FICHA CADASTRAL DA EFPC PARA INSCRIÇÃO NO QUADRO SOCIAL

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "FICHA CADASTRAL DA EFPC PARA INSCRIÇÃO NO QUADRO SOCIAL"

Transcrição

1 11 )) IIN FFO RRM AA ÇÇÕ EE SS GG EE RR AA II SS Nome Completo: CAGEPREV FUNDAÇÃO CAGECE DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR Nome Reduzido: CAGEPREV Endereço: AV. TREZE DE MAIO, 1116 SALAS 904/905 FÁTIMA Cidade: FORTALEZA Cep: Estado: CEARÁ Telefone: (85) Fax: (85) Site: CNPJ : / Nº registro na Previc: Data da constituição: 21/10/ )) AA UU TTO RR II ZZ AA ÇÇ ÃÃO D EE FF UUN CC IION AAM EEN TTO Portaria nº 24 de 12/02/ )) CCOM PPO SS II ÇÇ ÃÃO D AA D II RR EE TTO RR II AA EE XX EE CC UU TT II VV AA (Preenchimento Obrigatório) SÉRGIO LAGE ROCHA DIRETOR PRESIDENTE RAIMUNDA AURINEIDE LEMOS CALDAS DIRETORA ADMINISTRATIVA E FINANCEIRA

2 Designar contato para troca de informações RAIMUNDA AURINEIDE LEMOS CALDAS DIRETORA ADMINISTRATIVA E FINANCEIRA Telefone: (85) Fax: (85) )) CCOM PPO SS II ÇÇ ÃÃO DO CCON SS EE LLHO D EE CC UU RR AADO RR EE SS (( OO UU SS II MM II LL AA RR )) (Preenchimento Obrigatório) Neurisângelo Cavalcante de Freitas Presidente Conselho Deliberativo Carlos Augusto Lopes Moreira Membro Conselho Deliberativo Titular Antonio Silva Girão Membro Conselho Deliberativo Titular Silvânia Benevides Monteiro Membro Conselho Deliberativo Titular

3 Hamilton Claudino Sales Membro Conselho Deliberativo Suplente Vicente Leite de Araújo Membro Conselho Deliberativo Suplente André Macedo Facó Membro Conselho Deliberativo Suplente Velúsia Maria Canafístula Camurça Membro Conselho Deliberativo Suplente 55 )) CCOM PPO SS II ÇÇ ÃÃO DO CCON SS EE LLHO FF II SS CC AA LL (Preenchimento Obrigatório) Claudomiro Costa Sampaio Presidente Conselho Fiscal Francisco José da Silva Cavalcante Membro Conselho Fiscal Titular Vespasiano Valentino Mendes Quezado Membro Conselho Fiscal Titular

4 Jorge Ferreira Cordeiro Membro Conselho Fiscal Titular Silvério Teixeira Oliveira Membro Conselho Fiscal Suplente Sandra Nazaré de Sousa Almeida Membro Conselho Fiscal Suplente Francisco de Assis Gomes Silva Membro Conselho Fiscal Suplente Valmiki Sampaio de Albuquerque Neto Membro Conselho Fiscal Suplente 66 )) CCOM PPO SS II ÇÇ ÃÃO TT ÉÉ CCN II CC AA (Indicar nome do profissional ou empresa contratada) (Preenchimento Obrigatório) Contador: Auditoria Externa: Assessoria Atuarial: Assessoria Jurídica: FN CONTABILIDADE S/S LTDA CONTROLLER AUDITORIA E ASSESSORIA CONTÁBIL S/S ATUARIAL CONSULTORIA E ASSESSORIA EMPRESARIAL LTDA

5 77 )) AADM IIN II SS TT RR AA ÇÇ ÃÃO FF IIN AAN CC EE II RR AA Própria: ( ) Terceiros: ( X ) Indicar os administradores externos: SUL AMÉRICA INVEST DTVM S/A BANCO DO BRASIL CAIXA ECONÔMICA FEDERAL Mista: ( ) Indicar os administradores externos:

6 88 )) CC AA RR AA CC TT EE RR ÍÍ SS TT II CC AA SS DO PP LL AANO D EE BB EEN EE FF ÍÍ CC IIO SS Contribuição Definida: ( ) Benefício Definido Vinculado à Previdência Social: ( ) Benefício Definido não Vinculado à Previdência Social: ( ) Misto com Benefício Definido Vinculado à Previdência Social: ( ) Misto com Benefício Definido não Vinculado à Previdência Social: ( ) Plano de Contribuição Variável ( X ) 99 )) BB EEN EE FF ÍÍ CC IIO SS CCON CC EED IIDO SS Aposentadoria por tempo de serviço: ( ) Aposentadoria por idade: ( ) Aposentadoria especial (programada) ( 03 ) Aposentadoria antecipada: ( 01 ) Aposentadoria por postergada: ( ) Aposentadoria por invalidez: ( ) Pensão por morte: ( 11 ) Benefício mínimo: ( ) Pecúlio por morte: ( ) Auxílio-doença: ( ) Auxílio-reclusão: ( ) Abono anual: ( ) Benefício diferido por desligamento: ( ) )) LL IIM II TT EE SS PP AA RR AA CCON CC EE SS SS ÃÃO D EE BB EEN EE FF ÍÍ CC IIO SS PP RRO GG RR AAM ÁÁ VV EE II SS Idade mínima: 48 e 53 anos Tempo mínimo de serviço à patrocinadora: anos Tempo de vinculação à entidade: 09 anos )) NO RRM AA SS D EE CC UU SS TT EE IIO Patrocinadora (Em porcentagem da folha de pagamento) 9% das contribuições da patrocinadora (indique a % em relação à folha de pagamento) Participante (Em porcentagem de salário de participação) 9% das contribuições do participante (indique a taxa média em % do salário de participação) Período a que se refere o custeio acima: jul/2013 (mês e ano)

7 11 22 )) AA TT UU AA LL II ZZ AA ÇÇ ÃÃO MON EE TT ÁÁ RR II AA DO SS BB EEN EE FF ÍÍ CC IIO SS ( ) Épocas e condições da previdência social ( X ) Épocas e condições dos funcionários da patrocinadora ( ) Épocas prefixadas e índices oficiais )) AA SS SS II SS TT ÊÊN CC II AA FF IIN AAN CC EE II RR AA ( ) Não concedida ( X ) Empréstimos ( ) Financiamentos imobiliários ( ) Financiamentos diversos )) N ÚÚM EE RRO D EE IIN SS CC RR II TTO SS Participantes ativos: 1006 Dependentes de participantes ativos: 1114 Participantes recebendo benefícios: )) CC AA RR TT EE II RR AA D EE IIN VV EE SS TT IIM EEN TTO SS Valor (R$ mil): R$ ,48 Data base: 31/07/2013

8 11 66 )) IIN SS TT II TT UU IIDO RR AA (( SS )) // PP AA TT RRO CC IIN AADO RR AA (( SS )) (Relacionar todas - Preenchimento Obrigatório caso necessário insira mais tabelas) Endereço: Cidade: COMPANHIA DE ÁGUA E ESGOTO DO CEARÁ CAGECE RUA LAURO VIEIRA CHAVES, 1030 AEROPORTO FORTALEZA CEP: UF: Telefone: Contato: Patrocinadora Principal: ( X ) Sim ( ) Não Site: CE Endereço: Cidade: CEP: UF: Telefone: Contato: Patrocinadora Principal: ( ) Sim ( ) Não Site:

9 pp SINDICATO DAS FECHADAS DE PRi,VIDÊNCIA '~O~IPLEI~iEI'n'\R FICHA CADASTRAl DA IEF!PC!PARA INSCRiÇÃO NO QUADRO SOCIAL ( )() Pública ) Federal ( )() Estadual ) Municipal ( Privada ) Nacional Multinacional ( X) Mensal ) Trimestral I Preeru:;hido por: AURINEIDE Nome Completo: RAIMUNDA AURINEIDE LEMOS CALDAS Telefone: (85) Fax: (85) Emitido em: 21/08/2013

FUNCASAL EM NÚMEROS SETEMBRO / 2011

FUNCASAL EM NÚMEROS SETEMBRO / 2011 FUNCASAL EM NÚMEROS SETEMBRO / 2011 DEFINIÇÕES ESTATUTO: Art. 1º -A Fundação CASAL de Seguridade Social FUNCASAL, instituída pela Companhia de Saneamento de Alagoas CASAL, é pessoa jurídica de Direito

Leia mais

CAGEPREV - REGULAMENTO PARA CONCESSÃO DE EMPRÉSTIMOS

CAGEPREV - REGULAMENTO PARA CONCESSÃO DE EMPRÉSTIMOS 1 - OBJETIVO CAGEPREV - REGULAMENTO PARA CONCESSÃO DE EMPRÉSTIMOS 1.1 Estabelecer normas para concessão de empréstimos aos participantes ativos e assistidos. 2 - QUALIFICAÇÃO PARA O EMPRÉSTIMO 2.1 Ser

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL ENTIDADE: [07.083.033/0001-91] CABEC-CAIXA DE PREVIDENCIA PRIVADA DO BEC PLANO DE BENEFÍCIOS: MOTIVO: DATA DA AVALIAÇÃO: [1979.0019-11] BD ENCERRAMENTO DE EXERCÍCIO 31/12/2011 Atuário Responsável VICENTE

Leia mais

Principais Destaques

Principais Destaques Aumento do Patrimônio Atingimento da Meta Atuarial Principais Destaques 1. Perfil Institucional A Fundação CAGECE de Previdência Complementar CAGEPREV, criada através da Lei Estadual nº 13.313, de 30 de

Leia mais

PLANO DE APOSENTADORIA DA DUPREV Fazendo manutenção no seu Plano de Aposentadoria

PLANO DE APOSENTADORIA DA DUPREV Fazendo manutenção no seu Plano de Aposentadoria PLANO DE APOSENTADORIA DA DUPREV Fazendo manutenção no seu Plano de Aposentadoria 2015 DUPREV Entidade Fechada da Previdência Complementar Sociedade Civil sem fins lucrativos independente da DuPont Regulada

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL ENTIDADE: [00.469.585/0001-93] FACEB - FUNDACAO DE PREVIDENCIA DOS EMPREGADOS DA CEB PLANO DE BENEFÍCIOS: MOTIVO: DATA DA AVALIAÇÃO: [2006.0068-11] CEBPREV ENCERRAMENTO DE EXERCÍCIO 31/12/2013 Atuário

Leia mais

Cartilha Plano A. Índice

Cartilha Plano A. Índice Cartilha Plano A Cartilha Plano A Índice Apresentação A Previnorte Histórico Patrimônio Plano de Benefícios e Plano de Custeio Salário Real de Contribuição Jóia Requisitos exigidos para filiação à PREVINORTE

Leia mais

Ministério da Previdência Social MPS Secretaria de Políticas de Previdência Social SPS RPPS E RGPS

Ministério da Previdência Social MPS Secretaria de Políticas de Previdência Social SPS RPPS E RGPS RPPS E RGPS GUAXUPÉ MG AMOG - Associação dos Municípios da Microrregião da Baixa Mogiana. Pedro Antônio Moreira - AFRFB RGPS REGIME GERAL DE PREVIDÊNCIA SOCIAL Art 201 ESTRUTURA DO SISTEMA PREVIDENCIÁRIO

Leia mais

PROJETO DE LEI N.º 514/XII/3.ª

PROJETO DE LEI N.º 514/XII/3.ª Grupo Parlamentar PROJETO DE LEI N.º 514/XII/3.ª ESTABELECE QUE A TAXA MUNICIPAL DE DIREITOS DE PASSAGEM PASSA A SER PAGA DIRETAMENTE PELAS OPERADORAS DE COMUNICAÇÕES ELETRÓNICAS E PREVÊ SANÇÕES PARA O

Leia mais

Aceprev. Cartilha do Plano de Benefícios REGRA MIGRADOS. Aperam Inox América do Sul S.A. Acesita Previdência Privada

Aceprev. Cartilha do Plano de Benefícios REGRA MIGRADOS. Aperam Inox América do Sul S.A. Acesita Previdência Privada Aceprev Acesita Previdência Privada Aperam Inox América do Sul S.A. Cartilha do Plano de Benefícios REGRA MIGRADOS Aceprev Acesita Previdência Privada DIRETORIA EXECUTIVA Nélia Maria de Campos Pozzi -

Leia mais

Sumário. Introdução 02. Símbolo 03. Definição cromática. Alfabeto padrão. Variante de uso ANEXO

Sumário. Introdução 02. Símbolo 03. Definição cromática. Alfabeto padrão. Variante de uso ANEXO Sumário Introdução 02 Símbolo 03 Definição cromática Alfabeto padrão Variante de uso 04 05 06 Dominante horizontal Dominante central Diagramas de construção Usos preferenciais de cores Reduções Exemplo

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL ENTIDADE: [08.071.645/0001-27] CIASPREV - CENTRO DE INTEGRACAO E ASSISTENCIA AOS SERVIDORES PUBLICOS PREVIDENCIA PRIVADA PLANO DE BENEFÍCIOS: MOTIVO: DATA DA AVALIAÇÃO: [2005.0049-11] PREVINA ENCERRAMENTO

Leia mais

Funpresp-EXE. Novo regime de previdência para os servidores públicos federais no Brasil. Brasília/DF 04/fevereiro/2013

Funpresp-EXE. Novo regime de previdência para os servidores públicos federais no Brasil. Brasília/DF 04/fevereiro/2013 Funpresp-EXE Novo regime de previdência para os servidores públicos federais no Brasil Brasília/DF 04/fevereiro/2013 Órgão de Administração FUNPRESP/EXE - GOVERNANÇA Conselho Deliberativo (6 paritário)

Leia mais

Programa de Assistência Médica para Aposentados CargillPrev (Plano Assistencial)

Programa de Assistência Médica para Aposentados CargillPrev (Plano Assistencial) Programa de Assistência Médica para Aposentados CargillPrev (Plano Assistencial) Programa de Assistência Médica para Aposentados CargillPrev (Plano Assistencial) Material Explicativo Encontre aqui as informações

Leia mais

Quadro Comparativo das Alterações Propostas Regulamento do Plano de Aposentadoria MSD Prev

Quadro Comparativo das Alterações Propostas Regulamento do Plano de Aposentadoria MSD Prev Quadro Comparativo das Alterações Propostas Regulamento do Plano de Aposentadoria MSD Prev MSD Prev Sociedade de Previdência Privada Anexo I Ata de Reunião Extraordinária do Conselho Deliberativo de 17/05/07

Leia mais

Projeto de Lei n.º 359/XII/2ª

Projeto de Lei n.º 359/XII/2ª Projeto de Lei n.º 359/XII/2ª Procede à 7.ª alteração da Lei n.º 5/2004, de 10 de Fevereiro, que estabelece o regime jurídico aplicável às redes e serviços de comunicações eletrónicas e aos recursos e

Leia mais

Manual de Identidade Visual. Programa de Avaliação de Desempenho dos Técnico-Administrativos em Educação da UFJF

Manual de Identidade Visual. Programa de Avaliação de Desempenho dos Técnico-Administrativos em Educação da UFJF Manual de Identidade Visual Apresentação e Variações Manual de Identidade Visual Apresentação e Variações Manual de Identidade Visual Apresentação e Variações Manual de Identidade Visual Apresentação e

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL ENTIDADE: ELETRA

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL ENTIDADE: ELETRA DA transmitida à Previc em 27/03/2013 às 11:08:58 Número do protocolo: 005549 INFORMAÇÕES CADASTRAIS ENTIDADE Código: 0134-5 CNPJ: 02.884.385/0001-22 Sigla: ELETRA Razão Social: ELETRA FUNDACAO CELG DE

Leia mais

Página 1 de 7 Demonstrativo de Resultados da Avaliação Atuarial - 2014 RJ - PREFEITURA MUNICIPAL DE VOLTA REDONDA CNPJ : 32512501000143 SIAFI : 985925 Cadastro de Nome do Plano : Plano Previdenciário QUADRO

Leia mais

Conceitos básicos de. Previdência Complementar

Conceitos básicos de. Previdência Complementar CALVO E FRAGOAS ADVOGADOS Conceitos básicos de Previdência Complementar Advogado: José Carlos Fragoas ROTEIRO DE APRESENTAÇÃO 1. Apresentação 2. Embasamento Legal 3. Princípios da Previdência Privada contidos

Leia mais

FAELCE BALANCETE - PLANO BD

FAELCE BALANCETE - PLANO BD 1.0.0.0.00.00.00.00-0 ATIVO 899.515.203,93 D 67.662.538,92 D 64.438.245,91 C 902.739.496,94 D 1.1.0.0.00.00.00.00-0 DISPONÍVEL 325.432,37 D 42.535.575,90 D 42.379.443,24 C 481.565,03 D 1.1.1.0.00.00.00.00-0

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL ENTIDADE: ELETRA

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL ENTIDADE: ELETRA DA transmitida à Previc em 27/03/2013 às 11:10:46 Número do protocolo: 005262 INFORMAÇÕES CADASTRAIS ENTIDADE Código: 0134-5 CNPJ: 02.884.385/0001-22 Sigla: ELETRA Razão Social: ELETRA FUNDACAO CELG DE

Leia mais

Fonte: Gestão Transparente - www.gestaotransparente.com.br - Fundamento Legal - DECRETO 7.507, de 27 de Junho de 2011. Página: 1

Fonte: Gestão Transparente - www.gestaotransparente.com.br - Fundamento Legal - DECRETO 7.507, de 27 de Junho de 2011. Página: 1 01/06/2011 01060015 1721.22.30.00 COTA PARTE ROYAL COMP FINANCEIRA LEI 7990/89 7803-4 824,90 01/06/2011 01060021 1112.04.21.00 IMPOSTO RENDA PESSOA JURIDICA CONTAS CONTABILIDADE E SERVIÇOS S/S LTDA 19,50

Leia mais

RELATÓRIO ANUAL RESUMO PLANO DE BENEFÍCIOS II. Resumo Relatório Anual 2014 BANORTE II

RELATÓRIO ANUAL RESUMO PLANO DE BENEFÍCIOS II. Resumo Relatório Anual 2014 BANORTE II RELATÓRIO ANUAL RESUMO 2014 PLANO DE BENEFÍCIOS II Mensagem da Diretoria Maior eficácia nos controles, no atendimento e na Comunicação Administrar um plano de previdência complementar envolve vários aspectos

Leia mais

Renda Vitalícia por Aposentadoria por SRB - INSS Benefício Definido Capitalização Crédito Unitário Projetado Invalidez (1)

Renda Vitalícia por Aposentadoria por SRB - INSS Benefício Definido Capitalização Crédito Unitário Projetado Invalidez (1) PARECER ATUARIAL PLANO DE BENEFÍCIOS REB 1998 AVALIAÇÃO ANUAL 2005 Fl. 1/6 ENTIDADE SIGLA: FUNCEF 1 CÓDIGO: 01523 2 RAZÃO SOCIAL: FUNCEF-FUNDAÇÃO DOS ECONOMIÁRIOS FEDERAIS 18 3 PLANO NOME DO PLANO: REB

Leia mais

Cartilha do Participante

Cartilha do Participante FACEAL Fundação Ceal de Assistência Social e Previdência Cartilha do Participante Manual de Perguntas e Respostas Plano Faceal CD Prezado leitor, A FACEAL apresenta esta cartilha de perguntas e respostas

Leia mais

Parecer Atuarial. Cadastro. Características do Plano. Hipóteses Atuariais

Parecer Atuarial. Cadastro. Características do Plano. Hipóteses Atuariais Parecer Atuarial Avaliamos atuarialmente o Plano PREV-RENDA da CAFBEP Caixa de Previdência e Assistência aos Funcionários do Banco do Estado do Pará, patrocinado pelo BANPARÁ com o objetivo de identificar

Leia mais

Guia PCD. Conheça melhor o Plano

Guia PCD. Conheça melhor o Plano Guia PCD Conheça melhor o Plano Índice De olho no Futuro...3 Quem é a Fundação Centrus?...5 Conhecendo o Plano de Contribuição Definida - PCD...6 Contribuições do Participante...7 Saldo de Conta...8 Benefícios

Leia mais

2004 78 52.164 4.897 13 47.254 38.474 7.531 1.249 28 28 52.270 48 7 41 68.125. Receitas. Despesas 75.017 19.369 26.261) 15.903) 16.

2004 78 52.164 4.897 13 47.254 38.474 7.531 1.249 28 28 52.270 48 7 41 68.125. Receitas. Despesas 75.017 19.369 26.261) 15.903) 16. 7,7% 7,% 6,17% 31 DE DEZEMBRO DE ATIVO DISPONÍVEL REALIZÁVEL Operações com Participantes PERMANENTE Imobilizado TOTAL DO ATIVO PASSIVO EXIGÍVEL OPERACIONAL EXIGÍVEL ATUARIAL PROVISÕES MATEMÁTICAS Benefícios

Leia mais

ANEXO A PLANIFICAÇÃO CONTÁBIL PADRÃO

ANEXO A PLANIFICAÇÃO CONTÁBIL PADRÃO Plano de Contas Padrão, contendo alterações pela Instrução SPC nº 34/2009 ANEXO A PLANIFICAÇÃO CONTÁBIL PADRÃO I CARACTERÍSTICAS 1. O plano de contas é formado por codificação alfanumérica. 2. A parte

Leia mais

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO 1 ENTIDADE 4- NÚMERO DE PLANOS: 1 5- PLANOS 6- APROVAÇÃO 7- INÍCIO 20.050.042-11 - PLANO PREVER DADOS DOS PLANOS 8- ÚLTIMA ALTERAÇÃO 9- VALOR DE RESGATE 10- NÚMERO DE EMPREGADOS

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL ENTIDADE: PLANO DE BENEFÍCIOS: MOTIVO: DATA DA AVALIAÇÃO: [01.182.491/0001-00] OABPREV-RS - FUNDO DE PENSAO MULTIPATROCINADO DA ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL, SECCIONAL DO RIO GRANDE DO SUL [2006.0013-29]

Leia mais

AASP Associação dos Advogados de São Paulo MATERIAL EXPLICATIVO AASP PREVIDÊNCIA. Plano administrado pelo HSBC Instituidor Fundo Múltiplo.

AASP Associação dos Advogados de São Paulo MATERIAL EXPLICATIVO AASP PREVIDÊNCIA. Plano administrado pelo HSBC Instituidor Fundo Múltiplo. AASP Associação dos Advogados de São Paulo MATERIAL EXPLICATIVO AASP PREVIDÊNCIA Plano administrado pelo HSBC Instituidor Fundo Múltiplo. Introdução Através deste Material Explicativo você toma conhecimento

Leia mais

Audiência Pública na Comissão do Trabalho, Administração e de Serviço Público. junho de 2007

Audiência Pública na Comissão do Trabalho, Administração e de Serviço Público. junho de 2007 Audiência Pública na Comissão do Trabalho, Administração e de Serviço Público junho de 2007 Sumário Regulamentação do direito de greve dos servidores públicos Previdência complementar dos servidores da

Leia mais

Manual de Identidade Visual

Manual de Identidade Visual Manual de Identidade Visual ÍNDICE APRESENTAÇÃO OBJETIVO DO MANUAL 1ASSINATURA ESCALA DE CORES TIPOGRAFIA DE APOIO 2APLICAÇÃO COMUNICAÇÃO INSTITUCIONAL PEÇAS GRAFICAS 2.1 Arejamento/Proteção 2.2 Redução

Leia mais

Cartilha do Participante

Cartilha do Participante Benefício definido (Eletra 01) BENEFICIO DEFINIDO Cartilha do Participante Introdução A ELETRA Fundação Celg de Seguros e Previdência é uma entidade fechada de previdência privada, de fins previdenciários

Leia mais

TERMO DE COMPROMISSO 1. DO OBJETO

TERMO DE COMPROMISSO 1. DO OBJETO CEP: 74.230-030 TERMO DE COMPROMISSO O Instituto de Organização de Eventos, Ensino e Consultoria S/S Ltda. - IPECON FIRMA O PRESENTE TERMO DE COMPROMISSO COM O ESTADO DE GOIÁS E A SECRETARIA DE ESTADO

Leia mais

Demonstração do Ativo Líquido por Plano de Benefícios - PBS Telesp Celular Exercício: 2013 e 2012 - dezembro - R$ Mil

Demonstração do Ativo Líquido por Plano de Benefícios - PBS Telesp Celular Exercício: 2013 e 2012 - dezembro - R$ Mil Demonstração do Ativo Líquido por Plano de Benefícios PBS Telesp Celular Exercício: 203 e 202 dezembro R$ Mil Descrição 203 202 Variação (%) Relatório Anual 203 Visão Prev. Ativos Disponível Recebível

Leia mais

RPPS X RGPS. Atuário Sergio Aureliano

RPPS X RGPS. Atuário Sergio Aureliano RPPS X RGPS Atuário Sergio Aureliano RPPS PREVIDÊNCIA NO SERVIÇO PÚBLICO E O SISTEMA PREVIDENCIÁRIO BRASILEIRO ANÁLISE COMPARATIVA ENTRE O REGIME GERAL DE PREVIDÊNCIA SOCIAL RGPS e REGIME PRÓPRIO DE PREVIDÊNCIA

Leia mais

Balancete Contábil Julho de 2014

Balancete Contábil Julho de 2014 Balancete Contábil Julho de 2014 CNPJ 06.025.140/0001-09 Balancete Consolidado de 31 de Julho de 2014 ATIVO PASSIVO DISPONÍVEL 78 EXIGÍVEL OPERACIONAL 701 Caixa - Gestão Previdencial 442 Bancos c/movimento

Leia mais

CARTILHA EXPLICATIVA... 2 FUNDO PARANÁ... 3 PATRIMÔNIO... 4 SEGURANÇA... 4 BENEFÍCIO FISCAL... 5 ASFUNPAR... 6 PLANO DENTALUNIPREV...

CARTILHA EXPLICATIVA... 2 FUNDO PARANÁ... 3 PATRIMÔNIO... 4 SEGURANÇA... 4 BENEFÍCIO FISCAL... 5 ASFUNPAR... 6 PLANO DENTALUNIPREV... ÍNDICE CARTILHA EXPLICATIVA... 2 FUNDO PARANÁ... 3 PATRIMÔNIO... 4 SEGURANÇA... 4 BENEFÍCIO FISCAL... 5 ASFUNPAR... 6 PLANO DENTALUNIPREV... 7 CONHEÇA O PLANO DENTALUNIPREV... 8 PARTICIPANTES... 9 Participante

Leia mais

SECRETARIA DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO DEMONSTRATIVO DOS RESULTADOS DA AVALIAÇÃO ATUARIAL DOS PLANOS DE BENEFÍCIOS

SECRETARIA DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO DEMONSTRATIVO DOS RESULTADOS DA AVALIAÇÃO ATUARIAL DOS PLANOS DE BENEFÍCIOS FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO DEMONSTRATIVO DOS RESULTADOS DA AVALIAÇÃO ATUARIAL DOS PLANOS DE BENEFÍCIOS ENTIDADE RAZÃO SOCIAL: FUNDAÇÃO BANESTES DE SEGURIDADE SOCIAL 3 DADOS DOS PLANOS NÚMERO DE PLANOS:

Leia mais

SOCIEDADE IBGEANA DE ASSISTÊNCIA E SEGURIDADE Demonstrativo de Investimentos 2º Semestre

SOCIEDADE IBGEANA DE ASSISTÊNCIA E SEGURIDADE Demonstrativo de Investimentos 2º Semestre 2011 SOCIEDADE IBGEANA DE ASSISTÊNCIA E SEGURIDADE Demonstrativo de Investimentos 2º Semestre Este relatório destina-se, na forma da Lei, a divulgação aos participantes e assistidos dos Planos de Benefícios

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE URBANO SANTOS AV MANOEL INACIO S/N RELACAO DOS EMPENHOS CNPJ: 05.505.839/0001-03

PREFEITURA MUNICIPAL DE URBANO SANTOS AV MANOEL INACIO S/N RELACAO DOS EMPENHOS CNPJ: 05.505.839/0001-03 01033100016 31/03/2014 02.01 04 2.002 31.90.1100 18.400,00 0,00 18.400,00 ALLISON AQUINO DA SILVA ALMEIDA E O 04030600001 06/03/2014 02.04 04 2.009 33.90.3000 3.000,40 3.000,40 0,00 COPIMAR NORDESTE EMPREENDIMENTO

Leia mais

Críticas e sugestões através do nosso e-mail: iprevi1@hotmail.com

Críticas e sugestões através do nosso e-mail: iprevi1@hotmail.com 1 CARTILHA DO SEGURADO 1. MENSAGEM DA DIRETORA PRESIDENTE Esta cartilha tem como objetivo dar orientação aos segurados do Instituto de Previdência dos Servidores Públicos do Município de Itatiaia IPREVI,

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL ENTIDADE: [01.541.775/0001-37] HP PREV SOCIEDADE PREVIDENCIARIA PLANO DE BENEFÍCIOS: MOTIVO: DATA DA AVALIAÇÃO: [1996.0026-19] PLANO HP PREV ENCERRAMENTO DE EXERCÍCIO 31/12/2014 Atuário Responsável MIRIA

Leia mais

Demonstração do Ativo Líquido por Plano de Benefícios - Visão Telest Celular

Demonstração do Ativo Líquido por Plano de Benefícios - Visão Telest Celular Demonstração do Ativo Líquido por Plano de Benefícios Visão Telest Celular Exercício: 2013 e 2012 dezembro R$ Mil Descrição 2013 2012 Variação (%) Relatório Anual 2013 Visão Prev 1. Ativos Recebível Investimento

Leia mais

SAIBA TUDO SOBRE O PLANO III DE PREVIDÊNCIA PRIVADA!

SAIBA TUDO SOBRE O PLANO III DE PREVIDÊNCIA PRIVADA! SAIBA TUDO SOBRE O PLANO III DE PREVIDÊNCIA PRIVADA! Prezado participante, 2 Brasil Foods Sociedade de Previdência Privada Cartilha Plano III Um dos grandes objetivos da política de recursos humanos de

Leia mais

Material Explicativo Centrus

Material Explicativo Centrus Material Explicativo Centrus De olho no futuro! É natural do ser humano sempre pensar em situações que ainda não aconteceram. Viagem dos sonhos, o emprego ideal, casar, ter filhos, trocar de carro, comprar

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL ENTIDADE: [02.884.385/0001-22] ELETRA FUNDACAO CELG DE SEGUROS E PREVIDENCIA PLANO DE BENEFÍCIOS: MOTIVO: DATA DA AVALIAÇÃO: [2000.0069-65] PLANO CELGPREV ENCERRAMENTO DE EXERCÍCIO 31/12/2011 Atuário Responsável

Leia mais

PRESIDÊNCIA DO CONSELHO DE MINISTROS. Proposta de Lei n.º 313/XII. Exposição de Motivos

PRESIDÊNCIA DO CONSELHO DE MINISTROS. Proposta de Lei n.º 313/XII. Exposição de Motivos Proposta de Lei n.º 313/XII Exposição de Motivos O XIX Governo Constitucional implementou, ao longo da presente legislatura, importantes e significativas reformas no setor da administração local, em que

Leia mais

VOCÊ QUER SABER? A FUNDAÇÃO RESPONDE.

VOCÊ QUER SABER? A FUNDAÇÃO RESPONDE. VOCÊ QUER SABER? A FUNDAÇÃO RESPONDE. ACESSO WEB QUEM PODE ENTRAR NA ÁREA RESTRITA ATRAVÉS DO SITE FBSS? Participantes Ativos Assistidos (Aposentados e Pensionistas) Importante: Dependentes e pessoas que

Leia mais

Fundação Previdenciária IBM. Resumo Relatório Anual 2013 PLANO DE BENEFÍCIOS DA IBM BRASIL. 1 Relatório Anual - IBM

Fundação Previdenciária IBM. Resumo Relatório Anual 2013 PLANO DE BENEFÍCIOS DA IBM BRASIL. 1 Relatório Anual - IBM Fundação Previdenciária IBM Resumo Relatório Anual 2013 PLANO DE BENEFÍCIOS DA IBM BRASIL 1 VIVER O PRESENTE, DE OLHO NO FUTURO Caro participante, Muitos dizem que é melhor viver intensamente o presente

Leia mais

Resolução CNPC Nº. 8 de 31 de outubro de 2011. (Publicado no D.O.U. Nº 241, de 16 de dezembro de 2011, seção I)

Resolução CNPC Nº. 8 de 31 de outubro de 2011. (Publicado no D.O.U. Nº 241, de 16 de dezembro de 2011, seção I) Resolução CNPC Nº. 8 de 31 de outubro de 2011. (Publicado no D.O.U. Nº 241, de 16 de dezembro de 2011, seção I) Dispõe sobre os procedimentos contábeis das entidades fechadas de previdência complementar,

Leia mais

DEMONSTRATIVO DAS APLICAÇÕES E INVESTIMENTOS DOS RECURSOS

DEMONSTRATIVO DAS APLICAÇÕES E INVESTIMENTOS DOS RECURSOS DEMONSTRATIVO DAS APLICAÇÕES E INVESTIMENTOS DOS RECURSOS 1. ENTE Endereço: Bairro: Prefeitura Municipal de Não-Me-Toque / RS AV. ALTO JACUI CENTRO (054) 3332-2600 Fax: (054) 3332-2600 CNPJ: Complemento:

Leia mais

Guia do Participante - Desligamento Como proceder no desligamento da Rhodia O plano não termina aqui: confira as opções

Guia do Participante - Desligamento Como proceder no desligamento da Rhodia O plano não termina aqui: confira as opções Planos de Aposentadoria Básico e Suplementar Contribuição Definida Guia do Participante - Desligamento Como proceder no desligamento da Rhodia O plano não termina aqui: confira as opções (documento completo

Leia mais

DEMONSTRATIVO DAS APLICAÇÕES E INVESTIMENTOS DOS RECURSOS

DEMONSTRATIVO DAS APLICAÇÕES E INVESTIMENTOS DOS RECURSOS DEMONSTRATIVO DAS APLICAÇÕES E INVESTIMENTOS DOS RECURSOS 1. ENTE Endereço: Bairro: Prefeitura Municipal de Não-Me-Toque / RS AV. ALTO JACUI CENTRO (054) 3332-2600 Fax: (054) 3332-2600 CNPJ: Complemento:

Leia mais

CONSELHO NACIONAL DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR RESOLUÇÃO Nº 19, DE 30 DE MARÇO DE 2015

CONSELHO NACIONAL DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR RESOLUÇÃO Nº 19, DE 30 DE MARÇO DE 2015 EDIÇÃO 72, SEÇÃO I, PÁGINA 35, DE 16 DE ABRIL DE 2015 CONSELHO NACIONAL DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR RESOLUÇÃO Nº 19, DE 30 DE MARÇO DE 2015 Dispõe sobre os processos de certificação, habilitação e qualificação

Leia mais

Fundação Itaú Unibanco. Previdência Complementar RELATÓRIO ANUAL RESUMO PLANO DE BENEFÍCIOS 002. Resumo Relatório Anual 2014 Plano de Benefícios 002

Fundação Itaú Unibanco. Previdência Complementar RELATÓRIO ANUAL RESUMO PLANO DE BENEFÍCIOS 002. Resumo Relatório Anual 2014 Plano de Benefícios 002 Fundação Itaú Unibanco Previdência Complementar RELATÓRIO ANUAL RESUMO 2014 PLANO DE BENEFÍCIOS 002 Mensagem da Diretoria Mensagem da Diretoria Maior eficácia nos controles, no atendimento e na comunicação

Leia mais

Relatório anual do Plano de Benefícios Multifuturo I

Relatório anual do Plano de Benefícios Multifuturo I Relatório anual do Plano de Benefícios Multifuturo I Pareceres PARECER ATUARIAL DA AVALIAÇÃO REALIZADA EM 31/12/2009 Considerações iniciais O presente parecer tem por objetivo apresentar nossas considerações

Leia mais

REGULAMENTO DO PLANO PREVIDENCIAL DOS PARTICIPANTES VINCULADOS AO INSTITUTO MINEIRO DE AGROPECUÁRIA - IMA REGULAMENTO ESPECÍFICO - RP6 CAPÍTULO I

REGULAMENTO DO PLANO PREVIDENCIAL DOS PARTICIPANTES VINCULADOS AO INSTITUTO MINEIRO DE AGROPECUÁRIA - IMA REGULAMENTO ESPECÍFICO - RP6 CAPÍTULO I DOS PARTICIPANTES VINCULADOS AO INSTITUTO MINEIRO DE AGROPECUÁRIA - REGULAMENTO ESPECÍFICO - RP6 CAPÍTULO I DAS PRESTAÇÕES PREVIDENCIAIS Art. 1º - O Regulamento Específico - RP6 disciplina a concessão

Leia mais

TÍTULO: MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL - A IMPORTÂNCIA DA FORMALIZAÇÃO

TÍTULO: MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL - A IMPORTÂNCIA DA FORMALIZAÇÃO TÍTULO: MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL - A IMPORTÂNCIA DA FORMALIZAÇÃO CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: CIÊNCIAS CONTÁBEIS INSTITUIÇÃO: FACULDADE ANHANGUERA DE RIO CLARO AUTOR(ES):

Leia mais

CARTILHA EXPLICATIVA... 3 FUNDO PARANÁ... 4 PATRIMÔNIO... 5 SEGURANÇA... 5 BENEFÍCIO FISCAL... 6 ASFUNPAR... 7 PLANO JMALUCELLI PREVIDÊNCIA...

CARTILHA EXPLICATIVA... 3 FUNDO PARANÁ... 4 PATRIMÔNIO... 5 SEGURANÇA... 5 BENEFÍCIO FISCAL... 6 ASFUNPAR... 7 PLANO JMALUCELLI PREVIDÊNCIA... ÍNDICE CARTILHA EXPLICATIVA... 3 FUNDO PARANÁ... 4 PATRIMÔNIO... 5 SEGURANÇA... 5 BENEFÍCIO FISCAL... 6 ASFUNPAR... 7 PLANO JMALUCELLI PREVIDÊNCIA... 8 CONHEÇA O PLANO JMALUCELLI PREVIDÊNCIA... 9 PARTICIPANTES...

Leia mais

Orientações sobre Micro Empreendedor Individual

Orientações sobre Micro Empreendedor Individual Orientações sobre Micro Empreendedor Individual Micro Empreendedor individual Definição Microempreendedor Individual (MEI) é a pessoa que trabalha por conta própria e que se legaliza como pequeno empresário.

Leia mais

MINISTÉRIO DA PREVIDÊNCIA SOCIAL Conselho de Gestão da Previdência Complementar RESOLUÇÃO CGPC Nº. 28, DE 26 DE JANEIRO DE 2009.

MINISTÉRIO DA PREVIDÊNCIA SOCIAL Conselho de Gestão da Previdência Complementar RESOLUÇÃO CGPC Nº. 28, DE 26 DE JANEIRO DE 2009. (DOU nº. 27, de 09 de fevereiro de 2009, Seção 1, páginas 44 a 49) MINISTÉRIO DA PREVIDÊNCIA SOCIAL Conselho de Gestão da Previdência Complementar RESOLUÇÃO CGPC Nº. 28, DE 26 DE JANEIRO DE 2009. Dispõe

Leia mais

Regius - Plano de Benefícios 03 1

Regius - Plano de Benefícios 03 1 Regius - Plano de Benefícios 03 1 Parecer Atuarial Avaliamos atuarialmente o Plano de Benefícios 03 da Regius Sociedade Civil de Previdência Privada em 31/12/2010, com o objetivo de identificar sua situação

Leia mais

CONSELHO ADMINISTRATIVO

CONSELHO ADMINISTRATIVO 1 CONSELHO ADMINISTRATIVO ATA DA TERCEIRA REUNIÃO ORDINÁRIA ANO 2013 Felixlândia, 09 de abril de 2013. Horário:14h00min. Local:Sala do Ipremfel Conselheiros Presentes: José Messias Mariz, Marcos Benedito

Leia mais

Esta Cartilha vai ajudar você a entender melhor o Fundo Paraná de Previdência Multipatrocinada e o seu Plano de Benefícios ACPrev.

Esta Cartilha vai ajudar você a entender melhor o Fundo Paraná de Previdência Multipatrocinada e o seu Plano de Benefícios ACPrev. ÍNDICE CARTILHA EXPLICATIVA... 3 FUNDO PARANÁ... 4 PATRIMÔNIO... 5 SEGURANÇA... 5 BENEFÍCIO FISCAL... 6 ASFUNPAR... 7 PLANO ACPREV... 8 PARTICIPANTES... 8 Participante Ativo... 8 Participante Assistido...

Leia mais

JESSÉ MONTELLO Serviços Técnicos em Atuária e Economia Ltda.

JESSÉ MONTELLO Serviços Técnicos em Atuária e Economia Ltda. PARECER ATUARIAL V.1- Custos para o exercício seguinte em relação ao anterior: 1) A aplicação da metodologia de cálculo atuarial estabelecida para o plano de benefícios da FUNCASAL, utilizando as hipóteses

Leia mais

Fundação Itaú Unibanco. Previdência Complementar RELATÓRIO ANUAL RESUMO PLANO DE BENEFÍCIOS PREBEG. Resumo Relatório Anual 2014 PREBEG

Fundação Itaú Unibanco. Previdência Complementar RELATÓRIO ANUAL RESUMO PLANO DE BENEFÍCIOS PREBEG. Resumo Relatório Anual 2014 PREBEG Fundação Itaú Unibanco Previdência Complementar RELATÓRIO ANUAL RESUMO 2014 PLANO DE BENEFÍCIOS PREBEG Mensagem da Diretoria Mensagem da Diretoria Maior eficácia nos controles, no atendimento e na comunicação

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL ENTIDADE: [01.225.861/0001-30] REGIUS SOCIEDADE CIVIL DE PREVIDENCIA PRIVADA PLANO DE BENEFÍCIOS: MOTIVO: DATA DA AVALIAÇÃO: [2012.0017-18] PB CD-02 ENCERRAMENTO DE EXERCÍCIO 31/12/2014 Atuário Responsável

Leia mais

DEMONSTRATIVO DAS APLICAÇÕES E INVESTIMENTOS DOS RECURSOS

DEMONSTRATIVO DAS APLICAÇÕES E INVESTIMENTOS DOS RECURSOS DEMONSTRATIVO DAS APLICAÇÕES E INVESTIMENTOS DOS RECURSOS 1. ENTE Nome: Endereço: Bairro: Telefone: Prefeitura Municipal de Não-Me-Toque / RS AV. ALTO JACUI CENTRO (054) 3332-2600 Fax: (054) 3332-2600

Leia mais

ACEPREV Acesita Previdência Privada. Em todos os momentos, em cada oscilação da vida, a SOLIDEZ sustenta a tranquilidade.

ACEPREV Acesita Previdência Privada. Em todos os momentos, em cada oscilação da vida, a SOLIDEZ sustenta a tranquilidade. ACEPREV Acesita Previdência Privada Em todos os momentos, em cada oscilação da vida, a SOLIDEZ sustenta a tranquilidade. RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES 2008 M ENSAGEM DA DIRETORIA A Diretoria Executiva

Leia mais

(R$ Mil) % (R$ Mil) % DISPONÍVEL(Bancos) 1.105 0,04% 729 0,03%

(R$ Mil) % (R$ Mil) % DISPONÍVEL(Bancos) 1.105 0,04% 729 0,03% FUNDAÇÃO CELESC DE SEGURIDADE SOCIAL - CELOS RESUMO DO DEMONSTRATIVO DE INVESTIMENTOS Conforme Resolução MPS/CGPC nº 23, de 06 de dezembro de 2006, a Fundação CELOS, vem por meio deste relatório disponibilizar

Leia mais

Revisado em 15/08/2011

Revisado em 15/08/2011 CARTILHA DO PLANO MISTO DE BENEFÍCIOS PREVIDENCIÁRIOS Nº 001 Revisado em 15/08/2011 Esta cartilha foi estruturada com perguntas e respostas para apresentar e esclarecer aos Participantes as informações

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL [02.884.385/0001-22] FUNDACAO CELG DE SEGUROS E PREVIDENCIA MOTIVO: DATA DA AVALIAÇÃO: OUTROS 30/04/2015 Atuário Responsável DANIEL PEREIRA DA SILVA MIBA: 1146 MTE: 1146 DA transmitida à Previc em 29/05/2015

Leia mais

AULA 06. Sistema Nacional de Previdência Complementar e Outras Instituições

AULA 06. Sistema Nacional de Previdência Complementar e Outras Instituições AULA 06 Sistema Nacional de Previdência Complementar e Outras Instituições Sistema Nacional de Previdência Complementar O Sistema Nacional de Previdência Complementar é composto pelo Conselho Nacional

Leia mais

Rua Bernardo Guimarães, 63 Funcionários Belo Horizonte MG Cep 30140-080 Telefones (31) 3284-8407 3284-2625 Fax: 3284-8931 E-mail: casfam@fiemg.com.

Rua Bernardo Guimarães, 63 Funcionários Belo Horizonte MG Cep 30140-080 Telefones (31) 3284-8407 3284-2625 Fax: 3284-8931 E-mail: casfam@fiemg.com. MATERIAL EXPLICATIVO DO PLANO DE BENEFÍCIOS SISTEMA FIEMG Outubro / 2013 A CASFAM A CASFAM é uma Entidade Fechada de Previdência Complementar (EFPC), sociedade civil patrocinada pelo Sistema FIEMG, com

Leia mais

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 1- SIGLA: FUSESC 2- CÓDIGO: 00552 3- RAZÃO SOCIAL: FUNDACAO CODESC DE SEGURIDADE SOCIAL 4- NÚMERO DE PLANOS: 3

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 1- SIGLA: FUSESC 2- CÓDIGO: 00552 3- RAZÃO SOCIAL: FUNDACAO CODESC DE SEGURIDADE SOCIAL 4- NÚMERO DE PLANOS: 3 FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO 1 ENTIDADE 4- NÚMERO DE PLANOS: 3 5- PLANOS 6- APROVAÇÃO 7- INÍCIO 20.020.006-38 - PLANO DE BENEFÍCIOS MULTIFUTURO I 12- OBSERVAÇÕES: ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 8- ÚLTIMA ALTERAÇÃO

Leia mais

Coordenação Adelaide Faria

Coordenação Adelaide Faria O R G A N I GR A M A D O S S ER V I Ç O S D E A D M I N I S T R A Ç Ã O ES C O L A R H o r á r i o de A t e n di m e n t o ao P ú bl i c o : D a s 9 H e 3 0 M à s 1 6 H e 3 0 M CCH EE FF EE DO SS SS EERV

Leia mais

demonstração da Mutação do ativo Líquido

demonstração da Mutação do ativo Líquido Período: dezembro de 2010 R$ mil demonstração da Mutação do ativo Líquido Visão ATelecom Descrição 2010 A) Ativo Líquido - Início do Exercício 2.207 1. Adições 4.979 (+) Contribuições 4.727 (+) Resultado

Leia mais

Í n d i c e. Apresentação. Sobre a ELETROS. Sobre o Plano CD CERON. Características do Plano CD CERON

Í n d i c e. Apresentação. Sobre a ELETROS. Sobre o Plano CD CERON. Características do Plano CD CERON Í n d i c e Apresentação Sobre a ELETROS Sobre o Plano CD CERON Características do Plano CD CERON 3 4 5 6 A p r e s e n t a ç ã o Bem-vindo! Você agora é um participante do Plano CD CERON, o plano de benefícios

Leia mais

EXTRATO DA ATA DA 263ª REUNIÃO DO COMITÊ DE INVESTIMENTOS DA FUNDAÇÃO FORLUMINAS DE SEGURIDADE SOCIAL FORLUZ

EXTRATO DA ATA DA 263ª REUNIÃO DO COMITÊ DE INVESTIMENTOS DA FUNDAÇÃO FORLUMINAS DE SEGURIDADE SOCIAL FORLUZ EXTRATO DA ATA DA 263ª REUNIÃO DO COMITÊ DE INVESTIMENTOS Data: 17 de agosto de 2010 Horário: 15:10 as 16:20 horas Sumário dos Fatos Ocorridos 1. Apresentação Rio Bravo: A equipe da Rio Bravo apresentou

Leia mais

REGIMES PRÓPRIOS DE PREVIDÊNCIA E REGIME GERAL DA PREVIDÊNCIA SOCIAL COMPARATIVO DE CUSTOS

REGIMES PRÓPRIOS DE PREVIDÊNCIA E REGIME GERAL DA PREVIDÊNCIA SOCIAL COMPARATIVO DE CUSTOS REGIMES PRÓPRIOS DE PREVIDÊNCIA E REGIME GERAL DA PREVIDÊNCIA SOCIAL COMPARATIVO DE CUSTOS Atualmente, no Brasil, aproximadamente 3000 municípios possuem Regimes Próprios de Previdência. Ao final do ano

Leia mais

Gerência de Previdência. Viçosa, Outubro 2014 Rita de Cássia S Valente Neto

Gerência de Previdência. Viçosa, Outubro 2014 Rita de Cássia S Valente Neto Gerência de Previdência Viçosa, Outubro 2014 Rita de Cássia S Valente Neto MISSÃO DO AGROS Promover segurança e bem-estar social dos participantes, por meio de seus planos previdenciário e assistencial.

Leia mais

Demonstração do Ativo Líquido por Plano de Benefícios - Visão Celular CRT

Demonstração do Ativo Líquido por Plano de Benefícios - Visão Celular CRT Demonstrações Financeiras Relatório Anual 04 Visão Prev Demonstração do Ativo Líquido por Plano de Benefícios Visão Celular CRT Período: 04 e 03 dezembro R$ Mil Descrição 04 03 Variação (%). Ativos.85.769

Leia mais

DEPARTAMENTO MUNICIPAL DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES ALEGRE. Porto Alegre, novembro de 2010

DEPARTAMENTO MUNICIPAL DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES ALEGRE. Porto Alegre, novembro de 2010 DEPARTAMENTO MUNICIPAL DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES PÚBLICOS DO MUNICÍPIO DE PORTO ALEGRE Porto Alegre, novembro de 2010 REGIME PRÓPRIO DE PREVIDÊNCIA SOCIAL Os servidores públicos ocupantes de cargo

Leia mais

Para cada valor depositado pelo participante a título de contribuição básica a Patrocinadora depositará valor idêntico.

Para cada valor depositado pelo participante a título de contribuição básica a Patrocinadora depositará valor idêntico. Apresentação Este é o MANUAL DO PARTICIPANTE da PRECE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR, material explicativo que descreve, em linguagem simples e precisa, as características gerais do Plano CD, com o objetivo

Leia mais

PRhosper - Previdência Rhodia Av. Maria Coelho Aguiar, 215 Bloco B - 1 Andar Fone: (11) 3741-7189 Fax: (11) 3741-6180 Cep: 05804-902 - S.P.

PRhosper - Previdência Rhodia Av. Maria Coelho Aguiar, 215 Bloco B - 1 Andar Fone: (11) 3741-7189 Fax: (11) 3741-6180 Cep: 05804-902 - S.P. PRhosper - Previdência Rhodia Av. Maria Coelho Aguiar, 215 Bloco B - 1 Andar Fone: (11) 3741-7189 Fax: (11) 3741-6180 Cep: 05804-902 - S.P. FORMULARIO 1 - DESLIGAMENTO DA PATROCINADORA Eu,, CPF informo

Leia mais

Conteúdo: - Alfabeto - letras k, w, y e vogais - Uso do dicionário FORTALECENDO SABERES CONTEÚDO E HABILIDADES APRENDER A APRENDER I DESAFIO DO DIA

Conteúdo: - Alfabeto - letras k, w, y e vogais - Uso do dicionário FORTALECENDO SABERES CONTEÚDO E HABILIDADES APRENDER A APRENDER I DESAFIO DO DIA CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA A I Conteúdo: - Alfabeto - letras k, w, y e vogais - Uso do dicionário 2 CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA A I Habilidades:

Leia mais

PARECER ATUARIAL Exercício de 2014. INERGUS Instituto ENERGIPE de Seguridade Social

PARECER ATUARIAL Exercício de 2014. INERGUS Instituto ENERGIPE de Seguridade Social PARECER ATUARIAL Exercício de 2014 INERGUS Instituto ENERGIPE de Seguridade Social Plano de Benefícios PCD INERGUS Março de 2015 1 PARECER ATUARIAL Avaliamos atuarialmente o Plano de Benefícios PCD INERGUS

Leia mais

NPQV Variável Educação Prof. Responsáv el : Ra ph a el B i c u d o

NPQV Variável Educação Prof. Responsáv el : Ra ph a el B i c u d o NPQV Variável Educação Prof. Responsáv v el :: Ra ph aa el BB ii cc uu dd o ATIVIDADES DESENVOLVIDAS NA ÁREA DE EDUCAÇÃO 2º Semestre de 2003 ATIVIDADES DESENVOLVIDAS NA ÁREA DE EDUCAÇÃO As atividades realizadas

Leia mais

PLANO DE PREVIDÊNCIA DA MÚTUA CAIXA DE ASSISTÊNCIA DOS PROFISSIONAIS DO CREA

PLANO DE PREVIDÊNCIA DA MÚTUA CAIXA DE ASSISTÊNCIA DOS PROFISSIONAIS DO CREA PLANO DE PREVIDÊNCIA DA MÚTUA CAIXA DE ASSISTÊNCIA DOS PROFISSIONAIS DO CREA Mensagem ao Associado Caro Associado, A maior preocupação do profissional que compõe o Sistema Confea / Crea / Mútua talvez

Leia mais

a. Registro na CTPS na função pretendida

a. Registro na CTPS na função pretendida CRITÉRIOS PARA OBTENÇÃO DO ATESTADO DE CAPACITAÇÃO PROFISSIONAL, NAS FUNÇÕES REGULAMENTADAS PELA LEI 6533/78, DECRETO 82385/78 QUADRO ANEXO - ITEM II CINEMA Tendo em vista que o exercício das profissões

Leia mais

CURSO: QUALIDADE DA ENERGIA ELÉTRICA

CURSO: QUALIDADE DA ENERGIA ELÉTRICA Distúrbios Relativos à QE 1,5 Tensão [PU] 1 0,5 0-0,5-1 -1,5 Tempo CURSO: QUALIDADE DA ENERGIA ELÉTRICA WWW.ENGEPOWER.COM TEL: 11 3579-8777 PROGRAMA DO CURSO DE: QUALIDADE DA ENERGIA ELÉTRICA DIRIGIDO

Leia mais

Análise de Circuitos II. Sumário

Análise de Circuitos II. Sumário Sumário Laboratório de Eletrônica Transformador... 3 Laboratório de Eletrônica Retificador de meia onda... 6 Laboratório de Eletrônica Retificador de onda completa... 8 Laboratório de Eletrônica Retificador

Leia mais

Um novo plano, com muito mais futuro. Plano 5x4. dos Funcionários

Um novo plano, com muito mais futuro. Plano 5x4. dos Funcionários Um novo plano, com muito mais futuro Plano 5x4 dos Funcionários Sumário 03 Um novo plano, com muito mais futuro: 5x4 04 Comparativo entre o plano 4 x 4 e 5 x 4 08 Regras de resgate 10 Como será o amanhã?

Leia mais

Quais as condições necessárias para que eu me cadastre como empreendedor individual? Faturar até R$ 36 mil por ano;

Quais as condições necessárias para que eu me cadastre como empreendedor individual? Faturar até R$ 36 mil por ano; cultura 1. Quais as condições necessárias para que eu me cadastre como empreendedor individual? 2. Faturar até R$ 36 mil por ano; Não participar de outra empresa, como sócio ou titular; Trabalhar sozinho

Leia mais

Fundação Itaú Unibanco. Previdência Complementar RELATÓRIO ANUAL RESUMO PLANO FUTURO INTELIGENTE. Resumo Relatório Anual 2014 Plano Futuro Inteligente

Fundação Itaú Unibanco. Previdência Complementar RELATÓRIO ANUAL RESUMO PLANO FUTURO INTELIGENTE. Resumo Relatório Anual 2014 Plano Futuro Inteligente 1 Fundação Itaú Unibanco Previdência Complementar RELATÓRIO ANUAL RESUMO 2014 PLANO FUTURO INTELIGENTE Mensagem da Diretoria Mensagem da Diretoria Maior eficácia nos controles, no atendimento e na comunicação

Leia mais

Apresentação. Torne-se um Empreendedor Individual e traga para o seu negócio todos os benefícios da formalização. Guia do Empreendedor Individual

Apresentação. Torne-se um Empreendedor Individual e traga para o seu negócio todos os benefícios da formalização. Guia do Empreendedor Individual Apresentação Muitos brasileiros trabalham informalmente por conta própria, ou seja, não têm nenhum tipo de registro. E por isso ficam sem acesso a diversos benefícios, como a Previdência Social, cursos

Leia mais