MUNICÍPIO DE SANTIAGO DO CACÉM MAPA DE PESSOAL ANEXO I Caracterização do posto de trabalho. Página 1 de 77

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MUNICÍPIO DE SANTIAGO DO CACÉM MAPA DE PESSOAL - 2013 ANEXO I Caracterização do posto de trabalho. Página 1 de 77"

Transcrição

1 MAPA DE PESSOAL Caractrização do posto d trabalho Gabint d Apoio à Prsidência. Carrira - Assistnt Técnico Contúdo funcional Dscrição da função GAP - AT0 Funçõs d naturza xcutiva, d aplicação d métodos Atndimnto tlfónico prsncial; xpdint gral; procssos com bas m dirctivas bm dfinidas rgisto arquivo. instruçõs grais, d grau médio d complxidad nas áras d actuação comuns instrumntais nos vários dominios d atuação dos orgãos srviços.. Organização método d trabalho; 2. Ralização orintação para rsultados; 3. Trabalho d Equipa Coopração; 4.Rsponsabilidad compromisso com o srviço. 2. GAP - AO0 Carrira - Assistnt Opracional Contúdo funcional Dscrição da função Excução d tarfas d apoio lmntars, indispnsávis Condução d viaturas/ máquinas quipamntos; Zla plo. Trabalho d quipa ao funcionamnto dos orgãos srviços, podndo bom stado d funcionamnto manutnção das viaturas. coopração; 2. Ralização comportar sforço fisico. Rsponsabilidad plos Orintação para Rsultados; 3. quipamntos sob sua guarda pla sua corrcta Conhcimntos Expriências; utilização, procdndo, quando ncssário, à manutnção 4.Rsponsabilidad rparação dos msmos. Compromisso com o srviço. Página d 77

2 Dpartamnto d Administração Finanças MUNICÍPIO DE SANTIAGO DO CACÉM MAPA DE PESSOAL Caractrização do posto d trabalho. Dirctor Dpartamnto DAF - DD0 Contúdo funcional Dfinir os objtivos d actuação da unidad orgânica qu dirigm, tndo m conta os objctivos grais stablcidos; orintar, controlar avaliar o dsmpnho a ficiência dos srviços dpndnts, com vista à xcução dos planos d actividads à prosscução dos rsultados obtidos a alcançar; garantir a coordnação das actividads qualidad técnica da prstação dos srviços na sua dpndência; grir com rigor ficiência os rcursos humanos, patrimoniais tcnológicos afctos à sua unidad orgânica, optimizando os mios adoptando mdidas qu prmitam simplificar aclrar procdimntos promovr a aproximação à socidad outros publicos. Dscrição da função Coordnar dirigir as atividads rlacionadas com as unidads orgânicas flxivis na sua dpndência, dsignadamnt planificar dirigir as atividads qu s nquadrm nos dominios da gstão conómico-financira, da administração gral patrimonial; coordnar as atividads no âmbito da gstão do sistma informático, d tlcomunicaçõs da informação gográfica municipal; participar na dfinição da política, dos objctivos instrumntos d qualidad do Município; promovr a stratégia global da gstão d rcursos humanos; assgurar a prstação da informação técnico juridica fiscalização das atividads promovidas plos municips assgurar o apoio técnico administrativo aos órgãos do Município. 2. Orintação para Rsultados. Lidrança Gstão d Pssoas; 2. Planamnto Organização; 3. Visão Estratégica; 4.Dcisão. Organização Gstão d Emprsas 2. Carrira - Assistnt Técnico Contúdo funcional Dscrição da função DAF - AT0 Funçõs d naturza xcutiva, d aplicação d métodos Scrtariado; atndimnto tlfónico; atndimnto. Organização método d procssos com bas m dirctivas bm dfinidas forncdors; xpdint gral; arquivo. trabalho; 2. Ralização instruçõs grais, d grau médio d complxidad nas orintação para rsultados; 3. áras d actuação comuns instrumntais nos vários Trabalho d Equipa dominios d actuação dos orgãos srviços. Coopração; 4.Rsponsabilidad compromisso com o srviço. DAF - AT02 Funçõs d naturza xcutiva, d aplicação d métodos procssos com bas m dirtivas bm dfinidas instruçõs grais, d grau médio d complxidad nas áras d atuação comuns instrumntais nos vários dominios d atuação dos orgãos srviços. Prstar apoio administrativo aos orgãos autárquicos.. Organização método d trabalho; 2. Ralização orintação para rsultados; 3. Trabalho d Equipa Coopração; 4.Rsponsabilidad compromisso com o srviço. 2 Página 2 d 77

3 Divisão d Administração Gstão Financira MUNICÍPIO DE SANTIAGO DO CACÉM MAPA DE PESSOAL Caractrização do posto d trabalho. Chf d Divisão Contúdo funcional Dscrição da Função DAGF - CD0 Dfinir os objtivos d atuação da unidad orgânica qu dirigm, tndo m conta os objctivos grais stablcidos; orintar, controlar avaliar o dsmpnho a ficiência dos srviços dpndnts, com vista à xcução dos planos d actividads à prosscução dos rsultados obtidos a alcançar; garantir a coordnação das actividads qualidad técnica da prstação dos srviços na sua dpndência; grir com rigor ficiência os rcursos humanos, patrimoniais tcnológicos aftos à sua unidad orgânica, otimizando os mios adotando mdidas qu prmitam simplificar aclrar procdimntos promovr a aproximação à socidad outros publicos. Coordnar dirigir as actividads da comptência da Divisão, dsignadamnt: as actividads qu s nquadrm nos dominios da gstão conómico-financira, da administração gral patrimonial apoio técnicoadministrativo à administração municipal; xcução do orçamnto as rsptivas rvisõs altraçõs; laboração dos documntos d prstação d contas; rgisto contabilistico das rcitas dspsas. 2. Orintação para Rsultados. Lidrança Gstão d Pssoas; 2. Planamnto Organização; 3. Visão Estratégica; 4.Dcisão. Gstão 2. Carrira - Técnico Suprior DAGF - TS0 Contúdo funcional Funçõs consultivas d studo, planamnto, programação, avaliação aplicação d métodos procssos d naturza técnica ou cintifica qu fundamntam prparam a dcisão. Elaboração autonomamnt ou m grupo, d parcrs projtos, com divrsos graus d complxidad xcução d outras atividads d apoio gral ou spcializado nas áras d atuação comuns, instrumntais oprativas dos órgãos srviços. Funçõs xrcidas com rsponsabilidad autonomia técnica, ainda qu com nquadramnto suprior qualificado. Rprsntação do orgão ou srviço m assuntos da sua spcialidad, tomando opçõs d indol técnica, nquadradas por orintaçõs supriors. Dscrição da Função Ralização dos trabalhos d rcolha anális dos lmntos d informação para laborar o orçamnto do municipio; Elaborar os documntos d prstação d contas; prstar informaçõs parcrs sobr a atividad financira do municipio; controlar o rgisto contabilistico dos procdimntos rlativos à movimntação das rcitas dspsas; procdr à confrência dos diários d tsouraria com os diários d rcita dspsa.. Conhcimntos Espcializados Expriência; 2. Planamnto Organização; 3. Trabalho d Equipa Coopração; 4.Orintação para Rsultados. Gstão Emprsas/ Financira d Gstão 2 Página 3 d 77

4 MAPA DE PESSOAL Caractrização do posto d trabalho 3. Carrira - Assistnt Técnico DAGF - AT0 DAGF - AT02 Contúdo funcional Funçõs d naturza xcutiva, d aplicação d métodos procssos com bas m dirtivas bm dfinidas instruçõs grais, d grau médio d complxidad nas áras d atuação comuns instrumntais nos vários dominios d atuação dos orgãos srviços. Funçõs d naturza xcutiva, d aplicação d métodos procssos com bas m dirtivas bm dfinidas instruçõs grais, d grau médio d complxidad nas áras d atuação comuns instrumntais nos vários dominios d actuação dos orgãos srviços. Dscrição da Função Atndimnto ao publico; ftuar o pagamnto d dspsas dvidamnt autorizadas; procdr à guarda, confrência controlo sistmático do numrário valors m caixa bancos; mantr organizada a conta corrnt d documntos; procdr à laboração dos documntos diários da tsouraria; providnciar a assinatura d chqus ordns d transfrência bancária procdr ao su rgisto; arquivo. Assgurar a atualização sistmática dos rgistos contabilisticos a corrcta classificação dos justificativos contabilisticos; procdr à missão d documntos d dspsa d opraçõs orçamntais d opraçõs d tsouraria; rgistar controlar os rgisto d dspsa a nivl d cabimntação, liquidação pagamnto; rgistar controlar os rgistos d rcita; procdr à confrência dos diários d tsouraria com os diários d rcita dspsa. Publico. Publico.. Organização método d trabalho; 2. Ralização orintação para rsultados; 3. Trabalho d Equipa Coopração; 4.Rsponsabilidad compromisso com o srviço.. Organização método d trabalho; 2. Ralização orintação para rsultados; 3. Trabalho d Equipa Coopração; 4.Rsponsabilidad compromisso com o srviço. 2 4 Divisão d Administração Gstão Financira Scção d Administração Gral. Carrira - Assistnt Técnico/Coordnador Técnico SAG - CT0 Contúdo funcional Funçõs d chfia técnica administrativa numa subunidad orgânica ou quipa d suport, por cujos rsultados é rsponsávl. Ralização das atividads d programação organização do trabalho d pssoal qu coordna, sgundo orintaçõs dirtivas supriors, xcução d trabalhos d naturza técnica administrativa d maior complxidad. Funçõs xrcidas com rlativo grau d autonomia rsponsabilidad. Dscrição da Função Coordnação acompanhamnto das tarfas dsnvolvidas na scção, dsignadamnt, xpdint, cobrança corciva d dívidas procssos litorais. Publico.. Coordnação; 2. Ralização orintação para rsultados; 3. Adaptação mlhoria continua; 4.Rsponsabilidad compromisso com o srviço. Página 4 d 77

5 MAPA DE PESSOAL Caractrização do posto d trabalho 2. Carrira - Assistnt Técnico SAG - AT0 SAG - AT02 SAG - AT03 Contúdo funcional Funçõs d naturza xcutiva, d aplicação d métodos procssos com bas m dirtivas bm dfinidas instruçõs grais, d grau médio d complxidad nas áras d actuação comuns instrumntais nos vários dominios d atuação dos orgãos srviços. Atndimnto ao público; rcção d pdidos d rnovação d cartas d caçador rspctivo ncaminhamnto; missão d crtificados d rgisto d cidadãos da União Europia; laboração d inquéritos administrativos; afixação d ditais divrsos rmssa das rsptivas crtidõs d afixação; missão d licnças da comptência da unidad orgânica. Funçõs d naturza xcutiva, d aplicação d métodos Rcção, classificação rgisto d corrspondência outros procssos com bas m dirctivas bm dfinidas documntos. instruçõs grais, d grau médio d complxidad nas áras d atuação comuns instrumntais nos vários dominios d atuação dos orgãos srviços. Funçõs d naturza xcutiva, d aplicação d métodos procssos com bas m dirtivas bm dfinidas instruçõs grais, d grau médio d complxidad nas áras d atuação comuns instrumntais nos vários dominios d atuação dos orgãos srviços. Dscrição da Função Atndimnto ao publico m cobrança d dividas d xcução fiscal; rgisto d cobranças; xcução d pnhoras d xcução fiscal. Publico. Publico.. Organização método d trabalho; 2. Ralização orintação para rsultados; 3. Trabalho d Equipa Coopração; 4.Rsponsabilidad compromisso com o srviço.. Organização método d trabalho; 2. Ralização orintação para rsultados; 3. Trabalho d Equipa Coopração; 4.Rsponsabilidad compromisso com o srviço.. Organização método d trabalho; 2. Ralização orintação para rsultados; 3. Trabalho d Equipa Coopração; 4.Rsponsabilidad compromisso com o srviço Carrira - Assistnt Opracional Contúdo funcional Dscrição da Função Excução d tarfas d apoio lmntars, indispnsávis Eftua a distribuição d documntos plos srviços;. Trabalho d quipa ao funcionamnto dos orgãos srviços, podndo Assgura tarfas inrnts à xpdição da corrspondência. coopração;2.ralização comportar sforço físico. Rsponsabilidad plos Publico. Orintação para SAG - AO0 quipamntos sob sua guarda pla sua corrta rsultados;3.conhcimntos utilização, procdndo, quando ncssário, à manutnção rparação dos msmos. Expriência; 4.Rsponsabilidad Compromisso com o srviço. 2 Página 5 d 77

6 MAPA DE PESSOAL Caractrização do posto d trabalho Contúdo funcional Dscrição da Função SAG - AO02 Excução d tarfas d apoio lmntars, indispnsávis ao funcionamnto dos orgãos srviços, podndo comportar sforço físico. Rsponsabilidad plos quipamntos sob sua guarda pla sua corrta utilização, procdndo, quando ncssário, à manutnção rparação dos msmos. Eftua a rprodução ou duplicação d documntos, ncadrnaçõs; zla plo corrto funcionamnto limpza das máquinas. Publico.. Trabalho d quipa coopração; 2. Ralização Orintação para rsultados; 3. Conhcimntos Expriência; 4.Rsponsabilidad Compromisso com o srviço. 2 Divisão d Administração Gstão Financira Scção d Aprovisionamnto Património. Carrira - Assistnt Técnico/Coordnador Técnico SAP - CT0 Contúdo funcional Dscrição da Função Funçõs d chfia técnica administrativa numa Coordnação acompanhamnto das tarfas dsnvolvidas subunidad orgânica ou quipa d suport, por cujos na Scção nas áras das compras; património armazém. rsultados é rsponsávl. Ralização das atividads d programação organização do trabalho d pssoal qu coordna, sgundo orintaçõs dirtivas supriors, xcução d trabalhos d naturza técnica administrativa d maior complxidad. Funçõs xrcidas com rlativo grau d autonomia rsponsabilidad. Publico.. Coordnação; 2. Ralização orintação para rsultados; 3. Adaptação mlhoria continua; 4.Rsponsabilidad compromisso com o srviço. 2. Carrira - Assistnt Técnico SAP - AT0 Contúdo funcional Funçõs d naturza xcutiva, d aplicação d métodos procssos com bas m dirtivas bm dfinidas instruçõs grais, d grau médio d complxidad nas áras d atuação comuns instrumntais nos vários domínios d atuação dos orgãos srviços. Dscrição da Função Organização do invntário cadastro do património municipal; laboração d contratos d aquisiçõs d bns /ou srviços m qu o Município é intrvnint; organização d procssos para a clbração d scrituras publicas. Publico.. Organização método d trabalho; 2. Ralização orintação para rsultados; 3. Trabalho d Equipa Coopração; 4.Rsponsabilidad compromisso com o srviço. 3 Página 6 d 77

7 MAPA DE PESSOAL Caractrização do posto d trabalho SAP - AT02 SAP - AT03 SAP - AT04 Contúdo funcional Funçõs d naturza xcutiva, d aplicação d métodos procssos com bas m dirtivas bm dfinidas instruçõs grais, d grau médio d complxidad nas áras d atuação comuns instrumntais nos vários domínios d atuação dos orgãos srviços. Funçõs d naturza xcutiva, d aplicação d métodos procssos com bas m dirtivas bm dfinidas instruçõs grais, d grau médio d complxidad nas áras d atuação comuns instrumntais nos vários domínios d atuação dos orgãos srviços. Funçõs d naturza xcutiva, d aplicação d métodos procssos com bas m dirtivas bm dfinidas instruçõs grais, d grau médio d complxidad nas áras d atuação comuns instrumntais nos vários domínios d atuação dos orgãos srviços. Dscrição da Função Emissão d rquisiçõs ao xtrior para aquisição d bns ou srviços; ralização d consultas ao mrcado; rgisto d rquisiçõs no srviço; rcção confrência d faturas. Excução d procdimntos d contratação publica; missão d rquisiçõs para aquisição d bns /ou srviços ao xtrior; aftação d faturas dos contratos rsptivos, com vista ao su controlo financiro Rcção, confrência arrumação d matriais m armazém; ntrga d matriais divrsos nos vários srviços; missão d faturas d srviços prstados plo Município; ntrga d matriais dirtamnt no armazém. Publico. Publico.. Organização método d trabalho; 2. Ralização orintação para rsultados; 3. Trabalho d Equipa Coopração; 4.Rsponsabilidad compromisso com o srviço.. Organização método d trabalho; 2. Ralização orintação para rsultados; 3. Trabalho d Equipa Coopração; 4.Rsponsabilidad compromisso com o srviço.. Organização método d trabalho; 2. Ralização Publico. orintação para rsultados; 3. 2º ano d Trabalho d Equipa scolaridad Coopração; 4.Rsponsabilidad compromisso com o srviço Carrira - Assistnt Opracional - Encarrgado Opracional SAP - EO0 Contúdo funcional Funçõs d coordnador dos assistnts opracionais aftos ao su sctor d catividad, por cujos rsultados é rsponsávl. Ralização das tarfas d programação, organização controlo dos trabalhos a xcutar plo pssoal sob sua coordnação. Substituição do Encarrgado gral nas suas ausências impdimntos. Dscrição da Função Coordnação das tarfas dsnvolvidas no armazém; confrência d faturas rlativas aos matriais rccionados; missão d faturas d srviços prstados plo Município; rcção, confrência arrumação d matriais; ntrga d matriais rquisitados plos divrsos srviços.. Coordnação; 2. Ralização Orintação para rsultados; 3. Publico. Otimização d rcursos; 4.Rsponsabilidad Compromisso com o srviço. Página 7 d 77

8 MAPA DE PESSOAL Caractrização do posto d trabalho 4. Carrira - Assistnt Opracional Contúdo funcional Dscrição da Função SAP - AO0 Excução d tarfas d apoio lmntars, indispnsávis Rcção ntrga d matriais m armazém; rgistar ao funcionamnto dos orgãos srviços, podndo ntradas saídas d matriais na aplicação informática. comportar sforço físico. Rsponsabilidad plos quipamntos sob sua guarda pla sua corrta utilização, procdndo, quando ncssário, à manutnção rparação dos msmos. Publico.. Trabalho d quipa coopração; 2. Ralização Orintação para Rsultados; 3. Conhcimntos Expriência; 4.Rsponsabilidad Compromisso com o srviço. Divisão d Gstão d Rcursos Humanos. Chf d Divisão Contúdo funcional Dscrição da função DGRH -CD0 Dfinir os objtivos d atuação da unidad orgânica qu dirigm, tndo m conta os objtivos grais stablcidos; orintar, controlar avaliar o dsmpnho a ficiência dos srviços dpndnts, com vista à xcução dos planos d atividads à prosscução dos rsultados obtidos a alcançar; garantir a coordnação das atividads qualidad técnica da prstação dos srviços na sua dpndência; grir com rigor ficiência os rcursos humanos, patrimoniais tcnológicos aftos à sua unidad orgânica, otimizando os mios adotando mdidas qu prmitam simplificar aclrar procdimntos promovr a aproximação à socidad outros públicos. Coordnar dirigir as atividads da comptência da Divisão, dsignadamnt: grir os rcursos humanos do município m conformidad com o qu for dfinido supriormnt m colaboração com os srviços municipais; procssamnto d rmunraçõs outros abonos; controlo d assiduidad; promoção d procdimntos concursais d slção rcrutamnto d pssoal; formação ; higin sgurança saúd no trabalho. 2. Orintação para Rsultados. Lidrança Gstão d Pssoas; 2. Planamnto Organização; 3. Visão Estratégica; 4.Dcisão Dirito Página 8 d 77

9 MAPA DE PESSOAL Caractrização do posto d trabalho 2. Carrira - Técnico Suprior DGRH - TS0 DGRH - TS02 Contúdo funcional Funçõs consultivas d studo, planamnto, programação, avaliação aplicação d métodos procssos d naturza técnica ou cintifica qu fundamntam prparam a dcisão. Elaboração autonomamnt ou m grupo, d parcrs projtos, com divrsos graus d complxidad xcução d outras atividads d apoio gral ou spcializado nas áras d atuação comuns, instrumntais oprativas dos órgãos srviços. Funçõs xrcidas com rsponsabilidad autonomia técnica, ainda qu com nquadramnto suprior qualificado. Rprsntação do orgão ou srviço m assuntos da sua spcialidad, tomando opçõs d índol técnica, nquadradas por orintaçõs supriors. Funçõs consultivas d studo, planamnto, programação, avaliação aplicação d métodos procssos d naturza técnica ou cintifica qu fundamntam prparam a dcisão. Elaboração autonomamnt ou m grupo, d parcrs projtos, com divrsos graus d complxidad xcução d outras atividads d apoio gral ou spcializado nas áras d atuação comuns, instrumntais oprativas dos órgãos srviços. Funçõs xrcidas com rsponsabilidad autonomia técnica, ainda qu com nquadramnto suprior qualificado. Rprsntação do orgão ou srviço m assuntos da sua spcialidad, tomando opçõs d índol técnica, nquadradas por orintaçõs supriors. Dscrição da função Elaborar parcrs informaçõs no âmbito da sua comptência; opracionalizar grir procdimntos concursais; laborar prfis d comptências; conduzir ntrvistas d avaliação d comptências; apoiar acompanhar a avaliação d dsmpnho dos trabalhadors; laborar plano d formação acompanhar a sua xcução; assgurar os procdimntos rlativos a stágios curriculars profissionais. Elaborar parcrs informaçõs no âmbito da sua comptência; opracionalizar grir procdimntos concursais; laborar prfis d comptências; conduzir ntrvistas d avaliação d comptências; apoiar acompanhar a avaliação d dsmpnho dos trabalhadors; condução d avaliaçõs psicológicas; laboração d diagnóstico d formação plano d formação.. Conhcimntos Espcializados Expriência; 2. Planamnto Organização; 3. Rsponsabilidad Compromisso com o Srviço; 4.Orintação para Rsultados. Gstão d Rcursos Humanos. Conhcimntos Espcializados Expriência; 2. Planamnto Organização; 3. Rsponsabilidad Compromisso com o Srviço; 4.Orintação para Rsultados. Psicologia Clinica Página 9 d 77

10 MAPA DE PESSOAL Caractrização do posto d trabalho 3. Carrira - Assistnt Técnico DGRH - AT0 Contúdo funcional Funçõs d naturza xcutiva, d aplicação d métodos procssos com bas m dirtivas bm dfinidas instruçõs grais, d grau médio d complxidad nas áras d atuação comuns instrumntais nos vários domínios d atuação dos orgãos srviços. Dscrição da função Elaborar informaçõs rlatórios no âmbito da sua comptência; analisar as condiçõs d trabalho sgurança das instalaçõs idntificar riscos profissionais; assgurar as açõs administrativas inrnts aos acidnts d trabalho mdicina do trabalho; assgurar a gstão d stocks distribuição do quipamnto d protção individual.. Organização método d trabalho; 2. Ralização orintação para rsultados; 3. Trabalho d Equipa Coopração; 4.Rsponsabilidad compromisso com o srviço. Higin Sgurança DGRH - AT02 Funçõs d naturza xcutiva, d aplicação d métodos procssos com bas m dirtivas bm dfinidas instruçõs grais, d grau médio d complxidad nas áras d atuação comuns instrumntais nos vários domínios d atuação dos orgãos srviços. Apoio administrativo nos Srviços Sociais, Culturais Dsportivos dos trabalhadors das autarquias do município d Santiago do Cacém.. Organização método d trabalho; 2. Ralização orintação para rsultados; 3. Trabalho d Equipa Coopração; 4.Rsponsabilidad compromisso com o srviço. 4. Carrira - Assistnt Opracional Contúdo funcional Dscrição da função DGRH - AO0 Excução d tarfas d apoio lmntars, indispnsávis ao funcionamnto dos orgãos srviços, podndo comportar sforço físico. Rsponsabilidad plos quipamntos sob sua guarda pla sua corrta utilização, procdndo, quando ncssário, à manutnção rparação dos msmos. Scrtariado; atndimnto; xpdint; arquivo. Trabalho d quipa coopração; 2. Ralização orintação para os rsultados; 3. Conhcimntos xpriência; 4.Rsponsabilidad Compromisso com o srviço. Página 0 d 77

11 MAPA DE PESSOAL Caractrização do posto d trabalho Divisão d Gstão d Rcursos Humanos Scção d Rcursos Humanos. Carrira - Assistnt Técnico - Coordnador Técnico Contúdo funcional Dscrição da função SRH - CT0 Funçõs d chfia técnica administrativa numa subunidad orgânica ou quipa d suport, por cujos rsultados é rsponsávl. Ralização das atividads d programação organização do trabalho d pssoal qu coordna, sgundo orintaçõs dirtivas supriors, xcução d trabalhos d naturza técnica administrativa d maior complxidad. Funçõs xrcidas com rlativo grau d autonomia rsponsabilidad. Coordnação acompanhamnto das tarfas dsnvolvidas na scção; colaboração na laboração d normas d gstão d rcursos humanos, mapas statísticos mapa d pssoal.. Coordnação; 2. Ralização orintação para rsultados; 3. Adaptação mlhoria continua; 4.Rsponsabilidad compromisso com o srviço. 2. Carrira - Assistnt Técnico Contúdo funcional Dscrição da função SRH - AT0 Funçõs d naturza xcutiva, d aplicação d métodos procssos com bas m dirtivas bm dfinidas instruçõs grais, d grau médio d complxidad nas áras d atuação comuns instrumntais nos vários domínios d atuação dos orgãos srviços. Procssamnto d rmunraçõs outros abonos; ftuar control d assiduidad; ftuar stimativa anual das vrbas a orçamntar com dspsas d pssoal; instruir os procssos d juntas médicas da ADSE; laboração d mapas statísticos/anális; atndimnto tlfónico prsncial.. Organização método d trabalho; 2. Ralização orintação para rsultados; 3. Trabalho d Equipa Coopração; 4.Rsponsabilidad compromisso com o srviço. 2 SRH - AT02 Funçõs d naturza xcutiva, d aplicação d métodos procssos com bas m dirtivas bm dfinidas instruçõs grais, d grau médio d complxidad nas áras d atuação comuns instrumntais nos vários domínios d atuação dos orgãos srviços. Promovr a abrtura dos procdimntos concursais, d rcrutamnto slção d pssoal; prstar apoio aos júris dos procdimntos concursais; organizar atualizar os procssos individuais dos trabalhadors; assgurar o xpdint rlativo à contratação d pssoal; laborar mapas statísticos/anális; atndimnto tlfónico prsncial. Organização método d trabalho; 2. Ralização orintação para rsultados; 3. Trabalho d Equipa Coopração; 4.Rsponsabilidad compromisso com o srviço. 2 Página d 77

12 MAPA DE PESSOAL Caractrização do posto d trabalho 3. Carrira - Assistnt Opracional Contúdo funcional Dscrição da função SRH - AO0 Funçõs d naturza xcutiva, d aplicação d métodos procssos com bas m dirtivas bm dfinidas instruçõs grais, d grau médio d complxidad nas áras d atuação comuns instrumntais nos vários domínios d atuação dos orgãos srviços. Procssamnto d rmunraçõs outros abonos; ftuar control d assiduidad; ftuar stimativa anual das vrbas a orçamntar com dspsas d pssoal; instruir os procssos d juntas médicas da ADSE; laboração d mapas statísticos/anális; atndimnto tlfónico prsncial.. Trabalho d quipa coopração; 2. Ralização orintação para os rsultados; 3. Conhcimntos xpriência; 4.Rsponsabilidad Compromisso com o srviço. Divisão d Informática. Chf d Divisão DI - CD0 Contúdo funcional Dfinir os objtivos d atuação da unidad orgânica qu dirigm, tndo m conta os objtivos grais stablcidos; orintar, controlar avaliar o dsmpnho a ficiência dos srviços dpndnts, com vista à xcução dos planos d atividads à prosscução dos rsultados obtidos a alcançar; garantir a coordnação das atividads qualidad técnica da prstação dos srviços na sua dpndência; grir com rigor ficiência os rcursos humanos, patrimoniais tcnológicos aftos à sua unidad orgânica, otimizando os mios adotando mdidas qu prmitam simplificar aclrar procdimntos promovr a aproximação à socidad outros públicos. Dscrição da Função Coordnar dirigir as atividads da comptência da Divisão, dsignadamnt: gstão dos projtos m xcução/implmntação pla Divisão; concbr dsnvolvr a arquittura acompanhar a implmntação dos sistmas tcnologias d informação; dfinir dsnvolvr as mdidas ncssárias à sgurança intgridad da informação spcificar as normas d salvaguarda d rcupração da informação; gstão d infra-struturas tcnológicas; acompanhamnto gstão da volução dos sistmas d informação; produção, gstão divulgação da informação gográfica municipal. 2. Orintação para Rsultados. Lidrança Gstão d Pssoas; 2. Planamnto Organização; 3. Visão Estratégica; 4.Dcisão. Informática Página 2 d 77

13 MAPA DE PESSOAL Caractrização do posto d trabalho 2. Carriras Catgorias Subsistnts não rvistas Espcialista d Informática Contúdo funcional Dscrição da Função DI - EI0 Funçõs d concção aplicação nas áras d gstão arquittura d sistmas d informação, infra-struturas tcnológicas ngnharia d softwar. Concbr dsnvolvr a arquittura acompanhar a implmntação dos sistmas tcnologias d informação, assgurando a sua gstão continuada adquação aos objtivos da organização; planar dsnvolvr projtos d infra-struturas tcnológicas, nglobando, sistmas d srvidors d dados, d aplicaçõs d rcursos, rds controladors d comunicaçõs dispositivos d sgurança das instalaçõs; analisar os rquisitos procdr à concção lógica dos sistmas d informação.. Conhcimntos spcializados xpriência; 2. Planamnto organização; 3. Rsponsabilidad Compromisso com o srviço; 4.Ralização orintação para Informática Rsultados. 3. Carriras Catgorias Subsistnts não rvistas Técnico d Informática Contúdo funcional Dscrição da Função DI - TI0 Funçõs nas áras das infra-struturas tcnológicas ngnharia d softwar. Instalar componnts d hardwar softwar, dsignadamnt d sistmas, srvidors, dispositivos d comunicaçõs, staçõs d trabalho, priféricos suport lógico utilitário, assgurando a rsptiva manutnção atualização; apoiar os utilizadors finais na opração dos quipamntos no diagnóstico rsolução dos rsptivos problmas; projtar, dsnvolvr, instalar modificar programas aplicaçõs informáticas; instalar, configurar assgurar a intgração tsts d componnts, programas produtos aplicacionais disponívis no mrcado.. Trabalho d Equipa coopração; 2. Organização método d trabalho; 3. Rsponsabilidad Compromisso com o srviço; 4.Ralização orintação para Informática 4 Rsultados Página 3 d 77

14 MAPA DE PESSOAL Caractrização do posto d trabalho 4. Carrira - Assistnt Técnico Contúdo funcional Dscrição da Função DI - AT0 Funçõs d naturza xcutiva, d aplicação d métodos procssos com bas m dirtivas bm dfinidas instruçõs grais, d grau médio d complxidad nas áras d atuação comuns instrumntais nos vários domínios d atuação dos orgãos srviços. Scrtariado; atndimnto; xpdint; arquivo. Organização método d trabalho; 2. Ralização orintação para rsultados; 3. Trabalho d Equipa Coopração; 4.Rsponsabilidad compromisso com o srviço. DI - AT02 Funçõs d naturza xcutiva, d aplicação d métodos procssos com bas m dirtivas bm dfinidas instruçõs grais, d grau médio d complxidad nas áras d atuação comuns instrumntais nos vários domínios d atuação dos orgãos srviços. Rcolha tratamnto d informação, cartográfica/tmática alfanumérica, a incluir m projtos Municipais intrmunicipais, cujo âmbito stja nquadrado na tmática SIG; Promovr acompanhar os procssos d atualização d bass cartográficas do Município; Grir mantr a informação gográfica municipal.. Organização método d trabalho; 2. Ralização orintação para rsultados; 3. Trabalho d Equipa Coopração; 4.Rsponsabilidad compromisso com o srviço. Topografia Divisão d Planamnto Qualidad. Carrira - Técnico Suprior DPQ - TS0 Contúdo funcional Funçõs consultivas d studo, planamnto, programação, avaliação aplicação d métodos procssos d naturza técnica ou cintifica qu fundamntam prparam a dcisão. Elaboração autonomamnt ou m grupo, d parcrs projtos, com divrsos graus d complxidad xcução d outras atividads d apoio gral ou spcializado nas áras d atuação comuns, instrumntais oprativas dos órgãos srviços. Funçõs xrcidas com rsponsabilidad autonomia técnica, ainda qu com nquadramnto suprior qualificado. Rprsntação do orgão ou srviço m assuntos da sua spcialidad, tomando opçõs d índol técnica, nquadradas por orintaçõs supriors. Dscrição da função Garantir a prstação d um atndimnto d qualidad; xrcr funçõs d studo, concção adaptação d métodos, procdimntos procssos técnicos, m assuntos rlativos com o Atndimnto Intgrado a participação dos cidadãos/plano d Acão aproximação aos munícips; Orintar suprvisionar o trabalho d outros profissionais qu dsmpnham funçõs no Gabint Municipal d Santo André; Assgurar o apoio técnico ao sctor mprsarial, m articulação com outras ntidads organismos cntrais rgionais com comptências nas divrsas matérias; xrcr funçõs d planamnto, gstão funcionamnto do Gabint Municipal d Santo André.. Conhcimntos Espcializados Expriência; 2. Planamnto Organização; 3. Rsponsabilidad compromisso com o srviço; 4.Orintação para Rsultados. Psicologia Social das Organizaçõs Página 4 d 77

15 MAPA DE PESSOAL Caractrização do posto d trabalho Contúdo funcional Dscrição da função DPQ - TS02 DPQ - TS03 Funçõs consultivas d studo, planamnto, programação, avaliação aplicação d métodos procssos d naturza técnica ou cintifica qu fundamntam prparam a dcisão. Elaboração autonomamnt ou m grupo, d parcrs projtos, com divrsos graus d complxidad xcução d outras atividads d apoio gral ou spcializado nas áras d atuação comuns, instrumntais oprativas dos órgãos srviços. Funçõs xrcidas com rsponsabilidad autonomia técnica, ainda qu com nquadramnto suprior qualificado. Rprsntação do orgão ou srviço m assuntos da sua spcialidad, tomando opçõs d índol técnica, nquadradas por orintaçõs supriors. Funçõs consultivas d studo, planamnto, programação, avaliação aplicação d métodos procssos d naturza técnica ou cintifica qu fundamntam prparam a dcisão. Elaboração autonomamnt ou m grupo, d parcrs projctos, com divrsos graus d complxidad xcução d outras actividads d apoio gral ou spcializado nas áras d actuação comuns, instrumntais oprativas dos órgãos srviços. Funçõs xrcidas com rsponsabilidad autonomia técnica, ainda qu com nquadramnto suprior qualificado. Rprsntação do orgão ou srviço m assuntos da sua spcialidad, tomando opçõs d índol técnica, nquadradas por orintaçõs supriors. Funçõs consultivas, d studo, planamnto, programação, avaliação aplicação d métodos procssos d naturza técnica, qu fundamntam prparam a dcisão, nomadamnt nas áras: rcolha d rsíduos; dsporto; nrgia; statística; ordnamnto do trritório; dsnvolvimnto conómico urbano; informação para a gstão; controlo d procdimntos às candidaturas m curso; rlatórios d atividads prstação d contas. Funçõs consultivas, d studo, planamnto, programação, avaliação aplicação d métodos procssos d naturza técnica, qu fundamntam prparam a dcisão, nomadamnt nas áras: conomia social, igualdad cidadania, rcursos humanos, organização dos srviços instalaçõs municipais, qualidad, dsnvolvimnto conómico urbano, informação para a gstão, candidaturas a co-financiamnto, rlatórios d atividads prstação d contas.. Conhcimntos Espcializados Expriência; 2. Planamnto Organização; 3. Rsponsabilidad compromisso com o srviço; 4.Orintação para Rsultados.. Conhcimntos Espcializados Expriência; 2. Planamnto Organização; 3. Rsponsabilidad compromisso com o srviço; 4.Orintação para Rsultados. Gstão/Economia 2 Psicologia Página 5 d 77

16 MAPA DE PESSOAL Caractrização do posto d trabalho 2. Carrira - Assistnt Técnico DPQ - AT0 Contúdo funcional Funçõs d naturza xcutiva, d aplicação d métodos procssos com bas m dirtivas bm dfinidas instruçõs grais, d grau médio d complxidad nas áras d atuação comuns instrumntais nos vários domínios d atuação dos orgãos srviços. Dscrição da função Prstar informaçõs; rccionar, analisar, catgorizar rgistar cada assunto, organizar os rsptivos procssos procdr ao su ncaminhamnto; apoiar administrativamnt a atividad dsnvolvida no Gabint Municipal d Santo André; apoiar vntos/iniciativas organizados plo Gabint; rcbr as liquidaçõs d taxas tarifas ou outros pagamntos inrnts aos srviços prstados.. Organização método d trabalho; 2. Ralização orintação para rsultados; 3. Trabalho d Equipa Coopração; 4.Rsponsabilidad compromisso com o srviço Carrira - Assistnt Opracional DPQ - AO0 Contúdo funcional Excução d tarfas d apoio lmntars, indispnsávis ao funcionamnto dos orgãos srviços, podndo comportar sforço físico. Rsponsabilidad plos quipamntos sob sua guarda pla sua corrta utilização, procdndo, quando ncssário, à manutnção rparação dos msmos. Dscrição da função Prstar informaçõs; rccionar, analisar, catgorizar rgistar cada assunto, organizar os rsptivos procssos procdr ao su ncaminhamnto; apoiar administrativamnt a atividad dsnvolvida no Gabint Municipal d Santo André; apoiar vntos/iniciativas organizados plo Gabint; rcbr as liquidaçõs d taxas tarifas ou outros pagamntos inrnts aos srviços prstados;. Trabalho d quipa coopração; 2. Ralização orintação para rsultados; 3. Conhcimntos xpriência; 4.Rsponsabilidad Compromisso com o srviço Página 6 d 77

17 MAPA DE PESSOAL Caractrização do posto d trabalho Divisão Jurídica. Chf d Divisão DJ - CD0 Contúdo funcional Dfinir os objtivos d atuação da unidad orgânica qu dirigm, tndo m conta os objtivos grais stablcidos; orintar, controlar avaliar o dsmpnho a ficiência dos srviços dpndnts, com vista à xcução dos planos d atividads à prosscução dos rsultados obtidos a alcançar; garantir a coordnação das atividads qualidad técnica da prstação dos srviços na sua dpndência; grir com rigor ficiência os rcursos humanos, patrimoniais tcnológicos aftos à sua unidad orgânica, otimizando os mios adotando mdidas qu prmitam simplificar aclrar procdimntos promovr a aproximação à socidad outros públicos. Dscrição da Função Coordnar dirigir as atividads rlacionadas com a divisão, dsignadamnt: atividad da divisão nas suas vrtnts: assssoria jurídico, contra-ordnaçõs fiscalização; grir os rcursos humanos físicos aftos à divisão; prstar às rstants unidads orgânicas, bm como ao xcutivo municipal aos orgãos do município toda a assssoria jurídico qu lh for solicitada no âmbito da sua formação spcifica. 2. Orintação para Rsultados. Lidrança Gstão d Pssoas; 2. Planamnto Organização; 3. Visão Estratégica; 4.Dcisão Dirito 2. Carrira - Técnico Suprior DJ - TS0 Contúdo funcional Funçõs consultivas d studo, planamnto, programação, avaliação aplicação d métodos procssos d naturza técnica ou cintifica qu fundamntam prparam a dcisão. Elaboração autonomamnt ou m grupo, d parcrs projtos, com divrsos graus d complxidad xcução d outras atividads d apoio gral ou spcializado nas áras d atuação comuns, instrumntais oprativas dos órgãos srviços. Funçõs xrcidas com rsponsabilidad autonomia técnica, ainda qu com nquadramnto suprior qualificado. Rprsntação do orgão ou srviço m assuntos da sua spcialidad, tomando opçõs d índol técnica, nquadradas por orintaçõs supriors. Dscrição da Função Emitir parcrs jurídicos sobr quaisqur matérias d intrss da autarquia; prstar apoio jurídico aos divrsos orgãos autárquicos unidads orgânicas; formalizar com bas m informaçõs dos orgãos das unidads orgânicas, acordos, protocolos contratos, m qu o Município sja part; organizar instruir os procssos d xpropriação por utilidad publica; grir acompanhar m articulação com todas as unidads orgânicas as participaçõs quixascrim ftuadas plo Município; organizar, instruir acompanhar os procssos d contra-ordnação da comptência da Câmara Municipal.. Conhcimntos Espcializados Expriência; 2. Planamnto Organização; 3. Rsponsabilidad compromisso com o srviço; 4.Orintação para Rsultados Dirito 4 Página 7 d 77

18 MAPA DE PESSOAL Caractrização do posto d trabalho 3. Carrira - Assistnt Técnico DJ - AT0 DJ - AT02 DJ - AT03 DJ - AT04 Contúdo funcional Funçõs d naturza xcutiva, d aplicação d métodos procssos com bas m dirtivas bm dfinidas instruçõs grais, d grau médio d complxidad nas áras d atuação comuns instrumntais nos vários domínios d atuação dos orgãos srviços. Funçõs d naturza xcutiva, d aplicação d métodos procssos com bas m dirtivas bm dfinidas instruçõs grais, d grau médio d complxidad nas áras d atuação comuns instrumntais nos vários domínios d atuação dos orgãos srviços. Funçõs d naturza xcutiva, d aplicação d métodos procssos com bas m dirtivas bm dfinidas instruçõs grais, d grau médio d complxidad nas áras d atuação comuns instrumntais nos vários domínios d atuação dos orgãos srviços. Funçõs d naturza xcutiva, d aplicação d métodos procssos com bas m dirtivas bm dfinidas instruçõs grais, d grau médio d complxidad nas áras d atuação comuns instrumntais nos vários domínios d atuação dos orgãos srviços. Dscrição da Função Abrtura, organização tratamnto d procssos d contraordnação; audição d arguidos m procssos d contraordnação na qualidad d scrivão; Atndimnto prsncial tlfónico; scrtariado da divisão; funçõs d scrtariado no âmbito dos procssos disciplinars Atndimnto prsncial tlfónico; tratamnto d xpdint; arquivo; organização intrna da divisão do ponto administrativo: rquisição d matrial d trabalho; mapa d férias; organização da agnda. Atndimnto prsncial tlfónico; tratamnto d xpdint; arquivo; organização intrna da divisão do ponto administrativo, m sd d fiscalização contra-ordnaçõs. Fiscalização do cumprimnto das normas lgais rgulamntars; lvantamnto d auto d noticia smpr qu s vrifiqum a prática d infraçõs contra-ordnacionais; intgrar quipas d vistorias.. Organização método d trabalho; 2. Ralização orintação para rsultados; 3. Trabalho d Equipa Coopração; 4.Rsponsabilidad compromisso com o srviço.. Organização método d trabalho; 2. Ralização orintação para rsultados; 3. Trabalho d Equipa Coopração; 4.Rsponsabilidad compromisso com o srviço.. Organização método d trabalho; 2. Ralização orintação para rsultados; 3. Trabalho d Equipa Coopração; 4.Rsponsabilidad compromisso com o srviço.. Organização método d trabalho; 2. Ralização orintação para rsultados; 3. Trabalho d Equipa Coopração; 4.Rsponsabilidad compromisso com o srviço. Página 8 d 77

19 MAPA DE PESSOAL Caractrização do posto d trabalho 4. Carrira - Fiscal d Obras DJ - FO0 Contúdo funcional Fiscaliza os trabalhos ralizados na via pública, por mprsas concssionárias outras, d acordo com o rgulamnto d obras na via pública, ftuando as mdiçõs ncssárias; informa os procssos qu lh são distribuídos; obtém todas as informaçõs d intrss para os srviços ond stá colocado, através da obsrvação dirta no local; vrifica controla as autorizaçõs licnças para xcução dos trabalhos; vistoria prédios, informando sobr o su stado d consrvação. Dscrição da Função Fiscalização do cumprimnto das normas lgais rgulamntars; lvantamnto d auto d noticia smpr qu s vrifiqum a prática d infraçõs contra-ordnacionais; ralização d vistorias.. Ralização orintação para rsultados; 2. Inovação autonomia; 3. Otimização d rcursos; 4.Rsponsabilidad Compromisso com o srviço 4. Carrira - Fiscal Municipal DJ - FM0 Contúdo funcional Fiscaliza faz cumprir os rgulamntos, posturas municipais dmais dispositivos lgais rlativos a áras d ocupação da via pública, publicidad, trânsito, obras particulars, abrtura funcionamnto d stablcimntos comrciais ou industriais. Prsta informaçõs sobr situaçõs d facto com vista à instrução d procssos municipais nas áras da sua atuação spcifica. Dscrição da Função Fiscalização do cumprimnto das normas lgais rgulamntars; lvantamnto d auto d noticia smpr qu s vrifiqum a prática d infraçõs contra-ordnacionais; ralização d vistorias mbargos. Ralização orintação para rsultados; 2. Inovação autonomia; 3. Otimização d rcursos; 4.Rsponsabilidad Compromisso com o srviço 2 Página 9 d 77

20 MAPA DE PESSOAL Caractrização do posto d trabalho Dpartamnto d Obras Municipais Ambint. Chf d Dpartamnto Contúdo funcional Dscrição da função DOMA -DD0 Dfinir os objtivos d atuação da unidad orgânica qu dirigm, tndo m conta os objtivos grais stablcidos; orintar, controlar avaliar o dsmpnho a ficiência dos srviços dpndnts, com vista à xcução dos planos d atividads à prosscução dos rsultados obtidos a alcançar; garantir a coordnação das atividads qualidad técnica da prstação dos srviços na sua dpndência; grir com rigor ficiência os rcursos humanos, patrimoniais tcnológicos aftos à sua unidad orgânica, otimizando os mios adotando mdidas qu prmitam simplificar aclrar procdimntos promovr a aproximação à socidad outros públicos. Coordnar dirigir as atividads rlacionadas com as unidads orgânicas flxívis na sua dpndência, dsignadamnt: projtos obras municipais; gstão das infra-struturas quipamntos do município; limpza publica, rcolha tratamnto d rsíduos sólidos urbanos; abastcimnto d água, drnagm tratamnto d águas rsiduais urbanas; protção civil municipal dfsa da florsta contra incêndios. 2. Orintação para Rsultados. Lidrança Gstão d Pssoas; 2. Planamnto Organização; 3. Visão Estratégica; 4.Dcisão Engnharia Civil 2. Carrira - Técnico Suprior DOMA - TS0 Contúdo funcional Funçõs consultivas d studo, planamnto, programação, avaliação aplicação d métodos procssos d naturza técnica ou cintifica qu fundamntam prparam a dcisão. Elaboração autonomamnt ou m grupo, d parcrs projtos, com divrsos graus d complxidad xcução d outras atividads d apoio gral ou spcializado nas áras d atuação comuns, instrumntais oprativas dos órgãos srviços. Funçõs xrcidas com rsponsabilidad autonomia técnica, ainda qu com nquadramnto suprior qualificado. Rprsntação do orgão ou srviço m assuntos da sua spcialidad, tomando opçõs d índol técnica, nquadradas por orintaçõs supriors. Dscrição da função Elaboração d planos rgulamntos rlativos ao Gabint Técnico Florstal; xcução da informação gográfica d todos incêndios; acompanhamnto disponibilização diária do RIF; laboração d proposta d altração d rgulamntos d trânsito.. Conhcimntos Espcializados Expriência; 2. Planamnto Organização; 3. Rsponsabilidad compromisso com o srviço; 4.Orintação para Rsultados Engnharia Florstal Página 20 d 77

21 MAPA DE PESSOAL Caractrização do posto d trabalho 3. Carrira - Assistnt Técnico Contúdo funcional Dscrição da função DOMA - AT0 Funçõs d naturza xcutiva, d aplicação d métodos procssos com bas m dirtivas bm dfinidas instruçõs grais, d grau médio d complxidad nas áras d atuação comuns instrumntais nos vários domínios d atuação dos orgãos srviços. Acompanhar a laboração atualização do Plano Municipal d Emrgência outros planos rlacionados com a Protção Civil Municipal; Ralizar studos invntários dos riscos d ocorrência d acidnts gravs catástrofs mios d socorro disponívis m caso d ocorrência; Ralização d açõs d snsibilização, trinos simulacros.. Organização método d trabalho; 2. Ralização orintação para rsultados; 3. Trabalho d Equipa Coopração; 4.Rsponsabilidad compromisso com o srviço. Divisão d Projtos Municipais. Chf d Divisão DPM -CD0 Contúdo funcional Dfinir os objtivos d atuação da unidad orgânica qu dirigm, tndo m conta os objtivos grais stablcidos; orintar, controlar avaliar o dsmpnho a ficiência dos srviços dpndnts, com vista à xcução dos planos d atividads à prosscução dos rsultados obtidos a alcançar; garantir a coordnação das atividads qualidad técnica da prstação dos srviços na sua dpndência; grir com rigor ficiência os rcursos humanos, patrimoniais tcnológicos aftos à sua unidad orgânica, otimizando os mios adotando mdidas qu prmitam simplificar aclrar procdimntos promovr a aproximação à socidad outros públicos. Dscrição da função Coordnar dirigir as atividads rlacionadas com a divisão, dsignadamnt: promovr acompanhar os studos projtos d construção, consrvação rabilitação d difícios, d infra-struturas municipais, d acssibilidads d intrvnção no spaço publico urbano; participar na dfinição dos critérios d gstão do património imobiliário do município, no âmbito da politica urbanística da gstão do solo. 2. Orintação para Rsultados. Lidrança Gstão d Pssoas; 2. Planamnto Organização; 3. Visão Estratégica; 4.Dcisão Arquittura Página 2 d 77

22 MAPA DE PESSOAL Caractrização do posto d trabalho 2. Carrira - Técnico Suprior DPM - TS0 Contúdo funcional Funçõs consultivas d studo, planamnto, programação, avaliação aplicação d métodos procssos d naturza técnica ou cintifica qu fundamntam prparam a dcisão. Elaboração autonomamnt ou m grupo, d parcrs projtos, com divrsos graus d complxidad xcução d outras atividads d apoio gral ou spcializado nas áras d atuação comuns, instrumntais oprativas dos órgãos srviços. Funçõs xrcidas com rsponsabilidad autonomia técnica, ainda qu com nquadramnto suprior qualificado. Rprsntação do orgão ou srviço m assuntos da sua spcialidad, tomando opçõs d índol técnica, nquadradas por orintaçõs supriors. Dscrição da função Elaboração d Projtos Municipais rlativos a projtos d difícios spaços xtriors; missão d parcrs rlativos a qustõs rlacionadas com projtos municipais; acompanhamnto d obras projtadas na divisão.. Conhcimntos Espcializados Expriência; 2. Planamnto Organização; 3. Rsponsabilidad compromisso com o srviço; 4.Orintação para Rsultados Arquittura DPM - TS02 Funçõs consultivas d studo, planamnto, programação, avaliação aplicação d métodos procssos d naturza técnica ou cintifica qu fundamntam prparam a dcisão. Elaboração autonomamnt ou m grupo, d parcrs projtos, com divrsos graus d complxidad xcução d outras atividads d apoio gral ou spcializado nas áras d atuação comuns, instrumntais oprativas dos órgãos srviços. Funçõs xrcidas com rsponsabilidad autonomia técnica, ainda qu com nquadramnto suprior qualificado. Rprsntação do orgão ou srviço m assuntos da sua spcialidad, tomando opçõs d índol técnica, nquadradas por orintaçõs supriors. Elaboração d projtos municipais rlativos a projtos d arranjos spaços xtriors; missão d parcrs rlativos a qustõs rlacionadas com projtos municipais; acompanhamnto d obras projtadas na divisão.. Conhcimntos Espcializados Expriência; 2. Planamnto Organização; 3. Rsponsabilidad compromisso com o srviço; 4.Orintação para Rsultados Arquittura Paisagista Página 22 d 77

23 MAPA DE PESSOAL Caractrização do posto d trabalho DPM - TS03 Contúdo funcional Funçõs consultivas d studo, planamnto, programação, avaliação aplicação d métodos procssos d naturza técnica ou cintifica qu fundamntam prparam a dcisão. Elaboração autonomamnt ou m grupo, d parcrs projtos, com divrsos graus d complxidad xcução d outras atividads d apoio gral ou spcializado nas áras d atuação comuns, instrumntais oprativas dos órgãos srviços. Funçõs xrcidas com rsponsabilidad autonomia técnica, ainda qu com nquadramnto suprior qualificado. Rprsntação do orgão ou srviço m assuntos da sua spcialidad, tomando opçõs d índol técnica, nquadradas por orintaçõs supriors. Dscrição da função Elaboração d projtos municipais rlativos a projtos spciais, nomadamnt d struturas infra-struturas d difícios spaços xtriors; missão d parcrs rlativos a qustõs rlacionadas com projtos municipais; acompanhamnto d obras projtadas na divisão.. Conhcimntos Espcializados Expriência; 2. Planamnto Organização; 3. Rsponsabilidad compromisso com o srviço; 4.Orintação para Rsultados Engnharia Civil 3 3. Carrira - Assistnt Técnico DPM - AT0 Contúdo funcional Funçõs d naturza xcutiva, d aplicação d métodos procssos com bas m dirtivas bm dfinidas instruçõs grais, d grau médio d complxidad nas áras d atuação comuns instrumntais nos vários domínios d atuação dos orgãos srviços. Dscrição da função Scrtariado; atndimnto; xpdint; arquivo. Organização método d trabalho; 2. Ralização orintação para rsultados; 3. Trabalho d Equipa Coopração; 4.Rsponsabilidad compromisso com o srviço. DPM - AT02 DPM - AT03 Funçõs d naturza xcutiva, d aplicação d métodos Elaboração d plantas, corts, alçados pormnorização procssos com bas m dirtivas bm dfinidas rlativos aos projtos municipais laborados na divisão. instruçõs grais, d grau médio d complxidad nas áras d atuação comuns instrumntais nos vários domínios d atuação dos orgãos srviços. Funçõs d naturza xcutiva, d aplicação d métodos procssos com bas m dirtivas bm dfinidas instruçõs grais, d grau médio d complxidad nas áras d atuação comuns instrumntais nos vários domínios d atuação dos orgãos srviços. Elaboração d mdiçõs orçamntos; procdr à organização d procssos rfrnts a trabalhos d projtos outros, para obras outros afins.. Organização método d trabalho; 2. Ralização orintação para rsultados; 3. Trabalho d Equipa Dsnhador 3 Coopração; 4.Rsponsabilidad compromisso com o srviço.. Organização método d trabalho; 2. Ralização orintação para rsultados; 3. Trabalho d Equipa Construção Civil Coopração; 4.Rsponsabilidad compromisso com o srviço. Página 23 d 77

24 MAPA DE PESSOAL Caractrização do posto d trabalho 4. Carrira - Fiscal d Obras DPM - FO0 Contúdo funcional Fiscaliza os trabalhos ralizados na via pública, por mprsas concssionárias outras, d acordo com o rgulamnto d obras na via pública, ftuando as mdiçõs ncssárias; informa os procssos qu lh são distribuídos; obtém todas as informaçõs d intrss para os srviços ond stá colocado, através da obsrvação dirta no local; vrifica controla as autorizaçõs licnças para xcução dos trabalhos; vistoria prédios, informando sobr o su stado d consrvação. Dscrição da função Elaboração d plantas, corts, alçados pormnorização rlativos aos projtos municipais laborados na divisão.. Ralização orintação para rsultados; 2. Inovação autonomia; 3. Otimização d rcursos; 4.Rsponsabilidad Compromisso com o srviço Divisão d Obras Municipais Equipamntos. Chf d Divisão DOME - CD0 Contúdo funcional Dfinir os objtivos d atuação da unidad orgânica qu dirigm, tndo m conta os objtivos grais stablcidos; orintar, controlar avaliar o dsmpnho a ficiência dos srviços dpndnts, com vista à xcução dos planos d atividads à prosscução dos rsultados obtidos a alcançar; garantir a coordnação das atividads qualidad técnica da prstação dos srviços na sua dpndência; grir com rigor ficiência os rcursos humanos, patrimoniais tcnológicos aftos à sua unidad orgânica, otimizando os mios adotando mdidas qu prmitam simplificar aclrar procdimntos promovr a aproximação à socidad outros públicos. Dscrição da função Coordnar dirigir as atividads da comptência da Divisão, dsignadamnt: garantir a xcução d obras d intrss municipal, através d mios técnicos logísticos da autarquia ou m coopração com outras ntidads publicas privadas, bm como, garantir a dirção fiscalização d obras; ;grir o parqu d máquinas viaturas do município o rsptivo plano d transports; assgurar, organizar, controlar xcutar todos os procssos rlativos a obras municipais xcutar por mpritadas d acordo com as opçõs do plano fac às orintaçõs supriors promovndo o lançamnto acompanhamnto total dos rsptivos concursos procssos. 2. Orintação para Rsultados. Lidrança Gstão d Pssoas; 2. Planamnto Organização; 3. Visão Estratégica; 4.Dcisão Engnharia Civil Página 24 d 77

ANEXO III CATÁLOGO DE DESCRIÇÃO DE CARGOS

ANEXO III CATÁLOGO DE DESCRIÇÃO DE CARGOS ANEXO III CATÁLOGO DE S Tndo m vista a ncssidad do Plano d Cargos, Carriras Salários - PCCS prvr os cargos xistnts dntro do CREA- TO, aprsnta st Catálogo d Dscrição d Cargos quais srão as atribuiçõs qu

Leia mais

INTRODUÇÃO. Âmbito. Competências e Atribuições

INTRODUÇÃO. Âmbito. Competências e Atribuições INTRODUÇÃO Âmbito O IGESPAR, I.P. Instituto d Gstão do Património Arquitctónico Arquológico é um Instituto Público da administração indircta do Estado, dotado d autonomia administrativa financira, criado

Leia mais

Planificação :: TIC - 7.º Ano :: 15/16

Planificação :: TIC - 7.º Ano :: 15/16 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SÃO PEDRO DA COVA Escola Básica d São Pdro da Cova Planificação :: TIC - 7.º Ano :: 15/16 1.- A Informação, o conhcimnto o mundo das tcnologias A volução das tcnologias d informação

Leia mais

Empreendedorismo e Empregabilidade PE04/V01

Empreendedorismo e Empregabilidade PE04/V01 1 APROVAÇÃO DO DOCUMENTO Rsponsávl plo Procsso Validação Função Nom Razão para a nova vrsão Coord. CTCO José Pirs dos Ris Não - vrsão inicial Pró-Prsidnt para a Qualidad João Lal Aprovação Prsidnt IPBja

Leia mais

Planificação das Actividades Eixo I PROPORCIONAR AOS IDOSOS MELHOR QUALIDADE DE VIDA INCLUINDO MEDIDAS DE COMBATE À POBREZA E EXCLUSÃO SOCIAL

Planificação das Actividades Eixo I PROPORCIONAR AOS IDOSOS MELHOR QUALIDADE DE VIDA INCLUINDO MEDIDAS DE COMBATE À POBREZA E EXCLUSÃO SOCIAL PLANO DE ACÇÃO O Plano acção é um documnto anual ond s idntificam os projctos intrvnçõs prvistas para cada ano, dvidamnt nquadradas nas stratégias dfinidas m Plano d Dsnvolvimnto Social. No sgundo PDS,

Leia mais

2014/2015 PLANIFICAÇÃO ANUAL

2014/2015 PLANIFICAÇÃO ANUAL GRUPO DE ECONOMIA E CONTABILIDADE Curso Profissional d Técnico d Markting Ano Ltivo 2014/2015 PLANIFICAÇÃO ANUAL MARKETING 2º Ano Comptências Grais Colaborar na laboração ralização d studos d mrcado, bm

Leia mais

ENGENHARIA DE MANUTENÇÃO. Marcelo Sucena

ENGENHARIA DE MANUTENÇÃO. Marcelo Sucena ENGENHARIA DE MANUTENÇÃO Marclo Sucna http://www.sucna.ng.br msucna@cntral.rj.gov.br / marclo@sucna.ng.br ABR/2008 MÓDULO 1 A VISÃO SISTÊMICA DO TRANSPORTE s A anális dos subsistmas sus componnts é tão

Leia mais

14 ISSN 1677-7042. Nº 96, quarta-feira, 21 de maio de 2008. ANEXO Portaria MEC n o - 608, DE 20 DE MAIO DE 2008. PORTARIA N o - .

14 ISSN 1677-7042. Nº 96, quarta-feira, 21 de maio de 2008. ANEXO Portaria MEC n o - 608, DE 20 DE MAIO DE 2008. PORTARIA N o - . 4 ISSN 677-7042 Nº 96, quarta-fira, 2 d maio d 2008 608, DE 20 DE MAIO DE 2008 O MINISTRO DE ESTADO DA EDUCAÇÃO, no uso d suas atribuiçõs lgais tndo m vista o disposto na Portaria MP n o 450,

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO

GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO INSTRUMENTO DE AVALIAÇÃO PARA FINS DE CREDENCIAMENTO DE INSTITUIÇÃO DE ENSINO E AUTORIZAÇÃO DE FUNCIONAMENTO DE CURSOS DE EDUCAÇÃO

Leia mais

INEC ESPECIALIZAÇÃO EM : GERÊNCIA CONTÁBIL, FINANCEIRA E AUDITORIA TURMA III. Lins - SP - 2012 2º Dia : 20 de Outubro.

INEC ESPECIALIZAÇÃO EM : GERÊNCIA CONTÁBIL, FINANCEIRA E AUDITORIA TURMA III. Lins - SP - 2012 2º Dia : 20 de Outubro. INEC AUDITRIA Prof. CLAUDECIR PATN ESPECIALIZAÇÃ EM : GERÊNCIA CNTÁBIL, FINANCEIRA E AUDITRIA TURMA III 1 Lins - SP - 2012 2º Dia : 20 utubro. CNTRLE - Concitos; - Auditoria Control Intrno; - Importância

Leia mais

2014/2015 PLANIFICAÇÃO ANUAL

2014/2015 PLANIFICAÇÃO ANUAL GRUPO DE ECONOMIA E CONTABILIDADE Curso Profissional d Técnico d Markting Ano Ltivo 2014/2015 PLANIFICAÇÃO ANUAL MARKETING 3º Ano Comptências Grais Colaborar na laboração ralização d studos d mrcado, bm

Leia mais

Melhoria contínua da qualidade do ensino

Melhoria contínua da qualidade do ensino 1. OBJETIVO Est procdimnto visa normalizar as ativis snvolvis no âmbito mlhoria contínua quali do nsino dos cursos ministrados na Escola Naval (EN). 2. CAMPO DE APLICAÇÃO O prsnt procdimnto é aplicávl

Leia mais

A prova tem como referência o Programa de PRÁTICAS DE CONTABILIDADE E GESTÃO do 12º Ano de Escolaridade.

A prova tem como referência o Programa de PRÁTICAS DE CONTABILIDADE E GESTÃO do 12º Ano de Escolaridade. Informação - Prova Equivalência à Frquência Práticas Contabilida Gstão Prova Equivalência à Frquência Práticas Contabilida Gstão Duração da prova: 120 minutos / 24.06.2013 12º Ano Escolarida Curso Tcnológico

Leia mais

Planificação :: TIC - 8.º Ano :: 15/16

Planificação :: TIC - 8.º Ano :: 15/16 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SÃO PEDRO DA COVA Escola Básica d São Pdro da Cova Planificação :: TIC - 8.º Ano :: 5/6.- Exploração d ambints computacionais Criação d um produto original d forma colaborativa

Leia mais

Ministério da Saúde GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 270, DE 27 DE FEVEREIRO DE 2014

Ministério da Saúde GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 270, DE 27 DE FEVEREIRO DE 2014 38 ISSN 677-7042 Nº 43, quarta-fira, 5 d março d 204. Ministério da Prvidência Social CÂMARA DE RECURSOS DA PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR PAUTA DE JULGAMENTO A SER REALIZADA EM 9 DE MARÇO DE 204 Pauta d Julgamnto

Leia mais

ANEXO II VAGAS 1.1 VAGAS PARA PROFESSORES DE CURSOS FIC PRONATEC MULHERES MIL CAMPUS URUAÇU RUA FORMOSA, SN QD. 28/29 - SETOR SANTANA;

ANEXO II VAGAS 1.1 VAGAS PARA PROFESSORES DE CURSOS FIC PRONATEC MULHERES MIL CAMPUS URUAÇU RUA FORMOSA, SN QD. 28/29 - SETOR SANTANA; APLICADOR DE REVESTIMENTO CERÂMICO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE GOIÁS PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO EDITAL

Leia mais

PRINCÍPIOS E INSTRUÇÕES RELATIVOS ÀS OPERAÇÕES DE CERTIFICADOS DE OPERAÇÕES ESTRUTURADAS (COE) Versão: 27/08/2014 Atualizado em: 27/08/2014

PRINCÍPIOS E INSTRUÇÕES RELATIVOS ÀS OPERAÇÕES DE CERTIFICADOS DE OPERAÇÕES ESTRUTURADAS (COE) Versão: 27/08/2014 Atualizado em: 27/08/2014 F i n a l i d a d O r i n t a r o u s u á r i o p a r a q u s t o b t PRINCÍPIOS E INSTRUÇÕES RELATIVOS ÀS OPERAÇÕES DE CERTIFICADOS DE OPERAÇÕES ESTRUTURADAS (COE) Vrsão: 27/08/2014 Atualizado m: 27/08/2014

Leia mais

ALTERAÇÃO Nº 8 tudo até 31 de Agosto de 2007. Diplomas alterados

ALTERAÇÃO Nº 8 tudo até 31 de Agosto de 2007. Diplomas alterados ALTERAÇÃO Nº 8 tudo até 31 d Agosto d 2007 Diplomas altrados CAPÍTULO I Disposiçõs grais Administração local autárquica (A) Municípios Frgusias Dcrto-Li n.º 17/2007, d 22 d Janiro, qu criou o rgim xcpcional

Leia mais

ÁREAS DE INTERVENÇÂO E OPERACIONALIZAÇÃO

ÁREAS DE INTERVENÇÂO E OPERACIONALIZAÇÃO RESULTADOS Avaliação Intrna da Escola PROJETO DE MELHORIA DA ESCOLA ÁREAS DE INTERVENÇÂO E OPERACIONALIZAÇÃO Articulação ntr o Quadro d Rfrência da IGEC o Procsso d Autoavaliação da Escola Do mí nio s

Leia mais

TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO

TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO FUNDAÇÃO EDUCACIONAL DE ALÉM PARAÍBA INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO NAIR FORTES ABU-MERHY TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO PLANEJAMENTO DO PARQUE TECNOLÓGICO 2011-2013 Tcnologia d Informação - FEAP 1 - Rlação

Leia mais

RELATÓRIO DE ACOMPANHAMENTO DO TRABALHO TÉCNICO SOCIAL Dezembro/2010

RELATÓRIO DE ACOMPANHAMENTO DO TRABALHO TÉCNICO SOCIAL Dezembro/2010 [Digit txto] 1 IDENTIFICAÇÃO RELATÓRIO DE ACOMPANHAMENTO DO TRABALHO TÉCNICO SOCIAL Dzmbro/2010 Programa: Opraçõs Coltivas Contrato CAIXA nº: 0233.389.09/2007 Ação/Modalidad: Construção d unidad habitacional

Leia mais

Anexo 2 Projetos identificados no Plano de Desenvolvimento Institucional

Anexo 2 Projetos identificados no Plano de Desenvolvimento Institucional Plano Dirtor d Tcnologia da Informação 2012-2013 88 Anxo 2 Projtos idntificados no Plano d Dsnvolvimnto Institucional Cód Projto/Programa (Ncssidad) 1 Espaço Cinma I II Equipar salas com datashow, room

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico Plano d Trabalho Docnt 2014 Ensino Técnico Etc Etc: PROFESSOR MASSUYUKI KAWANO Código: 0136 Município: TUPÃ Ára d conhcimnto: INFRAESTRUTURA Componnt Curricular: PLANEJAMENTO DE CONSTRUÇÃO CIVIL - PCC

Leia mais

2015-2016. CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 3º Ciclo

2015-2016. CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 3º Ciclo 2015-2016 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 3º Ciclo Stmbro 2015 Est documnto prtnd dar a conhcr a todos os intrvnints no procsso ducativo os critérios d avaliação, rsptivas prcntagns, a qu os alunos do Agrupamnto

Leia mais

NR-35 TRABALHO EM ALTURA

NR-35 TRABALHO EM ALTURA Sgurança Saúd do Trabalho ao su alcanc! NR-35 TRABALHO EM ALTURA PREVENÇÃO Esta é a palavra do dia. TODOS OS DIAS! PRECAUÇÃO: Ato ou fito d prvnir ou d s prvnir; A ação d vitar ou diminuir os riscos através

Leia mais

Plano de Estudo 5º ano - ANUAL

Plano de Estudo 5º ano - ANUAL Plano d Estudo 5º ano - ANUAL Disciplina: Ciências Naturais Unidad Tmática Contúdos 1 Importância das rochas do solo na manutnção dvida. Por qu razão xist vida na Trra? Qu ambint xistm na Trra? Ond xist

Leia mais

UNIVERSIDADE CASTELO BRANCO (UCB) 3.1.1.1. Organização Didático-Pedagógica

UNIVERSIDADE CASTELO BRANCO (UCB) 3.1.1.1. Organização Didático-Pedagógica UNIVERSIDADE CASTELO BRANCO (UCB) 3.1.1.1. Organização Didático-Pgógica (4) (5) Mtas Rorganizar a distribuição dos discnts. Elaborar uma Política d contratação gstão d pssoal Rvisar o Projto Pgógico. Rstruturar

Leia mais

comprovados, assim o determinarem, a realização de qualquer etapa do Processo Produtivo Básico poderá ser suspensa temporariamente

comprovados, assim o determinarem, a realização de qualquer etapa do Processo Produtivo Básico poderá ser suspensa temporariamente 86 ISSN 677-7042 Nº 93, quinta-fira, 6 d maio d 203 CLÁUSULA SÉTIMA - DO FORO 7. Evntuais controvérsias ntr as parts, rlativas ao prsnt Trmo d Doação, dvrão sr submtidas à Câmara d Conciliação Arbitragm

Leia mais

QUALIDADE DE SOFTWARE AULA N.6

QUALIDADE DE SOFTWARE AULA N.6 QUALIDADE DE SOFTWARE AULA N.6 Curso: SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Discipli: Qualida Softwar Profa. : Kátia Lops Silva Slis adpatados do Prof. Ricardo Almida Falbo Tópicos Espciais Qualida Softwar 007/ Dpartamnto

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CONTENDA

PREFEITURA MUNICIPAL DE CONTENDA 0 - NCARGOS SPCIAIS - PPA 2014 / 2017 PAGAMNTO D AMORTIZACAO, JUROS OUTROS NCARGOS DCORRNTS D MPRSTIMOS FINANCIAMNTOS DA DIVIDA PUBLICA OUTROS NCARGOS SPCIAIS QU CONSTITUM OBRIGAÇÕS NA ADMINISTRACAO PUBLICA

Leia mais

Plano Diretor de Tecnologia de Informação e Comunicação. Versão 0.1 PDTIC MINISTÉRIO DA DEFESA COMITÊ DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO 2012/2015

Plano Diretor de Tecnologia de Informação e Comunicação. Versão 0.1 PDTIC MINISTÉRIO DA DEFESA COMITÊ DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO 2012/2015 Plano Dirtor d Tcnologia d Informação Comunicação Vrsão 0.1 PDTIC MINISTÉRIO DA DEFESA COMITÊ DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO 2012/2015 Brasília, 2012 MINISTÉRIO DA DEFESA Ministro d Estado da Dfsa Clso Luiz

Leia mais

Programa Brasileiro da Qualidade e Produtividade em Software PBQPS - Ciclo 2005. Encontro da Qualidade e Produtividade em Software RECIFE

Programa Brasileiro da Qualidade e Produtividade em Software PBQPS - Ciclo 2005. Encontro da Qualidade e Produtividade em Software RECIFE Programa Brasiliro da Qualida Produtivida m Softwar PBQPS - Ciclo 2005 Encontro da Qualida Produtivida m Softwar RECIFE Data: 26 27 stmbro 2005 Local: Hotl Villa Rica Promoção: Ministério da Ciência Tcnologia

Leia mais

PALAVRAS-CHAVE: CURRÍCULO DE PEDAGOGIA, FORMAÇÃO,EDUCAÇÃO INFANTIL, IDENTIDADE PROFISSIONAL

PALAVRAS-CHAVE: CURRÍCULO DE PEDAGOGIA, FORMAÇÃO,EDUCAÇÃO INFANTIL, IDENTIDADE PROFISSIONAL Govrno do Estado do Rio Grand do Nort Scrtariado d Estado da Educação Cultura - SEEC UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE - UERN Pró-Ritoria d Psquisa Pós-Graduação PROPEG Dpartamnto d Psquisa

Leia mais

Estado da arte do software de mineração e o impacto nas melhores práticas de planejamento de lavra

Estado da arte do software de mineração e o impacto nas melhores práticas de planejamento de lavra Estado da art do softwar d minração o impacto nas mlhors práticas d planjamnto d lavra Prof. Dr. Giorgio d Tomi Profssor Associado, Dpto. Engnharia d Minas d Ptrólo da EPUSP Dirtor d Opraçõs, Dvx Tcnologia

Leia mais

PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO

PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO (s15h PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO Curso: 000038 - ENGENHARIA CIVIL Nivl: Suprior Ara Profissional: 0007 - CONSTRUCAO CIVIL Ara Atuacao: 0049 - PROJ.SANEAMENTO/CONSTR.CIVIL

Leia mais

S is tem a de G es tã o da Qua lida de. S egura n ça do T ra ba lho

S is tem a de G es tã o da Qua lida de. S egura n ça do T ra ba lho S is tm a d G s tã o da Qua lida d S gura n ça do T ra ba lho G s tã o da Qua lida d I n t r n a ti o n a l O r g a n i za ti o n fo r S ta n d a r d i za ti o n (I S O ) Organização Normalização. Intrnacional

Leia mais

Tabela de Tarifas. Pessoa Física. Divulgada em 01/08/2013 Vigência a partir de: 01/09/2013. sicoobes.com.br

Tabela de Tarifas. Pessoa Física. Divulgada em 01/08/2013 Vigência a partir de: 01/09/2013. sicoobes.com.br Tabla d Tarifas Pssoa Física Divulgada m 01/08/013 Vigência a partir d: 01/09/013 Rlação dos srviços tarifados rspctivos valors vignts. Os valors máximos foram stablcidos pla Cooprativa, obsrvada a rsolução

Leia mais

SEÇÃO JUDICIÁRIA - SEDE

SEÇÃO JUDICIÁRIA - SEDE RJ-BIE-2011/00060 Publicação Diária - Data: 31/03/2011 SEÇÃO JUDICIÁRIA - SEDE PORTARIA Nº RJ-PGD-2011/00012 d 28 d março d 2011 PORTARIAS PGD O JUIZ FEDERAL - DIRETOR DO FORO E CORREGEDOR PERMANENTE DOS

Leia mais

EFA NÍVEL BÁSICO MÓDULO IV OBJECTIVO GERAL: OBJECTIVOS ESPECÍFICOS: CURSO DE FORMAÇÃO CONTINUA DE FORMADORES E MEDIADORES DE CURSOS EFA

EFA NÍVEL BÁSICO MÓDULO IV OBJECTIVO GERAL: OBJECTIVOS ESPECÍFICOS: CURSO DE FORMAÇÃO CONTINUA DE FORMADORES E MEDIADORES DE CURSOS EFA CURSO DE FORMAÇÃO CONTINUA DE FORMADORES E MEDIADORES DE CURSOS EFA MÓDULO IV CARACTERÍSTICAS DOS CURSOS EFA OBJECTIVO GERAL: Conhcr o modlo d funcionamnto dos Cursos EFA - comptências d xcução, acompanhamnto,

Leia mais

República de Moçambique Ministério dos Transportes e Comunicações Instituto Nacional das Comunicações de Moçambique

República de Moçambique Ministério dos Transportes e Comunicações Instituto Nacional das Comunicações de Moçambique Rpública d Moçambiqu Ministério dos Transports Comunicaçõs Instituto Nacional das Comunicaçõs d Moçambiqu PROPOSTA DA ESTRATÉGIA PARA O DESENVOLVIMENTO DO SECTOR POSTAL Junho, 2014 V-1ÍNDICE Abrviaturas...5

Leia mais

Informativo de Cursos 2º semestre de 2012 Santos Cubatão Bertioga

Informativo de Cursos 2º semestre de 2012 Santos Cubatão Bertioga Informativo d s 2º smstr d 2012 Automação Automobilística Caldiraria Construção Civil Rstauração Dsnho Eltroltrônica Logística Manutnção Mcânica Mtalmcânica Mtalurgia Rfrigração Climatização Tcnologia

Leia mais

PLANO ESTRATÉGICO 2013-2015.3 ÍNDICE

PLANO ESTRATÉGICO 2013-2015.3 ÍNDICE ÍNDICE PLANO ESTRATÉGICO 2013-2015.3 I. ENQUADRAMENTO..4 II. VISÃO, MISSÃO, VALORES E POLÍTICA DA QUALIDADE..5 III. MODELO ORGANIZACIONAL...10 IV. DIAGNÓSTICO EXTERNO.12 V. DIAGNÓSTICO INTERNO..14 VI.

Leia mais

Orientações Agricultura e Floresta

Orientações Agricultura e Floresta Orintaçõs Agricultura Florsta Promovr o dsnvolvimnto rural na óptica da multifuncionalidad dos spaços, através d stratégias instrumntos qu nglobm os divrsos actors públicos privados com intrsss nsts domínios.

Leia mais

Conselho Universitário - Consuni

Conselho Universitário - Consuni Cntro Univrsitário Brusqu - Unifb PROCESSO nº. 001/12 Procdência: PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO. ASSUNTO: ALTERAÇÕES NO EMENTÁRIO DO CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO. PARECER nº. 002/12 DATA: 08/02/12

Leia mais

A Certificação de Qualidade na Área dos Seguros. Sandra Santos - ADQ-Ok! TeleSeguro Certificação de Qualidade na Área de Seguros

A Certificação de Qualidade na Área dos Seguros. Sandra Santos - ADQ-Ok! TeleSeguro Certificação de Qualidade na Área de Seguros A Crtificação d Qualidad na Ára d Sgur Importância da difrnciação pla Qualidad do Srviço/ Produto Principal Canal Canal d d Distribuição Tlfon Intrnt Má Má imagm d d Call Call Cntrs Dificuldad m m difrnciar

Leia mais

EDITAL N.º 001/2015 EDITAL PARA CONTRATAÇÃO DE OFICINEIROS 2015 SECRETARIA MUNICIPAL DE JUSTIÇA SOCIAL E SEGURANÇA

EDITAL N.º 001/2015 EDITAL PARA CONTRATAÇÃO DE OFICINEIROS 2015 SECRETARIA MUNICIPAL DE JUSTIÇA SOCIAL E SEGURANÇA EDITAL N.º 001/2015 EDITAL PARA CONTRATAÇÃO DE OFICINEIROS 2015 SECRETARIA MUNICIPAL DE JUSTIÇA SOCIAL E SEGURANÇA PROTEÇÃO SOCIAL ESPECIAL PROTEÇÃO SOCIAL BÁSICA 1. Disposiçõs Grais A Protção Social Espcial

Leia mais

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA - IBGE

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA - IBGE Prsidnt da Rpública Luiz Inácio Lula da Silva Ministro do Planjamnto, Orçamnto Gstão Paulo Brnardo Silva INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA - IBGE Prsidnt Eduardo Prira Nuns Dirtor-Excutivo

Leia mais

Florianópolis, 09 de abril de 1998. PORTARIA Nº 0173/GR/98.

Florianópolis, 09 de abril de 1998. PORTARIA Nº 0173/GR/98. UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA GABINETE DO REITOR PORTARIAS Florianópolis, 09 d abril d 1998 PORTARIA Nº 0173/GR/98 O Ritor da Univrsidad Fdral d Santa Catarina, no uso d suas atribuiçõs statutárias

Leia mais

ENE/08. ASSUNTOS: POFFTE VOLUME III PARTE II CAPÍTULO II Formação Geral de Técnicos de Saúde e Educação em Equitação Terapêutica

ENE/08. ASSUNTOS: POFFTE VOLUME III PARTE II CAPÍTULO II Formação Geral de Técnicos de Saúde e Educação em Equitação Terapêutica NEF nº nº 23A/ENE/0 ENE/08 Lisboa, 18 d Novmbro d 2008 ASSUNTOS: POFFTE VOLUME III PARTE II CAPÍTULO II Formação Gral d Técnicos d Saúd Educação m Equitação Trapêutica ========== X ========== NOTA: A prsnt

Leia mais

PROGRAMA DE APOIO AO EMPREENDEDORISMO E À CRIAÇÃO DO PRÓPRIO EMPREGO

PROGRAMA DE APOIO AO EMPREENDEDORISMO E À CRIAÇÃO DO PRÓPRIO EMPREGO PROGRAMA DE APOIO AO EMPREENDEDORISMO E À CRIAÇÃO DO PRÓPRIO EMPREGO FORMULÁRIO DE CANDIDATURA AO APOIO À CRIAÇÃO DO PRÓPRIO EMPREGO POR BENEFICIÁRIOS DE PRESTAÇÕES DE DESEMPREGO A prnchr plo IEFP, I.

Leia mais

As Abordagens do Lean Seis Sigma

As Abordagens do Lean Seis Sigma As Abordagns do Lan Sis Julho/2010 Por: Márcio Abraham (mabraham@stcnt..br) Dirtor Prsidnt Doutor m Engnharia d Produção pla Escola Politécnica da Univrsidad d São Paulo, ond lcionou por 10 anos. Mastr

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL PORTARIA Nº 3642, DE 4 DE AGOSTO DE 2015. Voto Anxo O DIRETOR-GERAL DA AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL, no uso suas atribuiçõs rgimntais, acordo com

Leia mais

PLANO DE ENSINO. DISCIPLINA: Topografia Básica e Planimetria CÓDIGO: AG-43 TURMA: 2013

PLANO DE ENSINO. DISCIPLINA: Topografia Básica e Planimetria CÓDIGO: AG-43 TURMA: 2013 PLANO DE ENSINO CURSO: Agronomia MODALIDADE: Prsncial DISCIPLINA: Topografia Básica Planimtria CÓDIGO: AG-43 TURMA: 2013 ANO/SEMESTRE/ANO: 2014/4º FASE/SÉRIE: 4º sm. CARGA HORÁRIA: 04 horas (smanal) /

Leia mais

Gestão de Riscos Abordagem Prática. Igor Rocha Ferreira MSc., PMP, CRMA, CoBIT

Gestão de Riscos Abordagem Prática. Igor Rocha Ferreira MSc., PMP, CRMA, CoBIT Gstão d Riscos Abordagm Prática Igor Rocha Frrira MSc., PMP, CRMA, CoBIT Agnda Brv Histórico da Gstão d Riscos As Organizaçõs, sus Sgmntos Procssos Maturidad d Gstão d Riscos Transição para a Gstão Intgrada

Leia mais

PROTOCOLO DA CAMPANHA PARA A MELHORIA DAS CONDIÇÕES DE TRABALHO NA PESCA

PROTOCOLO DA CAMPANHA PARA A MELHORIA DAS CONDIÇÕES DE TRABALHO NA PESCA PROTOCOLO DA CAMPANHA PARA A MELHORIA DAS CONDIÇÕES DE TRABALHO NA PESCA PROTOCOLO DA CAMPANHA PARA A MELHORIA DAS CONDIÇÕES DE TRABALHO NA PESCA I Aos quinz dias d mês d maio d 2014, ntr Autoridad Para

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Brasília EDITAL Nº 047/RIFB, DE 03 DE SETEMBRO DE 2014

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Brasília EDITAL Nº 047/RIFB, DE 03 DE SETEMBRO DE 2014 EDITAL Nº 047/RIFB, DE 03 DE SETEMBRO DE 2014 REVALIDAÇÃO DE DIPLOMAS E CERTIFICADOS DE CURSOS TÉCNICOS E TECNOLÓGICOS ESTRANGEIROS DE ENSINO, PELO INSITUTO FEDERAL DE BRASÍLIA- IFB. 1. DA ABERTURA 1.1

Leia mais

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO TOCANTINS SELEÇÃO PÚBLICA DE PROFESSOR/A, TUTOR/A E INSTRUTOR/A DA ESCOLA DE CONSELHOS EDITAL Nº 10 DE 04 DE AGOSTO DE 2015

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO TOCANTINS SELEÇÃO PÚBLICA DE PROFESSOR/A, TUTOR/A E INSTRUTOR/A DA ESCOLA DE CONSELHOS EDITAL Nº 10 DE 04 DE AGOSTO DE 2015 FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO TOCANTINS SELEÇÃO PÚBLICA DE PROFESSOR/A, TUTOR/A E INSTRUTOR/A DA ESCOLA DE CONSELHOS EDITAL Nº 10 DE 04 DE AGOSTO DE 2015 A Fundação Univrsidad do Tocantins UNITINS torna público

Leia mais

SINTEC-SP - CEETEPS - CREA-SP

SINTEC-SP - CEETEPS - CREA-SP SINTEC-SP - CEETEPS - CREA-SP 2008 PROJETO EDUCAÇÃO CONTINUADA EMPREENDEDORISMO 2 Sumário. Introdução 3 2. Justificativa 3 3. Objtivos 5 4. Coordnação do Curso 5 5. Formação dos Coordnadors 5 6. Caractrísticas

Leia mais

Informativo de Cursos 1º semestre de 2013

Informativo de Cursos 1º semestre de 2013 Informativo d s 1º smstr d 2013 Escolas SENAI - - Automação Automobilística Caldiraria Construção Civil Rstauração Dsnho Eltroltrônica Logística Manutnção Mcânica Mtalmcânica Mtalurgia Rfrigração Climatização

Leia mais

TERMOS ADITIVOS AOS CONTRATOS FIRMADOS EM 2012

TERMOS ADITIVOS AOS CONTRATOS FIRMADOS EM 2012 TRMOS ADITIVOS AOS CONTRATOS FIRMADOS M 2012 ORDM CRONOLÓGICA PRIMIRO TRMO ADITIVO Nº DO CONTRATO 08/2012 PRSTAÇÃO D SRVIÇOS D DSNVOLVIMNTO IMPLANTAÇÃO D PROGRAMAS PRVNTIVOS OBJTO DO CONTRATO OCUPACIONAIS

Leia mais

PROJETO DE PROMOÇÃO E EDUCAÇÃO PARA A SAÚDE

PROJETO DE PROMOÇÃO E EDUCAÇÃO PARA A SAÚDE PROJETO DE PROMOÇÃO E EDUCAÇÃO PARA A SAÚDE VIGÊNCIA 2013 /17 ÍNDICE: 1. EQUIPA DE TRABALHO... 3 1. Comptência da Coordnadora do Projto d Promoção Educação para a Saúd (PES)... 4 2. Comptência da Equipa

Leia mais

Gestão de Saúde Empresarial

Gestão de Saúde Empresarial Gstão Saú Emprsarial Uma parcria indispnsávl para a sua tranquilida As soluçõs m Gstão Saú Emprsarial do Imtp foram criadas sob mdida para garantir a saú do su capital humano. Imtp tornou-s rfrência m

Leia mais

Senado Federal maio/2008

Senado Federal maio/2008 Audiência Pública PL 213/2007 Difrnciação d Prços nas Vndas com Cartõs d Crédito José Antonio Marciano Brasília Snado Fdral maio/2008 1 Rgra d Não Sobr-pr prço - Dfinição Rgra contratual imposta plas socidads

Leia mais

INSTRUÇÕES. Os formadores deverão reunir pelo menos um dos seguintes requisitos:

INSTRUÇÕES. Os formadores deverão reunir pelo menos um dos seguintes requisitos: INSTRUÇÕES Estas instruçõs srvm d orintação para o trino das atividads planadas no projto Europu Uptak_ICT2lifcycl: digital litracy and inclusion to larnrs with disadvantagd background. Dvrão sr usadas

Leia mais

Residência para coletivos na Casa do Povo. Cole tivo

Residência para coletivos na Casa do Povo. Cole tivo Rsidência para coltivos na Casa do Povo Chamada abrta tativo - Rsidência para coltivos na Casa do Povo Há mais d 60 anos, a Casa do Povo atua como lugar d mmória cntro cultural m sintonia com o pnsamnto

Leia mais

Ferreira Pinto, João Miguel Jardim de Abreu. jfp@joaoferreirapintoadvogados.eu

Ferreira Pinto, João Miguel Jardim de Abreu. jfp@joaoferreirapintoadvogados.eu Europass Curriculum Vita Informação pssoal Aplido(s) / Nom(s) próprio(s) Domicílio Profissional Migul Jardim d Abru Av. António Augusto d Aguiar, 9, r/c sq. 050-02 Lisboa Tlfon (+35) 23 950 553 Fax (+35)

Leia mais

EDITAL Abertura de inscrições para a seleção de candidatos ao Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção da UNIP

EDITAL Abertura de inscrições para a seleção de candidatos ao Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção da UNIP E D I T A L A b r t u r a i n s c O Programa r d Pós-Graduação m Engnharia d Produção, m nívl d Mstrado Doutorado, i comunica a abrtura d inscriçõs para a slção d candidatos, para o prnchimnto ç d vagas

Leia mais

PROCESSO SELETIVO Edital n.º 1005

PROCESSO SELETIVO Edital n.º 1005 PROCESSO SELETIVO Edital n.º 1005 A ITAIPU Binacional, no uso d suas atribuiçõs lgais, mdiant as condiçõs stipuladas nst Edital m sus Anxos. Torna Público A abrtura d inscriçõs para a ralização do Procsso

Leia mais

Pequenas organizações de TI

Pequenas organizações de TI { ISO m foco Pqunas organizaçõs d TI Aprovitando os bnfícios das normas d ngnharia d softwar sistmas Por Claud Y. Laport, Normand Séguin, Gisl Villas Boas Sanyakorn Buasung A capacidad das organizaçõs

Leia mais

Edital nº 01/2015. Processo Seletivo Simplificado

Edital nº 01/2015. Processo Seletivo Simplificado SECRETARIA MUNICIPAL DO TRABALHO E PROMOÇÃO SOCIAL-SEMUTS Rua: João Rodrigus, nº 1183, Bairro: Uirapuru, Altamira/PA Fon: (93) 3515-2306 Email: scrtariasmutsrvicosocial@outlook.com Edital nº 01/2015 Procsso

Leia mais

Apresentação Institucional e Estratégia. Março de 2015

Apresentação Institucional e Estratégia. Março de 2015 Aprsntação Institucional Estratégia Março 2015 História História A Dot.Lib é uma mprsa brasilira dicada à dissminação da informação cintífica através do acsso onlin a livros digitais, priódicos ltrônicos

Leia mais

ANEXO II DESCRIÇÃO SINTÉTICA DAS ATRIBUIÇÕES

ANEXO II DESCRIÇÃO SINTÉTICA DAS ATRIBUIÇÕES ANEXO I DEMONSTRATIVO DOS CARGOS, REQUISITOS, JORNADA DE TRABALHO, VENCIMENTOS E NÚMERO DE VAGAS 1. NÍVEL SUPERIOR CÓD CARGO REQUISITOS 301 Assistnt Social 302 Enfrmiro 303 Farmacêutico/Bioquímico 304

Leia mais

Edital de seleção de candidatos para o Doutorado em Matemática para o Período 2015.2

Edital de seleção de candidatos para o Doutorado em Matemática para o Período 2015.2 ] Univrsidad Fdral da Paraíba Cntro d Ciências Exatas da Naturza Dpartamnto d Matmática Univrsidad Fdral d Campina Grand Cntro d Ciências Tcnologia Unidad Acadêmica d Matmática Programa Associado d Pós-Graduação

Leia mais

SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ADMINISTRAÇÃO ESCOLAR GERÊNCIA DE FORMAÇÃO PERMANENTE TÓPICOS - LETRAS / INGLÊS. Formação.

SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ADMINISTRAÇÃO ESCOLAR GERÊNCIA DE FORMAÇÃO PERMANENTE TÓPICOS - LETRAS / INGLÊS. Formação. TÓPICOS - LETRAS / INGLÊS Projtos Projtos /contraturno /contraturno para para crianças crianças 0 0 a a 5 5 anos anos TÓPICOS - OCEANOGRAFIA / / Projtos Projtos Planjamnto Planjamnto / / TÓPICIOS - ANTROPOLOGIA

Leia mais

A FALHA NÃO É UMA OPÇÃO

A FALHA NÃO É UMA OPÇÃO FLH NÃO É UM OPÇÃO José Wagnr Braidotti Junior (1) Rsumo prssão por mlhors indicadors d produtividad, disponibilidad confiabilidad nas organizaçõs tm aumntado a cada ano, tornando os divrsos procssos d

Leia mais

OAB 1ª FASE RETA FINAL Disciplina: Direito Administrativo MATERIAL DE APOIO

OAB 1ª FASE RETA FINAL Disciplina: Direito Administrativo MATERIAL DE APOIO I. PRINCÍPIOS: 1. Suprmacia do Intrss Público sobr o Particular Em sndo a finalidad única do Estado o bm comum, m um vntual confronto ntr um intrss individual o intrss coltivo dv prvalcr o sgundo. 2. Indisponibilidad

Leia mais

A Implantação da Infraestrutura Nacional de Dados Espaciais do Brasil (INDE)

A Implantação da Infraestrutura Nacional de Dados Espaciais do Brasil (INDE) A Implantação da Infrastrutura Nacional d Dados Espaciais do Brasil (INDE) GEO SUMMIT LATIN AMERICA 2009 23 Julho 2009 São Paulo - SP 1 Tmário I - Infrastruturas d Dados Espaciais: Concitos II - Açõs da

Leia mais

PROJETO DE EDUCAÇÃO AFETIVO - SEXUAL E REPRODUTIVA

PROJETO DE EDUCAÇÃO AFETIVO - SEXUAL E REPRODUTIVA PROJETO DE EDUCAÇÃO AFETIVO - SEXUAL E REPRODUTIVA Tma: Sxualidad rlaçõs intrpssoais 1º Ano- EB1/JI DE VELAS Turma 2 Formas d Rcursos Atividads Objtivos Contúdos organização/ (humanos (por disciplina)

Leia mais

UNOESC CHAPECÓ AVISO PÚBLICO Nº 10/UNOESC-R/2013

UNOESC CHAPECÓ AVISO PÚBLICO Nº 10/UNOESC-R/2013 UNOESC CHAPECÓ AVISO PÚBLICO 10/UNOESC-R/23 O Ritor da Univrsidad do Ost d Santa Catarina Unosc Chapcó SC, ntidad ducacional, criada pla Li Municipal nº 545/68 struturada d dirito privado, sm fins lucrativos,

Leia mais

2. NOME DO CURSO ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DAS RELAÇÕES HUMANAS NA ORGANIZAÇÃO

2. NOME DO CURSO ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DAS RELAÇÕES HUMANAS NA ORGANIZAÇÃO 1. ÁREA DO CONHECIMENTO CIÊNCIAS HUMANAS: PSICOLOGIA 2. NOME DO CURSO ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DAS RELAÇÕES HUMANAS NA ORGANIZAÇÃO 3. JUSTIFICATIVA: Prspctivas no Mrcado Amazonns: A cidad d Manaus possui

Leia mais

APONTAMENTOS PRÁTICOS PARA OFICIAIS DE JUSTIÇA

APONTAMENTOS PRÁTICOS PARA OFICIAIS DE JUSTIÇA ESQUEMA PRÁTICO ) Prazo Máximo Duração do Inquérito 2) Prazo Máximo Duração do Sgrdo d Justiça 3) Prazo Máximo Duração do Sgrdo d Justiça quando stivr m causa a criminalidad rfrida nas al.ªs i) a m) do

Leia mais

UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PELOTAS PRÓ-REITORIA ACADÊMICA

UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PELOTAS PRÓ-REITORIA ACADÊMICA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PELOTAS PRÓ-REITORIA ACADÊMICA EDITAL Nº 14/2011 PRAC SELEÇÃO PÚBLICA A Pró-Ritoria Acadêmica da Univrsidad Católica d Plotas torna pública a abrtura d SELEÇÃO DOCENTE, como sgu:

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 28, DE 26 DE NOVEMBRO DE 2013.

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 28, DE 26 DE NOVEMBRO DE 2013. INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 28, DE 26 DE NOVEMBRO DE 2013. DOE 29.11.2013, p.51, Municipalidads DOEL-TCEES 29.11.2013 Edição nº 62, p. 1 Dispõ sobr a composição a forma d nvio das tomadas prstaçõs d contas

Leia mais

SIM - SISTEMA DE IMPOSTO MÍNIMO

SIM - SISTEMA DE IMPOSTO MÍNIMO E L U C I D Á R I O do SIM - SISTEMA DE IMPOSTO MÍNIMO (Principais Qustõs, Esclarcimntos Rspostas) 1. O qu é o SIM Sistma d Imposto Mínimo? É uma nova forma d pagar IRPS ou IRPC a qu passam a ficar obrigados

Leia mais

Anexo I - Quadro de vagas

Anexo I - Quadro de vagas Anxo I - Quadro d vagas Escolaridad: Nívl Médio. Taxa d Inscrição: R$ 50,00 Código Nom Pré-rquisitos Sínts das atividads AGFIS Agnt d Fiscalização AGTRI Agnt d Tributos AGVSA OPCOM DESEN TOPOG Agnt Vigilância

Leia mais

FAQ DEM/ Esta é uma. Estímulo 2012? Assim, não. Fundo. R: 1. Após tenha

FAQ DEM/ Esta é uma. Estímulo 2012? Assim, não. Fundo. R: 1. Após tenha Esta é uma Mdida só para 2012, ou vai continuar? Não stá prvisto na lgislação um príodo d vigência. Uma ntidad mprgadora com mnos d cinco (5) trabalhadors pod candidatar s ao Estímulo 2012? Sim. Nst caso,

Leia mais

CTOC - Câmara dos Técnicos Oficiais de Contas Sistema de Informação do Técnico Oficial de Contas

CTOC - Câmara dos Técnicos Oficiais de Contas Sistema de Informação do Técnico Oficial de Contas CTOC - Câmara dos Técnicos Oficiais d Contas Sistma d Informação do Técnico Oficial d Contas IAS 24 (1) NORMA INTERNACIONAL DE CONTABILIDADE IAS 24 Divulgaçõs d Parts Rlacionadas ÍNDICE Parágrafos Objctivo

Leia mais

Experimente. espacoprofessor.pt. espacoprofessor.pt. Manual. Manual. e-manual. e-manual

Experimente. espacoprofessor.pt. espacoprofessor.pt. Manual. Manual. e-manual. e-manual Química Química A A Química 0. ano Química 0. ano Manual Manual Cadrno Laboratório + Guia Cadrno dd Laboratório + Guia dodo (ofrta aluno) (ofrta ao ao aluno) À Prova Exam À Prova dd Exam Cadrno Atividads

Leia mais

EDITAL/NÚCLEO EAD Nº 03/2011

EDITAL/NÚCLEO EAD Nº 03/2011 Estado d Goiás Scrtaria d Ciência Tcnologia Gabint d Gstão d Capacitação Formação Tcnológica Cntro d d Anápolis Cntro d Sbastião d Siquira EDITAL/NÚCLEO EAD Nº 03/20 Procsso Sltivo d Profssor Formador

Leia mais

PROGRAMA DE ESTÍMULO À OFERTA DE EMPREGO PEOE

PROGRAMA DE ESTÍMULO À OFERTA DE EMPREGO PEOE UNIÃO EUROPEIA Fundo Social Europu PROGRAMA DE ESTÍMULO À OFERTA DE EMPREGO PEOE FORMULÁRIO DE CANDIDATURA A prnchr plo IEFP, I. P. IDENTIFICAÇÃO DO PROCESSO Cntro d Emprgo Data d Rcpção - - Númro do Procsso

Leia mais

AJUSTE FISCAL ESTRUTURAL E MODERNIZAÇÃO DA GESTÃO PÚBLICA. PROJETO GOVERNO DO ESTADO / PGQP Secretaria da Fazenda

AJUSTE FISCAL ESTRUTURAL E MODERNIZAÇÃO DA GESTÃO PÚBLICA. PROJETO GOVERNO DO ESTADO / PGQP Secretaria da Fazenda AJUSTE FISCAL ESTRUTURAL E MODERNIZAÇÃO DA GESTÃO PÚBLICA PROJETO GOVERNO DO ESTADO / PGQP Scrtaria da Faznda 10 d Março d 2008 AGENDA Estratégia d Govrno 3 Eixos Frnts d Trabalho Govrno/PGQP Rsultados

Leia mais

TÍTULO: ÉTICA CONTÁBIL: UM ESTUDO DE CASO EM ESCRITÓRIOS DE CONTABILIDADE.

TÍTULO: ÉTICA CONTÁBIL: UM ESTUDO DE CASO EM ESCRITÓRIOS DE CONTABILIDADE. TÍTULO: ÉTICA CONTÁBIL: UM ESTUDO DE CASO EM ESCRITÓRIOS DE CONTABILIDADE. CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: CIÊNCIAS CONTÁBEIS INSTITUIÇÃO: UNIVERSIDADE ANHEMBI MORUMBI AUTOR(ES):

Leia mais

TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO PRESIDÊNCIA ATO Nº 542/GDGCA.GP, DE 22 DE DEZEMBRO DE 2004

TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO PRESIDÊNCIA ATO Nº 542/GDGCA.GP, DE 22 DE DEZEMBRO DE 2004 TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO PRESIDÊNCIA ATO Nº 542/GDGCA.GP, DE 22 DE DEZEMBRO DE 2004 Aprova o Plano d Classificação d Documntação Administrativa do Tribunal Suprior do Trabalho. O PRESIDENTE DO TRIBUNAL

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CIÊNCIA ESCOLA SECUNDÁRIA/3 RAINHA SANTA ISABEL 402643 ESTREMOZ PLANIFICAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CIÊNCIA ESCOLA SECUNDÁRIA/3 RAINHA SANTA ISABEL 402643 ESTREMOZ PLANIFICAÇÃO PLANIFICAÇÃO ANO LETIVO 2015/2016 Ano 12º Ano DISCIPLINA: Docnt HISTÓRIA A Carlos Eduardo da Cruz Luna Contúdos Comptências Espcíficas Estratégias RECURSOS Módulo 7 Criss, Embats Iológicos Mutaçõs Culturais

Leia mais

Prefeito Tatu e vereadores vão a São Paulo em busca de Cursos Profissionalizantes para Maracaí

Prefeito Tatu e vereadores vão a São Paulo em busca de Cursos Profissionalizantes para Maracaí 01 Prfito Tatu vradors vão a São Paulo m busca d Cursos Profissionalizants para Maracaí Ontm (06/03) o prfito Eduardo Corra Sotana (Tatu), o Dputado Estadual Mauro Bragato, os vradors Edivaldo Rodrigus

Leia mais

Custos das Operaçõ. ções no Brasil. Audiência Pública Câmara dos Deputados CFT dezembro de 2009

Custos das Operaçõ. ções no Brasil. Audiência Pública Câmara dos Deputados CFT dezembro de 2009 Cartão o d Crédito: Custos das Opraçõ çõs no Brasil Audiência Pública Câmara dos Dputados CFT dzmbro d 2009 Instrumntos d Pagamnto Quantidad d transaçõ çõs Evoluçã ção Milhõs d transaçõ çõs 2 Intrbancários

Leia mais

PLANO DE CURSO 2011. 3 aulas Data show Aulas expositivas Estudo de casos e análise de precedentes dos Tribunais Estaduais e Superiores.

PLANO DE CURSO 2011. 3 aulas Data show Aulas expositivas Estudo de casos e análise de precedentes dos Tribunais Estaduais e Superiores. Est Plano d Curso podrá sofrr altraçõs a critério do profssor / ou da Coordnação. PLANO DE CURSO 2011 DISCIPLINA: DIREITO PROCESSUAL CIVIL III Excução civil, tutlas d urgência procdimntos spciais. PROFESSOR:

Leia mais

INTRODUÇÃO COMO INSERIR O OTIF NA CADEIA DE SUPRIMENTOS DAS ORGANIZAÇÕES?

INTRODUÇÃO COMO INSERIR O OTIF NA CADEIA DE SUPRIMENTOS DAS ORGANIZAÇÕES? ROBUSTCIMNTO DA GSTÃO LOGÍSTICA ATRVÉS S DO COM LAN SIS SIGMA Porto Alegre - RS 8 de Junho de 28 INTRODUÇÃO Aquecimento do mercado de aquisições e fusões: procura por indicadores genéricos e holísticos;

Leia mais

ESCOLA BÁSICA D. DOMINGOS JARDO

ESCOLA BÁSICA D. DOMINGOS JARDO Unidad Didáctica: Trocas nutricionais ntr o organismo o mio nos animais. Comprndr qu a vida dos srs vivos assgurada pla ralização d funçõs spcíficas;. Comprndr qu as funçõs vitais rqurm nrgia;. Assumir-s

Leia mais

PROGRAMA DE REESTRUTURAÇÃO DA UNIDADE

PROGRAMA DE REESTRUTURAÇÃO DA UNIDADE Campus d Ilha Soltira PROGRAMA DE REESTRUTURAÇÃO DA UNIDADE Aos dz (10) dias do mês d stmbro (09) do ano d dois mil doz (2012), na Sala d Runiõs da Congrgação, as parts abaio nomadas tomaram ciência do

Leia mais