AMBIENTAL MS PROJETOS EQUIPAMENTOS E SISTEMAS

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "AMBIENTAL MS PROJETOS EQUIPAMENTOS E SISTEMAS"

Transcrição

1 AMBIENTAL MS PROJETOS EQUIPAMENTOS E SISTEMAS MANUAL DE OPERAÇÃO E MANUTENÇÃO SISTEMA DE APROVEITAMENTO DE ÁGUA PLUVIAL MS TAC 4000 REV.02

2 2 SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO AO SISTEMA DE TRATAMENTO PARA REUSO VANTAGENS E BENEFICIOS DO APROVEITAMENTO DE ÁGUA PLUVIAL DESCRITIVO DO FUNCIONAMENTO OPERAÇÃO PREPARAÇÃO DO LEITO FILTRANTE: PREPARO DA SOLUÇÃO DE CLORO: REGULAGEM DA BOMBA DOSADORA: FUNCIONAMENTO OPERAÇÃO DO FILTRO DESCRIÇÃO TÉCNICA DO FILTRO PAINEL ELETRICO: ACIONAMENTO E SINALIZAÇÃO INSTALAÇÃO HIDRÁULICA RECOMENDAÇÕES FINAIS PROBLEMAS E SOLUÇÕES

3 1 - INTRODUÇÃO 3 Este manual tem por objetivo suprir as informações necessárias para operação e manutenção do equipamento de filtragem de água. O sistema está dimensionado de forma a suprir à demanda de água necessária a alimentação do processo. 1.1 VANTAGENS E BENEFICIOS DO APROVEITAMENTO DE ÁGUA PLUVIAL Inúmeros são os benefícios da utilização de sistemas de aproveitamento de água pluvial, pois estes sistemas possibilitam a redução do consumo de água potável diminuindo os custos de água fornecida pelas companhias de abastecimento; minimizando os riscos de enchentes e auxiliando na preservação do meio ambiente reduzindo a escassez de recursos hídricos. Além disso, a implantação de um sistema de aproveitamento de água de chuva proporciona uma série de outras vantagens tais como: Utilização de estruturas existentes na edificação (telhados, lajes e rampas); Baixo impacto ambiental; Água com qualidade aceitável para vários fins com pouco ou nenhum tratamento; Complementa o sistema convencional; Reserva de água para situações de emergência ou interrupção do abastecimento público; Conveniência (o suprimento ocorre no ponto de consumo); Fácil manutenção; Baixos custos de operação e manutenção; Qualidade relativamente boa (principalmente quando a captação é feita em telhado); As tecnologias disponíveis são flexíveis; 1.2 DESCRITIVO DO FUNCIONAMENTO A água de chuva captada no telhado é armazenada em um reservatório de entrada*; deste reservatório a água é bombeada para um Filtro de Carvão Ativo e seixo rolado. A filtração em leito de carvão ativo e seixo rolado têm por principio reter partículas finas de sujeira, retirar cor e odor da água, eliminando a necessidade de um First Flush (descarte da primeira água). Na saída do filtro de Carvão Ativo a água recebe adição de cloro, gerando um residual em todo o sistema para garantia da sanidade, em seguida é enviada para os reservatórios de água tratada de onde segue por gravidade para utilização. No reservatório de entrada e saída haverá controle de nível que irá acionar automaticamente o sistema quando houver água de chuva a ser tratada e desligar automaticamente quando não houver água a ser tratada.

4 4

5 2 OPERAÇÃO: PREPARO DO LEITO FILTRANTE: 1º PASSO: Abrir o bocal superior e iniciar com o enchimento do vaso com o MATERIAL FILTRANTE, conforme descritivo abaixo: - MATERIAL FILTRANTE: - Primeira camada do leito - Seixo rolado de 1/2" a 1/4" - 50 kg ( 2 Sacos) - Segunda camada do leito - Seixo rolado de 1/4" a 1/8" - 50 kg ( 2 Sacos) - Terceira camada do leito - Carvão ativado 12x25-75 kg ( 3 Sacos) - CARREGAMENTO DO MEIO FILTRANTE: Obs. 1: O carregamento deverá ser feito pela parte superior do filtro, obedecendo ao esquema acima, e o descarregamento (Substituição do material Filtrante) deverá ser feito pela parte inferior do filtro PREPARO DA SOLUÇÃO DE CLORO: - Solução comercial de Hipoclorito de Sódio de (2,5%) - Para o preparo da solução de Hipoclorito deve se adicionar no reservatório de volume 100 L, 24 L de Hipoclorito de sódio e completar com água REGULAGEM DA BOMBA DOSADORA DE CLORO: - A vazão de dosagem deve ser de 10 L/h, e a potência da bomba deve estar em 100 %. 2.2 FUNCIONAMENTO OPERAÇÃO DO FILTRO: (SEQUÊNCIA) OPERAÇÃO NORMAL: - Abrir as válvulas V1, V3 e V5 (na seqüência) - Fechar as válvulas V2, V4 e V6 (na seqüência) - Vazão: l/h (máximo)

6 RETROLAVAGEM: 6 - Abrir as válvulas V1, V2e V4 (na seqüência) - Fechar as válvulas V3, V5 e V6 (na seqüência) - Vazão: Aproximadamente l/h - Tempo: Aproximadamente 10 minutos 1 Entrada de água Bruta 10 Válvula (V4) 2 Bomba de alimentação (BC1) 11 Válvula (V5) 3 Válvula (V1) 12 Saída de água tratada 4 Rotâmetro 600 a 6000 l/h 13 Válvula (V6) 5 Manômetro 14 Painel elétrico 6 Válvula de alivio 15 Bombona plástica 7 Filtro tipo leito 16 Bomba dosadora (BD1) 8 Válvula (V2) 17 Saída de água retrolavada 9 Válvula (V3) 18 SKID do sistema

7 3 - DESCRIÇÃO TÉCNICA DO FILTRO: 7 Equipamento:... Filtro Tipo leito Fabricante:... Ambiental MS Modelo:... TAC 4000 Vazão Nominal: l/h Tipo:... Cilindro vertical Diâmetro Interno: mm Altura Cilindrica: mm Pressão de Operação:... 1,5 kg/cm² Pressão de Projeto:... 3,0 kg/cm² Material de Fabricação:... ASTM A36 Espessura das Chapas:... 1/8 Diâmetro do Quadro de Manobras:... 1 Proteção Interna:... Epoxi (3 demãos) Válvulas Tipo:... Esfera Material das Válvulas:... PVC Materiais Filtrantes:... Seixo rolado e Carvão Ativo OBS. 2: É recomendável que o filtro seja Retro-lavado pelo menos uma vez por dia ou 24 horas de operação. 4 PAINEL ELETRICO ACIONAMENTO E SINALIZAÇÃO: INSTALAÇÃO ELÉTRICA: VOLTAGEM DE ALIMENTAÇÃO: 220 V - TRIFÁSICO FREQUÊNCIA: 60 Hz DIÂMETRO DA FIAÇÃO DE ALIMENTAÇÃO DO PAINEL: 4 mm POTÊNCIA DO DISJUNTOR PARA CONECÇÃO DO PAINEL: 32 A OBS. 3: O ponto de alimentação elétrica do equipamento é exclusivamente no Painel. CONTROLE DE NIVEL O controle de nível são 2 bóias, 1 de nível Mínimo e 1 de nível Máximo, que estão nos reservatórios de entrada (AGUA BRUTA) e saída (AGUA TRATADA) respectivamente e mandam a informação para o painel indicando o níveis nos reservatórios que por sua vez liga ou desliga o equipamento. As bóias são conectadas ao painel via cabos ou fios, segue à especificação:

8 CABO PP 2/1 8 Chave Geral B1 Bomba Centrifuga B2 Bomba Dosadora Sinal Sobrecarga Motor Sinal Nível Mínimo Sinal Nível Máximo 5 INSTALAÇÃO HIDRÁULICA OBS. 4: Toda a linha hidráulica de interligação dos componentes internos do equipamento (Filtro, Bombas, etc,) já segue montada. OBS. 5: O Cliente deverá interligar, através de tubulação, o reservatório de ÁGUA BRUTA, com a ENTRADA da bomba do equipamento, para que o mesmo efetue a sucção. Da mesma forma, o cliente deverá interligar a SAÍDA do equipamento com o reservatório de ÁGUA TRATADA, para que o equipamento efetue o recalque.

9 IMPORTANTE 1: Na entrada da linha de sucção, dentro do reservatório, deve ser instalada uma VALVULA DE RETENÇÃO (VALVULA DE PÉ ou CEBOLINHA), para evitar cavitação do equipamento. 9 IMPORTANTE 2: Na parte posterior do equipamento há um BOCAL DE VISITA ou BOCAL DE INSPEÇÃO, atentar-se para manter uma distância mínima de 1m de espaço livre para qualquer obstáculo ou parede próximo. TUBULAÇÕES: ENTRADA / SAIDA ENTRADA: 1 1/2" - CONECÇÃO BSB JUNTO A BOMBA BC1 SAÍDA: 1 - CONECÇÃO NA SAÍDA DO EQUIPAMENTO MATERIAL: PVC 6 - RECOMENDAÇÕES FINAIS: - Manter o leito filtrante sempre limpo realizando as retrolavagens tantas vezes quantas forem necessárias (observar pressão e queda de vazão). - Trocar todo leito filtrante a cada ano aproximadamente. - Esvaziar o filtro, inspecionar a pintura interna e se necessário promover retoques. Este procedimento deverá ser realizado toda vez da troca do leito filtrante. IMPORTANTE 3: O local onde será posto o equipamento deve ser especialmente preparado para suportar seu peso vazio e em operação. O ideal que seja um local abrigado de interpéries (sol, chuva) uma simples cobertura é o suficiente, até mesmo para facilitar a operação. É importante, que o equipamento não fique acessível a curiosos para evitar danos ao equipamento ou acidentes. CUIDADOS Não é permitido o acesso a parte interna do Painel elétrico, salvo pessoas especialmente especializadas. Sob o risco de acidentes elétricos.

10 7 PROBLEMAS E SOLUÇÕES 10 PROBLEMA CAUSA SOLUÇÃO DIMINUIÇÃO DA VAZÃO DO SISTEMA MÁ REALIZAÇÃO DA RETROLAVAGEM / REALIZAR A CORRETA RETROLAVAGEM DO SISTEMA CONFORME ESTE MANUAL AUMENTO NA PRESSÃO DO SISTEMA MÁ REALIZAÇÃO DA RETROLAVAGEM REALIZAR A CORRETA RETROLAVAGEM DO SISTEMA CONFORME ESTE MANUAL EXCESSO DE ESPUMA NA ÁGUA TRATADA ALTERAÇÃO NO ph DA ÁGUA BRUTA APLICAÇÃO DE BARRILHA LEVE NO TANQUE DE ÁGUA BRUTA (25G A CADA 1000 LITROS DE ÁGUA) MÁ REALIZAÇÃO DA REALIZAR A CORRETA RETROLAVAGEM DO SISTEMA CONFORME ESTE MANUAL / REALIZAÇÃO DE RETROLAVAGEM / UMA RETROLAVAGEM ODOR DESAGRADÁVEL NA ÁGUA MUDANÇA DAS DOSANDO CLORO. PARA TRATADA CARACTERISTICAS DA ISSO, REMOVER A ÁGUA BRUTA DOSADORA DE SULFATO DE ALUMINIO E COLOCANDO A DE CLORO NA ENTRADA DO SISTEMA REALIZAR A CORRETA MÁ REALIZAÇÃO DA PREPARAÇÃO DOS ÁGUA TRATADA APRESENTAR RETROLAVAGEM / PRODUTOS QUIMICOS E TURVA E COLORAÇÃO FORA DAS MUDANÇA DAS CORRETA REGULAGEM DA ESPECIFICAÇÕES CARACTERISTICAS DA BOMBA DOSADORA ÁGUA BRUTA CONFORME ESTE MANUAL REALIZAR A RETIRADA DE AR NA LINHA DE AR NA LINHA (CASO HAJA) SISTEMA EM FUNCIONAMENTO SUCÇÃO DA BOMBA / ATRAVES DO TÊ DE MAIS RESERVATORIO DE ÁGUA VALVULA DE PÉ ENTRADA / LIMPEZA OU TRATADA NÃO ESTA OBSTRUIDA / BOIA DE TROCA DA VALVULA DE PÊ / RECEBENDO ÁGUA NIVEL PRESA DESOBSTRUIR DA BOIA DE NIVEL

MANUAL DE OPERAÇÃO E MANUTENÇÃO

MANUAL DE OPERAÇÃO E MANUTENÇÃO Ambiental MS Projetos Equipamentos e Sistemas Ltda. MANUAL DE OPERAÇÃO E MANUTENÇÃO SISTEMA DE TRATAMENTO E REÚSO DE ÁGUA DE LAVAGEM DE VEÍCULOS MS ECO RA 800 REV.02 SUMÁRIO 2 1 INTRODUÇÃO AO SISTEMA DE

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO

MANUAL DE INSTALAÇÃO MANUAL DE INSTALAÇÃO Os equipamentos do Kit Chuva atendem as exigências da norma NBR 15527: Água de chuva - Aproveitamento de coberturas em áreas urbanas para fins não potáveis Requisitos. KIT CHUVA Filtro

Leia mais

10º Prêmio FIESP Conservação e Reúso de Água

10º Prêmio FIESP Conservação e Reúso de Água Ambiental MS Projetos Equipamentos e Sistemas Ltda. 10º Prêmio FIESP Conservação e Reúso de Água MS ECO RA 3.000 AUTO ESTAÇÃO COMPACTA PARA TRATAMENTO E REÚSO DE EFLUENTES Cliente: VIACÃO SALUTARIS E TURISMO

Leia mais

COMPONENTES PRINCIPAIS DO DESSALINIZADOR

COMPONENTES PRINCIPAIS DO DESSALINIZADOR COMPONENTES PRINCIPAIS DO DESSALINIZADOR 03 TUBOS DE ALTA PRESSÃO Nestes tubos estão instaladas as membranas, onde os espelhos de travamento, tubulações e mangueiras devem estar bem encaixados e sem vazamento.

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO, OPERAÇÃO E MANUTENÇÃO MS ETE RA 5.000 SISTEMA DE TRATAMENTO E REÚSO DE ÁGUA DE LAVAGEM DE VEÍCULOS PESADOS.

MANUAL DE INSTALAÇÃO, OPERAÇÃO E MANUTENÇÃO MS ETE RA 5.000 SISTEMA DE TRATAMENTO E REÚSO DE ÁGUA DE LAVAGEM DE VEÍCULOS PESADOS. Ambiental MS Projetos Equipamentos e Sistemas Ltda. MANUAL DE INSTALAÇÃO, OPERAÇÃO E MANUTENÇÃO MS ETE RA 5.000 SISTEMA DE TRATAMENTO E REÚSO DE ÁGUA DE LAVAGEM DE VEÍCULOS PESADOS. REVISÃO: 01 FEVEREIRO

Leia mais

CATÁLOGO 2014. Aquah Cisternas Verticais PLUVIAIS E POTÁVEIS

CATÁLOGO 2014. Aquah Cisternas Verticais PLUVIAIS E POTÁVEIS CATÁLOGO 2014 Aquah Cisternas Verticais PLUVIAIS E POTÁVEIS CISTERNAS VERTICAIS Nossa linha de Cisternas Verticais foi desenvolvida para se adaptar às mais diversas estruturas e, atráves de vasos comunicantes,

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES DOS OBJETOS LICITAÇÃO Nº PP03060001/2013. Item Especificação Unid Vr. Unit Vr. Total

ESPECIFICAÇÕES DOS OBJETOS LICITAÇÃO Nº PP03060001/2013. Item Especificação Unid Vr. Unit Vr. Total ANEXO III 1 ESPECIFICAÇÕES DOS OBJETOS LICITAÇÃO Nº PP03060001/2013 Item Especificação Unid Vr. Unit Vr. Total 1 CAMINHÃO TOCO COM CAPACIDADE DE CARGA ÚTIL VARIANDO DE 10.000 A 12.000KG. DEVERÁ COMPOR

Leia mais

FUNCIONAMENTO FILTROS PRENSA - MS-CE

FUNCIONAMENTO FILTROS PRENSA - MS-CE MANUAL DE INSTALAÇÃO E FUNCIONAMENTO FILTROS PRENSA - MS-CE 1 - INTRODUÇÃO 1.1 - FINALIDADE DESTE MANUAL Este manual proporciona informações teóricas e de instalação, operação e manutenção dos filtros

Leia mais

ESTADO DO MARANHÃO SECRETARIA DE SEGURANÇA PÚBLICA CORPO DE BOMBEIROS MILITAR COMANDO GERAL

ESTADO DO MARANHÃO SECRETARIA DE SEGURANÇA PÚBLICA CORPO DE BOMBEIROS MILITAR COMANDO GERAL 1 OBJETIVO: Padronizar os diversos tipos de sistemas de bomba de incêndio das edificações, seus requisitos técnicos, componentes, esquemas elétricos-hidráulicos e memória de cálculo, de acordo com os parâmetros

Leia mais

CONHEÇA O SISTEMA HIDRÁULICO DE UMA PISCINA

CONHEÇA O SISTEMA HIDRÁULICO DE UMA PISCINA TRATAMENTO FÍSICO Consiste na remoção de todas impurezas físicas visíveis na água ou depositadas nas superfícies internas das piscinas, como por exemplo, as folhas, os insetos, poeiras, argila, minerais

Leia mais

MANUAL BÁSICO DE TRATAMENTO FÍSICO

MANUAL BÁSICO DE TRATAMENTO FÍSICO MANUAL BÁSICO DE TRATAMENTO FÍSICO Ao abordar o tratamento físico, discutiremos assuntos relacionados à limpeza com acessórios (aspiração, remoção de sujeiras com peneiras, limpeza das bordas, entre outros),

Leia mais

MANUAL DE FUNCIONAMENTO FILTROS INDUSTRIAIS. G:Manuais/Manuais atualizados/ta

MANUAL DE FUNCIONAMENTO FILTROS INDUSTRIAIS. G:Manuais/Manuais atualizados/ta MANUAL DE FUNCIONAMENTO FILTROS INDUSTRIAIS TA G:Manuais/Manuais atualizados/ta Rev.01 ESQUEMA HIDRÁULICO 1 - INTRODUÇÃO 1.1. - FINALIDADE DESTE MANUAL Este manual proporciona informações teóricas e de

Leia mais

SISTEMA DE APROVEITAMENTO DE ÁGUA DE CHUVA - 3P TECHNIK

SISTEMA DE APROVEITAMENTO DE ÁGUA DE CHUVA - 3P TECHNIK SISTEMA DE APROVEITAMENTO DE ÁGUA DE CHUVA - 3P TECHNIK INSTALAÇÃO: Figura 1 Para instalação e montagem das conexões, siga os seguintes passos: 1) Os tubos que descem das calhas são conectados nas entradas

Leia mais

Conjunto gerador de hipoclorito de sódio

Conjunto gerador de hipoclorito de sódio Conjunto gerador de hipoclorito de sódio Modelo Clorotec 150 Manual de Operação e Instalação ISO 9001:2008 FM 601984 (BSI) Caro Cliente, Obrigado por escolher à Difiltro! Neste Manual você encontrará todas

Leia mais

OBSERVAÇÃO: O USUÁRIO É RESPONSÁVEL PELA ELIMINAÇÃO DAS REVISÕES ULTRAPASSADAS DESTE DOCUMENTO

OBSERVAÇÃO: O USUÁRIO É RESPONSÁVEL PELA ELIMINAÇÃO DAS REVISÕES ULTRAPASSADAS DESTE DOCUMENTO Página 1 de 12 DESCRIÇÃO DAS REVISÕES REV DATA ALTERAÇÃO OBSERVAÇÃO 00 14/05/09 19/12/09 Emissão inicial Estruturação geral Emissão Aprovada N/A OBSERVAÇÃO: O USUÁRIO É RESPONSÁVEL PELA ELIMINAÇÃO DAS

Leia mais

Filtros e Bombas. A Piscina dos seus Sonhos.

Filtros e Bombas. A Piscina dos seus Sonhos. Dúvidas Filtros e Bombas A Piscina dos seus Sonhos. - Filtros Água vazando para o esgoto. Nas opções filtrar e recircular, observo através do visor de retrolavagem que a água continua indo para o esgoto

Leia mais

Create PDF with GO2PDF for free, if you wish to remove this line, click here to buy Virtual PDF Printer

Create PDF with GO2PDF for free, if you wish to remove this line, click here to buy Virtual PDF Printer MANUAL DE MANUTENÇÃO PREVENTIVA E CORRETIVA Finalidade deste Manual Este manual proporciona as informações necessárias para uma correta manutenção dos filtros Metalsinter, contendo também importantes informações

Leia mais

Anexo III - ESPECIFICAÇÕES DOS OBJETOS. ITEM ESPECIFICAÇÃO UNIDADE VALOR 01 Tanque c/ equipamento combinado c/capacidade para 6m³ litros

Anexo III - ESPECIFICAÇÕES DOS OBJETOS. ITEM ESPECIFICAÇÃO UNIDADE VALOR 01 Tanque c/ equipamento combinado c/capacidade para 6m³ litros Anexo III - ESPECIFICAÇÕES DOS OBJETOS ITEM ESPECIFICAÇÃO UNIDADE VALOR 01 Tanque c/ equipamento combinado c/capacidade para 6m³ litros 01 (Instalado sobre reboque agrícola). 1 1 TANQUE RESERVATÓRIO: Tanque

Leia mais

CUBOS FILTRO PRESSURIZADO 5.000 10.000 15.000

CUBOS FILTRO PRESSURIZADO 5.000 10.000 15.000 MANUAL DO USUÁRIO CUBOS FILTRO PRESSURIZADO 5.000 10.000 15.000 M.U. REVISÃO 001 www.cubos.com.br 2 1) INTRODUÇÃO... 3 2) PEÇAS... 3 3) INSTRUÇÕES DE USO... 3 3.1) MONTAGEM... 3 3.1.1) POSICIONAMENTO DO

Leia mais

Apostila de Treinamento: Geradores de Espuma

Apostila de Treinamento: Geradores de Espuma Apostila de Treinamento: Geradores de Espuma Nacional Tecnologia Instrumentos Equipamentos de Dosagem Ltda. EPP Rua José Carlos Geiss, 261 Rec. Camp. Jóia CEP13347-020 Indaiatuba SP Fone: (19) 3935-6107

Leia mais

bombas dosadoras a motor Por acionamento hidráulico

bombas dosadoras a motor Por acionamento hidráulico Dosadoras a Motor bombas dosadoras a motor Por acionamento hidráulico Serie 600 Serie 500 Há opção de duplo diafragma cabeçotes duplex e válvulas EZE- Serie 700 CLEAN TM consulte-nos! Detalhamento de sistema

Leia mais

2009 2010 Metalúrgica Inca Ltda Avenida Geraldo Marra, 865 Distrito Industrial II CEP 13.739-030 Fone/Fax : (19) 3666 5000 - Site www.inca.ind.

2009 2010 Metalúrgica Inca Ltda Avenida Geraldo Marra, 865 Distrito Industrial II CEP 13.739-030 Fone/Fax : (19) 3666 5000 - Site www.inca.ind. RESUMO DO CASE A utilização da água pelo homem depende da captação, tratamento, distribuição e também quando necessário da depuração da água utilizada. No quadro abaixo, podemos analisar um panorama da

Leia mais

3.3 CATAGUASES. Quanto ao sistema de esgotamento sanitário, a responsabilidade pela sua operação e manutenção cabe a Prefeitura local.

3.3 CATAGUASES. Quanto ao sistema de esgotamento sanitário, a responsabilidade pela sua operação e manutenção cabe a Prefeitura local. Da caixa de areia a água chega às quatro câmaras onde estão interligadas as tubulações de sucção das bombas, essas unidades de bombeamento são em número de quatro, cada uma com capacidade de recalque de

Leia mais

DESDE. Catálogo de Produtos

DESDE. Catálogo de Produtos DESDE Catálogo de Produtos 2004 FILTROS PARA APROVEITAMENTO DA ÁGUA DA CHUVA Ciclo 250 Realiza a separação automática de até 99% dos resíduos sólidos; Filtra até 90% da água captada; Fácil manutenção,

Leia mais

DOSADORES HIDRÁULICOS MULTI-PROPÓSITOS

DOSADORES HIDRÁULICOS MULTI-PROPÓSITOS DOSADORES HIDRÁULICOS MULTI-PROPÓSITOS Os dosadores de produtos químicos MixRite são acionados unicamente por meio da água, sem outro requerimento adicional de energia. Dosadores Um passo adiante tubos

Leia mais

ÍNDICE. 11. Instalação do CONTROLADOR ELETRO ELETRÔNICO E SENSORES...31. 13. Capa TÉRMICA...33

ÍNDICE. 11. Instalação do CONTROLADOR ELETRO ELETRÔNICO E SENSORES...31. 13. Capa TÉRMICA...33 ÍNDICE 1. PRODUTO SORIA...04 2. ALGUMAS VANTAGENS...05 3. PRODUTO SORIA...06 4. ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS...07 5. KIT DE INSTALAÇÃO...08 6. ACESSÓRIOS...09 7. DIMENSIONAMENTO DOS COLETORES...10 8. Dimensionamento

Leia mais

Manual do Usuário. Importante Antes de usar o seu Aquecedor Solar Solquent, leia este manual. Imagem Ilustrativa

Manual do Usuário. Importante Antes de usar o seu Aquecedor Solar Solquent, leia este manual. Imagem Ilustrativa Manual do Usuário Imagem Ilustrativa Importante Antes de usar o seu Aquecedor Solar Solquent, leia este manual. * Este Manual inclui Certificado de Garantia. ÍNDICE Apresentação... 03 Instruções de Segurança...

Leia mais

GB ECO Solutions. especialista em soluções ambientais para um PLANETA SUSTENTÁVEL. Reuso e Aproveitamento de Água da Chuva

GB ECO Solutions. especialista em soluções ambientais para um PLANETA SUSTENTÁVEL. Reuso e Aproveitamento de Água da Chuva GB ECO Solutions especialista em soluções ambientais para um PLANETA SUSTENTÁVEL GB ECO Solutions www.gb-ecosolutions.com.br info@gb-ecosolutions.com.br + 55 11 4702-4619 Cotia/SP Sistemas de Remediação

Leia mais

Perda de Carga e Comprimento Equivalente

Perda de Carga e Comprimento Equivalente Perda de Carga e Comprimento Equivalente Objetivo Este resumo tem a finalidade de informar os conceitos básicos para mecânicos e técnicos refrigeristas sobre Perda de Carga e Comprimento Equivalente, para

Leia mais

Depuração das aguas residuais provenientes da plantas de tratamento das superficies. Gianfranco Verona

Depuração das aguas residuais provenientes da plantas de tratamento das superficies. Gianfranco Verona Depuração das aguas residuais provenientes da plantas de tratamento das superficies Gianfranco Verona DESCARTE ZERO NUMA CABINE DE PINTURA SKIMMERFLOT Para o tratamento e a reutilização de águas provenientes

Leia mais

Sistemas para Estacionamento e Vagas de Garagem DUPLIKAR. Projetamos e desenvolvemos inúmeras soluções para estacionamentos.

Sistemas para Estacionamento e Vagas de Garagem DUPLIKAR. Projetamos e desenvolvemos inúmeras soluções para estacionamentos. A Empresa A Duplikar é representante autorizado da marca Engecass, queremos apresentar uma solução caso tenha necessidades de aumentar suas vagas de garagem. A Engecass é uma indústria Brasileira, fabricante

Leia mais

Sistemas de recuperação de águas pluviais

Sistemas de recuperação de águas pluviais Ambietel Tecnologias Ambientais, Lda UPTEC P.MAR Av. Liberdade, s/n 4450-718 Leça da Palmeira Telef: +351 225 096 087 Sistemas de recuperação de águas pluviais A água da chuva é um recurso natural que

Leia mais

FILTRO PRENSA OLEOFIL MANUAL

FILTRO PRENSA OLEOFIL MANUAL FILTRO PRENSA OLEOFIL MANUAL 1 - INTRODUÇÃO O objetivo deste manual é disponibilizar todas as informações necessárias para a instalação, operação e manutenção dos filtros prensa OF da OLEOFIL, assim como

Leia mais

guia de instalação cisterna vertical

guia de instalação cisterna vertical guia de instalação cisterna vertical FORTLEV CARACTERÍSTICAS FUNÇÃO Armazenar água pluvial ou água potável à temperatura ambiente. APLICAÇÃO Residências, instalações comerciais, fazendas, escolas ou qualquer

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO

MANUAL DE INSTALAÇÃO MANUAL DE INSTALAÇÃO Os equipamentos do Kit Chuva atendem as exigências da norma NBR 15527: Água de chuva - Aproveitamento de coberturas em áreas urbanas para fins não potáveis Requisitos. KIT CHUVA VF1

Leia mais

Sistemas de recuperação de águas pluviais

Sistemas de recuperação de águas pluviais Ambietel Tecnologias Ambientais, Lda UPTEC P.MAR Av. Liberdade, s/n 4450-718 Leça da Palmeira Telef: +351 225 096 087 Sistemas de recuperação de águas pluviais A água da chuva é um recurso natural que

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO. Este manual também pode ser visualizado através do site www.amanco.com.br > Produtos > Predial > Reservatórios

MANUAL DE INSTALAÇÃO. Este manual também pode ser visualizado através do site www.amanco.com.br > Produtos > Predial > Reservatórios Bomba d Água Amanco Modelos XKM60 110V XKM60 220V XKM80 110V XKM80 220V MANUAL DE INSTALAÇÃO M a n u a l d e I n s t a l a ç ã o B o m b a d Á g u a A m a n c o Este manual também pode ser visualizado

Leia mais

Tecnologia para o reaproveitamento de água de chuva

Tecnologia para o reaproveitamento de água de chuva Tecnologia para o reaproveitamento de água de chuva Aquastock Catálogo de Produtos Soluções integradas Aquastock A Aquastock fornece soluções completas e integradas para o aproveitamento de água de chuva

Leia mais

SOLUÇÕES FORTLEV PARA CUIDAR DA ÁGUA

SOLUÇÕES FORTLEV PARA CUIDAR DA ÁGUA C A T Á L O G O T É C N I C O SOLUÇÕES FORTLEV PARA CUIDAR DA ÁGUA FILTRO PARA CAIXA D ÁGUA MUITO MAIS TECNOLOGIA E VERSATILIDADE PARA CUIDAR DA ÁGUA A FORTLEV é a maior empresa produtora de soluções para

Leia mais

Introdução. Sistemas. Tecnologia. Produtos e Serviços

Introdução. Sistemas. Tecnologia. Produtos e Serviços Introdução Apresentamos nosso catálogo técnico geral. Nele inserimos nossa linha de produtos que podem ser padronizados ou de projetos desenvolvidos para casos específicos. Pedimos a gentileza de nos contatar

Leia mais

EVAPORADOR ELIMINADOR DE GOTEJAMENTO

EVAPORADOR ELIMINADOR DE GOTEJAMENTO EVAPORADOR ELIMINADOR DE GOTEJAMENTO Aparelho Bivolt 110v 220v ATENÇÃO: INSTALAR EXTERNAMENTE * Capacidade total em 220v. Em 110v, redução de 50% a 60% na capacidade de evaporação. *Não testar com água

Leia mais

Compressor de Ar Portátil de Alta Pressão

Compressor de Ar Portátil de Alta Pressão Compressor de Ar Portátil de Alta Pressão (200BAR/3000PSI/20MPa) 0 Atenção Importante! Este COMPRESSOR DE AR PORTÁTIL DE ALTA PRESSÃO deve ser utilizado exclusivamente para a recarga do ar comprimido diretamente

Leia mais

www.cubos.com.br 2 1) INTRODUÇÃO 3 2) PEÇAS 3 3) INSTRUÇÕES DE USO 3 4) MANUTENÇÃO 5 5) ESPECIFICAÇÕES 6 6) GARANTIA 6 7) CONTATO 6

www.cubos.com.br 2 1) INTRODUÇÃO 3 2) PEÇAS 3 3) INSTRUÇÕES DE USO 3 4) MANUTENÇÃO 5 5) ESPECIFICAÇÕES 6 6) GARANTIA 6 7) CONTATO 6 MANUAL DO USUÁRIO CUBOS UV LIGHT 8W PRO 15W 30W 15W CRISTAL DE QUARTZO 30W CRISTAL DE QUARTZO 55W HO CRISTAL DE QUARTZO 75W HO CRISTAL DE QUARTZO 36W COMPACTO CRISTAL DE QUARTZO 60W COMPACTO CRISTAL DE

Leia mais

Bomba d Água Amanco MANUAL DE INSTALAÇÃO

Bomba d Água Amanco MANUAL DE INSTALAÇÃO MANUAL DE INSTALAÇÃO Bomba d Água Amanco M a n u a l d e I n s t a l a ç ã o B o m b a d Á g u a A m a n c o Este manual também pode ser visualizado através do site > Produtos > Predial > Reservatórios

Leia mais

APOSTILA : TRATAMENTO DE PISCINA

APOSTILA : TRATAMENTO DE PISCINA APOSTILA : TRATAMENTO DE PISCINA Trat Bem Piscinas sempre pensando em você! TRATAMENTO DE PISCINA Introdução Para manter a água da piscina limpa e saudável é necessário que seja feito dois tipos de tratamento

Leia mais

RHS CONTROLS Recursos Hídricos e Saneamento Ltda

RHS CONTROLS Recursos Hídricos e Saneamento Ltda A laje sanitária do poço está em boas condições atendendo a padronização do DAEE. O funcionamento do poço P5 ocorre com timer, no período entre 5:00 e 22:00 horas. Assim, deve-se instalar um sistema de

Leia mais

Manual de instruções RECICLADOR AUTOMOTIVO RECIGASES. Desenvolvido por:

Manual de instruções RECICLADOR AUTOMOTIVO RECIGASES. Desenvolvido por: Manual de instruções RECICLADOR AUTOMOTIVO RECIGASES Desenvolvido por: Índice 1. INTRODUÇÃO... 3 2. FUNÇÕES BÁSICAS... 4 3. PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS... 5 4. CONDIÇÕES DE SEGURANÇA... 7 5. COMPONENTES

Leia mais

MANUAL TÉCNICO ELEVADOR DE EIXO EH-10T

MANUAL TÉCNICO ELEVADOR DE EIXO EH-10T MANUAL TÉCNICO ELEVADOR DE EIXO EH-10T Rua Dr. Nilson Teobaldo Schaeffer, 6061B Marechal Floreano CEP 95013-400 Caxias do Sul-RS Fone 54 3028-7575 Fax 54 3028-7505 comercial@lycosequipamentos.com.br www.lycosequipamentos.com.br

Leia mais

02/08/2015. Padrões de potabilidade TRATAMENTO DA ÁGUA. Tratamento da água. Tratamento da água. Tratamento da água

02/08/2015. Padrões de potabilidade TRATAMENTO DA ÁGUA. Tratamento da água. Tratamento da água. Tratamento da água Padrões de potabilidade A água própria para o consumo deve obedecer certos requisitos: TRATAMENTO DA ÁGUA Professor: André Luiz Montanheiro Rocha Disciplina: Gestão de Recursos Naturais 2ª COLÉGIO ESTADUAL

Leia mais

MISTURADOR SUBMERSO RÁPIDO MSR

MISTURADOR SUBMERSO RÁPIDO MSR Indústria e Comércio de Bombas D Água Beto Ltda Manual de Instruções MISTURADOR SUBMERSO RÁPIDO MSR Parabéns! Nossos produtos são desenvolvidos com a mais alta tecnologia Bombas Beto. Este manual traz

Leia mais

PL 280P PRESSURIZADOR MANUAL DO USUÁRIO, FUNCIONAMENTO E GARANTIA

PL 280P PRESSURIZADOR MANUAL DO USUÁRIO, FUNCIONAMENTO E GARANTIA PL 280P PRESSURIZADOR MANUAL DO USUÁRIO, FUNCIONAMENTO E GARANTIA Manual do usuário, funcionamento e garantia 03 IMPORTANTE -Antes de instalar o pressurizador leia atentamente todos os itens deste manual

Leia mais

Pulverizadores costais manuais. Prof.: Brandão

Pulverizadores costais manuais. Prof.: Brandão Pulverizadores costais manuais Prof.: Brandão PULVERIZADORES COSTAIS Operação Manutenção Regulagem da pulverização PJH O QUE É UM PULVERIZADOR COSTAL MANUAL? - Os pulverizadores Costais Manuais são equipamentos

Leia mais

Tecnologia para o reaproveitamento de água de chuva. Catálogo de Produtos 2011

Tecnologia para o reaproveitamento de água de chuva. Catálogo de Produtos 2011 Tecnologia para o reaproveitamento de água de chuva Catálogo de Produtos 2011 Soluções profissionais Wisy Aquastock A WISY AG, sediada na Alemanha e fundada em 1989, foi a pioneira na busca de soluções

Leia mais

6As áreas de abastecimento representam uma possível fonte de poluição ao meio

6As áreas de abastecimento representam uma possível fonte de poluição ao meio ÁREA DE ABASTECIMENTO E ARMAZENAMENTO DE COMBUSTÍVEL 6As áreas de abastecimento representam uma possível fonte de poluição ao meio ambiente e seu manuseio e armazenagem também apresentam considerável grau

Leia mais

CUBOS FILTRO PRESSURIZADO 5000 10000 15000 5000 UV 16W

CUBOS FILTRO PRESSURIZADO 5000 10000 15000 5000 UV 16W MANUAL DO USUÁRIO CUBOS FILTRO PRESSURIZADO 5000 10000 15000 5000 UV 16W M.U. REVISÃO 002 www.cubos.com.br 2 1) INTRODUÇÃO... 3 2) PEÇAS... 3 3) INSTRUÇÕES DE USO... 3 3.1) MONTAGEM... 3 3.1.1) POSICIONAMENTO

Leia mais

Sistema para balanceamento hídrico de empreendimento. Dentre estas medidas está a constante busca pela redução de consumo de água potável,

Sistema para balanceamento hídrico de empreendimento. Dentre estas medidas está a constante busca pela redução de consumo de água potável, Início do projeto: Em uma busca incessante por reduzir gastos com água potável, o empreendimento comercial de operação hoteleira feita com a bandeira internacional Blue Tree Premium, vem nos últimos anos

Leia mais

Aplicação de sistema hidráulico em uma estação de tratamento e elevação de água

Aplicação de sistema hidráulico em uma estação de tratamento e elevação de água Aplicação de sistema hidráulico em uma estação de tratamento e elevação de água Luciana MENDONÇA 1 ; Fádua Maria do Amaral SAMPAIO 2 ; Laureilton José Almeida BORGES 3 ; Haroldo Machado de OLIVEIRA 4 ;

Leia mais

MANUAL DE OPERAÇÃO E MANUTENÇÃO

MANUAL DE OPERAÇÃO E MANUTENÇÃO Ambiental MS Projetos Equipamentos e Sistemas Ltda. MANUAL DE OPERAÇÃO E MANUTENÇÃO SISTEMA DE TRATAMENTO E REÚSO DE ÁGUA DE LAVAGEM DE VEÍCULOS MS ECO RA 1500 REV.02 2 SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO AO SISTEMA

Leia mais

SISTEMAS DE FILTRAÇÃO

SISTEMAS DE FILTRAÇÃO SISTEMAS DE FILTRAÇÃO CONCEITO DE FILTRAÇÃO Filtração é o processo de remoção de partículas sólidas de um meio líquido que passa através de um meio poroso. Desta forma, os materiais sólidos presentes no

Leia mais

TÍTULO: REUSO DA ÁGUA: UM MANEIRA VIÁVEL

TÍTULO: REUSO DA ÁGUA: UM MANEIRA VIÁVEL TÍTULO: REUSO DA ÁGUA: UM MANEIRA VIÁVEL ANANIAS DE PAULA LIMA NETO (UNIFOR) ananiasneto1@hotmail.com Ulisses Moreira de Lima (FA7) ulisses-ml@hotmail.com A água sendo um elemento natural limitado e essencial

Leia mais

Linha. Booster. Soluções em Bombeamento

Linha. Booster. Soluções em Bombeamento Linha Booster Booster ESTAÇÃO PRESSURIZADORA TIPO BOOSTER MOVÉL As Estações Pressurizadoras IMBIL do tipo Booster Móvel são utilizadas nos segmentos de Saneamento, Empresas Estaduais, Municipais, SAAEs,

Leia mais

AQUECEDOR SOLAR ALTO RENDIMENTO Mod NL2013 Manual de instalação para piscinas

AQUECEDOR SOLAR ALTO RENDIMENTO Mod NL2013 Manual de instalação para piscinas AQUECEDOR SOLAR ALTO RENDIMENTO Mod NL2013 Manual de instalação para piscinas PISCINAS RESIDENCIAIS /COMERCIAIS /ESPORTIVAS /ACADEMIAS Este manual fornece informações relacionadas à instalação, utilização

Leia mais

Reassentamentos de IRAPÉ: apoio à manutenção e melhoria da gestão dos sitemas de abastecimento de água.

Reassentamentos de IRAPÉ: apoio à manutenção e melhoria da gestão dos sitemas de abastecimento de água. Reassentamentos de IRAPÉ: apoio à manutenção e melhoria da gestão dos sitemas de abastecimento de água. Apresentação Esta cartilha tem como objetivo auxiliar os moradores dos reassentamentos de Irapé

Leia mais

SISTEMA DE LUBRIFICAÇÃO CENTRALIZADA. Bomba Hidráulica Manual Bomba Hidráulica Automática Distribuidores

SISTEMA DE LUBRIFICAÇÃO CENTRALIZADA. Bomba Hidráulica Manual Bomba Hidráulica Automática Distribuidores SISTEMA DE UBRIFICAÇÃO CENTRAIZADA Bomba Hidráulica Manual Bomba Hidráulica Automática Distribuidores SISTEMA DE UBRIFICAÇÃO CENTRAIZADA 1 - OBJETIVO Este manual objetiva fornecer instruções técnicas para

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES WWW.ELGIN.COM.BR UMIDIFICADOR DE AR FGUA-03AZ-0 SAC: 0800 7035446 GDE. SÃO PAULO (11) 3383-5555

MANUAL DE INSTRUÇÕES WWW.ELGIN.COM.BR UMIDIFICADOR DE AR FGUA-03AZ-0 SAC: 0800 7035446 GDE. SÃO PAULO (11) 3383-5555 WWW.ELGIN.COM.BR MANUAL DE INSTRUÇÕES UMIDIFICADOR DE AR FGUA-03AZ-0 Atenção: antes de usar o produto leia cuidadosamente as instruções deste manual. SAC: 0800 7035446 GDE. SÃO PAULO (11) 3383-5555 VANTAGENS

Leia mais

ESCOLA DE ENSINO PROFISSIONAL

ESCOLA DE ENSINO PROFISSIONAL ESCOLA DE ENSINO PROFISSIONAL GOVERNO DO ESTADO DO CEARÁ MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO DAS INSTALAÇÕES HIDRÁULICAS DATA: FEV/2011 1 de 10 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 2. NORMAS E ESPECIFICAÇÕES... 3 3. SISTEMAS

Leia mais

EMTV MANUAL DE OPERAÇÃO E MANUTENÇÃO DESDE 1956

EMTV MANUAL DE OPERAÇÃO E MANUTENÇÃO DESDE 1956 EMTV Elevador de manutenção telescópico vertical MANUAL DE OPERAÇÃO E MANUTENÇÃO ZELOSO DESDE 1956 PREFÁCIO APLICAÇÃO: Este manual contém informações para a operação e manutenção, bem como uma lista ilustrada

Leia mais

Palestrante : Maj BM Polito

Palestrante : Maj BM Polito SECRETARIA DE ESTADO DA DEFESA CIVIL CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DIRETORIA GERAL DE SERVIÇOS TÉCNICOS Palestrante : Maj BM Polito SUMÁRIO 1- PARÂMETROS PARA EXIGÊNCIAS DE SISTEMAS

Leia mais

EXECUÇÃO DE REBAIXAMENTO DO NÍVEL D ÁGUA ATRAVÉS DE POÇOS COM INJETORES

EXECUÇÃO DE REBAIXAMENTO DO NÍVEL D ÁGUA ATRAVÉS DE POÇOS COM INJETORES pág.1 EXECUÇÃO DE REBAIXAMENTO DO NÍVEL D ÁGUA ATRAVÉS DE POÇOS COM INJETORES O presente trabalho vem apresentar metodologia básica a serem empregadas na instalação e operação de sistema de rebaixamento

Leia mais

Rebaixamento do Lençol Freático

Rebaixamento do Lençol Freático Rebaixamento do Lençol Freático Índice 1. Rebaixamento por Poços 2. Bombas Submersas 3. Rebaixamento à Vácuo 4. Norma 5. Método construtivo 6. Equipe de trabalho 1. Rebaixamento Por Poços Rebaixamento

Leia mais

Manual Técnico de Instalação, Operação e Manutenção. Lavador de Ar

Manual Técnico de Instalação, Operação e Manutenção. Lavador de Ar Manual Técnico de Instalação, Operação e Manutenção ISO 9001:2008 VENTEC AMBIENTAL EQUIPAMENTOS E INSTALAÇÕES LTDA Rua André Adolfo Ferrari, nº 550 - Distrito Industrial Nova Era - Indaiatuba - São Paulo

Leia mais

MOTOBOMBAS E CONJUNTOS PARA COMBATE A INCÊNDIO

MOTOBOMBAS E CONJUNTOS PARA COMBATE A INCÊNDIO MOTOBOMBAS E CONJUNTOS PARA COMBATE A INCÊNDIO Motobombas para combate a incêndio ÍNDICE FSGIN Pg. 3 FIN Pg. 13 Pg. 33 A Famac tem a solução certa em Bombas para sistemas de combate a incêndio. CONJUNTOS

Leia mais

M A N U A L DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO. Compressores de ar D 1 / D 2 / D 3

M A N U A L DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO. Compressores de ar D 1 / D 2 / D 3 Rev.03-06/23 M A N U A L DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO Compressores de ar D 1 / D 2 / D 3 Rua Major Carlos Del Prete, 19 - Bairro Cerâmica CEP 09530-0 - São Caetano do Sul - SP - Brasil Fone/Fax: (11) 4224-3080

Leia mais

Banco de Boas Práticas Ambientais: Cases de. Antônio Malard FEAM 09/06/2015

Banco de Boas Práticas Ambientais: Cases de. Antônio Malard FEAM 09/06/2015 Banco de Boas Práticas Ambientais: Cases de Reuso de Água Antônio Malard FEAM 09/06/2015 Sumário Legislações de Reuso; Consumo de Água na Indústria; Experiências de Sucesso: Banco de Boas Práticas Ambientais;

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO DO SISTEMA DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO E PÂNICO

MEMORIAL DESCRITIVO DO SISTEMA DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO E PÂNICO MEMORIAL DESCRITIVO DO SISTEMA DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO E PÂNICO I - IDENTIFICAÇÃO DO PROJETO 1.1. OBRA: Regularização e Ampliação de um Complexo Esportivo. 1.2. ENDEREÇO: Conjunto Manuel Julião, Rio

Leia mais

MODELOS HD 660 HD 800 HD 1200 HDS 660 HDS 800 HDS 1200. Nominal (l/h) 660 800 1200 660 800 1200

MODELOS HD 660 HD 800 HD 1200 HDS 660 HDS 800 HDS 1200. Nominal (l/h) 660 800 1200 660 800 1200 9.356-039.0 Rev. 0 1. APRESENTAÇÃO 1. Características da Máquina MODELOS HD 660 HD 800 HD 1200 HDS 660 HDS 800 HDS 1200 VAZÃO Nominal (l/h) 660 800 1200 660 800 1200 Válvula de vapor (l/h) - - - - - 800

Leia mais

Termo de Entrega & Garantia das Piscinas NADO LIVRE

Termo de Entrega & Garantia das Piscinas NADO LIVRE Termo de Entrega & Garantia das Piscinas NADO LIVRE Agradecimento A NADO LIVRE ARTE EM PISCINAS agradece a você a preferência e deseja momentos repetidos de alegrias. Para nós foi muito importante ajudá-lo

Leia mais

Acumuladores hidráulicos

Acumuladores hidráulicos Tipos de acumuladores Compressão isotérmica e adiabática Aplicações de acumuladores no circuito Volume útil Pré-carga em acumuladores Instalação Segurança Manutenção Acumuladores Hidráulicos de sistemas

Leia mais

INDÚSTRIA E COMÉRCIO TECNOAVANCE LTDA.

INDÚSTRIA E COMÉRCIO TECNOAVANCE LTDA. INDÚSTRIA E COMÉRCIO TECNOAVANCE LTDA. MANUAL TÉCNICO DE OPERAÇÃO E MANUTENÇÃO CABINA DE PINTURA A PÓ MODELO: KCP-DM/DA SEM SILHUETA 1 Prezado Cliente: Temos a grata satisfação de estar entregando mais

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO

MANUAL DE INSTALAÇÃO MANUAL DE INSTALAÇÃO Os equipamentos do Kit Chuva atendem as exigências da norma NBR 15527: Água de chuva - Aproveitamento de coberturas em áreas urbanas para fins não potáveis Requisitos. KIT CHUVA RAINUS

Leia mais

ATENÇÃO INFORMAÇÕES SOBRE A GARANTIA

ATENÇÃO INFORMAÇÕES SOBRE A GARANTIA ATENÇÃO INFORMAÇÕES SOBRE A GARANTIA Motor vertical 2 tempos LER O MANUAL DO PROPRIETÁRIO. TRABALHE SEMPRE COM ROTAÇÃO CONSTANTE, NO MÁXIMO 3.600 RPM EVITE ACELERAR E DESACELERAR O EQUIPAMENTO. NÃO TRABALHE

Leia mais

BrikStar CM. Prensa hidráulica de briquetagem D GB. Sempre uma idéia a frente

BrikStar CM. Prensa hidráulica de briquetagem D GB. Sempre uma idéia a frente BrikStar CM Prensa hidráulica de briquetagem Sempre uma idéia a frente D GB BrikStar Prensa hidráulica de briquetagem BrikStar CM BrikStar CM de 4 até 11 kw As prensas de briquetagem da série BrikStar

Leia mais

T20. Melhore a produtividade com uma maior autonomia de operação, fácil troca das escovas e rápida recuperação do tanque de drenagem.

T20. Melhore a produtividade com uma maior autonomia de operação, fácil troca das escovas e rápida recuperação do tanque de drenagem. CRIANDO UM MUNDO MAIS LIMPO, SEGURO E SAUDÁVEL equipamento T20 Lavadora Industrial com Operador a Bordo obtenha resultados superiores de limpeza mesmo em ambientes difíceis, utilizando a eficiente tecnologia

Leia mais

ULITEC-1000 LIMPA TANQUE

ULITEC-1000 LIMPA TANQUE MANUAL DE INSTRUÇÕES ULITEC-1000 LIMPA TANQUE MOTOR ELÉTRICO / MOTOR A GASOLINA APRESENTAÇÃO A DOCTOR DIESEL parabeniza-o(s) pela aquisição do(s) produto(s) de nossa fabricação, pois ao investir em tecnologia

Leia mais

REFERÊNCIA RÁPIDA PARA MANUTENÇÃO

REFERÊNCIA RÁPIDA PARA MANUTENÇÃO REFERÊNCIA RÁPIDA PARA MANUTENÇÃO AERONAVE EMB-202A IPANEMA Principais Cuidados com a Aeronave ASSISTÊNCIA TÉCNICA 2009 EMBRAER / NEIVA ATENÇÃO ESTE GUIA NÃO É UMA PUBLICAÇÃO TÉCNICA E, PORTANTO, NÃO CONSTITUI

Leia mais

PREZADO CLIENTE DESCRIÇÃO DO PRODUTO GARANTIA DO EQUIPAMENTO DADOS GERAIS

PREZADO CLIENTE DESCRIÇÃO DO PRODUTO GARANTIA DO EQUIPAMENTO DADOS GERAIS ÍNDICE Descrição do Produto... 3 Garantia do Equipamento... 3 Dados Gerais... 3 Especificações Técnicas... 5 Simbologia... 5 Dimensões... 6 Instalação... 7 Funcionamento... 7 Manutenção... 7 Precauções...

Leia mais

O sistema ora descrito apresenta as seguintes unidades operacionais: O sistema conta com dois mananciais, ambos com captações superficiais:

O sistema ora descrito apresenta as seguintes unidades operacionais: O sistema conta com dois mananciais, ambos com captações superficiais: 3.8 SÃO JOÃO NEPOMUCENO Projeto Preparatório para o Gerenciamento dos Recursos Hídricos do Paraíba do Sul A Companhia de Saneamento de Minas Gerais - COPASA, é o órgão responsável pela operação e manutenção

Leia mais

APROVEITAMENTO DE ÁGUAS PLUVIAIS

APROVEITAMENTO DE ÁGUAS PLUVIAIS APROVEITAMENTO DE ÁGUAS PLUVIAIS Pré-filtro com efeito vortex Bomba submersível Filtro flutuante de aspiração Sistema de adição de água da rede pública Entrada anti-turbulência Indicador de nível de água

Leia mais

Informação do Produto Filtros da Linha RCS

Informação do Produto Filtros da Linha RCS Rev-00 Plug: ½ NPT Os filtros da Linha RCS são projetados para separação de água e sólidos de hidrocarbonetos em aplicação no abastecimento industrial, aeronaves e postos de gasolina. Objetivamente, os

Leia mais

TRATAMENTO PARA DESINCRUSTAÇÃO DE AGENTES FERRUGINOSOS, E REAVALIAÇÃO DOS PARÂMETROS HIDRÁULICOS DE POÇOS A EXPERIÊNCIA DO SAAE DE GUARULHOS-SP

TRATAMENTO PARA DESINCRUSTAÇÃO DE AGENTES FERRUGINOSOS, E REAVALIAÇÃO DOS PARÂMETROS HIDRÁULICOS DE POÇOS A EXPERIÊNCIA DO SAAE DE GUARULHOS-SP TRATAMENTO PARA DESINCRUSTAÇÃO DE AGENTES FERRUGINOSOS, E REAVALIAÇÃO DOS PARÂMETROS HIDRÁULICOS DE POÇOS A EXPERIÊNCIA DO SAAE DE GUARULHOS-SP Flavio Geraidine Naressi Serviço Autônomo de Água e Esgoto

Leia mais

SUCTRON PRATIC SUCTOR DE ALTA POTÊNCIA BOMBA DE VÁCUO MANUAL DO PROPRIETÁRIO PERIFÉRICOS ODONTOLÓGICOS WWW.SCHUSTER.IND.BR

SUCTRON PRATIC SUCTOR DE ALTA POTÊNCIA BOMBA DE VÁCUO MANUAL DO PROPRIETÁRIO PERIFÉRICOS ODONTOLÓGICOS WWW.SCHUSTER.IND.BR SUCTRON PRATIC SUCTOR DE ALTA POTÊNCIA BOMBA DE VÁCUO MANUAL DO PROPRIETÁRIO PERIFÉRICOS ODONTOLÓGICOS WWW.SCHUSTER.IND.BR 1. APRESENTAÇÃO... 3 2. INTRODUÇÃO... 3 3. TERMOS DE GARANTIA... 3 4. ESPECIFICAÇÕES

Leia mais

Equipamentos e sistemas para fertirrigação

Equipamentos e sistemas para fertirrigação Equipamentos e sistemas para fertirrigação FERTIRRIGAÇÃO é a aplicação de fertilizantes através da água de irrigação (EMBRAPA UVA E VINHO) Não só adubos são aplicados por meio da água de irrigação pois

Leia mais

REBAIXAMENTO DO LENÇOL FREÁTICO

REBAIXAMENTO DO LENÇOL FREÁTICO Índice 1 Rebaixamento por Poços Injetores e Bombas Submersas 2 Método construtivo 3 Rebaixamento à Vácuo 4 Norma 5 Método construtivo 6 Equipe de trabalho 1 Rebaixamento Por Poços Rebaixamento por poços

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES

MANUAL DE INSTRUÇÕES MANUAL DE INSTRUÇÕES ASPIRADOR DE PÓ 800 W COM CABO TELESCÓPICO Equipamento somente para uso doméstico. Obrigado por escolher um produto com a marca Tramontina. Por favor, leia o Manual de Instruções por

Leia mais

Sistemas de Bombeamento Através de Energia Solar

Sistemas de Bombeamento Através de Energia Solar Sistemas de Bombeamento Através de Energia Solar Introdução Uma das vantajosas aplicações para energia solar é o bombeamento d água. Em sistemas que requerem bombeamento constante ou durante o período

Leia mais

MANUAL BÁSICO DE TRATAMENTO QUÍMICO

MANUAL BÁSICO DE TRATAMENTO QUÍMICO MANUAL BÁSICO DE TRATAMENTO QUÍMICO O Tratamento Químico e fundamental para deixar a água da piscina saudável, limpa e cristalina. Você necessita medir, inicialmente, três parâmetros: Alcalinidade Total,

Leia mais

Normas da ABNT precisam ser seguidas

Normas da ABNT precisam ser seguidas Normas da ABNT precisam ser seguidas Além das leis ambientais e toda a burocracia que o negócio da revenda exige, o revendedor precisa realizar os procedimentos de acordo com as normas da Associação Brasileira

Leia mais

3.5 SANTOS DUMONT. Quanto ao sistema de esgotamento sanitário, sua operação e manutenção cabe a Prefeitura local, através da Secretaria de Obras.

3.5 SANTOS DUMONT. Quanto ao sistema de esgotamento sanitário, sua operação e manutenção cabe a Prefeitura local, através da Secretaria de Obras. Esta unidade compõe-se de três conjuntos moto-bombas idênticos, dos quais dois operam em paralelo, ficando o terceiro como unidade de reserva e/ou rodízio. Estão associados, cada um, a um motor elétrico

Leia mais

Após passar pela unidade de recepção a água bruta segue para a etapa de Coagulação/Floculação, na qual recebe a adição de um agente coagulante.

Após passar pela unidade de recepção a água bruta segue para a etapa de Coagulação/Floculação, na qual recebe a adição de um agente coagulante. 61 Após passar pela unidade de recepção a água bruta segue para a etapa de Coagulação/Floculação, na qual recebe a adição de um agente coagulante. Coagulação/Floculação: Logo na chegada da água bruta ocorre

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO SISTEMA DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA NA VILA CARÁS NO MUNICIPIO DE FARIAS BRITO-CE

MEMORIAL DESCRITIVO SISTEMA DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA NA VILA CARÁS NO MUNICIPIO DE FARIAS BRITO-CE MEMORIAL DESCRITIVO OBJETIVO: SISTEMA DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA NA VILA CARÁS NO MUNICIPIO DE FARIAS BRITO-CE RESERVATÓRIO ELEVADO Estrutura - Toda a estrutura do reservatório será em concreto armado utilizando

Leia mais