Total ,42 Total ,42

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Total 420.044.577,42 Total 420.044.577,42"

Transcrição

1 Anexo 01 Demonstrativo da Receita e Despesa Segundo as Categorias Econômicas RECEITA DESPESA RECEITAS CORRENTES DESPESAS CORRENTES RECEITA PATRIMONIAL ,17 JUROS E ENCARGOS DA DÍVIDA 0,00 RECEITA DE SERVIÇOS ,51 OUTRAS DESPESAS CORRENTES ,42 RECEITA DE SERVIÇOS INTRAORÇAM ,55 TRANSFERÊNCIAS CORRENTES ,51 OUTRAS RECEITAS CORRENTES , , ,41 DÉFICIT ,01 SUPERÁVIT 0,00 Total ,42 Total ,42 SUPERÁVIT DO ORÇAMENTO CORRENTE 0,00 DÉFICIT DO ORÇAMENTO CORRENTE ,01 RECEITAS DE CAPITAL DESPESAS DE CAPITAL OPERAÇÕES DE CRÉDITO INVESTIMENTOS ,24 ALIENAÇÕES DE BENS INVERSÕES FINANCEIRAS 0,00 AMORTIÇÃO EMPRÉSTIMOS AMORTIZAÇÃO DA DÍVIDA 0,00 OUTRAS RECEITAS DE CAPITAL 0, ,24 DÉFICIT ,25 SUPERÁVIT 0,00 Total ,25 Total ,25 RESUMO Receitas Correntes ,41 Despesas Correntes ,42 Receitas de Capital 0,00 Despesas de Capital ,24 DÉFICIT ,25 SUPERÁVIT 0,00 Total ,66 Total ,66

2 Anexo 02 Receitas de Recolhimento Centralizado Categoria Econômica RECEITAS CORRENTES , RECEITA PATRIMONIAL , RECEITAS DE VALORES MOBILIÁRIOS , Remuneração de Depósitos Bancários , Remuneração de Depósitos de Recursos Vinculados 6.068, Receita de Remuneração de Outros Depósitos Bancários de 6.068,75 Recursos com Outras Vinculações Remuneração de Depósitos de Recursos não Vinculados , RECEITA DE SERVIÇOS , Serviços de Transporte , Outros Serviços , TRANSFERÊNCIAS CORRENTES , TRANSFERÊNCIAS DE CONVÊNIOS , Transfª de Convênios dos Estados e do Distrito Federal e de Suas Entidades , Outras Transferências de Convênios dos Estados , OUTRAS RECEITAS CORRENTES MULTAS E JUROS DE MORA Multas de Outras Origens , Multas Previstas na Legislação de Trânsito , Multas e Juros Previstos em s Receita por Categoria Econômica Código Especificação Desdobramento Fonte RECEITAS CORRENTES INTRAS , RECEITA DE SERVIÇOS INTRA , Serviços de Transporte / Operações Intraorçamentárias , Outros Serviços de Transporte / Operações Intraorçamentárias , Serviços de Transporte Rodoviário / Operações Intraorçamentárias ,55 Total ,41

3 Anexo 02 Natureza da Despesa por Órgão e Unidade Órgão: FUNDO DE URBANIZAÇÃO DE CURITIBA Unidade: Código Gabinete do Especificação Elemento da Despesa Modalidade de Aplicação Grupo de Despesa Categoria Econômica DESPESAS CORRENTES , OUTRAS DESPESAS CORRENTES , APLICAÇÕES DIRETAS , MATERIAL DE CONSUMO 0, MATERIAL DE CONSUMO 0, MATERIAL DE CONSUMO , PASSAGENS E DESPESAS COM LOCOMOÇÃO 0, SERVIÇOS DE CONSULTORIA 0, OUTROS SERVIÇOS DE TERCEIROS - PESSOA FÍSICA 5.589, OUTROS SERVIÇOS DE TERCEIROS - PESSOA JURÍDICA 0, OUTROS SERVIÇOS DE TERCEIROS - PESSOA JURÍDICA , OUTROS SERVIÇOS DE TERCEIROS - PESSOA JURÍDICA , OUTROS SERVIÇOS DE TERCEIROS - PESSOA JURÍDICA , OUTROS SERVIÇOS DE TERCEIROS - PESSOA JURÍDICA , OBRIGAÇÕES TRIBUTÁRIAS E CONTRIBUTIVAS 0, DESPESAS DE EXERCÍCIOS ANTERIORES , INDENIZAÇÕES E RESTITUIÇÕES 0, APLIC DIRETA DECOR DE OPER ENTRE ÓRGÃOS, FUNDOS E ENTID , OUTROS SERVIÇOS DE TERCEIROS - PESSOA JURÍDICA 0, OUTROS SERVIÇOS DE TERCEIROS - PESSOA JURÍDICA , DESPESAS DE CAPITAL , INVESTIMENTOS , APLICAÇÕES DIRETAS , MATERIAL DE CONSUMO 0, OUTROS SERVIÇOS DE TERCEIROS - PESSOA JURÍDICA 0, OUTROS SERVIÇOS DE TERCEIROS - PESSOA JURÍDICA 0, OBRAS E INSTALAÇÕES 0, OBRAS E INSTALAÇÕES 0, OBRAS E INSTALAÇÕES , OBRAS E INSTALAÇÕES , INDENIZAÇÕES E RESTITUIÇÕES 0, APLIC DIRETA DECOR DE OPER ENTRE ÓRGÃOS, FUNDOS E ENTID. 0, OBRAS E INSTALAÇÕES 0, OBRAS E INSTALAÇÕES 0, OBRAS E INSTALAÇÕES 0,00 Total ,66

4 Anexo 06 PROGRAMA DE TRABALHO POR ÓRGÃO E UNIDADE Órgão: Unidade: FUNDO DE URBANIZAÇÃO DE CURITIBA Gabinete do Código Especificação Operação Especial Projeto Atividade Total 15 URBANISMO , , , Infraestrutura Urbana ,70 0, , PROGRAMA COPA ,70 0, , EXECUÇÃO DE OBRAS DE REFORMA DA RODOFERROVIÁRIA ,21 0, , EXECUÇÃO DE OBRAS DE REFORMA E AMPLIAÇÃO DO TERMINAL SANTA CÂNDIDA ,83 0, , IMPLANTAÇÃO DO SISTEMA INTEGRADO DE MOBILIDADE ,66 0, , Transportes Coletivos Urbanos , , , PROGRAMA MOBILIDADE E ACESSIBILIDADE 0, , , IMPLANTAÇÃO DE OBRAS PARA A MELHORIA DO TRANSPORTE COLETIVO 0,00 0,00 0, COMPLEMENTAÇÃO DE OBRAS DA ÁREA DE TRANSPORTE COLETIVO, INICIADAS EM ANOS ANTERIORES, A SEREM CONCLUÍDAS NO EXERCÍCIO VIGENTE 0,00 0,00 0, GERENCIAMENTO E MANUTENÇÃO DO SISTEMA DE TRANSPORTE COLETIVO DO MUNICÍPIO 0, , , DIVULGAÇÃO DAS AÇÕES DE GOVERNO E PUBLICIDADE INSTITUCIONAL 0, , , PROGRAMA COPA , , IMPLANTAÇÃO DE OBRAS DE INFRAESTRUTURA E MELHORIAS NO MUNICÍPIO - COPA , ,54 28 ENCARGOS ESPECIAIS 0, Outros Encargos Especiais 0, PROGRAMA DE OPERAÇÕES ESPECIAIS 0, PAGAMENTO DE INDENIZAÇÕES E RESTITUIÇÕES 0,00 Total Órgão 0, , , ,66 Total Geral 0, , , ,66

5 BALANÇO FINANCEIRO RECEITA DESPESA RECEITAS CORRENTES FUNÇÕES DE GOVERNO Anexo 13 RECEITA TRIBUTÁRIA URBANISMO ,66 RECEITAS DE CONTRIBUIÇÕES ENCARGOS ESPECIAIS 0,00 RECEITA PATRIMONIAL ,17 RECEITA AGROPECUÁRIA RECEITA INDUSTRIAL RECEITA DE SERVIÇOS ,51 RECEITA DE SERVIÇOS INTRAORÇAMENT ,55 TRANSFERÊNCIAS CORRENTES ,51 OUTRAS RECEITAS CORRENTES ,67 TOTAL RECEITAS CORRENTES ,41 RECEITAS DE CAPITAL OPERAÇÕES DE CRÉDITO ALIENAÇÃO DE BENS AMORTIZAÇÃO DE EMPRÉSTIMOS TRANSFERÊNCIAS DE CAPITAL OUTRAS RECEITAS DE CAPITAL 0,00 TOTAL RECEITAS DE CAPITAL 0,00 TOTAL RECEITA ,41 TOTAL DESPESA ,66 EXTRA EXTRA Empenhos a Pagar ,66 Empenhos Pagos ( débito) ,59 Restos a Pagar ( crédito) ,28 Restos a Pagar ( débito) ,28 Serviços da Dívida Serviços da Dívida Consignações Consignações Convênios/Auxílios Convênios/Auxílios Débitos de Tesouraria Débitos de Tesouraria Depósitos em Caução Depósitos em Caução Outras Operações 0,00 Outras Operações ( débito) 0,00 Contas do Realizável ( crédito) ,71 Contas do Realizável ( débito) ,69 TOTAL RECEITA EXTRA ,65 TOTAL DESPESA EXTRA ,56 INTERFERÊNCIAS FINANCEIRAS (4.06) ,36 INTERFERÊNCIAS FINANCEIRAS (3.03) ,89 SALDO DISPONÍVEL DO ANO ANTERIOR SALDO DISPONÍVEL DO ANO ATUAL Caixa 0,00 Caixa Bancos Conta Movimento ,25 Bancos Conta Movimento ,53 Bancos Conta Aplicação ,74 Bancos Conta Aplicação ,27 Banco c/ Vinculada 2,00 Banco c/ Vinculada 7,50 TOTAL DISPONÍVEL ,99 TOTAL DISPONÍVEL ,30 TOTAL GERAL ,41 TOTAL GERAL ,41

6 BALANÇO PATRIMONIAL Anexo 14 ATIVO FINANCEIRO PASSIVO FINANCEIRO DISPONIBILIDADES ,30 RESTOS A PAGAR DO QUINTO EXERCÍCIO ANTERIOR ,89 CAIXA 0,00 RESTOS A PAGAR DO QUARTO EXERCÍCIO ANTERIOR ,67 BANCOS CONTA MOVIMENTO ,53 RESTOS A PAGAR DO TERCEIRO EXERCÍCIO ANTERIOR ,32 BANCOS CONTA APLICAÇÃO ,27 RESTOS A PAGAR DO SEGUNDO EXERCÍCIO ANTERIOR ,11 BANCOS CONTA VINCULADA 7,50 RESTOS A PAGAR DO EXERCÍCIO ANTERIOR ,99 REALIZÁVEL ,75 CONTAS A PAGAR DO EXERCÍCIO ,07 Créditos Intragovernamentais Serviço da Divida a Pagar Devedores Diversos Consignações e Retenções Aplicações Financeiras Cauções Depósitos Judiciais Convênios e Auxílios Créditos Intergovernamentais Contas Pendentes 0,00 Contas Pendentes ,75 Débitos Tesouraria Créditos em Circulação TOTAL DO ATIVO FINANCEIRO ,05 TOTAL DO PASSIVO FINANCEIRO ,05 ATIVO PERMANENTE PASSIVO PERMANENTE Bens móveis ,78 CONTRATO Bens imóveis ,02 CONFISSÃO Bens de natureza industrial PRECATÓRIOS OUTRAS DÍVIDAS Bens Móveis em Proc. Aquisição 558,00 Bens Imóveis em Proc. Aquisição e ,26 Bens de natureza Ind. em Proc. Aquisição Bens de Natureza Cultural Bens de Domínio Público Rua, Logradouros e Estradas Rurais ,30 Sinalização de Trânsito ,36 Outros Bens de Domínio Público ,12 Outros créditos TOTAL DO ATIVO PERMANENTE ,84 TOTAL DO PASSIVO PERMANENTE 0,00 TOTAL DO ATIVO REAL ,89 TOTAL DO PASSIVO REAL ,05 SALDO PATRIMONIAL SALDO PATRIMONIAL PASSIVO REAL A DESCOBERTO 0,00 ATIVO REAL LÍQUIDO ,84 ATIVO COMPENSADO PASSIVO COMPENSADO Bens de Domínio Público Bens de Domínio Público Subvenções Sociais Concedidas Subvenções Sociais Concedidas Direitos e Obrigações Contratuais com Terceiros Direitos e Obrigações Contratuais com Terceiros Responsabilidade de Terceiros ,42 Responsabilidade de Terceiros ,42 Participação no Patrimônio e Instituições Intermunicipais Participação no Patrimônio e Instituições Intermunicipais Partic.em Contenciosos de Instituições Intermunicipais Partic.em Contenciosos de Instituições Intermunicipais Convênios Convênios Créditos Fiscais em Regime de Prescrição Créditos Fiscais em Regime de Prescrição Inventário Físico de Bens Móveis Inventário Físico de Bens Móveis Diversas Compensações ,45 Diversas Compensações ,45 TOTAL DO ATIVO COMPENSADO ,87 TOTAL DO PASSIVO COMPENSADO ,87 TOTAL DO ATIVO ,76 TOTAL DO PASSIVO ,76

7 DEMONSTRAÇÃO DAS VARIAÇÕES PATRIMONIAIS ANEXO 15 VARIAÇÕES ATIVAS VARIAÇÕES PASSIVAS RECEITAS CORRENTES DESPESAS CORRENTES Receita Tributária Pessoal e Encargos Sociais Receita de Contribuições Juros e Encargos da Dívida Receita Patrimonial ,17 Outras Despesas Correntes ,42 Receita Agropecuária Receita Industrial Receita de Serviços ,51 Receita de Serviços - intraorçamentária ,55 Transferências Correntes ,51 Outras Receitas Correntes ,67 Dedução da Receita Corrente TOTAL RECEITAS CORRENTES ,41 TOTAL DESPESAS CORRENTES ,42 RECEITAS DE CAPITAL DESPESAS DE CAPITAL Operações de Crédito Investimentos ,24 Alienação de Bens Inversões Financeiras Amortização de Empréstimos Amortização da Dívida Transferências de Capital Outras Receitas de Capital 0,00 TOTAL DAS RECEITAS CAPITAL 0,00 TOTAL DESPESAS CAPITAL ,24 TOTAL RECEITA ,41 TOTAL DESPESA ,66 MUTAÇÕES PATRIMONIAIS MUTAÇÕES PATRIMONIAIS Bens Móveis ,00 Bens Móveis Bens Imóveis ,36 Bens Imóveis Bens Móveis em Proc. Aquisição Bens Móveis em Proc. Aquisição Bens Imóveis em Proc. Aquisição ,88 Bens Imóveis em Proc. Aquisição Bens de Natureza Ind. Em Proc. Aquisição Bens de Natureza Ind. Em Proc. Aquisição Bens de Natureza Cultural Bens de Natureza Cultural Bens de Nat. Cultural em Proc. Aquisição Bens de Nat. Cultural em Proc. Aquisição Confissão de Dívida Confissão de Dívida Bens de Domínio público ,00 Precatórios TOTAL DAS MUTAÇÕES PATRIMONIAIS ,24 TOTAL DAS MUTAÇÕES PATRIMONIAIS 0,00 INDEPENDENTES DA EXECUÇÃO INDEPENDENTES DA EXECUÇÃO Bens Móveis ,00 Bens Móveis 469,00 Bens Imóveis ,03 Bens Imóveis ,03 Participações Societárias Participações Societárias Empréstimos Compulsórios Empréstimos Compulsórios Linhas Telefônicas Linhas Telefônicas Cancelamento de Dívidas Cancelamento de Dívidas Transferência Financeira Por Extinção Transferência Financeira Por Extinção Outras Mutações Outras Mutações Confissão de Dívida e Parcelamento Confissão de Dívida e Parcelamento Precatórios Precatórios Bens de Domínio público Bens de Domínio Público ,00 TOTAL INDEP EXEC ,03 TOTAL INDEP EXEC ,03 INTERFERÊNCIAS FINANCEIRAS ,36 INTERFERÊNCIAS FINANCEIRAS ,89 TOTAL DAS VARIAÇÕES ATIVAS ,04 TOTAL DAS VARIAÇÕES PASSIVAS ,58 DÉFICIT ,54 SUPERÁVIT 0,00 TOTAL ,58 TOTAL ,58

RECEITAS CORRENTES DESPESAS CORRENTES 379.374,45 PESSOAL E ENCARGOS SOCIAIS JUROS E ENCARGOS DA DIVIDA

RECEITAS CORRENTES DESPESAS CORRENTES 379.374,45 PESSOAL E ENCARGOS SOCIAIS JUROS E ENCARGOS DA DIVIDA ANEXO 1 da Lei nº 4.320, de 17 de março de 1964 DEMONSTRAÇÃO DA RECEITA E DESPESA SEGUNDO AS CATEGORIAS ECONÔMICAS Agosto / 2011 Orçamento Fiscal, da Seguridade Social e de Investimentos. Adendo II à Portaria

Leia mais

VOLUME II ANEXOS DA LEI 4.320/64

VOLUME II ANEXOS DA LEI 4.320/64 VOLUME II ANEXOS DA LEI 4.320/64 Apresentação Este volume compõe o Balanço Geral do Estado do exercício financeiro 2010. Nele são apresentados os anexos exigidos na LEI 4.320/64. LUIZ MARCOS DE LIMA SUPERINTENDENTE

Leia mais

Demonstração da Receita e Despesa Segundo as Categorias Econômicas Adendo II a Portaria SOF nº 08, de 04/02/1985 Anexo I, da Lei nº 4.

Demonstração da Receita e Despesa Segundo as Categorias Econômicas Adendo II a Portaria SOF nº 08, de 04/02/1985 Anexo I, da Lei nº 4. PREVIDENCIA SOCIAL DO MUN. DE CAMPINA GRANDE DO SUL ESTADO DO PARANÁ Demonstração da Receita e Despesa Segundo as Categorias Econômicas Adendo II a Portaria SOF nº 08, de 04/02/1985 Anexo I, da Lei nº

Leia mais

II - QUADROS ORÇAMENTÁRIOS CONSOLIDADOS

II - QUADROS ORÇAMENTÁRIOS CONSOLIDADOS II - QUADROS ORÇAMENTÁRIOS CONSOLIDADOS 1 - QUADROS CONSOLIDADOS DA RECEITA E DA DESPESA Receita e Despesa dos Orçamentos Fiscal e da Seguridade Social segundo Categorias Econômicas Quadro 1A - Receita

Leia mais

Anexo 12 - Balanço Orçamentário

Anexo 12 - Balanço Orçamentário Anexo 12 - Balanço Orçamentário BALANÇO ORÇAMENTÁRIO EXERCÍCIO: PERÍODO (MÊS) : DATA DE EMISSÃO: PÁGINA: PREVISÃO PREVISÃO RECEITAS SALDO RECEITAS ORÇAMENTÁRIAS INICIAL ATUALIZADA REALIZADAS (a) (b) c

Leia mais

QUADRO DEMONSTRATIVO DA RECEITA CREA- MÊS: ANEXO I ANO:

QUADRO DEMONSTRATIVO DA RECEITA CREA- MÊS: ANEXO I ANO: QUADRO DEMONSTRATIVO DA RECEITA CREA- MÊS: ANEXO I ANO: CÓDIGO DISCRIMINAÇÃO VALORES 1.000.00.00 RECEITAS CORRENTES 1.200.00.00 RECEITAS DE CONTRIBUIÇÕES 1.210.00.00 CONTRIBUIÇÕES SOCIAIS 1.210.40.00 Contribuições

Leia mais

Demonstrativo das Variações Patrimoniais

Demonstrativo das Variações Patrimoniais RESULTANTES DA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA 28.393.390.678,55 RESULTANTES DA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA 28.527.468.836,27 RECEITAS 13.532.898.028,40 ORÇAMENTÁRIA 13.532.898.028,40 DESPESA ORÇAMENTARIA 10.266.008.652,65

Leia mais

ATIVO FINANCEIRO 855.661.519,48 DISPONÍVEL

ATIVO FINANCEIRO 855.661.519,48 DISPONÍVEL GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ PÁGINA: 1 BALANÇO PATRIMONIAL CONSOLIDADO - 2005 ANEXO 14 ATIVO ATIVO FINANCEIRO 855.661.519,48 DISPONÍVEL 450.323.096,72 CAIXA 47.294,31 BANCOS CONTA MOVIMENTO 210.194.091,20

Leia mais

BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO CIRCULANTE 19.549.765,82 17.697.855,44

BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO CIRCULANTE 19.549.765,82 17.697.855,44 BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO ATIVO R$ CIRCULANTE 19.549.765,82 17.697.855,44 Disponibilidades 1.222.288,96 946.849,34 Mensalidades a receber 4.704.565,74 4.433.742,86 Endosso para terceiros 1.094.384,84

Leia mais

CAU - MT Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Estado do Mato Grosso CNPJ: 14.820.959/0001-88

CAU - MT Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Estado do Mato Grosso CNPJ: 14.820.959/0001-88 CAU - MT Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Estado do Mato Grosso CNPJ: 14.820.959/0001-88 Balanço Financeiro Período: 01/01/2012 a 31/12/2012 INGRESSOS DISPÊNDIOS ESPECIFICAÇÃO Exercício Anterior

Leia mais

TÍTULOS PREVISÃO EXECUÇÃO DIFERENÇA TÍTULOS FIXAÇÃO EXECUÇÃO DIFERENÇA CRÉD. ORÇAM. SUPLEMENTARES DESPESAS CORRENTES . PESSOAL E ENC.

TÍTULOS PREVISÃO EXECUÇÃO DIFERENÇA TÍTULOS FIXAÇÃO EXECUÇÃO DIFERENÇA CRÉD. ORÇAM. SUPLEMENTARES DESPESAS CORRENTES . PESSOAL E ENC. 1 ANEXO III - PT/MPS Nº 95, DE 06 DE MARÇO DE 2007 DOU DE 07.03.07 MODELOS E INSTRUÇÕES DE PREENCHIMENTO DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS AS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS SÃO AS EXTRAÍDAS DOS LIVROS, REGISTROS E

Leia mais

20/07/2015. Receitas. Receitas. Receitas

20/07/2015. Receitas. Receitas. Receitas Em sentido amplo, os ingressos de recursos financeiros nos cofres do Estado denominam-se receitas públicas, registradas como receitas orçamentárias, quando representam disponibilidades de recursos financeiros

Leia mais

Demonstrativo das Variações Patrimoniais

Demonstrativo das Variações Patrimoniais RESULTANTES DA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA 3.953.236.822,66 RESULTANTES DA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA 3.320.180.698,63 RECEITAS 1.684.972.053,82 ORÇAMENTÁRIA 1.684.972.053,82 DESPESA ORÇAMENTARIA 3.044.151.183,85

Leia mais

Secretaria Municipal do Desenvolvimento Urbano, Meio Ambiente e Habitação

Secretaria Municipal do Desenvolvimento Urbano, Meio Ambiente e Habitação Secretaria Municipal do Desenvolvimento Urbano, Meio Ambiente e Habitação Secretaria Municipal do Desenvolvimento Urbano, Meio Ambiente e Habitação SECRETARIA MUNICIPAL DO DESENVOLVIMENTO URBANO, MEIO

Leia mais

5 Análise do Balanço Patrimonial

5 Análise do Balanço Patrimonial 5 Análise do Balanço Patrimonial Essa análise tem por finalidade confrontar os dados e valores que constituem o Balanço Patrimonial correspondente ao exercício de 2002, com os do mesmo período de 2001,

Leia mais

COMPANHIA DE SANEAMENTO DE SERGIPE - DESO. Aracaju - SE BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO A T I V O CIRCULANTE 160.805.445 138.417.

COMPANHIA DE SANEAMENTO DE SERGIPE - DESO. Aracaju - SE BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO A T I V O CIRCULANTE 160.805.445 138.417. BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO A T I V O 2008 2007 CIRCULANTE 160.805.445 138.417.550 DISPONIBILIDADES 19.838.758 6.355.931 Caixa e bancos 2.931.388 3.021.874 Aplicações de liquidez imediata 16.907.370

Leia mais

Balanço Geral Fundo Municipal de Previdência de Palmas

Balanço Geral Fundo Municipal de Previdência de Palmas Fundo Municipal de Previdência de Palmas Contabilidade Geral do Município Balanço Geral Fundo Municipal de Previdência de Palmas Exercício 2008 MARLY COUTINHO AGUIAR PRESIDENTE DO PREVIPALMAS MIGUEL ANGELO

Leia mais

ANÁLISE DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS APLICADAS AO SETOR PÚBLICO

ANÁLISE DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS APLICADAS AO SETOR PÚBLICO 11º Congresso Catarinense de Secretários de Finanças, Contadores Públicos e Controladores Internos Municipais ANÁLISE DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS APLICADAS AO SETOR PÚBLICO 1 Professor João Eudes Bezerra

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 334, DE 29 DE SETEMBRO DE 1989.

RESOLUÇÃO Nº 334, DE 29 DE SETEMBRO DE 1989. RESOLUÇÃO Nº 334, DE 29 DE SETEMBRO DE 1989. Dispõe sobre as Rendas dos Conselhos Federal e Regionais de Engenharia, Arquitetura e Agronomia e da Mútua de Assistência dos Profissionais da Engenharia, Arquitetura

Leia mais

41210.29.13 - Contribuição Previdenciária para Amortização do Déficit Atuarial. Origem dos dados/descrição LINHA DA DCA

41210.29.13 - Contribuição Previdenciária para Amortização do Déficit Atuarial. Origem dos dados/descrição LINHA DA DCA ANEXO II VARIAÇÕES PATRIMONIAIS AUMENTATIVAS QDCC_Sistn A planilha abaixo ilustra a aplicação da metodologia simplificada descrita no item 10 da Nota Técnica nº 4/2015/CCONF/SUCON/STN/MFDF ao Plano de

Leia mais

DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS APLICADAS AO SETOR PÚBLICO - DCASP

DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS APLICADAS AO SETOR PÚBLICO - DCASP DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS APLICADAS AO SETOR PÚBLICO - DCASP Novas Demonstrações Contábeis do Setor Público DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS DO SETOR PÚBLICO Englobam todos os fatos contábeis e atos que interessam

Leia mais

BALANÇO FINANCEIRO ANO 2013

BALANÇO FINANCEIRO ANO 2013 ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTANA DO LIVRAMENTO SECRETARIA DA FAZENDA BALANÇO FINANCEIRO ANO 2013 Receita Despesa ORÇAMENTÁRIA (1) ORÇAMENTÁRIA (5) Receitas Orçamentárias Despesas

Leia mais

Classificação por Categoria Econômica

Classificação por Categoria Econômica Classificação por Categoria Econômica 1. Classificação A classificação por categoria econômica é importante para o conhecimento do impacto das ações de governo na conjuntura econômica do país. Ela possibilita

Leia mais

Departamento de Água e Esgoto de Marília

Departamento de Água e Esgoto de Marília 1.0.0.0.00.00.00 1.1.0.0.00.00.00 1.1.2.0.00.00.00 1.1.2.2.00.00.00 1.1.2.2.29.00.00 1.1.2.2.99.00.00 1.1.2.2.99.05.00 1.1.3.0.00.00.00 1.1.3.0.01.00.00 1.1.3.0.01.02.00 1.1.3.0.01.03.00 1.3.0.0.00.00.00

Leia mais

MUNICÍPIO DE SERRA DO NAVIO PODER LEGISLATIVO CÂMARA MUNICIPAL DE SERRA DO NAVIO

MUNICÍPIO DE SERRA DO NAVIO PODER LEGISLATIVO CÂMARA MUNICIPAL DE SERRA DO NAVIO Em cumprimento ao disposto na Legislação vigente, (Art.101 da Lei nº 4.320/64), os resultados gerais do exercício serão demonstrados no Balanço Orçamentário, Financeiro, Balanço Patrimonial, Demonstração

Leia mais

FUNDO MUNICIPAL DE SAÚDE DE LONDRINA

FUNDO MUNICIPAL DE SAÚDE DE LONDRINA FUNDO MUNICIPAL DE SAÚDE DE LONDRINA LEGISLAÇÃO: Leis Municipais nº 1.639 de 24/03/1970, nº 2.811 de 13/10/1977, nº 4.897 de 17/12/1991, nº 4.911 de 27/12/1991, nº 6.236 de 13/07/1995, nº 8.445 de 04/07/2001e

Leia mais

Balanço Patrimonial. Art. 105. O Balanço Patrimonial demonstrará: I o Ativo Financeiro

Balanço Patrimonial. Art. 105. O Balanço Patrimonial demonstrará: I o Ativo Financeiro Segundo o MCASP, o é a demonstração contábil que evidencia, qualitativa e quantitativamente, a situação patrimonial da entidade pública, por meio de contas representativas do patrimônio público, além das

Leia mais

SIND.TRAB.EM.EMPR.PLAN.DES.URBANO-SINCOHAB C.N.P.J: 66.661.372/0001-77 BALANÇO PATRIMONIAL ENCERRADO EM 31/12/2014

SIND.TRAB.EM.EMPR.PLAN.DES.URBANO-SINCOHAB C.N.P.J: 66.661.372/0001-77 BALANÇO PATRIMONIAL ENCERRADO EM 31/12/2014 SIND.TRAB.EM.EMPR.PLAN.DES.URBANO-SINCOHAB C.N.P.J: 66.661.372/0001-77 BALANÇO PATRIMONIAL ENCERRADO EM 31/12/2014 CONTAS DO ATIVO DE 2014 DE 2013 Fls.: 051 DE 2012 CIRCULANTE DISPONÍVEL 6.204,56 6.866,64

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PIRAQUARA - ORÇAMENTO PROGRAMA 2015

PREFEITURA MUNICIPAL DE PIRAQUARA - ORÇAMENTO PROGRAMA 2015 3.0.00.00 DESPESAS CORRENTES 165.870.930,00 3.1.00.00 PESSOAL E ENCARGOS SOCIAIS 89.242.770,00 3.1.90.00 APLICAÇÕES DIRETAS 82.690.110,00 3.1.90.01 000 APOSENTADORIAS, RESERVA REMUNERADA E REFORMAS 125.000,00

Leia mais

RECEITA. Despesas Correntes, sob forma: Tributária Patrimonial Industrial Recursos financeiros Outras. Tributo: Definição: Receita derivada,

RECEITA. Despesas Correntes, sob forma: Tributária Patrimonial Industrial Recursos financeiros Outras. Tributo: Definição: Receita derivada, RECEITA Definição : receita recebida de pessoa de direito público Definição: Receita recebida de pessoas de direito público ou privado, ou privado, para atender despesas classificáveis em para atender

Leia mais

Anexo 14 - BALANÇO PATRIMONIAL

Anexo 14 - BALANÇO PATRIMONIAL Página 1 de 3 CIRCULANTE 17.957.906,23 13.781.064,25 CIRCULANTE 2.918.670,71 3.459.718,41 Caixa e Equivalentes de Caixa 11.326.508,18 CRÉDITOS A CURTO PRAZO Clientes Crédito Tributário a Receber Dívida

Leia mais

Contabilidade Pública. Aula 6. Apresentação. Demonstração do Balanço Patrimonial. Demonstração dos Fluxos de Caixa. Necessidade e Função

Contabilidade Pública. Aula 6. Apresentação. Demonstração do Balanço Patrimonial. Demonstração dos Fluxos de Caixa. Necessidade e Função Contabilidade Pública Aula 6 Apresentação Prof. Me. Adilson Lombardo Demonstração do Balanço Patrimonial Necessidade e Função Demonstração dos Fluxos de Caixa Demonstração do Resultado Econômico Contextualização

Leia mais

Receita Orçamentária: Conceitos, codificação e classificação 1

Receita Orçamentária: Conceitos, codificação e classificação 1 Para mais informações, acesse o Manual de Contabilidade Aplicada ao Setor Público, Parte I Procedimentos Contábeis Orçamentários, 5ª edição. https://www.tesouro.fazenda.gov.br/images/arquivos/artigos/parte_i_-_pco.pdf

Leia mais

SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL - DEPARTAMENTO NACIONAL BALANÇO PATRIMONIAL ESPECIFICAÇÃO 2014 2013 ESPECIFICAÇÃO 2014 2013

SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL - DEPARTAMENTO NACIONAL BALANÇO PATRIMONIAL ESPECIFICAÇÃO 2014 2013 ESPECIFICAÇÃO 2014 2013 BALANÇO PATRIMONIAL ATIVO PASSIVO Ativo Circulante 1.149.479.180,77 989.839.743,43 Passivo Circulante 317.274.300,38 283.051.918,44 Caixa e Equiv. Caixa Moeda Nacional 800.954.874,69 676.326.925,34 Obrig.

Leia mais

Este Plano de Contas será atualizado pela Gerência de Normas da Diretoria da Contabilidade Pública Genor/Dicop.

Este Plano de Contas será atualizado pela Gerência de Normas da Diretoria da Contabilidade Pública Genor/Dicop. Governo do Estado da Bahia Secretaria da Fazenda P l a n o d e C o n t a s 1 /3 Apresentação Este Plano de Contas tem o propósito de atender, de maneira uniforme e sistematizada, ao registro contábil dos

Leia mais

37.899.634,30 PASSIVO CIRCULANTE CRÉDITOS DE TRANSFERÊNCIAS A RECEBER EMPRÉSTIMOS E FINANCIAMENTO CONCEDIDOS

37.899.634,30 PASSIVO CIRCULANTE CRÉDITOS DE TRANSFERÊNCIAS A RECEBER EMPRÉSTIMOS E FINANCIAMENTO CONCEDIDOS MUNICÍPIO DE CALDAS NOVAS ESTADO DE GOIAS Balanço Financeiro Anexo 1 (Manual de Contabilidade Aplicada ao Setor Público MCASP)Portaria STN nº 37/2012 5a edição BALANÇO GERAL DO EXERCICIO DE 201 PERÍODO(MÊS)

Leia mais

Página de Transparência Pública - Tabela de Natureza da Despesa Fonte: Sistema Integrado de Administração Financeira do Governo Federal SIAFI

Página de Transparência Pública - Tabela de Natureza da Despesa Fonte: Sistema Integrado de Administração Financeira do Governo Federal SIAFI Página de Transparência Pública - Tabela de Natureza da Despesa Fonte: Sistema Integrado de Administração Financeira do Governo Federal SIAFI OBS: utilizar apenas a parte numérica dos códigos, desprezando

Leia mais

Governo do Estado da Bahia Secretaria da Fazenda Plano de Contas 1 /44. Apresentação

Governo do Estado da Bahia Secretaria da Fazenda Plano de Contas 1 /44. Apresentação Governo do Estado da Bahia Secretaria da Fazenda Plano de Contas 1 /44 Apresentação Este Plano de Contas tem o propósito de atender, de maneira uniforme e sistematizada, ao registro contábil dos atos e

Leia mais

Prefeitura Municipal de São José da Lapa

Prefeitura Municipal de São José da Lapa Estado de Minas Gerais Demostração das Variações Patrimoniais - Anexo 15 - Lei 4.320/64 ENTIDADE: 000 - CONSOLIDADO lilian@sonner.com.br 30-03-2015 13:44:25 400000000 VARIAÇÃO PATRIMONIAL AUMENTATIVA 300000000

Leia mais

BALANÇO GERAL ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE. Controladoria Geral do Estado Contabilidade Geral

BALANÇO GERAL ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE. Controladoria Geral do Estado Contabilidade Geral BALANÇO GERAL ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE 2013 ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE Controladoria Geral do Estado Contabilidade Geral GOVERNADORA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE Rosalba Ciarlini Rosado CONTROLADORIA

Leia mais

O PREFEITO DO MUNICÍPIO DE SUMARÉ

O PREFEITO DO MUNICÍPIO DE SUMARÉ LEI Nº 5456, DE 14 DE DEZEMBRO DE 2012. Estima a receita e fixa a despesa do Município de Sumaré para o exercício financeiro de 2013, e dá outras providências.- O PREFEITO DO MUNICÍPIO DE SUMARÉ seguinte

Leia mais

Contabilidade Pública. Aula 4. Apresentação. Plano de Contas. Sistema de Contas e Demonstrativos Contábeis de Gestão. Sistemas Contábeis

Contabilidade Pública. Aula 4. Apresentação. Plano de Contas. Sistema de Contas e Demonstrativos Contábeis de Gestão. Sistemas Contábeis Contabilidade Pública Aula 4 Apresentação Prof. Me. Adilson Lombardo Plano de Contas Sistema de Contas e Demonstrativos Contábeis de Gestão Consiste em um rol ordenado de forma sistematizada de contas

Leia mais

Análise de Balanços. Flávia Moura

Análise de Balanços. Flávia Moura Análise de Balanços Flávia Moura 1 Tópicos para Reflexão O que é análise de balanços? A análise de balanços consiste em proceder a investigações dos fatos com base nos dados Para que serve a análise de

Leia mais

CONSOLIDAÇÃO ORÇAMENTÁRIA

CONSOLIDAÇÃO ORÇAMENTÁRIA CAPITULO III CONSOLIDAÇÃO ORÇAMENTÁRIA ADMINISTRAÇÃO DIRETA 31 3 CONSOLIDAÇÃO ORÇAMENTÁRIA - ADMINISTRAÇÃO DIRETA 3.1 DOS BALANÇOS 3.1.1 - Resultado Financeiro do Exercício Considerando que a receita arrecadada

Leia mais

621.927,10 284.748,83 239.680,43 666.995,50 111115099000 F OUTRAS APLICAÇÕES FINANCEIRAS DE LIQUIDEZ IMEDIATA

621.927,10 284.748,83 239.680,43 666.995,50 111115099000 F OUTRAS APLICAÇÕES FINANCEIRAS DE LIQUIDEZ IMEDIATA Código BALANCETE ANALÍTICO CONTÁBIL SIMPLIFICADO BALANCETE - JANEIRO DE 2015 Saldo Inicial Débito Crédito Movimentação Débitos Créditos 111111901000 F BANCOS CONTA MOVIMENTO - DEMAIS CONTAS 621.927,10

Leia mais

Prática - desenvolvimento de sistemas Av. Assis Brasil 1800/302 - Porto Alegre - RS - CEP:91010-001. Empresa: Plano referencial 4 - Seguradoras

Prática - desenvolvimento de sistemas Av. Assis Brasil 1800/302 - Porto Alegre - RS - CEP:91010-001. Empresa: Plano referencial 4 - Seguradoras 1 ATIVO 1.01 CIRCULANTE 1.01.01 DISPONÍVEL 1.01.01.01 Caixa 1.01.01.02 Valores em Trânsito 1.01.01.03 Bancos Conta Depósitos 1.01.01.04 Aplicações no Mercado Aberto 1.01.02 APLICAÇÕES 1.01.02.01 Títulos

Leia mais

FUNDO DE PREVIDÊNCIA MUN. DE UMUARAMA - FPMU Estado do Paraná

FUNDO DE PREVIDÊNCIA MUN. DE UMUARAMA - FPMU Estado do Paraná FUNDO DE PREVIDÊNCIA MUN. DE UMUARAMA - FPMU Estado do Paraná CNPJ:09.122.645/0001-71 Exercício: 2014 Balanço Financeiro do Regime Próprio de Previdência Social Art. 103 da Lei 4.320/1964 no Período de

Leia mais

Código. Total: 4.175.000,00

Código. Total: 4.175.000,00 010 - CÂMARA MUNICIPAL 30000000000 DESPESAS CORRENTES 3.950.000,00 31000000000 PESSOAL E ENCARGOS SOCIAIS 3.184.000,00 31900000000 APLICAÇÕES DIRETAS 3.134.000,00 31901100000 VENCIMENTOS E VANTAGENS FIXAS

Leia mais

PLANO DE CONTAS UNIFICADO DOS CONSELHOS FEDERAL E REGIONAIS DE ENGENHARIA, ARQUITETURA E AGRONOMIA.

PLANO DE CONTAS UNIFICADO DOS CONSELHOS FEDERAL E REGIONAIS DE ENGENHARIA, ARQUITETURA E AGRONOMIA. PLANO DE CONTAS UNIFICADO DOS CONSELHOS FEDERAL E REGIONAIS DE ENGENHARIA, ARQUITETURA E AGRONOMIA. DEMONSTRATIVO ANALÍTICO DA RECEITA EXERCÍCIO BASE 1000.00.00 1200.00.00 1210.00.00 1210.40.00 1210.40.10

Leia mais

1 de Verificação - 2014 Subsist. C.Sup. Fin.Descrição 1.2.3.1.1.03.02 (40966) MÓVEIS MÁQUINAS E E UTENSÍLIOS DE ESCRITÓRIO 339.159,49D 25.

1 de Verificação - 2014 Subsist. C.Sup. Fin.Descrição 1.2.3.1.1.03.02 (40966) MÓVEIS MÁQUINAS E E UTENSÍLIOS DE ESCRITÓRIO 339.159,49D 25. 1 de Verificação - 2014 Subsist. C.Sup. Fin.Descrição 1.217.589,73D 1.245.340,55D Atual1/8 ATIVO CIRCULANTE 588.962,97D 151.410,23D 194.301,54 188.047,63 166.550,72 160.296,81 616.713,79D 1.1.1.1.1.50.99

Leia mais

ANEXO DE RISCOS FISCAIS TABELA 1 - DEMONSTRATIVO DE RISCOS FISCAIS E PROVIDÊNCIAS 2013 ARF (LRF, art. 4º, 3º) PASSIVOS CONTINGENTES PROVIDÊNCIAS Descrição Valor Descrição Valor Abertura de créditos adicionais

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ TRIBUNAL DE CONTAS DOS MUNICÍPIOS DIRETORIA DE ORÇAMENTO E FINANÇAS DIVISÃO DE RECURSOS FINANCEIROS EXERCICIO 2013

GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ TRIBUNAL DE CONTAS DOS MUNICÍPIOS DIRETORIA DE ORÇAMENTO E FINANÇAS DIVISÃO DE RECURSOS FINANCEIROS EXERCICIO 2013 BALANCO-FINANCEIRO RECEITA RECEITA 171.497.549,97 INGRESSOS ORCAMENTARIOS 129.298.464,81 INTERFERENCIAS ATIVAS 129.298.464,81 TRANSFERENCIAS FINANCEIRAS RECEBIDAS 129.298.464,81 REPASSE RECEBIDO 129.298.464,81

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE DO AMAPA Sistema de Contabilidade BALANCETE DE VERIFICAÇÃO - PATRIMONIAL ATIVO Abril / 2013. Pág. : 1.

CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE DO AMAPA Sistema de Contabilidade BALANCETE DE VERIFICAÇÃO - PATRIMONIAL ATIVO Abril / 2013. Pág. : 1. ATIVO Pág. : 1 1 ATIVO 1.267.635,99 199.024,16 243.515,58 1.223.144,57 D 1.1 ATIVO CIRCULANTE 407.941,54 177.708,38 222.564,32 363.085,60 D 1.1.1 CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA 119.056,37 76.325,59 56.861,51

Leia mais

Comparativo da Despesa Paga. Gratificação por Tempo de Serviço. Programa de Alimentação ao Trabalhador - Pat

Comparativo da Despesa Paga. Gratificação por Tempo de Serviço. Programa de Alimentação ao Trabalhador - Pat Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Estado do Pará CNPJ: 14.974.293/0001-12 Comparativo da Paga CRÉDITO DISPONÍVEL DA DESPESA 922.380,03 665.569,81 CRÉDITO DISPONÍVEL DESPESA CORRENTE 541.961,33 188.309,60

Leia mais

DESCENTRALIZAÇÃO ADMINISTRATIVA E FINANCEIRA DAS PROMOTORIAS DE JUSTIÇA REGIONAIS

DESCENTRALIZAÇÃO ADMINISTRATIVA E FINANCEIRA DAS PROMOTORIAS DE JUSTIÇA REGIONAIS DESCENTRALIZAÇÃO ADMINISTRATIVA E FINANCEIRA DAS PROMOTORIAS DE JUSTIÇA REGIONAIS DESCENTRALIZAÇÃO ADMINISTRATIVA E FINANCEIRA DAS PROMOTORIAS DE JUSTIÇA REGIONAIS OBJETIVOS Dotar as Promotorias de Justiça

Leia mais

Plano de Contas Aplicado ao Setor Público

Plano de Contas Aplicado ao Setor Público Plano de Contas Aplicado ao Setor Público Fonte: Apresentação da Coordenação Geral de Contabilidade STN/CCONT do Tesouro Nacional Última Atualização: 14/09/2009 1 Manual de Contabilidade Aplicada ao Setor

Leia mais

SECRETARIA MUNICIPAL DE FOMENTO À HABITAÇÃO

SECRETARIA MUNICIPAL DE FOMENTO À HABITAÇÃO SEMANÁRIO OFICIAL João Pessoa, 27 de julho de 212 * n 1332 ESPECIAL * Pág. 11/66 SECRETARIA MUNICIPAL DE FOMENTO À HABITAÇÃO Pág. 12/66 * n 1332 ESPECIAL * João Pessoa, 27 de julho de 212 SEMANÁRIO OFICIAL

Leia mais

Balancete Analítico. Governo de Estado do Amazonas. Administração Financeira Integrada

Balancete Analítico. Governo de Estado do Amazonas. Administração Financeira Integrada 100000000 - Ativo 107.637.042,14 622.052.832,26 225.991.734,15 503.698.140,25 D 110000000 - Ativo Circulante 33.694.900,62 103.677.150,11 99.175.407,00 38.196.643,73 D 111000000 - Disponivel 33.690.337,04

Leia mais

Documento gerado em 27/04/2015 15:46:27 Página 1 de 42

Documento gerado em 27/04/2015 15:46:27 Página 1 de 42 DCA-Anexo I-AB Balanço Patrimonial - Ativo e Passivo Padrao Balanço Patrimonial Ativo - Ativo - 1.0.0.0.0.00.00 - Ativo 90.603.291,75 1.1.0.0.0.00.00 - Ativo Circulante 39.564.561,26 1.1.1.0.0.00.00 -

Leia mais

RECEITAS INTRAORCAMENTARIAS CORRENTES RECEITAS INTRAORCAMENTAR 5.026.100,00 2.852.813,25 2.173.286,75

RECEITAS INTRAORCAMENTARIAS CORRENTES RECEITAS INTRAORCAMENTAR 5.026.100,00 2.852.813,25 2.173.286,75 A N E X O XII PREFEITURA MUNICIPAL DE EUSEBIO ANEXO 12, da Lei No. 4.320/64 BALANCO ORCAMENTARIO R E C E I T A PREVISTA ARRECADADA DIFERENCA RECEITAS CORRENTES RECEITA TRIBUTARIA 21.842.000,00 24.668.177,16-2.826.177,16

Leia mais

NOVAS DIRETRIZES PARA A CONTABILIDADE MUNICIPAL ISAAC DE OLIVEIRA SEABRA TCE-PE

NOVAS DIRETRIZES PARA A CONTABILIDADE MUNICIPAL ISAAC DE OLIVEIRA SEABRA TCE-PE NOVAS DIRETRIZES PARA A CONTABILIDADE MUNICIPAL ISAAC DE OLIVEIRA SEABRA TCE-PE CENÁRIO ANTERIOR Gestão Dívida Financeira Pública ORÇAMENTO PUBLICO Contabilidade Receita e Despesa Demonstrativos Contábeis:

Leia mais

A Geradora Aluguel de Máquinas S.A.

A Geradora Aluguel de Máquinas S.A. Balanço patrimonial em 31 de dezembro Ativo Passivo e patrimônio líquido Circulante Circulante Caixa e equivalentes de caixa 17.488 25.888 Fornecedores e outras obrigações 17.561 5.153 Contas a receber

Leia mais

CRF/PE. Comparativo da Despesa Paga. Conselho Regional de Farmácia de Pernambuco CNPJ: 09.822.982/0001-71. Página:1/6

CRF/PE. Comparativo da Despesa Paga. Conselho Regional de Farmácia de Pernambuco CNPJ: 09.822.982/0001-71. Página:1/6 Conselho Regional de Farmácia de Pernambuco CNPJ: 09.822.982/0001-71 Comparativo da Paga CRÉDITO DISPONÍVEL DA DESPESA 6.366.25 1.102.995,57 2.609.238,49 3.757.011,51 CRÉDITO DISPONÍVEL DESPESAS CORRENTES

Leia mais

Prefeitura Da Cidade do Rio de Janeiro Controladoria Geral do Município Subcontroladoria de Integração de Controles Contadoria Geral

Prefeitura Da Cidade do Rio de Janeiro Controladoria Geral do Município Subcontroladoria de Integração de Controles Contadoria Geral 1 RELATÓRIO DE DESEMPENHO DA PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO FRENTE À LEI DE RESPONSABILIDADE FISCAL NO EXERCÍCIO DE 2012 Este relatório tem por objetivo abordar, de forma resumida, alguns aspectos

Leia mais

Execução Orçamentária e Financeira

Execução Orçamentária e Financeira Execução Orçamentária e Financeira Introdutório aos cursos dos Sistemas de Contabilidade e Gastos Públicos Setembro / 2008 Administração Pública Classifica-se, conforme a CF/88 em: Administração Direta

Leia mais

4 Fatos Contábeis que Afetam a Situação Líquida: Receitas, Custos, Despesas, Encargos, Perdas e Provisões, 66

4 Fatos Contábeis que Afetam a Situação Líquida: Receitas, Custos, Despesas, Encargos, Perdas e Provisões, 66 Apresentação Parte I - CONCEITOS FUNDAMENTAIS DE CONTABILIDADE, 1 1 Introdução ao Estudo da Ciência Contábil, 3 1 Conceito, 3 2 Objeto, 3 3 Finalidade, 4 4 Técnicas contábeis, 4 5 Campo de aplicação, 5

Leia mais

Tabela de Fatos - DCA 2014

Tabela de Fatos - DCA 2014 Tabela de Fatos - DCA 2014 Element siconfi-cor:p1.0.0.0.0.00.00 siconfi-cor:p1.1.0.0.0.00.00 siconfi-cor:p1.1.1.0.0.00.00 siconfi-cor:p1.1.1.1.0.00.00 siconfi-cor:p1.1.1.1.1.00.00 siconfi-cor:p1.1.1.1.2.00.00

Leia mais

11 CIRCULANTE 111 DISPONÍVEL 1111 CAIXA 11111 CAIXA 1112 VALORES EM TRÂNSITO 11121 VALORES EM TRÂNSITO 11122 CHEQUES EMITIDOS

11 CIRCULANTE 111 DISPONÍVEL 1111 CAIXA 11111 CAIXA 1112 VALORES EM TRÂNSITO 11121 VALORES EM TRÂNSITO 11122 CHEQUES EMITIDOS 1 ATIVO 1 11 CIRCULANTE 111 DISPONÍVEL 1111 CAIXA 11111 CAIXA 1112 VALORES EM TRÂNSITO 11121 VALORES EM TRÂNSITO 11122 CHEQUES EMITIDOS 1113 BANCOS CONTA DEPÓSITOS 11131 BANCOS CONTA DEPÓSITOS - MOVIMENTO

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE BIBLIOTECONOMIA - SP Sistema de Contabilidade BALANCETE DE VERIFICAÇÃO - PATRIMONIAL ATIVO Julho / 2015. Pág. : 1.

CONSELHO REGIONAL DE BIBLIOTECONOMIA - SP Sistema de Contabilidade BALANCETE DE VERIFICAÇÃO - PATRIMONIAL ATIVO Julho / 2015. Pág. : 1. ATIVO Pág. : 1 1 ATIVO 6.962.923,94 955.075,63 999.851,97 6.918.147,60 D 1.1 ATIVO CIRCULANTE 2.575.224,25 286.194,78 341.306,07 2.520.112,96 D 1.1.1 CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA 998.084,67 206.815,23

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PONTA GROSSA AUDIÊNCIA PÚBLICA AVALIAÇÃO DO CUMPRIMENTO DAS METAS 3º QUADRIMESTRE DE 2011

PREFEITURA MUNICIPAL DE PONTA GROSSA AUDIÊNCIA PÚBLICA AVALIAÇÃO DO CUMPRIMENTO DAS METAS 3º QUADRIMESTRE DE 2011 PREFEITURA MUNICIPAL DE PONTA GROSSA AUDIÊNCIA PÚBLICA AVALIAÇÃO DO CUMPRIMENTO DAS METAS 3º QUADRIMESTRE DE 2011 LEI DE RESPONSABILIDADE FISCAL DA TRANSPARÊNCIA DA GESTÃO FISCAL Art. 48. São instrumentos

Leia mais

Receita Orçamentária: conceitos, codificação e classificação 1

Receita Orçamentária: conceitos, codificação e classificação 1 Receita Orçamentária: conceitos, codificação e classificação 1 Para melhor identificação dos ingressos de recursos aos cofres públicos, as receitas são codificadas e desmembradas nos seguintes níveis:

Leia mais

Governo do Estado do Rio de Janeiro Secretaria de Estado de Fazenda Contadoria Geral do Estado

Governo do Estado do Rio de Janeiro Secretaria de Estado de Fazenda Contadoria Geral do Estado 11120431 Imposto de Renda Retido nas Fontes sobre os Rendimentos do Trabalho 00 2.885.556.099,44 11120434 Imposto de Renda Retido nas Fontes sobre outros Rendimentos 00 205.497.947,46 11120501 Cota-Parte

Leia mais

perspectiva da Nova Contabilidade Aplicada ao Setor Público Demonstrações Contábeis sob a perspectiva da Nova Contabilidade Aplicada ao Setor Público

perspectiva da Nova Contabilidade Aplicada ao Setor Público Demonstrações Contábeis sob a perspectiva da Nova Contabilidade Aplicada ao Setor Público Demonstrações Contábeis sob a perspectiva da Nova Contabilidade Aplicada ao Setor Público Demonstrações Contábeis sob a perspectiva da Nova Contabilidade Aplicada ao Setor Público QUEM ATUALIZOU AS DEMONSTRAÇÕES?

Leia mais

CRF/PR. Comparativo da Despesa Paga. Conselho Regional de Farmácia do Paraná CNPJ: 76.693.886/0001-68. Página:1/6. Funções.

CRF/PR. Comparativo da Despesa Paga. Conselho Regional de Farmácia do Paraná CNPJ: 76.693.886/0001-68. Página:1/6. Funções. Conselho Regional de Farmácia do Paraná CNPJ: 76.693.886/0001-68 Comparativo da Paga CRÉDITO DISPONÍVEL DA DESPESA 14.028.00 12.940.689,80 CRÉDITO DISPONÍVEL DESPESAS CORRENTES 13.375.00 1.082.192,20 1.082.192,20

Leia mais

SANTA CATARINA 1.1.2.1.9.99.00.00.00.0847 (49280) F CAIXA ECONOMICA FEDERAL C/POUPANÇA 16.290,65D 81,45 0,00

SANTA CATARINA 1.1.2.1.9.99.00.00.00.0847 (49280) F CAIXA ECONOMICA FEDERAL C/POUPANÇA 16.290,65D 81,45 0,00 Saldo Atual Agosto 1/11 1 ATIVO CIRCULANTE 52.433.883,22D 8.025.234,70D 6.219.762,87 1.993.560,05 4.801.778,99 1.596.845,70 53.851.867,10D DISPONÍVEL EM MOEDA NACIONAL 4.671.088,56D 1.020.406,80 8.421.949,05D

Leia mais

Receita Orçamentária: Conceitos, codificação e classificação 1

Receita Orçamentária: Conceitos, codificação e classificação 1 Receita Orçamentária: Conceitos, codificação e classificação 1 1. CODIFICAÇÃO ORÇAMENTÁRIA DA RECEITA Para melhor identificação da entrada dos recursos aos cofres públicos, as receitas são codificadas

Leia mais

[Anexo I-AB] Balanço Patrimonial - Ativo e Passivo. 1.1.1.1.2.00.00 - Caixa e Equivalentes de Caixa em Moeda Nacional - Intra OFSS

[Anexo I-AB] Balanço Patrimonial - Ativo e Passivo. 1.1.1.1.2.00.00 - Caixa e Equivalentes de Caixa em Moeda Nacional - Intra OFSS [Anexo I-AB] Balanço Patrimonial - Ativo e Passivo Qname siconfi-dca-anexo1abhi : BalancoPatrimonialAbstract siconfi-dca-anexo1abhi : AtivoAbstract siconfi-dca-anexo1abhi : AtivoLineItems siconfi-cor :

Leia mais

10.936.971,00 3.2.4.3.1.00.00 - Benefícios Eventuais por Situações de Vulnerabilidade Temporária - Consolidação

10.936.971,00 3.2.4.3.1.00.00 - Benefícios Eventuais por Situações de Vulnerabilidade Temporária - Consolidação PREFEITURA DO RECIFE SECRETARIA DE FINANÇAS GERÊNCIA GERAL DA CONTABILIDADE DO MUNICÍPIO DEMONSTRAÇÃO DAS VARIAÇÕES PATRIMONIAIS - CONSOLIDADO - 2013 Demonstrativo das Variações Patrimoniais e Resultado

Leia mais

CRF/PB. Comparativo da Despesa Paga. Conselho Regional de Farmácia da Paraíba CNPJ: 08.338.774/0001-39. Página:1/6

CRF/PB. Comparativo da Despesa Paga. Conselho Regional de Farmácia da Paraíba CNPJ: 08.338.774/0001-39. Página:1/6 Conselho Regional de Farmácia da Paraíba CNPJ: 08.338.774/0001-39 Comparativo da Paga CRÉDITO DISPONÍVEL DA DESPESA 4.500.00 3.539.976,99 CRÉDITO DISPONÍVEL DESPESAS CORRENTES 3.533.00 955.295,01 955.295,01

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/2011 - CIA CAT. DE ÁGUAS E SANEAMENTO - CASAN Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/2011 - CIA CAT. DE ÁGUAS E SANEAMENTO - CASAN Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 3 Demonstração do Resultado 5 Demonstração do Fluxo de Caixa 6 Demonstração das Mutações

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ TRIBUNAL DE CONTAS DOS MUNICÍPIOS DIRETORIA DE ORÇAMENTO E FINANÇAS DIVISÃO DE RECURSOS FINANCEIROS EXERCICIO 2012

GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ TRIBUNAL DE CONTAS DOS MUNICÍPIOS DIRETORIA DE ORÇAMENTO E FINANÇAS DIVISÃO DE RECURSOS FINANCEIROS EXERCICIO 2012 BALANCO-FINANCEIRO RECEITA RECEITA 12.255.327,67 INGRESSOS ORCAMENTARIOS 9.425.690,28 INTERFERENCIAS ATIVAS 9.425.690,28 TRANSFERENCIAS FINANCEIRAS RECEBIDAS 9.425.690,28 REPASSE RECEBIDO 9.425.690,28

Leia mais

Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto - SAMAE

Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto - SAMAE Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto - SAMAE Página: 1 1 ATIVO 26.090.191,21 D 22.746.803,35 1.977.171,65 46.859.822,91 D 1.1 ATIVO CIRCULANTE 1.269.670,73 D 1.320.716,82 1.396.783,84 1.193.603,71

Leia mais

Balanço Geral Fundo de Manutenção da Iluminação Pública

Balanço Geral Fundo de Manutenção da Iluminação Pública Secretaria Municipal de Infra-Estrutura Contabilidade Geral do Município Balanço Geral Fundo de Manutenção da Iluminação Pública Exercício 2008 JÂNIO WASHINGTON BARBOSA DA CUNHA SECRETÁRIO DE INFRA-ESTRUTURA

Leia mais

Caixa de Pecúlios e Pensões dos Servidores Municipais de Santos Av. Gal. Francisco Glicério, 479 - Pompéia - Santos - S.P. C.N.P.J. 58.197.

Caixa de Pecúlios e Pensões dos Servidores Municipais de Santos Av. Gal. Francisco Glicério, 479 - Pompéia - Santos - S.P. C.N.P.J. 58.197. Período de Referência: Janeiro/2010 receita de contribuições 1.149.293,14 administração 2.964.611,83 receita patrimonial 9.402,41 saúde 13.217.000,00 receita de serviços 204,30 trabalho 4.073,65 44.354,57

Leia mais

Documento gerado em 28/04/2015 13:31:35 Página 1 de 42

Documento gerado em 28/04/2015 13:31:35 Página 1 de 42 DCA-Anexo I-AB Balanço Patrimonial - Ativo e Passivo Padrao Balanço Patrimonial Ativo - Ativo - 1.0.0.0.0.00.00 - Ativo 96.744.139,42 1.1.0.0.0.00.00 - Ativo Circulante 24.681.244,01 1.1.1.0.0.00.00 -

Leia mais

Balancete. Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Estado do Piauí CNPJ: 14.882.936/0001-06. Créditos. Conta. Página:1/24

Balancete. Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Estado do Piauí CNPJ: 14.882.936/0001-06. Créditos. Conta. Página:1/24 Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Estado do Piauí CNPJ: 14.882.936/0001-06 Balancete Período: 01/05/2015 a 31/05/2015 Conta Anterior Débitos Créditos 1 - ATIVO 660.339,65D 383.449,46 379.045,53 664.743,58D

Leia mais

Segue a relação das contas do Ativo e do Passivo Exigível mais utilizadas pela ESAF, organizadas por grupo de contas.

Segue a relação das contas do Ativo e do Passivo Exigível mais utilizadas pela ESAF, organizadas por grupo de contas. Segue a relação das contas do Ativo e do Passivo Exigível mais utilizadas pela ESAF, organizadas por grupo de contas. 1 - Ativo (Saldo devedor, exceto as contas retificadoras) 1.1 Ativo Circulante Adiantamento

Leia mais

Contabilidade Pública. Aula 3. Apresentação. Definição de Receita Pública. Receita Pública. Classificação da Receita Pública

Contabilidade Pública. Aula 3. Apresentação. Definição de Receita Pública. Receita Pública. Classificação da Receita Pública Contabilidade Pública Aula 3 Apresentação Prof. Me. Adilson Lombardo Definição de Receita Pública Um conjunto de ingressos financeiros com fonte e fatos geradores próprios e permanentes, oriundos da ação

Leia mais

EIXO 3 ADMINISTRÇÃO PÚBLICA. D 3.4 Planejamento e Gestão Orçamentária e Financeira (24h) Professor: James Giacomoni. Aula 5

EIXO 3 ADMINISTRÇÃO PÚBLICA. D 3.4 Planejamento e Gestão Orçamentária e Financeira (24h) Professor: James Giacomoni. Aula 5 EIXO 3 ADMINISTRÇÃO PÚBLICA D 3.4 Planejamento e Gestão Orçamentária e Financeira (24h) Professor: James Giacomoni Aula 5 17 a 19, 21 a 25, 28 e 29 de novembro de 2011 Classificações orçamentárias Despesa

Leia mais

Balancete Analítico. Saldo Mês Inicial

Balancete Analítico. Saldo Mês Inicial 100000000 - Ativo 40.014.044,69 1.247.288.939,72 645.839.588,07 641.463.396,34 D 110000000 - Ativo Circulante 15.145.606,97 309.093.371,32 315.398.093,96 8.840.884,33 D 111000000 - Disponivel 15.141.043,39

Leia mais

SALDO (f)=(a+b-c-e) DESPESAS CORRENTES 8.201,60 4.051.439,12 3.861.681,23 25.087,21 172.872,28

SALDO (f)=(a+b-c-e) DESPESAS CORRENTES 8.201,60 4.051.439,12 3.861.681,23 25.087,21 172.872,28 BALANÇO ORÇAMENTÁRIO ANEXO I - DEMONSTRATIVO DE EXECUÇÃO DOS RESTOS A PAGAR NÃO PROCESSADOS : 2013 Data de Emissão: 29/03/2014 BALANÇO ORÇAMENTÁRIO ANEXO II - DEMONSTRATIVO DE EXECUÇÃO DOS RESTOS A PAGAR

Leia mais

Empresa Munic. de Transporte Urbano Presidente Figueiredo

Empresa Munic. de Transporte Urbano Presidente Figueiredo 03698709/000109 Exercício: 2015 BALANCETEISOLADO EMPRESA MUNICIPAL DE TRANSPORTE URBANO EMTU (UG:5) Página 1 de 5 100000000 05 ATIVO 343.632,70 139.134,52 114.972,75 367.794,47 110000000 05 ATIVO CIRCULANTE

Leia mais

DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS APLICADAS AO SETOR PÚBLICO

DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS APLICADAS AO SETOR PÚBLICO CRC-DF DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS APLICADAS AO SETOR PÚBLICO Domingos Poubel de Castro Brasília/DF, 18 de Maio de 2012 NECESSIDADES PERMANENTES DO GESTOR INFORMAÇÕES CONTROLE Cenário Externo 0800 570 0800

Leia mais

Implantação do Plano de Contas Aplicado ao Setor Público PCASP. A experiência do Estado do Rio Grande do Sul.

Implantação do Plano de Contas Aplicado ao Setor Público PCASP. A experiência do Estado do Rio Grande do Sul. Implantação do Plano de Contas Aplicado ao Setor Público PCASP. A experiência do Estado do Rio Grande do Sul. Público Alvo: Servidores de Prefeituras do Estado do Rio Grande do Sul que atuam na área contábil.

Leia mais

Serviço Público Municipal Prefeitura Municipal de Ubatã Estado da Bahia CNPJ: 14.235.253/0001-59 PORTARIA Nº 301 DE 09 DE DEZEMBRO DE 2015.

Serviço Público Municipal Prefeitura Municipal de Ubatã Estado da Bahia CNPJ: 14.235.253/0001-59 PORTARIA Nº 301 DE 09 DE DEZEMBRO DE 2015. PORTARIA Nº 301 DE 09 DE DEZEMBRO DE 2015. Estabelece os procedimentos e as normas a serem adotados pelos órgãos e entidades da administração pública estadual direta e indireta, para o encerramento anual

Leia mais

1 - DIRETA MOVIMENTO DO EXERCICIO ATUALIZACAO NEGATIVA DA DIVIDA FUNDADA CANCELAMENTO DE RESTOS A PAGAR

1 - DIRETA MOVIMENTO DO EXERCICIO ATUALIZACAO NEGATIVA DA DIVIDA FUNDADA CANCELAMENTO DE RESTOS A PAGAR FOLHA : 1 1 - DIRETA 5.926.047.343, 06 VARIACOES PASSIVAS 4.000.704.988,43 5.926.047.343,06 3.588.078.954,30 2.874.279.889,42 3.167.717.668,63 2.256.034.042,77 1.943.069.122,44 RECEITA DE CONTRIBUICOES

Leia mais

INSTRUÇÕES DE PROCEDIMENTOS CONTÁBEIS IPC 08 Metodologia para Elaboração da Demonstração dos Fluxos de Caixa (Versão publicada em: 23/12/2014)

INSTRUÇÕES DE PROCEDIMENTOS CONTÁBEIS IPC 08 Metodologia para Elaboração da Demonstração dos Fluxos de Caixa (Versão publicada em: 23/12/2014) REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL 15 de Novembro de 1889 MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DO TESOURO NACIONAL INSTRUÇÕES DE PROCEDIMENTOS CONTÁBEIS IPC 08 Metodologia para Elaboração da Demonstração dos Fluxos

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE VARGEM BONITA - M.G Livro Nº 18 Folha Nº 015

PREFEITURA MUNICIPAL DE VARGEM BONITA - M.G Livro Nº 18 Folha Nº 015 Folha Nº 015 LEI Nº. 1.058/2014 ESTIMA A RECEITA E FIXA A DESPESA DO MUNICÍPIO PARA O EXERCÍCIO DE 2015 O Prefeito do Município: Faço saber que a Câmara Municipal de Vargem Bonita aprovou e eu sanciono

Leia mais

R E C E I T A G E R A L RECURSOS DE TODAS AS FONTES

R E C E I T A G E R A L RECURSOS DE TODAS AS FONTES TESOURO OUTRAS FONTES T O T A L ----------------------------------------------------------------------------------------------------- CÓDIGO E S P E C I F I C A Ç Ã O RECURSOS OUTROS TOTAL RECURSOS OUTROS

Leia mais

8.2 NOTAS AO BALANÇO E À DEMONSTRAÇÃO DE RESULTADOS

8.2 NOTAS AO BALANÇO E À DEMONSTRAÇÃO DE RESULTADOS 8.2 NOTAS AO BALANÇO E À DEMONSTRAÇÃO DE RESULTADOS Designação da Entidade: CÂMARA MUNICIPAL DE ODIVELAS Gerência de 1 de Janeiro a 31 de Dezembro de 2006 8.2.1 Não se aplica. 8.2.2 Os conteúdos das contas

Leia mais