Chegou a Hora de um Novo Sistema ERP? Os Cinco Elementos Principais para a Decisão. Cortesia de:

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Chegou a Hora de um Novo Sistema ERP? Os Cinco Elementos Principais para a Decisão. Cortesia de:"

Transcrição

1 Chegou a Hora de um Novo Sistema ERP? Os Cinco Elementos Principais para a Decisão Cortesia de:

2 Introdução Não importa em que negócio ou segmento você atue, em algum momento você irá se perguntar: "Chegou a hora de mudar nosso sistema de ERP ou devemos continuar com o atual?" Não é uma pergunta fácil de responder. Se você decidir manter seu sistema atual, pode arriscar ficar para trás em termos de tecnologia e funcionalidade. Por outro lado, se decidir mudar seu ERP, enfrentará grandes investimentos, irá passar por vários tipos de contratempos na organização e ainda correrá o risco do insucesso da implantação. Qual é a resposta certa para sua empresa? Nos últimos 15 anos, a SoftResources ajudou centenas de organizações a atravessar o processo de seleção de softwares. O processo de avaliação de cada empresa considerou análises sobre seus problemas específicos. Cada uma delas teve razões diferentes para continuar com o sistema atual ou para realizar a mudança. Em muitos casos, a decisão se deveu a cinco elementos para a decisão. Os 5 Elementos para a Mudança Processos de Negócios. Processos de negócios baseados em sistemas de ERP mais antigos e inflexíveis se tornam limitados. Tecnologia de Sistemas. A tecnologia se torna obsoleta, dificultando a integração e causando uma perda de vantagens tecnológicas estratégicas. Fornecedor de Software. Mudanças no fornecedor de software, como fusões e aquisições, têm impacto direto nos recursos do software e sua orientação futura. Relatórios. Sistemas mais antigos estão freqüentemente cheios de informação que não podem ser acessadas sem que seja consumida uma quantidade significativa de tempo, energia e esforços. Custo Total de Propriedade. O custo total de propriedade do sistema atual justifica o custo de adquirir um novo sistema. Se sua empresa encontrou desafios nessas áreas, considere selecionar e implantar um novo sistema ERP. Processos de Negócios Recentemente perguntamos ao CEO de uma grande organização multinacional por que eles estavam mudando seu sistema de ERP. "Para melhorar nossos processos de negócios", ele respondeu, declarando que uma das maiores empresas do mundo precisava mudar seus sistemas de ERP. À medida que você avalia seu sistema ERP em relação aos processos de negócios, deve primeiramente analisar quais processos incorretos/ineficazes de negócios são causados pelo seu sistema ERP; e depois identificar o número de processos paralelos os usuários dos sistemas criaram para trabalhar com seu ERP. Se você encontra problemas de processos significativos nessas áreas, uma mudança para um sistema de ERP moderno pode ser benéfica para sua organização. Processos Incorretos Resultantes do Sistema ERP A funcionalidade e os recursos inerentes ao seu software ERP têm um grande impacto nos seus processos de negócios. À medida que avalia a eficácia do seu sistema atual, você deve primeiramente revisar os processos de sua atividade principal para determinar se eles permitem uma eficiência e uma produtividade máximas. Se não, investigue se o sistema de software impõe limites aos seus processos. Seus usuários dizem "Só faço isso porque é assim que o sistema quer que eu faça"? Quando os sistemas de ERP foram introduzidos, há 20 anos, eram rígidos em suas funcionalidades. Eles forçavam empresas a adaptar processos de negócios às exigências do software, ou obrigava as empresas a personalizar significativamente o software para que ele atingisse suas necessidades específicas. No entanto, os processos de negócios evoluíram com o passar do tempo, enquanto o software permanece estático. Isso causa uma disparidade entre a forma como o software foi inicialmente implantado e as novas exigências do negócio. Essa evolução continua até o ponto em que os processos no sistema chegam a limitar a capacidade dos usuários de conduzir o negócio de forma eficiente. Assim como no caso do CEO, citado anteriormente, essa é uma razão importante pela qual sua empresa pode terminar implantando um novo sistema de ERP.

3 Novas aplicações de softwares de negócios oferecem processos de negócios flexíveis baseados em práticas recomendadas e ferramentas de processos como fluxo de trabalho. Fluxo de trabalho é a capacidade de definir e mudar fluxos de processos dentro do sistema. Isso inclui muitos recursos, como roteamento eletrônico de documentos, notificação de evento e processos automatizados baseados em disparadores. Muitos fornecedores de ERP oferecem fluxos de trabalho flexíveis baseados em regras que permitem que os negócios criem processos personalizados com base em suas operações. Esses fluxos de trabalho podem ser mudados à medida que as preferências e exigências evoluem. Em alguns dos sistemas mais sofisticados, usuários avançados podem até mesmo diagramar e implementar novos fluxos de trabalho com tecnologia arrastar e soltar. Essa flexibilidade permite ao sistema ERP evoluir com as mudanças dos processos de negócios e com as práticas da sua empresa e da sua indústria. Criação de Sistemas Paralelos Quando os usuários sentem que as ineficiências do sistema ERP se tornaram incômodas demais, eles encontram outras formas de realizar o trabalho. É natural que as pessoas tomem para si a responsabilidade mesmo sem autorização de descobrir soluções para os problemas através de sistemas paralelos que melhoram sua produtividade pessoal. Esses sistemas são tipicamente criados usando ferramentas externas, como planilhas e bancos de dados. Esses sistemas dão aos funcionários controle sobre dados, mas também acabam criando ilhas isoladas de dados. O resultado são sistemas redundantes, entradas de dados duplicadas e a necessidade de reconciliar os sistemas para minimizar a possibilidade aumentada de erros. Em alguns casos, a gerência nem está ciente de que sistemas paralelos existem. Enquanto analisa a eficiência do seu sistema atual, você deve identificar que trabalho está sendo feito fora do seu sistema de ERP. Quanto mais planilhas e bases de dados você encontrar, mais você é candidato a um novo sistema. A implementação de um novo software pode trazer muitos benefícios a organizações que possuem vários sistemas paralelos. Primeiro, um sistema de ERP moderno permite que todos os dados e informações essenciais sejam inseridos em uma base de dados central, permitindo a geração de relatórios mais facilmente e minimizando as chances de erros. Segundo, fazer parte de um processo de seleção permite que a organização trabalhe junto como um todo. Usuários têm maior autonomia quando participam de discussões sobre a definição das exigências. Eles se sentem parte da implementação porque contribuíram para a decisão. Finalmente, uma nova implementação traz um novo olhar sobre seus processos de negócios. No planejamento da implementação, deve haver um equilíbrio entre mudar processos estabilizados para obter vantagem dos recursos inerentes do software e modificações no software para se adaptar a funcionalidades essenciais exigidas por sua organização. Principais Considerações Sobre Processos de Negócios Enquanto avalia os efeitos do seu software ERP atual sobre seus processos de negócios, você deve considerar as seguintes questões: A eficiência e a produtividade dos seus processos de negócios atuais estão diminuindo? Os processos de negócios podem compensar ineficiências no sistema de ERP? Eles foram ditados pelo sistema devido à falta de funcionalidade? Suas exigências de negócios mudaram com os anos, fazendo com que as razões pelas quais você escolheu seu sistema atual não sejam mais válidas? Os usuários criaram muitos sistemas paralelos e alternativas fora do ERP? A implementação de um sistema de ERP permite que a sua empresa obtenha vantagem de novos recursos, funcionalidades e idéias novas. Um parceiro de implementação que entenda sua indústria é um excelente recurso para implementar eficientemente o sistema e efetivamente definir seus processos de negócios. A seleção e a implementação de um sistema de ERP moderno pode reduzir processos manuais, eliminar redundâncias e reduzir documentações em papel, dando à sua empresa a oportunidade de: Revisar todos os processos de negócios e determinar quais são exigidos, quais podem ser modificados e quais podem ser eliminados. Identificar e eliminar redundância e entradas manuais de dados. Padronizar processos de negócios em todos os departamentos. Adotar as práticas recomendadas disponíveis no novo software para obter maior eficiência em relação às formas atuais de fazer negócios. Fazer uso da funcionalidade de fluxo de trabalho flexível para obter vantagem de processos de negócios automatizados, roteamento de documentos, eventos e alertas.

4 Tecnologia do Sistema A tecnologia do software muda rapidamente. Um grande exemplo disso é que, em apenas alguns anos, a tecnologia de interface do usuário progrediu das telas verdes dos anos de 1980 até as interfaces gráficas aponte-e-clique do Windows dos anos de 1990, até o visual de navegador da web de hoje, com hiperlinks e barras de pesquisa. Isso significa que você precisa de um sistema de software que acompanhe as novas tecnologias, fazendo com que você possa continuar sendo competitivo. Na sua avaliação em relação à tecnologia do seu sistema de ERP, os cinco elementos-chave para a decisão são integração, disponibilidade de suporte e recursos e personalização. Integração Muitas empresas com sistemas de ERP antigos têm muitos sistemas de software auxiliares que lidam com vários aspectos do negócio porque têm autonomia departamental ativada para seus sistemas, ou porque têm as necessidades que o fornecedor do software ERP principal não pôde oferecer no momento em que a empresa adquiriu os sistemas. As informações desses sistemas devem ser passadas de e para o centro financeiro ou o sistema de ERP. Empresas que não contam com uma integração abrangente de sistemas têm dificuldades para gerenciar dados em vários locais, têm custos adicionais para fazer atualizações de softwares de distintos fornecedores e têm que empregar profissionais de TI focados na manutenção das integrações entre os sistemas. Nos últimos anos, sistemas de ERP modernos tentaram resolver esses problemas de integração ao expandir seus recursos funcionais. O objetivo é ser uma funcionalidade integrada completa para substituir sistemas autônomos diversos. Para estender ainda mais a funcionalidade de ISVs (fornecedores de software independentes) oferecem dispositivos complementares específicos para cada indústria que são estreitamente integrados à aplicação do ERP principal. Para essas organizações que ainda requerem aplicações de terceiros, fornecedores de ERP oferecem IPAs (interfaces de programas de aplicações), que são ferramentas de integração poderosas. Disponibilidade de Suporte e Recursos Enquanto avalia a tecnologia do software que está usando, você deve considerar os recursos que estarão disponíveis para lhe dar suporte nos próximos 7-12 anos. Sua equipe de TI atual investiu tempo para adquirir conhecimentos sobre a tecnologia dos seus sistemas atuais. Alguns irão receber uma mudança para novas tecnologias de braços abertos. Para outros, uma mudança na tecnologia pode ser extremamente difícil. Na verdade, já vimos funcionários deixarem organizações por causa de uma mudança na tecnologia. Você precisa conhecer a cultura do seu pessoal de TI para determinar se uma mudança na tecnologia seria possível. Encontrar recursos futuros para dar suporte à sua tecnologia também pode afetar sua decisão. Faculdades e universidades já não ensinam mais algumas tecnologias mais antigas, fazendo com que cada vez menos pessoas possam oferecer suporte a elas. Observe cuidadosamente sua tecnologia e os recursos disponíveis para dar suporte ais seus si temas no longo prazo. Personalização Nos primórdios da computação, empresas construíam softwares personalizados do zero para administrar seu negócio. Isso criava um sistema muito funcional, mas que era projetado sem considerar atualizações tecnológicas ou a possibilidade de integração com sistemas mais novos. Esses sistemas tinham uma tendência a ser tão focados em necessidades específicas que mudanças em processos de negócios ou na indústria faziam com que se tornassem ineficientes rapidamente. Os sistemas de ERP foram prevalecendo nos anos de 1990 e as empresas descobriram que, apesar de o software ERP oferecer a maioria das funcionalidades geralmente necessárias, existiam determinadas exigências que não estavam disponíveis na forma padrão. Fornecedores ofereciam personalizações para atender a essas necessidades específicas que exigiam mudanças no códigofonte, mas acabavam levando a empresa para o caminho das atualizações. Isso significa que, com o passar do tempo, a empresa ficava com funcionalidades e tecnologias ultrapassadas, sem nenhum suporte.

5 Outros desafios para empresas com aplicações personalizadas incluem: Conhecimento concentrado em poucos. As pessoas que ajudaram a desenvolver e definir as exigências do sistema são as únicas pessoas que podem fazer o sistema funcionar de forma contínua. Documentação técnica. Recursos externos têm dificuldade em suportar a aplicação porque não é bem documentado. Se a documentação existe, ela é geralmente muito genérica e não soluciona problemas específicos que possam surgir. Treinamento. Somente aqueles funcionários com conhecimento podem treinar novos funcionários, e o treinamento contínuo é mínimo. Sistemas de ERP mais novos avançaram bastante em oferecer funcionalidades expandidas para necessidades específicas. Além disso, eles oferecem ferramentas para modificar o software, em vez de personalizá-lo. Modificações permitem à sua empresa realizar mudanças no software independentemente do código-fonte. Campos definidos pelo cliente são projetados no sistema, que permitem inserção e geração de relatórios de dados específicos que você deseja capturar. O resultado final é que modificações podem ser feitas no software sem se afastar do caminho de atualização, permitindo obter vantagens dos novos recursos e tecnologias sem perder as principais funcionalidades necessárias para administrar seu negócio. Principais Considerações Sobre a Tecnologia do Software Ao avaliar o impacto que sua tecnologia tem na organização, você deve considerar as seguintes perguntas: A tecnologia que você está usando hoje é um ativo para sua empresa? Que problemas de integração você tem atualmente? Eles podem ser aliviados com uma única solução ERP? Quais são as competências de sua equipe de TI? Eles estão dispostos a adotar uma nova tecnologia? Que outros recursos de suporte estão disponíveis para a tecnologia que você está usando (ou considerando)? Você personalizou tanto seu software que saiu do caminho de atualização e falta suporte para sua versão do software? Adquirir um novo software de negócios dará a sua empresa a capacidade de: Obter benefícios de novas competências para tornar a tecnologia uma vantagem competitiva para sua organização. Realizar modificações e ainda permanecer no caminho de atualização. Acompanhar as necessidades tecnológicas de sua indústria. Identificar e eliminar redundâncias e entradas de dados manuais em diferentes sistemas. Obter dados mais precisos. A tecnologia ERP deveria ser um ativo estratégico para sua organização. Você deveria poder obter vantagens dos principais avanços tecnológicos para aumentar sua capacidade de atender a seus clientes e aumentar o faturamento. Quando você adquire um sistema ERP, não está adquirindo somente um produto estático. Você está, na verdade, formando um relacionamento com o fornecedor na qual eles continuam a desenvolver e dar suporte ao software de maneira que serão úteis a você por muitos anos.

6 Fornecedor do Software Às vezes, a razão pela qual uma empresa muda seu sistema de ERP não tem nenhuma relação com o software em si ou com os processos de negócios associados a eles. Tem a ver com o que está acontecendo com o fornecedor de software. Dois fatores principais têm um grande impacto na decisão de muitas empresas de mudar para um novo sistema, o desenvolvimento e suporte de software do fornecedor, e o efeito de uma fusão ou aquisição de um fornecedor. Desenvolvimento e Suporte de Software Quando você adquire um sistema de ERP, não está somente adquirindo um produto estático. Você está na verdade formando um relacionamento com o fornecedor, na qual eles continuam a desenvolver e dar suporte ao software de uma maneira que serão úteis para você por muitos anos. As taxas anuais de manutenção que você paga financiam novas funcionalidades, atualizações tecnológicas e suporte. Ao avaliar seu sistema atual, você deve investigar o que o fornecedor fez para aumentar tanto a funcionalidade quanto a tecnologia do produto, prestando atenção se essas melhorias são significativas para sua organização. Você está pagando uma taxa de manutenção anual significativa e quer funcionalidades e tecnologias que sejam úteis para você. As melhorias têm sido um ativo estratégico para sua organização, ou o fornecedor está criando novas funcionalidades que não atendem a suas necessidades? O suporte do fornecedor também é um elemento importante a se considerar. Quando uma empresa sente que não está obtendo o suporte adequado de seu fornecedor, ela começa a procurar outras opções de suporte. Isso pode incluir trazer o suporte para dentro da empresa ou buscar outra organização que ofereça suporte. Se a insatisfação com o fornecedor se tornar grande demais, algumas empresas terminam interrompendo seus pagamentos de manutenção. Eles podem achar muito caras, ter muitas personalizações, ou não enxergar o valor em estar usando a versão mais recente do software. Com o tempo, o sistema se torna obsoleto e eles chegam ao ponto onde não se pode mais oferecer suporte a suas versões. A empresa gradualmente perde sua eficiência operacional e finalmente descobre que está tão ultrapassada e existem tantos riscos de perda de dados e falhas no sistema que ela começa a buscar um novo sistema. Aquisições de Fornecedores de ERP Na última década, fornecedores de software ERP passaram por várias fusões e aquisições que alteraram o cenário do fornecedor. Isso resultou em mudanças de propriedade de muitos pacotes de software. Fusões de fornecedores de ERP têm impacto direto sobre todo usuário de produtos de software envolvido. Ao adquirir outras empresas, fornecedores de software têm estratégias diferentes para os sistemas de ERP que eles adquirem. Em alguns casos, eles continuam a vender, manter e fazer atualizações como se fossem uma companhia autônoma. Isso significa pouca mudança na relação com seus consumidores. Em outros casos, eles adquirem produtos para a base de usuário, e apesar de continuarem a dar suporte ao produto por um tempo, não investem nele nem o melhoram. O objetivo desse tipo de aquisição é mover a base de usuário para outro produto do portfólio do fornecedor de software. Para isso, eles oferecem uma taxa de migração reduzida e então extraem taxas de manutenção da base de usuário até que a maioria dos usuários deixe o sistema e o faturamento obtido não justifique mais o custo do suporte continuado. Nesse momento, eles começam a desativar a aplicação e os usuários são forçados a mudar para um dos outros produtos do fornecedor do software ou escolher outro fornecedor. Logo após seu produto do software ter sido adquirido por um fornecedor concorrente, é geralmente muito difícil prever o que irá acontecer. O fornecedor pode ainda nem ter elaborado uma estratégia para o produto. Isso significa que você tem um ou dois anos sem mudanças significativas no suporte. Mas com o passar do tempo, a estratégia do fornecedor se solidifica, e você irá notar mudanças em sua cultura, direção e suporte. Nesse momento, você deve avaliar se o fornecedor ainda é adequado para sua empresa ou se as mudanças de propriedade justificam a seleção e implementação de um novo sistema.

7 Principais Considerações Sobre o Fornecedor do Software Ao avaliar o impacto do fornecedor do software no seu sistema de ERP e na sua organização, você deve ter em mente as seguintes questões: As atualizações às funcionalidades e à tecnologia têm sido úteis para sua organização? As atualizações exigem muitos recursos, tempo e dinheiro para serem implementadas? O fornecedor lhe dá suporte adequado? O software é financeiramente estável? Qual é o histórico do software? Ele foi adquirido várias vezes? O fornecedor está mantendo bons níveis de vendas ou estão simplesmente dando suporte a clientes antigos? Você se sente confortável trabalhando com esse fornecedor? Ele combina com a cultura da sua empresa? Essas questões não são totalmente quantificáveis. Na realidade, algumas das respostas serão baseadas em intuição. Avaliar um fornecedor de software é mais do que somente avaliar seu produto de software. Trata-se de uma avaliação de pessoas quão bem você trabalha com eles e quão bem eles lhe dão suporte. Um fornecedor estável com uma boa base de instalação, um produto em constante desenvolvimento, e aproximação cultural pode ser um ativo estratégico para você por muitos anos. Adquirir um novo sistema de software de negócios deve dar a sua empresa a oportunidade de: Manter um relacionamento com um fornecedor de software que irá desenvolver a funcionalidade e tecnologia de maior interesse para sua organização. Obter suporte apropriado para seu investimento em ERP. Ter um fornecedor financeiramente estável para dar suporte ao seu software por muitos anos e diminuir os riscos de aquisição. Ajudar-lhe a focar em obter uma boa combinação cultural para sua empresa. Geração de Relatórios A geração de relatórios é um dos principais motivos pelos quais empresas adotam um novo sistema de software. Sistemas de ERP mais antigos coletam dados muito bem, mas têm dificuldades em recuperar dados para fins de geração de relatórios. Para transformar um sistema de ERP em um ativo estratégico, os dados que residem no sistema precisam ser dispostos de uma forma prática para se tomar decisões em tempo e bem-informadas. As principais questões enfrentadas por empresas em relação a relatórios são consultas ad hoc, atrasos nos relatórios e gráficos. Consultas Ad Hoc Consultas ad hoc são um dos fatores mais limitadores dos sistemas de ERP mais antigos. Muitas organizações acreditam que gerar relatórios é trabalhoso e demorado. Pelo fato de sistemas antigos dependerem de relatórios previamente configurados, é muito difícil criar uma visão diferente dos dados. Se a gerência precisa de um relatório não-padrão, a equipe de TI é freqüentemente solicitada para criá-lo. Isso os afasta de outros projetos e atividades de trabalho. Na verdade, algumas organizações têm inclusive um grupo de TI cujo único propósito é elaborar e executar relatórios para a gerência executiva. Sistemas de ERP moderno oferecem recursos de geração de relatórios bastante flexíveis. Na verdade, esses recursos de geração de relatórios se tornaram tão amigáveis para o usuário que, com um treinamento mínimo, os usuários finais podem realmente juntar suas próprias consultas ad hoc constantemente. A geração de relatórios e recursos analíticos ad hoc permite aos usuários produzir relatórios para o gerente executivo, o gerente financeiro, gerente de operações, e para exigências regulatórias da indústria e do governo. Além dos recursos padrões de geração de relatórios de consultas, integrações a ferramentas como OLAP (online analytical processing - processamento analítico online) permitem exportar dados para um "cubo de dados" que pode ser usado para fazer o que quiser com os dados, de várias maneiras, oferecendo visões inovadoras para o desempenho da sua empresa.

8 Atrasos na Geração de Relatórios Para facilitar a eficiência transacional, muitos relatórios de sistemas mais antigos são executados em lotes, geralmente durante a noite, após a atualização dos dados no sistema. Isso significa que os dados não estão disponíveis em tempo real. Solicitações podem ficar acumuladas durante períodos de intensa geração de relatórios, como a proximidade do final do ano. Isso pode ser uma limitação significativa quando são exigidas respostas rápidas a mudanças nas políticas e procedimentos ou nas necessidades do cliente. Sistemas de ERP modernos oferecem a capacidade de consultar dados a qualquer momento. Painéis executivos também estão disponíveis, exibindo relatórios críticos e informações na área de trabalho para permitir a executivos monitorar as condições minuto a minuto. Alertas de fluxo de trabalho podem ser ativados para que, quando medidas importantes mudem, um relatório seja imediatamente enviado para a equipe responsável, permitindo ações em tempo real para gerenciar e administrar o negócio com eficiência. Gráficos É muito mais fácil ver tendências e áreas de preocupação em um formato gráfico do que listas enormes de números que os sistemas antigos imprimem. Pelo fato de sistemas mais antigos não oferecerem formas convenientes de oferecer relatórios gráficos, os usuários acabam re-digitando dados em planilhas e outras ferramentas de produtividade da área de trabalho que oferecem recursos de apresentações gráficas. Sistemas de ERP modernos oferecem recursos internos de geração de relatórios gráficos significativos. Relatórios podem ser formatados em tempo real e executados sempre que necessário. Pelo fato de muitas pessoas ainda usarem ferramentas de planilhas como o Excel para manipular dados, a maioria dos fornecedores de software desenvolveram links importar/exportar de um só botão para essas ferramentas. Principais Considerações Sobre Geração de Relatórios Quando você avalia o impacto da geração de relatórios no seu sistema de ERP e na sua organização, deve considerar o seguinte: Você obtém os relatórios de que precisa para gerenciar seu negócio? Como são executadas as consultas ad hoc? A equipe de TI precisa dar suporte a elas ou os usuários podem executar seus próprios relatórios? O que é necessário para obter seus relatórios? Existe muito trabalho por trás para juntar a informação necessária? Ocorrem atrasos nos relatórios devido a limitações do sistema? Você obtém relatórios gráficos que permitem rapidamente identificar tendências e variâncias? É fácil exportar dados para ferramentas externas, como o Excel? Um novo sistema de software de negócios deve oferecer à sua empresa: Uma biblioteca de relatórios definidos previamente com a capacidade de modificar consultas. Ferramentas de consultas ad hoc simples, que permitem até aos funcionários mais aversos à tecnologia formatar e criar seus próprios relatórios. Acesso a dados e relatórios em tempo real. Painéis que exibem continuamente informações críticas para responsáveis pela tomada de decisões. Consolidação e apresentação de dados em formato gráfico sem utilizar recursos externos. Links para planilhas e outras ferramentas de base de dados para manipulação de dados e formatação de relatórios. Integração a ferramentas de terceiros mais robustas de análise de dados e geração de relatórios, como OLAP. A geração de relatórios é um dos principais benefícios de se implementar um novo sistema. A capacidade de sistemas de ERP modernos de extrair e manipular dados em tempo real dá à gerência uma ferramenta eficaz para tomar decisões pela organização.

9 Custo Total de Propriedade O custo total de propriedade (TCO) é o acúmulo de todos os custos não somente custos de software ou de TI associados com fazer um sistema atingir seu propósito. Muitas organizações não têm idéia de quais são os custos totais para operar um sistema porque somente alguns poucos custos são realmente tangíveis e quantificáveis. Custos tangíveis, como taxas de licenciamento e de manutenção de software, podem ser facilmente definidos e são acessados prontamente. Custos intangíveis não são tão visíveis assim, mas representam custos para a organização em termos de produtividade e tempo. Na verdade, se você observar somente os custos tangíveis, um novo sistema de ERP tipicamente aparece ser a opção mais cara. No entanto, ao avaliar o TCO do seu sistema, ou seja, tanto custos tangíveis quanto intangíveis, você pode descobrir que um novo sistema se justifica pelos ganhos de produtividade, economia de tempo e maiores oportunidades de faturamento que um novo sistema traz. A tabela abaixo lista os custos tangíveis mais comuns que você deve considerar ao calcular seu TCO junto com custos tangíveis similares associados a um novo sistema. Pelo fato de a vida útil aproximada de um sistema de software ser de sete a doze anos, você deve estender sua análise de TCO pelo menos sete anos. Custos Tangíveis Custos Sistemas Atuais Sistemas Novos Software Preço de aquisição de licença de software Número de usuários Número de usuários atuais (simultaneamente no sistema) Equilíbrio de taxas de licenciamento de software Cobranças financeiras Sistemas auxiliares Taxas de licenciamento de software Cobranças financeiras Fornecedor de software independente ou sistemas auxiliares Implementação Relação da implementação da licença do software Estimativa entre 1:1 e 3:1 ou mais Sistemas adicionais para preencher lacunas Implementação de atualizações periódicas Implementação Manutenção De 18 25% das taxas de licenciamento do software Atuais taxas de manutenção anuais Manutenção de interface e integração Manutenção anual estimada Manutenção de interface e integração Suporte Taxas de suporte padrões Taxas de suporte estendidas Taxas de suporte padrões Taxas de suporte estendidas Hardware Manutenção de hardware Atualização de hardware Aquisição de novo hardware, se necessário Estimativa de futuras atualizações

10 Custos Intangíveis Custos intangíveis são baseados em estimativas. Uma análise completa exige que você examine como sua organização usa o sistema de ERP e todas as peças auxiliares que fazem o sistema funcionar. Você tem que aplicar valores por hora para pessoas e suas atividades, e estimar o tempo exigido para desempenhar certas funções. Avaliar custos intangíveis força você a determinar valores em dinheiro para custos intangíveis. TA tabela abaixo lista custos intangíveis comuns e inclui algumas suposições de alto nível que você pode fazer para ajudar a quantificá-los em dinheiro. Quando você avalia o custo de um novo sistema, deve estimar melhorias na produtividade que levam a economias de custo e dinheiro para cada uma das áreas listadas abaixo. Categoria Suposições Custo Atual Novo Custo Suporte da Aplicação Interna manter hardware específico para ERP manter aplicação dar suporte a usuários gerar relatórios ou ajustar formatos Atualizações implementar atualizações e realizar modificações Treinamento Processos de Negócios Inserções Duplicadas completar treinamento inicial e contínuo tempo perdido estimado com processos ineficientes inserções múltiplas de dados extrair dados do sistema Tempo de Resposta da Aplicação Desenvolvimento Personalizado Tempo perdido esperando por sistemas de ERP e paralelos personalizações adicionais e modificações desenvolvidas internamente

11 Ferramentas de Relatórios Ferramentas de relatórios adicionais necessárias para consolidar a informação integral da equipe de TI necessária para criar e executar relatórios sofisticados

12 Conclusão Todos os negócios, em um momento ou em outro, têm que pesar os custos e benefícios de manter um sistema de ERP mais antigo versus os custos e benefícios de selecionar e implementar um novo sistema. Sistemas herdados, apesar de ser uma tecnologia mais antiga, oferecem à empresa certo nível de conforto conforto provavelmente em detrimento de maiores funcionalidades e tecnologias relevantes. Sistemas de ERP trazem muitos desafios às organizações. Processos de negócios ineficientes são geralmente ditados por esses sistemas e são complementados por alternativas criadas por usuários inventivos para maximizar a produtividade pessoal. A tecnologia é impactada por questões de integração, disponibilidade de recursos de suporte, e personalizações que não permitem atualizações para funcionalidades e tecnologias melhoradas. Fusões e aquisições alteraram a relação do fornecedor de software com seus clientes. A geração de relatórios não oferece informação em tempo hábil para os responsáveis por tomadas de decisão. Finalmente, o custo total de processos ineficientes e manutenção de um sistema herdado podem justificar o custo de se implementar um novo sistema para melhorar a eficiência, o serviço ao cliente e o faturamento. Esses elementos levaram muitas organizações a mudar seus sistemas de ERP. Mas a resposta correta para sua organização virá dos desafios específicos que você está enfrentando. À medida que você descobre os motivos pelos quais outras organizações realizaram mudanças em seus sistemas de ERP, você poderá avaliar se é a hora certa para você obter vantagens com os recursos de um software de ERP moderno.

13 2008 Microsoft Corporation. Todos os direitos reservados. Microsoft Dynamics é uma linha de soluções para gerenciamento de negócios integrada e adaptável que permite a você e à sua equipe tomar decisões de negócios com mais confiança. O Microsoft Dynamics funciona como softwares familiares da Microsoft, como o Microsoft Office, o que significa uma curva de aprendizado menor para sua equipe, para que possam se concentrar no que é realmente importante. Projetado para trabalhar com tecnologias da Microsoft, ele funciona facilmente com os sistemas que sua empresa já implementou. Ao automatizar e organizar processos financeiros, de relacionamento com cliente e de cadeia de suprimentos, o Microsoft Dynamics ajuda a convergir pessoas, processos e tecnologias, aumentando a produtividade e a eficácia do seu negócio e contribuindo para o sucesso do seu negócio. No Brasil ligue para Para mais informações acesse

Unidade II GERENCIAMENTO DE SISTEMAS. Prof. Roberto Marcello

Unidade II GERENCIAMENTO DE SISTEMAS. Prof. Roberto Marcello Unidade II GERENCIAMENTO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Prof. Roberto Marcello SI Sistemas de gestão A Gestão dos Sistemas Integrados é uma forma organizada e sistemática de buscar a melhoria de resultados.

Leia mais

ERP. Enterprise Resource Planning. Planejamento de recursos empresariais

ERP. Enterprise Resource Planning. Planejamento de recursos empresariais ERP Enterprise Resource Planning Planejamento de recursos empresariais O que é ERP Os ERPs em termos gerais, são uma plataforma de software desenvolvida para integrar os diversos departamentos de uma empresa,

Leia mais

Sistemas Integrados de Gestão Empresarial

Sistemas Integrados de Gestão Empresarial Universidade Federal do Vale do São Francisco Curso de Administração Tecnologia e Sistemas de Informação - 05 Prof. Jorge Cavalcanti jorge.cavalcanti@univasf.edu.br www.univasf.edu.br/~jorge.cavalcanti

Leia mais

Importância do GED. Implantação de um Sistema de GED

Importância do GED. Implantação de um Sistema de GED Implantação de um Sistema de GED Gerenciamento Eletrônico de Documentos Importância do GED O GED tem uma importante contribuição na tarefa da gestão eficiente da informação; É a chave para a melhoria da

Leia mais

Tecnologia e Sistemas de Informações ERP e CRM

Tecnologia e Sistemas de Informações ERP e CRM Universidade Federal do Vale do São Francisco Tecnologia e Sistemas de Informações ERP e CRM Prof. Ricardo Argenton Ramos Aula 6 ERP Enterprise Resource Planning Sistemas Integrados de Gestão Empresarial

Leia mais

Otimização do Gerenciamento de Datacenters com o Microsoft System Center

Otimização do Gerenciamento de Datacenters com o Microsoft System Center Otimização do Gerenciamento de Datacenters com o Microsoft System Center Aviso de Isenção de Responsabilidade e Direitos Autorais As informações contidas neste documento representam a visão atual da Microsoft

Leia mais

SAM GERENCIAMENTO DE ATIVOS DE SOFTWARE

SAM GERENCIAMENTO DE ATIVOS DE SOFTWARE SAM GERENCIAMENTO DE ATIVOS DE SOFTWARE Modelo de Otimização de SAM Controle, otimize, cresça Em um mercado internacional em constante mudança, as empresas buscam oportunidades de ganhar vantagem competitiva

Leia mais

Estudo de Viabilidade

Estudo de Viabilidade Estudo de Viabilidade PGE: Plastic Gestor Empresarial Especificação de Requisitos e Validação de Sistemas Recife, janeiro de 2013 Sumário 1. Motivação... 1 2. Introdução: O Problema Indentificado... 2

Leia mais

Gestão da Tecnologia da Informação

Gestão da Tecnologia da Informação TLCne-051027-P0 Gestão da Tecnologia da Informação Disciplina: Governança de TI São Paulo, Outubro de 2012 0 Sumário TLCne-051027-P1 Conteúdo desta Aula Abordar o domínio Adquirir e Implementar e todos

Leia mais

Organização e a Terceirização da área de TI. Profa. Reane Franco Goulart

Organização e a Terceirização da área de TI. Profa. Reane Franco Goulart Organização e a Terceirização da área de TI Profa. Reane Franco Goulart Como surgiu? A terceirização é uma ideia consolidada logo após a Segunda Guerra Mundial, com as indústrias bélicas americanas, as

Leia mais

2.3. ORGANIZAÇÕES E GESTÃO DOS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

2.3. ORGANIZAÇÕES E GESTÃO DOS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO 2.3. ORGANIZAÇÕES E GESTÃO DOS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO As Empresas e os Sistemas Problemas locais - impacto no sistema total. Empresas como subsistemas de um sistema maior. Uma empresa excede a soma de

Leia mais

Qual servidor é o mais adequado para você?

Qual servidor é o mais adequado para você? Qual servidor é o mais adequado para você? Proteção de dados Tenho medo de perder dados se e o meu computador travar Preciso proteger dados confidenciais Preciso de acesso restrito a dados Acesso a dados

Leia mais

Objetivos. Engenharia de Software. O Estudo de Viabilidade. Fase do Estudo de Viabilidade. Idéias chave. O que Estudar? O que concluir?

Objetivos. Engenharia de Software. O Estudo de Viabilidade. Fase do Estudo de Viabilidade. Idéias chave. O que Estudar? O que concluir? Engenharia de Software O Estudo de Viabilidade Objetivos O que é um estudo de viabilidade? O que estudar e concluir? Benefícios e custos Análise de Custo/Benefício Alternativas de comparação 1 2 Idéias

Leia mais

Softwares de Sistemas e de Aplicação

Softwares de Sistemas e de Aplicação Fundamentos dos Sistemas de Informação Softwares de Sistemas e de Aplicação Profª. Esp. Milena Resende - milenaresende@fimes.edu.br Visão Geral de Software O que é um software? Qual a função do software?

Leia mais

Requisitos de business intelligence para TI: O que todo gerente de TI deve saber sobre as necessidades reais de usuários comerciais para BI

Requisitos de business intelligence para TI: O que todo gerente de TI deve saber sobre as necessidades reais de usuários comerciais para BI Requisitos de business intelligence para TI: O que todo gerente de TI deve saber sobre as necessidades reais de usuários comerciais para BI Janeiro de 2011 p2 Usuários comerciais e organizações precisam

Leia mais

Gerenciamento de Serviços de TI com base na ITIL

Gerenciamento de Serviços de TI com base na ITIL Gerenciamento de Serviços de TI com base na ITIL Information Technology Infrastructure Library ou Biblioteca de Infraestrutura da Tecnologia da Informação A TI de antes (ou simplesmente informática ),

Leia mais

GERENCIAMENTO CENTRALIZADO DELL POWERVAULT DL 2000 BASEADO EM TECNOLOGIA SYMANTEC

GERENCIAMENTO CENTRALIZADO DELL POWERVAULT DL 2000 BASEADO EM TECNOLOGIA SYMANTEC GERENCIAMENTO CENTRALIZADO DELL POWERVAULT DL 2000 BASEADO EM TECNOLOGIA SYMANTEC RESUMO EXECUTIVO O PowerVault DL2000, baseado na tecnologia Symantec Backup Exec, oferece a única solução de backup em

Leia mais

ERP. Planejamento de recursos empresariais

ERP. Planejamento de recursos empresariais ERP Enterprise Resource Planning Planejamento de recursos empresariais ERP Enterprise Resource Planning -Sistema de Gestão Empresarial -Surgimento por volta dos anos 90 -Existência de uma base de dados

Leia mais

Soluções baseadas no SAP Business One BX PROJECT BX PROJECT. Software de Gestão para Empresas Orientadas à Projetos. Brochura

Soluções baseadas no SAP Business One BX PROJECT BX PROJECT. Software de Gestão para Empresas Orientadas à Projetos. Brochura Brochura BX PROJECT Soluções baseadas no SAP Business One BX PROJECT Software de Gestão para Empresas Orientadas à Projetos SAP Business One para Empresas de Projetos Esta combinação de SAP Business One

Leia mais

Soluções baseadas no SAP Business One BX MRO BX MRO. Brochura. Gestão de Manutenção, Reparo e Revisão de Equipamentos

Soluções baseadas no SAP Business One BX MRO BX MRO. Brochura. Gestão de Manutenção, Reparo e Revisão de Equipamentos Brochura BX MRO Soluções baseadas no SAP Business One BX MRO Gestão de Manutenção, Reparo e Revisão de Equipamentos Manutenção, Reparo & Revisão para SAP Business One Esta combinação de SAP Buisness One

Leia mais

Uma visão abrangente dos negócios. Solução para superar barreiras e otimizar recursos na sua empresa

Uma visão abrangente dos negócios. Solução para superar barreiras e otimizar recursos na sua empresa Uma visão abrangente dos negócios Solução para superar barreiras e otimizar recursos na sua empresa Negócios sem barreiras O fenômeno da globalização tornou o mercado mais interconectado e rico em oportunidades.

Leia mais

Avaliando o Software de ERP Os 6 Principais Elementos para a Decisão. Cortesia de:

Avaliando o Software de ERP Os 6 Principais Elementos para a Decisão. Cortesia de: Avaliando o Software de ERP Os 6 Principais Elementos para a Decisão Cortesia de: Resumo Este white paper aborda os 6 elementos principais que devem ser analisados no momento de avaliar produtos de software

Leia mais

C O B I T. Gerenciamento dos Riscos Mitigação. Aceitação. Transferência. Evitar/Eliminar.

C O B I T. Gerenciamento dos Riscos Mitigação. Aceitação. Transferência. Evitar/Eliminar. C O B I T Evolução Estratégica A) Provedor de Tecnologia Gerenciamento de Infra-estrutura de TI (ITIM) B) Provedor de Serviços Gerenciamento de Serviços de TI (ITSM) C) Parceiro Estratégico Governança

Leia mais

Gerenciamento de Projeto

Gerenciamento de Projeto UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA INSTITUTO DE BIOCIÊNCIAS, LETRAS E CIÊNCIAS EXATAS DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS DE COMPUTAÇÃO E ESTATÍSTICA Gerenciamento de Projeto Engenharia de Software 2o. Semestre/ 2005

Leia mais

fornecendo valor com inovações de serviços de negócios

fornecendo valor com inovações de serviços de negócios fornecendo valor com inovações de serviços de negócios A TI é grande. Tantos bits no universo digital quanto estrelas em nosso universo físico. é arriscada. Dois terços dos projetos de TI estão em risco,

Leia mais

Exame de Fundamentos ITIL v.3

Exame de Fundamentos ITIL v.3 Exame de Fundamentos ITIL v.3 Exame de Fundamentos ITIL v.3: Exame simulado A, versão 3.1 Múltipla escolha Instruções 1. Todas as 40 perguntas devem ser respondidas. 2. Não existem perguntas capciosas.

Leia mais

Software de gerenciamento de trabalho

Software de gerenciamento de trabalho Software de gerenciamento de trabalho Software de gerenciamento de trabalho GoalPost O software de gerenciamento de trabalho (LMS) GoalPost da Intelligrated fornece informações sob demanda para medir,

Leia mais

Prof. Lucas Santiago

Prof. Lucas Santiago Classificação e Tipos de Sistemas de Informação Administração de Sistemas de Informação Prof. Lucas Santiago Classificação e Tipos de Sistemas de Informação Sistemas de Informação são classificados por

Leia mais

Resumo da solução SAP SAP Technology SAP Afaria. Gestão da mobilidade empresarial como vantagem competitiva

Resumo da solução SAP SAP Technology SAP Afaria. Gestão da mobilidade empresarial como vantagem competitiva da solução SAP SAP Technology SAP Afaria Objetivos Gestão da mobilidade empresarial como vantagem competitiva Simplifique a gestão de dispositivos e aplicativos Simplifique a gestão de dispositivos e aplicativos

Leia mais

Liderança e tecnologia: uma comparação do custo total de propriedade de Comunicações unificadas e Colaboração

Liderança e tecnologia: uma comparação do custo total de propriedade de Comunicações unificadas e Colaboração WHITE PAPER Liderança e tecnologia: uma comparação do custo total de propriedade de Comunicações unificadas e Colaboração Patrocinado pela Cisco Systems, Inc setembro de 2013 Resumo executivo As empresas

Leia mais

Consolidação inteligente de servidores com o System Center

Consolidação inteligente de servidores com o System Center Consolidação de servidores por meio da virtualização Determinação do local dos sistemas convidados: a necessidade de determinar o melhor host de virtualização que possa lidar com os requisitos do sistema

Leia mais

CA Mainframe Chorus for DB2 Database Management Version 2.0

CA Mainframe Chorus for DB2 Database Management Version 2.0 FOLHA DO PRODUTO CA Mainframe Chorus for DB2 Database Management CA Mainframe Chorus for DB2 Database Management Version 2.0 Simplifique e otimize seu DB2 para tarefas de gerenciamento de carga de trabalho

Leia mais

Estratégias para avaliação da segurança da computação em nuvens

Estratégias para avaliação da segurança da computação em nuvens Academia de Tecnologia da IBM White paper de liderança de pensamento Novembro de 2010 Estratégias para avaliação da segurança da computação em nuvens 2 Proteção da nuvem: do desenvolvimento da estratégia

Leia mais

Conheça a nova solução de servidor que ajuda pequenas empresas a fazer mais Com menos.

Conheça a nova solução de servidor que ajuda pequenas empresas a fazer mais Com menos. Conheça a nova solução de servidor que ajuda pequenas empresas a fazer mais Com menos. O papel de um servidor Introdução à rede básica Sua empresa tem muitas necessidades recorrentes, tais como organizar

Leia mais

E-business: Como as Empresas Usam os Sistemas de Informação

E-business: Como as Empresas Usam os Sistemas de Informação Capítulo 2 E-business: Como as Empresas Usam os Sistemas de Informação 2.1 2007 by Prentice Hall OBJETIVOS DE ESTUDO Identificar e descrever as principais características das empresas que são importantes

Leia mais

ERP SISTEMA DE GESTÃO EMPRESARIAL. Guia Prático de Compra O QUE SABER E COMO FAZER PARA ADQUIRIR CERTO. Edição de julho.2014

ERP SISTEMA DE GESTÃO EMPRESARIAL. Guia Prático de Compra O QUE SABER E COMO FAZER PARA ADQUIRIR CERTO. Edição de julho.2014 ERP SISTEMA DE GESTÃO EMPRESARIAL Guia Prático de Compra Edição de julho.2014 O QUE SABER E COMO FAZER PARA ADQUIRIR CERTO Í n d i c e 6 perguntas antes de adquirir um sistema 4 6 dúvidas de quem vai adquirir

Leia mais

ALÉM DO BUG TRACKING : GERENCIANDO O SETOR DE SUPORTE COM O MANTISBT

ALÉM DO BUG TRACKING : GERENCIANDO O SETOR DE SUPORTE COM O MANTISBT ALÉM DO BUG TRACKING : GERENCIANDO O SETOR DE SUPORTE COM O MANTISBT Juliano Flores Prof. Lucas Plautz Prestes Centro Universitário Leonardo da Vinci - UNIASSELVI Gestão de Tecnologia da Informação (GTI034)

Leia mais

PRIMAVERA PORTFOLIO MANAGEMENT DA ORACLE

PRIMAVERA PORTFOLIO MANAGEMENT DA ORACLE PRIMAVERA PORTFOLIO MANAGEMENT DA ORACLE RECURSOS GERENCIAMENTO DE PORTFÓLIO Entrega valor por meio de uma abordagem de estratégia em primeiro lugar para selecionar o conjunto ideal de investimentos Aproveita

Leia mais

CRM. Customer Relationship Management

CRM. Customer Relationship Management CRM Customer Relationship Management CRM Uma estratégia de negócio para gerenciar e otimizar o relacionamento com o cliente a longo prazo Mercado CRM Uma ferramenta de CRM é um conjunto de processos e

Leia mais

Nove erros comuns que devem ser evitados ao selecionar e implementar uma solução de mobilidade

Nove erros comuns que devem ser evitados ao selecionar e implementar uma solução de mobilidade Nove erros comuns que devem ser evitados ao selecionar e implementar uma solução de mobilidade Introdução Introdução A empresa de pesquisa IDC prevê que mais da metade dos trabalhadores usarão ferramentas

Leia mais

Módulos QM de sistemas ERP ou MES x Sistemas LIMS

Módulos QM de sistemas ERP ou MES x Sistemas LIMS Módulos QM de sistemas ERP ou MES x Sistemas LIMS Módulos de controle ou gestão da qualidade de sistemas ERP ou MES X sistemas para automação e gestão de laboratórios LIMS e suas diferenças conceituais

Leia mais

Proposta Comercial. Empresa «Nome_da_empresa» Solução BPO Business Process Outsourcing. Número Proposta «Numero_Proposta» - «Versao»

Proposta Comercial. Empresa «Nome_da_empresa» Solução BPO Business Process Outsourcing. Número Proposta «Numero_Proposta» - «Versao» Proposta Comercial Empresa «Nome_da_empresa» Solução BPO Business Process Outsourcing Número Proposta «Numero_Proposta» - «Versao» Data 14 de setembro de 2012 Preparado para: «Nome» «Sobrenome» 1. Objetivo

Leia mais

Usando ferramentas já conhecidas integradas ao Visual Studio Team System 2008

Usando ferramentas já conhecidas integradas ao Visual Studio Team System 2008 Usando ferramentas já conhecidas integradas ao Visual Studio Team System 2008 White Paper Maio de 2008 Para obter as últimas informações, visite o site www.microsoft.com/teamsystem As informações contidas

Leia mais

SISTEMAS DE NEGÓCIOS. a) SISTEMAS DE APOIO EMPRESARIAIS

SISTEMAS DE NEGÓCIOS. a) SISTEMAS DE APOIO EMPRESARIAIS 1 SISTEMAS DE NEGÓCIOS a) SISTEMAS DE APOIO EMPRESARIAIS 1. COLABORAÇÃO NAS EMPRESAS Os sistemas colaborativos nas empresas nos oferecem ferramentas para nos ajudar a colaborar, comunicando idéias, compartilhando

Leia mais

Soluções baseadas no SAP Business One BX PRODUCTION BX PRODUCTION. Software de Gestão para Manufatura Discreta e Repetitiva.

Soluções baseadas no SAP Business One BX PRODUCTION BX PRODUCTION. Software de Gestão para Manufatura Discreta e Repetitiva. Brochura BX PRODUCTION Soluções baseadas no SAP Business One BX PRODUCTION Software de Gestão para Manufatura Discreta e Repetitiva SAP Business One para manufatura discreta e repetitiva A combinação de

Leia mais

Organograma Organizacional Automático e Subordinação da Força de Trabalho

Organograma Organizacional Automático e Subordinação da Força de Trabalho Organograma Organizacional Automático e Subordinação da Força de Trabalho Visualização da Força de Trabalho Subordinação por Contagem de Pessoas Orçamentação e Planejamento Gerenciamento de Diversidade

Leia mais

ERP: Pacote Pronto versus Solução in house

ERP: Pacote Pronto versus Solução in house ERP: Pacote Pronto versus Solução in house Introdução Com a disseminação da utilidade e dos ganhos em se informatizar e integrar os diversos departamentos de uma empresa com o uso de um ERP, algumas empresas

Leia mais

Soluções de Output LRS

Soluções de Output LRS Soluções de Output LRS Enormes economias de custo estão aguardando L O G O A B A I X O D A S U P E R F Í C I E Organizações de todos os tamanhos enfrentam um desafio singular: reduzir dramaticamente os

Leia mais

Controlar. Otimizar. Crescer.

Controlar. Otimizar. Crescer. Controlar. Otimizar. Crescer. Neste material de suporte, você encontrará informações de SAM para: Novos Líderes de Tecnologia Fusões e Aquisições True-Up Assist Serviço Microsoft EAP Assist Assuma o controle

Leia mais

Guia de Início Rápido

Guia de Início Rápido Guia de Início Rápido O Microsoft Project 2013 parece diferente das versões anteriores, por isso criamos este guia para ajudar você a minimizar a curva de aprendizado. Barra de Ferramentas de Acesso Rápido

Leia mais

SKF é uma marca comercial registrada do Grupo SKF.

SKF é uma marca comercial registrada do Grupo SKF. SKF é uma marca comercial registrada do Grupo SKF. SKF 2011 Os direitos autorais desta publicação pertencem ao editor e seu conteúdo não pode ser reproduzido (mesmo em parte) sem uma permissão por escrito.

Leia mais

Dashboards dinâmicos para executivos

Dashboards dinâmicos para executivos dos produtos SAP Soluções SAP Crystal SAP Crystal Dashboard Design Objetivos Dashboards dinâmicos para executivos Transforme dados complexos em dashboards atraentes e interativos Transforme dados complexos

Leia mais

10 Dicas para uma implantação

10 Dicas para uma implantação 10 Dicas para uma implantação de Cloud Computing bem-sucedida. Um guia simples para quem está avaliando mudar para A Computação em Nuvem. Confira 10 dicas de como adotar a Cloud Computing com sucesso.

Leia mais

Bem-vindo à apresentação do SAP Business One.

Bem-vindo à apresentação do SAP Business One. Bem-vindo à apresentação do SAP Business One. Neste tópico, responderemos à pergunta: O que é o Business One? Definiremos o SAP Business One e discutiremos as opções e as plataformas disponíveis para executar

Leia mais

Symantec University para Parceiros Perguntas freqüentes

Symantec University para Parceiros Perguntas freqüentes Symantec University para Parceiros Perguntas freqüentes Sumário INFORMAÇÕES GERAIS... 1 SYMANTEC UNIVERSITY PARA PARCEIROS... 1 TREINAMENTO... 2 SERVIÇO DE INFORMAÇÕES... 4 COLABORAÇÃO... 5 Informações

Leia mais

Especificações da oferta Gerenciamento de dispositivos distribuídos: Gerenciamento de ativos

Especificações da oferta Gerenciamento de dispositivos distribuídos: Gerenciamento de ativos Visão geral do Serviço Especificações da oferta Gerenciamento de dispositivos distribuídos: Gerenciamento de ativos Os Serviços de gerenciamento de dispositivos distribuídos ajudam você a controlar ativos

Leia mais

ARQUITETURA TRADICIONAL

ARQUITETURA TRADICIONAL INTRODUÇÃO Atualmente no universo corporativo, a necessidade constante de gestores de tomar decisões cruciais para os bons negócios das empresas, faz da informação seu bem mais precioso. Nos dias de hoje,

Leia mais

DELL POWERVAULT SÉRIE MD ARMAZENAMENTO DE DADOS MODULAR ARMAZENAMENTO DE DADOS DELL POWERVAULT SÉRIE MD

DELL POWERVAULT SÉRIE MD ARMAZENAMENTO DE DADOS MODULAR ARMAZENAMENTO DE DADOS DELL POWERVAULT SÉRIE MD ARMAZENAMENTO DE DADOS MODULAR ARMAZENAMENTO DE DADOS DELL POWERVAULT SÉRIE MD Simplificação da TI O Dell série MD pode simplificar a TI, otimizando sua arquitetura de armazenamento de dados e garantindo

Leia mais

SISTEMA DE PISTA WAYNE FUSION. Conheça a nova face do. controle de pista.

SISTEMA DE PISTA WAYNE FUSION. Conheça a nova face do. controle de pista. SISTEMA DE PISTA WAYNE FUSION Conheça a nova face do controle de pista. Controle onde você mais precisa. Controle onde voc O Sistema de Pista Wayne Fusion permite uma interface ininterrupta de suas bombas,

Leia mais

Softwares Aplicativos. (Capítulo 2)

Softwares Aplicativos. (Capítulo 2) Softwares Aplicativos (Capítulo 2) INTRODUÇÃO À ENGENHARIA DA COMPUTAÇÃO Professor: Rosalvo Ferreira de Oliveira Neto Estrutura 1. Definição 2. Aquisição 3. Classificações 4. Ética 5. Profissionais 03

Leia mais

Unidade III FINANÇAS EM PROJETO DE TI. Prof. Fernando Rodrigues

Unidade III FINANÇAS EM PROJETO DE TI. Prof. Fernando Rodrigues Unidade III FINANÇAS EM PROJETO DE TI Prof. Fernando Rodrigues Quando se trabalha com projetos, é necessária a utilização de técnicas e ferramentas que nos auxiliem a estudálos, entendê-los e controlá-los.

Leia mais

Terceirização de Serviços de TI

Terceirização de Serviços de TI Terceirização de Serviços de TI A visão do Cliente PACS Quality Informática Ltda. 1 Agenda Terceirização: Perspectivas históricas A Terceirização como ferramenta estratégica Terceirização: O caso específico

Leia mais

DISCIPLINA ENGENHARIA DE SOFTWARE Aula 03 Processo Unificado e Desenvolvimento Ágil. Profª Esp.: Maysa de Moura Gonzaga

DISCIPLINA ENGENHARIA DE SOFTWARE Aula 03 Processo Unificado e Desenvolvimento Ágil. Profª Esp.: Maysa de Moura Gonzaga DISCIPLINA ENGENHARIA DE SOFTWARE Aula 03 Processo Unificado e Desenvolvimento Ágil Profª Esp.: Maysa de Moura Gonzaga 2º Semestre / 2011 O Processo Unificado dos autores Ivar Jacobson, Grady Booch e James

Leia mais

Engenharia de Software

Engenharia de Software Engenharia de Software 2.1 Capítulo 2 QUALIDADE DE SOFTWARE 1. INTRODUÇÃO Como foi mencionado no capítulo anterior, o papel da Engenharia de Software é, principalmente, fornecer métodos e ferramentas para

Leia mais

Slice Management. Controlando o que você não vê. Direto ao assunto

Slice Management. Controlando o que você não vê. Direto ao assunto Slice Management Controlando o que você não vê Direto ao assunto O Slice Management (SM) é uma prática de gerenciamento que consiste em colocar um sistema de inteligência em todas as áreas da empresa.

Leia mais

Introdução a listas - Windows SharePoint Services - Microsoft Office Online

Introdução a listas - Windows SharePoint Services - Microsoft Office Online Page 1 of 5 Windows SharePoint Services Introdução a listas Ocultar tudo Uma lista é um conjunto de informações que você compartilha com membros da equipe. Por exemplo, você pode criar uma folha de inscrição

Leia mais

Gerenciador de Mudanças automatizadas

Gerenciador de Mudanças automatizadas Benefícios para os Negócios Minimizando a dependência em processos manuais e reduzindo risco de erro humano Reduz o tempo, esforço e risco de erro humano que existem ao mudar a configuração em dispositivos

Leia mais

INTRODUÇÃO À GESTÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO. Adriana Beal, Eng. MBA Maio de 2001

INTRODUÇÃO À GESTÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO. Adriana Beal, Eng. MBA Maio de 2001 INTRODUÇÃO À GESTÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO, Eng. MBA Maio de 2001 Apresentação Existe um consenso entre especialistas das mais diversas áreas de que as organizações bem-sucedidas no século XXI serão

Leia mais

Aumente sua velocidade e flexibilidade com a implantação da nuvem gerenciada de software da SAP

Aumente sua velocidade e flexibilidade com a implantação da nuvem gerenciada de software da SAP Parceiros de serviços em nuvem gerenciada Aumente sua velocidade e flexibilidade com a implantação da nuvem gerenciada de software da SAP Implemente a versão mais recente do software da SAP de classe mundial,

Leia mais

Software House. Análises. Tecnologia. Mudar de ERP? A ART de saber como. Processos

Software House. Análises. Tecnologia. Mudar de ERP? A ART de saber como. Processos Software House Análises Mudar de ERP? Tecnologia A ART de saber como Processos 1 Mudar de ERP? A ART de saber como Processos 2 Processos Quando avalia o seu ERP - Enterprise Resource Planner deve sempre

Leia mais

CLOUD. tendências CLOUD. entendendo e contratando assertivamente. Agosto/2012 INFORMATIVO TECNOLÓGICO DA PRODESP EDIÇÃO 02

CLOUD. tendências CLOUD. entendendo e contratando assertivamente. Agosto/2012 INFORMATIVO TECNOLÓGICO DA PRODESP EDIÇÃO 02 tendências CLOUD EDIÇÃO 02 Agosto/2012 CLOUD O conceito de nuvem é nebuloso Como uma organização pode contratar assertivamente Serviços em Cloud? Quais são os principais riscos de um contrato de Cloud

Leia mais

Os analistas podem trabalhar com mais satisfação e menos estresse. Os clientes obtêm os resultados mais rapidamente e os dados são confiáveis.

Os analistas podem trabalhar com mais satisfação e menos estresse. Os clientes obtêm os resultados mais rapidamente e os dados são confiáveis. Gestão de Conteúdo Eletrônico AGILENT OPENLAB MELHORA A QUALIDADE DOS DADOS, A EFICIÊNCIA DO LABORATÓRIO E O ATENDIMENTO AO CLIENTE COM A ANÁLISE E O GERENCIAMENTO DE DADOS INTEGRADOS Perfil do cliente:

Leia mais

PÁGINA 4 ITIL V.2 & ITIL V.3

PÁGINA 4 ITIL V.2 & ITIL V.3 PÁGINA 4 ITIL V.2 & ITIL V.3 Gerência de Níveis de Serviço Manter e aprimorar a qualidade dos serviços de TI Revisar continuamente os custos e os resultados dos serviços para garantir a sua adequação Processo

Leia mais

Corporativo. Transformar dados em informações claras e objetivas que. Star Soft. www.starsoft.com.br

Corporativo. Transformar dados em informações claras e objetivas que. Star Soft. www.starsoft.com.br Corporativo Transformar dados em informações claras e objetivas que possibilitem às empresas tomarem decisões em direção ao sucesso. Com essa filosofia a Star Soft Indústria de Software e Soluções vem

Leia mais

Os Quadrantes do Modelo de Processo Última revisão feita em 23 de Agosto de 2007.

Os Quadrantes do Modelo de Processo Última revisão feita em 23 de Agosto de 2007. Os Quadrantes do Modelo de Processo Última revisão feita em 23 de Agosto de 2007. Objetivo Com o quarto artigo da nossa série teremos a oportunidade de entender como funcionam os quadrantes do Modelo de

Leia mais

PDS - DATASUS. Processo de Desenvolvimento de Software do DATASUS

PDS - DATASUS. Processo de Desenvolvimento de Software do DATASUS PDS - DATASUS Processo de Desenvolvimento de Software do DATASUS Coordenação Geral de Arquitetura e Engenharia Tecnológica Coordenação de Padronização e Qualidade de Software Gerência de Padrões e Software

Leia mais

OS PRINCIPAIS PROBLEMAS DA GESTÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS

OS PRINCIPAIS PROBLEMAS DA GESTÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS OS PRINCIPAIS PROBLEMAS DA GESTÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS Esta seção apresenta alguns dos problemas da gestão da cadeia de suprimentos discutidos em mais detalhes nos próximos capítulos. Estes problemas

Leia mais

APRESENTAÇÃO DO PRODUTO. Mais que um software, o método mais eficaz para conciliar.

APRESENTAÇÃO DO PRODUTO. Mais que um software, o método mais eficaz para conciliar. APRESENTAÇÃO DO PRODUTO Mais que um software, o método mais eficaz para conciliar. Com Conciliac é possível conciliar automaticamente qualquer tipo de transação; Bancos, Cartões de Crédito e Débito, Contas

Leia mais

FUND DE SI SISTEMAS INTEGRADOS ERP SCM CRM

FUND DE SI SISTEMAS INTEGRADOS ERP SCM CRM FUND DE SI SISTEMAS INTEGRADOS ERP SCM CRM 5/5/2013 1 ERP ENTERPRISE RESOURCE PLANNING 5/5/2013 2 1 Os SI nas organizações 5/5/2013 3 Histórico Os Softwares de SI surgiram nos anos 60 para controlar estoque

Leia mais

USE O PODER DA NUVEM. VEJA COMO A NUVEM PODE TRANSFORMAR SEUS NEGÓCIOS.

USE O PODER DA NUVEM. VEJA COMO A NUVEM PODE TRANSFORMAR SEUS NEGÓCIOS. USE O PODER DA NUVEM. VEJA COMO A NUVEM PODE TRANSFORMAR SEUS NEGÓCIOS. A computação em nuvem é uma mudança de paradigma no gerenciamento de TI e de datacenters, além de representar a capacidade da TI

Leia mais

Exame de Fundamentos da ITIL

Exame de Fundamentos da ITIL Exame de Fundamentos da ITIL Simulado A, versão 5.1 Múltipla escolha Instruções 1. Todas as 40 perguntas devem ser respondidas. 2. Todas as respostas devem ser assinaladas na grade de respostas fornecida.

Leia mais

Perguntas frequentes dos vendedores sobre preços e licenciamento do SQL Server 2012

Perguntas frequentes dos vendedores sobre preços e licenciamento do SQL Server 2012 Perguntas frequentes dos vendedores sobre preços e licenciamento do SQL Server 2012 Publicado: 3 de Novembro de 2011 Direitos autorais Este documento foi desenvolvido antes da fabricação do produto, portanto

Leia mais

Sistema Integrado de Gestão ERP. Prof: Edson Thizon ethizon@gmail.com

Sistema Integrado de Gestão ERP. Prof: Edson Thizon ethizon@gmail.com Sistema Integrado de Gestão ERP Prof: Edson Thizon ethizon@gmail.com Tecnologia da Informação. O que é TI? TI no mundo dos negócios Sistemas de Informações Gerenciais Informações Operacionais Informações

Leia mais

Tecnologia da Informação. Sistema Integrado de Gestão ERP ERP

Tecnologia da Informação. Sistema Integrado de Gestão ERP ERP Tecnologia da Informação. Sistema Integrado de Gestão ERP Prof: Edson Thizon ethizon@gmail.com O que é TI? TI no mundo dos negócios Sistemas de Informações Gerenciais Informações Operacionais Informações

Leia mais

Eficiência na manutenção de dados mestres referentes a clientes, fornecedores, materiais e preços

Eficiência na manutenção de dados mestres referentes a clientes, fornecedores, materiais e preços da solução SAP SAP ERP SAP Data Maintenance for ERP by Vistex Objetivos Eficiência na manutenção de dados mestres referentes a clientes, fornecedores, materiais e preços Entregar a manutenção de dados

Leia mais

BPO para Empresas de Energia e Concessionárias de Serviços Públicos

BPO para Empresas de Energia e Concessionárias de Serviços Públicos BPO para Empresas de Energia e Concessionárias de Serviços Públicos Terceirização de Processos Empresariais da Capgemini Um componente da área de Serviços Públicos da Capgemini As concessionárias de serviços

Leia mais

PÚBLICA, PRIVADA OU HÍBRIDA: QUAL É A MELHOR NUVEM PARA SEUS APLICATIVOS?

PÚBLICA, PRIVADA OU HÍBRIDA: QUAL É A MELHOR NUVEM PARA SEUS APLICATIVOS? PÚBLICA, PRIVADA OU HÍBRIDA: QUAL É A MELHOR NUVEM PARA SEUS APLICATIVOS? As ofertas de nuvem pública proliferaram, e a nuvem privada se popularizou. Agora, é uma questão de como aproveitar o potencial

Leia mais

FUNDAMENTOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

FUNDAMENTOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO @ribeirord FUNDAMENTOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Rafael D. Ribeiro, M.Sc,PMP. rafaeldiasribeiro@gmail.com http://www.rafaeldiasribeiro.com.br Lembrando... Aula 4 1 Lembrando... Aula 4 Sistemas de apoio

Leia mais

Migração de sistemas antigos. Avançando para um futuro competitivo

Migração de sistemas antigos. Avançando para um futuro competitivo Migração de sistemas antigos Avançando para um futuro competitivo A automação e controle é um dos mais importantes investimentos para garantir o sucesso da manufatura de qualquer indústria. Porém, por

Leia mais

A LIBERDADE DO LINUX COM A QUALIDADE ITAUTEC

A LIBERDADE DO LINUX COM A QUALIDADE ITAUTEC A LIBERDADE DO LINUX COM A QUALIDADE ITAUTEC O AMBIENTE OPERACIONAL QUE AGREGA A CONFIABILIDADE E O SUPORTE DA ITAUTEC À SEGURANÇA E À PERFORMANCE DO LINUX O LIBRIX É UMA DISTRIBUIÇÃO PROFISSIONAL LINUX

Leia mais

CA Protection Suites Proteção Total de Dados

CA Protection Suites Proteção Total de Dados CA Protection Suites Proteção Total de Dados CA. Líder mundial em software para Gestão Integrada de TI. CA Protection Suites Antivírus Anti-spyware Backup Migração de dados Os CA Protection Suites oferecem

Leia mais

DIMETRA IP Compact. uma solução TETRA completa e compacta

DIMETRA IP Compact. uma solução TETRA completa e compacta DIMETRA IP Compact uma solução TETRA completa e compacta MOTOROLA - SEU PARCEIRO DE TECNOLOGIA CONFIÁVEL E ATUANTE Uma herança que dá orgulho As soluções TETRA da Motorola alavancam mais de 75 anos de

Leia mais

acesse: vouclicar.com

acesse: vouclicar.com Transforme como sua empresa faz negócios, com o Office 365. Vouclicar.com A TI chegou para as pequenas e médias empresas A tecnologia é hoje o diferencial competitivo que torna a gestão mais eficiente,

Leia mais

2015 Manual de Parceiro de Educação. Suas soluções. Nossa tecnologia. Mais inteligentes juntos.

2015 Manual de Parceiro de Educação. Suas soluções. Nossa tecnologia. Mais inteligentes juntos. 2015 Manual de Parceiro de Educação Suas soluções. Nossa tecnologia. Mais inteligentes juntos. Prêmios Reais, a Partir de Agora Bem-vindo ao Intel Technology Provider O Intel Technology Provider é um programa

Leia mais

A evolução da tecnologia da informação nos últimos 45 anos

A evolução da tecnologia da informação nos últimos 45 anos A evolução da tecnologia da informação nos últimos 45 anos Denis Alcides Rezende Do processamento de dados a TI Na década de 1960, o tema tecnológico que rondava as organizações era o processamento de

Leia mais

qual é o segredo para obter PPM de forma fácil e econômica em quatro semanas?

qual é o segredo para obter PPM de forma fácil e econômica em quatro semanas? RESUMO DA SOLUÇÃO Pacote CA Clarity PPM on Demand Essentials for 50 Users qual é o segredo para obter PPM de forma fácil e econômica em quatro semanas? agility made possible Agora a CA Technologies oferece

Leia mais

GESTÃO DAS INFORMAÇÕES DAS ORGANIZAÇÕES MÓDULO 11

GESTÃO DAS INFORMAÇÕES DAS ORGANIZAÇÕES MÓDULO 11 GESTÃO DAS INFORMAÇÕES DAS ORGANIZAÇÕES MÓDULO 11 Índice 1. Importância do ERP para as organizações...3 2. ERP como fonte de vantagem competitiva...4 3. Desenvolvimento e implantação de sistema de informação...5

Leia mais

Inteligência Empresarial. BI Business Intelligence. Business Intelligence 22/2/2011. Prof. Luiz A. Nascimento

Inteligência Empresarial. BI Business Intelligence. Business Intelligence 22/2/2011. Prof. Luiz A. Nascimento Inteligência Empresarial Prof. Luiz A. Nascimento BI Pode-se traduzir informalmente Business Intelligence como o uso de sistemas inteligentes em negócios. É uma forma de agregar a inteligência humana à

Leia mais