Red Hat Enterprise Linux Release Notes

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Red Hat Enterprise Linux 7 7.0 Release Notes"

Transcrição

1 Red Hat Enterprise Linux Release Notes Release Notes para Red Hat Enterprise Linux 7.0 Red Hat Serviços de Conteúdo da Engenharia

2

3 Red Hat Enterprise Linux Release Notes Release Notes para Red Hat Enterprise Linux 7.0 Red Hat Serviços de Conteúdo da Engenharia

4 Nota Legal Copyright 2014 Red Hat, Inc. T his document is licensed by Red Hat under the Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 Unported License. If you distribute this document, or a modified version of it, you must provide attribution to Red Hat, Inc. and provide a link to the original. If the document is modified, all Red Hat trademarks must be removed. Red Hat, as the licensor of this document, waives the right to enforce, and agrees not to assert, Section 4d of CC-BY-SA to the fullest extent permitted by applicable law. Red Hat, Red Hat Enterprise Linux, the Shadowman logo, JBoss, MetaMatrix, Fedora, the Infinity Logo, and RHCE are trademarks of Red Hat, Inc., registered in the United States and other countries. Linux is the registered trademark of Linus Torvalds in the United States and other countries. Java is a registered trademark of Oracle and/or its affiliates. XFS is a trademark of Silicon Graphics International Corp. or its subsidiaries in the United States and/or other countries. MySQL is a registered trademark of MySQL AB in the United States, the European Union and other countries. Node.js is an official trademark of Joyent. Red Hat Software Collections is not formally related to or endorsed by the official Joyent Node.js open source or commercial project. T he OpenStack Word Mark and OpenStack Logo are either registered trademarks/service marks or trademarks/service marks of the OpenStack Foundation, in the United States and other countries and are used with the OpenStack Foundation's permission. We are not affiliated with, endorsed or sponsored by the OpenStack Foundation, or the OpenStack community. All other trademarks are the property of their respective owners. Resumo As Notas de Lançamento documentam grandes recursos e melhorias implementadas no lançamento de Red Hat Enterprise Linux 7.0. Para obter mais detalhes sobre as mudanças entre o Red Hat Enterprise Linux 6 e 7, consulte o Migration Planning Guide. Problemas conhecidos estão listados no Notas T écnicas. As Notas de Lançamento do Red Hat Enterprise Linux 7.0, as quais se encontram online here, devem ser consideradas versões definitivas, atualizadas. Sugere-se que clientes com perguntas sobre o lançamento, consultem as Notas de Lançamento e Notas T écnicas para suas versões do Red Hat Enterprise Linux. O setor de Serviços do Suporte Global da Red Hat gostaria de prestar reconhecimento a Sterling Alexander e Michael Everette por suas contribuições fantásticas no teste do Red Hat Enterprise Linux 7.

5 Índice Índice. Capítulo Apresentação Capítulo Arquiteturas Capítulo Capacidades e.. Limites Capítulo Mudanças nos... Pacotes e.. Suporte Pacotes Obsoletos Pacotes Removidos Drivers e Módulos Obsoletos Drivers de Kernel, Módulos e Recursos finalizados. 11. Capítulo Instalação e. Inicialização Instalador Gerenciador de Inicialização 15. Capítulo Armazenamento Subsistema do Alvo do kernel LIO 17 Dipositivos de Bloco Rápidos, Desacelerador do Cache, Dispositivos de Blocos 17 LVM Cache 17 Storage Array Management com libstoragemgmt API 17 Suporte para LSI Synchro 17 Interface de Programação de Aplicativo LVM 18 Suporte DIF/DIX 18 Suporte de NFS Paralelo 18. Capítulo Sistemas de.. Arquivo Suporte do Sistema de Arquivo XFS 19 libhugetlbfs Support para IBM System z 19. Capítulo Kernel Suporte para tamanhos de crashkernel Grandes 20 Crashkernel Com Mais de 1 CPU 20 Alterar Compressão de Memória 20 Agendamento NUMA-Aware e Alocação de Memória 20 Virtualização APIC 20 vmcp Embutido no Kernel 20 Mecanismo de Relatório de Erros do Hardware 20 Suporte DynTick Total 21 Realizando um blacklist nos módulos do kernel 21 Reparo Dinâmico do kernel 21 Emulex ocrdma Driver 21 dm-era T arget 21. Capítulo Virtualização Virtualização Baseada no Kernel Xen Hyper-V 26. Capítulo Serviços e.. Sistema systemd 27. Capítulo Clustering Gerenciador de Cluster Marca Passo Piranha Substituída por keepalived e HAProxy Administração do Alta Disponibilidade Novos agentes de recursos 29 1

6 Red Hat Enterprise Linux Release Notes Novos agentes de recursos 29. Capítulo Compilador e. Ferramentas GCC T oolchain GLIBC GDB Feramentas de Desempenho Programando Idiomas 35. Capítulo Networking Agrupamento de Rede 37 NetworkManager 37 chrony Suite 37 Dynamic Firewall Daemon, firewalld Suite 37 DNSSEC 37 OpenLMI 37 Funcionalidade do SR-IOV no qlcnic Driver 38 FreeRADIUS T rusted Network Connect 38. Capítulo Gerenciamento de... Recurso Grupos de Controle 40. Capítulo Autenticação e.. Interoperabilidade Nova Implementação de Confiança 41 slapi-nis Plug-In Atualizado 41 Backup and Mecanismo de Restauração do IPA 41 Samba Uso dos Provedores AD e LDAP sudo 41. Capítulo Segurança OpenSSH chroot Shell Logins 43 Autenticações Múltiplas Requeridas 43 GSS Proxy 43 Mudança no NSS 43 SCAP Workbench 43 OSCAP Anaconda Add-On 44. Capítulo Gerenciamento da... Subscrição Direitos de Serviços baseado em Certificado 45. Capítulo Desktop GNOME KDE 46. Capítulo Servidores da... Web.... e.. Serviços Apache HTTP Server MariaDB PostgreSQL Capítulo Documentação Documentação de Lançamento Instalação e Implementação Segurança Ferramentas e Desempenho Clustering e Alta Disponibilidade Virtualização 50. Capítulo Internacionalização Idiomas Internacionais do Red Hat Enterprise Linux Mudanças Gerais na Internacionalização 53 2

7 Índice Mudanças Gerais na Internacionalização Métodos de entrada Fonts Mudanças Específicas de Idioma Capítulo Suportabilidade e. Manutenção ABRT Histórico de... Revisões

8 Red Hat Enterprise Linux Release Notes Capítulo 1. Apresentação A Red Hat tem o prazer em anunciar a disponibilidade do Red Hat Enterprise Linux 7.0. O Red Hat Enterprise Linux 7.0 é a próxima geração do conjunto compreensivo da Red Hat de sistemas operacionais, criados para a computação corporativa de missão crítica e certificado pelo software corporativo superior e vendedores de hardware. 4

9 Capítulo 2. Arquiteturas Capítulo 2. Arquiteturas Red Hat Enterprise Linux 7.0 está disponível em um kit único nas seguintes arquiteturas [1] : 64-bit AMD 64-bit Intel IBM POWER7 e POWER8 IBM System z [2] Neste lançamento, a Red Hat reune melhorias do servidor, sistemas e experiência geral de fonte aberta da Red Hat. [1] O b serve q ue a instalação d o Red Hat Enterp rise Linux 7.0 é sup o rtad a so mente em um hard ware d e 6 4-b it. Red Hat Enterp rise Linux 7.0 é cap az d e executar sistemas o p eracio nais d e 32-b it, incluind o versõ es anterio res d o Red Hat Enterp rise Linux, co mo máq uinas virtuais. [2] O b serve q ue o Red Hat Enterp rise Linux 7.0 sup o rta o IBM zenterp rise 19 6 hard ware o u versõ es p o sterio res. 5

10 Red Hat Enterprise Linux Release Notes Capítulo 3. Capacidades e Limites A tabela a seguir lista as capacidades e limites do Red Hat Enterprise Linux 7 como comparado com as versões 5 e 6. Tabela 3.1. Limites para as versões do Red Hat Enterprise Linux 5, 6 e 7 Maximum Logical CPUs Red Hat Enterprise Linux 5 Red Hat Enterprise Linux 6 Red Hat Enterprise Linux 7 x86_64 160/ / /5120 POWER 128/ Sob avaliação System z 101 (zec12) 101 (zec12) Sob avaliação Maximum Memory x86_64 1 TB 3 TB suportado/64 TB POWER 512 GB minimo/1 TB recomendado 2 TB 2 TB 3 TB suportado/64 TB System z 3 TB (z196) 3 TB (z196) 3 TB (z196) Mínimo Requerido x86_64 POWER 512 MB mínimo/1 GB por CPU lógica recomendada 1 GB/2 GB recomendado 1 GB mínimo/1 GB por CPU lógica recomendado 2 GB/2 GB por instalação do Red Hat Enterprise Linux System z 512 MB 512 MB 1 GB Sistemas de Arquivo e Limites de Arm azenam ento Tamanho de Arquivo Máximo: XFS 16 TB 16 TB 16 TB Tamanho de Arquivo Máximo: ext4 16 TB 16 TB 50 TB 1 GB mínimo/1 GB por CPU lógica recomendado 2 GB/2 GB por instalação do Red Hat Enterprise Linux T amanho Máximo de Arquivo: Btrfs N/A Sob avaliação Sob avaliação Tamanho de Sistema de Arquivo Máximo: XFS 100 TB [b ] 100 TB 500 TB Tamanho Máximo de Arquivo: ext4 16 TB 16 TB 50 TB T amanho Máximo de Arquivo: Btrfs N/A Sob avaliação 50 T B Tamanho Máximo de Inicialização LUN 2 TB 16 TB [c] 50 TB T amanho Máximo de Endereço Por Processo: x86_64 2 TB 128 TB 128 TB [a] [a] Maio r d o q ue 1 G B reco mend ad o p ara instalaçõ es no IBM System z. [b ] versão d o Red Hat Enterp rise Linux 5.5 o u p o sterio res, sup o rtam um tamanho d e sistema d e arq uivo máximo XFS d e até 10 0 TB. [c] No te q ue o sup o rte UEFI e G PT são necessário s p ara sup o rte d e mais d o q ue 2 TB b o o t LUN. 6

11 Capítulo 4. Mudanças nos Pacotes e Suporte Capítulo 4. Mudanças nos Pacotes e Suporte As tabelas a seguir de pacotes obsoletos e removidos e drivers são consideradas estritamente relevantes para o lançamento do Red Hat Enterprise Linux 7.0 e poderá ser alterada pela Red Hat para o Red Hat Enterprise Linux Pacotes Obsoletos As funções a seguir e capacidades, são planejadas para serem obsoletas no Red Hat Enterprise Linux 7.0, e podem ser removidas de uma versão futura do produto. Onde apropriado, capacidades alternativas são sugeridas abaixo. T abela 4.1. Pacotes Obsoletos Functionalidade/Pacote Alternativo Notas de Migração suporte de sistema de arquivos ext2, ext3 sblim-sfcb Legacy RHN Hosted registration acpid ext4 tog-pegasus subscription-manager e Subscription Asset Manager systemd código de sistemas de arquivo ext4 pode ser usado para ext2 e ext3 evolution-mapi evolution-ews Por favor migre das máquinas Microsoft Exchange Server 2003 gtkhtml3 sendmail edac-utils e mcelog webkitgtk3 postfix rasdaemon libcgroup systemd cgutils continuará a existir no Red Hat Enterprise Linux 7.0 mas o systemd são capacidades evolventes para possibilitar clientes a migrarem em lançamentos posteriores. krb5-appl openssh OpenSSH contém as mesmas ferramentas funcionais que são implementadas utilizando padrões ativamente mantidos e em uma base de código mantida de forma mais ativa e desenvolvida. lvm1 lvm2 lvm2mirror e cmirror lvm2 raid1 lvm2 raid1 não suporta clusters. Não existem planos para substituir cmirror Pacotes Removidos Esta seção lista pacotes removidos do Red Hat Enterprise Linux 7 se comparado ao Red Hat Enterprise Linux 6. 7

12 Red Hat Enterprise Linux Release Notes T abela 4.2. Pacotes Removidos Functionalidade/Pacote Alternativo Notas de Migração gcj OpenJDK Não compile os aplicativos do Java em código nativo com o gcj. arquiteturas de 32 bits como arquiteturas de instalação. arquitetura de 64 bits Aplicativos ainda serão executados com as bibliotecas de compatibilidades. T este seu aplicativo no 64-bit Red Hat Enterprise Linux 6. Caso seja necessário o suporte de inicialização do 32-bit, use o Red Hat Enterprise Linux 6. suporte IBM POWER6 Nenhum Continue a utilizar o Red Hat Enterprise Linux 5 ou 6. Matahari gerenciamento baseado em CIM O Matahari foi removido do Red Hat Enterprise Linux 6.4. Não utilize-o. ecryptfs Pilha de aplicativo da Web T urbogears2 Utilize o LUKS existente ou criptografia baseada em bloco do dm-crypt. Nenhum Migração não está disponível; usuários precisam recriar dados criptografados. OpenMotif version 2.2 Motif 2.3 Reconstruir aplicativos na versão atual do Motif que esteja no Red Hat Enterprise Linux 6. ferramenta analítica da Web webalizer gerenciador de janelas compiz Conjunto de Ferramentas de desenvolvedor Eclipse Nenhum gnome-shell Nenhum O Eclipse é oferecido agora na oferta do conjunto de ferramentas de desenvolvedor da Red Hat. Qpid e QMF Nenhum Qpid e QMF estão disponíveis da oferta do MRG. amtu Nenhum Certificações de Critério Comum não precisa mais desta ferramenta. system-config-services pidgin front ends systemadm empathy intérprete perl-suidperl Nenhum A função não está mais disponível no Perl upstream. pam_passwdqc, pam_cracklib Biblioteca e daemon do HAL Biblioteca e daemon do ConsoleKit DeviceKit-power pam_pwquality udev systemd upower oftware/systemd/writing-displaymanagers 8

13 Capítulo 4. Mudanças nos Pacotes e Suporte Functionalidade/Pacote Alternativo Notas de Migração system-config-lvm gnome-disk-utility e systemstorage-manager gnome-disk-utility também está presente no Red Hat Enterprise Linux 6. Note que system-storage-manager para tarefas mais simples, onde o comando lvm2 pode ser usado para ajuste fino e operações mais complexas relacionadas ao LVM. system-config-network nm-connection-editor, nmcli nm-connection-editor também está presente no Red Hat Enterprise Linux 6. taskjuggler thunderbird Nenhum evolution vconfig iproute T odos os recursos do vconfig são fornecidos pela ferramenta ip do pacote iproute. Veja a página do manual ip-link(8) para obter mais detalhes. Drivers de gráficos mais antigos diversos. xorg-x11-twm xorg-x11-xdm Hardware moderno ou o driver vesa Nenhum gdm system-config-firewall firewall-config e firewall-cmd system-config-firewall ainda está disponível como parte de uma solução de firewall alternativa somente para ambientes estáticos junto aos serviços do iptables. mod_perl mod_fcgid mod_perl é imcompatível com o HTTP 2.4 busybox Nenhum prelink Nenhum Note que prelink é distribuído no Red Hat Enterprise Linux 7.0, mas é desabilitado por padrão. KVM e pacotes de virtualização (na variante do ComputeNode) module-init-tools kernel-firmware-* flight-recorder wireless-tools libtopology KVM e variante equipada de virtualização tal como uma variante do Servidor. kmod linux-firmware Nenhum Para manipular o dispositivo wireless de forma básica, usando uma linha de comando, por favor use o binário do iw a partir do pacote iw. hwloc 9

14 Red Hat Enterprise Linux Release Notes Functionalidade/Pacote Alternativo Notas de Migração digikam Nenhum Devido às dependências complexas, o programa de gerenciamento de fotos digikam não estará disponível nos canais de software do Red Hat Enterprise Linux 7.0. NetworkManager-openswan NetworkManager-libreswan KDE Display Manager, KDM GNOME Display Manager, GDM O Gerenciador de Exibição do GNOME é o gerenciador de exibição padrão no Red Hat Enterprise Linux 7.0. Note que KDE (K Desktop Environment) ainda está disponível e é suportado. virt-tar virt-tar-in e virt-tar-out Note que a sintaxe da linha de comando mudou. Por favor, consulte as páginas do manual para mais informaões. virt-list-filesytems virt-filesystems Note que a sintaxe da linha de comando mudou. Por favor, consulte as páginas do manual para mais informaões. virt-list-partitions virt-filesystems Note que a sintaxe da linha de comando mudou. Por favor, consulte as páginas do manual para mais informaões Drivers e Módulos Obsoletos Os drivers e módulos a seguir se tornaram obsoletos no Red Hat Enterprise Linux 7.0 e podem ser removidos em lançamentos futuros do Red Hat Enterprise Linux. Graphics Drivers xorg-x11-drv-ast xorg-x11-drv-cirrus xorg-x11-drv-mach64 xorg-x11-drv-mga xorg-x11-drv-openchrome Note que todos os drivers de gráficos acima foram substituídos pelos drivers Kernel Mode Setting (KMS) Input Drivers xorg-x11-drv-void Storage Drivers 3w-9xxx arcmsr aic79xx Emulex lpfc820 10

15 Capítulo 4. Mudanças nos Pacotes e Suporte 4.4. Drivers de Kernel, Módulos e Recursos finalizados. Esta seção lista drivers e módulos removidos do Red Hat Enterprise Linux 7.0 se comparado ao Red Hat Enterprise Linux 6. Storage Drivers megaraid_mm cciss aic94xx aic7xxx i2o ips megaraid_mbox mptlan mptfc sym53c8xx ecryptfs 3w-xxxx Networking Drivers 3c59x 3c574_cs 3c589_c 3c589_cs 8390 acenic amd8111e at76c50x-usb ath5k axnet_cs b43 b43legacy can-dev cassini cdc-phonet cxgb de4x5 de2104x dl2k dmfe e100 ems_pci ems_usb fealnx [3] fmvi18x_cs fmvj18x_cs 11

16 Red Hat Enterprise Linux Release Notes forcedeth ipw2100 ipw2200 ixgb kvaser_pci libertas libertas_tf libertas_tf_usb mac80211_hwsim natsemi ne2k-pci niu nmckan_cs nmclan_cs ns83820 p54pci p54usb pcnet32 pcnet_32 pcnet_cs pppol2tp r6040 rt61pci rt73usb rt2400pci rt2500pci rt2500usb rtl8180 rtl8187 s2io sc92031 sis190 sis900 sja1000 sja1000_platform smc91c92_cs starfire sundance sungem sungem_phy sunhme tehuti tlan tulip typhoon 12

17 Capítulo 4. Mudanças nos Pacotes e Suporte uli526x vcan via-rhine via-velocity vxge winbond-840 xirc2ps_cs xircom_cb zd1211rw Graphics Drivers xorg-x11-drv-acecad xorg-x11-drv-aiptek xorg-x11-drv-elographics xorg-x11-drv-fpit xorg-x11-drv-hyperpen xorg-x11-drv-mutouch xorg-x11-drv-penmount Input Drivers xorg-x11-drv-acecad xorg-x11-drv-aiptek xorg-x11-drv-elographics xorg-x11-drv-fpit xorg-x11-drv-hyperpen xorg-x11-drv-mutouch xorg-x11-drv-penmount [3] O s co ntro lad o res a seg uir não são mais sup o rtad o s: Smart Array Smart Array 5i Smart Array 532 Smart Array 5312 Smart Array 6 41 Smart Array 6 42 Smart Array Smart Array EM Smart Array 6 i Smart Array P6 0 0 Smart Array P8 0 0 Smart Array P40 0 Smart Array P40 0 i Smart Array E20 0 i Smart Array E20 0 Smart Array E

18 Red Hat Enterprise Linux Release Notes Smart Array P70 0 M 14

19 Capítulo 5. Instalação e Inicialização Capítulo 5. Instalação e Inicialização 5.1. Instalador O instalador do Red Hat Enterprise Linux, Anaconda, foi renovado e aprimorado para melhorar o processo de instalação para Red Hat Enterprise Linux 7. Interface O Anaconda apresenta um novo modo de texto que funciona no IBM S/390, terminais de digitador os quais podem também ser utilizados em escrita somente. Anaconda agora apresenta uma interface gráfica de usuário totalmente renovada que emprega um modelo de conexão hub e spoke de interação intuitiva e moderna. O instalador Anaconda apresenta recursos de melhorias no suporte de l10n (localization). Configuração inicial é assegurada pelo firstboot. Armazenamento Dispositivos não particionados diretamente formatados são suportados. O recurso de armazenamento de arquivo temporário, tm pfs, pode agora ser configurado durante a instalação. Provisionamento fino LVM agora é suportado. O sistema de arquivo Btrfs agora é suportado como uma Amostra de T ecnologia. Networking Recursos de rede de trabalho incluem suporte para configurações de teaming, bonding e NT P (Network T ime Protocol). Para maiores detalhes, veja Capítulo 13, Networking. Ferramentas de Desenvolvedor Anaconda agora utiliza script aprimorado m akeupdates. Outros recursos Geolocation agora é suportado: idiomas e fuso horário são selecionados previamente no GeoIP. Screenshots são agora suportados mundialmente. O Anaconda agora suporta add-ons. O binário loader foi substituído pelos módulos dracut. O serviço DBus do realmd foi integrado ao kickstart. O Red Hat Enterprise Linux 7.0 Installation Guide fornece documentação detalhada sobre o instalador e o processo de instalação Gerenciador de Inicialização 15

20 Red Hat Enterprise Linux Release Notes GRUB 2 Red Hat Enterprise Linux 7.0 inclui um novo carregador de inicialização, GRUB 2, o qual é mais robusto, portátil e potente do que seu precedente, GRUB, o qual é um carregador de inicialização que o Red Hat Enterprise Linux 6 utiliza. O GRUB 2 fornece inúmeros recursos e melhorias, entre eles se encontras a mais notáveis: Além das arquiteturas Intel 64-bits e AMD, o GRUB 2 agora suporta uma variedade mais ampla de plataformas, incluindo o PowerPC. O GRUB 2 suporta outros tipos de firmware, incluindo BIOS, EFI e OpenFirmware. Além de suportar as tabelas de partição do Master Boot Record (MBR), o GRUB 2 suporta o GUID Partition T ables (GPT). Além dos sistemas de arquivo do Linux, o GRUB 2 suporta também sistemas de arquivo que não sejam Linux, assim como Apple Hierarchical File System Plus (HFS+) e sistemas de arquivo da Microsoft NTFS. 16

21 Capítulo 6. Armazenamento Capítulo 6. Armazenamento Subsistema do Alvo do kernel LIO Red Hat Enterprise Linux 7.0 usa o subsistema do alvo do kernel LIO, o qual é o alvo SCSI de fonte livre padrão para armazenamento de bloco, para todas as fábricas de armazenamento a seguir: FCoE, iscsi, iser (Mellanox InfiniBand),e SRP (Mellanox InfiniBand). Red Hat Enterpise Linux 6 usa tgtd, o SCSI Target Daemon, para suporte de alvo iscsi e somente usa o e utiliza o LIO somente para alvo de kernel de Linux, para Fibre-Channel sob Ethernet (FCoE) alvos via pacotes fcoe-target-utils. A shell targetcli fornece plataforma de gerenciamento geral para o alvo do Linux SCSI. Dipositivos de Bloco Rápidos, Desacelerador do Cache, Dispositivos de Blocos A habilidade de ter a ação rápida de dispositivos de bloco como um cache para dispositivos de bloco mais lentos é apresentada como uma Amostra de T ecnologia em Red Hat Enterprise Linux 7.0. Este recurso permite que um dispositivo de PCIe SSD aja como um cache para armazenamento diretamente anexado (DAS) ou rede de área de armazenamento (SAN), que melhora o desempenho de sistema de arquivo. LVM Cache Red Hat Enterprise Linux 7.0 apresenta o cache LVM como uma Amostra de T ecnologia. Este recurso permite usuários criarem volumes lógicos com um desempenho de dispositivo rápido pequeno como um cache para dispositivos maiores mais lentos. Por favor consulte a página do manual de lvm(8) para obter informações sobre criação de volumes lógicos de cache. Note que os seguintes comandos não são permitidos nos volumes lógicos de cache no momento: pvm ove: mudará sob qualquer volume lógico do cache. lvresize, lvreduce, lvextend: volumes de cache lógico não podem ser redefinidos de tamanho atualmente, vgsplit: dividir um grupo de volume não é permitido quando os volumes lógicos de cache se encontram nele. Storage Array Management com libstoragemgmt API Red Hat Enterprise Linux 7.0 apresenta gerenciamento de matriz de armazenamento como uma Amostra de T ecnologia. O libstoragemgmt é uma matriz de armazenamento independente da Interface de Programação de Aplicativo (API). Ele fornece um API consistente e estável que permite que desenvolvedores gerenciem programaticamente matrizes de armazenamentos diferentes e aproveitem os recursos de hardware acelerado fornecidos. Os administradores de sistema também podem usá-lo como uma ferramenta para gerenciar o armazenamento manualmente e automatizar tarefa de gerenciamento de armazenamento com a Interface de Linha de Comando incluída (CLI). Suporte para LSI Synchro Red Hat Enterprise Linux 7.0 Inclui código no driver m egaraid_sas para permitir adaptadores LSI Syncro CS de alta disponibilidade de armazenamento direct-atteched (HA-DAS). Embora o driver m egaraid_sas é totalmente suportado por adaptadores previamente habilitados, o uso deste driver para Syncro CS está disponível como uma Amostra de T ecnologia. Suporte para este adaptador será 17

22 Red Hat Enterprise Linux Release Notes fornecido diretamente pelo LSI, o integrador de sistemas ou fornecedor do sistema. Usuários que implementam o Syncro CS em Red Hat Enterprise Linux 7.0 são encorajados a fornecer feedback para Red Hat e LSI. Para obter mais informações sobre as soluções LSI Syncro CS, por favor visitehttp://www.lsi.com/products/shared-das/pages/default.aspx. Interface de Programação de Aplicativo LVM Red Hat Enterprise Linux 7.0 apresenta a nova interface de programação de aplicativo LVM (API) como uma Amostra de Tecnologia. Esta API é usada para consultar e controlar certos aspectos do LVM. Suporte DIF/DIX DIF / DIX é uma nova adição ao padrão SCSI e uma Amostra de Tecnologia em Red Hat Enterprise Linux 7.0. DIF/DIX aumenta o tamanho do bloco de disco geralmente usado de 512 bytes de 512 para 520 bytes, adicionando a Integridade de campo de dados (DIF). A DIF armazena um valor de checksum para o bloco de dados que é calculado pela Host Bus Adapter (HBA) quando ocorre uma gravação. O dispositivo de armazenamento, então confirma a soma de verificação recebe e armazena tanto os dados como a soma de verificação. Por outro lado, quando ocorre uma leitura, a soma de verificação pode ser verificada pelo dispositivo de armazenamento, e pelo HBA receptor. Para mais informações, consulte a seção de Dispositivos de Bloco com DIF/DIX Habilitado em Storage Administration Guide. Suporte de NFS Paralelo NFS Paralelo (pnfs) é uma parte do padrão NFS v4.1 que permite que os clientes acessem dispositivos de armazenamento diretamente e em paralelo. A arquitetura pnfs pode melhorar a escalabilidade e o desempenho dos servidores NFS por várias cargas de trabalho comuns. pnfs define três protocolos diferentes de armazenamento ou layouts: arquivos, objetos e blocos. O cliente Red Hat Enterprise Linux 7.0 apoia totalmente o layout de arquivos, e os blocos e layouts de objetos são suportados como uma Amostra de T ecnologia. Para mais informações sobre o pnfs, consulte 18

23 Capítulo 7. Sistemas de Arquivo Capítulo 7. Sistemas de Arquivo Suporte do Sistema de Arquivo XFS O sistema de arquivo padrão para uma instalação baseada no Anaconda do Red Hat Enterprise Linux 7.0 agora é XFS, o qual substitui o Fourth Extended Filesystem (ext4) utilizado como padrão no Red Hat Enterprise Linux 6. Os sistemas de arquivo ext4 e Btrfs (B-T ree) podem ser utilizados como formas alternativas para o XFS. XFS é um sistema de arquivo altamente escalável, de alto desempenho, que foi criado por Silicon Graphics, Inc. Foi criado para suportar sistemas de arquivo de até 16 Exabytes (aproximadamente 16 milhões de terabytes), arquivos com até 8 Exabytes (aproximadamente 8 milhões terabytes) e estruturas de diretórios contendo milhares de entradas. XFS suporta agendamento de metadados, que facilita recuperação de travamento mais rápida. O sistema de arquivo XFS pode também ser defragmentado e expandido enquanto é montado e está ativo. Para obter informaçõe ssobre mudanças entre comandos utilizados para tarefas comuns no ext4 and XFS, veja a T abela de Referência no Installation Guide. libhugetlbfs Support para IBM System z A biblioteca libhugetlbfs é agora suportada na arquivetura do IBM System z. A biblioteca possibilita exploração transparente de páginas grandes nos programs C e C++. Os aplicativos e programas de middleware podem se beneficiar do desempenho ou páginas grandes sem mudanças ou recompilações. 19

24 Red Hat Enterprise Linux Release Notes Capítulo 8. Kernel Red Hat Enterprise Linux 7.0 é distribuído com a versão 3.10 do kernel, a qual fornece inúmeros recursos novos,entre os quais os mais notáveis se encontram listados abaixo. Suporte para tamanhos de crashkernel Grandes Red Hat Enterprise Linux 7.0 supports the kdump crash dumping mechanism on systems with large memory (up to 3TB). Crashkernel Com Mais de 1 CPU Red Hat Enterprise Linux 7.0 possibilita o crashkernel com mais de uma CPU. Esta função está suportada como uma Amostra de T ecnologia. Alterar Compressão de Memória Red Hat Enterprise Linux 7.0 apresenta um novo recurso, compressão de memória swap. A compressão swap é realizada através do zswap, um backend fino para frontswap. Utilizar a tecnologia de compressão de memória swapgarante uma redução de E/S significativa e ganho de desempenho. Agendamento NUMA-Aware e Alocação de Memória No Red Hat Enterprise Linux 7.0, o kernel reloca processose memória automaticamente entre os nós NUMA no mesmo sistema, para aprimorar desempenho nos sistemas com acesso à memória não uniforme (NUMA). Virtualização APIC O registro do Virtualization of Advanced Programmable Interrupt Controller (APIC)é suportado utilizando as capacidades do hardware de novos processadores para aprimorar manuseio interrupto de monitor de máquina virtual (VMM). vmcp Embutido no Kernel No Red Hat Enterprise Linux 7.0, o módulo do kernel vmcp é construído no kernel. Isto garante que o nó de dispositivo do vmcp esteja sempre presente, e usuários podem enviar comandos de programa de controle do IBM z/vm hypervisor sem precisar carregar o módulo do kernel vm cp primeiro. Mecanismo de Relatório de Erros do Hardware Atualmente, os mecanismos de relatório de erro do hardware no Linux podem ser problemáticos, principalmente devido à diversas ferramentas (mcelog e EDAC) que coletam erros de fontes diferentes com métodos diferentes assim como ferramentas diferentes (tal como mcelog, edac-utils, e syslog) para relatar eventos de erros. O problema do relatório de erros do hardware pode ser dividido em duas partes: mecanismos de coleta de dados de erros diferentes que coletam diversos dados e muitas vezes duplicados. e ferramentas diferentes que reportam estes dados em locais diferentes com carimbos de tempo e data diferentes, o que dificulta a correlação dos eventos. 20

Red Hat Enterprise Linux 5 Notas de Lan amento para 5.10

Red Hat Enterprise Linux 5 Notas de Lan amento para 5.10 Red Hat Enterprise Linux 5 Notas de Lan amento para 5.10 Notas de Lançamento para Red Hat Enterprise Linux 5.10 Edição 10 Red Hat Serviços de Conteúdo da Engenharia Red Hat Enterprise Linux 5 Notas de

Leia mais

Plataforma do Aplicativo JBoss Enterprise 5.0 JBoss Cache Tutorial. para uso com a Plataforma do Aplicativo JBoss Enterprise 5.0 Edição 2.

Plataforma do Aplicativo JBoss Enterprise 5.0 JBoss Cache Tutorial. para uso com a Plataforma do Aplicativo JBoss Enterprise 5.0 Edição 2. Plataforma do Aplicativo JBoss Enterprise 5.0 JBoss Cache Tutorial para uso com a Plataforma do Aplicativo JBoss Enterprise 5.0 Edição 2.0 Manik Surtani Galder Zamarreño Plataforma do Aplicativo JBoss

Leia mais

Red Hat Portal do Cliente 1 RHN Gerenciamento de Subscrições

Red Hat Portal do Cliente 1 RHN Gerenciamento de Subscrições Red Hat Portal do Cliente 1 RHN Gerenciamento de Subscrições summary_unavailable Edição 1 Landmann Red Hat Portal do Cliente 1 RHN Gerenciamento de Subscrições summary_unavailable Edição 1 Landmann rlandmann@redhat.co

Leia mais

Processos (Threads,Virtualização e Migração de Código)

Processos (Threads,Virtualização e Migração de Código) Processos (Threads,Virtualização e Migração de Código) Roteiro Processos Threads Virtualização Migração de Código O que é um processo?! Processos são programas em execução. Processo Processo Processo tem

Leia mais

6 - Gerência de Dispositivos

6 - Gerência de Dispositivos 1 6 - Gerência de Dispositivos 6.1 Introdução A gerência de dispositivos de entrada/saída é uma das principais e mais complexas funções do sistema operacional. Sua implementação é estruturada através de

Leia mais

Aula 1 Windows Server 2003 Visão Geral

Aula 1 Windows Server 2003 Visão Geral Aula 1 Windows Server 2003 Visão Geral Windows 2003 Server Introdução Nessa Aula: É apresentada uma visão rápida e geral do Windows Server 2003. O Foco a partir da próxima aula, será no serviço de Diretórios

Leia mais

Avaliação do sistema de armazenamento EMC CLARiiON AX4

Avaliação do sistema de armazenamento EMC CLARiiON AX4 Avaliação do sistema de armazenamento EMC CLARiiON AX4 Relatório elaborado sob contrato com a EMC Corporation Introdução A EMC Corporation contratou a Demartek para realizar uma avaliação prática do novo

Leia mais

Fedora 14. Imagens Fedora live. Como utilizar a imagem Fedora live. Paul W. Frields Nelson Strother Nathan Thomas

Fedora 14. Imagens Fedora live. Como utilizar a imagem Fedora live. Paul W. Frields Nelson Strother Nathan Thomas Fedora 14 Imagens Fedora live Como utilizar a imagem Fedora live Paul W. Frields Nelson Strother Nathan Thomas Copyright 2010 Red Hat, Inc. and others. The text of and illustrations in this document are

Leia mais

Supercomputação. Simplificada.

Supercomputação. Simplificada. Supercomputação. Simplificada. INTRODUÇÃO AO WINDOWS HPC SERVER 2008 R2 SUITE O Windows HPC Server 2008 R2, solução de HPC de terceira geração da Microsoft, oferece uma solução abrangente e econômica para

Leia mais

GUIA DE INSTALAÇÃO NETDEEP SECURE COM HYPER-V

GUIA DE INSTALAÇÃO NETDEEP SECURE COM HYPER-V GUIA DE INSTALAÇÃO NETDEEP SECURE COM HYPER-V GUIA DE INSTALAÇÃO NETDEEP SECURE COM HYPER-V 1- Visão Geral Neste manual você aprenderá a instalar e fazer a configuração inicial do seu firewall Netdeep

Leia mais

Aplicações. Sistema Operacional Hardware. Os sistemas de computadores são projetados com basicamente 3 componentes: Máquinas Virtuais e Emuladores

Aplicações. Sistema Operacional Hardware. Os sistemas de computadores são projetados com basicamente 3 componentes: Máquinas Virtuais e Emuladores Máquinas Virtuais e Emuladores Marcos Aurelio Pchek Laureano Sistemas de Computadores Os sistemas de computadores são projetados com basicamente 3 componentes: hardware sistema operacional aplicações Sistemas

Leia mais

Benefícios do Windows Server 2008 R2 Hyper-V para SMB

Benefícios do Windows Server 2008 R2 Hyper-V para SMB Benefícios do Windows Server 2008 R2 Hyper-V para SMB Sumário Introdução... 3 Windows Server 2008 R2 Hyper-V... 3 Live Migration... 3 Volumes compartilhados do Cluster... 3 Modo de Compatibilidade de Processador...

Leia mais

Desenvolvimento para Sistemas Embarcados (CEA 513) Conceitos Gerais

Desenvolvimento para Sistemas Embarcados (CEA 513) Conceitos Gerais Universidade Federal de Ouro Preto Departamento de Computação e Sistemas - DECSI Desenvolvimento para Sistemas Embarcados (CEA 513) Conceitos Gerais Vicente Amorim vicente.amorim.ufop@gmail.com Sumário

Leia mais

ATIVIDADE 1 MÁQUINAS VIRTUAIS. 1.1 Arquiteturas não virtualizadas

ATIVIDADE 1 MÁQUINAS VIRTUAIS. 1.1 Arquiteturas não virtualizadas ATIVIDADE 1 MÁQUINAS VIRTUAIS Existem hoje diversas tecnologias e produtos para virtualização de computadores e ambientes de execução, o que pode gerar uma certa confusão de conceitos. Apesar disso, cada

Leia mais

Virtualização - Montando uma rede virtual para testes e estudos de serviços e servidores

Virtualização - Montando uma rede virtual para testes e estudos de serviços e servidores Virtualização - Montando uma rede virtual para testes e estudos de serviços e servidores Este artigo demonstra como configurar uma rede virtual para ser usada em testes e estudos. Será usado o VirtualBox

Leia mais

ESTUDO DE CASO WINDOWS VISTA

ESTUDO DE CASO WINDOWS VISTA ESTUDO DE CASO WINDOWS VISTA História Os sistemas operacionais da Microsoft para PCs desktop e portáteis e para servidores podem ser divididos em 3 famílias: MS-DOS Windows baseado em MS-DOS Windows baseado

Leia mais

SISTEMA DE ARMAZENAMENTO (STORAGE)

SISTEMA DE ARMAZENAMENTO (STORAGE) SISTEMA DE ARMAZENAMENTO (STORAGE) Possuir capacidade instalada, livre para uso, de pelo menos 5.2 (cinco ponto dois) TB líquidos em discos SAS/FC de no máximo 600GB 15.000RPM utilizando RAID 5 (com no

Leia mais

Veritas Storage Foundation da Symantec

Veritas Storage Foundation da Symantec Veritas Storage Foundation da Symantec Gerenciamento de armazenamento heterogêneo on-line O Veritas Storage Foundation oferece uma solução completa para o gerenciamento de armazenamento heterogêneo on-line.

Leia mais

Visão Geral do Recurso Live Migration no Windows Server 2008 R2 Hyper-V. Versão: 1.0

Visão Geral do Recurso Live Migration no Windows Server 2008 R2 Hyper-V. Versão: 1.0 Visão Geral do Recurso Live Migration no Windows Server 2008 R2 Hyper-V Versão: 1.0 Publicado: 02 de Dezembro de 2008 Índice Visão Geral Visão Geral dos Recursos do Windows Server 2008 R2 Hyper-V... 3

Leia mais

Symantec NetBackup 7.1 Clients and Agents Complete protection for your information-driven enterprise

Symantec NetBackup 7.1 Clients and Agents Complete protection for your information-driven enterprise Complete protection for your information-driven enterprise Visão geral O Symantec NetBackup oferece uma seleção simples e abrangente de clientes e agentes inovadores para otimizar a performance e a eficiência

Leia mais

Inicialização rápida da instalação SUSE Linux Enterprise Server 11

Inicialização rápida da instalação SUSE Linux Enterprise Server 11 Inicialização rápida da instalação SUSE Linux Enterprise Server 11 NOVELL CARTÃO DE INICIALIZAÇÃO RÁPIDA Use os seguintes procedimentos para instalar uma nova versão do SUSE Linux Enterprise 11. Este documento

Leia mais

Sistemas Operacionais

Sistemas Operacionais Sistemas Operacionais Aula 6 Estrutura de Sistemas Operacionais Prof.: Edilberto M. Silva http://www.edilms.eti.br Baseado no material disponibilizado por: SO - Prof. Edilberto Silva Prof. José Juan Espantoso

Leia mais

Sistemas Operacionais. Patrícia Megumi Matsumoto Luciana Maria Gregolin Dias

Sistemas Operacionais. Patrícia Megumi Matsumoto Luciana Maria Gregolin Dias Sistemas Operacionais Microsoft Windows R Patrícia Megumi Matsumoto Luciana Maria Gregolin Dias Histórico Início da década de 80 MS-DOS (vai evoluindo, mas sem nunca deixar de ser um SO orientado à linha

Leia mais

Introdução à Computação: Sistemas de Computação

Introdução à Computação: Sistemas de Computação Introdução à Computação: Sistemas de Computação Beatriz F. M. Souza (bfmartins@inf.ufes.br) http://inf.ufes.br/~bfmartins/ Computer Science Department Federal University of Espírito Santo (Ufes), Vitória,

Leia mais

Gerenciamento de ES e Sistema de Arquivos do Windows 2000

Gerenciamento de ES e Sistema de Arquivos do Windows 2000 1 Gerenciamento de ES e Sistema de Arquivos do Windows 2000 Gerenciador de E/S Objetivo é fornecer uma estrutura de modo eficiente para lidar com a grande variedade de dispositivos Bastante relacionado

Leia mais

Família Dell PowerVault MD. Armazenamento. modular. A família de storage Dell PowerVault MD

Família Dell PowerVault MD. Armazenamento. modular. A família de storage Dell PowerVault MD Família Dell PowerVault MD Armazenamento modular A família de storage Dell PowerVault MD Família Dell PowerVault MD A escolha acessível A família Dell PowerVault MD é uma escolha de armazenamento acessível

Leia mais

SOLUÇÃO DE STORAGE PROJETO X86 ARMAZENAMENTO. 1.2 Para efeito de cálculo do volume total em TB deverá ser considerado que 1KB = 1024 bytes.

SOLUÇÃO DE STORAGE PROJETO X86 ARMAZENAMENTO. 1.2 Para efeito de cálculo do volume total em TB deverá ser considerado que 1KB = 1024 bytes. SOLUÇÃO DE STORAGE PROJETO X86 ARMAZENAMENTO Características Técnicas: 1.1 Deverá ser ofertada Solução de Storage com capacidade mínima de 100 TB (cem Terabyte) líquido, sendo 80TB (oitenta Terabytes)

Leia mais

Servidor alternativo

Servidor alternativo Fedora 18 ANÁLISE Servidor alternativo O Fedora tem definido o ritmo da evolução futura do Red Hat Enterprise Linux. Administradores, independentemente de usá-la, devem ficar atentos às mais recentes inovações

Leia mais

NetWare 6.5. Novell. Instalação e upgrade REQUISITOS MÍNIMOS DE SISTEMA REQUISITOS DE SISTEMA RECOMENDADOS. www.novell.

NetWare 6.5. Novell. Instalação e upgrade REQUISITOS MÍNIMOS DE SISTEMA REQUISITOS DE SISTEMA RECOMENDADOS. www.novell. Novell NetWare 6.5 www.novell.com INÍCIO RÁPIDO Instalação e upgrade Esta Introdução rápida fornece informações básicas sobre a instalação e o upgrade para um servidor NetWare 6.5. Para obter instruções

Leia mais

Guia de Segurança do Oracle Hardware Management Pack

Guia de Segurança do Oracle Hardware Management Pack Guia de Segurança do Oracle Hardware Management Pack Número do Item: E39916 01 Março de 2013 Copyright 2012, Oracle e/ou suas empresas afiliadas. Todos os direitos reservados e de titularidade da Oracle

Leia mais

INICIALIZAÇÃO RÁPIDA. 1 Insira o CD 1 ou DVD do Novell Linux Desktop na unidade e reinicialize o computador para iniciar o programa de instalação.

INICIALIZAÇÃO RÁPIDA. 1 Insira o CD 1 ou DVD do Novell Linux Desktop na unidade e reinicialize o computador para iniciar o programa de instalação. Novell Linux Desktop www.novell.com 27 de setembro de 2004 INICIALIZAÇÃO RÁPIDA Bem-vindo(a) ao Novell Linux Desktop O Novell Linux* Desktop (NLD) oferece um ambiente de trabalho estável e seguro equipado

Leia mais

Sistema Integrado de Administração de Materiais e Serviços - SIAD Catálogo de Materiais e Serviços - CATMAS SISTEMA DE ARMAZENAMENTO (STORAGE)

Sistema Integrado de Administração de Materiais e Serviços - SIAD Catálogo de Materiais e Serviços - CATMAS SISTEMA DE ARMAZENAMENTO (STORAGE) SISTEMA DE ARMAZENAMENTO (STORAGE) Storage O subsistema de armazenamento de dados deverá ser do tipo bloco, disponibilizando nativamente componentes de hardware para armazenamento baseado em bloco, com

Leia mais

FTIN Formação Técnica em Informática Módulo Sistema Proprietário Windows AULA 01. Prof. André Lucio

FTIN Formação Técnica em Informática Módulo Sistema Proprietário Windows AULA 01. Prof. André Lucio FTIN Formação Técnica em Informática Módulo Sistema Proprietário Windows AULA 01 Prof. André Lucio Competências do modulo Introdução ao sistema operacional Windows Instalação e configuração do sistema

Leia mais

INSTALAÇÃO PRINTERTUX Tutorial

INSTALAÇÃO PRINTERTUX Tutorial INSTALAÇÃO PRINTERTUX Tutorial 2 1. O Sistema PrinterTux O Printertux é um sistema para gerenciamento e controle de impressões. O Produto consiste em uma interface web onde o administrador efetua o cadastro

Leia mais

Estudo de Caso 2: Windows Vista

Estudo de Caso 2: Windows Vista Faculdades Integradas de Mineiros Curso de Sistemas de Informação Sistemas Operacionais II Estudo de Caso 2: Windows Vista Grupo 4 Helder / Wagner / Frantyeis Junho/2010 O Windows usa uma estratégia Just-In-Time

Leia mais

Sistemas Operacionais

Sistemas Operacionais UNIVERSIDADE BANDEIRANTE DE SÃO PAULO INSTITUTO POLITÉCNICO CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Sistemas Operacionais Notas de Aulas: Tópicos 7 e 8 Estrutura do Sistema Operacional São Paulo 2009 1 Sumário

Leia mais

IBM Tivoli Storage Manager para Linux Versão 7.1.3. Guia de Instalação IBM

IBM Tivoli Storage Manager para Linux Versão 7.1.3. Guia de Instalação IBM IBM Tivoli Storage Manager para Linux Versão 7.1.3 Guia de Instalação IBM IBM Tivoli Storage Manager para Linux Versão 7.1.3 Guia de Instalação IBM Nota: Antes de usar estas informações e o produto suportado

Leia mais

FAMÍLIA EMC VPLEX. Disponibilidade contínua e mobilidade de dados nos datacenters e entre eles

FAMÍLIA EMC VPLEX. Disponibilidade contínua e mobilidade de dados nos datacenters e entre eles FAMÍLIA EMC VPLEX Disponibilidade contínua e mobilidade de dados nos datacenters e entre eles GARANTINDO DISPONIBILIDADE CONTÍNUA E MOBILIDADE DE DADOS PARA APLICATIVOS ESSENCIAIS A infraestrutura de armazenamento

Leia mais

BOLETIM TÉCNICO NComputing Brasil - #110502 Instalando o Oracle Virtualbox 4.0.2 e Criando uma VM Windows Server 2008 no Virtualbox O que é virtualbox? O virtualbox é um aplicativo de virtualização multi-plataforma

Leia mais

SISTEMAS OPERACIONAIS. Apostila 03 Estrutura do Sistema Operacional UNIBAN

SISTEMAS OPERACIONAIS. Apostila 03 Estrutura do Sistema Operacional UNIBAN SISTEMAS OPERACIONAIS Apostila 03 Estrutura do Sistema Operacional UNIBAN 1.0 O Sistema Operacional como uma Máquina Virtual A arquitetura (conjunto de instruções, organização de memória, E/S e estrutura

Leia mais

Sistemas Operacionais

Sistemas Operacionais Sistemas Operacionais Sistemas de Entrada/Saída Princípios de Hardware Sistema de Entrada/Saída Visão Geral Princípios de Hardware Dispositivos de E/S Estrutura Típica do Barramento de um PC Interrupções

Leia mais

Oracle Solaris Studio 12.4: Guia de Segurança

Oracle Solaris Studio 12.4: Guia de Segurança Oracle Solaris Studio 12.4: Guia de Segurança Número do Item: E60510 Outubro de 2014 Copyright 2013, 2014, Oracle e/ou suas empresas afiliadas. Todos os direitos reservados e de titularidade da Oracle

Leia mais

Tecnólogo em Análise e Desenvolvimento de Sistemas

Tecnólogo em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Tecnólogo em Análise e Desenvolvimento de Sistemas O conteúdo deste documento tem como objetivos geral introduzir conceitos mínimos sobre sistemas operacionais e máquinas virtuais para posteriormente utilizar

Leia mais

Curso Técnico de Nível Médio

Curso Técnico de Nível Médio Curso Técnico de Nível Médio Disciplina: Informática Básica 3. Software Prof. Ronaldo Software Formado por um conjunto de instruções (algoritmos) e suas representações para o

Leia mais

SISTEMAS OPERACIONAIS. Maquinas Virtuais e Emuladores

SISTEMAS OPERACIONAIS. Maquinas Virtuais e Emuladores SISTEMAS OPERACIONAIS Maquinas Virtuais e Emuladores Plano de Aula Máquinas virtuais Emuladores Propriedades Benefícios Futuro Sistemas de Computadores Os sistemas de computadores são projetados com basicamente

Leia mais

Cloud Computing. Andrêza Leite. andreza.lba@gmail.com

Cloud Computing. Andrêza Leite. andreza.lba@gmail.com Cloud Computing Andrêza Leite andreza.lba@gmail.com Roteiro O que é cloud computing? Classificação O que está 'por traz' da cloud? Exemplos Como montar a sua? O que é cloud computing? Cloud Computing O

Leia mais

CA Nimsoft Monitor para servidores

CA Nimsoft Monitor para servidores DOCUMENTAÇÃO TÉCNICA Setembro de 2012 CA Nimsoft Monitor para servidores agility made possible CA Nimsoft para monitoramento de servidores sumário CA Nimsoft Monitor para servidores 3 visão geral da solução

Leia mais

SISTEMA DE GERÊNCIA - DmView

SISTEMA DE GERÊNCIA - DmView Sistema de Gerenciamento DmView O DmView é o Sistema de Gerência desenvolvido para supervisionar e configurar os equipamentos DATACOM, disponibilizando funções para gerência de supervisão, falhas, configuração,

Leia mais

Inicialização rápida da instalação SUSE Linux Enterprise Server 11 SP1

Inicialização rápida da instalação SUSE Linux Enterprise Server 11 SP1 Inicialização rápida da instalação SUSE Linux Enterprise Server 11 SP1 Inicialização rápida da instalação SUSE Linux Enterprise Server 11 SP1 CARTÃO DE INICIALIZAÇÃO RÁPIDA NOVELL Use os seguintes procedimentos

Leia mais

O EMC XTREMCACHE ACELERA O ORACLE

O EMC XTREMCACHE ACELERA O ORACLE White paper O EMC XTREMCACHE ACELERA O ORACLE EMC XtremSF, EMC XtremCache, EMC VNX, EMC FAST Suite, Oracle Database 11g O XtremCache estende o flash ao servidor O FAST Suite automatiza a inserção do armazenamento

Leia mais

Soluções corporativas personalizadas com o Microsoft Exchange 2010 e o Cisco Unified Computing System (UCS)

Soluções corporativas personalizadas com o Microsoft Exchange 2010 e o Cisco Unified Computing System (UCS) Soluções corporativas personalizadas com o Microsoft Exchange 2010 e o Cisco Unified Computing System (UCS) Hoje é fundamental para as empresas poder contar com recursos de comunicação, mobilidade, flexibilidade

Leia mais

Sistemas Operacionais 1/66

Sistemas Operacionais 1/66 Sistemas Operacionais 1/66 Roteiro Máquinas virtuais Emuladores Propriedades Benefícios Futuro 2/66 Sistemas de Computadores Os sistemas de computadores são projetados com basicamente 3 componentes: hardware

Leia mais

Sobre o Parallels Desktop 10 for Mac

Sobre o Parallels Desktop 10 for Mac Sobre o Parallels Desktop 10 for Mac O Parallels Desktop 10 for Mac é uma grande atualização para o premiado software da Parallels para executar o Windows em um Mac. Sobre essa atualização Esta atualização

Leia mais

FTIN Formação Técnica em Informática. Sistema Operacional Proprietário Windows Prof. Walter Travassos

FTIN Formação Técnica em Informática. Sistema Operacional Proprietário Windows Prof. Walter Travassos FTIN Formação Técnica em Informática Sistema Operacional Proprietário Windows Prof. Walter Travassos Aula 01 SISTEMA OPERACIONAL PROPRIETÁRIO WINDOWS Competências do Módulo Instalação e configuração do

Leia mais

Avaliação da plataforma de armazenamento multiprotocolo EMC Celerra NS20

Avaliação da plataforma de armazenamento multiprotocolo EMC Celerra NS20 Avaliação da plataforma de armazenamento multiprotocolo EMC Celerra NS20 Relatório elaborado sob contrato com a EMC Corporation Introdução A EMC Corporation contratou a Demartek para realizar uma avaliação

Leia mais

Maestro. Arthur Kazuo Tojo Costa 317497. Universidade Federal de São Carlos Campus Sorocaba Bacharelado em Ciência da Computação

Maestro. Arthur Kazuo Tojo Costa 317497. Universidade Federal de São Carlos Campus Sorocaba Bacharelado em Ciência da Computação Maestro Arthur Kazuo Tojo Costa 317497 Universidade Federal de São Carlos Campus Sorocaba Bacharelado em Ciência da Computação Introdução Sistema Operacional de Redes Detalhes do hardware Multiplexação

Leia mais

Sistemas Operacionais. Roteiro. Sistemas de Computadores. Os sistemas de computadores são projetados com basicamente 3 componentes: Marcos Laureano

Sistemas Operacionais. Roteiro. Sistemas de Computadores. Os sistemas de computadores são projetados com basicamente 3 componentes: Marcos Laureano Sistemas Operacionais Marcos Laureano 1/66 Roteiro Máquinas virtuais Emuladores Propriedades Benefícios Futuro 2/66 Sistemas de Computadores Os sistemas de computadores são projetados com basicamente 3

Leia mais

Unidade III FUNDAMENTOS DE SISTEMAS. Prof. Victor Halla

Unidade III FUNDAMENTOS DE SISTEMAS. Prof. Victor Halla Unidade III FUNDAMENTOS DE SISTEMAS OPERACIONAIS Prof. Victor Halla Conteúdo Arquitetura de Processadores: Modo Operacional; Velocidade; Cache; Barramento; Etc. Virtualização: Maquinas virtuais; Gerenciamento

Leia mais

Windows 2008 Server. Windows 2008 Server IFSP Boituva Prof. Sérgio Augusto Godoy. www.profsergiogodoy.com sergiogutogodoy@hotmail.

Windows 2008 Server. Windows 2008 Server IFSP Boituva Prof. Sérgio Augusto Godoy. www.profsergiogodoy.com sergiogutogodoy@hotmail. Windows 2008 Server IFSP Boituva Prof. Sérgio Augusto Godoy www.profsergiogodoy.com sergiogutogodoy@hotmail.com Windows 2008 Server Construído sob o mesmo código do Vista Server Core (Instalação somente

Leia mais

XDR. Solução para Big Data.

XDR. Solução para Big Data. XDR Solução para Big Data. ObJetivo Principal O volume de informações com os quais as empresas de telecomunicações/internet têm que lidar é muito grande, e está em constante crescimento devido à franca

Leia mais

Sistemas Operacionais. (Capítulo 3) INTRODUÇÃO À ENGENHARIA DA COMPUTAÇÃO. Professor: Rosalvo Ferreira de Oliveira Neto

Sistemas Operacionais. (Capítulo 3) INTRODUÇÃO À ENGENHARIA DA COMPUTAÇÃO. Professor: Rosalvo Ferreira de Oliveira Neto Sistemas Operacionais (Capítulo 3) INTRODUÇÃO À ENGENHARIA DA COMPUTAÇÃO Professor: Rosalvo Ferreira de Oliveira Neto Estrutura 1. Definições 2. Classificações 3. CPU 4. Memória 5. Utilitários O que se

Leia mais

The Eucalyptus Open- source Cloud-computing System. Janaina Siqueira Lara Wilpert Marcelo Scheidt Renata Silva

The Eucalyptus Open- source Cloud-computing System. Janaina Siqueira Lara Wilpert Marcelo Scheidt Renata Silva The Eucalyptus Open- source Cloud-computing System Janaina Siqueira Lara Wilpert Marcelo Scheidt Renata Silva Sumário Introdução Trabalhos Correlatos Eucalyptus Design Conclusões Visão Geral Introdução:

Leia mais

Computação na Nuvem: Virtualização e Migração de VM. André Meireles Estêvão Monteiro Monique Soares

Computação na Nuvem: Virtualização e Migração de VM. André Meireles Estêvão Monteiro Monique Soares Computação na Nuvem: Virtualização e Migração de VM André Meireles Estêvão Monteiro Monique Soares Agenda Overview Histórico Abordagens Desafios em x86 Snapshots Virtualização de Hardware/Plataforma/Sevidor:

Leia mais

CLOUD COMPUTING. Andrêza Leite. andreza.leite@univasf.edu.br

CLOUD COMPUTING. Andrêza Leite. andreza.leite@univasf.edu.br CLOUD COMPUTING Andrêza Leite andreza.leite@univasf.edu.br Roteiro O que é cloud computing? Classificação O que está 'por traz' da cloud? Exemplos Como montar a sua? O que é cloud computing? Cloud Computing

Leia mais

Serviço HP StoreEasy 1000/3000 and X1000/3000 Network Storage Solution Installation and Startup

Serviço HP StoreEasy 1000/3000 and X1000/3000 Network Storage Solution Installation and Startup Serviço HP StoreEasy 1000/3000 and X1000/3000 Network Storage Solution Installation and Startup HP Technology Services O serviço HP StoreEasy 1000/3000 and X1000/3000 Network Storage Solution fornece a

Leia mais

Agenda. Histórico Máquinas virtuais X Emuladores Vantagens & Desvantagens Vmware Quemu Xen UML Comparação entre VM's Conclusão

Agenda. Histórico Máquinas virtuais X Emuladores Vantagens & Desvantagens Vmware Quemu Xen UML Comparação entre VM's Conclusão Máquinas Virtuais Agenda Histórico Máquinas virtuais X Emuladores Vantagens & Desvantagens Vmware Quemu Xen UML Comparação entre VM's Conclusão Histórico Mainframe É um computador de grande porte, dedicado

Leia mais

Revisão para a prova B2. Conteúdo das Aulas: 10, 11 e 14

Revisão para a prova B2. Conteúdo das Aulas: 10, 11 e 14 Revisão para a prova B2 Conteúdo das Aulas: 10, 11 e 14 Disciplina: Serviços de Redes Microsoft Professor: Fernando Santorsula fernando.santorsula@esamc.br Disciplina: Serviços de Redes Microsoft Professor:

Leia mais

ARQUITETURA DE COMPUTADORES - 1866

ARQUITETURA DE COMPUTADORES - 1866 6.7 Operações com as Memórias: Já sabemos, conforme anteriormente citado, que é possível realizar duas operações em uma memória: Escrita (write) armazenar informações na memória; Leitura (read) recuperar

Leia mais

Informe técnico: Proteção de dados Clientes e agentes do Veritas NetBackup 6.5 Plataforma do Veritas NetBackup - Proteção de dados de próxima geração

Informe técnico: Proteção de dados Clientes e agentes do Veritas NetBackup 6.5 Plataforma do Veritas NetBackup - Proteção de dados de próxima geração Plataforma do Veritas NetBackup - Proteção de dados de próxima geração Visão geral O Veritas NetBackup oferece um conjunto simples porém abrangente de clientes e agentes inovadores para otimizar o desempenho

Leia mais

Guia de Segurança do Oracle Hardware Management Pack para Oracle Solaris

Guia de Segurança do Oracle Hardware Management Pack para Oracle Solaris Guia de Segurança do Oracle Hardware Management Pack para Oracle Solaris Número do Item: E56559-01 Julho de 2014 Copyright 2014, Oracle e/ou suas empresas afiliadas. Todos os direitos reservados e de titularidade

Leia mais

Introdução a Virtualização. Sergio Roberto Charpinel Junior Profa. Roberta Lima Gomes

Introdução a Virtualização. Sergio Roberto Charpinel Junior Profa. Roberta Lima Gomes Introdução a Virtualização Sergio Roberto Charpinel Junior Profa. Roberta Lima Gomes Por que virtualizar? Descentralização de recursos computacionais Cloud computing Plena utilização de recursos físicos

Leia mais

LABORATÓRIO DE SISTEMAS OPERACIONAIS. PROFª. M.Sc. JULIANA HOFFMANN QUINONEZ BENACCHIO

LABORATÓRIO DE SISTEMAS OPERACIONAIS. PROFª. M.Sc. JULIANA HOFFMANN QUINONEZ BENACCHIO LABORATÓRIO DE SISTEMAS OPERACIONAIS PROFª. M.Sc. JULIANA HOFFMANN QUINONEZ BENACCHIO Sistema Operacional Conteúdo retirado do livro Sistemas Operacionais Marcos Aurélio Pchek Laureano Diogo Roberto Olsen

Leia mais

Service Appliance IVETIME. Disponibilidade de serviço instantânea! Plug and Play. Segurança. Tolerância a falhas. Manutenção zero. Elevada Performance

Service Appliance IVETIME. Disponibilidade de serviço instantânea! Plug and Play. Segurança. Tolerância a falhas. Manutenção zero. Elevada Performance IVETIME Service Appliance Disponibilidade de serviço instantânea! Aumentar a produtividade Transformar o serviço a Clientes Proteger o capital intelectual Plug and Play Segurança Tolerância a falhas Manutenção

Leia mais

SISTEMAS DISTRIBUÍDOS Prof. Ricardo Rodrigues Barcelar http://www.ricardobarcelar.com.br

SISTEMAS DISTRIBUÍDOS Prof. Ricardo Rodrigues Barcelar http://www.ricardobarcelar.com.br - Aula 5 PROCESSOS 1. INTRODUÇÃO Em sistemas distribuídos é importante examinar os diferentes tipos de processos e como eles desempenham seu papel. O conceito de um processo é originário do campo de sistemas

Leia mais

Arquitetura de Computadores. Professor: Vilson Heck Junior

Arquitetura de Computadores. Professor: Vilson Heck Junior Arquitetura de Computadores Professor: Vilson Heck Junior Agenda Conceitos Estrutura Funcionamento Arquitetura Tipos Atividades Barramentos Conceitos Como já discutimos, os principais componentes de um

Leia mais

William Stallings Arquitetura e Organização de Computadores 8 a Edição

William Stallings Arquitetura e Organização de Computadores 8 a Edição William Stallings Arquitetura e Organização de Computadores 8 a Edição Capítulo 7 Entrada/saída Os textos nestas caixas foram adicionados pelo Prof. Joubert slide 1 Problemas de entrada/saída Grande variedade

Leia mais

Xen Cloud Platform Xen descomplicado

Xen Cloud Platform Xen descomplicado Xen Cloud Platform Xen descomplicado CAPA A Xen Cloud Platform facilita muito a criação e o gerenciamento de máquinas virtuais sobre o hypervisor Xen. por Boris Quiroz e Stephen Spector A revolução da

Leia mais

SISTEMAS DE ARQUIVOS Sistemas operacionais

SISTEMAS DE ARQUIVOS Sistemas operacionais Técnico em Informática SISTEMAS DE ARQUIVOS Sistemas operacionais Professor Airton Ribeiro de Sousa Sistemas operacionais Sistema de Arquivos pode ser definido como uma estrutura que indica como os dados

Leia mais

FTIN Formação Técnica em Informática Módulo Sistema Proprietário Windows AULA 05. Prof. André Lucio

FTIN Formação Técnica em Informática Módulo Sistema Proprietário Windows AULA 05. Prof. André Lucio FTIN Formação Técnica em Informática Módulo Sistema Proprietário Windows AULA 05 Prof. André Lucio Competências da aula 5 Backup. WSUS. Serviços de terminal. Hyper-v Aula 04 CONCEITOS DO SERVIÇO DE BACKUP

Leia mais

Arquitetura da solução de implantação da série Dell KACE K2000

Arquitetura da solução de implantação da série Dell KACE K2000 Arquitetura da solução de implantação da série Dell KACE K2000 Como aproveitar a performance da solução para revolucionar a implantação de sistemas Introdução As organizações, independentemente do tamanho

Leia mais

UNIFIED DATA PROTECTION RESUMO DA SOLUÇÃO

UNIFIED DATA PROTECTION RESUMO DA SOLUÇÃO UNIFIED DATA PROTECTION RESUMO DA SOLUÇÃO arcserve UDP Impulsionadas pelo aumento no volume dos dados e os avanços da tecnologia como a virtualização, as arquiteturas atuais para proteção dos dados deixam

Leia mais

Symantec NetBackup 7 O que há de novo e tabela de comparação de versões

Symantec NetBackup 7 O que há de novo e tabela de comparação de versões Symantec 7 O que há de novo e tabela de comparação de versões O 7 permite a padronização das operações de backup e recuperação em ambientes físicos e virtuais com menos recursos e menos riscos, pois oferece

Leia mais

Kernel Linux. Trabalho Realizador Por: Tiago Conceição Nº 11903. Representação artística do núcleo Linux

Kernel Linux. Trabalho Realizador Por: Tiago Conceição Nº 11903. Representação artística do núcleo Linux Kernel Linux Representação artística do núcleo Linux Trabalho Realizador Por: Tiago Conceição Nº 11903 Índice Introdução...2 O que é o Kernel...3 Como surgiu...4 Para que serve...5 Versões...6 Versões

Leia mais

Windows Server 2012 Perguntas frequentes sobre o licenciamento e os preços

Windows Server 2012 Perguntas frequentes sobre o licenciamento e os preços Windows Server 2012 Perguntas frequentes sobre o licenciamento e os preços Sumário WINDOWS SERVER 2012 PERGUNTAS FREQUENTES SOBRE O LICENCIAMENTO E OS PREÇOS... 1 WINDOWS SERVER 2012 DATACENTER E STANDARD...

Leia mais

Alta Disponibilidade

Alta Disponibilidade Alta Disponibilidade Sobre o documento ESTE DOCUMENTO NÃO É UMA ESPECIFICAÇÃO DE PRODUTO. Este documento suporta a versão Beta 3 do Windows Server Longhorn. As informações contidas no mesmo representam

Leia mais

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO CONTEÚDO PROGRAMÁTICO LINUX ESSENTIALS Presencial (40h) - À distância (48h) Conhecendo um Novo Mundo Introdução ao GNU/Linux Distribuições GNU/Linux Linux Inside: Instalação Desktop Debian e CentOS Primeiros

Leia mais

Simplifique a complexidade do sistema

Simplifique a complexidade do sistema 1 2 Simplifique a complexidade do sistema Com o novo controlador de alto desempenho CompactRIO Rodrigo Schneiater Engenheiro de Vendas National Instruments Leonardo Lemes Engenheiro de Sistemas National

Leia mais

HOW TO Alterando o tipo de interface de rede na VmWare para uso no Aker Firewall 6.7

HOW TO Alterando o tipo de interface de rede na VmWare para uso no Aker Firewall 6.7 Página: 1 de 6 Introdução Este documento auxiliará na configuração das interfaces do VmWare. Solução Por padrão ao adicionar uma interface na VmWare ele configura como E1000 ou E1000e, mas em alguns casos

Leia mais

Sistemas Operacionais Aula 03: Estruturas dos SOs. Ezequiel R. Zorzal ezorzal@unifesp.br www.ezequielzorzal.com

Sistemas Operacionais Aula 03: Estruturas dos SOs. Ezequiel R. Zorzal ezorzal@unifesp.br www.ezequielzorzal.com Sistemas Operacionais Aula 03: Estruturas dos SOs Ezequiel R. Zorzal ezorzal@unifesp.br www.ezequielzorzal.com OBJETIVOS Descrever os serviços que um sistema operacional oferece aos usuários e outros sistemas

Leia mais

1º Estudo Dirigido. Capítulo 1 Introdução aos Sistemas Operacionais

1º Estudo Dirigido. Capítulo 1 Introdução aos Sistemas Operacionais 1º Estudo Dirigido Capítulo 1 Introdução aos Sistemas Operacionais 1. Defina um sistema operacional de uma forma conceitual correta, através de suas palavras. R: Sistemas Operacionais são programas de

Leia mais

Sobre o Parallels Desktop 7 for Mac

Sobre o Parallels Desktop 7 for Mac Sobre o Parallels Desktop 7 for Mac O Parallels Desktop 7 for Mac é uma atualização importante do premiado software da Parallels para executar o Windows em um Mac. Sobre esta Atualização Esta atualização

Leia mais

Configuração SERVIDOR.

Configuração SERVIDOR. REQUISITOS MINIMOS SISTEMAS FORTES INFORMÁTICA. Versão 2.0 1. PRE-REQUISITOS FUNCIONAIS HARDWARES E SOFTWARES. 1.1 ANALISE DE HARDWARE Configuração SERVIDOR. Componentes Mínimo Recomendado Padrão Adotado

Leia mais

APLICAÇÕES EM SISTEMAS DISTRIBUÍDOS Prof. Ricardo Rodrigues Barcelar http://www.ricardobarcelar.com

APLICAÇÕES EM SISTEMAS DISTRIBUÍDOS Prof. Ricardo Rodrigues Barcelar http://www.ricardobarcelar.com - Aula 6 - ALGORÍTIMOS PARALELOS MPI - Parallel Virtual Machine e PVM - Parallel Virtual Machine 1. INTRODUÇÃO Inicialmente é necessário conceber alguns conceitos para entendimento dos algoritmos paralelos:

Leia mais

Visão Geral de Sistemas Operacionais

Visão Geral de Sistemas Operacionais Visão Geral de Sistemas Operacionais Sumário Um sistema operacional é um intermediário entre usuários e o hardware do computador. Desta forma, o usuário pode executar programas de forma conveniente e eficiente.

Leia mais

O que há de novo no VMware vcenter 5.0

O que há de novo no VMware vcenter 5.0 O que há de novo no VMware vcenter 5.0 Gerenciamento eficiente da virtualização DOCUMENTAÇÃO TÉCNICA DE MARKETING V 1.0/ATUALIZADO EM ABRIL DE 2011 Índice Introdução... 3 vsphere Web Client.... 4 Recursos

Leia mais

MINICURSO WINDOWS SERVER 2008 UTILIZANDO O VMWARE PLAYER

MINICURSO WINDOWS SERVER 2008 UTILIZANDO O VMWARE PLAYER MINICURSO WINDOWS SERVER 2008 UTILIZANDO O VMWARE PLAYER TÁSSIO JOSÉ GONÇALVES GOMES tassiogoncalvesg@gmail.com MINICURSO WINDOWS SERVER 2008 TÁSSIO GONÇALVES - TASSIOGONCALVESG@GMAIL.COM 1 CONTEÚDO Arquitetura

Leia mais

Notas sobre o Release

Notas sobre o Release Virtual I/O Server Versão 1.5 Notas sobre o Release G517-8212-07 Virtual I/O Server Versão 1.5 Notas sobre o Release G517-8212-07 Nota Antes de utilizar estas informações e o produto suportado por elas,

Leia mais

Proteção de ambientes Microsoft Hyper-V 3.0 com Arcserve

Proteção de ambientes Microsoft Hyper-V 3.0 com Arcserve Proteção de ambientes Microsoft Hyper-V 3.0 com Arcserve Desafios do cliente Hoje em dia, você enfrenta desafios como acordos de nível de serviço exigentes e limitações de equipe e orçamento. Você procura

Leia mais

Qlik Sense Desktop. Qlik Sense 2.0.2 Copyright 1993-2015 QlikTech International AB. Todos os direitos reservados.

Qlik Sense Desktop. Qlik Sense 2.0.2 Copyright 1993-2015 QlikTech International AB. Todos os direitos reservados. Qlik Sense Desktop Qlik Sense 2.0.2 Copyright 1993-2015 QlikTech International AB. Todos os direitos reservados. Copyright 1993-2015 QlikTech International AB. Todos os direitos reservados. Qlik, QlikTech,

Leia mais