MÉD. DERMATOLOGISTA. Prefeitura Municipal de CAJAZEIRAS/PB CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DO CARGO DE

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MÉD. DERMATOLOGISTA. Prefeitura Municipal de CAJAZEIRAS/PB CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DO CARGO DE"

Transcrição

1 Prefeitura Municipal de CAJAZEIRAS/PB CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DO CARGO DE MÉD. DERMATOLOGISTA PORTUGUÊS Leia o texto abaixo transcrito e, em seguida, responda às questões a ele referentes: Lembrança do compadre Joaquim (Rubem Braga) Tenho um afilhado, que se chama João. Foi o caso que Joaquim Capixaba, antigo pescador, tinha combinado com meu pai que este seria o padrinho de seu próximo filho isso foi na praia de Marataíses, Estado do Espírito Santo. No verão que vem, coronel. Mas o coronel Chico Braga morreu antes do tempo, e não teve mais nenhum verão de praia, que tanto o regalava. A família ficou pobre, a viúva teve de vender a casa da praia e mais uns terreninhos; a primeira vez que voltei lá, estava jogando um sete-emeio na casa do professor Jorge Kafuri e quando ia saindo veio falar comigo o Capixaba, que tinha sabido de minha chegada e estava lá há uma porção de tempo me esperando lá fora, acanhado. Era para eu ser padrinho da criança, no lugar do falecido. Pois não, Joaquim, muito obrigado. - Então nesse domingo, compadre? Depois ficamos conversando, eu vendo que o Joaquim estava querendo me dizer mais alguma coisa, porém sem jeito. Afinal desembuchou: e o nome da criança? Perguntei se era menino ou menina. Era menino. João, João mesmo, compadre? Aí eu disse uma dessas bobagens que a gente aprende quando é criança e não tem jeito de esquecer: que for mulher chamaria Maria, que for homem chamarão João. E acabou a conversa. No outro dia minha irmã me contou que o Joaquim tinha conversado com ela uma conversa muito embrulhada, no fim era para dar a entender que estava meio sem graça com o nome que tinha escolhido para o menino, sendo eu um rapaz tão preparado, com tantos estudos, podia escolher um nome bonito, ia botar nome de João. Se minha irmã não podia falar comigo com muito jeito... Eu, como era rapazinho, até que estava agradado de ser padrinho de alguém, mas ao mesmo tempo era uma estopada ter de botar sapato e ir à Vila (naquele tempo não havia igreja na praia) logo numa manhã de domingo, quando o banho tem mais movimento com o pessoal que chega de Cachoeiro no sábado. Assim, quando encontrei o Joaquim, fiz um ar meio amuado, disse a ele com toda a delicadeza que tinha ficado muito contente dele me convidar para compadre, mas como sabia que ele não estava satisfeito com o nome que eu tinha escolhido para o menino, se 2 ele quisesse era até melhor, para ele, escolher uma pessoa melhor para padrinho, pois eu vivia fora do Estado, era capaz de nunca mais vir a Marataíses, assim que para o menino era também melhor ter um padrinho alguém que morasse mesmo no Cachoeiro, ou então alguém duma dessas famílias de Muqui, de Alegre, que vêm todo ano; que ele não se acanhasse de convidar outro, pois eu não ficaria zangado. - O senhor nem me diga isso, compadre! O Joaquim ficou tão envergonhado e tão triste que nem tinha o que dizer, e, para encurtar a conversa, domingo lá estava eu na igreja da Vila do Itapemirim de vela na mão, com o diabo do menino chorando que era um desespero. Filho de pobre é feito criação de peru, perde-se muito. Anos depois eu soube que tinha dado uma peste na casa do compadre Joaquim Capixaba e ele perdera vários filhos, inclusive o maiorzinho que já ajudava; mas meu afilhado João, esse se salvara. E o Joaquim dizia a diversas pessoas: - Devoção forte é essa do compadre Rubes em São João! E o Santo reconhece! BRAGA, Rubem. A traição das elegantes. 7ª ed. Rio de Janeiro: Record, A estruturação da expressão do título poderia, em um contexto deslocado, apontar certa duplicidade de significados que pode implicar ambiguidade de campos semânticos. Aponte essa duplicidade: a Nem mesmo em um contexto deslocado tal ambiguidade poderia existir b Eu me lembrei do compadre Joaquim / O compadre Joaquim teve uma lembrança c Eu me lembrei de mim e do compadre Joaquim / O compadre Joaquim se lembrou de mim d Nós nos lembramos de nós mesmos / O compadre Joaquim se lembrou de nós e O compadre Joaquim se lembrou de seu filho / Eu me lembrei de meu afilhado 2. O texto, predominantemente, é: a dissertativo e descritivo b dissertativo c descritivo d narrativo e metafórico

2 3. Por que Joaquim Capixaba não gostou do nome que seu futuro compadre havia escolhido? a Não gostava da associação do nome com o nome de um santo. b O nome lhe causava má superstição. c Era um nome banal ou feio. d O nome lhe trazia más recordações. e Já tinha outro filho com esse mesmo nome. 4. O convite formulado por Joaquim Capixaba para que o narrador fosse o padrinho de seu filho próximo despertou nele (narrador) que tipo de sensação? a Comoção b Entusiasmo c Desapontamento d Indiferença e Como era rapazinho, o convite de certa forma o satisfez como distinção, porém não entusiasmou a ponto de animá-lo a abrir mão, em pleno domingo, do passeio na praia. 5. Assinale a opção CORRETA, de acordo com o texto: a A escolha do nome do futuro afilhado foi fortuita e desinteressada, inexistindo traços de devoção ou de fé. b O texto deixa claro que Joaquim Capixaba fez o convite ao filho do coronel Chico Braga, apenas por consideração e reverência à sua memória, já que este havia falecido. c Fé inquebrantável do narrador foi a motivação central da escolha do nome de João para o filho de Joaquim Capixaba. d O narrador tinha prévia ciência do desejo de Joaquim Capixaba em convidá-lo para ser padrinho de seu filho. e Joaquim Capixaba externou à irmã do narrador sua aquiescência entusiástica em face do nome escolhido pelo narrador para o seu filho. 6. Releia e responda: O Joaquim ficou tão envergonhado e tão triste que nem tinha o que dizer... A segunda oração estabelece com a oração principal uma relação de: a consequência b causa c finalidade d concessão e conformidade 7. No que concerne à última declaração do texto, atribuída a Joaquim Capixaba, é INCORRETO afirmar o seguinte: a Joaquim Capixaba, anos depois, se convenceu de que a escolha do nome do menino havia sido correta. 3 b O narrador, prevendo a ocorrência da catástrofe na casa de seu compadre, fez a escolha do nome para proteger o menino. c Ingenuamente, Joaquim Capixaba atribuiu à suposta (e inexistente) devoção do narrador a São João a sobrevivência de seu filho. d Joaquim Capixaba estava convencido de que São João havia protegido seu filho contra a peste que assolara a sua casa. e Joaquim Capixaba demonstrou admiração com a presumida fé do compadre que salvara seu filho. A passagem seguinte servirá de base para as questões 09 e 10: O Joaquim ficou tão envergonhado e tão triste que nem tinha o que dizer, e, para encurtar a conversa, domingo lá estava eu na igreja da Vila do Itapemirim de vela na mão, com o diabo do menino chorando que era um desespero. 8. O trecho sublinhado sugere que o narrador estava tomado por qual tipo de sensação: a entusiasmo b desconforto c alegria d asco e desânimo 9. Marque a opção que melhor justifica o emprego, pelo narrador, da expressão para encurtar a conversa : a A expressão confere ao texto uma marca de formalidade e da elevação imponente dos arcaísmos e dos rebuscamentos. b O narrador empregou essa expressão apenas por descuido. c O emprego da expressão não se coaduna com o repertório lexical existente no texto como um todo. d Tal expressão é inteiramente descabida no tipo de texto em análise. e A expressão confere um tom coloquial e ameno ao texto, estabelecendo uma espécie de humanidade e de cumplicidade entre narrador e leitor. 10. De acordo com as normas vigentes no sistema ortográfico da língua portuguesa, a expressão contida no título do texto contém: a dois tritongos b dois hiatos c três dígrafos d um hiato e um dígrafo e quatro encontros consonantais 11. Aponte a linguagem predominante no texto: a erudita b científica c coloquial

3 d rebuscada e técnica 12. Marque a opção que traz a palavra ou a expressão que melhor pode sintetizar a marca do sentimento geral que impregna o texto a afetividade b melancolia c ironia d sentimento pejorativo e religiosidade 13. Qual é o personagem central do texto? a o afilhado b Joaquim Capixaba c o narrador d a irmã do narrador e Marataíses 14. Qual é o foco narrativo do texto? a terceira pessoa do singular b segunda pessoa do plural c segunda pessoa do singular d primeira pessoa do plural e primeira pessoa do singular 15. Releia e responda: mas ao mesmo tempo era uma estopada ter de botar sapato e ir à Vila (naquele tempo não havia igreja na praia) logo numa manhã de domingo, quando o banho tem mais movimento com o pessoal que chega de Cachoeiro no sábado. Aponte a palavra ou expressão que pode conter o significado da palavra sublinhada: a estouvada b alívio c festa muito aguardada d algo desagradável e desconfortante e caminhada ESPECÍFICA 16. Síndrome frequentemente acompanhadas por acne: a Síndrome de Bell; b Síndrome de Cushing; c Síndrome de Storm; d Síndrome de Rosenthal; e Síndrome de Lyell. 17. Agente antiperspirante eficaz, também dotado de efeito antibacteriano. Pode ser útil nos casos de acne em que a sudorese é abundante ou parece agravar a dermatose, mas seus efeitos ainda não foram avaliados; a Peróxido de Benzíla; b Hidroxido de Alumínio; c Cloreto de Alumínio; d Esfoliantes; 4 e Abrasivos. 18. Assinale a alternativa CORRETA referente à dermatite atópica do lactente: a Se caracteriza por lesões menos agudas e exsudativas, mais dispersas, frequentemente localizadas nas laces flexoras do pescoço, cotovelos, punhos e joelhos. São comuns as pápulas ressecadas, escoriações, liquenificação, eritema e edema periorbitais; b Apresentam fundamentalmente placas secas liquenificadas, hiperpigmentadas, localizadas nas áreas flexoras e em torno dos olhos. A dermatite persistente das mãos pode ser o único vestígio de dermatite atópica; c Em alguns casos, a pele se torna excessivamente seca predispondo a prurido e inflamação recorrentes; d Acomete predominantemente tronco, face, couro cabeludo, pescoço e extremidades extensoras com pápulas eritematosas, vesículas e exsudação; e Apenas a alternativa A está incorreta. 19. A dermatite de contato alérgica é uma manifestação de resultante da exposição de indivíduos sensibilizados a alérgenos de contato: a Hipersensibilidade tardia; b Hipersensibilidade recente; c Hipossensibilidade tardia; d Hipossensibilidade recente; 20. As lesões de perioníquia apresentam elevação da dobra da unha e eritema e edema da falange (em geral sem purulência franca), A unha frequentemente se torna sulcada, com descoloração verde ou marrom: a Anterior-distal; b Anterior-proximal; c Posterior-proximal; d Inferior-proximal; e Posterior-distal. 21. Qual a principal arma terapêutica no eczema? a Uso de pomadas compostas por antiinflamatórios; b Uso de corticoides tópicos; c Uso de esfoliantes; d Uso de antibioticoterapia tópica; 22. A levedura Candida albicans pode ser normalmente, encontrada nas membranas mucosas, pele, trato gastrointestinal e canal vaginal. Em determinadas circunstâncias, pode passar de comensal a patógeno e provocar doença muco cutânea localizada ou generalizada. Os fatores sistêmicos predispontes à infecção incluem: a Diabetes; b Urticária;

4 c Dermatite de Contato; d Dermatite Atópica; e Eritrasma. 23. Qual o sintoma principal da dermatite de contato alérgica? a Febre; b Dor; c Irritabilidade; d Prurido; 24. Assinale a alternativa CORRETA, referente ao tratamento tópico da candidíase: a Corticoides; b Sulfametoxazol; c Clotrimazol; d Buspirona; e Apenas a alternativa A está INCORRETA. 25. Erupção descamativa autolimitada observada predominantemente em adolescentes e adultos jovens durante a primavera e o outono: a Prurigo; b Intertrigo; c Ptiríase Rósea; d Impetigo; e Líquen Simples Plano. 26. A psoríase é uma doença epidérmica proliferativa que acomete de dois a oito milhões de pessoas nos Estados tinidos e um a 3% da população mundial. Embora possa ocorrer em qualquer idade seu início mais frequente é na década: a aguda-terceira; b crônica- terceira; c crônica-primeira; d subaguda-terceira; e aguda-segunda. 27. Qualquer região corporal pode ser acometida, mas as lesões tendem a ocorrer: a Joelhos; b Cotovelos; c Couro Cabeludo; d Genitália; e Todas as alternativas anteriores estão corretas. 28. Droga biológico que pode ser usada na espondilite psoriásica: a Cortióides; b Methotrexato; c AINES; d Adalimumabe; 29. Diagnóstico diferencial na Ptiríase Rósea: a Formas agudas de psoríase; b Hanseníase Primária; c Escabiose; d AIDS; 30. Erupções eritermatodescamativas semelhantes à pitiríase rósea podem ocorrer devido ao uso das seguintes drogas: a Cloridrato de tripelenamina; b Metoxicromazol; c Aspirina; d Magnésio; e Lítio. 31. Pênfigo é um termo que abrange um grupo de doenças que mostram bolhas: a subcutâneas; b ungueais; c intraepidérmicas; d intramusculares; 32. Assinale a alternativa INCORRETA referente ao Pênfigo Foliáceo: a Clinicamente, caracteriza-se por apresentar bolhas superficiais que se rompem com facilidade, deixando áreas erodidas, e por não acometer as mucosas; b Mostra uma fase inicial em que se observam lesões bolhosas e uma fase crônica eritrodérmica; c As bolhas são flácidas e surgem sobre áreas eritematosas e, em menor proporção, na pele aparentemente normal; d A fase de invasão bolhosa dura vários anos, enquanto a fase eritrodérmica, de semanas a meses; e A ocorrência em crianças leva a uma parada do desenvolvimento físico e mental. 33. Angiomatose Bacilar é uma infecção subaguda ou crônica frequente que ocorre principalmente no grupo com imunossupressão, especialmente nos casos de doença pelo HIV sintomático: a Viral-muito; b Viral-pouco; c Bacteriana-muito; d Bacteriana-pouco; e Fúngica-pouco. 34. Molusco contagioso é uma condição extremamente comum em pacientes com sintomas de infecção pelo HIV. As lesões apresentam-se como de aspecto perolado de 2 a 5mm na face, região genital e no tronco onde são escassas. As lesões apresentam uma predileção peculiar para : a Pápulas-supercílios; 5

5 b Pápulas-pálpebras; c Bolhas-pálpebras; d Bolhas-supercílios; e Vesículas-pálpebras. 35. A escabiose se caracteriza-se pelo intenso prurido, mais acentuado à, quando o paciente se deita. No início da infestação apenas os locais que apresentam são pruriginosos: a Sífilis Primária; b Gonorreia; c Linfogranuloma Venéreo; d Cancro Mole; e Tuberculose Ganglionar. a Noite-túneis; b Dia-túneis; c Manhã-bolhas; d Tarde-bolhas; 36. Os locais predominantemente acometidos são os espaços interdigitais das mãos, punhos, fossa cubital, cotovelos, mamilos, umbigo, porção inferior do abdômen, genitais e sulco glúteo. As lesões da glande são características nos homens. Crianças e lactentes podem apresentar lesões nas palmas, plantas, cabeça e pescoço. Estamos falando de: a Prurigo; b Psoríase; c Pediculose; d Ictiose; e Escabiose. 37. é uma doença contagiosa aguda, de caráter auto inoculável, que se apresenta como ulcerações necróticas e dolorosas, geralmente múltiplas, localizadas nos órgãos genitais externos e nas regiões anal e perianal; a Cancro duro; b Cancro Mole; c Sífilis; d Gonorréia; e Herpes Genital. 38. Dez a 20% das mulheres com gonorreia endocervical desenvolvem infecção genital ascendente, podendo ocorrer: a Salpingite; b Abscessos tubovarianos; c Peritonites pélvicas; d Todas as alternativas anteriores estão corretas; 39. O método de prevenção mais importante da gonorreia continua sendo: a Uso de camisinha pelo homem; b Uso de DIU pela mulher; c Vacinação; d Educação Sexual; e Uso de antivirais. 40. Doença infectocontagiosa de transmissão sexual causada pela Chiamydia trachomatis: 6

PROG. DE COMPUTADOR. Prefeitura Municipal de CAJAZEIRAS/PB CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DO CARGO DE

PROG. DE COMPUTADOR. Prefeitura Municipal de CAJAZEIRAS/PB CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DO CARGO DE Prefeitura Municipal de CAJAZEIRAS/PB CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DO CARGO DE PROG. DE COMPUTADOR PORTUGUÊS Leia o texto abaixo transcrito e, em seguida, responda às questões a ele referentes: Lembrança

Leia mais

FISIOTERAPEUTA. Prefeitura Municipal de CAJAZEIRAS/PB CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DO CARGO DE

FISIOTERAPEUTA. Prefeitura Municipal de CAJAZEIRAS/PB CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DO CARGO DE Prefeitura Municipal de CAJAZEIRAS/PB CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DO CARGO DE FISIOTERAPEUTA PORTUGUÊS Leia o texto abaixo transcrito e, em seguida, responda às questões a ele referentes: Lembrança

Leia mais

DENTISTA. Prefeitura Municipal de CAJAZEIRAS/PB CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DO CARGO DE

DENTISTA. Prefeitura Municipal de CAJAZEIRAS/PB CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DO CARGO DE Prefeitura Municipal de CAJAZEIRAS/PB CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DO CARGO DE DENTISTA PORTUGUÊS Leia o texto abaixo transcrito e, em seguida, responda às questões a ele referentes: Lembrança do compadre

Leia mais

FONOAUDIÓLOGO. Prefeitura Municipal de CAJAZEIRAS/PB CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DO CARGO DE

FONOAUDIÓLOGO. Prefeitura Municipal de CAJAZEIRAS/PB CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DO CARGO DE Prefeitura Municipal de CAJAZEIRAS/PB CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DO CARGO DE FONOAUDIÓLOGO PORTUGUÊS Leia o texto abaixo transcrito e, em seguida, responda às questões a ele referentes: Lembrança

Leia mais

MÉD. ENDOCRINOLOGISTA

MÉD. ENDOCRINOLOGISTA Prefeitura Municipal de CAJAZEIRAS/PB CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DO CARGO DE MÉD. ENDOCRINOLOGISTA PORTUGUÊS Leia o texto abaixo transcrito e, em seguida, responda às questões a ele referentes: Lembrança

Leia mais

PRURIDO VULVAR DIFÍCIL ABORDAGEM

PRURIDO VULVAR DIFÍCIL ABORDAGEM PRURIDO VULVAR DE DE DIFÍCIL DIFÍCIL ABORDAGEM ABORDAGEM Diretora Administrativa da Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (FEBRASGO) Conselheira do Conselho Regional de Medicina

Leia mais

D.S.T. CANCRO MOLE TRICOMO ÍASE CANDIDÍASE HERPES CONDILOMA LI FOGRA ULOMA GONORRÉIA SÍFILIS GRANULOMA AIDS

D.S.T. CANCRO MOLE TRICOMO ÍASE CANDIDÍASE HERPES CONDILOMA LI FOGRA ULOMA GONORRÉIA SÍFILIS GRANULOMA AIDS D.S.T D.S.T. CANCRO MOLE TRICOMO ÍASE CANDIDÍASE HERPES CONDILOMA LI FOGRA ULOMA GONORRÉIA SÍFILIS GRANULOMA AIDS CANCRO MOLE Agente: bactéria Haemophilus ducreyi Transmissão: sexo vaginal, anal ou oral

Leia mais

Tralen 1% tioconazol. Tralen 1% pó dermatológico em embalagem contendo 1 frasco plástico com 30 gramas.

Tralen 1% tioconazol. Tralen 1% pó dermatológico em embalagem contendo 1 frasco plástico com 30 gramas. Tralen 1% tioconazol I - IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO Nome comercial: Tralen Nome genérico: tioconazol APRESENTAÇÕES Tralen 1% pó dermatológico em embalagem contendo 1 frasco plástico com 30 gramas. VIA

Leia mais

QUESTIONÁRIO DE AVALIAÇÃO INICIAL - HOMEM VIH POSITIVO

QUESTIONÁRIO DE AVALIAÇÃO INICIAL - HOMEM VIH POSITIVO INSTRUÇÕES PARA A EQUIPA DO ESTUDO: Após inscrição no estudo, os participantes devem preencher este questionário de avaliação inicial. Certifique-se de que é distribuído o questionário adequado. Após o

Leia mais

Dispensação de Medicamentos Utilizados no Tratamento da Micose Superficial

Dispensação de Medicamentos Utilizados no Tratamento da Micose Superficial Dispensação de Medicamentos Utilizados no Tratamento da Micose Superficial José Vanilton de Almeida. Farmacêutico da Orgânica Farmácia (Sorocaba-SP). Coordenador Depto Farmácia da SBD. Ministrante de cursos

Leia mais

DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS

DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS Doenças Sexualmente Transmissíveis são aquelas que são mais comumente transmitidas através da relação sexual. PRINCIPAIS DOENÇAS SEXUALMENTE

Leia mais

ÁREA TEMÁTICA INTRODUÇÃO

ÁREA TEMÁTICA INTRODUÇÃO TÍTULO: PRÁTICAS E ATITUDES DE ESTUDANTES DE UMA ESCOLA PÚBLICA RELACIONADOS AS DSTS/AIDS AUTORES: Aline Salmito Frota, Luciana Soares Borba, Débora Silva Melo, José Ueides Fechine Júnior, Viviane Chave

Leia mais

FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR. INALGIN, 50 mg/g, Gel INALGIN, 100 mg/ml, Emulsão cutânea

FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR. INALGIN, 50 mg/g, Gel INALGIN, 100 mg/ml, Emulsão cutânea FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR Etofenamato Este folheto contém informações importantes para si. Leia-o atentamente. - Este medicamento pode ser adquirido sem receita médica. No entanto,

Leia mais

QUESTIONÁRIO DE FOLLOW-UP - HOMEM VIH POSITIVO

QUESTIONÁRIO DE FOLLOW-UP - HOMEM VIH POSITIVO INSTRUÇÕES PARA A EQUIPA DO ESTUDO: Os participantes no estudo devem preencher o questionário de follow-up com intervalos regulares de - meses. Certifique-se de que é distribuído o questionário adequado.

Leia mais

Ano lectivo 2004/2005. Andreia Alves Nuno Gonçalves Rita Ferreira

Ano lectivo 2004/2005. Andreia Alves Nuno Gonçalves Rita Ferreira Ano lectivo 2004/2005 Andreia Alves Nuno Gonçalves Rita Ferreira Este trabalho vai falar de: Doenças sexualmente transmissíveis. Meios contraceptivos. Como usar alguns dos métodos m de contracepção. As

Leia mais

QUESTIONÁRIO DE FOLLOW-UP - HOMEM VIH NEGATIVO

QUESTIONÁRIO DE FOLLOW-UP - HOMEM VIH NEGATIVO INSTRUÇÕES PARA A EQUIPA DO ESTUDO: Os participantes no estudo devem preencher o questionário de follow-up com intervalos regulares de -6 meses. Certifique-se de que é distribuído o questionário adequado.

Leia mais

Tralen 1% tioconazol. Formas farmacêuticas: creme dermatológico, loção dermatológica, pó dermatológico.

Tralen 1% tioconazol. Formas farmacêuticas: creme dermatológico, loção dermatológica, pó dermatológico. Tralen 1% tioconazol PARTE I IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO Nome comercial: Tralen Nome genérico: tioconazol Formas farmacêuticas: creme dermatológico, loção dermatológica, pó dermatológico. Via de administração:

Leia mais

Tralen 28% tioconazol. Tralen 28% solução para unhas em embalagem contendo 1 frasco com 12 ml.

Tralen 28% tioconazol. Tralen 28% solução para unhas em embalagem contendo 1 frasco com 12 ml. Tralen 28% tioconazol I - IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO Nome comercial: Tralen Nome genérico: tioconazol APRESENTAÇÕES Tralen 28% solução para unhas em embalagem contendo 1 frasco com 12 ml. VIA DE ADMINISTRAÇÃO:

Leia mais

Síndrome DST Agente Tipo Transmissã o Sexual Vaginose bacteriana Candidíase

Síndrome DST Agente Tipo Transmissã o Sexual Vaginose bacteriana Candidíase Síndrome DST Agente Tipo Transmissã o Sexual Vaginose bacteriana Candidíase Corrimentos Gonorréia Clamídia Tricomonías e múltiplos bactéria NÃO SIM Candida albicans Neisseria gonorrhoeae Chlamydia trachomatis

Leia mais

Concurso Literário. O amor

Concurso Literário. O amor Concurso Literário O Amor foi o tema do Concurso Literário da Escola Nova do segundo semestre. Durante o período do Concurso, o tema foi discutido em sala e trabalhado principalmente nas aulas de Língua

Leia mais

FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR. Advantan, 1 mg/g, creme Advantan, 1 mg/g, pomada Aceponato de metilprednisolona

FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR. Advantan, 1 mg/g, creme Advantan, 1 mg/g, pomada Aceponato de metilprednisolona FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR Advantan, 1 mg/g, creme Advantan, 1 mg/g, pomada Aceponato de metilprednisolona Leia atentamente este folheto antes de utilizar este medicamento. - Conserve

Leia mais

A Bíblia seja colocada em lugar de destaque, ao lado de uma vela acesa.

A Bíblia seja colocada em lugar de destaque, ao lado de uma vela acesa. Encontro com a Palavra Agosto/2011 Mês de setembro, mês da Bíblia 1 encontro Nosso Deus se revela Leitura Bíblica: Gn. 12, 1-4 A Bíblia seja colocada em lugar de destaque, ao lado de uma vela acesa. Boas

Leia mais

Orientações gerais para as famílias. Ambulatório

Orientações gerais para as famílias. Ambulatório 2015 Orientações gerais para as famílias Ambulatório Orientações gerais para as famílias O Ambulatório do Colégio Albert Sabin dispõe de uma médica, uma enfermeira e uma auxiliar de enfermagem, para oferecer

Leia mais

Roteiro de Áudio. SOM: abertura (Vinheta de abertura do programa Hora do Debate )

Roteiro de Áudio. SOM: abertura (Vinheta de abertura do programa Hora do Debate ) 1 Roteiro de Áudio Episódio 1 A língua, a ciência e a produção de efeitos de verdade Programa Hora de Debate. Campanhas de prevenção contra DST: Linguagem em alerta SOM: abertura (Vinheta de abertura do

Leia mais

Guião Terceira Sessão Infeções Sexualmente Transmissíveis

Guião Terceira Sessão Infeções Sexualmente Transmissíveis Guião Terceira Sessão Infeções Sexualmente Transmissíveis SLIDE 1 Introdução do trabalho: Bom dia, estamos aqui para falar a cerca das infeções sexualmente transmissíveis, os problemas associados e o modo

Leia mais

Orientações gerais para as famílias. Ambulatório

Orientações gerais para as famílias. Ambulatório Ambulatório O Ambulatório do Colégio Albert Sabin dispõe de uma médica, uma enfermeira e uma auxiliar de enfermagem para oferecer o primeiro atendimento aos alunos e funcionários. O primeiro atendimento

Leia mais

ABC. Kley Hertz S/A Indústria e Comércio Creme dermatológico clotrimazol 10mg/g

ABC. Kley Hertz S/A Indústria e Comércio Creme dermatológico clotrimazol 10mg/g ABC Kley Hertz S/A Indústria e Comércio Creme dermatológico clotrimazol 10mg/g IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO ABC clotrimazol APRESENTAÇÃO Creme dermatológico contendo 10 mg de clotrimazol em cada grama

Leia mais

DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSIVEIS

DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSIVEIS DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSIVEIS Fernando da Rocha Camara Quando discuto com meus alunos no curso de medicina, medidas para prevenção de doenças sexualmente transmissíveis (DST), excluímos a abstinência

Leia mais

DR. OMAR LUPI. Zoster. Use o seu leitor de QR Code para saber mais sobre este livro.

DR. OMAR LUPI. Zoster. Use o seu leitor de QR Code para saber mais sobre este livro. DR. OMAR LUPI Zoster Use o seu leitor de QR Code para saber mais sobre este livro. DR. OMAR LUPI Médico dermatologista especialista pela Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) Prof. Adjunto de Dermatologia

Leia mais

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a João do Medo Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a mamãe dele. Um dia, esse menino teve um sonho ruim com um monstro bem feio e, quando ele acordou, não encontrou mais

Leia mais

por Adelita Roseti Frulane

por Adelita Roseti Frulane A Companhia da Imaculada e São Domingos Sávio por Adelita Roseti Frulane Em 28 de dezembro de 1854, em Roma, o Papa Pio IX proclamou o Dogma de Fé da Imaculada Conceição de Maria Santíssima. E em Turim,

Leia mais

1) IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO. PROTOPIC tacrolimo. APRESENTAÇÕES Pomada dermatológica na concentração de:

1) IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO. PROTOPIC tacrolimo. APRESENTAÇÕES Pomada dermatológica na concentração de: 1) IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO PROTOPIC tacrolimo APRESENTAÇÕES Pomada dermatológica na concentração de: - 0,03% em bisnaga com 10 g ou 30 g. USO ADULTO E PEDIÁTRICO ACIMA DE 2 ANOS. - 0,1% em bisnaga

Leia mais

Chantilly, 17 de outubro de 2020.

Chantilly, 17 de outubro de 2020. Chantilly, 17 de outubro de 2020. Capítulo 1. Há algo de errado acontecendo nos arredores dessa pequena cidade francesa. Avilly foi completamente afetada. É estranho descrever a situação, pois não encontro

Leia mais

Eczema Resumo de diretriz NHG M37 (maio 2014)

Eczema Resumo de diretriz NHG M37 (maio 2014) Resumo de diretriz NHG M37 (maio 2014) Dirven-Meijer PC, De Kock CA, Nonneman MGM, Van Sleeuwen D, De Witt-de Jong AWF, Burgers JS, Opstelten W, De Vries CJH traduzido do original em holandês por Luiz

Leia mais

Era uma vez, numa cidade muito distante, um plantador chamado Pedro. Ele

Era uma vez, numa cidade muito distante, um plantador chamado Pedro. Ele O Plantador e as Sementes Era uma vez, numa cidade muito distante, um plantador chamado Pedro. Ele sabia plantar de tudo: plantava árvores frutíferas, plantava flores, plantava legumes... ele plantava

Leia mais

APRESENTAÇÕES Cada 1 g de pomada contém 0,30 mg ou 1,00 mg de tacrolimo em bisnagas com 10 g ou com 30 g.

APRESENTAÇÕES Cada 1 g de pomada contém 0,30 mg ou 1,00 mg de tacrolimo em bisnagas com 10 g ou com 30 g. TARFIC tacrolimo monoidratado Pomada dermatológica 0,03% ou 0,1% APRESENTAÇÕES Cada 1 g de pomada contém 0,30 mg ou 1,00 mg de tacrolimo em bisnagas com 10 g ou com 30 g. TARFIC 0,03% - USO ADULTO E PEDIÁTRICO

Leia mais

Folheto informativo: Informação para o utilizador Finacea, 150 mg/g, gel Ácido azelaico

Folheto informativo: Informação para o utilizador Finacea, 150 mg/g, gel Ácido azelaico Folheto informativo: Informação para o utilizador Finacea, 150 mg/g, gel Ácido azelaico Leia com atenção todo este folheto antes de começar a utilizar este medicamento pois contém informação importante

Leia mais

Modelo de Texto de Bula. Betnovate Q é apresentado sob a forma farmacêutica de creme em bisnaga de 30g. betametasona (como 17-valerato)...

Modelo de Texto de Bula. Betnovate Q é apresentado sob a forma farmacêutica de creme em bisnaga de 30g. betametasona (como 17-valerato)... Betnovate Q valerato de betametasona + clioquinol Creme dermatológico FORMAS FARMACÊUTICAS E APRESENTAÇÕES Betnovate Q é apresentado sob a forma farmacêutica de creme em bisnaga de 30g. COMPOSIÇÃO: Betnovate

Leia mais

Catequese nº 13 (4º Catecismo) Jesus presente no irmão. Jorge Esteves

Catequese nº 13 (4º Catecismo) Jesus presente no irmão. Jorge Esteves Catequese nº 13 (4º Catecismo) Jesus presente no irmão Jorge Esteves Objectivos 1. Reconhecer que Jesus se identifica com os irmãos, sobretudo com os mais necessitados (interpretação e embora menos no

Leia mais

VAMOS FALAR SOBRE. AIDS + DSTs

VAMOS FALAR SOBRE. AIDS + DSTs VAMOS FALAR SOBRE AIDS + DSTs AIDS A AIDS (Síndrome da Imunodeficiência Adquirida) atinge indiscriminadamente homens e mulheres e tem assumido proporções assustadoras desde a notificação dos primeiros

Leia mais

Adapel. Medley Indústria Farmacêutica Ltda. Gel 1 mg/g

Adapel. Medley Indústria Farmacêutica Ltda. Gel 1 mg/g Adapel Medley Indústria Farmacêutica Ltda. Gel 1 mg/g ADAPEL adapaleno APRESENTAÇÃO Gel de 1 mg/g: embalagem com 20 g. USO DERMATOLÓGICO USO ADULTO E PEDIÁTRICO ACIMA DE 12 ANOS COMPOSIÇÃO Cada grama de

Leia mais

DOENÇAS AUTO-IMUNES MUCOCUTÂNEAS

DOENÇAS AUTO-IMUNES MUCOCUTÂNEAS Curso: Graduação em Odontologia 4º e 5º Períodos Disciplina: Patologia Oral DOENÇAS AUTO-IMUNES MUCOCUTÂNEAS http://lucinei.wikispaces.com Prof.Dr. Lucinei Roberto de Oliveira 2012 DOENÇAS AUTO-IMUNES

Leia mais

O Instituto de pós-graduação BWS em convenio com a APS - Associação Pele. Saudável comunicam o início de novas turmas de seus cursos de Pós-Graduação.

O Instituto de pós-graduação BWS em convenio com a APS - Associação Pele. Saudável comunicam o início de novas turmas de seus cursos de Pós-Graduação. EDITAL JANEIRO DE 2014 - DERMATOLOGIA BWS- INSTITUTO DE PÓS GRADUAÇÃO. Pós-Graduação em Dermatologia Lato Sensu O Instituto de pós-graduação BWS em convenio com a APS - Associação Pele Saudável comunicam

Leia mais

APRESENTAÇÕES Pomada: 1 mg/g de furoato de mometasona em embalagem com 20 g. USO DERMATOLÓGICO USO ADULTO E PEDIÁTRICO ACIMA DE 02 ANOS DE IDADE

APRESENTAÇÕES Pomada: 1 mg/g de furoato de mometasona em embalagem com 20 g. USO DERMATOLÓGICO USO ADULTO E PEDIÁTRICO ACIMA DE 02 ANOS DE IDADE TOPISON furoato de mometasona APRESENTAÇÕES Pomada: 1 mg/g de furoato de mometasona em embalagem com 20 g. USO DERMATOLÓGICO USO ADULTO E PEDIÁTRICO ACIMA DE 02 ANOS DE IDADE COMPOSIÇÃO Cada g de Topison

Leia mais

AIDS & DST s. Prevenção e controle para uma vida sexual segura.

AIDS & DST s. Prevenção e controle para uma vida sexual segura. AIDS & DST s Prevenção e controle para uma vida sexual segura. aids A aids é uma doença causada pelo HIV, vírus da imu-nodeficiência humana que destrói o sistema imunológico responsável pela defesa do

Leia mais

5 ADOLESCÊNCIA. 5.1. Passagem da Infância Para a Adolescência

5 ADOLESCÊNCIA. 5.1. Passagem da Infância Para a Adolescência 43 5 ADOLESCÊNCIA O termo adolescência, tão utilizado pelas classes médias e altas, não costumam fazer parte do vocabulário das mulheres entrevistadas. Seu emprego ocorre mais entre aquelas que por trabalhar

Leia mais

Transcriça o da Entrevista

Transcriça o da Entrevista Transcriça o da Entrevista Entrevistadora: Valéria de Assumpção Silva Entrevistada: Ex praticante Clarice Local: Núcleo de Arte Grécia Data: 08.10.2013 Horário: 14h Duração da entrevista: 1h COR PRETA

Leia mais

Doenças sexualmente transmissíveis

Doenças sexualmente transmissíveis Doenças sexualmente transmissíveis Lília Maria de Azevedo Moreira SciELO Books / SciELO Livros / SciELO Libros MOREIRA, LMA. Doenças sexualmente transmissíveis. In: Algumas abordagens da educação sexual

Leia mais

Doenças Sexualmente Transmissíveis. em imagens

Doenças Sexualmente Transmissíveis. em imagens Doenças Sexualmente Transmissíveis Doenças Sexualmente Transmissíveis em imagens 1999 - Ministério da Saúde É permitida a reprodução total ou parcial, desde que citada a fonte e dados os créditos das imagens.

Leia mais

RECUPERAÇÃO DE IMAGEM

RECUPERAÇÃO DE IMAGEM RECUPERAÇÃO DE IMAGEM Quero que saibam que os dias que se seguiram não foram fáceis para mim. Porém, quando tornei a sair consciente, expus ao professor tudo o que estava acontecendo comigo, e como eu

Leia mais

HIV. O vírus da imunodeficiência humana HIV-1 e HIV-2 são membros da família Retroviridae, na subfamília Lentividae.

HIV. O vírus da imunodeficiência humana HIV-1 e HIV-2 são membros da família Retroviridae, na subfamília Lentividae. A Equipe Multiprofissional de Saúde Ocupacional da UDESC lembra: Dia 01 de dezembro é dia mundial de prevenção à Aids! Este material foi desenvolvido por alunos do Departamento de Enfermagem da Universidade

Leia mais

CONSULTA EM DERMATOLOGIA GERAL CÓDIGO SIA/SUS: 03.01.01.007-2. Motivos para o encaminhamento:

CONSULTA EM DERMATOLOGIA GERAL CÓDIGO SIA/SUS: 03.01.01.007-2. Motivos para o encaminhamento: CONSULTA EM DERMATOLOGIA GERAL CÓDIGO SIA/SUS: 03.01.01.007-2 Motivos para o encaminhamento: 1. Micoses 2. Prurido/Eczema 3. Dermatite de Contato 4. Neoplasias Cutâneas / Diagnóstico Diferencial de Lesões

Leia mais

DSTs. Como é contraída; Como evitar; Como tratar. PIBID:Fernanda Alves,Fernanda Gallon,Luciana Catardo e Priscila Faccinello

DSTs. Como é contraída; Como evitar; Como tratar. PIBID:Fernanda Alves,Fernanda Gallon,Luciana Catardo e Priscila Faccinello DSTs Como é contraída; Como evitar; Como tratar PIBID:Fernanda Alves,Fernanda Gallon,Luciana Catardo e Priscila Faccinello O que são DSTs? A sigla DSTs quer dizer doenças sexualmente transmissíveis;ou

Leia mais

Português. e) Não conheço a pessoa de * você falou. f) Você é tudo * sonhei! Respostas

Português. e) Não conheço a pessoa de * você falou. f) Você é tudo * sonhei! Respostas Português Página 71 3. Complete as frases no caderno com pronomes relativos. a) O livro * peguei da biblioteca é ótimo. b) Os doces de * mais gosto estão fresquinhos! c) A escola * estudo fica perto de

Leia mais

BELPELE. Farmoquímica S/A GEL 3 mg/g. Belpele_AR011113_Bula Paciente

BELPELE. Farmoquímica S/A GEL 3 mg/g. Belpele_AR011113_Bula Paciente BELPELE Farmoquímica S/A GEL 3 mg/g BULA PACIENTE BELPELE adapaleno APRESENTAÇÕES: Gel adapaleno 3 mg/g (0,3%) embalagem contendo bisnaga com 30g. VIA TÓPICA USO ADULTO E PEDIÁTRICO ACIMA DE 12 ANOS COMPOSIÇÃO:

Leia mais

Texto 1 O FUTEBOL E A MATEMÁTICA Modelo matemático prevê gols no futebol Moacyr Scliar

Texto 1 O FUTEBOL E A MATEMÁTICA Modelo matemático prevê gols no futebol Moacyr Scliar PROFESSOR: EQUIPE DE PORTUGUÊS BANCO DE QUESTÕES - LÍNGUA PORTUGUESA - 5 ANO - ENSINO FUNDAMENTAL ========================================================================== Texto 1 O FUTEBOL E A MATEMÁTICA

Leia mais

Questionário HAT-QoL *

Questionário HAT-QoL * Questionário HAT-QoL * (HIV/AIDS Targeted Quality of Life) INSTRUMENTO DE QUALIDADE DE VIDA DIRECIONADO PARA HIV/AIDS, TRADUZIDO, ADAPTADO E VALIDADO PARA PACIENTES HIV NO BRASIL. *Adaptado de HIV/AIDS-Targeted

Leia mais

Quando o medo transborda

Quando o medo transborda Quando o medo transborda (Síndrome do Pânico) Texto traduzido e adaptado por Lucas Machado Mantovani, mediante prévia autorização do National Institute of Mental Health, responsável pelo conteúdo original

Leia mais

MODELO DE FORMATO DE BULA

MODELO DE FORMATO DE BULA APRESENTAÇÕES OMCILON-A M (triancinolona acetonida + sulfato de neomicina + gramicidina + nistatina) pomada é apresentado em embalagens contendo 1 tubo com 30 g. USO TÓPICO USO ADULTO E PEDIÁTRICO COMPOSIÇÃO

Leia mais

página: 35 Capítulo 3: Eczemas causas lesiones básicas procura índice imprimir última página vista anterior seguinte

página: 35 Capítulo 3: Eczemas causas lesiones básicas procura índice imprimir última página vista anterior seguinte Capítulo 3: Eczemas página: 35 Eczemas Dermites de contacto e dermites traumáticas página: 36 3.1 Dermites de contacto e dermites traumáticas Mácula eritematosa; Vesículas Eczema de contacto agudo exsudativo

Leia mais

AIDS / Uma epidemia em expansão

AIDS / Uma epidemia em expansão A negociação da divisão de trabalho, no cuidado com a casa, com os filhos, com a alimentação e etc.. vem sendo um dos grandes assuntos debatidos entre casais nos tempos modernos. Ainda assim, freqüentemente

Leia mais

Gino-Canesten Creme Vaginal contém a substância ativa clotrimazol pertencente a um grupo de substâncias conhecido como "antifúngicos".

Gino-Canesten Creme Vaginal contém a substância ativa clotrimazol pertencente a um grupo de substâncias conhecido como antifúngicos. Folheto informativo: Informação para o utilizador Gino-Canesten 10 mg/g Creme Vaginal Clotrimazol Leia com atenção todo este folheto antes de começar a utilizar este medicamento, pois contém informação

Leia mais

Gtp+ PROGRAMAS E PROJETOS Grupo de Trabalhos em Prevenção Posithivo (GTP+) Fundação em 2000, Recife-PE O Grupo de Trabalhos em Prevenção Posithivo é a única ONG da Região Nordeste do Brasil coordenada

Leia mais

No tempo da Grécia antiga foram chamadas de doenças venéreas, como referência a Vênus, a Deusa do Amor.

No tempo da Grécia antiga foram chamadas de doenças venéreas, como referência a Vênus, a Deusa do Amor. As DST acompanham a história da humanidade. Durante a evolução da espécie humana, as DST vêm acometendo pessoas de todas as classes, sexos e religiões. No tempo da Grécia antiga foram chamadas de doenças

Leia mais

Propilenoglicol e potencial alergênico em cosméticos

Propilenoglicol e potencial alergênico em cosméticos Propilenoglicol e potencial alergênico em cosméticos Os cuidados com a aparência física e a busca incessante pelo ideal de beleza levam as pessoas a se submeterem aos mais variados tratamentos estéticos

Leia mais

Os dois foram entrando e ROSE foi contando mais um pouco da história e EDUARDO anotando tudo no caderno.

Os dois foram entrando e ROSE foi contando mais um pouco da história e EDUARDO anotando tudo no caderno. Meu lugar,minha história. Cena 01- Exterior- Na rua /Dia Eduardo desce do ônibus com sua mala. Vai em direção a Rose que está parada. Olá, meu nome é Rose sou a guia o ajudara no seu projeto de história.

Leia mais

ENFERMEIRO PLANT. SAMU

ENFERMEIRO PLANT. SAMU Prefeitura Municipal de CAJAZEIRAS/PB CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DO CARGO DE ENFERMEIRO PLANT. SAMU PORTUGUÊS Leia o texto abaixo transcrito e, em seguida, responda às questões a ele referentes:

Leia mais

Gino-Canesten 1 Comprimido Vaginal contém a substância ativa clotrimazol pertencente a um grupo de substâncias conhecido como "antifúngicos".

Gino-Canesten 1 Comprimido Vaginal contém a substância ativa clotrimazol pertencente a um grupo de substâncias conhecido como antifúngicos. Folheto informativo: Informação para o utilizador Gino-Canesten 1, 500 mg, Comprimido Vaginal Clotrimazol Leia com atenção todo este folheto antes de começar a utilizar este medicamento, pois contém informação

Leia mais

Cristália Produtos Químicos Farmacêuticos Ltda. Creme 10mg/g BULA PARA O PACIENTE

Cristália Produtos Químicos Farmacêuticos Ltda. Creme 10mg/g BULA PARA O PACIENTE FUNTYL (cloridrato de terbinafina) Cristália Produtos Químicos Farmacêuticos Ltda. Creme 10mg/g BULA PARA O PACIENTE IDENTIFICAÇÃO DE MEDICAMENTO Funtyl cloridrato de terbinafina APRESENTAÇÕES Creme 1%

Leia mais

Veículo: Site DN Online Data: 27/02/2011. Assunto: Doenças aumentam no carnaval, alertam médicos

Veículo: Site DN Online Data: 27/02/2011. Assunto: Doenças aumentam no carnaval, alertam médicos Veículo: Site DN Online Data: 27/02/2011 Seção: Notícias Pág.: www.dnonline.com.br Assunto: Doenças aumentam no carnaval, alertam médicos Doenças aumentam no carnaval, alertam médicos O carnaval é, para

Leia mais

A pele é um sistema orgânico que, quando mantida sua integridade, tem como funções:

A pele é um sistema orgânico que, quando mantida sua integridade, tem como funções: CUIDADOS COM A PELE A pele é um sistema orgânico que, quando mantida sua integridade, tem como funções: Regular a temperatura do nosso corpo; Perceber os estímulos dolorosos e agradáveis; Impedir a entrada

Leia mais

1. COMPLETE OS QUADROS COM OS VERBOS IRREGULARES NO PRETÉRITO PERFEITO DO INDICATIVO E DEPOIS COMPLETE AS FRASES:

1. COMPLETE OS QUADROS COM OS VERBOS IRREGULARES NO PRETÉRITO PERFEITO DO INDICATIVO E DEPOIS COMPLETE AS FRASES: Atividades gerais: Verbos irregulares no - ver na página 33 as conjugações dos verbos e completar os quadros com os verbos - fazer o exercício 1 Entrega via e-mail: quarta-feira 8 de julho Verbos irregulares

Leia mais

Softderm Laboratório Farmacêutico Elofar Ltda. Pomada dermatológica 0,64 mg/g de dipropionato de betametasona + 30 mg/g de ácido salicílico

Softderm Laboratório Farmacêutico Elofar Ltda. Pomada dermatológica 0,64 mg/g de dipropionato de betametasona + 30 mg/g de ácido salicílico Softderm Laboratório Farmacêutico Elofar Ltda. Pomada dermatológica 0,64 mg/g de dipropionato de betametasona + 30 mg/g de ácido salicílico I- IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO Softderm dipropionato de betametasona

Leia mais

Doenças Infecciosas que Acometem a Cavidade Oral

Doenças Infecciosas que Acometem a Cavidade Oral Disciplina: Semiologia Doenças Infecciosas que Acometem a Cavidade Oral PARTE 2 http://lucinei.wikispaces.com Prof.Dr. Lucinei Roberto de Oliveira 2012 FAMÍLIA HHV Alfaherpesvirinae HHV1(herpes bucal)

Leia mais

-Os Papiloma Vírus Humanos (HPV) são vírus da família Papovaviridae.

-Os Papiloma Vírus Humanos (HPV) são vírus da família Papovaviridae. -Os Papiloma Vírus Humanos (HPV) são vírus da família Papovaviridae. -Chamado de HPV, aparece na forma de doenças como condiloma acuminado, verruga genital ou crista de galo. -Há mais de 200 subtipos do

Leia mais

DIPROPIONATO DE BETAMETASONA + SULFATO DE GENTAMICINA. Geolab Indústria Farmacêutica S/A Creme Dermatológico 0,5mg/g + 1mg/g

DIPROPIONATO DE BETAMETASONA + SULFATO DE GENTAMICINA. Geolab Indústria Farmacêutica S/A Creme Dermatológico 0,5mg/g + 1mg/g DIPROPIONATO DE BETAMETASONA + SULFATO DE GENTAMICINA Geolab Indústria Farmacêutica S/A Creme Dermatológico 0,5mg/g + 1mg/g MODELO DE BULA PARA O PACIENTE Esta bula é continuamente atualizada. Favor proceder

Leia mais

Doença de Alzheimer: uma visão epidemiológica quanto ao processo de saúde-doença.

Doença de Alzheimer: uma visão epidemiológica quanto ao processo de saúde-doença. Doença de Alzheimer: uma visão epidemiológica quanto ao processo de saúde-doença. Bruno Araújo da Silva Dantas¹ bruno_asd90@hotmail.com Luciane Alves Lopes² lucianesevla.l@gmail.com ¹ ²Acadêmico(a) do

Leia mais

Programação visual e editoração eletrônica: A 4 Mãos Comunicação e Design Ltda.

Programação visual e editoração eletrônica: A 4 Mãos Comunicação e Design Ltda. Tudo dentro Produção: Associação Brasileira Interdisciplinar de AIDS (ABIA) Av. Presidente Vargas 446 13º andar Centro RJ Tel.: (021) 2223-1040 Fax: (21) 2253-8495 www.abiaids.org.br abia@abiaids.org.br

Leia mais

Doenças Sexualmente Transmissíveis. em imagens

Doenças Sexualmente Transmissíveis. em imagens Doenças Sexualmente Transmissíveis Doenças Sexualmente Transmissíveis em imagens 1999 - Ministério da Saúde É permitida a reprodução total ou parcial, desde que citada a fonte e dados os créditos das imagens.

Leia mais

Conta-me Histórias. Lê atentamente o texto que se segue.

Conta-me Histórias. Lê atentamente o texto que se segue. Prova de Língua Portuguesa 5.º Ano de escolaridade Ano letivo 2013 / 2014-1.ª Chamada Ano lectivo 2012 / 2013 Lê atentamente o texto que se segue. Conta-me Histórias Quando eu era pequena, os campos estavam

Leia mais

Colpistatin. Aché Laboratórios Farmacêuticos Creme vaginal 62,5 mg/g + 25.000 UI/g + 1,25 mg/g. Colpistatin_BU 01_VP 1

Colpistatin. Aché Laboratórios Farmacêuticos Creme vaginal 62,5 mg/g + 25.000 UI/g + 1,25 mg/g. Colpistatin_BU 01_VP 1 Colpistatin Aché Laboratórios Farmacêuticos Creme vaginal 62,5 mg/g + 25.000 UI/g + 1,25 mg/g Colpistatin_BU 01_VP 1 BULA PARA PACIENTE Bula de acordo com a Resolução-RDC nº 47/2009 I- IDENTIFICAÇÃO DO

Leia mais

Etiologia. Infecciosa Auto-imune Traumática. DCP / APN Dulce Cabelho Passarelli / André Passarelli Neto. Tratamento. Depende: Origem Diagnóstico

Etiologia. Infecciosa Auto-imune Traumática. DCP / APN Dulce Cabelho Passarelli / André Passarelli Neto. Tratamento. Depende: Origem Diagnóstico Infecciosa Auto-imune Traumática Evidência Clínica Inicialmente, vesículas ou bolhas, na pele ou mucosa, podendo ocorrer concomitantemente nessas regiões. Dulce Cabelho Passarelli / André Passarelli Neto

Leia mais

18 - A surpresa... 175 19 A fuga... 185 20 O atraso... 193 21 Vida sem máscaras... 197 22 - A viagem... 209 23 - A revelação...

18 - A surpresa... 175 19 A fuga... 185 20 O atraso... 193 21 Vida sem máscaras... 197 22 - A viagem... 209 23 - A revelação... Sumário Agradecimentos... 7 Introdução... 9 1 - Um menino fora do seu tempo... 13 2 - O bom atraso e o vestido rosa... 23 3 - O pequeno grande amigo... 35 4 - A vingança... 47 5 - O fim da dor... 55 6

Leia mais

cloridrato de loperamida Laboratório Globo Ltda. comprimidos 2 mg

cloridrato de loperamida Laboratório Globo Ltda. comprimidos 2 mg cloridrato de loperamida Laboratório Globo Ltda. comprimidos 2 mg cloridrato de loperamida Medicamento genérico Lei nº 9.787, de 1999 APRESENTAÇÕES Comprimidos de 2 mg em embalagem com 12 e 200 comprimidos.

Leia mais

ESCLERODERMIA LOCALIZADA LOCALIZED SCLERODERMA

ESCLERODERMIA LOCALIZADA LOCALIZED SCLERODERMA ESCLERODERMIA LOCALIZADA LOCALIZED SCLERODERMA Esclerodermia significa pele dura. O termo esclerodermia localizada se refere ao fato de que o processo nosológico está localizado na pele. Por vezes o termo

Leia mais

CASO CLINICO DERMATOLOGIA HOMEOPATIA

CASO CLINICO DERMATOLOGIA HOMEOPATIA CASO CLINICO DERMATOLOGIA HOMEOPATIA Dra. Carla P. Zarur RESUMO Relato de um caso de dermatose em paciente do sexo masculino, 54 anos, tratado com sucesso por meio da homeopatia, após falha de diferentes

Leia mais

AVALIAÇÃO DA EPIDEMIA DE AIDS NO RIO GRANDE DO SUL dezembro de 2007

AVALIAÇÃO DA EPIDEMIA DE AIDS NO RIO GRANDE DO SUL dezembro de 2007 AVALIAÇÃO DA EPIDEMIA DE AIDS NO RIO GRANDE DO SUL dezembro de 2007 Notas importantes: O Banco de dados (BD) do Sistema de Informação Nacional de Agravos de Notificação (SINAN) vem sofrendo nos últimos

Leia mais

De Profundis.indd 25 20/05/15 18:01

De Profundis.indd 25 20/05/15 18:01 Janeiro de 1995, quinta feira. Em roupão e de cigarro apagado nos dedos, sentei me à mesa do pequeno almoço onde já estava a minha mulher com a Sylvie e o António que tinham chegado na véspera a Portugal.

Leia mais

Mensagem Pr. Mário. Culto da Família Domingo 06 de abril de 2014

Mensagem Pr. Mário. Culto da Família Domingo 06 de abril de 2014 Mensagem Pr. Mário Culto da Família Domingo 06 de abril de 2014 VOCÊ RECONHECE ESTES SÍMBOLOS? E ESTES SÍMBOLOS? E ESTES? A BÍBLIA TAMBÉM TEM SEUS SÍMBOLOS ANTIGO TESTAMENTO NOVO TESTAMENTO AO LONGO DA

Leia mais

Do Livro do Desassossego - Bernardo Soares

Do Livro do Desassossego - Bernardo Soares Do Livro do Desassossego - Bernardo Soares Bernardo Soares (heterônimo de Fernando Pessoa) 1. "O coração, se pudesse pensar, pararia." "Considero a vida uma estalagem onde tenho que me demorar até que

Leia mais

BETOGENTA. Geolab Indústria Farmacêutica S/A Creme Dermatológico 0,5mg/g + 1mg/g

BETOGENTA. Geolab Indústria Farmacêutica S/A Creme Dermatológico 0,5mg/g + 1mg/g BETOGENTA Geolab Indústria Farmacêutica S/A Creme Dermatológico 0,5mg/g + 1mg/g MODELO DE BULA PARA O PACIENTE Esta bula é continuamente atualizada. Favor proceder a sua leitura antes de utilizar o medicamento.

Leia mais