Exemplo de Configuração de VPN SSL Sem Cliente (WebVPN) com o ASDM no ASA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Exemplo de Configuração de VPN SSL Sem Cliente (WebVPN) com o ASDM no ASA"

Transcrição

1 Exemplo de Configuração de VPN SSL Sem Cliente (WebVPN) com o ASDM no ASA Índice Introdução Pré-requisitos Requisitos Componentes Utilizados Convenções Configuração Diagrama de Rede Procedimento Configuração Verificação Troubleshooting Procedimentos Utilizados para o Troubleshooting Comandos Utilizados para o Troubleshooting Problema - Não É Possível Conectar Mais de Três Usuários de WebVPN ao PIX/ASA Problema - Os Clientes de WebVPN Não Podem Acessar Favoritos Esmaecidos Introdução A VPN SSL sem cliente (WebVPN) permite um acesso seguro limitado, mas importante, à rede corporativa a partir de qualquer local. Os usuários podem obter acesso seguro via navegador a recursos corporativos a qualquer momento. Este documento fornece uma configuração direta para o Cisco Adaptive Security Appliance (ASA) 5500 Series permitir acesso VPN SLL sem cliente a recursos da rede interna. A tecnologia VPN SSL pode ser utilizada de três maneiras: VPN SSL sem cliente, VPN SSL Thin-Client (encaminhamento de portas) e cliente VPN SSL (modo de túnel SVC). Cada uma possui suas próprias vantagens e acessos únicos a recursos. 1. VPN SSL Sem Cliente Um cliente remoto necessita somente de um navegador habilitado para SSL para acessar servidores da Web habilitados para http ou https na LAN corporativa. O acesso também possibilita a navegação por arquivos do Windows com o Common Internet File System (CIFS). Um bom exemplo de acesso http é o cliente Outlook Web Access (OWA). 2. VPN SSL Thin-Client (Encaminhamento de Portas) Um cliente remoto precisa baixar um pequeno applet Java para obter o acesso seguro de aplicativos TCP que usam números de portas estáticos. O UDP não é aceito. Alguns exemplos incluem acesso a POP3, SMTP, IMAP, SSH e Telnet. O usuário precisa possuir privilégios administrativos locais, pois são feitas alterações em arquivos no computador local. Esse método de VPN SSL não funciona com aplicativos que usam atribuição dinâmica de portas, tais como diversos aplicativos de FTP. Consulte Exemplo de Configuração do VPN SSL Thin-Client (WebVPN) com o ASDM no ASA para aprender mais sobre o VPN SSL Thin- Client. 3. Cliente VPN SSL (Modo de Túnel SVC) O cliente VPN SSL baixa um pequeno cliente para a estação de trabalho remota e permite o acesso completo e seguro aos recursos da rede corporativa interna. O SVC pode ser armazenado permanentemente na estação remota ou pode ser removido após o término da sessão segura. VPNs SSL sem cliente podem ser configuradas no Cisco VPN Concentrator 3000 e em roteadores específicos com Cisco IOS versões 12.4(6)T e posteriores. O acesso de VPN SSL sem cliente também pode ser configurado no Cisco ASA com a interface de linha de comando (CLI) ou com o Adaptive Security Device Manager (ASDM). A utilização do ASDM produz configurações mais diretas. A VPN SSL sem cliente e o ASDM não podem ser habilitados na mesma interface do ASA. É possível que as duas tecnologias coexistam na mesma interface se forem feitas alterações nos números das portas. É altamente recomendado que o ASDM seja habilitado na interface interna para que a WebVPN possa ser ativada na interface externa.

2 Consulte Exemplo de Configuração de Cliente VPN SSL (SVC) com o ASDM no ASA para aprender mais sobre o cliente VPN SSL. A VPN SSL sem cliente habilita o acesso seguro a estes recursos na LAN corporativa: OWA/Exchange HTTP e HTTPS para servidores internos da Web Acesso e navegação em arquivos do Windows Servidores Citrix com o Citrix Thin Client O Cisco ASA adota a função de proxy seguro para computadores clientes que podem, em seguida, acessar recursos pré-selecionados na LAN corporativa. Este documento mostra uma configuração simples com o ASDM para habilitar o uso da VPN SSL sem cliente no Cisco ASA. Nenhuma configuração de cliente será necessária caso o cliente já possua um navegador da Web habilitado para SSL. A maioria dos navegadores da Web já possui a capacidade de iniciar sessões SSL/TLS. As linhas de comando resultantes do Cisco ASA também são mostradas neste documento. Pré-requisitos Requisitos Certifique-se de atender a estes requisitos antes de tentar esta configuração: Navegador habilitado para cliente SSL, como, por exemplo, o Internet Explorer, Netscape e Mozilla ASA com versão 7.1 ou posterior Porta TCP 443 que não pode estar bloqueada no caminho entre o cliente e o ASA Componentes Utilizados As informações neste documento são baseadas nestas versões de software e hardware: Cisco ASA Software versão 7.2(1) Cisco ASDM 5.2(1) Nota: Consulte Permitindo o Acesso HTTPS para o ASDM para permitir que o ASA seja configurado pelo ASDM. Cisco ASA 5510 series As informações neste documento foram criadas a partir de dispositivos em um ambiente de laboratório específico. Todos os dispositivos utilizados neste documento foram iniciados com uma configuração limpa (padrão). Se a sua rede estiver em um ambiente de produção, esteja ciente do impacto potencial de qualquer comando. Convenções Consulte as Convenções de Dicas Técnicas da Cisco para obter mais informações sobre convenções de documentos. Configuração Neste estágio, você pode executar https://inside _IP Address a partir de um navegador da Web para acessar o aplicativo ASDM. Uma vez que o ASDM seja carregado, inicie a configuração da WebVPN. Esta seção apresenta as informações necessárias para configurar os recursos descritos neste documento. Nota: Use a Command Lookup Tool (somente clientes registrados) para obter mais informações sobre os comandos usados nesta seção. Diagrama de Rede Este documento usa esta configuração de rede:

3 Procedimento Configure a WebVPN no ASA ao executar quatro passos principais: Habilite a WebVPN em uma interface do ASA. Crie uma lista de servidores e/ou URLs para o acesso da WebVPN. Crie uma política de grupo para os usuários da WebVPN. Aplique a nova política de grupo a um grupo de túneis. 1. No ASDM, selecione Configuration > VPN > WebVPN > WebVPN Access. Selecione a interface para terminar os usuários da WebVPN > Enable > Apply.

4 2. Selecione Servers and URLs > Add. Insira um nome para a lista de servidores acessíveis pela WebVPN. Clique no botão Add. A caixa de diálogo Add Server or URL será exibida. Insira o nome de cada servidor. Esse é o nome visto pelo cliente. Selecione o menu suspenso de URL para cada servidor e selecione o protocolo apropriado. Adicione servidores à sua lista na caixa de diálogo Add Server or URL e clique em OK. Clique em Apply > Save. 3. Expanda General no menu esquerdo do ASDM. Selecione Group Policy > Add.

5 Selecione Add Internal Group Policy. Desmarque a caixa de seleção Tunneling Protocols: Inherit. Marque a caixa de seleção WebVPN. Selecione a guia WebVPN. Desmarque a caixa de seleção Inherit. Selecione na lista de recursos. Clique em OK > Apply.

6 4. Selecione o Tunnel Group na coluna esquerda. Clique no botão Edit. Clique no menu suspenso Group Policy. Selecione a política criada no Passo 3.

7 É importante observar que, caso as novas políticas de grupo e os grupos de túnel não sejam criados, os padrões serão GroupPolicy 1 e DefaultWEBVPNGroup. Clique na guia WebVPN. Selecione NetBIOS Servers. Clique no botão Add. Preencha o endereço IP do servidor WINS/NBNS. Clique em OK > OK. Siga os avisos Apply > Save > Yes para escrever a configuração.

8 Configuração Esta configuração reflete as alterações feitas pelo ASDM para habilitar a WebVPN: ciscoasa#show running-config Building configuration... Ciscoasa ASA Version 7.2(1) hostname ciscoasa domain-name cisco.com enable password 9jNfZuG3TC5tCVH0 encrypted names dns-guard interface Ethernet0/0 nameif outside security-level 0 ip address interface Ethernet0/1 nameif inside security-level 100 ip address interface Ethernet0/2 nameif DMZ1 security-level 50 no ip address interface Management0/0 description For Mgt only shutdown nameif Mgt security-level 0 ip address management-only passwd 2KFQnbNIdI.2KYOU encrypted ftp mode passive dns server-group DefaultDNS domain-name cisco.com pager lines 24 logging enable logging asdm informational mtu outside 1500

9 mtu inside 1500 mtu DMZ mtu Mgt 1500 icmp permit any outside asdm image disk0:/asdm521.bin no asdm history enable arp timeout global (outside) 1 interface nat (inside) route outside timeout xlate 3:00:00 timeout conn 1:00:00 half-closed 0:10:00 udp 0:02:00 icmp 0:00:02 timeout sunrpc 0:10:00 h323 0:05:00 h225 1:00:00 mgcp 0:05:00 mgcp-pat 0:05:00 timeout sip 0:30:00 sip_media 0:02:00 sip-invite 0:03:00 sip-disconnect 0:02:00 timeout uauth 0:05:00 absolute --- Configurações da política de grupo group-policy GroupPolicy1 internal group-policy GroupPolicy1 attributes vpn-tunnel-protocol IPSec l2tp-ipsec webvpn webvpn functions url-entry file-access file-entry file-browsing mapi port-forward filter http-proxy auto-download citrix username cisco password 53QNetqK.Kqqfshe encrypted --- Configurações do ASDM http server enable http inside no snmp-server location no snmp-server contact snmp-server enable traps snmp authentication linkup linkdown coldstart --- Configurações do grupo de túneis tunnel-group DefaultWEBVPNGroup general-attributes default-group-policy GroupPolicy1 tunnel-group DefaultWEBVPNGroup webvpn-attributes nbns-server master timeout 2 retry 2 telnet timeout 5 ssh outside ssh timeout 5 console timeout 0 class-map inspection_default match default-inspection-traffic policy-map type inspect dns preset_dns_map parameters message-length maximum 512 policy-map global_policy class inspection_default inspect dns preset_dns_map inspect ftp inspect h323 h225 inspect h323 ras inspect rsh inspect rtsp inspect esmtp inspect sqlnet inspect skinny inspect sunrpc inspect xdmcp inspect sip inspect netbios inspect tftp service-policy global_policy global --- Configurações de WebVPN webvpn enable outside

10 url-list ServerList "WSHAWLAP" cifs:// url-list ServerList "FOCUS_SRV_1" https:// url-list ServerList "FOCUS_SRV_2" 3 prompt hostname context end Verificação Use esta seção para verificar se a sua configuração funciona corretamente. Estabeleça uma conexão até seu dispositivo ASA a partir de um cliente externo para testar isto: https://asa_outside_ip_address O cliente receberá uma página da WebVPN Cisco que permite acesso à LAN corporativa de uma forma segura. Ao cliente só é permitido o acesso listado na recém-criada política de grupo. Autenticação: Foram criados um login e uma senha simples no ASA para a prova de conceito deste laboratório. Se for preferido um login único e transparente em um domínio para os usuários da WebVPN, consulte este URL: Exemplo de Configuração de ASA com WebVPN e Login Único Usando o ASDM e NTLMv1 Troubleshooting Esta seção fornece informações que podem ser usadas para o troubleshooting da sua configuração. Nota: Não interrompa o comando Copy File to Server ou navegue para uma tela diferente enquanto o processo de cópia estiver em andamento. Se a operação for interrompida, isso poderá causar a gravação de um arquivo incompleto no servidor. Nota: Os usuários podem fazer upload e download de novos arquivos com o cliente WEBVPN, mas não é permitido ao usuário sobrescrever os arquivos em CIFS na WEB VPN com o comando Copy File to Server. Quando o usuário tentar substituir um arquivo no servidor, ele receberá a mensagem: "Unable to add the file." Procedimentos Utilizados para o Troubleshooting Siga estas instruções para solucionar problemas em sua configuração. 1. No ASDM, selecione Monitoring > Logging > Real-time Log Viewer > View. Quando um cliente se conecta ao ASA, observe o estabelecimento e o término das sessões de SSL e TLS nos logs de tempo real. 2. No ASDM, selecione Monitoring > VPN > VPN Statistics > Sessions. Procure pela nova sessão de WebVPN. Certifique-se de escolher o filtro WebVPN e clique em Filter. Caso ocorra algum problema, contorne temporariamente o dispositivo ASA para se certificar de que o

11 cliente possa acessar os recursos desejados na rede. Examine os passos de configuração listados neste documento. Comandos Utilizados para o Troubleshooting A Output Interpreter Tool (somente clientes registrados) (OIT) oferece suporte a determinados comandos show. Use a OIT para exibir uma análise da saída do comando show. Nota: Consulte Informações Importantes sobre Comandos de Depuração antes de usar comandos debug. show webvpn? Há vários comandos show associados à WebVPN. Para ver o uso dos comandos show em detalhes, consulte a seção Referência de Comandos do Cisco Security Appliance. debug webvpn? O uso de comandos debug pode causar impacto adverso no ASA. Para ver o uso dos comandos debug em detalhes, consulte a seção Referência de Comandos do Cisco Security Appliance. Problema - Não É Possível Conectar Mais de Três Usuários de WebVPN ao PIX/ASA Problema: Somente três clientes WebVPN podem se conectar ao ASA/PIX. A conexão do quarto cliente falha. Solução: Na maioria dos casos, esse problema está relacionado a uma configuração de login simultâneo na política do grupo. Use esta ilustração para configurar o número desejado de logins simultâneos. Neste exemplo, o valor desejado é de 20. ciscoasa(config)# group-policy Bryan attributes ciscoasa(config-group-policy)# vpn-simultaneous-logins 20 Problema - Os Clientes de WebVPN Não Podem Acessar Favoritos Esmaecidos Problema: Se esses favoritos foram configurados para usuários que se conectam à VPN sem cliente, mas, na tela inicial, em "Web Applications", eles estão esmaecidos, como eu posso habilitar esses links de HTTP de forma que os usuários sejam capazes de clicar neles e ir para o URL especificado? Solução: Você deve primeiro garantir que o ASA possa resolver os sites da Web com o DNS. Tente fazer o ping nos sites da Web utilizando seus nomes. Se o ASA não puder resolver o nome, o link estará esmaecido. Se os servidores de DNS forem internos à sua rede, configure a interface privada de busca de domínio de DNS Cisco Systems Inc. Todos os direitos reservados.

12 Data da Geração do PDF: 1 Julho 2009

PIX/ASA 7.x: Adicionar/remova uma rede em um exemplo existente da configuração de túnel L2L VPN

PIX/ASA 7.x: Adicionar/remova uma rede em um exemplo existente da configuração de túnel L2L VPN PIX/ASA 7.x: Adicionar/remova uma rede em um exemplo existente da configuração de túnel L2L VPN Índice Introdução Pré-requisitos Requisitos Componentes Utilizados Produtos Relacionados Convenções Informações

Leia mais

ASA 8.X: Permita o aplicativo de usuário ser executado com o restabelecimento do túnel L2L VPN

ASA 8.X: Permita o aplicativo de usuário ser executado com o restabelecimento do túnel L2L VPN ASA 8.X: Permita o aplicativo de usuário ser executado com o restabelecimento do túnel L2L VPN Índice Introdução Pré-requisitos Requisitos Componentes Utilizados Convenções Configurar Diagrama de Rede

Leia mais

PIX/ASA: Autenticação de Kerberos e de servidor de autorização LDAP grupos para usuários de cliente VPN através do exemplo de configuração ASDM/CLI

PIX/ASA: Autenticação de Kerberos e de servidor de autorização LDAP grupos para usuários de cliente VPN através do exemplo de configuração ASDM/CLI PIX/ASA: Autenticação de Kerberos e de servidor de autorização LDAP grupos para usuários de cliente VPN através do exemplo de configuração ASDM/CLI Índice Introdução Pré-requisitos Requisitos Componentes

Leia mais

Configurando o PIX Firewall e VPN Clients Usando PPTP, MPPE e IPSec

Configurando o PIX Firewall e VPN Clients Usando PPTP, MPPE e IPSec Configurando o PIX Firewall e VPN Clients Usando PPTP, MPPE e IPSec Índice Introdução Pré-requisitos Requisitos Componentes Usados Convenções Configurar Diagrama de Rede Configurações Cisco VPN 3000 Client

Leia mais

ASA 8.X: Distribuindo o tráfego SSL VPN com o exemplo em túnel da configuração de gateway de voz padrão

ASA 8.X: Distribuindo o tráfego SSL VPN com o exemplo em túnel da configuração de gateway de voz padrão ASA 8.X: Distribuindo o tráfego SSL VPN com o exemplo em túnel da configuração de gateway de voz padrão Índice Introdução Pré-requisitos Requisitos Componentes Utilizados Convenções Informações de Apoio

Leia mais

Cisco ASA Firewall Guia Prático

Cisco ASA Firewall Guia Prático Cisco ASA Firewall Guia Prático 2014 v1.0 Renato Pesca 1 Sumário 2 Topologia... 3 3 Preparação do Appliance... 3 3.1 Configurações de Rede... 7 3.2 Configurações de Rotas... 8 3.3 Root Básico... 9 3.4

Leia mais

Thin client SSL VPN (WebVPN) no ASA com exemplo da configuração ASDM

Thin client SSL VPN (WebVPN) no ASA com exemplo da configuração ASDM Thin client SSL VPN (WebVPN) no ASA com exemplo da configuração ASDM Índice Introdução Pré-requisitos Requisitos Componentes Utilizados Diagrama de Rede Convenções Informações de Apoio Configuração de

Leia mais

AnyConnect sobre IKEv2 ao ASA com AAA e certificado de autenticação

AnyConnect sobre IKEv2 ao ASA com AAA e certificado de autenticação AnyConnect sobre IKEv2 ao ASA com AAA e certificado de autenticação Índice Introdução Pré-requisitos Requisitos Componentes Utilizados Convenções O que você precisará Certificados com EKU apropriado Configuração

Leia mais

ASA/PIX: Configurar Failover ativo/ativo no modo transparente

ASA/PIX: Configurar Failover ativo/ativo no modo transparente ASA/PIX: Configurar Failover ativo/ativo no modo transparente Índice Introdução Pré-requisitos Requisitos Componentes Utilizados Produtos Relacionados Convenções Failover Ativo/Ativo Visão Geral do Failover

Leia mais

Configurando o roteador para roteador do IPsec com sobrecarga e Cisco Secure VPN Client NAT

Configurando o roteador para roteador do IPsec com sobrecarga e Cisco Secure VPN Client NAT Configurando o roteador para roteador do IPsec com sobrecarga e Cisco Secure VPN Client NAT Índice Introdução Pré-requisitos Requisitos Componentes Utilizados Convenções Configurar Diagrama de Rede Configurações

Leia mais

Laboratório - Configuração de um endereço de gerenciamento do switch

Laboratório - Configuração de um endereço de gerenciamento do switch Laboratório - Configuração de um endereço de gerenciamento do switch Topologia Tabela de Endereçamento Dispositivo Interface Endereço IP Máscara de Sub-Rede Gateway Padrão Objetivos S1 VLAN 1 192.168.1.2

Leia mais

Esta nota apresenta como definir o SSL VPN no roteador Vigor.

Esta nota apresenta como definir o SSL VPN no roteador Vigor. Como configurar o SSL para VPN Esta nota apresenta como definir o SSL VPN no roteador Vigor. Dividiremos o tutorial em cinco partes: Parte A: Como criar uma conta de SSL. Parte B: Como configurar a segurança

Leia mais

Laboratório - Acesso a dispositivos de rede com SSH

Laboratório - Acesso a dispositivos de rede com SSH Topologia Tabela de endereçamento Dispositivo Interface Endereço IP Máscara de subrede Gateway padrão Objetivos R1 G0/1 192.168.1.1 255.255.255.0 ND S1 VLAN 1 192.168.1.11 255.255.255.0 192.168.1.1 PC-A

Leia mais

Configurando o Balanceamento de Carga em Concentradores VPN 3000

Configurando o Balanceamento de Carga em Concentradores VPN 3000 Configurando o Balanceamento de Carga em Concentradores VPN 3000 Índice Introdução Pré-requisitos Requisitos Componentes Utilizados Convenções Principais definições Diagrama de Rede Endereços Restrições

Leia mais

Configurando o Cisco IP SoftPhone com a ferramenta de personalização

Configurando o Cisco IP SoftPhone com a ferramenta de personalização Configurando o Cisco IP SoftPhone com a ferramenta de personalização Índice Pré-requisitos Requisitos Componentes Utilizados Convenções Configurando a ferramenta de personalização Cisco Configurando o

Leia mais

Laboratório - Gerenciamento de arquivos de configuração de roteador com software de emulação de terminal

Laboratório - Gerenciamento de arquivos de configuração de roteador com software de emulação de terminal Laboratório - Gerenciamento de arquivos de configuração de roteador com software de emulação de terminal Topologia Tabela de Endereçamento Dispositivo Interface Endereço IP Máscara de Sub-Rede Gateway

Leia mais

PIX/ASA: Alternativo e restauração os arquivos de configuração da ferramenta de segurança usando o servidor TFTP

PIX/ASA: Alternativo e restauração os arquivos de configuração da ferramenta de segurança usando o servidor TFTP PIX/ASA: Alternativo e restauração os arquivos de configuração da ferramenta de segurança usando o servidor TFTP Índice Introdução Pré-requisitos Requisitos Componentes Utilizados Produtos Relacionados

Leia mais

Laboratório - Configuração de NAT Dinâmico e Estático

Laboratório - Configuração de NAT Dinâmico e Estático Topologia Tabela de Endereçamento Dispositivo Interface Endereço IP Máscara de Sub-rede Gateway padrão Objetivos Gateway G0/1 192.168.1.1 255.255.255.0 N/A S0/0/1 209.165.201.18 255.255.255.252 N/A ISP

Leia mais

SoftPhone e Integração de diretório ativo

SoftPhone e Integração de diretório ativo SoftPhone e Integração de diretório ativo Índice Introdução Pré-requisitos Requisitos Componentes Utilizados Convenções Integre o diretório ativo com SoftPhone Prepare para integrar o diretório ativo com

Leia mais

Laboratório Configuração do SNMP

Laboratório Configuração do SNMP Topologia Tabela de Endereçamento Objetivos Dispositivo Interface Endereço IP Máscara de Sub-Rede Gateway padrão R1 G0/1 192.168.1.1 255.255.255.0 N/A S0/0/0 192.168.2.1 255.255.255.252 N/A R2 S0/0/0 192.168.2.2

Leia mais

Laboratório - Configuração de NAT dinâmico e estático

Laboratório - Configuração de NAT dinâmico e estático Topologia Tabela de Endereçamento Dispositivo Interface Endereço IP Máscara de Sub-Rede Gateway padrão Objetivos Gateway G0/1 192.168.1.1 255.255.255.0 N/A S0/0/1 209.165.201.18 255.255.255.252 N/A ISP

Leia mais

Software de gerenciamento do sistema Intel. Guia do usuário do Pacote de gerenciamento do servidor modular Intel

Software de gerenciamento do sistema Intel. Guia do usuário do Pacote de gerenciamento do servidor modular Intel Software de gerenciamento do sistema Intel do servidor modular Intel Declarações de Caráter Legal AS INFORMAÇÕES CONTIDAS NESTE DOCUMENTO SÃO RELACIONADAS AOS PRODUTOS INTEL, PARA FINS DE SUPORTE ÀS PLACAS

Leia mais

GUIA RÁPIDO SUPLEMENTO. Dome de câmera de rede PTZ AXIS M5013 Dome de câmera de rede PTZ AXIS M5014 PORTUGUÊS

GUIA RÁPIDO SUPLEMENTO. Dome de câmera de rede PTZ AXIS M5013 Dome de câmera de rede PTZ AXIS M5014 PORTUGUÊS GUIA RÁPIDO SUPLEMENTO Dome de câmera de rede PTZ AXIS M5013 Dome de câmera de rede PTZ AXIS M5014 PORTUGUÊS Guia Rápido Suplemento da câmera AXIS M5013/M5014 Página 3 AXIS M5013/M5014 Guia Rápido Suplemento

Leia mais

Manual de Utilização

Manual de Utilização Se ainda tiver dúvidas entre em contato com a equipe de atendimento: Por telefone: 0800 642 3090 Por e-mail atendimento@oisolucoespraempresas.com.br Introdução... 3 1. O que é o programa Oi Backup Empresarial?...

Leia mais

Laboratório - Uso do Wireshark para examinar as capturas FTP e TFTP

Laboratório - Uso do Wireshark para examinar as capturas FTP e TFTP Laboratório - Uso do Wireshark para examinar as capturas FTP e TFTP Topologia Parte 1 (FTP) A parte 1 destacará uma captura TCP de uma sessão FTP. Essa topologia consiste em um PC com acesso à Internet.

Leia mais

CCNA 2 Conceitos Básicos de Roteadores e Roteamento

CCNA 2 Conceitos Básicos de Roteadores e Roteamento CCNA 2 Conceitos Básicos de Roteadores e Roteamento Capítulo 3 - Configurando um Roteador 1 Objetivos do Capítulo Dar nome a um roteador; Definir senhas; Examinar comandos show; Configurar uma interface

Leia mais

Laboratório 1.1.4b Configuração do PAT

Laboratório 1.1.4b Configuração do PAT Laboratório 1.1.4b Configuração do PAT Objetivo Configurar um roteador para que use PAT (Port Address Translation, tradução de endereços de porta) para converter endereços IP internos, normalmente privados,

Leia mais

Perguntas mais freqüentes sobre o Cisco 675

Perguntas mais freqüentes sobre o Cisco 675 Perguntas mais freqüentes sobre o Cisco 675 Perguntas Introdução Como eu conecto meu PC ao Cisco 675 através da porta de gerenciamento? Como eu faço um cabo de gerenciamento para o Customer Premises Equipment

Leia mais

Compreenda como a característica automática da atualização de assinatura do ips Cisco trabalha

Compreenda como a característica automática da atualização de assinatura do ips Cisco trabalha Compreenda como a característica automática da atualização de assinatura do ips Cisco trabalha Índice Introdução Pré-requisitos Requisitos Componentes Utilizados Convenções Requisitos de Rede Processo

Leia mais

Atividade PT 5.3.4: Configurando ACLs estendidas Diagrama de topologia

Atividade PT 5.3.4: Configurando ACLs estendidas Diagrama de topologia Diagrama de topologia All contents are Copyright 2007-2009 Cisco Systems, Inc. All rights reserved. This document is Cisco Public Information. Página 1 de 8 Tabela de endereçamento Dispositivo Interface

Leia mais

Manual de configuração de clientes de email para o novo serviço de email da Ufersa baseado na plataforma Google/Gmail

Manual de configuração de clientes de email para o novo serviço de email da Ufersa baseado na plataforma Google/Gmail Universidade Federal Rural do Semi-árido Superintendência de Tecnologia da Informação e comunicação Manual de configuração de clientes de email para o novo serviço de email da Ufersa baseado na plataforma

Leia mais

Manual de migração do e-mail Live@edu. Versão <01.00> Associacao Paranaense de Cultura

Manual de migração do e-mail Live@edu. Versão <01.00> Associacao Paranaense de Cultura Manual de migração do e-mail Live@edu Versão Associacao Paranaense de Cultura Histórico da Revisão 03/09/2010 01.00 Versão piloto Carlos Costa Cedro Confidencial Associacao Paranaense de Cultura,

Leia mais

Laboratório 11.2.2b Listas de acesso simples e estendidas

Laboratório 11.2.2b Listas de acesso simples e estendidas Laboratório 11.2.2b Listas de acesso simples e estendidas 262-294 CCNA 2: Roteadores e Roteamento, Conc. Básicos v 3.1 - Laboratório 11.2.2b Copyright 2003, Cisco Systems, Inc. Objetivo Situação Neste

Leia mais

Roteamento e Comutação

Roteamento e Comutação Roteamento e Comutação Antes de começar a configurar o seu switch, você deve estabelecer suas conexões. Existem dois tipos de conexões: através da porta de console e através da porta Ethernet. A porta

Leia mais

ASA/PIX 8.x: Reserve/locais do bloco FTP usando expressões regulares com exemplo da configuração MPF

ASA/PIX 8.x: Reserve/locais do bloco FTP usando expressões regulares com exemplo da configuração MPF ASA/PIX 8.x: Reserve/locais do bloco FTP usando expressões regulares com exemplo da configuração MPF Índice Introdução Pré-requisitos Requisitos Componentes Utilizados Convenções Informações de Apoio Vista

Leia mais

Gonçalves, Adriel {adriel@digitel.com.br} - Porto Alegre, RS Brazil. Guia de Configuração TACACS+ no NR2G-3200.

Gonçalves, Adriel {adriel@digitel.com.br} - Porto Alegre, RS Brazil. Guia de Configuração TACACS+ no NR2G-3200. ! " # "$$% % % Folha de Rosto... 01 Índice... 02 I. Introdução... 03 II. O que é TACACS+... 03 III. Topologia... 03 IV. Configuração do Servidor... 04 01. Adicionando Grupo... 04 02. Adicionando Usuário...

Leia mais

Laboratório 2.3.4 Configurando a Autenticação OSPF

Laboratório 2.3.4 Configurando a Autenticação OSPF Laboratório 2.3.4 Configurando a Autenticação OSPF Objetivo Configurar um esquema de endereçamento IP para a área OSPF (Open Shortest Path First). Configurar e verificar o roteamento OSPF. Introduzir a

Leia mais

Laboratório 1.1.4a Configuração do NAT

Laboratório 1.1.4a Configuração do NAT Laboratório 1.1.4a Configuração do NAT Objetivo Configurar um roteador para que use tradução de endereços de rede (NAT) para converter endereços IP internos, normalmente privados, para endereços públicos

Leia mais

Como utilizar a central de gerenciamento VPN.

Como utilizar a central de gerenciamento VPN. Como utilizar a central de gerenciamento VPN. Construir conexões VPN entre vários roteadores pode ser uma tarefa demorada. Em cada um dos roteadores há diversos parâmetros que precisam ser sincronizados,

Leia mais

Autenticação de dois fatores no SonicOS

Autenticação de dois fatores no SonicOS Autenticação de dois fatores no SonicOS 1 Observações, cuidados e advertências OBSERVAÇÃO: uma OBSERVAÇÃO indica informações importantes que ajudam a usar seu sistema da melhor forma. CUIDADO: um CUIDADO

Leia mais

e-mails editores de e-mails Como configurar contas de nos principais Como configurar contas de e-mails nos principais editores de e-mails

e-mails editores de e-mails Como configurar contas de nos principais Como configurar contas de e-mails nos principais editores de e-mails Como configurar contas de e-mails nos principais editores de e-mails Podemos acessar nossos e-mails pelo webmail, que é um endereço na internet. Os domínios que hospedam com a W3alpha, acessam os e-mails

Leia mais

Semestre 4 do CCNA Prova final baseada em habilidades Treinamento do aluno Diretrizes para o instrutor Visão geral e administração da prova

Semestre 4 do CCNA Prova final baseada em habilidades Treinamento do aluno Diretrizes para o instrutor Visão geral e administração da prova Semestre 4 do CCNA Prova final baseada em habilidades Treinamento do aluno Diretrizes para o instrutor Visão geral e administração da prova Esta prova deve ser utilizada nas aulas regulares do CCNA ministradas

Leia mais

Arquivos de configuração alternativos e da restauração

Arquivos de configuração alternativos e da restauração Arquivos de configuração alternativos e da restauração Índice Introdução Pré-requisitos Requisitos Componentes Utilizados Convenções Fazer um backup da configuração Usar um Servidor TFTP para Fazer Backup

Leia mais

Como mudar a senha de NT para a troca e as contas de serviço de Unity

Como mudar a senha de NT para a troca e as contas de serviço de Unity Como mudar a senha de NT para a troca e as contas de serviço de Unity Índice Introdução Pré-requisitos Requisitos Componentes Utilizados Convenções Mude a senha no Cisco Unity 4x Serviços de unidade para

Leia mais

PRIMEIROS PASSOS NO CRACKIT MEDIUM VERSION

PRIMEIROS PASSOS NO CRACKIT MEDIUM VERSION PRIMEIROS PASSOS NO CRACKIT MEDIUM VERSION Parabéns por instalar o CRACKIT MV! Agora chegou a hora de configurá-lo e administrá-lo. Todo o ambiente de administração do CRACKIT MV é web, ou seja via Browser

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO DE REDE

MANUAL DO USUÁRIO DE REDE MANUAL DO USUÁRIO DE REDE Armazenar registro de impressão na rede Versão 0 BRA-POR Definições de observações Utilizamos o seguinte ícone neste Manual do Usuário: Observações indicam como você deve reagir

Leia mais

Procedimento de Configuração OutLook 2007 para clientes Dentro da Rede Governo

Procedimento de Configuração OutLook 2007 para clientes Dentro da Rede Governo Procedimento de Configuração OutLook 2007 para clientes Dentro da Rede Governo Propriedade: GESUP-PRODEST/ES Data: 10/07/2013 Ver: Exchange Corp. CONFIGURAÇÃO COM OUTLOOK ANYWHERE O Outlook Anywhere proporciona

Leia mais

Tutorial para configurar o e-mail do IFSC usando o OUTLOOK EXPRESS

Tutorial para configurar o e-mail do IFSC usando o OUTLOOK EXPRESS Instituto de Física de São Carlos Seção Técnica de Informática Tutorial para configurar o e-mail do IFSC usando o OUTLOOK EXPRESS OBS: Este tutorial foi elaborado usando o Outlook Express, no entanto,

Leia mais

Guia de configuração para liberar Portas no DSLink 260E para acesso via PPPoE Rev. 3.3

Guia de configuração para liberar Portas no DSLink 260E para acesso via PPPoE Rev. 3.3 Guia de configuração para liberar Portas no DSLink 260E para acesso via PPPoE Rev. 3.3 http://www.dslink.com.br/ Índice Como conectar o modem DSLink 260E ao meu computador?... 3 Configurando o modem como

Leia mais

Laboratório - Identificação e Solução de Problemas de Configuração de VLAN

Laboratório - Identificação e Solução de Problemas de Configuração de VLAN Laboratório - Identificação e Solução de Problemas de Configuração de VLAN Topologia Tabela de Endereçamento Dispositivo Interface Endereço IP Máscara de Sub-rede Gateway padrão S1 VLAN 1 192.168.1.2 255.255.255.0

Leia mais

Configurando o DDNS Management System

Configurando o DDNS Management System Configurando o DDNS Management System Solução 1: Com o desenvolvimento de sistemas de vigilância, cada vez mais usuários querem usar a conexão ADSL para realizar vigilância de vídeo através da rede. Porém

Leia mais

Laboratório Configuração de um Roteador e um Cliente Sem Fio

Laboratório Configuração de um Roteador e um Cliente Sem Fio Topologia Configurações do Roteador Linksys Nome da Rede (SSID) Senha da rede Senha do Roteador CCNA-Net cisconet cisco123 Objetivos Parte 1: Configurar Definições Básicas em um Roteador da Série Linksys

Leia mais

Certifique-se de que você possui todas as informações necessárias e equipamento em mãos antes de iniciar a instalação.

Certifique-se de que você possui todas as informações necessárias e equipamento em mãos antes de iniciar a instalação. Este produto pode ser configurado utilizando qualquer navegador web atual, como por ex. Internet Explorer 6 ou Netscape Navigator 7 ou superior. DSL-2730B Roteador ADSL Wireless Antes de começar Certifique-se

Leia mais

Este documento é propriedade exclusiva da Cisco Systems, Inc. É concedida permissão para cópia e impressão deste documento para distribuição não

Este documento é propriedade exclusiva da Cisco Systems, Inc. É concedida permissão para cópia e impressão deste documento para distribuição não Este documento é propriedade exclusiva da Cisco Systems, Inc. É concedida permissão para cópia e impressão deste documento para distribuição não comercial e uso exclusivo pelos instrutores no curso CCNA

Leia mais

EN3611 Segurança de Redes Prof. João Henrique Kleinschmidt Prática Wireshark Sniffer de rede

EN3611 Segurança de Redes Prof. João Henrique Kleinschmidt Prática Wireshark Sniffer de rede EN3611 Segurança de Redes Prof. João Henrique Kleinschmidt Prática Wireshark Sniffer de rede Entregar um relatório contendo introdução, desenvolvimento e conclusão. A seção desenvolvimento pode conter

Leia mais

Mensagem de Erro de Cisco CR: Pergunta "FCVRS228 SQL falhada com erro SQL

Mensagem de Erro de Cisco CR: Pergunta FCVRS228 SQL falhada com erro SQL Mensagem de Erro de Cisco CR: Pergunta "FCVRS228 SQL falhada com erro SQL Índice Introdução Antes de Começar Convenções Pré-requisitos Componentes Utilizados Problema Nenhuns dados no log da transição

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES

MANUAL DE INSTRUÇÕES MANUAL DE INSTRUÇÕES 1 Conteúdo 1. LogWeb... 3 2. Instalação... 4 3. Início... 6 3.1 Painel Geral... 6 3.2 Salvar e Restaurar... 7 3.3 Manuais... 8 3.4 Sobre... 8 4. Monitoração... 9 4.1 Painel Sinóptico...

Leia mais

O conteúdo Cisco Networking Academy é protegido e a publicação, distribuição ou compartilhamento deste exame é proibida.

O conteúdo Cisco Networking Academy é protegido e a publicação, distribuição ou compartilhamento deste exame é proibida. O conteúdo Cisco Networking Academy é protegido e a publicação, distribuição ou compartilhamento deste exame é proibida. 1 Quando protocolos sem conexão são implementados nas camadas mais inferiores do

Leia mais

CCNA 2 Conceitos Básicos de Roteadores e Roteamento. Capítulo 5 - Gerenciamento do Software Cisco IOS

CCNA 2 Conceitos Básicos de Roteadores e Roteamento. Capítulo 5 - Gerenciamento do Software Cisco IOS CCNA 2 Conceitos Básicos de Roteadores e Roteamento Capítulo 5 - Gerenciamento do Software Cisco IOS 1 Objetivos do Capítulo Descrever a seqüência e a importância da inicialização do IOS nos roteadores

Leia mais

Guia do Aplicativo Bomgar B200 Índice

Guia do Aplicativo Bomgar B200 Índice Guia do Aplicativo Bomgar B200 Índice Introdução 2 Configuração do Bomgar Box 2 Fundamentos 2 Armazenamento 3 Minha conta 3 Configuração do IP 4 Rotas estáticas 5 Administração de aplicativo 5 Configuração

Leia mais

Guia de Usuário do Gateway do Avigilon Control Center. Versão 5.6

Guia de Usuário do Gateway do Avigilon Control Center. Versão 5.6 Guia de Usuário do Gateway do Avigilon Control Center Versão 5.6 2006-2015 Avigilon Corporation. Todos os direitos reservados. A menos que seja expressamente concedida por escrito, nenhuma licença será

Leia mais

Configurar acesso remoto DVR Série 9xxx/6xxx FullSec via rede local no PC

Configurar acesso remoto DVR Série 9xxx/6xxx FullSec via rede local no PC Configurar acesso remoto DVR Série 9xxx/6xxx FullSec via rede local no PC 1- Conectar o DVR à internet via cabo de rede 2- Conectar o DVR na energia e ligar 3- Ao ligar, se o DVR não possuir HD instalado,

Leia mais

Laboratório - Exploração do FTP

Laboratório - Exploração do FTP Objetivos Parte 1: Usar o FTP em um prompt de comando Parte 2: Baixar um arquivo FTP usando WS_FTP LE Parte 3: Usar o FTP em um navegador Histórico/cenário O File Transfer Protocol (FTP) faz parte do conjunto

Leia mais

FACULDADE DE TECNOLOGIA DE OURINHOS SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO. Felipe Luiz Quenca Douglas Henrique Samuel Apolo Ferreira Lourenço Samuel dos Reis Davi

FACULDADE DE TECNOLOGIA DE OURINHOS SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO. Felipe Luiz Quenca Douglas Henrique Samuel Apolo Ferreira Lourenço Samuel dos Reis Davi FACULDADE DE TECNOLOGIA DE OURINHOS SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO Felipe Luiz Quenca Douglas Henrique Samuel Apolo Ferreira Lourenço Samuel dos Reis Davi ENDIAN FIREWALL COMMUNITY 2.5.1 OURINHOS-SP 2012 HOW-TO

Leia mais

Laboratório 9.3.6 Configurando o roteamento Inter-VLAN

Laboratório 9.3.6 Configurando o roteamento Inter-VLAN Laboratório 9.3.6 Configurando o roteamento Inter-VLAN Objetivo Criar uma configuração básica de switch e verificá-la. Criar várias VLANs, nomeá-las e atribuir várias portas a elas. Criar uma configuração

Leia mais

Laboratório 11.2.3b Listas de acesso estendidas para DMZ simples

Laboratório 11.2.3b Listas de acesso estendidas para DMZ simples Laboratório 11.2.3b Listas de acesso estendidas para DMZ simples Objetivo Situação Neste laboratório, será explorado o uso de listas de acesso estendidas para criação de uma Zona Desmilitarizada (DMZ).

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES

REDES DE COMPUTADORES Sumário 1. Fundamentos e Infraestrutura de Redes de Computadores... 5 1.1. Laboratório 01 IP... 6 1.2. Laboratório 02 IP... 8 1.3. Laboratório 03 DHCP... 10 1.4. Laboratório 04 NAT... 13 1.5. Laboratório

Leia mais

Configuração de Redirecionamento de Porta. Manual de configuração de redirecionamento de porta do modem TD5130.

Configuração de Redirecionamento de Porta. Manual de configuração de redirecionamento de porta do modem TD5130. Configuração de Redirecionamento de Porta Manual de configuração de redirecionamento de porta do modem TD5130. 1. Com o computador ligado via cabo ao modem, pela porta LAN 1, para acessar a interface web

Leia mais

Guia de atualização. Guia de atualização do SonicOS 6.2

Guia de atualização. Guia de atualização do SonicOS 6.2 SonicOS SonicOS Conteúdos SonicOS As seções seguintes explicam como atualizar uma imagem de firmware SonicOS existente para uma versão mais recente: Obter a versão mais recente de firmware do SonicOS...

Leia mais

Configurando o Roteador Prof. Isaías Lima. Carregar o arquivo de texto para configurar outro roteador usando o HyperTerminal.

Configurando o Roteador Prof. Isaías Lima. Carregar o arquivo de texto para configurar outro roteador usando o HyperTerminal. Laboratório / ECO Configurando o Roteador Prof. Isaías Lima Objetivos: Capturar a configuração atual de um roteador para um arquivo de texto ASCII com o HyperTerminal do Windows XP. Editar ou modificar

Leia mais

Índice. 8. Como habilito a criptografia WEP para que meus dispositivos mais antigos possam se conectar?... 30

Índice. 8. Como habilito a criptografia WEP para que meus dispositivos mais antigos possam se conectar?... 30 Índice 1. Como configuro e instalo o meu roteador?... 1 2. Como altero a senha de Administrador no meu roteador?... 9 3. Como recupero minha senha de rede wireless?... 10 4. Como altero o Endereço IP do

Leia mais

A versão SonicOS Standard 3.9 conta com suporte nos seguintes equipamentos do SonicWALL: SonicWALL TZ 180 SonicWALL TZ 180 Wireless

A versão SonicOS Standard 3.9 conta com suporte nos seguintes equipamentos do SonicWALL: SonicWALL TZ 180 SonicWALL TZ 180 Wireless SonicOS Notas de versão do SonicOS Standard 3.9.0.1 para TZ 180/180W Conteúdo Conteúdo... 1 Compatibilidade da plataforma... 1 Como alterar o idioma da interface gráfica do usuário... 2 Aprimoramentos...

Leia mais

Laboratório 8.2.4 Verificando Configurações de VLANs.

Laboratório 8.2.4 Verificando Configurações de VLANs. Laboratório 8.2.4 Verificando Configurações de VLANs. Objetivo Criar uma configuração básica de switch e verificá-la. Criar duas VLANs. Nomear as VLANs e atribuir várias portas a elas. Testar a funcionalidade,

Leia mais

Parte 2 Usando o CLI do Roteador

Parte 2 Usando o CLI do Roteador Parte 2 Usando o CLI do Roteador O acesso à CLI Comand Line Interface, é feita pelo usuário no roteador com um terminal ou remotamente. Quando acessamos um roteador, devemos efetuar login nele antes de

Leia mais

Introdução ao Tableau Server 7.0

Introdução ao Tableau Server 7.0 Introdução ao Tableau Server 7.0 Bem-vindo ao Tableau Server; Este guia orientará você pelas etapas básicas de instalação e configuração do Tableau Server. Em seguida, usará alguns dados de exemplo para

Leia mais

Expandindo um banco de dados SQL de ICM

Expandindo um banco de dados SQL de ICM Expandindo um banco de dados SQL de ICM Índice Introdução Pré-requisitos Requisitos Componentes Utilizados Convenções Fundamentos Expanda o espaço com uso do ICMDBA Quando usar o gerenciador de empreendimento

Leia mais

Simulação do Packet Tracer - Comunicação TCP e UDP

Simulação do Packet Tracer - Comunicação TCP e UDP Simulação do Packet Tracer - Comunicação TCP e UDP Topologia Objetivos Parte 1: Gerar tráfego de rede no modo de simulação Parte 2: Examinar a funcionalidade dos protocolos TCP e UDP Histórico Esta atividade

Leia mais

Switch>: User mode Limitado a comandos básicos de monitoramento.

Switch>: User mode Limitado a comandos básicos de monitoramento. Faculdade de Tecnologia Senac Pelotas Curso Superior de Tecnologia em Redes de Computadores Laboratório de Redes I Professor Eduardo Maroñas Monks Resumo de Comandos Cisco IOS (Switch 2960) versão 1b Modos

Leia mais

Sérgio Cabrera Professor Informática 1

Sérgio Cabrera Professor Informática 1 1. A tecnologia que utiliza uma rede pública, como a Internet, em substituição às linhas privadas para implementar redes corporativas é denominada. (A) VPN. (B) LAN. (C) 1OBaseT. (D) 1OBase2. (E) 100BaseT.

Leia mais

1 REQUISITOS BÁSICOS PARA INSTALAR O SMS PC REMOTO

1 REQUISITOS BÁSICOS PARA INSTALAR O SMS PC REMOTO 1 ÍNDICE 1 REQUISITOS BÁSICOS PARA INSTALAR O SMS PC REMOTO... 3 1.1 REQUISITOS BASICOS DE SOFTWARE... 3 1.2 REQUISITOS BASICOS DE HARDWARE... 3 2 EXECUTANDO O INSTALADOR... 3 2.1 PASSO 01... 3 2.2 PASSO

Leia mais

Manual de configurações do Conectividade Social Empregador

Manual de configurações do Conectividade Social Empregador Manual de configurações do Conectividade Social Empregador Índice 1. Condições para acesso 2 2. Requisitos para conexão 2 3. Pré-requisitos para utilização do Applet Java com Internet Explorer versão 5.01

Leia mais

Índice. 8. Como habilito a criptografia WEP para que meus dispositivos mais antigos possam se conectar?..24

Índice. 8. Como habilito a criptografia WEP para que meus dispositivos mais antigos possam se conectar?..24 Índice 1. Como configuro e instalo o meu roteador?...1 2. Como altero a senha de Administrador no meu roteador?...9 3. Esqueci minha senha wireless, como faço para recuperá-la?...11 4. Como altero o Endereço

Leia mais

Maker Planet www.makerplanet.com Manual do Usuário

Maker Planet www.makerplanet.com Manual do Usuário Maker Planet www.makerplanet.com Manual do Usuário Atenção: Este é o rascunho inicial deste documento, visite o Maker Planet.COM (HTTP://www.makerplanet.com/) para obter as atualizações deste documento.

Leia mais

III WTR do POP-BA III Workshop de Tecnologias de Redes Ponto de Presença da RNP na Bahia Instrutor: Ibirisol Fontes Monitores: Jundaí Abdon.

III WTR do POP-BA III Workshop de Tecnologias de Redes Ponto de Presença da RNP na Bahia Instrutor: Ibirisol Fontes Monitores: Jundaí Abdon. III WTR do POP-BA III Workshop de Tecnologias de Redes Ponto de Presença da RNP na Bahia Instrutor: Ibirisol Fontes Monitores: Jundaí Abdon Prática 2 Cenário: Como na prática número 1, temos na figura

Leia mais

ALTERNATIVA PARA CONEXÃO VIA INTERNET DE IP MASCARADO A IP REAL

ALTERNATIVA PARA CONEXÃO VIA INTERNET DE IP MASCARADO A IP REAL Documento: Tutorial Autor: Iuri Sonego Cardoso Data: 27/05/2005 E-mail: iuri@scripthome.cjb.net Home Page: http://www.scripthome.cjb.net ALTERNATIVA PARA CONEXÃO VIA INTERNET DE IP MASCARADO A IP REAL

Leia mais

Conteúdo. Compatibilidade da plataforma. Notas de Versão do SonicOS Enhanced 5.0.2.0-17o+ SonicOS

Conteúdo. Compatibilidade da plataforma. Notas de Versão do SonicOS Enhanced 5.0.2.0-17o+ SonicOS SonicOS Conteúdo Conteúdo... 1 Compatibilidade da plataforma... 1 Como alterar o idioma da interface gráfica do usuário... 2 Recursos importantes... 2 Problemas conhecidos... 4 Fazendo upgrade dos procedimentos

Leia mais

Seu manual do usuário F-SECURE ONLINE BACKUP http://pt.yourpdfguides.com/dref/2859647

Seu manual do usuário F-SECURE ONLINE BACKUP http://pt.yourpdfguides.com/dref/2859647 Você pode ler as recomendações contidas no guia do usuário, no guia de técnico ou no guia de instalação para F-SECURE ONLINE BACKUP. Você vai encontrar as respostas a todas suas perguntas sobre a no manual

Leia mais

BlackBerry Social Networking Application Proxy para ambientes Microsoft SharePoint. Guia de instalação e configuração Versão: 2.1

BlackBerry Social Networking Application Proxy para ambientes Microsoft SharePoint. Guia de instalação e configuração Versão: 2.1 BlackBerry Social Networking Application Proxy para ambientes Microsoft SharePoint Guia de instalação e configuração Versão: 2.1 Publicado: 2012-03-09 SWD-20120309110051381 Conteúdo 1 Histórico da revisão

Leia mais

Nível de segurança de uma VPN

Nível de segurança de uma VPN VPN Virtual Private Network (VPN) é uma conexão segura baseada em criptografia O objetivo é transportar informação sensível através de uma rede insegura (Internet) VPNs combinam tecnologias de criptografia,

Leia mais

Script de Configuração dos E-mails @SEE (Webmail /Outlook Express)

Script de Configuração dos E-mails @SEE (Webmail /Outlook Express) Script de Configuração dos E-mails @SEE (Webmail /Outlook Express) A Secretaria de Estado da Educação está disponibilizando uma nova ferramenta para acesso ao e-mail @see. Essa nova ferramenta permitirá

Leia mais

Online Help StruxureWare Data Center Expert

Online Help StruxureWare Data Center Expert Online Help StruxureWare Data Center Expert Version 7.2.7 Novidades no StruxureWare Data Center Expert 7.2.x Saiba mais sobre os novos recursos disponíveis na versão StruxureWare Data Center Expert 7.2.x.

Leia mais

Instalando, configurando e utilizando a Área de trabalho remota via Web

Instalando, configurando e utilizando a Área de trabalho remota via Web Página 1 de 14 Mapa do Site Brasil Home Worldwide Procurar no Microsoft.com por: Ir Home TechNet USA MS Brasil Desenvolvedores Sharepedia TopIT Fale Conosco Meu TechNet Pesquisa rápida TechNet Boletins

Leia mais

Controlando o tráfego de saída no firewall Netdeep

Controlando o tráfego de saída no firewall Netdeep Controlando o tráfego de saída no firewall Netdeep 1. Introdução Firewall é um quesito de segurança com cada vez mais importância no mundo da computação. À medida que o uso de informações e sistemas é

Leia mais

Laboratório - Observação da resolução do DNS

Laboratório - Observação da resolução do DNS Objetivos Parte 1: Observar a conversão DNS de um URL para um endereço IP Parte 2: Observar a pesquisa de DNS usando o comando Nslookup em um site Parte 3: Observar a pesquisa de DNS usando o comando Nslookup

Leia mais

Versão 1.0 Janeiro de 2011. Xerox Phaser 3635MFP Plataforma de interface extensível

Versão 1.0 Janeiro de 2011. Xerox Phaser 3635MFP Plataforma de interface extensível Versão 1.0 Janeiro de 2011 Xerox Phaser 3635MFP 2011 Xerox Corporation. XEROX e XEROX e Design são marcas da Xerox Corporation nos Estados Unidos e/ou em outros países. São feitas alterações periodicamente

Leia mais

Kaseya 2. Guia do usuário. Version R8. Português

Kaseya 2. Guia do usuário. Version R8. Português Kaseya 2 vpro Guia do usuário Version R8 Português Outubro 23, 2014 Agreement The purchase and use of all Software and Services is subject to the Agreement as defined in Kaseya s Click-Accept EULATOS as

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS OPERACIONAIS SERVIÇOS DE ACESSO REMOTO (TELNET E TERMINAL SERVICES) Professor Carlos Muniz

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS OPERACIONAIS SERVIÇOS DE ACESSO REMOTO (TELNET E TERMINAL SERVICES) Professor Carlos Muniz ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS OPERACIONAIS SERVIÇOS DE ACESSO REMOTO (TELNET E O que é roteamento e acesso remoto? Roteamento Um roteador é um dispositivo que gerencia o fluxo de dados entre segmentos da rede,

Leia mais

Utilizando License Server com AnywhereUSB

Utilizando License Server com AnywhereUSB Utilizando License Server com AnywhereUSB 1 Indice Utilizando License Server com AnywhereUSB... 1 Indice... 2 Introdução... 3 Conectando AnywhereUSB... 3 Instalação dos drivers... 3 Configurando AnywhereUSB...

Leia mais