Nova gramática do português brasileiro: tradição e ruptura Como consultar esta gramática...35

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Nova gramática do português brasileiro: tradição e ruptura...25. Como consultar esta gramática...35"

Transcrição

1 SUMÁRIO Nova gramática do português brasileiro: tradição e ruptura...25 Prefácio de Rodolfo Ilari Introdução...31 Como consultar esta gramática O que se entende por língua e por gramática...41 Teorias sobre a língua e a gramática A língua é um conjunto de produtos estruturados: Gramática Descritiva Postulados da Gramática Descritiva Procedimentos metodológicos da Gramática Descritiva Unidades da Gramática Descritiva O fonema A sílaba O morfema A palavra O sintagma A sentença A língua é um conjunto de processos estruturantes: Gramática Funcionalista Formalismo e funcionalismo na reflexão gramatical Postulados da teoria multissistêmica funcionalista-cognitivista Postulado 1: a língua se fundamenta num aparato cognitivo Postulado 2: a língua é uma competência comunicativa Postulado 3: as estruturas linguísticas não são objetos autônomos Postulado 4: as estruturas linguísticas são multissistêmicas Postulado 5: a língua é pancrônica a explicação linguística Postulado 6: um dispositivo sociocognitivo ordena os sistemas linguísticos Princípio da ativação: a projeção pragmática Princípio da reativação: a correção Princípio da desativação: a elipse Diálogo da teoria multissistêmica com outras teorias... 81

2 1.3. A língua é um conjunto de produtos e de processos em mudança: Gramática Histórica O comparatismo e o método histórico-comparativo O neogramaticismo e a centralidade da fonética O estruturalismo e a centralidade da fonologia O gerativismo e a centralidade da sintaxe O variacionismo, o funcionalismo e a centralidade dos usos A língua é um conjunto de usos bons : Gramática Prescritiva Norma gramatical Norma lexical Norma ortográfica História da ortografia portuguesa O novo Acordo Ortográfico de Uma política linguística para o português brasileiro O que é política linguística Ensino do português brasileiro como língua materna Os destinatários do ensino do português brasileiro como língua materna Diretrizes para o ensino do português brasileiro Particularidades do ensino do português como língua materna Ensino do português brasileiro como língua estrangeira Atuação das universidades oficiais no ensino do português brasileiro como língua materna Documentação do português brasileiro Descrição e história do português brasileiro Os sistemas linguísticos A língua como um multissistema Léxico O que é léxico, o que é lexicalização? O vocabulário e o dicionário Definição das palavras Redação do verbete Tipologia de dicionários Lexicalização: etimologia, neologia, empréstimo Por etimologia Por neologia Por empréstimo Empréstimos do substrato linguístico Empréstimos do superstrato linguístico Estrangeirismos Relexicalização: derivação, composição Deslexicalização: a morte das palavras

3 2.2. Semântica O que é semântica, o que é semanticização? Categorias semânticas Dêixis e foricidade Referenciação Predicação Verificação Inferência e pressuposição Metáfora e metonímia Conectividade Semancização: ação do dsc no sistema da semântica Discurso O que é discurso, o que é discursivização? Disciplinas do Discurso Categorias cognitivas constitutivas do discurso: moldura e perspectiva Categorias sociais constitutivas do discurso: os interlocutores Categorias discursivas constitutivas do texto Discursivização: ação do dsc no sistema do discurso Gramática O que é gramática, o que é gramaticalização? Disciplinas da Gramática Fonética e Fonologia. A transcrição fonética e a transcrição fonológica Morfologia. A transcrição morfológica Sintaxe. A transcrição sintática Processos de gramaticalização Fonologização Morfologização Morfologização do radical Morfologização nominal Morfologização verbal Sintaticização Síntese da gramaticalização Repetição e constituição da sentença na língua falada Repetição e constituição do sintagma nominal Repetição e constituição do sintagma verbal Gramaticalização: a ação do dsc no sistema da gramática História do português brasileiro História social, mudança gramatical História social do português brasileiro Expansão do português europeu pelo mundo Lusitanização do Brasil: ocupação do território, origens do colono português Índios do Brasil

4 Africanos trazidos ao Brasil Migrantes europeus chegados ao Brasil Novas perspectivas sobre a história social do pb Mudança gramatical do português brasileiro Formação do português brasileiro, ou por que o português brasileiro é como é? Já existe uma língua brasileira, que representa uma evolução biológica do português europeu? O português brasileiro deriva de um crioulo? O português brasileiro é uma continuação do português arcaico? Principais diferenças entre o português brasileiro e o português europeu A hora e a vez do português brasileiro Diversidade do português brasileiro A heterogeneidade do português brasileiro Variação geográfica A Dialetologia brasileira Falares brasileiros Falares fronteiriços Variação sociocultural Variação individual O registro: pb formal e pb informal A idade: português de crianças e de adultos O sexo: português de homens e de mulheres Variação de canal Português falado Histórico dos estudos sobre a oralidade Metodologia para os estudos da oralidade: a gravação e a transcrição Caracterização da língua falada Agenda para uma sintaxe colaborativa A contribuição brasileira Português escrito Caracterização da língua escrita: processos e produtos O continuum língua falada-língua escrita Variação temática: português corrente e português técnico A conversação e o texto Estudando a conversação e o texto A conversação Transcrição conversacional Turnos conversacionais e pares adjacentes

5 Sistema de correção Marcadores discursivos O texto Transcrição textual Tópico discursivo: unidade discursiva, parágrafo e quadro tópico como manifestações da discursivização Reformulação do quadro tópico: repetição e paráfrase como manifestações da rediscursivização Repetição Paráfrase Descontinuação do quadro tópico: parentetização e digressão como manifestações da desdiscursivização Parentetização Digressão Conexão textual Gêneros discursivos Tradições discursivas Primeira abordagem da sentença O problema da predicação Propriedades gramaticais da sentença Propriedades fonológicas Propriedades sintáticas i: a sentença é um conjunto de sintagmas Propriedades sintáticas ii: a sentença é um conjunto de funções atribuídas aos sintagmas Propriedades semânticas da sentença Sentença e apresentação Sentença e papéis temáticos Propriedades discursivas da sentença: a interface sentença/discurso Sentença e processamento da informação Sentença e atos de fala Princípio de projeção O princípio de projeção e a transitividade: estrutura argumental da sentença Casos gramaticais Argumentos e adjuntos Preenchimento dos lugares argumentais; ruptura da fronteira sintática Preenchimento dos lugares argumentais Ruptura das fronteiras sintáticas O princípio de projeção e a colocação Ordem de base vs. ordem marcada Movimento de constituintes e de traços

6 O princípio de projeção e a concordância Concordância nominal Concordância verbal A argumentação sintática Paráfrase Comutação (ou proporcionalidade) Focalização Elisão (ou omissão) Movimento de constituintes Considerações finais Estrutura funcional da sentença Retomando o princípio de projeção Construção de tópico Propriedades sintáticas Propriedades discursivas Propriedades semânticas Absolutivo Propriedades sintáticas Propriedades discursivas Propriedades semânticas Sujeito Propriedades sintáticas do sujeito Classes de preenchimento do sujeito Colocação do sujeito Sujeito e categoria vazia Propriedades discursivas do sujeito Sondagem psicopragmática do tema-sujeito Constituição do tema-sujeito por derivação do rema Propriedades semânticas do sujeito Animacidade/não animacidade Referencialidade/não referencialidade Determinação/indeterminação Complementos: objeto direto, objeto indireto, complemento oblíquo O objeto direto Classes de preenchimento do objeto direto. Objeto direto e categoria vazia Colocação do objeto direto O objeto indireto O oblíquo

7 7.5. Adjuntos Adjuntos adnominais Adjuntos adnominais predicativos Adjuntos adnominais de verificação: os classificadores Adjuntos adnominais dêiticos Adjuntos adverbiais Adjuntos adverbiais predicativos Adjuntos adverbiais não predicativos de verificação Adjuntos adsentenciais Minissentença e sentença simples: tipologias Ainda o princípio de projeção A minissentença Minissentença nominal Minissentença adjetival Minissentença adverbial Minissentença preposicional Modalidade e tipologia da sentença simples Sentenças asseverativas Asseverativas afirmativas Asseverativas negativas Sentenças interrogativas Interrogativas diretas Interrogativas indiretas Interrogativas finalizadas por marcadores discursivos Sentenças imperativas Imperativas diretas Imperativas indiretas Estrutura argumental e tipologia da sentença simples Sentenças não argumentais Sentenças monoargumentais Sentenças apresentacionais ou existenciais Sentenças ergativas Sentenças atributivas Sentenças equativas Sentenças biargumentais Sentenças transitivas diretas Sentenças transitivas indiretas Sentenças transitivas oblíquas Sentenças triargumentais As prossentenças Considerações finais

8 9. A sentença complexa e sua tipologia Combinação de sentenças e gramaticalização de conjunções A coordenação Estatuto da coordenação Coordenadas aditivas Propriedades sintáticas de e Propriedades discursivas de e Coordenadas adversativas Propriedades discursivas de mas Propriedades semântico-sintáticas de mas A subordinação Estatuto da subordinação Subordinadas substantivas Gramaticalização das conjunções integrantes Propriedades lexicais da sentença matriz Propriedades gramaticais Sentença matriz e projeção de argumentos Colocação das substantivas Correlação modo-temporal entre a matriz e a substantiva Gramaticalização do verbo da sentença matriz Propriedades semânticas da sentença matriz A matriz contém verbos e adjetivos epistêmicos asseverativos A matriz contém verbos e adjetivos epistêmicos dubitativos A matriz contém verbos e adjetivos de modalização deôntica A matriz contém verbos e adjetivos de modalização pragmática Propriedades discursivas Matriz apresentacional Matriz declarativa Matriz evidencial Matriz volitiva Subordinadas adjetivas Sintaxe das adjetivas Estratégias de relativização e tipologia das sentenças adjetivas Funções do pronome relativo A adjetiva livre Semântica das adjetivas Restritivas ou determinativas Explicativas ou apositivas Restritivas finais Restritivas causais

9 Subordinadas adverbiais Causais Condicionais Finais Concessivas Temporais Subordinadas não conjuncionais infinitivas, gerundiais, participiais Sentenças infinitivas Sentenças gerundiais Sentenças participiais A correlação Estatuto da correlação Correlatas aditivas Correlatas alternativas Correlatas comparativas Correlatas consecutivas Considerações finais O sintagma verbal Estrutura do sintagma verbal Estatuto categorial do verbo Propriedades gramaticais do verbo Propriedades semânticas do verbo Propriedades discursivas do verbo Descrição do núcleo verbal Sintaxe do verbo Verbo e estrutura argumental da sentença. Tipologia dos predicados Gramaticalização do verbo Gramaticalização de ser e estar Gramaticalização de ter e haver Tipologia do sintagma verbal Sintagma verbal simples Sintagma verbal composto: as perífrases e as formas nominais do verbo Sintagma verbal complexo: o verbo-suporte Concordância verbal Colocação do verbo Elipse do verbo

10 Semântica do verbo Estudos sobre a semântica do verbo As sistematizações de Aristóteles e de Halliday Uma distinção básica: apresentação vs. predicação Classes acionais do verbo Categorias semânticas do verbo Aspecto verbal Tempo Voz Modo Discurso e verbo: o verbo no texto Verbo apresentativo e inserção de tópico discursivo O tempo presente e a dissertação. Os tempos do passado e a narração Transitividade e discurso Descrição dos especificadores O problema da auxiliaridade O estatuto das perífrases Especificadores de tempo: ter + do, ir + r Perífrases de particípio Perífrases de infinitivo Especificadores de aspecto: estar + ndo Perífrases de particípio Perífrases de infinitivo Perífrases de gerúndio Especificadores de modo: dever, querer, poder + r Perífrases de infinitivo Especificadores de voz Perífrases de particípio Descrição dos complementadores O sintagma nominal Estrutura do sintagma nominal Estatuto categorial do substantivo Descrição do núcleo nominal Sintaxe do substantivo Funções sentenciais do substantivo Substantivos e transitividade Nominalização Estrutura argumental dos substantivos

11 Colocação dos constituintes do sintagma nominal Concordância nominal Semântica do substantivo Substantivo e teoria da referência. Substantivo e espaços mentais Substantivo e traços semânticos inerentes Substantivos contáveis/não contáveis Substantivos humanos/não humanos Substantivos comuns/próprios O substantivo no texto: referenciação e fluxo informacional Inserção de tópico novo Derivação referencial: repetição e inferência Encadeamento temático Tema caótico Tema constante Tema derivado Tema fendido Estatuto categorial dos pronomes Descrição do núcleo pronominal Sintagmas nominais nucleados por pronomes pessoais Reorganização do quadro dos pronomes pessoais: alteração, criação, substituição e perda Perdas e ganhos no quadro dos reflexivos Transformação progressiva dos pronomes pessoais em morfemas prefixais de pessoa Colocação dos clíticos no pb Sintagmas nominais nucleados por pronomes neutros Sintagmas nominais nucleados por demonstrativos neutros Sintagmas nominais nucleados por quantificadores indefinidos Sintagmas nominais nucleados por pronomes adverbiais Descrição dos Especificadores O artigo Propriedades gramaticais do artigo Propriedades semânticas do artigo Propriedades discursivas do artigo Os demonstrativos Propriedades gramaticais dos demonstrativos Propriedades semânticas dos demonstrativos Propriedades discursivas dos demonstrativos Os possessivos Propriedades gramaticais dos possessivos Propriedades semânticas dos possessivos Propriedades discursivas dos possessivos

12 Os quantificadores indefinidos Propriedades gramaticais dos quantificadores indefinidos Propriedades semânticas dos quantificadores indefinidos Propriedades discursivas dos quantificadores indefinidos Descrição dos Complementadores O sintagma adjetival Estrutura do sintagma adjetival Estatuto categorial do adjetivo Diferenças morfológicas entre adjetivo e substantivo Diferenças sintáticas entre adjetivo e substantivo Descrição do núcleo Sintaxe do adjetivo Adjetivo como adjunto adnominal, encaixado no sintagma nominal Adjetivo como núcleo de minissentença, encaixado no sintagma verbal Adjetivo como adjunto adsentencial Transitividade do adjetivo Concordância do adjetivo Colocação do adjetivo Semântica do adjetivo Adjetivos predicativos Modalizadores Qualificadores Quantificadores Adjetivos de verificação Classificadores Pátrios Gentílicos De cor Adjetivos dêiticos Locativos Temporais O adjetivo no texto Adjetivo na narração e na descrição Adjetivo e status informacional Adjetivo e eixo argumentativo Descrição dos especificadores Descrição dos complementadores

13 13. O sintagma adverbial Estrutura do sintagma adverbial Estatuto categorial do advérbio Descrição do núcleo Sintaxe do advérbio Funções sentenciais do advérbio Advérbio quase argumental Advérbio como adjunto Advérbio como marcador gramatical de argumentos e adjuntos Advérbio e transitividade: estrutura argumental do advérbio Advérbios intransitivos Advérbios transitivos Advérbios dêiticos e estruturas de redobramento sintático Colocação do sintagma adverbial Semântica do advérbio Advérbios predicativos Advérbios modalizadores Advérbios qualificadores Advérbios quantificadores Advérbios de verificação Advérbios focalizadores Advérbios de inclusão e exclusão Advérbios de afirmação e negação Advérbios dêiticos Advérbios dêiticos de lugar Advérbios dêiticos de tempo O advérbio no texto Advérbios e gêneros discursivos Advérbios e conectivos textuais Descrição dos especificadores Descrição dos complementadores O sintagma preposicional Estrutura do sintagma preposicional Estatuto categorial das preposições Preposições simples Preposições complexas

14 Gramaticalização das preposições Recategorização de outras classes Regramaticalização de preposições Desaparecimento de preposições Descrição do núcleo Sintaxe da preposição Escopo da preposição Sintagma nominal Outro sintagma preposicional Sintagma adverbial Sentença com verbo em forma nominal Funções do sintagma preposicional: argumentos, adjuntos, construções de tópico Sintagmas preposicionais funcionando como argumentos preposicionados Sintagmas preposicionais funcionando como adjuntos adverbiais e adnominais Verbos e seleção de preposições Verbos de movimento/direção Verbos de transferência Verbos de comunicação Verbos de criação/produção Verbos de complemento final Verbos de aproximação/união/semelhança Outros verbos Colocação dos sintagmas preposicionais na sentença Semântica das preposições Preposições do eixo espacial horizontal Preposições do eixo espacial vertical Preposições do eixo espacial transversal Preposições do eixo espacial proximal/distal Preposições do eixo espacial continente/conteúdo As preposições no texto Construções de tópico preposicionadas Expressões de conectividade textual Descrição dos especificadores Descrição dos complementadores Algumas generalizações sobre a gramática do português brasileiro. A reflexão gramatical A pesquisa continua

15 15.1. Algumas generalizações sobre a gramática do português brasileiro Representação da categoria de pessoa Representação da categoria de coisa Representação das categorias de espaço e tempo Representação da categoria de movimento Representação da categoria de qualidade Representação da categoria de quantidade Anexo: Mais sobre a categoria de movimento A reflexão gramatical, ou, no dia em que virei linguista-gramático Escolha de um problema e da perspectiva teórica Formulação das hipóteses de trabalho Análise da conversação Análise do texto Análise da sentença Análise das palavras O corpus de análise e a organização dos dados Redação do trabalho e comparação dos resultados obtidos Título e autor Resumo Apresentação Capítulos e suas seções Conclusões e referências bibliográficas Arranjo temático da bibliografia Sugestões de projetos Pesquisando a diversidade do português brasileiro A variação geográfica A variação sociocultural A variação individual A língua falada A língua escrita Pesquisando o texto e sua organização Processos constitutivos do texto Os textos enquanto produtos Pesquisando a estrutura funcional da sentença Construções de tópico Propriedades gramaticais do sujeito sentencial Concordância do verbo com o sujeito Propriedades gramaticais do objeto direto Adjuntos adverbiais Ordem preferida de figuração das funções sentenciais

16 Pesquisando a sentença simples e sua tipologia A minissentença Como é mesmo que damos ordens ou apresentamos um pedido? Como a sintaxe nos ajuda a introduzir participantes numa cena linguística Há um campeonato aí entre verbos mono, bi e triargumentais. Quem está levando a melhor? Pesquisando a sentença complexa e sua tipologia A sentença coordenada aditiva A sentença coordenada adversativa A sentença subordinada substantiva conjuncional A sentença subordinada adjetiva A sentença subordinada adverbial conjuncional A sentença subordinada não conjuncional A sentença correlata e a gramaticalização das conjunções redobradas Pesquisando o sintagma verbal Sintagma verbal simples: estrutura argumental do verbo Sintagma verbal simples: verbos apresentacionais existenciais Os verbos ter e haver como verbos plenos Os verbos ter e haver como verbos auxiliares Os verbos ser e estar como verbos plenos Os verbos ser e estar como verbos auxiliares Pesquisando o sintagma nominal Primeira descrição do sintagma nominal Sintagma nominal de núcleo nominal: estrutura argumental dos nomes abstratos e deverbais Sintagma nominal de núcleo pronominal: pronomes pessoais Sintagma nominal: pronomes demonstrativos Sintagma nominal: pronomes possessivos Os quantificadores definidos Os quantificadores indefinidos Definitude vs. indefinitude textual Pesquisando o sintagma adjetival Funções sentenciais do sintagma adjetival Estrutura argumental do adjetivo Concordância do adjetivo Colocação do adjetivo O adjetivo como núcleo de minissentença Os adjetivos modalizadores Os adjetivos qualificadores Os adjetivos delimitadores qualificadores e quantificadores Os adjetivos aspectualizadores Os adjetivos dêiticos Os adjetivos verificadores de cor

17 Pesquisando o sintagma adverbial Primeiras explorações sobre o sintagma adverbial predicativo Colocação dos advérbios predicativos Colocação do advérbio dêitico locativo e temporal Funções sentenciais do sintagma adverbial predicativo Processos de delimitação adjetival e adverbial Sintagma adverbial predicativo Pesquisando o sintagma preposicional Sintagma preposicional: preposições mais gramaticalizadas Sintagma preposicional: preposições menos gramaticalizadas Sintagmas preposicionais em função de adjunto adnominal Sintagmas preposicionais em função de adjunto adverbial Preposições simples e preposições complexas Glossário Índice de matéria Bibliografia O autor...767

Sumarizando: o que é uma língua. Métodos para seu estudo...44

Sumarizando: o que é uma língua. Métodos para seu estudo...44 sumário APRESENTAÇÃO...13 1. O que se entende por língua Estudando a língua portuguesa...17 1.1 O Vocabulário: nascimento e morte das palavras. Consultando um dicionário...20 1.2 A Semântica: o sentido

Leia mais

ESCOLA BÁSICA FERNANDO CALDEIRA Currículo de Português. Departamento de Línguas. Currículo de Português - 7º ano

ESCOLA BÁSICA FERNANDO CALDEIRA Currículo de Português. Departamento de Línguas. Currículo de Português - 7º ano Departamento de Línguas Currículo de Português - Domínio: Oralidade Interpretar discursos orais com diferentes graus de formalidade e complexidade. Registar, tratar e reter a informação. Participar oportuna

Leia mais

INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA INGLÊS LE I (2 anos) 2015

INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA INGLÊS LE I (2 anos) 2015 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CIÊNCIA INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA INGLÊS LE I (2 anos) 2015 Prova 06 / 2015 --------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

PLANO DE CURSO REFERENCIAL LÍNGUA PORTUGUESA/GESTAR 6ª SÉRIE (7º ANO)

PLANO DE CURSO REFERENCIAL LÍNGUA PORTUGUESA/GESTAR 6ª SÉRIE (7º ANO) PLANO DE CURSO REFERENCIAL LÍNGUA PORTUGUESA/GESTAR 6ª SÉRIE (7º ANO) Processo Avaliativo Unidade Didática PRIMEIRA UNIDADE Competências e Habilidades Aperfeiçoar a escuta de textos orais - Reconhecer

Leia mais

PLANO DE ESTUDOS DE PORTUGUÊS 6.º ANO

PLANO DE ESTUDOS DE PORTUGUÊS 6.º ANO DE PORTUGUÊS 6.º ANO Ano Letivo 2015 2016 PERFIL DO ALUNO No final do 6.º ano de escolaridade, o aluno deve ser capaz de: interpretar e produzir textos orais com diferentes finalidades e coerência, apresentando

Leia mais

PORTUGUÊS PARA CONCURSOS

PORTUGUÊS PARA CONCURSOS PORTUGUÊS PARA CONCURSOS Sumário Capítulo 1 - Noções de fonética Fonema Letra Sílaba Número de sílabas Tonicidade Posição da sílaba tônica Dígrafos Encontros consonantais Encontros vocálicos Capítulo 2

Leia mais

PLANEJAMENTO ANUAL / TRIMESTRAL 2013 Conteúdos Habilidades Avaliação

PLANEJAMENTO ANUAL / TRIMESTRAL 2013 Conteúdos Habilidades Avaliação Produção textual COLÉGIO LA SALLE BRASÍLIA Disciplina: Língua Portuguesa Trimestre: 1º Tipologia textual Narração Estruturação de um texto narrativo: margens e parágrafos; Estruturação de parágrafos: início,

Leia mais

Escola Básica da Madalena Grelha de Conteúdos PORTUGUÊS 7º ano Ano letivo 2015 2016 ORALIDADE LEITURA / EDUCAÇÃO LITERÁRIA 1º PERÍODO CONTEÚDOS

Escola Básica da Madalena Grelha de Conteúdos PORTUGUÊS 7º ano Ano letivo 2015 2016 ORALIDADE LEITURA / EDUCAÇÃO LITERÁRIA 1º PERÍODO CONTEÚDOS Escola Básica da Madalena Grelha de Conteúdos PORTUGUÊS 7º ano Ano letivo 2015 2016 1º PERÍODO CONTEÚDOS ORALIDADE Elementos constitutivos do texto publicitário. Ouvinte. Informação. Princípios reguladores

Leia mais

PED LÍNGUA PORTUGUESA ORIENTAÇÕES ACADÊMICAS

PED LÍNGUA PORTUGUESA ORIENTAÇÕES ACADÊMICAS PED LÍNGUA PORTUGUESA ORIENTAÇÕES ACADÊMICAS Prezado aluno, O maior diferencial deste projeto pedagógico é o desenvolvimento da autonomia do estudante durante sua formação. O currículo acadêmico do seu

Leia mais

2013/2014 (Despacho nº 13 599/2006 [2ª série], artigo 10º, ponto 9) 3º Ciclo 9º Ano CONTEÚDOS ANUAIS Português DESCRITORES DE DESEMPENHO

2013/2014 (Despacho nº 13 599/2006 [2ª série], artigo 10º, ponto 9) 3º Ciclo 9º Ano CONTEÚDOS ANUAIS Português DESCRITORES DE DESEMPENHO 2013/2014 (Despacho nº 13 599/2006 [2ª série], artigo 10º, ponto 9) 3º Ciclo 9º Ano CONTEÚDOS ANUAIS Português CONTEÚDOS/ COMPETÊNCIAS AULAS PREVISTAS 9ºA 9ºB 9ºC 160 157 160 DESCRITORES DE DESEMPENHO

Leia mais

FACCAT FACULDADES INTEGRADAS DE TAQUARA Nomes: Ana Carvalho, Tairini, Ellen, Tâmiris, Cássia, Cátia Weber. Professor: Zenar Schein Data:

FACCAT FACULDADES INTEGRADAS DE TAQUARA Nomes: Ana Carvalho, Tairini, Ellen, Tâmiris, Cássia, Cátia Weber. Professor: Zenar Schein Data: FACCAT FACULDADES INTEGRADAS DE TAQUARA Nomes: Ana Carvalho, Tairini, Ellen, Tâmiris, Cássia, Cátia Weber. Professor: Zenar Schein Data: Listagem Conteúdos: 6º ano ensino fundamental Morfologia Fonética

Leia mais

2013/2014 CONTEÚDOS TEMÁTICOS CONTEÚDOS GRAMATICAIS CALENDARIZAÇÃO UNIDADE

2013/2014 CONTEÚDOS TEMÁTICOS CONTEÚDOS GRAMATICAIS CALENDARIZAÇÃO UNIDADE Escolas João de Araújo Correia EB 2.3PESO DA RÉGUA Disciplina de Português 6º Ano Ano Letivo 2013/2014 CONTEÚDOS TEMÁTICOS CONTEÚDOS GRAMATICAIS CALENDARIZAÇÃO UNIDADE 0 Ponto de partida Reportagem televisiva

Leia mais

PARTE 1 FONÉTICA CAPÍTULO 1 FONÉTICA...

PARTE 1 FONÉTICA CAPÍTULO 1 FONÉTICA... Sumário PARTE 1 FONÉTICA CAPÍTULO 1 FONÉTICA... 3 1.1. Fonema...3 1.2. Classificação dos fonemas...4 1.3. Encontros vocálicos...5 1.4. Encontros consonantais...5 1.5. Dígrafos...6 1.6. Dífono...7 1.7.

Leia mais

ENSINO FUNDAMENTAL. Sondagem 2014 6º ANO. Língua Portuguesa

ENSINO FUNDAMENTAL. Sondagem 2014 6º ANO. Língua Portuguesa ENSINO FUNDAMENTAL O processo de sondagem Colégio Sion busca detectar, no aluno, pré-requisitos que possibilitem inseri-lo adequadamente no ano pretendido. As disciplinas de Língua Portuguesa e são os

Leia mais

Português. Índice de aulas. Tipologias textuais

Português. Índice de aulas. Tipologias textuais Índice de aulas Tipologias textuais Texto narrativo em prosa Ação Personagens Narrador Espaço Tempo Modalidades do discurso A consequência dos semáforos, de António Lobo Antunes História sem palavras,

Leia mais

Planificação anual Ano letivo: 2015/2016

Planificação anual Ano letivo: 2015/2016 Planificação anual Período: 1.º Ano Número total de aulas previstas: 75-78 Competências Compreensão oral: seleção da mensagens emitidas em situação de presença, sobre temas familiares para os alunos e

Leia mais

Academia Diplomática y Consular Carlos Antonio López

Academia Diplomática y Consular Carlos Antonio López FUNDAMENTACIÓN: IDIOMA: PORTUGUÊS CONTENIDO TEMÁTICO Llevando en consideración las directrices del Marco Europeo Común de Referencia, el examen será encuadrado en un nivel Intermedio Superior. En este

Leia mais

PROGRAMAS DE LÍNGUA E LITERATURA ELEMENTAR A. Nível de Língua: A1

PROGRAMAS DE LÍNGUA E LITERATURA ELEMENTAR A. Nível de Língua: A1 PROGRAMAS DE LÍNGUA E LITERATURA ELEMENTAR A Nível de Língua: A1 LÍNGUA PORTUGUESA Unidades temáticas: descrição pessoal; vida quotidiana; comércio e serviços; orientação e viagens; saúde. Conteúdos gramaticais:

Leia mais

Língua Portuguesa 9º ano

Língua Portuguesa 9º ano Língua Portuguesa 9º ano Conteúdos por unidade didática 1º Período A - Comunicação Oral.. Intencionalidade comunicativa. Adequação comunicativa: Ideia geral. Ideias principais. Ideias secundárias. Informação

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS S DAS DISCIPLINAS CURSO DE GRADUAÇÃO DE SECRETARIADO EXECUTIVO TRILÍNGUE DISCIPLINA: COMUNICAÇÃO E EXPRESSÃO Leitura e compreensão de textos. Gêneros textuais. Linguagem verbal e não verbal. Linguagem

Leia mais

COLÉGIO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA

COLÉGIO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL para o 6º ANO LÍNGUA PORTUGUESA Abordagem linguístico-gramatical: Leitura e interpretação dos diferentes gêneros textuais. Reconhecimento e identificação das características

Leia mais

DISCIPLINA: LINGUA PORTUGUESA

DISCIPLINA: LINGUA PORTUGUESA DISCIPLINA: LINGUA PORTUGUESA EMENTA: A Língua Portuguesa priorizará os conteúdos estruturantes (ouvir, falar, ler e escrever) tendo como fundamentação teórica o sociointeracionismo. APRESENTAÇÃO DA DISCIPLINA

Leia mais

Letras. Objetivo. Aspectos das Conexões Sintáticas. Prof a. Dr a. Leda Szabo

Letras. Objetivo. Aspectos das Conexões Sintáticas. Prof a. Dr a. Leda Szabo Letras Prof a. Dr a. Leda Szabo Aspectos das Conexões Sintáticas Objetivo Diferenciar o objeto de estudo da análise de base sintática do objeto de estudo da análise do discurso. Compreender a diferença

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE PEDROUÇOS. Planificação de Português

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE PEDROUÇOS. Planificação de Português AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE PEDROUÇOS Escola Básica 2/3 de Pedrouços Planificação de Português 7. 7ºano de escolaridade Ano letivo 2012/2013 Expressão oral Compreensão oral 1. o Período (+-64 aulas ) ))))))))646464+66666646

Leia mais

HABILIDADES E DETALHAMENTO DAS HABILIDADES

HABILIDADES E DETALHAMENTO DAS HABILIDADES Conteúdo Básico Comum (CBC) de Língua Portuguesa do Ensino Fundamental do 6º ao 9º ano Nas páginas a seguir, os tópicos de conteúdo e suas respectivas habilidades aparecem em negrito; os subtópicos e o

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR Página 1/3 CURSO: LETRAS - GRADUAÇÃO - LICENCIATURA GRADE: INGRESSANTES 2015/1

MATRIZ CURRICULAR Página 1/3 CURSO: LETRAS - GRADUAÇÃO - LICENCIATURA GRADE: INGRESSANTES 2015/1 Página 1/3 Período: 1 ENADE INGRESSANTE 0 ESTILÍSTICA 36 LITERATURA BRASILEIRA: CONTEMPORÂNEA 72 LITERATURA EM LÍNGUA INGLESA 72 LITERATURA EM LÍNGUA INGLESA: AS ÉPOCAS VITORIANA E CONTEMPORÂNEA 36 LÍNGUA

Leia mais

PARSER: UM ANALISADOR SINTÁTICO E SEMÂNTICO PARA SENTENÇAS DO PORTUGUÊS

PARSER: UM ANALISADOR SINTÁTICO E SEMÂNTICO PARA SENTENÇAS DO PORTUGUÊS Estudos Lingüísticos XXVI (Anais de Seminários do GEL) Trabalho apresentado no XLIV Seminário do GEL na UNITAU - Taubaté, em 1996 UNICAMP-IEL Campinas (1997), 352-357 PARSER: UM ANALISADOR SINTÁTICO E

Leia mais

Plano Curricular de Português. 6ºano Ano Letivo 2015/2016

Plano Curricular de Português. 6ºano Ano Letivo 2015/2016 Plano Curricular de Português 6ºano Ano Letivo 2015/2016 1º Período Conteúdos Programados Texto Narrativo: contos tradicionais, lendas e fábulas Categorias da Narrativa: Obra/autor Narrador (presente e

Leia mais

MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA

MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA LOGOTIPO MACMILLAN BRASIL Utilização colorido; preto/branco e negativo Professor, nós, da Editora Moderna, temos como propósito uma educação de qualidade, que

Leia mais

Redação: critérios de correção dos exames da Fuvest, Unicamp, Unesp e Enem. FUVEST e UNESP

Redação: critérios de correção dos exames da Fuvest, Unicamp, Unesp e Enem. FUVEST e UNESP Singular-Anglo Vestibulares Professora Natália Sanches Redação: critérios de correção dos exames da Fuvest, Unicamp, Unesp e Enem. Retirado do site oficial do vestibular. FUVEST e UNESP Na correção, três

Leia mais

Professora Verônica Ferreira PROVA CESGRANRIO 2012 CAIXA ECONÔMICA FEDERAL TÉCNICO BANCÁRIO

Professora Verônica Ferreira PROVA CESGRANRIO 2012 CAIXA ECONÔMICA FEDERAL TÉCNICO BANCÁRIO Professora Verônica Ferreira PROVA CESGRANRIO 2012 CAIXA ECONÔMICA FEDERAL TÉCNICO BANCÁRIO 1 Q236899 Prova: CESGRANRIO - 2012 - Caixa - Técnico Bancário Disciplina: Português Assuntos: 6. Interpretação

Leia mais

Síntese da Planificação da Disciplina de Português - 5 º Ano

Síntese da Planificação da Disciplina de Português - 5 º Ano Síntese da Planificação da Disciplina de Português - 5 º Ano Dias de aulas previstos Período 2.ª 3.ª 4.ª 5.ª 6.ª 1.º período 13 13 13 12 13 2.º período 9 9 9 11 11 3.º período 9 11 10 10 11 (As Aulas previstas

Leia mais

Análise Sintática AMOSTRA DA OBRA. Português é simples. 2ª edição. Eliane Vieira. www.editoraferreira.com.br

Análise Sintática AMOSTRA DA OBRA. Português é simples. 2ª edição. Eliane Vieira. www.editoraferreira.com.br AMOSTRA DA OBRA www.editoraferreira.com.br O sumário aqui apresentado é reprodução fiel do livro 2ª edição. Eliane Vieira Análise Sintática Português é simples 2ª edição Nota sobre a autora Sumário III

Leia mais

MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA

MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA LOGOTIPO MACMILLAN BRASIL Utilização colorido; preto/branco e negativo Professor, nós, da Editora Moderna, temos como propósito uma educação de qualidade, que

Leia mais

Português- Prof. Verônica Ferreira

Português- Prof. Verônica Ferreira Português- Prof. Verônica Ferreira 1 Com relação a aspectos linguísticos e aos sentidos do texto acima, julgue os itens a seguir. No trecho que podemos chamar de silenciosa (l.15-16), o termo de silenciosa

Leia mais

EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE LETRAS INGLÊS E LITERATURAS DE LÍNGUA INGLESA (Currículo iniciado em 2010)

EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE LETRAS INGLÊS E LITERATURAS DE LÍNGUA INGLESA (Currículo iniciado em 2010) EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE LETRAS INGLÊS E LITERATURAS DE LÍNGUA INGLESA (Currículo iniciado em 2010) COMPREENSÃO E PRODUÇÃO ORAL EM LÍNGUA INGLESA I C/H 102 (2358) intermediário de proficiência

Leia mais

Conteúdo Programático

Conteúdo Programático Conteúdo Programático Conhecimentos Básicos Português Básico Gramática Sobre o curso: Ele é direcionado a todo aluno que pretende construir uma base sólida de conhecimentos fundamentais para resolver as

Leia mais

Processo Seletivo 2016 Conteúdo Programático - 1º ano do Ensino Fundamental

Processo Seletivo 2016 Conteúdo Programático - 1º ano do Ensino Fundamental Conteúdo Programático - 1º ano do Ensino Fundamental Avaliação do Desenvolvimento e Desempenho da Criança nos aspectos cognitivo, afetivo, socialização e psicomotor, através de atividades compatíveis com

Leia mais

H) Final: funciona como adjunto adverbial de finalidade. Conjunções: a fim de que, para que, porque.

H) Final: funciona como adjunto adverbial de finalidade. Conjunções: a fim de que, para que, porque. H) Final: funciona como adjunto adverbial de finalidade. Conjunções: a fim de que, para que, porque. Ex. Ele não precisa do microfone, para que todos o ouçam. I) Proporcional: funciona como adjunto adverbial

Leia mais

Planificação de Língua Portuguesa 7º ano 2012/2013. Conteúdos Leitura/Escrita/Oralidade Atividades de Diagnose. PNL O Cavaleiro da Dinamarca

Planificação de Língua Portuguesa 7º ano 2012/2013. Conteúdos Leitura/Escrita/Oralidade Atividades de Diagnose. PNL O Cavaleiro da Dinamarca Planificação de Língua Portuguesa 7º ano 2012/2013 Metas Compreensão do oral Capacidade de compreensão de formas complexas do oral, exigidas para o prosseguimento de estudos ou para a entrada na vida ativa;

Leia mais

FACULTADE DE FILOLOXÍA DEPARTAMENTO DE FILOLOXÍA GALEGA LINGUA PORTUGUESA 5. José Luís Forneiro Pérez GUÍA DOCENTE E MATERIAL DIDÁCTICO

FACULTADE DE FILOLOXÍA DEPARTAMENTO DE FILOLOXÍA GALEGA LINGUA PORTUGUESA 5. José Luís Forneiro Pérez GUÍA DOCENTE E MATERIAL DIDÁCTICO FACULTADE DE FILOLOXÍA DEPARTAMENTO DE FILOLOXÍA GALEGA LINGUA PORTUGUESA 5 José Luís Forneiro Pérez GUÍA DOCENTE E MATERIAL DIDÁCTICO 2015/2016 FACULTADE DE FILOLOXÍA. DEPARTAMENTO DE FILOLOXÍA GALEGA

Leia mais

Alemão (Nível A1) - Nível de Iniciação

Alemão (Nível A1) - Nível de Iniciação Alemão (Nível A1) - Nível de Iniciação Ano letivo 2014-2015 Docente: Paulo Alexandre da Silva Brito Martins SINOPSE Esta disciplina destina-se aos aprendentes de língua alemã como língua estrangeira sem

Leia mais

4. A nominalização em Inglês e Português. Derivados nominais e nominalizações gerundivas.

4. A nominalização em Inglês e Português. Derivados nominais e nominalizações gerundivas. 36 4. A nominalização em Inglês e Português. Derivados nominais e nominalizações gerundivas. Em inglês, diversos nominais são formados a partir do processo de adição de sufixos, como er, e ing às suas

Leia mais

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO Você que se inscreveu no Bolsão do Colégio Futuro Vip para cursar o 6º ano do Ensino Fundamental está recebendo o programa das provas. BOLSÃO 6º ANO Fonética Fonema distinção entre FONEMA e LETRA Sílaba

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA. para o Exame de Suficiência do CFC. Bacharel em Ciências Contábeis

LÍNGUA PORTUGUESA. para o Exame de Suficiência do CFC. Bacharel em Ciências Contábeis LÍNGUA PORTUGUESA para o Exame de Suficiência do CFC Bacharel em Ciências Contábeis O livro é a porta que se abre para a realização do homem. Jair Lot Vieira con cursos con cursos LÍNGUA PORTUGUESA para

Leia mais

Período composto por subordinação

Período composto por subordinação Período composto por subordinação GRAMÁTICA MAIO 2015 Na aula anterior Período composto por coordenação: conjunto de orações independentes Período composto por subordinação: conjunto no qual um oração

Leia mais

RESENHA DE COHESION IN ENGLISH,

RESENHA DE COHESION IN ENGLISH, BORBA, Valquíria C. Machado. Resenha de Cohesion in English, de Halliday & Hassan. Revista Virtual de Estudos da Linguagem ReVEL. V. 4, n. 6, março de 2006. ISSN 1678-8931 [www.revel.inf.br]. RESENHA DE

Leia mais

MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA

MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA LOGOTIPO MACMILLAN BRASIL Utilização colorido; preto/branco e negativo Professor, nós, da Editora Moderna, temos como propósito uma educação de qualidade, que

Leia mais

RESENHA DE PRINCÍPIOS DE LINGÜÍSTICA DESCRITIVA: INTRODUÇÃO AO PENSAMENTO GRAMATICAL, DE MÁRIO A. PERINI

RESENHA DE PRINCÍPIOS DE LINGÜÍSTICA DESCRITIVA: INTRODUÇÃO AO PENSAMENTO GRAMATICAL, DE MÁRIO A. PERINI ARAGÃO NETO, Magdiel Medeiros; CAMBRUSSI, Morgana Fabiola.. Resenha de Princípios de lingüística descritiva: introdução ao pensamento gramatical, de Mário A. Perini. Revista Virtual de Estudos da Linguagem

Leia mais

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DAS PROVAS / ATIVIDADES PEDAGÓGICAS Processo Seletivo 2016 para Ensino Fundamental e Ensino Médio

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DAS PROVAS / ATIVIDADES PEDAGÓGICAS Processo Seletivo 2016 para Ensino Fundamental e Ensino Médio / ATIVIDADES PEDAGÓGICAS 1º Ano do Ensino Fundamental (Alunos concluintes do 2º Período da Educação Infantil) Escrita do nome completo; Identificar e reconhecer as letras do alfabeto; Identificar e diferenciar

Leia mais

Biblioteca Escolar. O Dicionário

Biblioteca Escolar. O Dicionário O Dicionário O que é um dicionário? Livro de referência onde se encontram palavras e expressões de uma língua, por ordem alfabética, com a respetiva significação ou tradução para outra língua e ainda,

Leia mais

2015/2016 PLANIFICAÇÃO ANUAL 7.º ANO

2015/2016 PLANIFICAÇÃO ANUAL 7.º ANO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS JOSÉ BELCHIOR VIEGAS ESCOLA BÁSICA 2.3 POETA BERNARDO DE PASSOS PORTUGUÊS 2015/2016 PLANIFICAÇÃO ANUAL 7.º ANO (cerca de 165 aulas) 1 DOMÍNIO: ORALIDADE OBJETIVOS DESCRITORES DE

Leia mais

LETRAS 1º PERÍODO. Código Disciplina C/H Curso Disciplina C/H Código Curso Ano do Conclusão

LETRAS 1º PERÍODO. Código Disciplina C/H Curso Disciplina C/H Código Curso Ano do Conclusão LETRAS 1º PERÍODO Disciplina A Disciplina B 62961 Língua Portuguesa A 68 Língua Portuguesa A 68 Ementa: Estuda os fundamentos Ementa: Estudo da base fonéticofonológica teóricos da análise lingüística,

Leia mais

Planificação de Língua Portuguesa 9º ano

Planificação de Língua Portuguesa 9º ano Ano letivo: 2012/2013 Planificação de Língua Portuguesa 9º ano Competências gerais Competências específicas Conteúdos temáticos Conhecimento explícito Estratégias / Atividades Material Avaliação Tempo

Leia mais

1º ANO. Atividades Acadêmico-Científico-Culturais 20. Pesquisa e construção do Conhecimento/ Sociologia

1º ANO. Atividades Acadêmico-Científico-Culturais 20. Pesquisa e construção do Conhecimento/ Sociologia 1º ANO 1º básica Leitura e produção de textos/filosofia Pesquisa e construção do Conhecimento/ Sociologia Língua Portuguesa I Noções Básicas de Língua Portuguesa A gramática e sua subdivisão As relações

Leia mais

As Metas Curriculares de Português, para o 3º Ciclo, apresentam cinco características essenciais:

As Metas Curriculares de Português, para o 3º Ciclo, apresentam cinco características essenciais: DEPARTAMENTO DE LÍNGUAS PORTUGUÊS 9º ANO C Ano Letivo: 204 /205. Introdução / Metas Curriculares Na disciplina de Português o desenvolvimento do ensino será orientado por Metas Curriculares cuja definição

Leia mais

Semiótica Funcionalista

Semiótica Funcionalista Semiótica Funcionalista Função objetivo, finalidade Funcionalismo oposto a formalismo entretanto, não há estruturas sem função e nem funções sem estrutura 2 Abordagens Básicas Signo função estrutural função

Leia mais

Informação - Prova de Equivalência à Frequência ESPANHOL (continuação) Código da Prova:368 2015 10.º e 11.º Anos de Escolaridade

Informação - Prova de Equivalência à Frequência ESPANHOL (continuação) Código da Prova:368 2015 10.º e 11.º Anos de Escolaridade Disciplina Espanhol Código - 368 Informação - Prova de Equivalência à Frequência ESPANHOL (continuação) Código da Prova:368 2015 10.º e 11.º Anos de Escolaridade Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho,

Leia mais

Prefeitura Municipal de Santo Ângelo A N E XO II. (Do Conteúdo Programático)

Prefeitura Municipal de Santo Ângelo A N E XO II. (Do Conteúdo Programático) 1 A N E XO II (Do Conteúdo Programático) 2 Cargos: CARPINTEIRO, COZINHEIRA, PADEIRO, PINTOR (LETRISTA). Português: Ortografia (escrita correta das palavras). Divisão silábica. Pontuação. Acentuação Gráfica.

Leia mais

Informação Prova de Equivalência à Frequência

Informação Prova de Equivalência à Frequência Básico Informação Prova de Equivalência à Frequência INGLÊS (LE I) Prova escrita e oral Prova 21 2015 do Ensino Básico 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características da prova de exame

Leia mais

Agrupamento de Escolas de Porto de Mós Informação-Prova de Equivalência à Frequência

Agrupamento de Escolas de Porto de Mós Informação-Prova de Equivalência à Frequência Prova de Equivalência à Frequência de Inglês (Escrita + Oral) Prova Código 06-2015 2º Ciclo do Ensino Básico - 6ºano de escolaridade 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características

Leia mais

Conteúdo Programático

Conteúdo Programático Conteúdo Programático Teste Seletivo 2014 - Edital 4º Ano Ensino Fundamental I 1. Interpretação de texto; 2. Redação; 3. Operações Fundamentais (probleminhas). 5º Ano Ensino Fundamental I 1. Interpretação

Leia mais

O estudo da linguagem, há pouco menos de dois séculos, ganhou um enfoque

O estudo da linguagem, há pouco menos de dois séculos, ganhou um enfoque EU GOSTO DE DOCE E EU VI A ELE NA PERSPECTIVA DA TEORIA DO CASO Daniel Mateus O Connell 1 INTRODUÇÃO O estudo da linguagem, há pouco menos de dois séculos, ganhou um enfoque diferente. Até então, as pesquisas

Leia mais

Sumário. Apresentação - 1. a edição /13 Apresentação - 2 edição /14

Sumário. Apresentação - 1. a edição /13 Apresentação - 2 edição /14 Sumário Apresentação - 1. a edição /13 Apresentação - 2 edição /14 1 Variação lingüística / 15 1.1 Os níveis de linguagem / 17 1.1.1 O nível informal /17 1.1.2 O nível semiformal /1 7 1.1.3 O nível formal/18

Leia mais

3 A ASSIMÉTRICA CATEGORIA DO SUBJUNTIVO EM PORTUGUÊS

3 A ASSIMÉTRICA CATEGORIA DO SUBJUNTIVO EM PORTUGUÊS 41 3 A ASSIMÉTRICA CATEGORIA DO SUBJUNTIVO EM PORTUGUÊS Vários gramáticos e também lingüistas de correntes diversas se ocuparam e ainda têm se ocupado com a questão do subjuntivo em português; entretanto,

Leia mais

PROVA ESCRITA. As informações sobre a prova apresentadas neste documento não dispensam a consulta da legislação referida e do Programa da disciplina.

PROVA ESCRITA. As informações sobre a prova apresentadas neste documento não dispensam a consulta da legislação referida e do Programa da disciplina. INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA ESPANHOL (LE II) Abril de 2015 Prova 15 2015 3.º Ciclo do Ensino Básico (Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho) Tipo de Prova: Escrita e Oral Duração: 90

Leia mais

LICENCIATURA EM LÍNGUA ESPANHOLA E RESPECTIVAS LITERATURAS

LICENCIATURA EM LÍNGUA ESPANHOLA E RESPECTIVAS LITERATURAS LICENCIATURA EM LÍNGUA ESPANHOLA E RESPECTIVAS LITERATURAS Curso 1/20K Ingresso a partir de 2011/1 Fundamentos dos Estudos Literários Codicred: 12224-04 NÍVEL I Ementa: Funções da literatura. Discurso

Leia mais

EDITAL N. º 001/CTPM/2015 CONCURSO DE ADMISSÃO 2016 ANEXO II CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DO EXAME INTELECTUAL

EDITAL N. º 001/CTPM/2015 CONCURSO DE ADMISSÃO 2016 ANEXO II CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DO EXAME INTELECTUAL EDITAL N. º 001/CTPM/2015 CONCURSO DE ADMISSÃO 2016 ANEXO II CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DO EXAME INTELECTUAL 1) PARA O ENSINO MÉDIO REDAÇÃO Do 1º ano ao 3º ano do ensino médio, a prova discursiva será composta

Leia mais

O verbo O verbo. www.scipione.com.br/radix. Prof. Erik Anderson. Gramática

O verbo O verbo. www.scipione.com.br/radix. Prof. Erik Anderson. Gramática O verbo O verbo O que é? Palavra variável em pessoa, número, tempo, modo e voz que exprime um processo, isto é, aquilo que se passa no tempo. Pode exprimir: Ação Estado Mudança de estado Fenômeno natural

Leia mais

GRAMÁTICA PORTUGUESA 1 (Sintaxe-Semântica)

GRAMÁTICA PORTUGUESA 1 (Sintaxe-Semântica) FACULTADE DE FILOLOXÍA DEPARTAMENTO DE FILOLOXÍA GALEGA GRAMÁTICA PORTUGUESA 1 (Sintaxe-Semântica) José Luís Forneiro Pérez GUÍA DOCENTE E MATERIAL DIDÁCTICO 2015/2016 FACULTADE DE FILOLOXÍA. DEPARTAMENTO

Leia mais

NONA AULA DE GRAMÁTICA - INTERNET. Professora: Sandra Franco

NONA AULA DE GRAMÁTICA - INTERNET. Professora: Sandra Franco NONA AULA DE GRAMÁTICA - INTERNET Professora: Sandra Franco Período Composto 1.Orações Subordinadas Adverbiais. 2. Apresentação das conjunções adverbiais mais comuns. 3. Orações Reduzidas. As orações subordinadas

Leia mais

Analisando multissistemicamente o verbo ficar na história do português paulista

Analisando multissistemicamente o verbo ficar na história do português paulista Analisando multissistemicamente o verbo ficar na história do português paulista (Multissystemic analysis of ficar in Paulista s Brazilian Portuguese history) Ataliba Teixeira de Castilho 1, Flávia Orci

Leia mais

Aula 1: Traços morfossintáticos

Aula 1: Traços morfossintáticos Aula 1: Traços morfossintáticos Quando pensamos nos elementos formativos da sintaxe, ou seja, com que tipos de elementos a sintaxe trabalha, pensamos automaticamente em palavras. Entretanto, essa não parece

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DR. SOLANO DE ABREU ABRANTES PLANIFICAÇÃO ANUAL

ESCOLA SECUNDÁRIA DR. SOLANO DE ABREU ABRANTES PLANIFICAÇÃO ANUAL ESCOLA SECUNDÁRIA DR. SOLANO DE ABREU ABRANTES ENSINO SECUNDÁRIO Curso Profissional de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos PLANIFICAÇÃO ANUAL INGLÊS MÓDULOS 7, 8 e 9 12º ANO TURMA F ANO LETIVO

Leia mais

Espanhol. Agrupamento de Escolas de Alvalade. Informação - Prova Equivalente a Exame Nacional. Prova 847 2015

Espanhol. Agrupamento de Escolas de Alvalade. Informação - Prova Equivalente a Exame Nacional. Prova 847 2015 Informação - Prova Equivalente a Exame Nacional Espanhol Prova 847 2015 11º ano de escolaridade continuação (CCH) Tipo de prova Escrita Duração 120 min + 30 min Nº de páginas 7 1 Introdução Temas transversais:

Leia mais

1.º CEB. Clara Amorim

1.º CEB. Clara Amorim 1.º CEB Metas Curriculares de Português Documento de referência para o ensino e a aprendizagem e para a avaliação interna e externa, de progressiva utilização obrigatória. Contém os conteúdos do programa

Leia mais

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EIXO TECNOLÓGICO: PRODUÇÃO ALIMENTÍCIA CURSO: TÉCNICO EM ALIMENTOS FORMA/GRAU: ( x )integrado ( )subsequente ( ) concomitante ( ) bacharelado ( ) licenciatura ( ) tecnólogo

Leia mais

PLANO DE AULA SEMANAL

PLANO DE AULA SEMANAL DISCIPLINA: Língua Inglesa SÉRIE: 1ª Série do Ensino Fundamental Turmas: L, M e K TEMPO: 4 aulas de 45 minutos. Para cada turma DATAS: 04/05/2009 / 05/05/2009-11/05/2009 / 12/05/2009-18/05/2009 / 19/05/2009-25/05/2009

Leia mais

Escutar discursos breves para aprender e construir conhecimentos.

Escutar discursos breves para aprender e construir conhecimentos. METAS CURRICULARES 2º ANO Português Oralidade Respeitar regras da interação discursiva. Escutar discursos breves para aprender e construir conhecimentos. Produzir um discurso oral com correção. Produzir

Leia mais

Vestibular UFRGS 2013 Resolução da Prova de Língua Portuguesa

Vestibular UFRGS 2013 Resolução da Prova de Língua Portuguesa 01. Alternativa (E) Vestibular UFRGS 2013 Resolução da Prova de Língua Portuguesa Alternativa que contém palavras grafadas de acordo com o Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa - VOLP 02. Alternativa

Leia mais

EXAME DE PROFICIÊNCIA EM LÍNGUA PORTUGUESA CURSO DE DIREITO - 2014 EDITAL N.º

EXAME DE PROFICIÊNCIA EM LÍNGUA PORTUGUESA CURSO DE DIREITO - 2014 EDITAL N.º EXAME DE PROFICIÊNCIA EM LÍNGUA PORTUGUESA CURSO DE DIREITO - 2014 EDITAL N.º /2013 O Reitor do Centro Universitário de Ensino Superior do Amazonas, no uso de suas atribuições e tendo em vista o disposto

Leia mais

O resumo Se procurares num dicionário o verbo resumir encontrarás uma definição semelhante a esta: dizer em poucas palavras o que se disse ou escreveu mais extensivamente; condensar. Sendo uma forma de

Leia mais

Informação-Prova de Equivalência à Frequência COMPONENTE ESCRITA

Informação-Prova de Equivalência à Frequência COMPONENTE ESCRITA Agrupamento de Escolas do Viso Porto Prova de Equivalência à Frequência Espanhol (LE II) Prova 15 3º- Ciclo do Ensino Básico Informação-Prova de Equivalência à Frequência Tipo de Prova: Escrita e Oral

Leia mais

Planificação periódica 7ºano

Planificação periódica 7ºano EB 2/3 João Afonso de Aveiro Planificação periódica 7ºano Língua Portuguesa Ano lectivo 2010/2011 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE AVEIRO Escola EB 2/3 João Afonso de Aveiro Planificação 1ºPeríodo 7ºAno 2010/2011

Leia mais

Deve-se analisar a frase e sublinhar todas as formas verbais nelas existentes. Assim sendo, a frase fica:

Deve-se analisar a frase e sublinhar todas as formas verbais nelas existentes. Assim sendo, a frase fica: Revisão sobre: - Orações complexas: coordenação e subordinação. - Análise morfológica e análise sintáctica. - Conjugação verbal: pronominal, reflexa, recíproca, perifrástica. - Relação entre palavras.

Leia mais

Objetivos Domínios/ Conteúdos Atividades

Objetivos Domínios/ Conteúdos Atividades AGRUPAMENTO DE ESCOLAS N.º 1 DE GONDOMAR EB 2/3 de Jovim e Foz do Sousa PLANIFICAÇÃO ANUAL DE PORTUGUÊS 1º Período 5º Ano ANO LETIVO 2014/2015 Objetivos Domínios/ Conteúdos Atividades Conhecer o alfabeto.

Leia mais

Observação directa: ESCOLA SECUNDÁRIA DR. SOLANO DE ABREU ABRANTES PLANIFICAÇÃO ANUAL SECUNDÁRIO DISCIPLINA: PLNM (A1) ANO: 11º ANO LECTIVO 2010/2011

Observação directa: ESCOLA SECUNDÁRIA DR. SOLANO DE ABREU ABRANTES PLANIFICAÇÃO ANUAL SECUNDÁRIO DISCIPLINA: PLNM (A1) ANO: 11º ANO LECTIVO 2010/2011 ESCOLA SECUNDÁRIA DR. SOLANO DE ABREU ABRANTES PLANIFICAÇÃO ANUAL SECUNDÁRIO DISCIPLINA: PLNM (A1) ANO: 11º ANO LECTIVO 2010/2011 COMPETÊNCIAS CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS ACTIVIDADES ESTRATÉGIAS AULAS PREVISTAS

Leia mais

PROVA 358. (Dec.- Lei n.º 139/2012, de 5 de julho) 2014/2015 1.ª e 2.ª Fases

PROVA 358. (Dec.- Lei n.º 139/2012, de 5 de julho) 2014/2015 1.ª e 2.ª Fases PROVA 358 INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA INGLÊS Formação Específica Anual 12.º Ano (Dec.- Lei n.º 139/2012, de 5 de julho) 2014/2015 1.ª e 2.ª Fases Provas Escrita e Oral Cursos Científico-

Leia mais

Padrões de Competências para o Cargo de Professor Alfabetizador

Padrões de Competências para o Cargo de Professor Alfabetizador Padrões de Competências para o Cargo de Professor Alfabetizador Alfabetização de Crianças O Professor Alfabetizador é o profissional responsável por planejar e implementar ações pedagógicas que propiciem,

Leia mais

PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DE INGLÊS

PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DE INGLÊS PEF 367 PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DE INGLÊS TIPO DE PROVA DURAÇÃO Teórico/prática 90 Minutos (escrita) +25 Minutos (oral) X Escrita Com tolerância de 30 minutos X Oral X Sem tolerância 11º ANO

Leia mais

PROVA TEMÁTICA/2014 Conhecimento e Expressão nas Artes e nas Ciências

PROVA TEMÁTICA/2014 Conhecimento e Expressão nas Artes e nas Ciências PROVA TEMÁTICA/2014 Conhecimento e Expressão nas Artes e nas Ciências 5 ANO / ENSINO FUNDAMENTAL MATRIZ DE REFERÊNCIA DE LINGUAGENS, CÓDIGOS E SUAS TECNOLOGIAS. (LÍNGUA PORTUGUESA E REDAÇÃO) Competência

Leia mais

Planificação anual Ano letivo: 2015/2016

Planificação anual Ano letivo: 2015/2016 Período: 1.º Ano Número total de aulas previstas: 39 Competências Compreensão oral: compreender textos orais, de natureza diversificada e de acessibilidade adequada ao Compreensão escrita: compreender

Leia mais

Prezados Pais e Responsáveis,

Prezados Pais e Responsáveis, Prezados Pais e Responsáveis, Este manual contém informações sobre seleção e matrícula para novos alunos. Recebam nosso abraço de acolhida e nossos agradecimentos pela escolha do Lourenço Filho. Estejam

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA MATEMÁTICA

LÍNGUA PORTUGUESA MATEMÁTICA LÍNGUA PORTUGUESA Leitura oral de palavras e frases simples Compreensão de texto (registrar como souber) Formação de palavras (com recursos pedagógicos) Treino ortográfico (auto-ditado). MATEMÁTICA Relação

Leia mais

Compreensão/Expressão oral

Compreensão/Expressão oral ESCOLA SECUNDÁRIA DR. SOLANO DE ABREU ABRANTES PLANIFICAÇÃO ANUAL 3º C.E.B DISCIPLINA: Português ANO: 7º ANO : 2011/2012 SEQUÊNCIA 1 COMPETÊNCIAS/ Compreensão/Expressão oral Dispor-se a escutar. LEITURA

Leia mais

Coleção Escola Aprendente. Matrizes Curriculares para o Ensino Médio

Coleção Escola Aprendente. Matrizes Curriculares para o Ensino Médio Coleção Escola Aprendente Matrizes Curriculares para o Ensino Médio Projeto Gráfico Jozias Rodrigues Feliciano de Magalhães Jr. Márcio Magalhães Diagramação Eletrônica Jozias Rodrigues Márcio Magalhães

Leia mais

2.º Ciclo do Ensino Básico (Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho)

2.º Ciclo do Ensino Básico (Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho) AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ALMANCIL (145142) Prova de equivalência à frequência de Inglês (Prova escrita e oral) 1.ª e 2.ª Fases 2.º Ciclo do Ensino Básico (Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho) As informações

Leia mais

COMANDO DA AERONÁUTICA ESCOLA DE ESPECIALISTAS DE AERONÁUTICA SUBDIVISÃO DE ADMISSÃO E DE SELEÇÃO

COMANDO DA AERONÁUTICA ESCOLA DE ESPECIALISTAS DE AERONÁUTICA SUBDIVISÃO DE ADMISSÃO E DE SELEÇÃO Questão : 08 19 25 A questão 08 do código 07, que corresponde à questão 19 do código 08 e à questão 25 do código 09 Assinale a alternativa incorreta em relação à regência nominal. a) São poucos os cargos

Leia mais

Sumário. Apresentação... 33. Editais e plano de estudos. Parte ii

Sumário. Apresentação... 33. Editais e plano de estudos. Parte ii Sumário Apresentação... 33 Parte i Editais e plano de estudos Capítulo 1 Editais... 39 1. Introdução... 39 2. Plano de estudos... 39 3. Editais... 40 3.1. TRT 15 Campinas/SP FCC (outubro 2013)... 40 3.2.

Leia mais

Colégio Internato dos Carvalhos

Colégio Internato dos Carvalhos Grupo Disciplinar de Línguas Românicas aøväxé wé XÇá ÇÉ fxvâçwöü É Matriz do Teste Intermédio de Português do 12.º ano Ano letivo 2014-2015 Objeto de avaliação INFORMAÇÃO-TESTE de Português 12.º ano (a

Leia mais