Meditação Diária. Guia pessoal para praticar meditação

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Meditação Diária. Guia pessoal para praticar meditação"

Transcrição

1 Meditação Diária Guia pessoal para praticar meditação

2 Todos os direitos reservados É necessária a autorização previa antes de reproduzir ou publicar parte ou esta obra na íntegra. Enquanto os autores fizeram os melhores esforços para preparar este livro, eles não fazem representações ou dão garantias a respeito da eficácia do conteúdo deste livro uma vez que todos os resultados dependem intimamente dos esforços e pontos de vista do leitor. Este livro não pretende substituir conselhos médicos. O leitor deve consultar seu médico regularmente nos assuntos que dizem respeito a sua saúde e com respeito a qualquer sintoma que requeira atenção médica. serenamente.com.br

3 Primeiros passos Bem vindo ao caminho sereno da harmonia e do equilíbrio interior. Através da prática correta da meditação você se tornará uma pessoa cada vez mais equilibrada, eficaz e consciente dos fatores e componentes da sua própria existência. Os benefícios da prática da meditação são muitos e nossa expectativa é que você experimente todos esses benefícios de acordo com o seu progresso. Todas as nossas

4 dificuldades no curso da vida têm origem em nosso próprio ser. Cada um de nós é dotado de capacidades incríveis e potencialmente ilimitadas e as dificuldades e barreiras que se manifestam em nosso caminho são também o fruto da nossa capacidade de criar uma vida com desafios que nos interessam e com objetivos que vão nos dar satisfação ao serem alcançados. Ao praticar a meditação, é comum surgirem dúvidas a respeito de se estamos ou não praticando de forma correta e, mais importante, se estamos evoluindo de acordo com o que esperamos. O método serenamente é um sistema que facilita a auto-avaliação da sua prática de meditação

5 assim como também o ajuda através da sua evolução por etapas de fácil compreensão.

6 O método serenamente Através do método serenamente, praticamos um "pilar" de cada vez. Um pilar da meditação é uma área de foco na prática. Existem seis pilares na meditação: 1 - Postura e Respiração 2 - Relaxamento do Corpo 3 - Controle dos Pensamentos 4 - Experiência da Realidade 5 - Expansão da Consciência 6 - Manifestação de Objetivos Em nossas primeiras meditações, é comum tentarmos praticar os pilares quatro, cinco e seis. No entanto, a falta de naturalidade e de prática dos primeiros três pilares acaba se manifestando como grandes barreiras que se

7 manifestam como dificuldades de encontrar uma boa postura, dores e tensões e falta de concentração. Esses sintomas são todos naturais da meditação no início e a forma mais rápida de chegar a um estado de meditação com foco nos pilares superiores é praticando os pilares inferiores. Repare que os pilares inferiores são relacionados ao plano físico e mental e baseados em aspectos pessoais enquanto os pilares superiores são voltados para aspectos externos e plano espiritual.

8 Ao praticar a meditação, comece sempre pelos pilares inferiores e lembre-se da regra principal. Pratique apenas um pilar de cada vez. Não pratique dois pilares ao mesmo tempo. Após algumas práticas do pilar número um (postura e respiração) você irá perceber que a prática vai se tornando mais fácil e os sintomas negativos vão desaparecendo. Quando você tiver alcançado um nível satisfatório no primeiro pilar, você irá perceber que a prática desse pilar se tornará natural e então você passará a praticar o pilar número dois (Relaxamento). O pilar número dois somente deve ser praticado quando você alcançar um nível satisfatório de naturalidade na prática do primeiro pilar. Quando você começar a praticar o segundo pilar,

9 você deve ter desenvolvido as habilidades do primeiro a um ponto em que não precise pensar nele. Caso você esteja praticando um pilar e perceber que sua atenção está em algum pilar inferior, você deve voltar a praticar o pilar inferior até que possa praticá-lo com naturalidade e não ter que pensar nele ao praticar o pilar seguinte.

10 Objetivo deste guia Ao praticar a meditação, geralmente nos deparamos com uma série de dificuldades e dúvidas antes de começarmos a colher os maravilhosos frutos desta prática. Com o objetivo de tornar o tema da meditação mais compreensível facilitar a prática para quem está iniciando. Não é o objetivo deste guia, eliminar os problemas da vida de uma pessoa. Uma vida sem desafios e objetivos não é na realidade o primeiro objetivo da meditação. O primeiro objetivo da meditação deve ser a tomada de consciência dos próprios objetivos e uma visão clara das causas e efeitos de nossas próprias

11 ideias. Através da meditação, ganhamos consciência de vários aspectos da nossa vida. No início observamos os aspectos físicos a partir de nosso próprio corpo e em seguida começamos a prestar atenção aos nossos pensamentos e à realidade externa. Essa prática nos conduz a uma vida mais plena. Uma pessoa que pratica meditação geralmente percebe mais oportunidades em seu caminho, lida melhor com os problemas e obstáculos e manifesta seus objetivos com mais harmonia.

12 Esperamos que com este guia, você possa avaliar o seu próprio progresso, corrigir os pontos que considera que merecem mais atenção e validar os pontos que te satisfazem. A prática da meditação é sempre pessoal e o avaliador do progresso sempre deve você mesmo. Nosso único incentivo é que você pratique cada pilar de forma consistente e independente dos demais. Para obter os melhores resultados, basta praticar cada pilar até que não seja mais necessário pensar ou prestar atenção nele. Nesse ponto, você começa a praticar o pilar seguinte.

13 Tomando as notas Esse diário serve para você medir o seu progresso e assim ter uma noção clara da sua evolução na meditação. Este é um diário pessoal e serve somente para você. Como regra geral, as informações que você escrever neste diário servirá somente para você. Nossa dica é que você guarde para si essas informações. O uso do diário é simples. Para cada sessão de prática de meditação você deve anotar o pilar ao qual dedicou sua atenção, o período de tempo em que permaneceu meditando. O seu grau de satisfação da prática, os fatores que contribuíram positivamente e os fatores que atuaram como obstáculos. Antes de começar, vamos falar um pouco de cada coluna:

14 Pilar Ao meditar com o método serenamente, é importante concentrar-se apenas em um pilar de cada vez e somente passar para o pilar seguinte quando a prática do pilar atual tiver se tornado natural. O primeiro passo da meditação é definir o pilar a ser praticado. Tempo Dedicado Anotar e rever o tempo dedicado em cada sessão é importante para você ter uma noção clara da sua disponibilidade e também para que você saiba se sua prática está se tornando melhor com o passar do tempo.

15 Avaliação Pessoal Você deve atribuir uma nota de 1 a 5, na coluna Avaliação Pessoal. A avaliação pessoal é simplesmente o seu grau de satisfação com a sessão. No início é comum não ficarmos muito satisfeitos com nossas sessões de meditação. Porém com o passar do tempo essa satisfação tende a aumentar e os resultados começam a surgir. Após cada sessão, marque de um (1) para não satisfeito até cinco (5) para muito satisfeito para medir o seu progresso. Fatores Positivos Anote nesta coluna os fatores que contribuíram para a sua meditação (Ex.: Iluminação, Sons,

16 Ambiente, Temperatura, Local onde se sentou ou deitou, etc.) para que você possa recriar esses fatores em suas próximas sessões. Fatores Negativos Anote nesta coluna os fatores que atrapalharam a sua meditação (Ex.: Iluminação, Sons, Ambiente, Temperatura, Local onde se sentou ou deitou, etc) para que você possa eliminar esses fatores em suas próximas sessões.

17

18

19

20

21

O LIVRO VERMELHO DAS VENDAS

O LIVRO VERMELHO DAS VENDAS O LIVRO VERMELHO DAS VENDAS Jeffrey Gitomer O LIVRO VERMELHO DAS VENDAS Os 12,5 princípios infalíveis para vender mais e melhor Tradução de: André Chêdas Se as pessoas gostarem de si, acreditarem em si

Leia mais

Encontro Online com a Nacional. Leila Palombini Diretora Nacional Executiva

Encontro Online com a Nacional. Leila Palombini Diretora Nacional Executiva Encontro Online com a Nacional Leila Palombini Diretora Nacional Executiva Tarefas mensais de planejamento: 1. Mensalmente avaliar o seu relatório. Encare a realidade 2. Veja quantas diretas você tem,

Leia mais

Peça o poder e lhe será Dado. Comece Aqui e Agora!!!

Peça o poder e lhe será Dado. Comece Aqui e Agora!!! Peça o poder e lhe será Dado Comece Aqui e Agora!!! Todas nós temos o poder da escolha Parabéns a todas vocês por sua escolha em estarem aqui hoje! Começar Aqui e Agora! Todas nós temos o poder da escolha

Leia mais

Unidade: Ferramentas de administração Tópico: Contas de usuário e autorizações. Desmarque o campo de seleção Modificar senha no próximo logon.

Unidade: Ferramentas de administração Tópico: Contas de usuário e autorizações. Desmarque o campo de seleção Modificar senha no próximo logon. Exercícios Unidade: Ferramentas de administração Tópico: Contas de usuário e autorizações 1-1 Definir departamentos e contas de usuário 1-1-1 Definir departamentos Selecione Administração Configuração

Leia mais

Todos os direitos reservados. E necessária à autorização previa antes de reproduzir ou publicar parte ou esta obra na íntegra.

Todos os direitos reservados. E necessária à autorização previa antes de reproduzir ou publicar parte ou esta obra na íntegra. Todos os direitos reservados E necessária à autorização previa antes de reproduzir ou publicar parte ou esta obra na íntegra. Enquanto os autores fizeram os melhores esforços para preparar este livro,

Leia mais

A Cultura da Equipe: Fator Crítico de Sucesso. Rackel Valadares OpenText Maio/2016

A Cultura da Equipe: Fator Crítico de Sucesso. Rackel Valadares OpenText Maio/2016 A Cultura da Equipe: Fator Crítico de Sucesso Rackel Valadares OpenText Maio/2016 O que é Cultura Organizacional? Cultura Organizacional a) É o que dá as pessoas um senso de como se comportar e o que convém

Leia mais

LAKATOS, E. M.; MARCONI, M. de A. Fundamentos de metodológica científica. 3. ed. rev. e ampl. São Paulo: Atlas, p

LAKATOS, E. M.; MARCONI, M. de A. Fundamentos de metodológica científica. 3. ed. rev. e ampl. São Paulo: Atlas, p LAKATOS, E. M.; MARCONI, M. de A. Fundamentos de metodológica científica. 3. ed. rev. e ampl. São Paulo: Atlas, 1993. p.238-243. 1. ARTIGOS CIENTÍFICOS Os artigos científicos são pequenos estudos, porém

Leia mais

Planejamento 2017 Vanessa Stefanelli

Planejamento 2017 Vanessa Stefanelli Planejamento 2017 Vanessa Stefanelli Diretora Nacional de Vendas Independente ANALISE SEU RELATORIO E ANOTE UNIDADE E PESSOAL A1? A2? A3?e o total P1? P2? P3? N1?N2? N3? T1,? T2? T3?... Consultoras diretas

Leia mais

Adamus Saint-Germain O Projeto Yoham

Adamus Saint-Germain O Projeto Yoham Adamus Saint-Germain O Projeto Yoham INTRODUÇÃO ÀS MERABHS Inspirando Consciências INTRODUÇÃO ÀS MERABHS Gravado em Boulder, Colorado, EUA Julho de 2012 Com Adamus Saint-Germain canalizado por Geoffrey

Leia mais

Por Maria Helena. Abril 2016

Por Maria Helena. Abril 2016 Horóscopo Mensal Por Maria Helena Abril 2016 Carneiro Horóscopo Diário Ligue já! 760 10 77 31 Carta do Mês: O 6 de Copas, que significa Nostalgia. Amor: Sentir-se-á muito nostálgico durante este mês. Seja

Leia mais

LotoFácil da Independência e o Bolão CAIXA Agosto/2016

LotoFácil da Independência e o Bolão CAIXA Agosto/2016 LotoFácil da Independência e o Agosto/2016 Dezenas Combinadas no Sugerimos alguns Jogos Combinados para que você os utilizasse na venda de seus Bolões CAIXA. A seguir explicaremos cada exemplo dado para

Leia mais

ELEMENTOS DE EQUAÇÕES DIFERENCIAIS

ELEMENTOS DE EQUAÇÕES DIFERENCIAIS ELEMENTOS DE EQUAÇÕES DIFERENCIAIS AULA 05: MODELAGEM E PROBLEMAS DIVERSOS TÓPICO 01: MODELAGEM No tópico 03 da aula 01 vimos alguns exemplos de equações diferenciais que serviam de modelo matemático para

Leia mais

Grupos e Organizações. Daniel Abud Seabra Matos

Grupos e Organizações. Daniel Abud Seabra Matos Grupos e Organizações Daniel Abud Seabra Matos Grupos e organizações O comportamento humano se dá num ambiente social, é decorrência dele, ao mesmo tempo em que o determina. Toda e qualquer sociedade consiste

Leia mais

5 DICAS SIMPLES PARA EMAGRECER DE DENTRO PARA FORA

5 DICAS SIMPLES PARA EMAGRECER DE DENTRO PARA FORA 5 DICAS SIMPLES PARA EMAGRECER DE DENTRO PARA FORA SUMÁRIO INTRODUÇÃO..3 DICA # 1...4 DICA # 2. 5 DICA # 3.. 6 DICA # 4..7 DICA # 5..8 CONCLUINDO..9 SOBRE A AUTORA 10 CONVITE ESPECIAL.....11 BIBLIOGRAFIA..

Leia mais

14 regras práticas para seu aplicativo ou software. engajar os usuários

14 regras práticas para seu aplicativo ou software. engajar os usuários 14 regras práticas para seu aplicativo ou software engajar os usuários produto X usuário Sua empresa tem uma solução interativa digital? Um site? Um aplicativo mobile? Um software? Se sim talvez você já

Leia mais

UNIVERSIDADE DO SUL DE SANTA CATARINA CURSO DE ENFERMAGEM DISCIPLINA: PRATICAS NATURAIS E VIVENCIS EM SAÚDE I Prof.ª DANIELLA KOCH DE CARVALHO

UNIVERSIDADE DO SUL DE SANTA CATARINA CURSO DE ENFERMAGEM DISCIPLINA: PRATICAS NATURAIS E VIVENCIS EM SAÚDE I Prof.ª DANIELLA KOCH DE CARVALHO UNIVERSIDADE DO SUL DE SANTA CATARINA CURSO DE ENFERMAGEM DISCIPLINA: PRATICAS NATURAIS E VIVENCIS EM SAÚDE I Prof.ª DANIELLA KOCH DE CARVALHO Segundo Barros (2004), Dhyana é a palavra em sânscrito que

Leia mais

7 Características do vendedor. que quero ser

7 Características do vendedor. que quero ser 7 Características do vendedor que quero ser Antes de estudar as técnicas específicas é melhor dominar os princípios. Pesquisa ADVB-PR 49% responderam que, o que mais atrapalhou na hora da negociação foi

Leia mais

Meditação Guiada. 5 Modelos Para Você Montar A Sua

Meditação Guiada. 5 Modelos Para Você Montar A Sua Meditação Guiada 5 Modelos Para Você Montar A Sua Meditação Guiada 1 Meditação Guiada Para Competência 2 Meditação Guiada Para O Perdão 3 Meditação Guiada Para A Prosperidade 4 Meditação Guiada Para A

Leia mais

INSTRUÇÕES PARA A DECLARAÇÃO E UM EXEMPLO PRÁTICO DE DECLARAÇÃO DO FAMILY FOOD PANEL

INSTRUÇÕES PARA A DECLARAÇÃO E UM EXEMPLO PRÁTICO DE DECLARAÇÃO DO FAMILY FOOD PANEL INSTRUÇÕES PARA A DECLARAÇÃO E UM EXEMPLO PRÁTICO DE DECLARAÇÃO DO FAMILY FOOD PANEL Em que consiste a colaboração? A colaboração com Family Food Panel consiste em declarar durante 7 dias todos os produtos

Leia mais

PRINCÍPIOS DE ADMINISTRAÇÃO

PRINCÍPIOS DE ADMINISTRAÇÃO PRINCÍPIOS DE ADMINISTRAÇÃO Por Evaristo Filho SEMINÁRIO TEOLÓGICO EVANGÉLICO BÍBLICO SETEB Global http://seminarioevangelico.com.br setebonline@gmail.com 2 Apresentação da Disciplina Informações Gerais

Leia mais

ORGANIZAÇÃO DO TEMPO planejamento. aprenda a planejar

ORGANIZAÇÃO DO TEMPO planejamento. aprenda a planejar ORGANIZAÇÃO DO TEMPO Por detrás de cada realização, pequena ou grande, encontra-se um planejamento. Lembre-se, se você realmente quer ver suas metas se concretizarem, aprenda a planejar. Mary Kay Ash ORGANIZAÇÃO

Leia mais

Desenvolvimento Mediúnico

Desenvolvimento Mediúnico Desenvolvimento Mediúnico AULA 8 Processo Reencarnatório e Engenheiros do Karma Comunidade de Cultura Divinista/CCD Instituto Divinista 29-Setembro-2012 Parte I - Teórica 1.Recapitulando 2.Processo Reencarnatório

Leia mais

Dados Importantes. Minhas Metas. Consultora: Código: da Consultora: Telefone: Código da Unidade: Diretora: da Diretora:

Dados Importantes. Minhas Metas. Consultora: Código:  da Consultora: Telefone: Código da Unidade: Diretora:  da Diretora: Dados Importantes Consultora: Código: E-mail da Consultora: Telefone: Diretora: Código da Unidade: E-mail da Diretora: Telefone da Diretora: Minhas Metas ESPIRITUAIS PESSOAIS FAMILIARES PROFISSIONAIS Plano

Leia mais

Controlo remoto HP Mini (somente em alguns modelos) Manual do utilizador

Controlo remoto HP Mini (somente em alguns modelos) Manual do utilizador Controlo remoto HP Mini (somente em alguns modelos) Manual do utilizador Copyright 2008 Hewlett-Packard Development Company, L.P. Windows e Windows Vista são marcas registadas da Microsoft Corporation

Leia mais

TRATOS ASCENDENTES E DESCENDENTES DA MEDULA ESPINAL

TRATOS ASCENDENTES E DESCENDENTES DA MEDULA ESPINAL TRATOS ASCENDENTES E DESCENDENTES DA MEDULA ESPINAL DEFINIÇÕES: FUNÍCULO: regiões da substância branca da medula espinal que formam tratos por onde trafegam informações ascendentes (da periferia para o

Leia mais

Mude situações com ritual de prosperidade com Achaiah

Mude situações com ritual de prosperidade com Achaiah Mude situações com ritual de prosperidade com Achaiah Feito sempre no primeiro dia de cada mês para pedir ajuda para estabilidade financeira e equilíbrio nas suas contas, você pode começar uma mudança

Leia mais

3 CHAKRA Plexo solar ou umbilical

3 CHAKRA Plexo solar ou umbilical 3 CHAKRA Plexo solar ou umbilical Localização: Quatro dedos acima do umbigo (diafragma); Cor: Amarela; Cristais associados: Amarelos e dourados. Partes associadas: Pâncreas, fígado, glândulas suprarrenais,

Leia mais

Passo a Passo. Curso de Vendas. Aula nº4. Material de Construção. Orientador Sigmar Sabin

Passo a Passo. Curso de Vendas. Aula nº4. Material de Construção. Orientador Sigmar Sabin Curso de Vendas Passo a Passo Material de Construção Aula nº4 Orientador Sigmar Sabin www.bomdiahoje.com.br sigmarsabin@bomdiahoje.com.br 41.9666.8183 TIM/Whats Sejam Bem Vindos 4º Encontro Fechamento

Leia mais

Os efeitos do calor sobre os corpos fazem parte do nosso cotidiano e podem ser facilmente percebidos. A ideia de que o calor é uma forma de energia

Os efeitos do calor sobre os corpos fazem parte do nosso cotidiano e podem ser facilmente percebidos. A ideia de que o calor é uma forma de energia Capítulo 4 Calor: energia térmica em trânsito Os efeitos do calor sobre os corpos fazem parte do nosso cotidiano e podem ser facilmente percebidos. A ideia de que o calor é uma forma de energia foi estabelecida

Leia mais

Curso de Noções Básicas de Segurança

Curso de Noções Básicas de Segurança Curso de Noções Básicas de Segurança Programa de Formação Ed.1 11-11-2016 Equipa de trabalho A equipa de trabalho, coordenação pedagógica, gestão da formação, apoio técnico-administrativo e atendimento

Leia mais

PARTE 1. (3 a 16 de janeiro) Começe 2017 em ponto de bala!

PARTE 1. (3 a 16 de janeiro) Começe 2017 em ponto de bala! Começe 2017 em ponto de bala! PARTE 1 (3 a 16 de janeiro) 1. Sente-se confortavelmente e respire fundo algumas vezes, relaxando os ombros. Pense quais serão os seus planos pra esse novo ano. Responda abaixo

Leia mais

Algoritmos alternativos da multiplicação

Algoritmos alternativos da multiplicação Algoritmos alternativos da multiplicação Método da Gelosia (janela veneziana) O método de gelosia aparece no primeiro livro de aritmética impresso em Treviso (a Itália) em 1478. Este procedimento foi introduzido

Leia mais

E-BOOK CO M L O U R O

E-BOOK CO M L O U R O BENZIMENTO E-BOOK CO M L O U R O Quem somos? Nós somos Bruno Gimenes e Patrícia Cândido e neste material especial nós vamos lhe ensinar algumas técnicas especiais de aplicação e resultados rápidos, para

Leia mais

Eduardo. Matemática Matrizes

Eduardo. Matemática Matrizes Matemática Matrizes Eduardo Definição Tabela de números dispostos em linhas e colunas. Representação ou Ordem da Matriz Se uma matriz A possui m linhas e n colunas, dizemos que A tem ordem m por n e escrevemos

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS FACULDADE DE AGRONOMIA ELISEU MACIEL DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA RURAL COMO PREPARAR UMA APRESENTAÇÃO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS FACULDADE DE AGRONOMIA ELISEU MACIEL DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA RURAL COMO PREPARAR UMA APRESENTAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS FACULDADE DE AGRONOMIA ELISEU MACIEL DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA RURAL COMO PREPARAR UMA APRESENTAÇÃO Prof. Dr. Antônio Lilles Tavares Machado Pelotas, agosto de 2005 COMO

Leia mais

Curso de Formação Básica de Segurança

Curso de Formação Básica de Segurança Curso de Formação Básica de Segurança Programa de Formação Ed.3 21-11-2016 Equipa de trabalho A equipa de trabalho, coordenação pedagógica, gestão da formação, apoio técnico-administrativo e atendimento

Leia mais

Aapple v a l mappleæê ß Papple fæe s Eapple

Aapple v a l  mappleæê ß  Papple fæe s  Eapple Aapple v a l i@a@ç@ã@o @d@o mappleæê ß @dæe@ Napple@o mæe@: Dapple@a t@a@: Papple r@o fæe s s@o r@(@a@): Eapple n@c@. @dæe@ Eapple@d@u@c@.: Napple@o mæe@: Dapple@a t@a@: Eapple s t@u@d@o @d@o Mappleæe

Leia mais

CELEBRE SEU SONHO. Aula baseada no Discurso de Barbara Sunden Diretora Nacional executiva Elite de Vendas independentes

CELEBRE SEU SONHO. Aula baseada no Discurso de Barbara Sunden Diretora Nacional executiva Elite de Vendas independentes CELEBRE SEU SONHO Aula baseada no Discurso de Barbara Sunden Diretora Nacional executiva Elite de Vendas independentes COMPARTILHANDO O SONHO Mary Kay disse: Se você quer apenas o que já possui, continue

Leia mais

Cobertura Odontológica

Cobertura Odontológica Uso consciente do plano de saúde AMS Papo de hoje: Cobertura Odontológica A Assistência Médica Supletiva (AMS) contempla plano médico, hospitalar, odontológico e de farmácia, de autogestão criado pela

Leia mais

Linha de Pesquisa: Sustentabilidade e Gestão dos Recursos Naturais

Linha de Pesquisa: Sustentabilidade e Gestão dos Recursos Naturais Nome do Candidato Nº Inscrição Assinatura do Candidato Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte Pró-Reitoria de Ensino Programa de Pós-Graduação em Uso Sustentável dos

Leia mais

O mar na gota de água

O mar na gota de água O mar na gota de água! O mar na gota de água, Página 1 Há uma pergunta que tem de ser feita: seja o que for que esteja a acontecer na minha vida, em qualquer altura, em tempos de alegria, em tempos de

Leia mais

PROBLEMA E PROBLEMÁTICA

PROBLEMA E PROBLEMÁTICA PROBLEMA E PROBLEMÁTICA ANDRÉ PARDUCCI DARLLE DANIELA ELIMARA MEDEIROS FRANCISCO GUEDES GISALMIR NASCIMENTO JANIELI SOUZA MARIA ISABEL MAYKEL ANDERSON SANDRA... O PROBLEMA DE PESQUISA O QUE É UM PROBLEMA

Leia mais

A força da Magia dos 3 maiores Anjos na sua vida!

A força da Magia dos 3 maiores Anjos na sua vida! Magia dos Anjos A força da Magia dos 3 maiores Anjos na sua vida! Na Bíblia encontramos cerca de 300 citações a respeito dos anjos e a palavra hebraica para anjo é Malakl ( Malachim ). No Novo Testamento,

Leia mais

Curso de Formação. Metas Curriculares de Português 1.º Ciclo (Turma Telões) (Data de início: 06/11/ Data de fim: 20/11/2014)

Curso de Formação. Metas Curriculares de Português 1.º Ciclo (Turma Telões) (Data de início: 06/11/ Data de fim: 20/11/2014) Curso de Formação Metas Curriculares de Português 1.º Ciclo (Turma Telões) (Data de início: 06/11/2014 - Data de fim: 20/11/2014) I - Autoavaliação (formandos) A- Motivação para a Frequência da Ação 1-

Leia mais

Introdução aos Sistemas Informáticos. Engenharia Informática, Engenharia Mecânica, Engenharia Química, Gestão e Engenharia Industrial

Introdução aos Sistemas Informáticos. Engenharia Informática, Engenharia Mecânica, Engenharia Química, Gestão e Engenharia Industrial I Crie na sua directoria pessoal a seguinte estrutura de directorias: ~ Others Users AnaIsabel RuiManuel Docs Textos Docs Textos Em relação à estrutura de directorias criada anteriormente, efectue as seguintes

Leia mais

Seja d um número natural. Uma árvore B de ordem d é uma árvore ordenada que é vazia, ou que satisfaz as seguintes condições:

Seja d um número natural. Uma árvore B de ordem d é uma árvore ordenada que é vazia, ou que satisfaz as seguintes condições: Árvores B Seja d um número natural. Uma árvore B de ordem d é uma árvore ordenada que é vazia, ou que satisfaz as seguintes condições: 1) A raiz é uma folha ou tem no mínimo 2 filhos; 2) Cada nó diferente

Leia mais

Ministério das Relações Exteriores Instituto Rio Branco. Prova Escrita de Noções de Economia

Ministério das Relações Exteriores Instituto Rio Branco. Prova Escrita de Noções de Economia Ministério das Relações Exteriores Instituto Rio Branco Concurso de Admissão à Carreira de Diplomata Questão 1 Recorde seus estudos sobre evolução da análise econômica, noções de Economia Internacional

Leia mais

Faça o que é certo em vez de fazer o que é conveniente, mesmo que ninguém a esteja observando; Respeite e ame incondicionalmente as Consultoras de seu grupo, sua Unidade e sua área Nacional; Não venda

Leia mais

Problemas de Satisfação de Restrições 03/05/2012

Problemas de Satisfação de Restrições 03/05/2012 Universidade Estadual do Oeste do Paraná Curso de Bacharelado em Ciência da Computação Problemas de Satisfação de Restrições 03/05/2012 Prof. a Claudia Brandelero Rizzi claudia_rizzi@hotmail.com Roteiro

Leia mais

Atendemos na Feira de artesanato Miramar no Largo da Alfandega SC Fone: celular:

Atendemos na Feira de artesanato Miramar no Largo da Alfandega SC Fone: celular: O jogo provoca um conflito interno, que leva o indivíduo a encontrar soluções aos seus problemas. Seu pensamento sai enriquecido e reestruturado, apto a lidar com novas transformações. O jogo assume, portanto

Leia mais

WORKBOOK OFICIAL HAZOPER POR DANIEL WEGE 5 DICAS SIMPLES PARA VOCÊ APROVEITAR O MÁXIMO DESTE EVENTO 1. Imprima este caderno de notas antes do início do evento para que você possa fazer suas anotações enquanto

Leia mais

Tratamento de vida plena

Tratamento de vida plena Tratamento de vida plena Eu adoro Tratamentos com Salmos, e este em especial, foi enviado por uma senhora muito amiga e especial que acabou de completar 84 anos cheios de sabedoria. Ela conta que esse

Leia mais

ESTRATIFICAÇÃO E ESTABILIDADE NO OCEANO

ESTRATIFICAÇÃO E ESTABILIDADE NO OCEANO Se uma massa de água mais densa está por cima de uma menos densa há instabilidade e ocorre afundamento da água mais densa. Na situação inversa, massa de água menos densa sobre uma mais densa, a interface

Leia mais

Como definir e realizar suas metas. Conteúdo elaborado pelo Master Coach Wagner Campos

Como definir e realizar suas metas. Conteúdo elaborado pelo Master Coach Wagner Campos Como definir e realizar suas metas O que é coaching? É um processo de desenvolvimento humano que contribui para que uma pessoa ou um grupo a atingir seus objetivos pessoais ou profissionais, através da

Leia mais

AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL

AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL Bibliotecas Universitárias e a Avaliação pelo MEC. Mírian Rocha Bibliotecária / Assessoria Educacional mqrocha@gmail.com (17) 8135-7993 PROCESSOS DE REGULAÇÃO DO ENSINO SUPERIOR

Leia mais

Laboratório de Física I para Matemáticos. Experiência 1 Medidas e conceituação de errors. 1 o semestre de 2011

Laboratório de Física I para Matemáticos. Experiência 1 Medidas e conceituação de errors. 1 o semestre de 2011 4310115 Laboratório de Física I para Matemáticos Experiência 1 Medidas e conceituação de errors 1 o semestre de 2011 21 de março de 2011 1. Medidas e conceituação de erros Introdução A presente prática

Leia mais

Aqui é a equipe Pra Relaxar de Vez e juntos queremos parabenizar você por se preocupar com a sua saúde e bem estar do seu corpo.

Aqui é a equipe Pra Relaxar de Vez e juntos queremos parabenizar você por se preocupar com a sua saúde e bem estar do seu corpo. BEM-VINDO(A)!! Olá!! Aqui é a equipe Pra Relaxar de Vez e juntos queremos parabenizar você por se preocupar com a sua saúde e bem estar do seu corpo. Que tal então partirmos direto para as dicas De Como

Leia mais

ROTEIRO PARA AVALIAÇÃO DA ILUMINAÇÃO

ROTEIRO PARA AVALIAÇÃO DA ILUMINAÇÃO ROTEIRO PARA AVALIAÇÃO DA ILUMINAÇÃO Roteiro adaptado de modelo proposto pela CIE (Commission Internationale de l Éclairage) para avaliação da iluminação em ambientes existentes. Embora elaborado para

Leia mais

4 maneiras para treinar sua mente para o sucesso 1. Planeje o seu dia A melhor maneira de treinar o seu cérebro para todas as atividades que ele deve cumprir é planejar seus dias com antecedência. Assim,

Leia mais

Tradução Lena Aranha

Tradução Lena Aranha Tradução Lena Aranha EM GRATA LEMBRANÇA DE JOHN THOMAS HORNSBY 1884-1960 MINISTRO NA IGREJA CONGREGACIONAL, NA ESCÓCIA, QUE PASSOU PARA O DESCANSO ETERNO NA ÉPOCA EM QUE SE CONCLUÍAM ESSAS PÁGINAS. Esta

Leia mais

Porque preciso ter planejamento?

Porque preciso ter planejamento? Porque preciso ter planejamento? 92% das famílias Brasileiras que não têm planejamento estão no vermelho. Você pode mudar esta realidade em sua casa Vamos começar! Você precisa agora de papel e lápis!

Leia mais

Guia prático: aprenda como alcançar o seu desenvolvimento pessoal

Guia prático: aprenda como alcançar o seu desenvolvimento pessoal Guia prático: aprenda como alcançar o seu desenvolvimento pessoal 03 05 07 12 17 21 23 Introdução Entenda o que é desenvolvimento pessoal Conheça os benefícios do desenvolvimento pessoal Os principais

Leia mais

Unidade Curricular: Física Aplicada

Unidade Curricular: Física Aplicada Mestrado Integrado em Ciências Farmacêuticas Unidade Curricular: Física Aplicada Aulas Laboratoriais Trabalho laboratorial nº. 3 (1ª. parte) Viscosidade de Líquidos DETERMINAÇÃO DO COEFICIENTE DE VISCOSIDADE

Leia mais

Sistema Nervoso Cap. 13. Prof. Tatiana Setembro / 2016

Sistema Nervoso Cap. 13. Prof. Tatiana Setembro / 2016 Sistema Nervoso Cap. 13 Prof. Tatiana Setembro / 2016 Função Responsável pela comunicação entre diferentes partes do corpo e pela coordenação de atividades voluntárias ou involuntárias. Neurônios A célula

Leia mais

Instalações Hidráulicas: Água Quente. Prof. Fabiano de Sousa Oliveira Curso: Engenharia Civil FTC/VC

Instalações Hidráulicas: Água Quente. Prof. Fabiano de Sousa Oliveira Curso: Engenharia Civil FTC/VC Instalações Hidráulicas: Água Quente Prof. Fabiano de Sousa Oliveira Curso: Engenharia Civil FTC/VC INSTALAÇÕES HIDRÁULICAS: ÁGUA QUENTE Primeiro ponto: Apresentação da norma técnica, vigente. Projeto

Leia mais

Auscultação Dinâmica & Gestão de Rumores

Auscultação Dinâmica & Gestão de Rumores Auscultação Dinâmica & Gestão de Rumores Módulo B7 A tradução deste documento foi feita por Translators Without Borders, único responsável pela qualidade e fidelidade ao original desta versão em português.

Leia mais

Programa de Educação Continuada (PEC)

Programa de Educação Continuada (PEC) Programa de Educação Continuada (PEC) Curso de Morfossintaxe Odette G.L.Altmann de Souza Campos* Construções que se alternam Ontem vimos Você sair Que você saiu Sua saída Você saindo É preciso Que você

Leia mais

Data: assinatura. Feito pelos voluntários de YearCompass e Invisible University International.

Data: assinatura. Feito pelos voluntários de YearCompass e Invisible University International. Eu acredito que tudo é possível este ano. Data: o ano à assinatura frente Feito pelos voluntários de YearCompass e Invisible University International. Békéssy László, Csúth Zsófia, Freisinger Ádám, P.

Leia mais

Aliança Espírita Evangélica RGA 2015

Aliança Espírita Evangélica RGA 2015 Aliança Espírita Evangélica RGA 2015 TEMA RGA 2015 Nossa Aliança com Jesus acolhendo e evangelizando corações na nova era. Local: Unisa Campus 1 RGA 2015 Rua Professor Enéas de Siqueira Neto, 340, Jardim

Leia mais

! Universidade Metodista de Piracicaba Processo Seletivo 2015 Prova de Conhecimento Específico da Música Curso Música Licenciatura Prova 1

! Universidade Metodista de Piracicaba Processo Seletivo 2015 Prova de Conhecimento Específico da Música Curso Música Licenciatura Prova 1 Universidade Metodista de Piracicaba Processo Seletivo 2015 Prova de Conhecimento Específico da Música Curso Música Licenciatura Prova 1 O Curso de Música-Licenciatura realizará, anualmente, uma Prova

Leia mais

ROTEIRO DE ESTUDO III ETAPA LETIVA CIÊNCIAS 2.º ANO/EF

ROTEIRO DE ESTUDO III ETAPA LETIVA CIÊNCIAS 2.º ANO/EF SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA MANTENEDORA DA PUC Minas E DO COLÉGIO SANTA MARIA ROTEIRO DE ESTUDO III ETAPA LETIVA CIÊNCIAS 2.º ANO/EF 2015 Caro(a) aluno(a), É tempo de conferir os conteúdos estudados na

Leia mais

Módulo 17E. Revisões de HTML. A) Noções básicas de HTML (cont.)

Módulo 17E. Revisões de HTML. A) Noções básicas de HTML (cont.) Módulo 17E Revisões de HTML A) Noções básicas de HTML (cont.) Inserção de Imagens A inserção de imagens em documentos HTML é feita através da tag (que não tem tag de fecho). A indicação do local

Leia mais

HOSPITAL ANÁLISE DE CORES

HOSPITAL ANÁLISE DE CORES UFU Arquitetura e Urbanismo e Design Análise da Forma Luis Eduardo Jacqueline Avelhaneda Pablo Augusto Sofia Peliciari Ulisses Rocha HOSPITAL ANÁLISE DE CORES A cor pode ser entendida como sensações visuais

Leia mais

Diodo de Junção - 2 Cap. 3 Sedra/Smith Cap. 1 Boylestad Cap. 3 Malvino

Diodo de Junção - 2 Cap. 3 Sedra/Smith Cap. 1 Boylestad Cap. 3 Malvino iodo de Junção - 2 Cap. 3 Sedra/Smith Cap. 1 Boylestad Cap. 3 Malvino MOELOS E IOOS Notas de Aula SEL 313 Circuitos Eletrônicos 1 1o. Sem/2016 Prof. Manoel iodo Real : Modelo e Análise O diodo real apresenta

Leia mais

Material para Avaliação

Material para Avaliação Material para Avaliação DPP Letras 1 Para Fixar. Projeto de vida é uma visualização antecipada da vida que desejamos ter ou levar. 2 O que é um projeto de vida? Um projeto de vida é mais do que uma ferramenta,

Leia mais

TERAPIA DO ESQUEMA PARA CASAIS

TERAPIA DO ESQUEMA PARA CASAIS TERAPIA DO ESQUEMA PARA CASAIS CONVERSANDO SOBRE KELLY PAIM Busca por relacionamentos satisfatórios Relações que trazem prejuízo e sofrimento O que acontece então? RELAÇÕES ÍNTIMAS VULNERABILIDADE HUMANA

Leia mais

TABUADA DAS OBJEÇÕES

TABUADA DAS OBJEÇÕES TABUADA DAS OBJEÇÕES Você já sentiu acuada, sem palavras ao ouvir alguma objeção de sua potencial iniciada!? As pessoas que você vai abordar são tão especiais quanto você e se elas disserem não, lembre-se

Leia mais

Palestra ACICG - Campo Grande PROF.: ALEXANDRE HENRIQUE SOUZA. Quem quer dinheiro? Percepções. Pense em

Palestra ACICG - Campo Grande PROF.: ALEXANDRE HENRIQUE SOUZA. Quem quer dinheiro? Percepções. Pense em Palestra ACICG - Campo Grande PROF.: ALEXANDRE HENRIQUE SOUZA 1 Quem quer dinheiro? Percepções Pense em uma flor? 1 Percepções Pense em uma flor? Níveis Lógicos em PNL Fatos Significados Emoções Crenças

Leia mais

O Profissional de Educação Física

O Profissional de Educação Física Força, FOCO e Fé!!! Sumário Introdução... 02 O Profissional de Educação Física... 03 Relação aluno x professor... 04 Existe um blog...... 06 Dicas para treinar com eficiência... 07 Conclusão... 09 Phantom

Leia mais

Os Principais Tipos de Objeções

Os Principais Tipos de Objeções Os Principais Tipos de Objeções Eu não sou como você" Você tem razão, eu não estou procurando por pessoas que sejam como eu. Sou boa no que faço porque gosto de mim como eu sou. Você vai ser boa no que

Leia mais

MODELO FORMATIVO. DATA DE INíCIO / FIM / HORARIO Manhã - 9:00 às 13:00 Tarde - 14:00 às 18:00 INVESTIMENTO FORMADOR

MODELO FORMATIVO. DATA DE INíCIO / FIM / HORARIO Manhã - 9:00 às 13:00 Tarde - 14:00 às 18:00 INVESTIMENTO FORMADOR FISIOTERAPIA AQUáTICA (DEZ 2015) LISBOA A Fisioterapia Aquática pode ser utilizada na prevenção e intervenção em diversas patologias. Esta exige do terapeuta competências específicas. Junte-se a Alexandre

Leia mais

INDICADORES DO MAU FUNCIONAMENTO DO AR CONDICIONADO METROFERROVIÁRIO. Autores. Jackson de Carvalho Galocha

INDICADORES DO MAU FUNCIONAMENTO DO AR CONDICIONADO METROFERROVIÁRIO. Autores. Jackson de Carvalho Galocha Autores Jackson de Carvalho Galocha (jgalocha@metrosp.com.br) Luis Carlos Rebelo (lrebelo@metrosp.com.br) Monografia apresentada para a conclusão do Curso de Especialização em Tecnologia Metro-ferroviária

Leia mais

Matrizes e Sistemas Lineares

Matrizes e Sistemas Lineares Matrizes e Sistemas Lineares Reforço de Matemática Básica - Professor: Marcio Sabino - 1 Semestre 2015 1 Matrizes Uma matriz é um conjunto retangular de números, símbolos ou expressões, organizados em

Leia mais

Caso queira passar todos os leads criados no RDS para o B24, use a opção New Lead Conversion (ver abaixo).

Caso queira passar todos os leads criados no RDS para o B24, use a opção New Lead Conversion (ver abaixo). INTEGRAÇÃO RD STATION > ZAPIER > BITRIX24 Através do Zapier é possível integrar o RD Station (RDS) ao Bitrix24 (B24). Assim você pode usar cada ferramenta para o propósito com que foi criada, ou seja,

Leia mais

TÍTULO: ESTUDO ERGONÔMICO DA POSTURA SENTADA EM COLABORADORAS DE UMA INDÚSTRIA DE CONFECÇÃO.

TÍTULO: ESTUDO ERGONÔMICO DA POSTURA SENTADA EM COLABORADORAS DE UMA INDÚSTRIA DE CONFECÇÃO. TÍTULO: ESTUDO ERGONÔMICO DA POSTURA SENTADA EM COLABORADORAS DE UMA INDÚSTRIA DE CONFECÇÃO. CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E SAÚDE SUBÁREA: FISIOTERAPIA INSTITUIÇÃO: FACULDADE DE JAGUARIÚNA

Leia mais

Reajuste anual de planos de saúde

Reajuste anual de planos de saúde Sindicato dos Laboratórios de Minas Gerais Nº : 204 Data: 08/06/2015 Fale conosco: (31) 3213-2738 - Fax (31) 3213-0814 - secretaria@sindlab.org.br - www.sindlab.org.br Reajuste anual de planos de saúde

Leia mais

ebook benzimento com louro

ebook benzimento com louro ebook benzimento com louro Eu já escrevi mais de 10 livros na temática da espiritualidade e das terapias vibracionais e complementares, contudo, a minha primeira obra e a mais difícil de fazer foi Fitoenergética

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL MUNICÍPIO DE GENTIL/RS CONCURSO PÚBLICO DE PROVAS EDITAL Nº 01/2016

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL MUNICÍPIO DE GENTIL/RS CONCURSO PÚBLICO DE PROVAS EDITAL Nº 01/2016 ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL MUNICÍPIO DE GENTIL/RS CONCURSO PÚBLICO DE PROVAS EDITAL Nº 01/2016 RELATÓRIO DO JULGAMENTO DOS RECURSOS CONTRA CONTEÚDO DE QUESTÕES E CLASSIFICAÇÃO PRELIMINAR A Banca Examinadora

Leia mais

GESTÃO DE EQUIPES COM PNL. (Programação Neurolinguística) Alan Martins HPE

GESTÃO DE EQUIPES COM PNL. (Programação Neurolinguística) Alan Martins HPE GESTÃO DE EQUIPES COM PNL (Programação Neurolinguística) Alan Martins HPE PROCESSO DE MANIFESTAÇÃO 7 ANOS 95% 5% Subconsciente Consciente CRENÇAS PENSAMENTOS AMBIENTE SENTIMENTOS RESULTADOS COMPORTAMENTOS

Leia mais

Perguntas Frequentes

Perguntas Frequentes Perguntas Frequentes SOU ALUNO...... 2 Sou aluno e quero utilizar o HypatiaMat. É preciso inscrever-me?... 2 Preciso inscrever-me no HypatiaMat. Como posso fazer a minha inscrição?... 2 Já fiz a minha

Leia mais

O CAMINHO QUE NOS LEVA À FELICIDADE É O AMOR!

O CAMINHO QUE NOS LEVA À FELICIDADE É O AMOR! O CAMINHO QUE NOS LEVA À FELICIDADE É O AMOR! O verdadeiro caminho a ser peregrinado por nossas vidas, é sem dúvida o da felicidade, e para se chegar até ele, precisamos de um combustível que só pode ser

Leia mais

VINDE A MIM TODOS VÓS QUE ESTAIS FATIGADOS, QUE EU VOS ALIVIAREI

VINDE A MIM TODOS VÓS QUE ESTAIS FATIGADOS, QUE EU VOS ALIVIAREI O CRISTO CONSOLADOR O JUGO DO CRISTO Vinde a mim todos os que estais cansados sob o peso do vosso fardo e vos darei descanso. Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim, porque sou manso e humilde de

Leia mais

O Objetivo da Vida Cristã. Aula 02 Texto básico: Mateus Hino sugerido: 386 (HNC) - Testemunho

O Objetivo da Vida Cristã. Aula 02 Texto básico: Mateus Hino sugerido: 386 (HNC) - Testemunho O Objetivo da Vida Cristã Aula 02 Texto básico: Mateus 6. 25-34 Hino sugerido: 386 (HNC) - Testemunho Objetivo: Demonstrar que a prática religiosa não é o objetivo da vida cristã, mas o meio pelo qual

Leia mais

PROGRAMAÇÃO DE MICROPROCESSADORES 2009 / 2010

PROGRAMAÇÃO DE MICROPROCESSADORES 2009 / 2010 Departamento de Engenharia Electrotécnica PROGRAMAÇÃO DE MICROPROCESSADORES 2009 / 2010 Mestrado Integrado em Engenharia Electrotécnica e Computadores 1º ano 2º semestre Trabalho nº 5 Funções e Vectores

Leia mais

André Filipe dos Santos Coelho

André Filipe dos Santos Coelho 1 Em que consistem os processos conativos? A conação, os processos conativos, ligam-se, por sua vez, à dimensão do fazer, das maneiras como regulamos os nossos comportamentos e acções. Esta procura compreender

Leia mais

Checklist- Os maiores vilões da sua produtividade na internet. VIVER DE BLOG Página 1

Checklist- Os maiores vilões da sua produtividade na internet. VIVER DE BLOG Página 1 Checklist- Os maiores vilões da sua produtividade na internet VIVER DE BLOG Página 1 INTRODUÇÃO Principalmente quem trabalha em casa, através da internet, sabe a quantidade de distrações existentes à nossa

Leia mais

1. INCLUSÃO DE CATEGORIAS (para a inclusão de novas perguntas em categorias já existentes vá para o tópico 2).

1. INCLUSÃO DE CATEGORIAS (para a inclusão de novas perguntas em categorias já existentes vá para o tópico 2). Tutorial - Inclusão de Categorias e Elaboração de Novas Questões 1. INCLUSÃO DE CATEGORIAS (para a inclusão de novas perguntas em categorias já existentes vá para o tópico 2). 1.1 Entre na Sala de Elaboração

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça HABEAS CORPUS Nº 173.928 - MG (2010/0094429-2) RELATOR : MINISTRO NAPOLEÃO NUNES MAIA FILHO EMENTA HABEAS CORPUS. EXECUÇÃO PENAL. LATROCÍNIO. 20 ANOS DE RECLUSÃO, EM REGIME INICIAL FECHADO. PRISÃO DOMICILIAR.

Leia mais

Fruto do Espírito - Alegria (da Salvação)

Fruto do Espírito - Alegria (da Salvação) Fruto do Espírito - Alegria (da Salvação) Tema do Instituto Bíblico - Ig. Batista Maanaim Gal 5:16-22 Um relacionamento maduro com Deus resulta em um fruto e, este fruto, tem seus resultados no caráter

Leia mais

Ambiente, Segurança e Saúde do Trabalho Conselhos para Colaboradores e Parceiros da Securitas Portugal securitas.pt

Ambiente, Segurança e Saúde do Trabalho Conselhos para Colaboradores e Parceiros da Securitas Portugal securitas.pt Pense em segurança, trabalhe em segurança As quedas, escorregadelas e os tropeçamentos são a causa de acidentes e ferimentos entre Trabalhadores. Estatísticas revelam que estes tipos de incidentes são

Leia mais