REJANE GOMES DOS SANTOS ESTÁGIO CURRICULAR DESENVOLVIMENTO DE FUNCIONALIDADES PARA O SISTEMA FUSION

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "REJANE GOMES DOS SANTOS ESTÁGIO CURRICULAR DESENVOLVIMENTO DE FUNCIONALIDADES PARA O SISTEMA FUSION"

Transcrição

1 REJANE GOMES DOS SANTOS ESTÁGIO CURRICULAR DESENVOLVIMENTO DE FUNCIONALIDADES PARA O SISTEMA FUSION EMPRESA: Neomind SETOR: Desenvolvimento SUPERVISOR: Farley Niehues ORIENTADOR: Alessandro Dorow CURSO DE BACHARELADO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGIAS - CCT UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC JOINVILLE SANTA CATARINA - BRASIL Junho de 2007

2 2 APROVADO EM.../.../... Professor Alessandro Dorow Professor Orientador Professor Rafael Stubs Parpinelli Professor Charles Farley Niehues

3 3 Carimbo da Empresa UNIDADE CONCEDENTE Razão Social: Neomind Solutions Informática LTDA CGC/MF: / Endereço: Rua Expedicionário Holz, 351 Bairro: América CEP: Cidade: Joinville UF: SC Fone: Atividade Principal : Desenvolvimento de Sistemas Supervisor: Farley Niehues Cargo: Gerente de Desenvolvimento ESTAGIÁRIO Nome: Rejane Gomes dos Santos Matrícula: Endereço (Em Jlle): Rua João Maul, 246 Bairro: Bom Retiro CEP: Cidade: Joinville UF: SC Fone: Curso: Ciências da Computação Título do Estágio: Desenvolvimento de Funcionalidades para o Sistema Fusion Período: Carga horária: 360 AVALIAÇÃO FINAL DO ESTÁGIO PELO CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS Representada pelo Professor Orientador: Alessandro Dorow CONCEITO FINAL NOTA Excelente (9,1 a 10) Muito Bom (8,1 a 9,0) Bom (7,1 a 8,0) Regular (5,0 a 7,0) Reprovado (0,0 a 4,9) Rubrica do Professor Orientador Joinville / / Nome do Estagiário : Rejane Gomes dos Santos

4 4 QUADRO I AVALIAÇÃO NOS ASPECTOS PROFISSIONAIS QUALIDADE DO TRABALHO: Considerando o possível. ENGENHOSIDADE: Capacidade de sugerir, projetar, executar modificações ou inovações. CONHECIMENTO: Demonstrado no desenvolvimento das atividades programadas. CUMPRIMENTO DAS TAREFAS: Considerar o volume de atividades dentro do padrão razoável. ESPÍRITO INQUISITIVO: Disposição demonstrada para aprender. INICIATIVA: No desenvolvimento das atividades. SOMA Pontos QUADRO II AVALIAÇÃO DOS ASPECTOS HUMANOS ASSIDUIDADE: Cumprimento do horário e ausência de faltas. DISCIPLINA: Observância das normas internas da Empresa. SOCIABILIDADE: Facilidade de se integrar com os outros no ambiente de trabalho. COOPERAÇÃO: Disposição para cooperar com os demais para atender as atividades. SENSO DE RESPONSABILIDADE: Zelo pelo material, equipamentos e bens da empresa. SOMA Pontos PONTUAÇÃO PARA O QUADRO I E II Sofrível - 1 ponto, Regular - 2 pontos, Bom - 3 pontos, Muito Bom - 4 pontos, Excelente - 5 pontos LIMITES PARA CONCEITUAÇÃO AVALIAÇÃO FINAL Pontos De 57 a SOFRÍVEL SOMA do Quadro I multiplicada por 7 De 102 a REGULAR SOMA do Quadro II multiplicada por 3 De 148 a BOM SOMA TOTAL De 195 a MUITO BOM De 241 a EXCELENTE Nome da Empresa: Neomind Representada pelo Supervisor: Farley Niehues CONCEITO CONFORME SOMA TOTAL Rubrica do Supervisor da Empresa EXCELENTE Local: Data : Carimbo da Empresa

5 5 FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS - CCT COORDENADORIA DE ESTÁGIOS TERMO DE COMPROMISSO PARA REALIZAÇÃO DE ESTÁGIOS A EMPRESA Neomind_Solutions_Informática_LTDA (1) Representada por Farley Niehues Cargo_diretor de Desenvolvimento (2) ESTAGIÁRIA Rejane Gomes dos Santos Matrícula_ (3) Da Fundação Universidade do Estado de Santa Catarina, representada pelo Professor César Maluta Acertam o seguinte, na forma da Lei nº , de 07/12/77, regulamentada pelo Decreto nº , de 18/08/82, tendo em vista Convênio nº. /2004, publicado em Diário Oficial nº. de / /. Art. 1º - O ALUNO desenvolverá Estágio: Obrigatório (X) Não obrigatório ( ) Art. 2º - O ESTAGIÁRIO desenvolverá atividades dentro de sua linha de formação. Art. 3º - A EMPRESA elaborará Programa de Atividades a ser cumprido pelo ESTAGIÁRIO, em conformidade com as disciplinas cursadas pelo mesmo, respeitados os horários de obrigações do ESTAGIÁRIO com a UDESC/CENTRO. Art. 4º - O Estágio será desenvolvido na Área Desenvolvimento Fusion ECM Suite em Desenvolvimento no período de 29/08/2007 a 24/02/ º - Este período poderá ser prorrogado mediante prévio entendimento entre as partes. 2º - Tanto a EMPRESA como o ESTAGIÁRIO poderão a qualquer momento dar por terminado o Estágio, mediante comunicação escrita. Art. 5º - Pelas reais e recíprocas vantagens técnicas e administrativas, a EMPRESA designará como Supervisor Interno de Estágios e avaliador o Senhor _Farley Niehoes Art. 6º - O ESTAGIÁRIO declara concordar com as normas internas da EMPRESA, conduzir-se dentro da ética profissional e submeter-se a acompanhamento e avaliação de seu desempenho e aproveitamento. Art. 7º - O ESTAGIÁRIO se obriga a cumprir fielmente a programação de estágio.

6 6 Art. 8º - O ESTAGIÁRIO responderá pelas perdas e danos conseqüentes da inobservância das normas internas da EMPRESA. Art. 9º - O ESTAGIÁRIO se compromete a elaborar Relatório sobre o Estágio realizado apresentando-o à EMPRESA através de seu Supervisor, e à Universidade através do Coordenador de Estágios respectivo. Art. 10º - A EMPRESA se responsabilizará por despesas relativas a atividades extras impostas ao ESTAGIÁRIO. Art. 11º - O ESTAGIÁRIO não terá para quaisquer efeitos, vínculo empregatício com a EMPRESA, ficando aquele segurado contra acidentes pessoais durante o estágio pela apólice nº da Companhia Caixa Seguros Art. 12º - O ESTAGIÁRIO receberá uma bolsa no valor de _R$ 500,00_(Quinhentos reais). Art. 13º - Fica firmado o presente em 3 (três) vias de igual teor. Joinville, 29 de agosto de (1) EMPRESA:... (2) ESTAGIÁRIO:... (3) INSTITUIÇÃO DE ENSINO:...

7 7 Aos meus colegas de trabalho, pela disposição de ensinar. Aos meus pais e amigos, pelo apoio nos períodos mais difíceis.

8 8 AGRADECIMENTOS Contribuíram para a elaboração deste relatório, direta e indiretamente, algumas pessoas que ficarão marcadas para sempre tanto na minha vida profissional como pessoal. A todos os professores que lecionaram ao autor, durante toda sua vida acadêmica, pelo conhecimento e valores adquiridos. Aos funcionários e supervisores da empresa Neomind Solutions Informática pela oportunidade dada e pelo apoio durante a execução das atividades deste estágio. Aos meus pais pelo incondicional apoio durante toda minha vida acadêmica e profissional, sempre presente nos momentos mais difíceis. Aos meus amigos que participaram dessa fase da minha vida e dividiram comigo das alegrias e tristezas no decorrer do curso de graduação e do estágio.

9 9 SUMÁRIO RUBRICA DO PROFESSOR ORIENTADOR... 3 QUADRO I... 4 QUADRO II... 4 PONTUAÇÃO PARA O QUADRO I E II... 4 LISTA DE FIGURAS LISTA DE ABREVIATURAS RESUMO INTRODUÇÃO A EMPRESA FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE CONSIDERAÇÕES FINAIS REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS... 51

10 10 LISTA DE FIGURAS FIGURA 1 ESQUEMA DE FUNCIONAMENTO DE UM ARQUIVO JSP FIGURA 2 ESQUEMA DE CAMADAS UTILIZADO PELO HIBERNATE FIGURA 3 DIAGRAMA DE CASO DE USO CÓPIA CONTROLADA FIGURA 4 JSP COM BOTÃO DE OPÇÃO COPIA CONTROLADA [RI001] FIGURA 5 HISTÓRICO. [RI002] FIGURA 6 TELA DE NOVA CÓPIA CONTROLADA [RI003] FIGURA 7 TELA DE ALTERAÇÃO DO DESTINATÁRIO DA CÓPIA CONTROLADA. [RI004] FIGURA 7 DIAGRAMA DE SEQÜÊNCIA CÓPIA CONTROLADA FIGURA 8 DIAGRAMA DE CASO DE USO DELEGAÇÃO TEMPORÁRIA DE PAPEIS FIGURA 9 HISTÓRICO DA DELEGAÇÕES [RI002] FIGURA 10 NOVA DELEGAÇÃO [RI002] FIGURA 11 CONSULTA DE TAREFAS [RI003] FIGURA 12 DIAGRAMA DE SEQÜÊNCIA DELEGADO VERIFICANDO TAREFAS DISPONIVEIS FIGURA 12 DIAGRAMA DE SEQÜÊNCIA DELEGADO ASSUMINDO ATIVIDADE... 48

11 11 Lista de Abreviaturas GED JEE JSP SQL PGM ECM AJAX BPA TI BPM WfMC ICR OMR OCR HCR SSO JDBC JTA EJBs JCA ASP PMI Gerenciador de documentos Java Enterprise Edition Java Server Pages Strutured Query Language Procuradoria Geral do Município do Rio de Janeiro Enterprise Content Management Asynchronus Javascript And XML Businnes Process Analisys Tecnologia da Informação Businnes Process Management Workflow Management Coallition Intelligent Character Recognition Optical Marked Recognition Optical Character Recognition Handprint Character Recognition Single-Sign-On Java Database Connectivity Java Transcrition API Enterprise Java Beans Java Connector Architecture Active Server Pages Project Management Institute

12 12 RESUMO A Neomind Solutions é uma empresa que está crescendo e ganhando destaque na área de desenvolvimento de software para a gestão de negócios através do sistema FUSION ECM Suite, um sistema baseado nos conceitos declarados pelo padrão de desenvolvimento para aplicações Web da Sun, denominado Java Enterprise Edition. Atualmente, se consagram como carros chefe da empresa os dois pilares do sistema ECM, sobre os quais foram realizadas as melhorias: GED (Gerenciador de Documentos) é um software que possibilita a convergência e disponibiliza as informações de forma corporativa e com segurança na internet permitindo gerenciar e integrar aos sistemas de gestão as informações contidas em documentos de textos, planilhas, apresentações, relatórios de ERP, arquivos físicos, mídias e outros. Workflow/BPM é um produto para criação, simulação, execução e otimização dos processos de negócios, que possibilita a interação com pessoas, documentos, equipamentos e sistemas. Para o primeiro, foi a adicionada a funcionalidade de cópia controlada, onde o usuário GED, que possua permissão para impressão pré estabelecida, é capaz de retirar cópias marcadas em PDF devidamente registradas no sistema. Já para o BPM foi desenvolvida a funcionalidade de atribuição temporária de papéis, necessária durante a ausência de um usuário por possibilitar a execução de todos os seus papéis dentro do workflow por terceiro(s). A agregação das funções no sistema foi imprescindível devido as necessidade do novo cliente PGM (Procuradoria Geral do Município do Rio de Janeiro) declaradas nos requisitos do edital de licitação. Ganha pela Neomind. Para cada atividade realizada foram executadas as tarefas de análise dos requisitos, construção e testes. Atividades estas realizadas segundo conceito de Orientação a Objetos proporcionada pelo JEE (Java Enterprise Edition), utilizando-se o Tomcat como servidor de aplicações.

13 13 1. INTRODUÇÃO A principal finalidade deste trabalho é descrever as atividades desenvolvidas pela acadêmica Rejane Gomes dos Santos durante o Estágio Supervisionado, disciplina integrante do currículo do curso de graduação em Ciências da Computação, do Centro de Ciências Tecnológicas da Universidade do Estado de Santa Catarina. Os Objetivos desta disciplina consistem em colocar o aluno em contato com a prática, avaliando quanto o meio acadêmico o preparou para sua carreira. Neste relatório são descritas as etapas que foram desenvolvidas no estágio na empresa Neomind. Estas consistem em configurar o ambiente, adaptar-se à ferramenta de desenvolvimento Eclipse, ao padrão JEE (Java Enterprise Edition) da Sun que utiliza os conceitos de Servlets, portlets, JSP (SUN MICROSYSTEMS, 2007). Ainda se incluem no estudo o javascript, ajax e a ferramenta Hibernate que realiza a integração Java com o banco de dados relacional SQL. Todas as ferramentas citadas serão abordas na seção 3. Todo este estudo foi necessário para a construção das funcionalidades de impressão e histórico de cópias controladas e à delegação temporária de papéis. Ferramentas adicionadas ao sistema Fusion para atender aos requisitos do edital para o projeto do cliente PGM Atividades realizadas Durante o projeto de Estagio Curricular foram executadas atividades de estudo do ambiente implementado (Fusion). Além disto, foi vital também o estudo das tecnologias empregadas antes e durante a construção das funcionalidades agregadas. Para atender aos requisitos do novo projeto desenvolvido para a Procuradoria Geral do Rio de Janeiro (PGM), no tempo decorrido de estágio foram executadas duas novas funções: Cópia Controlada e Delegação temporária de papéis. Para cada construção foram realizadas as seguintes etapas:

14 14 1. Análise da documentação do projeto; 2. Protótipo inicial da função; 3. Construção; 4. Testes Unitários; 5. Testes da Função OBJETIVOS Geral Realizar melhorias sobre o Neomind Fusion ECM Suíte, com o objetivo de liberar novas funções no produto para o mercado bem como adquirir conhecimentos tecnológicos Específicos Estudo das tecnologias : Java e no engine de persistência Hibernate, JEE, Javascript e AJAX (Web 2.0), Eclipse, Plugins: Tomcat, Servidores de aplicação: Tomcat, Tecnologia aplicada: JEE. Construção da funcionalidade de Cópias Controladas; Construção da funcionalidade de Delegação temporária de papéis; 1.2. ORGANIZAÇÃO DO ESTUDO Este relatório é dividido em cinco partes, na primeira é feita uma introdução a sua leitura, onde são apresentados o objetivo geral e os específicos, e um resumo de como o trabalho é apresentado. Após isto na segunda parte é apresentada a empresa onde foi realizado o estágio, dando um breve histórico da mesma, seus principais produtos, clientes e quantidade de empregados.

15 15 Na terceira parte é realizada uma fundamentação teórica a respeito das tecnologias empregadas para construção das atividades descritas no capítulo seguinte. Na quarta parte são apresentadas funcionalidades construídas durante o estágio, na quinta parte são feitas as considerações finais onde se mostra, dentre outras, as principais dificuldades encontradas, disciplinas que mais contribuíram para o sucesso do estágio, e o atendimento aos objetivos estabelecidos no plano de estágio.

16 2 A EMPRESA 2.1. HISTÓRICO A Neomind Solutions é uma empresa, fundada no início de 2006 por 5 sócios, com a idéia da criação de um sistema ECM (Enterprise Content Management). O sistema ECM da empresa ainda está em fase de desenvolvimento, seu nome é Fusion, e conterá alguns módulos como GED (Gerenciamento Eletrônico de Documentos), Workflow e BPA (Businnes Process Analisys) (NEOMIND, 2007). Para fortalecer seu produto a Neomind atua também numa linha de consultoria em gestão com foco em processos, pois esses sistemas, principalmente o workflow é destinado à automação dos processos de uma empresa. Portanto a partir disto a Neomind decidiu atuar também nessa linha para agregar ainda mais valor aos seus produtos. Dentro dessa consultoria a empresa atua no ramo de Gestão Documental, Gestão de Processos e Governança de TI. Com sede em Joinville (SC), a Neomind conta hoje com 26 funcionários e dispõe de uma sede no centro da cidade. O público alvo da Neomind são empresas de médio e grande porte, que realmente tem capacidade e necessidade de investir em um sistema ECM e nos serviços prestados (NEOMIND, 2007) PRINCIPAIS PRODUTOS 1) PRODUTOS Os principais produtos vendidos pela Neomind Solutions são : Workflow/BPA (Business Process Management), BPA(Business Process Analysis), GED (Gerenciador de Documentos), Capturing e Portal

17 17 WorkFlow/BPM - É um produto para criação, simulação, execução e otimização dos processos de negócios, que possibilita a fácil interação com pessoas, documentos, equipamentos e sistemas. Característica (NEOMIND, 2007): Documentação automática dos processos para obtenção de certificações; Full-Web e colaborativo; Integração de pessoas, documentos, equipamentos e sistemas; Execução de atividades por papéis; Decisões automáticas a partir de informações de negócio; Notificações por e SMS; Compatível com padrões de mercado do WfMC (Workflow Management Coallition); Regras de negócio relacionadas aos processos; Formulários dinâmicos e relacionáveis; Controles de alçadas e escalonamentos. Benefícios (NEOMIND, 2007): Integração com sistemas existentes na organização, reduzindo significativamente o custo total de propriedade (TCO); Convergência dos sistemas de informação, que facilitam a acessibilidade às informações pelos usuários; Cumprimento de diretrizes e procedimentos operacionais com maior eficiência; Forma os indicadores dos processos e desempenho das atividades Elimina o papel na comunicação da organização; Reduz custo e promove agilidade na comunicação entre pessoas, equipamentos e sistemas; Interação padronizada com participantes externos da organização (Ex.: Fornecedores, representantes, colaboradores); Possibilita o monitoramento e auditoria dos processos de forma transparente.

18 18 BPA/PI - Ele proporciona visualizações dos resultados no nível operacional, tático e estratégico. Ou seja, é possível ter um quadro geral da organização em uma interface agradável e, fazer análises de desempenho e até mesmo buscar soluções ou manter políticas administrativas de resultados positivos. Características (NEOMIND, 2007): Consultas dinâmicas e alertas; Apresenta a informação de forma gráfica ou tabular; Filtros para análises e criação de fórmulas; Cubos multidimensionais; Disponibiliza análise de tendências; Dashboards; Recursos de Drill-Down, Drill-Up, Drill-Through e Slice and Dice; Possibilita a criação de Datawarehouse; Projeções de cenários; Extração, Transformação e Carga (ETL). Benefícios (NEOMIND, 2007): Informações em tempo real para os gestores; Simulação de decisões antes de estas serem implementadas; Acelera o processo de tomada de decisão; Indicadores de processos; Projeção de visões do negócio baseada em comportamentos históricos; Informações disponíveis a qualquer hora e a qualquer lugar de forma segura; Possibilita a visão de várias áreas de negócio simultaneamente em Cockpits gerenciais. GED Este produto foi desenvolvido para gerenciar e integrar aos sistemas de gestão as informações contidas em documentos de textos, planilhas, apresentações, relatórios de ERP, arquivos físicos, mídias e outros. Ele possibilita a convergência e disponibiliza as informações de forma corporativa e com segurança na internet

19 19 Características (NEOMIND, 2007): Acessível via web; Autenticação integrada via LDAP; Fluxo de criação, editoração, versão e revisão, modelados de acordo com o negócio; Integração com sistemas de gestão; Controle do ciclo de vida da informação; Integração nativa com as soluções Office (padrão Webdav); Pesquisa avançada por conteúdo; Notificações por e SMS; Suporte a qualquer tipo de arquivo; Categorização de documentos; Mecanismo de pesquisa através de palavras-chave, números, assuntos; Multi-plataforma; Assinatura digital padrão ICP-Brasil; Políticas de acesso definidas por grupos de usuários e tipos de documentos. Benefícios (NEOMIND, 2007): Informações acessíveis com segurança; Dinamismo para alteração de fluxos de informações; Disponibilidade das informações através da Internet; Eficiência operacional e ganho de produtividade das equipes; Redução de custos com papel, impressão e distribuição; Aumento da integração e colaboração interorganizacional; Controle das informações disponibilizadas; Competitividade devido a respostas mais rápidas; Garantia da autenticidade das informações; Agilidade no processo de recuperação de informações;

20 20 Capturing Proporciona agilidade em transformar papel em informação digital. Através de reconhecimento textual, os dados coletados são inseridos diretamente nos sistemas de gerenciamento, possibilitando assim uma maior eficiência no processo de entrada de documentos como notas fiscais, certidões e guias, entre outros. Características (NEOMIND, 2007): ICR (Intelligent Character Recognition); Suporta micro-filmagem; Controle de qualidade do conteúdo; OMR (Optical Marked Recognition); Suporta vários padrões para entrega das informações (txt, xml, pdf); Digitalização virtual para retirar impurezas das imagens; BarCoding (Código de Barras); Integração com sistemas de gestão; Otimização e compressão das imagens; Inteligência artificial para reconhecimento e extração de campos; Integração nativa com drivers padrão TWAIN e ISIS; Reconhecimento textual através das tecnologias: OCR (Optical Character Recognition); Digitalização distribuída; HCR (Handprint Character Recognition). Benefícios (NEOMIND, 2007): Facilidade na verificação posterior de informações Permite automatizar a extração de dados contidos em notas fiscais, pedidos, ordens. Melhor desempenho na busca de informações Eliminação de erros na entrada de informações críticas para o negócio

21 21 Redução do tempo de entrada das informações em papel Possibilidade de substituir documentos em papel para versões digitais Perpetuação das informações de alto valor para o negócio Otimização dos processos ligados ao core business da organização Diminuição dos custos com digitação Compartilhar na organização de forma rápida documentos digitalizados Portal - O Fusion Portal conecta todos os repositórios de informação da organização e auxilia no trabalho de distribuição. Aumenta a produtividade no desenvolvimento dos portais da organização, reduzi custo e automatiza os processos de distribuição de conteúdo são objetivos do produto. Características (NEOMIND, 2007): Centraliza aplicações; Possibilita a realização de pesquisas on-line; Programa funções de Single-Sign-On (SSO); Facilita a publicação das informações; Ambiente de colaboração (Salas de Reunião, Fórum e Lista de Discussão); Gerencia intranet e extranets corporativas; Permite criar portlets baseados em padrões de mercado ; Canal único de acessos às informações corporativas; Alta escalabilidade para criação de portais complexos; Personaliza a informação conforme o perfil do usuário; Benefícios (NEOMIND, 2007): Reduz o tempo na busca por informação; Mantém base de dados de conhecimento atualizada; Informações sempre atualizadas e centralizadas; Processos externalizados; Aumenta a performance em transações on-line;

22 22 Facilidade de acesso; Elimina o risco legal de informações desatualizadas; Conecta pessoas não importando a localização geográfica; Velocidade no desenvolvimento de campanhas on-line; 2) SERVIÇOS Engenharia de Processos Executa uma consultoria de processos de negócios baseando-se em teorias e filosofias estabelecidas pela PMI(Project Management Institute). Governança de TI Auxilia as empresas a organizarem melhor as suas atividades de TI, alinhando-as com os demais processos da empresa e proporcionado melhores resultados Principais Clientes Dos oito clientes da empresa hoje, podemos destacar : (NEOMIND, 2007) AMAE Agência Municipal de Regulamentação dos Serviços de Água e Esgoto de Joinville/SC é uma entidade integrante da Administração municipal indireta, submetida a regime autárquico especial, vinculada ao gabinete do prefeito, dotada do poder de policia e de autonomia administrativa e financeira. Simolde Aços É um complexo industrial denominado Grupo Simoldes, composto de unidades fabris instaladas na Europa e Brasil que possui sete ferramentarias fazem parte desse contexto. Águas de Joinville - A Águas de Joinville é responsável por oferecer soluções em saneamento para a melhoria da qualidade de vida, condições ambientais e desenvolvimento sócio-econômico da comunidade joinvillense.

23 23 Ferrara - Atua no desenvolvimento e execução de projetos e soluções personalizadas para diversos produtos. A empresa agrega valor aos materiais através dos mais variados processos, como corte, moldagem, serigrafia, colagem, dobra e acabamento CONSIDERAÇÕES GERAIS A Neomind é uma empresa que possui atualmente 13 funcionários sendo que destes 8 estão alocados na área de Desenvolvimento. Ela é uma empresa que apesar do pouco tempo de existência está conseguindo o seu espaço no mercado de trabalho devido a suas idéias inovadoras.

24 4 FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA Para o desenvolvimento adequado das atividades desempenhadas, foi vital a realização de estudos antes e durante a construção das mesmas. Dessa forma, é correto apresentar uma síntese das tecnologias utilizadas nos próximos tópicos. 4.1 JAVA ENTERPRISE EDITION (JEE) Java EE (ou J2EE, ou Java 2 Enterprise Edition, ou em português Java Edição Empresarial) é um "standard" ou seja, um padrão, uma especificação, uma "maneira de desenvolver", que faz parte da plataforma Java (SUN MICROSYSTEMS, 2007). Ela é voltada para aplicações multi-camadas, baseadas em componentes que são executados em um servidor de aplicações. No caso da Neomind o servidor empregado é o Tomcat. A plataforma JEE contém uma série de especificações, cada uma com funcionalidades distintas. Entre elas, tem-se(sun MICROSYSTEMS, 2007): JDBC (Java Database Connectivity), utilizado no acesso a bancos de dados; JTA (Java Transaction API), é uma API que padroniza o tratamento de transações dentro de uma aplicação Java. EJBs (Enterprise Java Beans), utilizados no desenvolvimento de componentes de software. Eles permitem que o programador se concentre nas necessidades do negócio do cliente, enquanto questões de infra-estrutura, segurança, disponibilidade e escalabilidade são responsabilidade do servidor de aplicações. JCA (Java Connector Architecture), é uma API que padroniza a ligação a aplicações legadas. Serão mais bem detalhadas as duas funcionalidades oferecidas pelo JEE mais utilizadas no desenvolvimento das funcionalidades para o Fusion ECM: Servlets, são utilizados para o desenvolvimento de aplicações Web com conteúdo dinâmico(sun MICROSYSTEMS, 2007). Ele contém uma API que

25 25 abstrai e disponibiliza os recursos do servidor Web de maneira simplificada para o programador. Isto através de classes Java, desenvolvidas de acordo com uma estrutura bem definida que quando instaladas e configuradas em um Servidor que implemente um Servlet Container, podem tratar requisições recebidas de clientes Web, como por exemplo os navegadores (Internet Explorer e Mozilla Firefox). Ao receber uma requisição, um Servlet pode capturar os parâmetros desta requisição, efetuar qualquer processamento inerente a uma classe Java, e devolver uma página HTML. JSP (Java Server Pages), um especialização do servlet que permite que conteúdo dinâmico seja facilmente desenvolvido (SUN MICROSYSTEMS, 2007). É semelhante ao Microsoft Active Server Pages (ASP), porém tem a vantagem da portabilidade de plataforma podendo ser executado em outros Sistemas Operacionais além dos da Microsoft. Ela permite ao desenvolvedor sites produzir aplicações que permitam o acesso a banco de dados, o acesso a arquivos-texto, a captação de informações a partir de formulários, a captação de informações sobre o visitante e sobre o servidor, o uso de variáveis e loops entre outras coisas. O JSP oferece a vantagem de ser facilmente codificado, facilitando assim a elaboração e manutenção de uma aplicação. Além disso, essa tecnologia permite separar a programação lógica (parte dinâmica) da programação visual (parte estática), facilitando o desenvolvimento de aplicações mais robustas, onde programador e designer podem trabalhar no mesmo projeto, mas de forma independente. Outra característica do JSP é produzir conteúdos dinâmicos que possam ser reutilizados. Quando uma página JSP é requisitada pelo cliente através de um Navegador, esta página é executada pelo servidor, e a partir daí será gerada uma página HTML que será enviada de volta ao navegador do cliente. A figura 1 ilustra esse funcionamento:

26 26 Figura 1 Esquema de Funcionamento de Um arquivo JSP (SUN MICROSYSTEMS, 2007). Quando o cliente faz a solicitação de um arquivo JSP, é enviado um objeto request para a JSP engine. A JSP engine envia a solicitação de qualquer componente (podendo ser um JavaBeans component, servlet ou enterprise Bean) especificado no arquivo. O componente controla a requisição possibilitando a recuperação de arquivos em banco de dados ou outro dado armazenado, em seguida, passa o objeto response de volta para a JSP engine. A JSP engine e o WEB server enviam a página JSP revisada de volta para o cliente, onde o usuário pode visualizar os resultados através do WEB navegador. O protocolo de comunicação usado entre o cliente e o servidor pode ser HTTP ou outro protocolo. 4.2 HIBERNATE O Hibernate é um framework de mapeamento objeto relacional para aplicações Java, ou seja, é uma ferramenta para mapear classes Java em tabelas do banco de dados e vice-versa (HIBERNATE, 2007). Ele cumpre com eficiência sua função e ainda dá suporte ao mapeamento de associações entre objetos, herança, polimorfismo, composição e coleções.

27 27 O Hibernate não apresenta apenas a função de realizar o mapeamento objeto relacional. Também disponibiliza um poderoso mecanismo de consulta de dados, permitindo uma redução considerável no tempo de desenvolvimento da aplicação (HIBERNATE, 2007) Arquitetura A arquitetura do Hibernate é formada basicamente por um conjunto de interfaces. A Figura 2 apresenta as interfaces mais importantes nas camadas de negócio e persistência. A camada de negócio aparece acima da camada de persistência por atuar como uma cliente da camada de persistência. Vale salientar que algumas aplicações podem não ter a separação clara entre as camadas de negócio e de persistência. De acordo com a Figura 2, as interfaces são classificadas como (HIBERNATE, 2007): Interfaces responsáveis por executar operações de criação, deleção, consulta e atualização no banco de dados: Session, Transaction e Query; Interface utilizada pela aplicação para configurar o Hibernate: Configuration; Interfaces responsáveis por realizar a interação entre os eventos do Hibernate e a aplicação: Interceptor, Lifecycle e Validatable. Interfaces que permitem a extensão das funcionalidades de mapeamento do Hibernate: UserType, CompositeUserType, IdentifierGenerator. O Hibernate também interage com APIs já existentes do Java: JTA, JNDI e JDBC(JEE BRASIL, 2007). De todas as interfaces apresentadas na Figura 2, as principais são: Session, SessionFactory, Transaction, Query, Configuration. Os subtópicos seguintes apresentam uma descrição mais detalhada sobre elas.

28 28 Figura 2 Esquema de camadas utilizado pelo Hibernate (HIBERNATE, 2007) A - Session (org.hibernate.session) O objeto Session é aquele que possibilita a comunicação entre a aplicação e a persistência, através de uma conexão JDBC. É um objeto leve de ser criado, não deve ter tempo de vida por toda a aplicação e não é threadsafe. Um objeto Session possui um cache local de objetos recuperados na sessão. Com ele é possível criar, remover, atualizar e recuperar objetos persistentes. B- SessionFactory (org.hibernate.sessionfactory) O objeto SessionFactory é aquele que mantém o mapeamento objeto relacional em memória. Permite a criação de objetos Session, a partir dos quais os dados são acessados, também denominado como fábrica de objetos Sessions. Um objeto SessionFactory é threadsafe, porém deve existir apenas uma instância dele na aplicação, pois é um objeto muito pesado para ser criado várias vezes. C - Configuration (org.hibernate.configuration)

HIBERNATE EM APLICAÇÃO JAVA WEB

HIBERNATE EM APLICAÇÃO JAVA WEB HIBERNATE EM APLICAÇÃO JAVA WEB Raul Victtor Barbosa Claudino¹, Ricardo Ribeiro Rufino¹ ¹Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil victtor.claudino@gmail.com, ricardo@unipar.br Resumo: Este

Leia mais

UFG - Instituto de Informática

UFG - Instituto de Informática UFG - Instituto de Informática Especialização em Desenvolvimento de Aplicações Web com Interfaces Ricas EJB 3.0 Prof.: Fabrízzio A A M N Soares professor.fabrizzio@gmail.com Aula 5 Servidores de Aplicação

Leia mais

Geração e execução de scripts de teste em aplicações web a partir de casos de uso direcionados por comportamento 64

Geração e execução de scripts de teste em aplicações web a partir de casos de uso direcionados por comportamento 64 direcionados por comportamento 64 5 Estudo de caso Neste capítulo serão apresentadas as aplicações web utilizadas na aplicação da abordagem proposta, bem como a tecnologia em que foram desenvolvidas, o

Leia mais

ESTÁGIO CURRICULAR I PROJETO DE INTERNACIONALIZAÇÃO DO SOFTWARE FUSION ECM SUITE

ESTÁGIO CURRICULAR I PROJETO DE INTERNACIONALIZAÇÃO DO SOFTWARE FUSION ECM SUITE LUCAS GUSTAVO AMARAL FERNANDES ESTÁGIO CURRICULAR I PROJETO DE INTERNACIONALIZAÇÃO DO SOFTWARE FUSION ECM SUITE EMPRESA: NEOMIND SOLUTIONS INFORMÁTICA LTDA. SETOR: DESENVOLVIMENTO SUPERVISOR: REINALDO

Leia mais

DESENVOLVIMENTO COM JAVA EE E SUAS ESPECIFICAÇÕES

DESENVOLVIMENTO COM JAVA EE E SUAS ESPECIFICAÇÕES DESENVOLVIMENTO COM JAVA EE E SUAS ESPECIFICAÇÕES Hugo Henrique Rodrigues Correa¹, Jaime Willian Dias 1 Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil hugohrcorrea@gmail.com, jaime@unipar.br Resumo.

Leia mais

CURSO DESENVOLVEDOR JAVA Edição 2009

CURSO DESENVOLVEDOR JAVA Edição 2009 CURSO DESENVOLVEDOR JAVA Edição 2009 O curso foi especialmente planejado para os profissionais que desejam trabalhar com desenvolvimento de sistemas seguindo o paradigma Orientado a Objetos e com o uso

Leia mais

Desenvolvimento WEB II. Professora: Kelly de Paula Cunha

Desenvolvimento WEB II. Professora: Kelly de Paula Cunha Desenvolvimento WEB II Professora: Kelly de Paula Cunha O Java EE (Java Enterprise Edition): série de especificações detalhadas, dando uma receita de como deve ser implementado um software que utiliza

Leia mais

CURSO DESENVOLVEDOR JAVA Edição Intensiva de Férias

CURSO DESENVOLVEDOR JAVA Edição Intensiva de Férias CURSO DESENVOLVEDOR JAVA Edição Intensiva de Férias O curso foi especialmente planejado para os profissionais que desejam trabalhar com desenvolvimento de sistemas seguindo o paradigma Orientado a Objetos

Leia mais

ENTERPRISE JAVABEANS 3. Msc. Daniele Carvalho Oliveira

ENTERPRISE JAVABEANS 3. Msc. Daniele Carvalho Oliveira ENTERPRISE JAVABEANS 3 Msc. Daniele Carvalho Oliveira Apostila Servlets e JSP www.argonavis.com.br/cursos/java/j550/index.html INTRODUÇÃO Introdução Enterprise JavaBeans é um padrão de modelo de componentes

Leia mais

Sistemas Distribuídos na WEB (Plataformas para Aplicações Distribuídas) Sumário. Java 2 Enterprise Edition. J2EE (Java 2 Enterprise Edition)

Sistemas Distribuídos na WEB (Plataformas para Aplicações Distribuídas) Sumário. Java 2 Enterprise Edition. J2EE (Java 2 Enterprise Edition) Sistemas Distribuídos na WEB (Plataformas para Aplicações Distribuídas) J2EE () Sumário Introdução J2EE () APIs J2EE Web Container: Servlets e JSP Padrão XML 2 J2EE é Uma especificação para servidores

Leia mais

Linguagem de Programação JAVA. Professora Michelle Nery Nomeclaturas

Linguagem de Programação JAVA. Professora Michelle Nery Nomeclaturas Linguagem de Programação JAVA Professora Michelle Nery Nomeclaturas Conteúdo Programático Nomeclaturas JDK JRE JEE JSE JME JVM Toolkits Swing AWT/SWT JDBC EJB JNI JSP Conteúdo Programático Nomenclatures

Leia mais

A Empresa. Alguns Clientes que já utilizam nossa tecnologia.

A Empresa. Alguns Clientes que já utilizam nossa tecnologia. A Empresa A GDDoc é uma empresa especializada na gestão de documentos digitais e arquivos, auxilia as empresas a administrar através da tecnologia o uso de papel, para alcançar estes objetivos fazemos

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA. Informatização de farmácias publicas utilizando software livre.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA. Informatização de farmácias publicas utilizando software livre. UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA Informatização de farmácias publicas utilizando software livre. MURILO NUNES ELIAS FLORIANÓPOLIS SC 2007/2 UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA DEPARTAMENTO DE

Leia mais

CURSO DESENVOLVEDOR JAVA WEB E FLEX Setembro de 2010 à Janeiro de 2011

CURSO DESENVOLVEDOR JAVA WEB E FLEX Setembro de 2010 à Janeiro de 2011 CURSO DESENVOLVEDOR JAVA WEB E FLEX Setembro de 2010 à Janeiro de 2011 O curso foi especialmente planejado para os profissionais que desejam trabalhar com desenvolvimento de sistemas seguindo o paradigma

Leia mais

Potenciais de Aplicação da Metodologia AJAX

Potenciais de Aplicação da Metodologia AJAX SEGeT Simpósio de Excelência em Gestão e Tecnologia 1 Potenciais de Aplicação da Metodologia AJAX Bruno Simões Kleverson Pereira Marcos Santos Eduardo Barrere Associação Educacional Dom Bosco - AEDB RESUMO

Leia mais

Dealer Platinum: SOLUÇÕES PAPERLESS GED ECM BPMS

Dealer Platinum: SOLUÇÕES PAPERLESS GED ECM BPMS Dealer Platinum: SOLUÇÕES PAPERLESS GED ECM BPMS A EMPRESA A ECMDOC é empresa focada em Soluções Paperless para o Gerenciamento de Documentos, Conteúdo, Informações e Processos para pequenas, médias e

Leia mais

SISTEMA DE AGENDAMENTO E GERENCIAMENTO DE CONSULTAS CLÍNICAS

SISTEMA DE AGENDAMENTO E GERENCIAMENTO DE CONSULTAS CLÍNICAS SISTEMA DE AGENDAMENTO E GERENCIAMENTO DE CONSULTAS CLÍNICAS Pablo dos Santos Alves Alexander Roberto Valdameri - Orientador Roteiro da apresentação Introdução Objetivos Motivação Revisão bibliográfica

Leia mais

Banco de Dados de Músicas. Andre Lima Rocha Campos Osório Pereira Carvalho

Banco de Dados de Músicas. Andre Lima Rocha Campos Osório Pereira Carvalho Banco de Dados de Músicas Andre Lima Rocha Campos Osório Pereira Carvalho Definição Aplicação Web que oferece ao usuário um serviço de busca de músicas e informações relacionadas, como compositor, interprete,

Leia mais

ESTÁGIO CURRICULAR I e II SISTEMA DE MONITORAMENTO DE TI EM SOFTWARE LIVRE

ESTÁGIO CURRICULAR I e II SISTEMA DE MONITORAMENTO DE TI EM SOFTWARE LIVRE FERNANDO RODRIGO NASCIMENTO GUSE i ESTÁGIO CURRICULAR I e II SISTEMA DE MONITORAMENTO DE TI EM SOFTWARE LIVRE EMPRESA: Globalmind Serviços em Tecnologia da Informação LTDA. SETOR: Infra Estrutura SUPERVISOR:

Leia mais

Figura 1.1 Código de inserção não baseado em Hibernate. Figura 1.2 Código de inserção baseado em Hibernate

Figura 1.1 Código de inserção não baseado em Hibernate. Figura 1.2 Código de inserção baseado em Hibernate Hibernate É um framework para mapeamento objeto/relacional para aplicações em Java. Tem como objetivo mor o mapeamento de classes Java em tabelas do banco de dados e viceversa, possibilitando a realização

Leia mais

LEI DE ACESSO A INFORMAÇÃO DIREITO DO CIDADÃO

LEI DE ACESSO A INFORMAÇÃO DIREITO DO CIDADÃO DESCRIÇÃO DO SIGAI O SIGAI (Sistema Integrado de Gestão do Acesso à Informação) é uma solução de software que foi desenvolvida para automatizar os processos administrativos e operacionais visando a atender

Leia mais

Aplicativo web para definição do modelo lógico no projeto de banco de dados relacional

Aplicativo web para definição do modelo lógico no projeto de banco de dados relacional Aplicativo web para definição do modelo lógico no projeto de banco de dados relacional Juarez Bachmann Orientador: Alexander Roberto Valdameri Roteiro Introdução Objetivos Fundamentação teórica Desenvolvimento

Leia mais

SISTEMA DE WORKFLOW PARA MODELAGEM E EXECUÇÃO DE PROCESSOS DE SOFTWARE. Aluno: Roberto Reinert Orientador: Everaldo A. Grahl

SISTEMA DE WORKFLOW PARA MODELAGEM E EXECUÇÃO DE PROCESSOS DE SOFTWARE. Aluno: Roberto Reinert Orientador: Everaldo A. Grahl SISTEMA DE WORKFLOW PARA MODELAGEM E EXECUÇÃO DE PROCESSOS DE SOFTWARE Aluno: Roberto Reinert Orientador: Everaldo A. Grahl Roteiro de apresentação Introdução Objetivos Fundamentação Teórica Workflow Processo

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE PONTA GROSSA

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE PONTA GROSSA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE PONTA GROSSA SECRETARIA MUNICIPAL DE GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS CONCURSO PÚBLICO PARA ANALISTA DE SUPORTE 08 DE NOVEMBRO DE 2009... (NOME COMPLETO EM LETRA DE FORMA) INSTRUÇÕES

Leia mais

ESTÁGIO CURRICULAR I e II

ESTÁGIO CURRICULAR I e II DAINA PEREIRA DE SOUZA ESTÁGIO CURRICULAR I e II PROJETO FUNDAÇÃO BANCO DO BRASIL: IMPLEMENTAÇÃO DE NOVAS FUNCIONALIDADES NO SOFTWARE FUSION CURSO DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGIAS

Leia mais

Manual de referência do HP Web Jetadmin Database Connector Plug-in

Manual de referência do HP Web Jetadmin Database Connector Plug-in Manual de referência do HP Web Jetadmin Database Connector Plug-in Aviso sobre direitos autorais 2004 Copyright Hewlett-Packard Development Company, L.P. A reprodução, adaptação ou tradução sem permissão

Leia mais

ORDEM DE SERVIÇO OS 003/DINFO/2013 16/09/2013

ORDEM DE SERVIÇO OS 003/DINFO/2013 16/09/2013 A DIRETORIA DE INFORMÁTICA DINFO DA UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO -UERJ, no uso de suas atribuições legais, estabelece: Art. 1º: Para fins de normatização do Desenvolvimento Tecnológico na UERJ

Leia mais

Enterprise Content Management [ECM] Impulsionando o Poder da Informação

Enterprise Content Management [ECM] Impulsionando o Poder da Informação Enterprise Content Management [ECM] Impulsionando o Poder da Informação O SoftExpert ECM Suite provê as tecnologias utilizadas para criar, capturar, gerenciar, armazenar, preservar e distribuir todos os

Leia mais

FERRAMENTA WEB PARA MODELAGEM LÓGICA EM PROJETOS DE BANCOS DE DADOS RELACIONAIS

FERRAMENTA WEB PARA MODELAGEM LÓGICA EM PROJETOS DE BANCOS DE DADOS RELACIONAIS FERRAMENTA WEB PARA MODELAGEM LÓGICA EM PROJETOS DE BANCOS DE DADOS RELACIONAIS PAULO ALBERTO BUGMANN ORIENTADOR: ALEXANDER ROBERTO VALDAMERI Roteiro Introdução Objetivos Fundamentação teórica Desenvolvimento

Leia mais

Programação para a Internet. Prof. M.Sc. Sílvio Bacalá Jr sbacala@gmail.com www.facom.ufu.br/~bacala

Programação para a Internet. Prof. M.Sc. Sílvio Bacalá Jr sbacala@gmail.com www.facom.ufu.br/~bacala Programação para a Internet Prof. M.Sc. Sílvio Bacalá Jr sbacala@gmail.com www.facom.ufu.br/~bacala A plataforma WEB Baseada em HTTP (RFC 2068) Protocolo simples de transferência de arquivos Sem estado

Leia mais

ESTÁGIO CURRICULAR I e II CUSTOMIZAÇÃO MNT FROTA

ESTÁGIO CURRICULAR I e II CUSTOMIZAÇÃO MNT FROTA RAFAEL REINERT ESTÁGIO CURRICULAR I e II CUSTOMIZAÇÃO DO MNT FROTA EMPRESA: NG Informática SETOR: Desenvolvimento SUPERVISOR: Rafael Diogo Richter ORIENTADOR: Carlos Norberto Vetorazzi Júnior CURSO DE

Leia mais

BI Citsmart Fornece orientações necessárias para instalação, configuração e utilização do BI Citsmart.

BI Citsmart Fornece orientações necessárias para instalação, configuração e utilização do BI Citsmart. 16/08/2013 BI Citsmart Fornece orientações necessárias para instalação, configuração e utilização do BI Citsmart. Versão 1.0 19/12/2014 Visão Resumida Data Criação 19/12/2014 Versão Documento 1.0 Projeto

Leia mais

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA Manual de Utilização Google Grupos Sumário (Clique sobre a opção desejada para ir direto à página correspondente) Utilização do Google Grupos Introdução... 3 Página

Leia mais

Noções de. Microsoft SQL Server. Microsoft SQL Server

Noções de. Microsoft SQL Server. Microsoft SQL Server Noções de 1 Considerações Iniciais Basicamente existem dois tipos de usuários do SQL Server: Implementadores Administradores 2 1 Implementadores Utilizam o SQL Server para criar e alterar base de dados

Leia mais

Manual do Usuário Características e recursos básicos Enterprise Resource Planning

Manual do Usuário Características e recursos básicos Enterprise Resource Planning Manual do Usuário Características e recursos básicos Enterprise Resource Planning www.pwi.com.br 1 Volpe Enterprise Resource Planning Este manual não pode, em parte ou no seu todo, ser copiado, fotocopiado,

Leia mais

Contact Center CPqD. Operação. Manual do Cliente. Versão do produto: 1.0 Edição do documento: 3.0 Março de 2011

Contact Center CPqD. Operação. Manual do Cliente. Versão do produto: 1.0 Edição do documento: 3.0 Março de 2011 Contact Center CPqD Operação Manual do Cliente Versão do produto: 1.0 Edição do documento: 3.0 Março de 2011 Contact Center CPqD Operação Manual do Cliente Versão do produto: 1.0 Edição do documento: 3.0

Leia mais

Luciano Rocha Diretor Técnico Enial Coord..de TI Sec. Geral Mesa da ALES www.al.es.gov.br - luciano@al.es.gov.br Tel.: 027 3382.

Luciano Rocha Diretor Técnico Enial Coord..de TI Sec. Geral Mesa da ALES www.al.es.gov.br - luciano@al.es.gov.br Tel.: 027 3382. Luciano Rocha Diretor Técnico Enial Coord..de TI Sec. Geral Mesa da ALES www.al.es.gov.br - luciano@al.es.gov.br Tel.: 027 3382.3858-99712845 GED - ECM Estatísticas: Gasta-se 400 horas por ano procurando

Leia mais

SISTEMA GERENCIAL TRATORPLAN

SISTEMA GERENCIAL TRATORPLAN SISTEMA GERENCIAL TRATORPLAN SIGET Fabrício Pereira Santana¹, Jaime William Dias¹, ², Ricardo de Melo Germano¹ ¹Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil fabricioblack@gmail.com germano@unipar.br

Leia mais

World Wide Web e Aplicações

World Wide Web e Aplicações World Wide Web e Aplicações Módulo H O que é a WWW Permite a criação, manipulação e recuperação de informações Padrão de fato para navegação, publicação de informações e execução de transações na Internet

Leia mais

Curso de Aprendizado Industrial Desenvolvedor WEB

Curso de Aprendizado Industrial Desenvolvedor WEB Curso de Aprendizado Industrial Desenvolvedor WEB Disciplina: Programação Orientada a Objetos II Professor: Cheli dos S. Mendes da Costa Modelo Cliente- Servidor Modelo de Aplicação Cliente-servidor Os

Leia mais

M a n u a l d o R e c u r s o Q m o n i t o r

M a n u a l d o R e c u r s o Q m o n i t o r M a n u a l d o R e c u r s o Q m o n i t o r i t i l advanced Todos os direitos reservados à Constat. Uso autorizado mediante licenciamento Qualitor Porto Alegre RS Av. Ceará, 1652 São João 90240-512

Leia mais

Programação WEB Introdução

Programação WEB Introdução Programação WEB Introdução Rafael Vieira Coelho IFRS Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul Campus Farroupilha rafael.coelho@farroupilha.ifrs.edu.br Roteiro 1) Conceitos

Leia mais

A Companhia de Tecnologia da Informação do Estado de Minas Gerais PRODEMGE

A Companhia de Tecnologia da Informação do Estado de Minas Gerais PRODEMGE Belo Horizonte, 06 de Maio de 2010 A Companhia de Tecnologia da Informação do Estado de Minas Gerais PRODEMGE Referente: CONSULTA PÚBLICA PARA CONTRATAÇÃO DE UMA SOLUÇÃO DE GERENCIAMENTO DE SERVIÇOS DE

Leia mais

INDICE 3.APLICAÇÕES QUE PODEM SER DESENVOLVIDAS COM O USO DO SAXES

INDICE 3.APLICAÇÕES QUE PODEM SER DESENVOLVIDAS COM O USO DO SAXES w w w. i d e a l o g i c. c o m. b r INDICE 1.APRESENTAÇÃO 2.ESPECIFICAÇÃO DOS RECURSOS DO SOFTWARE SAXES 2.1. Funcionalidades comuns a outras ferramentas similares 2.2. Funcionalidades próprias do software

Leia mais

Desenvolvendo e Integrando Serviços Multiplataforma de TV Digital Interativa

Desenvolvendo e Integrando Serviços Multiplataforma de TV Digital Interativa Desenvolvendo e Integrando Serviços Multiplataforma de TV Digital Interativa Agenda Introdução Aplicações interativas de TV Digital Desafios de layout e usabilidade Laboratório de usabilidade Desafios

Leia mais

Visão Empresa de Contabilidade. Versão 8.1A-13

Visão Empresa de Contabilidade. Versão 8.1A-13 Visão Empresa de Contabilidade Versão 8.1A-13 Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Domínio Sistemas Ltda. Nesse

Leia mais

FAI CENTRO DE ENSINO SUPERIOR EM GESTÃO, TECNOLOGIA E EDUCAÇÃO CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO. Manual do Estágio Supervisionado

FAI CENTRO DE ENSINO SUPERIOR EM GESTÃO, TECNOLOGIA E EDUCAÇÃO CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO. Manual do Estágio Supervisionado FAI CENTRO DE ENSINO SUPERIOR EM GESTÃO, TECNOLOGIA E EDUCAÇÃO CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Manual do Estágio Supervisionado Santa Rita do Sapucaí-MG Janeiro/2011 Sumário 1. Introdução 3 2. O que é

Leia mais

Arquivos de Instalação... 4. Instalação JDK... 7. Instalação Apache Tomcat... 8. Configurando Tomcat... 9

Arquivos de Instalação... 4. Instalação JDK... 7. Instalação Apache Tomcat... 8. Configurando Tomcat... 9 Instalando e Atualizando a Solução... 3 Arquivos de Instalação... 4 Instalação do Servidor de Aplicação... 7 Instalação JDK... 7 Instalação Apache Tomcat... 8 Configurando Tomcat... 9 Configurando Banco

Leia mais

Excel 2010 Modulo II

Excel 2010 Modulo II Excel 2010 Modulo II Sumário Nomeando intervalos de células... 1 Classificação e filtro de dados... 3 Subtotais... 6 Validação e auditoria de dados... 8 Validação e auditoria de dados... 9 Cenários...

Leia mais

Versão 1.0 Janeiro de 2011. Xerox Phaser 3635MFP Plataforma de interface extensível

Versão 1.0 Janeiro de 2011. Xerox Phaser 3635MFP Plataforma de interface extensível Versão 1.0 Janeiro de 2011 Xerox Phaser 3635MFP 2011 Xerox Corporation. XEROX e XEROX e Design são marcas da Xerox Corporation nos Estados Unidos e/ou em outros países. São feitas alterações periodicamente

Leia mais

Impressão e Fotolito Oficina Gráfica da EDITORA VIENA. Todos os direitos reservados pela EDITORA VIENA LTDA

Impressão e Fotolito Oficina Gráfica da EDITORA VIENA. Todos os direitos reservados pela EDITORA VIENA LTDA Autores Karina de Oliveira Wellington da Silva Rehder Consultores em Informática Editora Viena Rua Regente Feijó, 621 - Centro - Santa Cruz do Rio Pardo - SP CEP 18.900-000 Central de Atendimento (0XX14)

Leia mais

GILMAR ARAUJO ESTÁGIO CURRICULAR I SUPORTE TI HOSPITALAR

GILMAR ARAUJO ESTÁGIO CURRICULAR I SUPORTE TI HOSPITALAR GILMAR ARAUJO ESTÁGIO CURRICULAR I SUPORTE TI HOSPITALAR EMPRESA: TRÍPLICE CONSULTORIA E SERVIÇOS LTDA. SETOR: INFORMÁTICA SUPERVISOR: RONALDO GUIZARDI ORIENTADOR: VILSON VIEIRA CURSO DE BACHARELADO EM

Leia mais

Diveo Exchange OWA 2007

Diveo Exchange OWA 2007 Diveo Exchange OWA 2007 Manual do Usuário v.1.0 Autor: Cícero Renato G. Souza Revisão: Antonio Carlos de Jesus Sistemas & IT Introdução... 4 Introdução ao Outlook Web Access 2007... 4 Quais são as funcionalidades

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSOS

PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSOS 1 de 6 PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSOS BURITREINAMENTOS MANAUS-AM MARÇO / 2015 2 de 6 PACOTES DE TREINAMENTOS BURITECH A Buritech desenvolveu um grupo de pacotes de treinamentos, aqui chamados de BuriPacks,

Leia mais

ANEXO III PERFIL DOS PROFISSIONAIS, FORMAÇÃO E ATIVIDADES A DESENVOLVER PARA MANUTENÇÃO E DESENVOLVIMENTO

ANEXO III PERFIL DOS PROFISSIONAIS, FORMAÇÃO E ATIVIDADES A DESENVOLVER PARA MANUTENÇÃO E DESENVOLVIMENTO CONCORRÊNCIA DIRAD/CPLIC-008/2008 1 ANEXO III PERFIL DOS PROFISSIONAIS, FORMAÇÃO E ATIVIDADES A DESENVOLVER PARA MANUTENÇÃO E DESENVOLVIMENTO 1. INFORMAÇÕES GERAIS E CARACTERÍSTICA DO ATUAL AMBIENTE CORPORATIVO

Leia mais

Guia de Utilização do Microsoft Dynamics CRM (Gestão de Relacionamento com Clientes)

Guia de Utilização do Microsoft Dynamics CRM (Gestão de Relacionamento com Clientes) Guia de Utilização do Microsoft Dynamics CRM (Gestão de Relacionamento com Clientes) 1. Sobre o Microsoft Dynamics CRM - O Microsoft Dynamics CRM permite criar e manter facilmente uma visão clara dos clientes,

Leia mais

Manual do Sistema de Almoxarifado P á g i n a 2. Manual do Sistema de Almoxarifado Módulo Requisição. Núcleo de Tecnologia da Informação

Manual do Sistema de Almoxarifado P á g i n a 2. Manual do Sistema de Almoxarifado Módulo Requisição. Núcleo de Tecnologia da Informação Divisão de Almoxarifado DIAX/CGM/PRAD Manual do Sistema de Almoxarifado Módulo Requisição Versão On-Line Núcleo de Tecnologia da Informação Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Manual do Sistema

Leia mais

ANEXO 05 ARQUITETURAS TECNOLÓGICAS PROCERGS

ANEXO 05 ARQUITETURAS TECNOLÓGICAS PROCERGS ANEXO 05 ARQUITETURAS TECNOLÓGICAS PROCERGS Este anexo apresenta uma visão geral das seguintes plataformas: 1. Plataforma Microsoft.NET - VB.NET e C#; 2. Plataforma JAVA; 3. Plataforma Android, ios e Windows

Leia mais

J2EE TM Java 2 Plataform, Enterprise Edition

J2EE TM Java 2 Plataform, Enterprise Edition CURSO DE GRADUAÇÃO J2EE TM Java 2 Plataform, Enterprise Edition Antonio Benedito Coimbra Sampaio Junior abc@unama.br OBJETIVOS DO CURSO Capacitar os alunos no desenvolvimento de aplicações para a WEB com

Leia mais

PROJETO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA INTERNACIONAL. Diretrizes e Estratégias para Ciência, Tecnologia e Inovação no Brasil

PROJETO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA INTERNACIONAL. Diretrizes e Estratégias para Ciência, Tecnologia e Inovação no Brasil PROJETO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA INTERNACIONAL Diretrizes e Estratégias para Ciência, Tecnologia e Inovação no Brasil Projeto 914 BRA5065 - PRODOC-MTC/UNESCO DOCUMENTO TÉCNICO Nº 02 IMPLANTAÇÃO DE 1 (UM)

Leia mais

DOCUMENTO DE REQUISITOS

DOCUMENTO DE REQUISITOS 1/38 DOCUMENTO DE REQUISITOS GED Gerenciamento Eletrônico de Documentos Versão 1.1 Identificação do Projeto CLIENTE: NOME DO CLIENTE TIPO DO SISTEMA OU PROJETO Participantes Função Email Abilio Patrocinador

Leia mais

Desenvolvendo Aplicações Web com NetBeans

Desenvolvendo Aplicações Web com NetBeans Desenvolvendo Aplicações Web com NetBeans Aula 3 Cap. 4 Trabalhando com Banco de Dados Prof.: Marcelo Ferreira Ortega Introdução O trabalho com banco de dados utilizando o NetBeans se desenvolveu ao longo

Leia mais

Moodle FTEC Versão 2.0 Manual do Usuário Acesse a área de LOGIN do site da FTEC www.ftec.com.br

Moodle FTEC Versão 2.0 Manual do Usuário Acesse a área de LOGIN do site da FTEC www.ftec.com.br Moodle FTEC Versão 2.0 Manual do Usuário Acesse a área de LOGIN do site da FTEC www.ftec.com.br Índice Como acessar o Moodle Editando seu PERFIL Editando o curso / disciplina no Moodle Incluindo Recursos

Leia mais

Solução de gerenciamento de sistemas Dell KACE K1000 Versão 5.5. Guia de gerenciamento de ativos. Julho de 2013

Solução de gerenciamento de sistemas Dell KACE K1000 Versão 5.5. Guia de gerenciamento de ativos. Julho de 2013 Solução de gerenciamento de sistemas Dell KACE K1000 Versão 5.5 Guia de gerenciamento de ativos Julho de 2013 2004-2013 Dell, Inc. Todos os direitos reservados. Qualquer forma de reprodução deste material

Leia mais

Volpe Enterprise Resource Planning

Volpe Enterprise Resource Planning Volpe Enterprise Resource Planning Este manual não pode, em parte ou no seu todo, ser copiado, fotocopiado, reproduzido, traduzido ou reduzido a qualquer mídia eletrônica ou máquina de leitura, sem a expressa

Leia mais

Informática Básica. Microsoft Word XP, 2003 e 2007

Informática Básica. Microsoft Word XP, 2003 e 2007 Informática Básica Microsoft Word XP, 2003 e 2007 Introdução O editor de textos Microsoft Word oferece um conjunto de recursos bastante completo, cobrindo todas as etapas de preparação, formatação e impressão

Leia mais

DEFINIÇÃO DE REQUISITOS SISTEMA DE CONTROLE DE FINANÇAS WEB 1.0 MANTER FUNCIONÁRIO RELEASE 4.1

DEFINIÇÃO DE REQUISITOS SISTEMA DE CONTROLE DE FINANÇAS WEB 1.0 MANTER FUNCIONÁRIO RELEASE 4.1 DEFINIÇÃO DE REQUISITOS SISTEMA DE CONTROLE DE FINANÇAS WEB 1.0 MANTER FUNCIONÁRIO RELEASE 4.1 SUMÁRIO DEFINIÇÃO DE REQUISITOS 4 1. INTRODUÇÃO 4 1.1 FINALIDADE 4 1.2 ESCOPO 4 1.3 DEFINIÇÕES, ACRÔNIMOS

Leia mais

DESENVOLVENDO APLICAÇÃO UTILIZANDO JAVA SERVER FACES

DESENVOLVENDO APLICAÇÃO UTILIZANDO JAVA SERVER FACES DESENVOLVENDO APLICAÇÃO UTILIZANDO JAVA SERVER FACES Alexandre Egleilton Araújo, Jaime Willian Dias Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil araujo.ale01@gmail.com, jaime@unipar.br Resumo.

Leia mais

SOA: Service-oriented architecture

SOA: Service-oriented architecture SOA: Service-oriented architecture Roteiro Breve História O que é Arquitetura de Software? O que é SOA? Serviços Infraestrutura Composição Sua empresa está preparada para SOA? Breve História Uma empresa

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO NF-e CONNECT - Versão 7 - Outubro/2009

MANUAL DE INSTALAÇÃO NF-e CONNECT - Versão 7 - Outubro/2009 Simplificando processos, Dinamizando negócios OOBJ-NF-E/CT-E MANUAL DE INSTALAÇÃO NF-e CONNECT - Versão 7 - Outubro/2009 E-Sales Soluções de integração Avenida França, 1162 Porto Alegre, RS Fone: (51)

Leia mais

Automidia Service Management Provisionamento para o AD integrado ao Service Desk

Automidia Service Management Provisionamento para o AD integrado ao Service Desk Automidia Service Management Provisionamento para o AD integrado ao Service Desk Agenda Objetivos Agenda Histórico e Motivação 05 mins Características da Aplicação 20 mins Apresentação Software 15 mins

Leia mais

Alfresco Content Management

Alfresco Content Management Alfresco Content Management Alfresco é um sistema ECM (Enterprise Content Management) também conhecido como GED (Gestão Eletrônica de Documentos) em nosso mercado de porte corporativo para atender a empresas

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE SERGIPE Coordenadoria de Modernização, Suporte, Infraestrutura e Sistema

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE SERGIPE Coordenadoria de Modernização, Suporte, Infraestrutura e Sistema TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE SERGIPE Coordenadoria de Modernização, Suporte, Infraestrutura e Sistema MANUAL DO PROCESSO ELETRÔNICO Processos de Concessão de Benefícios Histórico da Revisão Data Versão

Leia mais

WWW - World Wide Web

WWW - World Wide Web WWW World Wide Web WWW Cap. 9.1 WWW - World Wide Web Idéia básica do WWW: Estratégia de acesso a uma teia (WEB) de documentos referenciados (linked) em computadores na Internet (ou Rede TCP/IP privada)

Leia mais

Instalando e Atualizando a Solução... 3. Arquivos de Instalação... 4. Instalação do Servidor de Aplicação... 7. Instalação JDK...

Instalando e Atualizando a Solução... 3. Arquivos de Instalação... 4. Instalação do Servidor de Aplicação... 7. Instalação JDK... Instalando e Atualizando a Solução... 3 Arquivos de Instalação... 4 Instalação do Servidor de Aplicação... 7 Instalação JDK... 7 Instalação Apache Tomcat... 8 Configurando Tomcat... 9 Configurando Banco

Leia mais

XDR. Solução para Big Data.

XDR. Solução para Big Data. XDR Solução para Big Data. ObJetivo Principal O volume de informações com os quais as empresas de telecomunicações/internet têm que lidar é muito grande, e está em constante crescimento devido à franca

Leia mais

Processos (Threads,Virtualização e Migração de Código)

Processos (Threads,Virtualização e Migração de Código) Processos (Threads,Virtualização e Migração de Código) Roteiro Processos Threads Virtualização Migração de Código O que é um processo?! Processos são programas em execução. Processo Processo Processo tem

Leia mais

SISTEMA INTEGRADO DE ADMINISTRAÇÃO DA RECEITA PED MANUAL INTERNET

SISTEMA INTEGRADO DE ADMINISTRAÇÃO DA RECEITA PED MANUAL INTERNET SISTEMA INTEGRADO DE ADMINISTRAÇÃO DA RECEITA MANUAL INTERNET ÍNDICE Sistema Integrado de Administração da Receita 1 INTRODUÇÃO GERAL... 4 2 INTRODUÇÃO AO... 4 2.1 OBJETIVOS... 4 2.2 BENEFÍCIOS... 4 2.3

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MODULO OPERACIONAL

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MODULO OPERACIONAL MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MODULO OPERACIONAL TISS 3.02.00 Setembro 2015 - Versão 3 Índice Passo 1: Visão Geral... 3 Passo 2: Como acessar o Consultório Online?... 3 Passo 3: Quais são os Recursos Disponíveis...

Leia mais

UM ESTUDO SOBRE ARQUITETURA PARA DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE WEB UTILIZANDO NOVAS TECNOLOGIAS

UM ESTUDO SOBRE ARQUITETURA PARA DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE WEB UTILIZANDO NOVAS TECNOLOGIAS UM ESTUDO SOBRE ARQUITETURA PARA DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE WEB UTILIZANDO NOVAS TECNOLOGIAS Edi Carlos Siniciato ¹, William Magalhães¹ ¹ Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil edysiniciato@gmail.com,

Leia mais

SISTEMA DE CONTROLE DE DADOS CLIMÁTICOS NA WEB NO AUXILIO À AGRICULTURA RESUMO SYSTEM CONTROL OF CLIMATIC DATA IN THE WEB TO ASSIST THE AGRICULTURE

SISTEMA DE CONTROLE DE DADOS CLIMÁTICOS NA WEB NO AUXILIO À AGRICULTURA RESUMO SYSTEM CONTROL OF CLIMATIC DATA IN THE WEB TO ASSIST THE AGRICULTURE SISTEMA DE CONTROLE DE DADOS CLIMÁTICOS NA WEB NO AUXILIO À AGRICULTURA CAROLINE VISOTO 1 EDUARDO RUBIN 2 THIAGO X. V. OLIVEIRA 3 WILINGTHON PAVAN 4 JOSÉ MAURÍCIO CUNHA FERNANDES 5 CRISTIANO ROBERTO CERVI

Leia mais

Guia de Introdução ao Windows SharePoint Services

Guia de Introdução ao Windows SharePoint Services Guia de Introdução ao Windows SharePoint Services - Windows SharePoint Services... Page 1 of 11 Windows SharePoint Services Guia de Introdução ao Windows SharePoint Services Ocultar tudo O Microsoft Windows

Leia mais

DESENVOLVENDO APLICAÇÕES UTILIZANDO JAVASERVER FACES E MVC

DESENVOLVENDO APLICAÇÕES UTILIZANDO JAVASERVER FACES E MVC DESENVOLVENDO APLICAÇÕES UTILIZANDO JAVASERVER FACES E MVC Felipe Moreira Decol Claro 1, Késsia Rita da Costa Marchi 1 1 Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil felipe4258@hotmail.com, kessia@unipar.br

Leia mais

INTEGRE Diversas fontes de informações em uma interface intuitiva que exibe exatamente o que você precisa

INTEGRE Diversas fontes de informações em uma interface intuitiva que exibe exatamente o que você precisa INTEGRE Diversas fontes de informações em uma interface intuitiva que exibe exatamente o que você precisa ACESSE Informações corporativas a partir de qualquer ponto de Internet baseado na configuração

Leia mais

CAIO CÉSAR MAYER. ESTÁGIO CURRICULAR I e II DESENVOLVIMENTO DE APLICAÇÕES WEB EM C#.NET

CAIO CÉSAR MAYER. ESTÁGIO CURRICULAR I e II DESENVOLVIMENTO DE APLICAÇÕES WEB EM C#.NET CAIO CÉSAR MAYER ESTÁGIO CURRICULAR I e II DESENVOLVIMENTO DE APLICAÇÕES WEB EM C#.NET EMPRESA: SELBETTI GESTÃO DE DOCUMENTOS SETOR: DESENVOLVIMENTO SUPERVISOR: FABIANO PAUL ORIENTADOR: JORGE MANUEL LAGE

Leia mais

Automação do Processo de Instalação de Softwares

Automação do Processo de Instalação de Softwares Automação do Processo de Instalação de Softwares Aislan Nogueira Diogo Avelino João Rafael Azevedo Milene Moreira Companhia Siderúrgica Nacional - CSN RESUMO Este artigo tem como finalidade apresentar

Leia mais

Prefeitura Municipal de Florianópolis Secretaria Municipal da Receita Sistema de Geração e Emissão de Nota Fiscal de Prestação de Serviços Eletrônica

Prefeitura Municipal de Florianópolis Secretaria Municipal da Receita Sistema de Geração e Emissão de Nota Fiscal de Prestação de Serviços Eletrônica Sistema de Geração e Emissão de Nota Fiscal de Prestação de Serviços Eletrônica Manual do Cliente NFPS-e Versão 1.1.2.0 FLORIANÓPOLIS - SC Manual do Cliente NFPS-e Versão 1.1.2.0 1 Sumário 1 ACRÔNIMOS

Leia mais

Integração de Dados Plataforma Hub Magento E-Commerce

Integração de Dados Plataforma Hub Magento E-Commerce Integração de Dados Plataforma Hub Magento E-Commerce Facilitando Negócios Conectando softwares com Magento Plataforma de E-Commerce Integração de Dados Plataforma Hub Magento E-Commerce Este documento

Leia mais

Aplicações de GED. Aplicações de GED. Document imaging. Document imaging

Aplicações de GED. Aplicações de GED. Document imaging. Document imaging Aplicações de GED Processamento, arquivamento e recuperação de documentos (Document Imaging) Gerenciamento de documentos (Document Management) Sistema de Gerenciamento de documentos técnicos (engineering

Leia mais

Grifon Alerta. Manual do Usuário

Grifon Alerta. Manual do Usuário Grifon Alerta Manual do Usuário Sumário Sobre a Grifon Brasil... 4 Recortes eletrônicos... 4 Grifon Alerta Cliente... 4 Visão Geral... 4 Instalação... 5 Pré-requisitos... 5 Passo a passo para a instalação...

Leia mais

Configurando o IIS no Server 2003

Configurando o IIS no Server 2003 2003 Ser ver Enterprise Objetivo Ao término, você será capaz de: 1. Instalar e configurar um site usando o IIS 6.0 Configurando o IIS no Server 2003 Instalando e configurando o IIS 6.0 O IIS 6 é o aplicativo

Leia mais

Ferramenta: Spider-CL. Manual do Usuário. Versão da Ferramenta: 1.1. www.ufpa.br/spider

Ferramenta: Spider-CL. Manual do Usuário. Versão da Ferramenta: 1.1. www.ufpa.br/spider Ferramenta: Spider-CL Manual do Usuário Versão da Ferramenta: 1.1 www.ufpa.br/spider Histórico de Revisões Data Versão Descrição Autor 14/07/2009 1.0 15/07/2009 1.1 16/07/2009 1.2 20/05/2010 1.3 Preenchimento

Leia mais

SEAP / CAS. Manual V1.0

SEAP / CAS. Manual V1.0 SEAP / CAS Manual V1.0 Janeiro - 2013 Coordenadoria de Administração de Serviços - CAS Palácio das Araucárias Rua Jacy Loureiro de Campos, s/nº 80530-140 - Centro Cívico - Curitiba Paraná Fone: (41) 3313-6071

Leia mais

SISTEMA DE CONTROLE INTERNO DE FLUXO DE CAIXA DO SETOR DE APOIO FINANCEIRO (ULBRA GUAÍBA)

SISTEMA DE CONTROLE INTERNO DE FLUXO DE CAIXA DO SETOR DE APOIO FINANCEIRO (ULBRA GUAÍBA) SISTEMA DE CONTROLE INTERNO DE FLUXO DE CAIXA DO SETOR DE APOIO FINANCEIRO (ULBRA GUAÍBA) Alessandra Lubbe 1 Alexandre Evangelista 2 Jeandro Perceval 3 José Ramiro Pereira 4 Luiz Gustavo Mahlmann 5 RESUMO

Leia mais

Universidade Federal de Goiás Centro de Recursos Computacionais - CERCOMP Divisão de Sistemas. Criação de uma Serviço de Geração de Relatórios

Universidade Federal de Goiás Centro de Recursos Computacionais - CERCOMP Divisão de Sistemas. Criação de uma Serviço de Geração de Relatórios Universidade Federal de Goiás Centro de Recursos Computacionais - CERCOMP Divisão de Sistemas Criação de uma Serviço de Geração de Relatórios Goiânia 12/2011 Versionamento 12/12/2011 Hugo Marciano... 1.0

Leia mais

gerenciamento de portais e websites corporativos interface simples e amigável, ágil e funcional não dependendo mais de um profissional especializado

gerenciamento de portais e websites corporativos interface simples e amigável, ágil e funcional não dependendo mais de um profissional especializado O NetPublisher é um sistema de gerenciamento de portais e websites corporativos (intranets ou extranets), apropriado para pequenas, médias e grandes empresas. O conteúdo do website pode ser atualizado

Leia mais

Guia do Laboratório de Teste: Demonstre colaboração de Intranet com SharePoint Server 2013

Guia do Laboratório de Teste: Demonstre colaboração de Intranet com SharePoint Server 2013 Guia do Laboratório de Teste: Demonstre colaboração de Intranet com SharePoint Server 2013 Este documento é fornecido no estado em que se encontra. As informações e exibições expressas neste documento,

Leia mais

GESTEC Gestão e Tecnologia. Sistema de Gestão Escolar

GESTEC Gestão e Tecnologia. Sistema de Gestão Escolar Sistema de Gestão Escolar Manual do Usuário versão 2.0 Dezembro/2011 1 Índice Introdução... 4 Acesso ao Sistema... 5 Cadastro de Funcionários... 5 Cadastro de Tipos de Usuários... 8 Cadastro de Usuários...

Leia mais

Sistema de Gerenciamento de Conferências Tecnológicas

Sistema de Gerenciamento de Conferências Tecnológicas Sistema de Gerenciamento de Conferências Tecnológicas Versão 0.1 08/09/09 Instituto de Computação - UNICAMP Grupo: Alexandre Tolstenko 072737 Eddy Nakamura 074822 Letícia Feniman 074165 Marcel Carlos 071675

Leia mais

Softwares de Sistemas e de Aplicação

Softwares de Sistemas e de Aplicação Fundamentos dos Sistemas de Informação Softwares de Sistemas e de Aplicação Profª. Esp. Milena Resende - milenaresende@fimes.edu.br Visão Geral de Software O que é um software? Qual a função do software?

Leia mais