd Mestrallet. Em entrevista, o executivo elogiou o sistema regulatório brasileiro e indicou como um dos pontos altos a estabilidade, o que permite ao investidor planejar a longo prazo. Em um ambiente de mudanças constantes, as companhias que têm rigoroso planejamento estratégico conseguem ver além do horizonte. Elas têm chances muito maiores de ganhar do que aquelas que vão levando as coisas, afirmou à revista Época, Paula Laudicina, presidente da consultoria A. T. Kearney e responsável pelo ranking. Reportagem da revista BusinessWeek de 5 de outubro mostra que o compromisso com a inovação, um portfólio diversificado, uma expansão agressiva, liderança firme e uma clara visão do futuro são características que colocam uma empresa entre as melhores do mundo. A Petrobras, por exemplo, é a única empresa brasileira entre as 40 melhores. Já a maior mineradora do mundo, a australiana BHP, por exemplo, mostrou sua robustez ao faturar US$ 63 bilhões em 2008, saltando da 16ª para 10ª posição nos levantamentos realizados pela revista. Parque gerador operado pela Tractebel Energia fecha 2009 com MW Atualmente a Tractebel Energia opera um parque gerador de MW, sendo MW de capacidade instalada própria e MW de capacidade instalada de parceiros. Este parque gerador representa a carga média de consumo de energia dos estados do Paraná e Santa Catarina, ou ainda a carga média de 2008 da região Nordeste. Em 2009 foram adicionados à capacidade instalada da Empresa 243 MW da Usina Hidrelétrica São Salvador, situada no Estado do Tocantins, e 18 MW da Usina Eólica Pedra do Sal, no Estado do Piauí. Aumentar a participação em fontes renováveis no portfolio da Empresa é uma de suas diretrizes para o futuro, seguindo a política de seu controlador, o Grupo GDF SUEZ, que em dezembro deste ano transferiu para a Tractebel Energia a participação de 40,07% que detinha da Usina Hidrelétrica Estreito (1.087 MW). Quando a usina entrar em operação comercial, em 2010, trará um acréscimo de 435 MW no parque instalado da empresa. Outros projetos de energia de fontes alternativas e renováveis, tais como a Usina Termelétrica Ibitiúva (movida a biomassa de cana-de-açúcar, 33 MW), a PCH Areia Branca (Pequena Central Hidrelétrica, 20 MW) devem entrar em operação nos próximos anos. A matriz da Tractebel Energia já tem cerca de 85% de sua capacidade instalada composta de usinas que utilizam fontes renováveis como hidrelétricas, eólicas e de biomassa, diz o presidente Manoel Zaroni, que defende a necessidade de diversificar a matriz elétrica brasileira com investimentos em fontes renováveis alternativas. Primeira no ranking na geração privada de energia, a Tractebel possui atualmente 19 usinas (dez hidrelétricas, sete termelétricas e duas eólicas), das quais 17 pertencem integralmente à companhia e duas (as hidrelétricas Itá e Machadinho) são exploradas por meio de consórcios com outras empresas e operadas pela Tractebel Energia. O Grupo GDF SUEZ participa também da construção da Usina Hidrelétrica Jirau, no rio Madeira (RO), maior empreendimento de infraestrutura em construção no País, que entrará em operação em 2012, com MW de capacidade instalada, representando um investimentos de R$ 10,5 bilhões. A Empresa 4 Arquivo GDF SUEZ Prêmio Top 10 Reconhecida atuação sócio-ambiental da GDF SUEZ no Brasil O presidente da GDF SUEZ no Brasil, Maurício Bähr, recebeu em 19 de outubro, das mãos da ex-ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, o prêmio Top 10 de executivos de companhias que ajudaram a construir um planeta mais justo e sustentável. Arquivo CESTE Transferida da GDF SUEZ para a geradora em dezembro de 2009, a Usina Hidrelétrica Estreito está com 70% das obras concluídas e com o enchimento do reservatório marcado para o mês de agosto 5

4 Cultura Exposição sobre o Canal de Suez fica em Florianópolis até 15 de janeiro Cultura Foi prorrogada até o dia 15 de janeiro a exposição Ferdinand de Lesseps e a construção do Canal de Suez no Egito: , que está no Palácio Cruz e Sousa desde o dia 6 de novembro, e é uma realização do grupo GDF SUEZ, Tractebel Energia e Governo de Santa Catarina. Pela primeira vez montada fora da Europa, a mostra pode ser visitada das 10h às 18h, de terça a sexta, e das 10h às 16h aos sábados, domingos e feriados. A média de visitas da exposição tem sido de mais de 1 mil pessoas por semana. Além da capital, visitantes de 79 cidades diferentes de Santa Catarina, outros 25 estados brasileiros e outros 22 países já passaram pelo Museu, curiosos sobre a vida do visionário francês e a obra mais expressiva do século 19. O engenheiro civil Sidnei Soares, 56 anos, observava as imagens e textos com tanta atenção que mal percebeu a reportagem se aproximando. Quero voltar com mais tempo porque me surpreendi com a quantidade de fotos e informações. Achei tudo muito curioso e interessante, mais até por aspectos pessoais do que por profissionais, elogiou. Houve quem caiu de pára-quedas na ocasião e se surpreendeu. Cauê Ramires, 22 anos, músico, estava no Palácio Cruz e Sousa, inicialmente, para acompanhar o pai, Guinha Ramires, também músico, que iria se apresentar na tarde de 18 de novembro, acompanhando Nicole Obélé, cantora natural de Camarões. Entrei, achei legal e resolvi conhecer mais, comenta curioso, quase sem tirar os olhos das gravuras. Para os estudantes das escolas visitantes, a leitura não foi tão diferente. A adolescente Keysse Souza, de 16 anos, aluna do Colégio Energia, sorria com as colegas ao olhar os painéis que ilustram a construção do Canal de Suez. Interessante porque há informações que eu nem imaginava aqui, coisas que estão enriquecendo o que aprendo na escola, completou. Com o objetivo de facilitar o entendimento dos alunos, a Tractebel Energia, em parceria com o Governo do Estado, elaborou cartilhas educativas e montou uma equipe de monitores para acompanhar grupos de escolas e universidades na exposição. Inauguração Fotos: Plínio Bordin O presidente da Tractebel, Manoel Zaroni, discursa na inauguração da exposição 2 Noite cultural nos jardins do Museu 3 O inspetor geral dos Arquivos Nacionais da França, Arnaud Ramière de Fortanier, a primeira-dama Ivete Silveira, o governador Luiz Henrique da Silveira, e a representante da Association of Ferdinand de Lesseps, Yasmina Boudhar 4 Os jornalistas Moacir Pereira (E) e Ricardinho Machado (D), com Anita Pires e Luciano Andriani 5 Interior de exposição que reúne mais de 100 peças 6 Óleo sobre tela de Winterhaler Xaver onde é retratada a Imperatriz e Soberana Eugênia de Montijo Eventos paralelos Apresentação de Fanta Konatê e Troupe Djembedon levou o público às raízes africanas no jardim do Museu (ao lado) Pela exposição já passaram escolas de vários municípios catarinenses (abaixo) 7 Os jardins do Palácio Cruz e Sousa serviram de palco para as apresentações musicais paralelas à exposição

5 Arte 8 A suavidade da Escola do Ballet Bolshoi Clientes e parceiros de vários estados assistem Grande Suíte do Ballet Don Quixote no Teatro HSBC, em São Paulo Anualmente, a Tractebel Energia tem confraternizado com seus clientes, parceiros e colaboradores, oferecendo um espetáculo cultural diferente. No dia 26 de novembro de 2009 foi a vez da Escola do Teatro Bolshoi no Brasil apresentar a Grande Suíte do Ballet Don Quixote, no Teatro HSBC, em São Paulo. Em anos anteriores ocuparam o palco o musical Fantasma da Ópera, o rei Roberto Carlos e Beth Carvalho. Foram quase duas horas de espetáculo inusitado e envolvente, com música vibrante que surpreendeu o público. Cerca de 100 bailarinos interpretaram a obra de Cervantes com muito humor e as cores Fotos: Nilson Bastian típicas espanholas. Dois solistas do Teatro Bolshoi de Moscou tiveram participação especial no espetáculo. Galina Stepanenko e Vladimir Neporozhniy vieram ao Brasil exclusivamente para interpretar os personagens Kitri e Basílio, respectivamente. A versão do Ballet Don Quixote apresentada pela Escola de Teatro Bolshoi do Brasil é fruto da pesquisa e trabalho do bailarino e coreógrafo russo, Vladimir Vasiliev, eleito o bailarino do século pela Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura (Unesco). Na adaptação, Kitri e o pobre barbeiro Basílio ludibriam o arrogante e rico Gamash, noivo da heroína, com quem Lorenzo, seu pai, quer que ela se case. Com a ajuda do cavaleiro Don Quixote e Sancho Panza, seu fiel escudeiro, Kitri e Basílio se casam numa grande festa em Barcelona. Durante a apresentação ficou claro o aprendizado dos pupilos do Bolshoi. Vasiliev ensinou aos alunos da Escola não apenas os detalhes técnicos, mas também que, para ser um verdadeiro bailarino, não basta apenas dançar com o corpo, é preciso dançar com a alma. Cerca de 100 bailarinos interpretaram a obra de Cervantes com muito humor e as cores típicas espanholas P&D - Projetos inovadores Investir tricos, ou usar palha de arroz na queima associada ao carvão mineral são algumas das iniciativas anuais da Tractebel Energia, que aplica 1% de sua Receita Operacional Líquida, o equivalente a R$ 40 milhões, em Pesquisa e Desenvolvimento, cumprindo a Lei Federal n 9991/2000. O diretor de Produção, José Carlos Cauduro Minuzzo afirma que há forte investimento nas áreas de manutenção, onde a empresa procura, por meio de estudos, simulações e novas técnicas, diminuir o tempo de reparos; aumentar o desempenho, a eficiência e a durabilidade dos seus ativos de geração de energia elétrica. Priorizamos projetos na área de novas fontes de geração de energia e atividades de meio ambiente (mitigação de impactos causados pelas unidades de geração e controle da fauna e flora no entorno das usinas), explica Minuzzo. Ainda segundo o diretor, as iniciativas são focadas para atender as diretrizes de sustentabilidade da empresa. Dentro dos temas prioritários, os critérios de seleção buscam avaliar a aplicabilidade e a relevância dos resultados, bem como melhor custo X benefício. Segundo o responsável por esta área na Tractebel, Sérgio Maes, esses projetos são fiscalizados pela Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) e estão em quase todas as regiões brasileiras. Desde 1999 já foram desenvolvidas mais de 150 idéias, tendo atualmente 41 em desenvolvimento, complementa o gerente. Na área de Meio Ambiente destacam-se dois projetos que terminaram neste ano e que foram reconhecidos pelo Prêmio Fritz Muller categoria Recuperação de Áreas Degradadas. Ambos foram realizados com a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC): Desenvolvimento de tecnologias para acelerar a restauração da área de preservação permanente do reservatório da Hidrelétrica Itá e Reintrodução de Dyckia Distachya (uma espécie de bromélia) nas áreas de influência das hidrelétricas Itá e Machadinho as duas na divisa do Rio Grande do Sul com Santa Catarina. Outra inovação, conta Sérgio Maes, utiliza técnicas de inteligência artificial na pré-análise de falhas em sistemas elétricos, e foi aprovada para apresentação no Seminário Nacional de Produção e Transmissão de Energia Elétrica (SNPTEE 2009), no International Conference on Intelligent System Applications to Power Systems (ISAP) e no Generation Community Meeting (GCM), evento inter- no meio ambiente, inteligência artificial aplicada aos sistemas elé- Por meio dessa técnica, é possível validar erros que ficam nacional do grupo GDF SUEZ que ocorre anualmente na Bélgica. previamente classificados no sistema, evitando novas falhas pelos mesmos motivos. Na área de novas tecnologias, a empresa desenvolve um meio para utilizar a palha de arroz da região do Sul de Santa Catarina na queima associada ao carvão mineral (técnica conhecida como cofiring), nas caldeiras do Complexo Termelétrico Jorge Lacerda. Além do ganho associado à própria geração de energia elétrica, sua implantação pode evitar que a decomposição do resíduo do processamento do arroz emita gases como o metano, o que contribui para minimizar o efeito estufa. Os projetos de P&D são realizados com diversas universidades e centros de pesquisas espalhados pelo Brasil e, principalmente, naqueles localizados nas regiões onde a empresa possui seus empreendimentos de geração de energia elétrica. Entre eles estão o Instituto Alberto Luiz Coimbra de Pós-Graduação e Pesquisa de Engenharia (COPPE-UFRJ), Centro Federal de Educação Tecnológica de Santa Catarina (CEFET SC), Universidade do Sul de Santa Catarina (UNISUL); Universidades Estaduais do Paraná e São Paulo; Universidades Federais do Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Com o objetivo de desenvolvimento de produtos, sistemas e serviços, com aplicação no mercado, a empresa busca ainda incorporar empresas de tecnologia e produtos, formando parcerias adequadas a cada iniciativa de P&D. Nestas parcerias é avaliada a capacidade de cada entidade em desenvolvê-los. Para a Tractebel, o importante é buscar o desenvolvimento de novas tecnologias, métodos, produtos, sistemas; enfim, inovações e trabalhos que façam diferença no Setor Elétrico Nacional, e coloquem o Brasil no rol de países detentores de tecnologias inovadoras. Pesquisa e Desenvolvimento 9

6 Usinas Encontro com Investidores Nos dias 23 e 24 de outubro foi realizado, em Beberibe, no Ceará, mais um evento do Programa por Dentro da Tractebel. Destinado a analistas de mercado de capitais e investidores, o programa contou com a presença de 60 profissionais, que foram recebidos pelo diretor de Produção da Tractebel Energia, José Carlos Minuzzo, pelo gerente da Usina Eólica Beberibe, Márcio Daian Neves e por funcionários do Departamento de Relações com Investidores. Os convidados assistiram palestras e conheceram o funcionamento do parque eólico. Essa é a quarta edição do evento, que já levou analistas e investidores às usinas do Complexo Jorge Lacerda (SC), à Hidrelétrica Itá e à Usina de Co-geração Lages. Hidrelétrica Itá Em 2 de outubro foi realizada na cidade de Itá, em Santa Catarina, uma reunião com os órgãos de Defesa Civil dos municípios ribeirinhos ao rio Uruguai à jusante da barragem da Usina Hidrelétrica Itá. O objetivo, segundo o gerente da Usina Elinton André Chiaradia, foi propiciar uma maior aproximação com os afetados pelas cheias do rio Uruguai, e explicar a forma de operação do reservatório, que visa principalmen- Projeto Cambona 4: Produção de erva mate vai aumentar em 2010 Em 2009, 600 toneladas de erva mate Cambona foram produzidas, o que representa um acréscimo de 50% na produção de 400 toneladas alcançadas em A ideia é aumentar a produção ainda mais em Atualmente, 80% do produto é exportado para o Chile e o Uruguai, os 20% restantes são comercializados em cidades do Rio Grande do Sul, como Vacaria, Caxias do Sul, Itaqui e São Borja. Passados nove anos, o projeto Cambona 4 se tornou sustentável e transformou a vida de muitos agricultores. O vice-presidente da Apromate, Altair Ruffato, diz que cada agricultor recebe, em média, R$ 700 por mês - valor que pode ser acrescido com o plantio de outras culturas. HISTÓRICO Batizado de Cambona 4, o projeto iniciou em 2000, quando os produtores de erva mate de Machadinho solicitaram apoio para estudar a origem de uma erva mate com qualidade superior às demais. Em parceria com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), a Associação Riograndense de Empreendimentos de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater), e a Apromate, com recursos recebidos do Consórcio Machadinho, do qual a Tractebel faz parte, a ideia se transformou em sucesso. Meio Ambiente te a segurança da barragem e pode re- duzir o impacto em períodos de grande afluência. A idéia foi criar um espaço para troca de informações, permitindo Empresa SEMAS 2009 Rio Uruguai que todos possam se utilizar dos dados para prever problemas e tomar as providências. A terceira edição da Semana de Meio Ambiente e Sustentabilidade (SEMAS 2009) da Regional Uruguai, que engloba as usinas hidrelétricas Itá, Machadinho e Passo Fundo foi um sucesso e reuniu cerca de 200 pessoas, entre autoridades, colaboradores da Tractebel Energia, representantes de empresas públicas Preservação Ambiental no Paraná e privadas, educadores e universitários. Foram dois dias - 7 e 8 de outubro - de evento com diferentes programações como palestras, música e teatro, que aprimorou o relacionamento com a biental, social e econômica. O encerramento, com o espetáculo teatral Auto da Paixão e da Alegria, do grupo de teatro Timbre Pela primeira vez no Estado do Paraná uma empresa do setor de energia investe, vo- sociedade local e os empregados das usinas, para a conscientização sobre questões de sustentabilidade nas dimensões am- de Galo, foi assistido por cerca de 400 pessoas, incluindo participantes da SEMAS, turistas e escolas locais. luntariamente, na criação de uma Unidade de Conservação. O gerente de Meio Ambiente da Tractebel Energia, José Lourival Magri, e o gerente Regional das usinas do rio Iguaçu, Júlio Lunardi, assinaram em 1º de dezembro, juntamente com o secretário Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Lindsley Rasca Rodrigues, e o presidente do Instituto Ambien- Semana do Meio Ambiente no Complexo Jorge Lacerda A Semana do Meio Ambiente do Complexo Jorge Lacerda, que ocorreu de 9 a 13 de novembro, em Capivari de Baixo, teve como ponto alto o lançamento da pedra fundamental do Parque Ambiental Jorge La- dente da empresa, Manoel Zaroni Torres, de transformar áreas antes degradadas em parque ambiental foi planejada pela Fundação de Apoio à Educação, Pesquisa e Extensão da Unisul (Faepesul) e coordenada pelo professor e arquiteto Rodri- 10 tal do Paraná (IAP), Vitor Hugo Burko, termo de cooperação técnica para concretizar as ações cerda, que deve estar pronto em dois anos. A ideia do presi- go Althoff Medeiros. Com a colaboração de seis profissionais, incluindo paisagistas, arquitetos e alunos do curso de Arqui- 11 de conservação na Área de Preservação Ambiental da Serra da Esperança, na região central do Paraná. Segundo Burko, este apoio será para a realização e atualização do mapeamento da cobertura florestal de parte do Paraná, bem como recursos financeiros para participar na criação de uma Unidade de cas para a Conservação da Biodiversidade no Paraná, em implantação pelo Governo do Paraná e é resultado dos estudos desenvolvidos por diversos órgãos de Governo e ONG s, tetura e Urbanismo, o projeto foi desenvolvido em 14 meses e terá diferentes ambientes, como centro de cultura, museu do Complexo, auditório, cantina, horto florestal, concha acústica, lago, pistas de caminhadas e ciclovias. Entre as atrações da SEMA, palestras e apresentações artísticas. O dia 11 foi destinado ao Projeto de Educação Ambiental Horta Modelo, Conservação de um parque na Serra da Esperança. Esses onde destacamos o Ministério do Meio Ambiente (MMA) e a com exposição de orquídeas, bromélias e plantas ornamen- trabalhos e estudos fazem parte do Projeto Áreas Estratégi- The Nature Conservancy (TNC), sob a coordenação do IAP. tais, além de distribuição de mudas.

7 Hobby 12 Unindo Um projeto repleto de detalhes materiais recicláveis como alumínio, plástico e serragem com muita dedicação e carinho, o profissional de Manutenção e Serviços da Tractebel Energia, Neri Roberto Comin, usou seus dias de folga e de férias para fazer uma homenagem à Unidade de Co-Geração Lages (UCLA). Durante cinco anos, Neri trabalhou na construção de uma maquete em escala 1:300 da usina de biomassa, detalhando cada pedacinho do empreendimento. Tudo começou em setembro de 2004, quando foi dado o primeiro passo para a elaboração da maquete. É um trabalho que exige muita concentração e paciência. Fiz a etapa do relevo e parei. No final de 2005 retomei os trabalhos e finalizei as edificações, conta. Depois desse processo, 60% Neri Roberto Comin teve que ter muita paciência e concentração para construir a maquete da UCLA da maquete estava pronta e Neri deu início à etapa final. Em maio deste ano decidi que iria concluí-la e trabalhei intensamente, aos sábados, domingos e até nos 10 dias de férias emen- as peças utilizadas foram feitas manualmente por mim, alerta to. A confecção dos meus trabalhos são todos artesanais, e todas da ele, acrescentando que terminou o trabalho em 12 de setembro. o funcionário que teve seu trabalho reconhecido pela empresa. Empregado da Unidade de Co-Geração de Lages desde 2003, Em contrapartida à dedicação de Neri, a Tractebel Energia Neri tem um vínculo com a Tractebel Energia desde 1982, quando entrou como estagiário da Usina Termelétrica Alegrete (RS), do da sede da empresa, em Florianópolis até o final de dezembro. O propôs uma homenagem: a maquete está em exposição no hall qual também já fez uma maquete. Sempre gostei de maquetes trabalho foi voluntário e se utilizou de materiais recicláveis. Entendemos que esta maquete trará muitos benefícios à UCLA, pois e miniaturas. Já fiz a da usina de Alegrete, além de ter feito tratores, caminhões e aviões. É vai facilitar o conhecimento da usina por visitantes, resume o o meu hobby favori- gerente da UCLA, Márcio Daian Neves. Em reconhecimento ao trabalho de Neri, a Tractebel Energia colocou a maquete em exposição no hall da sede da empresa, em Florianópolis Fotos: Arquivo Pessoal

Gestão Ambiental. Diretrizes GRI: 2 EC2 EN27. Conformidade Legal. Principais Aspectos e Impactos Ambientais. Equilíbrio

Gestão Ambiental. Diretrizes GRI: 2 EC2 EN27. Conformidade Legal. Principais Aspectos e Impactos Ambientais. Equilíbrio GRI: 2 EC2 EN27 Gestão Ambiental Diretrizes Conformidade Legal Todas as usinas operadas pela Tractebel Energia possuem as autorizações e licenças ambientais exigidas pela legislação em vigor. A Companhia

Leia mais

PROJETO UTE PAMPA SUL

PROJETO UTE PAMPA SUL PROJETO UTE PAMPA SUL 21/Junho/10 Tractebel Energia GDF SUEZ - Todos os Direitos Reservados 1 UTLC 363 MW SISTEMA ELÉTRICO BRASILEIRO EMPREENDEDOR PROJETO DA UTE PAMPA SUL 2 Sistema Elétrico Brasileiro

Leia mais

Perspectivas e Estratégias da SUEZ no Brasil

Perspectivas e Estratégias da SUEZ no Brasil Perspectivas e Estratégias da SUEZ no Brasil Mauricio Bähr Diretor-Presidente, SUEZ Energy Brasil julho de 2008 Aviso importante Este material pode incluir declarações que representem expectativas sobre

Leia mais

Articles about fuel switch portfolio Brazil

Articles about fuel switch portfolio Brazil Articles about fuel switch portfolio Brazil DIÁRIO DE CUIABÁ : Empresa holandesa vai financiar projetos de energia alternativa. O financiamento se dará com a venda de créditos de carbono a partir do aproveitamento

Leia mais

Atraso afeta as obras de geração e distribuição no País

Atraso afeta as obras de geração e distribuição no País Atraso afeta as obras de geração e distribuição no País SETEMBRO 23, 2014 by ABEGAS REDACAO in NOTÍCIAS Auditoria do Tribunal de Contas da União (TCU) constatou grandes atrasos nas obras de geração e transmissão

Leia mais

Mercado de energia elétrica: condições atuais de atendimento à carga e tendências para 2015. Manoel Arlindo Zaroni Torres

Mercado de energia elétrica: condições atuais de atendimento à carga e tendências para 2015. Manoel Arlindo Zaroni Torres Mercado de energia elétrica: condições atuais de atendimento à carga e tendências para 2015 Manoel Arlindo Zaroni Torres São Paulo, 1 de outubro de 2014 Aviso importante Este material pode incluir declarações

Leia mais

Ibitiúva Bioenergética S. A. Projeto UTE Ibitiúva Bioenergética. Novembro/2010

Ibitiúva Bioenergética S. A. Projeto UTE Ibitiúva Bioenergética. Novembro/2010 Ibitiúva Bioenergética S. A. Projeto UTE Ibitiúva Bioenergética Novembro/2010 Portfólio balanceado de ativos, com localização estratégica Capacidade instalada de 6.469,1 MW em 21 usinas operadas pela Companhia:

Leia mais

INSTITUTO LOJAS RENNER

INSTITUTO LOJAS RENNER 2011 RELATÓRIO DE ATIVIDADES INSTITUTO LOJAS RENNER Instituto Lojas Renner Inserção de mulheres no mercado de trabalho, formação de jovens e desenvolvimento da comunidade fazem parte da essência do Instituto.

Leia mais

III Semana de Meio Ambiente Baesa

III Semana de Meio Ambiente Baesa III Semana de Meio Ambiente Baesa 04 a 06 de junho de 2014 Capacitação para Projetos Sociais Esta atividade faz parte do Programa de Educação Ambiental conforme requerido pelo Licenciamento Ambiental Federal

Leia mais

Visão institucional TBLE e Complexo Jorge Lacerda

Visão institucional TBLE e Complexo Jorge Lacerda Visão institucional TBLE e Complexo Jorge Lacerda 30.07.2008 2 GDF-SUEZ: Principais atividades Participações GDF-SUEZ no Brasil 100,00 % 21,47 % SUEZ Energy South America Participações SUEZ Energy Brasil

Leia mais

Política Energética Brasileira Panorama da Biomassa

Política Energética Brasileira Panorama da Biomassa Política Energética Brasileira Panorama da Biomassa MME Secretaria de Planejamento Energético Brasília Março de 2010 Roteiro 1. Cenário da Expansão 2. Características 3. Políticas Energéticas 4. Leilões

Leia mais

Jornal Canal da Bioenergia A energia das florestas Agosto de 2014 Ano 9 Nº 94

Jornal Canal da Bioenergia A energia das florestas Agosto de 2014 Ano 9 Nº 94 Jornal Canal da Bioenergia A energia das florestas Agosto de 2014 Ano 9 Nº 94 Apesar de pouco explorada, a biomassa florestal pode ser uma das alternativas para a diversificação da matriz energética Por

Leia mais

Valor Setorial Energia (Valor Econômico) 15/04/2015 Garantia para o sistema

Valor Setorial Energia (Valor Econômico) 15/04/2015 Garantia para o sistema Valor Setorial Energia (Valor Econômico) 15/04/2015 Garantia para o sistema Duas importantes medidas foram anunciadas no fim de março pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) para tornar mais

Leia mais

. Reafirmar a importância do etanol como tema estratégico para a economia, o meio-ambiente, a geração de empregos e o futuro do País

. Reafirmar a importância do etanol como tema estratégico para a economia, o meio-ambiente, a geração de empregos e o futuro do País o que é O QUE É. Lançado em Brasília em dezembro de 2011, o Movimento Mais Etanol visa detalhar e disseminar políticas públicas e privadas indispensáveis para: w O restabelecimento da competitividade do

Leia mais

Apresentação CEI. Perspectivas no mercado de energia fotovoltaica

Apresentação CEI. Perspectivas no mercado de energia fotovoltaica Apresentação CEI Perspectivas no mercado de energia fotovoltaica A CEI é produtora independente de energia em MG, com 9 usinas em operação, 15 empreendimentos hidrelétricos em desenvolvimento (130MW) e

Leia mais

Reservatórios: queda nos estoques Aumento das restrições ambientais para UHEs reduz volume de armazenamento para menos de um ano

Reservatórios: queda nos estoques Aumento das restrições ambientais para UHEs reduz volume de armazenamento para menos de um ano Page 1 of 5 Reservatórios: queda nos estoques Aumento das restrições ambientais para UHEs reduz volume de armazenamento para menos de um ano Carolina Medeiros, da Agência CanalEnergia, Reportagem Especial

Leia mais

Termoelétricas Ou Termelétricas

Termoelétricas Ou Termelétricas Termoelétricas Ou Termelétricas É uma instalação industrial usada para geração de energia elétrica/eletricidade a partir da energia liberada em forma de calor, normalmente por meio da combustão de algum

Leia mais

Comentários sobre o. Plano Decenal de Expansão. de Energia (PDE 2008-2017)

Comentários sobre o. Plano Decenal de Expansão. de Energia (PDE 2008-2017) Comentários sobre o Plano Decenal de Expansão de Energia (PDE 2008-2017) PAULO CÉSAR RIBEIRO LIMA JANEIRO/2009 Paulo César Ribeiro Lima 2 Comentários sobre o Plano Decenal de Expansão de Energia (PDE 2008-2017)

Leia mais

Riscos e Oportunidades do Mercado de Energia Elétrica

Riscos e Oportunidades do Mercado de Energia Elétrica PwC Energy Day 1º Seminário sobre aspectos de energia elétrica Riscos e Oportunidades do Mercado de Energia Elétrica Claudio J. D. Sales Rio de Janeiro, 20 de setembro de 2011 O conteúdo deste relatório

Leia mais

Amazônia é essencial para o Brasil

Amazônia é essencial para o Brasil Page 1 of 6 Hidreletricidade: sustentabilidade e desenvolvimento Setor debate maneiras de conciliar construção de usinas hídricas com preservação do meio ambiente, diante da necessidade inevitável de exploração

Leia mais

Cenários de Preço Futuro de Energia

Cenários de Preço Futuro de Energia Cenários de Preço Futuro de Energia Novembro/2010 Tractebel Energia GDF SUEZ - todos os direitos reservados 1 Aviso importante Este material pode incluir declarações que representem expectativas sobre

Leia mais

Contribuição da Atividade de Projeto para o Desenvolvimento Sustentável

Contribuição da Atividade de Projeto para o Desenvolvimento Sustentável Anexo III da Resolução n o 1 da CIMGC Contribuição da Atividade de Projeto para o Desenvolvimento Sustentável I Introdução A atividade de projeto do Projeto de MDL das Usinas Eólicas Seabra, Novo Horizonte

Leia mais

Programa Gerdau Germinar (MG) é uma das mais importantes iniciativas de educação ambiental da Empresa. Relatório Anual Gerdau 2014

Programa Gerdau Germinar (MG) é uma das mais importantes iniciativas de educação ambiental da Empresa. Relatório Anual Gerdau 2014 40 41 Programa Gerdau Germinar (MG) é uma das mais importantes iniciativas de educação ambiental da Empresa. MEIO AMBIENTE 42 Gerdau é reconhecida pela eficiência de suas práticas de proteção ao meio ambiente

Leia mais

17 a 19 de novembro de 2008 Auditório do Clube de Engenharia Rio de Janeiro RJ

17 a 19 de novembro de 2008 Auditório do Clube de Engenharia Rio de Janeiro RJ APRESENTAÇÃO Paralela à necessidade e a previsão de investimentos do Brasil na geração de energia elétrica, que deverá destinar recursos da ordem de R$ 274,8 bilhões nos próximos quatro anos, através do

Leia mais

22o. Prêmio Expressão de Ecologia

22o. Prêmio Expressão de Ecologia 22o. Prêmio Expressão de Ecologia 2014-2015 Área de exposições Centro de Cultura e Sustentabilidade Entrada do auditório Entrada do Parque Ambiental Tractebel Vista aérea do Complexo Termelétrico Jorge

Leia mais

Destaques. Edição 27 - Ano 02. Acompanhe as principais notícias do Grupo Gerdau nas Américas. Boa leitura!

Destaques. Edição 27 - Ano 02. Acompanhe as principais notícias do Grupo Gerdau nas Américas. Boa leitura! Edição 27 - Ano 02 Acompanhe as principais notícias do Grupo Gerdau nas Américas. Boa leitura! Destaques» Gerdau aumenta faturamento em 39% no trimestre» Grupo Gerdau amplia operações em Minas Gerais»

Leia mais

II SEMINÁRIO NACIONAL PEQUENAS CENTRAIS HIDRELÉTRICAS E MICROGERAÇÃO

II SEMINÁRIO NACIONAL PEQUENAS CENTRAIS HIDRELÉTRICAS E MICROGERAÇÃO MINISTÉRIO DE MINAS E ENERGIA II SEMINÁRIO NACIONAL PEQUENAS CENTRAIS HIDRELÉTRICAS E MICROGERAÇÃO Luiz Eduardo Barata Secretário-Executivo CÂMARA DOS DEPUTADOS Brasília, 22 de setembro de 2015 Energia

Leia mais

Oportunidades de Mercado na Visão do Serviço Florestal Brasileiro

Oportunidades de Mercado na Visão do Serviço Florestal Brasileiro Oportunidades de Mercado na Visão do Serviço Florestal Brasileiro - 2º Congresso Florestal do Tocantins - André Luiz Campos de Andrade, Me. Gerente Executivo de Economia e Mercados do Serviço Florestal

Leia mais

Parte A - Questões Múltipla Escolha

Parte A - Questões Múltipla Escolha Matriz Energética Professor: Marcio Luiz Magri Kimpara Parte A - Questões Múltipla Escolha LISTA DE EXERCÍCIOS 1 1) Uso de fontes renováveis de energia no mundo. Fonte: Rio de Janeiro: IBGE, 21 O uso de

Leia mais

Transferência da UHE Estreito para a Tractebel Energia

Transferência da UHE Estreito para a Tractebel Energia Transferência da UHE Estreito para a Tractebel Energia Conference Call 221 de dezembro de 2009 Aviso importante Este material pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados

Leia mais

Clipping, Segunda-feira, 04 de Janeiro de 2010 Jornal do Commercio PE (28/12/09) - online Porto Gente (04/01/10) online

Clipping, Segunda-feira, 04 de Janeiro de 2010 Jornal do Commercio PE (28/12/09) - online Porto Gente (04/01/10) online Clipping, Segunda-feira, 04 de Janeiro de 2010 Jornal do Commercio PE (28/12/09) - online Porto Gente (04/01/10) online Pernambuco Na indústria, mais demanda por trabalho Texto publicado em 28 de Dezembro

Leia mais

RECURSOS HÍDRICOS DISPONÍVEIS NO BRASIL PARA GERAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA

RECURSOS HÍDRICOS DISPONÍVEIS NO BRASIL PARA GERAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA AGRÍCOLA RECURSOS HÍDRICOS DISPONÍVEIS NO BRASIL PARA GERAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA Deodato do Nascimento Aquino Técnico

Leia mais

Energia Competitiva para o Nordeste: Energia Limpa e Renovável

Energia Competitiva para o Nordeste: Energia Limpa e Renovável MINISTÉRIO DE MINAS E ENERGIA Energia Competitiva para o Nordeste: Energia Limpa e Renovável Gilberto Hollauer Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento Energético Abril de 2015 1 Sumário Política Energética

Leia mais

Gestão de Emissões de Gases de Efeito Estufa. Fabio Abdala Gerente de Sustentabilidade, ALCOA

Gestão de Emissões de Gases de Efeito Estufa. Fabio Abdala Gerente de Sustentabilidade, ALCOA Gestão de Emissões de Gases de Efeito Estufa Fabio Abdala Gerente de Sustentabilidade, ALCOA 2º. DEBATE SOBRE MINERAÇÃO TJ/PA e PUC/SP Tribunal de Justiça do Pará - Belém, 30/09/2011 Gestão Estratégica

Leia mais

DIAGNÓSTICO DO PROGRAMA DE COLETA SELETIVA EM SANTA TEREZINHA DE ITAIPU - PR. Coleta Seletiva, nem tudo é lixo, pense, separe, recicle e coopere.

DIAGNÓSTICO DO PROGRAMA DE COLETA SELETIVA EM SANTA TEREZINHA DE ITAIPU - PR. Coleta Seletiva, nem tudo é lixo, pense, separe, recicle e coopere. DIAGNÓSTICO DO PROGRAMA DE COLETA SELETIVA EM SANTA TEREZINHA DE ITAIPU - PR Coleta Seletiva, nem tudo é lixo, pense, separe, recicle e coopere. Março de 2015 DESCRIÇÃO DO PROGRAMA DE COLETA SELETIVA HISTÓRICO

Leia mais

BOLETIM DE ACOMPANHAMENTO DA EXPANSÃO DA OFERTA

BOLETIM DE ACOMPANHAMENTO DA EXPANSÃO DA OFERTA Este boletim aborda o acompanhamento da expansão da oferta de energia elétrica no Brasil, realizado pela equipe de fiscalização dos serviços de geração da ANEEL, e apresenta os principais resultados observados

Leia mais

Utilização do Google Earth e Google Maps na CEMIG

Utilização do Google Earth e Google Maps na CEMIG Utilização do Google Earth e Google Maps na CEMIG Roberto Proença da Silva Carlos Alberto Moura Companhia Energética de Minas Gerais - CEMIG Superintendência de Tecnologia da Informação - TI Gerência de

Leia mais

Desafios para o desenvolvimento do setor de Energias Renováveis no Brasil

Desafios para o desenvolvimento do setor de Energias Renováveis no Brasil Desafios para o desenvolvimento do setor de Energias Renováveis no Brasil Challenges for developing the RE sector in Brazil International JELARE Networking Workshop 10 de Junho de 2009 Manoel Arlindo Zaroni

Leia mais

Orgânicos e desenvolvimento sustentável

Orgânicos e desenvolvimento sustentável Orgânicos e desenvolvimento sustentável SÉRGIO ANGHEBEN Gestor do Programa Desenvolvimento Rural Sustentável da Itaipu Binacional A princípio, gostaria de chamar atenção no quadro 1 para a área plantada

Leia mais

Release conjunto. Projeto que une educação e sustentabilidade será lançado em Palotina

Release conjunto. Projeto que une educação e sustentabilidade será lançado em Palotina Release conjunto L Projeto que une educação e sustentabilidade será lançado em Palotina Alunos e professores das redes pública e privada de ensino receberão 3.899 livros do Atlas Ambiental Mata Viva, projeto

Leia mais

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: TURISMO DE EXCELÊNCIA

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: TURISMO DE EXCELÊNCIA Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor Vencedores Estaduais na categoria Promoção do turismo de excelência CATEGORIA: TURISMO DE EXCELÊNCIA Município de Santo Antônio da Patrulha RS Vencedores

Leia mais

Fórum e Exposição Energias Renováveis e Alternativas no Cone Sul- ERACS

Fórum e Exposição Energias Renováveis e Alternativas no Cone Sul- ERACS Fórum e Exposição Energias Renováveis e Alternativas no Cone Sul- ERACS Apresentação O Fórum e Exposição Energias Renováveis e Alternativas no Cone Sul- ERACS ocorrerá nos dias 13, 14 e 15 de outubro de

Leia mais

Entrevista: Duke passa de alvo de aquisições para investidora

Entrevista: Duke passa de alvo de aquisições para investidora Entrevista: Duke passa de alvo de aquisições para investidora Wellington Bahnemann São Paulo Mickey Peters, presidente da Duke Energy no Brasil, demonstra entusiasmo ao falar das perspectivas da companhia

Leia mais

Aula 4 Matriz Elétrica Brasileira

Aula 4 Matriz Elétrica Brasileira AULA Fundação 4 MATRIZ Universidade ELÉTRICA Federal de Mato Grosso do Sul 1 Matriz Energética Aula 4 Matriz Elétrica Brasileira Prof. Márcio Kimpara Universidade Federal de Mato Grosso do Sul FAENG /

Leia mais

Geração de Energia a partir de Cavaco de Madeira (Biomassa) Author: Michael Vahrenkamp / Marcio Teixeira Date: 25/11/13

Geração de Energia a partir de Cavaco de Madeira (Biomassa) Author: Michael Vahrenkamp / Marcio Teixeira Date: 25/11/13 Geração de Energia a partir de Cavaco de Madeira (Biomassa) Author: Michael Vahrenkamp / Marcio Teixeira Date: 25/11/13 Geração de Energia a partir de Cavaco de Madeira (Biomassa) Necessidade de projetos

Leia mais

Energias Alternativas e as atividades do Ideal. Mauro Passos Sustentabilidade Palmas Solar

Energias Alternativas e as atividades do Ideal. Mauro Passos Sustentabilidade Palmas Solar Energias Alternativas e as atividades do Ideal Mauro Passos Sustentabilidade Palmas Solar Contexto Internacional Crescimento de investimento em renovável no mundo (Frankfurt School- UNEP Centre/BNEF) 17%

Leia mais

Programa de Educação Ambiental da Usina Hidrelétrica Passo Fundo

Programa de Educação Ambiental da Usina Hidrelétrica Passo Fundo X PRÊMIO LIF 2011 Prêmio de Sustentabilidade da Câmara de Comércio França-Brasil Programa de Educação Ambiental da Usina Hidrelétrica Passo Fundo Participante: Tractebel Energia Categoria: Apoio às comunidades

Leia mais

ENERGIAS RENOVÁVEIS NO BRASIL MAIO 2010

ENERGIAS RENOVÁVEIS NO BRASIL MAIO 2010 ENERGIAS RENOVÁVEIS NO BRASIL MAIO 2010 Índice Conceito de Energia Renovável Energias Renováveis no Brasil Aspectos Gerais de Projetos Eólicos, a Biomassa e PCHs Outorga de Autorização de Projetos Incentivos

Leia mais

POLÍTICA DE ESTADO PARA O CARVÃO MINERAL

POLÍTICA DE ESTADO PARA O CARVÃO MINERAL POLÍTICA DE ESTADO PARA O CARVÃO MINERAL Política energética sustentável: objetivos Segurança de suprimentos Compatibilidade ambiental Mix energético balanceado Eficiência econômica Carvão mineral no mundo

Leia mais

Classificação: Público

Classificação: Público Classificação: Público Classificação: Público Empresa Um dos maiores e mais sólidos grupos de energia elétrica do Brasil e América Latina, que completa 60 anos em 2012. Principais Atividades Energia: geração,

Leia mais

USO DO GÁS NATURAL DE PETRÓLEO NA GERAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA

USO DO GÁS NATURAL DE PETRÓLEO NA GERAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA AGRÍCOLA PÓS - GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA AGRÍCOLA ADP8088 - SEMINÁRIOS EM ENGENHARIA AGRÍCOLA II USO DO GÁS NATURAL DE

Leia mais

fazem bem e dão lucro

fazem bem e dão lucro Melhores práticas de fazem bem e dão lucro Banco Real dá exemplo na área ambiental e ganha reconhecimento internacional Reunidos em Londres, em junho deste ano, economistas e jornalistas especializados

Leia mais

Lean na agroindústria: a transformação da indústria de café torrado e moído no Grupo 2 Irmãos

Lean na agroindústria: a transformação da indústria de café torrado e moído no Grupo 2 Irmãos Lean na agroindústria: a transformação da indústria de café torrado e moído no Grupo 2 Irmãos Julio César Paneguini Corrêa A filosofia lean não mais se restringe às empresas de manufatura. Muitos setores

Leia mais

Apoio do BNDES à Infraestrutura. Lisboa 31 de maio de 2012

Apoio do BNDES à Infraestrutura. Lisboa 31 de maio de 2012 Apoio do BNDES à Infraestrutura Lisboa 31 de maio de 2012 Aspectos Institucionais Quem somos Fundado em 20 de Junho de 1952; Empresa pública de propriedade integral da União; Instrumento chave para implementação

Leia mais

10TT - Monitoramento da Recuperação Ambiental da Bacia Carbonífera de Santa Catarina. Unidade de Medida: % de execução física Especificação do Produto

10TT - Monitoramento da Recuperação Ambiental da Bacia Carbonífera de Santa Catarina. Unidade de Medida: % de execução física Especificação do Produto Programa 2067 - Resíduos Sólidos 10TT - Monitoramento da Recuperação Ambiental da Bacia Carbonífera de Santa Catarina Tipo: Projeto Número de Ações 10 Esfera: 10 - Orçamento Fiscal Função: 18 - Gestão

Leia mais

Economia de Baixo de Carbono, onde estamos? para onde vamos?

Economia de Baixo de Carbono, onde estamos? para onde vamos? Seminário sobre Sustentabilidade no Setor Elétrico Brasileiro Economia de Baixo de Carbono, onde estamos? para onde vamos? 21 de novembro de 2014 Aneel Brasília O conteúdo deste relatório foi produzido

Leia mais

V Conferência da RELOP - Associação de Reguladores de Energia dos Países de Língua Oficial Portuguesa

V Conferência da RELOP - Associação de Reguladores de Energia dos Países de Língua Oficial Portuguesa V Conferência da RELOP - Associação de Reguladores de Energia dos Países de Língua Oficial Portuguesa Aspetos regulatórios da energia renovável no Brasil Fernando Colli Munhoz Assessor Sup. de Regulação

Leia mais

WORKSHOP PERSPECTIVAS E DESAFIOS DA ENERGIA NUCLEAR NA MATRIZ ELÉTRICA DO BRASIL

WORKSHOP PERSPECTIVAS E DESAFIOS DA ENERGIA NUCLEAR NA MATRIZ ELÉTRICA DO BRASIL WORKSHOP PERSPECTIVAS E DESAFIOS DA ENERGIA NUCLEAR NA MATRIZ ELÉTRICA DO BRASIL GESEL / SINERGIA / EDF A OPÇÃO NUCLEAR PARA GERAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA NO BRASIL Altino Ventura Filho Secretário de Planejamento

Leia mais

ESCOLA DE COMANDO E ESTADO-MAIOR DO EXÉRCITO (ECEME) 4º Congresso de Ciências Militares

ESCOLA DE COMANDO E ESTADO-MAIOR DO EXÉRCITO (ECEME) 4º Congresso de Ciências Militares ESCOLA DE COMANDO E ESTADO-MAIOR DO EXÉRCITO (ECEME) 4º Congresso de Ciências Militares Ciências Militares no Século XXI Situação Atual e Desafios Futuros Geopolítica dos Recursos Naturais Fontes Alternativas

Leia mais

BIODIESEL. O NOVO COMBUSTÍVEL DO BRASIL.

BIODIESEL. O NOVO COMBUSTÍVEL DO BRASIL. Folder final 12/4/04 2:45 AM Page 1 BIODIESEL. O NOVO COMBUSTÍVEL DO BRASIL. PROGRAMA NACIONAL DE PRODUÇÃO E USO DO BIODIESEL Folder final 12/4/04 2:45 AM Page 2 BIODIESEL. A ENERGIA PARA O DESENVOLVIMENTO

Leia mais

2T08 Apresentação dos Resultados Utilities Day 2008 - UBS Pactual São Paulo, 8 de outubro de 2008 Manoel Zaroni Torres - CEO

2T08 Apresentação dos Resultados Utilities Day 2008 - UBS Pactual São Paulo, 8 de outubro de 2008 Manoel Zaroni Torres - CEO 2T08 Apresentação dos Resultados Utilities Day 2008 - UBS Pactual São Paulo, 8 de outubro de 2008 Manoel Zaroni Torres - CEO Aviso Importante Este material pode incluir declarações que representem expectativas

Leia mais

O Setor Elétrico Brasileiro e a Sustentabilidade no Século 21 Oportunidades e Desafios

O Setor Elétrico Brasileiro e a Sustentabilidade no Século 21 Oportunidades e Desafios O Setor Elétrico Brasileiro e a Sustentabilidade no Século 21 Oportunidades e Desafios Português Resumo Executivo Esta é a segunda edição revista e ampliada da publicação: O Setor Elétrico Brasileiro e

Leia mais

Diversificação da Matriz Elétrica Nacional. João Mello A&C Energia

Diversificação da Matriz Elétrica Nacional. João Mello A&C Energia Diversificação da Matriz Elétrica Nacional João Mello A&C Energia Agenda 1. O Momento Atual 2. O Efeito Tarifário 3. As Perspectivas com Novas Fontes 4. Considerações Finais Agenda 1. O Momento Atual 2.

Leia mais

Energias Renováveis Palestrante: Lucas Redecker Secretário de Minas e Energia do RS

Energias Renováveis Palestrante: Lucas Redecker Secretário de Minas e Energia do RS Energias Renováveis Palestrante: Lucas Redecker Secretário de Minas e Energia do RS Dia: 15 desetembro/2015 Local: Auditório Central do Colégio Teutônia Horário: 19h30min Configuração dos Sistemas de Distribuição

Leia mais

Revista Corretora do Futuro 1

Revista Corretora do Futuro 1 Revista Corretora do Futuro 1 INAUGURAÇÃO É inaugurada a nova Unidade Regional e de Negócios Lojacorr em Santa Catarina e firmou a identidade da Lojacorr em Florianópolis (SC). Com instalações modernas

Leia mais

12 de maio de 2015 - Belo Horizonte (MG) PROJETO PREMIADO. Realização. 11 3895-8590 eventos@revistaminerios.com.br www.revistaminerios.com.

12 de maio de 2015 - Belo Horizonte (MG) PROJETO PREMIADO. Realização. 11 3895-8590 eventos@revistaminerios.com.br www.revistaminerios.com. 12 de maio de 2015 - Belo Horizonte (MG) PROJETO PREMIADO Realização 11 3895-8590 eventos@revistaminerios.com.br www.revistaminerios.com.br A ArcelorMittal Mineração Brasil vem apresentar o Prêmio ArcelorMittal

Leia mais

Seminário: Energia e Meio Ambiente A origem hídrica da crise de energia

Seminário: Energia e Meio Ambiente A origem hídrica da crise de energia Seminário: Energia e Meio Ambiente A origem hídrica da crise de energia José Henrique R. Cortez Câmara de Cultura José Henrique Cortez 1 Energia e Meio Ambiente Crise Energética? José Henrique Cortez 2

Leia mais

BRIEFING BRASIL. Parceiro:

BRIEFING BRASIL. Parceiro: BRIEFING BRASIL Parceiro: 1 ÍNDICE 1 Índice... 1 2 Introdução... 2 3 Apresentação... 3 3.1 Tema 1 Consumo consciente... 3 3.2 Tema 2 - Qualidade e Satisfação no Atendimento ao Cliente... 4 4 Desenvolvimento

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 15 Discurso na cerimónia de lançamento

Leia mais

Conversão de Energia Térmica em Elétrica a partir da Biomassa

Conversão de Energia Térmica em Elétrica a partir da Biomassa Conversão de Energia Térmica em Elétrica a partir da Biomassa TECNOLOGIAS DISPONÍVEIS www.basesolidaenergia.com.br +55 41 3667 9014 Curitiba PR Objetivo O Objetivo desta apresentação é informar quais os

Leia mais

A costa da África pode ser um foco da indústria no futuro próximo;

A costa da África pode ser um foco da indústria no futuro próximo; Fleury Pissaia * Entre 2011 e 2015, investimento previsto no setor industrial é de R$ 600 bilhões. Desse montante, indústria do petróleo representa 62%. No mesmo período, R$ 750 bilhões serão alocados

Leia mais

Do rio que tudo arrasta se diz que é violento Mas ninguém diz violentas as margens que o comprimem. Bertold Brecht

Do rio que tudo arrasta se diz que é violento Mas ninguém diz violentas as margens que o comprimem. Bertold Brecht Do rio que tudo arrasta se diz que é violento Mas ninguém diz violentas as margens que o comprimem Bertold Brecht Instalações Elétricas Prediais A ENG04482 Prof. Luiz Fernando Gonçalves AULA 3 Usinas Hidrelétricas

Leia mais

Papel da Energia Alternativa na Política Energética do Brasil

Papel da Energia Alternativa na Política Energética do Brasil Seminário Internacional Fontes Alternativas de Energia e Eficiência Energética Papel da Energia Alternativa na Política Energética do Brasil Por Laura Porto Brasília, Junho de 2002 BRASIL CAPACIDADE INSTALADA

Leia mais

Medidas Concretas para Agilizar o Licenciamento Ambiental ABRAPCH Março 2015

Medidas Concretas para Agilizar o Licenciamento Ambiental ABRAPCH Março 2015 Medidas Concretas para Agilizar o Licenciamento Ambiental ABRAPCH Março 2015 Hélvio Neves Guerra Superintendente de Concessões e Autorizações de Geração SCG Vantagens das PCHs Serviços e Equipamentos 100%

Leia mais

Somando forças até o fim da pobreza. CARE Brasil Relatório Anual

Somando forças até o fim da pobreza. CARE Brasil Relatório Anual Somando forças até o fim da pobreza CARE Brasil Relatório Anual 2012 CARE Internacional Em 2012, a CARE apoiou 997 projetos de combate à pobreza em 84 países, beneficiando estimadamente 84 milhões de pessoas.

Leia mais

DESAFIOS E OPORTUNIDADES

DESAFIOS E OPORTUNIDADES DESAFIOS E OPORTUNIDADES Pontos Principais... A Sabesp tem compromisso com a política pública e com critérios de eficiência de mercado O novo marco regulatório do saneamento encerra desafios e oportunidades

Leia mais

A inserção das fontes de energia renováveis no processo de desenvolvimento da matriz energética do país: A participação da Energia Eólica

A inserção das fontes de energia renováveis no processo de desenvolvimento da matriz energética do país: A participação da Energia Eólica A inserção das fontes de energia renováveis no processo de desenvolvimento da matriz energética do país: A participação da Energia Eólica Elbia Melo 1 No ano de 2012, o Brasil figurou no cenário internacional

Leia mais

Contribuição de Hidroeléctricas e Barragens para o Desenvolvimento Sustentável em África

Contribuição de Hidroeléctricas e Barragens para o Desenvolvimento Sustentável em África Contribuição de Hidroeléctricas e Barragens para o Desenvolvimento Sustentável em África Madalena Dray Consultora Socio-Ambiental Luanda, 24 a 27 de Setembro de 2013 CONFERÊNCIA INTERNACIONAL SOBRE ENERGIA

Leia mais

Sua empresa é CIDADÃ?

Sua empresa é CIDADÃ? Sua empresa é CIDADÃ? A Câmara de Comércio e Indústria do Estado do Rio de Janeiro (CAERJ) em uma iniciativa inédita está compilando informações corporativas de todos os segmentos: indústria, comércio

Leia mais

Luciano Coutinho Presidente

Luciano Coutinho Presidente O papeldo BNDES napromoçãodo desenvolvimento econômico e social do Brasil IV Fórum Internacional de comunicação e sustentabilidade Brasília, 26 de maio de 2011 Luciano Coutinho Presidente O Brasil ingressa

Leia mais

Foto 01. Foto 02. Foto 03. Apresentação da Empresa. Dezembro de 2014. Foto 05

Foto 01. Foto 02. Foto 03. Apresentação da Empresa. Dezembro de 2014. Foto 05 U compromisso Um i com o desenvolvimento sustentável, em harmonia com o ambiente natural. nat ral Foto 01 Foto 02 Foto 03 F 04 Foto Apresentação da Empresa Dezembro de 2014 Foto 05 HISTÓRICO A ECSA Engenharia

Leia mais

Desafios para o desenvolvimento do setor de Energias Renováveis no Brasil

Desafios para o desenvolvimento do setor de Energias Renováveis no Brasil Desafios para o desenvolvimento do setor de Energias Renováveis no Brasil José Carlos Cauduro Minuzzo APRESENTAÇÃO PARA INVESTIDORES Beberibe (CE) 22 de outubro de 2009 1 Agenda Panorama mundial e brasileiro

Leia mais

1. Você gostou da exposição Ocupação Ballet Stagium no Itaú Cultural? sim não 32 0

1. Você gostou da exposição Ocupação Ballet Stagium no Itaú Cultural? sim não 32 0 1. Você gostou da exposição Ocupação Ballet Stagium no Itaú Cultural? sim não 32 0 Do que você mais gostou? De tudo 9 Resposta inadequada 7 Balé apresentado nos vídeos 4 Simulação do ônibus 4 Das músicas

Leia mais

Luiz Pinguelli Rosa. SEMINÁRIO Florianópolis, junho de 2015. O Setor Elétrico no Contexto da Política de Energia e Mudança Climática

Luiz Pinguelli Rosa. SEMINÁRIO Florianópolis, junho de 2015. O Setor Elétrico no Contexto da Política de Energia e Mudança Climática SEMINÁRIO Florianópolis, junho de 2015 O Setor Elétrico no Contexto da Política de Energia e Mudança Climática Luiz Pinguelli Rosa Diretor da COPPE UFRJ * Secretário do Fórum Brasileiro de Mudanças Climáticas

Leia mais

Relatório de Sustentabilidade 2014

Relatório de Sustentabilidade 2014 Relatório de Sustentabilidade 2014 Sumário Executivo Março de 2015 A Brasil Kirin Jovem, mas cheia de história A Brasil Kirin faz parte de um dos maiores grupos de bebidas do mundo, a japonesa Kirin Holdings

Leia mais

Relatório de Sustentabilidade 2014

Relatório de Sustentabilidade 2014 Relatório de Sustentabilidade 2014 Sumário Executivo Março de 2015 BrKirin_RAS2014_Compacta.indd 1 02/06/15 13:03 A Brasil Kirin Jovem, mas cheia de história A Brasil Kirin faz parte de um dos maiores

Leia mais

Reed Exhibitions Alcantara Machado & Reed Expositions France

Reed Exhibitions Alcantara Machado & Reed Expositions France Reed Exhibitions Alcantara Machado & Reed Expositions France Estrutura do grupo Reed Elsevier REED EXHIBITIONS Alcance Global 500 eventos por ano 43 países 43 setores da economia 7 milhões de visitantes

Leia mais

APROVEITAMENTO DO POTENCIAL HIDRELÉTRICO NACIONAL : Alternativas Após o Seu Esgotamento

APROVEITAMENTO DO POTENCIAL HIDRELÉTRICO NACIONAL : Alternativas Após o Seu Esgotamento Altino Ventura Filho Secretário de Planejamento e Desenvolvimento Energético - Ministério de Minas e Energia APROVEITAMENTO DO POTENCIAL HIDRELÉTRICO NACIONAL : Alternativas Após o Seu Esgotamento Sumário

Leia mais

Atuação do BNDES no Financiamento à Cogeração. e às s Fontes Alternativas de Energia. Alternativas de Energia. Raquel Batissaco Duarte

Atuação do BNDES no Financiamento à Cogeração. e às s Fontes Alternativas de Energia. Alternativas de Energia. Raquel Batissaco Duarte Atuação do BNDES no Financiamento à Cogeração e às s Fontes Alternativas de Energia Raquel Batissaco Duarte Gerente Departamento de Gás, Petróleo, Cogeração e Fontes Alternativas de Energia Belo Horizonte,

Leia mais

APRESENTAÇÃO DE RESULTADOS 4T07. Março de 2008

APRESENTAÇÃO DE RESULTADOS 4T07. Março de 2008 APRESENTAÇÃO DE RESULTADOS 4T07 Março de 2008 Aviso Importante Este material pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros de acordo com a regulamentação de

Leia mais

CONSELHO UNIVERSITÁRIO CONSUNI

CONSELHO UNIVERSITÁRIO CONSUNI CONSELHO UNIVERSITÁRIO CONSUNI PROCESSO Nº 011/2012 ASSUNTO: Proposta de adequação das diretrizes para a parceria FURB-UFSC. INTERESSADO: Administração Superior. PROCEDÊNCIA: Reitoria. I - HISTÓRICO: Em

Leia mais

Entrevista Jorge M. Samek Diretor Geral Brasileiro - Itaipu Binacional Curitiba, 13 de abril de 2015

Entrevista Jorge M. Samek Diretor Geral Brasileiro - Itaipu Binacional Curitiba, 13 de abril de 2015 1 Entrevista Jorge M. Samek Diretor Geral Brasileiro - Itaipu Binacional Curitiba, 13 de abril de 2015 P - O que significa para a Itaipu Binacional, para Foz do Iguaçu e região trinacional (Argentina,

Leia mais

Comercialização de Energia Elétrica no Brasil III Seminário: Mercados de Eletricidade e Gás Natural Investimento, Risco e Regulação

Comercialização de Energia Elétrica no Brasil III Seminário: Mercados de Eletricidade e Gás Natural Investimento, Risco e Regulação Comercialização de Energia Elétrica no Brasil III Seminário: Mercados de Eletricidade e Gás Natural Investimento, Risco e Regulação Élbia Melo 12/02/2010 Agenda O Setor Elétrico Brasileiro Comercialização

Leia mais

9 anos acreditando na comunidade! 05.05 - RELATÓRIO GERAL DE ATIVIDADES 2012 / 2013

9 anos acreditando na comunidade! 05.05 - RELATÓRIO GERAL DE ATIVIDADES 2012 / 2013 INSTITUTO DE DESENVOLVIMENTO ESPERANÇA BRASIL OSCIP ORGANIZAÇÃO DA SOCIEDADE CIVIL DE INTERESSE PÚBLICO 9 anos acreditando na comunidade! 05.05 - RELATÓRIO GERAL DE ATIVIDADES 2012 / 2013 Janeiro de 2014.

Leia mais

BB Votorantim Energia Sustentável I, II e III*

BB Votorantim Energia Sustentável I, II e III* Fundos de Investimento em Participações em Infraestrutura BB Votorantim Energia Sustentável I, II e III* Fotomeramenteilustrativa. Trata-se dapch Buritido GrupoAtiaiaEnergiaS.A., que não faz parte do produto

Leia mais

ÍNDICE. A Feira. Expositores. Visitantes. Marketing. Comunicação. Galeria de fotos

ÍNDICE. A Feira. Expositores. Visitantes. Marketing. Comunicação. Galeria de fotos POST SHOW REPORT ÍNDICE A Feira Expositores Visitantes Marketing Comunicação Galeria de fotos APOIOS MEDIA PARTNERS O SUCESSO EM 2011 Área total de exposição: 60 mil m² Crescimento de 20% das áreas de

Leia mais

José Allankardec Fernandes Rodrigues

José Allankardec Fernandes Rodrigues José Allankardec Fernandes Rodrigues Objetivo geral Analisar o cenário carbonífero brasileiro em 2013 na percepção de pequenas empresas. Objetivos específicos Destacar o marco regulatório em face da definição

Leia mais

Local Conference Call TRACTEBEL ENERGIA S/A Nac. Resultados do 2º Trimestre de 2007 15 de Agosto de 2007 10h AM Horário Local

Local Conference Call TRACTEBEL ENERGIA S/A Nac. Resultados do 2º Trimestre de 2007 15 de Agosto de 2007 10h AM Horário Local Local Conference Call TRACTEBEL ENERGIA S/A Nac. Resultados do 2º Trimestre de 2007 15 de Agosto de 2007 10h AM Horário Local Operadora: Bom dia. Esta é a teleconferência da Tractebel Energia. Todos os

Leia mais

Release conjunto. Projeto itinerante leva teatro sobre sustentabilidade para crianças de escolas públicas de São Luiz Gonzaga (RS)

Release conjunto. Projeto itinerante leva teatro sobre sustentabilidade para crianças de escolas públicas de São Luiz Gonzaga (RS) Release conjunto Projeto itinerante leva teatro sobre sustentabilidade para crianças de escolas públicas de São Luiz Gonzaga (RS) Teatro Mata Viva fica na cidade entre os dias 10 e 19 de setembro com espetáculo

Leia mais

Empresários da Capital miram o mercado americano

Empresários da Capital miram o mercado americano Mídia Eletrônica (Moacir Pereira, Diário Catarinense, Pág.12, 2/3) Empresários da Capital miram o mercado americano Em workshop de negócios, Associação Comercial quer estreitar o relacionamento com empresas

Leia mais