RODOLPHO BRUNO DOS SANTOS NOGUEIRA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "RODOLPHO BRUNO DOS SANTOS NOGUEIRA"

Transcrição

1 O CENTRO UNIVERSITÁRIO EURÍPIDES DE MARÍLIA FUNDAÇÃO DE ENSINO EURÍPIDES SOARES DA ROCHA BACHARELADO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO RODOLPHO BRUNO DOS SANTOS NOGUEIRA DESENVOLVIMENTO DE UM SISTEMA DE APOIO A EVENTOS PARA UMA PLATAFORMA ANDROID MARÍLIA 2012

2 2 RODOLPHO BRUNO DOS SANTOS NOGUEIRA DESENVOLVIMENTO DE UM SISTEMA DE APOIO A EVENTOS PARA UMA PLATAFORMA ANDROID Monografia apresentada ao Curso de Bacharelado em Ciência da Computação do Centro Universitário Eurípides de Marília (UNIVEM), mantido pela Fundação de Ensino Eurípides Soares da Rocha, para obtenção do Título de Bacharel em Ciência da Computação. Orientador: Prof. Dr. Fábio Dacêncio Pereira MARÍLIA 2012

3 3 Nogueira, Rodolpho Bruno dos Santos Desenvolvimento de um sistema de apoio a eventos para uma plataforma Android / Rodolpho Bruno dos Santos Nogueira; orientador: Fábio Dacêncio Pereira. Marília, SP: [s.n], f. Monografia (Graduação em Ciência da Computação) Curso de Bacharelado em Ciência da Computação, Fundação de Ensino Eurípedes Soares da Rocha, mantenedora do Centro Universitário Eurípedes de Marília UNIVEM, Marília, Sistemas Operacionais 2. Aplicações móveis 3. Geolocalização 4. Integração Web 5. Banco de dados. CDD: CDD:

4 4

5 5 Histórias nossas histórias, dias de luta, dias de glória! Charlie Brown Jr

6 6 AGRADECIMENTOS Primeiramente a Deus, por ter me dado a oportunidade de conseguir mais uma grande vitória na minha vida. Aos meus pais que sempre fizeram de tudo por mim na medida do possível, e que hoje não estão mais aqui fisicamente, mas acredito que estão em algum lugar felizes, como eu estou neste momento, com essa glória alcançada e que eles sempre almejaram pra mim. Agradeço a minha toda a família que me dão apoio em todos os momentos. Agradeço ao Professor Dr. Fábio Dacêncio Pereira por ter aceitado me orientar e por ter ajudado muito em meu trabalho. Desejo muito sucesso. Ao meu amigo Arnaldo pela ajuda e companheirismo de sempre. Agradeço aos meus amigos que são poucos, mas são os melhores.

7 7 NOGUEIRA, Rodolpho Bruno dos Santos, Desenvolvimento de um aplicativo de apoio a eventos para uma plataforma Android, f. Monografia (Bacharelado em Ciência da Computação) Centro Universitário Eurípedes de Marília, Fundação de Ensino Eurípedes Soares da Rocha, Marília, RESUMO Atualmente, temos vivenciado o avanço exponencial da tecnologia embarcada em dispositivos portáteis, principalmente em smartphones e tablets. Consequentemente, há uma crescente demanda por aplicativos que integrem os numerosos recursos disponíveis nestes aparelhos eletrônicos, como GPS e acesso à Internet irrestrito. Assim, um sistema operacional moderno e uma plataforma desenvolvimento são imprescindíveis para o desenvolvimento de aplicativos desta natureza. A empresa Google vem se destacando neste segmento, com o sistema operacional a plataforma de desenvolvimento Android, que oferece aos desenvolvedores uma ferramenta robusta com amplo suporte a diversas tecnologias. Desta forma, este trabalho propõe uma aplicação Android que integre o serviço de geolocalização (GPS), a tecnologia de desenvolvimento Web e o suporte à dados (PhP e Mysql). O software desenvolvido contempla as exigências para disponibilização no serviço de downloads Google Play. Palavras chaves: Sistemas Operacionais, Aplicações móveis, Geolocalização, Integração Web, Banco de dados.

8 8 NOGUEIRA, Rodolpho Bruno dos Santos, Desenvolvimento de um aplicativo de apoio a eventos para uma plataforma Android, f. Monografia (Bacharelado em Ciência da Computação) Centro Universitário Eurípedes de Marília, Fundação de Ensino Eurípedes Soares da Rocha, Marília, ABSTRACT Currently, we have experienced exponential advancement of technology embedded in portable devices, especially smartphones and tablets. Consequently, there is a growing demand for applications that integrate the many resources available in these gadgets, such as GPS and unrestricted Internet access. Consequently, there is a growing demand for applications that integrate the many resources available in these gadgets, such as GPS and unrestricted Internet access. Thus, a modern operating system and platform development are essential for the development of such applications. The company Google has been highlighted in this segment, with operating system development platform Android, which offers developers a robust tool with extensive support for various technologies. Thus, this paper proposes an Android application that integrates geolocation service, technology development and support for Web data (PhP and MySQL). The software developed includes requirements for providing the service downloads Google Play. Keywords: Operating Systems, Mobile Applications, Geolocation, Web Integration, Database.

9 LISTA DE ILUSTRAÇÕES Figura 1 Tela incial do ios Figura 2 Aparelhos Iphone, Ipad e Ipod da Apple com o ios Figura 3 Symbian Belle Figura 4 Camadas do Kernel do Symbian Figura 5 Sistema operacional Android versão Jelly Bean Figura 6 Tablet Galaxy Tab 10.1 com o Sistema Operacional Android vesão Figura 7 Aparelho BlackBerry Figura 8 Sistema operacional BlackBerry Figura 9 Sistema Operacional Windows Mobile Figura 10 Windows Phone Figura 11 Tablet Surface com Windows Figura 12 Palm Pre com webos Figura 13 Sistema Operacional MeeGoo v Figura 14 Smartphone htc com o sistema operacional Brew MP Figura 15 Sistema Operacional bada Figura 16 Logotipo do Android versão Cupcake Figura 17 Logotipo do Android versão Donut Figura 18 Logotipo do Android versão Eclair Figura 19 Logotipo Android versão Froyo Figura 20 Logotipo do Android versão Gingerbread Figura 21 Logotipo do Android versão Honeycomb Figura 22 - Logotipo do Android versão Ice cream Sandwich Figura 23 Logotipo do Android versão Jelly Bean Figura 24 Logotipo do Android Figura 25 - Arquitetura dos componentes do sistema Android Figura 26 - Implementação do Main.xml Figura 27 - Implementação da tela ListaCadastrados.xml Figura 28 - Implementação da tela cadastro.xml Figura 29 - Escolhida a opção Cadastrar Pessoa

10 Figura 30 - Cadastro e Confirmação de cadastro no Layout Vertical Figura 31 Cadastrando o boleiro Messi no layout horizontal Figura 32 - Confirmação no Layout Horizontal Figura 33 - Escolhida a Opção Listar Pessoas Figura 34 - Visualização da Primeira pessoa cadastrada, Rodolpho Figura 35 - Visualização da segunda pessoa cadastrada, Messi Figura 36 - IDE do Eclipse adaptado pela Motorola, cujo Motodev Figura 37 - APP Validator Figura 38 - Code Snippets Figura 39 - Code Generation Wizards Figura 40 - Database Management Figura 41 A aplicação está destacando os Pontos Geográficos instanciados via código Figura 42 Aproximação do ponto do Brasil Fortaleza Figura 43 Mensagem ao clicar no marcador Figura 44 Aproximação do ponto Yokohama Japão Figura 45 Mensagem ao clicar no marcador Figura 46 Aproximação do ponto Ciudad de México Figura 47 Mensagem do Marcador Figura 48 Localização Inicial Trevo de Pongaí SP, Latitude: Figura 49 Leitura de GPS e os pontos que a pessoa esteve localizada recentemente Figura 50 Notificação da Coordenada atual Figura 51 Logotipo do Eloc Figura 52 Ferramenta para a criação do repositório de chaves Figura 53 Caminho do aplicativo Keytool Figura 54 Gerando a impressão digital MD5 da chave privada Figura 55 Gerando o layout xml para a utilização dos recursos de mapeamento Figura 56 - Menu principal do site Figura 57 Fluxo de funcionamento do Codeigniter Figura 58 Editor de Texto para a internet CKEditor Figura 59 Script HTML gerado dos textos criados pelo usuário Figura 60 Pagina php gerada com os dados inseridos no CKeditor buscadas no MYSQL. 101 Figura 61 Tela de locais úteis é integrado com a aplicação web

11 Figura 62 Telas do Sistema Android das abas Evento, Agenda do Evento e Organizadores Figura 63 Tela inicial do sistema Eventbrite Figura 64 Busca de eventos Figura 65 Na busca efetuada foram listados 17 eventos Figura 66 Imagens da descrição do evento e da cobrança da entrada Figura 67 WhatsOn - Tela Inicial de pesquisa de localidade Figura 68 WhatsOn Abas sobre o Evento Figura 69 Logotipo do Evento FLISOL Figura 70 Acessar o Sistema online para a inserção das informações Figura 71 Menu principal do Sistema Web Figura 72 - Inserindo os dados do evento (esquerda), ao clicar em visualizar pagina será possível ver o resultado (direita) Figura 73 - Inserindo a agenda do evento (esquerda), ao clicar em visualizar pagina será possível ver o resultado (direita) Figura 74 - Inserindo a agenda do evento (esquerda), ao clicar em visualizar pagina será possível ver o resultado (direita) Figura 75 Tipo de localizações disponíveis no sistema Figura 76 Cadastro de Localizações Figura 77 - Criando uma nova localização Figura 78 Grid de localizações com a localização criada Figura 79 Grid de Geolocalizações da localização Univem Figura 80 Criação da Geolocalização inserindo a latitude e a longitude Figura 81 Site Find Latitude and Longitude que auxiliara na busca da geolocalização desejada Figura 82 Grid das geolocalizações cadastradas Figura 83 Sistema Web com todas as Localizações cadastradas e as geolocalizações inseridas Figura 84 Grid do Cadastro de usuários Figura 85 Inserindo o Usuário e a Senha Figura 86 Grid de usuários com o usuário recém-cadastrado Figura 87 - Acessando o sistema com o usuário criado

12 Figura 88 Menu Principal do Sistema Online Figura 89 Carregando as Informações do Sistema Online Figura 90 Aba Evento do Eloc recebendo a página dos dados do evento Flisol cadastrado no sistema online Figura 91 Aba Agenda do Evento recebendo a página da agenda do evento Flisol cadastrado no sistema Figura 92 Aba Organizadores recebendo os dados dos organizadores do evento Flisol cadastrado no sistema online Figura 93 Menu de Locais Uteis Figura 94 Geolocalização com o marcador mostrando Local do Evento e o endereço Figura 95 Geolocalização com os marcadores dos hotéis cadastrados. No para exemplo foi selecionado o hotel Figura 96 Geolocalização com os marcadores dos restaurantes cadastrados. No para exemplo foi selecionada o restaurante Figura 97 - Geolocalização com os marcadores dos bancos cadastrados. No para exemplo foi selecionado o banco Figura 98 - Geolocalização com os marcadores dos hospitais cadastrados. No para exemplo foi selecionado o hospital Figura 99 - Geolocalização com o marcadores do terminal urbano cadastrado Figura Geolocalização com o marcador do terminal rodoviário cadastrado Figura Geolocalização com o marcador do aeroporto cadastrado Figura 102 Mostra o funcionamento do GPS mostrando inclusive o endereço onde se está no momento, sem perder o marcador da busca efetuada Figura 103 Verificações de recursos e dados disponíveis Figura 104 Pagina do aplicativo desenvolvido o ELoc com opção para download Figura 105 Gerando o.apk, selecionando o projeto e a chave Figura 106 Ao gerar o apk. foi solicitada a senha da chave Figura 107 Ambiente para envio e atualização de Aplicativos Android Figura 108 Repositório de versões lançadas Figura 109 Enviando uma nova versão Figura Ao homologar o arquivo enviado o Google Play, será pedida confirmação de envio da versão

13 Figura 111 Informando ao usuário as alterações recente.s Figura 112 Nova versão em vigor no Google Play Figura 113 Buscando o Aplicativo no Play Store e em seguida instalando o Eloc Figura 114 Aplicativo ELoc baixado do Play Store e funcionando Figura 115 Configurando a sincronização do conta Google Figura 116 Pesquisando pelo Aplicativo no Google play Figura Eloc Listado no Google Play Figura 118 Instalando o Aplicativo diretamente do site Figura 119 Confirmação e download do ELoc Figura 120 Baixando e Instalando o ELoc Figura 121 Depois de baixado e instalado o ELoc está funcionando no Android

14 LISTA DE TABELAS Tabela 1 Tabela de distribuição de versões Tabela 2 Tipologia de Eventos... 86

15 LISTA DE GRÁFICOS Gráfico 1 Ilustra a distribuição das versões do Android

16 LISTA DE DIAGRAMAS Diagrama 1 Fluxo de Telas da Aplicação do Cadastro de Pessoas Diagrama 2 Diagrama de Classe da classe MainActivity Diagrama 3 Diagrama de Classes da classe MyWebViewClient Diagrama 4 Diagrama de Classe da classe Mapa Diagrama 5 Diagrama de Classe da classe HelloItemizedOverlay Diagrama 6 Diagrama de Classes do sistema

17 SUMÁRIO Introdução Objetivos Objetivos Específicos Organização do Trabalho SISTEMAS OPERACIONAIS PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS Introdução ios (Mac OSX) Sistema Operacional utilizado pelo iphone, Ipad e Ipod Symbian Android BlackBerry OS - RIM Windows Phone Palm webos MeeGo Brew MP bada ANDROID Histórico Versões Estáveis Lançadas Plataforma Android Versão Cupcake Plataforma Android Versão 1.6 Donut Plataforma Android Versão 2.1 Eclair Plataforma Android Versão 2.2 Froyo Plataforma Android Versão 2.3 Gingerbread Plataforma Android Versão 3.0 Honeycomb Plataforma Android Versão 4.0 Ice Cream Sandwich Plataforma Android Versão 4.1 Jelly Bean Distribuição de versões Android : Conceitos Fundamentais Características... 57

18 Arquitetura dos componentes do sistema Android Linux Kernel Libraries (Bibliotecas) Android Runtime Applications (Aplicativos) Google Play Histórico Como Publicar no Google Play Segurança em Android Introdução Recursos de Segurança do Android DESENVOLVIMENTO NA PLATAFORMA ANDROID Ferramentas para o Desenvolvimento IDE ECLIPSE Motodev PROCESSAMENTO DE MAPAS EM DISPOSITIVOS MÓVEIS Google Maps API Obtendo uma MAP API KEY Exemplo 1 - Fixar Marcadores em diversos pontos do Mapa Exemplo 2 Localização Atual colhida via GPS do dispositivo SISTEMA DE APOIO A EVENTOS Introdução Requisitos Diagrama de Classes Classe MainActivity.java Classe MyWebViewClient.java Classe Mapa.java Classe HelloItemizedOverlay Diagrama de classes relacionadas Procedimento para uso do Google Maps API Aplicação Web Introdução... 95

19 Tecnologias Utilizadas Integração Aplicação Android e Aplicação Web Integração pelo banco de dados online - Mysql Integração entre as páginas php geradas pelo Sistema Web - php Comparação de aplicativos da mesma categoria no Google Play Eventbrite WhatsOn Comparações RESULTADOS ALCANÇADOS Cenário de Testes Sobre o Evento Programação Local do Evento Organizadores do Evento Parceiros Ficticios do Evento e locais úteis Usabilidade Sistema Web Cadastros do Sistema Web Sistema Android - Eloc Publicação no Google Play Publicando o aplicativo (.apk) Instalando o aplicativo CONCLUSÕES REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

20 20 Introdução Atualmente, a telefonia móvel representa um mercado em franco crescimento, ultrapassando 250,8 milhões de linhas ativas em todo Brasil. Sua utilização varia desde a utilização básica do telefone, como chamadas e mensagens de texto, até mesmo a instrumentação de empresas por meio do dispositivo. Com a crescente evolução da tecnologia os aparelhos celulares estão passando por uma grande revolução, Tais dispositivos passaram a executar funções multimídia, como a reprodução de áudio e vídeo, além de possuírem outros recursos, como câmeras, sensores e GPS. Portanto, tornaram-se verdadeiros computadores pessoais portáteis, com processadores de alto desempenho e memórias com grande capacidade de armazenamento. Assim, surgiu a necessidade do desenvolvimento de sistemas operacionais tão robustos quanto os encontrados em computadores desktop. Por assumir um expressivo mercado em expansão, grandes empresas estão investindo cada vez mais na área da mobilidade, o Google desenvolveu uma plataforma baseada em Linux chamada Android, segundo o Google com o objetivo de ser uma plataforma expansível, flexível e aberta, sendo os aplicativos para Android escritos na linguagem Java, portanto essa plataforma baseia-se em uma robusta solução de software livre. Objetivos Este estudo tem como objetivo abordar a construção de um aplicativo para dispositivos móveis utilizando a plataforma Android que utiliza JAVA e XML, utilizando o framework MOTODEV da Motorola baseado do IDE Eclipse, criando rotinas parametrizadas promovendo a integração com o serviço de geoprocessamento do Google o Google Maps API como a utilização dos recursos como mapas, localização e navegação por GPS e obtenção de endereços. Posteriormente esse software será publicado no Google Play antigo Android Market, obedecendo aos padrões e requisitos mínimos para a publicação. Trata-se de uma pesquisa exploratória e descritiva, com revisão bibliográfica para o desenvolvimento de um aplicativo de suporte a eventos que proverá informações essenciais aos participantes sobre o evento, agenda do evento e os dados sobre os organizadores. O sistema trará mapas com os locais como, o local do evento, serviços e utilidades como

21 21 hotelaria, restaurantes, bancos e hospitais e a rede de transporte com informações sobre a localização dos terminais rodoviários e aeroportos no qual será desenvolvida uma aplicação web que dará o suporte a aplicação Android, cadastrando e disponibilizando essas informações para o sistema Android. E trará também a localização atual do usuário por GPS. Objetivos Específicos Verificar os frameworks disponíveis para o desenvolvimento do projeto. Encontrar alguns estudos de caso para desenvolvimento para consequentemente obter familiarização com a linguagem de programação. Desenvolver um estudo de caso onde é promovida a integração do Android com os serviços Web como Google Maps Api. Desenvolver o aplicativo de apoio a eventos. Publicar o aplicativo desenvolvido no Play e documentar o processo. Organização do Trabalho No capítulo 1 serão abordados os sistemas operacionais para dispositivos móveis disponíveis no mercado. O capitulo 2 abordará o sistema operacional Android, plataforma na qual será desenvolvido o aplicativo, serão descritas as características, conjunto de recursos, funcionalidades do sistemas operacional e segurança do sistema operacional. O capitulo 3 abordará o ambiente de desenvolvimento para o Android onde foram criados dois aplicativos exemplo, base em estudos de casos definidos. Um recurso de mapas que será importante e integrado no projeto será o Google Maps Api onde será abordado no capítulo 4. O Android projeto para o A será abordado no capítulo 5 que será o sistema de apoio a eventos onde haverá a integração do sistema desenvolvido em Android com serviços Web e um site que também foi desenvolvido para integrar os dados do evento e as coordenadas geográficas com o aplicativo Android. No capitulo 6 serão discutidos os resultados alcançados com o cenário de testes,

22 22 usabilidade e consequentemente a publicação do aplicativo no Google Play. No capitulo 7 será descrita a conclusão dos estudos realizados.

23 23 1. SISTEMAS OPERACIONAIS PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS 1.1. Introdução [...] Quando se desenvolve uma aplicação móvel, é importante considerar o sistema operacional do dispositivo móvel. O sistema operacional afeta a linguagem, ferramentas e tecnologias que você utiliza para desenvolver a sua aplicação móvel, bem como sua capacidade de dar suporte a manutenção da aplicação [...], (VALENTINO; SCHNEIDER; ROBBIE; 2005; p.53). Dada modernização dos dispositivos móveis com o avanço da tecnologia, os sistemas operacionais devem à altura dos dispositivos que os recebem, pois quanto mais robusto e poderoso for o dispositivo móvel, maior será a expectativa sobre o sistema operacional do aparelho para que consiga suprir totalmente as necessidades, seja do usuário leigo até o mais experiente. Assim a demanda por sistemas operacionais que aliem qualidade, intuitividade e desempenho será cada vez maior, e com esses sistemas operacionais esses dispositivos serão capazes de desempenhar todo o tipo de atividade ou tarefas a que lhe for atribuída de maneira satisfatória, agradando a todos os tipos de usuários. Abaixo uma lista de alguns sistemas operacionais disponíveis no mercado: ios (Mac OSX) iphone da Apple Android Symbian BlackBerry - RIM Windows Mobile Palm webos MeeGo Brew MP Bada

24 24 Esses sistemas operacionais se dividem entre dois tipos: Sistemas Operacionais Proprietários: São aqueles que em o sistema operacional desenvolvido é patenteado, podendo ser utilizado apenas por dispositivos da empresa fabricante ou por quem quiser pagar pela sua utilização, geralmente não é disponibilizado o código fonte. Sistemas Operacionais de Código Aberto: São os sistemas operacionais em que todos poder tem acesso ao código fonte e é livremente distribuído para alterações, melhorias ou elaboração de outro novo com base no código fonte. No caso do Windows Phone o código fonte do sistema não é aberto ios (Mac OSX) Sistema Operacional utilizado pelo iphone, Ipad e Ipod O ios é uma versão otimizada para dispositivos móveis do sistema operacional do sistema operacional Mac OS denominada Mac OSX, que foi fundamentado na sólida base UNIX, sendo o SO carregado de maneira criptografada para a memória RAM, somente aplicações assinadas podem acessar ao Kernel. É baseado na arquitetura é ARM. Figura 1 Tela inicial do ios. Fonte: (APPLE, 2012).

25 25 O ios atualmente na versão 6, é a base do iphone, do ipad e do ipod touch. Como a Apple faz o hardware e o sistema operacional do ipad, iphone e ipod touch, tudo é projetado para funcionar em conjunto. Assim, os apps aproveitam ao máximo todos os recursos de hardware como a tela Retina, a interface Multi-Touch, o acelerômetro, o giroscópio com três eixos, processadores gráficos acelerados e muito mais. O FaceTime é um exemplo perfeito disso. Ele usa a câmera frontal e a traseira, a tela, o microfone e a sua conexão Wi-Fi. As atualizações do ios são gratuitas. Elas podem ser baixadas no iphone, ipad ou ipod touch assim que são lançadas, (APPLE, 2012). Tratando de segurança os recursos de hardware e o firmware de baixo nível protege contra malware e vírus; os recursos de alto nível do OS ajudam a proteger o acesso a informações pessoais e dados corporativos. Para proteger a privacidade, os aplicativos que solicitam informações sobre a localização e dados do Calendário, Contatos, Lembretes e Fotos precisam primeiro obter autorização. Pode definir um bloqueio por senha para evitar o acesso não autorizado ao dispositivo e configurá-lo para que todos os dados contidos nele sejam excluídos após um determinado número de tentativas de entrada de senha equivocada. Essa senha codifica e protege automaticamente os s armazenados e também permite que apps de terceiros codifiquem seus dados armazenados. O ios aceita comunicação de rede codificada para a proteção de informações durante a transmissão das mesmas. Caso o dispositivo seja perdido ou roubado, o aplicativo Buscar iphone pode localizá-lo em um mapa e apagar todos os seus dados remotamente. Quando recuperar o dispositivo, é possível recuperar todo o conteúdo a partir do backup mais recente, (APPLE, 2012). Figura 2 Aparelhos Iphone, Ipad e Ipod da Apple com o ios. Fonte: (APPLE, 2012).

26 26 As ferramentas necessárias para o desenvolvimento, teste, execução, depuração e customização de aplicativos pra o ios, estão no Xcode. Fazem parte do Xcode as seguintes ferramentas: o SDK, Xcode IDE, Interface Builder, Instruments, eiphone Simulator. O Xcode, é o ambiente utilizado para desenvolvimento, em termos de aplicabilidade pode ser comparado ao Eclipse ou Visual Studio. O Interface Builder é utilizado para criação de telas e componentes. O Instruments é a ferramenta de análise de consumo de recursos computacionais como memória, e processamento. O iphone simulator, é utilizado para simular como o aplicativo será executado no iphone ou ipad, mas isso não descarta a necessidade de testar o aplicativo no próprio dispositivo que é o ambiente real onde o aplicativo será executado, (OLIVEIRA, 2011) Symbian O sistema Symbian, foi um projeto concebido pela parceria de um grupo de fabricantes: Nokia, Ericsson, Motorola e Panasonic como maior objetivo a rapidez e acessibilidade, época em que o sistema era de código proprietário das empresas desse consorcio. Hoje o Symbian inteiramente à Nokia que distribui o Symbian para empresas licenciadas, é um sistema aberto e de baixo custo, possui o gerenciamento de recursos em casos pouca bateria e suporta a aplicações desenvolvidas em C++. O Symbian tem um design modular. Assim, por exemplo, os serviços de disco principal são executados pelo serviço de arquivos, ao mesmo tempo em que os serviços de tela e de entrada do usuário são executados pelo serviço de janela. No entanto, há um elemento que você pode pensar em como o coração do sistema operacional o elemento que é responsável pelo gerenciamento de memória, gerenciamento de tarefas e agendamento de tarefas. Esse elemento é claro, o kernel, EKA2(SALES, 2006, p.3). Atualmente o sistema está na versão Belle.

27 27 Figura 3 Symbian Belle. O kernel é construído em camadas. As camadas de uma estrutura de núcleo refletem a funcionalidade de uma parte do núcleo. Aplicar das camadas internas de base, funções primitivas, de tal forma a executar rapidamente. Camadas mais internas são também as camadas mais privilegiadas, capaz de acessar todos os componentes do sistema operacional sempre que necessário, (JIPPING, 2007, p.48). O Kernel atual é o EKA2 é uma evolução dos antigos EPOC e EKA1. Figura 4 Camadas do Kernel do Symbian. Fonte: (SALES, 2006).

28 28 Uma breve descrição das camadas: NANOKERNEL O nanokernel fornece algumas das funções mais básicas no Symbian, operam serviços de modo privilegiado e de forma primitiva. Incluídos entre as implementações deste nível são de programação, operações de sincronização, manipulação de interrupção e objetos de sincronização chamados mutexes e semáforos. A maioria das funções implementadas neste nível pode ser antecipada. Funções a este nível são tão primitivas que o nanokernel não deve operar qualquer tipo de operação complicada, tais como alocação de memória dinâmica, (JIPPING, 2007, p.49). SYMBIAN OS KERNEL O Symbian OS é a camada do kernel que fornece funções necessárias para o resto do sistema operacional. Cada operação a este nível é um privilegio da operação e combina as operações primitivas do nanokernel para implementar tarefas mais complexas. Complexos serviços de objetos de modo de usuário, agendamento de processos, e troca de contexto, memória dinâmica, bibliotecas carregadas dinamicamente e comunicação entre objetos de sincronização complexos são apenas algumas das operações executadas por essa camada, (JIPPING, 2007,p.49). MICROKERNEL SERVERS Esta camada de é típica de arquiteturas microkernel, Baseia-se das funções, tipicamente para governar funcionalidades específicas, tal como manusear a tela ou a trabalhar com sockets, é geralmente executado como modo de usuário de serviços. Estas áreas de funcionalidade exigem operações de kernel apenas esporadicamente. (JIPPING, 2007, p.49).

29 29 USER MODE Camada onde as aplicações são executadas quase completamente, fazendo interação com outras camadas ou faz chamadas de sistema, (JIPPING,2007,p.49). Hoje a devido à grande crise financeira mundial e resseção econômica da Europa (a Nokia é uma empresa norueguesa) a Nokia teve grandes prejuízos e consequentemente quedas nas vendas e nisso a empresa presou por inovações e está com os esforços voltados em ajudar a Microsoft em desenvolver e homologar o projeto do Windows 8 para dispositívos móveis e consequentemente utiliza-lo em seus aparelhos, assim o Symbian deixou de ter prioridade para a Nokia, mas o projeto Symbian não foi abandonado, mas está afetando no lançamento atualizações e novas versões acarretando numa possível defasagem de tecnologia comparando a outras plataformas móveis.

30 Android A plataforma Android é a plataforma mais popular atualmente, foi inicialmente desenvolvida pelo Google e posteriormente pelo Open Handset Alliance que é um consórcio de mais de 80 empresas segundo a empresa, o Google gerencia o projeto que foi construído partir do zero para permitir que desenvolvedores criem aplicativos atraentes, e aproveitar ao máximo tudo o que os dispositivos móveis têm para oferecer. A plataforma pode ser usada Smartphones, tablets. Figura 5 Sistema operacional Android versão Jelly Bean. Fonte: (ANDROID, 2012).

31 31 São fornecidas gratuitamente ferramentas necessárias para começar o desenvolvimento de aplicativos na plataforma Android usando a linguagem de programação Java. Figura 6 Tablet Galaxy Tab 10.1 com o Sistema Operacional Android vesão 3.0. Fonte: (ANDROID, 2012). O Android foi criado apartir da abertura do Kernel do Linux, e utiliza uma máquina virtual personalizada a Dalvik VM que foi criada para aperfeiçoar os recursos de memória e hardware em um ambiente móvel. Posteriormente serão abordados mais detalhes sobre a plataforma BlackBerry OS - RIM O termo Smartphones sempre foi um termo associado aos aparelhos da empresa canadense RIM - Research in Motion onde se integrou pela primeira vez em um aparelho celular serviços como acesso à internet, , tecnologia Ipv6 e editor de texto. Os aparelhos da RIM são caracterizados possuem um botão que funciona como um mouse de computador e um mini teclado alfanumérico que permite a introdução de textos.

32 32 Figura 7 Aparelho BlackBerry Fonte: (BLACKBERRY, 2012). Seu sistema operacional o BlackBerry OS é um sistema operacional proprietário desenvolvido apenas para o BlackBerry. Caracterizado por ser de uso corporativo e profissional com um motor buscas fácil e possui serviço próprio e exclusivo de disponibilizado dela RIM, chamado BBM (Balckberrrymessenger) que para envio e recepção de s em velocidade chega até 200kbps, utilizando a tecnologia EDGE.

33 33 Desenvolvedores independentes criaram uma grande variedade de outros programas para o BlackBerry, como jogos e aplicativos de produtividade. Na pagina do fabricante é disponibilizado o ambiente para o desenvolvimento de aplicativos. Figura 8 Sistema operacional BlackBerry 7 Fonte: (BLACKBERRY, 2012).

34 Windows Phone Windows Phone é uma plataforma para dispositivos móveis, baseada no Windows CE 5.0 e usado em uma ampla variedade de hardware de terceiros, tais como assistentes digitais (PDAs) e smartphones. O Microsoft Visual Studio 2008 e o Windows Mobile SDK (Software Development Kit), possibilitam a criação de software para a plataforma Windows Mobile em código nativo (Visual C++) ou em linguagens com código gerenciado (Visual C#, Visual Basic.NET), (MSDN, 2008). Figura 9 Sistema Operacional Windows Mobile. Fonte: (MSDN, 2008). O Windows Phone estende a familiaridade do área de trabalho Windows para dispositivos Windows Mobile. O Windows Phone baseia-se em Windows Embedded CE e oferece suporte a.net Compact Framework, (MSDN, 2008). Trabalha para 2 tipos de dispositivos: Dispositivos com tela sensível ao toque os Pocket PC e Smartphone e dispositivos sem telas sensível ao toque. Usando a plataforma Windows Mobile, é possível utilizar os mais variados aplicativos para dispositivos móveis. A plataforma oferece recursos como conectividade de dados que é uniforme com suporte a Bluetooth, internet e recursos multithreading. Para rodar o sistema operacional o hardware do aparelho precisa ser robusto, pois o SO exigente bastante do hardware.

35 35 Windows Phone 8 Apostando em integração entre smartphone, tablet, vídeo game e computadores em geral de dispositivos a Microsoft lança o Windows Phone 8. Desenvolvido em parceria com a Nokia, os recursos do sistema vem organizados em pequenos blocos para deixar as funcionalidades e recursos do sistema com fácil acesso e deixando a experiência do usuário mais simples e agradável e deixando ao mesmo tempo atualizado com as redes sociais. Figura 10 Windows Phone 8. Fonte: (Windows Phone 8, 2012).

36 36 Tablet Surface Com crescimento dos tablets a Microsoft lançou o Surface para combater para tentar a abocanhar o mercado concorrendo com o Ipad e o Samsung Galaxy Tab. O que merece ser um diferencial desse tablet é que ele vem com teclado portátil magnético. O sistema operacional será o Windows 8, que promoverá a integração com dispositivos em que houver o mesmo sistema operacional. Figura 11 Tablet Surface com Windows 8. Fonte: (SURFACE, 2012) Palm webos A Palm foi adquirida recentemente pela HP a Hewlett & Packard numa transação de aproximadamente 1,2 bilhões de dólares portando investimento e novas ideias não serão pouco para que a plataforma faça concorrência para os SO do Google e Apple e RIM. No Brasil a plataforma e os aparelhos não sejam tão popular para o usuário convencional, a os aparelhos da Palm são mais requisitados para uso profissional assim como os BlackBerry O webos é o substituto da Palm para o envelhecido Palm OS, o sistema usado pelos celulares inteligentes Treo e Centro. Desenvolvido para satisfazer as necessidades criativas dos usuários multitarefas modernos, o webos foi concebido para acionar a mais

37 recente geração de celulares inteligentes da Palm, que inclui os modelos de aparelho Pre e o Pixi, (BRIGGS,2009). 37 Figura 12 Palm Pre com webos. Fonte: (WEBOS, 2011). Conta com uma interface multimídia de fácil uso semelhante à oferecida pelo iphone O modelo Pre, é o primeiro aparelho a ser lançado com o novo sistema operacional, mostra arranjo semelhante ao do iphone, com os aplicativos alinhados em fileiras de três e uma barra de acionamento rápido Em termos gráficos, o webos é agradável esteticamente. As cores são ricas e os aplicativos parecem nítidos e bem detalhados, (BRIGGS, 2009). Os engenheiros do webos criaram um sistema operacional que pode ser usado apenas com tela de toque ou em combinação com um teclado físico. Os programadores do webos usam a linguagem Ajax. Tradicionalmente, os aplicativos para Web têm base HTML e usam o HTTP como principal veículo de comunicação. Assim que um pedido é enviado, o aplicativo espera a resposta antes de se atualizar, o que desacelera o programa. Mas os aplicativos Ajax conduzem diretamente as interações dos usuários e transferem informação de forma assíncrona, (BRIGGS,2009). Como muitos outros dos sistemas operacionais modernos para celulares inteligentes, o webos também oferece ferramentas para que programadores escrevam software. As aplicações podem ser escritas em C++ ou em linguagens Web como Ajax e JavaScript.

38 MeeGo O MeeGo é um projeto aberto e colaborativo entre os fundadores do projeto (Nokia e Intel), e vários parceiros comerciais e não-comerciais, com o objetivo de acelerar a adoção do Linux em uma magnitude de dispositivos e o enriquecimento técnico da plataforma Linux como a plataforma de escolha para dispositivos de computação móvel, (HADDAD, 2011). A plataforma é projetada para dar aos desenvolvedores a mais ampla gama de segmentos de dispositivos para direcionar para as suas aplicações, incluindo netbooks, dispositivos portáteis, dispositivos de informação e entretenimento, TVs inteligentes. O MeeGo é um projeto arcado pela Linux Foudation, (HADDAD, 2011). O MeeGo é uma plataforma de código aberto seguindo as melhores práticas de desenvolvimento open source e inclui: 1. Núcleo do sistema operacional. 2. Interface do usuário (UI) bibliotecas e ferramentas. 3. Referência a experiência do usuário para dispositivos múltiplos. 4. Conjunto padrão de interfaces de programação de aplicativos (APIs) em todos os tipos de dispositivos de destino. 5. Um Software development kit (SDK) que permite que os desenvolvedores de aplicativos para desenvolver, instalar e depurar e executar aplicativos, seja em dispositivos de referência ou em um ambiente emulado.

39 39 Figura 13 Sistema Operacional MeeGoo v1.1. Fonte (HADDAD, 2011). A próxima geração de smartphones permitirá aos usuários desfrutar de uma experiência de Internet rica e dinâmica, assistir filmes em HD, e atividades multitarefa como nunca antes em um dispositivo pequeno. A plataforma MeeGo é projetada especificamente para permitir a aplicação uma gama de serviços para esses móveis, (HADDAD, 2011). O MeeGo v1.1 fornece a tecnologia que oferece ao aparelho celular, conectividade, sensores e navegação móvel, chamado de voz, mensagens SMS, navegador Web, reprodução de música e vídeo, visualização de fotos e gerenciamento de conexão, (HADDAD, 2011). O MeeGo SDK 1.1 beta para desenvolvimento foi lançado em 10 de novembro de 2010, e está disponível para download juntamente com as instruções de meego.com/desenvolvedores. Ele permite que os desenvolvedores de aplicativos para desenvolver, instalar e depurar aplicativos, bem como executar aplicativos no Nokia N900, Netbook, e aparelhos Java com MeeGo. Para os desenvolvedores de hardware sem referência, QEMU (qemu.org) fornece um ambiente emulado pra depurar e testar aplicações, (HADDAD, 2011).

40 Brew MP O Brew Mobile Platform ou Brew MP é um sistema operacional concebido pela Qualcomm, fabricante de chips para smartphones como o Snapdragon. Trata-se de um chip que, funcionando juntamente com o sistema operacional, é capaz de transformar radicalmente qualquer telefone móvel em um dispositivo cheio de funções e suporte a aplicativos, (VALLIN, 2010). Figura 14 Smartphone htc com o sistema operacional Brew MP. Fonte: (VALLIN, 2010). O Brew Mobile Platform, se destaca pela facilidade de acesso à redes sociais e simplicidade dos comandos, para um usuário pouco exigente e também privilegia aparelhos com menos recursos. O código do sistema não é aberto mas o SDK é amplo, para não limitar os desenvolvedores.

41 bada Samsung bada é uma plataforma foi criada para uma vasta gama de equipamentos da Samsung, lançado em Com o bada é prezado o custo beneficio aos clientes por ser um sistema desenvolvido pela própria empresa. O código fonte do sistema não é aberto. Há bastante semelhança com o Android. Figura 15 Sistema Operacional bada. Fonte: (BADA, 2012). O bada é a Sistema operacional padrão dos Smarphones Samsung que não oferecem outra opção de sistema operacional. Samsung bada tem uma longa história de quase 10 anos. Durante este tempo, tem sido plataforma proprietária da Samsung, sendo implantado em muitos aparelhos de sucesso. Foram adicionados recursos, como multi-touch, gráficos 3D, uma interface de usuário melhorada e downloads de aplicativos. A Samsung também oferece o SDK para desenvolvimento de aplicativos para o bada, a linguagem utilizada é o Java, o ambiente em que os programadores podem oferecer os programas desenvolvidos é o Samsung Apps onde os usuários podem baixar ou comprar os aplicativos.

42 42 2. ANDROID 2.1. Histórico A história do Sistema Operacional Android começa em Outubro de 2003, quando os empresários Andy Robin, Rich Miner e Chris White criaram a empresa Android Inc. em Palo Alto na Califórnia com o objetivo de criar sistemas operacionais para dispositivos móveis. Visando se firmar no mercado, em 2005 o Google adquiriu a empresa. Deste então o Android virou sinônimo de sucesso, tanto que é a plataforma móvel mais popular atualmente com 400 milhões de dispositivos ativos, graças as contribuições da comunidade Linux, parceiros e operadoras, pois além de ser uma plataforma aberta existem muitas empresas que lhe da suporte tecnológico, há consorcio de mais 80 empresas que unidas criaram a Open Handset Alliance(OHA) que trabalham no desenvolvimento, aprimoramento de novos recursos e também na distribuição da plataforma, juntos a OHA reúnem ideias para melhorar cada vez mais plataforma. Curiosamente cada versão lançada ganha um nome de uma guloseima Versões Estáveis Lançadas Plataforma Android Versão Cupcake Lançada em Maio de 2009 o versão Android Cupcake, incluia novos recursos para os usuários e desenvolvedores. Para os desenvolvedores foi disponibilizado um SDK para o desenvolvimento de aplicações na plataforma. Essa é a Api Nível 3. O nível de api determina se um aplicativo desenvolvido é compatível com a versão do Android no dispositivo antes de efetuar a instalação, (ANDROID, 2012).

43 43 Figura 16 Logotipo do Android versão Cupcake. Destaques da Versão 1.5 Refinamentos na Interface de usuário Melhorias de desempenho Novos Recursos: Tela de teclado virtual, Widgets da Tela inicial e Câmera & Gallery: Gravação de vídeo, Reprodução de vídeo (MPEG-4 e 3GP formatos) Bluetooth Navegador atualizado Contatos Novo kernel do Linux (versão ) Sistema de Arquivos SD card com auto verificação e reparação Aplicação SIM Toolkit 1.0

44 Plataforma Android Versão 1.6 Donut Em outubro de 2009 foi lançada uma pequena versão do Android com atualização e inserção de novos recursos de acessibilidade, opções de pesquisa de conteúdo, visualizador do status de bateria, notificações do Google Play, recursos de conectividade para o sistema operacional. Essa é a Api nível 4, (ANDROID, 2012). Figura 17 Logotipo do Android versão Donut. Destaques da Versão 1.6 Caixa de pesquisa rápida Câmera, Filmadora e Galerias de Imagem e Videos VPN, 802.1x Indicador de uso da bateria Acessibilidade Atualizações do Google Play Estrutura de pesquisa expandida Text-to-speech: Recurso no qual um aplicativo consegue interpretar e falar um conjunto de palavras escritas do teclado ou selecionadas Gestos Acessibilidade

45 45 Suporte expandido para densidades de tela e resoluções Suporte para telefonia CDMA Nova versão do OpenCore do kernel Linux Plataforma Android Versão 2.1 Eclair Em janeiro de 2010 foi lançada a versão 2.1 que traz recursos onde é possível o sincronismo de contatos de s e redes sociais, e os navegadores da plataforma passam a contar com suporte a HTML5. Essa é a API nível 7, (ANDROID, 2012). Figura 18 Logotipo do Android versão Eclair. Destaques da Versão 2.1 Sincronismo de Contatos de s e redes sociais Visualização dinâmica Mensagens MMS e SMS Melhorias nos Recursos de Câmeras Otimização do Teclado Virtual e do dicionário de palavras

46 46 Atualização do Navegador com suporte a HTML5 e do Calendário Otimização das bibliotecas graficas e do Bluetooth Plataforma Android Versão 2.2 Froyo Em maio de 2010 foi lançada a versão 2.2, nela há destaques como a nova tela inicial que deixa a iteração com os atalhos mais dinâmica, tem também a opção de transformar o dispositivo como um mini-hostpot onde é possível rotear internet para outros dispositivos com notebook ou outro smartphone que receba internet e a otimização da maquina virtual Dalvik. Essa é a API nível 8, (ANDROID, 2012). Figura 19 Logotipo Android versão Froyo. Destaques da Versão 2.2 Nova tela Inicial Suporte ao Exchange Câmera e Galerias de midia Hotspot Portatil Vários idiomas no teclado

47 47 Otimização de desempenho: Otimização Dalvik MV, desempenho do navegador e do Kernel Bluetooth Kernel Atualizado Plataforma Android Versão 2.3 Gingerbread Em novembro de 2010 foi lançada a versão 2.3 com suporte a serviços baseados em VoIP, aperfeiçoamento no serviço de sensores e orientação do dispositivo, refinamento no serviço de câmeras e interface ao usuário. Essa é a API nível 9, (ANDROID, 2012). Figura 20 Logotipo do Android versão Gingerbread. Destaques da Versão 2.3 Refinamentos de interface do usuário para a simplicidade e velocidade Entrada de texto mais rápida e intuitiva Melhoramento da função de copiar e colar Melhor gerenciamento de energia Melhor controle sobre as aplicações. Novas formas de comunicação, organização: Chamadas pela Internet, Near Field Communications (NFC): Componente que trata da comunicação e troca

48 48 de informações entre dispositivos diferentes. Gestão de Downloads Acesso a todas as Câmeras do dispositivo Telefonia via Internet Aprimoramento dos efeitos de áudio Suporte para novos formatos de mídia Atualização do Kernel Linux para Atualização da maquina virtual Dalvik Pouco tempo depois o Google anunciou mais duas versões a e a adicionando correções de bugs e inserção de patches, não houve qualquer mudança na versão Ambas foram lançadas em fevereiro de Ambas são API nível 10, (ANDROID, 2012). Destaques da Versão Correções no NFC Plataforma de suporte a conexões Bluetooth Melhora nos Gráficos Melhora na Api de reconhecimento de voz Destaques da Versão Inserção Biblioteca Aberta de Acessórios: Promove a integração e gerencioamente de dispositivos conectados via USB Plataforma Android Versão 3.0 Honeycomb A versão Honeycomb é a primeira versão da Plataforma Android que foi otimizada especialmente para dispositivos que possuem a tela maior, particularmente os tablets. Ele apresenta um novo design de interface virtual e elegante modo de interação com o conteúdo. Ele é multitarefa, notificações detalhadas, há opções de personalização da tela inicial e nova widgets.

49 49 Figura 21 Logotipo do Android versão Honeycomb. O Honeycomb suporta aplicativos desenvolvidos em versões anteriores. Essa é a Api nível 11 lançada em fevereiro de A versão oferece também SDK para o desenvolvimento de aplicativos para a versão. Posteriormente em abril de 2011 e junho de 2011 foram lançadas as versões 3.1 API nível 12 e 3.2 API nível 13 respectivamente com novos componentes e ajustes pontuais: Destaques da versão 3.0 Barra de titulo dos aplicativos contem o ícone e menu de opções Todos aplicativos contém a opção de copiar e colar Opção de transferir dados de um aplicativo para o outro Aplicativos mais iterativos na tela inicial de usuários Atualização da barra de notificação do Android Facilidade do carregamento assíncrono de conteúdos Nova estrutura de Animações Nova interface gráfica Suporte para novos tipos de mídia Suporte para Teclado Interface Multi-toque

50 50 Novos recursos para navegação na internet Kernel Linux (Atualizado para ) Dalvik VM atualizada Destaques da versão 3.1 Atualização no suporte a USB Suporte para novos dispositivos de entrada e eventos de movimento Janelas redimensionáveis Atualização no quadro de animações Atualização no quadro de interface Otimização de Gráficos Novas animações Otimização nos componentes de ambiente de rede Atualização no Gerenciador de Download Notificação de lançamento primeira aplicação e atualização de aplicativos Destaques da Versão 3.2 Otimizações para uma gama mais vasta de dispositivos Zoom de compatibilidade para aplicativos de tamanho fixo Media Sync do cartão SD, sincronismo com o cartão de armazenamento. Redimensionamento de telas conforme especificações do dispositivo Densidade nova para 720p

51 Plataforma Android Versão 4.0 Ice Cream Sandwich Na versão 4.0 o sistema operacional é multitarefa, possuem notificações ricas em detalhes, telas iniciais personalizáveis, widgets redimensionáveis, e interatividade a adição de novas formas poderosas de comunicação e de compartilhamento em diversas redes sociais. Essa é a Api nível 14. Figura 22 - Logotipo do Android versão Ice cream Sandwich. Destaques da versão 4.0 Nova Interface refinada Início teclas virtuais de atalho e com botão de favoritos Os widgets redimensionáveis Atualizações nas barras notificações, tarefas, e as abas do navegador Acesso rápido para as chamadas recebidas Novas ações da tela de bloqueio Entrada de texto melhorado com verificação ortográfica Mecanismo comando de voz Maior controle sobre os dados da rede Projetado para acessibilidade

52 52 Recursos para Comunicação e compartilhamento em redes sociais Integração de serviços na nuvem oferecidos pelo Google Serviços Wi-Fi Direct e Bluetooth Novas funcionalidades de câmera Ferramentas para manipulação de imagens e vídeo Novo pacote atualizado de codecs Melhorias nos layouts das telas Uso de rede eficiente Segurança para aplicações e conteúdo Otimização dos recursos de VPN O Android versão é uma versão incremental da plataforma Android família 4.x (Ice Cream Sandwich). Sua API é nível 15 Destaques da Versão Otimização do sincronismo entre contados e redes sociais Atualização do provedor de calendário Ajustes nos Widgets de tela Início Otimização da verificação ortográfica Atualização nos recursos de bluetooth Atualização nos recursos gráficos Atualização nos recursos de acessibilidade Atualização nos recursos de Câmera

53 Plataforma Android Versão 4.1 Jelly Bean A versão 4.1 é a versão mais recente e oferece melhor desempenho e experiência de usuário aprimorada. Foram adicionados novos recursos para usuários e desenvolvedores. Essa é a Api nível 16. Figura 23 Logotipo do Android versão Jelly Bean. Destaques da versão 4.0 Suporte a vários usuários no sistema operacional Serviços isolados por usuário Gerenciamento de memória Mais fácil encontrar e instalar Live Wallpapers Plano de fundo dinâmico Atualização do Codecs de mídia Tratamento na imagem da câmera com o foco automático Serviços de descoberta de rede baseado em DNS com Wi-Fi Direct Suporte a múltiplos dispositivos de entrada (Teclado,joystick) Acessibilidade melhorada Suporte para usuários internacionais (idioma) Redimensionamento de Widgets melhorado

54 54 Maior resolução fotos de contato da agenda Gerenciamento de Banda Rede USB Áudio Suporte a saída de áudio via USB Opção de Gravação de áudio com base em mídia existente Suporte a áudio multicanal Pré-processamento de áudio captado em caso de gravação Distribuição de versões A seguir será mostrado um gráfico e uma tabela mostrando proporção distribuição de cada versão para cada dispositivo que acessou o Google Play em um período de 14 dias e foi encerrado em 01 de novembro, seguem os dados abaixo: Tabela 1 Tabela de distribuição de versões. Fonte: (ANDROID, 2012).

55 55 Gráfico 1 Ilustra a distribuição das versões do Android. Fonte: (ANDROID, 2012). Como pode ser visualizado a versão Gingerbread V é a mais utilizada pelos dispositivos conforme a amostra com 53.9 % seguida a Ice Cream Sandwich com 25.8% dos dispositivos. Mas no cenário atual mostra que a versão mais obsoleta domina a quantidade de dispositivos ativos, por terem preços mais acessíveis aos consumidores, portanto as versões mais atuais estão em dispositivos robustos e consequentemente mais caros menos acessíveis em questão de preço para grande maioria dos consumidores Android : Conceitos Fundamentais Segundo o Google Android Developers, o Android é um software para dispositivos móveis que inclui um sistema operacional, middleware e aplicativos. O Android SDK fornece as ferramentas e APIs necessárias para começar o desenvolvimento de aplicativos na plataforma Android usando a linguagem de programação Java. Esse sistema operacional está revolucionando o mercado mundial de telefones celulares, pois ele é Opensource está se tornando cada vez presente em diferentes modelos de dispositivos móveis em torno de todo o mundo. A plataforma Android foi inicialmente desenvolvida pelo Google e posteriormente pelo Open Handset Alliance, o Google gerencia o projeto. Segundo o Open Handset Alliance, o Android foi construído partir do zero para

56 56 permitir que desenvolvedores criem aplicativos atraentes, e aproveitar ao máximo tudo o que os telefones têm para oferecer. Foi construído para ser verdadeiramente livre. Por exemplo, um aplicativo pode chamar a qualquer das funcionalidades do núcleo do telefone, como fazer chamadas, enviar mensagens de texto ou usar a câmera do aparelho ao mesmo tempo em que se esta utilizando o navegador ou executando o player de música. Os desenvolvedores podem criar interfaces mais ricas e mais coesas para os usuários. O Android foi criado com a abertura do Kernel do Linux. Além disso, utiliza uma máquina virtual personalizada (Dalvik VM) que foi criada para aperfeiçoar os recursos de memória e hardware em um ambiente móvel. O Android é Open Source, que pode ser livremente ampliado para incorporar novas tecnologias de ponta que forem surgindo. A plataforma continuará a evoluir à medida que a comunidade de desenvolvedores trabalha em conjunto para construir aplicações móveis inovadoras segundo o Open Handset Alliance. Figura 24 Logotipo do Android.

57 Características Características do Android segundo o Open Handset Alliance. Todos os aplicativos são criados iguais. O Android não faz diferença entre os aplicativos do telefone e aplicativos de terceiros. Todos eles podem ser construídos para ter igualdade de acesso aos recursos do celular proporcionando aos usuários um amplo ambiente de serviços. Com os dispositivos construídos sobre a plataforma Android, os usuários são capazes de adaptar completamente o telefone para os seus interesses. Eles podem trocar tela inicial do telefone, o estilo do marcador, ou qualquer um dos aplicativos. Eles podem instruir os seus telefones para usar a sua fotografia favorita e um aplicativo de visualização para lidar com a visualização de todas as fotos. Quebrando limites do aplicativo Por exemplo, um desenvolvedor pode combinar informações da web com os dados no celular de um indivíduo tais como os contatos do usuário, calendário ou localização geográfica, para fornecer ao usuário uma experiência mais relevante. Com o Android, um desenvolvedor pode criar um aplicativo que permite aos usuários visualizar a localização de seus amigos e ser alertado quando estão nas proximidades dando-lhes uma chance de se conectar. O desenvolvimento rápido e fácil de aplicações. Android possui uma gama de bibliotecas e ferramentas úteis que podem ser usados para a construção de variadas aplicações.

58 58 Características do Android segundo o Google O framework de aplicação permite a reutilização e substituição de componentes interpretados pela Máquina Virtual Dalvik que é otimizada para dispositivos móveis. O Browser Integrado é baseado no software de código-fonte aberto WebKit. Os Gráficos otimizados são alimentados por uma biblioteca de gráficos personalizados 2D. Gráficos 3D são baseados no OpenGL6 ES 1,0. O SQLite é o banco de dados para armazenamento de dados estruturados. Oferece media de suporte para áudio comum, vídeo e imagem estática nos formatos (MPEG4, H.264, MP3, AAC, AMR, JPG, PNG, GIF). Tecnologia GSM de telefonia, comunicação Bluetooth, EDGE, 3G e WIFI (dependente de hardware). Suporta Câmera, GPS, bússola e acelerômetro (dependente de hardware). Tem um rico ambiente de desenvolvimento, incluindo um dispositivo emulador, ferramentas de depuração, memória e desempenho de perfis, e um plugin para o Eclipse IDE e Net Beans IDE.

59 Arquitetura dos componentes do sistema Android. operacional Android : O diagrama da figura 1.1 mostra os principais componentes do sistema Figura 25 - Arquitetura dos componentes do sistema Android. Fonte: (AOSP, 2012).

60 Linux Kernel O Android é executado no sistema operacional Linux versão 2.6 ou posterior desenvolvido por Linus Torvalds que é do tipo Unix como sistema central de serviços, gerenciamento de memória, processos, segurança e etc Libraries (Bibliotecas) O Android inclui um conjunto de C / C + + bibliotecas usadas por diversos componentes do sistema Android. Estas capacidades são expostas a desenvolvedores através da estrutura de aplicativos do Android. Algumas das principais bibliotecas: System C library Uma implementação de derivados do BSD do sistema de biblioteca padrão C (libc), para dispositivos baseados em Linux. Media Libraries Baseada no PacketVideo's OpenCORE, a reprodução de apoio às bibliotecas e gravações de áudio e muitos formatos populares de vídeo, bem como arquivos de imagem estática, incluindo MPEG4, H.264, MP3, AAC, AMR, JPG e PNG. Surface Manager Gerencia o acesso ao display subsistema e sem problemas compósitos 2D e 3D gráfico camadas de múltiplas aplicações. WebKit É um moderno navegador web embutido. OpenGL ES 1.0 ES: Biblioteca gráfica 2D e 3D Uma aplicação baseada em OpenGL ES 1.0 APIs; as bibliotecas podem usar tanto o hardware de aceleração 3D (quando disponível) ou o otimizado software 3D;

61 61 FreeType Biblioteca de Bitmaps e vetores de renderização. SQLite aplicativos. Um banco de dados relacional poderoso e leve à disposição de todos os SGL É o subsistema de gráficos usado pelo Android. SGL é o baixo nível de biblioteca gráfica implementada em código nativo que lida com a renderização. Ele trabalha em conjunto com outras camadas de nível superior para implementar a total de gráficos. SSL trafegados na web. Trabalha em conjunto com o WebKit para garantir a integridade dos dados Android Runtime O Android inclui um conjunto de bibliotecas que fornece a maioria das funcionalidades disponíveis nas principais bibliotecas da linguagem de programação Java. Cada aplicação Android roda em seu próprio processo, com sua própria instância da máquina. O Dalvik VM executa os arquivos em executável Dalvik (. DEX) formato que é otimizada para o consumo mínimo de memória. A VM é baseada em registradores, e executa classes compiladas por um compilador de linguagem Java que foram transformadas para o formato dex. Incluído pela "dx" ferramenta. O Dalvik VM invoca o kernel do Linux para a funcionalidade subjacente como encadeamento e de baixo nível de gerenciamento de memória.

62 62 Dalvik Virtual Machine A máquina virtual Dalvik é uma máquina virtual baseada em registradores, projetada e escrita por Dan Bornstein com contribuições de outros engenheiros do Google, como parte da plataforma de telefonia móvel Android. Ela é projetada para as necessidades de pouca memória, e também para permitir várias instâncias VM para executar uma vez, contando com o sistema operacional subjacente para o isolamento de processos, gerenciamento de memória. A Dalvik VM é muitas vezes referida como uma Máquina Virtual Java, mas isto não é exato, pois em que opera não é bytecode Java. Em vez disso, uma ferramenta chamada dx, incluída no SDK do Android, transforma os arquivos de classes Java compiladas por um compilador Java regular, em outro formato de arquivo de classe (o formato de dex) Applications (Aplicativos) É o conjunto de aplicativos básicos que são disponibilizados na plataforma, incluindo um cliente de , programa de envio de SMS, calendário, mapas, navegador, contatos, calendário, discador e etc. Application Framework (Bloco de aplicação) É se localizam as APIs do Android que são normalmente utilizadas pelas aplicações que executam sobre a plataforma. Ao fornecer uma plataforma de desenvolvimento aberta, o Android o oferece aos desenvolvedores a capacidade de criar aplicações extremamente ricas e inovadoras. Os desenvolvedores estão livres para aproveitar o hardware do dispositivo, as informações de localização, execução de serviços, definir alarmes, para adicionar notificações na barra de status. São componentes de aplicação que são base no funcionamento dos aplicativos, são quatro.

63 63 Activity Uma Activity ou atividade representa uma única tela com uma interface de usuário. Por exemplo, um aplicativo de pode ter uma atividade que mostra uma lista de s novos, outra atividade para compor um , e outra atividade para ler e- mails. Embora as atividades possam trabalhar juntas para formar uma experiência de usuário coeso na aplicação de , uma é independente da outra. Como tal, uma aplicação diferente pode começar em qualquer uma dessas atividades. Por exemplo, uma aplicação de câmera pode iniciar a atividade na aplicação de correio eletrônico que compõe uma nova mensagem, a fim de que o utilizador a compartilhar uma imagem, (ANDROID DEVELOPERS, 2012). Broadcast Receiver É um componente que responde aos anúncios de todo o sistema. Muitos chamados do sistema, por exemplo, um chamado anunciando que a tela tiver desligado, a bateria está fraca, ou uma imagem foi capturada. Os aplicativos também podem iniciar as transmissões, por exemplo, para que outras aplicações saibam que alguns dados foram transferidos para o dispositivo e está disponível para eles usarem. Embora o receptor não exiba uma interface de usuário, eles podem criar uma notificação da barra de status para alertar o usuário quando um evento ocorre, (ANDROID DEVELOPERS, 2012). Services É um componente de aplicação que pode executar operações de longa duração e não fornece uma interface de usuário. Pode-se iniciar um serviço outro e que o serviço do aplicativo anterior vai continuar a executar em segundo plano, mesmo se o usuário mude para outro aplicativo. Além disso, um componente pode se ligar a um serviço para interagir com ele e até mesmo realizar a comunicação entre processos (IPC). Por exemplo, um serviço pode lidar com transações de rede, tocar música, executar arquivos, ou interagir com um provedor de conteúdo, (ANDROID DEVELOPERS, 2012).

64 64 Content Provider Seu objetivo é gerenciar o acesso a um conjunto estruturado de dados, encapsular os dados e proporcionar mecanismos para a definição de segurança dos dados. Os provedores de conteúdo são a interface padrão que conecta dados em um processo com código em execução em outro processo, (ANDROID DEVELOPERS, 2012) Google Play Histórico O Android Market foi criado no dia 23 de outubro de 2008 para ser o ambiente em que o Google disponibilizou para os programadores divulgarem os aplicativos desenvolvidos Nesse repositório de aplicativos os desenvolvedores da plataforma podem publicar os aplicativos gratuitamente ou vender o aplicativo. Devido a estratégias comerciais no dia 6 de março de 2012 o nome passou de Android Market para Google Play Como Publicar no Google Play Para o programador poder publicar no Google play será necessário ter uma conta no gmail, logo após acessar o domínio https://play.google.com/apps/publish denominado como Developer Console esse é o local onde o programador poderá subir o aplicativo. Deverão ser seguidos os seguintes procedimentos: 1. O aplicativo (.apk) deve ser compilado em conjunto com uma chave privada. 2. O package name (com.projeto) é único para todos os projetos no Google play, portanto escolher um nome definitivo para o projeto, caso já exista um aplicativo com o mesmo nome de pacote o Google play não aceitará o.apk. 3. Disponibilizar as informações:

65 65 Detalhes do Produto Titulo. Descrição. Recursos Gráficos Duas Capturas de Telas do sistema. Ícone de alta resolução Categorização Tipo do Aplicativo Categoria Classificação do conteúdo Detalhes do Contato Site Politica de Privacidade (Ainda não obrigatório) Caso nunca tenha usado o Google play para submeter aplicativos aparecerá uma caixa de dialogo solicitando que seja paga uma taxa única de registro de $25 dólares. O ambiente para pagamento disponibilizado pelo Google chama-se Google Wallet onde há a opção de pagar com cartão de credito, é aceito apenas cartão de crédito internacional.

66 Segurança em Android Introdução O Android é uma plataforma que nasceu com o intuito de ser uma plataforma aberta, tudo isso também com o intuito de que os aplicativos desenvolvidos em Android desfrutem dos mais avançados recursos de hardware e software que a plataforma tem a oferecer. Sendo assim a plataforma deve oferecer um ambiente que garanta a segurança dos usuários, dados, aplicativos e a rede em que este conectado. Portando é exigida uma arquitetura de segurança robusta e alguns programas de segurança rigorosos, (A.O.S.P., 2012). A plataforma foi projetada para aumentar a segurança dos usuários e reduzir a probabilidade de ataques de softwares mal-intencionados Recursos de Segurança do Android A plataforma disponibiliza os seguintes recursos de segurança: Segurança robusta no nível do sistema operacional através do kernel Linux Sandbox de aplicação obrigatória para todas as aplicações Comunicação segura entre processos Assinatura de aplicativos Aplicação definidos pelo usuário e permissões Segurança do Linux Kernel A base da plataforma Android é o kernel do Linux. O kernel do Linux em si tem sido usado em larga escala por muitos anos, e é usada em milhões ambientes sensíveis de segurança. Através de sua história de ser constantemente pesquisado, estudado e aderido por milhares de desenvolvedores, o Linux tornou-se um núcleo estável e assegura a confiança de muitas empresas e profissionais de segurança. Adaptado para a plataforma Android, o Linux fornece os seguintes recursos de segurança:

67 67 Modelo de permissões baseado em usuários O isolamento dos processos Mecanismo extensível para seguro IPC A capacidade de remover partes desnecessárias e potencialmente inseguras do kernel. O objetivo fundamental de segurança do kernel do Linux é isolar os recursos de todos os usuário com o objetivo de melhor proteger os recursos de cada usuário. Sandbox de Aplicação O modelo de sandbox requer que um aplicativo declare explicitamente quais os dados ou recursos que deseja compartilhar com outras aplicações. Isso limita o aplicativo a utilizar apenas os recursos declarados restringindo o acesso ao sistema operacional, aumentando a segurança. Comunicação entre processos Os processos podem se comunicar utilizando qualquer um dos mecanismos do UNIX. Exemplos incluem o sistema de arquivos ou bases locais. No entanto, as permissões do Linux ainda se aplicam. Assinatura de aplicativos Todos os aplicativos do Android (arquivos. Apk) devem ser assinados com um certificado cuja chave privada é mantida por seus desenvolvedores. Este certificado identifica o autor. O certificado não precisa ser assinado por uma autoridade de certificação, é perfeitamente admissível, e típico, aplicações Android para utilizarem certificados auto assinados. Esse recurso possibilita que o aplicativo seja único e que tenha acesso aos recursos do sistema operacional. Aplicativos que tentam ser instalados sem serem assinados serão

68 68 rejeitados pelo dispositivo Android, e o Google play também não aceitará o aplicativo. Permissões de recursos Um aplicativo Android não tem permissões associados, o que significa que não pode fazer nada que possa afetar negativamente a experiência do usuário ou todos os dados do dispositivo. No momento da instalação do aplicativo, as permissões solicitadas pelo aplicativo são concedidas a ele pelo instalador de pacotes. Nenhuma verificação de permissão é feita diretamente com o usuário, caso a permissão não seja concedida e qualquer tentativa do aplicativo utilizar um recurso que necessite de permissão irá falhar.

69 69 3. DESENVOLVIMENTO NA PLATAFORMA ANDROID Foi implementado um estudo de caso baseado na apostila cujo nome é Apostila de Android - Programando passo a passo - 4ª Edição, com a autoria de Luciano Alves da Silva disponível no site No momento do desenvolvimento do foram inseridas melhorias no aplicativo exemplo abstraído da apostila, pois havia bugs e também para melhorar a usabilidade e acessibilidade dos componentes Android utilizados Ferramentas para o Desenvolvimento IDE ECLIPSE A aplicação desenvolvida foi um Cadastro de Pessoas no IDE ECLIPSE versão INDIGO no qual o usuário insere nome, profissão e idade e logo após efetua-se o cadastro apertando o botão Cadastrar Pessoa e o sistema volta para o menu principal. O usuário pode fazer de um único a vários cadastros. Para a visualização dos cadastros efetuados existira a opção Listar Pessoas que listara as pessoas na ordem em que foram cadastradas no sistema. Desenvolvimento das telas da Aplicação Cadastro de Pessoas: Figura 26 - Implementação do Main.xml.

70 70 A figura 27 ilustra o desenvolvimento da lista do cadastro de pessoas: Figura 27 - Implementação da tela ListaCadastrados.xml. Figura 28 - Implementação da tela cadastro.xml.

71 71 Fluxo de telas e Funcionamento do sistema desenvolvido: O diagrama de atividades abaixo representa o fluxo de telas do sistema Diagrama 1 Fluxo de Telas da Aplicação do Cadastro de Pessoas. Funcionamento do Aplicativo Desenvolvido no Eclipse O cadastro de pessoas se resume em cadastrar as pessoas e listas em seguida, isso apenas para mostrar o aplicativo desenvolvido.

72 72 Figura 29 - Escolhida a opção Cadastrar Pessoa. Agora serão inseridas duas pessoas, primeiro cadastro: Nome: Rodolpho Profissão: Programador Idade: 24 Figura 30 - Cadastro e Confirmação de cadastro no Layout Vertical.

73 73 Segunda pessoa cadastrada: Nome: Messi Profissão: Boleiro Idade: 23 Figura 31 Cadastrando o boleiro Messi no layout horizontal. Figura 32 - Confirmação no Layout Horizontal.

74 74 Cadastrados os usuários agora será feita a listagem das Pessoas: Figura 33 - Escolhida a Opção Listar Pessoas. Ao acessar a lista já é mostrada a primeira pessoa das cadastrada: Figura 34 - Visualização da Primeira pessoa cadastrada, Rodolpho.

75 75 E na sequência ao apertar Avançar já mostra a segunda pessoa cadastrada: Figura 35 - Visualização da segunda pessoa cadastrada, Messi. Foram desenvolvidos dois exemplos de aplicações que utilizam o GOOGLE MAPS API que será explicado nos próximos tópicos, à primeira com a finalidade de estudo da ferramenta, aquisição de conhecimento, e obter as ferramentas e práticas ideais para o desenvolvimento de aplicações de Mapas para o Android utilizando o GOOGLE MAPS API. A segunda aplicação foi desenvolvida para demonstrar tanto a localização atual exata como o deslocamento realizado utilizando o GPS do Android.

76 Motodev O MotoDev Studio é uma ferramenta desenvolvida pela Motorola, baseado no Eclipse permite o desenvolvedor começar e ajuda os experientes a desenvolver o trabalho rapidamente, o decorrer do projeto será desenvolvido no Motodev. Figura 36 - IDE do Eclipse adaptado pela Motorola, cujo Motodev. Principais recursos oferecidos pelo Motodev segundo a Motorola APP Validator: Detecta e repara condições inadequadas no código fonte, tais como permissões ausentes e configurações que conflitam com as especificações do dispositivo. Figura 37 - APP Validator. Code Snippets: Disponibiliza exemplos de códigos dos componentes que serão utilizados na programação.

77 77 Figura 38 - Code Snippets. Code Generation Wizards: Dá a opção ao desenvolvedor de iniciar a criação de um projeto com base em templates com exemplos de aplicações. Figura 39 - Code Generation Wizards. Database Management: É um gerenciador de banco de dados SQLite. Permite implantar e gerenciar bases de dados nos aplicativos Android. Figura 40 - Database Management.

78 78 4. PROCESSAMENTO DE MAPAS EM DISPOSITIVOS MÓVEIS 4.1. Google Maps API São as bibliotecas na qual são oferecidos recursos de mapeamento para o desenvolvimento de aplicações, na qual é fornecida para a plataforma Android a biblioteca com.google.android.maps. Essa biblioteca oferece download, renderização, e cache de Mapas, bem como um variedade de opções de exibição e controles. A classe chave na biblioteca Maps é a MapView, subclasse da ViewGruop na biblioteca padrão Android. O MapView exibe um mapa com os dados obtidos a partir do serviço Google Maps. Ele também fornece todos os elementos necessários para os utilizadores para controlar o mapa. Em geral, a classe MapView fornece um ambiente em torno da API do Google Maps que permite ao aplicativo manipular dados do Google Maps API através de métodos de classe, e que permite trabalhar com mapas de dados. Para que a classe MapView tenha acesso a dados do Google Maps API, é necessário se registrar com o serviço Google Maps e concordar com os Termos de Serviço aplicáveis para que a classe MapView seja capaz de obter dados do Google Maps, é necessário obter uma API KEY Obtendo uma MAP API KEY O registro de um API do Google Maps é simples, gratuito: Deve-se registrar a impressão digital MD5 do certificado que será utilizado para assinar o aplicativo e acessar o serviço de registo de mapas (https://developers.google.com/maps/documentation/android /maps-api-signup?hl=pt-br) e inserir a impressão digital MD5 da chave privada do aplicativo, em seguida, será fornecida uma MAPS API Key, que está associada com o certificado do aplicativo compilado. No nos exemplos desenvolvidos a seguir o repositório de chaves se localizavam na pasta.android cujo nome do repositório era debug.keystore, no pacote Java existe uma ferramenta chamada Keytool no qual é necessário para extrair a impressão digital MD5 da chave privado do repositório que sairá no formato E3:65:3D:1A... em um conjunto de 16 pares de caracteres

79 79 separados por 2 pontos(:). Ao extrair os caracteres o próximo passo será acessar a página do Serviço de Registro de Mapas para registrar a aplicação. A chave gerada pelo site do Google Maps Api deve ser inserida em Android :apikey="valor DA CHAVE ". O site irá gerar o XML correspondente ao MapView com a chave de utilização da API, conforme mostrado no trecho de código abaixo. < com.google.android.maps.mapview xmlns:android ="http://schemas.android.com/apk/res/android " Android :apikey="valor DA CHAVE " Android Android :layout_width="fill_parent" Android :layout_height="fill_parent" Android :clickable="true"/> Como podemos ver acima na tag com.google.androis.maps.mapview o item android:apikey se refere a onde deve ser inserida a chave gerada pelo site que a aplicação possa obter acesso total aos recursos do Google Maps. Foram desenvolvidos dois exemplos de aplicações para mostrar o funcionamento da API.

80 Exemplo 1 - Fixar Marcadores em diversos pontos do Mapa Foi desenvolvido um aplicativo para marcar diversas localizações em determinadas coordenadas geográficas, os marcadores são imagens (Robô do Android ) que destacam o ponto geográfico, as informações sobre latitude e longitude disponibilizadas abaixo. Figura 41 A aplicação está destacando os Pontos Geográficos instanciados via código.

81 Os pontos geográficos escolhidos foram o Brasil, Japão e México, ao clicar nos marcadores é mostrada uma mensagem ) Fortaleza Brasil Latitude Longitude Figura 42 Aproximação do ponto do Brasil Fortaleza. Ao tocar no ícone do robô irá aparecer uma mensagem referente a localização, conforma a figura 43. Figura 43 Mensagem ao clicar no marcador.

82 82 2.) Japão Yokohama Latitude Longitude Figura 44 Aproximação do ponto Yokohama Japão. conforma a figura 45. Ao tocar no ícone do robô irá aparecer uma mensagem referente a localização, Figura 45 Mensagem ao clicar no marcador.

83 83 3.) Cidade do México México Latitude Longitude Figura 46 Aproximação do ponto Ciudad de México. Ao tocar no ícone do robô irá aparecer uma mensagem referente a localização. Figura 47 Mensagem do Marcador.

84 Exemplo 2 Localização Atual colhida via GPS do dispositivo Foi desenvolvido um aplicativo para efetuar a leitura do GPS do Smartphone e mostrar a localização atual do individuo conforme mostra a figura 48. O novo aplicativo foi baseado no primeiro mapa desenvolvido. Houve a necessidade de fazer uma pesquisa sobre os componentes necessários para que tal aplicativo fosse capaz de fazer o procedimento. O Android dá seu acesso às aplicações de serviços de localização suportados pelo dispositivo através das classes no pacote android.location. O LocationManager é componente central da estrutura local é o LocationManager, que fornece APIs para determinar a localização. O método LocationListeter é responsável por atualizar as coordenadas buscadas pelo GPS automaticamente, tanto por determinado tempo ou distancia percorrida. Abaixo o funcionamento do aplicativo desenvolvido. Figura 48 Localização Inicial Trevo de Pongaí SP, Latitude: e Longitude:

85 85 A figura 49 ilustra o funcionamento da aplicação com o GPS que foi habilitado no Univem e o marcador foi gerado conforme o caminho percorrido ate o Xerox do bola. A cada leitura do GPS é impresso um robozinho. Figura 49 Leitura de GPS e os pontos que a pessoa esteve localizada recentemente. Ao mesmo tempo em que a localização é marcada com robô, a barra de notificações mostra o valor com a latitude e a longitude colhidas pelo dispositivo. Figura 50 Notificação da Coordenada atual.

86 86 5. SISTEMA DE APOIO A EVENTOS 5.1. Introdução [...] Com a finalidade de ampliar a esfera de seus relacionamentos inerentes ao convívio em família, no trabalho, escola ou no lazer e de quebrar a rotina dos afazeres diuturnos o homem cria, organiza e participa de reuniões que genericamente são chamadas de eventos[...], (GIACAGLIA, 2004). Ou seja, o evento tem como objetivo reunir pessoas por um determinado período específico para um acontecimento, discussão assunto especifico para um publico alvo ou ocasiões dos mais variados tipos. Os eventos podem ser denominados dentro de uma tipologia específica e variados, conforme a tabela 2: Tabela 2 Tipologia de Eventos.

87 87 Para que o evento consiga atingir os seus objetivos é necessário planejamento adequado e toda uma estrutura profissional com gente qualificada para fazer com que tudo corra dentro dos conformes para que tanto os participantes quanto os organizadores fiquem satisfeitos com o resultado dessa integração de pessoas. Os organizadores precisam se atentar a questões a importantes como providenciar estrutura adequada ao evento proposto, prover informações ao publico relativas ao evento, agenda do evento, informações sobre a cidade como locais úteis como rede bancária, hoteleira, restaurantes, pontos de vendas de ingresso, rede de transporte e etc. É necessária a difusão pontual das informações para que público fique informado sobre o andamento do evento. Pensando nisso foi desenvolvido um software chamado Eloc, nome baseado na junção das palavras Evento e LOCalização, ele desenvolvido para o Android com o objetivo de apoiar os organizadores na difusão das informações do evento para o publico alvo. Figura 51 Logotipo do Eloc Requisitos informações: Os organizadores do evento têm como objetivo de prover as seguintes Informar dados e informações sobre o evento Informar a agenda do evento Disponibilizar informações sobre a organização do evento Informar aos participantes do evento lugares úteis como o local do evento, hotéis, restaurantes, bancos e etc, conforme a necessidade.

88 Diagrama de Classes Classe MainActivity.java A classse MainActivity é responsável por iniciar as tarefas do sistema, estendendo a classe Activity que diz para o Android que essa classe que ira interagir com o usuário. A classe terá a função de verificar se existe conexão com a internet, carregar as tabs com os componentes WebView que irão posteriormente carregar as páginas referentes ao evento e os botões para a consulta das localizações. Diagrama 2 Diagrama de Classe da classe MainActivity Classe MyWebViewClient.java A classe MyWebViewCliente manipula o componente WebView carregado na classe MainActivity. Por exemplo, no sistema desenvolvido no momento em que o sistema era iniciado, ao invés das paginas serem carregadas nas abas com o WebView, o navegador do Android era chamado, e isso não era funcional para o sistema. Com essa classe instanciada com a método shouldoverrideurlloading esse problema não ocorre. Diagrama 3 Diagrama de Classes da classe MyWebViewClient.

89 Classe Mapa.java A classe Mapa é uma atividade de mapa estendendo a classe MapActivity que é responsável por renderizar o mapa com as marcadores conforme a opção escolhida na classe MainActivity. A classe terá métodos para conexão com o banco de dados online Mysql para buscar as informações de latitude e longitude e consequentemente marcar os pontos no mapa conforme a quantidade encontrada no banco de dados. Haverá também métodos para busca da posição atual do aparelho via GPS. Diagrama 4 Diagrama de Classe da classe Mapa.

90 Classe HelloItemizedOverlay A classe HelloItemizedOverlay é responsável por carregar, manipular o mapa na quando instanciada na classe Mapa. Diagrama 5 Diagrama de Classe da classe HelloItemizedOverlay Diagrama de classes relacionadas No diagrama 6 é possível visualizar as classes relacionadas: Diagrama 6 Diagrama de Classes do sistema.

91 Procedimento para uso do Google Maps API. O procedimento utilizado para ao projeto é o mesmo que foi descrito no item 3.1, a diferença é que foi necessária a criação de um novo repositório de chave privada, pois debug.keystore funciona apenas para versões de teste e não para versões release. Assim o sistema criado não conseguira se conectar ao serviço do Google e consequentemente acarretando no não aparecimento dos componentes do mapa na aplicação. A ferramenta Motodev oferece opção para a criação de um novo repositório de chaves privadas chamada Signing and Keys. Figura 52 Ferramenta para a criação do repositório de chaves.

92 92 Na imagem pode se visualizar o repositório de chaves que está localizado na pasta C:\Users\Rodolpho\keystore_2012_09_30-23_27_19_701. jks com as chaves privadas criadas no caso meumapa, eloc e meueventomapa,. Para extrair o MD5 será necessário acessar o aplicativo Keytool na pasta bin do Java via comando: Figura 53 Caminho do aplicativo Keytool. A frente do comando keytool deve-se inserir os comandos na sintaxe abaixo: keytool -list -alias alias_name -keystore my-release-key.keystore Onde: list: Comando para listar as chaves alias: nome da chave a ser aberta keystore: Caminho do repositório de chaves

93 Logo após os dados inseridos e será solicitada a senha do repositório de chaves e posteriormente gerada impressão digital MD5 da chave. 93 Figura 54 Gerando a impressão digital MD5 da chave privada. Feita a impressão digital da chave MD5, acessar a pagina https://developers.google.com/maps/documentation/android /maps-api-signup?hl=pt-br do serviço Google Maps Api e inserir a chave gerada e Clicar em GENERATE API KEY.

94 O serviço ira gerar o código XML já com a chave do Android Maps, bastando apenas utilizar na aplicação. 94 Figura 55 Gerando o layout xml para a utilização dos recursos de mapeamento.

95 Aplicação Web Introdução Para o cadastramento dos dados relativos ao evento e as localizações relacionadas foi desenvolvido um site em linguagem PhP com banco de dados Mysql, para ambos não há nenhum custo de uso. O site está hospedado no domínio onde foram criados cadastros para a alimentação das informações referentes ao evento. Nesse site será onde serão alimentadas as informações referentes ao evento e um cadastro de localizações úteis onde os organizadores poderão categorizar as localizações por tipo inserindo valores como latitude e a longitude de uma ou mais localidades para a categoria, o site possuirá os seguintes cadastros. Login de usuário Menu Principal Cadastro de Dados do Evento Cadastro de Agenda Cadastro de Dados dos Organizadores Cadastro de Localizações Gestão de Usuários do Site

96 96 Figura 56 - Menu principal do site Tecnologias Utilizadas PHP O PHP é uma linguagem de script amplamente utilizada de propósito geral que é especialmente adequado para desenvolvimento Web e pode ser incorporado em HTML. PHP (um acrônimo recursivo para PHP: Hypertext Preprocessor) é uma linguagem de script open source de uso geral, muito utilizada e especialmente guarnecida para o desenvolvimento de aplicações Web dentro do HTML, (PHP, 2012). O que distingui o PHP de algo como Javascript no lado do cliente é que o código é executado no servidor, gerando HTML que é então enviado para o cliente. O cliente receberia os resultados da execução desse script, mas não saberia como é o código fonte. Você pode inclusive configurar seu servidor para processar todos os seus arquivos HTML como PHP, e então não haverá nenhum modo dos usuários descobrirem que se você usa essa linguagem ou não. O php extremamente simples para um iniciante, e ao mesmo tempo oferece muitos recursos para programadores profissionais, (PHP, 2012).

97 97 Para o desenvolvimento local será necessário instalar um servidor web, geralmente o Apache incorpora o php e o banco de dados Mysql. Existem alguns programas disponíveis na internet que já instalam tudo de uma vez, casos como dos Xampp ou o Zend Server. Existem também Frameworks que auxiliam no desenvolvimento em php, deixando o desenvolvimento e aprendizado mais rápido e tornando também o código, limpo, estruturado e de fácil entendimento. Ferramenta utilizada o para o desenvolvimento do site foi o Framework Codeigniter é baseado em camada M.V.C. Codeingniter CodeIgniter é um kit de ferramentas para construção de aplicações web usando PHP. O objetivo é permitir o desenvolvimento de projetos mais rapidamente, através de um conjunto de bibliotecas para as tarefas mais comuns, bem como uma interface simples e uma estrutura lógica para acessar essas bibliotecas. O framework é licenciado em código aberto portanto há a liberdade para fazer o que quiser com a plataforma, é um framework leve e rápido, as url s são limpas definidas como Url amigável ou seja baseada em seguimentos. Com o funcionamento baseado em nas camadas Model-View-Controler, existe a separação dos códigos lógicos e códigos da camada de interface. Incluem também bibliotecas para a conexão com o banco de dados, manipulação de imagens e entre outras, (CodeIgniter, 2012). Fluxo de funcionamento do Codeigniter Figura 57 Fluxo de funcionamento do Codeigniter. Fonte: (Codeigniter, 2012.)

98 98 O index serve como controlador de frente e inicializa os recursos básicos para executar o codeigniter. O routing examina o pedido http e determina o que de ser feito com ele. Se um arquivo de cache existe, ele é enviado ao navegador. Antes de o Application Controller ser carregado ele passa pela filtragem de segurança pelo item Security, depois disso o Application Controller carrega os modelos, e bibliotecas para que a solicitação HTTP seja atendida. Logo após a View é carregada com os dados processados e seguida ela envia os dados ao navegador. Se o caching estiver ativado a view será armazenada para no caso de futuras solicitações MVC O MVC (Model-View-Controller) é uma metodologia de desenvolvimento que faz a separação da parte lógica e da apresentação: Model: São as classes de persistência que são responsáveis por recuperar, incluir, alterar e excluir os registros do banco de dados. View: é a camada responsável pela renderização dos dados ou usuário, ou seja, é a interface ao usuário com a aplicação. Controller: Funciona como uma camada intermetidaria entre o model e a view, ela gerencia as ações e faz a ligação entre a interface e a camada de persistência ou qualquer outro recurso necessário para processar a requisição HTTP e gerar um pagina da Web.

99 99 CKEditor O CKEditor é um editor de textos para ser usado dentro de páginas da web, trazendo para a web características comuns de edição encontradas em aplicações desktop, como o Microsoft Word e OpenOffice, (CKEDITOR, 2012). O componente será utilizado na inserção dos dados do evento, agenda do evento e dos dados dos organizadores. Figura 58 Editor de Texto para a internet CKEditor..

100 100 Ao mesmo tempo em que o usuário está digitando e formatando o texto, por traz ele monta um script HTML com o texto e a formatação correspondente, assim o script pode ser salva em uma variável ou em um banco de dados e depois podendo se usar o script gerado para criar uma nova pagina ou utilizar o HTML gerado para complementar alguma outra pagina com a informação criada. Tudo transparente ao usuário. Figura 59 Script HTML gerado dos textos criados pelo usuário.

101 101 A figura 60 mostra a pagina gerada após a inserção dos dados no editor: Figura 60 Pagina php gerada com os dados inseridos no CKeditor buscadas no MYSQL. MYSQL O MySQL é um sistema gerenciador de banco de dados que tornou-se o mais popular do mundo com código aberto por causa de seu alto desempenho, alta confiabilidade e facilidade de uso. Hoje pertencente a ORACLE é também o banco de dados de escolha para uma nova geração de aplicativos criados para a LAMP (Linux, Apache, MySQL, PHP / Perl / Python). Muitas das organizações maiores e de mais rápido crescimento do mundo, incluindo Facebook, Google, Adobe, Alcatel Lucent e Zappos contam com o MySQL para economizar tempo e dinheiro com seus Websites de alto volume, sistemas e pacotes de software. É executado em mais de 20 plataformas, incluindo Linux, Windows, Mac OS, Solaris, IBM AIX. É oferecida uma gama abrangente de ferramentas de banco de dados, serviços de treinamento, suporte e consultoria. A versão recente do MySQL é a

102 Integração Aplicação Android e Aplicação Web Integração pelo banco de dados online - Mysql Integração do banco de dados online entre ambas as aplicações, em que o Sistema Web é onde são feitos os cadastros dos dados do evento e das localizações por categoria com a geolocalização correspondente inserindo os valores de latitude e a longitude. O Sistema Android o ELoc buscará a informação da localização solicitada pelo usuário conectando-se ao banco de dados online. Para que isso integração da biblioteca MySQL Connector/J ao projeto que está disponível em A partir daí a aplicação estará apta a realizar as consultas e buscar a informação. Figura 61 Tela de locais úteis é integrado com a aplicação web Integração entre as páginas php geradas pelo Sistema Web - php O Software desenvolvido em Android o ELoc buscará as páginas php geradas pelo Sistema Web e integra-las as 3 abas referentes ao evento, tais como: Evento: Agenda do Evento: Organizadores:

103 103 Figura 62 Telas do Sistema Android das abas Evento, Agenda do Evento e Organizadores.

104 Comparação de aplicativos da mesma categoria no Google Play Eventbrite Segundo o desenvolvedor dá a qualquer pessoa a possibilidade de criar, promover e vender bilhetes para todos os eventos possíveis e imagináveis; também ajuda a descobrir e partilhar eventos que respondem às suas paixões. Quer seja uma festa de bairro ou um concerto esgotado num estádio. Oferece também a busca de eventos locais que ocorram no dia, e a opção de compartilhamento do evento com os amigos, obtenção de bilhetes e suporte a vários idiomas inclusive o português brasileiro. Figura 63 Tela inicial do sistema Eventbrite. Como ao clicar em ENCONTRE UM EVENTO HOJE e VEJA EVENTOS PERTO DE SI não trouxe nada, talvez por se basear na localidade digitada e na data especifica:

105 105 Figura 64 Busca de eventos. Então se digitou na busca Procurar Eventos no nome da cidade de São Paulo: Figura 65 Na busca efetuada foram listados 17 eventos. Ao clicar no evento Treinamento Google Apps aparece a tela com os dados do evento e o mapa onde se localiza o evento traçando a rota de como chegar e posteriormente ao clicar em no botão regista, dai o sistema encaminha a uma pagina com a cobrança da entrada do evento.

106 106 Figura 66 Imagens da descrição do evento e da cobrança da entrada. O Aplicativo para Android pode ser encontrado no link https://play.google.com/store/apps/details?id=com.eventbrite.attendee&feature=search_result #?t=w251bgwsmswxldesimnvbs5ldmvudgjyaxrllmf0dgvuzgvlil0. O sistema funciona para dispositivos Android 2.2 ou superior.

107 WhatsOn Segundo o desenvolvedor o sistema tem o objetivo de encontrar os eventos mais recentes, e mostrar todos os seus detalhes e obter a sua localização. Figura 67 WhatsOn - Tela Inicial de pesquisa de localidade.

108 O aplicativo possui uma busca por localidade onde ser quer saber se há eventos, caso não haja na localidade ele buscara na localidade mais perto e mostrará os resultados. 108 Figura 68 WhatsOn Abas sobre o Evento. As abas WhatsOn que mostra os dados do evento, WhensOn que descreve quando é o evento e a WheresOn que mostra o local do evento apenas com os valores com a latitude e a longitude do evento. No botão de configurações do aparelho existe uma funcionalidade chamada Local do Evento que deveria trazer a localidade do evento, mas não funcionou nos testes efetuados no Android versão 2.2 Froyo. O sistema funciona para dispositivos Android 2.2 ou superior.

109 Comparações Os aplicativos Evenbrite e WhatsOn são boas opções para quem quer saber quais eventos estão acontecendo em determinada localidade, caso haja eventos os dois aplicativos farão uma listagem de todos, podendo os eventos ser de diversos tipos. No WhatsOn o serviço referente a mapas para trazer a localização do evento não funcionou, mas é intuito no manuseio das informações do evento. O Eloc foi desenvolvido para um evento especificamente, o serviço traz o local do evento e mais um conjunto de opções de locais úteis e serviço de GPS para trazer o local atual e logradouro da localidade onde o usuário foi localizado. O Evenbrite bem completo, pois além de trazer os dados referentes ao evento e um mapa do local com a opção de traçar a trajetória de como chegar, ele oferece opção para comprar bilhetes ou ingressos do evento.

110 RESULTADOS ALCANÇADOS 6.1. Cenário de Testes Sobre o Evento FLISOL 2012 O evento de testes será o FLISOL que é Festival Latino-americano de Instalação de Software Livre que é um evento organizado pelos professores e coordenadores dos cursos de Ciência da Computação e Sistemas de Informação do Centro Universitário Eurípides de Marilia o UNIVEM e evento será realizado na própria instituição. O objetivo do evento é promover o uso de software livre, apresentando sua filosofia, seu alcance, avanços e desenvolvimento ao público em geral. Figura 69 Logotipo do Evento FLISOL. Fonte: Evento Flisol - Marilia, Com esta finalidade, diversas comunidades locais de software livre (em cada país, em cada cidade/localidade), organizam simultaneamente eventos em que se instala gratuitamente e totalmente legal, software livre nos computadores levados pelos participantes. Também, paralelamente, são oferecidas apresentações, palestras e oficinas, sobre temas locais, nacionais e latino-americanos sobre Software Livre, com toda sua variedade de expressões: artística, acadêmica, empresarial e social.

111 Programação Local do Evento O horário do evento em Marília será das 09:00 às 13:00 Palestra: "Nem só de nerds e geeks vive o Software-Livre" Palestrante: Danilo Magrini Local: Auditório Sunji Nishimura Horário: 9h00 Resumo: "Ao contrário do que se imagina, não é somente codificando que se contribui com projetos de código-aberto. O objetivo dessa palestra é identificar as diversas formas de colaborar com projetos livres, bem como identificar as vantagens que tal ideal proporciona". Install Fest: Instalação e Configuração de Softwares Livres (Sistemas Operacionais, Plataformas de Desenvolvimento, Aplicativos em geral) Local: Computing and Information Systems Research Lab (COMPSI-UNIVEM) Horário: 10h00 às 13h00 Oficina: Introdução ao Moodle (plataforma de EAD) Instrutor: Ivan Sakai Local: Computing and Information Systems Research Lab (COMPSI-UNIVEM) Horário: 10h00 Oficina: Instalação e Configuração e Personalização da ferramenta Wordpress Instrutor: Claudio Rosse Local: Computing and Information Systems Research Lab (COMPSI-UNIVEM) Horário: 10h00 Minicurso: Introdução ao JQuery Instrutor: Rafael Santana Local: Laboratório 6

112 112 Horário: 10h00 Minicurso: Criação ágil de aplicativos WEB utilizando tecnologias Java Instrutor: Saulo B. Tupinambá Local: Laboratório 1 Horário: 10h Organizadores do Evento Coordenador Geral do Evento Prof. Leonardo Botega - Coordenadores Prof. Elvis Fusco - Prof. Rodolfo Barros Chiaramonte - Prof. Fábio Dacêncio - COMPSI/Univem Realização: Computing and Information Systems Research Lab Parceiros Fictícios do Evento e locais úteis O por se tratar de um evento aberto e consequentemente divulgado em varias cidades, a comissão organizadora se preocupou em dar estrutura aos participantes provenientes de outras cidades e fez parcerias com os principais hotéis e restaurantes da cidade, além de fornecer informações sobre o serviço de transporte como a localização dos terminais metropolitanos, rodoviários e aeroportos da cidade, e também outros serviços como bancos e hospitais.

113 113 Local do Evento Univem o Latitude: o Longitude: Hotéis Hotel 1 o Latitude: º o Longitude: Hotel 2 o Latitude: o Longitude: Hotel 3 o Latitude: o Longitude: Hotel 4 o Latitude: o Longitude: Hotel 5 o Latitude: o Longitude: Hotel 6 o Latitude: o Longitude: Restaurantes Restaurante 1 o Latitude: o Longitude: Restaurante 2 o Latitude: o Longitude:

114 114 Restaurante 3 o Latitude: o Longitude: Restaurante 4 o Latitude: o Longitude: Restaurante 5 o Latitude: o Longitude: Bancos Banco 1 o Latitude: o Longitude: o Latitude: o Longitude: o Latitude: o Longitude: o Latitude: o Longitude: Banco 2 o Latitude: o Longitude: o Latitude: o Longitude:

115 115 o Latitude: o Longitude: o Latitude: o Longitude: o Latitude: o Longitude: o Latitude: o Longitude: Banco 3 o Latitude: o Longitude: o Latitude: o Longitude: o Latitude: o Longitude: Banco 4 o Latitude: o Longitude: o Latitude: o Longitude: Banco 5

116 116 o Latitude: o Longitude: o Latitude: o Longitude: Banco 6 o Latitude: o Longitude: Hospitáis Hospital 1 o Latitude: o Longitude: Hospital 2 o Latitude: o Longitude: Hospital 3 o Latitude: o Longitude: Hospital 4 o Latitude: o Longitude: Terminal Metropolitano de Ônibus o Latitude: o Longitude:

117 117 Terminal Rodoviário o Latitude: o Longitude: Aeroporto de Marília o Latitude: o Longitude: Usabilidade Sistema Web Login Depois de coletas as informações referentes ao evento, as mesmas devem ser cadastradas no site onde o usuário devera inserir o nome de usuário e senha pois o acesso é restrito, a senhas são criptografadas para aumentar a segurança. Figura 70 Acessar o Sistema online para a inserção das informações.

118 118 Menu Principal Ao acessar o sistema o usuário será levado ao Menu principal, com várias opções, Primeiramente serão inseridos os dados do evento nas opções Evento, Agenda do Evento e Dados dos Organizadores, em todos os cadastros há a opção de inserir uma imagem. No canto superior direito é mostrado o nome usuário com opção de logout.. Figura 71 Menu principal do Sistema Web.

119 Cadastros do Sistema Web Cadastro do Evento Ao clicar no botão Evento poderá inserir os dados sobre o evento a ser realizado, com a opção para inserção de uma imagem. Figura 72 - Inserindo os dados do evento (esquerda), ao clicar em visualizar pagina será possível ver o resultado (direita).

120 120 Cadastro da Agenda do Evento Ao clicar no botão Agenda do Evento será possível inserir a agenda como dadas de horários relacionados ao evento, com opção para inserção de uma imagem: Figura 73 - Inserindo a agenda do evento (esquerda), ao clicar em visualizar pagina será possível ver o resultado (direita).

121 121 Cadastro dos Dados da Organização do Evento Ao clicar no botão Organizadores será possível inserir informações referentes aos organizadores do evento, com opção para inserção de uma imagem: Figura 74 - Inserindo a agenda do evento (esquerda), ao clicar em visualizar pagina será possível ver o resultado (direita).

122 122 Cadastro de Localizações Após a inserção dos dados do evento, o usuário poderá inserir as localizações clicando em Localizações. O sistema possui 8 tipos de localização pré-definidos em que o ELoc poderá mostrar as localizações em Locais Úteis: Evento, Hotéis, Restaurantes, Bancos, Hospital, Terminal Urbano, Terminal Rodoviário e Aeroporto. Figura 75 Tipo de localizações disponíveis no sistema.

123 Em cadastro de localizações é onde poderão se incluir as localizações e vincular um tipo em clicando em Criar Localização. 123 Figura 76 Cadastro de Localizações.

124 124 Evento. Será cadastrada a localização do evento principal o Univem que será do tipo Figura 77 - Criando uma nova localização.

125 125 Após criada a localização ela será listada na grid de Localizações, Na Grid em Ações poderá se Editar, Deletar ou Gerar uma geolocalização para que uma ou mais localizações apareçam no mapa do sistema Android o que será feito no próximo passo. Figura 78 Grid de localizações com a localização criada.

126 126 Cadastrando a Geolocalização Ao clicar no em Geolocalizações, será mostrada a grid de todas as geolocalizações criadas para a localização, caso não haja alguma, há a opção de criação em Criar Localização. Figura 79 Grid de Geolocalizações da localização Univem.

127 127 Ao clicar em Criar Geolocalização o usuário ira inserir a latitude e a longitude da localização, caso o usuário não saiba a geolocalização ele poderá fazer a pesquisa clicando em Buscar latitude e longitude onde será aberta uma nova página de navegador redirecionando o usuário ao domínio onde será possível buscar a latitude e a longitude de qualquer lugar do mundo. Ao inserir os dados de com a latitude e a longitude haverá as recomendações de como inserir os dados corretamente. Figura 80 Criação da Geolocalização inserindo a latitude e a longitude.

128 128 No mapa abaixo a circunferência em azul representa o ponto onde se quer saber a Latitude e Longitude, a informação é mostrada nos quadros. Figura 81 Site Find Latitude and Longitude que auxiliara na busca da geolocalização desejada.

129 129 Após inserida a geolocalização o mapa do software Android já poderá listar no mapa a localização recém, criada. O usuário poderá inserir mais de uma geolocalização para a localização, por exemplo na cidade podem haver mais de dois Bancos da mesma instituição mas em locais diferentes. Figura 82 Grid das geolocalizações cadastradas.

130 130 O procedimento para inserir as localizações é o mesmo para todos os tipos de localizações. Após inserir os todos dados do evento e todas as localizações com as geolocalizações referentes, o ELoc estará apto para auxiliar os participantes e os organizadores do evento. Figura 83 Sistema Web com todas as Localizações cadastradas e as geolocalizações inseridas.

131 131 Gestão de Usuários O sistema Web possui gestão de usuários no qual são cadastrados os usuários no qual poderão ter acesso ao sistema. Cadastro de Usuários necessidade. Em gestão de usuários o gestor do sistema poderá inserir os usuários conforme a Figura 84 Grid do Cadastro de usuários.

132 Ao clicar em Criar Novo Usuário aparecerão os campos para a inserção do nome do usuário e de uma senha pessoal. 132 Figura 85 Inserindo o Usuário e a Senha. Ao clicar em enviar, o sistema terá mais um usuário que poderá acessar o sistema Web, no caso o Administrador. Figura 86 Grid de usuários com o usuário recém-cadastrado.

133 133 Acesso ao site com o usuário criado Na tela de login, será testado o acesso com o usuário Administrador recém-criado. Figura 87 - Acessando o sistema com o usuário criado.

134 caso o Administrador. 134 Ao acessar o sistema, aparecerá no canto superior esquerdo o nome do usuário, no Figura 88 Menu Principal do Sistema Online.

135 Sistema Android - Eloc Depois de inseridas as informações sobre o Flisol no Sistema online, o Eloc receberá as informações do evento nas abas Evento, Agenda do Evento e Organizadores e das localizações na aba Locais Úteis, ao abrir o Eloc as páginas são carregadas previamente no sistema. Figura 89 Carregando as Informações do Sistema Online. Aba Evento Ao selecionar a aba Evento será carregado do Sistema Online a página php referente aos dados do evento, conforme cadastrado posteriormente. Figura 90 Aba Evento do Eloc recebendo a página dos dados do evento Flisol cadastrado no sistema online.

136 136 Aba Agenda do Evento Ao Selecionar a aba Agenda do Evento também será carregado do Sistema Online a página php referente a agenda do evento, conforme cadastrado posteriormente. Figura 91 Aba Agenda do Evento recebendo a página da agenda do evento Flisol cadastrado no sistema.

137 137 Aba Organizadores Por fim, seguindo o mesmo procedimento das abas anteriores ao selecionar a aba Organizadores será carregado do Sistema Online a página php referente aos dados dos organizadores do evento, conforme cadastrado no Sistema Online. Figura 92 Aba Organizadores recebendo os dados dos organizadores do evento Flisol cadastrado no sistema online.

138 138 Aba Locais Úteis Na aba Locais úteis serão disponibilizadas as opções das localizações, onde depois de selecionada a opção serão renderizadas as geolocalizações cadastradas no Sistema Online para a cidade de Marília. Os Locais Úteis estão classificados entre Evento, Serviços e Utilidades e Transporte. Figura 93 Menu de Locais Uteis.

139 139 Evento Localização do Evento A opção Evento trará a geolocalização cadastrada no sistema online relacionada o Local do Evento que no caso é o Univem, ao clicar no marcador o endereço é trazido automaticamente pelo serviço do Android Maps pela classe Geocode. Figura 94 Geolocalização com o marcador mostrando Local do Evento e o endereço.

140 140 Serviços e Utilidades Localização dos Hotéis marcadores. A opção Hotéis trará todas as geolocalizações dos hotéis cadastrados, aparecerão 5 Figura 95 Geolocalização com os marcadores dos hotéis cadastrados. No para exemplo foi selecionado o hotel 1.

141 141 Localização dos Restaurantes A opção Restaurante trará todos as geolocalizações dos restaurantes cadastrados, aparecerão 5 marcadores. Figura 96 Geolocalização com os marcadores dos restaurantes cadastrados. No para exemplo foi selecionada o restaurante 1. Localização dos Bancos A opção Bancos trará todas as geolocalizações dos bancos cadastrados. Figura 97 - Geolocalização com os marcadores dos bancos cadastrados. No para exemplo foi selecionado o banco 2.

142 142 Localização dos Hospitais A opção Hospitais trará todas as geolocalizações dos hospitais cadastrados. Figura 98 - Geolocalização com os marcadores dos hospitais cadastrados. No para exemplo foi selecionado o hospital. Transporte Terminal Urbano A opção terminal urbano trará a geolocalização do terminal urbano da cidade Figura 99 - Geolocalização com os marcadores do terminal urbano cadastrado.

143 143 Terminal Rodoviário cidade. A opção terminal rodoviário trará a geolocalização do terminal rodoviário da Figura Geolocalização com o marcador do terminal rodoviário cadastrado. Aeroporto A opção aeroporto trará a geolocalização do aeroporto da cidade Figura Geolocalização com o marcador do aeroporto cadastrado.

144 144 GPS O Eloc contém uma opção de GPS no qual ajuda ao usuário a encontrar a sua localização atual, sem perder o marcador da localização pesquisada também. Figura 102 Mostra o funcionamento do GPS mostrando inclusive o endereço onde se está no momento, sem perder o marcador da busca efetuada.

145 145 Verificações de recursos disponíveis Caso não haja internet no dispositivo, ou no momento do uso do GPS ele esteja desativado no aparelho ou a localização solicitada para pesquisa não tem geolocalização cadastrada no sistema online o sistema faz a verificação e mostra a mensagem ao usuário em caso de erro. Figura 103 Verificações de recursos e dados disponíveis.

146 Publicação no Google Play Foi criada uma conta no Google Play, sendo que o aplicativo já foi publicado com versões de com correções e se encontra disponível no link: https://play.google.com/store/apps/details?id=br.com.meueventomapa&feature=search_result #?t=w251bgwsmswxldesimjylmnvbs5tzxvldmvudg9tyxbhil0. O aplicativo Eloc se encontra na versão 1.3. Para demonstração será enviada uma nova versão 1.4 Figura 104 Pagina do aplicativo desenvolvido o ELoc com opção para download.

147 Publicando o aplicativo (.apk) Para publicar o aplicativo é necessário extrair o arquivo.apk gerado em conjunto com a chave privada do projeto, sempre devera ser usada a mesma chave para a compilação de todas as versões posteriores. Caso seja a primeira versão do sistema na ferramenta Motodev ir em no Menu MOTODEV Extract Android Aplication. Caso contrario, será necessário incrementar a tag Android :versioncode no arquivo manifest do sistema antes de gerar o novo.apk por esse procedimento. No caso do ELoc será necessário incrementar o valor do version code. Nesse lugar será onde devera se especificar o qual o projeto e a chave que deverá assinar o aplicativo. Figura 105 Gerando o.apk, selecionando o projeto e a chave.

148 senha da chave privada. Ao confirmar o projeto e chave, no momento da compilação deverá se inserir a 148 Figura 106 Ao gerar o apk. foi solicitada a senha da chave. Depois de gerar o.apk, deve-se acessar o Android Developer Console que é o ambiente para o envio dos aplicativos. Com o arquivo será atualizado será selecionado o repositório do ELoc. Figura 107 Ambiente para envio e atualização de Aplicativos Android.

149 Na aba Arquivos APK, Novo Apk enviara a nova versão do aplicativo Android ao Google Play. 149 Figura 108 Repositório de versões lançadas.

150 150 Em seguida aparecerá a opção de escolher o arquivo, onde será selecionado o aplicativo gerado pelo Motodev. Figura 109 Enviando uma nova versão.

151 151 No momento em que o aplicativo é enviado as especificações são mostradas em uma caixa de confirmação, ao confirmar esta etapa o aplicativo estará disponível no Google Play. Figura Ao homologar o arquivo enviado o Google Play, será pedida confirmação de envio da versão 1.4.

152 152 Existe um histórico de versões onde o desenvolvedor poderá deixar explicito ao usuário o que foi alterado ou ajustado na versão enviada do sistema, ao enviar uma versão o Google Play já detecta para quais versões da plataforma o sistema desenvolvido é compatível. Figura 111 Informando ao usuário as alterações recentes.

153 153 Para que a nova versão esteja disponível é necessário desativar a versão anterior 1.3 para que a nova 1.4 possa entrar em vigor, assim para ser atualizada em dispositivo que já possuem o aplicativo, mas em versão anterior, ou para que possa ser disponibilizado para download no Google Play com a versão mais atual. Para o novo aplicativo aparecer no Google Play pode demorar algum tempo. Figura 112 Nova versão em vigor no Google Play.

154 Instalando o aplicativo Fazer download utilizando o próprio dispositivo Para instalar o aplicativo basta encontrar no Android o programa de downloads do Google Play o Play Store e pesquisar pelo nome ELoc e confirmar o download conforme a imagem abaixo. Figura 113 Buscando o Aplicativo no Google Play Store e em seguida instalando o Eloc.

155 155 Depois de instalado o aplicativo ele e estará pronto para uso! Figura 114 Aplicativo ELoc baixado do Play Store e funcionando. Fazer download utilizando a conta Google É possível efetuar o download sem necessariamente utilizar o dispositivo, para isso é necessário configurar uma conta de sincronização no aparelho Android, no caso a conta Google. Para configurar no dispositivo o usuário deverá acessar Configurações Contas e Sincronização Adicionar Conta Google, no procedimento haverá a opção de criar uma conta ou apenas vincular uma existente, caso o usuário possua uma Gmail é o suficiente. Figura 115 Configurando a sincronização da conta Google.

156 156 Ao configurar a conta de sincronização as especificações do aparelho configurado são enviadas para o Google e é vinculada a conta cadastrada, assim quando o usuário pesquisa por algum aplicativo no Google play e o mesmo é compatível com a versão do Android aparelho do usuário, aparecerá no site uma opção para download, se aceito para o dispositivo ira automaticamente para o dispositivo cadastrado. Para fazer o download basta acessar e pesquisar por Eloc. Figura 116 Pesquisando pelo Aplicativo no Google play.

157 157 Depois de efetuada a busca, O aplicativo ELoc foi listado e abaixo apareceu um botão INSTALAR, a partir desse momento o procedimento de instalação já poderá ser efetuado. Figura Eloc Listado no Google Play.

158 158 Mas para mostrar da funcionalidade completa, o cadastro com o ELoc será acessado. Ao acessar ao lado do ícone da aplicação ELoc no site aparecera o botão INSTALAR onde será feia a operação de instalação. Abaixo haverá uma mensagem dizendo se o aplicativo é compatível com a versão do sistema operacional instalado no aparelho. Figura 118 Instalando o Aplicativo diretamente do site.

159 159 Ao clicar em instalar, aparecerá uma mensagem de confirmação para qual dispositivo o aplicativo será instalado, depois de confirmado o aplicativo será baixado automaticamente para o aparelho selecionado. Figura 119 Confirmação e download do ELoc Depois de Confirmado o download, o download automaticamente se iniciará. Figura 120 Baixando e Instalando o ELoc.

Introdução a Computação Móvel

Introdução a Computação Móvel Introdução a Computação Móvel Computação Móvel Prof. Me. Adauto Mendes adauto.inatel@gmail.com Histórico Em 1947 alguns engenheiros resolveram mudar o rumo da história da telefonia. Pensando em uma maneira

Leia mais

Introdução a programação de dispositivos móveis. Prof. Me. Hélio Esperidião

Introdução a programação de dispositivos móveis. Prof. Me. Hélio Esperidião Introdução a programação de dispositivos móveis. Prof. Me. Hélio Esperidião Windows Mobile O Windows Mobile é um sistema operacional compacto, desenvolvido para rodar em dispositivos móveis como Pocket

Leia mais

Programação para Dispositivos Móveis

Programação para Dispositivos Móveis Programação para Dispositivos Móveis Fatec Ipiranga Análise e Desenvolvimento de Sistemas Aula 02 História do desenvolvimento de software para dispositivos móveis Dalton Martins dmartins@gmail.com São

Leia mais

Sistemas Embarcados Android

Sistemas Embarcados Android Engenharia Elétrica UFPR 13 de novembro de 2014 Desenvolvido para sistemas móveis pelo Google: Android Open Source Project (AOSP) Grande sucesso, devido a combinação de: open source licensing aggressive

Leia mais

A plataforma Android: Uma Introdução

A plataforma Android: Uma Introdução A plataforma Android: Uma Introdução Android Iniciativa da Google de prover uma plataforma aberta para Web móvel Open Handset Alliance Associação de um grupo bastante heterogêneo de empresas (operadoras,

Leia mais

DESENVOLVIMENTO PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS. PROFª. M.Sc. JULIANA H Q BENACCHIO

DESENVOLVIMENTO PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS. PROFª. M.Sc. JULIANA H Q BENACCHIO DESENVOLVIMENTO PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS PROFª. M.Sc. JULIANA H Q BENACCHIO Objetivos Desenvolver software baseados na plataforma de dispositivos móveis com ênfase na Android SDK, abrangendo desde princípios

Leia mais

Android. Marcelo Quinta @mrquinta

Android. Marcelo Quinta @mrquinta Android Marcelo Quinta @mrquinta Oi, eu sou o Marcelo Quinta Pública Público-privada Privada Próprio negócio Voluntariado Parabéns à organização do GO-GTUG Tablets 160% de aumento em 2011 Smartphones

Leia mais

Sobre o Colméia: Grupo de pesquisa em Software e Hardware Livre. Software Livre não é só Linux!

Sobre o Colméia: Grupo de pesquisa em Software e Hardware Livre. Software Livre não é só Linux! Sobre o Colméia: Grupo de pesquisa em Software e Hardware Livre. Software Livre não é só Linux! Assuntos que serão abordados Android é Software Livre? Arquitetura Android Maquina Virtual Dalvik Evolução

Leia mais

Aula 1 - Introdução e configuração de ambiente de desenvolvimento

Aula 1 - Introdução e configuração de ambiente de desenvolvimento Aula 1 - Introdução e configuração de ambiente de desenvolvimento Olá, seja bem-vindo à primeira aula do curso para desenvolvedor de Android, neste curso você irá aprender a criar aplicativos para dispositivos

Leia mais

Fundamentos da Computação Móvel

Fundamentos da Computação Móvel Fundamentos da Computação Móvel (Plataformas Sistemas Operacionais e Desenvolvimento) Programação de Dispositivos Móveis Mauro Lopes Carvalho Silva Professor EBTT DAI Departamento de Informática Campus

Leia mais

Programação para Android

Programação para Android Programação para Android Aula 01: Visão geral do android, instalação e configuração do ambiente de desenvolvimento, estrutura básica de uma aplicação para Android Objetivos Configurar o ambiente de trabalho

Leia mais

Sistemas Embarcados Android

Sistemas Embarcados Android Engenharia Elétrica UFPR 7 de março de 2013 Outline Desenvolvido para sistemas móveis pelo Google: Android Open Source Project (AOSP) Grande sucesso, devido a combinação de: open source licensing aggressive

Leia mais

Pré-Projeto do Trabalho de Conclusão de Curso Tiago Garcia Pereira 1. INTRODUÇÃO

Pré-Projeto do Trabalho de Conclusão de Curso Tiago Garcia Pereira 1. INTRODUÇÃO UM PADRÃO ABERTO DE SOFTWARE PARA COMPUTAÇÃO MÓVEL: UM ESTUDO SOBRE GOOGLE ANDROID 1. INTRODUÇÃO O aumento do número usuários de dispositivos móveis atrai cada vez os desenvolvedores a produzir aplicações

Leia mais

Sistemas Operacionais

Sistemas Operacionais Sistemas Operacionais Tipos de Sistemas Operacionais Com o avanço dos computadores foram surgindo alguns tipos de sistemas operacionais que contribuíram para o desenvolvimento do software. Os tipos de

Leia mais

Introdução Dalvik Linux 2.6. Android. Diogo de Campos, João Paulo Pizani Flor, Maurício Oliveira Haensch, Pedro Covolan Bachiega

Introdução Dalvik Linux 2.6. Android. Diogo de Campos, João Paulo Pizani Flor, Maurício Oliveira Haensch, Pedro Covolan Bachiega Android Diogo de Campos, João Paulo Pizani Flor, Maurício Oliveira Haensch, Pedro Covolan Bachiega Universidade Federal de Santa Catarina November 18, 2008 Agenda 1 Introdução 2 Dalvik 3 Linux 2.6 Introdução

Leia mais

Android. 10 vantagens do sistema Android em relação ao iphone

Android. 10 vantagens do sistema Android em relação ao iphone Android Android é um sistema operacional do Google para smartphones, TVs e tablets. Baseado em Linux e de código aberto, o sistema móvel é utilizado em aparelhos da Samsung, LG, Sony, HTC, Motorola, Positivo,

Leia mais

Visão geral Estrutura do sistema Ferramentas de desenvolvimento Uma aplicação. Android. Universidade Federal de Santa Catarina. 17 de dezembro de 2008

Visão geral Estrutura do sistema Ferramentas de desenvolvimento Uma aplicação. Android. Universidade Federal de Santa Catarina. 17 de dezembro de 2008 Android José João Junior Universidade Federal de Santa Catarina 17 de dezembro de 2008 Agenda 1 Visão geral 2 Estrutura do sistema 3 Ferramentas de desenvolvimento 4 Uma aplicação Visão geral Histórico

Leia mais

Frameworks para criação de Web Apps para o Ensino Mobile

Frameworks para criação de Web Apps para o Ensino Mobile 393 Frameworks para criação de Web Apps para o Ensino Mobile Lucas Zamim 1 Roberto Franciscatto 1 Evandro Preuss 1 1 Colégio Agrícola de Frederico Westphalen (CAFW) Universidade Federal de Santa Maria

Leia mais

O SISTEMA ANDROID NO UNIVERSO DOS DISPOSITIVOS MÓVEIS

O SISTEMA ANDROID NO UNIVERSO DOS DISPOSITIVOS MÓVEIS O SISTEMA ANDROID NO UNIVERSO DOS DISPOSITIVOS MÓVEIS Gilberto Sadao OTSUKA 1 Ana Paula Ambrósio ZANELATO 2 RESUMO: Com o advento da popularização e maior uso da internet por meio da utilização de dispositivos

Leia mais

Módulo I - Introdução. Faculdade Christus Sistemas de Informação 17/09/2010. Carlos Eugênio Torres Engenheiro de Informática http://cetorres.

Módulo I - Introdução. Faculdade Christus Sistemas de Informação 17/09/2010. Carlos Eugênio Torres Engenheiro de Informática http://cetorres. Módulo I - Introdução Aula 2 Carlos Eugênio Torres Engenheiro de Informática http://cetorres.com Faculdade Christus Sistemas de Informação 17/09/2010 Graduado em Ciência da Computação pela UFC, Brasil

Leia mais

Book de Aparelhos - Portfólio Fevereiro 2015. Aparelhos Foco PJ

Book de Aparelhos - Portfólio Fevereiro 2015. Aparelhos Foco PJ Aparelhos Foco PJ Smartphones/Smartlites SmartPhones + Aparelho Foco Alcatel OT3075 GSM GPRS / EDGE (850/900/1800/1900 MHZ) WCDMA (850 / 2100 MHZ) Display de 2.0 com 262k cores Camera 2MP com zoom e gravação

Leia mais

SISTEMAS OPERACIONAIS MÓVEIS - ANDROID X IOS

SISTEMAS OPERACIONAIS MÓVEIS - ANDROID X IOS SISTEMAS OPERACIONAIS MÓVEIS - ANDROID X IOS Danielle Dias Simões¹, Júlio César Pereira². Universidade Paranaense - Unipar Paranavaí PR - Brasil dannesimoes@hotmail.com juliocesarp@unipar.br Resumo. O

Leia mais

Dispositivos móveis e o mercado Android Open Handset Alliance Informações sobre Android Arquitetura

Dispositivos móveis e o mercado Android Open Handset Alliance Informações sobre Android Arquitetura Dispositivos móveis e o mercado Android Open Handset Alliance Informações sobre Android Arquitetura Dispositivos móveis e o mercado Mercado cresce a cada ano Muitos recursos Múltiplas plataforma Symbian

Leia mais

PROGRAMAÇÃO PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS

PROGRAMAÇÃO PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS PROGRAMAÇÃO PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS Introdução Professor: Danilo Giacobo UM POUCO DE HISTÓRIA 1888: Transmissão de códigos sonoros pelo ar pelo físico alemão Heinrich. 1914: Primeira ligação telefônica

Leia mais

Manual do Usuário Nextel Cloud. Manual do Usuário. Versão 1.0.0. Copyright Nextel 2014. http://nextelcloud.nextel.com.br

Manual do Usuário Nextel Cloud. Manual do Usuário. Versão 1.0.0. Copyright Nextel 2014. http://nextelcloud.nextel.com.br Manual do Usuário Versão 1.0.0 Copyright Nextel 2014 http://nextelcloud.nextel.com.br 1 Nextel Cloud... 4 2 Nextel Cloud Web... 5 2.1 Página Inicial... 6 2.1.1 Meu Perfil... 7 2.1.2 Meu Dispositivo...

Leia mais

Aquisição móvel de dados com Smartphones & Tablets

Aquisição móvel de dados com Smartphones & Tablets Aquisição móvel de dados com Smartphones & Tablets André Pereira Gerente de Marketing Técnico Mike Munhato Engenheiro de Marketing Técnico Por que as pessoas usam tablets? É fácil de carregar Interface

Leia mais

Como configurar e-mails nos celulares. Ebook. Como configurar e-mails no seu celular. W3alpha - Desenvolvimento e hospedagem na internet

Como configurar e-mails nos celulares. Ebook. Como configurar e-mails no seu celular. W3alpha - Desenvolvimento e hospedagem na internet Ebook Como configurar e-mails no seu celular Este e-book irá mostrar como configurar e-mails, no seu celular. Sistemas operacionais: Android, Apple, BlackBerry, Nokia e Windows Phone Há muitos modelos

Leia mais

OneDrive: saiba como usar a nuvem da Microsoft

OneDrive: saiba como usar a nuvem da Microsoft OneDrive: saiba como usar a nuvem da Microsoft O OneDrive é um serviço de armazenamento na nuvem da Microsoft que oferece a opção de guardar até 7 GB de arquivos grátis na rede. Ou seja, o usuário pode

Leia mais

UM FRAMEWORK PARA DESENVOLVIMENTO DE

UM FRAMEWORK PARA DESENVOLVIMENTO DE UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO CENTRO DE INFORMÁTICA UM FRAMEWORK PARA DESENVOLVIMENTO DE APLICATIVOS EM WINDOWS MOBILE. PROPOSTA DE TRABALHO DE GRADUAÇÃO Aluno:

Leia mais

PLATAFORMA ANDROID. Ariel Soares Teles arielsoaresteles@gmail.com

PLATAFORMA ANDROID. Ariel Soares Teles arielsoaresteles@gmail.com Universidade Federal do Maranhão UFMA Programa de Pós-graduação em Engenharia de Eletricidade PPGEE Área de Concentração: Ciência da Computação Disciplina: Introdução a Computação Móvel Professor: Dr.

Leia mais

01/04/2012. Voltar. Voltar

01/04/2012. Voltar. Voltar Introdução à Informática Capítulo 3 Sistemas Operacionais: Software em Segundo Plano Objetivos Descrever as funções de um sistema operacional. Explicar os fundamentos do sistema operacional de um computador.

Leia mais

O que é o Android? O que é o Android

O que é o Android? O que é o Android O que é o Android? O Android é um sistema operacional para dispositivos móveis, baseado em uma plataforma de código aberta sob a licença apache, permitindo que os fabricantes possam modificar seu código

Leia mais

GUIA DE RECURSOS SMART

GUIA DE RECURSOS SMART GUIA DE RECURSOS SMART Características dos aplicativos da SMART TV 1.Android 4.2 dual-core smart TV 2.Conexão de rede (com fio/sem fio/pppoe/wlan HP) 3. Sync-View (opcional) 4. Multi-screen Interativa

Leia mais

Índice de ilustrações

Índice de ilustrações Sumário 1Dez novos recursos do windows 8...2 1.1Interface Metro...2 1.2Internet Explorer 10...4 1.3Gerenciador de Tarefas...5 1.4Painel de Controle...5 1.5Interface Ribbon...6 1.6Menu Iniciar...7 1.7Windows

Leia mais

10 DICAS PARA TURBINAR SEU PACOTE DE DADOS. 1 - Desative os Dados do Celular. 2 Remova as notificações e atualizações automáticas

10 DICAS PARA TURBINAR SEU PACOTE DE DADOS. 1 - Desative os Dados do Celular. 2 Remova as notificações e atualizações automáticas 10 DICAS PARA TURBINAR SEU PACOTE DE DADOS 1 - Desative os Dados do Celular Sempre que você não estiver usando a conexão, desligue a internet do seu aparelho. Mesmo em espera, os programas do celular ou

Leia mais

Manual Vivo Sync. Manual do Usuário. Versão 1.0.0. Copyright Vivo 2013. http://vivosync.com.br

Manual Vivo Sync. Manual do Usuário. Versão 1.0.0. Copyright Vivo 2013. http://vivosync.com.br Manual do Usuário Versão 1.0.0 Copyright Vivo 2013 http://vivosync.com.br 1 1 Índice 1 Índice... 2 2 Vivo Sync... 5 3 Vivo Sync Web... 6 3.1 Página Inicial... 6 3.1.1 Novo Contato... 7 3.1.2 Editar Contato...

Leia mais

Informática. Jamille Silva Madureira

Informática. Jamille Silva Madureira Informática Jamille Silva Madureira Conceitos de sistemas operacionais Sistemas Operacionais Atuais Desktop: Windows 7 e 8; Linux; Mac OS. Dispositivos Móveis: Windows Mobile; Android; iphone OS. Desktop

Leia mais

Windows Phone: Acesse Configurações > Rede celular + SIM > Ativada/Desativada. Android: Deslize a tela para baixo e desmarque a opção de dados.

Windows Phone: Acesse Configurações > Rede celular + SIM > Ativada/Desativada. Android: Deslize a tela para baixo e desmarque a opção de dados. Sempre que você não estiver usando a conexão, desligue a internet do seu aparelho. Mesmo em espera, os programas do celular ou tablet ficarão atualizando com redes sociais, e-mails, entre outros. Com isso

Leia mais

Aplicações Móveis e sua aplicação na saúde: micd, exemplo prático

Aplicações Móveis e sua aplicação na saúde: micd, exemplo prático Aplicações Móveis e sua aplicação na saúde: micd, exemplo prático Leonel Machava Email: leonelmachava@gmail.com MOZAMBICAN OPEN ARCHITECTURES STANDARDS AND INFORMATION SYSTEMS Conteúdo Definição de aplicação

Leia mais

Primeiros Passos com o Windows 10

Primeiros Passos com o Windows 10 Primeiros Passos com o Windows 10 Completou com sucesso a atualização para o Windows 10 e agora pode usar todas as funcionalidades do novo sistema operativo. Queremos dar-lhe uma breve orientação para

Leia mais

BlackBerry Desktop Software. Versão: 7.1. Guia do usuário

BlackBerry Desktop Software. Versão: 7.1. Guia do usuário BlackBerry Desktop Software Versão: 7.1 Guia do usuário Publicado: 2012-06-05 SWD-20120605130141061 Conteúdo Aspectos básicos... 7 Sobre o BlackBerry Desktop Software... 7 Configurar seu smartphone com

Leia mais

Point of View ProTab 26 - Android 4.1 Tablet PC

Point of View ProTab 26 - Android 4.1 Tablet PC Point of View ProTab 26 - Android 4.1 Tablet PC Português Índice Índice... 1 Condições gerais de uso... 2 Avisos... 2 Conteúdo da Caixa... 2 1.0 Informações básicas do produto... 3 1.1 Botões e Conexões...

Leia mais

Segurança em Dispositivos Móveis

Segurança em Dispositivos Móveis Segurança em Dispositivos Móveis Lucas Ayres e Lucas Borges Ponto de Presença da RNP na Bahia {lucasayres,lucasborges}@pop ba.rnp.br 1 Agenda Dispositivos móveis Principais riscos e como se proteger Cuidados

Leia mais

DESENVOLVIMENTO EM DISPOSITIVOS MÓVEIS UTILIZANDO BANCO DE DADOS

DESENVOLVIMENTO EM DISPOSITIVOS MÓVEIS UTILIZANDO BANCO DE DADOS DESENVOLVIMENTO EM DISPOSITIVOS MÓVEIS UTILIZANDO BANCO DE DADOS Leandro Guilherme Gouvea 1, João Paulo Rodrigues 1, Wyllian Fressatti 1 1 Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil leandrog.gouvea@gmail.com,

Leia mais

Nome do produto aprovados para uso em anúncios e materiais de Marketing

Nome do produto aprovados para uso em anúncios e materiais de Marketing Ficha moto x (Branco) Nome do Produto Aprovado Moto X Cor Branco Design Full Touch EAN 7,8926E+12 Part Number 92503LYESAF5 Classificação Fiscal 85171231 Descrição Nota Fiscal MOTO X, TERMINAL PORTATIL

Leia mais

MEGAFREE MANUAL DO USUÁRIO

MEGAFREE MANUAL DO USUÁRIO MEGAFREE MANUAL DO USUÁRIO VERSÃO: Julho, 2013. DIREITOS DE USO: Publicação de uso exclusivo, classificada quanto ao nível de sigilo como RESERVADA. A presente documentação é propriedade da Tellfree Brasil

Leia mais

Desenvolvendo para. Windows 8. Aprenda a desenvolver aplicativos para Windows Phone 8 e Windows 8. Ricardo R. Lecheta. Novatec

Desenvolvendo para. Windows 8. Aprenda a desenvolver aplicativos para Windows Phone 8 e Windows 8. Ricardo R. Lecheta. Novatec Desenvolvendo para Windows 8 Aprenda a desenvolver aplicativos para Windows Phone 8 e Windows 8 Ricardo R. Lecheta Novatec Copyright 2013 da Novatec Editora Ltda. Todos os direitos reservados e protegidos

Leia mais

Interface gráfica. Figura 1: MS DOS

Interface gráfica. Figura 1: MS DOS Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Sergipe IFS Campus Glória Professora: Jamille Madureira Informática Básica Sistemas Operacionais Sistema operacional é um programa que gerencia o hardware

Leia mais

COMPARATIVO ENTRE IOS, ANDROID E WINDOWS PHONE

COMPARATIVO ENTRE IOS, ANDROID E WINDOWS PHONE COMPARATIVO ENTRE IOS, ANDROID E WINDOWS PHONE Carlos Eduardo SARTORELI 1 Nairemilia KUCHAUSKI 2 Alves Uno RESUMO: Este artigo tem por objetivo apresentar algumas diferenças existentes entre três sistemas

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DE ASSISTÊNCIA ASSISTÊNCIA HELP DESK P L A N O 1

CONDIÇÕES GERAIS DE ASSISTÊNCIA ASSISTÊNCIA HELP DESK P L A N O 1 CONDIÇÕES GERAIS DE ASSISTÊNCIA ASSISTÊNCIA HELP DESK P L A N O 1 1. QUADRO RESUMO DE SERVIÇOS ITEM SERVIÇOS LIMITES DO SERVIÇO 2.1 Suporte Remoto Informática 2.2 Suporte Remoto Celular 2.3 Suporte Remoto

Leia mais

Manual Vivo Sync. Manual do Usuário. Versão 1.0.0. Copyright Vivo 2013. http://vivosync.com.br

Manual Vivo Sync. Manual do Usuário. Versão 1.0.0. Copyright Vivo 2013. http://vivosync.com.br Manual do Usuário Versão 1.0.0 Copyright Vivo 2013 http://vivosync.com.br 1 1 Índice 1 Índice... 2 2 Vivo Sync... 4 3 Vivo Sync Web... 5 3.1 Página Inicial... 5 3.1.1 Novo Contato... 6 3.1.2 Editar Contato...

Leia mais

VERSÃO: DIREITOS DE USO: Tellfree Brasil Telefonia IP S.A Tellfree Brasil Telefonia IP S.A

VERSÃO: DIREITOS DE USO: Tellfree Brasil Telefonia IP S.A Tellfree Brasil Telefonia IP S.A VERSÃO: Março, 2015. DIREITOS DE USO: Publicação de uso exclusivo, classificada quanto ao nível de sigilo como RESERVADA. A presente documentação é propriedade da Tellfree Brasil Telefonia IP S.A., tem

Leia mais

Manual do Aplicativo - Rastreamento Veicular

Manual do Aplicativo - Rastreamento Veicular Manual do Aplicativo - Rastreamento Veicular Sumário Apresentação... 2 Instalação do Aplicativo... 2 Localizando o aplicativo no smartphone... 5 Inserindo o link da aplicação... 6 Acessando o sistema...

Leia mais

Entenda os formatos mais populares de vídeo

Entenda os formatos mais populares de vídeo Entenda os formatos mais populares de vídeo Com o grande crescimento da internet banda larga no país muitos internautas estão cada vez mais tendo contato com arquivos de vídeo, tanto na visualização online

Leia mais

W4Mobile Operations Management System. Manual do Usuário Versão 1.3.3

W4Mobile Operations Management System. Manual do Usuário Versão 1.3.3 W4Mobile Operations Management System Manual do Usuário Versão 1.3.3 W4Mobile Team: + 55 31 3475 3594 E-mail: suporte@3ssistemas.com.br Este documento consiste em 27 páginas. Elaborado por: IT Applications

Leia mais

Desenvolvimento de Aplicações Móveis: Presente, Passado e Futuro

Desenvolvimento de Aplicações Móveis: Presente, Passado e Futuro Desenvolvimento de Aplicações Móveis: Presente, Passado e Futuro Prof. Gilberto Amado de Azevedo Cysneiros Filho Tecnologia Vestível Tecnologia vestível (wearable technology) são acessórios diretamente

Leia mais

BlackBerry Link para Mac OS. Versão: 1.1.1. Guia do usuário

BlackBerry Link para Mac OS. Versão: 1.1.1. Guia do usuário BlackBerry Link para Mac OS Versão: 1.1.1 Guia do usuário Publicado: 15/08/2013 SWD-20130815094443327 Conteúdo Noções básicas...5 Sobre BlackBerry Link...5 Conheça BlackBerry Link... 5 Conectando a BlackBerry

Leia mais

Capitulo 11 Multimídias

Capitulo 11 Multimídias Capitulo 11 Multimídias Neste capítulo são exploradas as ferramentas multimídias presentes no SO Android customizadas para o Smartphone utilizado neste manual. É inegável o massivo uso destas ferramentas,

Leia mais

Lançamento: Galaxy S II Branco

Lançamento: Galaxy S II Branco Você está aqui : página principal : Celulares : Smartphones : Tenha um mundo de funcionalidades com o Galaxy S II. Com ele você tem Android 2.3 e milhares de aplicativos com o Android Market, pode registrar

Leia mais

Sistema operacional Windows 7, Windows Live Mail e Adobe Reader. Sistemas operacionais em concursos públicos

Sistema operacional Windows 7, Windows Live Mail e Adobe Reader. Sistemas operacionais em concursos públicos Sistema operacional Windows 7, Windows Live Mail e Adobe Reader Sistemas operacionais em concursos públicos Antes de tudo é importante relembrarmos que o sistema operacional é um tipo de software com a

Leia mais

Arquiteturas para implantação de aplicações móveis wireless

Arquiteturas para implantação de aplicações móveis wireless Arquiteturas para implantação de aplicações móveis wireless Este tutorial apresenta uma visão geral da arquitetura para implantação de aplicações móveis wireless. Eduardo Tude Engenheiro de Teleco (IME

Leia mais

Novas opções de Gerenciamento de Dispositivos do Windows *

Novas opções de Gerenciamento de Dispositivos do Windows * Informe Processadores Intel Core de 4ª geração e processadores Intel Atom Mobilidade com a Intel e o Windows 8.1* Novas opções de Gerenciamento de Dispositivos do Windows * O que levar em conta ao decidir

Leia mais

Manual do Usuário Microsoft Apps for Symbian

Manual do Usuário Microsoft Apps for Symbian Manual do Usuário Microsoft Apps for Symbian Edição 1.0 2 Sobre os aplicativos da Microsoft Sobre os aplicativos da Microsoft Os aplicativos Microsoft oferecem aplicativos corporativos Microsoft para o

Leia mais

MONOGRAFIA: PLATAFORMAS DE DESENVOLVIMENTO PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS

MONOGRAFIA: PLATAFORMAS DE DESENVOLVIMENTO PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO PUC-RIO DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA - DI PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO EM INFORMÁTICA INF2541 INTRODUÇÃO À COMPUTAÇÃO MÓVEL PROF. MARKUS ENDLER MONOGRAFIA:

Leia mais

Anderson Pereira, Emerson Demetrio, Fernando Mateus, Lucas Bergmann

Anderson Pereira, Emerson Demetrio, Fernando Mateus, Lucas Bergmann Anderson Pereira, Emerson Demetrio, Fernando Mateus, Lucas Bergmann Sistema Operacional E no inicio... Windows CE: - Sistema Operacional criado pela Microsoft para dispositivos sistemas embarcados (Tablet

Leia mais

2ª Edição Ricardo R. Lecheta

2ª Edição Ricardo R. Lecheta Google Aprenda a criar aplicações para dispositivos móveis com o Android SDK 2ª Edição Ricardo R. Lecheta Novatec capítulo 1 Introdução ao Android 1.1 Introdução O mercado de celulares está crescendo cada

Leia mais

Desenvolvimento para Android Prá9ca 1. Prof. Markus Endler

Desenvolvimento para Android Prá9ca 1. Prof. Markus Endler Desenvolvimento para Android Prá9ca 1 Prof. Markus Endler Pré- requisitos Para desenvolver para plataforma Android, é necessário fazer o download e instalar: Android SDK Tools: necessário para gerenciamento

Leia mais

Índice. Apresentação do Dispositivo...4. Bateria...6. Cartão SD...7. Tela Inicial (Home Screen) e lista de Aplicações...10. HDMI e Host...

Índice. Apresentação do Dispositivo...4. Bateria...6. Cartão SD...7. Tela Inicial (Home Screen) e lista de Aplicações...10. HDMI e Host... Manual do USUÁRIO Índice Apresentação do Dispositivo...4 Bateria...6 Cartão SD...7 Tela Inicial (Home Screen) e lista de Aplicações...10 HDMI e Host...12 Idioma e teclado...13 Gestão de Aplicações...14

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO. para tv TV101

MANUAL DO USUÁRIO. para tv TV101 MANUAL DO USUÁRIO adaptador android para tv TV101 Índice Exibição do Produto 03 Instruções para Uso 03 Menu Principal 04 Configurações de Wi-Fi 04 Navegando por Arquivo ou Pasta 05 Conexão USB 06 Instalando/

Leia mais

MAPEAMENTO E LOCALIZAÇÃO DE REGIÕES DE INTERESSE UTILIZANDO REALIDADE AUMENTADA EM DISPOSITIVOS MÓVEIS COM PLATAFORMA ANDROID

MAPEAMENTO E LOCALIZAÇÃO DE REGIÕES DE INTERESSE UTILIZANDO REALIDADE AUMENTADA EM DISPOSITIVOS MÓVEIS COM PLATAFORMA ANDROID MAPEAMENTO E LOCALIZAÇÃO DE REGIÕES DE INTERESSE UTILIZANDO REALIDADE AUMENTADA EM DISPOSITIVOS MÓVEIS COM PLATAFORMA ANDROID Alessandro Teixeira de Andrade¹; Geazy Menezes² UFGD/FACET Caixa Postal 533,

Leia mais

Desde que entrou no mercado de smartphones, em 2007, esse é o trunfo da Apple perante a concorrência.

Desde que entrou no mercado de smartphones, em 2007, esse é o trunfo da Apple perante a concorrência. 20/12/2011-07h51 Casamento entre sistema e aparelhos é o trunfo da Apple LEONARDO MARTINS COLABORAÇÃO PARA A FOLHA Apesar da importância cada vez maior do software, o bom casamento entre o sistema operacional

Leia mais

BlackBerry Link para Windows. Versão: 1.2.3. Guia do usuário

BlackBerry Link para Windows. Versão: 1.2.3. Guia do usuário BlackBerry Link para Windows Versão: 1.2.3 Guia do usuário Publicado: 20/01/2014 SWD-20140120093527474 Conteúdo Recursos relacionados... 5 Noções básicas...6 Sobre BlackBerry Link...6 Conhecendo o BlackBerry

Leia mais

IBM Endpoint Manager for Mobile Devices

IBM Endpoint Manager for Mobile Devices IBM Endpoint Manager for Mobile Devices Plataforma unificada para gerenciar dispositivos móveis junto com endpoints tradicionais Destaques Trata as questões de negócios e de tecnologia da segurança, da

Leia mais

Softwares de Sistemas e de Aplicação

Softwares de Sistemas e de Aplicação Fundamentos dos Sistemas de Informação Softwares de Sistemas e de Aplicação Profª. Esp. Milena Resende - milenaresende@fimes.edu.br Visão Geral de Software O que é um software? Qual a função do software?

Leia mais

Book de Aparelhos - Dados

Book de Aparelhos - Dados Book de Aparelhos - Dados Portfólio Outubro 2010 Diretoria de Negócios Empresas Data: 7/10/2010 As informações contidas neste documento são proprietárias e para uso interno. Propriedade da Vivo. Informações

Leia mais

Visão geral do XProtect

Visão geral do XProtect Milestone Systems Visão geral do Software de gerenciamento de vídeo Uma solução de vigilância que se ajusta a todas suas necessidades O da Milestone é um poderoso software de gerenciamento de vídeo (VMS)

Leia mais

C3SL - Centro de Computação Científica e Software Livre. Estudo sobre Android

C3SL - Centro de Computação Científica e Software Livre. Estudo sobre Android C3SL - Centro de Computação Científica e Software Livre Estudo sobre Android Relatório que apraaesenta o estudo realizado pelo C3SL analisando os aspectos gerais do Android e de outros sistemas similares

Leia mais

BlackBerry Link para Windows. Versão: 1.1. Guia do usuário

BlackBerry Link para Windows. Versão: 1.1. Guia do usuário BlackBerry Link para Windows Versão: 1.1 Guia do usuário Publicado: 18/04/2013 SWD-20130418120704789 Conteúdo Noções básicas... 5 Sobre BlackBerry Link... 5 Conheça BlackBerry Link... 5 Conectando a BlackBerry

Leia mais

Manual. Roteador - 3G Portátil

Manual. Roteador - 3G Portátil Manual Roteador - 3G Portátil Conteúdo da Embalagem 1. 1 x Produto 2. 1 x Guia de Instalação Rápida 3. 1 x Carregador USB Visão Geral (3) Recarregando o Power Bank: Conecte a ponta Micro USB à porta de

Leia mais

Manual TIM PROTECT BACKUP. Manual do Usuário. Versão 1.0.0. Copyright TIM PROTECT BACKUP 2013. http://timprotect.com.br/

Manual TIM PROTECT BACKUP. Manual do Usuário. Versão 1.0.0. Copyright TIM PROTECT BACKUP 2013. http://timprotect.com.br/ Manual do Usuário Versão 1.0.0 Copyright TIM PROTECT BACKUP 2013 http://timprotect.com.br/ 1 1 Índice 1 Índice... 2 2 TIM PROTECT BACKUP...Erro! Indicador não definido. 3 TIM PROTECT BACKUP Web... 6 3.1

Leia mais

Manual Vivo Sync. Manual do Usuário. Versão 1.0.0. Copyright Vivo 2013. http://vivosync.com.br

Manual Vivo Sync. Manual do Usuário. Versão 1.0.0. Copyright Vivo 2013. http://vivosync.com.br Manual do Usuário Versão 1.0.0 Copyright Vivo 2013 http://vivosync.com.br 1 1 Índice 1 Índice... 2 2 Vivo Sync... 3 2.1 Instalação do Vivo Sync... 4 3 Configuração e uso das opções Vivo Sync... 5 3.1 Contatos...

Leia mais

Desenvolvimento de aplicativo móvel multiplataforma integrado ao sistema de alerta de cheias da bacia do Itajaí

Desenvolvimento de aplicativo móvel multiplataforma integrado ao sistema de alerta de cheias da bacia do Itajaí Desenvolvimento de aplicativo móvel multiplataforma integrado ao sistema de alerta de cheias da bacia do Itajaí Acadêmico: Carlos Eduardo de Souza Orientador: M.Sc. Dalton Solano dos Reis FURB Universidade

Leia mais

Motorola Phone Tools. Início Rápido

Motorola Phone Tools. Início Rápido Motorola Phone Tools Início Rápido Conteúdo Requisitos mínimos... 2 Antes da instalação Motorola Phone Tools... 3 Instalar Motorola Phone Tools... 4 Instalação e configuração do dispositivo móvel... 5

Leia mais

Nome do produto aprovados para uso em anúncios e materiais de Marketing

Nome do produto aprovados para uso em anúncios e materiais de Marketing Ficha moto x (Preto) Nome do Produto Aprovado Moto X Cor Preto Design Full Touch EAN 7,8926E+12 Part Number 92502LYESAF5 Classificação Fiscal 85171231 Descrição Nota Fiscal MOTO X, TERMINAL PORTATIL DE

Leia mais

Universidade Federal de Minas Gerais Instituto de Ciências Exatas Departamento de Ciências da Computação. Raphael Ottoni Santiago Machado de Faria

Universidade Federal de Minas Gerais Instituto de Ciências Exatas Departamento de Ciências da Computação. Raphael Ottoni Santiago Machado de Faria Universidade Federal de Minas Gerais Instituto de Ciências Exatas Departamento de Ciências da Computação Raphael Ottoni Santiago Machado de Faria MONOGRAFIA DE PROJETO ORIENTADO EM COMPUTAÇÃO I Rastreamento

Leia mais

Introdução NSZ-GS7. Reprodutor de Mídia de Rede. Imagens de tela, operações e especificações estão sujeitas a modificações sem aviso prévio.

Introdução NSZ-GS7. Reprodutor de Mídia de Rede. Imagens de tela, operações e especificações estão sujeitas a modificações sem aviso prévio. Introdução Reprodutor de Mídia de Rede NSZ-GS7 Imagens de tela, operações e especificações estão sujeitas a modificações sem aviso prévio. Introdução: LIGADO/EM ESPERA Liga e desliga o aparelho reprodutor.

Leia mais

Point of View ProTab 27 - Android 4.1 Tablet PC

Point of View ProTab 27 - Android 4.1 Tablet PC Point of View ProTab 27 - Android 4.1 Tablet PC Português Índice Índice... 1 Condições gerais de uso... 2 Avisos... 2 Conteúdo da Caixa... 2 1.0 Informações básicas do produto... 3 1.1 Botões e Conexões...

Leia mais

Security Shop MRS. Media Relay System. Manual do Usuário

Security Shop MRS. Media Relay System. Manual do Usuário Página 1 de 20 Security Shop MRS Media Relay System Manual do Usuário Página 2 de 20 Conteúdos: Conteúdos:... 2 Figuras:... 3 1. Introdução... 4 1.1 Âmbito do Documento... 4 1.2 Terminologia... 4 2. GERAL...

Leia mais

Introdução à Arquitetura Apple ios

Introdução à Arquitetura Apple ios Introdução à Arquitetura Apple ios Adriano Mendonça Rocha 1, Roberto Mendes Finzi Neto 1 1 Departamento de Ciência da Computação Universidade Federal de Goiás (UFG) Campus Catalão Avenida Dr. Lamartine

Leia mais

OFICINA ANDROID COMO COMEÇAR A DESENVOLVER!

OFICINA ANDROID COMO COMEÇAR A DESENVOLVER! OFICINA ANDROID COMO COMEÇAR A DESENVOLVER! QUEM SOU EU? REGILAN MEIRA SILVA Professor de Informática do Campus Ilhéus Formação em Ciência da Computação com Especialização em Sistemas de Informação e Mestrado

Leia mais

Manual do Usuário Microsoft Apps

Manual do Usuário Microsoft Apps Manual do Usuário Microsoft Apps Edição 1 2 Sobre os aplicativos da Microsoft Sobre os aplicativos da Microsoft Os aplicativos da Microsoft oferecem aplicativos para negócios para o seu telefone Nokia

Leia mais

Linguagem de Programação JAVA. Professora Michelle Nery Nomeclaturas

Linguagem de Programação JAVA. Professora Michelle Nery Nomeclaturas Linguagem de Programação JAVA Professora Michelle Nery Nomeclaturas Conteúdo Programático Nomeclaturas JDK JRE JEE JSE JME JVM Toolkits Swing AWT/SWT JDBC EJB JNI JSP Conteúdo Programático Nomenclatures

Leia mais

INTRODUÇÃO AO DESENVOLVIMENTO DE JOGOS COM LIBGDX. Vinícius Barreto de Sousa Neto

INTRODUÇÃO AO DESENVOLVIMENTO DE JOGOS COM LIBGDX. Vinícius Barreto de Sousa Neto INTRODUÇÃO AO DESENVOLVIMENTO DE JOGOS COM LIBGDX Vinícius Barreto de Sousa Neto Libgdx é um framework multi plataforma de visualização e desenvolvimento de jogos. Atualmente ele suporta Windows, Linux,

Leia mais

Introdução ao Android SDK. Prof. Me. Hélio Esperidião

Introdução ao Android SDK. Prof. Me. Hélio Esperidião Introdução ao Android SDK Prof. Me. Hélio Esperidião Android SDK O Android SDK permite que os desenvolvedores elaborem as aplicações a partir de um dispositivo virtual para os aparelhos de celular e tablet,

Leia mais

Aviso sobre o produto. Este guia descreve os recursos comuns à maioria dos modelos. Alguns recursos podem não estar disponíveis em seu tablet.

Aviso sobre o produto. Este guia descreve os recursos comuns à maioria dos modelos. Alguns recursos podem não estar disponíveis em seu tablet. Guia do Usuário Copyright 2013 Hewlett-Packard Development Company, L.P. Bluetooth é uma marca comercial de seu proprietário, utilizada sob licença pela Hewlett-Packard Company. Google, Android, AdWords,

Leia mais

Galaxy Tab 2 10.1 Wi-Fi

Galaxy Tab 2 10.1 Wi-Fi SOBRE A SAMSUNG NOTICIAS C C C PRODUTOS B2B SAMSUNG APPS SUPORTE MY SAMSUNG BUSCA Página principal Celulares & Tablets Tablets Galaxy Tab 2 10.1 Wi-Fi Compatível com impressora GT P5110 94 Tweetar 0 Curtir

Leia mais

Uma Janela Para a Segurança nos Dispositivos Móveis

Uma Janela Para a Segurança nos Dispositivos Móveis Uma Janela Para a Segurança nos Dispositivos Móveis Examinando as abordagens de segurança usadas no ios da Apple e no do Google Um Sumário Executivo Carey Nachenberg Vice-presidente da Symantec Corporation

Leia mais

www.pogoenterprise.com.br

www.pogoenterprise.com.br /Pogoenterprise Alameda Tocantins, 75-16º andar - Conjunto 1601 - Alphaville - CEP 06455-020 - Barueri/SP - contato@pogoenterprise.com.br - (11) 2699-1300 www.pogoenterprise.com.br Intodução A demanda

Leia mais

Guia do usuário do Seagate Dashboard

Guia do usuário do Seagate Dashboard Guia do usuário do Seagate Dashboard Guia do usuário do Seagate Dashboard 2013 Seagate Technology LLC. Todos os direitos reservados. Seagate, Seagate Technology, o logotipo Wave e FreeAgent são marcas

Leia mais

Adobe Flex. Cainã Fuck dos Santos Thiago Vieira Puluceno Jonathan Kuntz Fornari Gustavo Nascimento Costa

Adobe Flex. Cainã Fuck dos Santos Thiago Vieira Puluceno Jonathan Kuntz Fornari Gustavo Nascimento Costa Adobe Flex Cainã Fuck dos Santos Thiago Vieira Puluceno Jonathan Kuntz Fornari Gustavo Nascimento Costa O que é Flex? Estrutura de Código aberto para a criação de aplicativos Web Utiliza o runtime do Adobe

Leia mais