Alguns dos nossos Clientes

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Alguns dos nossos Clientes"

Transcrição

1 Alguns dos nossos Clientes

2 Processo de S&OP Caminho para a Excelência em Negócios

3 A Realidade dos Processos Administrativos Muitas empresas gerenciam diversos planos para cada departamento mas não existe uma interconexão entre eles. Cadeia de Suprimentos Manufatura Product Lines S&D Mercado Finanças Cadeia de Suprimentos Manufatura Product Lines S&D Mercado Finanças

4 A Realidade dos Processos Administrativos As companhias têm a maioria dos elementos do S&OP, mas não os têm desenvolvido dentro do um processo integrado de negócio. Objetivos do Sales & Operations Planning Foco no Cliente Dirigir o Cumprimento do Plano de Negócio Assegurar que os planos estão integrados e são realistas Criar um só Game Plan para a companhia Aproveitar e antecipar as mudanças externas Dirigir as mudanças internas através da melhoria contínua Destrinchar o plano estratégico Se as pessoas não entendem como uma companhia deve ser diferente, como ela cria valor comparado com seus rivais, então como é possível que possam fazer todas as incontáveis decisões que eles devem fazer? Michael Porter, Fast Company, Julio 2001

5 Disciplinas de Valor ou Estratégicas É de suma importância que conheçamos desde onde esta focada a companhia para poder decidir o que é que NÃO vamos fazer e poder selecionar nossas disciplinas de valor Custo Total mais baixo Excelência na habilidade de focar-se em UMA, enquanto é competente nas outras DUAS Diferenciação de Produto Excelencia Operacional Competência Operacional Resposta ao Cliente Liderança de Produto Os melhores Produtos Proximidade ao Cliente A melhor Solução

6 Disciplinas de Valor ou Estratégicas Exercício: Identificar o movimento de foco de valor no tempo. Determinar onde estamos e onde queremos estar Visão Presente Futuro Foco Excelência Operacional Liderença no Produto Proximidade ao Cliente Compromisso 100% 100% Trabalho em Equipe

7 A Cadeia de Suprimentos Um dos pontos mais importantes para a Cadeia de Suprimentos em sua totalidade é a boa previsão e se deve balancear o inventário com a política de embarque. Desenho Compras Manufactura Semi- Acabado Produto Final Distrib. Primária Distrib. Secundária % Completo Tempo Planes Estables = Tiempo de Entrega más cortos = Mayor Flexibilidad & Menos Inventario

8 Situação Atual (exemplo) Atualmente apresentamos falhas em nosso serviço oferecido ao clientes, principalmente ocasionados por erros de consenso por SKU. Quais são as falhas que nos impedem cumprir com os nossos clientes? Evidentes... (1) Falhas em Plantas (2) Falhas de transporte e Problemas de Viabilidade (3) Falhas de material (4) Falhas em planejamento (5) Falhas com os Inventários Não tão evidentes... (1) Last Chances (2) Promoções sem conhecimento (3) Falhas em estimativas de demanda por parte del PDL y Ventas (4) Promessas de Serviço não viaveis (5) Margens que não satisfazem o negocio (6) Excessos de reuniões de trabalho

9 Condutas em uma companhia de Classe Mundial Para conseguir ser uma companhia com uma cadeia de suprimentos de classe mundial devemos ter certas condutas que impulsionarão a mudança... CONDUTAS Fazer o que falamos que vamos fazer Não prometer mais do que podemos cumprir Entregar o prometido... Ou comunicar-se! Comunicação aberta e honesta. Não atirar no mensageiro Re-planejamento contínuo e rolling forecast vs uma mentalidade de Plano Anual Change management Os sistemas de Planejamento, execução e comunicação são sincronizados Um só conjunto de números!!!

10 Definição de Sales and Operations Planning S&OP toma as ambições de vendas e mercado, as possibilidades de Supply Chain, as necessidades dos clientes, as metas financeiras e as balanças para criar um plano único e viável Ações de Clientes Planejamento de Key Accounts Promoções de Canais Promoções a Clientes Ações da Concorrência Lead Times Mfg. Programação Metas de Restrições de Capacidade Customer Service Capacidade de Distribuição Stock & Políticas Previsão Antecipação Demanda Opções Restrições Suprimento Flexibilidade Riscos & Custos Riscos e Custos Resultados S&OP é a forma em que um negócio toma decisões e é mais sobre liderança e comportamentos do que sobre sistemas

11 Sales & Operations Planning (Exemplo) AONDE ESTAMOS??? O processo de planejamento atual cumpre com algumas das condições que se aplicam ao processo de S&OP: Processo de S&OP Processo Mensal Consolidar todos os planos de Negócio Revisão por Família de Produtos Horizonte de Planejamento Reconciliação dos Planos Declaração definitiva do Plano Situação Atual ~ X ~ ~ ~

12 Sales and Operations Planning (Exemplo de Status) O Horizonte de Planejamento é um dos fatores mais importantes já que permite visualizar as necessidades com antecipação e tomar as ações necessárias (Compras, negociações especiais, etc.). Situação Atual Atualmente para a reunião de Consenso se ajustam 3 meses por SKU, mas somente se acorda um mês. Horizonte de Planejamento mínimo esperado18 meses, onde 3 meses seriam por SKU e o resto por sub-linha de produto A nível agregado se planificam 12 meses, o que chamamos Budget que não se modifica, sendo unicamente o mês analisado em consenso.

13 Plano de Otimização das Funções de SC Cadeia de Suprimentos Objetivos Metas Estratégia Medidas Objetivos Estratégias Medidas Objetivos Estratégias Medidas Objetivos Estratégias Medidas Planejamento Logística Insumos

14 Administrando a Demanda e os Suprimentos Os limites de tempo permitem melhorar a conduta com respeito as mudanças Administrar a Demanda para coincidir com o Programa de Suprimentos + Inventário Barreiras de Tempo Objetivos Estar preparados para a demanda antecipadamente Consenso tático para administrar as variações da demanda e a incerteza Período Congelado Administrar o Programa de Surprimentos para Coincidir com a Demanda Não alterar o programa mais rápido de que a manufatura; desenvolvimento de produtos, compras e os fornecedores podem reagir economicamente

15 Processo Atual de Previsão da Demanda (Exemplo) Atualmente o processo de Previsão da Demanda cobre alguns aspetos do processo de S&OP Reunião Individual Product Lines Avaliação Financeira Reunião de Consenso na qual participam Vendas, Product Lines, Supervisores e Supply Chain para obter um resultado definitivo de Demanda Revisão de Demanda 1 Os ajustes se realizam na ferramenta de Demand Planning por parte de Supervisores de Negócios e Gerentes de Vendas sem presença das funções de suporte Processo Mensal! Atualmente... Reunião de Consenso 3 Reunião de Suprimentos 2

16 Processo de S&OP (Exemplo) O processo de Sales & Operations Planning compõe a inclusão de novas revisões e/ou reuniões e o ajuste de outras que já estão sendo realizadas. Comitê Comercial Reunião de S&OP 1 Avaliação Financiera Ajuste Novo Processo Proceso Mensual Reunião Pré-S&OP (Antes Consenso) Ajuste 4.1 Revisão de Demanda Reunião de suprimentos 3 2 Ajustes realizados em ferramentas sem necessidade de reuniões das áreas Formalização

17 Processo de S&OP Visão... Qual é a sua?

18 Saiba mais sobre S&OP Efetivo Podemos ajudar sua empresa a implementar um processo de S&OP Efetivo. Entre em contato conosco. Tel.: +55 (11)

A Organização orientada pela demanda. Preparando o ambiente para o Drummer APS

A Organização orientada pela demanda. Preparando o ambiente para o Drummer APS A Organização orientada pela demanda. Preparando o ambiente para o Drummer APS Entendendo o cenário atual As organizações continuam com os mesmos objetivos básicos: Prosperar em seus mercados de atuação

Leia mais

CS&OP-P Certified S&OP Professional

CS&OP-P Certified S&OP Professional A achain é uma empresa especializada nas áreas de Supply Chain, Value Chain e Demand Chain Management, com atuação nas modalidades de serviços de treinamento e apoio administrativo. Missão achain: Proporcionar

Leia mais

A certificação CS&OP-P

A certificação CS&OP-P A certificação CS&OP-P Em mercados competitivos o profissional que dominar o processo de S&OP possuirá grande diferencial estratégico e vantagem competitiva no ambiente de negócios. Neste cenário onde

Leia mais

3 O sistema APO Advanced Planner and Optimizer

3 O sistema APO Advanced Planner and Optimizer 3 O sistema APO Advanced Planner and Optimizer Esse capítulo tem por objetivo apresentar os conceitos do sistema APO (Advanced Planner and Optimizer), o sistema APS da empresa alemã SAP. O sistema APO

Leia mais

Aula 2º bim. GEBD dia16/10

Aula 2º bim. GEBD dia16/10 Aula 2º bim. GEBD dia16/10 Compras e Manufatura (produção) O ciclo de compras liga uma organização a seus fornecedores. O ciclo de manufatura envolve a logística de apoio à produção. O ciclo de atendimento

Leia mais

Introdução ao S&OP - Sales and Operations Planning. Fernando Augusto Silva Marins www.feg.unesp.br/~fmarins fmarins@feg.unesp.br

Introdução ao S&OP - Sales and Operations Planning. Fernando Augusto Silva Marins www.feg.unesp.br/~fmarins fmarins@feg.unesp.br Introdução ao S&OP - Sales and Operations Planning. Fernando Augusto Silva Marins www.feg.unesp.br/~fmarins fmarins@feg.unesp.br 1. Introdução Sumário 2. Objetivos Específicos do S&OP 3. Descrição do Processo

Leia mais

O Supply Chain Evoluiu?

O Supply Chain Evoluiu? O Supply Chain Evoluiu? Apresentação - 24º Simpósio de Supply Chain & Logística 0 A percepção de estagnação do Supply Chain influenciada pela volatilidade do ambiente econômico nos motivou a entender sua

Leia mais

4. Planejamento de suprimento e gerenciamento da demanda e do suprimento na cadeia da GSK

4. Planejamento de suprimento e gerenciamento da demanda e do suprimento na cadeia da GSK 4. Planejamento de suprimento e gerenciamento da demanda e do suprimento na cadeia da GSK O presente capítulo tem como objetivo apresentar a forma com que o planejamento e gerenciamento do suprimento e

Leia mais

Prof. Me. Maico Roris Severino Curso Engenharia de Produção Universidade Federal de Goiás (UFG) Campus Catalão

Prof. Me. Maico Roris Severino Curso Engenharia de Produção Universidade Federal de Goiás (UFG) Campus Catalão Prof. Me. Maico Roris Severino Curso Engenharia de Produção Universidade Federal de Goiás (UFG) Campus Catalão 1 Roteiro da Apresentação Definições Cadeia de Suprimentos Logística Gestão da Cadeia de Suprimentos

Leia mais

Implementação da metodologia S&OP como ferramenta de integração e otimização do Supply Chain no segmento de bebidas.

Implementação da metodologia S&OP como ferramenta de integração e otimização do Supply Chain no segmento de bebidas. Implementação da metodologia S&OP como ferramenta de integração e otimização do Supply Chain no segmento de bebidas. Companhia Fluminense de Refrigerantes Realização: Royal Palm Plaza Campinas/SP 05 de

Leia mais

SAP Excelência Operacional & Inovação. Daniel Bio Setembro 2013

SAP Excelência Operacional & Inovação. Daniel Bio Setembro 2013 SAP Excelência Operacional & Inovação Daniel Bio Setembro 2013 Portfolio de informações atualmente Fragmentado, antigo e não orientado ao usuário Serviço ao Consumidor Gerente de Vendas Finanças e Operações

Leia mais

Sales and Operations Planning S&OP, Integrated Business Planning - IBP, Planejamento Integrado do Negócio

Sales and Operations Planning S&OP, Integrated Business Planning - IBP, Planejamento Integrado do Negócio Sales and Operations Planning S&OP, Integrated Business Planning - IBP, Planejamento Integrado do Negócio Novembro de 2009 STEFANO JR, Wilson Principal - Oliver Wight Together We Make a Difference wstefano@oliverwight.com

Leia mais

Desafios para implementação de iniciativas de colaboração no processo de planejamento da demanda

Desafios para implementação de iniciativas de colaboração no processo de planejamento da demanda Desafios para implementação de iniciativas de colaboração no processo de planejamento da demanda Parte II Leonardo Julianeli Na primeira parte deste texto*, foram apresentados os principais motivadores

Leia mais

LOG & IND - CONSULTORIA E ASSESSORIA APRESENTAÇÃO DE PAULO TALPO

LOG & IND - CONSULTORIA E ASSESSORIA APRESENTAÇÃO DE PAULO TALPO LOG & IND - CONSULTORIA E ASSESSORIA APRESENTAÇÃO DE PAULO TALPO CAPACITAÇÃO... COMEÇOU ATENDENDO NECESSIDADES ESPECIFICAS DA PROPRIA ORGANIZAÇÃO ONDE TRABALHAVA, CONTRIBUINDO COM AS DEMAIS FUNÇÕES, NO

Leia mais

PROCESSOS DA ADMINISTRAÇÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS

PROCESSOS DA ADMINISTRAÇÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS PROCESSOS DA ADMINISTRAÇÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS A mentalidade de silos, fenômeno conhecido como políticas departamentais, rivalidade divisional ou guerras internas, devastam as organizações. Esta mentalidade

Leia mais

5 Gerenciamento da Cadeia de Suprimentos

5 Gerenciamento da Cadeia de Suprimentos 5 Gerenciamento da Cadeia de Suprimentos 5.1 Conceitos e definições do supply chain management O conceito ou definição do SCM é algo recente na literatura especializada, datado mais precisamente da metade

Leia mais

Planejamento Integrado da Cadeia de Cimento

Planejamento Integrado da Cadeia de Cimento 01 SISTEMA ANALÍTICO DE PLANEJAMENTO QUE PERMITE OTIMIZAR O ATENDIMENTO DAS DEMANDAS, A PRODUÇÃO DE CIMENTO E SUPRIMENTO DE INSUMOS, MAXIMIZANDO A MARGEM DE CONTRI- BUIÇÃO DA OPERAÇÃO O CILO É uma ferramenta

Leia mais

Logística Empresarial. Global Sourcing A Globalização e a Nova Visão da Logística Parte II. Aula 6. Conceitos Importantes.

Logística Empresarial. Global Sourcing A Globalização e a Nova Visão da Logística Parte II. Aula 6. Conceitos Importantes. Logística Empresarial Aula 6 Global Sourcing A Globalização e a Nova Visão da Logística Parte II Prof. Me. John Jackson Buettgen Contextualização Conceitos Importantes Fluxos logísticos É o movimento ou

Leia mais

Sales and Operations Planning uma maneira simples de obter ganhos com a integração interna

Sales and Operations Planning uma maneira simples de obter ganhos com a integração interna uma maneira simples de obter ganhos com a integração interna Rodrigo Arozo A quebra dos silos funcionais e a integração entre as diversas áreas das empresas, bem como a adoção de uma visão por processos,

Leia mais

COMO A LEROY MERLIN ESTÁ ESTRUTURANDO SEU SUPPLY CHAIN PARA APOIAR SEU CRESCIMENTO

COMO A LEROY MERLIN ESTÁ ESTRUTURANDO SEU SUPPLY CHAIN PARA APOIAR SEU CRESCIMENTO COMO A LEROY MERLIN ESTÁ ESTRUTURANDO SEU SUPPLY CHAIN PARA APOIAR SEU CRESCIMENTO CAFÉ DA MANHÃ 30/04/2014 AGENDA 1. Leroy Merlin Brasil: uma empresa em crescimento 2. A estruturação do Supply Chain Ø

Leia mais

Lean e a Gestão Integrada da Cadeia de Suprimentos

Lean e a Gestão Integrada da Cadeia de Suprimentos JOGO DA CERVEJA Experimento e 2: Abordagem gerencial hierárquica e centralizada Planejamento Integrado de todos os Estágios de Produção e Distribuição Motivação para um novo Experimento Atender à demanda

Leia mais

SAP - Planejamento de Negócio Integrado. Integrated Business Planning (IBP) Maio 2015 Rudi Meyfarth, Business Development, SAP Extended Supply Chain

SAP - Planejamento de Negócio Integrado. Integrated Business Planning (IBP) Maio 2015 Rudi Meyfarth, Business Development, SAP Extended Supply Chain SAP - Planejamento de Negócio Integrado Integrated Business Planning (IBP) Maio 2015 Rudi Meyfarth, Business Development, SAP Extended Supply Chain Agenda Introdução SAP Extended Supply Chain SAP Integrated

Leia mais

Sales & Operations Planning

Sales & Operations Planning Sales & Operations Planning Permite o planejamento integrado de negócios e a transformação do gerenciamento JDA Software: Sales & Operations Planning para suportar decisões baseadas em informações e melhorar

Leia mais

Sincronização da Cadeia de Suprimentos na Venda Direta

Sincronização da Cadeia de Suprimentos na Venda Direta São Paulo, 11 e 12 de maio de 2011 Sincronização da Cadeia de Suprimentos na Venda Direta Rodrigo Alponti Diretor Executivo de Supply Chain da AVON 1 Organização Patrocínio Apoio 2 Sincronização da Cadeia

Leia mais

Advanced Planning and Scheduling

Advanced Planning and Scheduling Advanced Planning and Scheduling Por Soraya Oliveira e Raquel Flexa A importância do planejamento Uma cadeia de suprimentos é composta por diversos elos conectados que realizam diferentes processos e atividades

Leia mais

Planejamento de Processo Engenharia de Produção. Prof. MSc. Renato Luis Garrido Monaro prof.renatomonaro@gmail.com 2S - 2013

Planejamento de Processo Engenharia de Produção. Prof. MSc. Renato Luis Garrido Monaro prof.renatomonaro@gmail.com 2S - 2013 Planejamento de Processo Engenharia de Produção Prof. MSc. Renato Luis Garrido Monaro prof.renatomonaro@gmail.com 2S - 2013 Resolução Lista de Exercícios Sistemas de Administração da Produção Cap. 1 Livro

Leia mais

PCP - Planejamento e Controle da Produção. Cap 2 PIVO / S&OP Planejamento Integrado de Vendas e Operações Sales and Opera.

PCP - Planejamento e Controle da Produção. Cap 2 PIVO / S&OP Planejamento Integrado de Vendas e Operações Sales and Opera. PCP - Planejamento e Controle da Produção Cap 2 PIVO / S&OP Planejamento Integrado de Vendas e Operações Sales and Opera.ons Planning Prof. Silene Seibel, Dra. silene@joinville.udesc.br PIVO = S&OP (Sales

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA DE ENGENHARIA DE SÃO CARLOS DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA DE ENGENHARIA DE SÃO CARLOS DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA DE ENGENHARIA DE SÃO CARLOS DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO LÍGIA TRIVELLATO TOLEDO ORIENTADOR: Prof. Dr. Mateus Cecilio Gerolamo ANÁLISE DE OPORTUNIDADES DE MELHORIA

Leia mais

Proposição de ações estratégicas para superação das barreiras e efetiva implantação do processo de planejamento integrado (S&OP)

Proposição de ações estratégicas para superação das barreiras e efetiva implantação do processo de planejamento integrado (S&OP) Proposição de ações estratégicas para superação das barreiras e efetiva implantação do processo de planejamento integrado (S&OP) Leandro de Freitas Matheus (Axia Consulting) leandro.matheus@axiaconsulting.com.br

Leia mais

SOLMIX Consultoria Empresarial - Fone: 011 99487 7751

SOLMIX Consultoria Empresarial - Fone: 011 99487 7751 Objetivos Nosso Objetivo é Colocar a disposição das empresas, toda nossa Experiência Profissional e metodologia moderna, dinâmica e participativa, para detectar as causas sintomáticas e seus efeitos. Realizar

Leia mais

Sistemas de Informações. SCM Supply Chain Management

Sistemas de Informações. SCM Supply Chain Management Sistemas de Informações SCM Supply Chain Management Fontes Bozarth, C.; Handfield, R.B. Introduction to Operations and Supply Chain Management. Prentice Hall. 2nd. Edition Objetivos Fluxos de Informação

Leia mais

RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO: BRF S.A.

RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO: BRF S.A. UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO TECNOLÓGICO DEPARTAMENTO ENGENHARIA QUÍMICA E ALIMENTOS EQA 5611: ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM ENGENHARIA DE ALIMENTOS PROFESSOR ORIENTADOR: JOÃO BORGES LAURINDO

Leia mais

2. Logística. 2.1 Definição de Logística

2. Logística. 2.1 Definição de Logística 2. Logística 2.1 Definição de Logística Por muito tempo a Logística foi tratada de forma desagregada. Cada uma das funções logísticas era tratada independentemente e como áreas de apoio ao negócio. Segundo

Leia mais

LOGÍSTICA EMPRESARIAL. Rodolfo Cola Santolin 2009

LOGÍSTICA EMPRESARIAL. Rodolfo Cola Santolin 2009 LOGÍSTICA EMPRESARIAL Rodolfo Cola Santolin 2009 Conteúdo Cadeia de suprimentos Custos Logísticos Administração de Compras e Suprimentos Logística Reversa CADEIA DE SUPRIMENTOS Logística Logística Fornecedor

Leia mais

Aula 5 Supply Chain Management (SCM) Gestão da cadeia de suprimentos Prof: Cleber A. de Oliveira

Aula 5 Supply Chain Management (SCM) Gestão da cadeia de suprimentos Prof: Cleber A. de Oliveira 1. Introdução Aula 5 Supply Chain Management (SCM) Gestão da cadeia de suprimentos Prof: Cleber A. de Oliveira Gestão de Sistemas de Informação Os estudos realizados nas disciplinas Gestão da Produção

Leia mais

Andrés Eduardo von Simson Graduação e v r iç i os D s i ney Background Hopi Hari Hilton Brasilton Maksoud Plaza

Andrés Eduardo von Simson Graduação e v r iç i os D s i ney Background Hopi Hari Hilton Brasilton Maksoud Plaza ENGENHARIA DE NEGÓCIOS I GESTÃO ESTRATÉGICA DE ESTOQUES AULA I Prof. Andrés E. von Simson 2009 PROFESSOR Andrés Eduardo von Simson Graduação Adm. Hoteleira Adm. de Empresas Docência pela FGV Especialização

Leia mais

2. REVISÃO BIBLIOGRÁFICA S&OP Planejamento integrado de vendas e operações

2. REVISÃO BIBLIOGRÁFICA S&OP Planejamento integrado de vendas e operações 18 2. REVISÃO BIBLIOGRÁFICA S&OP Planejamento integrado de vendas e operações 2.1 CADEIA DE SUPRIMENTOS A definição de gerenciamento da cadeia de suprimentos adotada por Christopher (2007) é a seguinte:

Leia mais

Vendas na Empresa Lean

Vendas na Empresa Lean Vendas na Empresa Lean Autor: Alexandre Cardoso Publicado: 29/04/2011 Introdução Em uma empresa, a área de Vendas é de extrema importância para o sucesso do negócio. Aprimorar o seu desempenho tem sido

Leia mais

Gestão de Estoques. Leader Magazine

Gestão de Estoques. Leader Magazine Gestão de Estoques Leader Magazine Maio 2005 Índice O Projeto Gestão de Estoques Resultados Índice O Projeto Gestão de Estoques Resultados Objetivos Implementar e Controlar todos os processos de Compra

Leia mais

jul-09 1 FURB Pedro Paulo H. Wilhelm & Maurício C. Lopes

jul-09 1 FURB Pedro Paulo H. Wilhelm & Maurício C. Lopes 1 Referências Bibliográficas apoio jul-09 2 Referências Bibliográficas apoio jul-09 3 Virtual Empreendimentos Competências Chaves I) COMPETENCIA EMPRESARIAL = espírito empreendedor: ousadia, disposição

Leia mais

PLANEJAMENTO OPERACIONAL - MARKETING E PRODUÇÃO MÓDULO 3 O QUE É PLANEJAMENTO DE VENDAS E OPERAÇÕES?

PLANEJAMENTO OPERACIONAL - MARKETING E PRODUÇÃO MÓDULO 3 O QUE É PLANEJAMENTO DE VENDAS E OPERAÇÕES? PLANEJAMENTO OPERACIONAL - MARKETING E PRODUÇÃO MÓDULO 3 O QUE É PLANEJAMENTO DE VENDAS E OPERAÇÕES? Índice 1. O que é planejamento de...3 1.1. Resultados do planejamento de vendas e operações (PVO)...

Leia mais

Gestão em Nó de Rede Logística

Gestão em Nó de Rede Logística Gestão em Nó de Rede Logística Armando Oscar Cavanha Filho Com o crescimento das atividades de uma empresa e a sua multiplicação horizontal, ou seja, a repetição de processos semelhantes em diversos pontos

Leia mais

Curso Superior de tecnologia em Logística

Curso Superior de tecnologia em Logística Curso Superior de tecnologia em Logística Prof. Rodolpho W. Ruiz Tema: Operações Logísticas Agenda da teleaula Globalização. Customer Order Fulfillment COF. Administração da Demanda. Fatores que facilitam

Leia mais

Objetivo da Aula. Enterprise Resource Planning - ERP. Descrever os sistemas ERP, seus módulos e possíveis aplicações e tendências 23/4/2010

Objetivo da Aula. Enterprise Resource Planning - ERP. Descrever os sistemas ERP, seus módulos e possíveis aplicações e tendências 23/4/2010 Enterprise Resource Planning - ERP Objetivo da Aula Descrever os sistemas ERP, seus módulos e possíveis aplicações e tendências 2 1 Sumário Informação & TI Sistemas Legados ERP Classificação Módulos Medidas

Leia mais

ERP ENTERPRISE RESOURCE PLANNING

ERP ENTERPRISE RESOURCE PLANNING INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO SUL CÂMPUS CANOAS ERP ENTERPRISE RESOURCE PLANNING RENAN ROLIM WALENCZUK Canoas, Agosto de 2014 SUMÁRIO 1 INTODUÇÃO...03 2 ERP (ENTERPRISE

Leia mais

Ementários. Disciplina: Gestão Estratégica

Ementários. Disciplina: Gestão Estratégica Ementários Disciplina: Gestão Estratégica Ementa: Os níveis e tipos de estratégias e sua formulação. O planejamento estratégico e a competitividade empresarial. Métodos de análise estratégica do ambiente

Leia mais

Projeto gestão de demanda http://www.administradores.com.br/artigos/marketing/projeto-gestao-de-demanda/62517/

Projeto gestão de demanda http://www.administradores.com.br/artigos/marketing/projeto-gestao-de-demanda/62517/ Projeto gestão de demanda http://www.administradores.com.br/artigos/marketing/projeto-gestao-de-demanda/62517/ Muitas empresas se deparam com situações nas tarefas de previsões de vendas e tem como origem

Leia mais

T2Ti Tecnologia da Informação Ltda T2Ti.COM http://www.t2ti.com Projeto T2Ti ERP 2.0. Bloco Suprimentos. WMS Gerenciamento de Armazém

T2Ti Tecnologia da Informação Ltda T2Ti.COM http://www.t2ti.com Projeto T2Ti ERP 2.0. Bloco Suprimentos. WMS Gerenciamento de Armazém Bloco Suprimentos WMS Gerenciamento de Armazém Objetivo O objetivo deste artigo é dar uma visão geral sobre o Módulo WMS, que se encontra no Bloco Suprimentos. Todas informações aqui disponibilizadas foram

Leia mais

SUPPLY CHAIN MANAGEMENT: UMA INTRODUÇÃO À UM MODELO DE GESTÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS PARA OBTENÇÃO DE DIFERENCIAL COMPETITIVO

SUPPLY CHAIN MANAGEMENT: UMA INTRODUÇÃO À UM MODELO DE GESTÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS PARA OBTENÇÃO DE DIFERENCIAL COMPETITIVO SUPPLY CHAIN MANAGEMENT: UMA INTRODUÇÃO À UM MODELO DE GESTÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS PARA OBTENÇÃO DE DIFERENCIAL COMPETITIVO BURGO, Rodrigo Navarro Sanches, RIBEIRO, Talita Cristina dos Santos, RODRIGUES,

Leia mais

Unidade II GESTÃO DE. Prof. Léo Noronha

Unidade II GESTÃO DE. Prof. Léo Noronha Unidade II GESTÃO DE SUPRIMENTOS E LOGÍSTICA Prof. Léo Noronha Após a Segunda Guerra Mundial: Estados Unidos da América passaram por um longo período de crescimento. Responsáveis pela reconstrução de muitos

Leia mais

Engª de Produção Prof.: Jesiel Brito. Sistemas Integrados de Produção ERP. Enterprise Resources Planning

Engª de Produção Prof.: Jesiel Brito. Sistemas Integrados de Produção ERP. Enterprise Resources Planning ERP Enterprise Resources Planning A Era da Informação - TI GRI Information Resource Management -Informação Modo organizado do conhecimento para ser usado na gestão das empresas. - Sistemas de informação

Leia mais

- Como utilizar essas medidas para analisar, melhorar e controlar o desempenho da cadeia de suprimentos?

- Como utilizar essas medidas para analisar, melhorar e controlar o desempenho da cadeia de suprimentos? Fascículo 5 A medição do desempenho na cadeia de suprimentos Com o surgimento das cadeias de suprimento (Supply Chain), a competição no mercado tende a ocorrer cada vez mais entre cadeias produtivas e

Leia mais

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão da Produção Integrada e Logística

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão da Produção Integrada e Logística Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão da Produção Integrada e Logística Apresentação O programa de Pós-graduação Lato Sensu em Gestão da Produção e Logística tem por objetivo fornecer

Leia mais

Interaction Experiência que transforma

Interaction Experiência que transforma Interaction Experiência que transforma Cadu Nascimento Cassio Azevedo Nossa Filosofia e Proposta de Trabalho Quem somos Carlos Nascimento Engenheiro de Produção Poli/USP Pós-graduação em liderança e gestão

Leia mais

Sistemas Integrados ASI - II

Sistemas Integrados ASI - II Sistemas Integrados ASI - II SISTEMAS INTEGRADOS Uma organização de grande porte tem muitos tipos diferentes de Sistemas de Informação que apóiam diferentes funções, níveis organizacionais e processos

Leia mais

white paper Roadmap para o S&OP Colaborativo e Planejamento de produtos configurados Versão: 2.2 Outubro de 2013

white paper Roadmap para o S&OP Colaborativo e Planejamento de produtos configurados Versão: 2.2 Outubro de 2013 white paper Roadmap para o S&OP Colaborativo e Planejamento de produtos configurados Versão: 2.2 Outubro de 2013 Preparado por: Carlos E. Panitz, MSc. carlos.panitz@ve3.com.br 1 Sumário Colaboração interna

Leia mais

Estruturação e Integração do Planejamento Tático e Operacional

Estruturação e Integração do Planejamento Tático e Operacional Estruturação e Integração do Planejamento Tático e Operacional Outubro de 2012 1 Conteúdo Bunge Diagnóstico de Gestão da Cadeia de Valor Evolução do planejamento tático e operacional Resultados do projeto

Leia mais

Previsão de Ingresso: primeiro semestre de 2015. ESPM Unidade Sul. Rua Guilherme Schell, 350 Santo Antônio Porto Alegre/RS.

Previsão de Ingresso: primeiro semestre de 2015. ESPM Unidade Sul. Rua Guilherme Schell, 350 Santo Antônio Porto Alegre/RS. PÓS-GRADUAÇÃO EMPRESARIAL EM GESTÃO DE NEGÓCIOS Previsão de Ingresso: primeiro semestre de 2015 ESPM Unidade Sul Rua Guilherme Schell, 350 Santo Antônio Porto Alegre/RS. Informações: Educação Executiva:

Leia mais

Sistemas de Administração da Produção. Sistema produtivo. Sistema produtivo. Estimativas de vendas de longo prazo 24/11/2015

Sistemas de Administração da Produção. Sistema produtivo. Sistema produtivo. Estimativas de vendas de longo prazo 24/11/2015 Sistemas de Administração da Produção Segundo Giannesi & Correia (1993) A sobrevivência e o sucesso das organizações dependem da eficiência com a qual produz seus bens e serviços, sendo os custos determinante

Leia mais

MASTER IN PROJECT MANAGEMENT

MASTER IN PROJECT MANAGEMENT MASTER IN PROJECT MANAGEMENT PROJETOS E COMUNICAÇÃO PROF. RICARDO SCHWACH MBA, PMP, COBIT, ITIL Atividade 1 Que modelos em gestão de projetos estão sendo adotados como referência nas organizações? Como

Leia mais

Estratégia Competitiva 16/08/2015. Módulo II Cadeia de Valor e a Logistica. CADEIA DE VALOR E A LOGISTICA A Logistica para as Empresas Cadeia de Valor

Estratégia Competitiva 16/08/2015. Módulo II Cadeia de Valor e a Logistica. CADEIA DE VALOR E A LOGISTICA A Logistica para as Empresas Cadeia de Valor Módulo II Cadeia de Valor e a Logistica Danillo Tourinho S. da Silva, M.Sc. CADEIA DE VALOR E A LOGISTICA A Logistica para as Empresas Cadeia de Valor Estratégia Competitiva é o conjunto de planos, políticas,

Leia mais

SEJAM BEM VINDOS!!!! 1

SEJAM BEM VINDOS!!!! 1 SEJAM BEM VINDOS!!!! 1 SEJAM BEM VINDOS AO QUARTO SEMESTRE!!! 2 Regras de ouro: Desligue o celular; Evitem ausentar-se da sala Evitem conversas paralelas (sem propósito com o assunto da aula); Dediquem-se

Leia mais

Metodologia de Gerenciamento de Projetos da Justiça Federal

Metodologia de Gerenciamento de Projetos da Justiça Federal Metodologia de Gerenciamento de Projetos da Justiça Federal Histórico de Revisões Data Versão Descrição 30/04/2010 1.0 Versão Inicial 2 Sumário 1. Introdução... 5 2. Público-alvo... 5 3. Conceitos básicos...

Leia mais

Cimento para todo o Brasil

Cimento para todo o Brasil TECNOLOGIA Fotos: Divulgação Cimento para todo o Brasil Unidade cimenteira da Votorantim aplica solução tecnológica da Gapso para auxiliar nas tomadas de decisão e otimizar os processos de toda a cadeia

Leia mais

Sistemas de Administração e Gestão da Produção

Sistemas de Administração e Gestão da Produção Sistemas de Administração e Gestão da Produção Izabel Cristina Zattar izabelzattar@netvision.com.br www.grima.ufsc.br/izabel/index.html Os 3 Grandes Níveis do Planejamento Horizonte de detalhamento Diário/Semanal

Leia mais

MRP, MRPII, ERP... Oracle, SAP, Microsiga... MRP MRP II - ERP. MRP Material Requirement Planning. MRP II Manufacturing Resources Planning

MRP, MRPII, ERP... Oracle, SAP, Microsiga... MRP MRP II - ERP. MRP Material Requirement Planning. MRP II Manufacturing Resources Planning MRP, MRPII, ERP... Oracle, SAP, Microsiga... MRP MRP II - ERP MRP Material Requirement Planning MRP II Manufacturing Resources Planning ERP Enterprise Resource Planning 1 O MRP é um software que auxilia

Leia mais

Olá pessoal nesta fase vimos que a definição de Logística segundo Dornier (2000) é Logística é a gestão de fluxos entre funções de negócio.

Olá pessoal nesta fase vimos que a definição de Logística segundo Dornier (2000) é Logística é a gestão de fluxos entre funções de negócio. Gestão da Produção Industrial Módulo B Fase 1 2015 Logística Empresarial Olá pessoal nesta fase vimos que a definição de Logística segundo Dornier (2000) é Logística é a gestão de fluxos entre funções

Leia mais

Leia dicas infalíveis para aumentar a produtividade do seu time e se manter competitivo no mercado da construção civil.

Leia dicas infalíveis para aumentar a produtividade do seu time e se manter competitivo no mercado da construção civil. Leia dicas infalíveis para aumentar a produtividade do seu time e se manter competitivo no mercado da construção civil. 2 ÍNDICE SOBRE O SIENGE INTRODUÇÃO 01 PROMOVA A INTEGRAÇÃO ENTRE AS ÁREAS DE SUA

Leia mais

QUESTIONÁRIO LOGISTICS CHALLENGE 2015 PRIMEIRA FASE

QUESTIONÁRIO LOGISTICS CHALLENGE 2015 PRIMEIRA FASE QUESTIONÁRIO LOGISTICS CHALLENGE 2015 PRIMEIRA FASE *Envie o nome de seu grupo, dos integrantes e um telefone de contato junto com as respostas do questionário abaixo para o e-mail COMMUNICATIONS.SLA@SCANIA.COM*

Leia mais

ASPECTOS GERAIS DE PROJETOS

ASPECTOS GERAIS DE PROJETOS ASPECTOS GERAIS DE PROJETOS O que é PROJETO Um empreendimento com começo e fim definidos, dirigido por pessoas, para cumprir objetivos estabelecidos dentro de parâmetros de custo, tempo e especificações.

Leia mais

Conceitos Básicos da Venda B2B

Conceitos Básicos da Venda B2B Conceitos Básicos da Venda B2B Série Vendas B2B Volume 1 PORTWAY Liderança eficaz para execução de Alta Performance Telefone: 11-3172-9040 www.portway.com.br contato@portway.com.br Sobre o Autor Marcelo

Leia mais

artigo SUPPLY CHAIN Ricardo Caruso Vieira (rcaruso@aquarius.com.br), Departamento de Serviços Especiais da Aquarius Software Ltda.

artigo SUPPLY CHAIN Ricardo Caruso Vieira (rcaruso@aquarius.com.br), Departamento de Serviços Especiais da Aquarius Software Ltda. O PAPEL DA AUTOMAÇÃO NA GESTÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS Ricardo Caruso Vieira (rcaruso@aquarius.com.br), Departamento de Serviços Especiais da Aquarius Software Ltda. INTRODUÇÃO Peter Drucker, um dos pensadores

Leia mais

ENTREVISTA EXCLUSIVA COM O PALESTRANTE

ENTREVISTA EXCLUSIVA COM O PALESTRANTE 20-21 Maio de 2013 Tivoli São Paulo Mofarrej São Paulo, Brasil ENTREVISTA EXCLUSIVA COM O PALESTRANTE Fernando Cotrim Supply Chain Director, Rio 2016 Perguntas: Quais são os desafios de gerenciar o Supply

Leia mais

Organização Curricular do Curso Superior de Tecnologia em Logística

Organização Curricular do Curso Superior de Tecnologia em Logística Organização Curricular do Curso Superior de Tecnologia em Logística - TLO 2005/1 Organização Curricular do Curso Superior de Tecnologia em Logística 1 DADOS LEGAIS: Reconhecido pela Portaria MEC 134 de

Leia mais

Gerenciamento da Integração com metodologia PMBOK 30 h/a

Gerenciamento da Integração com metodologia PMBOK 30 h/a da Integração com 30 h/a Facundo Barbosa, MBA, PMP, ITIL, CSP 85 9444.9544 e 85 4005.5644 facunndo@mdb.com.br Slide 1 Metodologia Explanação Discussões em grupo Exercícios práticos Apresentação e estudo

Leia mais

22/02/2009. Supply Chain Management. É a integração dos processos do negócio desde o usuário final até os fornecedores originais que

22/02/2009. Supply Chain Management. É a integração dos processos do negócio desde o usuário final até os fornecedores originais que Supply Chain Management SUMÁRIO Gestão da Cadeia de Suprimentos (SCM) SCM X Logística Dinâmica Sugestões Definição Cadeia de Suprimentos É a integração dos processos do negócio desde o usuário final até

Leia mais

BENCHMARKING 2014. Estudo dos niveis de serviço

BENCHMARKING 2014. Estudo dos niveis de serviço BENCHMARKING 2014 Estudo dos niveis de serviço Objetivo do estudo BENCHMARKING 2014 O objectivo deste estudo é conhecer o nível de serviço oferecido pelos fabricantes do grande consumo aos distribuidores,

Leia mais

JUST-IN-TIME & KANBAN

JUST-IN-TIME & KANBAN JUST-IN-TIME & KANBAN Prof. Darli Rodrigues Vieira darli@darli.com.br 1 OBJETIVO DA AULA OBJETIVO: EVIDENCIAR O QUE É JUST IN TIME E QUAL É SUA UTILIDADE EM PROJETOS DE OTIMIZAÇÃO DE RECURSOS EM OPERAÇÕES

Leia mais

MBA em Logística e Operações

MBA em Logística e Operações MBA em Logística e Operações Apresentação CAMPUS STIEP Inscrições em Breve Turma 07 --> - *Alunos matriculados após o início das aulas poderão cursar as disciplinas já realizadas, em outras turmas que

Leia mais

Gestão Moderna de Compras

Gestão Moderna de Compras Gestão Moderna de Compras Flavio Taioli Joinville SC Março de 2014 3026 4950 sustentare Breve recapitulação das atividades de Compras transacional: emissão da ordem de compra, acompanhamento da entrega

Leia mais

Gerenciamento de Projetos

Gerenciamento de Projetos Gerenciamento de Projetos PMI, PMP e PMBOK PMI (Project Management Institute) Estabelecido em 1969 e sediado na Filadélfia, Pensilvânia EUA, o PMI é a principal associação mundial, sem fins lucrativos,

Leia mais

Mesmo em uma construtora de menor porte, o processo de gestão pode ser bastante complexo. Este guia traz dicas de gerenciamento para atingir os

Mesmo em uma construtora de menor porte, o processo de gestão pode ser bastante complexo. Este guia traz dicas de gerenciamento para atingir os Mesmo em uma construtora de menor porte, o processo de gestão pode ser bastante complexo. Este guia traz dicas de gerenciamento para atingir os melhores resultados. 2 ÍNDICE SOBRE O SIENGE INTRODUÇÃO 01

Leia mais

Gestão da Produção Planeamento

Gestão da Produção Planeamento Planeamento José Cruz Filipe IST / ISCTE / EGP JCFilipe Abril 2006 1 Tópicos O ciclo geral de planeamento O planeamento agregado O Director da Produção (PDP ou MPS) O Materials Requirement Planning (MRP)

Leia mais

1 SKU - Stock Keeping Unit: refere-se à unidade na qual o produto é estocado e comercializado.

1 SKU - Stock Keeping Unit: refere-se à unidade na qual o produto é estocado e comercializado. Introdução A grande competitividade entre as indústrias de bens de consumo gera a necessidade de se estar sempre pronto para atender a demanda com o menor custo, não importando o quão sazonal ela possa

Leia mais

GESTÃ T O O E P RÁ R TI T C I AS DE R E R CUR U S R OS

GESTÃ T O O E P RÁ R TI T C I AS DE R E R CUR U S R OS Ensinar para administrar. Administrar para ensinar. E crescermos juntos! www.chiavenato.com GESTÃO E PRÁTICAS DE RECURSOS HUMANOS Para Onde Estamos Indo? Idalberto Chiavenato Algumas empresas são movidas

Leia mais

12/02/2009. Planejamento e Controle da Produção. MSc. Paulo Cesar C. Rodrigues paulo.rodrigues@usc.br Mestre em Engenharia de Produção

12/02/2009. Planejamento e Controle da Produção. MSc. Paulo Cesar C. Rodrigues paulo.rodrigues@usc.br Mestre em Engenharia de Produção MSc. Paulo Cesar C. Rodrigues paulo.rodrigues@usc.br Mestre em Engenharia de PCP É a função da administração que planeja, dirige e controla o suprimento de material e as atividades de processamento de

Leia mais

Sumário LISTA DE FIGURAS

Sumário LISTA DE FIGURAS Sumário LISTA DE FIGURAS 1. INTRODUÇÃO... 1 1.1. A EMPRESA... 1 1.1.1. Panorama Internacional... 1 1.1.2. Unidade de Negócio Brasileira... 4 1.2. RELAÇÃO DO AUTOR COM A EMPRESA... 10 1.3. INTRODUÇÃO AO

Leia mais

Apresentação Resultados 2º ITR e Questões Estratégicas. Companhia Industrial Cataguases 2014

Apresentação Resultados 2º ITR e Questões Estratégicas. Companhia Industrial Cataguases 2014 Apresentação Resultados 2º ITR e Questões Estratégicas Companhia Industrial Cataguases 2014 São Paulo, 15 de Outubro de 2014 1 Panorama Mercado Textil e Vestuário 2014 São Paulo, 15 de Outubro de 2014

Leia mais

Sistema de Planejamento para Trading de Biodiesel

Sistema de Planejamento para Trading de Biodiesel Sistema de Planejamento para Trading de Biodiesel 01 Sistema analítico de planejamento para trading de Biodiesel, que auxilia os operadores em tempo real durante os leilões, apresentando as melhores opções

Leia mais

PLANEJAMENTO E CONTROLE

PLANEJAMENTO E CONTROLE Unidade I PLANEJAMENTO E CONTROLE DE ESTOQUES Profa. Marinalva Barboza Planejamento e controle de estoques Objetivos da disciplina: Entender o papel estratégico do planejamento e controle de estoques.

Leia mais

Classificações dos SIs

Classificações dos SIs Classificações dos SIs Sandro da Silva dos Santos sandro.silva@sociesc.com.br Classificações dos SIs Classificações dos sistemas de informação Diversos tipo de classificações Por amplitude de suporte Por

Leia mais

Pós-Graduação "Lato Sensu" Especialização em Gestão por Processos SAP

Pós-Graduação Lato Sensu Especialização em Gestão por Processos SAP Pós-Graduação "Lato Sensu" Especialização em Gestão por Processos SAP Inscrições Abertas: Início das aulas: 25/05/2015 Término das aulas: Maio de 2016 Dias e horários das aulas: Segunda-Feira 18h30 às

Leia mais

Just In Time (JIT) é uma abordagem disciplinada, que visa aprimorar a produtividade global e eliminar desperdícios.

Just In Time (JIT) é uma abordagem disciplinada, que visa aprimorar a produtividade global e eliminar desperdícios. Fascículo 6 Planejamento e controle Just In Time Entendendo o Just In Time Just In Time, cuja tradução para o português resulta em algo não muito claro Apenas a Tempo, corresponde a atividade de produzir

Leia mais

Pós-Graduação "Lato Sensu" Especialização em Gestão por Processos SAP

Pós-Graduação Lato Sensu Especialização em Gestão por Processos SAP Pós-Graduação "Lato Sensu" Especialização em Gestão por Processos SAP Inscrições Abertas: Início das aulas: 24/08/2015 Término das aulas: Agosto de 2016 Dias e horários das aulas: Segunda-Feira 18h30 às

Leia mais

ERP Enterprise Resource Planning

ERP Enterprise Resource Planning ERP Enterprise Resource Planning Sistemas Integrados de Gestão Evolução dos SI s CRM OPERACIONAL TÁTICO OPERACIONAL ESTRATÉGICO TÁTICO ESTRATÉGICO OPERACIONAL TÁTICO ESTRATÉGICO SIT SIG SAE SAD ES EIS

Leia mais

Centro de Engenharia e Computação. Trabalho de Administração e Organização Empresarial

Centro de Engenharia e Computação. Trabalho de Administração e Organização Empresarial Centro de Engenharia e Computação Trabalho de Administração e Organização Empresarial Petrópolis 2012 Centro de Engenharia e Computação Trabalho de Administração e Organização Empresarial Gestão de Estoque

Leia mais

Portfolio de cursos TSP2

Portfolio de cursos TSP2 2013 Portfolio de cursos TSP2 J. Purcino TSP2 Treinamentos e Sistemas de Performance 01/07/2013 Como encantar e fidelizar clientes Visa mostrar aos participantes a importância do conhecimento do cliente,

Leia mais

MRP Materials Requirements Planning (Planejamento de necessidades de materiais)

MRP Materials Requirements Planning (Planejamento de necessidades de materiais) MRP MRP Materials Requirements Planning (Planejamento de necessidades de materiais) Questões-chaves O Que é MRP? MRP quer dizer planejamento das necessidades de materiais, que são sistemas de demanda dependentes,

Leia mais

#11 PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO

#11 PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO #11 PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO ÍNDICE 1. 2. 3. 4. 5. 6. Apresentação Níveis de planejamento Conceito geral Planejamento estratégico e o MEG Dicas para elaborar um planejamento estratégico eficaz Sobre a

Leia mais