( ) Dançar é chamar corpo ao pensamento ( )

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "( ) Dançar é chamar corpo ao pensamento ( )"

Transcrição

1 Realizado por alunos do 1º ano - Curso de Formação Inicial em Educação Básica - Expressão Plástica Professora Helena Quintela - ESEI Maria Ulrich, 2011/2012 ( ) Dançar é chamar corpo ao pensamento ( ) Tiago Torres da Silva i

2 A todos os que são apaixonados pela Vida Vivida ao sabor da arte, das expressões artísticas, da educação! ii

3 AGRADECIMENTOS Se estamos aqui reunidos estou contente. Penso com alegria que tudo quanto escrevi e vivi serviu para nos aproximar. (...) Bem vale haver lutado e cantado, bem vale haver vivido se o amor me acompanha. Pablo Neruda Agradeço primeiro que tudo a oportunidade que a vida me deu de fazer este trabalho...pois sinto que cresci muito, foi um grande desafio, que fez superarme, ainda que sinta que continuo a ter muito para crescer e para fazer, mais e melhor. Agradecer a família que tenho, sempre! Agradecer directamente a cada um, pela presença constante. Mãe, obrigada pela logística, obrigada por todas as vezes que interrompeste o meu trabalho para falar da vida que continuava a correr, e se não fossem as tuas conversas a quebrar o meu trabalho estaria sem dúvida out do mundo!!! Obrigada pai pela tranquilidade e serenidade que me ensinas todos os dias da nossa vida, ainda que por dentro estejamos um turbilhão! Obrigada mana por estares ao meu lado a par e passo nos crescimentos que vamos fazendo, sem o teu exemplo não teria o mesmo sabor. Obrigada Erasmo, pelas palavras de compreensão, força e reforço para continuar. Longe mas sempre presente! Obrigada Lourenço por controlares o volume do meu trabalho, por perguntares em cada dia: Mãe, quantas páginas escreveste? Obrigada pela cumplicidade no trabalho e por todas as vezes que estudaste ao meu lado dando o teu contributo genuíno, que tanto me maravilha. Obrigada Martim por compreenderes que agora finalmente poderás ir para o futebol ao sábado de manhã. Obrigada por todos os jardins zoológicos que construíste sozinho, e por me ensinares a trabalhar com a tua voz como iii

4 fundo de presença. Obrigada pela tua sinceridade: Mãe estou farto desse trabalho!! Obrigada Matilde por todos os passeios de bicicleta que fizeste com o Martim para eu poder trabalhar, minha adorada afilhada. Um agradecimento muito especial à Professora Doutora Nair Rios Azevedo que desde o primeiro minuto me mostrou que este podia ser um trabalho interessante. A sua paciência, disponibilidade, sabedoria, competência e orientação fizeram com que me sentisse motivada para o trabalho a desenvolver, muito, muito grata! Obrigada a todos os colegas de trabalho da Escola Superior de Educação Maria Ulrich, que diariamente acreditam no meu trabalho. Alguns destes colegas tiveram um papel particular neste percurso a eles dirijo um agradecimento especial: À Maria Lacerda, que me desbloqueou em todos os momentos que achava que não havia nada para sair! Para sempre grata. À Cecília Moreira, amiga incondicional, por levar os meus filhos à natação, e por formatar o trabalho para que eu não perdesse nenhum parágrafo!!! À Helena Quintela por manter a minha ligação com a arte acesa, como professora e agora como colega. À Celeste Ribeiro por interromper, via Skipe a minha concentração nocturna e pela ajuda na recta final do trabalho. Agradeço aos meus alunos, que todos os dias me fazem descobrir e confirmar aquilo em que mais acredito, nas pessoas! Agradeço ao grupo de entrevistados pela disponibilidade e preciosa partilha, que tanto enriqueceu este trabalho, e a minha própria experiência. Agradeço ainda aos amigos de casa que souberam perceber as minhas presenças saltitantes! E sempre que precisei estiveram presentes a tempo inteiro. Obrigada Filipa Palha pelas correcções finais! Agradeço a todos os que tiveram paciência para chegar ao fim dos agradecimentos! Este foi um trabalho por demais significativo! Grata! iv

5 RESUMO Limpo, S. P. (2011). Práticas de Expressão pelo Movimento no Pré-Escolar. Dissertação de Mestrado, Faculdade de Motricidade Humana, Universidade Técnica de Lisboa. Orientadora: Professora Doutora Nair Rios Azevedo Este trabalho procura perceber a perspectiva dos profissionais sobre Expressão pelo Movimento na educação Pré-Escolar. Quisemos delinear as fronteiras da Expressão pelo Movimento, estabelecendo uma ligação directa com a dança. Teoricamente, abordámos as práticas educativas no Pré- Escolar, particularmente a Expressão pelo Movimento; e a relação da educação com a arte. Quisemos perceber como é que os Educadores integram esta área nas suas práticas e, por outro lado, como é que os profissionais especialistas na área da dança vêem a Expressão pelo Movimento nas práticas educativas do Pré-Escolar. Neste percurso entrevistamos dois Educadores de Infância, dois professores da formação inicial (um em educação básica e outro em dança), e dois especialistas da área da dança, um a leccionar no Pré-Escolar e outro profissional de programação e produção de obras de arte. Com este estudo podemos confirmar a convicção da necessidade de: integrar a Expressão pelo Movimento nas práticas educativas do Pré-Escolar; integrar os professores especialistas da área da dança nas equipas educativas; fomentar na formação inicial e contínua dos Educadores, no âmbito da Expressão pelo Movimento, uma orientação mais aprofundada da especificidade da dança. Palavras-chave: Expressão pelo Movimento; Dança na Educação; Educação e Arte; Pré-Escolar; Arte; Educação de Infância; formação inicial de Educadores; Educadores de Infância; interprofissionalidade v

6 ABSTRACT Limpo, S. P. (2011). Practices of "Expressive Movement" in Preschool. Master Dissertation, Faculdade de Motricidade Humana, Universidade Técnica de Lisboa. Supervising Teacher: Professora Doutora Nair Rios Azevedo This work attempts to understand the perspective of the professionals on the Expressive Movement in Preschool Education. We wanted to delineate the boundaries of Expressive Movement, establishing a direct connection with dance. Theoretically, we addressed the educational practices in Preschool, particularly the Expressive Movement, and relationship with the art and education. We wanted to understand how the educators integrate this area into their practices and, secondly, how the specialists of dance see the Expressive Movement in educational practices at the Preschool. In this course we interviewed two kindergarten teachers, two teachers initial training (one in basic education and other in dance), and two specialists in the field of dance, one teach in a preschool and other professional programming and production of works in art. With this study we confirm the conviction of the need to: integrate the Expressive Movement in the educational practices of the Preschool, integrate the specialists teachers in dance area in education teams, promoting the initial and continuing training of teachers, as part of the Expressive Movement, a more detailed specificity of the dance. Keywords: Expressive Movement, Dance in Education, Education and Art, Preschool, Art, Education childhood, initial training of educators, kindergarten teachers, interprofissionalidade vi

7 SIGLAS UTILIZADAS DEB Departamento de Educação Básica E1 - Educador 1 E2 - Educador 2 EPPD - Especialista Programador e Produtor Dança INAFOP - Instituto Nacional de Acreditação da Formação de Professores IPSS Instituição Particular de Solidariedade Social ME Ministério da Educação MEM - Movimento da Escola Moderna OCEPE - Orientações Curriculares para a Educação Pré-Escolar PEDPE - Professor Especialista de Dança no Pré-Escolar PEFE - Professor Especialista na Formação dos Educadores PEFPD - Professor Especialista na Formação dos Professores de Dança TIC - Tecnologias de Informação e Comunicação vii

8 ÍNDICE ÍNDICE DE QUADROS x INTRODUÇÃO 1 PARTE I ENQUADRAMENTO TEÓRICO CAPÍTULO 1 EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR UMA PERSPECTIVA GERAL 5 1. Perspectivas actuais na educação Pré-Escolar: Orientações Curriculares/Metas de Aprendizagem 8 2. Profissionalidade, formação e competências do Educador de Infância Modelos Pedagógicos no Pré-Escolar Pedagogia de Projecto Movimento da Escola Moderna HighScope Reggio Emília 32 CAPÍTULO 2 EDUCAÇÃO E ARTE Educação e Arte, a génese de uma relação Educação e Arte, Porquê? 42 CAPÍTULO 3 A EXPRESSÃO PELO MOVIMENTO NA EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR A Expressão pelo Movimento no Pré-Escolar O papel do Educador na promoção do desenvolvimento da criança 55 PARTE II ESTUDO EMPÍRICO CAPÍTULO 4 DESENVOLVIMENTO METODOLÓGICO Problemática e questão de partida Opções metodológicas: Abordagem Qualitativa Métodos e procedimentos na recolha dos dados 65 viii

9 4. Os sujeitos da investigação Procedimentos para a análise de dados Limitações do estudo 75 CAPÍTULO 5 DESCRIÇÃO E ANÁLISE DOS DADOS Análise interpretativa dos dados 77 Planificações e Recursos 77 Concepções 81 Formação e Experiência 89 CAPÍTULO 6 CONSIDERAÇÕES FINAIS 99 BIBLIOGRAFIA 106 ANEXO 1 INQUÉRITO AOS EDUCADORES (PLANEAMENTO) 114 ANEXO 2 GUIÃO DAS ENTREVISTAS 117 ANEXO 3 QUADRO DE ANÁLISE DAS ENTREVISTAS 121 ix

10 ÍNDICE DE QUADROS Quadro 1 Os Entrevistados Especialistas 73 Quadro 2 Os Entrevistados Educadores de Infância 73 x

UNIVERSIDADE DE LISBOA FACULDADE DE CIÊNCIAS DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO

UNIVERSIDADE DE LISBOA FACULDADE DE CIÊNCIAS DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE DE LISBOA FACULDADE DE CIÊNCIAS DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO APRENDER CIDADANIA COM A DISCIPINA DE HISTÓRIA: 3 PERCURSOS NO CONCELHO DE ODEMIRA Rita Santos Agudo do Amaral Rêgo MESTRADO EM EDUCAÇÃO

Leia mais

UNIVERSIDADE DE LISBOA FACULDADE DE PSICOLOGIA E DE CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO

UNIVERSIDADE DE LISBOA FACULDADE DE PSICOLOGIA E DE CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE DE LISBOA FACULDADE DE PSICOLOGIA E DE CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO O BOM FUNCIONAMENTO DAS EQUIPAS DE APOIO A FAMÍLIAS COM CRIANÇAS E JOVENS EM RISCO DA SANTA CASA DA MISERICÓRDIA DE LISBOA Liliana

Leia mais

This report mirrors my journey as a Master s Degree student and describes my development as a future teacher.

This report mirrors my journey as a Master s Degree student and describes my development as a future teacher. AGRADECIMENTOS Este ponto do presente relatório é dedicado a todos os que, de algum modo, contribuíram para o meu processo de aprendizagem e de formação. Começo por agradecer aos professores que grande

Leia mais

24 O uso dos manuais de Matemática pelos alunos de 9.º ano

24 O uso dos manuais de Matemática pelos alunos de 9.º ano 24 O uso dos manuais de Matemática pelos alunos de 9.º ano Mariana Tavares Colégio Camões, Rio Tinto João Pedro da Ponte Departamento de Educação e Centro de Investigação em Educação Faculdade de Ciências

Leia mais

Lógicas de Supervisão Pedagógica em Contexto de Avaliação de Desempenho Docente ENTREVISTA - Professor Avaliado - E 2

Lógicas de Supervisão Pedagógica em Contexto de Avaliação de Desempenho Docente ENTREVISTA - Professor Avaliado - E 2 Sexo Idade Grupo de docência Feminino 40 Inglês (3º ciclo/secundário) Anos de Escola serviço 20 Distrito do Porto A professora, da disciplina de Inglês, disponibilizou-se para conversar comigo sobre o

Leia mais

Ao meu pai Pela infinidade de palavras que ficaram por dizer. Pelos versos que recitavas, feliz e que ficaram por escrever.

Ao meu pai Pela infinidade de palavras que ficaram por dizer. Pelos versos que recitavas, feliz e que ficaram por escrever. Ao meu pai Pela infinidade de palavras que ficaram por dizer Pelos versos que recitavas, feliz e que ficaram por escrever. V À hora de deitar: - Oh mãe porque é que chegaste tão tarde? Quando acabares

Leia mais

Conhece os teus Direitos. A caminho da tua Casa de Acolhimento. Guia de Acolhimento para Jovens dos 12 aos 18 anos

Conhece os teus Direitos. A caminho da tua Casa de Acolhimento. Guia de Acolhimento para Jovens dos 12 aos 18 anos Conhece os teus Direitos A caminho da tua Casa de Acolhimento Guia de Acolhimento para Jovens dos 12 aos 18 anos Dados Pessoais Nome: Apelido: Morada: Localidade: Código Postal - Telefone: Telemóvel: E

Leia mais

A DISLEXIA COMO DIFICULDADE DE APRENDIZAGEM SOB A ÓTICA DO PROFESSOR UM ESTUDO DE CASO

A DISLEXIA COMO DIFICULDADE DE APRENDIZAGEM SOB A ÓTICA DO PROFESSOR UM ESTUDO DE CASO PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO MESTRADO EM EDUCAÇÃO A DISLEXIA COMO DIFICULDADE DE APRENDIZAGEM SOB A ÓTICA DO PROFESSOR UM ESTUDO DE CASO NEUZA APARECIDA GIBIM PONÇANO Presidente Prudente SP

Leia mais

Tudo tem um tempo. Uma hora para nascer e uma hora para morrer.

Tudo tem um tempo. Uma hora para nascer e uma hora para morrer. CAPITULO 3 Ele não é o Homem que eu pensei que era. Ele é como é. Não se julga um Homem pela sua aparência.. Tudo tem um tempo. Uma hora para nascer e uma hora para morrer. Eu costumava saber como encontrar

Leia mais

Vera L. Cardoso Neto encontra-se a realizar uma Dissertação de Mestrado intitulada ão e Formação: uma Trajetória de Reconciliação com o Sistema

Vera L. Cardoso Neto encontra-se a realizar uma Dissertação de Mestrado intitulada ão e Formação: uma Trajetória de Reconciliação com o Sistema Anexos 71 Anexo I Exmo. Sr. Encarregado de Educação Vera L. Cardoso Neto encontra-se a realizar uma Dissertação de Mestrado intitulada ão e Formação: uma Trajetória de Reconciliação com o Sistema Este

Leia mais

F ONT I S. Carla Valéria Siqueira Pinto da Silva

F ONT I S. Carla Valéria Siqueira Pinto da Silva ARQUITECTURA derrubando F ONT I S Carla Valéria Siqueira Pinto da Silva Lisboa 2011 Para a minha filha Isabella, que acompanhou e ouviu todas as aulas, enquanto crescia dentro de mim e me debruçava sobre

Leia mais

Lógicas de Supervisão Pedagógica em Contexto de Avaliação de Desempenho Docente. ENTREVISTA - Professor Avaliado - E 5

Lógicas de Supervisão Pedagógica em Contexto de Avaliação de Desempenho Docente. ENTREVISTA - Professor Avaliado - E 5 Sexo Idade Grupo de Anos de Escola docência serviço Feminino 46 Filosofia 22 Distrito do Porto A professora, da disciplina de Filosofia, disponibilizou-se para conversar comigo sobre o processo de avaliação

Leia mais

SANDRA MARY ALMEIDA MATTJIE CRENÇAS DE PROFESSORES E ALUNOS DE ESCOLAS DE COMUNIDADE BILÍNGUE SOBRE O PROCESSO DE ENSINO E APRENDIZAGEM DE INGLÊS

SANDRA MARY ALMEIDA MATTJIE CRENÇAS DE PROFESSORES E ALUNOS DE ESCOLAS DE COMUNIDADE BILÍNGUE SOBRE O PROCESSO DE ENSINO E APRENDIZAGEM DE INGLÊS SANDRA MARY ALMEIDA MATTJIE CRENÇAS DE PROFESSORES E ALUNOS DE ESCOLAS DE COMUNIDADE BILÍNGUE SOBRE O PROCESSO DE ENSINO E APRENDIZAGEM DE INGLÊS PORTO ALEGRE 2010 SANDRA MARY ALMEIDA MATTJIE CRENÇAS DE

Leia mais

Dedicatória ---------------------------------------------------------------------------------------- iv

Dedicatória ---------------------------------------------------------------------------------------- iv Índice Dedicatória ---------------------------------------------------------------------------------------- iv Agradecimentos ----------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

Tendo isso em conta, o Bruno nunca esqueceu que essa era a vontade do meu pai e por isso também queria a nossa participação neste projecto.

Tendo isso em conta, o Bruno nunca esqueceu que essa era a vontade do meu pai e por isso também queria a nossa participação neste projecto. Boa tarde a todos, para quem não me conhece sou o Ricardo Aragão Pinto, e serei o Presidente do Concelho Fiscal desta nobre Fundação. Antes de mais, queria agradecer a todos por terem vindo. É uma honra

Leia mais

Gostava de redacções, como gostava! Dos seis filhos da família Santos apenas ele e a Nazaré (que andava no 9. ano) gostavam de escrever; de resto

Gostava de redacções, como gostava! Dos seis filhos da família Santos apenas ele e a Nazaré (que andava no 9. ano) gostavam de escrever; de resto 1 Gostava de redacções, como gostava! Dos seis filhos da família Santos apenas ele e a Nazaré (que andava no 9. ano) gostavam de escrever; de resto eram também os únicos que passavam horas a ler, nos tempos

Leia mais

Programa de Estágios do Núcleo de Engenharia Biológica (PEN)

Programa de Estágios do Núcleo de Engenharia Biológica (PEN) Instituto Superior Técnico Programa de Estágios do Núcleo de Engenharia Biológica (PEN) Núcleo de Engenharia Biológica Em primeiro lugar, a direcção do NEB gostaria de deixar claro que a resposta de forma

Leia mais

Catequese nº 13 (4º Catecismo) Jesus presente no irmão. Jorge Esteves

Catequese nº 13 (4º Catecismo) Jesus presente no irmão. Jorge Esteves Catequese nº 13 (4º Catecismo) Jesus presente no irmão Jorge Esteves Objectivos 1. Reconhecer que Jesus se identifica com os irmãos, sobretudo com os mais necessitados (interpretação e embora menos no

Leia mais

Programa de Estágios do Núcleo de Engenharia Biológica (PEN)

Programa de Estágios do Núcleo de Engenharia Biológica (PEN) Instituto Superior Técnico Programa de Estágios do Núcleo de Engenharia Biológica (PEN) Núcleo de Engenharia Biológica Em primeiro lugar, a direcção do NEB gostaria de deixar claro que a resposta de forma

Leia mais

Eugénia Andrade Lopes A COMUNICAÇÃO NA SALA DE AULA: O USO DAS NOVAS TECNOLOGIAS DE COMUNICAÇÃO ISE INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO

Eugénia Andrade Lopes A COMUNICAÇÃO NA SALA DE AULA: O USO DAS NOVAS TECNOLOGIAS DE COMUNICAÇÃO ISE INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO Eugénia Andrade Lopes A COMUNICAÇÃO NA SALA DE AULA: O USO DAS NOVAS TECNOLOGIAS DE COMUNICAÇÃO ISE INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO Praia, Outubro 2007 A COMUNICAÇÃO NA SALA DE AULA: O USO DAS NOVAS TECNOLOGIAS

Leia mais

CORPO, JOVENS E PRÁTICA DE MUSCULAÇÃO

CORPO, JOVENS E PRÁTICA DE MUSCULAÇÃO UNIVERSIDADE DO PORTO FACULDADE DE DESPORTO CORPO, JOVENS E PRÁTICA DE MUSCULAÇÃO Um estudo em freqüentadores de academia na região do Grande Porto Dissertação apresentada com vista à obtenção do grau

Leia mais

O uso das tic s no processo de ensino aprendizagem: o blog como ferramenta pedagógica

O uso das tic s no processo de ensino aprendizagem: o blog como ferramenta pedagógica UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CEH CENTRO DE EDUCAÇÃO E HUMANIDADES FFP SG FACULDADE DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO O uso das tic s no processo de ensino aprendizagem: o

Leia mais

Título: - Diagnóstico e análise da rede social: o caso da prestação de cuidados continuados a crianças com diabetes.

Título: - Diagnóstico e análise da rede social: o caso da prestação de cuidados continuados a crianças com diabetes. Título: - Diagnóstico e análise da rede social: o caso da prestação de cuidados continuados a crianças com diabetes. Palavras-chave : Análise Redes Sociais, Criança com Diabetes, Cuidados Continuados,

Leia mais

TUTORIA INTERCULTURAL NUM CLUBE DE PORTUGUÊS

TUTORIA INTERCULTURAL NUM CLUBE DE PORTUGUÊS UNIVERSIDADE DE LISBOA FACULDADE DE PSICOLOGIA E DE CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO TUTORIA INTERCULTURAL NUM CLUBE DE PORTUGUÊS SANDRA MARIA MORAIS VALENTE DISSERTAÇÃO DE MESTRADO EM CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO Área de

Leia mais

Trabalho de campo. Janete Aparecida Nunes da Silveira 1

Trabalho de campo. Janete Aparecida Nunes da Silveira 1 Trabalho de campo Janete Aparecida Nunes da Silveira 1 Resumo: Este artigo objetiva discutir a importância dos trabalhos de campo. O trabalho de campo utiliza a metodologia do empirismo para obter seus

Leia mais

A Tua Frase Poderosa. Coaches Com Clientes: Carisma. Joana Areias e José Fonseca WWW.COACHESCOMCLIENTES.COM

A Tua Frase Poderosa. Coaches Com Clientes: Carisma. Joana Areias e José Fonseca WWW.COACHESCOMCLIENTES.COM A Tua Frase Poderosa Coaches Com Clientes: Carisma Joana Areias e José Fonseca WWW.COACHESCOMCLIENTES.COM Introdução Neste pequeno texto pretendo partilhar contigo onde os coaches falham ao apresentarem-se

Leia mais

Coaching para pessoas disponíveis, ambos

Coaching para pessoas disponíveis, ambos Nota da Autora 1001 maneiras de ser Feliz, é o meu terceiro livro. Escrevi Coaching para mães disponíveis e Coaching para pessoas disponíveis, ambos gratuitos e disponíveis no site do Emotional Coaching.

Leia mais

Responsabilidade Social no Ensino em Administração: um estudo exploratório sobre a visão dos estudantes de graduação

Responsabilidade Social no Ensino em Administração: um estudo exploratório sobre a visão dos estudantes de graduação Renata Céli Moreira da Silva Responsabilidade Social no Ensino em Administração: um estudo exploratório sobre a visão dos estudantes de graduação Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada ao Programa

Leia mais

Eu sei o que quero! Eu compro o que quero!

Eu sei o que quero! Eu compro o que quero! Eu sei o que quero! Eu compro o que quero! As pessoas com dificuldades de aprendizagem têm o poder para escolher os seus serviços de apoio. Este folheto está escrito em linguagem fácil. O que é um consumidor?

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DO TUTOR ON-LINE NA FORMAÇÃO DOCENTE

A IMPORTÂNCIA DO TUTOR ON-LINE NA FORMAÇÃO DOCENTE A IMPORTÂNCIA DO TUTOR ON-LINE NA FORMAÇÃO DOCENTE Curso de Especialização em Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva Página Inicial do AVA com a relação das disciplinas do Curso e Formação

Leia mais

Universidade da Beira Interior. Departamento de Psicologia e Educação

Universidade da Beira Interior. Departamento de Psicologia e Educação Universidade da Beira Interior Departamento de Psicologia e Educação A RELEVÂNCIA DO ENSINO DAS CIÊNCIAS PARA A CIDADANIA AO NÍVEL DO 3º CICLO DO ENSINO BÁSICO MARIA JOSÉ DE SOUSA PESTANA Dissertação de

Leia mais

Resumo. pela presença extra, total ou parcial, do cromossoma 21. Assim, existe uma alteração

Resumo. pela presença extra, total ou parcial, do cromossoma 21. Assim, existe uma alteração Resumo A Trissomia XXI caracteriza-se por um distúrbio de origem genética causado pela presença extra, total ou parcial, do cromossoma 21. Assim, existe uma alteração generalizada do Sistema Nervoso Central

Leia mais

Dedico este livro a todas as MMM S* da minha vida. Eu ainda tenho a minha, e é a MMM. Amo-te Mãe!

Dedico este livro a todas as MMM S* da minha vida. Eu ainda tenho a minha, e é a MMM. Amo-te Mãe! Dedico este livro a todas as MMM S* da minha vida. Eu ainda tenho a minha, e é a MMM. Amo-te Mãe! *MELHOR MÃE DO MUNDO Coaching para Mães Disponíveis, www.emotionalcoaching.pt 1 Nota da Autora Olá, Coaching

Leia mais

CULTURAS, POLÍTICAS E PRÁTICAS INCLUSIVAS NO SECTOR PÚBLICO E PRIVADO UM ESTUDO DE CASO EM DUAS ESCOLAS DO 1.º CICLO, DO CONCELHO DE SINTRA

CULTURAS, POLÍTICAS E PRÁTICAS INCLUSIVAS NO SECTOR PÚBLICO E PRIVADO UM ESTUDO DE CASO EM DUAS ESCOLAS DO 1.º CICLO, DO CONCELHO DE SINTRA UNIVERSIDADE TÉCNICA DE LISBOA FACULDADE DE MOTRICIDADE HUMANA CULTURAS, POLÍTICAS E PRÁTICAS INCLUSIVAS NO SECTOR PÚBLICO E PRIVADO UM ESTUDO DE CASO EM DUAS ESCOLAS DO 1.º CICLO, DO CONCELHO DE SINTRA

Leia mais

Mensuração do Desempenho do Gerenciamento de Portfólio de Projetos: Proposta de Modelo Conceitual

Mensuração do Desempenho do Gerenciamento de Portfólio de Projetos: Proposta de Modelo Conceitual Pedro Bruno Barros de Souza Mensuração do Desempenho do Gerenciamento de Portfólio de Projetos: Proposta de Modelo Conceitual Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada ao Programa de Pósgraduação

Leia mais

Transcriça o da Entrevista

Transcriça o da Entrevista Transcriça o da Entrevista Entrevistadora: Valéria de Assumpção Silva Entrevistada: Ex praticante Clarice Local: Núcleo de Arte Grécia Data: 08.10.2013 Horário: 14h Duração da entrevista: 1h COR PRETA

Leia mais

Vinho Novo Viver de Verdade

Vinho Novo Viver de Verdade Vinho Novo Viver de Verdade 1 - FILHOS DE DEUS - BR-LR5-11-00023 LUIZ CARLOS CARDOSO QUERO SUBIR AO MONTE DO SENHOR QUERO PERMANECER NO SANTO LUGAR QUERO LEVAR A ARCA DA ADORAÇÃO QUERO HABITAR NA CASA

Leia mais

Infraestrutura, Gestão Escolar e Desempenho em Leitura e Matemática: um estudo a partir do Projeto Geres

Infraestrutura, Gestão Escolar e Desempenho em Leitura e Matemática: um estudo a partir do Projeto Geres Naira da Costa Muylaert Lima Infraestrutura, Gestão Escolar e Desempenho em Leitura e Matemática: um estudo a partir do Projeto Geres Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada como requisito parcial

Leia mais

Faculdade Boa Viagem DeVry Brasil Centro de Pesquisa e Pós-Graduação em Administração - CPPA Mestrado Profissional em Gestão Empresarial

Faculdade Boa Viagem DeVry Brasil Centro de Pesquisa e Pós-Graduação em Administração - CPPA Mestrado Profissional em Gestão Empresarial Faculdade Boa Viagem DeVry Brasil Centro de Pesquisa e Pós-Graduação em Administração - CPPA Mestrado Profissional em Gestão Empresarial KILMA GALINDO DO NASCIMENTO CULTURA ORGANIZACIONAL E TERCEIRIZAÇÃO:

Leia mais

Questionário. Desenvolvimento Profissional dos Professores

Questionário. Desenvolvimento Profissional dos Professores Questionário Desenvolvimento Profissional dos Professores Com este questionário pretende-se contribuir para o conhecimento de algumas dimensões do desenvolvimento profissional dos professores portugueses,

Leia mais

Amy : Se crianças desescolarizadas não vão a escola, então, como elas aprendem?

Amy : Se crianças desescolarizadas não vão a escola, então, como elas aprendem? Unschooling Life Podcast #2 Por que desescolarizar? Amy : Se crianças desescolarizadas não vão a escola, então, como elas aprendem? Eu fui em busca de pais que desescolarizam seus filhos para fazer essa

Leia mais

BOM DIA DIÁRIO. Guia: Em nome do Pai

BOM DIA DIÁRIO. Guia: Em nome do Pai BOM DIA DIÁRIO Segunda-feira (04.05.2015) Maria, mãe de Jesus e nossa mãe Guia: 2.º Ciclo: Padre Luís Almeida 3.º Ciclo: Padre Aníbal Afonso Mi+ Si+ Uma entre todas foi a escolhida, Do#- Sol#+ Foste tu,

Leia mais

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO CEARÁ FACULDADE CEARENSE CURSO DE PEDAGOGIA SÂMYA DE FREITAS MOURÃO

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO CEARÁ FACULDADE CEARENSE CURSO DE PEDAGOGIA SÂMYA DE FREITAS MOURÃO CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO CEARÁ FACULDADE CEARENSE CURSO DE PEDAGOGIA SÂMYA DE FREITAS MOURÃO PEDAGOGIA EMPRESARIAL: UM OLHAR SOBRE AS PRÁTICASDO PEDAGOGO NAS ORGANIZAÇÕES EMPRESARIAIS FORTALEZA 2012

Leia mais

EMPREENDEDORISMO JOVEM EM CABO VERDE: necessidades e oportunidades

EMPREENDEDORISMO JOVEM EM CABO VERDE: necessidades e oportunidades Ana Teresa Dias Valente Marline Morais Conceição Vieira de Carvalho Ana Teresa Dias Valente Morais EMPREENDEDORISMO JOVEM EM CABO VERDE: necessidades e oportunidades Dissertação de Mestrado em Intervenção

Leia mais

Rotary International Distrito 4570 Programa de Intercâmbio Internacional de Jovens

Rotary International Distrito 4570 Programa de Intercâmbio Internacional de Jovens Rotary International Distrito 4570 Programa de Intercâmbio Internacional de Jovens Depoimentos de Intercambistas Brasileiros 2 Carolina Castro foi aos Estados Unidos em 2011 Programa Longa Duração O ano

Leia mais

ATENÇÃO FARMACÊUTICA PARA PACIENTES PORTADORES DE DIABETES MELLITUS TIPO 2 DA UNIDADE BÁSICA DE SAÚDE DO BAIRRO SANTA CRUZ, CASCAVEL - PR.

ATENÇÃO FARMACÊUTICA PARA PACIENTES PORTADORES DE DIABETES MELLITUS TIPO 2 DA UNIDADE BÁSICA DE SAÚDE DO BAIRRO SANTA CRUZ, CASCAVEL - PR. FACULDADE ASSIS GURGACZ ATENÇÃO FARMACÊUTICA PARA PACIENTES PORTADORES DE DIABETES MELLITUS TIPO 2 DA UNIDADE BÁSICA DE SAÚDE DO BAIRRO SANTA CRUZ, CASCAVEL - PR. Cascavel 2013 ANA PAULA MACHADO ATENÇÃO

Leia mais

Universidade da Beira Interior

Universidade da Beira Interior Universidade da Beira Interior Mestrado em Empreendedorismo e Serviço Social Titulo da Dissertação: PROGRIDE: foco de inovação social? Um estado de caso em três projectos PROGRIDE Mestranda: Vera Alexandra

Leia mais

GUIÃO DE ENTREVISTA ÀS EDUCADORAS DE INFÂNCIA. 2º Momento

GUIÃO DE ENTREVISTA ÀS EDUCADORAS DE INFÂNCIA. 2º Momento 4.1.8. Orientação específica de codificação: Entrevista a educadoras de infância (2º momento) (2001) GUIÃO DE ENTREVISTA ÀS EDUCADORAS DE INFÂNCIA 2º Momento I. Questões sobre a modalidade de prática pedagógica

Leia mais

O PERCURSO ACADÉMICO NA FBAUL E AS PERSPECTIVAS FUTURAS

O PERCURSO ACADÉMICO NA FBAUL E AS PERSPECTIVAS FUTURAS O PERCURSO ACADÉMICO NA FBAUL E AS PERSPECTIVAS FUTURAS QUE OPORTUNIDADES PÓS-LICENCIATURA ESPERAM? EXPECTATIVAS QUE INQUIETAÇÕES TÊM OS ALUNOS DE DC? MADALENA : M QUAL É A TUA PERSPECTIVA DO MERCADO

Leia mais

O Conselho da Europa é uma organização internacional com 47 países membros. O seu trabalho afecta a vida de 150 milhões de crianças e jovens.

O Conselho da Europa é uma organização internacional com 47 países membros. O seu trabalho afecta a vida de 150 milhões de crianças e jovens. Os Serviços de Saúde Amigos das Crianças Crianças e Jovens: digam-nos o que pensam! O Conselho da Europa é uma organização internacional com 47 países membros. O seu trabalho afecta a vida de 150 milhões

Leia mais

RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES 2013

RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES 2013 RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES 2013 Even e Junior Achievement de Minas Gerais UMA PARCERIA DE SUCESSO 1 SUMÁRIO Resultados Conquistados... 3 Resultados do Projeto... 4 Programa Finanças Pessoais... 5 Conceitos

Leia mais

Convite à participação em Painel de especialistas - "Ambientes de aprendizagens com cloud computing"

Convite à participação em Painel de especialistas - Ambientes de aprendizagens com cloud computing 10 de Abril de 2013 às 13:45 Para a.candido@campus.fct.unl.pt Ex.ma Sra. Dra. Ana Clara Cândido, No âmbito do meu trabalho de dissertação Ambientes de aprendizagem com cloud computing:

Leia mais

Contexto. Rosana Jorge Monteiro Magni

Contexto. Rosana Jorge Monteiro Magni Título MUDANÇAS DE CONCEPÇÕES SOBRE O PROCESSO DE ENSINO E APRENDIZAGEM DE GEOMETRIA EM UM CURSO DE ATUALIZAÇÃO PARA PROFESSORES DE MATEMÁTICA DA EDUCAÇÃO BÁSICA Doutoranda da Universidade Anhangura/ Uniban

Leia mais

Biodanza. Para Crianças e Jovens. Manuela Mestre Robert

Biodanza. Para Crianças e Jovens. Manuela Mestre Robert Biodanza Para Crianças e Jovens Manuela Mestre Robert FICHA TÉCNICA: TÍTULO Biodanza para Crianças e Jovens AUTORIA Manuela Mestre Robert Manuela Mestre Robert, 2008 CAPA Crianças do 1º ciclo do Ensino

Leia mais

Previsão da Vida Útil de Pinturas de Fachadas de Edifícios Antigos. Metodologia Baseada na Inspecção de Edifícios em Serviço. www.construlink.

Previsão da Vida Útil de Pinturas de Fachadas de Edifícios Antigos. Metodologia Baseada na Inspecção de Edifícios em Serviço. www.construlink. Metodologia baseada na inspecção de edifícios em serviço Universidade Técnica de Lisboa Instituto Superior Técnico Previsão da Vida Útil de Pinturas de Fachadas de Edifícios Antigos Metodologia Baseada

Leia mais

POR UMA ESCOLA INCLUSIVA

POR UMA ESCOLA INCLUSIVA POR UMA ESCOLA INCLUSIVA Sílvia Ferreira * Resumo: A promoção de uma escola democrática, onde incluir se torne um sinónimo real de envolver, é um desafio com o qual os profissionais de Educação se deparam

Leia mais

Músicos, Ministros de Cura e Libertação

Músicos, Ministros de Cura e Libertação Músicos, Ministros de Cura e Libertação João Paulo Rodrigues Ferreira Introdução Caros irmãos e irmãs; escrevo para vocês não somente para passar instruções, mas também partilhar um pouco da minha experiência

Leia mais

Intercâmbio sem fronteiras! PROSPECTUS 2014. Global Active Study

Intercâmbio sem fronteiras! PROSPECTUS 2014. Global Active Study PROSPECTUS 2014 www.globalactivestudy.com A é uma agência educacional com sede na Inglaterra, com parceiros em vários países! Nossa empresa oferece cursos com atividades extracurriculares, que facilitam

Leia mais

PROGRAMA INTERAÇÕES IMPROVÁVEIS

PROGRAMA INTERAÇÕES IMPROVÁVEIS 1 PROGRAMA INTERAÇÕES IMPROVÁVEIS COORDENAÇÃO ANA AMÉLIA NOBRE FORTIN SÃO PAULO, NOVEMBRO DE 2014 RESULTADO AVALIAÇÕES Abril 2013 PARTICIPAÇÃO 12 CRECHES Bela Vista, Jd. Guarapiranga I, Jd. Guarapiranga

Leia mais

Este documento faz parte do acervo do Centro de Referência Paulo Freire. acervo.paulofreire.org

Este documento faz parte do acervo do Centro de Referência Paulo Freire. acervo.paulofreire.org Este documento faz parte do acervo do Centro de Referência Paulo Freire acervo.paulofreire.org RENATA GHELLERE PAULO FREIRE E A EDUCAÇÃO NA SALA DE AULA DO CCBEU CURITIBA Dissertação apresentada ao Programa

Leia mais

BIBLIOTECA ESCOLAR CENTRO DE RECURSOS EDUCATIVOS COMO FAZER UM TRABALHO DE PESQUISA

BIBLIOTECA ESCOLAR CENTRO DE RECURSOS EDUCATIVOS COMO FAZER UM TRABALHO DE PESQUISA BIBLIOTECA ESCOLAR CENTRO DE RECURSOS EDUCATIVOS COMO FAZER UM TRABALHO DE PESQUISA Se pesquisares sobre os temas das aulas, serás um aluno de sucesso que saberá aprender e continuará a aprender pela vida

Leia mais

um trabalho em desenvolvimento

um trabalho em desenvolvimento Departamento de Didáctica e Tecnologia Educativa O portfolio e a construção do currículo para uma educação em línguas: potencialidades e constrangimentos em contexto escolar português um trabalho em desenvolvimento

Leia mais

Monotorização de Inquéritos em Meio Escolar: Inquérito nº 0369400001 1 mensagem

Monotorização de Inquéritos em Meio Escolar: Inquérito nº 0369400001 1 mensagem Monotorização de Inquéritos em Meio Escolar: Inquérito nº 0369400001 1 mensagem mime-noreply@gepe.min-edu.pt 7 de Março de 2013 às 16:52 Para jose.cruz@campus.ul.pt Exmo(a)s.

Leia mais

MARLI DA COSTA RAMOS SCATRALHE FAMÍLIA E ESCOLA: DOIS SISTEMAS INTERDEPENDENTES NA COMPREENSÃO DOS SIGNIFICADOS NO PROCESSO ESCOLAR DO FILHO/ALUNO

MARLI DA COSTA RAMOS SCATRALHE FAMÍLIA E ESCOLA: DOIS SISTEMAS INTERDEPENDENTES NA COMPREENSÃO DOS SIGNIFICADOS NO PROCESSO ESCOLAR DO FILHO/ALUNO MARLI DA COSTA RAMOS SCATRALHE FAMÍLIA E ESCOLA: DOIS SISTEMAS INTERDEPENDENTES NA COMPREENSÃO DOS SIGNIFICADOS NO PROCESSO ESCOLAR DO FILHO/ALUNO CENTRO UNIVERSITÁRIO FIEO Osasco 2009 MARLI DA COSTA RAMOS

Leia mais

www.jyotimaflak.com Glücks- Akademie mit JyotiMa Flak Academia da felizidade com JyotiMa Flak

www.jyotimaflak.com Glücks- Akademie mit JyotiMa Flak Academia da felizidade com JyotiMa Flak www.jyotimaflak.com Glücks- Akademie mit JyotiMa Flak Academia da felizidade com JyotiMa Flak Entrevista com Ezequiel Quem é você? Meu nome é Ezequiel, sou natural do Rio de Janeiro, tenho 38 anos, fui

Leia mais

TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE E ESCLARECIDO

TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE E ESCLARECIDO APÊNDICES 182 APÊNDICE A UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS FACULDADE DE EDUCAÇÃO - FACED PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO PPGE MESTRADO EM EDUCAÇÃO TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE E ESCLARECIDO PESQUISA:

Leia mais

Transcrição de Entrevista nº 5

Transcrição de Entrevista nº 5 Transcrição de Entrevista nº 5 E Entrevistador E5 Entrevistado 5 Sexo Feminino Idade 31 anos Área de Formação Engenharia Electrotécnica e Telecomunicações E - Acredita que a educação de uma criança é diferente

Leia mais

Relatório de Estágio

Relatório de Estágio Rita Raquel Oliveira Medeiros Universidade dos Açores Departamento de Ciências da Educação Relatório de Estágio Práticas educativas promotoras da integração curricular na Educação Pré-Escolar e no 1.º

Leia mais

INSTITUTO SUPERIOR MIGUEL TORGA ESCOLA SUPERIOR DE ALTOS ESTUDOS

INSTITUTO SUPERIOR MIGUEL TORGA ESCOLA SUPERIOR DE ALTOS ESTUDOS INSTITUTO SUPERIOR MIGUEL TORGA ESCOLA SUPERIOR DE ALTOS ESTUDOS Envolvimento parental e nível sociocultural das famílias: Estudo comparativo num agrupamento escolar Marco Sérgio Gorgulho Rodrigues Dissertação

Leia mais

Sinopse I. Idosos Institucionalizados

Sinopse I. Idosos Institucionalizados II 1 Indicadores Entrevistados Sinopse I. Idosos Institucionalizados Privação Até agora temos vivido, a partir de agora não sei Inclui médico, enfermeiro, e tudo o que for preciso de higiene somos nós

Leia mais

O JORNAL DO COMMERCIO E A EDUCAÇÃO

O JORNAL DO COMMERCIO E A EDUCAÇÃO RENATA DOS SANTOS SOARES O JORNAL DO COMMERCIO E A EDUCAÇÃO Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada como requisito parcial para obtenção do título de Mestre pelo Programa de Pós- Graduação em Educação

Leia mais

Capital Humano e Capital Social: Construir Capacidades para o Desenvolvimento dos Territórios

Capital Humano e Capital Social: Construir Capacidades para o Desenvolvimento dos Territórios UNIVERSIDADE DE LISBOA FACULDADE DE LETRAS DEPARTAMENTO DE GEOGRAFIA Capital Humano e Capital Social: Construir Capacidades para o Desenvolvimento dos Territórios Sandra Sofia Brito da Silva Dissertação

Leia mais

LIÇÃO 2 AMOR: DECIDIR AMAR UNS AOS OUTROS

LIÇÃO 2 AMOR: DECIDIR AMAR UNS AOS OUTROS LIÇÃO 2 AMOR: DECIDIR AMAR UNS AOS OUTROS RESUMO BÍBLICO I João 4:7-21; Jo 13:35 Tudo começou com o amor de Deus por nós. Ele nos amou primeiro e nós precisamos responder a isso. Ele provou seu amor, através

Leia mais

O PAPEL DA CONTAÇÃO DE HISTÓRIA NA EDUCAÇÃO INFANTIL

O PAPEL DA CONTAÇÃO DE HISTÓRIA NA EDUCAÇÃO INFANTIL 0 O PAPEL DA CONTAÇÃO DE HISTÓRIA NA EDUCAÇÃO INFANTIL 1 O PAPEL DA CONTAÇÃO DE HISTÓRIA NA EDUCAÇÃO INFANTIL Renato da Guia Oliveira 2 FICHA CATALOGRÁFICA OLIVEIRA. Renato da Guia. O Papel da Contação

Leia mais

OS AMIGOS NÃO SE COMPRAM

OS AMIGOS NÃO SE COMPRAM OS AMIGOS NÃO SE COMPRAM Era o dia 22 de dezembro. O Natal aproximava-se e o Pai Natal estava muito atarefado a preparar os sacos com os brinquedos. Muito longe dali, em Portugal, um menino chamado João

Leia mais

Serviço Comunitário na licenciatura em Psicologia: Um programa com reconhecidas vantagens na qualidade da formação dos futuros psicólogos

Serviço Comunitário na licenciatura em Psicologia: Um programa com reconhecidas vantagens na qualidade da formação dos futuros psicólogos na licenciatura em Psicologia: Um programa com reconhecidas vantagens na qualidade da formação dos futuros psicólogos 1.º Congresso Nacional da Ordem dos Psicólogos 18 a 21 abril 2012 Luísa Ribeiro Trigo*,

Leia mais

REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS. Idade na admissão.

REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS. Idade na admissão. REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO Código Entrevista: 2 Data: 18/10/2010 Hora: 16h00 Duração: 23:43 Local: Casa de Santa Isabel DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS Idade

Leia mais

SUMÁRIO. Introdução... 01. Capítulo 1: Fundamentação teórica... 06. 1.1 Origem e desenvolvimento da abordagem instrumental... 06

SUMÁRIO. Introdução... 01. Capítulo 1: Fundamentação teórica... 06. 1.1 Origem e desenvolvimento da abordagem instrumental... 06 vii Resumo Este estudo apresenta os resultados de uma análise de necessidades de uso da língua inglesa de estudantes de um curso universitário de Publicidade e Propaganda, bem como de profissionais dessa

Leia mais

Práticas de Ensino Supervisionadas em Educação Pré-Escolar com enfoque investigativo em jogos, brincadeiras e parcerias sociais em creche

Práticas de Ensino Supervisionadas em Educação Pré-Escolar com enfoque investigativo em jogos, brincadeiras e parcerias sociais em creche Práticas de Ensino Supervisionadas em Educação Pré-Escolar com enfoque investigativo em jogos, brincadeiras e parcerias sociais em creche Sara Sofia Silva Parreira Mestrado em Educação Pré-Escolar Práticas

Leia mais

TRANSTORNO DO AUTISTA NA EDUCAÇÃO INFANTIL

TRANSTORNO DO AUTISTA NA EDUCAÇÃO INFANTIL FACULDADE MÉTODO DE SÃO PAULO LICENCIATURA EM PEDAGOGIA ERIKA DE SOUZA NOGUEIRA JENIFFER OLIVEIRA RODRIGUES COSTA JESSICA PRISCILLA TESLENCO MARTINS PINHEIRO TRANSTORNO DO AUTISTA NA EDUCAÇÃO INFANTIL

Leia mais

Guia de Campanha. A marca Nº1

Guia de Campanha. A marca Nº1 Guia de Campanha A marca Nº1 de colorações na Europa! ÍNDICE 1 - INTRODUÇÃO À CAMPANHA 1.1 - Como funciona a campanha? 1.2 - Nesta campanha queremos... 2 - SCHWARZKOPF PALETTE 3 - A CAMPANHA 3.1 - Fase

Leia mais

IMPLICAÇÕES DA FORMAÇÃO CONTINUADA DOCENTE PARA A INCLUSÃO DIGITAL NA ESCOLA PÚBLICA

IMPLICAÇÕES DA FORMAÇÃO CONTINUADA DOCENTE PARA A INCLUSÃO DIGITAL NA ESCOLA PÚBLICA IMPLICAÇÕES DA FORMAÇÃO CONTINUADA DOCENTE PARA A INCLUSÃO DIGITAL NA ESCOLA PÚBLICA Adriana Richit, Bárbara Pasa, Valéria Lessa, Mauri Luís Tomkelski, André Schaeffer, Andriceli Richit, Angélica Rossi

Leia mais

1. Você escolhe a pessoa errada porque você espera que ela mude após o casamento.

1. Você escolhe a pessoa errada porque você espera que ela mude após o casamento. 10 Maneiras de se Casar com a Pessoa Errada O amor cego não é uma forma de escolher um parceiro. Veja algumas ferramentas práticas para manter os seus olhos bem abertos. por Rabino Dov Heller, Mestre em

Leia mais

GS Educacional www.gseducacional.com.br

GS Educacional www.gseducacional.com.br Curso: Completo de Importação Henrique, boa noite. Nós que pensamos a Meritocracia e valoramos a quem Realiza, nos vimos na obrigação de dar feedbacks. Em pouco tempo de curso e sem nem receber ainda a

Leia mais

As religiões na escola

As religiões na escola G E R A Ç Õ E S E V A L O R E S Estudos As religiões na escola Se a escola tem por missão colaborar na formação integral do aluno, então não pode ignorar nenhuma das suas dimensões específicas, sob pena

Leia mais

O verdadeiro sentido da existência deste Manual é ajudar-te a entender os valores da Hi INTERACTIVE e como podes enquadrar-te connosco.

O verdadeiro sentido da existência deste Manual é ajudar-te a entender os valores da Hi INTERACTIVE e como podes enquadrar-te connosco. CULTURE MANUAL Hi, THERE Hi Bem-vindo à Hi INTERACTIVE. Esta não é uma empresa como as outras. Aqui, o nosso objectivo é a perfeição, desafiamos a comum forma de pensar e encorajamos a criatividade. Este

Leia mais

Mais que um Negócio, a Profissão dos seus Sonhos

Mais que um Negócio, a Profissão dos seus Sonhos Mais que um Negócio, a Profissão dos seus Sonhos Erros e Dicas para Vender seus Serviços MElina Kunifas 2010 WWW. M E L I N A K U N I F A S. C O M Caro leitor, este livreto tem o propósito de educar e

Leia mais

Entrevista A2. 2. Que idade tinhas quando começaste a pertencer a esta associação? R.: 13, 14 anos.

Entrevista A2. 2. Que idade tinhas quando começaste a pertencer a esta associação? R.: 13, 14 anos. Entrevista A2 1. Onde iniciaste o teu percurso na vida associativa? R.: Em Viana, convidaram-me para fazer parte do grupo de teatro, faltava uma pessoa para integrar o elenco. Mas em que associação? Na

Leia mais

PLANO DE AÇÃO DEPARTAMENTO EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR

PLANO DE AÇÃO DEPARTAMENTO EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR PLANO DE AÇÃO DO DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR Ano letivo 2012 / 2013 ÍNDICE Nº Pág. 1 Introdução 3 2 Constituição 3 3 Ações e Objetivos 4 4 Identificação das necessidades de formação dos docentes

Leia mais

Análise Matemática II

Análise Matemática II Página Web 1 de 7 Análise Matemática II Nome de utilizador: Arménio Correia. (Sair) LVM AM2_Inf Questionários INQUÉRITO ANÓNIMO» AVALIAÇÃO de AM2 e dos DOCENTES Relatório Ver todas as Respostas View Todas

Leia mais

Ensino de Artes Visuais à Distância

Ensino de Artes Visuais à Distância 1 Ensino de Artes Visuais à Distância Bárbara Angelo Moura Vieira Resumo: Através de uma pesquisa, realizada em meio ao corpo docente da Escola de Belas Artes da Universidade Federal de Minas Gerais, as

Leia mais

CÁTEDRA DE PORTUGUÊS LÍNGUA SEGUNDA E ESTRANGEIRA. FACULDADE DE LETRAS E CIÊNCIAS SOCIAIS (UEM) e INSTITUTO CAMÕES

CÁTEDRA DE PORTUGUÊS LÍNGUA SEGUNDA E ESTRANGEIRA. FACULDADE DE LETRAS E CIÊNCIAS SOCIAIS (UEM) e INSTITUTO CAMÕES CÁTEDRA DE PORTUGUÊS LÍNGUA SEGUNDA E ESTRANGEIRA FACULDADE DE LETRAS E CIÊNCIAS SOCIAIS (UEM) e INSTITUTO CAMÕES COLÓQUIO PORTUGUÊS EM CONTEXTO AFRICANO MULTILINGUE: EM BUSCA DE CONSENSOS SESSÃO DE ABERTURA

Leia mais

coleção Conversas #6 Respostas que podem estar passando para algumas perguntas pela sua cabeça.

coleção Conversas #6 Respostas que podem estar passando para algumas perguntas pela sua cabeça. coleção Conversas #6 Eu Posso com a s fazer próprias justiça mãos? Respostas para algumas perguntas que podem estar passando pela sua cabeça. A Coleção CONVERSAS da Editora AfroReggae nasceu com o desejo

Leia mais

DIMINUIÇÃO DO ISOLAMENTO PEDAGÓGICO DO FORMADOR

DIMINUIÇÃO DO ISOLAMENTO PEDAGÓGICO DO FORMADOR DINA MARIA DELGADO LOURO DIMINUIÇÃO DO ISOLAMENTO PEDAGÓGICO DO FORMADOR Dissertação apresentada para a obtenção do grau de Mestre em Ciências de Educação, área de especialização em Supervisão Pedagógica

Leia mais

SERÁ QUE É POR ESSE CAMINHO? 1

SERÁ QUE É POR ESSE CAMINHO? 1 SERÁ QUE É POR ESSE CAMINHO? 1 Gisela do Carmo Lourencetti - PPG Educação Escolar/ UNESP Araraquara Maria da Graça Nicoletti Mizukami - PPGE/ Universidade Federal de São Carlos. Introdução A literatura

Leia mais

Revista Fafibe On Line n.3 ago. 2007 ISSN 1808-6993 www.fafibe.br/revistaonline Faculdades Integradas Fafibe Bebedouro SP

Revista Fafibe On Line n.3 ago. 2007 ISSN 1808-6993 www.fafibe.br/revistaonline Faculdades Integradas Fafibe Bebedouro SP O plano de aula sob a ótica dos profissionais de Educação Física no ensino não-formal (The class plan under the professionals of Physical Education optics in the formal teaching) Andreia Cristina Metzner

Leia mais

EDUCAÇÃO FÍSICA NA PROMOÇÃO DA SAÚDE: CONCEPÇÕES E PRÁTICAS DOS PROFESSORES DA REDE MUNICIPAL DE ARACAJU

EDUCAÇÃO FÍSICA NA PROMOÇÃO DA SAÚDE: CONCEPÇÕES E PRÁTICAS DOS PROFESSORES DA REDE MUNICIPAL DE ARACAJU MARCONE CONCEIÇÃO DE OLIVEIRA EDUCAÇÃO FÍSICA NA PROMOÇÃO DA SAÚDE: CONCEPÇÕES E PRÁTICAS DOS PROFESSORES DA REDE MUNICIPAL DE ARACAJU Orientador: Leonardo Rocha Universidade Lusófona de Humanidades e

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS CENTRO DE EDUCAÇÃO E CIÊNCIAS HUMANAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS CENTRO DE EDUCAÇÃO E CIÊNCIAS HUMANAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS CENTRO DE EDUCAÇÃO E CIÊNCIAS HUMANAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO REPRESENTAÇÕES E EXPERIÊNCIAS DE UMA COMUNIDADE RURAL E ESCOLAR SOBRE O AMBIENTE, POUSO ALTO

Leia mais

11 Segredos. Capítulo VIII. para a Construção de Riqueza !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

11 Segredos. Capítulo VIII. para a Construção de Riqueza !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! Mark Ford 11 Segredos para a Construção de Riqueza Capítulo VIII Capítulo Oito Cinco alternativas para ficar rico sem depender do mercado de ações No meu esforço de surpreendê-lo com verdades sobre a construção

Leia mais

Aíla de Nazaré Campos Magalhães

Aíla de Nazaré Campos Magalhães Universidade do Estado do Pará Centro de Ciências Sociais e Educação Curso de Bacharelado em Secretariado Executivo Trilíngüe Aíla de Nazaré Campos Magalhães O desenvolvimento sustentável como uma nova

Leia mais