Previne e reduz as cicatrizes

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Previne e reduz as cicatrizes"

Transcrição

1 Previne e reduz as cicatrizes

2 2

3 Índice As cicatrizes 4 Factores de risco 5 Tipos de cicatrizes 6 Hipertróficas e quelóides 7 Abordagem Terapéutica 8 O que é Mepiform 12 O que é a Tecnología Safetac 13 Características e benefícios 14 Modo de acção 15 Indicacões de Mepiform 16 Modo de utilização 17 Eficácia de Mepiform 18 Estudos clínicos 19 Mepiform é seguro? 20 Perguntas frequentes 21 Referências bibliográficas 22 Apresentações disponíveis 24 Previne e reduz as cicatrizes 3

4 O que é uma cicatriz? As cicatrizes Uma cicatriz é uma alteração que resulta de uma lesão na derme, geralmente em consequência de um acidente e da recuperação colagenosa do mesmo. Como se forma uma cicatriz? O processo de cicatrização de qualquer ferida passa pelas seguintes fases: Inflamatória ou exsudativa: Inicia-se desde que se produz a lesão, sendo de curta duração e ocorre devido a uma reacção de defesa do organismo. A zona afectada fica avermelhada e quente e algumas vezes Fases com de una herida exsudado. O objectivo é limpar para prevenir a infecção. proliferação: É a resposta do organismo à agressão sofrida. Nesta fase será importante isolar a ferida a partir do exterior, para evitar uma infecção e controlar o exsudado. granulação: Os fibroblastos iniciam o processo de formação de colagénio e formação de tecido epitelial, a ferida está limpa, vascularizada e formam-se novos vasos sanguíneos. epitelização: Verifica-se uma redução do tamanho da ferida até à sua completa cicatrização e forma-se um epitélio sobre o tecido conectivo. cicatrização: As fibras colágenias que inicialmente se encontram desordenadas, estão agora interligadas, ordenadas e alinhadas ao longo da mesma linha. A cicatriz formada continua a regenerar-se durante a fase de maturação, que pode durar até aproximadamente 2 anos após o aparecimento da ferida. 4

5 Factores de risco A aparência final de uma cicatriz pode depender de vários factores, entre eles: 1. Tipo e extensão da lesão 2. Zona onde se produziu a lesão 3. Direcção e forma do corte no tecido danificado 4. Idade do paciente 5. Tipo de pele 6. Estado nutricional Habitualmente as cicatrizes apresentam tons mais pálidos ou mais escuros que a cor da pele natural; as fibras de colágenio ficam mais grossas, mais espessas, não estando alinhadas com a epiderme, mas cruzando-se entre si e a vascularidade dos nervos é afectada, o que faz com que não apareçam nem folículos pilosos nem glândulas sebáceas. Em algumas ocasiões, o processo de cicatrização pode não ocorrer da maneira mais adequada. Devido a este facto, a cicatriz pode ser mais espessa, mais extensa ou ter uma pigmentação excessiva e diferente do resto da pele. Previne e reduz as cicatrizes 5

6 Tipos de cicatrizes Frequentemente, o resultado da cicatrização não é o considerado normal. Às vezes as cicatrizes parecem mais vermelhas do que o que deveriam ou têm um aspecto protuberante e bastante visível. A classificação de acordo com a sua aparência é a seguinte: Atróficas As mais características são os casos de Acne e Varíola. São pequenos orifícios causados por um processo de cicatrização mal sucedido e sempre debaixo do nível de pele envolvente. Este tipo de cicatriz aparece quando não se forma uma quantidade suficiente de colagénio, o qual ajuda a formar as novas fibras do tecido conjuntivo. Hipertróficas Este tipo de cicatriz aparece quando se produz um excesso de colagénio na zona da ferida. A cicatriz hipertrófica é nada mais do que uma cicatriz elevada em relação ao tecido original, que pode dar comichão e dor e geralmente apresenta uma cor arroxeada ou avermelhada. Estas cicatrizes podem ser comuns, por exemplo, nas articulações. Quelóides São semelhantes às cicatrizes hipertróficas, mas bastante mais salientes e espessas. Traduzemse também por um excesso de colagénio e estendem-se para além da área da ferida. Podem causar comichão e sensações de calor intenso. São mais comuns entre mulheres jovens e indivíduos de raça negra. Contracturas São cicatrizes que aparecem quando se finaliza o processo de cicatrização de uma queimadura ou escaldão. Estes tipos de feridas curam-se com a contracção do tecido, o que origina uma deformação da zona afectada. 6

7 Hipertróficas e quelóides As cicatrices hipertróficas e quelóides aparecem devido ao excesso de colagénio na ferida. Nestes dois tipos de cicatrizes o novo tecido que se forma é proeminente, redondo, duro e com margens irregulares. No entanto, existe uma diferença fundamental entre estes dois tipos de cicatrizes, que reside na capacidade de propagação da cicatriz quelóide à superfície em relação à cicatriz hipertrófica que se propaga em espessura. Factores de risco Os seguintes factores têm um efeito directo sobre a formação das cicatrizes hipertróficas ou quelóides: 1) Idade: Indivíduos com idade compreendida entre os 10 e os 30 anos são mais susceptíveis à formação deste tipo de cicatrizes. 2) Localização da ferida: Feridas que estão localizadas nas articulações ou em zonas em que a pele é mais espessa, são zonas mais propensas à formação destes dois tipos de cicatrizes. 3) Cor da pele: As pessoas de raça negra são mais susceptíveis à formação de uma cicatriz quelóide. 4) Factores genéticos: Existem estudos que informam que a hereditariedade é um factor de risco em relação à formação de cicatrizes hipertróficas ou quelóides. O que têm de diferente? As cicatrizes hipertróficas como as quelóides têm um elevado nível de vascularidade, um grande número de células mesenquemáticas na derme e uma camada de células epidérmicas de grande espessura. Os fibroblastos transformam-se em miofibroblastos, produzindo uma contracção do tecido cicatricial. Esta contracção pode converter-se num grave problema caso esta cicatriz esteja localizada numa articulação. 7

8 Abordagem terapéutica Existem muitos e diversos tipos de tratamento para uma cicatriz. É importante, no entanto, evidenciar que em nenhum dos casos a cicatriz pode ser eliminada totalmente, mas que na maioria do casos pode ficar quase imperceptível. A melhoria de uma cicatriz depende de vários factores, como por exemplo, o tamanho e a zona onde está localizada a ferida. Os tratamentos para reduzir ou disfarçar as cicatrizes podem classificar-se por Não Invasivos e Invasivos. 1. Tratamentos não invasivos Dentro deste tipo de tratamentos podemos destacar as lâminas e géis de silicone, as ligaduras compressivas e os cremes ou unguentos, e só no caso de ser necessário, o tratamento psicológico. a) Lâminas de Silicone O uso de lâminas de silicone é um tratamento eficaz e seguro para as cicatrizes. As lâminas esbatem a cicatriz, evitam a hiperpigmentação e melhoram a elasticidade. Contribuem para o mantimento de um nível óptimo de humidade, mantendo a cicatriz hidratada, o que facilita a colocação ordenada das fibras de colágenio. O tratamento deve ser contínuo e a lâmina deve aplicar-se durante o maior número de horas possível. Dependendo da cicatriz, os resultados poderão começar a observar-se ao fim de 2 meses de tratamento. 8

9 b) Cremes ou Unguentos tópicos Estes tratamentos são utilizados geralmente para melhorar a aparência das cicatrizes pós-cirúrgicas. Os tratamentos devem aplicar-se 3 vezes ao dia, através de massagens locais e durante um período mínimo de 2 meses. O óleo de Rosa de Mosqueta ou a centelha asiática são alguns destes tratamentos. Em certos casos, utilizam-se cremes de cortisona, não sendo o seu uso comum no tratamento de cicatrizes hipertróficas e quelóides. c) Ligaduras compressivas Este tratamento é utilizado frequentemente em queimaduras. Com este tipo de tratamento consegue-se esbater as cicatrizes aproximadamente em 65% a 75% dos casos. Consiste em aplicar uma ligadura compressiva com uma pressão de 24 e 30 mmhg, sem chegar a produzir isquemia, com o objectivo de reduzir o fluxo sanguíneo e a consequente degradação, por hipoxia, do colágenio. Previne e reduz as cicatrizes 9

10 Abordagem terapéutica 2. Tratamentos invasivos Dentro deste tipo de tratamentos destacamos a cirurgia, a crioterapia, os corticóides injectados, a radioterapia e a cirurgia laser. a) Corticóides injectados O uso de corticóides injectados é um tratamento de eleição no tratamento de quelóides. Consiste na infiltração de corticóides na zona afectada. O mais frequente é a Triamcinolona a uma concentração de mg/ml. A posologia recomendada é uma injecção semanal durante 2 a 5 semanas e posteriormente reduzir-se a dose a uma injecção por mês durante um período de tempo compreendido entre 3 e 6 meses. b) Cirurgía A cirurgia é um tratamento para adultos e utiliza-se de forma exclusiva em feridas muito complexas e/ou que não respondem a tratamentos menos invasivos. Este tratamento é utilizado inúmeras vezes em combinação com outros, devido ao alto risco de recorrência da lesão. c) Crioterapia Consiste na aplicação de frio (inferior a 0ºC) para destruir possíveis lesões. Normalmente, realizam-se entre duas a dez sessões, com um período de pausa de 30 dias entre elas. A crioterapia pode apresentar alguns efeitos secundários, como por exemplo, dor, edema, hipopigmentação, etc. 10

11 d) Radioterapia Devido aos seus efeitos secundários, a Radioterapia não é um tratamento de eleição. Da mesma forma que o tratamento cirúrgico, a radioterapia utiliza-se unicamente em cicatrizes muito complexas ou cicatrizes que não respondam a tratamentos menos invasivos. Em muitas ocasiões, a combinação de Radioterapia e tratamento cirúrgico, oferece resultados positivos. e) Laser O efeito deste tratamento depende do tipo de tecido sobre o qual se aplica e da longitude da onda aplicada. Este tratamento, com frequência, melhora o volume, a elasticidade e a sintomatologia de grande parte dos casos. É importante mencionar que uma das últimas descobertas no tratamento de cicatrizes foi a de injecção de células estaminais. Este procedimento utiliza o Sistema Cytori Celution, uma máquina que prepara as células estaminais para assegurar que viverão e crescerão depois do transplante. Estas são posteriormente combinadas com células adiposas e injectadas na cicatriz. Previne e reduz as cicatrizes 11

12 O que é Mepiform? Mepiform consiste num penso composto por um fino e confortável laminado (poliuterano e não tecido), revestido com um gel de silicone com micro aderência selectiva e Tecnología Safetac. A camada de poliuterano (em contacto com o exterior) faz com que esta seja impermeável a líquidos e permeável a gazes, permitindo assim que a pele respire. A camada de silicone está protegida por um papel de poliolefina. Fino e discreto Película posterior de Nonwoven: Transpirável Impermeável Capa com Tecnología Safetac Permite retirar e recolocar o penso Tecnologia patentada de suave silicone adesiva. RecorTÁVEL ADAPTÁVEL impermeável FPS 12

13 O Que é a Tecnología Safetac? O que é Tecnología Safetac A Tecnología Safetac consiste numa capa de suave silicone, patenteada pela Mölnlycke Health Care, que proporciona uma microaderência selectiva, o que facilita que o penso adira a toda a superfície da pele. A capa de silicone microaderente proporciona a Mepiform as propriedades da Tecnología Safetac, ou seja, uma aderência mais suave, assegurando uma fixação segura. A Tecnología Safetac permite mudar o penso sem provocar dor ou traumatismo adicional ao paciente. O penso pode ser retirado sem necessitar de inspeccção e ser recolocado sem perder as propriedades de micro aderência. Mepiform adere suavemente, assegurando uma fixação segura. Molda-se aos poros da pele para uma fixação mais segura Ao contrário dos pensos tradicionais, não arranca células epidérmicas 13

14 Características e benefícios A continuidade do tratamento é uma das chaves de êxito do mesmo. No mercado, existem outros pensos de silicone mais grossos, que necessitam de fixação adicional, factores que fazem com que o paciente se sinta incomodado e abandone o tratamento. Mepiform é muito fácil de utilizar e oferece ao paciente benefícios em relação a outras lâminas deste tipo, o que torna o tratamento mais cómodo e fácil de realizar Reutilizável Retira-se sem traumatismo Auto-aderente Não necessita de fixação adicional. Adaptável Pode-se cortar facilmente e adaptar ao tamanho da cicatriz. Fino e cómodo. Discreto 14

15 Modo de acção Foi empiricamente comprovado o impacto positivo da silicone tópica no tratamento de cicatrizes hipertróficas e quelóides. Evidenciou-se ser eficaz também no alisamento e na despigmentação de cicatrizes avermelhadas ou arroxeadas. Em cicatrizes com um tratamento de 5 semanas verificou-se uma despigmentação da cicatriz, igualando o tom natural da pele, em mais de 90% dos casos tratados. Recomenda-se Mepiform como um regime profilático caso a cicatriz seja recente. Em pacientes ou em certas zonas em que se formem com frequência cicatrizes quelóides, foi demonstrado ser eficaz em 90% dos casos tratados. Mepiform é fino, discreto e flexível e adapta-se bem ao corpo. É permeável ao vapor e impermeável à água, pode usar-se em todas as actividades diárias, incluído durante o banho, e não necessita de fixação adicional. Em caso de maceração ou erupção cutânea, retirar o penso e deixar a pele recuperar até o sintoma desaparecer. Prosseguir o tratamento, aumentando gradualmente o tempo de utilização. Previne e reduz as cicatrizes 15

16 Indicações de Mepiform Mepiform está indicado para o tratamento de: Cicatrizes hipertróficas e quelóides. Feridas fechadas de cicatrizes hipertróficas e quelóides, prevenindo o seu aparecimento. O tratamento profiláctico Mepiform deve ser utilizado entre 2 a 6 meses, dependendo do estado da cicatriz. Início do tratamento 4 meses depois Início do tratamento 2 meses depois 16

17 Modo de Utilização 1. Abra a embalagem e retire o penso. 2. Se necessário, corte o penso à medida, de forma a cobrir cerca de 1 cm de pele seca circundante. 3. Quando aplique Mepiform comprove que a zona da cicatriz está seca. Quando usar em conjunto com cremes, tem que se assegurar que a pele absorveu o mesmo, antes de poder aplicar. 4. Retirar o papel protector e aplicar Mepiform sobre a cicatriz, exercendo uma ligeira pressão sobre a superfície do penso. Evitar esticar quando aplicar sobre as articulações. 5. Mepiform pode ser utilizado durante 24 horas por dia, inclusive durante o banho. Recomenda-se inspeccionar e lavar a pele diariamente. Uma unidade de Mepiform pode ser utilizada durante 7 ou mais dias. Recomendase o tratamento durante 2 a 6 meses dependendo das condições da cicatriz. 17

18 Eficácia de Mepiform Actualmente existem aproximadamente 20 estudos que avaliam a eficácia dos pensos de silicone no tratamento das cicatrizes hipertróficas e quelóides. Todos os pensos estão compostos por polímeros de silicone assim como Mepiform. Desconhece-se como actua a silicone, mas existem várias hipóteses que demonstram que a silicone actua na hidratação das várias camadas da pele. Mepiform contém uma WVTR* de 323 g/m2 em 24 horas, o que leva a que se verifique uma diminuição da actividade capilar, que implica uma diminuição dos depósitos de colagénio. * WVTR Taxa transmissão de Vapor de água Início do tratamento 11 meses depois Início do tratamento 7 meses depois 18

19 Estudos clínicos Realizou-se um estudo, em 11 pacientes seleccionados aleatoriamente, sobre cicatrizes pós-operatórias (JI Dr. Colom Majan, Departamento de Cirurgia Plástica, Instituto de Ciências Especiais, Madrid, Espanha), no qual foi avaliado Mepiform versus pacientes que não haviam realizado nenhum tratamento. Os parâmetros que se analisaram e mediram foram a pigmentação, espessura, flexibilidade e a vascularização da cicatriz. Os resultados demonstraram (após um ano de tratamento) uma melhoria da cicatriz em comparação com o grupo que não havia realizado tratamento, como demonstram os gráficos abaixo. Sem tratamento Valores médios - Escala de Vancouver Início Pigmentação 6 meses 12 meses Valores médios - Escala de Vancouver Início Grossura 6 meses 12 meses Valores médios - Escala de Vancouver Início Flexibilidade 6 meses 12 meses Valores médios - Escala de Vancouver Vascularidade Início 6 meses 12 meses 19

20 Mepiform é seguro? Mepiform passou todos os testes de biocompatibilidade e testes alérgicos. A silicone e a oclusividade, não provocaram nenhum tipo de reacção. Pode ocorrer, ocasionalmente, alguma reacção adversa (baixa percentagem de ocorrência) devido a: 1. Pacientes com sensibilidade a pensos oclusivos. 2. Incidências relativas a impurezas, normalmente provocadas por uma higiene inapropriada ou por resíduos que tenham ficado no penso (p.e. sabão, partículas, microorganismos ). 3. Ter sido colocado sobre feridas abertas. Recomendamos a utilização de Mepiform durante as 24 horas do dia, realizando uma inspecção diária para observar se se produziu algum tipo de reacção adversa. Se se tiver observado, deverá suspender o tratamento e começar de novo, aumentando gradualmente o tempo de utilização do penso. Todas as matérias-primas utilizadas na produção de Mepiform foram cuidadosamente seleccionadas para cumprir com o alto grau de qualidade exigido. Diferentes testes foram realizados para garantir a segurança do produto. Nenhum dos testes descritos abaixo demonstrou ser prejudicial para o paciente. Para o produto final: Tissue culture Cytotoxicity Test - Standard utilizado: USP 23/ISO Intracutaneous Test in the Rabbit - Standard utilizado: ISO Test for Delayed Contact Hypersensitivity. The Guinea Pig Maximitation Test - Standard utilizado: EN ISO Marcado 20

21 Perguntas frequentes Quando se deve iniciar o tratamento?? O tratamento deve começar-se sempre e quando a ferida estiver fechada e a epiderme totalmente restaurada. Numa ferida cirúrgica deve começar-se o tratamento, 2 a 3 semanas, após os pontos serem retirados. Quanto tempo deve fazer-se o tratamento? Começam a notar-se melhorias a partir das 4 semanas de tratamento. Os melhores resultados notam-se a partir dos 2 a 4 meses de tratamento. Durante quanto tempo pode ser utilizado? Recomendamos que leve Mepiform durante todo o dia, excepto quando necessitar de lavar a área da cicatriz. Pode voltar a utilizar Mepiform, uma vez que o mesmo penso pode ser utilizado durante 7 dias ou mais. Quão antiga tem que ser a cicatriz para que Mepiform seja eficaz? Os melhores resultados obtiveram-se na prevenção de novas cicatrizes e nas cicatrizes com menos de 2 anos. Que precauções se tem que ter? Mepiform deve utilizar-se nas Feridas fechadas ou que já estejam curadas. A pele deve estar sempre seca quando se aplica o penso. Mepiform exerce pressão sobre a cicatriz? A pressão exercida por Mepiform não é suficiente para ser considerada um tratamento de presoterapia. Previne e reduz as cicatrizes 21

22 Referências bibliográficas 1. Hart, J. Inflammation 1: its role in the healing of acute wounds. J Wound Care 2002; 11: 6, Hart, J. Inflammation 2: its role in the healing of acute wounds. J Wound Care 2002; 11: 7, Stephens, P., Thomas, D.W. The cellular proliferative phase of the wound repair process. J Wound Care 2002; 11:7, Ferguson, M.W.J., Whitby, D.J., Shah, M. et al. Scar formation: the spectral nature of fetal and adult wound repair. Plast Reconst Surg 1996; 97: 4, McCallion, R.L., Ferguson, M.W.J. Fetal Wound Healing and the Development of Anti-Scarring Therapies for Adult Wound Healing. In: Clark, R.A.F. (Ed) The Molecular and Cellular Biology of Wound Repair (2nd edition). London: Plenum Press, Dallon, J., Sherratt, J. Maini, P., Fergusson, M.J.W. Biological implications of a discrete mathematical model for collagen deposition and alignment in dermal wound repair. IMA J Maths Appl in Med and Biol 2000; 17: Clark, R.A.F. The Molecular and Cellular Biology of Wound Repair, 2nd edition. London: Plenum Press, Fergusson, M-W.J., Leigh, I.M. Wound Healing. In: Champion, R.H., Burton, J.L., Burns, D.A., Breathnach, S.M. (Eds) Oxford Textbook of Surgery, 2nd edition. Oxford: Oxford University Press, Cherry, G.W., Hughes, M.A., Leaper, D.J., Ferguson, M.W.J. Wound Healing. In: Morris, P.J., Wood, W.C. (Eds) Oxford Textbook of Surgery, 2nd edition. Oxford University Press, Carr, T., Harris, D., James, C. The Derriford Appearance Scale (DAS-59): a new scale to measure individual responses to living with problems of appearance. Br J Health Psychology 2000; 5: 2, Sund, B. New Developments in Wound Care. Clinica Report CBS 836. London: PJB Publications, Ehrlich, H.P., Desmouliere, A., Digelmann, R.F., et al. Morphological andimmunochemical differences between keloid and hypertrophic scars. Am J Path 1994; 145: 1, Theta Report: Theta 836. Advanced Wound Care and Healing Technologies. New York: Theta Reports, PJB Medical Publications, Shah, M., Whitby, D.J. Ferguson, M.W.J. Fetal Wound Healing and Scarless Surgery. In: Jackson, I.T., Sommerland, B.C. (Eds) Recent Advances in Plastic Surgery Nº 5. Edinburgh: Churchill Livingstone, Whitby, D.J., Ferguson, M.W.J. The extracellular matrix of lip wounds in fetal, neonatal and adult mice. Development 1991; 112: Whitby, D.J., Ferguson, M.W.J. Immunoshistochemical localisation of growth factors in fetal wound healing. Dev. Biol 1991; 147:

23 17. McCallion, R.L., Ferguson, M.W.J. Scar free embryonic wound healing and the prevention of scarring following wound healing in the adult. J Theor Med 1997; Shah, M. Foreman, D.W., Ferguson, M.W.J. Control of scarring in adult wounds by neutralising antibody to transforming growth factor b. Lancet 1992; 339: Shah, M. Foreman, D.M., Ferguson, M.W.J. Neutralizing antibody to TGF-b1, b2 reduces cutaneous scarring in adult rodents. J Cell Science 1994; Shah, M., Foreman, D.M., Ferguson, M.W.J. Neutralizing of TGF-b1 and TGF-b2 or exagenous addition of TGF-b3 to cutaneous rat wounds reduces scarring. J Cell Science 1995; 108: Shah, M., Rorison, P., Ferguson, M.W.J. The role of transforming growth factors beta in cutaneous scarring. In: Garg, H.G., Longaker, M.T. (eds). Scarless Wound Healing. New York: Marcel Dekker, O Kane, S., Ferguson, M.W.J. Transforming growth factors bs and wound healing. Int J Biochem and Cell Biol 1997; 29: 1, Niesler, C.U., Ferguson, M.W.J. TGF-b Superfamily cytokines in wound healing. In: Breit, S.M., Wahl, S.M. (eds). TGF-b and Related Cytokines in Inflammation. Basle, Switzerland: Birkhauser Verlag, Carr, T., Harris, D., James, C. The Derriford Apperance Scale (DAS-59): a new scale to measure individual responses to living with problems of apperance. Br J Health Psychology 2000; 5: 2, Su, C. W., Alizadeh, K., Boddie, A., and Lee, R. C. The problem scar. Clin. Plast. Surg. 25: 451, Katz, B. E. Silicone gel sheeting in scar therapy. Cutis 56: 65, Berman, B., and Flores, F. Comparison of a silicone gel-filled cushion and silicone gel sheeting for the treatment of hypertrophic or keloid scars. Dermatol. Surg. 25: 484, Gold, M. H. A controlled clinical trial of topical silicone gel sheeting in the treatment of hypertrophic scars and keloids. J. Am. Acad. Dermatol. 30: 506, Cruz-Korchin, N. I. Effectiveness of silicone sheets in the prevention of hypertrophic breast scars. Ann. Plast. Surg. 37: 345, Agarwal, U. S., Jain, D., Gulati, R., et al. Silicone gel sheet dressings for prevention of post-minigraft cobblestoning in vitiligo. Dermatol. Surg. 25: 102, Ahn, S. T., Monafo, W. W., and Mustoe, T. A. Topical silicone gel for the prevention and treatment of hypertrophic scars. Arch. Surg. 126: 499, Ahn, S. T., Monafo, W. W., and Mustoe, T. A. Topical silicone gel: A new treatment for hypertrophic scars. Surgery 106: 781, Gold, M. H.The role of CICA-CARE in preventing scars following surgery: A review of hypertrophic and keloid scar treatments. Oral presentation at the Annual Meeting of the American Academy of Dermatology, San Francisco, Calif., March 10 15,

24 im cortá ÁVEL PT Re L ADA pe FP S rmeáv EL VE + Fa x 7, x x 18 Molnlycke_PT facebook.com/mepiform Mais informacões: s Tamanho cm mácia r C.N.

INSTRUÇÕES DE USO MEPILEX LITE

INSTRUÇÕES DE USO MEPILEX LITE VERSÃO 1 INSTRUÇÕES DE USO MEPILEX LITE Nome técnico: Curativo Nome comercial: Mepilex Modelo: Mepilex Lite 6x8,5 cm, Mepilex Lite 10x10 cm, Mepilex Lite 15x15 cm ou Mepilex Lite 20x50 cm Verifique no

Leia mais

Reabilitação e Prevenção de Sequelas na Criança Queimada

Reabilitação e Prevenção de Sequelas na Criança Queimada Reabilitação e Prevenção de Sequelas na Criança Queimada Isabel Seixo, Dina Nunes, Alexandra Castro Serviço de Medicina Física e de Reabilitação Hospital Dona Estefânia Novembro 2011 Queimadura Agressão

Leia mais

PT IMPLANTES FACIAIS 1

PT IMPLANTES FACIAIS 1 PT IMPLANTES FACIAIS 1 2 PAIXÃO INSPIRANDO A CIÊNCIA. 3 SILIMED HÁ 35 ANOS LANÇANDO AS NOVAS GERAÇÕES DE IMPLANTES DE SILICONE NO MUNDO. Criada em 1978, no Rio de Janeiro, a Silimed atende as áreas de

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO TRIÂNGULO MINEIRO DIRETORIA DE ENFERMAGEM SERVIÇO DE EDUCAÇÃO EM ENFERMAGEM

UNIVERSIDADE FEDERAL DO TRIÂNGULO MINEIRO DIRETORIA DE ENFERMAGEM SERVIÇO DE EDUCAÇÃO EM ENFERMAGEM UNIVERSIDADE FEDERAL DO TRIÂNGULO MINEIRO DIRETORIA DE ENFERMAGEM SERVIÇO DE EDUCAÇÃO EM ENFERMAGEM MINICURSO: Assistência de enfermagem ao cliente com feridas Ferida cirúrgica 1º Semestre de 2013 Instrutora:

Leia mais

FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR

FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR FOLHETO INFORMATIVO FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR Tedol 20 mg/g creme Tedol 20 mg/ml líquido cutâneo Cetoconazol Leia atentamente este folheto antes de utilizar este medicamento. -

Leia mais

workshop» tratamento de feridas

workshop» tratamento de feridas workshop» tratamento de feridas protocolos de orientação no tratamento de feridas vila real 2014 índice 00.1» introdução protocolo 01» ferida hemorrágica protocolo 02» ferida com tecido de granulação não

Leia mais

LUZ INTENSA PULSADA FOTOREJUVENESCIMENTO. Princípios Básicos - P arte II. Dra Dolores Gonzalez Fabra

LUZ INTENSA PULSADA FOTOREJUVENESCIMENTO. Princípios Básicos - P arte II. Dra Dolores Gonzalez Fabra LUZ INTENSA PULSADA Princípios Básicos - P arte II FOTOREJUVENESCIMENTO Dra Dolores Gonzalez Fabra O Que é Fotorejuvescimento? Procedimento não ablativo e não invasivo. Trata simultaneamente hiperpigmentações,

Leia mais

Gomagem e Esfoliação. Métodos e Técnicas Aplicadas à Estética Corporal I Profª. Mayara L. Vareschi

Gomagem e Esfoliação. Métodos e Técnicas Aplicadas à Estética Corporal I Profª. Mayara L. Vareschi Gomagem e Esfoliação Métodos e Técnicas Aplicadas à Estética Corporal I Profª. Mayara L. Vareschi Membrana que recobre toda a superfície corpórea Maior órgão do corpo humano (2m² e 4kg) Resistente e flexível

Leia mais

- CURSO DE MAQUIAGEM -

- CURSO DE MAQUIAGEM - - CURSO DE MAQUIAGEM - Copyright -Todos os direitos reservados. A reprodução não autorizada destes materiais, no todo ou em parte, constitui violação do direitos autorais. (Lei nº 9.610). A PELE CONHECENDO

Leia mais

FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR. INALGIN, 50 mg/g, Gel INALGIN, 100 mg/ml, Emulsão cutânea

FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR. INALGIN, 50 mg/g, Gel INALGIN, 100 mg/ml, Emulsão cutânea FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR Etofenamato Este folheto contém informações importantes para si. Leia-o atentamente. - Este medicamento pode ser adquirido sem receita médica. No entanto,

Leia mais

ÚLCERAS DE PRESSÃO REVISÃO DE CONCEITOS. António Ricardo Ferreira Ribeiro 1

ÚLCERAS DE PRESSÃO REVISÃO DE CONCEITOS. António Ricardo Ferreira Ribeiro 1 ÚLCERAS DE PRESSÃO REVISÃO DE CONCEITOS António Ricardo Ferreira Ribeiro 1 2008 1 Licenciado em Enfermagem pela Escola Superior de Enfermagem de Vila Real. Inscrito na Ordem dos Enfermeiros com o número

Leia mais

FOLHETO INFORMATIVO. Nitro-Dur, Sistema transdérmico Trinitrato de glicerilo (nitroglicerina)

FOLHETO INFORMATIVO. Nitro-Dur, Sistema transdérmico Trinitrato de glicerilo (nitroglicerina) FOLHETO INFORMATIVO Leia atentamente este folheto antes de utilizar o medicamento. - Conserve este folheto. Pode ter necessidade de o reler. - Caso tenha dúvidas, consulte o seu médico ou farmacêutico.

Leia mais

Direcção-Geral da Saúde

Direcção-Geral da Saúde Assunto: PLANO DE CONTINGÊNCIA PARA AS ONDAS DE CALOR 2008 RECOMENDAÇÕES SOBRE VESTUÁRIO APROPRIADO EM PERÍODOS DE TEMPERATURAS ELEVADAS Nº: 21/DA DATA: 07/08/08 Para: Contacto na DGS: Todos os Estabelecimentos

Leia mais

CICATRIZAÇÃO Universidade Federal do Ceará Departamento de Cirurgia Hospital Universitário Walter Cantídio

CICATRIZAÇÃO Universidade Federal do Ceará Departamento de Cirurgia Hospital Universitário Walter Cantídio CICATRIZAÇÃO! Universidade Federal do Ceará Departamento de Cirurgia Hospital Universitário Walter Cantídio Gustavo Rêgo Coêlho Cirurgia do Aparelho Digestivo Transplante de Fígado CICATRIZAÇÃO Aquiles

Leia mais

MANUAL DE UTILIZADOR STARLOCK CUSHION. (tradução da versão inglesa)

MANUAL DE UTILIZADOR STARLOCK CUSHION. (tradução da versão inglesa) MANUAL DE UTILIZADOR STARLOCK CUSHION (tradução da versão inglesa) ÍNDICE 1. Sobre este manual 2. A Almofada Starlock a. Avisos b. Componentes Importantes da Starlock c. Utilização i. A quantidade certa

Leia mais

newsletter IFD fevereiro 2012 prazer conforto Informação Técnica para Profissionais de Saúde SANINTER GRUPO INSTITUTO DE FORMAÇÃO DERMOCOSMÉTICA

newsletter IFD fevereiro 2012 prazer conforto Informação Técnica para Profissionais de Saúde SANINTER GRUPO INSTITUTO DE FORMAÇÃO DERMOCOSMÉTICA newsletter fevereiro 2012 conforto prazer Informação Técnica para Profissionais de Saúde IFD SANINTER GRUPO INSTITUTO DE FORMAÇÃO DERMOCOSMÉTICA A PELE DO BEBÉ A pele do bebé e em especial do recém-nascido

Leia mais

COSMETOLOGIA (Farmácia) Profa. Thabata Veiga PRONATEC

COSMETOLOGIA (Farmácia) Profa. Thabata Veiga PRONATEC COSMETOLOGIA (Farmácia) Profa. Thabata Veiga PRONATEC Índice de Massa Corporal Classificação quanto a Distribuição de Gordura: Difusa: distribuição generalizada por todo o corpo Androide: relacionada a

Leia mais

cuidado profissional para a pele adulta

cuidado profissional para a pele adulta NATURALMENTE CIÊNCIA cuidado profissional para a pele adulta extracto centelha asiática óleo de prímula extracto de ambiaty óleo de alecrim óleo de groselha preta aloé vera PREVENÇÃO E PROTECÇÃO O CUIDADO

Leia mais

INSTRUÇÕES DE USO MEPILEX AG CURATIVO ANTIMICROBIANO DE ESPUMA COM SILICONE SUAVE

INSTRUÇÕES DE USO MEPILEX AG CURATIVO ANTIMICROBIANO DE ESPUMA COM SILICONE SUAVE VERSÃO 1 INSTRUÇÕES DE USO MEPILEX AG CURATIVO ANTIMICROBIANO DE ESPUMA COM SILICONE SUAVE Nome técnico: Curativo Nome comercial: Mepilex Ag Verifique no rótulo do produto a versão da instrução de uso

Leia mais

Omiderm é o produto mais próximo à pele humana que você pode utilizar enquanto não produzir a sua própria.

Omiderm é o produto mais próximo à pele humana que você pode utilizar enquanto não produzir a sua própria. Omiderm é o produto mais próximo à pele humana que você pode utilizar enquanto não produzir a sua própria. Dr. Theodore Tromovich Burlingame CA. Mais que um curativo, Omiderm é o resultado de todo um trabalho

Leia mais

A pele é um sistema orgânico que, quando mantida sua integridade, tem como funções:

A pele é um sistema orgânico que, quando mantida sua integridade, tem como funções: CUIDADOS COM A PELE A pele é um sistema orgânico que, quando mantida sua integridade, tem como funções: Regular a temperatura do nosso corpo; Perceber os estímulos dolorosos e agradáveis; Impedir a entrada

Leia mais

Reparo, formação de cicatriz e fibrose. Prof. Thais Almeida

Reparo, formação de cicatriz e fibrose. Prof. Thais Almeida Reparo, formação de cicatriz e fibrose Prof. Thais Almeida Reparo Definição: Restituição incompleta do tecido lesado, com substituição apenas de algumas estruturas perdidas. Quando há acometimento do parênquima

Leia mais

INSTRUÇÕES DE USO MEPILEX BORDER AG

INSTRUÇÕES DE USO MEPILEX BORDER AG VERSÃO 01 INSTRUÇÕES DE USO MEPILEX BORDER AG Nome técnico: Curativo Nome comercial: Mepilex Border Ag REF: Mepilex Border Sacrum Ag 18x18cm (382090), Mepilex Border Sacrum Ag 23x23cm (382490), Mepilex

Leia mais

MOLIOR TECNOLOGIA MÉDICA LTDA. Manual do Usuário. Versão 1.0

MOLIOR TECNOLOGIA MÉDICA LTDA. Manual do Usuário. Versão 1.0 MOLIOR TECNOLOGIA MÉDICA LTDA Manual do Usuário Versão 1.0 1 Sumário 1. DIREITOS AUTORAIS... 3 2. INTRODUÇÃO... 4 3. TRATAMENTOS... 5 4. UTILIZAÇÃO... 5 5. ESCOLHA DO TAMANHO IDEAL... 6 6. CUIDADOS APÓS

Leia mais

Silicone gel em cicatrizes de cirurgia plástica: estudo clínico prospectivo

Silicone gel em cicatrizes de cirurgia plástica: estudo clínico prospectivo ARTIGO ORIGINAL Radwanski Vendramin Franco T FS HN et al. et et al. Silicone gel em cicatrizes de cirurgia plástica: estudo clínico prospectivo Silicone gel in plastic surgery scars: a prospective study

Leia mais

INFORMAÇÃO PARA O DOENTE PORQUE É IMPORTANTE A HIGIENE PALPEBRAL EM CASO DE DISFUNÇÃO DAS GLÂNDULAS DE MEIBOMIUS?

INFORMAÇÃO PARA O DOENTE PORQUE É IMPORTANTE A HIGIENE PALPEBRAL EM CASO DE DISFUNÇÃO DAS GLÂNDULAS DE MEIBOMIUS? INFORMAÇÃO PARA O DOENTE PORQUE É IMPORTANTE A HIGIENE PALPEBRAL EM CASO DE DISFUNÇÃO DAS GLÂNDULAS DE MEIBOMIUS? ÍNDICE PERGUNTAS E RESPOSTAS O QUE É A DGM?...3 O QUE SÃO AS LÁGRIMAS?.....................................................................................4

Leia mais

Propedêutica do Processo de Cuidar na Saúde do Adulto Fisiologia da Cicatrização

Propedêutica do Processo de Cuidar na Saúde do Adulto Fisiologia da Cicatrização Propedêutica do Processo de Cuidar na Saúde do Adulto Fisiologia da Cicatrização Professora Daniele Domingues Anatomia da Pele Anatomia da Pele Pele é o maior órgão do corpo humano. É composta por 2 camadas:

Leia mais

Atualização em: Topiramato Oral. Terapia eficaz e segura para o afinamento e redução de cicatrizes. Dermatology Online Journal.

Atualização em: Topiramato Oral. Terapia eficaz e segura para o afinamento e redução de cicatrizes. Dermatology Online Journal. Atualização em: Topiramato Oral Terapia eficaz e segura para o afinamento e redução de cicatrizes. Dermatology Online Journal. Topiramato Oral Terapia eficaz e segura para o afinamento e redução de cicatrizes.

Leia mais

1 g. de Ulcerase pomada contém 0,6 unidades de colagenase clostridiopeptidase A e enzimas acompanhantes. Excipientes, ver secção 6.1.

1 g. de Ulcerase pomada contém 0,6 unidades de colagenase clostridiopeptidase A e enzimas acompanhantes. Excipientes, ver secção 6.1. Resumo das características do medicamento 1. DENOMINAÇÃO DO MEDICAMENTO Ulcerase 0,6 U/g, Pomada 2. COMPOSIÇÃO QUALITATIVA E QUANTITATIVA 1 g. de Ulcerase pomada contém 0,6 unidades de colagenase clostridiopeptidase

Leia mais

FIBROSE: Formação da Fibrose Cicatricial no Pós Operatório e Seus Possíveis Tratamentos.

FIBROSE: Formação da Fibrose Cicatricial no Pós Operatório e Seus Possíveis Tratamentos. CENTRO UNIVERSITÁRIO DAS FACULDADES METROPOLITANAS UNIDAS FMU CURSO DE ESTÉTICA E COSMÉTICA Gresemar Aparecida Silva Vedat Sevilla RA 5250988 Natalia Matos da Silva RA: 6837127 Coordenadora: Prof. Natalie

Leia mais

qualidade dodot Setembro 2011

qualidade dodot Setembro 2011 qualidade Dodot Setembro 2011 1. Os elementos essenciais da qualidade de uma fralda: secura, comodidade e proteção da pele do bebé. Na hora de escolher uma boa fralda, já sabe que o nível de exigência

Leia mais

GESTOS QUE SALVAM Departamento de Formação em Emergência Médica janeiro de 2014

GESTOS QUE SALVAM Departamento de Formação em Emergência Médica janeiro de 2014 GESTOS QUE SALVAM Departamento de Formação em Emergência Médica janeiro de 2014 Gestos que Salvam O que fazer? EM CASO DE EMERGÊNCIA O QUE FAZER Número Europeu de Emergência LIGAR PARA O NÚMERO EUROPEU

Leia mais

FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR. Advantan, 1 mg/g, creme Advantan, 1 mg/g, pomada Aceponato de metilprednisolona

FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR. Advantan, 1 mg/g, creme Advantan, 1 mg/g, pomada Aceponato de metilprednisolona FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR Advantan, 1 mg/g, creme Advantan, 1 mg/g, pomada Aceponato de metilprednisolona Leia atentamente este folheto antes de utilizar este medicamento. - Conserve

Leia mais

Primeiros Socorros Volume I

Primeiros Socorros Volume I Manual Primeiros Socorros Volume I um Manual de Junho de 2008 Rua Braancamp, 52-4º 1250-051 Lisboa Tel. 212476500 geral@oportalsaude.com Copyright, todos os direitos reservados. Este Guia Técnico não pode

Leia mais

TRATAMENTO ESTÉTICO DA PELE NEGRA. Prof. Esp. Maria Goreti de Vasconcelos

TRATAMENTO ESTÉTICO DA PELE NEGRA. Prof. Esp. Maria Goreti de Vasconcelos TRATAMENTO ESTÉTICO DA PELE NEGRA Prof. Esp. Maria Goreti de Vasconcelos A etnia confere características herdadas que devem ser valorizadas na indicação de procedimentos e tratamentos e na avaliação de

Leia mais

APROVADO EM 05-12-2007 INFARMED FOLHETO INFORMATIVO. ZOVIRAX 50 mg/g Creme Aciclovir

APROVADO EM 05-12-2007 INFARMED FOLHETO INFORMATIVO. ZOVIRAX 50 mg/g Creme Aciclovir FOLHETO INFORMATIVO ZOVIRAX 50 mg/g Creme Aciclovir Este folheto contém informações importantes para si. Leia-o atentamente. Este medicamento pode ser adquirido sem receita médica. No entanto é necessário

Leia mais

Bonelli-Cruz et al. da Universidade Gama Filho, Belo Horizonte, MG.

Bonelli-Cruz et al. da Universidade Gama Filho, Belo Horizonte, MG. OCORRÊNCIA DE CICATRIZES HIPERTRÓFICAS CONSEQUENTES À CIRURGIAS PLÁSTICAS EM PACIENTES DA CIDADE DE BELO HORIZONTE, MINAS GERAIS, BRASIL: ESTUDO PRELIMINAR. OCURRENCE OF HIPERTROPHIC SCARS THAT ARE CONSEQUENCE

Leia mais

DISCIPLINA DE PATOLOGIA GERAL REPARO TECIDUAL. Regeneração, cicatrização e fibrose. http://lucinei.wikispaces.com

DISCIPLINA DE PATOLOGIA GERAL REPARO TECIDUAL. Regeneração, cicatrização e fibrose. http://lucinei.wikispaces.com DISCIPLINA DE PATOLOGIA GERAL REPARO TECIDUAL Regeneração, cicatrização e fibrose http://lucinei.wikispaces.com Prof.Dr. Lucinei Roberto de Oliveira 2012 Reparação Tecidual "Processo de reposição do tecido

Leia mais

Instituto Politécnico de Beja Escola Superior de Saúde de Beja Curso de Licenciatura em Enfermagem 2º Ano / 2º Semestre U.C. Enfermagem Cirúrgica

Instituto Politécnico de Beja Escola Superior de Saúde de Beja Curso de Licenciatura em Enfermagem 2º Ano / 2º Semestre U.C. Enfermagem Cirúrgica Instituto Politécnico de Beja Escola Superior de Saúde de Beja Curso de Licenciatura em Enfermagem 2º Ano / 2º Semestre U.C. Enfermagem Cirúrgica Intervenções de Enfermagem à pessoa submetida a amputação

Leia mais

Workshop de Conhecimentos sobre Pele

Workshop de Conhecimentos sobre Pele Workshop de Conhecimentos sobre Pele Objetivos Após concluir o treinamento você será capaz de compartilhar com suas clientes: Como funciona a pele. Características de cada tipo de pele. Como classificar

Leia mais

Desportistas. Recomendações para Ondas de Calor. Saúde e Desenolvimento Humano

Desportistas. Recomendações para Ondas de Calor. Saúde e Desenolvimento Humano A prática regular e moderada da actividade física pode trazer benefícios substanciais para a saúde da população, como seja reduzir para metade o risco de doenças coronárias, baixar o risco de desenvolver

Leia mais

REDE NACIONAL DE CUIDADOS CONTINUADOS INTEGRADOS

REDE NACIONAL DE CUIDADOS CONTINUADOS INTEGRADOS REDE NACIONAL DE CUIDADOS CONTINUADOS INTEGRADOS Orientações de Abordagem em Cuidados Continuados Integrados ÚLCERAS DE PRESSÃO PREVENÇÃO Outubro 2007 1 INDICE p. 0 Introdução 2 1 Definição de Úlceras

Leia mais

Nota Técnica 125/2014. Betaterapia para tratamento de queloide

Nota Técnica 125/2014. Betaterapia para tratamento de queloide 05/07/2014 Nota Técnica 125/2014 Betaterapia para tratamento de queloide SOLICITANTE :Dra. Luciene Cristina Marassi Cagnin Juíza de Direito de Itajubá - MG NÚMERO DO PROCESSO: 0324.14.007196-4 SOLICITAÇÃO/

Leia mais

Peeling Diamante. Auxiliando no rejuvenescimento e na limpeza de pele

Peeling Diamante. Auxiliando no rejuvenescimento e na limpeza de pele Auxiliando no rejuvenescimento e na limpeza de pele Promove o rejuvenescimento da pele Atenua rugas e linhas finas Eficaz no tratamento de estrias Altamente indicado no tratamento de cicatrizes de acne

Leia mais

CARTA DE INFORMAÇÕES

CARTA DE INFORMAÇÕES Caro(a) paciente, CARTA DE INFORMAÇÕES É objetivo tanto do paciente e de familiares como também de seu cirurgião plástico que tudo dê certo com a cirurgia. Para que o paciente não se depare com surpresas,

Leia mais

NOVO! Máxima hidratação. Melhor produto de farmácia 2013 1. Puro Simples Eficaz

NOVO! Máxima hidratação. Melhor produto de farmácia 2013 1. Puro Simples Eficaz NOVO! Máxima hidratação Melhor produto de farmácia 2013 1 Puro Simples Eficaz Emoliente para peles secas 2 em 1 Ainda mais hidratante Epaderm com ingredientes clinicamente comprovados que hidratam e suavizam

Leia mais

Prática Nutrição Externa

Prática Nutrição Externa Prática Nutrição Externa Demonstração prática de uso dos produtos de nutrição externa e seus efeitos imediatos. Como a pele é o maior órgão do corpo os produtos são recomendados tanto para homens quanto

Leia mais

A saúde dos seus pés e a Diabetes

A saúde dos seus pés e a Diabetes A saúde dos seus pés e a Diabetes Tome medidas para uns pés saudáveis Saiba como manter os seus pés saudáveis se sofre de Diabetes Índice Introdução Problemas de pés com Diabetes Recomendações durante

Leia mais

Drenagem de feridas. Os benefícios da drenagem de feridas através de pressão negativa tópica estão demonstrados desde 1986.

Drenagem de feridas. Os benefícios da drenagem de feridas através de pressão negativa tópica estão demonstrados desde 1986. Os benefícios da drenagem de feridas através de pressão negativa tópica estão demonstrados desde 1986. O controlo do exsudado e o eficaz tratamento da ferida são apenas algumas das vantagens da drenagem

Leia mais

Catálogo de EQUIPAMENTOS

Catálogo de EQUIPAMENTOS Catálogo de EQUIPAMENTOS Estética Mais Setembro de 2015 comercial@esteticamais.com 1 Apresentação da Empresa A Revivre é uma marca italiana, fundada nos anos 70, e desde sempre fortemente orientada para

Leia mais

Reabilitação Pós câncer de mama Assistência às mulheres mastectomizadas

Reabilitação Pós câncer de mama Assistência às mulheres mastectomizadas Reabilitação Pós câncer de mama Assistência às mulheres mastectomizadas Profª Drª Fabiana Flores Sperandio O que é câncer de mama? É uma doença que surge quando células da mama sofrem uma mutação e se

Leia mais

HOSPITAL DA LUZ 01 RADIOEMBOLIZAÇÃO 02 QUESTÕES FREQUENTES SOBRE A... RADIOEMBOLIZAÇÃO 03 CONTACTOS

HOSPITAL DA LUZ 01 RADIOEMBOLIZAÇÃO 02 QUESTÕES FREQUENTES SOBRE A... RADIOEMBOLIZAÇÃO 03 CONTACTOS RADIOEMBOLIZAÇÃO 01 RADIOEMBOLIZAÇÃO 02 QUESTÕES FREQUENTES SOBRE A... RADIOEMBOLIZAÇÃO 03 CONTACTOS 1 RADIOEMBOLIZAÇÃO A radioembolização é uma radioterapia selectiva administrada por via intra-arterial

Leia mais

TREINAMENTO TÉCNICO PONTEIRAS DIAMANTADAS

TREINAMENTO TÉCNICO PONTEIRAS DIAMANTADAS TREINAMENTO TÉCNICO PONTEIRAS DIAMANTADAS BIOSET Indústria de Tecnologia Eletrônica Ltda. EPP Av. 55, 1212 -Jardim Kennedy - Rio Claro SP - CEP 13501-540 SAC: (19) 3534-3693 www.bioset.com.br CNPJ: 68.099.431/0001-90

Leia mais

Melhorando a produção e a qualidade das calandras para roupa lisa

Melhorando a produção e a qualidade das calandras para roupa lisa Melhorando a produção e a qualidade das calandras para roupa lisa Como se pode melhorar a produção e a qualidade das calandras para roupa lisa, e uma vez melhorada, mantê-la? Maximizar a produção e a qualidade

Leia mais

Tocar, Nutrir e Cuidar

Tocar, Nutrir e Cuidar Tocar, Nutrir e Cuidar Soluções adequadas para a prevenção e cicatrização de feridas tocar nutrir cuidar Quando falamos do cuidado integral do paciente precisamos pensar em vários fatores que afetam a

Leia mais

Mecanismo de acção. Indicações

Mecanismo de acção. Indicações Andro-Pénis Aparelho médico É um aparelho médico que utiliza o princípio da tracção. Está classificado como Aparelho Médico de Tipo 1 e tem o certificado sanitário CE. O aparelho é composto por um anel

Leia mais

TRINULOX. hidroquinona, tretinoína e fluocinolona acetonida EMS S/A. Creme dermatológico. 40 mg/g + 0,5 mg/g + 0,1 mg/g

TRINULOX. hidroquinona, tretinoína e fluocinolona acetonida EMS S/A. Creme dermatológico. 40 mg/g + 0,5 mg/g + 0,1 mg/g TRINULOX hidroquinona, tretinoína e fluocinolona acetonida EMS S/A. Creme dermatológico 40 mg/g + 0,5 mg/g + 0,1 mg/g TRINULOX hidroquinona, tretinoína e fluocinolona acetonida APRESENTAÇÕES Creme para

Leia mais

As Assaduras das fraldas

As Assaduras das fraldas HALIBUT As Assaduras das fraldas O que são as assaduras das fraldas? É uma erupção inflamatória da pele que está em contacto com a fralda. Portanto, aparece predominantemente nas virilhas, na parte interior

Leia mais

Vitacid tretinoína CREME 0,05% GEL 0,025% Uso adulto Uso externo

Vitacid tretinoína CREME 0,05% GEL 0,025% Uso adulto Uso externo Vitacid tretinoína CREME 0,05% GEL 0,025% Uso adulto Uso externo FORMAS FARMACÊUTICAS E APRESENTAÇÕES: Gel 0,025% e Creme dermatológico 0,05%. Gel e Creme: bisnaga com 25g. COMPOSIÇÃO: Cada grama de VITACID

Leia mais

Tratamentos de Rosto 1. Limpeza de Pele 1 Benefícios: Duração: Preço: 2. Limpeza de Pele 2 Duração: Preço:

Tratamentos de Rosto 1. Limpeza de Pele 1 Benefícios: Duração: Preço: 2. Limpeza de Pele 2 Duração: Preço: Tratamentos de Rosto 1. Limpeza de Pele para rosto e pescoço com extracção manual de impurezas com vapor. 2. Limpeza de Pele para rosto e pescoço com aplicação de mousse. 3. Limpeza de Pele com peeling

Leia mais

1. O enfermeiro(a) que vai buscar o doente à UCPA deve:

1. O enfermeiro(a) que vai buscar o doente à UCPA deve: Enfermagem Perioperatória Período Pós-Operatório Tardio Enfermagem Perioperatória Admissão do Utente na U.C.Intermédios 1. O enfermeiro(a) que vai buscar o doente à UCPA deve: Observar Estado Respiratório:

Leia mais

Sistema Tegumentar. Arquitetura do Tegumento. Funções do Sistema Tegumentar Proteção 09/03/2015

Sistema Tegumentar. Arquitetura do Tegumento. Funções do Sistema Tegumentar Proteção 09/03/2015 Sistema Tegumentar Sistema Tegumentar É constituído pela pele, tela subcutânea e seus anexos cutâneos Recobre quase toda superfície do corpo Profa Elaine C. S. Ovalle Arquitetura do Tegumento Funções do

Leia mais

A Moda do Bronzeado... Entre as duas grandes Guerras inicia-se a liberação feminina. Coco Chanel lança a moda do bronzeado.

A Moda do Bronzeado... Entre as duas grandes Guerras inicia-se a liberação feminina. Coco Chanel lança a moda do bronzeado. Histórico A Moda do Bronzeado... Entre as duas grandes Guerras inicia-se a liberação feminina. Coco Chanel lança a moda do bronzeado. A pele bronzeada tornou-se moda, sinal de status e saúde. Histórico

Leia mais

INSTRUÇÕES DE USO MEPITEL

INSTRUÇÕES DE USO MEPITEL VERSÃO 1 INSTRUÇÕES DE USO MEPITEL Nome técnico: Curativo Nome comercial: Mepitel Verifique no rótulo do produto a versão da instrução de uso correspondente. Não utilize instrução de uso com versão diferente

Leia mais

Ensaios clínicos Ajudar os pacientes a lutar contra o cancro

Ensaios clínicos Ajudar os pacientes a lutar contra o cancro Ensaios clínicos Ajudar os pacientes a lutar contra o cancro Os ensaios clínicos são estudos de investigação realizados em voluntários humanos para responder a questões científicas específicas. Especialmente

Leia mais

Projeto Tratamento de Feridas de Difícil Resolução

Projeto Tratamento de Feridas de Difícil Resolução Inovações Cosmetologia e Doenças de Pele Projeto Tratamento de Feridas de Difícil Resolução Tratamentos de Queimaduras de 2º e 3º Graus e Úlceras Por Pressão Graus III e IV Aspectos Importantes no Tratamento

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS UNIPAC CURSO DE ENFERMAGEM AMÁBILE MIRELLE PACHECO SILVA CLASSIFICAÇÃO DAS ÚLCERAS

UNIVERSIDADE PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS UNIPAC CURSO DE ENFERMAGEM AMÁBILE MIRELLE PACHECO SILVA CLASSIFICAÇÃO DAS ÚLCERAS UNIVERSIDADE PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS UNIPAC CURSO DE ENFERMAGEM AMÁBILE MIRELLE PACHECO SILVA CLASSIFICAÇÃO DAS ÚLCERAS BOM DESPACHO 2010 ÚLCERA VENOSA Conceito Lesões provocadas pela insuficiência venosa

Leia mais

Floxedol destina-se a ser utilizado em adultos e crianças com idade igual ou superior a um ano de idade.

Floxedol destina-se a ser utilizado em adultos e crianças com idade igual ou superior a um ano de idade. FOLHETO INFORMATIVO FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR floxedol 3 mg/ml Gel oftálmico Ofloxacina Leia atentamente este folheto antes de utilizar este medicamento. - Conserve este folheto.

Leia mais

Folheto informativo: Informação para o utilizador Finacea, 150 mg/g, gel Ácido azelaico

Folheto informativo: Informação para o utilizador Finacea, 150 mg/g, gel Ácido azelaico Folheto informativo: Informação para o utilizador Finacea, 150 mg/g, gel Ácido azelaico Leia com atenção todo este folheto antes de começar a utilizar este medicamento pois contém informação importante

Leia mais

Ácidos Graxos Essenciais. Prevenção e Tratamento

Ácidos Graxos Essenciais. Prevenção e Tratamento Ácidos Graxos Essenciais Prevenção e Tratamento AGEs na pele - Histórico 1929 Primeiras alterações ocorridas na pele decorrentes da deficiência de AGEs; (BURN, G.O. & BURN, M.M. - A new deficiency disease

Leia mais

Glaucoma. O que é glaucoma? Como acontece?

Glaucoma. O que é glaucoma? Como acontece? Glaucoma O que é glaucoma? Glaucoma é uma doença crônica do olho (que dura toda a vida), que ocorre quando há elevação da pressão intra-ocular (PIO), que provoca lesões no nervo ótico e, como conseqüência,

Leia mais

O RUÍDO LABORAL E A SUA PREVENÇÃO

O RUÍDO LABORAL E A SUA PREVENÇÃO O RUÍDO LABORAL E A SUA PREVENÇÃO Humberto J. P. Guerreiro Engenheiro de Minas INTRODUÇÃO O ruído é um dos agentes físicos que gera mais incomodidade. É responsável por conflitos entre pessoas, entre pessoas

Leia mais

GRIPE A (H1N1) v Medidas de Prevenção e Controlo em Meio Escolar

GRIPE A (H1N1) v Medidas de Prevenção e Controlo em Meio Escolar GRIPE A (H1N1) v Medidas de Prevenção e Controlo em Meio Escolar Informação para Professores Agosto de 2009 Direcção-Geral da Saúde (www.dgs.pt) Direcção de Serviços de Promoção e Protecção da Saúde Gripe

Leia mais

Norma de Orientação Farmacêutica Higienização das mãos Hygiènization des mains Hygienization of the hands

Norma de Orientação Farmacêutica Higienização das mãos Hygiènization des mains Hygienization of the hands p. 1 de 10k Norma de Orientação Farmacêutica Higienização das mãos Hygiènization des mains Hygienization of the hands 1ª EDIÇÃO Janeiro de p. 2 de 10k p. 3 de 10k Índice Introdução... 4 Campo de aplicação...

Leia mais

INSTRUÇÕES DE USO. Mepitel Film. Modelos: Mepitel Film 6x7cm, Mepitel Film 10x12cm, Mepitel Film 10x25cm, Mepitel Film 15x20cm

INSTRUÇÕES DE USO. Mepitel Film. Modelos: Mepitel Film 6x7cm, Mepitel Film 10x12cm, Mepitel Film 10x25cm, Mepitel Film 15x20cm INSTRUÇÕES DE USO VERSÃO 1 Mepitel Film Nome Comercial: Mepitel Film Nome Técnico: Curativo Modelos: Mepitel Film 6x7cm, Mepitel Film 10x12cm, Mepitel Film 10x25cm, Mepitel Film 15x20cm Verifique no rótulo

Leia mais

Externato Fernão Mendes Pinto A PELE. Esquema da pele, retirado da Internet. Rafael Galrão (3º ano) e Rita Farricha (4º ano)

Externato Fernão Mendes Pinto A PELE. Esquema da pele, retirado da Internet. Rafael Galrão (3º ano) e Rita Farricha (4º ano) Externato Fernão Mendes Pinto A PELE Esquema da pele, retirado da Internet Rafael Galrão (3º ano) e Rita Farricha (4º ano) INDICE 1. Como é feita a pele? 2. Para que serve a pele? 3. Cuidados a ter com

Leia mais

QUEIMADURAS OCULARES

QUEIMADURAS OCULARES QUEIMADURAS OCULARES As queimaduras oculares classificam-se em químicas e térmicas. As complicações graves da superfície ocular, após uma queimadura ocular, são relativamente raras. No entanto, são uma

Leia mais

LOCERYL. cloridrato de amorolfina CREME. 2,5mg/g

LOCERYL. cloridrato de amorolfina CREME. 2,5mg/g LOCERYL cloridrato de amorolfina CREME 2,5mg/g 1 LOCERYL cloridrato de amorolfina APRESENTAÇÕES: Creme contendo amorolfina 2,5mg/g (na forma de cloridrato de amorolfina), apresentado em bisnaga de alumínio

Leia mais

Nome: Mónica Algares. Ano: 9º Turma: B Nº 17

Nome: Mónica Algares. Ano: 9º Turma: B Nº 17 Nome: Mónica Algares Ano: 9º Turma: B Nº 17 Introdução Pretendo com este trabalho alertar para graves problemas que ao passar do tempo tem vindo a aumentar, as doenças sexualmente transmissíveis. Com a

Leia mais

REAÇÕES DE PELE Enfermeiro Ricardo Isaias Testoni

REAÇÕES DE PELE Enfermeiro Ricardo Isaias Testoni REAÇÕES DE PELE Enfermeiro Ricardo Isaias Testoni Especialista em Enfermagem Oncológica- Hospital Erasto Gaertner Mestrando em Distúrbios da Comunicação UTP Coordenador do Serviço de Oncologia - Hospital

Leia mais

É uma fratura comum que ocorre em pessoas de todas as idades. Anatomia. Clavícula

É uma fratura comum que ocorre em pessoas de todas as idades. Anatomia. Clavícula Fratura da Clavícula Dr. Marcello Castiglia Especialista em Cirurgia do Ombro e Cotovelo É uma fratura comum que ocorre em pessoas de todas as idades. Anatomia O osso da clavícula é localizado entre o

Leia mais

Primeiros socorros Material a ter na caixa de primeiros socorros:

Primeiros socorros Material a ter na caixa de primeiros socorros: Primeiros socorros Os primeiros socorros é o tratamento inicial dado a alguém que se magoou ou sofreu um acidente. Se o acidente for grave, não deves mexer na pessoa lesionada e chamar o 112, explicando-lhe

Leia mais

Isto doi mesmo muito!!!

Isto doi mesmo muito!!! INFORMAÇÃO MOLAXOLE SOBRE OBSTIPAÇÃO Isto doi mesmo muito!!! Tenho estado aqui sentado a chorar durante mais de meia hora. B_OTC.indd 1 10/10/14 11:31 SOFRE DE OBSTIPAÇÃO QUE PRECISA SER TRATADA¹? Coloque

Leia mais

Oceral (nitrato de oxiconazol) Bayer S.A. Creme dermatológico. 11,47 mg/g de nitrato de oxiconazol

Oceral (nitrato de oxiconazol) Bayer S.A. Creme dermatológico. 11,47 mg/g de nitrato de oxiconazol Oceral (nitrato de oxiconazol) Bayer S.A. Creme dermatológico 11,47 mg/g de nitrato de oxiconazol OCERAL nitrato de oxiconazol APRESENTAÇÕES Creme dermatológico contendo 11,47 mg de nitrato de oxiconazol

Leia mais

Índice: 1. Descrição 2. Componentes 3. Instruções de uso 4. Tratamento 5. Observações sobre o uso 6. Precauções

Índice: 1. Descrição 2. Componentes 3. Instruções de uso 4. Tratamento 5. Observações sobre o uso 6. Precauções gne t i c s TM extender I NSTRUÇÕESDEUSO Índice: 1. Descrição 2. Componentes 3. Instruções de uso 4. Tratamento 5. Observações sobre o uso 6. Precauções Descrição Descripción O extensor Gnetics se compõe

Leia mais

FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR. Rapydan 70mg/70mg, emplastro medicamentoso. Lidocaína/Tetracaína

FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR. Rapydan 70mg/70mg, emplastro medicamentoso. Lidocaína/Tetracaína FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR Rapydan 70mg/70mg, emplastro medicamentoso Lidocaína/Tetracaína Leia atentamente este folheto antes de utilizar o medicamento. - Conserve este folheto.

Leia mais

FACULDADE IPIRANGA TECNOLOGIA EM ESTÉTICA E COSMÉTICA ANDREZA DUTRA GOMES DA SILVA LILIANA DE OLIVEIRA MARINHO

FACULDADE IPIRANGA TECNOLOGIA EM ESTÉTICA E COSMÉTICA ANDREZA DUTRA GOMES DA SILVA LILIANA DE OLIVEIRA MARINHO FACULDADE IPIRANGA TECNOLOGIA EM ESTÉTICA E COSMÉTICA ANDREZA DUTRA GOMES DA SILVA LILIANA DE OLIVEIRA MARINHO A IMPORTÂNCIA DOS TRATAMENTOS ESTÉTICOS NO PRÉ E PÓS- OPERATÓRIO DE CIRURGIA DO CONTORNO CORPORAL

Leia mais

Perigo: as brotoejas podem coçar, causando incômodo ao bebê e, por serem uma irritação, tornam-se foco de infecções.

Perigo: as brotoejas podem coçar, causando incômodo ao bebê e, por serem uma irritação, tornam-se foco de infecções. Trate os problemas de pele mais comuns em bebês Pais devem ficam atentos a descamações, manchas e brotoejas Se existe uma característica comum a todos os bebês saudáveis, só pode ser a pele macia e sedosa,

Leia mais

Hospital São Paulo SPDM Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina Hospital Universitário da UNIFESP

Hospital São Paulo SPDM Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina Hospital Universitário da UNIFESP Página: 1/5 SUMÁRIO 1. OBJETIVO: Proporcionar o ambiente ideal para a reparação tecidual. 2. APLICAÇÃO: Aos pacientes com feridas abertas (com exposição de tecidos, ex. úlceras por pressão, deiscências

Leia mais

Fundação Cardeal Cerejeira. Acção de Formação

Fundação Cardeal Cerejeira. Acção de Formação Fundação Cardeal Cerejeira Acção de Formação Formadoras: Fisioterapeuta Andreia Longo, Fisioterapeuta Sara Jara e Fisioterapeuta Tina Narciso 4º Ano de Fisioterapia da ESSCVP Em fases que o utente necessite

Leia mais

Envelhecimento. O envelhecimento não é um acontecimento misterioso que ocorre aleatoriamente, é um processo programado que começa no nível celular

Envelhecimento. O envelhecimento não é um acontecimento misterioso que ocorre aleatoriamente, é um processo programado que começa no nível celular Envelhecimento O envelhecimento não é um acontecimento misterioso que ocorre aleatoriamente, é um processo programado que começa no nível celular Dr. Efrain Olszewer Envelhecimento Intrínseco Esperado,

Leia mais

COMO SURGEM OS TECIDOS

COMO SURGEM OS TECIDOS TECIDO EPITELIAL COMO SURGEM OS TECIDOS Nos seres de reprodução sexuada, que constituem a maioria dos organismos, todas as células surgem a partir de uma única célula, a célula-ovo. Esta sofre divisões

Leia mais

Orientações para tratamento de feridas (ultima atualização Novembro de 2007)

Orientações para tratamento de feridas (ultima atualização Novembro de 2007) Orientações para tratamento de feridas (ultima atualização Novembro de 2007) Hospital Municipal Miguel Couto 1 Objetivos: Oferecer informações técnicas e científicas atualizadas para as equipes médicas

Leia mais

PREVENÇÃO DA FORMAÇÃO DE ESTRIAS

PREVENÇÃO DA FORMAÇÃO DE ESTRIAS PREVENÇÃO DA FORMAÇÃO DE ESTRIAS Existem fatores extrínsecos e intrínsecos que predispõem a ocorrência das estrias. O principal fator extrínseco é o trauma mecânico ( estresse mecânico), porém, ainda mais

Leia mais

ESTADO DA ARTE. ALTA FREQUÊNCIA de 4MHz ISO13485 ISO 9001. www.loktal.com

ESTADO DA ARTE. ALTA FREQUÊNCIA de 4MHz ISO13485 ISO 9001. www.loktal.com Qualidade Precisão Segurança Experiência ESTADO DA ARTE ALTA FREQUÊNCIA de 4MHz Wavetronic 5000 Digital, Electrocirurgia de Alta Frequência tecnologia de 4MHz ISO13485 CERTIFIED CERTIFIED ISO 9001 l ta

Leia mais

PT CONTORNO CORPORAL 1

PT CONTORNO CORPORAL 1 PT CONTORNO CORPORAL 1 2 PAIXÃO INSPIRANDO A CIÊNCIA. 3 SILIMED HÁ 35 ANOS LANÇANDO AS NOVAS GERAÇÕES DE IMPLANTES DE SILICONE NO MUNDO. Criada em 1978, no Rio de Janeiro, a Silimed atende as áreas de

Leia mais

FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR

FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR Clavamox 500 500 mg/125 mg comprimidos revestidos por película Clavamox DT 875 mg/125 mg comprimidos revestidos por película Amoxicilina/Ácido Clavulânico

Leia mais