PEELING QUÍMICO: PREPARAÇÕES FARMACÊUTICAS PARA A RENOVAÇÃO CELULAR

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PEELING QUÍMICO: PREPARAÇÕES FARMACÊUTICAS PARA A RENOVAÇÃO CELULAR"

Transcrição

1 1 FACULDADE DE FILOSOFIA, CIÊNCIAS E LETRAS DE ALEGRE CURSO DE FARMÁCIA MAGNO BELONE DA CUNHA PEELING QUÍMICO: PREPARAÇÕES FARMACÊUTICAS PARA A RENOVAÇÃO CELULAR ALEGRE 2014

2 2 MAGNO BELONE DA CUNHA PEELING QUÍMICO: PREPARAÇÕES FARMACÊUTICAS PARA A RENOVAÇÃO CELULAR Trabalho de Conclusão de Curso apresentado a Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Alegre, como requisito parcial para obtenção do título de bacharel em Farmácia. Orientador: Professor: Gilberto Aparecido Saldanha ALEGRE 2014

3 3 FACULDADE DE FILOSOFIA, CIÊNCIAS E LETRAS DE ALEGRE. AUTARQUIA MUNICIPAL Rua Belo Amorim, Centro Alegre/ES CEP: Telefax: (028) CURSO DE GRADUAÇÃO EM FARMÁCIA MAGNO BELONE DA CUNHA PEELING QUÍMICO: PREPARAÇÕES FARMACÊUTICAS PARA RENOVAÇÃO CELULAR Monografia apresentada ao Curso de Farmácia da Faculdade Filosofia, Ciências e Letras de Alegre, como requisito básico para obtenção do título de Bacharel em Farmácia. Área de concentração: Farmacologia. Aprovada em de de 2014 COMISSÃO EXAMINADORA Prof. Esp. Gilberto Aparecido Saldanha (Orientador) Profª. Esp. Ludmilla Garcia de Oliveira ( Examinadora) Prof. Ms. Renata Abdalla Pires da Rocha (Examinadora)

4 4 AGRADECIMENTO Á Deus que sempre mostrou o caminho certo para seguir meus sonhos e concretizar meus ideais, me dando força e sabedoria para seguir neste caminho. Aos meus pais que me criou e que me acompanhou nesta caminhada, transformando meus sonhos em realidade, me dando condições de caminhar por si só em busca de novas realizações, sempre me apoiando, mesmo de longe, torcendo para que minha caminhada tivesse sucesso. Aos meus coordenadores, professores, mestres e doutores, pelos momentos de dedicação, força, incentivos e disponibilidade de tempo com o intuito ampliar meus conhecimentos, além da compreensão pelas minhas limitações.

5 5 RESUMO O envelhecimento da pele é um processo pelo qual todas as pessoas passam durante a vida, e que preocupa muitos indivíduos, que buscam a ajuda especializada do médico para minimizar seus sinais, existe um maior ou menor grau de envelhecimento para cada indivíduo, sendo este diferenciado pelo estilo de vida de cada um. Um dos principais recursos utilizados para deter o envelhecimento da pele ou melhorar a qualidade da pele são os tratamentos utilizados pelos médicos e definidos por peeling químicos, onde se usam produtos químicos como ácido glicólico, retinóico, tricloroacético e o fenol, entre outros que proporcionam a esfoliação cutânea e posterior renovação celular. Dependendo da concentração e do valor de ph em que são empregados nas formulações, desencadeiam o peeling superficial, médio e profundo. O emprego desses produtos resulta no processo de renovação celular intenso, normalizando a pigmentação da pele, atenuando marcas e minimizando as rugas, logo, essas formulações devem se utilizadas cuidadosamente e seguindo as técnicas recomendadas, bem como o paciente monitorado que se obtenha a máxima eficácia do peeling, sem grandes efeitos colaterais. O conhecimento das vantagens e desvantagens dos peelings, faz com que sejam utilizados de maneira segura e criteriosa, com acompanhamento médico devido, evitando suas toxicidades e possíveis complicações pós-peeling, assim, os benefícios dos peelings serão apreciados e sentidos pelos pacientes. Este trabalho tem como objetivo demonstrar como age o Peeling Químico na pele humana, enfocando seu mecanismo de ação, bem como enfatizando quais são os princípios ativos e os veículos utilizados nas formulações farmacêuticas dos peelings. Palavras-chave: abrasão química; envelhecimento da pele; renovação celular; peeling químico; fenol.

6 6 ABSTRACT Skin aging is a process by which all people are in life, and that worries many, who seek the aid of a specialized physician to minimize its signs, there is a greater or lesser degree of aging for each individual, which is different the lifestyle of each. One of the key features used to stop the aging of the skin or improving skin quality are used for medical treatments and defined by chemical peeling, chemicals which are used as glycolic acid, retinoic acid, trichloroacetic and phenol, among others which provide skin exfoliation and cell renewal later. Depending on the concentration and ph value they are used in the formulations, peelings may be superficial, middle and deep. The use of such substances results in high cell renewal process, normalizing the skin pigmentation marks and alleviating wrinkles while minimizing thus such formulations must be carefully and used following the recommended practices and the patient monitored to obtain maximum efficiency the peeling, no major side effects. Knowing the advantages and disadvantages of the peelings, causes them to be used safely and judiciously, with due medical care, avoiding their toxicity and possible post-peeling complications, so the benefits of peels will be appreciated and felt by patients. This paper aims to demonstrate how the acts Chemical Peel in human skin, focusing on its mechanism of action, as well as emphasizing what are the active ingredients and the vehicles used in the pharmaceutical formulations of the peelings. Keywords: chemical etching ; skin aging ; cell renewal ; chemical peel ; phenol.

7 7 SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO JUSTIFICATIVA PELE: PROTEÇÃO DO ORGANISMO, AGRESSÕES E ENVELHECIMENTO CITOLOGIA E HISTOLOGIA DA PELE AS CARACTERÍSTICAS GERAIS DA PELE O ENVELHECIMENTO CUTÂNEO METODOLOGIA PEELING QUÍMICO: RESURFACING QUÍMICO, QUIMIOESFOLIAÇÃO OU QUIMIOCIRURGIA HISTÓRIA E AÇÃO DOS PEELINGS QUÍMICOS Mecanismo de Ação dos Peelings Químicos PEELING QUÍMICO: UMA VISÃO GERAL O QUE É O PEELING QUÍMICO? COMO AGEM OS PEELINGS QUÍMICOS QUAIS OS TIPOS DE PELE QUE MELHOR RESPONDEM AOS PEELINGS QUÍMICOS? COMO SÃO CLASSIFICADOS OS PEELINGS QUÍMICOS? Peeling Superficial Peeling Médio Peeling Profundo QUAIS SÃO AS INDICAÇÕES DOS PEELINGS QUÍMICOS? QUAIS SÃO AS CONTRA-INDICAÇÕES DOS PEELINGS QUÍMICOS E QUAIS COMPLICAÇÕES ELES PODEM OCASIONAR? Contra-Indicações Complicações QUAL A FINALIDADE DE SE REALIZAR UM PREPARO DA PELE OU PRÉ PEELING? Desengorduramento da pele... 28

8 Escolha do Agente Esfoliante Tretinoína Ácido Salicílico Alfa-HIdroxiácido VEÍCULOS ATUALMENTE UTILIZADOS NAS PREPARAÇÕES DOS PEELINGS QUÍMICOS Gel Gel Creme Creme ou Loção Cremosa Sabonete Gel Transparente ou Cremoso QUAIS SÃO OS PRINCÍPIOS ATIVOS UTILIZADOS SEGUNDO A CLASSIFICAÇÃO DOS PEELINGS 5.9 QUÍMICOS? Peeling Superficial Peeling Médio Peeling Profundo Peeling Muito Profundo OS DIFERENTES TIPOS DE PEELINGS QUÍMICOS PEELING QUÍMICO DE ALFA-HIDROXIÁCIDO Peeling Químico de Ácido Glicólico PEELING QUÍMICO DE ÁCIDO TRICLOROACÉTICO (TCA) PEELING QUÍMICO DE ÁCIDO SALICÍLICO PEELING QUÍMICO DE RESORCINA PEELING QUÍMICO DE ÁCIDO RETINÓICO PEELING QUÍMICO DE FENOL CONCLUSÃO REFERÊNCIAS... 41

9 9 1 INTRODUÇÃO Todo fármaco é definido como um agente que será utilizado no diagnóstico, mitigação, tratamento, cura e prevenção de algumas doenças humanas, bem como para fins estéticos. Segundo, Ansel, Popovich e Allen (2000), uma das qualidades mais importantes dos fármacos é a diversidade de ações e efeitos sobre o organismo. Assim, a busca pela saúde e estética sempre foi o grande objetivo do homem desde a antigüidade na Grécia Antiga, sempre associando o nome saúde a higiene, uma vez que a palavra higiene deriva de Higieria, a Deusa da saúde (GARCIA et al., 2006). Desta forma, este novo hábito de saúde foi se disseminado pelas culturas, passando pela era Imperial, Idade Média, Revolução Francesa, chegando até a Revolução Industrial, gerando um crescente progresso na indústria farmacêutica e cosmética, levando ao desenvolvimento de uma série de ativos destinados a higiene, saúde, bem estar e beleza da pele. O aspecto da pele é cada vez mais importante para um maior número de pessoas, uma vez que sua função principal é a proteção do organismo contra ameaças físicas externas, pois se trata do maior órgão do corpo humano. Juntamente com a melhoria das condições de saúde, a população vem buscando um aumento na expectativa de vida, culminando com o envelhecimento populacional, o que passou a exigir maiores cuidados para atenuar e prevenir alguns dos processos de envelhecimento da pele, motivando desta forma as indústrias farmacêuticas a investigarem e desenvolverem produtos voltados a melhoria da qualidade da pele, bem como para amenizar os efeitos da idade, devido excessivas exposições solares, traumas e doenças (GARCIA et al., 2006). Devido à pele estar em constante contato com o meio externo, esta sujeita a variados tipos de agressões físicas e químicas conhecida como manchas, que normalmente gera deformidades a mesma, logo, são alterações na coloração da pele que podem aparecer em qualquer idade a apresentar diferentes tonalidades.

10 10 Essas manchas podem ser causadas por diversos fatores como alterações na produção da pigmentação da pele, infecções, distúrbios hormonais, alterações vasculares, tumores, exposição ao sol, marcas de acne, entre outras (NOGUEIRA, A PELE, 2008). O rejuvenescimento da pele, segundo O que é o peeling (2008), é um processo que preocupa muitas pessoas. As técnicas de rejuvenescimento vêm a cada dia sendo aperfeiçoadas, não apenas pelos avanços tecnológicos, mas também pela preocupação da população com sua saúde, aparência física e longevidade. As modificações que ocorrem na pele devido ao envelhecimento intrínseco, levam ao ressecamento, rugas e diminuição da espessura da pele, devido à redução da velocidade da renovação celular. Um dos recursos utilizados para melhorar a qualidade da pele são os peelings químicos, também chamados de resurfacing químico, quimioesfoliação ou quimiocirúrgia, que consiste na aplicação de agentes cáusticos a pele, produzindo a destruição controlada da epiderme ou reepitalização. Dependendo da concentração e valor do ph desses agentes cáusticos quando empregados nas formulações, podem desencadear funções de peeling superficial, médio ou profundo. Os peelings são capazes de corrigir marcas, manchas, alterações de envelhecimento, bem como outras alterações da pele (BORGES, F, S.O QUE É O PEELING, 2008).

11 JUSTIFICATIVA O presente trabalho irá abordar sucintamente a evolução dos peelings químicos, descrevendo sua função nos tratamentos de doenças da pele, bem como seu uso para fins estéticos, enfatizando os mecanismos de ação e as formas farmacêuticas empregadas para sua aplicação, bem como, os veículos utilizados para os peelings. Buscando desta maneira, conhecer de forma abrangente, o que é o rejuvenescimento da pele e a sua ajuda para quem quer minimizar os efeitos do tempo sobre a pele.

12 12 2 PELE: PROTEÇÃO DO ORGANISMO, AGRESSÕES E ENVELHECIMENTO 2.1 CITOLOGIA E HISTOLOGIA DA PELE A pele, segundo Sampaio e Rivitti (2000), juntamente com as estruturas anexas, tais como os pêlos, as unhas e as glândulas, formam o sistema tegumentar que reveste todo o organismo, sendo por isso familiar a todas as pessoas. Assiste se a uma crescente preocupação com os cuidados a ter com a pele, por questões estéticas. A pele tem a função principal de atuar como barreira protetora do organismo contra as agressões do meio externo; além de possuir também importante papel na auto-estima, nas relações sociais e na qualidade de vida do ser humano. Possuindo uma aparência jovial, saudável e bonita, nos sentimos mais confiantes e seguros para enfrentar a vida cotidiana e também sermos melhor aceitos por toda a sociedade (SCOTTI,2003 p8). Não obstante, de acordo com Spencer (1991), o Sistema Tegumentar assume uma importância vital para o organismo, na medida em que interfere em numerosos processos orgânicos. A pele é considerada o maior órgão do corpo humano, constituindo a sua estrutura de revestimento, cuja principal função é a proteção contra vários fatores nocivos ao organismo. A sua perda, mesmo que parcial, pode representar incompatibilidade coma vida. Dangelo (1988) elucida que a pele humana é formada por três camadas, a epiderme, a derme e a hipoderme onde se encontra o tecido adiposo. É o órgão mais pesado de todo o organismo humano, com peso de aproximadamente 4,5 kg e também o mais extenso, podendo atingir mais de 2m em uma pessoa adulta. Sua espessura varia de ½ a 3 mm. Sendo mais espessa nas superfícies dorsais e extensoras do corpo do que nas ventrais e flexoras. È mais delgada na infância e na velhice.

13 13 Figura 01 - Esquema de um Corte da Pele ( NOGUEIRA, A PELE 2008). Vivier et al. (2000), esclarece que a epiderme é uma camada com profundidade diferente conforme a região do corpo. É constituída por um epitélio estratificado pavimentoso (células escamosas em várias camadas). A célula principal é o queratinócito (ou ceratinócito) que produz a queratina. Existem também ninhos de melanócitos (produtores de melanina, um pigmento castanho que absorve os raios ultravioletas), e células imunitárias, principalmente células de Langerhans, gigantes e com prolongamentos membranares. A epiderme apresenta várias camadas. A origem da multiplicação celular é a camada basal. Todas as outras são constituídas com células cada vez mais diferenciadas que com o crescimento basal vão ficando cada vez mais periféricas, acabando por descamar e cair. A junção entre a epiderme e a derme tem forma de papilas, que dão maior superfície de contato com a derme e maior resistência ao atrito. De acordo com Spence (1991), a derme é um tecido conjuntivo de sustentação da epiderme. É constituído por (fibrilas de colágeno e elastina com numerosos fibrócitos que fabricam estas proteínas e sustentam o tecido). Tem duas camadas, a camada papilar de contato com a epiderme e a camada reticular mais densa. É na derme que se localizam os vasos sanguíneos e linfáticos que vascularizam a epiderme e também os nervos e os órgãos sensoriais a eles associados. Spencer (1991) elucida que a pele é um órgão muito mais complexo do que aparenta. A sua função principal é a proteção do organismo das ameaças externas

14 14 físicas. No entanto ela tem também funções imunitárias, é o principal órgão da regulação do calor. Tem também funções nervosas, constituindo o sentido do tato e metabólicas, como a produção de vitamina D. De acordo com Kede e Sabatovich (2003), são muitas as funções da pele e dentre elas pode-se destacar a base dos receptores sensoriais, localização do sentido do tato; fonte organizadora e processadora de informações; mediadora de sensações; barreira entre o organismo e o meio ambiente; fonte imunológica de hormônios para a diferenciação de células protetoras; proteção contra os efeitos da radiação, traumas mecânicos e elétricos; barreira contra materiais tóxicos e organismos estranhos; regulação da pressão e do fluxo sanguíneo e linfático e, regulação da temperatura. 2.2 AS CARACTERÍSTICAS GERAIS DA PELE Segundo Kede e Sabatovich (2003), a pele é praticamente idêntica em todos os Grupos étnicos humanos. Nos indivíduos de pele escura, os melanócitos produzem mais melanina que naqueles de pele clara, mas o seu número é semelhante. Tabela 01 - Diferenças entre a pele negra e a pele branca Pigmentação DEME(dose eritematógena mínima) Destruição do sistema imune por radiação UV Distribuição de glândulas sudoríparas Incidência de acne grave Resposta à irritação PELE NEGRA Melanossomas individualmente dispersos min. (alterações insignificantes na epiderme e na derme) Susceptível Mais glândulas mistas apócrino-exócrinas Menor PELE BRANCA Melanossomas em grupo 2-3 min. (alterações significativas na epiderme e na derme) Susceptível Menos glândulas mistas apócrino-exócrinas Maior Predomínio de Predomínio de eritema hiperpigmentação 6,5 micra 7,2 micra Espessura do estrato córneo Camadas do estrato córneo Permeação cutânea Depende do produto Depende do produto Propriedades de Menores Maiores

15 15 impermeabilidade à água Reatividade dos vasos Menor sanguíneos Susceptibilidade a Possivelmente menor ardência e prurido Fonte: KEDE; SABATOVICH, Maior Maior De acordo com Franco (2002), a cor da pele é determinada pela presença de alguns pigmentos, dos quais o mais importante é a melanina, pigmento escuro produzido pelos melanócitos, que migram na epiderme e transferem o pigmento às células da camada germinativa. O outro pigmento, o caroteno ou pró-vitamina A, é encontrado em grande quantidade na cenoura. Não há grande diferença no número de melanócitos encontrados na pele das várias raças humanas. A pigmentação da pele é a proteção principal do organismo contra a ação da radiação ultravioleta, decorre de um estímulo nos melanócitos que produzem a melanina. Segundo Mauad Jr et al. (2001), o papel da melanina na determinação da cor da pele pode ser observado de acordo com a facilidade ou dificuldade de visualização de estruturas mais profundas, como as veias. Franco (2002) elucida que os indivíduos de pele escura têm apreciável quantidade de melanina em todas as camadas da epiderme (o acúmulo de melanina escurece a pele filtrando os raios ultravioletas). O escurecimento da pele por exposição à luz solar ocorre inicialmente devido ao fenômeno biofísico que leva a um escurecimento rápido de parte de melanina preexistente; numa segunda etapa, pela aceleração dos processos de biossíntese da melanina. Segundo Kede e Sabatovich (2003), a aparência da pele, depende de uma série de fatores: idade, sexo, clima, alimentação e estado de saúde do indivíduo. A classificação em pele seca, gordurosa, mista e outras se fazem de acordo com o tipo e a quantidade das secreções encontradas em sua superfície. Dá-se o nome de endérmica à pele cuja superfície se apresenta fina, lisa, flexível, lubrificada e suficientemente umedecida, devido ao equilíbrio de suas secreções. É encontrada principalmente nas crianças. Já a pele com predomínio de secreção gordurosa apresenta um aspecto de untuosidade e brilho característicos, a chamada pele gordurosa. A pele seca existe quando há acentuada insuficiência de secreção sebácea. Às vezes, a pele torna-se seca em virtude de mudanças qualitativas da secreção gordurosa, com concentração alterada de lipídeos hidrófilos. Ao invés de

16 16 ser lisa e lustrosa, a pele torna-se opaca, áspera e com fina descamação, comum em ruivos e brancos. Pele desidratada é outro tipo de pele seca. Caso a secreção sebácea seja adequada, a secura da pele se deve a um grau de embebimento aquoso inferior ao normal. Quando há um aumento relativo de embebimento aquoso, tem-se a pele hidratada. Ainda de acordo com mesmos autores, em situações patológicas com o hipertireoidismo, o hiperfuncionamento das supra-renais, geralmente ocorrem estados de hidratação excessiva da pele. A coexistência de seborréia na parte central do rosto (testa, nariz e queixo), e de cor escura nas partes laterais, dá origem à chamada pele mista. Por ser o órgão mais evidente do organismo, a pele é frequentemente o sinalizador primário do envelhecimento. A aparência da pele pode determinar conclusões a respeito da idade cronológica e refletir a saúde de um indivíduo. Condições, mesmo subclínicas, que determinem prejuízo à saúde, irão comprometer de forma direta a saúde da pele e acelerar o envelhecimento (KEDE, SABATOVICH, 2003p12). A pele é, portanto, o mais sensível dos órgãos do corpo humano. È o primeiro meio de comunicação e o mais eficiente protetor, sendo aí localizada a primeira e última linha de defesa. Scotti (2003) esclarece que a exposição ao sol é um agente desencadeador do envelhecimento, principalmente na pele exposta. 2.4 O ENVELHECIMENTO CUTÂNEO Envelhecer é um processo natural que ocorre desde que nascemos, porém fica mais evidente após a terceira idade. A qualidade do envelhecimento está relacionada diretamente com o ritmo de vida à qual o organismo foi submetido (GUIRRO et al, 2002). No envelhecimento extrínseco [...] os raios ultravioleta (UVA, UVB e UVC) provocam danos estruturais à pele, alterando a pigmentação cutânea, provocando enrugamento, causando envelhecimento precoce e também formandos radicais livres reativos. Até o momento, os raios UVA e UVB são os mais preocupantes em cuidados cosmetológicos, devido à sua incidência na superfície terrestre (SCOTTI, 2003, pg 11).

17 17 No processo do envelhecimento, podemos encontrar tanto causas genéticas, hormonais e de estilo de vida, entrando neste conjunto fatores ambientais, tais como luz do sol, patologias dermatológicas, dietas alimentares, vícios de bebida e tabaco, entre outros, contribuindo desta forma para uma modificação desfavorável da pele, dando a ela um aspecto de envelhecimento, com ressecamento, flacidez, rugas e afinamento de espessura (CORRÊA, 2010). De acordo com Kede e Sabatovich (2003), o envelhecimento constitui o conjunto de modificações fisiológicas irreversíveis e inevitáveis acompanhadas de uma mudança do nível de homeostasia. Podem-se considerar dois tipos de envelhecimento distintos: o envelhecimento intrínseco, verdadeiro ou cronológico, que é o que ocorrem naturalmente com o passar do tempo de vida e, o envelhecimento extrínseco ou fotoenvelhecimento que surge nas áreas expostas ao sol, devido ao efeito repetitivo da ação dos raios ultravioleta, as modificações surgem a longo prazo e se superpõe ao envelhecimento intrínseco, a pele mostra-se precocemente alterada. O envelhecimento intrínseco pode ser distinguido do envelhecimento extrínseco de acordo com o conjunto de características apresentadas pelo tecido cutâneo envelhecido. As principais diferenças entre o envelhecimento intrínseco e extrínseco estão demonstradas na Tabela 02. Tabela 02 - Comparação entre o envelhecimento intrínseco e o extrínseco. CARACTERÍSTICAS INTRÍNSECO EXTRÍNSECO Aparência Fina, pálida, perda de elasticidade e firmeza. Nodular, duro, manchado, enrugado profundamente. Superfície Manutenção global de padrões geométricos Notadamente alterada e alterada pigmentação. normais. Epiderme viável Mais fina que o normal. Hipertrofia no começo, atrofia em fase final. Densidades Abaixo do normal. Maior que o normal. Taxa proliferativa Modesta. Marcada. Queratinócitos basais Irregularidade celular Heterogenicidade.

18 18 Queratinização Inalterada Inadequada Extrato córneo Densidade normal. Compacto. Junção dermoepidérmica Lâmina basal média. Lâmina basal extensa. Elastina da derme Elastogenese por elastose Elastogenese, seguido por acumulativas degenerações densas em fibras. Lexema Pequena participação nas fibras elásticas Aumento de participação nas fibras elásticas. Colágeno Pequena mudança em tamanho e organização Mudança maior no tamanho das fibras das fibras Microvasculatura Normal Anormal Células inflamatórias Nenhuma evidência Perivenular e infiltração de linfócitos Fonte: SCOTTI, As modificações da pele que ocorrem pelo envelhecimento intrínseco levam ao ressecamento, flacidez, alterações vasculares, rugas e diminuição da espessura da pele, já o extrínseco se dá devido a exposição ao sol, ou fotoenvelhecimento, este por sua vez conduz a degeneração das fibras elásticas e colágenas, leva o aparecimento de manchas pigmentadas e a ocorrência de lesões pré-malignas ou malignas. A radiação UV propicia a formação dos radicais livres, com isso, eleva o número de lesões oxidativas não reparadas, alterando assim o metabolismo, e se tornando responsáveis pelo envelhecimento precoce, elevando assim o aparecimento de câncer cutâneo (VELASCO, 2004). O envelhecimento cutâneo pode ser dividido em dois tipos, o natural que traz alterações como diminuição da espessura da pele, perda da elasticidade, aparecimento de rugas, atrofia óssea, perda do tônus muscular, flacidez, aparecimento de verrugas, e o envelhecimento actínico que causa a formação de

19 19 melasma, degeneração acentuada das fibras elásticas e colágeno, deixando a pele com aspecto de laranja (CUCÉ, 2001). 3 METODOLOGIA Parar o desenvolvimento deste trabalho foi realizado um levantamento bibliográfico em livros, artigos científicos, apostilas e sites eletrônicos, que contenham informações atualizadas sobre o tema peeling químico, utilizando referência eletrônica de sites de entidades sérias e reconhecidas que falam sobre o assunto aqui abordado, entre outros que irão auxiliar no entendimento do tema exposto.

20 20 4 PEELING QUÍMICO: RESURFACING QUÍMICO, QUIMIOESFOLIAÇÃO OU QUIMIOCIRURGIA 4.1 HISTÓRIA E AÇÃO DOS PEELINGS QUÍMICOS Segundo, Garcia et al. (2006), os primeiros relatos de substâncias químicas empregadas no tratamento de cicatrizes, foram realizados no ano de 1903, por dois cientistas, Machee e Kerp, porém, somente no ano de 1941, é que se deu a primeira documentação dessas substâncias destinadas a promover a descamação da pele, por Eller e Wolf. Assim, no ano de 1961 Bacher e Gordon deram início a chamada era dos peelings químicos, a partir de então, novas substâncias foram pesquisadas e utilizadas com essa finalidade,bem como o desenvolvimento de técnicas físicas de abrasão cutânea como os lixamentos manuais (lixas de água) chegando até os peelings de cristal de alumínio da década de 1990, culminando com a abrasão cutânea a laser ( resurfacing ). O peeling químico também chamado de resurfacing químico, quimioesfoliação ou quimiocirurgia, consiste na aplicação de um ou mais agentes cáusticos na pele, promovendo a destruição controlada da epiderme e sua reepitelialização, visando acelerar o processo de esfoliação cutânea, promovendo a renovação celular. Desta forma propicia o melhoramento da aparência da pele danificada por fatores intrínsecos e extrínsecos e também por cicatrizes, dando a ele uma aparência jovial e renovada (VELASCO, 2004) Mecanismo de Ação dos Peelings Químicos Assim como já pré-estabelecido, a função do peeling químico é promover a esfoliação ou remoção das camadas da pele, dependendo do seu objetivo, sempre de modo controlado, a fim de promover uma regeneração dos tecidos epidérmicos e

21 21 dérmicos, promovendo uma melhoria clínica da pele manchada ou envelhecida (GARCIA, 2006). Desta forma, como explica Cucé (2001), o peeling promove alterações na pele por estimulação do crescimento epidérmico, induzido pela remoção do estrato córneo; destruição de camadas específicas da pele danificada, cuja reparação produz um novo tecido e, por fim, por indução de reação inflamatória tecidual profunda, quando os agentes utilizados produzem necrose. A ativação dos mediadores inflamatórios são capazes de estimular a produção de colágeno. Desta maneira, Preparações Cosméticas... (2000), nos diz que, baseando-se nos três princípios citados anteriormente, para que os ativos farmacológicos possam realizar suas ações, deve-se levar em conta que os mesmos tratando-se de produtos químicos, podem sofrer influências que ajudem ou prejudiquem o produto final do peeling. Seguem abaixo essas influências: Influência da Solubilidade: quanto maior a solubilidade do princípio ativo em água, maior será a sua atividade, e conseqüentemente maior a probabilidade de causar irritação na pele; Influência da Concentração: quanto maior a concentração do princípio ativo na formulação, mais profundo será o seu efeito sobre a pele, da mesma forma, que em menores concentrações exercerá efeitos superficiais sobre a pele; Influência do ph: é a constante que mais influência sobre a atividade dos peeling, pois, quanto mais neutro for o peeling (ph 7,0), menor será sua atividade esfoliante. Para que se obtenha uma ação desejada, deve-se manter os phs dos produtos entre 3,0 e 4,0; Influência do Veículo: o veículo escolhido possui a capacidade de comprometer a preparação, no sentido de que pode diminuir a irritabilidade sobre a pele, melhorar a absorção do produto e controlar o tempo de liberação do ativo;

22 22 5 PEELING QUÍMICO: UMA VISÃO GERAL 5.1 O QUE É O PEELING QUÍMICO? O termo peeling é originado do verbo inglês to peel, que significa descamar, esfolar, desprender. Também é conhecido como quimioesfoliação, quimiocirurgia ou dermopeeling. Seu objetivo principal é promover a esfoliação ou remoção das camadas da pele, sempre de modo controlado, com a finalidade de obter uma renovação dos tecidos epidérmicos e dérmicos e uma neossíntese das fibras colágenas e elásticas. São procedimentos capazes de corrigir as marcas, manchas, alterações causadas pelo envelhecimento cutâneo, melhorando a aparência e a qualidade da pele, através da destruição química das células epidérmicas. O peeling cutâneo proporciona uma melhora formidável da pele, utilizando para isso, vários agentes químicos diferentes em variadas concentrações e veículos, podendo utilizarse de uma ou mais substâncias químicas numa mesma formulação (GARCIA et al., 2006). 5.2 COMO AGEM OS PEELINGS QUÍMICOS? Partindo-se da estrutura física da pele, a mesma é formada por duas camadas principais, a epiderme e a derme. A epiderme é subdividida em cinco camadas mais finas, extratos corneum, lucidum, granulosum, spinosum e basal, e a derme em duas camadas mais espessas a papilar e reticular. Separando estas cinco camadas, temos o que chamamos de membrana basal, que é responsável pela regeneração da pele, (BORGES, F, S.O QUE É O PEELING 2008). A membrana basal se continua com os anexos da pele, e é responsável pela regeneração da pele após uma seção de peeling. Desta forma, o peeling químico age remove algumas camadas da pele, e ao mesmo tempo, promovendo a regeneração celular através da ativação da membrana basal.

23 23 Figura 02 - Epiderme e derme separadas pela membrana basal (BORGES,F.S.O QUE É O PEELING 2008). 5.3 QUAIS OS TIPOS DE PELE QUE MELHOR RESPONDEM AOS PEELINGS QUÍMICOS? Segundo... As diferentes formas de Peeling podem beneficiar quase todos os tipos de pele, mas o seguinte guia pode ajudar: Tipo I - Sem rugas, tipicamente com menos de 35 anos, necessita pouca maquiagem. Tipo II - Rugas apenas aparecem quando há movimentação na face (por exemplo, ao sorrir), tipicamente entre 25/35 anos, cor amarelada e com sinais de dano solar precoce. Tipo III - Rugas mesmo com a face em repouso, especialmente ao redor dos olhos, boca e testa, com idade entre 30/65 anos, descoloração, e aparecimento de pequenos vasos sangüíneos. Tipo IV - Severo envelhecimento, com muitas e profundas rugas. Os pacientes com peles tipo II e III são os que mais se beneficiam dos Peelings médio e superficial, (TEIXEIRA, C, M. PEELING QUÍMICO 2008).

A verdade Sobre os Cosméticos e suas Ações Sobre a Pele

A verdade Sobre os Cosméticos e suas Ações Sobre a Pele Texto de apoio ao curso de Especialização Atividade física adaptada e saúde Prof. Dr. Luzimar Teixeira A verdade Sobre os Cosméticos e suas Ações Sobre a Pele A cosmetologia atualmente vem ganhando notoriedade,

Leia mais

Gomagem e Esfoliação. Métodos e Técnicas Aplicadas à Estética Corporal I Profª. Mayara L. Vareschi

Gomagem e Esfoliação. Métodos e Técnicas Aplicadas à Estética Corporal I Profª. Mayara L. Vareschi Gomagem e Esfoliação Métodos e Técnicas Aplicadas à Estética Corporal I Profª. Mayara L. Vareschi Membrana que recobre toda a superfície corpórea Maior órgão do corpo humano (2m² e 4kg) Resistente e flexível

Leia mais

1. Ato de esfoliar ou descamar a pele. 2. Denominada esfoliação ou peeling. 3. Técnica utilizada em adição à limpeza da pele.

1. Ato de esfoliar ou descamar a pele. 2. Denominada esfoliação ou peeling. 3. Técnica utilizada em adição à limpeza da pele. 1. Ato de esfoliar ou descamar a pele. 2. Denominada esfoliação ou peeling. 3. Técnica utilizada em adição à limpeza da pele. 4. São preparações cosméticas que aceleram a descamação natural dos corneócitos

Leia mais

A Moda do Bronzeado... Entre as duas grandes Guerras inicia-se a liberação feminina. Coco Chanel lança a moda do bronzeado.

A Moda do Bronzeado... Entre as duas grandes Guerras inicia-se a liberação feminina. Coco Chanel lança a moda do bronzeado. Histórico A Moda do Bronzeado... Entre as duas grandes Guerras inicia-se a liberação feminina. Coco Chanel lança a moda do bronzeado. A pele bronzeada tornou-se moda, sinal de status e saúde. Histórico

Leia mais

- CURSO DE MAQUIAGEM -

- CURSO DE MAQUIAGEM - - CURSO DE MAQUIAGEM - Copyright -Todos os direitos reservados. A reprodução não autorizada destes materiais, no todo ou em parte, constitui violação do direitos autorais. (Lei nº 9.610). A PELE CONHECENDO

Leia mais

A EFETIVIDADE DO PEELING DE ÁCIDO MANDÉLICO NO TRATAMENTO DA ACNE VULGAR

A EFETIVIDADE DO PEELING DE ÁCIDO MANDÉLICO NO TRATAMENTO DA ACNE VULGAR A EFETIVIDADE DO PEELING DE ÁCIDO MANDÉLICO NO TRATAMENTO DA ACNE VULGAR INTRODUÇÃO Zeferina Alexandra Trizotti da Silva Talita de Oliveira da Silva A acne é uma das alterações cutâneas mais comuns, sua

Leia mais

PREVENÇÃO DO ENVELHECIMENTO CUTÂNEO E ATENUAÇÃO DE LINHAS DE EXPRESSÃO PELO AUMENTO DA SÍNTESE DE COLÁGENO RESUMO

PREVENÇÃO DO ENVELHECIMENTO CUTÂNEO E ATENUAÇÃO DE LINHAS DE EXPRESSÃO PELO AUMENTO DA SÍNTESE DE COLÁGENO RESUMO PREVENÇÃO DO ENVELHECIMENTO CUTÂNEO E ATENUAÇÃO DE LINHAS DE EXPRESSÃO PELO AUMENTO DA SÍNTESE DE COLÁGENO MACIEL, D. 1 ; OLIVEIRA, G.G. 2. 1. Acadêmica do 3ºano do Curso Superior Tecnólogo em Estética

Leia mais

e a Derme em 2 camadas mais espessas: Papilar e Reticular

e a Derme em 2 camadas mais espessas: Papilar e Reticular Peelings Autor: Prof. Dr. Miguel Francischelli Neto Mestre e Doutor em Cirurgia Faculdade de Ciências Médicas da Universidade de Campinas Professor do Curso de Pós-Graduação em Medicina Estética da Universidade

Leia mais

Especial Melanodermias Diversidade de ativos seguros e completos que tratam as hipercromias faciais nos mais diversos estágios

Especial Melanodermias Diversidade de ativos seguros e completos que tratam as hipercromias faciais nos mais diversos estágios Especial Melanodermias Diversidade de ativos seguros e completos que tratam as hipercromias faciais nos mais diversos estágios Bioafinidade dermo epidérmica para o Clareamento & Controle da pele hiperpigmentada.

Leia mais

24/03/2014. Enzimocosmética, peeling químico e despigmentantes: Clareamento de Pele 100% seguro para todos os fototipos

24/03/2014. Enzimocosmética, peeling químico e despigmentantes: Clareamento de Pele 100% seguro para todos os fototipos Enzimocosmética, peeling químico e despigmentantes: Clareamento de Pele 100% seguro para todos os fototipos Marcela Altvater canaldoprofissional@buonavita.com.br ENZIMOCOSMÉTICA NA RENOVAÇÃO CELULAR Para

Leia mais

REVISAGE 3D Dr. Milton Beltrão Jr. Consultor Facial - Onodera

REVISAGE 3D Dr. Milton Beltrão Jr. Consultor Facial - Onodera REVISAGE 3D Dr. Milton Beltrão Jr. Consultor Facial - Onodera Revisage3D Você verá nesta aula: Definição Envelhecimento; Sistema Tegumentar; Alterações Envelhecimento; Revisage 3D; Indicações e Contra-Indicações;

Leia mais

TRATAMENTO ESTÉTICO DA PELE NEGRA. Prof. Esp. Maria Goreti de Vasconcelos

TRATAMENTO ESTÉTICO DA PELE NEGRA. Prof. Esp. Maria Goreti de Vasconcelos TRATAMENTO ESTÉTICO DA PELE NEGRA Prof. Esp. Maria Goreti de Vasconcelos A etnia confere características herdadas que devem ser valorizadas na indicação de procedimentos e tratamentos e na avaliação de

Leia mais

Ácido Retinóico (Tretinoina)

Ácido Retinóico (Tretinoina) Material Técnico Ácido Retinóico (Tretinoina) Identificação Fórmula Molecular: C 20 H 28 O 2 Peso molecular: 300,4 DCB / DCI: 08848 Tretinoina CAS: 302-79-4 INCI: Não aplicável Denominação botânica: Não

Leia mais

Despigmentantes ou agentes clareadores:

Despigmentantes ou agentes clareadores: Despigmentantes ou agentes clareadores: Na pele os melanócitos estão presentes na camada basal da epiderme,na junção dermoepiderme e são responsáveis pela produção de melanina. Ocorrem numa taxa de aproximadamente

Leia mais

A pele é um sistema orgânico que, quando mantida sua integridade, tem como funções:

A pele é um sistema orgânico que, quando mantida sua integridade, tem como funções: CUIDADOS COM A PELE A pele é um sistema orgânico que, quando mantida sua integridade, tem como funções: Regular a temperatura do nosso corpo; Perceber os estímulos dolorosos e agradáveis; Impedir a entrada

Leia mais

A indústria cosmética e a medicina contam com as mais diversas fórmulas para combater o envelhecimento e os sinais faciais presentes com a idade.

A indústria cosmética e a medicina contam com as mais diversas fórmulas para combater o envelhecimento e os sinais faciais presentes com a idade. A indústria cosmética e a medicina contam com as mais diversas fórmulas para combater o envelhecimento e os sinais faciais presentes com a idade. Cremes, loções, preenchimento, peelings, máscaras e lasers

Leia mais

Tratamento cosmetológico da pele

Tratamento cosmetológico da pele A pele Considerada o maior órgão do corpo humano, constituindo 16% do peso corporal. Funções de: Revestir as superfícies externas do corpo protegendo contra: Raios UV; Poluição; Mudanças climáticas controle

Leia mais

Um novo conceito em peeling sequencial. Prof.Ms.Edivana Poltronieri Fisioterapeuta Dermato-Funcional e Esteticista

Um novo conceito em peeling sequencial. Prof.Ms.Edivana Poltronieri Fisioterapeuta Dermato-Funcional e Esteticista Um novo conceito em peeling sequencial Prof.Ms.Edivana Poltronieri Fisioterapeuta Dermato-Funcional e Esteticista O QUE É O PEELING 3D? Método diferenciado e patenteado de peeling superficial sequencial

Leia mais

LUZ INTENSA PULSADA FOTOREJUVENESCIMENTO. Princípios Básicos - P arte II. Dra Dolores Gonzalez Fabra

LUZ INTENSA PULSADA FOTOREJUVENESCIMENTO. Princípios Básicos - P arte II. Dra Dolores Gonzalez Fabra LUZ INTENSA PULSADA Princípios Básicos - P arte II FOTOREJUVENESCIMENTO Dra Dolores Gonzalez Fabra O Que é Fotorejuvescimento? Procedimento não ablativo e não invasivo. Trata simultaneamente hiperpigmentações,

Leia mais

Peelings cosméticos Nova abordagem conceitual e técnica

Peelings cosméticos Nova abordagem conceitual e técnica Peelings cosméticos Nova abordagem conceitual e técnica Prof. Paschoal Rossetti Filho Março/2012 Fatores que influenciam na profundidade e conseqüente a classificação do peeling: 1. Escolha do agente queratolítico

Leia mais

Falando sobre o 10/6/2010

Falando sobre o 10/6/2010 Falando sobre o C 1 Cosméticos: Tudo que muda a aparência 2 Skin Care Conhecimentos básicosb 3 O que é Skin Care? É uma categoria formada por produtos, de alta tecnologia, destinados ao tratamento da pele;

Leia mais

Academia de Produtos. Módulo I

Academia de Produtos. Módulo I Academia de Produtos Módulo I Objetivos Após concluir o treinamento você será capaz de compartilhar com suas clientes: Como classificar diferentes tipo de pele. O que causa o envelhecimento da pele. Cinco

Leia mais

TREINAMENTO TÉCNICO PONTEIRAS DIAMANTADAS

TREINAMENTO TÉCNICO PONTEIRAS DIAMANTADAS TREINAMENTO TÉCNICO PONTEIRAS DIAMANTADAS BIOSET Indústria de Tecnologia Eletrônica Ltda. EPP Av. 55, 1212 -Jardim Kennedy - Rio Claro SP - CEP 13501-540 SAC: (19) 3534-3693 www.bioset.com.br CNPJ: 68.099.431/0001-90

Leia mais

ANATOMIA HUMANA II. Roteiro Sistema tegumentar. Enfermagem SISTEMA TEGUMENTAR. Prof. Me. Fabio Milioni. Conceito Estruturas. Pele Anexos.

ANATOMIA HUMANA II. Roteiro Sistema tegumentar. Enfermagem SISTEMA TEGUMENTAR. Prof. Me. Fabio Milioni. Conceito Estruturas. Pele Anexos. ANATOMIA HUMANA II Enfermagem SISTEMA TEGUMENTAR Prof. Me. Fabio Milioni Roteiro Sistema tegumentar Conceito Estruturas Pele Anexos Funções 1 CONCEITO Estudo Microscópico Maior orgão do corpo humano Proporciona

Leia mais

-10/11/2009. Nosso cartão de visita A PELE. Epiderme. Derme. Hipoderme

-10/11/2009. Nosso cartão de visita A PELE. Epiderme. Derme. Hipoderme ROSTO Nosso cartão de visita A PELE Epiderme Derme Hipoderme -1 Sem vascularização EPIDERME Várias camadas (última: morta) Renova: 14-30 dias DERME Elasticidade, resistência, flexibilidade e hidratação

Leia mais

Para o Rejuvenescimento Facial a Clínica Naturale oferece 3 tipos de tratamento :

Para o Rejuvenescimento Facial a Clínica Naturale oferece 3 tipos de tratamento : Tratamento para Rejuvenescimento Facial da Clínica Naturale. Autor: Prof. Dr. Miguel Francischelli Neto Mestre e Doutor em Cirurgia Faculdade de Ciências Médicas da Universidade de Campinas Professor do

Leia mais

MOLIOR TECNOLOGIA MÉDICA LTDA. Manual do Usuário. Versão 1.0

MOLIOR TECNOLOGIA MÉDICA LTDA. Manual do Usuário. Versão 1.0 MOLIOR TECNOLOGIA MÉDICA LTDA Manual do Usuário Versão 1.0 1 Sumário 1. DIREITOS AUTORAIS... 3 2. INTRODUÇÃO... 4 3. TRATAMENTOS... 5 4. UTILIZAÇÃO... 5 5. ESCOLHA DO TAMANHO IDEAL... 6 6. CUIDADOS APÓS

Leia mais

Peeling Diamante. Auxiliando no rejuvenescimento e na limpeza de pele

Peeling Diamante. Auxiliando no rejuvenescimento e na limpeza de pele Auxiliando no rejuvenescimento e na limpeza de pele Promove o rejuvenescimento da pele Atenua rugas e linhas finas Eficaz no tratamento de estrias Altamente indicado no tratamento de cicatrizes de acne

Leia mais

Prática Nutrição Externa

Prática Nutrição Externa Prática Nutrição Externa Demonstração prática de uso dos produtos de nutrição externa e seus efeitos imediatos. Como a pele é o maior órgão do corpo os produtos são recomendados tanto para homens quanto

Leia mais

AS 7,5% AS 15% AS 30%

AS 7,5% AS 15% AS 30% PEELING DE ÁCIDO SALICÍLICO EM MACROGOL Promove efeitos dérmicos sem causar inflamação Doutor, o nosso objetivo é divulgar para o senhor uma nova forma de peeling de ácido salicílico em macrogol (PEG),

Leia mais

AA 2-G (Vitamina C estabilizada)

AA 2-G (Vitamina C estabilizada) AA 2-G (Vitamina C estabilizada) INCI NAME: Ácido ascórbico-2-glicosilado CAS Number: 129499-78-1 Descrição: O AA2G (Ácido Ascórbico 2-Glicosídeo) é a vitamina C (ácido ascórbico) estabilizada com glicose.

Leia mais

PREVENÇÃO DA FORMAÇÃO DE ESTRIAS

PREVENÇÃO DA FORMAÇÃO DE ESTRIAS PREVENÇÃO DA FORMAÇÃO DE ESTRIAS Existem fatores extrínsecos e intrínsecos que predispõem a ocorrência das estrias. O principal fator extrínseco é o trauma mecânico ( estresse mecânico), porém, ainda mais

Leia mais

ESTE MATERIAL FAZ PARTE DO CURSO 2 em 1: Despigmentantes: Conhecimento, Automedicação Responsável e Visita ao Médico

ESTE MATERIAL FAZ PARTE DO CURSO 2 em 1: Despigmentantes: Conhecimento, Automedicação Responsável e Visita ao Médico ESTE MATERIAL FAZ PARTE DO CURSO 2 em 1: Despigmentantes: Conhecimento, Automedicação Responsável e Visita ao Médico FICHA RESUMO Hiperpigmentação da Pele Condições-chave Hiperpigmentação da pele: Excesso

Leia mais

D E R M A T I T E S HISTÓRIA

D E R M A T I T E S HISTÓRIA D E R M A T I T E S As dermatoses ocupacionais, conhecidas como dermatites de contato, manifestam-se através de alterações da pele e decorrem direta ou indiretamente de certas atividades profissionais.

Leia mais

Acne. Como Podemos Tratar em Parceria

Acne. Como Podemos Tratar em Parceria Acne Como Podemos Tratar em Parceria Ademir Júnior - Médico Fabiana Padovez Esteticista Espaço de Medicina e Saúde Dr Ademir Júnior Universidade Anhembi Morumbi Acne Nome popular: Cravos e Espinhas Doença

Leia mais

NANOMATERNITY QUAIS SÃO OS ATIVOS?

NANOMATERNITY QUAIS SÃO OS ATIVOS? NANOMATERNITY QUAIS SÃO OS ATIVOS? Ø Nanomaternity care Óleo de Amêndoas Doce Óleo de Semente de Uva Óleo de Linhaça Vitamina E Ø Colágeno Hidrolisado Ø Plantec Olive Active Ø Óleo de Rosa Mosqueta Ø Manteiga

Leia mais

(SPCFar), referiu que os problemas

(SPCFar), referiu que os problemas Envelhecerem beleza Já diz o velho ditado que «mais vale prevenir do que remediar». A palavra "prevenção" ganha preponderância quando abordamos o tema da pele, aquele que é somente o nosso órgão mais extenso,

Leia mais

Clarifique Dermo Radiance

Clarifique Dermo Radiance Clareia e uniformiza o tom da pele Minimiza manchas Ilumina o rosto Protege Hidrata e nutre Treinamento Clareamento 100% seguro Resultados comprovados em 14 dias Clarifique Dermo Radiance é pura paixão

Leia mais

Peelings Químicos. Dra Dolores Gonzalez Fabra

Peelings Químicos. Dra Dolores Gonzalez Fabra Peelings Químicos Dra Dolores Gonzalez Fabra Conceito O peeling químico consiste no uso de uma ou mais substâncias químicas esfoliantes, para se obter a destruição controlada de porções da epiderme e/ou

Leia mais

Semissólidos ERIKA LIZ

Semissólidos ERIKA LIZ Semissólidos ERIKA LIZ Ação As preparações são aplicadas à pele por seus efeitos físicos, ou seja, sua capacidade de agir como protetores, lubrificantes, emolientes, secantes, ou devido ao efeito específico

Leia mais

Dica: O visitador pode acompanhar a manipulação dos produtos, bem como sua aditivação com os ativos para melhor entendimento desta forma cosmética.

Dica: O visitador pode acompanhar a manipulação dos produtos, bem como sua aditivação com os ativos para melhor entendimento desta forma cosmética. Acne e Hidratação. Objetivo da Escolha do Tema A hidratação da pele é de fundamental importância para a manutenção dos mecanismos fisiológicos e bioquímicos da pele como os mecanismos celulares de proteção

Leia mais

Tratamentos de Rosto 1. Limpeza de Pele 1 Benefícios: Duração: Preço: 2. Limpeza de Pele 2 Duração: Preço:

Tratamentos de Rosto 1. Limpeza de Pele 1 Benefícios: Duração: Preço: 2. Limpeza de Pele 2 Duração: Preço: Tratamentos de Rosto 1. Limpeza de Pele para rosto e pescoço com extracção manual de impurezas com vapor. 2. Limpeza de Pele para rosto e pescoço com aplicação de mousse. 3. Limpeza de Pele com peeling

Leia mais

Treinamento Online. obrigada pela presença. Bemvindas! Elisandra Uesato Diretora Futura Executiva de Vendas Ind

Treinamento Online. obrigada pela presença. Bemvindas! Elisandra Uesato Diretora Futura Executiva de Vendas Ind Treinamento Online obrigada pela presença Bemvindas! Elisandra Uesato Diretora Futura Executiva de Vendas Ind Produtos de cuidados para pele com manchas Elisandra Uesato Diretora Futura Executiva Vendas

Leia mais

ENVELHECIMENTO CUTÂNEO E RUGAS

ENVELHECIMENTO CUTÂNEO E RUGAS ENVELHECIMENTO CUTÂNEO E RUGAS BIOTIPOS CUTÂNEOS Pele normal Pele lisa, fina, firme, sólida; Há um equilíbrio das secreções sebáceas e sudoríparas; Elástica e flexível; Ausência visível de lesões ou desconforto.

Leia mais

Limpeza de Pele. Limpeza de Pele. Etapas da Limpeza de Pele 09/03/2015. Indicada para todos os tipos de pele. Remove todos os tipos de impurezas

Limpeza de Pele. Limpeza de Pele. Etapas da Limpeza de Pele 09/03/2015. Indicada para todos os tipos de pele. Remove todos os tipos de impurezas Limpeza de Pele Indicada para todos os tipos de pele Remove todos os tipos de impurezas Tonifica, hidrata e nutri a pele, facilitando assim uma maior absorção de princípios ativos Ft. Elaine C. S. Ovalle

Leia mais

Nicotinamida. Identificação

Nicotinamida. Identificação Material Técnico Nicotinamida Identificação Fórmula Molecular: C 6 H 6 N 2 O Peso molecular: 122.1 DCB / DCI: 06346 - nicotinamida CAS: 98-92-0 INCI: Não aplicável Denominação botânica: Não aplicável Sinonímia:

Leia mais

Conhecimentos Básicos de Cuidados com a Pele Parte I

Conhecimentos Básicos de Cuidados com a Pele Parte I Conhecimentos Básicos de Cuidados com a Pele Parte I Os cinco passos diários para se ter uma pele saudável Limpar Esfoliar Tonificar Hidratar Proteger 2 A importância do cuidado personalizado da pele Cada

Leia mais

CONHEÇA A LINHA MED PROTECTION E SURPREENDA-SE COM O MELHOR CUSTO/BENEFÍCIO DO MERCADO.

CONHEÇA A LINHA MED PROTECTION E SURPREENDA-SE COM O MELHOR CUSTO/BENEFÍCIO DO MERCADO. Produtos MED PROTECTION CONHEÇA A LINHA MED PROTECTION E SURPREENDA-SE COM O MELHOR CUSTO/BENEFÍCIO DO MERCADO. Profissionais que lidam diariamente com substâncias nocivas à pele estão sujeitos a doenças

Leia mais

A Utilização da Vitamina C e do Peeling de Diamante no Tratamento do Melasma Facial: um estudo comparativo

A Utilização da Vitamina C e do Peeling de Diamante no Tratamento do Melasma Facial: um estudo comparativo A Utilização da Vitamina C e do Peeling de Diamante no Tratamento do Melasma Facial: um estudo comparativo The Use of Vitamin C and Peeling Diamond in the Treatment of Facial Melasma: a comparative study

Leia mais

Vitacid tretinoína CREME 0,05% GEL 0,025% Uso adulto Uso externo

Vitacid tretinoína CREME 0,05% GEL 0,025% Uso adulto Uso externo Vitacid tretinoína CREME 0,05% GEL 0,025% Uso adulto Uso externo FORMAS FARMACÊUTICAS E APRESENTAÇÕES: Gel 0,025% e Creme dermatológico 0,05%. Gel e Creme: bisnaga com 25g. COMPOSIÇÃO: Cada grama de VITACID

Leia mais

38 Por que o sol queima a nossa pele?

38 Por que o sol queima a nossa pele? A U A UL LA Por que o sol queima a nossa pele? Férias, verão e muito sol... Vamos à praia! Não importa se vai haver congestionamento nas estradas, muita gente na areia, nem mesmo se está faltando água

Leia mais

UNIVERSIDADE REGIONAL DE BLUMENAU CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CURSO DE FARMÁCIA

UNIVERSIDADE REGIONAL DE BLUMENAU CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CURSO DE FARMÁCIA UNIVERSIDADE REGIONAL DE BLUMENAU CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CURSO DE FARMÁCIA ANDRESSA JANSEN GOMES UTILIZAÇÃO DO PEELING FACIAL NO MUNICÍPIO DE BLUMENAU FURB 2009 ANDRESSA JANSEN GOMES UTILIZAÇÃO DO

Leia mais

PEELING ORAL FOTOENVELHECIMENTO DA PELE EFÉLIDES HIPERCROMIAS 13/3/2014. Cloasma ou Melasma. Efélides ou Sardas

PEELING ORAL FOTOENVELHECIMENTO DA PELE EFÉLIDES HIPERCROMIAS 13/3/2014. Cloasma ou Melasma. Efélides ou Sardas FOTOENVELHECIMENTO DA PELE Mudanças do fotoenvelhecimento da pele incluem pigmentação irregular, rugas e perda de elasticidade. (Rendon et al., 2010) Profª Luisa Amábile Wolpe Simas DISCROMIAS HIPERCROMIAS

Leia mais

Azeloglicina. Clareador, sebonormalizante, antiacnéico e hidratante. INCI Name: potassium azeloyl diglycinate.

Azeloglicina. Clareador, sebonormalizante, antiacnéico e hidratante. INCI Name: potassium azeloyl diglycinate. Azeloglicina Clareador, sebonormalizante, antiacnéico e hidratante INCI Name: potassium azeloyl diglycinate. Azeloglicina é o diglicinato de azeloil potássio, um ativo dermocosmético derivado da condensação

Leia mais

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ESTÉTICA - LATO SENSU CONTEÚDO PROGRAMÁTICO MÓDULO I - ESTÉTICA FACIAL

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ESTÉTICA - LATO SENSU CONTEÚDO PROGRAMÁTICO MÓDULO I - ESTÉTICA FACIAL CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ESTÉTICA - LATO SENSU CONTEÚDO PROGRAMÁTICO MÓDULO I - ESTÉTICA FACIAL DISCIPLINA: Anatomia e Fisiologia de Cabeça e Pescoço 10 horas Sistema Tegumentar Epiderme: suas características,

Leia mais

Sistema Tegumentar. Arquitetura do Tegumento. Funções do Sistema Tegumentar Proteção 09/03/2015

Sistema Tegumentar. Arquitetura do Tegumento. Funções do Sistema Tegumentar Proteção 09/03/2015 Sistema Tegumentar Sistema Tegumentar É constituído pela pele, tela subcutânea e seus anexos cutâneos Recobre quase toda superfície do corpo Profa Elaine C. S. Ovalle Arquitetura do Tegumento Funções do

Leia mais

PEELING APÓS PUERPÉRIO

PEELING APÓS PUERPÉRIO ----------------------------------------------------------------------------------------- PEELING APÓS PUERPÉRIO MARIA EUGENIA NAVAS PARDO Este trabalho é apresentado como prérequisito para a conclusão

Leia mais

TRATAMENTOS ESTÉTICOS Professora: Debora Siqueira

TRATAMENTOS ESTÉTICOS Professora: Debora Siqueira MASSAGEM MODELADORA Indicadas para modelar o corpo e reduzir medidas; além de ser importante no combate contra a celulite; TRATAMENTOS ESTÉTICOS Professora: Debora Siqueira MASSAGEM MODELADORA Esta técnica,

Leia mais

PROTETORES SOLARES. Priscila Pessoa, bolsista PIBID, IQ-UNICAMP

PROTETORES SOLARES. Priscila Pessoa, bolsista PIBID, IQ-UNICAMP PROTETORES SOLARES Priscila Pessoa, bolsista PIBID, IQ-UNICAMP O sol é uma fonte de energia essencial para a vida na terra pois, direta ou indiretamente a maioria dos ciclos biológicos dependem da radiação

Leia mais

Cuidar da região do pescoço evita o envelhecimento precoce Seg, 24 de Junho de 2013 17:52 - Última atualização Ter, 25 de Junho de 2013 11:46

Cuidar da região do pescoço evita o envelhecimento precoce Seg, 24 de Junho de 2013 17:52 - Última atualização Ter, 25 de Junho de 2013 11:46 Se nós, mulheres, cuidássemos do pescoço com a mesma disciplina que dedicamos ao rosto, essa área seria menos vulnerável aos danos do tempo e à falta de cuidados diários. "De fato, é uma região quase sempre

Leia mais

O QUE É REJUVENESCIMENTO A LASER

O QUE É REJUVENESCIMENTO A LASER O QUE É REJUVENESCIMENTO A LASER O TITAN, A LUZ PULSADA e o ND: YAG Clínica Naturale 2008 Autor Prof. Dr. Miguel Francischelli Neto Clínica Naturale Av. Moema, 87 cj 51-52, Moema, São Paulo - SP, Brasil

Leia mais

MENOPAUSA E PELE. Dra Cintia Lima Procopio

MENOPAUSA E PELE. Dra Cintia Lima Procopio MENOPAUSA E PELE Dra Cintia Lima Procopio Graduação em Medicina pela Universidade de Cuiabá- UNIC. Pós-graduação em Dermatologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro- UFRJ Titulo de Especialista

Leia mais

COSMETOLOGIA (Farmácia) Profa. Thabata Veiga PRONATEC

COSMETOLOGIA (Farmácia) Profa. Thabata Veiga PRONATEC COSMETOLOGIA (Farmácia) Profa. Thabata Veiga PRONATEC Índice de Massa Corporal Classificação quanto a Distribuição de Gordura: Difusa: distribuição generalizada por todo o corpo Androide: relacionada a

Leia mais

DESENVOLVIMENTO E AVALIAÇÃO DE PRODUTOS DERMOCOSMÉTICOS PARA APLICAÇÃO PÓS PEELING FASE I

DESENVOLVIMENTO E AVALIAÇÃO DE PRODUTOS DERMOCOSMÉTICOS PARA APLICAÇÃO PÓS PEELING FASE I DESENVOLVIMENTO E AVALIAÇÃO DE PRODUTOS DERMOCOSMÉTICOS PARA APLICAÇÃO PÓS PEELING FASE I Projeto de pesquisa para submissão ao processo seletivo de projetos docentes do programa de Iniciação Científica

Leia mais

Treinamento da Unidade Divina Vitória e das Unidades Descendentes

Treinamento da Unidade Divina Vitória e das Unidades Descendentes Treinamento da Unidade Divina Vitória e das Unidades Descendentes 800 Nossos Pilares Filosofia 1.Deus 2. Família 3. Trabalho Espírito de Ajuda Ajudar sem querer nada em troca Regra de Ouro Trate os outros

Leia mais

TRANSCUTOL CG. Informações Técnicas. INCI NAME: Ethoxydiglycol CAS NUMBER: 111-90-0 SIMILAR: Trivalin SF

TRANSCUTOL CG. Informações Técnicas. INCI NAME: Ethoxydiglycol CAS NUMBER: 111-90-0 SIMILAR: Trivalin SF Informações Técnicas TRANSCUTOL CG INCI NAME: Ethoxydiglycol CAS NUMBER: 111-90-0 SIMILAR: Trivalin SF INTRODUÇÃO Desde os anos setenta, TRANSCUTOL CG é utilizado na indústria farmacêutica devido sua poderosa

Leia mais

FORMAS FARMACÊUTICAS E APRESENTAÇÕES: - Vitacid Gel Gel 0,025% e Creme dermatológico 0,05%.Gel e Creme: bisnaga com 25g.

FORMAS FARMACÊUTICAS E APRESENTAÇÕES: - Vitacid Gel Gel 0,025% e Creme dermatológico 0,05%.Gel e Creme: bisnaga com 25g. Vitacid Gel tretinoína CREME 0,05% GEL 0,025% Uso adulto Uso externo FORMAS FARMACÊUTICAS E APRESENTAÇÕES: - Vitacid Gel Gel 0,025% e Creme dermatológico 0,05%.Gel e Creme: bisnaga com 25g. COMPOSIÇÃO:

Leia mais

Uso do ácido glicólico em produtos cosméticos para tratamento tópico da acne

Uso do ácido glicólico em produtos cosméticos para tratamento tópico da acne Uso do ácido glicólico em produtos cosméticos para tratamento tópico da acne 1 Ana Paula Wippel - Acadêmica do Curso de Tecnologia em Cosmetologia e Estética, da Universidade do Vale do Itajaí, Balneário

Leia mais

Propilenoglicol e potencial alergênico em cosméticos

Propilenoglicol e potencial alergênico em cosméticos Propilenoglicol e potencial alergênico em cosméticos Os cuidados com a aparência física e a busca incessante pelo ideal de beleza levam as pessoas a se submeterem aos mais variados tratamentos estéticos

Leia mais

Palavras-chaves: Peeling químico; Cosméticos; Esfoliação; Princípios Ativos; Renovação celular.

Palavras-chaves: Peeling químico; Cosméticos; Esfoliação; Princípios Ativos; Renovação celular. 1 PEELINGS QUÍMICOS FACIAIS UTILIZADOS EM PROTOCOLOS ESTÉTICOS Bruna de Souza Pinto1 1 Samanta Fernanda da Rosa 2 2 Daniela da Silva 3 A procura por procedimentos estéticos vem em um constante crescente

Leia mais

Conhecimentos básicos. Cuidados com a Pele. Parte I

Conhecimentos básicos. Cuidados com a Pele. Parte I Conhecimentos básicos Cuidados com a Pele Parte I Qual é a chave do sucesso para se tornar uma ótima Consultora de Beleza Independente? Mary Kay Ash: Confiança. Conhecer o produto de A a Z, ter o conhecimento

Leia mais

Sistema Tegumentar. apparatus. A hipoderme, tecido conjuntivo frouxo contendo quantidades variáveis de gordura, sublinha a pele.

Sistema Tegumentar. apparatus. A hipoderme, tecido conjuntivo frouxo contendo quantidades variáveis de gordura, sublinha a pele. Sistema Tegumentar 1- TEGUMENTO: O tegumento, composto pela pele e seus anexos, glândulas sudoríparas, glândulas sebáceas, pêlos e unhas, é o maior órgão e constitui 16% do peso corporal. Ele reveste todo

Leia mais

SESSÃO DE CUIDADOS DA PELE

SESSÃO DE CUIDADOS DA PELE SESSÃO DE CUIDADOS DA PELE - Começar falando da empresa Mary Kay fundou essa companhia porque queria dar as mulheres uma oportunidade de enriquecer suas vidas... A empresa foi construída com base em valores

Leia mais

VITACID ACNE. Theraskin Farmacêutica Ltda. Gel. fosfato de clindamicina 12mg e tretinoína 0,25mg

VITACID ACNE. Theraskin Farmacêutica Ltda. Gel. fosfato de clindamicina 12mg e tretinoína 0,25mg VITACID ACNE Theraskin Farmacêutica Ltda. Gel fosfato de clindamicina 12mg e tretinoína 0,25mg Vitacid Acne fosfato de clindamicina e tretinoína USO TÓPICO USO ADULTO E PEDIÁTRICO ACIMA DE 12 ANOS FORMA

Leia mais

Conceito InflammAging

Conceito InflammAging Conceito InflammAging Em cosméticos, inflamação e envelhecimento normalmente são tratados separadamente. Pesquisas recentes tem mostrado que o envelhecer está acompanhado por um pequeno grau de inflamação

Leia mais

Peelings químicos no rejuvenescimento facial

Peelings químicos no rejuvenescimento facial 1 Peelings químicos no rejuvenescimento facial Ana mirte viana pereira 1 amirtepereira@bol.com.br Dayana Priscila Maia Mejia 2 Pós-graduação em fisioterapia dermato-funcional - Faculdade Cambury Resumo

Leia mais

PROTOCOLO FACIAL PARA: PRÉ E PÓS LIMPEZA DE PELE

PROTOCOLO FACIAL PARA: PRÉ E PÓS LIMPEZA DE PELE PROTOCOLO FACIAL PARA: PRÉ E PÓS LIMPEZA DE PELE Indicação Pele oleosa, acnecia. Pode ser feito após 5 dias da limpeza de pele, como uma sessão de retorno. Pele áspera, grossa e desvitalizada. Frequência:

Leia mais

CELLTOCELL REJUVENESCIMENTO ATRAVÉS DA COMUNICAÇÃO CELULAR. INCI name: Crocus Chrysanthus Bulb Extract (and) Acacia Senegal Gum (and) Aqua/Water

CELLTOCELL REJUVENESCIMENTO ATRAVÉS DA COMUNICAÇÃO CELULAR. INCI name: Crocus Chrysanthus Bulb Extract (and) Acacia Senegal Gum (and) Aqua/Water CELLTOCELL REJUVENESCIMENTO ATRAVÉS DA COMUNICAÇÃO CELULAR INCI name: Crocus Chrysanthus Bulb Extract (and) Acacia Senegal Gum (and) Aqua/Water O envelhecimento cutâneo é caracterizado por uma diminuição

Leia mais

PRODUTOS PARA A PELE Formas Cosméticas. Professora: ERIKA LIZ

PRODUTOS PARA A PELE Formas Cosméticas. Professora: ERIKA LIZ PRODUTOS PARA A PELE Formas Cosméticas Professora: ERIKA LIZ Produtos para pele Sequência do Tratamento Cosmético 1º Passo : Limpeza Por que a limpeza diária da pele é importante? Higiene A limpeza é um

Leia mais

Introdução à cosmetologia. Prof. Msc. Mayara Peron Pereira

Introdução à cosmetologia. Prof. Msc. Mayara Peron Pereira Introdução à cosmetologia Prof. Msc. Mayara Peron Pereira Cosmetologia Conceitos e definições Ciência que serve de suporte à fabricação de produtos voltados à arte do cuidado e melhoria das condições estéticas

Leia mais

Anatomia da pele. Prof. Dr. Marcos Roberto de Oliveira. marcos.oliveira@fadergs.edu.br

Anatomia da pele. Prof. Dr. Marcos Roberto de Oliveira. marcos.oliveira@fadergs.edu.br Anatomia da pele Prof. Dr. Marcos Roberto de Oliveira marcos.oliveira@fadergs.edu.br SISTEMA TEGUMENTAR: PELE E FÁSCIA Funções: proteção regulação térmica sensibilidade Sua espessura varia de 0.5mm nas

Leia mais

Envelhecimento. O envelhecimento não é um acontecimento misterioso que ocorre aleatoriamente, é um processo programado que começa no nível celular

Envelhecimento. O envelhecimento não é um acontecimento misterioso que ocorre aleatoriamente, é um processo programado que começa no nível celular Envelhecimento O envelhecimento não é um acontecimento misterioso que ocorre aleatoriamente, é um processo programado que começa no nível celular Dr. Efrain Olszewer Envelhecimento Intrínseco Esperado,

Leia mais

Sistema de Cuidados com a Pele com Tendência a Acne Mary Kay

Sistema de Cuidados com a Pele com Tendência a Acne Mary Kay Sistema de Cuidados com a Pele com Tendência a Acne Mary Kay O que é Acne? Acne é uma condição da pele que ocorre quando os pelos ficam obstruídos por sebo e células mortas, ficando colonizados por bactérias

Leia mais

Produtos de beleza e higiene para homens por até 30 reais

Produtos de beleza e higiene para homens por até 30 reais Data: 07/07/2015 Cliente: PAULA BELLOTTI Endereço: http://vejario.abril.com.br/ Site: VEJA RIO ONLINE Assunto: PRODUTOS PARA HOMENS Produtos de beleza e higiene para homens por até 30 reais Pós-barba,

Leia mais

Despigmentantes: Informação e aconselhamento para uma correcta utilização

Despigmentantes: Informação e aconselhamento para uma correcta utilização Despigmentantes: Informação e aconselhamento para uma correcta utilização Pele e suas Funções A pele é um órgão multifuncional, complexo, resistente e flexível, que reveste o corpo e o protege contra as

Leia mais

Tratamentos Pós-Escleroterapia. Guia de Formulações para Hipercromia Pós-Inflamatória e Por Deposição de Hemossiderina

Tratamentos Pós-Escleroterapia. Guia de Formulações para Hipercromia Pós-Inflamatória e Por Deposição de Hemossiderina Tratamentos Guia de Formulações para Hipercromia Pós-Inflamatória e Por Deposição de Hemossiderina Escleroterapia na Cirurgia Vascular e Dermatologia Overview, Complicações da Escleroterapia, Hiperpigmentação

Leia mais

FACULDADE IPIRANGA TECNOLOGIA EM ESTÉTICA E COSMÉTICA ANDREZA DUTRA GOMES DA SILVA LILIANA DE OLIVEIRA MARINHO

FACULDADE IPIRANGA TECNOLOGIA EM ESTÉTICA E COSMÉTICA ANDREZA DUTRA GOMES DA SILVA LILIANA DE OLIVEIRA MARINHO FACULDADE IPIRANGA TECNOLOGIA EM ESTÉTICA E COSMÉTICA ANDREZA DUTRA GOMES DA SILVA LILIANA DE OLIVEIRA MARINHO A IMPORTÂNCIA DOS TRATAMENTOS ESTÉTICOS NO PRÉ E PÓS- OPERATÓRIO DE CIRURGIA DO CONTORNO CORPORAL

Leia mais

OS SEGREDOS DOS CUIDADOS COM A PELE

OS SEGREDOS DOS CUIDADOS COM A PELE OS SEGREDOS DOS CUIDADOS COM A PELE COPYWRITE Autor: Ana Lucia Pinheiro Médica - CRMSP 98.484 Copywrite 2016 [Todos os direitos reservados] Proibida distribuição, cópia ou alteração sem consentimento do

Leia mais

PÓS- GRADUAÇÃO DERMOESTÉTICA

PÓS- GRADUAÇÃO DERMOESTÉTICA PÓS- GRADUAÇÃO DERMOESTÉTICA Programa Científico Módulo I A) Aspectos essenciais no exercício da Dermoestética 1. Exercício profissional e relações com outras especialidades 2. Ética Médica 3. Psicologia

Leia mais

Os cuidados com. A sua pele

Os cuidados com. A sua pele Os cuidados com A sua pele Supervisão editorial: Dr. Gilberto Ururahy UNIDADE BOTAFOGO Rua Lauro Müller, 116-34º Andar Torre Rio Sul CEP 22290-160 Botafogo Rio de Janeiro RJ Tel.: (21) 2546.3000 UNIDADE

Leia mais

TRINULOX. hidroquinona, tretinoína e fluocinolona acetonida EMS S/A. Creme dermatológico. 40 mg/g + 0,5 mg/g + 0,1 mg/g

TRINULOX. hidroquinona, tretinoína e fluocinolona acetonida EMS S/A. Creme dermatológico. 40 mg/g + 0,5 mg/g + 0,1 mg/g TRINULOX hidroquinona, tretinoína e fluocinolona acetonida EMS S/A. Creme dermatológico 40 mg/g + 0,5 mg/g + 0,1 mg/g TRINULOX hidroquinona, tretinoína e fluocinolona acetonida APRESENTAÇÕES Creme para

Leia mais

TECNOLOGIA FARMACÊUTICA E DE COSMÉTICOS -ACNE TRATAMENTOS - 12/05/2015. Manifestações clínicas. Geral:

TECNOLOGIA FARMACÊUTICA E DE COSMÉTICOS -ACNE TRATAMENTOS - 12/05/2015. Manifestações clínicas. Geral: Geral: TECNOLOGIA FARMACÊUTICA E DE COSMÉTICOS -ACNE TRATAMENTOS - Profa. Ms. Priscila Torres ACNE: síndrome cutânea exteriorizada clinicamente por elementos eruptivos, onde podem estar presente comedões,

Leia mais

TÓNICOS GEL DE LIMPEZA DESMAQUILHANTE

TÓNICOS GEL DE LIMPEZA DESMAQUILHANTE facial line DESMAQUILHANTE GEL DE LIMPEZA TÓNICOS SILKWATER solução líquida em duas fases, permite limpar em profundidade qualquer resto de maquilhagem nos olhos e lábios, mesmo quando resistente à água,

Leia mais

THALITAN Bronzeado mais rápido, seguro e duradouro.

THALITAN Bronzeado mais rápido, seguro e duradouro. THALITAN Bronzeado mais rápido, seguro e duradouro. Thalitan é um complexo formado por um oligossacarídeo marinho quelado a moléculas de magnésio e manganês. Esse oligossacarídeo é obtido a partir da despolimerização

Leia mais

Métodos e Técnicas Aplicadas à Estética Facial Prof a. Bianca. Lesões elementares

Métodos e Técnicas Aplicadas à Estética Facial Prof a. Bianca. Lesões elementares Lesões elementares Modificações da pele determinadas por processos inflamatórios, circulatórios, metabólicos, degenerativos, tumorais, defeitos de formação. Lesões Elementares Lesões Primárias Alteração

Leia mais

Opções de tratamento - um guia simples

Opções de tratamento - um guia simples Guia Opções de tratamento - um guia simples Para poder decidir qual é o melhor tratamento para si, é importante começar por saber quais as opções de tratamento existentes e quais as suas vantagens e desvantagens.

Leia mais

A acne é uma complicação da pele oleosa que afeta os folículos pilo sebáceos e os fatores envolvidos no aparecimento e na evolução são:

A acne é uma complicação da pele oleosa que afeta os folículos pilo sebáceos e os fatores envolvidos no aparecimento e na evolução são: Acne Segundo dados divulgados pela Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), em 2009, acne é o problema dermatológico mais comum na população brasileira, afetando 56,4% das pessoas, além de ser o motivo

Leia mais

Use, demostre e venda

Use, demostre e venda Use, demostre e venda Esse material foi criado para você fazer demonstração e venda de produtos onde quer que você esteja! Esses momentos de demonstração são chamados de ENCONTROS DE BELEZA. Essa é a hora

Leia mais

Cosméticos com. Argila Branca. Manganês: ação específica na formação do colágeno. Anti-infeccioso, cicatrizante, antialérgico.

Cosméticos com. Argila Branca. Manganês: ação específica na formação do colágeno. Anti-infeccioso, cicatrizante, antialérgico. Cosméticos com Argila Branca Utilizando como base de seus produtos a argila branca, a Clay Beleza da Terra preocupa-se com o bem estar de sua pele e inova em sua nova linha de cosméticos, trazendo para

Leia mais

Câncer de Pele. Os sinais de aviso de Câncer de Pele. Lesões pré câncerigenas. Melanoma. Melanoma. Carcinoma Basocelular. PEC SOGAB Júlia Käfer

Câncer de Pele. Os sinais de aviso de Câncer de Pele. Lesões pré câncerigenas. Melanoma. Melanoma. Carcinoma Basocelular. PEC SOGAB Júlia Käfer Lesões pré câncerigenas Os sinais de aviso de Câncer de Pele Câncer de Pele PEC SOGAB Júlia Käfer Lesões pré-cancerosas, incluindo melanoma, carcinoma basocelular e carcinoma espinocelular. Estas lesões

Leia mais