UNIVERSIDADE TUIUTI DO PARANÁ MBA em Gestão e Produção de Rádio e Televisão LETÍCIA ALLINE PARIS SORAYA MARIA PEIXOTO VEDANA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "UNIVERSIDADE TUIUTI DO PARANÁ MBA em Gestão e Produção de Rádio e Televisão LETÍCIA ALLINE PARIS SORAYA MARIA PEIXOTO VEDANA"

Transcrição

1 UNIVERSIDADE TUIUTI DO PARANÁ MBA em Gestão e Produção de Rádio e Televisão LETÍCIA ALLINE PARIS SORAYA MARIA PEIXOTO VEDANA FORMATOS DE PROGRAMAS: ADAPTAÇÃO DE REALITY SHOWS Importação e adaptação de formatos televisivos conquistando cada vez mais espaço nas grades de programação brasileiras. CURITIBA 2013

2 1 LETÍCIA ALLINE PARIS SORAYA MARIA PEIXOTO VEDANA FORMATOS DE PROGRAMAS: ADAPTAÇÃO DE REALITY SHOWS Importação e adaptação de formatos televisivos conquistando cada vez mais espaço nas grades de programação brasileiras. Trabalho de Conclusão de Curso apresentado ao MBA em Gestão e Produção de Rádio e Televisão da Universidade Tuiuti do Paraná. Orientação: Prof. Me. Patrícia Brum CURITIBA 2013

3 2 RESUMO O presente artigo faz a retomada da abordagem a respeito de uma vertente muito presente entre a grade das emissoras abertas de televisão no Brasil: os formatos de programas importados de empresas estrangeiras e adaptados a realidade brasileira. Entre questionamentos a respeito da forma com que são aplicados e negociados estes produtos televisivos, o desenvolvimento deste trabalho inclui o surgimento dos formatos e suas classificações no meio audiovisual. Além da análise da adaptação local aos programas idealizados fora do país, a abrangência deste artigo alcança uma abordagem sociológica e aplicada desta forma de desenvolvimento e negociação internacional de programas. Em sua aplicação nacional, também é relevante a contextualização dos programas com olhar a realidade do mercado audiovisual. Entre a argumentação teórica do assunto, o estudo traz a análise de programas de sucesso no exterior que foram aplicados ao cenário brasileiro, escolhidos por apresentarem características próprias e de possível contextualização na realidade a que se propõe este artigo. PALAVRAS-CHAVE: Televisão; Formatos de programas; Adaptação.

4 3 ABSTRACT This article makes the recapture of the approach regarding a shed very present between the grid of open broadcasters television in Brazil: imported program formats from foreign companies and adapted to the brazilian reality. Between questions about the way in which are applied and negotiated these television products, the development of this work includes the emergence of formats and their ratings in the audiovisual medium. Besides the local adaptation analyses in programs conceived abroad, the coverage of this article, reaches a sociological approach and applied of development and international negotiation of programs. In their national application, it is also relevant the contextualization of programs with look at the reality of the audiovisual market. Between the theoretical argument of the subject, the study provides an analysis of successful programs abroad that were applied to the Brazilian scenery, chosen because of their own characteristics and of possible contextualization in the reality that this article proposes. KEYWORDS: TV. Program formats. Adaptation.

5 4 SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA 2.1. PRIMEIROS FORMATOS RELATÓRIO FRAPA ABORDAGEM SOCIOLÓGICA REALITY SHOW ANÁLISE/RECORTE DE DOIS PROGRAMAS ADAPTADOS 3.1. THE VOICE/THE VOICE BRASIL THE FARM/A FAZENDA INFERÊNCIAS CONFRONTAMENTOS CONSIDERAÇÕES FINAIS REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS... 26

6 5 1 INTRODUÇÃO O termo formato, quando citado no presente artigo - para que não seja confundido com o comumente utilizado no meio televisivo brasileiro, na classificação de gêneros e formatos - pode ser definido pelas considerações dos seguintes estudiosos que se debruçam sobre o tema. No Brasil, o renomado professor Fábio Ulhoa Coelho define a expressão como: Formato de programa de televisão, no sentido empregado no meio empresarial televisivo, é um conceito muito mais largo, que não abrange só a ideia central do programa, mas compreende um extenso conjunto de informações técnicas, artísticas, econômicas, empresariais. O formato de programas televisivos não é apenas a ideia do programa, é a ideia e muito mais. A Format Recognition and Protection Association (FRAPA), entidade internacional de proteção aos formatos define como: 1 O formato de programa é muito mais que uma simples ideia para uma série de programas de televisão. Quando o pacote de formato é oferecido, além do conceito criativo continuamente melhorado, ele também inclui um plano de produção testado e aprovado. Além disso, contém classificações do público-alvo na classificação da bíblia 2. Logos, emblemas e projetos de cenários foram desenhados. Músicas e sons foram gravados. Episódios foram filmados, e podem ser mostrados trechos como protótipos. (...) Tudo isso não é um catálogo conclusivo. É apenas uma lista de exemplos do que pode estar contido em tal pacote de formato quando os direitos de uso do formato de programa são oferecidos no mercado internacional. (Tradução do autor) Portanto, trataremos de formatos importados de programas que são oferecidos às emissoras brasileiras por empresas internacionais como Endemol, Eyeworks Cuatro Cabezas, Fremantle Media, Strix Media, entre outras. A emergência de novos formatos na programação de televisão é consideravelmente recente, e este surgimento mudou os padrões de comercialização de 1 The programme format is much more than a mere idea for a serial television programme. When such a format package is offered, in addition to the continually improved creative concept, it also include a tried and tested production plan. Moreover, it contains records of the ratings among the targeted groups in the ratings bible. Logos, emblems, ande designs for backdrops have been drafted. Music and sound have been recorded. Episodes have been filmed, and excerpts can be shown as prototype. (...) All this is not a conclusive catalogue. It is merely a list of examples of what can be contained in such a format package when the rights to use a programme format are offered on the international market. 2 Os manuais de produção dos formatos são conhecidos no mercado como bíblias.

7 6 produtos televisuais. Anteriormente, a importação e a exportação de programas de televisão tinham dois caminhos: a venda de produtos prontos (telenovelas, seriados, etc...) ou de roteiros para serem produzidos pelo país comprador. A criação de formatos representou uma mescla destes dois tipos de comercialização: não se vende o produto pronto, mas os contratos garantem regras rígidas para a produção do programa. É cada vez mais comum ver o logotipo de alguma produtora internacional nos créditos finais de vários programas brasileiros atuais. Apesar de razoavelmente recente, a emergência de novos formatos já tem efeitos econômicos mensuráveis em todo o mundo, o número de formatos comercializados aumentou substancialmente nos últimos anos. Segundo a Format Recognition and Protection Association (FRAPA), em seu relatório de 2009, o volume de produção gerado pela comercialização de formatos cresceu de 6,4 bilhões de Euros nos anos de 2002 a 2004, para 9,3 bilhões de Euros nos anos de 2006 a Com o estudo da criação de formatos, da produção, comercialização, e de como ocorre a adaptação da produção nos países compradores, as emissoras, diretores de programação, coordenadores e produtores terão maior facilidade em trabalhar com este tipo de produto oferecido ao mercado do mundo todo, podendo utilizar tais formatos em sua grade de programação, visando audiência e, consequentemente, faturamento. Shows de talentos, quiz shows, programas de makeover, de coaching, e reality shows são os produtos com maior aceitação por parte das emissoras e canais consumidores de formatos ao redor do mundo. O Brasil não se mostra como um potente criador de formatos, porém se mostra como um consumidor muito importante destas criações internacionais. Porém, não basta apenas comprar o formato e exibir. O processo de adaptação dos programas às realidades e características de cada país é extremamente importante. Como alterar formatos para a realidade cultural do país, sem descaracterizar o formato original do programa? Através da análise de dois programas brasileiros, A Fazenda (produzido e exibido pela Rede Record, criado originalmente pela produtora Strix Media, da Suécia) e The Voice Brasil (exibido pela Rede Globo, é a versão nacional da disputa musical

8 7 criada pela produtora holandesa Endemol), serão mostrados dois bons exemplos de adaptações de programas que foram bem recebidos pelos telespectadores brasileiros, como nos aponta a aferição da audiência. O artigo busca entender a comercialização dos formatos em diversos Países, e como as emissoras brasileiras não se limitam ao processo de comercialização e produção e, apesar das regras rígidas de controle dos formatos originais, adaptam os programas de maneira a se adequar ao público brasileiro, e fazer do programa um sucesso de audiência nacional.

9 8 2 FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA 2.1. PRIMEIROS FORMATOS Na abordagem deste artigo, tomam-se por formatos os produtos televisivos desenvolvidos por empresas especializadas e comercializados para adaptação e aplicação destes programas de acordo com as necessidades e com a realidade da emissora contratante, tais quais as características necessárias para adaptação cultural no país de demanda. Portanto, ao analisar a aplicação e a comercialização destes formatos, o estudo reúne informações e análises para melhor entender o processo pelo qual passam estas produções, desde sua geração até a negociação e globalização de formatos, gerando espaço amplo no mercado mundial para empresas especializadas neste tipo de criação de entretenimento e considerações importantes sobre como estes trabalhos se desenvolvem. Mesmo considerando a classificação mais abrangente do termo dito como formato no uso de classificação e vertente para a produção de programas televisivos, algumas características são visíveis em ambas as abordagens. A organização e padronização de alguns itens a partir da ideia repetida em diversos países, assim como os padrões gerais que caracterizam um formato se aplicam na realidade do trabalho apresentado também pelas empresas que desenvolvem produtos televisivos de comercialização internacional. Visando uma coletividade de consumidores, o discurso televisivo coloca em circulação formatos determinados e devidamente organizados, reiterando processos de significação e legitimando padrões por meio da repetição. As repetições possibilitam o ordenando e a confirmação de sentidos dos textos, trazendo segurança ao telespectador. (DO ROSÁRIO, Nívea Martins. 2007). No desenvolvimento desta pesquisa, não foram encontrados registros oficiais exatos dos primeiros formatos televisivos com suas características definidas desta forma, desenvolvidos pelas empresas do ramo pesquisado. A empresa holandesa Endemol, entre as produtoras analisadas, vendeu seu primeiro programa em 1976, quando comercializou os direitos de um concerto musical. Apenas em 1986 a empresa fechou seu primeiro grande contrato, ao negociar com a emissora Sky Channel um

10 9 contrato de dois anos que incluía a elaboração de quase duzentos programas, transmitidos para a Europa através de satélite. De maneira aplicada, a importância dos formatos no desenvolvimento dos programas desde seu surgimento, considerando o espaço conquistado no mercado audiovisual, trouxe como vertente, também, a análise e consideração prévia do ambiente a que se aplica. Logo, a cultura e o espectador potencial de cada produto televisivo contratado, passaram a fazer parte do que se desenvolve para o produto local, caracterizando assim, uma colaboração indireta do público no resultado do projeto. Considerando-se o quadro de ampla audiência, os elementos da estética popular, os traços do espetáculo e a adaptação do espaço público, defende-se a ideia de que desaparece a hipótese de formato autônomo da programação televisiva (DO ROSÁRIO, Nívea Martins. 2007). O primeiro reality show realizado no Brasil foi exibido pela MTV, um formato americano do programa Na Real, o programa 20 e Poucos Anos, mas com pouca repercussão. (MUNIZ et. al., 2002). Mais tarde, a Rede Globo veiculou para todo o Brasil o programa No Limite, seu formato foi inspirado no programa Survivor, de Mark Burnett. O programa estreou em 23 de julho de 2000 na Rede Globo, a atração seguiu por três temporadas, até sua produção ser cancelada em A extinção do programa se deve ao fato de o formato ter sido copiado sem autorização da emissora detentora dos direitos originais. Segundo Mark Burnett, caso o programa fosse um formato comprado para adaptação, a Globo não teria problema nenhum ao exibi-lo RELATÓRIO FRAPA A FRAPA (Format Recognition and Protection Association) é uma associação internacional da indústria de formatos, dedicada à proteção dos mesmos. Entre seus membros, incluem-se criadores de formatos, produtores, distribuidores e grandes emissoras. A FRAPA instituiu o estudo definitivo sobre o comércio global de formatos de televisão, e foi criada quando os formatos cresceram de uma boutique de negócios a uma indústria multi-bilionária global, responsável por muitas das maiores marcas de entretenimento do mundo televisivo.

11 10 Formatos de televisão são vulneráveis ao plágio, pois eles não são protegidos pela legislação de direitos autorais existente, muitos juízes consideram formatos como ideias de programas genéricos, ao contrário de trabalhos criativos. Enquanto o comércio de formatos assume que existe propriedade intelectual nos formatos, essa suposição é discutida em lei. Perante este cenário, o roubo de formatos é uma ameaça, o que torna a proteção intelectual dos mesmos importância central para toda indústria, e foco principal para a FRAPA. A FRAPA também criou o registro de formatos onde produtoras do mundo todo podem registrar suas criações. O Format Registry Paper fornece provas credíveis de que um obra existia no momento em que foi criada, mais de 1200 formatos estão registrados nesta biblioteca de formatos internacional. Em 2004, a FRAPA emitiu a primeira grande análise da indústria de formatos em um relatório intitulado O comércio global de formatos de televisão 3. O estudo, que avaliou o volume de produção gerado pelos formatos em cerca de 6,4 bilhões de Euros, forneceu a primeira evidência concreta de que a compra e venda de formatos internacionais havia se tornado um negócio global poderoso. Em 2008, em resposta ao cenário econômico e da mídia em rápida mudança, a FRAPA iniciou um segundo relatório, o Relatório FRAPA 2009: Formatos de TV para o mundo 4 - este revelou que o comércio mundial de formatos passou por um período de crescimento vulcânico. Entre 2006 e 2008, o relatório estima que o gasto total de produção em formatos foi de 9,3 bilhões de Euros, confirmando o que muitos na indústria suspeitavam: os formatos são agora um fator-chave do negócio do entretenimento global. Principais conclusões do Relatório FRAPA 2009: O número de formatos comercializados aumentou substancialmente. Durante o período de pesquisa, um total de 445 formatos originais encontraram seu caminho para as telas estrangeiras no primeiro estudo abrangendo as anos de 2002 a 2004, haviam 259. O Reino Unido continua a liderar o número de formatos exportados, seguido pelos Estados Unidos, Holanda e Argentina, nesta ordem. 3 The Global Trade in Television Formats 4 The FRAPA Report 2009: TV Formats to the World

12 11 Países como Alemanha, Espanha e Itália, que não eram particularmente pró ativos em exportação de formatos, por sua vez entraram no mercado e agora estão interessados em melhorar seus negócios de formatos com resultados promissores já em evidência. Mesmo o Japão, um gigante auto suficiente, está mostrando um interesse crescente no comércio de formatos. Pesos pesados globais, como a Endemol e a Fremantle, começam a enfrentar crescente concorrência de muitas produtoras novas, vários estúdios dos Estados Unidos vêm investindo pesadamente na produção de novos formatos de programas. Shows de talentos, games e quiz shows são os principais gêneros comercializados ao redor do mundo, junto com os programas de makeover e coaching. A tabela a seguir mostra a quantidade de formatos importados e exportados por cada um dos 14 países analisados no Relatório FRAPA 2009, de 2006 a 2008:

13 12 Fonte: FRAPA analysis of The Wit data Para entender claramente, cada formato exportado a partir de um território conta apenas como uma entrada, mesmo que tenha sido adaptado uma vez em um outro país, ou que tenha sido produzido em muitos territórios. Uma vez que a vida de um formato como uma importação ou exportação pode durar vários anos, o mesmo formato pode ser contado mais de uma vez. Assim, a última coluna (Total formatos originais), olha para o período de três anos (2006 a 2008) de cada país e apresenta o número de títulos de formatos originais e únicos, importados e exportados. Os quatorze países analisados foram escolhidos porque são países tradicionais nos negócios de formatos, ou porque tiveram crescimento acima da média durante o período de investigação coberto pelo estudo da FRAPA. O maior exportador de formatos para o mundo numa proporção de quase 2:1 é o Reino Unido, não surpreende que os Estados Unidos estejam em segundo lugar, e em terceiro a Holanda, um país tradicional no ramo dos formatos. Em quarto lugar, está a Argentina, que recentemente se tornou uma potência dos formatos na América Latina. O Japão exporta muito mais do que importa. É interessante notar que, enquanto a Itália e Espanha são exportadores de formatos, eles são vorazes importadores de formatos de outros países. O Brasil tem apenas dois membros associados à FRAPA, a Fundação Roberto Marinho e a Medialand, produtora paulistana focada no desenvolvimento de conteúdo para a televisão. Apesar do país não se destacar como criador e exportador de formatos mundo afora, vem sendo cada vez mais um grande consumidor deste tipo de produto. Vários formatos têm entrado nas grades de programação brasileiras, mas são os reality shows que se destacam nas emissoras abertas do Brasil ABORDAGEM SOCIOLÓGICA DO REALITY SHOW Em sua realidade e aproximação à vida real, os efeitos dos reality shows abrangem, de maneira direta e indireta, a reação da sociedade em sua forma de resposta não só ao conteúdo de entretenimento transmitido mas também ao que elege

14 13 como rumo a ser definido até o fim do programa, através de votos e participações opinativas, com a utilização do meio online ou do telefone. A análise sociológica dos efeitos da produção audiovisual de recorte de uma reprodução da vida real traz consigo algo próprio da personalidade humana: o gosto por manter em seu imaginário a proximidade com os personagens e suas realidades. Desta forma, este tipo de produção televisiva se utiliza da exploração da necessidade característica do público em suprir sua atração pelo que é íntimo e que desperta curiosidade, como se convivesse e fizesse parte do universo formado pelas histórias apresentadas. Você quer mesmo é invadir a TV como os assaltantes invadem uma casa. Você quer ver o que acontece no mundo dos que amam, dos que consomem, dos que existem. Você quer ver ; não sabe bem o quê ainda, mas quer ver o que te escondem, ver algo que te é negado. Você quer estar onde tem tudo: iogurte, carro do ano, cerveja com mulher boa, carros sport, luxo no shopping virtual da tela, você quer morar lá dentro como uma rosa púrpura do Cairo. (JABOR, 2002) Com autonomia para acompanhar e decidir, através dos votos e da interação, o público passa a participar de maneira efetiva e voluntária, gerando mais repercussão para o produto. Além disso, as opiniões, positivas ou não, a respeito do que acontece na tela, possuem papel considerável no decorrer do programa. Considerando este perfil opinativo e fundamental no desenvolvimento da competição proposta, atualmente, o telespectador já figura entre os agentes produtores de qualquer formato, sendo item de estudo e análise também ao conduzir o projeto televisivo. O reality serve para comprovar as transformações na audiência e, consequentemente, ajustes efetuados na programação televisiva em busca de novos padrões de relacionamento com um público que conquistou para si a posição de produtor de conteúdos audiovisuais. (ALEGRIA, João. 2006) Podemos considerar o desenvolvimento dos reality shows também como produto de utilização de personagens que, conscientes de sua exposição e conceitos préformados a respeito do senso comum de aprovação, acabam muitas vezes por moldarse ao que consideram como expectativa do público externo. Desta forma, a análise da aplicação e repercussão dos programas enquadrados neste perfil, considerando o

15 14 objetivo principal deste tipo de programa televisivo, muitas vezes se depara com a falsa sensação de monitoramento da vida real. Os reality shows tentam, através das câmeras de TV, mostrar a intimidade na realidade, porém a partir do momento em que existe um cameraman, o livre arbítrio e a espontaneidade dos personagens passam a ser meras produções artísticas. (GARCIA, Deomara. VIEIRA, Antoniella. PIRES, Cristiane. 2006) Mesmo com a utilização efetiva da interatividade, os reality shows enfocam sua abordagem nos aspectos próprios das relações informais humanas e, assim, se aproximam mais ainda do universo em que se encontra seu público. A sociabilidade promove a não atenção aos rituais interativos, para assim poder mergulhar com facilidade na normalidade. (Andacht, 2003) O valor das emoções nos reality shows ganha destaque ao aproximar os sentimentos comuns da vida humana cotidiana com a identificação desses aspectos dentro do ambiente produzido. Os participantes que concorrem e convivem entre si, passam a transmitir as emoções de cada um de forma potencializada para o telespectador. Assim, podemos considerar que O meio televisual outorgou centralidade e grande valor aos indícios icônicos, isto é, à extensa série de expressões emocionais. (Andacht, 2003) Ao citar o Big Brother, seu exemplo televisivo abordado, Andacht ressalta a valorização de importância da fórmula de desenvolvimento dos programas deste perfil. O conteúdo de entretenimento se destaca ao fazer expressar a atração narrativa e fantasiada, mesmo que inconsciente, dos telespectadores ao acompanhar este tipo de produção televisiva. A vida dos participantes faz parte de uma trama que provém, sem dúvida nenhuma, das regras minuciosas desse McDonald s holandês da interação televisada que é o manual de Endemol Produkties para a produção do Big Brother Brasil no mundo inteiro. (ANDACHT, Fernando. 2003) Em fechamento a esta análise sociológica e abrangente do poder de influência mútua entre os reality shows e a população espectadora, se mostra clara a relação consequente de cada um dos elementos entre as próprias modificações. Logo, Por arriscado que pareça, entendo que renunciar à teoria da construção social, individual

16 15 ou corporativa de sentido ou da significação, e também da realidade, supõe aceitar a castração simbólica, a real limitação do humano. (Andacht, 2003) É através desta troca cultural existente entre o produto televisivo e o público que o acompanha, que se fortalece a influência entre ambos no decorrer dos programas. Desta forma, o resultado final dos reality shows, muitas vezes reflete a expectativa e a opinião dos telespectadores a respeito do que é apresentado, assim como ocorre a absorção de assuntos dos programas na vida social de quem os assiste.

17 16 3 ANÁLISE/RECORTE DE PROGRAMAS 3.1. ANÁLISE ADAPTAÇÃO THE VOICE / THE VOICE BRASIL Entre os formatos televisivos escolhidos para análise dentro do perfil estudado por este trabalho, o programa The Voice apresenta uma característica própria de reality show musical estrangeiro importado ao Brasil para a aplicação em emissora aberta. Seu formato, é uma criação do grupo holandês Talpa Media Group que, entre outros programas de sucesso, desenvolveu o modelo musical primeiramente em 2010 no próprio País, intitulando-o como The Voice of Holland. Nos anos seguintes, o programa foi vendido e adaptado em mais de 45 outros Países, tornando-se um concorrente internacional de diversos formatos similares como Idol, The X Factor, entre outros. O programa tem como base a competição musical entre artistas anônimos, selecionados em audições públicas por várias regiões do território nacional de onde se aplica. A equipe baseia-se na valorização da qualidade vocal dos músicos, considerando-se que Sempre que se use o profissional adequado ao segmento de mercado pretendido, obtém-se o padrão artístico... (TÁVOLA, Artur. 1984). A partir da definição dos participantes, divide-se em etapas. O primeiro, baseado em análise dos concorrentes sem visualizá-los, busca a análise apenas musical. Ao ouvir a apresentação dos candidatos, os jurados, que iniciam a apresentação de costas, apertam um botão girando sua cadeira e escolhendo o artista para sua equipe. Se for escolhido por mais de um jurado, é o candidato que escolhe qual equipe quer integrar. Finalizada primeira etapa e formadas as equipes, o programa segue para a fase seguinte, em que os competidores se enfrentam em batalhas cantando para a plateia e dividindo uma mesma música contra um concorrente de sua própria equipe. A partir do desempenho de cada um, o jurado, agora chamado de treinador, responsável pelos competidores escolhe quem avança no programa. Terminadas as fases de batalha, tendo superado seus adversários no processo de eliminação, restam apenas os representantes de destaque de cada equipe. Os

18 17 classificados avançam para as semifinais, compostas de apresentações ao vivo. Nas semifinais, a escolha acontece através do voto do público juntamente com a escolha de cada treinador em relação a sua equipe. Com eliminações a cada episódio, ao fim desta etapa, resta apenas um competidor de cada equipe, que seguem para a final do programa. Na final, os quatro competidores classificados se apresentam com uma canção original e o vencedor recebe, além da premiação em dinheiro, um contrato de gravação. A versão brasileira do formato The Voice, adaptada com o nome The Voice Brasil, foi trazida ao País pela Rede Globo de Televisão. A versão local do formato foi negociada pela rede televisiva brasileira juntamente com a empresa holandesa Endemol, detentora da formatação do programa. A emissora havia comprado os direitos do programa em 2011 e o estreou em sua grade na tarde de 23 de setembro de 2012, com apresentação do jornalista e apresentador Tiago Leifert. No Brasil, a aceitação de programas musicais e reality shows já se integrava ao cenário televisivo antes mesmo da estreia do formato holandês. Com mais de 45 anos no ar, a Rede Globo de Televisão já investiu em outros modelos de competições musicais, como o programa Fama, que estreou em 2002 no Brasil e também trazia ao país um formato estrangeiro. Em sua primeira edição, com direção de núcleo de Boninho que também está à frente de outros reality shows, como Big Brother Brasil, No Limite e Hipertensão - o The Voice Brasil trouxe um grupo de jurados característicos de vertentes musicais brasileiras, marcando a heterogeneidade que marca a música produzida no Brasil. Participaram da competição o cantor sertanejo Daniel, a cantora pop Cláudia Leitte, além de Lulu Santos e do músico Carlinhos Brown. Além de se integrar aos participantes e defender suas equipes em busca da vitória frente aos adversários, as características pessoais de cada jurado também se evidenciaram, gerando repercussão da opinião pública sobre o comportamento dos avaliadores. Nas etapas finais da disputa nacional, a transmissão ao vivo da competição trouxe desafios a emissora em relação ao controle do padrão comportamental durante o programa. Com o aproveitamento das redes sociais e da interatividade através da internet, as transmissões em tempo real traziam a participação dos telespectadores com

19 18 frases e opiniões a respeito do desenvolvimento de cada competidor. Assim, neste formato adaptado ao Brasil, assim como em sua versão original, o espectador desempenha um papel fundamental e decisório na escolha dos competidores classificados ao mesmo tempo em que se deixa moldar pelo que assiste, a partir do fato de que... a imagem que formamos dos acontecimentos e das pessoas resulta das impressões recebidas, principalmente, por meio da mídia (FARHAT, Said. 1992). Com o desenvolvimento do formato de acordo com as necessidades e adaptações do País, em sua aplicação na televisão aberta local, trazendo apresentações de músicas brasileiras em esmagadora maioria, o The Voice Brasil teve como vencedora de sua primeira edição, que durou treze episódios, a cantora brasiliense Ellen Oléria, que conquistou a vitória com 39% dos votos. A artista eleita campeã do programa fechou um contrato com a gravadora Universal Music, além de ganhar um carro zero quilômetro e um prêmio de 500 mil reais. A qualidade musical dos participantes, afasta o The Voice Brasil de possíveis comparações com Ídolos (formato American Idol), da Rede Record, ou Astros (livremente inspirado em Britain s Got Talent), do SBT, e seus derivados. Ao contrário dos concorrentes, The Voice Brasil não é um show de talentos e tampouco usa a história de seus participantes de maneira sensacionalista ou humorada. O que se vê no vídeo é apenas voz e música. Jovens com vozes potentes repaginaram músicas como As rosas não falam, de Cartola, e Zumbi, de Jorge Ben Jor. Um bom exemplo de adaptação coerente com o mercado nacional. A partir da abertura de espaço para novos produtos musicais, o programa traz a oportunidade de começo a futuros ídolos através de seu lançamento para o público nacional e, então, construírem suas carreiras ANÁLISE ADAPTAÇÃO THE FARM / A FAZENDA O programa brasileiro A Fazenda, transmitido pela Rede Record de Televisão, tem como formato original o programa The Farm, criado pela produtora Strix, da Suécia. Exportado para mais de cinquenta países, The Farm se mostra como o reality

20 19 show de maior sucesso da Strix Media, alcançando bons índices de audiência em diversos territórios. Porém, entre a o formato original e a versão brasileira do produto, podemos encontrar diversas diferenças e adaptações que foram realizadas, visando buscar maior identificação com o público brasileiro. No formato original do reality, os participantes devem deixar para trás suas vidas modernas e confortáveis para conviver com um grupo de pessoas numa fazenda tradicional, sem eletricidade, e nem mesmo água corrente. Na fazenda, para sobreviver eles devem cuidar da terra e criar os animais, e até comê-los. Além disso, os concorrentes devem competir entre si, por meio de provas físicas e mentais. São pessoas comuns que participam do programa e precisam ter habilidades físicas e sociais para conseguir permanecer o máximo de semanas possível. Cada semana começa com a escolha do Farm Boss (na versão brasileira, o fazendeiro da semana), e é concluída com o Duelo, uma prova de resistência física em que o perdedor deve deixar o programa. No final, só resta uma pessoa, the Farmer of the year 5, o ganhador da temporada. Na versão adaptada para o público brasileiro, não são pessoas comuns que convivem na fazenda, são subcelebridades (exceto na versão A Fazenda de Verão) que integram o casting do programa. Dificuldades e prazeres da vida simples do campo também estão presentes, porém o programa já começa com uma grande diferença da versão original: A Fazenda tem eletricidade e água corrente. Também há a escolha do Fazendeiro da semana, mas na versão brasileira, não é uma prova física que define qual peão sai do programa, toda semana participantes são indicados ao Tá na Roça e passam pela votação do público. Os telespectadores definem qual celebridade será eliminada, por meio de votação realizada por telefone, SMS e Internet. Toda semana um participante coloca o Pé na Estrada, sendo eliminado do programa. A primeira temporada do programa brasileiro estreou no dia 31 de maio de 2009, e até o ano de 2013 foram realizadas seis temporadas do programa, entre a primeira e a segunda temporada, o intervalo foi inferior à seis meses. No dia 31 de 5 O fazendeiro do ano.

ATRAÇÃO PARA TODA A FAMÍLIA

ATRAÇÃO PARA TODA A FAMÍLIA PLANO COMERCIAL THE VOICE KIDS The Voice, reality show musical que conquistou o mundo, já consolidado no Brasil após três edições de sucesso, terá sua primeira temporada voltada para talentos musicais

Leia mais

12ª Edição plano comercial. Plano Comercial BBB 12 3

12ª Edição plano comercial. Plano Comercial BBB 12 3 12ª Edição plano comercial Plano Comercial BBB 12 3 Sua marca de malas prontas! Com este Plano Comercial você fica sabendo como hospedar sua Marca no site do BBB12 e aproveitar as exclusivas oportunidades

Leia mais

THE VOICE BRASIL Reality vai revelar um novo talento musical brasileiro

THE VOICE BRASIL Reality vai revelar um novo talento musical brasileiro PASTA OPERACIONAL ESPECIALISTAS PROCURAM O DONO DA MELHOR VOZ DO BRASIL A PRIMEIRA SELEÇÃO The Voice Brasil, o novo reality-show da Rede Globo será exibido nas tardes de domingo, após o Temperatura Máxima,

Leia mais

Nova Lei da TV Paga estimula concorrência e liberdade de escolha Preços de pacotes devem cair e assinantes terão acesso a programação mais

Nova Lei da TV Paga estimula concorrência e liberdade de escolha Preços de pacotes devem cair e assinantes terão acesso a programação mais Nova Lei da TV Paga estimula concorrência e liberdade de escolha Preços de pacotes devem cair e assinantes terão acesso a programação mais diversificada A Lei 12.485/2011 destrava a concorrência no setor,

Leia mais

III - regionalização da produção cultural, artística e jornalística, conforme percentuais estabelecidos em lei;

III - regionalização da produção cultural, artística e jornalística, conforme percentuais estabelecidos em lei; Excelentíssimos Senhores Senadores, gostaria de agradecer pela oportunidade de participar dessa audiência pública, essencial não apenas para regulamentação do art. 221, II e III da Constituição, mas também

Leia mais

1 Introdução. 1.1 A Nova Era Digital

1 Introdução. 1.1 A Nova Era Digital 11 1 Introdução Com o advento da nova era da internet, conhecida com web 2.0, e o avanço das tecnologias digitais, o consumidor passa a ter maior acesso à informação bem como à facilidade de expressar

Leia mais

Big Brother Brasil Realidades espectacularizadas

Big Brother Brasil Realidades espectacularizadas Big Brother Brasil Realidades espectacularizadas Vanessa Curvello Índice 1 O Big Brother........... 1 2 O Big Brother Brasil....... 2 3 A estruturação do programa.... 2 4 As estratégias comunicativas da

Leia mais

Divulgação do novo telefone da Central de Atendimento da Cemig: Análise da divulgação da Campanha

Divulgação do novo telefone da Central de Atendimento da Cemig: Análise da divulgação da Campanha XVIII Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica SENDI 2008-06 a 10 de outubro Olinda - Pernambuco - Brasil Divulgação do novo telefone da Central de Atendimento da Cemig: Análise da divulgação

Leia mais

4 Cursos de nível superior no Brasil para formação de Designers de Games

4 Cursos de nível superior no Brasil para formação de Designers de Games 4 Cursos de nível superior no Brasil para formação de Designers de Games Este Capítulo apresenta o levantamento realizado dos cursos de nível superior no Brasil voltados para a formação de Designers de

Leia mais

- 1 - Regras de Votação Meus Prêmios Nick 2013

- 1 - Regras de Votação Meus Prêmios Nick 2013 - 1 - Regras de Votação Meus Prêmios Nick 2013 As regras de votação aqui descritas ( Regras ) regerão os procedimentos de seleção dos indicados e dos ganhadores do prêmio denominado Meus Prêmios Nick 2013

Leia mais

A CRIANÇA NA PUBLICIDADE

A CRIANÇA NA PUBLICIDADE A CRIANÇA NA PUBLICIDADE Entrevista com Fábio Basso Montanari Ele estuda na ECA/USP e deu uma entrevista para e seu grupo de colegas para a disciplina Psicologia da Comunicação, sobre sua história de vida

Leia mais

Regulamento da Categoria: FILM CRAFT

Regulamento da Categoria: FILM CRAFT Regulamento da Categoria: FILM CRAFT Geral A razão do Festival O WAVE FESTIVAL tem por objetivo oferecer aos profissionais e empresários da indústria da comunicação à oportunidade de promover seus trabalhos

Leia mais

Implementação rápida do modelo Balanced Scorecard (BSC) nas empresas de seguros

Implementação rápida do modelo Balanced Scorecard (BSC) nas empresas de seguros Implementação rápida do modelo Balanced Scorecard (BSC) nas empresas de seguros Uma evolução nos sistemas de controle gerencial e de planejamento estratégico Francisco Galiza Roteiro Básico 1 SUMÁRIO:

Leia mais

INTELIGÊNCIA DE MERCADO APLICADA À SOCIAL MEDIA. Alfredo Passos, apassos@espm.br

INTELIGÊNCIA DE MERCADO APLICADA À SOCIAL MEDIA. Alfredo Passos, apassos@espm.br INTELIGÊNCIA DE MERCADO APLICADA À SOCIAL MEDIA Alfredo Passos, apassos@espm.br ALFREDO PASSOS É o primeiro profissional da América Latina a ser destacado pela Strategic and Competitive Intelligence Professionals,

Leia mais

Pronac Nº 1111032 Você em Cenna é um concurso cultural que irá eleger atores e atrizes amadores de todo o país, que enviarão vídeos de suas performances para votação popular e de júri especializado. Os

Leia mais

SEMANA DO SERVIDOR PÚBLICO sugestão de palestrantes. Otimize seu orçamento e mantenha um bom nível de palestrantes.

SEMANA DO SERVIDOR PÚBLICO sugestão de palestrantes. Otimize seu orçamento e mantenha um bom nível de palestrantes. SEMANA DO SERVIDOR PÚBLICO sugestão de palestrantes Otimize seu orçamento e mantenha um bom nível de palestrantes. resultados positivos para os servidores? qualidade de vida fernando rocha wesley schunk

Leia mais

Vida Universitária Maio 2007 Ano XVII Nº 172

Vida Universitária Maio 2007 Ano XVII Nº 172 Mercado exige velocidade na atualização profissional Trabalhadores precisam estar capacitados para solucionar problemas, ser criativos e flexíveis e gostar da sua atividade A competição pela colocação

Leia mais

Palestrante Paulo Gerhardt Inspira, Motiva e Sensibiliza para Resultados Superiores

Palestrante Paulo Gerhardt Inspira, Motiva e Sensibiliza para Resultados Superiores Palestrante Paulo Gerhardt Inspira, Motiva e Sensibiliza para Resultados Superiores Com uma abordagem inovadora e lúdica, o professor Paulo Gerhardt tem conquistado plateias em todo o Brasil. Seu profundo

Leia mais

REGULAMENTO 2015. A 7ª edição do Festival será realizada em São Paulo, de 01/05/2015 a 10/05/2015.

REGULAMENTO 2015. A 7ª edição do Festival será realizada em São Paulo, de 01/05/2015 a 10/05/2015. I - SOBRE O FESTIVAL DESCRIÇÃO E OBJETIVOS O IN- EDIT~BRASIL - Festival Internacional do Documentário Musical - é um evento cinematográfico que tem como objetivo fomentar a produção e a difusão de filmes

Leia mais

RESTRIÇÕES A INVESTIMENTOS ESTRANGEIROS EM EMPRESAS JORNALÍSTICAS E DE RADIODIFUSÃO EM OUTROS PAÍSES

RESTRIÇÕES A INVESTIMENTOS ESTRANGEIROS EM EMPRESAS JORNALÍSTICAS E DE RADIODIFUSÃO EM OUTROS PAÍSES RESTRIÇÕES A INVESTIMENTOS ESTRANGEIROS EM EMPRESAS JORNALÍSTICAS E DE RADIODIFUSÃO EM OUTROS PAÍSES Walkyria Menezes Leitão Tavares Consultora Legislativa da ÁreaXIV Comunicação Social, Informática, Telecomunicações,

Leia mais

Algar Telecom lança TV por assinatura via satélite

Algar Telecom lança TV por assinatura via satélite Algar Telecom lança TV por assinatura via satélite Com investimentos de mais de R$ 160 milhões, empresa amplia seu portfólio de serviços São Paulo, 20 de maio de 2010 A Algar Telecom, empresa de telecomunicações

Leia mais

Como Eu Começo meu A3?

Como Eu Começo meu A3? Como Eu Começo meu A3? David Verble O pensamento A3 é um pensamento lento. Você está tendo problemas para começar seu A3? Quando ministro treinamentos sobre o pensamento, criação e uso do A3, este assunto

Leia mais

INTERNACIONALIZAÇÃO DE EMPRESAS - Marketing Internacional

INTERNACIONALIZAÇÃO DE EMPRESAS - Marketing Internacional INTERNACIONALIZAÇÃO DE EMPRESAS - Marketing CURSO: Administração DISCIPLINA: Comércio FONTE: DIAS, Reinaldo. RODRIGUES, Waldemar. Comércio Exterior Teoria e Gestão. Atlas. São Paulo: 2004 2.4d_ização de

Leia mais

LinkedIn - Tendências globais em recrutamento para 2013 1

LinkedIn - Tendências globais em recrutamento para 2013 1 LinkedIn - Tendências globais em recrutamento para 2013 Visão Brasil As cinco principais tendências em atração de talentos que você precisa saber 2013 LinkedIn Corporation. Todos os direitos reservados.

Leia mais

5 Conclusões. 5.1. Sumário do estudo

5 Conclusões. 5.1. Sumário do estudo 5 Conclusões 5.1. Sumário do estudo Esta pesquisa procurou estimar o futuro das transmissões de vídeo online e os novos formatos desse mercado como o conteúdo audiovisual e seus grandes desafios em relação

Leia mais

TV RÁ TIM BUM O primeiro canal infantil brasileiro da TV por Assinatura para a criança brasileira

TV RÁ TIM BUM O primeiro canal infantil brasileiro da TV por Assinatura para a criança brasileira O primeiro canal infantil brasileiro da TV por Assinatura para a criança brasileira Tel: 3874-3015 / Fax: 3611-2060 PROGRAMAÇÃO INFANTIL DA TV CULTURA Na década de 70, a TV Cultura uniu-se à TV Globo e

Leia mais

Cinco principais qualidades dos melhores professores de Escolas de Negócios

Cinco principais qualidades dos melhores professores de Escolas de Negócios Cinco principais qualidades dos melhores professores de Escolas de Negócios Autor: Dominique Turpin Presidente do IMD - International Institute for Management Development www.imd.org Lausanne, Suíça Tradução:

Leia mais

Cidadania Global na HP

Cidadania Global na HP Cidadania Global na HP Mensagem abrangente Com o alcance global da HP, vem sua responsabilidade global. Levamos a sério nossa função como ativo econômico, intelectual e social para as Comunidades em que

Leia mais

17/07/2013 ALTA PERFORMANCE ALTA PERFORMANCE ALTA PERFORMANCE. CEOLIN Representante Interior Bahia. SILVA Representante Interior Pernambuco

17/07/2013 ALTA PERFORMANCE ALTA PERFORMANCE ALTA PERFORMANCE. CEOLIN Representante Interior Bahia. SILVA Representante Interior Pernambuco 17/07/2013 Ser Humano para SUPERAÇÃO DE METAS Transformação Pessoal Sonhos A Jornada é mais importante que o Destino Decisão Onde Vamos Viver? 1 Imprevisibilidade Mudanças constantes. Sem estabilidade

Leia mais

( ) Brasília ( ) Recife ( ) Belo Horizonte ( ) Rio de Janeiro ( ) Porto Alegre

( ) Brasília ( ) Recife ( ) Belo Horizonte ( ) Rio de Janeiro ( ) Porto Alegre DOCUMENTOS E CONTATOS: Nome Completo: Nome Artístico: Idade: Data de Nascimento: CPF: RG: Endereço: Bairro: Cidade: Estado: CEP: Telefone Residencial: Telefone Comercial: Telefone Celular 1 Telefone Celular

Leia mais

5 Considerações finais retomando o problema

5 Considerações finais retomando o problema 5 Considerações finais retomando o problema A análise dos dados, dividida nos eixos critérios de avaliação, interpretação e juízo moral, tentou responder as perguntas formuladas no início da pesquisa como

Leia mais

CADDAN EMPRESARIAL Daniela Leluddak

CADDAN EMPRESARIAL Daniela Leluddak CADDAN EMPRESARIAL Daniela Leluddak Caddan Empresarial tem como foco o desenvolvimento de pessoas dentro dos sistemas organizacionais. Atuação da Caddan Campos da Consultoria: Programas de Sucessão; Auxílio

Leia mais

Projeto Festival Clube da Viola. Resumo do Projeto

Projeto Festival Clube da Viola. Resumo do Projeto Projeto Festival Clube da Viola Resumo do Projeto A música brasileira é um dos elementos culturais que contribuem para a criação e o fortalecimento de uma idéia de pertencimento nacional, promovendo uma

Leia mais

CANAIS 14 UHF 22 da NET

CANAIS 14 UHF 22 da NET www.facebook.com/tvredepaulista www.twitter.com/tvredepaulista www.youtube.com/tvredepaulista www.projectocom.com.br tvredepaulista Fundação Cultural Anhanguera R. Dr. Leonardo Cavalcanti, 56 Centro Jundiaí/SP

Leia mais

TOMORROWLAND. Esquema de Patrocínio

TOMORROWLAND. Esquema de Patrocínio TOMORROWLAND 100000000000 Esquema de Patrocínio Assinantes: + 12.600.000 na Claro TV, NET, Oi TV, Sky e Vivo TV Fonte: Viacom Janeiro 2014 POTENCIAL DE IMPACTO Potencial de impactar mais de 40MM pessoas

Leia mais

Aspectos Gerais sobre Proposta de valor; Estratégias genéricas e Estratégia do Oceano Azul:

Aspectos Gerais sobre Proposta de valor; Estratégias genéricas e Estratégia do Oceano Azul: Aspectos Gerais sobre Proposta de valor; Estratégias genéricas e Estratégia do Oceano Azul: Gustavo Buoro e David Kallás Proposta de Valor De forma muito simples, a definição de proposta de valor é o que

Leia mais

Lei 12.485/2011. SeAC Serviço de Acesso condicionado. Lei da TV Paga

Lei 12.485/2011. SeAC Serviço de Acesso condicionado. Lei da TV Paga Lei 12.485/2011 SeAC Serviço de Acesso condicionado Lei da TV Paga Segundo a Anatel, o serviço de TV por assinatura atende aproximadamente 54,2 milhões de lares brasileiros e 27,9% das residências do país.

Leia mais

Os prêmios da Televisão Pública e Cultural da América Latina REGULAMENTO TERCEIRA EDIÇÃO (2015)

Os prêmios da Televisão Pública e Cultural da América Latina REGULAMENTO TERCEIRA EDIÇÃO (2015) PRÊMIOS TAL Os prêmios da Televisão Pública e Cultural da América Latina 1. Objetivo REGULAMENTO TERCEIRA EDIÇÃO (2015) Os Prêmios TAL buscam a premiação e o reconhecimento do conteúdo de qualidade produzido

Leia mais

Novos talentos do clipe e da música

Novos talentos do clipe e da música Novos talentos do clipe e da música O que é? Objetivo: Realização do Festival de Clipes e Bandas, que premiará e revelará talentos da área musical e de videoclipes. Além disso, é objetivo do projeto criar

Leia mais

As modificações promovidas pela nova lei vão sendo. Regulamentação da TV por assinatura

As modificações promovidas pela nova lei vão sendo. Regulamentação da TV por assinatura Visão Jurídica > Lei do SeAc Regulamentação da TV por assinatura Após vários anos de discussão no Congresso nacional, em setembro de 2011 foi finalmente promulgada a Lei n. 12.485/11, instituindo o chamado

Leia mais

Fulano de Tal. Relatório Combinado Extended DISC : Análise Comportamental x Feedback 360 FINXS 09.12.2014

Fulano de Tal. Relatório Combinado Extended DISC : Análise Comportamental x Feedback 360 FINXS 09.12.2014 Relatório Combinado Extended DISC : Análise Comportamental x Feedback 360 Este relatório baseia-se nas respostas apresentadas no Inventário de Análise Pessoal comportamentos observados através questionário

Leia mais

PRODUTORA DE NOTÍCIAS VESTIBULAR 1. Letycia CARDOSO 2 João Gabriel MARQUES 3 Márcio de Oliveira GUERRA 4

PRODUTORA DE NOTÍCIAS VESTIBULAR 1. Letycia CARDOSO 2 João Gabriel MARQUES 3 Márcio de Oliveira GUERRA 4 PRODUTORA DE NOTÍCIAS VESTIBULAR 1 Letycia CARDOSO 2 João Gabriel MARQUES 3 Márcio de Oliveira GUERRA 4 Universidade Federal de Juiz de Fora, Juiz de Fora, MG RESUMO Como forma de estimular a criatividade

Leia mais

PROJETO BANDAS E CORAIS NAS ESCOLAS : A EXPERIÊNCIA DO CORAL ENCANTO

PROJETO BANDAS E CORAIS NAS ESCOLAS : A EXPERIÊNCIA DO CORAL ENCANTO PROJETO BANDAS E CORAIS NAS ESCOLAS : A EXPERIÊNCIA DO CORAL ENCANTO Rebeca Vieira de Queiroz Almeida Faculdade Saberes Introdução O presente texto é um relato da experiência do desenvolvimento do projeto

Leia mais

Perfil Caliper SUPER de Vendas The Inner Seller Report

Perfil Caliper SUPER de Vendas The Inner Seller Report Perfil Caliper SUPER de Vendas The Inner Seller Report Avaliação de: Sr. João Vendedor Preparada por: Consultor Caliper exemplo@caliper.com.br Data: Copyright 2012 Caliper & Tekoare. Todos os direitos

Leia mais

REGULAMENTO CONCURSO MEU SONHO MEU NEGÓCIO 1. APRESENTAÇÃO. alternativa de autoemprego e geração de renda para sobreviver.

REGULAMENTO CONCURSO MEU SONHO MEU NEGÓCIO 1. APRESENTAÇÃO. alternativa de autoemprego e geração de renda para sobreviver. CONCURSO MEU SONHO MEU NEGÓCIO PROJETO DE INCENTIVO AO PEQUENO NEGÓCIO 7ª EDIÇÃO, 2015 Realização: SEBRAE/SC e RICTV Record REGULAMENTO 1. APRESENTAÇÃO O concurso MEU SONHO MEU NEGÓCIO é um projeto realizado

Leia mais

E-COMMERCE COMO FERRAMENTA DE VENDAS

E-COMMERCE COMO FERRAMENTA DE VENDAS Central de Cases E-COMMERCE COMO FERRAMENTA DE VENDAS www.espm.br/centraldecases Central de Cases E-COMMERCE COMO FERRAMENTA DE VENDAS Preparado pelo Prof. Vicente Martin Mastrocola, da ESPM SP. Disciplinas

Leia mais

O MODELO DA TELEVISÃO BRASILEIRA NA CONCEPÇÃO DE VIDEOAULAS: UMA EXPERIÊNCIA INOVADORA DO IFSC NA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA.

O MODELO DA TELEVISÃO BRASILEIRA NA CONCEPÇÃO DE VIDEOAULAS: UMA EXPERIÊNCIA INOVADORA DO IFSC NA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA. O MODELO DA TELEVISÃO BRASILEIRA NA CONCEPÇÃO DE VIDEOAULAS: UMA EXPERIÊNCIA INOVADORA DO IFSC NA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA. Autor: Paulo Vitor Tavares, Ms. Palavras-chave: EAD, Televisão, Videoaula, IFSC.

Leia mais

Suas palestras são personalizadas de acordo com o evento e perfil do público, sempre interativas e provocando reflexões sobre temas diversos

Suas palestras são personalizadas de acordo com o evento e perfil do público, sempre interativas e provocando reflexões sobre temas diversos Serginho GROISMAN PERFIL Serginho Groisman é considerado um dos mais populares apresentadores e formadores de opinião da televisão brasileira. Em suas palestras, o entusiasmo pela vida contagia o público

Leia mais

2015 Manual de Parceiro de Varejo. Suas soluções. Nossa tecnologia. Mais inteligentes juntos.

2015 Manual de Parceiro de Varejo. Suas soluções. Nossa tecnologia. Mais inteligentes juntos. 2015 Manual de Parceiro de Varejo Suas soluções. Nossa tecnologia. Mais inteligentes juntos. Prêmios reais, a partir de agora Bem-vindo ao Intel Technology Provider O Intel Technology Provider é um programa

Leia mais

Associação Comercial e Empresarial de São João da Boa Vista

Associação Comercial e Empresarial de São João da Boa Vista Programa de Treinamento Contínuo Baseado nos Dvds Commit para Associação Comercial e Empresarial de São João da Boa Vista Introdução: Um programa de treinamento bem estruturado, além de qualificar os funcionários,

Leia mais

Categoria Franqueado

Categoria Franqueado PRÊMIO ABF-AFRAS DESTAQUE SUSTENTABILIDADE 2013 Dados da empresa FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO Categoria Franqueado Razão Social: Natureza Comércio e Representações Ltda Nome Fantasia: O Boticário Data de fundação:

Leia mais

Descrição do Sistema de Franquia. Histórico do Setor. O Fórum Setorial de Franquia

Descrição do Sistema de Franquia. Histórico do Setor. O Fórum Setorial de Franquia Descrição do Sistema de Franquia Franquia é um sistema de distribuição de produtos, tecnologia e/ou serviços. Neste sistema uma empresa detentora de know-how de produção e/ou distribuição de certo produto

Leia mais

PLANO DE PATROCÍNIO INTEGRADO

PLANO DE PATROCÍNIO INTEGRADO PLANO DE PATROCÍNIO INTEGRADO VICE-PRESIDÊNCIA COMERCIAL 17/Mar/2014 Esse é o cara: atua, canta, apresenta e ainda faz você faturar! O ator e cantor Rodrigo Faro agora comanda as tardes de domingo da REDE

Leia mais

EMPREENDEDORISMO: POR QUE DEVERIA APRENDER?

EMPREENDEDORISMO: POR QUE DEVERIA APRENDER? EMPREENDEDORISMO: POR QUE DEVERIA APRENDER? Anderson Katsumi Miyatake Emerson Oliveira de Almeida Rafaela Schauble Escobar Tellis Bruno Tardin Camila Braga INTRODUÇÃO O empreendedorismo é um tema bastante

Leia mais

TOMORROWLAND. Esquema de Patrocínio

TOMORROWLAND. Esquema de Patrocínio TOMORROWLAND 100000000000 Esquema de Patrocínio Assinantes: + 12.600.000 na Claro TV, NET, Oi TV, Sky e Vivo TV Fonte: Viacom Janeiro 2014 POTENCIAL DE IMPACTO Potencial de impactar mais de 40MM pessoas

Leia mais

Projeto de Lei de Iniciativa Popular para uma mídia Democrática

Projeto de Lei de Iniciativa Popular para uma mídia Democrática Projeto de Lei de Iniciativa Popular para uma mídia Democrática Comunicação é um direito de todos No Brasil, os meios de comunicação estão concentrados nas mãos de poucas empresas familiares que têm a

Leia mais

3. Os erros têm sido cometidos exatamente onde há maior dificuldade...

3. Os erros têm sido cometidos exatamente onde há maior dificuldade... Entrevista com PEDRO MANDELLI Consultor na área de mudança organizacional, Pedro Mandelli é um dos maiores especialistas em desenho e condução de processos de mudança em organizações. É professor da Fundação

Leia mais

O RH dos sonhos dos CEOs

O RH dos sonhos dos CEOs O RH dos sonhos dos CEOs Expectativas e estratégias da liderança para os Recursos Humanos Presidentes de empresas de todos os portes falaram sobre a importância dos Recursos Humanos para as suas empresas

Leia mais

Objetivos. Capítulo 16. Cenário para discussão. Comunicações de marketing. Desenvolvimento de comunicações de marketing eficazes

Objetivos. Capítulo 16. Cenário para discussão. Comunicações de marketing. Desenvolvimento de comunicações de marketing eficazes Capítulo 16 e administração de comunicações integradas de marketing Objetivos Aprender quais são as principais etapas no desenvolvimento de um programa eficaz de comunicações integradas de marketing. Entender

Leia mais

Palavras-chave: Peças publicitárias; comerciais marcantes; televisão; criatividade. Área do conhecimento: Ciências Sociais Aplicadas.

Palavras-chave: Peças publicitárias; comerciais marcantes; televisão; criatividade. Área do conhecimento: Ciências Sociais Aplicadas. COMERCIAIS MARCANTES Açucena Vieira de Morais, Daniella Zarro Teixeira Silva Pinto, James da Silva Costa, Ariane Fernanda da Silva Costa, Silene Fernandes Bicudo Univap Universidade do Vale do Paraíba/FCSAC

Leia mais

A falta deste rumo traz consequências desastrosas para qualquer ser humano e para qualquer profissional.

A falta deste rumo traz consequências desastrosas para qualquer ser humano e para qualquer profissional. Planejar a vida e carreira traz sucesso e felicidade No mundo globalizado que nos encontramos hoje em dia, as pessoas estão o tempo todo correndo para tudo quanto é lugar e canto de forma desenfreada acreditando

Leia mais

2015 Manual de Parceiro de Educação. Suas soluções. Nossa tecnologia. Mais inteligentes juntos.

2015 Manual de Parceiro de Educação. Suas soluções. Nossa tecnologia. Mais inteligentes juntos. 2015 Manual de Parceiro de Educação Suas soluções. Nossa tecnologia. Mais inteligentes juntos. Prêmios Reais, a Partir de Agora Bem-vindo ao Intel Technology Provider O Intel Technology Provider é um programa

Leia mais

V Prêmio AMRIGS de Jornalismo

V Prêmio AMRIGS de Jornalismo 1. CONSIDERAÇÕES GERAIS 1.1 Conceitos V Prêmio AMRIGS de Jornalismo REGULAMENTO O Prêmio AMRIGS de Jornalismo, quinta edição, é uma iniciativa da Associação Médica do Rio Grande do Sul, com o apoio do

Leia mais

O PROGRAMA. Colunistas fixos irão falar sobre moda, gastronomia, tecnologia, cinema e estilo.

O PROGRAMA. Colunistas fixos irão falar sobre moda, gastronomia, tecnologia, cinema e estilo. O PROGRAMA Claquete, sua revista eletrônica de entretenimento. Claquete: Sua revista eletrônica de entretenimento. Com seu bom humor e curiosidade característicos, Otávio Mesquita apresenta os bastidores

Leia mais

Crescimento significativo da população em idade economicamente ativa.

Crescimento significativo da população em idade economicamente ativa. O Brasil hoje é palco de um dos mais impressionantes fenômenos de empreendedorismo em todo o mundo. Esse movimento é reflexo de uma série de transformações demográficas e socioeconômicas que propiciam

Leia mais

Direitos Humanos - Ensino Fundamental e Ensino Médio

Direitos Humanos - Ensino Fundamental e Ensino Médio Direitos Humanos - Ensino Fundamental e Ensino Médio Um projeto para discutir Direitos Humanos necessariamente tem que desafiar à criatividade, a reflexão, a crítica, pesquisando, discutindo e analisando

Leia mais

Varejo virtual ERA DIGITAL. por Tânia M. Vidigal Limeira FGV-EAESP

Varejo virtual ERA DIGITAL. por Tânia M. Vidigal Limeira FGV-EAESP ERA DIGITAL Varejo virtual Ovolume de operações registrado recentemente no âmbito do comércio eletrônico atesta que a Internet ainda não chegou às suas últimas fronteiras. Vencidas as barreiras tecnológicas

Leia mais

Media Networks esteve presente na Conferencia VSAT Latin America 2014

Media Networks esteve presente na Conferencia VSAT Latin America 2014 16 de Maio, 2014 // Número 026 Media Networks esteve presente na Conferencia VSAT Latin America 2014 Ver más Apresentando as vantagens da Internet via satélite para a região Com plataforma via satélite

Leia mais

INOVAÇÃO NA ADVOCACIA A ESTRATÉGIA DO OCEANO AZUL NOS ESCRITÓRIOS JURÍDICOS

INOVAÇÃO NA ADVOCACIA A ESTRATÉGIA DO OCEANO AZUL NOS ESCRITÓRIOS JURÍDICOS INOVAÇÃO NA ADVOCACIA A ESTRATÉGIA DO OCEANO AZUL NOS ESCRITÓRIOS JURÍDICOS Ari Lima Um empreendimento comercial tem duas e só duas funções básicas: marketing e inovação. O resto são custos. Peter Drucker

Leia mais

{ 2 } Parque Tecnológico Capital Digital

{ 2 } Parque Tecnológico Capital Digital { 2 } Parque Tecnológico Capital Digital { 3 } 1. INTRODUÇÃO: PARQUE TECNOLÓGICO CAPITAL DIGITAL - PTCD Principal polo de desenvolvimento Científico, Tecnológico e de Inovação do Distrito Federal, o PTCD

Leia mais

A criança e as mídias

A criança e as mídias 34 A criança e as mídias - João, vá dormir, já está ficando tarde!!! - Pera aí, mãe, só mais um pouquinho! - Tá na hora de criança dormir! - Mas o desenho já tá acabando... só mais um pouquinho... - Tá

Leia mais

5Etapas Para Conseguir Clientes de Coaching,

5Etapas Para Conseguir Clientes de Coaching, 5Etapas Para Conseguir Clientes de Coaching, Consultoria, Terapias Holísticas e Para Encher Seus Cursos e Workshops. Parte 01 Como Se Posicionar e Escolher os Clientes dos Seus Sonhos 1 Cinco Etapas Para

Leia mais

RETORNO EM EDUCAÇÃO CORPORATIVA DEVE SER MENSURADO

RETORNO EM EDUCAÇÃO CORPORATIVA DEVE SER MENSURADO RETORNO EM EDUCAÇÃO CORPORATIVA DEVE SER MENSURADO Apesar de as empresas brasileiras estarem despertando para o valor das ações de educação corporativa em prol dos seus negócios, muitos gestores ainda

Leia mais

10 Análise dos recursos internos

10 Análise dos recursos internos 177 10 Análise dos recursos internos Essa seção do trabalho tem como objetivo fazer a análise dos recursos internos das duas empresas pesquisadas, Globo e Vivo. Como referencial teórico será utilizado

Leia mais

Perfil Caliper SUPER de Vendas The Inner Seller Report

Perfil Caliper SUPER de Vendas The Inner Seller Report Perfil Caliper SUPER de Vendas The Inner Seller Report Avaliação de: Sr. João Vendedor Preparada por: Consultor Caliper consultor@caliper.com.br Data: Copyright 2012 Caliper & Tekoare. Todos os direitos

Leia mais

Grupo Educacional UNIS - MG

Grupo Educacional UNIS - MG 1º CONCURSO NEUNIS DE PLANOS DE NEGÓCIO PARA UNIVERSITÁRIOS 2014 1 REALIZAÇÃO: UNIS/MG REGULAMENTO CAPÍTULO 1 DOS OBJETIVOS Art. 1º O Concurso NEUNIS de Planos de Negócio para Universitários é uma iniciativa

Leia mais

Pesquisa FGV-EAESP de Comércio Eletrônico no Mercado Brasileiro 16 a Edição 2014

Pesquisa FGV-EAESP de Comércio Eletrônico no Mercado Brasileiro 16 a Edição 2014 Resumo Introdução O Comércio Eletrônico é um dos aspectos relevantes no ambiente empresarial atual e tem recebido atenção especial das empresas nos últimos anos, primeiro por ser considerado como uma grande

Leia mais

SÁBADO TOTAL PATROCÍNIO E MERCHANDISING O LEÃO ESTÁ DE VOLTA PARA ALEGRIA DA FAMÍLIA BRASILEIRA NOVEMBRO DE 2012 REDETV! www.redetv.com.

SÁBADO TOTAL PATROCÍNIO E MERCHANDISING O LEÃO ESTÁ DE VOLTA PARA ALEGRIA DA FAMÍLIA BRASILEIRA NOVEMBRO DE 2012 REDETV! www.redetv.com. SÁBADO TOTAL PATROCÍNIO E MERCHANDISING NOVEMBRO DE 2012 REDETV! www.redetv.com.br www.redetv.com.br/comercial DEPARTAMENTO DE MARKETING REDETV! DIVISÃO PLANEJAMENTO DE MARKETING PUBLICITÁRIO O LEÃO ESTÁ

Leia mais

Nossa atuação no setor financeiro

Nossa atuação no setor financeiro Nossa atuação no setor financeiro No mundo No Brasil O porte da equipe de Global Financial Services Industry (GFSI) da Deloitte A força da equipe do GFSI da Deloitte no Brasil 9.300 profissionais;.850

Leia mais

AS PERSPECTIVAS DA ECONOMIA CRIATIVA NO BRASIL PARA GERAÇÃO DE EMPREGO E RENDA

AS PERSPECTIVAS DA ECONOMIA CRIATIVA NO BRASIL PARA GERAÇÃO DE EMPREGO E RENDA AS PERSPECTIVAS DA ECONOMIA CRIATIVA NO BRASIL PARA GERAÇÃO DE EMPREGO E RENDA Miranda Aparecida de Camargo luckcamargo@hotmail.com Acadêmico do Curso de Ciências Econômicas/UNICENTRO Luana Sokoloski sokoloski@outlook.com

Leia mais

A confluência dos vídeos e a Internet

A confluência dos vídeos e a Internet WHITEPAPER A confluência dos vídeos e a Internet Por que sua empresa deveria investir em vídeos em 2013 e como a Construção Civil pode utilizar os vídeos como diferencial competitivo. 1 Saiba como os vídeos

Leia mais

FACETAS DA MULHER BRASILEIRA: VISÃO DAS BRASILEIRAS SOBRE A IMAGEM DA MULHER NOS MEIOS DE COMUNICAÇÃO

FACETAS DA MULHER BRASILEIRA: VISÃO DAS BRASILEIRAS SOBRE A IMAGEM DA MULHER NOS MEIOS DE COMUNICAÇÃO FACETAS DA MULHER BRASILEIRA: VISÃO DAS BRASILEIRAS SOBRE A IMAGEM DA MULHER NOS MEIOS DE COMUNICAÇÃO Fevereiro 2016 A MULHER NOS MEIOS DE COMUNICAÇÃO O que mais incomoda no discurso/posição que a mulher

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA PARA CADASTRO E SELEÇÃO DE OBRAS AUDIOVISUAIS BRASILEIRAS

CHAMADA PÚBLICA PARA CADASTRO E SELEÇÃO DE OBRAS AUDIOVISUAIS BRASILEIRAS CHAMADA PÚBLICA PARA CADASTRO E SELEÇÃO DE OBRAS AUDIOVISUAIS BRASILEIRAS 1. Sobre a Sétima A SÉTIMA quer ajudar os realizadores, artistas, coletivos de audiovisual, distribuidoras e produtoras, que não

Leia mais

Ações de Interatividade

Ações de Interatividade Ações de Interatividade Fundação Padre Anchieta TV Cultura Julho de 2007 Diário de Bárbara Em agosto de 2007, 14 adolescentes de várias partes do mundo foram convidados a conhecer o Pólo Norte para ver

Leia mais

SÉRIES INDICADAS 8.º e 9.º ano do Ensino Fundamental e Ensino Médio.

SÉRIES INDICADAS 8.º e 9.º ano do Ensino Fundamental e Ensino Médio. SÉRIES INDICADAS 8.º e 9.º ano do Ensino Fundamental e Ensino Médio. RESUMO Nós, jovens brasileiros, é uma continuidade do conhecido Este jovem brasileiro, sucesso do portal por 6 edições consecutivas.

Leia mais

A MAIOR PREMIAÇÃO JOVEM DO MUNDO

A MAIOR PREMIAÇÃO JOVEM DO MUNDO A MAIOR PREMIAÇÃO JOVEM DO MUNDO O Prêmio Jovem Brasileiro (PJB) é a maior premiação jovem do MUNDO, que incentiva e homenageia o protagonismo dos jovens na sociedade. Em 12 anos de história, mais de 500

Leia mais

TERMO DE ADITAMENTO AO REGULAMENTO DO 1º PRÊMIO COMIGO DE JORNALISMO REGULAMENTO GERAL

TERMO DE ADITAMENTO AO REGULAMENTO DO 1º PRÊMIO COMIGO DE JORNALISMO REGULAMENTO GERAL TERMO DE ADITAMENTO AO REGULAMENTO DO 1º PRÊMIO COMIGO DE JORNALISMO A Promotora do Prêmio Comigo de Jornalismo alterou os itens [1.1 e 1.2], tornando-se necessário ajustar o Regulamento do mesmo, que

Leia mais

Regras de Votação Meus Prêmios Nick 2015

Regras de Votação Meus Prêmios Nick 2015 - 1 - Regras de Votação Meus Prêmios Nick 2015 As regras a continuação (as Regras ) regerão os procedimentos de seleção dos indicados e dos ganhadores dos Meus Prêmios Nick 2015 1. Administração: a. Comitê

Leia mais

CURRÍCULO DA EMPRESA. MILLENNIUM BRASIL EVENTOS LTDA ATIVIDADES DESEMPENHADAS

CURRÍCULO DA EMPRESA. MILLENNIUM BRASIL EVENTOS LTDA ATIVIDADES DESEMPENHADAS CURRÍCULO DA EMPRESA. MILLENNIUM BRASIL EVENTOS LTDA ATIVIDADES DESEMPENHADAS A MILLENNIUM BRASIL EVENTOS LTDA, é empresa de entretenimento recentemente fundada para execução de shows e concertos ao vivo

Leia mais

08 a 11 de outubro de 2014

08 a 11 de outubro de 2014 EMPREENDER NA MÚSICA COMO TRANSFORMAR UMA BANDA NUMA MICRO EMPRESA 08 a 11 de outubro de 2014 08 a 11 de outubro de 2014 Sumário Ecossistema da música A música no Brasil Gestão da carreira musical O ecossistema

Leia mais

Área de Comunicação. Tecnologia em. Produção Multimídia

Área de Comunicação. Tecnologia em. Produção Multimídia Área de Comunicação Produção Multimídia Curta Duração Produção Multimídia Carreira em Produção Multimídia O curso superior de Produção Multimídia da FIAM FAAM forma profissionais preparados para o mercado

Leia mais

PADRONIZAÇÃO EDITORIAL DA AGÊNCIA DE JORNALISMO NA PRODUÇÃO DE VINHETAS AUDIOVISUAIS

PADRONIZAÇÃO EDITORIAL DA AGÊNCIA DE JORNALISMO NA PRODUÇÃO DE VINHETAS AUDIOVISUAIS 11. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ÁREA TEMÁTICA: ( X ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( ) SAÚDE ( ) TRABALHO ( ) TECNOLOGIA PADRONIZAÇÃO

Leia mais

DO PLANO DE CONTRIBUIÇÃO DEFINIDA

DO PLANO DE CONTRIBUIÇÃO DEFINIDA GUIA PARA A ESCOLHA DO PERFIL DE INVESTIMENTO DO PLANO DE CONTRIBUIÇÃO DEFINIDA Caro Participante: Preparamos para você um guia contendo conceitos básicos sobre investimentos, feito para ajudá-lo a escolher

Leia mais

PADRONIZAÇÃO DE ATENDIMENTO EM HOTEIS RESUMO

PADRONIZAÇÃO DE ATENDIMENTO EM HOTEIS RESUMO PADRONIZAÇÃO DE ATENDIMENTO EM HOTEIS RODRIGUES, Luiz Antonio Junior Docente do curso de Turismo da Faculdade de Ciências Humanas FAHU/ACEG e-mail: Junior_fdi@terra.com.br RESUMO Este artigo visa demonstrar

Leia mais

44% 56% 67.896 respostas no Brasil. 111.432 respostas na América Latina. 0,5% Margem de erro. Metodologia e Perfil. homens.

44% 56% 67.896 respostas no Brasil. 111.432 respostas na América Latina. 0,5% Margem de erro. Metodologia e Perfil. homens. Brasil A pesquisa em 2015 Metodologia e Perfil 111.432 respostas na América Latina 44% homens 67.896 respostas no Brasil 0,5% Margem de erro 56% mulheres * A pesquisa no Uruguai ainda está em fase de coleta

Leia mais

PLANEJAMENTO DE MARKETING ELETRÔNICO

PLANEJAMENTO DE MARKETING ELETRÔNICO Instituto FA7 IBMEC MBA em Marketing Disciplina: Professor: Turma: Equipe: Marketing Eletrônico Renan Barroso Marketing II - Fortaleza Ana Hilda Sidrim, Ana Carolina Danziger PLANEJAMENTO DE MARKETING

Leia mais

Copyright 2015 Country Shop Produções Ltda All Right Reserved

Copyright 2015 Country Shop Produções Ltda All Right Reserved Sede Própria em São Paulo Av. Nações Unidas, 18.801, Cj. 703 - São Paulo - SP Fone: 55 11 3791 6000 / 3596 7000 - www.countryshoptv.com Franquia Rio de Janeiro - RJ Fone: 55 21 2492 3339 / 99982 3310 -

Leia mais

Realização e Organização. www.vamaislonge.com.br

Realização e Organização. www.vamaislonge.com.br Realização e Organização www.vamaislonge.com.br Quem somos... Leonardo Alvarenga, tenho 23 anos, sou criador do Não Tenho Ideia e do #VáMaisLonge. Sou formado em Educação Física mas larguei tudo logo após

Leia mais

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS CURSO TECNOLOGIA EM GESTÃO COMERCIAL Série do Curso: 4ª SÉRIE Nome da Disciplina: PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO A atividade prática supervisionada (ATPS) é um método de ensinoaprendizagem

Leia mais

EDUCAÇÃO EXECUTIVA PARA O MERCADO FINANCEIRO MAIO / 2005 108-TC-B4

EDUCAÇÃO EXECUTIVA PARA O MERCADO FINANCEIRO MAIO / 2005 108-TC-B4 1 EDUCAÇÃO EXECUTIVA PARA O MERCADO FINANCEIRO MAIO / 2005 108-TC-B4 NADINE WASSMER TREINA E-LEARNING treina@treina.com.br ROSANA GOMES CONTEÚDOS E HABILIDADES EDUCAÇÃO CORPORATIVA DESCRIÇÃO DE PROJETO

Leia mais