Pós-graduação em Produção Cultural IV Turma

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Pós-graduação em Produção Cultural IV Turma"

Transcrição

1 Prgrama de Estuds Culturais e Sciais A Pós-graduaçã lat sensu em Prduçã Cultural, fi estruturada ns terms das dispsições estabelecidas na Resluçã CES/CNE n.1, de 3 de abril de 2001 d Institut Nacinal de Estuds e Pesquisas Educacinais Anísi Teixeira - INEP d Ministéri da Educaçã. Pós-graduaçã em Prduçã Cultural IV Turma Titulaçã: Pós Graduaçã Lat Sensu. Carga Hrária: 360h Duraçã: 22 meses Lcal: Campus Centr Rua da Assembléia, 10 sl 616 Unidade: Pró-Reitria de Pós-Graduaçã e Pesquisa - Prgrama de Estuds Culturais e Sciais PECS Iníci: agst de 2012 Turn: manhã / tarde Dias de aula: sábads quinzenais Hrári: 08 às 17h Investiment Ttal: R$ ,00 Parcelament: R$ 576,00 (x22 parcelas) Inscriçã: R$ 95,00 Seleçã: - Análise de currícul - Entrevista Dcuments: - Original e cópia autenticada d diplma e d históric d curs de graduaçã u, prvisriamente, a declaraçã de cnclusã - Original e cópia d RG, CPF - Cmprvante de residência - Duas fts 3x4 Dcuments para aluns estrangeirs: - Diplma de equivalência de curs de graduaçã, recnhecid pr uma universidade brasileira; - Envi de currícul traduzid em prtuguês u espanhl; - Ftcópia autenticada d diplma e d históric acadêmic, cm carimb riginal d Ministéri da Educaçã e de Relações Exterires d país n qual fram realizads s estuds; - Prficiência em prtuguês u espanhl; - Traduçã juramentada em prtuguês ds referids dcuments igualmente carimbada e legalizada; - Carimb riginal d Cnsulad d Brasil n país de rigem; - Ftcópia autenticada d dcument de identidade u d passaprte; - Três fts 3x4; - Entrevista pr telefne, em hrári marcad, cm a crdenaçã d PECS.

2 Prgrama de Estuds Culturais e Sciais Prmçã: - Descnt de 20% na primeira mensalidade para matrículas antecipadas. - Descnt de 10% d investiment integral para pagament à vista. - O alun pderá diminuir valr das parcelas dividind em até 26 vezes sem jurs cm 1 entrada de R$ 547, parcelas de R$ 485. Cnfira utrs benefícis n site Inscrições Abertas Marcaçã de entrevista pels telefnes (21) / (21) Apresentaçã A arte e a cultura, cm prduçã de cnheciment e, principalmente, cm entreteniment, têm mvimentad, de maneira crescente n decrrer das duas últimas décadas, imprtantes índices mercadlógics que impulsinam a expansã da indústria cultural nacinal e internacinal, mediante mudanças antrplógicas ns padrões de cnsum e lazer das sciedades cntemprâneas cidentais, dinamizand, deste md, mercad de trabalh ns setres afins. Pesquisas revelam increment da participaçã das esferas culturais n PIB nacinal. Este quadr reflete a expansã atual e em ptencial da geraçã de empregs direts e indirets n setr, que supera até mesm segments tradicinais de nssa ecnmia. Neste prfícu cenári, desenvlviment cultural se efetiva cm cnseqüência ds crescentes investiments pr parte de empresas, rganizações nã gvernamentais e instituições públicas, que gera significativa ampliaçã da audiência e crrbra na frmaçã de públic e mercad para s prduts e ações culturais. A partir ds ans 90 cenári cultural apntava mudanças prfundas n que se refere à prduçã, à administraçã e a cnsum cultural. A prfissinalizaçã da cultura, cnheciment acadêmic e rganizad n setr, permeia-se nas esferas nacinais e internacinais cm uma tônica. Atuaçã Prfissinal O egress especializad em Prduçã Cultural terá uma atuaçã ampla, dirigida a planejament estratégic, à prgramaçã de cnteúd, à rganizaçã e gerenciament de prjets e events, à cncepçã de prduts artístics e à elabraçã de plíticas para a cultura ns âmbits públic u privad. Na atuaçã executiva, prfissinal pderá clabrar cm Centrs Culturais, Fundações, Instituts, Museus, Esclas e Universidades, Empresas, Organizações nã-gvernamentais, Prefeituras, Secretarias de Cultura, Indústria Audivisual, Editrial e Fngráfica, Televisã, Rádi, em departaments de marketing de empresas, setres d Patrimôni Históric, entre utrs. Deverá, ainda, cnslidar a capacidade de cmpreensã e interpretaçã das dimensões culturais, sciais, ecnômicas e plíticas envlvidas nas etapas de cncepçã, desenvlviment e aplicaçã de cnceits, na realizaçã de prjets culturais.

3 Prgrama de Estuds Culturais e Sciais N espectr scial, alun em cnclusã de curs, deverá ter capacidade para exercer plenamente a sua cidadania, através d exercíci cnsciente da respnsabilidade scial, cmpreendend e avaliand impacts sciais, ecnômics e plítics de suas ações, na aplicaçã ds cnheciments adquirids. Trna-se relevante também, que agente cultural paute suas realizações pel caráter desenvlvimentista e agregadr que a cultura cada vez mais assume, cm imprtante instrument para a melhria da qualidade de vida e para a paz entre as cmunidades e setres sciais. Objetivs Objetivs Gerais O curs tem cm diretriz principal frmar prfissinais para atuar de frma reflexiva e empreendedra n univers da prduçã de cultura n Brasil, qualificand-s para exercer funções múltiplas ns âmbits da elabraçã, captaçã, e realizaçã de prgramas e ações culturais, nas diversas áreas ds meis de expressã. Para tal, a frmaçã acadêmica prpsta visa implementar um currícul dinâmic integrand uma base de cnteúds ns camps ds saberes das artes, da gestã e da prduçã em cultura, mediante interaçã junt a univers empíric e executiv das crescentes práticas da prduçã cultural n cenári atual, em interface direta cm instituições, públicas e privadas, e prfissinais de destaque n setr. Objetivs Específics Planejad para atender a uma demanda ptencializada pel mercad, traduzid em índices mtivadres que clamam pela capacitaçã especializada, curs bjetiva prpiciar acess às ferramentas requeridas a uma atuaçã cnsistente e qualitativamente diferenciada, que permitam a prfissinal, a final d curs, ser capaz de: elabrar, frmatar e captar um prjet cultural em tdas as suas etapas; realizar ações culturais em camps múltipls nas diversas linguagens artísticas; atuar junt as órgãs civis e públics, n planejament prgramátic das plíticas setriais de cultura; cupar cargs de elabraçã de planejament estratégic ns setres crprativs de cmunicaçã institucinal; aliar a qualificaçã prfissinal à cnsciência de respnsabilidade scial n exercíci da cidadania; estimular ptencial empreendedr da cultura junt a mercad e a ecnmia; cmpreender a imprtância da cultura n prcess de desenvlviment scial nacinal; prduzir events e ações de variads prtes aliand cultura e entreteniment; princípis básics da estrutura histórica e atual da prduçã cultural brasileira; clabrar cm a frmaçã d cnheciment incipiente n setr; gerenciar e frmar equipes técnicas de api as diverss camps que atendem às demandas de prduçã e marketing de uma açã cultural; cnhecer as especificidades ds váris camps de atuaçã das indústrias culturais; valrizar e fruir expressões artísticas hetergêneas embasad pr uma cultura geral básica cm pré-requisit da prfissã; viabilizar s prduts culturais cm negócis rentáveis e aut-sustentáveis.

4 Prgrama de Estuds Culturais e Sciais Públic-Alv Prfissinais graduads que atuam na área cultural e buscam aperfeiçament e atualizaçã em gestã de prjets e prduçã da cultura; Administradres, crdenadres, artistas, empresáris e prdutres que atuam em instituições públicas u privadas ns setres culturais e sciais; Prfissinais de áreas afins cm Música, Artes Plásticas, Teatr, Cinema, Cmunicaçã, Muselgia, Ciências Sciais, História, Filsfia, Ecnmia, Direit, Administraçã entre utras, que busquem futuras inserções n camp da Prduçã Cultura; Prfissinais liberais que desejam atuar u gerenciar prjets de prduções musicais, teatrais, audivisuais e em artes plásticas, graduads em áreas afins; Prfissinais que desejam mntar uma empresa de Prduçã Cultural. Metdlgia Organizada mediante as exigências ds órgãs de regulamentaçã ds curss de pósgraduaçã junt a MEC, a metdlgia d curs une cnheciment acadêmic e executiv de seu crp dcente a recurss didátics que ptencializam aprendizad e vivências prfissinais mediante visitas à rganizações culturais. A dinâmica didática utiliza-se de expsições dialógicas, trabalhs grupais, estuds de cass, debates e palestras cm prfissinais referenciais, tend cm api, recurss multimídia e interativs na internet. Estrutura A Pós-graduaçã em Prduçã Cultural bjetiva atender a crescente demanda d mercad de trabalh na área cultural, que requer cada vez mais prfissinais especializads para atuar nas inúmeras instituições e prjets ns setres da cultura e d entreteniment. O planejament e a implantaçã d curs cntaram cm api regulamentar de um crp dcente especializad, frmad pr renmads e atuantes prfissinais nas áreas afins a currícul d curs, visand aprimrar cnstantemente s cnteúds prgramátics, em sintnia cm as demandas d mercad da Prduçã Cultural e das tendências d Marketing Cultural n Brasil. A estrutura acadêmica d curs fi nrteada para cntemplar uma visã básica de cnteúds das artes e da cultura, em interaçã cm s trâmites das práticas de ações culturais em suas diversas instâncias. Desta maneira, curs cntempla s seguintes fcs: I - Fundaments ds Meis de Expressã - Este módul visa ferecer a alun cnheciments básics, cmpreendend s diverss meis de expressã artística, buscand prprcinar uma frmaçã teórica intrdutória, bem cm desenvlver uma percepçã crítica e reflexiva, cm alicerce para elabraçã e desenvlviment de prjets e ações culturais. II Tópics de Prduçã Cultural - O elenc de disciplinas que cmpõem este módul bjetiva instrumentalizar alun quant à apreensã de cnceits e estuds cmparativs das práticas direcinadas à prduçã de cultura ns âmbits públic e privad. Este blc d curs pssui prepnderância curricular enfatizand cnheciment executiv das diversas áreas e práticas da Prduçã Cultural. III Intercâmbi Prfissinal - Esta vertente d prgrama curricular bjetiva prprcinar intercâmbi d alun cm mei prfissinal ns diverss camps da prmçã de

5 Prgrama de Estuds Culturais e Sciais cultura. Esta mediaçã se cncretizará mediante implementaçã de palestras, visitas técnicas e cntat cm s própris prfessres que sã prfissinais atuantes nas áreas respectivas. Grade Curricular Módul I - PANORAMA ILUSTRADO DAS ARTES Delineaments da Arte Mderna e Cntemprânea (12h) Prf. Ms. Paul Sergi Duarte Singularidades da Música Erudita e Ppular (12h) - Prf Ricard Prad Breve História das Artes Audivisuais (12h) - Prf. Ms. Elziane Durad Intrduçã às Artes Cênicas (12h) Prf. Dr. Angel Palmer Módul II - FORMATAÇÃO E GESTÃO DE PROJETOS Fundaments e Frmataçã de Prjets (16h) - Prfª. Ms. Mariana Várzea Gerência Financeira e Prestaçã de Cntas (16h) - Prfª. Ms. Sandra Pedrs Plan de Mídia e Assessria de Imprensa (16) Prfª. Meise Halabi Gestã de Prjets (16h) Prf. Pabl Castelar Módul III - CAPTAÇÃO DE RECURSOS À CULTURA Legislaçã de Incentiv (16h) Prfª. Ana Fergusn Prjets e Estratégias de Captaçã de Recurss (16h) Prf. Ricard Falcã Patrcíni e Investiment Privad (16h) Prfª. Ms. Mariana Várzea Univers das Empresas e Instituições Patrcinadras (16h) Prfª. Pamina Schweitzer Módul IV - PRODUÇÃO EXECUTIVA EM AÇÕES CULTURAIS Engenharia de Prduçã e Pós-Prduçã em Events (16h) - Prf. Dr. Carls Frederic Barrs Prduçã em Artes Plásticas (16h) Prfª. Denise Mattar Prduçã em Artes Cênicas (16h) Prf. Dr. Fábi Ferreira Prduçã em Audivisual (16h) Prf. Pabl Gnçal Prduçã Musical (16h) Prfª. Eliane da Fnseca e Valéria Clela Prduçã de Festivais, Feiras e Prêmis (16h) Prf. Fernand Prtella Tecnlgia e Prduçã Cultural (16h) - Prfª. Eliane Csta Módul V - FUNDAMENTOS E CONCEITOS ESTRUTURAIS Fundaments d Marketing Cultural (16h) Prf. Ivan Lee Direit Autral (16h) Prf. Ms. Eduard Senna Ecnmia da Cultura (16h) Prfª.Drª. Ana Carla Fnseca Reis e e Prf. Jsé Arnald Deutscher Plítica Cultural (16h) Prfª Drª. Lia Calabre Patrimôni Históric e Cultural (16h) Prf. Ms. Mári Pragmáci Metdlgia de Pesquisa (12h) Prf.ª Ms. Érica Resende * Os móduls nã pssuem pré-requisit entre si e pderã ter a rdem alternada na agenda de aulas.

6 Prgrama de Estuds Culturais e Sciais Crp Dcente Prfª. Dra. Ana Carla Fnseca Reis Titulaçã: Dutra em Arquitetura e Urbanism (USP). Mestre em Administraçã de Empresas (USP), Administradra Pública (FGV/SP), Ecnmista (USP), cm MBA (Fundaçã D Cabral). Fundadra da empresa Garimp de Sluções ecnmia, cultura e desenvlviment. Cnsultra internacinal e palestrante em 5 ínguas e 22 países, autra u editra de it livrs, cm Ecnmia da Cultura e Desenvlviment Sustentável (Prêmi Jabuti 2007). Prfª. Ana Fergusn Titulaçã: Pós-Graduanda em Dcência n Ensin Superir pela Universidade Estáci de Sá. Graduada em Administraçã pelas Faculdades Integradas Camps Salles /SP, cm especializaçã em Administraçã Financeira e Finanças Públicas. Cm atuaçã n mercad cultural desde 1998, fi presidente d Institut Dminus de Artes, Ofícis e Cidadania n períd de 2007 a Atualmente é sócia da Zeus Filmes & Prduções, prdutra cultural e cnsultra em prjets, cm ênfase na elabraçã, frmataçã, enquadrament em leis de incentiv à cultura, gestã cultural e prestaçã de cntas. Prf. Dr. Angel Palmer Dutrad em Teatr pela Universidade Federal d Estad d Ri de Janeir UNIRIO Graduaçã em Direçã Teatral pela Universidade Federal d Ri Grande d Sul UFRGS. Diretr da Escla de Teatr da UNIRIO. Prfessr d Departament de Direçã Teatral da Escla de Teatr da UNIRIO. Prf. Dr. Carls Frederic Barrs Titulaçã: Dutr em Engenharia de Prduçã na COPPE/UFRJ. Trabalhu de 1995 a 2008 n PROJAC cm administradr de Prduçã e Prjets em Cengrafia, Entreteniment e Televisã. Atualmente Pesquisadr da COPPE/UFRJ e d LABRISK-UFF, nde desenvlve pesquisas sbre gestã de risc e prjets de Engenharia d Entreteniment. Currícul Lattes: Prfª. Denise Mattar Titulaçã: Graduaçã em Filsfia e Psiclgia na USP Fi diretra técnica d Museu de Arte Mderna d Ri de Janeir, d Museu de Arte Mderna de Sã Paul e d Museu da Casa Brasileira, SP. Trabalha há dez ans cm curadra independente tend recebid pr suas expsições s mais imprtantes prêmis da área de Artes Plásticas. Prfª. Eliana Fnseca Titulaçã: Pós-graduaçã em Recurss Humans pela PUC-RJ. Graduada em Ecnmia pela Faculdade de Ecnmia de Sã Luis de Sã Paul. Prdutra de Gilsn Peranzzeta. Prdutra Executiva de "Na Hra d Chá", série de MPB cm diverss artistas, realizad semanalmente na Sala Baden Pwell e n Teatr Café

7 Prgrama de Estuds Culturais e Sciais Pequen. Diretra Artística e Prdutra d Sel Marari Discs. Prdutra de shws e CD s em geral. Prfª. Ms. Eliane Csta Titulaçã: Mestre em Bens Culturais e Prjets Sciais. Pós-graduaçã na UFRJ e MBA em Cmunicaçã cm Frmaçã em Marketing pela ESPM. Graduada em Física, pela PUC-Ri, Mestre em Bens Culturais e Prjets Sciais pela FGV/CPDOC, é Gerente de Patrcíni Cultural da Petrbras. Cm funcinária da Petrbras fi analista de sistemas e prjetista de sistemas de multimídia institucinal, tend gerenciad núcle de Cmunicaçã ns órgãs de Tecnlgia da Infrmaçã e na Área de Negócis Internacinais. Prfª. Elziane Durad Titulaçã: Dutranda pela UFRJ. Pesquisadra d prgrama de estud d trabalh e reprduçã scial (PETRES/UERJ), Prfessra da Oficina Cultural da UERJ, Crdenadra de Ensin da Escla de Cinema Darcy Ribeir (ECDR ). Prfª. Ms. Érica Resende Titulaçã: Mestre em Educaçã (UNESA). Pós-Graduada em Gestã da Infrmaçã e Inteligência Cmpetitiva (UNESA). Graduada em Biblitecnmia (UNIRIO). Biblitecária da Escla de Cmunicaçã da Universidade Federal d Ri de Janeir. Prfessra de Metdlgia da Pesquisa da Pós Graduaçã em Gestã Estratégica da Infrmaçã e Inteligência Cmpetitiva d SENAC Ri. Prf. Fábi Ferreira Titulaçã: Bacharel em Teria Teatral UNI-Ri; Pós-graduaçã em Teria Literária USP. Diretr Teatral e diretr geral d ArtCENA Festival em Criaçã, ex-diretr d Festival Internacinal Ri Cena Cntemprânea, curadr, pesquisadr, cnsultr e prdutr cultural, fundadr da PROJÉTEIS cperativa carica de empreendedres culturais, expresidente d Institut Municipal de Arte e Cultura - RIOARTE e da Fundaçã Ri/Prefeitura d Ri. Prfessr d Curs de Artes Cênicas da PUC Ri. Prf. Fernand Prtella Prf. Ivan Lee Titulaçã: Pós Graduaçã/ MBA em Marketing pela ESPM. Graduad em Cmunicaçã Scial pela UFF, é Publicitári e Crdenadr de Marketing d canal GNT/Glbsat. Prfª. Dra. Lia Calabre Titulaçã: Dutrad em História pela Universidade Federal Fluminense. Pesquisadra chefe d setr de Estuds de Plítica e Culturas Cmparadas da Fundaçã Casa de Rui Barbsa. Autra de diverss artigs e livrs, entre eles Plíticas Culturais n

8 Prgrama de Estuds Culturais e Sciais Brasil: ds ans 1930 a sécul XXI (Ed. FGV, 2009) e Plíticas Culturais n Brasil: História e Cntempraneidade. (Ed. Banc d Nrdeste, 2010). Prf. Ms. Luiz Carls Prestes Filh Titulaçã: Mestrad em Arte Cinematgráfica pel Institut de Cinema da Uniã Sviética. Atualmente é Superintendente de Ecnmia da Cultura da Secretaria de Desenvlviment Ecnômic d Estad d Ri e Vice-Presidente da ABGC (Assciaçã Brasileira de Gestã Cultural). Prf. Ms. Mariana Varzea Titulaçã: Mestre em História Scial da Cultura pela PUC-RJ. Atualmente é Superintendente de Museus da Secretaria de Estad de Cultura, fi respnsável pela elabraçã da plítica de fment e incentiv à Cultura da Secretaria de Estad de Cultura e é cnsultra na área de Cultura, Educaçã e Sustentabilidade. Prf. Ms. Mári Pragmáci Titulaçã: Mestre em Muselgia pela UNIRIO Advgad, mestre em Muselgia e Patrimôni pela Universidade Federal d Estad d Ri de Janeir - UNIRIO e especialista em patrimôni cultural pel Prgrama de Especializaçã em Patrimôni - PEP/IPHAN. Fi cnsultr da UNESCO ( ) em prjet relacinad a patrimôni cultural e é clabradr d Mestrad Prfissinal em Preservaçã d Patrimôni Cultural d IPHAN ( ). Lecina na pós-graduaçã em Prduçã Cultural e n MBA em Gestã Cultural da Universidade Cândid Mendes. Atua nas seguintes áreas: Direits Culturais, Direit Autral, Patrimôni Cultural e Plíticas Culturais. Lattes: Prfª. Meise Halabi Titulaçã: Graduaçã em Bacharel em Cmunicaçã Scial e Jrnalism pela UFRJ. Assessra de imprensa. Sócia-diretra da MH Assessria de Cmunicaçã, respnsável pela divulgaçã de "Arte da África, "ANTES - histórias da pré-história, "Expressinism Alemã", dentre váris utrs. Prfª. Pamina Schweitzer Prf. Ms. Paul Sergi Duarte Titulaçã: Mestrad em Psiclgia Clínica na U.E.R de Sciences Humaines Cliniques - Université de Paris VII. Crític de arte, pesquisadr d Centr de Estuds Sciais Aplicads (CESAP) da UCAM. Fi curadr geral da V Bienal d Mercsul. Atualmente é Diretr d Centr Cultural Candid Mendes. Prf. Pabl Castellar Titulaçã: MBA em Gestã Cultural UCAM (Universidade Cândid Mendes), Bacharelad

9 Prgrama de Estuds Culturais e Sciais em cmpsiçã n Institut Villa-Lbs (UNIRIO) e Pós- Graduaçã em Música para Cinema na NYU (New Yrk University) e Cmpsiçã na Manhattam Schl f Music. Especialista em curadria e gestã de prjets culturais. Sóci diretr presidente da Artemundi Prduções Culturais e Sóci diretr executiv da Gaby Leib Prduções Culturais, empresa que atua há mais de 50 ans n setr cultural. Trabalha n mercad cultural há mais de 10 ans cm crdenadr geral/diretr de prduçã, curadr/diretr artístic e prdutr executiv, tend realizad óperas, peças de teatr, cncerts, CDs, DVDs, filmes de lnga metragem, shw, séries musicais, festivais de música, semináris e curss de gestã cultural, além de events de difusã da cultura brasileira n exterir. Prf. Pabl Gnçal Prf. Ricard Falcã Titulaçã: Graduaçã em Ecnmia pel BENNET. Gerente da RFALCÃO Cnsultria e Planejament LTDA. Instrutr d Curs de Elabraçã de Prjets e a Captaçã de Recurss d MBA/UFRJ em Terceir Setr, CDI - Cmitê para Demcratizaçã da Infrmática, IEE-PUC/SP, IBAM/RJ, VIVA RIO-ISER/RJ, SEBRAE/RJ, UNB/Finatec, PUC/MG, Ministéri da Saúde, entre utrs. Prf. Ricard Prad Cmpsitr e regente ministru master classes em universidades cm a Gerge Washingtn University e University f Califórnia. Fi diretr da Escla de Música Villa- Lbs, d Museu de Arte Mderna e subsecretári de Cultura d Ri de Janeir. Criu e dirigiu a Orquestra OPUS Ri de Janeir. Prfª. Ms. Sandra Pedrs Titulaçã: Mestre em Sistema de Gestã de Prjets cm fc em Respnsabilidade Scial na UFF. Pós-graduada n MBA Engenharia Ecnômica Financeira na UFF, juntamente cm a Universidade de Padva (Itália). Cnsultra em Gestã, prestaçã de cntas e enquadrament de prjets culturais d Ateliê de Cultura e da Secretaria de Cultura de Niterói. Participu cm Analista Técnica nas3 últimas edições da seleçã de Prjets Sciais da Petrbras. Atuu cm Crdenadra Técnica da ANCINE e cm Financeir da ONG Nós d Mrr. Prf. Ms. Sydney Sanches Titulaçã: Mestre em História, Plítica e Bens Culturais na FGV-RJ. Advgad especializad na área de Prpriedade Intelectual. Assessr jurídic da Uniã Brasileira de Cmpsitres. Cnsultr jurídic da Uniã Brasileira de Editres de Música ABEM. Preside a Cmissã de Direit Autral e Prpriedade Industrial d Institut ds Advgads Brasileirs - IAB. Diretr d IAB. Membr d Cmitê Jurídic da Cnfederaçã Internacinal das Sciedades de Autres e Cmpsitres - Cisac, cm sede em Paris. Prfª. Valéria Clela Empresária e prdutra, de shws internacinais de artistas cm James Taylr, Peter Gabriel, Bn Jvi além d Balé White Oak Dance Prject, cm Milkhail Baryshinikv. Fi prdutra executiva d ANIMAMUNDI FESTIVAL durante 9 ans. É Diretra Artística da casa de espetáculs Canecã.

10 Prgrama de Estuds Culturais e Sciais *Os prfessres estã cnfirmads, n entant, pderá haver substituiçã em virtude de pssíveis indispnibilidades de agenda. Crdenaçã Acadêmica Prf. Ms. Kátia de Marc Graduada em Ciências Sciais e mestre em Ciência da Arte pela Universidade Federal Fluminense. É curadra independente e membr da Assciaçã Brasileira ds Crítics de Arte ABCA. Fundu e preside a Assciaçã Brasileira de Gestã Cultural - ABGC e é crdenadra acadêmica d Prgrama de Pós-Graduaçã em Estuds Culturais e Sciais - PECS, da Universidade Candid Mendes, nde também crdena MBA em Gestã Cultural, MBA em Gestã Sciambiental e a Pós-graduaçã em Prduçã Cultural. É gestra d prjet Dialgue Café Ri, ONU/ UNAOC/UCAM e também é Diretra d Museu Antni Parreiras SMU/SEC/RJ. Curss de Extensã Acadêmica e Crprativs Os móduls e disciplinas pderã ser cursads separadamente cm curss de extensã universitária cm certificaçã cncedida pela Universidade Candid Mendes. O prgrama também prmve turmas exclusivas para instituições e crprações cm prgramas e cnteúds segmentads de acrd cm demandas específicas. Certificaçã Para a btençã d certificad de cnclusã d curs de especializaçã, alun deverá desenvlver uma mngrafia rientada e aprvada pr um prfessr integrante d crp dcente e bter avaliaçã psitiva nas disciplinas. Será exigida a freqüência mínima de 75% das aulas. O certificad d curs de pós-graduaçã lat sensu será cncedid pela Universidade Candid Mendes.

Master in Business Administration - Gestão Cultural IX Turma

Master in Business Administration - Gestão Cultural IX Turma Prgrama de Estuds Culturais e Sciais A Pós-graduaçã lat sensu MBA em Gestã Cultural, fi estruturada ns terms das dispsições estabelecidas na Resluçã CES/CNE n.1, de 3 de abril de 2001 d Institut Nacinal

Leia mais

Prefeitura Municipal de Belo Horizonte Vox Mercado Pesquisa e Projetos Ltda. Dados da organização

Prefeitura Municipal de Belo Horizonte Vox Mercado Pesquisa e Projetos Ltda. Dados da organização Data de elabraçã da ficha: Jun 2007 Prefeitura Municipal de Bel Hriznte Vx Mercad Pesquisa e Prjets Ltda. Dads da rganizaçã Nme: Prefeitura Municipal de Bel Hriznte Endereç: Av. Afns Pena, 1212 - Cep.

Leia mais

INSTITUTO DE EXCELÊNCIA EM EDUCAÇÃO DE SAÚDE IEES. Excelência na Formação através da Experiência e Aplicação MARKETING FARMACÊUTICO PRÁTICO

INSTITUTO DE EXCELÊNCIA EM EDUCAÇÃO DE SAÚDE IEES. Excelência na Formação através da Experiência e Aplicação MARKETING FARMACÊUTICO PRÁTICO E IEES I EDUCAÇÃO DE SAÚDE INSTITUTO DE EXCELÊNCIA EM EDUCAÇÃO DE SAÚDE IEES Excelência na Frmaçã através da Experiência e Aplicaçã MARKETING FARMACÊUTICO PRÁTICO 1.CARGA HORÁRIA 32 Hras 2.DATA E LOCAL

Leia mais

Faculdade de Tecnologia SENAI Florianópolis e Faculdade de Tecnologia SENAI Jaraguá do Sul EDITAL DE PROCESSO SELETIVO

Faculdade de Tecnologia SENAI Florianópolis e Faculdade de Tecnologia SENAI Jaraguá do Sul EDITAL DE PROCESSO SELETIVO Faculdade de Tecnlgia SENAI Flrianóplis e Faculdade de Tecnlgia SENAI Jaraguá d Sul EDITAL DE PROCESSO SELETIVO Pós-Graduaçã Lat Sensu em Gestã da Segurança da Infrmaçã em Redes de Cmputadres A Faculdade

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO DE INICIAÇÃO PROFISSIONAL

REGULAMENTO DE ESTÁGIO DE INICIAÇÃO PROFISSIONAL REGULAMENTO DE ESTÁGIO DE INICIAÇÃO PROFISSIONAL Intrduçã O presente Regulament cnstitui um dcument intern d curs de Ciências Cntábeis e tem pr bjetiv reger as atividades relativas a Estági de Iniciaçã

Leia mais

Faculdade de Tecnologia SENAI Florianópolis e Faculdade de Tecnologia SENAI Jaraguá do Sul EDITAL DE PROCESSO SELETIVO

Faculdade de Tecnologia SENAI Florianópolis e Faculdade de Tecnologia SENAI Jaraguá do Sul EDITAL DE PROCESSO SELETIVO Faculdade de Tecnlgia SENAI Flrianóplis e Faculdade de Tecnlgia SENAI Jaraguá d Sul EDITAL DE PROCESSO SELETIVO Pós-Graduaçã Lat Sensu MBA em Gestã de Prjets A Faculdade de Tecnlgia SENAI/SC em Flrianóplis

Leia mais

Master in Business Administration - Gestão Social II Turma

Master in Business Administration - Gestão Social II Turma Prgrama de Estuds Culturais e Sciais A pós-graduaçã lat sensu MBA em Gestã Sciambiental, na área de administraçã d Terceir Setr e gestã de prgramas/prjets sciais está centrada na criaçã de plíticas e prgramas

Leia mais

1. Objetivo Geral. Página 1 de 5 CURSO LEADER COACH BELÉM. SESI Serviço Social da Indústria. IEL Instituto Euvaldo Lodi

1. Objetivo Geral. Página 1 de 5 CURSO LEADER COACH BELÉM. SESI Serviço Social da Indústria. IEL Instituto Euvaldo Lodi O país d futur parece estar chegand para muits brasileirs que investiram em qualidade e prdutividade prfissinal, empresarial e pessal ns últims ans. O gigante adrmecid parece estar despertand. Dads d Centr

Leia mais

Ministério da Justiça. Orientações para a preparação dos Policiais que atuam na Região

Ministério da Justiça. Orientações para a preparação dos Policiais que atuam na Região Ministéri da Justiça Departament da Plícia Federal Academia Nacinal de Plícia Secretaria Nacinal de Segurança Pública Departament de Pesquisa, Análise da Infrmaçã e Desenvlviment Humanan Orientações para

Leia mais

DIRETORIA DE UNIDADE COORDENAÇÃO DE CURSOS

DIRETORIA DE UNIDADE COORDENAÇÃO DE CURSOS DIRETORIA DE UNIDADE COORDENAÇÃO DE CURSOS PROJETO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES PROJETO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA (X) PROJETO DE PESQUISA PROJETO DE EXTENSÃO Acadêmic ; Scial PROJETO DE INTERDISCIPLINARIDADE

Leia mais

Curso de Extensão: Finanças Corporativas

Curso de Extensão: Finanças Corporativas 1. Apresentaçã Curs de Extensã: Finanças Crprativas Uma crpraçã é, genericamente, caracterizada pela tmada de duas decisões fundamentais, a de financiament e a de investiment. O prcess de seleçã, análise

Leia mais

Antropologia do Consumo no Marketing

Antropologia do Consumo no Marketing Antrplgia d Cnsum n Marketing Objetivs Demnstrar cm as influências culturais estã relacinadas cm s hábits de cnsum, a relaçã cm as Marcas e cmprtament de cmpra, evidenciand assim, prcess fundamental para

Leia mais

III Seminário do Agronegócio. Financiamento e Marketing 24 e 25 de novembro de 2005 Auditório da Biblioteca Central Universidade Federal de Viçosa

III Seminário do Agronegócio. Financiamento e Marketing 24 e 25 de novembro de 2005 Auditório da Biblioteca Central Universidade Federal de Viçosa III Seminári d Agrnegóci Financiament e Marketing 24 e 25 de nvembr de 2005 Auditóri da Bibliteca Central Universidade Federal de Viçsa RELATÓRIO FINAL O EVENTO O III Seminári d Agrnegóci fi realizad dias

Leia mais

PRÊMIO DE INCENTIVO À EDUCAÇÃO

PRÊMIO DE INCENTIVO À EDUCAÇÃO PRÊMIO DE INCENTIVO À EDUCAÇÃO 1. OBJETIVO O Prêmi de Incentiv à Educaçã é uma iniciativa das empresas d Pl Industrial, através d Cmitê de Fment Industrial de Camaçari - COFIC. Tem pr bjetiv estimular,

Leia mais

Volume I: Tecnologia Sesi cultura e as leis de incentivo à cultura. Brasília: SESI/DN, 2007, 50p.

Volume I: Tecnologia Sesi cultura e as leis de incentivo à cultura. Brasília: SESI/DN, 2007, 50p. Data de elabraçã da ficha: Jun 2007 SESI Serviç Scial da Indústria Dads da rganizaçã Nme: SESI Serviç Scial da Indústria Endereç: Av Paulista, 1313, Sã Paul, SP Site: www.sesi.rg.br Telefne: (11) 3146-7405

Leia mais

REGULAMENTO DE POLÍTICA DE CAPACITAÇÃO E QUALIFICAÇÃO DOS SERVIDORES DA FETLSVC - RS

REGULAMENTO DE POLÍTICA DE CAPACITAÇÃO E QUALIFICAÇÃO DOS SERVIDORES DA FETLSVC - RS REGULAMENTO DE POLÍTICA DE CAPACITAÇÃO E QUALIFICAÇÃO DOS SERVIDORES DA FETLSVC - RS Julh 2007 INTRODUÇÃO As amplas, prfundas e rápidas transfrmações pr que passa a nssa sciedade prvcaram, frçsamente,

Leia mais

Colégio Integrado EXATO

Colégio Integrado EXATO Clégi Integrad EXATO Rua: Ri de Janeir, 47 Jardim Bela Vista Mgi Guaçu SP CEP 13840-210 Telefne (19) Prpsta Plític-pedagógica d Clégi Integrad EXATO S/S Ltda. O Clégi Integrad EXATO cntextualiza sua açã

Leia mais

ESCOLA DE DIREITO DO RIO DE JANEIRO DA FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS FGV DIREITO RIO EDITAL DO PROCESSO SELETIVO DOS CURSOS DE EDUCAÇÃO CONTINUADA

ESCOLA DE DIREITO DO RIO DE JANEIRO DA FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS FGV DIREITO RIO EDITAL DO PROCESSO SELETIVO DOS CURSOS DE EDUCAÇÃO CONTINUADA ESCOLA DE DIREITO DO RIO DE JANEIRO DA FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS EDITAL DO PROCESSO SELETIVO DOS CURSOS DE EDUCAÇÃO CONTINUADA 2º semestre / 2012 O Prgrama de Educaçã Cntinuada da trna públic, para cnheciment

Leia mais

MASTERCOMP ESCOLA DE INFORMÁTICA

MASTERCOMP ESCOLA DE INFORMÁTICA www.mastercmp.net 1 www.mastercmp.net www.mastercmp.net INFORMAÇO ES ADICIONAIS DO CURSO DE PROMODEL E MS PROJECT Prgramaçã: Carga hrária: 32 Hras Lcal: Sã Sebastiã d Paraís MG Prgramas usads n curs: MS

Leia mais

O projeto Key for Schools PORTUGAL

O projeto Key for Schools PORTUGAL O prjet Key fr Schls PORTUGAL O teste Key fr Schls O teste Key fr Schls é cncebid para aplicaçã em cntext esclar e está de acrd cm Quadr Eurpeu Cmum de Referência para as Línguas O teste Key fr Schls permite

Leia mais

POR UMA GEOGRAFIA MELHOR

POR UMA GEOGRAFIA MELHOR LISTA CANDIDATA ÀS ELEIÇÕES PARA OS CORPOS SOCIAIS DA ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE GEÓGRAFOS BIÉNIO 2006-2008 POR UMA GEOGRAFIA MELHOR Assembleia Geral Presidente Jsé Albert Ri Fernandes (FL, Universidade

Leia mais

RESOLUÇÃO COMPLEMENTAR N o 01/2007 De 8 de novembro de 2007 Reedita as Normas para Reconhecimento de Títulos de Pós-Graduação, revogando a

RESOLUÇÃO COMPLEMENTAR N o 01/2007 De 8 de novembro de 2007 Reedita as Normas para Reconhecimento de Títulos de Pós-Graduação, revogando a RESOLUÇÃO COMPLEMENTAR N 01/2007 De 8 de nvembr de 2007 Reedita as Nrmas para Recnheciment de Títuls de Pós-Graduaçã, revgand a Resluçã Cmplementar n 02/93, de 25 de junh de 1993. O CONSELHO DE ENSINO,

Leia mais

ENCONTROCAS 2º SEMESTRE 2012 - ORIENTAÇÕES GERAIS PARA O CURSO DE PEDAGOGIA. O ENCONTROCAS é um evento semestral realizado pelo Instituto Superior de

ENCONTROCAS 2º SEMESTRE 2012 - ORIENTAÇÕES GERAIS PARA O CURSO DE PEDAGOGIA. O ENCONTROCAS é um evento semestral realizado pelo Instituto Superior de Faculdade de Ciências Sciais Aplicadas de Bel Hriznte Institut Superir de Educaçã Curs de Pedaggia ENCONTROCAS 2º SEMESTRE 2012 - ORIENTAÇÕES GERAIS PARA O CURSO DE PEDAGOGIA O ENCONTROCAS é um event semestral

Leia mais

Everton Saulo Silveira

Everton Saulo Silveira Evertn Saul Silveira 2014 Curriculum Vitae Endereç: Rua Brges Hermidas, 115 Casa 09 Majr Prates E-mails: saul997@yah.cm.br, evertn.silveira@sebraemg.cm.br Celular: (38) 9109-2050 9913-8705 CPF: 053.678.036-60

Leia mais

A UERGS E O PROGRAMA CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS

A UERGS E O PROGRAMA CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS A UERGS E O PROGRAMA CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS O Prgrama Ciência sem Frnteiras, lançad n dia 26 de julh de 2011, é um prgrama d Gvern Federal que busca prmver a cnslidaçã, a expansã e a internacinalizaçã

Leia mais

PÓS-DOUTORADO EM PSICOLOGIA

PÓS-DOUTORADO EM PSICOLOGIA PÓS-DOUTORADO EM PSICOLOGIA INSCRIÇÕES: 2015 UNIVERSIDADE COMPROMETIDA COM A QUALIDADE: UK - Universidad Argentina Jhn F. Kennedy Prestígi, Experiência e Alt Nível Acadêmic. Validade Nacinal Autrizada

Leia mais

A atuação do Síndico Profissional é a busca do pleno funcionamento do condomínio. Manuel Pereira

A atuação do Síndico Profissional é a busca do pleno funcionamento do condomínio. Manuel Pereira A atuaçã d Síndic Prfissinal é a busca d plen funcinament d cndmíni Manuel Pereira Missã e Atividades Habilidade - Cnhecems prfundamente a rtina ds cndmínis e seus prblemas administrativs. A atuaçã é feita

Leia mais

Proposta. Treinamento Lean Thinking Mentalidade Enxuta. Apresentação Executiva

Proposta. Treinamento Lean Thinking Mentalidade Enxuta. Apresentação Executiva Treinament Lean Thinking Mentalidade Enxuta www.masterhuse.cm.br Prpsta Cm Treinament Lean Thinking Mentalidade Enxuta Apresentaçã Executiva Treinament Lean Thinking Mentalidade Enxuta Cpyright 2011-2012

Leia mais

HOSPITALITY MARKETING **

HOSPITALITY MARKETING ** Gestã e Marketing Turístic Crdenadr: Renat Caria Prquê fazer este Master? A cmpreensã da especificidade da Gestã Turística e Hteleira, na sua cmpnente de Marketing, Vendas, Vendas On-Line e Revenue Management

Leia mais

Objetivos. A quem se destina. Programa. Comportamento de Compra do Shopper. Natureza da compra. Lógica de escolha. Compras planejadas e não planejadas

Objetivos. A quem se destina. Programa. Comportamento de Compra do Shopper. Natureza da compra. Lógica de escolha. Compras planejadas e não planejadas Sluções in Stre Objetivs Evidenciar s pilares fundamentais para desenvlviment de um trabalh cm categrias e marcas n Pnt de Venda, munind s participantes de infrmações que permitam cnhecer shpper e sua

Leia mais

Elidomar da Silva Alcoforado

Elidomar da Silva Alcoforado Elidmar da Silva Alcfrad +351 932 080 465 - Casa d Reitr, Campus Universitári da Penha, Universidade d Algarve, 8005-139, Far, Prtugal - Av. Ináci de Barrs Barret, 233, Várzea, Recife/PE, 50741-390 Brazil.

Leia mais

Plano de Assessoria de Comunicação do Projeto de Estágio e Empregabilidade - PROJEM

Plano de Assessoria de Comunicação do Projeto de Estágio e Empregabilidade - PROJEM XX Prêmi Expcm 2013 Expsiçã da Pesquisa Experimental em Cmunicaçã Plan de Assessria de Cmunicaçã d Prjet de Estági e Empregabilidade - PROJEM August Sares de Mel e SOUZA 1 Felipe de Oliveira TODESCHINI

Leia mais

FUNDAÇÃO CHAMPAGNAT RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2014

FUNDAÇÃO CHAMPAGNAT RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2014 FUNDAÇÃO CHAMPAGNAT RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2014 Març 2015 FUNDAÇÃO CHAMPAGNAT MORADA Estrada de Benfica, nº 372 - Lisba Tel./Fax. 217780073 Email funda_champagnat@maristascmpstela.rg Índice I. Intrduçã.1

Leia mais

10ª JORNADA DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA Extensão Universitária e Políticas Públicas

10ª JORNADA DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA Extensão Universitária e Políticas Públicas SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO 10ª JORNADA DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA Extensã Universitária e Plíticas Públicas Períd 05 a 07 de dezembr de 2007 A 10ª Jrnada

Leia mais

Regulamento do programa de bolsas de estudos

Regulamento do programa de bolsas de estudos Regulament d prgrama de blsas de estuds Unidades Ri de Janeir e Sã Paul Data de publicaçã: 13/05/2015 Regulament válid até 30/08/2015 1 1. Sbre prgrama Através de um prcess seletiv, prgrama de blsas de

Leia mais

CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20

CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20 CURSO DE ENFERMAGEM Recnhecid pela Prtaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seçã 1. Pág. 20 Cmpnente Curricular: ENFERMAGEM NO CONTROLE DE INFECÇÃO HOSPITALAR Códig: ENF-219 Pré-requisit: Nenhum

Leia mais

CAPACITAÇÃO EM SIMULAÇÃO PARA O MUNDO REAL DA SAÚDE

CAPACITAÇÃO EM SIMULAÇÃO PARA O MUNDO REAL DA SAÚDE CAPACITAÇÃO EM SIMULAÇÃO PARA O MUNDO REAL DA SAÚDE Institut Instituiçã fcada na geraçã de sluções para a implementaçã e gestã pedagógica de Núcles de Treinament e Capacitaçã de prfissinais e acadêmics

Leia mais

Programa de Rádio. Ritmo Económico. Angola!Open!Policy!Initiative

Programa de Rádio. Ritmo Económico. Angola!Open!Policy!Initiative Prgrama de Rádi Ritm Ecnómic AnglaOpenPlicyInitiative 1 Rádi: Kairós da Igreja Metdista de Angla Nme d Prgrama: Ritm Ecnómic Géner: Talk shw Educativ Data da primeira ediçã: (pr definir) Apresentadres:

Leia mais

A Estratégia do Tribunal de Justiça do Rio Grande Do Sul

A Estratégia do Tribunal de Justiça do Rio Grande Do Sul A Estratégia d Tribunal de Justiça d Ri Grande D Sul PODER JUDICIÁRIO Missã: De acrd cm fundament d Estad, Pder Judiciári tem a Missã de, perante a sciedade, prestar a tutela jurisdicinal, a tds e a cada

Leia mais

Resultado do Inquérito On-line aos Participantes dos Workshops Realizados pela Direção-Geral das Artes. Avaliação da Utilidade dos Workshops

Resultado do Inquérito On-line aos Participantes dos Workshops Realizados pela Direção-Geral das Artes. Avaliação da Utilidade dos Workshops Resultad d Inquérit On-line as Participantes ds Wrkshps Realizads pela Direçã-Geral das Artes Avaliaçã da Utilidade ds Wrkshps Títul: Resultad d Inquérit On-line as Participantes ds Wrkshps realizads pela

Leia mais

Plano de Desenvolvimento Econômico Regional e Local dos Municípios do Pontal do Paranapanema

Plano de Desenvolvimento Econômico Regional e Local dos Municípios do Pontal do Paranapanema Plan de Desenvlviment Ecnômic Reginal e Lcal ds Municípis d Pntal d Paranapanema 1ª Etapa Diagnóstic Ecnômic e Definiçã de Cenáris Apresentaçã as municípis 20/08/2014 Cnvêni: Elabraçã: Plan de Desenvlviment

Leia mais

Dados Gerais. Código / Nome do Curso. 196 / Escola de Gestores- Curso de Especialização em Gestão Escolar. Gestão Educacional

Dados Gerais. Código / Nome do Curso. 196 / Escola de Gestores- Curso de Especialização em Gestão Escolar. Gestão Educacional Códig / Nme d Curs Status Códig - Área Subárea Especialida Dads Gerais 196 / Escla Gestres- Curs Especializaçã em Gestã Esclar Ativ 49 / Educaçã Gestã Educacinal Gestã Esclar Nivel d Curs Especializaçã

Leia mais

PIM TECNOLOGIA EM GERENCIAMENTO DE REDES DE COMPUTADORES (GR3P30)

PIM TECNOLOGIA EM GERENCIAMENTO DE REDES DE COMPUTADORES (GR3P30) UNIP Brasília - Crdenaçã CG/CW/GR/AD Senhres Aluns, Seguem infrmações imprtantes sbre PIM: 1. O QUE É? - Os PIM (Prjet Integrad Multidisciplinar) sã prjets brigatóris realizads els aluns ds curss de graduaçã

Leia mais

Fundo de Desenvolvimento das Nações Unidas para a Mulher E s c r i t ó r i o R e g i o n a l p a r a o B r a s i l e o C o n e S u l

Fundo de Desenvolvimento das Nações Unidas para a Mulher E s c r i t ó r i o R e g i o n a l p a r a o B r a s i l e o C o n e S u l Fund de Desenvlviment das Nações Unidas para a Mulher E s c r i t ó r i R e g i n a l p a r a B r a s i l e C n e S u l Fnd de Desarrll de las Nacines Unidas para la Mujer O f i c i n a R e g i n a l p

Leia mais

Seminário de Acompanhamento SNPG. Área 21. APCNs. André F Rodacki Marcia Soares Keske Rinaldo R J Guirro

Seminário de Acompanhamento SNPG. Área 21. APCNs. André F Rodacki Marcia Soares Keske Rinaldo R J Guirro Seminári de Acmpanhament SNPG Área 21 APCNs André F Rdacki Marcia Sares Keske Rinald R J Guirr Áreas de Avaliaçã - CAPES Clégi de Humanidades Ciências Humanas Ciências Sciais Aplicadas Linguística, Letras

Leia mais

MODALIDADE DE FORMAÇÃO

MODALIDADE DE FORMAÇÃO CURSO 7855 PLANO DE NEGÓCIO - CRIAÇÃO DE PEQUENOS E MÉDIOS NEGÓCIOS Iníci ------ Duraçã 50h Hrári(s) ------ OBJECTIVOS GERAIS - Identificar s principais métds e técnicas de gestã d temp e d trabalh. -

Leia mais

(1) (2) (3) Estágio II Semestral 6 Inovação e Desenvolvimento de Produtos Turísticos

(1) (2) (3) Estágio II Semestral 6 Inovação e Desenvolvimento de Produtos Turísticos Estági II Semestral 6 Invaçã e Desenvlviment de Prduts Turístics Desenvlviment e Operacinalizaçã de Prjects Turístics Inglês Técnic IV Legislaçã e Ética d Turism Opçã Semestral 4 6/6 Sistemas de Infrmaçã

Leia mais

Página 1 de 10 PROJETO E RELATÓRIO DE ATIVIDADES

Página 1 de 10 PROJETO E RELATÓRIO DE ATIVIDADES Página 1 de 10 PROJETO E RELATÓRIO DE ATIVIDADES Página 2 de 10 O Prjet Aliança O Prjet Aliança é uma idéia que evluiu a partir de trabalhs realizads cm pessas da cmunidade d Bairr da Serra (bairr rural

Leia mais

INSTITUTO PROFESSOR KALAZANS

INSTITUTO PROFESSOR KALAZANS INSTITUTO PROFESSOR KALAZANS CURSO DE PERITO JUDICIAL AERONÁUTICO - EMENTA EDITORA BIANCH COORDENADOR MENTOR PROFESSOR PROFESSOR KALAZANS 1 1 Bacharel em Direit; Pós-graduad em nível de Especializaçã em

Leia mais

FORMULÁRIO COLETA CAPES DISCENTE 2013

FORMULÁRIO COLETA CAPES DISCENTE 2013 FORMULÁRIO COLETA CAPES DISCENTE 2013 Este frmulári deve ser preenchid pr tds s aluns matriculads n Mestrad em Atençã à Saúde n an de 2013. Os dads servirã para atualizar, n Cleta Capes, as atividades

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE UM WEB SITE PARA A BASE DE CONHECIMENTOS DO PROGRAMA DE APOIO AOS ACTORES NÃO ESTATAIS ANGOLA

DESENVOLVIMENTO DE UM WEB SITE PARA A BASE DE CONHECIMENTOS DO PROGRAMA DE APOIO AOS ACTORES NÃO ESTATAIS ANGOLA DESENVOLVIMENTO DE UM WEB SITE PARA A BASE DE CONHECIMENTOS DO PROGRAMA DE APOIO AOS ACTORES NÃO ESTATAIS ANGOLA REQUISITOS TECNICOS O Prgrama de Api as Actres Nã Estatais publica uma slicitaçã para prestaçã

Leia mais

Cm Criar Seu Própri Empreg em Apenas 5 Passs 1 1º Pass: A IDEIA 2º Pass: O CONTACTO COM VÁRIAS INSTITUIÇÕES E ENTIDADES 3º Pass: PLANO DE NEGÓCIOS 4º Pass: CRIAÇÃO DA EMPRESA E INÍCIO DE ACTIVIDADE 5º

Leia mais

Gestor de Inovação e Empreendedorismo (m/f) GIE /15 P

Gestor de Inovação e Empreendedorismo (m/f) GIE /15 P A Pessas e Sistemas, empresa de Cnsultria na área da Gestã e ds Recurss Humans e cm atividade nas áreas de Recrutament e Seleçã, Frmaçã e Cnsultria, prcura para a Câmara Municipal de Amarante - Agência

Leia mais

Academia FI Finanças

Academia FI Finanças Academia FI Finanças A Academia é melhr caminh para especializaçã dentr de um tema n ERP da SAP. Para quem busca uma frmaçã cm certificaçã em finanças, mais indicad é participar da próxima Academia de

Leia mais

Consulta Serviços de conceção e desenvolvimento criativo, produção e montagem do Fórum PORTUGAL SOU EU

Consulta Serviços de conceção e desenvolvimento criativo, produção e montagem do Fórum PORTUGAL SOU EU Cnsulta Serviçs de cnceçã e desenvlviment criativ, prduçã e mntagem d Fórum PORTUGAL SOU EU Julh 2014 Cnteúd 1. Intrduçã... 2 2. Enquadrament... 2 3. Públic-Alv... 2 4. Objetivs da Cnsulta... 3 5. Cndições

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DE JUIZ DE FORA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DE JUIZ DE FORA UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DE JUIZ DE FORA PROGRAMA NACIONAL DE REORIENTAÇÃO DA FORMAÇÃO PROFISSIONAL EM SAÚDE PRÓ-SAÚDE PROJETO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA

Leia mais

Missão do Curso. Objetivos. Perfil do Profissional. Integralização Curricular

Missão do Curso. Objetivos. Perfil do Profissional. Integralização Curricular ANO ANO Missã d Curs É missã d Curs de Arquitetura e Urbanism da UFC frmar prfissinais capacitads a pesquisar, cnceber e cnstruir, cm visã crítica da realidade sci-ecnômica e cnheciment aprfundad d cntext

Leia mais

Nome do programa, pesquisa ou produto: Projeto Censo GIFE 2005/2006

Nome do programa, pesquisa ou produto: Projeto Censo GIFE 2005/2006 1 GIFE Grup de Instituts, Fundações e Empresas Dads da rganizaçã Data de elabraçã da ficha: Fev 2008 Nme: GIFE Grup de Instituts, Fundações e Empresas Endereç: Av. Brigadeir Faria Lima, 2.413 1º andar

Leia mais

PROJETO 22ª MOSTRA ESTUDANTIL TECNOLÓGICA Dias 22 e 23 DE OUTUBRO DE 2014 CURSO: GESTÃO EMPRESARIAL

PROJETO 22ª MOSTRA ESTUDANTIL TECNOLÓGICA Dias 22 e 23 DE OUTUBRO DE 2014 CURSO: GESTÃO EMPRESARIAL PROJETO 22ª MOSTRA ESTUDANTIL TECNOLÓGICA Dias 22 e 23 DE OUTUBRO DE 2014 CURSO: GESTÃO EMPRESARIAL Objetivs: Gestã Empresarial Desenvlver cmpetências para atuar n gerenciament de prjets, prestand cnsultria

Leia mais

Gabinete de Serviço Social

Gabinete de Serviço Social Gabinete de Serviç Scial Plan de Actividades 2009/10 Frmar hmens e mulheres para s utrs Despertar interesse pel vluntariad Experimentar a slidariedade Educaçã acessível a tds Precupaçã particular pels

Leia mais

Uma nova proposta para a Agenda Ambiental Portuária

Uma nova proposta para a Agenda Ambiental Portuária Uma nva prpsta para a Agenda Ambiental Prtuária Marcs Maia Prt Gerente de Mei Ambiente O grande desafi a tratar cm as questões ambientais prtuárias é bter um resultad equilibrad que harmnize s cnflits

Leia mais

GUIA RÁPIDO DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS EAD

GUIA RÁPIDO DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS EAD GUIA RÁPIDO DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS EAD GUIA RÁPIDO DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS EAD UNIVERSIDADE ANHEMBI MORUMBI Fundada em 1970 cm intuit de ferecer primeir curs superir de Turism d Brasil,

Leia mais

ORIENTAÇÕES AOS CANDIDATOS CONTEMPLADOS NO

ORIENTAÇÕES AOS CANDIDATOS CONTEMPLADOS NO ORIENTAÇÕES AOS CANDIDATOS CONTEMPLADOS NO Prezad(a) Alun(a) A mbilidade acadêmica internacinal é uma prtunidade valisa para seu cresciment individual, acadêmic e prfissinal. Nã permita que a falta de

Leia mais

REGULAMENTO 1- OBJETIVO

REGULAMENTO 1- OBJETIVO REGULAMENTO 1- OBJETIVO O Prgrama Nv Temp é um iniciativa da Cargill Agricla SA, que visa ferecer as seus funcináris e das empresas patrcinadras ds plans de previdência sb a gestã da CargillPrev Sciedade

Leia mais

Regulamento para realização do Trabalho de Conclusão de Curso

Regulamento para realização do Trabalho de Conclusão de Curso Universidade Federal d Ceará Campus de Sbral Curs de Engenharia da Cmputaçã Regulament para realizaçã d Trabalh de Cnclusã de Curs Intrduçã Este dcument estabelece as regras básicas para funcinament das

Leia mais

GESTÃO ESTRATÉGICA DE PESSOAS. Área: Gestão Humana e Social nas Organizações. Coordenadora de Área: Profa Dra Silvia Marcia R De Domenico

GESTÃO ESTRATÉGICA DE PESSOAS. Área: Gestão Humana e Social nas Organizações. Coordenadora de Área: Profa Dra Silvia Marcia R De Domenico CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO GESTÃO ESTRATÉGICA DE PESSOAS Área: Gestã Humana e Scial nas Organizações Crdenadra de Área: Prfa Dra Silvia Marcia R De Dmenic Prfa Respnsável GEP: Dra Silvia M R De Dmenic Sã

Leia mais

REGRAS PARA USO DE RECURSOS PROAP/CAP

REGRAS PARA USO DE RECURSOS PROAP/CAP REGRAS PARA USO DE RECURSOS PROAP/CAP I - AJUDA DE CUSTO A ALUNOS DE DOUTORADO DA CAP, PARA PARTICIPAÇÃO EM EVENTOS CIENTÍFICOS INTERNACIONAIS FORA DO PAÍS Eligibilidade Aluns de dutrad da CAP que preencham,

Leia mais

SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO CURSO DE TURISMO CORAÇÃO EUCARÍSTICO

SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO CURSO DE TURISMO CORAÇÃO EUCARÍSTICO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO CURSO DE TURISMO CORAÇÃO EUCARÍSTICO 1. Perfil d Curs O Curs de Turism da Pntifícia Universidade Católica de Minas Gerais apresentu um nv Prjet Pedagógic cnsiderand cenári

Leia mais

PLATAFORMA EMPRESAS PELO CLIMA

PLATAFORMA EMPRESAS PELO CLIMA PLATAFORMA EMPRESAS PELO CLIMA CAMINHO PARA ELABORAÇÃO DE AGENDAS EMPRESARIAIS EM ADAPTAÇÃO ÀS MUDANÇAS DO CLIMA Prpsta de Framewrk Resultad d diálg crrid em 26 de junh de 2013, n Fórum Latin-American

Leia mais

EDITAL Nº 025 / 2015 SELEÇÃO DE SUPERVISOR DO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA PIBID

EDITAL Nº 025 / 2015 SELEÇÃO DE SUPERVISOR DO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA PIBID MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal de Alfenas - UNIFAL-MG Pró-Reitria de Graduaçã Rua Gabriel Mnteir da Silva, 700 - Alfenas/MG - CEP 37130-000 Fne: (35) 3299-1329 Fax: (35) 3299-1078 grad@unifal-mg.edu.br

Leia mais

Centro de Referência: Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Centro de Referência: Universidade Federal do Rio Grande do Norte Centr de Referência: Universidade Federal d Ri Grande d Nrte Edital para Seleçã de Preceptres de internat, estágis e residência em saúde. EDITAL 01/2015 A Universidade Federal d Ri Grande d Nrte, pr mei

Leia mais

GUIA RÁPIDO DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS EAD

GUIA RÁPIDO DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS EAD UNIVERSIDADE ANHEMBI MORUMBI Fundada em 1970 cm intuit de ferecer primeir curs superir de Turism d Brasil, a Universidade Anhembi Mrumbi ampliu sua ferta de curss em diferentes áreas durante a década de.

Leia mais

Pós-graduação. em Negócios e Marketing de Moda

Pós-graduação. em Negócios e Marketing de Moda Pós-graduaçã em Negócis e Marketing de Mda Pós-graduaçã em Negócis e Marketing de Mda Intrduçã A Faculdade Santa Marcelina é recnhecida nacinalmente pel seu pineirism pr lançar a primeira graduaçã de mda

Leia mais

POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCOS DAS EMPRESAS ELETROBRAS

POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCOS DAS EMPRESAS ELETROBRAS POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCOS DAS EMPRESAS ELETROBRAS Versã 0.0 25/10/2010 Sumári 1 Objetivs... 3 2 Cnceits... 3 3 Referências... 3 4 Princípis... 3 5 Diretrizes d Prcess... 4 6 Respnsabilidades... 5 7

Leia mais

SIP FIA Faculdade FIA de Administração e Negócios PRME. 1.1 Histórico da Faculdade FIA de Administração e Negócios

SIP FIA Faculdade FIA de Administração e Negócios PRME. 1.1 Histórico da Faculdade FIA de Administração e Negócios 1 1. Intrduçã SIP FIA Faculdade FIA de Administraçã e Negócis PRME 1.1 Históric da Faculdade FIA de Administraçã e Negócis A Faculdade FIA de Administraçã e Negócis, iniciu suas atividades ainda cm nme

Leia mais

IV Congresso Brasileiro de RPPNs

IV Congresso Brasileiro de RPPNs Prt Alegre - RS 26 a 29 de utubr de 2011 IV Cngress Brasileir de RPPNs A cnservaçã vluntária para um Brasil sustentável Api: Organizaçã: Realizaçã: Secretaria Estadual d Mei Ambiente d Ri Grande d Sul

Leia mais

GUIA RÁPIDO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM PEDAGOGIA (Licenciatura)

GUIA RÁPIDO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM PEDAGOGIA (Licenciatura) GUIA RÁPIDO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM PEDAGOGIA (Licenciatura) GUIA RÁPIDO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM PEDAGOGIA (Licenciatura) UNIVERSIDADE ANHEMBI MORUMBI Fundada em 1970 cm intuit de ferecer primeir curs

Leia mais

A Cooperação para a Saúde no Espaço da CPLP

A Cooperação para a Saúde no Espaço da CPLP A Cperaçã para a Saúde n Espaç da CPLP Ainda antes da I Reuniã de Ministrs da Saúde da CPLP, realizada em Abril de 2008, em Cab Verde, fram adptads s seguintes instruments que, n quadr da saúde, pretenderam

Leia mais

PLANO DE ENSINO 2009 Médio Profissionalizante ( ) Profissionalizante ( )

PLANO DE ENSINO 2009 Médio Profissionalizante ( ) Profissionalizante ( ) Fundamental I ( ) Fundamental II ( ) Médi PLANO DE ENSINO 2009 Médi Prfissinalizante ( ) Prfissinalizante ( ) Graduaçã ( x ) Pós-graduaçã ( ) I. Dads Identificadres Curs Superir de Tecnlgia em Gestã Ambiental

Leia mais

GUIA RÁPIDO DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DA QUALIDADE EAD

GUIA RÁPIDO DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DA QUALIDADE EAD UNIVERSIDADE ANHEMBI MORUMBI Fundada em 1970 cm intuit de ferecer primeir curs superir de Turism d Brasil, a Universidade Anhembi Mrumbi ampliu sua ferta de curss em diferentes áreas durante a década de.

Leia mais

CONCORRÊNCIA AA Nº 05/2009 BNDES ANEXO II PROJETO BÁSICO: JORNADA AGIR

CONCORRÊNCIA AA Nº 05/2009 BNDES ANEXO II PROJETO BÁSICO: JORNADA AGIR CONCORRÊNCIA AA Nº 05/2009 BNDES ANEXO II PROJETO BÁSICO: JORNADA AGIR 1. Históric da Jrnada AGIR Ns ambientes crprativs atuais, a adçã de um mdel de gestã integrada é uma decisã estratégica n api às tmadas

Leia mais

GUIA RÁPIDO DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS

GUIA RÁPIDO DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS GUIA RÁPIDO DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS GUIA RÁPIDO DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS UNIVERSIDADE ANHEMBI MORUMBI Fundada em 1970 cm intuit

Leia mais

ROTEIRO DE PROJETOS. 6 Email: Pirilampo.sede@hotmail.com

ROTEIRO DE PROJETOS. 6 Email: Pirilampo.sede@hotmail.com ATENÇÃO: Este frmulári cntém rientações quant a preenchiment de cada camp. Após preenchiment, excluir as rientações que aparecem em clchetes ([]). I. INFORMAÇÃO SOBRE A ORGANIZACAO RESPONSÁVEL PELO PROJETO

Leia mais

VERSÃO ATUALIZADA EM 07/08/2015 > Alteração no cronograma (Art. 6º e Art. 12º).

VERSÃO ATUALIZADA EM 07/08/2015 > Alteração no cronograma (Art. 6º e Art. 12º). VERSÃO ATUALIZADA EM 07/08/2015 > Alteraçã n crngrama (Art. 6º e Art. 12º). APRESENTAÇÃO Idealizad e instituíd pela Assciaçã Nacinal de Entidades Prmtras de Empreendiments Invadres (Anprtec), em parceria

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS FACULDADE DE CIÊNCIAS APLICADAS Cidade Universitária de Limeira

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS FACULDADE DE CIÊNCIAS APLICADAS Cidade Universitária de Limeira DIRETRIZES PARA ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO DOS CURSOS DE GESTÃO 1 Sumári I. O Estági em Gestã...3 II. O Estági curricular...4 III. Acmpanhament e avaliaçã...5 IV. Mdels de Plan de Atividades e de Relatóri...5

Leia mais

CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS Autorizado pela Portaria nº 1.393 de 04/07/01 DOU de 09/07/01 Componente Curricular: CONTROLADORIA PLANO DE CURSO

CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS Autorizado pela Portaria nº 1.393 de 04/07/01 DOU de 09/07/01 Componente Curricular: CONTROLADORIA PLANO DE CURSO Faculdade Independente d Nrdeste Credenciada pela Prtaria MEC 1.393, de 04/07/2001 publicada n D.O.U. de 09/07/2001. CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS Autrizad pela Prtaria nº 1.393 de 04/07/01 DOU de 09/07/01

Leia mais

GESTÃO DE PROJETOS. Uma visão geral Baseado nas diretrizes do PMI

GESTÃO DE PROJETOS. Uma visão geral Baseado nas diretrizes do PMI GESTÃO DE PROJETOS Uma visã geral Bead n diretrizes d PMI 1 Intrduçã Objetiv da Apresentaçã O bjetiv é frnecer uma visã geral ds prcesss de Gestã de Prjets aplicads à Gestã de Empreendiments. O que é Prjet?

Leia mais

UNIVERSIDADE DO OESTE DE SANTA CATARINA UNOESC UNIDADE DE CHAPECÓ Aviso Público Nº 08/Unoesc/2012

UNIVERSIDADE DO OESTE DE SANTA CATARINA UNOESC UNIDADE DE CHAPECÓ Aviso Público Nº 08/Unoesc/2012 UNIVERSIDADE DO OESTE DE SANTA CATARINA UNOESC UNIDADE DE CHAPECÓ Avis Públic Nº 08/Unesc/2012 O Magnífic Reitr da Universidade d Oeste de Santa Catarina - Unesc, pessa jurídica de direit privad, mantida

Leia mais

www.highskills.pt geral@highskills.pt

www.highskills.pt geral@highskills.pt www.highskills.pt geral@highskills.pt Índice Designaçã d Curs... 2 Duraçã Ttal d Curs de Frmaçã... 2 Destinatáris... 2 Objetiv Geral... 2 Objetivs Específics... 2 Estrutura mdular e respectiva carga hrária...

Leia mais

Situação Atual da EFTP no Afeganistão

Situação Atual da EFTP no Afeganistão Data: 8 de mai de 2015 Situaçã Atual da EFTP n Afeganistã Dr. Enayatullah Mayel Diretr Executiv d Prgrama Prgrama Nacinal de Desenvlviment de Cmpetências Ministéri d Trabalh, Assunts Sciais, Mártires e

Leia mais

REP REGISTO DOS PROFISSIONAIS DO EXERCICIO

REP REGISTO DOS PROFISSIONAIS DO EXERCICIO REP REGISTO DOS PROFISSIONAIS DO EXERCICIO Um prject eurpeu em clabraçã cm a EHFA Eurpean Health and Fitness Assciatin, cm sede em Bruxelas Regist ds Prfissinais Intrduçã Estams numa fase em que a Tutela

Leia mais

Proposta de Formação para o uso pedagógico e integrado do Tablet Educacional Estudos Autônomos

Proposta de Formação para o uso pedagógico e integrado do Tablet Educacional Estudos Autônomos Prpsta de Frmaçã para us pedagógic e integrad d Tablet Educacinal Estuds Autônms Objetiv geral: OBJETIVOS Prmver a Frmaçã Cntinuada ds Prfessres, Crdenadres Pedagógics e Gestres Esclares, na mdalidade

Leia mais

CURSO NOVA NBR 5419 Proteção contra Descargas Atmosféricas

CURSO NOVA NBR 5419 Proteção contra Descargas Atmosféricas CURSO NOVA NBR 5419 Prteçã cntra Descargas Atmsféricas Públic alv: Engenheirs eletricistas e eletrônics, técnics em eletricidade, prje6stas de sistemas elétrics, eletrônics, de telecmunicações e de cntrle

Leia mais

Apresentação do Curso

Apresentação do Curso At endi m ent acl i ent e Apr es ent aç ãdc ur s Apresentaçã d Curs O curs Atendiment a Cliente fi elabrad cm bjetiv de criar cndições para que vcê desenvlva cmpetências para: Identificar s aspects que

Leia mais

REGULAMENTO TOP CIDADANIA ABRH-RS EDIÇÃO 2015 CATEGORIA ESTUDANTE

REGULAMENTO TOP CIDADANIA ABRH-RS EDIÇÃO 2015 CATEGORIA ESTUDANTE REGULAMENTO TOP CIDADANIA ABRH-RS EDIÇÃO 2015 CATEGORIA ESTUDANTE ARTIGO I DEFINIÇÃO E NATUREZA O Prêmi Cidadania, categria Estudante, premia trabalhs de caráter técnic u científic, referente a implementaçã

Leia mais

FACULDADE DE EDUCAÇÃO EM CIÊNCIAS DA SAÚDE

FACULDADE DE EDUCAÇÃO EM CIÊNCIAS DA SAÚDE FACULDADE DE EDUCAÇÃO EM CIÊNCIAS DA SAÚDE (Prt. MEC nº 797/14, de 11/09/2014, publicada n DOU em 12/09/2014) EDITAL 2015 PROCESSO SELETIVO O Diretr Geral da Faculdade de Educaçã em Ciências da Saúde (FECS),

Leia mais