REGULAMENTO DO PRÊMIO DECOLANDO COM GUARULHOS DO GRU AIRPORT - AEROPORTO INTERNACIONAL DE SÃO PAULO.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "REGULAMENTO DO PRÊMIO DECOLANDO COM GUARULHOS DO GRU AIRPORT - AEROPORTO INTERNACIONAL DE SÃO PAULO."

Transcrição

1 REGULAMENTO DO PRÊMIO DECOLANDO COM GUARULHOS DO GRU AIRPORT - AEROPORTO INTERNACIONAL DE SÃO PAULO. Artigo 1º - O PROJETO DECOLANDO COM GUARULHOS O Projeto Decolando com Guarulhos é uma parceria entre o SERVIÇO BRASILEIRO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS-SEBRAE, com sede no SGAS 605 Conjunto A, Asa Sul, Brasília DF, inscrito no CNPJ/MF sob nº / , SERVIÇO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS DE SÃO PAULO-SEBRAE/SP, com sede na Rua Vergueiro nº 1117, São Paulo, SP e Escritório Regional na Av. Salgado Filho nº 1800, Guarulhos SP, inscrita no CNPJ sob nº / , doravante denominados conjuntamente SEBRAE, e CONCESSIONÁRIA DO AEROPORTO INTERNACIONAL DE GUARULHOS S.A., situada à Rodovia Hélio Smidt s/nº, Cumbica Guarulhos/SP, CEP: , inscrita no CNPJ/MF sob nº / , Inscrição Estadual Isenta, doravante denominada GRU AIRPORT, formalizada pelo Convênio nº 005/2013 de 10 de janeiro de 2013 e pelo Acordo de Resultados do Projeto Decolando com Guarulhos, de 02 de julho de 2013; 1º O objetivo do Projeto é contribuir para o desenvolvimento econômico e social da Cidade de Guarulhos e criar oportunidades de inclusão produtiva por meio de ações no entorno do aeroporto que visem o estímulo ao empreendedorismo, a formalização de novos negócios e o fortalecimento dos empreendimentos existentes. 2º Esse propósito será alcançado por meio de sensibilização e mobilização dos empreendedores, capacitação em diversas competências requeridas para o fortalecimento dos empreendimentos, implementação de uma cultura de cooperação, do estímulo à formalização dos negócios, utilização de tecnologias mais apropriadas, criação de um ambiente de negócios propício ao desenvolvimento, disseminação da cultura empreendedora e fomento a melhores práticas de gestão. 3º O público alvo do Projeto é composto por microempreendedores individuais e microempresas, localizados nos bairros do entorno do Aeroporto Internacional de São Paulo. 4º O Projeto prevê ainda o Prêmio Decolando com Guarulhos por meio de fomento a empresas participantes do Projeto que atendam aos requisitos previstos no presente regulamento. Artigo 2º - O PRÊMIO O Prêmio Decolando com Guarulhos, desenvolvido pelo GRU AIRPORT e pelo SEBRAE, oferece aos micro e pequenos empresários selecionados, que atendam aos requisitos do presente regulamento, recursos necessários para alavancar seus processos empresariais, preferencialmente no que diz respeito à inovação, tecnologia e gestão, ou demais

2 investimentos julgados necessários para incrementar o desempenho econômico e financeiro do referido negócio. 1º O Prêmio será concedido aos melhores planos de melhoria do negócio apresentados pelos participantes do Projeto, de acordo com as disposições estabelecidas neste Regulamento. 2º O Prêmio será concedido em produtos (máquinas e equipamentos), de acordo com as necessidades apontadas nos planos de melhoria selecionados. Em nenhuma hipótese haverá a concessão do Prêmio em dinheiro. Artigo 3º - OS CANDIDATOS Poderão se inscrever para o Prêmio os participantes do Projeto que atenderem os seguintes requisitos: a) Ser pessoa jurídica, enquadrada como Microempreendedor Individual MEI (Faturamento até R$ ,00 anuais) ou Microempresa ME (Faturamento até R$ ,00 anuais), na forma prevista na Lei Complementar nº 123/ b) Assinar o Termo de Adesão ao Projeto Decolando com Guarulhos. c) Apresentar os seguintes documentos: 1. cartão de CNPJ; 2. certificado do MEI, Ficha de registro de Empresário Individual ou Contrato Social, conforme o caso; 3. certidão Negativa de Protestos, Certidões Negativas de Distribuição Civil, Execução Fiscal e Falência e Certidão Negativa de Distribuição da Justiça Federal. Ocorrendo a hipótese de certidões de distribuição positivas, a empresa participante deverá apresentar certidão de objeto e pé de cada um dos apontamentos constantes das certidões, ficando a cargo da Banca Gestora decidir sobre a possibilidade ou não da empresa participar do Prêmio; 4. a inscrição no Prêmio está condicionada à conformidade do item 3. d) Participar de no mínimo 70% (setenta por cento) das atividades de capacitação presencial oferecidas pelo Projeto. e) Comprometer-se a utilizar as ferramentas de gestão propostas na trilha de aprendizado, oferecida pelo SEBRAE, na elaboração dos Planos de Melhoria. f) Não poderão se inscrever para o Prêmio funcionários do GRU AIRPORT e SEBRAE, seus cônjuges ou parentes até o segundo grau.

3 Artigo 4º - ETAPAS DA PREMIAÇÃO As etapas previstas no processo para postulação ao Prêmio são as seguintes: PRIMEIRA ETAPA CANDIDATURA Uma vez cumpridos os requisitos previstos no Artigo 3º acima, o empresário apto a participar da pretensão ao Prêmio deverá: I. Conjuntamente com os consultores e orientadores do SEBRAE, identificar as necessidades para o plano de ação de melhoria do empreendimento; II. Conjuntamente com os consultores e orientadores do SEBRAE elaborar o plano de melhoria do negócio, na forma prevista abaixo: SEGUNDA ETAPA DO PLANO DE MELHORIA DO NEGÓCIO I. O plano de melhoria deverá ser elaborado no período de 10/08/2015 a 22/09/2015, conforme modelo anexo ao presente regulamento (Anexo 1). II. III. IV. IV. A elaboração do plano de melhoria deverá ser acompanhada por orientador do SEBRAE. O plano de melhoria deverá ser impresso, encadernado e assinado pelo empresário conjuntamente com o orientador do SEBRAE. O Plano de melhoria deverá ser protocolado junto ao SEBRAE, localizado na Av. Salgado Filho, 1800, Guarulhos, SP, até o dia 22/09/2015, juntamente com o Termo de Adesão ao Projeto e orçamentos dos produtos para composição das melhorias que se consubstanciarão no Prêmio. O plano de melhoria deverá ser entregue, também, em formato pdf, através do Os produtos mencionados no item anterior somente poderão ser adquiridos de empresas sediadas no Estado de São Paulo. A orientação para escolha dos produtos que podem ou não serem requisitados na elaboração do Plano de Melhoria consta no Anexo 2 do presente regulamento. V. O empreendedor deverá apresentar, juntamente com seu plano de melhoria, pelo menos 3 (três) orçamentos dos produtos a serem adquiridos. Os

4 orçamentos deverão ter validade de pelo menos 30 (trinta) dias a partir da data de sua emissão e deverão considerar tributos incidentes e frete. VI. VII. VIII. IX. Só serão aceitos orçamentos de empresas formalizadas, com inscrição de CNPJ. O fornecedor/fabricante deverá faturar diretamente para o consumidor final. Independentemente dos orçamentos apresentados, a compra poderá ser efetuada em outra empresa definida pelo GRU AIRPORT. Os orçamentos apresentados devem deixar claro a forma de pagamento, a qual deverá ser por meio de depósito bancário. Não serão admitidos orçamentos de internet ou através de talões comerciais sem o timbre do fornecedor/fabricante. Os produtos solicitados no Plano de Melhoria devem ser apresentados com todas as características desejadas (exemplo: tamanho, cor, série, configuração, etc.) de forma organizada, em planilha, conforme modelo a seguir, além das propostas de orçamento, anexo. Só serão efetuadas trocas de produtos que não atendem ao pedido emitido, mediante análise da área de Responsabilidade Social e Suprimentos. Quantidade Produto Fornecedor Nome da Empresa Participante Valor Unitário Impostos Frete Cond. Pgto Total X XX XX R$ R$ R$ R$ TERCEIRA ETAPA - ANÁLISE E SELEÇÃO I. A banca gestora verificará o cumprimento dos requisitos mínimos para candidatura, e aprovará os planos de melhoria elegíveis para a concessão do Prêmio; II. III. IV. Os planos de melhoria serão avaliados por segmento de pessoa jurídica, Microempreendedor Individual e Microempresa. Cada empresa competirá no seu segmento, conforme artigo 5º. A avaliação dos planos de melhoria será feita através de Indicadores de desempenho, tais como, Taxa de Crescimento de Receita, Perspectiva de Mercado e de Clientes, Perspectiva de Processos, além de quaisquer outros indicadores abordados na trilha de capacitação, de acordo com as particularidades do seguimento do negócio. Também serão considerados na avaliação dos planos os seguintes critérios:

5 a. Saúde e segurança: Identificar se o projeto irá melhorar a segurança do trabalho e/ou a qualidade de vida dos funcionários. b. Viabilidade do plano de aplicação dos recursos: Análise da viabilidade de aplicação dos recursos apresentada no plano. Serão verificados se as etapas descritas são suficientes para aplicação plena dos recursos e realização do investimento. c. Contribuição ao desenvolvimento econômico e social da região, medido pelos critérios de: localização, geração de empregos locais e compra de insumos locais. V. O plano de melhoria do empreendimento deverá responder, pelo menos, três dos critérios de avaliação apresentados no item anterior. VI. VII. Em caso de empate na seleção a decisão de desempate caberá à Banca Gestora, mediante avaliação de aderência aos critérios do Prêmio. A avaliação dos Planos de Melhoria ocorrerá no período de 23/09/2014 a 30/09/2014. VIII. A divulgação das empresas contempladas no Prêmio ocorrerá até o dia 15/10/2014, por meio de cerimônia, com a presença de todos os participantes. QUARTA ETAPA - CONCESSÃO DOS RECURSOS FINANCEIROS I. O GRU AIRPORT se responsabilizará pela aquisição dos produtos contemplados na premiação e acompanhará, por meio da área de Responsabilidade Social, todas as entregas de mercadorias e/ou produtos. QUINTA ETAPA ACOMPANHAMENTO E FISCALIZAÇÅO I. O GRU AIRPORT acompanhará, no prazo de 1 (um) ano, contado da concessão do Prêmio, a aplicação dos Planos de melhorias vencedores. Único: A não aplicação ou aplicação indevida dos recursos poderá resultar em cancelamento da premiação, com obrigatoriedade de devolução do valor concedido em prêmio. Caberá à Banca Gestora analisar e decidir cada caso. Artigo 5º - VALOR DO PRÊMIO DO PROJETO DECOLANDO COM GUARULHOS.

6 A premiação a ser concedida aos empreendimentos vencedores terá o limite máximo de acordo com o enquadramento do negócio: I. Microempreendedor individual (MEI): Até R$ ,00 (dez mil reais); II. Microempresa (ME): Até R$ ,00 (vinte mil reais); 1º O Prêmio a ser concedido a determinado empreendimento será referente ao custo apresentado no Plano de melhoria do empreendimento, não podendo ultrapassar o valor estipulado por categoria. Os Planos de Melhoria podem não ser aprovados em sua totalidade, caso a Banca Gestora entenda que algum produto não esteja ligado a alavancagem do negócio. Artigo 6º - COMPOSIÇÃO DO PRÊMIO: O Prêmio deve ser destinado à melhoria das condições operacionais dos pequenos negócios. Estão, portanto, excluídos os apoios para infraestrutura, formação de estoque, capital de giro ou folha de pagamento, conforme descrito no Anexo 2. Artigo 7º - BANCA GESTORA O plano de melhoria do empreendimento será avaliado por Banca Gestora responsável pela aprovação e monitoramento dos resultados. 1º A Banca Gestora será composto por: Representantes do GRU AIRPORT; Representante do SEBRAE; 2º São atribuições da Banca Gestora: a. Participar de reuniões periódicas, conforme cronograma predefinido; b. Analisar os planos de melhoria do empreendimento, elaborado conjuntamente pelo empreendedor e o orientador do SEBRAE; c. Elaborar parecer conclusivo sobre cada plano de melhoria considerado elegível para o Prêmio incluindo recomendação do valor a ser liberado de acordo com o Plano de Melhoria do empreendimento e com os orçamentos que o acompanham. d. Encaminhar ao GRU AIRPORT os planos de melhoria aprovados para concessão do Prêmio, com as recomendações correspondentes.

7 e. Fiscalizar sistematicamente o cumprimento das etapas relacionadas à premiação. 3º Eventuais dúvidas que venham a surgir sobre o Prêmio, não previstas no presente regulamento, serão dirimidas pela Banca Gestora, cuja decisão final é soberana. ARTIGO 8º - OBRIGAÇÕES DO EMPRESÁRIO CONTEMPLADO COM O PRÊMIO. I. Comprovar, mediante documentos fiscais, a aplicação dos recursos provenientes do Prêmio. II. Permitir, em caso da concessão do Prêmio, a inspeção, por parte de GRU AIRPORT, ao empreendimento para acompanhamento e fiscalização do plano de melhoria. III. Fornecer dados relativos ao desempenho da empresa após o do plano de melhoria, permitindo a avaliação do impacto deste. ARTIGO 9º - ANEXOS Integram e complementam o presente regulamento os seguintes anexos: Anexo 1 MODELO DO PLANO DE MELHORIA Anexo 2 PRODUTOS APTOS A SEREM REQUISITADOS NA ELABORAÇÃO DOS PLANOS DE MELHORIA Anexo 3 - CRONOGRAMA

REGULAMENTO DO PROJETO DECOLANDO COM GUARULHOS

REGULAMENTO DO PROJETO DECOLANDO COM GUARULHOS REGULAMENTO DO PROJETO DECOLANDO COM GUARULHOS I - DO PROJETO 1. O Projeto Decolando com Guarulhos 2016, doravante denominado simplesmente Projeto, é uma parceria entre o SERVIÇO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS

Leia mais

Regulamento Prêmio Telecentros Brasil 2015

Regulamento Prêmio Telecentros Brasil 2015 Regulamento Prêmio Telecentros Brasil 2015 Seção I - Introdução Art. 1º O Prêmio Telecentros Brasil, criado pela Associação Telecentro de Informação e Negócios (ATN) em parceria com o SEBRAE, TICKET, Ministério

Leia mais

Prêmio Ouvidorias Brasil. Edição 2015

Prêmio Ouvidorias Brasil. Edição 2015 Prêmio Ouvidorias Brasil Edição 2015 1. Inscrições a) Quem poderá participar do Prêmio Ouvidorias Brasil edição 2015? Poderá se inscrever e participar do Prêmio Ouvidorias Brasil edição 2015 organizações

Leia mais

INCUBADORAS DE EMPRESAS. EDITAL SEBRAE/ANPROTEC 01/2015 Implantação e Certificação do CERNE

INCUBADORAS DE EMPRESAS. EDITAL SEBRAE/ANPROTEC 01/2015 Implantação e Certificação do CERNE INCUBADORAS DE EMPRESAS EDITAL SEBRAE/ANPROTEC 01/2015 Implantação e Certificação do CERNE Brasília, 2015 O Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas SEBRAE, entidade associativa de Direito

Leia mais

EDITAL BOLSA FUNARTE DE INCENTIVO À PESQUISA DA ARTE CIRCENSE

EDITAL BOLSA FUNARTE DE INCENTIVO À PESQUISA DA ARTE CIRCENSE EDITAL BOLSA FUNARTE DE INCENTIVO À PESQUISA DA ARTE CIRCENSE O Presidente da Fundação Nacional de Artes - Funarte, no uso das atribuições que lhe confere o inciso V artigo 14 do Estatuto aprovado pelo

Leia mais

EDITAL PARA SELEÇÃO DE PROJETOS SOCIAIS 2015

EDITAL PARA SELEÇÃO DE PROJETOS SOCIAIS 2015 EDITAL PARA SELEÇÃO DE PROJETOS SOCIAIS 2015 1. DO OBJETO 1.1. O presente edital tem por objeto realizar uma chamada pública nacional para seleção de projetos que contribuam para o empoderamento das mulheres

Leia mais

LEI MUNICIPAL Nº 5306, DE 04 DE MAIO DE 2010. CEZAR AUGUSTO SCHIRMER, Prefeito Municipal do Município de Santa Maria, Estado do Rio Grande do Sul.

LEI MUNICIPAL Nº 5306, DE 04 DE MAIO DE 2010. CEZAR AUGUSTO SCHIRMER, Prefeito Municipal do Município de Santa Maria, Estado do Rio Grande do Sul. LEI MUNICIPAL Nº 5306, DE 04 DE MAIO DE 2010 Estabelece medidas de incentivo à inovação e à pesquisa científica e tecnológica no Município de Santa Maria e dá outras providências. CEZAR AUGUSTO SCHIRMER,

Leia mais

INCUBADORA DE EMPRESAS DE BASE TECNOLÓGICA INCUBATEC UNILASALLE EDITAL PARA SELEÇÃO DE EMPRESAS - FLUXO CONTÍNUO

INCUBADORA DE EMPRESAS DE BASE TECNOLÓGICA INCUBATEC UNILASALLE EDITAL PARA SELEÇÃO DE EMPRESAS - FLUXO CONTÍNUO INCUBADORA DE EMPRESAS DE BASE TECNOLÓGICA INCUBATEC UNILASALLE EDITAL PARA SELEÇÃO DE EMPRESAS - FLUXO CONTÍNUO O CENTRO UNIVERSITÁRIO LA SALLE Unilasalle Canoas, por meio da Agência de Pesquisa e Desenvolvimento,

Leia mais

REGULAMENTO PROGRAMA PARCEIROS EM AÇÃO

REGULAMENTO PROGRAMA PARCEIROS EM AÇÃO REGULAMENTO PROGRAMA PARCEIROS EM AÇÃO 1. DISPOSIÇÕES PRELIMINARES 1.1. As presentes disposições visam regulamentar o Programa Parceiros em Ação, instituído pela Área de Responsabilidade Social do BANCO

Leia mais

Edital Instituto Sabin - 01/2015

Edital Instituto Sabin - 01/2015 Edital Instituto Sabin - 01/2015 Seleção pública de iniciativas empreendedoras socioambientais inovadoras para parceria com o Instituto Sabin O Instituto Sabin, torna público o presente Edital e convoca

Leia mais

R E G U L A M E N T O

R E G U L A M E N T O Premiação para associações comunitárias, empreendedores sociais, institutos de pesquisa, micro e pequenas empresas, ONGs e universidades sobre Iniciativas Inovadoras em Sustentabilidade R E G U L A M E

Leia mais

INSCRIÇÃO OU RENOVAÇÃO CADASTRAL

INSCRIÇÃO OU RENOVAÇÃO CADASTRAL INSCRIÇÃO OU RENOVAÇÃO CADASTRAL 1. DA ENTREGA DA DOCUMENTAÇÃO 1.1. Os interessados em se inscrever e/ou renovar o Registro Cadastral junto ao GRB deverão encaminhar a documentação a seguir estabelecida,

Leia mais

REGULAMENTO DA SELEÇÃO DE EMPRESAS PARTICIPANTES DO EU EMPRESÁRIO SEBRAE 2013

REGULAMENTO DA SELEÇÃO DE EMPRESAS PARTICIPANTES DO EU EMPRESÁRIO SEBRAE 2013 REGULAMENTO DA SELEÇÃO DE EMPRESAS PARTICIPANTES DO EU EMPRESÁRIO SEBRAE 2013 1. Objeto e prazo da seleção de empresas 1.1. O presente Regulamento tem por objeto a seleção de micro, pequenas empresas e

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO DO OBJETO. Constitui objeto deste Termo de Referência a aquisição de 06 (seis) troféus em acrílico.

ESPECIFICAÇÃO DO OBJETO. Constitui objeto deste Termo de Referência a aquisição de 06 (seis) troféus em acrílico. ESPECIFICAÇÃO DO OBJETO 1. DO OBJETO Constitui objeto deste Termo de Referência a aquisição de 06 (seis) troféus em acrílico. 2. ESPECIFICAÇÃO DO OBJETO Item Descrição Quantidade Troféu para o vencedor

Leia mais

EDITAL DE PROJETOS INSTITUTO LOJAS RENNER E ONU MULHERES - 2016

EDITAL DE PROJETOS INSTITUTO LOJAS RENNER E ONU MULHERES - 2016 EDITAL DE PROJETOS INSTITUTO LOJAS RENNER E ONU MULHERES - 2016 1. DO OBJETO 1.1. O presente edital tem por objeto realizar uma chamada pública nacional para a seleção de projetos que contribuam para o

Leia mais

REGULAMENTO CATEGORIA MICRO, PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS

REGULAMENTO CATEGORIA MICRO, PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS REGULAMENTO CATEGORIA MICRO, PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS apoio: organização: CATEGORIA MICRO, PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS PRÊMIO NACIONAL DE CONSERVAÇÃO E USO RACIONAL DE ENERGIA EDIÇÃO 2009 1 O PRÊMIO Instituído

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE MINUTAGEM

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE MINUTAGEM REGULAMENTO DO PROGRAMA DE MINUTAGEM O BANCO BRADESCO CARTÕES S.A., instituição financeira com sede no núcleo administrativo denominado Cidade de Deus, Prédio Prata, 4º andar, situado na Vila Yara, no

Leia mais

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO TOCANTINS CENTRO DE DESENVOLVIMENTO DE TECNOLOGIAS INOVADORAS CDTI/UNITINS SELEÇÃO DE EMPRESAS EDITAL Nº 007, 13/08/2009.

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO TOCANTINS CENTRO DE DESENVOLVIMENTO DE TECNOLOGIAS INOVADORAS CDTI/UNITINS SELEÇÃO DE EMPRESAS EDITAL Nº 007, 13/08/2009. 1 FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO TOCANTINS CENTRO DE DESENVOLVIMENTO DE TECNOLOGIAS INOVADORAS CDTI/UNITINS SELEÇÃO DE EMPRESAS EDITAL Nº 007, 13/08/2009. A Fundação Universidade do Tocantins UNITINS torna público

Leia mais

TERMO DE ADESÃO A ANTECIPAÇÃO DE PREMIAÇÃO PARA INVESTIMENTO EM MÍDIA

TERMO DE ADESÃO A ANTECIPAÇÃO DE PREMIAÇÃO PARA INVESTIMENTO EM MÍDIA TERMO DE ADESÃO A ANTECIPAÇÃO DE PREMIAÇÃO PARA INVESTIMENTO EM MÍDIA A FAEL E O POLO (NOME FANTASIA) CELEBRAM O PRESENTE TERMO VISANDO A ANTECIPAÇÃO DE VALORES, PARA UTILIZAÇÃO EXCLUSIVA EM MÍDIA, COMO

Leia mais

OBSERVATÓRIO NACIONAL ON COORDENAÇÃO DE GEOFÍSICA COGE PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO INSTITUCIONAL PCI/MCTI CHAMADA 01/2013

OBSERVATÓRIO NACIONAL ON COORDENAÇÃO DE GEOFÍSICA COGE PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO INSTITUCIONAL PCI/MCTI CHAMADA 01/2013 OBSERVATÓRIO NACIONAL ON COORDENAÇÃO DE GEOFÍSICA COGE PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO INSTITUCIONAL PCI/MCTI CHAMADA 01/2013 A Coordenação de Geofísica (COGE) do Observatório Nacional torna pública a abertura

Leia mais

1. HISTÓRICO E OBJETIVOS... 2

1. HISTÓRICO E OBJETIVOS... 2 UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO ESCOLA SUPERIOR DE DESENHO INDUSTRIAL INCUBADORA DE EMPRESAS DE DESIGN I EDITAL DE SELEÇÃO DA INCUBADORA DE EMPRESAS DE DESIGN ANO 2012 SUMÁRIO 1. HISTÓRICO E OBJETIVOS...

Leia mais

Aviso 1: Ajuste na cláusula 7.1. As demais cláusulas permanecem inalteradas.

Aviso 1: Ajuste na cláusula 7.1. As demais cláusulas permanecem inalteradas. Aviso 1: Ajuste na cláusula 7.1. As demais cláusulas permanecem inalteradas. II EDITAL DE SELEÇÃO DE PROJETOS SOCIOAMBIENTAIS DO GRU AIRPORT - 2015, EM PARCERIA COM INSTITUTO INVEPAR O GRU AIRPORT em parceria

Leia mais

Edital 1/2014. Chamada contínua para incubação de empresas e projetos de base tecnológica

Edital 1/2014. Chamada contínua para incubação de empresas e projetos de base tecnológica Edital 1/2014 Chamada contínua para incubação de empresas e projetos de base tecnológica A (PoloSul.org) torna pública a presente chamada e convida os interessados para apresentar propostas de incubação

Leia mais

BOLSA DE ESTUDOS FGC REGULAMENTO

BOLSA DE ESTUDOS FGC REGULAMENTO BOLSA DE ESTUDOS FGC REGULAMENTO Art. 1º - O Fundo Garantidor de Créditos FGC concederá, nos termos deste Regulamento, auxílio bolsa de estudos para os melhores projetos de monografia de conclusão de curso,

Leia mais

Festival de Vitória 21º Vitória Cine Vídeo. 16º Concurso de Roteiro Capixaba

Festival de Vitória 21º Vitória Cine Vídeo. 16º Concurso de Roteiro Capixaba 1 Festival de Vitória 21º Vitória Cine Vídeo 16º Concurso de Roteiro Capixaba A GALPÃO PRODUÇÕES, empresa privada com sede à Rua Professora Maria Cândida da Silva, nº 115 - Bairro República Vitória - Espírito

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PALMAS GABINETE CIVIL

PREFEITURA MUNICIPAL DE PALMAS GABINETE CIVIL PUBLICADA NO DIÁRIO OFICIAL Nº 1925, DE 23 DE MAIO DE 2005, Págs 54 e 56 LEI Nº 1367, DE 17 DE MAIO DE 2005. Regulamentada pelo Decreto nº 198/06 Cria o Fundo Municipal de Desenvolvimento da Economia Popular

Leia mais

REGULAMENTO - 17º PRÊMIO EMPRESA CIDADÃ ADVB/SC 2015 - Categoria Micro e Pequena Empresa

REGULAMENTO - 17º PRÊMIO EMPRESA CIDADÃ ADVB/SC 2015 - Categoria Micro e Pequena Empresa REGULAMENTO - 17º PRÊMIO EMPRESA CIDADÃ ADVB/SC 2015 - Categoria Micro e Pequena Empresa Resumo do Prêmio O Prêmio Empresa Cidadã ADVB/SC 2015 Categoria MPE Homenageia as Micro e Pequenas Empresas catarinenses

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico

MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico Parecer n o 06279/2011/RJ COGAP/SEAE/MF Em 31 de março de 2011. Referência: Processo n.º 18101.000035/2011-37. Assunto: Distribuição Gratuita

Leia mais

Programa de Bolsas de Mestrado e Doutorado

Programa de Bolsas de Mestrado e Doutorado Chamada Pública 11/2014 Programa de Bolsas de Mestrado e Doutorado Acordo CAPES/FA A Fundação Araucária de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Paraná (FA) em parceria com a Coordenação

Leia mais

EDITAL FAPESB/SECTI/SEBRAE/IEL Apoio à Implantação de Cursos de Empreendedorismo 002/2006

EDITAL FAPESB/SECTI/SEBRAE/IEL Apoio à Implantação de Cursos de Empreendedorismo 002/2006 EDITAL FAPESB/SECTI/SEBRAE/IEL Apoio à Implantação de Cursos de Empreendedorismo 002/2006 SELEÇÃO PÚBLICA DE PROPOSTAS PARA O PROGRAMA BAHIA INOVAÇÃO REDE DE EMPREENDEDORISMO A Fundação de Amparo à Pesquisa

Leia mais

CONVÊNIO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA E FINANCEIRA QUE ENTRE SI CELEBRAM O BANCO DO BRASIL S.A. E A ABIMAQ - ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DA INDÚSTRIA

CONVÊNIO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA E FINANCEIRA QUE ENTRE SI CELEBRAM O BANCO DO BRASIL S.A. E A ABIMAQ - ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DA INDÚSTRIA CONVÊNIO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA E FINANCEIRA QUE ENTRE SI CELEBRAM O BANCO DO BRASIL S.A. E A ABIMAQ - ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DA INDÚSTRIA DE MÁQUINAS E, VISANDO AO ESTABELECIMENTO DE CONDIÇÕES PARA O FINANCIAMENTO

Leia mais

ANEXO I REGULAMENTO DO EDITAL PRÊMIO EMPRESA TENDÊNCIA 2ª EDIÇÃO

ANEXO I REGULAMENTO DO EDITAL PRÊMIO EMPRESA TENDÊNCIA 2ª EDIÇÃO ANEXO I REGULAMENTO DO EDITAL PRÊMIO EMPRESA TENDÊNCIA 2ª EDIÇÃO 1. OBJETIVO A COMPANHIA DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO DE MINAS GERAIS CODEMIG, por meio do edital da segunda edição do PRÊMIO EMPRESA TENDÊNCIA,

Leia mais

1º Prêmio de Comunicação - Grupo SMS 2014

1º Prêmio de Comunicação - Grupo SMS 2014 1º Prêmio de Comunicação - Grupo SMS 2014 1 INTRODUÇÃO O 1º Prêmio de Comunicação Grupo SMS 2014, com o tema Mobilidade Urbana é uma iniciativa do Grupo SMS, formado pelas empresas Auto Viação Salineira,

Leia mais

EDITAL TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DO ESTADO DO CEARÁ INOVAÇÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO NAS EMPRESAS N.º 12/2010

EDITAL TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DO ESTADO DO CEARÁ INOVAÇÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO NAS EMPRESAS N.º 12/2010 EDITAL TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DO ESTADO DO CEARÁ INOVAÇÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO NAS EMPRESAS N.º 12/2010 A FUNCAP, vinculada à Secretaria da Ciência, Tecnologia e Educação Superior do Estado do

Leia mais

PROGRAMA BRASIL ARTE CONTEMPORÂNEA Primeira edição do Prêmio "Publicações em língua estrangeira de Arte Contemporânea"

PROGRAMA BRASIL ARTE CONTEMPORÂNEA Primeira edição do Prêmio Publicações em língua estrangeira de Arte Contemporânea PROGRAMA BRASIL ARTE CONTEMPORÂNEA Primeira edição do Prêmio "Publicações em língua estrangeira de Arte Contemporânea" EDITAL DE SELEÇÃO PÚBLICA PREÂMBULO A Fundação Bienal de São Paulo convoca interessados

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA SIMPLIFICADA nº 088/2015. Convênio PMSP/TERMO DE CONVÊNIO nº 025/2014/SDTE

CHAMADA PÚBLICA SIMPLIFICADA nº 088/2015. Convênio PMSP/TERMO DE CONVÊNIO nº 025/2014/SDTE CHAMADA PÚBLICA SIMPLIFICADA nº 088/2015 Convênio PMSP/TERMO DE CONVÊNIO nº 025/2014/SDTE A Central de Cooperativas e Empreendimentos Solidários do Brasil UNISOL, entidade sem fins econômicos, com sede

Leia mais

São convenentes neste instrumento:

São convenentes neste instrumento: CONVÊNIO PARA A IMPLANTAÇÃO DO PROGRAMA SANTANDER UNIVERSIDADES DE MOBILIDADE NACIONAL FIRMADO ENTRE A UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA E O BANCO SANTANDER S/A São convenentes neste instrumento: A UNIVERSIDADE

Leia mais

MUNICÍPIO DE PORTO FERREIRA Estado de São Paulo DIVISÃO DE SUPRIMENTOS Seção de Licitações e Contratos

MUNICÍPIO DE PORTO FERREIRA Estado de São Paulo DIVISÃO DE SUPRIMENTOS Seção de Licitações e Contratos INSTRUÇÕES GERAIS PARA OBTENÇÃO DO C.R.C. (CERTIFICADO DE REGISTRO CADASTRAL), CONFORME DISPOSTO NA LEI Nº 8.666/93 1. CADASTRAMENTO 1.1 PROCEDIMENTO 1.1.1 A empresa interessada em obter o Certificado

Leia mais

Ministério da Educação Universidade Federal da Integração Latino-Americana

Ministério da Educação Universidade Federal da Integração Latino-Americana Ministério da Educação Universidade Federal da Integração Latino-Americana EDITAL PROEX 10/2014, de 05 de agosto de 2014 PROFIEX 2014 A Comissão Superior de Extensão e a Pró-Reitora de Extensão da Universidade

Leia mais

Programa de Aprendizagem em Consultoria Acadêmica - CONSAC. Processo de Seleção de Empresas. EDITAL nº 2/2015

Programa de Aprendizagem em Consultoria Acadêmica - CONSAC. Processo de Seleção de Empresas. EDITAL nº 2/2015 Programa de Aprendizagem em Consultoria Acadêmica - CONSAC Processo de Seleção de Empresas EDITAL nº 2/2015 Brasília, 20 de Novembro de 2015 Apresentação É com satisfação que a Projetos Consultoria Integrada,

Leia mais

Tenham entre 18 e 35 anos completos.

Tenham entre 18 e 35 anos completos. De acordo com Portaria publicada no Diário Oficial da União em 15 de agosto 2012 EDITAL Bolsa de Aperfeiçoamento TÉCNICO E ARTÍSTICO em Música O Presidente da Fundação Nacional de Artes Funarte, no uso

Leia mais

SOLICITAÇÃO DE COTAÇÃO IICA/NEAD Nº 005/2008 Data: 29/02/2008. EMPRESA CONVIDADA: Telefone: Fax: Endereço: Cidade: Estado:

SOLICITAÇÃO DE COTAÇÃO IICA/NEAD Nº 005/2008 Data: 29/02/2008. EMPRESA CONVIDADA: Telefone: Fax: Endereço: Cidade: Estado: SOLICITAÇÃO DE COTAÇÃO IICA/NEAD Nº 005/2008 Data: 29/02/2008 EMPRESA CONVIDADA: Telefone: Fax: Endereço: Cidade: Estado: Prezado (a) Senhor (a), O Projeto de Cooperação para Apoio às Políticas e à Participação

Leia mais

Edital 02/2015 Saldo Remanescente

Edital 02/2015 Saldo Remanescente Edital 02/2015 Saldo Remanescente EDITAL Nº 02/2015 CMDCA EDITAL DE SELEÇÃO PÚBLICA DE PROJETOS PARA FINANCIAMENTO NO ANO DE 2015 O Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente CMDCA, no

Leia mais

O Prefeito do Município de João Pessoa, Estado da Paraíba, faço saber que o Poder Legislativo decreta e eu sanciono a seguinte lei:

O Prefeito do Município de João Pessoa, Estado da Paraíba, faço saber que o Poder Legislativo decreta e eu sanciono a seguinte lei: www.leismunicipais.com.br LEI Nº 12.211, DE 27 DE SETEMBRO DE 2011. DISPÕE SOBRE A CRIAÇÃO DO FUNDO MUNICIPAL DE DESENVOLVIMENTO DA ECONOMIA POPULAR EMPREENDEDORA E SOLIDÁRIA DO MUNICÍPIO DE JOÃO PESSOA

Leia mais

ESTADO DE SERGIPE PREFEITURA MUNICIPAL DE ARACAJU Secretaria Municipal de Governo LEI COMPLEMENTAR Nº. 97 DE 1º DE JULHO DE 2010

ESTADO DE SERGIPE PREFEITURA MUNICIPAL DE ARACAJU Secretaria Municipal de Governo LEI COMPLEMENTAR Nº. 97 DE 1º DE JULHO DE 2010 Regulamenta o tratamento diferenciado e favorecido ao microempreendedor individual de que trata a Lei Complementar Federal nº 128, de 19 de dezembro de 2008, e dá outras providências. O PREFEITO DO MUNICÍPIO

Leia mais

CONVITE Nº 060E/2015

CONVITE Nº 060E/2015 Processo nº 0405.1511/15-3 DEVOLVER ESTE PROTOCOLO ASSINADO PROTOCOLO DE ENTREGA PROCESSO DE LICITAÇÃO CONVITE Nº 060E/2015 DATA DA ABERTURA: 16/10/2015 HORA DA ABERTURA: 10:00 Horas NOME DA EMPRESA: ORIGINAL

Leia mais

EDITAL Nº 135 /2010 DE 22 DE NOVEMBRO DE 2010 SELEÇÃO DE NOVOS EMPREENDIMENTOS PARA INSTALAÇÃO NA INCUBADORA DE EMPRESAS DO CEFET- MG NASCENTE ARAXÁ

EDITAL Nº 135 /2010 DE 22 DE NOVEMBRO DE 2010 SELEÇÃO DE NOVOS EMPREENDIMENTOS PARA INSTALAÇÃO NA INCUBADORA DE EMPRESAS DO CEFET- MG NASCENTE ARAXÁ EDITAL Nº 135 /2010 DE 22 DE NOVEMBRO DE 2010 SELEÇÃO DE NOVOS EMPREENDIMENTOS PARA INSTALAÇÃO NA INCUBADORA DE EMPRESAS DO CEFET- MG NASCENTE ARAXÁ O DIRETOR-GERAL DO CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA

Leia mais

AVISO DE CHAMADA PÚBLICA DE APOIO INSTITUCIONAL Nº 01/2015 DO OBJETO

AVISO DE CHAMADA PÚBLICA DE APOIO INSTITUCIONAL Nº 01/2015 DO OBJETO AVISO DE CHAMADA PÚBLICA DE APOIO INSTITUCIONAL Nº 01/2015 DO OBJETO Esta Chamada Pública de Apoio Institucional visa à seleção de projetos a serem apoiados pelo CAU/BR na modalidade de Apoio à Assistência

Leia mais

REGULAMENTO DESAFIO CRIATIVOS DA ESCOLA

REGULAMENTO DESAFIO CRIATIVOS DA ESCOLA REGULAMENTO DESAFIO CRIATIVOS DA ESCOLA O Desafio Criativos da Escola é um concurso promovido pelo Instituto Alana com sede na Rua Fradique Coutinho, 50, 11 o. andar, Bairro Pinheiros São Paulo/SP, CEP

Leia mais

CONSIDERANDO as contribuições apresentadas nas Audiências Públicas nº 063/2007 e nº 083/2008, RESOLVE:

CONSIDERANDO as contribuições apresentadas nas Audiências Públicas nº 063/2007 e nº 083/2008, RESOLVE: AGÊNCIA NACIONAL DE TRANSPORTES TERRESTRES RESOLUÇÃO Nº 2885, DE 09 DE SETEMBRO DE 2008 DOU de 23 DE SETEMBRO DE 2008 Estabelece as normas para o Vale-Pedágio obrigatório e institui os procedimentos de

Leia mais

EDITAL SEDETEC Nº 04, DE 15 DE OUTUBRO DE 2011 UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA PROCESSO SELETIVO PARA A INCUBAÇÃO DE EMPRESAS

EDITAL SEDETEC Nº 04, DE 15 DE OUTUBRO DE 2011 UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA PROCESSO SELETIVO PARA A INCUBAÇÃO DE EMPRESAS EDITAL SEDETEC Nº 04, DE 15 DE OUTUBRO DE 2011 UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA PROCESSO SELETIVO PARA A INCUBAÇÃO DE EMPRESAS O SECRETÁRIO DE DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO CONCURSO DE BOLSAS IBERO-AMERICANAS SANTANDER UNIVERSIDADES UNPBFPB PARA INTERCÂMBIO NO EXTERIOR

REGULAMENTO INTERNO CONCURSO DE BOLSAS IBERO-AMERICANAS SANTANDER UNIVERSIDADES UNPBFPB PARA INTERCÂMBIO NO EXTERIOR REGULAMENTO INTERNO CONCURSO DE BOLSAS IBERO-AMERICANAS SANTANDER UNIVERSIDADES UNPBFPB PARA INTERCÂMBIO NO EXTERIOR A UNPBFPB abre aos seus alunos o concurso de bolsas Ibero-Americanas para Estudantes

Leia mais

PERGUNTAS MAIS FREQÜENTES CREDENCIAMENTO NO SEBRAE-SP:

PERGUNTAS MAIS FREQÜENTES CREDENCIAMENTO NO SEBRAE-SP: PERGUNTAS MAIS FREQÜENTES CREDENCIAMENTO NO SEBRAE-SP: A oportunidade de se tornar um facilitador de aprendizagem e/ou consultor para o sucesso das micro e pequenas empresas APRESENTAÇÃO Esta cartilha

Leia mais

EDITAL UnC REITORIA - 031/2015

EDITAL UnC REITORIA - 031/2015 EDITAL UnC REITORIA - 031/2015 Dispõe sobre a chamada de Projetos de Inovação para ingresso nas Incubadoras Tecnológicas e Empresariais da UnC. A Reitora da Universidade do Contestado - UnC, no uso de

Leia mais

1. APRESENTAÇÃO 2. OBJETIVO E FOCO TEMÁTICO INSCRIÇÕES 14º DIA DO VOLUNTARIADO 2015.

1. APRESENTAÇÃO 2. OBJETIVO E FOCO TEMÁTICO INSCRIÇÕES 14º DIA DO VOLUNTARIADO 2015. REV.: 03 Pág.: 1 de 6 A Manaus Ambiental torna público que estão abertas as inscrições para a seleção de Instituições e Projetos Sociais para o 14º Dia do Voluntariado. A empresa realizará o processo de

Leia mais

CARTILHA DA LEI GERAL DA MICROEMPRESA E DA EMPRESA DE PEQUENO PORTE DO MUNICÍPIO DE CURITIBA

CARTILHA DA LEI GERAL DA MICROEMPRESA E DA EMPRESA DE PEQUENO PORTE DO MUNICÍPIO DE CURITIBA CARTILHA DA LEI GERAL DA MICROEMPRESA E DA EMPRESA DE PEQUENO PORTE DO MUNICÍPIO DE CURITIBA Curitiba tem se mostrado uma cidade dinâmica e de grandes oportunidades para os trabalhadores e empreendedores.

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA COTAÇÃO PRÉVIA Nº 10/2014, REFERENTE AO CONVÊNIO SICONV Nº 794450/2013

TERMO DE REFERÊNCIA COTAÇÃO PRÉVIA Nº 10/2014, REFERENTE AO CONVÊNIO SICONV Nº 794450/2013 TERMO DE REFERÊNCIA COTAÇÃO PRÉVIA Nº 10/2014, REFERENTE AO CONVÊNIO SICONV Nº 794450/2013 O Instituto Tribos Jovens, associação civil sem fins lucrativos, com sede em Porto Seguro/BA, na Rua Saldanha

Leia mais

1. CONCEITOS 2. DOS OBJETIVOS DA PRÉ-INCUBAÇÃO

1. CONCEITOS 2. DOS OBJETIVOS DA PRÉ-INCUBAÇÃO Instituto Federal do Espírito Santo IFES Programa de pré-incubação do Núcleo Incubador Campus Colatina e Itapina Edital de Seleção de Empreendimentos de Base Tecnológica - Nº 01/2014 Os Diretores Gerais

Leia mais

- REGIMENTO INTERNO. Aprovado pelo Conselho de Administração da Garantisudoeste.

- REGIMENTO INTERNO. Aprovado pelo Conselho de Administração da Garantisudoeste. - REGIMENTO INTERNO Aprovado pelo Conselho de Administração da Garantisudoeste. REGIMENTO INTERNO PREMISSAS BÁSICAS: Considerando a grande responsabilidade que compreende a execução do objeto social da

Leia mais

PROCESSO DE SELEÇÃO DE EMPRESAS PARA INCUBAÇÃO

PROCESSO DE SELEÇÃO DE EMPRESAS PARA INCUBAÇÃO PROCESSO DE SELEÇÃO DE EMPRESAS PARA INCUBAÇÃO RAIAR Incubadora Multissetorial de Empresas de Base Tecnológica e Inovação da PUCRS TECNOPUC Parque Científico e Tecnológico da PUCRS Porto Alegre, dezembro

Leia mais

EDITAL PARA EXPOSIÇÃO DE OPORTUNIDADES NA FEIRA DO EMPREENDEDOR DO RIO DE JANEIRO Edição 2015 I DA CONVOCAÇÃO

EDITAL PARA EXPOSIÇÃO DE OPORTUNIDADES NA FEIRA DO EMPREENDEDOR DO RIO DE JANEIRO Edição 2015 I DA CONVOCAÇÃO I DA CONVOCAÇÃO SERVIÇO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS NO ESTADO Sebrae/RJ, entidade associativa de direito privado, sem fins econômicos, torna público que promoverá seleção de expositores para

Leia mais

INTRODUÇÃO. Apresentação

INTRODUÇÃO. Apresentação ANEXO ÚNICO DA RESOLUÇÃO ATRICON 09/2014 DIRETRIZES DE CONTROLE EXTERNO ATRICON 3207/2014: OS TRIBUNAIS DE CONTAS E O DESENVOLVIMENTO LOCAL: CONTROLE DO TRATAMENTO DIFERENCIADO E FAVORECIDO ÀS MICROEMPRESAS

Leia mais

AYTY-INCUBADORA DE EMPRESAS DO IFAM EDITAL Nº 003/2014 INCUBADORA DE EMPRESAS

AYTY-INCUBADORA DE EMPRESAS DO IFAM EDITAL Nº 003/2014 INCUBADORA DE EMPRESAS AYTY-INCUBADORA DE EMPRESAS DO IFAM EDITAL Nº 003/2014 INCUBADORA DE EMPRESAS Parceria Instituição Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas IFAM, Fundação de Apoio ao Ensino, Pesquisa, Extensão

Leia mais

PROCESSO DE SELEÇÃO DE EMPRESAS PARA INCUBAÇÃO. Modalidade Associada

PROCESSO DE SELEÇÃO DE EMPRESAS PARA INCUBAÇÃO. Modalidade Associada Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul PROCESSO DE SELEÇÃO DE EMPRESAS PARA INCUBAÇÃO Modalidade Associada Incubadora Multissetorial de Empresas de Base Tecnológica e Inovação da PUCRS RAIAR

Leia mais

REGULAMENTO DA CAMPANHA DIA DAS MÃES 2013 O amor passa por aqui

REGULAMENTO DA CAMPANHA DIA DAS MÃES 2013 O amor passa por aqui REGULAMENTO DA CAMPANHA DIA DAS MÃES 2013 O amor passa por aqui 1. A Campanha Dia das Mães 2013 no Paineiras Shopping, doravante denominada simplesmente Campanha, destina-se a oferecer como brinde 01 kit

Leia mais

FUMSOFT EDITAL 001/2013 1ª EDIÇÃO

FUMSOFT EDITAL 001/2013 1ª EDIÇÃO FUMSOFT PROGRAMA DE APOIO E INCENTIVO À MELHORIA E QUALIDADE DOS PROCESSOS DE SOFTWARE EM EMPRESAS COM ESTABELECIMENTO EM MINAS GERAIS E DIFUSÃO DO MODELO MPS.BR (MELHORIA DE PROCESSO DO SOFTWARE BRASILEIRO)

Leia mais

REGULAMENTO DE SELEÇÃO DE EMPREENDIMENTOS. Prêmio Consulado da Mulher EDITAL - 2016

REGULAMENTO DE SELEÇÃO DE EMPREENDIMENTOS. Prêmio Consulado da Mulher EDITAL - 2016 REGULAMENTO DE SELEÇÃO DE EMPREENDIMENTOS Prêmio Consulado da Mulher EDITAL - 2016 1. APRESENTAÇÃO 1.1. O Instituto Consulado da Mulher, ação social da marca Consul, torna público que estão abertas as

Leia mais

10.207.232/0001-79, 1970 5 CEP: 04565-907, 1) PRÊMIO INSTITUTO CLARO

10.207.232/0001-79, 1970 5 CEP: 04565-907, 1) PRÊMIO INSTITUTO CLARO REGULAMENTO Realizadora: Instituto Claro, CNPJ: 10.207.232/0001-79, com sede na Rua Flórida, 1970 andar 5 CEP: 04565-907, Cidade Monções São Paulo/SP. 1) PRÊMIO INSTITUTO CLARO 1.1. O Prêmio Instituto

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA SIMPLIFICADA nº 050/2015. Convênio PMSP/TERMO DE CONVÊNIO nº 025/2014/SDTE

CHAMADA PÚBLICA SIMPLIFICADA nº 050/2015. Convênio PMSP/TERMO DE CONVÊNIO nº 025/2014/SDTE CHAMADA PÚBLICA SIMPLIFICADA nº 050/2015 Convênio PMSP/TERMO DE CONVÊNIO nº 025/2014/SDTE A Central de Cooperativas e Empreendimentos Solidários do Brasil UNISOL, entidade sem fins econômicos, com sede

Leia mais

CARTA CONVITE N 04/2012 CONVÊNIO 760683/2011 SDH/PR

CARTA CONVITE N 04/2012 CONVÊNIO 760683/2011 SDH/PR CARTA CONVITE N 04/2012 CONVÊNIO 760683/2011 SDH/PR TIPO: MENOR PREÇO O Centro de Defesa da Criança e do Adolescente Glória de Ivone CEDECA-TO, entidade privada sem fins lucrativos, inscrita no Cadastro

Leia mais

II CONCURSO DE REDAÇÃO DA ESCOLA JUDICIÁRIA ELEITORAL JUIZ IRINEU JOÃO DA SILVA, DO TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DE SANTA CATARINA

II CONCURSO DE REDAÇÃO DA ESCOLA JUDICIÁRIA ELEITORAL JUIZ IRINEU JOÃO DA SILVA, DO TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DE SANTA CATARINA II CONCURSO DE REDAÇÃO DA ESCOLA JUDICIÁRIA ELEITORAL JUIZ IRINEU JOÃO DA SILVA, DO TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DE SANTA CATARINA REGULAMENTO 1. DO CONCURSO 1.1 O II Concurso de Redação da Escola Judiciária

Leia mais

PROGRAMA STANFORD. Esta é uma 2ª chamada, com foco em empresas Médias e Grandes.

PROGRAMA STANFORD. Esta é uma 2ª chamada, com foco em empresas Médias e Grandes. PROGRAMA STANFORD 1. O QUE É O programa, cujo foco é a Inovação e Empreendedorismo para empresas de base tecnológica, é voltado para capacitar empresários em conhecimentos sobre inovação, modelos de negócios

Leia mais

PROGRAMA DE BOLSAS DE FORMAÇÃO ACADÊMICA MODALIDADE: MESTRADO E DOUTORADO

PROGRAMA DE BOLSAS DE FORMAÇÃO ACADÊMICA MODALIDADE: MESTRADO E DOUTORADO PROGRAMA DE BOLSAS DE FORMAÇÃO ACADÊMICA MODALIDADE: MESTRADO E DOUTORADO EDITAL Nº. 01/2008 O Presidente da Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico FUNCAP, Prof. Tarcísio

Leia mais

PESQUISA DE PREÇO DE MERCADO Nº 03/2014 TIPO: MENOR PREÇO

PESQUISA DE PREÇO DE MERCADO Nº 03/2014 TIPO: MENOR PREÇO PESQUISA DE PREÇO DE MERCADO Nº 03/2014 TIPO: MENOR PREÇO O INSTITUTO PATRÍCIA GALVÃO, inscrito no Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica do Ministério da Fazenda sob o nº CNPJ 05.408.004/0001-27, associação

Leia mais

INSTRUMENTO PARTICULAR DE PARCERIA DE INDICAÇÃO COMERCIAL Série 1 (PVTi)

INSTRUMENTO PARTICULAR DE PARCERIA DE INDICAÇÃO COMERCIAL Série 1 (PVTi) INSTRUMENTO PARTICULAR DE PARCERIA DE INDICAÇÃO COMERCIAL Série 1 (PVTi) Pelo presente instrumento particular de indicação comercial, de um lado, TOTVS S.A., sociedade anônima, com sede na Avenida Braz

Leia mais

SELEÇÃO PÚBLICA FUNDAÇÃO CERTI 01/2009 SUBVENÇÃO ECONÔMICA À INOVAÇÃO PROGRAMA PRIME - PRIMEIRA EMPRESA INOVADORA

SELEÇÃO PÚBLICA FUNDAÇÃO CERTI 01/2009 SUBVENÇÃO ECONÔMICA À INOVAÇÃO PROGRAMA PRIME - PRIMEIRA EMPRESA INOVADORA SELEÇÃO PÚBLICA FUNDAÇÃO CERTI 01/2009 SUBVENÇÃO ECONÔMICA À INOVAÇÃO PROGRAMA PRIME - PRIMEIRA EMPRESA INOVADORA 1. APRESENTAÇÃO O Programa Prime - Primeira Empresa Inovadora - visa apoiar empresas nascentes

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA DE PATROCÍNIO AVISO DE EDITAL Nº 1/2013

CHAMADA PÚBLICA DE PATROCÍNIO AVISO DE EDITAL Nº 1/2013 CHAMADA PÚBLICA DE PATROCÍNIO AVISO DE EDITAL Nº 1/2013 DO OBJETO: Este Edital de Chamada Pública de Patrocínio visa promover a seleção de projetos a serem patrocinados pelo Conselho de Arquitetura e Urbanismo

Leia mais

DECRETO Nº 5.933, DE 20 DE ABRIL DE 2004.

DECRETO Nº 5.933, DE 20 DE ABRIL DE 2004. DECRETO Nº 5.933, DE 20 DE ABRIL DE 2004. (PUBLICADO NO DOE DE 26.04.04) Este texto não substitui o publicado no DOE Regulamenta a Lei nº 14.546, de 30 de setembro de 2003, que dispõe sobre a criação do

Leia mais

REGULAMENTO DA CAMPANHA PANDA EMPRESTA

REGULAMENTO DA CAMPANHA PANDA EMPRESTA REGULAMENTO DA CAMPANHA PANDA EMPRESTA Esta campanha, denominada PANDA EMPRESTA (doravante CAMPANHA), é promovida pela JC CONSIGNADOS LTDA., inscrita no CNPJ sob o nº 15.169.211/0001-20 pessoa jurídica

Leia mais

BOLSAS DE APOIO À INOVAÇÃO DESENVOLVIMENTO DE PROTÓTIPOS OU PRODUTOS INOVADORES FEIRA DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA DO IFPR - IFTECH EDITAL N

BOLSAS DE APOIO À INOVAÇÃO DESENVOLVIMENTO DE PROTÓTIPOS OU PRODUTOS INOVADORES FEIRA DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA DO IFPR - IFTECH EDITAL N BOLSAS DE APOIO À INOVAÇÃO DESENVOLVIMENTO DE PROTÓTIPOS OU PRODUTOS INOVADORES FEIRA DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA DO IFPR - IFTECH EDITAL N.º 024/2014 PROEPI/IFPR A Pró-Reitoria de Extensão, Pesquisa e Inovação

Leia mais

REGULAMENTO 2015 PRÊMIO SER HUMANO ABRH PB MODALIDADE: DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL RESPONSABILIDADE SOCIAL- TERCEIRO SETOR

REGULAMENTO 2015 PRÊMIO SER HUMANO ABRH PB MODALIDADE: DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL RESPONSABILIDADE SOCIAL- TERCEIRO SETOR Página 1 A. OBJETIVO A.1. O Prêmio Ser Humano ABRH-PB - Desenvolvimento Sustentável e Responsabilidade Social / Organização do Terceiro Setor tem o objetivo de reconhecer e premiar projetos desenvolvidos

Leia mais

NORMA DE PRÉ-QUALIFICAÇÃO DE OPERADOR PORTUÁRIO

NORMA DE PRÉ-QUALIFICAÇÃO DE OPERADOR PORTUÁRIO NORMA DE PRÉ-QUALIFICAÇÃO DE OPERADOR PORTUÁRIO ÍNDICE 1. DO OBJETO 2. DAS DEFINIÇÕES 3. DA COMPETÊNCIA DA ADMINISTRAÇÃO 4. DA ATIVIDADE DO OPERADOR PORTUÁRIO 5. DA SOLICITAÇÃO 6. DAS CONDIÇÕES GERAIS

Leia mais

Secretaria Municipal de Meio Ambiente - SEMA SELEÇÃO DE PROJETOS PARA A 4ª SEMANA NÓS AMBIENTE EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO FMMA Nº 002/2016/SEMA

Secretaria Municipal de Meio Ambiente - SEMA SELEÇÃO DE PROJETOS PARA A 4ª SEMANA NÓS AMBIENTE EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO FMMA Nº 002/2016/SEMA SELEÇÃO DE PROJETOS PARA A 4ª SEMANA NÓS AMBIENTE EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO FMMA Nº 002/2016/SEMA A Secretaria Municipal de Meio Ambiente SEMA, no uso de suas atribuições que lhe foram conferidas pelo

Leia mais

SELEÇÃO PÚBLICA DE PROJETOS SOCIAIS EDITAL 2014

SELEÇÃO PÚBLICA DE PROJETOS SOCIAIS EDITAL 2014 Instituto Marca de Desenvolvimento Socioambiental - IMADESA SELEÇÃO PÚBLICA DE PROJETOS SOCIAIS EDITAL 2014 >> Leia com atenção o Edital antes de preencher o formulário para apresentação de projetos. I.

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA DE PATROCÍNIO AVISO DE EDITAL Nº 1/2014 MODALIDADE DE SELEÇÃO: CHAMADA PÚBLICA DE PATROCÍNIO.

CHAMADA PÚBLICA DE PATROCÍNIO AVISO DE EDITAL Nº 1/2014 MODALIDADE DE SELEÇÃO: CHAMADA PÚBLICA DE PATROCÍNIO. CHAMADA PÚBLICA DE PATROCÍNIO AVISO DE EDITAL Nº 1/2014 DO OBJETO: Este Edital de Chamada Pública de Patrocínio visa promover a seleção de projetos a serem patrocinados pelo Conselho de Arquitetura e Urbanismo

Leia mais

PRÊMIO MELHOR EMPRESA PARA SE TRABALHAR NO ESPÍRITO SANTO. Regulamento

PRÊMIO MELHOR EMPRESA PARA SE TRABALHAR NO ESPÍRITO SANTO. Regulamento Regulamento A ABRH-ES (Associação Brasileira de Recursos Humanos - Seccional Espírito Santo) é integrante do Sistema Nacional ABRH e configura-se como instituição não governamental que dissemina conhecimento

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 57, DE 23 DE MAIO DE 2013

RESOLUÇÃO Nº 57, DE 23 DE MAIO DE 2013 RESOLUÇÃO Nº 57, DE 23 DE MAIO DE 2013 O CONSELHO UNIVERSITÁRIO da Universidade Federal do Pampa, em sua 41ª Reunião Ordinária, realizada no dia 23 de maio de 2013, no uso das atribuições que lhe são conferidas

Leia mais

Ações de Adaptação de Comunidades e seus Ecossistemas aos Eventos Climáticos

Ações de Adaptação de Comunidades e seus Ecossistemas aos Eventos Climáticos PROCESSO SELETIVO 2011 Ações de Adaptação de Comunidades e seus Ecossistemas aos Eventos Climáticos REGULAMENTO Prezado Gestor, Criado em 2006, o Instituto HSBC Solidariedade é responsável por gerenciar

Leia mais

Edital para Exposição de Oportunidades de Negócios na 5ª Edição da SEMANA SEBRAE DE TECNOLOGIA E INOVAÇÃO 2015 I DA CONVOCAÇÃO II DO EVENTO

Edital para Exposição de Oportunidades de Negócios na 5ª Edição da SEMANA SEBRAE DE TECNOLOGIA E INOVAÇÃO 2015 I DA CONVOCAÇÃO II DO EVENTO I DA CONVOCAÇÃO O SERVIÇO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SEBRAE/RJ, entidade associativa de direito privado, sem fins lucrativos, comunica e convida empresas do setor

Leia mais

ESTADO DE SANTA CATARINA

ESTADO DE SANTA CATARINA 1 REGULAMENTA O FUNDO DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO DE ALTO BELA VISTA GERAINVEST, REVOGA DECRETO 1883 E DA OUTRAS PROVIDENCIAS O Prefeito Municipal de Alto Bela Vista, Estado de Santa Catarina, no uso

Leia mais

PESQUISA DE PREÇO DE MERCADO Nº 001/2015 TIPO: MENOR PREÇO

PESQUISA DE PREÇO DE MERCADO Nº 001/2015 TIPO: MENOR PREÇO PESQUISA DE PREÇO DE MERCADO Nº 001/2015 TIPO: MENOR PREÇO O INSTITUTO PATRÍCIA GALVÃO, inscrito no Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica do Ministério da Fazenda sob o nº CNPJ 05.408.004/0001-27, associação

Leia mais

CHAMADA DE PROJETOS 001/2013- APOIO PARA SOLUÇÕES DE INOVAÇÃO JUNTO AS MPE S de Uberaba

CHAMADA DE PROJETOS 001/2013- APOIO PARA SOLUÇÕES DE INOVAÇÃO JUNTO AS MPE S de Uberaba CHAMADA DE PROJETOS 001/2013- APOIO PARA SOLUÇÕES DE INOVAÇÃO JUNTO AS MPE S de Uberaba 1 OBJETIVO 1.1 Realizar, em 2013, apoio financeiro para viabilizar a execução de serviços em inovação e tecnologia

Leia mais

Programa Olho Vivo no Dinheiro Público 3º Concurso de Desenho e Redação da Controladoria-Geral da União (CGU) para o ensino fundamental e médio

Programa Olho Vivo no Dinheiro Público 3º Concurso de Desenho e Redação da Controladoria-Geral da União (CGU) para o ensino fundamental e médio Programa Olho Vivo no Dinheiro Público 3º Concurso de Desenho e Redação da Controladoria-Geral da União (CGU) para o ensino fundamental e médio TEMA Todos pela ética e cidadania: como posso contribuir

Leia mais

EDITAL 10/2010 PROPESP/FADESP PROGRAMA DE APOIO À PUBLICAÇÃO QUALIFICADA - PAPQ

EDITAL 10/2010 PROPESP/FADESP PROGRAMA DE APOIO À PUBLICAÇÃO QUALIFICADA - PAPQ PRÓ-REITORIA DE E PÓS-GRADUAÇÃO EDITAL 10/2010 PROPESP/FADESP PROGRAMA DE APOIO À PUBLICAÇÃO QUALIFICADA - PAPQ A Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (PROPESP) e a Fundação de Amparo e Desenvolvimento

Leia mais

Tipo de Documento: Documentos do SGQ Data de Emissão: 25/08/2010 Data de revisão: 12/01/2016

Tipo de Documento: Documentos do SGQ Data de Emissão: 25/08/2010 Data de revisão: 12/01/2016 Página 1 de 8 EDITAL Nº 02/2016 A INCIT - Incubadora de Empresas de Base Tecnológica de Itajubá torna público que estarão abertas às inscrições para o processo seletivo de novas startups para o Programa

Leia mais

COMPROVANTE DE RECEBIMENTO CARTA-CONSULTA Nº 077/2013 TIPO: MENOR PREÇO GLOBAL

COMPROVANTE DE RECEBIMENTO CARTA-CONSULTA Nº 077/2013 TIPO: MENOR PREÇO GLOBAL COMPROVANTE DE RECEBIMENTO CARTA-CONSULTA Nº 077/2013 TIPO: MENOR PREÇO GLOBAL Att.: Abertura das Propostas: 20/11/2013 Horário: 10:00 horas Local de recebimento e abertura das propostas: CAA/NM - CENTRO

Leia mais

EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA Nº 03/2014

EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA Nº 03/2014 EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA Nº 03/2014 O Município de Vale do Sol, RS, através do Prefeito Municipal. Sr. Clécio Halmenschlager, comunica aos interessados que está procedendo ao CREDENCIAMENTO de pessoas

Leia mais

CIRCULAR SUACIEF nº 013/2012 Em 11 de abril de 2012. Assunto Sobre a autorização de impressão de NF para Micro Empreendedor Individual - MEI.

CIRCULAR SUACIEF nº 013/2012 Em 11 de abril de 2012. Assunto Sobre a autorização de impressão de NF para Micro Empreendedor Individual - MEI. CIRCULAR SUACIEF nº 013/2012 Em 11 de abril de 2012 Assunto Sobre a autorização de impressão de NF para Micro Empreendedor Individual - MEI. Senhor Inspetor, Em reunião da qual participei hoje e onde estavam

Leia mais

Programa CAPES-PVE CAPES. Processo Seletivo 2010 Edital nº 049/2010/CAPES/DRI

Programa CAPES-PVE CAPES. Processo Seletivo 2010 Edital nº 049/2010/CAPES/DRI Programa CAPES- Processo Seletivo 2010 Edital nº 049/2010/CAPES/DRI A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior-CAPES, Fundação Pública, criada pela Lei nº. 8.405, de 09 de janeiro de

Leia mais

PROGRAMA DE APOIO À PUBLICAÇÃO QUALIFICADA - PAPQ

PROGRAMA DE APOIO À PUBLICAÇÃO QUALIFICADA - PAPQ EDITAL 01/2015 PROPESP/FADESP PROGRAMA DE APOIO À PUBLICAÇÃO QUALIFICADA - PAPQ A Pró- Reitoria de Pesquisa e Pós- Graduação (PROPESP) e a Fundação de Amparo e Desenvolvimento da Pesquisa (FADESP) tornam

Leia mais