João Franco. Transporte de Mercadorias e Desenvolvimento Económico. Presidente do Conselho de Administração Administração do Porto de Sines, S.A.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "João Franco. Transporte de Mercadorias e Desenvolvimento Económico. Presidente do Conselho de Administração Administração do Porto de Sines, S.A."

Transcrição

1 João Franco Presidente do Conselho de Administração Administração do Porto de Sines, S.A. 17 de outubro de 2013 Transporte de Mercadorias e Desenvolvimento Económico 1

2 Domínios da Circulação Marítima (Densidade do Shipping) Domains of Maritime Circulation (Shipping Density) 2

3 Fluxo de carga nas principais rotas comerciais de contentores Este-Oeste (Milhões de TEU) Cargo flows on major container trade routes east-west (Million TEU) 3

4 Alterações no Comércio Mundial (Desafios da Cadeia Logística) Changes in World Trade (Supply Chain Challenges) 4x 80% 20% Actualmente Em 2020 Em 2020 cerca de 80% dos produtos do mundo serão produzidos num país diferente daquele em que serão consumidos. Actualmente este valor é de 20% By 2020 about 80% of the world's products will be produced in a country other than that in which they are to be consumed. Currently this value is 20% FONTES: McKinsey & Company: Electronic newsletter from Aramex: On Track: 20/20 Vision - Logistics at the end of

5 Maiores portos mundiais (Top 20) (TEU movimentados em 2012) World's largest ports (Top 20) (TEU handled in 2011) Rotterdam Hamburg Antwerp Dubai Tianjin Qingdao Dalian Busan Shanghai Ningbo Shenzhen Xiamen Guangzhou Kaohsiung Hong Kong Laem Chabang Tanjung Pelepas Singapore Long Beach Los Angels Source: Containerization International 5

6 Evolução Mundial da Carga Contentorizada (Previsão a 3 anos) Worldwide evolution of containerships size (Frequent use of vessels with drafts > 14m) Evolução da atividade mundial de contentores Evolution of the worldwide container activity Evolução da capacidade da frota mundial Evolution of the worldwide fleet capacity 000 TEU ,0% 25,0% 20,0% 15,0% 10,0% 5,0% 0,0% container activity ('000 TEU) growth in container activity fleet capacity Source: Drewry Shipping Consultants 6

7 Evolução da movimentação portuária (Total de mercadorias e contentores - TEU) Evolution of cargo handling volumes (Goods and containers - TEU) Evolução do total de mercadorias movimentadas (ton) Evolução da carga contentorizada (TEU) > * 2020* * 2015* 2020* * Projeção 7

8 Movimento de contentores nos principais portos Ibéricos em 2012 (TEU) Containers handling volumes on the major Iberian ports in 2012 (TEU) Valencia Algeciras Barcelona Las Palmas Leixões Bilbao Sines Lisboa Fonte: ESPO 8

9 Movimento de mercadorias nos principais portos Europeus em 2012 (Mil TON) Cargo handling volumes on the major European ports in 2012 (M Tons) Fonte: ESPO 9

10 Movimento de contentores nos principais portos Europeus em 2012 (TEU) Containers handling volumes on the major European ports in 2012 (TEU) Fonte: ESPO 10

11 Movimento de mercadorias nos 5 principais portos nacionais (2012) Cargo handling volumes on the 5 major national ports (2012) Movimento de mercadorias em 2012 (TON) Sines 44% Douro e Leixões 25% Aveiro 5% Setúbal 9% Lisboa 17% 11

12 O Canal do Panamá (Projeto de Expansão ) The Panama Canal (Expansion Project ) 12

13 Localização Geográfica (Confluência das principais rotas marítimas internacionais) Geographic Location (Confluence of the major international maritime routes) Round-of-the-World Services 13

14 Principais Rotas Marítimas entre os EUA e a Europa (Restrições do Canal do Panama) Main Maritime Routes between the USA and Europe (Panama Canal restrictions) 14

15 Relacionamento do Porto de Sines com o Canal do Panamá (Desenvolvimento Comercial) Protocolo assinado entre o Porto de Sines e a Autoridade do Canal do Panamá Agreement signed between the Port of Sines and the Panama Canal Authority Relationship between the Port of Sines and the Panama Canal (Commercial Development) A concessionária do Terminal XXI investiu num terminal no Canal do Panamá Terminal XXI concession company invested on a terminal in the Panama Canal 15

16 Características físicas do porto HUB (Porta Atlântica da Europa) SINES Port of Sines main characteristics (Atlantic Gateway to Europe) Porto de águas profundas (-28 m); Deepwater port (-28 m); Aberto ao mar, sem restrições de canal e barra; Open sea port, with no manoeuvring restrictions; Fundos rochosos sem necessidade de dragagens; Rocky bottoms with no need for dredging; Capacidade para receber os maiores navios do mundo; Able to receive the largest vessels in the world; Terminais especializados para a movimentação de todos os tipos de cargas; Specialized terminals for the handling of all types of cargo; Sem constrangimento urbano, com planos de expansão para todos os terminais; No urban constraints, with expansion capacity in all the terminals; Fundeadouros dentro da área portuária Anchorage areas inside the port s area 16

17 Terminais especializados do Porto de Sines (Capacidade de movimentar todo o tipo de cargas) Port of Sines specialized terminals (Capacity to handle any type of cargo) Granéis Líquidos Liquid Bulks Petroquímicos Petrochemical Granéis Sólidos, Carga Geral e Ro-Ro Dry Bulks, General Cargo and Ro-Ro Gás Natural Liquefeito Liquefied Natural Gas Contentores Containers 17

18 Terminal XXI - Contentores (Movimentação espcializada de carga) Terminal XXI - Containers (Specialized handling of cargo) Expansão /Expansion Características atuais/current characteristics: Comprimento do Cais: 730m Quay Length: 730m Fundos até -17,5m/ZH Depths up to -17.5m/ZH Capacidade de movimentação: TEU Handling capacity: TEU Movimentação de Contentores: 6 pórticos postpanamax e super postpanamax Container handling: 6 Post-Panamax and Super Post- Panamax gantry cranes 18

19 Rede de Serviços Globais (Ligações diretas aos principais mercados mundiais) Global Services Network (Direct links to the main international markets) 19

20 Hinterland Natural do Porto de Sines Port of Sines natural hinterland Lisboa Extremadura Madrid Porto de Sines Alentejo Algarve Andalucia 20

21 Maior plataforma ferroviária de mercadorias (26 comboios/dia: 8 contentores + 8 combustíveis + 10 carvão) Main freight platform (26 trains/day: 8 containers + 8 fuel + 10 coal) 21

22 Ligações ao Hinterland em desenvolvimento (Acessibilidades Ferroviárias) Connections to the hinterland under development (Rail Access) MADRID 22

23 Infraestruturas e equipamentos de última geração (Resposta adequada às tendências comerciais globais) State-of-the-art infrastructures and equipment (Adequate answer to the global commercial trends) 23

24 Flexibilidade Laboral e Tarifas planas (Maior eficiência portuária) Flexible labour and flat-rates (Port efficiency) Todos os terminais operam 24 horas por dia, 365 dias por ano, sempre com flat-rate. All terminals operate 24 hours/day, 365 days/year always in flat-rate. 24

25 Integração multicanal para qualquer cliente (Maior eficiência portuária) Multichannel integration to every client (Port efficiency) SMS WEB SMS WEB Acesso Público no campus portuário EDIFACT Sistema Utiilizador FLAT FILE Sistema Utiilizador Internet XML Sistema Utiilizador XML SDS SafeSeaNet VTS Costeiro Cartão Único Facturação 25

26 Alargar a JUP aos Operadores de Transporte Terrestre / Logísticos e Portos Secos (Gestão Integrada de informação) To spread the JUP to Road Transport and Logistic Operators and Dry Ports (Integrated information management) 26

27 SIIG Sistema de Identificação e Informação Geográfica SIIG Geographic Identification and Information System O SIIG como plataforma que permita gerir informação e a interligação com os atuais sistemas em funcionamento no porto, sendo um Sistema de Gestão Portuária. Ordenamento Portuário Cadastro e Infraestruturas Concessões Áreas Dominiais Futuras Áreas funcionais PLATAFORMA SIIG Planeamento Operações Portuárias Segurança Ambiente Futuras Áreas funcionais 27

28 Certificações Internacionais (Cumprimento de standards internacionais) International Certifications (Compliance with international standards) ISO 9001 Sistema de Gestão da Qualidade Quality Management System Green Award ISO Sistema de Gestão Ambiental Environmental Management System OHSAS Sistemas de Gestão da Segurança e Saúde no Trabalho Safety and Health at Work Management System ISO27001 Sistema de Gestão de Segurança de Informação Information Security Management System Bandeira Azul - Praia Vasco da Gama - Vasco da Gama Beach - Porto de Recreio de Sines - Sines Leisure Port 28

29 ZALSINES (Potencial de instalação de empresas) A ZALSINES afirma-se como uma plataforma logística moderna, com elevado potencial estratégico para serviços de valor acrescentado. ZALSINES (Potential for companies installation) The ZALSINES asserts itself as a modern logistics platform, with high potential strategic value-added services. Extra-port 215 ha Intra-port 30 ha 29

30 Zona Industrial e Logística de Sines (Capacidade de crescimento até ha) Sines Industrial and Logistic Zones (Expansion capacity up to 4,157 ha) Principais players instalados: Main players installed: 30

31 Relação Porto/Cidade/ZILS Relationship Port/City/ZILS A cidade está suavemente integrada com a atividade do porto comercial The city is smoothly integrated with the activity of the commercial port Port ZILS City 31

32 Desenvolver o tráfego de cruzeiros (Inclusão de nova área de negócio) Develop the cruise traffic (Adding a new business) 32

33 Capacidade de Expansão em todos os Terminais (Potencial de crescimento) Expansion capacity in all Terminals (Growing potential) 33

34 Obrigado. 34

João Franco. Administrador Administração do Porto de Sines, S.A.

João Franco. Administrador Administração do Porto de Sines, S.A. João Franco Administrador Administração do Porto de Sines, S.A. Lisboa, 14 de março de 2012 1 OCEANO ATLÂNTICO Localização Localizado na confluência das principais rotas marítimas internacionais, Norte-Sul

Leia mais

Transportes Marítimos, Portos e Logística

Transportes Marítimos, Portos e Logística Transportes Marítimos, Portos e Logística Lídia Sequeira Presidente do Conselho de Administração do Porto de Sines 1 Características geofísicas Porta de Entrada da Europa Localização privilegiada de Sines

Leia mais

SIIG Sistema de Identificação e Informação Geográfica

SIIG Sistema de Identificação e Informação Geográfica Especializações em Transportes e Vias de Comunicação e Sistemas de Informação Geográfica Transportes / SIG / INSPIRE Painel Lisboa 6 novembro 2012 SIIG Sistema de Identificação e Informação Geográfica

Leia mais

22/11/2012. Principais características / Acessos. Índice. Os SIG aplicados à Gestão Portuária. Porto de Sines Porta Atlântica da Europa

22/11/2012. Principais características / Acessos. Índice. Os SIG aplicados à Gestão Portuária. Porto de Sines Porta Atlântica da Europa 22/11/2012 Índice Enquadramento do Porto de Sines SIG Histórico Porto de Sines Principais Características Os SIG aplicados à Gestão Portuária Projeto SIIG SIIG - Sistema de Identificação e Informação Geográfica

Leia mais

João Franco. Portos e Transportes Marítimos. Presidente do Conselho de Administração Administração do Porto de Sines, S.A.

João Franco. Portos e Transportes Marítimos. Presidente do Conselho de Administração Administração do Porto de Sines, S.A. João Franco Presidente do Conselho de Administração Administração do Porto de Sines, S.A. Lisboa, 14 de novembro de 2013 Portos e Transportes Marítimos 1 Portugal como HUB de transporte marítimo Visão

Leia mais

EVOLUÇÃO DO TRANSPORTE MARÍTIMO E O SEU IMPACTO NA INFRA-ESTRUTURA PORTUÁRIA EXECUÇÃO 2013

EVOLUÇÃO DO TRANSPORTE MARÍTIMO E O SEU IMPACTO NA INFRA-ESTRUTURA PORTUÁRIA EXECUÇÃO 2013 1 2 3 EVOLUÇÃO DO TRANSPORTE MARÍTIMO E O SEU IMPACTO NA INFRA-ESTRUTURA PORTUÁRIA EXECUÇÃO 2013 4 5 EVOLUÇÃO DO TRANSPORTE MARÍTIMO O COMÉRCIO INDUZ A OPERAÇÃO DE TRANSPORTE Cabe ao Transporte Marítimo

Leia mais

COMÉRCIO MARÍTIMO INTERNACIONAL (milhões de toneladas carregadas)

COMÉRCIO MARÍTIMO INTERNACIONAL (milhões de toneladas carregadas) milhões de toneladas carregadas COMÉRCIO MARÍTIMO INTERNACIONAL (milhões de toneladas carregadas) Ano Petróleo e Principais Outras Derivados Granéis Cargas Total 1970 1.440 448 717 2.605 1980 1.871 796

Leia mais

Transporte Marítimo e Portos

Transporte Marítimo e Portos Transporte Marítimo e Portos Disposição de Terminais num Porto - 1 Disposição geral do porto de Leixões. 1 Disposição de Terminais num Porto - 2 Porto de Rotterdam (Holanda), o maior porto europeu. Disposição

Leia mais

Os desafios de competitividade dos portos portugueses J. Augusto Felício. Florianópolis Brasil

Os desafios de competitividade dos portos portugueses J. Augusto Felício. Florianópolis Brasil Os desafios de competitividade dos portos portugueses J. Augusto Felício Florianópolis Brasil Florianópolis Brasil 2 a 4 de Dezembro de 2015 Os desafios de competitividade dos portos portugueses Os desafios

Leia mais

PORQUÊ UMA PLATAFORMA LOGÍSTICA ASSOCIADA AO PORTO DE LEIXÕES? João Pedro Matos Fernandes Março de 2007

PORQUÊ UMA PLATAFORMA LOGÍSTICA ASSOCIADA AO PORTO DE LEIXÕES? João Pedro Matos Fernandes Março de 2007 PORQUÊ UMA PLATAFORMA LOGÍSTICA ASSOCIADA AO PORTO DE LEIXÕES? João Pedro Matos Fernandes Março de 2007 Crescimento sustentado da carga movimentada 16.000 14.000 12.000 1000 TONELADAS 10.000 8.000 6.000

Leia mais

O SEU NEGÓCIO ESTÁ NA MODA Your Business is in fashion

O SEU NEGÓCIO ESTÁ NA MODA Your Business is in fashion O SEU NEGÓCIO ESTÁ NA MODA Your Business is in fashion Fazemos parte do processo de retalho de moda com o objetivo de aumentar as suas vendas Desde a fundação em 1980 que somos um operador ativo e inovador,

Leia mais

Global Logistics Solutions Soluções Logísticas Globais

Global Logistics Solutions Soluções Logísticas Globais BEM VINDO AO MUNDO RANGEL WELCOME TO RANGEL WORLD Atividade Aduaneira Customs Broker Transporte Marítimo Sea Freight ESPANHA SPAIN Transporte Aéreo Air Freight Expresso Internacional FedEx International

Leia mais

Global Logistics Solutions Soluções Logísticas Globais

Global Logistics Solutions Soluções Logísticas Globais Global Logistics Solutions Soluções Logísticas Globais BEM VINDO AO MUNDO RANGEL WELCOME TO RANGEL WORLD Toda uma organização ao seu serviço! Constituídos em 1980 por Eduardo Rangel, rapidamente marcámos

Leia mais

Evolução no Transporte com a Utilização dos Contêineres

Evolução no Transporte com a Utilização dos Contêineres ASLOG - XV Conferência São Paulo 07 e 08 de Junho de 2011 Evolução no Transporte com a Utilização dos Contêineres H á m a i s d e 3 0 a n o s lu ta n d o p e la d ifu s ã o e o d e s e n vov o lv im ene

Leia mais

90% EVOLUÇÃO DO TRANSPORTE MARÍTIMO. Da totalidade dos bens são transportados por mar

90% EVOLUÇÃO DO TRANSPORTE MARÍTIMO. Da totalidade dos bens são transportados por mar EVOLUÇÃO DO TRANSPORTE MARÍTIMO O COMÉRCIO INDUZ A OPERAÇÃO DE TRANSPORTE Cabe ao Transporte Marítimo a travessia entre o Porto de partida e o Porto de chegada, como única alternativa às grandes travessias

Leia mais

A Cidade Logística. Plataforma Logística do Poceirão

A Cidade Logística. Plataforma Logística do Poceirão A Cidade Logística Plataforma Logística do Poceirão Póvoa de Santa Iria, 03 de Dezembro 2009 1 1. Apresentação Integrado na rede de plataformas nacionais definida pelo Portugal Logístico será desenvolvido

Leia mais

CIDADES E PORTOS. EM BUSCA DE POLÍTICAS INOVADORAS

CIDADES E PORTOS. EM BUSCA DE POLÍTICAS INOVADORAS CIDADES E PORTOS. EM BUSCA DE POLÍTICAS INOVADORAS FRÉDÉRIC MONIÉ Dpto de Geografia Univ. Federal do Rio de Janeiro Grupo de Estudos em Geografia Portuária - GEOPORTOS E-mail: fmonie@uol.com.br Premissa

Leia mais

Lídia Sequeira Porto de Sines «Porto de Sines tem de ter capacidade para conseguir novos mercados»

Lídia Sequeira Porto de Sines «Porto de Sines tem de ter capacidade para conseguir novos mercados» 7/29/2010 Lídia Sequeira Porto de Sines «Porto de Sines tem de ter capacidade para conseguir novos mercados» A partir de 2013, com a abertura do Canal do Panamá aos navios post-panamax, as rotas mundiais

Leia mais

Fatos. Transporte Marítimo: espinha dorsal da globalização. cidades-porto: principais nós logísticos das redes mundiais de circulação das cargas

Fatos. Transporte Marítimo: espinha dorsal da globalização. cidades-porto: principais nós logísticos das redes mundiais de circulação das cargas CIDADES, PORTOS E GLOBALIZAÇÃO NA AMERICA LATINA FRÉDÉRIC MONIÉ Dpto de Geografia- UFRJ Grupo de Estudos em Geografia Portuária - Geoportos fmonie@uol.com.br Fatos Transporte Marítimo: espinha dorsal da

Leia mais

Oporto de Singapura sempre desempenhou

Oporto de Singapura sempre desempenhou ESTUDO DE CASO PSA SINES Integrando Portugal nas princípais cadeias logísticas mundiais Rui Pinto, CEO da PSA Sines Oporto de Singapura sempre desempenhou um papel fundamental no crescimento da economia

Leia mais

Principais Investimentos em Infraestruturas Portuárias em Portugal um Balanço da última década. 1.º Congresso de Engenheiros de Língua Portuguesa

Principais Investimentos em Infraestruturas Portuárias em Portugal um Balanço da última década. 1.º Congresso de Engenheiros de Língua Portuguesa + 1 Principais Investimentos em Infraestruturas Portuárias em Portugal um Balanço da última década 1.º Congresso de Engenheiros de Língua Portuguesa José Luís Cacho Presidente da Associação de Portos de

Leia mais

A utilização do conceito e-freight - valor acrescentado para a comunidade portuária

A utilização do conceito e-freight - valor acrescentado para a comunidade portuária Workshop Stakeholders Leixões A utilização do conceito e-freight - valor acrescentado para a comunidade portuária Artur Alves MARLO Lisboa, 9 de Maio de 2012 Enquadramento Mais de 80% da informação que

Leia mais

A Zils, Zona Industrial e Logística de Sines, sob gestão da aicep Global Parques oferece uma localização com clara vocação atlântica.

A Zils, Zona Industrial e Logística de Sines, sob gestão da aicep Global Parques oferece uma localização com clara vocação atlântica. A Zils, Zona Industrial e Logística de Sines, sob gestão da aicep Global Parques oferece uma localização com clara vocação atlântica. Com fácil e rápido acesso a vias de comunicação nacionais e internacionais

Leia mais

Fazendo a diferença para sempre fazer melhor

Fazendo a diferença para sempre fazer melhor II CONGRESSO INTERNACIONAL DE DESEMPENHO PORTUÁRIO Desafios de Implantação e Gestão de um Porto Privado Uma experiência nacional e internacional Florianópolis, 4 de outubro de 2015 PATRÍCIO JUNIOR - Presidente

Leia mais

O novo paradigma de rede ferroviária nacional Plano de Investimentos 2014-2020

O novo paradigma de rede ferroviária nacional Plano de Investimentos 2014-2020 O novo paradigma de rede ferroviária nacional Plano de Investimentos 2014-2020 Seminário T&N Transporte Ferroviário Hotel Crowne Plaza Porto 01 de outubro de 2015 Carlos Correia Diretor do Departamento

Leia mais

Navegação Interior na Europa a Experiência Belga Porto de Antuérpia, BÉLGICA

Navegação Interior na Europa a Experiência Belga Porto de Antuérpia, BÉLGICA Navegação Interior na Europa a Experiência Belga Porto de Antuérpia, BÉLGICA Maurício M. Souza SNI / GOI julho / 2008 1 Porto de Antuérpia e a Navegação Interior 1.Introdução 2. Navegação interior no Porto

Leia mais

Terminais de Contentores da Região Lisboa-Setúbal

Terminais de Contentores da Região Lisboa-Setúbal Terminais de Contentores da Região Lisboa-Setúbal Análise Comparativa Projecto apresentado à Comunidade Portuária de Setúbal e coordenado por J. Augusto Felício Lisboa, Novembro de 2014 ÍNDICE Sumário

Leia mais

GESTÃO E ESTRATÉGIA PORTUÁRIA 5 MÓDULOS 2 SEMINÁRIOS VISITAS TÉCNICAS

GESTÃO E ESTRATÉGIA PORTUÁRIA 5 MÓDULOS 2 SEMINÁRIOS VISITAS TÉCNICAS P Ó S - G R A D U A Ç Ã O GESTÃO E ESTRATÉGIA PORTUÁRIA 5 MÓDULOS 2 SEMINÁRIOS VISITAS TÉCNICAS 2ª EDIÇÃO DATA 22 DE MAIO A 29 DE JUNHO E DE 17 A 27 DE SETEMBRO CARGA HORÁRIA 191 HORAS LOCAL CENTRO DE

Leia mais

We connect your goods to the World

We connect your goods to the World We connect your goods to the World Os Nossos Serviços Our Services A STM - Sociedade de Terminais de Moçambique, Lda, é um aduaneiro multimodal, com valência rodo-ferroviária, que abre as portas de Moçambique

Leia mais

Porto de Lisboa. Desenvolvimento portuário e Competitividade. Dr. Manuel Frasquilho. Presidente do Conselho de Administração do Porto de Lisboa

Porto de Lisboa. Desenvolvimento portuário e Competitividade. Dr. Manuel Frasquilho. Presidente do Conselho de Administração do Porto de Lisboa Porto de Lisboa Desenvolvimento portuário rio, Logística e Competitividade Dr. Manuel Frasquilho Presidente do Conselho de Administração do Porto de Lisboa 18 de Abril de 2007 Porto de Lisboa Porto de

Leia mais

O que é o porto de Leixões. O porto de Leixões é o maior porto artificial de Portugal.

O que é o porto de Leixões. O porto de Leixões é o maior porto artificial de Portugal. Porto de leixões O que é o porto de Leixões O porto de Leixões é o maior porto artificial de Portugal. História do porto de Leixões O porto de Leixões foi construído na foz do rio leça, aproveitando três

Leia mais

CURSO DE MESTRADO EM DIREITO E SEGURANÇA UNL 2014/2015

CURSO DE MESTRADO EM DIREITO E SEGURANÇA UNL 2014/2015 CURSO DE MESTRADO EM DIREITO E SEGURANÇA UNL 2014/2015 3ª U.C. - SISTEMA DE SEGURANÇA INTERNA (SSI) 3.8. «A POLÍCIA MARITIMA» - Quadro geral e a envolvente da Segurança Marítima (3 TEMPOS) 02 de dezembro

Leia mais

II CONGRESSO ÂNCORA (FEEM) 14 NOVEMBRO 2013 PORTOS E TRANSPORTES MARÍTIMOS TORNAR PORTUGAL NUM IMPORTANTE HUB DE TRANSPORTE MARÍTIMO

II CONGRESSO ÂNCORA (FEEM) 14 NOVEMBRO 2013 PORTOS E TRANSPORTES MARÍTIMOS TORNAR PORTUGAL NUM IMPORTANTE HUB DE TRANSPORTE MARÍTIMO II CONGRESSO ÂNCORA (FEEM) 14 NOVEMBRO 2013 PORTOS E TRANSPORTES MARÍTIMOS TORNAR PORTUGAL NUM IMPORTANTE HUB DE TRANSPORTE MARÍTIMO Miguel de Paiva Gomes (Transinsular Grupo ETE) GRUPO ETE - PORTFÓLIO

Leia mais

A intermodalidade e o transporte marítimo

A intermodalidade e o transporte marítimo Ana Paula Vitorino Secretária de Estado dos Transportes A intermodalidade e o transporte marítimo 27 A dinâmica da política de transportes, global e europeia, e a posição geoestratégica de Portugal justificam

Leia mais

REDE TRANSEUROPEIA DE TRANSPORTES CORREDOR ATLÂNTICO

REDE TRANSEUROPEIA DE TRANSPORTES CORREDOR ATLÂNTICO REDE TRANSEUROPEIA DE TRANSPORTES E CORREDOR ATLÂNTICO 2015-06-18 José Cruz Técnico Superior Enquadramento Regulamento (UE) Nº 1315/2013, do Parlamento Europeu e do Conselho de 11 de dezembro de 2013,

Leia mais

A Plataforma Logística de Leixões. uma oferta para os clientes que exigem um serviço integrado

A Plataforma Logística de Leixões. uma oferta para os clientes que exigem um serviço integrado A Plataforma Logística de Leixões uma oferta para os clientes que exigem um serviço integrado Junho de 2008 O TERRITÓRIO - A fachada Atlântica O TERRITÓRIO - O Norte e o Centro de Portugal Valença Chaves

Leia mais

Infra-estrutura de Intermodalidade no Brasil Um Estudo Comparativo Centro de Estudos em Logística COPPEAD/UFRJ

Infra-estrutura de Intermodalidade no Brasil Um Estudo Comparativo Centro de Estudos em Logística COPPEAD/UFRJ Infra-estrutura de Intermodalidade no Brasil Um Estudo Comparativo Centro de Estudos em Logística COPPEAD/UFRJ Dados preliminares sujeitos a alterações Roteiro de Apresentação Definição de Transporte Intemodal

Leia mais

Visão Ser o porto de referência para as cadeias logísticas da costa leste de África.

Visão Ser o porto de referência para as cadeias logísticas da costa leste de África. Corredor de Nacala Engloba : O Porto de Nacala, elemento central do Corredor; O Sistema ferroviário do Norte de Moçambique O Sistema ferroviário do Malawi; e O troço ferroviário Mchinji/Chipata, que permite

Leia mais

ANTÓNIO BELMAR DA COSTA. Tendência dos Serviços Marítimos. Quais as apostas para o futuro?

ANTÓNIO BELMAR DA COSTA. Tendência dos Serviços Marítimos. Quais as apostas para o futuro? ANTÓNIO BELMAR DA COSTA Tendência dos Serviços Marítimos. Quais as apostas para o futuro? Lloyd s List Bulletin Oct 16, 2008 Industrial Carriers files for bankruptcy Noble to sue STX for $8m over charter

Leia mais

Asas de confiança, para produtos delicados. Wings of trust, for frail products.

Asas de confiança, para produtos delicados. Wings of trust, for frail products. Asas de confiança, para produtos delicados. Wings of trust, for frail products. Serviço dedicado e cuidado redobrado com carga sensível à temperatura. Dedicated service and extra care for temperature

Leia mais

A Indústria de Cruzeiros: Oportunidades e estratégias para o Alto Minho

A Indústria de Cruzeiros: Oportunidades e estratégias para o Alto Minho A Indústria de Cruzeiros: Oportunidades e estratégias para o Alto Minho Marta Sá Lemos 24 out. 2012 Sumário O porto de Leixões Fundamentos do Novo Terminal de Cruzeiros O Novo Terminal de Cruzeiros Trabalho

Leia mais

Redes de Acesso Unificado: Oportunidade ou Necessidade

Redes de Acesso Unificado: Oportunidade ou Necessidade Cisco Innovation Day 20 maio 2014 Porto Estádio do Dragão O que é a APDL? APDL Administração dos Portos do Douro e Leixões, SA - Sociedade Anónima de capitais exclusivamente públicos Tem como função a

Leia mais

Gestão Financeira do Espaço Portuário: Visão Institucional AMADEU ROCHA

Gestão Financeira do Espaço Portuário: Visão Institucional AMADEU ROCHA Gestão Financeira do Espaço Portuário: Visão Institucional AMADEU ROCHA 1. Introdução 2. Modelo de Gestão dos Portos Portugueses 3. O Regime de Gestão Financeira dos Portos 4. Conclusão 2 1. Introdução

Leia mais

Riscos e Vantagens na Gestão Global da Cadeia de Suprimentos

Riscos e Vantagens na Gestão Global da Cadeia de Suprimentos Riscos e Vantagens na Gestão Global da Cadeia de Suprimentos Risks and Advantages of Global Supply Chain Management Luiz Evangelista Gerente de Gestão de Ativos Asset Management Manager CHEP do Brasil

Leia mais

INDRA: EMPRESA MULTINACIONAL DE INOVAÇÃO

INDRA: EMPRESA MULTINACIONAL DE INOVAÇÃO INDRA: EMPRESA MULTINACIONAL DE INOVAÇÃO 3.000 Milhões receitas I&D&i: 6-8% receitas 43.000 profissionais 149 paises 16% 17% 18% 11% 21% 17% Energia e Indústria Banca e Seguros Adm. Pública e Saúde Telecom

Leia mais

DESENVOLVIMENTO PORTUÁRIO DA ILHA BOA VISTA

DESENVOLVIMENTO PORTUÁRIO DA ILHA BOA VISTA PERSPECTIVAS DE DESENVOLVIMENTO PORTUÁRIO DA ILHA BOA VISTA A Economia Caboverdiana tem resistido relativamente bem a crise mundial graças uma boa politica macroeconómica: a divida externa reduziu consideravelmente,

Leia mais

19 ANEXO II PROCESSO DE CONSULTA PÚBLICA DO GTIEVA

19 ANEXO II PROCESSO DE CONSULTA PÚBLICA DO GTIEVA 19 ANEXO II PROCESSO DE CONSULTA PÚBLICA DO GTIEVA 534 Conclusões da Discussão Pública A Discussão Pública B Análise Preliminar à Alocação de Fundos Comunitários A Discussão Pública Discussão Pública Metodologia

Leia mais

Actividades Portuárias e Revitalização dos Portos Portugueses

Actividades Portuárias e Revitalização dos Portos Portugueses Actividades Portuárias e Revitalização dos Portos Portugueses Comunicação apresentada na Academia de Marinha pelo Engenheiro Jorge Pinho d Almeida, em 22 de Novembro de 2011 Quero começar por agradecer

Leia mais

AIS SUPERPESA CIA DE TRANSPORTES TES ESPECIAIS E INTERMODAIS

AIS SUPERPESA CIA DE TRANSPORTES TES ESPECIAIS E INTERMODAIS Escritório Central Av. Brasil, 42.301 - Campo Grande - Rio de Janeiro, RJ - 23095-700 Tel.: (+55 21) 2394-9000 Fax: (+55 21) 2413-7797 / 2413-7521 decom@superpesa.com.br Filial ilial São Paulo Av. Júlia

Leia mais

LOGÍSTICA EM PORTUGAL

LOGÍSTICA EM PORTUGAL LOGÍSTICA EM PORTUGAL 1 LOGÍSTICA EM PORTUGAL SUMÁRIO EXECUTIVO LOGÍSTICA EM PORTUGAL 2 LOGÍSTICA EM PORTUGAL INTRODUÇÃO CONTEXTO ATUAL 4 OBJETIVO 5 PRESSUPOSTOS ORIENTADORES 6 LOGÍSTICA EM PORTUGAL CONTEXTO

Leia mais

"REPOSICIONANDO PORTUGAL NA GLOBALIZAÇÃO: QUAIS AS INFRAESTRUTURAS PRIORITÁRIAS?" José Félix Ribeiro

REPOSICIONANDO PORTUGAL NA GLOBALIZAÇÃO: QUAIS AS INFRAESTRUTURAS PRIORITÁRIAS? José Félix Ribeiro "REPOSICIONANDO PORTUGAL NA GLOBALIZAÇÃO: QUAIS AS INFRAESTRUTURAS PRIORITÁRIAS?" José Félix Ribeiro I. AS NECESSIDADES DE INVESTIMENTO INFRA ESTRUTURAL DA ECONOMIA PORTUGUESA NO MÉDIO/LONGO PRAZO Portugal

Leia mais

Transportes: projectos prioritários até 2020

Transportes: projectos prioritários até 2020 Alameda dos Oceanos, Lote 1.02.1.1. Z17 1990-302 Lisboa Telef: 210140312 E-Mail: geral@adfersit.pt Site: www.adfersit.pt Transportes: projectos prioritários até 2020 A ADFERSIT (Associação Portuguesa para

Leia mais

Kühne + Nagel Portugal

Kühne + Nagel Portugal Kühne + Nagel Portugal IV Seminário - Plataformas Logísticas Ibéricas O Papel dos Portos na Nova Organização Logística 10 de Novembro 2009 11-11-2009 p. 1 The Global Logistics Network - A Kühne + Nagel

Leia mais

AS REDES DE TRANSPORTE NO TERRITÓRIO PORTUGUÊS

AS REDES DE TRANSPORTE NO TERRITÓRIO PORTUGUÊS AS REDES DE TRANSPORTE NO TERRITÓRIO PORTUGUÊS A DISTRIBUIÇÃO ESPACIAL DAS REDES DE TRANSPORTE Rodoviária Ferroviária De Aeroportos De Portos De Energia Uma distribuição desigual Uma rede melhorada Segura

Leia mais

O Novo terminal de Contentores de Leixões e a remodelação do Porto de Pesca Emílio Brògueira Dias 1, José Luis Estrada 2, Ruis Passos Mealha 3

O Novo terminal de Contentores de Leixões e a remodelação do Porto de Pesca Emílio Brògueira Dias 1, José Luis Estrada 2, Ruis Passos Mealha 3 O Novo terminal de Contentores de Leixões e a remodelação do Porto de Pesca Emílio Brògueira Dias 1, José Luis Estrada 2, Ruis Passos Mealha 3 1 Administração dos Portos de Douro e Leixões, SA, Portugal

Leia mais

Av. New Jersey, 279 - Arujá - SP - CEP 07400-000 Tel: +55 11 3681-0962 / Fax: +55 11 3683 4471 comercial@brasillaurent.com.br

Av. New Jersey, 279 - Arujá - SP - CEP 07400-000 Tel: +55 11 3681-0962 / Fax: +55 11 3683 4471 comercial@brasillaurent.com.br Av. New Jersey, 279 - Arujá - SP - CEP 07400-000 Tel: +55 11 3681-0962 / Fax: +55 11 3683 4471 comercial@brasillaurent.com.br A EMPRESA The Company A BRASIL LAU RENT, com um moderno parque de máquinas

Leia mais

Automação de terminais de mercadorias O passo seguinte?

Automação de terminais de mercadorias O passo seguinte? 3/14/2016 Automação de terminais de mercadorias O passo seguinte? Automação vem do latim Automatus, que significa mover-se por si. De acordo com o Boston Consulting Group, a robotização vai levar a que

Leia mais

MOBILIDADE DE MERCADORIAS - RODOVIAS, FERROVIAS E PORTOS (MAR E TERRA)

MOBILIDADE DE MERCADORIAS - RODOVIAS, FERROVIAS E PORTOS (MAR E TERRA) MOBILIDADE DE MERCADORIAS - RODOVIAS, FERROVIAS E PORTOS (MAR E TERRA) Vigo, 1 de março de 2012 José António de Barros Presidente de AEP 0 Alguns dados sobre o sector europeu dos transportes Representa

Leia mais

Catálogo casa de banho l WC accessories. gestos que apetecem l tempting gestures

Catálogo casa de banho l WC accessories. gestos que apetecem l tempting gestures Catálogo casa de banho l WC accessories gestos que apetecem l tempting gestures VALENÇA BRAGA A NOSSA MISSÃO......VALORIZAR E ENGRADECER A TUPAI PORTO AVEIRO ÁGUEDA - COIMBRA GPS - N 40.58567º W 8.46558º

Leia mais

MARINHA DO BRASIL DIRETORIA DE PORTOS E COSTAS ENSINO PROFISSIONAL MARÍTIMO

MARINHA DO BRASIL DIRETORIA DE PORTOS E COSTAS ENSINO PROFISSIONAL MARÍTIMO MARINHA DO BRASIL DIRETORIA DE PORTOS E COSTAS ENSINO PROFISSIONAL MARÍTIMO CURSO DE TÉCNICAS DE OPERAÇÕES EM TERMINAIS DE CONTÊINERS SIGLA: CTOTC SINOPSE GERAL DO CURSO DURAÇÃO: 3,5 SEMANAS CARGA HORÁRIA

Leia mais

Que políticas de transportes

Que políticas de transportes Que políticas de transportes 8º ciclo de seminários - Transportes e negócios J. Paulino Pereira (Instituto Superior Técnico Universidade Técnica de Lisboa) Professor Universitário e Consultor Aeroportos

Leia mais

Projeto de Resolução N.º 204/XII/1.ª. Recomenda ao Governo a manutenção da autonomia de gestão dos portos comerciais nacionais. Exposição de motivos

Projeto de Resolução N.º 204/XII/1.ª. Recomenda ao Governo a manutenção da autonomia de gestão dos portos comerciais nacionais. Exposição de motivos Projeto de Resolução N.º 204/XII/1.ª Recomenda ao Governo a manutenção da autonomia de gestão dos portos comerciais nacionais Exposição de motivos Os portos comerciais do sistema portuário nacional têm

Leia mais

O PAPEL DOS PORTOS CONCENTRADORES NA CADEIA LOGÍSTICA GLOBAL

O PAPEL DOS PORTOS CONCENTRADORES NA CADEIA LOGÍSTICA GLOBAL O PAPEL DOS PORTOS CONCENTRADORES NA CADEIA LOGÍSTICA GLOBAL Gustavo Soares Figueiredo Universidade Federal Fluminense Rua Constante Ramos 155/301, Copacabana, Rio de Janeiro The development of strategic

Leia mais

A Região Autónoma dos Açores é composta por nove ilhas localizadas no Atlântico Norte, entre a América do Norte e a Europa;

A Região Autónoma dos Açores é composta por nove ilhas localizadas no Atlântico Norte, entre a América do Norte e a Europa; 1 2 A Região Autónoma dos Açores é composta por nove ilhas localizadas no Atlântico Norte, entre a América do Norte e a Europa; As ilhas encontram-se dispersas por uma extensão de 600km, desde Santa Maria

Leia mais

Segurança na Cadeia Logística

Segurança na Cadeia Logística Workshop- GIE de Logística Segurança na Cadeia Logística Gustavo Costa 1 Agenda 1 Abertura 2 Transporte Marítimo 3 Análise dos Programas 4 ISO 28000 5 Conclusão 2 Agenda 1 Abertura 2 Transporte Marítimo

Leia mais

(RE)VIVER O TEJO (Fórum Empresarial do Mar)

(RE)VIVER O TEJO (Fórum Empresarial do Mar) (RE)VIVER O TEJO (Fórum Empresarial do Mar) Projectos Previstos para o Estuário do Tejo Porto Multifuncional TURISMO CARGA CRUZEIROS NÁUTICA RECREIO DESPORTO MARÍTIMO- TURÍSTICA OUTRAS TUTELLE CONTENTORES

Leia mais

Turismo. Andreia Fernandes Ventura Vogal do Conselho de Administração da APL

Turismo. Andreia Fernandes Ventura Vogal do Conselho de Administração da APL Turismo Andreia Fernandes Ventura Vogal do Conselho de Administração da APL Turismo MarítimoCruzeiros Turismo mundial 2011 983 milhões turistas internacionais (+4,6% face aos 940 milhões de 2010) Nacionalidades

Leia mais

21 ANEXO IV MAPA GLOBAL DOS PROJETOS PRIORITÁRIOS

21 ANEXO IV MAPA GLOBAL DOS PROJETOS PRIORITÁRIOS ANEXO IV MAPA GLOBAL DOS PROJETOS PRIORITÁRIOS 1330 .1 SECTOR FERROVIÁRIO PROJETO - PRIV. PUB. RTE-T CORREDOR DA FACHADA ATLÂNTICA 734 0 5 0 2 Conclusão do Plano de Modernização -Linha do Norte 400 300

Leia mais

Normalização e interoperabilidade da informação geográfica

Normalização e interoperabilidade da informação geográfica Normalização e interoperabilidade da informação geográfica perspetivas para a formação em Engenharia Geográfica João Catalão Departamento de Engenharia Geográfica, Geofísica e Energia Faculdade de Ciências

Leia mais

Apresentação: Cesar Meireles, MSc.

Apresentação: Cesar Meireles, MSc. Apresentação: Cesar Meireles, MSc. Qual agenda positiva é necessária para ser discutida em ano eleitoral para alavancar novos investimentos? Sobreposição de funções institucionais. Racionalização dos papéis

Leia mais

Recorte nº 094. Índice 17 de Maio de 2010

Recorte nº 094. Índice 17 de Maio de 2010 Recorte nº 094 Índice 17 de Maio de 2010 Balneários da Doca de Recreio com aquecimento solar Projecto de AE do Mar vence Prémio de Logística do Porto de Setúbal Carregadores debatem portos e outros modos

Leia mais

MOVIMENTO DE CARGA E DE NAVIOS NOS PORTOS DO CONTINENTE

MOVIMENTO DE CARGA E DE NAVIOS NOS PORTOS DO CONTINENTE MOVIMENTO DE CARGA E DE NAVIOS NOS PORTOS DO CONTINENTE Página 1 de 35 ÍNDICE Factos mais relevantes do movimento portuário no período janeiro-dezembro de 2014 0. Movimento por Tipo de Carga e por Porto

Leia mais

Gestão Comercial Portuária

Gestão Comercial Portuária www.cpcis.pt Agentes de Navegação Serviços Administração Auditoria Empresas de Estiva Gestão Comercial Portuária Gestão de Recursos Facturação Intranet Internet Encomenda Alocação de Recursos Registo de

Leia mais

Um conceito exclusivo de Decoração de Interiores An exclusive concept of Interior Design

Um conceito exclusivo de Decoração de Interiores An exclusive concept of Interior Design Um conceito exclusivo de Decoração de Interiores An exclusive concept of Interior Design 01 - Lista de Casamentos - Desenhos: Concepts, boarders e 3D 02 Ideais Casa&Cpa TheVintageHouseCompany Enquadramento

Leia mais

Logistics Investment Program. Ports

Logistics Investment Program. Ports Logistics Investment Program Ports Purposes Promote the competitiveness and development of Brazilian economy End of entry walls Expansion of private investment Modernization of infrastructure and port

Leia mais

Transformação dos negócios de distribuição e os desafios do setor

Transformação dos negócios de distribuição e os desafios do setor Transformação dos negócios de distribuição e os desafios do setor Geraldo Guimarães Jr Diretor para Indústria de Utilities SAP para Utilities Liderança Global no Setor Maior Provedor de Soluções e Aplicações

Leia mais

MULTIMODALIDADE ÁREA METROPOLITANA DO PORTO UMA OFERTA INTEGRADA DE QUALIDADE

MULTIMODALIDADE ÁREA METROPOLITANA DO PORTO UMA OFERTA INTEGRADA DE QUALIDADE MULTIMODALIDADE ÁREA METROPOLITANA DO PORTO UMA OFERTA INTEGRADA DE QUALIDADE Enquadramento Comunitário e Nacional Livro Branco Roteiro do espaço único europeu dos transportes, rumo a um sistema de transportes

Leia mais

Sistema de Comunidade Portuária

Sistema de Comunidade Portuária Workshop Stakeholders Lisboa Sistema de Comunidade Portuária Apresentação da PCS (Port Community System) Paula Graça (IPL/ISEL) Lisboa, 9 de Maio de 2012 Tópicos A segunda componente do Business Domain

Leia mais

Coeficiente de Importação Indústria Geral

Coeficiente de Importação Indústria Geral Coeficiente de Importação Indústria Geral O Brasil precisa de um choque de competitividade Ranking IC-FIESP 2010 Energia Banda Larga Logística Educação Economia Economia Economia Economia Doméstica Doméstica

Leia mais

Fernando Nunes da Silva Professor de Urbanismo e Transportes no IST. Câmara Municipal de Sines Maio 2008. 2008 - Prof. Fernando Nunes da Silva

Fernando Nunes da Silva Professor de Urbanismo e Transportes no IST. Câmara Municipal de Sines Maio 2008. 2008 - Prof. Fernando Nunes da Silva Fernando Nunes da Silva Professor de Urbanismo e Transportes no IST Câmara Municipal de Sines Maio 2008 PDM de Sines Sistema de Transportes e Acessibilidades DESENVOLVIMENTO REGIONAL / NACIONAL População

Leia mais

SUAPE COMPLEXO INDUSTRIAL PORTUÁRIO

SUAPE COMPLEXO INDUSTRIAL PORTUÁRIO SUAPE COMPLEXO INDUSTRIAL PORTUÁRIO MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS SUAPE Movimentação de Cargas Complexo Industrial Portuário Movimentação de Cargas TECON Suape Novo Terminal de Containers Localização Privilegiada

Leia mais

The Best Business Opportunity with High Return on Investment

The Best Business Opportunity with High Return on Investment Port Itaqui Area The Best Business Opportunity with High Return on Investment Willer Pos whpos@whpos.com.br Port Itaqui Fonte: Google Earth Port Itaqui- Present Layout Iron ore stock pile area VALE MPX

Leia mais

Siste m a de Infor m açãa. ção rio www.cpcis.pt. Rua das Oliveiras, 72 4050-448 PORT O Tel 222 062 040. Fax 222 062 099

Siste m a de Infor m açãa. ção rio www.cpcis.pt. Rua das Oliveiras, 72 4050-448 PORT O Tel 222 062 040. Fax 222 062 099 Rua das Oliveiras, 72 4050-448 PORT O Tel 222 062 040. Fax 222 062 099 Rua da Indústria, 6 2720-028 ALFRA GIDE Tel 214 706 200. Fax 214 706 290 CPCCG Co mpanhia Portuguesa de Co mputadores C onsultoria

Leia mais

ERROS ESTRATÉGICOS NA NOVA REDE FERROVIÁRIA. 1. Não há ligação, através de linhas de bitola europeia, aos portos de Sines e Setúbal

ERROS ESTRATÉGICOS NA NOVA REDE FERROVIÁRIA. 1. Não há ligação, através de linhas de bitola europeia, aos portos de Sines e Setúbal ERROS ESTRATÉGICOS NA NOVA REDE FERROVIÁRIA 1. Não há ligação, através de linhas de bitola europeia, aos portos de Sines e Setúbal 2. Não se justifica uma linha convencional de mercadorias para cargas

Leia mais

ALUISIO SOBREIRA, Vice Presidente

ALUISIO SOBREIRA, Vice Presidente ALUISIO SOBREIRA, Vice Presidente O que representa o uso do container para o Brasil: O transporte de cargas em contêineres a partir de 1956 inaugurou um novo modo de se pensar e planejar logística a nível

Leia mais

RESULTADOS PRELIMINARES QUALITATIVOS: O Estudo de Caso do Rio de Janeiro

RESULTADOS PRELIMINARES QUALITATIVOS: O Estudo de Caso do Rio de Janeiro RESULTADOS PRELIMINARES QUALITATIVOS: O Estudo de Caso do Rio de Janeiro Qualitative Preliminary Results: The case study of Rio de Janeiro Coordenador: Márcio D Agosto Cíntia Oliveira Luíza Franca Daniel

Leia mais

O Futuro do Transporte de Mercadorias

O Futuro do Transporte de Mercadorias O Futuro do Transporte de Mercadorias A diminuição dos custos de transacção na economia portuguesa é fundamental para o aumento de nossa competitividade. Tal diminuição joga-se fundamentalmente no transporte

Leia mais

PERSPECTIVAS DE INVESTIMENTO E MELHORIAS NA GESTÃO PORTUÁRIA. Priscila Santiago CNT

PERSPECTIVAS DE INVESTIMENTO E MELHORIAS NA GESTÃO PORTUÁRIA. Priscila Santiago CNT PERSPECTIVAS DE INVESTIMENTO E MELHORIAS NA GESTÃO PORTUÁRIA Priscila Santiago CNT Setor de transporte no Brasil Agente indutor de desenvolvimento e integração Histórico de baixos investimentos em infraestrutura

Leia mais

Fazendo a diferença para sempre fazer melhor. Making the difference, to always make it better. COBERTURA - Costa Oeste da América do Sul

Fazendo a diferença para sempre fazer melhor. Making the difference, to always make it better. COBERTURA - Costa Oeste da América do Sul AMÉRICA DO SUL COBERTURA - Costa Oeste da América do Sul ARMADORES - Aliança/Hamburg Süd e CSAV NOME(s) DO(s) SERVIÇOS - Aliança/Hamburg Süd (ABAC), CSAV (Conosur) NAVIOS - 7 x 1.600 / 2.500 TEUs Guayaquil

Leia mais

2009-2010 SALARY GUIDE. Brazil

2009-2010 SALARY GUIDE. Brazil 2009-2010 SALARY GUIDE Brazil Conteúdo Introdução...1 Finance and Accounting...2 Engineering...3 Sales & Marketing...4 Technology...5 Banking...6 Banking (Continued)...7 Insurance...8 About Robert Half...9

Leia mais

Curso - Prático Intermodalidade Marítima-Ferroviária 3-5 de Dezembro de 2012

Curso - Prático Intermodalidade Marítima-Ferroviária 3-5 de Dezembro de 2012 Curso - Prático Intermodalidade Marítima-Ferroviária 3-5 de Dezembro de 2012 Media partners: Informação e reservas: Escola Europea de Short Sea Shipping 2E3S.eu Telefone:(+34) 93 298 6070 E-mail: info@2e3s.eu

Leia mais

Fazendo a diferença para sempre fazer melhor. Making the difference, to always make it better. COBERTURA - Costa Oeste da América do Sul

Fazendo a diferença para sempre fazer melhor. Making the difference, to always make it better. COBERTURA - Costa Oeste da América do Sul AMÉRICA DO SUL COBERTURA - Costa Oeste da América do Sul ARMADORES - Aliança/Hamburg Süd e CSAV NOME(s) DO(s) SERVIÇOS - Aliança/Hamburg Süd (ABAC), CSAV (Conosur) NAVIOS - 7 x 1.600 / 2.500 TEUs Guayaquil

Leia mais

LEME Barómetro PwC da Economia do Mar (Mundo)

LEME Barómetro PwC da Economia do Mar (Mundo) www.pwc.pt LEME Barómetro PwC da Economia do Mar (Mundo) Em detalhe LEME Dezembro 2015 Edição nº1 2 Não consigo encontrar explicação para o facto de estarmos tão comprometidos com o mar, exceto, penso

Leia mais

Práticas da Regulação na Importação e Exportação pela Via Marítima"

Práticas da Regulação na Importação e Exportação pela Via Marítima Práticas da Regulação na Importação e Exportação pela Via Marítima" Luís Augusto Ópice Diretor de Infraestrutura Logística Brasília, 13 de outubro de 2015 C COMITE DE USUÁRIOS DE PORTOS Comitê de Usuários

Leia mais

Contributo da AIA no âmbito da Segurança Marítima

Contributo da AIA no âmbito da Segurança Marítima CNAI 10 4ª Conferência Nacional de Avaliação de Impactes Contributo da AIA no âmbito da Segurança Marítima Victor F. Plácido da Conceição Vila Real Trás-os-Montes, 20 de Outubro de 2010 Agenda 1. O Instituto

Leia mais

Logistics Investment Program. Ports

Logistics Investment Program. Ports Logistics Investment Program Ports Purposes Promote the competitiveness and development of Brazilian economy End of entry walls Expansion of private investment Modernization of infrastructure and port

Leia mais

Global forwarding: ao serviço da supply chain

Global forwarding: ao serviço da supply chain José Guilherme Tavares jgbtavares@hotmail.com .... Logística Global Logística Global Desenhar a rede Encontrar as respostas para as necessidades da Supply Chain: Qual a origem da mercadoria Condicionantes/natureza

Leia mais

Portugal Hub Logístico Global

Portugal Hub Logístico Global Portugal Hub Logístico Global Intervenção de Ricardo Félix 10/11/2009 Logistema - Consultores em Logística Portugal Hub Logístico Global - Agenda Portugal Logístico O conceito e a oportunidade Plataformas

Leia mais

COMUS. RSE / Março 2011

COMUS. RSE / Março 2011 COMUS RSE / Março 2011 1 História da Hamburg Süd Fundada em 1871 por um consórcio de onze comerciantes hamburgueses, a empresa se desenvolveu a partir de uma companhia de navegação convencional em uma

Leia mais

O que fazemos vai do simples contentor até ao seu dia-a-dia. Soluções Logísticas Multimodais. www.spc.sapec.pt

O que fazemos vai do simples contentor até ao seu dia-a-dia. Soluções Logísticas Multimodais. www.spc.sapec.pt O que fazemos vai do simples contentor até ao seu dia-a-dia. Soluções Logísticas Multimodais www.spc.sapec.pt Um líder com resultados. A SPC é, a nível nacional, líder em serviços de parqueamento, reparação

Leia mais